Issuu on Google+

Projeto da IP capacita professores

Sérgio Canela integra A equipe de diretoria Comercial da International Paper

Educadores da região de Mogi Guaçu se reúnem no Instituto International Paper

No mês de junho, o Instituto International Paper reuniu 83 educadores da região de Mogi Guaçu (SP) para uma capacitação em educação ambiental. A ação forneceu informações sobre os biomas brasileiros aos professores, com especial destaque para a Caatinga. Esse tema foi recentemente abordado pela série Guardiões da Biosfera, que tem como objetivo conscientizar crianças de 1ª a 4ª séries sobre a importância da preservação ambiental. No começo do ano, kits com almanaques e DVDs dos vídeos de animação foram distribuídos a 36 mil escolas públicas e privadas e quatro mil bibliotecas de todo o País. Ações de capacitação de professores e iniciativas como a série Guardiões da Biosfera reforçam o compromisso da companhia com a responsabilidade socioambiental. As unidades de Luiz Antônio (SP) e Três Lagoas (MS) receberão capacitações nos próximos meses.

Em julho, Sérgio Canela passou a integrar a equipe de diretoria Comercial da International Paper. O novo gerente-geral de Negócios assumiu as áreas de gestão e estratégia das duas linhas de papéis da IP: Chamex e Chambril. O profissional, que tem mais de 20 anos de carreira, é responsável por estratégias e planejamento comercial. Ele também gerencia as áreas de segmento distribuição, atacado e revenda, segmento conversão – que inclui fabricantes de cadernos, impressão personalizada, editores e clientes industriais, segmento varejo e operações de marketing.

Novo gerente-geral de Negócios, Sérgio Canela

Transportadores marítimos e IP fortalecem parceria O crescimento do volume de produtos exportados pela International Paper a partir de 2007 fortaleceu o relacionamento com empresas de armadores marítimos. Entre os principais parceiros da IP estão CSAV, Hamburg Sud e MSC. A regularidade de serviços prestados garante contratos mais longos, além de melhores tarifas e prazos de pagamento. Durante o primeiro semestre de 2010, a IP exportou mais de 220 mil toneladas de papel, produzidas em suas três unidades fabris e transportadas até o Porto de Santos, em uma média de 80 carretas por dia. Os principais destinos da mercadoria são Europa, Ásia e América Latina.

A Chamex, da International Paper, conquistou duas categorias na décima edição do prêmio Melhores Marcas. O segmento de papéis brancos e coloridos para impressora/copiadora foi reconhecido com 52% de preferência, um aumento de 12 pontos percentuais em relação ao ano anterior. O Chamex Eco conquistou a categoria papel reciclado com 41,96%, um crescimento de 9,46% em relação ao ano passado. Os vencedores do Melhores Marcas são apontados por meio de uma pesquisa realizada pela editora ÁvilaAgnelo. Foram entrevistadas 2.085 pessoas de todo o País entre setembro de 2009 e abril de 2010. A cerimônia de entrega do prêmio aconteceu dia 1º de julho em São Paulo. As profissionais do departamento de Marketing Ana Paula Sarrão (no meio) e Natália Dacaro (à direita) exibem o prêmio

• Diretoria Jurídica e de Assuntos Corporativos Ricardo C. Zangirolami • Direção do projeto Alessandra Fonseca Gerente de Comunicação e Marketing Institucional alessandrafonseca@ipaperbr.com • Estagiária de comunicação Alessandra Rios

julho 2010

• Criação e produção Agência Ideal • Direção de arte e Projeto Gráfico Tom Comunicação • Coordenação Editorial Marina Rodriguez e Camila Gonçalves • Revisão Ricardo Cesar • Impressão Ogra • Colaboraram nesta edição Célia Marcondes coordenadora do Núcleo de Gestão de Pessoas da ESPM, Clair Vieira consultora da Fundação Getúlio Vargas, Luciano Sgarbi gerente de Recursos Humanos da IP, Maria Inês Felippe especialista em Gestão de Pessoas, Mario Sergio Cortella filósofo, Marival Salvador assistente de Processo de Produção da IP, Viviane Gonçalves analista de Recursos Humanos da IP • Ilustrações Calé • Jornalista responsável Ricardo Cesar - MTB 33669 • Sugestões e Correspondências Avenida Paulista, nº 37, 14° andar – CEP 01311-000.

Pense nisso

O papel branco, usado para imprimir ou escrever, pode ser fabricado de forma sustentável por meio de madeira cultivada em florestas renováveis e métodos regulamentados por lei. É fácil ter certeza de que o papel que você consome foi fabricado assim. Verifique se sua embalagem contém selos de certificação, como o Cerflor (Programa Brasileiro de Certificação Florestal). Consumir com consciência é um grande passo para a construção de uma sociedade sustentável.

esta é uma publicação mensal da

Na próxima edição: Exportações do papel brasileiro Esta publicação foi impressa em papel certificado pelo programa brasileiro de certificação florestal

Paper foi impressa em papel Chambril 240G/M² da International Paper, verniz localizado na capa e miolo.

Chamex conquista o prêmio Melhores Marcas


DIVERSIDADE NO AMBIENTE EMPRESARIAL Reflexo de grandes transformações na sociedade, a variedade de perfis dentro das corporações traz muitos benefícios para quem sabe aproveitar as oportunidades

Várias formas de ser diferente Junto com a Paper deste mês, você recebe quatro paper toys para montar. Eles representam, de forma lúdica, o conceito de diversidade empresarial, que vai além da etnia, nacionalidade ou gênero. Afinal, uma equipe diversa tem sucesso quando sabe transformar as diferentes formas de pensar em resultados plurais e criativos.

Diferenças que trazem vantagens

“Apesar de muitas vezes buscada pelas

As empresas que conseguem abraçar a diversidade

corporações, a diversidade é, principalmente,

só têm a ganhar. Isso porque um corpo de

melhor os clientes e encontrar soluções mais

a Tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética. Confira a entrevista que Cortella concedeu à Paper:

criativas e inovadoras, já que um corpo de colaboradores com características diversas oferece à empresa um leque maior de capacidades a serem usadas. “Tais competências podem ser

resultado de transformações na sociedade”, conta

profissionais com perfis diferentes reflete melhor a

Célia. Há cerca de 20 anos, as empresas de

sociedade e, portanto, é capaz de compreendê-la e

médio ou grande porte eram compostas por uma

até atendê-la melhor. “Funcionários mais velhos,

maioria de funcionários do sexo masculino, de 25

por exemplo, são mais capazes de tomar decisões

servir para resolver muitos problemas”, diz Célia.

a 50 anos de idade, com 2º grau completo,

em cenários de maior instabilidade, já que

No caso dos clientes, quando há diversidade, é

brancos e brasileiros. O cenário mudou quando

possuem mais experiência”, explica Célia

possível escolher quem vai atender determinada

as mulheres começaram a ocupar mais espaço

Marcondes. “Já os mais jovens tomam decisões

empresa ou pessoa de acordo com as

nos bancos das universidades e, por conta da

mais arrojadas, mais arriscadas. Para uma empresa,

características dos funcionários. A chave para

maior qualificação profissional, passaram a ser

os dois cenários são importantes.”

aproveitar os benefícios que podem surgir da

candidatas às vagas nas corporações, e pessoas

Os exemplos da coordenadora do Núcleo de

diversidade, portanto, inclui flexibilidade, líderes

de diferentes etnias começaram a ocupar cargos

Estudos da ESPM se estendem a outras áreas.

bem preparados e culturas empresariais abertas

mais altos. Estrangeiros, principalmente latino-

Em casos de funcionários com restrições de

às diferenças. Ao comentar a crença comum de

A era da globalização trouxe mudanças muito

americanos, se uniram ao corpo de funcionários

horários – como mães que precisam sair cedo

que o trabalho é igual para todos, e que todos

mais profundas do que as relacionadas à

das empresas. Há ainda os profissionais mais

para buscar os filhos na escola e profissionais que

devem ser tratados da mesma forma, Célia é

tecnologia, às novas formas de comunicar e à

experientes, com idade acima de 50 anos, e

desejam evitar horários de pico no trânsito –, ela

taxativa: “A diversidade nos mostrou que isso não

velocidade com que as informações circulam pelo

estudantes universitários muito jovens. “Em

aponta uma grande vantagem: ter o escritório

é verdade. O trabalho deve ser selecionado e

mundo. Nos últimos anos, a ausência virtual – e

função de mudanças nas leis de aposentadoria,

aberto por mais tempo. “A mãe chega e sai mais

dividido de acordo com os talentos disponíveis, e

muitas vezes real – de fronteiras e a crescente

as pessoas estão parando de trabalhar mais

cedo, e outra pessoa chega mais tarde e sai

cada um deve ser tratado de acordo com suas

interdependência entre economias de diferentes

tarde”, conta Célia. “Além disso, as companhias

depois, também”, completa.

características e personalidade.”

nações geraram transformações significativas

começaram a reservar espaço para estagiários.”

Quando se trata de características pessoais,

dentro de muitas organizações.

Isso trouxe a possibilidade de convivência de até

como ritmo de trabalho, também pode haver

Hoje, em muitas empresas, é possível observar

quatro gerações de profissionais no mesmo

benefícios. Pessoas mais rápidas geralmente são

imediatamente como são diferentes os perfis dos

ambiente de trabalho. Segundo a especialista, a

melhores para tarefas que exigem respostas

funcionários. E há quem aponte essa diversidade

convivência entre grupos muito diferentes dentro

imediatas, em que a velocidade tem peso maior

Empresas que possuem profissionais com perfis

como fator responsável por fomentar a energia

de uma empresa pode trazer conflitos,

sobre os resultados. Já funcionários com ritmo

diferentes são mais criativas. É a conclusão do

criativa das empresas do século XXI e por gerar

principalmente quando há rivalidades. “Pode

mais lento provavelmente executam melhor

professor e filósofo Mario Sergio Cortella, doutor

novas oportunidades de negócios. Formar

haver, por exemplo, picuinhas entre o grupo dos

tarefas que demandam profundidade e análise.

em Educação e autor, entre outros, do livro Qual é

equipes com pessoas de perfis diversos,

que ‘falam inglês’ e o dos que ‘não falam inglês’.

portanto, já é prioridade para muitas companhias.

E por aí vai, com outras características ou

De acordo com Célia Marcondes, coordenadora

comportamentos.” Os problemas causados pelas

do Núcleo de Gestão de Pessoas da Escola

diferenças fazem com que alguns gestores

Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a

evitem formar equipes muito heterogêneas.

diversidade é atingida quando se olha o todo e

“Afinal, é mais fácil gerenciar iguais,

não se encontra uniformidade. “As pessoas são

principalmente os parecidos com o próprio chefe”,

diferentes, e não se pode dizer que a maioria da

explica Célia. A solução, para a especialista em

empresa tenha um determinado perfil”, diz.

gestão de pessoas Maria Inês Felippe, é o

Para a especialista, a diversidade em ambientes

autoconhecimento: “Para quem vai gerenciar

empresariais vai além de gênero, etnia, condições

pessoas, é imprescindível conhecer as próprias

físicas ou orientação sexual, e inclui cultura,

virtudes e limitações. A falta de autoconfiança

formação educacional e diferença de idade.

complementares ou, mesmo se conflitantes, quando acionadas no momento correto, podem

A diversidade é positiva? Sem dúvida. Há 40 anos, um chefe diria: meu time é muito bom, todos pensam igual. Hoje a frase é: meu time é excelente, nem todo mundo pensa da mesma forma, mas sempre chegamos a um acordo. Um bom gestor sabe que as características pessoais podem colaborar para uma visão ampla, o que aumenta o repertório de soluções. É como em uma orquestra, na qual cada um toca um instrumento, mas em sintonia e com regência de um maestro.

Como as empresas enxergam a diversidade no Brasil? Começamos a acolher políticas de diversidade há pouco mais de 10 anos. Estamos dando os passos iniciais e eles já são positivos. As corporações perceberam que a diversidade aumenta a competitividade, já que a multiplicidade de projetos e soluções é essencial para seu crescimento.

Quais são as maiores desafios que um líder pode enfrentar? Ele deve ter em mente que reconhecer diversidades não significa ressaltar desigualdades. Por exemplo: um homem e uma mulher são diferentes, mas não desiguais. Cabe ao líder a função de recolher a diversidade de posturas e transformá-la em uma convergência de ações.

Foto: Raul Jr.

O desafio de equipes heterogêneas

Além disso, a diversidade possibilita atender

Diversidade em debate

Mario Sergio Cortella: diversidade não significa desigualdade

IP PREMIA INICIATIVAS A International Paper organiza, desde o ano passado,

organizadores do projeto. Os trabalhadores florestais aprenderam

o Prêmio Diversidade e Inclusão, que visa reconhecer

a manusear o computador e fizeram cursos on-line voltados aos

globalmente os esforços dos profissionais em promover

seus interesses profissionais. “Conversamos com os profissionais

a diversidade na empresa. Em qualquer unidade da IP no

para conhecer seus interesses e aplicá-los ao curso. Tivemos um

mundo, quando um profissional percebe o empenho de um

retorno muito positivo dos alunos, foi gratificante”, diz Viviane

gera baixos resultados.” Já para Clair Vieira,

colega em estimular a inclusão na companhia, ele pode

Gonçalves, analista de Recursos Humanos. O assistente de

Dessa forma, um cenário com mais diversidade

consultora da Fundação Getúlio Vargas, a

indicar o projeto à premiação, preenchendo um formulário

Processo de Produção Marival Salvador Antunes também foi

contemplaria também profissionais formados

liberdade de expressão, a flexibilidade e o

on-line. Todas as inscrições são lidas e avaliadas pela matriz

premiado. Por iniciativa dele, foram contratadas três mulheres

tanto em escolas que privilegiam pensamento

respeito pelas diferenças devem ser parte da

da IP, nos Estados Unidos, que reconhece as iniciativas

para trabalhar no laboratório da fábrica de Luiz Antônio,

mais analítico, quanto em instituições de

cultura da empresa. “Dessa forma, as pessoas já

que mais se destacaram. Equipes ou indivíduos podem ser

que, até o final de 2008, era composto apenas por homens.

orientação construtivista, além de representantes

estarão naturalmente preparadas para trabalhar em

premiados e homenageados em uma pequena cerimônia

Com a aceitação positiva dos colegas, a equipe feminina cresceu

de diversas camadas sociais.

ambientes com diversidade. Além disso, na própria

organizada em seus locais de trabalho. Duas equipes

ainda mais, e hoje são seis em um total de 17 profissionais.

entrevista de contratação é possível detectar se o

brasileiras já foram reconhecidas, uma delas por organizar

“A capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, uma

candidato é capaz ou não de trabalhar e produzir

aulas de informática para mais de 300 trabalhadores

característica natural delas, é fundamental no cotidiano do

em grupos heterogêneos”, afirma.

florestais em 2009. “Muitos deles nunca tinham visto

laboratório”, lembra Marival, que recebeu o Prêmio Diversidade

um computador. Depois do projeto, aprenderam a usá-lo

e Inclusão no segundo semestre de 2009. “O maior

como uma ferramenta cotidiana”, diz Luciano

reconhecimento foi saber que eu ajudei a mudar a vida dessas

Sgarbi, gerente de Recursos Humanos e um dos

profissionais para melhor”, garante.


DIVERSIDADE NO AMBIENTE EMPRESARIAL Reflexo de grandes transformações na sociedade, a variedade de perfis dentro das corporações traz muitos benefícios para quem sabe aproveitar as oportunidades

Várias formas de ser diferente Junto com a Paper deste mês, você recebe quatro paper toys para montar. Eles representam, de forma lúdica, o conceito de diversidade empresarial, que vai além da etnia, nacionalidade ou gênero. Afinal, uma equipe diversa tem sucesso quando sabe transformar as diferentes formas de pensar em resultados plurais e criativos.

Diferenças que trazem vantagens

“Apesar de muitas vezes buscada pelas

As empresas que conseguem abraçar a diversidade

corporações, a diversidade é, principalmente,

só têm a ganhar. Isso porque um corpo de

melhor os clientes e encontrar soluções mais

a Tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética. Confira a entrevista que Cortella concedeu à Paper:

criativas e inovadoras, já que um corpo de colaboradores com características diversas oferece à empresa um leque maior de capacidades a serem usadas. “Tais competências podem ser

resultado de transformações na sociedade”, conta

profissionais com perfis diferentes reflete melhor a

Célia. Há cerca de 20 anos, as empresas de

sociedade e, portanto, é capaz de compreendê-la e

médio ou grande porte eram compostas por uma

até atendê-la melhor. “Funcionários mais velhos,

maioria de funcionários do sexo masculino, de 25

por exemplo, são mais capazes de tomar decisões

servir para resolver muitos problemas”, diz Célia.

a 50 anos de idade, com 2º grau completo,

em cenários de maior instabilidade, já que

No caso dos clientes, quando há diversidade, é

brancos e brasileiros. O cenário mudou quando

possuem mais experiência”, explica Célia

possível escolher quem vai atender determinada

as mulheres começaram a ocupar mais espaço

Marcondes. “Já os mais jovens tomam decisões

empresa ou pessoa de acordo com as

nos bancos das universidades e, por conta da

mais arrojadas, mais arriscadas. Para uma empresa,

características dos funcionários. A chave para

maior qualificação profissional, passaram a ser

os dois cenários são importantes.”

aproveitar os benefícios que podem surgir da

candidatas às vagas nas corporações, e pessoas

Os exemplos da coordenadora do Núcleo de

diversidade, portanto, inclui flexibilidade, líderes

de diferentes etnias começaram a ocupar cargos

Estudos da ESPM se estendem a outras áreas.

bem preparados e culturas empresariais abertas

mais altos. Estrangeiros, principalmente latino-

Em casos de funcionários com restrições de

às diferenças. Ao comentar a crença comum de

A era da globalização trouxe mudanças muito

americanos, se uniram ao corpo de funcionários

horários – como mães que precisam sair cedo

que o trabalho é igual para todos, e que todos

mais profundas do que as relacionadas à

das empresas. Há ainda os profissionais mais

para buscar os filhos na escola e profissionais que

devem ser tratados da mesma forma, Célia é

tecnologia, às novas formas de comunicar e à

experientes, com idade acima de 50 anos, e

desejam evitar horários de pico no trânsito –, ela

taxativa: “A diversidade nos mostrou que isso não

velocidade com que as informações circulam pelo

estudantes universitários muito jovens. “Em

aponta uma grande vantagem: ter o escritório

é verdade. O trabalho deve ser selecionado e

mundo. Nos últimos anos, a ausência virtual – e

função de mudanças nas leis de aposentadoria,

aberto por mais tempo. “A mãe chega e sai mais

dividido de acordo com os talentos disponíveis, e

muitas vezes real – de fronteiras e a crescente

as pessoas estão parando de trabalhar mais

cedo, e outra pessoa chega mais tarde e sai

cada um deve ser tratado de acordo com suas

interdependência entre economias de diferentes

tarde”, conta Célia. “Além disso, as companhias

depois, também”, completa.

características e personalidade.”

nações geraram transformações significativas

começaram a reservar espaço para estagiários.”

Quando se trata de características pessoais,

dentro de muitas organizações.

Isso trouxe a possibilidade de convivência de até

como ritmo de trabalho, também pode haver

Hoje, em muitas empresas, é possível observar

quatro gerações de profissionais no mesmo

benefícios. Pessoas mais rápidas geralmente são

imediatamente como são diferentes os perfis dos

ambiente de trabalho. Segundo a especialista, a

melhores para tarefas que exigem respostas

funcionários. E há quem aponte essa diversidade

convivência entre grupos muito diferentes dentro

imediatas, em que a velocidade tem peso maior

Empresas que possuem profissionais com perfis

como fator responsável por fomentar a energia

de uma empresa pode trazer conflitos,

sobre os resultados. Já funcionários com ritmo

diferentes são mais criativas. É a conclusão do

criativa das empresas do século XXI e por gerar

principalmente quando há rivalidades. “Pode

mais lento provavelmente executam melhor

professor e filósofo Mario Sergio Cortella, doutor

novas oportunidades de negócios. Formar

haver, por exemplo, picuinhas entre o grupo dos

tarefas que demandam profundidade e análise.

em Educação e autor, entre outros, do livro Qual é

equipes com pessoas de perfis diversos,

que ‘falam inglês’ e o dos que ‘não falam inglês’.

portanto, já é prioridade para muitas companhias.

E por aí vai, com outras características ou

De acordo com Célia Marcondes, coordenadora

comportamentos.” Os problemas causados pelas

do Núcleo de Gestão de Pessoas da Escola

diferenças fazem com que alguns gestores

Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a

evitem formar equipes muito heterogêneas.

diversidade é atingida quando se olha o todo e

“Afinal, é mais fácil gerenciar iguais,

não se encontra uniformidade. “As pessoas são

principalmente os parecidos com o próprio chefe”,

diferentes, e não se pode dizer que a maioria da

explica Célia. A solução, para a especialista em

empresa tenha um determinado perfil”, diz.

gestão de pessoas Maria Inês Felippe, é o

Para a especialista, a diversidade em ambientes

autoconhecimento: “Para quem vai gerenciar

empresariais vai além de gênero, etnia, condições

pessoas, é imprescindível conhecer as próprias

físicas ou orientação sexual, e inclui cultura,

virtudes e limitações. A falta de autoconfiança

formação educacional e diferença de idade.

complementares ou, mesmo se conflitantes, quando acionadas no momento correto, podem

A diversidade é positiva? Sem dúvida. Há 40 anos, um chefe diria: meu time é muito bom, todos pensam igual. Hoje a frase é: meu time é excelente, nem todo mundo pensa da mesma forma, mas sempre chegamos a um acordo. Um bom gestor sabe que as características pessoais podem colaborar para uma visão ampla, o que aumenta o repertório de soluções. É como em uma orquestra, na qual cada um toca um instrumento, mas em sintonia e com regência de um maestro.

Como as empresas enxergam a diversidade no Brasil? Começamos a acolher políticas de diversidade há pouco mais de 10 anos. Estamos dando os passos iniciais e eles já são positivos. As corporações perceberam que a diversidade aumenta a competitividade, já que a multiplicidade de projetos e soluções é essencial para seu crescimento.

Quais são as maiores desafios que um líder pode enfrentar? Ele deve ter em mente que reconhecer diversidades não significa ressaltar desigualdades. Por exemplo: um homem e uma mulher são diferentes, mas não desiguais. Cabe ao líder a função de recolher a diversidade de posturas e transformá-la em uma convergência de ações.

Foto: Raul Jr.

O desafio de equipes heterogêneas

Além disso, a diversidade possibilita atender

Diversidade em debate

Mario Sergio Cortella: diversidade não significa desigualdade

IP PREMIA INICIATIVAS A International Paper organiza, desde o ano passado,

organizadores do projeto. Os trabalhadores florestais aprenderam

o Prêmio Diversidade e Inclusão, que visa reconhecer

a manusear o computador e fizeram cursos on-line voltados aos

globalmente os esforços dos profissionais em promover

seus interesses profissionais. “Conversamos com os profissionais

a diversidade na empresa. Em qualquer unidade da IP no

para conhecer seus interesses e aplicá-los ao curso. Tivemos um

mundo, quando um profissional percebe o empenho de um

retorno muito positivo dos alunos, foi gratificante”, diz Viviane

gera baixos resultados.” Já para Clair Vieira,

colega em estimular a inclusão na companhia, ele pode

Gonçalves, analista de Recursos Humanos. O assistente de

Dessa forma, um cenário com mais diversidade

consultora da Fundação Getúlio Vargas, a

indicar o projeto à premiação, preenchendo um formulário

Processo de Produção Marival Salvador Antunes também foi

contemplaria também profissionais formados

liberdade de expressão, a flexibilidade e o

on-line. Todas as inscrições são lidas e avaliadas pela matriz

premiado. Por iniciativa dele, foram contratadas três mulheres

tanto em escolas que privilegiam pensamento

respeito pelas diferenças devem ser parte da

da IP, nos Estados Unidos, que reconhece as iniciativas

para trabalhar no laboratório da fábrica de Luiz Antônio,

mais analítico, quanto em instituições de

cultura da empresa. “Dessa forma, as pessoas já

que mais se destacaram. Equipes ou indivíduos podem ser

que, até o final de 2008, era composto apenas por homens.

orientação construtivista, além de representantes

estarão naturalmente preparadas para trabalhar em

premiados e homenageados em uma pequena cerimônia

Com a aceitação positiva dos colegas, a equipe feminina cresceu

de diversas camadas sociais.

ambientes com diversidade. Além disso, na própria

organizada em seus locais de trabalho. Duas equipes

ainda mais, e hoje são seis em um total de 17 profissionais.

entrevista de contratação é possível detectar se o

brasileiras já foram reconhecidas, uma delas por organizar

“A capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, uma

candidato é capaz ou não de trabalhar e produzir

aulas de informática para mais de 300 trabalhadores

característica natural delas, é fundamental no cotidiano do

em grupos heterogêneos”, afirma.

florestais em 2009. “Muitos deles nunca tinham visto

laboratório”, lembra Marival, que recebeu o Prêmio Diversidade

um computador. Depois do projeto, aprenderam a usá-lo

e Inclusão no segundo semestre de 2009. “O maior

como uma ferramenta cotidiana”, diz Luciano

reconhecimento foi saber que eu ajudei a mudar a vida dessas

Sgarbi, gerente de Recursos Humanos e um dos

profissionais para melhor”, garante.


Projeto da IP capacita professores

Sérgio Canela integra A equipe de diretoria Comercial da International Paper

Educadores da região de Mogi Guaçu se reúnem no Instituto International Paper

No mês de junho, o Instituto International Paper reuniu 83 educadores da região de Mogi Guaçu (SP) para uma capacitação em educação ambiental. A ação forneceu informações sobre os biomas brasileiros aos professores, com especial destaque para a Caatinga. Esse tema foi recentemente abordado pela série Guardiões da Biosfera, que tem como objetivo conscientizar crianças de 1ª a 4ª séries sobre a importância da preservação ambiental. No começo do ano, kits com almanaques e DVDs dos vídeos de animação foram distribuídos a 36 mil escolas públicas e privadas e quatro mil bibliotecas de todo o País. Ações de capacitação de professores e iniciativas como a série Guardiões da Biosfera reforçam o compromisso da companhia com a responsabilidade socioambiental. As unidades de Luiz Antônio (SP) e Três Lagoas (MS) receberão capacitações nos próximos meses.

Em julho, Sérgio Canela passou a integrar a equipe de diretoria Comercial da International Paper. O novo gerente-geral de Negócios assumiu as áreas de gestão e estratégia das duas linhas de papéis da IP: Chamex e Chambril. O profissional, que tem mais de 20 anos de carreira, é responsável por estratégias e planejamento comercial. Ele também gerencia as áreas de segmento distribuição, atacado e revenda, segmento conversão – que inclui fabricantes de cadernos, impressão personalizada, editores e clientes industriais, segmento varejo e operações de marketing.

Novo gerente-geral de Negócios, Sérgio Canela

Transportadores marítimos e IP fortalecem parceria O crescimento do volume de produtos exportados pela International Paper a partir de 2007 fortaleceu o relacionamento com empresas de armadores marítimos. Entre os principais parceiros da IP estão CSAV, Hamburg Sud e MSC. A regularidade de serviços prestados garante contratos mais longos, além de melhores tarifas e prazos de pagamento. Durante o primeiro semestre de 2010, a IP exportou mais de 220 mil toneladas de papel, produzidas em suas três unidades fabris e transportadas até o Porto de Santos, em uma média de 80 carretas por dia. Os principais destinos da mercadoria são Europa, Ásia e América Latina.

A Chamex, da International Paper, conquistou duas categorias na décima edição do prêmio Melhores Marcas. O segmento de papéis brancos e coloridos para impressora/copiadora foi reconhecido com 52% de preferência, um aumento de 12 pontos percentuais em relação ao ano anterior. O Chamex Eco conquistou a categoria papel reciclado com 41,96%, um crescimento de 9,46% em relação ao ano passado. Os vencedores do Melhores Marcas são apontados por meio de uma pesquisa realizada pela editora ÁvilaAgnelo. Foram entrevistadas 2.085 pessoas de todo o País entre setembro de 2009 e abril de 2010. A cerimônia de entrega do prêmio aconteceu dia 1º de julho em São Paulo. As profissionais do departamento de Marketing Ana Paula Sarrão (no meio) e Natália Dacaro (à direita) exibem o prêmio

• Diretoria Jurídica e de Assuntos Corporativos Ricardo C. Zangirolami • Direção do projeto Alessandra Fonseca Gerente de Comunicação e Marketing Institucional alessandrafonseca@ipaperbr.com • Estagiária de comunicação Alessandra Rios

julho 2010

• Criação e produção Agência Ideal • Direção de arte e Projeto Gráfico Tom Comunicação • Coordenação Editorial Marina Rodriguez e Camila Gonçalves • Revisão Ricardo Cesar • Impressão Ogra • Colaboraram nesta edição Célia Marcondes coordenadora do Núcleo de Gestão de Pessoas da ESPM, Clair Vieira consultora da Fundação Getúlio Vargas, Luciano Sgarbi gerente de Recursos Humanos da IP, Maria Inês Felippe especialista em Gestão de Pessoas, Mario Sergio Cortella filósofo, Marival Salvador assistente de Processo de Produção da IP, Viviane Gonçalves analista de Recursos Humanos da IP • Ilustrações Calé • Jornalista responsável Ricardo Cesar - MTB 33669 • Sugestões e Correspondências Avenida Paulista, nº 37, 14° andar – CEP 01311-000.

Pense nisso

O papel branco, usado para imprimir ou escrever, pode ser fabricado de forma sustentável por meio de madeira cultivada em florestas renováveis e métodos regulamentados por lei. É fácil ter certeza de que o papel que você consome foi fabricado assim. Verifique se sua embalagem contém selos de certificação, como o Cerflor (Programa Brasileiro de Certificação Florestal). Consumir com consciência é um grande passo para a construção de uma sociedade sustentável.

esta é uma publicação mensal da

Na próxima edição: Exportações do papel brasileiro Esta publicação foi impressa em papel certificado pelo programa brasileiro de certificação florestal

Paper foi impressa em papel Chambril 240G/M² da International Paper, verniz localizado na capa e miolo.

Chamex conquista o prêmio Melhores Marcas


PAPER | jul/2010