Page 1

www.eshoje.com.br

DIVULGAÇÃO

Vitória, 14 de setembro de 2018 J Ano XIX J Nº 714 J Edição Gratuita Semanal

Educação inspira o governadorj5

ESHOJE

POLÍTICA

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

COLUNA

Pagando caro para informarj6

ESHOJE2

O rock dos capixabas em festival

LGBTfobia mata, mas Estado não tem registros A falta da tipificação do crime e sem efetivamente adotar o código de registros, as ocorrências se perdem em meio a tantos homicídios e suicídios por questões de gêneroj3 DIVULGAÇÃO

MONITORAMENTO PARA TODO LADO

j4

Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e até o meio ambiente já adotaram os aparelhos em operações. Anac registrou, até julho, 840 instrumentos operando no Espírito Santo

Contarato de olho na segunda vaga

O xerife do trânsito capixaba estreia como candidato ao Senado destacando sua história como delegado de Políciaj5

DIVULGAÇÃO

LAVANDA VAI GANHAR SEU ESPAÇO NOS DIAS DE VERÃO

A cor chega assumindo o lugar de "tonalidade preferida" entre as fashionistasjESHJ2


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 14 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR divulgação

Grade na ponte

o Governo do ES anunciou um investimento de r$15 milhões para implantar grades e evitar casos de suicídio na Terceira Ponte. Uma grande perda de tempo e de dinheiro. Vão escalar e pular. É de desanimar viu. Alguns pensam que existe soluções fáceis para problemas difíceis. Natália Batista

Abusadores da pátria mãe

Registro do videomonitoramento da Rodosol no dia 9 de setembro, quando a 3ª Ponte parou a GV

EDITORIAL

Salto para a morte Setembro Amarelo é mais uma dessas iniciativas voltadas para a conscientização da sociedade para um dos mais graves problemas do que Zygmunt Bauman chamava de “tempos líquidos”: o aumento, absolutamente fora de controle, do número de suicídios. Assim, o Setembro Amarelo, ganhou essa condição de mês de prevenção ao suicídio. Não para que haja redução das taxas em relação aos demais meses do calendário gregoriano, mas para que a população tome consciência da gravidade do problema e, mais do que isso, participe de sua solução, de forma solidária e humanitária. Em regra, são essencialmente pessoas que precisam se sentir aceitas e acolhidas. Precisam ser ouvidas sem julgamentos. Estudos realizados em diversas partes do planeta por profissionais de saúde mental indicam, claramente, que os suicidas não querem morrer, mas se livrar do sofrimento, em regra, provocado por depressão maior, dependência química e forte carga emocional. A Grande Vitória viveu, esta semana, um dia de caos absoluto quando um andarilho conseguiu burlar a segurança da Rodosol e, por mais de oito horas, ameaçou pular da ponte e cometer suicídio. Não cabe aqui analisar as motivações de alguém que parecia sofrer de graves distúrbios mentais. Mas que desde os primeiros momentos havia tomado a decisão de não cometer suicídio. Tampouco tinha a intenção de abandonar o local. O Corpo de Bombeiros, com a dedicação habitual, conseguiu “salvar uma vida”, ainda que, teoricamente, não estivesse ameaçada. Mas a ação foi necessária e plenamente justificável. A triste realidade é que no Espírito Santo, segundo a Agência Reguladora de Serviços Públi-

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

cos, se comete um suicídio a cada dois dias. Em 2017, foram contabilizadas 184 mortes. Mais absurdo ainda é que apenas em 2018 houve 48 tentativas, mas a pronta e correta atuação do aparelho de segurança pública do Estado, conseguiu salvar 45 vidas. Ponto para o Estado. Nesse processo há, também, um – ou uma goleada – gol contra, porque as tentativas de tirar a própria vida usando a Terceira Ponte como trampolim, são cada vez mais frequentes. E foi necessário que um andarilho promovesse o maior caos da história do trânsito na Capital para que o governo do Estado tomasse, finalmente, uma providência firme e reclamada há duas décadas: a instalação de uma grade de proteção que, certamente, vai dificultar a prática de novas tentativas. A grade vai custar ao contribuinte alguma coisa em torno de R$ 15 milhões. Como não está no contrato com a concessionária, os recursos sairão dos cofres públicos. Lamentável, porquanto não se justifica uma empresa faturar tanto em cima de uma obra pública, e o cidadão, mais uma vez, assumir o ônus de uma parceria público-privada. Nunca é demais lembrar que a interdição de quase todas as vias de Vitória por mais de oito horas, trouxe desconforto e transtornos. Mas poderia ter causado danos muito maiores, porque mesmo em caso de emergências, ambulâncias e viaturas de polícia também ficaram impedidas de locomoção.

Boa Leitura!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

há cinco dias, num dos mais surpreendentes e onerosos casos de desídia de nossa história, o museu Nacional ardeu em chamas que consumiram dezenas de milhões de documentos históricos. Seu esqueleto fumegante se transformou num símbolo. Ele ilustra o modo irresponsável como aqueles de quem trato em meu livro “A Tomada do brasil” lidam com tudo que não diga respeito à busca do poder. Enquanto a UFrj faz política, a exemplo de tantas universidades nacionais, o país se extravia de suas raízes e de sua memória. Uma nova história, que sequer tangencia a verdade, vai sendo construída e narrada entre rolos de fumaça, sobre os escombros do legado ancestral. Percival Puggina

Jair Bolsonaro

Vejam o nível que chegamos na campanha eleitoral, parece a colômbia de Escobar. Esfaquearam o candidato jair bolsonaro em juiz de Fora, com certeza foi um simpatizante dos mortadelas que não se conformam com o desempenho dele na campanha. depois taxam ele de violento. Se ele estivesse armado sim, poderia reagir e matar esse criminoso. Carla Loureiro

José Dirceu

os governos de Lula e dilma deram dinheiro do povo, através da Lei roaunet, para show de Luan Santana, chico buarque, cláudia Leite, maria betânia, além de doar 1,6 milhão para o condenado josé dirceu escrever um livro sobre a sua vida. o título poderia ser como "roubar o povo". deveria ser proibido para menores de 21 anos. Próxima semana será lançado em Vitória.

Enquanto isso o museu Nacional! Carlos Carvalho

Eleição

Aproxima-se o grande dia do pleito eleitoral, onde o cidadão exercerá o direito e dever de eleger quem deverá representá-lo. Em suma, como bem define o filósofo político Norberto bobbio: “Ao se colocar o voto na urna, ao qual se costuma associar o relevante ato de uma democracia atual, que na verdade é o voto não para decidir, mas sim para eleger quem deverá decidir por nós eleitores”. Entretanto, registramos nos últimos dezesseis anos o desprezo e a falta de investimento eficaz dos políticos eleitos para com a família brasileira. E que apesar do lar ser o Santuário Sagrado da vida e o sustentáculo da nação, vem sendo menosprezado e utilizado como objeto de negociata pela politicagem reinante, causando a desagregação e a destruição do núcleo familiar no nosso amado brasil. diante dos fatos, urge a necessidade de refletirmos com sabedoria na escolha de representantes ficha limpa e compromissados em otimizar mecanismos e investimentos sociais efetivos para proteger e defender a sobrevivência da sagrada família brasileira e a soberania da nossa Nação! Guilherme Coelho da Rocha

Efeito Bolsonaro

o PSdb só tem mesmo tempo de televisão maior que o PSL , do então candidato jair bolsonaro 17. o candidato tucano terá que se travestir de ator global e ter interpretação digna de oscar e a partir de uma telenovela escrita, especialmente para o horário eleitoral, convencer o eleitorado de que ele é o melhor candidato. jair messias bolsonaro pode perder a eleição de 2018 para urna eletrônica, jamais pelo voto do cidadão que anseia por mudanças ao longo de décadas de domínio esquerdista. Sei que não se surpreenderão dia 8 de outubro se a eleição para presidência não der prosseguimento para um segundo turno, apontado jair bolsonaro 17, eleito Presidente do brasil. Julio Borges

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação bárbara caldeiras carolina boueri Gustavo Gouvêa Lizandra Amario márcia Almeida Pedro cunha Thaís rossi


Segurança

SEXTA-FEirA, 14 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

3

LGBTfobia mata sem registros Apesar de código, sem tipificação do crime no Estado as ocorrências se perdem em meio a tantas

S

e t e p e s s oa s , oficialmente, foram mortas pela homofobia no Espírito Santo no ano de 2018. Ressalta-se o fato de esse ser um número oficial, uma vez que ela pode ser até dez vezes maior. Porém, não existe nas forças de segurança do estado a tipificação da LGBTfobia, o que leva as investigações a seguirem o caminho como casos de homicídio ou suicídio. “Não há dados oficiais, apenas levantamentos de movimentos sociais e isso é um grande problema até mesmo para atuar no combate. Por falta dessa tipificação não se tem dados concretos, e tem ainda o agravante das famílias, que ou não sabem ou escondem o fato de a morte ter relação com o gênero. Isso é ainda mais comum quando se trata de crimes sexuais com lésbicas, onde normalmente está ligado, também, ao estuprocorretivo, quando familiares afirmam a orientação sexual existir por ‘não ter encontrado um homem de verdade’”, destacou Marcos Vinicius Cordeiro, coordenador Estadual de Políticas para Diversidade Sexual e de Gênero da Secretaria de Estado de Direitos Humanos. Segundo relatório nacional das mortes violentas registradas em todo o ano passado, estudo feito pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), em todo país foram 445 LGBTs mortos vítimas de homotransfobia. Sendo 387 assassinatos e 58 suicídios. Sendo que no Estado

capixaba o quantitativo chegou a 17. Isso significa que a cada 19 horas um LGBT é barbaramente assassinado ou se suicida vítima da “LGBTfobia”, o que faz do Brasil o campeão mundial de crimes contra as minorias sexuais. Segundo agências internacionais de direitos humanos, matam-se muitíssimo mais homossexuais no Brasil do que nos 13 países do Oriente e África onde há pena de morte contra os LGBT. O antropólogo Luiz Mott, fundador do GGB e responsável pelo site "Quem a homotransfobia matou hoje", destacou que os números alarmantes são apenas a ponta de um iceberg de violência e sangue. “Pois não havendo estatísticas governamentais sobre crimes de ódio, tais mortes são sempre subnotificadas já que o banco de dados do GGB se baseia em notícias publicadas na mídia, internet e informações pessoais”.

Por falta de tipificação não se tem dados concretos e as familias dificultam MarCos viníCius Cordeiro

Código existe Diversas vezes o criminoso executa no mesmo ato um casal de gays ou de lésbicas: no caso das homossexuais femininas,

divulgação

em todo ano passado foram registrados 17 óbitos de LgBts no espírito santo, mas os números não são oficiais tais crimes foram perpetrados muitas vezes por ex-companheiros ou familiares inconformados com a união homoafetiva, como aconteceu em Linhares, ano passado, com Emily Martins Pereira, 21 anos e sua parceira Meryhellen Bandeira, 28 anos, mortas a tiros desferidos em suas costas. Segundo o Juiz da 1ª Vara Criminal tratouse de um “crime gravíssimo cuja motivação foi o preconceito em virtude do relacionamento homoafetivo entre as vítimas”. Marcos Vinicius Cordeiro destaca que sem tipificação do crime, assim como feminicídio e ra-

cismo, não tem a punição que o criminoso merece receber. No Espírito Santo não tem criminalização da homofobia. Já Toninho Lopes, coordenador do Núcleo de Direitos Humanos da Ufes, destaca que desde 2014 existe um código de crimes de natureza homofóbica dentro da Secretaria de Segurança. “Contudo, falta treinamento das forças policiais para investigações desses crimes e ainda tem o agravante da família, que esconde a questão de gênero por vergonha. Isso é um grande problema para nós”. Por meio de nota a Polícia Civil confirmou que esse tipo de crime

não tem um levantamento específico. “Ele entra na relação de crimes contra a honra, dividido em calúnia, injúria e difamação, que pode configurar como crime quando o agressor ofende a reputação da vítima perante terceiros ou quando ofende dignidade própria da vítima, sendo que deve estar presente a intenção do autor em ofendê-la. Esse tipo de crime é considerado infração de menor potencial ofensivo, termo jurídico para designar os crimes de menor relevância, com ações julgadas e processadas pelos Juizados Especiais Criminais, a pena máxima é de até dois anos”.

Mais mortes no estado do que em maiores Na região Sudeste, segundo levantamento do ano passado, o risco de um LGBT+ ser assassinado ou se suicidar teve como média regional 2,47 para cada milhão de habitantes. No Espírito Santo, com pouco mais de 4 milhões de habitantes, registraramse mais mortes (17) do que no Rio

Grande do Sul (15), com mais de 11 milhões de habitantes. Em relação à cor das vítimas de LGBTfobia, constata-se a mesma regularidade dos anos anteriores, predominando os brancos 66%, seguido de 27% de pardos e 7% de pretos, destoando do perfil demográfico predominante no

Brasil, que segundo o IBGE (2016) os pardos representariam 46%, os brancos 44% e os pretos, 8% dos nacionais. Quanto ao perfil racial por categoria sexológica, observa-se leve superioridade de transexuais e travestis negras (38%), seguidas dos gays (31%) e das lésbicas

(21%). Cai por terra, portanto, o mito que “a carne mais barata no mercado é a carne negra”, já que 61% das trans, em sua maioria profissionais do sexo, foram identificadas nas reportagens policiais ou nas fotos dos jornais, como brancas e apenas 7% pretas. Das 445 mortes registradas em

2017, 194 eram gays, 191 eram pessoas trans, 43 eram lésbicas e cinco eram bissexuais. Em relação à maneira como eles foram mortos, 136 episódios envolveram o uso de armas de fogo. Segundo o GGB, a prática mais comum com travestis é o assassinato na rua a tiros ou por espancamento.


4

Geral

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Segurança adota drones

Até o mês de julho desde ano, o número de equipamentos registrados no Estado eram de 840

S

  o lazer ou para uso com fins profissionais, os capixabas adotaram os drones como nova febre. Segundo a Agência nacional de Aviação Civil (Anac), que regula a utilização do equipamento no Brasil, foram registrados e habilitados no Espírito Santo, até o mês de julho deste ano, 840 drones. Em todo Brasil eles eram 48.752, contudo, tanto no país quando no estado, os números já são superiores. A utilização do equipamento vem sendo adotada em diversos setores, sobretudo na segurança. De acordo com a Polícia Militar, a corporação dispõe de três drones que são empregados de acordo com a excepcionalidade da ocorrência, seja ela de policiamento ostensivo, ações de inteligência, apoio no cumprimento de mandados judiciais, controle de tumultos, distúrbios e motins, escoltas, repressão ao tráfico de drogas, atividades de fiscalização, entre outras finalidades. Dentro da Polícia Militar há uma comissão permanente para estudar a empregabilidade dos drones.

De acordo com o coordenador da Comissão permanente de Drones da PMES, que fica localizado no Centro de Policiamento O s t e n s ivo M e t r o p ol i t a n o (CPOM), major Wellington Luiz Kunsch, os aparelhos ajudam a segurança a se antecipar nas operações. “No setor de inteligência ele é usado, principalmente por ser imperceptível, captar imagem, som e temperatura. Antes de iniciarmos uma ação, com o aparelho fazemos um estudo da área a fim de nos anteciparmos e até evitarmos o insucesso, bem como a reação do alvo. Numa reintegração de posse, por exemplo, o drone nos ajuda a evitar confrontos. Ele também ajuda no combate ao tráfico de drogas e de armas”, explicou. O Corpo de Bombeiros recentemente recebeu um equipamento, e já há bombeiros militares habilitados para conduzir o aparelho. “O equipamento tem diferentes serventias, podendo ser utilizado em vistorias da Defesa Civil, monitoramento de turfa e ocorrências de incêndio, por exemplo. Há uma equipe dentro dos Bombei-

ros que analisa a utilização do instrumento”, informou o CBM. Segundo o empresário Rafael Coelho, um dos donos da primeira loja a comercializar o equipamento no Espírito Santo, desde dezembro do ano passado ele vendeu cerca de 500 equipamentos. “Eu sempre oriento nossos clientes a saírem daqui com o drone já registrado na Anatel, porque também lá precisa estar registrado e que busquem autorização de voo no Departamento de Controle de Espaço Aéreo (DECEA), via Anac. Sem isso é arriscado porque há áreas restritivas para uso, como regiões de aeroporto”, destacou. A Anac têm regras específicas para uso dos drones, seja para fins recreativos ou institucionais. As aeronaves remotamente pilotadas e não tripuladas só podem ser operados em áreas com no mínimo 30 metros horizontais de distância das pessoas não anuentes ou não envolvidas com a operação e cada piloto remoto só poderá operar um equipamento por vez. Os aparelhos estão mercado a preços que variam de R$ 190 a R$ 100 mil.

DIVULGAÇÃO

Anac têm regras específicas para uso de drones em todas as finalidades MEIO AMBIENTE No Espírito Santo o Instituto estadual de Meio Ambiente (Iema) também possui três drones que começaram a ser usados neste mês de setembro. Os equipamentos serão usados para vários fins,

NOSSO PAPEL SÓ É COMPLETO COM VOCÊ, NOSSO CLIENTE. 15 de Setembro Dia do Cliente

mas principalmente para atividades de fiscalização e vistorias realizadas pelas equipes de licenciamento do órgão. Com o uso destes equipamentos será possível realizar essas ações com maior agilidade e detalhamento.


Eleições 2018

SEXTA-FEirA, 14 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

Estreantes querem vaga no Senado Nas eleições de sete de outubro os capixabas terão que votar em dois nomes dos 11 candidatos a senador

H

á muito tempo os eleitores capixabas não tinham tantas opções de candidatos para votarem para o Senado Federal. No pleito de 7 de outubro o Espírito Santo vai eleger dois nomes entre 11 concorrentes – isto quer dizer dois votos para senador. Alguns são poucos conhecidos, outros, ao contrário, já são familiares entre a população. As vagas são hoje ocupadas pelos senadores Ricardo Ferraço (PSDB) e Magno Malta (PR), que também estão nesta lista e buscam reeleição. Além deles, concorrem Ulisses Pincelli (Novo), Subtenente Assis (PSL), Rogerio Bernardo (PMB), Mauro Ribeiro (PCB), Marcos Do Val (PPS), Liu Katrine (PSOL), Célia Tavares (PT), Fabiano Contarato (REDE) e Helder Carnielli (PTB). Terceiro nome mais lembrado nas pesquisas eleitorais, o delegado Fabiano Contarato, apelidado de xerife do trânsito no ES, é estreante nas urnas. E destaca que não abre mão de lutar por leis mais severas de trânsito, como reformulação do Código Penal e Código do Processo Penal. “Vou lutar para efetivar o que está expresso na Constituição Federal. A saúde pública é direito constitucional e dever de estado, assim como a educação e a segurança, mas infelizmente esses direitos estão sendo violados. E destaco a busca de reformular o Código do Processo Penal, Código Penal e as leis de trânsito, pois no Brasil ninguém fica preso por crime de transito e o único penalizado é a vítima e a família da vítima. Eles sofrem pela dor da perda e certeza da impunidade”.

átila hercules

Publicação de mandato

Tal qual Renato Casagrande fez um livro destacando o sucesso do Estado Presente, voltado para segurança, o governador Paulo Hartung finaliza “Espírito Santo”, sobre os resultados da educação em seu governo.

Compromisso

Paulo Hartung promete conseguir um compromisso das empresas poluidoras nesta reta final de sua última gestão como governador capixaba. Arcelor e Vale, donas do pó preto, assinam, em 21 de setembro documento que determina prazos de início e fim de ações contra a poeira emitida a partir do Porto de Tubarão.

Movimento

Fabiano Contarato estreia seguindo sua luta histórica pelo trânsito O trabalho como fiscal incansável do respeito às Leis de Trânsito realizado por Fabiano Contarato em seus 26 anos de profissão como delegado de polícia civil rendeu uma repercussão nacional. O que, como consequência, chamou atenção dos partidos. Mas, embora seja sua primeira eleição, o candidato hoje no Rede, chegou a se filiar no PR – do senador Magno Malta – para concorrer ao Senado, há quatro anos. Porém desistiu. Ele explicou que não sentiu um ambiental confortável e que se identificasse com a sigla anterior. Hoje, afirmando mais tranquilidade e maduro ele se coloca como o candidato “disque-denúncia”, uma vez que na Justiça Eleitoral seu número é o mesmo do serviço de segurança.

IboPe Pesquisa IBOPE Inteligência, divulgada em 9 de setembro, perguntou aos eleitores em quais candidatos eles votariam para representar o Espírito Santo no Senado Federal. Somando-se as duas menções, as intenções de voto em Magno Malta (PR) chegam a 48% e Ricardo Ferraço (PSDB) a 40%. Fabiano Contarato (REDE) aparece com 16% das menções, seguido por Marcos do Val (PPS) que tem 9%. Os demais candidatos conquistam 5% das citações, cada. Indecisos chegam a 35%, enquanto as intenções de voto em branco ou nulo são 32%, das quais 12% da primeira vaga e 20% da segunda.

oito já concorreram a l é m d o delegado Fabiano Contarato, estreiam como candidatos o militar do Exército e instrutor da Swat, Marcos Do Val, e o empresário Ulisses Pincelli. Na lista, dois concorrem a reeleição, Magno Malta e Ricardo Ferraço e os outros seis já conhecem o processo eleitoral, de dentro. Isso porque já concorreram em outros pleitos e a outros cargos. Há quatro anos os candidatos Mauro Ribeiro e Célia Tavares concorreram ao Governo, sendo que ela era vice da chapa encabeçada por André Moreira. O advogado Rogério Bernardo concorreu a vereador de Marataízes e a deputado estadual, nos anos de

Bastidores da Política

2012 e 2016, enquanto Subtenente Assis e o engenheiro Helder Carnelli enfrentaram as urnas nas eleições de 2010 e 2014. A professora Liu Katrine concorreu a prefeitura de Vila Velha nas eleições de 2016. Ela volta a disputar avaliando que os atuais senadores do estado – além de Magno e Ricardo, a senadora Rose de Freitas, que concorre ao Governo do ES – não representam os capixabas. “Eles trazem poucos recursos e não os vejo fiscalizando o Executivo e cobrando como deveriam. Além disso, todos votaram pela Reforma Trabalhista e Lei da Terceirização, que rasgam os direi-

tos dos trabalhadores”. Já Célia Tavares avalia que a atual representação capixaba no Senado apoiou o golpe - impeachment da ex-presidente Dilma - e votou favorável à retirada de direitos dos trabalhadores. Buscando a reeleição Ricardo Ferraço diz que o Senado é um espaço muito estratégico para o Estado e é o único espaço para estar em pé de igualdade com estados mais poderosos, como São Paulo. Isso porque cada estado tem três cadeiras. "Foram muitas ameaças ao longo dos últimos anos que poderiam ter prejudicado o nosso Estado se a nossa atuação não tivesse sido firme".

Embora tenha anunciado que vai pendurar as chuteiras como candidato a eleição, existe um movimento político para que Paulo Hartung concorra a eleição para prefeito de Vitória. Ele, que já foi chefe do Executivo da capital, não chegou a concorrer reeleição.

Ligando os pontos (I)

Tudo leva a crer que o marketing das campanhas ao Governo do ES de Aridelmo Teixeira (PTB) e Jackeline Rocha (PT) é o mesmo. Senão, vejamos: dia desses a marqueteira de Aridelmo compartilhou publicação da candidata do PT, elogiando-a. Após a coluna fazer o registro, apagou a publicação. A coordenadora da campanha do PT, Lucia Dornellas, tem sido vista com a marqueteira do PTB.

Ligando os pontos (II)

Outros sinais de que os concorrentes têm a mesma “pensadora” de campanha é que o intérprete de libras da candidatura de Aridelmo, denunciado por não ter qualificação para o posto, também trabalhou para a campanha da petista. Além disso, a mesma agência contratada pela marqueteira de Aridelmo também faz a campanha de Jackeline, como consta na prestação de contas da petista ao TSE.

Silêncio financeiro

Existe candidato a deputado federal que está gastando mais do que os que concorrem para governador. O Ministério Público Eleitoral terá dificuldades para denunciar, pois a prática de

doações em espécies, ou seja, sem declaração, continua firme e forte. E dinheiro não fala, né?

Por todo lado

Se adesivo e bandeiras determinassem a eleição, o deputado estadual e candidato a federal, Gilsinho Lopes, o médico Gustavo Peixoto, Reginaldo Almeida, Guto Lorenzoni e Sandro Locutor, já estariam eleitos.

Abocanhando a segunda

Os eleitores capixabas ainda têm dúvida quanto as eleições para o Senado, pois muitos ainda não assimilaram que em 7 de outubro terão que dar dois votos para senador. Crescendo nas pesquisas, o delegado Fabiano Contarato tem intensificado suas andanças tentando abocanhar esse segundo voto.

Denúncia

O deputado estadual Sergio Majeski está sendo denunciado por peculato, por usar servidor do seu gabinete para outros fins, que não do mandato. Trata-se do advogado Rafael Carvalho Junqueira, nomeado no gabinete do parlamentar desde fevereiro de 2015 e que assina ação do deputado contra a presidência da Ales.

Max governador

O prefeito de Vila Velha, Max Filho, além de estar indo visitando lideranças municipais, depois do expediente, está rodando o estado nos fins de semana com Jorge Carreta, seu vice, em busca de voto para elegê-lo deputado federal. Ao mesmo tempo, já busca viabilizar sua candidatura a governador em quatro anos.

Corrupção que desinteressa

O TSE divulgou que o número de jovens, entre 16 e 17 anos, que tiraram título de eleitor para as eleições deste ano teve queda de 7,5%. Uma pesquisa visou justificar essa baixa e apontou que os jovens, de 16 a 20 anos estão desinteressados em política por causa da corrupção. Os dados apontam que, 67% não se interessam por política; 67% dizem ter desinteresse por política por causa da corrupção ou falta de confiança no candidato; 54% não apoiam o voto obrigatório e 51% dizem que votariam em um candidato desconhecido, mas com boas propostas.

5


6

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Perambulando na Justiça

No transcorrer da Segunda Guerra Mundial, a União invadiu mais de 5 milhões de metros quadrados do terreno onde hoje se localiza o aeroporto de Vitória, sob o pretexto de construir uma base militar. O conflito terminou em 1945, mas o local não foi desocupado. Em 1948, o poder público entrou com ação na Justiça pedindo a desapropriação da área. Em 1956 recebeu uma primeira sentença, determinando o pagamento de indenização aos proprietários do imóvel. Em novembro próximo o processo completará 70 anos de perambulação pelo Judiciário, recheado por incontáveis recursos, embargos e agravos. Houve um tempo em que se dizia que a Justiça tarda, mas não falha. Hoje, a triste realidade é constatar que a Justiça continua lenta. E cada vez mais longe de promover a prestação de serviços jurisdicionais ao contribuinte. Sábio, o jurista Rui Barbosa “a justiça atrasada não é justiça, senão injustiça qualificada a mani-

festa”. Segundo dados do Ministério da Justiça, quatro em cada dez das 726 mil pessoas presas no Brasil não foram condenadas pelo Judiciário. Esses 292 mil homens e mulheres são os presos provisórios, que foram encarcerados no sistema prisional, mas ainda aguardam julgamento, segundo relatório do Sistema Integrado de Informações Penitenciárias. Essa mesma nação que distribui a injustiça, encontra tempo para julgar seus amigos responsáveis por indicações. Para citar um único exemplo, a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva protocolou 78 questionamentos judiciais apenas no âmbito do processo do tríplex do Guarujá. Mais uma dúzia envolvendo a impugnação da candi-

datura do encarcerado. O que impressiona é que a forma como o Supremo Tribunal Federal encontra tempo e disposição para tratar de todas as questões que envolvam os interesses de Lula e os financeiros da corporação, mas consegue manter outros processos engavetados por 20, 30, 40, 50 anos. Não é possível haver justiça num país em que a impunidade encontra amparo no Judiciário. Ministros julgando não a partir de convencimento pessoal – como prevê a lei –, mas de interesses inconfessáveis, no mínimo por gratidão aos responsáveis por suas indicações. O caso mais emblemático foi o do fatiamento da sentença de Dilma Rousseff, que deveria ter sido declarada inelegível pelo período de oito

anos, se houvesse o mínimo interesse em cumprir a Constituição Federal. Mas uma manobra do ministro Ricardo Lewandowsky transformou uma ex-presidente que sofreu impeachment num provável mandado de senadora por Minas Gerais. Há, no máximo seis meses, a pauta dos meios de comunicação social era ditada pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowsky, Dias Tóffoli e Marco Aurélio Mello que, com indisfarçável prepotência e arrogância, faziam questão de esbofetear a democracia e as leis. Apenas intuitivamente, imagino que ficaram assustados com algumas manifestações de militares de alta patente e botaram o galho dentro, a partir do entendimento de que um golpe militar fe-

charia não apenas o Congresso Nacional, mas também o próprio STF. E entre mortos e feridos, nessa hipótese, salvariam-se poucos. O silêncio dos quatro ministros que se colocaram dois degraus acima de Deus não é gratuito. Tomaram o chamado “passa cachorro” de oficiais graduados da reserva. E quem tem, tem medo. Vivemos um país dividido pela disseminação da política de ódio e violência disseminada de maneira tão desumana por Lula da Silva e Jair Bolsonaro. Muito cedo ainda para antecipar o resultado das urnas. Mas tenho muita confiança em que qualquer candidato que enfrente Fernando Haddad (PT) ou Jair Bolsonaro (PSL) será eleito.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Bengal Gazette

Alzheimer Cultural

James Augustus Hicky nasceu na Irlanda, por volta de 1740. Nos idos de 1772 decidiu ir para a Índia tentar a sorte. Lá chegando, montou um pequeno negócio que, no entanto, fracassou quatro anos depois - e ei-lo preso em Calcutá, por conta de dívidas.

A lembrança das labaredas ainda está na mente, mesmo à distância e pela TV a triste cena da destruição do Museu Nacional, localizado no Rio de Janeiro, insiste em provocar um sentimento de raiva, revolta e tristeza. Ver a memória se apagando aos poucos deveria ser um motivo de preocupação, mas no Brasil, infelizmente, não parece ser o caso.

De dentro da prisão, este intrépido irlandês decidiu começar um novo negócio, que desaguaria naquele que seria o primeiro jornal da Índia. Com a ajuda de um amigo, conseguiu uma impressora. E ei-lo trabalhando, segundo consta das seis da manhã às duas da madrugada, ganhando dinheiro como gráfico. Passados alguns anos, Hicky foi solto - e decidiu, então, iniciar a jornada que o imortalizaria, lançando o “Bengal Gazette”. Imagine-se o impacto desta iniciativa em um país no qual as notícias ainda eram transmitidas de “boca a boca”. O primeiro exemplar chegou às ruas no dia 20 de janeiro de 1780, prometendo “rígida fidelidade à verdade e aos fatos”. Este veículo pioneiro não se limitava a divulgar notícias de interesse dos europeus - e muito pelo contrário! Mergulhava fundo na realidade miserável das periferias. Narrava os dramas vividos pelos oprimidos. Denunciava a brutalidade e a corrupção dos colonizadores britânicos. E foi assim que Hicky começou a incomodar. A primeira reação veio através da fundação de um jornal concorrente que, graças aos subsídios dos empresários

britânicos, era distribuído gratuitamente. Em seguida, o governo simplesmente proibiu que o jornal de Hicky fosse distribuído pelos Correios. O passo seguinte era previsível: o jornal foi processado por ativismo e seu proprietário preso. Apesar de estar no cárcere, Hicky não se acovardou: continuou publicando seu diário, denunciando as torpes tentativas de calá-lo. Hicky acabou condenado a um ano de prisão, e teve a impressora de seu jornal confiscada pelas autoridades. Solto posteriormente, porém na miséria, ele mal tinha recursos para sustentar-se e à sua família. Acabou indo para a China, onde morreria em 1802 - na pobreza. Dizem alguns que de lá para cá tudo mudou, e que hoje vivemos em plena “era da informação”. Deve ser verdade, claro! Enquanto isso, cá fico a pensar no pobre Hicky! Deve estar a contemplar o mundo de hoje, com aquela serenidade que só a certeza do dever cumprido proporciona - e com saudades imensas do seu heróico jornal! PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Tenho tentado achar uma explicação, um jeito de provocar uma reflexão, de mostrar a falta que a memória, que a cultura faz para um povo, para uma nação, e o caminho foi fazer uma analogia com uma das doenças mais desafiadoras dos últimos anos, o Alzheimer. Sabemos que quem é acometido pelo Alzheimer aos poucos vai perdendo a memória e em muitos dos casos de forma vagarosa. Além do esquecimento de nomes, lugares, pessoas, o portador de Alzheimer começa a ter atitudes que ele não teria se não tivesse portando a doença. Por isso, ele passa a requerer cuidados super especiais, senão pode provocar acidentes com ele e/ou com os que estão ao seu redor, como por exemplo, queimar-se em um fogão, ingerir alguma substância tóxica, cortar-se; enfim, por perder a memória aos poucos vai perdendo a percepção de perigo. E o fim da vida costuma ser sobre uma cama, praticamente de forma desfigurada pela atrofia muscular. Imagino que o mesmo acontece quando um povo vai perdendo sua me-

mória, vagarosamente ele vai se desumanizando. E os sintomas de um povo sem memória é o mesmo de uma pessoa com Alzheimer. Primeiro, vai esquecendo sua própria história, em seguida, começa, mesmo que sem querer ou perceber, o seu processo de autodestruição. Um povo sem memória tende a repetir os mesmos erros do passado; torna-se intolerante, estúpido e grosseiro; defende a justiça com as próprias mãos; um povo sem memória, não consegue ser patriota, valorizar suas conquistas, seus patrimônios históricos, culturais e naturais. Um povo sem memória não consegue sair dos seus problemas sociais, pois nunca enxerga as causas dos problemas e vive eternamente combatendo as consequências, o que nunca tem fim. Um povo sem memória orgulha-se da baixaria e da própria pequenez das suas atitudes. WALBER GONÇALVES DE SOUZA Professor


Esportes

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

Os favoritos da Copinha

Nacif Elias diz que sua preparação está de ótima qualidade e ele acredita que conseguirá bom desempenho

Capixaba disputa mundial de judô

O evento acontece entre os dias 20 e 27 deste mês e vai preparar o atleta para o Grand Prix de Cancun

O

 - Nacif Elias (categoria -90 kg), desembarcou no Líbano no último dia 2 de setembro, para se preparar para o Campeonato Mundial de Judô em Baku, no Azerbaijão, que acontecerá no período de 20 a 27 de setembro. A data prevista para a categoria do atleta no campeonato está marcada para o dia 24 de setembro. “Minha preparação está ótima, acho que depois das olimpíadas nunca treinei tanto. Tenho feito três treinos diários. E no fim de semana tenho reali-

Estou me sentindo bem, confiante, tenho certeza que irei fazer uma boa competição

zado dois treinos, ou seja, a minha preparação está o mais forte possível. Estou me sentindo bem, confiante, tenho certeza que irei fazer uma competição melhor que as anteriores. Tenho um sonho desde criança de

conseguir essa medalha nesse campeonato”, declarou Nacif. Mas antes desse campeonato, Nacif participa de um seminário no Líbano, até sábado (15), na “Bouddha Sports City – Adma”. “Irei passar um pouco do meu conhecimento do judô e jiu-jítsu. Já tem muitas pessoas inscritas e estou muito feliz em poder dividir minhas experiências com os libaneses”, contou Nacif. Após o Campeonato Mundial, o atleta pretende ainda lutar no México, o Grand Prix de Cancun.

Capixabão 2019: todos se enfrentam na primeira fase   reunião do Conselho Arbitral da Série A definiu a adoção de novo formato do Capixabão 2019, que será válida por dois anos. Foram apresentadas pelo presidente Gustavo Vieira, quatro propostas de forma de disputa para o Campeonato de 2019 e 2020, e mais duas enviadas para apreciação dos clubes. Na proposta aprovada, na primeira fase, todos os 10 ti-

mes se enfrentam em turno único em nove jogos, e os oito melhores classificados avançam para as quartas de final. Foi definido em sorteio que Estrela do Norte, Rio Branco, Vitória, Serra e Tupy terão cinco jogos como mandante. Desportiva Ferroviária, Real Noroeste, Rio Branco VN, Atlético e Espírito Santo terão quatro. As semifinais e finais do Ca-

pixaba 2019 serão disputadas em jogos de ida e volta. Os dois últimos colocados, na primeira fase, serão rebaixados. De acordo com Gustavo Vieira, as datas de início de fim do estadual serão definidas após a divulgação do calendário de competições da CBF. O campeão garante as vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro e para a Copa do Brasil de 2020.

Real Noroeste, Serra e Atlético do Itapemirim são os que contam com a garantia de classificação para próxima fase da Copa Espírito Santo. O Vitória tem grande chance de ser o quarto classificado. O time celeste recebe o Atlético, já classificado, em Bento Ferreira, e depois vai à Toca enfrentar o Tupy: um empate resolve o problema. A Desportiva Ferroviária, para chegar mais longe na Copinha vai ter que vencer bem o Castelo no estádio Emilio Nemer e torcer por uma derrota do Vitória nos dois jogos que lhe faltam. Como se vê, o time grená tem chances remotas. A Desportiva começou sua derrocada quando perdeu para o Vitória. E conseguiu piorar ainda mais quando foi jogar no Kleber Andrade, contra o Atlético, um campo neutro, deixando de atuar no Araripe. Aliás, procurei saber os motivos pelos quais o laudo do Corpo de Bombeiros não foi expedido a tempo para liberar o Araripe. Na semana do jogo houve uma visita com exigência dos bombeiros, em 6 de setem-

bro, véspera de feriado. Assim não deu tempo necessário, segundo justificaram dirigentes, para ser tomada qualquer providência para liberar o estádio para jogos. Os clubes da Grande Vitória são muito mais exigidos do Corpo de Bombeiros, do que ocorre no interior para esse tipo de situação. O detalhe é que, no caso do clube de jardim América, a diretoria grená marcou bobeira ao deixar esse jogo ir para o Kléber Andrade, em que o Atlético estava acostumado a jogar. Isso não justifica o desempenho ruim da equipe Ferroviária, permitindo a derrota de 3 a 0. Agora, somente um milagre, desses que acontece no futebol, para a Desportiva chegar.

Capixabão 2019 em novo formato

A segunda reunião do Conselho Arbitral da Série A presidida por Gustavo Vieira, tendo ao lado os vice-presidentes Geovani Silva e Julio Peixoto, contou com a presença dos dez representantes dos clubes que irão participar do Campeonato Estadual de 2019. Na ocasião, os presidentes votaram pelo novo formato da competição, que será válida por dois anos. Na proposta aprovada, a primeira fase permitirá que todos os times se enfrentam em turno único, em nove jogos. Assim, os oito melhores classificados avançam para as quartas de final. Foi definido em sorteio que Estrela do Norte, Rio Branco, Vitória, Serra e Tupy terão cinco jogos como mandante. Desportiva Ferroviária, Real Noroeste, Rio Branco VN, Atlético e Espírito Santo terão quatro. As semifinais e finais do Capixaba 2019 serão disputadas em jogos de ida e volta. Os dois últimos colocados, na primeira fase, serão rebaixados. Outra proposta apresentada no ultimo Conselho Arbitral, pelo presidente do Tupy, Rogério Pedrini, foi para que o início do Campeonato Estadual Série A de 2019 fosse realizado no segundo semestre. Contudo, ela foi reprovada por maioria de votos – ou seja: o campeonato, no ano que vem, permanecerá antes de julho chegar.

7


Por onde passa, Carol é conhecida por sua simpatia. Apaixonada por futebol, ela é uma jornalista motivada, e está sempre determinada em entregar o melhor conteúdo. Seja no esporte, na economia, que Carol também adora, ou em outro assunto, a profissional está preparada para movimentar qualquer editoria. Além, é claro, de ensinar, escrever, corrigir e editar. Carol é assim, a cara do jornalismo.

ESHOJE 18 anos Todo mundo vê. Todo mundo lê. Todo mundo gosta.

Carolina Boueri Editora

Foto: Pedro Cunha


www.eshoje.com.br

Vitória, 14 de setembro de 2018 J Ano XIX J Nº 714 J Edição Gratuita Semanal

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Tem muito rock na veia

A terceira etapa do Vitória Rock Festival acontece neste sábado (15) em shopping de Vitória CIRo tRIGo

márcia almeida cultura@eshoje.com.br

E

stá chegando a etapa final da seletiva para o Vitória Rock Festival. Neste sábado (15), mais de 10 bandas capixabas vão participar da última etapa do concurso que vai eleger a melhor do Estado, pelo voto de júri especializado, em dezembro. O evento será a partir das 13 horas, no estacionamento do Shopping Vitória. No evento o público vai conferir as apresentações de 5 Nós, The Devils, André Prando e Riffbiller, indicados na categoria autoral e também das bandas Dona Fran (Led Zeppelin), Everlong (Foo Fighters), Beast Sides (Iron Maiden), Pink Flaming (Pink Floyd), Quintal Selvagem (The Police) e Yellow (Coldplay), que disputam na categoria ‘King of Cover’. O cantor André Prando diz que a expectativa é grande e que vai apresentar as canções do seu novo trabalho, o disco Voador, o segundo da carreira. “Depois de fazer um puta show de muita energia no Viradão Cultural, a gente chega muito animado para esse festival! Como de costume, podem esperar uma performance visceral e um repertório com minhas melhores composições. Festivais são sempre muito massa pra criar uma interação com outras bandas e públicos”, declara. Para ele, o festival representa uma ótima oportunidade de levar a um público diferente o contato com trabalhos autorais de artistas locais. “Nós vivemos um momento muito bom de trabalhos autorais no ES e quem ganha é o público. Para o artista, a música é muito mais do que entretenimento, é meu trabalho, é o que move tudo em minha vida, são minhas crias e é uma troca muito especial compartilhar isso com o público", destaca. O músico Paul Jones também é só alegria com a participação no festival. Ele disputou uma etapa anterior com a banda Quintal Selvagem, que não foi selecionada e volta agora palco concorrendo como melhor cover, em um tributo à lendária banda inglesa The Police. “O evento dá muita visibilidade para o trabalho dos artistas locais. Estamos preparando

a seletiva final do festival será a partir das 13 horas, no estacionamento do Shopping Vitória reunindo dez bandas em duas categorias BERNARdo FIRmE & SANdRo BRANdão

andré Prando destacou a oportunidade de poder participar do evento

um show super especial para que todos possam reviver um pouco da história desta banda que foi a primeira a misturar vários ritmos ao rock e acabou ganhando notoriedade mundial. É um grande desafio e imenso prazer tocar este repertório”, afirma. Nesta última etapa antes da final, mais três bandas serão selecionadas, uma autoral e duas covers, que seguem para a grande final no dia 1 de dezembro e disputam o título de campeã ao lado das outras bandas que foram escolhidas nas duas etapas anteriores. Na final, apenas duas bandas vencedoras, uma na categoria autoral e outra na categoria cover, ganham cada uma, uma moto Harley-Davidson Iron 883 zero quilômetros. Os ingressos para o evento custam R$40 (meia entrada) e estão à venda na concessionária Vitória Harley-Davidson. retorno Para a alegria do público, o

evento deste sábado terá uma atração extra, show exclusivo da banda Símios. Depois de 13 anos afastados, Danny Boy, Macacko (Gustavo), Piui (Bruno Zanetti) e Cachalote (Ricardo Mendes) se reencontram para uma apresentação única no festival, com um repertório especial, com os clássicos e lados B dos três discos lançados (Símios, Dejà vu e Hospício Eu) lançados pela banda, uma das mais representativas do rock capixaba. ‘Tempo e o Vento’, ‘Rodeado de Green’, ‘Vamo Acender’, ‘Euforia Etílica’ são algumas das canções que estarão no set list.

serviço: concorrem w categoria

King of Cover Pink Flaming, Dona Fran, Beast Sides, Quintal Selvagem, Yellow e Everlong w categoria Original Band: André Prando, Cinco Nós, Riffbiller e The Devils


2

Cultura

SEXTA-FEirA, 14 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

CIRCUITO CULT MáRCiA AlMEiDA L cultura@eshoje.com.br

Dramas e romances no contexto LGBT Se você está em busca de um bom filme, que tal investir em dramas e romances no contexto LGBT? Há uma variedade de obras focadas em mostrar este cenário, inclusive muitos lançamentos de empresas como a A2 Filmes, que defendem a bandeira da diversidade e da igualdade no cinema. Confira algumas sugestões: A escolha do centro da capital capixaba para realizar o espetáculo foi por a região ser referência cultural

Intervenção artística no Centro in cito vai circular pelas Praças oito, costa Pereira, catedral metropolitana, igreja do carmo e a rua Sete MARCiA AlMEiDA cultura@eshoje.com.br

Q

uem passou pelo Centro Histórico de Vitória esta semana já percebeu que tem algo inusitado acontecendo. É que lá foi escolhido como palco a céu aberto para as apresentações gratuitas do espetáculo In Cito, idealizado por Eliane Miranda e dirigido por Karla Ferreira. O público poderá conferir de perto a intervenção artística, nesta sexta-feira (14), a partir das 12 horas, saindo da Praça Oito e seguindo pela Catedral Metropoli-

tana de Vitória, Igreja do Carmo, Rua Sete e Praça Costa Pereira. A ação busca estimular a produção em dança, promover o desenvolvimento dos profissionais da área e ampliar a formação de plateia. “Vamos enfatizar questões sobre patrimônio material e imaterial da cidade de Vitória e também dialogar com o espaço cotidiano”, declara Eliane Miranda. Em cena estarão, além da própria idealizadora do projeto, os dançarinos Priscila Lages, Rodrigo, Filipe Mageski, Gabriela Moriondo, Rayanne Guimarães, Alyne Curi, Julian-

der Agrizzi e Julia Bolsanelo. Sobre a escolha do Centro de Vitória para receber o espetáculo, Eliane Miranda garante que foi estrategicamente pensado. “O Centro é o espaço de maior referência da identidade de um lugar, pois foi ali onde tudo começou, foi naquele espaço geográfico que se construiu os primeiro prédios públicos determinando as primeiras relações sócio-políticas da cidade”, declara. Rosa Nina Libermann e Taiza Ammar assinam os figurinos do espetáculo e Tuca Pinheiro a direção artística e coreográfica.

Um inverno para lembrar w Direção:

Cecilia Valenzuela Gioia Lúcia é uma garota de 21 anos que sofre de ataques de pânico e crises de ansiedade, por causa de problemas em sua infância e adolescência. No inverno, durante sua estadia em Salta, sua cidade natal, conhece Olívia. Juntas, as duas jovens expandem seus horizontes, conhecem novas pessoas e passam a olhar o mundo sob uma nova perspectiva. Ao lado de Olívia, Lúcia descobre sua sexualidade e se liberta dos traumas do seu passado.

Nina

Nina, uma professora com trinta e poucos anos, luta para ter um filho e busca uma barriga de aluguel. Depois de muita procura, parece que a protagonista e seu marido finalmenw Direção:

Roland Emmerich No fim dos anos 1960, o adolescente Danny Winters é expulso de casa e começa a descobrir novas ideias políticas e as dificuldades da vida adulta, às vésperas da rebelião de Stonewall, quando lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros enfrentaram a polícia de Nova York. O ato culminou na Parada Gay, que hoje se espalhou pelo mundo.

Inscrições abertas para a oficina "RAPcomVERSOS" estão abertas as inscrições a oficina de poesia "RAPcomVERSOS", que será ministrada por Jhon Conceito nos dias 17, 19, 20 e 24 de setembro, das 8h30 às 11 horas, no Casarão Cerqueira Lima, na Cidade Alta, em Vitória. A oficina tem a proposta de experimentar, na prática, técnicas criativas de elaboração de textos e poemas por meio da norma coloquial. "Os participantes terão a oportunidade de

Marvin

do "Slam Botocudos: batalha de poesia falada", pioneiro no Estado. Tem três livros e também o CD "Só Quero Viver" (2015), que resume sua trajetória na música e na palavra. Os interessados devem ter acima de 14 anos. Para se inscrever, devem ligar para os números (27) 3381-6925 ou 33816926. A atividade está sendo realizada com o patrocínio do Fundo da Infância e Adolescência (FIA).

te encontraram a mulher ideal. Da relação entre as duas mulheres surge uma inesperada e arrebatadora paixão, que aflora e coloca as escolhas de Nina para o futuro em questão.

Stonewall – Onde o orgulho começou

Boys

conhecer um pouco da literatura marginal/periférica e onde ela encontra seus ramos de expressão hoje, o fortalecimento dos saraus literários em espaços de produção cultural alternativos e a influência de escritores e cineastas nessa linguagem da periferia”, explicou Jhon. Jhon Conceito é autor capixaba com formação em Comunicação Social e História. É um dos criadores do Coletivo Literatura Marginal/ES, fundador

divulgação

w Direção:

Mischa Kamp Sieger é um atleta de 15 anos, em fase de treinamento para uma competição de revezamento. A rotina é alterada pela chegada do novo membro da equipe, Marc. Os dois descow Direção:

brem interesses em comum e se tornam amigos próximos, até perceberem que possuem sentimentos um pelo outro. Sieger tenta esconder a sua atração, mas logo descobre que seu amor é grande demais.

Anne Fontaine Martin Clement, nascido Marvin Bijou, escapou. Ele escapou de uma pequena aldeia no campo. Ele escapou de sua família, da tirania de seu pai e da renúncia de sua mãe. Ele escapou da intolerância, da rejeição e do bullying que sofreu por ser apontado como "diferente". Contra todas as probabilidades, ele encontrou aliados: Madeleine Clement, a diretora do ensino médio que o apresentou ao teatro e cujo nome ele adotará mais tarde como símbolo de sua salvação e Abel Pinto, seu mentor e modelo, que irá encorajá-lo a contar sua história no palco. Finalmente, Isabelle Huppert irá ajudá-lo a produzir seu show e trazê-lo para a vida. Marvin/Martin arriscará tudo para criar esse show que representa muito mais do que sucesso: é o caminho para a reinvenção.


Programe-se

SEXTA-FEirA, 14 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Vinho Verde. O que é? Queridinho de muita gente, entenda o que é o Vinho Verde. divulgação

ao todo, 25 bares e restaurantes do balneário serrano estarão participando de mais uma edição do evento

Delícias vão mexer com Manguinhos

São 25 estabelecimentos preparando pratos elaborados especialmente para o festival gastronômico na Serra marCia almeida cultura@eshoje.com.br

J

á está quase tudo pronto para mais uma edição do Manguinhos Gourmet, evento gastronômico que acontece no balneário serrano. O evento acontecerá nos dias 22, 23, 29 e 30, sempre de 12 às 17 horas. Nesta edição, com o tema “uma farra gastronômica pelas ruas descalças de Manguinhos”, 25 estabelecimentos vão preparar pratos elaborados especialmente para o festival, como o Maria Mariana, que vai apostar na Paella do Sertão para conquistar os visitantes. O público também poderá conhecer o artesanato e a arte local, bem como passear pelas ruas bucólicas do balneário, seja a pé, de bicicleta ou utilizando a “jardineira Gourmet”, que estará circulando gratuitamente e com um guia acompanhando o trajeto.

Em cada ponto comercial o menu degustação será servido na rua ou em seus quintais, por R$15 (entrada ou sobremesa) e R$ 20 (prato principal). Caso o visitante queira almoçar, pode optar pela versão mais farta do prato, com preços variados, de acordo com cada restaurante participante. Entre as novidades deste ano está a “Vila Família”, um espaço kid’s, voltado ao público infantil com brincadeiras, tendas de doces, cultivo afetivo, artes e exposição, desfiles de moda, gastronomia, lojinhas, congo, capoeira infantil e muito mais atrações voltadas para este público. avaliação Durante o 13ª Manguinhos Gourmet, os restaurantes serão avaliados pelo público com o objetivo melhorar os serviços. Nesta edição os restaurantes participantes são: Espaço Maria Maria-

na (prato: Paella do Sertão), Espaço Enseada de Manguinhos (Escondidinho Invertido), Hostel Kuarahy, Gastronomia e Eventos (Linguado ao molho de pitanga), Maresia’s Bar e Restaurante (CamarõES), Recanto das Estrelas (Bobó na Moranga de bacalhau com lagosta), Chico Bento (Espaguete de Camarão), Enseada de Manguinhos (Ballotine de linguado), Restaurante Candeias (Cassoulet de Mariscos), RM Espaço Gourmet (Lagosta Grelhada), Estação Primeira de Manguinhos (Bacalhau ao confit caramelizado), Pousada Pomar de Manguinhos, Café com Arte (Malabie - manjar árabe), Casa do Sorvete e açaí (Cascão Supreme), Vila Tabaco (Torta de cappuccino ao aroma de canela), Delícias da Vila (Arroz de coco com carne de sol), Lá de Casa (Feijoadinha Lá de Casa), Lart’s Atelier (Torta de chocolate com nozes).

A pequena sereia no teatro para toda a família neste domingo (16), o Centro Cultural Sesc Glória, em Vitória, vai receber uma aventura no fundo do mar. É que estará em cartaz no centro cultural o novo espetáculo da Dourado Produções, A Pequena Sereia, baseado no conto de Hans Christian Andersen, com

direção, adaptação e coreografias de Diego Oliveira e Ronny Stevens. A montagem capixaba destaca a história da sonhadora Ariel, uma adorável sereia, que vive com seu pai, o rei Tritão. Apesar de viver no mar, ela é fascinada pela vida em

terra firme, especialmente após salvar a vida de um belo príncipe. Mesmo ignorando os avisos dos seus amigos, a protagonista faz um acordo com a terrível bruxa dos mares, Úrsula, que, em troca da linda vo z d a p e q u e n a s e r e i a , a transforma em humana.

e sse nome está ligado a região onde o vinho é produzido Quando falo e penso em Vinho Verde, me vem o verão na cabeça. É incrível a quantidade de caixas desse vinho consumidos nessa época do ano. Em terras capixabas já caiu no gosto do consumidor e a procura só cresce. Mas o que é o vinho verde? Um tipo de uva? Esses são os questionamentos mais comuns. Mas não é a uva. Esse nome está ligado a região onde o vinho é produzido, não a cor e tampouco a espécie. Ele é feito exclusivamente na região noroeste de Portugal, em uma área conhecida como Região Demarcada dos Vinhos Verdes. Esse tipo não chega a ser, literalmente, verdes, mas vinhos brancos, rosados e – pasmem! - até mesmo tintos. Existem várias versões para esse nome, e alguns justificam por ser um vinho mais ácido, ou seja, mais verde. Outros dizem que é por ser um vinho feito para ser logo consumido. Seja qual for a verdadeira versão, o que importa é que esses vinhos são deliciosos! Como disse acima, eles são jovens, ou seja, prontos para consumo imediato, que apresentam acidez mais alta e no geral tem o teor alcoólico mais baixo. Alguns exemplares possuem também uma leve gaseificação. Essa acidez e frescor se dão

pelo fato das uvas serem colhidas um pouco antes de sua maturação, o que influencia também no nível de álcool presente no vinho, e pela região ter um clima mais frio e com baixa amplitude térmica (variação de temperatura). Por conta dessas características são vinhos super gastronômicos, que combinam com uma variedade incrível de alimentos. Os brancos, mais encontrados e consumidos por aqui, harmonizam perfeitamente com frutos do mar, desde bacalhau até comida japonesa. Além disso, encontramos vários rótulos que têm uma relação custo X benefício maravilhosa. As uvas mais utilizadas para a produção dos brancos são Alvarinho, Arinto, Loureiro e Trajadura. Nos tintos, um pouco mais difíceis de serem produzidos devido a dificuldade de amadurecimento dessas uvas, as mais usadas são a Vinhão, Alvarelhão e a Pedral. Se você ainda não conhece essa maravilha da terra dos portugueses, corra para uma loja ou mercado mais próximo e procure. Pelo estado do Espírito Santo é muito fácil de achar e garanto que quem experimenta, se surpreende! Tim tim!

3


4

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

Cacau Monjardim

A

porta de entrada para a montanha capixaba, hoje marcada pelo processo de integração dos nove municípios que formam a sua importância turística, começa pela visita inicial ao Centro de Informações Turísticas das Montanhas, localizado em Pedra Azul, onde de imediato os turistas são recebidos pela simpatia e conhecimento que Julia, Patrícia e Andréia revelam ao traçarem o roteiro das grandes atrações da região. FOTOS: DUVULGAÇÃO

Esta unidade de recepção, hoje administrada pelo Convention Visitors Bureau da montanha, em parceria com a Associação Turística de Pedra

Estrutura

Azul (ATPA), da Prefeitura Municipal de Domingos Martins e a contrapartida em convenio financeiro com o Governo do Estado.

O Centro de Informações oferece em dois pavimentos, com destaque, no primeiro andar, para o salão de atendimento ao turista, com projeção de filmes, folheteria turística e em painel especial de fácil visualização um completo mapa identificando todos os segredos da encantadora montanha capixaba e no segundo andar, está instalado um auditório com capacidade para 50 pessoas e usado com elogiável programa de cursos, palestras e seminários de aperfeiçoamento, inclusive sobre a culinária ítalo-germânica, vinculada aos cursos de sommeliers. Apoiando esta estrutura o Centro dispõe de instalações sociais com lavabos, e deck de repouso com vista panorâmica. Para atendimento às reuniões, cursos e eventos sociais o Centro dispõe, ainda, no segundo pavimento de uma bem montada cozinha e equipamentos de refrigeração.

Caieiras

Anchieta

No curso do movimentado feriadão, por especial convite de Paulo Renato, Secretário Estadual de Turismo, visitamos o Santuário Nacional São José de Anchieta, hoje inteiramente recuperado e apresentando uma estrutura religiosa e histórica de sua tradição secular, sob o comando do dedicado e experiente Reitor Padre Nelson Maroscta, foi realizada importante reunião visando projetar religiosa e turisticamente a nível nacional o importante Santuário. A reunião, programada pelo secretário Paulo Renato, foi prestigiada por Edson Vando Souza, Secretário de Turismo e Cultura de Anchieta, representantes de organizações turísticas, empresários e equipe de estudo de possível atracadouros na orla municipal e também com a presença da equipe técnica da SETUR/ES, e os técnicos que deverão projetar as obras do entorno do Santuário.

Culinaria

Visitação

Via de regra, segundo os últimos levantamentos, o Centro tem recebido, em média, fora da temporada cerca de quatro mil visitas mensais. Na alta temporada, julho/agosto, a unidade recebe de dez a doze mil visitas mensais. Registre-se que a unidade funciona diariamente, em horário integral. O Convention Visitors da Montanha tem hoje na sua presidência o empresário Valdeir Nunes dos Santos (China). No Papaco's foi oferecida autêntica moqueca capixaba

O roteiro da moqueca pontificou no Festival da Torta e da Moqueca da Ilha das Caieiras. Com Paulo Renato e sua equipe percorremos o leque das barracas coloridas e suas criações culinárias diversificadas, usufruindo do simpático abraço e da convivência de turistas no seu imenso varandão, com vista para o mar, as delicias aplaudidas por cerca de trinta mil visitantes.

A Comitiva comandada por Paulo Renato participou do festival da Moqueca Capixaba, realizado na Praia dos Castelhanos, tendo como palco o Restaurante PAPACO’S, cujo serviço e atendimento estavam no melhor padrão da nossa culinária de frutos do mar. Vale elogiar o resultado de projetos e sugestões que durante o almoço foram avaliados e discutidos com o apoio do secretário de turismo e sua equipe, para posterior programação. É de oportunidade destacar a cortesia e o carinho de Dalva da Matta, Ragner da Matta e Antônio José, conhecido e respeitado como PAPACO, proprietários do restaurante e da pousada.

MOQUECA SÓ CAPIXABA, O RESTO É PEIXADA. PANELA DE BARRO SÓ DE GOIABEIRAS, O RESTO É TRALHA DE FOGÃO.


5

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Desenvolvimento de alta performance

JAYRO GANDARELLA

No mercado exigente é preciso ser inovador e criativo, acima da média. Até que em algum momento da vida, um estalo e surge a dúvida se a trajetória trouxe sucesso profissional, realização pessoal, saúde mental e pessoa feliz. Bianca Menezes e Ariane Pimentel se uniram na proposta de compartilhar suas experiências e conhecimentos sobre o “mindset”, no workshop High Frequency Business.

A cerimonialista Rosana Martins entre os noivos Emanuel de Souza e Janine Leal

Rosa e dourado

É possível ser uma pessoa feliz, em todos os aspectos da vida, acessando sua tecnologia pessoal. Bianca explica que o workshop vem para ajudar a resgatar a capacidade inovadora de encontrar soluções e de oferecer o melhor de qualificação profissional no mercado, seja como líder, equipe ou empreendedor.

A tendência da estação das flores, para tonalizar as unhas é a combinação das cores Rose Gold e Rose Champagne, com o dourado. É o que garante a especialista Ariadne Guedes, que vai além. Para as fãs das unhas de gel, as flores e os brilhos continuam em alta, tanto no estilo “francesinha”, como num degradê. E ressalta, “o rosa fica bonito tanto em unhas no formato stiletto, que são as pontiagudas, como as quadradas e arredondadas”. O importante é manter as unhas sempre bem tratadas, sejam naturais ou artificiais.

Cersaie 2018. A convite de

Carlos Marianelli, os arquitetos e designs Cyane Zoboli, Daniela Avancini, Gabriela Dalorto, Leticia Finamore, Max Mello, Vitor Cipriano e Zilda Helal, embarcam para a Itália, no próximo dia 22.

Fotomental. A fotógrafa Ta-

tiana Pezzin abre, dia 20, exposição sobre limitações físicas, para explorar os processos criativos de outros fotógrafos. Será na Justiça Federal do Espírito Santo.

Hábitos. Cássia Rodrigues,

psicóloga, psicanalista e neurocientista, garante: o método mais eficaz para mudar de vida é alterar o padrão negativo de hábitos nocivos. "Perdoar-se sempre, aprender a meditar e respeitar o seu corpo. Certamente isso vai atrair alegria, prosperidade e sucesso".

Cosmô. Marcelo Netto con-

vidou a artista plástica Maíra Brandão, especializada em cerâmica e escultura, para criar peças exclusivas para seu restaurante, que será inaugurado dia 20, na Praia do Canto.

Tendência. Juliana Brasil adiante que a tendência para o

verão 2019 são cabelos assimétricos e os longos em camadas, com bastante movimento. "Entre as cores que prometem reinar está o marsala".

Vida. A bióloga Mariana De Nadai participa de um curso de imersão da área neste fim de semana, em São Paulo, para atualização sobre novidades em Medicina Reprodutiva.

A proposta será apresentar novas formas e uma metodologia para resgatar a capacidade de inovação dos profissionais. Um evento pioneiro sobre o assunto no Espirito Santo vai acontecer nos dias 26 e 27 de setembro, no Instituto de Desenvolvimento Pessoal (Indesp), com apoio do ESHOJE. KAROLINE MOREIRA

Patrícia Berlinck, Sandra e Fernanda Tannure em tarde de cuidados com a pele

Homenagem. Por sua rele-

CIRO TRIGO

CIRO TRIGO

vante contribuição à arte e à cultura, a pintora Ângela Gomes, maior referência Naif do Espírito Santo, recebeu homenagem no Peru. A artista participa de uma mostra coletiva, no local, com a obra "Olimpíada Capixaba".

Feliz aniversário Giovan-

na Dal Col, Rafael Freire, Ana Mayka Santos Gaudio, Silvestre Tavares Gonçalves e Benahia Figueiredo (14); Maria Eugênia Carnelli e Alessandra Guidoni (15); Suellen Tonini Barbieri, Dulcimar Figueiredo, Jéssica Rosa e Juliana Santos (16); Fabiani de Martin (17); Samires Morais, Mônica Queiroz, Mazinho dos Anjos, Kamily Fantoni e Francine Breciani (18); Fernando Paiva e Jaiara Ferreira (19); Janine Bessa e Taís Venâncio (20).

VMF. Luana Cecato e Thiago Valentim

Rosana Freitas em noite que misturou música, cultural e muita gente bonita


6

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Mirka Garmendia

Porque comer com prazer é ainda melhor!

sabores@eshoje.com.br

Versatilidade e sabor Ricos em fibras e vitaminas, os cogumelos são também livres de gordura e sem colesterol. Eles são populares em todo o mundo devido à sua versatilidade, bem como sua textura e características que lembram a carne. No entanto a variedade disponível na prateleira dos mercados pode causar dúvidas sobre qual espécie escolher. Para ajudá-lo a não errar na receita, selecionamos alguns dos tipos mais populares, suas características e sabores. Começando pelo shitake, que significa “fungo do carvalho”, em uma alusão ao local onde este cogumelo pode ser encontrado na natureza. Atualmente, a maior parte da produção de shitake é de cativeiro. Tem um gosto amadeirado e é mais apetitoso quando cozido. Sua consistência esponjosa absorve bem as características de outros ingredientes, o que faz deste cogumelo uma boa opção para receitas encorpadas, como molhos e risotos. O shimeji, também chamado de cogumelo ostra, é aveludado e em forma de trombeta. Sua haste pode ter tonalidade marrom delicado, cinza ou tampas avermelhadas com hastes cinza-brancas. Essa espécie possui sabor picante que se torna muito leve quando cozido. Aliás, este funghi é bastante resistente ao cozimento, e fica com gosto mais intenso se salteado na manteiga (com ou sem shoyu). São encontrados em muitos pratos japoneses e chineses, como sopas e frituras. O mais procurado e apreciado dos cogumelos, o porcini origina o popular funghi secchi. Com cores ligeira-

mente marrom-avermelhadas, ganhou o paladar de praticamente todo o mundo por sua textura suave e aromática, de sabor amadeirado. Enquanto o champignon é o tipo mais comum e variam entre os pequenos, que são colhidos jovens, e os grandes, que podem ser recheados e assados. Também chamado de cogumelo Paris, sua cor pode variar do branco ao castanho, a textura é firme e o sabor é delicado. Preferido dos franceses, o portobello é a versão mais madura do cogumelo Paris. Possui textura mais firme – lembra um bife –, sendo uma boa opção para usar na grelha ou na brasa. Fica muito bem recheado com ervas, azeite e queijos fortes, como brie. Por sua consistência semelhante à da carne, este cogumelo é usado em hambúrgueres veganos. Assim como o funghi secchi, o portobello é comum na cozinha italiana, onde empresta profundidade e densidade a molhos e massas. Também pode ser diretamente grelhado. Que tal uma receita simples, nesta edição, com um deles? Vamos ao risoto, que é um prato que se adapta a diversas situações e especialmente, paladares. Tendo o arroz certo em mãos, e o nosso passo a passo, basta a vontade de ir para a cozinha.

DIVULGAÇÃO

Além de saboroso, um bom risoto de cogumelos oferece um prato cheio de fibras e vitaminas

RISOTO DE FUNGHI

Ingredientes w2

xícaras (chá) de arroz para risoto w ½ cebola picada fino w 20 g de funghi seco w 1 xícara (chá) de vinho branco seco w 6 xícaras (chá) de caldo de carne ou galinha caseiro w 4 colheres (sopa) de manteiga w 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo w N

tigela, coloque o funghi e cubra com água morna. Deixe de molho por 30 minutos. w N panela, coloque o caldo de galinha ou carne e leve ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e reserve. w E outra panela, coloque metade da manteiga e leve ao fogo baixo. Quando derreter, acres-

cente a cebola e refogue por 4 minutos ou até ficar transparente. w J o arroz e misture por 2 minutos em fogo alto. Adicione o vinho e mexa bem, até evaporar. w R o funghi da água, esprema para retirar o excesso de água, e adicione na panela. Refogue por 1 minuto. w N panela com o arroz, acrescente ⅓ do caldo reservado e mexa até secar. Junte mais ⅓ do caldo e mexa sem parar até que seja absorvido. w A o restante, aos poucos, verificando a consistência do risoto. Ele deve ficar úmido e com o arroz al dente. w Q atingir o ponto de risoto, desligue o fogo e adicione o restante da manteiga. Misture o parmesão ralado e sirva bem quente.

Entrevistas com os candidatos ao Governo do Espírito Santo

Sexta às 18h30 Fabiano Rossi APRESENTAÇÃO

Transmissão simultanea pelos seguintes canais

Sábado às 21h30

14/09

Rose de Freitas (PODE)

21/09

28/09

Renato Casagrande (PSB)

Carlos Manato (PSL)


7

SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Queridinha do verão

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A cor lavanda chega assumindo o lugar de tonalidade preferida das fashionistas. Como uma adaptação do roxo Ultraviolet, é a cor do ano nomeada pela Pantone. O lilás, ou lavender, veio chegando devagarinho desde a temporada passada e se consolidando cada vez mais como a cor da estação mais quente do ano. A tonalidade foi vista em apresentações de grandes marcas e no street style do mundo todo. Delicada, leve e suave, a candy color permite diversas combinações: do básico ao ousado, do

clássico ao moderno. O lilás está em peças monocromáticas ou só nos detalhes. Ele também faz sucesso em meio a tons vibrantes, como vermelho, amarelo e azul-klein. Para a temporada, destaque para as peças em alfaiataria como terninhos e blazers e, claro, nos vestidos, com direito a fendas, caudas e babados.

Floratta Amor de Lavanda

DIOR para Óticas Paris MOB

Arezzo

Cantão

Essência e identidade

Renner adidas Originals

Açucar Moreno

O Clube Melissa apresenta, nesta temporada, uma parceria inédita traduzida em uma collab que conjuga a essência e a identidade das duas labels em modelos exclusivos. São três itens que refletem toda a expertise da Melissa em desenvolver designs apaixonantes em plástico, carregando a energia street da marca de Alexandre Herchcovitch.

Hidratada e iluminada

Piu Oliveira Be Up

Novitá Maggiore

Para uma pele iluminada e vibrante – combinando com as próximas estações - O Boticário trouxe de volta, em edição limitada, a linha Cuide-se Bem Jardim de Sol. Representando um convite para celebrar o melhor dos dias ensolarados, Jardim de Sol conta com fragrância de frutas tropicais com um toque de frescor da peônia, traduzindo perfeitamente o mood da primavera/verão. A linha conta com loção hidratante, desodorante, sabonete, body splash, creme de mãos e um must-have: a loção corporal matte, que garante hidratação sem deixar o aspecto de pele melecada e grudenta.


Política

PUBLICAÇÃO LEGAL

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 14 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR j ESHOJE@ESHOJE.COM.BR j ANUNCIE: (27) 3395-1800

1

VENDO

Imóveis, Automóveis, diversos

GRANDE VITÓRIA

TROCO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEM garagem, SEM escritura. 45 mil – 27997012376. VENDO / TROCO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEM garagem, SEM escritura. 45 mil – 27997012376. VENDO casa, Vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, SEM garagem, SEM escritura. 17 mil – 27-997012376. VENDO apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, Santo Antônio, frente Santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VENDO Terreno Darli Santos VV, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/murado, aceito troca veículo R$85.000,00. 99812-2897 vivo. VENDO Imóvel 520m2, esquina, frente Av. Maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. 99812-6199 vivo whatsapp. Vendo casa Alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil Vendo J.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo J.Penha 3 qts/Ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo J.Penha 2 qts Conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 Seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: Av. Presidente Vargas, 137 - Centro Fundão. Tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo Casa – Caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. Sem escritura e sem garagem. R$75 mil ou R$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo Apartamento – Jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – Ed Cataurus – Atrás do Sup. Epa – 99527-0404 Vendo Apartamento – Jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, Suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao Bicho Guloso -

Estudo troca em imóvel de menor valor. 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento - Jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao Sesi – R$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 Vendo Apartamento - Jardim Camburi – 03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a Vale – R$ 290 mil - 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento – Jardim Camburi 02 quartos, 1 banheiro social, elevador Sol da Manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - R$ 245 mil.. 99973-1001/3084-5182 Vendo - Telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. Angel Art 999231 3143. Vendo Casa – Vila Garrido (Vila Velha) – 2ª pavimento (começo da escadaria) – 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, copa, varanda e terraço – R$ 44 mil ou troca por outro imóvel – 99701-2376 Vendo Apartamento – Jardim da Penha – Ed Centaurus - 2° Andar, 03 quartos, armários, garagem, dependência de empregada – Atrás do supermercado EPA – R$280 mil. 99527-0404 Vendo Apartamento – Jardim da Penha– 03 quartos, suíte, armários, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao Banco Banestes –Estudo veículo como forma de pagamento. 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento – Jardim da Penha 02 quartos, Suíte, armários, elevador, varanda, piscina e 01 Vaga. Próximo ao Bicho Guloso -99973-1001/3084-5182 Vendo Apartamento – Jardim Camburi – Amplo, 03 quartos, Suíte, armários, 02 elevadores, varanda e 02 vagas. Próximo ao Shopping Norte Sul -999731001/3084-5182 Vendo 2 camas de madeira (1casal-R$170 e 1 solteiro-R$100) – 99231-3143 Vendo 02 Casas – Bairro de Lourdes – 03 quartos - R$ 590 mil ou troco por apto em Jardim Camburi – 99989-1243/30710527 Vendo Casa – Paul (Vila Velha) – Parte alta, simples com telhas eternit – 03 quartos, sala, cozinha, área, copa, sem garagem e sem escritura. R$40 mil ou troca por outro imóvel. – 9.997604724 9.99004470 Vendo Apartamento - Praia do Canto 02 quartos, 01 suíte, armários, varanda, andar alto, 01 vaga, lazer, porteiro 24 h. 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento - Jardim da Penha 02 quartos, 02 banheiros, varanda, sem elevador. R$ 248 mil - 99973-1001/30845182

Pra que gastar tanto com publicidade legal?

Vendo Apartamento - Jardim da Penha 02 quartos com suíte, varanda, elevador, sol da manhã, armários, próximo a UFES - 360 mil. 99989-1243/ 3071-0527 Vendo Apartamento –Guarapari (Centro) – 02 quartos, montado, elevador, vaga de garagem, próximo ao Correio - R$ 245 mil – 99989-1243 COMUNICADO CONDOMÍNIO DO EDIFÍCIO METROP O L I T A N O T O W E R , C N P J n°. 23.682.766/000107, torna público que REQUEREU da SEMMA, a Licença LMR, para a atividade de Condomínios residenciais, comerciais ou mistos com inscrição imobiliária 010.7.012.0260.001, na localidade de AV Eldes Scherrer Souza, 558, Civit II, Município da Serra – ES. COMUNICADO COMERCIAL AUTOMOTIVA CBA LTDA, torna público que obteve da SEMDEC/GFA Cariacica, ES através do processo n° 36.828/2016-1, a Licença Municipal Ambiental Simplificada LS nº 028/2018, para atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito para cargas gerais ... – Cód. 22.08, na localidade da Rua Argentina, nº 73–Jardim América, Cariacica/ES. COMUNICADO ARIANY COSTA DE JESUS, torna público que requereu da SEMDESU, através do Processo nº 51830/2018, Licença LMAR, para atividade de BOATES, BARES...COM SONORIZAÇÃO ELETRÔNICO OU MUSICA AO VIVO, COD. 18.18 (N), na localidade da Av. Olgamitho Rodrigues, Nº 33, Bairro Santa Mônica Popular - V. Velha/ES. COMUNICADO ALEXANDRE AUTO CENTER EIRELI, CNPJ nº. 24.485.944/0001-64, torna público que requereu da SEMDEC/SUB-MA Cariacica, ES através do processo nº. 31051/2018 a Licença Ambiental de Regularização LAR para a atividade de manutenção e reparação de veículos automotores AV CARIACICA nº 971 – VILA CAPIXABA –Cariacica. COMUNICADO ADRIANA AMÉRICO LIMA - ME, torna público que Requereu da SEMD E SU, at r avé s d o p ro ce s s o n° 53585/2018, Licença LMAR/LMS, para atividade de LAVADOR DE VEÍCULOS, COD. 24.03, na localidade de Praia da Costa, Rua João Joaquim Mota, 300, Município de Vila Velha - ES.

COMUNICADO CONSUMAX COMÉRCIO VAREJISTA LTDA, CNPJº 27.664.939/0001-07, torna público que OBTEVE da SEMM A , a t r a v é s d o P r o c e s s o nº 8564/2018 a Licença LMR nº083/2018, para a atividade de PÁTIO DE ESTOCAGEM DE CARGAS GERAIS, na localidade de Rua Geraldo Del Puppo, Galpão 001 PA, Civit II, município da Serra – ES. COMUNICADO A GALWAN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A, torna público que Requereu da SEMDESU/PMVV, através do processo nº19311/2016, Licença LMAR, para a atividade de loteamento Residencial ou para unidade habitacional, código 15.01. Rua Machado de Assis, loteamento São Conrado, Vila Velha/ES. COMUNICADO IVONETE FURLANI ME, torna público que REQUEREU da SEMDESU, através do Proc. N° 52071/2018, Licença Municipal Ambiental de Regularização (LMAR), para a atividade de Reparação, retífi ca, manutenção, e lanternagem, com pintura por aspersão, para automóveis, COD. 5.08 (I), na localidade de Rua Itaúna, nº 5, bairro Praia de Itaparica, município de Vila Velha - ES. CEP: 29.102-100. COMUNICADO A J G PRAXEDES ME, torna público que requereu da SEMDESU, através do Processo nº 51461/2018, Licença LMAR, para atividade de Fabricação e/ou manutenção de estruturas metálicas e/ou artefatos de metais ou ligas ferrosas...Sem pintura por aspersão, Cod. 5.05 (I), na localidade da Av. Darcy Duarte Carneiro, Nº 41, Bairro Cobilândia - V. Velha/ES. COMUNICADO JR PINTURAS AUTOMOTIVAS, torna público que obteve junto a SEMMA de Castelo a Licença Municipal de Simplificada para atividade de Reparação de Máquinas e Equipamentos e Mecânicos Diversos, na localidade de Esplanada, no município de Castelo/ES. COMUNICADO LESVALDO POPE, torna público que obteve junto a SEMMA de Castelo a Licença Municipal de Regularização para atividade de Funilaria e Latoaria com Pintura, na localidade de Esplanada, no município de Castelo/ES.

COMUNICADO MARCOS AUGUSTO MOREIRA NASCIMENTO ME torna público que Requereu da SEMMA, através de Processo nº 49767/2018, Licença LMAR para ATIVIDADE DE RETÍFICA E MANUTENÇÃO DE MOTORES AUTOMOTIVOS 5.07 (I), localizada à rua Araraquara, nº 3, Alecrim – Vila Velha/ES. COMUNICADO MARINGÁ MÁRMORES E GRANITOS LTDA-ME, torna público que requereu da SEMDEC-Cariacica através do Processo 32746/2014, a renovação da LAR para atividade de Beneficiamento de mármores e granitos(corte, acabamento e polimento manual) na Rua Santa Leopoldina,37, Vila Capixaba, Cariacica-ES. COMUNICADO MARTA DE MELO, torna público que REQUEREU da SEMDESU, através do Proc. Nº 55223/15, a renovação da LMAR 109/2016, para a atividade de Empreendimentos de hospedagem (pousadas, hotéis e motéis), COD 18.13 (N) na localidade de Av. Estudante Jose Julio de Souza, nº26, Praia de Itaparica, 29.102-010, município de Vila Velha – ES. COMUNICADO A MERCADÃO DOS TAMBORES LTDA, torna público que obteve junto ao IEMA, através do processo no 56119933, a Licença de Operação Corretiva (LOC), para triagem, desmontagem e/ou armazenamento temporário de resíduos sólidos Classe I (incluindo ferro-velho), no município de Cariacica-ES. COMUNICADO SAMAUNA IMÓVEIS E PARTICIPAÇÕES LTDA torna público que obteve da SEMMA, Vila Velha, ES, através do processo n° 49384/2018, protocolo da Licença Municipal de Regularização, para construção de Supermercado, localizados em Área Urbana Consolidada, localizado na Estrada Ayrton Senna da Silva, s/ n – Riviera da Barra – Vila Velha / ES. COMUNICADO USINA CAPARAÓ EIRELI EPP torna público que REQUEREU do IEMA, através do processo 28447433, a renovação da LAR 01/2015 para a atividade de Usina de asfalto a quente, CÓD. 5.05, na localidade de Rod. BR 484 s/n, Zona Rural de Guaçuí/ES. COMUNICADO “VENAC PNEUS LTDA”, torna público que requereu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Viana, através do processo Nº 12420, Licença Municipal de Operação – LMO, para recauchutagem de Pneus, na localidade de Rodovia BR 262, Km 9, Marcilio de Noronha, Município de Viana/ES.

Balanços, Atas, Editais e Comunicados no menor custo do mercado? Solicite seu orçamento. E-mail:  bianca@eshoje.com.br ou ligue para (27) 3395-1800

Jornal ESHOJE_714  

Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e até o meio ambiente já adotaram os aparelhos de drones para operações

Jornal ESHOJE_714  

Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e até o meio ambiente já adotaram os aparelhos de drones para operações

Advertisement