Page 1

16

Segunda-feira, 4 de abril de 2011

!"Empresas JC

Jornal do Comércio - Porto Alegre

& Negócios

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Olimpíada robótica Giordano Benites Tronco, especial para o JC

Jovens montam robô e formam uma equipe, a fim de competir num torneio mundial. Parece filme de ficção científica, mas essa é a realidade dos garotos da The Brazilian Trail Blazers (algo como “desbravadores de caminhos”), time de robótica formado por estudantes de escolas públicas de Gravataí. A equipe existe desde 2005 e é ligada à Aidtec, instituição que visa a fomentar o desenvolvimento tecnológico da cidade a partir da capacitação de jovens. A Aidtec oferece oficinas técnicas a escolas públicas, seleciona os membros das equipes com base nesses cursos. Em março, os Trail Blazers viajaram à Worchester, Estados Unidos, para participar da eliminatória do campeonato First Robotic Competition. Trata-se de uma disputa que reúne mais de duas mil equipes de todo o mundo, formadas por estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio. Cada equipe participante recebe peças da organização do campeonato e deve montar um robô que seja capaz de disputar o jogo proposto pelo First. Os detalhes do jogo são passados apenas alguns meses antes da competição e, para dificultar ainda mais, o tempo dado para planejar e montar o robô é de três semanas. O time de Gravataí voltou de Worchester com o sétimo lugar e classificado para as finais, a serem realizadas nos dias 27 a 30 de abril, em Saint Louis (EUA). Além disso, eles levaram o prêmio de Melhor Equipe, dado pelos juízes para

aquele que foi considerado o grupo mais talentoso, independente da pontuação. Jeser Becker, coordenador do time e fundador da Aidtec, diz que o prêmio foi uma grande surpresa. “Isso demonstrou que estamos no caminho certo”, afirma. Os novos membros do time são recrutados a partir de cursos patrocinados pela Aidtec. A instituição oferece oficinas gratuitas de mecânica, pneumática e edição de vídeos. Os melhores alunos são então escalados para atuar junto com os Trail Blazers. Liana Espíndola Motta, a mais jovem integrante do grupo, 12 anos, foi selecionada através de uma oficina de minicurtas. “Eles ensinavam a fazer e editar vídeos, e quem se mostrava mais comprometido eles pegavam”, conta, orgulhosa. Liana documenta os treinamentos e faz os vídeos de divulgação. Mesmo os alunos que não são selecionados têm nas oficinas uma oportunidade de contato com o que pode ser uma opção de profissionalização. “Somos a única instituição na América Latina com um projeto assim”, conta. Os Trail Blazers precisam constantemente de renovação em seus quadros. Segundo o regulamento do First, apenas quem ainda cursa o Ensino Fundamental ou Médio pode participar da equipe. Exceções são feitas para os coordenadores, como é o caso de Becker. Uma vez formados, os jovens desbravadores terão de trilhar um novo caminho: o da vida profissional. Muitos dos ex-Trail Blazers conseguiram empregos em grandes empresas justamente por terem adquirido conhecimento junto com o time.

FOTOS ANDRÉ NETTO/JC

Com o apoio da Associação Internacional para Desenvolvimento Tecnológico (Aidtec), estudantes de Gravataí montam robô e se classificam para a final da First Robotic Competition, as Olimpíadas juvenis da robótica

Time de Gravataí voltou de Worchester com o sé!mo lugar e classiÞcado para as Þnais

Equipe par!cipou com mais de dois mil concorrentes

Trail Blazers recebe patrocínio de montadora de automóveis Em 2005, ano de sua criação, o time de robótica da Aidtec sabia que tinha a habilidade necessária para encarar os competidores do First. Porém, necessitavam de suporte financeiro, caso contrário não conseguiriam viajar para os Estados Unidos. Em busca de patrocínio, o grupo foi pedir ajuda a General Motors que prontamente abraçou-o através de seu instituto. A decisão da GM se deu porque o Instituto General Motors tem a tradição de apoiar projetos educacionais nas comunidades onde a empresa possui fábricas instaladas, como a de Gravataí. Outro fator que despertou o interesse da montadora foi a natureza do projeto, a robótica, uma área totalmente ligada ao trabalho da GM. A parceria existe até hoje: enquanto a Aid Tec oferece o treinamento, a GM banca os custos da equipe e fornece espaço para treinos. Este ano, a montadora trouxe os Trail Blazers para dentro da fábrica, em que eles demonstraram as funções do robô para os funcionários. “Levamos os alunos para se apresentar para a nossa diretoria e staff, para os funcionários verem a importância que nós damos a isso”, conta orgulhoso o vice-diretor do Instituto GM, Pedro Luiz Dias.

Olimpíada robótica  

Reportagem sobre time gaúcho de estudantes patrocinado pela GM que disputou as Olimpíadas da robótica em 2011. Publicada no Jornal do Comérc...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you