Issuu on Google+

PUB

PORTUGAL quarta-feira 12 fevereiro 2014 ano 6, nº 2035 Lisboa 9° | 16°

Porto 5° | 14°

www.readmetro.com Diretor: Diogo Torgal Ferreira

Crédito às empresas com subida notável Nacional. Bancos emprestaram 4,8 mil M€ em dezembro de 2013. Aumento de 18% face ao mês anterior pág. 06 Nacional

Maior defesa da privacidade Comissão de Proteção de Dados com novas ferramentas online pág. 05

Cronista

A propósito do novo “Winter’s Tale – Uma História de Amor”, filme que estreia amanhã, a entrevista com Colin Farrell págs. 10 e 11. GETTY IMAGES

Sérgio H. Coimbra Um português na capital dos EUA pág. 04

Sport

Futebol. Dois golos sem resposta na vitória do Benfica sobre o Sporting Águias receberam e bateram leões com um golo em cada metade. Gaitán e Enzo fizeram os tentos que deixaram a equipa de Alvalade a cinco pontos da liderança. Encarnados estão no topo do campeonato. pág. 14 PUB


PUB


1

JORNAL

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

04

Opinião

SÉRGIO H. COIMBRA

ONLINE

JORNALISTA

Um português em Washington

facebook www.facebook.com/HuffPostCelebrity “A espera está a chegar ao fim! Lena Dunham usou o Instagram para partilhar a capa do seu novo livro: ‘Not That Kind of Girl: A Young Woman Tells You What She’s Learned’ e anunciou que vai ser editado a 10/7/14.”

twitter @rickygervais [Ricky Gervais]

Ao passar por Lafayette Park, o jardim em frente à Casa Branca, descobri mais França do que a usual sombra do marquês, na forma de tricolores esvoaçantes. François Hollande era convidado de Barack Obama. Embora a imprensa alcoviteira esteja mais ocupada com o affair do honorável gaulês, esta visita, a primeira de um PR francês em quase 20 anos, tem grande mérito. “Parmi nous”, desde Waterloo que a política externa

francesa só tem tido derrotas para celebrar, da Argélia à Indochina, com paragem obrigatória em Vichy. Mas M. Hollande está a trazer o seu país à tona da geopolítica; nunca as tropas francesas estiveram tão activas, por exemplo a combater o terrorismo em África. Espero de M. Obama duas coisas: que tenha servido ao convidado champagne em vez de espumante da Califórnia, e que tenha sabido pronunciar “à votre santé!”

Nota: a pedido do cronista, este texto não segue as regras do novo Acordo Ortográfico.

António José Seguro

“Como se sabe, as promessas do dr. Paulo Portas são sempre irrevogáveis até ao momento em que ele próprio as revogue” Foi desta forma que o secretário-geral do PS comentou, ontem, a declaração feita na véspera pelo vice-primeiro-ministro, em que este último admitiu uma descida do IRS a partir de 2015. GETTY IMAGES

Herge del Rio. Grecildo: a 1ª papa

“Acabei de descobrir como se reza. Isto é algo que me vai fazer poupar uma porrada de milhões em doações para caridades.”

vídeo do dia

Eis porque é que toda a gente quer que LeBron James entre no concurso de afundanços do All-Star Weekend deste mês. Venha escrever connosco. Entre em facebook.com/metroportugal

O tempo não para e Grecildo, meu sobrinho adorado, já completou 4 meses de idade, está pois na altura de começar a comer as primeiras papinhas. Só de pensar fico com um sorriso de orelha a orelha. Foi demais! Ele aceitou bem as primeiras colheradas – apesar de deitar mais para fora do que aquela que engole – e foi maravilhoso ver as caretas como reação ao desconhecido e o chuchar na colher. Não sei como foi convosco, nem sei como é que ele conseguiu, mas pouco tempo depois de lhe começar a dar de comer já havia papa espalhada por todo o lado. Nada foi poupado… nem o cabelo do ‘titio’! Para a próxima já não vou ao engano, já me preparei e comprei os kits todos: babete “com prateleira” em plástico rígido, prato e colher XPTO… Agora só me falta descobrir onde comprar um escafandro para mim! Com Grecildo foi assim e com o vosso bebé como foi? Contem-me no Facebook!


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

Lisboa: investir, visitar e viver Estudo. Tanto a capital como o Porto são as principais portas de entrada em Portugal para investidores e turistas. A conclusão é de um estudo da consultora Bloom Consulting. Lisboa lidera o ranking nas três categorias. “É considerada a melhor cidade para investir, para viver e para visitar. Segue-se o Porto, a segunda melhor cidade para negócios, a terceira para fazer turismo e a quarta melhor do País para se viver”, lê-se. O ranking regional é marcado pela liderança isolada do Porto, seguido de Braga e de Guimarães, Viana do Castelo, Maia e Matosinhos. De realçar que sete das 25 cidades mais bem colocadas no ranking nacional localizam-se na região norte. Na região centro, destacam-se essencialmente quatro municípios: Coimbra, Aveiro, Leiria e Viseu.

NACIONAL | 05

Online

Bruxelas premeia dois projetos online A Comissão Europeia vai premiar dois projetos portugueses, entre outros, com conteúdos online especialmente destinado para crianças e jovens, no âmbito do Dia da Internet Mais Segura, assinalado ontem. Os visados são “Escola de magia”, um site destinado a utilizadores entre os 7 e os 12 anos, e “Learn English” para um público dos 6 aos 8.

Redes sociais

Plataforma indica quais os políticos “Popstar”

“Uma ‘marca-cidade’ é um ativo para os municípios”, explica Filipe Roquette, diretor geral da Bloom Portugal. © 123RF

Uma plataforma procura medir a frequência com que são referidos nos media sociais os políticos portugueses, medindo também se o sentimento dos utilizadores é positivo ou negativo. A ferramenta, intitulada “Popstar”, está online (www.popstar.pt) desde outubro mas congrega dados “a partir de meados de 2011”.

Net. País com novos meios de defesa da privacidade Os internautas portugueses têm disponível, desde ontem, Dia Europeu da Internet Mais Segura, um novo conjunto de ferramentas que permitem um maior controlo da privacidade quando navega na net, anunciou a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD). “O princípio básico do programa é devolver o controlo da privacidade ao utente”, através de um conjunto de aplicações, disse à Lusa um especialista da Universidade do Porto, que desenvolveu o projeto com a CNPD.

Casos

1.284 denúncias de casos de conteúdos ilegais online chegaram, no ano passado, à Linha Alerta do Centro Internet Segura. Uma das queixas estava relacionada com um perfil pedófilo no Facebook. PUB


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

NACIONAL | 06

Mais dinheiro para empresas BdP. Os bancos emprestaram 4,8 mil M€ em novas operações de crédito às empresas, em dezembro de 2013, um aumento de 18% face ao mês anterior, segundo o Banco de Portugal (BdP). De acordo com os números divulgados ontem pelo banco central, o valor compara com os 4,1 mil M€ concedidos em novembro. Em termos homólogos, registou-se um aumento de 18,8%, uma vez que em dezembro de 2012 foram concedidos 4.061 M€ em novas operações de crédito às empresas. Quanto aos particulares, foram concedidos 687 M€ em novas operações de crédito, um aumento de 20,5% face ao mês anterior, em que foram concedidos 570 M€ às famílias em novos empréstimos. Numa comparação homóloga, em dezembro do ano passado verificou-se um aumento de 8% nas novas

concessões de empréstimos às famílias: em dezembro de 2012, a banca concedeu 636 M€ em créditos dirigidos às famílias. Também ontem o BdP revelou que os bancos portugueses reduziram a dependência do Banco Central Europeu (BCE) em janeiro, para os 47.009 M€, um valor que já não era tão baixo desde janeiro de 2012, mês em que os empréstimos do BCE concedidos aos bancos nacionais atingiram os 46.476 M€. Os bancos portugueses têm recorrido à cedência de liquidez do BCE para ultrapassar os constrangimentos sentidos no mercado interbancário europeu.

Subsídios Os reformados e pensionistas do Banco de Portugal (BdP) vão receber os subsídios de férias e de Natal retirados em 2012. • Uma decisão judicial obriga o banco a pagar aos reformados e pensionistas juros de 4%. • De acordo com informação do Sindicato dos Trabalhadores da Atividade Financeira revelada ontem, o tribunal obriga o BdP a pagar os subsídios retirados em 2012, acrescidos dos respetivos juros. • O SINTAF, depois de o BdP dizer que não pagaria os subsídios, queixou-se ao Provedor de Justiça, ao BCE e intentou ações judiciais.

Dívida. Juros de 5% por 3 mil M€ a 10 anos Portugal vai pagar uma taxa de juro de 5,112% pelos 3 mil M€ de dívida a 10 anos colocados ontem numa operação sindicada, em que atraiu uma procura de 9,5 mil M€. O montante “não é surpreendente tendo em conta as condições favoráveis no mercado”, disse um analista citado pelo JdN. Com a emissão poderá ficar praticamente concluído o financiamento para 2014.

Violência. Bolsa de casas para vítimas com rendas baixas O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) vai criar uma bolsa de casas para vítimas de violência doméstica, com arrendamento a baixo custo, no âmbito de um protocolo com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género. O IHRU vai disponibilizar as casas às vítimas, no momento da saída das casas de abrigo. O número de fogos vai depender dos pedidos e localização.

Ensino Superior

Candidaturas a estágios de jovens em empresas A Fundação da Juventude lançou a nova edição do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas, para jovens a frequentar o último e penúltimo ano do ensino superior em todas as áreas académicas.

Sangue

Gripe e mau tempo fazem diminuir dádivas Os casos de gripe e o mau tempo que se tem registado em Portugal estão a contribuir para uma diminuição das dádivas de sangue, com quebras mais importantes nos tipos O e A negativos, segundo o Instituto Português do Sangue.

Fundos para formação dependem de sucesso no trabalho O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional afirmou ontem que “parte do financiamento da formação profissional estará dependente do seu sucesso no mercado de trabalho”, destacando que esta é uma das mudanças de paradigma no novo ciclo de fundos comunitários. Poiares Maduro, que esteve na comissão de Economia e Obras Públicas a prestar esclarecimentos sobre o programa Portugal 2020, frisou que este é mais direcionado para os resultados. © LUSA 123RF


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

MUNDO | ECONOMIA | 07

Mercado Puro

As perguntas certas

O dia a dia dos mercados Petróleo

Euribor 6m

Psi-20

$108,68 (+0,04%)

0,391 (+0,26%)

7.014,25 (+1,34%)

PEDRO BARBOSA DOCENTE DO IPAM E PORTO BUSINESS SCHOOL

Violência sectária permanente na província de Anbar levou 300.000 iraquianos a deixar as suas casas nas últimas seis semanas, divulgou o Alto Comissariado da ONU para Refugiados. © GETTY IMAGES

Explodiram antes de tempo Iraque. Um tutor de terroristas suicidas queimou etapas, sem querer, e explodiu com a sua classe numa aula prática. Houve 22 mortos: o instrutor e 21 aspirantes a homem-bomba. De acordo com as autoridades do Iraque, o acidente ocorreu em Samarra, a norte de Bagdade, quando o instrutor em causa demonstrava como usar um cinto com explosivos reais. Os militantes integravam o Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS na sigla em inglês) – terroristas sunitas que combatem a fação xiita do governo do país e espalham o caos na Síria. Forças de segurança chegaram ao local após ouvirem a explosão. Pelo menos 22 alunos foram detidos, alguns deles com ferimentos. A polícia descobriu ainda sete carros-bomba preparados com cintos carregados de explosivos.

Argélia

Perigo

“O ISIS é agora o grupo jihadista mais perigoso do planeta. Não há prova maior disso do que ser expulso da Al-Qaeda” William McCants, especialista em extremismo islâmico do Brookings Institute, ao The New York Times.

O ISIS obedecia ao comando central da Al-Qaeda, mas, já este mês, a rede terrorista oficializou o romper dos laços. Em causa está a crescente animosidade entre aquele grupo jihadista e outros grupos R.A.C. sob a égide da Al-Qaeda.

Ásia 123RF

Um sobrevivente em queda de avião Uma avião militar com 103 pessoas a bordo despenhou-se ontem numa zona montanhosa da Argélia, devido a más condições meteorológicas. Inicialmente, fonte do Ministério da Administração Interna do país garantia que não havia sobreviventes. Porém, horas depois, a rádio pública argelina avançou que terá sido encontrado um sobrevivente, em estado grave, que foi transportado para uma unidade hospitalar.

China e Taiwan: encontro Taiwan e República Popular da China começaram ontem a debater a criação de um canal regular de comunicação nas primeiras conversações entre os dois governos desde o final da guerra civil chinesa, há 64 anos.

Passei três semanas a ler o The Washington Post e a Monocle e quando volto a Portugal deparo-me com discussões estéreis, problemas menores, capas de jornais que falam de tudo-o-que-não-interessa. Poderíamos pensar que o problema é da imprensa, mas vejam o que está a acontecer ao tão digno Liberatión. É um problema de todos nós, da nossa cidadania, das coisas que realmente nos preocupam. E este é o maior problema de Portugal, sobretudo depois dos que se foram do País à procura de trabalho. Precisamos de evoluir, de nos preocuparmos com as coisas certas, de questionar sobre as matérias que são relevantes para nós e para o futuro dos nossos.

Euro para: Dólar 1,363; Libra 0,829; Real 3,276

Calçado

Exportações em máximos As exportações da indústria portuguesa de calçado aumentaram 8% em 2013 e ultrapassaram, pela primeira vez, o máximo histórico de 1.700 M€, anunciou ontem a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos. Desde 2010, o setor já cresceu 28%, e o preço médio do calçado português é o segundo mais alto do mundo – €23,45.

“Continuidade” de estímulos Política monetária. Nova presidente da Reserva Federal (Fed) dos EUA defende “a continuidade” dos estímulos à economia. “Espero em grande parte a continuidade na abordagem da política monetária”, afirmou Yellen num comité do Congresso norte-americano, durante a sua primeira declaração nesta instância na qualidade de presidente da Fed. A nova presidente da Reserva Federal, formalmente conduzida a 3 de fevereiro, disse que a Fed vai “provavelmente continuar a reduzir as suas compras de ativos gradualmente”. A instituição começou em janeiro a reduzir as injeções de liquidez no mercado financeiro, de 65 mil milhões de dólares por mês (mais de 40 mil M€), argumentando a decisão com a melhoria relativa da economia dos EUA. Uma política monetária “altamente acomodatícia”, ou seja, de juros baixos, por parte da Fed – incluindo a manutenção das taxas de juro próximas de zero – vai continuar a ser apropriada “mesmo depois” do recuo da taxa de desemprego para os 6,5%, alertou Yellen.

GETTY IMAGES

Meta

2% é o valor da taxa de inflação que a Reserva Federal pretende alcançar. Segundo Janet Yellen, o outro objetivo do mandato da instituição é “ajudar a economia a regressar ao pleno emprego”


2

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

08

CULTO

José Flávio Martins (terceiro a contar da direita) criou o projeto Senhor Vadio para celebrar as duas décadas de canções. © DR

Vadiar por aí Música. Senhor Vadio é o nome do mais recente projeto de José Flávio Martins. A celebrar mais de duas décadas de canções, edita agora o álbum “Cartas de um Marinheiro”.

Selena Gomez

“Dei o melhor que pude. Obrigada pelo amor incondicional e pelos abraços online. Vocês inspiram-me” Mensagem da cantora depois de sair de uma clínica de reabilitação, para curar vícios como álcool e canábis. GETTY IMAGES

O projeto começou a nascer “há mais ou menos três anos”, conta o músico. “Após este percurso de 23 anos de muitas canções compostas, de muitas cumplicidades, achei que era altura de fazer um compilar de canções já editadas e alguns inéditos num projeto mais próprio e pessoal. Mas em vez de lhe dar o meu nome, quis dar-lhe um toque mais original.” Assim nasce Senhor Vadio: “É uma vadiagem musical – no bom sentido! É uma fusão de estilos musicais, uma ponte entre o passado e o presente”, acrescenta. José Flávio Martins tem vindo a trabalhar, durante os últimos 20 anos, em vários projetos de música portuguesa: casos de Frei Fado d’El Rei, Ceia dos Monges, Roldana Folk, Lúmen e Atlantihda. “Uma das mi-

nhas paixões é escrever e compor, algo que estou sempre a fazer. Depois destes 23 anos, a ouvir e a percorrer os meus vários trabalhos, decidi formar este sexteto de músicos, também eles próprios com um espírito de fusão de música. Os temas têm uma roupagem uniforme, mais contemporânea”, explica. A história das canções de José Flávio Martins foi sempre feita de muitas cumplicidades musicais. E este “Cartas de um Marinheiro” não foge à regra: “Até mais por ser um disco de celebração. Tenho tido o prazer de conhecer muitos músicos, que são amigos e por quem tenho uma grande admiração. E adicionei a este sexteto o Jorge Fernando, o João Gil, a Diana Bastos, Manuel Rocha (da Brigada

Arte. Uma exposição que revela “os olhos” de Júlio Pomar Uma exposição sobre o olhar do pintor Júlio Pomar e as reflexões sobre a prática artística pessoal e de outros artistas é inaugurada a 28 de fevereiro em Lisboa.

“Tratado dos Olhos” vai ficar patente no Ateliê-Museu Júlio Pomar, em Lisboa, até 28 de setembro deste ano. “A exposição ‘Tratado dos Olhos’ é um (auto)rretrato do artista

Victor Jara)... Enriquece muito a diversidade musical, além de serem pessoas de quem sou muito amigo.” No próximo sábado, dia 15 (às 21h30, no auditório do metropolitano em Benfica, no Alto dos Moinhos), José Flávio Martins leva este sexteto ao palco e conta com alguns convidados, nomeadamente João Gil e Jorge Fernando. “Hoje há uma forma de abordar a música muito mais madura. Estamos a preparar este concerto com muito carinho e a ideia é mostrar todas estas novas canções.” BRUNO MARTINS

Ao vivo

O projeto Senhor Vadio vai estar sábado, às 21h30, no Auditório do Metro no Alto dos Moinhos, em Lisboa. João Gil e Jorge Fernando são convidados.

enquanto vidente: uma apresentação do seu modo próprio de olhar. Mas como dar a ver o olhar? Para revelar os olhos do pintor, fazemos um desvio da sua prática artística bem conhecida, e tornamos acessível, colocando no centro da exposição, uma parte fundamental da obra de Júlio Pomar”, escreve o curaAGÊNCIA LUSA dor sobre a mostra.


09

Joana Vasconcelos com inéditos em Manchester Pintura. O Museu de Arte da cidade de Manchester apresenta, a partir de sábado, “a mais ambiciosa” exposição de Joana Vasconcelos no Reino Unido, com novas obras. Foi em 2011 que começaram os contactos para organizar uma exposição de Joana Vasconcelos na cidade inglesa. A curadora da exposição, Natasha Howes, diz que é fã do trabalho da artista desde 2005, quando ficou maravilhada por “Noiva”, lustre feito com 20 mil tampões higiénicos apresentado na Bienal de Arte de Veneza. “Pensámos que seria interessante trazê-la a Manchester por causa da história da indústria têxtil”, disse. A “afinidade” cresceu, enfatizou Howes, resultando numa exposição

E por Portugal... O Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, recebeu 35 mil visitantes na exposição inaugurada há cerca de dois meses com 57 pinturas do séc. XVII à volta da paisagem do norte da Europa, provenientes do Museu do Prado, Madrid. Intitulada “Rubens, Brueghel, Lorrain. A Paisagem do Norte no Museu do Prado”, a mostra de mestres flamengos, holandeses e franceses será exibida até 30 de março.

JOÃO CORTESÃO

“ambiciosa” e num “casamento brilhante” com o espaço e o resto da coleção permanente do museu, com a qual Joana Vasconcelos criou um “diálogo” com as suas próprias peças, realizando, por exemplo, uma nova peça de uma figura feminina. A exposição, que contará com mais de 20 peças, juntará pela primeira vez três veículos de grande dimensão transportados pela artista: “Lilicóptero” (um helicóptero decorado com penas de avestruz), “War Games” (um automóvel coberto por espingardas de plástico) e www.fatimashop.com (um triciclo motorizado cheio de estatuetas de Nossa Senhora de Fátima). Natasha Howes elogia o espírito engenhoso e divertido de Joana Vasconcelos: “É um trabalho muito acessível, muito imediato, de grande escala e colorido, mas que depois, com mais atenção, percebe-se as mensagens que transporta”. LUSA

Festival

Massive Attack no Super Bock Super Rock Massive Attack, Metronomy e The Cat Empire são os mais recentes nomes anunciados para o festival Super Bock Super Rock, na Herdade do Cabeço da Flauta. Todos eles vão tocar no dia 17 de julho – o festival estende-se até dia 19. O concerto dos Massive Attack merece especial atenção, já que serve de apresentação do novo disco dos britânicos.

Cinemateca

José Manuel Costa confirmado como diretor A Secretaria de Estado da Cultura confirmou a nomeação de José Manuel Costa para diretor da Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e Rui Manuel Cartaxo Machado para subdiretor. José Manuel Costa já ocupava interinamente a direção da Cinemateca Portuguesa e sucede a Maria João Seixas, que não se recandidatou ao cargo.

PUB

Morreu a “princesinha” do cinema A atriz norte-americana Shirley Temple morreu na segunda-feira à noite na sua casa, em Woodside, na Califórnia, EUA, de “causas naturais”. Temple tinha 85 anos, tendo começado a carreira com apenas três. Ficou conhecida pelos inúmeros papéis infantis no grande ecrã. © GETTY IMAGES


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

10

“A vida é uma maravilha tão grande” 7ª arte. Para Colin Farrell, os tempos de “bad boy” já eram. Entrevistámos o talentoso ator irlandês a propósito do novo “Winter’s Tale – Uma História de Amor”, mas a conversa resvalou para temas como poesia, saúde e Elizabeth Taylor. JOHN-MIGUEL SACRAMENTO EM HOLLYWOOD

Faz anos a 31 de maio, quando a primavera hesita em transitar para os dias ainda mais maduros. Boa altura para recapitular a matéria dada na disciplina romântica: A Educação Sentimental do Jovem Colin Farrell, coração aberto quando chegou ao paraíso. Até agora, tudo nos conformes. O sujeito terá, ao acaso, episódios boémios de timbre quero-lá-saber, momentos onde foi posto perante o dilema da escolha. Mas todos os brilharetes e diplomas que constam da biografia do irrequieto

aparecem já com pedigree nacional. Foi tudo fatal. A lasca d’ouro nasceu em Dublin, quer dizer, aquilo corre-lhe nas veias. Outros requisitos essenciais do artista que se preza: foi expulso do liceu aos 17. Aprecia a boa bebida. Já se abriu publicamente na questão da dependência face aos bombons da indústria farmacêutica. Namorisca, aparece de garrafa de cerveja na mão se lhe apetece, amigo, acessível, mas por vezes com ar de estar a recuperar de algo grande. A firmeza de carreira continua intacta, esteja ela a ser guiada por

Terrence Malick, Woody Allen, Oliver Stone, Steven Spielberg, Michael Mann ou outro diamante da imagem emocional capaz de reconhecer a faísca do drama no corpo imparável. O Colin apareceu há dias a fazer de Mr. Banks, o pai da Mary Poppins, mais um que envergonhou os filhos na sua imensa falhança interpares. E consta que o ator trabalha agora com a realizadora Liv Ullmann, numa adaptação da peça de Strindberg, “Miss Julie”, desta vez com Jessica Chastain e Samantha Morton. O filme que o traz de regresso este mês, “Winter’s Tale”, mantém o ator numa veia semidepressiva que,

não fosse a ternura no olhar e o salto pronto na musculatura, seriam apenas crepúsculos sombrios. Que tom andante-caprichoso aquele que é imposto pelo rapaz. Energia nata, na vida, no cinema. A educação dele continua. Gosta de escrever? Se gosto de escre-

ver? Mas que pergunta pessoalíssima, assim para uma hora tão matinal. OK, sim, gosto, mas só sem preservativo. Mas, qual era a pergunta? Se gosto de escrever? E acha que escreve bem? Não. Não

acho que seja grande escritor. Mas há uma série de outras coisas que

Poeta existencialista

“Se conseguir escrever um poema inteiro só num dia, justifica a minha existência naquele dia. Mas o simples ato de respirar faz com que a nossa vida faça sentido no grande contexto em que se insere”


CINEMA | 11

eu até nem faço assim tão bem, mas que, mesmo assim, gosto de fazer (risos). E escrever é uma atividade que eu gosto. É tão interessante. Uma pessoa, como é o meu caso, passa por fases da vida em que sente necessidade de justificar a sua própria existência. Há uma necessidade de tentar compreender aquilo que faz de nós elementos essenciais. Que andamos aqui a fazer? E o que se passa é que eu tenho prestado uma atenção especial a esta prenda que me foi dada, o presente da vida, ‘Blá. Blá. Blá.’ Mas, sim, escrevo um bocadinho todos os dias. É uma ocupação que desafia. Veja: se eu conseguir escrever um poema inteiro só num dia, para mim é uma maneira de justificar a minha existência naquele dia. Não estou a dizer que seja preciso uma pessoa escrever para que a existência fique justificada. O simples ato de respirar faz com que a nossa vida faça sentido no grande contexto em que se insere – embora, por vezes, seja difícil uma pessoa sentir-se assim. Escreve, então, poesia. É isso?

É. Acho que sim. Acaba por ser só poesia. A beleza da vida vem de onde, a seu ver? De poder ser muito tudo, bela e caótica numa exuberância sem fim?

Sim, a vida pode ser isso tudo. Mas também é, certamente, muito

difícil para um mar de gente. Aquilo que sei é que devemos dar valor à sorte que temos. Há, por exemplo, muita gente que se diz cheia de sorte em ter saúde, eu sei lá, um relatório médico imaculado. Dizem que ter saúde é o maior bem que se pode ter. Não tenho bem a certeza que seja assim tão simples como isso. Estou, naturalmente, consciente do valor enorme que é estar bem de saúde. Já tive vários entes queridos que passaram por maus bocados. Mas, pela mesma medida, acrescentaria que continua a não haver relação nenhuma entre saúde e felicidade. Há muita gente rica, cheia de saúde, que continua todos os dias a morrer de infelicidade. No lado oposto temos pessoas que, embora não disponham daquilo a que chamaríamos saúde plena, levam vidas completíssimas e cheias de alegria. Podem ser vidas mais curtas, mas é uma vida que se passa com muito maior satisfação. Acho que isso é fundamental. A alegria. Coisa mais importante do mundo. A saúde pode ajudar-nos a reconhecer a alegria de estar vivo, mas não garante. A vida é uma maravilha tão grande, uma dádiva tão cheia de magia – fora do alcance de muita gente. Eu, pelo contrário, tenho tido

A beleza da vida

“Dizem que ter saúde é o maior bem que se pode ter. Não tenho bem a certeza que seja assim tão simples como isso. Mas estou, naturalmente, consciente do valor enorme que é estar bem de saúde” uma grande sorte. Tem sido uma aventura. É verdade que Elizabeth Taylor lhe pediu que, no funeral, lesse um poema sobre a campa dela?

Depois de 15 anos nesta loucura, depois de todas as mansões Playboy, ela apareceu na minha vida. Muito estranho. Bizarro. A Elizabeth era uma daquelas amigas que acreditava, sobretudo, no poder da amizade, da ligação pessoal, da confiança. Portanto, li o poema. Um poema potente como o caraças, do Jerry Manley Hopkins, chamado “The Golden Echo on the Lead Neck”, ou, se calhar, “The Lead Neck on the Golden Echo”. Acho que era o poema favorito do Richard Burton. Descortinava-se, de facto, um grande amor dela por tudo que fosse da Ilha Esmeralda “aka” Irlanda. Suponho que houvesse outras coisas em comum, como a tendência para a anarquia q.b.. Mas em que circunstâncias se cruzaram?

Conheci-a aqui, em Los Angeles,

no hospital Cedars-Sinai. O Henry, o meu segundo filho, estava a uma ou duas horas de nascer. Tinha apenas ido lá fora fumar um cigarro. Dou de caras com uns tipos que me dizem que estão à espera que a grande Elizabeth Taylor acabe uma operação ao coração, rotina. Fui-me embora dizendo-lhes que desejava à dama as melhoras. E acrescentei “Ela se calhar nem sabe quem eu sou”, ao que eles respondem, “Não, ela sabe, sim”. Só por isso fiquei logo nas nuvens. Elizabeth Taylor, agora, sabia da minha existência. Uns dias depois peço à minha publicista que faça o favor de mandar umas flores à morada residencial da senhora Taylor. Resposta dela ao telefone: “Que engraçado teres mencionado o nome dela. Acabo de receber um arranjo de flores lindíssimo enviado pela tua nova amiga, Elizabeth Taylor”. Foi assim. Um grande amor, uma grande amizade.


PEQUENOS ANÚNCIOS

Problemas Problemas Bancários? Bancários? A A Multicredit Multicredit tem tem a a Solução Solução ideal ideal para para si! si!

ANÁLISE GRÁTIS

211 310 381 www.lxmulticredit.com 911 085 507 Faça o seu Crédito: 968 851 452

MULTICREDIT

• Empresarial • Habitação EX: 5.000€ - 100,47 em 60M total 6,628€ Taxa de Juro 11,25 TAEG 17,9 EMPRESA REGISTADA PARA O DEVIDO EFEITO • Pessoal Cultura e Formação Prossional Procuras trabalho? Os nossos cursos garantem o teu futuro. Seguimos três princípios fundamentais:

 Estágio garantido  Cursos rápidos  Preços reduzidos

CURSO

ALFARRABISTA

Compra livros, bibliotecas, manuscritos, espólios, colecionismo e curiosidades.

Deslocamo-nos T: 917398353 P. Pagamento

Cultura e Formação Prossional Procuras trabalho? Os nossos cursos garantem o teu futuro. Seguimos três princípios fundamentais:

 Estágio garantido  Cursos rápidos  Preços reduzidos

CURSOS EM TODO O PAÍS

Auxiliar de Acção Educativa 6 meses + 160 horas de estágio facultativo Insc. 50€ | Mens. 150€

AUXILIAR TÉCNICA DE LABORATÓRIO E ANÁLISES CLINICAS 7 meses (112 horas) Insc.60€ | Mens.155€ Contactos: 962 997 471 - 914 456 545 - 211 308 861

geral@culturaeformacaoprofissional.com www.culturaeformacaoprofissional.com

Contactos: 962 997 471 - 914 456 545 - 211 308 861

geral@culturaeformacaoprofissional.com www.culturaeformacaoprofissional.com

COBRIMOS QUALQUER OFERTA! Classificados

PAGAMOS O VALOR MÁXIMO

COMPRAMOS

OURO E PRATA ATA ESTAMOS ABERTOS O ANO INTEIRO

Segunda a Sexta das 9h às 19h • Sábados das 9h às 13h Avenida António Augusto de Aguiar, 181 (próximo do El Corte Inglês e Praça de Espanha)

Tel.: 21 386 87 03 • Tel.: 96 194 96 01

Para anunciar ligue

LISBOA: 210 494 815 / 210 494 204 PORTO: 225 322 309

CRÉDITOS

MEDI FINANCE A GARANTIA DO SEU CRÉDITO… RESPOSTA NA HORA!!!

COM/SEM PROBLEMAS BANCÁRIOS EMPRESA REGISTADA / ANÁLISES GRATUITAS

geral.medifinance@sapo.pt 213 150 620 / 962 491 939 / 915 789 254 Ex: 5000€ = 63,61€ - 120 meses TAEG: 13,5% - Taxa Juro: 8,75% = 7.633,20€ Med. Indep. Cred. Concedido p/ Entidades Autoriz.

ARRENDAMENTO PROCURA Clientes estrangeiros precisam T1, T2, T3 de luxo com e sem moveis em zonas nobres de Lisboa. IN'S Lisboa Tel: 213 563 057 Tlm: 912 671 060 Email: jorgefprospero@inslisboa.pt * Site: www.ins.pt


www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

METRO PORTUGAL Título licenciado a Transjornal – Edição de Publicações, SA pertencente à PROPRIEDADE Metro International, SA, EDITORA Transjornal – Edição de Publicações, SA., Capital Social €50.000,00, Contribuinte 505338602, registada na C.R.C de Cascais _nº 505338602, Principal acionista Metro News – Publicações, S.A (100%) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Francisco Pinto Barbosa, Luís Santana, Pedro Araújo e Sá, Gonçalo Sousa Uva e António Zilhão. Depósito Legal: 220825/04, ERC nº 124635, Periodicidade Diária Distribuição Gratuita Impressão Lisgráfica, Impressão e Artes Gráficas S.A. Rua Consiglieri Pedroso 90, Casal de Santa Leopoldina, 2730-053 Queluz de Baixo. DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL Ricardo Branco Diretora Adjunta Ana Silveira Agências Adriana Macedo, Margarida Rego, Paula Tavares, Raquel Pinto, Daniel Barata; Diretos Andreia Carolino, Fátima Guerreiro, Filomena Mestre, João Rodrigues, Luís Farinha Planeamento Maria da Luz Veiga Tel. 210494204/210494815; Fax 21 049 31 34 PORTO Tiago Medeiros, Gabriela Raposo Tel. 22 532 23 09 Fax 22 532 23 99 E-mail publicidade@metroportugal.com DESIGN GRÁFICO Rui Gonçalves MARKETING João Aleixo, Elizabeth Shipeio Passatempos Marta Tavares (info@clubedepassatempos.pt) Ativações e Eventos João Aleixo (coordenador) Joana Gil, Rita Costa CHEFE DE DISTRIBUIÇÃO José Magalhães Distribuição António Caldeira, Orlando Lopes (Porto) DIRETOR Diogo Torgal Ferreira Editor Executivo Magalhães Afonso Coordenador Bruno Martins Redação Luís Carmo, Patrícia Tadeia, Rui Alexandre Coelho, Raquel Madureira (Porto) Editora gráfica Sónia Santos Grafismo Filipa Rosa, Rita Alves, Túlio Vasco Fotografia Laura Haanpää Assistente Ana Rodrigues Revisão Catarina Poderoso.

Horizontais: 1. Termine. Camarote quase ao nível da plateia.

Palavras cruzadas

2. Divindade. Paraíso terreal no qual, segundo o Génesis, viveram Adão e Eva. 3. Voz imitativa do sino, do choque de moedas, etc.. Indica lugar, tempo, modo, causa, fim e outras relações (prep.). Composição poética de assunto elevado e destinada ao canto. 4. Gracejar. Arrendamento. 5. Aqueles. Acometer. 6. Planta herbácea da família das umbelíferas. Cheiro agradável. 7. Vagaroso. Designa dor, admiração, repugnância (interj.). 8. Idolatrava. Termo. 9. Sofrimento. Troça. Antiga armadura para a cabeça. 10. Dar asas a. Sentimento de pesar pela morte de alguém. 11. Parte mais grossa da farinha. Sinal de demarcação

Estamos no ano do Cavalo Segundo o calendário chinês entramos no ano do Cavalo. Assim, “sem tugir nem mugir” nada se poderá esperar de quando é que serão os anos da Águia, do Leão, ou do Dragão. O ano da Águia certamente surgirá quando outro Jesus voltar à Terra. O ano do Leão será quando, no Jardim que ora tem, um verdadeiro leão de carne e osso faça mossa nas suas vítimas. O ano do Dragão continua em “alerta vermelho”, com rajadas ciclónicas de tirar o pio ao mais aventureiro “El Comandante”, que já não existe, nem com as mágicas trivelas de Harry Potter, que perderam todo o efeito ganhador. Até os ventos bonançosos da Madeira destroçaram os imberbes marinheiros e os frouxos intentos do timoneiro P. Fonseca, o qual continua a ser uma dececionante “fonte seca” do generalizado descontentamento azul e branco.

Verticais: 1. Todo o corpo celeste que gira no espaço. Predestinar, determinar a sorte de. 2. Plana. Má-fé. 3. Agregar. Desonesto. 4. Virtude. Acrescentar. Batráquio anfíbio aquático, anuro, da família dos ranídeos. 5. A minha pessoa. Cortar em toros. 6. Assento acolchoado onde o cavaleiro se senta. Redil. 7. Membrana que reveste certas cavidades do organismo e que segrega muco. A unidade. 8. Mulher acusada de um crime. Género de aves galináceas. Sétima letra do alfabeto grego correspondente ao e longo dos latinos. 9. Que há de ir ou desaparecer. Órgão de reprodução das plantas fanerogâmicas. 10. Sensação provocada pela necessidade de beber. Perverso. 11. Desejo veemente. Inflexível.

Sudoku

•••••

Solução cruzadas

Horizontais: 1. Acabe, Frisa. 2. Deus, Éden. 3. Tlim, Em, Ode. 4. Rir, Aluguel. 5. Os, Atacar. 6. Aipo, Olor. 7. Moroso, Ui. 8. Adorava, Fim. 9. Dor, Ri, Elmo. 10. Alar, Luto. 11. Rolão, Marco.

Metro Portugal Arruamento B à Rua José Maria Nicolau, nº3 1549-023 LISBOA - PORTUGAL

Correio do leitor

Verticais: 1. Astro, Fadar. 2. Lisa, Dolo. 3. Adir, Imoral. 4. Bem, Apor, Rã. 5. Eu, Atorar. 6. Sela, Ovil. 7. Mucosa, Um. 8. Ré, Galo, Eta. 9. Idouro, Flor. 10. Sede, Ruim. 11. Anelo, Imoto.

Ficha técnica

LAZER | 13

Solução sudoku

JOSÉ AMARAL, V. N. GAIA

PUB


3

www.readmetro.com QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

14

SPORT

Pacers bem entregues dentro e fora das quatro linhas Enquanto os seus Indiana Pacers davam espetáculo e destroçavam os Denver Nuggets no Bankers Life Fieldhouse, em Indianapolis, EUA, as sedutoras Pacemates, as cheerleaders da equipa local, davam um outro tipo de “show” à parte. De recordar com este triunfo por 119-80, a 40ª vitória na época regular da NBA, a poderosa “trupe” de Paul George e companhia cimentou a sua posição de melhor equipa da liga, com um saldo de 40V-11D. © GETTY IMAGES

Bruno de Carvalho

“Tenho a noção de que o futebol português tem de começar a mudar e começar a atrair outro género de pessoas. Pessoas que venham ao futebol pelo futebol, pelos seus clubes, que cheguem para engrandecer” Palavras do presidente do Sporting, em entrevista publicada na edição de ontem do jornal desportivo A Bola. GETTY IMAGES

No derby adiado, líder saiu reforçado 2 0 Liga. Benfica derrotou Sporting com inteira justiça e tem mais quatro pontos do que o segundo classificado do campeonato, o FC Porto. O Sporting é terceiro, a cinco pontos das águias. Ver Benfica e Sporting defrontarem-se com o sistema tático de 4x4x2 não é muito usual, mas ontem foi o que aconteceu, embora só uma equipa se tenha dado bem com o esquema: a da casa. Os encarnados com Markovic na direita e Gaitán na esquerda tiveram uma entrada forte e Gaitán e Rodrigo criaram perigo nos primeiro minutos. Sem surpresa, as águias adiantaram-se no marcador por Gaitán, aos 27 minutos, num cabeceamento entre Rojo e Cédric, após centro de Maxi. Foi sem surpresa porque só o Benfica criou ocasiões de golo no primeiro tempo (Luisão e Gaitán podiam ter marcado). O Sporting, com André Martins na direita e a novidade Heldon na esquerda do meio-campo, abusou dos maus passes – esteve órfão de

William Carvalho –, pouco teve bola e a dupla Montero/Slimani nunca foi servida em condições. Na segunda metade, Rodrigo podia ter marcado aos 50m, mas faltou-lhe arte. O Sporting melhorou um tudo-nada e Jardim lançou Capel no lugar de Martins para agitar as águas. Só que foi Rodrigo a estar novamente perto do golo, negado por Patrício duas vezes. Vendo a sua equipa inconsequente, Jardim arriscou e lançou Magrão no lugar do Piris. Porém, o Benfica apresentou melhores argumentos e Enzo fez o 2-0 num grande golo, mas no qual Dier devia ter pressionado melhor. O “puto” Mané ainda foi a jogo, assim como Amorim e Cardozo. Mas a história estava escrita e o resultado foi o habitual nas últimas épocas na Luz: 2-0. LUÍS CARMO

BENFICA

Oblak Maxi Garay Luisão Siqueira Fejsa Enzo (Cardozo, 86m) Markovic Gaitán Lima Rodrigo (Amorim, 78m) T: Jorge Jesus

SPORTING

Patrício Cédric Maurício Rojo Piris (Magrão, 72m) Dier Adrien André Martins (Capel, 62m) Heldon Montero Slimani (Mané, 81m) T: L. Jardim

Local: Estádio da Luz, Lisboa. Golos: Gaitán (27m) e Enzo (76m). Disciplina: cartões amarelos para Enzo Pérez (17m), Fejsa (65m), Marcos Rojo (80m), Maurício (88m), Nico Gaitán (88m) e Cédric (90m).


15

Índia está de regresso ao COI JO. Indianos foram banidos do Comité Olímpico Internacional (COI) após terem eleito para a Associação Olímpica Indiana (AOI), em 2012, um secretário-geral alegadamente corrupto. Os atletas indianos que têm estado a competir em Sochi, Rússia, sob bandeira olímpica por causa da suspensão imposta ao seu país, já vão poder usar as suas cores na cerimónia de encerramento da prova. Este volte-face no “status quo” desportivo da Índia ficou a dever-se à eleição, no domingo, de N. Ramachandran para presidente da AOI. “Observámos a assembleia-geral e estamos felizes com as mudanças”, disse o porta-voz do COI Mark Adams, recordando que o COI não aceita pessoas envolvidas em escândalos de corrupção. Nestas eleições essa exigência foi atendida, LUÍS CARMO considera Adams.

Internacional

Ronaldo bisa de penalty O Real venceu ontem o Atlético, na segunda mão da semifinal da Taça do Rei de Espanha, com dois golos de Ronaldo, ambos apontados da marca de grande penalidade. No conjunto da eliminatória os merengues contaram cinco tentos sem resposta dos rivais de Madrid. Em Inglaterra, o West Bromwich Albion empatou, em casa, o líder Chelsea (1-1).

Taça da Liga

Fernando ouvido

Na cerimónia de encerramento de Sochi os indianos já não vão carregar a bandeira olímpica, mas sim a indiana. © GETTY IMAGES

Fernando foi ontem ouvido pelo Conselho de Disciplina da FPF, em Lisboa, no processo da entrada tardia em campo do FC Porto na Taça da Liga com Marítimo. O médio, alegadamente, lesionou-se e originou o atraso dos dragões. Antero Henrique, diretor da SAD, e outros dirigentes portistas também estiveram na sede da FPF. Do Sporting marcaram presença o “vice” Vítor Ferreira e o assessor jurídico Pedro Solano.

Ciclismo. “Algarvia” será bastante competitiva Cândido Barbosa prometeu ontem a edição “mais competitiva dos últimos anos” da Volta ao Algarve em bicicleta, indicando que teve o cuidado de desenhar um trajeto que permitirá às equipas portuguesas ombrear com as internacionais. “Desenhei uma volta o mais equilibrada possível, porque o pelotão, ano a ano, tem trazido a nata do ciclismo mundial. Temos de ter em conta isso, mas não nos podemos esquecer das equipas portuguesas e daí a minha opção”, explicou o diretor da prova na apresentação da 40.ª edição da “Algarvia”. A Volta ao Algarve disputa-se entre 19 e 23 de fevereiro, com um pelotão de 168 ciclistas, entre os quais os dois campeões do mundo em título (Rui Costa e o alemão Tony Martin). A edição terá 690 quilómetros, arranca em Faro para uma primeira etapa de 160 quilómetros, e termina em Albufeira. PUB


PUB


20140212_pt_lisbon