Issuu on Google+

APRESENTAÇÃO

Data de Nascimento: 26 de Outubro de 1981 Naturalidade: Porto E-mail: martadalte@sapo.pt Telemóvel: 925887061 Formação Académica 

1999-2005 – Licenciatura em Arquitectura pelo Departamento Autónomo de Arquitectura da Universidade do Minho (DAAUM);

2006 – Formação em Autodesk Viz 2005 pelo CESAE;

2009 – Formação em Avaliação Imobiliária pela Universidade Fernando Pessoa;

Experiência Profissional

PORTFÓLIO

Nome: Marta Luísa Donas Botto Martins d'Alte

Agosto 2005 até Outubro 2006 – Arquitecta estagiária no gabinete CCCPA – Cancelliere & Costa – projectos de arquitectura, lda;

Outubro 2006 até Julho de 2009 – Arquitecta no gabinete CCCPA – Cancelliere & Costa – projectos de arquitectura, lda;

Abril 2007 até Julho de 2009 – Colaboração com Henrique Coelho Arquitectos, lda;

Julho 2009 até ao momento – Arquitecta no gabinete DAI – desenho, arquitectura e imobiliário, lda;

Marta d’Alte . Arquitecta

1


TRABALHOS ACADÉMICOS

Worksgop no âmbito }o prohr|m| “Sp|zio Europeo }ell’Ar{gitettur|” sob o tem| “v|}o lihure nel 2020”, Génov|, Itáli| – 2004;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

Teoria da Arquitectura III—Análise |rquite{tóni{| e mo}elo 3D }| obr| }e Renzo Pi|no “ Tge Menil Colle{tion Museum” - 2003;

2


TRABALHOS ACADÉMICOS

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

Formação em Autodesk Viz 2005— construção de modelo 3D—2006;

3


PROJECTOS

        

Edifiício para Comércio e Serviços, Porto; Edifício Damião de Góis, Porto; Edifício Porto Magnum, Porto; Edifício das Clínicas—UFP, Porto; Remodelação de moradia Unifamiliar, Porto; Moradia Unifamiliar , VNGaia; Edifício de Habitação Colectiva, Porto Edifício Heroísmo, Porto; Remodelação de moradia Unifamiliar, Porto

Arquitectura de Interiores:              

Instalação Sanitária LPCC—UCC, Porto; Remodelação LPCC – Edifício Sede, Porto; Apartamento, Porto; Apartamento, Porto; Cozinha, Porto; Cafetaria LPCC – IPO, Porto; Àrea de voluntariado LPCC – IPO, Porto; Balcão de Recepção LPCC – Edifício Sede, Porto; Escritório - Edifício Damião de Góis, Porto; Lavandaria Pérolas de Água, Porto, Porto; Escritório – Edifício Oceanus, Porto; Clínica de Fisioterpaia, Porto; Restaurante Chocolatti, Porto; Restaurante Irene Jardim, Porto;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

Arquitectura:

4


PROJECTOS

    

Loteamento da Vilarinha, Porto; Arranjos Exteriores, LPCC, Porto; Loteamento Av. Infante D. Henrique, VNGaia; Loteamento Murejães, Gondomar; Aldeamento Turístico, Penafiel;

Design gráfico:       

Logótipo, cartões de visita e banner para site, Lãs e Cª; Logótipo e Decoração de Montra - Lavandaria Pérolas de Água, Porto; Sinalética do Edifício Pedagógico do Departamento de Ciências Médicas, Universidade Fernando Pessoa, Porto; Publicidade Escritório - Edifício Damião de Góis, Porto; Poster’s LPCC; Anúncio na publicação “Re}es{obrir | su| frehuesi| – Ce}ofeit|”; Poster’s DAI p|r| p|rti{ip|ção “Proje{to C|s| 2010”;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

Urbanismo:

5


Urbanismo

loteamento

O projecto trata de um loteamento em Murejães, Gondomar, implantado num terreno com forte pendente e totalmente arborizado. Foi mantida uma zona de pinhal, pertencente à REN, que funcionará como zona verde de apoio ao complexo. Foi assim proposto um conjunto de moradias unifamiliares em banda, numa série de lotes estreitos e compridos. O tema do pátio foi o mote da organização das habitações. As moradias possuem 3 pisos—cave, rc e piso 1. A ontrodução do elemento—pátio—permitiu a iluminação da zona da cave, que além de acolher a garagem, possui ainda zona de tratamento de roupa e zonas de estar. O r7chão acolhe sala de estar, sala de jantar e cozinha. O piso 1 acolhe 3 quartos, sendo um deles suite.

PORTFÓLIO

CONJUNTO HABITACIONAL DE MUREJÃES — Gondomar— 2006— estudo prévio, projecto de loteamento, estudo de tipologias;

Nas traseiras, há uma zona ajardinada, acessível através de um passadiço sobre o pátio ao nível da cave.

Marta d’Alte . Arquitecta

6


Urbanismo

loteamento

PORTFÓLIO

Loteamento da Vilarinha, Avenida da Boavista— Porto— 2011—projecto de loteamento, arranjos exteriores, projecto de RRSU;

O loteamento situa-se numa das zonas mais nobres da cidade do Porto, junto à Av. da Boavista e perto da Foz. A zona, maio-

ritariamente residencial, combina igualmente comércio e serviços.

O loteamento é somposto por 33 lotes destinados a habitação unifamiliar, em banda, com 2 ou 3 frentes, e um lote destinado

a um edifício de comércio e serviços, junto à Av. Antunes Guimarães.

O facto de o loteamento ter a configuração de um cul-de-sac. Permite um certo resguardo em relação à envolvente mais próxima. Além do acesso automóvel e pedonal à Rua da Vilari-

nha, o conjunto possui ainda 2 acessos privativos à Av. da Boavista e à Av. Antunes Guimarães.

Marta d’Alte . Arquitecta

7


Arquitectura

edificação

Implantado num lote onde se erguia uma fábrica em ruínas, o Edifício Damião de Góis situa-se no gaveto das ruas Antero de Quental e Damião de Góis. O edifício veio colmatar a continuidade da frente urbana que se estende ao longo da Rua Damião de Góis, caracterizada por edifícios de habitação colectiva com comércio e serviços ao nível do r/chão. O edifício combina uma zona de lojas ao nível do r/chão, escritórios e habitação, distinguindo claramente as várias funções através de materiais e volumetrias diferentes. O volume dos escritórios situa-se no gaveto das duas ruas, criando uma zona de galeria coberta ao nível do r/chão e distinguindo-se pelo tratamento da fachada com grandes vãos envidraçados. O volume das habitações abraça o anterior, permitindo a continuidade harmoniosa do eficício, erguendo-se até 7 pisos e um recuado, onde ficam situadas as tipologias maiores. A fachada em pedra, interrompida por envidraçados de linhas horizontais, contrasta fortemente com a fachada envidraçada dos escritórios.

PORTFÓLIO

EDIFÍCIO DAMIÃO DE GÓIS—Rua Damião de Góis, Porto— 2009—Projecto de Execução, Acompanhamento de obra;

Sobre as caves foi criada uma grande zona ajardinada para usufruto dos moradores, preenchendo assim o interior do quarteirão.

Marta d’Alte . Arquitecta

8


Arquitectura

edificação

PORTFÓLIO

UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA_EDIFÍCIO DAS CLÍNICAS—2009—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de obra;

O projecto visou a construção de um edifício administrativo, de pesquisa e apoio pedagógico, relacionados com a actividade da Fundação Fernando Pessoa, no âmbito do ensino universitário da Faculdade de Ciências da Saúde. O Edifício desenvolve-se em dois volumes, unidos por um outro que possibilita a passagem entre ambos. De modo a respeitar a cércea dominante na envolvente, maioritariamente habitacional, ambos os edifícios têm 3 pisos acima da cota de soleira e 3 pisos subterrâneos, dois deles parcialmente destinados a estacionamento e um outro destinado à clínica de terapia da fala e de fisioterapia. Para iluminação dos pisos inferiores foram criados pátios, que compõem uma série de percursos, a diferentes cotas, unidos através de escadas ou rampas. O programa compreendia salas de aula, uma sala de estudo e biblioteca, serviços administrativos e pedagógicos, clínica de fisioterapia e clínica de terapia da fala, bem como uma cafetaria servida por um pátio exterior.

Exteriormente a imagem do edifício é dominada integralmente pelo tijolo face à vista e pelos vãos envidraçados de grandes dimensões.

Marta d’Alte . Arquitecta

9


Arquitectura

edificação

PORTFÓLIO

EDIFÍCIO PORTO MAGNUM —Av da Boavista, Porto— 2010—Projecto de Execução, Acompanhamento de obra;

O Edifício Porto Magnum situa-se em plena Av. Da Boavista, junto aos principais acessos a uma das zonas mais nobres da cidade do Porto. Erguendo-se numa plataforma resultante da diferença de cotas entre a Av. Da Boavista e a VCI, o edifício destaca-se claramente da envolvente quer pela sua volumetria quer pelo tratamento das fachadas. Tendo em conta a volumetria do edifício, o modo como foi aplicada a pedra na fachada permitiu suavizar as linhas algo agressivas do conjunto. A colocação da pedra foi feita alternando a direcção das pedras, de modo a formar um ondulado contínuo nos pisos da habitação. Para além disso, a utilização de dois materiais, a pedra e o alucobond permite diferenciar volumetricamente a zona destinada a habitação e a escritório/serviços/comércio. As áreas destinadas a escritório e serviços oscilam entre os 43 e os 122m², oferecendo uma grande variedade de espaços, de modo a potenciar um maior número de negócios e abranger uma área mais vasta de actuação. As tipologias vão desde o T1 até aos T4 e T5 duplex, situados nos dois últimos pisos e com as melhores vistas sobre a cidade, o rio e o mar.

Marta d’Alte . Arquitecta

10


Arquitectura

recuperação

obra;

PORTFÓLIO

RESTAURANTE IRENE JARDIM & Habitação —Praça Parada Leitão, Porto— 2007—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de

A intervenção teve como objectivo recuperar um edifício }evoluto n| b|ix| }o Porto, |o |briho }o prohr|m| “Porto

Vivo” }| So{ie}|}e }e Re|bilit|ção Urbana, transformando-o num edifício de habitação com restauração ao nível do r/chão e cave.

A fachada principal foi mantida inalterada nas suas linhas

gerais, sendo que o único elemento novo proposto é o painel

de vidro gravado que reveste a zona de entrada do restaurante e da habitação.

A nível de interior, a zona de restaurante foi a que sofreu mais alterações. Para o restaurante foi expressamente dese-

nhada uma linha de mobiliário, que englobou balcões, mesas e cadeiras, em madeira e vidro. O interior da habitação foi recuperado e reorganizado de modo a dar resposta às exigências actuais.

Marta d’Alte . Arquitecta

11


Arquitectura de Interiores

remodelação

PORTFÓLIO

RESTAURANTE CHOCOLATTI—Rua Pedro Homem de Melo— Porto— 2007—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de obra;

Inserido no Complexo da Boavista, este estabelecimento foi

remodelado de modo a poder receber este espaço de restauração. O espaço estava dividido em dois níveis diferentes, sendo que o superior foi destinado à sala de jantar e zona

de atendimento/bar. O piso inferior acolheu as zonas de serviço – cozinha, vestiários e instalações sanitárias.

O tecto trabalhado em curvas e contracurvas de folheado de madeira e os volumes arredondados que dão guarida ao lava-

tório de serviço e ao balcão, conferem dinamismo a um espaço que pela sua configuração seria meramente ortogonal.

O nome }o rest|ur|nte “{go{ol|tti” }eu o mote à }e{or|ção. Não só pela escolha das madeiras , nomeadamente a takula de cor semelhante à do fruto do cacau, mas também pelas películas decorativas que ilustram o ritual de servir o chocolate quente.

Marta d’Alte . Arquitecta

12


Arquitectura

recuperação

PORTFÓLIO

Moradia Unifamiliar—Rua de Paredes, Porto— 2008—Projecto de Arquitectura, Execução;

A moradia situa-se no Bairro da Vilarinha, construído ao abri-

go dos programas habitacionais do Estado Novo. A tipologia em causa é de dimensões restritas pelo que se tornou necessário planear a sua ampliação.

Como tal, a moradia foi ampliada sobre as traseiras, acompanhando o alinhamento das moradias vizinhas, possibilitando assim a sua reestruturação espacial.

Ao nível do r/chão situam-se as zonas públicas da casa— sala, cozinha e um pequeno escritório, uma divisão polivalente que pode funcionar como sala de jantar já que possui comunica-

ção com a cozinha. No logradouro foi projectada uma pequena zona de lavandaria. A ampliação permitiu que no piso 1 pudessem ser colocados 2 quartos e uma suite.

Marta d’Alte . Arquitecta

13


Arquitectura

recuperação

O ponto de partida para este projecto passou pela junção de dois lotes, com duas habitações geminadas, sendo que uma delas se encontrava totalmente degradada e a outra destruída na sua maioria. O objectivo era projectar um edifício de habitação colectiva, de baixa densidade e com apenas uma tipologia por piso. Sendo importante manter o traço arquitectónico das fachadas principais, optou-se por repetir a linguagem arquitectónica existente. Assim, foram mantidas as molduras em pedra, o azulejo, a balaustrada e as guardas em ferro forjado. A reconstrução da fachada lançou o mote para a organização interior das tipologias. A zona dos quartos manteve-se voltada sobre a

PORTFÓLIO

EDIFÍCIO HEROÍSMO—Rua do Heroísmo, Porto— 2009—Projecto de Execução, Acompanhamento de obra;

rua, enquanto a cozinha e sala se voltavam sobre as traseiras. No interior é de salientar o trabalho da madeira, a nível de pavimentos, caixilharias e apainelados, a par com o mármore nas casas de banho e o silestone nas cozinhas, transmitindo claramente um ambiente contemporâneo.

Marta d’Alte . Arquitecta

14


Arquitectura de Interiores

remodelação

PORTFÓLIO

LAVANDARIA PÉROLAS DE ÁGUA —Rua Pedro Homem de Mello, Porto— 2010—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de obra;

A instalação da lavandaria passou pela remodelação interior de um estabelecimento comercial e pela sua adequação a este tipo de indústria. A nível programático optou-se por dividir o espaço em duas áreas distintas – área de atendimento e área de trabalho. A área de atendimento situa-se imediatamente na entrada do estabelecimento, servida por um balcão e uma pequena zona de espera. Lateralmente ao balcão existem dois compartimentos secundários, um destinado a provador para arranjos de roupa e um outro para escritório de apoio. A separação entre as duas zonas é feita quer pela mudança de pavimento quer por um painel decorativo atrás do balcão. A zona de trabalho, onde se encontram as máquinas, é apoiada por instalações sanitárias e vestiários para ambos os sexos, de acordo com as exigências regulamentares. Além do projecto de arquitectura foram ainda levadas a cabo toda a publicidade e decoração.

Marta d’Alte . Arquitecta

15


Arquitectura de Interiores

remodelação

O projecto consistia na remodelação dos pisos 4 e r/chão do edifício sede da Liga Portuguesa Contra o Cancro—NRN. No piso 4 foram remodeladas várias salas de modo a acolher a secção de Angariação de Fundos. Na zona de recepção a esta secção foi criada uma zona pavimentada a material cerâmico onde foram inseridos vários logótipos da LPCC, através de cores diferentes. A intervenção no r/chão consistiu na remodelação do átrio de entrada, secretariado e administração. Na zona de entrada foi criada uma zona de atendimento, com balcão em madeira e vidro. Na remodelação do átrio foram usadas as cores da LPCC—o cinza, amarelo e o vermelho—em materiais como o vidro, a madeira e o material cerâmico.

PORTFÓLIO

LPCC_NRN — Remodelação do Edifício Sede, Porto— 2010—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de obra;

A zona de secretariado foi disposta em open space e com acesso directo à recepção.

Marta d’Alte . Arquitecta

16


Arquitectura de Interiores

remodelação

O projecto consistiu na remodelação da zona de voluntariado da LPCC no IPO, Porto. As salas destinadas às voluntárias e administração desta área estavam em mau estado e a necessitar de reestruturação profunda, não só a nível de organização, mas também a nível de acabamentos. Procedeu-se à divisão do espaço existente, de modo a criar um gabinete de secretariado, um gabinete para a directora e uma sala para as voluntárias. O hall e corredor de entrada sofreu várias alterações, entre as quais, a dotação um armário contínuo, uma sanca para iluminação e p|r| “es{on}er” |s infra-estruturas diferentes e uma zona de arrumos. Todas as divisões foram pintadas, em tons claros, de modo a criar uma ambiente mais luminoso que o existente. O único apontamento de cor reside na pintura da sanca e no armário do corredor, ambos em vermelho.

PORTFÓLIO

LPCC_NRN — Remodelação da zona de voluntariado, IPO, Porto— 2010—Projecto de Arquitectura, Execução, Acompanhamento de obra;

Posteriormente foram colocados cacifos na sala de voluntariado , alternado as 3 cores da LPCC—vermelho, amarelo e cinza.

Marta d’Alte . Arquitecta

17


Design Gráfico

LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO_NRN—2010—“ECL Annu|l Conferen{e An} Gener|l Assembly” - Poster’s;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

LAVANDARIA PÉROLAS DE ÁGUA —Rua Pedro Homem de Mello, Porto— 2010—Logotipo e Publicidade;

18


Design Gráfico

LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO—2010—Lógotipo Comemorativo 70 anos LPCC;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO_NRN—2011— Envelopes para angariação de fundos;

19


Design Gráfico

DAI—Revist| “Re}es{obrir | su| Frehuesi|—Ce}ofeit|” - 2010—Anúncio;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA_EDIFÍCIO DAS CLÍNICAS—2009— sinalética para sanitários;

20


Design Gráfico

PEDRAS BRILHANTES —2008—Cartões de visita, logótipo, etiquetas;

Marta d’Alte . Arquitecta

PORTFÓLIO

LÃS E COMPANHIA—2010— Flyers, cartões de visita, banner para loja online e logótipo;

21


Portfolio