Issuu on Google+

A epidemia que devastou a Europa


Peste Negra • A peste bubónica ficou conhecida, no século XIV (entre 1347 e 1351) por peste negra, pela devastação que causou. • Com esta epidemia morreu um terço da população Europeia (25 milhões de pessoas). • A peste era transmitida pelas pulgas vindas dos ratos, que abundavam na época devido à falta de condições de higiene.


Expansão da Peste Negra • A peste veio da Ásia, com os mercadores e comerciantes e depois por barco até às costas do Mediterrâneo.


Sintomas • Aparecem gânglios nas virilhas, no pescoço e na axilas, estes endurecem e ficam negros, dando o nome à peste. • O doente tem febre e hemorragias. • Em poucos dias ou até horas o infectado morre.


A morte dos pobres • Os pobres foram os mais expostos, pois estavam mais debilitados e resistiam menos à epidemia. • Por outro lado, as condições de higiene eram fracas nas populações mais pobres. • Enquanto os ricos se isolavam no campo, os pobres não podiam fugir das cidades sendo contagiados.


Como se combateu a Peste • Os médicos faziam sangrias para extrair o “veneno” do corpo, e queimavam-se madeiras aromáticas para disfarçar o cheiro pestilento. • As pessoas acreditavam que a peste era um castigo de Deus. • Para combater o contágio queimavam-se os corpos ( cadáveres ).


Novas “pestes” SIDA Atingiu cerca de 30 milhões de pessoas, a maioria em África. Gripe É ainda uma doença muito grave no século XXI, tendo sido muito falada pela sua nova estirpe, vulgarmente chamada de gripe A.


Conclusão • A peste negra foi uma das piores epidemias que atingiu a Europa, diminuindo significativamente a população Europeia, originando o pânico e massacres na tentativa de conter a doença.


Bibliografia • Ao encontro do passado, Selecções do Reader´s Digest • Memórias do Mundo, Círculo de Leitores • Nova Enciclopédia Larousse, volume 8, Círculo de Leitores


Trabalho realizado por: Joรฃo Alves Silva 8ยบ C nยบ 9

Obrigado por terem lido


peste negra,9