Page 1

Ano 3 - Edição de -julho Lages,89 26 -deLages, julho de26 2013 Ano 3 de 2013

R$ 2,00

Marcelo Vieira (Pakinha)

Cresce mercado do varejo

Expansão de lojas no setor demonstram bom momento da economia para novos negócios | PG. 16 06

Cidade

Leonardo Boff encerra Congresso de Educação

10

Economia

Hotéis mantém taxa de ocupação

12

Educação Frio altera rotina de alunos

14

Saúde

Alimentação também merece cuidado no inverno LOJA EXCLUSIVA

CVC LAGES

Rua Emiliano Ramos, 395 Sala 1

3222-0887 lages@cvc.com.br

COLÉGIO


Opinião

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Opinião do Leitor

Espaço reservado à opinião de nossos leitores. Caso você queira também se expressar, nos envie um email com sua opinião ou sugestão para:

O mês em que se comemora a agricultura

Este mês é especial para a agricultura. Em julho temos três datas comemorativas que homenageiam os trabalhadores rurais: nos dias 24, 25 e 28, respectivamente, instituiu-se o dia do suinocultor, do colono e do agricultor. Datas que valorizam esses homens, mulheres e jovens que vivem no campo e dedicam seus dias ao cultivo da terra e à criação de animais. Cerca de um milhão de catarinenses vivem no meio rural, aproximadamente 17% da população estadual, construindo suas vidas em meio às dificuldades, às intempéries e desafios econômicos. O trabalho árduo e silencioso dos agricultores coloca Santa Catarina em posição de destaque na produção agrícola nacional e faz do nosso Estado uma referência no agronegócio. Graças aos trabalhadores rurais, somos os maiores produtores de alho, cebola, maçã, fumo e carne suína; além disso, estamos entre os três maiores produtores de arroz, carne de frango, banana e trigo. Dado que reitera a importância econômica do trabalho dos agricultores e suinocultores, que transformam

nosso pequeno Estado em um gigante do agronegócio. Neste mês também começam as exportações da carne suína catarinense para o Japão, uma importante conquista para a economia do Estado. O Japão é a terceira maior economia do mundo e oferece muitas oportunidades de negócios, além de ser o maior consumidor de carne suína. Foi um trabalho árduo do Governo do Estado, Governo Federal, da embaixada brasileira no Japão, Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina), Icasa (Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária), entre outros, que garantiram essa conquista. Em resumo, Santa Catarina é mesmo um lugar surpreendente. Embora tenha uma pequena extensão territorial, consegue abr igar a ser ra e o litoral, unir os imigrantes dos mais diferentes povos e equilibrar com maestria as diversidades econômicas e culturais de suas regiões. Nessa miscelânea de paisagens, sotaques e costumes, encontramos pessoas que trabalham incansavelmente para o desenvolvimento da

Nossa Opinião O frio é de doer. As temperaturas baixas que assolaram o Estado, e a Serra Catarinense especialmente, nos últimos dias, faz sofrer até quem tenha condições de se manter bem agasalhado e aquecido. Imagina quem não tem. Pensando nisso, foram desencadeadas pelo Estado e pelos municípios campanhas emergenciais de arrecadação de agasalhos e o que mais for possível para ser doado para quem não tem meios de se aquecer, e telefones de contato foram colocados à disposição para informar a respeito de pessoas desabrigadas vagando nas ruas. O objetivo é evitar que alguém

redacao@vitrinelageana.com.br

agricultura e pecuária do nosso Estado: os agricultores. Mesmo com a aparente simplicidade daqueles que vivem no campo, é com eles que devemos aprender preciosas lições de vida como a valorização da família, a preservação dos costumes, a perseverança no trabalho, a sensibilidade no trato com os animais e a dedicação integral à terra. Parabéns a todos os colonos e suinocultores que vivem em Santa Catarina, e que se comprometem com o desenvolvimento desse Estado. Temos muito orgulho por contarmos com pessoas como vocês, que fazem de Santa Catarina um lugar ainda melhor!

João Rodrigues Deputado federal licenciado e secretário de Estado da Agricultura e da Pesca

Homens e animais

tenha de ficar exposto às sensações térmicas ainda mais baixas do que as temperaturas marcadas nos termômetros. Tudo muito válido, tudo muito louvável, tudo muito competentemente organizado. Só demorou-se para pensar nos animais. Ok. Sabemos que entre um cachorro e um ser humano, os olhos sempre se voltarão primeiro para o ser humano. Os bípedes têm prioridade, em qualquer ocasião, qualquer situação. Até por quê, observando grosseiramente, os animais têm pelos que os aquecem, correto? Sim, pode até ser. Mas eles estão desprotegidos. Expostos à umidade, à chuva, que, asso-

ciadas ao frio, podem ser fatais. Muitos vivem precariamente nas ruas de Lages. E é difícil não pensar que isso foi causado pelo homem que protege a sua espécie antes de qualquer outra coisa. Mas considerando que somos os únicos animais racionais deste mundo, coisa com a qual muitos leitores podem discordar, e que nós, humanos, os domesticamos, os trouxemos para dentro de nossas casas e depois os tiramos delas, por um motivo válido ou não, somos corresponsáveis pelos animais abandonados. Só que muitos parecem não car regar essa culpa.

02

Por causa do frio O município de Sinimbu, no Rio Grande do Sul, registrou a primeira morte provocada pelo frio intenso que atinge a região. Um homem de 53 anos foi encontrado morto em uma propriedade rural do município e a causa da morte foi confirmada como hipotermia (quando a temperatura do corpo cai abaixo do normal). A onda de frio que atinge

o Sul do país tem provocado temperaturas negativas em várias cidades da região. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou geada em 15 cidades do Rio Grande do Sul e em 15 de Santa Catarina. No Paraná, 44 municípios estão com temperaturas abaixo de 0 grau Celsius (°C). É a triste realidade de uma sociedade.

Dois anos a mais Os dois anos adicionais ao curso de medicina, previstos no Programa Mais Médicos, podem constituir uma residência no Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta ainda está em debate, mas, caso seja levada adiante, os dois anos obrigatórios de trabalho em urgência e emergência previstos no programa configurariam a pós-graduação, enquanto a graduação continuaria com seis anos de duração.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Educação (MEC), trata-se de uma possibilidade ainda em discussão técnica. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, mostrou-se simpático à proposta e argumentou que 50% dos estudantes de medicina fazem uma residência após a graduação. A residência no SUS seria uma solução. Mas os médicos consideram isso uma afronta, não é mesmo.

Taxa de desemprego A taxa de desemprego em junho deste ano ficou em 6%. A taxa é ligeiramente superior às registradas em junho do ano passado (5,9%) e em maio deste ano (5,8%), segundo Pesquisa Mensal de Emprego, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O contingente de trabalhadores desocupados ficou em 1,5 milhão de pessoas em junho, mantendo-se praticamente estável em relação

a maio deste ano e a junho de 2012. A população ocupada, de 23 milhões, também se manteve praticamente estável em relação aos dois meses. O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado foi praticamente o mesmo de maio: 11,5 milhões. Mas foi registrado um aumento de 3,2% em relação a junho do ano passado. E há que acredite que as pessoas estão sem ter ocupação.


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

03

Ruy Sardá Behling Economista

Cidades aprazíveis Caso me seja permitido optar para morar no Velho Continente Europeu, culto e tranquilo, inicialmente eu preferiria fixar residência em Berlim, capital da Alemanha e também do Estado de Berlim. Trata-se de uma cidade antiga (pela sua idade) e moderna por várias razões. Uma delas, pelas circunstâncias que a levaram a ser reconstruída e boa parte restaurada, pois quem a viu em abril de 1945 transformada em escombros pelos cruéis e desumanos bombardeios aéreos efetuados pelos aliados e russos, dificilmente imagina que hoje Berlim é uma cidade com prédios e casas cheias de vida e vigor, bem pintados, bem cuidados, muito limpa, cortada por amplas e longas avenidas, extremamente arborizadas, que formam verdadeiros bosques dentro da cidade. Ali até as árvores são numeradas. Berlim é uma cidade onde se pode sair à noite sem preocupação, pois ali não há vigaristas nem batedores de carteira. O clima de outono, à

noite, é semelhante ao friozinho lageano. Além de tantas outras, há também na Alemanha, muito conhecida pela Feira Internacional da Indústria, realizada anualmente, em abril, a cidade de Hannover, origem da Família Behling. O lugar é tranquilo e acolhedor. Infelizmente também foi severamente bombardeada durante a 2ª Grande Guerra Mundial, mas graças ao dinamismo, trabalho, disciplina, amor à pátria, dedicação, inteligência, técnica e tecnologia, foi totalmente reconstruída e muita coisa foi restaurada, não deixando nenhuma cicatriz de guerra. Conheci bem a cidade de Amsterdam, uma das capitais dos Países Baixos (Holanda), principalmente a cidade medieval. Habitam nessa capital cerca de 780 mil pessoas. Nela há um milhão de bicicletas. Ali degustamos uma cerveja holandesa, antes de provar o famoso chope de Munique ou a sua cerveja. Como segunda opção para fixar residência na Europa, eu adotaria

Preservação Lages, lamentavelmente, está perdendo a sua memória, a sua rica história e o seu passado. Os poderes públicos dão pouca atenção a essa riqueza que, dia a dia, está se apagan-

do e desaparecendo. Triste sina esta do povo lageano. Já vi desaparecer verdadeiros tesouros da arquitetura lageana. A casa onde morava o Vidalzinho

mais algumas cidades como se fosse a nossa terra natal. Menciono mais algumas: Nuremberg, terra que Adolf Hitler amava e idolatrava; e ainda na Alemanha posso incluir nos meus sonhos a cidade de Munique, capital do Estado da Baviera, a mais rica da Europa, terra da cerveja e do chope, onde se realiza – geralmente em outubro – a Oktoberfest. Na Áustria avista-se uma bela paisagem campestre, verdadeiro cartão postal, de relevo inclinado com verdes pastagens, onde o gado pasta e passeia de um lado para o outro. As florestas verdes amareladas, próximas aos chalés de madeira, com jardins floridos, enchem os olhos do turista e de quem lá passa e vive, levando-nos como um sonho à bela capital, Viena, localizada em uma bela planície às margens do Rio Danúbio, circundada por uma série de colinas. Quando, no dia 15 de março de 2013, uma segunda-feira, às 21h, chegamos à cidade, nos hospedamos no “Hotel Kaiser Franz Joseph Wien”. Depois fomos

a um restaurante com música ao vivo, onde pai e filho exibiam-se alegremente, tocando com muita habilidade músicas alegres e variadas. O pai, com o violino, e o filho – um tanto tímido –, com o pequeno acordeon, tornavam o ambiente alegre e festivo. Ambos eram muito gentis e me permitiram ser fotografado entre ambos. Viena é terra de grandes compositores de música erudita. Lá, vi – entre outros – um enorme monumento erigido há muito, com muita técnica, arte e bom gosto, em homenagem ao grande Mozart, numa praça muito visitada pelos turistas de todos os recantos do mundo. Wolfgang Amadeus Mozart, compositor austríaco, considerado, entre Bach e Beethoven, a mais pura e perfeita expressão do gênio da música, é a expressão máxima da música clássica erudita da Áustria, orgulho do povo austríaco. Na Suíça, Zurique, centro financeiro de toda a Europa, e Berna, capital da Confederação Suíça

desde 1848, vimos ursos. O urso é o símbolo da cidade de Berna, onde morou o maior gênio da humanidade, Albert Einstein, físico alemão, e tivemos a oportunidade de ver por fora a casa dele. Essas duas cidades suíças são de língua alemã, avistando-se bem de perto os Alpes e vários lagos. No país há muitos túneis. Na nossa viagem de ônibus atravessamos por alguns deles, sendo que um desses túneis tem 17 quilômetros de extensão. Levamos 15 minutos para atravessá-lo. Nele, a velocidade máxima é de 80 km/h a mínima, 50 km/h. Dali – via terrestre – ingressamos novamente em território francês, pelo leste da França, para novamente chegar à cidade de Paris, onde encerramos nossa excursão. Dali, depois de um merecido descanso, embarcamos num avião da Air France com desatino à Roma. Em Roma, novamente tomamos um voo da Alitalia com destino a Guarulhos, numa viagem aérea de 11 horas e 30 minutos, sem escala.

(Vidal Ramos Júnior) jamais poderia ter sido demolida. O prédio (original) da Prefeitura do Município de Lages jamais poderia ter sido dividido em dois pisos, uma descaracterização a toda prova. A antiga frondosa Praça Vidal Ramos Sênior jamais poderia ter sido dividida, cedendo lugar ao terminal urbano de ônibus. A antiga Praça da Bandeira, depois Praça Leoberto Leal, jamais deveria ter o espaço ocupado pelo Pronto Socorro

Municipal, hoje Pronto Atendimento Municipal. Entretanto ficou ali, ao seu lado, de frente para a mesma praça, aquela “relíquia”, aquela “boniteza”, o tal Balança mas não Cai. Lages está fadada a ficar sem área verde, pois as suas tradicionais praças foram cedidas para construções que não têm nada a ver com a sua saudável finalidade. Dos inúmeros loteamentos, aprovados ou não, além das ruas, o loteador doa tam-

bém à prefeitura local, por força de lei, um certo percentual destinado à área verde, entretanto, tal área verde é invadida por espertalhões e daí vem um vereador demagogo exibir na televisão, para que todos vejam e ninguém possa alegar ignorância, o título definitivo de propriedade, outorgado ao espertalhão invasor. Coisas deste Brasil, onde o voto do finado Morô valia tanto quanto o voto do Senador Jarbas Passarinho.


Política

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

04

Votação de royalties fica para depois CNBB apoia veto a projeto A votação dos royalties do petróleo para educação e saúde foi adiada para depois do recesso parlamentar, mas entidades dizem que é preciso permanecer focadas. A briga é para que se mantenha a decisão da Câmara dos Deputados. Por outro lado, caso a proposta da Câmara seja aprovada, o governo teme a judicialização que pode dificultar o repasse de recursos para os dois setores. A defesa é pela aprovação do projeto tal como aprovado pelo Senado Federal. A principal diferença entre os textos está no uso dos recursos do Fundo Social. O texto do Senado determina a aplicação obrigatória de 50% dos rendimentos do fundo em saúde e educação, já o da Câmara, que metade das verbas totais do fundo seja investida nos setores. Técnicos da Câmara dos Deputados calcularam que a proposta aprovada pelos senadores resultaria na redução de R$ 170,9 bilhões no repasse para as áreas, dos quase R$ 280 bilhões previstos pelo projeto aprovado na Casa.

Apesar de os deputados terem rejeitado praticamente todo texto aprovado pelo Senado, ainda restam destaques a serem analisados. Se os destaques forem aprovados, pontos do texto do Senado podem ser retomados à proposta. Em carta aberta, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, rede composta por mais de 200 organizações em todo o Brasil, pede que os deputados rejeitem os destaques: “o Parlamento deve, antes de tudo, beneficiar os direitos sociais, especialmente quando são legitimados pela participação cidadã”. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, diz que o adiamento da votação não prejudica os avanços feitos até o momento e foi mais flexível quanto à proposta a ser aprovada: “Estamos lutando há muito tempo por isso [aprovação dos royalties para educação]”. Estávamos com dificuldade de a Câmara aceitar. Da outra vez mandamos uma medida provisória e ela foi rejeitada [MP 592/2012]. Fe-

lizmente agora nós aprovamos na Câmara e no Senado. Falta concluir a votação. Qualquer que seja a solução, vai ser uma boa solução para o Brasil”. O Fundo Social do Pré-Sal, segundo publicação no portal do governo, terá como recursos a parcela do valor do bônus de assinatura dos contratos de partilha de produção, a parcela dos royalties que cabe à União e a receita obtida com a venda de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos. Além dos royalties e a participação especial dos blocos do pré-sal já licitados destinados à administração direta da União e os resultados de aplicações financeiras do próprio fundo. O objetivo é criar uma fonte de recursos para o desenvolvimento social e regional, por meio de programas e projetos nas áreas de educação, cultura, saúde pública, Previdência, ciência e tecnologia, e meio ambiente. A preocupação do governo é que o fundo seja desestruturado caso seja utilizado o principal e não os rendimentos.

Comunidade aponta principais problemas do Guarujá Pavimentação de ruas, educação e saúde são as principais carências da comunidade do bairro Guarujá. Quem expôs esta situação foram os próprios moradores, que se fizeram presentes na audiência pública da Câmara de Vereadores de Lages, proposta por Adilson Roza (Padeiro), e realizada na noite de 18 de julho na

associação de moradores do bairro. Padeiro destacou que tem feito matérias e solicitado a resolução dos problemas do Guarujá ao Executivo. “É um bairro grande, mas ainda não temos a infraestrutura necessária que desejamos. (...) Que esta audiência não fique só aqui, que os secretários tragam

novidades que a região tanto necessita”, comentou. Além do proponente, estiveram na sessão os vereadores Anilton Freitas, Aida Hoffer, David, Elói Bassin, Gerson, João Chagas, Juliano e Marcius Machado. Todos prometeram fazer indicações à Prefeitura com base nas reivindicações da comunidade.

O povo se manifesta Moradores do Guarujá, Cristiane Souza, Moacir Ribeiro e Edson Alexandre, reclamaram da falta de pavimentação nas ruas. Para eles, quando não é a poeira, o problema é o barro. A revitalização da Avenida 31 de Março também foi pedida, já que a mesma não possui um canteiro central nem calçadas adequadas. Paulo Sérgio Domingos pediu que a ponte da rua Frei Henrique Coimbra, que hoje é de madeira, seja substituída por outra de cimento. José Pereira Souza pediu atenção à Saúde,

como a efetivação de mais um posto de saúde na região e que remédios controlados sejam entregues nas casas. Já Rosa Barbosa também citou a falta de

vagas em creches e lembrou que com o condomínio Moradas do Sol muitos alunos precisam estudar longe pela falta de escolas no bairro.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e outras entidades civis e religiosas, entregou à ministra Gleisi Hoffmann uma carta em que pede o veto parcial aos incisos 4 e 7 do Artigo 3º do projeto de lei. O projeto trata do protocolo de assistência às vítimas de violência sexual que deverá ser obedecido nos hospitais da rede pública. Os dois incisos estabelecem que deve ser feitos a “profilaxia da gravidez” e o “fornecimento de informações às vítimas dos direitos legais e de todos os serviços sanitários disponíveis”. O secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, e assinou a carta que pede a retirada dos dois incisos da nova lei. Na opinião do grupo que assina o documento, o principal problema do texto é tratar a gravidez decorrente da violência sexual como doença ao usar o termo “profilaxia”. “Como se sabe, o início do desenvolvimento da vida de todo e cada indivíduo humano está indissociavelmente ligado a uma determinada gravidez. Equiparar, terminologicamente que seja, a

gravidez a uma doença resulta absurdo desrespeito de princípios constitucionais como o da dignidade da pessoa humana”, diz trecho da carta assinada pela CNBB juntamente com outras entidades em que o veto parcial é pedido. “Em nada muda isso o fato de a expressão ser utilizada em projeto de lei referente à violência sexual. A gravidez continua não sendo uma patologia, nem o indivíduo humano gerado uma doença ou algo nocivo a ser eliminado”, acrescenta o texto. Assinam o documento, além da CNBB, que representa a Igreja Católica no Brasil, a Federação Espírita Brasileira, o Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política, e entidades civis não ligadas à religiões como o Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil Sem Aborto, a Associação Nacional da Cidadania pela Vida e a Confederação Nacional das Entidades de Família. O ex-procurador geral da República, Cláudio Fontelles, e o desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Roberval Casemiro Belinati também assinam a carta.

Alunos do CIEE visitam o Legislativo Mais de vinte alunos do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE Aprendiz) de Lages fizeram uma visita ao Legislativo no dia 19 de julho e conheceram como funcionam os trabalhos dentro da Casa do Povo. O advogado da Câmara, Edson Medeiros acompanhou os jovens e explicou a função de cada setor, além de também esclarecer as dúvidas dos visitantes. Política, juventude, esclarecimento e conscientização foram os assuntos que motivaram os alunos. Ex-aluno do CIEE e ex-integrante de movimentos

estudantis, o vereador Juliano Polese falou para os jovens a função da Bancada de Oposição no Legislativo. “Muitos acham que estamos aqui criando picuinhas, mas até hoje nenhuma bancada de oposição agiu como deveria agir. Estamos aqui para fiscalizar e é importante que vocês também contribuam com isto, trazendo sugestões e críticas para que juntos consigamos melhorar a nossa cidade”, disse Polese. Os estudantes também conversaram com o presidente Anilton Freitas. O vereador esclareceu dúvidas

sobre a carreira política, a gestão da Casa e projetos da Câmara. Freitas considera extremamente importante a visita dos alunos, pois desperta nos jovens cidadãos o interesse pela política. O CIEE Aprendiz é um programa criado pela lei 10.097/00, que estabelece uma cota obrigatória de 5 a 15% para as empresas sobre o número de empregados para a profissionalização de adolescentes e jovens. Podem participar jovens com idades entre 14 e 24 anos que estejam cursando o ensino fundamental e médio.


Política

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

05

Voto secreto entra na pauta de discussões em agosto http://www2.camara.leg.br

O fim do voto secreto no Congresso Nacional volta à pauta da Câmara e do Senado em agosto. Três propostas estão em análise pelos parlamentares e ganharam força a partir das recentes mani-

festações populares nas ruas. O governo Dilma Rousseff também incluiu o fim do voto secreto entre as propostas de consulta popular, via plebiscito, sobre reforma política.

A mudança terá de ser feita na Constituição, que hoje determina o voto secreto do parlamentar em vários casos, como na escolha das mesas diretoras da Câmara e do Senado, nos processos de perda de

mandato, na análise de veto presidencial e na escolha de ministros do Tribunal de Contas da União e de outras autoridades. A Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto defende a aprovação da proposta (PEC 349/01 e apensadas) que acaba com todas as hipóteses de voto secreto no Congresso. Ela foi aprovada pela Câmara em primeiro turno, em 2006, mas não houve consenso posterior para a análise em segundo turno. No entanto, a proposta com tramitação mais avançada é a que prevê o fim do voto secreto apenas nos casos de perda de mandato (PEC 196/12): ela já foi aprovada no Senado e na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara. Seu próximo passo será a análise em comissão especial para a posterior votação em Plenário. O coordenador da frente parlamentar, deputado Ivan Valente (Psol-SP), até concorda em apoiar essa proposta, mas como um primeiro passo rumo ao fim total das votações secretas. “A pressão das ruas quer o fim do voto secreto em todos os níveis”, destaca. A Comissão de Constituição e

Justiça do Senado também aprovou uma proposta (PEC 20/13) que acaba com todas as hipóteses de voto secreto, mas ainda faltam as votações nos plenários do Senado e da Câmara. Deputado com oito mandatos, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) também valoriza o voto aberto, mas argumenta que ele deve permanecer secreto em duas situações, a fim de proteger os parlamentares das pressões do Executivo. “Há casos específicos em que, no meu entender, o voto deve ser secreto para dar mais liberdade e mais garantia ao parlamentar”, afirma. “Por exemplo, a eleição das mesas da Câmara e do Senado deve ser com voto secreto, porque, se o voto não for secreto, se enfraquece a Mesa da Casa e se enfraquece a posição do deputado se o Poder Executivo quiser fazer um policiamento muito direto”. No início de julho, o Senado aprovou o Projeto de Resolução 8/13, que prevê votação aberta para os presidentes das comissões temáticas e da Mesa da Casa. Mas o assunto ainda precisa passar por uma comissão de reforma do Regimento Interno do Senado.

Internet é usada para coletar sugestões para reforma política O grupo de trabalho da Câmara que vai elaborar propostas sobre a reforma política no País lançou uma página no portal e-Democracia, dentro do portal da Câmara dos Deputados, para acolher sugestões da população sobre a reforma política, além de debater as propostas dos deputados. Lá estão disponíveis, fóruns temáticos e salas de bate-papo sobre o tema, além de uma biblioteca virtual com dados da reforma. Os participantes da comunidade virtual também poderão enviar sugestões

e perguntas durantes as audiências públicas do grupo de trabalho. Os debates da página poderão pautar as discussões dos deputados. “Eu farei chegar à mão dos parlamentares o que for discutido na comunidade”, afirma o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), coordenador do grupo de trabalho, durante o lançamento do portal. Ele também garantiu que não haverá censura entre os comentários. “Vamos somente descartar manifestações que fogem à democracia”, afirma. ”Mas críticas a qualquer

político ficarão no site, mesmo que sejam críticas ácidas, mesmo que sejam críticas a mim, que sou o coordenador do grupo”. Vaccarezza afirmou que a reforma política será votada na Câmara. Segundo ele, os temas que têm mais chances de irem a voto são a forma de financiamento das campanhas e o sistema eleitoral. O deputado não descarta, no entanto, que entrem na pauta de votações outras medidas, como o fim das coligações em eleições proporcionais e as regras de inelegibilidade.

O tema já vem sendo debatido no Congresso há quase duas décadas, mas, segundo ele, há clima político para a aprovação de mudanças nas regras eleitorais. Grupo de trabalho As reuniões do grupo de trabalho da reforma política já estão marcadas para todas as quintas-feiras a partir das 9 horas. Segundo o coordenador, o colegiado deverá organizar quatro audiências públicas com representantes de entidades

da sociedade civil. A primeira delas está marcada para o dia 8 de agosto. O objetivo, segundo ele, é finalizar três textos – uma proposta de emenda à Constituição, um projeto de lei complementar e um projeto de lei ordinária, a depender do tema a ser modificado. “Mas, se não houver consenso, ou uma posição majoritária, podemos fechar duas ou três propostas, que irão a voto”, disse. O colegiado, que foi criado no dia 16 de julho, terá 90 dias para finalizar os projetos.


Cidade

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

06

Bienal do Livro acontecerá todo ano Duas mil pessoas em Lages http://palcogiratoriosc.com.br

Escritor Carlos Henrique Schroeder será o curador da Bienal de Lages

A 5ª Bienal do Livro, que estava sendo programada para os dias 23 a 27 de setembro, está marcada agora para o período de 4 a 10 de novembro. Será integrada ao calendário das comemorações do aniversário de fundação de Lages. “Queremos realizar um evento de

envergadura, fortalecer o acesso ao livro e à rede municipal de bibliotecas sob o prisma da cultura, e valorizar outras formas de leitura”, informa o superintendente da Fundação Cultural de Lages (FCL), Maurício Neves de Jesus. O superintendente e integran-

tes da FCL estiveram reunidos com o curador e idealizador da Feira do Livro de Jaraguá do Sul e de diversas outras no Estado, o escritor Carlos Henrique Schroeder, para dialogar e trocar experiências e perspectivas para a realização do evento lageano. Schroeder assumirá a curadoria da Bienal de Lages. Entre outras decisões, Mauricio destaca que a Feira do Livro de Lages será transformada em evento anual. O nome ainda será definido. “Viabilizaremos a participação dos professores e comprometeremos os gestores das escolas”, adianta. “Será elaborada a programação diversificada, atendendo a diversos públicos e faixas etárias, e haverá aprimoramento da qualidade das editoras que participarão”. Para os dirigentes da FCL, o principal papel da feira é estimular o gosto e o interesse pela leitura, tendo como foco o livro e o desenvolvimento cultural e educacional.

Conferência debate direitos na Uniplac Acontece em Lages na quarta-feira , 31 de julho, e na quinta-feira, 1º de agosto, a terceira Conferência Municipal de Integração dos Direitos às Políticas Públicas, promovida pelos conselhos municipais de Assistência Social, da Criança e do Adolescente, da Educação, do Idoso, da Mulher, da Saúde, da Segurança Alimentar e Nutricional, e da Pessoa com Deficiência. O evento ocorre no Salão de Atos da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac),

a partir das 8h. Quem quiser participar poderá realizar a inscrição no dia da Conferência. A abertura terá a apresentação do Coral Encantos da Irmandade. No dia 31 de julho serão realizadas palestras e no dia 1º de agosto, oficinas. Na quarta-feira, Dalila Maria Pedrini aborda o tema principal da Conferência, Gestão e Financiamento das Políticas Públicas. Depois, os secretários municipais de Assistência Social, Educação e Saúde, apresentam as respectivas secretarias.

A partir das 13h30 será lido o Regimento Interno, para posterior aprovação. Na sequência, serão dados os encaminhamentos para as oficinas por eixos temáticos. Na quinta-feira a Conferência Municipal inicia fazendo o resgate das memórias das deliberações das pré-conferências 2013 para, em seguida, continuar as atividades das oficinas. No período vespertino serão escolhidos os delegados. O evento termina com a realização da Plenária Final.

http://www2.cultura.gov.br

Palestra de Leonardo Boff encerra programação do Congresso de Educação

Acontece em Lages desde a quinta-feira, 25 de julho, um dos maiores eventos da região serrana direcionado à educação e suas demandas. O 8° Congresso de Educação do Município de Lages encerra nesta sexta-feira, 26 de julho. O evento ocorre no Centro Serra. A estimativa é de que mais de duas mil pessoas estejam participando. Profissionais da educação vieram de diversas cidade da Serra Catarinense com o propósito de debater, refletir e assistir palestrantes renomados em todo o Brasil. A secretária de Educação de Lages, Marimilia Coelho, explica

que o tema deste ano, “A educação transpondo fronteiras por meio da cultura e da paz”, foi escolhido para dar continuidade às discussões sobre a disseminação da paz nas escolas. O projeto “Educação pela Paz” foi lançado no início do ano com ações em todas as unidades escolares. “É uma forma de fortalecer o debate e a conscientização de todos, considerando que as relações interpessoais estão cada vez mais difíceis”, observa. “Por isso trouxemos grandes nomes para o Congresso, que terão propriedade para falar sobre o assunto”.

Programação 26/07 - sexta-feira 8h – Apresentação Cultural: Orquestra Sinfônica de Lages 8h30 – Educação para Sustentabilidade: Cuidado com a Vida | Lucia Ceccato de Lima 10h – Conhecimento e Consciência: Pilares da Humanização com Amor | Clécio Carlo Gomes 13h30 – A Educação Humanizadora como Construtora da Paz | Leonardo Boff 15h – Espaço Aberto 16h – Sessão de autógrafos com Leonardo Boff

Programação 31/07, quarta-feira 8h Inscrições 9h Abertura com formação da Mesa de Autoridade e apresentação do “Coral Encantos da Irmandade” 10h Palestra Magna sobre Gestão e Financiamento das Políticas Públicas | Dalila Maria Pedrini 11h Apresentação dos secretários municipais de Assistência Social, Educação e Saúde, realizando explanação das respectivas secretarias 12h Almoço 13h30 Leitura e aprovação do Regimento Interno 14h30 Encaminhamento Oficinas por Eixos Temáticos 17h Café 1/08, quinta-feira 8h Resgate das memórias das deliberações das pré-conferências 2013 9h Oficinas 12h Almoço 13h30 Continuidade das oficinas com escolha dos delegados 15h Plenária Final 17h Encerramento com Café

Sinaleiras alteram trânsito Devido ao grande f luxo de veículos em alguns pontos de Lages, principalmente nos horários de pico, uma providência foi tomada pela Diretoria de Trânsito (Diretran) em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Púbicos. Um novo sistema foi implantado na sinaleira da avenida Presidente Vargas, no ponto de acesso à avenida Brasil, sentido de quem desce do Coral em direção ao Centro. A pista da direita da Presidente Vargas ficou livre – exceto quando abre

o semáforo da Brasil. “A medida foi tomada para agilizar o fluxo de veículos”, explica o diretor de trânsito, Diego Oliveira. Outro sistema que deixa a direita livre por mais tempo foi implantado na sinaleira da rua Fausto de Souza. Essa via, seguindo reto, para quem está na área central, leva ao bairro Morro do Posto (passando pelo bar do Gordo). A opção à direita, na esquina com a avenida Belizário Ramos (Carahá) ficou com maior tempo livre.


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

07


08 Frio intenso requer cuidado reforçado Fundação firma acordo Cidade

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Sandro Scheuermann

Pronto-atendimento Tito Bianchini atende 30% mais pessoas com o frio intenso

Com o frio intenso na Serra Catarinense, a atenção voltada aos cuidados com a saúde precisa ser redobrada. Esta é a época do ano em que os problemas respiratórios mais aparecem. Para evitar maiores transtornos, a Secretaria de Saúde de Lages orienta sobre os cuidados básicos para evitar doenças relacionadas às baixas temperaturas. Neste período há um acréscimo de 30% nos índices diários de procura pelo pronto-atendimento Tito Bianchini. “O cuidado em alguns

quesitos básicos fazem a diferença”, explica o clínico geral, Pedro Augusto Zaiats. A melhor maneira para evitar doenças respiratórias, que acometem grande número de pessoas, tanto crianças quanto idosos, continua sendo a prevenção. “É preciso evitar aglomerar-se em ambientes fechados e é indispensável a ingestão de grande quantidade de líquido, principalmente água”, diz. Outro cuidado eficaz é referente à higiene, principalmente das mãos,

com a utilização de álcool em gel número 70 antes das refeições e após contato direto com pessoas em ambientes públicos. “Quando os primeiros sintomas gripais aparecerem o ideal é procurar o médico”, afirma Pedro. Um dos perigos mais iminentes é a automedicação. O clínico geral explica que isso prejudica o diagnóstico do médico, pois o paciente não chega ao atendimento com o estado inicial da possível doença. “Os primeiros sintomas de gripe são febre, tosse seca com expectoração, dor no corpo todo e nas articulações”, explica. Como na Serra é muito comum o uso do fogão a lenha, lareiras ou aquecedores, os cuidados precisam ser tomados quanto à oscilação de temperatura. Uma mudança brusca de um ambiente climatizado para o frio pode repercutir negativamente em muitos fatores. “Geralmente os indícios se manifestam pelas vias aéreas superiores – tosse, coriza, cefaleia, dor na garganta, mal-estar – e quando estes sinais não são devidamente cuidados, há grande chance de desencadear quadros mais graves, como broncopneumonia ou pneumonia”, alerta o médico.

Um Convênio de Cooperação Técnica e Institucional para Gestão Florestal Compartilhada entre o município de Lages e o governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e a Fundação do Meio Ambiente (Fatma), ajudará o município a criar a Fundação do Meio Ambiente de Lages. O secretário de Meio Ambiente, Mushue Hampel, diz que a prefeitura já vem trabalhando na estruturação da Fundação do município, o que facilitará a atuação nas questões ambientais. O Convênio é mais um passo importante para a criação da instituição. “O que deverá acontecer no próximo ano”, lembra o prefeito Elizeu Mattos. A partir da firmação do convênio, Lages passa a executar o Programa de Gestão Florestal Compartilhada, especialmente em relação ao cumprimento da Legislação Ambiental vigente. “O município fica autorizado a fiscalizar e controlar o corte eventual de árvores, além de transportar produtos e sobprodutos florestais”, destaca o diretor administrativo e presidente em exercício da Fatma, João Pimentel.

O convênio estabelece ainda que o município poderá expedir autorização para poda, corte ou extração de espécies nativas ou exóticas em situação de risco de queda (que podem ameaçar a vida, o patrimônio ou o meio ambiente) consideradas por intermédio de laudo técnico, expedido por profissional legalmente habilitado, acompanhado de Anotação de Responsabilidade Técnica. “A parceria entre Estado e município beneficiará tanto o poder público quanto a população, principalmente no que diz respeito à agilidade dos processos e resolutividade das demandas apresentadas pelos cidadãos”, enfatiza a diretora de Licenciamento da Fatma, Ivana Becker. Em contrapartida, Lages se responsabiliza em apresentar à Fatma relatório bimestral das atividades, juntamente com cópia das autorizações expedidas. Além disso, será de responsabilidade do município a elaboração de campanhas educativas referentes à conscientização ecológica nas escolas municipais, visando a conservação e preservação dos recursos naturais (água, ar, solo) e a proteção da fauna e da flora.

Serviços odontológicos atende a comunidade na Uniplac Sandro Scheuermann

A mudança nas instalações se deu pela necessidade de adequação sobre biossegurança e atender a demanda do município

A partir desta semana todos os pacientes do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) passaram a ser atendidos no prédio do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Planalto Ca-

tarinense (Uniplac), em frente ao Instituto Geral de Perícias (IGP). A prefeitura de Lages firmou convênio com a instituição de ensino superior a fim de proporcionar melhor estrutura e qualidade nos

serviços prestados à comunidade em relação aos atendimentos odontológicos. No dia 18 de junho o Ministério da Saúde modificou a classificação do CEO de tipo 1 para tipo 3,

por meio de registro no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, ocasionando aumento significativo no repasse anual de recursos, que é cerca de R$ 228 mil. Com uma estrutura moderna, contando com 18 consultórios, o CEO realiza procedimentos como tratamento de gengiva (periodontia), tratamento de canal (endodontia), odontopediatria (atendimento às crianças), cirurgia oral (retirada do dente siso ou cistos), biópsia, raios X odontológico e clínica geral, além de oferecer acessibilidade para atender pacientes com necessidades especiais. A mudança nas instalações ocorreu pela necessidade de adequação às normas de biossegurança e de atendimento à demanda do município. Trinta profissionais, do quadro funcional da prefeitura, trabalham no CEO, recebendo cerca de 100 pacientes por dia, encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS). “A odontologia demanda de muito equipamento e as pessoas que estão desguarnecidas de atendimento nas UBS são remetidas ao CEO”, diz.

Como era antes Os atendimentos odontológicos no município ficavam no prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A última reforma das instalações ocorreu há 14 anos e a estrutura não comporta mais a procura. “Com a m u d a n ç a h av e rá m e l h o ra principalmente na qualidade do serviço prestado e os riscos de infecção cruzada acabarão, pois a biossegurança estará em primeiro lugar”, reitera o diretor de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde, Afonso da Fonseca Ribeiro. O morador do bair ro Pró-Morar, João Cristiano Barbosa, vem fazendo uma série de procedimentos e já aprovou a mudança. “O atendimento é muito bom e estou gostando d o s re s u l t ad o s , s e m co n t a r a qualidade da estrutura dos consultórios”, comenta. “Nem parece que é serviço público”. Os pacientes serão informados e a equipe está à disposição para mais esclarecimentos no telefone (49) 3251.7926.


Cidade

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

09

Animais também precisam de doações para se aquecer Marcelo Vieira (Pakinha)

O que doar: Cobertores; Mantas novas ou usadas; Tapetes e passadeiras antigas; Lençóis e panos usados; Ração; Bacias; Caminhas e casinhas velhas ou novas; Guias e coleiras velhas ou novas; Rações para cães e gatos, vermífugos, medicamentos, potes para comida e demais acessórios pet. Onde doar: Na Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos, localizada no segundo andar do Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazzera, na Avenida Dom Pedro II, número 1555, no bairro Coral.

Estimativa é de que mais de 90 mil animais vivam nas ruas de Lages sem cuidados

O frio intenso tem preocupado as entidades protetoras dos animas que estão arrecadando donativos para aquecer também os animais nestes dias de temperaturas baixas e sensações térmicas menores ainda, com o auxílio de outras instituições, empresas e do poder público municipal. Ao menos duas campanhas estão solicitando a solidariedade da população para amenizar o frio dos animais. Uma delas é realizada pela Comissão de Defesa e Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil de Lages (OAB) e a outra, pela Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos. As campanhas pedem doações de diversos produtos da linha pet, além de cobertores, panos e bacias. A Associação Lageana de Proteção aos Animais (Alpa) é uma das parceiras da campanha da OAB, que está arrecadando donativos para auxiliar os cães que estão sob a tutela temporária de cerca de 15 protetores. A tesoureira da Alpa, Cristina Graebin, diz que até o momento não soube de nenhum animal que tenha morrido em função do frio, mas não descarta a possibilidade disso já ter acontecido. “O animal debilitado, que não recebe nenhum cuidado, pode sofrer essa consequência”, acredita. A veterinária Sandra Bellato confirma essa possibilidade. De acordo com ela, a condição favorável ao falecimento do animal é

ele estar exposto a um ambiente molhado e a temperaturas baixas. “Isso pode causa uma hipotermia e levar à morte”, explica. Outra situação que debilita o animal é a alternância de permanência entre um ambiente quente e frio. “A mudança brusca de temperatura pode ocasionar uma pneumonia e, por consequência, a morte”. Arrecadação Desde que a campanha da Ordem começou, em junho, foram poucas as doações recebidas. “Conseguiu-se montar três kits com casa, produtos de limpeza e cobertores”, revela. O baixo número de doações se deve a cultura pouco difundida entre a população da necessidade que há de se cuidar dos animais. “Vai um tempo até que a população entenda essa questão”, opina. Caso a arrecadação estivesse obtendo os resultados desejados, a protetora crê que a necessidade dos animais seria suprida mais de 400 deles poderiam ter um lugar confortável para passar o inverno e comida para enfrentar o frio. Pela estimativa de Cristina Graebin, há mais de 90 mil animais soltos na rua de Lages. Ela conta que em bairros mais afastados do centro, é difícil andar 10 metros sem cruzar com pelo menos cinco animais vagando pela rua. “As pessoas já reclamam da

quantidade de animais soltos no Centro”, comenta. “Nos bairros mais distantes essa quantidade é muito maior”. Os protetores da Alpa acolhem alguns desses animais e cuidam deles nas próprias casas até conseguirem alguém que os adote definitivamente. “Até porque não há um abrigo em Lages para esses animais”, lembra. Para Cristina, um abrigo também não supriria a demanda de atendimento e poderia agravar o problema do abandono. “Tem gente que usa o abrigo como depósito de animais”, diz. Ela costuma receber ligações de pessoas informando sobre animais na rua que precisam de cuidados. Quando isso acontece, orienta a pessoa a assumir o cuidado do bicho. “Para os animais que estão na rua, procuramos conscientizar a população para que ajude”, afirma. “Os protetores nem sempre tem condições de oferecer ao animal a estrutura que ele precisa”. Este é um dos motivos pelos quais as campanhas estão sendo realizadas. Alguns protetores cuidam de mais de 60 animais. A intenção da Alpa é reduzir essa quantidade para que essas pessoas possam dedicar-se também à vida pessoal. “Quem cuida de mais de 15 animais vive em função deles e não conseguem se dedicar a outras atividades”, relata Cristina.

Mais informações Na Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos, pelo número de telefone (49) 3222.8275, com a Alpa, no (49) 9972.2363, ou na OAB, no (49) 3222.4844

Apae de Lages trabalha com sala ambiente de comunicação e expressão A Apae de Lages, em 2013, adotou uma nova metodologia de trabalho. A dinâmica consiste em quatro salas ambientes, no período matutino e vespertino, pelas quais as turmas passam a cada dia no seu período em uma sala, sendo semanalmente em torno de 10 educandos por turma. Dentre estas salas, uma delas aborda o tema comunicação e expressão. O objetivo de se trabalhar em salas ambientes é versatilizar, dinamizar e animar as atividades realizadas pelos alunos. Na sala de comunicação e expressão corporal, por exemplo, são trabalhadas histórias, danças, músicas pelas quais os alunos são estimulados a se expressar através de fala, gestos e linguagem corporal. O nosso propósito, com estas atividades é fazer com que os alunos se expressem e interajam em sociedade. São realizadas ações lúdicas que estimulam e possibilitam o desenvolvimento de cada educando. O que mais utilizamos são as histórias, pois

incitam a imaginação, se apropriam da linguagem formal e enriquecem o vocabulário. O resultado de todas estas atividades desenvolvidas é explícito. Já após as primeiras aulas os educandos começam a interagir entre si, fortalecendo a autoestima e ampliando as interações sociais. Quem quiser conferir de perto as ações desenvolvidas nessa nova metodologia de trabalho, basta entrar em contato com a escola para agendar a visita. Pedagogas: Eliane Cristina Machado; Ivandra Semioni Vieira de Quadra; Jacinta das Graças Branco da Rosa; Raquel Apª Walter agaz


Economia

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

10

Ocupação dos hotéis é igual a de 2012 Prêmio prorroga inscrições http://h.mpimg.com/

Taxa de ocupação no fim de semana é um pouco maior do que nos outros dias

O frio intenso que atinge Santa Catarina e faz nevar na Serra Catarinense está atraindo diversos turistas para a região. A taxa de ocupação da rede hoteleira de Lages é de 70% a 90% durante a semana. No fim de semana o índice deve se manter e até aumentar em torno de 5% na estimativa do sócio-administrador de um dos hotéis da cidade, Francisco Matiotti Filho. A maior parte das reservas dos quartos ocorre no começo da semana, na segunda e na terça-

-feira. “O hotel é bem procurado, principalmente com a imprensa divulgando a possibilidade de neve, o turista fica interessado”, afirma Francisco. No mesmo período do ano, em 2012, os hotéis registraram a mesma taxa de ocupação. E o gerente financeiro de outro hotel, Rodrigo Pires, acredita que o nível de ocupação em 2013 deve se manter semelhante a do ano anterior. “O ano passado o hotel lotou nessa época e nesse ano isso deve se repetir”, afirma.

Os turistas vêm principalmente de outras cidades do Estado, como de Florianópolis e Joinville, e do litoral de Santa Catarina, de estados vizinhos, como Paraná e Rio Grande do Sul, e de alguns mais distantes, como São Paulo. O principal motivo é o frio. Alguns deles vêm até L ages para depois par tir para outras cidades, como São Joaquim e Gramado (RS), de acordo com Francisco Matiotti Filho, ou usam o hotel somente para descanso, aproveitando o tempo livre para passear na cidade, conforme Rodrigo Pires. Muitos aproveitam as tarifas para se hospedar na cidade. Elas permanecem as mesmas de 2012, em torno de R$ 130. Parte dos hotéis incluem no valor internet, estacionamento e café da manhã. Mas um item pedido por todos é ar-condicionado com ar quente. Como o preço das diárias dos hotéis praticamente se mantém, a expectativa de lucro da rede hoteleira, consequentemente, deve ser a mesma da obtida no ano passado.

Elza Fiúza/ABr

A vencedora de 2012 na categoria Pequenos Negócios, Agda Oliver, dona da oficina Meu Mecânico, em Ceilândia (DF)

A mulher moderna que concilia a gestão da própria empresa e a rotina familiar tem a chance de ter sua história de vida reconhecida na décima edição do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. As interessadas podem se inscrever pelo site www.mulherdenegocios. sebrae.com.br ou nos escritórios regionais do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) até 16 de agosto. A iniciativa premia relatos

inspiradores de empreendedoras que transformaram seus sonhos em realidade e hoje são exemplos para outras mulheres que desejam seguir o mesmo caminho. São três categorias: Pequenos Negócios, Produtora Rural e Microempreendedora Individual. “O prêmio é o reconhecimento ao esforço de mulheres batalhadoras que construíram uma trajetória de sucesso e que incentivam outras profissionais a empreenderem, promovendo a igualdade no mercado de trabalho”, afirma Bruno Caetano, superintendente do Sebrae em São Paulo. As vencedoras estaduais de cada categoria recebem troféu, certificado, selo de premiação e curso de empreendedorismo e disputam a etapa nacional, em Brasília. Nessa fase, a campeã de cada categoria ganha uma viagem internacional a um país que se relaciona à área de atuação da empreendedora. O prêmio é uma parceira do Sebrae, Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).


11 Cresce número de famílias endividadas Justiça notifica bancos Economia

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (PEIC) de julho de 2013, divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC), revela que, na comparação com junho, o número de catarinenses endividados permanece em ascensão, com crescimento de 2,2 pontos percentuais, subindo de 86,5% em junho para 88,7% em julho. Ainda segundo o estudo, na comparação anual também houve crescimento, de 2,8 pontos percentuais, e as famílias com renda superior a 10 salários mínimos continuam sendo as mais endividadas (92,2%), comparando com as de renda inferior (87,7%). Em um cenário geral, o nível de endividamento das famílias apresentou melhora mensal, mostrando pequena queda dos muito endividados (0,3 pontos percentuais), passando de 20,5% em junho para 20,2% em julho, e dos mais ou menos endividados, que passaram de 47,3% para 45,4%. Houve expressivo aumento dos pouco endividados:

de 18,6% para 23,1%. Por fim, aqueles que responderam não ter dívidas desse tipo somam 11,3%. O cartão de crédito é o líder dos agentes no endividamento catarinense. Pelo menos 57,7% dos entrevistados declararam usar essa forma de pagamento nas compras. Em segundo, terceiro e quarto lugar aparecem, respectivamente, os carnês (11,9%), os financiamentos de carros (11,7%) e os financiamentos de casas (10%). Conforme a pesquisa, a quantidade de famílias com contas em atraso também apresentou crescimento na comparação entre julho e junho. De 23,3% de famílias com contas em atraso em junho, temos em julho 25,0%. Outro dado revelado é que o tempo com contas em atraso se concentra acima de 90 dias, representando 59,2%. O período entre 30 e 90 dias é de 20,2%. E o mais curto, até 30 dias, apresenta 18,8%. Em geral, a média de tempo em dias para quitação das dívidas em atraso ficou em 69,5 dias, dado pior do que o apurado no mês anterior (66,9 dias).

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

plus.google.com

Impacto nas vendas Para o economista da Fecomércio SC, Maurício Mulinari, essa situação problemática do endividamento familiar, alinhada com uma estagnação dos ganhos de renda advinda pela inflação elevada, vem impactando claramente as vendas do varejo, que demonstram um claro processo de desaceleração. Se o volume de vendas do varejo catarinense crescia 8,5% ao ano em maio do ano passado, em maio deste ano passaram a crescer 3,6% ao ano (últimos dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)). “Por outro lado, se o varejo vem sentindo o impacto do endividamento em seu volume de vendas, não existe risco de um aumento descontrolado da inadimplência”, diz. “Ou seja, o que fica prejudicada é a capacidade das famílias efetivarem novas compras com o recurso do crédito, o que aprofunda o quadro de desaceleração do crescimento da economia brasileira como um todo”.

Bancos tem de oferecer pacotes padrões aos clientes, inclusive com serviços gratuitos

Os sete maiores bancos do país terão de prestar esclarecimentos ao Ministério da Justiça sobre o oferecimento e a padronização de pacotes de produtos e serviços básicos. O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) notificou as instituições financeiras com base na resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que regulamenta o assunto. Desde o dia 1º, os bancos são obrigados a oferecer quatro pacotes padrão aos correntistas, um pacote mínimo de serviços gratuitos, exigido desde 2010, e três novos pacotes

padronizados associados a contas de depósito. O cliente também pode contratar serviços individuais à parte. A medida, informou o Ministério da Justiça, tem como objetivo ampliar a transparência e facilitar a comparação de tarifas entre os serviços bancários. As instituições têm até dez dias para apresentar os documentos que demonstram o cumprimento da resolução do CMN. De acordo com o Ministério da Justiça, a pasta não chegou a receber denúncias de descumprimento da nova regra.


Educação

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

12

Temperaturas baixas alteram rotina nas escolas infantis As creches e Centroe de Educação Infantil do Município (CEIMs) da cidade tiveram que mudar a rotina em virtude do frio. Segundo a professora do CEIM do Bairro Conta Dinheiro, Giovana Kuster Wollf, cada sala conta com aquecedor, cobertores e edredons. No cardápio, foram inclusas bebidas quentes, como chocolate-quente, e alimentos mais ricos em calorias para esquentar as crianças. “Como são crianças pequenas, elas chegam aqui com bastante roupa”, conta. O pequeno Carlos Eduardo K. S. Pereira vai para a escola vestindo pijama, moletom “bem grosso”, como faz questão de frisar a mãe, Ana Carla Pereira, toca, jaqueta e o que mais for possível. “Estou colocando o máximo de roupa possível e mandando outra roupa na bolsa dele, caso precise”, complementa. A rotina se repete todos os dias, às sete da manhã. Na escola, as crianças se livram dos casacos, preocupando as professoras. “Temos essa preocupação de não deixar eles sem agasalho”, afirma Giovana. “Como elas estão sempre em movimento, nem sempre sentem frio, mas nós temos

essa preocupação”. Outra precaução adotada pelo CEIM Primeiros Passos por causa do frio é a de evitar sair com as crianças nos dias mais gelados. “Sempre pedimos aos pais para mandarem bastante roupa, fora as que estão vestindo, para o caso de eles se sujarem”, acrescenta a professora Fabiane Pereira. “Com o frio também pedimos aos pais para arrumar toca, manta, casacos, luvas nos alunos”. No Primeiros Passos o lanche também é reforçado, incluindo sopas. “Temos a preocupação de não manter muito quente, pois no horário da saída eles vão para o frio e há o perigo de acontece um choque térmico”, explica. Ana Carla fica apreensiva quando leva o pequeno Carlos para o parque nos dias frios. “E também por conta de estar tudo fechado por causa do frio, há o risco de doenças”, lembra. Caso o menino adoeça, o CEIM em que ele estuda pede que, se possível, não vá para o Centro. “Eles pedem para que não leve o Carlos Eduardo quando ele está doente e tenho que achar alguém para cuidar dele enquanto trabalho”, relata. “Geralmente ele

fica com a minha sogra”. As crianças sofrem com as mudanças das estações do ano desde abril, segundo informações do CEIM Conta Dinheiro. A partir de abril, quando começa o outono, os alunos começam a ir para o Centro com coriza, gripe, resfriado, e começam a faltar às aulas. Com a chegada do inverno há um número maior de ausências nos CEIMs. No dia em que o jornal esteve no CEIM do Bairro Conta Dinheiro – 22 de julho -, havia sete de 35 crianças na sala da professora Giovana e no CEIM Primeiros Passos, dos 32 alunos, cinco foram para a aula. “O número de crianças doentes cresce por conta de virose e um acaba passando para o outro”, declara Fabiane. “Caso a criança esteja com coriza e os pais não possam cuidar dela, nós assumimos o cuidado e a criança continua a frequentar o CEIM”. Caso a criança tenha febre, os pais são informados imediatamente e é solicitado a eles que busquem a criança para solucionar o problema. ”As mães que trabalham geralmente têm que apelar para as avós, irmãs, tias, para alguém”, completa. No período de férias as ativi-

Gessica Mendonça Pereira

Atividades lúdicas envolvem crianças dos CEIMs no período de férias

dades direcionadas às crianças nos CEIMs são mais lúdicas, envolvendo mais brincadeiras. “As atividades nas férias acabam sendo diferente, pois elas já ficam aqui o

ano todo e isso se torna cansativo para eles, então, a gente dá uma relaxada, exibe filme, conta história, canta, pula”, revela a professora Fabiane Pereira.


Educação

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Malotes do Enem terão lacre eletrônico João Neto/MEC

Com maior número de provas e candidatos, exame terá logística reforçada este ano, explica Mercadante

O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, divulgou dados que demonstram o aumento de toda a estrutura logística na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013. Mercadante também anunciou que neste ano serão utilizados lacres eletrônicos em todos os malotes que transportarão as provas. “A vantagem é que temos total segurança do trajeto e do momento

em que o lacre é aberto”, explicou. A experiência ocorreu no ano passado, quando 10 mil malotes receberam lacres. Neste ano serão impressas 15,7 milhões de provas e a logística envolverá 1.661 municípios, 15.576 locais de prova, 63.340 malotes, 9.480 rotas de distribuição e 308 quilômetros devem ser percorridos. Números superiores ao da logística de 2012, que teve 12,7

milhões de provas, envolveu 1.615 municípios, 15.076 locais de prova, 48.341 malotes, 9.788 rotas de distribuição e 305 mil quilômetros percorridos. “Queremos dar tranquilidade e segurança para que os estudantes façam uma boa prova”, disse. Além disso, serão envolvidas na aplicação da prova 648 mil pessoas, dentre coordenadores estaduais, municipais e de locais de aplicação, chefes de sala, fiscais e apoio. Haverá ainda 48.048 atendimentos especiais para pessoas com deficiência, gestantes, idosos e lactantes. Na segunda quinzena de agosto ocorrerá a publicação do Guia do Participante 2013, com exemplos de redações nota 1.000. Neste ano também haverá aumento da equipe que acompanhará a correção das provas. Serão 8.400 corretores, 280 supervisores e 35 coordenadores. No ano passado foram 5.600 corretores, 230 supervisores e 12 coordenadores. De acordo com o ministro, durante o processo de correção também haverá um monitoramento contínuo dos avaliadores, que passam por formação específica.

Uniplac organiza Mostra e Intercâmbio O maior evento anual realizado pela Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), que congrega a 17ª edição da Mostra Científica, 16ª Jornada de Pesquisa, Ensino e Extensão e o 2º Intercâmbio de Extensão, acontece de 7 a 10 de outubro de 2013. A Mostra teve seu processo de organização iniciado em maio e lança agora a abertura do período de submissão de trabalhos. Com o tema “Ciência, Saúde e Inovação na Serra Catarinense”, em 2013 a Mostra traz uma novidade com a apresentação

dos temas e trabalhos dentro de eixos temáticos. O prazo para submissão de trabalhos a serem apresentados durante a programação da Mostra, nas modalidades oral e pôster, é o dia 20 de agosto. Podem submeter trabalhos estudantes da Universidade, professores, técnicos e comunidade externa. A submissão deve ser realizada no site do evento: http://www. uniplac.net/mostra. Os critérios para inscrição, assim como formato dos trabalhos estão disponíveis no formulário de

submissão. Serão lançadas em breve a programação oficial de palestras e oficinas, assim como as inscrições de autores e ouvintes. O evento conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Midilages, Transul, Tractebel, Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), Orsegups, Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura, Agrônomia de Santa Catarina (Crea/SC), Organização Mundial da Saúde (Opas), entre outras.

Eixos temáticos da Mostra 1. Desenvolvimento Regional e Sustentabilidade; 2. Educação, Cultura e Políticas Públicas; 3. Trabalho, Empreendedorismo e Tecnologias Sociais; 4. Cidadania, Participação Social; 5. Saúde, Ambiente e Qualidade de Vida; 6. Ciência Política e Tecnologia. Dúvidas e informações: Podem ser sanadas e obtidas na Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-graduação (Propepg), por meio dos telefones 3251.1009, 3251.1078 e 3251.1028.

13


14 Inverno exige cuidado com alimentação Recursos para hospitais Saúde

Gessica Mendonça Pereira

Nutricionista Renata Piccoli indica alimentos ideais para consumo nesta época do ano

O inverno pode ser a estação mais agradável do ano. Apesar do frio, podemos ter muitos momentos gostosos como, por exemplo, tomar uma xícara de

chocolate quente. Com essas temperaturas baixas, não tem nada melhor. Tudo o que é quentinho é agradável e apetitoso, sem falar que uma xícara de café, massas, pãezinhos, bolos ou um prato de sopa esquenta muito o corpo. Só é preciso lembrar que esses alimentos podem ser calóricos e colaborar com o aumento do peso. O melhor para essa época do ano é consumir carboidratos integrais, segundo a nutricionista Renata Piccoli. Alimentos mais quentes, como chás e leites, também são os mais indicados. Com a temperatura mais fria nossa tendência é ter uma aversão a saladas, mas devemos consumi-las”, reforça. As bebidas quentes, como o chá, não tem tanta caloria e não precisa ser adoçado. “É o mais indicado nesta estação”, diz. Quem gosta de beber café com leite para aquecer o corpo tem de tomar cuidado, apenas, com a quantidade e o tipo de leite. “O desnatado tem menos gordura”, orienta. No inverno as sopas também são muito consumidas. As pesso-

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

as que apreciam o prato têm de cuidar com os carboidratos e o horário da refeição. A recomendação da nutricionista é que se evite adicionar batata, abóbora, macarrão e arroz à sopa, por serem carboidratos. “Fazer a sopa com alguns legumes mais leves, como cenoura, seria o ideal”, afirma. Para mandar a sensação de frio para longe, a dica de Renata é incluir alimentos termogênicos à dieta, como canela gengibre. Outra consequência do frio, além da ingestão de alimentos mais calóricos e mais gordurosos, é a impressão de que se sente mais fome. Para diminuir essa sensação, a orientação é comer mais vezes durante o dia. Para manter a imunidade boa e não sofrer com as doenças do inverno, a nutricionista indica que sejam incluídos alimentos fontes de vitamina C, como a laranja, o limão e a goiaba, nas refeições diárias. “Hoje é bastante utilizado o própolis para ajudar na imunidade”, lembra. “Algumas gotinhas de própolis na água ou no suco ajudam na resistência”.

Os hospitais Nossa Senhora dos Prazeres, Tereza Ramos e Seara do Bem assinaram um termo de compromisso de adesão à Rede de Atenção à Urgência e Emergência para receber todos os anos recursos do governo do Estado para serem investidos nos atendimentos de urgência e emergência e na qualificação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, reconhece a resposta rápida do Ministério da Saúde ao contemplar os hospitais catarinenses com o aporte financeiro, mas não deixa de comentar sobre a dura realidade dos municípios. Nesta etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências de Santa Catarina, foram contempladas, além da macrorregião do Planalto Serrano, as macrorregiões de saúde do Extremo-Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí e Sul. Para receber o valor, os gestores dos hospitais assinam um termo que estabelece metas e compromissos junto aos municípios e governo do Estado. Os hospitais contemplados terão

de reverter os recursos recebidos em atendimento à população, com mais qualidade e melhor tempo de resposta. A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde é que, quando todos os componentes da Rede de Urgência e Emergência estiverem aprovados pelo Ministério da Saúde, Santa Catarina contará com recursos da ordem de R$ 300 milhões por ano para melhorar o atendimento à população. A secretária de Estado da Saúde, Tânia Eberhardt, lembra que as parcerias são importantes. “Só assim vamos diminuir as filas, agilizar e melhorar o atendimento em saúde”, crê. Quando o projeto das redes de Urgência e Emergência estiver concluído, o incentivo hospitalar permitirá a abertura de novos leitos clínicos e de UTI. Os recursos foram liberados através da portaria nº 1.256, de 25 de junho de 2013, do Ministério da Saúde. As demais macrorregiões, Norte, Nordeste e Grande Florianópolis, já foram contempladas em 2012 com recursos da ordem de R$ 110 milhões.


Regional

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

15

Cerrito recebe dívida do Governo de SC Urupema realiza Seminário São José do Cerrito é um dos 38 municípios catarinenses que receberam um montante total de R$ 4,7 milhões devidos pelo Governo do Estado. O recurso é proveniente da cota-parte, de direito dos municípios, referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de empresas participantes do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec) que, no período entre março de 2005 e junho de 2008, ficou integralmente retida no Estado. Em 2010, Estado e Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) celebraram o Termo de Cooperação Técnica, visando o pagamento dos débitos do período entre 2005 e 2008. Para que a transferência das dívidas seja feita é necessária a adesão do município a este acordo. Com esse repasse, o Governo do Estado, quita os débitos com os 193 municípios que aderi-

ram ao Termo de Cooperação Técnica celebrado entre o Estado e a Fecam, em 2010. Desde então, já foram transferidos mais de R$ 31 milhões. Num momento em que o Fundo de Participação de Municípios (FPM) tem crescimento ínfimo diante da inflação, e forçado as administrações cortar gastos, o recebimento do pagamento desta dívida auxilia para que investimentos sejam realizados nas cidades. Sobre o Prodec O Prodec tem a finalidade de conceder incentivo fiscal à implantação ou expansão de empreendimentos industriais que vierem a gerar emprego e renda no estado. O Programa consiste na postergação do pagamento de parte do ICMS, para que a empresa possa utilizar o recurso do imposto para se subfinanciar. Após um período

de carência, a empresa recolhe o ICMS postergado. Até março de 2005 os municípios recebiam sua cota-parte do ICMS no momento do recolhimento do tributo, ou seja, 25% sobre o ICMS pago à vista pela empresa e 25% sobre o valor pago após a carência - quando a parcela fosse quitada. A partir desta data e até junho de 2008, com a Lei Estadual nº 13.342/2005, os municípios não receberam o ICMS das empresas ligadas ao Prodec, que ficava retido no Estado até que todas as parcelas fossem quitadas pela empresa. Diante da inconstitucionalidade da lei, a Fecam conseguiu suspender a vigência da retenção, restabelecendo o sistema vigente até 2005. Desde 2011, os municípios passaram a receber a cota-parte completa do ICMS no mês em que o mesmo foi gerado, independentemente da postergação do ICMS pelo Prodec.

Parlamento promove seminário em Lages Lages sedia na próxima sexta-feira, 2 de agosto, o 1º Seminário de Certificação de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa. Ao todo, serão oito seminários regionais para divulgar a terceira edição do Prêmio e Certificação de Responsabilidade Social – Destaques 2013, e incentivar as organizações a participar e promover o debate acerca da importância da responsabilidade social e ambiental para a promoção de uma sociedade melhor. Além da apresentação do prêmio, serão oferecidas orientações sobre a inscrição e os documentos necessários para a

participação. Uma palestra vai abordar a importância de ações sociais e a visibilidade por meio do balanço social das instituições. Apresentação de cases de organizações premiadas e certificadas em 2012 vai encerrar o seminário. O evento acontece no Auditório da Câmara Municipal, localizada na rua Otacílio Vieira da Costa, número 280, no Centro. O ciclo de seminários prossegue até o dia 30 de agosto. A edição 2013 do prêmio foi lançada no final de junho pelo presidente da Assembleia, deputado Joares Ponticelli (PP), que

destacou a importância das ações sociais e ambientais promovidas no estado. “Queremos distinguir aqueles que estão fazendo uma sociedade melhor”, destaca. A iniciativa do Parlamento tem o apoio de 12 organizações. Uma comissão mista é responsável pelos trabalhos. As inscrições para os seminários são gratuitas e podem ser realizadas pelo site www. alesc.sc.gov.br/rsocial2013. As inscrições para o Prêmio e Certificação de Responsabilidade Social – Destaques 2013 devem ser realizadas até o dia 30 de setembro pela internet.

Programação do seminário • 13h30: Credenciamento • 14h: Abertura (Presidente da Assembleia Legislativa e Presidente da Comissão Mista) • 14h15: Certificação de Responsabilidade Social Alesc: Uma Atitude de Valor Catarinense • Apresentação do Edital de Certificação de Responsabilidade Social - 2013 • 14h45: Balanço Social: ferramenta de planejamento, de transparência e de Responsabilidade. • 15h15: Questionamentos • 15h30: Intervalo • 15h50: Apresentação de case de Empresas certificadas em 2012 • 16h30: Apresentação de case de Entidades com fins não Econômicos em 2012 • 17h20: Questionamentos • 18h: Encerramento

Divulgação

Parte dos temas abordados engloba a cultura da maçã

A prefeitura de Urupema, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e do escritório local da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), realizam na cidade o 1º Seminário da Agricultura e Pecuária e 4º Ciclo de Palestras em comemoração ao Dia do Agricultor, celebrado no dia 28 de julho. O Seminário e o Ciclo acontecem nos dias 30 e 31, no Centro de Eventos Rubens Luiz Pagani. Os interessados em participar podem se inscrever no dia do evento, no próprio local. A primeira palestra de terça-feira é sobre Adubação Química da Maçã, às 9h, com o engenheiro agrônomo Bruno Dalazém Machado, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Depois o delabte é sobre Cooperativismo, com o com o engenheiro agrônomo Izeo Pitt Pós, presidente do Sicoob/Crediplanalto, de Papanduva (SC). Na sequência o engenheiro agrônomo José Masanori Katsurayama fala sobre o Sistema de Condução do MARUBAKAIDO em Média Densidade. As atividades recomeçam à tarde, às 13h, e o primeiro assunto apresentado será o DRS maçã e linhas de financiamento, pelo gerente da agência de Urupema do Banco do Brasil, Robson Mauricio. Depois, os engenheiros agrônomos José Itamar da Silva Bonetti e Luiz Gonzaga Ribeiro abordam o Controle de Sarna e Cancro Europeu e o Controle de Pragas da Maçã,

respectivamente. O Seminário e o Ciclo serão retomadas na quarta-feira, às 9h. O médico veterinário Clovis Mroginski apresentará Técnicas e Benefícios do Melhoramento Genético. O médico de São José do Rio Preto (SP) é especialista em Gestão Empresarial, Nutrição de Bovinos Leiteiros e Vigilância Sanitária. O queijo artesanal serrano como fonte de renda, cultura e notoriedade da Serra Catarinense será o tema abordado pela pedagoga, especialista em Educação Ambiental e extensionista Rural da Epagri de Capão Alto, Andréia Meira B. F. Schlickmann. À tarde os assuntos apresentados englobam a transformação do pasto em lucro em pecuária de corte com base em pastagens naturais e a Agregação de Valores em Agroindústria Familiar. Os responsáveis serão o engenheiro agrônomo Cassiano Eduardo Pint, pesquisador Estação Experimental de Lages, e a médica veterinária Lucia Padilha de Andrade Ide, mestre em Ciências e Tecnologia de Alimento e coordenadora de Projetos do Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense (Cisama). Tanto no dia 30, quanto no dia 31, ao meio-dia será servido um almoço, gratuito, para os participantes. O intervalo será de uma hora. E ao fim de cada dia será servido um café, antes do encerramento do evento.


Geral

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

16

Rede gaúcha Quero-Quero inaugura primeira loja na cidade Lages contará com mais uma loja de materiais de construção, móveis e eletrônicos. A Quero-Quero tem tudo para a casa, do material de construção pesado, para começar a reforma, ao eletrodoméstico, para deixar a casa com mais tecnologia, e móveis. A inauguração da nova loja será no dia 31 de Julho. A rede nasceu no Rio Grande do Sul, na cidade de Santo Cristo, localizada no interior do estado. Começou trabalhando com produtos de veterinária e, depois, expandiu os negócios para a construção, eletrodomésticos, móveis e serviços financeiros. A Quero-Quero está há 46 anos no mercado de varejo. Possui 222 filiais em todo o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Detém um cartão próprio, aceito em mais de 100 mil estabelecimentos nos três estados da região Sul e mantém uma parceria com o banco Banrisul, permitindo ao cartão da loja ser aceito nos mesmos locais que dispõe de máquinas do Banricompras. Assim os clientes Quero-Quero podem comprar, além de produtos nas lojas, bens de consumo em mercados, padarias, farmácias e restaurantes.

Marcelo Vieira (Pakinha)

Nova loja de rede gaúcha será inaugurada em Lages na quarta-feira

Quem ficou interessado em adquirir o cartão precisa apenas comparecer na loja no dia da inauguração para efetuar o cadastro. Mesmo antes da inauguração já foram feitos em torno de 2000 cadastros, e já há 61 estabelecimentos em Lages que estão aceitando o cartão.

A Quero-Quero trabalha também com a modalidade de consórcio, o que permite ao cliente comprar casa, carro novo ou usado, caminhão, ônibus, moto e também construir, mobiliar e reformar. O valor do consórcio pode ser usado até na compra de materiais de construção, móveis ou eletrôni-

cos na própria Quero-Quero. Além disso, tem o empréstimo pessoal. A loja oferece ainda garantia, seguros residencial, modulado para ficar melhor para o cliente que cobre casa mista, só de madeira ou de alvenaria. Na abertura terá uma grande promoção. A Quero-Quero está

trazendo um mix muito diferenciado de tudo o que a cidade até hoje já viu, no ramo de revestimentos. A loja oferece ainda um crediário especial, em que o cliente pode estender o pagamento da primeira parcela pa 60 dias se quiser, ou parcelar as compras em 36 vezes com o cartão próprio da loja. A gama de produtos que a Quero-Quero oferece faz com que o cliente possa comprar em um só lugar ferramentas telhas e acabamentos, mobília para dormitórios, sala, cozinha, sala de estar, sala de jantar, e eletrodomésticos como televisão, fogão, refrigerador, antena parabólica, entre outros. A rede conta com mais de 4 mil colaboradores. Somente em Lages, são 12. A loja contam com estacionamento próprio e aqueles que queiram já ir conhecendo os produtos, podem acessar o site www. queroquer.com.br. A Quero-Quero fica na Avenida Luiz de Camões, número 91, no bairro Coral. O número de telefone para contato é (49) 3293.0700. O horário de atendimento é das 8h30 até às 18h30, sem fechar ao meio-dia. No sábado, atende até as 17h.


Geral

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Lages sedia Fórum de Desenvolvimento A Fundação Carlos Joffre do Amaral (FCJA), com apoio do Funturismo (Governo de SC), Assembleia Legislativa do Estado, Fundação Fritz Muller, Fundação Dom Cabral e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), com o apoio de outras entidades e empresas, realizam no dia 7 de agosto, no Centro Serra, em Lages, o 1º Fórum de Desenvolvimento e Inovação de Santa Catarina. O evento é destinado a empresários(as), formadores de opinião e estudantes. E visa, de acordo com Carlos Amaral, Diretor de Mercado do SCC, “fomentar a gestão, a inovação e o desenvolvimento da Serra Catarinense”. O evento tem início previsto para as 13h30 e deve encerrar apenas no começo da noite. Na programação está inclusa a apresentação de cases empresariais de sucesso. O destaque do dia será o filósofo, escritor e

educador Mário Sérgio Cortella, considerado o melhor palestrante do Brasil na atualidade. Cortella já foi secretário municipal de Educação de São Paulo e fez doutorado em educação, tendo como orientador Paulo Freire. Ele escreveu dezenas de livros, como: “A Escola e o Conhecimento”; “Nos Labirintos da Moral”, “Não Espere pelo Epitáfio – Provocações Filosóficas”, “O que a vida me ensinou – viver em paz para morrer em paz”, “O que é a pergunta?”, “Não se Desespere – provocações filosóficas”, entre outros. O Governador Raimundo Colombo também estará presente e falará sobre a política catarinense de incentivo ao empreendedorismo e à inovação. Entre outras questões, Colombo deverá abordar os objetivos da implantação em Santa Catarina de 12 diferentes parques científicos e tecnológicos, sendo que um

deles, o Órion Parque, está sendo implantado em Lages. A programação contemplará ainda representantes da Endeavor Brasil, principal instituição mundial de seleção e apoio a empreendedores de alto impacto, que tem em Santa Catarina pelo menos duas dezenas de empreendedores de destaque em várias áreas de negócios. Por fim, haverá também a participação de representantes da Fundação Dom Cabral (FDC), com sede em Belo Horizonte, considerada uma das cinco mais importantes escolas de formação de executivos do mundo, além do Senac de SC. As inscrições para participar do 1º Fórum de Desenvolvimento e Inovação de Santa Catarina terão um pequeno valor como contribuição: R$ 15,00 para estudantes e R$ 30,00 para o público em geral. Todos os recursos arrecadados serão revertidos para entidades beneficentes.

Inscrições e maiores informações: Na Fundação Carlos Joffre do Amaral (FCJA), localizada na Rua Nossa Senhora dos prazeres, n° 132, no Centro. O telefone de contato é (49) 3224.8080.

Curso oferece formação para escritores Se você gosta de escrever e quer aperfeiçoar suas técnicas, o Curso de Formação de Escritores do Serviço Social do Comércio (Sesc) é uma ótima opção. O projeto funciona como um laboratório de escrita criativa, em que os participantes obtêm o conhecimento para o exercício e experimentação da produção de textos literários. Este ano, o Curso de Formação de Escritores acontecerá em Lages nos dias 9, 10, 25 e 26 de

agosto. A oficina têm 22 horas e é conduzida pelo escritor gaúcho Paulo Scott. Durante os encontros, os alunos realizam exercícios de escrita literária em diversos gêneros e escrevem textos com acompanhamento crítico do assessor. Os conteúdos produzidos nas aulas serão publicados no blog do Sesc. Os melhores textos serão selecionados para publicação em uma coletânea estadual.

A inscrição pode ser realizada nas Central de Atendimento do Sesc em Lages, localizado na Av Dom Pedro II, número 1693, no bairro Universitário. Os interessados em participar devem entregar um texto curto (fragmento de romance, poema, crônica ou conto), no ato da inscrição. São 15 vagas por turma. O valor da matrícula é R$ 25,00 para comerciários e R$ 50,00 para a comunidade.

17

Helder Violandi

A

estação mais fria e elegante do ano definitivamente chegou! Para enfrentar este frio nada mais moderno e estiloso que usar e abusar das botas para aquecer seu inverno. Cano alto, cano baixo, salto agulha, rasteira, anabela, ankle boots, coturno, montaria, country, preta ou marrom, enfim, as botas estão cada dia mais saindo dos armários e invadindo as ruas. É hora de tirar suas botas para passear! E os pés imploram por um sapato confortável, elegante e bem quentinho. Super em alta, as botas chelsea são uma ótima pedida para aquecer seu inverno.

Chelsea As chelsea boots tiveram origem na Inglaterra Vitoriana e também estão super fortes nesta estação. Elas são sinônimo de conforto e praticidade, além de serem muito versáteis e deixarem qualquer look muito mais elegante. Este estilo de botas emergiram no cenário fashion, tanto para homens quanto para mulheres, na década de 60, por causa do cenário Mod (abreviação de modernista). O estilo se originou em Londres, inspirando-se na cultura pop da época, que incluía nomes como The Beatles e The Who no campo musical. Copiados no mundo todo, os Beatles contribuíram, e muito, para a disseminação das Chelsea Boots, já que elas faziam parte de seus guarda-roupas. Item roubado do guarda-roupa masculino, as chelsea boots têm cano curto e elástico no lugar do zíper. Além disso, elas são super práticas e vão bem com qualquer estilo. Invista nas com estampas florais e animal print, e também não se esqueça das básicas em preto e caramelo. Por ser super confortável, você pode adaptar aos looks do dia a dia e combinar com diversos estilos de roupas. Saias, vestidos e shorts são boas opções para deixar a composição mais feminina. Botinhas desse estilo geralmente desfavorecem as baixinhas, pois podem encurtar a silhueta. Usar calça ou meia-calça da mesma cor da bota é uma tática para dar a impressão de alongar as pernas. Para contrapor o estilo masculino das botinhas, experimente usar com renda, tecidos mais fluidos, transparências e estampas florais. Para atualizar mais ainda o look nesse inverno, invista também em uma combinação com calças coloridas, como bordô, mostarda ou verde-escuro. Na dúvida, jeans também é sempre bem-vindo! Boa dica para arrasar com sua bota chelsea é combiná-la a calças e meia-calças da mesma cor para alongar a silhueta ou investir nas chelsea boots próximo ao tom da sua pele quando forem usadas com short e saias.

Dica A questão do cano deve ser observada. Botas podem dar a impressão de pernas mais curtas e grossas, portanto as mulheres baixas ficam mais elegantes com modelos de cano médio e ankle boots. Para as mulheres com pernas grossas, o melhor é usar botas de cor escura e cano mais largo, que não apertam a panturrilha.


Entrevista

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

18

Professora defende educação para cuidar do meio ambiente Um novo jeito de olhar o mundo. Essa é a proposta levantada pela doutora em Educação Lucia Ceccato de Lima que palestra sexta-feira, 26 de julho, no 8º Congresso de Educação do Município de Lages. Dessa forma ela acredita ser possível construir a cultura de paz, tema do evento.

Marcelo Vieira (Pakinha)

percepção dos sujeitos, a partir da sua realidade, do seu local, é que vai fazer com que esse trabalho ocorra.

Vitrine – E como seria isso? Lucia – Se você cuidar do outro, da planta, do outro animal, você também estará cuidando de si porque você tem a mesma composição que aquele outro ser. Se você faz isso com os outros seres, fará com os outros humanos. A proposta é a ideia de biocuidado, cuidar de todas as formas de vida porque se continuarmos falando somente do cuidado com a criança, com o adulto, com o idoso, estaremos sempre na mesma perspectiva. Não muda o jeito de olhar o mundo.

Vitrine – De quem é a responsabilidade de educar para a sustentabilidade? Lucia – A educação ambiental, que é educação para a sustentabilidade, ela tem que partir do sujeito, do lugar, dos problemas locais a serem discutidos com a participação da comunidade local.

Vitrine – De que maneira se pode proceder essa mudança? Lucia – Quando a gente respeita as plantas, os animais, os microorganismos, está olhando e cuidando da vida. E isto é uma forma de mudar o olhar para ir construindo a cultura para a paz.

Vitrine – Como o cuidado com a vida reflete na educação? Lucia – Dentro dessa perspectiva de trabalhar a educação ambiental a partir da realidade, existem algumas questões a refletir, na verdade. Não há um cuidado maior com os outros seres vivos, com as outras formas de vida. Então, a educação poderia incluir uma visão

Vitrine – Falta aos professores levar a vida cotidiana para dentro da sala de aula? Lucia – Exatamente. E como fazer? Por isso a ideia de modelo aberto. É preciso ter preparo, como professor, para poder distinguir, junto com os alunos, as questões da realidade local para ir resolvendo-os. É a partir da percepção que se faz isso.

Lucia Ceccato de Lima é doutora em educação e palestrante do Congresso de Educação

Vitrine Lageana – O que é Educação para Sustentabilidade? Lucia Ceccato de Lima – Inicialmente é importante que se diga que quando se fala em educação, estamos falando em processos socioculturais e estes processos têm várias dimensões. Nós estaremos trabalhando a educação para sustentabilidade como uma possibilidade à educação ambiental porque a educação ambiental não tem conseguido cumprir o seu papel na escola. A educação ambiental tem sido muito instrumental. Vitrine - O que a educação para a sustentabilidade abrange? Lucia – A educação para a sustentabilidade abrange um leque muito maior de possibilidades dentro da escola. Para isso, propomos um modelo aberto de educação ambiental, em que a

biocêntrica, ou seja, o cuidado com todas as formas de vida, em que o homem é apenas uma delas.


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Homem do Campo

cesarmissioneiro@hotmail.com

15 DE JULHO: Dia do pecuarista Arte da pecuária é a indústria de criar, tratar, medicar, se dedicar ao gado, (gado bufalino, gado bovino, gado ovino, gado lhama, eqüino, etc.). Nos dias de hoje, diríamos que é uma das atividades rurais que visa à criação de gado de modo racional. Ser pecuarista é nascer pecuarista, porque se tornar um é muito difícil, principalmente ser um daqueles que vivem exclusivamente da pecuária. As dificuldades, por ser um trabalho pesado, contínuo e de remuneração a longo prazo, faz da pecuária uma atividade, muitas vezes, decepcionante para principiantes apaixonados que

pretendem viver exclusivamente dela, porém ficam nos campos e levam seus produtos à mesa dos urbanos, aqueles que tem terra nas unhas e o verde do campo nos olhos. Pecuarista é o homem dedicado às tarefas diárias que inicia ao canto dos galos, ora em madrugadas mornas, ora nos campos brancos de geada. Tirar leite, tratar animais, varrer o galpão, limpar a mangueira, concertar cercas, é uma rotina estafante e necessária. A cavalo, este ser de mãos grosseiras, movimentos rudes e de olhar incisivo, se firma sobre cordas fortes que preparou a seu estilo e se arroja campo afora,

a fim de voltear as preciosidades da sua pecúnia, fêmeas selecionadas e reprodutores de elite que formam o plantel de que tanto se orgulha. E ali, na liberdade do campo aberto, onde os limites que vê e que sente são o verde do capim e o azul do céu, nesta doce solidão, a galopito, vai dando vida aos seus projetos, revisando seus anseios, refletindo sobre o destino dos filhos. O gado, chega em fim ao saleiro, do saleiro à mangueira, aí vem a vacina, o aparte, a marcação, a descorna, nas ovelhas, a esquila, nos cavalos, o casquear. A destreza e a musculatura rígida destes homens vão gerenciando este manejo apaixonante, até que um peão que chega atrasado traz uma notícia severa. “Lá no banhado grande tem uma vaca morta...”. Assim os números do calendário vão se sobrepondo e criando histórias na luta de uma vida, nas alegrias e nas dificuldades destes homens da pecuária, do agronegócio, da carne na mesa. Foram eles os pecuaristas, os primeiros que colonizaram e deram vida aos campos. São estes pecuaristas que dão suporte alimentar e colocam a proteína vermelha na mesa dos habitantes das cidades. “Sou pecuarista, sou humilde e forte, sou criador de guachos e, se preciso for, falo nas tribunas”.

19


Turismo

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Fotos Divulgação

20

TREZE TÍLIAS um pedaço da Áustria bem pertinho de você!

1

Portal de Treze Tílias

3

Treze Tílias Park Hotel

2

Prefeitura Municipal de Treze Tílias

4

Mundo Tirolês

Fabiano Bachmann fabianobachmann@cvc.com.br Localizada no meio-oeste catarinense, a 200 quilômetros de Lages, a cidade foi fundada em 1933 por imigrantes da Áustria oriundos principalmente da região do Tirol. Austríacos vindos de outras regiões, alemães e italianos também se fixaram em Treze Tílias e, hoje, mesmo após 80 anos da imigração, o município preserva a cultura dos imigrantes, sobretudo a tirolesa e austríaca. Passeando pela cidade, é comum você encontrar moradores com fluência nas línguas alemã, italiana ou num dos dialetos das regiões de origem dos colonizadores, como Vêneto, Bergamasco, Hunsrückisch ou Schwyzerdütsch. A cultura tirolesa também se apresenta na arquitetura de estilo alpino que predomina no município, na culinária tradicional e nos grupos folclóricos, fatos que con-

tribuíram significativamente para o desenvolvimento do turismo na cidade. Treze Tílias oferece uma boa estrutura hoteleira. O Treze Tílias Park Hotel, por exemplo, com localização e vista privilegiada no alto de uma colina e arquitetura no estilo alpino rústico proporciona aos visitantes um inesquecível cenário fotográfico e um pôr do sol que você poderá contemplar da sacada de seu apartamento. Se preferir, você ainda poderá relaxar numa das piscinas de água mineral aquecidas, na sauna ou ainda no Bar Bierhalle. O hotel também promove vários eventos ao longo do ano e atrações exclusivas para os hóspedes, como brincadeiras tirolesas, trilhas ecológicas, shows típicos, música ao vivo e o famoso bierwagen. Este, aliás, movimentou muito o final de semana que passou, durante o

Winter Bier Festival 2013, organizado pelo hotel. O município conta com uma agenda de eventos e festas variada ao longo do ano, o que faz da cidade um destino perfeito para ser visitado em qualquer época. A Tirolerfest, por exemplo, é a maior festa do município. Acontece em outubro e promove a cultura e tradições dos imigrantes. Este ano a festa marcará os 80 anos da imigração austríaca e muitas atrações estão sendo preparadas. Durante as comemorações, será inaugurado o Mundo Tirolês, onde você poderá adquirir produtos originais da Áustria, como trajes típicos, joias, lenços, sinos, licores e outros souvenirs do país. A cidade também faz parte da Rota da Amizade e, juntamente com outros seis municípios da região, oferece diversas atrações e passeios aos visitantes. O Parque

Linderdorf é parada obrigatória para passear em meio à natureza em trilhas ecológicas, contemplar o lago com peixes ornamentais, conhecer a Minicidade (uma réplica da cidade em miniatura) e apreciar um delicioso “apfelstrudel quente com sorvete”. Se você preferir um chopp artesanal, a indicação é a Cervejaria Bierbaum. Ou, quem sabe, você prefira um chocolate quente na loja Chocolates Artesanais Treze Tílias. Você ainda poderá visitar o atelier de diversos escultores renomados e apreciar ou adquirir suas obras esculpidas em madeira. A tradição da escultura em madeira está presente e intimamente ligada à história e colonização da cidade, que também poderá ser melhor conhecida na visita ao Museu Municipal. Não deixe de fazer o passeio turístico com o trenzinho do profes-

sor Luiz Boff e conhecer um pouco mais da cultura e fatos pitorescos da região. Reserve também um tempo para visitar a Linha Babenberg, a seis quilômetros do centro, local em que os imigrantes se instalaram quando chegaram à região e onde construíram a primeira igreja. Treze Tílias é um daqueles destinos próximos, repleto de atrações, curiosidades, belos passeios e paisagens que você poderá conhecer gastando pouco, mas que certamente lhe renderá boas recordações e histórias. Que tal aproveitar um final de semana ou o feriado de agosto para conhecer Treze Tílias? Mas para guardar boas lembranças de sua viagem, prefira sempre a assessoria especializada de um agente ou consultor de viagens, mesmo sendo para um destino próximo como Treze Tílias. Tenha uma Boa Viagem!


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

21

Evidência

Andrea Bianchini & Mirella Bianchini

Dicas de Mirella Bianchini Oversized Estamos acostumadas a vestir roupas mais justas ao corpo, principalmente calças, porém as semanas de moda do mundo todo nos sugeriram esquecer toda essa regra de que as roupas têm que estar no tamanho perfeito do nosso corpo e começar a investir na tal tendência, que tem como ‘regra’ o uso de roupas bem mais largas, bem ao estilo “quanto maior melhor”. Para não sair pelas ruas feito gigantes desnorteadas, com roupas extremamente largas, hoje a dica é como usar a tendência de uma forma menos estranha, mas ainda assim confortável e na moda. Procure equilibrar o look, mesclando peças largas com outra mais justas, criando um contraste.

O babado Os babados surgem depois da moda do peplum e trazem ao look um aspecto mais romântico e super feminino, seja em vestidos, saias, blusas, etc. Uma dica superimportante é prestar atenção nas peças que você irá escolher, pois além de dar movimento ao look, eles também podem agregar ainda mais volume ao corpo, por isso precisam ser usados com cautela. O mais legal é você brincar com esse aumento espontâneo que o babado dá ao look. Por exemplo, se você possui seios pequenos, use blusas com babados ao longo da linha do pescoço e também ao redor do busto, mas se você for mais fofinha, invista em peças que possuem babados nas regiões do braço e pescoço.

Chapéu no inverno O Inverno Europeu sempre nos surpreende. Todo ano as gringas surgem com novas tendências que nós, rapidamente, adaptamos ao nosso dia a dia. Dessa vez as fashionistas usaram muito mais do que casacos para se protegerem do frio. Elas optaram pelo chapéu, acessório que antes só víamos em dias de sol. O chapéu tem charme por si só. Dá um toque glamouroso ao look. A escolha do modelo certo está mais relacionada à sua altura do que ao estilo. Por exemplo, se você for mais baixa, evite usar os que possuem abas maiores e, se for mais alta, abuse de modelos com abas grandes.

Fotos Divulgação

José Spindola Junior nos 33 graus negativos, em Urubici

Luciana Ávila, em Urupema

Neisa Brascher. Um espetáculo da natureza


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Vitrine Cultural

22

Contação de Histórias

Divulgação

Henrique Beling hbeling@hotmail.com

Divulgação Divulgação

Cinema no Sesc Sábado, 27 de julho, o Cinema do Sesc exibe o filme Rastros de Ódio, dirigido por John Ford, às 20h. O longa conta a história de Edwards (John Wayne) quando chega ao Texas em 1868 e encontra o seu irmão e a família dele. Entretanto, no dia seguinte, comanches invadem o rancho e matam o seu irmão e Martha (Dorothy Jordan), a esposa dele. Além

disso, raptam as duas filhas do casal. Ethan parte então em uma busca vingativa pelas meninas junto com o companheiro Martin (Jeffrey Hunter), um mestiço que logo percebe que Ethan está obcecado por matar os índios e cheio de ódio racista. Eles encontram o corpo da mais velha, e saem em busca da caçula, que procuram por mais cinco anos no deserto.

O Caminho do Rio é o espetáculo apresentando pelo grupo Meg Conta Histórias, de Bom Retiro (SC), no domingo, 28 de julho. Será na Biblioteca e no Teatro do Sesc, às 16h.

Juarez Machado volta a expor Edital Funarte Divulgação

A coleção de gravuras e serigrafias “Castelos de Vinho”, de Juarez Machado, fez tanto sucesso em 2012, que o artista foi convidado novamente a expor suas obras na vinícola Villa Francioni, em São Joaquim. A exposição fica aberta até 8 de setembro.

O artista selecionou novas gravuras e serigrafias voltadas ao tema do vinho para esta segunda exposição. Juarez Machado fez questão também de apresentar duas pinturas inéditas, à óleo sobre Gobelin, que são tapeçarias feitas em tecidos. O universo do vinho na França serviu de

inspiração ao artista que mora naquele país há mais de 30 anos. Ao todo são 25 obras em exposição. Todas estão à venda e podem ser adquiridas por quem visitar a vinícola. A entrada é franca. A realização é da Villa Francioni e do Instituto Internacional Juarez Machado.

Mostra de dança infantil Estão abertas as inscrições para A Noite É uma Criança – Mostra de Dança Infantil, que será realizada pelo 12° ano consecutivo em Florianópolis, de 17 a 20 de outubro, no Teatro Ademir Rosa, e pela primeira vez em Joinville, dias 9 e 10 de novembro, no Teatro Juarez Machado. Podem parti-

cipar escolas, academias, grupos e bailarinos de todo o País, nas modalidades balé, dança de rua, dança folclórica, dança de salão, estilo livre, jazz e sapateado. Os trabalhos devem ter cinco ou mais integrantes e serão divididos nas categorias Baby (quatro a seis anos), Infantil (sete a 11

anos) e Infantojuvenil (12 a 14 anos). O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.mostradedanca.com.br, por meio do qual os dados deverão ser enviados. Os prazos poderão ser encerrados antes do previsto devido ao número limitado de coreografias por sessão.

Até o dia 30 de julho, pessoas jurídicas de natureza cultural, sem fins lucrativos, privadas ou públicas, podem se inscrever gratuitamente no Edital Funarte para Realização de Encontros, Seminários, Mostras, Feiras e Festivais. Os contemplados receberão recursos de R$ 100 mil a R$ 200 mil para realizar projetos para eventos, em todo o território nacional, nas áreas de circo, dança, teatro e música. Podem participar da seleção entes federados, municipais e estaduais, e instituições privadas, sem fins lucrativos, de todo o Brasil, desde que satisfaçam os pré-requisitos estabelecidos no edital. Estão previstos no programa recursos para 44 ações, a serem realizadas entre outubro de 2013 e setembro de 2014. Serão contempladas 24 propostas para as linguagens de dança e teatro, com um total de R$ 4 milhões em prêmios direcionados a esses segmentos. Já na área de música, 20 projetos serão vencedores, com premiação total de R$ 3 milhões. Esta verba é originária do Fundo Nacional de Cultura – Ministério da Cultura. Serão ainda empregados mais R$ 350 mil,

do orçamento da Funarte para as despesas administrativas – conforme detalhado no edital. O processo seletivo consiste em duas etapas: Habilitação – uma triagem eliminatória, para verificar se os proponentes cumprem as exigências previstas no edital – e Avaliação, a ser realizada por comissões de especialistas nas diversas áreas. Atenção Conforme o edital, os selecionados deverão estar cadastrados no Portal de Convênios – SICONV do Governo Federal –www.convenios.gov.br. Eles terão até dez dias úteis, contados da data de publicação do resultado final, para realizar o cadastro do plano de trabalho do projeto. Caso não o façam, serão desclassificados. Mais informações e esclarecimentos de dúvidas Proponentes nas áreas de circo, dança e teatro devem se dirigir ao Centro de Artes Cênicas/Funarte. O e-mail é ceacen@funarte.gov.br. E os proponentes na área de Música, ao Centro da Música/ Funarte. O e-mail é cemus@ funarte.gov.br.


Variedades

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

23

Horóscopo semanal Áries 20/03 a 20/04 Chegamos ao momento da Lua cheia, o ápice do atual ciclo e que se refere a questões familiares, domésticas e emocionais. É um momento de grande intensidade em que ocorrem importantes curas em família e conscientização de como você tem lidado com suas emoções.

Libra 23/09 a 22/10 O seu planeta regente, Vênus, mudará o movimento essa semana, passando a atuar no signo anterior ao seu. O que é um indicativo de que deverá se conscientizar dos padrões inconscientes que regem as suas atitudes emocionais e nas relações.

Touro 21/04 a 20/05 Nesta semana, além da Lua cheia, que é um momento de intensificação de sentimentos e percepções, temos também a mudança de movimento do seu planeta regente, Vênus, que passa atuar no signo de Virgem e enfatiza o necessário discernimento nas questões afetivas.

Escorpião 23/10 a 21/11 A Lua cheia desta semana representa o ápice de várias situações em sua vida e principalmente da maneira como você reage emocionalmente às circunstâncias. É um momento importante de conscientização sobre esses padrões emocionais

Gêmeos 21/05 a 20/06 Situações financeiras e emocionais chegam ao ápice nesta importante semana de Lua cheia. É o momento em que você se conscientiza de seus valores mais importantes. E que podem ocorrer negociações envolvendo questões profissionais e familiares.

Sagitário 22/11 a 21/12 A fase lunar cheia desta semana tem um importante reflexo sobre as questões materiais, familiares e emocionais, representando o auge de um ciclo em que estas questões vêm apresentando desafios, sagitariano.

Câncer 21/06 a 21/07 O atual ciclo, que pertence à energia canceriana, chega agora ao seu momento mais importante, a Lua cheia, que é sempre uma oportunidade de se conscientizar de como você está vivenciando suas emoções e relacionamentos. Leão 22/07 a 22/08 O Sol passa a atuar em seu signo, o que é uma boa nova aos leoninos, embora, a Lua cheia desta semana promova intensos desafios relacionados à família, à saúde e ao trabalho. É uma fase em que você percebe que deve deixar muita coisa para trás e deve aceitar os ensinamentos. Virgem 23/08 a 22/09 O planeta do amor e dos relacionamentos, Vênus, passa a atuar em seu signo, o que é um bom prenúncio astrológico aos virginianos.

Capricórnio 22/12 a 21/01 Uma Lua cheia muito marcante ocorre nessa semana e tem reflexo sobre as questões familiares, de saúde e de trabalho. É o momento em que estão ocorrendo importantes curas emocionais, psicológicas e em família. Aquário 21/01 a 18/02 Saúde, qualidade de vida e percepção de como as emoções influenciam o bem estar. É um momento importante para os aquarianos auxiliarem as pessoas de sua família, talvez, inclusive, em questões de saúde. Peixes 19/02 a 19/03 Situações afetivas chegam ao ápice nesta semana de Lua cheia. Um momento poderoso do atual ciclo e que pede a conscientização de como você tem vivenciado seus sentimentos, expressado a sua criança interior e também aspectos ligados à criatividade.

Sonhos Br

http://www.sonhosbr.com.br


Utilidade Pública Cleber de Souza Borges Tenente Coronel PM

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

24

(Perguntas ou sugestões enviem um e-mail para a Redação ou para cleber.s.borges@hotmail.com, ou visite o blog www.clebinho-oazedo.blogspot.com.br)

Perturbação do sossego A perturbação do sossego, dentro da legislação brasileira, é uma contravenção penal que consiste em perturbar o sossego alheio com as ações mencionadas nos incisos do artigo 42 da Lei das Contravenções: Art. 42 – Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios: I – com gritaria ou algazarra; II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais; III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos; IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda: Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.

Embora muita gente não se dê conta, a perturbação do sossego pode ter desdobramentos penais que compliquem os seus autores perante a Justiça. É comum encontrar mos jovens bebendo ao lado de automóveis, com o som do carro em alto volume, sem se importar com as pessoas que residem por perto. Esse tipo de atitude é cada vez mais corriqueiro nos mais diversos bairros de nossa cidade. Em Lages, de 10% a 20% das chamadas do telefone 190, em média, constituem reclamações sobre alguma “perturbação do sossego público”. Nas sextas-feiras e sábados no período noturno, que são horários de pico dessas ocorrências, as chamadas chegam a alcançar o nível de 30%.

No aspecto legal, as ocorrências de “per turbação do sossego” - caracterizadas pelo alto volume sonoro - podem ser tratadas sob quatro considerações: 1) a Lei das Contravenções Penais (LCP), art. 42, no plano geral; 2) a legislação de trânsito contida no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e nas Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), no caso de emissão sonora por veículos automotores; 3) a lei dos Crimes Ambientais (9.605/98), no aspecto da poluição sonora; e 4) leis municipais que tratam do uso do espaço público local e limitações das emissões sonoras, que aqui em Lages é a Lei Complementar Nº 218, de 2 de junho de 2000, cujo órgão competente para atuar é a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Serviços (Semmas). Para qualquer das normas

acima, sabe-se que o cidadão que pratica atos perturbadores tem consciência que pode causar incômodo, sendo assim o policial tem o dever de determinar ao responsável por qualquer conduta ou evento, que cesse o ruído, informando-lhe que está provocando incômodo, sem prejuízo das medidas punitivas. Se o responsável for identificado e continuar com o ruído, fica caracterizada a desobediência e aplica-se o Art. 330 do Código Penal (Desobediência), já que a ordem partiu da autoridade policial. Para o proprietário de veículos, as medidas são mais “salgadas”, pois estes estão sujeitos a aplicação no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), onde a conduta reprimível encontra-se nos artigos 228 e 229. Em todos os casos de pertur-

bação do sossego, a Polícia Militar tem o dever/poder de agir, portanto isso serve para além de veículos, as serestas, bares, igrejas, carros de propaganda, vizinhos fazendo algazarra, e outras formas de agir que intranqüilizam o sossego alheio. Também o cidadão que se sentir incomodado deve exercer seus direitos e chamar a Polícia Militar que restaurará a Ordem. Saliento, por fim, que não havendo resistência ou desobediência, o Policial Militar lavrará um Termo Circunstanciado (TC) no local, e a pessoa envolvida comparecerá no Juizado Especial na data marcada para responder pelos seus atos, em caso contrário será conduzido em flagrante delito a Delegacia mais próxima. Vale aqui à máxima: “O teu direito acaba onde começa o do outro!”


Segurança

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

25

Bombeiros realizam curso de emergência em Lages Arquivo 5º BBM

Há 40 vagas disponíveis para interessados em colaborar com bombeiros em situações de emergência

Estão abertas as inscrições para a seleção ao Curso Básico de Atendimento de Emergências (CBAE) do Serviço Voluntário no Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. O prazo para se inscrever encerra nesta sexta-feira, 26 de julho. O curso capacita pessoas da comunidade interessadas para agir em situações de emergências, atuando na primeira resposta, evitando ou minimizando consequências desastrosas. Também seleciona membros da própria cidade para atuar como bombeiros comunitários, depois que concluem o Curso de Formação de Bombeiros Comunitários do 5º Batalhão de Bombeiros Militar do Município de Lages

(BBM). Há 40 vagas disponíveis, destinadas aos moradores de Lages ou para pessoas que trabalham nos municípios da região. O CBAE inicia no dia 10 de agosto e termina no dia 26 de outubro. As capacitações ocorrem nas tardes de sábado, das 13h às 19h, na sala de aula da sede do 5º BBM, localizado na Rua Mato Grosso, número 171, no bairro São Cristóvão. Os participantes aprenderão a perceber e gerir riscos, noções de primeiros socorros e a prevenir e atuar em acidentes e incêndios. A duração total é de 60 horas/aula. Interessados em se tornar um bombeiro voluntário devem preencher a ficha de inscrição, necessária para participar da seleção, que

está disponível no site do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (www.cbm.sc.gov.br), no link Editais, listas e chamadas, e na sede do quartel do Corpo de Bombeiros Militar. O horário de atendimento, na sede, é das 13h30 às 19h, de segunda a sexta-feira. Após ser preenchida, com letra legível e todos os dados solicitados - sem abreviatura do nome ou sobrenome do candidato –, a ficha deve ser entregue no quartel. A lista dos candidatos classificados estará disponível no mural do BBM a partir das 13h30 do dia 2 de agosto. Caso o número de inscritos seja superior ao número de vagas, os excedentes, em ordem de inscrição, serão incluídos em uma lista de espera para o próximo Curso. Quem for classificado terá do dia da divulgação da classificação até o dia 9 de agosto para realizar a matrícula na sede do Batalhão, das 13h30 às 19h. É preciso levar a cópia do RG, do CPF, de um comprovante de residência, uma foto 3x4 e certidão de antecedentes criminais. O valor da matrícula é uma peça de roupa de inverno que será doada para a Campanha do Agasalho. O selecionado que desistir ou o candidato que não atender aos requisitos exigidos, terá a vaga ocupada pela próxima pessoa que aguarda ser chamada. A conclusão do Curso de Emer-

Comunidade debate violências urbanas http://compartilhe12.com.br/

Lages é uma das cidades em que mais se pratica a violência contra as mulheres

Novas estratégias para a segurança pública de Lages serão debatidas na 2ª Pré-conferência de Violências Urbanas que acontece na sexta-feira, 26 de julho, às 19h, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação de Lages. O endereço é Avenida Papa João XXIII, número 1115, no bairro Petrópolis. A data da Conferência Municipal não foi informada.

A pré-conferência será realizada para que “possamos inserir proposições na Conferência Municipal”, de acordo com o presidente do Setor 2 do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Carlos Alberto Arruda, o popular Maxixe. Devem participar do pré-evento as polícias Civil e Militar, representantes das secretarias de Educação, Assistência Social e Segurança, do

Conselho Tutelar, da Associação de Aposentados, entre outros. “Lages é a cidade em que há maior incidência de violência contra a mulher”, afirma Maxixe. Para ele, a violência parte do meio em que vivemos e a falta de uma política de segurança direcionada a proteção, inclusive de crianças, adolescentes, adultos e idosos, é um entrave à diminuição de índices como o que apresenta. “Queremos que em Lages ocorra uma mudança”, diz. “Mais saúde, mais educação, mais segurança”. Na pré-conferência será debatido o que a comunidade pode fazer para tornar o local em que vive melhor de se morar. As ideias serão levadas à Conferência Municipal e apresentadas aos responsáveis pela gestão de cada área para verificação do que pode ser realizado. “Se o poder público não olhar a base que é o seio da família, qual será o futuro do Brasil?”, questiona o presidente. “Temos muito que discutir”.

gências não habilita o participante para o exercício das funções de bombeiro comunitário, mas serve como pré-requisito para a inscri-

ção no Curso Avançado de Atendimento a Emergências e para o exercício das funções de Bombeiro Comunitário.

Requisitos para inscrição • Ser brasileiro, de ambos os sexos; • Ter no mínimo 18 anos de idade até o ato da inscrição; • Ter concluído o ensino fundamental ou concluí-lo até a data da matrícula no curso; • Assinatura de Termo de Responsabilidade, disponível no Edital publicado no site do Corpo de Bombeiros. Mais informações Podem ser obtidas no Batalhão de Bombeiros Militar de Lages pelo número de telefone (49) 3289-0105.

(49) 3224-8368 (49) 9106-5620 Av. Carah, (Esq. com Benjamim Constant), Copacabana - Lages/SC

Ford KA - 2003 R$ 13.500

Celta - 2003 R$ 15.000

Corsa - 2001 R$ 14.000

Astra Ret - 1999 R$ 18.500

BMW 320I - 2005 R$ 55.000

Fox - Completo - 2001 R$ 18.000

Uno - 2008 R$ 17.500

Uno 4P - 1996 R$ 8.000

Gol MI - 2003 R$ 14.000

Omega 4.1 - 1998 R$ 14.500

Vectra CLS - 1997 R$ 13.000

Moto Kawasaki Ninja 2001 - R$ 22.000

Supletivo Expressão Termine seus estudos de forma rápida e com qualidade

fone: (49) 3225-4088 APRESENTANDO ESTE CUPOM A MATRÍCULA É DE GRAÇA


Esporte

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Atlético MG conquista Libertadores Douglas Magno/AFP

Capitão Réver ergueu a taça inédita da Libertadores atleticana e entrou para a história

Foi sofrido, mas a Copa Libertadores de 2013 tinha que ser do Atlético. O time superou várias dificuldades, momentos de instabilidade e muita pressão contrária. Mas sempre contou com o apoio de uma nação, para dar a volta por cima. E a união mais uma vez funcionou. O Atlético derrotou o Olimpia por 2 a 0 no tempo normal, na quarta-feira, 24 de julho, no Mineirão, e faturou o título nos pênaltis, depois de empatar sem gols na prorrogação. O Galo converteu todas as cobranças, com Alecsandro, Guilherme, Leonardo Silva e Jô. Miranda e Gimenez desperdiçaram. Victor pegou a primeira delas e foi, de novo, o herói. Festa da massa no novo caldeirão alvinegro, o Gigante da

Pampulha. Depois de 105 anos, em 2013 o Galo coroou a rica história conquistando a América. Mais um capítulo da saga alvinegra, com muito sofrimento da torcida, dessa vez recompensada com a taça inédita, que põe o time alvinegro na rota das grandes competições. No fim do ano, em dezembro, será o representante do continente no Mundial Interclubes, no Marrocos. O título, que ficou em xeque depois da derrota por 2 a 0 no primeiro duelo contra o Olimpia, em Assunção, na semana passada, veio em mais uma jornada sofrida, de grande determinação dos jogadores – e orações do técnico Cuca à beira do campo. Com muita raça e disposição, o Galo

deu a volta por cima em casa, em um Mineirão lotado, com quase 60 mil presentes. No fim, a festa completa, com o triunfo nos pênaltis, depois de 2 a 0 no tempo regulamentar, gols de Jô e Leonardo Silva, ambos no segundo tempo. A torcida deu um show à parte. Jamais desacreditou, nem mesmo com o empate sem gols no primeiro tempo. Os gritos de ‘Eu acredito’ impediram qualquer desconfiança. Mais uma peça importante e emblemática da vitoriosa campanha alvinegra na Libertadores de 2013, marcada por percalços a serem superados – como diz o eterno hino escrito por Vicente Motta, ‘Lutar, Lutar, Lutar’. E isso o Galo soube fazer como ninguém na competição.

Rodada do Brasileiro começa no sábado O internacional joga nos Aflitos, em Recife, defendendo a liderança contra o Náutico, lanterna absoluto da série A, no domingo, as 16h. Uma vitória leva o colorado aos 21 pontos e a uma liderança isolada, mesmo com os resultados dos demais jogos, pois na quarta feira a 12ª rodada foi adiantada e o Inter venceu o São Paulo por 1 x 0. Também haverá dois grandes clássicos do futebol brasileiro. O primeiro será Flamengo X Botafogo, no Maracanã, às 18h 30. o Botafogo vem da classificação na Copa do Brasil, depois de perder no tempo normal para o figueirense em Florianópolis, vencendo nos pênaltis por 5 x 4 e avançando nas oitavas de final. Já o Flamengo de

Mano Menezes, precisa vencer, pois uma derrota coloca o rubro negro em grande risco e, provavelmente, na zona de rebaixamento. O Outro clássico é em São Paulo. Corinthians e São Paulo jogam às 16h, no Morumbi. O técnico Paulo Autuori tem desfalques como Luís Fabiano, com estiramento na coxa, e o atacante Aloísio, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, além de que uma derrota levará ao desespero a torcida São Paulina. Coritiba e Cruzeiro, respectivamente terceiro e quarto lugar, enfrentam Vitória, da Bahia, e o campeão da Libertadores, Atlético Mineiro, em mais um clássico no Mineirão, que promete lotar mais uma vez com 60 mil espectadores

para festejar o título, e do outro lado esfriar a euforia da Galo. Portuguesa e Atlético Paranaense , Ponte Preta e Santos , Vasco e Criciúma enfrentam - se no sábado, 27 de julho. O Bahia enfrenta o Goiás na Fonte Nova, no domingo, 28. Grêmio e Fluminense completam a rodada. O Fluminense vem sem Fred, expulso na última partida e sondado pelo Sevilla da Espanha para a próxima janela. O Flu contabiliza quatro derrotas seguidas e o 14º lugar, depois de ter conquistado o Brasileirão em 2011. O Grêmio, como jogo em casa, tem uma certa vantagem e, conquistando a vitória , sobe para 15 pontos e pode chegar mais perto do G4.

26


Esporte

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Alex Telles traça meta para o Grêmio Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Alex Telles durante treino do Grêmio no Olímpico

Alex Telles, ao lado de Willian José, foi o primeiro reforço do Grêmio para a temporada, contratado ainda em dezembro do ano passado. Estreou contra a LDU, pela pré-Libertadores, e, após a saída de André Santos, assumiu de vez a titularidade na posição. O bom

desempenho demonstrado em campo atraiu os olhares de clubes estrangeiros. Houve especulações, mas nenhum avanço concreto. O atleta diz saber “apenas pela internet”, já que espera seguir jogando bem e ganhando cada vez mais seu espaço.

“Cheguei no Grêmio esse ano e meu objetivo é ficar aqui e conquistar ainda mais o meu espaço, pois essa conquista é muito importante para o meu crescimento”, diz. “Quero pensar só em ajudar o Grêmio, eu quero pensar só em jogar”. Mesmo sem pensar em deixar o Grêmio, a ideia de que outros clubes têm interesse mexe com a sua cabeça, sim. Mas, mais do que isso, para Alex Telles, significa que o trabalho com a camisa tricolor está sendo bem feito. “Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito e está sendo reconhecido”, reconhece. “Se não fizer bem feito aqui, tenho certeza de que não virão oportunidades para saltos maiores”. No domingo, 28 de julho, o lateral-esquerdo, ao lado dos demais companheiros, enfrenta o Fluminense, na Arena, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Inter vence e vira líder do Brasileirão Alexandre Lops/AI Internacional

Leandro Damião, atacante do Internacional, comemora gol da equipe gaúcha contra o São Paulo no Morumbi

Um dos favoritos ao título no papel, o Internacional é agora também o novo líder do Campeonato Brasileiro. A quarta vitória consecutiva veio no palco que se transformou no “salão de festas” de quem visita o São Paulo. Com uma atuação segura, o Colorado venceu o Tricolor Paulista por 1 a 0, na última quarta-feira, 24 de julho, no Morumbi, e afundou ainda mais o adversário na crise. Os gaúchos souberam jogar à espera do desespero rival. Pacientemente, o time dirigido por Dunga aguardou o momento exato para dar o bote fatal. E ele veio

com Leandro Damião, ainda no primeiro tempo, em chute rasteiro que Rogério Ceni só olhou. Poderia ter sido mais se Forlán, Willians e Josimar tivessem aproveitado outras chances. Do outro lado, só Aloísio assustou. Para piorar, Luis Fabiano saiu machucado, virando dúvida para o clássico contra o Corinthians, domingo, às 16h, no Pacaembu, última partida antes da excursão por Alemanha, Portugal e Japão. O São Paulo soma agora 11 partidas sem vencer (nove derrotas e dois empates), igualando o recorde negativo de 1951 e 1986 – o últi-

mo resultado positivo foi há 56 dias, diante do Vasco, dirigido na ocasião por Paulo Autuori. Já são oito derrotas consecutivas, seis delas jogando no Morumbi. O Colorado assume a liderança com 18 pontos, mas tendo uma partida a mais que a maioria dos concorrentes – a partida diante dos são-paulinos foi adiantada da 12ª rodada. Agora, o time gaúcho pega o Náutico, domingo, às 16h, nos Aflitos. Tudo isso somado às contratações do meia Alex e o atacante argentino Scocco, projetam o Inter cada vez mais para a briga pelo título nesta temporada.

27


Esporte

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Inter enfrenta Araquari no Estadual Celso Aurélio

Embalada pelos bons resultados e a classificação antecipada para a fase de mata do primeiro turno do Campeonato Estadual da Primeira Divisão, a equipe do Inter ACBV Futsal joga neste sábado, 27 de julho, em Araquari, contra o Araquari Futsal. A equipe lageana terá alguns desfalques no plantel, já que cumpre suspensão automática. Mesmo assim, o treinador Rodrigo Rafael espera um bom resultado e melhorar ainda mais a situação na tabela de classificação.

CA Esportes Por Celso Aurélio

Bora Inter

A equipe está em alta na competição

Jesc reúne estudantes no extremo Oeste Divulgação

A competição reúne atletas de todo o Estado

A 31ª edição dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) reúne desde quarta-feira, 24 de julho, em São Miguel do Oeste, extremo Oeste do Estado, 1.566 estudantes de 12 a 14 anos. Os alunos-atletas,

28

oriundos de 441 escolas, 141 municípios, disputarão até sábado, 27 de julho, as modalidades de atletismo futsal, handebol, vôlei, basquete, natação, badminton, tênis de mesa, judô, xadrez, ciclismo

e ginástica rítmica. Os Jesc são uma realização da Fesporte em parceria com a prefeitura de São Miguel do Oeste e as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs). Em todas as fases classificatórias – escolar, micro, regional e estadual – os Jesc têm a participação de 149.544 pessoas, incluindo alunos-atletas e professores-técnicos de 1.251 escolas catarinenses de 280 municípios. O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Júnior, lembra que os Jesc já revelaram talentos olímpicos como Sérgio Galdino, da marcha atlética, e Márcia Narloch, da maratona. “A essência desse evento é descobrir novos valores escolares, fazer girar a engrenagem essencial do esporte de base e, principalmente, fomentar o esporte de base, uma tradição que está enraizada em Santa Catarina”, destaca.

A equipe do Internacional está bem preparada para estrear no estadual. Pelo que tenho acompanhado nos treinamentos, o plantel é qualificado. A equipe está se preparando bem para a competição. Isso dá garantia de

que teremos um time forte e com objetivo fixo de buscar o acesso. Vamos conferir isto em campo na próxima semana, quando começa o estadual. “Pensemos Nisso enquanto é tempo”.

Inter ACBV A boa campanha do Inter ACBV no estadual é fruto do empenho de jogadores, direção

e comissão. Há muito tempo que esta equipe faz por merecer um lugar ao sol.

Recuperação A equipe do Caça e Tiro Honolulu venceu na quarta­feira, 24 de julho, o Concórdia por 3x2. O time continua

no páreo em busca da classificação para a próxima fase do turno da com­p etição. É só aguardar.

Em Foco Celso Aurélio

Florianópolis é medalhista nos jogos Divulgação

A disputa foi no Judô

O ginásio Miguel Ângelo Gobbi foi palco, na quarta-feira, 24 de julho, da modalidade de judô dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), categoria 12 a 14 anos, que estão sendo realizados em São Miguel do Oeste. A competição contou com lutas nas categorias super-ligeiro, ligeiro, meio leve, leve, meio médio, médio, meio pesado e pesado. No Judô masculino o maior número de medalhas foi para a SDR de Florianópolis e no feminino, Joaçaba. A modalidade conta com a participação de mais de 50 alunos/atletas das SDRs do Estado.

Este é o time do Inter que no sábado, 20 de julho, sagrou-se campeão do Futebol Sintético da Astran. Valeu galera, até aproxima edição.


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

29


Esporte

Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Inter joga amistoso contra Figueirense Celso Aurélio

O Internacional de Lages realiza nesta sexta-feira, 26 de julho, um jogo treino na capital do Estado contra o Figueirense. Será no Centro de Treinamento do Cambirela. O técnico Nazareno vai aproveitar para observar melhor o plantel para o campeonato Estadual, cujo o início está marcado para o dia 3 de agosto, em Blumenau. O adversário da estreia será o Blumenau Esporte Clube. Esta semana chegou mais um reforço para a equipe Colorada. O lateral Luciano Amaral, que estava atuando no Gil Vicente, de Portugal integra o time. Ele já jogou em Lages em 2004, no antigo Clube Atlético Lages.

O time treina forte para o estadual

Alvorada vence Futsal dos Supermercados Celso Aurélio

Depois de três meses de disputa, encerrou no domingo, 21 de julho, o Campeonato de Futsal dos Supermercados de Lages, organizado conjuntamente pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Lages, Serviço Social do Comércio (Sesc) e Centro de Atividades de Lages. A competição contou nesta temporada com a participação de 12 equipes.

Alvorada é campeão da disputa de Futsal dos Supermercados

Classificação final da Competição Campeão: Supermercado Alvorada (Castelo Branco) Vice-campeão: Kloppel Popular 3º lugar: Angeloni Artilheiro: Diego (Myatã Duque) Defesa menos vazada: Clerinton , popular Preto (Kloppel Popular)

Definidos campeões de Torneio do Jocol Foi realizado na noite de terça-feira, 23 de julho, as finais dos naipes masculino e

feminino do Torneio de Dominó dos Jogos Comunitários de Lages (Jocol), promovidos pela

Fundação Municipal Esportes (FME). As semifinais e finais foram bem equilibradas.

Resultado da competição Naipe Feminino

Naipe Masculino

1º lugar: Associação Desportiva São Luiz/Pirâmide 2º lugar: Associação Desportiva Vila Comboni 3º lugar: Creche Tia Bira/Centenário 4º lugar: Roma FC

1º lugar: São Bento FC 2º lugar: Expressinho Vila Comboni 3º lugar: Vila Mariza A/Marka Sport/Andradetur 4º lugar: Associação Desportiva Vila Comoboni

30


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

31

Vitrine do Pakinha marcelopakinha@vitrinelageana.com.br

Diretoras da Somar, Mara Marin e Solange Santos, com o secretário da SDR, Gabriel

Família Fontoura passando bem. Só frutos do mar

Funcionários para o melhor atender da nova Loja Quero-Quero

Família proprietária do Mister Grill Churrascos

Girard e Ulisses

Fábio e Thaiza curtindo a noite lageana

Peterson Moura, chefe de Unidade Bauminas, e Hermi Baraillon, representante da Brava

Restaurante Cecatto

Secretária de Educação, Marimilia Coelho, e Lucia Cecatto, palestrante

Gilberto Oliveira, gerente da Rudigere Caminhões e ônibus Ltda

Rapaziada dele aposta no Jockey Club

Secretário da SDR, Gabriel Ribeiro, e o secretário de Turismo, Flavio Agustini


Lages, 26 de julho de 2013 - Ano 3

Previs達o do tempo

32


Edição 89  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you