Issuu on Google+

Sabor

Beto Pimentel, o homem que revolucionou a culinária baiana

Lazer & Turismo

Conheça o encanto e a riqueza cultural do Castelo Garcia D'Ávila.

Oportunidade de Investimento Litoral Norte terá shopping moderno e completo

Entrevista

Superintendente do Banco do Brasil fala da nova agência em Guarajuba

“...Vivo a minha vida pessoal também” Ilustre veranista de Guarajuba fala de sua trajetória artística


Sumário

Editorial

PONTO DE VISTA Pág. 06 CIDADE

Reduzir, reciclar e reutilizar.

Pág. 8 MINHA MORADA

Guarajuba é ótima opção para morar e veranear.

Pág. 12 OPORTUNIDADE DE INVESTIMENTO Shopping Guarajuba.

Pág. 16 ENTREVISTA Superintendente Estadual do BB na Bahia, fala da instalação da nova agência em Guarajuba.

Pág. 20 VIDA

Aproveite o verão sem prejudicar a saúde. Pág. 22

CAPA Netinho, Ilustre veranista de Guarajuba fala do seu mais novo sucesso. Pág. 26

Um dos principais destinos turísticos baiano o Litoral Norte da Bahia com suas belas praias, gastronomia e artesanato representa uma potência turística do Estado. Ao longo de 193 km de extensão concentra modernos condomínios de luxo, complexos hoteleiros e pequenas pousadas por onde passam visitantes de várias partes do Brasil e do mundo. O turismo é o setor que mais emprega sendo responsável por 10% da arrecadação local. Além das praias, a região possui uma vasta área verde de proteção ambiental com belos coqueirais, rios, lagoas, pequenas cachoeiras e manguezais que contribuem para o equilíbrio

SUSTENTABILIDADE

da fauna.

Biólogos realizam estudos sobre a biodiversidade do Litoral Norte da Bahia.

Baseado nesse cenário surge a “Revista GN STYLE,

Pág. 30 LAZER &TURISMO

Encanto e riqueza cultural no Castelo Garcia D'Ávila.

Pág. 34 PERSONALIDADE Larissa Luz

Com quase três anos à frente da banda Araketu, afirma estar mais familiarizada com o público neste carnaval.

Pág. 40 DECORAÇÃO Pág. 43 SABOR

Restaurante Paraíso Tropical.

Pág. 46 MODA

Um espetáculo de cores e estampas invade as praias nesse verão. Pág. 50

(Guarajuba Negócios e estilo) que abrangerá toda região do Litoral Norte baiano. Meio ambiente, turismo, economia gastronomia, decoração, além de dicas e oportunidades de investimentos na região que mais cresce na Bahia são os assuntos a serem abordados por uma equipe de empreendedores e profissionais da comunicação. Para prestigiar as belezas naturais e culturais do lugar, a revista surge com o objetivo de agregar parceiros que nos ajudarão a levar informações de qualidade e credibilidade a você, caro leitor. Boa leitura!

Priscila Sastre Diretora

DIRETORA – PRESIDENTE: PRISCILA SASTRE DIRETOR EXECUTIVO: ADILTON BORGES DIRETOR DE MARKETING: KLEBER REGO DIRETORA COMERCIAL: THAÍS TELES DIRETOR JURÍDICO R I C A R D O B E R T E L L I REPORTAGENS: A D I L T O N B O R G E S , C A R L O S E D U A R D O F R E I T A S , K L E B E R R E G O , L A Í S T R I N D A D E E T H A Í S T E L E S DIRETORIA@GUARAJUBANEGOCIOS.COM.BR MUITA IDEIA: DESIGN MARCUS.CORDEIRO@MUITAIDEIA.COM.BR FOTOGRAFIA: ANDRÉ FRUTUOSO REVISÃO: MATILDE

_4_

Guarajuba Negócios Style


Sabemos todos que somos únicos donos das riquezas de nosso solo, do mar que contorna nossa costa, das ondas eletromagnéticas por onde circulam som e imagens de rádio, TV, telefone, internet... E para administrar nossas propriedades elegemos representantes no Poder Legislativo, no Poder Executivo. Dito o óbvio, podemos conversar sobre o Conselho de Comunicação Social, assunto que tem gerado discussões acaloradas e, infelizmente, partidarizadas. Poucos lembram que o CCS foi instituído pela lei nº 8.389 de 30 de dezembro de 1991 na forma do Artigo 224 da Constituição Federal proclamada em 1988! Então não é coisa de Lula nem do PT, como querem fazer parecer.

É coisa da Constituição Cidadã, que a Constituição vem sendo rasgada sem que artigos do maior interesse da sociedade tenham sido regulamentados. Entre eles, os relacionados à comunicação que se refere a três tipos de televisão: privada, pública e estatal. Na falta de regulamentação, continuamos sem distinguir o que é o quê. Falam de uma TV pública, mas como alguma coisa pode ser pública se nós, público (ou a chamada “sociedade organizada”), não elegemos a direção, se não temos a menor ingerência na composição da direção, na programação? O espaço por onde circulam as ondas eletromagnéticas é concedido para o uso comercial por nossos representantes que também autorizam a renovação. Segundo o artigo 223, parágrafo 5º, “o prazo da concessão ou per_6_

missão será de dez anos para as emissoras de rádio e de quinze para as de televisão”. Mas, depois de concedidas...

Diante da briga feroz de interesses nacionais e internacionais para exploração comercial dessas ondas e, especialmente, diante da convergência dos meios, é mais do que necessária a regulamentação do uso desse espaço em benefício nosso, os proprietários. Isso, em qualquer país do mundo, é atribuição do Conselho de Comunicação.

“MAS COMO ALGUMA COISA PODE SER PÚBLICA SE NÓS, PÚBLICO, NÃO ELEGEMOS A DIREÇÃO” O assunto é complexo. Além de tecnologia, envolve interesses vultosos e, acima de tudo, apropriação do simbólico. Simplificando, domínio do nosso modo de pensar, da nossa cultura. É falácia falar em “mordaça”. Ninguém admite ferir a Constituição Brasileira que veda “toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística” (Art.220, § 2º). O § 5º desse

Humanista e livre pensadora

Conselho de Comunicação Social

Matilde Eugenia Schnitman

Ponto de vista

mesmo artigo diz que “os meios de comunicação social não podem, direta ou indiretamente, ser objeto de monopólio ou oligopólio”. Monopólio é posse exclusiva, domínio de mercado, privilégio dado pelo governo a alguém para poder, sem competidor, explorar uma determinada atividade econômica; oligopólio é competição entre um número muito reduzido de vendedores... Quem é mesmo que está ferindo nossa Constituição? Quem está impedindo a livre circulação de idéias, também garantida pela Constituição? Quem está, de fato, sendo censurado se não nós, povo brasileiro? Sabemos que apenas quatro ou cinco famílias são donas dos meios de comunicação no Brasil. Consequentemente, só ouvimos a voz dos proprietários. É justamente a falta da livre circulação de idéias, de informação – garantias constitucionais – que torna difícil para nós, povo brasileiro, formar opinião. Vivem nos mostrando exemplos do dito primeiro mundo e nos instando a imitá-los. Mas lá, eles têm CCS ou algo com a mesma função. A quem interessa que não tenhamos? Sou sim favorável ao Conselho de Comunicação Social e urge fazê-lo funcionar em e para o Brasil de norte a sul, de leste a oeste. Conclamo todos a participar da discussão e garantir que o CCS seja composto por representantes que realmente tenham conhecimento técnico e científico, mas também sejam legítimos defensores da nossa diversificada cultura e comprometidos com nossa identidade, dignidade e cidadania. Guarajuba Negócios Style


MAIS DO QUE PENSAR QUEREMOS AJUDAR A REALIZAR


Cidade

SELETIVA Com os avanços tecnológicos e consequentemente o desenvolvimento das cidades, o meio ambiente vem sendo bastante agredido e o volume de lixo tem sido um dos fatores preponderantes para a problemática existente na atualidade. Os condomínios, por concentrarem um grande número de pessoas, geram um volume significativo de lixo e o gerenciamento destes resíduos na comunidade é muito importante para o solo. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, um brasileiro gera por dia, em média, 1,5 kg de lixo doméstico, o que varia de acordo com

o perfil de consumo, sendo que apenas 60% desse resíduo tem destinação adequada. Camaçari é considerada hoje uma das cidades brasileiras com maior geração de lixo por habitante, cerca de um 1 kg por dia, à frente das duas maiores capitais brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro, com uma média de 0,5 kg de lixo por dia. A Empresa de Limpeza Pública de Camaçari (Limpec) coleta cerca de 250 toneladas de lixo por dia. O Diretor Presidente da Limpec, Domingos Barbosa, atribui esse número à quantidade de condomínios que vêm surgindo na região. O diretor ainda ressalta o disposto na lei do Conselho

o meio ambiente agradece _8_

Alumínio reciclável

Aço reciclável

Longa-vida reciclável

Vidro reciclável

Embalagem reciclável

Papel-cartão reciclável

Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) que determina a cada condômino providenciar, em cada imóvel, a coleta e o transporte dos resíduos de construção ou limpeza de terrenos até o local autorizado pelo município. Hoje o município de Camaçari gasta 500 mil reais por mês com o recolhimento de grande quantidade de lixo clandestino, como entulhos em locais impróprios. Ao ser identificado, o gerador desses resíduos é multado pela Limpec. Quando o lixo estiver localizado em área próxima a um determinado condomínio, o mesmo também será penalizado, através do síndico, até que se identifique o morador gerador do entulho, para quem deve ser repassada a notificação da infração. Segundo o diretor Barbosa, normalmente esses resíduos recolhidos em locais indevidos não são de caráter domiciliar, e sim gerados pelos condomínios e indústrias. Cerca de 40% dos resíduos sólidos urbanos são compostos de materiais que podem ser reciclados ou reaproveitados, tais como plásticos, vidros, papéis e metais. Os outros 60% podem ser submetidos a um processo de compostagem, tornando-se adubo orgânico. “A coleta seletiva é um método que deve sempre fazer parte de um sistema de gerenciamento integrado de lixo, pois, é um instrumento concreto de incentivo à redução, reutilização e separação dos resíduos sólidos para Guarajuba Negócios Style


reciclar, buscando mudança de comportamento da população”, descreve Domingos Barbosa. Ele também defende os projetos de coleta seletiva e trabalhos de reciclagem com base nos aspectos econômicos, lembrando que a atividade tem grande potencial de geração de postos de trabalho, com absorção dos “catadores de lixo”. A Empresa de Limpeza Pública de Camaçari possui profissionais e uma escola interna que adotou o uso adequado dos princípios dos três R's: reduzir, reutilizar e

reciclar. Na escola, o material reciclado se transforma em produtos para venda

REDUZA, REUTILIZE E RECICLE 3 R's


Cidade

LAURO DE FREITAS

Município investe em infraestrutura e serviços para garantir qualidade de vida aos cidadãos texto e foto Adilton Borges

Porta de entrada do Litoral Norte da Bahia, o município de Lauro de Freitas, situado na Região Metropolitana de Salvador, foi fundado em meados do século XVI, quando o então governador – geral Thomé de Souza cedeu as terras do norte de Salvador para Garcia D' Ávila. O diretor da Divisão do Patrimônio Artístico e Cultural de Lauro de Freitas (Dipac), o historiador Gildásio Freitas, 62 anos, afirma que a área daquela época compreendia 200 km quadrados e era ocupada principalmente pelos índios tupinambás. Eles viviam ao longo das margens do Rio Ipitanga, que no idioma tupi-guarani significa “rio de águas vermelhas”. O historiador acredita ser esse o primeiro nome da cidade. Já o padre Jair de Ipitanga revela que “com a chegada dos jesuítas, entre 1558 e 1578, foi fundada a Freguesia de Santo Amaro do Ipitanga, onde foi construída a primeira capela da região”. Sua emancipação veio em 11 de julho de 1962, quando o local passou a se chamar Lauro de Freitas, para homenagear o político baiano Lauro Farani Pedreira de Freitas, candidato a governador da Bahia, falecido em 1950, em um acidente aéreo. Hoje com território de 58 km quadrados, o município está sob o comando da prefeita Moema Gramacho, que em 2010 conquistou o prêmio Prefeita Empreendedora, pelo Sebrae e o prêmio Melhores Práticas de Gestão, concedido pela Caixa Econômica Federal. Segundo a prefeita estes prêmios se deveram “à qualificação profissional, à geração de empregos, à criação de cooperativas e às políticas públicas voltadas para a habitação, saúde, educação e cultura”. Conheça as principais obras da prefeitura de Lauro de Freitas: Atração de investimento – Em 2010, Lauro de Freitas foi o município que mais gerou emprego no Estado. O comércio da cidade ganhou dinamismo e diversidade com a chegada de grandes redes varejista. Moema explica que os incentivos gerados, a boa infraestrutura e a _10_

proximidade do aeroporto e da capital, contribuíram para que muitas empresas se instalassem no município. Mas ela condiciona: “Quem vem para cá tem que ser parceiro, dar contrapartida, explica Moema, citando a Lei de Contrapartida, responsável pela construção de prédios para o corpo de bombeiros, para a delegacia de portão, para a polícia rodoviária, para o Serviço de Atendimento ao Turista (Sat). Saúde – O município conta com o primeiro laboratório de análises clínicas público-municipal da Bahia; ampliação da equipe do Programa Saúde da Família (PSF); o Programa Bem Querer – que possui espaço de reabilitação, centro de fisioterapia, mamógrafo, ultrason e Raios-X; CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), que se destaca pela distribuição de aparelhos dentários para todas as crianças carentes; Programa Carinhoso – acompanhamento à gestante e a criança ao nascer; Pronto socorro odontológico; Policlínica (atendimento a todas as especialidades); Turismo e lazer – Os seis quilômetros de praia do município revelam um cenário para banhistas, surfistas e praticantes de ecoturismo, que tornam o turismo crescente a cada ano. A prefeitura desenvolveu o projeto “Polo turístico de Ipitanga” – (que será licitado ainda este ano) para padronizar as barracas da orla, construir ciclovia e praça de convivência. Infraestrutura – As obras de infraestrutura podem ser vistas nas avenidas São Cristóvão e Estrada do Coco, que receberam recapeamento, bem como o reordenamento do fluxo de veículos na avenida Luiz Tarquínio Pontes. Além disto, R$170 milhões serão destinados para a maior obra de esgotamento sanitário do município, que visa atender 100% do território do município. Os recursos são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e executado pelo Estado em parceria com o município. Guarajuba Negócios Style


Minha Morada

Caiaque no rio Jacuípe

D

É símbolo expressivo da relação do homem com a natureza texto Adilton Borges foto André Frutuôso

otado de paisagem deslumbrante de águas tranquilas e navegáveis, o rio Jacuípe apresenta um cenário perfeito para os amantes da pesca e de esportes náuticos. Banhado pelo rio, o condomínio Villas do Jacuípe desfruta dessa beleza e propicia aos seus moradores praticar o ecoturismo, turismo sustentável em áreas naturais e, ao mesmo tempo, promove o aprendizado, respeito e consciência sobre aspectos ambientais e culturais. Em toda a extensão do rio e até a foz, em Barra do Jacuípe, é possível encontrar falésias, igarapés, mangues e uma variedade de animais. O empresário Francisco Lisboa, seu Chico, 64 anos, mora no condomínio desde 2003. Há seis anos navega de caiaque pelo rio, com sua esposa Virginia Lisboa, 63 anos, desfrutando da beleza do lugar. “Fazemos mais um passeio ecológico, nos preocupando não só em apreciar a natureza, como também em limpar o rio”, conta seu Chico que já registrou no seu GPS 12 igarapés e quatro falésias. Toda semana, de sexta a domingo, o entusiasta do Jacuípe sai cedo para remar cerca de sete horas diária. Encantado pela conservação do rio, ele afirma já ter percorrido, a partir do píer do condomínio, 15 km rio acima e 28 km até a ponte sobre o rio Capivara, na Estrada do Coco.Considerado um esporte ecologicamente correto, o Seu Chico e sua esposa, Virginia Lisboa fazem toda semana um passeio ecológico pelo Rio Jacuípe

caiaque pode ser praticado por criança, jovem, adulto e até idoso. “É uma atividade física prazerosa, barata, você se distrai e faz sempre amizade”, revela Virgínia. Geralmente os amantes do ecoturismo vão até a foz, onde param para caminhar e tomar um banho de mar. Mas seu Chico faz algumas considerações: “O usuário precisa tomar as devidas precauções, como usar colete salva-vidas, sapato de borracha e estar com seu remo amarrado no caiaque”. Outro cuidado a ser tomado é com os condutores de Jet ski, que muitas vezes desrespeitam banhistas e caiaqueiros. “Eu não gosto do Jet ski porque produz uma onda que pode desequilibrar, então vamos para a margem, onde podemos navegar melhor”, declara Virgínia. Em setembro, seu Chico organizou “O grande encontro”, evento que celebrou a harmonia do homem com a natureza e retirou lixo das margens do rio. Cerca de 30 pessoas participaram do evento, sendo que 18 caiaqueiros vieram de vários estados brasileiros, como Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e de outros lugares da Bahia. O objetivo foi promover a integração dos caiaqueiros, que até então se comunicavam através do fórum Caiaque Brasil (www.caiaquebrasil.net).


Minha Morada

APRAZÍVEL REFÚGIO E QUALIDADE DE VIDA

Lugar bucólico encanta pelas belezas naturais e excelente infraestrutura

FOTO DIVULGAÇÃO PE

texto Adilton Borges

Quer veranear, morar num lugar aprazível e com qualidade de vida? Então venha para Guarajuba. O lugar que fica a 42 km do aeroporto e 12 km antes da Praia do Forte é considerado um dos melhores potenciais turísticos da Costa dos Coqueiros, uma das sete regiões turísticas da Bahia, com 200 km de litoral repleto de dunas, coqueirais, reservas ecológicas e sítios históricos. Guarajuba é originária de uma vila de pescadores e preserva, em alguns pontos, um ambiente rústico de ar bucólico. Seu nome vem do tupi-guarani e significa “garça-dourada”, alusão a ave comum na região das lagoas. Suas praias de águas cristalinas formam piscinas naturais nas barreiras de arrecifes, ideais para o banho de crianças, natação e

admiração da fauna marinha nas paredes de corais. Referência em organização e planejamento urbanístico, sua orla marítima possui barracas de praia padronizadas que atendem bem aos moradores e aos visitantes da Bahia, do Brasil e de vários países, a exemplo de italianos, espanhóis, americanos, argentinos portugueses... O centro da Praia de Guarajuba torna-se um cenário perfeito para um passeio nos fins de semana. Lá, acontece feira de cultura e arte, shows com artistas locais e ainda dar uma esticada nas badaladas barracas de Carlinhos ou Prefeitinho. Guarajuba ainda é privilegiada pelas condições ideais de vento e


profundidade para velejar. Além disso, o local é bastante procurado para as práticas de natação, pesca, windsurf e mergulho. A ocupação ordenada de Guarajuba proporciona conforto e prazer aos visitantes e aos moradores, que predominante-mente vivem em casas e condomínios residenciais de luxo, atestando alto nível social e expressivo poder aquisitivo. Hotéis bem equipados, pousadas, restaurantes e bares, além de quadras esportivas, espaços apropriados para crianças e idosos, ciclovia e um ambiente propício ao descanso. Tudo para atender a um público exigente e sofisticado. Muitos dos que possuem casas em Guarajuba moram e trabalham em

Salvador e nos fins de semana e feriados buscam as belezas naturais

“A tendência é que esse número aumente cada vez mais, porque aqui é um refúgio para quem procura qualidade de vida”

empreendimentos, que somados ao Costa do Sauipe, Vila Galé, Tivoli Ecoresort, Iberostar, Fiesta, transformarão a Costa dos Coqueiros no maior polo hoteleiro da América Latina, superando Cancun, no México. Você que almeja um recanto para veranear, há diversas opções de hospedagens, entre pousadas e resorts, com diárias que variam de R$ 100,00 a R$ 1.800,00. Há ainda a possibilidade de alugar casas de veraneio em algum dos condomínios.


Oportunidade de Investimento

Litoral Norte terá shopping moderno e completo O GUARAJUBA SHOPPING REUNIRÁ UM MIX DIVERSIFICADO, QUE OFERECE COMODIDADE, CONFORTO E MODERNIDADE PARA SUPRIR AS NECESSIDADES DA CRESCENTE POPULAÇÃO RESIDENTE E TURÍSTICA DA REGIÃO texto Adilton Borges

Definitivamente a expansão urbana vai em direção ao Litoral Norte. Baianos e turistas, que todos os anos invadem a Costa dos Coqueiros, vão desfrutar de uma inovadora opção de alto padrão em compras, serviços e lazer. O Guarajuba Shopping promete suprir a demanda por diversos serviços qualificados em uma das regiões que mais cresce na Bahia. Projetado pela incorporadora Paraíso Empreendimentos, o Guarajuba Shopping terá duas lojas ancoras, um supermercado e uma agência do Banco do Brasil, a primeira da região. O empreendimento também contará com lojas de vestuário, calçados, artigos do lar, alimentação, conveniência e artigos esportivos


GUARAJUBA SHOPPING – UM EMPREENDIMENTO INOVADOR, LOCALIZADO NUMA ÁREA ESTRATÉGICA E ADAPTADO PARA O CLIMA PRAIANO, QUE VALORIZA A REGIÃO. e muito mais, para atender a toda Costa dos Coqueiros. Durante seu funcionamento, devem ser gerados aproximadamente 1.500 empregos diretos e indiretos, disponibilizados prioritariamente para a população local. Empreendimento inovador, localizado numa área estratégica com acesso nos dois sentidos da Estrada do Coco, é adaptado para o clima praiano e traz uma proposta à altura dos grandes núcleos urbanos, desenvolvida para elevar o potencial comercial da região, ponto de parada de alto padrão para a população

residente e turística que estejam indo para qualquer destino do Litoral Norte, como os complexos turísticos hoteleiros e residenciais de Sauípe, Imbassaí e Praia do Forte. O shopping faz parte de um grande complexo comercial da Paraíso Empreendimentos, que possui uma área total de 160 mil m². A área será ocupada de forma planejada, contemplando a instalação de hotéis, serviços de saúde e educação, reservas naturais e centros empresariais. Hoje, já estão em funcionamento a Pacol

(materiais de construção), a Naturart (paisagismo), a Guarajuba Negócios (imobiliária) e o Posto Paraíso, que conta com uma completa loja de conveniências. Todas as etapas de implementação do shopping foram fundamentadas em detalhadas pesquisas mercadológicas. Todas foram unânimes em apontar o imenso potencial de crescimento do empreendimento e da região. Hoje, Guarajuba é um mercado consumidor. Os lojistas que investirem no shopping vão investir também em um grande projeto já em andamento: transformar Guarajuba em um dos principais pontos econômicos, residenciais e turísticos do Litoral Norte.


Gerente Guarajuba Negócios Imobiliária

rcia

Comida

a Kilo

eira Jalmira V

Carlos Alberto Ol

ieira Oliv

iveira Barraca do carli nhos

Miguel Melo, Barraca Internacional do Camilo

Eduardo

Lima Ga

Rodrigo Lemos

Você Style

na

nte Lagu

João Pedro

(Suiço)

Restaurante

La Cantina

Guarajuba Negócios Style _42_

Dilmar Pereira

Restaura

Barraca do Prefeitinho

Guarajuba Negócios_19_ Style


Entrevista

“Estar à frente do Banco do Brasil na Bahia no ano do seu centenário tem sido a experiência mais empolgante dos meus 30 anos de carreira”.

EC – O avanço do turismo e o crescimento de residências permanentes no Litoral Norte são realidades indiscutíveis. Isto requer a presença de adequada infraestrutura de prestação de serviços, tais como supermercados, escolas, shopping, hospital e, naturalmente, banco. A Agência Guarajuba, como será denominada, será a nossa terceira unidade no município de Camaçari e chega para melhor atender às necessidades de turistas, moradores e empreendedores da região. No Litoral Norte temos 17 pontos de atendimento e 40 terminais de autoatendimento. Além de agências em Lauro de Freitas, Camaçari, Mata de São João, Costa do Sauípe e em Conde, temos Sala de autoatendimento em Praia do Forte e iniciamos as obras para uma nova agência em Vilas do Atlântico.

Aos 44 anos, 30 dos quais dedicados ao Banco do Brasil, o paranaense Edson Pascoal Cardozo comanda a Superintendência Estadual do BB na Bahia desde novembro de 2009.

Uma nova agência do Banco do Brasil integrará o Complexo Comercial de Guarajuba, sendo a primeira agência bancária da região. O que levou o BB a essa decisão? EC - O Litoral Norte tem um enorme potencial turístico, em razão das suas belezas naturais, da localização privilegiada e de sua gente hospitaleira. A região cresceu e recebeu investimentos públicos e privados, atraindo grandes empreendimentos de diversos países. Pesquisas revelam que a Bahia é um dos principais destinos de turistas brasileiros e estrangeiros. Sem dúvida, o Litoral Norte contribui significativamente para tornar a Bahia ainda mais atraente, razão pela qual o Banco do Brasil se posicionou na _20_

DIVULGAÇÃO AGÊNCIA BB

“Estar à frente do Banco do Brasil na Bahia no ano do seu centenário tem sido a experiência mais empolgante dos meus 30 anos de carreira”. No Ano em que o Banco do Brasil comemora 100 anos na Bahia o Superintendente Estadual, Edson Pascoal Cardozo fala, com exclusividade à Revista Guarajuba Negócios Style, da importância da instalação da Agência em um ponto estratégico do Litoral Norte.

região. A agência será instalada em uma área estratégica do Litoral Norte. Qual a sua importância para moradores, turistas e empresários?

A Bahia está em um momento muito bom do ponto de vista do crédito imobiliário. Como está a atuação do Banco do Brasil neste segmento? EC - A situação econômica nunca foi tão favorável em nosso país; vivemos um momento ímpar de crescimento de renda, proporcionado pela estabilidade da nossa moeda. O aquecimento do mercado imobiliário desponta como um dos principais indicadores desse cenário positivo – é o sonho da casa própria se tornando realidade! Na Bahia não é diferente. O Estado e o Litoral Norte se transformaram em um enorme canteiro de obras, com grandes empreendimentos comerciais e residenciais. Atento a esse movimento, o Banco do Brasil avançou também neste ramo. Há pouco mais de dois anos atuando no mercado de crédito imobiliário, já ocupa a quinta posição no país entre as instituições que atuam neste Guarajuba Negócios Style


ADILTON BORGES

Primeira agência bancária dará suporte à economia da região

segmento, atingindo a marca de R$ 3 bilhões em sua carteira de financiamento, o dobro do registrado em 2009. Em nosso Estado, o volume de crédito liberado nas linhas imobiliárias em 2010 superou a barreira de R$ 100 milhões. Para 2011 pretendemos chegar aos R$ 200 milhões. As condições são muito favoráveis e já adquirimos experiência necessária para aprovar operações em prazos compatíveis com as melhores práticas do mercado. Na região existem muitas comunidades que sobrevivem da pesca, do artesanato... Com relação ao desenvolvimento local, o que se pode esperar do BB? Há algum projeto de cunho social voltado para essas comunidades? EC - É muito interessante Guarajuba Negócios Style

abordarmos este tema, pois ele nos remete a um dos motivos de grande orgulho para quem faz parte desta empresa: a nossa Estratégia de Desenvolvimento Regional Sustentável – DRS. Trata-se de uma metodologia de trabalho baseada em práticas economicamente viáveis, ambientalmente corretas e socialmente justas nas quais buscamos promover a estrutu-ração das cadeias produtivas, respeitando a vocação e a cultura de cada região. No caso do Litoral Norte, tenho convicção de que podemos contribuir para impulsionar o associativismo e o cooperativismo, promover a inclusão social e democratizar o acesso ao crédito. O resultado que esperamos é o aumento da geração de trabalho e renda e a melhoria da qualidade de vida da população daquela região. Em 2010, o Banco do Brasil

completou 100 anos de atuação no estado da Bahia. O que esse marco representa? EC - Com o apoio da sociedade, com o empreendedorismo dos nossos gestores e com a contribuição de cada funcionário ao longo de cem anos, o BB se tornou o maior banco da Bahia: líder em geração de empregos diretos, em quantidade de agências, em terminais de autoatendimento, em quantidade de municípios atendidos, em apoio ao crédito rural e ao crédito geral, destinado ao consumo e à produção de bens e serviços. Por isso, celebrar o centenário do BB na Bahia, mais que um privilégio, significa a responsabilidade de continuar fazendo um banco cada vez mais forte e identificado com o nosso povo.

_21_


ESPECIALISTAS EXPLICAM OS CUIDADOS QUE VOCÊ PRECISA PARA MANTER-SE SAUDÁVEL NA ÉPOCA MAIS ESPERADA DO ANO

Verão, praia, sol e... saúde! A busca pela boa aparência nesta época do ano torna intensa a prática de atividades físicas, os cuidados com a alimentação e a pele. Então, por que não utilizar o verão a seu favor, mudar os hábitos, aproveitar bem as férias para ter uma melhor qualidade de vida? A equipe de GN Style foi saber dos especialistas da área de saúde, os cuidados essenciais para deixar você mais disposto e como aproveitar os benefícios que a alta estação proporciona para manter a forma com boa saúde. _22_

Hábitos alimentares – Se você pensa em emagrecer com saúde ou ganhar massa muscular o primeiro passo é investir em qualidade e quantidade da alimentação e exercícios físicos. Nesta época do ano, algumas pessoas podem sentir-se indispostas para comer, devido à alta temperatura, por se alimentarem fora do horário ou até mesmo por ingerirem alimentos pesados e gordurosos. A nutricionista Amélia Duarte afirma que no verão o corpo pede um consumo maior de líquidos. Uma boa pedida é a água de coco, cuja composição química é a mais próxima dos líquidos corporais. “Cerca de dois a três litros diários, porém de forma fracionada para compensar as perdas decorrentes da transpiração, importante para resfriar o corpo”, explica a nutricionista. Segundo a nutricionista priorizar as frutas da época é mais saudável e

Guarajuba Negócios Style

ILUSTRAÇÃO MAURÍCIO CALLÉIA

Vida


FOTO ANDRÉ FRUTUÔSO

O treinamento cardiorrespiratório melhora o sistema circulatório, a qualidade do coração e dos vasos sanguíneos

barato. Ela cita como exemplo a manga, a cenoura, mamão e folhas verde-escuras. São alimentos ricos em betacaroteno, que tem ação antioxidante, melhora o bronzeado e reforça o sistema imunológico. Além disso, é importante dar preferência às carnes brancas, as carnes vermelhas devem ser magras, assadas, cozidas ou grelhadas. Veja no Box abaixo outras dicas nutricionais de Amélia Duarte. Hábito de se exercitar – Quem não quer um corpinho sarado? Pique para aguentar a maratona de festas? Antes de sair por ai sacrificando o corpo para recuperar o tempo perdido, preste atenção nas dicas do personal trainer Marcelo Afonso, requisitado profissional, um dos responsáveis pela boa forma da musa do axé, Ivete Sangalo. Para início de conversa é fundamental procurar um médico clínico ou cardiologista e se submeter a todo um processo de avaliação fisiológica antes de começar a se exercitar. Marcelo salienta que a partir do diagnóstico dado pelo médico, quem está apto para fazer a atividade física deve procurar um profissional da área para que seja elaborado um programa de treinamento individual, respeitando as limitações e necessidades de cada um. Nessa avaliação são observados itens como: capacidade aeróbica, força, flexibilidade e o percentual de gordura. Após esse diagnóstico, é hora do planejamento. Idade, tempo disponível, peso e altura são alguns dos índices importantes para montar um treino de efeito e acima de tudo prazeroso. Vencida a primeira etapa, é hora de “botar a mão na massa”, no caso perder os indesejáveis quilinhos ou ganhar massa muscular. Marcelo explica que para começar qualquer atividade física é importante fazer um bom aquecimento (em torno de 10min), em seguida alongamento de todos os grupos musculares. “Depois que faz a caminhada, cerca de 30 minutos a uma hora, repete o alongamento. Se fizer exercícios sem alongamento e aquecimento, a chance de adquirir uma lesão aumenta, porque os músculos estão frios”, alerta o profissional.

Suplementos ��� na hora de dar uma “forcinha” ao corpo e potencializar o resultado dos exercícios, Marcelo é enfático: “o primeiro passo é procurar um nutricionista, para analisar se têm quantidade suficiente de carboidratos e proteínas, chamados de macro nutrientes”. É importante ressaltar que só o nutricionista tem autoridade para orientar a suplementação ou complementação. A autoavaliação ou os famosos “conselhos” dos leigos podem causar o efeito inverso. “O suplemento a longo e médio prazo é perigoso, pois pode provocar sobrecarga hepática renal, pelo excesso de proteína”, lembra o personal. Roupas e calçados – Nesse quesito o que vale não é mega produção, mas sim proteção; principalmente quando começa a correr. “A corrida deve ter alguns cuidados com o tipo de calçado que você vai usar em função do tipo de pisada. Tem gente que pisa com os pés para dentro, outros com os pés pra fora. É importante fazer um exame que identifica o seu tipo de pisada (chamada de baropodrometria)”, explica Marcelo. No caso da roupa a ser usada, depende da temperatura que vai enfrentar. No calor é preciso uma roupa com tecido mais leve que permita evaporação maior. Ela deve permitir a troca de calor, caso contrário, você vira uma “estufa” ambulante.

......................................................................................................................................................................................... À noite coma menos carboidratos, pois quando ingerido em excesso será convertido e armazenado na forma de gordura.

Não faça exercícios em jejum. Seu corpo precisa de carboidratos antes da atividade física para garantir a energia durante o treino, evitar a fadiga muscular precoce e perda de massa muscula;

As sobremesas mais refrescantes são as melhores opções para o verão: prefira sempre frutas ou sorvetes e picolés de frutas.

Quem quer emagrecer deve aguardar de 1 a 2 horas após o término do exercício para se alimentar. Pois nesse intervalo seu organismo irá utilizar suas reservas para servir como fonte de energia, resultando no emagrecimento.

Guarajuba Negócios Style

_23_


Vida

MÉDICA DÁ AULA DE SAÚDE E BELEZA PARA O VERÃO Com a chegada do verão ressurge na maioria das pessoas o desejo de apresentar uma pele com aspecto mais saudável e bem bronzeado. A médica pós-graduada em Medicina Estética, Dermatologia, Endocrinologia e Emagrecimento, Analuzia Moscoso de Carvalho, revelou os cuidados especiais para o verão. Quais os principais cuidados que as pessoas devem ter com a pele durante o verão? Analuzia Moscoso - Além de beber bastante líquido, é recomendável aumentar o consumo de verduras de cor verde-escura porque são ricas em vitaminas, importantes para a aparência da pele. A cenoura e outros _24_

FOTO DIVULGAÇÃO

Analuzia é membro titular do Colégio Brasileiro de Medicina e Cirurgia Estética, da International Association of Aesthetic Medicine.

legumes ou frutas de cor amarela ou vermelha são fundamentais, pois são ricos em caroteno e vitamina D, que deixam a pele mais protegida contra os raios solares, dando mais resistência ao câncer. Além disso, é essencial o uso diário de filtro solar nas áreas mais expostas (face, nuca, orelhas, mãos). O ideal é aplicar 30 minutos antes da exposição para aumentar o poder de penetração. Existe algum tratamento oral para melhorar o sistema imune nessa época do ano? Analuzia - A reposição oral de silício (Exsynutriment) se faz necessária independente da estação do ano, porém no verão suas indicações estão voltadas para reforçar a capacidade de defesa natural afetada pela exposição solar e auxiliar na retenção de moléculas de água sobre a pele atuando no sistema de auto-hidratação cutânea. É importante tomar sol? Qual a diferença entre os raios UVA e UVB?

Analuzia – O sol é importante para a síntese de vitamina D na pele e fixação do cálcio nos ossos. Daí a importância das crianças tomarem banhos de sol por curtos períodos diariamente. A exposição trazida pelos dias ensolarados deve ser acompanhada de moderação na hora da exposição ao sol. Sobre os raios os do tipo UVB são mais fortes no verão e provocam queimaduras, enquanto os tipos UVA são os que mais danificam a elastina e envelhecem a pele, sendo que estes estão presentes o ano todo. Qual a relação da exposição solar com o câncer de pele e como age o filtro solar? Analuzia – Quanto mais cedo você proteger as áreas expostas à claridade mais fácil será evitar as rugas, manchas, envelhecimento precoce e o câncer de pele, que no Brasil somente em 1995 teve 90 mil casos constatados. O melanoma é um dos piores tipos de câncer de pele já descobertos. Os filtros solares são produtos com capacidade para absorver, refratar e espalhar os raios solares, protegendo a pele contra o câncer. Que tipo de cuidado as pessoas devem ter com o cabelo na estação mais quente do ano? Analuzia - O sol, a água do mar, o cloro da piscina prejudicam a saúde e a integridade dos fios capilares. Usar água doce corrente para retirar o sal ou cloro com o auxílio de shampoos de qualidade testado e recomendado, assim como passar cremes com filtro solar de uso pré-sol são boas dicas para preservação não só da beleza como também da vitalidade e resistência dos cabelos.

Clinica Médica Ana luzia Moscoso Tel.: (71) 3235-9278

Guarajuba Negócios Style


Vida

Adote uma criança de Olaria COMUNIDADE PRÓXIMA DE PORTO DO SAUIPE É AMPARADA POR JOGADOR DO FC SION DA SUÍÇA texto Adilton Borges

Na semana do natal a comunidade de Olaria, município de Entre Rios, que fica a 3 km da Linha Verde, próximo ao Porto do Sauipe, recebeu a visita do zagueiro do FC Sion da Suiça, Adailton Santos. De férias na Bahia, o jogador, que foi revelado pelo Vitória e atuou no Santos, Rennes da França e seleção brasileira Sub 20, reservou um tempo para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social. Adailton compartilha com amigos a filosofia de ajudar comunidades carentes, por isso criou o Grupo Social Paz e Solidariedade, que atua em diversas localidades de Salvador há mais de um ano. A comunidade de Olaria possui cerca de 20 famílias e recebe atenção especial devido ao estado de carência do lugar. “Tínhamos esse objetivo de procurar uma comunidade carente e ai um grupo de amigos nos apresentou essa comunidade, que estava numa situação de extrema miséria”, conta Adailton. O trabalho voluntário é feito uma ou duas vezes ao mês por médicos, dentistas, assistente social, advogado e outros profissionais que contribuem como podem. “São idas e vindas de profissionais que trabalham voluntariamente para o nosso projeto. Fizemos a ceia de natal com a ajuda de amigos que pensam da mesma forma e podem ajudar”. Pela primeira vez visitando a comunidade, a dentista Clara Caudas, se dedica com freqüência a esse tipo de trabalho voluntário. “É meu perfil desde a faculdade. A gente tem que dividir mesmo o que adquirimos ao longo de nossa vida”, disse a dentista. A assistente social e irmã de Adailton, Railda da Silva, conta que a ação inicial foi oferecer cestas básicas, que são montadas sob a orientação de uma nutricionista, para atender de forma diferenciada, a necessidade de cada pessoa. Água potável, registro de nascimento, educação e estrada são as principais reivindicações dos moradores. “O município já oferece escola a

Adailton Santos começou nas divisões de

base do Vitória em 1994, tornando-se

profissional em 2000, sendo três vezes

campeão baiano e três vezes campeão da

Copa do Nordeste. Em 2003, foi campeão

mundial pela Seleção Brasileira sub 20. Em

2004 foi transferido para o Rennes da

França. Pelo Santos, conquistou o

campeonato Paulista de 2007. Atualmente Adailton joga na Suiça pelo Fc Sion.

partir dos cinco anos de idade; mas nem todos têm acesso, pois só funciona no turno matutino e nem todos são matriculados por que só tem uma professora”, explica a assistente social. Maria Cristina Neves, 35 anos, tem seis filhos e a maior preocupação dela é quando eles têm que atravessar a Linha Verde para ir à escola, em Porto do Sauipe. “Eu peço a Deus que em breve tenha um colégio aqui dentro para que as crianças estudem com segurança”, declara a moradora. A comunidade já recebeu um reservatório de água e agora o objetivo do grupo é conseguir o registro civil dos moradores e capacitá-los para trabalhar e se autosustentar. “Nosso grupo agradece cada ato de solidariedade. Venha conhecer, venha participar e saber que a caridade é o melhor investimento, pois dividindo você está multiplicando”, finaliza Adailton. _25_


COM 21 ANOS DE CARREIRA O CANTOR E COMPOSITOR NETINHO JÁ FEZ PARCERIAS COM GRANDES NOMES DA MPB. EM ENTREVISTA AO REPÓRTER ADILTON BORGES O CANTOR FALA DA SUA TRAJETÓRIA ARTÍSTICA E DO SEU NOVO DVD “NETINHO E A CAIXA MÁGICA”. Muitos artistas buscam um lugar de refúgio, descanso, veraneio... Por que você escolheu uma casa em Guarajuba com tantas opções de condomínios fechados em Salvador? Netinho - Quando procurei um lugar para construir a minha casa eu queria paz, silêncio e tranquilidade. Queria distância, portanto, de Salvador. Encontrei tudo isso em Guarajuba, um recanto de sossego instalado no que nos resta da mata atlântica no litoral norte da Bahia. Com a agenda dos shows, você encontra tempo para curtir a casa, a família e as belezas naturais de Guarajuba? Netinho - Atualmente sim, mas não foi sempre dessa forma. Conheci o sucesso muito cedo, com 20 anos, já no primeiro disco lançado pela Banda Beijo. Vivi numa correria alucinante de viagens, shows, divulgação em radio e TV, e intermináveis compromissos até 2003, quando decidi dar uma parada de dois anos e meio na minha carreira para rearrumar a minha vida profissional e

_26_

“Netinho e a Caixa Mágica” sofre influência do circo e do teatro

FOTO DIVULGAÇÃO

Capa


principalmente pessoal. Retornei à estrada em 2006 com o lançamento do meu primeiro DVD “Netinho Por Inteiro” (Universal Music) e dessa vez com planejamento. Hoje eu trabalho muito, mas vivo a minha vida pessoal também. Conseguir equilibrar esses dois lados que sempre foram conflituosos em minha vida. Hoje curto a minha casa em Guarajuba, e principalmente a minha filha Bruna e a minha família. Quais fatores foram essências para o sucesso no inicio da carreira musical? Netinho - Não há Formulas para o sucesso. Sem dúvida, talento, dedicação e sorte são pontos fundamentais para que alguma coisa aconteça positivamente e tenha perenidade numa carreira artística ou qualquer profissão. Porque você adotou durante um período a música “pop romântica”, após longa estrada no universo do axé? Netinho - Em todos os meus 19 discos lançados há canções românticas. Já tive nove músicas românticas que foram temas de novelas da TV Globo como “Menina”, “Pra Te Ter Aqui”, e “O Surdatto N'namuratto”. O que aconteceu em 2005 foi que lancei um CD pop chamado “Outra Versão” apenas com músicas da minha autoria e como eu estava parado e há dois anos sem lançar discos, muita gente imaginou que eu estava deixando o axé por música pop. Amo o Carnaval, amo a música baiana e estarei sempre a serviço dela enquanto cantar. Qual consideração você faz hoje, durante este tempo dedicado a sua trajetória musical? Guarajuba Negócios Style

Netinho – Em novembro de 2010 completei vinte e um anos de carreira com 19 discos lançados, 2 home vídeos e 2 DVD's. A minha consideração sobre esta história se resume em uma única palavra: orgulho. Amo cantar e tenho um orgulho imenso de tudo que já fiz dentro da música. E me sinto apenas começando. Qual a expectativa para este verão? O que você preparou para seu público? Netinho - Acabei de lançar um novo

“HOJE EU TRABALHO MUITO, MAS VIVO A MINHA VIDA PESSOAL TAMBÉM. (...)” DVD chamado “Netinho e a Caixa Mágica”. Até o final desse verão estaremos rodando todo o Brasil com o show em palco desse novo DVD e também em trios elétricos nas micaretas. Em março lançaremos este DVD na Europa começando por Portugal, França, Espanha e Itália. Como foi produzir o novo DVD, “Netinho e a Caixa Mágica”? Netinho - Sempre produzi os meus shows, discos e DVD's. Este projeto

“Netinho e a Caixa Mágica” nasceu em uma viagem que fiz com minha filha no ano passado para a Disney e é para ela que eu dedico este trabalho. É um projeto temático, influenciado pelas coisas do mágico e do circo. Performances, teatro, e música incessante são pontos altos desse show. Em março de 2011 lançaremos o meu DVD também em formato Blu Ray. Quais as características do novo DVD CAIXA MÁGICA? Qual é aposta da música para o verão e carnaval? Netinho – Um DVD temático que é o primeiro de uma trilogia que já está em minha cabeça. Será uma história contada em três DVD's. O próximo será filmado daqui a dois anos com nome “Uma Viagem ao Egito”. Estive em agosto de 2010 na África e fotografei tudo o que pude no Egito numa viagem de pesquisa e também de turismo. Qual bloco você vai puxar neste carnaval? Netinho - No Carnaval de Salvador 2011 estarei no Circuito Barra/Ondina na quinta e na sexta comandando o Bloco Alô Inter. Nos outros dias, farei shows pelo Brasil, fora de Salvador. Quais são as parcerias musicais? Com cantores e compositores do universo axé e/ou MPB? Netinho - Já fiz parcerias musicais cantando com muitos amigos como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Ivete Sangalo. Nesse novo DVD “Netinho e a Caixa Mágica” eu recebi para cantar comigo cinco grandes amigos. Jorge Vercilo, Saulo Fernandes (Banda Eva), Tomate, Alline Rosa (Cheiro de Amor) e D'Black. _27_


Sustentabilidade

Biólogos realizam estudos sobre a biodiversidade do Litoral Norte da Bahia MUDANÇA NO ZONEAMENTO EM ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL PERMITE EMPREENDIMENTOS EM LOCAIS DE PRESERVAÇÃO. texto Kleber Rego

_30_

A crescente ocupação de áreas do Litoral Norte da Bahia por loteamentos, condomínios residenciais e grandes empreendimentos hoteleiros motivou biólogos, geólogos e ambientalistas a realizarem estudos na região, num trabalho conjunto com os empreendedores, a fim de promover o desenvolvimento sustentável da região. Sabendo-se da importância do crescimento turístico para a região, os empreendedores elaboram os empreendimentos com preocupação socioambiental, em consonância com órgãos e instituições ambientais. Para permitir a ocupação, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) dividiu os ecossistemas em áreas de proteção ambiental (APAs). Já o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), cobram dos empreendimentos estudos referentes à flora e à fauna da região onde será erguido o projeto. Esta iniciativa tem como objetivo acompanhar a situação das espécies e a qualidade dos recursos naturais, de forma a afetar o mínimo possível o meio ambiente. Guarajuba Negócios Style


FOTOS DIVULGAÇÃO

Biólogos do Centro de Ecologia e Conservação Animal (ECOA) da Universidade Católica do Salvador (UCSAL) fazem pesquisas de longa duração sobre répteis e anfíbios em Restinga no Estado da Bahia. Estudiosos de diversas instituições brasileiras e internacionais compõem o grupo. A pesquisa tem a missão de produzir conhecimento sobre a ecologia, biologia, conservação, genética, populações e distribuição geográfica de um grande número de espécies de lagartos, serpentes, jacarés e cágados, principalmente em formações de Restinga inseridas nos domínios do Bioma da Mata Atlântica do Litoral, composto por oito áreas

litorâneas do Estado: Arembepe, Busca Vida, Praia do Forte, Imbassaí, Massarandupió, Baixio, Barra do Itariri e Costa Azul. Os estudos se estendem a Unidades de Conservação em mais de 19 localidades. Essas áreas abrigam ecossistemas frágeis de grande importância ambiental e beleza natural, além de rica biodiversidade, fundamental para garantir o equilíbrio ecológico e o bem-estar da população. Os ecossistemas incluem áreas úmidas (charcos, brejos e lagoas) e cordões de dunas, vegetação de restinga e Mata Atlântica, rios, manguezais e praias. Segundo o biólogo e coordenador do ECOA, Moacir Tinoco, os estudos permitirão conhecer importante fração da biodiversidade brasileira e fornecer subsídios para a formulação de políticas públicas e privadas visando proteger a região, considerada de elevada importância biológica pela Fundação SOS Mata Atlântica. As pesquisas revelam que na região existe um lagarto típico do litoral Norte da Bahia, o Lagarto do Abaeté


(Cnemidophorus Abaetensis), espécie hoje ameaçada, que encontra na Mata Atlântica, habitat adequado para proliferação e sobrevivência. De acordo com Jorge Rabelo, especialista do ECOA, a perda da diversidade reduz a habilidade da população animal de se adaptar às mudanças ambientais acarretadas pelo homem. Outro trabalho realizado pelos biólogos é a genética da conservação, coordenado por Rabelo, realizado em laboratório, onde se utiliza a genética para ajudar na conservação das populações, reduzindo o risco de extinção. A equipe estuda as espécies em campo em saídas periódicas por localidades contidas no âmbito da pesquisa, onde acontece a captura e marcação dos animais. A pesquisa de campo utiliza técnica inédita no Brasil, o método bioelastômero fluorescente para marcação e monitoramento dos animais por vários anos. A técnica foi implantada pelo grupo e é hoje considerada referência pela Sociedade de

Herpetologia do Brasil e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Todo estudo realizado na região tem autorização do Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade (SISBIO) e licença do IBAMA. O projeto Herpetofauna do Litoral Norte da Bahia é apoiado pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL), University of Kent (Universidade de Kent – Reino Unido), Lacerta Ambiental e a Herpetofauna Foundation (Fundação Herpetofauna de Holanda).

Técnica de marcação e acompanhamento dos animais é premiada pela Sociedade de Herpatologia do Brasil. Acima Lagarto do Abaeté(Cnemidophorus Abaetensis), espécie encontrada apenas no Litoral Norte da Bahia.

_32_

Guarajuba Negócios Style


Sustentabilidade

Através do trabalho artesanal, móveis rústicos e sofisticados são fabricados para garantir excelente decoração do lar. texto Laís Trindade foto Adilton Borges

T

radicionalmente uma produção de caráter familiar, com a utilização de matéria-prima oriunda da natureza ou comprada por baixo custo, o artesanato baseia-se principalmente na utilização das mãos, mas não dispensa o uso de pequenas ferramentas. Antes da Revolução Industrial, o artesanato foi o único tipo de produção existente, caindo em decadência devido ao aperfeiçoamento dos métodos mecânicos de fabricação. As áreas de sobrevivência da técnica popular no Brasil se concentram na região Nordeste, nas áreas de baixa renda. A costureira industrial, Marinalva Moreira Jordão, 47 anos, descobriu no artesanato a forma de integrar toda a família em uma única atividade. “Quando eu estava costurando meus filhos estavam brincando, então eu senti necessidade de fazer algo que meus filhos também pudessem participar”, conta. Dito e feito. Marinalva entrou em sociedade com um dos artesãos mais antigos de Catu de Abrantes e mudou a rotina de toda família. A primeira lição foi aprender a separar a matériaprima, em seguida, a arte de trançar e transformar a palha do dendê em móveis e artigos de decoração. O intento deu tão certo, que depois de um tempo Marinalva montou a própria barraca e começou a trabalhar com os

Guarajuba Negócios Style

filhos. Hoje, ela vive exclusivamente do artesanato e três dos quatro filhos herdaram o ofício. Com palha de dendê, madeira, prego, tinta e verniz, a artesã garante que produz qualquer móvel solicitado pelo cliente. Na lista extensa de criações estão: sofá, lustre, cortina, pufe, estante, cadeira, jogo de mesa, armário, cama, guarda-roupa, sapateira, berço, porta-fralda, lixeira, persiana, forro para o teto, dentre outros. As criações são de acordo com o gosto e o espaço disponível do cliente. “Tem cliente que traz só a metragem e o apartamento é pequeno, um sufoco, mas a gente faz”, garante Marinalva. A artesã faz parte da Associação dos Artesãos do Coco, Dendê e Cipó do município de Camaçari, com sede na estrada do Coco, KM 09 – Sucupió, em Catu de Abrantes. Contato: (71) 8123 5683

MARINALVA MOREIRA JORDÃO, DESCOBRIU NO ARTESANATO A FORMA DE INTEGRAR TODA A FAMÍLIA EM UMA ÚNICA ATIVIDADE.

_33_


Lazer & Turismo

O Castelo fica na Praia do Forte e reserva aos visitantes um mergulho na história do Brasil texto Carlos Eduardo Freitas fotos André Frutuôso

Praia, sol, coqueiros... E um castelo! Não é uma miragem, este é o encantador cenário da Praia do Forte, no Litoral Norte da Bahia, visto do Castelo Garcia D'Ávila, única construção medieval ainda de pé nas Américas. Em ruínas e tombado desde 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o castelo tem características de fortaleza e faz quem o visita reviver a época da criação da cidade do Salvador e o início da formação do Brasil. Erguido no alto de Tatuapara, nome TupiGuarani da hoje badalada Praia do Forte, a 53 quilômetros do Aeroporto Internacional da capital baiana, o castelo é conhecido como Casa da Torre. Propriedade de Garcia de Souza D'Ávila – possivelmente o primeiro latifundiário do Brasil – que chegou a Bahia de Todos os Santos como almoxarife de Tomé de Souza. A pedido dele, o governador-geral fez vir quatro cabeças de gado que foram colocadas num curral em Itapagipe. O gado se multiplicou e Garcia D´Ávila foi ocupando áreas cada vez mais extensas. Seus domínios se estendiam da Bahia ao Piauí. O lugar, preferência dos turistas que visitam a Bahia, guarda em cada canto uma fonte inesgotável de história e cultura. É também cheio de curiosidades. “Você sabia que o bairro Portão, em Lauro de Freitas, tem esse nome, pois ali era o portão de uma das fazendas de Garcia D'Ávila”?


Revela o irrequieto sabedor popular das histórias da Casa da Torre, o guia turístico Gutemberg Souza Santos. “Nativo” do lugar, como são chamados os moradores da vila onde fica a Praia do Forte, Gutemberg trabalha, há 13 anos, no Parque Histórico e Cultural, área que envolve o castelo, mas foi nos últimos seis anos que iniciou a atividade de guia no parque. Seu conhecimento lhe rendeu entrevistas em revistas de circulação nacional e lhe garante o sustento da família. Encantos do Castelo A segunda linhagem de famílias brasileiras veio dele. “Ao todo, 10 ou mais gerações da família D'Ávila moraram no castelo”, conta o guia. Por sua localização estratégica, no alto, de frente para o mar, o castelo servia também para observar as embarcações que se dirigiam à Baía de Todos os Santos. Famosos como Stênio Garcia, Alexandro Borges e comitivas de políticos internacionais do Uruguai, de Portugal, China, Suíça e Angola conheceram o castelo guiados por Gutemberg. Programas de televisão também já foram gravados em meio às ruínas castelo Garcia D'Ávila. “Me sinto realizado com tudo isso. Conheço o castelo desde minha infância, nasci aqui”, declara o guia, ao contar também que sua experiência neste ofício surgiu da paixão pela riqueza histórica do lugar. “Muitas vezes revivo o passado, quando falo dele”. A beleza do lugar é o que mais encanta a turista paulista Susete Sinapi, pela terceira vez visitando a Bahia. Para ela, as riquezas naturais e históricas são os principais atrativos. Para Carlos Marques, turista do Rio de Janeiro acompanhado da esposa Renata, o contato com a história e cultura de raiz do Brasil o inspira: “Toda viagem é uma experiência nova, temos a oportunidade de manter contato com coisas diferentes”. “Meu sonho era conhecer este lugar, ele é lindo. É uma experiência maravilhosa e assustadora. Ao mesmo tempo em que vemos preciosidades históricas, nos deparamos também com o sofrimento dos negros escravos e índios que passaram por maus bocados para garantir o luxo de seus patrões”, declara comovida a visitante baiana Noêmia dos Santos Santana.


Como tudo isso é mantido? O Castelo Garcia D'Ávila pertence hoje ao Parque Histórico e Cultural Garcia D'Ávila, que inclui a Reserva de Sapiranga – local reservado para a prática do turismo ecológico. Tudo isso fica sob o comando da Fundação Garcia D'Ávila, que mantém esses pontos turísticos preservados, mas que depende de doações e patrocínio para sobreviver. A Fundação mantém um projeto social de educação ambiental com crianças carentes da região de Praia do Forte. Essas crianças aprendem a ser guias mirins e orientam turistas e estudantes de diversas escolas que visitam o local. O Parque está aberto todos os dias para visitação, das 09h às 18h e cobra taxa de R$6 por pessoa. Estudante paga meia. Grupos de estudantes pagam aos guias mirins R$1 por cada aluno. Centro de Visitação O Parque, onde fica o castelo e a Reserva de Sapiranga, tem área de 600 hectares, com salões de exposições, lojas, salas para reunião, áudio-visual, áreas administrativas, exposição da maquete do Castelo e sala de recuperação de relíquias arqueológicas encontradas no entorno da Casa da Torre. No lugar é possível realizar cerimônias de casamento, aniversários, exposições, festas de empresas, tudo obedecendo aos critérios estabelecidos pelo Iphan e pela Fundação Garcia D'Ávila. _36_

Guarajuba Negócios Style


A palavra como ferramenta de gestão Trata da gestão do conhecimento e se propõe conceituar as palavras INFORMAÇÃO e CONHECIMENTO. Investiga a relação entre elas nas teorias e em dicionários especializados, com ênfase em questões relacionadas à linguagem, tendo como pressuposto ser esta ferramenta básica para a construção do conhecimento e a afirmação de Ortega y Gasset: conceitos são palavras. Aborda a migração do contexto teórico para o cotidiano, e vice versa, das palavras citadas e busca na etimologia a relação entre o significante e o significado objetivando propor conceitos que desfaçam o emaranhado semântico que permeia as palavras em foco, que por sua vez são base dos construtos teóricos da área de Tecnologia, Comunicação e Administração. O livro integra da Coleção Licuri da Editora Kalango que tem como proposta fomentar literatura especializada acadêmica nas diversas áreas do conhecimento humano. O projeto da coleção foi submetido e aprovado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através da Fundação Pedro Calmon e faz parte do Programa Mais Cultura do MinC, programa que prevê ações de modernização do acervo das bibliotecas públicas. MATILDE EUGENIA SCHNITMAN

Graduada em Comunicação, habilitação em Jornalismo (FACOM/UFBA), Especialista em Produção Editorial (UCSAL/FUNDESP), Mestre em Gestão Integrada de Organizações (UNEB/UNIBAHIA). Professora universitária.


Personalidade

LARISSA LUZ DIZ QUE TUDO ACONTECEU NO SEU TEMPO texto Thaís Teles fotos André Frutuôso

Bonita, inteligente, carismática e simpática. Com estas qualidades, a cantora Larissa Luz, da banda Araketu, que como o significado do seu nome diz, cheia de alegria, conquistou o Brasil e o mundo. A cantora esbanja simpatia por onde passa e com apenas 20 anos, assumiu o comando vocal do grupo formado há 18 anos. A indicação de um amigo para um teste, que de início não sabia que era para a banda Araketu, a fez sair do anonimato para a carreira de glamour e sucesso,


que fez ela trocar os dois anos do curso de letras, para se tornar quem ela é hoje, Larissa Luz, a cantora revelação da banda Araketu. “Quando soube que iria assumir a liderança do Ara, uma alegria enorme tomou conta de mim. Nunca imaginava que seria escolhida para assumir um lugar ocupado durante tantos anos por um grande artista”, revela Larissa, considerando Tatau insubstituível. Após quase três anos no comando do Araketu, se sente preparada e mais confiante. “O primeiro ano foi uma espécie de estágio. Agora estou familiarizada com o trio e mais entrosada com o Carnaval. Sinto-me mais à vontade para fazer as brincadeiras e interagir mais com o público”, conta. Logo na estreia ela levou os troféus como cantora revelação Band Folia e Castro Alves. Nada

Larissa Luz se diz adaptada ao Araketu, ao lado de músicos experientes, criativos e de boa energia

“QUERO UM AMOR DE VERDADE, QUE ME FAÇA BEM, QUE ME DEIXE APAIXONADA COMO NINGUÉM. SOLTEIRA SIM, MAS SOZINHA NUNCA.” mau para uma iniciante. O sonho de ser uma cantora de fama se concretizou; agora ela sonha em ser atriz e fazer um filme onde possa cantar e atuar. “Eu ainda vou fazer um curso para conquistar este meu desejo. Vou

unir o útil e o agradável, cantar e contracenar. Desde os 10 anos, Larissa se dedicou à música e ao teatro. Cantava em bares e shoppings de Salvador, fez parte da Companhia de Dança Internacional (Interart) e participava de outros movimentos artísticos. “Sinto um desejo enorme de ajudar as crianças carentes, por isso, quero montar uma ONG voltada para a educação artística para as crianças da periferia”, revela. Solteira em Salvador, a cantora faz uma declaração que vai sacudir os corações de muitos baianos: “Quero um amor de verdade, que me faça bem, que me deixe apaixonada como ninguém. Solteira sim, mas sozinha nunca.” Com a chegada da estação quente os preparos para o carnaval se intensificam, com os ensaios de verão, malhação, dieta e cuidados especiais com a voz. Recentemente Larissa Luz lançou sua nova música “Símbolo do Coração”. A música, que já está na boca do povo, virou mania nacional. Para o carnaval de 2011 o público pode esperar coisa boa. Assim como “Símbolo do coração”, Larissa promete cantar músicas inéditas e balançar todos os foliões, nos circuitos Dodô e Osmar, aonde o Araketu irá se apresentar na segunda e na terça de carnaval.


Decoração

texto Kleber Rego

é a preocupação com o meio ambiente. Nas mãos de talentosos marceneiros espalhados pelo Brasil, podemos ver um material considerado inutilizado, transformando-se assim em peças decorativas, consideradas de altoluxo, utilizados por renomados arquitetos, designers de interiores, engenheiros. “As peças em madeira trazem aconchego ao ambiente e permitem uma mistura harmoniosa com os objetos modernos”, declara Adailton. As últimas tendências da madeira

FOTOS DIVULGAÇÃO

São várias as possibilidades que existem por trás de uma madeira de demolição. Dá para manter a madeira mais crua, rústica e alterar as tonalidades deixando com aspecto de nova. Designers, arquitetos e decoradores aproveitam todas as possibilidades que a madeira oferece para criar seus projetos. O empresário e projetista de interiores, Adailton Cruz, revela que começou a dar seus primeiros passos há 20 anos, quando passou a conhecer as fábricas de móveis com uso de madeira de demolição em todo Brasil. Para o projetista, só há vantagens para quem compra móveis com esse tipo de madeira. As fábricas costumam usar nas mobílias, como estantes, mesas de jantar, em pisos e portas. O mais importante para utilização desse tipo de madeira,

de demolição são do tipo, ameixa negra (proporciona excelente acabamento em móveis) e rovere bianco (alto teor de impermeabilidade e imunização natural). O projetista ainda dá outras dicas de decoração: Para o quarto de adolescente é a vez do minicloset, com gavetas revestidas em textura grafite com puxadores de aço e corrediças ocultas e amortecidas. Na cozinha a opção são os armários com acabamentos externos de laca preta em alto brilho garantem a sofisticação do produto. Para compor, portas em fórmica TS estrutural preto brilhante e instalação mais baixa para facilitar a permanente limpeza do produto. No cômodo da sala, o especialista aponta como critério de elegância, facilidade para limpeza e durabilidade, por conta do salitro, móveis em madeira em revestimento liso, retas e cores claras. Os componentes indicados são puxadores em aço e rodízios em silicone.

Guarajuba Negócios Style

_43_


O restaurante que revolu Sabor

O “alucinado” Beto Pimentel faz da tradicional cozinha baiana uma mistura exótica de cores, cheiros e sabores no badalado Paraíso Tropical texto Kleber Rego fotos André Frutuôso

_46_

Já comeu Calapolvo? E a irresistível torta de maturi com creme de palmito de coqueiro? Já pensou então em fazer uma moqueca com frutas e sem leite de coco? Que tal então, comer um vatapá feito com inhame? Parece maluquice, não é verdade? Mas não pense que estamos inventando algumas destas receitas; elas já existem, e se você ainda não saboreou nenhuma delas é sinal que não conhece o restaurante Paraíso Tropical. Lá você encontra todas estas receitas e conhece frutas que é difícil de encontrar na capital baiana. A preocupação em buscar uma alimentação saudável, levou o engenheiro agrônomo, Beto Pimentel, a ser um dos maiores chefe de cozinha do mundo e fundador do Restaurante Paraíso Tropical, que se tornou um ícone da culinária baiana. Beto Pimentel juntou a variedade de frutas da sua chácara com a arte de cozinhar, para inventar os seus próprios pratos. O chefe acrescenta nos pratos tradicionais ingredientes naturais e temperos aromáticos especiais, como a polpa da pitanga, lâmina do coco verde, amora, pimenta de biquinho, folha e flor de vinagreira, maturi, capim santo e biribiri. Segundo Beto, a comida baiana é saborosa, porém muito gordurosa, então para eliminar essa gordura, é preciso fazer da tradicional cozinha baiana uma mistura exótica de cores, cheiros e sabores. Ele cita como exemplo, o tradicional leite de coco, que é substituído pela polpa de coco verde batida com a água do coco no liquidificador. Outra dica é substituir o azeite de dendê pelo

Cupuaçu, fruta típica do Amazonas

Guarajuba Negócios Style


cionou a culinária baiana Achachairu, uma das mais de duzentas variedades de frutas do pomar de Beto Pimentel

próprio fruto dendê para cozinhar junto com outros ingredientes. A junção destas matérias primas com o camarão, lagosta e polvo, dá origem a um dos principais pratos da casa, que é a moqueca de Calapolvo. Além de saboroso, o prato tem baixo teor de gordura e você pode comer sem culpa. A grande criatividade na cozinha rendeu, ao baiano típico do Recôncavo, diversas premiações como Commanderie Des Cordons Bleus De France - maior escola de culinária do mundo e eleito como melhor comida do Brasil pelo Guia 4 Rodas, por 11 anos consecutivos e o prêmio super campeão pela Revista Gula. Muitos famosos como, Daniela Mercury, Caetano Veloso, Regina Casé, Cássia Eller, Ana Carolina, Luana Piovani, Adriane Galisteu, Arnaldo Jabor, Rodrigo Santoro, Ed Mota e outros já provaram das receitas do restaurante. No Paraíso Tropical, além da variedade de pratos, do suco de frutas, feito apenas com a própria polpa, da famosa travessa de frutas colhida no pomar como cortesia da casa. Você ainda pode contar com a simpatia e a conversa agradável do chefe Beto, que sempre arranja um tempinho para mostrar o seu pomar para os visitantes que queiram conhecer. São vinte e oito mil metros quadrados repleto de grande variedade de frutas, que vão desde as tropicais, até as do cerrado e as amazônicas, além de muitas que vieram do exterior e que se adaptaram ao sol da Bahia. Anote o endereço e bom apetite. Rua Edgar Loureiro, Resgate Cabula Salvador - Bahia. Contato: (71) 3384 7464

Guarajuba Negócios Style

_47_


Moda

Cores, formas e acessórios, dicas para arrasar no verão.

texto Laís Trindade fotos André Frutuôso

C

hegou o período das festas regionais, férias, o sol brilha com toda intensidade e a boa pedida é praia! Nesse momento, principalmente para a ala feminina, surge a seguinte dúvida: com que roupa eu vou? Isso mesmo, engana-se quem pensa que uma simples ida a praia ou piscina não é precedida da minuciosa escolha de roupas e acessórios. Para combinar com a alegria peculiar da estação, a promessa é de um espetáculo de cores. O diferencial quase sempre está nas estampas: listras, e bolinhas, como os modelos retrôs, estão com tudo, não esqueça as tribais, as gráficas e as animal prints que, nesse caso, têm cores fortes e vivas. As predominâncias dos tons são: laranja, amarelo, vermelho, azuis e fluorescentes. Os tops, além de mais amplos, também aparecem assimétricos. O tomara que caia, transpassados e com bojo dando “uma mãozinha” a quem precisa de volume. As calcinhas têm as laterais estreitas e muitas vezes são presas com lacinhos. O maiô pode ser uma peça curinga, evidenciando ou disfarçando algumas partes do corpo e traduzindo elegância. _50_

Para acompanhar o look, vestidos, macacões, camisões, saiões e shorts são ótimas opções. O glamour e a proteção podem ser parceiras com chapéus; dos mais largos aos mais discretos, no quesito acessório, pode também abusar das cores, escolher peças com influências regionais, como bolsas, e nos itens com predominância dos tons dourado. Confira os looks e se prepare para fazer sucesso neste verão. PRODUÇÃO DE MODA: ANA CARLA D'EL REI; MODELO: STEPHANIE MATOS; ROUPAS E ACESSÓRIOS: VIVIRE; AGRADECIMENTOS: HOTEL COCOON ONDE COMPRAR: VIVIRE – SHOPPING PASSEO ITAIGARA SHOPPING BARRA E PRAIA DO FORTE

Guarajuba Negócios Style



GN Style - Verão 2011