Issuu on Google+

Magazine

BEAUTY Pure

Edição:02 | Periocidade: Trimestral Gratuita | Março 2014

Berth Elouga

MISS TEENAGER Desde os 14 anos que a moda lhe corre nas veias

ADN FAMA Afastada dos ecrãs, Joana continua a 'dar cartas' na moda

Joana Alvarenga

A moda é a sua prioridade

Marcela Prodan

MISS FOTOGENIA

MICAELA MORGADO Conheça a história da especialista em nutrição que brilhou em Malta


P Magazine

BEAUTY

Editorial

Pure

Índice

Miss ou modelo? Eis a questão! Aterrei há pouco tempo neste mundo que, até então, pouco me dizia. Tem sido um trabalho de aprendizagem interessante e desmistificação de ideias próprias de quem é petiz nestas andanças. Das entrevistas realizadas, a tónica foi igual em todas elas: ser miss é completamente diferente de ser modelo. Para mim, até àquele segundo, não havia destrinça. Mas onde reside, afinal, a distinção? Pois bem, em vários aspetos. É verdade! Ser miss exige muito mais do que uma cara bonita e um corpo com as medidas exatas. O concurso a miss avalia, naturalmente, a beleza física da candidata, mas vai mais além. A concorrente deve ter uma determinada postura, saber estar e falar e, mais do que isso, deve demonstrar cultura geral em diversos temas. Ou seja, se para ser modelo (quase) basta a aparência externa, para ser miss conta muito mais: a miss é analisada ao ínfimo pormenor e representar o seu país, em tudo o que ele engloba, é uma responsabilidade acrescida. Por isso, à beleza natural junta-se um leque de características: saber portar-se, saber falar, ter cultura geral, saber agir em situações inesperadas, ter postura, saber andar com classe, ter bom relacionamento com os restantes… no fundo ser o símbolo da elegância. No fundo… ser o espe lho de um exemplo a seguir. No fundo… ser o reflexo de uma excelente conduta.

Liliana Fernandes

4 5

Editorial Concursos

Miss Intercontinental 2013 Berth Elouga

11

Miss European 2013

17

Miss Teenager Universe 2013

19

Best Models 2013

24

Destinos Guatemala, o destino maia

Micaela Morgado

Marcela Prodan

Rui Neto & Isa Martins

25

Miss Expoworld 2013

28

Eventos

33

ADN Fama

45

Tips: Makeup

Future Model & Talent Portugal 2014

Joana Alvarenga Tendências Outono/ Inverno por Pat McLou

Joana Alvarenga

DIRETORA: Liliana Fernandes EDITOR: Francisco Alves ARTE: Susana Pinto | Cláudia Dias FOTOGRAFIA E EDIÇÃO DE IMAGEM: João Fonseca | Daniel Mergulhão PAGINAÇÃO: Carlos Dias PRODUÇÃO, PUBLICIDADE E MARKETING: Look de Glamour, Estrada Pedro Teixeira 24, R/C Dt. 1400-047 Lisboa, 213 600 511 | geral@lookdeglamour.pt COLABORADORES NESTA EDIÇÃO: Sofia Andrade (conteúdos), Franco Caruana - Miss Bikini Universo (fotografia), Pedro Costa - Atelier de Maria França Noivas (fotografia), Pat McLou (maquilhagem) DISTRIBUIÇÃO: Nacional TIRAGEM: 2.000 PERIOCIDADE: Trimestral Fotografias Guatemala: http-//www.bts.lt/uploads/Mayan-Ruins-Pic-Tikal-Guatemala.jpg | http-//www.journeymart.com/de/CountryImages/guatemala-beach..jpg

Micaela Morgado

ficha técnica

Gabriella Brooks

Marcela Prodan

Diretora da Pure Beauty

BEAUTY

4


P

Concursos

5


P

Concursos

BERTH ELOUGA Miss FOTOGENIA 2013

6

Aos 17 anos, inscreveu-se na agência “Go Models”, que logo a chamou para diversos castings, tendo sido a escolhida para representar Portugal no concurso Miss Intercontinental, que teve lugar na Alemanha. Aqui, conquistou com mestria o título de miss fotogenia, competindo com 59 candidatas. Colocou Portugal no topo. Nas duas semanas que esteve na Alemanha, refere que a maior dificuldade foi «ter de falar inglês todos os dias», mas enaltece a interação entre todas as concorrentes, recordando que «se constroem laços para a vida». No seu caso, perdura a amizade com a candidata da Índia, com quem mantém contacto permanente. A jovem, que sempre ansiou pelo mundo da moda, refere que, até então, nunca tinha pensado ser miss «porque não me considerava a pessoa perfeita para representar o país». Apesar de ser miss exigir uma responsabilidade acrescida, a jovem considera que «ser modelo implica marcarmos a nossa presença cá para, depois, sermos reconhecidas internacionalmente», enquanto «ser miss implica, de imediato, este reconhecimento internacional». Um reconhecimento que requer uma avaliação rigorosa, nomeadamente a interação com as outras candidatas e os «cuidados que temos para com o nosso exterior»; afinal, trata-se de um concurso de beleza! «Se conseguir vingar na moda darei prioridade ao trabalho»

Dos desfiles caseiros para um concurso com história Berth Elouga, 18 anos, perseguiu o sonho da moda desde cedo. Na Alemanha competiu com cerca de 60 candidatas, dos quatro cantos do mundo, destronando-as e trazendo, para Portugal, o título de miss fotogenia. Chegou maquilhada e de sorriso rasgado. Berth Elouga, 18 anos, desfila com elegância o título adquirido no concurso Miss Intercontinental. Tem nome diferente, originário dos Camarões, mas de lá, só o nome não a faz esquecer as origens, visto que, desde os dois meses, rumou para Portugal; país que representa além-fronteiras. Berth Elouga não tropeçou na moda por acaso. Desde a adolescência, traçou-a como meta. Prova disso mesmo é que, nos tempos de menina apercebeu-se dos primeiros sinais «costumava brincar, com uma prima, aos desfiles», inspirada nos programas da modelo Tyra Banks e dando voz ao fascínio que já exercia por fotografia.

Hoje, Berth Elouga conta com o apoio da família, mas confessa sentir o peso de ser miss, incluindo no dia a dia: «se sou convidada para determinado evento, tenho em atenção algumas atitudes que possa ter, precisamente porque sou miss e ter de dar o exemplo». No entanto, no seu quotidiano assume-se apenas como uma jovem de 18 anos, que dispensa maquilhagem «porque estou entre amigos». E se antes o coração pulsava por moda, atualmente «sinto-me 50/50 entre miss e modelo». A miss Intercontinental está a terminar o secundário, indecisa em seguir Ciências Biomédicas ou Biologia Molecular, mas não tem dúvidas em arriscar um palpite para o seu futuro: «se conseguir vingar na moda, darei prioridade ao trabalho». Para isso, alimenta o sonho de ter uma oportunidade no estrangeiro, inspirando-se na jovem modelo Sara Sampaio. Enquanto essa oportunidade não bate à porta de Berth Elouga, a jovem deixa alguns conselhos às aspirantes a miss: «serem elas mesmas e cuidarem da imagem porque a beleza também conta e muito!». A estas dicas, a jovem desvenda o segredo da sua boa forma física «como saudavelmente, pratico desporto, nunca me deito maquilhada e cuido bem do meu cabelo». Texto: Liliana Fernandes Fotografias: Detlev Helmerich


P

Concursos

7

BERTH ELOUGA Miss FOTOGENIA 2013

Responsรกvel por cuidar da imagem de Berth Elouga

RAL 5012

PANTONE 2925C


P

Concursos

Concurso Miss Intercontinental

O concurso “Miss Intercontinental” conta com uma história de cerca de 40 anos. Trata-se de uma competição no feminino, em que a beleza das mulheres, dos quatro cantos do mundo, é enaltecida ao mais alto nível. Criado em meados da década de 1970, com o intuito de alavancar o turismo em Aruba (Caribe) - país situado a 25 km do norte da Península de Paraguaná , no noroeste da Venezuela – o evento revelou-se uma verdadeira atração de turistas, seduzidos pela magia de lugares absolutamente exóticos. Lugares, estes, que contaram com a beleza natural das candidatas que, durante duas semanas, brindaram, com a sua presença, diversas praias do país, deliciaram-se com as iguarias e protagonizaram episódios de autêntica diversão, como jet ski, por exemplo. A cidade de Aruba acolheu a realização do concurso “Miss Intercontinental” durante 10 anos, tendo, posteriormente, diversificado o seu palco. Todos os anos, uma cidade serve de anfitriã deste evento de moda, que conta com a participação de mais de 60 países, cujas candidatas deverão ter mais de 18 e menos de 26 anos.

Colômbia Margarita Peralta Tovar Idade: 19 anos Altura: 1,71 m

Filipinas Andrea Koreen Medina Idade: 18 anos Altura: 1,68 m

África do Sul Kayla Nel Idade: 20 anos Altura: 1,73 m

Curacão Syolanda Smallegance Idade: 19 anos Altura: 1,73 m

Portugal Berth Elouga Idade: 18 anos Altura: 1,70 m

Índia Sharon Fernandez Idade: 25 anos Altura: 1,78 m

Rússia Ekaterina Plekhova Idade: 23 anos Altura: 1,73 m

Puerto Rico Aleyda Rodriguez Idade: 25 anos Altura: 1,75 m

8


Hotéis Dom Pedro um paraíso ao seu alcance DOM PEDRO BAÍA CLUB Este hotel de quatro estrelas fica situado na “Pérola ou Jardim do Atlântico” – a ilha da Madeira – em plena baía de Machico. Inclui regime com tudo incluído e está vocacionado para o desporto, promovendo o mergulho, coasteering, jeep safari e passeios de barco. O hotel conta, ainda, com uma piscina de água salgada, campo de ténis e permite acesso a uma das poucas praias de areia branca da Madeira. E porque férias requerem descanso, este hotel não poderia estar melhor situado! A vila de Machico é tranquila e apresenta uma vasta oferta de restaurantes típicos e bares, onde não falta a famosa poncha.

DOM PEDRO LAGUNA, BEACH VILLAS & GOLF RESORT O Dom Pedro Laguna fica situado em pleno Ceará, Aquiraz, no caminho do Iguape e está integrado no Eco-Resort Aquiraz Riviera, um empreendimento turístico de luxo, no nordeste brasileiro. Possui, ainda, o primeiro campo de golf do Ceará e fica a pouco mais de meia hora do aeroporto internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Este resort está construído ao longo de uma lagoa de 15 mil m² e 200 metros de frente mar, constituindo-se um autêntico paraíso entre o campo de golfe e a acalmia da praia de Marambaia. Os 64 apartamentos e as 38 villas que compõem o hotel Dom Pedro Laguna estão interligados através de uma lagoa navegável. As chamadas “Royal villas” são consideradas as mais exclusivas do hotel por terem piscina privativa e, algumas, acesso direto à praia.

DOM PEDRO GARAJAU O hotel Dom Pedro Garajau também fica situado na Madeira, no Garajau, sítio famoso por ser a única reserva portuguesa exclusivamente marítima – a Reserva Natural do Garajau, concebida para proteger uma área privilegiada da costa madeirense, fazendo com que funcione como viveiro. Este hotel-apartamento, de três estrelas, tem 272 quartos, mas não é aconselhado para pessoas com dificuldade de mobilidade ou cadeiras de rodas.


DOM PEDRO PALACE O Dom Pedro Palace é um hotel de cinco estrelas, no centro de Lisboa, com uma vista deslumbrante sobre a capital, o rio Tejo e o castelo de S. Jorge. Qual postal! Como se não bastasse, ainda fica a uma curta distância do aeroporto e está situado numa das artérias da cidade, Amoreiras. Para os apreciadores de boa gastronomia, sugerimos o italiano “II Gattopardo” ou, para quem não dispensa a culinária portuguesa, pode deliciar-se no Bistrot “Le Café”. Se depois de uma bela degustação quiser relaxar, pode fazê-lo

DOM PEDRO MEIA PRAIA BEACH CLUB Aqui, ficam os apartamentos do grupo Dom Pedro, mesmo em frente à Meia Praia, considerada a maior praia do Algarve, que beneficia de uma beleza rara: areia dourada, mar calmo e grutas naturais.

DOM PEDRO GOLF RESORT O grupo Dom Pedro conta com três hotéis em Vilamoura. O Dom Pedro Golf Resort, que fica a escassos minutos dos melhores campos de golf da região algarvia, está rodeado de restaurantes e animação noturna. Mas para quem procura o pleno descanso, o hotel conta com o Spa Aquae, piscinas interior e exterior e uma extensa área de jardins, que convidam a passeios de final de tarde. Os mais ativos, dedicados ao desporto, não foram esquecidos, tendo ao seu dispor diversas modalidades como ténis, futebol voleibol, basquetebol e ping pong. Este é um hotel em que as famílias se sentem em casa, com regime de pensão completa.

DOM PEDRO MARINA O hotel Dom Pedro Marina, como o próprio nome indica, situa-se entre a marina e a praia de Vilamoura. Este hotel, de quatro estrelas, é composto por 100 quartos, 55 suites, incluindo cinco presidenciais com jacuzzi privativo no terraço e uma Penthouse de luxo no último piso. Este espaço está, ainda, repleto de jardins e piscinas e recria o ambiente típico de uma pequena trattoria italiana, através do restaurante italiano de que dispõe.

DOM PEDRO PORTOBELO Este é um hotel-apartamento de quatro estrelas, no centro de Vilamoura, em frente ao casino e à praia. O facto de encontrar-se muito bem situado, faz com que toda a família goste da sua estadia, podendo divertir-se na piscina exterior para adultos e crianças.


P

Concursos

11

MICAELA MORGADO Miss EUROPEAN 2013


P

Concursos

12

«Não me meto em nada que não seja para fazer bem» Micaela Morgado nunca pensou chegar tão longe na competição, mas confessa que ter sido uma das 10 finalistas portuguesas e, por fim, ter sido escolhida para representar as cores do país… mais do que nervosa, deixou-a orgulhosa. Foi na cidade académica, com mais encanto, Coimbra, que Micaela abriu os olhos para o mundo. Mas, volvidos 22 anos, foi em Malta que mostrou estar à altura para defender Portugal, no concurso Miss European, que deu a vitória à inglesa Kerry Anne Vinson. Este evento conta com a participação de cerca de 11 países, cada um com 10 candidatas. Destas, uma é escolhida para disputar a final e levar o nome do seu país a bom porto. Micaela Morgado acabou por conquistar o painel de jurados, erguendo o título Miss European Portugal 2013, deixando para trás as restantes participantes nacionais. Afirma ter ficado muito surpreendida com a nomeação e acredita que o facto de falar algumas línguas tenha ajudado na decisão. Mas recuemos no tempo. Desde tenra idade, Micaela evidenciou especial aptidão para o meio artístico, tendo ingressado no ballet com apenas três anos. Aqui, o seu espírito vencedor começava a espreitar, já que em todas as suas avaliações, efetuadas pela “Royal Academy of Dancing”, obtinha como classificação um saboroso excelente. Porém, a criança parecia querer superar-se a si mesma e, aos sete anos, pediu aos pais para que a inscrevessem no Conservatório de Música de Águeda, onde teve Coro, Orquestra de Cordas e violino, além de formação musical. A incompatibilidade de horários obrigou-a a escolher a música, terminando, em 2003, o seu percurso no ballet. A música veio para ficar e, em 2004, Micaela inscreveu-se nas aulas de piano e, em simultâneo, dedicou-se à natação. Desde então, e até 2008, pouco deve ter sido o tempo livre de Micaela que, durante anos, dedicou-se às mais diversas atividades: dança (ballet, contemporânea, latino-americanas, hip-hop e danças orientais), teatro e música. Esta última marcou a sua vida não só através do Conservatório, mas também pela banda de garagem que tinha, sendo vocalista e violinista. Naquele ano, decidiu que tinha chegado ao fim a sua passagem pelo Conservatório, preferindo dedicar-se 100 por cento aos estudos, mas não sem antes terminar o 5.º Grau de Formação Musical, Orquestra de Cordas e de Coro e o 4.º grau de violino.


P

Concursos

13


A chegada à moda

P

Concursos

14

“Fecha-se uma porta; abre-se uma janela” e podemos dizer que foi isto que aconteceu a Micaela: encerrou o ciclo do Conservatório e logo surgiu a moda «por acaso», como conta. A Miss European Portugal 2013 confidenciou-nos que acompanhou uma amiga a um workshop de moda promovido pela Best Models Agency e que, «pela minha estrutura convidaram-me a desfilar», mas já em criança «procurava a máquina e fazia poses». Micaela confessou que sempre gostou de moda, embora nunca tivesse pensado em tal como alternativa profissional. Com o passar do tempo, começou a olhar para a moda como «part time e forma de obter algum rendimento extra». Recorda-se bem do destino do primeiro cachet: «investi em formação e o restante guardei». Uma vez que a moda se atravessou na sua vida, Micaela investiu na formação, ao mesmo tempo que marcou presença em diversos desfiles. Um ano após ter aberto a porta para a moda, em 2009, ficou agenciada na Face Models, onde se somaram trabalhos, desde capas de revista, catálogos ou anúncios televisivos. Nesta mesma altura, e porque a dança não tinha sido página virada, «criei, juntamente com duas amigas, o grupo de dança Bahrain Belly Dance que existe até à data». Os estudos sempre caminharam a par com a moda e, neste mesmo ano, entrou na licenciatura de Psicologia, que viria a abandonar para ceder à paixão pela Nutrição. Atualmente, encontra-se a terminar o curso de Dietética e Nutrição, que está a ser colocado em prática no estágio que está a desenvolver, em Pediatria, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. O entusiasmo espelhado na voz de Micaela, ao falar do curso, não deixa margem para dúvidas de que, passada a efemeridade da moda, é neste ramo que quer continuar a investir. Por isso mesmo, aguarda, ansiosa, a perspetiva de publicar um artigo sobre o tema “Avaliação da ingestão nutricional e do gasto energético em jovens atletas de canoagem”, ao mesmo tempo que reconhece a importância do curso na alteração dos seus hábitos alimentares. A experiência em Malta

Micaela Morgado, que mantém os pés assentes, no que à “validade” na moda diz respeito, refere que nunca tinha pensado em concorrer a miss, mas a natureza deste concurso fê-la mudar de opinião e resolveu aventurar-se. Já tinha sido questionada por que não participava no concurso, uma vez que até já tinha cantado em alguns eventos semelhantes e todos consideravam-na com os requisitos necessários. No entanto, o que realmente a seduziu foi o facto deste concurso ter a componente de dança e isso bastou para se render ao formato. Confessou, no entanto, que nem tudo foram ‘rosas’, pensando, momentaneamente, desistir da competição «porque não estava habituada a andar diariamente maquilhada e de salto alto, mas apenas quando saía». A intensidade diária dos ensaios também pesou na incerteza, pois desengane-se aquele que pensa que para ser miss basta saber desfilar. «O esforço físico que a competição exige, provocou-me uma lesão muscular», recorda. Conquistar o título engloba muitos outros requisitos, nomeadamente o nível cultural, desmistificando, assim, a ideia de que ser miss é sinónimo de futilidade. Ultrapassados os obstáculos iniciais, Micaela fez valer o lema por que rege a sua vida: a lei da atração. Ou seja, pensar positivamente atrai resultados igualmente positivos. «Foi o desejo de ir a Malta e representar Portugal que me fizeram seguir em frente», garante. Além disso, é com pragmatismo que enfrenta os desafios a que se propõe, sublinhando «não me meto em nada que não seja para fazer bem». Com orgulho, recorda o momento em que as candidatas portuguesas ganharam a prova de dança, referindo-se como «o dia mais importante» e enaltece o trabalho de equipa e a amizade entre todas as finalistas nacionais. Quanto às restantes, refere que «apesar das diferenças culturais, a camaradagem foi boa». Em Malta, a equipa portuguesa permaneceu uma semana e, por isso, «não deu para conhecer muito o país». No entanto, para Micaela Morgado foi o que bastou para concluir que não gosta da gastronomia, embora reconheça as paisagens invejáveis do país, onde se consagrou Miss European Portugal 2013. Micaela Morgado não esconde que, na moda, a preferência de trabalhos recai sobre lingerie e biquínis e que ambiciona poder realizar um trabalho internacionalmente. Até lá, a jovem, que integra o coro do cantor José Alberto Reis, concilia a moda com o seu curso académico. Micaela Morgado, que se define como «multifacetada», assume que gosta de estar em diversas frentes e, talvez por isso, se tenha aventurado na abertura da sua própria agência, Models Factory, onde se estabeleceu como booker. Para mais este desafio, a Pure Beauty Magazine deseja-lhe o mesmo que até aqui: sorte e sucesso. Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca


P

Concursos

13


É da paixão pela Moda e pela Comunicação que nasce a Cruzeta Torcida

produção,

uma

agência

comunicação

de e

showroom dedicada em exclusivo à área de Moda, Cosmética, Perfumaria e Acessórios. Vivemos cada marca como se fosse nossa

e,

por

isso,

criamos

estratégias de comunicação 360º que marcam pela diferença: da assessoria de imprensa ao endorsement, dos eventos ao product placement, apostamos sempre em soluções diferenciadoras e eficazes.

ONITSUKA TIGER, COLORADO EIGHTY-FIVE 3 85€

Cruzeta Torcida nomeia duas marcas para esta estação Elegemos a Onitsuka Tiger e EUREKA para calçar a estação Primavera/Verão ‘14. As marcas divulgam e massificam as tendências, ao mesmo tempo que têm o poder da diferenciação. Desde a selecção de ténis ao calçado clássico , podemos encontrar uma panóplia de opções para os mais variados lifestyles. As peças de inspiração desportiva é uma tendência em crescimento, seja ela utilizada durante o dia ou até mesmo nas saídas à noite. Os ténis são o exemplo de como este tipo de peça pode ser adaptado no dia-a-dia, fora dos recintos desportivos.


FILIPE SOUSA BY EUREKA SHOES

FILIPE SOUSA BY EUREKA SHOES

Para as mulheres que têm atitude e procuram de ecalçar. Paraexclusividade as mulheres no quemomento têm atitude procuram

HTY-FIVE 3 85€

FILIPE SOUSA BY EUREKA SHOES

nomeia duas marcas ta estação

Para as mulheres que têm atitude e procuram Hoje procura-se exclusividade no momento de calçar. exclusividade no momento de calçar. exclusividade no momento de calçar.

Quer-se materiais de luxo, formas atraentes e design moderno. Hoje procura-se exclusividade no momento de calçar. para calçar a estação Primavera/Verão ‘14.A paleta cromática que rege a estação Primavera / Verão ‘14, são tons neutros e pastéis. Quer-se materiais de luxo, formas atraentes e design moderno. ências, ao mesmo tempo que têm o poder da Hoje procura-se exclusividade no momento de calçar. A paleta cromática que rege a da estação Primavera / Verão ‘14, são tonsque neutrosprocura e pastéis. ao calçado clássico , podemosEncontramos encontrar uma um prolongamento cromático estação anterior, o conforto aliado a um Encontramos um prolongamento cromático da estação anterior, que procura o conforto aliado a um a os mais variados lifestyles. Quer-se materiaisbom de luxo, formas atraentes e design moderno. bom design andrógino. design andrógino. a tendência em crescimento, seja ela utilizada A paleta cromática que rege a estação Primavera / Verão ‘14, são tons neutros e pastéis. à noite. Os ténis são o exemplo de como este dia-a-dia, fora dos recintos desportivos. Encontramos um prolongamento cromático da estação anterior, que procura o conforto aliado a um bom design andrógino.

LOJA PP COUTURE. RUA FRANCISCO METRASS Nº53 A 1350 - 139 LISBOA • 210 997 003 • loja@ppcouture.pt

FILIPE SOUSA BY EUREKA SHOES

LOJA PP COUTURE. RUA FRANCISCO METRASS Nº53 A 1350 - 139 LISBOA • 210 997 003 • loja@ppcouture.pt MARC A PORTUGUESA INAUGURA A SUA PRIMEIRA LOJA EM C AMPO DE OURIQUE, LISBOA.

A Loja de Patrícia Oliveira e Paula Clemente, criadoras da Marca PP Couture, conta também com mais três marcas nacionais - Elsa Barreto, Micaela Oliveira e José Maria Oliveira, Costureiro.

LOJA PP COUTURE. RUA FRANCISCO METRASS Nº53 A 1350 - 139 LISBOA • 210 997 003 • loja@ppcouture.pt

Para as mulheres que têm atitude e procuram exclusividade no momento de calçar.

Hoje procura-se exclusividade no momento de calçar. Quer-se materiais de luxo, formas atraentes e design moderno. A paleta cromática que rege a estação Primavera / Verão ‘14, são tons neutros e pastéis. Encontramos um prolongamento cromático da estação anterior, que procura o conforto aliado a um UA PRIMEIRA bom design andrógino.

LISBOA.

arca PP Couture, conta a Oliveira e José Maria


P

Concursos

17

MARCELA PRODAN

Miss TEENAGER UNIVERSO 2013


P

Concursos

18

Miss Teenager

Universo 2013

Panamá rendeu-se à jovem portuguesa Desde os 14 anos que a moda lhe corre nas veias e aos 18 encantou o júri do concurso Miss Teenager Universo, que decorreu no Panamá, e a empurrou para um honroso 5º lugar, num total de cerca de 30 participantes. Para Marcela Prodan, este reconhecimento não podia ser melhor prova de que fez a opção certa e na qual contou com o apoio incondicional dos pais, que a acompanharam de agência em agência. No fundo, representa, ainda, ‘a cereja no topo do bolo’, uma vez que foi preciso um árduo caminho para alcançar esta meta. Se há quem considere que as misses têm ‘vida santa’, desengane-se! Marcela, que não queria, de todo, passar despercebida, empenhou-se em todas as tarefas «acordava às cinco da manhã para me arranjar com calma e evitar atrasos», que não são permitidos. A somar, teve aulas exaustivas de desfile, de postura, de colocação de voz. “Ingredientes” essenciais para quem é miss, a que se junta um elevado grau de conhecimento cultural, «quer seja sobre o nosso país, quer sobre a Europa ou resto do mundo». Autoconfiança: palavra-chave

Além das inerentes características, Marcela Prodan não hesita quando aponta a autoconfiança como a ‘arma secreta’. Acrescenta, por isso, que «se mostrarmos confiança em nós e no nosso trabalho, os outros também vão vernos dessa forma». Mas, além deste conselho, Marcela recomenda outros que podem, igualmente, fazer a diferença «estar sempre com um sorriso, mostrar-se muito feliz, ter cultura geral e, claro, dar o seu melhor». Afinal, remata a jovem, «a miss tem de ser um exemplo em todos os aspetos». Esta postura ajuda, naturalmente, à interação com as restantes candidatas, que de “rivais” passam a amizades inesquecíveis, que constituem «a parte boa destes eventos», além de conhecer

sítios; antes visitados pela imaginação. Marcela Prodan não esconde o desejo de poder vir a participar num concurso da mesma natureza, porque apesar de gostar de moda, confessa que ser miss representa um desafio maior. «Para ser miss, o nosso interior também é avaliado, bem como o nosso intelectual» e ser modelo implica «uma postura mais distante». Ciente de que este meio de trabalho tem ‘prazo de validade’ a jovem gostaria de poder conciliar com os estudos, encontrando-se indecisa entre Marketing ou Investigação Criminal. Enquanto Marcela Prodan decide o caminho a trilhar, é na moda que se destaca.

Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca Agradecimentos: Hotel Meliá Aldeia dos Capuchos


P

Concursos

19

Rui Neto «Devemos seguir aquilo de que gostamos» Rui Neto, 19 anos, conquistou o título “Best Tourist”, na final do concurso “Best Model of the World”, na Bulgária, após, o ano passado, ter sido o terceiro classificado, no concurso Mister Facebook. Neste foi considerado “melhor cara” e “melhor olhar”. Da competição, realça que «vale pela própria experiência». Enaltece que o melhor de tudo foi ter conhecido pessoas de diversos países, que proporcionaram um intercâmbio cultural, além das «amizades que se conquistam nestas situações». Mas divertimento à parte, a competição requer muito trabalho. O jovem relembra os ensaios diários, durante

Best Model 2013

largas horas, para a prova da coreografia: «tínhamos vários ensaios ao longo do dia para desfilarmos em sunga e de fato. Na hora, eram escolhidos dois dos estilos que tínhamos ensaiado». Um esforço que, para Rui Neto, nada mais é do que o resultado do seu empenho. O jovem, que desde os 17 anos procura o seu ‘lugar ao Sol’, na moda, não esconde que esta não é uma carreira fácil. Exige «muita atitude e força de vontade», mas tudo porque «devemos seguir aquilo de que gostamos». Acrescenta que trabalhar em moda revela-se um desafio constante, uma vez que «com tantos desfiles e trabalhos fotográficos podemos assumir personagens diferentes». Atualmente, faz desfiles pontuais e dá provas do seu talento em diversos castings, tendo feito figuração para o filme “Morangos com Açúcar”. No entanto, o objetivo do modelo é outro: «gostava de desfilar na “Moda Lisboa”, porque é o ícone da moda em Portugal». Enquanto o sonho não se concretiza, Rui Neto pretende trocar


P

Concursos

Diogo Guilherme

TOP 3

Joel Conceição

Rui Neto a passerelle pelas nuvens. É mesmo verdade! Ciente de que a moda é uma área de trabalho instável, o jovem quer apostar num “Plano B” e, por isso, prepara-se para tirar o curso de comissário de bordo e, assim, cumprir um fascínio antigo. Mas, se surgirem trabalhos na moda, Rui Neto tentará conciliar com a profissão que se prepara para abraçar.

Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca

Best Model of the World O concurso “Best Model Of The World” é considerado um dos maiores eventos de modelos do mundo, no qual participam mais de meia centena de países. A competição, que tem como intuito eleger os melhores modelos masculino e feminino do mundo conta, por isso, com uma cobertura mediática à escala global. A imagem deste evento é forte, constituindo-se uma excelente oportunidade para os patrocinadores que, desta forma, conseguem fazer chegar a sua marca a todo o território nacional e, simultaneamente, projetá-la a nível internacional.

20


P

Concursos

21

ISA Martins O talento não escolhe idade Isa Martins, 28 anos, deixou transparecer na doçura da sua voz, o orgulho que sentiu ao chegar à final do concurso “Best Model of the World Portugal”, com uma concorrente dez anos mais nova. Por este motivo, calculou que a vitória fosse da adversária, mas quando percebeu que tinha sido a escolhida para representar as cores portuguesas, convenceu-se de que «nunca é tarde para concretizar os nossos sonhos». A professora de Educação Física e terapeuta de Psicomotricidade não esconde o entusiasmo, mas mantém os pés assentes, quando refere que «a moda é apenas um hobby». Na realidade, Isa Martins sempre optou por dar prioridade aos estudos e só aos 25 anos abriu a porta

Best Model 2013

para a moda. Deixou-se levar pela envolvência do glamour e inscreveu-se num curso de modelo, onde teve aulas de passerelle, de maquilhagem e etiqueta. Adquiridas as principais ferramentas, faltava colocá-las em prática. Foi isso mesmo que acabou por acontecer quando concorreu a Miss Facebook, conquistando o 6º lugar a nível nacional. Este evento fez com que não passasse despercebida aos demais olhares, tendo, posteriormente, participado no concurso Best Model of the World Portugal e, daqui, representado as cores nacionais na Bulgária. No concurso que se realizou neste país, a Isa Martins não faltaram motivos encorajadores. Num total de 28 candidatas, a professora de Educação Física conquistou dois prémios: Best Catwalk (melhor modelo a desfilar) e o de melhor traje, fazendo jus ao do Minho. Motivos que a fazem sorrir e que transparecem um sabor especial « sinto que foi “a” oportunidade;


Marcela Prodan

TOP 3

Patrícia Leal

Isa Martins a última oportunidade». Refere que não teve dificuldades de integração, mas confessa ter sentido «alguma intimidação logo no início, porque todas elas tinham muito mais experiência prática do que eu, mas acabei por sentir-me de igual para igual», sublinhando que a idade também ajuda a não ceder ao deslumbramento. A somar, Isa Martins acredita que o facto de ter mais experiência de vida do que as restantes candidatas foi um ponto a seu favor: «na prova em que tínhamos de dar opiniões e falar um pouco mais, acredito ter tido vantagem». Após a sua participação na Bulgária contava que lhe surgissem mais trabalhos. No entanto, só os faz pontualmente «através de fotógrafos amigos».

Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca

P

Concursos

22


More than energy... PURPLE ENERGY DRINK é uma surpreendente bebida gaseificada, cuidadosamente formulada para momentos em que é necessário energia mais forte para melhorar o desempenho e vitalidade

WHITE

BLACK


GUATEMALA O Destino Maia Guatemala, país da América Central, tem como nome oficial República da Guatemala, e é um país limitado a oeste e a norte pelo México, a leste pelo Belize, pelo Golfo das Honduras e pelas Honduras e a sul por El Salvador e pelo Oceano Pacífico. Cidade da Guatemala é a capital, cujo nome oficial é La Nueva Guatemala de la Asunción, onde vivem cerca de 2,5 milhões dos 14 milhões de habitantes da Guatemala (dados de 2013). Mas o que significa, afinal, Guatemala? Guatemala é originário do “náhuatl Quauhtlemallan” (língua da família asteca) e significa "lugar com muitas árvores". As pessoas que nascem no país são chamadas de guatemalês, guatemalenses e guatemaltecos e mais de 40% da população é constituída de ameríndios, quase todos descendentes dos maias. Por seu turno, o Cristianismo é a religião prevalecente, representada por mais de 90% da população. O ponto mais alto da América Central e da Guatemala é o monte Tajamulco, com 4220 metros de altitude. O Tajamulco é, na verdade, um vulcão extinto. A bebida típica da Guatemala é o ti punch, uma mistura de concentrado de cana de açúcar, sumo de lima e rum. Um dos estilos musicais preferidos dos jovens guatemaltecos é o reggaeton, uma variante do reggae jamaicano com influência do hip hop norte-americano. A bandeira da Guatemala é constituída por três faixas: uma branca e duas azuis. A faixa branca simboliza a paz e o facto da Guatemala ser uma terra entre dois oceanos – o Atlântico e o Pacífico. No centro vemos a representação do pássaro quetzal e a data da independência do país: 15 de setembro de 1821. Economia A economia da Guatemala baseia-se predominantemente na agricultura. Um quarto do PIB, dois terços das exportações e metade da força de trabalho do país provêm do campo. Os principais produtos são: • café • açúcar • bananas • milho A distribuição de riquezas do país é bastante desigual, com 46,3% da população abaixo da linha da pobreza. História Do século IV ao século XI, as planícies da região de Péten foram o coração da civilização Maia. Embora os conquistadores espanhóis tenham chegado à região em 1523, houve uma resistência das cidades-estado maias e a última só foi efetivamente conquistada em 1697. A Guatemala, até 1821, foi uma colónia de Espanha. Durante a segunda metade do século XX experimentou uma variedade de governos militares e civis, sendo uma dessas de Jacobo Arbenz - que fora retirado do poder por ameaçar fazer reforma agrária em terras da United Fruit Company; desse modo sofreu um golpe com intervenção estadunidense, em 1953, colocando um ponto final na política de Boa Vizinhança, caracterizada pelo governo Roosevelt, bem como uma guerra civil que durou 36 anos. Em 1996, o governo assinou um acordo de paz, terminando formalmente com o conflito, que levou à morte de mais de cem mil pessoas e tinha criado um milhão de refugiados. Política O parlamento da Guatemala, o Congresso da República, com 113 assentos, é eleito cada quatro anos, simultaneamente com as eleições presidenciais. O presidente atua como chefe de Estado e do governo. Nas suas tarefas executivas é auxiliado por um gabinete de ministros que são designados pelo próprio presidente.

GUATEMALA

Texto: http://curiosidadeseculturas.blogspot.pt/2010/12/guatemala-cidade-mais-colorida-do-mundo.html http://maisquecuriosidade.blogspot.pt/2013/08/16-curiosidades-sobre-guatemala.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Guatemala


P

Destinos

25

GABRIELLA BROOKS


P

Destinos

Miss Expoworld Universo 2013

27

«Ser miss é uma grande responsabilidade» Antes de ingressar no mundo da moda, Gabriella assumia-se como uma jovem tímida e pouco confiante. Arrumou este receio e transformou-o em coragem. Respondeu a um anúncio para um concurso e, daí para a Guatemala, foi um piscar de olhos. Apesar do sucesso alcançado, Gabriella Brooks prepara-se para dar brilho a outro sonho. Portugal na Guatemala

Gabriella Brooks deixou as terras algarvias para representar as cores da bandeira das quinas: primeiro, em 2012, e o ano passado mostrou por que Portugal é muito mais do que os craques futebolísticos. Já lá iremos! A jovem, hoje com 21 anos, foi a representante portuguesa do concurso Miss Expoworld Universe, cuja final ocorreu na Guatemala. O concurso, que conta com cerca de dez anos de existência, visa homenagear a beleza feminina, mas engloba muitas outras provas, incluindo cultura geral e domínio de diversas línguas. No caso, Gabriella foi entrevistada, pelo júri, em espanhol. Antes, em 2012, já tinha mostrado do que é capaz na competição Miss European, que lhe abriu as portas ao convite para representar Portugal no concurso Miss Expoworld Universe. Sobre o convite, confidencia: «fiquei em êxtase por representar Portugal sozinha, mas, ao mesmo tempo, sentia-me preparada». Na verdade, Gabriella resolveu ingressar neste meio glamouroso, aquando da sua participação na competição de 2012 porque «sempre fui tímida, pouco confiante e a participação no concurso seria um desafio ao expor-me para o país e representá-lo seria uma responsabilidade acrescida». Aposta ganha! Guatemala acolheu a candidata portuguesa durante uma semana e, das 13 candidadatas na categoria “Expo World”, Gabriella Brooks conquistou um honroso segundo lugar, sentindo, por isso, que «cumpri bem o papel de representar o país». Mas, como a própria sublinha, «ser miss é uma grande responsabilidade». E porquê? Porque ser miss engloba uma panóplia de características que ultrapassam, em muito, os padrões de beleza natural. A título de exemplo, a participação de Gabriella na Guatemala implicou que a jovem estudasse a situação económico-social de cada país para que «quando convivesse com as restantes candidatas soubesse o que se passava no país de cada uma delas». Ou seja, ser miss obriga a que as candidatas demonstrem o seu leque de conhecimentos porque, no fundo, não estão apenas a representar a beleza física inerente a cada país, mas também o nível cultural que cada candidata possui.

Da Guatemala, Gabriella enaltece a cultura do país, na medida em que ficou fascinada pelos «hábitos, nomeadamente a ética no trabalho». Mas, se neste campo ficou surpreendida, quanto à industrialização «existe uma lacuna muito grande». E de que forma Portugal é visto aos olhos das restantes candidatas? Uma pergunta (quase) retórica. «Senti que Portugal é um país pouco conhecido» e quando o nome soava, apenas «sabiam que era um país vizinho de Espanha, e só conhecem Eusébio e Cristiano Ronaldo». A estes nomes, a Pure Beauty Magazine acrescenta, agora, o de Gabriella Brooks, que mostrou que Portugal é muito mais do que futebol! Neste sentido, a jovem portuguesa esforçou-se para que Portugal significasse algo mais, explicando às participantes «alguns hábitos da nossa população e mostrando algumas paisagens». Quanto à sua presença neste meio, Gabriella confessa que o que mais a fascina são «as emoções, porque se pode sentir de um extremo ao outro. Ter sentimentos é das coisas mais lindas do mundo». Apesar de as emoções, por vezes, falarem mais alto, a Miss Expoworld Universe mostra-se com os pés assentes na terra, confessando que «isto é uma aventura». Por isso mesmo, «vou ver até onde consigo ir e levar o nome de Portugal além-fronteiras», para que encarem o nosso país «como mais-valia no mundo». O sucesso bateu à porta de Gabriella Brooks, mas nem por isso a jovem está disposta a abdicar dos planos que, entretanto, já traçou para o seu futuro. Está a terminar o curso de jornalismo, mas é nos diamantes que pretende investir: «vou tirar um curso de diamantes e, daqui a cinco anos, espero estar a comprar e vendê-los», atira, entre risos. A família rejubila de orgulho e a jovem, inscrita na agência de modelos L’Agence, confessa que o trabalho que mais gostou de fazer teve o Dubai como pano de fundo. Na moda, gosta, sobretudo, de fazer anúncios televisivos, «porque estamos mais ativos», mas reconhece «prefiro as misses pela experiência de vida que se adquire».

Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca


P

Eventos

28

Future Model & Talent Portugal 2014:

TOP 10

Portugal a caminho da Turquia

No passado dia 1 de Março, Montijo acolheu a final do concurso Future Model & Talent Portugal 2014 e testemunhou a vitória de Bárbara Rodrigues que irá representar Portugal, em Abril, na Turquia. O concurso, que promove o talento para as passerellas dos quatro aos 17 anos, inclusive, pretende estimular um ambiente de amizade e boa vontade, ajudar o entretenimento, impulsionar a perfeição e a expressão de todos os jovens talentos e modelos.


P

Eventos

29

Em suma, a principal finalidade desta competição consiste em criar uma forte amizade entre todos os participantes, independentemente da sua nacionalidade, idioma, religião, costumes e tradições. Por estes motivos, e à semelhança do que ocorre nos concursos a misses, cada participante deve possuir uma elevada cultura e ser um bom exemplo para todos os jovens. Os representantes de cada país vão ter acesso a vivências inesquecíveis, que acompanharão o seu percurso para toda a vida. No fundo, serão oito dias de entretenimento, uma competição emocionante, com uma demonstração magnífica de cultura, moda e talento entre crianças e adolescentes de todo o mundo.


BÁRBARA RODRIGUES FUTURE MODEL & TALENT PORTUGAL 2014

Bárbara, a um passo da Turquia No pico da adolescência, Bárbara Rodrigues, 16 anos, vê assim realizado o sonho antigo de brilhar nas passerelles ao vencer o concurso “Future Model & Talent Portugal 2014”. Desde pequena que se entusiasma com desfiles e roupas e, por isso mesmo, estava inscrita em agências, que lhe abriram as portas para esta competição. Ainda em criança participou em desfiles, dando vida às criações de João Rôlo. Com a vitória no concurso “Future Model & Talent Portugal 2014”, Bárbara Rodrigues garantiu a sua presença na Turquia, no próximo mês de abril, onde promete dar tudo por tudo «além de mostrar a minha beleza, vou mostrar que tipo de pessoa sou e a minha maneira de ser». Até lá, a adolescente aposta nos ensaios, não descurando a prática de desfilar e a postura. Texto: Liliana Fernandes Fotografias: João Fonseca Agradecimentos: Hotel Vila Galé


Responsรกvel por cuidar da imagem de Bรกrbara Rodrigues


P

ADN FAMA 32

JOANA ALVARENGA «Como profissional que sou, tenho que receber o valor que mereço»

Joana Alvarenga iniciou-se, na representação, na série juvenil “Morangos com Açúcar” e, posteriormente, deu vida a Lisa, na série da SIC, “Rebelde Way”. Apesar de estar afastada dos ecrãs, a atriz anseia que o seu regresso esteja para breve.


P

ADN FAMA 33


P

ADN FAMA 34

Entrevista Joana Alvarenga

Tornou-se conhecida do grande público com a participação, em 2007, na série juvenil “Morangos com Açúcar”. Até então quem era Joana Alvarenga? Era uma jovem, sonhadora e lutadora, que nunca desistiu dos seus sonhos até conseguir. Já era manequim profissional, mas a vontade de vir para a capital arriscar um novo rumo para a sua vida era muito grande. Sempre quis ser atriz? Não! Quando era criança queria ser professora, depois sonhei com a moda. A representação foi algo que surgiu por volta dos 17anos. Foi a Joana que escolheu a profissão, ou foi a profissão que a escolheu? Penso que foi a profissão que me escolheu a mim e ainda bem! Adoro representar e, se me deixarem, é algo que quero fazer para o resto da minha vida. O que mais a fascina em ser atriz? É o facto de poder brincar ao ‘faz de conta’ todos os dias e ainda me pagarem para isso. É viver uma vida de fantasia. Porquê tanto tempo afastada dos holofotes? Afastada dos holofotes televisivos, porque em moda continuo a trabalhar regularmente. Em relação ao afastamento televisivo não sei responder. Sempre fui extremamente profissional, sempre entrei em projetos de sucesso, nunca fiz nada que não gostasse. Não sou uma pessoa que se rege por “tudo o que vier à rede é peixe”. Que papel gostaria de desempenhar? Uma policial ou uma grande bandida. Gosto de grandes desafios. Há algum tempo referiu que não aceitava trabalhar a preço de saldo. Acha que o baixo custo prevalece face à formação? Completamente, mas mantenho o que disse. Sou uma pessoa independente, que sempre trabalhei e lutei para conseguir aquilo que queria. Apesar da crise e de as pessoas trabalharem praticamente só para aparecer, eu trabalho como profissional. E como profissional que sou, tenho que receber o valor que mereço. Já recusou trabalhos na área da representação por discordar do cachet? Sim, muitas vezes. Participou, também, num reality show da TVI. O que aprendeu sobre si mesma com a participação no programa “Perdidos na Tribo”? Muita coisa. Foi uma grande lição de vida, aprendi a dar valor a coisas muito simples, como uma casa de banho e uma cama. A fome foi algo que me atormentou bastante. Mas foi muito positivo ver que aquelas pessoas, com tão pouco, eram muito felizes. Foi um teste aos nossos limites. Retiro experiências bastante positivas. É algo que vou guardar na minha memória para o resto da vida. Só quem lá esteve é que percebe a grandiosidade desta experiência e deste projeto.


P

ADN FAMA 35

O que mais a marcou desse período? Foi o elo de ligação que fiz com determinadas pessoas da tribo, principalmente da Carrá, que me adotou desde o segundo dia como neta dela. Nunca esquecerei o sofrimento e a tristeza que ambas sentimos no meu último dia. Nunca pensei apegar-me tanto a alguém que não fala a minha língua, não pensa nem vive como eu. É um sonho poder voltar lá e rever a minha querida Carrá que estará para sempre no meu coração. Para quando o regresso aos ecrãs? Espero que para breve.

Entretanto, Joana revelou-se, também, com pendor para os negócios. Foi a incerteza do trabalho na profissão de atriz, que a fez aventurar-se numa loja de artigos de desporto e na gestão de um bar? Inicialmente não, mas com o tempo foi algo que fui considerando mais. A vida de atriz é instável e acho que todas as pessoas deviam pensar em algo secundário e não estar completamente dependente da profissão de atriz. Temos que aprender a arranjar soluções e uma das minhas soluções foi estabelecer-me e proteger-me. Se quero manter uma vida estável, com a qualidade à qual estou habituada, tenho de trabalhar para isso. Atualmente, que projetos profissionais está a desenvolver? O segredo é a alma do negócio. A imagem é uma ferramenta de trabalho nas áreas quer da moda, quer da representação. Qual o segredo para a sua boa forma física? Não tenho grandes segredos. Sou uma pessoa magra por natureza, é genético, contudo tento comer alimentos saudáveis, sem gordura, poucos refrigerantes, e faço desporto com alguma regularidade. Encontrou o amor há quase dez anos, ao lado de Nélson Vieira. Qual a fórmula para manter a relação? Uma grande cumplicidade, amizade e acima de tudo respeito. Temos um grande respeito pelas nossas profissões, somos pessoas bastante confiantes e não gostamos de monotonia. O seu marido lida bem com a sua exposição pública? Foi algo a que se foi habituando ao longo do tempo. A fase dos ciúmes já passou há muito tempo. Como já disse, temos muita confiança um no outro e respeitamos o espaço de cada um. Numa entrevista anterior, referiu que gostava de ser mãe antes dos 30 anos. Está prestes a concretizar esse sonho? Ainda não sei responder a isso. Que tipo de mãe acha que vai ser? Quero ser uma mãe liberal. Continua a fazer trabalhos de moda. Em qual dos papéis se sente melhor: atriz ou modelo? Ambos. São profissões diferentes e não consigo escolher uma. A única diferença é que a moda não dura para sempre e a representação sim. Numa palavra, como se define? Eterna sonhadora.

Texto: Liliana Fernandes Fotografias: Rui Canela & Kátia Viola Vestida por: www.purple.com.pt


P

ADN FAMA 36

« Foi a profissão que me escolheu a mim e ainda bem! »


P

ADN FAMA 37

« Quero ser uma mãe liberal »


Os leitores da Pure Beauty podem habilitar-se a ganhar um voucher para descontar no autódromo e desfrutar de uma hora de puro prazer. A oferta é limitada a dois leitores que, se quiserem tentar a sorte, só precisam enviar um email para geral@lookdeglamour.pt. Posteriormente, receberão um email com um código que corresponderá à sua candidatura. Na final do desfile Miss Estudante Santal 2014, será feito o sorteio dos vencedores, que poderão assistir em direto através de livestreaming, no próximo dia 21 de junho. Aqui ficam, para já, os dados do sítio onde vai divertir-se:

PUB Rua Manuel António Rodrigues, n.º 6 Armazém A, Carnaxide Horário: seg. a sáb, das 16h às 24h e AUTODROMO dom. das 15h às 21h.


Um vasto número de figuras públicas escolhe a marca Elsa Barreto para vestir nas mais diversas situações. É o caso de Diana Pereira, Cláudia Jacques, Liliana Santos, Cláudia Borges, Rita Andrade, Vanessa Oliveira, Iva Domingues, Catarina Morazzo, Vitória Guerra, Mafalda Teixeira, Andreia Vale, Patrícia Tavares, Patrícia Bull, Paula Neves, Helena Laureano, Carla Salgueiro, Alexandra Lencastre, Marta Leite Castro, Júlia Pinheiro, Manuela Moura Guedes, Cristina Ferreira, Alexandra Fernandes e Manuela Couto, entre muitas outras. Criações Elsa Barreto são frequentemente vistas em eventos como Globos de Ouro, Gala da TVI, Gala TV7DIAS, Gala da SIC entre outros, e diversos programas de televisão.

Após concluir o curso de estilismo na Academia de Moda do Porto, iniciou a sua atividade profissional numa conceituada empresa da Indústria Têxtil, sendo responsável pelas coleções de senhora e exportação. Desenhou ainda as coleções que esta empresa apesentou na Portex durante quatro anos.

Mais do que roupa elegante e única, a marca Elsa Barreto distingue-se por uma forte convicção: paixão de criar paixão de viver.

Elsa Barreto é uma estilista com um percurso de mais de 25 anos na Moda Nacional. Logo após, decide lançar a sua própria marca dedicando-se a ela em exclusivo. A partir daí desenvolveu um trabalho que é reconhecido por todos os que acompanham o mundo da moda com coleções que fazem transparecer o seu conceito estético e a sua visão do universo feminino.


Fruto da enorme qualidade do seu trabalho, a procura pelo produto que produzia foi imensa, bem superior à Fruto da enorme qualidade do seu oferta, pelo que se tornou necessário trabalho, a procura pelo produto que um espaço maior, obtido com a produzia foi imensa, bem superior à passagem de linha da confeção para o oferta, pelo que se tornou necessário rés-do-chão da sua própria residência. um espaço maior, obtido com a passagem de linha da confeção para o Aí, beneficiando de melhores rés-do-chão da sua própria residência. condições de trabalho, rapidamente alargou significativamente a capaciAí, beneficiando de melhores dade de produção, o que originou um condições de trabalho, rapidamente aumento significativo da penetração alargou significativamente a capacido mercado. dade de produção, o que originou um aumento significativo da penetração do mercado.

de figuras públicas Elsa Barreto para versas situações. É o Pereira, Cláudia Santos, Cláudia ade, Vanessa Oliveis, Catarina Morazzo, Mafalda Teixeira, ícia Tavares, Patrícia , Helena Laureano, lexandra Lencastre, tro, Júlia Pinheiro, Guedes, Cristina a Fernandes e Manuuitas outras.

reto são frequenteventos como Globos TVI, Gala TV7DIAS, e outros, e diversos visão.

a elegante e única, a to distingue-se por ção: paixão de criar

o li vei ra, co s t ure iro olive ira , cos t ure iro

Em 1978 optou por dedicar-se também ao comércio. Abriu então um pronto-a-vestir e sapataria. Com o passar do tempo, e porque as coisas lhe corriam à feição, José Maria Oliveira tomou uma decisão firme: abandonarEm 1978 optou por dedicar-se também ao comércio. Abriu então um ia a sua profissão de alfaiate e abriria uma pequena confeção. pronto-a-vestir e sapataria. Com o passar do tempo, e porque as coisas lhe corriam à feição, José Maria Oliveira tomou uma decisão firme: abandonaria a sua profissão de alfaiate e abriria uma pequena confeção.


Até Onde Vais com 5 euros ? Cinco jovens universitários e uma carrinha chegaram ao fim da aventura de conhecer Portugal, com apenas…5€! Foi possível? Claro que foi e aqui estão eles, ao fim de duas semanas e 3400 Km. A GOML foi ao seu encontro, porque apoiamos este tipo de iniciativa.


Miss Teenager Universo 2014 Guatemala 9 Agosto 2014

Há 10 anos que Filipe Gonçalves nos dá música, depois de ter ficado conhecido como participante do extinto programa da RTP “Operação Triunfo”. Para assinalar a data, está a ser levada a cabo a emissão “Rádio 10” que ficará a cargo do locutor da RFM André Henriques. A comemoração visa não só dar a conhecer alguns dos temas mais sonantes e respetivas parcerias – Miguel Ângelo, Miguel Gameiro, Orelha Negra, entre outros - bem como apresentar o single “Dá-me um sinal”, que será o pontapé de saída para o último trabalho do cantor Filipe Gonçalves.


Tendências de Maquilhagem Primavera|Verão 2013/2014

1 2 3

Para uma maquilhagem impecável a base essencial é uma boa pele! Nos meses mais frios, a nossa pele está sujeita a grandes contrastes de temperatura (exterior, ar condicionado e/ou aquecedor), o que é bastante agressivo. Neste sentido, e porque o Inverno ainda tarda em findar, são necessários alguns cuidados para evitar a desidratação da pele. Recomenda-se, por isso, a ingestão de pelo menos 1,5l de água por dia, bem como a eventual aplicação de cremes à base de água e/ou uma máscara hidratante.

Cremes

4 Máscaras Hidratantes

Mas não é só! Para alcançar a pele perfeita, existem outros “truques”: rituais diários de limpeza da pele do rosto e pescoço com leite de limpeza (ou gel de lavagem) e tónico. Após a limpeza é crucial a aplicação de cremes (dia/noite/olhos) e ritual semanal de exfoliação seguida de máscara hidratante (caso exista a sensação de pele a repuxar ou “a escamar” em casos extremos). Mas atenção! Um organismo intoxicado dificilmente terá uma boa pele.

A pele, se convenientemente tratada, não necessita de muita maquilhagem para brilhar e, apesar de estar em voga nesta estação, a verdade é que uma pele natural e iluminada é a tendência a manter. Algo que também veio para ficar é a utilização de maquilhagem mineral que, como o próprio nome sugere, é rica em ingredientes naturais e minerais, que alimentam e protegem a pele (mesmo a sensível) e é livre de ceras e conservantes. Esta maquilhagem, além das naturais vantagens, controla melhor a oleosidade da pele, sendo por isso tendencialmente mais durável.

O que comemos também se reflete na nossa pele e a boa alimentação é uma excelente aliada no cuidado da nossa pele. Recomenda-se, então, uma alimentação pobre em gorduras ou condimentos fortes e alimentos causadores de erupções cutâneas, tais como carne de porco. Pontualmente, aconselha-se a desintoxicação com suplementos, nomeadamente, o Sivera de aloé vera (LR) que também fornece silício ao organismo (atua na elasticidade da pele, prevenindo o envelhecimento).

Nova geração de maquilhagem mineral, cujos produtos são versáteis e podem ser utilizados para diversas finalidades (sombras em pó misturadas com creme hidratante, bálsamo labial, verniz ou com uma gota de água e tornam-se numa sombra, delineador, rímel, batom, bronzeador, verniz de cor, ou no que se desejar). Experimente! A vossa pele merece e agradece.


Miss Teenager Universe Portugal 2014

Miss Teenager Universe Portugal 2014

CONHEÇA AS CANDIDATAS A MISS TEENAGER PORTUGAL 2014 3

2

Océane Conceição

Diana Santos 17 anos Miss Teenager Universe Portugal 2014

4

Ana Rocha

6

Laura Paquete 17 anos

Porto

Miss Teenager Universe Portugal 2014

7

Miss Teenager Universe Portugal 2014

Miss Teenager Universe Portugal 2014

A Á R SE A ? M E QU EDOR C VEN

Mafalda Sousa 18 anos

Lisboa

Miss Teenager Universe Portugal 2014

Miss Teenager Universe Portugal 2014

12

Jéssica Almeida Lisboa

Miss Teenager Universe Portugal 2014

Entroncamento

11

Joana Gentil Martins 17 anos

Sintra

9

Carina Tomás 18 anos

Famalicão

10

Carolina Liquito 17 anos

Cascais

8

Sara Oliveira 16 anos

Aveiro

Miss Teenager Universe Portugal 2014

Miss Teenager Universe Portugal 2014

5

17 anos

14 anos

Covilhã

17 anos

Idade

Porto

Ana Fortes 16 anos

Idade

Esmoriz


Pure Beauty 02