Page 1

GOIÁS ESCOTEIRO INFORMATIVO REGIONAL | JUNHO | 5ª Edição

SERRA à VISTA Escoteiros há 30 anos rumo ao “Eldorado”


2 Goiás Escoteiro | Junho de 2011

QUEM

ACAMPA CONTA

Quando eu era escoteira, em um acampamento do meu grupo, fui escalada para fazer o almoço do primeiro dia. O prato era macarronada. Por isso, coloquei água e um pouco de óleo, mas, antes de colocar o macarrão, reparei que “bolhas” de óleo foram formadas na água. Então, preocupada, peguei uma colher e comecei a misturar, na esperança de dissolver o óleo na água. De repente, chegou uma amiga, e disse: “Perdeu essa aula, hein?! Água e óleo NUNCA se misturam”. Todo mundo ouviu e riu da minha cara. Eu, claro, fiquei morrendo de vergonha!” *Sem identificação

QUE CHIQUE MEU CLIQUE

Caixa de Entrada De Lídia Adjuto Ulhoa, 18 anos, Goyaz 9º GO - Pioneira. Para Isis Krisna, Natalia Rodrigues, Iara Krisna e Chefe Marcelo Oi Meninas e Marcelo. Que saudades de vocês. Saudades das minhas companheiras de bagunça, das nossas gargalhadas e, principalmente, da nossa patrulha Yanomami que, formada só por garotas na Aventura Sênior, conseguiu conquistar inúmeros desafios... Ah e é claro, sem esquecer do nosso querido chefe Marcelo, que também fez parte desses momentos de gargalhada e alegria. Enfim... Tenho muitas saudades daquela patrulha e das pessoas que dela fizeram parte. E além disso queria agradecer a todos vocês que me fizeram e que ainda me fazem feliz. Um enorme abraço!

Carta

PARA MIM O QUE É ESCOTISMO? É um grupo de pessoas que, juntas, aprendem coisas interessantes, tipo os nós. Aprendemos a montar barraca e a nos virar sozinhos, para sermos boas pessoas quando a gente crescer.

Marcos Santos Bittar, 10 anos Rudyard Kipling 8º GO - Lobinho.

Eu e o Gustavo, gato e gata, na “quadrilha trocada” da Festa Junina do Goyaz Lídia Ulhoa, 18 anos G.E. Goyaz - 9º GO Foto de Júlia Martins, 18 anos, G.E. Velho Lobo - 13º GO

do Grilo Olá, escoteiros e escoteiras de Goiás!

Seus problemas acabaram! Deixe sua ansiedade de lado e se prepare, porque eu e minha equipe finalmente voltamos com as melhores notícias e com a mais completa cobertura dos acontecimentos do escotismo goiano. E olha que nossa reportagem de capa está mais do que especial!Não deixe de conferir a cobertura de primeira de nossa correspondente jovem, Simone Cunha, sobre o acampamento volante até o pico da Serra

Dourada. Histórica, esta atividade da Tropa Sênior do Grupo Escoteiro Polivalente acontece desde 1981. Aventura pura! Quem sabe você não se anima e organiza junto com sua chefia um acampamento volante como esse? Também trazemos para vocês, em clima de São João, o que aconteceu nas festas juninas dos grupos escoteiros, com direito a muito quentão, milho verde e paçoca. E quem não ler a gente manda pra cadeia,

hein?! Ah, e também tem a Festa a Fantasia do Arara Azul, que não é de São João, mas também aconteceu em junho! Confiram as fotos e dêem uma

olhada nas fantasias da galera: é criatividade a mil por hora! Fiquem atentos às reportagens que estão de olho nas novidades do programa de jovens. Neste número, a nova Insígnia Mundial do Meio Ambiente e o novo material do Ramo Sênior mostram a cara e nós contamos para vocês tudo sobre eles. E, falando em novidade, veja o que já está na “boca do povo” sobre o Jamboree Mundial, que vai acontecer na Suécia agora no mês de julho. Aproveite para

conhecer um pouquinho sobre a cultura desse país! E deixe sua agenda bem perto de você, pois divulgamos aqui as principais atividades de nossa região que ainda estão para acontecer, assim você já pode ir se preparando. Afinal, estamos sempre alertas para servir o melhor possível, não é mesmo?! Embarque com a gente nessa divertida aventura... ops, leitura. Vocês vão adorar! Palavra de grilo. Repórter grilo e equipe CRIC


Junho de 2011 |

A novíssima Insígnia do Meio Ambiente Desde maio uma nova Insígnia passou a substituir a de Conservacionismo. Novo nome, conceito e, claro, novas etapas! A Insígnia Mundial do Meio Ambiente chega para substituir a Insígnia Mundial de Conservacionismo. O lançamento da nova insígnia foi realizado pelos Escoteiros do Brasil no Congresso Nacional, em Brasília. A IMMA faz parte de uma proposta de modernização que a Organização Mundial do Movimento Escoteiro levou às organizações nacionais. Membros juvenis dos ramos Lobinho, Escoteiro e Sênior estão aptos a buscar este distintivo desde 1º de maio de 2011. “E como eu posso fazer para conquistar esta nova insígnia, chefe?” - é o que você, jovem, deve estar perguntando nesse momento. Respondemos sem enrolação: é preciso cumprir os cinco objetivos propostos pelo Guia da Inísgnia; planejar e executar um projeto ambiental e ser avaliado positivamente pela sua Roca de Conselho ou Corte de Honra como uma pessoa que se relaciona bem com o meio ambiente. O repórter Grilo conversou com Paulo Eugênio de Oliveira, membro da Diretoria de Métodos Educativos dos Escoteiros do Brasil e também do Grupo de Trabalho de Sustentabilidade. Ele, que participou da implantação da IMMA no Brasil, nos contou que a nova

insígnia incentiva a educação pelo jogo e a discussão aberta, respeitando o nível de conhecimento e amadurecimento de cada um, permitindo que cada jovem contribua com o conhecimento da sua sessão como um todo. O chefe Paulo dá o recado: “Para conquistar a IMMA, você deverá ‘explorar e refletir’ através dos jogos e dinâmicas. Então, você deverá ‘fazer algo’. E para receber aprovação, você também vai precisa se submeter à Corte de Honra ou à Roca de Conselho da sua seção.” E não se enganem! A Insígnia Mundial do Meio Ambiente não é apenas uma atualização da Insígnia Mundial de Conservacionismo. Muito menos uma adaptação. São atividades novas, uma proposta nova, objetivos novos, regras novas... enfim, tudo é novo! E a grande diferença entre

a nova insígnia e a de antes é que a etapa ou cor da insígnia deixou de ser apenas uma indicação por cada ramo. Se antes o lobinho, escoteiro e sênior podiam escolher tirar qualquer uma das três cores para sua IMC, agora existe uma cor da IMMA para cada ramo. Isso ocorre porque os objetivos de cada etapa da insígnia foram adequadas à faixa etária de cada ramo. A Insígnia Mundial do Meio Ambiente entrou em vigor em 1º de maio. Mas aqueles que já iniciaram a conquista da IMC, poderão concluí-la até o final deste ano. Aqueles que já conquistaram a IMC poderão continuar utilizando o distintivo até 30 de abril de 2012 ou até que conquistem a nova IMMA, o que acontecer primeiro. Se você, membro juvenil, se interessou pela insígnia, apresente esse interesse para sua Roca de Conselho ou Corte de Honra. Proponha que as atividades do Guia da IMMA sejam incluídas no calendário da sua sessão. Comece o seu projeto ambiental. Se precisar, peça auxílio a um escotista. Não fique aí parado! Afinal, a nova insígnia é pré-requisito para a conquista dos distintivos especiais de cada ramo.

Goiás Escoteiro

3

DOIS DEDOS DE HISTÓRIA CLARISSA ULHOA é da Região Escoteira de Goiás

Do tempo da máquina de datilografia Em nosso último encontro, eu contei para vocês um pouquinho sobre a história do Jornal Goiás Escoteiro, que existe já tem um bom tempo, mas não foi o primeiro produzido por aqui, certo? Também me lembro que prometi contar um pouco sobre a história do mais antigo informativo goiano que conhecemos. Sendo assim, já que sou uma boa escoteira e tenho uma só palavra, vamos a ele! O nome do informativo é “Eu América do Sul” e seu primeiro exemplar saiu em 1970. Era produzido pelo Clã Distrital Lourenço Paolo Domiciani, formado por pioneiros de todos os grupos do nosso distrito, e que no ano seguinte se tornou um Grupo Escoteiro. Sua redação funcionava na Rua Alfredo Nasser, número 191, no antes chamado Bairro Popular, que atualmente nem existe mais, pois passou a fazer parte do Bairro Central de Goiânia. Este endereço é o da antiga sede da Região de Goiás, que antigamente funcionava no Estádio Olímpico. De todos aqueles que trabalharam para esse informativo dar certo, o único que ainda pertence ao Movimento Escoteiro é o chefe Antônio César, o Cezão, do Goyaz, que nas folhas do “Eu América do Sul” era chamado de chefe Peninha (ainda não consegui descobrir porque). Ele nos conta que atuava como responsável por procurar patrocínio para o informativo, que era todo datilografado em máquina de escrever e rodado no que o chefe chamou de estêncil eletrônico. Ou seja: dava um trabalhão danado! Mesmo assim, cerca de 800 exemplares eram rodados a cada dois meses, sendo enviados para grupos goianos e também para grupos de outros estados. O “Eu América do Sul” noticiava as principais atividades de nosso calendário, trazia textos e histórias em quadrinhos que falavam sobre o dia a dia do escoteiro, mas também dava aos seus leitores notícias gerais, com temas que iam desde saúde e comportamento, até política brasileira e mundial. No exemplar de agosto e setembro de 1971, por exemplo, ao lado de uma reportagem sobre o 3º Acampamento Anual de Patrulhas (AAP), ocorrido naquele ano, tem uma matéria sobre a fotografia, sua história e importância. Bem variado! Exemplares deste informativo é parte do acervo que conta a história do Movimento Escoteiro em nosso estado e, em breve, estará guardado na sede da Região para quem quiser pesquisar mais sobre o escotismo do passado, para entender ainda melhor o escotismo que praticamos no presente.


4 Goiás Escoteiro | Junho de 2011 O acampamento volante é um tipo bem diferente de acampamento. Sabe por quê? Porque ele acontece em movimento! Ou seja, a cada noite a tropa monta suas barracas e dorme em um ponto diferente ao longo de uma trilha. E para o sucesso existe uma só receita: acrescente a uma galera animada, pitadas de boas canções escoteiras e duas colheres de muita aventura e disposição! E quem conhece muito bem essa receita é a tropa sênior do Grupo Escoteiro Polivalente, que já há 30 anos (isso mesmo, 30 anos!) realiza um super acampamento volante que parte da Cidade de Goiás, atravessa a gigantesca Serra Dourada, para cruzar a linha de chegada do outro lado, no município de Mossâmedes. Haja fôlego! Quem nos conta em detalhes esta divertida aventura é a guia Simone Cunha, do Polivalente, nossa correspondente jovem desta edição. Leia o que nos conta a Simone e acompanhe um pouquinho deste acampamento nas alturas! De dois em dois anos, a Tropa Sênior do G.E. Polivalente realiza um tradicional acampamento volante. Partem da Cidade de Goiás, antiga capital do estado e andam por aproximadamente 28 km até a cidade de Mossâmedes. Tarefa aparentemente fácil, mas aparentemente apenas, pois essas duas pacatas cidadezinhas interioranas são separadas por nada mais, nada menos, que uma das mais interessantes formações do relevo do estado: a

Seniores e Guias desafiam as alturas

Serra Dourada: Seniores do Poloca aproveitam o feriado para embarcar em uma super aventura: chegar ao topo da Serra Dourada. Alcance o “Eldorado” quem puder! Serra Dourada. Aquela, que aparece nos livros de história de Goiás! Contam que o lugar encantou o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva por possuir um brilho especial, algo que denunciava a presença de ouro e o levou a fundar o povoado de Vila Boa de Goiás, que ficaria conhecida futuramente como Goiás Velho. Atualmente, a Serra é um Parque Estadual e Reserva Biológica da Universidade Federal de Goiás, por conter vasta região de Cerrado ainda preservado. Este ano o acampamento foi pra lá de especial, pois a tradição da travessia da serra completou 30 anos. Além disso, contou com a ilustre presença da Tropa Sênior do

30 anos

Goianos e Candangos se juntam para mais uma aventura

G.E. José de Anchieta, 11ºDF, pela segunda vez consecutiva. No dia 21 de abril, candangos e goianos partiram de Goiânia rumo à ‘Goiás Velho’. Já na cidade, foi realizado um grande jogo que envolveu bases em pontos turísticos como o Chafariz, a Casa de Câmara e Cadeia, o Museu

das Bandeiras e o Museu da Boa Morte. Tudo com o intuito de passar para as novas gerações um pouco da história que aquelas ruas bicentenárias guardam. Mais tarde, mochila nas costas e pé na estrada. O objetivo da tarde era o pé da Serra para que o acampa-

mento fosse montado e todos pudessem recarregar as baterias. No outro dia começaria a parte mais desafiante do percurso: a subida. Essa, por sua vez, ocorreu bem, e na tarde de sexta, após grande esforço e dedicação, todos chegaram sãos e salvos ao topo da Serra Dourada. Tudo isso, claro, sem perder a animação: os seniores e guias não pararam de cantar nem nos trechos mais difíceis do percurso. O sábado, dia 23, foi dedicado à exploração da reserva e à visita ao mirante, local onde a vista é privilegiada e o horizonte nos presenteia com um ângulo diferente da cidade de Goiás. Teve também visita ao areial, onde a artista plástica Goiandira do Couto retira matéria prima para fazer seus quadros e onde foi realizada uma acirrada partida de fliper, que não poderia faltar! Durante a tarde, teve escalada em algumas das curiosas formações rochosas do local, e até um pequeno incidente com marimbondos, mas nada que abalasse o ânimo da garotada. À noite, o fogo de conselho foi animadíssimo e comandado pelos veteranos Chefe Hugo, Chefe Robson e Chefe César Halabi, que estiveram presentes no primeiro acampamento na Serra. Domingo foi o dia da descida e das despedidas. Contra a vontade de todos, infelizmente essa grande aventura chegara ao fim. Com a certeza, porém, de que os laços de amizade e as lições de superação ali aprendidas, não serão esquecidas.


Junho de 2011 |

Goiás Escoteiro

5

Desbravando a Suécia e conhecendo o MUNDO! Já se aproxima o Jamboree Mundial da Suécia, que contará com o segundo maior (e mais elegante) contingente brasileiro de todos os tempos

Enxoval Brasileiro do Jamboree, com símbolos que representam nosso país.

O Jamboree Mundial é o maior evento regular realizado pelo Movimento Escoteiro. Ele ocorre a cada quatro anos em um país diferente. Neste ano, no período de 27 de julho a 07 de agosto, escoteiros do Brasil inteiro representarão o país em Rinkaby, na Suécia. O tema deste Jamboree é "Simplesmente Escotismo", que representa de forma simples os três conceitos que estarão presentes em todas as atividades: Reuniões, Natureza e Solidariedade. Esse tema foi, inclusive, adaptado para o nosso ELO Nacional. Você que está embarcando nessa aventura, pode esperar um local de acampamento com paredes de pedra antiga e bosques de pinheiros, com chances ainda de ver animais selvagens, já que são grandes extensões de natureza into-

cada. Além disso, é uma oportunidade perfeita de interagir com pessoas de diferentes culturas, religiões e países. Os brasileiros estão mesmo animados: depois do Jamboree Mundial no Chile, em 1999, a Suécia vai receber o maior número de escoteiros do Brasil. São 816 jovens e adultos de todos os cantos do país, mais até do que o Jamboree do Centenário, na Inglaterra em 2007. Por falar em animação, essa é a palavra certa para descrever os comentários do Twitter sobre o enxoval do Jamboree, que incluem: Boné, Jaqueta, Camisetas, Garrafa Térmica, Mochila, Pin e, o mais comentado de todos: o novo lenço do Brasil. Tudo muito bonito e de muito bom gosto, com cores e símbolos que representam o jeito brasileiro. "Simply Brazilian!" é

Lenço do Brasil, com as cores da bandeira em degradê. Bastante elogiado.

o lema, fazendo referência ao do Jamboree, que é "Simply Scouting" (Simplesmente Escotismo). O repórter grilo te deixa por dentro de tudo, aqui vai algumas curiosidades sobre a Suécia: l As comidas típicas da Suécia são almôndegas, salmão e carne de rena;

Não se usa calçados dentro das casas. Todas elas tem um local na entrada onde você deve deixá-los; l A Suécia é um país muito fácil de viajar e a maioria dos suecos falam inglês; l O lixo tem que ser separado: orgânico e inorgânico vão em latas diferentes; l Existe uma lei que dá a l

qualquer cidadão o acesso à natureza, não importando se o terreno é de propriedade pública ou particular. Ou seja, você pode entrar e acampar, por exemplo; l A moeda de lá é a Coroa Sueca (SEK), cujo valor em relação ao Real é: 1,00 SEK = R$ 0,247; l Quase todos os banheiros públicos são pagos. Você paga 5 coroas (mais ou menos 1 real e alguns centavos) para usar um banheiro numa loja, shopping ou restaurante. E eles são sempre muito limpos e perfumados. Então, “Vi ses senare” (“até breve” em sueco) para quem vai participar do 22º Jamboree Mundial. Goiás está torcendo por vocês! E pra quem não vai, fica a dica para se programar para o próximo Mundial, que acontecerá no Japão.


6 Goiás Escoteiro | Junho de 2011

ENTRE LINHAS WINDER GARCIA é escotista do Grupo Escoteiro Arara Azul 15º GO

O Livro da Jângal "O livro da Jângal" é o livro mais famoso de Joseph Rudyard Kipling. Foi lançado pela primeira vez em dois volumes durante os anos de 1894 e 1895. É um conjunto de histórias que conta principalmente a vida de Mowgli, o menino-lobo indiano que, perdido de seus pais na mata, cresce protegido e como se fosse um dos membros da matilha de Raksha e Akelá. Na jângal, foi educado pelas leis da selva por Baloo, o urso, e por Bagheera, a pantera negra, que o ensinou principalmente a caçar. Esse é o pano de fundo de uma história que encantou o mundo, inspirou um desenho da Disney e mereceu o prêmio Nobel de literatura em 1907 para seu escritor, Rudyard Kipling. Foi o primeiro Nobel concedido para um livro escrito em língua inglesa, o que deu ao autor muita fama e prestígio. A história de Mowgli, Baloo, Bagheera, Kaa e Akelá cruzou o caminho do Escotismo quando Baden Powell observou que os irmãos mais novos dos escoteiros queriam muito participar daquela aventura, mas não conseguiam acompanhar os irmãos mais velhos. Com a idéia de incluir esses meninos no Movimento, B.P. começou a escrever o Livro dos Lobinhos, e para tal, pediu autorização ao seu amigo Rudyard Kipling, que era pai de escoteiro e havia composto o Hino dos Escoteiros ingleses, para utilizar a tão famosa história como pano de fundo para a nova seção que estava criando. No Brasil, a primeira tradução para o português foi feita por ninguém menos que Monteiro Lobato, o criador do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Para quem se interessar, além da simplicidade que os desenhos da Disney sugerem, é uma leitura muito rica, cheia de detalhes em que cada animal tem características e personalidade própria, tratando de temas universais e muito humanos, como o amor, o medo, a amizade, o sentimento de pertencer. Leitura cabeça sem perder a magia da fantasia. Peça emprestado aos chefes da Alcatéia do seu Grupo, com certeza eles terão a maior satisfação em dividir com você essa história tão rica. Boa leitura! O Livro da Jângal. 199 páginas. R$ 10,00

O Novo Material do Ramo Sênior Com novo conceito e belo design, os guias arrancam suspiros pelo Brasil afora O material do Ramo Sênior chegou com ótimas novidades. Na coleção estão 4 livros: Guia do Desafio Sênior, Ramo Sênior em Ação (guia de bolso), Manual do Escotista e Escotistas em Ação (guia de bolso), os dois últimos sendo publicações dedicadas aos adultos. Os guias de bolso são materiais de estudo resumidos. Todos os 4 livros são traduções do espanhol e contaram com uma grande equipe de colaboradores. Os guias estão mais ilustrativos e auto-explicativos e trazem mudanças que melhoram a linguagem e facilitam a conquista de sua progressão pessoal. Assim, a nomenclatura “Estágio Probatório” passa a ser denominada Escalada, simbolizando um início desafiante e atraente que caracteriza a primeira etapa de progressão no Ramo Sênior. A “Eficiência I” passa a ser denominada Con-

quista, que possibilita o autoconhecimento, e a “Eficiência II” passa a ser denominada Azimute que permite estabelecer seu próprio caminho. O Conjunto de atividades a serem realizadas para avançar na Progressão Pessoal e conquistar os distintivos (Escalada, Conquista e Azimute) estão divididas em 6 áreas de desenvolvimento, sendo elas: Afetivo (os relacionamentos); Caráter (os valores); Espiritual (o sentido da existência); Físico (o conhecimento do corpo); Intelectual (a orientação para a vida através de novos conhecimentos); e Social (a ajuda ao próximo). Com isso, para avançar de um Distintivo de Progressão para outro é necessário realizar 1/3 das atividades que constam no Guia do Desafio Sênior, o que seriam 25 atividades, já que as 3 etapas totalizam 75 atividades.

A Correia de Mateiro e o Cordão Dourado passam a ter a forma de distintivos a serem colocados no traje escoteiro ao final da conquista da modalidade e não mais adereços pendurados na manga. A Insígnia Mundial de Conservacionismo agora chamada Insígnia Mundial do Meio Ambiente (IMMA) também tem seu distintivo reformulado. Para conseguir a etapa máxima do Ramo Sênior (Escoteiro da Pátria), é necessário a conquista da IMMA, do conjunto de especialidades com seus níveis respectivos (N1, N2 e/ou N3), da Insígnia da Modalidade (Correia de Mateiro) e do Cordão Dourado. Os exemplares estão disponíveis na loja escoteira da região de Goiás. Com esforço, dedicação e responsabilidade, seniores e guias podem conquistar seu Escoteiro da Pátria! Distintivos do Ramo Sênior de cara nova. As estapas são: escalada, conquista e azimute


Junho de 2011 |

Mais um MutEco de sucesso! No dia 04 de junho tivemos mais um proveitoso Mutirão de Ação Ecológica, sendo que este ano se completa sua vigésima edição. Realizado no Parque Areião, a atividade contou com a presença de quase 300 jovens, que se divertiram e aprenderam muito nas bases que envolviam o tema "Parques, praças e áreas verdes: abrace esse espaço!". Apesar do tema, as atividades realizadas por ramo não ficaram restritas apenas a ele, pois os jogos e dinâmicas falavam do cuidado com o meio ambiente em geral. E uma coisa é certa: o melhor de toda atividade são as conquistas realizadas, não só para o ramo lobinho que ganhou um prêmio ao fim de sua caçada ao tesouro perdido no parque, mas também a conquista de

7

BOA IDÉIA ISABELLY CASTRO é escotista do Grupo Escoteiro Arara Azul - 15º GO

Pequenas atitudes que fazem a diferença

Escoteiros em uma base que ensina a reaproveitar jornais velhos

algo que nós podemos nos orgulhar: novas amizades e consciência ecológica! Vale lembrar que esse Mutirão ocorre apenas uma

vez ao ano, mas tudo que aprendemos nele deve ser praticado diariamente em nossas casas! Incentive sua família a comprar essa idéia!

Pré Festa Junina é com o Poloca! Pra abrir o calendário de Festas caipiras nada melhor que começarmos antes mesmo do tradicional mês de São João. Pensando nisso, o G.E. Polivalente - 03º GO promoveu no dia 28 de maio a Festa Pré Junina, com direito a fogueira, quentão, bandeirinha, brincadeiras e, claro, a

família escoteira à caráter: de chapéus, botas, vestidos e trancinhas. Foi uma noite extremamente agradável e que reuniu muita gente na sede do Grupo, sinal de que o arraiá é bom e o povo já sabe disso. Só pena que o mês de junho voou e Arraiá escoteiro bão de novo só no ano que vem!

Arraiá do "Véio” Lobo Aconteceu no dia 04 de junho a Festa Junina do Grupo Escoteiro Velho Lobo. Com um cardápio variado e tudo sendo muito bem servido, a noite só teve elogios. “É uma festa bem caseira, bastante organizada e muito família”, conta Filipe Benvenutti do Grupo Escoteiro

Goiás Escoteiro

Goyaz. “Festa aconchegante, comida deliciosa, merece nossos parabéns”, acrescenta Aryanna Levergger, Grupo Escoteiro Cruzeiro do Sul. Ao som do DJ Jean a festa foi bem animada, com direito a leilão, quadrilha e concurso caipira. Dá-lhe aplausos e até a próxima!

As chefes colorem ainda mais a festa com seus trajes caipira

Nesta edição vou mostrar para vocês mais uma idéia que deu certo, mas agora diretamente da cidade de Guarulhos, São Paulo, onde funciona o Grupo Escoteiro do Ar Major Brigadeiro Newton Braga, 16º SP, o dono da boa idéia escolhida este mês. Este grupo há 3 anos desenvolve um projeto que tem a ecosustentabilidade como palavra chave! Por meio dele, os escoteiros aprenderam a desenvolver hábitos de respeito ao meio ambiente e auxiliaram na transformação de sua sede em um espaço sustentável. Olha aí os resultados da ação e veja como valeu à pena: l Redução dos custos de, em média, 5% em relação à energia elétrica e água na sede do grupo; l Diminuição média de 35% da produção de lixo destinado à coleta de lixo comum; l Corte de 100% de materiais descartáveis nas atividades internas. Outras ações importantes foram: Cuidado com os bambus usados em pioneirias para serem reutilizados; Substituíram as lâmpadas incandescente por fluorescentes; Realizam plantio de árvores sempre que possível; Utilizam papéis reciclados para a impressão de documentos. Pequenas atitudes fazem a diferença! E na sua sede, existem ações como essa? Se não, que tal botar pra frente essa boa idéia? Um bravo, bravíssimo ao grupo e a todos os seus membros que acreditam e cultivam a eco-sustentabilidade! Ah! Se você quiser mais informações sobre o projeto, ou sugerir idéias para as próximas edições, me mande um e-mail: bellycastro@gmail.com


8 Goiás Escoteiro | Junho de 2011

Quadrilha do Goyaz, boa por demais!

A turma da “quadrilha trocada” faz pose para foto

Mais um mês de junho chegou e, com ele, a animada Festa Junina do GE Goyaz, que recebeu no último dia 18 muitos amigos em sua sede! A comida estava uma delícia, a decoração cheia de cores, as moças caipiras uma formosura e os rapazes lindos de admirar! Mas o ponto alto da festa, como tradicionalmente acontece, foi a “quadrilha trocada”, na qual homens dançam vestidos de mulheres e as mulheres vestidas de homens. Todo mundo caprichou no visual, e, entre bigodes, batons vermelhos e vestidinhos, a risada do público é que se destacou mais. Quem narrou a quadrilha desse ano foi a Chefe Clarissa:

“Eu nunca tinha narrado uma quadrilha antes e adorei a experiência. Mas acho que minha voz fininha quase espantou o público!”, avalia a chefe dando risada. Os pais também tinham o que falar sobre o espetáculo. Cirano, pai da pioneira Lídia, do GE Goyaz, disse que a quadrilha foi muito animada, que sua filha estava ótima de homem, e a “parceira” dela também. Ele se referia ao Chefe Gustavo, do GE Arara Azul, que arrancou suspiros do público com o seu modelito. Mas quem se destacou mesmo foi o Chefe Vagner, também do GE Goyaz, irreconhecível debaixo de uma peruca rosa pink. Um charme!

Outro momento muito bacana foi o da apresentação do Grupo de Quadrilha da Associação Cultural Arraiá Chapéu do Vovô, que fizeram bonito não apenas nos passos de dança, mas também na narração, na interpretação e no figurino dos participantes. Todo mundo aplaudiu de pé a apresentação do grupo, que se despediu deixando um “gostinho de quero mais”. Quem sabe ano que vem, não é?! Sorteios, música boa e muita integração foram outros elementos que fecharam com chave de ouro o Arraiá do Goyaz, muito bem organizado e muito animado. Ano que vem tem mais?! Oba!

Festa a Fantasia do Arara Só alegria! Foi assim que se passou, no dia 11 de junho, a tradicional Festa a Fantasia do Grupo Escoteiro Arara Azul. Este ano, com o tema “Japão”, em homenagem aos irmãos escoteiros japoneses, a decoração foi formada principalmente por origamis do chamado “tsuru”, uma ave sagrada japonesa. Além do bonito visual, quem foi conferir a festa também pôde se deliciar com um caprichado yakisoba, feito com os segredos de

um casal japonês, que também esbanjou simpatia entre os escoteiros. E as fantasias? Todas estavam simplesmente o máximo! Muitos embarcaram no tema da festa e por isso vimos um incrível desfile de gueixas, samurais, lutadores de karatê, e, acreditem, até mesmo o pikachu apareceu por lá! Outros escolheram fantasias variadas e também arrasaram! Por isso o concurso foi mais

concorrido do que nunca e deu um trabalho danado para os jurados. Na categoria adulto, quem ganhou o prêmio de melhor fantasia foi o chefe Murilo Spada, do Arara Azul, vestido de Bin Laden, e exibindo uma charmosa camisa escrito “I Love NY”. Na categoria infantil, os lobinhos, Antônio e Adriano vestidos de Chi & Na, levaram o primeiro lugar. Confira abaixo os melhores cliques da festa:


Junho de 2011 |

Desafio Escoteiro - Viagem ao Sistema Solar Dia de Sol na Fazenda Santa Branca é um convite à aventura. E quem melhor que os escoteiros pra atender esse chamado? No dia 14 de maio, 90 escoteiros distribuídos em 12 patrulhas passaram todo o dia ocupados no 6º Desafio Escoteiro de Goiânia - "Viagem ao sistema Solar", em atividades que tinham como fundo de cena os planetas. Assim, o desafio era percorrer as 9 bases, sendo 8 representando cada um dos planetas e mais uma representando o próprio Sol. Para Gustavo Oliveira, 11 anos, da Patrulha Águia - 09º GO, o local foi muito bem escolhido pelos chefes. Além disso, disse que saiu de casa esperando encontrar aventura e diversão e, além disso tudo, encontrou ainda muitas novas amizades. Segundo Murilo Calaça, 13, 03º GO, a atividade deste ano foi melhor que a do ano passado, pois diferente daquela que aconteceu só em um período, esta durou o dia inteiro. Na base do planeta Mercúrio estava o conhecido chefe Pery

ESTÁ NA NET Sites de Grupos Escoteiros Goianos

Escoteiros do Rudyard ganham elogios no Desafio Escoteiro

- 08º GO aplicando a atividade de semáfora. Segundo ele, a atividade resgata os valores do Escotismo. "Jogar bola e futebol americano hoje em dia todos jogam, agora bússola, Pão a Caçador e Ovo no espeto ninguém mais faz”. A coordenadora da atividade, chefe Tarcilla - 15º GO disse que a atividade estava muito bem organizada, os distintivos já foram entregues no local e as atividades envolviam pioneirias, sinais de pista, semáfora e outras oportunidades de aprender coisas novas e confra-

ternizar. Além disso, havia um prêmio bastante útil à patrulha que se destacasse até o final daquele dia. Bem, ao final das 9 bases, a patrulha destaque do 6º Desafio foi a Patrulha Lobo Guará, do G.E. Rudyard Kipling, que teve um excelente desempenho acompanhada da chefe Soraya Castro. Para a Chefe "a atuação da patrulha foi motivo de grande orgulho". Fica registrado os parabéns do repórter Grilo à patrulha LoboGuará - 08º GO e a todas que participaram de mais esse Desafio Escoteiro.

pling, 8º GO, na sede do próprio grupo. Vai ter quadrilha, musica, brincadeiras, barraquinhas, comilança, gente bonita e muita diversão! Não percam a oportunidade de

participar do tradicional evento, que ocorre sempre no primeiro final de semana de julho e serve como marco de encerramento do semestre das atividades escoteiras!

XXIV ELO Nacional Você que já está com saudade de acampamento regional, de conhecer novos membros do movimento e de reencontrar os antigos que há tempos não vê, prepare a barraca, a mochila, o caixote, o traje, o

9

MAX BRAGA é escotista do Grupo Escoteiro Cruzeiro do Sul - 19º GO

Festa Junina do Rudyard Atenção “pessoar”! Não guardem ainda o chapéu de palha, a botina e o vestido rodado, pois acontecerá no dia 02 de julho a festa Julhina do Grupo Escoteiro Rudyard Ky-

Goiás Escoteiro

ânimo, a alegria e a disposição! Vem aí o XXIV ELO Nacional! A atividade acontecerá nos dias 27 e 28 de agosto. Para quem não sabe, ELO - Escoteiros Locais em Operação - é uma atividade com programação na-

cional e desenvolvida localmente. Aguarde informações sobre local e tema do evento nas próximas edições, e enquanto isso não perca tempo: comece a se preparar desde já!

Muitos conhecem o endereço das sedes dos Grupos Escoteiros de Goiás. Mas você sabia que alguns deles também possuem sedes virtuais? Estamos falando dos sites que alguns grupos escoteiros mantêm na internet. O Grupo Escoteiro Euletério de Novaes, por exemplo, tem um endereço muito fácil de lembrar, a parte principal do endereço é, simplesmente, grupoescoteiro. Outros grupos, como o Polivalente, Goyaz e Arara Azul têm no seu endereço o nome do grupo. O do Cruzeiro do Sul é apenas gecruzeiro. Os endereços dos sites dos grupos de Anápolis utilizam a sigla e o numeral de cada grupo. Sabendo o endereço do site do seu grupo escoteiro, fica mais fácil interagir, pois alguns permitem comentários em fotos e postagens de blogs, além de formulários de contato e assinatura em livros de visitas. Não é legal? E se o seu grupo ainda não possui um site ou não divulgou o seu endereço, você pode cobrar da sua chefia e diretoria para que realizem logo a construção da sua sede virtual. Faça isso através do Goiás Escoteiro! Envie seu pedido para reportergrilo@escoteirosgo.com.br que nós divulgaremos seu recado. Anote aí endereços dos sites de alguns grupos escoteiros goianos: Bernardo Sayão - 2ºGO www.gebs2.com.br Polivalente - 3ºGO www.gepolivalente.com.br Euletério de Novaes - 7ºGO www.grupoescoteiro.com.br 5 de Agosto - 6ºGO www.ge5deagosto.com.br

Goyaz - 9ºGO www.goyaz.org.br Caio Viana Martins - 11ºGO www.cvm11go.tk Arara Azul - 15ºGO www.geararaazul.org.br Cruzeiro do Sul - 19ºGO www.gecruzeiro.com.br


10 Goiás Escoteiro | Junho de 2011

CANTINHO DO CHEFE

Velho

Lobo João

Nesta edição, temos o orgulho de homenagear chefe João, um dos criadores do maior acampamento da Região de Goiás: o Acampamento Anual de Patrulhas (AAP). João Evangelista, nascido no dia 26 de outubro de 1945 na cidade de Vianópolis, conheceu o Movimento Escoteiro no município de Palmelo, quando participou de um grupo composto apenas por lobinhos, em 1956. Depois disso, ele se afastou um pouco do Movimento, pois sua família se mudou para Goiânia. Voltou para o Escotismo em 1960, quando, por meio de uma exposição de fotografias, conheceu o antigo GE Centro Oeste, que funcionava onde hoje é o Instituto Federal de Educação Tecnológica, antes chamado escola Técnica. Para sua sorte, logo que entrou no grupo já partiu para um grande acampamento na mata do Parque Mutirama – que antigamente era uma mata bem fechada – acampamento que acontecia em homenagem aos 50 anos do Movimento Escoteiro no Brasil. E apesar de ele ser um novato na turma, João voltou da atividade como monitor de sua patrulha. Em 1962, ele se mudou para o GE Marechal Rondon, que ficava mais perto de sua casa, e passou a trabalhar enquanto assistente de chefia. Já em 1963, cheio de novas idéias na cabeça, João decide fundar o GE Caio Martins, que funcionava na sede do SESC de Campinas. Mas o grupo perdeu sua sede e depois de outras dificuldades fechou suas portas. A grande solução encontrada pelo chefe foi tentar reunir em outro local os três grupos de sua vida (o Centro-Oeste, o Marechal Rondon e o Caio Martins), fundando, assim, em 14 de novembro de 1964, o GE Velho Lobo. Nesta nova família escoteira, ele atuou de várias maneiras: desde chefe de sessão até presidente do grupo. Chefe João é considerado um verdadeiro pai do 13º GO e um dos grandes responsáveis pela força do Escotismo goiano! Nosso bravo, bravíssimo ao grande João!

Lenço do Grupo Escoteiro Velho Lobo, fundado pelo chefe João

PAPO RETO ANTÔNIO CÉSAR DE OLIVEIRA é dirigente do Grupo Escoteiro Goyaz - 9º GO

Estrelas de Atividade recebidas quando jovem ainda podem ser usadas pelo chefe? O uso das Estrelas de Atividade é regulado pela Regra 153, letras A e B, do Princípio, Organizações e Regras (POR). As Estrelas de Atividade destacam o tempo de efetiva participação escoteira dos membros filiados aos Escoteiros do Brasil, conferidos pela Direção do Nível em que atuam. O tempo é contado a partir da data em que foi efetivado o primeiro registro do jovem ou do adulto, a cada 12 meses, e que tenham comparecido a, pelo menos, 70% das reuniões e atividades realizadas. Não

Notícia de última hora: A Aventura Sênior do distrito de Goiânia, prevista para o mês de julho, foi cancelada. Aguardem novas instruções!

podem ser computados períodos de licença superiores a 60 dias e nem aqueles em que o participante esteve suspenso em decorrência de medida disciplinar. O POR não diz que os chefes não podem usar as Estrelas de Atividade conquistadas quando eram jovens. Sendo assim, pode. Para cada ano de atividade, o membro poderá usar, acima do bolso esquerdo da camisa, uma estrela de seis pontas, com 1,5 cm de diâmetro, em tecido ou metal. Se para adulto, em tecido azul.

Fique ligado! O Curso Básico para escotistas e dirigentes acontece nos dias 6 e 7 de agosto e as inscrições podem ser feitas até o dia 29 de julho. Programem-se!

Goiás Escoteiro | Região Escoteira de Goiás Rua 74 nº. 271, Centro, Goiânia/GO Fonefax: (62) 3092-3700 | www.uebgo.org.br uebgo.secretaria@gmail.com | Editora-chefe: Clarissa Ulhoa | Editor de arte: Henrique de Paula | Repórteres e colunistas desta edição: Antônio César de Oliveira, Bárbara Garcia, Clarissa Ulhoa, Érika Oliveira, Isabelly Castro, Marcus Vinícius Lima, Maxmiliano Braga, Pedro Henrique Brito, Vivian Nunes e Winder Garcia. Correspondente jovem desta edição: Simone Cunha.

Goiás Escoteiro - Junho/2011  

Revista eletrônica da Região Escoteira de Goiás. 6 edição - Junho/2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you