Page 1

A Matilha de Brac 06

O Coração de Oliver Lynn Hagen A Matilha de Brac 06

Micah Barak salvou seu companheiro das garras do pai abusivo dele, mas Oliver era muito jovem a reivindicação. Enquanto Oliver chicoteava sua amargura a todo o mundo ao redor dele, Micah estava determinado a protegê-lo, lembrando a todos da matilha das faltas dos seus próprios companheiros. Agora com dezoito, só e desesperado, Oliver está tentando renunciar ao ódio que segurou por muito tempo. Ele anseia por Micah com todo o coração e corpo, mas seus antigos modos o deixarão se abrir verdadeiramente para o amor? Numa saída noturna, eles são jogados para fora da estrada por lobos querendo matar Oliver por contrariar as tentativas violentas do ex-Alfa da Matilha Leste, Jackson. Oliver, que ousou ser desafiante, é agora um objetivo de lobos bandidos sem senso de jogar pelas regras. Micah reivindicará Oliver finalmente, assim ele pode manter Oliver longe da amargura que o jovem tem se afundado tão profundamente?


A Matilha de Brac 06

Nota: Shifter - Homem se transforma em um animal ( nesta série são lobos e tigres) Nota 2: Os diálogos de Keata estão em negrito para salientar a má pronuncia dele do idioma.

Capítulo Um

Oliver olhou para Cecil como ele tivesse perdido a cabeça. O companheiro do Alfa tinha um brilho no olho dele. A qualquer hora que ele aparecia com aquele olhar, todo o mundo normalmente pagava pelo resultado. — Você quer dizer o que... Estamos roubando outro carro? — Oliver rodou os olhos dele com o olhar diabólico no rosto de Cecil. — Foi o que eu disse. Venha. Será divertido. —

Cecil bateu palmas e

então esfregou as mãos, um sorriso largo rompendo pela face. — Eu não quero irritar Micah de novo. Eu vou levar outro sermão. —


A Matilha de Brac 06 Oliver estremeceu. Conseguir mais um sermão do seu futuro companheiro eram pior que visitar o dentista. Micah poderia falar sem parar por horas. Oliver tinha aprendido a ignorá-lo, mas ele ainda não queria ter que ter outro sermão por isto. — Venha. Viva um pouquinho. —

O companheiro do Alfa tentou a

técnica mal-humorada. Oliver tinha visto o grande e ruim Alfa se esmigalhar debaixo daquele olhar. Bem, ele não era o Alfa. — E sobre os inimigos e sequestros? Eu ouvi falar dos perigos. — Oliver vagueou pela biblioteca, puxando o piercing que perfurava o lábio inferior dele, se lembrando do lobo psicótico que tinha os perseguido para sequestrar o companheiro do Alfa e o companheiro do comandante dois meses atrás. Ele ainda tremia, quando pensava sobre como ele tinha matado o lobo para descobrir depois que o psicótico viveria e estava agora sobre a custódia da Matilha Leste. Oliver nunca quis passar novamente por algo assim. Ele pode ter defendido os companheiros com coragem, mas dentro dele tinha sido uma galinha assustada. — Eu não sou aquele despreocupado. Dois das Sentinelas estarão conosco. —

Oliver sorriu. Cecil estava implorando como uma criança que

tentava convencer sua mãe para ficar acordado além da hora de ir para a cama. Ele gastou mais tempo preso dentro de seu quarto quando na verdade queria estar com os outros. Oliver esfregou as têmporas dele. Ele já podia ouvir Micah começando o sermão. — Aonde nós vamos de qualquer maneira? — Oliver sentiu um calafrio rastejar espinha acima enquanto Cecil ria diabolicamente. — Numa loja de tatuagem. Eu pensei que seria um grande presente para nossos companheiros colocar os nomes deles em nossos tórax. — Cecil sacudiu o pulso dele em cima como não se fosse nada. — Eles nos amarão por isto. Prometo. — Tatuagem? E quanto a Drew? Ele tem aquele pequeno problema com


A Matilha de Brac 06 agulhas, você sabe. — Oliver tinha se sentido terrível para o sujeito acasalado com o Sentinela Remi. Drew era um ex-viciado, usuário de drogas injetáveis. Cicatrizes de picadas cobriram o braço dele, que ele tentava o máximo manter escondido com camisas de mangas longas. Oliver tinha atacou Drew, provocando-lhe sobre seu vício, quando ele chegou à propriedade. Ele tinha atacado todos. Mas agora ele estava preocupado com Drew estar perto de agulhas. E se isso desencadeasse uma coisa? Ele não estava sendo responsável por isso. O cara tinha estado limpo por um tempo agora, e Remi iria matá-los se Drew voltasse a se drogar. — Todos os cinco de nós vão estar lá. Ele vai ser vigiado atentamente. As sentinelas não vão deixar que nada aconteça.

— Cecil implorou com os

olhos. Oliver soltou um suspiro. Ele queria acertar as coisas com os companheiros. Ele veio aqui com uma carga enorme em seu ombro, e insultou todos. Ele ainda tinha uma grande quantidade de questões a resolver. Ser molestado por seu pai faria qualquer um maluco, e ele queria esquecer, queria colocar tudo para trás. Os companheiros e Micah ajudaram muito em seu processo de cura, mas ele ainda tinha um longo caminho a percorrer. — Tudo bem, mas se eu conseguir um sermão por causa disto, bem, eu vou pensar em alguma coisa diabólica. —

Oliver não podia acreditar que

estava concordando com isso. Uma tatuagem? Talvez isso fizesse Micah ver que ele estava falando sério sobre o seu acasalamento. Ele havia feito dezoito fazia um mês agora, e ainda assim Micah não o reivindicou. Ele estava começando a se sentir deprimido.


A Matilha de Brac 06 Micah o tratou bem, mas não de uma forma sexual. Merda estava ficando frustrante se masturbar enquanto seu homem lobo estava no quarto ao lado. Ficou ali durante a noite, rezando para Micah vir a ele, e professar seu amor e pedir para Oliver a aceitá-lo como seu companheiro. Nada até agora. Talvez seu visual gótico deixasse Micah desanimado? Oliver tinha um monte de piercings. Ele usava a unha pintada de preto, e às vezes ele usava batom preto. Todas as suas roupas eram negras e com correntes penduradas por toda parte. Talvez Micah quisesse um companheiro mais conservador, alguém que Oliver não podia ser. Ele gostava da maneira como ele se expressava, gostava da forma como ele parecia, e ele não iria mudar. Nem mesmo para um companheiro que parecia não querer ele. Talvez ele pensasse que Oliver era mercadoria usada? E irritou Oliver pensar que Micah não o queria por causa de seu pai degenerado. Por acaso era sua culpa? Seu irmão Blair manteve seu pai longe de Oliver por anos, oferecendo-se assim o doente maldito não chegaria perto dele, mas, uma vez que Blair foi expulso, ele ficou sem proteção. Oliver empurrou as memórias para baixo, enterrando-as mais uma vez. — Ótimo. Então, nós estamos combinados para esta noite? Não diga a Micah.

— Cecil bateu as juntas com Oliver e Blair, em seguida, escapou da

biblioteca como se eles haviam tido um encontro secreto de espionagem ou algo assim. Oliver revirou os olhos. Esses caras realmente precisavam sair mais.

Oliver subiu a escada em caracol para o segundo andar, onde ele dividia


A Matilha de Brac 06 o quarto com seu guerreiro. Bem, mais ou menos. Era o quarto ao lado afinal. Uma situação que ele rezava que logo mudaria. Ele empurrou a porta, abrindo-a para ver Micah em pé em frente á sua cômoda com apenas uma toalha enrolada na cintura. Porra, se isso não era a perfeição, então ele precisava de seus olhos examinados. Pele bronzeada da cabeça aos pés. Seu quadro de 1,95m era musculoso e definido. Oliver sentiu seu pênis endurecer apenas assistindo Micah vasculhar através de suas gavetas, seus tendões se flexionando e soltando com cada movimento. Ele se questionou se o lobo rejeitaria se ele pulasse em suas costas e começasse a transar até seus quadris travarem por exaustão. Com medo de que talvez fosse o caso, ele caminhou para o seu quarto em vez disso. Esta era sua tortura. Ele estava tão pronto para ir lá e atirar Micah para o chão e engolir ele todo. Levou toda sua força de vontade ficar longe. Ele caminhou até o espelho e levantou a camisa, tentando imaginar o nome de Micah sobre seu coração. Ele ainda precisava escolher um desenho. O que ele deveria escolher? Oliver queria algo diferente, algo único. Algo que dissesse a seu companheiro o que ele esperara em breve ser, o quanto ele significava para ele. — Isso é chamado de mamilo. Se você olhar, há outro do outro lado. Oliver largou a camisa e se virou para ver que Micah estava completamente vestido. Ele queria arrancar sua cabeleira curta e castanha de frustração sexual. O homem que ele mais queria estava bem aqui na frente dele, e Oliver ficou furioso. Se Micah apenas se aproximasse e lhe tocasse. Se mostrasse algum sinal de que ele realmente o desejava. Os lábios de Oliver formigavam,


A Matilha de Brac 06 querendo beijar Micah, para beliscar o pescoço e o seu pênis. — Seja como for — retorquiu Oliver. Quanto mais seu pau pressionava contra seu jeans, menos paciência ele tinha. Um cara tinha um limite. Micah olhou para ele por um momento, deu um suspiro, em seguida, virou-se e saiu. Oliver amaldiçoou baixinho. Porque Micah sempre olhava para ele com a decepção em seus olhos? — Seja como for — ele murmurou de novo enquanto pegava algumas roupas de sua gaveta e ia para o chuveiro. Mais uma vez, ele encontrou-se aliviando a dor com sua própria mão. Ele encostou a testa na parede do chuveiro, desejando tocar seu companheiro. Lágrimas queimavam a parte de trás de seus olhos, mas ele se recusou a deixá-las cair. Ele não tinha chorado quando o pai dele invadiu seu quarto, e ele que se dane se iria deixar alguém afetá-lo daquela maneira.

Oliver encontrou os outros companheiros pela entrada lateral da casa, em seguida, calmamente subiu na traseira do SUV. Loco e Murdock ocupavam o banco da frente. Oliver sentou ao lado de Kyoshi.


A Matilha de Brac 06 Ele estava morrendo para perguntar ao companheiro Kyoshi sobre Stormy, por que seus olhos mudavam em cores diferentes, mas a atitude do lobo manteve seus lábios fechados. O homem tinha mais de 2 metros e uma atitude de "não-foda-comigo", então Oliver não perguntou. Johnny sentou-se no outro lado dele, pulando em seu lugar. O pequeno loirinho tinha a emoção escrita nele. — Tem certeza que não vai doer, Cecil? Johnny perguntou pela vigésima vez. — Eu lhe disse que iria picar, mas você não pode pensar nisso. Basta lembrar que o nome de seu companheiro Hawk estará para sempre escrito acima do seu coração. Porra, por que Cecil não estava dizendo ao rapaz que ia doer como uma puta? Oliver balançou a cabeça. Não era da sua conta.

Eles chegaram á loja. Murdock saiu e lhes disse para ficar até ele verificar o local. — Você está bem, Drew? — Blair perguntou. — Tudo bem. Eu posso lidar com isso. Eu quero o nome de Remi como um lembrete do que ele significa para mim. — Drew sorriu fracamente.


A Matilha de Brac 06 — Está muito calmo por aqui. —

Hawk entrou na sala e notou, pela

primeira vez que ela estava vazia. Hmm. Ele foi até a cozinha ao lado. Seu companheiro, Johnny, agiu como se ele tivesse um buraco negro no estômago, e esse foi um dos seus lugares favoritos. Nada. O estômago de Hawk começou a dar nó quando ele não encontrou seu companheiro em seu quarto também. Onde estava seu bonito bebê? Ele correu para seu escritório do Alfa Maverick, os alarmes soando em sua cabeça quando apenas Maverick estava sentado lá atrás de sua mesa. Sem companheiros. — Algo está errado. Não consigo encontrar um companheiro em qualquer lugar. Maverick empurrou sua cadeira para trás, e rodeando a mesa. — O que você quer dizer? — Só o que eu disse. Os companheiros se foram. Maverick se apressou para fora do escritório, com Hawk no seu encalço. — Reúna seus homens. Eu os quero encontrados agora! Hawk puxou o celular e chamou Cody, seu melhor rastreador. As sentinelas todos se reuniram na sala. — Nós não pudemos encontrar Murdock ou Loco — Cody informou a seu comandante. — Tentamos seus celulares, mas está indo direto para a caixa postal. — Quando foi a última vez que alguém viu algum deles? — Maverick questionou. Se Cecil tivesse sido prejudicado de forma alguma, o inferno iria se abrir na terra. Seu companheiro já havia sido traumatizado por seu assistente maldito. As cicatrizes em Cecil eram um lembrete constante para manter seu companheiro em segurança. — Eu vi eles se reunirem na biblioteca há algumas horas — Gunnar


A Matilha de Brac 06 ofereceu. — Maldição — Maverick tinha a sensação que seu pequeno companheiro estava executando um dos seus esquemas impulsivos novamente. Quando ele acasalou com Cecil, ele era tímido, submisso. Agora que o pestinha tinha ganhado a sua autoconfiança, depois do que seu ex-namorado havia abusado dele durante dois anos, ele era travesso e aventureiro. Maverick gostava do fogo que Cecil tinha nele. Ele só desejava que ele não estivesse constantemente a caçá-lo. Ele viu outra punição em seu futuro próximo. — Cecil. — Jasper sorriu. — Receio assim. Continue tentando os telefones celulares. Pelo menos ele teve bom senso suficiente para levar algum músculo com ele. Eu quero uma conversa com seus homens quando eles retornarem, Hawk. — Maverick correu para seu escritório, já planejando a punição de seu companheiro. — Não antes de eu lhes arrancar a pele — Hawk rosnou.

Oliver agarrou os braços da cadeira, cerrando os dentes. De quem foi essa ideia idiota de novo? Ah, sim, de Cecil. Quem foi o idiota o suficiente para ouvir? Oliver.


A Matilha de Brac 06 Suor estourou em sua testa e escorreu pelo seu templo o deixando tonto. Quanto tempo demorou a escrever cinco letras? Sentiu como se uma faca quente estava cortando em sua pele. Seus piercings não doeram como isto. Ele não iria mostrar a dor. Ele não poderia, considerando que Johnny tomou-o como um campeão, o que chocou Oliver. Drew ficou por último, e era o próximo. O tatuador limpou a pele, então começou a esfaqueá-la novamente. Isso é o que ele sentia. Por toda a dor que ele estava sofrendo, é melhor que seja excepcional. — Concluído — O cara se inclinou para trás e guardou a arma. Ele derramou líquido claro sobre um papel toalha e limpou o peito de Oliver. Em seguida, ele pegou uma pomada e passou em seu peito antes de cobri-la com gaze e esparadrapo. Oliver levantou e se espreguiçou. Todos os companheiros que tinham ido antes dele, estava sem camisa, com uma gaze sobre seus corações. Ele sentiu uma conexão com eles agora, como se ele fosse um deles. — Doeu? — Blair deu um passo hesitante. Seu irmão estava tentando chegar a ele desde sua chegada. Oliver odiava-o com uma paixão por deixá-lo para trás. Lentamente, ele veio a perceber que Blair tinha sido vítima assim como ele, mas uma pequena parte dele não poderia deixar de ir o último segmento do ressentimento. Ele deu de ombros. Sua resposta usual nos dias de hoje. Oliver sentiu que foi um grande avanço não enviar farpas em forma de comentários. A decepção irradiava de Blair, mas Oliver não conseguia se livrar do ódio. Eles todos o tratavam com carinho, mesmo quando ele não retornava o gesto. Ele puxou a camisa sobre a cabeça e abaixou cuidadosamente sobre a


A Matilha de Brac 06 atadura branca. Oliver e o resto dos companheiros se perguntavam qual o nome que Keata tinha tatuado em seu peito, mas ele se recusou a dizer a todos e jurou que o artista manteria o sigilo. Ele gritou em sua língua nativa, sempre que alguém tentara espiar e Loco advertiu-os a deixar Keata sozinho. Drew tomou o assento, e Oliver percebeu que Cecil e Johnny se aproximaram, observando. Murdock estava posicionado na porta da frente, olhando através de vidros da loja, mas Oliver sabia que sua aparência descontraída era apenas isso, uma aparência. Seus sentidos estavam atentos a tudo à sua volta, escutando. Lobos Madeiras tinham audiência fantástica, visão noturna, e as habilidades de rastreamento. Eles dominaram todos os outros bandos com suas habilidades. Quando na forma de lobo, eram o maior e pior, protegendo ferozmente sua terra e seus companheiros. Oliver olhou para Loco. Ele estava encostado a um balcão, olhando para Drew. Loco tinha um cabelo prateado bonito como um humano de cabelos brancos, mas o prateado reluzente era real. Seus olhos eram negros como a meia-noite, o que fez Oliver desconfiado. Os olhos do cara nem se mexiam. Oliver ficou na vitrine, verificando os itens à venda. Ele queria substituir alguns dos anéis e molas em suas orelhas. Eles tinham alguns com formas de lobos, o que acrescentaria uma decoração à sua atitude. Ele gostou do dragão. E tinha um que enlaçava, prometendo cobra ao longo do lado da orelha. Talvez um longo, em vez de seis peças diferentes? Seria uma mudança. — Pare — Drew silvou. Oliver virou-se. Ele podia ver o brilho do suor que se agarrava à pele de Drew. Maldição. Johnny colocou a mão na de Drew e começou a falar-lhe suavemente.


A Matilha de Brac 06 Isto pareceu acalmar Drew um pouco. Isso era estúpido. Eles nunca deveriam ter trazido Drew. Eles não deveriam estar aqui de nenhuma maneira. — Eu estou bem, só precisava de um descanso. —

Drew riu

nervosamente. E se eles chamassem Remi? Para o inferno com a surpresa se Drew estava indo para a recaída. — Ok, eu estou pronto. — Drew deu um suspiro pesado, em seguida, assentiu. O artista concordou em retornar então se inclinou para frente, agitando sua arma para continuar. Todo mundo virou a cabeça quando Murdock rosnou quando um cara entrou na loja. Ele parou quando todos os olhos pousaram sobre ele. Seu olhar foi de Murdock para Loco, visivelmente nervoso. — Está tudo bem, Tangee. Eles são amigos

o artista garantiu ao

cara sem olhar. Tangee deslizou para a esquerda, evitando Murdock como a peste. Oliver percebeu que seus dois braços tinham tatuagens do ombro aos pulsos, em desenhos tribais intrincados de um tipo de dragão. Seu pescoço tinha uma parede de chamas lambendo o queixo e orelhas. Muito legal. Seu cabelo era castanho claro com reflexos avermelhados, curto e brotando por todos os lados. Ele teve um gosto automático para o cara. Oliver poderia dizer que eles teriam sido amigos em outra vida, mas esta vida não lhe permitiria ter conhecidos lá fora. — Concluído —

O homem tatuado repetiu o processo de limpeza, em

seguida, Drew estava de pé, esfregando os braços. Eles precisavam levá-lo de volta para seu companheiro.


A Matilha de Brac 06 Cecil pagou com seu cartão de crédito como qualquer outra pessoa e puxou a camisa de volta, indo para Loco e a porta de trás. Murdock verificou o local antes de acenar para mandá-los para o SUV.

Os companheiros conversavam um estrondo na volta para casa sobre como indolor a tatuagem tinha sido, com Johnny afirmando que sentiu como uma simples picada de mosquito. Oliver mordeu o interior de sua boca para parar o riso que pedia para sair. Sua atenção se voltou para Drew, que parecia estar fazendo o mesmo. Ele e Loco estava falando reservadamente. Eles tentaram voltar rapidamente pela entrada lateral, mas foram recebidos por seis Guerreiros de pé na entrada com os braços cruzados sobre o peito e carrancas em seus rostos lindos. Isso não parecia promissor. — E eu poderia perguntar a respeito de onde vocês sete passaram a sua noite? Maverick parecia que ele estava pronto de roer as unhas. Oliver engoliu em seco. Ele sabia que este era o único cara em toda a casa com quem deveria ser agradável. O Alfa Maverick, companheiro de Cecil, tinha 2.10m de altura, e o ar crepitava e batia à sua volta. Ele não precisa tentar parecer intimidador. Ele veio naturalmente. Maverick passou a mão por seus longos cabelos negra enquanto seus olhos se


A Matilha de Brac 06 suavizaram em Cecil. — Queremos surpreender os nossos companheiros com um presente. Não podia dizer exatamente quando eu estou indo buscá-lo, eu posso?

Cecil aconchegou-se a Maverick, fazendo com que ele parecesse um pouco menos assustador. — Vamos — Micah agarrou o antebraço de Oliver e arrastou-o para cima. Ele fechou a porta então se virou para Oliver. — Você estará me dizendo por que você e os outros companheiros saíram sem dizer a ninguém? —

O que você estava fazendo? — Micah andava de um lado para ou

outro na frente de Oliver. Seus olhos tinham virado carmesim. Oliver, portanto, não queria passar por isso. — Bem? Estou esperando. Você tem alguma coisa a ver com esse esquema maluco? Oliver apertou os punhos ao seu lado. Cada vez que algo acontecia, Micah assumia imediatamente que ele estava no meio da bagunça. Por que seu companheiro pensava tão pouco dele? Ele estava farto. Ele estava cansado de tentar mostrar a Micah que ele estava tentando mudar, tentando fazer as pazes. Ele deu de ombros e voltou-se para seu quarto. Ele estava indo evitá-lo se fosse à última coisa que ele fizesse. Talvez se ele não o visse, não iria prejudicar muito em ver o olhar reprovador de seus olhos o tempo todo, para ver o homem que ele queria, mas não podia. — Não, você não vai fazer isso, Oliver. Venha aqui e me explique por que você saiu — Micah exigiu. — Eu não tenho a resposta para você ou qualquer outra pessoa, só... Só me deixe sozinho. — Oliver se sentiu derrotado.


A Matilha de Brac 06 Por que ainda se preocupava? Não era como Micah ia lisonjeá-lo por simbolizar seus sentimentos com seu nome sobre o seu coração. Ele provavelmente daria a Oliver outro sermão sobre os perigos, em vez de agulhas infectadas ou alguma besteira. — Sim, você tem que responder para mim. Seu tom terá que ser respeitoso, ou você vai ser confinado ao seu quarto, mais uma vez. Oliver nem se deu o trabalho de replicar. Não adiantaria discutir com o guerreiro, quando ele estaria sempre errado. Em momentos como este, ele desejava que ele não tivesse vindo aqui. Micah atuou mais como um pai do que um companheiro, e Oliver não precisavam de outro pai. Esse aspecto de sua vida não precisa de um lembrete. — Podemos discutir isso mais tarde? Eu estou realmente cansado

Oliver esperou por Micah gritar com ele novamente, mas Micah apenas balançou a cabeça e acenou com a mão o dispensando. Oliver rastejou em sua cama, a solidão o envolvendo. Quantas vezes ele chegou a sair apenas para dar um toque, só por garantia, só para ter o lobo se afastando? Ele queria um relacionamento com Micah como o que via nos outros casais, a maneira como os outros guerreiros olhavam para seus companheiros. Ele colocou o travesseiro sob a cabeça e fechou os olhos, desejando que tudo isto tivesse sido apenas um sonho ruim.

Capítulo Dois


A Matilha de Brac 06

Micah olhou no quarto de Oliver na manhã seguinte. Seu companheiro já tinha se vestido e ido embora. Ele sabia que não tinha sido justo com Oliver na noite passada, quando os companheiros correram em sua aventura. Ele tinha ficado malditamente apavorado quando Oliver desapareceu, e assim com a cabeça quente, ele exagerou e fez a situação piorar. Micah tinha descoberto que os companheiros tinham feito tatuagens. E se perguntou o que seu companheiro tinha tatuado, mas estava muito envergonhado para perguntar depois da maneira como ele lidou com ele. O desejo de reivindicar o seu companheiro era forte, mas Micah pisava com cuidado, pois não queria traumatizar Oliver ainda mais. Seu pai o havia molestado, e Micah não queria que seu companheiro olhasse para ele como se ele fosse um monstro também. Quando o seu companheiro estivesse pronto, ele saberia. Até então Micah foi aliviando a pressão pela sua própria mão com imagens de Oliver levando-o ao gozo rapidamente. Se algo não se resolvesse em breve, ele seria um maldito idiota. Micah esfregou a nuca enquanto ele olhava pela janela de seu quarto. Este material de companheiros era complicado. Se pelo menos tivesse a resposta mágica. Ele se sentou no assento da janela e puxou seu joelho contra o peito vestindo sua bota. — Ei, você está pronto? Ele olhou para cima e acenou para o guerreiro Evan. — Outro dia, na terra feliz. — Micah puxou a perna da calça sobre a bota e depois se levantou.


A Matilha de Brac 06 Desceram para o escritório de Maverick. O Alfa estava sentado atrás de sua mesa apertando a ponta de seu nariz. Este parecia ser seu estado natural recentemente. — O pescador Paul me ligou. Ele diz que houve um par de estranhos vagando na marina recentemente. Eu quero Micah e Cody indo verificar. Deixe-me saber o que encontrar. Maldição, Micah quis passar o dia com seu companheiro. Ele pensou que talvez um dia fora da propriedade fizesse a Oliver algum bem. Bem, um dia lá fora sem ter de passar despercebido. Não adiantava argumentar isso com Maverick. O Alfa não mudaria sua mente. O lobo tinha instintos que superavam todos os outros, e ele estava preso por eles. Micah estava em um estado irritado pelo tempo que ele ficaria fora quando saiu do escritório e dirigiu fora. Ele não tinha sido capaz de encontrar Oliver antes de ele sair para que ele soubesse que estaria fora por um tempo. Ele bateu a porta do SUV depois de subir dentro. — Ei, trate direito no meu bebê, ou eu vou jogá-lo para fora e deixá-lo andar até lá — Cody disse irritado. — Eu posso ver que você está tão feliz como eu estou para ficar de babá numa doca. — Sim, porque eu tinha grandes planos. Disney World, discutir com Stormy sobre a maneira correta de beber uma cerveja, o crème de la crème ... Eu estava pensando em pintar minhas unhas. — Cody ligou o SUV, ligando o aparelho de som antes de Micah poder dizer outra palavra. Micah enfiou a mão a procura do cinto de segurança quando o lobo enlouquecido arrancou do estacionamento de cascalho. Quem diabos o ensinaram a dirigir, NASCAR1? O cara estava saindo acima de sessenta do estacionamento. Micah bateu as mãos sobre o teto do carro, quando Cody pisou no freio e, em seguida, fez uma curva na estrada pavimentada. O lobo 1

- Associação Nacional de Stock Car Auto Racing ( NASCAR ) é um negócio que governa múltiplos automobilismo eventos esportivos. NASCAR é o maior corpo de sanção de corridas de stock car nos Estados Unidos. NASCAR é um dos esportes mais vistos profissionais em termos de audiência televisiva nos Estados Unidos. Na verdade, o futebol profissional é o único esporte nos Estados Unidos para manter os telespectadores mais de NASCAR


A Matilha de Brac 06 não fazia qualquer sentido para ele. Com sua capacidade de dirigir, ou a falta dela, que eles fizeram isso em cinco minutos. Eles viviam 20 minutos de distância. Seus nervos estavam baleados pelo Speed Racer quando este parou e estacionou. Micah bateu a porta do caminhão, irritando Cody de propósito. Ele alisou suas mãos para baixo em sua camiseta preta enquanto eles caminhavam em direção a doca seis. — Ei, Paul — Cody gritou para o barco. Micah fez uma varredura na área. Ele não viu quaisquer pessoas suspeitas por perto. Isso ia ser uma longa manhã. — Ei, rapazes. Maverick me disse que estavam a caminho. Vamos lá para baixo. — O humano, que não sabia que eles estavam lobos, levou-os até a cozinha. Paul achava que era um bando de caras legais que ajudavam as pessoas. Se ele soubesse. Não era que não eram úteis, mas seu objetivo principal era manter a segurança e os seus companheiros segredo bem escondidos. Maverick não gostou do desconhecido, e é por isso que eles estavam aqui. — Querem algo para beber? — Paul puxou uma garrafa de uísque. — Claro, porque não. — Micah pegou o copo oferecido. Eles não podiam ficar bêbados. Quando lobos bebiam, era mais pelo sabor. Apesar de não ficarem bêbados não significava que não podiam apreciar o sabor de um bom uísque. — Então, o que tem para nós? — Micah quis começar direito ao ponto. — Eu conheço todos por aqui. Todos os proprietários e a maioria dos seus convidados. Eram estes homens que estão por aqui ultimamente. Nunca os vi antes. — Uh, tudo bem. Isso é suspeito por quê? — Cody perguntou. — Eu disse a Maverick eu não podia entender o porquê, do jeito que eles agem. Não falam com ninguém, apenas observando os barcos. Como se


A Matilha de Brac 06 esperassem algo. Grande, foram mandados para lá por causa do instinto paranoico de alguém. Maverick precisava ter sua cabeça examinada. Micah colocou o copo para baixo e esfregou o rosto.

— Eu vou lá em cima. Ver se eu posso

descobrir alguma coisa. Micah correu acima das tábuas do píer. Basicamente, ele ia ter que sair disso esta manhã. Ele conseguia pensar em coisas muito melhores para fazer com seu tempo. Como foder Oliver até seu pau cair. Não só Micah estava chateado com essa merda que Maverick disse que tinha a fazer, mas ele estava tão frustrado sexualmente que podia vir a assistir o canal animal. Sim, ele estava tão assim. Micah desabou em uma das cadeiras no convés, batendo com o polegar contra a perna. Ele estava enlouquecendo já, sentado aqui. A única coisa que ele podia ver era as gaivotas. — Por que você suspeita que haja algo por aqui? — Ele perguntou aos pássaros em vôo. — Se ele responder, eu estou fora daqui —

brincou Cody quando se

sentou ao lado dele. — Paul lhe deu algo além do aperto em suas entranhas? — Não... Apenas o seu instinto. A cabeça de Micah caiu para trás contra a cadeira. E se questionou o que Oliver estava fazendo.


A Matilha de Brac 06

Oliver teve um cuidado especial na remoção da gaze. Ele alisou a pomada sobre o nome de Micah. O artista fez um trabalho incrível. O nome de Micah arqueava em torno de seu mamilo aproximadamente dois centímetros acima, e as nuvens pairavam acima dele com uma lua meio escondida por trás delas. A palavra amor estava escrito em letras pequenas para formar o nome de Micah. Ele queria que fosse diferente especial. Ele pegou sua camiseta e rapidamente puxou-a quando ouviu Micah se movendo no quarto ao lado. Ele não estava pronto para mostrar ao seu companheiro o presente que ele tinha estado animado para lhe dar. Se suas ações na noite passada foram qualquer coisa perto, Micah, provavelmente não teria sequer apreciado o gesto. Se ele ficasse longe de Micah, seu coração não iria continuar a rasgar ao meio. — Você pinica pele? —

Oliver se virou rindo para o pequeno asiático

engraçado. Você precisou de um intérprete em tempo integral ao redor de Keata, ou algumas drogas realmente boas para começar a entender a maldita palavra que ele disse. — Quer dizer picadas de dor? — Ele realmente gostava Keata. Nunca foi chato estar em torno do rapaz. Ele manteve todos os seus dedos do pé apenas tentando decifrar o que ele estava tentando dizer. Talvez eles precisassem fazer um curso de língua japonesa para ajudar o homem. Provavelmente seria bom para Keata, para ter uma conversa decente com todos, em vez de apenas com o primo dele, Kyoshi. Oliver resolveu pensar nisso depois, enquanto ele respondia a Keata. — Sim, pinica, mas eu gosto. O que você tatuou? — A curiosidade de Oliver foi despertada tanto quanto todos os outros sobre o que Keata tatuou em si. — Não, não. Oliver não. xereta. Não diga

Keata balançou o


A Matilha de Brac 06 dedo. Valeu à pena tentar. Oliver e Keata se dirigiram para a cozinha para encontrar os outros companheiros sentados em um pequeno café da manhã. Eles pegaram um prato e se juntaram a conversa agitada. — Hawk se manteve beijando-o a noite toda. Eu disse a ele que parasse, mas ele apenas resmungou. — Johnny riu. — Maverick emudeceu. Vamos apenas dizer que fui bem recompensado pelo esforço. — Cecil riu enquanto ele empurrava panquecas em sua boca. Oliver sentiu uma pontada de ciúmes em como companheiros desses caras reagiram. Desejou com tudo que ele também tivesse uma história favorável para lançar dentro, mas ele não era o tipo de final feliz, a sua era deprimente. — Blair não está dizendo. Ele apenas continua sorrindo com aquele sorriso grande de pateta lá. — Cecil jogou um biscoito na cabeça de Blair, que por sua vez, se desviou. — Eu estou com Blair. — Drew corou. — Vamos apenas dizer que estou disposto a ir tatuar todo o meu corpo se eu tiver outra noite como essa novamente. Drew mastigou um pedaço de toucinho enquanto seu sorriso se alargava. — Stormy disse que queria fazer um com o meu nome também. Para homenagear o nosso acasalamento. — Kyoshi falou. Oliver comia calmamente enquanto rezava para que ninguém lhe perguntasse como Micah reagiu. Eles sabiam que não tinha sido acasalado ainda, mas ninguém perguntou por que e Oliver foi grato por isso, considerando que ele ainda estava tentando fazer essa pergunta a si mesmo. — Posso ver a sua Oliver? — Drew perguntou do outro lado da mesa. Oliver puxou sua camisa para cima e elogios soaram ao redor da mesa, mas ainda ninguém perguntou sobre a reação de Micah. Ele realmente tinha se enganado em sua primeira impressão deles.


A Matilha de Brac 06 Esses caras eram pessoas que Oliver poderia chamar de amigos. Todos eles tinham os seus problemas, de dependência de drogas a abuso de namorado, e Oliver imaginou que eles sabiam quando deixar de um sujeito sozinho. — É lindo, Oliver. — Drew sorriu. Todos eles mostraram seus próprios trabalhos de arte, e cada um tinha seu próprio toque de personalidade a ele, nenhum era igual. Oliver arqueou uma sobrancelha em Blair. Acima do nome de Dakota havia um lobo com seus caninos estendidos, o que estava acontecendo com isso? Ele ouviu falar do pequeno fetiche de Blair em morder, então ele imaginou que era o que sua tatuagem simbolizava. E achava que jamais iria entender realmente a necessidade de seu irmão para a dor. — Keata? — Blair se inclinou para frente, com um olhar de esperança em seus olhos. — Não, não. Blair não. Xereta.

— Mais uma vez, Keata derrubou

qualquer tentativa de descobrir sua tatuagem misteriosa. — Tudo bem. Você sabe que os segredos não ficam segredos por aqui por muito tempo.

— Blair se sentou enquanto ele fazia beicinho. Kyoshi

interpretou o que ele tinha acabado de dizer para Keata. — Veremos — Keata respondeu. — Dá-nos uma dica, — Drew implorou. — Quatro letras —. Keata riu, ele sabia que o nome de muitos dos soldados tinham quatro letras, agora teriam que adivinhar. Eles pularam e olharam um para o outro quando uma batida forte ressoou na cozinha. Alguém estava tentando trazer a casa para baixo. Eles todos se levantaram e se arrastaram para o hall de entrada para ver quem tinha feito as paredes vibrar. — Traga-o aqui agora! — A voz grossa estava exigida atrás da porta de madeira como nenhum deles nunca tinha ouvido falar. — Quem é esse? — Johnny sussurrou. — Não sei, mas quem quer que seja... Foda cara, ele é enorme, —


A Matilha de Brac 06 Oliver respondeu quando vira a alguns guerreiros irem para a porta da frente, em suas formas de lobo, rosnando e mordendo. O estranho nem sequer pestanejou. — Que diabos está acontecendo, Zeus? — Maverick duelava com Zeus timbre a timbre em seu tom Alfa de comando enquanto caminhava até a entrada da frente. Uma centelha de raiva apareceu nos olhos de Zeus, enquanto o guerreiro de pele escura lutava para se controlar. —

Tenho

sido

paciente

esperando

por

meu

companheiro

ser

apresentado. Bastante. Eu o quero agora. — Zeus cerrou os punhos ao seu lado enquanto seus olhos procuravam por seu companheiro. — De quem está falando? — Drew perguntou em voz baixa. Todo mundo encolheu os ombros. Oliver bebeu na dimensão do homem. Santa merda, ele era alguns centímetros mais alto que Maverick. Ele lembrou a Oliver o Golias da Bíblia. Seu corpo era maciço, com saliências e ondulações na parte superior dos músculos. Ele rezou para que ele nunca topasse com o homem em um beco escuro. Levaria os esforços combinados de todos os guerreiros para derrubálo. — Como eu te disse Zeus, esta é a decisão de Jasper. Eu não posso e não vou forçar um das minhas Sentinelas para acasalar. Agora, se você desejar, pode ir para o meu escritório para discutir isso. — Zeus concordou, e Maverick o levou ao fundo do corredor. — Oh homem, este é o companheiro de Jasper? — Oliver tremeu com o pensamento de ter um companheiro tão intimidante e ameaçador. Micah era feroz, mas este lobo parecia como se a própria Mãe Natureza o puxou das entranhas da terra e formou-o. Assustador. — Eu pensei que Cody era o seu companheiro? — Drew perguntou com uma expressão confusa. — Não, apenas os melhores amigos e amantes — Cecil informou a ele.


A Matilha de Brac 06 Pobre Cody, o pensou. Ele deve estar passando pelo inferno sabendo que seu melhor amigo ia ser tirado dele. As duas sentinelas estavam juntas há mais de 200 anos e adoravam um ao outro, constantemente se tocando e se beijando. Oliver tinha notado desde Maverick se reuniu com o novo Alfa da Matilha Leste que Cody havia mantido a distância. Ele se perguntava o que estava acontecendo, e agora ele sabia. Isso era algo confuso. Então, novamente, Oliver se perguntava por que Jasper não estava com seu companheiro. Falando nisso, onde estava Micah?

Capítulo Três

— Há uma feira no centro da cidade junto à marina. Você quer ir? — Micah perguntou enquanto ele puxava suas botas. Oliver ficou no meio do seu quarto atordoado. Micah estava realmente pedindo-lhe para sair? O coração de Oliver acelerou, e sua emoção mal se contém no pensamento de passar um tempo com seu futuro companheiro. — Ok — Soprou para fora enquanto ele tentava trazer seus hormônios em fúria sob controle.


A Matilha de Brac 06 — Ótimo. Vou deixar os guerreiros saberem que você vai estar lá. — Espere você não vai? — Oliver perguntou desapontado e confuso ao laçar sua pergunta. — Não, eu tenho o patrulhamento de hoje, mas eu vou providenciar que você tenha dinheiro e seja atendido. — Micah sorriu quando saiu do quarto. Oliver rangeu os dentes enquanto as lágrimas ardiam em seus olhos. Ele queria gritar enquanto a raiva se construía dentro dele. Manteve-a inflamando até que Oliver quis rasgar seu quarto todo. Sua raiva se agravou quando ele sentiu as lágrimas finalmente cair.

Oliver pegou a sacola de algodão doce enquanto ele passeava, sentindo o derretimento do açúcar azul em sua língua enquanto ele e Evan entravam na fila para andar na roda-gigante. Evan era um lobo bom o suficiente, mas Oliver não podia se conter em desejar que fosse Micah ali com ele. Ele sabia que havia uma maneira de apressar o acasalamento, mas todos os companheiros estavam de boca fechada sobre o assunto. Além disso, será que ele realmente desejava forçar a reivindicação? Ele sempre se perguntou se Micah realmente o queria ou se ele estava com Oliver, porque ele tinha sido impingido a ele. A roda-gigante parou no topo, e Oliver olhou para a atividade abaixo. Às vezes, ele desejava que pudesse ser qualquer um, em vez dele


A Matilha de Brac 06 mesmo. Ele podia ouvir a música e ver os sorrisos dos casais se abraçando e rindo. Por que não poderia ser ele? Ele viu todos os guerreiros abaixo. Eles não eram difíceis de não se ver com seus tamanhos enormes. Ele ainda viu os companheiros correndo para as bancas diversas, tentando ganhar de prêmio os animais de pelúcia. Oliver viu skatistas para a extrema esquerda da Feira. Eles estavam em uma espécie de parque mostrando suas habilidades. Seus olhos seguiram as acrobacias e truques que os caras estavam realizando. Talvez ele pudesse falar para Evan em ir para lá por algum tempo. Seu estômago pulou enquanto a cadeira desceu lentamente, trazendo-o de volta à terra. — Podemos ir para o parque, por um momento? — Por que você quer ir lá? — Os olhos desconfiados de Evan fitaram Oliver. O lobo era conhecido por ter um ar de perigo sobre ele. Blair disse uma vez que o rapaz irradiava dor. Evan não aceitava nada de ninguém. — Só queria ver os skatistas por algum tempo. — Oliver estudou sua escolta para o dia. Ele era um lobo bonito. Seus cabelos castanhos caíam em ondas até os ombros, e ele tinha olhos cor âmbar bonito que parecia brilhar. Oliver olhou de cima a baixo, apreciando os músculos afiados e firmeza em suas calças apertadas e camiseta preta. Ele não era volumoso como alguns dos guerreiros. Ele era esculpido e compacto, apenas a quantidade certa de massa corpórea. Oliver se inclinou um pouco mais perto, inalando o perfume masculino de Evan. Seu pênis estremeceu quando o odor almiscarado assaltou seus sentidos. Ele recuou quando percebeu que ele estava fazendo. Esse não era Micah, e ele precisava manter a sua distância. Então, por que ele queria inclinar para ele de novo?


A Matilha de Brac 06 Evan encolheu os ombros. — Eu não vejo um problema com isso. Ele levou o guerreiro até a beira do parque, onde ambos assistiram os meninos e seus talentos. Oliver deslizou sua mão na de Evan, enquanto ele o levava para um banco do parque. Ele não a liberou quando se sentaram, e Oliver suava. Evan gentilmente puxou a mão enquanto Oliver respirava fundo. Ele estava confuso por suas ações, questionando a reação do seu corpo. Micah era seu companheiro, não era? Oliver sentiu o puxar, sentiu a conexão, então por que ele estava se sentindo atraído por Evan? Oliver pôs os cotovelos sobre os joelhos, enquanto observava os esquilos correr, perseguindo uns aos outros e para baixo de uma árvore, e ouviu o ranger dos skates contra o pavimento. Ele sentiu o calor das coxas de Evan perto dele. Será que ele realmente queria assistir os skatistas, ou ele queria ficar sozinho com Evan? O pensamento o assustou. Talvez eles devessem voltar para a feira. Oliver puxou uma imagem de Micah e o viu, seus cabelos pretos molhados após um banho, seus olhos negros piscarem quando ele tentava fazer uma piada com Oliver. A maneira como ele olhava para Oliver com decepção, e a maneira que Oliver sempre se sentia tão sozinho e isolado. Oliver esfregou seu rosto enquanto ele se ajeitou no banco. O que diabos havia de errado com ele? Talvez ele tivesse uma intoxicação por tinta da tatuagem e ela estava comendo as células do seu cérebro. Sua cabeça caiu para trás em irritação com a maneira como ele estava agindo. — Você está bem, filhote? — Evan inclinou-se com preocupação em seu rosto. Oliver fechou a distância. E seus lábios encontraram os de Evan, e sua


A Matilha de Brac 06 respiração ficou presa. Evan levantou-se e se afastou o choque gravado em seu rosto enquanto seus olhos se estreitaram. — Que jogo você está jogando, Oliver? Evan olhou em volta para ver se alguém tinha visto o casto beijo. — Eu... Eu não sei —

Oliver pulou fora do banco, correndo de volta

para a plateia enquanto sua mente corria para tentar explicar o que diabos tinha acontecido. Micah, ele queria Micah. Não Evan ou qualquer outro homem no planeta. Micah. Correu passando pelas calçadas e para baixo em direção à extremidade do cais, agarrando o corrimão enquanto sentia a bile subir em sua garganta. Lágrimas escorreram de seus olhos enquanto ele contemplava a água cogitando pular na água para ficar longe de seu eu traidor. Como ele poderia ter feito isso com seu lobo? Por que ele fez isso? — Oliver! Oliver não podia olhar. Ele ouviu seu irmão, Blair, gritando por ele, mas ele não queria ser encontrado. Como ele poderia enfrentar seu guerreiro sabendo que tinha o traído? Era imperdoável. Oliver olhou por cima do ombro para ver os guerreiros vindos em sua direção com os companheiros no reboque. Seus olhos se fecharam para Evan enquanto a vergonha preenchia todo o seu ser. Suas

mãos

apertaram

no

corrimão

despencando para a água fria e revolta.

e

ele

balançou

as

pernas,


A Matilha de Brac 06

— Posso falar com você, Maverick? —

Jasper perguntou quando ele

bateu na porta do escritório. Maverick balançou as pernas para fora de sua mesa e sentou-se: — Claro, entre —

Ele acenou a Jasper

uma das cadeiras de couro

colocadas na frente de sua mesa. Maverick sentou-se e preparou sua alma, já antecipando a conversa. Ele olhou com carinho para sua Sentinela ruivo. Jasper era o paradoxo de sua matilha. Ele era um hábil e forte guerreiro, mas tinha um corpo elegante e esbelto, o menor de todos eles, 1,79m. Ele tinha o melhor coração de todos eles, era feroz, mas fez alguns dos melhores cookies de chocolate e manicotti do planeta. Maverick não poderia descobrir se Jasper era um guerreiro com um toque de feminidade ou uma guerreira feminina completa. Ele sabia que sem dúvida era um submisso verdadeiro. Não para seus companheiros de bando, mas para seu companheiro de alma. Ou ele seria se ele chegasse a tirar a cabeça para fora de sua bunda e deixasse Zeus reivindicá-lo. — Eu não tive a intenção de trazer problemas para o nosso bando. Estou confuso como o inferno. Eu sinto o puxar.

Está ficando mais forte


A Matilha de Brac 06 quanto mais eu espero. Eu também quero a reivindicação, quero o meu companheiro, só que... — Jasper torceu as mãos em seu colo. — Cody — Maverick ofereceu. — Sim. Eu o amo com todo o meu coração, mas nunca deixei enganar a mim mesmo que não iria ser meu companheiro. Eu não posso machucá-lo, Alfa. Ele é meu melhor amigo, meu homem-código. — a voz de Jasper falhou enquanto as lágrimas brotaram em seus olhos. Maverick veio em torno de sua mesa e se sentou na cadeira ao lado de Jasper, colocando sua mão sobre o ombro do guerreiro de olhos enevoados. — Eu não vou forçar você a fazer o que você não está preparado. Esta é uma decisão que só você pode fazer. Basta lembrar que dois corações estão envolvidos e é um deles que vai ser quebrado. Você apenas tem que procurar dentro de si e decidir qual deles. Cody ainda tem uma chance de encontrar seu companheiro, e o seu está esperando por você. Você realmente quer deixar passar a oportunidade para ele? Você só tem uma. Lembre-se disso.

Maverick sorriu simpaticamente para Jasper enquanto o deixava com seus pensamentos.

Oliver estava frio até os ossos, seu corpo tremia enquanto seus dentes batiam tão alto que ele pensou que iria quebrar em sua boca. Suas

mãos

estavam

fechadas

em

punhos

cobertores eram empilhados e dobrados em torno dele.

apertados,

enquanto


A Matilha de Brac 06 Evan o abraçava enquanto a água escorria do seu cabelo. O cérebro de Oliver trabalhava muito lentamente, mas sabia que Evan tinha mergulhado atrás dele. Por quê? Por que o guerreiro queria salvá-lo depois da humilhação que ele causou? — Obrigado, Paul —

ele disse a alguém enquanto mais cobertores

foram colocados ao redor de seu corpo tremulo. — Vamos levá-lo para casa. — Evan o levantou e levou Oliver para o SUV que esperava. Ele se arrastou dentro dele de costas, segurando Oliver perto dele. Por que Evan estava tão protetor? Oliver estava muito frio e exausto de tentar dar sentido a isso. Ele deitou sua cabeça no peito de Evan, enquanto ele tentava em vão absorver o calor do corpo do lobo. — Porque, Oliver? — Evan sussurrou em seu ouvido. — Beijar ou saltar? — Brincou ele calmamente. Evan rosnou. — Ambos. Oliver desviou o olhar. Por que ele? Não pode ser uma crise de meia idade, ele tinha apenas dezoito anos. Ele não teve um impulso de momento. Foi uma fraqueza momentânea? Por que ele iria ser fraco? — Eu não sei. — Ele encolheu os ombros quando ele olhou para trás em Evan, sentindo afeto escoando através de seu peito, mas nada mais. — Você está atraído por mim, Oliver? —

Evan perguntou ainda mais

baixo. Loco estava sentado no banco do motorista. — Novamente, eu não sei. —

Oliver se enrolou no colo de Evan

enquanto questão após questão bombardeava sua mente. — Durma um pouco, jovem. Preocupe-se mais tarde. Evan puxou o cobertor mais apertado em torno dele enquanto a calmaria da viagem balançou Oliver a dormir.


A Matilha de Brac 06

Micah correu pelo hall de entrada, puxando Oliver dos braços de Evan. — O que aconteceu? Ele podia sentir seu companheiro agitado e molhado. — Ele pulou na água de cima da marina — Loco lhe respondeu. — Por que diabos ele faria isso? — Micah puxou Oliver apertado contra o peito enquanto esperava por alguém explicar o que estava acontecendo. — Eu honestamente não sei. — Murdock emendou. Micah tomou a dois passos de cada vez para conseguir Oliver fora de sua roupa molhada e um líquido quente para ele. Ele sabia que os humanos ficavam resfriados facilmente, e ele não queria seu companheiro doente. Havia coisas como pneumonia e infecções na garganta que poderiam prejudicá-lo. Oliver era jovem, com um sistema imunológico saudável, mas ele não queria nada ao acaso. Ele levou Oliver para a cama e puxou suas botas molhadas para fora, afastando as meias encharcadas. Oliver parecia estar exausto, porque ele dormiu o tempo todo. Micah tirou os braços de Oliver de seu pulôver preto e deslizou suavemente sobre sua cabeça. A coisa pesava uma tonelada encharcada. Ele parou por um momento, percebendo que esta seria a primeira vez que viu seu companheiro nu. Micah teve que empurrar o pensamento longe. Isso foi para tê-lo quente o mais rápido possível, não era?


A Matilha de Brac 06 Ele removeu a camiseta preta, e sua respiração ofegou. Micah olhou para a tatuagem no peito de Oliver. Ele correu os dedos sobre ela, espantado ao ver seu nome com tinta em um belo modelo. As nuvens acima das letras eram surreais com uma lua meio escondida por trás delas. Ele inclinou-se para descobrir que seu nome não foi desenhado com linhas, mas as palavras menores que se formaram as letras. O coração de Micah se apertou quando viu que era apenas uma palavra repetida inúmeras vezes, AMOR. Suas mãos tremiam enquanto ele abria o jeans molhado e puxava para baixo. Elas estavam em piloto automático. Micah olhou para seu pênis flácido aninhado contra sua coxa. Mesmo em um estado dormente, era de tirar o fôlego. Oliver manteve seus cabelos aparados baixo que Micah achava sexy como o inferno. Seu próprio pênis saltou à visão e começou a encher. Ele puxou o jeans o resto do caminho

e lutou contra a luxúria que segurava,

agarrando o cobertor e cobrindo seu companheiro. Ele ligou para baixo e pediu a alguém para trazê-lo de caldo quente e um chá. Recolhendo a roupa molhada, ele despejou na rampa da lavanderia, em seguida, voltou para a cama. Oliver era um homem impressionante jovem. Seus cabelos castanhos eram interrompidos com riscos desenhados cruzando-o. Seu rosto era angelical no sono. O piercing parecia fora do lugar em um rosto tão suave. Ele gostava deles. Eles simplesmente não pareciam se encaixar agora. Seu companheiro se ajustava perfeitamente em seus 1,85m. Micah sempre teve dificuldade para respirar, quando Oliver colocava os olhos azuis cristalinos em cima dele. Oliver se agitou, e Micah se sentou na cama ao lado dele, passando as mãos pelo cabelo de seu companheiro. Ele o amava mais do que tudo. Talvez ele estivesse sendo egoísta em esperar. Ele só estava tentando protegê-lo. Ele se inclinou e passou os lábios sobre Oliver, sentindo exalar do fôlego de Oliver para o seu. Micah virou a cabeça e acariciou sua bochecha contra a de Oliver, sentindo a carícia da pele


A Matilha de Brac 06 lisa sob a sua. Micah se afastou quando bateram em sua porta, Jasper lhe deu uma bandeja com os itens que ele pediu. Ele agradeceu e levou-a para a cama. Será que ele devia acordá-lo ou deixá-lo dormir? Ele precisava de calor. O sono poderia reclamá-lo novamente quando o caldo e chá estivessem dentro dele. — Bebê, acorde — Micah passou a mão na lateral do rosto enquanto os olhos de Oliver tremiam. — É isso aí. Acorde. Oliver começou a tremer. Seus lábios tremiam de frio. Micah o puxou para cima em uma posição sentada e trouxe a taça do caldo em seus lábios. — Beba-o. Está quente — Micah levantou a caneca quando os lábios de Oliver tocaram a borda, os olhos fixos em Micah. Uma única lágrima escorreu pelo rosto de seu companheiro. — Calma, bebê, seque seus olhos. Vamos discutir os porquês mais tarde. Eu quero você quente agora.

— Micah levantou a taça aos lábios de

Oliver mais uma vez, mas ele virou a cabeça. Seus ombros tremeram quando ele confessou. — Eu fui infiel, Micah. O mundo de Micah girou sobre seu eixo. As quatro palavras repetindo várias vezes em sua cabeça. Não. Não, não. Não seu companheiro. Quem? Quem tocou Oliver? Quem estava com seu companheiro? A fúria atravessou sua alma enquanto seus caninos caíam e os seus olhos

viravam

carmesins.

Suas

garras

quebraram

a

caneca

na

mão

estilhaçando-a em seus dedos, espalhando o líquido quente sobre as coxas. Ele tinha que ficar longe de seu companheiro, mas não antes de descobrir quem.


A Matilha de Brac 06 — Nome, agora. — Ele rosnou com uma voz que rivalizava com a do Satanás. Oliver balançou a cabeça, puxando para trás com medo. Micah jogou a cabeça para trás e lançou um grito. Sua dor e angústia podiam ser ouvidos no choro. Micah colocou suas mãos em cada lado da cabeça de Oliver na cabeceira almofadada. — Você não vai sair deste quarto e ninguém... — Ele se inclinou mais perto, seu hálito quente quase tocando os lábios de Oliver. —... Ninguém entra aqui neste quarto. Você me entende? Oliver concordou em estouros rápidos, em seguida, Micah se afastou. Ele se levantou, olhando para baixo em Oliver com tanta dor em seu coração. Oliver começou a chorar, mas ele não podia lidar com isso agora. Micah sacudiu a cabeça, em seguida, bateu a porta quando ele fez sua fuga. Micah estava em um mundo de dor. Ele se transformou do lado de fora da porta de seu quarto, em seguida, correu para baixo da escada em caracol. Ele não conseguia pensar. Sua cabeça e coração estavam em uma batalha. Micah pulou, caindo pela janela da frente, enquanto corria da ferida ameaçava romper seu coração.

Capítulo Quatro


A Matilha de Brac 06

Blair bateu na porta de seu irmão. Já fazia sete dias desde que ele o tinha visto, e quase todos as bandejas que foram trazido a ele foram devolvidas intactas. Ele temia que Oliver estivesse tentando passar fome até morrer. Por que seu irmão traiu seu companheiro? Isso não fazia sentido para ele. Oliver não era assim. Micah não tinha sido visto desde o dia em que voltou da feira. A porta se abriu, e antes de Oliver poder abri-la toda Blair empurrou entrando no quarto. — Cai fora! Ninguém pode estar aqui. Por favor, Blair, saia... — Oliver pediu a Blair empurrando para trás através da porta. — Você vai parar com isso? Eu sou seu irmão. Se Micah pensa que algo está acontecendo conosco, então ele perdeu seu juízo. preocupado

que

Micah

tinha

feito

exatamente

isso.

— Blair estava O

lobo

parecia

enlouquecido quando ele irrompeu pela janela da frente e fugiu para a floresta. — Ninguém. Ele disse que ninguém.

— Oliver bateu a porta na cara

dele. Bem, foda-se. E agora? Blair tinha notado os olhos fundos e o peso perdido antes que ele fosse expulso. Os olhos de seu irmão estavam correndo em todo lugar e fora de foco. Blair andou de volta para a toca. Algo precisava ser feito. Ele não poderia deixar Oliver no estado em que estava então como ele


A Matilha de Brac 06 poderia resolver isso? Primeiro, ele tinha de encontrar Micah, então ele tinha que colocar os dois juntos. Mais fácil dizer do que fazer.

Oliver estava deitado na cama de Micah. Ele segurou o travesseiro que tinha o cheiro de seu companheiro perto do peito. Ele pensou no que aconteceu mais e mais em sua mente. E sabia que deveria ter feito a confissão de forma diferente, mas pensou que Micah iria deixá-lo explicar. Em vez disso, Micah havia se transformado em um lobo psico sobre ele, e Oliver não podia culpá-lo, no mínimo. Agora, ele nunca saberia o que era ser tocado por seu companheiro, fazer amor, ou ser reivindicado. Ele estaria preso nesta casa com um homem que deveria ser seu, mas nunca seria. O pensamento disso o fez mergulhar a sua depressão mais profundamente para o abismo. Sua pele coçava para ser tocada, para ser amado. Isso é tudo o que ele queria. Micah esteve sempre o contornando e tratando-o como um irmão mais novo ou um filho ao invés de um companheiro, e o sentimento de rejeição só piorou com o tempo.


A Matilha de Brac 06 Oliver sabia de tudo isso, mas ainda não havia desculpa pelo que ele tinha feito. Agora, ele tinha perdido Micah para sempre. Oliver tinha olhado fixamente para a parede durante sete dias, agora, só levantava para ir ao banheiro ou atender a porta. No início, ele nem sequer atendeu as batidas até o vozeirão de Maverick exigir para ele fazer isso, mas o lobo ficou de fora, não entrando, dizendo a Oliver que ele tinha que começar a comer melhor. Oliver concordou, mas só em palavras. Seu apetite o havia deixado com Micah. Sua sanidade o havia deixado com Micah. Um buraco existia agora no lugar onde em seu coração tinha estado uma vez. Oliver começou a chorar em silêncio de novo enquanto se ajeitava para dormir.

Micah voltou ao seu quarto. Eram três da manhã, e ele não podia lutar contra a atração por mais tempo. Ele precisava de seu companheiro. Ele tinha andado pela floresta por uma semana, comendo a presa que pegou e dormir no frio. Os primeiros dias ele tinha sido um selvagem, o lobo matando qualquer presa que chegava muito perto. Sangue era o que ele queria, e o sangue era o


A Matilha de Brac 06 que ele tinha derramado. Ele comeu o que ele matou, mas a raiva tinha consumido ele. Micah estava sobre a cama e olhando para seu companheiro dormir. Por quê? Por que Oliver esteve nos braços de outro? Esta pergunta o assombrava desde o momento que ele entrou no mato. Seria ele tão ruim como companheiro que ele levou o seu jovem para outro? Ele se inclinou mais perto para ver as bolsas negras ao redor dos olhos do seu companheiro. Puxando as cobertas de volta, ele viu a magreza subindo a pele de Oliver. Isto era culpa de Micah. Ele não queria que seu companheiro comprometesse sua saúde. Ele ainda o amava profundamente, mas seu coração tinha sido arrancado. Ele tinha que saber o porquê. Ele

tinha

que

descobrir

quem

no

inferno

que

fodeu

com

seu

companheiro. Ele seria estripado. Micah não aceitaria nenhuma desculpa de quem sujou Oliver. — Oliver, acorda — Micah exigiu com uma voz que não era gentil. — Cai fora! Ele disse ninguém. Saia! — Oliver gritou quando ele saltou e empurrou Micah. Micah agarrou seus pulsos, puxando Oliver em seus braços. — É Micah, acalme-se. — Ele estava com raiva, magoado e traído, mas ele ainda queria manter seu companheiro. Reclamá-lo e amá-lo. — Eu sinto muito. — Oliver soluçava no peito de Micah. Os braços de seu companheiro se enrolaram na sua cintura quando ele o segurou. — Por favor, não me deixe. — Diga-me o que aconteceu. —

Micah preparou-se para os detalhes

sórdidos. Ele não poderia deixar Oliver ir. Ele teve que o abraçar apertado,


A Matilha de Brac 06 tentar manter a sua sanidade mental, quando seu companheiro contasse. — Eu beijei Evan. Eu não planejei isso. E... Eu apenas estava tão só, tão malditamente só. Eu sei que não é uma desculpa. Ele não sabia Micah. Não é culpa dele. Ele me repeliu e saltei fora. Sinto muito. — Oliver abraçou Micah mais perto. — O que mais, Oliver? — Ele não poderia ter o suspense. Ele estava pronto para ir matar Evan, mas ele queria saber tudo isso para que ele não se sentisse culpado quando os intestinos de Evan estivessem sob ele. — É isso, eu juro. —

Oliver cavou as unhas nas costas de Micah, como

se ele dependesse dele para salvar a vida. — Um beijo? — Sim. Na verdade, ele realmente nem se mexeu. Eu juro Micah. Eu nunca vou te enganar novamente. Nunca. Micah puxou para trás e olhou para seu companheiro. — Um beijo? Oliver balançou a cabeça enquanto lágrimas gordas rolavam pelo rosto. Micah puxou Oliver apertado contra o peito. Um mísero beijo. Essa era a extensão da traição? Ele não havia sido profanado? Micah teve vontade de rir. O alívio soltou o nó do seu estômago e em seu coração que tinha estado lá por uma semana. Micah ainda iria ter uma conversa cara a cara com Evan. Oliver gritou quando Micah o deixou cair na cama. — Companheiro, você está pronto para ser reivindicado? Oliver rasgou suas roupas antes de Micah sequer tirar a camisa. Micah riu da avidez de seu companheiro. Ele o acalmou quando pegou o rosto de Oliver. — Tem certeza de que está pronto para isso? — Pronto desde que a meia-noite bateu no meu aniversário de dezoito anos. — Ele deu um sorriso para Micah.


A Matilha de Brac 06 — Nunca procure consolo nos braços de outro homem novamente, Oliver. Fale comigo, mesmo quando eu estiver sendo teimoso. Prometa-me. — Oliver concordou, mas Micah tinha que ouvir a palavra. — Prometo. É por isso que eu pulei na água. Eu tinha que ficar longe. A culpa comeu-me tão mal que eu odiei quem eu era. — De joelhos — Micah exigiu enquanto pegava o lubrificante na gaveta. Preliminares mais tarde, ele precisava formar o vincular com Oliver agora. Oliver se arrastou até o meio da cama e abaixou os ombros. Ele olhou para Micah enquanto seu corpo tremia. — Assustado, Oliver? — Micah lubrificou seus dedos e enfiou dois dedos no ânus de seu companheiro. — Um pouco. Eu estive esperando por tanto tempo que eu sinto que estou sonhando. — Oliver gemeu quando Micah começou um lento entrar e sair com os dedos. — É real. Relaxe e aproveite. Promete que vai me deixar saber se eu fizer algo que você não gosta? — Micah torceu o pulso e entortou os dedos até que ele encontrou a próstata de Oliver. Oliver gritou e levantou o traseiro mais no ar.

— Prometo Micah. Por

favor, faça isso de novo. Micah sorriu e acrescentou um terceiro dedo. Ele roçou a glândula mais algumas vezes enquanto Oliver se arqueava e gemia. — Meu bebê gosta disso. —

Micah colocou sua outra mão sobre as

pequenas costas de Oliver, enquanto ele acelerava o ritmo de seus dedos. — Mais Micah. Preciso de mais. — A cabeça de Oliver caiu para trás. — Foda-me. Micah puxou a mão e ficou de joelhos atrás de Oliver. Ele colocou os polegares entre as nádegas de Oliver e espalhou-as. Foda-se se isso não era uma bela vista. — Por favor — implorou Oliver, empurrando para trás.


A Matilha de Brac 06 — Tudo o que você quiser amor. — Micah empurrou todo o caminho até a raiz. E fechou os olhos por um momento, saboreando a sensação apertada que se estendia em torno de seu pênis. Oliver gritou. — Eu machuquei você? —

Micah esfregou as costas de Oliver com

preocupação. — Você vai, se você não se mover — Oliver disse ofegante. Micah riu quando ele impulsionou para frente. — É isso que você quer? — Não, eu quero um sorvete. A cabeça de Micah caiu para trás enquanto um riso crescente encheu o quarto. — Nesse caso — Micah cravou os dedos nos quadris de Oliver e impulsionou nele e depois parou. — Micah! — Oliver protestou. — Novamente, é isso que você quer? —

Micah sorriu enquanto os

punhos de Oliver batiam nos lençóis. — Sim, caramba. Foda-me até que eu não possa andar. — Agora você está falando a minha língua. — Micah puxou seus quadris enquanto sua pélvis batia contra o traseiro de Oliver. — Você... Me... Aceita... Como... Seu... Companheiro... Oliver? Micah impulsionou para frente em cada palavra. — Sim. — Ele choramingou. — Não, você tem que dizer o meu nome também. Os caninos de Micah se alongaram enquanto seus olhos mudavam-se para vermelho. — Sim, Micah. — Oliver gritou enquanto balançava para trás. — Melhor. Micah se inclinou e mordeu o pescoço de Oliver enquanto seus quadris se chocavam com Oliver como um foguete. Ele bebeu de seu companheiro enquanto sentia os fios de suas almas se


A Matilha de Brac 06 descontraírem

e

se

entrelaçarem

entre

si,

os

seus

batimentos

se

sincronizarem, num vinculo completo. Oliver gritou o nome de Micah, enquanto ele gozava por todos os lençóis, seu corpo sacudindo pela erupção. — Você é meu, e não vou te compartilhar. Micah rosnou ao redor do pescoço de Oliver. — Nunca — Oliver prometia enquanto Micah rugia em seu orgasmo, o corpo empurrando com tanta força que ele jurou que Oliver sentiria seu pau no fundo da sua garganta. Micah selou a ferida e colocou Oliver em seu peito.

— Eu amo você,

Oliver. Nunca se esqueça disso. Micah estava deitado de costas e seu companheiro deitado sobre seu peito. — É linda. Sua tatuagem. Obrigado — Esfregou as costas de Oliver em um padrão calmante. — Eu te amei desde o momento em que você entrou na minha casa. Eu só não sabia ainda, — Oliver confessou.

Micah entrou na sala e socou Evan mandando ao chão com um soco rápido em sua mandíbula, em seguida, afastou-se.


A Matilha de Brac 06

— Por que estamos todos reunidos aqui? — Oliver perguntou enquanto todos os companheiros esperavam na porta da frente. — Sei lá — Cecil respondeu encolhendo os ombros. — Ok, homens, hora de ir — declarou Maverick enquanto abria a porta da frente. Subiram para os SUVs, sem ousando questionar o Alfa. Loco estava atrás do volante, com um sorriso no rosto. Oliver não confiava naquele olhar. Ele tornou-se mais cauteloso quando os outros três SUVs foram preenchidos com os guerreiros restantes. Que diabos estavam acontecendo? Enquanto dirigiam para a cidade, Blair se inclinou e sussurrou no ouvido de Oliver: — Então, alguém foi reivindicado ontem à noite. — Ele riu. Será que ele tivesse gritado tão alto? — Parabéns, mano. — Bateram juntas enquanto Oliver sorria de orelha a orelha. Eles pararam em frente a um prédio de escritórios com um dente grande pendurado na frente dele. — Oh, não — Johnny gemeu. — Ah, merda. O dentista — Drew reclamou. Os guerreiros escoltaram os companheiros em uma sala de espera


A Matilha de Brac 06 enquanto Maverick verificava dentro do consultório. Oliver aproximou-se de Micah por um contato com a pele que desejava. Micah puxou Oliver para seu peito enquanto ele colocava seus braços em volta de Oliver. Ele nunca mais queria deixar Micah ir. — Ok, vocês podem entrar. Vamos esperar aqui fora.

— Maverick

instruiu enquanto se sentou na cadeira pequena da sala de espera, movendose em torno para tentar encontrar uma maneira confortável para sentar. As cadeiras não eram feitas para guerreiros de mais de 2 metros de altura. Johnny correu para a saída e Hawk o agarrou pela cintura, depositando-o ao lado de Cecil. — Mas eu não quero ir — gritava Johnny para Hawk. — Desculpe bonito bebê. A higiene oral é importante. Hawk beijou em seu nariz e deu uma tapinha em sua bunda. Johnny fez um bico enquanto seguia os outros companheiros para dentro. Eles entraram em uma grande sala com cadeiras reclináveis. A enfermeira disse-lhes que todos pegassem um assento e que os dentistas estariam com eles em breve. Keata parecia um cervo travado na frente dos faróis, enquanto ele olhava em volta para todas as ferramentas brilhantes do dentista. Cecil mexia com um tanque pequeno, rodando os botões.

— Vem cá,

Johnny. Isso ajudará você a relaxar. Oliver soltou um pequeno riso quando Cecil colocou a máscara no rosto de Johnny. Depois de um instante, os olhos de Johnny ficaram vidrados, e ele começou a rir.


A Matilha de Brac 06

— Desculpe-me, senhores, precisamos de sua ajuda lá dentro — disse o assistente do dentista enfiando a cabeça pela porta. — Espero que Johnny não esteja dando ao dentista um momento difícil. — Hawk balançou a cabeça enquanto ele e os outros guerreiros acasalados se dirigiram para dentro do consultório. — Que diabos? —

Micah coçou a cabeça, quando viu todos os

companheiros sentados nas cadeiras odontológicas rindo coletivamente. — Eles parecem ter descoberto o gás do riso. —

A assistente do

dentista sorriu. — Cecil! — Maverick berrou.

Capítulo Cinco

A língua de Micah brincava com a haste nos lábios de Oliver enquanto este se sentava em seu colo na cadeira da cozinha. — Tem certeza de está bem com os piercings?


A Matilha de Brac 06 Oliver perguntou enquanto empurrou seu lábio mais perto de Micah para explorar. — Eu tenho certeza. É sexy como o inferno. — Micah agarrou a haste com os dentes e rosnou. Ele queria lamber e chupar cada maldito ponto trespassado em seu companheiro. Oliver riu. — Nesse caso, eu quero um príncipe Albert2. — Sério? — As sobrancelhas de Micah dispararam. — Eu não sei se eu posso lidar com alguém segurando seu pênis em suas mãos. — Ele beliscou o lábio de Oliver com os dentes. — Eles são profissionais. Por favor. — Oliver deu-lhe um olhar cachorro, lábio inferior fazendo um beicinho para fora. Micah riu enquanto deslizava as mãos para os lados de Oliver. Ele estava aliviado que toda a espera por seu companheiro chegar á idade de reivindicação, todas as preocupações de que seu companheiro não estava mentalmente pronto, finalmente acabaram. Oliver tremeu quando Micah passou a mão sobre a nuca. — Deixe-me pensar sobre isso. — Micah empurrou sua virilha até a de seu companheiro. Seu pênis estava duro como uma pedra, implorando para rasgar o jeans e tirar o que era agora seu livremente. — Oh, Deus. — Oliver gemeu. — Vai no quarto. Sem sexo na cozinha — Keata ria enquanto ele caminhava até a geladeira. — Por que não você não diz ao meu companheiro o que está escrito na sua tatuagem? — Oliver perguntou sobre seu ombro. — Não dizer —. Keata fez um barulho rude com a boca e saiu com um suco na mão. — Ele tem uma tatuagem? — Micah quis saber quem era o nome da jovem havia tatuado em seu peito. 2

- ( O príncipe Albert ( PA ) é um piercing genital masculino, é — um piercing no estilo de um anel que se estende ao longo da parte inferior da glande pela abertura da uretra para onde a glande encontra o corpo do pênis . )


A Matilha de Brac 06 — Sim, mas nenhum de nós sabe quem é. Ele não nos deixa ver. Micah fez uma careta. Ele não gostava da ideia de não saber quem era o companheiro de Keata. Se ele era um lobo daqui, por que ele não o reclamou? Não fazia sentido para ele. Oliver colocou seus braços sobre os ombros de Micah, dando-lhe o olhar mais sexy que conseguiu reunir: — Então, eu posso? — Você pode o que, bebê?

— Micah havia estado perdido em

pensamentos. — Colocar outro piercing? — Oliver balançou as sobrancelhas. — Pequeno demônio persistente, não é. — Um sorriso fraco tocou os lábios de Micah, enquanto ele ficava ali com seu companheiro em seus braços.

Cody pegou uma cerveja de trás do bar, enquanto observava os companheiros dançarem ao redor com os controladores. Ele torceu a tampa e tomou um gole quando Kyoshi gritou sua vitória. Cody sorriu. Keata subiu no banquinho do bar e deu uma tapa no balcão. Cody chegou ao freezer e pegou um refrigerante de laranja, adicionando cubos de gelo para um copo alto, inclinando-o enquanto servia. Ele deslizou o vidro em todo o balcão e esfregou os dedos nas costas da mão de Keata. Keata olhou em seus olhos e sorriu.


A Matilha de Brac 06

Oliver correu para seu quarto para trocar a roupa, colocando um short e uma camiseta regata grande. Ele pegou seu travesseiro, em seguida, correu de volta descendo as escadas. Ele pulou para o sofá da sala e se enrolou ao lado de Blair. Blair colocou os braços ao redor de seu irmão mais novo enquanto o filme começava. — É realmente assustador? — Ele sussurrou para Blair. — Tipo assim. Eu seguro você. — Blair o puxou mais perto assim que o sangue começou a voar. Keata gemeu no canto do sofá, ele estava sentado enrolado numa bola e Kyoshi o puxou para perto enquanto Drew puxou Cecil. Johnny começou a gritar para as garotas estúpidas mais uma vez. — Este lugar está ocupado? —

Cecil olhou para cima para ver seu

companheiro sorrindo para ele. — Nunca. Maverick puxou Cecil dos braços de Drew e o abraçou em seu colo. Os outros guerreiros reivindicaram seus companheiros enquanto estes se aconchegaram para assistir o filme. Oliver viu quando Loco pegou Keata no colo e puxou-o contra o peito, passando as mãos pelo macio e sedosamente cabelo preto de Keata.


A Matilha de Brac 06

— Você se divertiu? — Micah perguntou para um Oliver aconchegado em seus braços. — Sim, era apenas um filme de terror. Não era grande coisa. Oliver falou sobre a questão com naturalidade. — Mentiroso — Micah virou Oliver mais em seus braços, em seguida, passou a língua ao longo dos lábios de Oliver. Ele mordiscou com seus dentes enquanto Oliver se abriu para ele. Micah sugou a língua de Oliver em sua boca enquanto amassava sua bunda. Oliver passou os braços em volta do pescoço de Micah como ele empurrava seu pau no abdômen de Micah. Ele quebrou o beijo. — Quero te provar. Micah rolou de costas. Os músculos se contraiam com prazer enquanto Oliver beijava seu caminho para baixo do corpo de Micah. Um gemido saiu da garganta de Oliver ao sabor da pele de seu companheiro. Ele nunca tinha chupado um pênis antes. Esta seria a primeira vez dele. O pau de Oliver doía enquanto lambia o comprimento do pênis de Micah. Micah espalhou as pernas, e Oliver subiu entre elas. Ele rezou para que estivesse fazendo isso corretamente. Havia uma maneira correta? Ele deveria ter olhado na Internet antes de confessar a Micah seus desejos. Ele acariciou o pênis de Micah algumas vezes antes de ele deslizar a


A Matilha de Brac 06 enorme cabeça nos lábios. E podia sentir a mão tremer levemente enquanto passava a língua em toda a superfície molhada, o sabor explodiu em sua boca. Oliver olhou para cima para ver Micah fitando-o, seus olhos enevoados pela luxúria. Ele devia estar fazendo algo certo para seu companheiro ter um olhar tão sensual. Oliver abriu a boca mais larga e passou seus lábios em torno do pênis de Micah. — Foda — Micah gemeu a mão descendo para colocar sobre a cabeça de Oliver. Isso ainda parecia um sonho. Ele realmente estava acasalado agora, finalmente. Oliver lambia na abertura, puxando o pré-sêmen com sua língua enquanto rolava bolas de Micah em suas mãos. Ele estava agindo em puro instinto aqui. Oliver olhou para cima novamente em Micah, um leve rubor no rosto e pescoço formou-se pela forma íntima que Micah o observava. Micah deu um rosnado baixo. Oliver o levou mais profundo, cantarolando enquanto sua língua girava em torno do eixo rígido. Micah

empurrou

seus

quadris,

e

Oliver

engasgou.

Seus

olhos

lacrimejaram enquanto ele se afastava. — Foda-se, Oliver — Micah inclinou-se até os cotovelos. — Por favor, me diga que você já fez isso antes. Oliver ignorou enquanto ele chupava mais duro, a boca subindo e descendo no pênis, suas mãos acariciando as bolas de Micah. Ele não estava disposto a se envolver em um debate sobre

sua experiência em dar um

boquete com um eixo rígido enfiado em sua boca. — Oliver vai... —

Micah advertiu enquanto suas mãos seguravam a

cabeça de Oliver, impulsionando sua pélvis mais rápida em impulsos curtos. Oliver estava grato por seu companheiro levar em consideração a sua inexperiência.


A Matilha de Brac 06 Oliver pegou a base e bombeou enquanto ele engolia mais. Jatos quentes atingiram o fundo de sua garganta enquanto ele lutava para engolir. Micah uivou quando suas mãos apertavam firme sobre Oliver, seus quadris empurrando até que ele entrou em colapso. Oliver se arrastou sobre o corpo de Micah, desejando a sensação de seu eixo espesso estar dentro dele. Seu coração batia mais rápido no pensamento de seu companheiro vê-lo desta vez, de frente um para o outro. Era inebriante, estimulante. Oliver queria jogar a cabeça para trás e rir com a vertigem que estava borbulhando dentro dele. Ele montou o abdômen de Micah e então se inclinou para partilhar o gosto almiscarado ainda remanescente nos lábios e na língua. Micah o devorou. Suas mãos agarraram os quadris de Oliver enquanto sua língua devastava a boca de Oliver. — Preciso de você. — Oliver gemeu na boca de Micah. Ele se esticou e pegou o lubrificante, fixando-se ligeiramente para trás para deitar uma quantidade generosa para baixo em Micah. Micah pegou a base e segurou-a enquanto Oliver colocava as mãos sobre o peito de Micah, e apoiava seus pés. Micah guiou o pau dele enquanto Oliver trabalhava lentamente dentro. Ele mordeu o lábio do piercing pela picada de dor, soltou um suspiro, e depois baixou uma fração mais. Micah assistiu-o o tempo todo. Oliver olhou para seu companheiro com todo o amor que ele sentiu em seu coração. Seu peito se encheu com o excesso de emoções que o percorriam. Seu. Micah era dele. Ele não o havia perdido. Oliver estourou um fôlego quando ele finalmente sentou-se. Esta posição lhe abriu mais amplamente, o pênis indo mais fundo.


A Matilha de Brac 06 Oliver puxou para frente, em seguida, balançou para trás, as mãos de Micah nos quadris ajudando-o no movimento. Ele pegou o ritmo quando Micah puxou as pernas para cima, plantou os pés, e então o colocou profundamente. Oliver gritou enquanto Micah sorria, em seguida, repetiu o movimento. Ele bateu na glândula de Oliver toda vez que ele se retirou. — Micah —

Oliver gemeu enquanto seu companheiro o levava para

voar. Um incêndio lambendo suas terminações nervosas, ele bateu de volta para atender impulso de Micah. Os caninos de Micah estenderam, fazendo o pau duro de Oliver pulsar. Ele agarrou-o, mas Micah puxou a mão. — Vem cá. — Ele grunhiu quando Oliver se inclinou para frente. Micah serpenteou a mão no pescoço de Oliver, levando-o para baixo enquanto seus quadris continuavam seu ataque. Seus dentes se afundaram na carne, onde terminava seu pescoço e ombro começava a pele macia de Oliver cedendo sob a mordida poderosa. Gritos soaram enquanto Oliver gozava, em jato e jatos de sêmen sobre Micah, suas unhas cravando no peito dele. Micah se soltou então, pistoneando tão duro que ele quase desalojou ele de Oliver. Ele teria se Micah não estivesse prendendo-o com um aperto de morte. Micah gritou o nome de Oliver, quando o orgasmo o invadiu e sêmen irrompeu de suas bolas, depositando profundamente dentro do interior quente de Oliver. Oliver desabou para frente, beijando o peito e o pescoço de Micah, em um amor digno de louvor. — Amo você, guerreiro —

Oliver arrulhou enquanto se aninhava no

pescoço de seu companheiro. — Para sempre, companheiro. — Micah envolveu seus braços em volta de Oliver enquanto se virava na cama e desligava a lâmpada.


A Matilha de Brac 06

— Ok, agora, quero todos os olhos da frente e no centro. Sem conversa. Sem goma de mascar, e você deve levantar a mão para fazer uma pergunta. — Kyoshi pigarreou e continuou: — Esta é a sua primeira aula em aprender a falar japonês. Oliver sugeriu que os companheiros aprendessem em benefício de Keata. — Oh, não. Escola — Johnny gemeu. — Eu odiava a escola. Eu estava sempre atrasado. — Johnny, agora você vive na escola — Kyoshi o lembrou. — Ah, eu ainda não gosto da escola. —

Ele fez beicinho enquanto

cruzava os braços sobre o peito. A biblioteca tinha sido convertida em uma sala de aula improvisada completa com uma lousa branca e apagador. Keata estava ao lado da lousa com uma régua na mão, olhando para cada companheiro, desafiando-os a desobedecerem às regras. — Eu coloquei uma folha de papel e um lápis número dois na frente de cada um de vocês para as notas. — Kyoshi caminhou até a lousa e escreveu sua primeira palavra. — Temos de fazer os testes? — Johnny lamentou perguntando. — Johnny, você será colocado no canto, se você continuar a falar sem levantar a mão — Kyoshi gentilmente o repreendeu. Keata se aproximou de Johnny e bateu nos nós dos dedos com a régua de madeira. — Ow, por que ele fez isso? —

Ele apertou sua mão, em seguida,


A Matilha de Brac 06 esfregou a marca vermelha que tinha aparecido. — Você deve seguir as regras — Kyoshi respondeu. — Eu vou ser expulso por não entender — Drew reclamou. — Não, Drew. Você deve se esforçar, que vai conseguir. Kyoshi adicionou outra palavra para a lousa. — Hã? — Drew coçou a cabeça enquanto olhava para Kyoshi. — Quando é hora do recreio? — Johnny perguntou. Keata bateu nos dedos novamente. — Você vai parar com isso? — Johnny olhou para ele. — Não, o cabelo de sol não ouvir —

Keata colocou as mãos nos

quadris. — Eu vou falar com diretor sobre você. Johnny revidou. — Fale de novo o porque estamos fazendo isso, Kyoshi? Kyoshi balançou a cabeça enquanto ele beliscava a ponta de seu nariz para tentar se acalmar. Era como se ele estivesse no comando de uma classe de jardim de infância, em vez de adultos. — Isto é para Keata. Por favor. Se você não quer aprender, você não precisa

Kyoshi não ia perder o tempo, se eles não queriam estar aqui.

Oliver e Blair pareciam ser os únicos dispostos a aprender. Cecil estava fazendo bolinhas de papel que arrancava dos livros encadernados em couro e atirava com um canudo por toda a sala. — Por favor — implorou Keata. — Tudo bem. — Johnny sentou-se reto e pegou o lápis. Cecil abaixou o canudo e fez o mesmo. Kyoshi percorreu o resto da aula sem queixas mais. Ele estava um pouco surpreso com o quão bem Johnny estava aprendendo a língua. Parecia que tudo o que tinha que fazer era dizer-lhe a palavra uma vez e ele conseguia repetir. Drew parecia ser o único que lutava então Kyoshi decidiu que iria lhe dar aulas particulares, se ele assim o desejasse. Eles passaram a tarde se revezando na lousa enquanto o dia passava


A Matilha de Brac 06 voando. Lanches foram trazidos por alguns dos guerreiros, e Kyoshi sorriu quando viu Cody, Tank e Loco pegarem um assento ao lado. Parecia que alguns dos guerreiros desejavam se comunicar melhor com Keata também. Tank parecia estar se recuperando bem da ferida a bala que sofreu quando estava resgatando os outros três homens asiáticos, que haviam sido sequestrados e trazidos para esse país, como Kyoshi e Keata tinham. Ele não anda mais tão duro, e seu comandante Hawk, o colocou de volta na lista para o serviço de patrulha. Kyoshi ficou espantado com a rapidez com que os lobos se curavam. Ele ainda se questionou sobre o porquê Keata o visitou quando ele estava doente, mas, como seu companheiro

Stormy lhe tinha dito, ele

deixou Keata crescer. — Ok, está ótimo por hoje. Eu quero que vocês pratiquem suas palavras e tentem usá-las em uma frase tão frequentemente como vocês puderem. Kyoshi se sentiu orgulhoso e realizado na lição ensinada hoje. — Eu ainda não gosto da escola — Johnny murmurou enquanto ele deixava a biblioteca levando seu pedaço de papel e lápis com ele. Kyoshi sacudiu a cabeça e sorriu para o loirinho de cabelos encaracolados.

— Como foi? — Micah perguntou a Oliver com um beijou quando ele entrou na toca. — Esgotante. Kyoshi é um feitor de escravo, e Keata um governante feliz.

— Oliver se jogou no sofá quando seu estômago roncou. Era hora do

jantar, e ele estava com fome. O lanche que tinha sido trazido sequer aplacou seu apetite. Oliver deitou sua cabeça no colo de Micah, enquanto tentava decidir o que ele queria para o jantar. Ele estava feliz por ter sugerido a aulas, mas se esqueceu o que tinha sido assim na escola. Estudar e trabalhos de


A Matilha de Brac 06 casa não estavam em suas coisas mais favoritos para fazer a lista, mas, como Kyoshi tinha apontado, era para Keata. Talvez eles pudessem levá-lo para jantar fora. — Ei, Micah. — Hmm? —

Micah estava passando as mãos nos cabelos de Oliver,

fazendo Oliver esquecer momentaneamente o que ele estava prestes a perguntar a ele. Ele percebeu ao longo dos últimos dois dias que ele era uma pessoa de pele. Ele gostava de estar sensível ao toque e contato que desejava. Quando o seu companheiro tocou-lhe, todo o pensamento parou e ficou somente o prazer. — Você quer sair para jantar? — Oliver pegou o gemido antes de ele escapar, sua pele se arrepiando pelas carícias. Porra, Micah o deixava babando. — Aonde você quer ir, bebê? — Micah perguntou. Ele raspou levemente suas unhas ao longo do pescoço de Oliver. Ele podia sentir arrepios subindo enquanto seu corpo tremia. Micah traçava círculos com a unha para baixo pelo antebraço de Oliver, então de volta. — Não sei. Eu realmente não sei o que você tem na sua pequena cidade. Podemos levar Keata? Eu quero tentar as palavras que Kyoshi ensinounos hoje.

— Oliver virou-se para as costas e puxou a camiseta para cima,

expondo seu estômago, Micah rosnou e empurrou-a de volta. — Busque Keata. Vou avisar Loco e Stormy que estamos levando-o conosco. — Oliver se levantou e ajudou a Micah subir do sofá. Loco tinha sido solicitado por Stormy para cuidar Keata, mantê-lo seguro e feliz. Loco levou a sério o trabalho e guardava Keata com sua vida, portanto, permitir que o lobo soubesse que estavam levando-o para fora era de se esperar.


A Matilha de Brac 06

Capítulo Seis Keata dormia no banco traseiro, após se encher de tiras de frango e batatas fritas. Oliver tinha optado por um jantar leve na cidade. Oliver estava meio sonolento, sentado na parte da frente do SUV de Micah enquanto se dirigiam para casa. Eles tinham saído quando já estava escuro, e a noite fazia seu companheiro ficar com sono. A cabeça de Oliver descansou de volta. — Você gostou de sair? — Micah perguntou-lhe no interior escuro do carro, o branco de seus olhos era a única coisa clara naquela escuridão. Oliver voltou a cabeça para Micah e sorriu. — Sim, eu gostei. Obrigado. Micah sorriu enquanto seus pensamentos se voltaram para o jantar. Oliver teve que ler todas as opções no cardápio para Keata, mas o carinha mal entendeu o que estava dizendo. Micah ligou para Stormy e falou com Kyoshi. Ele apertou o botão na viva-voz enquanto Kyoshi relacionava os itens até Keata que fez a sua escolha. Micah sabia que a decisão de Oliver em ter os outros aprendendo a língua de Keata foi uma boa escolha. Ele se sentiu mal por Keata e as circunstâncias que o trouxeram aqui, mas amava ter ele por perto. Agora tudo o que tinham que fazer era preencher a lacuna nas suas comunicações e Keata se sentiria melhor sobre todo o calvário. Micah olhou pelo espelho retrovisor, notando faróis atrás deles muito próximo ao seu veículo. Ele acelerou um pouco. Tendo tão preciosa carga, ele não queria dirigir rápido demais. Os faróis ainda o seguiam de perto.


A Matilha de Brac 06 Micah estava ficando preocupado. Esta era uma maldita estrada de terra em uma cidade pequena, não uma rua movimentada e congestionada da cidade grande. As pessoas deveriam ter mais consideração por aqui. Talvez se ele diminuísse, iriam desistir e ultrapassá-lo. Ele aliviou o pé do pedal do acelerador, e o veículo atrás dele diminuiu também. Os cabelos na parte de trás do seu pescoço arrepiaram. Seu intestino disse-lhe que algo não estava certo. Micah olhou para Oliver, em seguida, de volta a Keata. Ambos estavam dormindo. Ele sabia que tinha de lidar com essa situação com cautela. Seu companheiro e Keata dependiam disso. Micah puxou o celular e discou o número de Maverick, e ficou à espera dele responder. — Maverick. — Eu não tenho certeza, mas acho que tenho problemas me seguindo. Eu tenho o meu companheiro e Keata comigo. Alguém está nos seguindo um pouco perto demais. — Micah deu-lhe a estrada que estava e a direção que ele estava dirigindo. — Vou mandar ajuda. Mantenha-os seguros. — Maverick desligou. Micah olhou no espelho novamente por uma fração de segundo antes da luz alta do outro veículo o cegar. Ele estendeu a mão e bateu no espelho retrovisor para o lado para remover a luz de seus olhos. Ele teve que piscar várias vezes para limpar o efeito residual em seus olhos. Que diabos estavam acontecendo? A cabeça de Micah saltou para trás quando a traseira de seu carro foi atingida. Ele desviou, mas conseguiu que o carro voltasse sob controle. Seus dedos ficaram brancos enquanto se agarravam apertado ao volante. — O que está acontecendo? —

Oliver gritou quando o carro sofreu

outro impacto. Micah esticou o pescoço para olhar para trás e viu Keata segurando a alça do seu cinto de segurança, com os olhos arregalados de medo. Tudo o que Micah podia ver eram os faróis.


A Matilha de Brac 06 — Eles estão vindos para nós de novo — ele advertiu quando os faróis diminuíram a distância e o carro caiu para frente. Desta vez Keata gritou. Oliver torceu o corpo para olhar para trás. — Vire-se e sente-se, Oliver. Eu não sei quem é, mas eu não quero ferir qualquer um de vocês.

— Micah acelerou enquanto rezava para que quem

estivesse fazendo isso os deixasse em paz. Eles não tinham nenhum inimigo que ele estava ciente. Eles tiveram uma trégua com a Matilha Leste após Zeus ter vencido a luta contra o antigo Alfa, Jackson. Para seu conhecimento, nenhuma outra matilha viveu por aqui. Talvez Zeus estivesse realmente cansado de esperar por Jasper e resolveu tirar a sua frustração sobre eles. Tão rapidamente Micah pensou nisso, ele descartou a ideia. Um Alfa não faria algo assim. Será que ele faria? Keata e Oliver gritaram tanto quando o carro foi atingido novamente. Desta vez, Micah perdeu o controle, e o carro saiu da estrada e em caiu numa vala. O impacto fez Oliver bater a cabeça na janela da porta do passageiro. Micah estava em pânico quando seu carro bateu no barranco. Ele podia ouvir que a cabeça de Oliver bateu na janela. Ele olhou para seu companheiro e o viu inconsciente. Ele estendeu a mão e sentiu o pescoço de Oliver. Sua pulsação era forte sob os dedos de Micah, e o alívio o inundou. Ele rosnou quando apertou o botão para abaixar a janela. Esses idiotas iam pagar por isso. — Não, Micah. Não deixa nós

— Keata implorou, com lágrimas

deslizando de seus olhos. — Não se preocupe. Vou chutar alguns traseiros. Micah se inclinou para trás e apertou a mão de Keata de que tinha um aperto de morte sobre o cinto de segurança. Ele se arrastou para fora por sua janela e se transformou, circundando o


A Matilha de Brac 06 caminhão enquanto olhava para os sinais do veículo, que bateu fora da estrada. Ele grunhiu quando Keata gritou fora de sua janela. Que diabos ele pensava que estava fazendo? Antes que ele pudesse voltar para trás e gritar com o jovem, ele foi atingido na cabeça e bateu longe do seu carro, caindo de lado. Micah sacudiu a cabeça e saltou para a sombra de seu carro. Keata gemeu, e os cabelos de Micah ficaram em pé. Alguém estava machucando Keata. Micah tinha de chegar a ele, mas hesitou em deixar o seu companheiro no carro desprotegido. Uivos ecoaram na floresta enquanto Micah ouvia passos do outro lado. Eles estavam se aproximando de seu companheiro. Micah pulou sobre o capô de seu carro e cravou os dentes na carne macia, suas garras rasgando a pele. Ninguém chegava a Oliver. Ele quebrou a cabeça para trás e para frente enquanto puxava o atacante para fora de seu companheiro. Tank, Cody, Loco e Ludo surgiram da floresta, o vento levando as suas formas maciças para a luta. Tank saltou sobre as costas do atacante de Keata, seu peso trazendo o atacante para baixo. Cody estava sobre Keata, o focinho puxado para trás, mostrando seus caninos longos e afiados. Suas orelhas dobradas para trás e cabeça baixa, ninguém se atreveria chegar perto o pequeno homem. Ludo e Loco estavam rasgando os que tinham encontrado escondido além da estrada. Micah ouviu o estalo no pescoço, mas ainda balançou o atacante, os dentes rasgando a carne dos ossos. Como alguém ousava tentar machucar Oliver ou Keata! Eles eram estimados acima de todos os outros, e o pensamento fez a ira de Micah aumentar em um nível mais elevado de fúria. Ele ouviu o gemido de Oliver. Seu companheiro precisava dele. Micah largou à presa e correu para o carro, voltando á forma humana enquanto pulava pela sua janela.


A Matilha de Brac 06 — Você está bem, bebê?

— Micah soltou Oliver, ciente de que uma

lesão no pescoço poderia paralisar se ele se moveu. Que diabos ele deveria fazer? Oliver agarrou sua cabeça enquanto ele rolou mais para Micah, chorando. — Shh, está tudo acabado. Você está seguro.

— Rezou que ele

estivesse fazendo a coisa certa quando ele puxou seu companheiro para ele. Deus, se ele perdesse Oliver, ele não podia pensar nisso. Seu coração se apertou de dor no pensamento. Micah puxou Oliver do caminhão quando faróis apareceram em cima deles. Micah rosnou enquanto ele empurrava Oliver atrás dele. — Sou só eu, Micah — Jasper gritou quando ele correu para o desastre, lançando calças e uma camiseta em Micah. — Estão todos bem? Onde está Cody? Keata?

— Jasper parou para olhar ao redor, então, correu passando

Micah até onde os outros lobos estavam recolhidos.

Jasper parou ao ver o que estava diante dele. Cody tinha Keata em seus braços enquanto ele passava a mão pelo rosto de Keata. Ele estava olhando com ternura nos olhos para o rapaz. Um rosnado arrancou de seu peito quando se aproximava de seu homem-código. — Que diabos estão acontecendo? —

Jasper exigiu cheio de ciúmes,

que ele não deveria sentir. Ele tinha um companheiro à sua espera, mas, a visão de outro homem nos braços de Cody o levou ao limite. O que diabos


A Matilha de Brac 06 havia de errado com ele? Keata estava ferido, e tudo que Jasper conseguia pensar era arrancar os olhos do humano para fora. Isso não estava certo. Seus sentimentos não estavam bem. Cody estava livre para estar com quem ele queria estar, então por que Jasper estava fervendo? — Para trás, Jazz. Ele está com medo e machucado. Você não tem um companheiro para irritar em algum lugar? — Cody olhou para Jasper. — Cody... Não. — Naquele momento, Jasper soube que era hora de ir. Ele sabia que tinha de partir o coração de Cody e ir para o seu companheiro. Isso não era justo com ninguém, muito menos com Cody. Se ele ficasse muito mais tempo, Cody se ressentiria mais dele, e isso eram algo que Jasper não poderia viver. Ele jogou a roupa em Cody. — Eu liguei para Maverick — informou-Tank. — Ele está a caminho, junto com Zeus. Eles querem identificar estes homens, para ver se eles pertencem á Matilha Leste.

— Tank olhou para

Jasper, em seguida, para baixo em Cody. Ele agradeceu a Jasper pela roupa enquanto o guerreiro ruivo passou-as para os lobos agora nus. — Obrigado —

Cody se levantou, e carregou Keata até o SUV que

Jasper havia trazido.

Micah pegou Oliver no colo, querendo levá-lo para casa e o ter


A Matilha de Brac 06 examinado por quaisquer outras lesões. Ludo levou-os enquanto os outros ficaram para trás para limpar a bagunça e aguardar o local para o encontro dos Alfas. — Como eles estão? — Ludo perguntou olhando pelo espelho retrovisor. — Ainda não sei. Oliver desmaiou de novo e não dá para saber pela aparência dele, nem Keata. — Micah delicadamente passava os dedos sobre a contusão vermelha e irritada já formando na testa de Oliver. Maverick teria que chamar o médico lobo para verificar os dois, queria ter certeza de que estaria tudo bem. Oliver parecia tão frágil inconsciente em seus braços. Por que os homens os atacaram? Ele não podia pensar em qualquer razão que teria para jogar Micah fora da estrada com duas pessoas no carro. Simplesmente não fazia sentido. Micah olhou para Keata. O pobre rapaz teve uma experiência ruim após outra, desde sua chegada à América. Ele se questionou brevemente se Cody era seu companheiro. Parecia que um bom número de guerreiros tinha extraoficialmente se feito guarda-costas de Keata. O rapaz era muito adorável para resistir. Ele tinha uma inocência nele que só te fazia querer envolvê-lo em algodão e protegê-lo do mundo. Ele havia notado a forma que Loco cuidava dele, a atenção especial que ele deu a Keata. Quando os companheiros faziam algo como um grupo, Loco batia o pé para Keata não se sentir excluído. Tank pairava sobre o carinha tanto que ele ia quebrar um osso a qualquer momento. Ele fez questão de ver se Keata comia se estava entretido e bem cuidado. Então, qual dos três era seu companheiro? Se não fosse qualquer um deles. Quem seria? Micah pôs a cabeça para trás contra o banco, ele estava agradecido por não terem sofrido lesões graves. Eles pararam no estacionamento de cascalho


A Matilha de Brac 06 enquanto Micah e Cody levavam os pequenos para dentro de casa. Micah levou seu companheiro para cima, colocando-o na cama. Micah tirou uma toalha da prateleira do chuveiro e molhou-a com água fria, levando-a para Oliver ele limpou cuidadosamente ao redor da ferida. Oliver abriu os olhos, em seguida, seus dedos foram para a cabeça. — Cuidado, não faça pressão. O médico deve estar aqui em breve para ter certeza de que você não teve uma concussão. — Micah jogou a toalha em direção ao banheiro enquanto ele se sentava na cama. — Quem eram eles? —

Oliver balançou a cabeça como se estivesse

tentando se lembrar do evento.

— Eu estava com medo. Eu não estava

corajoso como eu deveria ter estado. — Baixou a cabeça enquanto puxava o cobertor ainda mais para o peito. — Não era sobre ser corajoso. Inferno, eu estava com medo, também. Assustado que o meu companheiro e Keata iam ser mortos. — Micah tirou o cabelo dos olhos de Oliver. Seu companheiro era realmente lindo. — Como está Keata? —

Oliver perguntou, sua mão voltou a subir à

cabeça. Micah suavemente puxou-a, beijando sua mão antes de colocar a mão de seu companheiro sobre a cama. — Eu não sei. Cody o tem. Ele parecia abalado. Eu não vi nada, mas para ser honesto, eu estava concentrado em você. — Micah passou os dedos ao longo da mandíbula de Oliver. — Eu estava apavorado que eu iria perder você. — Eu estava mais do que isso. — Oliver sorriu torto para ele. Ele pegou a mão de Micah na sua, beijando os nós dos dedos enquanto seu companheiro olhava para ele. Oliver era tudo que Micah sempre quis em um companheiro, carinhoso, gentil e amoroso. Seu começo foi conturbado, incerto e cheio de muita hostilidade reprimida. Micah nenhuma vez culpou o seu companheiro por causa disso. Ele desejou que Oliver não tivesse sido tão hostil, mas o compreendia. — Eu sei que você estava. —

Micah se inclinou para beijá-lo quando


A Matilha de Brac 06 alguém bateu na porta. — Maldição. O médico enfiou a cabeça dentro — Eu ouço alguém bateu a sua pepita. — Ele sorriu enquanto atravessava o quarto e enxotava Micah para longe. — Vocês dois podem continuar o que estavam fazendo quando eu terminar. — Ele piscou para Oliver enquanto Micah ficava para trás com um mau humor. Uma vez que o exame foi concluído, ele declarou que Oliver estava bem. Micah deu um suspiro de alívio. Ele parecia bem, mas desde que ele próprio não era médico, ele não podia ter certeza. Era melhor prevenir do que remediar.

Keata chorou quando o médico costurou a ferida da mordida em sua coxa direita. O homem desagradável tinha tentado comer Keata. Ele ficou contente quando os lobos perseguiram o homem faminto á distância. Ele não conseguia entender por que queria machucá-lo. Era o mesmo homem que roubou ele e seu primo? Tudo que Keata sabia era que tinha medo dele e depois o mordeu. Homens malucos. — Concluído — O médico se inclinou para trás e sorriu para Keata. — Você fez um bom trabalho sem se mover. Keata compreendeu

"bom trabalho" e "não movimento", então ele


A Matilha de Brac 06 colocou um sorriso na cara. Sua perna doía, mas não estava mais sangrando. O médico deu-lhe uns comprimidos e um copo de água, Keata olhou para Cody com uma pergunta em seus olhos. — Pode tomar Keata. Vai tirar a dor. — Ele sorriu. Keata assentiu com a cabeça, em seguida, engoliu em seco. Eca. Ele poderia senti-los em sua língua. Bebeu o copo inteiro, tentando se livrar do gosto desagradável. — Ele deve dormir por um tempo. Vou deixar um pouco mais, caso ele sofra desconforto depois. Você sabe, se ele for acasalado, ele estaria se recuperando mais rápido do que isso.

— O médico colocou o frasco de

comprimidos na mesa de cabeceira. — Ele vai ficar bem. Obrigado — Cody apertou a mão do médico. O médico lobo despediu-se enquanto Cody se sentava ao lado de Keata. — Eu com sono — Keata bocejou enquanto se ajeitava debaixo do cobertor.

Capítulo Sete


A Matilha de Brac 06 — Parece que eles eram os seguidores de Jackson. Maverick informou às suas sentinelas. Pena que ele sobreviveu ao ataque de Oliver. Parecia que o ex-Alfa preso apenas voltava para mordê-los na bunda. — Por que eles iriam atacar um lobo e dois humanos? — Tank desejou que ele pudesse cravar os dentes novamente. Quando saiu das matas e viu Keata sendo atacado, seu coração quase parou de bater. Keata tinha apenas 1,58 de altura e um corpo magro. A visão dele, sendo atacado estava gravado na memória de Tank. — Tinha um rancor contra Oliver pela captura de Jackson. O bastardo louco estava planejando desafiar Zeus novamente, mas com um pouco de ajuda e muita luta suja envolvidos. Zeus os levou de volta a seu bando para serem tratados. Eu acho que eles eram os caras na marina que Paul nos falou. — Maverick não poderia descobrir por que Jasper não seguiu o Alfa, em vez disso, ele insistiu em voltar aqui. Jasper precisava deixar Cody ir. Ele compreendia a dor que Jasper estava sentindo, mas ele estava piorando as coisas. Zeus estava malditamente perto de arrastar Jasper com ele, ele gritou com Maverick quando seu companheiro destinado não o seguiu. Cody e Jasper nunca deveriam ter cruzado a linha da amizade para o de amantes. Ele fez a separação quase impossível. — Tem mais seguidores? — Micah perguntou a seu Alfa, atirando seu braço sobre as costas do sofá de couro enquanto ele esticava as pernas. Eles precisavam descobrir quem se separou da Matilha de Jackson quando ele foi destronado, todo mundo era um suspeito na cabeça de Micah. Seu temperamento ardia no pensamento de Oliver e Keata estarem feridos. — Isso é o que Zeus está investigando agora. Apenas fiquem cientes da possível ameaça, e mantenha os dois olhos nos companheiros, especialmente Cecil. Maverick revirou os olhos enquanto ele pensava-me seu companheiro


A Matilha de Brac 06 rebelde. O cara encontrou outras maneiras de entrar em apuros e iludir os guerreiros de Maverick sem se importar em pensar. Ele iria ter certeza de avisar seu companheiro do que estava acontecendo. Talvez Cecil fosse por em sua cabeça e se comportar. Maverick respirou fundo. Sim, certo. pessoal, de volta ao patrulhamento. Mantenham a vigilância.

— Ok,

— Maverick

pigarreou. — Aliás, antes de ir. Zeus está enviando de um de seus soldados como um substituto para quando seu companheiro, Jasper, finalmente decidir se juntar a ele. — O quê? — Jasper disparou no sofá. — Por que ele faria algo assim? Eu nem sequer concordei. Isso foi tudo o que Maverick aceitou. Ele não ia discutir com a Sentinela. Ele já aceitou a oferta do outro Alfa. Jasper teria apenas que superar isso. — Calma Jasper — disse Tank, chegando ao lado dele — Maverick não disse que ele estava mandando-o embora... Ainda. —

Tank balançou as

sobrancelhas. Jasper atirou a mão para cima, não querendo ouvi-lo. Tank nunca tinha ouvido falar de um lobo que recusou o seu companheiro de antes. Este era um para os registros. — Tanto faz. — Jasper saiu correndo do escritório de Maverick em um furacão. As outras sentinelas apenas balançaram a cabeça, agradecidos que Jasper não era a sua dor de cabeça e, ao mesmo tempo simpatizando com o pobre rapaz. — Ele estará aqui amanhã. Seu nome é Jason Colt. Eu vou fazer apresentações, assim que ele chegar. Maverick acenou com a mão para dispensar os Guerreiros.


A Matilha de Brac 06

Oliver lutou com as palavras Kyoshi tinha atribuído hoje em sua classe improvisada. Pensou que uma vez que ele tinha acabado a escola, mas ele estava farto de estudar. Tanto quanto ele queria se queixar, foi dele a ideia. Ele não tinha percebido que aprender outra língua seria tão difícil. — Hmm, parece que você poderia usar uma pausa. — Micah envolveu seus braços em volta de Oliver, beijando seu pescoço. — Sim, por favor. — Oliver ofegou. Inclinou-se de costas no peito de Micah enquanto seu companheiro desabotoava sua calça jeans, em seguida, serpenteava as mãos para baixo para agarrar seu pênis. Oliver sugou o ar através de seus dentes. Ele nunca se fartava de Micah. Micah mordiscou até o pescoço e chupou o lóbulo de sua orelha, o pau de Oliver ficou duro pela atenção. Micah puxou o jeans e empurrou Oliver para frente para seu companheiro inclinar-se sobre a cama, chutando as pernas para afastá-las. Micah correu os dedos para baixo pelo vinco do traseiro de Oliver e depois parou. Oliver sorriu quando ouviu Micah inalar. Ele sabia o que seu companheiro estava olhando. — Quando você comprou um plug anal? — Internet. Veio hoje. — Oliver colocou a perna em cima da cama. Micah puxou o plug e empurrou novamente..


A Matilha de Brac 06 — Deus, sim. — Oliver gemeu. Micah arrancou o Plug, lubrificou seu pênis e afundou em seu companheiro num impulso. — Foda me, Micah. Duro — Oliver pediu. Micah agarrou Oliver pelos quadris enquanto ele empurrava e puxava Oliver para ele, fixando os movimentos. Levando a mão em baixo seu companheiro e agarrou o pau de Oliver com a mão lubrificada e correspondeu ao ritmo de suas estocadas. — Vou... —

Ele entrou em erupção, enchendo a mão de Micah de

sêmen quente antes de ele terminar o que ia dizer. Enrijecendo, Micah gemou em seu orgasmo, caindo nas costas de Oliver. Eles ficam parados, sem fôlego e suados. — Agora, isso sim é que é uma pausa. — Oliver sorriu.

Oliver navegou pelos livros na livraria da cidade. Ele esteve aqui algumas vezes e fez amizade com o proprietário, Murphy. O cara era muito legal. Ele tinha uma vasta seleção de que Oliver tomou seu tempo olhando. Por alguma razão, Murphy disse-lhe que os companheiros não eram permitidos na seção adulta, algo que Maverick tinha proibido. — Eu tenho esses livros Mangás Japoneses em que você requisitou Oliver — Murphy chamou de trás do balcão.


A Matilha de Brac 06 — Legal Keata vai amá-los. Você conseguiu todos os seis deles?

Oliver caminhou até o balcão e debruçou-se, tentando identificá-los. — Sim, eu até pedi uma coleção diferente. Deve estar aqui na próxima semana.

— Murphy foi para os bastidores e reapareceu, com os livros na

mão. Oliver pegou um e folheou-o. Ele não tinha ideia do que dizia, uma vez que ele não leu em japonês, mas ele sabia Keata teria um tempo divertido com eles. — Você tem que ler de trás para frente. Mangas são feitos de forma diferente. Murphy pegou um dos livros e mostrou a Oliver a ordem em que era lido. Como alguém podia se lembrar de lê-lo dessa forma? Não só era de trás para frente, mas as páginas eram diferentes também. — Não é difícil quando você pegar o jeito da coisa. O dono da loja sorriu. — Se você pensa assim. Eu vou encontrar o próximo livro da série que estou lendo. — Oliver voltou para a sua pesquisa. Os sinos tilintavam acima da porta, enquanto Oliver corria os dedos ao longo das lombadas dos livros que ele estava olhando. — Ei, Oliver. Vai levar mais tempo? Gunnar gritou de algum lugar na frente. As sentinelas eleitas para esperar lá fora para dar Oliver seu espaço para respirar e sentir um pouco menos vigiados. Gunnar e Murdock se ofereceram para acompanhar Oliver para a cidade para fazer algumas compras enquanto Micah estava em patrulha. Seis Sentinelas sempre patrulhavam a floresta ao redor da propriedade para garantir que não existia ameaça enquanto os companheiros morassem lá. Companheiros eram estimados acima de tudo e foram protegidos ferozmente. — Quase Gunnar. Apenas tentando encontrar o meu livro.

— Oliver


A Matilha de Brac 06 finalmente encontrou o que estava procurando, e ele estava até com sorte de encontrar os dois seguintes da série. Pecaminoso. — Murdock queriam parar para o almoço, se você não está com pressa para voltar. Oliver andou para frente para ver Gunnar apoiado casualmente contra o balcão. Com o tamanho do lobo, ele estava surpreso que o segurou. Oliver colocou a livros sobre o balcão e Murphy juntou o Mangá com eles, somando o seu total. — Eu tenho uma série especial chegando semana que vem. Vou separar para vocês. Se quiser, diga a Drew e Cecil sobre isso. — Murphy informou-o enquanto Oliver pagava suas compras. Os companheiros, muitas vezes vagavam por aqui. Apesar de que o dono da livraria tinha que manter um olho em Cecil. Ele sempre tentava se esgueirar até a seção adulta para tentar lê-los quando os outros estavam de costas virados. — Vou deixá-los saber. Obrigado, Murphy. Oliver sorriu enquanto pegava sua mochila. — Sempre um prazer, Oliver — Murphy acenou para os dois, e eles saíram da loja. — Está com fome? —

Gunnar perguntou enquanto ele fazia uma

varredura da área. Oliver sabia que os seguidores loucos de Jackson não os rodeavam quando sabiam que os lobos não estavam tomando nenhuma provocação com os companheiros junto deles.

— Um pouco. Algo leve deve me encher.

Oliver folheou o Mangá, tentando o seu melhor para descobrir a história pelas imagens. Murphy havia dito para lê-lo de trás para frente, da esquerda para a direita, mas era confuso. — Aqui vai você

Gunnar segurou a porta aberta da lanchonete

enquanto Oliver atravessava o nariz ainda no livro. — Oliver, por aqui. Oliver olhou para cima para ver que ele tinha ido à direção errada. Talvez


A Matilha de Brac 06 andando e olhando um livro ao mesmo tempo, não era uma boa ideia. Ele empurrou o livro de volta em sua mochila e deslizou para o banco ao lado do lobo. A garçonete deu-lhe os cardápios e tomou seus pedidos de bebida. Oliver não pode deixar de notar os caras sentados em uma mesa trás deles. Estavam todos olhando para ele. Ele deslizou um pouco mais perto de Gunnar quando um deles deu um olhou zombeteiro para ele. Qual era com aquele cara? Oliver desviou o olhar. Ele estava se sentindo desconfortável. Ele

ouviu

Gunnar

soltar

um

rosnado

baixo

e

olhou

para

seu

acompanhante. — Eu acho que a gente encontrou mais alguns seguidores de Jackson. Não deixe a minha vista, Oliver — Murdock sussurrou. — Não tem que me pedir duas vezes. — Oliver olhou para trás para ver o mesmo homem, ainda olhando para ele. Ele agarrou o cardápio, puxando-o para esconder seu rosto. Ele não se importava se alguém pensou que ele covarde. Era melhor do que machucado e quebrado. Eles pediram a comida e comeram em silêncio, Oliver espiava de vez em quando para ver se ele ainda era objeto de atenção do estranho. — Vamos sair daqui. Eu vou puxar o SUV na frente do restaurante, enquanto você guarda o nosso homem aqui. — Murdock inclinou a cabeça para Oliver. — Certo — Gunnar resmungou, terminando a sua comida. Eles levaram Oliver para fora do restaurante e para o carro, sem qualquer aborrecimento. Ele se perguntou o porquê do show de antipatia, se eles não iam fazer nada, mas ele estava agradecido que eles não tivessem feito nada. — Pelo menos agora nós sabemos como alguns deles se parecem — Murdock puxou o carro para fora no tráfego e levou-os para casa.


A Matilha de Brac 06

— Para mim? — Keata pegou os livros de Oliver e folheou-os, seus olhos ficando cheios de água. — Obrigado — Keata abraçou Oliver em torno da cintura enquanto fungava. Oliver poderia dizer que ele estava segurando as lágrimas. Ele sabia Keata ficaria animado, mas ele não sabia que ele iria fazer essa cara. Esquisito. — Tenho mais chegando, assim espero que goste. Oliver tentou se livrar das garras de Keata para ir encontrar seu companheiro. Ele era uma pessoa de pele sensível ao toque, mas apenas com seu companheiro. Keata puxou Oliver pelo pescoço para baixo e beijou a bochecha dele antes de subir correndo as escadas. Bem, ok, Oliver se sentiu bem consigo mesmo agora. Fazendo Keata feliz lhe havia dado um brilho quente por dentro.


A Matilha de Brac 06

Oliver chegou sorrateiramente por trás de Micah, deslizou seus braços ao redor da cintura de Micah, e colocou seu rosto em suas costas. — Você está ciente de que não pode se deslocar furtivamente sobre mim? Ouvi você antes mesmo de chegar perto.

— Micah esfregou as mãos

nas mãos de Oliver que estavam entrelaçadas em seu estômago. — Um cara pode tentar. — Oliver deu um aperto antes de liberá-lo. — Eu tenho mais alguns livros. Eu acho que estou indo para o nosso quarto e ler. Micah inclinou para trás e beijou seu companheiro antes dele correr para cima. Ele observou Oliver até quando ele estava fora de vista. Como ele tinha conseguido tão sortudo eu não conseguia adivinhar. Oliver era tudo para Micah. Ele sabia que tinha um passado negro, mas Oliver tinha estado trabalhando arduamente para esquecer o passado, e isso fez Micah orgulhoso. — Ei, terra para Micah. —

Remi riu enquanto tomava o seu taco,

batendo a bola nove no canto. — Trapaceiro — Micah riu. Ele virou-se quando Maverick entrou com o homem mais robusto que Micah já tinha visto. Ele não era bonito, mas puxava mais para o lado viril, com a cabeça cheia de cabelos castanhos escuros que caíam em ondas até os ombros e uma cicatriz que ia do sua têmpora direita até sua mandíbula. Ele não era nem tão alto, talvez 1,85m. Este deve ser o cara que Maverick disse que estaria substituindo Jasper. Ele pensou que os lobos cinzentos eram fortes e violentos, a julgar por Zeus. Acho que não. — Todo mundo, eu gostaria que vocês conhecessem Jason Colt. Ele é o lobo cinzento que Zeus enviou. — Maverick virou para o cara.


A Matilha de Brac 06 — Este é Micah e Remi — ele apontou. — E ali no sofá é Jasper. Os olhos do rapaz se estreitaram um pouco, então, rapidamente mascarou o rosto. Aparentemente, os soldados de Zeus não estavam contentes que a Sentinela ruiva estava fazendo seu Alfa esperar. — Olá — disse Jason. Micah adivinhou que, se ele foi introduzido em outro bando, ele seria reservado também. Drew entrou correndo no salão, mas parou imediatamente, quando ele percebeu o estranho de pé ao lado de Maverick. Ele fugiu, rapidamente inclinando-se para os braços de seu companheiro Remi. — Drew, este é Jason. Ele vai ficar conosco.

— Remi se aproximou

abraçado e mostrando que Drew era seu companheiro e fora dos limites. O homem deve ter levado a sugestão porque deu a Remi um ligeiro aceno. Micah teve vontade de puxar Oliver aqui e fincar seu nome na frente do lobo cinzento. Os guerreiros sabiam que Oliver era dele. Esse cara não. — Quem estranho homem? —

Keata perguntou quando apareceu

atrás de Drew. — Keata, este é Jason. — Maverick sorriu para ele. Keata era realmente lindo. O novo cara inclinou-se para Maverick, sussurrando:

— Eu não estou

tentando ofender ninguém, mas é Keata um macho ou uma fêmea? Micah pensou que era uma pergunta legítima porque Keata tinha os traços femininos. — Sem ofensas tomadas. Do sexo masculino. — Maverick escondeu o sorriso. Isso ia ser muito interessante. As sentinelas não tinham nenhum problema em identificar Keata como um macho. Eles souberam desde o momento que ele entrou pela porta. Jason sorriu para Keata enquanto o pequeno asiático correu para Jasper e sentou no sofá.


A Matilha de Brac 06 — Cody, esse é Jason. — Maverick apresentou logo que Cody entrou na sala. Cody disse seu "olá" em seguida, olhou para o sofá, os olhos arregalando um pouco mais de surpresa. — Prazer em conhecê-lo, Jason. —

Cody quase correu para fora da

toca.

Jasper estava ficando muito cansado de Cody se esquivando dele. Isso era ridículo. Eles tinham sido amigos e amantes por dois séculos caramba, e agora ele estava agindo como se Jasper tivesse a peste negra. Cody não queria nem manter uma conversa decente mais. Ele correu para o outro todo vez que ele viu Jasper. — Continuem o que estavam fazendo. Eu vou levar Jason para apresentar para o resto dos guerreiros e companheiros. — Maverick acenou para Jason da porta.

Capítulo Oito


A Matilha de Brac 06

Micah deslizou sua mão em Oliver enquanto caminhavam em direção ao tronco caído. Foi bom sair de casa, mesmo se fosse para dar um passeio na floresta. — É lindo aqui fora — comentou Oliver enquanto Micah o ajudava a pular. Ele poderia fazê-lo sozinho, mas onde estava a diversão nisso? Deu a Micah uma desculpa para tocá-lo. Seu companheiro tirou a mão de sua cintura, uma vez que passou. — É lindo. — Micah se inclinou e beijou o sua têmpora. — Você é um espetáculo mais bonito ainda. Oliver corou. Pô, o cara sabia que a coisa certa a dizer. Com um brilho nos olhos, ele puxou a mão dele e saiu pela floresta, o seu coração batendo forte, e rindo quando ele olhou por cima do ombro para ver Micah o perseguindo. Oliver sabia que Micah poderia pegá-lo sem nenhum problema, mas a perseguição era a metade da diversão. Ele foi quase até o limite quando Micah o agarrou pela cintura e arrastou-o fora de seus pés. Oliver riu enquanto seu companheiro lhe balançava em seus braços e colocou um beijo profundo nos lábios. — Micah — Oliver gemeu quando ele inclinou a cabeça para o lado, Micah sugando um ponto em seu pescoço. Micah colocou Oliver para baixo no chão da floresta, onde ele rapidamente removeu as calças de Oliver, então o engoliu até a raiz. O cérebro de Oliver explodiu. O pensamento do guerreiro feroz chupando seu pau o fez querer desfilar por aí gritando aos céus que Micah era um deus do caralho.


A Matilha de Brac 06 Oliver arqueou seus quadris quando Micah levantou a cabeça e deslizou um dedo molhado passando suas bolas e no seu ânus. Oliver agarrou as folhas e os galhos como seus punhos não acharam nada mais firme para agarrar. — Sim. — Ele empurrou para baixo no dedo de Micah, querendo sentir seu pau lá. Micah inseriu mais dois dedos. Seu companheiro estava impaciente, pensou ele com prazer. Ele gemia alto quando Micah puxado para trás, beijando a cabeça de seu pênis. — De joelhos — Micah levantou e empurrou o jeans para baixo, em seguida, posicionou-se atrás de Oliver. Com um impulso rápido, ele estava enterrado profundamente. — Micah — Oliver gritou enquanto seu companheiro agarrou seus quadris e bateu nele. A cabeça de Oliver flutuava com as sensações torturantes em seu corpo. Micah batia esse ponto doce toda vez que ele se afastava. O pau de Oliver doía para gozar. Ele não se preocupava com o patrulhamento Sentinelas, não importava se eles fossem capturados. Tudo o que importava era Micah. Agarrando o pau de Oliver, Micah combinou seu ritmo com seus impulsos. Oliver arranhou a terra enquanto seu companheiro aumentava seu orgasmo. — Perto... Tão perto. —

As pernas de Oliver tremiam quando Micah

pegou o ritmo, seus impulsos se tornando irregular quando Micah também estava chegando lá. Oliver ofegava pesadamente, balançando a cabeça de lado a lado. Ele estava lânguido com a luxúria. Oliver gritou o nome de Micah, enquanto enchia a mão de seu companheiro com seu sêmen. Seus braços tremeram e ameaçaram falhar, mas Micah soltou seu pênis e colocou seu braço ao redor da caixa torácica de Oliver para segurá-lo. Tremores abalaram seu corpo. Micah afundou os dentes em Oliver, e um gemido gutural deixou os lábios enquanto Oliver sentia cada jato


A Matilha de Brac 06 quente atirar dentro dele. — Bem, bem, bem. O que temos aqui? Micah saiu de Oliver e atirou-o ao chão. Seu companheiro rosnou enquanto ele puxava as calças para cima rapidamente. Oliver olhou por cima do ombro para ver os três homens da lanchonete. Ah, foda-se. Como eles conseguiram passar as Sentinelas? Micah se transformou, e ficou de pé sobre Oliver com o focinho puxado para trás e um grunhido de advertência. — Há três de nós, lobo. Retire-se e nos entregue o pequeno humano. — O homem que falava deu um passo adiante, e Micah soltou um urro estridente. Oliver colocou as palmas das mãos sobre os ouvidos. Ele tinha certeza que iria sangrar com o som. Micah arremeteu para frente ligeiramente, agarrando suas mandíbulas, quando o homem levou a mão para pegar Oliver. Seu companheiro estava rosnando, andando para lá e para cá na frente dele. Oliver encolheu-se, a adrenalina correndo em suas veias quando os três homens se transformavam e atacavam Micah. Oliver correu para a árvore mais próxima e agachou-se, esperando que as sentinelas corressem e ajudassem seu companheiro. Ele arrancou sua calça jeans do chão e vestiu-as, em seguida puxou suas botas. Onde estavam os outros lobos Madeiras? Sua cabeça ergueu quando ouviu um gemido. Micah estava sangrando, mas ele não quis deixar Oliver desprotegido, o que dificultava a sua luta. Com o lobo perto de Oliver, isso inibiu os seus movimentos. Oliver tinha que ajudálo, ou Micah seria derrotado. Oliver pegou um galho de árvore do chão e balançou quando um dos lobos passou Micah e tentou atacá-lo. Isso não era real. Não podia ser, e não em seu quintal. — Micah! — Oliver gritou quando o lobo cravou os dentes no braço de


A Matilha de Brac 06 Oliver. O lobo abanou a cabeça para trás e para frente, provocando um grito de dor em Oliver. Não era viril chorar, mas Oliver poderia dar uma merda nisso agora. Doeu. Micah caiu para trás e pulou sobre o lobo que atacava Oliver. Ele cravou os dentes no pescoço do lobo. Isto fez o maldito lobo liberar Oliver, mas agora todos os três estavam atacando Micah. Peles estavam voando enquanto Micah rapidamente arranhava de um lobo para o outro, atacando em um circulo. Oliver pegou o grande ramo novamente, atingindo um deles na cabeça. O lobo raspou suas garras em Oliver, mal atingindo seu peito quando três lobos saltaram da floresta para a luta. Cody agarrou Oliver e puxou-o para longe. — Não. Eu tenho que ajudar a Micah — gritou enquanto tentava soltar os dedos de Cody em torno de seu antebraço. Micah precisava dele, e Cody estavam tentando levá-lo embora. Oliver colocou a planta de seu pé na coxa da Sentinela, usando-o como alavanca. Ele empurrou fora e soltou-se. Girando, Oliver decolou para a luta. Cody o agarrou antes que Oliver desse três passos. — Você pode ajudar fugindo e indo para a segurança da nossa casa. Mexa-se! — Cody agarrou Oliver pela cintura e correu para a casa, pela porta dos fundos e pela cozinha.

— Maverick — ele gritou, enquanto carregava

Oliver em direção ao seu escritório do Alfa. — O que aconteceu? — Maverick perguntou quando Cody depositou o companheiro sangrando no sofá de couro. — Lobos perigosos no nosso quintal. Eles atacaram Micah e Oliver. Precisamos do médico. Cody puxou sua manga. Oliver podia ver o sangue escorrendo das mordidas. Com ele, sendo acasalado a um lobo, seu corpo cicatrizaria mais rápido do que um humano normal, mas ainda não tão rápido quanto um lobo. Se ele não fosse acasalado, o sangue estaria fluindo como um rio. Micah tinha explicado o processo de cura para ele, mas ele ainda o


A Matilha de Brac 06 deixava enjoado de ver a carne rasgada em seu próprio braço. — Vai buscar alguns curativos limpos e antibióticos — Maverick instruiu Cody enquanto ele puxava o celular. Cody correu para o banheiro e pegou o que Maverick solicitou. Oliver sabia que eles precisavam parar o sangramento. Eles precisavam de um pano úmido, um spray anticéptico e gaze. Cody correu de volta para Oliver com uma toalha molhada e spray antisséptico. Ele limpou o sangue dele, mas ainda estava saindo dos furos. — Isto vai doer como uma puta —

advertiu Cody enquanto ele pulverizava a

ferida aberta. — Filho da puta! Caramba, isso dói. Foda-se. Oliver jogou fora mais maldições, sentindo em seu braço como ele estivesse em uma chama aberta. Ele segurou o braço, chutando as pernas para fora, quando um tiro de dor atravessou seu corpo. Ele não era como seu irmão. Ele odiava a dor. — Eu vejo que você é uma boca suja como Cecil. Cody tentou fazer uma piada. Oliver sabia que o cara estava tentando trazer sua mente fora da situação. — Não realmente, apenas dói. Onde está o Micah? Por que ele não volta? — Oliver tentou se levantar, mas Cody empurrou de volta para baixo. Cody pigarreou. — Eu tenho que lhe dar os parabéns. Você não tem medo de defender aquilo que considera como seu. Mesmo naquele túnel algum tempo atrás, você se levantou para o outro Alfa. — Você pode não ter músculos, mas você tem muita coragem. — Cody riu. — Ou muita estupidez. — Definitivamente não é o cérebro. — Oliver sorriu. — Eu não sei. Quando as coisas vão para baixo, eu não acho. Eu apenas ajo. — Oliver tentou novamente ficar de pé. — Sentado— Cody pulverizado na ferida novamente, e Oliver só vaiou


A Matilha de Brac 06 neste momento. — Eu não sou um cão. Eu quero o meu companheiro. — Oliver tentou mais uma vez se levantar, mas Maverick o parou. — Você vai fazer como Cody está falando. Micah está bem. Ele é duro e sabe se cuidar. Arranja cuidado. Micah não precisa se preocupar que seu companheiro não está sendo cuidado. Maverick olhou para Cody. — O médico está a cargo Na matilha Leste. Ele não pode chegar aqui tão cedo. — Temos que ter nosso próprio médico aqui. E sobre aquele que pagamos quando o Tank foi baleado? Talvez se nós lhe oferecêssemos o suficiente, ele iria ficar em tempo integral? — Cody perguntou enquanto ele enfaixava o braço de Oliver. — Eu concordo. Nós vamos discutir isso mais tarde. Bastam termos Oliver cuidado até os nossos médicos possam chegar aqui. Eu tenho alguns lobos para matar. — Maverick saiu de seu escritório. — Eu acho que ele está chateado — brincou Oliver enquanto ele arfava, com o braço latejando de dor. — Parece-me que você está correto jovem companheiro. Cody riu. Ele colocou a fita no curativo, em seguida, envolveu-o em torno algumas vezes. — Há. Bom como novo. — Cody levantou e estendeu a mão para Oliver para agarrar, e ele o puxou para ficar de pé. — Agora vai esperar que o seu companheiro retorne. — Eu posso fazer isso. — Oliver disse a Cody. — Obrigado por ajudar. — Sempre as ordens.


A Matilha de Brac 06

Micah mancou de volta para casa. Isso tinha sido um inferno de uma briga. Tank, Gunnar e Evan chegaram ao último momento para ajudar. Ele estava agradecido quando viu Cody arrastar um Oliver chutando e gritando á distância. Agora ele precisa encontrar o seu companheiro e ver o quão ruim foi a ferida. Maverick tinha saído em sua forma de lobo. Esse era um lobo malvado. O tamanho de seu Alfa fez os homens se urinarem. Em sua forma de lobo, ele era o monstro que as pessoas tinham medo estava embaixo de suas camas. Maverick matou três em três movimentos rápidos. Nenhum iria se recuperar de suas feridas mortais. Maverick simplesmente não brincava quando companheiros ou sua matilha estava envolvido. Ameace qualquer um e você libertou o cão do inferno. Micah mancou até seu quarto à espera de ver o médico lobo. Em vez disso, Oliver estava ao lado de sua cama. Sua mente parecia distante.


A Matilha de Brac 06

Oliver pulou quando um lobo mancando entrou em seu quarto. Micah. Ele reconheceu-o de sua transformação na floresta e seu passeio de uma semana atrás. Ele era lindo... e mal. Oliver pulou da cama e caiu no chão, empurrando as peles de lado olhando para ver onde Micah ficou ferido. Ele tinha medo de tocá-lo e ferir seu companheiro ainda mais, mas ele empurrou de lado, como ele cavou através do seu pelo por lesão. Oliver viu um corte profundo na perna de Micah. Ele correu para o banheiro e molhou um pano em água fria, trouxe de volta e limpou a sujeira e os restos de seu ferimento. Micah ganiu. — Desculpe, eu estou tentando ser gentil. — Oliver viu que o ferimento não era profundo demais, então ele verificou comprimento total do lobo. Micah tinha três ferimentos mais. Correndo de volta ao banheiro, ele molhou o pano novamente, decidindo que talvez fosse melhor que ele trouxesse um segundo com ele. Tentando conter o choro, Oliver pensou no dia em que Micah havia entrado em sua vida. Ele tinha acabado de chegar da biblioteca, se arrastando até em casa, temendo entrar. Oliver tinha decidido que aquele dia ia acabar com tudo. Ele tinha planejado levar um frasco de pílulas para dormir. Na época, ele não sabia Blair estava tentando encontrar alguém para ajudar. Ele não sabia que os três guerreiros estavam fora de sua casa esperando para levá-lo embora. Tudo o que ele sabia que era que a dor chegaria ao fim. Ele não conseguia tirar as mãos de seu pai sobre ele mais. Quando Micah tinha invadiram o seu quarto, batendo o frasco de comprimidos da sua mão e pegando-o no colo, ele achava que tinha sonhado. O homem era enorme e feroz. Ele disse a Oliver para pegar algumas roupas, porque ele estava indo para Blair.


A Matilha de Brac 06 Oliver

tinha saltado

e agarrado

alguma coisa qualquer,

não

se

importando com o que era. Mas toda a viagem para a casa de Micah, ele tinha olhado seu companheiro e babado em cima dele. Ele já havia lutado com ele por ser gay. Seu pai molestando-o o fez se envergonhar dele. É por isso que quando ele chegou aqui ele atacou, temendo que seu pai tivesse talvez o transformado num gay quando ele tinha apenas se questionado se seria. Enquanto observava os outros companheiros e testemunhava que estava tudo bem para ser quem ele se sentia bem no fundo, a armadura saiu, e Oliver lentamente aceitou a pessoa que estava lá dentro. Jogando os panos na porta do banheiro, Oliver rastejou até fica próximo a Micah. Ele estava deitado no chão, aninhou-se no pelo macio, puxando as pernas para cima e para descansar a cabeça sobre o pescoço de Micah. Oliver deve ter adormecido, porque ele acordou com uma língua quente lambendo suas bolas. Como diabos ele ficou nu? Quem se importava? Ele abriu as pernas mais largas, gemendo pela sensação de um dedo sendo inserido nele. Oliver puxou suas pernas para seu peito enquanto Micah inseria outro, ainda a lamber seu saco. A língua correu até seu eixo e sugou a cabeça de seu pênis. Oliver arqueou. — Preciso de você — Oliver gritou quando a sensação o assaltou. Ele precisava de mais. Seus quadris estremeceram quando sentiu uma umidade fria deslizar para baixo e uma pressão em seu traseiro e, em seguida Micah o penetrar profundamente. — Foda Oliver. Você é tão apertado. — Micah cantarolava enquanto ele começava a balançar os quadris. Oliver colocou seus pés em torno de seu companheiro quando Micah caiu


A Matilha de Brac 06 para frente, tomando em seus lábios. Ele afastou a cabeça de Oliver, e beliscou em seu pescoço com os dentes. — Eu amo você, Oliver. — Micah gentilmente empurrava nele. — Lobo, eu também te amo. Agora, me fode mais duro. Micah riu, em seguida, puxou para trás, agarrando a cintura de Oliver e dirigindo para casa. — É isso que você quer? — Não, ainda quero um maldito sorvete de creme. — quando ele saiu de

Oliver sorriu

Micah e ficou de joelhos. Micah sentou-se e esperou

enquanto Oliver se reposicionava. — Agora — disse Oliver sobre seu ombro. Micah avançou contra ele, cobrindo Oliver por trás. Ele mordeu o pescoço de Oliver enquanto ele pistoneava nele. — Oh, Deus — Oliver gritou enquanto Micah o tomava. — Não, eu sou Micah, mas próximo o suficiente — Micah brincou. Ele levou a mão e pegou o pau de Oliver, bombeando. Espirais eróticas banhavam seu corpo enquanto Micah mergulhava profundamente dentro dele. Ele nunca se cansaria de seu Micah. Oliver empurrava para trás enquanto Micah o fodia na velocidade da luz. Ele gritava ao mesmo tempo quando chegaram ao orgasmo. Seus corpos tremendo por causa do clímax. Micah caiu ao seu lado no tapete puxando Oliver com ele. — Como está seu braço? — Micah o acariciava na cabeça. — Doendo como o inferno, mas eu vou sobreviver. — Você sempre faz.

Capítulo Nove


A Matilha de Brac 06

Oliver sentou-se na toca tentando descobrir como se falar metade das palavras em sua lista. Japonês era difícil. Jogou o papel de lado. — Como está seu braço? Oliver passou a língua sobre seu lábio inferior. — Sinto muito. — Pelo quê? — Blair perguntou quando se sentou no sofá ao lado de Oliver. Oliver podia sentir um nódulo formando em sua garganta. Ele limpou-a antes de tentar falar. — Por te culpar. — Me desculpe, eu não poderia fazer mais. Eu queria voltar e pegar você, mas minha vida foi um inferno no momento meu pai fechou a porta na minha cara. Oliver engoliu, mas não ajudou. Ele enxugou os olhos enquanto seus lábios tremiam. Em menos de um ano, sua vida tinha ido para o abismo do inferno e de volta. — Ele foi meu primeiro — Oliver começou a chorar a comporta finalmente se abrindo. Ele finalmente deixou sair a dor que ele havia estado agarrado por tanto tempo. Blair puxou Oliver em seus braços, segurando-lhe como uma carga preciosa. — Micah foi o primeiro. Eu não dou a mínima para o que aconteceu. Micah foi o seu primeiro, Oliver. Diga isso. — Eu amo você, Blair. Eu te amo tanto. Oliver passou os braços ao redor de seu irmão. Ele chorou até que ele sentiu a dor lentamente o deixar.

— Você se


A Matilha de Brac 06 sacrificou muito por mim. É uma situação fodida, mas... Obrigado. Blair sacudiu-o nos braços, dando Oliver certo conforto que só a família tinha a oferecer. — Isso é o que os irmãos mais velhos fazem. — Tem certeza que não são irmãs? — Oliver riu quando se afastou e enxugou o rosto com a manga de sua camisa. — Toda essa coisa emocional. — Você pode molhar minha camisa com lágrimas a qualquer momento que a necessidade bate em você. — Blair sorriu e piscou para ele. — Estou feliz por estarmos de volta sob o mesmo teto. Eu senti sua falta, garoto. Oliver sorriu.

— Você quer dizer que você sentiu falta de mandar em

mim. Blair fingiu surpresa. — Quando eu já mandei você? — Eu posso correr para cima e agarrar a minha lista quilométrica que eu fiz . — Você manteve uma lista? Oliver riu. A relação que costumava ter lentamente se formando novamente. Ele odiava o amargor em que ele viveu dentro. A bile que subia cada vez que pensava em casa. Oliver queria esquecer. Ele não queria apenas viver sob o mesmo teto de Blair. Ele queria viver com seu irmão. — Nah. Nenhuma lista, mas uma boa memória. — Cara, você me fez gelar por um minuto. — Você quer ir para o centro de recreação e ter uma partida de basquetebol? — Oh, não. A última vez que tivemos jogadas nos aros na garagem torceu o tornozelo e chorou como um bebê por semanas. Oliver começou a rir novamente. Era verdade. Ele tinha ficado choramingando ao redor e ordenando Blair fazer tudo para ele, alegando que ele era um inválido. Os bons tempos. Oliver suspirou. — Eu não vou chorar como um bebê prometo.


A Matilha de Brac 06 — Nesse caso, Vamos lá, Olli. Oliver se encolheu. — Por favor, não use esse nome por aqui. — Por que não, Olli? — Blair saltou quando Oliver começou a perseguilo. Ele ficaria mortificado se os outros descobrissem que o seu apelido de casa. Blair riu quando ele correu pelo corredor. Oliver veio a uma parada brusca quando o Alfa apareceu no corredor direito fora de seu escritório. O cara intimidava o inferno fora dele. — Onde está o fogo, Olli? — Maverick sorriu. Malditos lobos e sua audição superior. Ele poderia muito bem gritar para Maverick para não chamá-lo assim. Será que ele faria? Blair estava de pé atrás Maverick, mostrando a língua para Oliver. — Ponha a língua para trás em sua boca, Blair — Maverick piscou para Oliver. Como diabos ele fez isso? Blair arregalou os olhos enquanto enfiava a língua em sua boca. — Vou reunir os outros companheiros para o centro de recreação. — Maverick riu enquanto ele se afastava. — Cara, ele é um monstro assustador — Blair disse com espanto. — Você acha que ele é assustador? Tente conseguir um dos famosos sermões de Micah. Agora o que é mais assustador, em seguida, a avozinha fala com você com grandes lábios, manchados de batom querendo um beijinho... Blair jogou a cabeça para trás e riu. O peito de Oliver balançava com a gargalhada. Ele estava feliz. Sentia se bem. — Meu companheiro de querer ir para o centro de recreação? Oliver deu um suspiro quando Micah envolveu seus braços em volta do seu peito, por trás. Nada no mundo era tão bom como isto. Blair driblou uma bola falsa, pulou, e fez um disparo no ar. — Não, ele


A Matilha de Brac 06 quer ser espancado. — Eu posso fazer isso lá em cima — Micah sussurrou em seu ouvido. O rosto de Oliver estava pegando fogo com o ronronar sexual que Micah colocou em suas palavras. Ele sabia que seu irmão ouviu, quando Blair sorriu de orelha a orelha. — Pervertido — Oliver disse numa mímica para Blair. — O melhor, amigo. Você não sabia? — Blair sorriu e deu uma tapinha no abdômen de Oliver antes de se afastar. Oliver guinchou quando foi beliscado seu traseiro. Micah riu. Mãos começaram a esfregar a área ofendido. — Você quer uma palmada? A pergunta foi feita tão baixa e sedutora que a baba escorria do queixo Oliver. Ele podia sentir Micah duro tensionado em sua bunda. Oh Deus, Oliver estava derretendo ali mesmo no corredor. Seu pênis estava duro e latejante por trás de sua calça. — Ah-ha. —

Oliver balançou a cabeça como as mãos de Micah

continuaram esfregando em torno à sua frente e segurou seu pênis. Seu companheiro os espremeu, e Oliver gemeu. — Primeiro as bolas — gritou Blair para o corredor. — Bloqueador de pênis —

Oliver murmurou. Ele sacudiu a perna

direita, na esperança de aliviar a fúria rígida em que ele estava. — Ele acabou de dizer para brincar com suas bolas primeiro? — Micah perguntou enquanto ele espalmava as bolas de Oliver. A cabeça de Oliver caiu para trás em Micah. Ele estava tão perto do orgasmo no corredor que teve de puxar seu saco fora do alcance do seu companheiro.

— Tenho que... Hum... —

Oliver saiu meio tonto. Ele podia

ouvir seu companheiro rindo novamente atrás dele. Seu irmão estava rindo quando voltou. Ele sabia que ele estava vestindo um grande sorriso bobo no rosto e andando como se estivesse bêbado, mas


A Matilha de Brac 06 ele não se importava. Micah o quis. — O que há de errado com você? —

Drew perguntou enquanto

caminhava ao lado deles. Blair se inclinou e sussurrou no ouvido de Drew quando companheiro menor começou a corar. Sua boca arredondada em um grande O. Oliver ignorou. Ele acompanhou toda a gente para fora para os carros, a sua ereção amolecendo ereção. Graças a Deus. Johnny rastejou em ao lado dele. — Ei, Oliver. Oliver

estava

feliz

porque

ele

conseguiu,

juntamente

com

os

companheiros agora. Ele pensou por mais certeza do que companheiros o odiavam depois da forma que agiu quando ele chegou aqui, algo que não estava bem com ele. Ele não era o monstro que ele tinha feito ele próprio ser. Ele estava apenas machucando no momento. E ainda estava, mas ele foi lentamente lidando com isso com a ajuda de Micah. — Ei, baixinho. Johnny sorriu para ele. — Eu gosto disso. Oliver era nove centímetros mais alto do que ele. Tanto quanto seus companheiros eram, apenas Blair combinava sua altura com a dele. — Vai fazer uma partida de basquetebol com a gente? — Eu nunca joguei. Você pode me ensinar? — Eu vou fazer melhor que isso. Você pode estar no meu time.

Oliver piscou para ele. — Sério? Ninguém nunca me escolheu antes para estar em sua equipe. — Johnny sentou ao lado dele, transbordando de alegria. Oliver balançou a cabeça.

— Você pode ser meu parceiro de equipe

permanente. Como é isso? Johnny saltou para cima e para baixo no assento, braços erguidos acima da cabeça. ouvindo.

— Eu sou parceiro de Oliver —

proclamou para quem estava


A Matilha de Brac 06 Os três SUVs entraram no estacionamento do centro de recreação. Todos os companheiros se reuniram em frente à porta. Tank parou Oliver e Blair de ir para dentro.

— Eu tenho que verificar

primeiro. Blair azedou o rosto para cima e silenciosamente imitou o guerreiro. Oliver atirou uma mão sobre sua boca para não rir. — Eu vi isso — Tank declarou enquanto caminhava para dentro Blair estava lá pasmado. — Coisa grande — Oliver deu uma risadinha. — Vamos. — Tank acenou para eles. Oliver entrou e encontrou o lugar barulhento com as crianças correndo e gritando e jogando. Ele correu por todo o ginásio e pegou uma bola e jogou-a para Johnny. — Eu tenho Cecil e Kyoshi — Blair apontou. — É legal. Vamos lá, Keata. — Oliver inclinou sobre o homenzinho que olhava para ele, confuso. — Nós vamos chutar o traseiro — explicou em termos simples. — Chutar traseiro — Keata gritou. Figurando que Maverick seria o único a atirar a bola do alto. Oliver teve de se esticar para alcançá-lo. Ele golpeou-o longe de Blair enquanto Johnny passava por ele e agarrou-o. Oliver gritou para ele driblar a bola enquanto ele corria e não para segurá-la firmemente ao seu peito. Depois de dois tempos de espera, eles finalmente conseguiram algumas das regras estabelecidas, Kyoshi tentou o seu melhor para explicar a Keata como jogar. Deram a Drew, Keata e Johnny vantagem para jogar. Parecia que Johnny não precisava de vantagem para jogar. Ele escutou as regras, então jogou como um profissional. Oliver ficou impressionado. Seu companheiro de equipe falsificou para a direita, atirou a bola para


A Matilha de Brac 06 Oliver, que fez a cesta, Keata corria por trás deles. Oliver deixou o cara ter a bola. Keata a perdeu, mas era tudo brincadeira. Até o final do jogo, eles perderam por dois pontos. Claro, a equipe de Blair estava ganhando. — Bebês perdedores, bebês perdedores. — Cecil estava cantando para eles. Oliver virou as costas para eles enquanto mostrava a Keata como mexer o pulso ao fazer um arremesso. Tank deve ter tido piedade do rapaz, pois ele veio e levantou Keata até para fazer a cesta. Keata gritou de alegria. — Vamos finalizar rapazes. — Maverick gritou por todo o ginásio. Oliver mexeu um dedo no seu ouvido pelo eco. O Alfa não precisava levantar a voz. O timbre profundo era ouvido em toda a sala muito bem quando se falado em um tom normal. — Vamos, perdedores. Hora de ir.

— Blair lançou um braço sobre o

ombro de Oliver enquanto eles se dirigiam para a porta. — Posso? Oliver sorriu quando Micah pediu a Blair para levá-lo. Blair puxou o braço, permitindo que Micah levantasse Oliver em seus braços. — Você se divertiu? — Perdemos. Mas foi divertido. — Oliver olhou em volta, em seguida, inclinou-se. — Posso apanhar agora? Micah levou seu braço para trás e deu uma tapa no traseiro de Oliver. — Agora não! Em casa

Esfregou seu traseiro enquanto Micah

levava-o para fora. — O Café — Maverick anunciado, e Oliver gemeram. Todo mundo estava conspirando contra ele. Ele não queria ir a algum café fedorento. Ele queria ir para casa e ter sua bunda bronzeada. Ele bateu os pés como uma criança de cinco anos de idade fora da porta do SUV. — Eu não quero ir. Ele fez beicinho ao seu companheiro. — A antecipação é parte da diversão. — Micah riu.


A Matilha de Brac 06 Oliver saltou sobre suas costas, esfregando-o repetidamente. Ele queria fazer isso para, assim, para sempre. Ele não deu a mínima para quem estava assistindo. — Acho que Oliver quer ir para casa. — Maverick balançou a cabeça. — O resto de nós vai ao café, enquanto o par recém-acasalado rasgam os lençóis. Oliver estava em seu pequeno mundo nas costas de Micah. Seu companheiro foi até um dos SUVs que ele estava dirigindo enquanto Oliver o cavalgava. — Eu pensei que eu era o tarado? — Blair gritou. Ele acenou com a mão sobre seu ombro, não querendo ouvir qualquer coisa que alguém tinha a dizer. O único pensamento em sua mente estava em voltar para sua casa, em seu companheiro nu. Ele estava a funcionando agora com uma célula do cérebro. — Você tem que descer se eu vou dirigir Oliver — Micah estava na porta do SUV. Oliver pulou. — Então corra. Eu prometi a mim mesmo que não ia parar até meus quadris travados no lugar. Micah pulou do caminhão e Oliver correu ao redor para subir dentro. Ele se atrapalhou a fivela os cintos de segurança enquanto Micah jogou o SUV em marcha à ré e correu para casa. Depois de tocarem no caminho de cascalho, Oliver atirou o cinto para fora, desabotoando a calça jeans enquanto ele saia.


A Matilha de Brac 06

Micah bateu com ele no parque, desligou o motor e deixou as chaves onde estavam quando ele correu atrás de seu companheiro que estava se despindo em todo o gramado da frente. Ele levou as duas escadas ao mesmo tempo, aproximar-se ao seu companheiro e jogando-o sobre seu ombro enquanto ele foi direto para seu quarto. Depois que ele fechou a porta, ele puxou seu companheiro agora nu de seu ombro e atirou-o na cama. Micah caiu de joelhos e abriu as nádegas de Oliver. Seu companheiro estava de quatro na cama. Sua língua dobrada no prêmio suado. A salinidade do seu jogo de hoje adicionando ao cheiro almiscarado. — Espanque-me, Micah. Espanque-me — Oliver gemeu. — Com prazer. —

Micah bateu em sua bunda algumas vezes, seu

companheiro balançando pela picada. Ele pegou o lubrificante, lubrificou seu pênis, e depois empurrou para dentro — Foda-se — Oliver gritou. — Avise cara. Micah golpeou duas nádegas novamente. — Desculpe, fiquei um pouco animado. — Ele puxou para fora. — Não — Oliver chorou. — Vire —. Micah esperou enquanto Oliver estava deitado de costas. Ele


A Matilha de Brac 06 agarrou um travesseiro e colocou-o sob o traseiro de Oliver. — Brinque com você mesmo. Seu

companheiro

de

enrubescia

quando

Micah

esguichou

algum

lubrificante no pau de Oliver para aliviar o atrito. Micah empurrou as pernas de volta, entrando mais uma vez. Os ruídos do sexo erótico caiam dos lábios de seu companheiro estavam o deixando louco. Oliver curvou para trás e gozou como Micah de olhos fechados.

— É

isso aí, bebê — cantarolou Micah. — Alimente-me com seu sêmen. A mão de Oliver balançou quando ele levantou até os lábios de Micah, arregalando os olhos e seus lábios quando Micah lambeu-os até limpar. Sua língua lambeu um longo caminho através da palma de Oliver enquanto empurrava mais. O gosto de seu companheiro na boca o levou ao longo da borda. Luzes explodiram atrás de seus olhos quando ele entrou duro. Ele conseguiu algumas estocadas rápidas antes de se saciar, e em seguida bocejou. Oliver rolou, e tudo o que Micah podia fazer era recolher para a cama. Seu companheiro enrolado ao lado dele contente. Micah se aconchegou perto de Oliver. Ele tinha vindo a debater a forma de abordar o assunto de seu companheiro. Respirando fundo, ele disse: — Eu estava olhando para algo no centro de recreação, enquanto você estava começando a me estuprar. — Inconsistência devia ajudar. — O que é isso? — Oliver sonolento perguntou. — Eles oferecem aconselhamento lá. Quer dizer, só se você quiser. Só pensei que eu ia jogar lá fora. Você não precisa decidir agora. — Quando seu companheiro não respondeu, Micah amaldiçoou. Não houve nada neste mundo que ele não faria por Oliver, nada. Mas sabia que os problemas de seu companheiro estavam além de sua ajuda. Ele não teria forçado seu companheiro a ir, mas esperava que ele tivesse pelo menos a considerá-lo. — Por causa do meu pai? — Oliver perguntou com uma voz infantil que


A Matilha de Brac 06 cortou o coração de Micah. — Sim. — Você vai comigo? — Se você me quiser, mas acho que Blair seria uma escolha melhor. — Micah puxou seu companheiro mais próximo, correndo as mãos para cima e para baixo de suas costas. — Você sabe que não pode falar nada sobre nós lobos. — Duh. Micah gentilmente bateu em seu traseiro. — Então, você vai? — Eu vou tentar isso. Eu tenho muita raiva ainda em mim. Vou pedir a Blair. Eu não tenho certeza se ele está pronto. Eu não tenho certeza se eu estou, mas vou tentar. — Isso é tudo que eu posso pedir — Micah descansou o queixo sobre a cabeça de Oliver enquanto ele o abraçava. O que seu pai tinha feito para eles era abominável. Kota pode ter deixado o homem viver, mas Micah estava seriamente considerando a revogação da decisão. Como alguém poderia abusar de seu próprio filho estava além dele. Felizmente, o aconselhamento poderia ajudar a curar seu companheiro. Micah quis substituir a traição e a dor com amor e aceitação no coração de Oliver. FIM


A Matilha de Brac 06

A matilha brac 06 o coração de oliver [revhm]  
A matilha brac 06 o coração de oliver [revhm]  
Advertisement