Page 1

Jornal do CCE Ano 5

Nº 26

Florianópolis, Maio de 2012

jornaldocce.ufsc.br

@jornaldocce

Nova reitora assume gestão Roselane Neckel é a primeira mulher a ocupar o cargo em 51 anos de UFSC Luan Martendal

Nesta quinta-feira, 10, será realizada a cerimônia de posse da nova reitoria no auditório do Centro de Cultura e Eventos. A futura gestão, formada pela reitora eleita Roselane Neckel e a vice Lúcia Helena Pacheco, pretende ampliar os espaços de participação dos estudantes e servidores da Universidade.

Página 7

Investigação de cartas anônimas Página 5

Criação do telejornal diário da UFSC

Além da proposta de promover maior diálogo entre reitoria, alunos e funcionários, a nova gestão pretende realizar mudanças na área administrativa. Outras ações seriam: ampliação do número de vagas na moradia estudantil e a reforma do Centro de Convivência.

Letras promove Semana Acadêmica Os departamentos de Literatura e Línguas Vernáculas e de Literatura e Línguas Estrangeiras organizam a VI Semana Acadêmica. Minicursos, palestras e mesas redondas estão entre as atividades oferecidas. A organização do evento prevê cerca de mil participantes na edição deste ano. As inscrições, abertas à comunidade, acontecem até o dia 11 de maio e são gratuitas. Página 6

Página 3

Comissão pró Centro de Artes suspende ações Página 6 Roselane Neckel se prepara para assumir a reitoria da Universidade

Campanha alerta motoristas

A campanha de conscientização de motoristas que estacionam em vagas irregulares, coordenada pelo Departamento de Segurança, completou três semanas. Entre as ações promovidas está o uso de adesivos para alertar os motoristas sobre estacionamentos irregulares no campus.

Simone Feldmann

Página 3

Semana de Cinema abre inscrições

Desrespeito no trânsito motiva campanha educacional no campus

Página 4


2

Opinião

Divagações

C

Maio 2012 de um velho

aríssimos, estive sentado em uma poltrona no meio de um desses shoppings de grande circulação e fiquei estarrecido ao ver em que se transformaram nossos jovens. Resolvi fazer, então, uma pequena retrospectiva para ver se o que temos hoje é o reflexo do ontem. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, os soldados voltaram para suas casas e, após um longo período de abstinência, finalmente puderam se jogar nos braços de suas amadas esposas, namoradas ou até de qualquer uma, pois o desespero era grande. Assim, surgiram os Baby Boomers, uma geração segura, que viveu a pressão da ditadura, mas que curtiu as belezas da Jovem Guarda e dançou ao som da Bossa Nova. Desses Baby Boomers surgiu a chamada geração X. Uma nova era iniciava. Estes, nascidos entre a década de 60 e a de 80, já começavam a sentir os impactos da explosão tecnológica. Já sofrem com as consequências da inflação e, devido aos atos impensados de liberdade, sentem os horrores do vírus HIV. Sim, caro leitor, a AIDS. Porém, essa geração trouxe também coisas positivas: lutaram pela democracia em seu país, liderando o movimento conhecido como Caras-Pintadas. No final da década de 80, aos poucos, foi-se percebendo a che-

gada de uma nova geração. A Y. Estes, sem dúvida, com muita liberdade, são conhecidos por sua flexibilidade, por adorarem desafios que mostrem do que são capazes, pelo fato de serem otimistas, participativos e muito criativos, são excelentes profissionais. A geração Y surgiu quando a tecnologia já estava bem desenvolvida, conferindo-lhes características como imediatismo e praticidade. Posso afirma com muita convicção que a geração Y é a que mais traz para a nova sociedade uma visão diferenciada de mundo, como um todo. No entanto, ainda temos uma última geração. Por enquanto. O mundo evolui rapidamente e com ele, novas gerações surgem. Além destas, outras virão. É fato. A geração Z é, sem dúvidas, a que sofrerá grandes impactos futuramente. Por causa do auge tecnológico, as pessoas desse grupo são extremamente solitárias e individualistas, vivem em um mundinho próprio, particular e fechado. Nascidos nos anos 2000 são imediatistas e intolerantes e, por isso, nunca foram constatados índices tão altos de depressão jovem. Ah, caro leitor; amigo, depois de tanto tempo sentado naquele shopping, divagando concluí que o tempo e o espaço serão poucos para o nosso futuro. E que velhos conceitos, já não fazem mais sentido. É o futuro que toma conta. E Deus.

Carta

Jornal do CCE ao

Leitor

O Jornal do CCE chega à 26ª edição. A nossa equipe traz para você as principais notícias do centro e da UFSC. Os destaques dessa edição são a posse da nova reitoria, a campanha de trânsito no campus, a investigação pela Polícia Federal de cartas anônimas, a Semana de Letras e a entrevista com o novo coordenador de extensão do CCE, Paulo Ferrolli. Na editoria de Cultura, você

confere as últimas informações a respeito da Semana de Cinema, a abertura de vagas para as oficinas do Teatro Origem e a programação do Projeto 12:30 para o mês de maio. Leia também as notícias do CCE na internet. Visite o nosso blogue: jornaldocce.ufsc.br e siga-nos no tuíter: @jornaldocce. E para críticas e sugestões, nosso e-mail é jornaldocce@cce.ufsc.br Boa leitura!

Errata Em matéria publicada na página 06 da 25ª edição do JCCE, ocorreu um erro quanto à naturalidade do cineasta Glauber Rocha. Na linha fina afirmou-se que

Glauber era carioca. Na verdade, o cineasta nasceu em Vitória da Conquista na Bahia. Pedimos desculpas pelo equívoco e pelos possíveis transtornos.

Isabela de Amorim é aluna da 1a fase do Curso de Letras-Português. Giovanna Chinellato é aluna da 5ª fase de Jornalismo

Jornal do CCE O Jornal do CCE é um orgão de ex-

Bolsista

Reportagem

Revisão

tensão do Departamento de Jornalis-

Carolina Franco

Aline Lima, Daniel Euzébio, Gabriela

Aline Lima, Cristal Muniz, Marina Oli-

de Toni, Guilherme Longo, Janine Sil-

veira, Raíssa Turci, Stefanie Damazio, Thaís

mo, com textos, fotos, edição e diagramação dos alunos das disciplinas de

Edição

va, Luan Martendal, Luara Wandeli

Redação II e Editoração Eletrônica.

Cristal Muniz, Janine Silva, Luan Mar-

Loth, Mateus Boaventura, Mateus

Ferraz

tendal, Mariana Petry, Marina Olivei-

Vargas, Nadine Lopes, Raíssa Turci,

Professor responsável

ra, Mateus Boaventura, Poliana Dalla-

Rafael Venuto, Renato Botteon, Stefa-

Tiragem

Elias Machado DRT/RJ 16.936

brida e Stefanie Damazio.

nie Damazio, Tainara Rosa e Thales

500 exemplares

e

Thales

Camargo. Professora de Editoração

Fotografia

Rita Paulino SC00365 - DG

Aline Lima, Alice da Silva, Gabriela de

Diagramação

Impressão

Toni, Simone Feldmann, Rafael Venu-

Bianca Bertoli, Cristal Muniz, Guilher-

Monitora

to, Bianca Bertoli, Luan Martendal e

me Longo, Janine Silva, Mariana Petry,

Luciana Bonetti

Raíssa Turci.

Mateus Boaventura, Poliana Dallabri-

Contato

da, Raíssa Turci e Thales Camargo.

jornaldocce@cce.ufsc.br

Gráfica Delta Print

Camargo.


Maio 2012

Jornal do CCE

Campus

3

Posse da nova reitora ocorre dia 10 A posse da nova Administração da UFSC será realizada na quinta-feira, dia 10 de maio, às 19h no Auditório do Centro de Cultura e Eventos. A cerimônia é aberta à comunidade. Depois de analisar todas as áreas, a reitora eleita disse que é necessário reavaliar a atual estrutura da UFSC e realizar mudanças na área administrativa. Demandas estudantis - A prioridade será o planejamento para ampliação das moradias e a fundação de um conselho participativo de alunos junto à PRAE. Também é planejada a reforma do Centro de Convivência e criação de uma política cultural que atenda todos os alunos, com a ampliação das possibilidades de cinema, arte e cultura. Para garantir as condições mínimas de funcionamento da universidade em períodos de greve dos servidores técnico-administrativos, Roselane Neckel disse que o diálogo será uma constante para que o direito das demais catego-

Luan Martendal

A nova gestão tem como meta o diálogo e a participação da comunidade

A nova reitora pretende priorizar a ampliação das moradias estudantis

rias seja preservado. “Devemos avaliar em parceria quais medidas adotar para que este direito de fazer greve não prejudique o direito das demais categorias”, explica a nova reitora. Quanto às obras em atraso, será criada uma força-tarefa para a conclusão de todos os projetos pendentes. “Queremos minimizar os problemas causados pela falta

de espaço físico nos campi, o que ocorre, por exemplo, no CCE, com os cursos de artes cênicas, cinema e design gráfico”, afirma Roselane. Expectativas da comunidade - O presidente do Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc), Carlos Mussi, está otimista com a nova Administração “Te-

Alunos produzem novo telejornal Alice da Silva

De segunda à sextador do curso de -feira às 17 horas e 30 miJornalismo. nutos está no ar o TJUFSC, O próximo novo telejornal elaborado objetivo da equipelos alunos do curso de pe é popularizar Jornalismo e que tem como o telejornal para foco central a cobertura que seja assistido de fatos dentro do campelo maior númepus. Com três minutos de ro de pessoas na duração o telejornal é um comunidade da projeto de extensão pioneiUFSC. O projeto O telejornal é uma iniciativa pioneira no Jornalismo ro por ser transmitido ao prevê a veiculação vivo cinco vezes por semaatividades, o TJUFSC conta com do programa ao vivo em telena. A coordenação dos trabalhos a participação de voluntários da visores em pontos estratégicos é dos professores Antonio Brasil, segunda a oitava fase. “A experi- como a lanchonete do Básico e que esteve à frente do primeiro ência faz com que eu sinta como o corredor do Departamento de telejornal universitário on-line seria o dia-a-dia do mercado de Jornalismo. brasileiro, o TJUERJ, em 2002, e trabalho, envolvendo a agilidade, Até o momento para acompaCárlida Emerim. as dificuldades e a responsabili- nhar o telejornal ao vivo basta Todas as etapas do telejornal, dade”, explica a bolsista e editora acessar o endereço server.stredesde a técnica, até a apresen- chefe, Natália Porto, atualmente am.ufscc.br/jornalismo. Todas as tação, são realizadas pelos alu- na terceira fase. “Estes projetos edições estão disponibilizadas no nos. Além de duas bolsistas de aproximam os estudantes da pro- Youtube no canal /jornaltjufsc. extensão, que exercem a função fissão e estimulam o aprendizado de liderança e coordenação das “, disse Áureo Moraes, coordenaSimone Feldmann

mos tido com a reitoria um relacionamento, pelo menos nesses últimos anos, muito respeitoso e favorável; um relacionamento de contribuição. Espero que esse perfil não só continue, mas ainda se fortaleça muito mais”, afirmou. Mussi adianta que a primeira reivindicação é que a reitoria reconheça a condição da Apufsc de representar as universidades federais de Santa Catarina e legitime a intenção da associação em fazer parte do CUn com direito a voz e voto em todos os temas que lhe sejam pertinentes. Nos dias 2, 3 e 4 a futura administração realizou os fóruns participativos para discutir com a comunidade as diretrizes para a próxima administração. As professoras Roselane Neckel e Lúcia Helena Martins Pacheco foram eleitas em novembro de 2011 com 52,47% dos votos.

Nadine M.P. Lopes Daniel C. Euzebio

Últimos dias de inscrições para PIBIC Os professores com interesse em realizar novos projetos ou renovar os antigos devem submeter as propostas para concorrer às bolsas de iniciação científica PIBIC, PIBITI e BIPI na UFSC até às 24h do dia 14 de maio somente pelo formulário IC Online, disponível no endereço pibic.ufsc.br. O período de duração das bolsas vai de 1º de agosto de 2012 a 31 de julho de 2013. Os coordenadores dos projetos contemplados devem indicar os alunos bolsistas até 5 de agosto. Serão distribuídas 650 bolsas por toda a universidade. Ano passado, o CCE recebeu 31 bolsas.

Janine Silva


4

Campus

Maio 2012

Jornal do CCE

Campanha de trânsito no campus Nas primeiras semanas número de estacionamentos irregulares reduziu 30%

O Congresso Internacional Fluxos Literários: Ética e Estética, que ocorre nos dias 12 e 13 de junho no CCE, está com as inscrições abertas para quem quiser apresentar trabalhos. Os alunos de graduação ou pós-graduação interessados podem fazer as inscrições através do endereço www.fluxosliterarios.blogspot. com.br até o dia 10 de maio. Para ser ouvinte, as inscrições vão até o dia 11 de maio. Para submeter o trabalho, os estudantes devem elaborar um resumo que será avaliado pelos organizadores. O Congresso é organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Literatura e tem como objetivo integrar professores e alunos para discutir a produção literária a partir da relação e a contaminação da narrativa com outros discursos.

Mariana Petry

Labprojor cria apps para celular O projeto deverá ser finalizado até abril do próximo ano A pesquisa do uso de novas funcionalidades de sistemas para aplicações hipermídia em dispositivos móveis e tablets está em fase inicial em um dos projetos do LabProJor, realizado por alunos e professores dos cursos de Desing e Jornalismo. O trabalho, direcionado aos produtos desenvolvidos para a mídia on-line e impressa, procura resolver algumas limitações de algumas tecnologias relacionadas aos dispositivos móveis, como a conversão de plataformas de desenvolvimento. Além dos bolsistas de Jornalismo e Design, um aluno da área de comunicação colabora para solucionar entraves da parte técnica de programação. “Mais do que um computador, as tablets e celulares mais sofisticados utilizam-se não apenas da interatividade. Conforme um dispositivo troca o sentido vertical X horizontal, criam-se novos

Gabriela De Toni

Congresso recebe inscrições

gramado e as rampas para acesso aos cadeirantes. A medida atendeu às reclamações da comunidade universitária, que se manifestou na fanpage da UFSC no Facebook, postando reclamações e fotos das irregularidades. Entre as ações estão adesivar os veículos em locais irregulares e registrar a placa para cadastro através do DETRAN. Se as infrações persistirem, pode ser aberto um processo por danos ao patrimônio publico. Carros estacionados em locais impróprios foram sinalizados com adesivo A UFSC possui mais de 37 Há uma reunião prevista junta- como a do CCE. mil pessoas, entre alunos, profesmente ao setor de vigilância para Campanha educativa – sores e servidores. Já o número analisar o resultado e, se o uso A campanha coordenada pela de vagas nos estacionamentos dos adesivos for insuficiente, a Central de Segurança reduziu está na casa de 4 mil. Polícia Militar poderá multar os os estacionamentos em lugares infratores das vias municipais, impróprios como as calçadas, o Tainara Rosa

Simone Feldmann

A campanha lançada em abril para reduzir os estacionamentos irregulares no campus apresenta os primeiros resultados. “O número de veículos em lugares impróprios diminuiu 30% até agora”, disse o Diretor de Segurança, Leandro Luiz de Oliveira. No primeiro dia da campanha, 60 carros foram notificados; no segundo dia caiu para 15, e na última semana de abril o total de advertências foi entre oito ao dia. Durante esse período, 300 adesivos foram colocados. Segundo o Chefe de Gabinete do Reitor, José Carlos Petrus, o CCE é um dos lugares mais afetados. Os motoristas invadem o gramado da rótula e estacionam nos locais por onde o ônibus faz o retorno, impedindo o acesso para os coletivos numa via municipal.

A iniciativa é do curso de Design em parceria com o de Jornalismo

desafios de como re-diagramar mais de um modelo de página, assim como a sua percepção pelo consumidor. Obriga o processo da notícia se adaptar sempre a questão da visibilidade”, explica o Professor Clóvis Geyer Pereira. A equipe de alunos participa na elaboração de artes, infográficos e no suporte de

programação. O tempo limite para a finalização do projeto é abril de 2013. Durante esse período, pretende-se participar de programas e editais na UFSC, CNPq e FAPESC objetivando tornar o laboratório sustentável e com equipamentos adequados. O Labprojor é coordenado pela professora Rita Paulino.

Marina Oliveira


Jornal do CCE

Campus

Maio 2012

5

Polícia investiga cartas anônimas

A Polícia Federal está investigando a autoria de cartas anônimas com conteúdo pejorativo a lideranças da UFSC, que começaram a circular no campus desde setembro de 2011, época de campanha eleitoral para a Reitoria. O conteúdo das mensagens inclui acusações de crimes, mas não apresenta provas concretas para que os fatos cheguem a ser apurados. Os textos eram enviados pelo correio através do serviço de malotes da Universidade. Os destinatários incluíam professores, chefes de departamento e cargos da Reitoria. Uma das cartas teria sido enviada também à Procuradoria da República de Santa Catarina, ao Ministério da Educação, à Controladoria Geral da União e à Casa Civil da Presidência da República. O Reitor Álvaro Prata requereu a investigação no dia 9 de abril. O delegado da Polícia Federal da região de Santa Catarina, Ildo Rosa, afirma que até o fim de maio a investigação

deve ter sido concluída ou estar em estágio avançado. Como primeiro método de apuração, a Polícia ouvirá depoimentos das pessoas citadas nas cartas para certificar-se de suspeitas, averiguar se as acusações ficaram restritas às mensagens e descobrir a finalidade dos escritos. “Como a Universidade está em período de troca de gestão, as cartas podem estar relacionadas a disputas de cargos. O autor parece ter conhecimento sobre como funciona a UFSC. Conduziremos a investigação com extrema cautela”, disse o delegado. Se identificado, as punições aplicadas ao responsável pelas cartas anônimas serão as previstas para crimes contra a honra, que incluem calúnia, injúria e difamação, com penas que variam de multa a detenção (de um mês a dois anos). A punição se agrava quando a difamação é dirigida a servidores públicos e divulgada para um grande número de pessoas. Caso o autor

Divulgação

A previsão é que a apuração do caso deve estar concluída até o fim de maio

O delegado da PF Ildo Rosa fala sobre o andamento da investigação

das cartas seja servidor público, poderá ser demitido por má conduta. O professor José Petrus, chefe do gabinete do Reitor, disse que a solicitação para a Polícia Federal foi feita apenas em abril porque a Reitoria não queria criar tumulto em época

Programa Escala abre inscrições Neste semestre as vagas são para alunos de Letras responsável por alimentação e hospedagem. Para participar o estudante deve preencher o formulário disponível em www.grupomontevideo.edu.uy e enviar a documentação necessária. O aluno que estiver cursando o último semestre do curso ou estiver com matrícula trancada, não poderá se candidatar. O processo seletivo será realizado por uma entrevista com o candidato e pelo índice acadêmico dos inscritos. O resultado será divulgado a partir do dia 20 de maio. Divulgação

O programa Escala Estudantil para intercâmbio da Associação das Universidades do Grupo de Montevidéu (AUGM) na UFSC está com as inscrições abertas até o dia 13 deste mês. Os interessados podem escolher uma das universidades parceiras Grupo de Montevidéu oferece intercâmbios na Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai. O intercâmbio tem como ob- de Letras-Espanhol. O prograjetivo contribuir para o fortale- ma fornece auxílio alimentacimento e consolidação da pes- ção, moradia e isenção de taquisa científica e tecnológica xas acadêmicas. Os estudantes nas universidades envolvidas. permanecem na universidade Neste semestre as 12 vagas escolhida cursando disciplinas oferecidas são para os alunos por um semestre, e esta fica

Stefanie Damázio

de eleição. “As acusações foram agravando-se com o tempo”, completa Petrus. Desde o início da investigação até o momento em que a matéria foi redigida nenhuma outra carta havia sido enviada.

Raíssa Turci

Oficinas de Academic Writing As doutorandas Cyntia Bailer, Kátia Eliane Muck e Márcia de São Thiago Rosa oferecem oficinas de Escrita Acadêmica (Academic Writing) voltadas para os alunos de graduação em Letras-Inglês. As aulas acontecerão durante todo o semestre, na sala 309 do bloco B. As oficinas fazem parte do projeto REUNI de Apoio Pedagógico. As aulas são realizadas todas as quintas-feiras, das 18h15 às 19h30 e se dividem em dois blocos: Academic Writing I e II. Os estudantes podem escolher livremente que aulas frequentar, sem necessidade de inscrição prévia.

Thaís Ferraz


6 Cultura

Maio 2012

Jornal do CCE

Semana Acadêmica de Letras Mais de 160 atividades de ensino, pesquisa e extensão Alice da Silva

A programação dos Pelados”, de Silvio da VI Semana AcaBack, precedido pela dêmica de Letras, apresentação do histoque acontece entre riador Ronaldo Borelli os dias 22 e 25, prevê em mesa redonda orgamais de 160 atividanizada pela professora des sobre as diverSusan de Oliveira e pelo sas áreas do ensino, cineasta Zeca Pires. Alpesquisa e extensão gumas atividades serão dos cursos de Letrasgravadas, com interpre-Português, Línguas tação para os alunos de Estrangeiras e Secrelibras. tariado. As inscrições Os inscritos recebem são gratuitas e estão Equipe da organização define os últimos detalhes do evento certificado de 36h para abertas à comunidade integralização curricuaté o dia 11 de maio. São esperados ano, ganhando proporções de um lar. Para os alunos de Línguas Esmil participantes. congresso”, disse a professora do trangeiras, a semana será cobrada Um dos destaques desta edição DLLV e organizadora, Zilma Gesser como dia letivo. Informações e a é a palestra “A criação e o con- Nunes. programação completa disponíveis ceito de belo, falando de poetas e Guerra dos Pelados - O cente- em semanadeletras.cce.ufsc.br. pintores” com o professor Júlio de nário da Guerra do Contestado será Queiroz. “O evento cresce a cada lembrado com o filme “A Guerra Mateus Vargas

A edição 40 do Café Philo, no dia 16 de maio às 19 horas, apresenta debate sobre o corpo disciplinar inspirado nas ideias do filosofo francês Michel Foucault. O palestrante convidado para conduzir as discussões que acontecem na sede da Aliança francesa, na rua Visconde de Ouro Preto, 282, Centro, é o Professor Kleber Prado Filho, doutor em sociologia pela USP e docente do departamento de psicologia da UFSC. O professor Kleber Filho fará uma exposição de 40 minutos aberta às perguntas da plateia. Questões como a disciplinarização do corpo e do sujeito na modernidade e as diferenças entre a concepção de corpo no Oriente e Ocidente serão tratadas pelo palestrante. Café Philo é um projeto de extensão do CCE em parceria com a Aliança Francesa.

Luara Wandelli

Rádio Ponto inova com transmissão de imagens Gabriela De Toni

Café Philo debate ideias de Foucault

Equipe da rádio ponto prepara equipamento para transmissão ao vivo

A Rádio Ponto UFSC implantou a transmissão ao vivo em vídeo. O serviço começou no dia 23 de abril. Agora, além de ouvir os programas, os ouvintes podem assistir a tudo o que acontece dentro dos estúdios devido à instalação de uma webcam dentro do estúdio A do laboratório de rádio. A principal intenção do projeto é mostrar aos alunos a convergência entre os meios de comunicação que o jornalismo está inserido. Existem ainda planos de se produzir novos programas que

poderão ser transmitidos tanto na rádio quanto na televisão. “A idia surgiu com a criação do programa ‘Jornalismo em Debate’, produzido pelos alunos da disciplina Cátedra FENAJ no início de 2010”, afirmou a coordenadora da Rádio Ponto, professora Valci Zuculoto. O projeto prevê a instalação de mais câmeras nos outros estúdios do laboratório, uma vez que nem todos os programas são transmitidos no estúdio A.

Guilherme Longo

Conferência recebe artigos até o dia 15 O prazo para submissão de artigos para a Weak Reference and Definitude é até 15 de Maio. Os interessados devem enviar um e-mail para ropiolive@gmail. com. A conferência será realizada nos dias 20 e 21 de Agosto na UFSC, como parte das atividades do Projeto de Cooperação Capes-Cofecub, entre Brasil e França. O objetivo do evento é possibilitar o debate entre linguistas, filósofos e cientistas. Os resumos serão avaliados levando em consideração adequação ao tema, o grau de impacto na área, a originalidade da abordagem, o domínio do inglês escrito e o conhecimento da literatura atual sobre o tema.

Thales Camargo

Programação de maio do Projeto 12:30 Nesse mês o Projeto 12:30 traz a apresentação da banda independente Somato, no dia 9. O grupo mescla o rock com a música erudita e MPB. No dia 16, e a vez do trio Karibu. O clã instrumental se apresenta no dia 23 e o Eletrolíticos no dia 30. O 12:30 é um projeto de extensão do Departamento Artístico Cultural da UFSC. As apresentações culturais e musicais buscam criar oportunidades e dar visibilidade para as bandas e grupos artísticos. O projeto é realizado semanalmente há 20 anos, sempre às quartas-feiras, no varandão do CCE. Quinzenalmente, no Teatro da UFSC, acontece a versão acústica do projeto. As apresentações são gratuitas e abertas á todo o publico.

Renato Botteon


A Companhia de Teatro Origem, em parceria com o DCE recebe inscrições para as oficinas de teatro até o dia 13 de julho. O projeto pretende trabalhar a desenvoltura e a desinibição dos participantes. A metodologia aplicada nas oficinas é a prática do teatro como instrumento de autoconhecimento. “Os jogos e as práticas permitem que o aluno explore suas qualidades e suas limitações de forma divertida”, explica Thiago Santana, aluno do curso de Artes Cênicas e idealizador do projeto. As aulas ocorrem todos os sábados, no Centro de Convivência e no Bosque do CFH, das 14h30 às 16h. As oficinas são abertas à comunidade e as inscrições devem ser feitas através do e-mail teatrorigem@gmail.com. A mensalidade custa R$ 60,00 e não é cobrada taxa de inscrição.

Aline Lima

Organizadores definem detalhes finais da programação

As inscrições para a VI Semana de Cinema iniciam dia 14 de maio

no auditório Henrique da Silva Fontes, no andar térreo do prédio

e vão até dia 28. A participação é gratuita e aberta a todos. Para se inscrever basta encaminhar uma mensagem com os dados pessoais, indicando a oficina de preferência (algumas exigem pré-requisitos) para os organizadores. A programação completa e o e-mail para as inscrições serão divulgados no endereço www.semanadecinema. ufsc.br. As palestras acontecem

B, de 28 de maio a dois de junho. Programação diversificada- A programação é composta por palestras, mesas de discussão e oficinas. Cinema Fantástico é o tema da sexta edição, destacando os gêneros horror, ficção científica, fantasia e animação. “É o momento em que você deixa de reproduzir um conhecimento que o professor passou e passa a tra-

Divulgação

UIPI discute importância do design A Empresa Júnior de Design realiza a terceira edição da Semana UIPI entre os dias 14 e 18 de maio às 19h no Auditório da Reitoria. A semana acadêmica organiza uma série de palestras com objetivo de incentivar a reflexão e a busca por conhecimento sobre design, gestão e empreendedorismo. Nesse ano traz como tema “Como o design pode mudar o mundo?”. “A proposta deste ano não é apresentar respostas para a pergunta, mas estimular o pensamento dos participantes em torno desta questão”, explica o Gerente Geral da Semana UIPI 3, Felipe Felisberto de Souza. A palestra de Jardel Beck sobre sua experiência no Movimento Empresa Júnior abre a programação no dia 14. Nos demais dias, os convidados serão Damien Levaton com o tema “O que seria do mundo sem design?”, Helder Filipov sobre preceitos de acessibilidade, prati-

7

Cinema organiza VI Semana Bianca Bertoli

Teatro Origem abre inscrição para oficina

Cultura

Maio 2012

Jornal do CCE

O evento marca o terceiro aniversário da Empresa Júnior de Design

cidade e sustentabilidade, Gustavo Chelles sobre a democratização do design sob o ponto de vista dos projetos desenvolvidos pela Chelles & Hayashi Design, Rogério Cordeiro

uma média diária de cem participantes. Neste ano são aguardadas em torno de 150 pessoas para cada dia do evento. A participação nas atividades é gratuita e aberta à co-

falando da importância do design para a Microsoft e Manuel Ferreira falando sobre o case do Fiat Mio. Em 2011, a semana contou com

munidade. Quem marcar presença recebe um certificado.

Luan Martendal

duzi-lo, modificá-lo segundo suas próprias experiências”, disse o docente responsável José Cláudio Siqueira. Entre os convidados estão profissionais de referência como Luiz Nazário e Rodrigo Aragão. “A situação da imprensa na época em que eu exercia a crítica jornalística era completamente diversa. Havia apenas VHS, mas a imagem era ruim e achar uma cena era torturante. Hoje qualquer um tem acesso a tudo on line e digitalmente, pode saber de tudo no mesmo instante”, declarou o escritor e professor especialista em cinema, Luiz Nazário. A Semana de Cinema foi criada em 2007 pelos alunos do curso da UFSC e conta com o apoio da Direção do CCE e da PRAE. A última edição teve a participação de quase 170 alunos nas oficinas e um público médio de 40 pessoas nas mesas de discussão. No dia 14 a coordenação define a quantidade de vagas.

Mateus Boaventura

Jornada de Letras debate cultura alemã O curso de Letras Alemão promove, nos dias 21 e 22 de maio, a “Jornada de Cultura Alemã” . O evento tem como foco a literatura e a tradução de ensaios na língua germânica. No dia 21, a jornada contará com palestras abertas ao público e ministradas por professores e tradutores. Os colóquios acontecem na sala Hassis, no bloco B. No dia seguinte, serão realizados workshops destinados aos alunos do curso. O evento ocorre simultaneamente à Semana de Letras.

Gabriela De Toni


8 Entrevista

Maio 2012

Professor Paulo Ferroli Novo coordenador de extensão do CCE

as especificidades do CCE. Qual é a avaliação que o centro tem da tabela proposta pela Reitoria? PF: É complicado eu falar pelo centro já que eu participei da reunião, mas eu não sei exatamente a opinião ainda do conjunto dos docentes. Pelo que foi mostrado em relação às sugestões enviadas, acredito que o centro de modo geral não tem muitas queixas em relação à tabela de progressão funcional. Pelo menos lá na reunião foi apresentado pela comissão que está fazendo a tabela as sugestões de todos os centros e do CCE não apareceu nenhuma reclamação, apenas reclamações do CTC. E como não tivemos nenhuma reclamação do CCE eu acredito que a tabela como um todo foi bem compreendida.

JCCE: No ano de 2011 das 332 bolsas de extensão 46 foram para o CCE. Neste ano o que pode ser feito para aumentar o número de bolsas? PF: Acredito que esse ano o O professor Paulo Ferroli comenta as atribuições de novo cargo edital do Pró- bolsas já teve Após a saída da professora ra Rosana para ver se ela tem bastante procura, com mais Rosana Kamita para assumir algum ponto que poderia ser projetos do CCE. Tive oportunia chefia do DLLV, o CCE tem melhorado. Faz pouco tempo dade participar da comissão de novo coordenador de extensão. que eu soube que iria ser coavaliação dos projetos e depois Paulo Ferroli possui mestrado ordenador de extensão. Nesse observei o resultado. Em come doutorado em Engenharia de momento estou conhecendo os paração com outros centros que Produção pela UFSC e atual- possíveis problemas ou são até maiores, o CCE mente é professor adjunto no pontos de melhoconseguiu aprovar Departamento de Expressão rias que poderão um número sigGráfica. Ferroli assumiu a coor- acontecer. Vou “Eu acho que a nificativo de denação no dia 25 de abril, na conversar com Rosana fez um projetos de exreunião promovida pelo conse- ela e ver se ótimo trabalho. tensão. Acho lho do centro. Em entrevista ao tem alguma Pretendo manter que o objetivo Jornal do CCE, o professor fala sugestão ou o que ela fez.” é manter. Eu das expectativas para o cargo e observação feita não digo que vai da atual situação da extensão. durante a permaaumentar porque nência no cargo que esse índice já consiJornal do CCE: Com a saída seria relevante. derei muito positivo. Trada antiga coordenadora Robalharemos para manter esse sana Kamita, quais são as JCCE: Na reunião do dia 25 índice em relação aos outros principais demandas a serem de abril, o colegiado propôs centros. resolvidas na nova gestão? uma nova tabela de progresPaulo Ferroli: Na verdade, eu são funcional para os docenJCCE: É importante que vou conversar com a professo- tes da UFSC que atendesse exista um espaço para dis-

Jornal do CCE cutir as políticas de extensão com os coordenadores de área nos departamentos. O senhor pretende criar um fórum deste tipo? PF: Eu vou ver como funciona o fórum atual. Eu acho que a Rosana fez um ótimo trabalho. Pretendo manter o que ela fez. Não tem expectativa de alterar nada por enquanto. JCCE: O senhor irá permanecer na coordenação de extensão do CCE até o final do ano. O que pretende fazer enquanto estiver na função? PF: Vou conversar com a antiga coordenadora para ver os pontos indicados como possíveis de melhorar e na medida do possível tentar realizar. Não sei exatamente o que poderia ser feito durante esse tempo que eu vou ficar no cargo. Na verdade, pretendo participar de uma reunião própria de extensão para ficar por dentro do que está acontecendo, quais são os objetivos do centro, antes de ter alguma meta definida. Vai ter uma reunião específica a partir do dia 15 de maio. E aí é que eu vou tomar ciência dos projetos de extensão que estão acontecendo e quais são os planos. JCCE: O coordenador de extensão é responsável por coordenar os projetos de extensão e a interação de professores e estudantes na divulgação para a comunidade. Qual é a importância destes projetos na universidade? PF: São muito importantes as atividades de extensão oferecidas na universidade. É fundamental que os alunos participem, assim estarão aprimorando o processo de ensino-aprendizagem, através do envolvimento em situações concretas de ensino e pesquisa, que só são viabilizadas por estes projetos.

Stefanie Damázio

Jornal do CCE - 26ª Edição  

Edição de nº 26 do Jornal do CCE, produzido pelos alunos da disciplina de Redação II e Editoração Eletrônica, do curso de Jornalismo da Univ...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you