Page 1

A HISTORIA DE AMY CHEISE Problema ou Solução

JORDANA MELLO


×Diário de uma Anoréxica×

Aos Treze anos Ceciliany (ou como gosta de ser chamada Amy) passara por muitas coisas, como toda garota teve algumas paixonites pelo caminho, mas, insegura não teve coragem nem de dizer um simples “Oi”, Amy tinha muito medo do que as pessoas pensavam dela não conseguia ficar em um lugar sem não estar incomodada, para terminar um pouco com a pressão do mundo ela resolveu criar um diário, Apesar da ideia de um diário lhe parecer um tanto patricinha ( já que não gostava de rosa, babados ou nada parecido).

29/11/12 – Quinta-feira E será que posso confiar e lhe contar tudo? Todos os meus pensamentos, meus sentimentos? ... É Claro que sim. Agora posso lhe contar tudo! Sabe desde que a minha vizinha mudou para meu bairro coisas horríveis tem acontecido, como por exemplo, não falo mas com a Carla e nem com a Jennifer, Cintia e a Lisa *... Agora nem com as meninas posso contar, Ana é melhor que elas, dá para acreditar? Se e pra desabafar então lá vai: Eu odeio a Patrícia Matta, aquela garota, ar! Motivos para que eu a odeie: - Ela roubou todas as minhas amigas!! - Ela roubou Minha Popularidade. - Ela falou que eu tinha Barriga de Bosta e abusou do meu cabelo. - O Trent gosta dela Ok, eu gosto do Trent, mas, é só paixão, passa quando eu beijar ele, bom, eu quero acreditar em nisto porque ele não gosta de mim e não quero que aconteça a mesma coisa que aconteceu com o Jean**. 2


∞ Jordana Mello ∞

_______________ * Carla era a melhor amiga de Amy, mas, quando a Patrícia chego na escola roubo a sua amiga. ** Jean era um antigo amor de Amy, ela era apaixonada por ele só não teve coragem de se abri, e teve de suportar ver ele com outra.

3


∞ Jordana Mello ∞ Na manhã seguinte Amy sabia que sua ia buscar as fotos de modelo*, Na qual sua mãe havia prometido levá-la para que ela pudesse se apresentar se todos gostassem dela ela poderia ser a nova modelo teen!

- Hoje é o dia em que minha mãe a top model (risos), vai pegar as fotos. É... Ela foi chamada... Eu acho que se eu estivesse lá eu teria sido chamada! Disse Amy invejada de sua mãe e um pouco irônica já que sabia que para ser modelo teria que ser magra, Após disser isso Amy mudou completamente e começou a chorar como se tivesse matado alguém, que sinceramente eu acho que não a afetaria assim.

- A quem estou enganando? Eu sou gorda, baixa e feia. Acho que nunca terei tal oportunidade e também porque se eu tiver não poderei aceitar, quer dizer, eu bem que gostaria, e porque sou gorda e baixa e serei tão humilhada quanto a Taylor Swift na premiação. Me jugam acham que eu sou forte e aguentam os insultos, os abusos e tudo mais... Sinto-me péssima, Já comi 2 pães de doce e 1 copo de leite com toddy. Amy deitou na cama e do choro foi levada ao sono, dormiu cerca de 2 horas, mas, foi acorda pela mãe desesperada por ajuda nas compras, ao terminar de guarda as compras, Amy olhou o relógio da parede de sua sala, como se admirasse o pôr-do-sol, parecia hipnotizada com os ponteiros, esqueceu do que fazia ali em pé, o relógio marcava 19:00 em ponto, ela inquieta por algo, procurou o que fazer, não encontrou nada foi ver tv , parecia irritada a forma de mudar os canais com a mão, seu rosto esta vermelho como se estivesse com falta de ar, ela parou em uma novela “adolescente”, sorriu debochando do programa, mas como não tinha nada a fazer sentou se e resolveu criticar o programa, as vezes chamava os personagens de animais, e ria com a própria piada, as vezes soava como inveja ou até mesmo ignorância, ela realmente estava mal e não tinha como levantar seu astral com nada, ao percebe isto desligou a tv e foi dormir um tanto quieta, adormeceu e em poucas horas era como se estivesse morta não se mechinha nem roncava estava em um estado de espera apenas se ouvia sua respiração, que parecia pesada como a de uma mulher de 40 anos. O dia começava e junto a ele a vontade de Amy de sair e nunca mais voltar, Seus pais animados com o fim de ano resolveu fazer uma surpresa para ela foi até a loja mais cara e deixou Amy compra tudo que tinha direito, nos 30 primeiros minutos, Amy estava mais feliz que sua vida toda junta em um só momento, até ir provar um vestido, ela estava tão animada e ao tira a roupa se viu seminua no espelho esplendido da loja admirou se e começou a se enjoar, viu aquela Vaca gorda em suas palavras, e de repente começou a vim memória de quantas vezes fica comendo altas horas e desnecessariamente todo dia mais de 3000 calorias e começou a vim números e equações e operações e ela começou a se paralisar com suas memória e pensamentos e paralisou-se em seu pequeno transe psicótico e foi acorda por sua mãe que batia no closet para saber o acontecia, ela despertou e rapidamente se vestiu e foi mostrar o look.

- O que acharam, Então fiquei bem?


∞ Jordana Mello ∞ Disse Amy inseguramente com medo da resposta, abaixou a cabeça e olhou o seu reflexo no balcão de vidro, sua mãe disse que sim, talvez só para Amy ficar feliz e não magoada com seu corpo, seu pai com medo que a filha passasse vergonha, disse que tinha ficado curto, mas, Amy sabia que não era isso, ela viu nos olhos da atendente que temia que o vestido rasgasse em seu corpo, Amy nunca se sentira tão humilhada antes, mas, não demostrou, apenas ergueu a cabeça, fez que sim e foi se trocar, ao chegar lá se encarou mais uma vez no espelho, mas desta vez foi rápido ela não quis provar outra roupa, pois já estava envergonhada por ver tantas magras em um só lugar afinal à loja era físico P, Amy saiu abatida sem levar nada, quando saiu sentiu-se como se todos estivessem caçoando dela, ela teve vontade de se morde e se matar, mas , não fizera por motivos banais como o fato de atrasar a vida das pessoas em sua volta ela estava tão perdida em seu mundo, que nem viu o homem aparentemente de 30 anos que vinha em sua direção, Acabou chocando-se, Pediu desculpas e seguiu até a próxima loja onde escolheu roupas mais largas com medo da atendente a repreender e dizer que não tinha do seu tamanho.

1/12/12 - Sábado Acabei de voltar das compras, feliz da vida por sinal..., comprei tudo o que queria, bem, não foi muito bem... Eu estou muito confusa, eu sinto que não posso viver mas nenhum segundo assim, Eu estou ficando psicótica, tenho que me controlar, minha família não pode perceber... Talvez eu volte a escrever hoje talvez mais tarde, vou almoçar, Tchau! No almoço estavam todos famintos por asinhas de frango, morrendo de fome Amy sentou e começou a comer, não era uma refeição muito prazerosa Amy parecia comer por obrigação á seu estomago, ela por sua vez engoliu a comida tão socada e molhada que sua garganta parecia abrir cada vez mais, Amy preocupada com quanto engordaria foi ao seu quarto e começou uma série de exercícios mais parou assim que perderam os 5 minutos de energia que havia, e se jogou no chão e foram recuperando o ar aos poucos, bem baixo para ninguém ouvir, três grandes socos na porta..., era sua mãe perguntando o porquê de sua presa na mesa, Amy rapidamente enxugou o suor em seu rosto e abriu a porta e disse:

-Deixe-me em Paz, não sabe chamar, não precisa esmurrar a porta, se eu saí foi porque eu quis, mas que droga! – Disse Amy irritada com sigo mesma por não ter suportado os exercícios. - EU VOU VIRA VEGETARIANA, VEGANA, EU NÃO SEI! Boa Noite! –Terminou batendo a porta com receio.


∞ Jordana Mello ∞

- Mas oque? Veguan oque? Boa noite? Mais só são 13:30, você não que jantar? Olha que saber não irei te obrigar a comer, Boa noite!


A Historia de Amy Cheise - Problema ou Solução  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you