Issuu on Google+

Comunicar em contexto educativo Jorge Noutel


The history of technology in education


A Internet e as novas tecnologias trouxeram novos desafios pedagógicos às escolas. Os professores têm que saber como gerir vários espaços e integrá-los de forma aberta, equilibrada e inovadora. O primeiro espaço é o de uma nova sala de aula melhor equipada e com atividades diferentes e diferenciadas. Em vários momentos, os alunos investigam na Internet para desenvolver atividades de pesquisa e de domínio das tecnologias (segundo espaço). Estas atividades ampliam a distância, nos ambientes virtuais de aprendizagem ligados à Internet, o que permite diminuir o número de aulas e continuar a aprender juntos (terceiro espaço). Os cursos precisam prever espaços e tempos de contato com a realidade, de experimentação e de inserção em ambientes profissionais e informais em todas as matérias e ao longo de todos os anos (quarto espaço). Uma das tarefas mais importantes das escolas de hoje é planear e flexibilizar, no currículo de cada curso, o tempo de presença física em sala de aula e o tempo de aprendizagem virtual e como integrar de forma criativa e inovadora esses espaços e tempos.


Ensinar Amanh達 Hoje, Preparando para o Futuro


Ensinar e aprender são desafios de enorme amplitude que o ser humano tem de vencer. Há demasiada informação, múltiplas fontes, visões diferentes do mundo. Educar hoje é mais complexo porque a sociedade também é mais complexa e também o são as competências necessárias. As tecnologias começam a estar um pouco mais ao alcance do estudante e do professor. Precisamos repensar todo o processo, reaprender a ensinar, a estar com os alunos, a orientar atividades, a definir o que vale a pena fazer para aprender, juntos ou separados. Com a Internet e outras tecnologias surgem novas possibilidades de organização das aulas dentro e fora das escolas. Podemos ter uma parte das aulas de forma virtual ou frequentar cursos à distância.


A ampliação dos espaços de ensino-aprendizagem A sala de aula é o espaço privilegiado quando pensamos na escola, em termos de aprendizagem. Esta remete-nos para um professor na nossa frente, e muitos alunos sentados em cadeiras olhando para o professor, uma mesa, um quadro negro e, às vezes, um vídeo ou computador. Com a Internet e as redes de comunicação em tempo real, surgem novos espaços importantes para o processo de ensino-aprendizagem, que modificam e ampliam o que fazíamos na sala de aula. Abrem-se novos campos na educação on-line, através da Internet, principalmente na educação à distância. Mas, também na educação presencial a Internet traz novos desafios para a sala de aula, tanto tecnológicos como pedagógicos. -


Antes o professor só se preocupava com o aluno na sala de aula. Agora, continua com o aluno organizando a pesquisa, na Internet e no acompanhamento das práticas, dos projetos, das experiências que ligam o aluno à realidade. Antes o professor restringia-se ao espaço da sala de aula. Agora precisa aprender a gerir também atividades à distância, visitas técnicas, orientação de projetos flexibilizando o tempo da aula e incrementando outros espaços e tempos de aprendizagem. Educar com qualidade implica ter acesso e competência para organizar e gerir as atividades didáticas.


A sala de aula será, cada vez mais, um ponto de partida e de chegada, um espaço importante, mas que se combina com outros espaços para ampliar as possibilidades de atividades de aprendizagem. O que deve ter uma sala de aula para uma educação de qualidade? Precisa, fundamentalmente, de professores bem preparados, motivados, e bem remunerados e com formação pedagógica atualizada. Uma sala de aula hoje precisa ter acesso fácil ao vídeo, DVD e, no mínimo, um ponto de Internet, para acesso a sites em tempo real pelo professor ou pelos alunos, quando necessário. Um computador na sala com projetor multimédia são recursos necessários, para oferecer condições dignas de pesquisa e apresentação de trabalhos a professores e alunos. Um projetor multimédia com acesso à Internet permite que professores e alunos apresentem simulações virtuais, vídeos, jogos, materiais em CD, DVD, páginas WEB ao vivo. Serve como apoio ao professor, mas também para a visualização de trabalhos dos alunos, de pesquisas, de atividades realizadas no ambiente virtual de aprendizagem (um fórum previamente realizado, por exemplo). Podem ser mostrados jornais on-line, com notícias relacionadas com o assunto que está a ser objeto de estudo. Os alunos podem contribuir com suas próprias pesquisas on-line. Há um campo de possibilidades didáticas até agora pouco desenvolvidas, mesmo nas salas que detêm esses equipamentos.


Todas as formas de mediatização de comunicação constituem valor acrescentado (em espaço, no tempo ou na população alvo) dessa mesma comunicação, tendendo a torná-la mais eficaz. Os vários média não são alternativos na sua utilização, devido à especificidade dos vários discursos; são, antes, complementares dos outros e do próprio discurso presencial. A combinação integrada dos vários media e discursos articulados, de modo a enriquecer o processo de comunicação, constitui a abordagem multimédia desse processo.


Referências

Teresa Küffer (2011) Os hiperespaços para a educação formal, não formal e informal. Em SlideShare obtido a 10 do 11 de 2012 em http://www.sophia.org/os-hiperespacos-para-a-educacao-formal-na

Hart, J. (2011) Top 100 Tools for Learning [Apresentação]. Em SlideShare obtido a 10 do 11 de 2012 em http://www.slideshare.net/janehart/top-100-tools-for-learning-201 The Changing Classroom (9 de 2008) [Vídeo]. Em Youtube, obtido a 10 do 11 de 2012 em http://www.youtube.com/watch?v=ShbWZ29jJdg&feature=related


O Virtual. (22 de 10 de 2011). Em Wikipédia, a enciclopédia livre, obtido a 10 do 11 de 2012 em http ://pt.wikipedia.org/wiki/Virtual marygrace (2008) Possibilidade de uso da Web 2.0 na  educação [Apresentação]. Em Slideshare, obtido a 10 de 11 de 2012 em http ://www.slideshare.net/marygrace/possibilidades-de-usoda-web-20-na-educao Teaching Tommorow Today, Preparing for the Future (8 de 2009) [Vídeo]. Em Youtube, obtido a 10 do 11 de 2012 em http://www.youtube.com/watch? feature=player_embedded&v=CF2xT_PEL0M You can't be my teacher. (10 de 2009) [Vídeo]. Em Youtube, obtido a 10 do 11 de 2012 em http://www.youtube.com/watch? feature=player_embedded&v=0VSymMbMYHA


E- Fólio A