Issuu on Google+

House of Night 8

Awakened

1

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

2

CAPÍTULO UM Neferet Um inquietante senso de irritação despertou Neferet. Antes dela realmente se afastar deste lugar amorfo entre sonhos e realidade, ela buscou com seus longos e elegantes dedos e sentiu Kalona. O braço que ela tocou era musculoso. Sua pele era suave e forte e agradável sob seus dedos. Todo este toque era diminuto, como carícias com plumas. Ele se agitou e se virou avidamente para ela. — Minha Deusa?— Sua voz estava grossa do sono e do início do renovado desejo. Ele a aborreceu. Eles todos aborreciam-na porque eles não eram ele. — Deixe-me... Kronos. — Ela teve que parar, e buscar em sua memória para se lembrar de seu ridículo e excessivamente ambicioso nome. — Deusa, eu fiz algo que a desagradou? Neferet lançou um olhar para ele. O jovem Guerreiro Filho de Erebus estava reclinado na cama ao lado dela, sua bela face exposta, sua expressão solícita, seus olhos de água-marinha surpreendentes na pouca iluminação de seu quarto à luz de velas conforme eles tinham estado mais cedo este dia quando ela observou-o treinando no pátio do castelo. Ele tinha atiçado seus desejos então, e com um olhar convidativo para ela, ele tinha prontamente vindo a ela e inutilmente, embora entusiasmadamente, aceitou provar que ele era um deus em mais formas do que apenas no homônimo. O problema era que Neferet tinha estado deitando-se com um imortal, portanto ela sabia muito intimamente exatamente quão impostor este Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

3

Kronos realmente era. — Respirar, — Neferet disse, encontrando os olhos azuis dele com um olhar entediado. — Respirar, Deusa? — Sua testa, decorada por uma tatuagem que era suposto representar o armamento de bola e maça 1, mas para Neferet parecia mais como os afetados fogos de artifício de Quatro de Julho, entalhados numa confusão. — Você me perguntou o que você fez para me desagradar e eu falei: você está respirando. E muito próximo de mim. Isso me desagrada. É hora de você sair de minha cama. — Neferet acenou e estalou seus dedos para ele em despedida. — Vá. Agora. Ela quase riu alto do franco olhar ferido e chocado dele. O jovem tinha realmente acreditado que ele podia substituir seu Consorte divino? A impertinência do pensamento alimentou sua cólera. No canto dos aposentos de Neferet, sombras dentro de sombras agitaram-se em antecipação. Embora ela não admitia, ela sentia sua agitação. Isso a agradava. — Kronos, você estava me distraindo, e por um breve momento você me deu um certo prazer. — Neferet tocou-o novamente, agora não tão delicadamente, e as pontas de seus dedos deixaram vergões em relevos idênticos descendo por seu antebraço. O jovem guerreiro não recuou ou se afastou. Ao invés disso ele tremeu sob seu toque e sua respiração se intensificou. Neferet sorriu. Ela sabia que ele precisava de dor para sentir desejo no instante em que seus olhos se encontraram. — Eu daria a você mais prazer, se você me permitisse, — ele disse. 1 Bola e maça: http://4imgs.com/306/x/jk507_FULL.jpg Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

4

Neferet sorriu. Sua língua agitou-se lentamente, lambendo os lábios ao vê-lo observá-la. — Talvez no futuro. Talvez. Por agora eu quero que você me deixe e, é claro, continue a me adorar. — Eu poderia te mostrar o quanto eu desejo adorá-la novamente. — A última palavra foi dita como uma carícia verbal, e, equivocadamente, Kronos alcançou-a. Como se fosse seu direito tocá-la. Como se seus desejos fossem subservientes às suas necessidades e desejos. Um pequeno eco do passado distante de Neferet – uma época em que ela pensava ter enterrado junto com sua humanidade – atravessou suas sepultadas lembranças. Ela sentiu o toque de seu pai e sentiu o mesmo cheiro forte de sua respiração rançosa e embebida em álcool enquanto sua infância invadia o presente. A resposta de Neferet foi instantânea. Tão fácil como respirar, ela retirou sua mão do braço do guerreiro e estendeu-a, palmas para fora, para os locais mais próximos das sombras à espreita nos cantos de seu aposento. Escuridão respondeu ao seu toque ainda mais rapidamente do que Kronos tinha respondido. Ela sentiu o frio mortal e se divertiu na sensação, especialmente enquanto isto bania as crescentes memórias. Com um movimento casual, ela dispersou a Escuridão em Kronos, dizendo, — Se é dor que você deseja, então prove meu fogo frio. A Escuridão que Neferet arremessou em Kronos penetrou sua pele jovem e macia ansiosamente, cortando sulcos vermelhos no antebraço que ela tinha tão recentemente acariciado. Ele gemeu, mas desta vez mais de medo do que de paixão. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

5

— Agora faça o que eu mando. Deixe-me. E lembre-se, jovem guerreiro, uma deusa escolhe quando, onde e como ela é tocada. Não se exceda novamente. Apertando seu braço sangrento, Kronos inclinou-se para Neferet. — Sim, minha Deusa. — Qual deusa? Seja específico, Guerreiro! Eu não quero ser chamada por títulos ambíguos. Sua resposta foi instantânea. — Encarnação de Nyx. Este é seu título, minha Deusa. Seu minucioso olhar suavizou. O rosto de Neferet relaxou em sua máscara de beleza e calidez. — Muito bem, Kronos. Muito bem. Vê o quão fácil é me agradar? Capturado em seu olhar esmeralda, Kronos assentiu com a cabeça uma vez, então empunhando sua mão direita sobre seu coração ele disse, — Sim, minha Deusa, minha Nyx, — e saiu com uma reverência de sua câmara. Neferet sorriu novamente. Não era importante que ela não era a Encarnação de Nyx. A verdade era que Neferet não estava interessada em ser escalada para o papel de uma deusa encarnada. — Isso implica que eu sou menor que uma deusa, — ela falou para as sombras amontoadas em volta dela. O que era importante era o poder – e se o título de Encarnação de Nyx ajudasse-a a adquirir o poder, especialmente com os Guerreiros Filhos de Erebus, então este era o título pelo qual ela seria chamada. — Mas eu aspiro mais, muito mais do que ficar parada na sombra de uma deusa. Logo ela estaria pronta para dar o próximo passo, e Neferet sabia que muitos dos Filhos de Erebus poderiam ser manipulados para ficar ao seu lado. Oh, não em número suficiente para realmente influenciar uma Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

6

batalha com sua força física, mas o suficiente deles para fragmentar a moral dos Guerreiros, colocando irmão contra irmão. Homens, ela pensou desdenhosamente, tão facilmente enganados pelas máscaras de beleza e título, e tão facilmente usados a meu favor. O pensamento agradou-a mas não era distração suficiente para impedir Neferet de deixar sua cama inquietamente. Ela se envolveu em um roupão de seda pura e saiu de sua câmara para o corredor. Antes de estar ciente de suas ações ela estava se dirigindo para a escada que a levaria para as entranhas do castelo. Sombras dentro de sombras acumularam-se depois de Neferet, sombrios ímãs atraídos por sua agitação. Ela sabia que elas se moviam com ela. Ela sabia que elas eram perigosas e que elas se alimentavam de sua inquietação, sua raiva, sua mente agitada. Mas, estranhamente, ela encontrava um certo conforto em sua presença. Ela parou apenas uma vez em sua descida. Por que eu estou indo até ele novamente? Por que eu estou permitindo-o invadir meus pensamentos esta noite? Neferet sacudiu sua cabeça como se para expulsar as palavras em silêncio e disse na estreita e vazia escada, dirigindo-se para a Escuridão que pairava atentamente ao seu redor. — Eu vou porque é o que eu desejo fazer. Kalona é meu Consorte. Ele foi ferido me servindo. É natural que eu pense nele. Com um sorriso de auto-satisfação Neferet continuou descendo a espiralada escada, facilmente reprimindo a verdade: que Kalona tinha sido ferido por que ela tinha aprisionado ele, e o serviço que ele executou para ela foi forçado. Ela chegou ao calabouço, esculpido há séculos da terra rochosa que compõe a Ilha de Capri no nível mais inferior do castelo, e moveu-se silenciosamente pelo corredor iluminado por tochas. O Guerreiro Filho de Erebus vigiando fora do quarto trancado não pôde esconder seu choque de

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

7

surpresa. O sorriso de Neferet se alargou. O olhar dele chocado, tingido com medo, disse-lhe que ela estava ficando melhor e melhor em parecer se materializar a partir do nada, exceto sombras e noite. Isso iluminou seu humor, mas não o bastante para acrescentar a suavidade de um sorriso para temperar a borda cruel de comando em sua voz. — Deixe-me. Eu desejo estar sozinha com meu Consorte. O Filho de Erebus hesitou apenas um momento, mas a ligeira pausa foi o bastante para Neferet fazer uma nota mental sobre se certificar em poucos dias de que este Guerreiro em particular poderia ser chamado de volta para Veneza. Talvez por causa de um chamado de emergência de alguém próximo dele... — Sacerdotisa, eu deixarei você para sua privacidade. Mas estarei próximo ao alcance de sua voz e responderei seu chamado se precisar de mim. — Sem encontrar seus olhos, o Guerreiro colocou a mão em punho sobre o coração e curvou-se--embora muito ligeiramente para satisfazê-la. Neferet observou-o retirar-se para o estreito corredor. — Sim, — ela sussurrou para as sombras. — Eu posso sentir que algo realmente lamentável acontecerá com este cara. Alisando a pura seda de sua capa, ela se virou para a porta de madeira fechada. Neferet respirou fundo o ar úmido do calabouço. Ela jogou seu grosso cabelo castanho para trás de seu rosto, expondo sua beleza como se preparando-se para a batalha. Neferet ondeou sua mão para a porta e esta se abriu para ela. Ela entrou no quarto. Kalona jazia diretamente no chão de terra. Ela queria fazer uma cama pra ele, mas a discrição havia ditado suas ações. Ela estava simplesmente Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

8

sendo sábia. Ele tinha que completar sua missão para ela – o que era melhor para ele. Se seu corpo recuperasse muito de sua força imortal, isto poderia ser uma distração para Kalona, uma infeliz distração. Especialmente porque ele tinha jurado atuar como sua espada no Outromundo e livrá-los da inconveniência que Zoey Redbird tinha se tornado para eles neste momento, nesta realidade. Neferet se aproximou do corpo dele. Seu Consorte jazia deitado de costas, nu, com apenas suas asas de ônix como um véu cobrindo-o. Ela afundou-se graciosamente de joelhos e em seguida inclinou-se, diante dele, no grosso tapete de pele que ela ordenou que fosse colocado ao lado dele para sua conveniência. Neferet suspirou. Ela tocou o lado do rosto de Kalona. Sua carne estava fria, como sempre, mas sem vida. Ele não mostrava reação alguma à sua presença. — O que está demorando tanto, meu amor? descartar uma criança chata mais rapidamente?

Você não poderia

Neferet acariciou-o novamente; desta vez sua mão escorregou do rosto dele para baixo na curva de seu pescoço, sobre seu peito, para descansar sobre os recortes que definiam a linha dos músculos de seu abdômen e cintura. — Lembre-se de seu juramento e cumpra-o para que eu possa abrir meus braços e minha cama a você de novo. Pelo sangue e a Escuridão você jurou evitar que Zoey Redbird retorne ao seu corpo, destruindo assim a ela para que eu possa governar este mágico mundo moderno. — Neferet acariciou novamente a fina cintura do imortal caído, sorrindo secretamente para si mesma. — Oh, e é claro que você deve estar ao meu lado enquanto eu governar.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

9

Invisível para os tolos Filhos de Erebus que deviam ser espiões do Alto Conselho, a negra teia como de aranha que mantinha Kalona preso contra a terra estremeceu e se moveu, escovando seus frios tentáculos contra a mão de Neferet. Distraída momentaneamente por seu frio sedutor, Neferet abriu a palma de sua mão para a Escuridão e permitiu que isso envolvesse seu pulso, cortando sempre tão ligeiramente sua carne – apenas o suficiente para temporariamente saciar sua luxúria sem fim por sangue. Lembre-se de seu juramento... As palavras pairaram ao seu redor como o vento de inverno através dos ramos desnudados. Neferet franziu a testa. Ela não precisa ser lembrada. É claro que ela estava ciente de seu juramento. Em troca para Escuridão aceitar sua oferta – prendendo o corpo de Kalona e forçando sua alma para o Outromundo – ela tinha concordado de sacrificar a vida de um inocente que a Escuridão tinha sido incapaz de macular. O juramento permanece. O negócio se mantém, mesmo que Kalona falhe, Tsi Sgili... Mais uma vez as palavras sussurraram ao seu redor. — Kalona não falhará! — Neferet gritou, totalmente indignada que mesmo Escuridão ousaria castigá-la. — E ele deve, eu liguei seu espírito ao meu para comandar tanto quanto ele for imortal, então mesmo no fracasso há vitória para mim. Mas ele não falhará. — Ela repetiu as palavras, lenta e distintamente, recuperando o controle sobre seu temperamento cada vez mais volátil. Escuridão lambeu a palma de sua mão. A dor, por menor que fosse, agradou-a, e ela olhou para os tentáculos afetuosamente, como se eles fossem simplesmente mais gatinhos ansiosos por disputar sua atenção. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

10

— Queridos, sejam pacientes. A missão dele não está completa. Meu Kalona ainda está como uma concha. Eu só posso supor que Zoey definha no Outromundo – não completamente viva, e, infelizmente, ainda não morta. Os fios que seguravam seu pulso tremeram, e por um instante Neferet pensou ter ouvido um zombeteiro riso ressoando ao longe. Mas ela não teve tempo de considerar as implicações de tal som – se era real ou apenas um elemento do mundo da Escuridão se expandindo e poder que consumia mais e mais do que uma vez ela conheceu como realidade – porque neste instante o corpo aprisionado de Kalona sacudiu espasmodicamente e ele atraiu uma profunda e ofegante respiração. Seu olhar foi imediatamente para o rosto dele, então ela testemunhou o horror de seus olhos abrindo, mesmo que eles não fossem nada exceto vazias órbitas sangrentas. — Kalona! Meu amor! — Neferet estava de joelhos, debruçada sobre ele, suas mãos tremulando ao redor do rosto dele. A Escuridão que tinha estado acariciando seus pulsos tremeu com uma repentina sacudida de energia, fazendo-a recuar antes que eles atirassem em seu corpo e se juntasse a uma miríade de tentáculos pegajosos que, como teias, pairaram e pulsaram contra o teto de pedra do calabouço. Antes de Neferet poder formar um comando para chamar um tentáculo para ela – para ordenar uma explicação para tal comportamento bizarro – um flash cegante de luz, tão brilhante e reluzente que ela teve que proteger seus olhos, explodiu no teto. A teia de Escuridão pegou-a, cortando a luz com desumana nitidez e envolvendo-a.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

11

Kalona abriu sua boca com um grito silencioso. — O que é isso? Eu exijo saber o que está acontecendo! — Neferet gritou. Seu Consorte retornou, Tsi Sgili. Neferet encarou como o globo de luz aprisionada foi arrancado do ar, e, com um terrível chiado, Escuridão introduziu a alma de Kalona através das órbitas de seus olhos de volta em seu corpo. O imortal alado se contorceu de dor. Suas mãos ergueram para cobrir seu rosto, e ele deu ofegantes e irregulares respirações. — Kalona! Meu Consorte! — Como ela teria feito quando ela era uma jovem médica, Neferet se moveu automaticamente. Ela apertou as palmas das mãos sobre as mãos de Kalona, rápida e eficientemente se concentrando, e disse, — Acalme-o... remova sua dor... faça a sua agonia como o sol vermelho se pondo no horizonte – que se vai após um golpe momentâneo através do céu noturno em espera. O estremecimento que afundou o corpo de Kalona começou a diminuir quase instantaneamente. O imortal alado respirou profundamente. Embora suas mãos tremiam, ele apertou fortemente Neferet, removendo-os de seu rosto. Então abriu os olhos. Eles eram da cor de âmbar profundo de uísque, claros e coerentes. Ele era completamente ele mesmo novamente. — Você voltou para mim! — Por um momento Neferet estava tão cheia de alívio de que ele estava acordado e consciente que ela quase chorou. — Sua missão está completa. — Neferet afastou os tentáculos que teimosamente agarravam o corpo de Kalona, franzindo a testa para eles porque eles pareciam tão relutantes em retirar seu domínio sobre seu amante.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

12

— Tire-me da terra. — Sua voz estava rouca de desuso, mas suas palavras estavam lúcidas. — Para o céu. Eu preciso ver o céu. — Sim, é claro, meu amor. — Neferet acenou para a porta e esta se reabriu. — Guerreiro! Meu Consorte despertou. Ajude-o para o telhado do castelo! O Filho de Erebus que a incomodou muito recentemente obedeceu seu comando sem questionar, embora Neferet notou que ele parecia chocado com a súbita reanimação de Kalona. Espere até que você saiba tudo sobre isso. Neferet deu-lhe um sorriso superior. Muito em breve você e os outros Guerreiros acatarão ordens somente de mim – ou você perecerá. O pensamento agradou-a enquanto ela seguia os dois homens para fora das entranhas da antiga fortaleza de Capri, para cima e para cima até que finalmente eles emergiram da longa extensão de degraus de pedra para o telhado. Passava da meia-noite. A lua pendurava em direção ao horizonte, amarela e pesada embora não cheia ainda. — Ajude-o até o banco e depois deixe-nos, — Neferet ordenou, apontando para a bancada de mármore esculpido que descansava perto da borda do telhado do castelo, proporcionando uma vista verdadeiramente magnífica do brilhante Mediterrâneo. Mas Neferet não tinha interesse na beleza que a rodeava. Ela acenou para longe do Guerreiro, dispensando-o de sua atenção mesmo sabendo que ele estaria notificando o Alto Conselho que a alma de seu Consorte havia retornado para seu corpo. Isso não importava agora. Isso poderia ser tratado mais tarde. Somente duas coisas importavam agora: Kalona tinha retornado para ela, e Zoey Redbird estava morta.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

13

CAPÍTULO DOIS Neferet — Fale para mim. Conte-me tudo devagar e claramente. Eu quero guardar cada palavra.— Neferet foi para Kalona, ajoelhando-se em frente a ele, acariciando as suaves e escuras asas que abriam-se frouxamente ao redor do imortal enquanto ele sentava no banco, rosto erguido para o céu da noite, o corpo bronzeado banhado no brilho dourado da lua. Ela tentou evitar a si própria de tremer em antecipação de seu toque—do retorno de sua fria paixão, seu frígido ardor. — O que você gostaria que eu dissesse?— ele não encontrou os olhos dela. Ao contrário, ele abriu seu rosto para o céu, como se ele pudesse beber do firmamento acima deles. A pergunta dele a pegou de surpresa. Sua luxúria diminuiu e sua mão cessou as caricias na asa dele. — Eu gostaria que você me desse detalhes de nossa vitória então assim eu poderia saborear recontando-a com você.— Ela falou vagarosamente, achando que talvez seu cérebro pudesse ainda estar ligeiramente confuso do recente deslocamento de sua alma. — Nossa vitória?— ele disse. Os olhos verdes de Neferet estreitaram-se. — Certamente. Você é meu Consorte. Sua vitória é minha, assim como a minha é sua. — Sua benevolência é quase divina. Você se tornou deusa durante a minha ausência?— Neferet o estudou atenciosamente. Ele ainda não a estava olhando; sua voz era quase inexpressiva. Ele estava sendo insolente? Ela ignorou sua pergunta, embora continuou a observá-lo atentamente. — O que aconteceu no Outromundo? Como Zoey morreu? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

14

Ela sabia o que ele iria dizer no instante que seus olhos âmbares finalmente encontraram os dela, entretanto infantilmente ela cobriu as orelhas e começou a sacudir sua cabeça de um lado pro outro enquanto ele falava as palavras que eram como um golpe de espada em sua alma. — Zoey Redbird não está morta. Neferet ergueu-se e forçou suas mãos longe de suas orelhas. Ela caminhou vários passos distante de Kalona, encarando desatentamente a safira líquida do mar à noite. Ela respirou devagar, cuidadosamente, tentando controlar suas emoções ferventes. Quando finalmente ela soube que podia fazê-lo sem gritar de raiva para o céu, ela falou. — Por quê? Por que você não completou sua conquista? — Isso era sua conquista, Neferet. Nunca minha. Você me forçou a retornar para o reino do qual eu fui banido. O que aconteceu era previsível: Os amigos de Zoey se reuniram com ela. Com a ajuda deles, ela curou sua alma despedaçada e se encontrou novamente. — Por que você não impediu isso de acontecer?— Sua voz estava gélida. Ela não fez mais do que olhar para ele. — Nyx. Neferet ouviu o nome deixar seus lábios como se ele tivesse dito uma oração—suave, baixo, reverente. Ciúme se lançou nela. — O que tem a deusa?— ela quase cuspiu a pergunta. — Ela interveio. — Ela fez o quê?— Neferet girou ao redor. Descrença tingida com medo fizeram suas palavras ofegantes, incrédulas. — Você espera que eu Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

15

acredite que Nyx realmente interferiu com uma escolha mortal? — Não,— Kalona disse, soando cansado novamente. — Ela não interferiu; ela interveio, e apenas depois que Zoey já tinha curado a si própria. Nyx a abençoou por isso. Essa benção era parte dela e da salvação de seu Guerreiro. — Zoey vive.— A voz de Neferet era plana, fria, sem vida. — Ela vive. — Então você me deve subserviência de sua alma imortal.— Ela começou a se afastar dele, em direção a saída do último andar. — Onde você está indo? O que acontecerá agora? Desgostosa pelo que ela percebeu como fraqueza na voz dele, Neferet virou-se para ele. Ela empertigou-se alta e orgulhosa, e estendeu os braços para que os viscosos fios que pulsavam ao redor dela pudessem escovar sua pele livremente, carinhosamente. — O que acontecerá em seguida? É simples. Eu irei me assegurar de que Zoey seja atraída de volta para Oklahoma. Lá, em meus próprios termos, eu irei completar a tarefa que você falhou. Para seu retraimento o imortal perguntou, — E sobre mim? Neferet pausou e olhou por cima de seu ombro. — Você irá retornar a Tulsa, também, apenas separadamente. Eu preciso de você, mas você não pode estar comigo publicamente. Você não lembra, meu amor, que você é um assassino agora? A morte de Heath Luck foi um feito seu. — Nosso feito,— ele disse.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

16

Ela sorriu sedosamente. — Não de acordo com o Alto Conselho.— Ela encontrou seus olhos. — Isso é o que vai acontecer. Eu preciso que você recupere sua força rapidamente. Ao anoitecer de amanhã eu terei que reportar ao Alto Conselho que sua alma retornou ao seu corpo, e que você confessou para mim que matou o garoto humano porque você pensou que o ódio dele por mim era uma ameaça. Eu irei contar a eles que porque você acreditou que você estava me protegendo, eu fui misericordiosa na sua punição. Eu apenas o tive açoitado cem vezes e então bani você do meu lado por cem anos. Kalona lutou para sentar. Neferet estava satisfeita em ver um flash de raiva brilhar em seus olhos âmbar. — Você espera estar destituída do meu toque por um século? — É claro que não. Eu graciosamente permitirei que você retorne para o meu lado depois que seus machucados estiverem curados. Até então eu ainda terei o seu toque; isso será simplesmente distante dos curiosos olhos do público. Seu semblante acendeu. Ela pensou quão arrogante ele parecia, mesmo enfraquecido e derrotado. — Quanto tempo você espera que eu me esconda nas sombras, fingindo curar de ferimentos inexistentes? — Eu espero que você esteja ausente do meu lado até seus ferimentos realmente curarem.— Com um rápido, preciso movimento, Neferet trouxe seu pulso para seus lábios e mordeu profundamente, instantaneamente desenhando um circulo de sangue. Depois ela começou a fazer um movimento rotativo com seu braço erguido, esquadrinhando através do ar enquanto viscosos fios de Escuridão deslizavam avidamente ao redor de seu pulso, atando-se ao sangue como sanguessugas. Ela rangeu os dentes

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

17

juntos, obrigando-se a permanecer firme, mesmo quando a rigidez dos tentáculos a apunhalava de novo e de novo. Quando eles pareceram inchados o suficiente, Neferet falou suavemente, amavelmente para eles. — Você tomou o seu pagamento. Agora você deve fazer meu apelo.— Ela olhou dos palpitantes fios da Escuridão para seu amante imortal. — Chicoteie-o profundamente. Cem vezes.— Neferet atirou a Escuridão em Kalona. O imortal enfraquecido apenas teve tempo de abrir as asas e começar a saltar para a borda do castelo. Os fios de navalha o pegaram no meio do caminho. Eles enrolaram-se na base de suas asas na sensível base onde elas encontram sua coluna. Em vez de saltar do telhado ele foi preso e jogado contra as antigas pedras da balaustrada enquanto a Escuridão começava lentamente, metodicamente a fatiar sulcos na pele nua de suas costas. Neferet observou até que sua orgulhosa, linda cabeça afundasse em derrota e seu corpo estremecesse convulsivamente com cada corte. — Não o marque permanentemente. Eu planejo desfrutar da sua bela pele novamente,— ela disse antes de voltar suas costas para Kalona e andar com determinação do telhado ensopado de sangue. — Parece que eu devo fazer tudo eu mesma, e há tanto a fazer... tanto a fazer...,— ela sussurrou para a Escuridão que esvoaçava ao redor de seus tornozelos. Das sombras dentro das sombras Neferet pensou ter pego o contorno de um enorme touro a observando com aprovação e prazer. Neferet sorriu.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

18

CAPÍTULO TRÊS Zoey Pela zilionésima vez eu pensei sobre quão maravilhosa a sala do trono de Sgiach era. Ela era uma antiga rainha vampira, a Grande Captora de Cabeças, super-poderosa e cercada por seus próprios Guerreiros pessoais conhecidos como Guardiões. Maldição, de volta ao dia em que ela tinha justamente ido ao Alto Conselho Vampyro e vencido, mas seu castelo não era um mau-cartaz-de-uma-versão-medieval-de-camping (eca). O castelo de Sgiach era uma fortaleza, mas isso era–como eles dizem aqui na Escócia–um elegante castelo. Eu juro que a visão de cada janela para o mar, mas especialmente sua sala do trono, é tão inacreditável que parece como se isso estivesse em HD TV e não na minha frente, na vida real. — É lindo aqui. — Ok, falar comigo mesma–especialmente logo após ter estado, bem, tipo meio louca no Outromundo–poderia possivelmente ser uma ideia não-muito-boa. Eu suspirei e encolhi de ombros. — O que seja. Sem Nala aqui, Stark a maior parte das vezes fora de si, Aphrodite fazendo coisas que eu prefiro não imaginar com Darius, e Sgiach fora fazendo algo mágico ou chutando traseiros em treinamento tipo super-herói com Seoras, falar comigo mesma parece a única opção. — Eu estava simplesmente verificando meu email—nada mágico ou chuta-traseiros sobre isso. Eu suponho que ela poderia ter-me feito pular. Quero dizer, a rainha pareceu materializar-se no ar ao meu lado, mas eu acho que ser toda despedaçada e louca no Outromundo tinha me dado uma alta tolerância à aparições. Além disso, eu sentia uma ligação estranha com esta rainha vampira. Yeah, ela era inspiradora e tinha poderes doidos e tudo, mas nas

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

19

semanas desde que Stark e eu tínhamos voltado, ela tinha sido um acessório ao meu lado. Enquanto Aphrodite e Darius brincavam de beijinhos e andavam de mãos dadas na praia, e enquanto Stark dormia e dormia e dormia, Sgiach e eu passávamos tempo juntas. Umas vezes conversando—outras não. Ela era, eu decidi dias atrás, a mulher mais legal, vamp ou não, que eu já conheci. — Você está brincando, né? Você é uma antiga guerreira rainha que vive em um castelo em uma ilha que ninguém pode entrar sem sua permissão, e você está verificando seu email? Parece como mágica pra mim. Sgiach riu. — Ciência algumas vezes parece mais misteriosa que magia, ou pelo menos eu sempre pensei assim. O que me lembra – eu tenho estado considerando quão curioso é que a luz do dia afete seu Guardião com tal debilitante severidade. — Isto não é precisamente o Stark. Quero dizer, tem sido problema pra ele recentemente. Por que, bem, por que ele está ferido. — Eu parei, tropeçando nas palavras sem querer admitir o quão difícil era de ver meu Guerreiro e Guardião tão obviamente desordenado. — Isso realmente não é comum para ele. Ele pode normalmente ficar consciente durante o dia, mesmo que ele não possa estar diretamente sob a luz do sol. Todos os vampyros vermelhos e calouros são iguais sobre isso. O sol faz isso a eles. — Bem, jovem rainha, pode ser uma nítida desvantagem que o seu Guardião seja incapaz de proteger você durante o dia. Eu encolhi os ombros, ainda que suas palavras tenham enviado um estremecimento que poderia ser premonição descendo por minha coluna. — É, bem, recentemente eu tenho aprendido a cuidar de mim mesma. Eu acho que eu posso administrar umas poucas horas do dia por mim mesma, — Eu disse isso com uma acidez que surpreendeu a mim mesma.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

20

O olhar verde-ambarino de Sgiach segurou o meu. — Não permita que ela te endureça. — Ela? — A Escuridão e a luta contra ela. — Eu não tenho que ser dura pra lutar? — Eu me lembrei de Kalona sendo espetado à parede na arena do Outromundo com sua própria lança, e meu estômago apertou. Ela sacudiu sua cabeça e a luz do dia desaparecendo pegou a faixa de sua cabelo prateado, fazendo ele reluzir como uma mistura de canela e ouro. — Não, você precisa ser forte. Você precisa ser sábia. Você precisa se conhecer e confiar somente naqueles que são dignos. Se você permitir que a batalha contra a Escuridão endureça você, você perderá a perspectiva. Eu olhei para longe, observando fixamente as águas cinza-azuladas que rodeavam a Ilha de Skye. O sol estava encontrando o oceano, refletindo delicadas cores rosa e coral através do céu anoitecendo. Era lindo e tranquilo e parecia completamente normal. Parada ali era difícil de imaginar que suspenso ao redor do mundo lá fora estava o mal e Escuridão e morte. Mas a Escuridão estava ali fora, provavelmente multiplicado em zilhões. Kalona não tinha me matado, e isso ia realmente, realmente chatear Neferet. Apenas o pensamento do que isso significava, de que eu teria que lidar com ela e Kalona e todos aqueles horríveis touros-de-merda que estavam com eles novamente me fez sentir extremamente cansada.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

21

Eu virei pra longe da janela, enquadrei meus ombros, e encarei Sgiach. — E se eu não quiser lutar mais? E se eu quiser ficar aqui pelo menos por um tempo? Stark não é ele mesmo. Ele precisa repousar e melhorar. Eu já enviei aquela mensagem para o Alto Conselho sobre Kalona. Eles sabem que ele matou Heath e então veio atrás de mim, e que Neferet estava totalmente envolvida nisso e se aliou à Escuridão. O Alto Conselho pode lidar com Neferet. Maldição, adultos precisam lidar com ela e a sórdida e perversa confusão que ela continua a tentar fazer da vida. Sgiach não disse nada, então eu respirei fundo e continuei balbuciando. — Eu sou uma criança. Dezessete. Apenas. Eu sou ruim em geometria. Meu espanhol é péssimo. Não posso nem mesmo votar ainda. Lutar contra o mal não é minha responsabilidade – me formar no ensino médio e, esperançosamente, fazer a Mudança são. Minha alma foi despedaçada e meu namorado foi morto. Eu não mereço um descanso? Apenas um pequeno descanso? Totalmente me surpreendendo, Sgiach sorriu e disse, — Sim, Zoey, eu acredito que você merece. — Você que dizer que eu posso ficar aqui? — O quanto você desejar. Eu sei o que sentir a pressão do mundo muito forte ao redor. Aqui, como você disse, o mundo só é permitido entrar sob minhas ordens – e a maioria das vezes eu ordeno que ele fique longe. — E a luta contra Escuridão e o mal e sei lá o quê? — Isso estará lá quando você retornar. — Uau. Sério? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

22

— Sério. Fique em minha ilha até que sua alma esteja verdadeiramente descansada e restaurada, e sua consciência te diga para retornar a seu mundo e sua vida lá. Eu ignorei a pequena aflição que eu senti com a palavra consciência. — Stark pode ficar, também, certo? — É claro. Uma rainha deve sempre ter seu Guardião ao seu lado. — Falando nisso, — Eu disse rapidamente, satisfeita de dirigir o assunto longe de questões de consciência e de combater o mal, — Há quanto tempo Seoras tem sido seu Guardião? Os olhos da rainha suavizaram e seu sorriso se tornou doce, cálido e até mesmo mais bonito. — Seoras se tornou meu Guardião Jurado há mais de quinhentos anos atrás. — Santa merda! Quinhentos anos? Quantos anos você tem? Sgiach riu. — Depois de certo ponto, você acha que a idade é relevante? — E não ser educado perguntar a idade de uma moça. Mesmo se ele não tivesse dito nada, eu saberia que Seoras tinha entrado na sala. O expressão de Sgiach mudava quando ele estava ao redor. Era como se ele ligasse um interruptor e fizesse algo suave e cálido brilhar dentro dela. E quando ele olhou de volta pra ela, só por um momento, ele não parecia tão ríspido e ferido pelas batalhas e tão eu-prefiro-chutar-seutraseiro-do-que-falar-com-você. A rainha riu e tocou o braço de seu Guardião com uma intimidade que me fez esperar que Stark e eu pudéssemos encontrar pelo menos uma pequena parte do que os dois tinham. E se ele me chamasse de moça depois Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

23

de quinhentos anos, seria muito legal, também. Heath teria me chamado de moça. Bem, seria mais como garota. Ou talvez Zo – para sempre apenas Zo. Mas Heath estava morto e enterrado e ele nunca mais me chamaria de alguma coisa novamente. — Ele estar esperando por você, jovem rainha. Chocada, eu encarei Seoras. — Heath? O olhar do Guerreiro era sábio e compreensivo, sua voz gentil. — Aye, seu Heath provavelmente esperar você em algum lugar no futuro, mas é de seu Guardião que eu falar. — Stark! Oh, bom, ele está acordado. — Eu sei que eu soei culpada. Eu não queria ficar pensando sobre Heath, mas era difícil não fazer. Ele tinha sido parte de minha vida desde que eu tinha nove anos – e morto só há poucas semanas. Eu mentalmente me sacudi, me inclinei rapidamente para Sgiach, e parti para a porta. — Ele non estar em seus aposentos, — Seoras disse. — O garoto estar perto do bosque. Ele pediu para você encontrá-lo lá. — Ele está fora? — Eu parei, surpresa. Desde que Stark tinha voltado do Outromundo, ele estava muito fraco para fazer algo além de comer, dormir, e jogar no computador com Seoras, o que era geralmente uma visão super estranha – era como um encontro escolar de Braveheart e Call of Duty2. — Aye, a moça estar cansada da neura com sua maquiagem e agora estar agindo como um Guardião adequado de novo. 2 Braveheart e Call of Duty são nomes de jogos de computador. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

24

Eu coloquei minha mão no quadril e estreitei os olhos para o velho Guerreiro. — Ele quase morreu. Você cortou-o em pedaços. Ele estava no Outromundo. Dê a ele um descanso. Aff. — Aye, bem, ele non estar atualmente morto, estar? Eu rolei meus olhos. — Você disse que ele está no bosque? — Aye. — Positivo. Enquanto eu corria através do corredor, a voz de Sgiach me seguiu. — Leve este lindo lenço que você comprou na vila. É uma noite fria. Eu pensei que isso era um tipo de coisa meio estranha para Sgiach dizer. Quero dizer, sim, era frio (e geralmente molhado) em Skye, mas calouros e vamps não sentiam mudanças climáticas como humanos sentiam. Mas, o que seja. Quando uma rainha guerreira fala pra você fazer algo, geralmente é melhor você fazer. Então eu desviei para o enorme quarto que eu compartilhava com Stark e peguei o lenço que eu enrolei no final dossel da cama. Ele era de caxemira de cor creme, tecido com fios de ouro, e eu pensei que ele era provavelmente mais bonito pendurado contra as cortinas vermelhas da cama do que ao redor de meu pescoço. Eu parei um instante, olhando para a cama que eu estive compartilhando com Stark pelas últimas semanas. Eu tinha me enrolado com ele, segurado sua mão, e descansado minha cabeça em seu ombro enquanto o observava dormir. Mas foi só isso. Ele não tinha sequer tentado me provocar sobre o que fazer com ele. Droga! Ele está muito ferido! Eu me encolhi mentalmente enquanto contava quantas vezes Stark Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

25

sofreu por minha causa: uma flecha quase o matou porque ele tinha tomado o tiro que foi dirigido para mim; ele foi cortado e depois destruiu uma parte de si mesmo para entrar no Outromundo e se juntar a mim; ele foi mortalmente ferido por Kalona porque ele acreditava que era a única maneira de alcançar o que foi destruído dentro de mim. Mas eu o salvei também, eu me lembrei. Stark estava certo – assistir Kalona brutalizá-lo tinha feito eu me recompor, e por causa disso Nyx forçou Kalona a exalar um pouco de imortalidade no corpo de Stark, retornando sua vida e pagando a dívida que ele devia por matar Heath. Eu andei através do castelo lindamente decorado, acenando para os Guerreiros que se inclinavam respeitosamente para mim, e pensava sobre Stark, automaticamente pegando meu ritmo. O que ele estava pensando, arrastando-se para fora depois do que ele tinha passado? Maldição, eu não sabia o que ele estava pensando. Ele estava diferente desde que nós voltamos. Bem, é claro que ele está diferente, eu disse a mim mesma com firmeza, sentindo-me péssima e desleal. Meu Guerreiro fez uma jornada para o Outromundo, morreu, foi ressuscitado por um imortal, e em seguida voltou para um corpo que estava fraco e ferido. Mas antes disso. Antes de nós retornarmos ao mundo real, algo tinha acontecido entre nós. Algo tinha mudado para nós. Ou pelo menos eu achava que tinha. Nós estávamos super-íntimos no Outromundo. Beber de mim tinha sido uma experiência incrível. Tinha sido mais do que sexo. Sim, isso foi bom. Muito, muito bom. Isso tinha curado-o, reforçado-o, e, de alguma forma, isso tinha fixado o que quer que seja que ainda estava quebrado dentro de mim, permitindo que minhas tatuagens retornassem. E esta nova proximidade com Stark tinha feito a perda de Heath

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

26

suportável. Então, porque eu estava me sentindo tão deprimida? O que estava errado comigo? Merda. E não sabia. Uma mãe saberia. Eu pensei em minha mãe e senti uma inesperada e terrível solidão. Sim, ela tinha bagunçado e basicamente tinha elegido o novo marido acima de mim, mas ela ainda era minha mãe. Eu sinto falta dela, a pequena voz em minha cabeça admitiu. Então eu sacudi minha cabeça. Não. Eu ainda tinha uma "mãe". Minha avó era isso e muito mais para mim. — É da Vovó que eu sinto falta. — E então, é claro, eu senti culpa porque desde que eu voltei eu nem sequer tinha ligado pra ela. Ok, certo, eu sabia que Vovó sentiria que minha alma tinha retornado – disso eu estava segura. Ela sempre tinha sido super intuitiva, especialmente sobre mim. Mas eu devia ter ligado pra ela. Me sentindo verdadeiramente decepcionada comigo mesma e triste, eu mordi meus lábios e enrolei o lenço de caxemira em volta de meu pescoço, segurando as pontas juntas enquanto eu fazia meu caminho através da ponte tipo fosso e o vento gelado açoitava em minha volta. Os Guerreiros estavam acendendo as tochas e eu cumprimentei os caras que se inclinaram para mim. Eu tentei não olhar para os assustadores crânios empalados que emolduravam as tochas. Sério mesmo. Caveiras. Como de pessoas reais mortas. Bem, eles estavam todos velhos e enrugados e praticamente sem carne, mas ainda, nojento. Mantendo meus olhos cuidadosamente afastados, eu segui o caminho elevado sobre a área pantanosa que cercava o lado de terra do castelo. Quando eu cheguei à estrada estreita virei à esquerda. O Bosque Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

27

Sagrado começava justamente pouco depois do castelo, parecendo se alongar indefinidamente à distância do outro lado da estrada. Eu sabia onde estava não porque eu me lembrei sendo carregada, como um cadáver, passando por aqui em meu caminho até Sgiach. Eu sabia onde estava porque durante as últimas semanas, enquanto Stark estava se recuperando, eu tinha me sentido atraída para o bosque. Quando eu não estava com a rainha, ou Aphrodite, ou verificando Stark, eu estava dando longas caminhadas dentro dele. Ele me lembrava o Outromundo, e o fato de que esta memória confortava e me arrepiava ao mesmo tempo era assustador. Ainda, eu tinha visitado o Bosque Sagrado, ou como Seoras chamava, o Croabh, mas eu sempre vinha nele durante as horas do dia. Nunca depois do pôr-do-sol. Nunca à noite. Eu andei ao longo da estrada. Tochas alinhavam a rua. Elas lançavam sombras tremulantes contra a borda do bosque, dando suficiente luz para que eu pudesse entrever o musguento e mágico mundo dentro do limite das eternas árvores. Ele parecia diferente sem o sol tornando vivente a copa de galhos. Ele não era mais familiar, e eu senti um formigamento em toda minha pele, como se meus sentidos estivessem em super alerta. Meus olhos continuaram sendo puxados para as sombras dentro do bosque. Elas eram mais escuras do que deveriam ser? Havia algo não muito certo escondido ali dentro? Eu estremeci, e foi quando um movimento mais para baixo da estrada pegou a borda de minha visão. Meu coração deslizou pelo meu peito enquanto eu espreitava diante de mim, meio que esperando asas e frieza, maldade e loucura... Em vez disso o que eu vi teve meu coração deslizando por outras razões.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

28

Stark estava ali, parado na frente de duas árvores que foram torcidas juntas formando uma única. As árvores entrelaçadas estavam decoradas com tiras de pano atados juntos – algumas eram vivamente coloridas, outras estavam usadas, desbotadas e esfarrapadas. Era a versão mortal da árvore de pendurar que tinha estado diante do Bosque de Nyx no Outromundo, mas só porque esta estava no mundo "real" não queria dizer que era menos espetacular. Especialmente quando o cara parado na frente dela, olhando para seus ramos, estava vestindo o xadrez MacUallis cor-deterra, no tradicional jeito de Guerreiro, completo com adaga e sporran3 e todo tipo sexy de metal cravejado com apetrechos de couro (como Damien diria). Eu olhei para ele como se o tivesse visto por anos. Stark parecia forte e saudável e totalmente lindo. Eu estava me distraindo por saber exatamente o que os carinhas escoceses faziam, ou não faziam, vestiam por baixo daqueles kilts quando ele se virou para mim. Seu sorriso iluminou seus olhos. — Eu posso quase ouvir o que você está pensando. Minhas bochechas ficaram quentes instantaneamente, especialmente visto que Stark tinha a habilidade de sentir minhas emoções. — Você não deveria estar ouvindo a menos que eu estivesse em perigo. Seu sorriso se tornou convencido e seus olhos brilharam maliciosamente. — Então não pense tão alto. Mas você está certa. Eu não deveria estar ouvindo porque o que eu estava obtendo de você era oposto ao que eu chamo de perigo. — Espertinho, — eu disse, mas eu não consegui deixar de sorrir de volta. 3 Sporran: tipo de uma bolsa de couro usada com a tradicional roupa escocesa. http://www.kommandokilts.com/sporrans/SporranPlnBlk.jpg Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

29

— Sim, este sou eu, mas eu sou seu espertinho. Stark estendeu sua mão para mim enquanto eu chegava ao seu lado, e nossos dedos se entrelaçaram. Seu toque era quente, sua mão forte e firme. Nesta proximidade dele eu pude ver que ele ainda tinha olheiras sob seus olhos, mas ele não estava tão mortalmente pálido quanto ele tinha estado. — Você é você de novo! — Sim, isso me levou um tempo; meu sono tem sido estranho – não tão tranquilo como deveria ser, mas é como um interruptor que ligou dentro de mim hoje e eu finalmente recarreguei. — Estou contente. Tenho estado tão preocupada com você. — Enquanto eu disse isso eu percebi o quão verdadeiro era, e eu também desabafei, — Eu senti sua falta, também. Ele apertou minha mão e me puxou para perto dele. Toda sua pretensiosa brincadeira evaporou. — Eu sei. Você se sentiu distante e assustada. O que houve com isso? Eu comecei a dizer que ele estava errado – que eu estava apenas lhe dando algum espaço para ficar bem, mas as palavras que se formaram e saíram de meus lábios eram mais honestas. — Você se machucou muito por causa de mim. — Não por causa de você, Z. Eu me machuquei porque é isso que a Escuridão faz, tenta destruir aqueles de nós que lutam pela Luz. — É, bem, eu desejo que a Escuridão possa pegar alguém mais por um tempo e deixar você descansar. Ele me bateu com seu ombro. — Eu sabia no que estava me metendo quando me jurei a você. Eu estava bem com isso então—eu estou bem com isso agora—e eu ainda estarei bem com isso daqui a cinquenta anos. E, Z, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

30

realmente não me faz parecer muito viril e todo Guardião quando você diz que a Escuridão me "pegou". — Olha, eu estou sendo séria. Você quer saber o que está acontecendo comigo, bem, eu tenho estado preocupada que você tivesse se machucado muito. — Eu hesitei, lutando contra lágrimas inesperadas quando eu finalmente entendi. — Tanto que você não pudesse ficar bem. E então você me deixaria, também. A presença de Heath era tão tangível ali entre nós que eu meio que esperei vê-lo sair do bosque e dizer, Ei, Zo. Sem chorar. Você sempre tem catarro quando você chora. E é claro que o pensamento fez mais difícil ainda para eu não gritar. — Me ouça, Zoey. Eu sou seu Guardião. Você é minha rainha; Isso é mais que uma Alta Sacerdotisa, então nossa ligação é mais forte que um comum Juramento de Guerreiro. Eu pisquei forte. — Isso é bom, porque parece que coisas ruins continuam tentando me separar de todos que eu amo. — Nada irá me separar de você, Z. Eu fiz meu juramento por isso. — Ele sorriu, e havia esta confidência e confiança e amor em seus olhos que ele fez minha respiração prender em minha garganta. — Você nunca se livrará de mim, mo bann ri. — Bom, — eu disse suavemente, inclinando minha cabeça no ombro dele enquanto ele me puxava para dentro do meio-círculo de seu braço. — Eu estou cansada de toda esta coisa de partir. Ele beijou minha testa, murmurando contra minha pele, — Sim, eu também. — Na realidade, eu acho que a verdade é que eu estou cansada. É fase. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

31

Eu preciso de recarga, também. — Eu olhei para ele. — Estaria bem pra você se ficarmos aqui? Eu-eu apenas não quero ir embora e voltar. . . para. . . — Eu hesitei, incerta de como colocar o que eu sentia em palavras. — Para tudo, o bom e o mau. Eu sei o que você quer dizer, — disse meu Guardião. — É legal com Sgiach? — Ela disse que nós podemos ficar o tempo que minha consciência me permitir, — eu disse, sorrindo um pouco ironicamente. — E justo agora minha consciência está definitivamente me deixando. — Parece bom para mim. Eu não estou com pressa de voltar para todo o drama de Neferet que está esperando por nós. — Então, ficamos por enquanto? Stark me abraçou. — Nós ficaremos até que você diga o contrário. Eu fechei meus olhos e descansei nos braços de Stark, sentindo como se um enorme peso tivesse sido tirado de mim. Quando ele perguntou, — Ei, você faria uma coisa comigo? Minha resposta foi imediata e fácil, — Sim, qualquer coisa. Eu podia sentir ele rindo. — Esta resposta me faz querer mudar o que eu ia pedir pra você fazer. — Não este tipo de coisa. — Eu dei-lhe um pequeno empurrão, mesmo embora eu estava sentido uma onda de alívio de que Stark estava definitivamente agindo como Stark novamente. — Não? — Seu olhar foi de meus olhos para meus lábios, e de repente ele parecia menos arrogante e mais faminto – e aquele olhar me deu calafrio no estômago. Então ele se inclinou e me beijou, forte e demorado, e Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

32

ele tirou totalmente meu fôlego. — Tem certeza que não quer dizer este tipo de coisa? — ele perguntou, sua voz baixa e mais grossa que a habitual. — Não. Sim. Ele riu. — Qual vai ser? — Eu não sei. Eu não posso pensar quando você me beija assim, — eu disse a ele honestamente. — Então eu terei que fazer mais deste tipo de beijo, — ele disse. — Ok, — Eu disse, sentindo-me tonta e estranhamente fraca. — Ok, — Ele repetiu. — Mas mais tarde. Agora eu vou lhe mostrar quão forte Guardião eu sou e pular para a pergunta inicial que eu ia te fazer. — Ele enfiou a mão na bolsa de couro que estava amarrada em seu corpo e puxou uma longa e estreita faixa do xadrez MacUallis, levantandoo para que ele flutuasse suavemente com a brisa. — Zoey Redbird, você amarraria seus desejos e seus sonhos para o futuro comigo em um nó na árvore de pendurar? Eu hesitei por apenas um segundo – apenas o tempo suficiente para sentir a aguda dor que era a ausência de Heath, a ausência de uma discussão futura que nunca aconteceria – e então eu pisquei meus olhos limpos de lágrimas e respondi meu Guardião Guerreiro. — Sim, Stark, eu amarrarei meus desejos e sonhos para o futuro com você.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

33

CAPÍTULO QUATRO Zoey — Eu tenho que fazer o quê com meu cachecol de caxemira? — Partir uma tira dele, — Stark disse. — Você tem certeza? — Yeah, eu consegui as instruções direto de Seoras. Isso e um monte de comentários espertinhos sobre minha educação ser tristemente deficiente e alguma coisa sobre não diferenciar minha bunda da minha orelha ou meu cotovelo, e alguma coisa também sobre eu ser um pateta, e eu não sei o que diabos isso significa. — Pateta? Tipo o do desenho? — Eu acho que sim... Stark e eu balançamos nossas cabeças, em total concordância sobre Seoras e sua estranheza. — De qualquer modo, — Stark continuou, — ele disse que os pedaços de tecido têm que ser alguma coisa que seja minha e alguma coisa que seja sua, e que sejam especiais para cada um de nós. — Ele sorriu e puxou meu tremulante, caro e lindo novo cachecol. — Você gosta um bocado dessa coisa, não gosta? — É, o suficiente para não querer desfiá-lo. Stark riu, puxou o punhal da bainha de sua cintura e me entregou. — Bom, então ele amarrado com a minha manta fará um forte laço entre nós.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

34

— Yeah, esse manto não custou a você oitenta euros, que é mais de cem dólares. Eu acho, — eu murmurei enquanto pegava o punhal. Ao invés de me deixar pegá-lo dele, Stark hesitou. Seus olhos encontraram os meus. — Você está certa. Isso não me custou dinheiro. Me custou sangue. Meus ombros caíram. — Eu sinto muito. Olhe só pra mim, reclamando sobre dinheiro e um cachecol. Ah, inferno! Eu estou começando a soar como Aphrodite. Stark revirou o punhal para que ficasse pressionado contra seu peito sobre seu coração. — Se você se transformar em Aphrodite, eu mesmo vou me apunhalar. — Se eu me transformar em Aphrodite, me apunhale primeiro. — Eu peguei o punhal, e dessa vez ele o deu para mim. — Combinado. — Ele sorriu. — Combinado, — eu disse, e depois eu rasguei a ponta do meu novo cachecol franjado e com um rápido puxão eu arranquei uma longa e fina tira dele. — Agora o que? — Escolha um galho. Seoras disse que eu tenho que segurar o meu pedaço, e você o seu. Nós os amarramos juntos, e o desejo que nós fizermos para nós será amarrado junto. — Sério? Isso é super romântico. — Yeah, eu sei. — Ele se aproximou e traçou minha bochecha com um dedo. — Isso me fez desejar fazê-lo, apenas por você. Eu olhei dentro de seus olhos e disse exatamente o que eu estava Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

35

pensando. — Você é o melhor Guardião no mundo. Stark balançou sua cabeça, sua expressão rígida. — Eu não sou. Não diga isso. Como ele havia feito em mim, eu tracei sua bochecha com um dedo. — Para mim, Stark. Para mim você é o melhor Guardião no mundo. Ele relaxou um pouco. — Por você, eu tentarei ser. Eu olhei dentro de seus olhos para a antiga árvore. — Lá. — Eu apontei para um galho baixo bifurcado, que criava com folhas e ramos o que se parecia com um coração. — Aquele é nosso lugar. Juntos nós fomos para a árvore. Então, como o Guardião de Sgiach tinha instruído, Stark e eu amarramos o manto MacUallis cor-de-terra e meu longo e tremulante cor creme juntos. Nossos dedos se roçaram enquanto nós enrolávamos a ultima parte do nó, nossos olhos encontraramse. — Meu desejo para nós é que nosso futuro seja forte, assim como esse nó, — Stark disse. — Meu desejo para nós é que nosso futuro seja juntos, assim como esse nó, — eu disse. Nós selamos nossos desejos com um beijo que me fez perder a respiração. Eu estava me inclinando em Stark para beijá-lo de novo quando ele pegou minha mão e disse, — Você me deixaria te mostrar uma coisa? — Ok, claro, — eu disse, apenas pensando que naquele momento eu deixaria Stark me mostrar qualquer coisa. Ele começou a me guiar dentro do bosque, mas ele sentiu minha Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

36

hesitação porque ele apertou minha mão e sorriu para mim. — Ei, não há nada aqui que possa machucar você, e se houvesse eu protegeria você. Eu prometo. — Eu sei. Me desculpe. — Eu engoli através do estranho nó de medo que tinha se formado na minha garganta, apertei sua mão de volta, e nós adentramos o bosque. — Você está de volta, Z. Realmente de volta. E você está segura. — Isso não te lembra o Outromundo também? — eu falei quietamente e Stark teve que se inclinar para me ouvir. — Sim, mas de um bom modo. — Eu também, a maior parte do tempo. Eu sinto coisas aqui que me fazem pensar em Nyx e seu reino. — Eu acho que isso tem alguma coisa a ver com quão velho esse lugar é, e quanto à parte do mundo ele tem estado. Ok, está logo aqui, — ele disse. — Seoras estava me falando sobre isso, e eu pensei ter visto bem antes de você aparecer. Isso é o que eu queria mostrar a você. — Stark apontou direto a frente de nós, e eu ofeguei em prazer. Uma das árvores estava brilhando. De dentro das linhas escarpadas da sua espessa casca, uma suave luz azul brilhava como se a árvore tivesse veias luminosas. — É maravilhoso! O que é isso? — Eu estou certo que há uma explicação cientifica—provavelmente alguma coisa sobre plantas fosforescentes e coisas assim, mas eu prefiro acreditar que é mágico, magia escocesa, — Stark disse. Eu olhei acima para ele, sorri, e puxei seu manto. — Eu gosto de chamar isso de magia também. E falando em coisas escocesas, eu estou Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

37

seriamente gostando de você nessa roupa. Ele olhou para si mesmo. — Yeah, estranho que o que é basicamente um vestido feito de lã possa parecer tão viril. Eu dei risadinha. — Eu gostaria de ouvir você dizer a Seoras e o resto dos Guerreiros que eles estão usando vestidos de lã. — Inferno, não. Eu acabei de vir do Outromundo, mas isso não significa que eu tenha desejo de morrer. — Então ele pareceu reconsiderar o que eu tinha acabado de dizer, e adicionou, — Você gostou de mim nisto, hein? Eu cruzei os braços e andei um círculo ao redor dele, dando a ele uma séria avaliação enquanto ele me observava. As cores do manto MacUallis sempre me lembraram da terra – estranho o suficiente, da suja terra vermelha de Oklahoma para ser especifica. Aquele distinto marrom desbotado era misturado com folhas novas mais claras e cascas cinzaenegrecido, leve tipo folhas-recém-mudadas. Ele o usava do modo antigo, como Seoras tinha ensinado a ele, dobrando todos aqueles metros de material a mão e, em seguida, enrolando-se nele e prendendo-o com cintos e broches antigos legais (exceto que eu não acho que caras Guerreiros chamem de broches). Ele tinha outro pedaço do manto que ele podia por sobre os seus ombros, o que era uma boa coisa, porque exceto pela coisa do cinto cruzado de couro, tudo o que ele usava sobre o peito era uma camiseta sem mangas, que deixava muito da sua pele nua. Ele clareou sua garganta. Seu meio sorriso o fez parecer um garotinho e um tanto nervoso. — Então? Eu passei na sua inspeção, minha rainha?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

38

— Totalmente. — Eu sorri. — Com um enorme dez. Eu gostei disso, que mesmo embora ele fosse um grande e duro Guardião, ele pareceu aliviado. — Grato em ouvir isso. Levando em conta o quão conveniente é toda essa lã. — Ele pegou minha mão e me guiou para perto da árvore brilhante, e sentou-se espalhando parte de seu manto sobre o musgo. — Sente-se, Z. — Não se importe se eu sentar, — eu disse, encolhendo-me ao lado dele. Stark me puxou para dentro de seus braços e dobrou a ponta do kilt sobre mim assim eu fiquei aquecida, encasulada no que eu sentia como um adorável sanduíche de Guerreiro-e-manta. Nós ficamos lá no que pareceu como um longo tempo. Nós não falamos. Pelo contrário, nós nos afundamos em um lindo e confortável silêncio. Parecia certo estar nos braços de Stark. Seguro. E quando as mãos dele começaram a se mover traçando o padrão de minhas tatuagens, primeiro no meu rosto e depois abaixo no meu pescoço, senti isso certo, também. — Eu estou feliz que elas voltaram, — Stark disse suavemente. — Foi por causa de você, — eu sussurrei de volta. — Pelo que você me fez sentir no Outromundo. Ele sorriu e beijou minha testa. — Você quer dizer assustada e histérica? — Não, — eu disse, tocando seu rosto. — Você me fez sentir viva de novo. Seus lábios foram da minha testa para minha boca. Ele me beijou profundamente, depois contra meus lábios ele disse, — É bom ouvir isso, porque a coisa toda com Heath, e quase perder você, me fez saber uma Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

39

coisa de verdade que eu só sabia superficialmente antes. Eu não posso viver sem você, Zoey. Talvez eu seja apenas seu Guardião, e você tenha outro consorte ou mesmo um companheiro, mas quem quer que seja que você tenha na sua vida não vai mudar quem eu sou para você. Eu nunca mais serei enfurecido ou egoísta de novo com você. Eu juro. — Ele suspirou e pressionou sua testa contra a minha. — Obrigada, — eu disse. — Mesmo que isso soe um tanto como se você estivesse me entregando para outros caras. Ele se afastou, franziu para mim e disse, — Isso é besteira, Z. — Bem, você acabou de dizer que está bem pra você se eu estou com— — Não! — ele me sacudiu um pouco. — Eu não disse que estava bem com você ficando com outros caras. Eu disse que eu não deixaria isso quebrar o que nós temos. — O que nós temos? — Um ao outro. Para sempre. — Isso é suficiente para mim, Stark. — Eu envolvi meu braço ao redor de seus ombros. — Você faria uma coisa por mim? — Sim, qualquer coisa, — ele ecoou minha resposta, fazendo nós dois sorrirmos. — Me beije como você fez ainda a pouco para que eu não possa pensar. — Eu posso cuidar disso, — ele disse. O beijo de Stark começou devagar e doce, mas não durou assim por muito tempo. Enquanto ele aprofundava o beijo, suas mãos começaram a

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

40

explorar meu corpo. Quando ele alcançou a borda inferior da minha camiseta ele hesitou, e foi durante aquele pequeno momento de hesitação que eu fiz minha decisão. Eu queria Stark. Eu queria tudo dele. Eu me afastei dele para que pudesse olhar dentro de seus olhos. Nós estávamos ambos respirando difícil e ele automaticamente se inclinou para mim, como se ele não pudesse suportar não ficar pressionado contra o meu corpo. — Espere. — Eu pus minha mão plana contra seu peito. — Desculpe. — A voz dele soava rouca. — Eu não queria pegar pesado. — Não, não é isso. Você não está pegando pesado. Eu só queria... bem... — eu hesitei, tentando fazer minha mente funcionar através da névoa de desejo que eu estava sentido por ele. — Ah, inferno. Eu irei te mostrar o que eu quero. — Antes que eu pudesse ficar tímida ou envergonhada, eu levantei. Stark estava me observando com uma expressão que era curiosidade mistura com calor, mas quando eu tirei minha camiseta, soltei-a e sai dos meus jeans a curiosidade foi embora e seus olhos pareceram escurecer com o calor. Eu me deitei dentro da segurança de seus braços, amando a sensação da aspereza de seu manto contra a suavidade da minha pele nua. — Você é tão linda, — Stark disse, traçando o padrão de minhas tatuagens que envolviam minha cintura. Seu toque me fez tremer. — Você está assustada? — ele perguntou, me puxando mais perto. — Eu não estou tremendo porque estou assustada, — eu sussurrei contra seus lábios entre beijos. — Eu estou tremendo pelo tanto que eu quero você. — Você está segura? — Totalmente segura. Eu amo você, Stark. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

41

— Eu amo você, também, Zoey. Stark me tomou em seus braços então, e com suas mãos e seus lábios, ele bloqueou fora o mundo, me fazendo pensar apenas nele – querer apenas estar com ele. Seu toque baniu a feia memória de Loren, e o erro que eu tinha cometido me entregando a ele, dentro da névoa do passado. Ao mesmo tempo Stark acalmou a dor deixada dentro de mim pela perda de Heath. Eu iria sempre sentir falta de Heath, mas ele tinha sido humano, e enquanto Stark fazia amor comigo eu entendi que eu eventualmente teria tido que dizer adeus a Heath. Stark era meu futuro – meu Guerreiro – meu Guardião – meu amor. Quando Stark desenrolou o manto MacUallis ao redor de seu corpo e deitou nu ao meu lado, ele se inclinou e eu senti sua língua contra a pulsação em meu pescoço, e então um breve toque questionador de seus dentes. — Sim, — eu disse, surpresa pelo ofegante, estranho som de minha voz. Eu mudei meu corpo para assim os lábios de Stark pressionarem mais firmemente contra meu pescoço, enquanto eu beijava a forte, suave curva onde seu ombro encontra seu bíceps. Com minha própria pergunta silenciosa, eu deixei meus dentes roçarem sua pele. — Oh, deusa, sim! Por favor, Zoey. Por favor. Eu não podia esperar mais. Eu mordisquei sua pele ao mesmo tempo que ele mordeu gentilmente no meu pescoço, e com o quente, doce sabor de seu sangue meu corpo estava preenchido com nossos sentimentos compartilhados. O vinculo entre nós estava como fogo – se queimava e consumia, quase dolorosamente em sua intensidade. Quase insuportável em seu prazer. Nós agarramos um ao outro, bocas pressionadas contra pele, corpo contra corpo. Tudo que eu podia sentir era Stark. Tudo que eu podia ouvir era o som de nossos corações batendo em sintonia juntos. Eu

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

42

não podia dizer onde eu terminava e onde ele começava. Eu não podia dizer qual prazer era meu, ou qual prazer era dele.

***

Nós não saímos do bosque por horas. Depois eu lembraria daquela noite como uma das mais felizes da minha vida. No caos do futuro, a memória de ser envolvida pelos braços de Stark, compartilhando toques e sonhos, e por aquele momento ser totalmente, completamente inteira, seria algo que eu acalentaria, como o brilho das luzes de velas na escuridão das noites. Bem mais tarde nós andamos vagarosamente de volta ao castelo. Nossos dedos entrelaçados juntos, nossos lados roçando-se intimamente. Nós tínhamos acabado de atravessar a ponte do fosso, e eu estava tão envolvida em Stark que eu nem mesmo notei as cabeças estacadas. Na verdade, eu não tinha notado nada de nada até a voz de Aphrodite se intrometer. — Oh, pelo amor do saco plástico. Vocês dois poderiam ser mais óbvios? Eu ergui minha cabeça sonhadoramente do ombro de Stark e vi Aphrodite parada em uma poça de luz de tocha na entrada do castelo, o pé batendo em aborrecimento. — Minha beleza, deixe-os estar. Eles mereceram seu pedaço de felicidade. — Veio a profunda voz de Darius das sombras ao lado dela. Uma fina sobrancelha loira ergueu-se zombeteiramente. — Eu não Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

43

acho que felicidade é o pedaço que ela acabou de dar a Stark. — Sério, mesmo a sua rudeza não pode me incomodar nesse momento, — eu disse a ela. — Pode me incomodar, entretanto, — Stark disse. — Você não deveria estar arrancando fora as asas de gaivotas ou as patas dos caranguejos? Aphrodite agiu como se Stark não tivesse falado e andou para mim. — Isso é verdade? — O que é verdade? Que você é uma dor na bunda? — eu disse. Stark bufou. — Isso definitivamente é verdade. — Se isso é verdade, então você vai dizer a ele. Eu não vou ficar ouvindo ele cair em prantos. Aphrodite acenou seu IPhone ao redor, usando-o para pontuar suas palavras. — Aff, você está agindo super louca, mesmo para você, — eu disse. — Você precisa de intervenção terapêutica de compras? O. Que. É. Verdade? — eu falei vagarosamente, fingindo que ela era uma aprendiz-de-inglêscomo-segunda-língua. — É verdade o que a Rainha de Toda Maldita Coisa Skye acabou de me dizer—que você não está partindo com a gente amanhã? Que você está ficando aqui? — Oh. — Eu embaralhei meus pés, me perguntando porque eu devia sentir culpa. — Aham, isso é verdade. — Ótimo. Apenas ótimo. Então, como eu disse antes, você conta a ele.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

44

— Ele quem? — Jack. Aqui. Ele vai explodir em lágrimas irritadas e arruinar sua maquiagem, o que fará com que ele soluce ainda mais. E eu não quero ter nada a ver com ranho de gay. Nada a ver. — Aphrodite acertou a tela de seu telefone. Estava chamando quando ela o deu para mim. Jack soou doce mas defensivo quando ele atendeu. — Aphrodite, se você vai dizer mais alguma coisa sobre o Ritual então eu acho que você não deveria dizer mais nada. Além do mais, eu não vou ouvir você porque eu estou ocupado desafiando a gravidade. Assim não. — Er, oi, Jack, — eu disse. Eu podia quase ver seu sorriso resplandecer através do fone. — Zoey! Oi! Oooh, é tão legal que você não esteja morta, ou mesmo tipo-morta. Oh, oh, Afrodite contou a você o que nós estamos planejando para amanhã depois que você voltar? Ohminhadeusa, vai ser tão totalmente legal! — Não, Jack. Aphrodite não me disse porque— — Bom! Eu tenho que contar a você. Então, nós vamos ter um Ritual de Celebração especial das Filhas e Filhos da Noite, com nomes próprios e tal, porque você ser despedaçada é grande coisa. — Jack, eu tenho que— — Não, não, não, você não tem que fazer nada. Eu tenho tudo sob controle. Eu mesmo tenho a comida planejada, bem, com a ajuda de Damien, é claro. Eu quero dizer... Eu suspirei e esperei que ele desse uma pausa para respirar. — Vê, te disse, — Aphrodite falou sob sua respiração enquanto Jack Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

45

jorrava. — Ele vai gritar quando você estourar sua pequena bolha cor-derosa. — ...e minha parte favorita é quando você vem para o circulo eu estarei cantando ‘Defying Gravity.’ Você sabe, como o Kurt fez em Glee, exceto que eu realmente vou atingir aquela nota alta. Então o que você acha? Eu fechei meus olhos, tomei uma profunda respiração, e disse, — eu acho que você realmente é um bom amigo. — Oooh! Obrigado! — Mas vamos adiar o Ritual. — Adiar? Como assim? — a voz dele já soava trêmula. — Porque... — eu hesitei. Droga. Aphrodite estava certa. Ele provavelmente iria chorar. Stark pegou o telefone gentilmente da minha mão e pressionou o botão do viva-voz. — Ei aí, Jack, — ele disse. — Oi, Stark! — Você poderia me fazer um favor? — Ohminhadeusa! É claro! — Bem, eu ainda estou meio fora disso pela coisa do Outromundo e tudo mais. Aphrodite e Darius estão voltando amanhã, mas Zoey vai ficar aqui em Skye comigo enquanto eu fico mais forte. Então você poderia deixar os outros saberem que nós não vamos voltar para Tulsa por mais ou menos umas duas semanas? Apenas transmita minhas palavras e suavize as coisas?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

46

Eu segurei minha respiração, esperando pelas lágrimas, mas ao invés Jack soou totalmente crescido e maduro. — Absolutamente. Não se preocupe, Stark. Eu deixarei Lenobia e Damien e todo mundo saber. E Z, sem problemas. Nós podemos definitivamente adiar. Isso só me dará mais tempo para praticar minha canção e descobrir como fazer espadas de origami para decorações. Eu pensei em pendurá-las em uma linha de pesca, aquelas que a gente vê através, assim elas pareceriam como se estivessem, você sabe, desafiando a gravidade. Eu sorri e vocalizei um obrigada para Stark. — Parece perfeito, Jack. Eu não me preocuparei com nada se você está a cargo da decoração e da música. A risada feliz de Jack estourou. — Será um ótimo Ritual! Você não perde por esperar. Stark, apenas fique bem. Oh, e Aphrodite, você não deveria assumir que eu vou debulhar em lágrimas ao primeiro sinal de uma mudança de planos na festa. Afrodite franziu a testa para o telefone. — Como diabos você sabe o que eu assumi? — Eu sou gay. Eu sei coisas. — Tanto faz. Diga adeus, Jack. Meu telefone está em roaming , — Aphrodite disse. — Adeus, Jack! — Jack disse, dando risadinha, enquanto Aphrodite tomava o telefone de Stark e terminava a ligação. — Isso foi melhor do que eu pensei que seria, — eu disse para Aphrodite. — É "ela" levou isso na boa. Me pergunto como a outra irá receber isso, desde que ela é exponencialmente pior que Srta. Jack. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

47

— Olhe, Afrodite, Damien não é um gay extravagante, não que haja alguma coisa errada com isso. Mas eu realmente desejo que você fosse mais legal sobre eles dois. — Oh, por favor. Eu não estou falando sobre seus gays. Eu estou falando sobre Neferet. — Neferet! — minha voz estava aguda. Eu odiei mesmo dizer o nome dela. — O que você ouviu sobre ela? — Nada, e é exatamente por isso que estou preocupada. Mas, hey, Z não perca seu sono por isso. Depois de tudo, você vai ficar aqui, em Skye, com um zilhão de grandes e fortes caras – e Stark – para proteger você, enquanto o resto de nós meros mortais continuamos na coisa toda de bem versus mal, Escuridão versus Luz, batalha épica, blá, blá, blá etecetera adicione náusea. Aphrodite se virou e marchou acima as escadas frontais do castelo. — Aphrodite uma mera mortal? Eu pensei que seu nível dor-na-bunda estava bem além de mero, — Stark disse. — Eu ouvi isso! — Aphrodite gritou sobre seu ombro. — Oh, e PSI Z, eu tinha uma bagagem de emergência, como eu não tinha o suficiente delas, então eu estou confiscando aquela mala que você comprou outro dia. Eu estou desligada para fazer alguma poderosa empacotação. Até depois, camponeses. — Ela bateu a grossa porta de madeira do castelo, o que realmente levou mais algum crédito. — Ela é magnífica, — Darius disse, sorrindo orgulhosamente enquanto ele saltava os degraus e seguia Aphrodite. — Eu posso pensar em várias palavras com m que ela pode ser. Magnífica não é uma delas, — Stark resmungou. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

48

— Mongol e malvada passaram na minha cabeça, — eu disse. — Esterco veio na minha, — Stark disse. — Esterco? — Eu acho que ela é cheia de merda, mas não quis usar essa palavra, então isso foi o mais perto de um sinônimo que eu consegui, — ele disse. — Hilário, — eu disse. Então eu uni meu braço com o dele. — Você só está tentando me distrair da coisa sobre Neferet, não está? — Está funcionando? — Não de verdade. O braço de Stark deslizou ao meu redor. — Então eu terei que trabalhar em minha habilidade distrativa. Braço com braço, nós andamos para a entrada do castelo. Eu deixei Stark me divertir com sua lista de palavras com m que se encaixavam mais com Aphrodite do que magnífica, e tentei recuperar a sensação contente de felicidade que eu tinha sentido tão recentemente e tão brevemente. Eu me mantive dizendo a mim mesma que Neferet estava a um mundo de distancia – e os adultos daquele mundo podiam lidar com ela. Enquanto Stark abria a porta do castelo para mim, alguma coisa atraiu minha visão para cima e meus olhos prenderam na bandeira que agitava-se orgulhosamente sobre o domínio de Sgiach. Eu pausei, apreciando a beleza do poderoso touro negro com a forma da Deusa brilhando dentro de seu corpo. Bem então, um rastro de névoa ergueu-se das águas que ladeavam o castelo, alterando minha visão da bandeira e mudando o touro negro para um fantasmagórico branco enquanto isso apagava a imagem da Deusa Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

49

completamente. O medo percorreu através do meu corpo. — O que é isso? — instantaneamente alerta, Stark se moveu para o meu lado. Eu pisquei. A fumaça se dissipou e a bandeira mudou de volta a sua forma adequada. — Nada, — eu disse rapidamente. — Só eu sendo paranoica. — Ei, eu estou bem aqui. Você não tem que ser paranoica; você não tem que se preocupar. Eu posso proteger você. Stark me tomou em seus braços e me segurou apertadamente, bloqueando o mundo fora e o que meu coração estava tentando me dizer.

CAPÍTULO CINCO Stevie Rae — Você não é você mesma. Você percebe? Stevie Rae levantou o olhar para Kramisha. — Tudo que estou fazendo é apenas sentar aqui, cuidando de minha própria vida. — Ela parou, deixando a sugestão ao contrário de você suspensa no ar. — Como isso é não ser eu mesma? — Você escolheu o canto mais escuro e estranho de todo este lugar. Você soprou as velas de modo que ficou ainda mais escuro. E você está Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

50

sentada aqui lamentando-se tão alto que eu quase posso ouvir seus pensamentos. — Você não pode ouvir meus pensamentos. O duro tom da voz de Stevie Rae fez os olhos de Kramisha se ampliarem. — É claro que eu não posso. Não há nenhuma necessidade de você ficar tão ofendida. Eu disse quase. Eu não sou Sookie Stackhouse. Além disso, mesmo se eu fosse eu não ouviria seus pensamentos. Isto seria grosseiro e minha mãe me educou melhor que isso. — Kramisha sentou próxima a Stevie Rae no pequeno banco de madeira. — Falando disso, eu sou a única que pensa que os lobisomens são mais quentes que Bill e Eric juntos? — Kramisha, não estrague a terceira temporada de True Blood para mim. Eu ainda não terminei meus DVDs da segunda temporada. — Bem, eu só estou dizendo, para se preparar pra umas certas gostosuras de quatro patas. — Sério. Não se atreva a me dizer mais nada. — Ok, ok, mas a coisa toda de lobo-monstro-cara-quente é algo do qual eu preciso falar pra você. — Este banco é feito de madeira. Madeira é igual a terra. O que significa que eu posso provavelmente imaginar um jeito de fazer esta porcaria te acertar se você estragar True Blood pra mim. — Você poderia relaxar? Eu já parei. Eu tenho algo mais pra nós discutirmos antes de nós irmos para o que eu sei que será uma consideravelmente chata Reunião do Conselho. — Isto é parte do que nós temos que fazer. Eu sou uma Alta Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

51

Sacerdotisa. Você é um Poeta Laureado. Nós temos que ir às Reuniões do Conselho. — Stevie Rae soltou uma longa baforada de ar e sentiu seus ombros caírem. — Caramba, ficarei feliz quando Z estiver de volta aqui amanhã. — Sim, sim, eu entendo. O que eu não entendo é o que você tem na cabeça que te deixa tão confusa que você parece virada do avesso. — Meu namorado perdeu a droga da cabeça e desapareceu da face da terra. Minha melhor amiga quase morreu no Outromundo. Os calouros vermelhos – os outros – ainda estão aí fora em algum lugar fazendo Bubbasabe-o-que, que eu tenho certeza que significa comendo pessoas. E no topo disso tudo é suposto que eu seja uma Alta Sacerdotisa, embora eu nem tenha certeza do que isto tudo significa. Eu acho que é o suficiente pra bagunçar a cabeça de alguém. — É, isso é. Mas não é o suficiente que continuem me dando poemas estranhos onde todos têm o mesmo tema bizarro. Eles são sobre você e bestas, e eu quero saber porquê. — Kramisha, eu não sei sobre o que você está falando. Stevie Rae começou a se levantar, mas Kramisha enfiou a mão em sua enorme bolsa e puxou um pedaço de papel de cor violeta que tinha sua forte escrita rabiscada em todo ele. Com outra profunda exalação, Stevie Rae sentou-se e estendeu a mão. — Tudo bem, deixe-me ver. — Eu escrevi ambos sobre este papel. O velho e o novo. Algo me disse que você poderia precisar refrescar sua memória. Stevie Rae não disse nada. Seus olhos foram para o primeiro poema no papel. Ela levou seu tempo lendo-o. Não porque ela precisava refrescar sua Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

52

memória. Ela não precisava. Cada linha do poema tinha sido cauterizada em sua mente.

A Vermelha anda na Luz lombos cingidos por sua parte na batalha apocalíptica A Escuridão se esconde em diferentes formas Veja além do corpo, cor, mentiras e tempestades emocionais Alie-se a ele; pague com seu coração embora a confiança não pode ser dada a não ser que a Escuridão em você parta. Veja com a alma e não com seus olhos porque para dançar com bestas você precisa penetrar seu disfarce.

Stevie Rae disse a si mesma que não choraria, mas seu coração estava ferido e quebrado. O poema tinha razão. Ela tinha visto Rephaim com sua alma, não co seus olhos. Ela tinha afastado a Escuridão e confiado e aceitado ele – e por causa disso, porque ela se aliou com uma besta, ela pagou com seu coração. Ela ainda estava pagando com seu coração. Relutantemente, Stevie Rae olhou para o segundo poema na página – o novo poema. Lembrando-se de não reagir, não deixar seu rosto transparecer nada, ela começou a ler: Bestas podem ser belas Sonhos tornam-se desejos Realidade muda com a razão Confie na sua verdade Homem... monstro... mistério... magia Ouça com seu coração Veja sem desprezo O amor não perderá Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

53

Confie na verdade dele Sua promessa é a prova O teste é tempo A fé liberta Se houver coragem para mudar.

A boca de Stevie Rae estava seca. — Sinto muito, eu não posso te ajudar. Eu não sei sobre o que estas coisas são. — Ela tentou entregar o pedaço de papel para Kramisha, mas as mãos da poetiza estavam cruzadas sobre o peito. — Você não é uma boa mentirosa, Stevie Rae. — Não é inteligente chamar sua Alta Sacerdotisa de mentirosa. — Havia uma ponta de maldade na voz de Stevie Rae que fez Kramisha sacudir sua cabeça. — O que está acontecendo com você? Você está lidando com algo que está de corroendo de dentro para fora. Se você fosse você mesma, estaria falando comigo. Você estaria tentando descobrir isso. — Eu não consigo entender esta coisa de poesia! Isso é uma metáfora e simbolismo e previsões confusas e estranhas. — Isto é uma maldita mentira, — Kramisha disse. — Nós temos tentado descobrir estas coisas. Zoey tem tentado. Você e eu temos tentado, ou pelo menos tentamos o suficiente para levar a palavra para Z no Outromundo. E isso ajudou. Stark disse que ajudou. — Kramisha apontou para o primeiro poema. — Parte deste aqui se tornou realidade. Você conheceu as bestas. Aqueles touros. Você está diferente desde então. Agora eu trouxe outro destes poemas de bestas. Eu sei que eles são para você. E eu sei que você sabe mais do que está dizendo.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

54

— Olha, fique fora de meus negócios, Kramisha. — Stevie Rae se levantou, saiu da alcova, e enquanto ela caminhava direto para Dragon Lankford ela gritou de volta para Kramisha, — E eu estou muito bem falando sobre esta coisa de besta. — Ei, wow, que história é essa? — A mão forte de Dragon firmou Stevie Rae quando ela tropeçou por causa da colisão. — Você disse coisa de besta? — Sim, ela disse. — Kramisha apontou para a página do caderno na mão de Stevie Rae. — Dois poemas vieram a mim, um no dia que Stevie Rae se emaranhou com os touros, e o segundo apenas pouco tempo atrás. Ela não quer dar atenção a eles. — Eu não disse que eu não daria atenção a eles. Eu só disse que eu quero cuidar de minhas coisas por mim mesma sem nenhum sujeito de merda no universo bisbilhotar. — Você me considera um sujeito de merda? — Dragon perguntou. Stevie Rae se obrigou a encontrar seu olhar. — Não, claro que não. — E você está de acordo comigo de que os poemas de Kramisha são importantes. — Bem, sim. — Então você não pode simplesmente ignorá-los. — Dragon descansou a mão no ombro de Stevie Rae. — Eu sei como é querer manter sua vida privada, mas você está numa posição onde existem coisas mais importantes que a sua privacidade. — Eu sei disso, mas eu posso lidar com isso sozinha.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

55

— Você não lidou com os touros, — Kramisha disse. — Eles ainda aconteceram. — Eles se foram, não foram? Então eu lidei com eles muito bem. — Eu me lembro de ter visto você depois da batalha com o touro. Você estava gravemente ferida. Se você tivesse entendido o aviso de Kramisha, o custo pra você não teria sido tão grande. E depois há o fato de um Corvo Escarnecedor apareceu, e ele poderia até mesmo ser aquela criatura Rephaim. Esse monstro ainda está lá fora em algum lugar e é um perigo para todos nós. Então, você tem que entender, jovem sacerdotisa, que um prenúncio significa pra você não poder manter a privacidade porque isso toca a vida de outras pessoas. Stevie Rae olhou nos olhos de Dragon. Suas palavras eram fortes. Seu tom era amável. Mas era suspeita e raiva que ela viu em sua expressão, ou era só a dor que tinha estado obscurecendo-o desde a morte de sua esposa? Enquanto ela hesitou, Dragon continuou, — A besta matou Anastasia. Nós não podemos permitir que outro inocente seja tocado por estas criaturas da Escuridão se nós pudermos prevenir. Você sabe que eu falo a verdade, Stevie Rae. — E-eu sei, — ela gaguejou, tentando ordenar suas palavras. Rephaim matou Anastasia na noite em que Darius atirou nele no céu. Ninguém jamais esquece isso – eu nunca esqueço isso, especialmente agora que as coisas mudaram. Passaram semanas e eu não o vi. Absolutamente. Nosso Imprint ainda permanece. Eu posso sentir isso, mas eu não tenho sentido nada a mais dele. E esta falta de sentimento tomou a decisão por Stevie Rae. — Ok, você está certo. Eu preciso de ajuda com isso. — Talvez esta seja a forma que tinha que ser, ela pensou enquanto entregava os poemas a Dragon. Talvez Dragon descobrirá meu segredo, e quando isto acontecer tudo será destruído: Rephaim,

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

56

nosso Imprint, e meu coração. Mas no fim isto estará acabado. Enquanto Dragon lia o poema Stevie Rae observou sua expressão obscurecer. Quando ele finalmente olhou da página para dentro de seus olhos, não havia dúvidas em sua preocupação. — O segundo touro que você conjurou, o preto que derrotou o touro mal, que tipo de conexão você teve com ele? Stevie Rae tentou não mostrar o quão aliviada ela estava de que Dragon estava se concentrando nos touros e não questionando-a sobre Rephaim. — Eu não sei se você pode chamar isso de uma conexão, mas eu pensei que ele era bonito. Ele era negro, mas não havia Escuridão nele. Ele era incrível – como o céu noturno, ou a terra. — A terra... — Dragon parecia estar pensando em voz alta. — Se o touro lembrou você de seu elemento, talvez isso seja o bastante para vocês dois permanecerem conectados. — Mas nós sabemos que ele é bom, — Kramisha disse. — Não há mistério sobre isso. Os poemas não estão falando sobre ele. — Então? — Stevie Rae não pode esconder sua irritação. Kramisha era como um cão raivoso com um osso. Ela não largava isso. — Então, o poema, especialmente o último, é sobre confiar na verdade. Nós já sabemos que ele é bom. Você pode confiar no touro negro. Por que você precisa do poema pra dizer isso? — Kramisha, como eu tentei te falar antes, eu não sei. — Eu apenas não acho que ele está falando sobre o touro negro, — Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

57

Kramisha disse. — Sobre o que mais ele poderia estar falando? Eu não conheço outras bestas. — Stevie Rae disse as palavras rápido, como se a rapidez pudesse afastar a mentira. — Você disse que Dallas tem uma nova afinidade incomum, e que ele pareceu ter ficado louco. Correto? — Dragon perguntou. — É, basicamente, — Stevie Rae disse. — A referência besta poderia ser simbólica para Dallas. O poema pode significar que você precisa confiar na humanidade que ainda está dentro dele, — Dragon disse. — Eu não sei nada sobre isso, — Stevie Rae disse. — Ela era uma quente confusão e super louco da última vez que eu o vi. Eu quero dizer, ele estava dizendo alguma coisa seriamente estranha sobre o Corvo Escarnecedor que ele viu. — O Encontro do Conselho está chamando para a sessão! — A voz de Lenobia percorreu o corredor da porta aberta da Câmara do Conselho. — Você se importa se eu ficar com isso? — Dragon ergueu o pedaço de papel enquanto começava a descer o corredor. — Vou copiar isso, e então devolver a você, mas eu gostaria da chance de estudar e considerar o poema mais profundamente. — Sim, tudo bem por mim, — Stevie Rae disse. — Bem, estou contente que nós temos seu cérebro trabalhando nisso, Dragon, — Kramisha disse. — Eu também, — Stevie Rae disse, tentando soar como se estivesse Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

58

falando a verdade. Dragon parou. — Eu não vou compartilhar isso com ninguém, apenas alguns vampyros que eu acredito que possam nos ajudar a entender o significado do poema. Eu entendo seu desejo de privacidade. — Eu falarei com Zoey sobre isso assim que ela chegar amanhã, — Stevie Rae disse. Dragon fez uma careta. — Eu acho que você deve compartilhar o poema com Zoey, mas, infelizmente, ela não retornará amanhã para a House of Night. — O quê? Por que não? — Aparentemente Stark não está bem o bastante para viajar, então Sgiach concedeu-os permissão para permanecer em Skye indefinidamente. — Zoey te disse isso? — Stevie Rae não podia acreditar que sua MAPS4 tinha ligado para Dragon e não para ela. O que Z estava pensando? — Não, ela e Stark falaram com Jack. — Oh, o Ritual de Celebração. — Stevie Rae assentiu em compreensão. Z não tinha escondido nada dela. Jack tinha estado super alvoroçado sobre o Ritual que ele tinha se encarregado da música, comida, e decorações – ele tinha provavelmente ligado pra ela com uma lista inteira de perguntas como: Qual é a sua cor favorita? E Doritos ou Ruffles? — O menino gay é extremamente obsessivo. Espero que ele não tenha perdido sua maldita cabeça quando descobriu que Z não virá pra casa amanhã. 4 MAPS: Melhor Amiga Para Sempre. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

59

— Na verdade, ele está usando o tempo extra para praticar a música que ele quer cantar, e ele está adornando-a, — Dragon disse. — Que a Deusa nos ajude, — Kramisha disse. — Se ele tentar pendurar arco-íris e unicórnios em todos os lugares e fazer todos nós vestirmos aqueles casacos de penas – de novo – eu apenas direi um maldito não. — Espadas de origami, — Dragon disse. — Como? — Stevie Rae tinha certeza que não tinha ouvido corretamente. Dragon riu. — Jack apareceu na Casa de Batalha e pediu uma claymore para que ele pudesse ter um exemplo real para trabalhar. Em honra a Stark, ele usará espadas de origami penduradas com linha de pesca. Ele disse que elas parecerão como a música. — Porque elas estarão desafiando a gravidade. — Stevie Rae não podia deixar de rir. Ela fez seu coração se animar. Ele era muito fofo para palavras. — Eu espero que ele não as faça em papel rosa. Isto não ficará legal. Eles chegaram à porta da Câmara do Conselho, e antes de entrarem na sala já cheia, Stevie Rae ouviu Dragon dizer, — Rosa não. Roxo. Eu o vi carregando uma resma de papel roxo. Stevie Rae ainda estava rindo quando Lenobia pediu por silêncio à Reunião do Conselho. Nos próximos dias, ela se lembraria de seu riso e desejaria poder resistir à imagem de Jack fazendo espadas roxas de papel e cantando "Defying Gravity", eternamente olhando para o lado brilhante da vida, eternamente doce, eternamente feliz, e, mais importante, eternamente segura.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

60

CAPÍTULO SEIS Jack — Duq, o que é isso, linda garota? Por que você está sendo tão psicótica hoje? — Jack puxou a pilha de origamis roxo de debaixo da labradora dourada e os colocou fora do alcance do bumbum da cadela no banquinho de madeira que ele estava usando como uma mesa de exposição e apoio de espada. A enorme cachorra bufou, bateu seu rabo no chão, e correu para mais perto de Jack. Ele suspirou e deu a ela um amável porém exasperado olhar. — Você não tem que ficar atada ao meu lado. Está tudo bem. Eu só estou decorando. — Ela está sendo mais do que um pouco co-dependente hoje, — Damien disse, dobrando suas pernas e sentando na grama ao lado de Jack. Jack parou de trabalhar no papel que ele tinha estado dobrando em forma de espada e acariciou a macia cabeça de Duquesa. — Você acha que ela pode sentir que S-T-A-R-K não está se sentindo cem por cento? Você acha que ela sabe que ele não virá amanhã? — Bem, talvez. Ela é extraordinariamente inteligente, mas meu palpite é que ela esteja mais preocupada com você escalando ai em cima do que com Stark estando cansado e atrasado. Jack apontou seu dedo para a escada de dois metros que estava aberta e pronta não tão longe deles. — Oh, não há nada para Duq ou você se preocuparem. Essa escada é perfeitamente segura. Ela até mesmo possui um trinco que a faz totalmente firme.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

61

— Eu não sei. É horrível lá em cima. — Damien deu aos degraus mais altos da escada um olhar desconfiado. — Não, não é tão ruim. Além disso, não é como se eu estivesse escalando até o topo – ou pelo menos não muito. Esta pobre árvore tem galhos que estão pendurados agora. Você sabe, desde que ele irrompeu por baixo dela. — Jack disse a última frase em um sussurro. Damien clareou sua garganta e deu ao grande carvalho sob o qual eles estavam sentados o mesmo olhar desconfiado que ele deu à escada. — Ok, não fique louco, mas eu realmente preciso falar com você sobre a escolha deste lugar em particular para o Ritual de Celebração da Zoey. Jack ergueu sua mão, palmas para fora, no gesto universal de pare. — Eu já sei que as pessoas terão problemas com este local. Eu apenas decidi que minhas razões a favor dele são melhores que as razões contra ele. — Querido, você sempre tem as melhores intenções, — Damien tomou a mão de Jack e a segurou com ambas as mãos. — Mas eu acho que dessa vez você precisa considerar que você pode ser o único que consegue ver alguma coisa positiva neste lugar. A Professora Nolan e Loren Blake foram mortos aqui. Kalona escapou da terra, abriu o chão e partiu a árvore bem aqui. Isso não se parece exatamente muito festivo para mim. A mão livre de Jack cobriu a de Damien. — Este é um lugar de poder, certo? — Correto, — Damien disse. — E poder não é negativo ou positivo na sua forma não usada. Ele é apenas uma dessas características quando forças externas tomam seu controle e o influenciam. Certo? Damien pausou, considerou e então relutantemente assentiu. — Sim, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

62

eu suponho que você esteja correto de novo. — Bem, eu sinto que o poder deste lugar – esta árvore dividida e essa área aqui pela parede leste – tem sido mal utilizado. Ele merece uma chance de ser usado pela Luz e bondade de novo. Eu quero dar a ele essa chance; eu tenho que fazer isso. Alguma coisa dentro de mim está me dizendo que eu preciso estar aqui, deixando o Ritual de Celebração da Zoey pronto para seu retorno, mesmo que ela e Stark cheguem tarde demais. Damien suspirou. — Você sabe que eu nunca iria pedir que você desconsiderasse seus sentimentos. — Então você irá me apoiar nisso? Mesmo quando todos estão dizendo que seu namorado é super louco? Damien sorriu para ele. — Ninguém está dizendo que você é super louco. Eles estão dizendo que a sua zelosa necessidade em decorar e organizar manchou o seu julgamento. Jack riu. — Eu aposto que eles não falam zelosa ou manchou. — As palavras deles são sinônimos, embora inferiores. — Esse é meu Damien – o mestre das palavras! — E este é meu Jack – o otimista. — Damien se inclinou em Jack e o beijou gentilmente nos lábios. — Você faça o que tiver que fazer aqui. Eu sei que Zoey estará sensibilizada, quando ela finalmente chegar em casa. — Ele pausou, sorriu tristemente para os olhos confiantes de Jack, e adicionou, — Querido, você entende que Zoey pode não estar voltando por um bom tempo? Eu sei o que Stark disse para você, e eu não falei com a própria Zoey ainda, mas Aphrodite diz que Zoey não é ela mesma – que ela não está realmente ficando em Skye por causa de Stark. Ela está ficando lá Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

63

porque ela está deslocada do mundo. — Eu apenas não acredito nisso, Damien, — Jack disse firmemente. — Eu não quero acreditar nisso também, mas os fatos são que Zoey não está voltando com Aphrodite e Darius, e ela não está realmente falando com ninguém sobre quando ela estará retornando. Então tem toda a questão sobre Heath. Zoey volta para Tulsa, e você sabe que ela terá que enfrentar o fato de que Heath não está aqui – que ele nunca estará aqui novamente. — É terrível, não é? — Jack disse. Seus olhos se encontraram em perfeito entendimento. — Perder alguém que você ama tanto seria horrível. Isso tem que ter mudado a Zoey. — É claro que mudou, mas ela ainda é a nossa Z. Eu tenho o forte pressentimento que ela estará conosco mais cedo do que você pensa, — Jack disse. Damien suspirou. — Eu espero que você esteja certo. — Ei, você mesmo admite que eu estou um bocado certo. Eu estarei certo sobre Zoey voltar logo, também. Eu apenas sei isso. — Ok, bem, eu vou acreditar em você, a maior parte porque eu amo sua atitude positiva. Jack sorriu e deu a ele um rápido beijo. — Obrigado! — Bem, quer Z volte em uma semana ou um mês, eu ainda não estou cem por cento certo se é boa ideia você pendurar espadas de papel fora em uma árvore quando você não sabe quando precisará destas decorações. E se chover amanhã? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

64

— Oh, eu não vou pendurar todas, bobo! Eu só estou fazendo um teste em algumas delas para ter certeza que tenho as dobras perfeitas assim elas irão balançar direito. — Este é o motivo de você ter a claymore aqui? Ela parece horrivelmente afiada, e, bem, exposta encostada na mesa desse tipo. Não deveria estar com a ponta para baixo? O olhar de Jack seguiu o de Damien por onde a longa espada prata descansava, punho no chão, lâmina pra cima e brilhando na bruxuleante luz dos lampiões a gás que iluminavam a escola à noite. — Bem, Dragon me deu estritas instruções, que eu ouvi na maior parte, mesmo embora eu tenha me mantido distraído por quão triste ele parecia. Você sabe, eu não acho que ele está indo muito bem. Jack disse a última parte em uma voz apressada como se ele não quisesse que Duquesa o ouvisse. Damien suspirou e enroscou sua mão nas de Jack. — Eu não acho que ele esteja lidando muito bem, também. — Yeah, ele estava me falando a coisa sobre não por a parte pontuda da espada dentro do chão porque isso a faria embotar ou algo parecido, e tudo que eu podia pensar era sobre quão escuro os círculos sob seus olhos estavam, — Jack disse. — Querido, eu não acho que ele tem conseguido dormir, — Damien disse tristemente. — Eu não devia tê-lo incomodado para emprestar uma espada, mas eu queria usar um exemplar de verdade para criar os origamis e não apenas uma fotografia. — Eu não acho que você esteja incomodando Dragon. A morte de Anastasia é uma coisa na qual ele terá que trabalhar a respeito. Eu sinto Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

65

muito dizer isso, mas não há nada que nós podemos ou não podemos fazer para mudar isso. E de qualquer forma, você teve uma excelente ideia. Seu origami está parecendo bem realista. Jack se contorceu com prazer. — Ooh! Você acha mesmo? Damien pôs seu braço ao redor dele e o manteve perto. — Absolutamente. Você é um excelente decorador, Jack. Jack se aconchegou a ele. — Obrigado. Você é o melhor namorado do mundo. Damien riu. — Não é difícil de ser com você. Ei, você precisa de alguma ajuda dobrando as espadas? Foi a vez de Jack rir. — Não. Você não é bom nem com embalagens de presentes, assim eu chuto que origami não é um de seus muitos talentos. Mas eu posso usar a sua ajuda com alguma coisa a mais. — Jack deu à duquesa um olhar aguçado, depois se inclinou perto de Damien e sussurrou em seu ouvido. — Você poderia pegar Duq para uma caminhada. Ela não irá me deixar sozinho e ela fica bagunçando meus papéis. — Ok, sem problemas. Eu ia mesmo dar uma volta. Você sabe o que eles dizem: um gay gorducho não é um gay feliz. Duq pode dar algumas voltas comigo. Ela ficará muito exausta para sua obsessão por você. — É tão fofo que você se exercite. — Você não diz isso quando eu estou quente e suado depois, — Damien disse enquanto ele se erguia e pescava a correia de Duquesa do gramado. — Ei, algumas vezes eu gosto de você quente e suado, — Jack disse, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

66

sorrindo para ele. — Então talvez eu não tome banho depois de tudo, — Damien disse. — Talvez essa seja realmente uma boa ideia, — Jack disse. — Ou talvez você devesse tomar o banho comigo. O sorriso de Jack aumentou. — Agora isso é mais do que talvez essa seja realmente uma boa ideia. — Mordaz, profundamente.

Damien

disse,

inclinando-se

para

beijá-lo

— Linguista, — Jack disse antes de beijá-lo de volta. Duquesa contorceu seu caminho entre eles, bufando e abanando e lambendo ambos. — Oh, linda garota! Nós amamos você, também! — Jack disse, beijando Duquesa em seu focinho macio. — Vamos lá, vamos fazer algum exercício assim nós ficamos apropriadamente esbeltos e atrativos para Jack, — Damien disse, puxando a correia da grande cadela. Ela o seguiu, mas com óbvia hesitação. — Está tudo ok. Ele a trará de volta em breve, — Jack disse. — Yep, nós veremos Jack em breve, Duq. — Ei, — Jack gritou atrás deles. — Eu amo vocês dois! Damien virou, pegou a pata de Duquesa e acenou-a para Jack, e gritou, — Nós amamos você, também! — Depois eles caminharam pra longe, Duquesa latindo animadamente enquanto Damien fingia persegui-la. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

67

Jack os observou ir. — Eles são os melhores, sempre, — ele disse suavemente. A espada que ele tinha acabado de dobrar era a ultima de cinco que ele havia feito. Uma para cada um dos elementos, Jack disse a si mesmo. Eu irei pendurar estes cinco e deixá-los serem testados. Enquanto ele cortava a linha de pesca e a transpassava através do último, os olhos de Jack mantiveram-se subindo, procurando os pontos certos para pendurar os enfeites. Mas ele não precisou procurar longe. A árvore parecia estar mostrando a ele onde ele precisava ir. O espesso tronco havia quase sido dividido em dois, fazendo com que os maciços lados do antigo carvalho se inclinassem, de modo que os galhos pendiam perigosamente perto do chão. Onde antes Kalona tinha escapado da terra, os galhos mais baixos não podiam ser alcançados sem a escada de seis metros, agora sua escada de dois metros e meio dava a Jack mais que a altura suficiente. — Lá em cima. Bem lá no alto é onde o primeiro deve ir. — Jack olhou para cima direto de onde ele estava sentado ao lado da mesinha, onde um dos principais galhos da árvore balançava diretamente sobre ele como um braço protegendo. — É perfeito porque vai ficar pendurado bem sobre onde eu fiz todas as espadas. — Jack puxou a escada para mais perto da mesa e segurou a primeira das cinco espadas de papel pela comprida linha de pesca que atou ao punho. — Oh, oops. Quase esqueci. Tenho que praticar, — ele disse para si mesmo, pausando para apertar os controles na base portátil do IPhone que ele tinha trazido pra fora com a mesa. Algo mudou dentro de mim Algo não é o mesmo Eu estou jogando pelas regras Do jogo de outro alguém...

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

68

A voz de Rachel começou a canção, forte e clara. Jack pausou com um pé no primeiro degrau da escada, e quando Kurt assumiu a canção ele cantou juntou com ele, igualando seu doce tenor, nota por nota. Tarde demais para o segundo palpite Tarde demais para voltar a dormir…

Jack subiu a escada enquanto ele e Kurt cantavam, fingindo que ele estava subindo os degraus da Radio City Music Hall onde o elenco de Glee tinha encenado a turnê na primavera passada. É hora de confiar em meus instintos Fechar meus olhos: e saltar!

Ele alcançou o topo da escada, pausou e começou o primeiro refrão com Kurt e Rachel enquanto ele estendia a mão e entrelaçava a linha de pesca através dos ramos nus de inverno. Ele estava cantarolando junto com as próximas estrofes de Rachel, esperando pela parte de Kurt de novo, quando um movimento na base da árvore chamou sua atenção e seu olhar mudou para o tronco danificado. Jack arfou. Ele estava certo que tinha visto, bem ali, a imagem de uma linda mulher. A imagem estava escura e indistinta, mas enquanto Kurt cantava sobre a perda do amor ele achava que tinha perdido, a mulher se tornou clara, maior, mais distinta. — Nyx? — Jack sussurrou, assombrado. Como um véu se erguendo a mulher se tornou, de repente, completamente visível. Ela ergueu sua cabeça e sorriu acima para Jack, tão esquisitamente amável como ela era má. — Sim, pequeno Jack. Você pode me chamar de Nyx. — Neferet! O que você está fazendo aqui? — a pergunta escapou dele Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

69

antes que ele pudesse pensar. — Na verdade, neste momento, eu estou aqui por causa de você. — De m-mim? — Sim, você vê, eu preciso de sua ajuda. Eu sei o quanto você gosta de ajudar os outros. Esse é o porquê de eu ter vindo por você, Jack. Você não gostaria de fazer uma coisa por mim? Eu posso prometer a você que eu farei isso valer a pena. — Valer a pena? O que você quer dizer? — Jack odiou que sua voz tenha soado estridente. — Eu quis dizer que se você fizer uma pequena coisa por mim, então eu farei uma pequena coisa por você, também. Eu tenho estado longe dos calouros da House of Night por muito tempo. Talvez eu tenha perdido o jeito sobre o que faz seus corações baterem. Você poderia me ajudar – me guiar – me mostrar. Em retorno eu iria recompensá-lo. Pense sobre seus sonhos, o que é que você iria querer fazer com sua longa vida depois da Mudança. Eu posso fazer seus sonhos virarem realidade. Jack sorriu e jogou seus braços abertos. — Mas eu já estou vivendo meu sonho. Eu estou aqui, em um lindo lugar, com amigos que se tornaram minha família. O que mais alguém poderia querer? A expressão de Neferet endureceu. Sua voz era de pedra. — O que mais você poderia querer? Que tal domínio sobre este "belo lugar"? Beleza não dura. Amigos e família apodrecem. Poder é a única coisa que dura pra sempre. Jack respondeu de coração. — Não, amor dura para sempre. A risada de Neferet foi zombadora. — Não seja tão criança. Eu estou Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

70

oferecendo a você muito mais que amor. Jack olhou para Neferet – realmente olhou para ela. Ela havia mudado, e em seu coração ele sabia o porquê. Ela tinha aceitado o mal. Inteiramente, completamente, totalmente. Ele tinha entendido isso antes de realmente saber isso. Não há nada de Luz ou de mim deixado dentro dela. A voz em sua mente era gentil e amável, e deu a ele a coragem de clarear a secura de sua garganta e olhar Neferet diretamente em seus frios olhos esmeralda. — Não querendo ser arrogante nem nada, Neferet, mas eu não quero nada do que você está oferecendo. Eu não posso ajudá-la. Você e eu, bem, nós não estamos do mesmo lado. — Ele começou a descer a escada. — Fique onde você está! Ele não sabia como, mas as palavras de Neferet comandaram seu corpo. Pareceu como se ele fosse de repente amarrado firmemente, congelado no lugar em uma gaiola de gelo invisível. — Seu garoto insolente! você realmente acha que pode me desafiar? Me beije em despedida Eu estou desafiando a gravidade…

— Sim, — ele disse enquanto a voz de Kurt ecoava ao redor dele. — Porque eu estou no lado de Nyx, não no seu. Então apenas me deixe ir, Neferet. Eu realmente não te ajudarei. — Aqui é onde você está errado, seu inocente incorruptível. Você acabou de provar que você vai me ajudar, muito. — Neferet ergueu suas mãos, fazendo um movimento rotacional ao seu redor. — Como eu prometi, aqui está ele. Jack não tinha ideia de com quem ela falava, mas suas palavras

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

71

fizeram sua pele arrepiar. Indefeso, ele assistiu ela deixar a sombra da árvore. Ela parecia deslizar para longe dele e em direção a calçada que levaria-a ao prédio central da House of Night. Com uma estranha observação ele percebeu que seus movimentos eram mais répteis que humanos. Por um instante ele pensou que ela realmente estava partindo – pensou que ele estava seguro. Mas quando ela alcançou a calçada ela olhou de volta para ele, e sacudiu sua cabeça, rindo suavemente. — Você fez isso quase fácil demais para mim, garoto, com sua honrável recusa à minha oferta. — Ela fez um movimento jogando para a espada. De olhos arregalados, Jack estava certo de ter visto alguma coisa preta se enrolar ao redor do punho. A espada virou, virou, virou até estar diretamente apontada para ele. Pretendo comprar O desafio à gravidade Me dê um beijo de adeus Estou desafiando a gravidade Acho que vou tentar Desafiar a gravidade E você não me deixará pra baixo

O doce tenor de Jack estava vibrando através dos galhos do carvalho quebrado quando os resquícios de Neferet, a mágica que esperava jogou-o fora do topo da escada. Ele caiu horrivelmente para a espada que o esperava, mas enquanto a lâmina perfurou seu pescoço, antes da dor e morte e Escuridão tocá-lo, seu espírito explodiu para fora de seu corpo. Ele abriu os olhos para se encontrar parado em um prado incrível na base de uma árvore que se parecia com a que Kalona havia destruído, apenas que esta árvore estava inteira e verde, e além disso havia uma mulher vestida em uma túnica prateada brilhante. Ela era tão amável que Jack pensou que Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

72

ele poderia encará-la para sempre. Ele a conheceu instantaneamente. Ele sempre a conheceria. — Olá, Nyx, — ele disse suavemente. A Deusa sorriu. — Olá, Jack. — Eu estou morto, não estou? O sorriso de Nyx não mudou. — Você está, meu maravilhoso, lindo e intangível filho. Jack hesitou, então disse, — Isso não parece tão ruim, esta coisa de estar morto. — Você descobrirá que não é. — Eu sentirei falta de Damien. — Você estará com ele novamente. Algumas almas encontram-se de novo e de novo. A sua irá; você tem meu juramento nisso. — Eu fiz certo lá atrás? — Você foi perfeito, meu filho. — Então Nyx, a Deusa da Noite, abriu seus braços e envolveu Jack, e com seu toque os últimos resquícios da dor mortal e da tristeza e perda dissolveram-se de seu espírito, deixando amor – apenas e sempre amor. E Jack conheceu a perfeita felicidade.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

73

CAPÍTULO SETE Rephaim Um momento antes de seu pai aparecer a consistência do ar mudou. Ele tinha que saber que Pai retornou do Outromundo no instante em que isso ocorreu. Como ele pode não ter percebido isso? Ele tinha estado com Stevie Rae. Ela tinha sentido Zoey se tornar inteira novamente exatamente como o conhecimento de seu pai tinha vindo à ele. Stevie Rae... Tinha passado menos de quinze dias desde que ele esteve em sua presença, falado com ela, tocado-a, mas parecia que seu tempo juntos tinha sido uma eternidade atrás. Se Rephaim vivesse por outro século ele não esqueceria o que tinha acontecido entre eles justo antes de Pai ter retornado para este reino. O garoto humano na fonte tinha sido ele. Isso não tinha nenhum sentido racional, mas isso não o tornava menos verdadeiro. Ele tinha tocado Stevie Rae e imaginado, pelo tempo de uma batida do coração, o que podia ter sido. Ele podia ter amado-a. Ele podia ter protegido-a. Ele podia ter escolhido Luz sobre Escuridão. Mas o que poderia ter acontecido não era realidade – não era pra ser. Ele tinha sido criado de ódio e luxúria, dor e Escuridão. Ele era um monstro. Não era humano. Não era imortal. Não era uma besta.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

74

Monstro. Monstros não sonhavam. Monstros não desejavam nada exceto sangue e destruição. Monstros não conheciam – não podiam conhecer – amor ou felicidade: eles não eram criados com esta habilidade. Então, como é possível que ele sinta falta dela? Por que este terrível vazio em sua alma desde que Stevie Rae tinha ido embora? Por que ele se sentia apenas parcialmente vivo sem ela? E por que ele fez tanto para ser melhor, mais forte, mais sábio, e bom, realmente bom para ela? Ele poderia estar ficando louco? Rephaim andava ritmadamente para frente e para trás através da varanda do último piso da deserta mansão Gilcrease. Era depois da meianoite e a área do museu estava quieta, mas desde a limpeza após a tempestade de gelo que tinha começado gravemente, o local estava se tornando cada vez mais ocupado durante as horas do dia. Eu tenho que partir e encontrar um outro lugar. Um lugar seguro. Eu deveria deixar Tulsa e fazer uma fortaleza no deserto deste imenso país. Ele sabia que era a coisa mais esperta para fazer, a coisa racional para fazer, mas algo o compeliu para ficar. Rephaim disse para si mesmo que isso era simplesmente que ele esperava agora que seu pai tinha retornado para este reino, que ele também retornaria para Tulsa, e ele estava esperando aqui para sua volta – para dálo um propósito e direção. Mas no fundo de seu coração ele sabia a verdade. Ele não queria deixar este lugar porque Stevie Rae estava aqui, e mesmo embora ele não pudesse se permitir contatá-la, ela ainda estava próxima, ao alcance, se apenas ele ousasse. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

75

Então, no meio de seu ritmo e suas auto-recriminações, o ar em volta dele se tornou pesado, espesso com um poder imortal que Rephaim conhecia tão bem quanto seu próprio nome. Algo repuxou dentro dele, como se o poder que flutuava na noite tivesse se unido a ele e estava usando-o como uma âncora para se colocar cada vez mais perto. Rephaim se reforçou-se, física e mentalmente, concentrou-se em sua ilusória magia imortal, e de bom grado aceitou a conexão, sem se importar que isso era doloroso e esgotante e enchia-o com uma sufocante onda de claustrofobia. O céu noturno sobre ele escureceu. O vento aumentou, espancando Rephaim. O Corvo Escarnecedor manteve-se firme. Quando o magnífico imortal alado, seu pai, Kalona, Guerreiro de Nyx deposto, desceu dos céus e pousou diante dele, Rephaim automaticamente caiu de joelhos, curvando-se em fidelidade. — Fiquei surpreso ao sentir que você permaneceu aqui, — Kalona disse sem dar a seu filho permissão de se levantar. — Por que você não me seguiu à Itália? Com a cabeça ainda curvada, Rephaim respondeu. — Eu estava mortalmente ferido. Eu apenas me recuperei. Eu pensei que seria mais prudente esperá-lo aqui. — Ferido? Sim, eu me lembro. Um tiro e a queda do céu. Você pode se levantar, Rephaim. — Obrigado, Pai. — Rephaim parou e encarou seu pai, e então estava feliz porque seu rosto não traiu suas emoções facilmente. Kalona parecia como se ele estivesse doente! Sua pele bronzeada estava em uma Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

76

tonalidade pálida. Seus incomuns olhos de âmbar estavam sombreados com olheiras. Ele até mesmo parecia magro. — Você está bem, Pai? — É claro que estou bem; eu sou um imortal! — o ser alado explodiu. Então ele acenou e esfregou cansadamente a mão em seu rosto. — Ela me prendeu dentro da terra, eu já estava ferido, e ser preso por este elemento fez minha recuperação antes de minha libertação impossível – e desde então isto tem acontecido devagar. — Então Neferet prendeu você. — Cuidadosamente, Rephaim manteve seu tom neutro. — Prendeu, mas eu poderia não ter sido aprisionado tão facilmente se Zoey Redbird não atacasse meu espírito, — ele disse amargamente. — Todavia, a caloura vive, — Rephaim disse. — Ela vive! — Kalona rugiu, elevando-se sobre seu filho e causando que o Corvo Escarnecedor tropeçasse para trás. Mas exatamente tão rápido quanto sua raiva explodiu, ela falhou, deixando o imortal parecer cansado novamente. Ele exalou uma longa respiração, e em uma voz mais razoável repetiu, — Sim, Zoey vive, embora eu acredite que ela estará para sempre mudada por sua experiência no Outromundo. — Kalona olhou fixamente a noite. — Todos que passam algum tempo no reino de Nyx é alterado por ele. — Então Nyx te permitiu entrar no Outromundo? — Rephaim não pôde parar de perguntar. Ele preparou-se para uma repreensão de seu pai, mas enquanto Kalona falava, sua voz estava surpreendentemente introspectiva, quase gentil. — Ela permitiu. E eu a vi. Uma vez. Brevemente. Foi por causa da intervenção da Deusa que este malditos-sejam-os-deuses Stark ainda respira e caminha pela terra. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

77

— Stark seguiu Zoey ao Outromundo, e ele vive? — Ele vive, embora não deveria. – Enquanto Kalona falava, ele esfregou distraidamente uma mancha em seu peito, sobre seu coração. — Eu suspeito que aqueles touros intrometidos têm algo a ver com sua sobrevivência. — Os touros negro e branco? Escuridão e Luz? — Rephaim provou a bile de medo no fundo de sua garganta enquanto lembrava a pelagem lisa e lúgubre do touro branco, o infinito mal em seu olhos, e a dor em brasa que a criatura causou a ele. — O que é isso? — O perceptivo olhar de Kalona espetou seu filho. — Por que você olha assim? — Eles se manifestaram aqui, em Tulsa, há pouco mais de uma semana atrás. — O que os trouxe aqui? Rephaim hesitou, seu coração batendo dolorosamente em seu peito. O que ele poderia admitir? O que ele poderia dizer? — Rephaim, fale! — Foi a Vermelha – a jovem Alta Sacerdotisa. Ela invocou a presença dos touris. Foi o touro branco que a deu o conhecimento que ajudou Stark a achar o caminho para o Outromundo. — Como você sabe disso? — A voz de Kalona era como a morte. — Eu testemunhei parte da invocação. Eu estava tão ferido que eu não acreditava que poderia me recuperar, que eu poderia alguma vez voar novamente. Quando o touro branco manifestou, ele me fortaleceu e me Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

78

atraiu para seu círculo. Foi onde eu observei a Vermelha conseguindo sua informação sobre isso. — Você foi curado, mas você não capturou a Vermelha? Não parou-a antes que ela pudesse retornar para a House of Night e ajudar Stark? — Eu não pude pará-la. O touro negro manifestou e a Luz baniu a Escuridão, protegendo a Vermelha, — ele disse honestamente. — u estou aqui desde então, recuperando minha força e, quando eu senti que você retornou para este reino, eu tenho estado esperando por você. Kalona olhou fixamente para seu filho. Rephaim encontrou seu olhar firmemente. Kalona acenou devagar. — Foi bom você ter me esperado aqui. Há muito que se deixou de fazer em Tulsa. Esta House of Night em breve pertencerá a Tsi Sgili. — Neferet retornou também? O Alto Conselho não a prendeu? Kalona riu. — O Alto Conselho é formado por tolos ingênuos. A Tsi Sgili me culpou pelos recentes eventos, e me puniu publicamente açoitando-me e depois banindo-me de seu lado. O Conselho foi pacificado. Chocado, Rephaim sacudiu sua cabeça. O tom de seu pai era leve, quase engraçado, mas seu olhar era sombrio – seu corpo enfraquecido e ferido. — Pai, eu não entendo. Açoitou? Você permitiu que Neferet— Com velocidade imortal, a mão de Kalona estava de repente na garganta de seu filho. O enorme Corvo Escarnecedor foi levantado do chão como se ele não pesasse mais do que suas finas penas negras.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

79

— Não cometa o erro de acreditar que porque eu fui ferido eu também estou fraco. — Eu não faria isso. — A voz de Rephaim era um pouco mais de que um silvo sufocado. Seus rostos estavam próximos. Os olhos âmbares de Kalona brilhavam com raivoso calor. — Pai, — Rephaim ofegou. — Eu não quis desrespeitar. Kalona o derrubou, e seu filho contorceu-se sobre seus pés. O imortal ergueu sua cabeça e jogou seus braços abertos como se ele pudesse pegar o céu. — Ela ainda me aprisiona! — ele gritou. Rephaim atraiu o ar e esfregou sua garganta, então as palavras de seu pai penetraram a confusão de seus pensamentos e ele olhou para cima para seu pai. O rosto do imortal estava distorcido como se em agonia – seus olhos estavam assombrados. Rephaim bem devagar se colocou sobre seus pés, e aproximou-se dele cuidadosamente. — O que ela fez? Os braços de Kalona caíram dos lados, mas seu rosto permaneceu aberto para o céu. — Eu fiz a ela o juramento de que eu destruiria Zoey Redbird. A caloura vive. Eu quebrei meu juramento. O sangue de Rephaim ficou gelado. — A quebra do juramento tem uma penalidade. Ele não falou como uma pergunta, mas Kalona assentiu. — Tem. — O que você deve a Neferet?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

80

— Ela detém o domínio sobre meu espírito enquanto eu for imortal. — Por todos os deuses e deusas, estamos ambos perdidos então! — Rephaim não pôde evitar que as palavras escapassem. Kalona virou para ele e seu filho viu que um brilho dissimulado tinha substituído a raiva em seus olhos. — Neferet tem sido imortal por menos que uma respiração no tempo deste mundo. Eu tenho sido por incontáveis eras. Se há uma lição que eu aprendi em incontáveis vidas, é que não há nada que seja inquebrável. Nada. Nem o mais forte coração, nem a mais pura alma – nem mesmo o mais vinculante dos juramentos. — Você sabe como quebrar o domínio dela sobre você? — Não, mas eu sei que se eu der a ela o que ela mais deseja, ela estará distraída enquanto eu descubro como quebrar o juramento que eu fiz a ela. — Pai, — Rephaim disse hesitantemente, — sempre há uma consequência para um juramento quebrado. Você não pode simplesmente ficar sujeito a outro se quebrar este segundo juramento? — Eu não posso pensar em uma consequência que eu não pagaria feliz para me livrar do domínio de Neferet. A raiva fria e mortal na voz de Kalona fez que a garganta de Rephaim ficasse seca. Ele sabia que quando seu pai estava assim, a única coisa que ele podia fazer era concordar com ele, para ajudá-lo em o tudo o que ele buscar, para pegar a tempestade silenciosamente, sem pensar, ao lado de Kalona. Ele estava acostumado às emoções voláteis de Kalona. O que Rephaim não estava acostumado era a se sentir ressentido por elas. Rephaim podia sentir o olhar do imortal estudando-o. O corvo Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

81

escarnecedor limpou sua garganta e disse o que ele sabia que seu pai esperava ouvir. — O que é isso que Neferet tanto deseja e como nós daremos isso a ela? A expressão de Kalona relaxou um pouco. — A Tsi Sgili deseja mais poder para dominar os humanos. Nós damos isso a ela ajudando-a a começar a guerra entre vampyros e humanos. Ela quer usar a guerra como uma desculpa para a destruição do Alto Conselho. Sem eles, a sociedade vampyra estará em desordem e Neferet, usando o título de Encarnação de Nyx, governará. — Mas os vampyros se tornaram muito racionais, muito civilizados, para uma guerra com humanos. Eu acho que eles poderiam se retirar da sociedade antes que eles pudessem lutar. — Isso é verdade para a maioria dos vampyros, mas você está esquecendo a nova raça de sangue-sugas que a Tsi Sgili criou. Eles não parecem ter os mesmos escrúpulos. — Os calouros vermelhos, — Rephaim disse. — Ah, mas eles não são todos calouros, são? Eu ouvi que outro dos garotos tinha Mudado. E então há a nova Alta Sacerdotisa, a Vermelha. Eu não estou certo se ela é dedicada à Luz como sua amiga Zoey. Rephaim sentiu como se o punho de um gigante estivesse se fechando em volta de seu coração. — A Vermelha invocou o touro negro – a manifestação da Luz. Eu não acho que ela pode ser influenciada para longe do caminho da Deusa. — Você disse que ela também conjurou o touro da Escuridão, não disse? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

82

— Eu disse, mas pelo que eu observei ela não apelou pela Escuridão intencionalmente. Kalona riu. — Neferet me falou que Stevie Rae estava completamente diferente quando foi ressuscitada. A Vermelha revelada na Escuridão! — E então ela Mudou, como Stark. Ambos estão comprometidos com Nyx agora. — Não, Stark está comprometido é com Zoey Redbird. Eu não acredito que a Vermelha formou qualquer ligação deste tipo. Cuidadosamente Rephaim permaneceu em silêncio. — Quanto mais eu penso nisso, mais eu gosto da ideia. Neferet ganha poder se nós usarmos a Vermelha, e Zoey perde alguém próximo a ela. Sim, isso me agrada. Muito. Rephaim estava tentando peneirar a mistura de medo, pânico e caos em sua mente e evocar uma resposta que pudesse distrair Kalona de sua busca por Stevie Rae quando o ar em sua volta ondulou o mudou. Sombras dentro de sombras pareceram estremecer brevemente mas extasiadamente. Seus olhos interrogantes foram da Escuridão espreitando nos cantos do telhado, para seu pai. Kalona acenou e sorriu amargamente. — A Tsi Sgili pagou seu débito para a Escuridão; ela sacrificou a vida de um inocente que não poderia ser corrompido. O sangue de Rephaim martelou em seus ouvidos, e por um instante ele estava barbaramente, inacreditavelmente amedrontado por Stevie Rae. E então ele percebeu Não, não pode ser Stevie Rae que Neferet sacrificou. Stevie Rae foi manchada pela Escuridão. Por hora, desta ameaça ela está segura.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

83

— Quem Neferet matou? — Rephaim estava tão distraído pelo alívio que ele falou as palavras sem pensar. — Que possível diferença faz para você saber quem a Tsi Sgili sacrificou? A mente de Rephaim se concentrou no aqui e agora rapidamente. — Eu estou apenas curioso. — Eu sinto uma mudança em você, meu filho. Rephaim encontrou o olhar de seu pai firmemente. — Eu cheguei perto da morte, Pai. Foi uma experiência decepcionante. Você deve lembrar que eu compartilho apenas uma porção de sua imortalidade. O resto de mim é humano, e, portanto, mortal. Kalona acenou rapidamente em reconhecimento. — Eu esqueci que você está amedrontado pela humanidade que há em você. — Mortalidade, não humanidade. Eu não sou humano, — ele disse amargamente. Kalona estudou-o. — Como você conseguiu sobreviver à suas feridas? Rephaim olhou para longe de seu pai e respondeu tão verdadeiramente quanto possível. — Eu não estou totalmente certo de como ou até mesmo por que eu sobrevivi. — Eu nunca entenderei porque Stevie Rae me salvou, sua mente adicionou silenciosamente. — Muito deste tempo continua a ser um borrão para mim. — Como não é importante. O por que é obvio – você sobreviveu para me servir, como você tem feito por toda sua vida. — Sim, Pai, — ele disse automaticamente. Então, para cobrir a falta de Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

84

esperança que até mesmo ele pôde ouvir em sua voz, ele acrescentou, — E a seu serviço eu devo dizê-lo que eu não posso permanecer aqui. Kalona elevou sua sobrancelha questionadoramente. — O que você está dizendo? — Este lugar, — seu braço varreu em volta deles para mostrar o terreno Gilcrease. — Há muitos humanos presente desde que o gelo se foi. Nós não podemos ficar aqui. — Rephaim deu uma profunda respiração e continuou, — Talvez seria mais sábio para você e para mim deixar Tulsa por um tempo. — Claro que nós não podemos deixar Tulsa. Eu já expliquei a você que eu preciso distrair a Tsi Sgili então eu posso me libertar de seu vínculo. Que é o melhor a se fazer aqui, usando a Vermelha e seus calouros. Mas você está correto de perceber que este lugar não é adequado para nós. — Então não seria nosso dever deixar a cidade até que possamos descobrir uma melhor localização? — Por que você continua com esta insistência de que nós devemos nos afastar daqui quando eu deixei claro pra você que nós precisamos permanecer aqui? Rephaim respirou profundamente e disse apenas, — Eu cansei da cidade. — Então, reúna as reservas de força que tem dentro de você como herança de meu sangue! — Kalona comandou, claramente aborrecido. — Nós permanecemos em Tulsa por tanto tempo quanto levar para alcançar meu objetivo. Neferet já considerou onde eu devo ficar. Ela exige que eu esteja perto, mas ela sabe que eu não devo ser visto, pelo menos não imediatamente. — Kalona pausou, fazendo uma careta de raiva por ser tão obviamente controlado pela Tsi Sgili. — Nós nos mudaremos, esta noite, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

85

para o prédio que Neferet adquiriu. Logo nós começaremos a caçar os calouros vermelhos, e sua Alta Sacerdotisa. — O olhar de Kalona se deslocou para as asas de seu filho. — Você é capaz de voar novamente, não é? — Sou, Pai. — Então, chega desta conversa inútil. Vamos para o céu e começar a escalada para nosso futuro, e nossa liberdade. O imortal estendeu suas enormes asas e pulou do telhado do deserto Solar Gilcrease. Rephaim hesitou, tentando pensar – respirar – para entender o que ele estava fazendo. Do canto do telhado uma imagem piscou, e o espírito que estava assombrando-o desde que ele chegou, quebrado e sangrando, apareceu.

— Você não pode deixar seu pai machucá-la. Você sabe disso, certo? — Pela última vez, fora daqui, aparição, — Rephaim disse enquanto ele desdobrava suas asas e se preparava para seguir seu pai. — Você tem que ajudar Stevie Rae. Rephaim curvou-se em cima dela. — Por que eu tenho? Eu sou um monstro – ela pode não ser nada para mim. A criança sorriu. — Muito tarde, ela já significa algo pra você. Além disso existe outra razão para você ajudá-la. — Por que? — Rephaim perguntou cansadamente. — Porque você não é todo monstro. Você é parte garoto e isso significa

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

86

que algum dia você morrerá. Quando você morrer, existe apenas uma coisa que você poderá levar com você para a eternidade. — E o que é essa coisa? O sorriso dela estava radiante. — Amor, seu bobo! Você pode levar amor com você. Então, você vê, você tem que salvá-la ou você se arrependerá para sempre. Rephaim olhou fixamente a menina. — Obrigado, — ele disse suavemente antes de saltar na escuridão.

CAPÍTULO OITO Stevie Rae — Eu acho que vocês deviam dar uma pausa para Zoey. Depois do que ela passou ela podia ter umas férias, — Stevie Rae disse. — Se isso é tudo que é, — Erik disse. — O que isso quer dizer? — O negócio é que ela não está planejando voltar. Absolutamente. — Isso é simplesmente idiota. — Você tem falado com ela? — Erik perguntou. — Não, você tem? — ela respondeu.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

87

— Não. — Na verdade, Erik levantou um ponto válido, — Lenobia disse. — Ninguém tem falado com Zoey. Jack disse que ela não estava voltando. Eu tenho falado com Aphrodite. Ela e Darius estão, de fato, chegando logo. Zoey não está fazendo ou recebendo ligações. — Zoey está cansada. Stark ainda está uma bagunça. Não foi isso que Jack relatou? — Stevie Rae disse. — Sim, — Dragon Lankford disse. — Mas a verdade é, nós mal temos falado com Zoey desde seu retorno do Outromundo. — Ok, sério, por que isso é coisa tão grande? Vocês estão agindo como se Z fosse algum aluno fujão, e não uma Alta Sacerdotisa chuta-bundas. — Bem, por uma coisa, isso nos concerne porque ela tem muito poder. Com poder vem responsabilidade. Você sabe disso. — Lenobia disse. — E então está a questão de Neferet e Kalona. — Aqui, eu preciso falar, — Professora Penthasilea disse. — Eu não sou a única de nós que recebeu a mais recente mensagem do Alto Conselho. Não há Neferet e Kalona. Neferet se separou de seu Consorte desde que o espírito dele retornou ao seu corpo e ele recuperou a consciência. Neferet açoitou-o publicamente, e então baniu-o de seu lado, e da sociedade vampyra por um século. Neferet liderou sua punição pelo crime de matar o garoto humano. O Conselho superior deliberou que Kalona, e não Neferet, foi o responsável pelo crime. — Sim, nós sabemos disso, mas—, — Lenobia começou. — Sobre o que vocês estão falando? — Stevie Rae interrompeu, sentindo como se sua cabeça fosse explodir.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

88

— Parece que nós não estamos na lista de e-mail. — Kramisha disse, parecendo tão assustada quanto Stevie Rae. Enquanto o relógio do lado de fora começou a badalar à meia-noite, Neferet caminhou de dentro da porta oculta que era a entrada da Alta Sacerdotisa para a Câmara do Conselho de Tulsa. Ela se moveu cheia de propósito para a enorme mesa redonda. Sua voz era como chicote e cheia de confiança e comando. — Vejo que eu retornei não muito cedo. Alguém poderia me explicar por que nós começamos a permitir o acesso de calouros a nossas Reuniões do Conselho? — Kramisha é mais do que apenas calouro. Ela é uma Poetisa Laureada e uma Profetisa. Adicionado ao fato de que eu sou uma Alta Sacerdotisa e eu a convidei – tudo isso dá a ela o direito de estar nesta Reunião do Conselho. — Stevie Rae engoliu o medo doentio que veio confrontando Neferet e estava incrivelmente aliviada que sua voz soou firme quando ela finalmente liberou as palavras do fundo de sua garganta. — E por que você não está na cadeia pelo assassinato de Heath? — Cadeia? — O sorriso de Neferet era cruel. — Que descaramento! Eu sou uma Alta Sacerdotisa, uma que ganhou este título e não um que foi dado por negligência. — E você ainda evita a pergunta de sua culpabilidade no assassinato do humano, — Dragon disse. — Eu também não recebi comunicação do Alto Conselho Vampyro. Eu gostaria de uma explicação de sua presença, e por que você não foi responsabilizada pelo comportamento de seu Consorte. Stevie Rae esperou que Neferet explodisse ao questionamento de Dragon, mas em vez disso sua expressão suavizou e seus olhos verdes

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

89

encheram de pena. A voz de Neferet estava cálida e compreensiva quando ela respondeu ao Mestre das Espadas. — Eu imagino que o Alto Conselho está segurando sua comunicação porque eles estão cientes que você ainda está sofrendo profundamente por sua companheira perdida. O rosto de Dragon empalideceu, mas seus olhos azuis endureceram. — Eu não perdi Anastasia. Ela foi tirada de mim. Assassinada por uma criatura que foi uma criação de seu Consorte, agindo sob seu comando. — Eu entendo como sua dor pode macular seu julgamento, mas você precisa saber que Rephaim e outros Corvos Escarnecedores não estavam sob ordens de prejudicar ninguém. Pelo contrário, eles foram ordenados a proteger. Quando Zoey e seus amigos colocaram fogo na House of Night e roubaram nossos cavalos, eles tomaram isso como um ataque. Eles apenas reagiram. Stevie Rae e Lenobia compartilharam um rápido olhar que telegrafou não deixe eles saberem quem estava envolvido nisso, e Stevie Rae manteve sua boca fechada, se recusando a dar a parte da participação de Lenobia na "fuga" de Zoey. — Eles mataram minha companheira, — Dragon disse, chamando para ele a atenção de todos. — E por isso eu estarei eternamente triste, — Neferet disse. — Anastasia era uma boa amiga para mim. — Você perseguiu Zoey e Darius e o resto do bando, — Stevie Rae disse. — Você nos ameaçou. Você ordenou que Stark atirasse em Zoey. Como você se desculpa de tudo isso? O belo rosto de Neferet pareceu se deformar. Ela se inclinou sobre a Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

90

mesa e chorou baixinho. — Eu sei... Eu sei. Eu fui fraca. Eu deixei o imortal alado contaminar minha mente. Ele disse que Zoey precisava ser destruída, e porque eu acreditava que ele era a Encarnação de Erebus, eu também acreditei nele. — Oh, isso é apenas um monte de merda, — Stevie Rae disse. Os olhos esmeralda de Neferet espetaram-na. — Você nunca se importou com alguém só pra descobrir depois que ele era apenas um monstro disfarçado? Stevie Rae sentiu todo o sangue drenado de seu rosto. Ela respondeu da única forma que sabia – com a verdade. — Na minha vida, monstros não se disfarçam. — Você não respondeu minha pergunta, jovem Sacerdotisa. Stevie Rae ergueu seu queixo. — Eu responderei sua pergunta. Não, eu nunca me importei com alguém e não soube quem ele era desde o começo. E se você tá falando sobre Dallas, eu sabia que ele podia ter problemas, mas eu nunca esperei que ele se virasse para a Escuridão e fosse todo louco. O sorriso de Neferet foi esperto. — Sim, eu ouvi sobre Dallas. Tão triste... tão triste. — Neferet, eu ainda preciso entender a decisão do Alto Conselho. Como Mestre de Espadas e Líder dos Filhos de Erebus desta House of Night, eu tenho o direito de ser informado sobre qualquer coisa que possa comprometer a segurança de nossa escola, estando eu de luto ou não, — Dragon disse, parecendo pálido mas determinado. — Você está certo, Mestre de Espadas. É realmente muito simples. Quando a alma do imortal retornou para seu corpo, ele confessou para mim que ele matou o garoto humano porque ele pensou que o ódio de Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

91

Heath por mim fosse uma ameaça. — Neferet sacudiu a cabeça, parecendo triste e arrependida. — A pobre criança tinha de algum modo se convencido de que eu era culpada pela morte da professora Nolan e Loren Blake. Kalona acreditou que executando Heath ele estava me protegendo. — Ela sacudiu sua cabeça. — Ele esteve afastado deste mundo por muito tempo. Ele realmente não entendia que o humano não podia representar nenhuma ameaça para mim. Sua ação executando Heath foi apenas um equivocado Guerreiro protegendo sua Alta Sacerdotisa, o que foi porque o Alto Conselho e eu temos sido tão misericordiosos em sua punição. Como alguns de vocês já estão cientes, Kalona foi açoitado cem vezes e então banido da sociedade vampyra e do meu lado por um século inteiro. Houve um longo momento de silêncio, então Penthasilea disse, — Parece que todo este desastre foi um trágico mal-entendido após outro, mas certamente nós todos pagamos o bastante pelo que aconteceu no passado. O importante agora é que a escola se reuna novamente e nós todos continuemos com nossas vidas. — Eu me curvo a sua sabedoria e experiência, professora Penthasilea, — Neferet disse, inclinando sua cabeça respeitosamente. Então ela virou para encarar Dragon. — Este, na verdade, foi um´momento difícil para muitos de nós, mas você pagou o preço mais alto, Mestre de Espadas. Então, é para você que eu preciso olhar para a absolvição de meus erros, pessoais e profissionais. Você pode possivelmente levar a House of Night a uma nova era, criando uma Fênix das cinzas de nosso sofrimento? Stevie Rae queria gritar a Dragon que Neferet estava enganando a todos – que o que aconteceu na House of Night não foi um trágico engano, foi um trágico desvio de poder de Neferet e Kalona. Mas seu coração se afundou enquanto ela observava Dragon inclinar sua cabeça e com uma voz completamente inconsolável e derrotada, dizer, — Eu gostaria que todos nós seguíssemos em frente, porque se nós não fizermos isso, eu temo que não sobreviverei à perda de minha companheira. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

92

Lenobia parecia que queria falar, mas quando Dragon começou a soluçar, ela ficou em silêncio e se dirigiu a seu lado para confortá-lo. Isso me permite enfrentar Neferet, Stevie Rae pensou, e olhou para Kramisha, que estava observando Neferet com um aberto olhar de masque-porra-é-essa. Ok, então isso permite a mim e Kramisha enfrentar Neferet, Stevie Rae corrigiu dentro de sua cabeça. Ela enquadrou os ombros e se preparou para o confronto épico que era certo acontecer quando ela chamasse as merdas da caída Alta Sacerdotisa. Naquele momento um estranho ruído penetrou pela janela da Câmara do Alto Conselho que tinha sido deixada aberta para o ar fresco da noite. Foi um horrível e triste som, e causou que os pequenos pelos dos braços de Stevie Rae se levantassem. — O que é isso? — Stevie Rae disse, sua cabeça virando – juntamente com a de todos os outros – para a janela aberta. — Eu nunca ouvi nada como isso, — Kramisha disse. — E isso me dá arrepios. — Isso é um animal. E ele está com dor. — Dragon instantaneamente se recompôs, sua expressão mudou, e ele era, novamente, um Guerreiro e não um amante com o coração partido. Ele se levantou e cruzou a Câmara do Conselho até a janela. — Um gato? — Penthasilea disse, parecendo aflita. — Eu não posso ver daqui. Está vindo do lado leste do campus, — Dragon disse, virando-se da janela e dirigindo-se para a porta propositadamente. — Oh, Deusa! Eu acho que conheço o som. — Trágica e quebrada, a voz de Neferet tinha todos eles dirigindo a atenção de volta para ela. — Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

93

Esse é o uivo de um cão, e o único cão neste campus é o Labrador de Stark, Duquesa. Aconteceu algo a Stark? Stevie Rae observou Neferet pressionar uma mão magra contra sua garganta, como se para conter as batidas de seu coração pelo terrível pensamento de que algo poderia ter acontecido com Stark. Stevie Rae queria esbofeteá-la. Neferet poderia ter recebido um Oscar de Melhor Performance Trágica da Líder Cadela. É isso aí. Ela não deixariaa ir embora com esta porcaria. Mas Stevie Rae não teve a chance de confrontar Neferet. No momento em que Dragon abriu a porta para o corredor, uma cacofonia de sons inundou todos. Calouros estavam correndo diante da Câmara do Conselho. A maioria deles estava chorando e gritando, mas sobre todos os ruídos – sobre até mesmo o horrível uivo – um som tornou-se distintamente reconhecível: o lamento de uma pessoa em luto. Entre a tristeza do luto, Stevie Rae reconheceu a voz. — Oh, não, — ela disse, correndo pelo corredor. — É Damien. Stevie Rae estava adiante até mesmo de Dragon, e quando ela abriu a porta para fora da escola, ela trombou com Drew Partain com tanta força que ambos caíram no chão. — Caramba, Drew! Saia de minha— — Jack está morto! — Drew gritou, colocando-se sobre seus pés, e puxando-a com ele. — Lá em cima, na árvore quebrada na parede Leste. Isso é ruim. Muito ruim. Apresse-se – Damien precisa de você! Stevie Rae sentiu uma onda de náusea enquanto ela processava o que Drew estava dizendo. E então ela foi varrida com Drew em uma onda de vampyros e calouris enquanto todos corriam pelo campus.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

94

Quando Stevie Rae chegou à árvore ela teve um terrível momento de déjà vu. O sangue. Havia tanto sangue em toda parte! Ela voltou para a noite em que a flecha de Stark abriu seu corpo e drenou praticamente todo o sangue de sua vida para fora dele neste mesmo lugar. Só que desta vez não era ela. Desta vez era o gentil e doce Jack e ele estava realmente morto, então era dez vezes mais terrível. Por um instante a cena pareceu não fazer sentido para ela porque ninguém se moveu – ninguém falou. Não havia sons exceto o uivo de Duquesa e o lamento de Damien. O garoto e a cadela estavam agachados ao lado de Jack, que jazia deitado, de bruços, sobre a grama encharcada de sangue, com a ponta da longa espada aparecendo a vários centímetros da parte de trás de seu pescoço. Ela deve ter corrido atravessado ele com tamanha força que quase separou sua cabeça de seu corpo. — Oh, Deusa! O que aconteceu aqui? — Foi Neferet quem descongelou todo mundo. Ela se apressou até Jack, inclinando-se para descansar a mão suavemente sobre seu corpo. — O calouro está morto, — ela disse solenemente. Damien olhou para cima. Stevie Rae viu seus olhos. Eles estavam cheios de dor e horror, e, talvez, apenas talvez, até mesmo sombras de loucura. Enquanto ele olhava fixamente para Neferet ela observou seu rosto já pálido quase incolor, e isso a sacudiu. — Eu acho que você deve deixá-lo sozinho, — Stevie Rae disse, movendo-se para que ela ficasse entre Neferet e Jack e Damien. — Eu sou a Alta Sacerdotisa aqui. Este é o meu lugar para lidar com esta tragédia. O melhor para Damien é que você se afaste e deixe os adultos resolvam tudo isto, — Neferet disse. Seu tom foi razoável, mas Stevie Rae estava olhando dentro de seus olhos esmeralda e viu algo mexer ali que fez sua pele arrepiar.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

95

Stevie Rae podia sentir todos observando-a. Ela sabia que havia algum acerto no que Neferet estava dizendo – ela não tinha sido uma Alta Sacerdotisa por tempo suficiente para saber como lidar com algo tão horrível quanto o que aconteceu esta noite. Caramba, ela era apenas uma Alta Sacerdotisa porque não havia nenhuma outra caloura vermelha que tinha Mudado. Ela tinha algum direito de falar como "Alta Sacerdotisa" de Damien? Stevie Rae ficou ali, em silêncio e lutando com suas próprias inseguranças. Neferet ignorou-a e agachou ao lado de Damien, pegando sua mão e forçando-o a olhá-la. — Damien, eu sei que você está em choque, mas você precisa se controlar e nos dizer como isso aconteceu com Jack. Damien piscou cegamente para Neferet, e então Stevie Rae viu a visão dele clara e ele se focou nela. Ele arrancou sua mão das dela. Sacudindo sua cabeça para trás e para frente, para trás e para frente, ele começou a chorar, — Não! Não! Não! Foi isso. Stevie Rae tinha tido o bastante. Ela não se importava se o universo inteirinho não pudesse ver através da merda de Neferet. Ela não ia deixá-la aterrorizar o pobre Damien. — O que aconteceu? Você está perguntando o que aconteceu? Como se fosse apenas uma coincidência Jack ser assassinado ao mesmo tempo em que você aparece de volta aqui na escola? — Stevie se moveu de volta para o lado de Damien, pegando sua mão. — Você pode enganar-ou-tratar o Alto Conselho cego-como-um-morcego. Você pode até mesmo falar que algumas dessas boas pessoas acreditando que você ainda está do nosso lado, mas Damien e Zoey e... — ela parou enquanto ouviu dois semelhantes suspiros de horror enquanto as gêmeas corriam. — Shaunee, Erin, Stark e eu. Nós não vamos acreditar que você é uma boa moça. Então, porque você não explica o que aconteceu aqui?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

96

Neferet sacudiu sua cabeça, parecendo triste e tragicamente bela. — Eu sinto pena por você, Stevie Rae. Você costumava ser uma doce e amorosa caloura. Eu não sei o que aconteceu a você. Stevie Rae sentiu ódio atravessá-la. Seu corpo tremeu com a força dele. — Você sabe melhor que qualquer um desta terra o que aconteceu comigo. Ela não pode se ajudar. A raiva era muita. Stevie Rae começou a se mover para a frente de Neferet. Neste momento não havia nada que ela queria mais que envolver suas mãos em volta da garganta da vampyra e apertar e apertar e apertar até que ela não respirasse – não fosse mais uma ameaça. Mas Damien não afrouxou seu aperto em sua mão. Essa ligação de toque e confiança entre eles, bem como o sussurro quebrado de Damien, a deteve. — Ela não fez isso. Eu vi acontecer e ela não fez isso. Stevie Rae hesitou, olhando para Damien. — O que você quer diaer, querido? — Eu estava muito longe. Apenas fora da porta da casa de campo. Duquesa não me deixou correr. Ela ficou me puxando de volta para lá. Eu finalmente cedi à ela. — a voz de Damien estava agitada e ele falava em afiadas rajadas de palavras. — Ela fez eu ficar preocupado. Então eu estava olhando. Eu vi. — Ele começou a chorar de novo. — Eu vi Jack cair do topo da escada e sobre a espada. Não havia ninguém perto dele. Absolutamente ninguém. Stevie Rae se virou para Damien e puxou-o para seus braços. Enquanto ela fazia isso ela sentiu mais dois pares de braços envolvendo-os enquanto as gêmeas se juntavam a seu círculo, segurando-os firmemente.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

97

— Neferet estava conosco na Câmara do Conselho quando este horrível acidente aconteceu, — Dragon disse solenemente, tocando gentilmente o cabelo de Jack. — Ela não foi responsável por esta morte. Stevie Rae não podia olhar para o corpo ferido do pobre Jack, então ela estava observando Neferet quando Dragon falou. Porém ela viu o flash de vitória presunçoso que passou por seu rosto, rapidamente substituído por um experiente olhar de tristeza e preocupação. Ela o matou. Eu não sei como, e eu não posso provar isso agora, mas ela matou. Então, tão rápido quanto este pensamento se formou, outro veio seguido: Zoey acreditaria em mim. Ela me ajudará a descobrir como expor Neferet. Zoey tem que voltar.

CAPÍTULO NOVE Zoey

Então, Stark e eu tínhamos feito aquilo. — Eu não sinto nada diferente, — eu disse à árvore mais próxima. — Quero dizer, exceto por me sentir mais próxima de Stark e meio que dolorida em locais inconfessáveis, e é isso. — Andei até um pequeno riacho que borbulhava alegremente e olhei para baixo. O sol estava se pondo, mas

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

98

tinha sido um dia incomumente claro, um dia frio na ilha e o céu ainda bastante do dramático coral e luz dourada que eu pude ver meu reflexo. Eu me observei. Eu parecia como, bem, eu. — Ok, então tecnicamente eu fiz isso uma vez antes, mas tinha sido uma coisa completamente diferente. — Eu suspirei. Loren Blake tinha sido um erro gigantesco. James Stark era totalmente diferente, como era o compromisso que tínhamos feito um ao outro. — Então, eu não devia parecer diferente agora que eu estou em um Relacionamento Real? — Eu olhei para o meu reflexo. Eu não parecia mais velha? Mais experiente? Mais sábia? Na verdade, não. O olhar de soslaio só me fez parecer míope. — E Aphrodite provavelmente diria que isso me daria rugas também. Uma pequena pontada me atravessou enquanto me lembrava dizendo adeus a Aphrodite e Darius na noite anterior. Ela tinha sido previsivelmente sarcástica, e mais do que uma pequena vaca sobre eu não voltar para Tulsa com ela, mas nosso abraço tinha sido apertado e genuíno, e eu sabia que sentiria falta dela. Eu já sentia falta dela. Eu sentia falta de Stevie Rae e Damien, Jack e as Gêmeas também. — E Nala, — Eu falei para o meu reflexo. Mas eu sentia falta suficiente deles para voltar para o mundo real? O Suficiente para enfrentar tudo e prosseguir com a escola para possivelmente lutar com a Escuridão e Neferet? — Não. Não, você não sente. — Dizer tornou isso ainda mais verdadeiro. Eu podia sentir alguns dos eu sinto falta deles serem diluídos pela serenidade da ilha de Sgiach. — É a magia aqui. Se eu pudesse enviar para meu gato, eu juro que ficaria para sempre aqui. A risada de Sgiach era suave e musical. — Por que tendemos a sentir mais falta de nossos animais de estimação do que das pessoas? — Ela

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

99

estava sorrindo enquanto se juntava a mim no riacho. — Acho que é por que não podemos fazer videoconferência via Skype com eles. Quero dizer, eu sei que eu posso voltar ao castelo e falar com Stevie Rae, mas eu tentei fazer esta coisa de videoconferência com Nala. Ela parece apenas confusa e até mesmo mais descontente do que ela normalmente é, o que seria malditamente descontente. — Se gatos entendessem tecnologia e tivessem polegares opostos, eles governariam o mundo, — disse a rainha. Eu ri. — Não deixe Nala ouvir você dizendo isso. Ela governa seu mundo. — Você está certa. Mab acredita que ela governa seu mundo, absolutamente. Mab era o gigante de Sgiach, gata de pelos longos preto e branco que eu estava apenas começando a conhecer. Eu acho que ela tinha possivelmente, tipo, mil anos e a maioria estando apenas semi-consciente e mal se movendo na extremidade da cama da rainha. Stark e eu começamos a chamá-la de Gata Morta, mas não próximos aos ouvidos de Sgiach. — Por mundo você quer dizer seu quarto? — Exatamente, — Sgiach disse. Nós duas rimos, e então a rainha caminhou até uma grande rocha coberta de musgos não muito longe do riacho. Ela sentou graciosamente e então deu um tapinha na área do tamanho de uma cadeira ao lado dela. Eu me juntei a ela, me perguntando se meus movimentos um dia seriam tão graciosos e majestosos como os dela – e eu duvidei disso. — Você pode enviar sua Nala para cá. Vampyros conhecidos voam Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

100

com animais de companhia. Seria apenas questão de apresentar a carteira de vacinação para entrar em Skye. — Uau, sério? — Sério. É claro que isso significa que você precisa se comprometer de ficar aqui pelo menos vários meses. Gatos não viajam particularmente bem – e movê-los de um fuso horário para outro, e então voltar outra vez, realmente não é bom para eles. Eu olhei dentro dos olhos de Sgiach e disse exatamente o que eu estava pensando, — Quanto mais tempo eu fico aqui, mais tenho a certeza de que não quero sair, mas eu sei que isto é provavelmente irresponsabilidade minha me esconder do mundo real assim. Quero dizer, — Eu me apressei quando vi a preocupação crescer em seu olhar, — não é como se Skye não fosse real e tudo. E eu sei que passei por um monte de coisas ruins ultimamente, então está bem pra mim dar uma pausa. Mas eu ainda estou na escola. Eu suponho que tenha que voltar. Eventualmente. — Você se sentiria assim se a escola viesse até você? — O que você quer dizer? — Desde que você entrou em minha vida eu comecei a refletir sobre o mundo – ou melhor em quão separada dele eu me tornei. Sim, eu tenho internet. Sim, eu tenho TV via satélite. Mas eu não tenho novos seguidores. Eu não tenho Guerreiros estudantes e jovens Guardiões. Ou pelo menos não até você e Stark chegarem. Eu acho que eu perdi a energia e a absorção de jovens mentes. — Sgiach olhou para longe de mim e profundamente no bosque. — Sua chegada aqui despertou algo que estava dormindo em minha ilha. Eu sinto uma mudança vindo no mundo, maior que a influência da ciência moderna e da tecnologia. Eu posso ignorar isso e deixar minha ilha voltar a dormir, talvez nos tornar completamente

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

101

separados do mundo e deus problemas, talvez até mesmo se perder para as brumas do tempo – como Avalon e as Amazonas. Ou eu posso me abrir para isso, encontrar os desafios que isso pode trazer. — A rainha encontrou meu olhar novamente. — Eu escolhi permitir que minha ilha despertasse. Está na hora da House of Night de Skye aceitar sangue novo. — Você retirará o feitiço de proteção? Seu sorriso foi irônico. — Não enquanto eu viver, e, espero, enquanto meu sucessor viver, e, eventualmente seus sucessores, vivam, Skye permanecerá protegida e separada do mundo moderno. Mas eu acho que eu podia enviar para fora uma Chamada de Guerreiros. Houve um tempo que que Skye treinou os melhores e mais brilhantes dos Filhos de Erebus. — Mas então você se separou do Alto Conselho Vampyro, certo? — Correto. Talvez eu possa começar, lentamente, a remendar esta separação, especialmente se eu tiver uma jovem Alta Sacerdotisa como uma de meus trainees. Eu senti uma agitação de excitação. — Eu? Você quer dizer eu? — Sim, na verdade. Você e seu Guardião têm uma conexão com esta ilha. Eu gostaria de ver onde esta conexão nos leva. — Uau, estou seriamente honrada. Muito obrigada. — Minha mente estava zumbindo! Se Skye se tornasse uma House of Night ativa não seria como se eu estivesse me escondendo de todos aqui. Seria mais como se eu tivesse me transferido para outra escola. Eu pensei sobre Damien e o resto do bando e me perguntei se eles pensaria sobre vir para Skye também. — Haveria um lugar aqui para calouros que não são Guerreiros em formação? — Eu perguntei. — Nós podemos discutir isso. — Sgiach parou, pareceu tomar uma Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

102

decisão, e adicionou, — Você sabe, não sabe, que esta ilha é rica em tradições mágicas que abrangem mais do que treinamento de Guerreiros e meus Guardiões? — Não. Quero dizer, sim. Tipo, é óbvio que você é magia, e você é basicamente esta ilha. — Eu tenho estado aqui por tanto tempo que muitos me vêem como a ilha, mas eu sou mais uma cuidadora desta magia do que possuidora dela. — O que você quer dizer? — Descubra por si mesma, jovem rainha. Você tem uma afinidade por cada um dos elementos. Estenda a mão e veja o que a ilha tem para lhe ensinar. Quando a incerteza me fez hesitar, Sgiach persuadiu, — Tente o primeiro elemento, ar. Apenas chame-o para você e observe. — Ok. Bem, aí vai. — Eu me levantei e me movi a alguns metros de Sgiach, numa área coberta de musgos que estava meio que limpa de rochas. Dei três profundas e limpas respirações, estabelecendo a sensação familiar de estar concentrada. Instintivamente eu virei meu rosto para o leste e chamei: — Ar, por favor venha a mim. Eu estava acostumada a resposta do elemento. Eu estava acostumada a brisa mexendo em torno de mim como um cachorrinho ansioso, mas toda a minha experiência com minhas afinidades não me preparou para o que aconteceu em seguida. O ar não apenas respondeu – ele me envolveu. Ele girou em torno de mim poderosamente, sentindo estranhamente palpável, o que realmente deve ter sido louco porque o ar não é palpável. Ele ainda era invisível em toda parte. E então eu engasguei porque percebi que o ar tinha se tornado palpável! Flutuando em meu redor, no meio do impetuoso vento que surgiu para mim ao meu chamado, estavam as formas de belos Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

103

seres. Eles eram brilhantes e etéreos, um pouco transparentes. Enquanto eu estava embasbacada para eles, eles mudavam de forma – algumas vezes parecendo com lindas mulheres, algumas vezes parecendo com borboletas, e então eles mudaram e pareceram com a linda queda de folhas à deriva em seu próprio vento. — O que são eles? — Eu perguntei em voz baixa. Por sua própria vontade, eu levantei minha mão e observei as folhas mudarem para brilhantes e coloridos beija-flores, que se acomodaram na palma de minha mão estendida. — Duendes do Ar. Eles costumam estar em todo lugar, mas eles deixaram o mundo moderno. Eles preferem os bosques antigos e as velhas estradas. E esta ilha tem ambos. — Sgiach sorriu e abriu sua própria mão para um elfo que tomou a forma de uma pequena mulher com asas de libélula e dançou, tecendo dentro e fora de seus dedos. — É bom ver que eles vêm pra você. Raramente há muitos deles em um lugar, mesmo aqui no bosque. Tente outro elemento. Desta vez ela não precisou me persuadir ainda mais. Eu me virei para o sul e chamei, — Fogo, por favor venha a mim! Como brilhantes fogos de artifício, duendes explodiram a natureza em volta de mim, fazendo cócegas em meu corpo com o calor controlado de suas chamas e me fazendo rir. — Eles me lembram os fogos de Quatro de Julho! O sorriso de Sgiach combinou com o meu. — Eu raramente vejo os duendes do fogo. Eu estou muito próxima da água e do ar – fogo quase nunca se mostra para mim. — Que vergonha, — eu repreendi. — Vocês rapazes devem deixar Sgiach vê-los – ela é um dos caras bons!

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

104

Instantaneamente os duendes em volta de mim começaram a se agitar loucamente. Eu podia sentir o desconforto irradiando a partir deles. — Oh, não! Diga a eles que você está brincando. Fogo é terrivelmente sensível e volátil, eu não quero que eles causem um acidente, — disse Sgiach. — Ei, rapazes, me desculpem! Eu estava só brincando. Está tudo bem, de verdade. — Eu suspirei de alívio quando os duendes do fogo se acomodaram em uma vibração menos frenética. Eu olhei para Sgiach. — É seguro chamar os outros elementos? — É claro, apenas seja cuidadosa com o que você fala. Sua afinidade é poderosa, mesmo sem estar em um lugar rico em magia ancestral como este bosque. — Eu serei. — Eu dei mais três respirações limpas e estava certa que tinha novamente me concentrado. Então eu virei no sentido horário para olhar o oeste. — Água, por favor venha a mim. — E me achei banhada no elemento. Duendes escorregadios e frescos se esfregaram contra minha pele, brilhando com a iridescência da água. Eles brincaram ao redor, me fazendo pensar em sereias e golfinhos, águas-vivas e cavalos marinhos. — Isto é seriamente super legal! — Duendes da água são especialmente fortes em Skye, — Sgiach disse, acariciando uma pequena criatura em forma de estrela que nadava em volta dela. Eu virei para o norte . — Terra, venha a mim! — O bosque ganhou vida. As árvores brilharam de alegria, e de seus antigos troncos retorcidos emergiram seres da floresta que me fizeram lembrar de coisas que deveriam estar em Valfenda5 com os elfos de Tolkien – ou talvez até mesmo 5 Valfenda: no original Rivendell, é uma cidade fictícia criada por Tolkien. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

105

na selva de Avatar-3D. Eu coloquei minha atenção no centro de meu círculo improvisado e chamei o elemento final, — Espírito, por favor venha a mim, também. Desta vez Sgiach ofegou. — Eu nunca vi os cinco grupos de duendes juntos como isso. Isto é magnífico. — Ohminhadeusa! Isto é incrível! O ar em volta de mim, já vivo com seres diáfanos, estava cheio com tal esplendor que de repente trouxe Nyx à mente, e o brilho de seu sorriso. — Você quer experimentar mais? — Sgiach me perguntou. — É claro, — Eu disse sem hesitação. — Venha aqui, então. Me dê sua mão. — Cercada pelos duendes anciões que personificaram os elementos, eu me aproximei de Sgiach e estendi minha mão para ela. Ela pegou minha mão direita na sua esquerda e virou para que minha palma ficasse para cima. — Você confia em mim? — Sim, eu confio em você. — eu disse. — Bom. Isso machucará apenas por um instante. Com um movimento extremamente rápido, ela roçou a dura e afiada unha de seu dedo indicador direito através da palma de minha mão. Eu não vacilei. Eu não me movi. Mas eu suguei um monte de ar. Todavia ela estava certa – isso machucava só por um instante. Sgiach virou minha mão e o sangue começou a gotejar dela, mas antes

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

106

que pudesse tocar o chão musgoso abaixo de nós, a rainha capturou as gotas escarlate. Acumulando-as em sua própria mão, ela deixou as gotas empoçarem, e então, falando palavras que eu senti mais do que ouvi porém não entendi absolutamente nada, ela jogou o sangue, espalhando em um círculo em volta de nós. Então algo verdadeiramente incrível aconteceu. Cada duende tocado pelas gotas de meu sangue, por um momento, fez-se carne. Eles não eram mais elementais etéreos, apenas tufos e rastros de ar, fogo, água, terra e espírito. O que meu sangue tocou se tornou realidade – vivos, respirando, pássaros e fadas, tritões e ninfas da floresta. E eles dançaram e celebraram. Suas risadas pintaram o céu escurecido com alegria e magia. — Isto é a magia ancestral. Você tocou coisas aqui que têm estado adormecidas por eras. Nenhum outro despertou as fadas. Nenhum outro foi capaz, — Sgich falou e então lentamente, majestosamente, ela inclinou sua cabeça em minha homenagem. Completamente absorta na maravilha dos cinco elementos, eu peguei a mão da Rainha de Skye, percebendo que meu sangue tinha parado de escorrer no instante que ela tinha jogado-o em nossa volta. — Eu posso compartilhar isso com outros calouros? Se você permitir que eles venham aqui, eu posso ensinar à nova geração como alcançar a magia ancestral? Ela sorriu para mim através de lágrimas que eu esperava que fossem de felicidade. — Sim, Zoey. Porque se você não pode construir a ponte entre o mundo antigo e o moderno, eu não sei quem pode. Mas por agora, aproveite este momento. A realidade que seu sangue criou logo desaparecerá. Dance com eles, jovem rainha. Deixe-me saber que há esperança de que o mundo de hoje não esqueceu completamente o

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

107

passado. Suas palavras funcionaram em mim como um incentivo, e, em tempo para o som dos sinos e flautas e címbalos que eu ouvi de repente, eu comecei a dançar com as criaturas que meu sangue tinha solidificado. Olhando para trás, eu devia ter prestado mais atenção ao perfil pontiagudo de chifres que eu vislumbrei enquanto eu rodopiava e saltava, de braços dados com as fadas. Eu deveria ter percebido a cor do pelo do touro e o brilho de seu olho. Eu deveria ter mencionado sua presença para Sgiach. Muito poderia ter sido evitado, ou pelo menos antecipado, se eu soubesse melhor. Mas esta noite eu dancei em inocência pela novidade da magia ancestral revelada, alheia a quaisquer consequências mais desastrosas do que me sentir cansada e exausta e precisando de uma grande janta e umas boas oito horas de sono.

***

— Você estava certa. Não durou muito tempo, — Eu disse, respirando com dificuldade enquanto eu sentava perto de Sgiach em sua pedra musgosa. — Nós não podemos fazer algo para que eles possam ficar mais tempo? Eles parecem tão felizes por estarem reais. — As fadas são seres indescritíveis. Eles apenas devem obediência a seu elemento, ou a aqueles que o manejam. Eu pisquei em surpresa. — Você quer dizer que eles são leais a mim? — Eu acredito que são, embora eu não possa dizer com certeza visto que eu não tenho verdadeira afinidade a um elemento, embora eu seja uma Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

108

aliada da água e do vento, assim como sou protetora e rainha desta ilha. — Huh. Então, eu posso chamá-los para mim, mesmo se eu for embora de Skye? Sgiach sorriu. — E porque você alguma vez iria querer fazer isso? Eu ri com ela, neste momento sem entender porque no mundo eu iria querer deixar esta mágica e mística ilha. — Aye, se eu tivesse seguido o som da tagarelice de mulheres, eu sabia que encontraria vocês duas. O sorriso de Sgiach cresceu e se tornou cálido. Seoras se juntou a nós no bosque, se movendo para o lado da rainha. Ela o tocou apenas por um instante em seu forte antebraço, mas este toque estava cheio com muitas vidas de amor, confiança e intimidade. — Olá,meu Guardião. Você trouxe o arco e as flechas para ela? Os lábios de Seoras se torceram. — Aye, é claro que eu trazer. — O antigo Guerreiro virou e eu pude ver que ele segurava um intrincado arco curvo feito de madeira negra. A combinação de aljava de couro cheia com flechas de penas vermelhas estava pendurada em seu ombro. — Bom. — Ela sorriu em apreciação a ele antes de virar seu olhar para mim. — Zoey, você aprendeu muito hoje. Seu Guardião precisa de uma lição para acreditar na magia e bos dons dados pela Deusa também. — Sgiach pegou o arco e as flechas de Seoras e ofereceu-os para mim. — Pegue estes para Stark. Ele esteve tempo demais sem eles. — Você realmente acha que isto é uma boa ideia? — Eu perguntei a Sgiach, olhando de soslaio para o arco e as flechas.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

109

— O que eu acho é que seu Stark não estará completo a menos que ele aceite seu dom dado pela Deusa. — Ele tem a claymore no Outromundo. Não podia ser sua arma aqui também? Sgiach apenas olhou para mim, a sombra da magia que nós apenas experimentamos ainda refletia em seus olhos verdes. Eu suspirei. E, relutantemente, estendi minha mão para pegar o arco e a aljava de flechas dela. — Ele não está realmente confortável com isso, — Eu disse. — Aye, mas ele deve estar, — Seoras disse. — Você não diria isso se você soubesse tudo que rolou junto desta coisa, — Eu disse. — Se ser que ele non pode perder sua marca e seu significado, então, aye, eu sei disso, tanto quanto a culpa que ele carregar pela morte de seu mentor, — Seoras disse. — Ele te contou sobre isso. — Contou. — E você ainda acha que ele deve voltar a usar seu arco? — Não é tanto o que Seoras pensa quanto o fato do que ele sabe, de séculos de experiência, o que acontece quando um dom dado pela Deusa para um Guardião é ignorado, — Sgiach disse.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

110

— O que acontece? — A mesma coisa que acontecer se uma Alta Sacerdotisa tenta se afastar do caminho que sua Deusa abriu diante dela, — Seoras disse. — Como Neferet, — Eu sussurrei. — Aye, — ele disse. — Como a Alta Sacerdotisa caída que maculou sua House of Night e causar a morte de seu Consorte. — Apesar de toda a verdade você deve saber que não é necessariamente tão terrível a escolha entre bem e mal quando um Guardião, ou um Guerreiro, ignora seus dons de sua Deusa e se desvia de seu caminho. Algumas vezes isso apenas significa uma vida vazia e tão mundana quanto possível para um vampyro, — Sgiach explicou. — Mas se ser um Guerreiro, cujos dons ser poderosos, ou um que enfrentar a Escuridão, foi tocado pela luta contra o mal – bem, este Guerreiro não poder sumir tão facilmente no esquecimento, — Seoras disse. — E Stark é ambos, — Eu disse. — Realmente ele é. Continue a confiar em mim, Zoey. É melhor para o seu Guardião caminhar no caminho traçado para ele do que se esgueirar, e, talvez, ficar preso nas sombras, — Sgiach disse. — Eu vejo seu ponto, mas fazer com que ele use seu arco novamente não será fácil. — Ach, bem, você ter magia ancestral para chamar enquanto você está aqui em nossa ilha, não ter agora? Eu olhei de Seoras para Sgiach. Eles estavam certos. Eu senti isso em meu interior. Stark não podia se esconder dos dons que Nyx deu pra ele Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

111

mais do que eu podia negar minha conexão com os cinco elementos. — Ok, eu o convencerei. Onde ele está, a propósito? — O moço estar inquieto, — Seoras disse. — Eu o vi andando pela costa do castelo. Meu coração se apertou. Nós tínhamos apenas decidido no dia anterior que nós ficaríamos aqui em Skye, indefinidamente. E depois do que tinha acontecido com Sgiach e eu, eu mal podia suportar pensar em ir embora. — Mas ele parecia estar bem com a nossa permanência, — Eu falei meus pensamentos em voz alta. — O que estar errado com ele nonser tanto onde ele está, mas sim quem ele ser, — Seoras disse. — Huh? — Eu disse brilhantemente. — Zoey, o que Seoras quer dizer é que você achará a agitação de seu Guardião muito elevada embora ele seja um Guerreiro completo novamente, — Sgiach disse. — E um Guerreiro completo usar todos os seus dons, — Seoras disse peremptoriamente. — Vá até ele e ajude-o a se tornar completo novamente, — Sgiach disse. — Como? — Eu perguntei. — Ach, mulher, use seu cérebro dado pela Deusa e descubra isto por si mesma. — Com um gentil empurrão em um movimento enxotando, a rainha e seu Guardião me enviaram do bosque. Eu suspirei, mentalmente arranhei Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

112

minha cabeça, e comecei a me dirigir ao litoral apenas me perguntando que diabos a palavras ach era.

CAPÍTULO DEZ Zoey Distraída pensando sobre Stark, eu fiz meu caminho descendo a escada de pedra escorregadia que circulava em volta da base do castelo, desaguando na costa rochosa onde o edifício de Sgiach tinha sido construído, de modo que era como um penhasco e totalmente imponente. O sol estava começando a se por, permitindo que o céu retivesse algo de sua iluminação, mas eu estava feliz com as filas de tochas que se projetavam da base de pedra da fundação do castelo. Stark estava sozinho. Suas costas estavam viradas para mim e eu consegui observá-lo enquanto eu escolhia meu caminho através da costa para ele. Ele segurava um grande escudo de couro em uma das mãos, e uma longa claymore na outra, e ele estava praticando golpes e defesas como se ele estivesse enfrentando um perigoso, porém invisível, inimigo. Eu me movi silenciosamente, levando meu tempo e apreciando a visão. Ele tinha ficado mais alto de repente? E mais musculoso? Ele estava suando e respirando com dificuldade, e ele parecia forte e muito, muito viril e como um perigoso-Guerreiro-antigo em seu kilt. Eu me lembrei de como foi sentir seu corpo contra o meu na noite anterior, e como tínhamos dormido agarradinhos, e meu estômago deu um estranho pequeno solavanco.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

113

Ele faz eu me sentir segura, e eu o amo. Eu poderia ficar aqui com ele, longe do resto do mundo, para sempre. Um arrepio passou por mim com o pensamento e eu estremeci. Neste momento Stark baixou sua guarda e se virou. Eu vi o alerta de preocupação em seus olhos que só desapareceu quando eu sorri e acenei para ele. Então seu olhar foi para o que eu estava segurando na mão que eu estava acenando, e seu sorriso de boas-vindas desapareceu, embora ele abriu seu braços para mim, me abraçou e me deu um longo beijo. — Ei, você parece sexy quando faz esta coisa de espada, — eu disse. — Isto se chama treinamento. E eu não tenho que parecer sexy, Z. Eu tenho que parecer intimidante. — Oh, você parece. Você parece. Eu estava praticamente morrendo de medo. — Eu coloquei meu pior sotaque de falso sulista e pressionei as costas de minha mão em minha testa como se eu fosse desmaiar. — Você realmente não é muito boa em sotaques, madame, — ele disse em um realmente bom falso sotaque sulista. Então ele pegou minha mão e segurou-a contra seu peito diretamente sobre seu coração, se movendo para perto de mim. — Mas se você quiser, Senhorita Zoey, eu posso tentar ensiná-la. Ok, eu sei que é bobagem, mas seu sotaque de cavalheiro sulista fez meus joelhos enfraquecerem – e então suas palavras verdadeiramente atravessaram a neblina de luxúria que estava inflamando por ele, e de repente eu sabia como começar a deixá-lo confortável com seu arco novamente. — Ei, eu estou sem esperanças quanto a sotaque, mas existe algo que você pode me ensinar. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

114

— Aye, mulher, ter muito que eu poder ensinar a você agora, — ele olhou maliciosamente, soando completamente como Seoras. Eu o beijei. — Fique bem. Eu estou falando sobre isso. — eu ergui o arco. — Eu sempre pensei que arco e flecha era legal, mas eu na verdade não sei muito sobe isso. Você poderia me ensinar? Por favor? Stark deu um passo se afastando de mim, dando ao arco um olhar desconfiado. — Zoe, você sabe que eu não deveria atirar com isso. — Não. O que você não deve fazer é machucar algo que está vivo. Bem, a menos que a coisa viva precise estar morta. Mas eu não estou te pedindo para atirar. Eu estou pedindo para me ensinar como atirar. — Por que toda esta repentina vontade de aprender? — Bem, faz sentido. Nós vamos ficar um tempo aqui, certo? — Certo. — E Guerreiros têm sido treinados aqui por, algo tipo, zilhões de anos. Certo? — Certo, novamente. Eu sorri para ele, tentando suavizar as coisas. — Eu realmente gosto quando você admite que eu estou certa. Novamente. Enfim, você é um Guerreiro. Nós estamos aqui. Eu gostaria de aprender algum tipo de habilidade de Guerreiro. Isto é muito pesado para mim. — Eu apontei para a claymore. — Além disso, isso é bonito. — Eu levantei o elegante arco. — Não importa quão bonito isto seja, você precisa se lembrar que isto é uma arma. Isto pode matar, especialmente se eu estiver atirando.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

115

— Se você atirar e tiver intenção de matar, — eu disse. — Algumas vezes enganos acontecem, — ele disse, parecendo assombrado por memórias de seu passado. Eu descansei minha mão em seu braço. — Você é mais velho agora. Mais esperto. Você não cometerá os mesmos erros novamente. — Ele apenas me olhou sem falar, então eu levantei o arco novamente e continuei. — Ok, me mostre como isso funciona. — Nós não temos um alvo. — Claro que temos. — Eu bati no escudo de couro usado que ele tinha deitado no chão quando eu cheguei. — Apoie isso entre algumas rochas um pouco afastado. Eu vou tentar atirar nele – depois você apoia isso em pé e volte para cá fora de minha linha de tiro, é claro. — Oh, é claro, — ele disse. Parecendo resignado e infeliz, ele caminhou uns passos para longe de nós, amontoando algumas pedras em volta até que o escudo ficou semiinclinado entre duas das pedras, em seguida ele voltou para mim. Relutantemente, ele pegou o arco e colocou a aljava com as flechas aos nossos pés. — Assim é como você segua o arco. — Ele demonstrou segurando firme a corda enquanto eu observava. — E as flechas ficam aqui. — Ele apoiou a flecha na lateral do arco, apontou para baixo e para longe de nós. — Você prende ela assim. Estas flechas são fáceis de saber de que forma preparar porque as penas pretas devem ser viradas assim, com uma vermelha para cima desta forma. — Enquanto falava Stark começou a relaxar. Sua mãos conheciam o arco, e conheciam a flecha. Era óbvio que ele podia fazer de olhos fechados o que ele estava me mostrando – e fazer isso rápido e bem. — Plante suas pernas firmemente, separadas com a distância Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

116

aproximada dos quadris, assim. — Ele demonstrou e eu chequei suas excelentes pernas, o que era uma das muitas razões de eu gostar dele começar a usar o kilt todo o tempo. — E então você levanta o arco, e, segurando a flecha entre seus primeiros dois dedos, puxe a corda para trás, esticada. — Ele explicou o que eu deveria fazer, mas ele parou a demonstração. — Observe a flecha, mas mire um pouco mais abaixo. Isto ajudará a ajustar a distância e o vento. Quando você estiver pronta, solte. Tenha cuidado ao curvar seu braço esquerdo ou você vai bater nele e conseguir uma contusão feia. — Ele estendeu o arco para mim. — Vá em frente. Tente. — Mostre-me, — eu disse simplesmente. — Zoey, eu não acho que eu deveria. — Stark, o alvo é um escudo de couro. Ele não está vivo. Não há nada vivo, nem mesmo remotamente vivo, ligado a ele. Apenas mire no centro do escudo e me mostre como se faz. — Ele hesitou. Eu apoiei minha mão em seu peito e me inclinei para frente. Ele me encontrou no meio do caminho. Nosso beijo foi doce, mas e pude sentir a tensão em seu corpo. — Ei, — eu disse suavemente, ainda tocando seu peito. — Tente confiar em você mesmo tanto quanto eu confio em você. Você é meu Guerreiro, meu Guardião. Você precisa usar o arco porque é seu dom dado pela Deusa. Eu sei que você usará ele inteligentemente. Eu sei porque eu conheço você. Você é bom. Você lutou por ser bom, e você venceu. — Mas eu não sou completamente bom, Z, — ele disse, parecendo totalmente frustrado. — Eu vi a parte mal de mim. Ele estava lá – real – no Outromundo. — E você derrotou ele. — Para sempre? Eu acho que não. Eu não acho que isso seja possível. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

117

— Ei, ninguém é completamente bom. Nem mesmo eu. Quero dizer, se algum aluno inteligente deixar seu teste à mostra em geometria, eu estou te dizendo – eu olho. Ele sorriu pelo tempo de uma respiração, então a tensão estava de volta em seu rosto. — Você brinca sobre isso, mas isso é diferente para mim. Eu acho que é diferente para todos os calouros vermelhos e até mesmo para Stevie Rae. Uma vez que você conheça a Escuridão, Escuridão real, haverá sempre uma sombra em sua alma. — Não, — eu disse firmemente. — Não uma sombra. Apenas um tipo de experiência diferente. Você e o resto dos calouros vermelhos tiveram uma experiência que nós não tivemos. Isso não faz de vocês parte das sombras da Escuridão – isso faz de vocês experientes nisso. Isso pode ser uma boa coisa se você usar seu conhecimento extra para lutar pelo bem, e é isso que você faz. — Algumas vezes eu me preocupo que seja mais do que isso, — ele disse devagar, olhando dentro de meus olhos como se ele estivesse à procura de uma verdade oculta. — O que você quer dizer? — Escuridão é territorial, possessiva. Uma vez que ela tenha um pedaço de você, ela não deixa ir embora. — Escuridão não tem nenhuma escolha se você opta pelo caminho da Deusa, e você optou. Ele não pode vencer a Luz. — Mas eu não estou certo se a Luz pode alguma vez realmente vencer a Escuridão, também. Há um equilíbrio para as coisas, Z. — O que não quer dizer que você não pode escolher os lados. E você escolheu. Confie em si mesmo. Completamente, — eu repeti. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

118

Stark continuou olhando em meus olhos como se ele estivesse agarrando uma corda salva-vidas. — Contanto que você me veja como bom – contanto que você acredite em mim – eu posso confiar em mim mesmo porque eu confio em você, Zoey. E eu amo você. — Eu também amo você, Guardião, — eu disse. Ele me beijou, e então, em um movimento que foi tão rápido, gracioso e letal, Stark puxou para trás o arco e deixou a flecha voar. Ela acertou com finalidade o centro absoluto do alvo. — Uau, — eu disse. — Isto é maravilhoso. Você é maravilhoso. Ele deu um longo suspiro, e com ele a tensão que tinha estado tão óbvia em seu corpo pareceu se esvair também. Stark sorriu seu lindo e convencido sorriso. — Centro do alvo, Z. Eu acertei o alvo morto. — Claro que sim, seu bobo. Você não pode perder. — É, está certo. E isso é apenas um alvo. — Você vai me ensinar ou não? E desta vez não vá tão rápido. Vá devagar. Me mostre. — Sim, sim, claro. Ok, aqui. — Ele mirou e atirou mais devagar, dando-me tempo para seguir seus movimentos. E a segunda flecha dividiu a primeira no meio. — Oh, ops. Eu tinha esquecido sobre isso. Eu costumava gastar um monte de flechas desta forma. — Aqui, minha vez. Eu aposto que não terei este problema.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

119

Eu tentei fazer como Stark tinha feito, mas terminei atirando uma flecha curta e vendo-a escorregar nas pedras lisas e molhadas. — Bem, droga. Isto é definitivamente mais difícil do que parece, — eu disse. — Aqui. Eu mostrarei a você. Você não está se posicionando corretamente. — Ele foi para trás de mim, encaixando seus braços sobre os meus e se aconchegando contra meu traseiro. — Pense em si mesma como uma antiga rainha guerreira. Fique de pé forte e orgulhosa. Ombros para trás! Queixo para cima! — Eu fiz como ele disse, e dentro do poderoso círculo de seus braços me senti transformar em alguém poderoso e majestoso. Suas mãos guiaram as minhas para puxar o arco esticado. — Fique forme e forte – concentre-se, — ele sussurrou. Juntos nós miramos o alvo, e enquanto nós soltamos a flecha, eu pude sentir a sacudida que se alastrou por seu corpo e meu e guiou a flecha para o centro mortal do alvo novamente, dividindo as duas anteriores. Eu me virei e sorri para meu Guardião. — O que você tem é mágico. É especial. Você tem que usar isso, Stark. Você tem que usar. — Eu senti falta disso, — ele disse, falando tão baixinho que eu tive que me esforçar para ouvi-lo. — Eu realmente não me sinto certo se não estiver ligado à meu arco. — É porque através dele você está ligado à Nyx. Ela te deu seu dom. — Talvez eu possa recomeçar aqui. Este lugar parece diferente para mim. De alguma forma eu sinto como se eu pertencesse a este lugar – como se nós pertencêssemos a este lugar. — Eu também sinto isso. E parece como se fosse assim sempre desde que eu senti esta segurança e felicidade. — Eu andei para dentro de sus braços. — Sgiach me disse que ela começará a abrir a ilha para Guerreiros Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

120

novamente – e também para outros calouros com dons. — Eu sorri para Stark. — Você sabe, como calouros com afinidades especiais. — Oh, você quer dizer como afinidades pelos elementos? — É, isto é exatamente o que eu quis dizer. — Eu o abracei e falei em seu peito. — Eu quero ficar aqui. Eu quero mesmo. Stark acariciou meus cabelos e beijou o topo de minha cabeça. — Eu sei que você quer, Z. E eu estou com você. Eu sempre estarei com você. — Talvez aqui possamos nos livrar das Escuridão que Neferet e Kalona têm tentado trazer para nós, — eu disse. Stark me segurou apertadamente. — Eu espero que sim, Z. Eu realmente espero que sim. — Você acha que poderia ser suficiente ter apenas uma parte do mundo a salvo da Escuridão? Isto seria ainda percorrer o caminho da Deusa mesmo se eu estiver apenas percorrendo-o aqui? — Bem, eu não sou expert, mas faz sentido para mim que o que é importante é que você está tentando fazer o seu melhor para permanecer fiel à Nyx. Eu não vejo como o lugar que você está fazendo isso seja algo importante. — Eu entendo porque Sgiach não deixa este lugar, — eu disse. — Eu também, Z. Stark me abraçou então, e eu senti os lugares agredidos e feridos dentro de mim começarem a aquecer, e, lentamente, eu comecei a me curar.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

121

Stark Ele sentia Zoey malditamente bem em seus braços. Quando Stark pensava em quão perto ele esteve de perdê-la, ainda assustava-o tanto que sentia seu estômago doente. Eu fiz isso. Eu fui até ela no Outromundo e me certifiquei que ela voltasse comigo. Ela está a salvo agora e eu sempre a manterei desta maneira. — Ei, você está pensando muito, — Zoey disse. Enrolada com ele na grande cama que eles compartilhavam, ela acariciou seu pescoço e beijou sua bochecha. — Eu posso quase ouvir as engrenagens girando dentro de sua cabeça. — Sou eu quem é suposto ter as super habilidades psíquicas. — Ele disse com um tom de brincadeira, mas ao mesmo tempo Stark deu um pequeno empurrão mental e deslizou em volta apenas dos arredores da psiquê dela – não perto o bastante dos reais pensamentos dela para chateála com suas escutas, mas apenas próximo o suficiente para se certificar que ela realmente se sentia segura e feliz. — Quer saber de uma coisa? — ela perguntou, com um som hesitante para sua voz. Stark se apoiou em seu cotovelo e sorriu para ela. — Você está brincando, Z? Eu quero saber tudo. — Pare com isso, eu estou sendo séria. — Eu também! — Ela deu a ele um olhar e ele a beijou na testa. — Ok, tudo bem. Estou sendo sério. O que é? — Eu, humm, realmente gosto quando você me toca.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

122

A sobrancelha de Stark se levantou e ele teve que lutar para não abrir um sorriso gigante. — Bem, isso é bom. — Ele observou as bochechas dela ficarem rosadas e um pequeno sorriso escapou. — Eu suponho que isto seja realmente bom. Zoey mordeu seus lábios. — Você gosta disso? Stark então não pode deixar de rir. — Você está brincando, certo? — Não. Mortalmente. Séria. Quero dizer, como vou saber? Eu não sou exatamente experiente – não como você. Agora suas bochechas estavam em chamas e ele pensou que ela parecia mega desconfortável, o que amorteceu seu riso. A última coisa que ele queria fazer era embaraçá-la ou fazê-la se sentir estranha sobre o que estava acontecendo entre eles. — Ei. — Ele acariciou sua bochecha corada. — Estar com você é além de impressionante. E, Zoey, você está errada. Você é mais experiente que eu sobre amor. — Quando ela começou a falar ele pressionou seu dedo contra seus lábios. — Não, me deixe dizer isso. Sim, eu tive sexo antes. Mas eu nunca estive amando. Nunca até você. Você é minha primeira, e será minha última. Ela sorriu para ele com tanto amor e confiança que ele pensou que seu coração podia bater fora de seu peito. Era apenas Zoey – poderia ser apenas Zoey para ele. — Você faria amor comigo de novo? — Ela sussurrou. Como resposta a ela Stark a segurou até mesmo mais perto e deu um longo e lento beijo. Seu último pensamento antes que tudo desse errado foi, eu nunca estive tão feliz em minha vida...

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

123

CAPÍTULO ONZE Kalona Ele podia sentir Neferet se aproximar e se endureceu, treinando sua expressão e camuflando o ódio que ele tinha começado a sentir por ela com uma atitude cuidadosa de expectativa e comodidade. Kalona ia dar tempo ao tempo. Se havia uma coisa que o imortal entendia, era o poder da paciência. — Neferet se aproxima, — ele galou a Rephaim. Seu filho estava de pé diante de um dos vários conjuntos de grandes portas de vidro que davam para a enorme varanda, que era característica predominante do loft de cobertura que a Tsi Sgili tinha comprado. A cobertura significava toda a opulência que Neferet ansiava e a privacidade e o acesso ao telhado que ele requeria. — Ela teve um Imprint com você? A pergunta de Rephaim trouxe os pensamentos de Kalona de volta rapidamente. — Imprint? Neferet e eu? Que pergunta estranha para você me fazer. Rephaim virou da paisagem da cidade de Tulsa para seu pai. — Você pode sentir sua aproximação. Eu assumo que ela provou seu sangue e vocês tiverem um Imprint. — Ninguém prova o sangue de um imortal. As portas do elevador soaram um pouco antes de abrirem e Kalona virou a tempo de ver Neferet andar a passos largos através do chão de Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

124

mármore brilhante. Ela movia-se graciosamente, com um deslizar que aqueles que eram menos informados acreditariam ser vampyrico. Kalona conhecia de forma diferente. Ele entendia que seu movimento tinha se convertido, mudado, evoluído – exatamente como ela tinha se convertido, mudado e, finalmente evoluído para um ser muito mais que vampyro. — Minha rainha, — ele disse, curvando-se respeitosamente para ela. O sorriso de Neferet era perigosamente belo. Sinuosa, ela envolveu um braço em volta do ombro dele e exerceu mais pressão do que o necessário. Obedientemente, Kalona se inclinou para que ela pudesse pressionar seus lábios contra os dele. Ele deixou sua mente em branco. Seu corpo só respondeu, aprofundando o beijo, deixando que a língua dela entrasse em sua boca. Tão abruptamente quanto tinha começado, Neferet terminou o abraço. Olhando sobre o ombro dele ela disse, — Rephaim, eu pensei que você estivesse morto. — Ferido, não morto. Eu me curei e aguardei o retorno de meu pai, — Rephaim disse. Kalona pensou que embora as palavras de seu filho eram apropriadas e respeitosas, havia algo sobre seu tom que estava fora, apesar de sempre ter sido difícil ler Rephaim visto que seu aspecto de animal tende a mascarar qualquer emoção que ele tivesse. Se, de fato, ele tivesse alguma emoção que poderia ser classificada como humana. — Eu me informei que você se permitiu ser manchado por calouros da House of Night de Tulsa. — Escuridão chamou. Eu respondi. Ali haviam calouros que eram irrelevantes para mim, — Rephaim disse.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

125

— Não apenas calouros – Stevie Rae estava ali também. Ela viu você. — Como eu disse antes, estes seres são irrelevantes para mim. — Ainda assim, foi um erro você ter permitido alguém saber que você está aqui, e eu não tolero erros, — Neferet disse. Kalona viu os olhos dela começarem a assumir uma tonalidade avermelhada. A raiva se agitou dentro dele. Que ele fosse escravo de Neferet era ruim o bastante – que seu filho favorito fosse castigado e importunado por ela era intolerável. — Na verdade, minha Rainha, pode funcionar a nosso favor que eles estejam avisados que Rephaim permanece em Tulsa. É suposto que eu esteja banido do seu lado, então eu não posso ser visto aqui. Se a multidão da House of Night local ouve rumores de um ser alado, eles assumirão que um Corvo Escarnecedor espreita à noite, e não haverá nenhum pensamento de mim. Neferet levantou uma arqueada sobrancelha âmbar. — Um ponto bem aceito, meu amor alado, especialmente enquanto vocês dois trabalham para trazer a tratante caloura vermelha para mim. — Como você diz, minha Rainha, — Kalona disse suavemente. — Eu quero Zoey de volta para Tulsa. — Neferet abruptamente mudou o sujeito. — Aqueles idiotas na House of Night me disseram que ela se recusa a deixar Skye. Ela não está dentro de meu alcance ali – e eu a quero muito dentro de meu alcance. — A morte do inocente deve causar seu retorno, — Rephaim disse. Os olhos verdes de Neferet se estreitaram. — E como você sabe sobre esta morte? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

126

— Nós sentimos, — Kalona disse. — Escuridão se deleitou nisso. O sorriso de Neferet foi selvagem. — Que lindo que você sentiu. A morte daquele garoto ridículo foi agradável. Embora eu esteja preocupada que isto possa ter o efeito oposto em Zoey. Em vez de fazer ela vir correndo de volta para seu fraco e queixoso grupo de amigos, isto pode incentivar sua decisão de ficar escondida naquela ilha. — Talvez você deva ferir alguém mais perto de Zoey. A Vermelha é como uma irmã para ela, — Kalona disse. — Verdade, e aquela miserável Aphrodite tornou-se próxima a ela também, — Neferet disse, batendo levemente em seu queixo, considerando. Um barulho estranho vindo de seu filho chamou a atenção de Kalona para Rephaim. — Você tem algo a acrescentar, meu filho? — Zoey está se escondendo em Skye. Ela acredita que você não pode alcançá-la ali, não é verdade? — Rephaim perguntou. — Nós não podemos, — Neferet disse, a irritação fazendo sua voz dura e fria. — Ninguém pode violar as fronteiras do reino de Sgiach. — Você quer dizer como ninguém era capaz de violar as fronteiras do Reino de Nyx? — Rephaim disse. Neferet espetou-o com seus olhos esmeralda. — Você tem coragem de ser impertinente? — Faça seu ponto, Rephaim, — Kalona disse. — Pai, você já violou uma fronteira aparentemente inviolável entrando no Outromundo de Nyx, mesmo depois da própria Deusa ter banido você. Use sua conexão com Zoey. Alcance-a através de seus sonhos. Deixe-a saber Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

127

que ela não pode se esconder de você. Isto, a morte de seu amigo, e o retorno de Neferet para sua House of Night devem ser o bastante para persuadir a Alta Sacerdotisa da reclusão. — Ela não é uma Alta Sacerdotisa. Ela é uma caloura! E a House of Night de Tulsa é minha, não dela! — Neferet praticamente gritou. — Não, eu estou farta da conexão de seu pai com ela. Isto não provocou sua morte, então eu quero isto cortado. Se é para Zoey desistir de Sgiach, eu farei isso usando Stevie Rae ou Aphrodite – ou talvez ambas. Elas precisam de uma lição para me mostrar o devido respeito. — Como você desejar, minha Rainha, — Kalona disse, enviando a seu filho um afiado olhar. Rephaim encontrou seu olhar, hesitou, e então ele também curvou sua cabeça e disse suavemente, — Como você desejar... — Bom, então é isso. Rephaim, as notícias locais dizem que houve ação de gangues próximo à Will Roger High School. A gangue está cortando gargantas e drenando o sangue. Eu acredito que se nós seguirmos esta gangue acharemos os tratantes calouros vermelhos. Faça isso. Discretamente. Rephaim não falou, mas ele curvou sua cabeça em concordância. — E agora eu irei me luxuriar naquela linda banheira de mármore no outro quarto. Kalona, meu amor, eu me juntarei a você em nossa cama logo. — Minha Rainha, você não queria que eu procurasse os calouros vermelhos com Rephaim? — Não esta noite. Esta noite eu preciso de um serviço mais pessoal de você. Nós estivemos muito tempo afastados. — Ela deslizou uma unha vermelha para baixo até o peito de Kalona e ele teve que se forçar para não se afastar dela. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

128

Ela deve ter visto algo de seu desejo de evitar o toque, entretanto, porque suas próximas palavras foram frias e duras. — Eu desagradei você? — Claro que não. Como você podia possivelmente me desagradar? Eu estarei pronto e disposto para você, como sempre. — E você estará em minha cama, aguardando meu prazer, — ela disse. Com um cruel sorriso ela se virou e caminhou para o enorme aposento que ocupava metade da cobertura palaciana, fechando as portas duplas para o banheiro com uma dramática batida que Kalona pensou que soava muito parecido com um carcereiro fechando a porta da prisão. Ele e Rephaim permaneceram imóveis e em silêncio por quase um minuto inteiro. Quando o imortal finalmente falou, sua voz estava grossa com raiva reprimida. — Não há preço demasiadamente alto para pagar para quebrar a influência que ela tem sobre mim. — Kalona esfregou a mão sobre seu peito como se ele pudesse limpar o toque dela. — Ela trata você como se você fosse seu servo. — Não por toda a eternidade, ela não fará, — Kalona disse severamente. — No momento ela faz, todavia. Ela ainda exige que você fique afastado de Zoey, e você tem estado ligado à donzela Cherokee que compartilha a alma dela por séculos! O desgosto na voz de seu filho era o reflexo dos próprios pensamentos de Kalona. — Não, — ele disse calmamente, falando mais para si mesmo do que para seu filho. — A Tsi Sgili pode acreditar que comanda cada movimento meu, mas embora ela pense nela mesma como uma deusa, ela não é onisciente. Ela não pode saber tudo. Ela não verá tudo. — As Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

129

enormes asas de Kalona mexeram-se inquietas, refletindo sua agitação. — Eu acredito que você está correto, meu filho. Isso pode incentivar Zoey a deixar a antiga Ilha de Skye se ela entender que mesmo ali ela não pode escapar de sua conexão comigo. — Isso parece lógico, — Rephaim disse. — A garota se esconde ali para evitar você. Mostre a ela que seus poderes são muito grandes para isso, quer a Tsi Sgili aprove isso ou não. — Eu não preciso da aprovação daquela criatura. — Exatamente, — Rephaim disse. — Meu filho, vá para o céu noturno e acompanhe os calouros trapaceiros. Isso pacificará Neferet. O que eu realmente desejo que você faça é procurar e observar Stevie Rae. Observe-a cuidadosamente. Note onde ela vai e o que ela faz, mas não capture-a ainda. Eu acredito que os poderes dela estão ligados à Escuridão. Eu acredito que ela possa ter uso para nós, mas primeiro sua amizade com Zoey e com a House of Night tem que ser corrompida. Ela precisa ter uma fraqueza. Se nós a observarmos por tempo o bastante descobriremos. — Kalona parou, então ele riu, mas o som foi totalmente sem graça. — Fraquezas podem ser encantadoras. — Encantadoras, Pai? Kalona olhou para seu filho, se perguntando por sua expressão estranha. — Encantadoras, de fato. Talvez você tenha estado muito afastado do mundo que você não se lembra do poder de uma simples fraqueza humana. — Eu... eu não sou humano, Pai. Suas fraquezas são difíceis de eu entender. — É claro... é claro, apenas ache e observe a Vermelha. Vou pensar no Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

130

que fazer com ela de lá, — Kalona disse com desdém. — E enquanto eu espero a próxima ordem de Neferet, — ele falou a palavra com um sorriso de escárnio, como se falar disso fosse desagradável, — eu procurarei o reino dos sonhos e darei a Zoey – assim como a Neferet – uma lição de esconde-esconde. — Sim, Pai, — Rephaim disse. Kalona observou-o abrir as portas duplas e andar para fora no telhado de pedra. Rephaim atravessou a varanda para o balcão tipo balaustrada que cercava a beira, pulou em sua borda plana, e então abriu suas enormes asas de ébano e mergulhou silenciosamente, graciosamente, na noite, deslizando em preto e quase invisível no horizonte de Tulsa. Kalona invejou Rephaim por um momento, desejando que ele também pudesse pular do telhado do majestoso edifício chamado Mayo e deslizar no negro céu do predador, caçando, procurando, achando. Mas não. Esta noite haveria outro trabalho de caça que ele completaria. Este não o levaria para o céu, mas poderia também, de sua própria maneira, se gratificante. Terror pode ser gratificante. Por um instante ele se lembrou da última vez que ele tinha visto Zoey. Foi no mesmo momento em que seu espírito tinha sido banido do Outromundo e ele retornou para seu corpo. O terror então tinha sido o seu, causado por sua incapacidade de manter a alma de Zoey no Outromundo, e assim matá-la. Escuridão, sob a direção do juramento de Neferet, selado pelo sangue dela e sua aceitação, tinha sido capaz de controlá-lo – de capturar sua alma. Kalona estremeceu. Ele já havia intercambiado com a Escuridão, mas ele nunca tinha dado a ela domínio sobre sua alma imortal. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

131

A experiência não foi agradável. Não foi a dor que tinha sido tão desagradável, embora, de fato, isto tenha sido ótimo. Não foi o desamparo que ele tinha conhecido quando os tentáculos da Besta tinham-no encarcerado. Seu terror foi causado pela rejeição de Nyx. — Você alguma vez me perdoará? — ele perguntou a ela. A resposta da Deusa tinha cortado-o mais do que a claymore do Guardião Stark: — Se você alguma vez for digno de perdão você pode perguntar isso para mim. Até então, não. — Mas o mais terrível golpe tinha sido dado com as próximas palavras dela. — Você pagará à minha filha o que você deve a ela, e então você retornará para o mundo e as consequências que o esperam lá, sabendo disso, meu Guerreiro caído, seu espírito, assim como seu corpo, estão proibidos de entrar em meu reino. E então ela tinha abandonado-o para as garras da Escuridão, banindoo novamente sem um segundo olhar. Isto era pior que a primeira vez. Quando ele tinha caído tinha sido sua escolha, e Nyx não tinha sido fria e indiferente. Foi diferente da segunda vez. O terror que o caráter definitivo do exílio causou assombraria-o pela eternidade, assim como faria este último vislumbre agridoce que ele teve de sua Deusa. — Não. Eu não pensarei sobre isso. Este tem sido meu caminho. Nyx não tem sido minha Deusa por séculos, nem eu poderia querer retornar para minha vida como seu Guerreiro, para sempre o segundo para Erebus em seus olhos. — Kalona falou para o céu noturno, olhando para seu filho, e então ele fechou a porta para a noite fria de janeiro e com isso, uma vez mais, fechou seu coração para Nyx. Com propósito renovado o imortal atravessou a cobertura, passando as janelas com vitrais, a reluzente barra de madeira, as luminárias pendentes, e os móveis de veludo, e entrou no luxuoso aposento. Ele olhou para as portas duplas fechadas do banheiro, através das quais ele podia

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

132

ouvir a água correndo, enchendo a enorme banheira na qual Neferet amava tanto se deliciar. Ele podia sentir o cheiro que ela sempre adicionava à água fervente, do óleo que era uma mistura de jasmim que floresce à noite e cravo, feito especialmente para ela na House of Night de paris. O cheiro parecia deslizar por debaixo da porta e encher o ar em volta dele como uma manta sufocante. Desgostoso, Kalona se virou e percorreu seus passos através da cobertura. Sem hesitar ele foi para conjunto de portas de vidro mais próximo que dava para o telhado, abriu-o, e engoliu em seco o ar puro e frio da noite. Ela viria para ele, procuraria-o, acharia-o ali, sob o céu aberto, quando ela se dignasse a descer tão baixo a ponto de realmente olhar para ele. Ela puniria-o por não estar em sua cama, esperando agradá-la como se ele fosse seu prostituto. Kalona rosnou. Não foi há tanto tempo que, atraída por seu poder, ela tinha estado encantada com ele. Ele se perguntou brevemente se ele poderia decidir escravizá-la para ele quando ele quebrasse o domínio dela sobre sua alma. O pensamento deu a ele algum prazer. Mais tarde. Ele consideraria isso mais tarde. Agora o tempo era curto e ele tinha muito a fazer antes que ele tivesse, uma vez mais, que acalmar Neferet. Kalona caminhou até o parapeito de pedra grossa que era decorado tão bem como era forte. Ele abriu suas enormes asas negras, mas ao invés de pular do último andar e saborear o ar noturno, o imortal deitou no piso de pedra, fechando suas asas sobre ele, como um casulo. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

133

Ele ignorou a frieza da pedra debaixo dele e sentiu apenas a força do ilimitado céu sobre ele e a magia ancestral que flutuava livre e sedutora na noite. Kalona fechou seus olhos e devagar... devagar... respirou para dentro e para fora. Enquanto a respiração deixava-o, Kalona também liberou todos os pensamentos de Neferet. Quando ele atraiu sua próxima respiração ele puxou, dentro de seus pulmões, seu corpo e seu espírito, o invisível poder que enchia a noite sobre a qual seu sangue imortal deu-o autoridade. E então ele atraiu para ele pensamentos de Zoey. Seus olhos – da cor de ônix. Sua boca exuberante. A forte marca de seus antepassados Cherokee que informava-o suas características e assim lembrava-o da outra donzela cuja alma ela compartilhava e cujo corpo tinha uma vez capturado e confortado-o. — Ache Zoey Redbird. — O fato de Kalona impor sua voz baixo não fez menor o comando enquanto ele conjurou de seu sangue e da noite um poder tão antigo que fez o mundo parecer jovem. — Leve meu espírito a ela. Siga nossa conexão. Se ela estiver no Reino dos Sonhos, ela não pode se esconder de mim. Nosso espírito se conhece muito bem. Agora vá! Esta despedida de seu espírito não foi nada parecido com o que tinha acontecido quando a Escuridão, ordenada por Neferet, tinha roubado sua alma. Esta foi uma elevação suave – uma agradável sensação de voar que era familiar e aprazível. Não eram os tentáculos pegajosos da Escuridão que ele seguiu, mas ao invés disso o turbilhão de energia que se escondia nas ondulações entre as correntes do céu.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

134

O espírito liberado de Kalona moveu-se rapidamente e com objetivo para leste a uma velocidade incompreensível para uma mente mortal. Ele hesitou rapidamente quando alcançou a Ilha de Skye, surpreso de que o feitiço protetor que Sgiach tinha colocado na ilha há tanto tempo poderia dar até mesmo a ele uma pausa. Ela era, de fato, uma vampyra poderosa. Ele pensou que foi uma pena ela não ter respondido ao seu chamado no lugar de Neferet. Então ele não perdeu mais tempo com pensamentos ociosos e seu espírito golpeou a barreira de Sgiach e deixou-o flutuar para baixo, lenta mas firmemente, diante do castelo da rainha vampyra. Seu espírito deu uma pausa mais uma vez quando passou pelo bosque que crescia exuberante e profundo e próximo ao castelo da Grande Captora de Cabeças e seus Guardiões. As digitais da Deusa estavam sobre todo o lugar. Isso fez sua alma estremecer com a dor que transcendia do reino físico. O bosque não o impediu. Não proibiu-o de passar. Apenas causou a ele um agonizante momento de recordação. Assim como o bosque de Nyx que eu nunca verei novamente... Kalona se virou da verdejante prova da bênção de Nyx para alguém e permitiu que seu espírito fosse atraído para o castelo de Sgiach. Ele acharia Zoey ali. Se ela estava dormindo, ele poderia seguir sua conexão e entrar no místico Reino dos Sonhos. Enquanto ele passava sobre o terreno olhou com aprovação para as cabeças humanas e o óbvio estado de pronto-para-a-batalha do antigo lugar. Afundando através da espessa pedra cinza que estava manchada com o brilhante mármore da ilha, Kalona considerou quanto ele preferiria estar vivendo ali ao invés da gaiola dourada da cobertura de Mayo em Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

135

Tulsa. Ele precisava completar sua tarefa e forçar Zoey a voltar para a House of Night. Como os movimentos em um complexo jogo de xadrez, era apenas mais uma rainha que tinha que ser capturada e então ele poderia ser livre. Seu espírito se afundou mais e mais. Usando sua visão da alma, o poder através do qual seu sangue imortal fez visível a ele as camadas de realidade que levantavam e mudavam, turvavam e ondulavam tudo em volta do mundo mortal, ele se concentrou no Reino dos Sonhos, a sensacional lasca de realidade que não era completamente corpórea, nem era apenas espiritual, e puxou esticado o fio da ligação que ele tinha seguido, sabendo que quando a cacofonia de cores da mudança realidades clareasse, ele poderia se juntar a Zoey ali. Kalona estava relaxado e confiante, e, portanto, completamente despreparado para o que aconteceu depois. Ele sentiu um puxão estranho, como se seu espírito tivesse se tornado grãos de areia sendo forçados a atravessar o estreito túnel de uma ampulheta. À primeira vista, seus sentidos começaram a se estabilizar. O que ele viu chocou-o tanto que ele quase perdeu a linha da viagem do espírito e foi sacudido de volta a seu corpo. Zoey sorriu para ele com uma expressão cheia de carinho e confiança. Pelas sombras da realidade que o cercavam, Kalona soube imediatamente que ele não tinha entrado no Reino dos Sonhos. Ele olhou para Zoey, mal ousando respirar. E o sentido do tato retornou a ele. Ela estava envolvida em seus braços, seu corpo nu, flexível e quente, pressionado contra ele. Ela tocou seu rosto, deixando os dedos permanecerem em seus lábios. Seus quadris

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

136

automaticamente levantaram para ela e ela fez um pequeno som de prazer enquanto seus olhos fechados vibraram e os lábios dela foram de encontro aos dele. Exatamente antes dela beijá-lo e ele se instalar profundamente dentro do corpo dela, o sentido de audição de Kalona retornou. — Eu amo você também, Stark, — ela disse, e começou a fazer amor com ele. O prazer foi tão inesperado – o choque tão intenso – que a conexão foi cortada. Com a respiração irregular, Kalona se puxou para seus pés e encostouse contra a balaustrada do telhado. O sangue bombeou quente e rápido através de seu corpo. Ele sacudiu sua cabeça em descrença. — Stark, — Kalona disse o nome para a noite, raciocinando em voz alta. — A conexão que eu segui não era a de Zoey. A conexão era de Stark. — Ele entendeu, e então sentiu-se um idiota por não prever o que tinha acontecido. — No Outromundo eu soprei o espírito de minha alma imortal dentro dele. Alguma parte do espírito, obviamente, permaneceu. — O sorriso que revelou o rosto do imortal foi tão feroz quanto seu furioso sangue. — E agora eu tenho acesso ao Guardião e Guerreiro jurado de Zoey Redbird. — Kalona abriu suas asas, deixou cair para trás sua cabeça, e deu sua triunfante gargalhada na noite. — O que é tão divertido e porque você não está me esperando na minha cama? Kalona virou para ver Neferet parada nua na porta da suíte, um olhar de irritação em seu altivo rosto. Mas este olhar rapidamente mudou quando ela olhou para seu corpo completamente excitado.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

137

— Eu não sou divertido, estou feliz. E eu estou aqui porque eu quero tomar você no telhado com o céu aberto estendendo-se acima de nós. — Ele caminhou até Neferet, levantou-a, carregou-a de volta para a grande varanda, fechou seus olhos e imaginou cabelos olhos e pretos enquanto ela a fez chorar de prazer de novo e de novo.

Stark A primeira vez isso aconteceu tão rápido que Stark não pode estar certo, totalmente, absolutamente certo, que isso tinha acontecido de fato. Mas ele devia ter ouvido seus instintos. Suas entranhas disseram-no que algo tinha dado errado, muito errado, mesmo que isso tenha sido só por uns poucos minutos. Ele estava na cama com Zoey. Eles conversaram e riram e basicamente tiveram um bom momento a sós. O castelo era incrível. Sgiach e Seoras e o resto dos Guerreiros eram ótimos, mas Stark era realmente um solitário. Aqui em Skye, não importa o quão legal isso era, alguém estava sempre por perto. Só porque o locar foi tirado do mundo "real" não o tornava menos ativo. Havia merda acontecendo constantemente – treinamento e manutenção do castelo, negociações com habitantes locais e tal. E isso sem levar e, conta que ele se associou com Seoras, o que queria dizer que ele era mais ou menos o escravo/servente garoto/traste para comédia do velho cara. Então havia os garrons6. Ele nunca tinha sido realmente um garoto de cavalos, mas os garrons das terras altas eram animais maravilhosos, mesmo se eles pareciam produzir uma montoeira de merda de cavalo que era totalmente fora de proporção pra seu tamanho. Stark devia saber. Ele 6 Garrons: uma raça de cavalos. http://www.ardverikie.com/assets/horses.jpg Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

138

passou a maior parte daquela noite empurrando isso, e quando ele fez alguns comentários improvisados que, claro, poderia ter soado como reclamação, Seoras e alguns outros velhos Guerreiros com sotaque irlandês, cabeça raspada, e barba cor de gengibre tinham começado a chamá-lo de Ach, pobre pequenina Mary com doces e suaves mãos de moça. Sem precisar dizer, ele estava seriamente feliz de estar sozinho com Z. Ela cheirava tão malditamente bem e senti-a tão malditamente bem que ele teve que ficar se lembrando que isto não era um sonho. Eles não estavam ainda no Outromundo. Isto era real e Zoey era sua. Isto tinha acontecido entre os profundos e quentes beijos que fizeramno sentir como se fosse explodir. Ele tinha apenas falado que a amava, e Z tiha sorrido para ele. De repente algo dentro dele havia mudado. Ele se sentia mais pesado e estranhamente forte. E havia a estranha sensação de choque que sacudiu todas as suas terminações nervosas. Ela o beijou então, e, como de costume quando Z o beijava, tinha sido mais do que um bocado difícil para ele pensar, mas ele sabia que algo estava fora. Ele se sentiu chocado. E isso era bizarro como o inferno porque ele e Z tinham estado se beijando e mais – muito mais – por um tempo. Era como se em algum lugar dentro dele, mas separado dele, havia um cara que estava totalmente surpreso com o que estava acontecendo entre ele e Z. Então ele começou a fazer amor com Z e havia uma sensação crepitante de espanto. Isto parecia estranho, mas tudo se intensificou quando ele tocou Zoey. E isso tinha ido embora tão rapidamente quanto começou, deixando Z em seus braços, fundindo-o de modo que a única coisa enchendo seu coração, mente, corpo e alma era ela... só ela. Depois Stark tentou recordar o que parecia tão estranho – o que

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

139

aborreceu-o muito. Mas na hora em que o sol estava nascendo, ele estava mergulhando em um feliz e exausto sono, e isso apenas não parecia mais tão importante. Depois de tudo, por que ele devia se preocupar? Zoey estava escondida em segurança em seus braços.

CAPÍTULO DOZE Rephaim O Corvo Escarnecedor se deixou cair do telhado do edifício Mayo, de dezessete andares. Asas estendidas, ele subiu sobre o centro da cidade, sua plumagem negra tornando-o quase invisível. Como se humanos alguma vez olhassem para cima – pobres criaturas terrestres. Estranho que apesar de Stevie Rae ser humana, ele nunca pensava nela como uma parte do resto da horda patética e sem asas. Stevie Rae... Seu voo vacilou. Sua velocidade diminuiu. Não. Não pense nela agora. Eu tenho que estar bem longe primeiro e ter a certeza de que os meus pensamentos são meus mesmo. Pai não precisa pensar que algo está errado. E Neferet não pode nunca, nunca saber. Rephaim fechou sua mente para tudo exceto o céu noturno e propositalmente fez um longo e lento círculo, assegurando-se de que Kalona não tinha mudado de opinião e desafiado Neferet para se juntar a ele. Quando ele percebeu que ele tinha a noite só para si, ele se posicionou de modo que se dirigia para o nordeste em uma trajetória de vôo que o levaria primeiro para o antigo depósito de Tulsa e depois para a Will Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

140

Rogers High School e para a cena da suposta violência de gangues que tinha recentemente assolado aquela parte da cidade. Ele concordava com Neferet de que a causa dos ataques era mais como os trapaceiros calouros vermelhos. Isto era tudo no qual ele concordava com Neferet, todavia. Rephaim voou silenciosamente e rapidamente ao prédio do depósito abandonado. Circulando-o, ele usou sua visão aguçada para procurar até mesmo uma lufada de movimento que pudesse trair a presença de algum vampyro ou calouro, vermelho ou azul. Ele estudou o prédio com uma estranha mistura de antecipação e relutância. O que ele faria se Stevie Rae tivesse voltado e recuperado o porão e a série labiríntica de túneis sob ele para seus calouros? Ele seria capaz de permanecer em silêncio e invisível no céu noturno, ou ele se deixaria ser descoberto por ela? Antes que ele pudesse formular uma resposta a verdade veio a ele: ele não teria que tomar esta decisão. Stevie Rae não estava ali no depósito. Ele saberia se ela estivesse perto. O conhecimento se estabeleceu sobre ele como uma mortalha, e com uma longa exalação Rephaim mergulhou no telhado do depósito. Finalmente completamente sozinho, ele se permitiu pensar na terrível avalanche de eventos que começaram este dia. Rephaim dobrou com força suas asas nas costas e andou a passos largos. A Tsi Sgili estava tecendo a teia do destino que poderia revelar o mundo de Rephaim. Pai estava caminhando para usar Stevie Rae em sua guerra com Neferet pelo domínio sobre seu espírito. Pai poderia usar qualquer um para vencer esta guerra. No momento seguinte em que Rephaim teve este pensamento ele instantaneamente rejeitou-o, automaticamente

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

141

reagindo como ele teria antes de Stevie Rae ter entrado em sua vida. — Entrado em minha vida? — Rephaim riu sem humor. — Está mais como se ela tivesse entrado em minha alma e meu corpo. — Ele parou seu caminhar, lembrando-se de como era sentir o belo e puro poder da terra fluindo e curando-o. Ele sacudiu sua cabeça. — Não para mim, — ele disse para a noite. — Meu lugar não é com ela; é impossível. Meu lugar é onde sempre foi, com meu pai na Escuridão. Rephaim olhou para suas mãos, descansando sobre a ponta enferrujada de uma grade de metal. Ele não era homem ou vampyro, imortal ou humano. Ele era um monstro. Mas isso significava que ele podia assistir friamente enquanto Stevie Rae era usada por seu pai e abusada pela Tsi Sgili? Ou pior, ele podia ter parte em sua captura? Ela não me trairia. Mesmo se eu capturá-la, Stevie Rae não trairia nossa ligação. Ainda olhando para suas mãos, Rephaim percebeu onde ele estava parado, em que grade sua não estava segurando, e ele recuou. Foi aqui que os renegados calouros vermelhos tinham aprisionado-os – aqui que Stevie Rae quase perdeu sua vida – e aqui que ela tinha estado tão mortalmente ferida que ele tinha permitido-a de beber dele... ter um Imprint com ele... — Por todos os deuses, se eu apenas pudesse voltar atrás! — ele gritou para o céu. As palavras ecoaram em volta dele, repetindo, zombando. Seus ombros caíram e sua cabeça se curvou enquanto sua mão alisava a superfície da bruta grade de ferro. — O que eu devia fazer? — Rephaim sussurrou a pergunta. Nenhuma resposta veio, mas ele não esperava uma. Ao invés disso ele retirou seu toque do ferro e se recompôs. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

142

— Eu farei o que eu sempre fiz. Seguirei as ordens de meu pai. Se eu puder fazer isso, e, ao menos em uma pequena escala proteger Stevie Rae, então que assim seja. Se eu não posso protegê-la, então que assim seja. Meu caminho foi escolhido em minha concepção. Eu não posso me desviar dele agora. — Suas palavras soaram tão frias quanto a noite de janeiro, mas seu coração estava quente, como se o que ele tinha dito fez seu sangue ferver no centro de seu corpo. Sem mais hesitação, Rephaim saltou do telhado do depósito e continuou em sua rota leste, voando poucos quilômetros para o centro da Will Rogers High School. O prédio principal estava situado em uma pequena elevação ao lado de um campo aberto. Era grande e retangular e feito de tijolos coloridos que pareciam areia na luz da lua. Ele foi atraído para a parte central da estrutura, a primeira de duas grandes e esculpidas torres que se elevavam dele. Foi ali que ele pousou. Foi também onde ele imediatamente assumiu uma postura defensiva. Ele podia cheirá-los. O cheiro dos renegados calouros vermelhos estava em todo o lugar. Movendo-se furtivamente, Rephaim se posicionou para que pudesse espiar o terreno na frente da escola. Ele viu umas poucas árvores, grandes e pequenas, uma longa extensão de gramado, e nada mais. Rephaim esperou. Não demorou muito. Ele sabia que não demoraria. O amanhecer estava muito próximo. Então ele esperava ver os calouros – ele só não esperava vê-los caminhar ousadamente para a porta da frente da escola, fedendo a sangue fresco e comandados pelo recentemente Mudado Dallas. Nicole estava envolvida nele. Aquele grande pateta Kurtis obviamente pensou que ele era algum tipo de guarda-costas porque enquanto Dallas pressionava sua mão contra uma das portas de ferro de cor ferrugem, o superdesenvolvido calouro parou na ponta dos degraus de concreto, olhando para fora e segurando uma arma como se ele pensasse que ele Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

143

sabia o que fazer com ela. Rephaim sacudiu sua cabeça em desgosto. Kurtis não olhou para cima. Nenhum dos calouros, ou nem mesmo Dallas, olharam para cima. Ele não era mais a criatura quebrada que eles capturaram e usaram; eles não tinham ideia de quão patéticos e vulneráveis eles eram de seu ataque. Mas Rephaim não atacou. Ele esperou e observou. Houve um som crepitante e Nicole se agarrou brevemente contra Dallas. — Oh, sim, baby! Faça sua magia. — Sua voz se elevou na noite enquanto Dallas ria e abria a porta não muito trancada ou com alarme. — Vamos, — Dalas disse a Nicole, parecendo mais velho e mais duro que Rephaim se lembrava. — O amanhecer está próximo e há algo que vocês precisam cuidar antes do sol nascer. Nicole esfregou sua mão na frente de sua calça enquanto o resto dos calouros vermelhos riam. — Então vamos até os túneis do porão assim eu posso caminhar nisso. Ela levou os calouros para dentro da escola. Dallas esperou do lado de fora até que eles estivessem todos dentro, então seguiu-os, fechando a porta. Em outro momento Rephaim ouviu um som crepitante como antes e então tudo ficou quieto. E quando, no momento seguinte, o guarda de segurança dirigiu preguiçosamente por ali, tudo ainda estava calmo. Ele, também, não olhou para cima para ver o enorme Corvo Escarnecedor agachado no topo da torre da escola. Quando o guarda dirigiu para longe Rephaim saltou para a noite, sua mente zumbindo acompanhando as batidas de suas asas. Dallas estava liderando os renegados calouros vermelhos.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

144

Ele estava controlando a magia moderna e seu mundo e isso talvez o permitia acesso aos prédios. Will Rogers High School era aonde eles estavam fazendo seu ninho. Stevie Rae iria querer saber disso. Ela iria precisar saber disso. Ela ainda se sentia responsável por eles, mesmo embora eles tivessem tentado matá-la. E Dallas, o que ela ainda sentia por ele? Apenas pensar em vê-la nos braços de Dallas fazia-o ficar com raiva. Mas ela tinha escolhido ele acima de Dallas. Simples e completamente. Não que isso fizesse alguma diferença agora. Foi então que Rephaim percebeu que a direção que ele estava voando era muito longe do sul para levá-lo de volta ao edifício Mayo. Ao invés disso ele estava deslizando sobre o centro de Tulsa, passando pela vagamente acesa abadia das freiras Beneditinas, cortando a Utica Square, e, silenciosamente se aproximando da parede de pedra – que protegia o campus. Seu voo vacilou. Vampyros podiam olhar para cima. Rephaim bateu suas asas contra o céu noturno, se elevando para cima e para cima. Então, muito alto para ser facilmente visto, ele contornou o campus, mergulhando silenciosamente do lado de fora da parede leste em uma poça de sombras entre os postes. Dali ele se moveu de sombra em sombra, usando a escuridão de suas penas para misturá-lo à noite. Ele ouviu um estranho uivo antes de chegar à parede. Era um som cheio de desespero e desgosto que cortou até mesmo ele aos ossos. O que está fazendo este uivo terrível? Ele soube a resposta quase tão rápido quanto ele formulou o Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

145

pensamento. A cadela. A cadela de Stark. Durante uma de suas crises de falar sem parar, Stevie Rae tinha dito a ele como um de seus amigos, o garoto chamado Jack, tinha mais ou menos tomado posse da cadela de Stark enquanto ele se transformava num calouro vermelho, e o quão próximos o garoto e a cadela tinham se tornado e ela pensava que era uma boa coisa para ambos porque a cadela era muito esperta e Jack era muito doce. Enquanto ele se lembrava das palavras de Stevie Rae, tudo se encaixou no lugar. No momento em que ele alcançou os limites da escola e ouviu o choro que acompanhava o terrível uivo, Rephaim soube o que ele veria quando ele cuidadosamente e silenciosamente escalou a parede e espiou a cena de devastação diante dele. Ele olhou. Ele não pôde parar a si mesmo. Ele queria ver Stevie Rae – apenas vê-la. Depois de tudo, ele não poderia fazer nada exceto olhá-la – Rephaim definitivamente não podia permitir que algum dos vampyros o vissem. Ele estava certo; o inocente ao qual o sangue havia pago a dívida de Neferet para Escuridão tinha sido o amigo de Stevie Rae, Jack. Sob a árvore quebrada pela qual Kalona tinha escapado de sua prisão na terra, um menino ajoelhou-se, soluçando "Jack!" de novo e de novo ao lado da cadela no meio da grama ensaguentada. O corpo não estava mais lá, mas a poça de sangue estava. Rephaim se perguntou se alguém mais seria capaz de detectar o fato de que havia muito menos sangue do que deveria. Escuridão tinha se alimentado intensamente do presente de Neferet. Ao lado do menino chorando, o Mestre de Espadas da escola, Dragon Lankford, parou silenciosamente, sua mão no ombro dele. Os três estavam sozinhos. Stevie Rae não estava ali. Rephaim estava tentando se convencer que

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

146

era melhor assim. Era realmente uma coisa boa que ela não estivesse ali – talvez ela não o teria visto – quando uma onda de sentimentos invadiu-o: tristeza, preocupação, e dor todos misturados nele. Então, com seus braços cheios com um grande gato cor de trigo, Stevie Rae correu para o trio de luto. Foi tão bom vê-la que Rephaim quase se esqueceu de respirar. — Duquesa, você tem que parar com isso agora. — Sua voz distintamente acentuada inundou-o como uma chuva de primavera no deserto. Ele observou-a se agachar ao lado da grande cadela, colocando o gato entre suas pernas. O felino instantaneamente começou a se esfregar contra a cadela, como se ele estivesse tentando amenizar sua dor. Rephaim piscou em surpresa quando a cadela de fato se aquietou e começou a lamber o gato. — Boa garota. Deixe Cameron ajudá-la. — Stevie Rae olhou para cima para o Mestre de Espadas. Rephaim o viu acenar quase imperceptivelmente. Ela voltou sua atenção para o garoto chorando. Escavando o bolso de sua calça jeans, ela puxou pra fora um maço de tecido, e entregou para ele. — Damien, querido, você precisa parar com isso agora também. Você vai ficar doente. Damien pegou o tecido e limpou rapidamente seu rosto. Em uma voz trêmula ele disse, — Eu nã-não me importo. Stevie Rae tocou sua bochecha. — Eu sei que você não se importa, mas seu gato precisa de você, e Duquesa também. Além disso, querido, Jack ficaria realmente chateado se ele visse você assim. — Jack não me verá novamente. — Damien tinha parado de chorar, mas sua voz soava terrível. Pareceu para Rephaim que ele podia ouvir o coração do garoto quebrando dentro dele. — Eu não acredito nisso por nenhum segundo, — Stevie Rae disse firmemente. — E se você realmente pensar sobre isso, nem mesmo você

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

147

acredita. Damien olhou para ela com olhos assombrados. — Eu não consigo pensar agora, Stevie Rae. Tudo que eu posso fazer é sentir. — Uma parte da tristeza passará, — Dragon disse em uma voz que soou tão quebrada quanto a de Damien. — O suficiente de modo que você será capaz de pensar outra vez. — Certo. Ouça Dragon. Quando você puder pensar de novo, você poderá achar um fio da Deusa dentro de você. Siga o fio. Lembre-se que há um Outromundo que nós podemos todos compartilhar. Jack está lá agora. Algum dia você o verá novamente lá. — Damien olhou de Stevie Rae para o Mestre de Espadas. — Você tem sido capaz de fazer isso? Isso fez a perda de Anastasia mais fácil? — Nada faz perdê-la mais fácil. Exatamente agora eu ainda estou procurando o fio de nossa Deusa. Rephaim sentiu um terrível enjoo dentro dele conforme percebeu que ele tinha causado a dor que o Mestre de Espadas estava sentindo. Ele tinha matado a professora de feitiços e rituais, Anastasia Lankford. Ela era companheira de Dragon. Ele tinha feito isso tão friamente, com absoluta ausência de quaisquer sentimentos exceto, talvez, aborrecimento por ter sido retardado pelo curto tempo que tinha tomado para dominar e destruíla. Eu a matei sem nenhum pensamento por alguém ou ninguém exceto minha necessidade de seguir o Pai, fazer sua oferta. Eu sou um monstro. Rephaim não pôde parar de olhar para o Mestre de Espadas. Ele carregava sua dor como uma capa o envolvendo. Ele podia quase literalmente ver o buraco vazio que a ausência de sua companheira tinha Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

148

deixado em sua vida. E Rephaim, pela primeira vez em seus séculos de longa vida, sentiu remorso por suas ações. Ele não pensou que fizera algum som, algum movimento, mas ele soube quando o olhar de Stevie Rae encontrou-o. Lentamente, ele olhou de Dragon para a vampyra com quem ele tivera um Imprint. Seus olhos se encontraram; seus olhares se fixaram. As emoções dela o engoliram como se ela tivesse propositalmente dirigido-as para ele. Primeiro, sentiu o choque dela ao vê-lo. Isso deixou-o ruborizado e quase envergonhado. Então ele sentiu sua tristeza – profunda, gravada, dolorosa. Ele tentou telegrafar sua própria tristeza para ele, esperando que de alguma forma ela fosse capaz de entender o quanto ele sentia falta dela e o quão triste ele estava por ter alguma parte no luto que ela estava experimentando. Então a raiva socou-o com tamanha força que Rephaim quase perdeu seu agarre na parede de pedra. Ele sacudiu sua cabeça de um lado para o outro, de um lado para o outro, incerto se ele estava negando a raiva dela, ou a razão para isso. — Eu quero que você e Duquesa venham comigo, Damien. Vocês precisam ficar longe deste lugar. Coisas ruins aconteceram aqui. Coisas ruins estão ainda estão espreitando em volta daqui. Eu posso sentir. Vamos. Agora. — Ela falou para o garoto ajoelhado, mas seu olhou nunca deixou o de Rephaim. A resposta do Mestre de Espadas foi rápida. Seus olhos varreram a área e Rephaim congelou, desejando que as sombras e a noite o encobrissem. — O que é isso? O que há ali? — Dragon perguntou. — Escuridão. — Stevie Rae ainda estava olhando para ele quando ela falou esta simples palavra como se estivesse apunhalando seu coração. —

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

149

Manchada, irresgatável, Escuridão. — Então ela virou de costas para ele com desdém. — Meu instinto diz que não há nada digno de levantar sua espada, mas vamos dar o fora daqui do mesmo jeito. — Concordo, — Dragon disse, embora Rephaim tenha ouvido relutância em sua voz. Ele será uma força a ser considerada no futuro, Rephaim reconheceu a si mesmo. E Stevie Rae? Sua Stevie Rae. O que ela será? Será que ela realmente me odeia? Será que ela me rejeita totalmente? Ele vasculhou os sentimentos dela enquanto observava-a pegar a mão de Damien e ajudá-lo a se levantar, e então conduzir ele, a cadela, o gato, e Dragon para longe em direção aos dormitórios. Ele certamente sentiu a raiva e a tristeza dela, e ele entendeu aqueles sentimentos. Mas ódio? Ela realmente o odiava? Ele não sabia ao certo, mas Rephaim acreditou, no fundo de seu coração, que ele merecia seu ódio. Não, ele não tinha matado Jack, mas ele era aliado com as forças que mataram. Eu sou filho de meu pai. Isso é tudo o que eu sei ser. É minha única opção. Depois que Stevie Rae se foi Rephaim se puxou para o topo da parede. Ele deu um início de uma corrida e pulou no céu. Batendo suas enormes asas contra a noite, ele circulou em volta do cauteloso campus e se dirigiu de volta para o telhado do edifício Mayo. Eu mereço seu ódio... eu mereço seu ódio... eu mereço seu ódio... A ladainha batia em sua mente ao mesmo tempo em que os golpes de suas asas. Seu próprio desespero e luto se juntaram com o eco da tristeza e raiva de Stevie Rae. A umidade do gelado céu noturno se misturou com suas lágrimas enquanto o rosto de Rephaim era banhado pela luz da lua e pelas perdas.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

150

CAPÍTULO TREZE Stevie Rae — Oh, pelo amor do saco plástico! Você está me dizendo que ninguém ligou pra Zoey? — Aphrodite disse. Stevie Rae pegou Aphrodite pelo braço, e, com um aperto que talvez fosse mais firme que o necessário, guiou-a para a porta do dormitório de Damien. Na soleira da porta ela parou e ambas olharam para trás para a cama, onde Damien estava curvado com Duquesa e seu gato, Cameron. Garoto, cadela, e gato tinham finalmente, apenas uns minutos antes, caído num sono induzido pela dor e exaustão. Silenciosamente, Stevie Rae apontou seu dedo de Aphrodite para o corredor. Aphrodite zombou. Stevie Rae cruzou seus braços e se plantou no chão. — Fora, — ela murmurou, — agora. — Então ela a seguiu para fora do quarto e fechou a porta suavemente atrás delas. — E mantenha sua maldita voz baixa aqui também, — Stevie Rae sussurrou ferozmente. — Certo. Vou falar baixo. Jack está morto e ninguém ligou para Z? — ela repetiu seu pergunta, muito menos espalhafatosamente. — Não. Eu não tive muito tempo. Damien tem estado histérico. Duquesa tem estado histérica. A escola num maldito tumulto. Eu sou a única fodida Alta Sacerdotisa que não está, supostamente, trancada em seu quarto rezando ou o que quer que seja, então eu tenho estado ocupada limpando a tempestade de merda daqui e o fato de que um um garoto muito bom morreu. — Sim, eu entendo isso e eu estou triste também e tal, mas Zoey precisar vir para cá e vir já. Se você estava muito ocupada para faze isso, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

151

então devia ter deixado um dos professores ligar para ela. Quanto mais cedo ela souber mais cedo ela estará aqui. Darius correu até elas e pegou a mão de Aphrodite. — Foi Neferet, né?! Aquela puta matou Jack, — Aphrodite perguntou a ele. — Não é possível, — Darius e Stevie Rae disseram juntos. Stevie Rae deu a Aphrodite um irritado olhar de eu-te-disse enquanto Darius explicava. — Neferet estava, na verdade, na Reunião do Conselho da escola quando Jack caiu da escada. Não apenas Damien viu Jack cair, mas outra testemunha corrobora com o tempo. Drew Partain estava atravessando o terreno quando ele ouviu a música que Jack estava cantando. Ele disse que ele ouviu apenas uma parte da música porque o sino do relógio do Templo de Nyx começou a anunciar meia-noite, ou pelo menos foi por isso que ele pensou não ter ouvido mais a voz de Jack. — Mas foi realmente quando Jack morreu, — Stevie Rae disse, sua voz foi dura e lisa porque esta era a única forma que ela podia manter para não parecer tão abalada quanto ela se sentia. — Sim, o tempo está certo, — Darius disse. — E você tem certeza que Neferet estava na reunião? — Aphrodite disse. — Eu ouvi o relógio tocando enquanto ela estava falando, — Stevie Rae disse. — Eu ainda não acredito nem por um instante que ela não está por trás da morte dele, — Aphrodite disse. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

152

— Eu não discordo de você, Aphrodite. Neferet é mais escorregadia que merda de galinha em telhado de alumínio, mas fatos são fatos. Ela estava na frente de todos nós quando Jack caiu da escada. — Ok, sério, urgh com suas analogias caipiras. E sobre a coisa toda da espada? Como no inferno isto pode ter "acidentalmente" — ela gesticulou as aspas no ar — quase arrancado a cabeça dele? — As espadas devem ser posicionadas com o punho para baixo e a ponta para cima. Dragon explicou isso para Jack. Conforme o garoto caiu na lâmina, o punho foi afundado no chão, impalando-o. Tecnicamente, isto pode ter sido um acidente. Aphrodite passou a mão tremendo sobre seu rosto. — Isso é horrível. Realmente horrível. Mas isto não foi um maldito acidente. — Eu não acho que algum de nós acreditamos que Neferet é inocente da morte do garoto, mas o que nós acreditamos e o que nós podemos provar são duas coisas bem diferentes. O Alto Conselho já decidiu uma vez a favor de Neferet, e, basicamente, contra nós. Se nós formos a eles com mais suposição e nenhuma prova de suas transgressões, nós só vamos nos fazer mais desacreditados, — Darius disse. — Eu peguei isso, mas isso me irrita, — Aphrodite disse. — Isso irrita a todos nós, — Stevie Rae disse. — E muito, muito mesmo. Pescando uma pontada incomum de dureza na voz de Stevie Rae, Aphrodite levantou uma sobrancelha para ela. — Sim, e vamos usar alguma dessa irritação para chutar a vaca do inferno para fora daqui de uma vez por todas. — Qual é sua ideia? — Stevie Rae disse. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

153

— Primeiro, tirar o traseiro da Zoey das férias e trazer para cá. Neferet odeia Z. Ela irá contra ela – ela sempre vai. Só que desta vez nós todos estaremos observando e esperando e nós teremos provas que nem mesmo o Alto Conselho fã-de-Neferet será capaz de ignorar. — Sem esperar por uma resposta de nenhum deles, Aphrodite puxou seu iPhone de sua bolsa metálica, digitou seu código, e disse, — Ligue para Zoey. — Eu ia fazer isso, — Stevie Rae disse. Aphrodite rolou seus olhos. — O que quer que seja. Você está também. Malditamente. Atrasada. Além disso, você é muito boazinha. O que Z precisa é de uma grande dose de junte-sua-merda-e-faça-a-coisa-certa. Eu sou a garota para supri-la assim. — Ela parou, ouviu, e rolou seus olhos novamente. — É seu revoltante correio de voz do Disney Channel dizendo Ei, pessoas! Deixem-me uma mensagem e tenham um dia legal, Aphrodite citou em uma voz super-animada, ela respirou profundamente, esperando pelo bip. E Stevie Rae tomou o telefone de sua mão, falando rapidamente nele. — Z, sou eu, não Aphrodite. Eu preciso que você me ligue no instante em que receber esta mensagem. É importante. — Ela apertou o botão de finalizar chamada para desligar e entregou para Aphrodite. — Ok, vamos ter um papo realmente direto. Só porque eu tento ser um ser humano decente não significa que eu seja muito boazinha. É ruim o bastante o que aconteceu com Jack. Saber sobre isso em uma mensagem é super, super ruim. Além disso, eu não acho que seja uma boa ideia surtar a Zoey assim, especialmente tão logo depois que sua alma foi despedaçada. Aphrodite pegou o iPhone de Stevie Rae. — Veja. Nós não temos tempo para ficar preocupados com os sentimentos de Zoey. Ela precisa colocar suas roupas de grande garota Alta Sacerdotisa e agir. — Não, veja você. — Stevie Rae deu um passo para frente e entrou no

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

154

espaço pessoal de Aphrodite, fazendo Darius automaticamente se aproximar mais dela. — Z não precisa colocar roupas de Alta Sacerdotisa. Ela é uma. Mas ela passou pela perda de alguém que ela ama. E isto é algo que você realmente não entende. Cuidar de seus sentimentos no momento não é mimá-la. É ser sua amiga. Algumas vezes todos nós precisamos apenas de um pouco de proteção de nossos amigos. — Ela olhou para Darius, sacudindo sua cabeça. — Não, isso não significa que você precisa proteger Aphrodite de mim. Caramba, Darius, o que há de errado com você? Darius capturou e prendeu seu olhar. — Por um momento seus olhos brilharam vermelhos. Stevie Rae se certificou de que sua expressão não mudasse. — É, bem, eu não estou surpresa. Ver Neferet caminhar por aí sem sofrer nenhuma consequência pelo que aconteceu com Jack tem sido muito difícil para mim. Você se sentiria da mesma forma se estivesse aqui e visse isso acontecer. — Eu imagino que me sentiria, mas meus olhos não cintilariam vermelhos, — Darius disse. — Morra e reviva e então venha me falar sobre isso, — Stevie Rae disse. Ela virou para Aphrodite. — Eu tenho coisas para fazer enquanto Damien está dormindo. Você e Darius podem ficar aqui e manter os olhos nele? Nem por um milisegundo eu acredito que Neferet está trancada em seu quarto orando à Nyx pelo resto da noite como ela quer que todos acreditem. — Sim, nós ficaremos, — Aphrodite disse. — Se ele acordar, seja legal, — Stevie Rae disse. — Não seja idiota. É claro que eu serei legal.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

155

— Bom. Estarei de volta logo, mas se você precisar de uma pausa, chame as Gêmeas e elas te substituirão. — O que seja. Adeus. — Tchau. — Stevie Rae correu pelo corrdor, sentindo o questionador olhar de Darius seguindo-a com uma intensidade que era um peso físico. Eu tenho que parar de deixar Darius me fazer sentir culpada! Ela falou para si mesma rudemente. Eu não fiz nada errado. Então e daí se meus olhos brilham vermelhos quando estou chateada? Isso não tem nada a ver com o fato de eu tes tido um Imprint com Rephaim. Eu o deixei. Esta noite eu o ignorei. É, eu tenho que achá-lo e perguntá-lo que infernos ele sabe sobre o que aconteceu com Jack, mas não porque eu quero. Porque eu tenho. Ela disse silenciosamente para si mesma esta grande e velha mentira, e estava tão distraída por seus pensamentos que ela quase passou através de Erik. — Ei, uh, Stevie Rae. Damien está bem? — Bem, o que você acha, Erik? Seu namorado, quem ele amava, simplesmente morreu de uma forma realmente terrível. Não, ele não está bem. Mas ele está dormindo. Finalmente. — Você sabe, você não tem que ser assim. Eu realmente estou preocupado com ele, e eu me importo com Jack também. Stevie Rae deu uma boa olhada para Erik. Ele parecia uma merda, o que era totalmente incomum para o belo-garoto Erik. E ele obviamente esteve chorando. Então ela se lembrou que ele tinha sido companheiro de quarto de Jack, e também tinha sido realmente legal em defender Jack quando o idiota do Thor tentou pegá-lo por ser gay. — Me desculpe, — ela disse, tocando o braço de Erik. — Eu estou apenas muito chateada com tudo isso, também. Eu não tenho razão para ser uma P com você. Aqui, vamos começar de novo. Ela deu uma respiração e sorriu tristemente. —

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

156

Damien está dormindo agora, mas ele não está bem. Ele precisará de amigos como você quando acordar. Obrigada por perguntar e obrigada por estar aqui por ele. Erik assentiu e apertou sua mão rapidamente. — Obrigada você. Eu sei que você não gosta muito de mim, pelo que aconteceu entre Zoey e eu, mas eu sou realmente amigo de Damien. Me deixe saber se há algo que eu possa fazer para ajudar. — Erik parou, olhando de um lado para o outro no corredor, como se para se certificar de que estavam sozinhos, e então deu um passo mais perto de Stevie Rae e baixou sua voz. — Neferet tem algo a ver com isto, né?! Os olhos de Stevie Rae se ampliaram de surpresa. — O que faz você dizer isso? — Eu sei que ela não é quem ela finge ser. Eu tenho visto ela ser ela mesma, e isso não é bonito. — Sim, bem, você está certo. A verdadeira Neferet não é bonita. Mas justo como eu você viu que ela estava direto na nossa frente quando Jack morreu. — Ainda assim, você acha que ela está por trás disso. Isso não era uma pergunta, mas Stevie Rae acenou como uma silenciosa resposta de sim. — Eu sabia. Esta House of Night é uma merda. Eu estava certo em dizer sim para a House of Night de Los Angeles. Stevie Rae sacudiu sua cabeça. — Então é isso? É isso que você faz quando sabe que algo mal está acontecendo? Você foge. — O que pode fazer um vampyro contra Neferet? O Alto Conselho Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

157

reintegrou-a; eles estão do lado dela. — Um vampyro não pode fazer muito. Uma cambada de nós se juntando pode. — Umas poucas crianças e uma vamp aqui e ali? Contra a poderosa Alta Sacerdotisa e o Alto Conselho? Isso é insano. — Não, insano é virar de costas e deixar os caras maus ganharem. — Ei, eu tenho uma vida esperando por mim – uma boa vida, atuando como um chuta-bundas, fama, fortuna, e toda esta coisa. Como você pode me culpar por não querer me misturar na confusão de Neferet? — Quer saber uma coisa Erik? Tudo que eu direi a você é: o mal vence quando as pessoas boas não fazem nada, — Stevie Rae disse. — Bem, eu estou tecnicamente fazendo algo. Eu estou indo embora. Ei, você já pensou sobre isso – se todas as pessoas boas fossem embora e deixassem o mal se aborrecer por jogar sozinho e fosse para casa também? — Eu costumava a achar que você era o cara mais legal que eu conheci, — ela disse tristemente. Os olhos azuis de Erik brilharam com humor e ele sorriu seu sorriso de cem-watts para ela. — E agora você tem certeza que eu sou? — Nah. Agora eu sei que você é um garoto fraco e egoísta que tem quase tudo o que sempre quis só por causa de sua aparência. E isto não é legal de fato. Ela sacudiu sua cabeça para o olhar atordoado dele e começou a se afastar. Sobre seu ombro ela falou, — Talvez algum dia você encontrará algo pelo que você se importe o bastante para defender. — É, e talvez algum dia você e Zoey perceberão que não é realmente o Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

158

trabalho de vocês salvar o mundo! — ele gritou depois dela. Stevie Rae nem se deu ao trabalho de olhar para ele. Erik era um idiota. A House of Night de Tulsa estaria melhor sem seu traseiro fraco arrastando-os para baixo. A vida estava ficando realmente difícil, e isso significava que a vida precisava continuar – e os maricas precisavam partir. Exatamente como John Wayne, era hora de reunir as tropas. — E, infernos não, não era estranho que minhas tropas incluíam um Corvo Escarnecedor, — Stevie Rae murmurou para si mesma enquanto corria para fora para o estacionamento e para o Bug de Z. — Eu não estou realmente indo me reunir a ele. Eu só estou indo obter informação dele. De novo. — Propositadamente, ela bloqueou sua mente para o que tinha acontecido entre ela e Rephaim da última vez que ela tinha "apenas precisado de informação dele". — Ei, Stevie Rae, você e eu precisamos-Sem parar em sua corrida para o carro, Stevie Rae levantou a mão e cortou a fala de Kramisha. — Agora não. Não tenho tempo. — Eu só estava dizendo que-— Não! — Stevie Rae gritou sua frustração para Kramisha, que parou e olhou fixamente para ela. — O que quer que você queira dizer para mim, pode esperar. Eu não gosto de parecer ruim pra você, mas eu tenho coisas para fazer e tenho exatamente duas horas e cinco minutos para fazê-las e o sol surgir. — Então ela deixou Kramisha parada em sua poeira enquanto ela corria os últimos metros para o Bug, ligou-o, colocou-o em marcha, e praticamente escapuliu para fora do estacionamento dos estudantes. Ela levou cerca de sete minutos chegar aos terrenos Gilcrease. Ela não dirigiu o carro até lá. A tempestade de gelo tinha sido limpa e a rede elétrica estava funcionando novamente, então tudo estava trancado Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

159

firmemente. Stevie Rae desligou o Bug ao lado da rodovia atrás de uma grande árvore. Automaticamente cobrindo-se com o poder que ela extraiu da terra, ela foi diretamente para a decrépita mansão. A porta não foi problema. Ninguém tinha se importado de trancar ainda. De fato, enquanto ela fazia seu caminho através da velha casa e subia para o telhado, ela detectou pouquíssimas mudanças da última vez que ela tinha estado ali. — Rephaim? — Ela chamou seu nome. Sua voz pareceu estranha e muito alta na noite fria e vazia. A porta para o armário onde ele tinha feito seu inho estava aberta, mas ele não estava agachado dentro. Ela foi para fora no telhado da varanda. Que, também, estava vazio. O lugar todo estava deserto. Mas elas sabia que ele não estava ali desde que ela entrou nos terrenos do museu. Se Rephaim estivesse ali ela teria sentido-o, exatamente como ela o sentiu mais cedo quando ele esteve na House of Night, observando-a. Seu Imprint os conectava – enquanto estivesse ali, intacto, ele os ligaria. — Rephaim, onde você está agora? — ela perguntou para o silencioso céu. E então os pensamentos de Stevie Rae desaceleraram e se reorganizaram, e ela teve a resposta; ela a tinha todo o tempo. Tudo que ela tinha que fazer era tirar seu orgulho, sua mágoa e sua raiva fora do caminho e a resposta estava ali, esperando. Seu Imprint os conectava – enquanto estivesse ali, intacto, ele os ligaria. Ela não tinha que encontrá-lo. Rephaim encontraria-a. Stevie Rae sentou no meio do telhado e olhou para o norte. Ela deu um longo e profunda suspirou e exalou. Com sua próxima respiração ela se Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

160

concentrou em atrair todos os aromas da terra em volta dela. Ela pôde cheirar a fria umidade dos ramos nus do inverno, na crepitância do solo congelado, a riqueza do arenito de Oklahoma que se espalhava pelo terreno. Atraindo a força da terra com sua respiração, Stevie Rae disse, — Encontre Rephaim. Diga-o para vir até mim. Diga-o que eu preciso dele. — Então ela liberou o poder da terra com sua exalação. Seus olhos tivessem estado abertos, Stevie Rae teria visto o brilho verde que girava em torno dela. Ela teria também visto que enquanto ele corria na noite para realizar sua ordem, ele estava sombreado por um brilho vermelho. Capítulo Catorze Rephaim Ele estava circulando o edifício Mayo, temendo pousar e encarar Kalona e Neferet, quando sentiu o chamado de Stevie Rae. Ele soube que era ela instantaneamente. Ele reconheceu a sensação da terra enquanto o poder se elevava do terreno e se enroscava nas correntes de ar para encontrá-lo. Ela chama você... Este era todo o incentivo que Rephaim necessitava. Não importava quanta raiva ela estava dele. Não importava o quanto ela o odiava – ela estava chamando ele. E se ela chamava, ele responderia. Em seu coração ele sabia, que não importava o que, ele sempre tentaria responder. Ele se lembrou das últimas palavras de Stevie Rae para ele... Quando você decidir que seu coração importa para você o tanto quanto importa para mim, venha e me encontre novamente. Deve ser fácil. Apenas siga seu coração... Rephaim desligou a parte de sua mente que lhe dizia que ele não podia estar com ela -- que ele não podia se importar com ela. Eles tinham Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

161

estado afastados por mais de uma semana. Ele tinha sentido cada dia desta semana como se fossem uma era. Como ele tinha pensado que alguma vez poderia ficar completamente afastado dela? Seu sangue clamou por estar com ela. Mesmo enfrentar a raiva dela era melhor do que nada. E ele precisava vê-la. Precisava achar um jeito de avisá-la sobre Neferet. Sobre o Pai, também. — Não! — ele gritou dentro de sua mente. Ele não podia trair seu pai. Mas eu não posso trair Stevie Rae também, ele pensou freneticamente. Eu acharei um equilíbrio. Eu acharei uma forma. Eu preciso achar. Incerto do que exatamente ele estava indo fazer, Rephaim calou seus fervilhantes pensamentos e se concentrou em seguir a trilha de brilhante verde de volta para Stevie Rae, como se fosse sua salvação.

CAPÍTULO QUATORZE Stevie Rae Ela estava esperando por ele com tal intensidade de concentração que Stevie Rae não teve problema para sentir quando Rephaim se aproximou de Gilcrease. Quando ele mergulhou graciosamente do céu ela estava parada de pé, olhando para cima, observando-o. Ela pretendia ser totalmente fria. Ele era inimigo. Era suposto que ela se lembrasse disso. Mas no instante em que ele pousou seus olhos fechados, e, sem fôlego, ele falou, — Eu ouvi seu chamado. Eu vim. Isso foi tudo o que levou. Apenas o som de sua maravilhosa e familiar voz. Stevie Rae se apressou para os braços dele e enfiou seu rosto nas penas do ombro dele. — Ohminhaboadeusa, eu senti tanta falta sua!

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

162

— Eu senti sua falta também, — ele disse, segurando-a firmemente para ele. Eles ficaram desta forma, tremendo nos braços um do outro, pelo que pareceu a ela muito tempo. Stevie Rae bebeu do cheiro dele – da impressionante mistura de sangue mortal e imortal que pulsava através do corpo dele. E então, de repente, como se tivesse ocorrido a ambos que uma vez eles não podiam fazer o que estavam fazendo, Stevie Rae e Rephaim quebraram o abraço e deram um passo para longe um do outro. — Então, uhh, você está bem? — ela perguntou a ele. Ele assentiu com a cabeça. — Estou. E você? Você está segura? Você não foi ferida quando Jack foi morto hoje? — Como você sabia que Jack foi morto? — A voz dela estava afiada. — Eu senti sua tristeza. Eu fui à House of Night para me certificar de que você estava bem. Foi quando eu vi você e seus amigos. E-eu ouvi o garoto chorando por Jack. — Ele hesitou nas palavras, tentando escolhê-las cuidadosamente e honestamente. — Isso e sua tristeza me disseram que ele estava morto. — Você sabe alguma coisa sobre a morte dele? — Talvez. Que tipo de garoto era Jack? — Jack era bom e doce, e poderia ter sido o melhor de todos nós. O que você sabe, Rephaim? — Eu sei por quê ele morreu.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

163

— Me diga. — Neferet devia à Escuridão uma dívida de vida como pagamento por prender a alma imortal de me pai. A dívida tinha que ser paga pelo sacrifício de alguém que fosse inocente e incorruptível pela Escuridão. — Este era Jack; ela o matou. É frustrante tudo isso porque parece que Neferet não fez! Ela estava falando para o Alto Conselho da escola, bem na minha frente, quando o acidente de Jack aconteceu. — A Tsi Sgili usou-o para alimentar a Escuridão. Ela precisava estar ausente. Ela precisou apenas marcá-lo como seu sacrifício e em seguida enviar os tentáculos da Escuridão para prosseguir com a morte real. Ela não teve que testemunhar a morte. — Como eu posso provar que ela foi responsável? — Você não pode. A ação acabou. A dívida dela foi paga. — Droga! Estou tão louca que poderia cuspir pregos! Neferet continua se mantendo afastada de toda esta horrível merda. Ela continua vencendo. Eu não entendo por quê. Isso não está certo, Rephaim. Isso apenas não está certo. — Stevie Rae piscou forte, forçando de volta lágrimas de frustração. Por um momento, Rephaim tocou seu ombro e ela se permitiu se apoiar na mão dele, obtendo conforto do contato com ele. Então, ele puxou sua mão de volta e disse, — Toda esta raiva. Toda esta frustração e tristeza. Eu senti isso de você mais cedo esta noite também, e eu pensei.. — Ele hesitou, obviamente tentando decidir se queria continuar falando. — O quê? — ela disse suavemente. — Você pensou o quê? Ele encontrou seus olhos de novo. — Eu pensei que era a mim que você odiava. Que era de mim que você estava com tanta raiva. Eu ouvi você Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

164

também. Você falou ao Mestre de Espadas que a manchada, irresgatável Escuridão espreitava lá fora. Você estava olhando fixamente para mim quando você disse isso. Stevie Rae assentiu. — É, eu vi você, e eu sabia que se eu não dissesse algo para tirar Dragon e Damien dali, ele veriam você também. — Então você não estava falando de mim? Foi a vez de Stevie Rae hesitar. Ela suspirou. — Eu estava seriamente zangada, assustada e chateada. Eu não estava pensando em minhas palavras. Eu estava apenas reagindo porque eu estava com medo. — Ela parou novamente e então adicionou, — Eu não quis dizer nada contra você, mas Rephaim, eu preciso saber o que está havendo com Kalona e Neferet. Rephaim se virou e caminhou devagar para a borda do telhado. Ela o seguiu e parou ao lado dele enquanto eles observavam a noite tranquila. — Está quase amanhecendo, — Rephaim disse. Stevie Rae deu de ombros. — Eu tenho cerca de meia hora antes do sol nascer. Só levará dez minutos mais ou menos para voltar para escola. — Você devia partir agora e não correr nenhum risco. O sol pode te causar muitos danos, mesmo com meu sangue em você. — Eu sei. Eu irei logo. — Stevie Rae suspirou. — Então, você não me dirá o que está acontecendo com seu pai, não é?! Ele se virou para olhar para ela de novo. — O que você pensaria de mim se soubesse que eu traí meu pai? — Ele não é um cara bom, Rephaim. Ele não merece sua proteção;

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

165

— Mas ele é meu pai, — Rephaim disse. Stevie Rae pensou que Rephaim parecia exausto. Ela queria pegar a mão dele, dizer a ele que estava bem. Mas ela não podia. Como diabos isso estaria bem com ele em um lado e ela no outro? — Eu não posso lutar contra isto, — ela finalmente disse. — Você terá que se entender com o que Kalona é e não é para você mesmo. Mas você tem que entender que eu tenho que manter meu povo seguro, e eu sei que ele está trabalhando diretamente ao lado de Neferet, não importa o que ela diga. — Meu pai está sujeito à ela! — Rephaim desabafou. — O que você quer dizer? — Ele não matou Zoey, então ele não cumpriu seu juramento a Neferet, e agora a Tsi Sgili detém o domínio sobre sua alma imortal. — Oh, ótimo! Então Kalona é como uma arma carregada que Neferet está segurando. Rephaim sacudiu sua cabeça. — Ele deveria ser, mas meu pai não serve bem aos outros. Ele se irrita facilmente sob o comando dela. Eu acredito que a analogia seria mais exata se você disser que Pai é como uma arma carregada com problemas no gatilho que Neferet está segurando. — Você terá que ser mais específico que isso. Me dê um exemplo – o que você que dizer? — Ela tentou afastar a empolgação de sua voz, mas pelo modo que os olhos dele se fecharam para ela, Stevie Rae sabia que ela não tinha obtido êxito. — Eu não irei traí-lo. — Ok, legal. Eu saquei isso. Mas isso sigmifia que você não pode me ajudar? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

166

Rephaim encarou-a em silêncio por tanto tempo que ela pensou que ele não fosse responder, e ela estava tentando formular outra pergunta em sua cabeça quando ele finalmente disse, — Eu quero te ajudar, e eu irei desde que isso não signifique trair meu pai. — Isso parece muito como o primeiro acordo que eu e você fizemos, e não terminou tão mal, né? — ela perguntou, sorrindo para ele. — Não, não tão mal. — E, de verdade, não estamos basicamente nós todos contra Neferet? — Eu estou, — ele disse firmemente. — E seu papai? — Ele quer se livrar do controle dela. — Bem, isso é praticamente a mesma coisa que estar do nosso lado. — Eu não posso estar do seu lado, Stevie Rae. Você tem que se lembrar disso. — Então você lutaria contra mim? — Ela encontrou seu olhar de frente. — Eu não poderia machucar você. — Bem, então... — Não, — ele interrompeu. — Ser incapaz de te machucar é diferente que lutar por você. — Você lutaria por mim. Você já lutou. Rephaim segurou a mão dela, apertando como se através do toque ele Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

167

pudesse fazê-la entendê-lo. — Eu nunca lutei com meu pai por você. — Rephaim, você se lembra do garoto que nós vimos na fonte? — Ela mudou o aperto dele em sua mão e entrelaçou seus dedos com os dele. Ele não falou. Ele apenas acenou com a cabeça. — Você sabe que ele está dentro de você, não sabe? Novamente, Rephaim acenou com a cabeça, desta vez devagar e hesitantemente. — Aquele garoto dentro de você é o filho de sua mama. Não de Kalona. Não se esqueça dela. E não se esqueça daquele garoto e pelo que ele tinha lutado também. Ok? Antes que Rephaim pudesse responder, O telefone de Stevie Rae tocou com "Only Prettier" de Miranda Lambert7. Ela largou a mão de Rephaim e tateou pelo telefone na bolsa, dizendo, — É o toque da Z! Eu tenho que falar com ela. Ela não sabe sobre Jack ainda. Antes que ela pudesse pressionar o botão de atender, a mão de Rephaim segurou a dela. — Zoey precisa retornar a Tulsa. Esta é uma maneira em que todos nós podemos lutar contra Neferet. A Tsi Sgili odeia Zoey, e a presença dela aqui será uma distração. — Uma distração de quê? — Stevie Rae perguntou justo antes de apertar o botão de atender e falar rapidamente no telefone, dizendo, — Z, aguenta aí. Eu tenho que te falar algo importante mas preciso de um segundo. A voz de Zoey veio através da linha parecendo como se ela estivesse falando do fundo de um poço. — Sem problemas, mas me ligue de volta, 7 Only Prettier, de Miranda Lambert: http://letras.terra.com.br/miranda-lambert/1558293/ Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

168

tá? Eu estou seriamente em roaming. — Ligarei em duas sacudidas do rabo de um gato morto, — Stevie Rae disse. — Você sabe como isso soa grosseiro? Stevie Rae sorriu no telefone. — Sim e tchau. — Você quer dizer eca e tchau. Falo com você em um segundo. A linha desconectou e Stevie Rae olhou para Rephaim. — Então explique sobre Neferet. — Meu pai deseja descobrir uma forma de romper a liagação que une ele a Neferet. Para isso, ele vai precisar que ela esteja distraída. A obsessão dela com Zoey é uma excelente distração, assim como é o desejo dela de usar os renegados calouros vermelhos em sua guerra contra os humanos. As sobrancelhas de Stevie Rae se levantaram. — Não há nenhuma guerra acontecendo entre vampyros e humanos. — Se Neferet quiser fazer, haverá. — Ok, bem, nós temos que ter certeza que isto não acontecerá. Parece que Z realmente precisa voltar para casa. — Eles querem usar você também, — Rephaim desabafou. — Hã? Eles quem? Eu? Para que? Rephaim desviou o olhar dela e falou muito rapidamente. — Neferet e meu Pai. Eles não acreditam que você escolheu firmemente o caminho da Deusa. Eles pensam que você pode ser persuadida a mudar para o lado da

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

169

Escuridão. — Rephaim, Não há nem mesmo uma mínima chance disso. Eu não sou perfeita. Eu tenho defeitos. Mas eu escolhi Nyx e Luz quando eu recuperei minha humanidade. Eu nunca mudarei esta escolha. — Eu nunca duvidei disse, Stevie Rae, mas eles não conhecem você como eu conheço. — E Neferet e Kalona não podem nunca descobrir sobre nós também, podem? — Seria muito ruim se eles descobrissem. — Muito ruim pra você ou pra mim? — Para nós dois. Stevie Rae suspirou. — Ok, então eu serei cuidadosa. — Ela tocou seu braço. — Seja cuidadoso também. Ele assentiu. — Você devia voltar. Ligue para Zoey enquanto você dirige. O amanhecer está próximo. — É, é, eu sei, — ela disse, mas nenhum deles se moveu. — E eu preciso voltar, — ele disse, como se estivesse tentando se convencer. — Espere,você não tem ficado mais aqui? — Não. A tempestade de gelo passou e aqui existem muitos humanos na área agora. — Bem, onde você está? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

170

— Stevie Rae, eu não posso te dizer isso! — Porque você está com seu papai, certo? — Quando ele não falou, ela continuou. — Ei, não é como se eu já não soubesse que isso é uma completa armação. Embora Neferet anunciou a punição de cem-chicotadas-e-baniuKalona-por-um-século. — Ela o chicoteou. Os tentáculos da Escuridão cortaram-no cem vezes. Stevie Rae estremeceu, se lembrando quão horroroso apenas o toque de um daqueles fios tinha sido. — Bem, eu não desejaria isso para ninguém. — Ela encontrou os olhos de Rephaim. — Mas a parte sobre ele ser banido do lado de Neferet por um século é armação, certo? Rephaim deu um rápido e quase imperceptível aceno. — E você não me falará onde você tem ficado porque é onde seu Kalona tem ficado também? Ele deu um outro ligeiro aceno. Ela suspirou novamente. — Então se eu precisar ver você eu tenho que espreitar em torno de algum antigo edifício assustador em algum lugar ou algo assim? — Não! Você mantenha-se segura e em lugares públicos. Stevie Rae, se você precisar de mim venha aqui e me chame como você fez esta noite. Me prometa que você não irá sair tentando me encontrar, — ele disse, dando uma pequena sacudida no braço dela. — Tá bom, tá bom. Eu prometo. Mas esta coisa de preocupação-comvocê tem mão dupla. Rephaim, eu sei que ele é seu pai, mas ele também está em alguma coisa ruim. Eu apenas não quero que ele te leve para baixo com ele. Então seja cuidadoso, tá bom? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

171

— Serei cuidadoso, — ele disse. — Stevie Rae, esta noite eu vi os calouros vermelhos renegados. Eles estão fazendo seu ninho na Will Rogers High School. Dallas se juntou a eles. — Rephaim, por favor, não conte a Kalona e Neferet. — Para que então você possa mostrá-los bondade e humanidade e eles possam ter outra oportunidade de matá-la? — ele gritou pra ela. — Não! Apenas porque eu tento ser legal não quer dizer que eu sou estúpida ou fraca. Aff, o que há com você e Aphrodite? Eu não iria correr pra falar com eles todos sozinha. Inferno, Rephaim, eu não tentaria argumentar com eles, de qualquer modo. Eu já experimentei que isto não funciona. O que quer que eu faça seria com Lenobia e Dragon e Z, no mínimo. Basicamente, eu apenas não quero eles se juntando a Neferet, então eu não quero que ela saiba sobre eles. — É muito tarde. Foi Neferet que me colocou no rastro deles esta noite. Stevie Rae, eu peço que você fique longe dos vermelhos renegados. Eles não significam nada exceto desgraça pra você. — Serei cuidadosa. Eu já te disse que serei. Mas eu sou uma Alta Sacerdotisa e os calouros vermelhos são minha responsabilidade. — Os que escolheram Escuridão não são sua responsabilidade. E Dallas há muito não é um calouro. Ele não é sua responsabilidade. O sorriso de Stevie Rae estava torto. — Você está com inveja de Dallas? — Não seja ridícula. Eu simplesmente não quero vê-la machucada novamente. Pare de mudar o sujeito. — Ei, Dallas não é mais meu namorado, — ela disse.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

172

— Eu sei disso. — Você tem certeza? — Sim. É claro. — Ele se sacudiu e suas asas se desdobraram. Stevie Rae ficou sem respiração enquanto o observava. — Ligue para sua Z enquanto você dirige de volta para a segurança da escola. Verei você novamente em breve. — Mantenha-se seguro, tá? Ele virou para ela e colocou o rosto dela em sua mão. Stevie Rae fechou os olhos e permaneceu ali, obtendo conforto e força de seu toque. Muito cedo o conforto se foi. Muito cedo ele se foi. Ela abriu seus olhos para observar suas majestosas asas batendo contra o ar noturno e elevandoo mais alto, mais alto, até que ele desapareceu na meramente dicernível luminosidade do céu oriental. Rephaim estava certo. Estava muito perto do amanhecer para seu conforto. Stevie Rae apertou a rediscagem enquanto se apressava através da mansão deserta e voltava para o Bug. — Ei, Z. Sou eu. Eu tenho uma coisa difícil pra te falar, então preparese...

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

173

CAPÍTULO QUINZE Zoey — Z? Você ainda está aí? Você está bem? Diga alguma coisa. A preocupação na voz de Stevie Rae me fez limpar o muco e as lágrimas de meu rosto com a manga de minha blusa e meio que me recompor. — Estou aqui. N-não bem, afinal, — eu disse com um pequeno soluço. — Eu sei, eu sei. É horrível. — E não há chance de um erro? Jack está realmente morto? — Eu sabia em meu coração que era ridículo ter cruzado meus dedos e fechado meus olhos quando perguntei, mas eu tinha que tentar esta pequena bobagem de menina. Por favor, por favor que não seja verdade... — Ele está realmente morto, — Stevie Rae disse através de suas próprias lágrimas. — Não há erro, Z. — É difícil de acreditar, e isso simplesmente não é justo! — Parecia bom enlouquecer, melhor que se derrubar por completo em catarro e lágrimas inúteis. — Jack era o cara mais doce do mundo. Ele não merecia o que aconteceu com ele. — Não, — Stevie Rae disse em uma voz tremente. — Ele não merecia isso. E-eu quero acreditar que ele está com Nyx e que ela está cuidando dele muito bem. Você esteve lá – no Outromundo, eu quero dizer. É verdade que é maravilhoso lá?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

174

Sua pergunta apertou meu coração. — Eu sei que nós nunca falamos sobre isso, mas você não esteve lá, antes, você sabe, quando você... — Não! — Ela disse como se quisesse cortar minhas palavras. — Eu não me lembro muito daquela vez,mas eu sei que eu não estava em nenhum lugar legal. E eu não vi Nyx. As palavras vieram para mim conforme eu comecei a falar e eu sabia em minha alma que Nyx estava falando através de mim. — Stevie Rae, quando você morreu Nyx estava com você. Você é sua filha. Você deve se lembrar disso sempre. Eu não sei porque você e as outras crianças morreram e reviveram, mas eu posso te dizer que estou cem por cento certa de que Nyx nunca abandonou você. Você apenas tomou um caminho diferente de Jack. Ele está no Outromundo com a Deusa, e ele está mais feliz do que ele jamais esteve em todo sua vida. É difícil de entender para nós que estamos aqui, mas eu vi isso com Heath. Por alguma razão, era hora de Heath morrer, e ele pertencia ali, com Nyx. Assim como Jack também pertence àquele lugar, agora. Eu sei em meu coração que eles estão ambos completamente em paz. — Promete? — Absolutamente. Nós temos que ser fortes por cada um aqui, e acredite que nós iremos vê-los novamente um dia. — Se você diz isso, eu acredito, Z, — ela disse, sua voz parecendo melhor. — Você realmente precisa voltar pra casa. Não sou apenas eu que preciso ouvir de nossa Alta Sacerdotisa o discurso de que tudo-vai-ficarbem. — Damien está muito mal, hein? — É, estou preocupada com ele, e as Gêmeas, e o resto das crianças. Droga, Z, eu estou preocupada até mesmo com Dragon. É como se o Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

175

mundo inteiro estivesse mergulhando em tristeza. — Eu não sabia o que dizer. Não, não é verdade. Eu sabia o que queria dizer: eu quero gritar, se o mundo inteiro está mergulhando em tristeza porque eu iria querer voltar? Mas eu sabia que isto era fraco e errado de muitas maneiras diferentes. Então ao invés eu disse, meio sem jeito, — Nós vamos atravessar isso, nós conseguiremos. — É, nós vamos! — ela disse firmemente. — Ok, olhe, juntas você e eu, seremos capazes de descobrir um jeito de mostrar que Neferet é mal para o Alto Conselho de uma vez por todas. — Eu ainda não posso acreditar que eles compraram esta tonelada de merdas que ela empurrou para eles, — eu disse. — Nem eu. Eu acho que isso basicamente veio da palavra de uma Alta Sacerdotisa contra um garoto humano morto. Heath perdeu. — Neferet não é mais uma Alta Sacerdotisa! Droga, isso me irrita! E agora não é apenas Heath, mas Jack. Ela pagará pelo que ela fez, Stevie Rae. Eu me certificarei que ela pague. — Ela tem que ser detida. — Sim, ela tem. — Eu sabia que nós estávamos certas – que nós tínhamos que lutar para tirar Neferet do poder, mas o simples pensamento disso me esgotou. Até mesmo eu ouvi a exaustão em minha voz. Eu estava cansada de corpo e alma, verdadeiramente doente e cansada de lutar contra o mal de Neferet. Parecia que a cada passo adiante que eu dava, eu estava, de alguma forma, por fim, não importava o quê, dando dois passos para trás. — Ei, você não está nisto sozinha.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

176

— Obrigada, Stevie Rae. Eu sei que não. E de qualquer forma, isto não é de fato sobre mim. Isto é sobre fazer o que é certo por Heath e Jack e Anastasia e quem mais Neferet e sua horda do mal decida massacrar da próxima vez. — É, você pode dizer isso, mas o mal fez uma merda de um dano muito grande em você recentemente. — É verdade, mas eu ainda estou de pé. Um montão de outras pessoas não estão. — Eu sequei meu rosto com minha manga novamente, desejando ter um Kleenex. — Falando de mal, morte e tudo mais: Você viu Kalona? De nenhuma forma Neferet realmente o açoitou e o baniu. Ele está totalmente em tudo com ela. Isso quer dizer que se ela está em Tulsa, ele está em Tulsa. — Bem, os rumores são que ela realmente o açoitou, — Stevie Rae disse. Eu bufei. — Isso imaginei. É suposto que ele seja seu Consorte, então ela tem ele derrotado. Uau. Eu meio que sabia que ele gostava de dor, mas até mesmo eu estou surpresa dele ter concordado com isso. — Bem, os rumores são que ele não concordou exatamente com isso. — Oh, por favor. Neferet é assustadora, mas ela não pode mandar em um imortal. — Parece que ela pode mandar neste. Ela está tipo meio que controlando-o porque ele falhou eu sua, uh, covarde missão de aniquilar você. Eu pude ouvir o humor que Stevie Rae estava tentando adicionar a sua voz e eu tentei dar uma risadinha pra seu benefício, mas eu acho que ambas de nós sabíamos que o engraçado nem de longe começava a superar Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

177

o horrível. — Bem, cê sabe, ser comandado por Neferet é algo que Kalona não vai gostar, e faz pouco tempo que ele teve uma grande e velha dose de não gostar de algo, — eu disse. — Eu ouvi você. Eu acho que é provável que Kalona esteja aqui em algum lugar escondido em volta de todos em sua desagradável sombra, e por isso eu quero dizer a virilha dela, — Stevie Rae disse. — Eca! — Isso me fez rir, e a risada de Stevie Rae se juntou a minha. Por um momento nós éramos as MAPS novamente, quebrando a proliferação de merda em nosso mundo. Infelizmente, logo as partes pouco agradáveis de nosso mundo se intrometeram e nossa risada e esta se desfaleceu mais rápido do que de costume. Eu suspirei e disse, — Então, durante todos estes rumores e e outras coisas você de fato não chegou a ver Kalona, né? — Não, mas estou mantendo meus olhos abertos. — Bom, porque pegar aquele idiota com Neferet depois do que ela falou para o Alto Conselho que tinha banido-o por um século seria definitivamente um passo adiante para provar que ela não é o que todos pensam, — eu disse. — Oh, enquanto você mantem seus olhos abertos, lembre-se de tê-los apontados para cima. O que quer que Kalona seja, aqueles brutos garotos-pássaro dele eventualmente aparecerão também. Não há jeito de eu pensar que eles todos desapareceram de repente. — Ok. É. Peguei isso. — E Stark não me disse que de fato apareceu um Corvo Escarnecedor em Tulsa? — eu parei, tentando me lembrar o que ele tinha dito. — É, um foi visto uma vez, mas não foi mais visto desde então. — A Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

178

voz de Stevie Rae pareceu estranha, toda apertada como se ela estivesse com dificuldade para falar. Infernos, como eu poderia culpá-la? Eu basicamente deixei-a ali segurando a peteca em minha House of Night. O mero pensamento sobre o que ela tinha atravessado com Jack e Damien fez eu me sentir doente. — Ei, seja cuidadosa, tá? Eu não posso continuar de pé se alguma coisa acontecer a você, — eu disse. — Não se preocupe. Serei cuidadosa. — Bom. Então, o pôr do sol é em pouco mais de duas horas. Assim que Stark se levantar nós pegaremos nossas coisas e estaremos no primeiro avião para casa, — eu me ouvi dizer, mesmo que isso tenha feito meu estômago se revirar. — Oh, Z! Estou tão feliz! Além de estar precisando de você aqui, eu senti tanta saudade. Eu sorri para o telefone. — Senti saudade de você também. E será bom estar em casa, — eu menti. — Então me envie uma mensagem de texto quando você souber que horas vocês chegarão. Se eu não estiver em meu caixão estarei lá pra encontrar vocês. — Stevie Rae, você não dorme em um caixão, — eu disse. — Eu poderia muito bem dormir porque eu estou realmente morta para o mundo quando o sol se eleva. — É, Stark também. — Ei, como está seu carinha? Se sentindo melhor? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

179

— Ele está bem. — Eu parei e adicionei, — Realmente bem, na verdade. Fiel à sua função, o radar de MAPS de Stevie Rae leu as entrelinhas. — Oh, nuh uh. Vocês não fizeram? — E se tivermos feito? — eu pude sentir minhas bochechas se esquentarem. — Então eu diria um grande yee haw ao estilo de Oklahoma! — Bem, um até breve yee haw então. — Detalhes. Eu quero muitos detalhes, — ela disse, e então deu um bocejo gigantesco. — Você terá detalhes, — eu disse. — Está amanhecendo aí? — Passou um pouquinho, na verdade. Estou enfraquecendo rápido, Z. — Sem problemas. Durma um pouco. Verei você em breve, Stevie Rae. — Até breve, donzela, — ela disse junto de outro bocejo. Eu terminei a ligação e subi para olhar Stark onde ele dormia como um cara morto em sua cama com dossel. Que eu estava totalmente apaixonada por Stark não era a questão, mas justo então eu poderia realmente, realmente ter gostado se eu pudesse sacudir seus ombros e tê-lo acordado como um cara normal. Mas eu sabia que seria inútil até mesmo tentar levantá-lo mais cedo. Hoje o sol estava incomumente brilhante em Skye – Eu quero dizer, super brilhante e sem nenhum indício de nuvens. Não havia jeito de que Stark fosse capaz de se comunicar decentemente comigo por – eu olhei para o relógio – mais duas horas e meia. Bem, por fim isto me deu tempo para empacotar e também encontrar a rainha e contar as novidades a ela – que eu estava partindo deste lugar que parecia tão certo, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

180

tão como um lar para mim, este lugar que Sgiach tinha decidido trazer de volta para o mundo real novamente, pelo menos algo do tipo, por causa do que eu tinha trazido de volta para a sua vida. E agora, eu estava tirando de volta e deixando isto tudo para trás porque... Meu cérebro entendeu o balbuciante caos de meus pensamentos e tudo se encaixou no lugar. — Porque este não é meu lar, — eu sussurrei. — Meu lar é Tulsa. É onde eu pertenço. — Eu sorri tristemente para meu Guardião adormecido. — É onde eu pertenço. — Eu senti a retidão disso mesmo enquanto eu percebia tudo que estava esperando por mim lá – e tudo que eu estava perdendo indo embora daqui. — É hora de eu ir para casa, — eu disse com firmeza.

*** — Diga alguma coisa. Qualquer coisa. Por favor. — Eu apenas desembuchei tudo para Sgiach e Seoras. Naturalmente, contar a história da horrível morte de Jack me fez chorar copiosamente e com muco. De novo. E então eu balbuciava sobre ter que ir para casa e ser uma adequada Alta Sacerdotisa mesmo que eu não estivesse cem por cento certa do que isso realmente significava, enquanto os dois me observavam silenciosamente com expressões que pareciam sábias e ilegíveis ao mesmo tempo. — A morte de um amigo é sempre difícil de suportar. É duas vezes mais difícil se acontece tão cedo – tão jovem, — Sgiach disse. — Eu sinto muito por sua perda. — Obrigada, — eu disse. — Isso ainda não parece real. — Aye, bem, mas parecerá, moça, — Seoras disse gentilmente. — Você

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

181

dever se lembrar, todavia, que uma rainha põe de lado o luto pelo dever. Você não poder pensar com clareza se a cabeça estiver cheia de pesar. — Eu não acho que sou velha o bastante para tudo isso, — eu disse. — Ninguém é, criança, — Sgiach disse. — Eu gostaria que você considerasse uma coisa antes que vocês nos deixem. Quando você perguntou se podia permanecer aqui em Skye, eu disse que você poderia ficar aqui até que sua consciência mandasse você partir. É a sua consciência falando com você agora, dizendo que é a hora certa para você partir, ou é a maquinação de outros que está– — Ok, pare, — eu disse. — Neferet provavelmente acredita que está me manipulando pra voltar, mas a verdade é que eu tenho que voltar para Tulsa porque é minha casa. — Eu encontrei os olhos de Sgiach enquanto continuava falando, esperando que ela pudesse entender. — Eu amo isto aqui. Em muitos níveis parece certo estar aqui – tão certo que seria muito fácil para mim ficar aqui. Mas, como você disse, o caminho da Deusa não é fácil – fazer o certo não é fácil. Se eu ficar aqui e ignorar minha casa, eu não estarei ignorando apenas minha consciência, mas eu estarei virando as costas para o caminho da Deusa. Sgiach assentiu, parecendo satisfeita. — Então seu retorno é por motivo de poder, não de manipulação, embora Neferet não saberá disso. Ela acreditará que apenas bastou uma simples morte para induzir você a fazer a jogada dela. — A morte de Jack não é uma coisa simples, — eu disse irada. — Não, isso não ser simples pra você, mas uma criatura da Escuridão mata rapidamente, facilmente, e com nenhum pensamento a não ser seu próprio ganho, — Seoras disse. — E por causa disso Neferet não compreenderá que você retornou a Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

182

Tulsa porque foi sua escolha seguir o caminho da Luz e de Nyx. Ela subestimará você por causa disso, — Sgiach disse. — Obrigada. Eu lembrarei disso. — Eu encontrei o olhar claro e forte de Sgiach. — Você e Seoras e o resto dos Guardiões que quiserem podem vir comigo, você sabe. Com vocês ao meu lado não há forma de Neferet vencer. A resposta de Sgiach foi instantânea. — Se eu deixar minha ilha as consequências disso agitariam o Alto Conselho. Nós coexistimos com eles em paz por séculos porque eu escolhi me abster das políticas e restrições da sociedade vampyra. Se eu me juntasse ao mundo moderno eles não seriam capazes de continuar fingindo que eu não existo. — E se isso for uma coisa boa? Quero dizer, pra mim parece que está na hora do Alto Conselho ser sacudido, e a sociedade vamp com ele. Eles acreditam em Neferet e deixaram-na fugir matando pessoas – pessoas inocentes. — Minha voz estava forte e afiada e por um momento eu pensei que eu soava quase como uma verdadeira rainha. — Esta não ser nossa batalha, moça, — Seoras disse. — Por que não? Por que lutar contra o mal não é sua batalha também? — eu circulei o Guardião de Sgiach. — O que faz você pensar que nós não lutamos contra o mal aqui? — Foi Sgiach que me respondeu. — Você foi tocada pela magia ancestral desde que você chegou aqui. Diga-me honestamente, antes você alguma vez sentiu algo como isso lá fora em seu mundo? — Não, não senti. — Eu sacudi minha cabeça lentamente. — O que nós temos feito ser lutar para manter os antigos caminhos, — Seoras disse. — E isso não poder ser feito em Tulsa. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

183

— Como você pode estar tão certo? — Eu perguntei. — Porque não há nenhuma magia ancestral deixada lá! — Sgiach disse, quase gritando de frustração. Ela se virou de costas e caminhou até a enorme janela panorâmica que dava para o pôr do sol na água azulacinzentada que cercava Skye. Suas costas estavam duras com a tensão, sua voz apertada com a tristeza. — Lá fora naquele seu mundo, a mistica e maravilhosa magia ancestral, onde o touro negro era venerado junto com a Deusa, onde o equilíbrio masculino e feminino era respeitado, e onde até mesmo as pedras e árvores tinham alma, tinham nomes, tem sido destruída pela civilização, a intolerância e o esquecimento. As pessoas hoje, vampyros e humanos semelhantemente, acreditam que a terra é apenas uma coisa morta onde eles vivem – que é de alguma forma errado ou mal ou bárbaro ouvir as vozes das almas do mundo, e então o coração e a nobreza de um modo de vida inteiro secou e murchou... — E encontrou abrigo aqui, — Seoras continuou quando a voz de Sgiach falhou. Ele se moveu para o lado dela. As costas dela estavam viradas para mim, mas ele me encarou. Levemente Seoras tocou o ombro dela e então deixou seus dedos se arrastarem até o braço dela para pegar a mão da rainha. Eu pude ver o corpo dela reagir a seu toque. Era como se através dele ela achasse seu centro. Antes dela se virar para mim, eu a vi apertar e então soltar a mão dele, e quando nossos olhos se encontraram novamente ela estava, mais uma vez, imponente, forte e calma. — Nós somos o último baluarte dos caminhos ancestrais. Tem sido minha tarefa por séculos proteger a magia ancestral. O solo aqui ainda é sagrado. Por venerar o touro negro e respeitar sua contraparte, o touro branco, o equilíbrio ancestral é mantido e há um pequeno lugar deixado neste mundo que se lembra.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

184

— Se lembra? — Aye, se lembra do tempo em que honra significar mais que a si mesmo, e lealdade não ser uma opção ou uma reflexão tardia, — Seoras disse solenemente. — Mas eu vejo algo disso em Tulsa. Há honra e lealdade ali também, e muitos dos povo de minha avó, os Cherokee, ainda respeitam o solo. — Até certo ponto isto pode ser verdade, mas pense no bosque – como você se sentiu nele. Pense em como este solo fala com você, — Sgiach disse. — Eu sei que você ouve ele. Eu vejo isso em você. Você sentiu algo realmente como isso fora de minha ilha? — Sim, — eu disse antes de realmente pensar. — O bosque no Outromundo parece muito com o bosque ao longo da estrada para o castelo. — Então eu percebi o que eu estava dizendo, e Sgiach de repente fez sentido. — É isso, não é? Você realmente tem um pedaço da magia de Nyx aqui. — De certa forma. O que eu tenho de fato é até mesmo mais antigo que a Deusa. Você vê, Zoey, Nyx não foi perdida para o mundo. Ainda. Seu equilíbrio masculino foi, e eu temo que por causa disto o equilíbrio entre bem e mal, Luz e Escuridão, foi perdido também. — Aye, nós sabemos que foi, — Seoras corrigiu-a gentilmente. — Kalona. Ele é parte desta coisa fora-de-equilíbrio., — eu disse. — É verdade que ele costumava ser Guerreiro de Nyx. De alguma forma isso ficou fora de lugar, junto com om monte de outras coisas quando ele apareceu em nosso mundo, porque aqui não é onde ele pertence. — Saber isso não me fez sentir culpada por ele, ou mal por ele, me fez começar a entender o ar de desespero que eu tinha sentido muitas vezes em volta dele. E isto era conhecimento. Com conhecimento vem o poder. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

185

— Então você vê porque é tão importante que eu não deixe minha ilha, — Sgiach disse. — Vejo, — eu disse relutantemente. — Mas eu ainda acho que você pode estar errada sobre não ter magia ancestral deixada no mundo aí fora. O touro negro se materializou em Tulsa, lembra-se? — Aye, mas não antes que o touro branco se materializasse primeiro, — Seoras disse. — Zoey, eu gostaria muito de acreditar que o mundo lá fora não destruiu inteiramente a magia ancestral, e que causa disso há algo que eu quero que te dar. Sgiach alcançou e desenroscou um longo colar de prata do conjunto de colares entrelaçados que estavam pendurados em seu pescoço. Ela levantou a delicada corrente sobre sua cabeça e segurou-a no alto, no nível de meus olhos. Pendurada na corrente de prata estava uma pedra redonda perfeita leitosa que era suave e macia e me lembrou de um Life Saver8 sabor de coco. As tochas que os Guerreiros começaram a acender piscaram contra a superfície da pedra, fazendo-a brilhar, e eu reconheci a pedra. — É um pedaço do mármore de Skye, — eu disse. — É – um pedaço especial do mármore de Skye chamado de pedra do profeta. Foi achado a mais de cinco séculos atrás por um Guerreiro em sua jornada Xamânica enquanto ele corria na Cordilheira Cuillin nesta mesma ilha, — Sgiach disse. — Um Guerreiro numa jornada Xamânica? Isto não acontece com muita frequência, — eu disse. Sgiach sorriu e seu olhar foi do pedaço de mármore pendurado para 8 Life Saver: http://scoop.diamondgalleries.com/public/news_images/4/68835_160085_1.jpg Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

186

Seoras. — Cerca de uma vez a cada quinhentos anos isso acontece. — Aye, isto estar quase certo, — Seoras disse, retornando seu sorriso com uma intimidade que fez eu me sentir como se devesse olhar para longe. — Em minha opinião, uma vez a cada quinhentos anos é mais que o bastante para algum pobre carinha Guerreiro fazer esta coisa de Xamã. Meu estômago deu um pequeno e bobo aperto de prazer ao som de sua voz e eu olhei da rainha e seu Guardião para ver Stark de pé nas sombras atrás da porta em arco, amarrotado e olhando de soslaio para o que restava da luz da janela panorâmica. Ele estava vestindo jeans e uma camisa, e ele parecia muito como seu antigo eu que uma pontada de saudade de casa – a primeira real que eu senti desde que eu retornei do Outromundo – passou através de mim. Eu estou indo para casa. O pensamento me fez sorrir enquanto eu corria para Stark. Sgiach fez um gesto com sua mão. As pesadas cortinas foram fechadas cobrindo a última luz do sol, permitindo que Stark saísse das sombras e me pegasse em seus braços. — Ei, eu pensei que você não estaria de pé por mais uma hora mais ou menos, — eu disse, abraçando-o apertadamente. — Você estava chateada, e isso me despertou, — ele sussurrou em meu ouvido. — Além disso, eu estava tendo algum sonho estranho. Eu fui para trás então eu pude olhar em seus olhos. — Jack está morto. Stark começou a sacudir sua cabeça em negação, e então parou, tocou minha bochecha, e deu um longo suspiro. — Isso foi o que eu senti. Sua tristeza. Z, eu sinto muito. Que diabos aconteceu? — Oficialmente um acidente. Na verdade foi Neferet, mas ninguém Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

187

pode provar, — eu disse. — Quando nós vamos para Tulsa? Eu sorri agradecendo a ele enquanto Sgiach disse, — Esta noite. Nós podemos arranjar pra vocês partirem tão logo tenham suas malas feitas e estejam prontos. — Então, o que há com esta pedra? — Stark perguntou, pegando minha mão. Sgiach a levantou novamente. Eu estava pensando em quão bonita ela parecia quando ela retorceu suavemente na corrente e meu olhar foi puxado para o círculo perfeito no centro. O mundo se estreitou e desapareceu em volta de mim enquanto todo o meu ser se concentrou no buraco na pedra porque por um instante eu tive um vislumbre da sala através do buraco. A sala sumiu! Lutando contra uma onda de vertigem nauseante, eu olhei fixamente através da pedra de profeta para o que parecia como um mundo submarino. Figuras flutuavam e passavam em volta, todas em tons de turquesa e topázio, cristal e safira. Eu pensei ter visto asas, barbatanas e longas e espiraladas cascatas de cabelo flutuando. Sereias? Ou são artêmias9? Eu perdi completamente a cabeça, foi meu último pensamento antes de eu perder minha batalha com a tontura e terminar estatelada sobre minhas costas no chão. — Zoey! Olhe para mim! Diga algo! Stark, parecendo completamente assustado, estava curvado sobre mim. Ele me segurava pelos ombros e estava no momento sacudindo o 9 Artêmias: http://pt.wikipedia.org/wiki/Art%C3%AAmia Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

188

inferno fora de mim. — Ei, pare, — eu disse fracamente, tentando sem sucesso afastá-lo. — Apenas deixe-a respirar. Ela ficará bem em um instante, — veio a supercalma voz de Sgiach. — Ela desmaiou. Isto não é normal, — Stark disse. Ele ainda estava segurando meus ombros, mas tinha parado de sacudir meu cérebro. — Eu estou consciente e estou bem aqui, — eu disse. — Me ajude a sentar. A carranca de Stark dizia que ele preferia não fazer, mas ele fez como eu pedi. — Beba isto, — Sgiach segurava um cálice de vinho sob meu nariz que eu pude sentir o cheiro e estava fortemente misturado com sangue. Eu segurei-o e bebi profundamente enquanto ela dizia, — E é normal uma Alta Sacerdotisa desmaiar da primeira vez que ela usa o poder de uma pedra de profeta, especialmente se ela está despreparada para isso. Me sentindo muito melhor depois do vinho sanguinolento (eca, mas yumm), eu levantei minhas sobrancelhas pra ela e me levantei. — Você não poderia ter me preparado para isso? — Aye, mas então a pedra de profeta só funcionar para algumas Altas Sacerdotisas, e se não funcionasse pra você, você não ter seu orgulho ferido, não é? — Seoras disse. Eu esfreguei meu traseiro. — Eu acho que eu preferiria arriscar ferir meu orgulho ao invés de ferir minha bunda. Ok, que diabos eu vi? — Com o que parecia? — Sgiach perguntou. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

189

— Um estranho aquário submarino através daquele pequeno buraco. — Eu apontei na direção da pedra, mas fui cuidadosa para não olhá-la. Sgiach sorriu. — Sim, e onde você viu seres como este antes? Eu pisquei compreendendo, — O bosque! Eles são duendes da água. — De fato, — Sgiach assentiu. — Então isso é como um descobridor de magia? — Stark perguntou, dando à pedra um olhar de soslaio. — É, quando usado por uma Alta Sacerdotisa com o tipo certo de poder. — Sgiach levantou a corrente e colocou-a em meu pescoço. A pedra de profeta se posicionou entre meus seios, parecendo quente como se estivesse viva. — Isto realmente encontra magia? — eu pus minha reverentemente sobre a pedra.

mão

— Apenas um tipo, — Sgiach disse. — Magia da água? — Eu perguntei, confusa. — Não ser o elemento que importa. Ser a própria magia, — Seoras disse. Antes que eu pudesse dizer o huh que estava obviamente estampado em meu rosto, Sgiach explicou, — Uma pedra de profeta está em sintonia apenas com a mais ancestral das magias: o tipo que eu protejo em minha ilha. Eu estou presenteando você com isso então você poderá, de fato, reconhecer os Antigos, se algum ainda existir no mundo lá fora. — Se ela achar algum tipo desta magia, o que ela deve fazer? — Stark

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

190

perguntou ainda dando à pedra olhares desconfiados. — Alegrar-se ou correr, dependendo do que você descobrir, — Sgiach disse com um sorriso irônico. — Lembrar, moça, foi a magia ancestral que enviar seu Guerreiro para o Outromundo, e a magia ancestral fazer dele seu Guardião, — Seoras disse. — Isto não ter sido enfraquecido pela civilização. Eu fechei minha mão em volta da pedra de profeta, a memória de Seoras parado sobre Stark, como em transe, cortando-o de novo e de novo de tal modo que seu sangue escorria pelo antigo sulco na pedra que eles chamavam de Seol ne Gigh, o Leito do Espírito. De repente eu percebi que eu estava tremendo. Então a mão quente e forte de Stark cobriu a minha e eu olhei em seu olhar firme. — Não se preocupe. Eu estarei com você, e seja a hora de correr ou se alegrar, nós estaremos juntos. Eu sempre estarei em suas costas, Z. Então, pelo menos naquele momento, eu me senti segura.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

191

CAPÍTULO DEZESSEIS Stevie Rae — Ela está realmente vindo pra casa? A voz de Damien estava tão suave e trêmula que Stevie Rae teve que se abaixar sobre a cama para ouvi-lo. Seus olhos estavam opacos e mais que um pouco vagos, e ela não pôde dizer se era por causa do coquetel de remédios/sangue que os vamps na enfermaria tinham dado a ele que estavam de fato funcionando, ou se ele estava ainda em choque. — Você tá brincando? Z pegou o primeiro avião pra sair de lá. Ela estará em casa em cerca de três horas. Se você quiser, você pode vir ao aeroporto comigo para pegar ela e Stark. — Stevie Rae estava sentada na borda da cama de Damien, então era fácil para ela esfregar a cabeça de Duquesa – uma vez que a cadela estava curvada em volta de Damien. Quando ele não deu nenhuma resposta exceto o olhar em branco para a parede em sua frente, ela deu à Duquesa um outro afago. Em retorno a Labradora bateu o rabo debilmente uma vez, duas. — Você é uma ótima cadela e tudo o que há de bom nisso, — Stevie Rae falou à Labradora dourada. Duquesa abriu seus olhos e deu a Stevie Rae um emotivo olhar, mas seu rabo não sacudiu novamente e ela não fez seu usual bufo de cachorro feliz. Stevie Rae fez uma carranca. Ela estava parecendo magra? — Damien, querido, Duq tem recebido algo pra comer ultimamente? Ele piscou para ela, parecendo confuso, olhando para o cachorro enrolado em volta dele, e então seus olhos de fato começaram a limpar, mas entes que ele pudesse dizer algo a voz de Neferet veio por trás de Stevie Rae, embora ela não tinha ouvido a vamp entrar no quarto. — Stevie Rae, Damien está em um estado muito frágil emocionalmente Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

192

no momento. Ele não deveria ter que se preocupar com tais trivialidades como alimentar um cão ou agir como um mordomo comum indo ao aeroporto receber um calouro. Neferet passou por ela. Cheia de preocupação materna, ela se abaixou sobre Damien. Stevie Rae automaticamente se levantou e se colocou a uns metros distante. Ela poderia ter jurado que algo nas sombras que circulavam em volta da bainha do longo vestido de seda de Neferet tinha começado a deslizar em direção a ela. Em uma reação similar, Duquesa se afastou de Damien e se enroscou melancolicamente no final da cama, juntando-se ao gato ainda adormecido dele, todo o tempo mantendo seu olhar treinado sem piscar em Damien. — Desde quando buscar um amigo no aeroporto é trabalho de mordomo? E acredite em mim – eu sei o que é o trabalho de um mordomo. Stevie Rae olhou para a porta onde Aphrodite parecia ter simplesmente se materializado. Bem, me bata e me chame de bebê – eu estou tão por fora que não consigo ouvir mais nada? Stevie Rae pensou. — Aphrodite, eu tenho algo a dizer a você que se aplica a todos neste quarto, — Neferet disse, soando régia e super-no-controle. Aphrodite colocou uma mão em sua fina cintura, e disse, — É? O quê? — Eu decidi que o funeral de Jack deve ser da mesma maneira que o de um um vampyro completamente Mudado. A pira funerária dele será acesa esta noite, assim que Zoey chegar na House of Night. — Você está esperando pela Zoey? Por quê? — Stevie Rae perguntou.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

193

— Porque ela era uma boa amiga de Jack, é claro. Mas, mais importante é que, por causa da confusão que reinou aqui quando eu estava sob a influência de Kalona, Zoey serviu como Alta Sacerdotisa de Jack. Este momento infeliz, é felizmente passado, mas é justo que Zoey acenda a pira de Jack. Stevie Rae pensou em quão horrível era que os belos olhos esmeralda de Neferet pudessem parecer tão perfeitamente inocente, mesmo enquanto ela estava tecendo uma teia de enganos e mentiras. Ela queria muito gritar para a Tsi Sgili que ela sabia seu segredo; que Kalona estava aqui e ela estava controlando-o, e não o inverso. Que ela nunca esteve sob influência dele. Neferet soube desde o início quem e o que Kalona era, e o que ela estava fazendo agora era tirar seu traseiro da reta. Mas o próprio terrível segredo de Stevie Rae parou as palavras em sua garganta. Ela ouviu Aphrodite engolir o fôlego, como se ela estivesse se preparando para começar o negócio de vá-se-danar, mas neste momento Damien atraiu a atenção de todos para ele quando colocou sua cabeça nas mãos e começou a soluçar, dizendo entrecortadamente, — E-eu apenas não p-posso compreender como ele se foi. Stevie Rae empurrou passando em volta de Neferet e puxou Damien para seus braços. Ela estava feliz de ver Aphrodite passar para o outro lado da cama e descansar sua mão no ombro de Damien. Ambas as garotas deram a Neferet olhares estreitos de desconfiança e desgosto. O rosto de Neferet permaneceu triste mas impassivo, como se ela conhecesse a tristeza de Damien mas ela deixou isso do lado de fora e não em seu interior. — Damien, deixarei você no consolo de seus amigos. O Voo de Zoey aterriza no Aeroporto Internacional de Tulsa às 21:58 esta noite. Eu preparei a pira funerária para meia-noite exatamente, pois é um momento propício. Vejo vocês lá. — Neferet deixou o quarto, fechando a porta atrás dela com um quase inaudível clique. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

194

— Fodida puta mentirosa, — Aphrodite disse sob sua respiração. — Por que ela está se fingindo de legal? — Ela está seriamente metida em algo, — Stevie Rae disse enquanto Damien chorava em seu ombro. — Eu não posso fazer isso. — Damien de repente se levantou e se afastou de ambas. Ele sacudiu sua cabeça de um lado pro outro, de um lado pro outro. Os fortes soluços tinham parado, mas as lágrimas continuavam a escorrer por suas bochechas. Duquesa rastejou até ele, e deitou em seu colo, com o nariz apontado próximo a sua bochecha. Cammy se enrolou firmemente contra o lado dele. Damien envolveu um braço em volta da grande cadela dourada,e o outro em volta de seu gato. — Eu não posso dizer adeus para Jack e lidar com o drama de Neferet. — Ele olhou de Stevie Rae para Aphrodite. — Eu entendo porque a alma de Zoey se despedaçou. — Não não não não não. — Aphrodite se abaixou sobre ele o pôs seu dedo no rosto de Damien. — Eu não vou lidar com este estresse novamente. Jack estar morto é ruim. Muito ruim. Mas você mantenha-se inteiro. — Por nós, — Stevie Rae adicionou em um tom muito suave, dando a Aphrodite um olhar seja legal! — Mantenha-se inteiro por seus amigos. Nós quase perdemos Zoey. Nós perdemos Jack e Heath. Nós não podemos perder você também. — Eu não posso mais lutar com ela, — Damien disse. — Eu não tenho mais coração. — Ele ainda está aí, — Stevie Rae disse suavemente. — Está apenas ferido. — Ele se curará, — Aphrodite disse, não indelicadamente. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

195

Os olhos de Damien estavam brilhando com lágrimas quando ele olhou para ela. — Como você sabe? Seu coração nunca foi ferido. — Ele voltou seu olhar para Stevie Rae. — Nem o seu. — Enquanto Damien continuava a falar, as lágrimas caíram mais rápido e mais rápido por suas bochechas. — Não deixem seu coração ser ferido. Isso dói demais. Stevie Rae engoliu. Ela não podia contar a ele – ela não podia contar a nenhum deles, mas o quanto mais ela se importava com Rephaim, mais seu coração era ferido a cada dia. — Zoey está se curando, e ela perdeu o Heath, — Aphrodite disse. — Se ela pode fazer isso, você também pode, Damien. — E ela está realmente vindo pra casa? — Damien repetiu a pergunta do início. — Sim, — Aphrodite e Stevie Rae disseram juntas. — Ok. Bom. É. Ficará melhor quando Zoey estiver aqui, — Damien disse, ainda abraçando Duquesa, com Cameron apertado ao seu lado. — Ei, Duquesa e Cammy parece que precisam de uma janta. — Aphrodite disse. Stevie Rae estava surpresa de vê-la alcançar, e, tentar acariciar a cabeça da cadela. — Não vejo nenhuma comida de cachorro aqui, e tudo que Cammy tem é esta coisa miserável e seca. Francamente, Malévola nem olha para coisas que não se pareçam com peixe fresco. O que acha de Darius me ajudar a trazer alguma comida pra eles? A menos que você prefira ficar sozinho. Aí então, eu posso levar Cammy e Duquesa comigo e alimentá-los pra você. Os olhos de Damien se alargaram e rolaram. — Não! Não leve eles. Eu quero que eles fiquem aqui comigo. — Ok, ok, sem problemas. Darius pode pegar a comida da Duquesa, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

196

— Stevie Rae falou, se perguntando em que diabos Aphrodite estava pensando. Não havia jeito de que Damien precisasse ficar sem aqueles animais. — A comida e as coisas de Duq estão no quarto de Jack, — Damien disse, terminando em um pequeno soluço. — Você quer que tragamos todas as coisas dela para cá? — Stevie Rae perguntou, pegando a mão de Damien. — Sim, — ele sussurrou. Então seu corpo estremeceu e seu rosto empalideceu ainda mais do que já estava. — E não deixem-nos jogar as coisas de Jack fora! Eu tenho que vê-las! Eu tenho que passar por isso! — Estou na sua frente com isso. Não há forma de eu deixar aqueles vamps colocarem suas garras nas coleções super legais de Jack. Eu deleguei a responsabilidade de empacotar as coisas dele e escondê-las para as Gêmeas, — Aphrodite disse, com olhar presunçoso. Damien, claramente esquecendo por apenas um instante que seu mundo estava imerso em tragédia, quase sorriu. — Você conseguiu que as Gêmeas façam algo? — Com certeza, — Aphrodite disse. — O que isso te custou? — Stevie Rae perguntou. Aphrodite fez uma careta. — Duas camisas da nova coleção do Hale Bob. — Mas eu não sabia que as coisas de primavera dele já estavam à venda, — Damien disse.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

197

— A: Olá – feliz10 que você saiba disso, e b: as coleções estão sempre à venda mais cedo se você é podre de rico e sua mãe "conhece" alguém, — ela disse, gesticulando as aspas da palavra no ar. — Quem é Hale Bob? — Stevie Rae perguntou. — Oh, pelo amor do saco plástico, — Aphrodite disse. — Apenas venha comigo. Você pode me ajudar a carregar os apetrechos da cachorra. — E com isso você quer dizer eu carregá-los, certo? — Certo. — Aphrodite se abaixou, e, como se ela fizesse isso todos os dias, beijou Damien no topo da cabeça. — Voltarei com os trecos da cachorra e do gato. Oh, quer que eu traga a Malévola? Ela.. — Não! — Damien e Stevie Rae disseram juntos com tons gêmeos de horror. Aphrodite levantou seu queixo indignadamente. — É tão típico que ninguém entenda aquela magnífica criatura exceto eu. — Vejo você logo, — Stevie Rae falou a Damien, e beijou-o na bochecha. Do lado de fora, no corredor, Stevie Rae encarou Aphrodite. — Sério, até mesmo você não pode ter pensado que levar aqueles animais pra longe dele seria uma boa ideia. Aphrodite rolou seus olhos e jogou seu cabelo para trás. — Claro que não, sua débil mental. Eu sabia que isso o deixaria horrorizado e começaria a tirá-lo deste estado super-deprimido-desprovido-de-reação, coisa que, de 10 Feliz: no original a palavra é gay, que significa feliz e também é usada para se referir a uma pessoa que é homossexual. Neste caso a personagem faz uma brincadeira com a palavra para os dois sentidos. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

198

certo, aconteceu. Darius e eu traremos a comida para o zoológico, e, apenas coincidentemente, pararemos no salão de jantar e pegaremos alguma coisa pra levar pra nosso jantar, traremos o bastante pra ele, e Damien é muito princesa pra nos expulsar ou deixar prepararmos nossa refeição sozinhos. Et voilà! Damien tem algo em seu estômago antes de ter que atravessar todo o horror de toda a pira funerária. — Neferet está preparando algo realmente, realmente mau, — Stevie Rae disse. — Conte com isso, — Aphrodite disse. — Bem, por fim isto acontecerá na frente de todos, então ela não pode tipo matá-la. Aphrodite levantou suas sobrancelhas desdenhosamente para Stevie Rae. — Na frente de todos Neferet libertou Kalona, matou Shekinah, e tenteou mandar Stark, que é incapaz de errar o alvo em que diabos ele atira, a atirar uma flecha em você uma vez e em Z na outra vez. Seriamente, caipira, siga a pista. — Bem, haviam circunstâncias atenuantes comigo, e Neferet não mandou Stark atirar em Z na frente de toda a escola, apenas na nossa frente e de um bando de freiras. É claro que agora ela está dizendo que Kalona obrigou-a a fazer ambas as coisas. Além disso, ainda é nossa palavra contra a dela. Ninguém ouve adolescentes, ou freiras, para o que importa. — Você duvida por um instante sequer que Neferet pode fazer o que quiser esta noite como se fosse uma criança inocente? — Aphrodite parou para uma careta. — Deusa, eu não suporto bebês – uh, todo esse vomitar e comer e cagar e coisas assim. Além disso, eles esticam seus.. — Sério? — Stevie Rae interrompeu seu discurso. — Eu não estou falando de partes de meninas e bebês com você. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

199

— Eu estava apenas usando uma analogia, estúpida. Basicamente, nós estaremos dentro de alguma merda em apenas umas poucas horas. Então prepare Z enquanto eu tento sustentar Damien para que ele não se dissolva numa poça de lágrimas, catarro e angústia esta noite. — Sabe, você não pode fingir ser toda "eu não me importo com Damien" comigo depois de eu ver você beijá-lo no topo de sua cabeça. — Coisa que eu negarei pelo resto de minha muito longa e atrativa vida, — Aphrodite disse. — Aphrodite, você nunca irá perder a obsessão consigo mesma? Stevie Rae e Aphrodite deram uma parada de repente quando Kramisha se levantou das sombras na beira da varanda do dormitório das garotas. — Eu vou ter que examinar meus olhos. Eu não posso ver uma droga até que ela esteja direto na minha frete, — Stevie Rae disse. — Não é você, — Aphrodite disse em uma voz inexpressiva. — É Kramisha. Elas está de preto. Sombras são pretas – portanto a razão pela qual não a vimos. Kramisha se levantou e olhou para baixo de seu nariz para Aphrodite. — Não, você apenas não.. — Oh, por favor, guarde isso pra si. — Aphrodite murmurou passando por ela até a porta do dormitório. — Preconceito, opressão, os Homens, blá, blá, eca, blá. Eu sou a maior minoria aqui, então nem mesmo tente jogar isso em mim. Kramisha piscou duas vezes e olhou tão surpresa quanto Stevie Rae.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

200

— Uh, Aphrodite, — Stevie Rae disse. — Você parece a Barbie. Como no inferno você pode ser uma minoria? Aphrodite apontou para sua própria testa, que estava completamente branca e sem Marcas. — Humana numa escola cheia de calouros e vamps igual mi-no-ria. Ela abriu a porta e se contorceu no prédio. — Essa garota não é humana, — Kramisha disse. — Eu diria mais como uma cadela louca, mas eu não quero ofender as cadelas. Stevie Rae exalou um longo e sofrido suspiro. — Eu sei. Você está certa. Ela realmente não é legal, mesmo quando ela está sendo legal. Para ela. Se é que isso faz algum sentido. — Não faz, mas você não está fazendo muito sentido em geral, ultimamente, Stevie Rae, — Kramisha disse. — Sabe de uma coisa? Eu não preciso disso agora e eu não sei o que você quer dizer e neste momento eu não me importo. Vejo você mais tarde, Kramisha. Stevie Rae começou a andar, mas Kramisha parou firme em seu caminho. Ela alisou para trás a borda externa de sua peruca e disse, — Você não tem razão para ter este tom de ódio em sua voz comigo. — Meu tom não é de ódio. Meu tom é de irritação e cansaço. — Nah. É de ódio e você sabe disso. Você não deveria mentir muito. Você não é muito boa nisso. — Muito bem. Não mentirei muito. — Stevie Rae limpou sua garganta, deu uma pequena sacudida como um gato pego em um banho de Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

201

primavera, colocou um grande e falso sorriso em seu rosto, e recomeçou em um tom de voz super brilhante. — Ei, amiga, bom ver você, mas eu tenho que ir agora! Kramisha levantou as sobrancelhas. — Ok, primeiro, não diga "amiga". Você parece aquela garota daquele filme antigo, As Patricinhas de Beverly Hills. A loura que Stacey Dash transformou em algo popular. Nada. Bom. Segundo, você não pode fugir agora porque eu tenho que te dar.. — Kramisha! — Sacudindo sua cabeça, Stevie Rae se afastou do pedaço de papel roxo que Kramisha estava dando pra ela. — Eu sou apenas uma pessoa! Eu não posso dirigir nada mais agora além do monte de merda que eu já estou presa – desculpe o meu Francês. Mas você tem que manter seus poemas proféticos pra si mesma. Pelo menos até Z chegar, resolver tudo, e me ajudar a ter certeza de que Damien não se jogará do topo do prédio mais próximo. Kramisha estreitou o olhar para ela. — Pena que você não é apenas uma pessoa. — Mas que carambolas você quer dizer? Claro que eu sou uma pessoa. G-Zuis, eu desejo que houvesse mais que uma de mim. Então eu poderia manter um olho em Damien, me certificar de que Dragon não está totalmente insano, pegar Zoey no maldito aeroporto a tempo e descobrir o que está havendo com ela, arrumar alguma porcaria pra comer, e começar a lidar com o fato de que Neferet está tramando um pastoreio de gatos11 de enormes proporções esta noite no funeral de Jack. Oh, e talvez uma eu poderia tomar um longo banho de espumas e ouvir meu Kenny Chesney enquanto eu leio o fim de Somente Deus por Testemunha12. — Somente Deus por Testemunha? Você quer dizer aquela história do 11 Pastoreio de gatos: expressão usada para se referir a algo extremamente difícil. 12 Somente Deus por Testemunha: título nacional do filme/livro "A Night to Remember". Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

202

Titanic que eu li no ano passado na aula de Literatura? — É. Nós tínhamos apenas começado a ler quando eu morri e revivi, então eu nunca terminei de ler. Eu meio que gostei da história. — Aqui. Vou te ajudar. O NAVIO AFUNDA. ELES MORREM. Fim. Agora, nós podemos por favor seguir para algo mais importante? — Ela levantou o pedaço de papel roxo de novo. — Sim, detestável, eu sei o que acontece, mas isso não quer dizer que não é uma boa história. — Stevie Rae prendeu um cacho loiro atrás da orelha. — Você disse que eu não conto bem mentiras? Ok, aqui vai a verdade. Minha mamãe diria que eu tenho muita porcaria no meu prato agora para pegar mais uma garfada de estresse-frango-frito, então vamos deixar a coisa do poema de lado por enquanto. Surpreendendo totalmente Stevie Rae, Kramisha deu um grande passo em seu espaço pessoal, e então segurou-a pelos ombros. Olhando fixamente em seus olhos, ela disse, — Você não é apenas uma pessoa. Você é uma Alta Sacerdotisa. Uma Alta Sacerdotisa Vermelha. A única deles. Isso que dizer que você tem que lidar com o estresse. Um monte dele. Especialmente agora quando Neferet está criando todo tipo de bagunça ensandecida. — Eu se disso, mas.. Kramisha sacudiu forte seus ombros, e cortou-a dizendo, — Jack está morto. Eles não falaram quem é o próximo. — Então a Poetiza Laureada piscou algumas vezes, franzindo sua suave testa marrom, se inclinou para frente, e deu uma gigante farejada no ar próximo ao rosto de Stevie Rae. Stevie Rae se puxou de seu aperto de torno e deu um passo para trás. — Você está me farejando?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

203

— Sim. Você cheira estranho. Eu percebi isso antes. Quando você estava no hospital. — E daí? — E daí que isso me lembra de algo. — Sua mãe? — Stevie Rae disse com uma forçada indiferença. — Nem mesmo vá por este lado. E enquanto eu penso nisso, onde você está indo? — Supõe-se que eu devia estar ajudando Aphrodite a pegar umas coisas pra alimentar o gato de Damien e a Duquesa. Então eu tenho que buscar a Z no aeroporto e deixá-la saber que Neferet decidiu ficar d elado e deixá-la acender a pira funerária de Jack. Esta noite. — É, nós ouvimos sobre isso. Não parece certo pra mim. — Zoey acender a pira de Jack? — Não, Neferet deixá-la fazer isso. — Kramisha coçou a cabeça e sua peruca amarela se moveu de um lado para o outro. — Então, esta é a parada: deixe Aphrodite cuidar das coisas de Damien agora. Você precisa sair daqui, — ela parou e acenou com a mão longa e unhas douradas para as árvores que circulavam o campus da House of Night — e faça esta coisade-comunicação-com-a-terra-brilhante-verde que você faz. De novo. — Kramisha, eu não tenho tempo pra fazer isso. — Eu não fiz ainda. Você precisa se recarregar antes que todo o inferno seja solto. Veja, eu não estou realmente certa se Zoey está preparada para o que pode acontecer esta noite.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

204

Ao invés de dar um chega-pra-lá em Kramisha e seu eu mandão, Stevie Rae hesitou e pensou sobre o que ela estava falando. — Você deve estar certa, — ela disse lentamente. — Ela não quer voltar, você sabe disso, né? — Kramisha disse. Stevie Rae enquadrou os ombros. — Bem, você quereria? Ela passou por muita coisa. — Eu não acho que eu fosse querer, por isso eu estou te dizendo, porque eu entendo. Mas Zoey não é a única de nós que atravessou muita coisa ultimamente. Alguns de nós ainda estão passando por muitas coisas. Nós temos que aprender a cuidar de nossos negócios e lidar com isso. — Ei, ela está voltando – ela está lidando com isso, — Stevie Rae disse. — Eu não estava apenas falando sobre Zoey. — Kramisha dobrou o pedaço de papel roxo no meio e entregou para Stevie Rae, que pegou relutantemente; quando ela assentiu com a cabeça e começou a desdobrálo, Kramisha sacudiu sua cabeça. — Você não precisa ler na minha frente. — Stevie Rae olhou para a Poetiza Laureada com um ponto de interrogação marcado em seu rosto. — Olhe, exatamente agora eu tenho que falar com você como uma Poetiza Laureada para sua Alta Sacerdotisa, então você precisa ouvir. Pegue este poema e vá para as árvores. Leia-o ali. Pense muito bem sobre ele. O que quer que você tenha feito, você precisa fazer uma mudança. Este é o terceiro aviso sério que eu recebo sobre você. Pare de ignorar a verdade, Stevie Rae, porque isso não afeta apenas você mesma. Você está me ouvindo? Stevie Rae deu uma profunda respiração. — Estou te ouvindo. — Bom, vá agora. — Kramisha começou a entrar no dormitório. — Ei, você poderia explicar para Aphrodite que eu tenho algo a fazer, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

205

então eu não virei? Kramisha olhou sobre seu ombro para Stevie Rae. — É, mas você me deverá um jantar no Red Lobster. — É, tá. Eu gosto do Lobster, — Stevie Rae disse. — Eu vou pedir o que eu quiser. — Claro que sim, — Stevie Rae murmurou, suspirou de novo, e se dirigiu para as árvores.

CAPÍTULO DEZESSETE Stevie Rae Stevie Rae não estava completamente certa sobre o que o poema significava, mas ela tinha certeza de que Kramisha estava certa - ela precisava parar de ignorar a verdade e mudar. A parte difícil era, ela não estava certa se ela podia encontrar a verdade mais, muito menos saber como mudar as coisas. Ela olhou para o poema. Sua visão noturna era tão boa que ela nem mesmo teve que movê-lo para fora das sombras sob o antigo carvalho que delimitavam a Utica Street ao lado do campus e ao lado da rodovia que se dirigia para a entrada da escola. — Haiku é sempre tão malditamente confuso, — ela murmurou enquanto relia o poema de três linhas novamente:

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

206

Você precisa dizer ao seu coração O manto de segredos sufoca Liberdade: dele para escolher. Era sobre Rephaim. E ela. De novo. Stevie Rae sentou seu traseiro na base da grande árvore e deixou suas costas descansarem contra sua grossa casca, confortando-se com a sensação de força que o carvalho exalava. Eu devo dizer ao meu coração, mas o que eu diria? E eu sei que manter este segredo está me sufocando, mas não há ninguém para quem eu possa falar sobre Rephaim. Liberdade é dele para escolher? Infernos, é, mas o pai dele mantém um controle tão duro com ele que ele não enxerga. Stevie Rae pensou em quão irônico era que um antigo imortal e seu filho meio-pássaro, meio-imortal tinham o que era basicamente uma versão à moda antiga do mesmo relacionamento abusivo pai/filho que um zilhão de outras crianças que ela conhecia tinham com seus pais babacas. Kalona tratara-o como um escravo e o fizera acreditar nestas besteiras sobre si mesmo por tanto tempo que Rephaim nem mesmo percebia o quão errado isso era. Então, é claro, era igualmente confuso ela estar onde estava com Rephaim – com Imprint e ligada a ele por causa da dívida da promessa que ela fez ao touro negro da Luz. — Bem, não realmente apenas por causa da dívida, — Stevie Rae sussurrou para si mesma. Ela tinha sido atraída a ele antes disso. — Eu ggosto dele. — Ela tropeçou nas palavras, mesmo embora a noite estivesse silenciosa e apenas as árvores ouvintes estavam presentes. — Eu queria saber se isto é por causa de nosso Imprint ou porque há realmente algo, alguém dentro dele que valha a pena. Ela sentou ali, observando a teia de galhos nus de inverno sobre sua cabeça. E então, já que ela estava se abrindo para as árvores, ela adicionou, Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

207

— A verdade é que eu não deveria vê-lo novamente. — Apenas imaginar Dragon descobrindo que ela havia salvado e tinha um Imprint com a criatura que matou Anastasia fez que ela se sentisse como se quisesse vomitar. — Talvez a parte sobre liberdade do poema quer dizer que se eu parar de vê-lo, Rephaim poderá escolher ir embora. Talvez nosso Imprint sumirá se nós ficarmos afastados. — Apenas o pensamento disso fez com que ela quisesse vomitar também. — Eu realmente queria que alguém pudesse me dizer o que fazer, — ela disse sombriamente, descansando seu queixo nas mãos. Como se respondendo a ela, a briza noturna trouxe o som de alguém soluçando. Franzindo a testa, Stevie Rae se levantou, ergueu a cabeça, e escutou. Definitivamente alguém estava chorando compulsivamente. Ela não queria, de fato, seguir o som. A verdade era, ela tinha chorado mais que o suficiente ultimamente, secado suas reservas, mas o choro era tão profundamente triste, que ela não pôde ignorá-lo – não estaria certo ignorar. Então Stevie Rae deixou o choro guiá-la para a pequena estrada que terminava no grande e negro portão de ferro que era a entrada principal da escola. De início ela não entendeu o que estava vendo. É, ela podia dizer que a pessoa chorando era uma mulher, e ela estava fora do portão da House of Night. Quando Stevie Rae se aproximou pôde ver que a mulher estava ajoelhada em frente ao portão, exatamente no lado direito dele. Ela inclinou-se para o que parecia ser uma grande coroa de flores funerária feita de cravos rosa de plástico e coisas verdes contra a pilastra de pedra. Na frente da coroa ela tinha acendido uma vela verde, e, enquanto ela continuava a chorar, estava pegando uma fotografia de sua bolsa. Foi quando a mulher atraiu a fotografia para seus lábios para beijá-la que os olhos de Stevie Rae capturaram seu rosto.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

208

— Mama! Ela mau sussurrou a palavra, mas a cabeça de sua mãe se levantou e seus olhos instantaneamente acharam Stevie Rae. — Stevie Rae, bebê? Ao som da voz de sua mãe, o nó que estava se formando no estômago de Stevie Rae de repente se dissolveu, e ela correu para o portão. Com nenhum outro pensamento exceto alcançar sua mãe, Stevie Rae escalou a parede de pedra facilmente, aterrizando do outro lado. — Stevie Rae? — ela repetiu, desta vez em um questionante sussurro. Achando impossível falar, Stevie Rae apenas acenou com a cabeça, fazendo as lágrimas que tinham começado a encher seus olhos inundou e se derramou sobre seu rosto. — Oh, bebê, estou tão feliz de conseguir vê-la uma vez mais. — Sua mãe limpou seu rosto com um lenço de pano antigo que ela estava segurando em uma das mãos, fazendo um óbvio esforço para parar de chorar. — Querida, você está feliz onde quer que você esteja? — Sem esperar por uma resposta, ela continuou falando, olhando fixamente para o rosto de Stevie Rae como se estivesse tentando memorizá-lo. — Eu senti tanto sua falta. Eu queria ter vindo antes e deixado esta coroa para você, e a vela e esta fotografia realmente fofa, mas eu não pude vir para cá por causa da tempestade. Então, quando as estradas foram abertas, eu não pude vir por causa de mim mesma, porque visitar este lugar e deixar todas estas coisas aqui faria disso o fim. Você realmente estaria morta. — Ela murmurou a palavra, incapaz de falar. — Oh, Mama! Eu senti tanta falta de você também! — Stevie Rae se atirou em seus braços, enfiou seu rosto no casaco azul de sua mãe, e respirando o cheiro de lar, chorou com todo seu coração. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

209

— Oh, querida. Vai dar tudo certo. Você verá. Tudo ficará bem. — Ela acalmou e deu um tapinha nas costas de Stevie Rae e a abraçou bem forte. Finalmente, depois do que parecia ser horas, Stevie Rae foi capaz de olhar para sua mãe. Virginia "Ginny" Johnson sorriu entre suas lágrimas e beijou sua filha, primeiro na testa e então gentilmente em seus lábios. Depois disso ela alcançou dentro do bolso de seu casaco e puxou um segundo lenço, este ainda dobrado. — Foi bom eu ter comprado mais de um. — Obrigada, Mama. Você sempre vem preparada. — Stevie Rae sorriu e secou seu rosto e assoou seu nariz. — Você não tem nenhum daqueles cookies de chocolate, tem? Sua mãe franziu a testa. — Bebê, como você pode comer? — Bem, com minha boca como eu sempre comi. — Bebê, — ela disse, parecendo cada vez mais confusa. — Eu não me importo que você esteja se comunicando através do mundo dos espíritos. — Mama Johnson disse a última parte com um tom meio que "woo-woo" para sua voz e tentou fazer gestos meio místicos com as mãos. — Estou apenas realmente feliz de poder ver minha menina novamente, mas eu tenho que admitir que levará um tempo para eu me acostumar com a ideia de você ser um fantasma, e essa coisa toda, especialmente um que chora lágrimas reais e come. Isso simplesmente não faz muito sentido. — Mama, eu não sou um fantasma. — Você é algum tipo de aparição? De novo, bebê, isso não importa para mim. Eu ainda amarei você. Eu virei aqui e te visitarei muitas e muitas vezes se for isso que você quer para assombrar. Eu só estou perguntando para que eu possa saber.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

210

— Mama, eu não estou morta. Bem, não mais. — Bebê, você teve uma experiência paranormal? — Mama, você não tem ideia. — E você não está morta? Absolutamente? — Mama Johnson perguntou. — Não, e eu realmente não sei por quê. Parece que eu morri, mas então eu voltei, e agora eu tenho isto, — Stevie Rae apontou para as Marcas de tatuagem vermelha de videiras e folhas que preenchiam seu rosto. — Aparentemente, eu sou a primeira Vampyra Vermelha Alta Sacerdotisa. Mama Johnson tinha parado de chorar, mas à explicação de Stevie Rae, lágrimas encheram seus olhos e transbordaram novamente. — Não morta..., — ela sussurrou entre soluços. — Não morta... Stevie Rae foi para os braços de sua mãe novamente e apertou-a forte. — Eu sinto muito por não ter ido contar a você. Eu queria. Eu realmente, realmente queria. Foi só que, bem, eu não era eu mesma assim que eu revivi. E então todo o Hades explodiu na escola. Eu não podia me afastar, e eu não podia simplesmente ligar pra você. Quero dizer, como você liga pra sua mama e diz, "Oi, não desligue. Sou realmente eu e eu não estou mais morta." Eu acho que eu apenas não soube o que fazer. Me desculpe, — ela repetiu, fechando seus olhos e abraçando sua mãe com tudo que ela tinha. — Não, não, está bem. Está bem. Tudo que importa é que você está aqui e bem. — Sua mama se separou de Stevie Rae para que ela pudesse olhá-la enquanto secava seus olhos. — Você está bem, não está, bebê? — Estou bem, Mama.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

211

Mama Johnson estendeu a mão segurou o queixo de Stevie Rae, forçando sua filha a encontrar seu olhar. Ela sacudiu sua cabeça e em sua voz de mãe firme e familiar, disse, — Não é legal mentir para sua mama. Stevie Rae não sabia o que dizer. Ela olhou fixamente para sua mãe enquanto a represa de segredos, mentiras e saudades começou a quebrar dentro dela. Mama Johnson pegou as mãos de sua filha, cada uma delas, e olhou em seus olhos. — Estou aqui. Eu amo você. Diga-me, bebê, — ela disse suavemente. — É ruim, — Stevie Rae disse. — Muito ruim. A voz de sua mãe estava cheia de amor e de calidez. — Bebê, não existe nada tão ruim quanto você estar morta. Isso foi o que decidiu Stevie Rae – o amor incondicional de sua mama. Ela deu uma profunda respiração, e quando soltou o ar, desabafou, — Eu tenho um Imprint com um monstro, Mama. Uma criatura que é metade humano e metade pássaro. Ele fez coisas más. Coisas más de verdade. Ele até mesmo matou pessoas. A expressão de Mama Johnson não mudou, mas sua pegada à mãe de Stevie Rae se apertou. — Esta criatura está aqui? Em Tulsa? Stevie Rae assentiu. — Entretanto, ele está se escondendo. Ninguém na House of Night sabe sobre ele e eu. — Nem mesmo Zoey? — Não, especialmente Zoey. Ela teria surtado. Diabos, Mama, todos que eu conheço surtariam. Eu sei que eu vou dar um jeito. Tenho que dar, e

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

212

mas não sei o que fazer. É tão horrível. Todos me odiarão. Ninguém entenderá. — Nem todos odiarão você, bebê. Eu não odeio você. Stevie Rae suspirou e sorriu. — Mas você é minha mama. É seu trabalho me amar. — É trabalho de amigos amar você também, se eles forem verdadeiros amigos. — Mama Johnson parou, e então perguntou lentamento, — Bebê, esta criatura fez algo com você? Quero dizer, eu não sei muito sobre coisas de vampyros, mas todos sabem que ter um Imprint com um vampyro é uma coisa séria. Algo aconteceu pra você fazer isso com ele? Se foi isso que aconteceu nós podemos ir à escola. Eles entenderão e precisarão ter alguma forma de ajudar você a se livrar dele. — Não, Mama. Eu tive um Imprint com Rephaim porque ele salvou minha vida. — Ele trouxe você de volta da morte? Stevie Rae sacudiu sua cabeça. — Não, eu não tenho certeza de como eu revivi, mas isso tem algo relacionado à Neferet. — Então eu devo agradecê-la, bebê. Talvez eu irei– — Não, Mama! Você tem que ficar longe da escola e longe de Neferet. O que quer que ela tenha feito não é porque ela é boa. Ela finge ser, mas ela é exatamente o oposto. — E esta criatura que você chama de Rephaim? — Ele tem estado do lado da Escuridão por muito tempo. Seu pai é realmente mau e ele bagunçou com sua cabeça. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

213

— Mas ele salvou sua vida? — Mama Johnson perguntou. — Duas vezes, Mama, e ele faria de novo. Eu sei que faria. — Bebê, pense bem antes de me responder duas perguntas. — Ok, Mama. — Primeira, Você vê algo bom nele? — Sim, — Stevie Rae disse sem hesitação. — Eu realmente vejo. — Segunda, ele machucaria você? Você está segura com ele? — Mama, ele encarou o monstro mais terrível que eu posso descrever para me salvar, e quando ele fez isso, o monstro se virou contra ele e feriuo. Muito. Ele fez isso para que eu não me ferisse. Eu honestamente acho que ele morreria antes de me machucar. — Então, aqui está a verdade de meu coração pra você: eu nem sequer posso começar a imaginar como ele pode ser uma mistura de homem e pássaro, mas estou colocando de lado esta loucura porque ele salvou sua vida e você está ligada à ele. Isso quer dizer, meu bem, que quando chegar a hora dele escolher entre as coisas más de seu passado e um diferente futuro com você, se ele for forte o bastante escolherá você. — Mas meus amigos não aceitarão ele, e pior que isso, os vampyros tentarão matá-lo. — Bebê, se seu Rephaim fez coisas más como você disse que ele fez, e eu acredito em você, ele terá consequências a sofrer. Isto é para ele, e não você. O que você precisa se lembrar é: as únicas atitudes pessoais que você pode controlar são as suas próprias. Você faz o que é certo, bebê. Você sempre foi boa nisso. Proteja-se. Levante-se pelo que você acredita. É isso – Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

214

isso é tudo que eu posso fazer. E se este Rephaim ficar ao seu lado, você pode se surpreender com o que acontecerá. Stevie Rae pôde sentir seus olhos se enchendo de lágrimas de novo. — Ele disse que eu tinha que vê-la. Ele nunca conheceu sua mama. Ela foi estuprada por seu pai e morreu quando ele nasceu. Mas ele me disse, não muito tempo atrás, que eu tinha que achar uma forma de ver você. — Bebê, um monstro não diria isso. — Ele não é humano, Mama. — Stevie Rae estava segurando a mão de sua mãe tão forte que seus dedos estavam dormentes, mas ela não podia soltar. Ela não queria soltar. — Stevie Rae, você não é humana também, não mais, e isso não faz um pingo de diferença pra mim. Este garoto Rephaim salvou sua vida. Duas vezes. Então eu realmente não me importo se ele é parte rinoceronte e tem um chifre gigante em sua cabeça. Ele salvou minha menina, e você dirá a ele da próxima vez que vê-lo que ele ganhará um gigantesco abraço por isso. Um riso escapou da boca de Stevie Rae da imagem mental de sua mama abraçando Rephaim. — Eu direi a ele. O rosto de Mama Johnson endureceu em sua expressão séria. — Você sabe, quanto mais cedo você contar a todos sobre ele, melhor será, certo? — Eu sei. Eu tentarei. Tem muita coisa acontecendo agora e não é uma boa hora para eu despejar isso em todos. — Sempre é a hora certa para a verdade, — disse Mama Johnson. — Oh, Mama, eu não sei como me enfiei nesta confusão.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

215

— É claro que você sabe, bebê. Eu nem mesmo estava lá e posso dizer a você que algo fez esta criatura chegar até você, e que algo pode terminar sendo sua redenção. — Só se ele for forte o bastante, — Stevie Rae disse. — E eu não sei se ele é. Até onde eu sei ele nunca se levantou contra o seu pai antes. — Seu pai aprovaria você estar com ele? Stevie Rae zombou, — Sem chances. — Mas ele salvou sua vida duas vezes e teve um Imprint com você. Bebê, pra mim isso diz que ele tem se levantado contra seu pai por agora. — Não, ele fez tudo isso enquanto seu pai estava, bem, deixe-me apenas dizer fora do país. Ele está de volta agora, e Rephaim voltou a fazer o que ele quer. — Sério? Como você sabe isso? — Ele me falou hoje quando ele.. — As palavras de Stevie Rae se quebraram e ele arregalou seus olhos. Sua mãe sorriu e assentiu com a cabeça. — Vê? — Ohminhadeusa, você deve estar certa! — Claro que estou certa. Eu sou sua mama. — Amo você, Mama, — Stevie Rae disse. — E eu amo você também, minha bebê.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

216

CAPÍTULO DEZOITO Rephaim — Eu não posso acreditar que você está fazendo isso, — Kalona disse, andando de um lado para o outro através da varanda da cobertura do Mayo. — Estou fazendo isso porque é necessário, está na hora, e é a coisa certa a fazer! — A voz de Neferet aumentou enquanto ela falava como se estivesse explodindo de dentro para fora. — A coisa certa a fazer! Como se você fosse uma criatura da Luz? — Rephaim não pôde parar as palavras, nem mesmo simular sua voz para parecer qualquer coisa exceto incrédula. Neferet o rodeou. Ela levantou sua mão. Rephaim pôde ver tentáculos de poder se agitando no ar em volta dela, sendo absorvidas em sua pele, rastejando sob ela. A visão fez seu estômago se contrair enquanto ele se lembrava do terrível toque daqueles tentáculos da Escuridão. Automaticamente, ele deu um passo para longe dela. — Você está me questionando, criatura-pássaro? — Neferet pareceu que estava se preparando para arremessar a Escuridão nele. — Rephaim não questiona você, assim como eu não questiono você. — Seu pai se moveu para mais perto de Neferet, parando entre a Tsi Sgili e ele enquanto continuava a falar com a voz calma de autoridade. — Ambos estamos simplesmente surpresos. — Isto é o que Zoey e seus aliados esperariam de mim. Então, mesmo que isso me enjoe, eu vou me humilhar - temporariamente. Fazendo isso eu

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

217

deixo Zoey impotente. O tanto quanto ela sussurra contra mim, ela revelará ser a criança petulante que ela realmente é. — Eu pensava que você preferiria destruí-la do que humilhá-la, — Rephaim disse. Neferet zombou dele e falou para ele como se ele fosse um completo idiota. — Eu posso matá-la esta noite, mas não importa como eu orquestre isso, eu seria implicada. Até mesmo aqueles tontos do Alto Conselho seriam compelidos a vir aqui - me vigiar, e interferir em meus planos. Não, eu não estou pronta pra isso, e até que eu esteja, eu quero Zoey Redbird amordaçada e em seu devido lugar. Ela é uma simples caloura, e será tratada como tal daqui pra frente. E enquanto eu estou cuidando de Zoey estarei também visitando seu pequeno grupo de amigos - especialmente aquela que se intitula como Alta Sacerdotisa vermelha. — A risada de Neferet foi zombadora. — Stevie Rae? Uma Alta Sacerdotisa? Eu pretendo revelar o que ela realmente é. — E o que seria isso? — Rephaim teve que perguntar, embora ele tenha mantido o nível de sua voz, e sua expressão tão neutra como podia. — Ela é uma vampyra que conheceu, e até mesmo abraçou, a Escuridão. — No fim ela escolheu a Luz, — Rephaim disse, e percebeu que tinha falado muito rápido quando os olhos de Neferet se estreitaram. — Mas o fato de que a Escuridão tocou-a, a mudou para sempre, — Kalona disse. Neferet sorriu docemente para Kalona. — Você está perfeitamente certo, meu Consorte.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

218

— Como você pode saber se o toque da Escuridão tem um efeito reforçado na Vermelha? — Rephaim foi incapaz de se parar de perguntar. — É claro que tem. A Vermelha é uma vampyra poderosa sendo jovem e inexperiente, o que é exatamente porque ela pode ter um excelente uso para nós, — Kalona disse. — Eu acredito que exista mais em Stevie Rae do que ela tem mostrado a seus pequenos amigos. Eu a vi quando ela estava na Escuridão. Ela se deleitava com isso, — Neferet disse. — Eu disse que nós precisamos vigiála e ver o que está sob aquele brilhante e inocente exterior. — Neferet pronunciou as palavras sarcasticamente. — Como quisssssser, — Rephaim disse, e estava desgostoso de que a raiva que Neferet causou dentro dele tinha feito ele sibilar como um animal. Neferet olhou fixamente para ele. — Eu sinto uma mudança em você. Rephaim se forçou a continuar encarando Neferet. — Na ausência de meu pai eu estive mais perto da morte e da Escuridão do que alguma vez durante toda minha longa vida. Se você sente uma mudança em mim, talvez seja isso. — Talvez, — Neferet disse lentamente. — E talvez não. Por que eu suspeito que você não esteja completamente satisfeito de seu pai e eu termos retornado para Tulsa? Rephaim se manteve completamente imóvel para que a Tsi Sgili não visse o ódio e a raiva que estavam inundando seu corpo. — Eu sou o filho favorito de meu pai. Como sempre, eu estou a seu lado. Os dias em que ele estava ausente foram os mais obscuros de minha vida.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

219

— Realmente? Que horrível pra você, — Neferet disse sarcasticamente. Então, desdenhosamente, ela desviou-se dele para encarar Kalona. — As palavras de seu filho favorito me lembraram – onde está o resto das criaturas que você chama de suas crianças? Certamente um punhado de calouros e freiras não conseguiu matar todos eles. A mandíbula de Kalona contraiu e relaxou e seus olhos se abriram âmbar. Reconhecendo que seu pai estava lutando para controlar sua raiva, Rephaim falou rapidamente. — Eu tenho irmãos sobreviventes. Eu os vi fugirem quando você e meu pai foram banidos. Os olhos de Neferet se estreitaram. — Eu não estou mais banida. Não mais, Rephaim pensou, encontrando o olhar dela sem piscar, mas um punhado de calouros e freiras conseguiu isso uma vez. Novamente, Kalona atraiu a atenção dela para ele. — Os outros não são como Rephaim. Eles precisam de ajuda para se esconderem na cidade sem ser detectados. Eles precisam achar lugares seguros para se aninharem mais distantes da civilização. — Quando ele falou, sua raiva apenas borbulhou sob a superfície de suas palavras e não ferveu, embora Rephaim se perguntou quão cega Neferet tinha se tornado. Ela realmente acreditava que era tão poderosa que poderia atormentar continuamente um antigo imortal sem pagar as consequências de sua ira? — Bem, nós estamos de volta. Eles deviam estar aqui. Eles são aberrações da natureza, mas eles têm suas utilidades. Durante as horas do dia eles podem ficar lá, bem distante de meus aposentos. — Ela acenou em direção à suíte luxuosa da cobertura. — À noite, eles podem espreitar por aqui e aguardar minhas ordens. — Você quer dizer minhas ordens. — Kalona não tinha levantado sua voz, mas o poder que retumbou através dela causou arrepios nos braços de

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

220

Rephaim. — Meus filhos obedecem apenas a mim. Eles estão ligados a mim através de sangue e magia e tempo. Apenas eu posso controlá-los. — Então eu presumo que você pode controlá-los para trazê-los para cá? — Sim. — Bem, convoque-os ou faça Rephaim arrebanhá-los aqui, ou o que seja que você faça. Eu não posso esperar cuidar de tudo. — Como quiser, — Kalona disse, ecoando a declaração anterior de Rephaim. — Agora eu irei me humilhar diante de uma escola cheia de seres inferiores porque você não evitou que Zoey Redbird retornasse a este reino. — Seus olhos pareciam gelo verde. — E é por isso que agora você obedece apenas a mim. Esteja aqui quando eu retornar. — Neferet deixou a varanda. Seu longo manto devia ter prendido na porta que ela bateu atrás dela, mas no último instante ele ondulou e deslizou para perto do corpo da Tsi Sgili, envolvendo-se em seus tornozelos como uma pegajosa poça de alcatrão. Rephaim encarou seu pai, o antigo imortal que ele servira fielmente por séculos. — Como você pode permitir que ela fale com você assim? Que use-o assim? Ela chamou meus irmãos de aberração da natureza, mas é ela que é o verdadeiro monstro! — Rephaim sabia que não devia ter falado com seu pai assim, mas ele não pôde se ajudar. Ver o orgulhoso e poderoso Kalona ser comandando como um servo era insuportável. Enquanto Kalona se aproximava Rephaim se preparou para o que certamente viria. Ele vira a ira de seu pai desencadeada antes – ele sabia o que esperar. Kalona desdobrou suas asas e se elevou sobre seu filho, mas o

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

221

golpe que Rephaim esperava não veio. Ao invés disso quando ele encontrou o olhar de seu pai, ele viu desespero e não raiva. Parecendo um deus caído, Kalona disse, — Você também, não. Eu esperava dela desrespeito e deslealdade; ela traiu uma deusa para me libertar. Você, porém, eu nunca acreditei que você se viraria contra mim. — Pai! Eu não fiz isso! — Rephaim disse, afastando de sua mente todos os pensamentos de Stevie Rae. — Eu simplesmente não posso suportar o jeito que ela te trata. — É por isso que eu preciso descobrir uma maneira de quebrar este maldito juramento. — Kalona fez um som mudo de frustração e caminhou pelo parapeito de pedra, olhando para a noite. — Se apenas Nyx tivesse ficado fora da batalha com Stark. Então ele teria permanecido morto e eu sei em minha alma que Zoey nunca teria achado a força para retornar a este reino e seu corpo, não com dois de seus amores mortos. Rephaim seguiu seu pai no parapeito. — Morto? Você matou Stark no Outromundo? Kalona bufou, — É claro que eu matei aquele garoto. Eu e ele lutamos. Ele não tinha a possibilidade de me derrotar, mesmo que ele tenha conseguido se tornar um Guardião e defender Zoey contra você. — Nyx não ressuscitou Stark. Eu fiz. Rephaim piscou em choque. — Você? Kalona acenou com a cabeça e continuou a observar o céu noturno, sem encontrar o olhar de seu filho enquanto falava com uma voz tensa, como se tivesse que forçar cada palavra por sua garganta. — Eu matei Stark. Eu acreditei que Zoey recuaria e permaneceria no Outromundo com as almas de seu Guerreiro e companheiro. Ou talvez que o espírito dela se Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

222

despedaçaria para sempre e ela se tornaria uma errante Caoinic Shi. — Kalona parou e então adicionou, — Embora eu não deseje este último para ela. Eu não a odeio como Neferet. Para Rephaim parecia que seu pai estava falando alto para si mesmo mais do que falando para ele, então quando Kalona fez silêncio ele estava silencioso e paciente, sem querer interrompê-lo, esperando que ele continuasse. — Zoey é mais forte do que eu esperava. — Kalona continuou falando para a noite. — Em vez de recuar ou se despedaçar, ela atacou. — O imortal alado riu com a lembrança. — Ela me espetou com minha própria lança e depois me ordenou que devolvesse a vida de Stark para pagar a dívida de vida que eu a devia por matar aquele garoto dela. Eu recusei, é claro. Incapaz de permanecer em silêncio, Rephaim desabafou, — Mas dívidas de vida são coisas poderosas, Pai. — Verdade, mas eu sou um poderoso imortal. As consequências que regem os mortais não se aplicam a mim. Os pensamentos de Rephaim, como um vento gelado, sussurraram por sua mente: Talvez ele esteja errado. Talvez o que está acontecendo com o Pai é parte das consequências dele ter se considerado muito poderoso para pagar. Mas Rephaim era muito esperto para corrigir Kalona, então ele simplesmente continuou, — Você negou isso a Zoey, e então o que aconteceu? — Nyx aconteceu, — Kalona disse amargamente. — Eu pude me negar a uma infantil Alta Sacerdotisa. Eu não pude me negar à Deusa. Eu nunca poderia me negar à Deusa. Eu soprei uma porção de minha imortalidade em Stark. Ele viveu. Zoey retornou a seu corpo e conseguiu resgatar seu Guerreiro do Outromundo também. E eu estou sob o controle da Tsi Sgili que eu acredito estar completamente insana. — Kalona olhou para

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

223

Rephaim. — Se eu não quebrar este laço ela pode me enfiar na loucura com ela. Ela tem uma conexão com a Escuridão que eu não sentira em séculos. É tão poderosa quanto é sedutora e perigosa. — Você devia matar Zoey. — Rephaim falou as palavras lentamente, hesitantemente, se odiando por cada sílaba porque ele sabia a dor que a morte de Zoey causaria a Stevie Rae. — Eu, é claro, já considerei isso. — Rephaim segurou sua respiração quando Kalona parou. — E eu tenho que acreditar que matar Zoey Redbird seria uma ofensa aberta à Nyx. Eu não tenho servido à Deusa por muitas eras. Eu tenho feito coisas que ela veria como — Kalona parou novamente, desta vez lutando com suas palavras — imperdoáveis. Mas eu nunca tomei a vida de uma sacerdotisa a seu serviço. — Você teme Nyx? — Rephaim perguntou. — Somente um tolo não temeria a Deusa. Até mesmo Neferet evita a ira de Nyx não matando Zoey, embora a Tsi Sgili não admita isso para si mesma. — Neferet está tão inchada com a Escuridão que ela já não pensa racionalmente, — Rephaim disse. — Verdade, mas só porque ela é irracional não quer dizer que ela não seja inteligente. Por exemplo, eu acredito que ela pode estar correta sobre a Vermelha – ela pode ser usada ou talvez até mesmo se desviar do caminho que escolheu. Kalona encolheu os ombros. — Ou ela pode continuar ao lado de Zoey e ser destruída quando Neferet se levantar contra ela. — Pai, eu não acredito que Stevie Rae está simplesmente ao lado de Zoey. Eu acredito que ela está ao lado de Nyx também. Não seria lógico presumir que a primeira Alta Sacerdotisa vermelha de Nyx seria especial para a Deusa, e, portanto, deveria permanecer intocada como Zoey? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

224

— Suas palavras são válidas, meu filho. — Kalona acenou com a cabeça em uma solene concordância. — Se ela não se desviar do caminho da Deusa, eu não prejudicarei a Vermelha. Ao invés de mim, Neferet estará sujeita à ira de Nyx se ela destruir Stevie Rae. Rephaim manteve um apertado controle em sua voz e expressão. — Esta é uma sábia decisão, Pai. — Claro que há outras maneiras de impedir uma Alta Sacerdotisa sem matá-la. — O que você planeja fazer para impedir a Vermelha? — Rephaim perguntou. — Eu não planejo fazer nada à Vermelha até que Neferet consiga desviá-la de seu caminho, e então eu dirigirei seus poderes ou ficarei de lado enquanto Neferet a destrói. — Kalona acenou fora de questão. — Eu estava pensando em Zoey. Se Zoey pode ser persuadida de se levantar contra Neferet publicamente, a Tsi Sgili ficará completamente distraída. Eu e você podemos nos concentrar em quebrar meu laço com ela. — Mas, como Neferet disse, depois de hoje à noite se Zoey falar contra ela, será admoestada e desacreditada. Zoey é esperta o bastante para saber disso. Ela não baterá de frente com Neferet publicamente. Kalona sorriu. — Ah, mas e se seu Guerreiro, seu Guardião, a única pessoa nesta Terra que ela confia acima de todas as outras, começar a sussurrar para ela que ela não deveria permitir que Neferet fuja com suas maldades? Que ela precisa cumprir seu papel de Alta Sacerdotisa, não importam as supostas consequências, e se levantar contra Neferet. — Stark não faria isso.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

225

O sorriso de Kalona se ampliou. — Meu espírito pode entrar no corpo de Stark. Rephaim ofegou. — Como? Ainda rindo, Kalona encolheu seus largos ombros. — Eu não sei. Eu nunca experimentei isso antes. Então isto é mais do que entrar no reino dos sonhos e achar um espírito dormindo? — Muito mais. Stark estava completamente acordado e eu segui a conexão que eu acreditava que me levaria a A-ya no reino dos sonhos, se Zoey estivesse dormindo. A conexão me levou à Stark - dentro de Stark. Eu acredito que ele sentiu algo, mas eu não acredito que ele saiba que era eu. — Kalona inclinou a cabeça, considerando. — Talvez minha habilidade de misturar meu espírito com o dele seja o resultado da porção de minha imortalidade que eu soprei dentro dele. … Imortalidade que eu soprei dentro dele. As palavras de seu pai rodopiavam e rodopiavam na mente de Rephaim. Havia algo ali – algo que ambos deixaram escapar. — Você alguma vez compartilhou sua imortalidade com outro ser? O sorriso de Kalona se desfez. — Claro que não. Minha imortalidade não é um poder que eu desejaria compartilhar com outros. E de repente, o que esteve escapulindo dos pensamentos de Rephaim veio em compreensão. Não é de se admirar que Kalona parecia diferente desde que retornou do Outromundo. Tudo fazia sentido agora. — Pai! Quais foram as palavras exatas do juramento que você fez a Neferet? Kalona franziu a testa para seu filho, mas recitou o juramento: — Se eu falhar em minha busca para destruir Zoey Redbird, caloura Alta Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

226

Sacerdotisa de Nyx, Neferet manterá o domínio sobre meu espírito enquanto eu for um imortal. Excitação atravessou o corpo de Rephaim. — E como você sabe que Neferet tem realmente domínio sobre seu espírito? — Eu não destruí Zoey; ela deve ter domínio sobre mim. — Não, Pai. Se você compartilhou sua imortalidade com Stark, você já não é mais completamente um imortal, assim como Stark não é mais completamente um mortal. As condições do juramento não existem, nem existirão mais. Você não está verdadeiramente ligado à Neferet. — Eu não estou verdadeiramente ligado à Neferet? — A expressão de Kalona passou de descrença a choque, e finalmente a alegria. — Eu não acredito que você esteja, — Rephaim disse. — Só há uma maneira de ter certeza, — Kalona disse. Rephaim acenou com a cabeça. — Você precisa desobedecê-la abertamente. — Isso, meu filho, será um prazer. Enquanto ele observava seu pai jogar seus braços para trás e gritar alegremente para o céu, Rephaim soube que esta noite mudaria tudo, e não importava que ele tinha achado uma maneira de se certificar de que Stevie Rae estivesse segura.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

227

CAPÍTULO DEZENOVE Zoey — Você parece realmente cansado. — Eu toquei o rosto de Stark como se eu pudesse suavizar os círculos escuros sob seus olhos. — Eu pensei que você tinha dormido a maior parte do voo. Stark beijou a palma de minha mão e fez o que parecia ser uma tentativa de seu sorriso pretensioso, na qual falhou miseravelmente. — Estou legal. É apenas cansaço do fuso horário. — Como você pode estar com problemas no fuso horário se eles ainda nem abriram as portas do avião? — Eu apontei meu queixo para a direção do comissário de bordo vampiro que estava ocupado fazendo o que quer que eles fazem para abrir o avião depois de aterrissar. Havia um som de whoosh e a luz do cinto de segurança fez um som de ding! ding! Irritantemente barulhento. — Ali, as portas estão abertas. Eu posso estar com problemas no fuso horário agora, — Stark disse enquanto ele destravava seu cinto de segurança. Sabendo que ele estava repleto de besteiras, eu segurei seu pulso e o fiz ficar em seu assento. — Você sabe que eu posso dizer que algo está errado. Stark suspirou. — Eu apenas tive sonhos ruins novamente, isso é tudo. E quando eu despertei eu nem sequer pude realmente me lembrar deles. De alguma forma esta parece ser a pior parte. É provavelmente um estranho efeito colateral de ter estado no Outromundo. — Ótimo. Você tem TEPT. Eu conheço isso. Ei, eu acho que lembro de Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

228

ler em um dos boletins informativos da House of Night que Dragon é um dos conselheiros da escola. Talvez você pudesse vê-lo e– — Não! — Stark interrompeu, e então beijou meu nariz quando eu franzi a testa para ele. — Pare de se preocupar. Estou bem. Eu não preciso falar com Dragon sobre meus sonhos ruins. Além disso, eu não sei que diabos é TEPT, mas soa muito com uma DST para seu adequado. Eu não pude fazer nada, dei uma risadinha. — Adequado? Você parece com o Seoras. — Aye, mulher, ser me obedecendo que você devia estar! Tirar seu traseiro de sua cadeira. Eu fiz uma carranca e balancei a cabeça. — Não. Me. Chame. De. Mulher. Além disso, é bizarro o quão bem você pode fazer este sotaque. — Ele tinha um ponto sobre sair do estúpido avião, não obstante, eu me levantei e esperei que ele pegasse minha mala de mão. Enquanto subíamos a rampa do avião eu adicionei, — E TEPT significa Transtorno de Estresse Pós-Traumático. — Como você sabe disso? — Eu digitei seus sintomas no Google e isso apareceu. — Você fez o quê? — ele disse tão alto que uma mulher vestindo uma blusa com apliques nos deu um olhar de quem comeu e não gostou. — Sssh. — Eu envolvi meu braço no seu para que pudéssemos falar sem ninguém fazer cara de babaca. — Veja, você tem agido estranho: cansado, distraído, irritado, e você está esquecendo coisas. Eu pesquisei no Google. TEPT apareceu. Você provavelmente precisa de aconselhamento. Ele me deu seu olhar de você-é-uma-mulher-insana. — Z, eu amo você. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

229

Eu a protegerei e ficarei ao seu lado o resto de minha vida. Mas você precisa parar de pesquisar no Google estas coisas relacionadas à saúde. Especialmente coisas relacionadas à minha saúde. — Eu quero apenas ser bem informada. — Você gosta de se assustar pesquisando coisas bizarras de saúde no Google. — E daí? Ele sorriu para mim, e desta vez ele fez seu olhar pretensioso e fofo. — Então você admite isso. — Não necessariamente, — Eu disse, acotovelando-o. Eu não consegui dizer nada mais porque exatamente depois eu estava envolvida no que parecia um mini tornado de Oklahoma. — Zoey! Ohminhadeusa, é tão bom ver você! Eu senti saudades como louca! Você está bem? É horrível sobre Jack, não é? — Stevie Rae estava me abraçando e chorando e falando, tudo ao mesmo tempo. — Oh, Stevie Rae, eu senti saudades também! — E então eu estava chorando com ela e nós ficamos apenas ali segurando apertado uma à outra como se o toque pudesse de alguma forma fazer tudo que estava louco e errado em nosso mundo melhor. Sobre os ombros de Stevie Rae eu vi Stark parado, sorrindo para nós. Ele estava tirando a pequena embalagem de Kleenex que ele mantinha no bolso de sua calça jeans desde que voltou do Outromundo, e eu pensava que talvez, apenas talvez, o toque adicionado ao amor poderia fazer quase tudo melhor em nosso mundo. — Vamos, — eu disse para Stevie Rae enquanto pegávamos os lenços Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

230

de Stark e nós três caminhamos de braços dados através da gigante porta giratória que nos enviou para fora na noite fria de Tulsa. — Vamos para casa, e no caminho você pode me dizer tudo sobre o gigante e fedido monte de merda que está esperando por mim. — Olha a linguagem, u-we-tsi-a-ge-ya. — Vovó! — eu me desprendi de Stevie Rae e Stark e corri para seus braços. Eu a abracei forte, deixando o amor e o suave cheiro de lavanda me rodearem. — Oh, Vovó, estou tão feliz por você estar aqui! — U-we-tsi-a-ge-ya, filha, deixe-me olhar seu rosto. — Vovó me segurou à distância de seu braço, suas mãos em meus ombros, enquanto estudava meu rosto. — É verdade; você está inteira e bem novamente. — Ela fechou seus olhos e sacudiu meus ombros, murmurando, — Graças à Grande Mãe por isso. — Então nós estávamos nos abraçando e rindo ao mesmo tempo. — Como você soube que eu estaria aqui? — Eu perguntei quando eu finalmente fui capaz de parar de abraçá-la. — Seus super legais Sentidos de Aranha disseram a você? — Stevie Rae perguntou enquanto ela caminhou e abraçou a Vovó. — Não, — ela disse, mudando sua atenção de Stevie Rae para Stark, que estava olhando para ela. — Algo muito mais mundano. — Ela sorriu angelicalmente. — Ou eu suponho que deveria dizer alguém muito mais mundano, embora eu não sei se mundano seria uma boa palavra para usar ao me referir a este valioso Guerreiro. — Stark? Você ligou para minha avó? — Ele me deu seu sorriso pretensioso e disse, — É, eu meio que tinha Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

231

uma desculpa para ligar para outra linda mulher chamada Redbird. — Venha aqui, seu galanteador, — Vovó disse. Eu sacudi minha cabeça enquanto Stark abraçava carinhosamente a Vovó, como se ele não tivesse certeza se ela quebraria ou não. Ele tinha ligado para minha avó e avisado quando nosso avião chegava. Os olhos de Stark encontraram os meus sobre os ombros de Vovó. Obrigada, eu murmurei silenciosamente para ele. Seu sorriso se ampliou. Então Vovó estava ali a meu lado novamente, pegando minha mão. — Ei, que tal se eu e Stevie Rae pegássemos o carro enquanto você e sua avó conversam? Eu mal tive tempo de acenar que sim, e os dois se foram, deixando que eu e Vovó procurássemos um banco posicionado convenientemente perto. Nós sentamos por um momento sem dizer nada. Apenas seguramos nossas mãos e olhamos uma para a outra. Eu não percebi que estava chorando até Vovó delicadamente secar as lágrimas de meu rosto. — Eu sabia que você voltaria para nós, — ela disse. — Me desculpe por te preocupar. Me desculpe por não ter– — Sssh, — Vovó me silenciou. — Não há necessidade de desculpas. Você fez seu melhor, e seu melhor é bom o bastante para mim. — Eu fui fraca, Vovó. Eu ainda sou fraca, — Eu disse honestamente. — Não, u-we-tsi-a-ge-ya, você é jovem, e isso é tudo. — Ela tocou meu rosto gentilmente. — Sinto muito por seu Heath. Sentirei saudades daquele jovem homem.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

232

— Sentirei também, — eu disse, piscando forte para não começar a chorar novamente. — Mas eu sinto que vocês se conhecerão novamente. Talvez nesta vida, talvez na próxima. Eu balancei a cabeça. — Foi isso que Heath disse também, antes de ir para o próximo reino do Outromundo. O sorriso de Vovó foi sereno. — O Outromundo – eu sei que foi sob circunstâncias de partir o coração, mas você ganhou um grande presente quando foi permitida a viajar ali e voltar. Suas palavras me fizeram pensar – pensar realmente. Desde que eu voltei ao mundo real tenho estado cansada e triste e confusa e então, finalmente, com Stark eu tenho estado contente e amando. — Mas eu não tenho sido grata, — eu disse as palavras em voz alta enquanto eu as percebi. — Eu não entendi o presente que me foi dado. — Eu queria me beijar na cabeça. — Eu sou uma droga de uma Alta Sacerdotisa, Vovó. Vovó riu. — Oh, Zoeybird, se isso fosse verdade você não se questionaria ou ligaria para suas tarefas e seus erros. Eu bufei. — Eu não acho que Altas Sacerdotisas cometam erros. — É claro que cometem. Como elas poderiam aprender e crescer? Eu comecei a dizer que eu tinha cometido erros suficientes para ter crescido como um zilhão de metros de altura, mas eu sabia que não era isso que Vovó queria dizer. Eu suspirei e disse, — Eu tenho um monte de falhas. — É sábia uma mulher que reconhece isso. — Tristeza fez seu sorriso se apagar. — Esta é uma das diferenças principais entre você e sua mãe.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

233

— Minha mãe. — Eu suspirei de novo. — Eu tenho pensado nela ultimamente. — Assim como eu. Linda tem estado em minha mente durante os últimos dias. Eu levantei minhas sobrancelhas para Vovó. Normalmente quando alguém estava “em sua mente” significava que algo estava acontecendo com a pessoa. — Você tem ouvido algo dela? — Não, mas acredito que logo ouvirei. Mantenha bons pensamentos para ela, u-we-tsi-a-ge-ya. — Manterei, — eu disse. Meu bug apareceu então, parecendo familiar e fofo com sua pintura brilhante azul-água e cromo reluzente. — Melhor voltar para sua escola, Zoeybird. Você será necessária lá esta noite, — ela disse em sua voz-de-Vovó-nada-tola. Nós nos levantamos e nos abraçamos de novo. Eu tive que me permitir me separar dela. — Você ficará em Tulsa esta noite, Vovó? — Oh, não, querida. Eu tenho muito a fazer. Haverá um grande powwow13 em Tahlequah amanhã e eu tenho que fazer lindos sachês de lavanda novos. — Ela sorriu para mim. — Eu bordei pássaros vermelhos14 neles. Eu ri e abracei-a uma última vez. — Guarde um para mim, ok? — Sempre, — ela disse. — Eu amo você, u-we-tsi-a-ge-ya. 13 Powwow: encontro de nativo-americanos. 14 Pássaros vermelhos: em inglês redbirds, uma alusão ao sobrenome Redbird. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

234

— Eu amo você também. — Eu disse. E então eu observei enquanto Stark pulava fora do Bug e pegava o braço da Vovó, ajudando-a a atravessar a movimentada rua entre o terminal de chegada do aeroporto e o estacionamento. Ele correu de volta para mim, desviando dos caros. Quando ele abriu a porta do carro para mim eu parei, pressionei minha mão em seu peito, e puxei sua camisa até que ele se inclinasse para que eu pudesse beijá-lo. — Você é o melhor Guerreiro do mundo, — eu sussurrei contra seus lábios. — Aye, — ele disse, olhos brilhando. Amassando-me no fundo de meu Bug eu encontrei os olhos de Stevie Rae no espelho retrovisor. — Obrigada por me dar um tempo a sós com minha avó. — Sem problema, Z. Eu amo sua avó. — É, eu também, — eu disse suavemente. Então eu endireitei meus ombros e, me sentido totalmente capaz, continuei, — Ok. Então. Me diga sobre a merda em que estou me preparando para pisar de volta na escola. — Segure seus cavalos porque esta é realmente uma merda muito fedida, — Stevie Rae disse enquanto sinalizava e se afastava do meio-fio. — Eu nem sequer gosto de cavalos, — eu disse. — Exatamente, — ela disse, o que não fez absolutamente nenhum sentido, além de me fazer sorrir. É, merda fedida ou não, eu estava realmente feliz de estar em casa.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

235

*** — Eu ainda não acredito que o Alto Conselho possa ser tão ingênuo, — eu disse pelo que parecia ser a zilionésima vez enquanto Stevie Rae me ajudava a decidir que roupa eu usaria para acender a pira funerária de Jack. Eu estremeci. Sem bater, Aphrodite entrou de fininho no quarto. Ela deu uma olhada para o suéter preto de gola alta e mangas compridas e o jeans preto que eu estava segurando e disse, — Oh, pelo amor do saco plástico. Você não pode vestir isso. Você vai acender a pira funerária de um gay. Você sabe o quão mortificado Jack ficaria se ele visse você nisso, sem mencionar Damien? Isso parece como a roupa rejeita de Anita Blake do início dos anos 90. — Quem é Anita Blake? — Stevie Rae perguntou. — A garota caça-vampiro escrita por uma garota humana que tem um sentido de moda Totalmente Trágico. — Aphrodite estava vestindo um vestido cor de safira colado no corpo que era um pouco tremeluzente, mas não tanto quanto parecia um daqueles projetos de baile de formatura rejeitados da David’s Bridal. De fato, ela estava linda e elegante como normalmente é. Provavelmente porque Victoria, sua vendedora pessoal da super elegante Miss Jackson’s na Utica Square, tinha separado a droga da coisa para ela tão cedo quanto chegou e cobrado no cartão de crédito de platina de sua mãe. Suspiro. Isso meio que fez minha cabeça doer. Enfim, ela marchou para o meu closet, abriu-o, e depois de um desdenhoso olhar para meu armário pegou um vestido que ela tinha me dado na noite que eu participei de meu primeiro Ritual das Filhas da Noite. Ele era preto, de mangas longas, e (diferente de meu suéter e jeans) encantador. Era também recortado em volta do baixo e arredondado decote, as mangas esvoaçantes, e na borda tinham pequenas pedras vermelhas bordadas que brilhavam quando eu me movia e combinava Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

236

perfeitamente com a tripla lua da Líder das Filhas da Noite pendurada em meu pescoço. Eu encontrei seus olhos. — Este vestido não tem boas recordações ligadas à ele, — eu disse. — É, bem, ele fica bem em você. É adequado. E, mais importante, Jack amaria-o completamente. Além disso, de acordo com minha mãe, as memórias mudam assim como as pessoas, especialmente se há bastante álcool envolvido. — Olhe, Aphrodite, não me diga que você estará bebendo esta noite. Isso simplesmente não é apropriado, — Stevie Rae disse. — Não, caipira. Ou pelo menos não até mais tarde, — Ela jogou o vestido para mim. — Agora vista isso e se apresse. As Gêmeas e Darius estão trazendo Damien para cá para podermos caminhar para a pira todos juntos – um show de solidariedade do bando nerd e tal, o que eu acredito ser uma boa decisão, — ela adicionou rapidamente quando Stevie Rae sugou o ar e abriu sua boca para interromper. — Oh, e oi. É bom ver você e seu namorado hipocondríaco de volta no mundo real. — Legal. Vestir isso. — Eu entrei em nosso banheiro, então coloquei minha cabeça para fora e encontrei os olhos azuis de Aphrodite. — Oh, e Stark é meu Guardião e Guerreiro em primeiro lugar primeiro, meu namorado em segundo. E com certeza que ele não é hipocondríaco. Você sabe muito bem. Você viu o que aconteceu com ele. — Huh, — Aphrodite zombou sob sua respiração. Eu ignorei o som rude mas mantive a porta aberta para que eu pudesse falar com eles enquanto me vestia. Quando eu vi a pedra de vidente eu parei, e decidi deixá-la pendurada sob o vestido – de maneira nenhuma eu responderia perguntas sobre Skye e Sgiach hoje. Penteei meu cabelo rapidamente e disse, — Ei, galera, vocês acham que Neferet me deixará acender a pira porque ela espera que eu estrague tudo? — Diabos, eu esperava estragar tudo, por que ela não esperaria?

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

237

— Bem, eu acho que o plano dela é muito mais nefasto do que você se atrapalhar com algumas palavras por estar falando alto, porque você se importava de verdade com Jack, — Stevie Rae disse. — Nef o quê? — disse Shaunee enquanto ela também entrava em meu quarto sem sequer dar um olá. — Fasto quem? — opinou Erin. — O que ela está fazendo, Gêmea? Tentando adquirir o vocabulário dispensável de Damien? — Parece totalmente que sim, Gêmea, — Shaunee replicou. — Eu gosto de palavras, e vocês duas vão chupar limão, — Stevie Rae disse. Aphrodite começou a sorrir e então cobriu sua risada com uma tosse enquanto eu saía do banheiro e olhava fixamente para eles. — Nós estamos nos aprontando para ir à um funeral. Eu acho que nós podemos mostrar um pouco mais de respeito por Jack, uma vez que ela era nosso amigo e tudo. As Gêmeas imediatamente pareceram contritas. Elas vieram até mim e cada uma me deu um abraço, murmurando dele e felizes por vocês voltarem. — Z tem um ponto a respeito de ser mais sério, e não apenas porque é o funeral de Jack e que isso é realmente horrível. Nós todos sabemos que não há forma de Neferet de repente decidir fazer a coisa certa e respeitar Zoey e seus poderes, — Stevie Rae disse. — Precisamos estar em guarda, — Eu concordei. — Fiquem perto de mim. Estejam prontos. Se eu tiver que lançar um círculo protetor, não acho que terei muito tempo para fazer. — Por que não lançamos um para começar? — Aphrodite disse. — Eu estava indo fazer isso, mas eu dei uma olhada no material sobre um funeral vampyro, e a Alta Sacerdotisa normalmente não lança um. É seu trabalho, bem, uh, quero dizer meu trabalho esta noite, permanecer como testemunha de respeito da perda de um companheiro vampyro, e ajudar a enviar o espírito do vampyro para o Outromundo de Nyx. Não há lançamento de círculo envolvido nisso, apenas orações para Nyx e coisas assim.

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

238

— Você deve ser boa nisso, Z, já que você voltou há pouco do Outromundo, — Stevie Rae disse. — Eu apenas espero fazer Jack orgulhoso. — Eu senti as lágrimas começando a encher meus olhos e pisquei forte, forçando-as de volta. A última coisa que qualquer um dos meus amigos precisava era eu sendo uma bagunça chorona e catarrenta esta noite. — Então nenhum de vocês tem ideia do que Neferet fará? — Eu perguntei a eles. Houve um bocado de cabeças chacoalhando, e Aphrodite disse, — Tudo em que eu posso pensar é que ela tentará algo para humilhar você, mas eu não vejo como isso pode acontecer se você estiver calma e forte e concentrada no porquê de estarmos todos ali esta noite. — Por Jack, — Shaunee disse. — Para dizer tchau a ele, — Erin disse, sua voz um pouco abalada. — Bem, isso é legal e tudo, — Stevie Rae disse, e nós olhamos para ela. — Mas eu acho que funerais, não importa como são, são mais para as pessoas deixadas para trás, como Damien. — Este é um ponto realmente bom, Stevie Rae. — Eu sorri para ela em gratidão. — Me lembrarei disso. Stevie Rae esclareceu sua voz. — Eu sei porque eu vi minha mama hoje, e ela estava meio que fazendo um mini funeral para mim. Foi o seu jeito de tentar dar um encerramento. Eu tive um momento de intenso choque enquanto as Gêmeas explodiam com “Ohminhadeusa, que horror!” — Ela veio aqui? — Aphrodite perguntou. Eu estava surpresa de quão gentil sua voz soou. Stevie Rae assentiu. — Ela estava lá fora na frente do portão deixandome uma coroa fúnebre, mas na verdade o que ela estava fazendo era o que Damien estará tentando fazer esta noite: dizer adeus. — Você falou com ela, não falou? — Eu disse. — Quero dizer, ela sabe Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

239

que você não está mais morta, certo? Stevie Rae sorriu, mesmo assim seus olhos ainda pareciam super tristes. — É, mas isso fez eu me sentir horrível por não ter ido à ela primeiro. Foi terrível vê-la chorar tanto. Eu fui até minha MAPS e abracei-a. — Bem, pelo menos ela sabe agora. — E pelo menos você tem uma mãe que se importa o bastante para chorar por você, — Aphrodite disse. Eu encontrei o olhar de Aphrodite com completa compreensão. — É, isso é verdade. — Vocês todas, por favor, suas mamas estariam chorando se algo acontecesse com vocês, — Stevie Rae disse. — A minha poderia em público porque é isto que se espera dela, e porque ela estaria tão super medicada que ela poderia se debulhar em lágrimas por nada, — Aphrodite disse brandamente. — Bem, eu acho que a minha poderia chorar também, mas teria sido tudo sobre como ela pôde ter feito isso comigo e que agora ela estava indo direto ao inferno e tudo por culpa dela. — Eu parei, então adicionei, — Minha avó diria que é muito ruim que minha mãe não entenda que há mais do que apenas uma resposta certa sobre a eternidade. — Eu sorri para meus amigos. — Eu sei porque eu estive lá e é maravilhoso. Realmente maravilhoso. — Jack está lá, não está? Seguro, no Outromundo, com a Deusa? Nós todos levantamos o olhar para ver Damien de pé na porta que as Gêmeas tinham deixado abertas. Darius estava de um lado dele e Stark estava do outro. Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

240

Damien parecia absolutamente terrível, mesmo estando vestido imaculadamente em um Armani. Ele estava tão pálido que parecia que eu podia ver através de sua pele, e as sombras sob seus olhos pareciam hematomas. Eu caminhei até ele e peguei-o em meus braços. Ele parecia magro e frágil e totalmente não-Damien. — Sim. Ele está com Nyx. Eu dou minha palavra como uma de suas Alta Sacerdotisas. — Eu abracei-o e sussurrei, — Eu sinto tanto, Damien. Damien retornou meu abraço e então, com um esforço, se afastou. Ele não estava chorando. Em vez disso ele parecia drenado-vaziodesesperançado. — Eu estou pronto pra ir, e eu estou realmente feliz de você estar aqui. — Eu também. Gostaria de ter estado aqui antes. — Eu senti lágrimas começarem a ameaçar novamente. — Talvez eu pudesse ter– — Não, você não podia ter, — Aphrodite disse, se colocando ao meu lado. De novo, sua voz foi suave com compreensão e ela parecia ter mais que seus dezenove. — Você não podia impedir a morte de Heath. Você não poderia ser capaz de impedir a de Jack. — Meus olhos encontraram brevemente os de Stark e eu vi em seu olhar um reflexo do que eu estava pensando – que eu tinha impedido sua morte. Mesmo se isso significava que ele tinha pesadelos e ainda não estava cem por cento, pelo menos ele estava vivo. — Sério, pare com isso, Z, — Aphrodite disse. — Todos vocês – não comecem com o jogo de auto-culpa. A única responsável pela morte de Jack é Neferet. Nós sabemos disso, mesmo se ninguém mais saiba. — Eu não posso lidar com isso agora, — Damien disse, e por um instante eu pensei que ele poderia realmente desmaiar. — Nós temos que enfrentar Neferet esta noite? Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

241

— Não, — eu disse rapidamente. — Eu não estou planejando nada assim. — Mas nós não podemos controlar o que ela fará, — Aphrodite disse. — Stark e eu ficaremos perto. O resto de vocês se certifiquem de estar próximos de Zoey e Damien. Nós não começaremos nada, mas se Neferet tentar ferir um de nós, estaremos preparados. — Eu a vi na frente do Conselho. Eu não acredito que ela fará algo tão óbvio quanto atacar Z, — Stevie Rae disse. — O que quer que ela faça, estaremos preparados, — Stark ecoou as palavras de Darius. — Eu não estarei pronto, — Damien disse. — Eu não acho que alguma vez serei capaz de lutar contra algo de novo. Eu peguei a mão de Damien na minha. — Bem, hoje à noite você não terá que fazer isso. Se houver uma batalha para ser lutada, seus amigos farão isso. Agora vamos ver Jack. Damien deu uma longa e trêmula respiração, assentiu, e nós deixamos meu quarto. Ainda segurando a mão de Damien, eu levei o grupo descendo as escadas e para fora da sala comum, o qual estava completamente vazio. Eu mentalmente enviei uma pequena oração à Deusa: Por favor, permita que todos estejam prontos lá fora – por favor, permita que Damien veja o quanto Jack era amado. Nós caminhamos pela calçada que havia em volta da parte da frente da escola. Eu sabia onde estávamos indo. Eu lembrava muito bem de que a

Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


House of Night 8

Awakened

242

pira de Anastasia tinha sido localizada no centro do pátio da escola, diretamente na frente do Templo de Nyx. Enquanto nos movíamos pela calçada em silêncio um pequeno ruído me chamou atenção e eu olhei para um banco que descansava sob uma Alaia15 próxima à frente da escola. Erik estava sentado ali, sozinho. Seu rosto estava em suas mãos e o som que eu tinha ouvido era ele chorando.

15 Alaia: no original, Redbud Tree, é um tipo de árvore também conhecida como Árvore-de-judas. http://www.paisagismodigital.com.br/port/item.aspx?id=101790-Cercis-canadensis Tradução e Revisão: Lana Hawk e Dani Marreiros – SOS Comunidade Sanctuary of Souls http://fofocaliteraria.blogspot.com


Awakened-PT-BR