Page 1

Os Pacitos A N O

Editorial

L E T I V O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

E D I Ç Ã O

A todos uma Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde.

2 º

P E R Í O D O

EDITORIAL

EM MARÇO TUDO É DIFERENTE…. Atividades da Biblioteca

O Cantinho dos Pequenos Escritores

O 1.º Ciclo

Projetos

Outras Atividades

Passatempos

Aproxima-se um novo tempo. É o final do segundo período, a chegada da primavera e a comemoração da Páscoa. Em tempos antigos, no hemisfério norte, a celebração da páscoa era marcada com o fim do inverno e o início da primavera. Associa-se, assim, a um tempo em que animais e plantas aparecem novamente. E porquê os ovos da Páscoa? Os pastores e camponeses presenteavam-se uns aos outros com ovos… No Agrupamento desenvolvemos atividades muito importantes neste segundo período. Destaco a continuação do projeto Comenius, uma das nossas referências em termos de programa de ação. Como sabem, tem como tema “Expressa a tua cultura através da Arte”, com o objetivo de estimular os alunos a utilizar uma linguagem comum – a Arte – como forma de expressão da sua história, da sua cultura e da sua vida; a cerimónia de entrega dos Diplomas dos Quadros de Valor e de Excelência e dos Prémios de Mérito e de Empenho Escolar atribuídos no ano letivo de 2011/2012. As atividades apresentadas e a grande participação de toda a comunidade revelam o prestígio e a dignidade que este evento granjeou no nosso espaço local. Vivemos, neste momento, a Semana da Leitura e a Semana da Saúde, com o apoio e envolvimento de professores alunos funcionários, instituições locais e tecido empresarial. Acertamos dois protocolos importantes para o futuro: protocolo com o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Paços de Ferreira e um outro com a Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica. É assim que construímos o futuro sempre melhorando os serviços prestados, a qualidade dos nossos processos internos com um único objectivo: a satisfação dos alunos, das famílias, dos professores, dos funcionários e toda a restante comunidade educativa.

Uma Boa Páscoa para todos! O Diretor, Adérito Ferreira Coordenação: Prof. Avelino Resende Design Gráfico: Prof. Jorge Pinto e Hélder Mendes Publicação: Prof. Filipe Costa Produção de Texto: Comunidade Escolar Fotografia: Passatempos: Comunidade Escolar Revisão de texto: Nelza Santos e Delfina Costa


Os Pacitos A N O

L E T I V O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

E D I Ç Ã O

2 º

P E R Í O D O

Páscoa... É ser capaz de mudar, É partilhar a vida na esperança, É lutar para vencer todo o sofrimento. É ajudar mais gente a ser gente, É viver em constante libertação, É crer na vida que vence a morte. É dizer sim ao amor e à vida, É investir na fraternidade, É lutar por um mundo melhor, É vivenciar a solidariedade. É renascimento, é recomeço, É uma nova chance para melhorarmos as coisas que não gostamos em nós, Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho. É vermos que hoje... somos melhores do que fomos ontem. (Anónimo)


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Biblioteca Escolar Encontro com... a ilustradora Fedra Santos No dia 23 de janeiro, a ilustradora Fedra Santos visitou a Biblioteca Escolar da Escola Básica de Paços de Ferreira, onde apresentou os seus trabalhos e explicou aos alunos as diferentes técnicas e todo o processo criativo utilizado nas suas ilustrações, desde a leitura inicial de um texto, passando pela busca da imagem adequada, até ao resultado final. Posteriormente, os alunos colocaram algumas questões, às quais a ilustradora respondeu com muito agrado e participou, com entusiasmo, no jogo das adivinhas proposto pelos alunos. Estas foram ilustradas pela própria, na sua obra “O grande livro das adivinhas”. O encontro com a ilustradora deu oportunidade ao aluno, Nelson Fernando, de apresentar alguns dos seus desenhos à Fedra Santos que o elogiou e incentivou a dar continuidade ao seu

trabalho.

Alunos da Escola


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Biblioteca Escolar Encontro com... José Fanha


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

2 º

P E R Í O D O

Biblioteca Escolar ENCONTRO COM… JOSÉ FANHA

A Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Paços de Ferreira em parceria com a Biblioteca Municipal e a Câmara de Paços de Ferreira promoveram no dia 23 de janeiro, pelas 21h00, no Salão Nobre deste Concelho, um Encontro com o escritor José Fanha, aberto à comunidade, onde apresentou o seu livro de Poesia, compilação de poesias dos seus 40 anos de carreira. José Fanha foi jornalista desportivo, desenhador, publicitário, ator, professor. Escreveu textos para a rádio, televisão, teatro, ópera e cinema, tendo-se tornado conhecido do público com a “Visita da Cornélia”. O poeta referiu que continua apaixonado pela poesia e por histórias. “Gosto de as escrever e gosto de ir às escolas e bibliotecas para ler poesia e contar histórias, porque a escrever histórias e poesia, nós deitamos cá para fora e partilhamos com os outros, as nossas dores, os nossos sonhos e as nossas alegrias. Essa partilha é a melhor coisa que há na vida”. .


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Biblioteca Escolar Há novidades na Biblioteca...


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Os pequenos escritores

S. Valentim com muito fervor. É dia de São Valentim, é dia dos namorados! Inspira ao romantismo e fortalece o amor. Se gostas mesmo de mim, Diz-me com muito fervor. O sol é como os teus olhos. Os teus olhos são como o mar, Mas nada é mais bonito Do que a luz do teu olhar. Se eu fosse um anjo da guarda, viveria para te guardar, mas como sou humano, vivo para te amar. As mais lindas frases de amor são ditas no silêncio de um olhar!

Catarina Andrade


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Os pequenos escritores

S. Valentim com muito fervor.

Amar é… Sonhar mais alto mesmo tendo vertigens. É ver fogo, mas não sentir calor. É estar preso, mas não querer ser libertado. É gritar aos quatro ventos , mas permanecer em silêncio. É estar sozinho numa multidão. Ver alguém partir, mas não o sentir.

Júlia Costa 6º F


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

S. Valentim Hoje é dia de S. Valentim, Um presente te quero dar, Ofereço-te todas as rosas, Mais as estrelas-do-mar.

O amor não é como a beleza, Mas sim como a Paixão. A paixão de te amar E de te levar ao meu foguetão.

Hoje é dia de S. Valentim, Algo te quero dar, São todas as flores, Que uma árvore te pode dar.

A ilusão é uma das coisas do amor, Sem ela não havia paixão, Pois foi com ela que me iludi por ti E assim tornaste-te a minha paixão.

Por este mundo fora, Um presente te procurei, Nada encontrei, Só a ti te achei.

O teu amor é como o sol, Queima por dentro E por fora fica igual, Mas como tu não há igual!

Hoje é dia de S. Valentim, Um Presente te quero dar, São todas as estrelas, Que o Universo te pode dar. Por este mundo fora, Tudo procurara, Em nada me achei, Mas em ti me encontrei Deise 9ºC

Bruna 9ºC


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Amor O amor quando aparece, Não se sabe revelar. Parece uma novela, E há várias formas de o expressar. O amor não escolhe idade, Não escolhe pessoas nem lugar Aparece de repente Quando menos se esperar. Não há forma de se ver Tudo se faz até vencer Há um coração para amar Algures em qualquer lugar. Amar é amor, Amor é amar Não se escreve só se sente Não se consegue explicar

Tiago Costa 8ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Amor Passas por mim, O teu perfume deixas ficar. Só não choro de saudades, Porque sei que vais voltar. A oportunidade ainda não faltou, Estou mesmo desiludida! O meu coração por ti não parou, Eu por ti estou perdida. Amanhã irei te falar, Com todas as palavras bonitas Que entraram no meu sonhar, Com uma vontade de te ver e beijar! Primeiro conheci-te, Depois vi a amizade, Mas só agora é que percebi, Que te amo de verdade

Vanessa Calado 8ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Amor O teu olhar caloroso acende o meu coração incandescente, O teu sorriso brilhante nem parece de uma adolescente, O teu rosto resplandecente deixa-me louco, O teu cabelo ondulado atrai-me a teu encontro.

A tua intelectualidade é algo de anormal, A tua inteligência é surpreendente, A tua maturidade é irreverente, A tua garra á fatal.

Eu amo-te mais do que ninguém! Eu quero fazer parte da tua vida! Eu sou aquele que te quero!...

Tu és tudo. Tu és tudo para mim. Tu és tudo o que eu quero. Paulo Gonçalves Carvalho nº19 8ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Amar

Amar é um sentimento Que magoa, Mas também de afeto. Amar é uma coisa Única quando se gosta De verdade. O amor é a luz Que ilumina o céu Negro no dia de chuva. Quando se gosta de alguém, O Coração palpita Cheio de alegria.

Tiago Martins nº26 8ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

S. Valentim A amizade é felicidade Mas também tristeza. Mostra-nos a bondade E causa estranheza.

Em português “Eu amo-te”, Em francês “ Je t’aime”, Em inglês “I love you”, Tudo para te dizer o quanto gosto de ti.

O meu sentimento por ti É como o amanhecer, Brilha todo o dia Até ao anoitecer.

Amar pode parecer impossível, Mas vai acontecer. E mais cedo ou mais tarde Todos vamos sofrer. O amor deixa-nos sorrir E também nos faz chorar E mesmo com desilusões Continuamos a acreditar. O amor é uma loucura, Cheio de sonhos e ilusões. É atravessar todas as barreiras Sem partir os corações. Mas nem tudo é mau! O amor é mesmo assim!... E quando é verdadeiro Nunca tem um fim.

Márcia 9ºC

Ana Silva 9ºC


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

S. Valentim Quando eu morrer não digas a ninguém que foi por ti e promete-me que rasgas os meus versos em pedaços pequenos e os lanças do mais alto precipício para que se alguém os vir de longe brilhando na poeira, pense que são pingos de luz, lágrimas de sol ou penas de um anjo que perdeu as asas POR AMOR…

Uma palavra eu procurava Para algo te dizer, E só uma eu encontrei Por isso resolvi escrever, Essa palavra é “AMO-TE” E só isso te consigo dizer. Ama quem te ama Não ames quem te sorri, Pois quem te sorri te engana E quem te ama sofre por ti.

Será amor? Será paixão? Gostava de saber O que sinto neste coração. O amor é como o fogo

Olha para a lua

Arde intensamente,

Vês como é bela,

Será que um dia

Imagina-nos na tua rua

Sairás da minha mente?

A olhar para ela. Helena Neto 9ºC


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Carnaval Se tu visses o que eu vi No dia de carnaval Todos cantam e brincam Ninguém leva a mal

Hoje é carnaval Vamos celebrar este dia especial Para nos animar

É carnaval Vamos todos nos mascarar Para desfilar e a todos agradar

Eduarda, nº10 Maria, nº19

7ºG


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

2 º

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

Se eu pudesse ser… Se eu pudesse ser uma parte de ti, Seria uma palavra doce Que saísse da tua boca, Pensada na tua mente, Sentida no teu coração, Dita com emoção. Se eu pudesse ser uma parte de ti, Seria o sangue que corre nas tuas veias, Que alimenta a tua vida, Que percorre todo o teu ser, Seria o grito do amor. Se eu pudesse ser uma parte de ti, Escolhia ser as tuas lágrimas, Porque elas são concebidas no teu coração, Nascem nos teus olhos, Vivem na tua face E morrem nos teus lábios. Ana Catarina , 9º E, nº2


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

A Amizade A amizade é um bem precioso na vida de cada pessoa. Por isso, devemos dar-lhe valor. Se a desperdiçarmos, é como se perdêssemos uma parte de nós, do coração e da alma. A amizade não depende só da pessoa em si, mas também de todos os que a rodeiam e amam. Ser amigo de alguém não é só dizer que é amigo! É ser-se fiel, verdadeiro, leal e estar presente nos bons e nos maus momentos. Uma verdadeira amizade dura toda a eternidade, até quando se ferem sentimentos. E na amizade, mesmo quando as pessoas mudam as suas vidas, se reorganizam, os amigos devem estar sempre unidos, mesmo que já não tenham nada em comum, partilham as recordações. Isto sim, é uma verdadeira amizade.

Bárbara Monteiro, nº7, 5ºM Sara Ferreira, nº 24, 5ºM


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

A Amizade A amizade é muito bela. Ser amigo de alguém é igualmente maravilhoso. Um verdadeiro amigo deve estar operacional em todas as ocasiões, ou seja, deve apoiar-nos, não só nos bons momentos, mas também nos períodos em que nos sentimos frágeis, ajudando-nos e aconselhando-nos. Para merecer a minha amizade, um amigo não tem de concordar sempre comigo; pelo contrário, às vezes dizer “não” pode ser muito importante para o nosso crescimento e aprendizagem. Uma amizade deve ser cultivada por todos e devemos tratá-la como se fosse uma planta: adubá-la com muito carinho e regá-la com companheirismo e compreensão. Numa amizade devemos retribuir com dedicação, camaradagem e respeito; essa relação só acaba quando faltam estes sentimentos. Em conclusão, a amizade é muito importante na nossa vida.

Ana Sameiro, nº1, 5ºM Mariana Nora, nº 21, 5ºM


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores *POEMA (Matemático) Um Quociente apaixonou-se Um dia Doidamente Por uma Incógnita. Olhou-a com seu olhar inumerável E viu-a, do Ápice à Base...

E assim se amaram Ao quadrado da velocidade da luz. Numa sexta potenciação Traçando Ao sabor do momento

E da paixão Rectas, curvas, círculos e linhas sinusoidais.

Uma Figura Ímpar; Olhos rombóides, boca trapezóide, Corpo ortogonal, seios esferóides.

Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidianas E os exegetas do Universo Finito.

Fez da sua Uma vida Paralela à dela. Até que se encontraram No Infinito.

Romperam convenções newtonianas e pitagóricas. E, enfim, resolveram casar-se. Constituir um lar. Mais que um lar.

"Quem és tu?" indagou ele

Uma Perpendicular.

Com ânsia radical. "Sou a soma do quadrado dos catetos. Mas pode chamar-me Hipotenusa."

Convidaram para padrinhos O Poliedro e a Bissectriz. E fizeram planos, equações e

E de falarem descobriram que eram O que, em aritmética, corresponde A alma irmãs Primos-entre-si.

diagramas para o futuro Sonhando com uma felicidade Integral E diferencial.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores E casaram-se e tiveram

Mas foi então que Einstein descobriu a Relativi-

uma secante e três cones

dade.

Muito engraçadinhos.

E tudo que era espúrio passou a ser

E foram felizes

Moralidade

Até àquele dia

Como aliás, em qualquer

Em que tudo, afinal,

Sociedade.

se torna monotonia.

De autor desconhecido.

Foi então que surgiu O Máximo Divisor Comum... Frequentador de Círculos Concêntricos. Viciosos.

Ofereceu-lhe, a ela, Uma Grandeza Absoluta, E reduziu-a a um Denominador Comum.

Ele, Quociente, percebeu Que com ela não formava mais Um Todo. Uma Unidade. Era o Triângulo, chamado amoroso. E desse problema ela era a fracção Mais ordinária.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores Banda desenhada criada pelo aluno Pedro Cardoso, do 7º C , em “O Cantinho da Escrita, com a docente Ana Paula Moreira.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores Banda desenhada criada pelo aluno Pedro Pinto, do 9º C, em “O Cantinho da Escrita, com a docente Ana Paula Moreira.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores Lenda da Serra da Estrela Esta é a história de um pastor pobre que vivia numa aldeia triste e tinha por única companhia um cão. Este pastor fitava o horizonte e o seu coração enchia-se de esperança de um dia viajar para além das montanhas que envolviam a sua aldeia. Uma noite de luar, em que o pastor olhava o céu estrelado, desceu até ele uma estrela pequenina com um rosto de criança que lhe falou do seu desejo. Estava ali por vontade de Deus, para guiar o pastor para onde este desejasse ir. A partir de então, a estrela nunca mais abandonou o pastor, sorrindo-lhe do céu noite após noite. Até que veio o dia em que o pastor tomou a decisão de partir e chamou a estrela. Os velhos da aldeia abanaram as suas sábias cabeças a tamanha loucura. O pastor partiu e caminhou durante intermináveis anos. O seu cão não aguentou a dura jornada e ficou pelo caminho, marcado por um sinal de pedra. O pastor chorou e continuou em busca do seu destino, envelhecendo junto com a estrela até que um dia chegaram ao seu destino, à serra mais alta, a que ficava mais perto do céu e ali ficaram juntos. O rei da região mandou-lhe emissários com promessas de poder e fortuna em troca da estrela. O pastor respondeu-lhe que a estrela não era dele mas do céu e que nunca a abandonaria. A lenda diz que ainda hoje da serra da Estrela é possível ver uma estrela que brilha mais do que as outras, de saudade e de amor por um pastor. 5º F


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores A Lenda do Ermitão - Penamaior Era uma vez um pobre ermitão que vivia na gruta do Penedo Rachado, nas encostas do Monte do Pilar, e que, para saciar a fome, descia à povoação. Entre tantas, havia uma senhora muito rica, D. Lopa, que não gostava nada do modo como o Ermitão agradecia o que lhe davam: “Quem bem o faz, para si o faz!”. Projetando eliminar o pobre velho, D. Lopa deitou veneno num bolo e ofereceu-o. Satisfeito com a dádiva, o ermitão, mais uma vez, retorquiu a frase da inquietação: “Quem bem o faz, para si o faz!” Regressado à sua lapa, eis que uma grande tempestade se abate sobre o monte e forte trovoada obriga a que um jovem caçador, filho de D. Lopa, lhe solicite guarida. Vendo-o assim tão cansado e cheio de fome o ermitão oferece-lhe o bolo e garante: “É de confiança! Não tenha receio! É o bolo que eu recebi das mãos de sua mãe. Coma!” Quando a tempestade amainou, o jovem voltou para casa mas começou a sentirse bastante incomodado. Ao vê-lo naquele estado, D. Lopa quis saber o que se tinha passado. Pálido e já desfigurado, o filho garantiu-lhe que apenas tinha comido o bolo que ela oferecera ao pobre velho. Estarrecida, D. Lopa debruçou-se sobre o jovem moribundo e exclamou: "Perdão, meu filho, perdão! Quis envenenar o velho e matei-te! Agora, só agora, percebo as palavras do velho Ermitão: “Quem bem o faz, para si o faz! ”.

Penedo do Ermitão

5º E


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

2 º

P E R Í O D O

Os pequenos escritores

O ciclo do linho O linho é uma planta herbácea que chega a atingir um metro de altura e pertence à família das lináceas. Compõe-se basicamente de uma substância fibrosa, da qual se extraem as fibras longas para a fabricação de tecidos e de uma substância lenhosa. Produz sementes oleaginosas e a sua farinha é utilizada para cataplasmas de papas, usada para fins medicinais. Sementeira A sementeira do linho faz-se de preferência durante o mês de Abril, em terreno plano e de regadio. Depois de semeado, o linho é regado com frequência e mondado até à colheita, normalmente em Junho. A floração acontece cerca de um mês após a sementeira, podendo a cor diferir entre o azul e o branco.

Colheita A colheita é manual, arrancada pela raiz, a fim de se aproveitar todo o comprimento dos caules, formando-se pequenos molhos com a parte da semente toda para o mesmo lado. Malhar Uma vez seco, estende-se o linho na eira, onde é batido com molhos, preparando-o para a operação seguinte. Nesta fase o linho é ripado para largar a bagarela.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores O ciclo do linho Macerar O linho, logo após ter sido ripado, é atado em molhos e mergulhado em água corrente, onde fica cerca de nove dias para que as fibras se separem da parte exterior da planta. Secagem Passado o período de maceração, o linho é retirado da água e estendido a secar, em camadas finas, onde fica oito dias. Maçadela Depois de seco, o linho é recolhido e guardado no palheiro até `à altura de ser malhado, onde é amontoado na eira e batido com malhas de madeira, para que a casca exterior fique partida e assim facilite a tarefa seguinte. Espadelar A espadela é um dos pontos mais altos da preparação do linho. Nesta fase, o linho é batido com um cutelo de madeira, chamado espadela, em cima de uma tábua, chamada espadeladouro. Nesta tarefa normalmente uns grupos de mulheres juntam-se e cantam cantigas tradicionais enquanto cumprem este ritual.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores O ciclo do linho Assedar : Depois de limpas as impurezas as fibras são separadas por cumprimentos e espessuras. As mais longas e finas formam o linho, as mais curtas e grosseiras, a estopa. Para isso usam-se os sedeiros, instrumentos com dentes de aço finos e serrados, nos quais se passam as estrigas de linho. A estopa que fica, antes de ser fiada tem que se submeter a outra operação. Em manadas a estopa é passada no restelo, uma espécie de pente largo de madeira com dentes de aço grandes e pontiagudos. Depois de "penteada" a estopa está pronta a ser fiada.

Barrelar: Antes de dobrar e tecer as meadas é necessário branqueá-las. As meadas são embebidas em água dissolvida com cinza (esta cinza é obtida de madeira escolhida, tais como: casca de pinheiro, vide, oliveira e peneirada para não deixar passar os carvões).Depois cozem-se as meadas no lume dentro de potes de ferro, juntamente com cinza e sabão. Fica a ferver o dia todo, juntando-se água sempre que preciso, para manter as meadas cobertas. No dia seguinte, retiram-se, alto de trama muito apertada), cobrem-se com um pano. Vai-se deitando água a ferver e mantém-se o barreleiro quente durante vários dias. As meadas são depois novamente lavadas e postas a corar, repetindo-se a barrela e a cora alternadamente várias vezes. Finalmente põe-se a secar em paus ou arames e, quando secas, enrolam-se sobre si e guardam-se até serem dobradas .


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3

P E R Í O D O

Os pequenos escritores O ciclo do linho Fiar A fiação do linho faz-se nos últimos meses do ano. A fiação, pode ser feita com a rouca e o fuso, ou com o auxílio da roda de fiar. Depois da fiação, o linho é colocado em meadas. Dobar e tecer Esta operação consiste em dobrar o fio das meadas para novelos, utilizando-se para isso a dobadoura. Temos assim, o fio pronto para fazer a urdidura da tela e o fio da trama. É então tecido num tear manual. O tear é preparado com a teia do linho, sendo pra esta escolhido o linho mais resistente, pois este vai estar sujeito a grande resistência e os fios podem rebentar.

Marta Alexandra do 5º D


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL COMO CORREU A CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE? Este ano letivo, a equipa PESES levou novamente a cabo uma campanha de solidariedade, de 3 de novembro a 14 de dezembro, intitulada «Um pequeno gesto, um grande sorriso». Os Jovens Promotores da Saúde do 9ºF colaboraram na mesma, sensibilizando todas as turmas da escola para participarem, através da Campanha: «Um kg por um sorriso». Esta iniciativa foi, mais uma vez, um sucesso e o balanço é extremamente positivo. Pais/Encarregados de Educação, alunos, professores e assistentes técnicos e operacionais participaram ativamente, colaborando com alimentos, roupas, livros e brinquedos. No final, fizemos 33 cabazes bem recheados que foram entregues a famílias carenciadas do Agrupamento. A equipa PESES agradece a todos os elementos da comunidade educativa que colaboraram nesta campanha e agradece, também, à Base do Intermarché de Paços de Ferreira, à Cooperativa Agrícola de Paços de Ferreira, ao M. Cunha e ao Pingo Doce, que, em conjunto com a escola, permitiram que esta campanha fosse possível.

JÁ CHEGARAM OS CHEQUES-DENTISTA Já chegaram à escola os cheques-dentista destinados aos alunos nascidos em 1999, 2002 e 2005. Os cheques foram entregues aos professores Diretores e Titulares de Turma. Já tens o teu? Os Encarregados de Educação terão que os utilizar até 31 de agosto de 2013, marcando para isso consulta num dos médicos aderentes.


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL DIA DA AMIZADE E DOS AFETOS No passado dia 14 de fevereiro comemorou-se na nossa escola o Dia da Amizade e dos Afetos, atividade articulada com o Departamento de Línguas. O projeto PESES elaborou uma «Cortina dos Afetos» com mensagens sobre a amizade e afetos. Tendo como principal objetivo a promoção e partilha da amizade, respeito e afetos entre os nossos alunos, o PESES elaborou um Mural dos Afetos, onde os alunos puderam escrever mensagens de amizade para os colegas e dinamizou a troca de mensagens através do Facebook. No turno da manhã e no turno da tarde, os professores, com as respetivas turmas, deslocaram-se para o recinto entre o bloco B e C, para assistirem a um momento musical promovido pelo 6ºA que foi seguido de um cordão da amizade. A equipa PESES agradece a colaboração dos professores Clara Cunha e Rui Rodrigues pela colaboração na dinamização desta atividade.


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL JÁ TOMASTE A VACINA CONTRA O HPV? A vacina contra o HPV (Vírus do Papiloma Humano) pode evitar o cancro do colo do útero, que afeta cada vez mais mulheres em todo o mundo. Esta vacina é gratuita. Se és rapariga, tens entre 13 e 18 anos e nunca tomaste esta vacina, dirige-te ao teu Centro de Saúde. PREVINE-TE!

SEMANA DA SAÚDE - 11 a 15 de março Está a chegar mais uma edição da Semana da Saúde, que tem já presença habitual no Plano Anual de Atividades do nosso Agrupamento. Este ano, este evento decorrerá de 11 a 15 de março, na escola sede, e estará novamente aberta a toda a Comunidade. Nesta semana estão previstas diversas atividades: rastreios para toda a comunidade (glicemia, colesterol, IMC, podologia, visuais, orais, aconselhamento nutricional), palestras para alunos (ambiente e saúde, toxicodependência, bullying), Body Combat e dança interativa com a consola Nintendo Wii® para alunos, exposição de trabalhos e um Workshop de culinária saudável para docentes e assistentes técnicos e operacionais. Mais informações no nosso blog: http://apassosparaasaude1213.blogspot.pt/

A EQUIPA PESES AGRADECE A PARTICIPAÇÃO DE TODA A COMUNIDADE!

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Projeto Comenius

“Expressa a tua cultura através da arte”

Portugal – Turquia – Eslovénia - Polónia – País de Gales - Roménia


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Projeto Comenius – “Expressa a tua cultura através da arte” – Vencedores do concurso de poesia e de pequenos textos/contos dinamizado no âmbito do projeto Comenius do agrupamento

No âmbito do Projeto Comenius do agrupamento - “Expressa a tua cultura através da arte” realizou-se no início de janeiro um concurso de poesia e de pequenas histórias/contos em inglês. Este concurso, direcionado para os alunos do terceiro ciclo, teve como temática: “Love and Romance” e contou com a colaboração de todas as docentes de inglês que lecionam este nível de ensino. O concurso, muito participado, teve como vencedores: a aluna Sara Cristina Melo Carneiro do 9º D, na categoria de poesia e a aluna Inês Isabel Leal Barbosa do 8º B, na categoria de pequenas histórias/ contos. O melhor trabalho representará Portugal no concurso final que contará com os trabalhos dos alunos dos países envolvidos na parceria: País de Gales, Polónia, Eslovénia, Roménia e Turquia e integrará o livro final do projeto que vai compilar todos os trabalhos dinamizados no âmbito deste projeto. Parabéns a todos os participantes e especialmente aos vencedores!!! A Coordenadora do projeto: Sandra Santos

Poesia: “What I want to be…” I want to be a bird to fly I want to be the wind to be free I want to be the water to travel by the seas I want to be the sun to shine the colours I want to be the perfect ears to keep secrets I want to be the moon to see you at night I want to be an umbrella to give shelter to you But in the deep, I’m a human being who makes all these things, but in a different way.

Autora: Sara Carneiro, 9º D


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Pequeno texto/conto: Midnight in the moonlight

One night when the stars shone in the lake Wayne’s family, little Wayne’s grandfather was in front of the fireplace to tell his grandchildren a love story. It was the story of how he and his wife met. The children listened very quietly as the old man Arthur Wayne said: -Long ago, in a warm summer night I met a girl with deep green eyes and blond hair that I had never seen on the village. It was the nigt of the homecoming ball, in wich men dressed in their best clothes and the women wore their long dresses. But this one girl in particular caught my attention. She was wearing a golden dress that seemed made of gold and her golden braided hair made her look like a princess, however she was sad. She was sitting in a corner alone and I saw that she dropped a tear. This intrigued me so I went to her and invited her to dance. Grabbing my hand she got up and we danced all night long. How a great dancer she was… As our feet got tired we went outside and under the light of the satars we talked for hours. Turns out she was sad because she was from another village and she was forced to move because of her father’s business and she didn’t want to leave all her friends behind. It was obvious that we had a lot in common and we instantly connected. I knew right away she was the girl I would marry and so a few weeks later I asked her to marry me. Even today I remember that day as one os the happiest days of my life. And that was how I met your grandmother.

Autora: Inês Barbosa, 8º B


Os Pacitos A N O

L E T I V O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 E D I Ç Ã O

2 º

Ao desenvolver atividades de/em livros que supervisionou/acompanhou tivemos curiosidade em saber mais acerca de si e do seu trabalho com meninos e meninas como nós. Assim gostaríamos de saber: - O que é a dislexia?

Prof. Doutora Helena Serra (H S): - É um dis-

Perguntámos à Drª Helena

túrbio neurológico que altera o processamento da informação simbólica pelo cérebro. I e M: - Quando começou a interessar-se pela

Prof. Doutora Helena Serra, Professora Coordenadora da Escola Superior de Educação Paula Frassinetti e presidente da Associação Portuguesa de Crianças Sobredotadas e vicepresidente da Associação Portuguesa de Dislexia. Doutorada em Estudos da Criança e Educação Especial, dá aulas há 40 anos e formação há mais de 20. Mentora do Projeto Promoção para o Sucesso, implementado na nossa escola, que tem como principais objetivos diagnosticar alunos com dificuldades específicas de aprendizagem e intervir no acompanhamento da superação dessas dificuldades, em trabalho de equipa. Inês e Mariana (I e M): Antes de mais muito obrigada pela amabilidade de nos conceder esta entrevista.

dislexia? H S: - Em 1975, face a alunos que recebia em consulta e que, tendo uma boa inteligência não eram capazes de ler ou escrever bem! I e M: - A dislexia tem cura? H S: - Não, atenuam-se as dificuldades em leitura, escrita, etc, pelo treinamento de competências do cérebro que são essenciais e indispensáveis para as aprendizagens simbólicas que a escola oferece. I e M: - Uma criança com dislexia tem capacidade para prosseguir os estudos até um nível superior? H S: - Claro que sim! É normalmente inteligente (ou mesmo superiormente), desde que a escola lhes ofereça os apoios e a compreensão necessários, evoluem bem e tiram os cursos superiores como outros alunos (com mais trabalho, sim,


Os Pacitos A N O

L E T I V O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 E D I Ç Ã O

mas tiram). I e M: - Para fazer face às dificuldades associadas à dislexia, qual deveria ser, na sua opinião, o papel do aluno, dos pais e dos professores? H S: - ALUNO – Tem de assumir uma rotina diária de leitura em voz alta (2 - 3 páginas apenas), fazendo de seguida o reconto oral do texto lido. PAIS – logo com filhos pequeninos devem fazer muitos “Jogos auditivos” do tipo rimas, lengalengas, trava- línguas, antónimos, sinónimos, etc. PROFESSORES – Fazer formação sobre dislexia para depois saberem atuar bem com os alunos. I e M: - Sabe quantas crianças sofrem de dislexia em Portugal? H S: - Serão cerca de 6% da população esco-

2 º

H S: - Surgiu no Agrupamento de S. Roque e Nogueira de Cravo, a partir de uma Ação de Formação sobre este tema feita por um grande número de professores que, de seguida, deram vida a um Projeto-Piloto para trabalhar com alunos do Agrupamento com estas características. Nessa fase fomos adaptando o Projeto até que ficou no formato actual. I e M: - Este Projeto está a ser desenvolvido em várias escolas? H S: - Sim, em muitas, no Norte e também em Rio Maior. I e M: - Bem-haja! Paços de Ferreira, 18 de fevereiro de 2013

lar geral. I e M: - Recorda-se de algum aluno especial que tenha sido acompanhado por si? H S: - Sim, o Pedro, hoje já é Engenheiro. I e M: - Como surgiu o Projeto Promoção para o Sucesso?

Inês Neto e Mariana Afonso 6ºC


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO ESCOLA BÁSICA DE PENAMAIOR Janeiro está a acabar, mas as janeiras ainda se ouviram cantar… Foi o que aconteceu no dia 25/01/2013 na EB de Penamaior num pequeno espetáculo organizado por todo o corpo docente, inclusive os professores das atividades de enriquecimento curricular e a Associação de Pais de Penamaior. Todas as crianças afinaram as suas vozes e puderam mostrar a toda a comunidade educativa o que foram ensaiando para que as tradições continuem a existir. Ao vivo estiveram os três reis magos e o pastor que enriqueceram e valorizaram este momento. Para aquecer a alma e o corpo não faltou um saboroso caldo verde e uma apetitosa bifana que completou este ambiente festivo. Para encerrar a noite de festa, tivemos a presença do Dr. José Neto, filho da terra, que nos encantou e surpreendeu com um momento repleto de sabedoria ao narrar um Conto das janeiras.

Denisa Semblano


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3

2 º

P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO NA ESCOLA BÁSICA DE PENAMAIOR...

“brincou-se com as palavras”

No dia 23/01/2013, José Fanha visitou a nossa escola e um bom dia dado por todos ouviu-se no ar. Todas as crianças conheceram aquele que escreveu a história do “dentinho, dentolas e dentão” e outras mais que o mesmo tinha escrito. A sua simpatia e alegria, logo se fizeram notar quando com os nomes de cada um, começou a brincar. De tudo fez rima e até nos apresentou um dos seus livros, onde a rima teve lugar. Contou a sua história, criou empatia e participação de todo o público presente. Não faltaram os autógrafos e a fotografia final aconteceu … com ela a recordação de um escritor que outrora desejava ser palhaço e que hoje é de todo um sonhador, um pensador, um amigalhaço. Esperemos que o escritor José Fanha continue a espalhar alegria e a brincar com as palavras que solta para o ar.

Denisa Semblano


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO ESCOLA BÁSICA DE GILDE

No dia 8 de fevereiro de 2013, festejámos o carnaval na nossa escola. Este ano as nossas professoras resolveram preparar uma festa diferente. Claro que os disfarces não faltaram, mas logo pela manhã, os alunos de cada turma apresentaram diferentes atividades: canções, teatros e anedotas dramatizadas. Foi muito divertido! De seguida, comemos um lanche muito saboroso que foi oferecido pela associação de pais. De barriguinha cheia, a nossa festa de carnaval continuou muito alegre e com muita música. Todos mascarados divertimo-nos imenso! Para o ano queremos mais!

Alunos da Escola


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO NA ESCOLA BÁSICA DE GILDE LENDA DA FONTE DE S. TIAGO Havia um senhor que tinha muitos terrenos a necessitarem de ser regados, pois naquele verão estava um calor abrasador. Então disse ao seu empregado, José, que fosse ao adro de S. Tiago e abrisse rapidamente o tanque pois tinha que regar os campos de milho. Quando José lá chegou, encontrou uma linda moura, que estava a lavar meadas de linho e disse-lhe que iria abrir o tanque pois o seu patrão queria regar os campos. Moura − Por favor não o abras já. Deixa-me lavar só estas meadas de linho! José − Desculpa, mas não posso porque o meu patrão fica furioso! Moura − Vai indo à frente, que quando eu acabar de lavar abrirei o tanque e o que encontrares à frente da água, guarda-o por seres tão bom e compreensivo! José − Está bem, mas não te demores, por favor! Quando ela abriu o tanque, junto enviou-lhe uma meada de linho que se transformou em ouro e José, para o patrão não tomar conhecimento da demora, guardou-a num esconderijo. Muito desconfiado por correr pouca água, o patrão dirigiu-se ao tanque do adro. Lá encontrou a moura, ainda a lavar as meadas de linho. Zangado disse-lhe que iria abrir o tanque imediatamente. Alunos da Escola


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO NA ESCOLA BÁSICA DE GILDE LENDA DA FONTE DE S. TIAGO (Cont) A moura pediu-lhe muito que a deixasse acabar, mas de nada valeu, pois o avarento do patrão não foi compreensivo. A moura atirou uma meada de linho para dentro da mina e disse-lhe: − Agora jamais regarás! Por esta mina, não passará uma gota de água de hoje em diante! Entretanto José dirigiu-se ao esconderijo e em vez da meada de linho em ouro, encontrou a linda moura. Ficou tão encantado e apaixonado que a pediu logo em casamento e foram os dois muito felizes. Ao longo de muitos anos, a mina que ia de S. Tiago ao Mosteiro não deitou pinga de água! Os moradores resolveram então tapar a mina deixando apenas três biquinhas por onde sai ainda hoje água fresca e muito saborosa.

Alunos do 3º A


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

O PRIMEIRO CICLO ESCOLA BÁSICA DE MEIXOMIL Introducing myself Hello! My name is Mariana. My favourite colour is blue. I love animals! My favourite animal is the tiger. The tiger is beautiful! I love the jungle. My favourite subjects are Art and P.E. My favourite place for a holiday is an island. I go to school by car. My favourite food is spaghetti and my favourite sport is swimming. I get up at 8 o´clock. Then, I get dressed and I have breakfast at half past eight. I start school at 9 o´clock in the morning and finish school at half past five. Then, I do my homework. I have dinner at 9 p.m. and I have a shower. I go to bed at 10 o´clock. Goodbye! Mariana(4ºB)

Hello! My name is Pedro and I´m 10 years old. I get up at 8 o´clock and get dressed. Finally, I have breakfast at half past eight. I go to school by car. My favourite subject is P.E. and my favourite sports are football and basketball. I start school at nine o´clock in the morning and I finish school at half past five. I have dinner at 10 o´clock and I go to bed at 1 a.m. My favourite pet is the Yorkshire. The Yorkshire is a dog. His favourite food is meat. My mum´s name is Elisabete, my dad´s name is Rui and my sister is Gabriela. I love Gabriela! Gabriela is funny. My favourite food is meat. Nice too meet you! Kisses, Pedro(4ºB )


Os Pacitos A N O L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 A N O L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 E D I Ç Ã O

2 º

P E R Í O D O

Outras Outras atividades atividades Semana da Internet Segura

Decorreu entre os dias 4 e 8 de fevereiro, no Agrupamento Vertical de Escolas de Paços de Ferreira, a comemoração da Semana da Internet Segura, no ano do 10.º aniversário da iniciativa europeia Safe Internet Day, desta vez subordinada ao tema: "Os direitos e os deveres na Internet".

Grupo Disciplinar de Informática.


Os Pacitos A N O L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 A N O L E T I V O 2 0 1 2 / 2 0 1 3 E D I Ç Ã O

2 º

P E R Í O D O

Outras Outras atividades atividades Semana da Internet Segura A organização esteve ao cuidado dos elementos da Equipa PTE do Agrupamento, Grupo Disciplinar de Informática e alunos do curso CEF de Operador de Informática, que com o lema “Liga-te, mas com respeitinho”, preparou várias atividades, entre as quais se incluíram:  palestras na BE/CRE, que tiveram como destinatá-

rios os alunos da escola sede do Agrupamento;  salas de informática dinamizadas pelos alunos do

CEF de Operador de Informática;  palestras para professores e auxiliares de ação

educativa do Agrupamento, sendo oradores os professores Jorge Pinto e José Chicória. Em simultâneo foi lançado o concurso sobre a segurança na internet que tem como tema “Os Direitos e Deveres na Internet” e que abrange todos os níveis de ensino do Agrupamento. O prazo para entrega dos trabalhos estende-se até ao dia 14 de março. Ainda dentro das atividades organizadas pelos elementos da Equipa PTE, Grupo Disciplinar de Informática e alunos do curso CEF de Operador de Informática, no próximo dia 15 de Março, irá decorrer a Lan Party 2013, com diversas salas equipadas com computadores para os alunos poderem jogar online e também para a realização de torneios de alguns vídeo-jogos.

Grupo Disciplinar de Informática.


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades Campanha de recolha de tampas de plástico A turma do 5º L está a organizar uma campanha de recolha de tampas de plástico. Para isso, serão colocados garrafões nos diversos espaços escolares: bufete, cantina, sala de estudo, sala dos professores, etc. Também poderão fazer a recolha de tampas em casa e posteriormente entregá-las à professora Margarida Nunes. As tampas recolhidas serão entregues a instituições e a pessoas particulares, para que possam adquirir cadeiras de rodas.

Ajude-nos a ajudar! Junta-te a mim para conquistarmos mais sorrisos!

A turma do 5º L


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades

O Banco Alimentar Contra a Fome está a desenvolver uma grande campanha de solidariedade: ”Papel por alimentos”. Esta consiste na recolha de papel (jornais, revistas, folhetos, etc...) que depois será entregue à empresa Quima, a qual, por cada tonelada de papel recolhido, entregará o equivalente a 100 euros em alimentos. Posteriormente, a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares fará a distribuição desses bens pelas instituições que apoiam a população mais carenciada.

!

Para contribui, basta reunir o papel que já não tem utilidade e fazê-lo chegar aos alunos do 5ºL, à professora Margarida Nunes ou então entrega-lo na reprografia. A turma do 5º L


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades S. valentim Não esquecer algumas datas festivas, é tarefa a que se propõe a escola. Foi assim que o hall do Bloco A da nossa escola se vestiu com muita cor (vermelho, pois claro) e muito amor, patenteando o resultado do trabalho levado a cabo pelos alunos para o dia de S. Valentim. As disciplinas de Francês e Inglês comungaram do mesmo objetivo: mostrar aos outros que o amor, a amizade e as boas relações fazem -nos sentir felizes. Cartões/postais, para além de muitos outros trabalhos alusivos à festividade, mantiveram-se ali em exposição, podendo ser admirados por alunos, professores, funcionários e todos aqueles que nos visitam. Saint Valentine’s poem

To love is to share, the good and the bad, The joy and the sorrow, glad days and sad To love is to give, and to keep on giving To please and to pamper, loving and living To love is to forgive, failings large or small And then to forget them, once and for all To love is to say "I truly love you" And by this Valentine message... ...that's what I hereby do

O grupo de Línguas Estrangeiras


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades Encontro Desporto Adaptado Na quarta houve um jogo de boccia e ficamos em primeiro. Foi divertido!! Daniel – 6ºC

Na quarta-feira fui a um Encontro de Desporto Adaptado na escola de Souselo em Cinfães. Andei de cavalo e depois fomos jogar boccia. Depois fomos lanchar e no final dançamos. Depois fomos comer e viemos embora. Passamos pelo estádio do Paços de Ferreira onde havia muita gente porque ia haver jogo com o Benfica. Eu gostei muito. porque a escola era grande e ganhamos os jogos todos. Valeu a pena! Ruben – 6ºF

No dia 30 de janeiro eu fui à escola de Souselo em Cinfães. Conheci muitas pessoas. Aquela escola era muito grande e fixe. Eu fui lá jogar boccia e dançar. Eu gostei muito. Foi muito divertido porque participei em todos os jogos e em muitas atividades. Ana Catarina – 6ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades Encontro Desporto Adaptado No dia 30/01/2013 fomos à escola de Souselo de autocarro. Foi divertido estar no autocarro. Contamos anedotas, cantamos e rimos das anedotas. Chegamos às dez menos um quarto à escola básica de Souselo. As meninas da nossa escola abriram o torneio com a apresentação de uma dança e depois jogamos Boccia. Fizemos uma pintura enorme em papel de cenário e a Micaela esteve na piscina de bolas com o Manuel. Depois andamos de cavalo. Jogamos Boccia novamente e os alunos do clube de dança fizeram a última atuação. Almoçamos lá na cantina da escola, comemos um pão com panado, uma banana e bebemos sumo. Regressamos novamente de autocarro. Chegamos à escola às 15h30. Valeu a pena porque vimos jogos, andamos de cavalo e ganhamos os jogos de Boccia. Gostei muito. Pedro Cardoso nº13 7ºC

Ontem diverti-me muito na escola de Souselo. Dançamos, brincamos nas cadeiras de rodas e na piscina de bolas. Também andei de cavalo e dancei e claro, joguei boccia. Comemos um poker, bebemos uma água, um sumo e um lanche e soube-me bem. Eu e as minhas amigas gostamos de apresentar aos meninos novos a nossa dança do Pitbull Jéssica –5ºD


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades Encontro Desporto Adaptado Na quarta-feira, dia 30 de janeiro, às 8:30h fomos até à escola de Souselo, em Cinfães para termos um encontro de boccia. A viagem foi longa e cheia de curvas. Quando chegamos à escola de Souselo estavam lá umas meninas giras que nos levaram até ao pavilhão. Depois a Escola Básica de Paços de Ferreira abriu o encontro de boccia com uma dança. Gostei muito de ver as meninas dançar!! Depois tivemos jogos de boccia. Havia ainda muitas atividades fixes: pintura, piscina de bolas, slalem de cadeira de rodas, jogos de precisão, brinquedos adaptados. Quando acabou o encontro fizemos a festa de campeões porque ganhamos os jogos todos. Quero agrcedecer o apoio dos professores todos pois foi com eles que nóss conseguimos ganhar  Pedro Pinto -9ºC

No dia 30 de Janeiro de 2013, fomos à EB2/3 a Souselo, em Cinfães. Saímos às 8.30 e chegamos à escola de Souselo às 9.30. Lá havia muitas actividades: boccia piscina de bolas, passeios a cavalo e danças. Também andei na cadeira de rodas. Almoçamos todos na cantina de Souselo. Foi um dia muito divertido! Alexandra Salomé—5ºB


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades DESPORTO ESCOLAR Desporto na Escola Ao longo do 2º Período, no âmbito do Clube do Desporto Escolar, a nossa escola destacou-se em vários momentos do calendário do Desporto Escolar – Tâmega. Em reconhecimento do empenho demonstrado pelos alunos, lembramos as atividades onde participaram e as suas melhores classificações: Atividade Desportiva

Resultados

I Encontro de Ténis CDLT (28 de janeiro de 2013)

Infantil B Feminino – 1º Classificada – Matilde Couto 8ºA Infantil B Masculino – 1º Classificado – Nuno Costa 6ºE Iniciado Feminino – 1º Classificada – Ana Luísa Rios 8ºD; 2º Classificada – Mariana Mota 8ºD

1º Encontro de Boccia e Desporto Adaptado (30 de janeiro de 2013)

Corta-Mato – CLDE Tâmega (05 de fevereiro de 2013)

Coletivo – Divisão II Em 10 jogos realizados – 9 vitórias Prova: Infantil A Feminino - 1ª Classificada – Beatriz Carneiro (5ºM) Prova: Adaptado A Feminino - 1ª Classificada – Jéssica Cruz (5ºD); 4º Classificada – Vera Pereira (5ºG) Classificação Coletiva Infantil A Feminino – 2º Classificada, equipa constituída pelas alunas: Beatriz Carneiro (5ºM), Catarina Matos (5ºG), Ana Sousa (5ºM) e Laura Sousa (5ºG) Infantil B Feminino – 1º Classificada, equipa constituída pelas alunas: Catarina Andrade (6ºF), Sónia Sousa (6ºL), Diana Valente (7ºB) e Helena Costa (7ºG)

No cumprimento do Plano Anual de Atividades realizou-se no dia 20 de fevereiro o “III Encontro de Boccia – Interescolar”, onde estiveram presentes os alunos inscritos nesta modalidade, no Desporto Adaptado e no grupo de Dança. A convite da nossa escola participou a Obra Social Sílvia Cardoso e a Cercimarante, onde mais uma vez, a partilha desportiva se tornou um outro modelo de fair play. Parabéns a todos os alunos, que pelas diferentes modalidades e motivações demonstraram “garra” em representação da sua escola. Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades DESPORTO ESCOLAR– TÉNIS

Paulo Meneses - 8ºC; Ana Rios - 8ºD ; Nuno Costa 6ºE

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades DESPORTO ESCOLAR 1º ENCONTRO DE BOCCIA –SOUSELO

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades DESPORTO ESCOLAR 3º ENCONTRO BOCCIA –INTER-ESCOLAR

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades DESPORTO ESCOLAR 3º ENCONTRO INTER-ESCOLAR-DANÇAS

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades CORTA MATO ESCOLAR 1ª CLASSIFICADA—INFANTIL A– FEMININO

Beatriz Carneiro 5ºM Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades CORTA MATO — ADAPTADO A 1ª CLASSIFICADA

Jessica Cruz 5ºD

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades CORTA MATO — COLETIVO INFANTIL B FEMININO

1º LUGAR POR EQUIPAS

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades CORTA MATO — COLETIVO INFANTIL A FEMININO

2º LUGAR POR EQUIPAS

Grupo Disciplinar de Educação Física


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Outras atividades PROJETO MURAL - PIEF

No âmbito da disciplina de Educação Visual, a turma PIEF, resolveu decorar o muro lateral da paragem do autocarro, no espaço exterior da escola.


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Outras atividades

CORO DE PROFESSORES JÁ (EN)CANTA

A ideia pairava no ar, acabando por começar a tomar forma. O Coro de Professores da EB 2,3 vai ser uma realidade. O mentor da iniciativa, Prof. Zé Maria, coadjuvado pelos restantes colegas do grupo de Educação Musical, trabalhou a selecção de vozes masculinas e femininas. Entretanto, começaram os ensaios. Estes são momentos de partilha, onde a música e a camaradagem se entrelaçam, numa união perfeita. Deste novo projeto, sairá valorizada também a própria instituição/escola, pelo nome que o Coro de Professores poderá levar bem longe, espera-se. Que todos cantem a uma só voz!

Prof. Zé Maria


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Outras atividades


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Outras atividades Creme de brócolos

Ingredientes: 400g de batata; 100g de cenoura; 1 Alho francês; 800g de brócolos: 2 Colheres de sopa de azeite; 2 Dentes de alho; 200g de pão dura: Sal q.b.; Tomilho q.b.; Azeite q.b.

Preparação: Corta as batatas, a cenoura e o alho francês em pedaços, separe os brócolos em raminhos e coza os vegetais em água temperada com sal. Junte o azeite, triture até obter um creme. Entretanto barre o pão duro com os dentes de alho e torre-o, na hora de servir decore o creme com tomilho picadinho e regue com azeite sirva com os pedaços de pão torrado.

Sofia, Leandro, Catarina e Marta Inês do 5º D


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Outras atividades Bacalhau da avó

Ingredientes (para 4 pessoas): 700 g de bacalhau 2 dentes de alho 2 cebolas 1,5 kg de batatinhas novas Óleo para fritar Sal, pimenta e colorau qb. 2 dl de azeite Salsa picada Pão ralado qb. Alho picadinho.

Preparação: Demolhe o bacalhau e leve-o ao lume a cozer; depois escorra-o, limpe-o de peles e espinhas e lasque-o grosseiramente. Descasque e pique os dentes de alho. Descasque as cebolas e corte-as às rodelas finas. Descasque as baratinhas, lave-as e escorra-as; leve-as a fritar em óleo quente, escorra-as de novo e tempere-as com sal, pimenta e colorau. Num tacho, leve ao lume o azeite, junte-lhe os dentes de alho, picados, e, pouco depois, as rodelas de cebola; mexa, deixe refogarem até começarem a querer alourar e retire. Num recipiente que possa ir ao forno, misture tudo e espalhe sem calcar. Polvilhe com uma mistura de pão ralado, salsa e alho, picados finamente. Leve ao forno forte até alourar e sirva de imediato, decorado com azeitonas.

Ana Rita, Sara e Tânia do 5º C


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Outras atividades Tarte de maçã

Ingredientes: 150 gr de farinha 150 gr de açúcar 125 gr de manteiga 3 ovos 3 colheres de sopa de leite 1 colher de chá de fermento 3 a 4 maçãs (preferencialmente reineta) Canela 1 colher de sopa de Vinho do Porto Preparação: Forno a aquecer a 180º. Numa tigela, batemos o açúcar com a manteiga (derretida em banho maria) e as gemas. Adicionamos o leite, a farinha, o fermento, a canela e um pouco de vinho do porto. Por fim, juntamos as claras batidas em castelo. Descascamos três a quatro maças, e partimos em gomos finos. Vertemos a massa, para uma forma, untada com manteiga e polvilhada com farinha e dispomos a maçã, em "caracol". Polvilhamos a maçã com canela. Levamos ao forno, por aproximadamente 3o minutos.

Liliana, Ana Rita, Sara e Tânia do 5º C


Os Pacitos A N O

L E T I V O E D I Ç Ã O

2 0 1 2 / 2 0 1 3 2 º

P E R Í O D O

Passatempos ADIVINHAS Tem barba, Mas não é homem. Tem dentes, Mas não é gente.

O que que te foi dado E te pertence , Mas os outros Utilizam mais do que tu? Qual é a coisa que se encontra uma vez num minuto, duas vezes num momento e nenhuma vez no ano? Qual coisa qual ela, que começa na areia e acaba no mar? Érica Nunes, Joana e Ruben do 5º D


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Passatempos Lengalenga Ó sapateiro Ó sapateiro, Faz sapatos, Para os sapatos dar à velha, Para a velha ceifar erva, Para a erva dar à vaca, Para a vaca dar leite, Para o leite dar ao gato, Para o gato dar ao rabo; E o rei ficar contentinho. Marcelo, André, Diogo Marcelo e Diana do 5º D


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Passatempos


Os Pacitos A N O

L E T I V O

E D I Ç Ã O

2 º

2 0 1 2 / 2 0 1 3 P E R Í O D O

Passatempos

Jornal Escolar 2013  

jornal escolar, com trabalhos da comunidade escolar