Memória Pet | Edição 01/2021

Page 1

PETS

2 e a pandemia VACINAÇÃO

5 e sua importância ABANDONO

6 de animais é crime ANIMAIS

13 de Estimação CREMAÇÃO

17 ou Sepultamento


Pets e a pandemia Em março a pandemia completou um ano, várias restrições foram impostas e novas formas de trabalho se tornarem necessárias, como o teletrabalho e o home office tornaram-se a opção para muitas pessoa em colaboração ao isolamento social. Os animais que até então tinham uma rotina passaram a encarar seus tutores mais tempo em casa e várias mudanças que trouxeram felicidade para alguns e indignação para outros, como podemos constatar no depoimento deles, neste Novo Normal.

Não está fácil, minha tutora resolveu virar a tia dos gatos e com a escassez de lares, ela está trazendo para casa, outros felinos abandonados, com a desculpa de que só é lar temporário, tenho que dividir tudo, até as caixinhas! Um absurdo! Leonardo, gato laranja,15 anos.

Estou um pouquinho mais gordo, meu tutor também, camos o dia todo entre comer petiscos e trabalhar, para ele e dormir para mim. Sinto falta de nossos passeios, mas parece que enquanto esta coisa estranha estiver acontecendo, vamos sair muito pouco, uma pena, até minhas necessidades tive que aprender a fazer num tapetinho, vida que segue! Eros, Setter, 5 anos

Agora é o dia todo falando conosco e querendo que respondamos, sinceramente, já cansamos, queremos e precisamos de nossos momentos a dois, mas isso só acontece quando cobrem nossa gaiola, total falta de romantismo, se é que humanos saibam o que é isso. En m, que tudo passe logo para termos os dias só nossos. Roni e Sara, calopsitas, 3 anos.

Eu sei que cheguei com uma nobre missão, ajudar esta pessoa a enfrentar a solidão do isolamento e faço tudo isso com muito talento e dedicação. Pulo o tempo todo, estou ensinando o desa-pego, durmo de conchinha, rosno, dou forte latidos, quando, raramente, saímos para uma voltinha, mostro como defendo a sua vida, enfrentando todos os outros cachorros que encontramos. Dagoberto, Pincher, 1 ano.

Sou tranquila, gosto de colo e é o que mais tenho no momento, vou sempre em quem está no sofá. Esta coisa que os humanos inventaram de car em casa só é cansativo porque não entendem que eu quero ir no colo e não que eles devem me pegar em qualquer m o m e nt o, m a s v o u a d m i n i s t r a n d o, aprendizado da paciência é a palavra que de ne este período para mim.

Eu estou adorando todos em casa, minha alimentação melhorou muito! Tenho quem me socorra na hora quando caio e co de ponta cabeça. Resolveram levar uma vida mais saudável com hortinha e hoje, minhas ervinhas e folhas são colhidas na hora para eu comer. Deveria ter sido sempre assim. Felizardo, jabuti, 24 anos.

Graciosa, coelha, 2 anos.

Eu gostava de me esconder quando todos chegavam em casa, agora não saem mais, está muito estranho. Mas, continuo me escondendo e cando lá até se desesperarem e quando me acham, corro para não me pegarem, está bem divertido esta gente toda à minha procura! Florbela, junto ao irmão Silvio, furão, 2 anos.

Eu não senti a tal diferença que outros pets têm comentado, todos estão em casa desde que me lembro como hamster, adoram car falando comigo como se eu fosse um bebê, limpam minha casinha três vezes ao dia assim como trocam a comida, entendo que sou o dono daqui e todos me servem, assim seja! Roni, hamster, 8 meses.


Prazer em conhecer! A equipe do Guia Informativo Memória Pet, com muita satisfação e orgulho, apresenta a revista que tem como objetivo trazer uma leitura informativa, agradável para os que amam e compartilham suas vidas com estes seres incríveis que se dividem em várias raças, mas que trazem companhia e um amor incondicional que não tem como se traduzir. Eles são tão importantes na vida de todos, que cada vez mais ocupam espaços que há bem pouco tempo eram destinados apenas para os seres humanos, como lojas exclusivas, meios de hospedagem, legisladores buscando adaptar as leis vigentes, clínicas e hospitais, cemitérios que os abrigam em sua última morada entre outros que atestam a evolução da relação com os até então considerados animais domésticos, posteriormente de estimação e atualmente parte integrante de famílias e companheiros inseparáveis. E, por isso, tornou-se necessário um novo comportamento em relação a cada um, respeitando suas necessidades, individualidades e principalmente o que podem oferecer e a eles ser oferecido. Em primeiro lugar, muita responsabilidade, é uma vida que sente, apega, tem reações físicas, por isso, um acompanhamento e muita atenção são necessários.

E, o Guia, tem como principal objetivo, além de trazer informações, histórias exemplares, também o de informar sobre quem se dedica a dar condições de se dar a melhor qualidade de vida para estes seres incríveis, como clínicas veterinárias, profissionais habilitados, lojas especializadas, entre tantos outros que promovem de forma responsável o melhor caminho para se cuidar e conviver com animais em casa. Por este motivo a equipe do Guia, com este primeiro número se apresenta e traz de forma geral em suas páginas o caminho que vai seguir trazendo conhecimento, emoção, novidades, e tudo mais que possa fazer do compartilhamento de experiências o quanto é importante, compensador e alentador, ter em casa companhias tão especiais como os pets, já que sempre há uma raça que se adéqua perfeitamente ao espaço e ao amor que o tutor pode proporcionar.


Aplicativo para acompanhar detalhes de seu pet

ntro das Fique por de Pets ra novidades pa

Capture cada detalhe da vida dos seus animais de estimação com PETBLE que utiliza tecnologia sensorial para posteriormente sugerir formas de mantê-los saudáveis e em forma. O aplicativo PETBLE vincula múltiplos dispositivos inteligentes, sincroniza os dados e envia para a nuvem, criando um big data pet. Uma análise é realizada sobre os dados coletados e proporciona uma importante colaboração para a compreensão de como lidar e manter a saúde dos animais de estimação. O aplicativo utiliza para registro dos dados, uma “smartag” acoplada a coleira e uma smartbowl que registra o tanto consumido pelo animal.

Ninho de gato para janela Ideal para apartamentos ou lugares altos, a cama de janela, no formato de ninho, é perfeita para pequenos espaços. O design envolve o gato trazendo conforto e tranquilidade para que explore o ambiente de várias maneiras. Também permite que o pet aproveite o sol, observe possíveis presas e seu formato permite que acomode até dois animais.

Comedouro para répteis e anfíbios O comedouro para répteis e anfíbios Termite Hill Exo Terra tem uma aparência natural de um cupinzeiro, dando uma bela aparência em qualquer terrário é ideal para alimentação de répteis e anfíbios com insetos e larvas como grilos, tenébrios e outros garantindo alimentação fresca e intacta evitando desperdício e contato com bactérias transmitida pelo substrato.

4


ra os pets

ortânc p m I ia

pa

acinação v da

A vacinação deve ser realizada pelo profissional de

Gatos: Múltipla (tríplice, quádrupla ou quíntupla),

Medicina Veterinária que esteja habilitado para atuar

contra rinotraqueíte viral felina, calicivirose felina e

na profissão, porque o procedimento previne contra

panleucopenia felina (caráter obrigatório); Antirrábica

doenças graves, pode garantir uma vida saudável e

(caráter obrigatório).

colabora para o bem-estar animal.

Coelhos: Mixomatose (caráter obrigatório); Doença

Atualmente as pessoas procuram além de cães e

Hemorrágica Viral – DHV (caráter obrigatório).

gatos, outros animais de estimação como répteis e

Furões (ferrets): Cinomose (caráter obrigatório);

aves, por exemplo e para eles também existem regras

Antirrábica (caráter obrigatório).

a serem seguidas em relação aos cuidados. A seguir,

Aves: Poliomavírus (principalmente em papagaios,

a descrição das principais vacinas ou como proceder

mas não está disponível no Brasil); Poxvirose, doença

em relação aos animais de estimação.

de Marek e Newcastle (aplicadas no caso de surtos

Cães:

destas doenças).

V8 ou V10, (cinomose, hepatite infecciosa

canina, adenovirose, coronavirose, parainfluenza

Roedores e répteis: não existe um protocolo de

canina, parvovirose e leptospirose canina (caráter

vacinação definido, mas qualquer alteração no

obrigatório); Antirrábica (caráter obrigatório);

comportamente deve se procurar um profissional de

Leishmaniose; Giardíase.

veterinária.

De acordo com o IBGE, em 2019, cerca de 70% dos tutores vacinaram os seus pets pelo menos contra a raiva – em 2013, esse percentual foi 75% (24,8 milhões). Apesar do aumento absoluto de 3,6 milhões de domicílios que tinham todos os cachorros e/ou gatos vacinados, houve uma redução relativa de 3,4 pontos percentuais entre 2013 e 2019. No Sudeste e Centro-Oeste, as proporções de domicílios onde todos os cachorros e gatos tinham sido vacinados (80,6% e 76,8%, respectivamente) foram superiores às verificadas nas regiões Sul, Norte e Nordeste (59,9%, 64,1% e 67,3%, respectivamente). Fonte: Instituto Pet Brasil

5


Que fazer após o resgate de animais abandonados Os cuidados com a saúde e adaptação do pet

30 milhões

de cães e gatos estão em situação de abandono no Brasil

Abandono de animais é crime

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de rua no Brasil, sujeitos a maus-tratos, falta de alimento e abrigo. Sensibilizadas pela situação, muitas pessoas acabam levando esses animais para casa, sem saber ao certo a melhor maneira de ajudá-los. Em virtude desse cenário, que impacta a saúde pública e o bem-estar animal, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) alerta para o problema do abandono e pondera como as pessoas devem proceder ao resgatar animais de rua e que a primeira medida deve ser a de levá-lo para uma consulta com um médico veterinário, tomando todas as precauções no primeiro contato. “É muito importante lembrar que, por se tratar de um animal desconhecido, ao realizar o manejo deve ter o máximo de cuidado para evitar acidentes ou agressões. Caso haja algum agravo causado pelo animal, a vítima deverá procurar atendimento médico o mais rapidamente possível”

Lei nº 9.605/1998, art. 32

Resgate seguro Algumas dicas são importantes para garantir o bemestar do animal e da pessoa que opera o resgate: •

Aproximar-se com cuidado e deixar o animal se acostumar com a situação, pode facilitar se oferecer comida ou esticar sua mão para que cheirem (cães).

Se o resgate ocorrer em lugar de grande fluxo de veículos é importante que se peça ajuda para evitar que corram em direção aos carros.

Uma coleira ou focinheira podem ajudar no resgate, principalmente quando for pegar o animal no colo, caso não possua, uma manta para cobrir já ajuda a evitar agressividade, principalmente se estiver ferido.

Cuidados com a saúde do animal Animais resgatados precisam passar por avaliação veterinária para que se conheça suas reais condições de saúde, esta avaliação é fundamental para que cuidados necessários sejam tomados. Neste exame pode estimar a idade do animal, se existem infestação por ectoparasitas, lesões, sinais ou sintomas de doenças da própria espécie ou zoonóticas (trans-

6

Médica Veterinária Adriana Maria Lopes Vieira, presidente da Comissão Técnica de Saúde Pública Veterinária do CRMV-SP

missíveis aos seres humanos), manifestação de dor e também a realização de exames laboratoriais que podem servir de apoio ao diagnóstico de possíveis patologias. E, há a checagem se o animal possui microchip, sendo possível localizar seu tutor. A orientação para o futuro tutor ou mesmo quem oferece lar temporário, pode se estender para alimentação adequada, ao manejo, higiene, cuidados sanitários, controle reprodutivo, bem-estar, vacinas, e outros cuidados que se tornem necessários. Dê tempo à adaptação O ideal após o resgate, se o animal não estiver ferido ou muito debilitado, é levá-lo para um lugar seguro e tranquilo, oferecer água e comida e observar. Rosangela Gebara - Médica Veterinária

Depois de o animal ser resgatado e ter passado pelo médico veterinário para a avaliação inicial, deve-se dar tempo para que ele se adapte ao novo ambiente. Pets mais ariscos podem estar com desequilíbrio hormonal ou mesmo dor, a avaliação veterinária pode ser fundamental para diagnosticar e orientar como agir nestes casos.


ELES SE DESTACAM PELO TAMANHO Animais são dóceis, amigáveis e grandes companheiros, mas também podem estabelecer recordes, principalmente quando são o seu tamanho que chama a atenção. Pequenos cavalos ou enormes cachorros são sempre alvo de curiosidade e merecem registro.

Hulk, o maior Pitbull do mundo Este cão, dócil e amigável é uma babá quase perfeita, em seus mais de 80 kilos é conhecido por sua docilidade, atencioso e carinhoso com as crianças da família. Suas imagens, cuidados dos bebês ficaram famosas e foi amplamente compartilhadas na internet.

O menor cavalo vivo do mundo! Este appaloosa em miniatura vive na Polônia, de nome Bombel, é o cavalo mais baixo do mundo com apenas 56,7 cm de cascos a omoplatas. Pequeno em tamanho, grande em simpatia, sua personalidade agradável permitiu que participasse de trabalhos voluntários em hospitais nas proximidades.

O maior

GATO

do mundo Para conhecer outros recordes dos animais, basta acessar

Maine Coon é uma raça conhecida por seu tamanho, muito maior que gatos domésticos mais comuns. Omar, um felino australiano pode ser atualmente o maior dentre seus pares, com 1,2 m e 14 kg tornando-o um gigante da raça.

7


De creche a academia, as opções para seu pet O amor dos tutores por seus pets é colocado à prova quando aparece uma viagem, seja de negócios ou mesmo de lazer. Às vezes, a preocupação é por deixar sozinho por longos períodos ou a necessidade de atividade física para melhorar a saúde ou emagrecimento. Várias destas questões estão sendo resolvidas com alternativas que vão de hotéis a petsitter entre outras opções.

Hotéis para pets

Pet Academia

Idealizados para hospedagem de média e longa permanência, cuidam do pet, promovem atividades recreativas e de socialização para maior conforto durante a estadia. Devem possuir boa estrutura física, com espaço para corridas e brincadeiras, baias amplas de acordo com o tamanho do animal, caminhas confortáveis, refeições balanceadas e muita atenção.

É recomendada principalmente para quem tem cachorros em espaços limitados e pouco tempo para exercitá-los. São espaços que propocionam atividade física, com treino funcional, deve possuir cones, pneus, rampas como obstáculos para que o pet se exercite por meio de estímulos e brincadeiras. Importante que se leve em consideração, a dieta, peso e idade, além de raça e costumes individuais.

Babá Pet

Creches

Quando a opção é por deixar o pet no conforto do lar, nas viagens dos tutores, a babá pet pode ser contratada e assim garantir que todos fiquem acomodados em casa, seu território, e obviamente pode se evitar estresse desnecessário. A opção de babá também pode atender a necessidades de ausências diárias prolongadas em que o animal, por alguma razão, não possa ficar sozinho.

Alternativa para animais de estimação, em especial cães, são reservadas para utilização contínua, diária para que os tutores deixem seus pets durante o dia quando estão fora do lar oferecem atividades lúdicas, alimentação adequada e socialização.

Dog Walkers Termo em inglês para os “Passeadores com cães” que os levam para as caminhadas diárias ou periódicas, ajudando seu tutor na tarefa de mantê-los sempre em atividade.

8


Pet influencers acumulam seguidores e fazem sucesso A conectividade entre as pessoas é realidade, mas e os pets, como ficam? Estão ocupando cada vez mais espaço, tornando-se influenciadores digitais e colecionando milhares de seguidores. A seguir, alguns perfis no Instagram que estão dando o que falar!

Bob & Marley 336 mil seguidores Bob nascido em 15/09/2013 Marley, em 08/05/2015 Raça Golden Retriever Bob é o mais calmo e foi adotado com 4 meses e meio. Marley é o mais engraçado e curioso, além de ser cão de guarda. O comportamento e a rotina dos cães são compartilhados pelo amante da raça, Luiz Higa.

Cansei de ser gato 558 mil seguidores Chico, 8 anos Ator, modelo, dançarino, escritor, influencer, podcaster, bloqueiro, CEO e líder da dominação mundial felina. O gato, além de estampar várias campanhas publicitárias, faz sucesso pelas fotos postadas, figurinos e expressões.

Marcelo Calopsita 22,2 mil seguidores Nascimento 26/09/2017 Marcelinho começou em grupos de animais e calopsitas no Facebook, fez bastante sucesso e sua tutora resolveu criar um perfil exclusivo para ele com o objetivo de compartilhar suas “fofurinhas”.

9


Fábulas animais A assembleia dos ratos Havia um grupo de ratos que vivia muito feliz em uma antiga casa. Até que um dia um enorme gato passou a viver por lá também. O bichano não dava trégua aos ratos. Sempre à espreita, ele perseguia os pequenos roedores, que passaram a ficar com muito medo de sair da toca. Os ratos estavam tão acuados que começaram a passar fome. Por isso, um dia eles resolveram fazer uma assembleia e decidir o que fazer para resolver o problema. Muito conversaram e um dos animais deu uma ideia que pareceu brilhante. Ele falou: — Já sei! É muito fácil. Tudo o que temos que fazer é colocar um guizo no pescoço do gato, assim, quando ele se aproximar saberemos a tempo de fugir. Todos estavam satisfeitos com a aparente solução, até que um rato disse:

— A ideia é até boa, mas quem será o voluntário para colocar o guizo no gato? Todos os ratinhos se esquivaram da responsabilidade, nenhum deles quis arriscar sua vida e o problema continuou sem solução. Moral da história: Falar é muito fácil, mas são as atitudes que realmente contam.

Cão e o osso Um cachorro havia ganhado um grande osso e caminhava contente. Ao chegar perto de um lago, viu refletida na água a sua imagem. Achando que a imagem era outro cão, o animal cobiçou o osso que viu e, num ímpeto de abocanhar-lhe, abriu a boca e deixou seu próprio osso cair no lago. Por isso, ficou sem osso nenhum Moral da história: Quem tudo quer, acaba ficando sem nada.

s o s ? A o h s s o m C n o s s m o i l s ? a A o o o h V r i u i n r s g s o m C n o s m i l a o V r ir n o igu

10


colorir

11


Pets e suas travessuras Pets, além de ótimas companhias, também trazem junto de sí, características únicas que promovem situações engraçadas e às vezes embaraçosas, aqui algumas, que foram hilárias ou curiosas e que merecem registro.

Timbit e eu estávamos um dia no parque onde todos os cães estavam brincando e se divertindo. De repente, vi uma mulher pegá-lo e começar a passear com ele. Gritei para ela que nem se virou, e já conclui que o estivesse levando embora. Corri até ela, agarrei o Timbit e comecei a gritar com a mulher até perceber que ele estava aos meus pés e eu tinha acabado de agarrar o cão de uma estranha que sequer estava a usar coleira da mesma cor. Todo o parque cheio de gente parou para nos olhar, enquanto eu gaguejava umas dúzias de desculpas. (Pet Friendly, Embarrassing Pet Stories, Canadá)

Clyde, branquinho e fofinho, ficou famoso na internet quando uma foto de seu reflexo apareceu perfeitamente na janela enquanto sua tutora fotografava nuvens, dando a ilusão de que o gato tinha ascendido ao seu trono legítimo no céu. “Tirou uma fotografia do gato olhando pela janela e acidentalmente transformou-o numa espécie de deus”, escreveu na legenda da imagem. (Amanda, Escócia, @amandahys7)

Depois de assistir ao filme Silêncio dos Inocentes, apaguei as luzes, e fui para a cama no escuro e logo depois de deitar, ouço uma tosse. Comecei a pensar de onde vinha o barulho e se havia um assassino em série no meu quarto. Senti como se a minha imaginação tivesse ido além do normal. Mas, ouvi novamente a tosse, então, acendi a lâmpada! E assim descobri que era a minha píton, tentando se enrolar da forma mais apertada possível, a tosse era simplesmente ela se apertando para se encaixar nela mesma. (Fórum Ball Pythons, Seção Activity Stream)

12


Animais de Estimação Amor incondicional que não precisa de palavras A história da humanidade é acompanhada pela trajetória de

mais diversas cores, mas em comum, são todos fofos,

animais que foram, primeiramente domesticados para ter

silenciosos e não precisam de grande espaço para viverem.

serventia das comunidades e posteriormente alguns que se

Sua independência é benéfica para quem precisa ficar longos

adaptaram de forma diferenciada, se tornaram de estimação,

períodos longe deles. E, na volta, o tutor vai encontrar um

sendo dispensado a eles, amor, carinho e um tratamento

animal carinhoso, dedicado que responde ao chamado e adora

diferenciado.

um colinho.

Estes animais servem de companhia, também oferecem amizade e amor incondicional e proporcionam uma vida especial para quem possui sua tutela, entre eles, estão: cães; gatos; coelhos; furões; calopsitas; porquinhos da Índia; e, hamsters.

Gato Gatos são animais que se adaptam bem a lugares pequenos, principalmente apartamentos, que precisam estar telados para se evitar acidentes, são independentes, mas da mesma forma carinhosos e devotos ao seu tutor. Possuem

Estes pequenos seres apresentam características únicas,

personalidade forte, determinam como gostam do carinho e

em variados níveis que os diferenciam dos demais, são

onde vão dormir, mas são companhia agradável e amorosa.

sociáveis, geram filhotes sem precisar de seu habitat (original),

São divertidos, adoram caçar bichinhos de trazer de presente

são mansos podendo ser tocados, muitas vezes adestrados e

para os humanos. Aproveitam da relação que se estabeleceu,

interagem com seus tutores e maior ou menor grau de

por receberem um lugar seguro e comida, oferecendo parceria

interação. A seguir, alguns animais e suas características

que segundo historiadores, já permanece há mais de 12 mil

básicas, já que as sub-raças podem apresentar características

anos.

específicas, mas no caso, uma visão geral de cada uma para

Exóticos

que se possa ter uma noção básica de cada comportamento.

Estes podem ser exemplificados pelos furões, porquinhos

Cachorro Sempre no topo da lista quando se fala de animais domésticos, considerado como o melhor amigo do homem em função de sua fidelidade, defesa de seu tutor e devoção ilimitada, também pode, por grupo de raça, ter as seguintes características: pastoreio, inteligentes, sociais e enérgicos; caça, possuem agilidade e velocidade, olfato e visão mais desenvolvidas; esportivos, ativos e em alerta permanente, fáceis de srem adestrados; terriers, barulhentos, divertidos, e com muita

da índia ou hamsters. Os primeiros são brincalhões, curiosos e extremamente dóceis e adoram esconder objetos. Os porquinhos da Índia são sociáveis, vivem bem com companhia da mesma espécie e podem chegar a até 60cm de comprimento, demandando maior e adequado espaço para sua criação. Os hamsters são mais recentes como animais de estimação, precisam de pouco cuidados, espaços pequenos e são brincallhões, sua expectativa de vida é de um a dois anos.

Aves

energia; toy, pequenos, personalidade forte e demandam atenção especial; de trabalho, inteligentes, fortes e podem se

Dentre as aves domésticas, a calopsita é um grande

tornar super amigáveis; não esportivos, tiveram função ao

exemplo de companhia, inteligente, reconhece seus tutores,

longo da história, mas agora servem de companhia, como

possui personalidade forte, interage só quando deseja e pode

Dalmatas que acompanhavam carruagens.

aprender truques e assobios específicos e reproduzi-los à perfeição. Não precisam de grandes espaços, seu porte

Coelho Coelhos são divididos em mais de 45 raças, em três portes, com pelo curto ou longo, orelhas para cima ou para baixo, as

pequeno proporciona adaptação fácil. Podem viver mais de 20 anos, uma companhia para a vida.

Importante Antes de adotar um animal é preciso consultar um veterinário, saber suas características, entender se vai se adaptar ao ambiente que morará e se os tutores terão condições, físicas, emocionais, materiais e financeiras de manter a companhia. Conhecimento sobre cada animal e seu comportamento, principalmente, pode levar a uma escolha que se traduzirá em prazer, amor e uma companhia incrível para todas as horas!

13


Sentimentos dos Pets A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo como seus animais são tratados. Mahatma Gandhi

Os animais, de modo geral, possuem algum grau de sensiência e isto pode ser comprovado pelo amor e devoção, que principalmente os pets, devotam aos seus tutores. E, com as mudanças do tratamento de animais de estimação, tem se notado um aumento gradativo da conscientização a respeito da defesa dos animais, seus sentimentos e necessidades. A capacidade de sentir dor é considerada como a característica mais forte para o reconhecimento da senciência em animais e por isso a necessidade de proteção. Animais vertebrados, que possuem sistema nervoso central, são os que mais demonstram este nível de consciência e são também os que mais fazem parte da vida dos seres humanos, interagindo de forma amorosa e com devoção.

Não há qualquer característica que sirva para distinguir os humanos dos outros animais. Qualquer atributo que possamos pensar que torna os humanos 'especiais', e assim diferentes dos outros animais, é compartilhado por algum animal não humano. Gary L. Francione

A comunicação também é possível a partir da senciência dos animais, utilizando mecanismos apreendidos ou de repetição, conseguem transmitir vários sentimentos ou necessidades, como fome, irritação ou mesmo medo e alegria. A demonstração de afeto ou reconhecimento de seu tutor é também um grande exemplo de senciência, uma vez que pets de estimação os identificam e por eles demonstram confiança, devoção e amor. Senciência A união dos termos sensibilidade e consciência, onde o animal tem a capacidade diferente da humana em manifestar e sentir dor, sofrimento, medo, ansiedade, alegrias e até lembranças, ou seja, de uma certa maneira, desenvolver pensamentos.

14


Quando chega a hora da despedida A morte de um pet pode trazer uma tristeza imensa, afinal é uma companhia que não exige muito, mas que dá de retorno, imenso amor e dedicação sem igual. Em diversas situações pode ser considerado o único grande amigo, a companhia de todos os dias e para crianças, a primeira relação com perdas permanentes. Sentimento de culpa Muitas vezes esta perda vem acompanhada de um grande sentimento de culpa, com o questionamento, “o que eu poderia ter feito para evitar?” Mas, parte da superação deve partir do pensamento que não houve negligência ou falta de atenção e que tudo que estava ao alcance foi feito. Entender o luto A dor como sentimento é exclusiva e individualizada e entender o luto de alguém por seu pet é respeitar a perda e a lacuna que ficará em sua vida. Não há como mensurar a intensidade da tristeza que o tutor está sentindo, mas é preciso compreender. Assim, expressar sentimentos de condolências, “dar aquela força” e apoio, são fundamentais para a superação. Se dói a separação, tem que viver este momento, já que a lacuna deixada em cada vida é irreparável. Enfrentar a vida sem a companhia do pet É o momento de entender e aceitar que a companhia tão amada se transformou em lembrança e saudade. Por algum tempo é preciso manter a rotina de forma a superar, mesmo que seja ir ao mesmo parque que antes caminhava com o pet ou interagir com outros tutores para abrandar a dor e o sofrimento da perda.

15


O Memorial dos Animais é um lugar digno e adequado O momento da despedida é sempre difícil de lidar, ainda mais quando está envolvido amor, carinho e cumplicidade. O Memorial dos Animais, tem como missão amparar e amenizar a dor dos tutores e de seus familiares neste momento difícil. Nos empenhamos para manter viva a memória do pet, e para tal construímos o memorial no estilo cemitério parque, que proporciona um ambiente de paz, em um amplo jardim com lago de carpas ornamentais, árvores e flores, que atrai muitos pássaros cujo canto transmite tranquilidade aos visitantes. Sabemos que o amor ao pet vai além da vida, por isso, oferecemos serviço humanizado 24 horas para serviços emergenciais, além de planos preventivos, cremação e sepultamento em urnas ecológicas.

O seu melhor amigo merece uma despedida a altura em um lugar de paz e com um tratamento especial.

O que aprendemos com nossos pets?

A PRESENÇA

Aprendemos que o importante é estarmos juntos, não importa quanto tempo não nos vemos. Meia hora, uma hora, uma semana, um minuto, enfim, a cada encontro somos a pessoa mais importante do mundo. A festa que fazem ao nos encontrar é algo admirável e que deveríamos espelhar em nossos semelhantes.


Cremação ou Sepultamento?

Cremação individual

Serviço de sepultamento individual

Após o término dos procedimentos, as cinzas são entregues aos tutores em urnas ecológicas ou personalizadas.

Espaço exclusivo, com lápide em mármore, placa em acrílico com o nome do pet, data de nascimento e óbito e uma frase de recordação.

(14) 99674-8033 | 99724-8033 (Plantão) contato@memorialdosanimais.com


Seu amigo PET merece a melhor despedida