__MAIN_TEXT__

Page 1

Edição para EUROPA

A RIVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA

Fevereiro 2019 / Edição 781

evangélico

JUVENTUDE

O QUE DEUS QUER DOS JOVENS

DEVOCIONAL

A VONTADE DE DEUS

TESTEMUNHO

O HOMEM QUE CRESCEU SEM AMOR

A Bíblia e o que significa ser homem ou mulher

A QUESTÃO DO

GÊNERO

PUBLICAÇÃO OFICIAL DO

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL


MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


EDITORIAL

PRESENÇA DIVINA Rev. José Arturo Soto B. Presidente Internacional do M.M.M.

“Sempre que a nuvem se alçava de sobre a tenda, os filhos de Israel partiam; e no lugar onde a nuvem parava, ali os filhos de Israel se acampavam… outras vezes a nuvem ficava desde a tarde até à manhã, e quando ela se alçava pela manhã, então partiam...” Números 9:17-21

O

Senhor não é guiado por nenhum instrumento

momento sim e um momento não, era contínua a presença

humano, apesar de que usa seus servos, Ele nos usa

de Deus no meio de seu povo.

segundo Seu propósito, mas cada um deve entender que o

O povo de Israel tinha se acostumado tanto a viver sob a

que guia a Igreja é o Espírito Santo de Deus.

nuvem e sob a coluna de fogo de Deus, que viviam ali, nasciam

Esta Obra nasceu no fogo de Deus e continuou no fogo

ali, cresciam ali, morriam ali. Sob aquela nuvem se desenvolvia

divino. E quanto mais ênfase fazemos neste aspecto, muito

a vida dos israelitas da antiguidade, que desde que eram

melhor, porque não há que esquecer que o que forma

pequenos se familiarizaram com essa coluna. Imagine que

obreiros é o Espírito Santo, o que reparte dons é a presença

um menino perguntasse a seu pai o que era aquela luz sobre o

de Deus, o que nos mantém em pé é a força e o poder do

tabernáculo e o pai lhe respondesse: é Deus que vai com nós,

Espírito de Deus, o que nos leva da mão neste momento e

meu filho. Que gozo sentiria o pai ao poder lhe dizer que essa

vai nos guiando a toda verdade e a toda justiça é o Espírito

luz é a presença de Deus.

Santo de Deus. Sem Ele não somos nada, sem Ele não há

Tanto a nuvem quanto a coluna eram oportunidades para

ministério, sem Ele não há dons espirituais, sem Ele não há

que o povo aprendesse a necessidade da presença do Senhor.

nenhuma manifestação plena da graça de Deus. Não há nada

Era necessário se manter sob essa cobertura, porque essa

sem o Espírito Santo de Deus, que é a Shekinah, essa é a

cobertura também lhes dava localização; quando essa nuvem

nuvem e a coluna que temos de parte de nosso Senhor.

se detinha ou essa coluna se detinha, o povo tinha que se

A palavra Shekinah significa “habitação”, é presença contínua.

acomodar em seu lugar, cada um tinha sua posição; se eram

Nosso lema neste ano é Números 9:16, que está concentrado

vários dias, então os sacerdotes armavam o tabernáculo,

em este slogan: “Shekinah, presença divina contínua”. É o

guardavam as ordenanças de Deus, isto é, o culto era realizado

que diz aquela passagem, que era continuamente, de noite

e todas as tribos se acomodavam como Deus tinha ordenado.

a coluna de fogo e de dia a nuvem sobre o povo e sobre o

Amados, é necessário se manter sob a cobertura divina, sob

acampamento. Não era um dia sim e um dia não, não era um

a presença de Deus.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz FEVEREIRO 2019 / EDIÇÃO N° 781 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC. Rev. José Soto Presidente Rev. Humberto Henao Vicepresidente Rev. Rubén Concepción Secretário Rev. Gustavo Martínez Tesoureiro Rev. Rómulo Vergara Diretor Rev. Luis Meza Diretor Rev. Clemente Vergara Diretor Rev. Carlos Guerra Diretor OBRAS ESTABLECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Horacio Cachay 388 - La Victoria - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SOMMARIO

26

LITERATURA

Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

6.- Capa OS PAPÉIS DE GÊNERO SÃO UMA

CONSTRUÇÃO SOCIAL? As Escrituras revelam que não existem estilos de vida “alternativos” como a homossexualidade, a bestialidade, a poligamia. 14.- Infográfico A ORIGEM DA IDEOLOGIA DE

GÊNERO. Dados sobre a evolução de um pensamento que é contrário ao cristianismo. 16.- Internacional BOLSONARO E A DEFESA DA

30.- Herói da fé UM ETERNO ERUDITO. Casiodoro

18.- Ciência O MILAGRE INEXPLICÁVEL PARA A

34.- Histórias de vida O HOMEM QUE CRESCEU

20.- Juventude O QUE DEUS QUER DOS JOVENS

40.- Devocional O OLEIRO CELESTIAL.

FAMÍLIA O mandatário do Brasil expõe um ponto de vista que apoia milhões de pais e mães.

CIÊNCIA. História de um prodígio que salvou a vida de uma menina de 11 anos. O Senhor tem uma missão para cada crente que opta por se unir ao Evangelho. 22.- Mulher A ARTE DE ESPERAR EM DEUS (II)

Jeová é nosso apoio incondicional, que nunca desiste, o único fiel e verdadeiro. 24.- Música DEUS FARÁ UM CAMINHO. Jeová é

nosso apoio incondicional, que nunca desiste, o único fiel e verdadeiro. 26.- Literatura O HOMEM DO CÉU. Obra que narra

a vida do pastor Liu Zhenying e a perseguição que ainda sofrem milhões de crentes na China.

de Reina: tradutor das Sagradas Escrituras para o espanhol.

SEM AMOR. Retrato da existência de um crente que encontrou na fé o calor de um verdadeiro lar.

42.- Devocional A VONTADE DE DEUS. 44.- Devocional CRÔNICAS E SIGNIFICADO DO

NOME MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL.

46.- Entrevista “DEUS ABRE NOVAS PORTAS”. De

Uganda, Alexander Espinoza e Elizabeth Bonifacio falam sobre a evangelização da Pérola da África. 48.- Eventos O TRABALHO EVANGELIZADOR

QUE REALIZA O MMM AO REDOR DO MUNDO. 66.- Cartas NOSSOS LEITORES NOS ESCREVEM. Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

5


CAPA

OS PAPÉIS DE GÊNERO SÃO UMA CONSTRUÇÃO SOCIAL?

Desde o princípio da Palavra de Deus, não se aceita estilos de vida “alternativos” como a homossexualidade, a bestialidade, a poligamia. No entanto, há pessoas que pretendem ignorar isso, baseando-se na justificação cultural, uma manobra reprovável. Steve Golden

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


A compreensão bíblica dos papéis de gênero

provém do texto em Gênesis sobre Adão e Eva no jardim do Éden. Se entendermos mal o que a Bíblia diz acerca do gênero, então não compreenderemos questões como a conduta homossexual, as funções do esposo e a esposa, e o que significa ser um homem ou uma mulher. Se vê com frequência que se utiliza a justificação cultural para apoiar o comportamento antibíblico, e se utiliza a Bíblia erroneamente para justificar uma variedade de conceitos reprováveis sobre os papéis de gênero. Em Gênesis 1:27 lemos que Deus criou o homem com várias diferenças em sexo: E Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Deus criou o homem e a mulher, Adão e Eva, e Ele fez homens e mulheres diferentes fisicamente e diferentes em papéis. Gênesis 2:18 deixa claro o papel de Eva: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Eva foi formada dos ossos e da carne de Adão, o que significa que ela é igual em sua posição perante Deus e, contudo, diferente do homem (Gálatas 3:28).1 Mas Deus deu a Adão a autoridade não só de nomear os animais, mas também de nomear sua esposa. Na Bíblia, ela é sua ajudante. Se a criação por Deus de Eva, uma mulher, como ajudante e companheira de Adão, um homem, não é suficientemente clara para defender o casamento como uma

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

7


CAPA

união exclusiva para um homem e uma mulher, Gênesis 2:24 esclarece qualquer dúvida: Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. Desde o princípio da Palavra de Deus, não se aceita estilos de vida “alternativos” como a homossexualidade, a bestialidade, a poligamia, etc.2 E, como ponto final, temos a maldição em Gênesis 3. Aqui vemos que Adão e Eva já tinham funções diferentes, mas como resultado da maldição, seus papéis se tornaram árduos e dolorosos. No versículo 16, Deus permite que Eva (e suas descendentes femininas) tenham filhos, mas o parto estaria associado a muita dor física, bem como a preocupações sobre trazer uma criança a este mundo de sofrimento.3 MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Se vê com frequência que se utiliza a justificação cultural para apoiar o comportamento antibíblico, e se utiliza a Bíblia erroneamente para justificar uma variedade de conceitos reprováveis sobre os papéis de gênero. Então, o que tem a ver o gênero como construção social com algo como isto? As pessoas que se especializam na área da teoria do gênero costumam ter como objetivo justificar a conduta sexual relacionada ao gênero que a Bíblia cataloga como pecaminosa.


A teoria do gênero afirma que os homens e as mulheres são diferentes apenas no nível físico; em outras palavras, têm exatamente as mesmas capacidades para tudo, exceto nas funções reprodutivas, como a maternidade (apesar de que cada vez há mais tentativas dos secularistas de fazer possível que os homens levem as crianças não nascidas). Além disso, a teoria do gênero afirma que qualquer distinção entre homens e mulheres (por exemplo, os homens que agem como chefes de seus lares, e se vestem de forma socialmente apropriada para seu gênero, etc.) são “construções” que a sociedade nos obriga a respeitar. Se eles “transgredirem” (os teóricos do gênero amam essa palavra) essas fronteiras sociais, o teórico do gênero argumenta, serão rejeitados e castigados.

Muitos teóricos do gênero chegam mesmo a dizer que uma pessoa pode ser um homem no nível físico, mas sentir que é realmente uma mulher, então pode se identificar como uma. Os teóricos do gênero manifestam que aquela pessoa deveria ser capaz de viver com seu gênero eleito, e mesmo usar o banheiro para mulheres, vestir roupa de mulher e ser referido como uma. Toda esta confusão de gênero é uma distorção completa do que a Bíblia diz acerca dos papéis de homens e mulheres e sobre o casamento. Se não há nada que identifique um homem como homem ou uma mulher como mulher, por que manter uma definição tão estrita do casamento? “O casamento entre um homem e uma mulher” só é relevante se as definições “homem” e “mulher” também forem

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

9


CAPA

MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


As pessoas que se especializam na área da teoria do gênero costumam ter como objetivo justificar a conduta sexual relacionada ao gênero que a Bíblia cataloga como pecaminosa.

relevantes. Se dois homens “se casam”, mas um se identifica como mulher, é porque a sociedade simplesmente tentou encontrar uma forma aproximada do desenho de Deus para o casamento, fazendo com que as palavras “homem” e “mulher” não façam sentido.6 No entanto, existe uma forte evidência científica de que as diferenças entre homens e mulheres são mais profundas que a anatomia básica. O doutor Gregg Johnson, professor de Biologia na Universidade de Bethel, escreveu um artigo detalhado sobre as diferenças de sexo. Explicou que os homens, entre outras coisas, costumam ser mais dominantes, mais orientados às metas e às normas, e têm corpos e sistemas nervosos que se desenvolvem durante numerosas horas de trabalho físico. As mulheres, por outra parte, demonstram comportamentos mais cuidadosos, estão mais em contato com a dinâmica social, e têm corpos que favorecem o armazenamento de gordura, o que ajuda na gravidez.7 De fato, o doutor Johnson conclui: “As diferenças sexuais presentes em todos os sistemas de órgãos em várias espécies de mamíferos vão muito além das características anatômicas superficiais necessárias para a reprodução. Estas diferenças são respostas diretas aos níveis de hormônios circulantes, que diferem significativamente entre os sexos”.8 Sob a influência localizada dos hormônios e a heliografia do ADN, certos tecidos embrionários se formam em estruturas masculinas ou femininas e outros tecidos voltam. Mais tarde, na puberdade, as quantidades crescentes de testosterona e estrogênio provocam a maduração destas diferenças sexuais. Por conseguinte, em termos gerais, se você nascer como um homem, não haverá maneira de mudar isso.9 Isto é consistente com Gênesis 1:27; Deus nos fez homens e mulheres. Em Salmos 139:13-14, explica-se que nosso desenvolvimento biológico está marcado pela mão de Deus: Pois possuíste as minhas entranhas; cobristeme no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. As Escrituras também têm normas e expectativas para os homens e mulheres, particularmente enfocadas na modéstia. Por exemplo, 1 Pedro 3:1-5 diz às mulheres que se vistam modestamente e que coloquem suas prioridades em seu desenvolvimento espiritual. Efésios 4:17-19 diz

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

11


às pessoas de Deus que não sejam como os incrédulos, que se dedicam à luxúria. Romanos 12:1 deixa claro que devemos apresentar nossos corpos como santos e aceitáveis perante Deus, o qual dificilmente podemos fazer sem viver modestamente ou dentro das fronteiras masculinas ou femininas que Deus formou em nós. Quanto às expectativas culturais, a Escritura indica que devemos nos vestir não só modestamente, mas também de forma apropriada a nosso sexo em qualquer cultura que vivamos. Se um homem usa o que normalmente se considera roupa feminina, temos que nos perguntar, por que está fazendo isso? A cultura determinou que agora é masculina e apropriada? Provavelmente não. O homem está tentando ser subversivo e obter uma reação das pessoas? Possivelmente. O homem decidiu que preferiria se identificar como mulher, o que poderia conduzir a medidas mais extremas, como a cirurgia de redesignação sexual? Se este é o caso, está claramente tentando mudar a forma MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Quanto às expectativas culturais, a Escritura indica que devemos nos vestir não só modestamente, mas também de forma apropriada a nosso sexo em qualquer cultura que vivamos. em que Deus o criou, como se pudesse fazer um melhor trabalho.10 Quando uma pessoa expressa o desejo de viver como o sexo oposto e toma medidas para consegui-lo, ele ou ela poderia muito provavelmente estar experimentando algum tipo de confusão de gênero (e muitos secularistas estariam de acordo). A diferença radica em como enfrentaríamos tal situação; os secularistas o encorajariam a abraçar sua “identidade” percebida, enquanto que o crente deveria procurar compartilhar o Evangelho com ele e lhe ensinar o desenho de Deus para os homens e as mulheres.


CAPA

REFERÊNCIAS E NOTAS 1. As “feministas evangélicas” citam frequentemente Gálatas 3:28 para apoiar sua ideia de que o Novo Testamento eliminou os papéis de gênero. Paulo escreveu: “Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”. No entanto, extrair este versículo de seu contexto é uma prática hermenêutica profundamente falível, e a interpretação feminista evangélica deste verso força numerosas contradições no Novo Testamento. Por exemplo, a Epístola aos Gálatas geralmente é considerada a primeira carta canônica de Paulo. Portanto, se Paulo estava dizendo que não há mais nenhuma distinção entre estes grupos, então é bastante estranho que ele continuasse fazendo distinções durante muitos anos entre judeu e grego (Romanos 1:16-17; 11:25-28; Atos 18:1-6), escravo e livre (1 Coríntios 7:17 24, Efésios 6:5-9, Colossenses 3:22, 4:1), e masculino e feminino (Efésios 5:21-33, Colossenses 3:18-19). 2. Apesar de que Abraão, Davi, Salomão e outros nas Escrituras praticavam a poligamia, não estavam seguindo o desenho original de Deus para o casamento, e suas relações polígamas devem ser vistas como exemplos de conduta que os cristãos não deveriam praticar. Para mais informação da poligamia na Bíblia e das consequências desastrosas destas relaciones, leia Roger Patterson, “What About Polygamy in the Bible?” (Sobre a poligamia na Bíblia?), também disponível como um capítulo em How Do We Know the Bible Is True? Volume 1 (Como sabemos que a Bíblia é verdade?) por Ken Ham e Bodie Hodge, eds. gen. (Green Forest, AR: Master Books, 2011). 3. Evidentemente, devido ao fato de que vivemos em um mundo caído, algumas mulheres são incapazes de ter filhos. Para mais informação sobre o parto e a dor, revise os artigos da Dra. Elizabeth Mitchell, “Is It Wrong to Interfere with the Pain of Childbirth?”, “The Evolution of Childbirth?”, e “Understanding the Answer in Genesis 3:16”. 4. Para maior informação sobre como Deus obrou por meio de Eva, revise o artigo da Dra. Georgia Purdom, “Hope Amid Despair” (Esperança entre a desesperança).

5. Raymond C. Ortlund, Jr., “Male-Female Equality and Male Headship: Genesis 1-3”, in Recovering Biblical Manhood & Womanhood, John Piper e Wayne Grudem, eds. (Wheaton, Illinois: Crossway, 2006), p. 108. 6. O casamento é definido na Bíblia como um ato estritamente entre um homem e uma mulher; dois homens ou duas mulheres ou qualquer outra fórmula de “casamento” se encontra fora do desenho de Deus e, portanto, não é um verdadeiro casamento. 7. Gregg Johnson, “The Biological Base for Gender-Specific Behavior”, in Recovering Biblical Manhood & Womanhood, John Piper e Wayne Grudem, eds. (Wheaton, Illinois: Crossway, 2006), pp. 282-284. 8. Ibid., p. 284. 9. Isto não quer dizer que não haja exceções à regra. Os níveis hormonais variam, e não todos os homens ou mulheres exibirão todas as características descritas pelo Dr. Johnson. No entanto, em termos gerais, estas diferenças são facilmente evidentes em homens e mulheres, e se baseiam em hormônios dados por Deus que se correlacionam com o sexo. 10. “Quanto aos hermafroditas (os que nascem anatomicamente tanto homem quanto mulher), não estou defendendo que não se faça nada por sua condição. A humanidade está marcada pela maldição, e com isso vem uma destruição do desenho de Deus para nós. Nesses raros casos, nos quais há problemas e desafios físicos e sociais que devem ser tratados individualmente, a sabedoria deve ser exercitada na determinação de como manejar a situação para que o resultado seja honrar a Deus. Para mais informação sobre isto, revise o artigo da Dra. Elizabeth Mitchell, “Feedback: Hermaphroditism” (Resultado: o hermafroditismo”). FONTE: https://answersingenesis.org/es/cosmovision/son-los-roles-de-g%C3%A9nerounconstructo-social/

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

13


GROENLÂNDIA

ISLÂNDIA

SUÉCIA

NORUEGA HOLANDA REINO UNIDO IRLANDA

CANADÁ

BÉLGICA FRANÇA SUÍÇA ESPANHA

ESTADO UNIDOS

PORTUGAL ITÁLIA

FINLÂNDIA ESTÔNIA DINAMARCA ALEMANHA REPÚBLICA CHECA ÁUSTRIA HUNGRIA CROÁCIA GRÉCIA CHIPRE ISRAEL

MÉXICO

COLÔMBIA EQUADOR BRASIL

Países que permitem o casamento homossexual Países que só permitem a união civil

CHILE

URUGUAI

ÁFRICA DO SUL

ARGENTINA

88% dos espanhóis é gay friendly.

A ORIGEM DA IDEOLOGIA DE GÊNERO Com a queda do Muro de Berlim, os velhos postulados marxistas comunistas que apoiavam a luta de classes e a oposição ao capitalismo burguês foram substituídos por outras frentes de ação que permitissem aos seguidores do idealismo comunista continuar existindo. Aproveitaram então o impulso dos movimentos contraculturais para defender e perverter a causa do feminismo e se unir à oposição do conceito de família tradicional, o que associaram ao mencionado capitalismo burguês. De forma que se substituiu a luta de classes pela luta de sexos, e a luta contra o capitalismo burguês pela luta

MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

contra o sistema familiar tradicional, mantenedor –segundo eles– de uma hegemonia patriarcal e opressora. A ideologia de gênero persegue quatro objetivos básicos: liberar o ser humano das limitações de sua biologia; conseguir a desaparição da família natural por considerá-la um sistema opressor; abolir a cultura judeu-cristã, sua ética e seus valores, que catalogam como obsoletos, e impor uma suposta sociedade igualitária que traria uma nova ordem mundial.


Os 10 Mandamentos da Ideologia de Gênero Em Israel,

8.2% da povoação não se considera heterossexual.

Feminismo radical: Vitimização e exaltação exagerada da mulher, e cultura de suspeita contra o homem, quem é acusado de ser a raiz de muitos males. Igualitarismo: Negação das diferenças biológicas entre indivíduos, em pró do conceito igualitário e o gênero fluido. Anticristianismo: Oposição beligerante contra as raízes judeu-cristãs do Ocidente, acusadas de moralidade repressora e mantenedora do “patriarcado” familiar. Homossexualismo: Promoção até limites exagerados da cultura homossexual LGTBI e vitimização perante os heterossexuais. Colonização ideológica: Imposição de programas de doutrinamento desde a infância, para criar uma nova forma de pensar em nossos filhos e futuras gerações. Relativismo moral: Negação de valores universais e ética normativa; tudo é admissível e inclusivo, tudo está permitido, (exceto dissentir com estes mandamentos). Liberalismo ético: Apoio e normalização de comportamentos que afetam negativamente as sociedades humanas e a ética mais elementar, como o aborto livre, promiscuidade sexual, pedofilia, bestialismo, drogas, etc. Hedonismo: Busca do prazer como um fim em si mesmo e sem restrições éticas, morais ou religiosas de nenhum tipo. Ditadura Ideológica: Pensamento único e recusa frontal e beligerante perante todas as ideias contrárias ao pensamento totalitário. Oposição a qualquer postura conservadora, catalogando-a como homofóbica, fascista e repressora.

AUSTRÁLIA

Destruição ontológica do ser humano: Persegue-se uma autêntica reengenharia antropológica, em pró de um indivíduo mutante que pode se reinventar e redefinir seu gênero sem nenhum tipo de limitações. Desta forma a identidade do ser humano, como criatura feita à imagem e semelhança de Deus, desaparece.

NOVA ZELÂNDIA

Cerca de

6% da povoação europeia pertence ao coletivo LGTB.

A ideologia de gênero pretende se impor, sutil e astutamente, graças à conjunção de quatro fatores principais:

1 2 3 4

A aparição em massa e invasiva de movimentos sociais e de todo tipo de organizações não governamentais (ONG), que foram infiltrados pelas doutrinas da ideologia de gênero. El apoyo de los lobbies económicos internacionales, y de poderosas fundaciones filantrópicas que han sido utilizadas, para financiar e impulsar el proceso de control económico, poblacional e ideológico. A incapacidade das políticas conservadoras de centro-direita para se opor ao avanço da ideologia de gênero, que em muitos países acabaram aceitando, conseguindo assim impor o inquietante conceito de transversalidade de gênero. O silêncio e a passividade do cristianismo em vários países perante a ideologia de gênero mostram falta de unidade para se mobilizar e criar consciência social na sociedade.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

15


INTERNACIONAL

BOLSONARO E A DEFESA DA FAMÍLIA Jair Bolsonaro, o novo presidente do Brasil, deu prioridade à defesa da família e ao combate da perspectiva ideológica de gênero, quebrando, sem complexos, a barreira imposta pelo “politicamente correto”.

A região observa com expectativa o novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que está dando um giro radical quanto ao enfoque do Estado brasileiro em temas cruciais como a ideologia de gênero e a defesa da família. “Vamos valorizar a família e combater a ideologia de gênero”, disse em seu discurso perante o Congresso nacional, depois do ato solene de posse. “O Brasil voltará a ser um país livre de amarras ideológicas”, afirmou ele. Bolsonaro salientou que seu governo vai “unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e nossa tradição judaico-cristã, combater a ideologia de gênero, conservando nossos valores”. Entre os desafios que Bolsonaro enfrentará estão

MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

“ideologização de nossas crianças, do desvirtuamento dos direitos humanos, e da desconstrução da família”. O sonho de qualquer defensor da família e um alívio para os milhões de pais e mães que lutaram uma dura batalha durante os últimos anos para frear a imposição vertical e transversal da ideologia de gênero no sistema educativo. Apesar de que nos governos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), de 1995 a 2002 com o sociólogo Fernando Henrique Cardoso, e do Partido dos Trabalhadores (T), de 2003 a 2010 com o sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva, foi impulsionada a perspectiva ideológica de gênero, foi o período da também petista Dilma Rousseff, de 2011 a 2016, o que se radicalizou neste aspecto. A tentativa de “legalizar” a todo custo a “ideologia de gênero” nas diretrizes de educação dos governos em todos os níveis, operada desde o Executivo Federal, originou uma espécie de revolta popular que polarizou e colocou os “progressistas” contra as cordas. Bolsonaro foi um dos parlamentários que se incorporaram a essa luta popular, razão pela qual a grande maioria de militantes do movimento pró-família se posicionaram de forma clara e eficaz a seu favor quando as pesquisas de opinião evidenciaram que teria condições reais de enfrentar o candidato do T no processo eleitoral do ano passado. Além disso, Bolsonaro colocou uma espécie de “garantia” para essa agenda em seu governo: três ministros-chave que


têm o apoio do movimento pró-família. Trata-se dos titulares da Educação, o filósofo e acadêmico Ricardo Vélez; das Relações Exteriores, o diplomático Ernesto Araújo; e do novo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a advogada e ativista pró-vida e pró-família, Damares Alves.

Vélez tem um ambicioso projeto para revolucionar a alfabetização das crianças e elevar o nível da educação básica eliminando as amarras ideológicas às que estava sujeita durante décadas. E anunciou que a ideologização de gênero será combatida. Quere que o princípio de subsidiariedade seja eixo reitor das relações entre o Estado, os professores e as famílias, restituindo-lhes seu papel central na educação. Damares disse que dará visibilidade aos setores de mulheres que são mais marginadas no país e respaldo integral às que se encontram em situação de vulnerabilidade; que combaterá o abuso infantil e que colocará a família no centro das políticas públicas do Governo. Araújo assinalou que a política externa do Brasil se guiará pelos valores e tradições dos brasileiros, que não se submeterá a pressões globalistas nem à agenda internacional “progressista”: nem aborto, nem gênero, nem migrações indiscriminadas, nem ambientalismo estariam entre suas pautas. Bolsonaro sabe que requererá respaldo para esta agenda, pelo qual perante as 120.000 pessoas que assistiram ao ato de sua posse lançou um chamado ao povo: “Convido a todos para iniciarmos um movimento neste sentido. Podemos eu, você e nossas famílias, todos juntos, restabelecer os padrões éticos e morais que transformarão nosso Brasil”. Tudo isso, na perspectiva de Bolsonaro, envolve um combate contra o socialismo e sua lógica de conflito.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

17


CIÊNCIA

O MILAGRE INEXPLICÁVEL PARA A CIÊNCIA Roxli Doss é uma menina de 11 anos que foi diagnosticada com um tumor incurável e muito raro para a ciência médica. Os médicos não lhe davam esperanças de vida; só um milagre podia salvá-la. Nascida no Texas, Roxli Doss desfrutava de uma vida plena em companhia de seus pais, Gena e Scott Doss. A tragédia chegaria a seu lar em junho de 2018. Roxli foi avaliada pelos médicos do Dell Children’s Hospital e a diagnosticaram com um glioma pontino intrínseco difuso (GPID), isto é, um tumor cerebral inoperável. O GPID é um tumor cerebral que ataca 10 % do total de crianças no mundo; os mais comuns se apresentam entre os 5 e 10 anos; raramente aparece nos adultos.

O QUE É O GPID? O GPID é um tipo de câncer que se apresenta no tronco encefálico, a parte do cérebro justo sobre a parte posterior do pescoço e conectado com a coluna. O tronco encefálico controla a respiração, a frequência cardíaca e os nervos e músculos que nos permitem ver, escutar, caminhar, falar e comer. Estes tumores se denominam gliomas porque crescem a partir de células gliais, um tipo de células de suporte do cérebro.

MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Os sintomas mais frequentes são problemas para caminhar e desequilíbrio, dificuldade na visão, inconvenientes para deglutir, náuseas e vômitos, entre outras manifestações. Apesar da pouca esperança que lhe davam, Roxli começou com as sessões de radioterapia, com o fim de aliviar a dor e adiar no máximo um possível desenlace fatal. As radioterapias foram esgotantes. Os pais fixavam o olhar no céu pedindo um milagre. Dois meses após a triste notícia, os médicos resolveram realizar uma nova ressonância magnética. Os resultados mostraram algo incrível: um tronco encefálico totalmente limpo. Os médicos se surpreenderam, voltaram a realizar novas ressonâncias e o resultado foi o mesmo: não havia nenhum sinal do tumor! “Quando vi pela primeira vez o exame de ressonância magnética de Roxli, foi realmente inacreditável; foi verificado duas vezes e os resultados foram que a pequena não tinha nada. Não entendemos por que desapareceu”, disse a doutora Virginia Harrod, especialista do Children’s Medical Center em Austin, Texas. A notícia encheu de felicidade a vida dos pais. Sua filha estava completamente sã; as dolências e o tumor tinham desaparecido completamente; só Deus pôde obrar na vida de Roxli e seria de testemunho para muitas pessoas que duvidavam de que poderia sobreviver ao tumor cerebral. “Todos os dias agradecemos a Deus por nossa filha e compartilhamos com os que nos perguntam o milagre em sua vida. Só sabemos que Deus a curou. Não pensamos em quanto tempo estará sã ou se o tumor voltará; pelo contrário, desfrutamos cada momento com ela, está tão ativa como sempre”, assinalou Scott Doss, pai de Roxli. Muitos especialistas perguntaram se houve um erro de


diagnóstico, uma reação favorável do sistema imune, que haja desaparecido o tumor, mas não acham uma resposta. Porém, os pais sabem a resposta: Deus, o Curador. A esperança de vida nos casos de tumores cerebrais

é de cinco anos depois de seu diagnóstico e só 2 % deles sobrevive. A ciência disse que Roxli podia resistir dois a três meses, mas Deus lhe deu vida e vida eterna; o que para o homem era impossível, para Deus foi possível.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

19


JUVENTUDE

O QUE DEUS QUER DOS JOVENS Deus tem uma missão para cada jovem que decide lhe dedicar sua vida. Por isso é necessário lhe entregar completamente o controle e aprender que o sucesso será por mérito de Deus e não de cada pessoa. Muitos jovens se perguntam: O que é o que Deus

quer com minha vida? Louvá-lo, servi-lo e pregar sua Palavra, mas surgem novas dúvidas: Estou realmente pronto? Tenho o conhecimento suficiente? Tenho medo? Cada pergunta tem uma única resposta em Jesus Cristo. 1. Levar uma vida limpa. “Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra” (Salmos 119:9). As redes sociais se tornaram o meio mais usado pelos jovens. Em 2018 se calcula que cerca de 2.400 milhões de pessoas usam as redes; grande parte de elas na América e nos países asiáticos. A expansão nestas áreas geográficas fica refletida não só na penetração, mas também nas horas de uso. A maioria dos jovens utilizam as redes como um meio para andar em dia sobre os últimos acontecimentos do mundo, mas outra porcentagem as usa para o pecado, contaminando sua mente e seu coração. Portanto, o Senhor manda a dedicar mais tempo às Sagradas Escrituras. 2. Algum dia você será julgado. “Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

EXAMINE-SE DIARIAMENTE “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos” (Salmos 139:23). É saudável, a cada dia, examinar nossas faltas e pedir a Deus ajuda para vencê-las.

4

PASSOS DIÁRIOS PARA UMA VIDA

CRISTÃ ORE “E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve” (1 João 5:14). Entregue-se em um momento “cara a cara” com Deus, para escutar sua voz. Ele se interessa muito pelo que acontece em nossas vidas.


DEDIQUE SUA VIDA A DEUS “E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Colossenses 3:17). Ao acordar, sempre ofereça o dia a Deus, que nos prepara para vencer qualquer prova.

EXAMINE A PALAVRA DE DEUS “Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho” (Salmos 119:105). Uma maneira de aprender mais de Deus, é estudar a Palavra diariamente, em cada momento livre, sem descuidar as tarefas terrenas.

vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo” (Eclesiastes 11:9). Cada ação que vai contra os mandamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo e que se faça secretamente terá um final triste sem uma confissão de seus pecados perante Deus. Os jovens caem nos prazeres terrenos sem perceber que um dia serão julgados e que o Senhor observa tudo. 3. Submissão a Deus. “Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade” (Lamentações 3:27). O caminho adequado é escolher a submissão a Deus para aprender, no processo, a crescer espiritualmente. É uma transição que se iniciou na salvação e continua com cada eleição que fazemos. Continuará até que o Senhor venha de novo ou até que nos chame a sua presença. 4. Influir nos outros. “Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza” (1 Timóteo 4:12). Assim como as redes sociais influem na sociedade, um jovem que ama Deus deve influenciar positivamente nas pessoas, ser exemplo na universidade, dedicado e disciplinado no trabalho, responsável na Igreja e respeitoso no lar. O mundo observa os jovens cristãos como luz no meio das trevas. 5. Ter madureza. “Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados. Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade…” (Tito 2:6-7). A madureza cristã se consegue com um reordenamento de nossas prioridades, modificando nossas complacências para agradar a Deus e aprender a lhe obedecer. A chave da madureza é a coerência e a perseverança nas atividades que nos aproximam de Deus, tais como a leitura e o estudo da Bíblia, a oração, a comunhão com os irmãos e o serviço na Obra. 6. Conhecer quem é Deus. “[…] Escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Jovens, escrevovos, porque vencestes o maligno. Eu vos escrevo, filhos, porque conhecestes o Pai” (1 João 2:13). Conhecer Deus em toda sua plenitude permite apreciar a misericórdia do Pai para com os homens. A juventude cristã deve compartilhar a Palavra a seus familiares, amigos, companheiros de trabalho, entre outros, para que também possam conhecer a misericórdia de Deus. 7. Você envelhecerá. “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento; …” (Eclesiastes 12:1). A cada segundo que passa na vida perdemos um pouco de nossa juventude. É um processo natural ao qual estão sujeitas todas as pessoas. Nos jovens cristãos, envelhecer deve ser um passo mais do crescimento espiritual em sua vida, obtendo experiência, confiando em Deus e aconselhando os novos jovens.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

21


MULHER

A ARTE DE ESPERAR EM DEUS (II) Carmen Valencia de Martínez

Quando esperamos em Jeová e nos rendemos perante Ele, podemos nos apoiar n’Ele. Ele é nosso apoio incondicional, o que nunca se rende, o único fiel e verdadeiro, em quem mais poderíamos nos apoiar? Esperar em Deus é o caminho à rendição. O que espera n’Ele se rende perante Ele. O sinônimo de rendição é ceder, submissão, humildade, reconhecer que outro é superior, que domina. Quando nos submetemos a Deus, é ali onde Deus pode trabalhar, agir. Sua Palavra nos ensina que devemos ficar quietos e esperar n’Ele: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus...” (Salmos 46:10). Este sentimento de completa insuficiência, de completa rendição a Ele, é o que abre o caminho para que Deus obre em favor nosso.

MISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

CDEUS TRAZ FORTALEZA

Há forças prometidas para o que espera n’Ele. O profeta Isaías nos ensina que “os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” (Isaías 40:31). Também o rei Davi se dirige a sua mesma alma para dizer: “Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor” (Salmos 27:14). E por esperar Deus, Davi diz: “Porém tu exaltarás o meu poder, como o do boi selvagem. Serei ungido com óleo fresco” (Salmos 92:10). Nessa fora está incluída a calma; essa força faz com que fiquemos quietos, e permaneçamos n’Ele para sempre (Salmos 125:1). Além de tudo isso, esperar n’Ele nos traz muitas bênçãos tais como: Ele é escudo para todos os que n’Ele esperam (2 Samuel 22:31; Salmos 18:30; Provérbios 30:5). • Ele livra os que n’Ele esperam (Salmos 22:4). • Não serão confundidos os que n’Ele esperam (Salmos 25:3).


DEUS APOIA

• Estarão cercados de misericórdia os que n’Ele esperam (Salmos 32:10). • Herdarão a terra os que n’Ele esperam (Salmos 37:9). • Deus escuta o clamor dos que n’Ele esperam (Salmos 40:1). • Esperar n’Ele é bom diante de seus santos (Salmos 52:9). • Os que esperam n’Ele recebem sua comida a tempo (Salmos 104:27). • Os que esperam n’Ele permanecem para sempre (Salmos 125:7). • Os que esperam n’Ele serão salvos, gozarão n’Ele e se alegrarão em sua salvação (Isaías 25:9). • Os que esperam n’Ele não serão humilhados (Isaías 49:23). • Os que esperam n’Ele sua visão não tardará (Habacuque 2:3). No livro de Isaías 64:3-4 lemos: “Quando fazias coisas terríveis, que nunca esperávamos, descias, e os montes se escoavam diante da tua face. Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera”.

No livro dos Provérbios 3:5 diz: “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento”. • Confiar significa ter certeza de que outro cumprirá o que promete. • Apoiar significa fazer com que uma coisa ou alguém se descarregue sobre outra. • Descarregar significa soltar uma carga sobre algo ou alguém que sustenta; é sinônimo de ajuda, de assistência, de socorro, de auxílio. Deus em sua Palavra nos diz: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1 Pedro 5:7). Podemos dizer também e com toda certeza que o que espera em Deus é ajudado por Ele. E se Deus é seu ajudador, então você é bem-aventurado (Salmos 145:6). Não confie no homem, não espere nada dele. O homem é em quem não podemos confiar. O homem pode nos enganar, pode nos mentir, pode nos usar para seu próprio benefício, mas Deus não. É Deus em quem devemos depositar toda nossa confiança. No livro de Jeremias 17:5 está escrito: “Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!”. Devemos esperar n’Ele porque Ele é nosso refúgio, o único refúgio seguro e em quem podemos derramar nosso coração (Salmos 62:8). Davi sempre dizia: “Mas eu esperarei continuamente, e te louvarei cada vez mais” (Salmos 71:14). Não se turbe, não se desespere. Apesar de que sua alma seja sacudida pela tormenta, apesar de que o pior aconteça, Deus lhe diz: Não se turbe! Deus o ajudará desde a manhã, mas não se apresse, não se mova em seu próprio parecer, não se perca. O livro dos Provérbios 27:8 diz: “Qual a ave que vagueia longe do seu ninho, tal é o homem que anda vagueando longe da sua morada”. Espere com paciência e guarde silêncio. O inimigo poderá agitar sua vida como as ondas agitam a rolha, poderão lançá-la contra as rochas, as águas poderão cobri-la, mas não o abrigarão; se esperar em Deus, você voltará a sair à superfície. Não se altere porque outro prospera e você não. Você verá prosperar muitos que não são fiéis a Deus e é possível que se pergunte: por quê? Não permita que isso o altere, não permita que isso o afete, Deus tem um motivo e uma razão para tudo o que lhe acontece; se você confiar n’Ele, Ele não o decepcionará. Salmos 37:7 diz: “Descansa no Senhor, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos”. Apesar de que aconteça o pior, Deus tem e terá o controle de tudo. O livro de Habacuque 2:3 nos diz: “Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará”.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

23


MÚSICA

DEUS FARÁ UM CAMINHO Escrito depois do falecimento de um sobrinho, é um hino de grande conteúdo humano. Obra do compositor e cantor Don Moen, reconhecido artista cristão, oferece consolo para suportar a dor e a desesperança após um fato tão doloroso.

Foi ideada depois de um trágico acidente

automobilístico que acabou com a vida de um menino. A canção “Deus fará um caminho” foi escrita pelo pastor e cantor estadunidense Don Moen, nascido em 29 de junho de 1950; a melodia foi lançada em 1990 e a partir dali se transformou em um cântico cheio de esperança no meio da dor. Moen, que assistiu à Universidade de Oklahoma e se graduou em Música em 1972, é um prolífico compositor que impulsionou a fé no Todo-Poderoso em mais de treze países e liderou uma série de projetos musicais que contribuíram para aproximar milhões de pessoas de Jesus Cristo e mudar suas vidas. Seguidor do Criador desde sua infância, conta com mais de quatro décadas ao serviço do Evangelho. O artista cristão cresceu em Minnesota. Depois, Moen se mudou a Oklahoma para assistir à Universidade Oral Roberts. Ali foi convocado pelo pregador Terry Law para se unir a sua equipe de adoração, denominada Living Sound, que ministrava a Palavra em nações comunistas e na antiga União Soviética. Então, ajudou a conquistar os corações de pessoas que não conheciam Cristo com o poder do louvor. CANÇÃO COMOVEDORA

“Deus fará um caminho” foi escrita por Moen quando faMISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


DEUS FARÁ UM CAMINHO zia parte de um empreendimento discográfico da companhia Integrity Music. Segundo seu testemunho, uma noite recebeu uma ligação de sua sogra, que lhe informou que sua cunhada Susan Phelps e sua família tinham tido um acidente automobilístico. Além disso, ela lhe revelou que no incidente o filho mais velho do casal, um menino de 9 anos, tinha morto instantaneamente. Afetado pelo falecimento de seu sobrinho, o servo de Deus decidiu se reunir imediatamente com seus parentes. Enquanto viajava, sentado em um assento de um avião, começou a ler o livro de Isaías e se comoveu com o versículo 19 do capítulo 43. Segundo sua própria versão, nesse momento, quando repassava as boas novas de Jesus, o Salvador o inspirou para criar um cântico cheio de emoção. Sobre sua composição, que durante um tempo foi uma mensagem reservada para

Deus fará um caminho onde nunca existiu Fará caminhos onde não vemos Um caminho me fará. Sim me guiará sempre me sustentará Com seu amor a cada dia Me fará um caminho (bis) Por um caminho no ermo me guiará Rios no deserto eu verei Céu e terra passarão Mas a sua palavra não Algo novo Ele então fará.

seus familiares, o reconhecido crente, em uma entrevista com o jornal The Cristian Post, comentou: “Foi uma canção escrita com desesperação, mas transmitiu esperança aos pais do pequeno”. Além disso, assinalou: “Quando tudo parecer perdido, Deus fará caminhos onde não vemos”. Com os anos, o poema de Don Moen intitulado originalmente “God will make a way” se tornou seu trabalho mais célebre e atualmente é cantado nos cinco continentes. Nesse sentido, no citado diálogo com o meio estadunidense, salientou: “Eu quero que a pessoas saibam que Deus está com eles apesar da perda e a desesperança. Se observar suficientemente perto, poderá ver Sua mão em sua vida”.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

25


LITERATURA

O HOMEM DO CÉU Publicado com o desejo de levar os leitores a encaminhar sua atenção no Senhor, o livro não só é a história do pastor Liu Zhenying, preso por sua fé, mas também é uma narração que evidência a persecução que ainda sofrem milhões de crentes na China.

Em 2001, numa tarde quente de setembro, um pequeno grupo de cristãos reuniu-se no Aeroporto Internacional de Bangcoc para receber o Irmão Yun. Fazia mais de oito meses que não víamos seu rosto sorridente, pois ele havia sido preso em janeiro daquele ano. Nos primeiros dias na prisão, os guardas o espancaram tanto que quase o mataram. Depois disso saiu sua sentença - foi condenado a sete anos de prisão. De vez em quando seus amigos, espalhados por todo o mundo, recebiam uma mensagem vinda da cadeia. Uma delas dizia: “Deus me colocou neste lugar para testemunhar. Aqui há muita gente que precisa de Jesus. Vou ficar exatamente o tempo que ele determinou. Não vou sair nem um minuto antes nem ficar um minuto a mais. Quando ele decidir que meu ministério na prisão acabou, vou sair”. Publicada em fevereiro de 2002, a obra “O homem do céu” é o testemunho da forma em que o Senhor transformou a vida de um jovem crente de um infeliz povo da província chinesa de Henan, e o

MOVIMENTO MISIONÁRIO MISIONERO MUNDIAL 26 MOVIMIENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia América • Europa • Oceanía • África • Asia


utilizou para pregar a Palavra em uma nação em que o cristianismo é reprovado e reprimido diariamente pelas autoridades locais. Livro autobiográfico, foi escrito por Liu Zhenying, conhecido como o irmão Yun, com o apoio do autor Paul Hattaway. Meu nome é Liu Zhenying, mas os meus amigos cristãos me chamam de Irmão Yun. Certa manhã, no outono de 1999, acordei na cidade de Bergen, no oeste da Noruega. Sentia meu coração pulsando, tamanha era a minha animação. Eu estivera pregando em igrejas da Escandinávia. Testemunhei sobre as igrejas domésticas chinesas e convidei os cristãos a nos unirmos para evangelizar não só a China, mas todas as nações. E, nessa manhã, as pessoas que me hospedavam haviam me perguntado se eu gostaria de visitar

As autoridades e o MPTA tachavam os cristãos não-registrados de “poluentes espirituais”. Centenas de líderes de igrejas domésticas foram capturados e enviados para campos de trabalhos forçados. Em Henan, muitos crentes foram executados por causa da fé em Jesus.

o túmulo de Marie Monsen, ali em Bergen. Ela fora uma grande missionária luterana, a quem Deus muito usou para avivar a igreja em várias partes do meu país no período de 1901 a 1932. OBREIRO FIEL

No preâmbulo do texto de Zhenying e Hattaway, o pastor Xu Yongze, outro dos fiéis chineses perseguido por crer no Deus Todo-Poderoso, revelou a particularidade do irmão Yun. Nesse sentido, assinalou: “Nestes quase trinta anos de provação, tem visto a graça do Senhor sendo derramada em sua vida e transbordando em bênçãos para muitos outros. Deus escolheu esse grande guerreiro e obreiro fiel para ser um dos líderes de sua geração”. Eu lia a Palavra de Deus todos os dias, desde a manhã até tarde da noite. Quando era necessário ir trabalhar na plantação, embrulhava a Bíblia, colocava-a por dentro da roupa e aproveitava todas as oportunidades para assentar e ler. Na hora de dormir, levava-a para minha cama e a colocava sobre o peito. A princípio, foi difícil ler, porque eu só havia frequentado a escola por três anos. Além disso, meu exemplar era em chinês tradicional, e eu tinha aprendido a escrita simplificada. Encontrei um dicionário e, com muito esforço, fui procurando um caractere de cada vez e assim avancei na leitura. Depois que consegui ler a Bíblia inteira,

Febrero Fevereiro 2019 2019 / Impacto / Impactoevangélico evangelístico

27


A conversão de tanta gente chamou a atenção das autoridades. Antes de nós, não havia nem um cristão em nossa vila. Passaram a perseguir minha mãe, pois acreditavam que ela era a líder de nossa igreja. Colocaram na cabeça dela um grande chapéu com orelhas de burro e fizeram com que ela desfilasse com ele pelas ruas.

passei a decorar um capítulo por dia. Depois de 28 dias, eu já sabia de cor todo o Evangelho de Mateus. Além disso, o prólogo de “O homem do céu” conta com a participação do reverendo Zhang Rongliang, encarcerado na China em mais de uma ocasião por anunciar o Evangelho, quem certificou o trabalho evangelizador de Zhenying. “O testemunho de Yun foi escrito com sangue e lágrimas. A jornada dele incluiu lutas terríveis. Mas, em vez de reclamar e murmurar, ele aprendeu a avançar em oração contra os obstáculos, sempre de joelhos diante de Deus”, afirmou. De forma maravilhosa, Deus ia salvando a muitos e enviando-os como novos conquistadores de almas. À medida que isso acontecia, a igreja em nossa região foi crescendo em graça e em número. Contudo a oposição logo se levantou contra nós. A conversão de tanta gente chamou a atenção das autoridades. Antes de nós, não havia nem um cristão em nossa vila. Passaram a perseguir minha mãe, pois acreditavam que ela era a líder de nossa igreja. Colocaram na cabeça dela um grande chapéu com orelhas de burro e fizeram com que ela desfilasse com ele pelas ruas. Obrigaram-na a participar de aulas de “reeducação”, para “ajudá-la e reformular suas opiniões incorreras”. Depois que assumi a posição de líder da nossa igreja, a pressão passou dela para mim. HOMEM ESCOLHIDO

No relato da história de Yun, fica evidente a dedicação do crente reconhecido em toda a China como “O homem do céu”. A este respeito, é necessário indicar que este apelido nasceu o dia que não revelou sua identidade nem direção à polícia chinesa para resguardar a integridade de seus irmãos de fé. Então, gritou: “Sou um homem do céu! Meu lar é o céu!”. Seus companheiros escutaram sua voz, perceberam o perigo e fugiram. Uma onda de crimes varreu a China em 1983, com aumento desenfreado de assassinatos, sequestros, extorsões e prostituição. O governo percebeu que estava perdendo o controle e lançou uma campanha anticrime. Centenas MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


LITERATURA de criminosos foram executados em público. Infelizmente, as igrejas domésticas também eram consideradas ilegais, por recusarmos a nos juntar ao Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA). Assim, nos tornamos alvo da campanha. As autoridades e o MPTA tachavam os cristãos não-registrados de “poluentes espirituais”. Centenas de líderes de igrejas domésticas foram capturados e enviados para campos de trabalhos forçados. Em Henan, muitos crentes foram executados por causa da fé em Jesus. Em várias ocasiões, Paul Hattaway, autor de vários livros cristãos, remarcou a submissão de Zhenying ao poder do Criador. E expressou também que desde o primeiro momento em que Yun se encontrou com Jesus Cristo se dedicou completamente a lhe servir de todo coração. Do mesmo modo, manifestou que há lições e experiências de sua existência que podem encorajar muito os cristãos em todo o mundo que procuram seguir o Senhor. Depois que fui carregado de volta à cela, um guarda me chutou e gritou: Por que você comeu e falou hoje, depois de ficar calado tanto tempo? Vou esfolar você vivo! Espere só para ver! Bateu a porta de ferro e saiu. O líder da cela me insultou: Você é falso! Todo dia finge que vai morrer. Eu estuprei e matei muitas mulheres e agora estou vivo e muito bem aqui na prisão. Você veio para cá por causa da sua fé em Jesus e está morrendo como um cão doente. Outro prisioneiro, que era muçulmano, falou em tom ríspido: Quem mandou você falar de Jesus, violando as leis do nosso país? Você merece morrer. A lei celestial julgará porcos como você! Escrito com o desejo de levar os leitores a enfocar sua atenção em Cristo, o livro “O homem do céu” não só é uma biografia de Liu Zhenying, que nasceu em 1 de janeiro de 1958, mas também é um relato que denuncia a perseguição que ainda sofrem milhões de cristãos na China. E é que no gigante da Ásia ainda se arresta, tortura e assassina aqueles que creem em Jesus. Uma realidade que o irmão Yun explicou com a colaboração de Paul Hattaway. Desde que fui solto, em janeiro de 1988, até meados de 1991, igrejas de toda a China nos convidavam para pregar o evangelho. O Senhor me usou para compartilhar sua Palavra em regiões distantes, e muitos pecadores se encontraram com Cristo. Vivíamos tão ocupados, da manhã à noite, que nem nos alimentávamos direito. Acordávamos bem cedo para ter nosso tempo com o Senhor e depois trabalhávamos o dia todo pregando, ensinando e viajando, até cerca de meianoite, quando caíamos exaustos na cama. No dia seguinte, antes de o sol nascer, já estávamos em pé, preparando-nos para repetir todo o processo.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

29


HERÓI DA FÉ

UM ETERNO ERUDITO Arthur Kinder

Tradutor para o espanhol das Sagradas Escrituras. Perseguido pela Inquisição. Casiodoro de Reina marcou o início de uma nova era no cristianismo hispanófono com uma magnífica versão da Bíblia que perdura até o dia de hoje. Procurado pela Inquisição e pelas autoridades

espanholas, Casiodoro de Reina abriu caminho em meados do século XVI por sua fidelidade à Palavra de Deus e porque realizou um trabalho que até o dia de hoje perdura e se mantém vigente: a tradução completa das Sagradas Escrituras para o espanhol. Servo humilde do Todo-Poderoso, foi também um crente que, devido a seu amor pelo Senhor, enfrentou numerosos riscos ao longo de sua vida. Natural da localidade de Montemolín do Reino de Sevilha, segundo os inquisidores que o investigaram devido a sua desconformidade com as ideias da igreja tradicional, o tradutor da Bíblia nasceu por volta de 1520. Em sua juventude assistiu à Universidade de Sevilha, na qual aprendeu presumivelmente latim, grego e hebreu. Depois, MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

ingressou ao monastério de San Isidoro del Campo, nos arredores de Sevilha, onde se aproximou da fé cristã. SERVO PERSEGUIDO

No convento de San Isidoro del Campo, instituição que por aqueles dias se propôs impulsionar o estudo do Evangelho entre seus frades, Reina se tornou guia espiritual de seus companheiros devido a seu particular interesse por


descobrir a autêntica mensagem de Cristo. Interessado pelas ideias reformadoras que minavam os cimentos do catolicismo, estudou também as obras de Martinho Lutero, João Calvino, Ulrico Zuínglio e Miguel Servet. Defensor de uma teologia centrada no Criador, o seguidor de Jesus fugiu em 1557 do monastério de San Isidoro del Campo, junto a outros monges dissidentes, entre os que se encontravam Cipriano de Valera e

Antonio del Corro, para evitar cair nas redes sangrentas da Inquisição. Ao partir, em busca de um futuro melhor, Reina se tornou inimigo da Coroa Espanhola e foi catalogado como blasfemo e recebeu o título de “heresiarca” (mestre dos hereges). Apesar de ter escapado da intolerância imperante em sua pátria nesse momento, Casiodoro não se livrou de ser julgado, em ausência, pela Inquisição. Em 26 de

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

31


HERÓI DA FÉ abril de 1562, na praça São Francisco de Sevilha, um dos principais cenários da brutal repressão inquisitorial da época que se manifestava por meio de sangrentas penas, foi queimado em efígie, ao lado das figuras de Antonio del Corro e Cipriano de Valera. E todo por sua “má doutrina”. CRISTÃO ERRANTE

Uma vez fora da Espanha, Reina chegou primeiro à cidade de Genebra, berço da Reforma promovida por Calvino na Suíça, onde era esperado pelo refugiado sevilhano Juan Pérez de Pineda, que em vida foi um ativo promotor da Palavra. Ali, perto da França, Casiodoro se uniu a uma congregação formada por fiéis italianos e conheceu Calvino. No entanto, e apesar de conseguir certo reconhecimento, rapidamente se incomodou com o rígido sistema dos calvinistas. Durante o período que permaneceu em Genebra, antes de viajar para Londres após a coroação da rainha Isabel I, Reina se fez conhecido porque cada vez que passava pelo lugar onde tinha sido executado o teólogo Servet, que morreu na fogueira em 27 de outubro de 1553, começava a chorar. Quando foi para Londres, seus simpatizantes o chamavam de “Moisés dos espanholes”, por sua errante existência. Antes de partir para a capital da Inglaterra, contudo, passou em 1558 alguns meses na localidade alemã de Frankfurt. Depois, em 1559, Reina se estabeleceu em solo inglês e reuniu um grupo de crentes hispanos a quem pregou as boas novas e instruiu no Evangelho três vezes por semana em uma casa privada. Então, começou a escrever um texto teológico que, ao pouco tempo de ser editado, despertou grandes polêmicas fora da Inglaterra: “Confissão de fé cristã”. Em 1560, com sua grei consolidada, Reina enviou uma carta ao ministro Edmund Grindal, cabeça da igreja de Londres, e ao secretário da rainha Isabel I, William Cecil, na qual solicitava um lugar para constituir um templo. Com sua missiva, conseguiu a concessão de um edifício na rua St Mary Axe. Porém, seu rebanho não teve um futuro favorável. Em 21 de setembro de 1563, o pastor abandonou o território britânico ao ser acusado falsamente de sodomia. Depois de fugir pelo Canal da Mancha, arribou à cidade de Antuérpia, uma das praças comerciais mais importantes do norte da Europa daqueles dias, na qual foi protegido pelo banqueiro de estirpe judia Marcos Pérez de Segura, que tinha se entregado a Deus e auxiliava os cristãos nos Países Baixos. Mas em breve, devido a que o rei Filipe II da Espanha colocou um preço em sua cabeça, Casiodoro se viu obrigado a viajar de forma clandestina a Frankfurt. OBRA CRUCIAL

Em Frankfurt, apesar dos perigos que corria, MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


imediatamente se dedicou com afã a trabalhar na tradução das Escrituras para o espanhol e se uniu à comunidade de evangélicos franceses. No entanto, perseguido pelos esbirros da Inquisição, percorreu uma e outra vez, como um nômade, as cidades de Estrasburgo, Orleans, Antuérpia e Heidelberg durante três anos. Sua imprevisível vida jamais evitou que prosseguisse com sua versão da Bíblia. Em busca de um lugar propício para imprimir sua obra, Casiodoro se deslocou em 1567 à cidade de Basileia, convertido então no centro editorial do Velho Continente, onde cristalizou sua obra mais importante com a autorização da autoridade local. Ajudado novamente por Pérez de Segura, imprimiu 2600 exemplares das Sagradas Escrituras em espanhol em 1569. Os livros, gravados com a imagem de um urso em sua capa, marcaram o início de uma nova era. A Bíblia do urso, pela misericórdia do Altíssimo, foi distribuída rapidamente por muitas regiões europeias e esgotou com uma velocidade inusitada. A falta de cópias foi uma das razões pelas quais Cipriano de Valera publicou em 1602 uma segunda edição do material de Reina, com uma revisão exaustiva de cerca de vinte anos, que atualmente é a versão por excelência das principais denominações evangélicas hispanas de todo o mundo. TRABALHO LOUVÁVEL

Em 1570, Casiodoro voltou para Frankfurt para labutar pela pregação da Palavra junto a sua família e se uniu a uma congregação liderada pelo exegeta Teodoro de Beza. Três anos depois, lançou um tratado de comentários dos Evangelhos de João e Mateus. Posteriormente, em 1580, editou um manual de doutrina cristã que foi impresso em latim, francês e holandês. Do mesmo modo, redigiu um estatuto para uma sociedade de ajuda para os pobres e perseguidos, que ainda se conserva. Leal ao Redentor, Reina se ocupou de pastorear um templo em Antuérpia entre 1578 e 1584. Homem de fé genuína e serviçal, em março de 1579 após provar sua inocência, foi absolvido das imputações das quais tinha sido vítima em Londres anos antes. No trecho final de sua biografia, de volta em Frankfurt, batalhou em benefício do cristianismo e tendeu a mão aos crentes necessitados. Em 15 de março de 1594, com mais de setenta anos, deixou de existir. Ser humano bom, respeitável, amante da paz e sábio, Casiodoro de Reina centrou sua passagem terrena em evitar as disputas inoportunas, as defesas violentas e os pretextos cautelosos. Consciente do poder de Jesus Cristo, trabalhou para que o Evangelho do Criador discorresse em qualquer língua em todos os lados, tão livremente como o Sol no céu, como assinalou na admoestação aos leitores de sua versão das Sagradas Escrituras.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

33


Desde os cinco anos, Gustavo Oropeza comia

na rua, mas não em restaurantes ou mercados. Procurava sua comida diariamente dentro dos baldes de lixo. E fazia isso porque não havia ninguém que pudesse alimentá-lo como se deve. Vivia em completo desamparo moral e material. Nasceu no município de Villazón, departamento de Potosí, Bolívia. Seu pai se chamava Porfirio Luna, quem nunca conheceu porque desapareceu antes de seu nascimento, e sua mãe Nelsi Oropeza, quem o abandonou aos dois anos para frequentar diferentes homens. Produto dessa vida de pecado, teve três filhos com diferentes companheiros. A avó materna e um tio se encarregaram dele enquanto puderam, mas a frágil proteção desapareceu rapidamente. Ambos se afundaram no alcoolismo e o pouco dinheiro que obtinham pedindo esmola era usado para comprar licores de duvidosa qualidade. Todos os dias bebiam e dormiam em qualquer lugar, esquecendose completamente da alimentação. Com o estômago vazio, o menino não teve outra alternativa que sair às ruas para obter o que pudesse. Os vizinhos da zona se apiedavam dele e lhe ofereciam um pouco de comida. Quando chegava a sua casa, dormia imaginando que sua mãe chegaria a qualquer momento e o cuidaria. Mas tudo era uma simples ilusão. Aproveitando sua necessidade e solidão, um primo mais velho usou artimanhas para abusar de Gustavo que, nesses momentos, tinha só cinco anos. Ele lhe ofereceu alimentos e dinheiro e, em troca, exigiu que satisfizesse seus baixos instintos. A agressão produziu no menino um tremendo ressentimento que cresceria com os anos. A doença da avó e do tio se agudizou fatalmente. Desapareciam da casa durante dias. Houve ocasiões nas quais o menino tinha que sair para procurá-los e os encontrava bêbados nas ruas. Apesar de sua curta idade conseguia levá-los de volta para sua precária moradia. Em certa ocasião chegou uma tia a sua casa. Ao contemplar o abandono em que vivia, decidiu levá-lo à casa de sua mãe. O menino se encheu de alegria ao saber que conheceria sua progenitora e seria recebido com muito amor por parte dela. Mas não foi assim. ENCONTRO COM SUA MÃE

Ao ver o filho que tinha deixado aos dois anos de idade, Nelsi em lugar de se apiedar se encolerizou. Repreendeu duramente sua tia, argumentando que não tinha tempo, nem lugar para se encarregar dele. ela.

– Para que o trouxe? Vai estragar minha vida – disse-lhe As duras frases de sua mãe calaram fundo em seu

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

HISTÓRIA DE VIDA

O HOMEM QUE CRESCEU SEM AMOR Sua mãe o abandonou quando era muito pequeno. Nunca conheceu seu pai. Passou sua infância e adolescência na rua, suportando fome e sem apoio moral. Até que dois fatos mudaram sua vida radicalmente e só assim pôde conhecer o calor de um verdadeiro lar. STEVEN LÓPEZ FOTOS: ARQUIVO FAMILIAR


R

Fevereiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

35


HISTÓRIA DE VIDA coração. O rancor cresceu ainda mais nele. Apesar de tudo, depois da forte discussão, ficou na casa. Gustavo conviveu com um irmão de 11 anos que o submergiu no mundo das drogas. Por outro lado, a relação mãe e filho não funcionava. Discutiam diariamente e ela batia nele constantemente. Cansado da situação que vivia, o garotinho decidiu fugir do lar aos doze anos. Começou a viver na via pública, dormir em qualquer lugar e comer o que encontrava. Percorrendo as ruas conheceu outros garotinhos, que o introduziram ao roubo e à vida fácil. A sua curta idade, já frequentava os bordéis da zona. As drogas, o álcool e as mulheres se tornaram parte de sua vida licenciosa. Mantinha relações sexuais com diferentes mulheres sem o cuidado necessário, apesar de que era consciente da terrível doença da Aids, mas não se importava.

Com o estômago vazio, o menino não teve outra alternativa que sair às ruas para obter o que pudesse. Os vizinhos da zona se apiedavam dele e lhe ofereciam um pouco de comida. Quando chegava a sua casa, dormia imaginando que sua mãe chegaria a qualquer momento... Começou a trabalhar nos bordéis, bares e discotecas e a ganhar dinheiro que dilapidava com rapidez. Foi ali onde conheceu sua esposa, Gabriela Méndez, que também tinha uma vida difícil. HISTÓRIA REPETIDA

Gustavo engravidou Gabriela rapidamente, situação que deveu ter mudado suas vidas. No entanto, não foi assim. Pelo contrário, repetiu sua história, abandonando sua mulher e o recém-nascido para continuar em seus vícios. Uma dessas noites de perdição, enquanto bebia em grandes quantidades, viu que um irmão seu entrou no bar. Convertido desde sua infância, este jovem ia resgatá-lo. – Por que não procura Deus? Olhe como está vivendo – disse-lhe ele. A frase comoveu o duro coração de Gustavo. Saiu do bar decidido a mudar sua vida e ser um pai exemplar. Procurou Gabriela e lhe pediu uma oportunidade. Ela aceitou. No entanto, a tranquilidade na família acabou rapidamente. Ele começou a escutar vozes que lhe provocavam intranquilidade e ansiedade. “Você tem Aids... Você teve MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


relações com muitas mulheres”, escutava várias vezes no dia e isso lhe produzia uma forte dor de cabeça. Os problemas conjugais se tornaram insuportáveis; lágrimas e dor reinavam em seu lar. Discutiam todos os dias e, em várias ocasiões, ele acabou batendo em sua mulher. Seu filho, que só tinha quatro anos, tentava defender sua mãe e também acabava castigado. A necessidade de encontrar uma cura para sua doença o levou a procurar médicos, psicólogos e até bruxos. Nenhum deles pôde atenuar as vozes em seu cabeça. “Você tem Aids, vai morrer e seu filho também tem essa doença. Você merece morrer”, repetia-lhe. Os analgésicos que ingeria conseguiam calmar por alguns momentos os fortes mal-estares que sofria. Um dia entrou em um centro farmacêutico para comprar medicinas e a mulher que atendia lhe disse umas palavras que ele recusou, mas que não esqueceria.

Os resultados da análise tardaram. Mais de uma semana depois, voltou para o hospital e recebeu uma notícia feliz: não tinha Aids. Voltou para sua casa e compartilhou os resultados. Toda a casa se encheu de alegria. Pela noite foram ao templo para agradecer o milagre recebido. – Cristo ama você. Ele pode ajudá-lo – disse-lhe a mulher. Entre surpreendido e zangado, o garoto respondeu de maneira altissonante à mulher. – Quando precisar dele, eu o procurarei; mas como não preciso dele, eu não vou procurá-lo – disse Gustavo. Dias depois foi visitar sua avó, a única mulher que tinha lhe mostrado certa ternura, apesar de seu alcoolismo. Ela estava grave, sofria uma cirrose avançada e era impossível pensar em uma salvação. Com os olhos chorosos e a alma doída, Gustavo correu até a farmácia em busca da mulher que tinha lhe anunciado a mensagem salvadora. Ela o viu entrar desesperado e, depois de escutá-lo, convidou-o a se ajoelhar e entregar sua vida a Deus. Ao acabar a oração, Gustavo experimentou uma paz que não tinha sentido nunca. A garota o convidou à igreja na qual se congregava. Ele aceitou. No entanto, as dores de cabeça persistiam, as discussões em casa continuaram e seu coração tinha muito rancor. Cansado das dores de cabeça, e seus temores de ter

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

37


MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


HISTÓRIA DE VIDA A mensagem do pregador comoveu Gustavo. Ele e seu esposa passaram ao altar. Durante a oração um fogo percorreu seus corpos. Deus mudou ambos, mas, sobretudo, Gustavo; todo ódio, ressentimento e amargura desapareceram. Aids, acudiu a um centro médico para saber se sofria a doença, mas antes fez uma promessa a Deus. Se me curar, eu vou te servir com todo meu coração – prometeu ele. Os resultados da análise tardaram. Mais de uma semana depois, voltou para o hospital e recebeu uma notícia feliz: não tinha Aids. Voltou para sua casa e compartilhou os resultados. Toda a casa se encheu de alegria. Pela noite foram ao templo para agradecer o milagre recebido. O irmão mais jovem de Gustavo, ao vê-lo ingressar na Casa de Deus, quebrou-se e começou a orar, pedindo a Deus que o ajudasse. A mensagem do pregador comoveu Gustavo. Ele e seu esposa passaram ao altar. Durante a oração um fogo percorreu seus corpos. Deus mudou ambos, mas, sobretudo, Gustavo; todo ódio, ressentimento e amargura desapareceram. O ARREPENDIMENTO DE SUA MÃE

Na cidade de Yacuiba, a mãe de Gustavo estava experimentando uma situação similar com Deus. Ela começou a escutar as prédicas transmitidas pela rádio Bethel; cada mensagem impactou seu coração e a fez cair rendida aos pés do Salvador. Depois de alguns meses, Nelsi ligou para seu filho para lhe pedir perdão pelo sofrimento que tinha ocasionado. Não passou muito tempo e Gustavo visitou sua mãe para contemplar a mudança. No entanto, ao chegar à casa, as dores em sua cabeça se apresentaram. Nelsi se encontrava conversando com o pastor Santiago Guaji. Ao ver a situação do jovem, o pastor orou por ele e a presença de Deus caiu no lugar, curando completamente sua dor de cabeça. Sua mãe continuou se congregando fielmente na igreja e após um tempo desceu às águas do batismo, cerimonia à qual todos seus filhos assistiram. Pouco tempo depois, Gustavo se mudou com sua família à cidade de Yacuiba. Em menos de dez meses, começaram a trabalhar a tempo completo na Obra de Deus e pregavam a Palavra nas ruas, avenidas e bares. A família Oropeza agora é feliz. Toda doença, ódio e rancor desapareceram, graças a Deus. Desde há cinco anos, ele, sua esposa e seus três filhos pregam as boas novas no departamento de Tarija, província de Entre Ríos, Bolívia.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

39


DEVOCIONAL “A palavra do senhor, que veio a Jeremias, dizendo: Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel”. Jeremias 18:1-6

Rev. Luis M. Ortiz

O OLEIRO CELESTIAL Jeremias foi à casa do oleiro. Uma vez na casa do oleiro recebeu a mensagem da Palavra de Deus, que depois comunicou ao povo. Hoje como ontem, a Palavra de Deus tem que ocupar o lugar preponderante que Deus lhe designou na vida do crente, do povo de Deus, e mesmo de toda a humanidade. No entanto, com tristeza devemos dizer que muitos crentes, pregadores, congregações e denominações continuam colocando a Palavra de Deus em um segundo lugar. E continuam destacando seus conceitos particulares, dogmas, suas atividades e seus programas, seus shows, palhaços, fantoches, marionetes, entretenimentos, excursões a praias públicas; seus “hinos” com música mundana e sensual, que definitivamente não servem para elevar o Espírito em adoração. A Palavra de Deus continua sendo atacada e continua sofrendo irreverentes alterações e mudanças. Deus disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar” (Mateus 24:35). E também é verdade que Deus sempre teve um povo que honra e obedece a sua Palavra. Mas voltemos à passagem citada. Jeremias é enviado à casa do oleiro para receber uma mensagem de Deus, devidamente ilustrada com o trabalho do oleiro em sua casa, para que depois a pregasse ao povo. Aqui há uma mensagem para o povo de Israel daquele tempo, e nesta ocasião queremos nos centrar no Oleiro Celestial e três vasos especiais. O PRIMEIRO VASO

O oleiro é Deus. A casa do oleiro é esta Terra, aonde veio para fazer dela sua casa, pois o Oleiro Celestial trabalhou MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

com barro, e “formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gênesis 2:7). Esta é o primeiro vaso. Jeremias percebeu na casa do oleiro que o primeiro vaso se quebrou. O problema não estava no oleiro, mas no barro, o primeiro Adão “se quebrou”. Desobedeceu, pecou e se afastou de Deus. Pois “como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens… porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos


“enviou seu Filho, nascido de mulher” (Gálatas 4:4). Isto é, por meio de um processo genético divino operado pelo Espírito Santo na virgem Maria, nasceu Jesus Cristo e conservando sua eterna natureza divina é chamado Filho do Altíssimo, Filho de Deus, e participando da natureza humana, a natureza de barro, é chamado Filho de Homem. Este é o ulterior Adão, o segundo vaso, que certamente ficou maravilhosamente perfeito. “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós…” (João 1:14). “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade” (Colossenses 2:9). “E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade…” (1 Timóteo 3:16). “Nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca” (Isaías 53:9). E assim como Satanás conseguiu quebrar o primeiro vaso, o primeiro Adão, também atacou e tentou quebrar mesmo com maior força o segundo vaso, o ulterior Adão, nosso Senhor Jesus Cristo, através da morte prematura, da tentação, da vanglória, da perseguição, do insulto, da acusação falsa; e quando pensou que venceria, o Senhor ascendeu ao calvário, foi crucificado “despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo… visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo” (Colossenses 2:15; Hebreus 2:14). O segundo vaso, nosso Senhor Jesus Cristo, triunfou categoricamente sobre Satanás. O TERCEIRO VASO

5:12; 3:23). O primeiro vaso, Adão, e seu descendência “se quebrou”. O SEGUNDO VASO

Mas o profeta Jeremias observa que o oleiro “tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer”. Este segundo vaso a fez muito melhor. Do mesmo modo, “vindo a plenitude dos tempos” (Gálatas 4:4), o Oleiro Celestial labutou novamente com o barro da natureza humana, e a virgem concebeu, e deu à luz um filho, e chamou seu nome “Emanuel” (Isaías 7:14), e

“Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão...” (Jeremias 18:6). O terceiro vaso que Deus faz é a presença da natureza Divina no barro, que Pedro denomina “participação da natureza divina” na natureza humana (2 Pedro 1:4). Esta participação da natureza divina na natureza humana se produz por um ato de Deus (João 1:13), e o resultado é um novo nascimento, “nascido do Espírito” de Deus (João 3:1-8), “nascido de Deus” (1 João 5:1), renascido pela Palavra de Deus (1 Pedro 1:23), “feitos filhos de Deus” (João 1:12; 1 João 3:1-2) e se recebe a vida eterna (João 3:16), portanto “nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Coríntios 5:17). Esta participação da natureza divina na natureza humana, isto é, esta regeneração, esta transformação, este novo nascimento, esta nova criatura, é característica unicamente do verdadeiro Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

41


DEVOCIONAL “Vendo Balaão que bem parecia aos olhos do Senhor que abençoasse a Israel, não se foi esta vez como antes ao encontro dos encantamentos; mas voltou o seu rosto para o deserto; e levantando Balaão os seus olhos, e vendo a Israel, que estava acampado segundo as suas tribos; veio sobre ele o Espírito de Deus. E proferiu a sua parábola, e disse: …Benditos os que te abençoarem, e malditos os que te amaldiçoarem”. Números 24:1-9 Rev. José Arturo Soto Benavides

A VONTADE DE DEUS Balaque era rei dos moabitas. Sua origem mesma é indigna, porque surgiu das sementes de Ló e uma de suas filhas (Gênesis 19:30-38). Balaão é denominado um profeta. Era da Mesopotâmia, de Arã, da Síria, dos territórios de Midiã. Ele era contratado pelo rei Balaque para que amaldiçoasse o povo de Israel. O rei Balaque lhe enviou mensageiros, pessoas importantes do governo (Números. 22:5-8). “E veio Deus a Balaão, e disse: Quem são esses homens que estão contigo? E Balaão disse a Deus: Balaque filho de Zipor, rei dos moabitas, os enviou a mim, dizendo: Eis que o povo que saiu do Egito cobre a face da terra; vem agora, amaldiçoa-lo. Então disse Deus a Balaão: Não irãs com eles, nem amaldiçoarás a este povo, porquanto é bendito” (Números 22:9-12). Balaque é informado da recusa de Balaão, o rei crê que todo homem tem um preço, crê que se oferecer mais, então acederá (Números 22:15-17). “Então Balaão respondeu e disse aos servos de Balaque: Ainda que Balaque me desse a sua casa cheia de prata e ouro, eu não poderia ir além da ordem do Senhor meu Deus, para fazer coisa pequena ou grande; Agora, pois, rogo-vos, que também aqui fiqueis esta noite, para que eu saiba o que mais o Senhor me dirá” (Números 22:18-19). Eis o problema, quando cremos que a vontade de Deus pode ser ajustada a nossos caprichos em lugar de que nós nos ajustemos a suas demandas. A vontade de Deus é maior que os desígnios e caprichos humanos. Balaão não foi uma ficção, foi mencionado por Moisés, e também por Josué em seu discurso de despedida; Miqueias o menciona e Pedro o faz quando nos adverte de pessoas parecidas com Balaão, mas é chamado de “profeta louco” (2 Pedro 2:15-16). Judas lamenta que alguns “... foram levados pelo engano do prêmio de Balaão...” (Judas 1:11). E finalmente, em Apocalipse 2:14 o Senhor repreende os que praticam “a doutrina de Balaão”, a qual rejeitamos. Aí vai Balaão, mas de repente sua jumenta viu um anjo no meio do caminho e se deitou, e quando um burro está deitado, ninguém pode levantá-lo. O profeta louco não entendia o que acontecia, espancou novamente o animal e foi aí quando fala com Balaão (Números 22:21-30). Quando o diálogo acaba, Deus abre os olhos de Balaão e vê o anjo do Senhor com a espada, que lhe diz: “Por que já três vezes espancaste a tua jumenta?”. “Eis que eu saí para ser teu adversário, porquanto o teu caminho é perverso diante de

MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


mim; porém a jumenta me viu, e já três vezes se desviou de diante de mim; se ela não se desviasse de diante de mim, na verdade que eu agora te haveria matado, e a ela deixaria com vida” (Números 22:32-33). Balaão amaldiçoaria o povo de Israel, Deus o levou para que visse que, apesar de seu capricho, Ele não o permitiria. Balaão veio para amaldiçoar, mas disse: “De Arã, me mandou trazer Balaque, rei dos moabitas, das montanhas do oriente, dizendo: Vem, amaldiçoa-me a Jacó; e vem, denuncia a Israel. Como amaldiçoarei o que Deus não amaldiçoa? E como denunciarei, quando o Senhor não denúncia? Porque do cume das penhas o vejo, e dos outeiros o contemplo; eis que este povo habitará só, e entre as nações…” (Números 23:7-9). “Então disse Balaque a Balaão: Que me fizeste? Chamei-te para amaldiçoar os meus inimigos, mas eis que inteiramente os abençoaste” (Números 23:11). “Então Balaque lhe disse: Rogo-te que venhas comigo… e amaldiçoa-mo dali... E, encontrando-se o Senhor com Balaão, pôs uma palavra na sua boca, e disse: Torna para Balaque, e assim falarás. E, vindo a ele… disse-lhe, pois Balaque: Que coisa falou o Senhor? Então proferiu a sua parábola, e disse: Levanta-te, Balaque, e ouve… Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e eu não o confirmaria? Eis que recebi mandado de abençoar; pois ele tem abençoado, e eu não o posso revogar…” (Números 23:13-20). Na terceira ocasião, Balaão disse: “Vê-lo-ei, mas não agora; contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma ESTRELA procederá de Jacó e um cetro subirá de Israel, que ferirá os termos dos moabitas, e destruirá todos os filhos de Sete” (Números 24:17). Nesta visão, Israel consegue se assentar em Canaã, seus inimigos são derrotados, e desfrutou as bênçãos na terra prometida. Balaão tinha desejado ir profetizar para que lhe pagassem. Seu caminho foi o dinheiro (vender o ministério). Sua doutrina foi fazer que Balaque incitasse as mulheres moabitas e midianitas a convidar os israelitas para sua festa idolátrica, e quando estivessem bêbados, ouvindo a música estridente, ficariam perdidos, misturados, e não poderiam distinguir entre o santo e o profano, e Deus mesmo se encarregaria deles (Números 25:1; 31:16; 2 Pedro 2:15; Apocalipse 2:14). A doutrina de Balaão é a doutrina da mistura entre o mundo e a igreja, devemos ter cuidado, somos ou não somos. Moisés lutou a última batalha em Midiã, e venceu Moabe, mataram os reis de Midiã e como Balaão estava aí, sua barraca também foi destruída e ali foi morto, e assim foi o final do profeta louco. Vamos vencer Balaque em nome de Cristo! Vamos recusar Balaão em nome de Jesus! E vamos permanecer na linha que Deus nos deu!

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

43


DEVOCIONAL “Portanto, ide, e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo…” Mateus 28:19 Rev. Álvaro Garavito

CRÔNICAS E SIGNIFICADO DO NOME

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O Movimento Missionário Mundial completou 56 anos desde sua fundação e seu trabalho foi missionário, um trabalho notável por toda a Terra. O fundador desta Obra é o Rev. Luis M. Ortiz, Servo de Deus, jornalista, comunicador, mestre, escritor e poeta. Nasceu em Porto Rico em 26 de setembro de 1918, entregou sua vida a Cristo aos 10 anos e começou a pregar aos 13 anos, aproximadamente. Depois de acabar seus estudos secundários, trabalhou para o jornal El Mundo, em San Juan, a capital, mas não por muito tempo, pois renunciou para se dedicar com esforço aos estudos teológicos e servir assim ao Senhor no santo ministério. Em 1943, aos 25 anos de idade, casa-se com a irmã Rebecca Hernández Colón, e tiveram, como fruto desse casamento, duas filhas. Nesse mesmo ano, viajam como missionários à República Dominicana e um ano depois, a Cuba, onde trabalharam por 16 anos e estabeleceram um grande grupo de igrejas naquela ilha. Em 1960, por ordem do Senhor, retornam a Porto Rico e continuaram orando pelo nome desta grande Obra. Finalmente o nome “Movimento Missionário Mundial” ficou registrado em Washington D.C., capital dos Estados Unidos em 13 de fevereiro de 1963, agora é uma obra internacional sediada em Porto Rico. Sob seu ministério, este homem de Deus conseguiu espalhar o Santo Evangelho em 47 países. Em 25 de setembro de 1996, um dia antes de completar 78 anos, este incansável missionário que viajou por diferentes cantos do mundo, empreendeu sua última viagem missionária para se encontrar com o Senhor. Para determinar qual seria o nome desta Obra, um grupo de irmãos orou por muito tempo. Alguns disseram

MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

que esta Obra tinha que estar em movimento; outros, que devia ser missionária; e todos concordaram que devia ser mundial. Assim foi como nasceu o Movimento Missionário Mundial. Por que “Movimento”? Movimento é a ação de mover e o efeito que se gera; tudo o que tem vida se move; o que está morto não remove nem um poço de água, não importa que tão pura seja, se não tem movimento se estraga, enchese de sapos, de larvas e mesmo de serpentes. Um corpo vivo tem que estar continuamente em movimento; nosso coração mantém um movimento ininterrompido até a morte e isso faz com que o sangue corra e leve nutrientes a todo o corpo. O dia que nosso coração deixe de se mover será o dia de nossa morte. Que relação tem isto com o espiritual? Muito, porque as palavras movimento e missionário são inseparáveis, não pode haver um missionário estático, estancado ou morto, o movimento tem que estar entrelaçado com a obra missionária, um missionário não pode ficar sem movimento e um movimento não pode funcionar se não é missionário. A Palavra de Deus nos diz em Lucas 24:49: “E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder”. E no livro de Atos 1:8, a Palavra de Deus nos diz o seguinte: “Mas recebereis poder quando tenha vindo sobre vós o Espírito Santo e me sereis testemunhos em Jerusalém, em toda Judeia, em Samaria e mesmo o último da Terra”. Em Atos 8:1, diz: “E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém”. Acomodada, acalmada e confinada, “… e todos foram dispersos”; para onde correram? Para os lugares que o Senhor tinha lhes dito; a Palavra diz: “… e foram dispersos


pelas terras de Judeia e Samaria, exceto os apóstolos”, porque eles não partiram voluntariamente. A comodidade impede a visão, impede que a pessoa reflita e reaja perante a dor do outro, a comodidade obstaculiza muitas coisas, mas eles não queriam ir; por isso, Deus fez uma perseguição em Jerusalém, e isso fez com que fujam para Judeia e Samaria. O que aconteceu depois? Eles iniciaram um movimento; porque a igreja tinha ficado estancada, tinha perdido o nome, a visão; mas com a perseguição, o movimento chega a Judeia, bem como a Samaria e, agora, ao mundo inteiro. Dirigiam-se a todas as partes e não paravam de pregar sobre Jesus Cristo. Dispersaramse pelas cidades que o Senhor tinha lhes dito, entraram em movimento e puseram em prática a obra missionária. Deus deu a missão e a visão a esta Obra, por isso, treinamos cada pessoa que chega com certas condições, e depois a colocamos em um lugar, para que assim ganhe almas para Cristo; por isso somos um movimento, agimos para investir na obra missionária. Por que “mundial”? Porque o Senhor nos ordenou pregar em todo o mundo. Não somos uma igreja local ou

nacional, fazemos parte de um movimento de Pentecostes que começou o dia em que o Espírito Santo desceu, e por isso somos de envergadura mundial. Devemos ir a todas as nações do mundo. Em 56 anos, estabelecemos igrejas em 70 países, mais de 9.000 congregações nos cinco continentes e um corpo ministerial de 10.000 obreiros, e atualmente transmitimos a Palavra do Senhor ao mundo inteiro mediante vários satélites, a televisão, a rádio, a internet e a imprensa escrita. Difundimos milhares de mensagens que são transmitidas diariamente e chegam a lugares remotos, onde há pessoas que precisam e esperam seu alimento espiritual. Lutamos contra as hostes infernais nos lugares celestiais com a Palavra de Deus, que avança e atravessa o mundo. Isso é um movimento, isso é ser missionário, isso é ser mundial. Cremos na santidade interna e externa, cremos que sem testemunho e sem santidade, ninguém verá o Senhor (Hebreus 12:14). Seguiremos avançando! Cruzando fronteiras, cidades, nações! Através dos meios de comunicação! Pregando a verdade!

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

45


ENTREVISTA

“DEUS ABRE NOVAS PORTAS” A Obra do Movimento Missionário Mundial (MMM) foi aberta em Uganda graças a uma irmã da Colômbia. Depois foi gerida por um casal de missionários peruanos e a primeira congregação nesse país africano já reúne mais de cem pessoas.

Alexander Espinoza e Elizabeth Bonifacio

chegaram a Uganda em 2018 acatando um chamado de Deus. O trabalho em um país com uma cultura diferente não é nada fácil, mas com louvável esforço reuniram crianças e adultos que começam a mudar suas vidas seguindo a Palavra do Senhor. Como começou este chamado missionário em Uganda? Alexander Espinoza. A irmã Rocío Días da Colômbia empreendeu esta Obra. Ela começou a pregar a Palavra de Deus com as crianças de uma comunidade pobre. Quando teve um grupo, ela se comunicou com o supervisor da África, o reverendo Clemente Vergara, para que enviasse um pastor porque ela se retiraria desse país. Nós estávamos trabalhando na selva central do Peru. Um oficial do MMM se comunicou conosco e assim se originou a ideia da viagem. Elizabeth Bonifacio. Durante um jejum, meu esposo me disse que queria servir a Deus em outro país. Ao princípio, não queria e o Senhor começou a tratar com minha vida. Adoentei-me, e não podia me curar. Uma noite, Deus nos fortaleceu e disse que lhe serviria onde me enviasse. Nesses dias, sonhei que estava em um lugar onde MOVIMENTO MISIONÁRIO MISIONERO MUNDIAL 46 MOVIMIENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia América • Europa • Oceanía • África • Asia

havia muitas crianças negras. Pensávamos que partiríamos para o Brasil, mas o rumo foi outro. Por que abandonar tudo e pregar em um lugar desconhecido, em outro continente, com outra língua e outra cultura? AE. Nossa vida está em mãos de Deus. Meu desejo sempre foi servir ao Senhor. Esse sentimento estava em meu coração. Sabendo que havia uma necessidade, pensei que tínhamos que assumir essa responsabilidade. EB. Quando Deus salva alguém, deve ficar agradecido. Quando o Senhor faz um chamado, Ele fornece um amor


foi uma colônia britânica, mas pouquíssimas pessoas tiveram uma experiência com Deus. EB. Lá, as crianças não são muito apreciadas, os pais não dão amor a seus filhos e tê-los é como ter qualquer coisa material. Para um missionário, enfrentar uma realidade diferente da de seu país provoca muitas dificuldades. Que problemas acharam ao chegar lá? AE. Uma das maiores dificuldades foi a língua. Em Uganda, a língua oficial é o inglês e há outra língua: o luganda. Para nós, foi uma dificuldade, mas Deus nos ajudou. EB. Tínhamos muitas dificuldades. A primeira dificuldade era a língua, tínhamos que pregar em inglês; foi difícil para nós nos primeiros meses. Começamos a estudar. Agora, todos os cultos são feitos em inglês. Além disso, as condições de salubridade são deficientes; ficamos muito doentes no princípio, mas Deus nos protege. Nesse país, a Palavra de Deus é aceita ou rejeitada? AE. É aceita. Quando as pessoas recebem a Sã Doutrina, ficam surpresas. As crianças aprendem mais e absorbem rapidamente a Palavra de Deus. EB. Quando fornecemos a Bíblia em sua língua, as pessoas se alegram. É obvia a necessidade que há nelas, desejam conhecer Deus. Existe satisfação em pregar a Palavra de Deus? Que resultados podem nos contar? AE. A Palavra de Deus está mudando essas vidas, é algo maravilhoso. O Senhor deu uma promessa a minha esposa, que são as crianças. Atualmente temos mais de cem crianças. Eles agora me chamam de daddy (papai). Ensinamos a doutrina aos adultos. No princípio, pensam que somos abastados e sempre nos pedem dinheiro, mas lhes estamos ensinando que devem confiar em Deus. EB. Percebemos resultados do ensino da Palavra nas crianças. Nosso objetivo é mudar o estilo de vida por meio da Palavra do Senhor. especial, e quando nos disseram que em tal lugar havia crianças e que ficariam sem pastor porque a irmã Rocío voltaria a seu país, ficamos comovidos. Conhecer essa realidade fez com que renunciemos a tudo porque Deus pôs esse amor em nosso coração. Como é Uganda, seus costumes, sua religião, sua economia? AE. Uganda é conhecida como a Pérola da África. A diferença social é muito notória, há lugares de extrema pobreza; as mulheres e as crianças representam 70% da população. No país, a maioria é cristã porque antigamente

Como jovens missionários, que mensagem dariam aos outros jovens cristãos que desejam fazer uma obra missionária? AE. Quero dizer a todos os jovens que se coloquem nas mãos de Deus. Devem estar prontos para aprender novas línguas. Deus abre novas portas para as missões e precisa de pessoas dispostas a ir aonde Ele quer que vajam. EB. Não devemos ter medo nem nos menosprezar. Se o Senhor nos chamar, Ele nos capacitará. Se devermos renunciar a nossos sonhos e nossos planos pelo chamado de Deus, será o melhor para nós. Estejamos prontos para poder lhe servir melhor na obra missionária.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

47


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

SHEKINAH, PRESENÇA DIVINA CONTÍNUA Evento: 52° Convenção Nacional. Data: 3 a 10 de janeiro. Lugar: Medellín, Colômbia.

Com a presença em pleno da Junta de Oficiais

Internacionais da Obra do Senhor, o Movimento Missionário Mundial da Colômbia realizou sua Quinquagésima Segunda Convenção Nacional, na cidade de Medellín, no Centro de Eventos “La Macarena”. MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Na abertura da festa espiritual, o reverendo José Arturo Soto, Presidente Internacional do MMM, expôs o tema “A Shekinah do Senhor”. Apoiado em Números 9:15-21, o pastor recalcou que “Não se pode chamar de shekinah qualquer manifestação. Esse nome é exclusivo para definir a presença de Deus”. No culto noturno do segundo dia, o reverendo Luis Meza Bocanegra, Oficial Internacional do MMM, realizou a prédica “A shekinah protege e dirige Moisés”. Baseado em Êxodo 33:7-11, o servo ressaltou que “Os


EVENTOS

líderes devem permanentemente sentir a shekinah do Senhor. Deus tem que nos moldar”. Depois, no serviço noturno do terceiro dia, o reverendo Rómulo Vergara, Oficial Internacional da Obra, pronunciou a mensagem “De glória para mais glória”. Respaldado em Isaías 40:1-5, expressou: “Deus está interessado em nos encher de uma glória maior. O mundo precisa de um povo cheio do Espírito Santo”. No culto matinal da quarta jornada, o reverendo Álvaro Garavito, Diretor Internacional da Obra, compartilhou o tema “Um povo diferente em toda a Terra”. Fundamentado em Ester 3:8-9, comentou: “O povo de Deus na Terra é um povo especial e é conhecido também como o remanente escolhido”. Pela noite, o reverendo Gustavo Martínez, Tesoureiro

Internacional do MMM, emitiu a prédica “Quando anelamos que Deus alargue nosso coração”. Justificado em Salmos 119:30-35, declarou que “Precisamos a presença contínua de Deus. Assim, poderemos avançar, seguir e conseguir os propósitos do Senhor”. PALAVRA DO TODO-PODEROSO

No serviço noturno do quinto dia, o reverendo Humberto Henao, Vice-Presidente Internacional da Obra, realizou a prédica “Passemos ao outro lado”. Amparado em Lucas 8:22-25, explicou: “Quando alguém experimenta os desafios que Deus dá, o Senhor o abençoa. A covardia nunca permitiu que os sucessos sejam colhidos”. Depois, no final da sexta jornada do evento, o reverendo Rubén Concepción, Secretário Internacional do MMM,

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

49


EVENTOS

EVENTO TRASCENDENTAL A 52° Convenção Nacional foi realizada em dois lugares para ensinar a sã doutrina a todos os crentes do território colombiano. De 3 a 6 de janeiro, a Palavra foi recebida pelos irmãos da Zona Sul do MMM da Colômbia, e de 7 a 10 de janeiro, foi para os irmãos da Zona Norte. Os reverendos Epifanio Asprilla, Supervisor Nacional do MMM do Panamá; Juan Carlos Ninahuamán, Oficial Nacional do MMM do Peru; Alcides Ramea, Oficial Nacional da Obra do Panamá; e Marcos Neyra, membro da Obra do Peru, tiveram o privilégio de transmitir as boas novas durante o evento. No quarto dia da reunião de fé, o reverendo Gabriel Leal e sua esposa, María Inés Linares, foram reconhecidos por seus 46 anos de serviços a favor da expansão do Evangelho. Depois, no encerramento da Convenção, o reverendo Manuel Orozco e sua cônjuge, Carmen Jiménez, foram homenageados por seus 40 anos de obra ministerial. No evento, 162 obreiros laicos, 145 pregadores licenciados e 119 ministros ordenados foram reconhecidos. Do mesmo modo, foram apresentados três novos templos, sediados nos municípios de Piedecusta, no departamento de Santander; Aguazul, do departamento de Casanare; e no departamento de Norte de Santander. Além disso, na 52° Convenção Nacional, o reverendo Soto ratificou a Junta de Oficiais Nacionais do MMM da Colômbia liderado pelo reverendo Aris Solis, Supervisor Nacional, que estará acompanhado pelos pastores Pablo Castro, Jorge Jurado, José Quiroga, Walter Zambrano e Dagoberto Marulanda.

realizou o discurso “Prepare-se, suba e apresente-se perante Deus”. Baseado em Êxodo 34:2, proclamou: “A vida cristã não é qualquer coisa. O que marca a diferença é a presença de Deus”. Mais adiante, no culto de encerramento do sétimo dia, o reverendo Carlos Guerra, Diretor Internacional da Obra, expôs a mensagem “Processos de transição”. Respaldado em Jeremias 48:11-12, recalcou que “A última glória de sua vida será maior que a primeira. A Palavra do Senhor impera acima de tudo”. No dia final da 52° Convenção Nacional do MMM da Colômbia, o pastor Martínez, no serviço matinal, desenvolveu a prédica “Conheçamos suas estratégias e resistamos ao inimigo”. Fundamentado em Neemias 4:1-6, enfatizou: “Quando confiamos em Deus, estamos fortalecidos por dentro”. Depois, no culto noturno, o pastor Soto comunicou a Palavra de Jesus Cristo com o tema “Enchido para ser usado”. Respaldado em Êxodo 40:1719 e 34-38, afirmou: “A grande diferença é que levamos o selo de Deus. Fomos certificados por Ele. Deus nos vê como pessoas de fé”.

MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Fevereiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

51


EVENTOS

GUIADOS POR DEUS, COMO O PAI COM SEU FILHO Evento: 15° Aniversário da igreja de Valência e Confraternização da Zona 5. Data: 15 a 16 de dezembro de 2018. Lugar: Valência e Oviedo, Espanha.

Com a presença de fiéis de Mallorca, Elche, Alicante e Cartagena, o Movimento Missionário Mundial

da Espanha celebrou o 15° Aniversário do templo da cidade de Valência com uma reunião de fé cujo lema foi “Guiados por Deus, como o pai com seu filho”. Na primeira jornada da festa espiritual, o irmão Renato Lezama, do MMM de Barcelona, foi o responsável por transmitir a mensagem do Criador. Apoiado em Deuteronômio 8:1-4 e 7-8, o obreiro foi responsável pela prédica “Sete portas para um grande avivamento”. Em sua exposição, o servo Lezama afirmou: “Nós, através de uma porta, e falando agora no sentido espiritual, podemos ter acesso a grandes bênçãos ou perder acesso a elas. As portas, no âmbito espiritual, são elementos que Deus usa para fazer entender sua vontade”. Mais adiante, no culto do segundo dia de atividades, o irmão Lezama compartilhou a mensagem “A glória de Deus sobre as famílias da Terra”, respaldado em Deuteronômio 5:29. O expositor do Evangelho, nesta ocasião, disse: “O Diabo usou a autorrealização de modo que o homem não vaja com Deus em busca da felicidade. Dessa maneira, Satanás manipulou as mentes e as direcionou para um caminho onde os homens se fecham em si mesmos”. SENHOR, O QUE QUERE QUE EU FAÇA?

A igreja da cidade de Oviedo celebrou em 15 de dezembro de 2018 a Confraternização da Zona 5 do MMM da Espanha, que reuniu, sob o lema “Senhor, o que quere que eu faça?”, a fiéis dos templos de Pamplona, Irún, La Coruña, Oviedo e Santander. No evento, o reverendo Oswaldo Romero, Presbítero da Zona 5 do MMM da Espanha, pronunciou a Palavra do TodoPoderoso. Baseado em Atos 9:4-6, o servo transmitiu uma mensagem a fim de analisar o poder transformador de Jesus Cristo. Desde o púlpito do templo de Oviedo, o pastor Romero enfatizou: “O Senhor, antes de chegar à cruz, fez una advertência a seus discípulos. Advertiu sobre os grandes perigos que enfrentariam depois que Ele os deixasse. Possivelmente, não imaginavam a crueza que teriam que enfrentar”. MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Fevereiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

53


EVENTOS

A ITÁLIA CELEBROU DIVERSOS EVENTOS PARA GLORIFICAR AO SENHOR Evento: 12° Confraternização Nacional de Damas, 6° aniversário do templo de Firenze 2 e culto especial de casamentos em Vimercate. Data: 2, 3, 4, 16, 17, 18 e 24 de novembro de 2018. Lugar: Milão, Florença e Vimercate, Itália.

O Movimento Missionário Mundial da Itália

celebrou uma reunião de fé em 24 de novembro de 2018 na cidade de Vimercate, situada na região da Lombardia, onde se realizou um culto especial de casamentos. No evento, o reverendo Hugo Lope, Tesoureiro do MMM da Itália, transmitiu a mensagem de Deus. Apoiado em Gênesis 2:18, fez uma intervenção na qual ofereceu conselhos para os casamentos cristãos. “ALGO GRANDIOSO ACONTECERÁ”

De 16 a 18 de novembro de 2018, a Obra fundada em solo italiano celebrou o 6° aniversário de criação do templo de Firenze 2, situado na cidade de Florença, com um evento cujo lema foi “Algo grandioso acontecerá” e cujo expositor do Evangelho na jornada inicial foi o pastor Lope com uma prédica baseada em Gênesis 15:1. No segundo serviço, o reverendo Percy Cano, membro do MMM do Peru, foi o porta-voz do Evangelho. Baseado em Mateus 14:22-33, o servo, que dissemina a Palavra na MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

cidade de Sullana, abordou o tema “Desça do navio porque algo grandioso acontecerá”. No terceiro culto, o reverendo Luis Valderrama, Oficial Nacional da Obra estabelecida em território italiano, pregou as boas novas. Respaldado em Lucas 5:1-11, o pastor, que também é Presbítero da Zona 2 do MMM da Itália, compartilhou o tema “A grande pesca”. No serviço final pelo aniversário da igreja de Firenze 2, o pastor Antony Sánchez, líder desta congregação de Florença, foi o mensageiro de Deus. Apoiado em Isaías 43:19, desenvolveu o tema “Algo grandioso acontecerá”. REUNIÃO DE FÉ

Com o lema “Mulheres sob a influência do Espírito Santo” e com a intervenção de Carmen Valencia e Lourdes de Hernández, o MMM da Itália efetuou sua 12° Confraternização Nacional de Damas de 2 a 4 de novembro de 2018 nas igrejas centrais da Obra de Deus de Milão e Florença. Na reunião espiritual, a pregadora Carmen Valencia


compartilhou as mensagens “Mulheres sob a influência do Espírito Santo, instrumentos poderosos nas mãos de Deus”, baseado em Atos 1:8; “Quebre o cântaro para que o fogo seja visto”, apoiado em Juízes 7:16; e “Se tiver a influência do Espírito Santo, você será uma mulher com

entendimento”, baseado em 1 Samuel 25:20. A missionária Lourdes de Hernández abordou os temas “Que o azeite nunca falte”, respaldado em 2 Reis 4:1-7 e “Espere algo grandioso”, cuja base bíblica foi Lucas 1:5-6.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

55


EVENTOS

JESUS AMA E MUDA VOCÊ Evento: 5° aniversário da igreja de Berlim. Data: 13 a 18 de novembro de 2018. Lugar: Berlim, Alemanha.

Com o lema “Jesus ama e muda você” e a presença dos reverendos Enmanuel Garzón, Supervisor do Bloco C da Europa, Marcos Neyra e Oswaldo Gómez, integrantes do MMM do Peru, o Movimento Missionário Mundial da Alemanha celebrou o 5° aniversário do templo da cidade de Berlim, onde o povo de Jesus Cristo se congregou para louvar a Deus.

MISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

O evento, com a presença dos fiéis de Frankfurt, Hamburgo, Leipzig e Bielefeld, começou com uma jornada na qual o pastor Domingo Ingrao, responsável pela igreja de Düsseldorf, pregou o Evangelho. Apoiado em João 1:9-13, o ministro emitiu a mensagem “Jesus ama você”, a fim de exortar as famílias a fixarem seu olhar no Senhor. Depois, no segundo serviço, o reverendo Edwar Flores, responsável pela congregação local, transmitiu as boas novas. Baseado em Lucas 13:10, emitiu a prédica “É livre de sua doença”. Em sua mensagem, o missionário instou o povo de Jesus a pedir, em nome de Jesus, que as dolências físicas desapareçam.


DEUS É O CAMINHO

Posteriormente, no terceiro culto, o reverendo Neyra, pastor da igreja da cidade de Chiclayo (Peru), teve o privilégio de evangelizar os crentes estabelecidos na capital alemã. Seu discurso, “Deus não é injusto para esquecer nossa Obra” com base bíblica em Hebreus 6:10, serviu para exortar as pessoas presentes a trabalharem pelo crescimento do MMM. Depois, no quarto serviço, o servo Neyra pregou novamente a Palavra. Nesta ocasião, respaldado em Salmos 18:6, ofereceu a alocução “A fidelidade garante que Deus nos ouça no dia da angústia”. Em sua apresentação, ele se dirigiu aos jovens e lhes recomendou procurar o Criador em todo momento. Mais adiante, no quinto culto, o reverendo Gómez, responsável pelo templo da cidade de Satipo (Peru), expôs o Evangelho com a mensagem “Esperança contra esperança”. Baseado em Romanos 4:17-22, afirmou que a vida do servo Abraão é um exemplo, pois soube esperar em Deus orando e vigiando. O 5° aniversário do templo da cidade de Berlim concluiu com um serviço no qual o pastor Neyra, pela terceira vez, foi o porta-voz de Cristo. Baseado em Salmos 37:16, o pregador expôs o tema “O pouco dos justos é melhor do que a riqueza dos pecadores”.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

57


EVENTOS

CHEIOS DO ESPÍRITO DE DEUS PARA GRANDES COISAS

Evento: 2° Confraternização Nacional. Data: 30 de novembro a 2 de dezembro de 2018. Lugar: Wikrange, Luxemburgo

No povo de Wikrange, situado perto da localidade de Esch-sur-Alzette, o Movimento Missionário Mundial do Luxemburgo realizou sua Segunda Confraternização Nacional com a participação de mais de 140 crentes de Deus e a presença das delegações de irmãos da Alemanha, Inglaterra, Holanda e Bélgica. No evento de fé, cujo lema foi “Cheios do Espírito de Deus para grandes coisas”, os reverendos David Echalar, Supervisor Nacional do MMM da Itália, e Enmanuel Garzón, Supervisor Nacional do MMM da Alemanha, foram os responsáveis por transmitir a sã doutrina com quatro mensagens de grande impacto. No culto inaugural da reunião, o pastor Echalar, que também é Supervisor do Bloco B da Europa, desenvolveu o

MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

tema “Requisitos para um avivamento”. Amparado em João 12:20-24, o servo enfatizou em sua prédica que para que aconteça um verdadeiro despertar religioso, nosso antigo ser deve morrer. No segundo serviço, o pastor Garzón, encarregado do Bloco C da Europa, expôs a mensagem “O valor da fé”. Amparado em Hebreus 11:30-40, afirmou que a fé bíblica desafia nossa maneira de pensar. Além disso, afirmou que devemos confiar em Deus. Também disse que a fé é agir segundo a Palavra. No terceiro culto, o servo Echalar se encarregou de pronunciar a mensagem “Enchei-vos do Espírito Santo”. Baseado em Efésios 5:18-20, o pregador falou sobre a forma na qual os fiéis devem se desenvolver como filhos da luz.


Da mesma maneira, recomendou se centrar no espiritual e abandonar as coisas materiais. No quarto serviço, que marcou o final da 2° Confraternização Nacional do Movimento Missionário Mundial do Luxemburgo, o reverendo Echalar, pela terceira vez, dirigiu-se aos membros da Obra para compartilhar a

Palavra de Jesus Cristo. Apoiado em Atos 1:8 e 2:4, explicou o tema “Terceira dimensão”. Com sua misericórdia, o Todo-Poderoso demonstrou em Wikrange que o Evangelho se dissemina no Velho Continente e oferece uma fonte de salvação para as pessoas que vivem ignorando as Sagradas Escrituras.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

59


EVENTOS

O VALOR DO BATISMO Evento: Cerimônias de Batismo. Data: 16, 26 e 31 de dezembro de 2018. Lugar: Añisoc, Malabo e Bata, Guiné Equatorial.

A fim de fortalecer o rebanho de Jesus Cristo,

o Movimento Missionário Mundial da Guiné Equatorial celebrou três cerimônias de batismos nas cidades de Añisoc, Malabo e Bata, que permitiram que um grande número de fiéis se unisse ao exército do Todo-Poderoso e testificasse seu amor por Deus. A mais recente dessas cerimônias foi realizada na beira-mar de Bata, em 31 de dezembro de 2018. Ali, MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

um grupo de fiéis da Zona 2, com a notável presença de um irmão de 101 anos, recebeu o sacramento em uma reunião liderada pelos reverendos Paulino Nguema e Felipe Aseko. Dessa forma, o que foi estabelecido em Mateus 28:19 foi cumprido. VIVER PARA CRISTO

Cinco dias antes, em Malabo, na praia de Bayong, um grupo de seguidores do Altíssimo declarou em público sua submissão ao poder restaurador do Salvador. Acompanhados de seus parentes, os novos membros do MMM da Guiné Equatorial se uniram ao Cristianismo depois de receber a sã doutrina ensinada pela Obra.


Na Zona 1, os recém-batizados desceram às águas batismais em um serviço liderado pelo Pastor José Mariano, que era o porta-voz da Palavra. Em sua exposição, baseada em Mateus 3:13-17, destacou que é importante morrer para o mundo e viver para Cristo. Da mesma forma, em 16 de dezembro de 2018, em Añisoc, no rio Bimbile, outro grupo de crentes se juntou ao Movimento Missionário Mundial da Guiné Equatorial em uma cerimônia de batismos dirigida pelo reverendo Paulino Nguema (Zona 3). Neste evento, o servo Nguema foi o instrumento escolhido por Cristo para anunciar o Evangelho. Baseado em Mateus 28:19-20, transmitiu a mensagem “O valor do batismo”. Em seu discurso, falou sobre a importância de não rejeitar o plano do Todo-Poderoso. Também parabenizou os fiéis que se uniram ao rebanho do Altíssimo.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

61


EVENTOS

PORTANTO, IDE E FAZEI DISCÍPULOS A TODAS AS NAÇÕES Evento: Cerimônia de Batismos. Data: 12 de dezembro de 2018. Local: Maputo, Moçambique.

A praia da Macaneta, localizada na cidade de Maputo, foi o lugar escolhido pelo Movimento Missionário

Mundial de Moçambique para batizar três crentes da Obra do Senhor que publicamente corroboraram sua rendição incondicional ao Todo-Poderoso. Na cerimônia, o Rev. James Delgado, encarregado da congregação estabelecida em território moçambicano, foi o mensageiro de Cristo baseado em Mateus 28:19. O servo, em seu discurso, enfatizou a importância do sacramento estabelecido por Deus. Do mesmo modo, o Pastor Delgado salientou que os novos membros do MMM de Moçambique devem cumprir o que Jesus disse no Novo Testamento: “Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. O pregador também falou sobre a necessidade de que a sã doutrina se espalhe por Moçambique para combater o mal. Após o anúncio das boas novas, o reverendo começou a batizar os fiéis que escolheram fazer parte do povo do Criador.

MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


QUATRO ANOS DE VITÓRIA! Evento: 4º aniversário da igreja de Gómez Rendón. Data: 16 de dezembro de 2018. Lugar: Guayaquil, Equador.

O Movimento Missionário Mundial do Equador celebrou o quarto aniversário do templo de Gómez Rendón com um serviço especial, que contou com a participação de um grande grupo de fiéis de diferentes zonas de Guayaquil. O evento foi dirigido pelo reverendo Eugenio Masías, Supervisor Nacional do MMM do Equador, que pregou

o Evangelho na reunião de fé. Apoiado em Gálatas 4: 4, afirmou que “quando o momento chegou, Deus enviou seu filho, nascido de uma mulher e nascido sob a lei”. Além disso, o pregador, lembrando o início da igreja de Gómez Rendón, disse: “Começamos de zero e em quatro anos Deus fez grandes coisas no Equador e está preparando um exército com a sã doutrina do Criador”. Durante o serviço, vários irmãos falaram sobre os esforços realizados para pregar a Palavra no território equatoriano e também dois obreiros que compartilham as boas novas nas províncias de Guayas, Manabí e Los Ríos foram reconhecidos.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

63


OUTROS EVENTOS

ARGENTINA

BRASIL

PROMOÇÃO DE CRIANÇAS EM FORMOSA

CONFRATERNIZAÇÃO EM SÃO PAULO

Sob o lema “Avançando para a meta”, o Movimento Missionário Mundial da Argentina efetuou a promoção das crianças que foram à escola dominical da Obra de Deus, em 23 de dezembro de 2018 no templo central da cidade de Formosa, situada no norte do território argentino. Esta reunião de fé contou com a presença do pastor Marcos Cuéllar e sua esposa, Karina de Cuéllar, encarregados de semear o Evangelho na província de Mendoza, que junto ao pastor Nazario Gómez, responsável pela congregação de Formosa, entregaram diplomas aos pequenos crentes. No evento, também se realizou uma exposição dos trabalhos feitos de janeiro a dezembro de 2018. Com entusiasmo e alegria, as crianças da igreja de Formosa demonstraram todo seu amor ao Todo-Poderoso e agradeceram aos responsáveis pelo MMM da Argentina pelos ensinamentos recebidos.

O Movimento Missionário Mundial do Brasil levou a cabo, de 30 de novembro a 3 de dezembro de 2018, uma confraternização no estado de São Paulo que congregou os membros das igrejas locais com o propósito de adorar e louvar a Jesus Cristo. No primeiro dia da confraternização, o município de Osasco, situado a 16 quilômetros da cidade de São Paulo, foi o cenário de uma jornada na qual o reverendo Eleseo Santos, Oficial Nacional do MMM do Brasil, foi o pregador central. Depois, no segundo dia da festa espiritual, o rebanho do Criador se reuniu no distrito de Brás, situado perto do centro histórico de São Paulo, onde o reverendo Henry Ramos, Supervisor Nacional do MMM do Brasil, transmitiu a mensagem do TodoPoderoso. Na terceira jornada, pela manhã, no distrito de Penha, o reverendo Luiz Ramires, Vice-Presidente da Obra estabelecida em solo brasileiro, abordou o tema “Temos que ser treinados por Deus”. Horas depois, no culto noturno, todos se dirigiram ao distrito de Itaquera, situado na parte oriental de São Paulo, para ouvir o pastor Ramos. No encerramento da confraternização, os fiéis viajaram até o distrito de Francisco de Morato, a uma hora do centro de São Paulo, onde o pregador do Evangelho foi o reverendo Joel Verástegui, que pronunciou uma prédica apoiada em Daniel 4:1.

MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

BOLÍVIA

COLÔMBIA

BATISMOS EM COCHABAMBA

ACAMPAMENTO JEZREEL

Depois de seis meses de preparação doutrinal, em 17 de novembro de 2018, sessenta seguidores de Jesus Cristo receberam o sacramento do batismo na cidade de Cochabamba, situada no centro do território boliviano, e se integraram formalmente ao Movimento Missionário Mundial da Bolívia. No evento que congregou jovens cristãos, o reverendo Mario Lima, Supervisor Nacional do MMM da Bolívia, recalcou em várias ocasiões que este batismo em massa responde ao trabalho evangelizador realizado pela Obra de Cristo e confirma também o avanço do Evangelho na nação andina. Glória ao Senhor.

No departamento de Santander o MMM da Colômbia realizou seu Acampamento Jezreel de 9 a 12 de novembro de 2018. O evento realizado na fazenda Salim, teve como lema “Pentecostes 2018, investidos de poder”, e teve a participação dos reverendos Jorge Humberto Henao, Vice-Presidente Internacional da Obra, e Eugenio Masías, Supervisor Nacional do MMM do Equador. No primeiro serviço da reunião de fé, o pastor Masías, fundamentado em Salmos 14:4, expôs o tema “Esclarecendo dúvidas, primeira parte”. Depois, no segundo culto, o servo, apoiado em Gênesis 1:24, prosseguiu com sua mensagem e desenvolveu a prédica “Esclarecendo dúvidas, segunda parte”. Depois, no terceiro serviço, o ministro Masías baseado em Lucas 24:13 e Apocalipse 20:11-15, abordou o tema: “Esclarecendo dúvidas, terceira parte”. Horas mais tarde, o reverendo Eugenio Masías culminou seu trabalho pastoral no quarto culto. Nesta ocasião, apoiado em 2 Reis 20:1-6, transmitiu a mensagem de Cristo com uma alocução intitulada “Testemunho”. No quinto serviço, o pastor Henao se encarregou de anunciar a Palavra. Sua mensagem, intitulada “Quando o fogo cai”, esteve baseado em 2 Timóteo 1:6. A seguir, no culto final, respaldouse em Gênesis 37:1-4 para explicar o tema “As três etapas da vida de José”.


A REVISTA QUE EDIFICA SUA VIDA Precursora da fundação do Movimento Missionário Mundial, segundo o próprio testemunho do pastor

Luis M. Ortiz, a revista “Impacto Evangelístico” comemorou seu quinquagésimo oitavo aniversário na cidade de Lima, capital do Peru, onde se edita e elabora a publicação da Obra de Deus de circulação mundial. Em uma reunião de confraternização, liderada pelo reverendo Jorge Espinoza, Tesoureiro Nacional do MMM do Peru, a equipe jornalística e administrativa da publicação agradeceu ao Senhor pelo novo aniversário do meio de imprensa fundado pelo reverendo Ortiz e que foi publicado pela primeira vez em janeiro de 1961.

Atualmente, “Impacto Evangelístico” é espalhado em duas versões: digital (www.impactoevangelistico.net) e impressa. Circula em sete línguas (espanhol, inglês, alemão, chinês, italiano, francês e português) e lança mensalmente 225.000 cópias que são distribuídas em todo o planeta. Liderada pela Junta de Oficiais Internacionais da Obra, oferece uma mensagem de salvação. Com o intuito de pregar a Palavra, “Impacto Evangelístico”, a revista que edifica sua vida, fornece informação construtiva cada mês e é fonte permanente de esperança para a comunidade cristã. Do mesmo modo, em suas quase seis décadas de circulação, evangelizou e motivou milhões de pessoas a conhecerem as boas novas de Cristo.

Fevereiro 2019 / Impactoevangélico

65


ESCREVEM-NOS CARTAS@IMPACTOEVANGELISTICO.NET

AGENDA GLOBAL 2019 JANEIRO 3-10 21-24 25-27 31-3 (FEV.)

CONVENÇÃO NA COLÔMBIA, MEDELLÍN CONVENÇÃO NA NICARÁGUA CONVENÇÃO NO PARAGUAI, MONTEVIDÉU CONVENÇÃO NA BOLÍVIA, TARIJA

FEVEREIRO 7-10 CONVENÇÃO EM BELIZE (ORANGE WALK). 21-24 CONVENÇÃO NA ARGENTINA (BUENOS AIRES). MARÇO 2-5 14-17 14-17 ABRIL 11-13 17-21 18-20 25-27 25-28

EMMA NIEVES Deus os abençoe abundantemente. Muitos parabéns por seu trabalho na revista; é a segunda leitura mais importante para minha vida depois das Santas Escrituras, com seus testemunhos e pregações realizadas em diferentes cantos do mundo; isso quer dizer que a Obra do Senhor não parou. De Arauca, Colômbia.

lhes pedir suas orações para a Suécia e a Dinamarca. Meu esposo é dinamarquês e se converteu a Cristo há alguns anos, e estamos orando para que o Evangelho possa ser pregado aos dinamarqueses. Eu me despeço com muita alegria e prazer. Muitas bênçãos. De Malmö, Suécia.

CARLOS OLIVARES

Esta revista é de grande bênção para todos nós. De El Progreso, Guatemala.

Fico muito agradecido com Deus porque me levou a ler a revista e me enchei de Sua Palavra e ganhei conhecimento espiritual. Sejam abençoados, irmãos, por fazer esta grande revista. De Colón, Panamá.

JOSÉ PRADO

EVA RIVERA

BERTHA AGUIRRE

Obrigado irmãos por esta revista tão bela que é de grande bênção. Não há trabalho tão lindo quanto este meio, e é de muita ajuda para família. Bênçãos. De Tingo María, Peru.

LUIS RODRÍGUEZ Deus os abençoe, irmãos. Esta revista é de bênção e destaca entre muitas. Agradeço a Deus por este material tão importantíssimo nestes tempos finais. Peço-lhes, irmãos, muitas orações pela Igreja na Costa Rica. Obrigado por tudo. De San José, Costa Rica.

JAQUELINE CHRISTENSE Prezados pastores e irmãos em Cristo, escrevo para

LAURA CARBALLO Deus os abençoe muitíssimo; esta revista foi de edificação para minha vida e também para muitas pessoas. Deus abençoe o trabalho árduo dos que a elaboram. De Sucre, Bolívia.

Amados irmãos, sua revista é enriquecedora. Desfruto dela e a compartilho com membros de minha igreja para que também eles a desfrutem. Tenho as revistas desde 2014 e não quero me separar delas, porque seus temas são para compartilhar. Continuem trabalhando, que Deus os continue abençoando. De Camuy, Porto Rico.

JUAN SANTOS Saudações, bênçãos e muitos sucessos em todos seus trabalhos para a equipe de “Impacto Evangelístico”. Eu li a revista pela primeira vez em 1984; depois, subscrevi-me e a recebia mensalmente. Agora tenho o prazer de poder adquiri-la a qualquer momento por meio da internet. De Guatemala, Guatemala.

RICARDO SÁNCHEZ Irmãos, que a paz de Cristo Jesus seja com todos. Eu quero lhes dizer que vi sua revista e a acho excelente, já que é de muita bênção e edificação. Glória a Deus por existir revistas como esta! De León Guanajuato, México.

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas:

26-28 MAIO 3-5 16-19 16-19 JULHO 2-6 4-7 9-12 12-14 17-20 25-28 AGOSTO 8-11 8-11 9-11 13-18 15-18 22-25 22-25 SETEMBRO 4-6 13-15 16-18 20-22 25-28 28 OUTUBRO 4-6 18-20 25-27 31-3 (NOV.)

CONVENÇÃO NO PANAMÁ CONVENÇÃO EM HONDURAS (SAN PEDRO SULA). CONVENÇÃO NA AUSTRÁLIA (MELBOURNE). CONVENÇÃO NO NEPAL. CONVENÇÃO NA GUATEMALA (CIDADE DA GUATEMALA). CONVENÇÃO NO SRI LANKA. CONVENÇÃO NA REPÚBLICA DOMINICANA. CONVENÇÃO DA GUIANAS, SURINAME E MARTINICA (SURINAME). CONFRATERNIZAÇÃO DO PRESBITÉRIO LESTE DA ÁFRICA, CONGO (BRAZZAVILLE). CONVENÇÃO NO JAPÃO (TÓQUIO E NARITA). CONVENÇÃO NA SUÍÇA (GENEBRA). CONVENÇÃO NA ALEMANHA E BLOCO C (HAMBURGO). CONVENÇÃO NA COSTA RICA. CONVENÇÃO NO BRASIL (MANAUS). CONVENÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS, MICHIGAN (GRANDVILLE). CONFRATERNIZAÇÃO NA NOVA ZELÂNDIA (WELLINGTON). CONVENÇÃO EM PORTO RICO. CONVENÇÃO NO MÉXICO.

CONVENÇÃO NA ESPANHA E BLOCO A DA EUROPA (MADRID). CONVENÇÃO NO HAITI (PORTO PRÍNCIPE). CONFRATERNIZAÇÃO NO BRASIL (SÃO PAULO). CONVENÇÃO GERAL E DE JOVENS NA ÁFRICA, GUINÉ EQUATORIAL (BATA). CONVENÇÃO NA ITÁLIA E BLOCO B (MONZA). CONFRATERNIZAÇÃO DO PRESBITÉRIO OESTE DA ÁFRICA, GANA (ACRA). CONVENÇÃO EQUADOR (GUAYAQUIL). CONVENÇÃO NA VENEZUELA. CONVENÇÃO NO PERU (AREQUIPA). CONVENÇÃO NO PERU (CHICLAYO). CONVENÇÃO NO PERU (LIMA). CONVENÇÃO NO ÍNDIA. DIA MUNDIAL DAS MISSÕES, ATIVIDADE SIMULTÂNEA EM TODOS OS PAÍSES. CONFRATERNIZAÇÃO NO CANADÁ. CONFRATERNIZAÇÃO EM MADAGASCAR. CONVENÇÃO NA ILHA MAURÍCIO. CONVENÇÃO NO CHILE (SANTIAGO).

NOVEMBRO 14-17 CONVENÇÃO EM EL SALVADOR. 21-24 CONVENÇÃO NO URUGUAI (MONTEVIDÉU) 26-29 CONVENÇÃO EM MYANMAR.

n Eventos passados n Eventos futuros MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia


Fevereiro 2019 / ImpactoevangĂŠlico

67


MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América•Europa•Oceania•África•Ásia

Profile for Impacto Evangelistico

781_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Fevereiro 2019 / Língua Portuguesa

781_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Fevereiro 2019 / Língua Portuguesa