Page 50

GovInt

3.5. Breve análise de produção noticiosa sobre a CPCJ da Amadora A análise deste estudo de caso tem como universo de pesquisa a produção noticiosa de um jornal de referência – o Jornal Público. Procurou-se analisar as peças identificadas na pesquisa23 feita no arquivo digital deste jornal e, para além da sua caracterização básica, identificando data, autor, o tom da abordagem e o estilo da peça (notícia, reportagem, entrevista,..), detivemo-nos essencialmente sobretudo em duas perspetivas relevantes para este trabalho: a) A evidência na produção noticiosa selecionada da temática “crianças e jovens em risco/perigo” enquanto problema complexo, procurando avaliar se o discurso mediático identifica essa dimensão. b) A evidência – ou a falta dela – da necessidade de resposta colaborativa, de governação integrada, para o problema “crianças e jovens em risco/perigo” e como traço característico de uma CPCJ. Entre 2004 e 2016, foram identificadas vinte e quatro peças noticiosas que, direta ou indiretamente se referem à esfera de atuação da CPCJ da Amadora. No que se refere ao ano de publicação há uma clara preponderância de peças noticiosas, por ordem decrescente, nos anos 2015 (29%), 201624 (25%) e 2014 (17%), o que significa que nos últimos 3 anos se verificou uma maior intensidade de notícias envolvendo a CPCJ da Amadora. A este facto não será alheio o registo de duas tragédias, em 2014 e 2016, envolvendo a morte de crianças sinalizadas na CPCJ. No restante período, o número de peças noticiosas é pouco expressivo. Importa realçar que nenhuma destas crianças tinha processo de promoção e proteção em acompanhamento na CPCJ. A primeira criança que faleceu no incêndio tinha tido processo de promoção e proteção na CPCJ mas foi remetido a Tribunal e tinha sido, antes da tragédia, arquivado em tribunal, por não subsistir situação de perigo. 23  Pesquisa feita com chave “comissão de proteção de crianças e jovens amadora” e “cpcj+amadora”, no acesso exclusivo para assinantes disponível no sítio www.publico.pt, em todo o arquivo digital. Foram detetadas peças noticiosas entre 2004 e 2016. Consideraram-se também peças noticiosas que envolviam o Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra), ainda que não diretamente a CPCJ da Amadora. 24  Só referentes ao período janeiro/fevereiro.

48

Profile for Instituto Padre António Vieira

Comissões de Proteção de Crianças e Jovens como modelo de Governação Integrada  

Um estudo de caso da CPCJ Amadora

Comissões de Proteção de Crianças e Jovens como modelo de Governação Integrada  

Um estudo de caso da CPCJ Amadora

Profile for ipav
Advertisement