Issuu on Google+

O T I U T A GR

Indústria automobilística completa 60 anos aqui HÁ CONTROVÉRSIAS: UNS DIZEM QUE FOI O ROMI-ISETTA, OUTROS QUE FOI O BARULHENTO DKW. PÁGINA 12

1º a 7 de dezembro de 2016 Edição nº 103, ano 3 Primavera Circulação em Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista Acesse nosso site: www.jundiainoticias.com.br | Curta e acompanhe nossa página: www.facebook.com/jnoficial

PÁGINA 13

Luiz anuncia secretários até dia 16 PREFEITO ELEITO ESTIPULOU ANÚNCIOS ENTRE 5 E 16 DE DEZEMBRO. PRIORIDADE É CAPACITAÇÃO TÉCNICA. PÁGINA 5 EM FESTA

MERCADÃO DA VILA ARENS: 59 ANOS

Referência na cidade, Mercadão é ponto de encontro de quem acontece em Jundiaí. PÁGINA 7 CADE O DINHEIRO?

MERCADÃO, PASSAGEM OBRIGATÓRIA DE METADE DE JUNDIAÍ. CM

MAIS TEMPO

LIMPEZA

Em Brasília, Juvenal passa o pires nos ministérios

Lojas podem ficar abertas até às dez da noite

Itupeva aprova lei que proíbe ficha suja em cargo público

PREFEITO DE VÁRZEA ESTÁ ATRÁS DE DINHEIRO PARA DAR JEITO NA CIDADE. PÁGINA 10

COMÉRCIO VAI FUNCIONAR EM HORÁRIO DIFERENCIADO POR CAUSA DO NATAL. PÁGINA 3

CÂMARA APROVOU LEI QUE IMPEDE PENDENTES COM A JUSTIÇA DE TER FUNÇÃO PÚBLICA. PÁGINA 9


2

OPINIÃO

1º a 7 de dezembro de 2016

ARTIGO

Sabe com que está falando?

"Tenho medo de morrer na própria aldeia"

EDITORIAL

Agamenon Suruí, cacique de uma tribo em Rondonia, sobre os madeireiros

RENAN CALHEIROS PRESIDENTE DO SENADO

O

s ardis de desqualificar a discussão de temas incômodos para sepultá-los são recorrentes, mas não inibidores. Enquanto não houver o fiel cumprimento dos direitos e garantias individuais da Constituição, a democracia estará incompleta, e os verdadeiros democratas, apreensivos. A previsão contra o abuso do poder reluz na Constituição Federal em seu artigo 5º, inciso XXXIV. A propensão do homem ao abuso de autoridade levou Montesquieu a idealizar o sistema de freios e contrapesos. A atual lei sobre o tema (nº 4.898/65) é fruto podre de um Estado autoritário e, portanto, anacrônica e ineficaz. Sintonizar toda legislação processualpenal com a Constituição Federal de 1988 é trabalho permanente, como estamos fazendo com códigos e outras leis. Aos adeptos da ligeireza ou da opacidade é imperioso esclarecer que não se pretende embaçar a Lava Jato, que é sagrada. Está em debate uma legislação para punir todos os agentes públicos que, divorciados de legalidade, cometam excessos. Do guarda de trânsito ao presidente da República, passando pelos presidentes do Congresso e ministros do Supremo Tribunal Federal. Se a Constituição repudia o abuso do poder econômico, político e eleitoral, por que motivo interditar o debate sobre o desvio de autoridade? O abuso de autoridade no Brasil é uma rotina. A prodigalidade dos episódios desautoriza qualificá-los de fenômenos esporádicos. As torturas na ditadura, os esquadrões da morte, o massacre do Carandiru, o vazamento de sigilos, o baculejo injustificado nas periferias, Sérgios Fleurys, Favela Naval, escutas ilegais e decisões judiciais equivocadas em abundância conformam o traço sistêmico do problema. As estatísticas reunidas pelo Conselho Nacional de Justiça são eloquentes. Em todo o país, as ocorrências referentes a 2015 mostram 10.308 casos de abuso de poder, 10.047 de abuso de autoridade, além de outros 1.137 casos de exercício arbitrário. São 21.492 registros envolvendo

excesso de autoridade em todas as instâncias. Se incluirmos a carteirada e o célebre "sabe com quem está falando", haveria um crescimento exponencial. No período mais brutal da ditadura, o jurista Pedro Aleixo, vice-presidente de Costa e Silva, voz solitária, advertia-o sobre os efeitos nefastos do AI-5: "O problema de uma lei assim não é o senhor, nem os que com o senhor governam o país; o problema é o guarda da esquina". A punição ao abuso de autoridade permeia a história do mundo. Da República romana aos nossos dias, as nações democráticas adotaram normas para combater o desvio: Alemanha, Portugal, Espanha, França, Itália, Argentina, Chile e até Cuba. No Brasil a previsão remonta ao Império. Todo poder oprime e não há poder sem limites. O Senado Federal tem duplo papel no debate. Uma instituição da democracia foi vítima de excesso de juízes de primeira instância que autorizaram diligências de competência exclusiva do Supremo Tribunal Federal. Se tal violência aconteceu com um órgão da soberania nacional, o que pode esperar o cidadão indefeso? A usurpação foi pedagogicamente reformada pela Corte Constitucional. De outro lado reapresentamos, sem assombro, à luz do dia, a atualização da Lei de Abuso de Autoridade conforme sugestão do 2º Pacto Republicano, firmado entre os três Poderes e por uma insuspeita comissão, integrada pelo ministro do STF Teori Zavascki, pelo desembargador Rui Stoco e pelo ex-secretário da Receita Federal, Everardo Maciel. Marcamos duas sessões temáticas para tratar da proposta. A primeira aconteceu na última semana; para a segunda rodada convidamos o juiz Sergio Moro, um dos críticos da proposta. Logo após esse debate votaremos o texto, cujo relator é o senador Roberto Requião (PMDB-PR). Nós sabemos com quem estamos falando e queremos falar com todos, se preciso até com o guarda da esquina.

"A inveja é um problema de quem sente" Andreia Horta, atriz

"A carga de trabalho, para o ministro que pega no pesado, que não transfere processo a assessores e juízes, é desumana" Marco Aurélio de Mello, ministro do STF

"Não cheguei nem a fumar maconha" Wanderléa, ícone da Jovem Guarda, comemorando 70 anos

"PT tem que calçar as sandálias da humildade" Eduardo Suplicy

"Já era famosa pequenininha, não tenho essa lembrança do anonimato" Angélica, apresentadora

Mais um mês de rotina

D

ezembro chegou, e com ele a rotina dos últimos quase todos os anos. Pode-se dizer até que dezembro é o mês da hipocrisia. Ou da falsidade. Ou da ilusão. Nada como um dezembro para curar as amarguras de um ano cheio de encrenca. Dezembro, acima de tudo, é o único mês de agenda previsível, marcada e ensaiada à exaustão. Primeiro: as lojas vão abrir até às dez da noite. Não todas, porque comerciante que se preza reclama de falta de segurança. Deveria reclamar de falta de clientes, aqueles que fogem dos preços altos, da mercadoria de segunda e dos juros escorchantes do crediário. Essas quatro horas a mais de funcionamento compensam? A maioria acha que sim. Segundo: as cenas serão comuns - famílias inteiras passeando, crianças pedindo bala para o papai noel de plantão na loja, a mãe perguntando preço de tudo e o pai de cara fechada, louco para voltar para casa e não gastar seu rico dinheirinho - se é que a empresa pagou o 13º. Terceiro: trânsito infernal no Centro. Nessa época parece que todo mundo precisa ir ao Centro de carro. Há justificativas. Alguns alegam que é para carregar as compras. Outros que moram longe demais para esperar o ônibus. E os imbecis, que lotam seus carros velhos super-híper equipados para paquerar. Sim, ainda há imbecis que acreditam que uma jovem dê corda a três ou quatro idiotas no mesmo carro, ouvindo música (?) no último volume. Quarto: restaurantes se enchem nessa época do ano. São as confraternizações corporativas, mais conhecidas como "festinha da firma". Nelas, a gritaria é geral, os discursos aplaudidos e a troca de presentes do amigo secreto causa choradeira. Todos ficam emocionados. Algumas até demais. Falsidade latente: pessoas que se detestam nessa hora se abraçam e trocam palavras de incentivo. Cena comum nessas confraternizações é a mocinha que curte paixão reprimida pelo colega de trabalho. Depois de uma caipirinha ou uma cerveja a língua se solta, a emoção

aflora e pimba! Ela se declara. Ele, envaidecido, pode retribuir ou não. Se esnobar, vai provocar chororô. E ela irá chorar no banheiro, sempre acompanhada de fiéis amigas. Quinto: o aparecimento de figuras extravagantes nos lugares mais movimentados, como ruas centrais e shoppings é uma certeza. Houve um tempo em que todos criticavam. Hoje todos riem à vontade vendo essa gente sem noção. Vale pelo folclore. Sexto: na semana que antecede o Natal a coisa piora. Supermercados ficam lotados com a invasão da plebe em busca de cerveja e carne para o grande almoço de família. E supermercado virou programa de família, onde sobram crianças correndo e pedindo para comprar coisas de seu gosto. O fato se repete, com menor intensidade, na semana seguinte, com os preparativos do Ano Novo. Sétimo: O almoço de Natal em família. São ótimos, todo mundo se vê, coloca as notícias em dia, troca presentes, faz fofocas quando for o caso ou houver motivo. O problema vem depois - quem vai lavar a louça? Quem vai limpar tudo? Quem vai colocar o lixo na rua? E o caminhão do lixo, vai passar? Se for churrasco, aí sim que o bicho pega. Antes a maior preocupação dos organizadores desses churrascos era a qualidade da carne e a quantidade de bebida. Hoje é o som. E precisa ser som alto, estridente, barulhento. E sempre haverá o engraçadinho que vai colocar a música da Simone pra tocar. Tem quem goste. O dezembro é tão previsível que agências de viagem poderiam se reinventar e lançar uma promoção e tanto para o mês. Promoção destinada a quem quer sair da rotina dos quase últimos anos. A melhor sugestão é uma viagem. Para Marte.

FALE COM A REDAÇÃO

redacao@jundiainoticias.com.br · www.jundiainoticias.com.br 11 2709-0274 | 2709-0264 EDITOR CHEFE: Anselmo Brombal | redacao@jundiainoticias.com.br ADMINISTRATIVO: Rodrigo Malagoli | contato@jundiainoticias.com.br

"O senso de humor é uma graça que peço todos os dias" Papa Francisco

COMERCIAL: Márcio Medina | comercial@jundiainoticias.com.br PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO: Cruz de Malta Comunicação Integrada

20 MIL EXEMPLARES SEMANALMENTE EM 8 CIDADES:

Jundiaí, Louveira, Itupeva, Várzea Paulista, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Jarinu e Itatiba

Denuncie, informe: 11 9 4330-8550 facebook.com/jnoficial Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da direção


JUNDIAÍ

www.facebook.com/jnoficial

3

Lojas têm horário estendido a partir de 1º de dezembro PROFESSORES (I) Os professores votaram e aprovaram a Previsão Orçamentária 2017 do Sinpro. A Contribuição Assistencial (2017) será mantida em 3% com desconto no mês de setembro para o Ensino Infantil, Fundamental, Médio e SESI/SENAI, para o Ensino Superior o mesmo porcentual será dividido em 3 vezes (1% a cada mês), setembro, outubro e novembro. As informações são da presidente do Sinpro, Sandra Baraldi (foto). PROFESSORES (II) O professor tem direito a oposição da contribuição assistencial a ser exercido, sem qualquer vício de vontade, individualmente e pessoalmente na sede do sindicato com cópia enviada à escola conforme estabelecido no Acordo Coletivo ou CCT. FIASCO DA COCA A tradicional carreata da Coca-Cola para o Natal em Jundiaí foi um fiasco. Coisa bem pobre, e todo mundo com pressa. Começou com atraso e ninguém gostou. A sugestão é no próximo ano fazer carreata com o povo da Dolly.

COMÉRCIO PODE FICAR ABERTO ATÉ ÀS DEZ DA NOITE, MAS TAL ABERTURA É FACULTATIVA. ASSOCIAÇÃO COMERCIAL TERÁ ATRAÇÕES

Reges destaca trabalho da ACE. ARQUIVO

Patrulhamento está reforçado em dezembro

POBRES IDOSOS Bastou o prefeito eleito da Capital falar em passagem de ônibus que o governador Geraldo Alckmin encontrou o pretexto: quer mexer nas passagens gratuitas do Metrô para os idosos. Explicando: quer acabar com isso. TUDO ATRASADO (I) Não só empresas estão em dificuldades. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já avisou que não vai pagar os benefícios de sempre, como vale-transporte, vale-alimentação e 13º. Explicação: falta de dinheiro. BAZAR O Grupo Conviver, de Campo LImpo, promove Bazar de Natal de 5 a 14 de dezembro. O grupo conta com 772 voluntários.

C

omo manda a tradição, a partir de 1º de dezembro as lojas de Jundiaí passam a funcionar com horário estendido. De segunda a sexta-feira o comércio pode ficar aberto das 9h às 22 horas, nos sábados e domingos das 8h30 às 18h. De acordo com a Associação Comercial Empresarial de Jundiaí, além do horário especial, estão programadas diversas surpresas e novidades para a celebração do Natal na cidade. Uma das novidades é Casinha do Papai Noel que esse ano percorrerá vários pontos da cidade. Os tradicionais enfeites de natal também passam a alegrar as ruas a partir da data. Ao todo serão 470 enfeites, como anjos, estrelas, árvores, sinos e laços, enfeitando diversos bairros da cidade.

“A Associação, além de colocar os enfeites, também vai bancar toda a iluminação de Natal, explica o presidente da ACE, Reges Donatti Filho. Além disso, vamos levar nossas atrações para os principais centros comerciais da cidade, os chamados bairros de maior movimento e onde há lojas de bom potencial”. Segundo Reges, a expectativa do comércio em geral e vender mais que o Natal do ano passado. “Não há dúvidas de que a situação econômica está mudando para melhor, de que os fatos políticos influenciaram esse quadro, diz ele. Com esse aumento de confiança do consumidor, certamente as vendas deverão ser melhores”.

FAACG promove Fórum Social O 10º Fórum Social da Fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho (FAACG) ocorreu na última sexta (25) no Centro Cultural Ermida. A palestrante foi a deputada federal Mara Gabrilli que abordou o tema Inclusão na Diversidade Humana com Ênfase na Educação e no Trabalho. Mara Foi a relatora de Plenário e autora do texto final da Lei Brasileira da Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência) que

já está em vigor no Brasil. 200 pessoas prestigiaram o evento. Na abertura a vice-presidente da FAACG Maria Thereza Passos Gordinho do Amaral de Oliveira lembrou a trajetória percorrida pela Fundação até chegar na décima edição, e homenageou a ex-primeira dama do Brasil Ruth Cardoso, que participou por meio de um vídeo da primeira edição, por já estar doente.

Dicas de segurança para o Natal Capitão Pomilio, do 11º BPM. CM

A Polícia Militar promoveu reunião na semana passada para definir a estratégia da operação policial durante o mês de dezembro. O encontro aconteceu na sede do 11º Batalhão, no Anhangabaú. Além das autoridades policiais, houve a presença de representante do comércio de Jundiaí e região. A reunião definiu o patrulhamento reforçado nas regiões comerciais da cidade – como Centro, Caxambu, Eloy Chaves, Hortolândia, Vila Arens e Rami – a partir do dia 1º de dezembro. De acordo com o Capitão de Planeja-

mento Operacional da Policia Militar, Robinson Pomilio, o reforço do patrulhamento tem objetivo de coibir a ação dos criminosos, que costuma aumentar nessa época do ano. “Em dezembro é comum o crescimento de ocorrência nas tentativas de furtos e roubos, por isso reforçaremos o policiamento em regiões estratégicas para garantir a segurança dos lojistas e consumidores”, explica o capitão.

Em dezembro, período típico de compras, é comum que casos de furtos e roubos aumentem, por isso é necessário que o consumidor redobre a atenção. Segundo o capitão de Planejamento Operacional da Policia Militar, Robinson Pomilio, adotar postura preventiva é sempre a melhor opção para evitar a ação de criminosos. “Muitos casos acontecem por falta de atenção, por isso é preciso que o consumidor nunca perca

seus pertences de vista e se possível, opte pelo uso de cartão durante as compras”, diz. Além das medidas simples, o capitão reforça a importância de registrar o boletim de ocorrência em casos de furtos ou roubos. “Só através boletim é que a polícia pode mapear as ações dos criminosos e tomar as medidas necessárias para evitar que os crimes aconteçam”, explica Pomilio.


4

JUNDIAÍ

1º a 7 de dezembro de 2016

Lembra da RDA? Agora a suspeita é lavagem de dinheiro A RDA todo mundo já conhece – uma empresa instalada em Jundiaí, do Grupo Moreira, que se propunha a pagar juros maiores que os de mercado a quem aplicasse dinheiro consigo. Nessa história muita gente perdeu dinheiro e hoje espera (desde 2014) a Justiça para tentar reaver alguma coisa. Essa a primeira parte da história. A segunda: na semana passada, a Polícia Civil de Jundiaí cumpriu 12 mandados de busca e apreensão com objetivo de levantar documentos e outras informações. Agora a suspeita é outra:

a RDA, do Grupo Moreira, teria um esquema de captação e lavagem de dinheiro. Nessa de cumprir os mandados, a Polícia apreendeu computadores, laptops, cópias de contratos, extratos bancários, documentos de carros e até uma máquina de contar dinheiro, igual as que existem nos bancos. “O objetivo da operação é conseguir levantar ou pelo menos mensurar a quantidade de vítimas, o prejuízo que elas sofreram. Além disso, é feito também o levantamento de provas para saber o que era feito com esse

dinheiro, se ficava no Brasil ou se era aplicado”, expliciou o delegado Carlos Eduardo Barbosa, da DIG de Jundiaí.

EMPRESA, CUJOS DONOS ESTÃO DESAPARECIDOS, DEU PREJUÍZO DE MAIS DE UM MILHÃO NA PRAÇA E AGORA TEM OUTRA SUSPEITA A Polícia descobriu ainda que a RDA fazia contratos de gaveta, a título de prestação de serviços financeiros. Calcula-se que dez mil pessoas tenham embarcado nesse golpe. O que mais causou estranheza aos policiais foi a ostentação dos suspeitos do golpe – todos em casas de alto padrão, carros de luxo – coisa que a renda não lhes permitiria.

Concurso da PM tem 2.293 vagas Estão abertas até o dia 15 de dezembro inscrições para o concurso para soldado da Polícia Militar. São 2.293 vagas no estado, com salário inicial de R$ 2.992,54. A prova será no dia 5 de fevereiro de 2017, em 11 cidades. De acordo com a PM, é preciso cumprir uma série de critérios para ser policial. Para concorrer a uma das vagas, é necessário ser brasileiro, ter concluído o ensino médio, estar em dia com as obrigações eleitorais

e militares, ter entre 17 e 30 anos e não possuir antecedentes criminais. A altura mínima dos candidatos é de 1,60 m para homens e de 1,55 m para mulheres. É preciso também ser habilitado em qualquer categoria da carteira de motorista. Os candidatos serão avaliados em uma prova escrita, com questões objetivas, e redação. A taxa de inscrição para o concurso é de R$ 50. Informações no site www.vunesp.com.br.

“Dos 12 lugares que visitamos, algumas casas eram de alto padrão, condomínios de luxo. Alguns veículos caros e é isso que estranhamos, já que as pessoas que constam como suspeitas não teriam condições de manter um padrão tão elevado", afirma o delegado. Tem mais: a Polícia já descobriu que havia uma espécie de esquema associado – empresas dos mesmos donos. E essas empresas trocavam figurinha – tiravam dinheiro num lugar e colocavam noutro. A suspeita é que haja mais locais do tipo arapuca mesmo.

Bem, os envolvidos já foram ouvidos, explicaram sua versão da história, incluindo o principal acionista-diretor-executivo-operacional-master da empresa. Se essa turma for condenada, incorre nos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Já os que aplicaram dinheiro no Grupo Moreira precisarão ter fé, muita fé e participar de uns duzentos cercos de Jericó, sempre à espera do milagre da devolução do dinheiro.

Câmara homenageia Guarda Municipal por 67º aniversário

TABELAS SALARIAIS (I) O Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí (SindSerjun) cobrou da Prefeitura que o estudo para o desmembramento das tabelas salariais dos servidores públicos esteja na pauta de discussão das equipes de transição. ' TABELAS SALARIAIS (II) O tema, de interesse dos servidores, entrará na pauta da reunião das equipes de transição no dia 9 de dezembro. O SindSerjun, presidido por Aparecido Luciani (foto) protocolou ofício na Prefeitura solicitando a participação nessa reunião. LOTERIAS É idéia do presidente Michel Temer passar as loterias, hoje controladas pela Caixa, para a iniciativa particular, na forma de concessões. Calma. O Jogo do Bicho não será afetado. LADRÃO x FERRÃO Um sujeito, no Piauí, foi acusado de roubar quarenta caixas (colméias) de abelhas. Interessante que tomou uma ferroada sequer das abelhas. ESTÁ VALENDO Já foi sancionada a lei que garante alguns direitos às advogadas grávidas. De acordo com a lei, advogadas gestantes ou lactantes estão desobrigadas de passar por detectores de metais e aparelhos de raio X nas entradas dos tribunais.

A Câmara Municipal de Jundiaí promoveu sessão solene na última quinta (24) para comemorar o aniversário (67 anos) da criação da Guarda Municipal. A corporação é resultado de lei aprovada em 1949, de autoria do vereador Lázaro de Almeida, o Arquimedes, já falecido. O presidente da Câmara, vereador Marcelo Gastaldo, homenageou pessoalmente alguns guardas, indicados devido à peculiaridade do trabalho. Dentre os homenageados, o GM aposentado Mário Reinaldo Lemos Sargiani,

de 73 anos, autor do hino da Guarda, em 1993. Posteriormente, o arranjo do hino foi feito pelo capitão PM Ernesto Fabiano. “Jundiaí tem orgulho de sua Guarda Municipal, disse o presidente Marcelo Gastaldo. Além disso, o povo confia em sua eficácia e sabe que conta com ela nos momentos em que precisar”. Na ocasião, foram entregues placas aos homenageados.

INOVANDO ATÉ Uma australiana resolveu inovar no ramo da prostituição - está explorando o segmento nerd. Está ganhando muito, e o fetiche preferido dos nerds é que ela se vista de Mulher Gato.


JUNDIAÍ

www.facebook.com/jnoficial

TUDO ATRASADO (II) O Superior Tribunal de Justiça (STJ) está em situação semelhante avisou os funcionários que não pagaria a segunda parcela do 13º salário. Como todo mundo ganha bastante, quem economizou não vai sentir tanta falta. MAIS CRISE O governo quer cortar o seguro do pescador, o tal seguro defeso. Estavam previstos gastos de R$ 3,1 bilhões. Será que há tanto pescador assim pelo Brasil? Ou é outra fraude da era Lula? PREVISÃO O Centro das Artes, em Jundiaí, que está sendo reformado desde setembro do ano passado, deverá ficar pronto em abril próximo. AVALIAÇÃO O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) lançou na última sexta (25) o programa de Avaliação Periódica do Ensino Médico. Parceria com o Instituto de Ensino do Hospital Sírio Libanês. MUITO DIFÍCIL Segundo avaliação de professores, as provas da Fuvest, feitas no último domingo, foram as mais difíceis dos últimos anos. Ou a prova é difícil ou o povo não estuda mesmo. Segunda hipótese é a mais provável. PINDAÍBA O governo do Distrito Federal está numa pindaíba de dar pena. Mesmo assim vai torrar R$ 400 mil só em iluminação de Natal. Como vai ter festança no Reveillon, vai ter mais despesas ainda. SÓ BOATO Circulou em Itupeva, na semana passada, a história que o Hospital estava em greve. Não estava. Era só boato. Gente linguaruda que não tem o que fazer. NO PSDB Finalmente a Lava Jato chegou ao PSDB - a Odebrecht deu dinheiro para a campanha de José Serra à Presidência em 2010. Geraldo Alckmin também está no rolo.

5

Luiz Fernando anuncia secretariado até 16 de dezembro REAFIRMANDO A TENDÊNCIA DE TER MAIS PESSOAL TÉCNICO QUE POLÍTICO, SECRETÁRIOS SERÃO ANUNCIADOS A PARTIR DO DIA 5

O

prefeito eleito Luiz Fernando Machado anunciará seus secretários até o dia 16. No início da semana, reafirmou ao Jundiaí Notícias que dará prioridade a um secretariado técnico, sem contudo citar nomes. Embora haja muita especulação sobre quem será o que em seu governo, Luiz prevê o anúncio de sua equipe entre 5 e 16 de dezembro. "Como enfatizei durante toda a campanha, a montagem do secretariado levará em consideração a capacidade técnica e a qualificação. Afinal, o desafio de melhorar a gestão da cidade passa pela profissionalização do serviço público e a definição de metas para cada área da administração municipal, que será monitorada periodicamente", afirmou. Luiz não descartou, contudo, o aproveitamento de pessoas que já tenham ocupado cargos em governos anteriores. "Reafirmo que a escolha do secretariado será respaldada pela qualificação técnica e competência. Se, além dessas qualidades, tivermos a opção de integrar

alguém que já serviu à administração com êxito, a experiência pode agregar qualidade ao novo modelo de gestão que vou implantar em Jundiaí", garantiu. Ele pretende implantar também nova estrutura administrativa, mas depende de análise e estudo ainda. "A equipe de transição está analisando a estrutura atual e preparando um estudo sobre uma nova estrutura administrativa a ser implantada a partir de janeiro, explica. O fato é que a nova estrutura será enxuta, pois, também serão reduzidos os gastos excessivos, para que as economias obtidas sejam aplicadas na melhoria dos serviços públicos. Vamos trabalhar com plataformas de gestão, que vão proporcionar mais integração entre as áreas de governo e, desta forma, reduzir o tempo de atendimento ao cidadão. A tecnologia da informação será usada de forma intensa para melhorar os processos internos e tornar os serviços mais eficientes (uso do celular para marcar consultas, exames, fazer matrícula, acompanhar o desempenho do aluno, etc)", finalizou.

Conselho debate Programa Especial de Incentivo ao Sistema de Inovação A Assembléia Legislativa realizou sessão solene na semana passada para homenagear in memoriam o desembargador Álvaro Lazzarini, com a outorga do Colar de Honra ao Mérito Legislativo. O presidente Fernando Capez, idealizador da homenagem, declarou que rememora "com grande saudade, uma ponta de orgulho e uma honra singular, o exemplo de vida ética que foi o desembargador Álvaro Lazzarini". O presidente discorreu ainda sobre sua convivência com o filho do homenageado, o desembargador Alexandre Alves Lazzarini. Presidente de Tribunal de Justiça, o desembargador Paulo Dimas Mascaretti discursou em nome de todas as autoridades presentes. "Tive o privilégio de conviver com Lazzarini. Ele tinha o dom de

espraiar conhecimento e sabedoria", concluiu o magistrado. O Colar foi entregue ao filho do homenageado, que agradeceu a honraria: "a homenagem coroa a lembrança da grande atuação profissional e de vida de meu pai". Álvaro Lazzarini, nascido em Jundiaí, formou-se em 1962 bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da PUC-Campinas. Três anos depois, ingressou na magistratura. Em 1983, foi promovido a desembargador do TJ/SP e tornou-se integrante do Órgão Especial a partir de 1995. Foi eleito vice-presidente do TJ para o biênio 2000/2001.,Elegeu-se presidente do TRE do Estado em 2004 e aposentou-se em abril de 2006, tendo ainda exercido o magistério durante décadas. Álvaro Lazzarini faleceu aos 77 anos em fevereiro de 2014.

Luiz reafirma valorizar capacidade. ARQUIVO

Alesp homenageia o jundiaiense Álvaro Lazzarini A Assembléia Legislativa realizou sessão solene na semana passada para homenagear in memoriam o desembargador Álvaro Lazzarini, com a outorga do Colar de Honra ao Mérito Legislativo. O presidente Fernando Capez, idealizador da homenagem, declarou que rememora "com grande saudade, uma ponta de orgulho e uma honra singular, o exemplo de vida ética que foi o desembargador Álvaro Lazzarini". O presidente discorreu ainda sobre sua convivência com o filho do homenageado, o desembargador Alexandre Alves Lazzarini. Presidente de Tribunal de Justiça, o desembargador Paulo Dimas Mascaretti discursou em nome de todas as autoridades presentes. "Tive o privilégio de conviver com Lazzarini. Ele tinha o dom de espraiar conhecimento e sabedoria", concluiu o magistrado. O Colar foi entregue ao filho do homenageado, que agradeceu a honraria: "a homenagem coroa a lembrança da grande atuação profissional e de vida de meu pai". Álvaro Lazzarini, nascido em Jundiaí, formou-se em 1962 bacharel em Direito pela Faculdade de Direito

Álvaro Lazzarini. ARQUIVO

da PUC-Campinas. Três anos depois, ingressou na magistratura. Em 1983, foi promovido a desembargador do TJ/SP e tornou-se integrante do Órgão Especial a partir de 1995. Foi eleito vice-presidente do TJ para o biênio 2000/2001.,Elegeu-se presidente do TRE do Estado em 2004 e aposentou-se em abril de 2006, tendo ainda exercido o magistério durante décadas. Álvaro Lazzarini faleceu aos 77 anos em fevereiro de 2014.


6

JUNDIAÍ

1º a 7 de dezembro de 2016

Gebram completa 80 anos no mercado de seguros

E

m 1936 a situação do país, principalmente a dos trabalhadores, era bem diferente da atual. Os institutos de previdência social (IAPI, IAPC e outros) não cuidavam tão bem quanto deveriam da saúde de quem trabalhava. Com o tempo foram unificados no Inamps, depois renomeado INSS. Nesse ano, o filho de imigrantes Salim Mussalam Gebran abriu um escritório de contabilidade e seguros. O alvo eram as empresas que contratavam seguro para acidentes de trabalho. A sede ficava na rua Engenheiro Monlevade, no Centro. Mas Salim morreu cedo, em 1964, aos 47 anos de idade. Era o pioneiro em toda a região. Coube à mulher, Sebastiana, segurar o negócio. Com o tempo, os filhos Silvio, Salim Filho e Sérgio (este último o único que não está na empresa) aprenderam o negócio. Em 1971 Silvio assumiu a direção e está nela até hoje. Sebastiana, hoje com 96 anos, pode ser a corretora de seguros mais antiga do Brasil. "O que ajudou muito a continuar o negócio foi a fidelidade dos clientes - diz Silvio. Meu pai era muito

querido, e com sua morte a família e os clientes se uniram". Essa união produziu mais resultados. A Gebram Seguros completa no dia 1º de dezembro 80 anos de atividades com 48 mil clientes, 180 funcionários e oito agências. Está entre as três maiores de todo o Estado de São Paulo. "Os tempos mudaram - continua Silvio - e hoje a empresa trabalha com todos os tipos de seguros. Temos departamentos específicos para cada setor, como o de benefícios, de autos e empresariais, dentre outros". A administração também acompanhou as mudanças - hoje há um diretor contratado, Maureci Ferrite de Oliveira, que divide a diretoria com Salim Filho e Silvio. E a terceira geração já está, aos poucos, assumindo os negócios - Fernando Damasco, Fernando e Vitor - há 13 anos na empresa.

NEGÓCIO FOI INICIADO EM 1936 POR SALIM GEBRAM, FILHO DE IMIGRANTES LIBANESES E HOJE NOME DE PRAÇA NO JARDIM PACAEMBU

CARÍSSIMA Está à venda a casa que já foi de Elvis Presley, em Beverly Hills, na Califórnia. Pedido inicial é de R$ 102 milhões. Havia sido comprada em 1967 por pouco mais de R$ 1 milhão.

Diretores Gebram Seguros. ARQUIVO

Viaduto vai garantir mais conforto para pedestres

Fumas apresenta trabalho no Seminário Nacional de Urbanização e Favelas O trabalho de Regularização Fundiária da Vila Esperança foi apresentado pela Fundação Municipal de Ação Social (Fumas) no II Seminário Nacional de Urbanização de Favelas (URBFavelas), realizado nos dias 23 a 26 passados na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Intitulado Regularização Fundiária em APP – direito de quem? O caso da Vila Esperança em Jundiaí – SP, o trabalho foi desenvolvido pela coordenadora da Política Habitacional da Fumas, arquiteta e urbanista Tatiana Reis Pimenta, em conjunto com a engenheira Fernanda Souza Carvalho, na disciplina de Cidade e Direito Urbanístico do curso de pós-graduação (mestrado) da

FEC/Unicamp, tendo sido selecionado e apresentado em uma das sessões temáticas do evento. A ocupação do assentamento precário localizado na Vila Nova Esperança teve início no final da década de 70 e o processo de urbanização em 1994, sendo executado com recursos do Programa Pró-Moradia, por meio do contrato de empréstimo e repasse de recursos, firmado entre a cidade e a Caixa Econômica Federal. O início das obras ocorreu em maio de 1997, com edificação de 102 casas e um centro comunitário. A regularização fundiária da Vila Esperança foi concluída em 2015, após 21 anos do início da urbanização.

HORAS EXTRAS Denúncia feita ao presidente do Sindicato dos Rodoviários, Laurindo Lopes (foto) dá conta que na TF Rodonaves hora extra é obrigação. Dizem também que os uniformes estão em frangalhos. O sindicato vai apurar.

DE LUTO Morreu no último sábado Roberto Correa, um dos Golden Boys, grupo que fez sucesso na era da Jovem Guarda. Tinha 76 anos, e causa da morte não foi divulgada. CONTRATAÇÃO Uma intérprete de italiano e espanhol foi contratada para ajudar o presidente Temer em suas viagens internacionais. Vai ganhar mais de R$ 10 mil por mês, mesmo que o presidente não viaje. SÓ OS JAPONESES O Japão já está trabalhando para desenvolver o computador mais rápido do mundo. Vai custar R$ 600 milhões e fará 130 quadrilhões de cálculos por segundo. FALCATRUA NA COPA Ricardo Teixeira e José Maria Marin, ex-presidentes da CBF, ficaram com R$ 11 milhões cada um na Copa do Mundo de 2014. Dinheiro de propina, logicamente.

As estruturas metálicas que estão sendo colocadas sobre o passeio do viaduto Joaquim Candelário de Freitas, na Vila Rio Branco, chamam a atenção de quem passa no local. Elas fazem parte do Projeto Urbano de Requalificação do Viaduto, que inclui paisagismo com a implantação de árvores e floreiras no passeio e no canteiro central, ciclovia e passagem de pedestre no sentido Centro-bairro, nova iluminação e arte urbana (grafite). No passeio sentido bairro-Centro, destinado exclusivamente a pedestres,

as estruturas metálicas receberão cobertura que fará o sombreamento da área e também serão instalados bancos e floreiras. A previsão de entrega é dezembro deste ano. A obra, orçada em R$ 300 mil, foi possível por contrapartida exigida pela Prefeitura por meio de Estudo de Impacto de Vizinhanza (EIV) de empreendimento próximo ao local. A ação faz parte do Projeto Urbanismo Caminhável, responsável pela implantação dos parklets no Centro e revitalização da Esplanada Monte Castelo (Escadão).

INTERDITADA A Churrascaria Favo de Mel, em Goiânia, foi interditada pela Vigilância Sanitária. A churrascaria é do cantor Marrone.


JUNDIAÍ

www.facebook.com/jnoficial

Ponto de referência, Mercadão Vila Arens completa 59 anos CONSIDERADO UM DOS ESPAÇOS MAIS TRADICIONAIS DE JUNDIAÍ, MERCADÃO RECEBE MAIS DE 10 MIL VISITANTES POR MÊS

N

Mercadão é cohecido em toda Jundiaí. CM

Moradores da Roseira reclamam de quedas de energia Os moradores do bairro Roseira – região do Caxambu – em Jundiaí, têm reclamado da qualidade do serviço de fornecimento de energia feito pela Companhia Piratininga de Força e Energia (CPFL). De acordo com os moradores, quedas de energia têm sido frequentes na região. A empresária Sandra Martins diz que registrou em menos de duas semanas sete quedas de energia. “Em apenas 11 dias foram sete quedas de energia, e quase todas elas com duração de mais de quatro horas”, afirma Sandra. Outra reclamação dos moradores do bairro é para as instalações dos postes de energia da avenida Matheus Fontebasso de Aquino. Alguns se encontram parcialmente tombados

colando em risco a segurança de quem passa por ali. “Está perigoso andar na avenida, os postes podem cair a qualquer momento”, diz a empresária. Procurada, a CPFL afirma que registrou apenas quatro ocorrências de interrupção de energia no bairro Roseira, entre 1º e 20 de novembro. De acordo com a empresa, três ocorrências foram causadas por fatores externos, como interferência de árvores e galhos na rede elétrica, e uma devido à necessidade de manutenção emergencial – já solucionada pela distribuidora. Sobre a condição dos postes da região, a CPFL não se posicionou.

Reunião apresenta estudos de conservação da Mata Atlântica e Cerrado em Jundiaí A Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente promoveu reunião sobre o Plano Municipal de Conservação e Restauração da Mata Atlântica e Cerrado em Jundiaí, na semana passada, no auditório do Paço. Foram abordadas as etapas em que o plano se encontra e as técnicas envolvidas no estudo. Segundo o diretor de Meio Ambiente, Marcelo Pilon, o encontro viabilizou a comunicação das ações ao público geral. “A intenção foi apresentar, para quem está fora do poder público, a atual etapa de diagnósticos que

estamos”, salientou. Durante o encontro, Pilon ressaltou o empenho das equipes em mapear as áreas para preservação da fauna e flora, que envolve mais de 30 técnicos das parcerias entre diversas secretarias. “Conseguimos em um ano e meio caminhar com as propostas do plano em cumprimento a Lei Federal nº 11.428, que exige a preservação de áreas de Mata Atlântica por parte dos municípios”, afirmou o diretor de Meio Ambiente.

o dia 29 de novembro o Mercadão Vila Arens comemorou o aniversário de 59 anos. O Mercadão, como é conhecido, foi inaugurado em 1957 e é hoje um dos espaços mais tradicionais da cidade de Jundiaí, servindo como ponto de encontro para famílias, casais de namorados, amigos e políticos. O local foi construído para servir como uma espécie de feira livre permanente, isso porque na época o Mercadão abrigava diversas famílias de agricultores para que realizassem as vendas dos produtos diretamente à população. Atualmente, além das frutas e legumes, é possível encontrar variedade de produtos e opções gastronômicas. Hoje mais de 10 mil pessoas visitam mensalmente o Mercadão, que comporta 29 lojas em 79 boxes em área de dois mil metros quadrados. Para o atual sindico, Jayro Lara, o sucesso do Mercadão se deve pela essência e tradição familiar até hoje pre-

servadas no local. “Muitas gerações de famílias já passaram pelo Mercadão, pois é uma tradição que passa dos pais para os filhos. Quem frequenta faz questão de voltar e apresentar”, afirma. Outro diferencial apontado pelo sindico é o atendimento característico do Mercadão que, diferente dos supermercados, ainda mantém o toque pessoal. “O consumidor, além de bem recebido, não é visto apenas como um eventual comprador igual nos supermercados. Aqui é comum o tratamento pelo nome, porque, além de cliente, muitas vezes os consumidores se tornam também nossos amigos”, diz Lara, que ainda garante. “E eu falo isso como frequentador do Mercadão e não como sindico”. O Mercadão Vila Arens fica na rua Professor João Luiz Campos 210, e funciona de terça a sexta-feira das 8h às 19h, sábados das 8h às 18h e domingos e feriados das 8h às 13h.

7


8

JUNDIAÍ

1º a 7 de dezembro de 2016

Obras do Complexo Viário Jundiaí estão em ritmo acelerado A CONSTRUÇÃO DAS ALÇAS E DO NOVO VIADUTO ESTÃO DENTRO DO CRONOGRAMA TRAÇADO PELA ARTESP. ENTREGA SERÁ EM 2018

O

Complexo Viário de Jundiaí, que compreende as alças de acesso à rodovia Anhanguera (SP-330), começa a ganhar forma. As vigas que compõem o primeiro viaduto da fase 1A, entre os quilômetros 56 e 57 da SP-330, na região da rodoviária, foram instaladas no final de semana retrasado, em bem-sucedida operação coordenada pela concessionária Autoban, responsável pela obra. Em visita às obras na semana passada, o prefeito Pedro Bigardi ficou animado com o avanço. “Quem passa pela Via Anhanguera já pode ver o primeiro viaduto montado, pronto para receber a concretagem, e o segundo com os pilares colocados para o lançamento das vigas em dezembro. Um pouco mais a frente teremos o viaduto de transposição, saindo da avenida Osmundo Pelegrini, que também está em andamento. Fico contente de ver o cronograma

sendo cumprido pela concessionária e pelo Governo do Estado, que, em parceria com a Prefeitura, trouxe essa grande obra para Jundiaí, beneficiando tanta gente”, disse Bigardi. De acordo com a Autoban, as obras seguem o cronograma previsto pela Artesp e a entrega do complexo está prevista para o final de julho de 2018. O lançamento das vigas do segundo viaduto da fase 1A (na região da Rodoviária) deve ser na segunda quinzena de dezembro. Após, as obras seguem com preparação da laje e tabuleiro dos viadutos para concretagem. Iniciadas em abril deste ano, as intervenções são simultaneamente entre os quilômetros 55 e 61 da Via Anhanguera, divididas em duas fases. A primeira, chamada 1A, consiste na construção das alças de acesso da pista sul (sentido interior-capital) da Via Anhanguera para a avenida Nove de Ju-

lho, com a implantação de dois viadutos e ordenações nas vias marginais. Em andamento, a segunda fase da obra, chamada 1B, compreende a construção de um novo viaduto sobre a Via Anhanguera, na altura do km 58 da rodovia. Esta transposição, que vai ligar as avenidas Osmundo dos Santos Pelegrini e Jacyro Martinasso, resultará em nova interligação entre os bairros Medeiros, Eloy Chaves e Fazenda Grande ao Centro de Jundiaí. O viaduto não dará acesso à rodovia, mas deve retirar fluxo considerável de veículos no trevo do km 58 da Anhanguera. Com investimento de R$ 204,6 milhões, pagos com recursos da receita de pedágio, o Complexo Viário de Jundiaí vai organizar o fluxo de veículos na Via Anhanguera, na região. Os trabalhos, depois de concluídos, vão beneficiar 420 mil pessoas que usam a rodovia na região de Jundiaí.

Pedro e Margarete elogiados pela idealizadora da Feira da Amizade

O prefeito Pedro Bigardi, acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade (Funss), Margarete Geraldo Bigardi e da filha Patrícia, visitou a fundadora da Feira da Amizade, Mercedes Ladeira Marchi, na semana passada. Na ocasião, Mercedes fez questão de destacar o sucesso do tradicional evento em prol da solidariedade e das entidades beneficentes de Jundiaí.

“Ouvi muitos elogios de instituições que arrecadaram dinheiro na Feira, até para pagar o 13º salário dos funcionários”, disse Mercedes. Margarete ressaltou que graças aos arquivos e relatos de Mercede, foi possível relembrar os antigos moldes do evento, para que, em 2013, como presidente do Funss, ela pudesse retomar a festa que atraiu cerca de 50 mil pessoas em cada ano de realização. “A dona

Mercedes é uma pessoa muito querida para nós e, desde que tive a idéia de retomar a Feira da Amizade, ela me recebeu em sua casa de braços abertos e me contou cada detalhe da festa”, afirmou. Ao final do encontro, Mercedes, que organizou o evento durante 30 anos, agradeceu Margarete e o prefeito Pedro Bigardi pela retomada da Feira. “Somando o tempo em que organizei, mais os quatro anos da gestão do Bigardi, são 34 anos de Feira da Amizade com muito sucesso”, destacou.

Bigardi em visita às obras. CM

Sede do Caxambu vai abrigar parte do 49º BPM/I A parte operacional da 1º Companhia e Força Tática do 49º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I) vai se mudar em breve para a nova sede no bairro do Caxambu, que está em fase final de reforma. Em visita ao local na sexta passada (25), o prefeito Pedro Bigardi disse que a transferência da atual sede da Vila Arens para o Caxambu atende à meta do Plano Municipal de Segurança, que prevê a instalação do batalhão na região. “Por meio de convênio com o Governo do Estado, a Prefeitura faz a cessão da área para a corporação pelo período de cinco anos, que pode ser renovado. É uma forma de ajudar a Polícia Militar, que enfrenta dificuldades”, afirma. Segundo o comandante do 49º BPM/I, tenente-coronel Reinaldo Eliseu Giodarno Gomes, a mudança vai trazer benefícios para os policiais e para comunidade, pois a atual sede na Vila Arens já não corresponde mais às necessidades da corporação, que atende Jundiaí e região.

“Na nova sede teremos instalações adequadas para os policiais trabalharem e para receber a população, que contará com um posto de atendimento para o registro das ocorrências. Além disso, haverá aumento do trânsito de viaturas e policiais nesta região da cidade”, explica. Após a entrega das obras, o batalhão tem 30 dias para fazer a transferência. O documento que oficializa a cessão do espaço aguarda a assinatura do secretário de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo, Mágino Barbosa Filho. A nova base está instalada em terreno de 15,5 mil metros quadrados, que engloba um imóvel de 1,1 mil metros quadrados, onde vai funcionar o setor administrativo, além de sala de registro de ocorrências e alojamentos masculino e feminino. As adequações no imóvel estão sendo feitas pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

Canil da GM traz Instrutora de busca e resgate com cães Nos dias 26 e 27 e novembro, o Canil da Guarda Municipal de Jundiaí promoveu o Curso de Mantrailing (Busca e Resgate de pessoas com cães). O evento foi chefiado pela instrutora Ana Beatriz Albernaz, do Grupamento de Busca de Resgate Sul Paulista. De acordo com o chefe do Canil da GM, inspetor Alceu Marestoni, o objetivo do evento é utilizar o universo da Cinofilia como meio difusor de valores além de conceitos de cidadania. O adestrador responsável pelo Canil, GM Márcio Cristiano Camargo e GM Marçal Bonança explicam que os cães, além de faro de

armas e drogas, podem ajudar em resgates de pessoas perdidas, portadoras de mal de Alzheimer, captura de presos em matas etc. “Dependendo do local de buscas, os cães são de extrema importância para o regaste. Podem salvar vidas em determinadas situações, principalmente na cidade de Jundiaí onde temos a Serra do Japi. Nosso objetivo é capacitar guardas do canil a prestar mais um serviço à sociedade jundiaiense bem como toda a região”, afirma Alceu.


CIDADES

www.facebook.com/jnoficial

9

Itupeva faz limpeza e ficha suja não pode ter cargo público PROJETO FOI APROVADO PELA CÂMARA NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA E AGORA SERÁ LEI. SÓ DOIS VEREADORES VOTARAM CONTRA

A

Angelim, contra o projeto. ARQUIVO

Câmara Municipal de Itupeva aprovou na última sexta (25) uma Emenda à Lei Orgânica do Município que proíbe que pessoas consideradas fichas-sujas ocupem algum cargo tanto na Prefeitura quanto na Câmara. A emenda foi aprovada por onze votos a dois, e curiosamente, os dois vereadores contrários à limpeza são os mesmos que já haviam defendido as contas do ex-prefeito Ocimar Polli, reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado - Angelin Lourenção e Ezequiel Alves de Oliveira. Com a aprovação dessa emenda, o ex-prefeito Ocimar Polli e o ex-candidato a prefeito Marco Antonio Marchi, o Marcão, não podem ser funcionários da Prefeitura ou da Câmara. Angelin e Ezequiel têm outras posições

Itu restaura sua igreja matriz

As obras de restauro da Igreja Matriz Nossa Senhora Candelária de Itu continuam a surpreender com descobertas. Mesmo faltando detalhes de acabamento, dois dos altares laterais já apresentam cores vivas, a delicadeza de pequenas pinturas e rico douramento. O restauro, que teve início em fevereiro de 2015, já passou pelo altar mór, entregue em fevereiro de 2016. O resultado obtido foi elogiado pelos técnicos do Iphan que, regularmente, vistoriam o local e tecem comentários de que a Matriz de Itu é de inestimável valor histórico e artístico. As obras seguem agora no arco do altar e nos altares laterais à esquerda, um deles já

completamente prospectado. O restauro abrange os bens artísticos integrados à Igreja, como o altar mór de Nossa Senhora Candelária, os altares laterais de Nossa Senhora da Conceição e São Miguel e os demais altares ao longo da nave e suas imagens. A Igreja Matriz de Nossa Senhora Candelária foi o primeiro bem tombado pelo Iphan no interior do Estado, em 1938, por iniciativa do escritor Mario de Andrade, que também dedicou estudos ao padre Jesuíno do Monte Carmelo.

que já geraram polêmicas na cidade. Foram eles, por exemplo, que foram contra a proibição da Prefeitura ter uma logomarca em cada governo e de usar cores que não sejam as do brasão e da bandeira da cidade. Outras cidades, como Jundiaí, São Paulo e Campinas, proíbem o prefeito de terem marcas próprias durante sua administração e nos materiais de administração, com intuito de economia. Também foram contra a criação da Tribuna Livre na Câmara de Itupeva - coisa já implantada em Jundiaí - onde todos os cidadãos podem se pronunciar sobre temas de interesse público. E também foram contrários à eleição da presidência da Câmara, nos dois biênios, no primeiro dia útil do mandato.

62 alunos recebem certificados de qualificação Na noite da última quinta-feira (24) a Prefeitura de Itatiba, em parceria com a Escola Senai Luiz Scavone, entregou os certificados para 62 alunos que participaram dos cursos profissionalizantes oferecidos gratuitamente pela Prefeitura, viabilizados pelo Fundo Social de Solidariedade, no Centro de Formação Profissional Domingos Franciscon. Na entrega estiveram presentes os alunos dos cursos de Eletricista Instalador, Informática Básica, Instalador Hidráulico, Pintor de Obras e Pedreiro Assentador. A entrega dos certificados foi no Auditório do Centro Administrativo Prefeito Ettore Consoline e contou com a presença do Prefeito João Fattori, que parabenizou todos os formandos e entregou os certificados juntamente com Vilson Polli, diretor da Escola Técnica Senai Luiz Scavone e todos os professores que integram a frente Capacitação e Desenvolvimento Humano, do Programa Guardião de Itatiba.

1ª prova digital de ciências acontece em três escolas municipais

Na última semana, a Prefeitura de Itatiba aplicou a 1ª Prova Digital de Ciências, exame que faz parte do calendário da 2ª edição da Avaliação Municipal de Ciências. O projeto-piloto aconteceu na segunda e terça-feira, nos laboratórios de informática das Emebs Inês Prado Zamboni, Vera Lucia Carride de Palma e Nazareth de Siqueira Rangel Barbosa. A avaliação, que abrange o conteúdo de ciências do currículo municipal, foi realizada por alunos do 6º ao 9º ano da rede pública e contou com recursos de vídeo, música e simulações interativas de experimentos. Apesar de diferente da prova impressa, os estudantes não encontraram dificuldade em se adaptar à novidade, demonstrando maior interesse na realização da prova. Uma das vantagens da nova avaliação é que ao término da prova, o resultado aparece

imediatamente para o aluno, minimizando também uma série de questões, como: gasto excessivo de papel e impressão, tempo de entrega das provas, correção das questões e o principal, a falta de motivação dos alunos. “A aplicação da avaliação digital gera um retorno não só educacional, mas também sustentável, reduzindo o gasto com impressões e preservando o meio ambiente, além de garantir uma interação com o jovem no ambiente escolar. Aplicamos a título de experiência este projeto-piloto que deve ser avaliado por parte de toda equipe gestora e professores da Secretaria da Educação”, afirma o Prefeito João Fattori.


10 CIDADES

1º a 7 de dezembro de 2016

A magia do Natal embala a montagem dos enfeites de Várzea EQUIPE DA PREFEITURA E VOLUNTÁRIOS USAM MATERIAIS RECICLÁVEIS PARA FAZER O NATAL ILUMINADO SUSTENTÁVEL

O

Fundo Social de Solidariedade de Várzea Paulista chega à 4ª edição do Natal Iluminado Sustentável, projeto que reutiliza garrafas pet para construir enfeites de natal. Quem passar pelas ruas da cidade nas próximas semanas vai notar diferença, com os enfeites iluminados Dona Neusa trabalha no Fundo Social dando aulas de artesanato e produtos de limpeza e no final do ano se dedica na montagem dos

enfeites natalinos. No Natal passado foi convidada pela primeira-dama Ângela Rossi para participar da decoração; a partir daí surgiu à idéia de montar um presépio (montagem com peças, que faz referência ao momento do nascimento de Jesus Cristo). “Esse foi o destaque do ano passado, e a minha vontade é sempre fazer mais, dar o meu melhor, é gratificante poder colaborar com algo tão mágico que faz outras pessoas felizes”, diz ela. Tra-

balhando voluntariamente, Maria Augusta, moradora do Jardim Gauchinha, colabora na construção dos enfeites e tem orgulho em poder ajudar. “É uma sensação maravilhosa. As pessoas de outras cidades me perguntam como vai ser este ano o Natal em Várzea Paulista, eu fico sem palavras para dizer. Passo de ônibus pelo Centro e fico tão feliz em saber que participei disso tudo. É mágico”, conta. Em 2015, o evento arrecadou 75 mil garrafas PET;

este ano, a decoração vem com o dobro do tamanho, com mais de 150 mil PET transformadas em flores, sinos, arcos, árvores, anjos, papai Noel, arabescos, roda gigante, presépio, renas e

muito mais. A novidade deste ano serão os dezoito arcos floridos que vão decorar o córrego Pinheirinho e as molduras enfeitadas para poses fotográficas. Além disso, será mantida

a Vila do Papai Noel, na Praça da Bíblia, e o presépio ficará na Praça Ayrton Senna. E o super anjo todo de garrafa pet de 4 metros de altura, será iluminado.

Juvenal busca recursos com o Governo Federal O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, junto do secretário de Infraestrutura Urbana, Renato Germano, e do supervisor de Gestão de Convênios, Felipe Villela, realizou duas visitas a representantes do Governo Federal, na semana passada. Nas sedes dos Ministérios do Turismo e das Cidades, em Brasília, os administradores municipais apresentaram obras já realizadas que fazem parte de convênios federais e discutiram alternativas para a agilização de repasses federais e novos aportes financeiros. Na parte da manhã, se encontraram com o chefe de gabinete do Ministério do Turismo, Edson Tibério, na sede da pasta. Na pauta, estiveram o andamento das obras da Ciclovia e Pista de Caminhada do Mursa (Fase 1 – sentido orquidário-Centro) e

do Parque Chico Mendes (Fase 3). Os atrasos dos repasses federais estão impedindo o andamento dos trabalhos, como explica o secretário Renato Germano. “É um problema que o Governo Federal vem enfrentando, mas Tibério nos disse que seu departamento vai se esforçar para nos atender o quanto antes. É importante esclarecer também que a pasta depende da vinda de recursos de outros setores, como o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão”, explica. O prefeito Juvenal Rossi tem buscado sempre dialogar com o Governo Federal para conseguir agilidade nas obras. “Nosso trabalho aqui em Brasília é sempre muito reconhecido, tudo pela maneira transparente e séria que trabalhamos. Isso abre portas para nosso município”, afirma.

À tarde os representantes de Várzea comparecerem à sede do Ministério das Cidades. De acordo com Juvenal Rossi, foi mostrado o andamento das obras de reurbanização da Vila Real (primeira etapa da Fase 1), com o Centro Comunitário praticamente pronto, além da licitação, em andamento, dos vários trabalhos da segunda etapa dessa fase, como a pavimentação de 36 ruas e a construção de muros de arrimo. Para a Fase 2, requisitaram a agilização da liberação dos recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, necessários à construção de 292 apartamentos populares, no bairro Cidade Nova II. Outra questão abordada na segunda reunião foi a possibilidade de reestruturação financeira das obras do Córrego Bertioga. Além da resolução do problema de atraso de repasses federais, que algumas vezes acabam por postergar o andamento dos trabalhos, os administradores discutiram uma readequação financeira da obra.

Jaime Cruz quer Feira de Negócios em Vinhedo O sucesso da Rodada de Negócios realizada no ano passado em Vinhedo pelo Ciesp Jundiaí com o apoio da Prefeitura, motivou o prefeito Jaime Cruz a propor uma Feira de Negócios e Exposição das Empresas de Vinhedo para o próximo ano na cidade. O objetivo será apresentar os produtos e serviços oferecidos pelas empresas vinhedenses e fomentar novos negócios. A idéia surgiu após o prefeito Jaime Cruz participar nesta semana, ao lado da secretária de Educação e vice-prefeita eleita, Claudinéia

Vendemiatti, de encontro de negócios entre clientes e fornecedores, a 3ª edição da ExpoBener/Makino, organizado pelo Grupo Bener, instalado no Distrito Industrial de Vinhedo. “A diversidade e o sucesso dos negócios oferecidos pelas empresas de Vinhedo é um orgulho para nós, que moramos na cidade e, ainda mais, para o Poder Público, parceiro em diversas ações”, afirmou o prefeito Jaime Cruz.


CIDADES 11

www.facebook.com/jnoficial

Prefeitura de Louveira apresenta projeto do Anel Viário PROJETO FOI APRESENTADO A EMPRESÁRIOS. LOUVEIRA CONTA COM MUITAS EMPRESAS DE LOGÍSTICA

N

a semana passada, a Prefeitura de Louveira apresentou o projeto do Anel Viário para representantes da DHL – Danilo Marcuci, Gerente Real Estate, e P&G – Oliver Geuther, diretor da fábrica; Abraham José Sosa, gerente de Engenharia; Iris Viotti, gerente de Recursos Humanos; Arthur Ramalho, gerente de Engenharia de Utilidades e Mario P. Santos, gerente de Cumprimentos Legais, todos da fábrica da

P&G Louveira. O objetivo da reunião foi mostrar um primeiro mapeamento de como deve ser o Anel Viário no município. O anel cortará o município, com a previsão de novos eixos de conexão com rodovias estaduais, especialmente a SP-330 (Rodovia Anhanguera), altura do km 70, bem como terá um novo acesso pela SP- 063 (Rodovia Romildo Prado). A obra terá etapas de

grande complexidade, incluindo viadutos e aproximadamente 14 quilômetros de vias, havendo necessidade de estudos detalhados sobre a atual malha viária do município, os impactos de sua implementação, estudos ambientais para obtenção da Licença Prévia e Licença de Instalação com a consequente anuência dos órgãos estadual e concessionária das rodovias. Devido a sua localização privilegiada, Louveira abriga diversos empreendimentos logísticos e industriais nas proxi-

midades da Rodovia Anhanguera. Isso sobrecarrega o trevo já existente, por onde trafega grande quantidade de caminhões dificultando

o trânsito local, entre as regiões do Bairro Santo Antônio e do Centro. Por isso é necessário ampliar os meios de circulação de veículos

pensando em potencializar o desenvolvimento econômico da região e melhorar a mobilidade da população louveirense.

Fundo Social lança campanha Natal Solidário O Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Louveira iniciou nesta semana a tradicional campanha Natal Solidário, que tem por objetivo arrecadar brinquedos em bom estado para as crianças do município que

são cadastradas na entidade e estão em situação de vulnerabilidade social. Os interessados em fazer a doação podem ir até os pontos de arrecadação. São eles: Secretaria de Educação, na rua Santo Scarance 188,

Santo Antônio; Paço Municipal, na rua Catharina Calssarava Caldana 450 - Bairro Leitão e Fundo Social de Solidariedade, na rua Gabriel Scocco 53 (prédio da Divisão de Trânsito).

Audiência pública debate revisão do Plano Diretor

Prefeito Nicolau Finamore Jr. ARQUIVO

Louveira alerta para riscos de febre maculosa A Secretaria da Saúde da Prefeitura de Louveira alerta a população sobre a febre maculosa, doença transmitida por carrapatos contaminados com a bactéria Rickettsia rickettsii. O carrapato se alimenta do sangue de animais, como cavalos, bois, cães e capivaras. A febre maculosa é transmitida pelo chamado carrapato-estrela. Esse animal tem como hospedeiros principais os cães, cavalos, as aves e capivaras. A doença se manifesta repentinamente

acompanhada de vários sintomas, como febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, náuseas e vômitos. A doença tem um ciclo de incubação que dura de cinco a dez dias, até se manifestar. Um dos maiores problemas apontados pelos médicos é o fato de que os sintomas se parecem com os de outras doenças, como a dengue. A demora no diagnóstico pode levar à morte.

Prefeitura homenageia realizadores da 4ª Semana do Bebê Após rodada de reuniões com a população em escolas de diferentes regiões da cidade, a Prefeitura de Campo Limpo Paulista promoveu na semana passada, na Câmara Municipal, audiência pública para debater a revisão do Plano Diretor, como prevê a legislação. Vereadores, populares e representantes de diversos

segmentos da comunidade estiveram no encontro conduzido pelo secretário de Obras, engenheiro Luiz Carlos Boldrin, que fez explanação geral do documento construído após estudos, análises técnicas e sugestões. A revisão do Plano Diretor, abrangendo a totalidade do território, é o ins-

trumento básico da política de desenvolvimento urbano do município e integra o processo de planejamento municipal, devendo o plano plurianual, a lei de diretrizes orçamentárias e o orçamento anual incorporarem as diretrizes e as prioridades nele contidas.

O Comitê Intersetorial da Primeiríssima Infância de Várzea Paulista realizou, na semana passada, na Câmara Municipal, homenagem aos servidores e demais apoiadores que tornaram possível a 4ª Semana do Bebê, realizada de 1º a 6 de agosto. Após apresentação de vários resultados interessantes do programa na cidade, e palavras de incentivo de autoridades municipais e estaduais, os vários homenageados receberam certificado de reconhecimento, com os dizeres Parceiro de Primeiríssima.

A representante da Diretoria Regional de Saúde, Lígia Bestetti, também fez questão de motivar os vários servidores presentes e comemorou o avanço do Programa Primeiríssima Infância, em Várzea Paulista. Representantes das escolas municipais, UBSs (Unidades Básicas de Saúde), CRASs (Centros de Referência de Assistência Social) e da Secretaria de Educação receberam os diplomas, como forma de reconhecimento, assim como os próprios membros do Comitê da Primeiríssima Infância de Várzea Paulista.


12 ECONOMIA

1º a 7 de dezembro de 2016

Indústria automobilística nacional completa 60 anos PRIMEIRO CARRO TOTALMENTE PRODUZIDO NO PAÍS SAIU DA LINHA DE MONTAGEM NUM DIA DE NOVEMBRO E ERA UMA DKW

P

assou meio batida a data de aniversário da indústria automobilística nacional. Justamente no dia em que era entregue o primeiro carro, 19 de novembro, acontecia o Salão do Automóvel, e todas as atenções ficaram para as novidades. O carro – o primeiro – era o DKW F91 Universal, de origem alemã, com duas portas e índice quase simbólico de componentes produzidos em São Paulo pela Vemag, empresa de capital nacional. Batizada depois de DKW Ve-

maguet, apenas 156 carros puderam ser montados até o final de 1956. Há uma polêmica: seria o Romi-Isetta o primeiro automóvel de produção brasileira. Modelo revolucionário para a época, com apenas uma porta e sem espaço para bagagem, transportava só dois passageiros e essa limitação o deixou de fora dos incentivos do governo federal. O microcarro de fato saiu na frente, no dia 5 de setembro do mesmo ano. O crescimento da indús-

tria automobilística foi lento, pois dependia do poder aquisitivo dos compradores e das condições econômicas do país, entre elas a dificuldade com o processo inflacionário e a opção governamental de taxar os automóveis em nível inexistente no mundo. Apenas em 1978 foi possível romper a barreira de um milhão de veículos produzidos por ano.

Mundo dos Exames chega ao mercado DKW produzido no Brasil. ARQUIVO

Empresas do interior penam para contratar executivos Trabalhar sob pressão, atuar em equipe e profissionalismo estão entre as principais características pouco presentes nos executivos do interior de São Paulo. É o que aponta pesquisa da Michael Page, empresa líder mundial em recrutamento executivo de média e alta gestão, parte do PageGroup. De acordo com a opinião dos executivos consultados no levantamento, 42% dos profissionais têm dificuldades de trabalhar sob pressão, 39% não sabem trabalhar em equipe e falta profissionalismo para 35%. Outras características marcantes no estudo

são: idioma (31%), disposição (24%), boa formação (23%) e flexibilidade (23%). A pesquisa Os desafios de contratação no interior de São Paulo contou com a participação de 700 executivos de 18 setores da economia e 62 cidades de setembro a outubro deste ano. Foi produzida com o objetivo de apresentar o atual cenário das empresas localizadas no interior de São Paulo e como estão lidando com atração e retenção de profissionais.

Cinco estados respondem por 64,9% da economia nacional Cinco estados brasileiros responderam juntos por quase dois terços do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2014. As economias de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná representaram 64,9% do PIB nacional naquele ano, segundo dados das Contas Regionais divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São Paulo continua sendo o principal motor da economia brasileira, respondendo por quase um terço do PIB do país (32,2%). O Rio de Janeiro, segunda maior força econômica do país, respondeu por 11,6%. Minas Gerais permanece na terceira colocação (com 8,9% do PIB nacional). Em relação a 2013, a única troca de posição en-

tre os 10 maiores estados ocorreu entre o Rio Grande do Sul e o Paraná. Os gaúchos passaram os paranaenses e ocupam a quarta posição, respondendo por 6,2%. Já o Paraná, na quinta posição, responde por 6% da economia nacional. Em termos de crescimento, no entanto, os maiores avanços ficaram com as pequenas economias regionais. Tocantins teve a maior alta entre 2013 e 2014 (6,2%), seguido pelo Piauí (5,3%), por Alagoas (4,8%), pelo Acre (4,4%) e por Mato Grosso (4,4%). Desses cinco estados, quatro estão entre as 10 menores economias do país.

O Mundo dos Exames, plataforma que auxilia pacientes a entender seus pedidos de exames e encontrar o melhor laboratório para realizá-los, chega ao mercado com o objetivo de fornecer informações descomplicadas, com linguagem simples e sem uso de termos técnicos. Além de um banco de dados atualizado constantemente sobre todos os tipos de exames, a plataforma também facilita na busca por laboratórios que realizam o exame pesquisado por meio da localização do paciente e perfil do seu plano de saúde. Todo o conteúdo do site é produzido por médicos e profissionais da área da saúde, procurando sempre a forma mais objetiva e simples de

auxiliar pacientes e familiares sobre as dúvidas que possuem em preparativos, possíveis reações, contraindicações e também cuidados após a realização de cada um dos exames. Atualmente o banco de dados conta com cerca de 250 exames distribuídos em análises clínicas, ultrassonografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, exames endoscópicos, entre outros. Com navegação otimizada para computadores, tablets e celulares, outra frente da plataforma está na busca por laboratórios que realizam os exames pesquisados, considerando a localização geográfica do paciente, o perfil do seu plano de saúde ou a rede particular de atendi-

mento. A pesquisa por laboratórios, atualmente abrange a região metropolitana da cidade de São Paulo, mas será expandida em breve para as principais regiões do país. “A plataforma é simples e intuitiva. O usuário precisa apenas selecionar o exame, sua localização e fornecer os dados do seu plano de saúde ou indicar que é um cliente particular, com isso já conseguimos fornecer toda a gama de laboratórios em sua região que realiza o exame procurado”, comenta Eduardo Abramovici, sócio e fundador do Mundo dos Exames.

Escolas criticam projeto de Sistema Nacional de Educação Em audiência pública na Câmara para complementar o debate sobre o Sistema Nacional de Educação, a representante da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amábile Pacios, criticou o projeto, afirmando que ele afeta os princípios das escolas particulares, que são da livre iniciativa. E adiantou que a questão irá para a Justiça se o texto não for modificado. Amábile não detalhou os pontos de divergência no debate que tratou do tema na Comissão de Educação,

mas afirmou que a proposta interfere, por exemplo, na escolha de diretores escolares e na proposta pedagógica das escolas. A representante das escolas particulares disse que o governo não ouve o setor e citou como exemplo as Conferências Nacionais de Educação. "A discussão da Conae é uma piada. A gente é absurdamente excluído. Nós não somos atendidos. Nem nas discussões municipais, nem nas estaduais, nem na nacional. Na última Conae, ocorrida em Brasília, nós consegui-

mos colocar 118 pessoas da livre inciativa frente a quatro mil do setor público. E sabe como somos recebidos? Com vaias", desabafou a dirigente. O Sistema Nacional de Educação tem como objetivo articular os sistemas municipais e estaduais para, entre outras , garantir a execução das metas do Plano Nacional de Educação como a erradicação do anafalbetismo e a ampliação das vagas de nível superior.


GERAL 13

www.facebook.com/jnoficial

Mulheres querem entrar no Exército. E tem interessadas demais MAIS DE 7,7 MIL JOVENS SE INSCREVERAM PARA AS 40 VAGAS RESERVADAS ÀS MULHERES NA ESCOLA PREPARATÓRIA DE CADETES DO EXÉRCITO

População parda quase se iguala à branca no país, segundo Pnad O percentual da população que se autodeclara parda no país quase se igualou à de brancos, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015, divulgada na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2015, a população residente era composta por 45,2% de pessoas de cor branca, 45,1% de pardos e 8,9% de pretos. Segundo a Pnad, não houve alteração significativa dessa distribuição quando comparada à do ano anterior, mas, desde 2004,

houve redução da população branca e aumento das demais. A partir de 2006, a participação da população branca passou a ser inferior à das populações parda e preta em conjunto. Em 2015, a participação da população parda praticamente se igualou à da branca”, mostra o estudo. Em números absolutos, eram 92,636 milhões de brancos, 92,310 milhões de pardos e 18,153 milhões de pretos que se autodeclararam assim, em 2015.

Cartilha ensina a identificar e denunciar racismo O Ministério da Justiça e Cidadania lançou a cartilha Racismo é Crime e duas portarias para a elaboração das políticas nacionais para os povos de comunidades tradicionais de matriz africana e povos de terreiros e para os povos ciganos. As ações fazem parte das celebrações do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro. A publicação explica a diferença entre racismo e injúria racial, ensina a identifi-

car práticas racistas, traz exemplos de comentários racistas velados e explica como reagir e quais providências tomar caso seja uma vítima. Denúncias de racismo podem ser feitas ao Disque 100 ou à Ouvidoria Nacional da Seppir. De janeiro a novembro de 2016, o órgão recebeu 197 denúncias e o Disque 100, 429.

A primeira seleção de mulheres para as escolas de preparação para funções de combate no Exército já pode ser considerada um sucesso: a concorrência é tanta que gerou uma relação candidato por vaga superior às das carreiras mais procuradas no vestibular da USP, um dos principais do país. Mais de 7,7 mil jovens se inscreveram para as 40 vagas reservadas às mulheres na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, porta de entrada para a carreira de oficial na Aman (Academia Militar das Agulhas Negras, o ensino superior dos militares). Com isso, são 192 candidatas disputando cada vaga - a seleção ainda não chegou ao fim. Na escola de sargentos, que também abre suas portas a elas pela primeira vez, a relação é de 179/1. Para comparação, o curso mais concorrido da Fuvest 2017 - Medicina em Ribeirão Preto - teve 6,8 mil candidatos inscritos para 90 lugares, ou 70,5 por vaga. Mas por que tantas mulheres querem se tornar oficiais do Exército? "Meu pai fez serviço militar. No último ano do colégio, os meus amigos começaram a se alistar e passei a vê-los correndo todos os dias de manhã fazendo exercício.

Eu moro na frente do quartel e eles passam correndo na rua fazendo Educação Física", responde a candidata Andressa Muniz, de 19 anos. "É uma profissão que eu idolatro bastante. Fui conversar com um sargento do quartel e ele me explicou sobre a estabilidade da carreira. Mas o meu interesse não é só nisso, mas tem também a questão da patente, a questão do respeito dos homens." Andressa diz ter esperança de que, como oficial do Exército, seja mais respeitada em uma sociedade na qual ainda há muita discriminação contra as mulheres. "Não digo que estou lutando contra o machismo. Mas entrando no Exército eu calaria a boca de muitas pessoas que dizem que mulher não serve para ser militar, para ser infante", afirma. "Os homens começam a ver a gente de forma diferente. Na rua, uma mulher de farda é muito mais imponente. Eles vão olhar e pensar: ela deve se esforçar da mesma forma que os homens". Mas ainda há um obstáculo: nenhuma das carreiras desejadas pelas jovens está aberta às mulheres, ao menos por enquanto. Nesse primeiro concurso, as oficiais poderão chegar apenas

à Intendência e ao Quadro de Material Bélico - função relacionada à logística ligada a armamentos, veículos e aeronaves. As candidatas a sargento, por sua vez, poderão atuar na área técnico-logística (manutenção de armamentos, equipamentos de comunicação, veículos e aeronaves e funções de Intendência e topografia). Mulheres podem se tornar aspirantes a oficiais em funções de combate a partir de 2021. O Exército afirma que, ao decidir incorporar mulheres nessas novas vagas, fez adaptações nas normas e nas instalações - como criar uniformes, alojamentos e banheiros específicos, além de padrões para o penteado e para o tamanho do cabelo e regulamentações sobre uso de pulseiras, anéis, brincos, maquiagem, correntes e bolsas. O Exército começou a aceitar mulheres em 1992, na chamada linha não bélica. Elas se formavam no ensino convencional em áreas como administração, comunicação e saúde e depois eram integradas à instituição - mas não podiam chegar aos postos mais altos.

Brasil tem milhões de grampos telefônicos

O presidente da operadora Vivo, Eduardo Navarro, fez uma revelação chocante na semana passada durante o Painel do Telebrasil, que reuniu em Brasília operadoras e indústria de telecomunicações e autoridades. No Pais da bisbilhotice, só a Vivo recebe dois milhões de notificações judiciais por ano, a maioria para escutas telefônicas ou para fornecer listas de telefonemas, com

números e duração, em casos de quebra de sigilo. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. Se uma única operadora recebeu 2 milhões de notificações judiciais para bisbilhotar telefones, o Brasil pode ser o recordista mundial. Nos Estados Unidos, onde o combate ao crime não tem tréguas, foram 4.148 escutas autorizadas pela Justi-

ça em todo ano de 2015. Nos EUA os grampos não são freqüentes em razão do respeito aos direitos e garantias individuais, que para os americanos são sagrados. A Justiça Federal dos EUA autorizou 1.403 grampos telefônicos em todo o país, em 2015. Menos que a soma das justiças estaduais: 2.745.


14 CULTURA&LAZER

1º a 7 de dezembro de 2016

Dona Flor e seus dois maridos está em cartaz há 40 anos FILME FOI CAMPEÃO DE BILHETERIA DURANTE 30 ANOS E TEVE SÔNIA BRAGA, JOSÉ WILKER E MAURO MENDONÇA COMO ATRAÇÕES.

N

o dia 22 de novembro de 1976 o filme Dona Flor e seus dois maridos estreou no Rio de Janeiro. Produção nacional, dirigida por Bruno Barreto (que na época tinha 21 anos), o filme já havia feito muito sucesso em São Paulo e Paraná. O filme já foi visto por 10,7 milhões de pessoas e só teve concorrência quando em 2010 foi lançado Tropa de Elite 2. No filme – inspirado em romance homônimo de Jorge Amado – José Wilker interpreta Vadinho, o marido malandro de Dona Flor (Sônia Braga) que morre de repente. Morre mas continua com seu espírito frequentando a casa – e a cama – de dona Flor. Então com 26 anos, Sonia Braga consolidava o reconhecimento ao seu tra-

balho no país e ganhava projeção internacional, com indicação como melhor revelação no Bafta (Reino Unido). Um ano anos, em 1975, a atriz foi a protagonista na TV da novela Gabriela, baseada também na obra de Jorge Amado. Transformada em sex symbol, Sonia Braga, que nasceu em 1950 em Maringá, no Paraná, ajudou a novela a bater recordes de audiência. Em anúncio de 26 de dezembro, a Embrafilme comemorava o sucesso do filme, publicando as muitas críticas elogiosas de jornais e revistas do país ao Dona Flor e seus dois maridos. A empresa ressaltava que o brasileiro mostrou a sua força com Dona Flor. Jorge Amado, por sua vez, escreveu: “O moço diretor, com seu talento e sua sensibilidade, captou o que havia de mais importante na história de dona Flor. Acho o filme belo e denso, creio que está à altura das melhores criações do cinema nacional. Vitória do amor contra o preconceito, vitória da vida contra a morte”.

Cena de Dona Flor - recorde nacional. ARQUIVO

CINEMA TV

Erasmo Carlos admite três frustrações em sua vida Erasmo Carlos, reconhecidamente um dos principais nome da música brasileira, admitiu ter três frustrações ao longo de sua vida. São elas: não andar de motocicleta, não ser um bom guitarrista como Lulu Santos e não ter se tatuado nos anos 1960. "[Se tatuar] hoje em dia é moda e já não tem graça. O legal seria lá na década de 60, porque aí seria mais uma coisa marginal", justificou ele durante entrevista concedida ao Vídeo Show, na semana passada. Nascido no bairro da Tijuca, zona Norte do Rio de Janeiro, Erasmo Carlos iniciou a sua carreira ainda na juventude com o lançamento da banda The Sputniks, que tinha como membros Tim Maia e Roberto Carlos, entre outros. Marcou época com a Jovem Guarda mais tarde, nos anos 60 e 70. O cantor, que também foi conhecido como Tremendão e Gigante Gentil, comemorou 74 anos de idade e 54 anos de carreira.

As Aventuras de Robinson Crusoé Em uma pequena e exótica ilha, Tuesday, um papagaio pensa que viver naquele paraíso é muito pouco para ele - e está amadurecendo seu desejo de conhecer o mundo. Depois de uma violenta tempestade, a ilha recebe um refugiado: Robinson Crusoe. O que começa com um jogo de interesses, já que o pássaro vê no

rapaz um bilhete para fora da ilha, e o rapaz, em Tuesday, uma forma de sobreviver naquele lugar, vai se desenvolver para uma profunda relação de amizade e companheirismo - que vai ensinar aos dois o poder da parceria.

Lançamento: 1 de dezembro de 2016 (1h 36min) Direção: Vincent Kesteloot Elenco: Matthias Schweighöfer, Aylin Tezel, Joey Camen Gêneros: Animação, Família, Aventura


CULTURA&LAZER 15

www.facebook.com/jnoficial

Os Sertões ganha nova edição crítica OBRA PRIMA DO JORNALISTA EUCLIDES DA CUNHA NARRA A GUERRA DE CANUDOS

A

edição caprichada de Os Sertões, que volta às lojas em volume definitivo organizado pela professora emérita da USP Walnice Nogueira Galvão, é quase um manifesto da Ubu, casa editorial recém-criada por duas ex-Cosac Naify, a editora Florencia Ferrari e a diretora de arte Elaine Ramos. A Ubu, com o livro, não nega as raízes — e a propos-

ta que tem. A edição gráfica de capa dura desenhada com contornos cartográficos dá rosto a um volume de qualidade robusta, que reúne a melhor fortuna crítica sobre o clássico de Euclides da Cunha, além de fotos da caderneta do autor, das emendas que serviram para abrasileirar o texto e das imagens feitas pelo Flávio de Barros, as únicas conhecidas do conflito de Canudos,

que o escritor cobriu como correspondente de guerra do jornal O Estado de São Paulo. Na fortuna crítica, há ensaios de Sílvio Romero, Gilberto Freyre, Antonio Candido e Antônio Houaiss, entre outros. Uma outra edição ainda maior, com dois volumes embalados por uma caixa, e com tiragem de mil exemplares (o volume único saiu em tiragem de 3.000),

conta ainda com um ensaio de Walnice, Variantes e Comentários. No texto, a pesquisadora analisa as diversas versões de Os Sertões publicadas em vida por Euclides da Cunha, que bancou as primeiras edições e foi reescrevendo o livro até deixá-lo próximo do registro oral.

LIVRO MÚSICA

Curada de câncer, Sabrina Parlatore diz que foi vítima de erro médico Curada de um câncer de mama desde março, a apresentadora Sabrina Parlatore afirma que foi vítima de erro médico que atrasou seu diagnóstico. A ex-VJ da MTV contou a Daniela Albuquerque que um exame acusou um nódulo em seu seio em 2014, mas na época o médico descartou a necessidade de biópsia. Ela só descobriu que tinha um tumor maligno um ano depois com o autoexame. "Foi um baque, um susto enorme, e foi um momento dificílimo na minha vida. Graças a Deus eu senti esse caroço e consegui pegar a tempo. Em menos de uma semana eu já estava com o diagnóstico de câncer de mama", lembrou ela no programa Sensacional, da Rede TV. Sabrina explicou que tinha rotina anual de exames e que em 2014 o nódulo foi visto no ultrassom. "Estava bem pequeno, mas mesmo assim a médica do laboratório indicou a realização de biópsia. Mas o ginecologista que eu passava na época achou que não precisava, já que a mamografia não tinha acusado nada", contou. Foi uma comida de bola do médico. Depois disso, aprendi a não confiar em qualquer médico, até porque tem médico que erra, sim", disse.

Clube da Luta Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição. O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente. O livro foi filmado em 1999, pelo vencedor do Oscar de melhor diretor, David Fincher (OsHomens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.

Editora: Casa Da Palavra Páginas: 272 Autor(a): Chuck Palahniuk Gênero: Romance


16 SAÚDE

1º a 7 de dezembro de 2016

Novo vírus, e não é o Zika, atinge milhões em todo o mundo O CMV É DA FAMÍLIA DOS VÍRUS DA HERPES E PODE SER TRANSMITIDO POR SECREÇÕES COMO SUOR, SALIVA E LÁGRIMAS

E

le é pouco conhecido pelo público e foi ofuscado pelo vírus Zika: o citomegalovírus (CMV), que era tido como responsável pela maior parte dos casos de microcefalia e surdez no mundo e que volta a causar alertas da comunidade médica internacional. "Enquanto todos se preocupam com os bebês infectados pelo Zika, com razão, há outra infecção viral que causa milhares de má-formações congênitas nos Estados Unidos a cada ano", afirmou ao jornal The New York Times o médico Mark Schleiss, diretor de doenças infecciosas pediátricas da Escola de Medicina da Universidade de

Minnesota. "Não só nos Estados Unidos, mas também na Europa o CMV é a principal causa de má-formações congênitas", disse à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, o neuropediatra espanhol Alejandro Reyes Martín, professor da Universidade de Alcalá de Henares. Não há dados precisos sobre o Brasil, mas só nos Estados Unidos - onde, segundo os Centers for Disease Control and Prevention (CDC), mais da metade dos adultos até 40 anos foram infectados - entre 20 mil e 40 mil bebês nascem com CMV a cada ano. Pelo menos 20% deles, 8 mil, possuem ou desenvol-

vem problemas permanentes como microcefalia, surdez e deficiência intelectual. Também faltam números precisos sobre a prevalência do vírus no mundo, mas calcula-se que a incidência da infecção congênita por CMV fique entre 1% e 5% dos nascimentos, de acordo com um estudo feito em 2013 na Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul. Assim como no caso do Zika, bebês infectados pelo CMV podem parecer saudáveis ao nascer, e apresentar problemas depois No Brasil, país com mais casos de microcefalia relacionada à Zika, não há dados consolidados sobre a prevalência do vírus, já que a

Perda de peso acentuada pode ser problema maior que o aparente Atualmente o peso é uma questão em evidência; seja pela estética ou pela saúde, milhares de pessoas enfrentam luta diária contra a balança. Não é à toa que o assunto está sempre em voga, especialmente quando se trata de perder alguns quilinhos. Porém, para aqueles que vivem a situação oposta, onde ganhar ou manter peso é um desafio, encontrar informações a respeito nem sempre é tarefa fácil. Diferente do que muitos podem imaginar perder peso sem razão aparente também é motivo de alerta. Em geral, quando o indivíduo não faz nenhuma alteração em sua rotina para que tal mudança ocorra, esse quadro pode indicar algum problema de saúde, especialmente quando essa redução é acentuada. Atentar para essas questões e buscar auxílio médico são medidas essenciais para contornar o problema e prevenir complicações. Boa parte das pessoas tem consciência de que para ter boa saúde é essencial manter o peso saudável, contudo, essa questão está quase sempre associada ao emagrecimento: na maioria das vezes, perder peso é encarado como algo positivo. Porém, nem sempre essa perda representa um benefício à saúde: se isso ocorre sem qualquer esforço e sem mudanças nos hábitos alimentares pode ser um indício de alguma anormalidade. Se não investigado e tratado, o problema pode afetar ain-

da mais o funcionamento do corpo em virtude da degradação da massa corporal. O corpo é composto, entre outros elementos, por massa magra e massa gorda – ambas fundamentais para seu bom funcionamento. Ter um peso saudável depende de um equilíbrio entre essas medidas, porém, quando se emagrece de maneira involuntária e acentuada, esses elementos podem ser afetados de forma severa, prejudicando a imunidade e impactando a saúde. Massa magra: ao contrário do que muitos podem pensar essa massa não se resume somente aos músculos. Ela é composta pelos tecidos, ligamentos, órgãos, ossos e fluídos corporais, além do tecido muscular. Como compõe boa parte da estrutura corporal, a manutenção da massa magra é essencial para preservação das funções mais básicas do organismo. Massa gorda: nada mais é do que a concentração de gordura em todo o corpo que, apesar de ser interpretada por muitos como um mal a ser combatido, também exerce um papel importante no organismo. A gordura age como barreira de proteção aos órgãos, auxilia na manutenção da temperatura corporal, age no transporte de alguns micronutrientes e representa uma importante fonte de energia para o corpo. Logo, ela também é essencial à saúde, o problema acontece quando essa massa encontra-se em excesso no

organismo. Ainda que o problema possa parecer, a princípio, algo inofensivo, é essencial buscar auxílio médico para investigar o quadro. Em geral, a perda de peso involuntária acompanha algum problema subjacente: desde fatores psicológicos capazes de prejudicar o apetite, até disfunções específicas que levam a inapetência, afetam o metabolismo ou prejudicam a absorção de nutrientes. Além disso, o quadro também pode ser comum em idosos e pacientes com doenças crônicas. Muitas vezes, a perda de peso acentuada e não intencional pode ocorrer em virtude um tratamento ou da evolução de um quadro clínico – nesses casos, a terapia nutricional é fundamental para combater o problema e reduzir os danos causados pela queda brusca da massa corporal. A carência nutricional é, inclusive, uma das principais consequências da perda de peso não intencional. De acordo com a nutricionista Joanna Carollo, “em geral, os pacientes que apresentam esse problema não conseguem atingir a quantidade de nutrientes necessária seja pela dieta inadequada ou pela dificuldade em absorver os nutrientes da alimentação. Em virtude do problema, precisam de uma dieta reforçada para recuperar seu estado nutricional e combater a perda acentuada de massa corporal principalmente em pacientes que estão em terapia nutricional enteral, onde devemos ofertar uma concentração maior de caloria”.

doença não é de notificação obrigatória, de acordo com o Ministério da Saúde. Isso significa que os profissionais de saúde não são obrigados a registrar os casos da doença que chegam até eles. Segundo um estudo do hematologista Alfredo Mendrone Junior, do Hemocentro de São Paulo, pesquisas feitas na população brasileira de 15 a 45 anos revelaram a presença de anticorpos contra o CMV - que indica que houve infecção pela doença em mais de 80% dos participantes no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Salvador e no Estado de Santa Catarina. O CMV é considerado uma infecção sexualmen-

te transmissível (IST) mas sequer aparece no site no Departamento de IST, Aids e hepatites virais do Ministério. No entanto, médicos brasileiros apontam o vírus como o principal causador de alterações do sistema nervoso em bebês até a aparição do vírus Zika - e ainda uma fonte de preocupação. O CMV pertence à família dos vírus da herpes. Ele se propaga nos fluidos corporais como saliva, urina, lágrimas e leite materno e pode ser transmitido até pelo contato próximo com crianças pequenas infectadas para, por exemplo, trocar suas fraldas. O vírus também é trans-

mitido através do beijo e das relações sexuais. Uma vez que ele está no organismo, fica ali por toda a vida e pode ser reativado. O portador não ficará doente outra vez, mas pode passar a infecção adiante. De acordo com o Ministério da Saúde, a maioria das infecções por CMV não apresenta sintomas - pode parecer uma gripe leve. Sintomas mais graves geralmente aparecem em mulheres que têm o sistema imunológico fragilizado, por causa do vírus da Aids, por exemplo.

Dias ensolarados e claros exigem mais cuidado com os olhos

Com a agressão ao meio ambiente aumentando, as pessoas têm sido afetadas pelos raios ultravioleta de forma severa. O uso diário de fotoprotetor com fatores acima de 30 é importante para a prevenção do câncer de pele. Mas em termos de saúde ocular muitas pessoas ainda falham ao sair de casa sem proteger os olhos com óculos de sol. “Esse cuidado relativamente simples pode fazer a diferença na qualidade da visão no longo prazo”, diz Renato Neves, oftalmologista. A exposição aos altos índices de raios ultravioleta provoca degeneração macular – doença que afeta a parte central da retina, membrana posterior dos olhos onde as imagens são transmitidas para o nervo óptico. “Como não existe tratamento eficaz para alterações retinianas, a prevenção ainda é o melhor remédio. Daí a importância de investir em óculos de sol de boa procedência, com proteção UVA e UVB nas lentes, e jamais cair na tentação de comprar modelos ‘baratinhos’, de origem duvidosa”, alerta Renato. Ele afirma que nem o modelo nem

o material importam muito, desde que sejam confortáveis e o usuário sinta-se encorajado a colocar os óculos de sol sempre que sair de casa, ainda que o dia esteja nublado ou a pessoa vá sair apenas de carro. “Por outro lado, a qualidade das lentes é muito relevante, já que a irregularidade da superfície das lentes de procedência duvidosa pode causar desconforto visual, dor de cabeça e astigmatismo (deformidade da córnea que torna a visão desfocada para perto e para longe), entre outros problemas visuais”. Além do câncer ao redor dos olhos, a exposição exagerada aos raios solares pode causar, no mínimo, nove doenças oculares: câncer de pele, câncer da conjuntiva (membrana mucosa e transparente que reveste e protege o globo ocular), pinguécula (espessamento da conjuntiva), pterígio (fibrose da conjuntiva), ceratite (inflamação da córnea), catarata (opacificação do cristalino), degeneração do vítreo (responsável por manter a forma esférica do olho), retinopatia solar (queimadura da retina) e degeneração macular (deterioração da visão central).


Jundiaí Notícias | 103