Page 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Boas Vindas:

Olá meus queridos, sejam bem vindos ao Curso Casados em Cristo. Que ele seja uma ferramenta amolada para cumprir o seu papel, que é de ajudar os casais no seu processo de mudanças para o bem do casamento, possibilitando com que cumpra o seu propósito diante de Deus, que é ser útil para o Reino de Deus.

Um

grande

forte abraço,

Pr Ismael .

e


Funcionamento do Curso Casados em Cristo.

1-Sempre que possível deverá haver no grupo um casal líder e um casal líder em treinamento.

2- Ministre o curso considerando os módulos, e ao final de cada um deles faça uma celebração festiva de encerramento, trazendo especialmente convidados que potencialmente , serão próximos alunos.

3- Embora procuramos não burocratizar o curso, é interessante registros de participantes, frequência, bem como um caderno de orações.

5- Faça reuniões semanais de duas horas e meia, com oração de abertura, leitura responsiva do texto, clarificação, testemunhos, oração por cura e dinâmicas.

6-Procure não utilizar outros materiais além dessa apostila e a Bíblia.

7- Pode-se servir um café, água, bolachinhas, mas com o cuidado de não inviabilizar o curso por causa de despesa advinda dessa confraternização. O curso não pode ser um peso financeiro, mas sim, uma alegria.

2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

8- O curso é aberto e casos especiais onde haja necessidade de cura podem ou talvez até devam ser tratados em separado, importante não expor as pessoas e seus problemas de relacionamento, salvo se houver permissão.

9- Não há limites de alunos no curso, porém, deve ser realizado sempre pelo casal e nunca por um dos cônjuges apenas.

10- Casos de membros da igreja que estejam se preparando para casar ou noivos, com o aval do pastor local, poderá ser admitida a participação mesmo não sendo casados.

11- O Ministério Casados em Cristo disponibiliza um livreto de dinâmicas que podem ser feitas durante

o

curso.

Tal

apostila

pode

ser

baixada

através

do

site

www.slideshare.net/ismaelroselei, ou solicitada pelo email: casadosemcristo@hotmail.com.

12- Ao se deparar com falhas na apostila, seja ela teológica, de ortografia ou de difícil entendimento, duplo sentido, favor comunicar o fato ao Ministério Casados em Cristo no email acima mencionado.

13- Sugestões poderão ser aprovadas e incorporadas nas próximas edições desta apostila que será revisada em tempos oportunos. Envie sugestões.


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

SUMÁÁ RIO:

Introdução............................................................................................................................. 08

1º MÓDULO

A HISTÓRIA DO CASAMENTO.

Deus prepara um jardim para a melhor de suas criaturas...................................................10

O homem é criado do pó da terra........................................................................................10

A mulher é criada a partir do homem.............................................................................10


Deus apresenta a mulher a Adão....................................................................................10

A instituição do casamento............................................................................................11

O plano de Deus para o casal e família...........................................................................12

Papel do marido.............................................................................................................12

Papel da mulher.............................................................................................................13

O papel comum do casal..................................................................................................14

A liderança masculina.........................................................................................................14

A queda, suas maldições e a promessa de um Salvador................................................15

Mudanças que afetaram negativamente o plano do casamento...................................17

Disputa pelo poder......................................................................................................17

Seria Deus machista?.....................................................................................................18

Alguns textos reafirmam o valor da mulher.....................................................................18

A libertação da mulher através da vinda de Cristo......................................................19

Evitando o nascimento de filhos...................................................................................23

Casamento como um contrato.....................................................................................24

Requisitos para que o casamento seja uma aliança......................................................26


Complementaridade e nĂŁo igualdade entre os sexos.....................................................28

Fidelidade e nĂŁo adultĂŠrio..............................................................................................29

Masculinidade e feminilidade.......................................................................................30

4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Divórcio nunca foi plano de Deus..................................................................................32

O fim do casamento no Estado Eterno......................................................................34

2º MÓDULO

AS EXPECTATIVAS PARA O CASAMENTO.

O que os homens esperam encontrar no casamento............................................................35

Sexo, bom sexo, muito sexo............................................................................................36

A esposa como a sua amante...........................................................................................40

Uma boa e agradável companhia.................................................................................41

A esposa sendo a companheira para todas as horas......................................................42

Alguém para partilhar seus sonhos e conquistas...........................................................42

A esposa presente nas lutas..........................................................................................43

O que ela espera encontrar no casamento.....................................................................44

Carinho em todas as suas formas.....................................................................................44


Gestos de ternura..........................................................................................................46

Ser encorajada para o crescimento...............................................................................46

Ser amada com um amor perceptível.............................................................................47

Respeito para com as coisas eu ela gosta......................................................................47

Delicadeza no trato verbal...........................................................................................48

Como corresponder a ponto de encantar a esposa?......................................................50

Melhore a comunicação...................................................................................................50

Aguce sua sensibilidade..................................................................................................51

Controle sua mania de criticar........................................................................................51

Sorriam mais juntos.........................................................................................................51

Elogie quando algo foi bem feito....................................................................................51

Segurança física e emocional para si e para sua prole...................................................51

Como passar a confiança que ela precisa?....................................................................53

Seja o herói dos filhos dela...........................................................................................53

Na paz seja um gatinho, mas um leão se vier a guerra...................................................54

Ela precisa se relacionar com pessoas................................................................................54


5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Faça amor, não apenas sexo...................................................................................54

Um marido encantador é o amante de sua esposa...................................................57

3º MÓDULO

COLUNAS QUE SUSTENTAM UM CASAMENTO.

A presença de Deus na vida do casal...........................................................................59

Apreço, um amor que não tem preço............................................................................61

Fortes valores morais.....................................................................................................64

Uma comunicação saudáve.............................................................................................69

Lealdade, companheirismo, com reciprocidade.............................................................76

Fidelidade sexual...........................................................................................................79

Abertura, transparência...................................................................................................82

Conflitos bem administrados..........................................................................................84


Posição social satisfatória................................................................................................89

Compromisso com o relacionamento...............................................................................97

Coesão, unidade..............................................................................................................99

Consenso, acordo.....................................................................................................101

4º MÓDULO

A INTIMIDADE DO CASAL.

Diferentes na hora do amor.....................................................................................104

Preserve seus momentos de intimidade conjugal..........................................................106

Falta de interesse para o sexo.......................................................................................108

Meu marido não quer sexo.........................................................................................113

Manter um bom casamento é suprir as necessidades do outro.....................................114

Como uma mulher conquista o coração do marido.......................................................115

Depois do amor ele vira e dorme..................................................................................117

Um jardim fechado, exclusivo..........................................................................................118

Vicio ou compulsão sexual............................................................................................121


6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Qual a quantidade de sexo é considerada normal?........................................................122

Complicações e perigos em caso de compulsão.............................................................123

É pecado a masturbação?.........................................................................................12 4

E quando o solitário fantasia o próprio cônjuge...........................................................124

E quando a masturbação solitária não seria pecado?....................................................125

E a masturbação feita a dois?.................................................................................125

Motel é recomendado para o cristão?......................................................................126

Sexo Anal é pecado ?...............................................................................................129

E o sexo Oral: É Permitido ou proibido?.................................................................129

É pecado fazer sexo variando as posições?...................................................................131

Outros Pecados sexuais...........................................................................................131

Pode um homem amar a esposa e ainda assim traí-la?...............................................133

Aconselhamento: Meu marido prefere a pornografia.....................................................135

Finalizando o curso........................................................................................................138


Anexo – Livro de apoio - Mais forte que o adultério.....................................................1 39

Dados do autor..............................................................................................................164


7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Introdução O que esperar do casamento cristão evangélico? Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece; Provérbios 24:3 O que podemos esperar de um casamento cristão evangélico? Que seja duradouro e que nele haja muita satisfação, isso é algo que se deve esperar. Mas não é apenas isso, o casamento deve atender um propósito maior, os interesses do Reino de Deus. Dentro de uma relação conjugal, é onde o casal pode ser treinado para serem mais parecidos com Cristo e assim se multiplicar e dominar a terra como representantes do Senhor. ( Gn 1.28; Sl 8). Podemos esperar que seja uma relação tão cheia de graça e luz que se perguntassem, a resposta seria essa: “Sim, eu me casaria novamente com a mesma pessoa”. No casamento evangélico, a mulher é tratada como a parte mais frágil, ela sabe o seu papel de administradora do lar, de mãe e de mulher e não tenta usurpar a liderança do seu marido. As pessoas nele envolvidas trabalham sempre com a verdade, inclusive os filhos, todos dizem sempre a verdade, nas pequenas e grandes coisas também. A mentira não tem espaço, mesmo aquelas que às vezes parecem insignificantes. No casamento evangélico o homem se guarda para sua esposa, não tem olhos para outras mulheres, não as procura, e quando é por elas achado, foge rapidamente. Ele não alimenta fantasias, não dá chance para a pornografia, ele poda qualquer possibilidade do adultério acontecer. A esposa evangélica com sua postura de mulher elegante, educada, cortês, não dá asas à imaginação de outro homem. Ela não provoca, não leva ninguém a fantasiar nada, o seu amor e carinho são exclusividade de seu marido. Ela faz dele um homem honrado, respeitado no lugar. Todos que com ela tem contato sabem, sem que se diga uma palavra, que ela escolheu a pureza, a decência,....o casamento. Nesse casamento, as expectativas são satisfeitas, os planos são levados à efeito, as promessas são cumpridas e as necessidades são supridas. Eles constroem pontes que unem e não muros que separam, e isso tudo, através do diálogo tranquilo, honesto, sem ofensas. Alias, eles não esperam a crise chegar para depois conversar, estão


/;.çln Pastor Ismael Roselei de Carvalho

sempre procurando dialogar para crescer e corrigir. Eles investem na relação. Para eles as pessoas são mais importantes do que as coisas. Nesse relacionamento as coisas existem para serem usadas, e as pessoas para serem amadas.

Para o casal evangélico, com exceção de Deus, o maior bem que eles possuem é o casamento, não são os bens, os veículos, os imóveis, o trabalho, nada disso. O casamento vem em primeiro lugar, vem antes de tudo. Para o casal evangélico, os filhos são presentes de Deus, que são bem vindos, porém, não são mais importantes que o próprio casal. Sabem que se o casal estiver bem, os filhos estarão bem. O pai sabe que o melhor presente que ele pode dar para o filho é amar a mãe dele. Casamento cristão evangélico é aquele que consegue fazer da casa um lar, um lugar seguro para os filhos, agradável para o marido e motivo de saúde emocional para a esposa. Um lar evangélico é sempre uma referência, um farol e um Oasis de paz para todos, um lugar de reencontro, de descanso e refrigério da alma, um lugar onde o amor se manifesta e a presença de Jesus é notória. Um lugar onde o mal não vence o bem nunca, onde a verdade é falada em amor, onde as dificuldades são compartilhadas e as pessoas são comprometidas com o sucesso de todos, esse é um lar evangélico. Onde ninguém torce pelo fracasso do outro, mas sim pelo seu sucesso, onde a tolerância é maior que a arrogância e o perdão é de pronto liberado. O casamento cristão evangélico é aquele que segue o evangelho. Os filhos nascidos de um casamento assim são flechas certeiras que alcançarão o alvo, serão um sucesso na vida. Num lar assim sente-se a presença de Deus, sente-se o amor fluir nos encontros e a graça invadindo as mentes e corações. Esse lugar é um sonho que pode se tornar realidade, seguindo o projeto do Criador. Essa é a proposta deste curso.0-


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

1º MÓDULO

A HISTÓRIA DO CASAMENTO.

Deus prepara um jardim para a melhor de suas criaturas.

O Senhor nos seus atos preparatórios para a chegada do homem que tencionava criar foi transformando o lugar que era antes sem forma e vazio(XXXX). Criou a luz, a terra, as águas, o verde, os grandes e pequenos animais, os peixes e animais marinhos.(XXXX). Estava pronta a terra que não foi feita para ficar vazia (XXXX) então Deus cria o homem e a mulher.( XXXXX) e o coloca num lugar muito especial chamado Jardim do Éden, onde se encontrava toda a suficiência ao ser humano criado. O homem foi incumbido de guardar e lavrar o Jardim do Eden (XXXX)

O homem é criado do pó da terra.


Então Deus cria o homem do pó da terra, sopra dentro dele o seu espírito tornando o alma vivente.

A mulher é criada a partir do homem.

Depois de tudo pronto, o mineral, o vegetal e o animal já criado, inclusive o homem, Deus observa que os animais formando casais ao passo que o homem estava só, então, resolveu criar a mulher para que Adão não ficasse solitário. Realizou um desfile e fez passar diante dele os animais, de casal em casal, como uma forma de lhe chamar a atenção. Quem sabe Adão estivesse tão empolgado com o trabalho no Jardim que não se apercebeu que só ele não tinha uma fêmea para partilhar a vida. Isso acontece ainda hoje, alguns homens consomem suas vidas no trabalho, e se mantém desatentos com a esposa, que por sua vez, se ressente de sua presença e de sua atenção.

Interessante que a mulher nasceria num jardim, sugerindo o porquê até os dias de hoje as mulheres adoram flores ( Gn 2.4-26). Deus usando seu poder criativo, ao final dos dias da criação, via que a coisa criada era “boa”, mas ao criar o homem e a mulher Deus viu que a sua criação era “muito boa”. O casal humano, homem e mulher é o melhor de Deus na sua criação, foi o coroar de toda a obra Divina.(Gn 1.31).

O homem recebe a missão de proteger e de cultivar o Jardim do Eden, e ele foi preparado física, orgânica e mentalmente para poder suportar as agruras dessas atividades.

Deus apresenta a mulher a Adão.

Deus provoca um sono em Adão e à partir da uma costela dele, cria a mulher e a traz para Adão. Ele ao olhar para ela exclamou : “ Isto sim!! Exclamou Adão.

Ela é parte de meus ossos e de minha carne! ( Gn 2.23).


1 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Ele ficou maravilhado com a mulher. Eram os primeiros exemplares da espécie humana, e poderíamos dizer que foram os originais, feitos pessoalmente pelo Criador, e dessa forma deveriam ser ambos de uma beleza física estonteante. Gosto também de pensar sobre a importância desse feito, pois creio que a melhor esposa para um homem deve ser aquela que é trazida (orientação do Espírito Santo) pelo próprio Deus. Salomão diz que riquezas e bens, vem para vida de um homem até como herança dos pais, mas uma boa esposa vem do Senhor para vida dele (Provérbios 19:14 ) . Deus possibilita o encontro, orienta, cria oportunidades, ilumina, abençoa, mas também creio que o casamento é uma escolha humana, visto que se não fora assim, todos os casamentos deveriam ser bem sucedidos, pois Deus não faz nada imperfeito. Dessa forma, creio ser um combinação de ações Divinas e humanas. Hoje, quando um homem, tem a graça de ter ao seu lado uma grande mulher, deve se lembrar de que foi trazida por Deus, como um presente especial, um favor divino, e que merecerá receber o melhor dos cuidados. Maltratar uma mulher assim, é desprezar a bondade de Deus.

A instituição do casamento.

Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. (Gênesis 2:24).

Segundo Deus, o casamento é o encontro de um homem com uma mulher, que em amor se unem fisicamente através do sexo, tornando-se uma só pessoa com ela. Essa união tem a finalidade de formar uma nova família, com a possibilidade de gerar filhos para Deus.

Ele não criou um homem para o homem, mas sim, uma mulher, nisso vemos a condição necessária da heterossexualidade.

É importante estudar esse texto à partir de seus verbos para entendermos melhor o seu significado:


Deixar: Podemos pensar nesse verbo de uma forma mais ampla, devendo o homem deixar pai e mãe fisicamente, geograficamente, emocionalmente, e financeiramente. Mas lembre-se que deixar não significa abandonar. Alguém disse que para um homem se fazer homem, o melhor é cortar o cordão umbilical na hora do parto.

Apegar-se: É unir-se, tornar-se uma só pessoa com a esposa. É estar ligado ao outro de forma compromissada, para toda uma vida. Não se trata de uma experiência, um teste.

O casamento é então uma instituição monogâmica, heterossexual, e permanente.

1 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O plano de Deus para o casal e família. (Leia Gn 1- 3)

Ao criar o homem o Senhor tinha um plano de vida para ele, de maneira que a sua existência tivesse origem e destino ( nasceram da vontade de Deus, vieram Dele e estão voltando para Ele). Também colocou na sua criatura a necessidade de dar um significado a vida, uma razão, um motivo para se viver. O propósito é de que a sua vida refletisse a glória do Criador. Hoje, cada casal deve manifestar as virtudes de Deus em seu viver.

Quando olhamos para um casal temos que ver nele o amor, a bondade, o companheirismo, a compaixão, enfim, todas aquelas virtudes que são próprias de Deus, mas que compartilha com sua criação.

Viu o Criador a necessidade do homem e fez-lhe uma companheira, a mulher, tirada do homem, para ser uma ajudadora. Ela não seria um ser qualquer, mas alguém que lhe correspondesse, fosse capaz, competente, idônea.

O homem seria a cabeça nesse relacionamento, e juntos, após unirem-se e serem uma só carne, frutificariam e se multiplicariam sobre a face da terra, gerando filhos para Deus, vivendo em família.

A mulher tributaria ao homem submissão, lhe daria filhos e seria uma boa companhia e este, que por sua vez, lhe proveria suas necessidades de sobrevivência e proteção. Homem e mulher seriam iguais diante de Deus, feito a sua imagem e semelhança, porém com papéis distintos, e juntos governariam a terra.

O primeiro casal e seus papéis.


Papel do marido.

Seria provedor e protetor da família (Gn 2.15). Deveria amar e cuidar da esposa, tratando-a com respeito e dignidade, responder pelo bom andamento da família como líder principal. Prover o alimento, roupa, abrigo e outras necessidades.

É importante afirmar que homem e mulher são iguais diante de Deus, porém, com papéis diferentes, ele lidera a família, sendo também seu sacerdote ( Ap 1.6, Ap 5.10). Eles foram dotados física, orgânica, e mentalmente para que pudessem bem desempenhar o seu papel. Ao homem deu-lhe mais força muscular para trabalhar, produzir, e colocou nele uma necessidade de ação, para que

1 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

fosse sempre impulsionado para a construção da família, e a mulher deu lhe um corpo que pudesse gerar vida, e assim, criar e se relacionar com vidas humanas. Ambos, homem e mulher, foram equipados para o desempenho da missão. Interessante que Deus não faz nada por incompleto, vazio ou sem propósitos, e trabalha com a ordem em todos os seus projetos. Assim também, que tudo que ele criou tem que lhe corresponder aos seus anseios, não permitindo que a sua obra fique sem forma, vazia, inútil, ou sem sentido ( Gn 1.2).

E nessa afirmativa se encontra também a família, uma ideia de Deus, com propósitos definidos de glorificar a Deus e gerar filhos santos, povoando a terra e a dominando.

Veja, Deus queria povoar a terra, alguém para governá-la em seu lugar, então, tratou de criar condições para as suas criaturas existirem. Começou da base, terra, água, luz, o verde, a energia ( petróleo, ventos, gases, etc), enfim, tudo que seria necessário, só depois colocou o homem sobre ela. Leia este texto:

“Porque assim diz o SENHOR que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o SENHOR e não há outro.” Is 45.18

Nessa linha de raciocínio, tudo que Ele faz é perfeito e acabado (Dt 32.4), inclusive, o casamento e a família. Tudo tem um significado, origem e destino, e quando compreendemos como Deus age, fica mais fácil o nosso ajustamento aos seus planos. E os seus planos estão registrados na sua Palavra.

Papel da mulher:

A mulher seria a sua ajudadora adequada, competente, capaz, idônea, que “lhe corrresponda” ( Gn 2.18,20). Dessa forma, o papel da mulher é de ser companheira, gerar filhos, e


administrar a vida do lar. Juntos eles deveriam frutificar e multiplicar, e por fim, governar a terra como representantes de Deus( Sl 8.6-8).

O fato de ser uma “ajudadora” não implica nenhum demérito para mulher, tão somente é uma questão funcional, assim como não há inferioridade alguma quando Deus se apresenta como “Ajudador” de seu povo ( Sl 30.10, Sl 54.4) , ou quando o Espírito Santo habita dentro do ser humano para ajudá-lo na condução da vida. Ser ajudadora é o motivo da existência da mulher, que foi feita para glorificar a Deus, e com relação ao casamento esse é o seu papel, ser esposa, mãe de filhos, administradora do lar, e especialmente, uma companhia para o homem.

1 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

A palavra hebraica usada para ajudadora é “ezer” (cercar para proteger). A mulher é tão filha de Deus quanto o homem, ambos feitos a Sua imagem e semelhança ( cf.Gl 3.28: I Pe 3.7) , tão somente com papéis distintos. Seria uma ajudadora para o homem, uma administradora do lar, mãe de filhos, devendo a ele submissão e respeito (Ef 5.22) . E junto com o homem deveria gerar filhos para povoar a terra e governá-la para Deus.

Dessa forma vemos a igualdade e ao mesmo tempo distinção, complementaridade e submissão, que devem estar em coexistência pacífica.

O papel comum do casal.

Juntos, homem e mulher, receberam uma missão, que era de se multiplicar, povoar a terra e dominá-la. Seriam representantes de Deus, ministros do Senhor na terra, daí depreendemos que dentro do casamento é que o homem e mulher estariam em condições de refletirem a imagem de Deus. O casamento seria um campo de treinamento para o casal, pois nele iriam desenvolver atributos e virtudes que são encontradas no próprio Criador ( longanimidade, amor, honestidade, bondade, alegria, compaixão, e outros). Penso que a família é o útero de Deus, pois nela nascem filhos de Deus.

A liderança masculina:

Deus fez o homem do pó da terra. Em seguida fez a mulher, tirada do homem. Deus apresentou suas criaturas, os animais, a Adão e ele deu nome a todos os seres criados. Quando Deus fez a mulher, apresentou-a a Adão e este também a nomeou chamando-a de “Mulher”. Depois da aliança de uma só carne, chamou-a de Eva. O ato de dar nome implica em autoridade. Vemos Deus


trocando o nome de personagens como Abrão que passou a ser chamado de Abraão, de Sarai que passou a ser Sara, de Jacó que passou a ser Israel.

Quando tais pessoas entraram em aliança com Deus, houve troca de nome, assim como haverá um novo nome para cada um dos filhos de Deus ( Ap 2.17).

É interessante pensar que, tradicionalmente e por força de lei, a mulher quando se casava, recebia o sobrenome do marido. Hoje, isso foi mudado pela legislação, podendo a mulher escolher se quer ou não levar o nome do marido. E ainda, é possível que o homem receba o nome da mulher. A meu ver é de bom alvitre para a mulher cristã receber o sobrenome de seu marido, ainda que possa parecer algo retrógado e machista, mas basta fazer uma pesquisa etimológica e descobriremos que o

1 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

primeiro nome dado a ela foi “Mulher” que é uma raiz da palavra “homem”, ou seja a palavra mulher deriva da palavra homem, o que nos permite pensar que ela recebeu o nome do marido.

O movimento feminista tenta por todos os meios desacreditar a liderança masculina no relacionamento homem X mulher. Observa-se que desde a queda, o conflito entre eles sempre foi uma constante. A mulher se rebelando contra a autoridade masculina e este reagindo de forma exagerada e opressora contra a mulher.

O homem tem a responsabilidade final pelo relacionamento conjugal, ele é quem deve prestar contas sobre o bem ou o mal do casamento, isso foi observado quando Eva pecou, contando, com a ausência da liderança de Adão que também comeu do fruto e foi chamado por Deus para responder ao que tinham feito. Observe que Eva pecou, mas Adão é quem foi chamado primeiro por Deus (Gn 3.9), pois dele é a responsabilidade pela condução da vida conjugal. Com relação à liderança do homem, o apóstolo Paulo escrevendo aos Coríntios diz:

“Porque o homem não proveio da mulher, mas a mulher do homem; nem foi o homem criado por causa da mulher, mas sim, a mulher por causa do homem ( I Co 11.8,9).

Assim, a mulher deve submissão ao homem e este, por sua vez, deve sensibilidade a mulher ( cf. I Pe.3.7, Cl 3.19).

A criação de Eva como ajudadora idônea não significa que ela recebera um papel secundário. Tampouco a coloca num plano inferior ao homem. Esta ideia está longe do significado bíblico. O termo ézer, é mencionado no Antigo Testamento 21 vezes. Em 15 ocasiões descreve a Deus como ajuda ou ajudador de pessoas em situações de necessidade (Salmo 115). Ézer, em Genesis 2:18, indica a relação mútua de duas pessoas que se complementam entre si. Havendo esclarecido que ézer não infere nenhuma conotação de inferioridade. Então o termo ézer nos permite concluir que Eva era o ser que Adão precisava para cumprir a missão que Deus lhe designava, de representá-Lo e governar, juntamente com Eva, este mundo. Nesse sentido, Eva existia para ajudar a Adão, mas não se deve entender isso como inferioridade ou escravidão. Sua


diferença não era qualitativa, mas funcional. Isso quer dizer que desenvolvendo funções ou atividades distintas que não a tornavam inferior, ela era ajudadora idônea designada por Deus ao homem. Dessa maneira, em mutualidade e diferenças, juntos, governavam este mundo em nome de Deus.

A queda, suas maldições e a promessa de um Salvador.

Depois de pecarem, Deus que havia dado ordens para Adão lavrar e guardar o Jardim do Éden,

1 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

agora, expulsa ambos dali, pronunciando as maldições que deveriam sofrer por causa do pecado.

Sugestionada pela Serpente (Satanás) a mulher desejou uma posição que Deus não lhe havia dado, e nessa rebeldia contra Deus levou consigo o marido para o pecado. Aqui aprendemos que quando um erra o outro não deve acompanhá-lo no seu erro (pecado). Adão foi negligente e até conivente com a situação, pois ao que tudo indica estava próximo de Eva quando esta conversava com a Serpente. É possível pensar assim, pois quando ela comeu do fruto, deu ao seu marido que também o comeu. No final ele foi considerado o principal responsável pelo ato de rebeldia (Gn 3.9; cf.3.17;Rm 5.12-14).

Um pregador disse que “Quando desejamos o que Deus não nos deu, perdemos até aquilo que Ele já nos deu.

Vejamos as maldições:

**Adão- A terra daria abrolhos, espinhos e cardos, e ele teria que colher do fruto da terra com sacrifício. (Gn 3.17,18).

**Eva- Daria a luz com dores e o seu desejo seria para o seu marido, e ele a dominaria (Gn3.16; cf 4.7).

***Ambos morreriam ( Gn.2.19,22).

Os estudiosos da língua hebraica afirmam que, ao que tudo indica, Satanás despertou no coração de Eva uma rebelião contra Deus, onde ela passou a desejar poderes iguais a Deus e ainda, nasceu no coração de Eva um desejo de controlar e de manipular o seu marido e quando da maldição proferida por Deus, este lhe diz: “ o seu desejo será para o seu marido e ele te dominará”(cf. Gn 3.16), querendo com isso dizer que aquilo que ela desejava, o controle, estaria nas


mãos do marido e este lhe dominaria. Depois da queda os homens começaram a tratar as mulheres com desigualdade e por vezes, com hostilidade.

Embora tenham sido expulsos, eles não foram abandonados a própria sorte, pois o próprio Criador, os vestiu, cobrindo-os com pele de carneiro e fez a promessa de um Redentor (Gn 3.15).

O gesto de Deus cobrir os dois quando perceberam que estavam nus, fala de redenção através de um Cordeiro que haveria de vir, Jesus Cristo.

1 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Mudanças que afetaram negativamente o plano do casamento .

Frase: “O silêncio de Deus não significa a sua aprovação” ( desconhecido)

Depois da queda vieram mudanças que de alguma forma desfigurou a família e o casamento, distanciando-o do plano original de Deus. Mas como tudo que Deus faz é bom e perfeito, haverá um tempo ao final dos tempos do homem nesta terra, em que a completa restauração da família e do casamento, bem como de todas as demais coisas, inclusive a natureza acontecerão. Mas em Cristo é possível desde agora ter um vislumbre e experimentar aquilo que será perfeito e glorioso, no Reino de Cristo.

Trataremos abaixo de alguns desses desvios:

Disputa pelo poder.

Veja o que diz Andréas J. Kostenberg, no livro “Deus, casamento e família” ((Vida Nova).

“Depois da queda, o julgamento pronunciado sobre a mulher inclui a declaração de seu desejo seria para o seu marido (Gn3.16) o que, provavelmente, expressa o desejo pecaminoso da mulher de manipular e controlar o marido em vez de sujeitar-se a ele em amor. Essa ideia é sugerida pelo paralelo próximo no capitulo seguinte, onde algumas versões dizem que o desejo do pecado será para Caim, com o sentido claro de um desejo de controle ou domínio ( Gn 4.7, ARC)” .


Aqui nós entendemos que a Eva desejou ter em suas mãos o poder de Deus quando deu ouvido a Serpente que lhe disse que se comesse do fruto seria igual a Deus e depois passou a desejar o poder do marido. E essa situação permanece até os dias de hoje, casais competindo pelo poder. A disputa pela igualdade entre os sexos tem promovido cada dia mais um distanciamento entre eles. Fiquemos com o que nos ensina a Palavra, o homem é a cabeça da mulher ( I Co 11.3,5,7) e eles vivem em complementaridade, e não em competição. A verdade bíblica é no sentido de que a mulher foi criada para o homem e lhe deve sujeição, e este, por sua vez, deve amá-la com intensidade e profundidade, sendo capaz de morrer por ela, se for necessário, à exemplo do que Cristo fez pela sua Noiva. No livro de Cantares está o vislumbre daquilo que era o Plano original, “Eu sou do meu amado e o desejo dele é por mim” ( .Ct 7.10). Penso que os casais dos dias de hoje devem vigiar no sentido de não permitir este espírito de divisão no relacionamento e sim, empenhar-se para que o marido ame de forma apaixonada, de acordo com Pv 5.15-20, e a esposa lhe seja sujeita, e dessa forma eles ganharão maturidade até que experimentem um pouco daquilo que Adão e Eva tinham

1 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

antes da queda. Tinham toda sorte de necessidades providas, não havia morte, Deus os visitava, andando com eles pelo Jardim. Eles não se confundiam, nem se envergonhavam e assim glorificavam a Deus com suas vidas.

Seria Deus machista?

As feministas acusam Deus de ser machista e injusto por causa de algumas diferenças no tratamento entre a mulher e o homem, mas analisado cada uma das acusações pode se verificar qual o propósito de Deus, as razões e os porquê de cada posicionamento, e ao final afirmar, Deus não é machista.

Desde a criação, homem e mulher receberam tratamentos iguais, ambos foram criados por Deus, ele do pó da terra, ela da costela do homem, dando uma conotação de igualdade e parceria e não de superioridade ou inferioridade.

No casamento eles se tornariam um só carne, outra faceta de igualdade. Em sendo o casamento com durabilidade para toda a vida, uma conotação de segurança para ela. A questão é que o povo de Deus sofreu forte influencia de culturas do Oriente Próximo, o fato de Sara chamar Abraão de senhor é uma delas A Bíblia fala disso como um exemplo positivo, mas não manda que as mulheres chamem seus maridos de senhor, o que de certa forma daria a elas uma condição de escravas de seus maridos.

A queda afetou profundamente os relacionamentos humanos. Como resultado, Sara seguiu o costume do antigo Oriente Próximo chamando seu esposo de “senhor [„adon]” (Gn 18.12). Ela deu sua serva Hagar a Abraão para gerar um filho (Gn 16.3), uma prática comum no antigo Oriente Próximo. Essas coisas foram trazidas da cultura vizinha do Oriente Próximo para dentro da cultura dos Hebreus, mas não recebeu o endosso de Deus.


Alguns textos reafirmam o valor da mulher:

Gênesis 1.27: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.

Gênesis 2.24: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”.

Êxodo 20.12: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”. (cf. 21.15; Dt 5.16; 21.18-21; 27.16). Levítico 19.3: “Cada um temerá a sua mãe e a seu pai” (cf. 20.9).

1 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Provérbios 6.20: “Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei da tua mãe”.

Provérbios 18.22: “Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do Senhor”.

Provérbios 19.26: “O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra”.

Provérbios 23.22: “Ouve teu pai, que te gerou, e não desprezes tua mãe, quando vier a envelhecer”.

Provérbios 23.25: “Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a que te gerou”.

Cantares de Salomão 6.3: “Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu” (cf. 7.10).

Quando se trata de Gênesis 2.18, onde a esposa de Adão é chamada de uma “ajudadora ['ezer]”, devemos lembrar que, ao invés de sugerir inferioridade, a mesma palavra é usada para Deus em todo lugar na Escritura (Sl 10.14; 30.10; 54.4) e isso em nada diminui ao Senhor .

Vemos exemplos de mulheres oprimidas no Antigo Testamento? Sim, e vemos muitos exemplos de homens oprimidos também!

A questão é que o homem, não por causa de um posicionamento de Deus, da Bíblia, mas por conta de sua superioridade em força, de uma liderança autoritária, por falta de amor, continuou tratando a mulher como propriedade sua, com violência em alguns casos.


A libertação da mulher através da vinda de Cristo.

Com a vinda de Jesus, o Senhor ratificou a validade do casamento, e trouxe mandamentos libertadores para as mulheres no que concerne ao relacionamento dispensados a elas por seus maridos, filhos e a sociedade em geral.

Vemos isso nos chamados códigos domésticos de Paulo e Pedro:

Colossenses 3.18-25 :

“Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.

Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo. Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis. Mas quem fizer agravo receberá o agravo que fizer; pois

1 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

não há acepção de pessoas.”

Efésios 5:3-33

Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos.Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças. Porque vocês podem estar certos disto: nenhum imoral nem impuro nem ganancioso, que é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem na desobediência.Portanto, não participem com eles dessas coisas.Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz,pois o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade;e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor.Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz.

Porque aquilo que eles fazem em oculto, até mencionar é vergonhoso.Mas, tudo o que é exposto pela luz torna-se visível, pois a luz torna visíveis todas as coisas.Por isso é que foi dito: "Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti".Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios,aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito,falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor,dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo.Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor,pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador.Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra,e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio


corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja,pois somos membros do seu corpo."Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne".Este

é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja. Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.

Ef 6.1-9:

2 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.

"Honra teu pai e tua mãe", este é o primeiro mandamento com promessa:"para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra". Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. Escravos, obedeçam a seus senhores terrenos com respeito e temor, com sinceridade de coração, como a Cristo. Obedeçam-lhes não apenas para agradá-los quando eles os observam, mas como escravos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus. Sirvam aos seus senhores de boa vontade, como ao Senhor, e não aos homens,

porque vocês sabem que o Senhor recompensará a cada um pelo bem que praticar, seja escravo, seja livre. Vocês, senhores, tratem seus escravos da mesma forma. Não os ameacem, uma vez que vocês sabem que o Senhor deles e de vocês está nos céus, e ele não faz diferença entre as pessoas.

I Pe 3.1-7

Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas.Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus. Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus. Elas se sujeitavam a seus maridos, como Sara, que obedecia a Abraão e lhe chamava senhor. Dela vocês serão filhas, se praticarem o bem e não derem lugar ao medo. Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.

(Texto editado a partir do texto de Paul Copan ,site www.arminianismo.com.br)


(Continuando com os desvios no casamento.)

Poligamia.

Muitos códigos legais no antigo Oriente Próximo permitiam atividades que minavam a integridade e estabilidade da família. Por exemplo, os homens eram permitidos se envolver em relacionamentos adúlteros com escravas e prostitutas. Muito embora a monogamia descrita em Genesis capítulo 1 ao 3, fosse o ideal de Deus para o seu povo, logo depois da morte de Adão, acontece o primeiro caso de poligamia registrado no Bíblia com Lameque, descendente de Caim (Gn 4.28), onde diz “ Lameque tomou para si duas mulheres” . Veja que Deus não fez duas Evas para Adão, mas sim,

2 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

uma Eva e um Adão. Após isso se vê o registro de muitos casos de patriarcas, reis e outros homens influentes, alguns até heróis, como é o caso de Abraão, Davi, Salomão e muitos outros mais. Essa questão é especialmente importante nos países onde a cultura é tradicionalmente a favor da poligamia, e quando acontece a conversão ao cristianismo, advém sérios problemas para a família. Importa conhecer a vontade de Deus, o plano Dele, ao invés daquilo que vemos acontecer na face da terra.

Homossexualismo.

Textos bíblicos que tratam do homossexualismo:

Gn 18.17_19.29; Lv 18.22; Lv 20.13; Rm 1:18-32; ICo 6.9-10; I Tm 1.9-10.

Deus não fez outro homem para o homem, mas sim, uma mulher para o homem. E quando Deus criou a mulher deu ordem para que se frutificassem e se multiplicassem e assim, juntos marido e mulher deveriam povoar a terra e governá-la para o Criador. E como seria possível cumprir o propósito Dele em se unindo homem com homem ou mulher com mulher. Não haveria o potencial da procriação e da complementaridade.

Em todo o Velho Testamento e também no Novo, tal prática é condenada em sua forma geral, ou seja, todo tipo de conduta homossexual, seja masculino ou feminino, e não só a conduta, mas a própria orientação sexual, o simples desejo, ainda que não haja sexo, já é contrário aos preceitos bíblicos.

O que fica claro que o celibato entre homossexuais também não é aceito pela Bíblia. O fato de não haver relações sexuais não autoriza ou torna aceitável biblicamente a relação pecaminosa. É sempre oportuno lembrar que é preciso separar o pecador do seu pecado, é preciso amar as pessoas, mas não concordar ou ser conivente com suas práticas pecaminosas, do mesmo modo que fazemos


com outros tipos de pecados . Amamos as pessoas e abominamos suas escolhas agressivas a nossa fé.

Os adeptos do homossexualismo estão substituindo valores inegociáveis, valores estes que deram sustentação a família e a igreja até os dias de hoje.

Não resta dúvida da pecaminosidade do homossexualismo, contudo há esperança, pois em 1Jo 1:19 diz “ Se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo pra nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” , e ainda, Paulo diz: “ alguns de vós éreis assim. Mas fostes lavados, santificados e justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus “ (ICo 6.911).

2 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Evitando o nascimento de filhos.

Pouca importância se tem dado a questão da esterilidade provocada, especialmente nos meios evangélicos, mas quem quer viver um casamento sem o risco de cometer abortos, então, terá que pensar a respeito. Outro dia uma jovem perguntou se a “pílula do dia seguinte” poderia ser usada por uma cristã. Outra queria saber se a igreja católica tem razão quando condena até mesmo o preservativo (“camisinha”),e ainda, outra tinha dúvidas se seria pecado passar por uma cirurgia de “ligadura” de trompas, ou não.

Ora, voltemos às escrituras Sagradas. Deus fez do casamento um relacionamento de uma só carne ( Gn 2.24), tendo aí uma conotação sexual. Depois emana a sua primeira benção e ordem ao casal, eles devem frutificar e se multiplicar ( Gn 1:28). De fato, na Bíblia , a fertilidade é apresentada como um benção ( cf. Ex 23.265, Dt 7.14, Sl113.9, 127.4-5,128.3,4). E poderíamos ainda ver a ordem de Deus para os homens que se casavam, eles deveriam permanecer em suas casas, não poderiam ir à guerra e nem lhes ser exigido trabalhos forçados, como uma medida para que a procriação acontecesse. ( Dt 24.5).

Havia também a Lei do Levirato, onde o propósito era de que um irmão gerasse filho para um homem casado que morreu sem ter deixado descendência. Fica claro, que está é a vontade de Deus, a procriação, a multiplicação.

A esterilidade, no Velho Testamento, era vista como uma maldição, resultante do pecado pessoal, caso de Abimeleque (Gn 20.17-18) e de Mical, mulher de Davi (2Sm 6.16-23). E em outras passagens a esterilidade é registrada como algo natural, próprio da realidade humana, como no caso de Sara, Rebeca e Raquel (Gn 11.30; Gn 25.21; Gn 30.1).


Vemos também Deus respondendo orações e tornando férteis essas mulheres e outras (ver Gn 15.2-5; 20.17; Gn 25.21, Gn 30.17; 1Sm 1.9-20), deixando claro que é possível solucionar tal problema a partir da fé, porém a Bíblia não apresenta essa alternativa como uma promessa.

Dessa forma, entendemos que quando o casal provoca alterações na sua condição de fertilidade, tornando-se estéril definitivamente, sem cumprir o papel da multiplicação, isso se choca com os valores e princípios de Deus. Entretanto, evitar uma gravidez de forma temporária, momentânea, está dentro da liberdade que temos no Senhor. Métodos contraceptivos devem ser recursos que evitam uma concepção, não devendo ser abortivo como é o caso de alguns métodos como a “pílula do dia seguinte”.

O que se espera dos casais cristãos evangélicos é que saibam qual é ação do método contraceptivo

2 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

que estão usando e certificando-se que não seja abortivo.”

Aqui enumeramos métodos contraceptivos que, salvo melhor juízo, podem ser usados pelos casais cristãos:

-Camisa de Vênus, camisinha.

-Pílulas que não permitem a ovulação, agindo antes do encontro do espermatozoide com o óvulo, evitando assim a concepção, e não pílulas que desprendem das paredes do útero o óvulo já fecundado.

-Espermicidas,

-Abstinência sexual,

-Tabelinha, controle dos dias férteis, e outros.

Casamento como um contrato.

O casamento bíblico é nos apresentado como sendo aquele que envolve um homem e uma mulher que se unem em amor numa relação com natureza de aliança, também chamado de relação pactual. O casamento como um contrato não tem respaldo bíblico, pois prevê a separação, estabelece condições e prazo de validade para o casamento.

Veja o conceito de John Stott sobre o casamento:


“O casamento é uma aliança heterossexual exclusiva entre um homem e uma mulher, ordenada e selada por Deus, antecedida da permissão pública dos pais, consumada na união sexual, que resulta em uma parceria permanente e de apoio mútuo e que, normalmente, é coroada pela dádiva de filhos.”

Há vários tipos de alianças no Velho Testamento e transmite em geral a ideia de um compromisso solene que garante promessas ou obrigações assumidas por uma ou ambas as partes envolvidas nela.

A expressão aliança é costumeiramente utilizada para alguns pactos havidos entre Deus e os homens, como Noé, Abraão, Moisés, Davi e a Nova Aliança, mas também se refere a pactos havidos entre pessoas, inclusive no caso de casamentos:

-Pv 2.16,17: Ela também o livrará da mulher imoral, da pervertida que seduz com suas palavras, que abandona aquele que desde a juventude foi seu companheiro e ignora a aliança que fez diante

2 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

de Deus.

-Ez 16.8: „Mais tarde, quando passei de novo por perto, olhei para você e vi que já tinha idade suficiente para amar; então estendi a minha capa sobre você e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e estabeleci uma aliança com você, palavra do Soberano Senhor, e você se tornou minha.

-Ml 2.14. E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança.

Há entendimentos diferentes à respeito da dissolubilidade ou indissolubilidade de uma aliança.

Indissolubilidade: Há os que creem na sua indissolubilidade em qualquer circunstância, mesmo com adultério ( assim como os católicos creem) e, nesse caso, seus adeptos são os que não aceitam a possibilidade de haver divórcio, pois a aliança nunca pode ser anulada. Um dos argumentos seria o fato da aliança que Cristo fez com a igreja ser indissolúvel apesar da imperfeição e pecado da igreja.

Dissolubilidade: Entretanto, há aqueles que creem que a aliança deve ser algo firme, para toda uma vida, como uma regra, porém, com uma exceção em casos de “pornéia” (imoralidade sexual, adultério, ou prostituição) quando, então, a aliança poderia ser rompida, não obrigatoriamente, mas a parte ofendida teria o livre arbítrio de perdoar e continuar a vida juntos ou não.

Nesse caso, os adeptos desse modo de crer são aqueles que entendem que Jesus teria manifestado em Mateus 19.9 e Mc 5:32 uma exceção que possibilita o divórcio quando ocorrer a “pornéia” ( imoralidade sexual, adultério, prostituição).

Esses que acreditam na dissolubilidade da aliança, se respaldam no fato de haverem algumas passagens bíblicas onde houve o desfazimento de uma aliança.


Casos de quebra de aliança:

I Rs 15.19- Quebra de aliança

Is 30.1- Alianças orientadas não pelo Espírito de Deus

Is 33.8- A quebra da aliança como algo ruim.

Por outro lado há textos onde a quebra da aliança, ainda que feito na desobediência, foi condenada por Deus- (IISm21)

A analogia da aliança de Cristo com sua Noiva, a igreja, é um forte argumento pró indissolubilidade de uma aliança.

2 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Há severas discussões sobre o termo “pornéia”, sendo que alguns estudiosos do assunto dizem que seria mais exato traduzir “pornéia” como fornicação ( relação sexual antes do casamento) e não como adultério, porque aí a palavra que deveria constar dos originais bíblicos seria “moichéa”( adultério), e não “pornéia” como consta. Para exemplificar: Nos tempos de José e Maria, pais de Jesus, o noivado era um compromisso sério e nesse caso, se houvesse relações ilícitas por parte de José ou de Maria com uma terceira pessoa, a parte ofendida poderia se divorciar e ficaria livre para se casar com quem quisesse, e o que traiu (pecou) deveria ser morto a pedradas. Isso poderia ter acontecido com Maria, caso José não fosse um homem piedoso e orientado por um anjo tomou a decisão de acolhe-lha. Somente, nesse caso, de fornicação seria possível o divórcio e novo casamento e não num casamento já consumado.

Discussões à parte, a verdade é que homens de Deus, mais piedosos e sábios vêm discutindo a questão há décadas e não há consenso, o que resta buscar se aprofundar e ter o seu próprio entendimento, caso contrário, terá que seguir o modo de pensar de outra pessoa.

Você leitor, fica livre para discutir, questionar, ter a sua própria forma de crer, quanto a nós, não omitimos o nosso modo de crer, entretanto, não fazemos disso um motivo de guerrear contra os que não crêem da mesma forma que nós.

Opinião do autor sobre a questão:

Cremos que há uma exceção para o divórcio em caso de adultério ( cf. Mt 19.9 e Mc 5.32) e cremos também ser possível um novo casamento. Portanto, cremos também que uma aliança , via de regra, é indissolúvel, porém, com uma exceção, em caso de adultério.

Requisitos para que o casamento seja uma aliança.

Oséias 2.19,20:


“E desposar-te-ei comigo para sempre; sim, desposar-te-ei comigo em justiça, e em juízo, e em amorável benignidade, e em misericórdias;e desposar-te-ei comigo em fidelidade, e conhecerás ao Senhor.”

Uma aliança conjugal implica na vivência de suas características:

Característica 01: A permanência do casamento.

Uma vez estabelecida uma aliança conjugal, ela deve ser para sempre (Mt 19.6; Mc 10.9). É um compromisso que não pode ser assumido de forma leviana ou de forma impensada, pois envolve

2 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

além de outra pessoa, o próprio Deus. Ele se faz testemunha da aliança firmada no casamento ( cf. Pv 2.17,Ez 16.8,Ml 2.14) e deve durar até que um dos dois morra, quando então se desfará a aliança ( Mt 22:30).

Característica 02: O casamento como instituição sagrada.

Os cônjuges devem ter conhecimento da importância e do peso de um casamento, tratandoo de forma compromissada e não leviana, pois é projeto de Deus, e Deus nele está. Algumas vezes vejo casais que por questões menores falam em separação e divórcio, demonstrando assim falta de conhecimento quanto a sacralidade do casamento.

O casamento é mais do que uma decisão humana, firmado entre um homem e uma mulher, porém do qual Deus é testemunha, e ainda mais, é o seu criador, mantendor e restaurador. É sagrado, porém não sacramento (união mística que serviria de veículo para a salvação, conforme creem os católicos), pois Deus o fez para si como uma estratégia poderosa através da qual o Senhor domina toda a terra, com os casais gerando filhos se multiplicando e assim cumprindo o seu papel na implantação do Reino de Deus na terra.

Característica 03: A intimidade do casamento.

O casamento, certamente, é o mais íntimo de todos os relacionamentos humanos. É quando um verdadeiramente entra por completo na vida do outro sem que haja nenhuma barreira impeditiva, é quando o casal se desnuda um diante do outro, física e emocionalmente, e mesmo espiritualmente. E assim eles se tornam uma só carne ( Gn 2:23-25) e isso exige que deixem seus


familiares e formem um novo núcleo familiar, a sua família primária. O “ser uma só carne” implica em relacionamento sexual, o mais íntimo de todos os relacionamentos íntimos. E esta intimidade deve ser preservada pelo casal, nada pode se opor a ela, sob pena de estar colocando em risco a continuidade do casamento. Tem nos chegado pedido de socorro de cônjuges cujo marido ou esposa, se negam a intimidade, ou ao menos, não valorizam esta faceta da aliança. Mas é preciso lembrar que em alguns casos específicos, um casamento pode até ser tornado nulo por falta de intimidade conjugal.

Característica 04: Amor e cuidado recíproco.

2 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O casamento exige um nível alto de altruísmo para o seu sucesso.

Quando o casal pensa em, primeiro, fazer o outro feliz, então, eles estarão no caminho certo.

Mutualidade tem os dois se comprometendo em fazer do outro a sua prioridade, sofrendo juntos, rindo juntos, e sempre buscando o melhor do parceiro conjugal, em detrimento de seus próprios interesses.

Característica 05: A exclusividade do casamento.

“Eu sou do meu amado, e meu amado é meu” –Ct 6.3- esse texto nos dá a ideia de pertencimento com exclusividade, e há convicção nessas palavras, ela tem certeza que lhe pertence com exclusividade, da mesma forma que ele também é seu com exclusividade.

( continuando nossa seção sobre os desvios ).

Complementaridade e não igualdade entre os sexos.

Leia Gn 2.18 –


O homem necessita da mulher assim como a mulher necessita do homem, eles se completam e se complementam. Aquilo que falta em Adão é encontrado em Eva, e o que falta em Eva, se encontra em Adão.

As diferenças com que foram criados, homem e mulher, são essenciais para que vivam de modo a se complementarem e não independentes um do outro ( I Co 11.10) ou mesmo competindo entre si.

Há um esforço no sentido de promover a ideia de igualdade entre os sexos, na sua forma geral e irrestrita, mas isso não ajuda, só prejudica. Diante de Deus somos iguais, porém, em família temos papéis diferentes. É uma questão funcional.

A complementaridade fala de valores iguais entre ambos, porém, com missões distintas, e que em alguns momentos, os papéis podem até se confundirem ou se misturarem, não havendo mal algum nisso. Por exemplo: O marido que dá banho no bebê, a esposa que trabalha fora, etc.

2 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Fidelidade e não adultério.

Estudo de Caso:

Leiam o texto abaixo e discutam o desvio havido.

Vamos à Carta.

“A Paz do Senhor, Pastor Ismael.

Aos 16 anos, me casei com um rapaz de 19 anos, ficamos casados por 4 anos, tivemos um filho. Meu esposo trouxe um amigo para morar em nossa casa, um homem 12anos mais velho que eu. Esse homem passou a suprir a ausência do meu esposo dentro de casa. Enquanto ele jogava bola, empinava pipas na rua , o amigo me ajudava nos afazeres e embalava meu filho. Acabei me envolvendo com ele e eu mesma contei para meu esposo. Com muito sofrimento, nos separamos e fui embora com o outro, mas sem saber, carregava no ventre um 2°filho do meu esposo. Filho qual meu esposo desprezou por 18 anos....”

Bom, este trecho de depoimento foi colocado aqui como uma motivação inicial para o nosso assunto. E lendo-o, vemos que ele ofereceria muito tópicos para uma discussão. Poderíamos falar do casamento sem estrutura, da pouca idade do casal, do viver como solteiro sendo casado, mas vamos, por ora, ficar com a questão do intruso no casamento.

O casamento deve ser tratado como um clube privado, formado a dois e não a três, e o intruso causa desavenças, podendo levá-lo a falência. Então, preste atenção nisso.


Sem que ao menos se perceba, casais vão acumulando coisas, atividades e pessoas com as quais têm que gastar tempo e quando vêm suas agendas estão tomadas de compromissos na mesma proporção em que aumentam os conflitos dentro de casa. A essas coisas e pessoas chamaremos aqui de “intruso”.

Geralmente a culpa não está apenas no intruso, é uma consequência ou sintoma de outro problema no casamento. Às vezes, falta alguma coisa na relação, vamos exemplificar:

Quando o marido é ríspido, crítico, estúpido, então, a esposa busca refúgio no trabalho e assim se enche de atividades para preencher um vazio que está dentro dela.

Temos aprendido que quando nos afastamos de nosso cônjuge suprimos essa falta com outras pessoas ou atividades, e assim o casal vai perdendo a cumplicidade alegria na vida a dois.

2 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

As atividades, ocupações, acabam funcionando como um anestésico para as carências e a infelicidade na relação.

Muitos tentam salvar a situação com programas românticos, como cruzeiros marítimos, viagens ao exterior, temporada na praia, que são ferramentas muito boas para se manter um casamento em pé. Acontece que são momentos esporádicos e se o casal não compreender o que está causando o afastamento, quais são os intrusos e porque eles estão ali, então, essas fugas românticas não poderão sustentar por muito tempo este amor.

Se você perceber que isso vem acontecendo no seu casamento procure descobrir a verdadeira causa e resolver o problema. Tenho crido que pequenas atitudes, mas que acontecem com frequência, traz melhor resultado para a intimidade do casal. Um passeio de mãos dadas, que acontece toda tarde ao redor da praça do bairro, pode ter um efeito maior do que uma viagem para o exterior feita esporadicamente.

Veja alguns dos intrusos mais comuns: Trabalho, filhos, festas, hobby, esporte, amigos, TV; Internet, games, parentes, dinheiro, vícios, casos amorosos, etc.

Frase: “Oportunidade excessiva e carência emocional, uma combinação perigosa para o casamento” ( o autor)

Masculinidade e feminilidade.

“E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” (Gn

1:2)


Deus nos criou como macho e fêmea, e com propósito de reprodução e também da complementaridade, onde a energia produtiva de um, somada a força do outro, os tornam mais fortes que os dois individualmente. Isso se chama sinergismo, quando , o resultado auferidos pelos dois juntos é maior do que o auferido pelos dois separadamente.

Os pais cristãos não podem se furtar de criarem seus filhos deixando claro o papel de cada um, segundo o seu sexo.

Menino deve ser educado para ser um homem de bem, e a menina deve ser educada para ser uma grande mulher, e não estamos aqui falando de machismo ou feminismo, mas sim, de masculinidade e feminilidade, o que é bem diferente. Desde pequeno, mostrar que homens e mulheres, machos e fêmeas, não foram criados para competirem um contra o outro, mas sim, para se complementarem.

3 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

E que haverá momentos em que os papéis se misturarão. Não há mal algum que a mulher ajude na renda da família trabalhando fora ( Pv 31.11-18) assim como também, não há mal algum quando o homem ajuda nos deveres domésticos, muito pelo contrário.

“Para tradicionalistas bíblicos a escolha é clara. Nós entendemos que a Bíblia apresenta um bonito retrato de complementaridade entre os sexos, com tanto homens quanto mulheres, encarregados de refletir a glória de Deus de uma maneira distinta. Deste modo, existem distinções muito reais que marcam a diferença entre masculinidade e feminilidade, macho e fêmea. Firmados na autoridade bíblica, nós devemos criticar ambos, o presente e o passado, quando o padrão bíblico foi comprometido ou negado. Da mesma forma, devemos direcionar a nós mesmos, nossas igrejas e nossos filhos para o futuro, afirmando que a glória de Deus está em risco em nossa resposta à obediência ou desobediência ao Seu intento. Por muito tempo, aqueles que se apegaram ao padrão bíblico de distinção dos sexos se permitiram ficar em silêncio, marginalizados, e embaraçados quando confrontados por novos teoristas do sexo. Agora é a hora de recapturar o momento, constranger as perguntas, e mostrar a essa geração o intento de Deus no conceito bíblico de masculinidade e feminilidade. A glória de Deus é mostrada ao mundo na complementaridade de homens e mulheres. O desvio crucial é uma convocação à ousadia cristã na hora presente.” Albert Mohler, Jr.

É interessante observar quando Davi foi passar o trono de Israel para seu filho Salomão recomendou: “Esforça-te e se tú um homem.” (1 Reis 2:2). O fato é que Salomão era um macho, mas foi advertido para se esforçar e desempenhar um papel próprio de homem. Acredito que ele estava falando de coragem, determinação, força, ousadia, conquistas, coisas típicas de um homem masculino. É isso que se espera de um homem. Compreender a diferença entre um ser masculino e um feminino é importante. Seria razoável se num caso de uma crise, um perigo, um homem começasse a chorar e negar-se a enfrentar o oponente? Tal atitude seria aceitável para uma mulher, mas não para um homem.

Sempre digo que os pais tem que ensinar os meninos a aceitarem sua condição masculina, sabendo que há o lado bom disso e também o lado mais difícil. O lado bom é que não ficam grávidos, não tem que dar a luz, mas em contrapartida, quando a família está sob ameaça , serão eles que terão que resolver, acionando as forças amigas, o Poder Público, ou mesmo enfrentando o


perigo se for o caso. É preciso ensinar a coragem, o destemor, a ousadia, o trabalho, aos meninos. Da mesma forma

é necessário ensinar as meninas o valor da feminilidade, sua chamada a maternidade, o cuidado com a prole dentro de casa, a construção de um lar saudável e seguro, um espaço de amor e afeto.

3 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Divórcio nunca foi plano de Deus.

(Ex 20.14; Dt 5.18;Lv 20.10, cf. Num 5.11; Dt 22.22)

O ideal de Deus para o casal, é que o relacionamento fosse durável, por toda uma vida, e não haveria ali divórcio ou adultério, e embora, a Bíblia relate casos de infidelidade, adultério, divórcio, poligamia, isso tudo, nunca foi escolha de Deus e nem mesmo com sua aprovação.

Estudo de caso:

(O texto abaixo trata de um pedido de aconselhamento, leia e discutam em classe.)

“Pastor, carnalmente falando, desejo o divórcio e ela também, mas sabemos que Deus prefere nossa permanência. Agora pergunta-se: "Mas permanecer casado mesmo sem amar é melhor do que consumir o divórcio?". Não terei a ousadia em responder a tal pergunta, mas de uma coisa sabemos: que Deus, ainda, opera milagres. ; Pastores, se não for muito, gostaria de ver suas opiniões no tocante ao assunto exposto. Além disso, peço a vocês, e aos irmãos em Cristo Jesus, que orem pelo meu casamento. Sem mais, que a graça e paz de nosso Senhor Jesus Cristo estejam conosco. Abraços. P.E.O.M.”

Resposta por Pr Ismael:

Irmão, sabemos que o querer de Deus é realmente que o

casal se ame e permaneçam juntos para todo a vida. Contudo o próprio Deus deixou uma válvula de escape para aquelas situações extremas, onde realmente não há mais possibilidades de continuar. Veja que devem se constituir em exceções e não em regras, é um remédio amargo para


uma doença incurável e está prevista para dois casos, primeiro, em caso de adultério e em segundo, o caso de abandono do crente pelo incrédulo.

Agora, vamos considerar um caso como o seu, onde não se fala em adultério, mas no fim de um amor entre os dois.

Continuar juntos, com as coisas permanecendo como estão, ao meu ver é uma só um tempo para que um ou outro caia no pecado. Se os dois são sexualmente ativos, então, a necessidade fisiológica irá empurrá-los para os braços de alguém, isso é quase certo.

São duas as necessidades que vão empurrar para o adultério, a necessidade de se relacionar e de sexo, isso é inerente ao ser humano, foi projetado para que fosse assim pelo próprio Deus, não tem como contrariar isso dentro de um quadro de normalidade.

3 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Alguém pode dizer, “não é bem assim, é só a pessoa se guardar e não ir para a cama com outro”, mas eu lembro:

Desejar uma pessoa que não é o cônjuge é tão pecado quanto o adultério consumado.

É muito comum vermos terapeutas conjugais, psicólogos dizendo que se acabou o amor não tem como restaurá-lo, e tendemos a acreditar nisso, entretanto, o evangelho é Poder de Deus para a transformação dessa situação. Ou será que não é mais? Se alguém crer, então, é poder de Deus para a transformação, se não crer, então a própria pessoa não fará nada para que o amor ressurja, e o fim estará determinado. Continuar assim, é hipocrisia, é desamor, é cruel. Mas e daí, o que fazer? Vou falar daquilo que não experimentei, mas que creio e já vi o resultado acontecer em muitas vidas.

O amor , assim como o perdão, não é uma questão de sentimento, mas de escolha pessoal. Se o casal em crise escolhe reapaixonar-se, então, tomarão medidas concretas para que isso aconteça. Eles farão investimentos um no outro. Eu te pergunto: Como é que nasce um amor (amor mesmo não paixão)? Nasce de um relacionamento com cuidado recíproco, nasce ao se observar a manifestação de carinho e apreço que uma pessoa tem pela outra, onde gestos de ternura e de proteção são abundantes, assim é que nasce um amor. Então, quando o amor está se apagando visto que é chama como diz o poeta, ele só precisa de mais oxigênio, um sopro de Deus no ânimo dos dois, e uma resposta positiva de cada um com relação ao outro. Com a força de Deus e a decisão de continuarem, não do jeito que estão, mas de continuar para buscar o renascimento do amor.

Quando voltarem a namorar, um investirá com ternura na vida do outro, os cuidados que tinham voltarão. Ele a tratará com generosidade e suas atitudes indicarão um bem querer, ela o respeitará com alegria, com alegria fará coisas para o seu bem estar, e quando derem por conta o amor terá renascido. Acho interessante que ao longo de quinze anos ministrando para casais, nunca vi um casal que participe de seminários, palestras, que gostam de ler sobre relacionamento, enfim, que sempre valorizam o casamento, onde um faz do outro a sua prioridade, nunca os vi caminharem para uma separação. O que vejo são pessoas que no início do casamento cuidaram um do outro, mas quando o apelo sexual diminuiu, o carinho com o outro acabou também. O ser humano faz de tudo para que a sua empresa não afunde, cuida para tenha saúde financeira, busca curso de administração, de capitação de recursos, busca ajuda do governo, orientação com outros


empresários, mas quando se trata da família, preferem desistir porque é um caminho “mais fácil”, independente do que sofrimento que imporão para os filhos, independente das sequelas que deixarão. Então meu querido P.E.O.M, comecem a aceitar a verdade de que é melhor investir do que desistir, e voltem a namorar, passeiem juntos, conversem, sejam carinhosos, toque nela com amor, libere palavras boas de serem ouvidas, gastem tempo um com o outro, e vocês verão que em

3 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

alguns meses estarão de novo apaixonados. É preciso quebrar o ciclo vicioso em que vocês se encontram, tome você a iniciativa, faça-lhe o bem, procure agradá-la, e em pouco tempo ela estará retribuindo este amor. Procurem um curso, um seminário, palestras, busquem alguém com quem se aconselhar, leiam bons livros sobre o tema, e se preparem para o renascimento do amor, porque quando o homem quer Deus é o Amém.

Qual é a base com que falo?

I Co 13:8-O amor jamais acaba - tradução Almeida Revisada Imprensa Bíblica.

I Co 13:8-O amor nunca perece- tradução Nova Versão Internacional.

I Co 13:8-O amor é eterno - - tradução Nova Linguagem de Hoje.

O efeito da fé:

Quando cremos que Deus é capaz de fazer algo a nosso respeito, o efeito é o mesmo que houve com dois cegos que pediram a cura para Jesus:

“Entrando ele em casa, os cegos se aproximaram, e ele lhes perguntou: "Vocês crêem que eu sou capaz de fazer isso? "

Eles responderam: "Sim, Senhor! " , Jesus então, disse:lhes: Que seja feito conforme vocês creem.” ( Mt 9.27-30)

O fim do casamento no Estado Eterno.


O casamento terá o seu fim enquanto relacionamento afetivo sexual, quando da partida da igreja para o céu, na volta de Cristo, quando seremos como os anjos , não haverá mais vínculos conjugais, seremos assexuados. ( Mt 22.30) “Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu.”

3 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

2º MÓDULO

As expectativas para o casamento.

O que os homens esperam encontrar no casamento.

Embora o casamento tenha muitos adversários, ele continua sendo muito desejado, tanto é assim que aqueles que tiveram uma experiência de divórcio voltam a se casar novamente como que ainda a buscar a realização de um sonho.

Creio que na, verdade, todos anseiam por um casamento onde o amor seja perceptível, o cuidado seja mútuo, e a vida a dois uma alegria. A questão é que muitos se casam sem uma boa reflexão sobre o que querem, casam-se em razão de um sentimento de amor ou paixão, não se permitindo fazer um juízo mais detalhado, buscando imaginar as coisas que anseiam encontrar no matrimônio. Outros nem se casam, à medida que se enamoram passam a viver juntos e depois é que vão tentar fazer os ajustes, e isso, às vezes, em meio a muita angústia e dor. Também é certo que em alguns casos, nem procuram se certificar se o pretenso cônjuge estaria em condições de satisfazer as necessidades e desejos próprios de um casamento. Daí é quando surgem desencontros e acaba se perdendo algo que poderia ser muito bonito. Há um momento no relacionamento em que os futuros cônjuges não se permitem pensar de forma diferente que não seja o sucesso da união, eles estão apaixonados e isso, aos seus olhos, basta. Nem consideram que é para toda uma vida e, portanto vai exigir uma dose maior de zelo e compromisso. Dizem que as mulheres mesmo sabendo das deficiências do homem, elas esperam que com o casamento ele mude, mas isso nem sempre acontece, às vezes até piora. Tem uma frase muito popular que diz: “A mulher espera que com o


casamento o homem mude, e os homem espera que ela nunca mude.”, e parece-me muito verdadeira. É óbvio que há aqueles que vão para o casamento com certa maturidade e sabem exatamente o que querem encontrar, porém não todos. A proposta deste livro é oferecer uma luz de como ser a pessoa certa para o cônjuge, quem sabe ser uma mulher desejável ou um marido encantador.

Costumam dizer que os homens são simples demais e as mulheres complicadas, mas penso que é só uma questão de se conhecerem e terem a disposição de oferecer ao outro aquilo que deseja sua alma. Tornar-se desejável aos olhos de um homem é uma busca dela e uma oferta de amor a ele. O segredo é amar o outro do modo que o outro precisa ser amado, é estar disposto a isso.

3 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Sexo, bom sexo, muito sexo.

Os homens, de um modo geral, esperam encontrar sexo no casamento. É por isso que eles e casam, ao menos inicialmente. Quanto mais sexo, melhor e quanto melhor, melhor, esse é o pensamento masculino. Porém, com o passar dos tempos eles acabam se dando conta que mesmo gostando muito de sexo, também há outras coisas que são importantes para a alegria não apenas dele, mas do casal. Li em algum lugar que se não fosse por causa de sexo, os homens se casariam com seu melhor amigo com quem já tem bastante afinidade, e não com uma mulher que lhe é uma incógnita. Brincadeira à parte, o interessante é que os homens gostam de sexo tanto em qualidade como em quantidade, e qualquer dessas duas situações que faltar, já é um bom motivo para conflitos.

Homens e mulheres são bastante diferentes no tocante ao sexo. Eles estão sempre prontos para o sexo, enquanto ela vai precisar de um romance, algumas palavras bem colocadas, um carinho, um olhar, enfim, algo que mexa com seu lado afetivo sexual. Em nossas palestras brinco que um homem só precisa de uma mulher e um cantinho para o sexo acontecer. Se ele tiver pulsação, batimento cardíaco é o primeiro sinal de que está pronto para um encontro sexual.

Um homem jovem, com 17 anos, pouco mais ou pouco menos, está com a sua libido a flor da pele, e não pode ver nem perna de mesa que já fica assanhado, e é por aí mesmo, ele pensa umas 400 vezes em sexo durante um dia, a figura feminina permeia sua mente a todo instante. Os homens tem o seu ápice sexual aos 16 a 20 anos. Depois disso, inicia-se um lento processo de queda da libido. Mas não se preocupem porque ainda vai longe, até pelo menos aos 80 anos. E ainda tem uma “muletinha” que pode ser usada que são os remedinhos milagrosos que vão dar sustentação quando for preciso ( viagra, cialis, e outros).

Entre os 35 a 45 anos, as mulheres estão com mais sede de sexo que os homens da mesma faixa etária, é quando então se interessam por homens mais jovens, pois estão, digamos, no mesmo pique sexual.


Segundo dados estatísticos mais de 43% dos cristãos evangélicos praticam sexo três vezes por semana, e 30% deles uma vez por semana, depois vêm os que praticam quinzenalmente, 6%, e aí vai caindo até os que não mais praticam que são em torno de 1%. Isso representa uma média de 3 a 4 relações sexuais por semana. É um número bom, e mostra os estudos que os evangélicos fazem mais sexo que os não evangélicos, que estão com a média em torno de 2,14 por semana.

Esses números são interessantes, pois o homem evangélico costuma ser alvo de chacota entre os seus colegas de trabalho e escola, que dizem que o crente não gosta de mulher, não gosta de sexo, e

3 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

agora, fica aí a informação que gosta sim, e como gosta. Essas gozações são por conta de que os cristãos não são dados a piadas, a pornografia, as conversas sobre a mulher do outro.

A reclamação dos homens é que as esposas não valorizam sua sede de sexo, principalmente quando vêm os filhos. Um marido cristão queixou-se assim: “ Pastor sou grato a Deus, estou feliz, ganhei um filho, porém, perdi a esposa.” Esse é o cuidado que a esposa cristão tem que tomar, pois veja, as “periguetes” estão por todo lado, tem sempre uma delas se oferecendo a esses homens, não se pode vacilar. Olha o conselho da Bíblia: “Quem está satisfeito despreza o mel, mas para quem tem fome até o amargo é saboroso. Como ave vagando longe do ninho, assim é o homem perambulando longe do lar!…” Pv 27:7,8.

Entendeu direitinho, você esposa, pegue seu homem e ofereça a ele o que ele mais quer, sexo. Costumo sugerir as irmãs que leiam o texto de Provérbios 7, onde fala de uma prostituta que aprisiona os homens e depois os conduz para seu leito como ovelhas que vão para o matadouro, e sem forças para reagir a tentação vão para a morte que é o adultério. Aqui o que se destaca nesse texto são as ações dessa mulher vil, mas que pode ensinar a muitas como se comportarem com seus maridos. Vamos dar uma olhadinha no texto e você já vai entender as ações dela:

“E eis que uma mulher lhe saiu ao encontro ( proativa) com enfeites de prostituta (vestida para seduzir) , e astúcia de coração. Estava alvoroçada e irrequieta; não paravam em sua casa os seus pés ( ansiosa pelo homem). Foi para fora, depois pelas ruas, e ia espreitando por todos os cantos; E chegou-se para ele e o beijou ( iniciativa para o sexo). Com face impudente lhe disse: Sacrifícios pacíficos tenho comigo; hoje paguei os meus votos. Por isto saí ao teu encontro a buscar diligentemente a tua face, e te achei. Já cobri a minha cama com cobertas de tapeçaria, com obras lavradas, com linho fino do Egito. Já perfumei o meu leito com mirra, aloés e canela ( preparou o cenário do sexo). Vem, saciemo-nos de amores até à manhã; alegremo-nos com amores... ( provocante). Assim, o seduziu com palavras muito suaves e o persuadiu com as lisonjas dos seus lábios. E ele logo a segue, como o boi que vai para o matadouro ( torna-se vitima dela), e como vai o insensato para o castigo das prisões; Provérbios 7:10-22.”


A mulher tem o direito e o dever de estar bonita para o seu homem, e por isso é preciso investir algum dinheiro com uma roupinha apropriada, alguns perfumes, óleos, lubrificantes se for o caso de falta de lubrificação vaginal, um quarto cheiroso, com lençóis novos, etc.

Sexo não é apenas o encontro do pênis com a vagina, envolve os cinco sentidos, os cheiros, o visual, os toques, sabores e os sons agradáveis, tudo isso importa e valoriza o momento.

Corre uma história entre os evangélicos a respeito do marido que estava sedento de amor, ligou para

3 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

a esposa e avisou: “Meu bem, me espere que eu estou chegando, manda as crianças para a casa da sua mãe, faz uma sopinha rala, desliga o telefone da tomada, fecha as janelas, e esteja bonita para mim”. Quando ele chegou em casa, estava quase tudo pronto, a sopinha rala estava na mesa e ela estava no banho, então ele tomou a sopa e foi para a sala ver um pouco de TV, e dali a pouco ela o chama e ele vai. Na sua mente ela iria estar sexy, com um baby doll, uma roupinha transparente ou algo assim, mas quando olhou não acreditou no que viu. Ela estava vestindo uma camiseta amarela, de campanha política, com a foto de um homem moreno, com um enorme bigode, bem no peito. E ainda por cima, tinha uma essa inscrição: “Venha ser feliz, com fulano de tal.” Ele quando viu desanimou e disse: “ Meu bem, não estou muito legal , vamos deixar para amanhã, quem sabe até lá estarei melhor.”

Depois dos 45 anos e um bom tempo de casamento, quando as novidades já são tão novas assim, uma ereção peniana já não é mais obrigação do homem, mas também um merecimento da mulher e da ocasião. Deixe-me explicar melhor, tem situações que merecem uma ereção e situações que prejudicam uma ereção ainda que se queira.

É desde há muito sabido que os homens são atraídos sexualmente por aquilo que veem, enquanto a mulher é atraída por aquilo que ouve. Se elas são provocadas por um carinho, um elogio, uma

conversinha de “pé de orelha”, eles, os maridos, por sua vez, querem ver e querem ser elogiados pelo seu desempenho.

Outro dia uma esposa disse estar feliz e despreocupada porque agora que seu marido “virou crente” ele não terá olhos para outras mulheres e com isso, o adultério não seria mais um fantasma em sua vida. Ponderei e disse: “Cuidado minha querida, os filhos das trevas parecem realmente ser mais sábios que os filhos da luz. Sugiro que você dobre a sua preocupação, pois seu marido poderá ser ainda mais tentado.” Há um provérbio muito conhecido entre os evangélicos, “A mulher sábia edifica sua casa”, pois é, penso que essa sabedoria deve ser bastante abrangente, sabedoria emocional, sabedoria financeira, sabedoria na educação dos filhos, sabedoria sexual, e outras mais. Dizem que um adultério vem precedido de tendências, motivos e oportunidades. Tendência tem a ver com o histórico familiar, a cultura, o aprendizado. Motivos são razões que expõe uma pessoa para o adultério, como a falta de um bom sexo, por exemplo. E oportunidades


são situações onde alguém permanece por tempo demais perto do abismo. A mulher sábia é previdente, ora a Deus para proteger seu casamento, mas também toma suas providências para não facilitar as coisas para o mal, pois é assim que a Bíblia nos ensina. Ela diz que “se o Senhor não guardar a casa, em vão vigia a sentinela”, entretanto, não diz que podemos tirar a sentinela, pois é através dela, sentinela, que o Senhor guardará a casa, entendeu?

3 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Um marido não espera que a esposa seja uma miss mundo, uma modelo, não, mas espera que demonstre desejo por ele, e se mostre a ele da melhor maneira, que o procure para o sexo, que tome a inciativa de vez em quando, isso faz bem ao ego masculino, ser desejado.

Uma esposa preocupada com a falta de sexo reclamou com o marido: “Meu bem, o que está acontecendo, você não me procura mais?”, ao que ele lhe respondeu: “Sabe o que é, você se esconde tanto que não consigo achá-la”. O marido quer ter bons motivos para ir para cama logo.

Um dos maiores erros que um casal comete é trazer o filho para dormir na cama do casal, isso atrapalha a intimidade, dificulta o sexo. E quando eu falo de intimidade, falo mais do que o sexo, falo de momentos de boa conversa, de toques e carícias, falo de conhecimento mútuo e de momentos de desabafo, e isso tem que ser preservado, protegido a sete chaves no casamento.

Quando eu estava ativo no serviço policial, fizemos uma “blitz” contra a prostituição no centro de uma determinada cidade, e na ocasião prendemos uma prostituta que nos confidenciou que tinha um “cliente” que toda semana a procurava, eles iam ao motel e lá permaneciam por duas horas e não faziam sexo, apenas conversavam. Ele pagava a ela para ser uma boa ouvinte, e desabafava com ela sobre seus problemas na empresa, na família, no casamento. Ter alguém para compartilhar nossos dilemas, nosso dia, ansiedades, vitórias e fracassos. No livro de Cantares a esposa sulamita diz: “ Eu sou do meu amado e ele tem saudades de mim.” , esse é o segredo, a mulher tem que fazer por onde o seu marido sinta saudades dela. Ela, sulamita, e seu marido Salomão tinham sabedoria sexual e se comunicavam de um modo a despertar a libido do outro, veja como eles se falam: “Eis que és formosa, ó meu amor, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas. Eis que és formoso, ó amado meu, e também amável; o nosso leito é verde. As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas de cipreste.”-Cânticos 1:15-17.

Aqui estão dizendo que a casa deles não cai, pois os esteios são de madeira nobre, entretanto, eles não estão falando propriamente da madeira usada na construção da casa e sim, da forma como se amam, como se cuidam e dos sentimentos comuns que nutrem, e que isso tudo redunda na solidez da relação. Ela afirma na cama dela eles se realizam, não falta vigor e o amor se renova.


Essas recomendações estão dentro da ideia de I Co 7:3-5, “O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher. Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência 1 Coríntios 7:3-5. A falta de sexo, expõe o

3 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

casamento a perigo. Pesquisas mostraram que as pessoas se envolvem com outros, adulteram porque estavam em busca de sexo e não de um divórcio, importa não dar motivos para o cônjuge tenha que recorrer a isso. Geralmente os homens adulteram porque são estimulados a isso por um comportamento social que só falta aplaudi-lo quando ele traí, por falta de um bom sexo dentro de casa, por falta de um relacionamento verdadeiro com Deus, por falha no caráter, busca de aventura e novidades. As mulheres traem por causa de abandono emocional, curiosidades, excesso de oportunidade, falha no caráter e também por falta de um bom sexo dentro de casa.

A esposa como a sua amante.

Querendo a mulher ser uma grande esposa, comece por um bom sexo dentro de casa. O sexo exige variação, quebra de rotina, mudança de ambiente, roupas apropriadas, cheirosas, gostosas ao toque.

Ele deseja o teu desejo, adora quando você diz que ele é demais, um garanhão ou coisa assim. Envaidece quando sua esposa lhe diz que ele a faz ir às nuvens durante o amor. Não é preciso se envergonhar, faz parte do jogo sexual, a sulamita de Salomão fala assim: “ ...não há ninguém que se compare a ele, as palavras dele são sempre doces e cheias de amor.” –Ct 5.15b-16. Ele replica: “Você conquistou meu coração, minha bela noiva, você me venceu com um simples olhar, só com um enfeite de seu colar. Minha querida, como é doce o seu amor. É melhor que o vinho; o perfume do seu amor é melhor que o das mais finas colônias, seus lábios são feitos de mel”.

O sexo não é só para o prazer dele, é deleite de ambos, um buscando oferecer gozo ao outro antes mesmo de pensar em si. Quem busca o seu próprio prazer pode encontrá-lo, porém, se não oferecer prazer ao outro, essa relação será doentia e egoística.


Quando o sexo está meio morno, é preciso voltar a namorar, nesse tempo é preciso deixar um pouco o foco no papel de dona de casa, mãe de filhos, e ser namorada. Estar descansada, disposta e bem humorada e se apaixonar novamente. Outro dia me contaram a história de uma criança que falou à sua mãe: “Mãe, você não tem namorado. Sua mãe a repreendeu por isso. Mas ela insistiu com essa conversa e sua mãe lhe disse que seu namorado era o seu pai. Então, a menina falou: Eu não vejo o pai trazendo flores, não vejo vocês se abraçando. Você não se arruma quando ele está para chegar e também não saem para passear, então, o papai é só um marido e não um namorado.”

Não é necessário estar impecável sempre, mas também não se pode ficar “malacafenta” o tempo todo. Os olhos se acostumam com aquilo que estamos vendo sempre igual, e chega a ponto de a gente não enxergar mais, é como se não estivesse ali. Assim são as pessoas que estão sempre com a

4 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

mesma roupa, mesmo cabelo, mesma conversa. Elas passam despercebidas. Não se transforme em mulher invisível para o seu marido. Faça algumas mudanças no visual. E não se esqueça de colocar um pouquinho de docilidade no seu falar, meiguice também não faz mal a ninguém. Pode ser que seu marido não fale nada, mas experimente se arrumar para ele, sem que se tenha motivos especiais, ele vai adorar. Nenhum marido não gosta de ver a mulher quando vai sair, corre toma um banho, fica cheirosa, põe uma lingerie nova, uma roupa bonita, passa uns cremes, uns produtos de cheiro bom (Hum, só de ter que pensar nisso já estou ficando com ciúmes...e com raiva também.), e ele fica só olhando e pensando, “eu que sou marido fico com a malacafenta e outros ficam com o “mulherão”.

Uma boa e agradável companhia.

Deus deu a Adão algumas tarefas como dar nomes aos animais, e exercer um trabalho agrário no Eden, e ele ficou tão empenhado com o trabalho que não notou que estava só. Ele não se deu conta que os animais tinham suas parceiras, até que Deus o avisou de sua necessidade. Então disse Deus: “Não é bom que esteja só, far-lhe-ei uma ajudadora (“Ezer” no Hebraico) idônea para ele.” Preste atenção na palavra ajudadora, ela significa “Ezer” no Hebraico e tem o sentido de “alguém que cerca a vida de outro para protegê-lo”, pois esta é a função da mulher, da esposa com relação ao seu marido, cercar a vida dele para que ele não se perca, para que consiga cumprir com sua missão na terra. E desde então, todos os homens são carentes de ter ao seu lado uma “ezer” para o aconselhá-lo, para dar a ele o que falta nele, para ser para ele não alguém para com ele competir, mas sim, alguém para complementá-lo. Agora, um homem não precisa de uma mulher qualquer, ele precisa de uma mulher que tenha vindo de Deus, pois “ quem encontra uma boa esposa, encontrou o favor do Senhor” ( Pv 18.22 ), e mais, “Riquezas e bens um homem recebe até como herança de seus pais, mas uma boa esposa vem do Senhor para Ele (Pv 19.14 ), então perceba, não serve qualquer mulher, tem que ser a mulher, alguém que venha para somar com ele, levando ele a vitórias maiores. Uma mulher como a mulher de Salomão quando diz algo assim: “ Eu sou para o meu marido como um muro, meus dois seios são suas torres, eu sou para ele um muro, eu sou aquela que lhe inspira paz.” ( cf Ct 8:10). Penso que as jovens cristãs devem se preparar para ser


uma “ezer”, uma mulher competente, capaz , em condições de ser uma benção na vida de seu marido. E que seja um muro de proteção contra o mal, uma auxiliadora na missão dele, alguém que com zelo cuide dele e receba em troca, amor e proteção, e que juntos sejam felizes. Nenhum homem quer se casar com uma “confusão ambulante”, “uma jararaca vigilante”, não é disso que ele precisa. Mulher barraqueira, ciumenta , controladora, usurpadora de sua autoridade enquanto cabeça do lar, definitivamente, estará trazendo angústias e dores para o homem, leia isso:

4 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

“Uma mulher virtuosa é uma mulher nobre, graciosa, diligente e amorosa. Ela agrada e honra o seu marido fielmente. Ele é grato e se regozija na bondade de Deus para com ele através dela. Mas uma mulher odiosa envergonha o seu marido, e lentamente o mata de dentro para fora pela sua estupidez, egoísmo, teimosia ou infidelidade.”

A esposa sendo a companheira para todas as horas.

Mulher, procure ser uma companhia agradável, que ele sinta prazer ao seu lado. Marido tem que ver na esposa a sua principal conquista. Um boa companhia é aquela mulher cujo valor deve exceder o de finas joias, e estar em público abraçado com ela é como estar em posse da taça de campeão, uma situação de triunfo. É a pessoa do tipo “conte comigo sempre” que ele precisa. Conte comigo quando tudo vai bem, e conte comigo quando a coisa der errado. Quando um casal vive o “companheirismo conjugal” é quando eles vivem a mutualidade, que é uma das características da aliança conjugal. Na mutualidade é assim, “eu cuido bem de você e você cuida bem de mim, e assim, ambos sobrevivemos as agruras da vida, nos complementamos e nos realizamos enquanto pessoa.”( o autor).A Bíblia não manda que uma mulher ame o seu marido, pois isso lhe é muito natural, mas manda que respeite, pois respeitar tem a ver com aceitar sua posição de líder, e demanda uma atitude de entrega, renúncia e confiança. Vigie para ser uma companhia agradável, ser mais parceira do que rival, deve se posicionar como aquela que o complementa e não a que compete. Muitas vezes um homem tem coisas em sua cabeça mas não tem com quem contar, e a mulher é a pessoa mais indicada para saber o que se passa dentro dele. Ser companhia é ser, segundo a etimologia da palavra “cum panis”, “aquela que come o pão comigo”. E num relacionamento conjugal é aquela que come o pão comigo, mesmo nos dias em que o pão falta.

Alguém para partilhar seus sonhos e conquistas.


Um homem procura alguém para partilhar seus sonhos e planos, suas alegrias e conquistas. Quer uma mulher para com ela se tornar uma só pessoa, alguém que tenha tanto dele dentro de si, que fique difícil divisar quem é um e quem é o outro. Que sejam parecidos, se não no físico, mas nos ideais, nos propósitos e sentidos da vida, que adorem o mesmo Deus, que O sirvam juntos, e que seja para ele como um “Jardim fechado és tu, minha irmã, esposa minha, manancial fechado, fonte selada( Cânticos 4:12), uma fonte de alegria e prazer exclusivamente dele e para ele.

E quando um homem ama uma mulher, ele faz de tudo para sua felicidade. Ele a ouvi e considera

4 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

seus pedidos, cede quando é preciso, e é honesto em tudo. Sem máscaras se revela, pois não tem nada a esconder dela. Este homem divide com ela os pesos e fardos que ela teria que carregar e dá passos concretos para a realização dos sonhos de casal.

Um marido que assume responsabilidade completa e total pela família e toma a iniciativa em transmitir seu amor pela esposa e filhos, é o marido que irá experimentar recompensas incríveis: uma esposa amorosa, apreciativa, disposta a ajudar, mostrando seu lado melhor para ele; filhos satisfeitos e seguros, desenvolvendo-se da melhor forma possível. Eu pessoalmente jamais vi um casamento falhar quando estas prioridades são satisfeitas”. ( Dr. Ross Campbel, psiquiatra, escritor evangélico)

A esposa presente em suas lutas.

Os sonhos representam os desejos de um homem e as conquistas são suas vitórias. Um homem quando sonha um sonho bonito e este se torna realidade, ele precisa partilhar essa conquista , e quando não tem com quem fazê-lo, seu sonho se torna incompleto, e o coração não se alegra. Todo homem precisa ter com quem dividir suas glórias, ele quer ter o prazer de dizer “meu bem, olha o que eu trouxe para nós!” É por isso que, muitas vezes, um homem parece perdido e somente se encontra quando se casa. Antes ele não tinha motivos para sonhar, não tinha a quem agradar, mas uma vez casado, ele quer agradar a esposa, repartir com ela o que trouxer para casa. A presença dela, a sua existência dá motivos para um homem viver e lutar. É tudo que um homem quer, uma companheira exclusiva e fiel, um bom sexo, o seu respeito e admiração, e filhos bem cuidados dentro de um lar que ele construiu com a ajuda dela.

Enquanto a mulher se realiza quando é notada pelo relacionamento que cultivou com marido, pelos filhos lindos que tem, pela casa que mantém arrumada e bem ornamentada, pelo ambiente gostoso que há no seu lar quando a família se reúne, e também pela sua beleza de mulher,


valorizando estar bonita fisicamente, com um corte novo de cabelo uma roupa que lhe caia bem, já o marido gosta dos desafios, uma oportunidade para exibir suas habilidades, coragem, e ousadia.

Um marido precisa ser admirado pela sua competência, inteligência, por suas conquistas e realizações. Ele quer receber dela o reconhecimento que quem lutou e venceu na vida.

Maridos estão sempre em lutas, combates e disputas, ora ganhando, ora perdendo e ser uma companhia agradável, uma mulher interessante para ele é reconhecê-lo diante disso, é acreditar nele, na sua força, competência, astúcia, e isso é tudo que um homem quer, é ter alguém que lhe diga,

4 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

ainda que sem palavras, “Ei querido, estou contigo, conte comigo”, ou ainda “pense bem, isso pode dar errado e o prejuízo será grande.”. Ele precisa de alguém para incendiá-lo ou mesmo para o refrear, mas sempre no tempo oportuno e no modo correto de se fazer.

O que ela espera encontrar no casamento.

Para encantar, o amor deve ir além do esperado, o amor deve exceder em atitudes e palavras.

Carinho em todas as suas formas.

A mulher é um ser emocional e que precisa ser reconhecido no seu valor enquanto fêmea, esposa, mãe, mulher. Fizemos uma enquete no blog Casados em Cristo perguntando as leitoras quais eram as três maiores reclamações que elas tinham com seu relação ao casamento, e a resposta foi esta: Falta de carinho, grosseria no falar e infidelidade. A resposta era mais ou menos esperada, vez que carinho é exatamente o que elas esperam encontrar no casamento, e na sua falta, surgem as queixas.

Carinho é palavra que vem do Latim CARUS, que significa “precioso, de alto custo, caro”. Quando temos “carinho” alguém, é porque lhe colocamos um alto preço e temos para com esse alguém atitudes correspondentes de amor. Olha só a importância, o valor, o peso de um afeto, um toque, veja o que ele significa para ela. Um toque afetuoso no rosto é como uma declaração pública de que ela é amada, é querida, reconhecida, alguém que se traz em alta conta.


Uma das maneiras de se expressar carinho é através do toque físico, toque esse diferente do toque de cunho sexual. É um toque carregado de ternura, podendo ser um abraço, um aperto de mão, um toque nos cabelos, o certo é que o toque físico é uma das maneiras como as pessoas expressam amor e gostam de serem amadas através dele, conforme ensina Gary Chapman, uma das linguagens de amor.

A mulher de maneira muito mais acentuada que os homens gostam muito de um carinho em forma de toque terno. Não que os homens não gostem, mas eles têm a pele mais grossa e, portanto, menos sensível ao toque, e talvez até por isso não o valorizem muito. Estivemos fazendo um seminário para casais em uma cidade e ao final de três dias de encontro uma senhorinha nos procurou e com lágrimas nos olhos pediu para conversar e foi assim nossa conversa:

-Pastor, faz 20 anos que eu não recebo um abraço de meu marido. Eu e o pastor local ficamos assim sem saber de pronto o que dizer-lhe, cheguei a pensar em dar-lhe um abraço, mas logo

4 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

entendi que queria um abraço de seu amado. Então respondi: -Irmã, fica firme com Deus, logo o Senhor vai trazê-lo para cá e vocês estarão juntos nessa igreja e tudo vai se resolver, ele se converterá e será um homem amável. Ao que ela me respondeu: -Não pastor, o senhor não está entendendo, meu marido é aquele lá na porta, ele é diácono. Fiquei estarrecido, aí que já não sabia mais o que falar àquela pobre mulher.

Ouvi um pregador dizer que uma mulher precisa ser abraçada ao menos seis vezes ao dia para que se sinta amada pelo seu homem. Aquele diácono tinha uma dívida grande com a esposa.

Aconteceu também em nossos atendimentos pelo internet quando recebi um email de uma esposa residente em São Paulo que contava assim: Pastor, somos um casal de classe média alta, meu marido é industrial, moramos em São Paulo. Temos um pequeno sítio há uns 100 km daqui, próximo de Sorocaba, e nos finais de semana a gente vai para lá e só retorna na segunda feira de manhã. Numa dessas idas ao sitio, uma sexta feira, paramos na estrada onde tem um shopping rural e lá meu marido comprou algumas coisas próprias para os animais. Pensei comigo, hoje estamos cansados, mas amanhã de manhã quero acordar bem cedinho e vou pegar ele de jeito e a gente vai fazer amor. Quando amanhecia o dia, o procurei na cama e não o encontrei, fique decepcionada e já cheia de coisas na cabeça. Olhei pela janela e vi que ele puxava uma égua pelo cabresto até um local onde havia um bico de água. Lá ele passou a dar banho na égua, e alisada de alto a baixo, passava shampoo, e um outro produto, depois enxaguava e vinha com outro tipo de escova, sei que ele gastou mais de uma hora alisando aquele animal. E eu, já com ciúmes, não aguentei e gritei com ele: Ei, amor bom dia! Ele respondeu: Bom dia, tudo bem? Eu retruquei: Tudo bem, a única coisa é que eu gostaria de ser essa égua pelo menos uma vez por mês.

Fiquei pensando em mim mesmo como marido, pensei também em alguns que conheço que passa a manhã inteira de um sábado esfregando a lataria e polindo rodas de carro; pensei naqueles que são loucos por futebol, e ainda, naqueles que tem “hobbys” solitários e egoístas. Meu Deus! Que falha nossa enquanto maridos.

Para você marido refletir:


Que tipo de marido sou eu?

O quanto tenho investido na vida de minha esposa?

Será que faço parte do processo de crescimento dela?

Como estou contribuindo para sua promoção?

4 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Qual a imagem que meus filhos fazem de mim?

Sou o herói deles ou a sua vergonha?

Quais seriam as expectativas de Deus com relação a mim?

Quando as pessoas me olham, qual seria o juízo que fazem?

Quais são minhas melhores virtudes?

E os meus vícios, quando vou deixa-los?

Eu sou um macho, eu sei...mas seria eu um homem?

(Quando Salomão foi assumir o trono de seu pai, Davi lhe disse:

Esforça te e se tú um homem” (II Rs 2,2),

Penso que ser homem é muito mais do que ser macho, ser pai é muito mais gerar filho.

Gestos de Ternura.

Ora, depois que ele se demorara ali muito tempo, Abimeleque, rei dos filisteus, olhou por uma janela, e viu, e eis que Isaque estava brincando com Rebeca, sua mulher. Gn 26.8.


Toque nela com ternura, quando o marido "passa a mão" na mulher, está satisfazendo sua tara e não sendo terno. Não que isso seja de todo ruim, mas não pode ser sempre e unicamente assim. Ternura

é “o poder de encantar o outro com atitudes de amor”. A ternura se revela num toque, num olhar, num sorriso, é encantar o outro.

Ser encorajada para o crescimento.

Um marido pode com suas palavras levar a esposa a crescer ou pode matar o seu crescimento. Quando ele a encoraja, estimula, diz “vai que você consegue!”, então ela crescerá profissionalmente, espiritualmente e como pessoa humana. Marido que coloca empecilhos, impedimentos , entraves, são os maridos ciumentos e que tem medo de perder o poder de mando dentro de casa e assim anulam suas mulheres. Encoraje e estimule para que cresça profissionalmente e como pessoa humana.

4 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Ser amada com um com amor perceptível.

Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei; que dessa mesma maneira tenhais amor uns para com os outros.Jo 13.35

Aprenda a amá-la do jeito dela. Se ela gosta de receber presentes e isso é uma condição para que se sinta amada, então presenteie. Nesse caso, o presente valioso não é o mais caro, mas sim, o que tem mais significado, uma história por trás. Tipo assim: “meu bem passei por Bauru, vi este brinco e pensei, ...ficaria lindo em minha esposa, vou levar.” Estando ela atarefada demais, com dupla jornada, então mãos a massa, ajude-a. Divida os fardos, carregue as cargas, faça sobrar mais tempo e mais folego para ela.

Dedique-lhe tempo com exclusividade. Sair com o grupo da igreja é bom, com os amigos também, mas não se esqueça que intimidade é o que faz aumentar o amor romântico, é quando saem sozinhos, tempo integral, coração integral.

Muitas vezes, elogiamos pessoas que não tem muito a ver conosco, somos gratos a elas por ter nos atendido com dedicação, e de repente, não o fazemos da mesma forma com aquela que mais nos quer bem e faz tudo para nos alegrar. Elogio é um encorajamento, um reconhecimento, então elogie oportunamente. Elogiar bastante não é elogiar até quando o outro não merece elogio, isso na verdade banaliza e torna o seu valor nulo. Elogiar deve obedecer a regra do momento oportuno e do esforço desprendido pelo elogiado e da coisa bem feita. Quando é assim, um elogio cai bem. Todas essas coisas são manifestações de apreço e de carinho com ela. Agir assim é derreter-lhe o coração.


Amar com o amor com que Cristo nos amou, esse é o padrão. É o amor que excede, que realiza, que perdoa, que espera o melhor, que tem paciência no tempo da prova, que se sacrifica, que muda a agenda para atender a agenda do outro.

Respeito para com as coisas que gosta.

É importante que valorize e respeite as coisas que ela gosta, se importe com aquilo que ela se importa. Não seja implicante e ranzinza, ela não é você, cada um tem o direito de gostar do que quiser e se ocupar com as coisas que goste. Muitos maridos brigam com a esposa por coisas banais, mas também muitos maridos não tem a esposa como uma grande amiga. Um dia, percebi que estava sendo implicante demais com as coisas dela, como o cachorrinho, as plantas pelo quintal, então, resolvi parar com isso. Preste atenção em você também e percebendo algo parecido com isso, corrija a sua conduta.

4 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Para refletir:

“Alguns casais se acostumaram tanto um com o outro que já não celebram os pequenos, mas importantes reencontros, eles estão frios, gélidos. A simples presença deve ser festejada e a saudade gostosa saciada. A admiração presente num olhar precisa sempre existir. Um abraço inesperado, um elogio oportuno, um encorajamento, são essas coisas pequenas que fazem a grandeza de um amor e não podem ser, simplesmente, esquecidas ao longo do caminho” ( o autor)

Delicadeza no trato verbal.

Essa é a outra pedra no sapato das mulheres. Elas sofrem com maridos brutos no falar, rudes e por vezes intratáveis. O grande exemplo bíblico de homens duros é a história de Nabal e Abgail: E era o nome deste homem Nabal, e o nome de sua mulher Abigail; e era a mulher de bom entendimento e formosa; porém o homem era duro, e maligno nas obras, e era da casa de Calebe. 1 Samuel 25:3. E você que já leu essa história sabe como ela acaba, Deus fulminou Nabal, o marido bruto, com um infarto e depois o Rei Davi a tomou como esposa. Penso que Deus não se agrada vendo suas filhas amadas sendo maltratadas por marmanjos estúpidos. Vejo a história de Nabal e seu fim como uma alerta de Deus aos maridos e levo a sério pois aprendi que as coisas do Velho Testamento estão ali registradas para que sirvam de exemplo para nós.

Temos também um relato positivo de um marido bíblico, Salomão, homem de muitas mulheres, mas que quando encontra a sulamita declara que apesar das muitas mulheres que lhe estão disponíveis, ela se tornou a sua única ( Ct 8.7). A sulamita, por sua vez, fala dele dizendo que “seu falar é muitíssimo suave, ele é totalmente desejável.” ( Ct 5.16).

Vejo a preocupação Bíblica com essa questão quando Paulo recomenda aos irmãos de Colossos dizendo: “Maridos não tratem suas esposas com rudeza” e porque ele disse isso? Certamente por que vinha acontecendo. E ainda, em I Pedro 3.7 os maridos levam uma verdadeira bronca, olhe isso:


“Vocês maridos, devem ser cuidadosos com suas esposas, estando atentos às necessidades delas e respeitando-as como o sexo mais frágil: lembrem-se que vocês e suas esposas são companheiros em receber as bênçãos de Deus, e se não as tratarem como devem, as orações de vocês não terão uma resposta pronta.” Veja isso, que seriedade, marido que maltrata esposas suas orações não serão atendidas até que se consertem. Li um livro e nele a história de um pastor sênior, líder de várias congregações que em determinado tempo percebeu que uma de suas congregações não prosperava, não batiza, não havia nela conversões, estavam sempre em dívidas com o aluguel da igreja. Certo dia foi convidado para almoçar na casa do casal de pastores líderes dessa tal congregação. E no

4 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

almoço o pastor sênior (presidente) percebeu que o marido estava sempre a diminuir e ridicularizar a esposa, deixando de elogiá-la e até sendo indelicado com ela. Depois do almoço, o pastor sênior chamou os dois e leu esse texto de I Pe 3.7 e avisou que as coisas só iriam melhor quando ele parasse de maltratar a esposa , pois as orações que ele estava fazendo não estava sendo atendida por Deus.

Infelizmente é uma grande realidade, marido sem paciência, agressivos, intolerantes com a esposa é coisa comum de se ver. Acredito que a mente do homem vê o relacionamento com a esposa como algo já realizado, conquista já consumada, e não tem mais que impressioná-la , e assim a trata como uma coisa qualquer. De outra forma, quando fala com mulheres estranhas, ele, geralmente, torna-se gentil e delicado. A gente observa bem isso quando vemos homens atendendo o celular, quando ele começa a falar de forma muito doce, pode saber que a pessoa do outro lado não é a sua esposa. Precisamos mudar esse quadro, tratamos como uma prioridade, pessoas que pouco se importam conosco e como opção pessoas que na realidade são de grande valor como a esposa e filhos por exemplo. São gente que cuidam da gente, se preocupam, que mudam sua agenda para atender nossa agenda, essas pessoas sim, deveriam ser a nossa prioridade maior, abaixo de Deus.

Uma jovem me disse assim: “Pastor quando me casei eu tinha sonhos, idealizava o casamento, ficava horas sentada na cama e imaginando ele, meu noivo, vindo como um príncipe montado num cavalo branco, e com a mão forte me tomava em seus braços e me colocava junto dele na cela daquele animal, e juntos avançamos pelas campinas. Mas o tempo passou, e dentro de casa, eu procuro o príncipe e encontro apenas um cavalo. Não consigo entender, mas o príncipe se transformou num cavalo. Só fala comigo aos gritos, um mau humor constante, a gente já não ri mais, não se diverte junto, não sei mais o que fazer.”

Dei uma dica a ela. Falei-lhe que o avisasse de antemão que não aceitaria mais ser tratada assim, que falasse do sofrimento que estava sentindo por conta daquilo, e que se a maltratasse novamente, na frente das pessoas, e se estivem onde estivessem, na igreja, no mercado, ou em qualquer lugar, ela o deixaria falando sozinho. Pois aconteceu. Ela o avisou, ele não acreditou ou estava tão acostumado a maltratá-la na presença de estranhos que não se lembrou. Então, ao ser ridicularizada num ambiente de festa, ela olhou para ele e sem dizer uma só palavra, virou as costas e foi se embora, deixando-o com cara de tacho no meio da festa, pois todos vieram a saber o que


aconteceu. Isso é dar um basta, é colocar limites em alguém que está fora do bom senso. É óbvio que haverá novos embates, mas é uma situação a ser enfrentada posteriormente. Gosto de me reportar a história do Rei Assuero e a Rainha Vasti. Ele fazia uma festa que durava seis meses regada a bebidas, comidas, danças e certamente orgias. E num certo momento da festa, já com todos

4 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

bêbados, mandava chamar sua esposa, a Vasti, para que viesse a sua presença para ser admirada pelos convidados. Isso acontecia logo após ele abrir seus tesouros, numa clara demonstração de exibicionismo e demonstração de poderio. A rainha Vasti sabendo se suas intenções mandou dizer que não iria comparecer, isso causou um alvoroço na corte e entre os convidados que também era gente poderosa, reis, príncipes, e outros. Já vi alguém dizer que ela não foi sábia, que desprezou o marido, coisas assim, mas penso de forma diferente, creio que ela se cansou de ser coisa nas mãos dele, objeto, troféu pessoal. Essa decisão de Vasti provocou um reação imediata de Assuero e seus convidados. Em reunião acharam por bem criar um decreto para que nunca mais acontecesse tal coisa naqueles reinos, deveria haver uma punição prevista em lei para a mulher que procedesse como Vasti. Foi um horror para eles. Em seguida deu-se início ao processo de escolha da nova rainha, então, é quando entra na história a figura de Ester, uma judia. Pois bem, a atitude de Vasti, creio que serviu como um limite para Assuero, pois veja como ele tratou de maneira diferente de Ester: “ E o Rei amou a Ester mais do que todas as virgens, usou para com ela de bondade, misericórdia e graça, colocou em sua cabeça a coroa real e fez dela rainha.” Parece-me que ele amadureceu no trato com mulheres depois da lição de Vasti. Assim as mulheres, e também os homens, devem ter a ousadia de colocar limites no casamento quando as coisas estão extrapolando e gerando sofrimento.

Gentiliza em ambientes públicos.

De maneira gentil e delicada conduza-a com carinho quando estiverem caminhando pelas ruas, pelo shopping ou qualquer outro lugar. Faça ressurgir o cavalheirismo que há em você. Isso não irá desvalorizar sua condição de macho, não será menos homem, pelo contrário, pode fazer de você o homem da vida dela. Demonstre um amor que protege e um bem querer elegante. Ela é o seu troféu, um sinal de que és um vitorioso na vida, e reparta essa glória com ela , reconhecendo seu valor, veja o texto bíblico: “ Ele me leva ao salão de festa e mostra a todos o quanto me ama, Ah!, mate minha fome com o seu amor.”( Ct 2.4,5). Fazendo assim, a chance de ser feliz no casamento é muito grande, só mesmo uma tragédia poderia impedir sua felicidade.


Como corresponder a ponto de encantar a esposa?

Melhore a sua comunicação:

5 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

As mulheres em geral reclamam que seus maridos falam pouco, que são muito fechados, e elas têm razão, pois a maioria dos homens falam menos, são como conchas fechadas e precisam de verdadeiras alavancas para que eles se exponham à luz. Melhore a sua comunicação, prestando atenção quando ela fala, olhando nos seus olhos e não no jogo da TV.

Aumente sua paciência quando ela lhe dirige a palavra esperando que termine a sua linha de raciocínio antes de interrompê-la ( geralmente eles esperam apenas 17 segundos). Fale com brandura, escute com cuidado e apreço. Seja o melhor ouvinte para que ela tenha com quem desabafar quando for preciso.

Aguce sua sensibilidade:

Um marido querendo ser o grande amor de sua esposa deve aguçar sua própria sensibilidade para que possa perceber suas alterações de humor e corresponder na medida em que ela necessite. Não seja desinteressado ou desavisado naqueles momentos em que ela mais necessitar de um ombro amigo. Marido deve ser fonte de refrigério e não um sujeito alheio, um ausente, que não percebe o que se passa no coração da esposa. Algumas vezes, por falta de sensibilidade o homem se torna o agressor emocional dela, então cuidado com as palavras, preste atenção em suas atitudes, olhe para ela e veja mais do que os seus olhos lhe mostram. Veja os seus sentimentos, suas angústias, desejos e inseguranças e seja, quando possível, o seu curador.

Controle a mania de criticar:

Não desmereça seus prazeres; tenha sob controle a mania de criticar e se for brincar, brinque de forma positiva, não diminuindo seu valor ou a envergonhando na presença de outros. A crítica constante mata a criatividade e aprisiona as oportunidades que poderiam surgir.


Sorriam mais juntos:

Voltem a sorrir juntos, celebre a vida com pequenas coisas, abrace mais. Quando o marido está sisudo, a mente feminina entende que ele está bravo com ela, que ela é o problema da vida dele, que ele está pensando em outra, enfim, essas coisas ruins. Quando ele sorri, é porque ele está feliz com ela, ele a ama, é assim que funciona. E quando eles sorriem juntos, aumenta a cumplicidade, a confiança, a alegria de estar juntos, o companheirismo surge e aumenta.

5 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Elogie quando algo foi bem feito:

Acostume-se a elogiá-la naquilo que ela faz bem. Faça dela a pessoa que lhe seja mais importante e ofereça lhe o melhor de você, se ela se sentir uma rainha, terá atitudes próprias de uma rainha e você se sentirá um rei.

Segurança física e emocional para si e para sua prole.

As mulheres em geral, trazem no seu ser o instinto da maternidade, de forma que mesmo que não seja de imediato, desejam ter filhos. E antes de se ter filhos querem se certificar se o seu marido tem condições de cumprir com o seu papel de provedor e protetor. Tenho crido numa modalidade de amor ao qual chamo de “amor compromisso”, que aos meus olhos é mais forte que o amor romântico ou sexual. Esse é o amor que atravessa os vales, que mantem a unidade mesmo em dias maus, é o amor que sustenta uma relação em pé quando chega o tempo do inverno emocional. Um dos frutos desse amor é o companheirismo. Companheiro significa no latim “cum panis” , ou seja, “aquele que come o pão comigo” e no companheirismo conjugal costumo dizer que é “aquele que come o pão comigo, mesmo quando não tenho pão.” O amor compromisso, tem como característica a capacidade de não se alterar com as alterações que a vida possa trazer. No amor compromisso eles continuam apesar da pressão, das necessidades, das ausências, do estresse, das doenças, enfim. O amor compromisso é responsável, é onde as promessas são cumpridas, as metas são buscadas e implementadas, os sonhos se tornam realidade no tempo possível.


Há um ditado popular que diz que “Mulher quando se casa quer casa”, e é uma verdade, a casa é o primeiro e maior sinal de segurança e proteção para ela e sua prole.

Uma mulher também, quando se casa, quer um homem para chamar de seu, que esteja ao seu lado, que faça dela uma prioridade em sua vida. Alguém que volte para casa todas as tardes depois de ganhar o pão do dia. Ela quer alguém que seja mais forte do que ela, que a proteja contra os perigos e não deixe nada faltar. E é exatamente para isso que Deus fez o homem mais forte na sua estrutura física, para ser capaz de proteger e prover para a sua prole. Homens tem peito largo, braço musculoso, pernas grossas, não é para serem símbolos sexuais, isso é só uma consequência, eles são assim para trabalhar duro e manter suas conquistas com o poder de sua força. Já as mulheres foram dotadas de uma melhor capacidade de relacionamento para que pudesse educar seus filhos, saber tudo sobre as pessoas que compõem o seu lar. Adão é trabalho, Eva é relacionamento.

5 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Por isso a sabedoria de Salomão nos ensina assim:

“Cuida dos teus negócios lá fora, apronta a lavoura no campo e, depois, edifica a tua casa.” (Provérbios 24:27).

Aqui diz o texto que antes de se casar um homem tem que estar estruturado para poder prover para sua família e somente depois disso ele edifica a casa, ou seja, trazer alguém para formar um lar e ter filhos.

Aconselhamos uma jovem esposa que nos relatou que eram cristãos, e se casaram muito jovens, e seu marido ficou desempregado por um período mais ou menos longo, e nesse tempo difícil ele ainda trouxe um amigo conterrâneo para morar com eles. Acontece que esse jovem marido ao invés de se empenhar em buscar um emprego ou de algo forma buscar o sustento da família, passava o dia empinando pipa com os demais meninos da rua. Enquanto isso, o amigo conterrâneo passava o dia junto dela e de um bebê recém-nascido. Ele dava banho na criança, fazia almoço, lavava roupa, até mesmo como uma forma de gratidão. Com essa situação permanecendo ela se apaixonou pelo rapaz, pois via nele alguém mais competente para dar continuidade a vida, sentia-se mais segura com ele. E assim, o adultério aconteceu e foi um erro.

E como passar a confiança que ela precisa?

Demonstre que ela é única e que pretende manter a fidelidade a qualquer custo, não facilitando com o sexo oposto, não sendo paquerador, galanteador, e cuidado porque uma mulher sente o cheiro de coisa errada mesmo de longe, e saberá se estiver mentindo. Não paquere suas amigas, ou melhor, mulher alguma, não brinque com fogo, nem jogue brasas acessas dentro de sua roupa, pois pode se queimar.


Passe a ela confiança, de maneira que sinta que possa se entregar de corpo e alma na relação, fazendo com que o amor cresça e floresça.

Seja o herói dos filhos dela.

Cumpra o papel de homem, provedor e protetor da família, herói dos seus filhos, um homem do bem, da verdade, motivo de orgulho dela e das crianças. Não deixe que seus filhos descubram na adolescência que o herói que viam em você na verdade não existia, era uma mentira, um engano. Continue merecendo ser o herói deles, pois quando filhos adolescentes descobrem que seu pai era só mais um mentiroso a mais na face da terra, irá procurar outro herói e poderá se deixar levar pelo

5 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

mal.

Na paz seja um gatinho, mas se vier a guerra, um leão.

Em tempo de paz, seja como um gatinho, manso, quieto, sereno, mas se a coisa entornar , se lutas e guerras vierem, levante-se como um leão e mostre que o território tem um macho protetor de sua prole e isso em todos os sentidos. Mulher quer um braço forte que a defenda de seus inimigos e não um frangote que corre para debaixo da cama quando a ameaça chega.

Ela precisa se relacionar com pessoas.

Ela não é filha de chocadeira e precisa visitar pai, mãe, irmãos, amigas de infância, e ninguém poderá suprir sozinho e completamente todas suas necessidades de relacionamento, por isso não a aprisione em casa. Ela precisa ver gente, ouvir e ser ouvida. Há um número enorme de mulheres que eram felizes, alegres, sorridentes, e tinham bons relacionamentos, e depois que se casaram foram aprisionadas pelas cordas do ciúme de um marido insensato e tornaram-se infelizes, socialmente solitárias.


Faça amor e não apenas sexo.

A mulher é bem diferente do homem com relação a sexo. Para ela sexo é amor e está mais disposta a ele quando está bem emocionalmente. Homens oferecem amor quando recebem sexo e a mulher está pronta para o sexo quando recebem amor. Com relação a prontidão para o sexo também há uma grande diferença entre eles, pois os homens estão quase sempre prontos para o sexo e as mulheres precisam de um motivo, um romance, um momento afetivo que a desperte sexualmente.

Os homens vêm no sexo uma fonte de refrigério e alívio de um stress, por exemplo, ao passo que as mulheres se estiverem estressadas o sexo não será uma boa opção de alívio.

Como disse anteriormente, o impulso sexual masculino por ser mais forte, às vezes acaba não sendo bem compreendido pela mulher, e daí surgem as queixas. Ela reclama que ele só pensa naquilo e ele reclama que ela não se importa com o sexo. É preciso equilibrar melhor as coisas para que não se tenha motivos para buscar longe de casa o que está disponível dentro dela.

5 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

A sensação de pertencimento, o sentimento de que é amada pelo seu homem é um ponto crucial para ela, pois quando isso acontece a entrega para o amor sexual é completa e com confiança, de maneira que o sexo é melhor, como mais prazer. Penso que a satisfação sexual passa também por uma questão de comunicação conjugal. Casais que se comunicam bem, conhecem as preferências e as necessidades um do outro. Vamos considerar uma mulher que tem uma frequência sexual de duas relações por semana se casa com um homem que tem necessidade de sexo diariamente. Isso num primeiro momento pode ser prazeroso e bom, mas à medida que a novidade do sexo vai diminuindo seu efeito, começa a ser uma dificuldade para ela atende-lo. Logo vêm as desculpas, as dores de cabeça, a menstruação que demora mais do que o normal.

Em um seminário fomos procurados por um jovem casal que nos pedia aconselhamento. Ela reclamava que durante alguns dias do mês seu marido fica de difícil convivência, de cara amarrada, respondão e mal humorado o tempo todo. Pedi para se lembrar em que período do mês isso acontecia, e ela chegou a conclusão que era exatamente no período da TPM e menstruação, quando então ficavam sem sexo. De fato, os homens quando ficam sem sexo começar a ficar irritadiços e briguentos com a esposa. Ainda brinquei com a jovem esposa, dizendo-lhe que se quisesse um marido bonzinho era só fazer amor com ele, podendo inclusive pedir algum dinheirinho extra nessas ocasiões porque o coração dele fica mais generoso também.

Manter o marido sexualmente feliz é uma questão de sabedoria da esposa. Lembro-me que certa feita numa aula sobre relacionamento sexual, uma esposa, à título de compartilhar suas providências durante a gravidez de risco onde estavam evitando o sexo do modo “pênis-vagina”, e para não deixar seu marido na pior, relatou assim: “ Pastor, eu sei que durante o período de gravidez de risco como a minha, um marido fica à perigo, então pensei comigo, eu é que não vou deixar esse homem cheio de desejo a solta por aí, e olha, peguei ele, joguei na cama e dei um trato nele, acabei com ele, e ele ficou feliz, e eu mais tranquila.” , todos rimos muito de sua história, mas de fato, foi uma sabedoria de sua parte. Ela foi previdente. Às vezes escuto histórias de esposas que se esquecem que o marido depois que se converte ao cristianismo continua sendo homem, que seu organismo continua produzindo semem e que isso tem que sair de seu corpo de alguma maneira, e a o melhor jeito é junto com ela. Uma dessas mulheres me procurou dizendo que seu marido foi embora, que ela não se importava muito com sexo e ele acabou sendo atraído por uma “sirigaita” do seu local de trabalho e agora estava tentando resgatá-lo. Eu lembrei a ela que um homem se casa


por quer sexo, quer ser cuidado por uma mulher carinhosa e que depois que ele se apaixona por outra fica difícil, só um milagre mesmo para trazê-lo de volta.

O mesmo vale para os maridos cristãos. Uma mulher precisa estar se sentindo amada ao lado de seu

5 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

homem, ela quer receber dele a sua admiração e ternura, tem que estar com seu tanque do amor cheio. Muitas cristãs estão dentro de um casamento duradouro, mas sem alegria, num verdadeiro abandono emocional. Qualquer pessoa quando não se sente amada vai procurar instintivamente esse amor onde possa achá-lo, e por vezes, acaba encontrando amor numa relação perversa e pecaminosa.

Os homens têm dificuldades com as palavras, com o romantismo, por vezes ficam em silêncio tempo demais, e isso nem sempre é bem compreendido pelas mulheres, que nesses casos acabam achando que o problema é com elas. Um homem em silêncio, geralmente, significa um homem em procura de soluções de problemas que perturbam a sua mente. Já as mulheres são mais falantes, quando tem um problema ligam para várias pessoas, e precisam que alguém as ouça, ainda que não esperem daquela pessoa uma solução para o seu problema, mas necessitam de serem ouvidas. Também é verdade que quando distribuem a notícia, o problema, tem esperança que tanto falar sobre o fato, surja uma ideia boa para solucioná-lo. O que uma mulher não pode esquecer é que quando contar um fato a um homem tem que deixar claro o que quer, uma solução para o problema ou apenas um desabafo ? O homem foi feito para resolver problemas e quando ela lhe conta um fato, ele já pensa logo que tem a obrigação de resolver, e às vezes não é o caso, é apenas um desabafo.

Uma sugestão para os homens é que sempre façam compensações, do tipo “ eu não falo muito , não elogio, mas costumo andar de mãos dadas, passando a ela uma sensação de pertencimento e uma comunicação não verbal de que eu a quero bem, por isso a protejo e a mantenho por perto.”, ou então, “ Não sou bom para escrever coisas românticas, mas sempre a surpreendo com flores”, ainda, “ Não consigo pedir perdão, pois isso é admitir meus erros, mas eu a abraço forte e a mantenho junto a mim como uma forma diferente de declarar que estou arrependido e quero me reconciliar com ela.” Tudo isso com o propósito de que ela não se sinta abandonada emocionalmente, o que prejudicaria e muito a vida sexual.

A desinformação sobre o sexo ainda é um problema a ser enfrentado pela igreja, há tanta confusão. Outro dia um marido falou que recebeu um ensino de que as preliminares sexuais são desnecessárias e não fazem parte do jogo sexual do casal. Antes de responder a ele, pensei comigo mesmo, é por essas coisas que trinta por cento das mulheres, embora tenham prazer, não conseguem


chegar ao orgasmo. Então, expliquei a ele que um homem demora apenas dois ou três minutos para completar o seu ciclo sexual, da flacidez do pênis, passando pela ereção e orgasmo, ao passo que uma mulher demora em torno de 12 a 13 minutos, por isso demanda maior tempo, ela precisa estar lubrificada em sua genitália, pronta para receber o pênis. Também disse a ele que um homem

5 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

precisa de algo em torno de 0,300 ml de sangue para ter uma ereção completa, e uma mulher precisa de 0,700 ml de sangue para irrigar toda a região da genitália, de maneira que isso também tem a ver com um tempo maior para ela. Penso que muitas mulheres se sentem usadas pelos seus maridos, que vão logo penetrando de maneira ansiosa e rapidamente tem o seu orgasmo e depois viram para a parede e dormem. Um marido elegante, afetuoso, terno, é aquele que caminha com calma no ato sexual, dando tempo para que a parceira esteja pronta para a penetração, já lubrificada, quase que apelando, implorando pela penetração. E assim conduzem esperando pelo orgasmo, desenvolvendo habilidades para que se possível possam alcança-lo juntos. E depois do orgasmo, o marido maravilhoso, abraça sua companheira, e com carinho espera que ela adormeça em seus braços. Isso é o ideal que as mulheres procuram.

Bom seria que todos os maridos soubessem e vivessem essas coisas com relação à satisfação sexual de suas esposas:

Elas precisam mais do que ser amadas, precisam se sentir amadas. Isso significa que o amor deles tem que ser um amor perceptível. O bom sexo para elas é apenas a continuidade, ou o clímax de uma relação íntima de ternura, carinho e afeto. E por fim, que o sexo é divido em três momentos igualmente importantes, o antes, o durante e o depois.

É comum as pessoas perguntarem o que vale no sexo do casal vale tudo, ou se não vale tudo, o que vale? Digo que à princípio, vale tudo que não for pecaminoso ( sexo anal, com animais, adultero, homossexual, forçado, etc). O casal pode desfrutar de todas as delícias do sexo desde que seja bom para os dois e haja consenso nisso. Não há restrições de posição para o amor, aliás, quanto mais novidades é melhor.

Um marido encantador é o amante de sua esposa.

Seja seu amante e não apenas o marido, empenhe-se em levá-la ao orgasmo, e saiba que ela vai precisar de mais tempo para chegar lá, por isso não se apresse. O sexo bom para ela tem o seu antes, o durante e o depois, por isso não pule etapas, não seja apressado no antes, seja carinhoso no


durante e nĂŁo vire as costas e durma depois do seu prazer. Abrace-a de maneira terna, fazendo-a recostar no seu peito e a deixe adormecer primeiro.

5 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

3º MÓDULO

COLUNAS QUE SUSTENTAM UM CASAMENTO.

Considerações iniciais.

Depois de ver tantos casamentos naufragarem ou estarem vivendo muito aquém daquilo que poderiam experimentar, e sabedor do projeto vitorioso do Criador para a família, então, dediquei-me a buscar compreender o que acontece numa relação que chega ao fim. Como é que algo, inicialmente lindo pode acabar de forma tão melancólica, provocando danos irreparáveis no casal, nos filhos e pessoas mais próximas? E sempre o que sobra é um rastro de amarguras, decepções e ódio. Ouvi um técnico de trânsito dizer que momentos antes de um acidente, via de regra, houve o cometimento de uma infração, ou seja, uma transgressão da norma antecede o acidente. Antes de uma colisão num semáforo, por exemplo, um dos veículos não respeitou a sinalização e avançou o sinal, e o estrago foi grande. Na rodovia, quando nos deparamos com um acidente, logo nos damos conta de que alguém falhou e a nossa mente investigativa passa então a buscar o erro, o que teria gerado aquele desastre?

Então, a pergunta que eu faço é esta: O que os casais estariam fazendo ou deixando de fazer que esteja provocando as crises conjugais. O que vem momentos antes do fim de um relacionamento? Qual será a falta cometida? Que tipo de relacionamento eles estavam cultivando? O que faltou?

De outra forma, o que há num casamento estável, o que o sustenta em pé? Será que podemos dizer:


“Ela escolheu a pessoa certa para se casar”, ou ainda: “Eles tiveram sorte no amor”.

Entendo que não é só uma questão de escolher bem ou mesmo de sorte, mas de como se constrói a vida a dois.

Provérbios 19:14 está escrito: A casa e a fazenda são herança dos pais, mas do Senhor vem a mulher (ou o homem) prudente. Assim sendo, aconselhamos que se busque em Deus um cônjuge que venha do céu, mas e depois? Será que este ser que veio do céu recebe um cuidado digno de um ser celestial? Essa é a grande questão.

Em seu livro Blueprints for Family Happiness, Nancy Van Pelt observa que "um casamento bem-sucedido não vem espontaneamente ou por acaso. Um casamento feliz envolve duas pessoas que trabalham suas pequenas e suas grandes diferenças".

5 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O certo é que existem coisas que levam à ruína e outras que dão sustentação e qualidade ao casamento.

Espero que este trabalho ajude a você leitor a entender o seu próprio relacionamento e sirva de estímulo para que busque a construção de um casamento maravilhoso, esse é meu desejo e motivo de minha oração.

Coluna 01

A presença de Deus na vida do casal.

“Assim ficou a arca de Deus com a família de Obede Edom, três meses em sua casa; e o Senhor abençoou a casa de Obede Edom, e tudo quanto tinha.” I Cr 13:14

Houve um tempo em que a presença de Deus era representada pela Arca de Deus, e sempre que havia uma guerra, o povo levava a arca na frente da batalha, e Deus concedia a vitória.

Porém, a arca esteve nas mãos do inimigo e ficou esquecida pelos filhos de Deus por longos vintes anos. Era como se dissessem: “Não precisamos de Deus para vencer nossas guerras”. Mas quando Davi assumiu o trono do povo de Israel, tratou de buscar a arca, e algumas coisas acabaram dando errado, pois havia um rito para tal, que não foi obedecido e houve graves consequências para eles, e então, deixaram a arca na casa de um homem chamado Obede Edom. Bençãos começaram a chegar naquela família, e eram tantos favores e coisas extraordinárias que os vizinhos comentavam, e a notícia correu de boca em boca até que chegou no Palácio do Rei Davi. Este, por sua vez, resolver ser também abençoado no seu reinado e tratou logo de buscar a arca na Casa de Obede Edom.


O que isso nos ensina? Que a família que tem Deus presente no seu lar, prospera, vence as dificuldades, e as coisas caminham para o bem.

Onde Deus está ali há frutos do Espírito, como amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança, e isso possibilita a boa convivência entre as pessoas. É fácil se relacionar com quem está cheio do Espírito de Deus. E ainda, no momento em que as coisas dão erradas, o Senhor estando ali, haverá uma solução, seja com um milagre, uma cura ou um redirecionamento.

O texto acima fala de Deus abençoando a família e tudo o que eles possuíam foi alcançado pelos benefícios do Pai, tudo mesmo, todas as áreas do relacionamento, de saúde, de trabalho, etc.

5 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Vemos também a história de outros lares que receberam a presença do Senhor, como Pedro que tinha a sogra doente e foi curada e passou a servir ao Senhor, ou o caso de Jairo, cuja filha acabara de morrer e pediu que Jesus entrasse em sua casa, e Ele ressuscitou sua filha. São muitos os casos onde vemos que lares problemáticos acolheram Jesus e serem transformados.

Certa feita, eu e a minha esposa, Cleire, fomos ministrar em uma igreja na cidade de Nilópolis, estado do Rio de Janeiro, e fomos acolhidos na casa de um casal de pastores. Na chegada ela nos fez acompanhá-la para conhecer a casa, mostrou a sala de visita, a sala de jantar e depois mostrou uma porta fechada, e disse: “Venham conhecer este lugar especial em nossa casa”. Entramos naquele cômodo e vimos um tapete bonito estendido no chão, algumas almofadas, e bem ao centro, um grande trono, um trono real, e no seu encosto um manto vermelho, e no seu assento, uma linda coroa. Ela completou: “ Aqui é onde nos encontramos com o Rei Jesus. Aqui, passamos boas horas da noite, e por vezes até adormecemos, só acordando alta madrugada.”

Puxa, fiquei admirado com a importância que aquela família dava a presença de Jesus no seu lar, eles faziam disso uma prioridade. Lembrei-me de que na maioria dos lares a preocupação é com a sala de TV, onde se estabelece quase que um altar de adoração. Temos aprendido com a vida e com a Bíblia que quem caminha com Deus resolve seus problemas, e quem despreza o Senhor vai de mal a pior. “Os olhos do Senhor passam por todo a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente Dele” (IICr16.9). Recentemente ouvimos o testemunho de uma jovem senhora cujo marido foi embora e não mandava mais notícias, não atendia ao telefone, e queria o divórcio. Passado alguns meses a esposa recebeu uma intimação para comparecer ao fórum local para a audiência de separação. Ela, por vezes, tentou se comunicar com ele, mas sem êxito. Certa manhã, pegou sua certidão de casamento e aquele documento do juiz e foi até a igreja. Chegando lá, como não havia culto, a igreja estava vazia, então, caminhou até o altar e ali, de joelhos, apresentou a Deus aqueles dois documentos, a certidão de casamento e a intimação para o divórcio, e clamou ao Senhor para que julgasse a sua causa antes que o juiz local o fizesse. No dia seguinte, de manhã, o marido ligou. Ela atendeu feliz da vida, mas logo percebeu que ele continuava irado, e dizia que ela deveria comparecer para a audiência marcada. Ela pensou: “Ao menos, ele ligou para mim. Vou receber isso como um sinal de que Deus está trabalhando”. Outras vezes ele ligou para tratar do divórcio, mas a mulher sempre vendo aquilo com esperança de que Deus iria agir. Até que numa manhã, ele ligou novamente, bravo, e disse: “Você não quer assinar o divórcio, mas não pense que só porque eu ainda ti amo , voltaria atrás de minha decisão”. Quando


ouviu aquilo, seu coração disparou, quase saiu pela boca, era tudo que ela queria ouvir, se certificar do seu amor. Quando chegou a data da audiência, o telefone tocou e era ele: “ Bem, se você me quiser de volta, se você ainda me ama, então, estou de malas prontas para voltar para casa”. E assim tem sido na

6 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

vida de muitos casais, quando algo não vai bem, quando os dias são maus, então, a presença de Deus decreta a vitória. Tenho falado em nossos seminários que há dias na vida de um casal que a estrada parece que só tem subida, que parece que a noite vai sempre existir e que o amanhecer nunca vai chegar, mas quando o casal faz de Deus uma prioridade, então tudo isso está cancelado, pois toda circunstância, com ajuda de Deus, está sujeita a alterações.

Uma das maneiras mais interessante de se trazer Deus para dentro de um lar, é quando o casal abre suas portas para a realização de cultos domésticos, reunião de células da igreja, ou grupo de estudos bíblicos. Quando o casal faz isso, havendo filhos, eles estarão aprendendo, entre tantas coisas, a valorizar a presença de Deus em família.

Coluna 02

Apreço, um amor que não tem preço.

“E Isaque orou insistentemente ao SENHOR por sua mulher, porquanto era estéril; e o SENHOR ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu.” Gênesis 25:21

A presença de Rebeca foi capaz de suprir a necessidade de amor que Isaque tinha após a morte de sua mãe. A solidão foi embora e a alegria tomou conta de seu coração, mas como todo casal, ainda havia problemas a serem resolvidos, pois Rebeca era estéril e eles precisavam de um filho. Isaque, então, tomou as rédeas do problema e tratou disso com Deus, e o fez de uma maneira tão insistente que moveu o coração de Deus e ela concebeu. Outros ícones dos Hebreus optaram por arrumar uma amante para gerarem filhos, mas não Isaque. Nesse sentido, eles simbolizam aquilo que há de melhor nos relacionamentos bíblicos, pois eles viveram numa época em que a poligamia era admissível socialmente, mas nem por isso eles se deixaram influenciar, especialmente, porque o


amor deles foi algo lindo, sem terceiros, sem nada que roubasse o coração de um ou do outro, uma exclusividade total. Eu fico imaginando o quanto Rebeca deve ter se sentido amada ao ver seu marido tratando pessoalmente com Deus sobre a sua esterilidade. Naquele instante ela era, aos seus próprios olhos, a mulher mais importante do mundo. Ele poderia ter aproveitado a oportunidade para arrumar uma amante, mas não o fez, e a recompensa foi uma família não perfeita, mas próspera.

Basta olhar para a vida de alguns personagens bíblicos e veremos o estrago que as amantes provocaram em suas vidas, veja Abraão e Agar, Elcana e Penina, Davi e Bate Seba, todos com sérios problemas em família, onde tragédias, conflitos e tristezas eram constantes.

6 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Ter apreço por alguém fala do valor que atribuímos a esta pessoa, o quanto ela é importante para nós e o quanto nos importamos com ela, fazendo coisas para o seu bem estar.

Você pode encontrar boas coisas em um relacionamento, porém, se a coluna do apreço não existir, as demais coisas boas não serão suficientes para manter um relacionamento por muito tempo. Por isso que Paulo fala em I Co 13 que podemos ter muitas virtudes e poderes, porém, se não houver amor, então, nada feito, seremos como címbalo que tine. Sabe o que é isso? Címbalo é um instrumento musical, pratos metálicos, que se batem um contra o outro, que tocado sozinho produz som, mas não produz música. E quando acompanhado de outros instrumentos ele se encaixa bem e dá vida a orquestra, fazendo melodia. Pode haver muitas virtudes numa relação, porém, se não houver apreço, será só barulho, não melodia.

Apreço é admiração, é reconhecimento. Então pergunto a você mulher: Você tem dado valor ao seu marido? E tem falado isso a ele? Os homens precisam ser admirados mais por aquilo que fazem, constroem e conquistam do que propriamente pela sua beleza física ou qualquer outra coisa. Também se sentem valorizados e aceitos quando enaltecemos os seus valores éticos e morais. Experimente falar das qualidades que você enxerga nele, fale isso não só para ele, mas na presença de outras pessoas, quem sabe dos seus filhos, e fique atento e perceba o quanto fará bem a ele. Às vezes, por ignorância nossa, temos o costume de aproveitar a presença de pessoas estranhas para mandarmos recados para o cônjuge criticando alguns comportamentos, mas isso o aborrece e envergonha, e geralmente, não produz o efeito desejado. O correto é censurar em particular e elogiar publicamente.

Goethe, um pensador diz assim: “Trate as pessoas da forma como elas devem ser e ajudeas a se tornarem o que elas são capazes de ser.” Simplificando eu diria: “Trate as pessoas como se elas já fossem e elas serão”. Trate o marido como se já fosse um cavalheiro e ele se tornará em um, trate a esposa como se ela fosse caprichosa e ela adquirirá capricho nas coisas que faz.

Toda vez que elogiamos a macarronada da esposa, dizendo que ela faz a melhor macarronada do mundo, além de se sentir amada, ela irá caprichar ainda mais no próximo almoço. Está em nós o dever de cooperar para que os outros sejam melhores a cada dia, isso é apreço, é querer bem, é provocar o melhor no outro.


Apreço também tem a ver com cuidado, estima, segurança e proteção. O tanque emocional precisa estar sempre cheio, a certeza de que é amado, de que faz parte da vida do outro é imprescindível para um convívio por longos tempos.

Alguém disse: “Quem ama cuida” e é verdade, pois tudo aquilo que queremos bem, que estimamos,

6 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

nós buscamos proteger, cuidar para que continue assim, sempre reluzente.

O apreço é tão importante que a ausência dele faz com que uma mulher mesmo amando o marido, porém se sentindo abandonada por ele, excluída do seu coração, acaba cedendo a tentação do adultério. E faz isso desejando ser apreciada, em busca de alguém que lhe atribua algum valor.

Instintivamente, buscamos pertencer a alguém ou grupo que nos aprecie, e é essa necessidade que leva os meninos para as “gangs de rua”, a menina para o motel com um homem mais velho, que leva a mulher honesta aos braços do amante. O apreço será buscado, ainda que seja num amor maligno e perverso.

Quando você homem, usa de cavalheirismo para com sua esposa, é um sinal apreço e estima. Você está, na verdade, lhe conferindo honrarias e demonstrando que a quer bem. Quando você lê a alma feminina e procura atender-lhes os pedidos, mesmo aqueles que ainda não foram feitos, isso também é apreço. Ter apreço por alguém é atribuir-lhe valor e consideração. Outro dia uma esposa disse assim:

“Pastor, meu marido já não me enxergava dentro de casa, já não notava mais que me arrumava para ele, que fiz um corte de cabelo, que comprei roupas íntimas para ficar mais bonita para ele. Um abraço e beijos, só em datas especiais e ainda assim, bem frios, e nisso tudo, eu estava me sentindo um “trapo velho” e daí, trair foi a forma que encontrei para provar para mim mesma que eu não estava morta, que ainda tinha valor para alguém, e com isso eu destruí minha vida”.

Existe segredos para o sucesso num relacionamento conjugal este é um deles: O casal para continuar junto deve aumentar o prazer e diminuir os conflitos. E veja que o prazer de se estar junto não requer grandes momentos, coisas extravagantes, não. Não precisa ser um evento de alto custo. Nada disso. Basta um lugar aconchegante, uma praça, um jardim, mãos dadas, do jeitinho que fala a canção, braços que se abraçam e bocas que murmuram palavras de amor. E para diminuir os conflitos diminua, primeiramente, o nível de exigência, aumentando a tolerância, respeitando as diferenças, e ao invés de criticar o que se faz, o melhor é dizer como gostaria que fosse feito. Não se


deve dizer “isto está mal feito”, mas sim, “Eu gostaria que fosse feito desta maneira”, isso muda tudo, não agride e cria a oportunidade para se melhorar.

Por que o casal briga por coisas tão pequenas? Porque o nível de exigência é alto demais. Não se tolera o menor erro, o pequeno deslize, e são essas “raposinhas” das quais Salomão fala em Cantares, e que fazem grande mal ao casamento.

Por que será que tratamos com prioridade pessoas que nos tratam apenas como uma opção e

6 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

tratamos como opção pessoas que deveriam ser tratadas como uma prioridade? Passamos boa parte da nossa vida dando o nosso melhor para pessoas que pouco se importam conosco, e dando o pior para aqueles que nos são mais importantes. É preciso mudar isto com urgência.

Quando um cônjuge percebe que o outro está fazendo o seu melhor para lhe oferecer conforto, segurança, bem estar, carinho, afeto, ternura, então, se dá conta que tem valor, que é especial para nesse vai e vem de amor e cuidado, passa a retribuir da mesma forma, e assim o amor cresce e se fortalece.

Pensamento: Amar é ir além, é fazer mais do que o esperado, é surpreender, exceder-se. Uma plantinha poderá se tornar grande, basta que seja tirada do vaso pequeno onde se encontra. Um amor decadente se transformará num amor incrível se for mudado o seu ambiente .”- (o autor)

Coluna 03

Fortes valores morais.

“Manterei minha retidão, e nunca a deixarei; enquanto eu viver, a minha consciência não me repreenderá.” Jo 27:6.

Os estudiosos e pesquisadores têm concluído que casais que cultivam valores morais fortes, geralmente, mantém um relacionamento estável por longos períodos, porque não dizer, por toda uma vida.

Por sua vez, casais que não se importam muito com tais valores, que relativizam princípios importantes e cujo hedonismo (meu prazer acima de tudo) é exacerbado, o casamento não costuma durar por muito tempo.


Quando o casal cultiva valores morais como honestidade, retidão de condutas, lealdade constante , a verdade sempre, a bondade que não exige méritos, compaixão no julgar, perdão imediato, perseverança nos dias maus , paciência na dor, fidelidade à toda prova , e outros tantos valores, então, a tendência é que seu relacionamento será bem sucedido, pois não vivem uma vida de hipocrisia, desconfiança e intrigas, pois isso rouba a alegria de se viver juntos.

Já tratei com pessoas que falavam em largar do marido por problemas pequenos e passageiros, também já orientei outras que ameaçavam trair o marido por se sentir mal amada, sem, no entanto, buscar solucionar o problema através do diálogo. Isso é falha de caráter. A verdade é que algumas pessoas criam outros problemas ao invés de resolverem os que já existem no relacionamento. Elas

6 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

erram de novo ao dar uma resposta para uma falta do outro, e conforme diz minha esposa, a Cleire, o segundo erro costuma ser maior que o primeiro. É o caso da esposa que sentindo-se mal amada, ou na falta de carinho dentro de casa, procura suprir esse vazio em braços indevidos.

Penso que devemos tratar a nossa integridade como algo inegociável, abandonar todo tipo de trapaça e falcatruas, não compactuar com o mal, falar e viver a verdade mesmo quando isso possa nos colocar em embaraços. Paulo fala disso:

“Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano.” I Co 6:7.

Ele está dizendo da vergonha que é os irmãos viveram em brigas nos tribunais humanos, para ele seria melhor ficar com o prejuízo, com o dano, do que ver tais coisas acontecendo.

Outros há que mantém a sua aparente retidão, até que cheguem as pressões. Não tendo estrutura emocional suficiente para se conservarem honestos e sinceros logo sucumbem as pressões. Encontramos um fato assim na Bíblia, a história de um marido integro, casado com uma mulher que não soube se manter em fidelidade, falamos aqui de Urias e Bate Seba.

Veja sua história:

“E aconteceu que, tendo decorrido um ano, no tempo em que os reis saem à guerra, enviou Davi a Joabe, e com ele os seus servos, e a todo o Israel; e eles destruíram os filhos de Amom, e cercaram a Rabá; porém Davi ficou em Jerusalém. E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista. E mandou Davi indagar quem era aquela mulher; e disseram: Porventura não é esta Bate-Seba, filha de Eliã, mulher de Urias, o heteu? Então enviou Davi mensageiros, e mandou trazê-la; e ela veio, e ele se deitou com ela (pois já estava purificada da sua imundícia); então voltou ela para sua casa. E a mulher concebeu; e mandou dizer a Davi: Estou grávida. Então Davi mandou dizer a Joabe: Envia-me Urias o heteu. E Joabe enviou Urias a Davi. Vindo, pois, Urias a ele, perguntou Davi como passava Joabe, e como


estava o povo, e como ia a guerra. Depois disse Davi a Urias: Desce à tua casa, e lava os teus pés. E, saindo Urias da casa real, logo lhe foi mandado um presente da mesa do rei. Porém Urias se deitou à porta da casa real, com todos os servos do seu senhor; e não desceu à sua casa. E fizeram saber isto a Davi, dizendo: Urias não desceu a sua casa. Então disse Davi a Urias: Não vens tu duma jornada? Por que não desceste à tua casa? E disse Urias a Davi: A arca, e Israel, e Judá ficaram em tendas; e Joabe, meu senhor, e os servos de meu senhor estão acampados no campo; e hei de eu entrar na minha casa, para comer e beber, e para me deitar com minha mulher? Pela tua vida, e pela vida da

6 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

tua alma, não farei tal coisa. Então disse Davi a Urias: Demora-te aqui ainda hoje, e amanhã te despedirei. Urias, pois, ficou em Jerusalém aquele dia e o seguinte. E Davi o convidou, e comeu e bebeu diante dele, e o embebedou; e à tarde saiu a deitar-se na sua cama com os servos de seu senhor; porém não desceu à sua casa.E sucedeu que pela manhã Davi escreveu uma carta a Joabe; e mandou-lha por mão de Urias. Escreveu na carta, dizendo: Ponde a Urias na frente da maior força da peleja; e retirai-vos de detrás dele, para que seja ferido e morra.” 2Sm11:1-15

Entendamos a história: Urias estava na guerra, e provavelmente Bate Seba, sua mulher, vivendo um tempo de carência afetiva e sexual, não cuidou de se manter honesta naquele momento especial de sua vida, e deu causa a um adultério com o Rei Davi, sendo negligente e facilitando para que ele a visse tomando banho nua. Depois de consumado o adultério e recebida a notícia que ela estava grávida, Davi tentou ajeitar as coisas e chamou Urias e mandou que ele descansasse um pouco e fosse dormir em sua casa, desejando com isso justificar a gravidez. Urias era um homem íntegro, e disse ao Rei que jamais se deitaria com sua mulher enquanto seus companheiros estavam lá no fronte da batalha, lutando até as últimas consequências. Olha só que postura de homem digno, reto e justo! Realmente é tremenda a sua história.! Nem mesmo bêbado ele perdeu a integridade. Não é sem motivo que a Bíblia se refere a ele como um herói.Mas o resto da história você sabe, Davi foi tão covarde e injusto que escreveu uma carta ao comandante Joabe e mandou que o próprio Urias a levasse, e naquela carta estava a sua sentença de morte.

Mas como dizem os pregadores, “ O boleto ou a fatura sempre chega” e chegou para Davi. Deus se aborreceu e quando nasceu o filho de Davi e Bate Seba, o recolheu ao céu e provocou um grande sofrimento no casal.

Encontramos na Bíblia exemplos poderosos de casais que mantiveram a sua integridade mesmo diante das pressões e circunstâncias adversas. Jó foi um desses casos. Sua esposa vendo que tudo estava indo de mal a pior mandou que ele abandonasse a sua integridade, amaldiçoasse a Deus e morresse, mas ele retrucou dizendo que ela deveria estar louca para falar algo assim. A integridade de Jó fez com que o seu casamento se sustentasse até o fim dos seus dias, a crise passou, a retribuição de Deus chegou e eles estavam juntos como marido e mulher e ainda geraram mais dez filhos.


Outro dia um marido me disse: “Pastor, minha mulher é linda no seu interior e isso me basta. Sou apaixonado por ela, por aquilo que ela é enquanto pessoa humana e não só pelo prazer que o seu corpo possa me oferecer.”

Eu achei isso bonito demais, numa geração que valoriza o exterior, a superficialidade, onde tudo é

6 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

descartável, encontrarmos alguém valorizando a beleza moral de sua esposa.

A verdade é que somos atraídos não só pela beleza das pessoas, mas também pelas suas virtudes e o apóstolo Pedro recomenda que as mulheres não façam de sua beleza física uma prioridade, mesmo porque à medida que envelhecemos a beleza vai se transformando em outro tipo de beleza. Ele recomenda que as mulheres busquem a beleza interior, ou seja, acrescentem valores morais em suas vidas. Veja o texto:

Considerando a vossa vida casta, em temor. O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura dos vestidos; Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos; como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem, e não temendo nenhum espanto. Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações. Não tornando mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção. Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano. Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a. I Pe 3:1-7

Quando um homem dá valor à retidão de conduta, ele não se contenta só com a beleza física de uma mulher, mas exige algo mais, que são os atributos de caráter, moral e espiritual, e isso tem sustentado muitos casamentos.

Vamos conferir o resultado de uma pesquisa feita com 15.000 pessoas de ambos os sexos, na faixa etária de 17 a 60 anos, e veja o que homens procuram em suas parceiras e também o que as mulheres procuram nos homens:

O que os homens procuram (por ordem de importância):


1-Personalidade, bom caráter

2-Boa aparência

3-Inteligência

4-Humor

6 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

5-Corpo bonito

Perceba que a beleza física não é a principal virtude que um homem busca em uma mulher, mas sim a sua personalidade.

O que as mulheres procuram (por ordem de importância):

1-Personalidade, bom caráter

2-Humor

3-Sensibilidade

4-Inteligência

5-Corpo bonito

O profeta Zacarias, usado por Deus para falar ao povo, recomenda assim:

“Estas são as coisas que deveis fazer: Falai a verdade cada um com o seu próximo; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas. E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ameis o juramento falso; porque todas estas são coisas que eu odeio diz o Senhor. Zc 8.16-17.

Ele ensinou que a paz doméstica só é possível quando a vida se desenrola em meio a verdade e justiça. Onde ninguém traz pedras escondidas nas mãos para ferir ao outro. Ele fala de virtudes e valores.


Ilustração:

O Jovem e o Sábio

Certa vez um jovem foi a um homem sábio, pedir conselhos. O homem sábio disse que só queria saber uma coisa.

Ele propôs uma situação imaginária. Ele disse - “Imagine que você nunca seria pego e ninguém seria machucado. Ninguém perderia nada. Se estas circunstâncias fossem garantidas, você mentiria por $10, 000 dólares?” O jovem pensou um pouco e respondeu. “Sim, por $10, 000 e ninguém saberia e ninguém seria machucado. Eu mentiria.” O sábio balançou a cabeça e disse. “Tenho outra pergunta. Você mentiria por dez centavos?”

6 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Furioso, o jovem indagou “Que tipo de pessoa você acha que eu sou?” O sábio respondeu. “Eu já sei que tipo de pessoa você é. Estou apenas tentando estabelecer seu preço.”

Pensamento:

“Um grande marido promove a paz dentro do seu lar, passa segurança para a esposa fazendo com se sinta querida e desejada, e ainda, recebe dos filhos a admiração e louvor. Ele saí de casa ao amanhecer do dia, mas à tardinha estará de volta, cansado sim, muito cansado, mas feliz porque a sua felicidade consiste em ver a sua prole satisfeita em suas necessidades, e isso, é a sua conquista, o fruto do seu labor.” – o autor.

4ª coluna

Uma comunicação saudável.

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” Pv 15:1

Comunicação é o ato ou efeito de comunicar(-se), que é de emitir, transmitir e receber mensagens.

É a capacidade de trocar ou discutir ideias, de dialogar, de conversar, com vista ao bom entendimento entre pessoas. (Dicionário Aurélio Eletrônico)

É uma arma poderosa para desfazer conflitos e intrigas, inimizades e contendas. Uma boa comunicação evita os desencontros, não deixando que eles ocorram.


Pessoas que sabem dialogar, se livram de muitos males. Com um bom diálogo se convence o contendor a desistir de seu intento maligno, e conquista-se o que se deseja.

As orientações bíblicas nesse sentido são muitas:

Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar (Tg 1:19)

Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.(Fl 2:3)

E quando nada funcionou conosco e o conflito se estabeleceu por deficiência na comunicação,

Deus oferece o grande recurso, que é o perdão imediato, perdão que não exige, mas se oferece.

Sobre isso falaremos mais adiante.

6 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Pensamos que nos comunicamos somente com nossa fala, mas não é assim, apenas 7% de toda nossa comunicação se dá com a fala, as demais formas são os sinais, gestos, postura corporal, a escrita, expressões faciais, e entonação de voz.

Muitas vezes, um olhar revela mais do que muitas palavras, pois através dele, transmitimos amor e ódio, admiração ou decepção.

A forma como nos dirigimos as pessoas deixa claro se temos uma boa comunicação ou não. Costumo contar que se conhece quando um marido está ao telefone e não é sua esposa mulher quem esta falando com ele. Muitas vezes observamos maridos atendendo a estranha ao telefone de uma forma toda cortês e a esposa grosseiramente. A comunicação nesse nível não é boa para a família, a pessoa que merece o seu melhor tratamento deve ser o seu cônjuge. Infelizmente por vezes tratamos como prioridade, pessoas que não se importam conosco, e tratamos como se fosse uma opção as pessoas que mais nos amam.

Para uma boa comunicação não há gritos, descontroles emocionais, não há escândalos. Ouvi alguém dizer que se grito resolvesse, porco não morreria, pois basta tocar nele que já grita, e, no entanto, vai pra panela. O grito é o melhor argumento de quem não tem razão.

Tenho ensinado que um cônjuge, não deve admitir que o outro grite, a não ser para pedir socorro, pois o que grita hoje, empurra amanhã, o que empurra, bate, e o que bate , a qualquer momento mata. É preciso cortar o mal pela raiz.

Caso isso aconteça, espere o momento certo, quando a poeira baixar, e calmamente, conte a ele a sua decisão de não aceitar mais que grite , e que se acontecer ficará gritando sozinho, pois você deixará o ambiente.

Mas se ele já está acostumado a gritar, então, gritará de novo, estará testando aquilo que você falou, então, é preciso agir, se disse que o deixaria falando sozinho, faça isso, não importa onde estejam, seja na casa da sogra, na festa, na igreja, se gritar , vá embora. Isso educa os


resistentes. É uma receita para tratar com quem não sabe dialogar sem ofender, sem gritar. Isso se chama estabelecer limites.

A boa comunicação traz crescimento para a relação. O casal deve estar aberto para conversar sobre todas as coisas, eles precisam se conhecer, seus desejos mais secretos, seus pontos de vista, as coisas que aborrecem, e aquelas que trazem alegria. Muitas vezes, por medo de condenação, os casais não se falam, não dizem um ao outro, coisas que acabam falando a amigos confidentes, e isso não é bom que seja dessa forma.

7 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

É o medo de não ser compreendido, não ser aceito, medo de demonstrar fragilidade, ou menor virilidade.

Até mesmo coisas mais simples devem ser conhecidas, como a cor predileta, o prato que mais aprecia, o lugar aonde gosta de passear, etc., isso aumenta a chance do outro vir a suprir tais prazeres, pois amar é suprir necessidades. Quando alguém se importa em saber disso, também se importará com as coisas mais sérias, como por exemplo, o que faz o meu cônjuge feliz ? O que o tem aborrecido? O que espera da vida? O que farei para oferecer-lhe alegria? E não se pode cobrar do cônjuge algo que ele não sabe, não conhece.

Gary Chapmam, o “Doutor Love”, autor do livro as “cinco linguagens de amor”, fala sobre três tipos de comunicação que podem estar presente na vida conjugal:

1-Comunicação pró ativa:

Aquela onde o casal se conhece bem, onde se falam bastante sobre muitos assuntos. Eles discutem previamente sobre coisas importantes, como educação de filhos, vida financeira , economia doméstica, saúde, alimentação, fé, sexo, romance, parentes, amizades, lazer, trabalho, de maneira tal que um sabe o que o outro pensa à respeito. Sabendo o que o outro pensa eles se comportam de modo a evitar conflitos e descontentamentos. Essa é a comunicação pró ativa, aquela que antecede os problemas da vida.

Quando se conhece as coisinhas do dia a dia que o outro não gosta, então, é possível evitalas, em prol da paz.

2-Comunicação reativa:

É aquela que acontece sempre depois que as coisas deram errado, sempre vem para corrigir uma situação adversa.


Nesta comunicação a possibilidade de ofensa é grande, pois o estresse está presente e o problema precisa ser administrado. É nesse tipo de conversa onde um culpa o outro pelos fracassos e frases como esta são uma constante:

“Você viu o que você fez, foi culpa sua, agora resolva o problema!! ”.

Veja que, na maioria das vezes, faltou dialogar, explicar melhor o que se pretendia, ser mais claro com as mensagens.

O melhor para o casal não é criticar, mas sim, antes de tudo, falar o que quer , como quer, e assim,

7 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

ensinar o outro o seu modo de pensar, de modo que as críticas e brigas não têm lugar.

No quartel havia um comandante que dizia:

“Soldado, se você vai falar, fale em pé para ser visto, alto para ser ouvido, claro para ser entendido, e pouco para ser aplaudido”, e isso serve não só para o soldado, mas para cada um de nós. Muitas vezes, não falamos o que queremos, nem como queremos e depois nos tornamos críticos.

3-Comunicação radioativa:

Aqui é quando já não se consegue mais comunicar sem provocar uma explosão. É quando eles tentam falar um com o outro, mas sempre acaba em discussão e ofensa.

Neste caso, o abuso verbal e até mesmo agressão é uma possibilidade. A comunicação está quebrada. A presença de um mediador pode ajudar a solucionar a questão.

O remédio para uma má comunicação chama-se perdão e paciência. E cada um deve buscar mudanças porque é importante se comunicar mais e melhor e assim evitar muitos desgostos.

Conta-se a historia de um casal, cujo marido resolver plantar um canteiro de alface em sua casa, então, preparou o terreno, deixou no jeitinho e lançou a semente, mas não avisou a esposa. No dia seguinte, ela vendo aquele canteiro disse pra si mesma: “Que maravilha, vou plantar flores aqui, vai ficar lindo”, e assim o fez. Passado algum tempo, a alface começou a nascer e ela não entendendo decidiu arrancar todos os pezinhos, pois aquela planta não era o que ela pretendia colher. Depois esperou o nascimento das flores. Quando elas nasceram, o marido viu e pensou: “ Nossa, acho que peguei semente errada, isso não é alface, vou arrancar tudo e plantar de novo. Moral da história, eles estavam desfazendo, descontruindo, trabalhando um contra o outro por culpa de uma comunicação falha.


E assim tem sido na vida de muitos casais, os conflitos surgem por falha na comunicação.

Desencontros, mágoas guardadas, problemas não resolvidos, muitas vezes voltam à tona em momentos futuros, e voltam com mais violência e força do que se tivessem sido tratado quando eles aconteceram. Por isso que não se pode ir dormir levando consigo rancores, pois isso será , lá frente, ruminado e será o seu resultado ainda pior.

Um marido vivia descontente com a esposa por causa das roupas que eram passadas de um modo que ele não gostava. Entretanto, nunca disse como gostaria que fossem passadas, e nem tampouco ela perguntou a ele. Toda vez que ia pegar sua roupa para vestir, acabava se irritando. Até que um

7 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

dia ele não aguentando mais falou já meio descontrolado, e ela com todo jeitinho feminino disse-lhe: “Meu bem, porque você não avisou antes, eu pensei que você estava gostando do modo que eu estava fazendo, mas tudo bem, de agora em diante não vai acontecer mais.”

Veja que ao invés de ficar bravo, criticar o cônjuge porque fez algo que não saiu do gosto, é melhor você dizer como é que gostaria que fosse seja feito, isso evitaria os desgastes desnecessários, não é mesmo? Troque as críticas e os ressentimentos por pedidos.

Quer ver outro exemplo de falta de comunicação. Vocês sabem que a mente do homem é treinada para resolver problemas, e a estratégia dele é ficar pensativo, em silêncio, quieto no seu canto, revendo , repensando, buscando uma resposta que o caso requer.

A esposa, como toda mulher, quando tem um problema costuma falar dele , como que a buscar a resposta através do falar bastante. Eles são diferentes, ele é uma ostra que se fecha, e ela ao contrário, fala bastante, e às vezes quer fazer o papel de pé de cabra para abrir a ostra e ver o que tem dentro dela. Certa feita, uma esposa trouxe um problema para seu marido, ele escutou e ficou em silêncio, só ouviu. Depois sem dizer uma só palavra retirou-se e deitou no sofá, fechou os olhos e permaneceu assim por longos momentos. A esposa achou que ele não se importou com o caso e começou a ofendê-lo dizendo que era um descompromissado com as coisas do lar. Ele ficou sem entender o que estava se passando, pois naqueles momentos em silêncio buscava uma solução para o problema apresentado, como de fato encontrou uma saída. Veja algo que pode provocar falha na comunicação: Ele fala pouco e ela fala, via de regra, fala bastante, mas ele nega-se a ouvir, então, como poderão se entender? Li sobre isso, que um marido escuta sua esposa por aproximadamente 17 segundos apenas, antes de cortá-la na conversa. Outro dado interessante, um marido dedica apenas 12 minutos ao longo de um dia, para estar em comunicação com a sua esposa.

O terapeuta de casais, Steve Stephens, aponta alguns erros que os casais cometem:

1. Informações pela metade


Você comenta com ele que pensa em chamar uns amigos para jantar na sexta, sem mencionar com exatidão onde será, a que horas e quem vai convidar. Aí, no dia, ele é apanhado de surpresa - "Jantar? Que jantar?", lança, com cara de inocente -, você fica louca da vida, reclama que falou com as paredes e fecha a cara. “Já reparou que a maneira como os casais conversam entre si é muito diferente de como conversam com os amigos?", avisa Stephens. "Por causa da convivência, pensam em si mesmos como uma única pessoa e não veem a menor necessidade de falar tudo expli-ca-dinho. Quando o parceiro ou a parceira não conseguem adivinhar o que ficou implícito, sentem-se ignorados, e os problemas começam."

7 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

2. Histórias sem fim

É frustrante: você está empolgada, contando algo que aconteceu, e percebe o olhar dele distante. O motivo: o que seria para suas amigas um papo cheio de detalhes incríveis chega aos ouvidos de seu homem como uma interminável enxurrada de palavras. Resumindo: ele não foi equipado pela natureza para assimilar e apreciar minúcias. "Conte com a total atenção de um homem por cerca de

três minutos", diz Stephens. "Depois disso, ele entrará em “modo de espera” (stand by).

Há duas maneiras de resolver o problema. A primeira: ter em mente que seu querido não consegue manter a concentração por muito tempo. A segunda: trazê-lo de volta fazendo perguntas de vez em quando - isso o obrigará a prestar atenção na conversa. Pode também tocá-lo na perna ou no braço: o contato físico funciona como "despertador".

3. Palavra errada na hora errada

Uma coisa que precisa entender: é praticamente impossível papear com um sujeito que está vendo televisão. Talvez imagine que pode aproveitar o fato de ele parecer disponível e calmo, mas está enganada. "A mente masculina não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo", lembra Stephens. "Quando ele assiste a um programa, sua atenção se concentra no estímulo visual." Como é de esperar, o momento errado gera um bocado de confusão. A parte incomodada se aborrece e a que queria falar se sente rejeitada. Um bom plano de ação? A especialista em relacionamento, Cara Gardenswartz, sugere perguntar ao amado se a hora é boa para conversarem - digamos, sobre onde vão passar as férias. Assim, dá a ele a oportunidade de decidir se o papo é urgente ou pode esperar. E cria no rapaz o hábito de ter a mesma atitude. Agora, se não puder esperar por uma decisão dele, o momento ideal para falar sério é quando estiverem envolvidos em atividades que não suguem máxima atenção nem contato visual - por exemplo, passeando ou cozinhando porque estarão também mais relaxados.

4. Falta de limite


A honestidade é ótima, mas em certas circunstâncias dispensável. Por exemplo: se você não quer ouvir que um vestido a engorda. "Os casais cometem o equívoco de pensar que um precisa saber tudo sobre o outro, não ter segredo", alerta Stephens. "Costumo chamar de honestidade temerária essa mania de dar informações que atrapalham em vez de ajudar."

E isso inclui as frustrações mútuas do casal. Às vezes, trazer à tona certos problemas só serve para insultar a pessoa amada. Melhor deixar para lá. E daí que ele insiste em usar aquela camisa horrorosa (ou seja lá o que for)? Um dia, vai enjoar dela ou ficará velha. Vale mais concentrar-se no

7 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

bem maior: uma relação em que vocês saibam o que realmente interessa um do outro. Apenas isso.

As vezes brigamos por coisas pequenas que por si só deixaria de ser um problema logo mais.

5. Nuvem negra no horizonte

Na tentativa de preparar o espírito do amado, muitas mulheres iniciam a conversa avisando logo: "Você não vai gostar disso, mas..." O efeito é o oposto do pretendido, alerta Cara. Em vez de acalmar, só aumenta o stress e coloca o namorado ou marido na defensiva. Por que agimos assim? Porque faz parte da psicologia feminina preparar o terreno, mesmo quando não se trata de um problema tão grave.

Só que, aos ouvidos masculinos, os avisos bem-intencionados os deixam de pé atrás e irritados com a mensageira das possíveis péssimas novidades - você.

Em vez de levar o infeliz à beira de um ataque cardíaco com um "Prepare- se para a bomba", tente uma abordagem mais light, como: "Sei que não vai ser nenhum programão, mas não esqueça que no fim de semana é a festa de 80 anos da vovó, tá?" A reação dele será mais positiva, mesmo que não se entusiasme muito.

Permita-me contar mais uma historieta:

A mulher, querendo um carro esporte novo, virou-se para o marido e disse: - “Meu amor, meu aniversário está chegando... Quero um presente-surpresa. Para te ajudar, vou dar uma dica, quero algo que vá de zero a cem em menos de 5 segundos. Pode ser de qualquer cor.” No dia do aniversário, o marido comprou de presente para ela uma balança de banheiro, novinha, cor-derosa!!! - O marido ainda está desaparecido... Leia abaixo, outros textos correlatos:


“Deixai a mentira e falai a verdade, cada um com o seu companheiro.” Ef. 4:25

“Longe de vos toda a amargura, cólera, ira, malícia e gritarias”. Ef. 4:31.

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas somente aquela que for boa para a edificação...” Efésios 4:29

“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, SENHOR, Rocha minha e Redentor meu!” Sl 19:14-

“Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.” I Cor 15:33

7 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

“Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.” Salmos 141:3

“Não sejas companheiro do homem briguento nem andes com o colérico, para que não aprendas as suas veredas, e tomes um laço para a tua alma” (Prov. 22:24,25).

“A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal” Colossenses 4:6

“Quando não há conselhos os planos se dispersam, mas havendo muitos conselheiros eles se firmam.” Provérbios 15:22 .

5ª coluna

Lealdade, companheirismo, com reciprocidade.

“Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão.” Pv 17:1

Dias atrás a TV noticiava um grande escândalo político, envolvendo altas autoridades do governo em corrupção e a Polícia Federal fazia prisões e mais prisões, sempre acompanhada da imprensa. Um homem importante vinha sendo trazido preso, com algemas nos braços, e os repórteres querendo uma declaração, uma imagem, para estamparem nos seus jornais. De repente eis que surge uma mulher, a esposa daquele homem, e caminhava ao lado dele, cobrindo o rosto dele com um paletó, de modo a preservá-lo e quando questionada ela disse: “eu sou esposa dele, e acredito nele.” Bom, independente do que ocorreu, achei maravilhosa a atitude daquela mulher, que buscou proteger o marido porque acreditava nele, não tendo medo de se expor publicamente, um grande gesto de amor. Há quem diga que as mulheres são mais leais do que os homens. Exemplo


disso é quando um casal tem um filho especial, com alguma anomalia, Síndrome de Down, nesses casos, os maridos vão embora, deixam a esposa com o filho. Estatísticas mostram que essa partida do marido ocorre em 95% dos casos. Isso é falta de lealdade e de companheirismo. Quando um problema de saúde, por exemplo, se dá com o homem, geralmente a mulher abraça a causa e vai com ele à luta até o fim. Ela dificilmente abandona. Elas, em geral, não pulam do barco com tanta facilidade, como o fazem os homens.

Mas nem tudo é derrota, também temos grandes exemplos de lealdade e companheirismo por parte deles. Alguém me contou uma história de um marido que todo dia tomava o ônibus para visitar sua esposa que estava internado em uma clínica médica. Um dia o cobrador do ônibus lhe perguntou: “ O Senhor tem alguém doente aqui, pois o vejo parar sempre neste ponto? O senhor respondeu que sim, que sua esposa portadora de Alzaimer estava em tratamento há muito tempo ali naquela

7 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

clínica. E o rapaz retrucou: “Mas ela conhece o senhor, ou já perdeu completamente a memória? ”. Ao que ele respondeu novamente: “Ela não me conhece mais”. Então o rapaz sugeriu que ele contratasse uma das enfermeiras do própria clinica para cuidar dela, vez que não fazia diferença, ela já não sabia quem ele era. Aquele senhor deu a seguinte resposta: “É fato, ela não sabe quem eu sou, mas eu sei quem ela é, e o que representa em minha vida.”

Que belo exemplo de companheirismo!! A vida nos revela surpresas boas e também más, e para todos os momentos da vida importa termos alguém com quem possamos contar, isso nos dá o senso de não estarmos sós. Pessoas tem adoecido com depressão e angústias por não terem com quem compartilhar os momentos importantes da vida, bons e maus. Geralmente são pessoas que não sabem fazer amigos. Quem quer ter amigos tem que ser amigo.

O melhor amigo que se possa imaginar é o cônjuge, pois este é aquele que está com você num pacto de fidelidade, aquele que te conhece e sabe seus defeitos e virtudes. O cônjuge deve ser o confidente, o amigo leal, aquele que não abandona quando as circunstâncias não são boas. Muitos que pensamos serem nossos amigos somem diante das adversidades, da falta de dinheiro ou da doença, mas o cônjuge permanece ali, firme ao seu lado.

Como a própria palavra diz, cônjuge é aquele que está conosco no mesmo jugo, debaixo da mesma canga, aquele caminha na mesma direção com a gente, que divide o peso conosco. É aquele com quem se pode contar, sempre.

Salomão nos ensina que o cordão de três dobras não se arrebenta com facilidade, isto é , quando as nossas forças estão somadas, em unidade, nos tornamos mais fortes e com melhores chances de vencermos as dificuldades da vida. Veja o texto:

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro: mas ai do {que estiver} só; pois, caindo, não {haverá} outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um {só} como se aquentará? E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” Eclesiastes 4: 9-12


Não é maravilhoso isso? Outro disse escrevi um pensamento que tem a ver com este texto acima:

“Uma esposa pode tornar um homem mais forte do que é na verdade, pode levá-lo a aceitar desafios que em outras circunstâncias ele não teria coragem, pode fazer dele um conquistador, um bravo, um verdadeiro vencedor”

7 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Também li uma história onde o poder do companheirismo se revelou, veja:

Na guerra... – “Meu amigo ainda não regressou do campo de batalha, senhor. Solicito permissão para ir buscá-lo” , pediu um soldado ao seu superior. – “Permissão negada, soldado, respondeu o oficial, não quero que você arrisque a sua vida por um homem que provavelmente já está morto.” O soldado, desconsiderando a proibição, saiu e, uma hora mais tarde, voltou transportando o cadáver de seu amigo. O oficial ficou furioso: - “Eu te disse que ele já estava morto! Agora, por causa da sua indisciplina, você ficará preso e enfrentará a corte marcial. Valeu a pena, soldado, só pra resgatar um

cadáver?” E o soldado respondeu: - “Senhor, quando encontrei o meu amigo ele ainda estava

vivo e pode me dizer: "Eu sabia que você viria! , e ouvir isso valeu a pena.”

Quem tem um amigo, verdadeiramente amigo, pode contar com ele nos momentos em que os outros já se foram. Esse é um dos benefícios do casamento, ter alguém com quem se possa contar nos momentos de infortúnio. É ter do seu lado, alguém que sente a tua dor, que chora junto, que vibra contigo, que sonha os teus sonhos, alguém que tem muito de ti dentro de si, alguém que seja mesclado, misturado contigo, alguém que tem tanto do outro que se torna um com ele.

E para finalizar, uma crônica sobre o amor:

“Amar de verdade não é amor de poemas ou novelas Amar é cumplicidade, companheirismo, respeito...

Querer estar junto, se realizar no sorriso da pessoa amada Não é preciso mil beijos ao dia, nem ficar dizendo te amo, isso é demonstração de carinho.


Amar é caminhar junto descalço na chuva, brincar

roubar flores mesmo aquela que nasce na rua, faze-la feliz.

Este é o verdadeiro amor o de estar juntos de mãos dadas

enfrentar momentos bons e ruins, ser o porto seguro do outro.

Amor é tornar-se um só ser,

vestir a mesma pele

sentir as mesmas dores.

Nem sei explicar o amor, porque amo com a alma, com olhos do coração.

Quando amo visto a pele dela, ela a minha.

Sem cobranças, competições,

7 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

fazemos do nosso amor uma história

de nossas vidas, um só coração.” Joe Luigi.

6ª coluna

Fidelidade sexual.

“Fiz aliança com os meus olhos; como, pois, os fixaria numa virgem? Que porção teria eu do Deus lá de cima, ou que herança do Todo-Poderoso desde as alturas? Porventura não é a perdição para o perverso, o desastre para os que praticam iniquidade? Ou não vê ele os meus caminhos, e não conta todos os meus passos? Se andei com falsidade, e se o meu pé se apressou para o engano (Pese-me em balanças fiéis, e saberá Deus a minha sinceridade), se os meus passos se desviaram do caminho, e se o meu coração segue os meus olhos, e se às minhas mãos se apegou qualquer coisa, Então semeie eu e outro coma, e seja a minha descendência arrancada até à raiz. Se o meu coração se deixou seduzir por uma mulher, ou se eu armei traições à porta do meu próximo, Então moa minha mulher para outro, e outros se encurvem sobre ela, Porque é uma infâmia, e é delito pertencente aos juízes. Porque é fogo que consome até à perdição, e desarraigaria toda a minha renda.” Jó 31:1-12

Neste texto observamos a seriedade com que Jó tratava a questão da fidelidade sexual. Ele não se permitia ser dirigido pelos seus olhos de cobiça, então fez um pacto consigo mesmo, de não olhar para uma mulher desejando-a. Ele se conhecia na sua condição de homem e não brincava com fogo, tratava da questão da fidelidade como algo sério, de valor, então, fez um pacto com seus próprios olhos, uma força, um motivo a mais para não cobiçar outra mulher que não a sua.


Quero contar aqui um fato ocorrido. Um casal entrou numa Lanchonete da Rede Macdonald e solicitou dois lanches e ficaram aguardando no veículo. Quando os lanches chegaram, eles pagaram a conta, e se retiraram. Quando foram comer, já ao abrir a embalagem do lanche encontraram grande quantidade de dinheiro dentro de uma daquelas caixinhas de lanche. De início se alegraram, mas em seguida, decidiram ir devolver o dinheiro para a empresa. Chegando lá, falaram do ocorrido com o gerente e, então, soube-se que o funcionário do caixa, costumava esconder a férias do dia em um caixinha de lanche e assim foi entregue de maneira errada para o casal. Pois bem, o gerente ficou feliz demais, quis dar uma gorjeta para o casal que de pronto recusou, e então, disse que iria chamar o jornal local para fazer uma reportagem e assim exaltar o casal pela sua honestidade. Quando ele falou isso, o casal se assustou e o homem disse: “Não faça isso, pois esta que está

7 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

comigo não é minha esposa, mas minha amante”.

Veja que ele foi honesto com o Macdonald, mas era desonesto com a esposa, infelizmente. A fidelidade deve alcançar todas as áreas de nossa vida.

Os cônjuges devem se empenhar em não dar lado para o adultério, pessoas casadas que “brincam” de flertar são pessoas que em algum momento irão se deparar com o adultério, pois o pecado é assim mesmo, primeiro se pensa sobre ele, depois entra no coração e na próxima etapa ele se concretiza. O próprio Diabo se encarrega de criar a oportunidade.

Conforme disse Billy Gran, “Quando alguém deseja entrar em mar alto, afastar-se de Deus, o Diabo rapidamente encosta um barquinho.”

Tenho recebido cartas de mulheres que caíram no adultério e o sofrimento tem sido grande, algumas estão aí, tentando consertar o relacionamento, se submetendo a todo tipo de conflitos, de abuso verbal do marido traído, de choros e dores sem fim.

Interessante que Jó fala sobre o comportamento do adúltero, que se aproveita do escuro da noite e pensa que ninguém está vendo, é sempre assim mesmo, mas o mesmo Diabo que cria a oportunidade é quem delata o caso para o cônjuge. Ele ajuda a fazer, mas não ajuda esconder.

Vou transcrever aqui o depoimento de uma cristã casada que caiu no adultério:

“Quanto sofrimento, quanta vergonha e choro, as lágrimas tem rolado dos meus olhos todos os dias, poderia definir como” pão de dores”, aflição, pelejas e guerras. Pastor, chego a pensar que nunca irá acabar esta angústia, penso que não tem mais jeito para mim, não há mais chance. Vou explicar o que aconteceu: Passado o primeiro ano do nosso casamento, eu fiz o que nunca deveria ter feito, ainda mais como uma serva de Deus, eu traí meu marido. O diabo me convenceu que eu tinha fortes razões para isso, ele deixou esses motivos de um tamanho gigante e eu caí, e fui direto para o abismo, deixei a Palavra, a conduta leal, o respeito por mim mesma e


principalmente o temor a Deus. Hoje, pago um preço alto demais, e tem sido muito doloroso a ponto de querer desistir da vida. Tivemos um período de separação, aí então o diabo veio com mais força ainda, eu me envolvi com outro homem e meu marido também arrumou uma outra, hoje estamos num processo de reconstrução, mas está muito difícil.” Eu continuei indo aos cultos, e chorava muito em todos que ia, porque sabia que estava errada ,até que um dia resolvi buscar a Deus, me arrependi e comecei a lutar pelo meu casamento e pelo meu esposo, e agora começou minha peleja de dores de parto, gemidos e muitos uivos.”

8 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Consegue imaginar tamanho sofrimento?

Mahatma Gandhi estava coberto de razão quando disse:

“ A dignidade pessoal e a honra, não podem ser protegidas por outros, devem ser zeladas pelo

indivíduo em particular”

Não se pode entregar a outro a responsabilidade pela dignidade, o zelo é pessoal, não se terceiriza.

Agora, preste atenção neste versículo:

“Assim, o que adultera com uma mulher é falto de entendimento; aquele que faz isso destrói a sua alma.” Provérbios 6:32

A fidelidade sexual é uma das virtudes mais lindas que um ser humano pode possuir, pois é uma luta contra um dos maiores prazeres da vida, o sexo. E por sua vez, a infidelidade, o adultério é caminho para a morte e destruição.

Acredito que é de um valor inestimável os pais inculcarem no coração dos filhos, ensinando os meninos e as meninas a serem fiéis aos namorados, como que um treinamento para a vida conjugal.


E lembre-se que o casal deve passar tempo juntos, tendo intimidades, não necessariamente vida sexual, mas sim, o poder da presença. Outro dia, vi uma atriz global dizendo que tinha mais intimidade com um determinado ator do que com seu marido, visto que eles não se encontravam, não tinham tempo um para o outro, ao passo que com o colega ator ela estava sempre contracenando e tendo então intimidades com ele. Passado alguns dias, vem a notícia, ela se separou do marido, e olha que era um casal admirável com mais de vinte anos de casamento.

Outros textos bíblicos interessantes:

Assim como o olho do adúltero aguarda o crepúsculo, dizendo: Não me verá olho nenhum; e oculta o rosto, Jó 24:15

Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera. Levítico 20:10

O caminho da mulher adúltera é assim: ela come, depois limpa a sua boca e diz: Não fiz nada de mal! Provérbios 30:20

Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da

8 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

alma preciosa. Provérbios 6:26

Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite. Provérbios 5:3

E porque, filho meu, te deixarias atrair por outra mulher, e te abraçarias ao peito de uma estranha? Provérbios 5:20

7ª coluna

Abertura, transparência.

“E conheceu Adão a Eva, sua mulher...” Gn 4:1

O texto diz que Adão conheceu Eva. Conhecer aqui tem o sentido de intimidade total, tem conotação sexual, mas também nos ensina que para quem quer viver como uma só carne, o que é uma conquista, é preciso conhecer verdadeiramente, intimamente o outro.

Um casal não deve viver com vida dupla, com coisas escondidas, mesmo não se tratando de sexo. É comum orientarmos casais onde um ou mesmo os dois fazem coisas sem que o outro saiba, porque se viesse a saber, não aceitaria. Outros têm a sete chaves o valor do seu salário, não permite que a mulher saiba. E o que falar daqueles que têm senha no computador, senha no e-mail, que guardam arquivos escondidos. Quem é fiel no pouco também será fiel no muito, quem é infiel no pouco, também será infiel no muito. Alguns homens não deixam sua esposa se aproximar demais, para que não descubram suas fraquezas, muitos não deixam transparecer seus sentimentos porque isso pode passar a ideia de que é um fraco. Eu não conheço nenhum homem mais poderoso


do que Jesus, a bíblia o chama de Deus Forte, Senhor do Senhores, Rei dos Reis, Leão da Tribo de Judá, no entanto, diante do túmulo de Lázaro ele se comoveu e chorou publicamente, e no entanto, isso não o tornou um fraco.

Quando leio o texto de 2Rs 4:8-23, a esposa está com o filho morto no quarto, pede ao marido que traga uma cavalgadura para que vá até o profeta Elizeu, e ele lhe pergunta o motivo e ela responde “Está tudo bem”, minimizando o problema. Eu chego a pensar que alguma coisa não ia bem naquele relacionamento, quem sabe não havia companheirismo, uma negligência paternal, ou falta de transparência, ela buscou resolver, sozinha, um problema gravíssimo e não compartilhou com o marido. Talvez houvesse alguma dificuldade de comunicação entre eles.

8 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Quem não gosta de prestar contas não deve se casar, porque casar-se é tornar-se parte da vida do outro, é ser transparente para que haja confiabilidade.

O cônjuge tem o direito de saber sobre você, seu coração, seus sentimentos, seus gostos e preferências, suas coisas, porque tudo isso contribui para um relacionamento saudável.

Tem o direito de saber sobre a vida do outro, mesmo porque já não são dois, mas um. Ser um com o cônjuge é quando temos tanto do outro dentro de nós que não se divisa facilmente quem é um e quem é o outro em seu modo de pensar, ser e de viver.

Não pode haver coisas escondidas, a transparência deve ser total, quanto mais transparente melhor. Talvez seja muito difícil se chegar a 100% de transparência, porque pode ser que o outro não esteja preparado para saber tudo a respeito de

seu cônjuge, mas que não haja coisas malignas sendo vividas no presente. Gosto sempre de dizer à minha esposa aonde vou, o que vou fazer, e com quem vou. Faço todo empenho para que nada que eu faça desperte ciúmes ou sentimentos negativos nela. Nossa conta bancária é conjunta, ela é quem administra minhas contas, não há nada que ela não saiba sobre nossa vida financeira, e assim também nas demais áreas de nossa vida.

Alguém disse que se fosse feito um filme sobre a vida das pessoas, incluindo aí os seus pensamentos e desejos mais secretos, não se teria coragem de assistir publicamente, e isso é mais ou menos verdade. Significa que existem coisas tão personalíssimas, tão particulares, que teríamos vergonha de divulgar, mas não é isso que estamos tratando aqui. O que é inaceitável é alguém se esconda atrás de medidas protetoras da individualidade para assim viver uma vida dupla, uma vida de mentiras.

O Apóstolo Paulo fala que depois de casados “O homem já não vive mais independente da mulher e a mulher também não vive mais independente do marido” I Co 11.11, e desse modo a liberdade, a individualidade, é bastante restrita. Não há mais o “meu”, mas sim, o “nosso”, já não sou mais “eu”, mas “somos”.


Adão e Eva estavam nus, despidos um diante do outro e não se envergonhavam. Acredito que estavam nus fisicamente e emocionalmente também, pois não havia pecado, cobiças , desejos impuros. Esse é o ideal de transparência.

Embora creia que a transparência seja um coluna, um esteio para o casamento, aceito bem que cada um tenha guardado no seu coração coisas que só ele pode ou deva saber, isso também é proteção

8 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

para os relacionamentos. Tudo em nome do amor.

Leia este pensamento:

“Não podemos crer na total transparência das pessoas; é preciso aceitar que os outros tem segredos, regiões de solidão. A maior prova de amor será colocar-se à distância e nunca ser invasivo.” Di Castilho.

Já estivemos com pessoas que forçaram tanto a barra para saber dos segredos do passado de seu cônjuge que quando isso aconteceu, acabou por se decepcionar com a pessoa amada, e assim, essa transparência não foi benéfica para o amor.

8ª Coluna

Administre biblicamente seus conflitos conjugais.

Vamos falar um pouquinho sobre a existência de conflitos no relacionamento conjugal. Um relacionamento sem conflitos é uma utopia, pois onde houver duas pessoas juntas num propósito, ali estará presente o conflito. Conflitos não devem ser evitados, mas confrontados e bem administrados. O que não se pode é permitir que aumente de volume, somando-se a outros, gerando ódio e rancor. A brandura, a paciência deve tomar lugar nessa hora:

Quando vocês ficarem irados, não pequem. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha. Efésios 4:26 .


E mais:

Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. Hebreus 12:15

Para entendermos os conflitos conjugais, é preciso deixar claro a diferença entre “problemas” e “conflitos”. ”Problema” refere-se a situação adversa que surge e que os dois buscam resolver juntos. “Conflito” é uma divergência entre os dois, que coloca um contra o outro, há um choque, não se juntam para resolver uma questão, mas para se digladiarem por causa da questão.

Um conflito vai desde um simples desentendimento podendo chegar até a destruição do outro. O maior exemplo disso são os homicídios e agressões praticados por maridos e namorados contra suas parceiras que vem ocupando os noticiários de TV.

8 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Na realidade, os conflitos não são de todo mau, pois se conduzido com sabedoria, pode ser a oportunidade para resolver de vez dificuldades que se arrastam por longo tempo. Podes ser o marco de um novo tempo, um recomeço. Alguém disse que a tempestade é uma oportunidade para o conserto e o recomeço. Descobrir no conflito uma saída criativa que traga nova vida, mudando comportamentos, aí reside a sabedoria.

A melhor ferramenta para se tratar com os conflitos é o diálogo, sempre acompanhado de respeito à individualidade e o modo de pensar de cada um. É preciso aceitar a ideia de que eu não sou o outro e assim também o outro não é eu, portanto, somos diferentes, pensamos de modo diferente e algumas vezes iremos agir e reagir de modo diverso, o que pode gerar alguns problemas.

Um conflito pode ser resolvido de maneira que haja um vencedor e um vencido, o que não é bom para o casal. Também não é bom quando há uma acomodação por uma das partes, que desiste de defender suas ideias, princípios e valores, abrindo mão e sendo infeliz. Outras vezes, a vontade de um é imposta mediante ameaça ou truculência, então dizemos, que houve ali um vencedor e um vencido.

Também é possível que ambos percam com a resolução do conflito, por exemplo, quando eles resolvem desistir quando daria para redirecionar o relacionamento. O bom mesmo, é quando não há vencido e nem vencedor, a unidade é que saiu fortalecida. Algumas crises costumam trazer conflitos para a relação, por exemplo, as crises de saúde, financeiras, e emocionais. É preciso redobrar a atenção e não deixar que uma crise financeira, por exemplo, jogue um contra o outro, com apontamentos de culpa, criando feridas desnecessárias. Eles devem somar esforços para vencer a crise e nunca se dividir e tentar um vencer o outro. Lembre-se de Jesus quando disse: “Um casa dividida não subsistirá”.

A ausência de regras claras, de convenções , também são nascedouros de conflitos. É sempre interessante deixar claro, o que pode e o que não pode, quais os limites da individualidade, quem faz o quê, quando e como. Vou exemplificar, uma esposa que tem uma dupla jornada chega em casa e o seu marido não “moveu uma palha” com as tarefas domésticas, revoltada inicia-se uma discussão séria. Talvez se tivessem previamente estabelecido uma regra de conduta para ambos,


conversado a respeito, a discussão não teria acontecido. Ela esperava que ele fizesse o serviço, mas não falou, e não deixou claro isso.

Para um homem arrumar a casa não é algo natural, mas apreendido, e normalmente o marido acha que arrumando a cozinha de vez em quando, ou fazendo o almoço no final de semana já ajudou muito, mas para a mulher, isso pouco ajuda, não resolve o seu problema. Tenha sempre em mente

8 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

que melhor do que criticar é pedir antes. Vamos então a alguns passos a serem dados para bem administrar um conflito.

Diagnóstico:

Procure identificar de forma imparcial o que está acontecendo, porque estão se digladiando. É importante verificar o que vinha acontecendo antes do conflito, pois geralmente um conflito quando eclode é resultado de algo que já vinha se arrastando há muito tempo. Escolher o momento mais propício para o diálogo amistoso é sabedoria.

Uma ferida inflamada precisa ser exposta para ser bem curada. É sempre bom pensar que o seu cônjuge, via de regra, não está querendo o seu mal, talvez esteja errado nas suas convicções, nada, além disso.

Escutar o outro.

As duas partes devem ter a paciência de ouvir tudo o que o outro tem a dizer sem interromper, sem gritarias, ou descontroles. Resolver racionalmente. É sempre bom que ambos diminuam seus níveis de exigência, isso aumenta a chance de cura. Grandes brigas começam com a somatória de pequenas coisas. Ceder pode ser uma estratégia boa, porém, não é bom que seja sempre a mesma parte que cede, causando aí uma angústia. Conhecer e seguir os conselhos bíblicos pode ser a melhor das estratégias, vejamos alguns:

Pela longanimidade se persuade o príncipe, e a língua branda amolece até os ossos. “Pv 25:15 .

“A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira.” Provérbios 15:1

“O amor....”Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. “ 1


Coríntios 13.

Considere o que Salomão ensina:

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento” Pv 3.5.

Não pense que você tem sempre razão. Considere a possibilidade de não estar certo. E para os homens digo, teu cônjuge não é um inimigo a ser vencido. O que precisa ser vencido é a dificuldade pela qual estão passando.

Veja agora, mais alguns motivos de conflitos:

- Esperava um pouco mais dele(a), mas não vejo mudanças para melhor.

8 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Rm 12:2.

Quando Planos e metas não são levados à efeito.

Muitas vezes pessoas tem boa intenção, fazem planos, mas não conseguem levar adiante, os planos não saem do papel, está sempre protelando, e isso pode ser a causa de dificuldades no relacionamento pois o outro, por vezes, está cheio de expectativa, mas os planos são apenas planos. A frustração é inevitável e por conseguinte, os conflitos.

“Quem observa o vento, nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará.” Eclesiastes 11:4

-Promete muito, mas não cumpre.

“Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.” Lc 16:10.

A promessa não cumprida quando era, sabidamente, possível é desanimador. Observamos que quem

é muito rápido em prometer, costuma ser lento em cumprir. Há quem diga que ninguém é obrigado a prometer, mas uma vez feito, deve cumprir com o que prometeu.

- Quando um ofende e não se arrepende.

“Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.” Colossenses 3:13


- Ira não tratada.

“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. “Romanos 12:21. “Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.” Efésios 4:26.

Não deixe os ressentimentos se acumularem, e nem tampouco, guarde ressentimentos por coisas de somenos importância. Corte o mal pela raiz, aconteceu um fato ruim, converse logo sobre o assunto e depois disso, coloque uma pedra sobre ele.

- Quando os esforços não são reconhecidos.

“Muitas filhas têm procedido virtuosamente, mas tu és, de todas, a mais excelente!” Provérbios 31:29 .

8 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O reconhecimento por algo bem feito acaba sendo uma necessidade humana, todos gostamos de receber uma palavra de elogio, um encorajamento e quando isso não acontece é decepcionante, importa ficar atento, e sempre liberar uma palavra de afirmação, isso aumenta a motivação para o novo.

-Pensamentos diferentes com relação à educação de filhos, parcialidade e preferências.

O casal deve entrar em um consenso com relação à melhor maneira de se educar os filhos, sempre trazendo seus pensamentos à luz da Palavra de Deus. Um não deve desautorizar o outro na presença dos filhos e todo cuidado é pouco para que não se tenha tratamento desigual com os filhos, pois quando acontece, feridas são abertas e inimizades são criadas dentro da própria casa.

Quem quer viver bem em família? Aumente o prazer e diminua os conflitos. Tudo aquilo que traz alegria, como um jantar fora, um passeio no campo, uma viajem, um festa em família, é bem vindo, e deve ser colocada em prática. As discussões, invejas, agressões verbais, exigências desnecessárias, acusações, são coisas que devem ser excluídas do dia a dia.

Outros textos:

“Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.” Filipenses 2:4

“Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas” Filipenses 2:14

“O orgulhoso de coração levanta contendas, mas o que confia no SENHOR prosperará”. Provérbios 28:25

“O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados”. Provérbios 10:12


„O homem irascível levanta contendas; e o furioso multiplica as transgressões”. Provérbios 29:22

“O homem iracundo suscita contendas, mas o longânimo apaziguará a luta‟. Provérbios 15:18

„E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas”. 2 Timóteo 2:23

“É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas”.” 1 Timóteo 6:4

“Não contendas com alguém sem causa, se não te fez nenhum mal”. Provérbios 3:30

“Há no mal;

anda

seu

coração perversidade,

semeando

contendas‟.

todo o

tempo

maquina

8 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Provérbios 6:14

„A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos‟. Provérbios 6:19

“Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja‟. Romanos 13:13

„Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?” 1 Coríntios 3:3

„O homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos‟. Provérbios 16:28

„Os lábios do tolo entram na contenda, e a sua boca brada por açoites”. Provérbios 18:6

“Honroso é para o homem desviar-se de questões, mas todo tolo é intrometido”. Provérbios 20:3

E para quando não houve jeito, o conflito se estabeleceu e o mal está vencendo bem, separando pessoas, há um remédio milagroso chamado perdão, basta alguém dizer:

“Eu errei, por favor, me perdoe.” “O perdão é a ferramenta que Deus usa para restaurar relacionamentos” (Pr Ismael R Carvalho). Perdoar é permitir que o outro entre novamente na história de sua vida.

„O cônjuge amoroso, porém insatisfeito com o casamento, deve olhar antes de tudo para o seu próprio coração procurando encontrar o problema. Jesus notou que vemos mais claramente quando enxergamos nosso próprios erros e nos arrependemos deles” ( Mt 7.3)


9º coluna

Posição social satisfatória.

“O que o homem mais deseja é o que lhe faz bem; porém é melhor ser pobre do que mentiroso”.

Provérbios 19:22.

Com relação ao nosso status social, a melhor coisa é procurar viver bem, tranquilo, cada qual dentro de suas posses. Viver acima do seu padrão social acaba gerando frustrações e falta de paz.

O segredo é ter equilíbrio financeiro, manter as contas em dias, e à medida que Deus vai abençoando, vai adquirindo aquilo que deseja tua alma. Paulo, o apóstolo, diz que aprendeu a viver bem em todas as circunstâncias, tanto no muito como no pouco, esse também é um bom conselho.

8 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Ele diz: “aprendi”. É preciso aprender a viver bem independente do dinheiro que se tem, do carrão, da casa grande na esquina.

Viver querendo impressionar os outros torna a vida mentirosa, algo que não se sustenta por muito tempo e que corrói a integridade da família.

Nesse caso, o pai precisa mentir para se safar dos credores, anda de cabeça baixa pelo bairro, foge de um e de outro, e assim os filhos vão convivendo e aprendendo condutas indignas, perdem-se valores como honestidade e lealdade, conforme diz Salomão:

“O homem fiel será coberto de bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não ficará impune.

Provérbios 28:20.

Viver como rico, mas com dinheiro de pobre é cavar a própria sepultura financeira.

Aprenda a glorificar a Deus por aquilo que já possui, e dependa Dele para continuar prosperando, assim ele te honrará, veja o texto:

“Riquezas e honras estão comigo; assim como os bens duráveis e a justiça. Provérbios 8:18”.

Quando eu creio na Palavra, ela se torna real. As coisas espirituais se consumam conforme a maneira que se crê.

Fé é agarrar-se firmemente, é apoderar-se de algo que ainda não chegou as suas mãos, mas que há uma certeza que diz que já é seu. Então com fé, espere a honra e a riqueza oferecidas das por Deus.


Ainda sobre o dinheiro, Jesus falou que não é possível servir a dois senhores, a Deus e a Mamom ( Deus das riquezas), e acredito que isto deveria bastar para procurássemos viver contente com a nossa posição social.

Não quer dizer que não se possa melhorar de vida, ter uma provisão maior, quem sabe mais conforto, entretanto, é preciso saber discernir o tempo e o modo, conforme ensina Salomão. O tempo é quando as coisas vão acontecer, e o modo, é o jeito que elas acontecerão.

A ostentação, que é o desejo de tornar conhecido aos olhos dos outros o quanto somos poderosos é um mal terrível. É estar sempre se comparando, competindo , medindo forças e assim nos tornamos antipáticos, orgulhosos e presunçosos. Salomão já observava isso: “Há alguns que se fazem de ricos, e não têm coisa nenhuma, e outros que se fazem de pobres e têm muitas riquezas. ´Pv 13.7

Cuidado com as dívidas e o descontrole financeiro:

9 0


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

“A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.” Rm 13.8

Quando há um descontrole financeiro, logo em seguida começam a surgir os primeiros desentendimentos do casal. E assim as coisas vão se tornando mais difíceis, o amor já não acontece, a tolerância diminui, a alegria se esvai, o estresse adoece-lhes a alma e o riso já não é farto.

O testemunho cristão também é afetado. Quer saber se uma pessoa é crente ? Pergunte ao comerciante e ele te dirá. Essa foi uma experiência pessoal quando tínhamos um pequeno comércio e ficávamos abismados de ver como alguns crentes se comportavam com relação as suas contas, era difícil receber.

Necessidades e desejos são coisas diferentes. Necessidades são coisas das quais não podemos prescindir, não dá para ficar sem. Desejos são complementos, coisas sem as quais se pode viver tranquilamente. Aquilo que preciso é necessidade, aquilo que gostaria é desejo.

Muitas vezes um sonho, torna-se um fardo a mais. A alegria pela posse do bem vai embora quando fica difícil de pagar, por isso que é importante distinguir bem desejo de necessidade.

Nós moramos em uma cidadezinha no interior de São Paulo onde as barganhas são uma constante e me lembro de que alguns anos atrás troquei um vídeo cassete, uma novidade, por dois boizinhos de onze arrobas cada, totalizando assim 330 kg de carne. Passado algum tempo, o mesmo vídeo cassete seria comprado por um valor que corresponde a 30 kg de carne. A desvalorização foi brutal, e o sonho do vídeo logo se desfez, era só desejo e não necessidade. Só que depois, olhava para o aparelho e ficava com raiva de mim mesmo por ter feito um mau negócio.


Outra coisa para o casal observar é quando se tem uma boa renda, mas por má administração, diluem o dinheiro com coisas de menor importância e acaba não sobrando para conquistas mais interessantes.

O melhor é conhecer e obedecer a Deus com relação à área financeira, vejamos algumas orientações Dele:

Seja previdente:

“Pois, qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar, e não pôde acabar” (Lc 14:28-30)

9 1


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Não seja fiador.

“Decerto, sofrerá severamente aquele que fica por fiador do estranho, mas o que aborrece a fiança estará seguro” ( Pv 11:15)

Na maioria dos casos, o marido se torna fiador e nem ao menos consulta a esposa. Só que se vier a acontecer de ter que pagar aquela dívida ela também sofrerá as consequências, então não é justo que seja assim.

Já no início de um casamento, eles devem fazer um pacto de não serem fiadores de ninguém.

Desta maneira quando alguém vier solicitar para que seja fiador, esclarecerá que tem uma aliança com a esposa e está impossibilitado de assinar por força deste acordo.

Emprestar é socorrer o outro em suas necessidades e não em seus desejos.

“Que todo o credor, que emprestou ao seu próximo uma coisa, o quite (de por quitado) : não a exigirá do seu próximo ou do seu irmão, pois a remissão do Senhor é apregoada. Do estranho a exigirás; mas o que tiveres em poder de teu irmão a tua mão o quitará: Somente para que entre ti não haja pobre; pois o Senhor abundantemente te abençoará na terra que o Senhor, teu Deus, te dará por herança, para possuí-la (Dt 15:2-4).


Veja que aquele que emprestou não podia nem mesmo cobrar a dívida quando o devedor era da família, e só se emprestava para quem estivesse em dificuldades com alimentos, remédios ou algo de primeira necessidade.

Portanto só empreste se você tem sobrando, pois no caso de não pagamento, não afetará o bom andamento da família.

Não empreste cartão de crédito ou folha de cheque. O empréstimo só deve acontecer para suprir necessidades básicas. Para um investimento, existe o sistema financeiro que está ali para isso e tem as ferramentas para cobrança. É melhor você emprestar para um pobre que poderá não te pagar do que emprestar para quem realizar desejos.

Quem empresta ao pobre, empresta a Deus. Quem empresta àquele que tem desejos, desobedece a princípios bíblicos.

-Não cobre juros, mas corrija o valor do dinheiro:

9 2


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Se emprestares dinheiro ao meu povo, ao pobre que está contigo, não te haverás com ele como um usurário; não lhe imporeis usura( Ex 22:25). O mandamento era no sentido de não se emprestar dinheiro para lucrar ( agiotagem). O máximo que pode ser feito é a correção do dinheiro.

Seja generoso, doe, abençoe, dizime e oferte.

Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes (Mt 5:42)

Lendo a história de Cornélio no livro de Atos vemos que Deus usa um anjo para dizer a ele que o está aprovando por seu tempo de oração e também por suas esmolas , pois elas denotam o coração de um homem. O que eu acho bonito é saber que Deus o avisa que tais esmolas estão diante do altar como um memorial. Isso significa que Deus vê nosso amor em ação quando somos generosos com as pessoas e com a igreja.

Honre a Deus, Ele fará sobejar.

“Honra ao Senhor com a tua fazenda, e com as primícias de toda a tua renda. E se encherão os teus celeiros abundantemente, e trasbordarão de mosto os teus lagares” Pv 3:9-10

Quando eu me preocupo com a Casa de Deus, Ele se preocupa com a minha casa. Quando eu cuido dos negócios do meu Pai, ele cuida dos meus negócios de modo que nada me faltará..


Não pense somente em seus próprios interesses.

Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Rm 12.10

Olhe também para aqueles que caminham contigo. Isso inclui a igreja, os pais, filhos, parentes, amigos e necessitados. Há um mistério nisso. Isso atrai bênçãos, é o Senhor quem dá semente ao semeador. Se você não semeia na vida de ninguém, você não receberá mais sementes para a multiplicação.

Não queira viver um padrão de vida acima de suas posses.

Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza: mantém do pão da minha porção acostumada. Para que, porventura, de farto te não negue, e diga: Quem é o Senhor? ou que, empobrecendo, não venha a furtar, e lance mão do nome de Deus( Pv 30.8,9).

9 3


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O melhor da vida é viver dentro de seu padrão, sem se preocupar em impressionar ninguém. Viver sem máscaras, sem ostentação. Pessoas sofrem demais por querer impressionar o vizinho, os amigos, os parentes. Não dá para viver se comparando com outras pessoas, pois sempre haverá alguém melhor de vida que você. É correr atrás do vento.

Nossas esmolas falam por nós no Céu.

E eis que, diante de mim, se apresentou um varão com vestes resplandecentes, e disse: Cornélio, a tua oração foi ouvida, e as tuas esmolas estão em memória diante de Deus. At 10:31.

A família de Cornélio foi visitada por um anjo e a primeira coisa que este falou foi sobre as orações de Cornélio que estavam sendo ouvidas por Deus, e a segunda coisa, foi o memorial que Deus tinha diante dele, construído com as esmolas de Cornélio. Muitos querem ser ouvidos por Deus, querem ver anjos chegando em sua casa, mas não fazem nada pelos menos favorecidos.

Dê ao dinheiro o tratamento correto:

“Porque nada trouxemos para o mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se trespassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” 1Tm 6;10-11


Faça isso:

-Não tenha amor ao dinheiro, pois o amor a ele é raiz de todos os males Não seja avarento, acumulando só para si mesmo, sem olhar os desfavorecidos ao teu lado. -Não faça ostentação ou comparação, não se torne orgulhoso.

-Use para o seu bem e daqueles que estiverem contigo, compartilhe.

-Não se desvie de quem te pede emprestado para necessidades básicas.

Quem toma emprestado se torna escravo de quem emprestou.

O rico domina sobre os pobres, e o que toma emprestado é servo do que empresta ( PV 22:7).

9 4


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Quando tomamos emprestados não podemos reclamar das imposições do credor, pois naquele ato, nos tornamos seu escravo, passamos a fazer a vontade dele.

Economize para compras interessantes.

Guarde pelo menos 10% de sua renda em poupança, para que atenda as emergências que surgirem ou para a compra de um bem de maior valor.

Se tiveres filhos pequenos, comece a poupar hoje. Pequenas quantias serão o suficiente para pagar seus estudos quando chegar o tempo da faculdade.

Não compre bens que gerem despesas, mas que gerem renda.

Não invista o dinheiro que sobra em coisas que tiram dinheiro do seu bolso, mas invista naquilo que põe dinheiro no seu bolso. Carro financiado, celulares, eletro eletrônico em geral, tiram dinheiro do nosso bolso , não são investimento

Bens que valorizam são melhores que aqueles que depreciam, e se gerar aumento de renda, será ainda melhor.

Exemplo, entre um terreno e uma casa, prefira a casa. O terreno vai gerar despesa com limpeza e manutenção e tributos, e não dará renda, tão somente irá valorizar, ao passo que uma casa além de valorizar dará uma renda extra.


Para quem tem um pouco mais de dinheiro é interessante procurar criar um acúmulo de rendas extras de modo que a sua renda principal fique livre, quando isso acontecer esta pessoa estará enriquecendo.

Vou dar o exemplo de investimento: adquira imóvel de aluguel, empresas que você não precise trabalhar nela; faça investimentos em bolsa de valores, poupança, aplicações financeiras, etc.. São coisas que põem dinheiro no seu bolso e não tiram.

Quem compra um tapete persa deve saber que não é necessidade, que é algo muito caro e que não tem mercado e irá depreciar bastante, além de não dar renda. As pessoas, especialmente a classe média, estão se enchendo de dívidas comprando bens que quando acabam de pagar, já perderam o prazer nele, já desvalorizou e não tem mercado.

Procure comprar à vista, pois terá sempre um preço melhor. Para quem tem dinheiro na mão as melhores oportunidades sempre surgem.

9 5


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Tenha sempre um orçamento doméstico.

Faça de tudo para permanecer no azul. Pague suas dívidas todas, não deixe acumular.

Conforme o caso é melhor vender um bem e pagar as dívidas do que ficar com o bem e pagando com juros. Dívidas roubam a alegria da família.

Ter um orçamento é importante para saber o quanto entra e o quanto sai. Quem não sabe para onde vai o seu dinheiro, nunca terá o suficiente. Orçamento é coisa simples, é uma lista do dinheiro que entra e do dinheiro que sai da família. Quando a situação aperta você olha e sabe onde fazer os cortes, o que ainda falta pagar, quando vão acabar algumas prestações e assim se organizar melhor para o futuro.

Não compre quando estiver deslumbrado com o bem.

Quando ficamos deslumbrados com alguma coisa, deixamos de perceber suas falhas e imperfeições e perdemos a noção de custo/benefício. Por isso, o negócio é não comprar no mesmo dia que viu o bem. No primeiro dia você , analise, discuta preço e condições de pagamento, e vá para casa, deixe passar alguns dias e somente aí volte as negociações. Quando compramos de forma deslumbrada ou apaixonada pelo bem, a possibilidade de comprar mal, de comprar no momento errado, é muito grande.

Outros textos:

“Falei contigo na tua prosperidade, mas tu disseste: Não ouvirei. Este tem sido o teu caminho, desde a tua mocidade, pois nunca destes ouvidos à minha voz.” Jeremias 22:2


“E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não. “ Dt 8:2.

“Guarda-te que não te esqueças do SENHOR teu Deus, deixando de guardar os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus estatutos que hoje te ordeno; Para não suceder que, havendo tu comido e fores farto, e havendo edificado boas casas, e habitando-as. E se tiverem aumentado os teus gados e os teus rebanhos, e se acrescentar a prata e o ouro, e se multiplicar tudo quanto tens, se eleve o teu coração e te esqueças do SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.” Dt 8:11-14

9 6


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

10ª coluna.

Compromisso com o relacionamento.

“E desposar-te-ei comigo para sempre; desposar-te-ei comigo em justiça, e em juízo, e em benignidade, e em misericórdias. E desposar-te-ei comigo em fidelidade, e conhecerás ao SENHOR” .Os 2:19-20.

Esse é o padrão, o modelo de casamento para o cristão. Esse texto fala dos votos nupciais do próprio Deus que se casou com a nação Israel. Deus promete que entrou nessa relação para sempre, e que agirá com justiça e juízo, julgando bem cada detalhe da vida. Diz também nesse voto de compromisso que usará de bondade e de misericórdia. Bondade e misericórdia fala de como será o momento quando precisar julgar um fato por nós praticado que poderia redundar em condenação e um apontar de erros e falhas, mas que a sua bondade e misericórdia será oferecida naquele momento. A fidelidade fala de alguém que tem fé no outro, acredita na sua verdade de vida. Isso é o melhor que se pode esperar de um marido, ou mesmo de uma esposa.

A essência é que o casamento não se desfaça e que os casais sejam comprometidos e compromissados, não abrindo mão de lutar para defende-lo e dele desfrutar até que a morte os separe.

Geralmente, no dia do casamento os noivos fazem promessas, se comprometem um com o outro, mas em alguns casos, é feita de uma forma tão mecânica, impensada, imposta pelo ritual que acaba não havendo verdade nas palavras. Gosto muito de fazer a renovação dos votos, da aliança que um dia foi feita entre os dois, mas agora, de uma maneira mais madura, pensada, e desejada. Aqui não vale empolgação, o que deve estar presente é a razão, a escolha de estar comprometido de corpo e alma com a outra pessoa.


A vida pode nos trazer surpresas , algumas boas, outras não; ela pode trazer mudanças severas , então, o compromisso é para esse tempo de mudanças , quando a saúde já não é mais a mesma, quando o dinheiro já não está sobrando, quando a paixão se foi, nessas horas é que o compromisso vai aparecer como o elo que mantém pessoas unidas até que passe a tempestade e recomecem a vida de amor em delícias.

Foi produzido um filme “Compromisso Precioso” que conta a história de um executivo de uma grande empresa, um homem de sucesso, que estava no seu momento bom da vida profissionalmente falando, mas que de repente vem a notícia, sua esposa está com o mal de Alzheimer. Ele tem que

9 7


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

decidir, se quer continuar com o sucesso profissional ou cuidar da esposa. A pressão sobre ele é enorme, porém, ele escolhe abandonar tudo, para se dedicar totalmente a ela. O compromisso, a palavra dada, o amor falou mais alto, pois ....“O amor nunca desanima, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.” I Coríntios 13.7

Ser compromissado é ser leal. E ser leal é ter o hábito de fazer sempre escolhas pensando no bem estar do outro. É não trair mesmo que tenha razões, é não macular, não ferir, não jogar sujo, não falar pelas costas ainda que tenha oportunidade. Lealdade não é algo que nasce com a pessoa, pois a Bíblia diz que os homens são maus desde a mais tenra idade, então, é preciso aprender a ser leal. Ser fiel a alguém é continuar acreditando naquela pessoa, ser leal é proteger, é não ferir, não aproveitar quem sabe da fragilidade momentânea do outro. O fiel crê, confia, segue, o leal protege, honra e defende se for o caso. Quem é leal não trabalha contra, faz do jeito que foi pedido para que fizesse, não muda a ordem das coisas depois que sai da presença. O leal não depende da presença do outro, quem é leal, o será em todas as circunstâncias. Lealdade acaba sendo a marca de alguém.

Tt.2.10 - “ não defraudando; antes, mostrando toda a boa lealdade, para que, em tudo, sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador.” (RC).

Outros textos que denotam compromisso conjugal.

“Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança. Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.” Malaquias 2:15,16

“Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente. E porque, filho meu, te deixarias atrair por outra mulher, e te abraçarias ao peito


de uma estranha? Eis que os caminhos do homem estão perante os olhos do SENHOR, e ele pesa todas as suas veredas. “ Pv 5:18-21.

Renovação de aliança conjugal.

Como disse anteriormente, gostamos de realizar a renovação de alianças em nossos eventos. É a oportunidade de se declarar novamente, de afirmar um amor, e de renovar promessas de amor e cuidado.

9 8


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O Marido diz a esposa: “Diante de Deus, da nossa família, e das testemunhas aqui presente, eu prometo continuar sendo fiel a você, terei a lealdade e benevolência como minhas companheiras, serei o teu protetor, te amarei com toda a força do meu coração e da minha alma, farei o que for preciso para proteger o nosso amor, e darei o melhor de mim para que estejas bem. Prometo ser um bom pai para os nossos filhos e um homem com dignidade. E para tanto empenho aqui a minha palavra e a minha honra, com a ajuda de Deus.”

A esposa diz ao marido: “Meu marido, da mesma forma, diante de Deus e destas pessoas aqui presentes, eu prometo a você, o meu amor, a minha fidelidade, e que me empenharei para ser a companheira que você deseja, estarei ao seu lado quer nos momentos bons ou naqueles mais difíceis; serei a pessoa com quem você poderá contar sempre; prometo a você o meu respeito e a minha admiração, e para isso, empenho aqui a minha palavra e a minha dignidade, na força e no poder de Deus. “

“ Caso alguém não ame a sua esposa

de modo que se perceba amada,

e nem cuide de seus filhos, Incutindo neles segurança com relação ao amanhã, então, a vida cristã desse alguém é uma mentira”

- o autor.


11ª coluna

Coesão, unidade.

“E lhes darei um mesmo coração, e um só caminho, para que temam todos os dias, para o seu bem,

9 9


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

e o bem de seus filhos, depois deles. E farei com eles uma aliança eterna de não me desviar de faze-lhes o bem; e porei o meu temor nos seus corações, para que nunca se apartem de mim. E alegrar-me-ei deles, fazendo-lhes o bem; plantá-los-ei nesta terra firmemente, com todo o meu coração e com toda a minha alma.” Jr 32:39-41

Vejo Deus se preocupando com a unidade do casal e com o bem estar dos filhos . Ter um mesmo coração é uma identificação na área dos sentimentos e emoções. Quanto mais identificação houver, maior será a alegria do casal em compartilhar as coisas boas da vida, e durante os dias maus, terão pensamentos e atitudes parecidas na busca da solução. Deus trabalha para que o casal tenha esse mesmo coração e também fará com que tenham um mesmo caminho, uma direção única para que não se choquem. A proposta do Senhor é que haja sempre uma boa jornada. Andar no mesmo caminho é olhar para o futuro com a mesma perspectiva e expectativa. Essas fazem mais do que unir o casal, trazem unidade , que são coisas diferentes. Muitos casais são unidos, estão juntos, mas a receita de Deus é mais do que estar unido, é estar em unidade. Para melhor entendermos essa diferença entre estar unidos e em unidade, vou exemplificar: Estar unidos é quando se tem três batatas juntas. Estar em unidade é quando se tem três batatas cozidas e você as amassa, tornando as três em uma só, de forma que não é possível divisar as partes.

Em Mt 10:5-6,Jesus diz: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

Ser um só faz com que o casal permaneça em unidade e assim eles se tornam mais fortes para lutar contra as adversidades que surgirem.

O tornar-se uma só carne se consuma com o ato conjugal, no entanto, é algo mais profundo do que o próprio ato sexual. É uma manifestação de desejo de tornar-se ligado um ao outro de modo que não se pode separá-los. E ambos se envolvem com o propósito de se cuidarem mutuamente, sendo um o complemento que o outro precisava. Eles são uma só carne no entendimento, na alegria, nas aspirações, nos objetivos, nos pensamentos, nas ações, no comportamento, e no envolvimento físico.


Em Ecl 4:12 fala do casal que se une e termina dizendo que o “cordão de três dobras não se arrebenta com facilidade”. É exatamente isso, quando um está fraco o outro o encoraja, quando um está caído o outro o levanta e se vier alguma coisa contra eles, juntos eles resistirão e serão vencedores, porque eles formam o cordão de duas dobras, mas com a presença de Jesus, o cordão será de três dobras. Outro dia escrevendo um artigo para o nosso blog escrevi assim: “ Somos um

1 00


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

com alguém quando temos tanto do outro dentro de nós que não se pode divisar facilmente, quem é um e quem é o outro, pois o modo de pensar, de ser , e de viver são muito parecidos.”

“ O amor faz o homem colocar de lado os comportamentos

infantis e abraçar as responsabilidades para

bem conduzir sua família.

Ele o faz defender sua esposa, prover para os seus filhos, e dar sua vida se eles estiverem em perigo. O amor motiva o homem a confrontar a injustiça e

o faz cruzar um oceano para

lutar pelo seu país.” Autor desconhecido.

12ª coluna


Consenso, acordo.

“Andarão dois juntos se entre eles não houver acordo? “ Am 3.3

É necessário aprender a decidir em grupo, como uma família ou como casal. Em alguns casos, depois de ouvir a esposa, o marido é quem “bate o martelo”, mas é de bom alvitre, em nome da paz , que ele aceite e respeite a opinião da esposa.

Na verdade não é importante quem decidiu ou de quem foi a ideia, mas o resultado que ela trará, isso é o que interessa.

Especialmente nos assuntos importantes, o casal deve decidir junto, em consenso, buscando o melhor para os dois. Pensar com altruísmo é o que se espera para chegar a um comportamento assim. Quando se pensa com egoísmo, então, não haverá consenso. Penso que diante de alguns

1 01


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

quadros da vida, saber negociar e ceder quando for o caso é uma postura que solidifica o relacionamento, traz alegria para ambos. Ser flexível não é ser frágil e inseguro, e o bom da vida é saber que quase sempre é possível mudar de opinião sem que isso denote qualquer tipo de constrangimento.

O marido deve entender que sua esposa é sua auxiliadora, e é competente, capaz e deve ser sempre consultada, ouvida e quando é o caso deve ser aceita a sua sugestão, e isso com alegria. Quem não dá espaço para a esposa é porque se sente superior e não necessita do apoio dela, daí vem a pergunta que precisa de resposta: ” Por que se casaria alguém que é completo em si mesmo.”

Ilustração:

Conta-se que na carpintaria houve uma estranha assembleia. Foi uma reunião das ferramentas para acertar suas diferenças. O martelo exerceu a presidência, mas os participantes lhe notificaram que queriam sua renúncia. A causa? Fazia demasiado barulho e, além do mais, passava todo o tempo golpeando. O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo. Diante do ataque o parafuso concordou, mas por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entretanto sempre em atritos. A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo sua medida, como se fora o único perfeito. Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material e iniciou o seu trabalho. Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente a rústica madeira se converteu num fino móvel. Quando a carpintaria ficou só novamente, a assembleia reativou a discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse: “Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos, e concentremo-nos em nossos pontos fortes.” A assembleia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para lixar asperezas, e o metro era preciso e exato. Sentiram-se então como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade. Sentiram alegria pela oportunidade de trabalhar juntos. O mesmo ocorre com os seres humanos.

Conclusão:


Quando o casal constrói uma relação com bases nesses pilares, dificilmente a casa deles se desfará, antes, porém, será cada dia mais fortalecida. Ainda que os anos passem, estarão ali, juntos, passando pelas transformações que o tempo impõe, tendo o lar como um bom lugar para se estar.

Jesus disse à respeito de dois andarem

juntos: “ Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei

de mim

1 02


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

que sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para vossas almas”. Puxa, isso é demais! Imagino Ele dizendo: “ Entre debaixo da minha canga, entra comigo nela, e vamos caminhar juntos, vamos construir algo bonito que valha a pena, venha que eu te ensino a caminhar, venha que sou paciente e tolerante, venha e aquiete o teu coração, vou cuidar para que não se canse da caminhada.” Os judeus entenderam bem o que Jesus estava dizendo. Naquele tempo, colocavam dois bois numa canga ( jugo), porém tinham o cuidado de colocar um boi experiente, manso, tranquilo, forte, para caminhar junto de um boi novo, despreparado e afoito. Dessa forma, o boi “velho” ensinava o mais novo a caminhar e trabalhar, e era preciso que ambos tivessem o mesmo sentido de direção, e empregassem a mesma potência física, pois assim, não havia sobrecarga para nenhum dos dois. Andar debaixo da mesma canga com alguém e com Jesus, é certeza de alegrias, com lutas e vitórias.

Caro leitor, você deve examinar a sua própria relação, observando o que já conquistou e o que ainda falta para solidificar ainda mais o amor bonito que possuem. Que você encontre essas colunas na sua relação e decida não abrir mão de nenhuma delas, porque elas serão garantia de que “o que Deus uniu o homem não separe”.


1 03


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

4º MÓDULO

A INTIMIDADE DO CASAL

Diferentes na hora do amor

Acreditamos que os melhores maridos e esposas que alguém possa ter são aqueles que já tiveram uma experiência com Cristo, pois num casamento assim, eles podem desfrutam do amor em todas as suas nuances com total confiança , pois o abuso não tem vez, o respeito é constante, e a alegria perene.

Um cônjuge cristão será alguém cultivará virtudes como bondade, amor, mansidão, bom entendimento, fidelidade, ternura , entre outras tantas. Olha quanta coisa boa podem ser encontradas num cônjuge cristão.

Ao contrário do conceito do mundo de que o amor verdadeiramente EMOCIONANTE se encontra fora dos limites do casamento, as Escrituras deixam claro que a segurança fornecida por um relacionamento conjugal exclusivo e vitalício ( por toda a vida) é justamente o que permite a satisfação e realização sexual tanto do homem quanto da mulher. Libertos do egocentrismo do


pecado e com a maior confiança podem desfrutar um do outro sem medo de rejeição, abuso ou dominação. (Deus, casamento e família (Andreas J. Köstenberger – David W. Jones, editora Vida Nova)

É importante que os casais cristãos conheçam as delícias do sexo sem necessidade de entrarem nas relações pecaminosas. Por outro lado não é bom que eles vivam um sexo rotineiro e acomodado por achar que tudo é pecaminoso e sujo.

E o que falar com relação aos instintos sexuais do homem e da mulher, será que eles também são diferentes nessa área? Certamente que sim.

O que é preciso para um homem ter um momento de sexo com orgasmo e tudo? Só precisa de um lugarzinho e de uma mulher.

E como saber se ele está pronto para um momento de sexo? É só observar se ele está respirando. Eu brinco que um homem é capaz de sepultar a mãe de manhã e transar a noite. Para a mulher isso não é tão fácil assim.

1 04


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

E o que é preciso para que uma mulher tenha um momento de sexo com orgasmo e tudo? É preciso que suas emoções estejam bem, que o homem trabalhe com o coração dela, que haja romantismo, afeto e ternura.

O homem transa e a mulher tem um romance, um caso de amor com seu homem. Ela se envolve emocionalmente no relacionamento sexual. É por isso que os homens tem mais propensão para o adultério, pois nesse caso ele não visa ter um encontro de amor, mas sim, quer ter um orgasmo, nada, além disso.

A mulher pensa em uma relação de intimidade como uma conquista, algo muito maior que uma relação sexual.

O sexo para ambos é bom e prazeroso, na verdade uma delícia, mas não deve ser a única fonte de prazer para os dois.

Para o homem, chegar ao orgasmo é quase que natural, mas para ela, nem sempre isso irá acontecer e nem por isso deixa de ser prazeroso.

O sexo é exigente, cobra mudanças, não tolera rotinas demasiadas, para o sexo a palavra de ordem é “renovar ou morrer”.

Pastor Josué Gonçalves ensina que os casais devem dar ao sexo o que é do sexo, e a Deus o que é de Deus, sob pena do sexo vir a cobrar violentamente aquilo que é dele e não lhe foi entregue.

Entre os casais normais, o homem é quem mais pensa em sexo. Há estudos que mostram que 61% dos homens pensam muito naquilo, e entre as mulheres esse número cai, apenas 31% o fazem com constância. A média dos casais brasileiros é de dois a três relações sexuais por semana, mas os índices mostram que apenas 8% das mulheres são felizes sexualmente, e entre os homens, 16% são felizes sexualmente (dados do grupo de estudos da sexualidade do Hospital das Clínicas em São Paulo)


Apenas 30% das mulheres tem orgasmo em suas relações sexuais, e 25% delas não tem nem mesmo prazer sexual.

A boa notícia é que 95% das doenças e distúrbios sexuais femininos tem cura, daí a importância de buscar ajuda médica quando necessário.

Quanto as maneiras pelas quais são estimulados para o sexo, o homem, tem como principal estímulo a visão e as mulheres são estimuladas pelo tato ( carícias) , pela audição ao ouvir coisas agradáveis, e pelo olfato, por isso o seu homem deve ter um cheiro bom.

Outras diferenças sexuais:

1 05


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

• 1.Auge sexual: Ele aos 16 anos, ela aos 40-45 anos.

• 2.Impulso sexual: O dele é 10 a 20 vezes maior que o impulso dela, mas depois se equipara quando ela se encontrar com uma idade próxima de 40 anos e chegando ao seu auge.

• 3.Ele Aprecia o Sexo para relaxar, ela aprecia se estiver bem de cabeça, com suas emoções

serenas e em paz com ele.

• 4. Para ele o sexo é fisiológico, para ela é romance.

• 5. Ele precisa de sexo para oferecer amor, ela precisa de amor para oferecer sexo.

• 6.Para fazer sexo ele só precisa de uma mulher e um cantinho, ela precisa de envolvimento

emocional.

• 7.Ele tem Maior sensibilidade nos órgãos genitais, onde gosta de ser tocado. Ela tem grande sensibilidade em todo o corpo.

Preserve seus momentos de intimidade conjugal.

A intimidade do casal deve ser tratada como algo “sagrado”, "intocável", tão importante que nada pode ameaçá-la ou perturbá-la.


O lugar mais comum onde o casal se encontra para suas intimidades é dentro de sua própria casa, e é exatamente dentro dela onde a luta contra os "inimigos" deve acontecer.

Os filhos pequenos são os maiores concorrentes da intimidade, quando não , o telefone que não dá sossego, a novela, o futebol do marido, o notebook, tablets, celulares e outras parafernálias da tecnologia, e assim o tempo passa e o casal vai se acomodando nessa rotina doentia, onde a intimidade vem sempre em segundo plano.

É comum casais que depois de priorizarem tantas outras coisas já não têm mais energia para a intimidade, o que restou de si mesmo não é suficiente para um tempo curtindo um ao outro.

O casal que não preserva o seu momento a sós, a sua intimidade, em algum momento isso vai se manifestar como uma doença no relacionamento.

Precisamos entender que o casal vem antes de tudo. O casal vem antes dos filhos, o casal vem antes

1 06


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

das coisas.

Por ser a intimidade tão importante, uma questão de saúde relacional, é que nós devemos lutar contra tudo que ameaça o tempo de intimidade conjugal.

Mais isso, sabemos que não é fácil, é uma conquista e deve ser não apenas conquistada, mas acima de tudo preservada, pois muitos até conseguiram priorizar a intimidade, mas não tiveram forças para preservá-la.

No caso dos filhos pequenos é colocar horário certo para irem para a cama. É obvio que em alguns casos, vai haver choro e protesto, mas mantenha posição firme, você vai vencer essa barreira, é preciso ser firme.

Os filhos não podem ficar dormindo com os pais, não. Eles têm que ter o seu quarto, a sua cama, e horário para se recolherem.

No caso de filhos adolescentes, às vezes ficamos preocupados pelo fato de eles estarem acordados, mas é besteira da gente, eles precisam saber que o pai e a mãe deles têm vida íntima e valorizam isso.

Se recolham mais cedo, fechem a porta do quarto e pronto. O fato de eles verem você dois tendo essa rotina boa de se trancarem no seu quarto, será um bom ensinamento para eles.


Quanto às demais coisas, é questão de priorizar, às vezes é o caso de desligar tudo que possa incomodar como TV, Internet, celular, e etc. É ordenar a agenda de tal maneira que a intimidade do casal seja garantida.

Se a gente não fizer do tempo de intimidade, uma prioridade, então, logo, logo, vamos ter problemas por causa disso.

O bate papo, a conversa boa, as amenidades, o riso juntos, tudo isso gera saúde emocional. O sexo é algo que pode acontecer ou não, se ele acontecer será o coroamento daquele instante, mas de qualquer forma não é um imperativo.

Valorizar o tempo de intimidade é valorizar o outro, é dizer que ele é importante, é dizer que você

1 07


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

quer ouvi-lo, quer estar com ele.

Conta-se de uma experiência feita em laboratório para fins de se conhecer a necessidade de relacionamento do ser humano, então pegaram três coelhos em três gaiolas distintas, o primeiro recebeu como companheiro de gaiola uma coelha de sua espécie, o segundo recebeu um coelho de pelúcia e um terceiro permaneceu solitário. O tempo passou e o primeiro coelho a morrer foi o que estava solitário, o segundo coelho a morrer foi o que estava com o coelho sem vida (pelúcia) e o último coelho a falecer foi o que tinha uma companheira. Isso nos dá uma mostra da importância do relacionamento. Até os animais sabem disso, enquanto o ser humano parece estar se esquecendo.

As pessoas hoje passam horas na internet, no MSN, mantendo conversas muitas vezes superficiais, outras vezes mentirosas e desprezam um manancial de relacionamentos que é o seu cônjuge.

Em qual gaiola nós estamos? Na gaiola da solidão, na gaiola com um cônjuge de pelúcia (sem vida) ou na gaiola onde há relacionamento?

É tempo de voltar atrás e se relacionar melhor. É tempo de cura. É Tempo de saúde no relacionamento.

No livro de Cantares, os amantes dizem: “ O meu amado é meu e eu sou dele”. Que assim seja com você também.


Falta de interesse para o sexo:

Sabidamente, os homens têm maior interesse pelo sexo do que a mulher. Daí o cuidado para que isso não atrapalhe a vida do casal, ou mesmo seja argumento para um eventual adultério, como na prática temos visto. O homem respira sexo, 82% dos homens pensam muito em sexo, e apenas 36% das mulheres pensam muito em sexo. Grande parte das mulheres pensa pouco sobre isso, agora, já imaginou, um homem que pensa muito em sexo, casa-se com uma mulher que pensa pouco nele. Se não houver diálogo e concessão, poderão advir problemas, por isso que Paulo recomenda que um não se negue ao outro, e também que não se afastem sexualmente por muitos dias, exceto para orações e jejuns, e isso com o consentimento da outra parte. ( I Co 7.5).

A verdade é que o sexo é um grande prazer para ambos, mas não deve ser o único prazer que se tenha na vida. Os conselheiros financeiros ensinam que uma pessoa não pode colocar todos os ovos

1 08


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

numa mesma cesta, pois pode quebrar ou se perder, querendo com isso dizer que devemos variar a forma de investir o dinheiro da família. Também podemos aconselhar os casais a buscarem outros prazeres além do sexo, como passeios juntos ou em família, atividades esportivas, recreativas, espirituais, culturais e outras.

A rotina também é um grande inimigo da vida sexual do casal. É interessante se ter um programa para se viver sexualidade de uma maneira mais intensa. Quando se é jovem, tudo é muito novo e as descobertas são constantes, mas depois de certa experiência, onde nada mais é tão novo, é preciso ter sabedoria sexual.

O livro de Cantares fala do amor conjugal, do relacionamento de um homem com sua mulher e ela se apresenta como sendo muito ativa, que procura o marido, que se prepara para recebê-lo, que sente saudades dele, que perfuma a sua cama, que veste uma roupa sensual, que fica bonita para ele, que prepara uma noite de amor fora de casa, que tece elogios sobre o seu corpo e sua beleza, que se diz amada por alguém que é doce no seu falar, um homem totalmente desejável.

Sempre que estiver havendo uma queda na vida sexual, é preciso ser considerada fatores outros como estresse, dívidas, excesso de trabalho, doenças, problemas hormonais, e buscar a solução em cada caso.

Dr. Tércio Ribas, fala sobre o esfriamento sexual.

É do conhecimento de todos que o povo latino tem um desejo sexual mais intenso que outros povos. Isto é comprovado em estatísticas com que vez por outra nos deparamos. Entretanto uma queixa que


encontro a todo momento em meu envolvimento com casais, nas palestras, é o tema em que estamos abordando: "Por que não transamos?"

Há muitas razões para um parceiro evitar o outro dentro do casamento. É lógico (e eu não sei como tem gente que não entende isso), que quando um faz uma grosseria para o outro, resulta numa revolta e, por conseguinte, numa "greve" por alguns dias até que a mágoa passe. Mas, e quando não há esta briga e não há motivos aparentes para não se transar, por que não se transa?

Não quero me referir àquela situação em que ele está doido de vontade de transar e ela também, mas fica esperando a iniciativa do outro de começar, porque precisam quebrar o gelo de um silêncio, eleito como forma de agressão, já por alguns dias, e que precisa ser desfeito.

1 09


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Quero me basear na situação em que "de graça", sem motivo algum aparente, quando ele não faz nada ou ela também não fez, mas a relação "não sai ". Por quê?

Quando isto acontece, mil ideias passam na cabeça de uma parte, porque a outra sabe perfeitamente bem o motivo de não querer transar. "O que está havendo com ele?" "Por que ela está me evitando?"

Uma pontinha de orgulho impede que estas perguntas venham à tona, porque culturalmente sempre se acredita que o carinho precisa ser espontâneo e não cobrado, pois aí ele já perdeu "não sei quantos por cento" do valor. E, com isto, a situação se prolonga por um tempo maior do que deveria, tornando-se muito perigoso.

Certa vez , uma mulher me contou que um problema ginecológico relativamente simples para mim, mas que lhe trazia muita vergonha, fez com que ela evitasse a relação por um bom tempo, não revelando nada ao marido. Recentemente, fiquei impressionado com um jovem esposo que me fez olhar para sua mulher e me confidenciou que estava perdendo o interesse por ela, pois engordara muito e não era mais aquela menina graciosa com quem ele se casara. Algumas mulheres já se queixaram a mim de desinteresse pela falta de criatividade de seus maridos. Outras vezes, os maridos reclamam da falta de iniciativa por parte das mulheres, as quais são consideradas por eles como frias (na realidade isto pode muito bem ser uma defesa da mulher contra uma relação que lhe trás dor ou mesmo até ter a impressão de que com esta sua iniciativa o marido possa lhe rotular como leviana). Muitas mulheres vão diminuindo conscientemente o ritmo sexual por absoluta alta de orgasmo.

Acontece que na maioria destas e de outras situações não se discute o problema, geralmente com medo da incompreensão do (a) outro (a) e ele (a) fica pensando: "O que está acontecendo com ela (e)?"


Com facilidade, se chega a uma triste conclusão que este desinteresse vai aumentando progressivamente. Tanto estas situações não diagnosticadas, como aquelas em que é evidente a causa (quando a mulher põe o dedo na cara dele e diz com a voz meio rouca: "Tudo bem ...Não tem problema...), são extremamente perigosas.

Quando você insiste em desagradar a (o) parceira (o) naquilo que ela (e) gostaria que você fizesse e isto se repete, se repete, se repete ... o casamento vai literalmente "enchendo o saco" e, às vezes, é por aí que começa o desinteresse.

Um dos primeiros, senão o primeiro, sentimento que nos desperta o sexo oposto é algum tipo de admiração. Não dá para amar alguém que não admiramos. E não é apenas a questão física, mas a

1 10


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

intelectual, o companheirismo, etc. É agradável conversar com alguém que busca conhecer outros assuntos além daqueles que lhe são comuns ao trabalho, aos filhos... alguém que se importe pelos seus interesses. Num relacionamento conjugal quando acaba a admiração, tudo começa a desmoronar. A libido está ligada diretamente à admiração, seja ela física ou de sentimentos. Não dá para desejar alguém que não admiramos em nada.

As repercussões deste desinteresse são muito marcantes em nosso dia-a-dia. As nossas ações, nossas atitudes de modo geral são movidas pelo humor que nos acompanha. É completamente diferente você receber um colega de manhã no trabalho que te saúda assim: "Bom dia!!!!!" É muito mais fácil de se conviver com uma pessoa assim, alegre. Ele até produz melhor. Ela passa a ser mais simpática com a vizinha o dia inteiro (como a sociedade exige do crente!).

Nas palestras que faço, apesar de falar de sexo, de anatomia, a cada momento eu me refiro à espiritualidade. E sabem? Um bom relacionamento melhora muito a espiritualidade. Eu estou habituado (e feliz ) de ver isto na prática.

Preocupo-me tremendamente quando encontro uma parte do casal que chega pra mim e diz que quando vai dando a hora de chegar em casa aparece uma tristeza, porque o ambiente no trabalho é tão bom com os colegas e ele (a) tem certeza que ao entrar em casa irá encontrar um clima péssimo. A vontade é de não voltar e continuar na rua com os (as) amigos (as).

Fora de casa há uma competição muito desigual. Mulheres esculturais exibem os seus corpos semi-nus, exibindo uma sensualidade intensa e chegando ao ponto de até "cantar" o homem. Homens lindos exibem seus músculos, determinando às vezes comparações totalmente opostas a alguns maridos. A situação deste articulista que você está lendo neste momento é um caso típico. Meu corpo é totalmente definido. Não tenho uma "capa " de gordura. É pele e músculo. Há uns 35 anos o meu peso é aproximadamente 52 Kg. Sou um cara magro “pra caramba”.


Muito longe de querer me igualar àqueles sujeitos "marombeiros" que têm corpos fantásticos.

Estas comparações são muito perigosas e, às vezes, não nos apercebemos do que estamos fazendo.

É preciso que o relacionamento do casal supere a todas estas situações.

Temos que fazer tudo para que os nossos lares sejam lugares para aonde sintamos vontade de voltar correndo, por ser o melhor espaço do mundo para se morar e viver, onde você é valorizado (a) e querido (a) por todos. Cada um tem a sua cota de participação.

1 11


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Com certeza, o Deus que temos e que pode todas as coisas, está a fim de nos ajudar. Mas, muitas vezes, você ora neste sentido e fica esperando o milagre sem que faça nada de prático para esta melhoria e coloca para Deus que vai mudar uma porção de coisas para melhor, se Ele te ajudar. E Deus fica olhando para você com certa tristeza, querendo abrir a sua cabeça e colocar lá dentro: "Muda primeiro, meu filho, que eu te abençoo depois". Até quando ficará assim? Você esperando de Deus e Ele esperando de você?

Se nós reagimos assim, eu fico imaginando Deus, quando da mesma forma você insiste em pecar o mesmo pecado e "jura" que não vai fazer isto novamente mas acaba caindo outra vez no mesmo erro. Talvez pudesse considerar que, neste caso, você estará dando trabalho demais para Deus, ao abusar da Sua misericórdia.

Para todas estas situações citadas entrego a vocês um pensamento fantástico, que nos impulsiona para que abramos os olhos e sintamos como é importante melhorar o clima da casa: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora a fazer um novo fim".

A partir de um determinado momento você pode passar a pensar assim: "Eu não quero que o nosso fim seja deste jeito que parece que vai ser. Se eu quiser eu posso melhorar. Eu quero melhorar. Eu vou melhorar, em Nome de Jesus !!!" E , quando você pensa desta forma, eu vejo Deus abrindo um sorriso e dizendo: "Agora, sim, eu vou abençoar a este meu filho". Simplesmente porque você mudou e fez alguma coisa pela sua bênção.

De vez em quando a gente recebe a queixa que o interesse por outra atividade acaba provocando a resposta: "Já vou indo...", para a proposta de se ir embora ou para a de deitarem-se. Isto ocasiona ciúmes importante da televisão, do computador, do recém-nascido, ou até da própria Igreja, frustrando desejos e levando a posterior desinteresse. A outra parte sente-se incapaz de


despertar interesse. E isto acontece com maior frequência com casais já com alguns anos de casados.

Tenho a perfeita noção de que o sexo não é tudo no casamento. Mas também considero que é uma parte muito importante. E, porque desde criança se sabe que esta é uma área com muitos desajustes,

é que procurei me especializar em Sexualidade para ajudar aos casais de nossa comunidade com palestras, esclarecendo detalhes fantásticos da anatomia sexual, criados de uma forma perfeita por Deus.

Temos um inimigo que tem conhecimento ainda maior de tudo isto que estamos tratando e, covarde como é ele não deixa passar uma chance para promover o afastamento entre o casal. E suas armas são sutis a tal ponto que quando percebemos ele já conseguiu nos fazer pecar contra Deus e contra

1 12


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

nosso (a) parceiro (a).

Ás vezes, chega uma fase em que o casal passa a viver como bons irmãos e tornam-se excelentes sócios na criação dos filhos, na compra do supermercado, no pagamento das contas, etc. Isto é interessante. Mas é o ao mesmo tempo bastante perigoso, quando uma das partes ainda preserva o apetite sexual e sofre pela sua falta.

(Dr.Tércio Ribas é membro da Primeira Igreja Batista de Madureira, médico ginecologista, obstetra, cirurgião, com Pós- graduação em Sexualidade.

Meu marido não quer sexo.

Meu marido não quer transar comigo! -Ela reclama. Aos mais desinformados parece que isso não acontece com os homens, apenas com as mulheres, mas creiam, isso é comum acontecer com os homens também. E abaixo vamos enumerar alguns motivos que podem levar a isso. Mas veja bem, estamos tratando de possibilidades, de algumas causas possíveis, então tome a informação como algo para se refletir e não para provocar uma briga com o marido, aqui, exige-se maturidade.

Causas possíveis:

1- Ele estaria tendo um caso com outra mulher.

2-Estaria se masturbando.


3-Viciou em pornografia. (Observar o tempo que passa no computador, e o que nele faz.)

4-Estaria doente, precisando de alguns complexos vitamínicos.

5- Estaria tomando hidroclorotiazida, anti hipertensivo, predinisona? Esses remédios provocam falta de libido e mesmo a impotência.

6-Estaria endividado ou com stress muito alto.

7-Estaria muito empolgado com um projeto novo.

8-Ele tem preguiça sexual, foi diminuindo a frequência e agora não quer mais.

9-Andropausa ( menopausa masculina). O uso de viagra pode ajudar muito.

10-Falta de iniciativa por parte dela.( ela é apática demais e não estimula o homem)

1 13


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

11-Nível baixo de testosterona ( hormônio sexual masculino- mal que afeta 11% dos homens. Sintomas que indicam que o nível de testosterona está baixo -perda de massa muscular, fadiga, cansaço, disfunção erétil, mau humor- falta de libido.

12-Está com impotência situacional, ou seja, algum problema emocional ( trabalho, medo, insegurança, dividas, depressão, ansiedade, etc) o estaria impedindo de ter ereção. Fonte :Womans Day

Observação: A esposa deve ser observadora e acompanhar os hábitos dele, e logo saberá que tipo de problema o está afligindo. Na maioria das vezes, há cura ou solução para o problema. O médico deve ser consultado. Deve-se ter o cuidado de não ir logo fazendo acusações sobre masturbação, pornografia, e adultério, pois isso pode não se confirmar e piorar ainda mais a situação.

Manter um bom casamento é suprir as necessidades do outro.

“A alma farta pisa o favo de mel, mas para a alma faminta todo amargo é doce.” Pv.27.7

O sábio está dizendo que quando alguém está suprido em suas necessidades alimentares ele despreza o precioso mel, entretanto, aquele que está com fome, até o que não é tão apetitoso, se transforma em objeto de desejo.

E assim acontece também com relação às necessidades sexuais e emocionais do casal.

A grande necessidade dela é de afeto, ternura e de carinho ( e sexo, afinal ninguém é de ferro) e o marido carece de uma maior atenção quanto aos seus impulsos sexuais.


Outro dia uma amiga pastora estava falando do cuidado que uma mulher tem que ter durante o período de sua gravidez e de outros momentos que levam a uma abstinência sexual, de modo a não expor a risco a fidelidade do marido.

Ela não deve abandoná-lo e sim fazer o que for possível e prazeroso suprindo-o dentro do quadro em que se encontra, e achei de muita valia o seu ensino e pensei: “A mulher que atenta para isso é a mulher sábia que edifica a sua casa”.

Para o homem , amor é sexo e para ela, sexo é amor. Ele tem mais facilidade em oferecer amor quando recebe sexo, e ela em oferecer sexo quando recebe amor. E assim aprendemos que o marido estando suprido sexualmente, não terá olhos para outra, não sucumbirá a uma tentação com

1 14


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

facilidade, pois está farto e despreza o mel. Porém, se o marido está carente, então, até a mulher menos qualificada poderá provocar nele sentimentos e desejos, ainda que pecaminoso.

E a mulher também passa por isso, ela deve estar emocionalmente bem, se sentindo querida, amada pelo seu homem, recebendo dele carinho em profusão de maneira que o intruso não terá vez. Pense nisso, viva isso.

Como diz o pregador: “ Quem tem um carrão na garagem, não procura fusquinha na rua”.

Como uma mulher conquista o coração do marido.

Infelizmente a sexualidade nas igrejas cristãs ainda é um tabu e nossa liderança não se dá conta do mal que isso vem provocando na família cristã, onde as mulheres estão perdendo os seus maridos para a internet, para a amante, ou vivendo uma vida infeliz dentro de casa.

A Bíblia em Provérbios 5 nos conclama a usufruirmos da vida sexual como uma benção de Deus, obviamente vivida dentro do casamento. Paulo em I Coríntios 7 chega a determinar que o marido e mulher transem para que não sejam tentados a cair nos braços do adultério.

O sexo satisfatório exige inovação. Ele deve surpreender, variar, se renovar. O casal deve usar a criatividade para que não se torne algo mecânico, sem gosto, parecido com chuchu, sem sabor e vida.


Muitos estão indo para a cama apenas para cumprir com o dever de ofício e este tipo de sexo não gera cura das emoções, não desperta sentimentos ternos de apego e cumplicidade. Às vezes, pode até afastar o casal em virtude de ser um enfado.

Casais estão indo para cama mais tarde como via de fuga, outros estão arrumando coisas para fazer para evitá-lo. Essa não a vida abundante, não é o usufruir das delícias do sexo que vemos no livro de Cantares.

E quando se abraça a fé cristã, o sexo fica limitado a uma mesma mulher e a um mesmo homem, então, o que fazer para que seja o melhor possível e se constitua em um dos pilares de sustentação de um relacionamento.

A mulher de Provérbios 7 não serve como modelo para nenhuma cristã, mas algumas de suas atitudes podem ser objeto de reflexão para que a mulher cristã aprenda o jogo da conquista e assim

1 15


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

seja a dona do coração de seu homem e viva o amor com intensidade.

Vamos compreender isso, meditando em Provérbios 7:10-22.

1) Ela se veste para o amor e toma a iniciativa, verso 10- A mulher veio ao seu encontro, vestida como prostituta, cheia de astúcia no coração.

2) Ela é provocante, verso 11- Ela é espalhafatosa e provocadora;

3) Ela o procura não fica esperando, verso 12-ora está ela pelas ruas, ora pelas praças, espreitando por todos os cantos.

4)Ela é mulher de atitude verso 13- Ela agarrou o rapaz, beijou-o e lhe disse descaradamente...

5) Mostra que é ele o seu desejado, verso 15- Por isso saí para encontrá-lo: vim a sua procura e o encontrei.

6) Prepara o ambiente onde o amor acontece, verso 16- Estendi sobre o meu leito cobertas de linho fino do Egito.


7) Usa um perfume bom, verso 17- Perfumei a minha cama com mirra, aloés e canela.

8) Ela estimula, desperta sexualmente seu amado, verso 18 -Venha, vamos embriagar-nos de carícias até o amanhecer, gozemos as delícias do amor!

9) Suas palavras são doces e os elogios para o seu homem são fartos, verso 21- com a sedução das palavras o persuadiu e o atraiu com a doçura dos lábios.

10) A conquista se consuma, ele se torna prisioneiro do seu amor, verso 22- Imediatamente ele a seguiu como o boi levado ao matadouro, ou como o cervo que vai cair no laço...

Percebe como se pode incendiar um relacionamento conjugal?

Saia da mesmice, do compasso de espera e seja feliz com seu marido.

1 16


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Depois do amor ele vira e dorme.

O pós ato sexual muitas vezes só é comentado à nível de chacota. A coisa é mais ou menos assim:

-Ah!, meu marido vira a cara para a parede e dorme!!!

É uma desaprovação feminina da atitude de seu marido, que depois do orgasmo vira do lado e dorme gostosamente.

Bom, inicialmente, é preciso lembrar que realmente o homem faz isso por uma questão fisiológica, visto que depois de alto um consumo de energia, o guerreiro precisa realmente dormir para se recuperar, é um mecanismo de defesa do organismo. Entretanto, isso não é algo insuperável, algo que não possa ser mudado, é só uma questão de .... amor.

Lendo o Livro Amor e Felicidade no casamento, de Fritz Kahn, Boa Leitura Editôra SA, ele traz um ensino que achei interessante, e é possível que possa interessar aos maridos que querem amar através de atitudes e não somente de palavras.

Parece-me que nós homens não gostamos muito que alguém nos ensine a fazer amor com nossas esposas, especialmente se quem “ensina” é outro homem, mas ainda assim quero me arriscar.

Então aqui reproduzo o texto que me chamou a atenção no referido livro:


Epílogo do ato sexual:

“ No homem a curva da excitação cai tão abruptamente como subiu. Na mulher ela se extingue com a mesma suavidade com que se elevou. Nessa fase terminal a mulher sente forte anseio de amor. Manifesta-se de novo nela o poderoso instinto do aconchego. A realização do ato sexual não é prova de amor, é ato instintivo. Sempre e com razão a mulher suspeita que o homem não a desposou por amor, mas só por ser ela anatomicamente uma mulher. No prelúdio ( início) e no epílogo( final) revela-se se o homem ama a mulher com quem pratica a cópula ou se apenas a usa. Na maioria dos casos, o homem fica extenuado após o ato sexual. Em muitas espécies animais o macho jaz no chão, prostrado, como morto...O homem egoísta dorme então o sono do senhor. Em nenhum jornal humorístico falta a figura do mau marido, que se virou para a parede e dorme, enquanto a mulher está acordada ao seu lado. O verdadeiro amante, porém, permanece acordado ou desperta após alguns minutos do sono letárgico em que a fadiga o lançara e de novo se volta à esposa, pois sabe que ela anseia por provas de amor, amor humano, não sexual. Deve tomá-la nos braços, apertá-la

1 17


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

contra si, afagar-lhes os cabelos e os ombros, pousar-lhe a mão no corpo, no regaço, sem querer excitá-la, fazendo-a entender, em silêncio, que a

suporta , protege e estima, naquela noite e sempre, como sua companheira, para o amor, para a vida. Isso é matrimônio. O mais belo é quando, dos dois a mulher adormece primeiro e nos braços do amado voa de mansinho para a terra dos sonhos. Na manhã seguinte ambos despertam revigorados e sentem rejuvenescidos e não só o sentem, como de fato o estão. O matrimônio começa de novo, pela manhã, após cada ato sexual.

Muitas mulheres se sentiriam amadas pelos seus maridos se simplesmente ao invés de virar do lado e dormir depois do orgasmo, houvesse um abraço, um adormecer nos braços um do outro, ou quem sabe, um pouquinho de carinho logo após o ato. Isso é o que gera cura da alma, faz bem para o amor, melhora o humor na relação.

Um jardim fechado, exclusivo.

Ct 4:12 “Jardim fechado és tu, irmã minha, esposa minha, manancial fechado, fonte selada.”

A alegria de tê-la com exclusividade enche o coração do amado. Ele tem convicção de sua honestidade e respeito para com ele.

É Fonte selada, onde só bebe daquela água aquele que a selou para si mesmo. É assim que ele a vê.


Sabemos de muitos homens casados que estão sofrendo angústias profundas por não confiarem em suas esposas. Alguns com sérias razões para tal, outros nem tanto. Vivem da insegurança, da incerteza do amanhã. Será que o meu casamento vai sobreviver? Será que vamos criar nossos filhos juntos? Será que ela é fiel a mim?

Veja aqui a receita bíblica para um lar viver em paz:

“Eis as coisas que deveis fazer: Falai a verdade, cada um com o seu companheiro; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas. E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu companheiro, nem ame o juramento falso; porque a todas estas coisas eu aborreço, diz o Senhor..”(Zc 8:16,17)

Aqui o Senhor nos ensina que se queremos viver bem dentro de nossas próprias casas, é preciso que não haja mentiras, enganos, mas sim, justiça e verdade. Quem quer viver uma relação de paz deve se empenhar em não dar motivos para a desconfiança. Evitar o mal é importante, mas evitar a mera

1 18


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

aparência do mal é ainda mais sábio. Não é o caso de Salomão, ele sabe a mulher que tem. E dessa certeza ela toma outra atitude e diz:

Ct 8:6 “Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do Senhor.”

Tenho aprendido que as mulheres precisam ter o amor do marido reafirmado vez ou outra. Elas precisam saber que ainda são amadas. Ele, Salomão, faz exatamente isto, reafirma o seu amor. Ele quer ser o dono daquele coração. O seu amor é intenso, tão certo e poderoso quanto a morte, algo que nada pode abalar. O amor que ele experimenta é o tipo de amor que não guarda rancor, não se encoleriza, não arde em ciúmes, não faz o mal, um amor que sabe esperar pelo tempo de cantar. Se a morte é uma certeza, se ela é invencível, assim também é o seu amor por ela. Nada pode separá-los.

Depois de uma palestra sobre vida a dois, convidei os casais para fazermos a renovação dos votos que um dia nós fizemos diante de Deus. Foi um momento lindo. Declaramos, reafirmamos o nosso amor pelas nossas esposas. E quando terminamos aquele voto, em forma de oração, olhei e vi que muitas mulheres estavam com os olhos banhados em lágrimas. E naquele momento pude me dar conta da importância que elas dão ao ouvir de seus maridos que estão compromissados com o amor, que eles ainda se importam e as querem para si mesmo. Vemos muitos casais com sérias crises sexuais, e fico pensando, será que

o casal Salomão e a sulamita, têm problemas na cama? Será que o sexo que eles praticavam era mecânico, apressado, e sem paixão? Certamente que não. Eles cultivavam o amor com muito carinho, faziam da vida a dois uma prioridade, eles se deram um ao outro, arrumaram tempo para se curtirem. Para entendermos o final desta história, veja este convite que a amada faz:


Ct 7:11-13-“ Vem, ó meu amado, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias. Levantemo-nos de manhã para ir às vinhas, vejamos se florescem as vides, se se abre a flor, se já brotam as romeiras; ali te darei o meu grande amor. As mandrágoras dão cheiro, e às nossas portas há toda a sorte de excelentes frutos, novos e velhos: ó amado meu, eu os guardei para ti.”

Ela não se envergonha de fazer um convite para o amor. E tem todo um planejamento. Ela o chama para passarem a noite nas aldeias, e no amanhecer do dia fazer um passeio nas vinhas, passando um tempo observando as flores se abrindo e nesse lugar ela se entregará em amor a ele. Ela é observadora e percebeu que o amado está com “saudades” dela. Ela valoriza o desejo sexual dele e

1 19


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

contribui para que ele seja o melhor possível. Até um afrodisíaco ela preparou, que sãos as mandrágoras ( raiz com aspecto do corpo de uma mulher nua, que acreditavam ter poderes estimulantes para o sexo) E mais, para depois do amor, frutas para ele, pois ele ficará exausto.

Atente para o fato que ela arrumou tempo para os dois, em nome da continuidade do amor, tomou todas as providências para que desse certo. Vemos hoje os casais vivendo mal por causa de um sexo ruim. Ela diz: " Se ele me procurar, tudo bem.", então, vivem um amor pouco romântico e um sexo sem inspiração, deixando assim o relacionamento sem as novidades que ele exige. A sulamita era uma mulher que cuidava do relacionamento para que o amado tivesse "saudades" dela. Ele a desejava.

O sexo por obrigação, feito sem motivação, algo como que “sem sal e sem açúcar” tem sido um fardo pesado demais para os casais.

Ouvi alguém dizer que a maneira mais rápida de se acabar com a alegria sexual é casandose. Obviamente que discordamos, é só olharmos os ensinos de Cantares e aprenderemos o caminho da alegria sexual na vida a dois.

A sabedoria contida nesse livro é algo impressionante. Narra história de um tempo distante, mas com um tema atual e interessante. Deus tem razão. Ele tem razão sempre. Na sua onisciência, Ele tem o conhecimento que numa união conjugal é preciso que as necessidades estejam sendo supridas, as fisiológicas e as emocionais, caso contrário, este amor não resiste a prova do tempo.

O Livro de Cantares foi deixado para nosso ensino, para que nós usufruíssemos dele, um aprendizado de como nos relacionarmos romanticamente com o nosso cônjuge. Ainda bem que estamos descobrindo a beleza do amor através dele.

Infelizmente cristãos tem tornando comum aquilo que Deus santificou. E depois, não sabem por que acabam perdendo o cônjuge para o estranho. As mulheres, de um modo geral, tendem a ser passivas na hora do sexo, e isso, não é bom que seja assim.


O amor sexual é como brasa acesa que incendeia o outro. Se estiver apagada como acenderá a outra. O amor Eros é um amor exigente, carente de renovação. A mulher que não toma a iniciativa, também não consegue externar seus sentimentos mais bonitos. Permanece presa, não se liberta em virtude de alguma coisa ligada ao seu passado, quem sabe uma educação rígida demais ou um trauma experimentado. É como se sentir desejo sexual fosse algo pecaminoso. Outras vezes, ela teme a reação do marido, “o que ele vai pensar de mim, afinal de contas sou uma cristã.”

Preste atenção, ser cristão não é ser assexuado. Que as mulheres saibam que é importante tomar a iniciativa, pois é estímulo para ele , sentir-se-á desejado, e isso fará um bem enorme para o relacionamento.

O relacionamento, ao meu modo de ver, deve receber o cuidado necessário para que se prolongue no tempo e que haja satisfação.

1 20


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Em alguns momentos da vida, o casal mesmo se amando, experimentam um período sem sexo e acabam vivendo como dois irmãos. O casal não deve viver como irmãos, salvo em situações especiais e específicas.

Não se acomode, vocês não devem ser irmãos na cama, salvo por um período curto de tempo, quem sabe uma fase da vida em que estão lutando contra alguma situação externa ou para um tempo de consagração ( I Co 7: 3-5). Saibam que o sexo é assim, quanto mais se faz, mais se quer fazer, porém, quanto menos se faz menos se quer fazer.

Estes são passos para um leito viçoso, um leito que tenha vida, onde o amor e a paixão estão presentes, mas que não se inicia ali, na cama, mas no cotidiano da vida conjugal. Que o casal celebre o prazer de se pertencer, que os dois sintam saudades um do outro. Que a esposa se empenhe em ser agradável ao seu marido. Que ele seja doce no seu falar e totalmente desejável no seu proceder.

Vicio ou compulsão sexual.

Todos estes nomes, compulsão sexual, adição ,impulso sexual, vicio sexual, e outros mais tratam do mesmo problema, ou seja, o indivíduo, homem ou mulher, que tem necessidade de satisfazer-se sexualmente um número de vezes exageradamente maior do que o da maioria da população.

Para ser considerado uma doença o comportamento sexual compulsivo deve causar sofrimento emocional e proporcionar consequências interpessoais, seja nas pessoas mais próximas, nos amigos e na família.


Mas a compulsão sexual tem cura ?

Seguindo os parâmetros do AA, o Grupo DASA (Dependentes de Amor e Sexo Anônimos) efetua reuniões para quem busca ajuda em uma de suas unidades, espalhadas por várias capitais brasileiras.

Outro recurso é a terapia que utiliza, em alguns casos, medicação para atenuar a ansiedade concomitantemente com as sessões. Raramente é necessária a internação em clínica para um tratamento mais intensivo.

O que não podemos pensar é que um compulsivo é um estuprador e, por isso, deva ser afastado do convívio social. O apoio familiar, da(o) companheira(o) e dos amigos é importantíssimo no

1 21


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

tratamento. Mas, antes de tudo, é preciso que o próprio paciente, analisando seu comportamento sexual, entenda que precisa de ajuda e deseje a cura.

Tal comportamento sexual pode ser reflexo de um aspecto hereditário, de um aspecto médico, cultural, circunstancial, etário e pessoal.

E aí fica a pergunta, quanto de sexo precisa se praticar para que seja considerado um caso patológico, uma doença? O quanto é considerado normal?

Os estudos mostram que o impulso sexual excessivo aparece na população geral em torno de 5 a 8%, sendo que apontam para o sexo masculino uma proporção maior de casos.

A maioria das pessoas vitima da compulsão sexual se preocupam com seus desejos exagerados e suas fantasias sexuais que nunca vão embora.

Boa parte também tenta em vão se livrar desse tormento, porém, invariavelmente fracassam, outro tanto desses, experimentam o sentimento de remorso depois de seus exageros sexuais, fantasias, sexo anônimo (via fone, internet, outros) e inconsequente.

Qual a quantidade de sexo é considerada normal?


Os estudiosos do assunto da sexualidade costumam dar nome ao índice que mede a quantidade de sexo normal e chamam de Escape Sexual Total (EST).

O número do Escape Sexual Total (EST) é a quantidade de orgasmos atingidos durante algum tempo estabelecido, como por exemplo, Escape Sexual Total semanal, mensal, anual, etc.

O resultado do número do Escape Sexual Total (EST) para os homens ficaria assim:

Orgasmo semanal mediano: 2,14 para homens entre a adolescência e 30 anos de idade e de 1,99 orgasmos semanal para todos os homens em geral.

No Brasil, segundo a pesquisa Pfiser (A vida Sexual do Brasileiro) esse número de EST seria de 3 orgasmos semanais.

1 22


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Na ocorrência de 07 ou mais orgasmos semanais, já seria o caso de uma hiperatividade sexual masculina.

Quais são as complicações e perigos da compulsão sexual?

Complicações Sociais

As pessoas com Comportamento Sexual Compulsivo podem ser responsáveis por algumas complicações sociais sérias. Desafetos com amigos e familiares, envolvimentos policiais, perda de empregos, perda da reputação moral e toda sorte de desadaptação social e familiar em decorrência direta de investidas, assédios e relacionamentos sexuais.

Os valores mais permissivos da sociedade moderna favorecem, sobremaneira, a desenvoltura sexual dos portadores de Comportamento Sexual Compulsivo. Essas pessoas não titubeiam em ceder às facilidades sexuais atuais e não costumam estabelecer limites para sua atividade, podendo envolver-se com menores de idade, prostitutas, homossexuais, enfim, expondose a um risco social muito grande.

Complicações Familiares.


Os portadores de Comportamento Sexual Compulsivo costumam ser cônjuges complicados. Primeiramente devido ao apetite sexual maior que do(a) parceiro(a), submetendo este(a) a uma atividade nem sempre prazerosa ou desejada. Em segundo, devido às maiores probabilidades à infidelidade e, em terceiro, devido maiores possibilidades de envolvimentos sexuais com amigos ou familiares, aumentando mais ainda o constrangimento.

Texto editado com base nos estudos de Ballone GJ, Moura EC - Comportamento Sexual Compulsivo - in. PsiqWeb Psiquiatria Geral, Internet, disponível em www.PsiqWeb.med.br, revisto em 2008.

Nota: Antes que o mal aconteça é preciso procurar ajuda. A compulsão sexual, assim como a compulsão pelo jogo, pelas drogas, pelas compras, ela tem tratamento.

Em geral, os homens não aceitam a sua condição de compulsivos sexuais e isso dificulta a conscientização de que precisam de tratamento.

1 23


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

É pecado a masturbação?

Uma das maiores inquietações do povo cristão evangélico tem se mostrado ser a questão sexual, suas práticas e consequências.

É importante que haja conhecimento, mesmo porque ainda existe dentro de nós cristãos evangélicos, uma mentalidade de que o sexo é somente para reprodução; que somente o homem tem o direito ao orgasmo; e ainda, que o sexo é pecaminoso ou sujo. E dentre essas inquietações está a masturbação, mas que ainda assim, com dúvidas ou não, ela faz parte da vida sexual dos casais evangélicos.

Esse tema é muito controverso, mas pode sim, tomar contornos de algo pecaminoso e não recomendado para o cristão, pois envolve o fantasiar o sexo oposto em cenas eróticas. Exige assim, que o praticante polua a sua mente com imagens de sexo, podendo se caracterizar ainda caso de adultério, pois Jesus disse que quem tão somente desejar uma mulher que não a sua já adulterou com ela, valendo isso para ambos os sexos. Estou falando aqui do prazer solitário, do prazer egoístico que em nada glorifica a Deus e sabemos que tudo que fazemos, o fazemos para a gloria Dele.

O solitário que fantasia o seu próprio cônjuge, continua sendo pecado?

Agora a resposta fica um pouco mais complicada. Eu penso e digo: Depende, pode ser pecado e pode não ser pecado. É pecado quando:


-É pecado quando ele não tem razões para isso, o seu cônjuge está ali, o deseja, está com saúde, enfim, estão presentes os requisitos necessários para um encontro sexual (pecado do egoísmo).

- É pecado quando o tempo em abstinência é curto e o sacrifício não seria tão grande assim. (pecado da falta de domínio próprio).

-É pecado quando isso caminha para o vício, sai do controle de tal maneira que o praticante já começa a não sentir falta de seu cônjuge, torna-se um prazer egoístico e fora dos propósitos do sexo (pecado de negar o prazer ao cônjuge).

Nesses casos e quem sabe em outros que eu não imaginei, mesmo não fantasiando uma terceira pessoa, constitui-se em pecado.

1 24


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Paulo ensina-nos assim: "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências" (Rom 6:12). Também diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas" (ICor 6:12).

E aí, você é escravo da masturbação?"

E quando a masturbação solitária não seria pecado?

Acredito que não seria pecado quando: o cônjuge estiver passando por uma abstinência forçosa e demorada, e já o abrasar-se que Paulo fala torna-se uma luta pessoal, e os olhos instintivamente buscam o sexo oposto com interesse, quando vai dormir e tem sonhos com as pessoas com as quais esteve durante o dia. Ou será que isso não acontece com os crentes?

Paulo preocupou-se com a abstinência sexual, porque desprezaríamos essa verdade da vida. Ele disse que a abstinência deveria ser por um período pequeno de tempo, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência ( pela falta).

Penso que não seria pecado a masturbação solitária desde que todo este contexto esteja presente no caso concreto, e ainda, que seja eventual, ocasional e quase um motivo de força maior. Inclusive para evitar pecados com consequências mais danosas.

O que não pode é tornar-se um vício egoístico ou adúltero ou mesmo que afaste um cônjuge do outro. E novamente digo desde que não fantasie outra pessoa que não o seu cônjuge.


Ressalto que isso que digo é uma forma de se pensar e não uma autorização, um alvará, mesmo porque posso estar errado, a Bíblia não tece minúcias sobre o tema. Penso que não podemos é negar o problema fazendo como o avestruz que diante do perigo enfia a cabeça no buraco deixando todo o corpo exposto ao perigo.

E a masturbação feita a dois?

Quando o casal casado sente prazer na masturbação a dois, não há pecado algum nisso, um pode praticar a masturbação no outro sem maiores preocupações, mas veja bem, não pode haver o fantasiar de outra pessoa que não o cônjuge.

No mundo evangélico de vez em quando vemos alguém chamando a masturbação de “onanismo” , algo do qual Deus não se agrada. Deixe-me explicar o que é o tal onanismo.

A Bíblia fala de um personagem chamado Onã , cujo irmão faleceu sem gerar filhos. Nesse caso, Onã tinha o dever diante de Deus de se deitar com a viúva, sua cunhada, e gerar filho para o irmão

1 25


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

falecido, de maneira que a descendência dele existisse. Mas Onã, rebelando-se contra Deus, deitou-se com a viúva de seu irmão, e quando ia ejacular, o fazia fora do corpo da mulher, deixando cair o sêmen no chão. Isso foi mal aos olhos de Deus. O mal estava no egoísmo e desobediência de Onã que quis ter prazer sem ,entretanto, gerar filho para o irmão falecido.

A masturbação não pode ser marcada pelo egoísmo, mas por uma necessidade fisiológica e/ou um prazer a dois. A produção de sêmen num macho ( nesse caso, homem) não para, a cada dia aumenta e aumenta mais. Em algum momento vai ter que sair de seu corpo. Em alguns casos o homem sente dores muito forte nos testículos por períodos prolongados, fica excitado a todo instante, é o abrasar-se.

A Palavra de Deus diz:

"Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará." Hb 13:4.”

O leito sem mácula é o leito matrimonial sem o que ele diz em seguida, "devassos e adúlteros".

Mas o que e ser devasso?

O dicionário define devasso como "Dissoluto, libertino, vicioso, desenfreado, licencioso, imoral, pervertido, perverso". Dessa forma, se o casal concorda com o que faz, com moderação, como uma alternativa, até mesmo como uma proteção para o casamento, não creio que seja devassidão.


Motel é recomendado para o cristão?

“Abstende-vos de toda a aparência do mal.” 1 Tessalonicenses 5:22

Bom, de início quero dizer que já fui a favor, mas repensei e cheguei a conclusão que não devo concordar com a frequência de cristãos em motéis pelos seguintes motivos:

- Motel é uma das melhores formas de lavagem de dinheiro ilícito. Dinheiro de corrupção, de tráfico, de contrabando, de descaminho, dinheiro de exploração de jogos e prostituição.

-É uma empresa que facilita para que aconteça um adultério, uma fornicação. Desde que dê lucro, não interessa o estrago que fará na família. Será que devo ser conivente com um empreendimento que trabalha para a destruição da família e dos valores cristãos.

1 26


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

-Qualquer empreendimento que seja uma ameaça a integridade de crianças e adolescentes, não serve para que eu frequente.

-O motel sugere, oferece, facilita e expõe as pessoas à pornografia, ao adultério, a fornicação, a pedofilia, ao uso de drogas.

-A diferença entre o motel e o hotel é a sua destinação, que me perdoe os que recorrem aos argumentos de que motel seria uma pousada para motoristas cansados, mas nunca vi nenhum caminhoneiro estacionando seu caminhão no pátio de um deles. Espiritualizando eu diria que ali é a terra do inimigo, é a própria casa dele. Para mim, é algo maligno que devo evitar, principalmente para não cooperar e contribuir para o bem daquilo que creio ser mal.

-O espírito desse empreendimento é que torna o ambiente desfavorável e incompatível com o cristão. Enriquecer, dar lucro para quem trabalha ao lado do mal, não pode ser coisa boa, agradável aos olhos de Deus.

Aqueles que não vêm mal e até defendem devem fazer-se a si mesmo a seguinte pergunta:

Você como homem ou mulher de Deus investiria seu dinheiro em uma empresa dessas, tornando-se proprietário ou sócio? Sim ou não?

Não? E porque? Pense nisso.


Qual a diferença entre um boteco, um bar e um supermercado? Ambos não vendem bebidas alcoólicas? E porque os crentes têm ojeriza de bares? É a destinação, pois o bar é um lugar aonde se vai para beber, jogar, ausentar-se da família, gastar o dinheiro naquilo que não é pão, é a casa do inimigo. A diferença é a destinação, assim também é a comparação entre o motel e o hotel.

Sexo Anal é pecado ?

Muitas vezes nos detemos a falar sobre a sexualidade do cristão e acabamos não respondendo aquilo que eles mais querem saber, então, neste espaço, quero usar a experiência que temos tido em aconselhamentos e seminários e assim apontar aquilo que foi mais procurado pelos casais: Quero usar o questionamento feito por uma leitora do nosso blog para tratar desse tema:

1 27


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

“Pastor Ismael, nós somos um casal de novos convertidos e queremos que a nossa vida espiritual esteja sempre de acordo com a Palavra. Estamos ainda nos ajustando à vontade de Deus. Poderia nos orientar sobre como devemos pautar nossa vida sexual? Temos dúvidas sobre o que pode e o que não pode ser feito na cama. Por exemplo, sexo anal é permitido? Alguém nos disse que dentro de quatro paredes vale tudo, isso é verdade? O que a Bíblia diz sobre essas coisas?

Resposta: Alguns acreditam que é pecado o sexo anal, independente se é praticado homem com homem ou homem com mulher. Outros procuram justificar suas preferências e tentam dizer que não

é pecado, visto que o sexo anal entre um homem e uma mulher não caracterizaria a prática condenável da sodomia.

Então vamos à Bíblia:

I Co 7:2-4. Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.

Neste versículo acima vemos a necessidade de um realizar sexualmente o outro, e manda que o marido tenha a sua própria mulher e não o seu próprio homem. E ainda, Deus criou uma Eva para um Adão, e não um Ivo para o Adão.

E nos versículos abaixo temos a condenação da sodomia.


“Rm 1:22-29-Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.....”

O limite é exatamente este, não contrariar o que estiver escrito na Bíblia, seja de forma tácita ou implícita e que seja o ato prazeroso para os dois e feitos de comum acordo.

Quando Paulo condena o fato de as mulheres deixarem o uso natural de sua sexualidade ele está se referindo somente aos casos de homossexualismo ou também ao heterossexualismo?

Não há resposta clara para isso, nem que sim e nem que não, daí alguns deixarem para que o casal decida. Porém, quero aqui registrar a minha opinião, você deve ter a sua também.

1 28


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Penso que é melhor não praticar o sexo anal por que:

Primeiro, por temor a uma possível desobediência a Deus, afinal o que está em jogo é o céu, os praticantes dessa modalidade sexual estão fora dele.

Em I Co 6:10 encontramos umas das listas de Paulo falando sobre os que não herdarão o Reino e os sodomitas estão inclusos nesta lista.

Para quem opta por não praticar, por temor a Deus, certamente , haverá recompensas, porque o Senhor verá o zelo e o temor com que tratou o assunto.

E mais, se alguém tem dúvidas e ainda assim pratica o sexo anal, também já entrou em condenação, porque tudo aquilo que fazemos duvidando se devemos ou não, ou imaginando ser pecaminoso, estamos em desobediência.

Respondendo também a colocação de que "entre quatros paredes, vale tudo", digo, vale tudo que for não contrário a Palavra. Vale tudo que não for agressivo para o cônjuge, vale tudo que não for adultério, vale tudo que não incluir pornografia, pornofonia ou fantasias com outra pessoa na relação.

E para encerrar veja mais este texto:


“Pois certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraramse dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor. De modo semelhante a estes, Sodoma e Gomorra e as cidades em redor se entregaram à imoralidade e a relações sexuais antinaturais. Estando sob o castigo do fogo eterno, elas servem de exemplo. “ Jd 1.4,7

E o sexo Oral: É Permitido ou proibido?

Alguém perguntou ao Pastor Josué Gonçalves (um dos mais renomados palestrante para a família no Brasil) sobre o sexo oral. Leia isso:

“Tenho 27 anos, nasci em um lar cristão, sou casada há dez anos e tenho dois filhos. Meu esposo é vice-líder da mocidade e meu relacionamento conjugal é uma bênção. O maior problema é o

1 29


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

relacionamento sexual. Meu marido acha que não é pecado praticar sexo oral, mas, todas as vezes que isso acontece, fico com a mente perturbada pensando se é pecado. Almejo alcançar a Salvação e receber a minha coroa. Dê-me uma palavra de orientação.” O.S.Q. – PA

Resposta do Pastor Josué: Sua dúvida é a de muitos casais, pois desde que comecei a ministrar sobre sexo e sexualidade na igreja essa é a pergunta que mais eles fazem. As colocações que tenho ouvido sobre esse assunto são as mais absurdas possíveis, sem muito respaldo bíblico.

O Apóstolo Paulo, ao responder para a igreja de Corinto acerca de sexo e casamento, disse: "Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma, o seu próprio marido. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher, ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também, da mesma maneira, o marido não tem poder sobre seu próprio corpo, mas tem-no a mulher", 1 Coríntios 7.2-4. Em nenhum lugar na Bíblia encontramos de forma explícita ou implícita uma orientação contra o "sexo oral" no casamento.

Nesse caso prevalece o bom senso. A Bíblia tem muitos textos que podem nos ajudar quanto à busca da felicidade e realização sexual de forma sadia e legítima. Vamos ver alguns desses textos:

"Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho", Cantares 1.2.

"Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos. Desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento; e o seu fruto é doce ao meu paladar", Cantares 2.3. ( sugere sexo oral praticado pela mulher no homem).


"Bebe a água da tua cisterna, das correntes do teu poço. Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Como serva amorosa e gazela graciosa; saciem-te os seus seios em todo o tempo, e pelo seu amor sê atraído perpetuamente", Provérbios 5.15,18,19. ( sugere sexo oral praticado pelo homem na mulher).

"Seu umbigo é taça redonda onde nunca falta bebida de boa mistura. Oh, o amor e suas delícias! Seu porte é como o da palmeira, e os seus seios como cachos de frutos. Eu disse: Subirei a palmeira e me apossarei dos seus frutos. Sejam os seus seios como cachos da videira e o aroma da sua respiração como maçãs, e a sua boca como o melhor vinho", Cantares 7.2,7-9 (BNVI). ( sugere sexo oral praticado pelo marido na esposa).

1 30


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

O que está explícito ou implícito na Bíblia como conselhos de Deus, deve ser praticado com toda a liberdade e paz.

Algumas pessoas afirmam que o sexo oral é pecado por ser anti-higiênico, porém a parte de nosso corpo que mais contém bactérias, não são os órgãos genitais, mas sim a língua.

Outros dizem que a boca foi feita para louvar a Deus, sim, é verdade, mas também foi feita para comer, beber, beijar, falar, etc.

Esse é um assunto que deve ser resolvido entre marido e mulher na presença de Deus e mais ninguém, em os dois querendo, não deve haver nenhuma imposição.

É pecado fazer sexo variando as posições?

Não. O cristão não só pode como deve variar o seu relacionamento sexual, não deixando que a rotina apague a chama do amor e do desejo. O sexo exige criatividade, é preciso apresentar novidades quanto a hora, lugar, posição. Uma pessoa perguntou em uma das nossas palestras:

“O crente só pode ter relação sexual de frente?”

Ao que respondi:

Se estiver tratando de sexo vaginal e anal, digo, que o sexo anal, é u penso que não deve ser praticado em virtude das consequências, e não estou falando de doenças, mas da perda do céu, porque se for sodomia, então, os praticantes


estão fora do céu. Se a pergunta se refere quanto a posição no ato conjugal, não há restrições quanto a isso. E quanto mais o casal experimenta novas posições, melhor fica o sexo.

Outros pecados sexuais.

-Sexo entre pessoas do mesmo sexo;

-incesto ( sexo entre parentes);

-sexo forçado, sexo com violência, ainda que o outro consinta, pois se não há equilíbrio e moderação torna-se perversão.

-Coisas

degradantes,

vexatórias,

humilhantes,

que

subjugam

o

outro

como

sadomasoquismo, agressões física ou verbais, com ameaças.

-Obrigar o outro a ter relações ou fazer aquilo que não quer fazer na cama.

-tudo aquilo que o outro não aceite, como forçar o outro para o sexo oral ,sexo na menstruação, etc. -estupro, atentado violento ao pudor (ato libidinoso diverso da conjunção carnal). Mesmo que praticado contra a esposa, caso ela não consinta, é crime, portanto, pecado.

1 31


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

-sexo com animais (zoofilia);

-pornografia, assistir filme pornô a título de melhorar a relação.

-sexo com perigo de contagio de doença. Praticá-lo quando sabe estar com doença venérea.

-swing, troca de casais, menage-a-trois.

-masturbação solitária, fantasiando outras pessoas que não o cônjuge;

-Tudo que causa dor ou exponha a vida ou a saúde à risco, como introduzir objetos nos órgãos sexuais, sufocamento ,e outros;

-fantasiar estar com outros que não o cônjuge;

-pornofonia, isto é verbalizar palavras chulas e indignas, aquilo que chamamos de "palavrões", na hora do relacionamento.

-Adultério autorizado por parte de um dos cônjuges.

Números do prazer.

Fonte: Instituto Paulista de Sexualidade


. 35% das mulheres sentem desejo, têm capacidade de se excitar, mas não atingem o orgasmo.

. 25% das mulheres não sentem desejo.

. 35,5% das mulheres têm outros problemas sexuais: aversão sexual, dores na penetração, vaginismo, impulso sexual excessivo.

. 50% das mulheres que chegam ao orgasmo se excitam com a penetração. A outra metade se excita apenas se houver estimulação do clitóris.

Outros dados:

Fonte: Pesquisa encomendada e publicada pelo site www.genizah.com.br

.Casais de um modo geral têm de 02 a 03 relações ao longo da semana, já os cristãos transam mais, 3 a 4 vezes.

Na mesma publicação do Genizah encontramos também outros índices cujo conhecimento é importante:


1 32


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

. 11% das mulheres evangélicas já traíram depois de convertidas,

.25% dos homens evangélicos também já traíram,

.20% dos casais evangélicos praticam sexo anal.

.80% dos casais evangélicos praticam sexo oral.

Pode um homem amar a esposa e ainda assim traí-la?

“Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.” 2Tm 2.22

A recomendação para alguém não trair não é ser forte, resistir, mas sim, esteja pronto para fugir, deixe o ambiente o mais rápido possível. Trate a fidelidade como alta prioridade.

Decididamente, os homens encaram o sexo de uma maneira completamente diferente das mulheres.


Para elas, o sexo, é emocional, um ato de amor.

A percepção que um homem tem com relação ao sexo é físico, não está, necessariamente vinculado a sentimentos de amor.

Se uma esposa perguntar ao seu marido se ele está satisfeito em ter sexo apenas com ela, se houver verdade nele, provavelmente, ele responderá que se fosse possível manter as coisas como estão, sem nenhum prejuízo para o relacionamento, então, ele gostaria sim de ter mais alguém com quem transar.

Não fazendo apologia do pecado, mas encarando a realidade da vida, tenho chegado a conclusão que um homem pode amar sua esposa, seus filhos, a família como um todo, pode ter uma ótima relação íntima dentro de casa, e ainda assim, ter um envolvimento com uma mulher estranha sem pensar duas vezes.

E é exatamente por ser assim que a Bíblia, no livro de Provérbios, traz conselhos de mãe para filho, para que não se aproxime da mulher adúltera ou prostituta, pois ela será para ele um laço.

No mesmo sentido Jó faz um pacto com seus olhos de não se permitir ficar olhando para outra

1 33


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

mulher. E é também por isso que Paulo orienta que a arma contra o adultério é a fuga e não o enfrentamento.

E porque um homem que está bem ajustado com sua esposa e família, faria algo assim? Porque para ele sexo é só sexo, não significa muito. Pode ser que exista na outra mulher algo que o desperte fisicamente, porém, seu vínculo emocional, de proteção e provisão, está com a mulher que ele tem em casa.

E o que se pode aprender com isso? Nós homens aprendemos que não podemos brincar com a possibilidade de nos envolvermos em um adultério e por isso mesmo, ter valores bem firmados na alma com relação a isso. Tem-se que estar sempre pronto para fugir e não brincar com a situação, mesmo porque, mulheres querendo algo tem por todo lado.

E as esposas aprendem que seu marido tem esse "defeito", mesmo sendo ele um cristão ( basta ver o aumento do adultério acontecendo entre os cristãos) e por isso farão um investimento na vida sexual para que não se tenha aumentada a propensão masculina para o adultério.

Ele deve ter diminuídas as razões que eventualmente teria para adulterar, caso contrário, a sua índole sexual e os demais motivos, poderão leva-lo para uma experiência assim.

Creio que o adultério é injustificável, porém, pode ser explicável, e muitas vezes criou-se um ambiente favorável para que acontecesse.


E na maioria das vezes, um homem acha que não haverá consequências e só perceberá a besteira que fez quando a "casa cair".

Deus, de fato, abençoa um casal com bastante saúde, com saúde sexual, com sabedoria para administrar a vida, mas na prática, quem irá cuidar para fazer do casamento algo que traga alegrias é o próprio casal , e para dar certo tem que investir na relação, pois para dar errado, basta deixar a “vida nos levar”, sem maiores preocupações e cuidados. É só não fazer nada.

1 34


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Aconselhamento:

Meu marido prefere a pornografia.

A Paz do Senhor Pastor!

Preciso de um conselho, sou casada já faz 6 anos, fui criada no evangelho mas não era firme e me casei com um homem que é um bom pai, já conviveu com outra mulher antes de mim e viveu 12 anos juntos sem casar teve dois filhos e se separou, pois foi traído pelo seu melhor amigo! Após um ano me conheceu e depois de 6 meses de noivado nos casamos, tenho 25 anos e ele 38 temos 2 filhos.

Tive uma gravidez tranquila referente a tudo, relação sexual e etc. No principio do meu casamento meu esposo ousava e abusava de assistir pornografias de todos os tipos musicas, vídeos, filmes etc. e nunca dei importância aquilo achava que ele só olhava mas não poderia ter nada com elas!! Porém o tempo passou e percebi que não é assim que funciona. A verdade é que além de ele ter desejo naquilo também desejava que eu o fizesse. Queria filmar nós dois na relação, tirar fotos etc.. Coisas que para mim não é agradável e nem aos olhos do pai! Na verdade sempre frequentei a casa de Deus, porém não era firmada em nenhuma congregação! A partir do momento que me firmei com Cristo Jesus o meu esposo mudou mais e mais para pior!! Falava coisas vulgares a meu respeito tais coisas como: estou amigada com o pastor, estou o traindo com outro na igreja etc.. Isso me encheu de Ódio e Raiva e acabei cedendo os desejos do pecado o trai com um amigo de trabalho meu. Achava que estava apaixonada por ele até que Deus me revelou que aquilo estava errado em minha vida! Mandou-me uma provação: fiquei muito doente o médico passou um exame que determinaria a minha cirurgia ele disse que eu estava com um tumor no Reto e queria descobrir se


era maligno ou benigno. Ai foi que eu entrei em profundo desespero emocional!! Pedi perdão a Deus dos meus pecados me batizei e entrei em comunhão com o Pai, Participei de vigílias e louvores até que Deus fez o MILAGRE da CURA na minha VIDA!!! Meu esposo mudou não aceitou o evangelho ele crer muito, mas quando fala em aceitação não quer mais conversa, porém mudou completamente comigo, me perdoou da minha traição e mudou seu comportamento. Porém quando achava que ele realmente tinha mudado descobrir que estava novamente com os atos obscenos de sempre! Não aguento mais Pastor as vezes me sinto rejeitada, Usada, mal amada sei lá!! Tento fazer por onde dez do principio do meu casamento, mas ele nunca muda!! Deixa de fazer amor comigo para se satisfazer olhando pornografias !! Já conversei com ele sobre o assunto, mas não dá em nada.

1 35


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Arrumei-me mais e tentei me unir mais a ele no relacionamento, porém nada acontece! Uma vez analisei o histórico do meu computador e vi que enquanto eu estava na igreja ele estava satisfazendo os prazeres da carne pela internet com pornografias! Então mostrei a ele o que vi e o perguntei se eu merecia aquilo; Sabe o que ele me respondeu: você não merece o que eu mereço e casar com um homem Crente!! Pastor até outro homem ele está me dando, foi assim que ele me fez o trair, porém hoje sou guiada pelo espirito Santo de Deus e isso não vou deixar acontecer!!

Pastor me ajude em nome de Jesus, pois não sei, mas o que fazer estou tentando ser forte, mas na verdade não o Sou!! RESPOSTA: Irmã, paz em meio às lutas.

Resposta: Olha, realmente é muito triste a situação que você está vivendo. O problema da pornografia é exatamente este, expõe o relacionamento conjugal a risco, pois ela quase sempre vem acompanhada de masturbação, e outras imoralidades sexuais, e daí, o seu praticante deixa de ter prazer na relação sexual normal, como um marido e uma esposa.

Pode parecer que o que eu vou dizer seja loucura, algo meio que “fora do cabo”, mas é uma tentativa. Preste atenção. Quando o viciado em pornografia está nas suas práticas sexuais solitárias, ele não envolve sentimento, nem romantismo, nada disso, é sexo, e sexo com uma força muscular maior do que quando ele faz sexo normal. Vou explicar melhor, o homem imprime uma força na mão e uma velocidade que ele ejacula em poucos minutos e fica ali, se estimulando visualmente até que esteja pronto para uma nova ejaculação. Com isso ele se esgota sexualmente e não tem apetite para a esposa.

Você, primeiramente deve se fortalecer em Deus, ter certeza de que está agradando a Deus com seu modo de viver. Deve parar de pensar em outro caso extraconjugal, isso é morte. Quando alguém começa a falar que a carne é fraca, que está difícil, que está se segurando, mas não sabe até quando,


é porque já está pronto para o pecado, então elimine essa possibilidade, diante de Deus. Não dê arma para o inimigo usar contra você mesma. Ele fica sugerindo, sugestionando e se você não estiver pré-determinada a ser fiel, então cairá.

Quem sabe ajudaria, você praticando o sexo que ele não deveria, mas, hoje, está gostando, através da masturbação a dois, e veja, não há pecado nisso. E aí você vai controlando a situação, ensine ele a ter prazer à dois, ainda que envolva a masturbação por um período de tempo, e você deve controlar a força usada no ato, para que ele não precise de tanta pressão para ter prazer. Esse é o lado sexual da história. Porém, isso é pouco para resolver o quadro.

1 36


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Seu marido ainda está passando pela crise de ciúmes, está enciumado com tudo aquilo que você possa gostar, até do gato e do cachorro ele sente ciúmes. Então, procure não falar muito das pessoas da igreja, entre num certo silêncio com relação a isso e mostre que ele é a sua prioridade, faça coisas que deixem claro isso. Comece a se declarar a ele, ainda que no início não tenha boa resposta, mas vá fazendo, isso vai curando o coração dele.

Sabe irmã, para um homem, perdoar uma traição é um pouco mais difícil do que para uma mulher, por uma questão cultural. Até outro dia, tentava se justificava o homicídio praticado por um homem traído, em nome da honra, e esse sentimento ainda está dentro do homem brasileiro. Você deve ajudá-lo a se libertar disso, comece a demonstrar que está valorizando o relacionamento, que está fazendo dele uma prioridade, que está mais generosa, mais carinhosa, enfim. Quando a gente quer resultados melhores do que já estamos obtendo, então, temos que fazer coisas de modo diferente, é preciso inovar. Procure participar de eventos de família, de casais, leia livros sobre relacionamento, leia livros como “As cinco linguagens do amor” , “As doze colunas que sustentam um casamento”, ” Um amor abundante, um leito viçoso” , ” Amor e respeito” ( no blog Casados em Cristo você acha) entende, você vai se apercebendo de coisas erradas que as pessoas fazem no relacionamento e vai oferecendo a ele um amor melhor.

E em meio a tudo isso, conforme você vai avançando e ele começar a confiar de novo em você, você irá pedir que não faça mais uso da pornografia. Quanto as fotos e filmes e o próprio sexo, só faça aquilo que não te ofenda e que não ofenda a Deus. Não abra mão disso, e Deus te retribuirá pela sua fidelidade. Não fique brigando o tempo todo, mas fale de sentimentos, do quanto isso está sendo agressivo para você, que se sente um lixo quando vê o que ele está vendo na net. Temos no blog um artigo que fala da pornografia como um prazer que não se sacia nunca, e quer sempre mais, levando a pessoa ao desespero, procure lá, leia e quando for oportuno dê para ele ler. Creia em Deus, creia em Cristo.


1 37


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

FINALIZANDO O CURSO

Finalizando este curso, importa trazer as últimas considerações:

O casamento é muito mais que uma estratégia para a alegria e o deleite de homens e mulheres. Ele é uma estratégia de Deus para a consecução de propósitos definidos, como a implantação do Reino de Deus na terra. É o jeito escolhido por Deus para povoar a terra com filhos da Luz, estabelecendo assim uma geração que preparará a outra para que nunca se esqueça que sua origem está em Deus e também o seu destino ( conforme Salmo 78). Entretanto, é preciso dizer que não é possível ser útil para o Reino o casal que se encontra com um casamento em ruínas e falido, é importante que ele se configure como uma relação de amor e cuidado, bondade e misericórdia, alegria e justiça, para que assim influencie a muitos.

O inimigo de nossas almas sabe do real valor de um lar solidificado em Deus, e por isso usa toda sua energia contra a família, pois nela está o nascedouro dos melhores filhos de Deus, gente que vai dar frutos para o céu e saquear o inferno, que vai ser imagem e semelhança de Deus no seu dia a dia, na forma de olhar o próximo, bem como, no seu compromisso com a missão que lhe foi entregue desde a criação. Dessa forma , todo esforço no sentido de proteger a família e o casamento aos moldes do plano inicial de Deus são atitudes nobres de todos aqueles que nesse sentido militam, e que não passam despercebido aos olhos do Pai. Que os casais, individualmente,


cuidem com amor de seus casamentos, e que a igreja, valorize e invista nessa luta. Não esqueça, temos um missão.

1 38


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Mais forte que oconflito

Um novo relacionamento, mais forte que antes.

Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Mudanรงa de hรกbitos.


Perdão, e o seu poder libertador.

“ "No arrependimento e no descanso está a salvação de vocês, na quietude e na confiança está o seu vigor, ...” Isaías 30:15

1 56


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Tentar controlar o outro através de ciúmes não funciona por muito tempo.

O que vai trazer a confiança de volta?

Confiança é um sentimento de que o outro vai se comportar de forma esperada e desejada, isso, baseado em um relacionamento anterior onde houve uma prova de merecimento. Ela leva tempo para ser adquirida, mas deixa de existir em poucos minutos.

Quando há a quebra da confiança, é possível voltar a ter a segurança e confiar de novo, não é tão fácil, mas perfeitamente possível.

A pessoa traída tem que melhorar a sua autoestima para não se sentir inferior e agravar suas crises de ciúmes. Depois, à medida que o tempo vai passando, experiências boas vão sendo vividas, a insegurança vai indo embora desde que não haja fatos novos para atrapalhar. O parceiro ofensor deve contribuir tendo uma vida transparente e com disposição para dar explicações. Provas de merecimento serão necessárias. Haverá situações em que eles têm de negociar, por causa da incapacidade de prever o comportamento do outro. Com o tempo e correção de atitudes, transparência e paciência, a confiança estará voltando.


1 59


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

As recaídas emocionais.

Um marido a quem ajudávamos num momento de desespero após ter notícias do adultério da esposa nos confidenciou:

“Pastor, eu já perdoei ela, estamos procurando ajustar bem nossas vidas, já decidimos que o melhor

é botar uma pedra sobre o acontecido, porém, às vezes, especialmente quando minha alma anda vagueando, de repente me vem um pensamento terrível. Um ódio me invade o peito e tenho vontade de ir de encontro a pessoa que se envolveu com minha esposa e atacá-lo com um pedaço de pau. Na verdade, naquele instante, penso mesmo em matá-lo a pauladas.”

Isso é uma recaída, e é muito normal que aconteça. Por algum tempo esses pensamentos e sentimentos podem surgir do nada. É preciso ter calma, não deixar a mente vaguear. O segredo é não ruminar, não trazer de volta palavras, imagens, fatos. Ressentir é sentir de novo um mal. Mude o foco, desvie o pensamento, não alimente os desejos da mente que é de ficar remoendo o acontecido. Um período de oração pode trazer libertação necessária.

Prestou atenção nessa carta acima. Minha mãe dizia que o Diabo ajuda a fazer, mas não ajuda a esconder.

Não abra novas feridas.

“A palavra branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” Pv15.1


É preciso tomar cuidado nesse momento porque as palavras também tem um poder destrutivo muito grande, tão ofensivo quanto o adultério em si. Especialmente aquele que errou, deve redobrar a sua paciência e tolerância com eventuais desequilíbrios da pessoa ferida.

É preciso tomar algum cuidado para que o fato adultério não se transforme em uma obsessão, quando só se fala nisso, briga a todo instante e a coisa parece que não vai mais ter fim. Muitas vezes o casal está caminhando bem, tentando reaver o que perderam e de repente se levanta, no momento impróprio, as velhas acusações e a alegria vai se embora. Isso não é bom. O casal deve limitar o

tempo que fala sobre o assunto, caso contrário, esse tema se “assenhora” da vida do casal impedindo que a confiança comece a renascer.

Quando estiverem dialogando, procure fazer de modo civilizado e amistoso, caso contrário, o outro pode chegar a conclusão de que realmente não vale a pena continuarem juntos. Os ânimos vão estar

1 60


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

alterados, mas não se pode perder o controle. Procure tratar um problema por vez. Fazer uma pilha de acusações e lançar sobre o outro só vai aumentar a tensão e não haverá tratamento adequado.

A Bíblia nos conta a história de um casal em um conflito, e a mulher diz::

“Eu sou do meu amado, e ele tem saudades de mim.” Ct 7:10

Ela o tinha tratado com descaso, mas se arrependeu e o buscou para uma reconciliação. Ela fez isso de maneira apaixonada. Ela é uma mulher que provoca saudades nele e não afastamento. Tem pessoas que se desequilibram, perdem a moderação e empurram o outro para mais longe ainda. E às vezes o empurrão é tão forte que o outro cai no colo de alguém.

Quebrando laços de alma com o pecado.

A Bíblia diz que quando um homem se deita com uma mulher, mesmo uma prostituta, torna-se um com ela. Isso não quer dizer casamento, pois este, envolve outros requisitos como deixar pai e mãe, unir-se emocionalmente, fisicamente e espiritualmente com alguém, constituir uma nova família, gerar filhos como sinal da benção de Deus, e outros requisitos mais. Porém, quando o tal homem se deitou com aquela mulher, criou-se ali um laço de alma, sensação de pertencimento, uma afetividade natural, e a isso tem que ser dado um fim. É quando então, o envolvido no adultério, faz uma oração , uma conversa com Deus e pede que o Senhor purifique novamente o seu coração e sua alma, pedindo que seja livre de pensamentos de cobiça, que sentimentos sejam anulados, que haja uma negação de desejos, uma renúncia daquele momento de prazer, aceitando-o como um erro grave, um engano de alma, algo que não poderia jamais ter ocorrido.


Do contrário, as pessoas envolvidas podem manter um vínculo de amor ( ainda que maligno) e esperanças podem ser alimentadas, então, havendo arrependimento verdadeiro, faça novos votos de fidelidade e renuncie ao prazer pecaminoso.

Renovação dos votos.

No ato sexual adúltero, duas coisas aconteceram, a quebra da aliança conjugal e o estabelecimento de uma só carne com outra pessoa, ainda que perversamente.

A quebra dos laços de alma é algo interior e espiritual. É quando, diante de Deus, se renuncia a qualquer sentimento de prazer, de saudade, e não se permitir alimentar sonhos com relação àquela pessoa com a qual adulterou. Pede-se perdão a Deus, ao cônjuge ferido, e se possível ao parceiro de

1 61


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

pecado, deixando claro que foi um erro que não mais se repetirá.

Esta renovação se faz necessária vez que a antiga aliança existente entre o casal foi quebrada e agora precisa ser refeita. É um ato ritualístico, mas também espiritual e altamente moral, onde se faz promessas de amor, fidelidade, companheirismo, e compromisso. Na prática vejo isto contribuindo em muito para que a confiança comece a ressurgir em virtude que nela se verbaliza solenemente o que pretende fazer para o bem do outro.

A renovação dos votos pode ser feita na igreja, no grupo de casais e mesmo em sua casa, na presença de amigos ou não.

Exemplo de renovação de votos.

Votos do marido:

“ Minha esposa, diante de Deus e das testemunhas aqui presente, eu prometo fidelidade a você, lealdade no dia a dia e benevolência constante, serei o teu protetor, te amarei com toda a força do meu coração e da minha alma, farei o que for preciso para proteger o nosso amor, e darei o melhor de mim para que estejas bem. Prometo envidar todos os meus esforços para que a paz faça morada em nosso lar. E para tanto empenho aqui a minha palavra e o meu nome, com a ajuda de Deus. “

Votos da esposa:

“ Meu marido, diante de Deus e das pessoas aqui presentes, eu prometo a você o meu amor e a minha fidelidade, prometo que me empenharei para ser a companheira que você deseja. Nos momentos difíceis estarei ao seu lado, poderás contar comigo sempre, honrarei você com meu respeito e retidão, e para isso, empenho aqui a minha palavra e a minha dignidade, na força e no poder de Deus.”


Sugiro que o casal em tratamento passe a comemorar o aniversário de casamento com uma nova data, de preferência, a data da renovação dos votos conjugais.

Isso vai reafirmar a ideia de um novo casamento, ou de um casamento revalidado. É um novo começo, nova vida, com a ficha limpa, nada que desabone o casal está registrado.

Dia do amor, um dia para o casal.

“ As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas de cipreste." Cânticos 1:17

1 62


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Esta afirmação é de uma esposa, uma mulher que ama e é bem amada. Ela está dizendo que o amor que eles nutrem um pelo outro garante a estabilidade de sua casa. Talvez não entendamos bem o que ela quer dizer quando diz que as “traves de nossa casa são de cedro, as varandas de cipreste” , mas uma pessoa do seu tempo , especialmente um judeu, entendia perfeitamente a grandeza dessa afirmação. Tanto o cedro como o cipreste era madeira de lei, madeira da boa, madeira forte, madeira trabalhável, madeira nobre.

Podemos ver essas madeiras nobres com as quais eles constroem o seu ninho de amor na mutualidade como se tratam, nas afirmações de amor, no romantismo, nas declarações apaixonadas, nos elogios frequentes e na revelação de um bom sexo. Isso é quase tudo que sonha um jovem casal casado. E porque muitas vezes esse amor bonito fica somente nos primeiros dias de um casamento? O dia a dia certamente é um dos inimigos do romantismo. A necessidade de lutar pela vida, de conquistar, de produzir, de ganhar dinheiro, de manter o que se conquistou, a chegada dos filhos, as contas, enfim, há uma gama de interesses que concorrem com o casamento dos sonhos. O pior é que não raras vezes, essas coisas se tornam mais importante na vida do casal, e eles vão se afastando um do outro, e o casamento começa a perder o seu brilho. O afeto já não é mais tão constante.

É nesse momento que a construção da casa do casal de Cantares se revela. Eles usam cedro e cipreste e isso mantém a casa deles em pé. Eles têm tempo um para o outro, eles se buscam, se admiram muito, falam de seus sentimentos com palavras escolhidas, a noite acaba na cama com ela declarando que o leito deles é verde, é viçoso, tem vida, por causa desse tratamento que eles se dispensam. Isso é madeira de lei na construção da casa, por isso ela não cai. Bom, mas isso tudo é

bem conhecido pelos casais, o que falta não é informar “o que?” está acontecendo com eles, mas sugerir “como” sair fora dessa roda viva, como não ser vencido pelas muitas atividades do dia a dia. Quem sabe se os casais guardassem um dia da semana, poderiam até colocar um nome, o “Dia do Amor”, e nesse dia, eles se priorizariam, dariam tempo um para o outro. No “Dia do Amor” coisas ruins e

problemas do dia a dia não teria vez, seria um momento para se viver o amor. Nesse dia ele escreveria um cartão, de próprio punho, com suas próprias palavras com uma mensagem bonita e original reafirmando o seu amor. Ela apaixonada prepara o leito conjugal, com lençóis macios e


cheiro bom. Os toques e gestos de ternura seriam frequentes, um toque aqui, um afago ali. Ele poderia pensar em comprar umas flores e juntos dariam um passeio de mãos dadas, quem sabe um jantar gostoso, e tudo isso poderia ser coroado com uma noite de amor e de sexo. Bom, cada um pode criar no seu “Dia do Amor”, o importante é que vocês façam!

1 63


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Conclusão.

Estudiosos do assunto já chegaram a conclusão que para um casal que se ama, mas que se viu em meio a um adultério, o melhor a fazer é realmente lutar para salvar o casamento. É melhor investir do que desistir. É acreditar na força do amor, na capacidade de superação, e principalmente no poder de Deus. O adultério é um evento potencialmente negativo, capaz de destruir um relacionamento, porém, não é dele a última palavra. Deus pode interferir de forma ainda mais poderosa, através do perdão, da paciência, e do amor que tudo espera e suporta e assim reverter a situação.

A morte é reconhecida como uma das coisas mais fortes desta vida, dela ninguém escapa, mas o amor é ainda mais forte do que ela, pois havendo amor há ressurreição. O amor nunca falha, o amor nunca morre.

Deus se apresenta aos humanos como o Consolador, trazendo a ideia daquele que permanece junto dos que sofrem para apoiá-los, defendê-los e fazê-los caminhar quando estão desistindo. Essa é a grande esperança para os feridos pelo adultério.

E aqui encerro minhas considerações deixando o registro da melhor e mais linda definição do que seja o amor:

“O amor é sofredor, é benigno, o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta, o amor nunca falha.” I Co 13.7-8.


1 64


Pastor Ismael Roselei de Carvalho

Dados do autor:


Pastor Ismael Roselei de Carvalho, casado com Cleire Mora de Carvalho há 28 anos, 05 filhos, fundadores do Ministério Casados em Cristo. É autor dos livros:

“12 colunas que sustentam um relacionamento”,

“Um amor abundante, alegria na cama”,

“O sexo nosso de cada dia”,

“Gotas de sabedoria conjugal”,

“Felicidade no casamento”,

“Mais forte que o adultério”.

Ismael e Cleire são pastores auxiliares na Comunidade Vida e Paz em Ourinhos, onde moram e são felizes. Trabalham com palestras e seminários para a família e casais.

Contato: 14 9 96640590 – casadosemcristo@hotmail.com

https://www.facebook.com/Pastorismaelroselei


1 65


Pastor Ismael Roselei de Carvalho


Eis que era tudo muito bom.

297


298

Ismael Roselei de Carvalho


Eis que era tudo muito bom.

299

166

Curso casados em cristo  

curso para casais

Curso casados em cristo  

curso para casais

Advertisement