Issuu on Google+


2

editorial

T

emos vivido tempos de muitos questionamentos. Com isso, em alguns momentos ficamos com dúvidas, nas tomadas de decisões em nossa vida e principalmente da nossa família. Nós, o ser humano em sua maioria, anseia por uma vida repleta de acertos em suas escolhas, não queremos errar jamais. Existe naturalmente um medo de padecermos, sofrer e vivermos uma vida inundada de consequências negativas, por decisões equivocadas. Desta maneira, a cada dia que passa, com numerosas tecnologias e modernismos, somos surpreendidos, e até, nos deparamos exclusos, bloqueados diante de tais processos e movimentos. Contudo, devemos nos recordar que a família é a menina dos olhos de Deus, sem o lar, sem a família, não é possível existir sociedade, comunidades ou grupos. Tudo se inicia através do lar, da família. A família é a célula - mãe da sociedade. Porém, não nos basta discordar ou concordar, seja qual for à opinião ou decisão, ela é somente o inicio, a qual deve ser transformada em incentivo, para colocarmos em prática a nossa decisão, a favor das escolhas relacionadas à nossa vida e da nossa família. E nesse momento, talvez sua pergunta seja: mas como vou fazer isso? Não adianta mais! Como colocarei em prática minha visão, opinião e sonhos que tenho para mim e minha família? Tenho para você essa resposta. Oração! Mas, além da oração e intercessão por seus amados, na coluna destaque, você vai instruir-se a ter um relacionamento intimo e verdadeiro com Deus. E, é o seu relacionamento com Deus, que irá trazer a certeza da escolha certa, da decisão correta, a convicção que sua vida, sua família e seus relacionamentos estão seguindo sem desonras, embaraços ou desastres futuros. Deixe Deus se relacionar com você. É maravilhoso. Apenas com Deus, sabemos que ao olharmos para trás, teremos incontáveis vitórias para contar. Deus abençoe sua vida! Um abraço. Jeane Leite Canelas

expediente Projeto Gráfico e Direção de Arte André Luiz Vigo Jeane L. S. Canelas

Email: portal@4ieq.com | Site: www.4ieq.com

Colaboradores Dr. Rodrigo G. Antunes, Sandra Ugolini, Pr. José Álvaro da Silva, Cesar L. da Silva, Fernanda Castro, Francis L. Coutinho, Prof. Gustavo Alexandre Selbach, Leticia Ordalio Toledo, Pr. Valter José dos Santos, Ariane Cordeiro, Leandro Lopes.

Direção Geral Reverendo Agostinho Basso

Revisão Cristiane Dubena

Jornalista Responsável

Comunicação e Marketing Jorge Basso / Jeane L. S. Canelas

Diagramação e Imagem de Capa André Luiz Vigo

cristiane.dubena@terra.com.br

Redação Jeane L. S. Canelas

Figura de Capa http://fogodaverdade.p.ht

A Trombeta é uma publicação da 4ª Igreja do Evangelho Quadrangular

|

Rua Delegado

Leopoldo Belczak, 1303 | Capão da Imbuia Curitiba - PR | CEP: 82.800-220 Fone/Fax: (41) 3083-3032

Design André Luiz Vigo andre.vigo@connecton-mkt.com.br 41 3376-3967 Cristiane Dubena | MTB: 8375/PR

Contatos Sottomaior e Antunes Advogados sottomaiorantunes@gmail.com


programe-se

horário de cultos DOMINGO 08:00 - Manhã com Deus – Templo 09:00 - Escola de Mestres 09:00 - DEBQ (Departamento de Ensino Bíblico Quadrangular), Escolas de Líderes, Pós Encontro e Consolidação. 16:30 - Culto de Celebração da Família I Cenaculo 19:00 - Culto de Celebração da Família II Templo 19:00 - Culto da Rede de Crianças Cenáculo 19:00 - Culto da Rede de Juniores Sala Ebenézer

eventos JULHO EBF - 15,16,17,18 e 19 de Julho Retiro de Adolescentes - 19,20 e 21 de Julho

AGOSTO Retiro de Casais/Guaratuba 02,03 e 04 de Agosto

6° Festival da Costela No Fogo de Chão 10 de Agosto

TERÇA-FEIRA 08:30 - Jejum e Oração da Rede de Mulheres Cenáculo 19:30 - Culto de Oração -Templo 19:30 - Culto da Rede de Crianças - Cenáculo 19:30 - Culto da Rede de Juniores - Sala 104

QUARTA-FEIRA 08:30 - Manhã com Deus - Cenáculo 15:00 - Tarde da Família - Cenáculo 19:30 - Culto dos Empresários - Templo

QUINTA-FEIRA 08:00 - Manhã com Deus - Cenáculo 19:30 - Culto de Libertação e Intercessão

SEXTA-FEIRA 15:00 - Tarde da Benção - Cenáculo 21:30 - Culto de Libertação - Ebenézer

SÁBADO 17:00 - Culto Rede Ore - Cenáculo 19:30 - Culto de Celebração da Liga Jovem Templo 19:30 - Culto de Cura Divina e Libertação Cenáculo

Grande Batismo 24 de Agosto

SETEMBRO Encontros com Deus - Rede de Mulheres 06,07 e 08 de Setembro

Encontro com Deus - Rede de Homens 13,14 e 15 de Setembro

Encontro com Deus - Rede de Jovens 20,21 e 22 de Setembro

Encontro com Deus - Rede de Adolescentes 27,28 e 29 de Setembro

3


4

para refletir

Por Maria do Carmo Coelho - 4ª IEQ

Crônica Preconceito O preconceito surge, quando alguém se julga superior a outro. Séculos passados, a História do Brasil, foi manchada com a escravidão; negros eram vendidos aos poderosos senhores que os obrigavam a trabalhos pesados, eram maltratados como se fossem animais. Romanos 2:11 diz: “Porque para com Deus não Na verdade era o preconceito contra os negros. Com a Lei Áurea os escravos foram livres, mas o há acepção de pessoas”. Isto quer dizer que, Deus preconceito continua, contra a cor, a raça e até a não olha a condição financeira, a posição social ou a roupa que usamos. Deus olha tão somente o crença. nosso coração. Na verdade a sociedade é dividida em classes Se Deus não faz acepção de pessoas, porque A, B e C; de acordo com a situação financeira e a ainda existem pessoas preconceituosas? Disse posição de cada um. Jesus: “Ama ao teu próximo, como a ti mesmo”. Esqueça a cor da pele, não se preocupe com a roupa que o teu próximo usa, ou com a posição que ele ocupa, olhe nos seus olhos e você verá um ser humano semelhante a você. Ame a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a ti mesmo.

João 13:34-35 “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”.

Revista A Trombeta 6

4ªIEQ


Por Pr. José Álvaro da Silva - Ministério de Intercessão - 4ª IEQ

uma oração

5

RELACIONAMENTO COM O PAI CELESTIAL Amado e querido Deus eu venho a Ti em o nome bendito de Nosso Senhor Jesus Cristo declarar a Tua soberania sobre mim e tudo, quanto comigo, esteja relacionado, pois reconheço que nada sou ou serei sem a Tua presença gloriosa. Sonda-me de tal forma que aquilo que em mim não estiver de acordo com os Teus princípios e propósitos, sejam arrancados com raiz e tudo, de maneira que nada impeça a minha comunhão contigo. Perdoa-me por todas as escolhas erradas feitas ao longo desta jornada da vida, e que feriram a Tua Santidade, pois preciso manter um relacionamento contínuo e saudável. Sendo assim quero e vou liberar pelo perdão a todos quantos, foram instrumentos de feridas na minha vida, pois quero viver para Te adorar em espírito e em verdade. Reconheço que és um Deus zeloso de boas obras e que não tem o pecador por inocente, por esta razão me ensina e me instrui acerca do que devo

fazer. Pai eu não quero cometer os mesmos erros de outrora, quero na verdade, romper com tudo que possa impedir o meu relacionamento contigo. Declaro que me sinto confortável em tua maravilhosa presença e tenho plena consciência de que sou Teu filho (a) amado (a), e aceito por Ti. Sendo assim eu abro o meu coração e suplico a Tua ajuda para que eu consiga me redimir das minhas falhas, deixando de lado toda resistência, orgulho, assim como, quero me despojar de tudo quanto não estiver dentro dos Teus princípios, para poder experimentar a reconciliação dos vínculos que se quebraram ao longo desta jornada. Estou determinado em seguir a direção do Espírito Santo para que haja reconciliação em todos os segmentos de minha vida, e que os relacionamentos quebrados, sejam restaurados aos padrões da normalidade divina. Reconheço que não posso viver sem Ti e me rendo aos seus pés, nesta hora, convicto de que me darás sabedoria e revelação para discernir as astutas ciladas do inimigo, fugindo de toda e qualquer aparência do mal e escondendo a sua palavra no meu coração para não pecar contra Ti. Crendo que as reconciliações serão estabelecidas, suplico que amplies a minha sensibilidade, para ouvir melhor a Tua voz e também a minha visão para que enxergue aquilo que o Senhor quer que eu veja, e venha ser um canal transparente do Teu amor e graça para as nações, de modo que o Teu Nome seja glorificado e exaltado, desde já Te agradeço pelo seu cuidado e amor incondicional. OBRIGADO JESUS!

4ªIEQ

Revista A Trombeta 5


6

seu testemunho

Por Sandra Ugolini - 4ª IEQ

Uma história escrita pelo dedo de Deus. Minha mãe se chamava Pracelina Bernardo, ela sempre sonhou em ter uma filha mulher, mas seus dois primeiros filhos foram meninos. E para sua alegria, em sua terceira gestação deu a luz a tão sonhada menina: Marilia Estela. A situação de minha mãe naquela época era de muita pobreza, minha irmã adoeceu e faleceu aos 3 meses e 13 dias. Com muita tristeza, minha mãe seguiu sua vida e dois anos depois engravidou novamente e para sua alegria, desta vez eram duas meninas, eu Sandra e minha irmã Walquiria. Porém minha mãe continuava vivendo em pobreza extrema e eu e minha irmã também ficamos muito doentes. Minha mãe ficou apavorada, com medo que nós morrêssemos assim como a pequena Marilia Estela. As pessoas que conheciam a realidade de minha mãe, a aconselharam a nos entregar para adoção. E com muita dor no coração e sem outra opção, quando completamos 3 anos e 13 dias de vida (mesma idade que minha irmã tinha quando faleceu) nossa mãe nos entregou para adoção. Nós duas fomos separadas, minha irmã foi levada para Pimenta Bueno em Rondônia e eu trazida para Curitiba. Dois anos depois minha mãe entregou sua vida para Jesus e desde então passou a orar por nós e com muitas lágrimas e muito joelho dobrado consagrou nossas vidas a Deus. Os anos foram se passando, Deus me presenteou com pais adotivos abençoados, pessoas maravilhosas que me deram muito amor, cuidei dos meus pais até o ultimo suspiro de vida deles, os dois faleceram Salvos. Quando completamos 17 anos minha irmã me localizou e veio para Curitiba me conhecer. Eu me converti com 21 anos de idade e levei minha irmã para Jesus quando tinhamos 30 anos. Walquiria nesta época já havia localizado minha mãe e meus irmãos mais velhos. Eu com o coração endurecido, não queria saber nada a respeito dela e não queria que ela soubesse de mim, não queria sequer ter contato com meus irmãos. Mas Deus sabe de todas as coisas e começou a falar diretamente comigo nos cultos, principalmente por meio da história da desobediência de Jonas, e naquela fase eu estava desobedecendo a vontade de Deus ao negar perdão. Então, finalmente decidi conhecer minha mãe biológica, e em abril de 2003, nos reencontramos. Assim, pude conhecer o seu lado da história e Deus abriu meus olhos para que eu pudesse entender a grandeza do seu gesto.

Revista A Trombeta 6

Deus permitiu que eu convivesse com ela por 10 anos, recentemente em Julho de 2012, Ele a recolheu. Mas não antes de honrá-la pelos seus 34 anos de sofrimento e oração. Além de compreendêla e perdoá-la, eu e minha irmã voltamos para ela convertidas. Ela conheceu meus filhos, meu marido e passamos lindos momentos uma na companhia da outra. Em Gênesis 50:19, José perdoa seus irmãos e diz: “Não tenham medo; eu não posso me colocar no lugar de Deus. É verdade que vocês planejaram aquela maldade contra mim, mas Deus mudou o mal em bem para fazer o que hoje estamos vendo, isto é, salvar a vida de muita gente”. E como José, eu digo com absoluta certeza que o fato de minha mãe ter nos dado para adoção foi o plano de Deus em nossas vidas: se isso não tivesse acontecido, provavelmente não teríamos entregado nossas vidas ao Senhor, eu não teria conhecido meus amados pais e irmãos adotivos, talvez nós nem estivéssemos vivas. Hoje sei que no momento em que nos entregou ela estava nos dando a vida novamente. Este é o meu testemunho, uma história escrita pelo dedo de Deus.

“Mas Deus sabe de todas as coisas e começou a falar diretamente comigo nos cultos, principalmente por meio da história da desobediência de Jonas, e naquela fase eu estava desobedecendo a vontade de Deus ao negar perdão.” 4ªIEQ


Por Dr. Renato H Saccomani - 4ª IEQ

mais saúde

7

Previna-se de problemas respiratórios no inverno A aproximação do inverno, além de trazer baixas temperaturas, traz também problemas respiratórios. Além disso, a poluição do ar das cidades (que nesta época apresenta maior concentração de poluentes) causa sérios problemas nas vias respiratórias. Ao contrário do que muitos acreditam, a culpa da alta incidência de gripes e resfriados durante o inverno não se deve exatamente às baixas temperaturas, mas, sim, à aglomeração de pessoas em lugares pouco ventilados. Um ônibus que costuma andar com as janelas abertas durante o verão, por exemplo, fica mais abafado nos meses de frio, facilitando a proliferação de vírus e bactérias. A melhor forma de evitar o aumento das infecções virais dessa época é a vacinação contra a gripe e a pneumonia. Essas vacinas são disponibilizadas pela rede pública de saúde para os grupos mais afetados pelas doenças, como os idosos, mas é bastante recomendável que o restante da população procure uma clínica particular e também faça uso delas. Asmáticos, fumantes e pessoas com problemas respiratórios como enfisema e bronquite crônica devem ter cuidados redobrados durante o inverno. Como elas já têm a saúde respiratória debilitada, as baixas temperaturas, características da estação, podem ser mais prejudiciais. Pessoas alérgicas devem evitar bichos de pelúcia, tapetes e cortinas de tecido por serem objetos que geralmente não ganham a atenção extra de que precisam na hora da limpeza. Nesse sentido, tê-los por perto significa contribuir para o desencadeamento de doenças respiratórias. Se possível, mantenha a decoração o mais simples possível, facilitando a limpeza. Alguns sintomas como narinas irritadas, sensação de ressecamento nasal e até sangramento do nariz podem afetar qualquer pessoa, especialmente aquelas com histórico de rinite alérgica.

Confira algumas medidas simples que podem ajudar na prevenção de doenças nessa estação: 1. Mantenha uma dieta equilibrada, com muitas frutas e legumes – são as vitaminas desses alimentos que fortificarão as defesas naturais do seu organismo. 2. Pratique atividades físicas regularmente, como caminhadas e exercícios. 3. Consuma bastante líquido, mesmo que a sede diminua de modo significativo durante o frio. 4. Evite aglomerações e locais fechados sempre que possível – esses ambientes, abafados e sem ventilação, propiciam a proliferação de vírus causadores de gripes. 5. Durma em um quarto limpo. Se for alérgico, troque a vassoura, que espalha muito a poeira, pelo pano úmido. 6. Mantenha a casa arejada, com janelas e cortinas abertas por, pelo menos, algumas horas por dia. 7. Use umidificadores de ar ou toalha molhada no quarto à noite para diminuir a baixa umidade do ar, prejudicial às vias respiratórias. 8. Lave cobertores, mantas e casacos que ficaram guardados por muito tempo antes de usá-los novamente. 9. Higienize as mãos várias vezes por dia. Com estes cuidados conseguimos evitar muitos dos problemas respiratórios e nos prevenir de complicações.

Fique atento à sintomas de falta de ar, dificuldade respiratória e febre alta. Nesses casos procure atendimento médico imediatamente.

4ªIEQ

Revista A Trombeta 7


8

comportamento

Timidez

Por Francis Lessnau Coutinho - Psicóloga e Prof.ª do ITQ - 4ª IEQ

Você já foi chamado de tímido? Acha-se tímido? Conhece alguém que é tido como tímido? Será que existe alguém que nunca soube o que era timidez? Quem nunca se sentiu retraído, isolado, passivo, apático, indeciso, inseguro, ansioso, com medo e negativo diante de situações sociais?

É nessas relações sociais que aprendemos que todos “pagam micos” e que isso não nos desvaloriza como pessoas. Revista A Trombeta 8

4ªIEQ


9 Pois saiba que até mesmo os mais extrovertidos já viveram experiências onde não se sentiram a vontade consigo mesmos e também evitaram situações constrangedoras e de confronto. O medo de “pagar mico”, de se arriscar a ser humilhado ou ignorado ao se expor falando em público pode fazer com que algumas pessoas associem situações sociais com angústia e vergonha. Experiências embaraçosas sofridas em público estão sempre presentes no discurso dos tímidos. Dificuldades de começar uma conversa com quem não se conhece leva alguns a se sentirem desajeitados perto de pessoas. É a inabilidade social que entra em choque com conceitos de perfeccionismo, com sentimentos de insegurança e com uma hipersensibilidade com relação a críticas. Pessoas muito conscientes de si mesmas nas situações sociais e com tendência de se verem negativamente prestando atenção em todas as possíveis coisas erradas que possam cometer, podem se tornar muito inseguras socialmente. Cada experiência negativa abala sua autoestima e sua autoconfiança. Esta autoimagem fraca de si mesma pode levar a tentar esconder a própria timidez que nunca é bem sucedida, porque para se esconder acaba se tornando inibida ou passa a imitar pessoas que acha descoladas, extrovertidas e bacanas. A timidez pode ser caracterizada como uma sensação de incapacidade ou de fracasso acompanhadas de uma preocupação constante de que pode errar ou do que os outros podem pensar sobre seu comportamento. Há uma vontade muito grande de acertar sempre e de ser admirado pelas pessoas, de nunca correr o risco de ser criticado. O tímido receia nunca alcançar as expectativas que julga que os outros têm a seu respeito. Sente-se inseguro consigo mesmo e no meio do grupo. Quer fazer parte da galera, mas seu orgulho em querer sempre ser o bom e seu pessimismo a respeito de si o deixa muitas vezes de fora. O tentar ter sempre um desempenho

4ªIEQ

perfeito para mostrar nosso valor como pessoa nos leva a nos cobrar demais para manter sempre a perfeição idealizada, o que é impossível para qualquer ser humano. Além de que esse nível de exigência nos mantém sempre num alto nível de ansiedade e há constantes frustrações. Algumas pessoas ficam tímidas somente em algumas situações, logicamente aquelas em que não aprenderam como se comportar, onde ficam mais preocupadas sobre o olhar dos outros pra si mesmos. Isso quer dizer que ela está supervalorizando o que ela acha que as outras pessoas pensam e desvalorizando suas capacidades. Muitas pessoas acham que a timi dez é uma patologia que poderia ser curada ou uma deficiência a ser superada. Para outros simplesmente uma característica humana, como se fosse própria da personalidade humana. Porém nossa personalidade é formada ao longo da nossa história de vida, das atividades que se realizam no dia a dia. De acordo com as situações que ocorrem no relacionamento social com outras pessoas. Timidez não é uma doença, mas uma característica de comportamento que demonstra como pensamos acerca de nós mesmos, das nossas capacidades e habilidades.

quadro como no Transtorno de Ansiedade de Fobia Social e Pânico que possui outros sintomas fisiológicos como sudorese, tremores, vermelhidão, dores de barriga, perder a voz ou até mesmo o famoso branco entre outros. O que diferencia a timidez que faz parte de um quadro patológico de quando não faz parte está relacionado às consequências. Toda timidez gera certa ansiedade, mas ela é suportável. Na patologia a timidez é incapacitante, a pessoa trava e não consegue fazer mais nada. O tímido precisa ampliar suas relações sociais diminuindo seus comportamentos de isolamento, insegurança e aprender a valorizar sua personalidade possibilitando o pensamento positivo e autoestima. Compreender que o psiquismo humano se constrói na interação com os outros sujeitos da nossa história. É nessas relações sociais que aprendemos que todos “pagam micos” e que isso não nos daesvaloriza como pessoas. Todos têm defeitos e qualidades e as pessoas só irão valorizar aquilo que conseguimos valorizar em nós mesmos. Provérbios 23:7 diz que assim como o homem imagina ser em sua mente assim ele o é.

Existem patologias em que a timidez é um dos sintomas que caracteriza o

Deuteronômio 20:8 fala sobre o homem medroso e tímido e sua exclusão do grupo que pertence. Mas em Deuteronômio 31:6 lemos que devemos nos esforçar, nos animar, e não temer, nem nos espantar; porque o Senhor Deus é que vai conosco e não nos deixará nem nos desamparará. Não precisamos ficar pensando em como os outros nos vêem. Isaias 41:10 diz para não temermos porque o nosso Deus está conosco nos fortalecendo, nos ajudando e nos sustentando. Estamos em alta conta com Deus, somos valiosos demais para Ele. II Timóteo 1:7 nos garante que Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação. Somos equilibrados em Jesus, temos a humildade que precisamos para reconhecer nossas falhas e o amor para tratarmos a todas as pessoas como esperam. Finalizando I João 4:18 nos garante que no amor perfeito de Jesus não há espaço para temores, porque podemos ser perfeitos quando aprendemos do seu amor.

Revista A Trombeta 9


10

traduzindo a Bíblia

Por Prof. Gustavo Alexandre Selbach - Bacharel em Teologia - 4ª IEQ

FACÇÕES, DISSENSÕES E PARTIDOS, INVEJA, BEBEDEIRAS, HOMICÍDIOS E oRGIAS. INVEJA

FACÇÕES, DISSENSÕES E PARTIDOS A falta de perdão, a falta de amor, a falta de humildade, então, faz com que um grupo decida sair da igreja, ir para outra, ou sair de vez da Igreja... ou (o mais grave e objeto da presente mensagem) fundar um novo grupo religioso, que se diz cristão, ou evangélico... Requerendo para si as bênçãos de Deus, e alardeando que a sua criação decorreu de uma expressa e direta vontade de Deus, que foi Deus quem dirigiu tudo... Aqui entra o sentido da palavra heresia (grego. hairesis), i.e., grupos divididos dentro da congregação, formando conluios egoístas que destroem a unidade da igreja (1Co 11.19).: é contrário ao Espírito, à intenção de Deus e aos princípios Bíblicos que pessoas magoadas, insatisfeitas, ou que sentem injustiçadas fundem igrejas para massagear o próprio ego, e fazer justiça com as próprias mãos. Amar é suportar diferenças, respeitar opiniões e aceitar defeitos.

Revista A Trombeta 10

Ela nasce com o ser humano, e está entranhada no mais profundo de seu ser. As manifestações do pecado são múltiplas e multiformes. A inveja é apenas uma delas (gre.go fthonos), i.e., antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos. O que é a inveja? Inveja é uma emoção, como quase todas as obras da carne. Uma emoção que é um misto de vários fatores: vaidade,cobiça, frustração (incapacidade) e ódio (ou raiva). A inveja sempre tem duas vítimas: o próprio invejoso, e a pessoa de quem o invejoso sente inveja. Na história dos reis de Judá e de Israel sempre esteve presente a inveja. Leia os livros de Samuel, Reis e Crônicas e descubra o quanto a inveja fez matar e destruir. O problema maior da inveja são as suas conseqüências. Há pessoas que conseguem dissimular e esconder a sua inveja, e não causam nenhum mal senão a si próprio. Mas na maioria das vezes a inveja causa dor e destruição. O invejoso sempre dá um jeito de se vingar do invejado, de lhe causar alguma forma de dor e sofrimento (humilhação e constrangimento são os mais comuns...). O invejoso sente uma mórbida satisfação em ver o sofrimento e a dor do invejado. Isso se chama “perversidade”. Pregadores e cantores invejosos estão sempre a apontar os erros e os deslizes de quem sentem inveja, e estão sempre tentando expô-los ao ridículo, não raro distribuindo e fomentando (ou fermentando) “informações inverídicas ou distorcidas” (popular “fofoca”). Se você sofre desta doença, reconheça-a, confesse-a e busque a cura. Evite sofrer.

BEBEDEIRAS Há uma confusão muito grande entre os cristãos em muitos assuntos, cada um interpretando a Palavra de Deus de acordo com as suas convicções, seus valores e seus sentimentos. Às vezes de acordo com os seus desejos e aspirações nem sempre muito louváveis... “Beber é pecado?” é a dúvida que assola milhares de cristãos no mundo todo. Os que são a favor do enquadramento da bebida no rol dos pecados têm vários versículos que servem como fundamento. Por outro lado, os defensores da bebida alegam que Jesus transformou água em vinho, e que o problema estaria no excesso (tudo me é lícito,

4ªIEQ


11 mas nem todas me convêm - I Cor.6:12). Do (grego. methe), i.e., descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante. Para a infelicidade do primeiro grupo, meu entendimento é que realmente o problema não está na bebida em si, como também o problema não está nas facas ou no dinheiro. O problema está em seu mau-uso. A questão da bebida já levou muita gente boa para a aversão e para o isolamento. Todas as afirmações dos cristãos sobre Deus têm que estar, obrigatoriamente, pautadas, fundamentadas, embasadas na Bíblia. E não há um só versículo na Bíblia que diga que seu consumo é contrário aos desígnios ou à intenção de Deus, que diga que “beber é pecado”. Assim os que são contrários ao consumo do álcool se apegam a versículos circunstanciais, que colocam os malefícios do uso do álcool. Então eu posso beber? Pode ser a tua conclusão. Com a qual eu não concordo. O álcool tem algumas propriedades especiais. Causa alguns efeitos nos animais. O primeiro deles é o relaxamento. O álcool é uma substância vasodilatadora. E tem também o efeito desinibidor. As pessoas que consomem álcool ficam mais corajosas, menos tímidas. Conseguem expressar e ser de um jeito que não seriam sem o álcool. Esses são alguns aspectos. Entre os outros, torna as pessoas inconvenientes, inoportunas, soberbas, arrogantes e, principalmente, inconseqüentes, não se importando com as desastrosas consequências de seus atos. Outro aspecto que não pode ser desprezado é que o álcool vicia. Torna as pessoas dependentes, escravas de seu uso. “Mas se beber socialmente, ou por esporte, tais problemas não existem”, pode ser outra conclusão, fadada ao fracasso. Quando a Bíblia coloca as bebedeiras entre as obras da carne, o faz tendo em vista as situações em que o álcool torna as pessoas inconvenientes, inoportunas, soberbas, arrogantes ou inconseqüentes. Pior: quando escraviza. Para os cristãos, a pergunta que deve ser feita é: “por que beber?”. Vai ajudar em alguma coisa? Vai ser produtivo? Vai demonstrar a glória de Deus? Vai ajudar a disseminar o amor e a gloria de Deus? Em outras palavras: o uso do álcool deve ser sempre uma exceção, e não regra.

HOMICÍDIOS Quando falamos em homicídio pensamos, diretamente, no ato propriamente dito; porém, matamos as pessoas não só fisicamente, mas sentimentalmente e socialmente todos os dias, quando dizemos palavras duras e impensadas, quando podemos e não queremos ajudá-las, quando humilhamos essas pessoas, nos achando superiores, quando somos indiferentes à situação alheia, dentre outros fatores. (grego. phonos), i.e., matar o próximo por perversidade. A tradução do termo phonos na Bíblia de Almeida está embutida na tradução de methe, a seguir, por tratar-se de práticas conexas. Homicídios. É a Morte de uma pessoa praticada por outrem; assassínio. A Bíblia nos informa que este sentimento procede do coração corrompido do homem (Mc 7:21).

GLUTONARIAS / ORGIAS No grego. komos, i.e., diversões, festas com comida e beNo grego. komos, i.e., diversões, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo e coisas semelhantes. Orgia (festim licencioso, relativo ao prazer sexual; bacanal), farra. Procissão noturna e luxuriosa de pessoas bêbadas e galhofeiras (zombadoras) que após um jantar desfilavam pelas ruas com tochas e músicas em honra a Baco ou algum outro deus, e cantavam e tocavam diante das casas de amigos e amigas; por isso usado geralmente para festas e reuniões para beber que se prolonga até tarde e que favorece a folia. Por que a orgia é obra da carne? O que é orgia? O que a Bíblia chama de orgia? Dentro do conceito de orgia, na linha de raciocínio do texto estudado, estão a impureza e a lascívia já estudadas. Contudo, além destes elementos, a orgia compreende também a quebra da proposta da “uma-só-carne” de Gênesis. A prática do relacionamento sexual do ser humano é uma benção, e uma obrigação. Através do relacionamento sexual há a realização do “umasó-carne” que Deus determinou. E através dessa realização, temos o cumprimento da obrigação: enchei toda a terra. Ainda que o mal lhe seja doce na boca, ainda que ele o esconda debaixo da sua língua, ainda que não o queira largar, antes o retenha na sua boca, contudo a sua comida se transforma nas suas entranhas; dentro dele se torna em fel de áspides. (Jó 20:12-14)

4ªIEQ

Revista A Trombeta 11


12

traduzindo a Bíblia

Por Pr. Francisco Evandro Nobre Pinheiro - 4ª IEQ

O que é o Livre Arbítrio? Jeremias – Capítulo 40:1-6 4. Agora, pois, eis que te soltei hoje das cadeias que estavam sobre as tuas mãos. Se te apraz vir comigo para Babilônia, vem, e eu cuidarei de ti, mas se não te apraz vir comigo para Babilônia, deixa de vir. Olha, toda a terra está diante de ti; para onde parecer bom e reto aos teus olhos ir, para ali vai. Existe um mito muito popular que diz que o homem é quem determina sua sorte e decide seu destino por conta própria. Mas junto a este mito surge uma pergunta: Será que o homem em seu estado de imperfeição possui tal liberdade para decidir seu próprio destino? Para dar uma resposta precisa a esta questão, precisamos considerar o que a Bíblia diz sobre esse assunto, levando em conta o conhecimento da vontade de Deus. O que significa a palavra Arbítrio? Arbítrio é o mesmo que vontade, é a faculdade que o homem possui de agir por sua própria conta, determinação ou autodeterminação. Em Jeremias 40.1-6 encontramos uma mensagem esclarecedora sobre o livre arbítrio.

I. AS PROFECIAS DE JEREMIAS 1. A destruição de Jerusalém. Era o ano 586 a.C. No calendário hebreu, corria o décimo mês do nono ano do rei Zedequias (Jr 39.1). Nesta data, os exércitos de Babilônia invadiram Jerusalém, derribaram seus muros e profanam a Cidade Santa dos hebreus. Depois de derribado os muros, os Babilônios avançaram em direção ao Santo Templo e o derribaram por terra, depois mataram ao rei Zedequias e levaram cativos à Babilônia, aqueles judeus mais prósperos da terra; deixando na terra desolada apenas os mais pobres e desvalidos. Revista A Trombeta 12

O que Jeremias profetizara, cumpriu-se. Jerusalém foi destruída; o povo foi cativo; os mortos acumularam-se nas ruas e nas praças! Para compreender melhor o que aconteceu nesta tragédia, leia as seguintes passagens: Jeremias 39; 2 Reis 25 e 2 Crônicas 36. 2. O Cumprimento das palavras de Jeremias. O que Jeremias profetizou sobre Jerusalém cumpriuse a risca; nenhuma de suas palavras deixaram de se cumprir. Ali estava um verdadeiro profeta que falou e a sua palavra se cumpriu. Mas, o povo de Jerusalém escolheu não dar ouvidos ao profeta. Em vez de buscar o conhecimento da vontade de Deus, seguiram a sua própria vontade, ouvindo e obedecendo os profetas que Deus não havia enviado. Estes prometiam a cura, mas eram superficiais; e

enganavam o povo com promessas de paz e de prosperidade que nunca se cumpriram.

II. A ESCOLHA DE JEREMIAS 1. Jeremias sob custódia. Depois que Jerusalém foi capturada, o profeta ficou sob a custódia das autoridades da Babilônia, mais precisamente sob a custódia do capitão Nebuzaradã (Jr 40.1,2). Este o encontrou nas proximidades de Ramá, localizada poucos quilômetros ao norte de Jerusalém. Esta cidade, pertencente a tribo de Benjamim, serviu provavelmente de centro de triagem para separar os judeus que seguiriam

para a Babilônia dos que permaneceram na terra. O capitão se encontrou com Jeremias quando este, algemado foi levado à presença do capitão babilônio. Mas, seguindo a instrução de seus superiores, o capitão passou a tratá-lo com respeito e consideração (Jr 40.1,4). Jeremias havia recebido instrução de Deus para que aconselhasse os reis de Judá que estes não se rebelassem contra Babilônia, bem como não se debandassem para o lado dos egípcios. Em meio à tragédia, o comandante babilônio ofereceu uma opção ao profeta. Se quisesse, poderia ficar em Judá com o remanescente. Ou, então, ser levado a Babilônia onde seria tratado com real deferência. Uma vez mais, demonstrando sua fidelidade a Deus e sacrificando-se pelo povo a quem tanto amava sem ser amado, optou Jeremias por permanecer em Judá. Nesse tempo de incertezas, Deus também nos chama a fazer uma opção. Assim como fez também Moisés que pela fé, optou pelo povo de Deus: “Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa” (Hb 11.25,26). Estes homens eram livres, mas não usaram da liberdade que lhes foi conquistada para pecarem contra o seu Deus, antes, negaram a si mesmos, e ofereceram suas vidas em serviço ao seu povo e ao próprio Deus. E, assim como eles fizeram, nós também somos chamados a fazer, seguindo nas mesmas pisadas da fé. 2. A palavra na boca de estranhos. Quando o capitão da guarda babilônica encontrou a Jeremias, pôsse a falar como se conhecera a própria vontade Deus: “O SENHOR, teu Deus, pronunciou este mal contra este lugar; e o SENHOR o trouxe e fez como tinha dito, porque pecastes contra o SENHOR e não obedecestes à sua voz; pelo que vos sucedeu tudo isto” (Jr 40.3,4). Como um gentio idólatra e estranho à comunidade de Israel poderia ter uma idéia tão clara da justiça de Deus? De 4ªIEQ


13 3. A opção de Jeremias. qualquer forma, havia ele entendido perfeitamente a justiça divina, enquanto que os judeus, iludidos pelos falsos profetas e pregadores, esperavam uma paz que não existia e uma prosperidade que já era miséria. Essa história se repete hoje em muitos lugares. Tem muita gente que professa a fé cristã, mas anda distante do propósito divino, tateiam em seus próprios caminhos, procurando um evangelho de facilidades, sem a cruz, sem o trabalho e o compromisso com a fé cristã. Pensam que foram livres para fazer a sua própria vontade, não se submetem a liderança, não se somam ao corpo para ajudar os mais fracos, e se esquecem de que o mandamento é para todos e não apenas para alguns. É hora do povo de Deus despertar do sono e desse estado de letargia que se encontra, para ver o que nos foi prometido pelo Senhor (Ef 5.14-18). Se formos fiéis, como Jeremias, não iremos temer o dia mau; e se perseverarmos na fé, como ele perseverou, herdaremos as eternas bem-aventuranças. Caso contrário: seremos destruídos como o povo de Deus no passado (Is 30.21).

O capitão Nebuzaradã ofereceu uma opção a Jeremias: “Agora, pois, eis que te soltei, hoje, das cadeias que estavam sobre as tuas mãos. Se te apraz vir comigo para a Babilônia, vem, e eu velarei por ti; mas, se te não apraz vir comigo para Babilônia, deixa de vir. Olha: toda a terra está diante de ti; para onde parecer bom e reto aos teus olhos que vás, para ali vai” (Jr 40.5). O profeta Jeremias era livre para escolher o que quisesse; poderia ter escolhido ir para Babilônia onde certamente haveria de ser bem tratado. Mas lá já estavam dois profetas: Daniel e Ezequiel. Ao passo que, em Judá, nenhum pastor havia para aquela gente abandonada. Por isso, ele rejeitou ficar em sua zona de conforto, e escolheu ficar em Jerusalém – agora pobre e desolada, para ajudar o restante do povo de Deus. Assim, colocou-se sob a proteção de Gedalias - um nobre judeu encarregado de governar a terra em nome do governo babilônio. Como Jeremias, você também é livre para fazer a sua escolha; e, quando fizer, faça como Paulo que se dispôs a ir a Roma, mesmo sabendo que

poderia morrer ali: “Eu sou devedor, tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes. E assim, quanto está em mim, estou pronto para também vos anunciar o evangelho, a vós que estais em Roma. (Rom 1.14,15 A melhor escolha é aquela que fazemos quando estamos no centro da vontade de Deus, quando a nossa escolha é, não a que mais nos agrada, mas antes agrada a Deus. Certamente, a escolha que mais agrada a Deus é aquela que nos impulsiona a servir ao seu povo. E o povo de Deus necessita de quem lhe cuide da alma e lhe cure as suas feridas.

“Arbítrio é o mesmo que vontade, é a faculdade que o homem possui de agir por sua própria conta,

determinação

ou autodeterminação.


14

espaço mulher

Por Fernanda Castro - 4ª IEQ

VAIDADE,

O CULTO DA BELEZA

A

Bíblia é muito clara ao dizer que tudo é lícito, mas nem tudo convém. Tudo é lícito, mas não devemos nos dominar por nada.

beleza que sonham, descobrem que na igreja ninguém é “bonito” o bastante para eles e se sentem tentados a buscar no mundo.

Assim, em tempos de academias lotadas e corrida frenética por uma aparência melhor, a busca pela beleza é lícita, se mantida nos padrões mínimos de sensatez, domínio próprio e sabedoria que o Espírito Santo nos dá. Querer estar arrumado, perfumado, bem vestido e sentir-se bem por isso não é pecado. Fazer disso o motivo de sua existência, sua alegria, isso sim, é errado.

No final, nenhuma dessas atitudes é de Deus. Aqueles que são do Senhor sabem que a busca pela beleza, antes de qualquer coisa é vaidade. Vaidade é a qualidade de tudo que é vão, de tudo que passa... beleza, corpo bonito, roupas da moda e dinheiro, todas essas coisas vão passar.

Nossa sociedade erroneamente estabelece hoje que só é feliz (e tem direito de ser amado) quem tem um corpo lindo, um cabelo maravilhoso, roupas da moda e carro do ano. Se você é gordinho, usa óculos, tem cabelos crespos (tem de ser liso), é branquinho (tem de estar bronzeado), não malha, pronto! Você já está fora dos padrões. Por causa disso, vemos muitos jovens cristãos - que deveriam manter seus padrões em Cristo - mais preocupados com seu peso, seu cabelo, seu corpo, do que com seu espírito. Não há problema algum em se preocupar em estar asseado, arrumado, com uma boa apresentação, mas quando uma moça deixa de ir ao culto porque não tem uma roupa nova (ou vai emburrada, com Deus e o mundo, porque não tem uma bolsa que combine) ou vemos um rapaz se sentindo envergonhado de estar na casa do Senhor porque todos seus amigos usam um tipo de roupa e ele é “diferente”, alguma coisa está muito errada.

Os valores do cristão devem estar baseados em tesouros incorruptíveis como amor, benignidade, domínio próprio, santidade, retidão. Quando somos realmente interessados pelas pessoas, prontos a ajudá-las, prontos a dar o melhor testemunho possível de Cristo; quando temos o dom do amor agindo em nós, emanamos o tipo de beleza que não pode ser comprado ou vendido. A beleza que só Deus pode nos dar. Acima de beleza, poder ou dinheiro, o cristão deve buscar ser como Cristo. Deve buscar o temor do Senhor, os dons do Espírito Santo, o amor ao próximo. Como ele vai se vestir, como será sua aparência, será mais um reflexo do Espírito Santo dentro de si do que um objetivo que vá tomar seu tempo e sua vida. A aparência do cristão deve manifestar a glória de Deus e não sua própria glória, assim o segredo é colocar Deus a frente de nossas decisões, inclusive sobre o que vestir, nossa aparência e modos. Deus nunca erra e com Ele como conselheiro, estaremos sempre no caminho certo.

Muitas vezes, essa vaidade se estende para o exibicionismo que - obviamente - não tem nada de cristão. A partir do desejo de mostrar o corpo, a beleza, o dinheiro que têm, vemos jovens (de ambos os sexos) com roupas decotadas, curtas, justas, transparentes; apenas para mostrar a todo mundo como são fortes, sarados, “gostosas” etc... Isso, obviamente não é um comportamento cristão - dependendo até, a pessoa estará ali a serviço de Satanás, servindo de tentação para os outros e vergonha para o nome de Jesus. Além disso, com o culto da beleza vigente no mundo atual, muitos cristãos colocam seus padrões de escolha de um par pelos quesitos beleza e dinheiro. Assim, a moça não tem olhos para o rapaz gordinho e de Deus. Passa seu tempo sonhando e desejando um “ator de Hollywood” crente. O rapaz quer uma “capa da Playboy” de Deus (como se fosse possível). E vira uma bola de neve. Procuram os mais bonitos, precisam ser assim para os conquistarem, e se chegam ao padrão de Revista A Trombeta 14

Fonte: montesiao.pro.br

4ªIEQ


15

COMIDINHAS PARA CRIANÇAS DANONINHO CASEIRO Ingredientes . 1 lata de leite condensado . 2 latas de creme de leite . 1 pote de iogurte natural . 1 embalagem de suco Tang sabor morango Modo de preparo No liquidificador, bata o leite condensado, o creme de leite, o iogurte e o tang. Distribua em taças individuas e leve a geladeira até firmar. Sirva bem gelado. Dica: Varie o sabor da sobremesa, prepare com Tang de maracujá, limão ou uva.

SANDUÍCHE COLORIDO Ingredientes • 2 pacotes de pão de forma sem casca • 2 xícaras (chá) de maionese • 2 latas de atum escorrido e esmigalhado • 1 beterraba sem casca ralada grosso • 2 maçãs sem casca raladas grosso • 1/4 de xícara (chá) de salsa • 1/4 de xícara (chá) de cebolinha verde picada • 1 cenoura sem casca ralada grosso Modo de preparo No fundo de uma travessa retangular arrume quatro fatias de pão, lado a lado. Espalhe sobre elas uma fina camada de maionese e metade do atum. Alterne camadas de pão untadas com maionese com camadas de beterraba, de maçã misturada ao restante do atum, de salsa com cebolinha e, por fim, de cenoura. A cada camada de pão, pressione as fatias com a mão. Termine com uma camada de pão coberta com maionese. Sirva fatiado. Dicas: crie novos recheios, como espinafre e patês variados.

4ªIEQ

Fonte: mdemulher.abril.com.br

Revista A Trombeta 15


16

em destaque

Por Pr. Valter José dos Santos - Diretor de Ensino da 4ª IEQ

Um relacionamento íntimo e verdadeiro com Deus, influência de maneira extraordinária todos os nossos outros relacionamentos.

V

ocê já percebeu que o mais importante daquilo que realmente fica marcado em nossas lembranças e se entrelaça em nossas vivencias de alegria e felicidade não são as belas compras que fazemos nem as joias ou os bens que adquirimos, mesmo porque desejamos vestir belas roupas ou joias para aparecermos bem aos olhos das outras pessoas, ou porque ingenuamente, pensamos que se estivermos bem vestidos desenvolveremos bons relacionamentos? Além do que, os bens adquiridos podem nos trazer conforto e até um tipo de admiração aos olhos dos outros, porém esta admiração nada mais é do que pseudo-admiração, onde a pessoa não é admirada pelo que é, mas pelo que têm e isto gera muitos problemas na autoestima, já que esta pessoa se sente anulada diante de seus pertences que acabam falando mais alto do que a existência dela própria. Nada pode nos dar tanta felicidade quanto o bom relacionamento que podemos engajar, principalmente com as pessoas mais próximas de nós. Normalmente somos muito mais amistosos e gentis com as pessoas que são menos próximas e intimas de nós. Isto acontece porque quanto mais tempo de convivência juntos, temos menos medo de causar má impressão e menos medo de que o relacionamento se rompa. Ás vezes somos tão íntimos de uma pessoa que projetamos nela todas as nossas deficiências, tudo o que não toleramos em nós, num processo inconsciente, expulsamos de nós e “colocamos” no outro, enxergando o que não toleramos em nós, no outro. E este se torna o depositário das nossas falhas, fracassos, imperfeições e déficits. Enfim, o nosso “saco de pancada”. Na realidade deveria ser ao contrário. Aquele que passa mais tempo com a gente deveria ser alvo de uma relação mais bem investida e cuidada. O que traz mais felicidade ao ser humano é a qualidade dos seus relacionamentos e os momentos de verdadeiros encontros em detrimento às ocasiões de desencontros. Saber se relacionar é muito importante porque todo ser humano sente necessidade básica de se sentir aceito, querido, desejado, valorizado, legitimado e importante. Necessitamos tanto disso que praticamente vivemos para isso: nossas escolhas são baseadas em nossas crenças em atingir estes objetivos. E é no relacionamento com o outro que podemos, ou não nos sentir assim. Devemos nos relacionar de modo a aceitar o jeito do outro ser e não fazermos acepção de pessoas.

Revista A Trombeta 16

Ao nos alimentarmos da relação, aceitando o modo de ser do outro, faremos o nosso próximo sentir-se importante, querido, aceito, legitimado e valorizado, e se alguém se sente assim com a gente desejará a nossa companhia e fará com que sejamos aceitos, legitimados, valorizadoss e importantes tal qual as águas refletem a imagem daquilo que nelas se espelha . Sabe-se que o que fortalece uma pessoa é fazer parte de um grupo. Uma das principais causas de um mau relacionamento entre as pessoas decorre de um relacionamento ruim com Deus. Daí surge a necessidade egoísta do indivíduo de ser notado, de dominar, de fazer a própria vontade ou de ter dinheiro, prestígio ou posição social. Costuma-se dizer que: “onde está um ser humano ali está um problema”. O cristão precisa estar firmado na Palavra de Deus e também guiado pelo Espírito Santo. Quando uma pessoa aceita Jesus como autoridade divina em sua vida e o tem como Único Senhor, ela obtém uma Vida Nova descrita em 2Co. 5.17 e através de seu relacionamento com Deus e, conseqüentemente com Sua Palavra, poderá se relacionar de forma correta com os outros. Se outrora o seu caminho era coberto de desafios, perseguições espirituais ou materiais, dilemas conflituosos agora ele deve tentar estabelecer a paz, ensinar os outros a viver em paz e impedir a tensão, característica de tantos relacionamentos interpessoais. Precisamos ter uma conexão íntima com Deus, Ele nos criou com a capacidade emocional e espiritual para desfrutarmos de um relacionamento amoroso e pessoal com Ele. Você e eu podemos aprender a desfrutar dessa intimidade com Deus. Basta observarmos que: 1. O Senhor é a autoridade máxima sobre todos e a vida de cada pessoa, mesmo aqueles que se recusam a reconhecer a Sua soberania. 2. Se você tem confiança na morte de Jesus Cristo na cruz para pagar a dívida dos seus pecados, você se tornou filho de Deus e têm uma relação única com ele. 3. Às vezes, os filhos de Deus permitem que seu relacionamento com Deus se desgaste. Eles podem ir à igreja, mas não leem a Bíblia fielmente ou não sabem como se relacionar com o Senhor em oração. Como resultado, eles desculpam o pecado em suas vidas e não têm um sentido de unidade com Ele. 4. Os cristãos devem apaixonadamente buscar uma relação com Deus de forma contínua e cotidiana, independentemente

4ªIEQ


17 das circunstâncias da vida. 5. Para a maioria das pessoas, a palavra “intimidade” está associada principalmente com a sexualidade. Mas comunhão genuína com Deus envolve relacionar com Ele em um nível emocional e espiritual, em vez de físico. 6. O Senhor criou os seres humanos à Sua imagem, para que todas as pessoas pudessem se relacionar com Ele numa base individual. O Espírito Santo vive dentro de cada crente, dando a cada um a capacidade de desenvolver uma amizade pessoal com Cristo. 7. A intimidade não pode existir sem confiança. Se você se recusa a render-se e obedecer a Deus, não pode esperar ter um relacionamento íntimo com ele. 8. A intimidade com Deus deve ser motivada pelo amor, não pela obrigação. Lembre-se que Deus nos perdoou em função da morte de Cristo na cruz. Você não tem que ganhar sua afeição. Deixe esse fato motivá-lo livremente e dediquese a conhecê-lo melhor.

uma tendência preconceituosa tornando-se assim incapaz de abrir-se ou compartilhar seus sentimentos e pensamentos com o próximo, e o que é pior, ele não reconhece seu erro ou sua falha. O relacionamento interpessoal positivo é algo que tem que ser conquistado. Evidentemente ninguém gostaria de ser assim: egoísta, presunçoso, avarento, etc., algo o impulsiona a torná-lo desta maneira. Ele carrega introjetado em si uma bagagem enorme de grandes “preconceitos” adquiridos desde criança pela família, amigos e pela própria natureza humana. Se percorrermos a Bíblia Sagrada notaremos que grandes líderes também tiveram dificuldades em se relacionar com as outras pessoas e até mesmo com seus familiares. É importante que o homem busque o Equilíbrio, uma virtude muito importante, para conseguir driblar todas as ameaças que o perseguem seja em casa, no serviço, na escola, ou até mesmo na igreja.

Pessoas de diversas nacionalidades e línguas procuram relacionar-se umas com as outras de modo mais eficaz, todavia, não é tão fácil. Cada ser humano possui sua personalidade, cultura, modo de vida, valores, normas diferentemente um do outro. Ao mesmo tempo, são criaturas 9. Confesse os seus pecados e suas deficiências específicas complexas cheias de questões para o Senhor. Seja honesto com Ele, e pessoais que também querem resolvêa intimidade vai crescer. las por si mesmo. Estes indivíduos com Ás vezes somos tão suas personalidades pecaminosas se 10. Peça a Deus para mostrar-lhe íntimos de uma pessoa fazem inimigos de Deus e também do como ouvir a Sua orientação de vida e que projetamos nela todas seu próximo não o obedecendo e não reserve um tempo para ouví-lo. o amando. as nossas deficiências, 11. Você deve dedicar-se a conhecer tudo o que não toleramos O Equilíbrio é o estado no qual o o Senhor, se você quiser experimentar em nós, num processo homem convive em ausência de tensão, a plenitude da amizade com ele. isto é, quando todas suas buscas são inconsciente, expulsamos saciadas. Assim sendo, quando ele se 12. No meio das tempestades da de nós e “colocamos” no sente “apoiado”, estará então com suas vida, um relacionamento sólido com outro, enxergando o que não ações e esforços harmoniosamente Deus é a sua âncora. distribuídos, seja no campo emocional, toleramos em nós, no outro. espiritual e profissional. Quando tudo 13. Você pode ter a certeza de que isto for observado a causa negativa do Ele está sempre com você, pronto para relacionamento interpessoal poderá ser minimizada ou até ajudar em qualquer situação ou circunstância. extirpada por circunstância ou necessidade. 14. A intimidade lhe dará tranquilidade e paz em seu Um fator muito comum para designar esta má relação “de espírito, não importa o que aconteça. Você pode confiar que pessoa para pessoa” é a falta de comunicação. Isto mostra o Senhor irá guiá-lo através das dificuldades. que, quando a comunicação é caótica, ineficiente ou está em perigo de romper-se, começam a surgir as tensões 15. Peça para que Deus lhe de maior compreensão espiritual interpessoais. e aumento de consciência para as necessidades dos outros. 16. Alguns colocaram a sua confiança em si mesmos e buscam relacionamentos, realizações ou posses, em vez de intimidade com o pai. 17. Quando deliberadamente desobedecemos ao Senhor, não podemos ter intimidade com ele. 18. Algumas pessoas nunca encontram intimidade com Deus, porque eles estão sempre impacientes. Muitas vezes, alguém possui uma posição amarga, um grande sentimento de culpa que não consegue perdoar seu próximo. Por outro lado, se tem uma forte tendência adquirida de crítica e julgamento dos outros, a insegurança o permeará fazendo com que seja envolvido com sentimentos de ameaça, medo de ser rejeitado, relutando assim em confiar no outro. Este indivíduo possui como característica 4ªIEQ

O conflito é natural no ser humano e ele traz resultados desastrosos e penosos. Seu tratamento é muito importante. O resultado do modo de vida das pessoas depende também da resolução dos seus conflitos. O tratamento deve ser trabalhado com todo o afinco, dedicação, amor e respeito e com a direção do Senhor. O nosso relacionamento com Deus deve ser caracterizado pela unidade, entrega e alegria. Temos que ter intimidade com o Senhor, Ele deseja revelar-se de uma maneira pessoal para conosco. Basta que deixemos de lado o orgulho, confessemos o nosso pecado e rebelião, e dediquemonos a um relacionamento bem próximo e verdadeiro com ele. Só Deus pode satisfazer os anseios mais profundos do nosso coração. Reserve um tempo para descobrir a profundidade impressionante do amor de Deus por meio de um relacionamento íntimo com ele. Revista A Trombeta 17


18 14

por dentro da 4ª IEQ

Por Redação A Trombeta - 4ª IEQ

Nesta edição apresentamos mais um pouco do trabalho que a 4ª IEQ , através da Região 651, tem apoiado no interior do estado.

Igreja em Mamborê - PR

Interior da igreja em Juranda - PR Pastor Antonio e esposa e Pastor Miguel

Pastor Alessandro - Tuneiras do Oeste - PR

Pastor Augustinho e Família Mamborê - PR

Pastor Everson e Família - 2ª IEQ Mamborê

1ª Igreja de Mamborê

ABAIXO O ENDEREÇO DAS NOSSAS OUTRAS CAPELAS. VOCÊ É NOSSO CONVIDADO ESPECIAL, VENHA PARTICIPAR DE TODAS AS PROGRAMAÇÕES. Capela Autódromo : Rua Roberto Brandini, 130 Telefone : 3366-7606 Capela Capoeira Velha : Rua Estrada da Guaricana, 77 Construção da Igreja em Tuneiras do Oeste - PR

Telefone : 3634-1471 Capela Jardim Holandês : Rua Joaquim Soares Barbosa, 77 Telefone : 3669-4892 Capela Tatuquara : Rua Francisco Warcheski, 355 Telefone : 3265-3466 Capela Centro : Rua Marechal Floriano Peixoto, 490 Telefone: 3233-3861 Capela Albatroz : Rua da Paz, 12 - Matinhos

Igreja em Juranda - PR Revista A Trombeta 18

Telefone : 3024-8246 4ªIEQ


19

Quem nunca teve um grande amigo(a)?

Eu

tive a Lucélia. Lucélia Pedroso, isto foi em 1980 quando estudamos juntas no ensino médio. Éramos muito unidas vivemos a nossa adolescência compartilhando de alegrias, tristezas, vitórias, tantas coisas que vivemos, mas chegou o final e acabou que cada uma foi para um lado.Na época não tínhamos telefone em casa, internet nem imaginávamos que iria ter um dia. Nossa vida tomou rumos diferentes e assim passaram-se 30 anos, nunca mais nos vimos. Eu nunca esqueci dela, sempre lembrava das nossas risadas, das nossas confidências, de tantas coisas boas, um tempo que não voltaria mais, mas pensava sempre onde ela estaria. Um dia encontrei uma amiga que tínhamos em comum e perguntei dela, ela também disse que não sabia mais dela, passou mais um tempo e encontrei outro amigo e novamente nada...pensei que ela tinha ido embora da cidade. Até que mais ou menos 3 anos atrás a minha filha Bárbara abriu uma Célula(estudo bíblico) em casa, e eu era “a Tia” sempre ajudava na recepção, no lanchinho, nas orações, aconselhamentos, enfim participava, embora eram só meninas. Em uma noite uma menina, a Bruna Dalprá trouxe uma amiga na Célula e apresentou... “Esta é a Bruna, minha amiga” e eu falei: “Outra” Bruna, pq já tinha tido outras duas com o mesmo nome..e perguntei Bruna do que?? E ela respondeu Bruna Pedroso. Enquanto transcorria a reunião eu comecei a olhar para aquela moça e via nela traços conhecidos, ela me olhou como quem diz pq será q você está me olhando tanto e eu firmava o olhar pra ver com quem ela parecia, e até que eu vi nela os traços da minha tão querida amiga Lucélia... pensei não é possível...não pode ser...só que pensei em voz alta..e as meninas me olharam e a Bárbara, minha filha, me olhou surpresa por estar interrompendo sua Pregação...e eu falei como é mesmo o seu nome?? E ela disse Bruna e eu perguntei seu sobrenome? E ela disse:” Pedroso”..e eu falei você é filha da Lucélia??? Ela assustada disse sim. E a Bárbara dizia MÃE!!!

Ribeiro, o sobrenome de casada da Lucélia, mas ela não sabe o porque disse só Pedroso, claro se ela tivesse dito Bruna Ribeiro, eu não iria conciliar a aparência dela com o sobrenome. Aí elas falaram “Tia” como faremos este reencontro? Combinamos que na próxima Célula a Bruna Pedroso falaria pra Lucélia, mãe dela, que era para trazer as mães, e perguntei se ela agüentaria sem contar pra mãe e ela disse que sim. Chegou a próxima reunião e oramos para ela aceitar, e ela veio, quando chegou achou estranho, só ela de mãe..e disse Bruna cadê as outras mães?? Nisso a Bárbara veio recepcioná-la e me chamou dizendo Mãe venha conhecer a mãe da Bruna Pedroso.. aí pensem como foi...eu venho e aquela minha melhor amiga ali na minha frente, 30 anos haviam se passado...que emoção.. ela me olhou e quando olhou nos meus olhos disse: “ Meu Deus... Rita é você??” Foi só emoção... Que dizer disto tudo?? Ao abrir a porta da minha casa para compartilhar a Palavra de Deus através de uma Célula, reencontrei minha melhor amiga e tive a oportunidade de testemunhar a ela tudo aquilo que Deus fez e tem feito em minha vida. Se você ainda não têm uma Célula na sua casa, abra! Com certeza grandes Coisas O Senhor fará. Por que eu creio que Deus tem Grandes coisas a realizar em sua vida.

Deus te abençoe! Rita Zoelner.

Eu repetia: Meu Deus como que pode uma coisa desta?? E as meninas todas me olhando sem saber o que estava acontecendo.. a emoção tomou conta e chorando eu contei pra elas o que havia acontecido, Deus tinha mandado a filha da minha melhor amiga na minha casa através da Célula da minha filha. As meninas se emocionaram também. Quando terminou a Célula eu contei pra elas toda a história. E o que nos chamou a atenção foi que o nome dela é Bruna Pedroso 4ªIEQ

Revista A Trombeta 19


20

sua carreira & negócios

Por Fernanda Castro - 4ª IEQ

12 DICAS PARA USAR O FACEBOOK PROFISSIONALMENTE Usar o Facebook para fins profissionais pode ser exatamente o que sua carreira precisa para chegar ao lugar certo. Confira 12 dicas para usar o Facebook profissionalmente. Os contatos profissionais feitos por meio da rede são diferenciados e fazem toda a diferença para a trajetória profissional da pessoa que deseja estar atualizada naquilo que faz e como faz. Entretanto, para fazer isso você deve estar atento a determinados critérios. Confira as dicas a seguir para ser bem-sucedido e usar o Facebook profissionalmente. 1. Personalize Como em sua mesa de trabalho ou escritório, você também deve personalizar seu perfil para que transpareça as características e qualificações profissionais que possui e que destacam você dos outros profissionais.

9. Limite o tempo de uso Por mais útil que seja, é importante que você limite o tempo que passa usando as redes sociais. Fazer muitas atualizações por dia pode passar a imagem errada de que você é alguém desocupado.

2. Procure por conexões antigas Tanto no LinkedIn quanto no Facebook é interessante começar a fazer sua listas de contatos a partir de conexões antigas, como colegas de empregos anteriores.

10. Use para o bem O Facebook pode não mudar o mundo, mas isso não significa que você não deve usá-lo para fazer o bem e envolver seus contatos neste tipo de iniciativa.

3. Selecione as amizades Se decidir usar o Facebook profissionalmente é importante tomar cuidado com as amizades que escolhe para seu perfil, já que este é um dos critérios utilizados pelos recrutadores para selecionar candidatos.

11. Pergunte Use o aplicativo de perguntas do Facebook para resolver problemas que não sabe. Além de envolver seus contatos, você pode aproveitar essa ferramenta para seus blogs e outras pesquisas.

4. Aplicativos Um perfil profissional não deve ter aplicativos de jogos, calendários de aniversário ou quaisquer outros conteúdos que destoem da imagem profissional que você deseja transmitir.

12. Encontre eventos interessantes Há diversas oportunidades de eventos que são divulgados diariamente e que você pode aproveitar, tanto para ir quanto para divulgar em seu perfil e envolver seus contatos. Fonte: noticias.universia.com.br

5. Atualizações Você pode editar as preferências de atualizações para saber de informações que fazem diferença, como uma nova amizade que pode ajudar você ou alguém que compartilha um curso interessante que pode fazer diferença em seu currículo. 6. Configurações de segurança Muita atenção para quem vê seu perfil e informações. Por mais importante que seja manter certos dados em público, é essencial que você não se exponha e comprometa sua segurança. 7. Outros perfis Se você usa o Twitter e outras redes sociais que podem agregar valor para seu perfil profissional, não se esqueça de adicioná-los ao Facebook. 8. Grupos de interesse Parte essencial do networking online é participar de grupos e fóruns de interesse para sua área de atuação e indústria. Nestes ambientes é possível conhecer novos contatos profissionais e ficar sabendo de tendências e dicas úteis para seu trabalho. Revista A Trombeta 20

4ªIEQ


21

COMO SAIR DAS DÍVIDAS? 1) Jamais use o cheque especial ou o pagamento parcial do cartão de crédito. Peça empréstimos no banco, que saem mais baratos; 2) Passe a controlar os saldos de seu cartão de crédito com mais frequência, pelo menos a cada 10 dias, para que deixe de gastar além do esperado; 3) Tenha uma idéia do tamanho de seu problema: a primeira coisa a fazer é anotar TODOS os gastos do mês, inclusive os gastos pequenos, para descobrir de onde cortar; 4) Elabore um plano radical de enxugamento de gastos na maior intensidade possível, para que a dívida seja amortizada de uma vez. Não adianta ir pagando aos pouquinhos, pois os juros voltam a aumentar rapidamente a conta que você já pagou;

8) Fuja de atividades de lazer que custam. Aprenda a valorizar as coisas preciosas da vida que não custam nada, como um passeio ao ar livre ou uma reunião com amigos ou com a família; 9) Enquanto não conseguir quitar toda a dívida, substitua-a por outras mais baratas, como antecipação de restituição de Imposto de Renda ou venda do automóvel e compra de outro parcelado. Use todo o dinheiro da venda para reduzir a dívida. 10) Divida seu plano de ajuste com a família. É importante que todos estejam engajados, para que haja maior motivação de todos. Fonte: dicasprofissionais.com.br

5) Quanto mais intenso for o corte de gastos e menor o tempo necessário para isso, menores serão os desgastes no relacionamento familiar; 6) Acabe de vez com a tentação das compras a prazo; 7) Use todos os tipos de poupança que você tem. Não adianta estar com investimentos e perder mais com os juros da dívida. O mesmo vale para bens como terrenos e imóveis à espera de valorização;

Aprendi e Decidi E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar. Decidi não esperar as oportunidades e, sim, eu mesmo buscá-las. Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução. Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis. Decidi ver cada noite como um mistério a resolver. Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz. Naquele dia, descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de superá-las. Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido. Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer. Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir. Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar a alguém de “amigo”. Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, “o amor é uma filosofia de vida”.

4ªIEQ

Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha própria tênue luz deste presente. Aprendi que de nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais. Naquele dia, decidi trocar tantas coisas... Naquele dia, aprendi que os sonhos são somente para fazer-se realidade. E desde aquele dia já não durmo para descansar... Agora simplesmente durmo para sonhar. Texto de Walt Disney. Fonte: varejista.com.br

Revista A Trombeta 21


22

direito e cidadania

Por Rodrigo Garcia Antunes - Assessor Jurídico da SILOÉ - 4 ª IEQ

CONCILIAÇÃO A SOLUÇÃO EM QUE PREVALECE A VONTADE DAS PARTES Em geral, a diferença entre as partes de um processo, é submetida à apreciação do juiz, para que este solucione o conflito de interesses, preexistente à instauração do processo, por meio do exercício de sua função jurisdicional, a qual apresenta, como uma de suas características, a substituição da vontade das partes pela manifestação-decisão estataljudicial. No entanto, atualmente, há uma tendência no sentido de que, nos litígios que versem sobre direitos que admitam a realização de acordos, seja aberta a possibilidade para que, dentro do processo, as próprias partes obtenham a solução do litígio, prevalecendo, assim, a vontade destas, como melhor solução para os conflitos. Ressalta-se que, neste caso, também ocorre prestação jurisdicional, uma vez que existe a atuação estatal, através de um juiz, mas a solução do litígio é obtida por meio da conciliação, cujo resultado, consistente no acordo celebrado entre as partes, e homologado por sentença, permite que a solução agrade a ambas as partes envolvidas no problema, e não apenas uma saia satisfeita.

entre as partes litigantes, contribuindo, de modo inteligente, para desafogar os tribunais e para tornar a Justiça mais próxima dos anseios da população e principalmente daqueles envolvidos em processos judiciais. Desta forma, o Direito, e todo o aparelhato que o cerca, tribunais, juízes, desembargadores, promotores, defensores públicos, conciliadores, advogados entre outros, deve ser um meio de solução de conflitos, e não um modo, utilizado pelas partes, para punir um ao outro, quando não a ambos. Portanto, lembre-se, conciliar é LEGAL!!!!!!!

...as partes tem o poder de decidir em conjunto o que melhor se estabelece para ambos, evitando uma decisão que, supostamente, favoreça apenas um.

Portanto, uma vez obtida a conciliação, as partes evitam todo o desgaste que envolve o trâmite de um processo, que normalmente leva anos, impondo aos litigantes ansiedade e frustrações, que ao final de uma demanda, geralmente custosa, obtida a sentença, fatalmente desagradará a um dos envolvidos, quando não a ambos, que tinham expectativas diferentes da decisão emitida pelo Juízo. O instrumento da conciliação consiste no mais importante dos atos previstos no ordenamento jurídico, uma vez que, obtida a conciliação das partes, além de se evitar o longo percurso de um processo judicial, com todos os seus trâmites e dificuldades, as partes tem o poder de decidir em conjunto o que melhor se estabelece para ambos, evitando uma decisão que, supostamente, favoreça apenas um. O Direito moderno, tem por obrigação valorizar os instrumentos processuais capazes de promover o consenso

Revista A Trombeta 22

4ªIEQ


4ÂŞIEQ

Revista A Trombeta 23


24

algumas curiosidades

?

Por Cesar L. da Silva - 4ª IEQ

VOCÊ SABIA

Todo aquele que se dispõe a amar e a viver um bom relacionamento, zela para ter uma convivência sadia com a pessoa amada. Atenção, isso não faz do “outro” um objeto de seu pertence! Por mais que amemos a pessoa ao nosso lado, não temos o direito de posse da sua liberdade! Quando há uma união entre duas pessoas com manias e qualidades totalmente diferentes, que vivem na esperança de encontrar alguém para dividir seus sonhos e depositam muita esperança na vida a dois, esse relacionamento só será possível com a intervenção de Deus! Muitas famílias descobriram que programar uma noite para estarem juntos a cada semana pode fortalecer os laços familiares e aumentar a união. Utilizem esse tempo para divertirem-se com seus filhos e instruírem-nos. Ensinem valores que sejam importantes para sua família. Discutam assuntos de interesse geral. Façam planos para ocasiões importantes. Compartilhem histórias inspiradoras. Eis um fato lamentável: Há estudos que mostram que os pais passam cerca de três horas por dia assistindo a televisão com os filhos, mas passam menos de trinta minutos com eles em outras atividades. Não deixem que a televisão lhes roube um tempo precioso que vocês podem passar juntos ou que impeça sua família de comunicar-se eficazmente entre si. O melhor mestre é o seu bom exemplo. As ações sempre falam mais alto do que as palavras, especialmente em seu relacionamento com os filhos. Quer vocês percebam ou não, suas ações influenciarão vigorosamente no comportamento de seus filhos por toda a vida. Não fique desanimado, triste e preocupado por estar solteiro! Pense que isso não significa que ninguém lhe ama. Só significa que Deus está ocupado escrevendo a sua historia de amor!

Revista A Trombeta 24

4ªIEQ


do estilo jovem

Por Letícia Ordalio Toledo - Liga Jovem - 4ª IEQ

! r ica

F

25

Um relacionamento sem compromisso. O tipo de relacionamento mais comum hoje em dia é o “ficar”. Ele é um legado da geração “Paz e Amor” que teve início no começo dos anos de 1970 onde “ninguém era de ninguém”. Um relacionamento totalmente sem compromisso com o objetivo de satisfazer prazeres momentâneos, que confunde até hoje a vida de adolescentes e jovens que se perguntam: “por que não ficar?”. Para se entender as consequências por detrás de um verbo tão pequeno é preciso esclarecer algumas coisas.

Por quê “ficar” pode ser ruim? Ficar, em um primeiro momento, geralmente é visto como algo muito prazeroso, mas esse tipo de relacionamento acaba gerando consequências para o resto de uma vida. Consequências que vão aparecendo aos poucos e acabam destruindo os sentimentos de uma pessoa. Entre as consequências estão: • O egoísmo e individualismo, que são as raízes do “ficar”, já que o parceiro é visto apenas como um meio para a satisfação dos desejos do outro. • Com o passar do tempo a pessoa acaba perdendo toda a essência instituída por Deus em um relacionamento, não existe aquele sentimento de união, e o romantismo adquire uma grande conotação sexual. • De tanto “ficar”, a pessoa acaba por se enxergar apenas como um objeto que está sendo usado por todos e acha que ninguém serve para um relacionamento de verdade. • A necessidade de ir cada vez mais fundo nesse “ficar”, fisicamente falando, gera desejos que só deveriam ser satisfeitos depois do casamento. • O “ficar” estimula a traição e a impaciência, não há uma tentativa de fazer o relacionamento prosseguir por muito tempo, se um dos parceiros sente que não conseguiu o que queria com aquela relação, ele simplesmente parte para a próxima.

4ªIEQ

Mas como saber que a pessoa é a certa sem ao menos ter “ficado” com ela? Não é através de um beijo que se descobre se a pessoa é ou não aquela que Deus preparou. E sim, através da oração e da busca por Deus. Assim como em todas as demais áreas, para que se tome uma decisão correta na vida sentimental é preciso voltar o coração a Deus. É Ele quem pode guiar uma pessoa e, futuramente, um casal, para um relacionamento de sucesso.

Mas “ficar” é pecado? Em Gálatas, no capítulo 5 do versículo 19 ao 21, uma lista de obras da carne é citada, entre elas estão a impureza, prostituição e lascívia (que significa luxúria e sensualidade). Três atitudes que estão presentes em “ficantes”. É importante ressaltar a descrição bíblica para prostituição, ela se dá quando uma pessoa entra em mais de um relacionamento, o que é típico do ficar. Além disso, Tessalonicenses no capítulo 4, traz uma exortação sobre a santidade, dizendo que é dever do cristão se abster da prostituição e que quem resiste a estes ensinamentos não rejeita ao homem, e sim ao próprio Deus.

Revista A Trombeta 25


26

vida colorida

Jesus e seus discípulos. Davi ganhou uma bola nova de sua mãe, ele ficou muito feliz. A brincadeira que mais gosta é jogar futebol, mas jogar sozinho não tem graça, não é mesmo? Então Davi pegou a sua bola e foi para a rua, reuniu alguns amigos e montou dois times. Agora poderiam jogar bola no campinho perto de sua casa. Quando temos amigos tudo fica melhor! Jesus, quando esteve aqui na terra, também queria ter amigos. Por onde passava sempre havia muitas pessoas que o seguiam, algumas por curiosidade, outras para ver os milagres que realizava, ou então, queriam aprender sobre as coisas que Ele ensinava. Ele queria que todas as pessoas, homens, mulheres e crianças conhecessem sua mensagem de amor. Mas Jesus não queria fazer isso sozinho, então, resolveu escolher algumas pessoas para estarem mais pertinho dEle, foi passando pelos lugares e escolhendo alguns para serem seus amigos, eles seriam os seus discípulos, pois assim aprenderiam ainda mais sobre as coisas de Deus e poderiam ensinar outras pessoas. Quando Jesus estava indo para a região da Galiléia encontrou com um homem chamado Filipe e lhe convidou para O seguir. Filipe ficou muito contente com o convite. Depois disso, Filipe encontrou com o amigo Natanael e bem animado, lhe contou que conheceu uma pessoa muito especial, o homem prometido por Deus, de quem os profetas no Antigo Testamento falavam. Natanael ficou admirado, mas duvidou, “Venha e veja com seus próprios olhos” falou Filipe. Quando Natanael chegou perto de Jesus, Ele o viu e disse: “Eis um verdadeiro israelita”. Então Natanael respondeu: “De onde o Senhor me conhece?” Jesus lhe disse: “Antes de Filipe o chamar, eu já tinha visto você sentado debaixo da árvore”. Natanael ficou muito surpreso, “Como ele me viu”, pensou. Natanael percebeu que Jesus era realmente uma pessoa diferente, e resolveu o seguir, tornando-se um discípulo. Jesus também chamou outros para serem seus discípulos: Pedro,Tiago, João, André, Mateus, Tomé, Tiago, Tadeu, Simão e Judas Iscariotes. No total eram doze discipulos, eles aceitaram o convite porque viram que Jesus demonstrava muito carinho e amor para com as pessoas. Jesus gostava muito de seus novos amigos. Os discipulos mostraram ao mundo todo a mensagem de Jesus, porque, quanto mais O conheciam e viam o que Ele fazia, mais acreditavam ser Ele o Filho de Deus e sentiam-se felizes por tê-lo como amigo. Vocês podem pensar que esses homens eram diferentes, mas não eram. Tinham famílias, trabalhavam também, como o pai de vocês. Porém, deixaram tudo para seguir a Jesus, o que não é uma tarefa fácil. Na verdade, Ele nunca prometeu uma vida fácil para Seus seguidores. Mas tudo isso vale a pena, é recompensador. Imagine o privilégio para aqueles homens trabalharem ao lado do Senhor Jesus! Hoje não somos diferentes, temos Jesus ao nosso lado e o Espírito Santo nos capacitando para Sua obra e nos lembrando sempre que todo sacrifício que fizermos ainda será pouco diante daquilo que Jesus fez por nós. Sabemos que essa foi uma boa escolha, porque estavam fazendo a vontade de Deus. Eles oraram por pessoas que estavam doentes e elas foram curadas; falaram de Jesus, do amor de Deus para muitas pessoas, que falaram para outras, e outras, até a mensagem chegar a nós. Que maravilha! Eles foram grandes homens de Deus, porque aceitaram imediatamente o convite de Jesus. E você, tem falado do amor de Jesus para os seus amiguinhos? É muito bom termos amigos que podem brincar, passear, dormir em nossa casa. Melhor ainda é saber que o nosso maior e melhor amigo é Jesus. Ele sempre está conosco pronto a nos ajudar e nos proteger de todo o mal. Jesus nos faz companhia em todos os momentos, que alegria!

Por Ariane Cordeiro - 4ª IEQ Com Jesus não seria diferente. Vejamos as circunstâncias do seu nascimento: • Maria grávida de um filho que não é do seu marido. • Viagem para cumprir uma obrigação, e quando chegam ao destino, eles não encontram lugar para ficar. • Pastores de ovelhas, considerados como pecadores pela elite judaica são os que assistem ao nascimento. • Herodes busca matar o bebê, pois se sente ameaçado pelo novo rei dos judeus. Sem dúvida uma situação desfavorável, insegura e frágil. E diante dele podemos dizer: Que Horror. Que trágico. Que pena... Não! O anúncio do nascimento de Jesus foi marcado e classificado como uma boa notícia, de grande alegria. O motivo de grande alegria pelo nascimento de Jesus é porque nasceu o Cristo. Cristo significa ungido. E ungido significa habilitado, capacitado. Falar de Jesus como o Cristo, é o mesmo que falar que Jesus é o ungido de Deus, que foi capacitado e habilitado para cumprir e realizar a sua missão. E a missão de Jesus foi (e ainda é) tripla: • Ser Profeta: compartilhando conosco várias das conversas com o Pai, palavras de amor, cura, recomeço, de arrependimento. Jesus como o profeta falou do Reino de Deus. • Ser Sacerdote: cancelou nossos pecados. Assumindo toda a culpa por nós. Ele consuma na cruz o livre acesso a Deus. Graças ao sangue derramado, ele paga o preço. • Ser Rei: Ele é o Rei dos reis que detém o controle e dele não abre mão. Dessa forma Deus nos presenteou com Seu Filho Jesus no Natal – e o que fizemos de Seu aniversário? Será que pensamos em Seu nascimento quando estamos sentados à mesa da ceia do Natal, rodeados de familiares e amigos ou na hora em que abrimos nossos presentes? Jesus não quer apenas ser convidado de honra em uma festa; Ele deseja ser o Senhor de nossa vida e reinar em nossos corações! Só a entrada de Jesus em nosso próprio coração nos traz aquilo que tanto ansiamos e esperamos. Muitas vezes do sofrimento brota a alegria, como por ocasião do nascimento de um bebê. O milagre do Natal também foi assim. Havia chegado o ano da salvação quando o milagre divino do nascimento de Jesus aconteceu. Vamos juntos refletir sobre o nascimento de Jesus e assim abrirmos o nosso coração para permitir que Ele também nasça em nossas vidas nos dando plena alegria. A propósito, você já convidou a Jesus para nascer e reinar em sua vida, em seu coração? Faça agora esse convite a Jeses! (Mateus 10: 1-4/ João 1: 43-51)

Voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido. Cada criança nasce num contexto e tem a sua história.

Revista A Trombeta 26

4ªIEQ


Por Leandro Lopes - Ministério de Louvor 4ª IEQ

do estilo jovem

27

5° Festival da Costela no Fogo de Chão No dia 15 de Novembro de 2012, aconteceu no estacionamento de nossa igreja, o 5° Festival da Costela no Fogo de Chão com a participação especial da banda “Os Campeiros de Cristo”. Foi um dia de muita alegria, louvor e uma costela maravilhosa. Aproximadamente 1000 pessoas estiveram presentes neste evento.

Grande Batismo Do dia 13 ao dia 18 de Novembro de 2012 foi realizado um Grande Batismo. Foram dias de muita alegria, pois no total, 92 almas desceram as águas do batismo.

Cantata de Natal – Infantil Aconteceu nos dias 16 e 18 de Dezembro de 2012 a Cantata de Natal Infantil com o tema “Pedido de Natal”. Contamos com a participação de aproximadamente 90 crianças cantando, dançando, encenando e celebrando o Nascimento do nosso Senhor Jesus.

4ªIEQ

Revista A Trombeta 26


28 Cantata de Natal – Adulto Nos dias 22 e 23 de Dezembro foi realizada a Cantata de Natal – Adulto com o tema “Que amor é esse!”. Foram dias marcantes na vida de cada um que esteve presente. Contamos com a participação de aproximadamente 200 integrantes.

Culto Profético Nos dias 8 e 9 de Janeiro de 2013 foi celebrado em nossa igreja o Culto Profético. Durante estes dias, toda a igreja trouxe, diante da presença de Deus, seus Projetos de Vida para o ano de 2013.


30

filmes e indicações Filmes ONDE NASCE O AMOR Os sonhos de riqueza e aventuras mundo afora de Clark Davis (Wes Brown) ficam ameaçados depois que ele e um amigo começam uma briga dentro de um café e causam danos ao estabelecimento. Presos e com julgamento marcado, não resta outra saída a Clark senão fazer um acordo com o Xerife (Jere Burns) e com a dona do café, Millie (Nancy McKeon). Fica definido que Clark cumprirá sua sentença de serviços comunitários na fazenda das irmãs Barlow, Ellen (Julie Mond) e Cassie (Abigail Mavity). Ellen, a mais velha das irmãs, não entende o fato de Cassie ser tão amável com Clark -- foi a mais nova quem fez o acerto com o Xerife para que o rapaz prestasse serviços na propriedade da família delas. Apesar de Ellen pensar que elas podem dar conta de tudo sem a ajuda de Clark, aos poucos a moça vai notando que ele tem um bom coração e está disposto a ajudar de verdade. Quando Clark sofre um acidente, Ellen é quem cuida dele até que ele se recupere e isso faz nascer um surpreendente sentimento entre eles. Só que um homem do passado de Ellen está de volta e quer reconquistar o coração dela a todo custo. Será que Clark ficará para disputar o amor da bela moça ou ele seguirá com seus sonhos de ir para o Oeste e ficar rico?

ENCONTRO DE CASAIS Três casais, desiludidos com o rumo de seus casamentos, decidem participar de um encontro de casais em um resort em um lugar paradisíaco nas montanhas. Enquanto as mulheres acham que podem provocar uma mudança radical em seus companheiros, os homens estão à procura apenas de um pouco de diversão. No entanto, ao chegar lá, seus anfitriões, Dr. Sullivan e sua esposa Katrina, desafiarão cada um deles a enfrentar os dilemas pessoais para curar os problemas conjugais, utilizando alguns métodos não muito convencionais,porém eficazmente fundamentados em princípios bíblicos. Com isso, as máscaras começam a cair, e os casais iniciam uma luta emocional, medindo forças para saber a quem culpar pelo fracasso em seus relacionamentos. Quando tudo parece perdido, o verdadeiro amor lhes é revelado, e eles descobrem que a solução para salvar o casamento não é necessariamente o que, mas quem. Diante disso, esses casais precisarão recomeçar suas histórias, trilhando o caminho de volta para Aquele a quem verdadeiramente amam.

VIDA DE ORAÇÃO Com a ajuda da esposa religiosa, de seu cunhado e de um executivo lutando com sua consciência, Philip um advogado que está tentando provar a inocência de sua cliente em uma acusação de fraude. Conforme Philip vai descobrindo mais e mais detalhes sobre a trama, o advogado Philip percebe que a mulher foi envolvida em uma teia de assassinato e chantagem, tudo conectado ao mercado asiático. E no meio do processo, ele ainda vai redescobrir a sua fé que será fundamental para limpar o nome de uma pessoa totalmente inocente, e descobre que Deus está sempre ao lado ouvindo nossas orações, basta apenas pedirmos.

Informações: www.4ieq.com rededemulheres@4ieq.com 41 3083 3082 Venha fazer parte desse ministério!


Livros

31

TEMPERAMENTOS TRANSFORMADOS Você se lembra daqueles momentos em que desejou ter domínio próprio e autocontrole e se arrependeu do que fez? É difícil mudar seu temperamento, não é? Como seria bom se você pudesse ser calmo como os fleumáticos, ou, talvez, eufórico como os sanguíneos, quem sabe ainda, habilidoso como os melancólicos ou pertinaz como os coléricos... de fato não é nada fácil mudar o nosso temperamento. A boa notícia é que é plenamente possível transformá-lo! Milhares de pessoas no Brasil já experimentaram esta mudança e foram responsáveis por transformar este livro num dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Tim LaHaye apresenta quatro dos principais personagens bíblicos que tiveram seus temperamentos transformados pelo Espírito. Com eles você aprenderá os passos necessários para a grande mudança que somente Deus pode fazer na sua vida.

ESPOSA E MÃE O coração de Shirley Price nos levou, através de sua pena, excelente inspiração para toda mulher que o ler! Sua experiência de entrega total ao Espírito Santo em sua vida de crente em Jesus Cristo, de esposa e mãe é encorajadora. É o único caminho seguro e certo à verdadeira felicidade. Do princípio ao fim o livro é permeado de passagens biblicas, aplicadas aos problemas do dia a dia da família. Os exemplos apresentados atestam que a Palavra de Deus é atual e eficaz ainda no século vinte um.

VOCÊ TEM CERTEZA DE QUE SABE O QUE SUA ESPOSA ESPERA DO CASAMENTO? Este e tantos outros casos de conflitos entre marido e mulher, por si só, já seriam preocupantes. O que os torna ainda mais graves é o fato de envolverem casais cristãos, ou seja, homens e mulheres que, pelo menos em tese, devem ter as orientações da Palavra de Deus para nortear sua vida conjugal. E no papel biblicamente legítimo de líder da família, é responsabilidade do homem garantir a realização pessoal e a felicidade de sua esposa no casamento. O problema é que muitos maridos ainda estão longe de compreender de verdade os anseios e as demandas daquelas com quem assumiram o compromisso de honrar e se tornar uma só carne. Escrito especialmente para os homens, oferece importantes orientações para aquele que deseja restaurar ou simplesmente fortalecer seu casamento a partir de uma compreensão mais profunda das expectativas da mulher mais importante de sua vida.

Império para todas as horas! Comida caseira

Almoço

Segunda a sábado

Restaurante

41•3029-9461 www.restauranteimperio.com.br

Deliciosas pizzas

Jantar

Segunda a sábado

41•3024-1424 www.imperiodapizza.com.br

As melhores carnes

Almoço e jantar Terça a sábado

e domingo no almoço

41•3095-2585 www.churrascariaimperio.com.br



Ed9 final2006web3