Page 1

São José do Rio Pardo

23 de fevereiro de 2013

Baiano esforçado Vendendo sorvete nas ruas de São José e na zona rural, inclusive em municípios vizinhos, o baiano Edvandro de Almeida da Silva, de 28 anos, é um exemplo de que, com esforço, é possível vencer na vida. Ele consegue tirar até R$ 4.500,00 por mês e já comprou um sítio na Bahia. Página A-12

Ano 105

R$ 2,00

2.638

Prisão da quadrilha elucida mais crimes A prisão, na semana passada, da quadrilha que agia em São José do Rio Pardo e que, até então, seria responsável por quatro assaltos, vem provocando novas descobertas. Acredita-se que os integrantes do bando estejam envolvidos em pelo menos oito assaltos ou roubos à mão armada, mas ainda faltam alguns detalhes para que isso seja confirmado. Página A-7

Cidade recebe Grito Rock 2013 No dia 2 de março, às 15 horas, em evento a ser realizado no Epidauro, São José do Rio Pardo entrará efetivamente para o circuito mundial do Grito Rock. Com a apre-

sentação de cinco bandas de São Paulo e Minas, o festival chega à cidade pelos esforços do músico e produtor João Dimas Mansano Zerbini. Página A-4

Abastecimento na região do Vale será ampliado O governador Geraldo Alckmin, autorizou, na terça-feira, 19, a liberação de R$ 1.616.244,57 para a melhoria do abastecimento de água na região oeste da cidade. Página A-8

Áudio na Internet vira caso de polícia Gravação postada em rede social revela diálogo entre ex-prefeito e ex-secretário Página 5


A-2 - 23 de fevereiro de 2013

Redes sociais têm poder O mundo vive a era da tecnologia. A rapidez das informações veiculadas pela internet e o alcance que atingem é algo impressionante. Difícil até de ser mensurável pelos “expectadores” mais velhos. Mas a geração que está aí já começa a vida convivendo com um mundo rápido, instantâneo, com troca de informações a cada instante. Sabe da importância da internet, da comunicação rápida, das vantagens da tecnologia e do mundo que se abre pela rede mundial de computadores. Tudo ali, à sua frente, podendo ser acessado com um simples clique. Neste contexto, as redes sociais assumiram, com o tempo, um papel fundamental na vida das pessoas. Há cerca de 10 anos chegaram e já mostram que vieram para ficar. É indiscutível o poder que elas têm sobre as pessoas, de modo geral. Influenciam gerações, aproximam relacionamento, ajudam na publicidade de marcas e instituições e se tornaram uma ferramenta eficiente de ações de solidariedade. Facebook, MySpace, Orkut, Twitter, Flixster e Linkedin são as mais usadas no mundo. No Brasil, o Facebook atingiu proporções gigantescas. Na história recente do país, a tragédia na região serrana do Rio de Janeiro foi um grande exemplo dessa força. Aos poucos, foram surgindo comunidades e grupos no Orkut e no Fa-

cebook e perfis no Twitter. A sociedade mostrou-se madura, solidária e participativa, conseguindo junto aos órgãos públicos grandes conquistas para as comunidades sofridas, agilizando processos de doações de remédios a coletas de sangue, divulgando a situação de várias áreas por meio de fotos e dicas de acesso, dados de meteorologia e mapas. Inúmeros outros casos semelhantes a este poderiam ser citados. Muito do sucesso dessas ações se deve à participação de milhares de pessoas nas redes sociais, apenas pelo puro sentimento de ajuda ao próximo. Não se pode negar ou ignorar a presença e a influência dessas redes na vida das pessoas, mas é preciso considerar que elas provocam uma série de dúvidas em relação ao seu poder de influência e de sua força. O que se sabe, e que já foi possível verificar, é que o seu poder de comunicação é impressionante, mas que assim como estes meios desbravam e ajudam, também podem destruir. Isso significa que, da mesma forma que essa comunicação avassaladora consegue engajar as pessoas, divulgar ideias e conteúdo, as críticas diante um erro se tornam algo devastador. Uma verdadeira dinamite. Empresas e pessoas expostas de forma negativa podem ter suas vidas mudadas da noite para o dia. A cada postagem, resposta ou comentário, uma nova “bomba” pode ser ativada em poucos segun-

dos. Por isso, o gerenciamento de uma página ou comunidade virtual tem que ser tarefa de gente responsável. Não se pode achar que internet é brincadeira de criança. Não é. Exemplos não faltam. Em São José do Rio Pardo, a rede social Facebook tem sido muito utilizada desde o período que antecedeu as eleições municipais. Foi importante meio de comunicação entre eleitores e candidatos, mas também serviu para que pessoas mal intencionadas fizessem deste canal um meio fácil para destilar seus venenos e expor seus recalques. Muitas vezes, denegrindo gratuitamente a imagem deste ou daquela, não com o intuito de divulgar informações, mas pelo simples desejo de vingança. Atitude abominável. Outros fatos e notícias vieram à tona pela rede. Esta semana, um diálogo entre o ex-prefeito e o exsecretário de Obras foi divulgado em uma página do Facebook, causando grande polêmica no município. O conteúdo da conversa trouxe informações públicas, mas também causou uma série de estragos. O caso (vide matéria nesta edição) foi parar na polícia. É o poder das redes sociais, que pode ser positivo ou negativo, construtivo ou destrutivo. Fato é que não se pode subjugá-lo.

coletti.imprensa@yahoo.com.br

Congresso dependente do Supremo Não foi ainda nesta semana que os deputados e senadores votaram o Orçamento da União de 2013, o que deveria ter acontecido no fim do ano passado, como manda a Constituição. E nada mais será votado enquanto o Supremo Tribunal Federal não esclarecer se os 3 mil vetos presidenciais precisam, de fato, ser votados em ordem cronológica e se eles trancam por inteiro a pauta do Congresso Nacional. A manobra para protelar a votação da peça orçamentária foi articulada pelo Palácio do Planalto, já que o governo está com uma folga financeira de R$ 42,8 bilhões garantidos por uma medida provisória, e também por estar autorizado a usar um doze avos por mês dos

recursos orçamentários previstos para o custeio. Por meio da Advocacia Geral da União (AGU), o governo pediu ao Supremo Tribunal Federal que esclareça em definitivo a liminar concedida pelo ministro Luiz Fux, sob a alegação de que existe o “perigo de colapso” institucional e de insegurança jurídica na hipótese de os vetos sobrestarem todas as proposições legislativas e serem os vetos apreciados na ordem cronológica. Destaca a AGU que se o orçamento for aprovado sob a pecha de inconstitucionalidade, poderá ser alvo de questionamento em todo o país. “Alguém que não concorde com transferência de recursos poderá questionar as despesas”, diz a AGU.

Os vetos O governo está também preocupado com uma eventual derrubada dos vetos, que poderão representar um rombo nos cofres da União em torno de R$ 470 bilhões. Só o veto relativo ao crédito-prêmio do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) representa perdas financeiras da ordem de R$ 280 bilhões. No caso do salário mínimo de 2006, o impacto seria de R$ 90 bilhões. O veto ao projeto sobre sonegação de direitos tributários, previdenciários e rurais, envolve perdas de R$ 27 bilhões.

Procura-se entre governo e oposição um acordo para uma votação em bloco dos vetos considerados consensuais. Os vetos polêmicos serão negociados, sendo que o último será o da presidente Dilma Rousseff ao projeto dos royalties do petróleo. Este, pelos entendimentos, será votado em plenário, sem acordo, e fatalmente será rejeitado, já que só os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo votariam pela manutenção do veto, e contra estão os parlamentares das 25 outras unidades da Federação.

Mais crises Além desse imbróglio do orçamento- vetos presidenciais, outros fatos agitam a Praça dos Três Poderes: Renan encurralado - Já passa de 1,5 milhões as assinaturas nas redes sociais pedindo a saída do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) das presidências do Senado e do Congresso Nacional por lhe faltar “condições morais e éticas”. Além desse incômodo constrangedor, Renan criou um clima de tensão entre senadores e servidores ao mandar demitir duas estagiárias do Senado que fizeram críticas a ele. As jovens estudantes escreveram em uma rede social que Renan representava “um problema para o Senado”- a declaração estava sobre a foto de um rato morto fotografado nas dependências da gráfica da casa. A destacar que uma das estagiárias é sobrinha do ministro Joaquim Barbosa, o relator do processo do mensalão. Renan, para evitar o constrangimento de vaias e mesmo xingamentos, tem evitado se expor nos aeroportos que transita, usando sempre as saídas de emergências e com forte apoio de seguranças. Suas entradas e saídas no Senado são feitas pela garagem. Para o enfrentamento a toda essa pressão popular, Renan aproveitou os dias de Carnaval para se internar numa clínica de rejuvenescimento, no Rio Grande do Sul, a um custo diário da ordem de R$ 3 mil. Barbosa novamente em cena - O ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, que ganhou projeção nacional como relator do processo do mensalão, voltou a ser foco destacado pela imprensa. Desta vez, pelo fato de pretender reduzir de 60 para

30 dias o período de férias dos juízes, desembargadores e promotores. A tarefa de preparar o projeto de lei nesse sentido foi entregue ao ministro Gilmar Mendes. É claro que a medida não foi bem aceita pelos juízes, que já se movimentam para a formação de lobby para funcionar no Congresso, com o objetivo de rejeitar a ideia de Joaquim Barbosa, que indagou: “Por que juízes e desembargadores são melhores dos demais trabalhadores brasileiros para terem dois meses de férias”? Modernização dos portos - A presidente Dilma Roussef também se envolveu numa outra crise, ao editar a Medida Provisória 595, que promove uma reforma liberalizante dos portos brasileiros, hoje talvez a mais fechada “caixa-preta” da infraestrutura nacional. Acaba com um grande número de gargalos e mexe no funcionamento dos portos. A reação foi enorme de um bom número de sindicatos e associações empresariais, que lutam para manter o status quo da ineficiência dos serviços do sistema portuário. O deputado Paulo Pereira (PDT- SP), presidente da Força Sindical, disse com sua linguagem desabrida que “o pau vai comer”. A presidente Dilma Roussef convocou para o inicio de março uma reunião, com a presença das lideranças envolvidas na questão. No Congresso, já são quase mil emendas apresentadas à MP 595, para modificá-la e até mesmo inviabilizá-la. Anuncia- se para março uma greve nacional dos portuários, justamente no momento em que a produção agrícola recorde deste ano começa chegar aos portos rumo ao exterior.

Poder das redes O número de visualizações (milhares) e compartilhamentos (centenas) do áudio postado no Facebook comprova o poder que as redes sociais exercem na vida de cada um. Podem construir, mas também podem destruir. Tem mais? Tem muita gente dizendo por aí que se em apenas um telefonema tanta coisa foi dita, imagine o que não revelaria o conteúdo de quatro anos de governo. Desrespeito Cidadãos ligaram para a redação de Gazeta, durante a semana, a fim de mostrar a indignação com o teor da conversa entre dois agentes públicos da administração passada. Classificam o fato como desrespeito. Investigação O caso já está na polícia, mas muitos vereadores já se manifestaram a favor de uma investigação, para que as informações contidas no telefonema sejam devidamente esclarecidas. É um exemplo de transparência dado pelo Legislativo, exatamente o que se espera do Poder Público. Medinho básico... A esta altura, com a iminência de outras gravações virem à tona, o ex-prefeito deve estar se perguntando: “O que vem por aí?”. Desvio de finalidade O ex-prefeito disse que era para a Saúde comprar grama para plantar na frente de prédios públicos. Vale lembrar que verba da Saúde é para ser usada na Saúde. A compra de remédios teria sido um bom exemplo. Na mesma... Ao contrário do que falam por aí os multiplicadores de ‘balelas’, os processos de cassação de João Luís Soares da Cunha continuam na mesma, exceto o terceiro, que deverá ser julgado dentro de alguns dias pelo Tribunal Regional Eleitoral, em São Paulo. Mudança de horário A celebração de Missa com o Rito Maronita, em comemoração ao Aniversário de São José do Rio Pardo, na Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, passou das 9h para 19h30. A data continua a mesma: domingo, dia 17 de março. O evento está noticiado na coluna Enfoque. Fora Renan! Cerca de 25 manifestantes se reuniram em frente ao gramado do Senado nesta quarta-feira, com banners e faixas pedindo a saída do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) durante a entrega simbólica das 1,6 milhão de assinaturas coletadas na internet pelo impeachment do presidente da Casa. Cinco pessoas conseguiram entrar no Senado, para entregar a petição. Óleo de Peroba Para “dar um trato na cara”, o presidente do Senado passou o Carnaval num spa na Serra gaúcha, mais exatamente em Gramado. Para repousar, o político pagou nada menos que R$ 16,5 mil para casal.

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 3682-8879 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Giselle Torres Biaco Redação: Eduardo Eron Colaboração: Fagner Nasser. Diagramação: Marco Antônio Cassucci. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br e-mail: reportagem@gazetadoriopardo.com.br e-mail: assinante@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Circulação Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


23 de fevereiro de 2013 - A-3

Vereador pede remodelação de rotatória Legislativo apresenta bom número de indicações e requerimentos, em várias áreas

EM DIA COM O LEGISLATIVO Lúcia Helena Libânio da Cruz l Solicita ao prefeito enviar cópias dos decretos municipais de dezembro de 2012. l Sugere ao prefeito a colocação de placas de nomes de ruas em bairros que especifica; encaminhar à Câmara projeto de lei propondo a renovação da concessão administrativa de uso da área do Botafogo FC; cancelar o lançamento, na dívida ativa de 2012, em nome do Botafogo FC, por não pagamento de taxa de água. Marco Antonio Gumieri Valério l Projeto de Lei que “Atribui o nome do Dr. Richard Celso Amato ao Aeroporto Municipal de São José do Rio Pardo, localizado na Fazenda Santa Manoela”. l Sugere ao prefeito o estabelecimento de parceria com o Sebrae para a realização do curso “Jovens Empreendedores: Primeiros Passos”, no Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação; providências diversas na Rua Bonsucesso, no Jardim São Roque; a construção de praça em área denominada Praça Donato Biaco; a limpeza de talude na Rua Paulo de Tarso (Bairro João de Souza). l Sugere à Secretaria de Estado da Cultura a inclusão de São José do Rio Pardo no ‘Virada Cultural Paulista’. Paulo Sergio Rodrigues l Sugere ao Governo do Estado incluir em seu planejamento melhorias na Avenida Perimetral, em São José do Rio Pardo; reestruturar o dispositivo viário de entrada/saída de São José do Rio Pardo, privilegiando a Avenida Brasil. l Sugere ao Prefeito a instalação de redutor de velocidade na Rua Agnaldo Machado Pourrat; a construção de campo sintético de bocha no município. Reinaldo Milan l Solicita ao prefeito informar sobre o funcionamento do programa “Recicla São José”; informações sobre regularidade de coleta de lixo em regiões mais afastadas do Centro; informações relativas à construção de praças nos bairros São Domingos e São José. l Sugere ao prefeito a substituição de lâmpadas queimadas ao longo da Rodovia Lupércio Torres. José Roque Rueda l Solicita ao prefeito informar sobre destinação de lotes de área desafetada no Distrito Industrial. l Sugere ao prefeito a construção de galerias de águas pluviais na Rua Roque Guardabaxo, Bairro Jardim Luciana II; a limpeza do Córrego das Macaúbas. Marcelo Nogueira Rocha l Sugere ao prefeito melhorar a estrutura dos pontos de ônibus circular, com coberturas, bancos e proteções laterais; que viabilize, mediante concurso público, a contratação de pessoal especializado na função de calceteiro; a instalação de caçambas para coleta de lixo orgânico em vias de acesso ao município; efetuar campanha de conscientização sobre coleta de lixo; a limpeza de bueiros no Bairro Maria Boaro; a instalação de placas indicativas de nomes de ruas no município. l Sugere ao Centro de Controle de Zoonoses providências para conter a proliferação de caramujos e escorpiões no município. Matheus de Oliveira Pinto l Solicita ao prefeito informações sobre existência de biólogos efetivos no Executivo; informações relativas ao local de atuação dos veterinários municipais; informações relativas ao espaço concedido para construção da Ceagerp. l Sugere ao prefeito alterações nas cobranças de taxas devidas pelas entidades de utilidade pública; a reconstrução das calçadas que circundam o Cemitério Municipal; a notificação de empresa responsável para efetuar reparos na esquina das ruas Paulo Renato Parisi e Natal Merli; reparos em bueiro e lombada na Rua Siqueira Campos; a retirada de árvore na Rua Marechal Floriano, no centro da cidade; instituir a campanha “Calçada em Ordem”, envolvendo proprietários de imóveis para melhoria em suas propriedades; a adoção do slogan “A primeira impressão é a que fica”, pela urbanização de praças, entradas da cidade e avenidas; melhorias na Rua Antonio Rodrigues Correa Filho (Bairro Santa Luzia); a inclusão no Departamento de Turismo de uma diretoria exclusiva para o Turismo Rural; o reparo de cano de água na Rua dos Bandeirantes (Vila Pereira); a substituição de lâmpada na Rua dos Possebons (Bairro S. Antonio); intensificar a fiscalização para cumprimento da Lei nº 2.797/2005 (tempo de atendimento ao usuário nos caixas das agências e correspondentes bancários); notificar proprietário de terreno localizado na Rua Tarquínio Cobra Olyntho; substituição de lâmpada em poste da Rua Tarcílio Siqueira; a construção de Canil Municipal. l Sugere ao Deputado Henrique Eduardo Alves, Presidente da Câmara dos Deputados a elaboração de um projeto que leve todos os municípios à construção de um Canil Municipal. l Sugere às Casas Lotéricas e/ou postos avançados oferecer melhores acomodações aos seus usuários. l Sugere ao DER a revitalização de toda a extensão da Rodovia Prefeito Lupércio Torres. l Sugere às clínicas veterinárias no município o funcionamento em esquema de plantão durante os finais de semana e feriados. l Sugere ao Banco Central do Brasil verificar a forma de contratação de seguros incluídos em financiamentos. Márcio Donizeti Macedo l Sugere ao Prefeito providências em bueiro localizado na Rua Profª Sylvia Martins Silveira de Sylos; a notificação de proprietários de terrenos, para limpeza, no Bairro Domingos de Sylos; a limpeza de bueiro localizado na Rua Donato Cassucci.

FOTOS E FONTE: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL

“É um bom sinal, isso significa que os vereadores estão vendo os problemas da cidade e levando até o Executivo, para que sejam resolvidos o mais rápido possível”, comentou o presidente da Câmara Municipal, Reinaldo Milan, sobre o número de indicações e requerimentos propostos pelo Legislativo durante sessão ordinária do dia 19. Umas das indicações de destaque, de autoria do vereador Paulo Sergio Rodrigues, visa reestruturar o dispositivo viário de entrada/saída de São José do Rio Pardo, privilegiando a Avenida Brasil. “Eu estava aqui na Câmara quando houve a eliminação do Trevo da Morte, em 1997, um clamor muito grande da cidade. Isso foi resolvido e nenhuma vida mais foi perdida naquele local, mas houve uma deterioração da entrada da cidade na ligação da Avenida Brasil como via expressa para São Paulo. Eu me recordo que, na época, a Renovias dizia que naquele momento era o possível a ser feito. Mas já se passaram 15 anos e hoje a concessionária reúne condições para poder devolver pelo menos a avenida até a rotatória”, diz o vereador. A sugestão de Paulo Sergio, com base em fundamentos técnicos do engenheiro Mario Gusmão, é voltar a Avenida Brasil até a rotatória. “Mantém-se as alças e a gente cria um dispositivo rumo ao Corte de Pedra, e vai até sentido Ritmo, onde seria uma rotatória. Os carros que viriam de Guaxupé passariam por essa rotatória, que seria em frente ao posto Shell. E São José teria de volta a avenida pelo menos até este ponto. A intenção da administração é fazer a nova fase do Distrito Industrial naquela região, então acho que daria mais visibilidade para a área. Nós temos a Etec, o campus da Feuc, enfim, você contemplaria a área com esta via e resolveria este problema”, justifica o vereador. Sobre as muitas indicações e os requerimentos dos vereadores, o presidente Reinaldo Milan co-

menta que a população tem cobrado a Câmara sobre o problema de falta da água, de que alguns bairros ainda continuam com buracos e entulhos. “A Prefeitura está fazendo dentro das possibilidades, está atendendo as reivindicações, mas precisa agilizar mais para que possamos dar este respaldo à população, para até diminuir essas indicações da Câmara”, comenta Milan. Estradas rurais O vereador diz que sua maior preocupação é com o problema das estradas da zona rural. “Hoje elas estão em estado de calamidade. Não tem condições de moradores virem até a cidade, de a perua escolar buscar alunos que iniciaram as aulas. Queria dizer que se o prefeito precisar de alguma suplementação, contratação de alguma empresa para ajudar o mais rápido possível, a Câmara está à disposição. Se ele tiver alguma dotação orçamentária que possa contratar uma empresa da cidade para resolver este problema, a Câmara está à disposição para ajudar, porque eu tenho visto a situação que essas estradas estão.” Do Executivo Deram entrada na sessão, em regime de urgência, três projetos de lei de autoria do Executivo. Aprovado por unanimidade, o projeto de lei nº 16 “Cria o Programa Municipal Aluguel Social, e dispõe sobre seu funcionamento”. O Programa atenderá temporariamente (prazo de seis meses, sujeito a prorrogação) famílias removidas por vulnerabilidade social, vítimas de infortúnio público, idosos, pessoas portadores de necessidades especiais e mórbidas, moradores da zona rural e ribeirinhos, afetados por inclemência do tempo e vulnerabilidade social. Além de anexar documentação específica, o novo projeto traz algumas modificações quanto ao texto anterior: acrescenta o CAD – Cadastro Único – na Secretaria de Inclusão Social, para centralizar as

informações sociais dos beneficiários; passa de seis meses para 24 meses o tempo exigido de moradia (no município), a ser comprovado pelo beneficiário. Na mensagem, o prefeito estima a despesa em R$ 50 mil mensais; explica que não estão sendo criadas novas despesas, pois os recursos já existem no orçamento, provenientes do Fundo Municipal de Assistência Social. O projeto de lei nº 17 “Autoriza o Executivo a celebrar convênio com a Associação das Filhas Nossa Senhora do Monte Calvário (Educandário São José), entidade beneficente, sem fins lucrativos, e dá outras providências”. O convênio visa ao atendimento de até 100 jovens de 15 a 24 anos, encaminhados pela Secretaria Municipal de Assistência e Inclusão Social (de famílias cadastradas em seu Cadastro Único), para capacitação profissional no ramo de construção civil (pedreiro, encanador), marcenaria, vestuário, estética (cabeleireiro e manicure), entre outros. Não cria novas despesas, pois os recursos para supor o programa já existem no orçamento, provenientes do Fundo Municipal de Assistência Social. Estimase uma despesa de R$ 43.200,00 anuais (R$ 3.600,00 mensais), para pagamento de dois profissionais que ministrarão os cursos. A contratação dos profissionais, sua remuneração, encargos previdenciários e direitos trabalhistas serão de responsabilidade do Educandário São José. Já o projeto de lei nº 17 “Autoriza o Executivo a celebrar convênio com a Associação das Filhas Nossa Senhora do Monte Calvário (Educandário São José), entidade beneficente, sem fins lucrativos, e dá outras providências”. Com requerimento de urgência apresentado pelos vereadores, o projeto foi colocado em discussão única, tendo sido aprovado por unanimidade. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)


A-4 - 23 de Fevereiro de 2013

Cidade recebe festival Grito Rock 2013 No dia 2 de março, às 15 horas, em evento a ser realizado no Epidauro, São José do Rio Pardo entrará efetivamente para o circuito mundial do Grito Rock. Produzido de forma colaborativa desde 2005, o Grito Rock foi criado como uma alternativa ao carnaval tradicional e em 2013 acontece entre o período de 1º de fevereiro a 3 de março. A edição de 2013 escolheu o portal Toque no Brasil (www.tnb.art.br) como principal plataforma de conexão de agentes, produtores e artistas. Além das inscrições, o Toque no Brasil vai fomentar também turnês e shows. Estima-se a criação de cerca de três mil vagas para bandas de todo o país e turnês de pequeno, médio e grande portes, que devem ligar diversas regiões brasileiras. Depois de integrar todos os estados e regiões brasileiras e extrapolar as fronteiras conectando grande parte da América Latina, o Festival Grito Rock alcança 300 cidades de 30 países diferentes, este ano. Além dos latinos, outros países dos continentes da Europa, Oceania, África, por exemplo, integram-se ao

Rotary Clube São José do Rio Pardo “Oeste” Fundado em 19/12/1971

evento. O Grito Rock é um dos grandes estimuladores das cadeias produtivas de pequenas cidades no interior, bem como em todas as capitais do país e demais pontos internacionais que realizam o festival. Estimase que em 2011 o investimento total dos produtores combinados alcançou aproximadamente R$2,2 milhões, injetados diretamente no mercado independente. O valor médio de cada evento também foi expressivo – em média foram aplicados R$16.000,00, entre reais e moedas solidárias. O projeto foi idealizado pelo coletivo Espaço Cubo no ano de 2003 em Cuiabá (MT). Com a criação do Fora do Eixo, em 2005 – o projeto se ampliou de forma conceitual e geográfica, envolvendo produtores de todo o país. Em 2011, o Grito Rock aconteceu em mais de 130 cidades, em oito países, movimentando duas mil bandas e aproximadamente 200 mil espectadores. Na última edição, em 2012, foram 205 cidades realizadoras, 37% a mais em comparação com 2011, envolvendo a participação direta de apro-

Ano Rotário 2012/2013 Presidente: José Ruy Junqueira Andreoli Reuniões às quartas-feiras às 20h00

O governador distrital Paulo Celso Motta visitou o Rotary de Casa Branca/SP na noite de quarta-feira (20/02). O “Oeste”, padrinho do mais novo clube do Distrito 4590 fundado em novembro de 2012, transferiu excepcionalmente sua reunião semanal para aquela cidade. Na foto, alguns dos rotarianos rio-pardenses ladeados pelo governador durante o encontro festivo. No último carnaval, o Rotary realizou naquele município o “Bloco Vida”, onde os foliões doavam litros de leite (entregues a entidades assistenciais) e em troca recebiam camisetas que os orientavam a se divertir de forma consciente...

Em comemoração aos 108 anos de fundação do Rotary International, o “Oeste” riopardense firmou parceria com a Casa de Cultura e Cidadania e promoveu nesta sextafeira (22/02) o evento “Leitura na Praça” na sede desta entidade, no Bairro Buenos Aires. Foi uma atividade cultural para a comunidade, cujo principal objetivo foi expor livros ao receptor e conquistá-lo como leitor. “Formar o leitor não compete apenas à educação escolar; é tarefa essencial da família e estende-se amplamente a toda a sociedade dentro da responsabilidade de promover o desenvolvimento integral de cada pessoa”. Acontece neste domingo (24/02) o almoço de companheirismo na sede do Rotary rio-pardense. Este encontro festivo também marcará as comemorações dos 108 anos de Rotary International. Com cardápio caipira, os ingressos custam R$ 20,00 (bebidas a parte) e ainda podem ser reservados com rotarianos do “Oeste” ou pelos telefones (19).9242-9297 e (19).3608-4750 com José Ruy.

DIVULGAÇÃO

Evento contará com apresentação de cinco bandas de cidades de São Paulo e Minas

ximadamente 700 produtores culturais, de 15 países diferentes. Em São José do Rio Pardo, o festival chega pelos esforços do músico e produtor João Dimas Mansano Zerbini, que explica que o objetivo do Grito Rock em Rio Pardo é mostrar para a população e principalmente aos jovens que existem outras possibilidades, uma expansão de horizontes. “Que as festas não precisam girar em torno da mesma coisa sempre. Isso não quer dizer

que não deva ter o sertanejo, por exemplo, mas sim o sertanejo e mais outras coisas, diversificar um pouco. Uma noção maior de mundo, do cenário que está se criando em torno da arte e da cultura em outros lugares também”, diz. João conta que a cidade entrou na rota do Grito Rock por meio da rede de coletivos Fora do Eixo, que abre um cadastro de inscrição para produtores realizarem o festival em suas cidades. “Assim que apro-

vado, o produtor recebe as coordenadas sobre o padrão do festival e como deve funcionar, desde o processo de seleção das bandas até como deve ser o esquema de comunicação, divulgação etc. As bandas inscritas no festival são selecionadas pelo produtor da própria cidade.” Coletivo Cultural João Dimas explica que um Coletivo Cultural é criado a partir de um círculo de pessoas que queiram movimentar a cena cultural de sua cidade, de seu bairro, comunidade ou instituição. “Tudo isso de maneira independente, ou seja, por conta própria. As pessoas envolvidas nesse coletivo doam seus trabalhos em prol do desenvolvimento. Um exemplo sim-

ples seria este: eu sei tocar violão e vou participar do coletivo dando aulas de violão para crianças carentes. É um pouco mais complexo que isso, mas é mais ou menos este o caminho.” Bandas no Epidauro No Epidauro se apresentarão as bandas “Associação Livre Invisível”, de São Paulo, “Os invalvuláveis”, de Suzano (SP), “O Feliz Amor do Felino Ferido”, de São José do Rio Pardo, “Ozome”, de Belo Horizonte e “Soulbreaker”, de São José do Rio Pardo. O festival tem apoio da emissora 88 Mais FM, Gazeta do Rio Pardo, agência Expressão Expressão Comunicação e Design, Fora do Eixo Card e Prefeitura Municipal – DEC.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO RESOLUÇÃO Nº 05, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. (Autora: Mesa da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo). Corrige a parte final do art. 2º da Resolução nº 03/2013, que “Revoga a Resolução nº 07/2011, mantém requisitos e altera valores para contratação de estagiários no âmbito da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo, nos termos da Lei Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008.” O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte resolução: Art. 1º Modifique-se a parte final do art. 2º, da Resolução epigrafada, para constar a expressão “revogando-se a Resolução nº 7/2011”, no lugar de “revogando-se a Resolução nº 7/2013”. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. Reinaldo Milan Presidente Publicada, por afixação, no quadro de editais do Legislativo, e no jornal Gazeta do Rio Pardo, em 23/2/2013. Alexandra Santurbano Esteves Diretora Administrativa e Legislativa

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO RESOLUÇÃO Nº 2, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a implementação de controle interno na Câmara Municipal de São José do Rio Pardo para que atue de forma integrada à Prefeitura Municipal, de modo que o dirigente municipal disponha de informações qualificadas para a tomada de decisões com obtenção de mais segurança sobre a legalidade, legitimidade, eficiência e publicidade dos atos financeiros chancelados, nos termos dos arts. 31, 70 e 74 da Constituição Federal, bem assim do art. 54, parágrafo único, e art. 59, ambos da Lei de Responsabilidade Fiscal e, também, do artigo 38, parágrafo único, da Lei Orgânica do E. T. C. E. S. P. O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte resolução: Art. 1º Fica implementado no âmbito interno da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo, controle interno com atuação integrada com a Prefeitura Municipal, de modo que os representantes dos Poderes Executivo e Legislativo municipais disponham de informações qualificadas para a tomada de decisões com obtenção de mais segurança sobre a legalidade, legitimidade, eficiência e publicidade dos atos financeiros chancelados, nos termos dos arts. 31, 70 e 74 da Constituição Federal, bem assim do art. 54, parágrafo único, e art. 59, ambos da Lei de Responsabilidade Fiscal e, também, do artigo 38, parágrafo único, da Lei Orgânica do E. T. C. E. S. P. Art. 2º Apenas servidores do quadro efetivo deverão compor o sistema de controle interno. Art. 3º Objetivando dar cumprimento aos comandos legais citados, o controle buscará, sem prejuízo de outras atribuições pertinentes: I- Avaliar o cumprimento das metas físicas e financeiras dos planos orçamentários, bem como a eficiência de seus resultados; II- Comprovar a legalidade da gestão orçamentária, financeira e patrimonial; III- Comprovar a legalidade dos repasses a entidades do terceiro setor, avaliando a eficácia e a eficiência dos resultados alcançados; IV- Exercer o controle das operações de crédito, avais e garantias, bem como dos direitos e haveres do Município; V- Apoiar o Tribunal de Contas no exercício de sua missão institucional; VI- Em conjunto com autoridades da Administração Financeira do Município, assinar o Relatório de Gestão Fiscal; VII- Atestar a regularidade da tomada de contas dos ordenadores de despesa, recebedores, tesoureiros, pagadores ou assemelhados. Art. 4º Outras normas poderão detalhar a forma de desencadeamento dos atos administrativos para consecução do fim proposto por esta Resolução, inclusive, em conjunto com a Prefeitura Municipal. Art. 5º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. Reinaldo Milan Presidente Publicada, por afixação, no quadro de editais do Legislativo, e no jornal Gazeta do Rio Pardo, em 23/2/2013. Alexandra Santurbano Esteves Diretora Administrativa e Legislativa


23 de Fevereiro de 2013 - A-5

Áudio na internet vira caso de polícia Gravação postada em rede social revela diálogo entre ex-prefeito e ex-secretário Foi parar na delegacia de polícia o caso sobre o áudio postado esta semana na internet, que divulga uma conversa telefônica entre o ex-prefeito João Luís Soares da Cunha e o ex-secretário de Obras Marco Aurélio Feltran. A postagem, feita na página Transparência, na rede social Facebook (facebook.com/transparenciariopardosp), é de autoria do advogado Marcio Curvello Chaves, administrador da comunidade. “O áudio traz integralmente uma conversa sem nenhum corte, com linearidade, entre outras, entre Marco Aurélio Feltran, exsecretário de Obras, e João Luís Soares da Cunha, exprefeito municipal. Na conversa, o Marco Aurélio diz claramente que entende que o povo de São José do Rio Pardo é uma besta, no que o João Luís concorda. Logo depois ele usa palavras como lazarento, pior raça da Terra, e o João Luís Cunha ri. A conversa também traz João Luís mandando recados à Irene, então secretária de Saúde do município, para que usasse o dinheiro da Saúde para comprar grama, porque no entender deles o povo precisa de uma graminha para ficar satisfeito”, declara Marcio Chaves. O advogado diz, ainda, que durante a conversa é feito um comentário “bastante complicado a respeito de vários secretários empenhados em regularizar uma empresa pessoal do João Luís, chamada CVA”. Chaves informa que todo o material gravado será entregue ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e à Controladoria Geral da União.

usava tinha uma programação que registrava as conversas em um cartão chamado ‘microUSB’, que ficava dentro do aparelho. Quando ele foi devolver o aparelho para a Prefeitura, ele cuidou de apagar as mensagens enviadas e recebidas, as últimas ligações, a agenda, mas esqueceu de apagar o cartão, e devolveram para a atual administração com tudo isso. Uma determinada pessoa que recebeu este aparelho estranhou a conversa e comentou conosco; nós pedimos e nos foi franqueado o cartão. O material foi copiado e existem dezenas de horas de conversa e essa é uma delas. Pelo teor desta conversa, nós entendemos oportuno que as pessoas soubessem e fizemos a publicação”, declara o advogado. Ele garante que não houve interceptação telefônica ou prática de crime. “Nós demos publicidade a uma conversa que estava gravada em um aparelho público, que foi realizada em um ambiente público, por pessoas públicas. Conversa paga com dinheiro público.”

O áudio Sobre a forma como o áudio foi conseguido, Marcio Chaves explica que a Prefeitura, por contrato firmado pelo então prefeito João Luís Cunha, determinou a utilização dos chamados ‘telefones corporativos’. “Um aparelho se comunica com outro de graça e os secretários, alguns diretores e o prefeito faziam uso destes telefones. Especificamente o aparelho que o ex-prefeito

Caso de polícia O ex-prefeito e o ex-secretário registraram, logo após o ocorrido, um Boletim de Ocorrência contra o advogado, no qual solicitam uma investigação pelo que eles chamaram de ‘interceptação telefônica’. “O João Luís sabe que eu não cometi este crime. Ao fazer o Boletim desta forma, eles incorreram no que a gente chama de ‘denunciação caluniosa’, tentando fazer uma cortina de fu-

Defesa Chaves relata que vinha sofrendo ‘afronta moral’ por parte de pessoas anônimas. “Essas pessoas se diziam defensoras de João Luís e de sua equipe, e vinham fazendo uma afronta moral muito grande à minha pessoa e a pessoas próximas a mim. Eu destaco também que é a legítima defesa da minha honra, mostrando quem são os meus detratores. Nós buscamos assim que as pessoas saibam com transparência o que realmente acontece na cidade.”

maça para desviar o foco da questão. Não cometi nenhum crime, já me apresentei à delegacia de polícia, estou à disposição para apresentar qualquer justificativa. No próprio BO, eu destaco, eles mencionaram que a conversa foi real e o teor também foi real”, diz Chaves. Desabafo O engenheiro e ex-secretário Marco Aurélio Feltran diz que suas palavras foram de desabafo. “Tratava-se de um desabafo de que todos os rio-pardenses precisam ter um pouco mais de entendimento e esclarecimento do que está acontecendo na cidade. É um pouco revoltante a gente trabalhar numa Prefeitura, e infelizmente a gente ter pessoas que reclamam de um buraco. É preciso procurar saber um

pouco mais sobre o que acontece em uma Prefeitura, das dificuldades que as pessoas que trabalham ali têm, e entender um pouco que o imposto que ela está pagando está sendo muito bem aplicado, às vezes não é num buraco de uma determinada rua. Inclusive se vocês ouvirem a própria ligação que foi grampeada, eu estava discutindo uma obra de um valor de aproximadamente R$ 19 milhões, que era justamente para recapear inúmeras ruas que tem muito problema na cidade. Então a preocupação realmente era apresentar uma solução definitiva e aconteceu esse desabafo. Às vezes a pessoa olha um buraco na rua, mas às vezes ele não foi tapado porque o dinheiro foi para pagar uma contrapartida de outra obra que com certe-

za tinha mais importância. A população rio-pardense, na verdade, como ela nos colocou no poder durante quatro anos, ela também tem o direito de cobrar. Mas eu acho que ela tem também o direito e o dever de entender um pouco o que acontece na cidade, até para saber quais obras estavam em andamento, qual o valor das obras, a importância delas”, declara. Providências Marco Aurélio informou, ainda, que ele e João Luís Cunha já estão tomando providências a respeito da postagem do áudio. “O que essa pessoa postou, ele cometeu três crimes básicos: primeiro, uma interceptação de uma ligação, um grampo telefônico que é uma coisa ilegal, e depois a divulgação de

um material desses e, por fim, uma difamação. Existe um processo em andamento para que tudo seja apurado e as providências já estão sendo tomadas para que tudo fique esclarecido da forma mais correta possível.” Mafepi disse estranhar a compra de grama por alguém da área da Saúde na Prefeitura. “Acho que, junto com os colegas da Câmara, podemos levantar, mesmo retroativamente, como isso ocorreu e para onde foi esse dinheiro. Porque a gente paga imposto e quer que o dinheiro chegue no lugar certo”. E concluiu: “Mesmo tendo sido eleito pelo lado dele, e pode ser o José, o Sebastião, o Papa ou quem for, a minha função é fiscalizar, seja ele o prefeito que for”.

Posição do Legislativo A reportagem de Gazeta do Rio Pardo consultou alguns dos atuais vereadores sobre o fato ocorrido. O presidente da Câmara, Reinaldo Milan, informa que será realizada uma reunião, na próxima semana, com os demais vereadores e com o procurador jurídico da Casa, Márcio Rioli, para analisar o assunto. “Analisaremos tudo, desde o funcionário da Prefeitura xingando a população até a compra da grama, vendo ainda se foi feito empenho e para onde foi esta grama. E depois enviaremos tudo ao Ministério Público, para que este faça uma apuração melhor e veja quem é o culpado de toda aquela conversa”, afirma. Milan lembrou que não só os vereadores são representantes do povo, mas também o secretário municipal de Obras. “O secretário ganha para trabalhar e para representar a população. Ele tinha que se desculpar, pedir desculpas às pessoas porque o salário dele saiu de toda população rio-pardense. Se ele tem problemas pessoais e usou aquela con-

v e r s a p a ra d e s a b a fa r, como ele alegou depois, a cidade não tem nada a ver com os problemas dele”. O vereador Paulo Sérgio Rodrigues diz ter tomado conhecimento dos termos utilizados por Marco Aurélio Feltran através da rádio Difusora AM. Em conjunto com outro vereador tucano, Marco Gumieri Valério (Caco), e seguindo orientação do partido, o PSDB, Paulão ficou de formular um pedido formal ao presidente da Câmara, solicitando que analise o assunto através do procurador jurídico do Legislativo. “Caso seja constatada alguma irregularidade, que tome as medidas que forem necessárias, quer pela formação de alguma comissão, quer por uma CPI ou por alguma ação”, afirmou Paulão. “Nosso pedido é no sentido de o procurador jurídico ouvir toda a gravação, inclusive a parte que menciona a compra de grama para a área da saúde e também o fato de isso ter vazado lá de dentro da Prefeitura”. O vereador Marcelo Rocha classifica o fato de gravíssimo, já que o prefeito e o secretário são

pagos pela municipalidade. Para ele, o que mais causou estranheza foi “o prefeito o tempo todo dando risada do que o secretário falava para ele”. Marcelo acha que também necessita ser apurado como a gravação chegou às mãos de um advogado. Ele acha que, em caso de ter conhecimento da gravação, se o diálogo tivesse sido divulgado pela própria Prefeitura, poderia dar mais veracidade ao fato. Também sugere apuração sobre a compra da grama, se a Secretaria de Saúde, na época, fez esta aquisição. “Todos os fatos devem ser apurados pela Câmara Municipal”, afirma. A vereadora Lúcia Helena Libânio da Cruz diz ter ouvido, pela Difusora, a explicação dada por Marco Aurélio Feltran, quando este disse ter feito “um desabafo”. Segundo ela, “todos têm o direito de desabafar, mas com cuidado e o respeito tem que ser preservado”. Lúcia disse que o ex-secretário de Obras deveria “fazer um pedido de desculpas à população porque foi ela que pagou o salário dele durante os

quatro anos”. A forma como tudo foi levado à internet, para ela, é o que menos importa neste episódio, já que se trata de fato verídico no qual o ex-secretário xinga a população. Como presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Lúcia disse que tentará apurar de onde saiu o dinheiro para a compra da grama mencionada por Marco Aurélio na gravação: da Saúde ou de outra fonte? “A população merece ter mais remédios, mais médicos, ter atendimento cada vez melhor e sem fila. Isso sim é prioritário, não grama”, concluiu. O vereador Matheus de Oliveira Pinto (Mafepi) diz que participa da rede social diariamente e que ouviu a gravação entre Marco Aurélio Feltran e João Luís Soares da Cunha. “Sou nascido e criado em São José do Rio Pardo, então me enquadro neste ‘bando de besta e lazarento’ (termos usados por Feltran). Não acho justo, porém, ter que escutar isso, pois tenho outros princípios éticos e morais, não gostaria de ser chamado dessa forma”.


A-6 - 23 de Fevereiro de 2013

Vigilância recebe novo lote de vacinas Equipe registra BO contra página do Facebook que publicou informações mentirosas A Vigilância em Saúde de São José do Rio Pardo recebeu, esta semana, um novo lote de vacinas de São João da Boa Vista. O material foi retirado após um problema de curto circuito, que ocorreu durante o fim de semana na sala de vacinas do Centro de Saúde, ter provocado alterações na temperatura de algumas geladeiras. “Já providenciamos a reposição do estoque, retiramos em São João um novo quantitativo de vacinas em ordem, com conservação adequada, com temperatura estável que já está disponível para a população aqui no Centro de Saúde, na sala de vacina do Vale e na sala de vacina do Cassucci”, informa a coordenadora da Vigilância em Saúde Denise Rondinelli Cossi Salvador. Ela explica que uma pessoa foi picada por uma cobra cascavel na cidade de Caconde e, como São José do Rio Pardo é o ponto estratégico para atendimento de acidentes com animais peçonhentos (cobra, aranha, escorpião), o paciente foi encaminhado para o município. “A gente mantém um estoque, que já é determinado pela própria Regional de Saúde, de soro, que seria a proteção imediata contra o veneno daquele animal, para que a pessoa não corra risco de morte. Na verdade

esse estoque é reduzido, porque hoje a produção do soro também é limitada, mas ele sempre é suficiente para atender a demanda”. De acordo com Denise, no domingo (17) pela manhã, a Vigilância recebeu a informação de que tinha um paciente com acidente por cascavel, e que ele já havia recebido um soro específico. “Aí a gente precisava repor este estoque, o que sempre é feito de imediato, independente do dia. Viemos até a sala de vacinação do Centro de Saúde para poder montar a caixa térmica, porque vacina tem conservação, temperatura, uma série de normas a serem seguidas, e quando chegamos aqui no domingo, por volta de umas 9h30, nos deparamos com as geladeiras ligadas na tomada, mas com a temperatura alterada. Na sala de vacina não funcionava a lâmpada e ventilador, e do outro lado, na outra metade, na sala em frente tinha energia normal. A gente de imediato tomou as providências que também são determinadas pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, ou seja, pegamos aquela geladeira e passamos para o lado que tinha energia.” Ocorre que, em caso de alteração de temperatura, as vacinas ficam suspen-

sas e impedidas de serem utilizadas, até que o Estado e o Ministério da Saúde avaliem se os produtos sofreram ou não algum tipo de alteração. “Todo esse estoque é relacionado, existe notificação de alteração de temperatura, a gente tem que registrar a última temperatura que estava anotada, relatar o tipo de problema e especificar quantidade, tipo de vacina, lote e a validade. Essas vacinas ficam suspensas, ou seja, nós não podemos utilizá-las, por isso fomos retirar um novo estoque. Essa análise é feita pelo Ministério da Saúde. Enquanto não tivermos o parecer técnico, as vacinas ficam armazenadas em temperatura adequada, mas não são utilizadas.” Denise conta que a sala de vacina ficou fechada na segunda-feira. “A equipe da parte elétrica da Prefeitura veio logo pela manhã para tentar localizar o problema, que foi detectado por volta de uma hora da tarde. Foi um curto circuito em uma sala da pediatria, que pega a nossa sala de vacina.”

A) INDICAÇÕES: - Ao Executivo Municipal, sugerindo: - alterações nas cobranças de taxas devidas pelas entidades de utilidade pública. - a reconstrução das calçadas que circundam o Cemitério Municipal. - a notificação de empresa responsável para efetuar reparos na esquina das ruas Paulo Renato Parisi e Natal Merli. - reparos em bueiro e lombada na Rua Siqueira Campos. - a retirada de árvore na Rua Marechal Floriano, no centro da cidade. - instituir a campanha “Calçada em Ordem”, envolvendo proprietários de imóveis para melhoria em suas propriedades. - a adoção do slogan “A primeira impressão é a que fica”, pela urbanização de praças, entradas da cidade e avenidas. - melhorias na Rua Antonio Rodrigues Correa Filho (Bairro Santa Luzia). - a inclusão no Departamento de Turismo de uma diretoria exclusiva para o Turismo Rural. - o reparo de cano de água na Rua dos Bandeirantes (Vila Pereira). - a substituição de lâmpada na Rua dos Possebons (Bairro S. Antonio). - intensificar a fiscalização para cumprimento da Lei nº 2.797/ 2005 (tempo de atendimento ao usuário nos caixas das agências e correspondentes bancários). - notificar proprietário de terreno localizado na Rua Tarquínio Cobra Olyntho. - substituição de lâmpada em poste da Rua Tarcílio Siqueira. - a construção de Canil Municipal. - o estabelecimento de parceria com o Sebrae para a realização do curso “Jovens Empreendedores: Primeiros Passos”, no Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação. - providências diversas na Rua Bonsucesso, no Jardim São Roque. - a construção de praça em área denominada Praça Donato Biaco. - a limpeza de talude na Rua Paulo de Tarso (Bairro João de Souza). - a construção de galerias de águas pluviais na Rua Roque Guardabaxo, Bairro Jardim Luciana II. - a limpeza do Córrego das Macaúbas. - a substituição de lâmpadas queimadas ao longo da Rodovia Lupércio Torres. - a colocação de placas de nomes de ruas em bairros que especifica. - encaminhar a esta Casa projeto de lei propondo a renovação da concessão administrativa de uso da área do Botafogo FC. - cancelar o lançamento, na dívida ativa de 2012, em nome do Botafogo FC, por não pagamento de taxa de água. - a instalação de redutor de velocidade na Rua Agnaldo Machado Pourrat. - a construção de campo sintético de bocha no município. - melhorar a estrutura dos pontos de ônibus circular, com coberturas, bancos e proteções laterais. - que viabilize, mediante concurso público, a contratação de pessoal especializado na função de calceteiro. - a instalação de caçambas para coleta de lixo orgânico em vias de acesso ao município. - efetuar campanha de conscientização sobre coleta de lixo. - a limpeza de bueiros no Bairro Maria Boaro.

relevante para a Saúde Pública, que está muito bem estruturado, que mantém um padrão de qualidade, de repente se vê jogado na mídia sem pudor nenhum, e sem conhecer a realidade. Estamos tomando as providências no sentido de fazer um Boletim de Ocorrência para que o fato seja apurado, tanto pela área pública como também pela área criminal, porque eu acho que isso é um crime contra a Saúde pública, contra os profissionais e contra a instituição”, declarou Denise. Perfeitas condições Denise se diz “chocada e decepcionada” com as postagens da página no Facebook. “Qualquer órgão que queira fazer uma denúncia, isso é bem-vindo quando ela é real. Se eu recebo uma denúncia, antes de passar adiante eu vou verificar os fatos. Então a gente já teve usuários que perguntaram se a vacina que usamos é boa, por isso eu acho importante reafirmar que a equipe da Saúde Vacina é compro-

metida, é responsável, segue as normas do Ministério da Saúde e a Vacina que está em circulação é um lote novo que foi retirado na Regional de Saúde.” Ela reafirma que foi trocada toda a fiação elétrica e que as vacinas estão em temperaturas adequadas, conservadas e prontas para uso. “A equipe também está disponível para fazer o atendimento com a qualidade, a atenção e o respeito que sempre fez. A gente tem uma equipe que é altamente qualificada, técnica, experiente, responsável, ética e que jamais faria algo para colocar em risco a saúde da população. Aliás, se a gente usasse um produto que sofreu alteração de temperatura, o máximo que poderia acontecer é que essa vacina não faria o efeito desejado. A equipe da sala de vacinação, a equipe da Vigilância em Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura prezam a responsabilidade, a ética, o compromisso com o atendimento de qualidade, então as pessoas não precisam se preocupar.”

Boletim de Ocorrência Durante a semana, uma página da rede social Facebook publicou críticas à equipe da Vigilância em Saúde local, provocando a

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO SÚMULA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 19-02-2012

indignação dos funcionários, que chegaram a registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia. A página é alvo de outras denúncias junto à polícia local, que investiga a origem das informações e a identidade dos administradores da comunidade na internet, que não se identificam nas postagens. “Notícias às vezes são veiculadas de forma distorcida por pessoas que não sabem do acontecido. A gente poderia dar esta explicação se viessem aqui perguntar, mas isso está aí nas redes sociais noticiando que os funcionários esqueceram de ligar a geladeira, e que isso fez com que perdessem os imunobiológicos. Na verdade são pessoas mal intencionadas, que desconhecem o trabalho que é realizado pela equipe, bem como os fundamentos técnicos. Respondendo pela Vigilância em Saúde, eu me reuni com minha equipe, até porque os funcionários estão muito chocados porque a forma como a notícia é veiculada denigre a imagem dos profissionais, então um trabalho que é

Atraso de voo gera dano moral ao consumidor

- providências em bueiro localizado na Rua Profª Sylvia Martins Silveira de Sylos. - a notificação de proprietários de terrenos, para limpeza, no Bairro Domingos de Sylos. - a limpeza de bueiro localizado na Rua Donato Cassucci. - Ao Deputado Henrique Eduardo Alves, Presidente da Câmara dos Deputados, sugerindo a elaboração de um projeto que leve todos os municípios à construção de um Canil Municipal. - Às Casas Lotéricas e/ou postos avançados, sugerindo oferecer melhores acomodações aos seus usuários. - Ao DER, sugerindo a revitalização de toda a extensão da Rodovia Prefeito Lupércio Torres. - Às clínicas veterinárias no município, sugerindo o funcionamento em esquema de plantão durante os finais de semana e feriados. - Ao Banco Central do Brasil, sugerindo verificar a forma de contratação de seguros incluídos em financiamentos. - À Secretaria de Estado da Cultura, sugerindo a inclusão de São José do Rio Pardo no ‘Virada Cultural Paulista’. - Ao Governo do Estado, sugerindo: - incluir em seu planejamento melhorias na Avenida Perimetral, em São José do Rio Pardo. - reestruturar o dispositivo viário de entrada/saída de São José do Rio Pardo, privilegiando a Avenida Brasil. - Ao Centro de Controle de Zoonoses, sugerindo: - providências para conter a proliferação de caramujos e escorpiões no município. - a instalação de placas indicativas de nomes de ruas no município. C) PROJETOS APROVADOS AUTORIA EXECUTIVO - Projeto de Lei nº 16, de 18/02/2013, que “Cria o Programa Municipal Aluguel Social, e dispõe sobre seu funcionamento”. - Projeto de Lei nº 17, de 18/02/2013, que “Autoriza o Executivo a celebrar convênio com a Associação das Filhas Nossa Senhora do Monte Calvário (Educandário São José), entidade beneficente, sem fins lucrativos, e dá outras providências”. AUTORIA LEGISLATIVO - Projeto de Resolução nº 2, de 05/02/2013, que “Dispõe sobre a implementação do controle interno da Câmara Municipal para que atue de forma integrada à Prefeitura Municipal”. - Projeto de Resolução nº 05, de 19/02/2013, que “Corrige a parte final do art. 2º da Resolução nº 03/2013, que Revoga a Resolução nº 07/2011, mantém requisitos e altera valores para contratação de estagiários no âmbito da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo, nos termos da Lei Federal nº 11.788, de 25/09/ 2008”. D) MENSAGEM: A Câmara Municipal informa a todos que as sessões ordinárias são realizadas às terças-feiras a partir das 19:30. Nosso site: www.camarasjriopardo.sp.gov.br; E-mail: cmrpardo@camarasjriopardo.sp.gov.br Reinaldo Milan Presidente

AGRADECIMENTO Venho através deste jornal agradecer o meu filho Fagner e o Delegado de Polícia Dr. Benedito Antônio Noronha Júnior pelo empenho na procura de C.N. Também agradeço o advogado Dr. Marco Antonio Biaco e sua esposa Giselle, os funcionários de Gazeta do Rio Pardo, juntamente com os funcionários da Rádio 88+ e Difusora AM, pelo carinho e atenção que nos foi dada. Agradeço os policiais e investigadores de Rio Pardo, juntamente com a Polícia de MaringáPR pelo mesmo desempenho em localizar C.N. Muito obrigada aos amigos e parentes pelas orações e manifestações de carinho com a família. Que Deus abençoe a todos vocês. Amém. Josiane

No mundo atual, cada vez mais o transporte aéreo é utilizado pela população e constantemente acompanhamos na televisão aeroportos lotados, filas para retirada ou compra da passagem e atrasos de voos que comprometem todo um planejamento de trabalho, de lazer ou de uma visita familiar. A este respeito tanto o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, quanto o Superior Tribunal de Justiça têm entendido que o atraso de voo, por si só, gera um dano moral ao consumidor, já que se o mesmo comprou uma passagem para determinado lugar, em determinado horário teria um compromisso que em tese não poderia perder. Este dano é conhecido, como dano “in re ipsa”, ou seja, um dano moral presumido, onde não importa a culpa da transportadora aérea, o simples fato da ocorrência do atraso de voo gera um desconforto, uma aflição ao consumidor que caracteriza um dano moral. Além disso é importante apontar que nestes casos, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) é totalmente aplicável, razão pela qual, o ônus de provar o contrário do alegado pelo consumidor é da transportadora aérea (art. 6º, VIII do CDC). Nestes casos a saída da transportadora aérea é provar que o atraso de voo decorreu de culpa exclusiva do consumidor (art. 14, §3º, II do CDC) ou de caso fortuito ou força maior. Para facilitar a compreensão do leitor, exemplificarei alguns casos de condenações que vêm ocorrendo diariamente. À frente do exemplo, indico um caso similar julgado pelo Tribunal de Justi-

ça de São Paulo. Ex. 1 - Manuel adquire uma passagem de São Paulo-SP para Rio BrancoAC às 16h do dia 25.05.2009 com chegada prevista para às 23h do mesmo dia. Ao chegar no aeroporto é comunicado que seu voo atrasará 5 horas por conta de uma falha técnica no avião. Manuel então só chega ao seu destino às 4h da manhã do dia 26.05.2009, quebrando todo planejamento que possuía. De acordo com os julgados, a empresa aérea será condenada pelos danos morais causados a Manuel. (TJ/SP - Apelação nº 0 0 5 1 1 8 0 09.2010.8.26.0001, - 12ª Câmara de Direito Privado – Relator Des. José Reynaldo – d.j. 12.09.2012). Ex. 2 – Ana adquire uma passagem do Rio de Janeiro-RJ para CampinasSP onde irá palestrar sobre determinado tema de saúde às 20h do dia 07.02.2010. Ana, então, compra sua passagem para às 16h do dia 07.02.2010 com previsão de chegada às 17h do mesmo dia. Ao chegar no aeroporto é surpreendida com o comunicado da empresa aérea que sua poltrona já foi lotada por um outro consumidor, por uma falha no sistema da empresa (overbooking) e que portanto ela será realocada em um voo às 20h com previsão de chegada às 21h. Tal atraso gerou desconforto em Ana que atrasou sua palestra e seu público que a esperava. De acordo com os julgados, a empresa aérea será condenada pelos danos morais causados a Ana. (TJ/SP – Apelação nº 002124053.2007.8.26.0114 – 18ª Câmara de Direito Privado – Rel. Des. William Marinho – d.j. 28.11.2012). Até mesmo em casos

em que uma greve de controladores de voo gera atrasos às viagens dos consumidores, algumas Câmaras e alguns Desembargadores têm decidido que os consumidores também têm direito a um dano moral, já que poderia a empresa aérea antever tais prejuízos a seus clientes e até mesmo pelo risco da atividade que realiza (TJ/SP - Apelação nº 026452557.2007.8.26.0100 – 17ª Câmara de Direito Privado – Rel. Des. Nelson Jorge Júnior – d.j. 12.12.2012 – v.u.; TJ/SP – Apelação nº 002941471.2009.8.26.0602 – 21ª Câmara de Direito Privado – Rel. Des. Virgilio de Oliveira Junior – d.j. 20.08.2012 – v.u.). A condenação varia de acordo com o caso, sendo aplicados os princípios da razoabilidade e proporcionalidade para fixação do dano. No exemplo 1, Manuel chegou atrasado em Rio Branco-AC mas não perdeu seus afazeres, apesar de ter chegado tarde ao seu destino, em contrapartida, no exemplo 2, Ana atrasou sua palestra, o que acarretou um maior dano. A fixação do dano de Ana será maior do que a Manuel (na hipótese de ambos terem a mesma condição financeira). A fixação do dano moral é ponderada ainda de modo a inibir a empresa aérea a repetir a conduta danosa. Assim consumidor ao adquirir uma passagem aérea e não chegar ao local de destino em horário previsto, não esqueça seus direitos e os exija. Rubens Lobato Pinheiro Neto – Advogado inscrito na OAB/SP nº 324.219 – Atua no escritório Costa, Gonçalves, Soares e Amaral Advogados.


23 de fevereiro de 2013 - A-7

Prisão da quadrilha elucida outros crimes Agora já não são apenas quatro mas, possivelmente, oito roubos praticados por ela A prisão, na semana passada, da quadrilha que agia em São José do Rio Pardo e que, até então, seria responsável por quatro assaltos, vem provocando novas descobertas. Acredita-se, na delegacia, que os integrantes do bando estejam envolvidos em pelo menos oito assaltos ou roubos à mão armada, mas ainda faltam alguns detalhes para que isso seja confirmado. O delegado Benedito Antônio Noronha Júnior disse que um dos inquéritos abertos sobre o assunto já foi finalizado nesta sextafeira, 22, sendo remetido pela delegada Márcia Ser-

pa para o Fórum. Outros inquéritos abertos contra a quadrilha, enquanto isso, ainda têm detalhes não conclusivos mas, segundo o delegado, caminham também para o final. Ele explicou que a publicação das fotos dos integrantes da quadrilha pela Gazeta cooperou muito para que outras vítimas dos bandidos aparecessem na delegacia. Com isso, mais furtos ou roubos à mão armada começaram também a ser elucidados pela polícia. Em um dos casos, os autores roubaram de um casal de idosos do Jardim Aeroporto R$ 4 mil e pouco tempo de-

pois, retornando à mesma residência, roubaram mais R$ 2 mil. “Uma senhora ligou no sábado mesmo e disse ter reconhecido os autores (na Gazeta)”, comentou Noronha. “Isso nos ajuda muito nas investigações e a polícia necessita dessa parceria e das denúncias das pessoas que tenham sido vítimas de algum delito”. Noronha afirmou, por fim, que há suspeita de que os presos tenham agido também contra uma empresa em São Sebastião da Grama, entre outros lugares.

REPORTAGEM

A quadrilha foi presa na semana passada, em ação que envolveu vários policiais

NOTAS POLICIAIS Tomou soda cáustica e foi salva pela filha A dona de casa D.A.S., de 45 anos, tentou se matar na noite do dia 19, no bairro Dionísio Guedes Barreto, mas foi socorrida a tempo por uma filha, que a levou ao Pronto Socorro, aonde ficou internada. D.A.S. tomou soda cáustica e começou a vomitar sangue. Segundo o boletim de ocorrência elaborado com base em informações da filha, D.A.S. tem um relacionamento com um sujeito que é usuário de droga e que já tem várias passagens pela polícia. Ele mora no Vale do Redentor e, segundo o B.O., faz ameaças constantes à amásia. No dia 19, após receber dele um tapa no rosto, D.A.S. saiu da casa em que vivem e foi à casa da filha. Achou a soda cáustica e ingeriu cerca quantidade, passando então a vomitar sangue e, com isso, exigindo o socorro imediato da filha para não morrer. Vacinas são trocadas após falta de energia A enfermeira Denise Rondinelli Cossi Salvador, de 56 anos, foi à delegacia de polícia na tarde do dia 19 para registrar um B.O. Isso porque, segundo ela, boatos espalhados pela internet em um portal local davam conta de que “vacinas estragadas estariam sendo usadas em pacientes”, o que Denise negou categoricamente. Ela explicou que houve falta de energia elétrica no Centro de Saúde no último domingo, o que poderia ter afetado as vacinas guardadas em geladeira. Assim, por precaução, essas vacinas foram retiradas e depois substituídas por outras, não sendo utilizadas mais. Motos são furtadas e duas recuperadas Uma motocicleta CG 150 Fan, cor preta, ano 2011, foi furtada na madrugada do dia 16, após ter sido guardada em uma garagem na rua Francisco Glicério, no centro. Pertence a A.F.G., de 29 anos, que assegurou à polícia ter fechado a garagem com cadeado e corrente, que foram danificados para o furto da moto. Dois dias depois (18) a polícia recebeu denúncia anônima informando que uma moto estaria sendo desmontada e pintada na rua Prof. Laercio Barbosa, no Natal Merli. Policiais fizeram contato com o dono (A.P., de 41 anos) da casa, que é pai do suspeito, D.D.P., de 18 anos. A.P. autorizou a entrada da polícia e, em vistoria no quintal, foi achada a motocicleta. Ela havia sido pintada com tinta spray vermelha e estava parcialmente desmon-

tada, com peças espalhadas pelo quintal. D.D.P., porém, havia deixado o local um pouco antes da chegada da viatura e os soldados saíram a procurá-lo, encontrando-o em companhia do menor M.F.F., de 16 anos, na rua José Calsoni, quando estava com a bateria da moto. Ambos foram detidos e D.D.P. disse ter comprado a moto de um sujeito por R$ 350,00. Levado à Delegacia, D.D.P. teve sua prisão confirmada pelo delegado. A moto pertence a M.L.G.P., de 26 anos, mas foi-lhe devolvida pela polícia já com o chassi e a numeração do motor adulterados pelo suspeito. Outra moto - Suzuki 125cc, cor prata, ano 2011 - foi furtada na noite do dia 18, e encontrada no bairro Fartura após denúncia anônima. J.C.P.S., de 19 anos, provável autor, foi visto empurrando a motocicleta e oferecendo-a a quem passasse perto, por R$ 50,00. O rapaz estava sem camisa, calça jeans e boné. A polícia foi chamada e foi ao bairro, encontrando a moto estacionada e J.C.P.S. nas proximidades. Ao notar a chegada da viatura, ele saiu de fininho. Questionado, negou conhecer a motocicleta, que estava sem placa. Uma pesquisa foi feita tendo como base a numeração do chassi e foi descoberto o dono, que foi contatado e sequer sabia que ela havia sido furtada. Casa arrombada (1) A dona de casa F.L.S.D., de 30 anos, perdeu R$ 150 e o celular de sua mãe, furtados de sua casa no espaço de tempo em que saiu para visitar a avó. Ao retornar à residência, no Natal Merli, a porta da cozinha estava arrombada. O furto aconteceu na tarde do dia 15. Casa arrombada (2) No dia 21, à noite, a dona de casa M.A.R.S., de 70 anos, chamou a polícia porque alguém havia estourado o miolo da chave da porta da sala e entrado na casa. Ela afirmou aos PMs que havia saído de casa às 14h30 e retornado às 16h30, mas só à noite percebeu o que ocorrera. Sumiram algumas bijuterias e uma pulseira de ouro. Agressão familiar (1) Policiais foram chamados à casa de E.A.A., de 50 anos, mulher de L.A.G., de 53, na noite do dia 15. Motivo: ele bebeu muito durante o dia todo e, ao chegar na casa, ficou exaltado e desferiu um soco no rosto dela. Após isso, ainda tentou atingi-la com uma marreta, só não conseguindo porque ela usou uma ca-

deira para se defender. O homem fugiu, porém, antes da chamada da polícia. Agressão familiar (2) Ainda no dia 15, mas no sítio São José, houve outra agressão em família. D.P.O., de 33 anos, chamou a polícia porque seu ex-companheiro foi à casa para devolver a filha e passou a acusá-la de estar saindo com outra pessoa, o que ela nega. Em seguida ele passou a agredi-la com tapas, socos e chutes. Depois disso ele sumiu. Agressão familiar (3) Fato parecido aconteceu ao meio-dia, aproximadamente, do dia 17, no bairro Fartura. A jovem J.C.V.F., de 20 anos, disse à polícia que estava em casa quando seu amásio O.D.R.B., de 24 nos, a agrediu com tapas, socos e tentativa de enforcamento, saindo do local em seguida e levando com ele o filho do casal, de um ano e oito meses. A moça ficou muito nervosa e precisou ser levada ao Pronto Socorro para ser acalmada. Fiesta encontrado Um Fiesta preto, ano 2003, foi encontrado abandonado em via pública no último domingo (17), na Vila dos Comerciários. Policiais foram lá e viram que uma roda traseira e uma dianteira estavam danificadas. Uma porta traseira estava destrancada, o que permitiu aos PMs fazerem uma vistoria, descobrindo o número do chassi. Com isso, constataram que o carro havia sido furtado em Poços de Caldas. O carro tinha manual do proprietário e recibo em nome da empresa Elétrica Ramos Comercial Ltda. Foi guinchado à delegacia e a empresa foi avisada da localização do veículo. Fusca fecha moto Uma moça de 22 anos, L.C.F., pilotava a motocicleta Honda Biz preta pela rua Campos Salles na manhã da última terça-feira, 19, tendo à sua frente um Fusca branco, guiado pela jovem L.Z.M., de 28 anos. Esta afirmou à polícia que deu seta para estacionar à esquerda e, quando ia fazer a manobra, atingiu a moto, que estava ultrapassando o Fusca. L.C.F. ficou ferida e foi levada pelo Samu ao Pronto Socorro, ficando em observação. Ônibus atinge moto Outro acidente envolvendo moto, e também uma moça, aconteceu às 7h45 do dia 21, no centro. Um ônibus da Tuga, dirigido por J.F.S., de 53 anos, seguia pela rua Campos Salles quando, no cruzamento com a rua João Gonçalves, acabou atingindo a motocicle-

ta Yamaha vermelha, pilotada pela jovem D.F.P.M., de 23 anos. Ela foi lançada ao solo e precisou ser levada pelo Samu ao Pronto Socorro, ficando em observação. De telha em telha Um homem foi preso pela polícia militar na tarde do dia 15, após correr sobre os telhados de algumas casas. A.S.F., de 36 anos, havia tentado furtar a fiação do prédio da Vivo, além de ter pego R$ 10 e um canivete. Ele fugiu depois disso e, para não ser pego, ocultou-se no forro de uma residência na rua Coronel Marçal. Como, porém, o local foi esquentando em decorrência do forte calor, ele saiu do forro e começou a pular de telhado em telhado. Houve denúncia e A.S.F., que já é conhecido da polícia, acabou detido. Na delegacia, porém, a prisão não foi confirmada. Furto no Cadãozinho Houve um furto de 15 bridões e 10 cabeçadas (equipamentos usados em cavalos para a prática de hipismo) no Sítio Cadãozinho, localizado no bairro São Domingos, provavelmente na madrugada do dia 17. O fato foi descoberto por um funcionário do sítio por volta das 8 horas e avisado a A.C.D., de 35 anos, responsável pela propriedade. Não há pistas do(s) autor(es). Óculos desaparece No dia 18, às 17h30, ocorreu o furto de óculos rayban na Ótica Itália, no centro da cidade. O autor foi um rapaz de 22 anos, V.A.F., que já tem passagens pela polícia pela prática de delitos. Ele entrou na ótica e, quando a atendente A.A.I., de 38 anos, atendia uma pessoa, fez o furto e saiu rapidamente. A.A.I. verificou as imagens no sistema de câmeras de segurança e reconheceu V.A.F., que mora no bairro Natal Merli. O rapaz fazia o furto estando em companhia de um amigo. A polícia foi atrás de V.A.F., encontrando-o perto da escola São Judas, na rua José Calsone. Houve busca pessoal e nada foi achado. Os policiais encontraram apenas R$ 40, não se sabendo se era resultado da venda dos óculos ou não. Foragido foi detido Um homem de 36 anos, E.O.G., estava sendo procurado pela Justiça e foi encontrado no posto W3, quando tentava vender um tacógrafo. Houve denúncia anônima e a polícia foi lá, tendo feito busca pessoal e nada encontrando de suspeito. Ao efetuarem busca no sistema de informações da polícia, os PMs desco-

briram que o sujeito era procurado. Foi levado à delegacia e ficou à disposição da Justiça, já tendo cometido vários delitos de furto.

prontas para venda. O jovem disse que as drogas eram dele e que ele as iria vender, admitindo que o dinheiro era produto das vendas de crack.

Compressor some Na manhã do dia 20, na Vila Formosa, E.A.R.T., de 26 anos, chamou a polícia porque, ao chegar para trabalhar, viu que alguém havia arrombado a porta do cômodo onde havia guardado um compressor, um lava-jato, uma politriz e um rádio. O furto deve ter ocorrido na noite anterior ou na madrugada. Não há pistas do autor.

Servidor fica ferido Aconteceu um acidente na manhã do dia 18, no Jardim Belmonte, ferindo um funcionário público que trabalha na coleta de lixo da Prefeitura, A.A.B.G., de 41 anos. Ele teve a perna prensada e precisou ser levado pelo Samu para o Pronto Socorro, para ser medicado e ficar em observação médica. O acidente ocorreu no cruzamento da avenida Belmonte com a avenida Perimetral, no semáforo ao lado do posto Maga. No local há uma viela e, quando o caminhão Mercedes Benz azul, dirigido por D.G.B., de 28 anos, passou por lá, a plataforma traseira do veículo prensou a perna de A.A.B.G.

Máquina de lavar A dona de casa N.D.S., de 54 anos, residente no conjunto habitacional Alexandre Luis de Mello, solicitou a presença da polícia na manhã do dia 20. Disse que ao chegar em casa após o serviço deu falta da máquina de lavar roupa. Ela desconfia de seus inquilinos, os quais são envolvidos com drogas, e afirmou ainda que o local tem fluxo de gente promíscua. Foi feito B.O. Menor com crack Mediante patrulhamento efetuado no Vale do Redentor no final da tarde do dia 17, a polícia militar encontrou um jovem de 15 anos fazendo tráfico de drogas. Ele mexia em tijolos em um terreno baldio e foi submetido a abordagem pessoal. Tinha R$ 40 consigo. Ao vistoriarem os tijolos, porém, os soldados acharam 12 pedras de crack, embaladas e separadas em sacos plásticos,

Vizinhos nervosos Dois vizinhos se estranharam na tarde do dia 18, por volta das 16 horas, no bairro Domingos de Sylos e, por pouco, não ocorreu o pior. Um deles é R.S.A., de 18 anos, e o outro P.H.O.S., de 23. O primeiro estava em frente sua própria casa quando ouviu gritos do segundo, que dizia que iria bater em sua mãe. Depois disse que bateria nele também e ele (R.S.A.) topou a briga. P.H.O.S. pegou então uma faca e começou a ameaçar o vizinho, dizendo ainda que se este deixasse o carro na rua, algo seria feito contra o veículo. Foi feito B.O.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO De acordo com o Artigo 17, § 5º e § 19 e Artigo 21, Inciso XI dos Estatutos Sociais, ficam convocados por este Edital os Senhores Membros do Conselho de Administração da Fundação Educacional de São José do Rio Pardo, para a Reunião Ordinária a ser realizada no dia 28 de fevereiro de 2013, às 19:00 horas, em primeira convocação, com a maioria de seus membros ou, em segunda convocação, para às 20:00 horas, com qualquer número de presentes, no prédio da Entidade, situado na Avenida Deputado Eduardo Vicente Nasser, nº 850, Centro, nesta cidade de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, com a seguinte Ordem do Dia: - Apresentação; discussão e aprovação do Relatório de Atividades de 2012 - Apresentação; discussão e aprovação do Balanço de Contas de 2012, com respectivo Parecer do Conselho Fiscal: - Eleição, para o período de 01/03/2013 à 31/12/2014 do ViceDiretor da Fundação Educacional de São José do Rio Pardo, mediante lista tríplice. Nos termos do § 7º do Art. 17 e § 9º Inciso IV, dos Estatutos Sociais. Outros assuntos de interesse da Entidade. São José do Rio Pardo, 18 de fevereiro de 2013. Luis Fernando Tempesta - Presidente


A-8 - 23 de fevereiro de 2013

Vale e região terão abastecimento ampliado Projeto prevê novo reservatório, adutora e a ampliação na rede de distribuição

Problemas na rede de água afetam a cidade Nos últimos dias, vários bairros de São José do Rio Pardo tiveram problemas com a distribuição de água. Tudo começou na semana passada, quando da realização de serviços para limpeza nas bombas do sistema de captação, afetadas pelas fortes chuvas. Já nesta semana, rom-

pimentos em adutoras agravaram os problemas. Na segunda-feira, a ocorrência se deu na adutora da ETA Central, na Praça Oliveiros Pinheiros, em frente à escola “Euclides da Cunha”. A tubulação antiga não resistiu à pressão da água, se rompeu e obrigou à paralisação do sistema, afetando parte da reGILMAR ISHIKAWA

gião central, além dos bairros Domingos de Sylos, Jardim Aeroporto, Vila Brasil, Vila Maschietto, Vila Pereira, CH Fartura, Algenor Taddei, parte da Vila Pereira e Jardim São Roque. Segundo Fernando Travassos, responsável pelo Departamento de Água e Esgoto (DAE), como o sistema é todo interligado, para fazer serviços de reparo em algumas redes, há necessidade de suspensão das atividades de distribuição, como ocorreu na terça-feira, 19. Ainda na terça-feira, após o sistema ter entrado em funcionamento, o DAE registrou outro problema na rede, com o rompi-

mento de tubulação nas proximidades do bairro Algenor Taddei, o que foi solucionado horas depois, sem prejuízos ao abastecimento, já que no período noturno o consumo de água é menor. Na quinta-feira (21) o sistema teve de ser desligado outra vez, agora, por conta de problemas na adutora que sai da ETA João de Souza. O Departamento de Água e Esgoto interrompeu as atividades de distribuição novamente, o que provocou falta de água, no período da manhã, em alguns bairros e parte da região central. O sistema foi religado às 13 horas. GILMAR ISHIKAWA

No início da semana, adutora da ETA Central se rompeu e afetou abastecimento em vários bairros

Na manhã de quinta-feira, adutora da ETA João de Souza também apresentou problemas

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, autorizou, na última terça-feira, 19 de fevereiro, a liberação de R$ 1.616.244,57 para a melhoria do abastecimento de água na região oeste da cidade, atendendo antiga reivindicação da população que reclama das constantes interrupções no sistema. O pedido foi apresentado pelo prefeito João Batista Santurbano ao secretário estadual de Habitação, Silvio Torres, em janeiro, durante audiência em São Paulo. A reivindicação foi formalizada com a apresentação de projeto técnico elaborado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços, prevendo a construção de uma adutora com extensão de 4.050 metros, além de um reservatório com capacidade para 1 milhão de litros. A obra vai contemplar os bairros Natal Merli I e II, Jardim Nova Esperança, Vale I, II, III e IV, Parque Novo Mundo, Dyonisio Guedes Barretto, Jardim São Bento, além do novo condomínio do programa Minha Casa Minha Vida. O prefeito destaca que a quantidade de moradias e a crescente população fizeram aumentar o consumo de água nas imediações do Vale do Redentor, tornando insuficiente o siste-

ma atual de abastecimento. “A melhoria do sistema é um compromisso assumido com a população e nós iremos acabar com a falta de água naqueles bairros”, comenta João Santurbano. “O apoio do secretário estadual de Habitação, Silvio Torres, foi muito importante para a obtenção deste recurso. Ele conhece todos estes bairros, conversou com a população e além de entregar nosso pedido diretamente ao governador Geraldo Alckmin, trabalhou para que esta reivindicação fosse atendida”, concluiu. De acordo com o diretor municipal de Obras, Daniel Cobra Monteiro, todo o projeto está orçado em R$ 1.626.310,08. Ele diz ainda que o novo reservatório será construído ao lado do atual, no Morro do Cristo Redentor. “Um dos problemas que identificamos no sistema é a falta de rede para a distribuição de água naquela região, por isso, além da construção de adutora para o novo reservatório, vamos ampliar a rede de distribuição”, explica. Segundo estimativa da Secretaria de Obras, a execução do projeto deve começar nos próximos três meses, após cumpridas as formalidades do processo licitatório.

Prefeitura vai buscar recursos para recapeamento do Jardim Margarida Começaram na quintafeira, 21 de fevereiro, os trabalhos para recuperação da pavimentação asfáltica nas ruas do Jardim Margarida. As equipes da Prefeitura também realizaram serviços de limpeza de entulho e roçamento de áreas verdes. “O Jardim Margarida foi construído sem galerias de águas, o que prejudica a conservação das ruas”, comenta o prefeito João Santurbano, que na quinta-feira vistoriou os serviços e conversou com os moradores sobre as necessidades do local. O prefeito explicou que vai tentar, junto aos governos Estadual e Federal, recursos para recapeamento do Jardim Margarida. “Solicitamos à Secretaria de Obras um projeto para recapeamento do bairro. Entretanto, aqui não ocorre-

rá apenas a aplicação de massa asfáltica, temos de elaborar um projeto completo, que contemple também a implantação de galerias para escoamento das águas pluviais”, comentou. “Vamos encaminhar pedidos tanto para o Governo Federal quando para o Governo Estadual, a fim de melhorar as condições do Jardim Margarida, que segundo os moradores ficou abandonado por vários anos”, concluiu Santurbano. De acordo com o secretário de Obras e Serviços, Cristiano Baldo Barella, o projeto está em fase final de elaboração. Ele estima que serão necessários cerca de R$ 800 mil para fazer as obras de melhoria no bairro. Os serviços de tapa-buracos, iniciados na quintafeira, prosseguem na próxima semana.

GILMAR ISHIKAWA

O Jardim Margarida começou a receber serviços de melhoria urbana nesta semana


23 de fevereiro de 2013 - A-9


A-10 - 23 de fevereiro de 2013

“O Direito de Ingresso do Estrangeiro” Lançado pela Editora Atlas, livro foi escrito pelo rio-pardense Luís Renato Vedovato GISELLE TORRES BIACO O advogado rio-pardense Luís Renato Vedovato acaba de lançar, pela Editora Atlas, o livro intitulado “O Direito de Ingresso do Estrangeiro – A circulação de pessoas pelo mundo no cenário globalizado”. Vedovato é professor da PUC de Campinas, da Facamp e da Unicamp, onde foi recentemente aprovado em concurso param ministrar aulas no Instituto de Economia (Direito Econômico) e na Faculdade de Ciências Aplicadas (Direito Internacional). “Meu livro é, na verdade, um e-book (livro em formato digital que pode ser lido em equipamentos eletrônicos). A intenção foi apenas a de preservação ambiental”, explica o advogado. O livro é fruto da tese de Doutorado em Direito Internacional, defendido pelo advogado e professor, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (Largo São Francisco), em 2012. De acordo com Vedovato, a obra versa sobre a circulação de pessoas pelo mundo. “Na minha visão, essa circulação deveria ser livre, pois tudo circula (especialmente os bens), mas o ser humano é barrado na fronteira.” Ele explica que, atualmente a circulação de pessoas pelo mundo é facilitada pelos avanços tecnológicos, mas ainda sofre restrições por questões econômicas. “Entende-se que a restrição ao ingresso do estrangeiro não mais pode acontecer por decisão totalmente livre do Estado receptor; isso porque as normas internacionais de direitos humanos limitam

essa liberdade, ao impedir que ele decida sobre o ingresso de forma desprovida de amarras.” Em seu livro, o advogado cita as três teorias que explicam a relação do Estado com o direito de ingresso. “A teoria vitoriana, desenvolvida por Francisco de Vitória, defende que há liberdade total de circulação de pessoas pelo mundo, havendo espaço para restrição tão somente quando a circulação, comprovadamente, causar dano ao Estado receptor do migrante. A teoria do livre arbítrio absoluto do Estado, por sua vez, entende que não existe direito de ingresso e a decisão do Estado não é passível de discussão, pois faz parte do exercício da sua soberania. Atenta às mudanças ocorridas no mundo, inclusive no que tange à soberania, a teoria do controle das decisões estatais, desenvolvida nesta tese, propugna que a decisão tem de ser fundamentada e não pode ignorar os avanços dos direitos humanos e que, portanto, o Estado deve usar a lógica das escolhas trágicas para decidir sobre o ingresso, não havendo mais espaço para uma decisão sem limites.” Para ele, a atuação livre do Estado sofre uma releitura para que suas decisões passem por controle e suas ações sejam interpretadas sob a égide dos direitos humanos. “Também experimenta restrições à liberdade dada ao Estado de determinar quem há de se ter por seu nacional, não mais adstrita à sua vontade. São emblemáticos o caso Nottebohm, no qual a Corte Internacional de Justiça im-

FOTOS DIVULGAÇÃO

O autor do livro, advogado e professor Luís Renato Vedovato

pôs limites à concessão de nacionalidade, determinando que ela deve ser contínua, e o caso dos decretos de nacionalidade da Tunísia e do Marrocos, em que a Corte Permanente de Justiça Internacional também se manifestou sobre o tema.” Este estudo faz uma análise de como a questão da entrada de estrangeiros é tratada em alguns países do mundo e de como o tema é vislumbrado no Brasil. O trabalho utiliza como fontes de pesquisa a revisão da literatura nacional e estrangeira, a legislação pertinente ao tema, como o Estatuto dos Estrangeiros, a Constituição Federal brasileira, bem como decisões e pareceres consultivos internacionais, além do uso da técnica do direito comparado, exame do direito comparado.

Prefácio O livro tem Prefácio escrito por André de Carvalho Ramos, professor Doutor e Livre-Docente de Direito Internacional e do Programa de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (Largo São Francisco). Dentre outras considerações gerais, Carvalho Ramos coloca o autor Luís Renato Vedovato no rol “daqueles que não se contentam com a mera enumeração dos textos internacionais de direitos humanos ratificados pelo Brasil: ele busca, acima de tudo, verificar qual é a interpretação internacionalista desses textos, para que se averigue o real conteúdo das obrigações assumidas pelo Estado brasileiro”. Carvalho Ramos classifica a obra de corajosa, apontando, com razão, o dever do Brasil de impor, às normas de regem o ingresso

Sebrae oferece programa de gastronomia a rio-pardenses DIVULGAÇÃO

O Sebrae SP, Escritório Regional de São João da Boa Vista, ofereceu aos comerciantes rio-pardenses do setor de gastronomia, do dia 18 ao dia 22 de fevereiro, o programa Sabor & Gestão, com foco em boas ideias para a alimentação fora do lar. A apresentação voltou-se para empreendedores do setor de alimentação fora do lar, como restaurantes, bares e similares. Nesta sexta-feira, 22, quem fez a apresentação aos participantes do programa, realizado na Associação Comercial e Industrial de São José do Rio Pardo, foi o consultor Edimilson. “A ideia é despertar o empresariado para a importância da boa gestão da empresa para o sucesso do negócio e mostrar como o programa pode ajudar”, explica o consultor Leonardo Paiva. O objetivo do Sabor & Gestão é disseminar conhecimentos que permitam às empresas do setor de alimentação fora do lar oferecer produtos e serviços com um grau cada vez

Consultora do Sebrae explica detalhe do programa Sabor & Gestão, na ACI, observada por alguns participantes locais

maior de eficiência e competitividade. O programa foi criado em parceria pelo Sebrae e o Canal Futura e promove a capacitação para que os empreendedores ampliem seus conhecimentos sobre gestão de negócios. Donos e gestores O programa é voltado para donos e gestores de restaurantes, bares, quiosques e todos os empreendimentos do ramo da gastronomia, para a oferta de produtos com qualidade, agregados a serviços e a um gerenciamento compe-

titivos. O Sebrae busca incentivar esses empreendimentos para que ofereçam serviços de qualidade, o que passa pelo aprimoramento da gestão do negócio. Isso é importante para atender a crescente demanda de uma clientela exigente, especialmente os turistas. O Sabor & Gestão é uma modalidade de curso à distância composto de vídeo (DVD) e material impresso (um livro com 10 capítulos). O vídeo contém uma série de programas de televisão, gravados pelo Futura, constru-

ída num formato que combina telenovela com apresentação de depoimentos de empreendedores ou relato de casos de sucesso de várias cidades. O DVD contém 10 capítulos, com 26 minutos cada. O DVD e o livro dão uma visão global da gestão de negócios, abordando questões como atendimento, estrutura, formação de preço, marketing, boas práticas e responsabilidade social. O conteúdo é básico, com uma linguagem simples, acessível a pessoas com escolaridade a partir do Ensino Fundamental. Em continuidade ao curso o Sebrae disponibilizará gratuitamente, durante o mês de maio, para São José do Rio Pardo e região o PAS – Programa Alimentos Seguros. (Informações da assessora de imprensa do Sebrae, Andresa Gouvea) Mais informações: Leonardo ou Thalyta Tel: 19 36223166 Escritório Regional de São João da Boa Vista

de estrangeiros no nosso território, uma verdadeira filtragem de direitos humanos. “A obra de Luís Renato Vedovato é imprescindível para aqueles que, estudiosos do

Direito Internacional Público e dos Direitos Humanos, desejam conhecer o tratamento jurídico do ingresso dos estrangeiros no território de um Estado”, conclui.

Concurso público da FEUC: inscrição termina no dia 27 Termina quarta-feira, dia 27, o prazo para os professores interessados no concurso público que a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Pardo (Instituto Superior de Educação Euclides da Cunha) abriu no último dia 13. Os cargos oferecidos são para professor efetivo e professor substituto. A taxa de inscrição é de R$ 50 para o cargo de professor efetivo e de R$ 40 para professor substituto. A inscrição deve ser efetuada na Secretaria da Unidade I da FEUC, das 13 às 19 horas, e o valor da inscrição deve ser recolhido na tesouraria da escola. Conforme foi divulgado na edição passada, a FEUC estará selecionando 11 profissionais: uma (1) vaga de professor efetivo para a área de Língua Portuguesa; uma (1) vaga de professor substituto para a área de Língua Espanhola; duas (2) vagas para professores substitutos para a área de Educação Física; uma (1) vaga para professor substituto para a área de Ciências Biológicas; uma (1) vaga para professor substituto para a área de Educação; cinco (5) vagas

para professores substitutos para a área de Administração e Gestão Comercial. A FEUC divulgou a seguinte remuneração prevista para os profissionais que forem admitidos em seu quadro de professores: R$ 11,42 por horaaula. Haverá, porém, acréscimo para os profissionais que comprovarem as seguintes titulações: os especialistas terão 12% sobre o salário base, os mestres terão 32% a mais, os doutores receberão 52% a mais. Há previsão ainda de auxílioalimentação nos moldes dos servidores municipais da Prefeitura. A prova escrita será no dia 3 de março, às 9 horas, no prédio da Unidade I da FEUC. A prova didática será uma aula a ser ministrada pelos candidatos sobre um dos pontos de anexo I do edital do concurso, podendo ser escolhido pelos candidatos, e será realizada no mesmo dia, às 14 horas, no mesmo endereço, devendo ter duração de 20 a 30 minutos. A avaliação dos títulos acontecerá também no mesmo dia, às 18 horas, sem a presença dos candidatos.


23 de fevereiro de 2013 - A-11

Sessão Terror começou com “O Exorcista” FOTOS DIVULGAÇÃO

Projeto inovador do Cine Colombo exibe clássicos do terror escolhidos pelo público GISELLE TORRES BIACO Um bom filme de terror tem que ser assistido à noite. De preferência, à meia-noite... Sexta-feira é um dia da semana que também sugere medo, suspense, terror... E foi exatamente à meianoite de ontem, 22, que o Cine Colombo deu início à Sessão Terror, um projeto inovador que promete movimentar o horário, sempre nas últimas sextas-feiras de cada mês. A ideia partiu dos próprios funcionários, como conta a gerente Roberta Dias de Abre. “Um dia, em reunião com os meus funcionários do cinema, estávamos pensando em fazer algo diferente para a população rio-pardense, foi aí que surgiu a ideia de fazermos uma vez por mês a Sessão Terror. Tivemos o total apoio do proprietário, Silvio Guierris Brittis, que nos incentivou a promover uma sessão diferente, com decoração e alguns efeitos.” Segundo ela, o objetivo do projeto é trazer algo diferente para o cinema e, principalmente, diversão para a população. ”Estamos trabalhando para que essa sessão seja diferente de tudo o que já foi visto em nosso cinema”, diz Roberta. Certamente, quem teve a oportunidade de prestigi-

ar a sessão de ontem, já tem história para contar. O filme escolhido por meio de votação foi nada mais, nada menos que “O Exorcista”, que arrebanhou 40% dos votos. “Um filme que também foi bem votado foi “A Órfã”, que provavelmente entrará na votação das próximas sessões”, conta Roberta. Como funciona “Divulgamos no nosso perfil, em rede social, a data da próxima sessão e pedimos para as pessoas deixarem sua opinião sobre quais filmes eles gostariam de assis-

Senac São João abre vagas para Programa Aprendizagem Há dois anos oferecendo o Programa Aprendizagem: gestão e negócios, o Senac São João da Boa Vista já qualificou mais de 90 jovens entre 14 e 24 anos. Com a proposta de favorecer o desenvolvimento pessoal e profissional dos aprendizes, capacitando-os para atuar de maneira dinâmica e eficiente, o curso tem duração de 12 meses e possui grande reconhecimento na cidade. Para 2013, a unidade disponibilizará 110 vagas. Em 2012, foram 66 aprendizes qualificados. A unidade já atuou em parceria com 14 empresas na capacitação desses jovens. Além de ser uma exigência legal - a Lei Federal nº 10.097/00 e o Decreto nº 5.598/05 definem que as organizações de médio e grande porte considerem uma cota de 5% a 15% de seu quadro de funcionários para a inclusão desse público -, a contratação de aprendizes é uma excelente maneira de capacitar o jovem a exercer as atividades de acordo com a filosofia da empresa e com as atuais exigências do mercado. A ex-aluna, Larissa de Souza, finalizou o curso em 2012 e garante que o aprendizado fez com que ela conquistasse um bom lugar no mercado de trabalho. Hoje, ela trabalha no Hospital e Maternidade Unimed, em São João da Boa Vista. “Aprendemos que o relacionamento com as pessoas é a base de uma harmonia no ambiente de trabalho”, diz. “O curso não deu oportunidade só para mim, mas abriu as portas para a grande

maioria dos alunos, com o primeiro e sonhado registro na carteira de trabalho”, completa. “O programa traz na sua essência o preparo do jovem para o mercado de trabalho. Esse preparo consiste em ofertar ferramentas básicas para atuação na área de negócios e aborda conceitos essenciais para um bom relacionamento em equipe e postura adequada, para entrada e permanência, no ambiente corporativo.”, explica Rita de Cássia da Silva Coimbra, gerente da unidade em São João da Boa Vista. Podem participar jovens de 14 a 24 anos incompletos, que estejam frequentando escola regular, caso não tenha concluído o ensino médio. Os participantes também não podem interromper os estudos no período da capacitação. Os interessados devem procurar as vagas disponíveis nas empresas de médio e grande porte do setor de comércio de bens, serviços e turismo da região. Outras informações podem ser obtidas no site do Senac: sp.senac.br. Serviço Programa Aprendizagem: Gestão e Negócios. Local: Senac São João da Boa Vista Endereço: Rua São João, nº 204 – Centro Data de início das turmas: 26 de março, 9 de abril, 11 de junho e 21 de outubro Telefone: (19) 33661100 Inscrições: na unidade ou pelo site www.sp.senac.br

t i r. O s t r ê s f il m e s mais indicados vão para a votação, também no nosso perfil. A votação vai de quinta até terça. O filme mais votado será exibido na próxima Sessão Terror”, explica Roberta. O Exorcista Quem não se lembra deste filme? O Exorcista (no original em inglês: The Exorcist) é um filme estadunidense de 1973, do gênero terror, realizado por William Friedkin. O roteiro é de William Peter Blatty, baseado em livro homônimo de sua autoria. O filme aborda a possessão demoníaca de

uma garota de 12 anos pelo demônio Pazuzu. O livro de Blatty teve inspiração em um exorcismo de um garoto de 14 anos de idade documentado em 1949. O filme tornou-se um dos mais lucrativos filmes de terror de todos os tempos, arrecadando o equivalente a U$ 441.306.145,00 em todo o mundo. O Exorcista estreou dia 26 de dezembro de 1973 nos Estados Unidos e foi distribuído pela Warner Bros. A Órfã Orphan (no Brasil, A Órfã, em Portugal,

Órfã)[2] é um filme estadunidense de 2009, dos gêneros drama, suspense e terror, dirigido por Jaume Collet-Serra e roteiro de David Johnson e Alex Mace, protagonizado por Isabelle Fuhrman, Peter Sarsgaard e Vera Farmiga. A história do filme é sobre um casal que, após a morte de um dos seus filhos durante o nascimento, resolve adotar uma misteriosa garota de nove

anos de idade. Orphan foi produzido por Joel Silver e Susan Downey da Dark Castle Entertainment e Leonardo DiCaprio e Jennifer Davisson Killoran da A p p i a n Way P ro d u c t i ons.[3] O filme foi lançado nos cinemas estadunidenses em 24 de julho de 2009.[4] O filme recebeu críticas e opiniões mistas, porém, quase sempre, o desempenho de Isabelle Fuhrman como Esther, a órfã, foi aclamado.

Tecnologia avançada na 12ª Femagri Organizada pela Cooxupé – cooperativa de produtores de café com sede em Guaxupé (MG), a 12ª edição da Femagri (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas) está com mais de 80% do espaço comercializado para empresas que irão trazer novidades aos cafeicultores sobre a mecanização da agricultura cafeeira. Com o tema “Manejo mecanizado, gerando resultados”, a feira acontece de 13 a 15 de março, em Guaxupé. Com um aumento na estrutura de mais de 40% com relação à feira de 2012, a Femagri terá neste ano 141 estandes. Neles, muitas novidades e soluções serão oferecidas aos cafeicultores como, por exemplo, o derriçador manual para café DCM-12 que está sendo relançado no mercado. O novo equipamento aumenta o rendimento na colheita, refletindo em maior produtividade e menor necessidade de manutenção. Com design diferenciado e com melhor abrangência das hastes na planta, tornando a derriça mais rápida e eficiente, o aparelho dispõe de lubrificação interna a cada dois anos, sem a necessidade de reposição diária de graxa. Outros destaques na Femagri são o secador rotativo; o lavador mecânico para café – que além de lavar o grão, retira folhas,

Conjunto para Benefício de Café também poderá ser conferido pelos visitantes da Feira

talos, terra e outras impurezas; conjunto para benefício de café – que numa estrutura compacta, incluindo catador de pedras, descascador, peneira oscilante e separador, oferece ao produtor a condição de preparo de um bom lote de café; e carretas basculantes. Além disso, ferramentas motorizadas portáteis que facilitam o dia a dia do produtor na lavoura estarão no portfólio de produtos expostos no evento. A tecnologia para o processamento dos grãos também estará presente na Femagri por meio de equipamentos que vão

desde abanadores, silos, catadores de pedras, lavadores, mesa densimétrica, até secadores, polidores, descascadores, entre outros. O produtor de café poderá conferir nos estandes das empresas soluções para a mecanização de armazenagem, beneficiamento e movimentação de granéis. Ainda na fase póscolheita, a Feira contará com empresas que apresentarão linhas de produtos para: fazenda, armazém, laboratório/torrefação, transportadores e implementos. De acordo com Carlos Paulino, presidente da Cooxupé, a presença de

grandes empresas do setor na Femagri “é uma ótima oportunidade para os cafeicultores conhecerem as novidades e as soluções para o manejo mecanizado na lavoura, sobretudo as possibilidades para os pequenos produtores investirem na automatização de suas culturas de café mesmo que a característica delas ainda seja a agricultura familiar”, aponta. Outra oportunidade aos cooperados da Cooxupé, destaca o presidente, é que “eles podem oferecer o seu próprio café como a moeda de troca, aproveitando o valor da saca no dia para fechar um negócio como a compra de um maquinário”, explica Carlos Paulino. A Fem ag ri t erá u m a área voltada para negócios, onde uma equipe de 40 vendedores e 12 agrônomos de filiais da Cooxupé estarão à disposição dos visitantes para responder as principais dúvidas e auxiliar nas transações comerciais. Agenda: Evento: Femagri – Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas /Cooxupé Data: 13 a 15 de março de 2013 Local: Av. Vereador Nelson Elias, 1300b - Bairro Japy - Guaxupé/MG Mais informações: www.cooxupe.com.br


A-12 - 23 de fevereiro de 2013

De picolé em picolé, ele comprou um sítio Baianinho chega a ganhar R$ 4.500 por mês com venda de sorvetes em carrinho EDUARDO ERON O baiano Edvandro de Almeida da Silva, de 28 anos, é um exemplo de que a força de vontade e a coragem para encarar desafios, aliadas à bênção de Deus (como ele faz questão de frisar), podem mudar a vida de qualquer pessoa. Ele está em São José do Rio Pardo há apenas quatro meses e, vendendo sorvete em ruas e propriedades rurais, consegue tirar até R$ 4.500 por mês. A maior parte desse valor é remetida mensalmente para a família na Bahia e seus parentes até já compraram um peque-

no sítio no interior daquele estado, graças aos recursos recebidos. A vida de Baianinho, como ele é chamado pelos rio-pardenses, sempre foi difícil. Natural de Ipirá, no interior da Bahia, ele morou muito tempo com os pais em outra cidade interiorana, Várzea Nova, também naquele estado. Sempre trabalhou na roça em colheita de sizal (planta oriunda do México e muito cultivada no interior da Bahia, sendo usada, após o beneficiamento, na indústria de cordas e tapetes). O ganho, no entanto, era muito pouco: 30 reais por dia, trabalhando

FOTOS REPORTAGEM

diariamente cerca de 12 horas. A remuneração não lhe permitia sustentar adequadamente a mulher e os dois filhos, muito menos ajudar os pais. Vinda para o sul Decidido a mudar de vida, veio para o estado de São Paulo e foi parar em Caconde. Lá ele colheu café em 2012 e ficou em terceiro lugar entre as centenas de catadores com melhor produtividade, o que já lhe assegurou uma melhora considerável no aspecto financeiro, mas o dinheiro foi todo remetido para ajudar a família. Acabada a safra, porém, ele Edvandro de Almeida, o Baianinho, já pensa em trazer da Bahia alguns parentes para também venderem sorvete

precisou sair de lá e decidiu vir para São José. “Ele chegou a passar fome quando apareceu aqui”, diz Marcelo Campos, proprietário da Dubom, fábrica de sorvete localizada na rua Comendador Luiz Gonçalves Júnior, próximo à Vila Formosa. Marcelo foi quem ofereceu a Edvandro a oportunidade de vender sorvetes em carrinho. “Eu quis mostrar a ele, e hoje tento mostrar também a muitos que ainda estão desempregados, que vender sorvete é um bom negócio”, prosseguiu Campos, que assumiu a Dubom e precisava de gente para vender seus produtos nas ruas e bairros da cidade e região. Muita gente, no entanto, começava e desistia porque achava o serviço penoso, pesado e de rentabilidade fraca. Afinal, empurrar um carrinho com 240 picolés sob sol a picos não é, de fato, uma atividade que qualquer pessoa esteja disposta a encarar. Baianinho, entretanto, topou, mas o início não foi nada promissor. “Ele vendeu apenas 8 reais no primeiro dia”, lembrou o dono da sorveteria. Indo à luta Esse fracasso não parece ter desanimado Baianinho. Pelo contrário, nos dias seguintes ele foi novamente à luta e as vendas foram, aos poucos, melhorando. De 8 reais passou para 30, 40, 80 reais e sempre crescendo. Agora,

ele sai sempre com 300 sorvetes no carrinho e, não raro, retorna à fábrica para enchê-lo outra vez. No último domingo, dia 17, por exemplo, ele esgotou seu estoque em sítios e fazendas localizadas entre São Sebastião da Grama e Divinolândia. Campos o levou e, ao final do expediente, foi buscá-lo. “Só em duas casas eu vendi 50 sorvetes em cada uma delas”, recordou, explicando que trabalhou das 12 horas às 20 horas. No domingo anterior, dia 3, ele bateu seu próprio recorde: 780 picolés vendidos, quase três carrinhos cheios. Metade do resultado financeiro fica para o dono e metade para o vendedor. “Ele está ganhando, por mês, mais do que um médico iniciante”, comparou Marcelo Campos, que tem atualmente 15 vendedores. Carinho e respeito O segredo do sucesso de

Baianinho é explicado por ele mesmo: “Trato as pessoas com carinho, do pequeno ao grande, sempre com muito respeito e, com isso, todos gostam de mim. Há ocasiões em que até ganho almoço nas casas aonde vou. Além disso, faço entregas em qualquer horário que sou solicitado e até levo na casa da pessoa que pede sorvete por telefone”. Baianinho e Campos sabem, porém, que esta época de calor muito forte não durará sempre e que, a partir de maio ou junho, virá o frio. Isso, no entanto, não parece preocupálos. “No frio as vendas caem quarenta por cento”, admite o proprietário. Mesmo assim, para o vendedor recordista, isso não representará um problema tão sério. Tanto é que ele já pensa em ir para a Bahia e trazer alguns de seus familiares para São José do Rio Pardo a fim de... venderem sorvete!


23 de fevereiro de 2013 - A-13

DIA DO ESPORTISTA

Câmara homenageia cinco atletas DOMINGÃO

Diretores de clubes inscritos são convocados para reunião decisiva Os representantes dos clubes interessados em participar do Campeonato Domingão 2013 estão sendo convocados para uma reunião nesta segunda-feira (25-02-2013) a ser realizada às 19 horas no Dec. Na ocasião, deverão ser finalizadas as discussões com relação ao regulamento e outros assuntos. O presidente do Dec José Carlos Zanetti adiantou que informará que conseguiu junto ao prefeito João Saturbano os recursos para custear as taxas de arbitragem do

certame Domingão e que também arcará com os custos de arbitragem dos times rio-pardenses nas disputas do Campeonato Veterano 35 . Zanetti, no entanto, informou que como não houve previsão orçamentária, terá que organizar um campeonato Domingão mais curto. “Vamos propor que as oito equipes pretendentes sejam divididas em dois grupos com quatro equipes cada, para que se diminua o número de jogos e consequentemente o valor gasto pela autar-

quia”, disse Zanetti. Em decisão anterior, órgão havia informado que por falta de recursos iria cobrar uma taxa das agremiações participantes. Com relação ao Campeonato Veterano 35, o presidente do Dec informou que os times riopardenses terão a arbitragem custeada. “Para 2014 vai ser diferente, vamos prever no orçamento um montante de recursos para que possamos organizar todos os campeonatos possíveis”, finalizou José Carlos.

A Câmara Municipal de São José do Rio Pardo prestou uma homenagem a cinco esportistas, em comemoração ao Dia do Esportista, que foi comemorado no dia 19, terçafeira. A iniciativa da premiação foi do vereador Paulo Sérgio Rodrigues (Paulão da Rádio), que apresentou o projeto em 2003 e, na época, o mesmo foi aprovado por unanimidade. Com isso, nos últimos 10 anos diversos esportistas, em várias modalidades, foram homenageados com

o Diploma de Honra ao Mérito. “Nossa intenção foi de criar um incentivo a esses atletas que divulgam o nome de São José do Rio Pardo pela região, estado e Brasil, sendo que a maioria participa das competições com recursos próprios, sem ter um apoio por parte do poder público ou de patrocinadores”, disse Paulão da Rádio. “Queria parabenizar os cinco homenageados e, em nome deles, homenagear todos os esportistas de São José do Rio Pardo. É um belo projeto do ve-

reador Paulo Sergio Rodrigues, para essas pessoas que levam o nome de São José do Rio Pardo a outras cidades”, disse Reinaldo Milan, presidente da Câmara. Este ano os homenageados foram os professores de educação física Sérgio Brás e Marco Aurélio Mantovani, os ciclistas Renato Francelino Martins e Gilmar Navega e ainda Filipe Scaramelli (atletismo). A cerimônia foi apresentada por Fernando Torres, que leu um breve currículo de cada homenageado.

FUTEBOL DE MESA

AAR perde na estreia do Paulista Depois de mais de dez anos sem disputar o Campeonato Paulista de Futebol de Mesa, os botonistas rio-pardenses filiados à AAR (Associação Atlética Riopardense) regressaram à competição no último dia 17, quando participaram do torneio estadual. A estreia ocorreu contra o time do Flamengo de Americana, na casa do adversário. O time rio-pardense foi derrotado pelo placar de 36 a 14 e, agora, espera a próxima partida para se recuperar na competição. Na outra partida pelo grupo o Noroeste venceu a equipe da AA Botucatuense, também pelo placar de 36 a 14. O próximo jogo será exatamente contra a forte equipe do Noroeste de Bauru, em São José do Rio Pardo. A partida deverá acontecer no dia 16 de março, quando os rio-pardenses fazem estreia em casa, buscando a primeira vitória na competição.

“Esperamos obter uma vitória nesse segundo jogo para nos recuperar na competição e ficar entre os dois primeiros colocados da chave, uma vez que somente esses dois primeiros garantem vagas para as semifinais do torneio”, disse Eduardo Nicolas, da equipe da AAR. Os botonistas rio-pardenses admitiram que o nervosismo pela reestreia, depois de tanto tempo ausentes, prejudicou a equipe. Eles consideram, porém, a derrota fora de casa

um resultado normal e seguem confiantes para buscar a recuperação e uma posterior classificação. A equipe da AAR, que é patrocinada por Doces Da Ula, Bolas Vitória e Mel de Abelhas Guaxupé, contou com os titulares Alfredo Nicolas, Clóvis Camillo, Eduardo Nicolas, Marcelo Capitelli e Rodrigo Nicolas. Maiores informações sobre o Campeonato Paulista de Futebol de Mesa no site www.futeboldemesanews.com.br.

DEC divulga retorno de Escolinhas Esportivas O Departamento de Esportes e Cultura (DEC) divulgou na última segunda-feira, dia 18, o retorno das Escolinhas de Esportes e Equipes de Treinamento da autarquia, neste ano de 2013. Para marcar o retorno foi realizada uma reunião com os professores e monitores, que a partir de agora visam a formação das equipes para participarem dos campeonatos de

Campeonatos vão começar no dia 24 de março Equipe rio-pardense quer reabilitação no próximo confronto

Flamengo/Rondinelli começa às atividades acolher melhor os alunos e os familiares destes, disseram os proprietários. A escolinha Flamengo/Rondinelli está localizada na Rodovia Prefeito Lupércio Torres, 1024, mas suas atividades esportivas também são praticadas, mediante parcerias, em dois outros locais: no Bonsucesso (Zetinho) e no Botafogo (Pingo). “Agradeço as duas diretorias por sempre apoiarem nossas atividades, sempre que precisamos eles estiveram com as portas abertas”, disse Fábio Perri, professor da Escolinha. As aulas da Escolinha Fla-

mengo/Rondinelli tiveram início no dia 28 de janeiro, com turmas de alunos entre 5 a 16 anos, divididas nos seguintes turnos: manhã, tarde e noite, de segunda a sexta. Os interessados poderão procurar a secretaria da Escolinha ou solicitar informações pelo telefone (19) 3608-7296. Importante lembrar que a Arena R3 está disponível para locação a partir das 19 horas. Os interessados devem procurar a secretaria da Escolinha ou entrar em contato pelo telefone (19) 3608-7296, em horário comercial.

CICLISMO

Gilmar Navega vence prova em Monte Azul O ciclista Gilmar Navega foi o campeão da categoria veterano, na primeira etapa do Campeonato de Mountain B i ke , p r o m ov i d o p e l a “A Liga”. A prova foi realizada no último domingo, dia 17, na cidade de Monte Azul Paulista, com o rio-pardense não tendo muitas dificuldades para vencer os adversários e conquistar o lugar mais alto do pódio. O evento contou com mais de 300 atletas, de diversas regiões e estados. O campeonato prosseguirá com mais sete etapas ao longo deste ano, sendo a próxima em Jardinópolis (SP), a ser realizada dia 3 de março.

ESCOLINHAS ESPORTIVAS

FUTSAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL

A Escolinha Flamengo/Rondinelli voltou às suas atividades neste ano de 2013. Repleta de novidades e inovações, a principal delas é a aquisição do próprio campo, que possibilita a fixação das atividades esportivas no local denominado Arena R3. O lugar já conta com amplas instalações como vestiários, banheiros , churrasqueira para eventos e confraternizações, campo de futvôlei e vôlei de areia, estacionamento fechado e barzinho. Estas são algumas das benfeitorias feitas para

Atletas e vereadores apos as homenagens feitas pela Câmara pelo dia do Esportista

Navega mostrou seu favoritisimo e venceu a primeira etapa

A Liga Rio-pardense de Futsal realizou, na tarde da última segunda-feira, dia 18, o Conselho Arbitral para a realização de vários campeonatos. A reunião aconteceu no prédio da Câmara Municipal, com as presenças de dezenas de diretores, da cidade e região. Ficou definido que o Campeonato Regional Feminino será realizado nas categorias sub-13, sub-15, sub-17, sub19, sub-21 e Adulto Livre. O Campeonato Regional Masculino será realizado nas categorias sub-05, sub07, sub09, sub-11, sub-13, sub-15, sub-17, sub-19, sub-21 e Adulto Livre. As equipes deverão confirmar participação em suas respectivas categorias até o próximo dia 1º de março, através de e-mail ou fax. O inicio do Campeonato de Base Masculino e da Categoria Feminina está previsto para começar no dia 24 de março. As cidades que estiveram presentes na reunião foram: DERLA/Mococa, Arceburgo, Mar Girius/Porto Ferreira, Tênis Clube/Vargem Grande, DME/Vargem Grande do Sul, DEREL/Aguaí, DERLA/Igarai, Divisão de Esportes/Guaxupé, DEREL/Mogi Mirim, Itapira, Santa Rita do Passa Quatro, São João da Glória, Ouro Fino, São Sebastião da Grama, AAR, DEC/São José, Atlético Riopardense, SET/Leme, Espírito Santo do Pinhal, Cajuru e Tigre/Mogi Guaçu.

Ligas, Associações, Federações e Eventos organizados pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo. A pessoa interessada em

participar das escolinhas deve procurar por seus respectivos professores de cada modalidade esportiva, durante os horários de treinamentos.


A-14 - 23 de fevereiro de 2013

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro: EDITAL Nº 11077 - JOSÉ MARCOS VIEIRA DE ANDRADE e NATÂNIA APARECIDA PERES, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia seis de maio de um mil e novecentos e setenta e quatro (06/05/1974), de nacionalidade brasileira, Agricultor, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de JOÃO VIEIRA DE ANDRADE e de APARECIDA GUEDES DE ANDRADE; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte de abril de um mil e novecentos e noventa e um (20/04/1991), de nacionalidade brasileira, do lar, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de HÉLIO PERES e de LOURDES DAS GRAÇAS GALDINO PERES . EDITAL Nº 11078 - PAULO HENRIQUE FACONE MARCOLINO e JULIANA BAPTISTA PIERETI, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia nove de outubro de um mil e novecentos e oitenta e sete (09/10/1987), de nacionalidade brasileira, auxiliar de mecanico, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de JAIR MARCOLINO e de NILZA APARECIDA FACONE MARCOLINO; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e dois de abril de um mil e novecentos e oitenta e cinco (22/04/1985), de nacionalidade brasileira, auxiliar geral, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de JOÃO BAPTISTA PIERETI e de MARIA IVANI BAPTISTA PIERETI. EDITAL Nº 11079 - JOÃO PAULO DE ALMEIDA SILVA e MARINA PACHECO CANDIDO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dez de novembro de um mil e novecentos e noventa e três (10/11/1993), de nacionalidade brasileira, pedreiro, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de ANTONIO SÉRGIO DA SILVA e de MARIA APARECIDA DE ALMEIDA DA SILVA; e a pretendente: solteira, nascida no dia oito de janeiro de um mil e novecentos e noventa e quatro (08/01/1994), de nacionalidade brasileira, auxiliar de finanças, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de LUIZ ARMANDO CANDIDO e de ISABEL CRISTINA PACHECO CANDIDO

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 22 fevereiro de 2013. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

FALECIMENTOS CELSO FARIA PARISI – Dia 16 de fevereiro, aos 82 anos de idade, casado com Maria Da Natividade Araújo Parisi. Filho de Domingos Parisi e Jacyra Thobias Parisi. NEIDE CONCEIÇÃO CARNEIRO PACHECO – Dia 16 de fevereiro, aos 57 anos de idade, casada com João Batista Pacheco. Filha de Onofre Carneiro e Araci Oliva Carneiro. MARIA DE LOURDES PASCHOALONI MAQUIM - Dia 14 de fevereiro, aos 68 anos de idade, casada com Antonio Maquim. Filha de Luiz Paschoaloni e Rosa Aparecida Brunini. LUIS CARLOS SILVEIRA – Dia 17 de fevereiro, aos 48 anos de idade. Filho de Luiz de Paula Silveira e Maria Aparecida de Oliveira Silveira. NELSON CARLOS GONÇALVES – Dia 19 de fevereiro, aos 45 anos de idade, casado com Maria Donizeti Olinto Gonçalves. Filho de Jesus Gonçalves e Maria de Lourdes Brigati Gonçalves. JOSÉ CARLOS DEL CIAMPO – Dia 15 de fevereiro, aos 69 anos de idade, casado com Célia Regina Pires Del Ciampo. Filho de João Del Ciampo e Alice Foiadelli Del Ciampo. APARECIDA DA SILVA GOMES – Dia 20 de fevereiro, aos 87 anos de idade, casada com Sebastião Gomes. Filha de Joaquim José da Silva e Faustina Jovita de Jesus. JOÃO BENEDITO MARQUES – Dia 19 de fevereiro, aos 83 anos de idade, casado com Ambrosina Rosa Marques. Filho de Joaquim Vitorino Marques e Mariana Cândida de Jesus. Benedito Silvino – Dia 20 de fevereiro, aos 55 anos de idade. Filho de Onofre Silvino e Julia Geraldo Silvino.

Funerária São José “Rioli” Oferece o que de melhor existe no ramo funerário, aos particulares e também do seu conhecido PLANO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO FUNERÁRIO, dando total segurança e tranquilidade a todos. Adquira o seu!

60 ANOS DESDE 1950 - ESTA É A SUA GARANTIA

Avenida 9 de Julho, 103 - Fone: 3608-5095

EDITAL Nos termos da legislação em vigor, ficam convocadas, por este Edital, todos os eleitores filiados ao Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB, neste município, para a Convenção Municipal que será realizada no dia 17 de março de 2013, com inicio às 08:00 horas e encerramento às 11:00 horas, no Prédio da Câmara Municipal, situado na Praça dos Três Poderes, nº 02, nesta cidade, com a seguinte

HELIO ESCUDERO Presidente da Comissão Executiva Municipal 23/2,02/03/09/03/16/03

Prêmio de Excelência em Governo Eletrônico (e-Gov 2012) (http://www.premio-e.gov.br/) · Assistência, planejamento, gestão e orientação tributária a empresas e pessoas físicas · Constituição de créditos de ICMS (Rural e Acumulado) · Cursos e treinamento em legislação tributária · Acompanhamento de ação fiscaldesde o início da fiscalização · Defesa Administrativa de AIIM (Autos de Infração de ICMS, IPVA, ITCMD) HERALDO HORTA RODRIGUES ·Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo de 1986 a 2012; ·MBA pela FGV em Gestão de Tributos e Planejamento Tributário; Telefone: 19 3671-1147 Cel: 19 9460-9824-mail: hhrodrigues_equaliter@hotmail.com

CASEIRO

PROCURO CASA para alugar com 1 ou 2 dormitórios Tratar 9242-4938

Casal sem filhos oferece para trabalhar em chácara ou sítio de Caseiro . Tratar (19) 8362-1612 3681-4992

VENDE-SE

Sítio de 5 alqueires com: água de mina, açude, 2 casas, 8 mil pés de café, pasto e eucalipto. Valor R$ 500.000,00 Telefone: (35) 91529572 / (35) 8824-7262 Juruaia – MG CONVERSA COM JESUS (Orar durante 9 dias seguidos) Meu Jesus, em Vós depositei toda a minha confiança. Vós que sabeis de tudo, Pai e Senhor do Universo. Sois o Rei dos Reis. Vós que fizestes o paralítico andar, morto viver e leproso sarar, façais com que (pedir a graça). Vós que vistes minhas angústias e lágrimas bem sabeis de tudo, Divino amigo, como preciso alcançar de Vós essa grande graça (pedir com fé). Minha conversa com Nosso Mestre me dá ânimo e alegria de viver. Só de Vós espero com fé e confiança (pedir a graça). Fazei, Divino Jesus, que antes de terminar esta conversa, durante 9 dias, eu alcance a graça que peço com fé. Com gratidão publicarei esta oração para que todos os que precisem aprendam a ter confiança em Vossa misericórdia. Iluminai meus passos assim como o sol ilumina todos os dais do amanhecer e testemunhe nosso diálogo. Jesus, eu tenho confiança em Vós. Cada vez mais aumenta a minha fé! Obrigada por tudo senhor. Amém. T.R.P.D

“Aflita se viu a Virgem Maria aos pés da cruz. Aflita vejo-me eu. Valei-me Mãe de Jesus. Confio em Deus, com todas as minhas forças, por isso peço que ilumine meus caminhos, concedendo-me a graça que tanto desejo. Amém. “Reze durante três dias e faça três pedidos: um impossível e dois difíceis. Divulgue essa oração no quatro dia e aguarde os resultados. R.L.B ORAÇÃO A SANTO EXPEDITO justas e urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero, interce-

VENDE-SE Terreno no Parque São Domingos 300 m2 Tratar :

Fone – 3681-4826 8185-0034

VENDE-SE Gol geração 3 ano 2000 Branco 2 portas com ar condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos. R$ 9.500,00 Telefone: 9121-0743

PASSO PONTO R$ 10.000,00 Centro Loja completa de roupas Tratar : (19) 9408-5260 PROJETO RENASCER ( Grupo de Apoio e Combate ao Câncer de Mama)

Comunicado O Projeto Renascer Grupo de Apoio e Combate ao Câncer de Mama, vem a público declarar que a Rifa do Anel de Brilhantes que correu no dia 09/02/2013, pela Loteria Federal não houve ganhador o primeiro premio foi o número 404 e este não foi vendido, a mesma correrá novamente dia 02 de março, se por acaso não houver ganhador usaremos outro critério para premiar. Obrigada a todos pela colaboração, nosso Deus lhe pague. À Diretoria

PASTORAIS SOCIAIS SANTA EDWIGES E SANTO EXPEDITO

dei por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Vós que sois o Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo dos desesperados. Vós que sois o Santo das causas urgentes, protegei-me, ajudai-me, daí-me força, coragem e serenidade. Atendei ao meu pedido: (Fazer o pedido). Ajudai-me a superar estas horas difíceis, protegei-me

Informamos que no dia 05 de março de 2013, das 08:00 às 11:00 horas e das 13:00 hs às 17:00 horas, a Comissão Executiva manterá plantão, na rua Rua John Pourrat, 330, Vila Formosa, para protocolar o requerimento para registro de chapas completas, obedecendo ao art.25 § 7º do Estatudo do PSDB. São José do Rio Pardo, 23 de fevereiro de 2013.

www.equaliter.com.br

VENDE-SE

Meu Santo expedito das causas

ORDEM DO DIA a) Eleição, por voto direto e secreto, do Diretório Municipal, que será constituído de 33 membros e de 11 suplentes; b) Eleição, por voto direto e secreto, de 17 Delegados e igual número de suplentes à Convenção Estadual; c) Eleição do Conselho de Ética e Disciplina, constituído de 5 (cinco) membros efetivos e igual número de suplentes. d) Na mesma data, serão eleitos, por voto direto e secreto, a Comissão Executiva Municipal e seus suplentes, e os membros efetivos e suplentes do Conselho Fiscal, em reunião do Diretório Municipal eleito, convocada por este Edital para às 12:00 horas, sendo o início do credenciamento dos suplentes às 11:30 horas, no mesmo local.

400m2 (20x20) R$ 130.000,00 Tel – 8162-6689

(11) 98272.8810 Luís Filipe philipeproenca@gmail.com

ORAÇÃO DOS AFLITOS

PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA - PSDB

Vila Pereira - Rua Isidoro Pereira

Linda Chácara com 7.363,50 m2 no coração do Parque Beira Rio (Chácara “Dr. Leão”) gramada e com várias árvores frutíferas, contendo 2 casas construídas: uma com 3 dormitórios (1 suite) e a outra um Casarão dos anos 30 semi-reformado, preparado para ter 5 quartos amplos (4 suites). R$ 1.800.000,00

LIMOEIRO EMPREENDIMENTOS TURISTICOS E LAZER LTDA. CNPJ/MF nº 02.867.566/0001-40 Ficam os sócios desta Sociedade convocados a se reunir em Assembléia Geral Ordinária, a realizar-se em 1ª. convocação às 9 horas, em 16.3.2013, na Rua Francisquinho Dias, nº 544, em São José do Rio Pardo - SP, a fim de deliberarem sobre a ORDEM DO DIA: 1) Aprovação das contas da administração, balanço e resultados de 2012; 2) Deliberação sobre prejuízos acumulados; 3) Utilização do imóvel; 4) Extinção da sociedade e instituição de condomínio; 5) Assuntos gerais. SJRP 21.02.2013. Luiz Carlos Chingotti (Dir.Superintendente) (23-02 2-03)

VENDO TERRENO

de todos os que possam me prejudi-

O QUE SOBRA NA NOSSA CASA AINDA PODE SER ÚTIL PARA OS POBRES! (ROUPAS E CALÇADOS DE ADULTOS E CRIANÇAS; ENXOVAL; BRINQUEDOS; UTILIDADES DOMESTICAS; MÓVEIS USADOS; ELETRO-ELETRÔNICOS; FRALDAS GERIÁTRICAS; ETC.) É MUITO IMPORTANTE QUE ESSAS DOAÇÕES TENHAM CONDIÇÕES DE USO, POIS, OS SEUS DESTINATÁRIOS NÃO TEM DINHEIRO NEM MESMO PARA PEQUENAS REFORMAS.

car, protegei minha família, atendei ao meu pedido com urgência. Devolve-me a paz e a tranqüilidade. Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que tem fé.

SE PREFERIR, RETIRAMOS SUAS DOAÇÕES NO LOCAL! DAS 08 ÀS 11 HORAS DISQUE......(Santa Edwiges)........................................3681-5643 DAS 13 ÀS 17 HORAS DISQUE..... (Santo Expedito).......................................3608-7315 OU.................................................................................................................9181-0730

Muito obrigado, meu santo Expedido! Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e fazer o Sinal da Cruz.

M.E.

DOAR TAMBÉM É UM ATO DE AMOR!


23 DE FEVEREIRO DE 2013 - Pág. A- 15

Civic com câmbio de 6 marchas e motor 2.0 DIVULGAÇÃO

FONTE: ICARROS

Após recuperar colocações e terminar 2012 no 15ª lugar entre os automóveis mais vendidos - mas ainda na vice-liderança do mercado de sedãs médios por pouco mais de 6.000 unidades vendidas a mais do Toyota Corolla -, a linha 2014 do Honda Civic ganhou duas armas para brigar pela ponta do segmento: motor de 2,0 litros e câmbio manual de seis marchas. Com a chegada destas novidades, a oferta foi reformulada. A partir deste mês, a gama do sedã terá três versões: LXS 1.8 com câmbio manual de seis velocidades ou automático de cinco marchas, LXR e EXR, sendo as duas últimas com motor de 2,0 litros e transmissão automática. A versão esportiva Si voltará à cena no ano que vem. Com potência máxima de 155 cv e torque de 19,5 mkgf, com etanol, o bloco de 2,0 litros foi desenvolvido para trabalhar sem o tanque de partida a frio. O conceito, chamado de Flex One, já está disponível nos modelos de motocicleta da montadora e também será estendido a outras motorizações do fabricante no Brasil. De acordo com a

Honda, a tecnologia funciona por meio de aquecedores, que esquentam o combustível derivado da cana para não haver falha durante a partida quando a temperatura está baixa. A nova caixa de câmbio, por sua vez, conta com a função overdrive na sexta marcha, fazendo com que o motor trabalhe em uma faixa de rotação constante, reduzindo o ruído e diminuindo o consumo de combustível. Vale lembrar, entretanto, que esta transmissão não é a mesma que foi oferecida no antigo Civic Si. Desde a versão LXS manual, que sai por R$ 66.690, o Civic passa a oferecer sistema de conectividade bluetooth, chave do tipo canivete e forração interna da tampa do porta-malas. Tanto na parte externa como na cabine, no entanto, o modelo não sofreu nenhuma alteração. CR-V também ganhou motor flex - a linha 2014 do CR-V passará a contar com o mesmo bloco bicombustível de 2,0 litros apresentado no Civic no final de março. Além disso, a versão LX 2WD recebeu novo tanque de combustível, com 71 litros de capacidade (antes era de 58

litros), chave tipo canivete e tecnologia bluetooth. A configuração topo de linha EXL estará disponível também com tração 2WD, em razão do apelo urbano do veículo. Confira os preços do Civic 2014: - LXS 1.8 manual: R$ 66.690 - LXS 1.8 automático: R$ 69.900 - LXR 2.0 automático: R$ 74.290 - EXR 2.0 automático: R$ 83.890

Airbag: Os cuidados para não transformá-lo em vilão Nada como trafegar em um carro que tenha a segurança dos airbags. No entanto, é necessário adotar algumas condutas para que este item seja um grande aliado e não um vilão. De acordo o Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), em alguns casos, o airbag pode ser até perigoso. Por isso, fique ligado em algumas dicas. · Nunca deixe de usar o cinto de segurança. Além de ser o dispositivo de retenção mais eficaz na prevenção de lesões, o cinto trabalha para que o contato do ocupante

com o airbag seja feito da maneira correta. · Essa vai para o passageiro do banco dianteiro: Não coloque os pés sobre o painel do veículo. Pode parecer até confortável, mas viajar dessa forma não é nada seguro. A bolsa de ar é inflada em milisegundos em uma velocidade que pode atingir 300 km/h, ou seja, as pernas podem ser pressionadas contra o tórax, podendo acarretar em graves lesões. · Não dirija muito próximo ao volante. A recomendação é posicionar-se a cerca de 25 centímetros da direção. No caso do passageiro dianteiro, a

distância do painel deve ser de 40 centímetros. · Nunca transporte crianças no banco da frente. A bolsa de ar não foi desenvolvida pensando nelas e o choque pode ser muita agressivo para suas estruturas corporais. A segurança em números Adotar as medidas citadas pode aumentar suas chances de sobrevivência em acidentes potencialmente fatais. O airbag aliado ao uso correto do cinto de segurança proporciona 51% de probabilidade de sobrevivência, enquanto o não uso do cinto reduz as chances para

12%. Os dados são da NHTSA, órgão norteamericano que faz estudos de segurança no trânsito. O instituto afirma ainda que 234 fatalidades relacionadas ao airbag foram registradas nos 11 primeiros anos em que o dispositivo passou a ser obrigatório nos Estados Unidos, entre 1990 e 2001. No entanto, 43 incidências não foram confirmadas e 146 eram relacionadas a crianças. No caso das fatalidades restantes, foi identificado que motoristas estavam muito próximos ao volante e passageiros dianteiros sem cinto de segurança.


A-16 - 23 de fevereiro de 2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO ERRATA Por lapso, a Portaria nº 11.247, publicado neste mesmo veículo de comunicação, em sua edição de 16 de fevereiro de 2013, apresentou erro de digitação em sua em seu artigo 1º, portanto, Onde se lê: exonerada; leia-se: nomeada. Republicando: PORTARIA N.º 11.247, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Senhora MARCIA DOS SANTOS FERNANDES MINUSSI, do cargo em comissão de ASSESSOR DE GABINETE. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a Senhora MARCIA DOS SANTOS FERNANDES MINUSSI, do cargo em comissão de ASSESSOR DE GABINETE, nível VI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 15 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito . Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. ERRATA Por lapso, a Portaria nº 11.202, publicado neste mesmo veículo de comunicação, em sua edição de 02 de fevereiro de 2013, apresentou erro de digitação em sua em seu artigo 2º, portanto, Onde se lê: ..., com efeitos a partir de 04 de fevereiro de 2012.; leia-se: ..., com efeitos a partir de 04 de fevereiro de 2013. Reuplicando: PORTARIA N.º 11.202, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. TATIANA RUEDA FELTRAN, no cargo em comissão de ASSESSOR TÉCNICO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a Sra. TATIANA RUEDA FELTRAN, no cargo em comissão de ASSESSOR TÉCNICO, nível XV, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir de 04 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 01 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Secretaria Municipal da Educação convoca os professores classificados no Concurso Público nº. 001/10 de Professor Auxiliar de Educação Especial, para substituição em caráter temporário. Dia: 25/02/2013 Horário: 12h00 Local: Secretaria Municipal da Educação, Avenida dos Lírios, 400 – Centro. 17 - Marta Ines de Souza Cunha; 18 - Ana Cecília Carrato Jardim. Os candidatos deverão apresentar-se munidos dos seguintes documentos: - Cópia do RG; - Cópia do CPF; -Cópia do título eleitoral; - Cópia da certidão de escolaridade exigida para o cargo. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. Silvia Masini Jiupato-Secretária Municipal da Educação EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Secretaria Municipal da Educação convoca os professores classificados no Concurso Público 01/2010 (Professor Auxiliar de Educação Básica – Educação Infantil e Ensino Fundamental Ciclo I), para comparece rem no período de 18/02 a 22/02/2013 no Departamento de Recursos Humanos, para atribuição no dia, local e horário abaixo discriminados: Dia: 25/02/2013 Horário: 12h30 Local: Secretaria Municipal da Educação, Avenida dos Lírios, 400 – Centro. Os candidatos deverão apresentar-se munidos dos seguintes documentos: - Cópia do RG; - Cópia do CPF; - Cópia do título eleitoral; - Cópia da certidão de escolaridade exigida para o cargo. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. Silvia Masini Jiupato- Secretária Municipal da Educação EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, convoca o candidato abaixo classificado no Concurso Público nº 01/2010, de PROFESSORES para comparecer de 25 de fevereiro a 01 de março de 2013, das 12 às 17:00 horas, no Departamento de Recursos Humanos, à Praça dos Três Poderes, 1, centro, munido de documentos, para receber a instruções a respeito de sua admissão. Professor Auxiliar de Educação Básica – Ensino Infantil e Fundamental I Class. Nome 45° MARIA APARECIDA MARCELLI BERTHO Se o candidato não comparecer até o dia 01 de março 2013, será considerado desistente e sua vaga oferecida ao candidato subseqüente na ordem de classificação, em futuras convocações. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, convoca o candidato abaixo classificado no Concurso Público nº 02/2012, de ASSISTENTE SOCIAL para comparecer de 25 de fevereiro a 01 de março de 2013, das 12 às 17:00 horas, no Departamento de Recursos Humanos, à Praça dos Três Poderes, 1, centro, munido de documentos, para receber a instruções a respeito de sua admissão. Assistente Social Class. Inscrição Nome 6º 000020649 JULIANA HELENA PINTO MALDONADO Se o candidato não comparecer até o dia 01 de março 2013, será considerado desistente e sua vaga oferecida ao candidato subseqüente na ordem de classificação, em futuras convocações. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. COMUNICADO A Secretaria Municipal de Educação comunica aos professores inscritos no Processo Seletivo para Professor Coordenador, de acordo com o Decreto nº. 4.265 de 15 de fevereiro de 2013, que a Proposta de Trabalho deverá ser entregue dia 04/03/2013, das 8h00 às 17h00, na Secretaria Municipal de Educação. A entrevista será nos dias 06 e 07/03/2013. Os candidatos serão avisados do horário e local para apresentação da proposta de trabalho. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. Silvia Masini Jiupato-Secretária Municipal da Educação.

PORTARIA N.º 11.255, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013 Dispõe sobre a nomeação da Diretoria e Conselho Deliberativo para o Fundo Social de Solidariedade do Município. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º – Nomear membros para compor a Diretoria do Fundo Social de Solidariedade: Presidente: Arabela Junqueira Della Torre Santurbano; Vice-presidente: Raquel Paula Silva Souza; Secretária: Ana Lúcia Pereira Frederico; Tesoureiro: Mario Rio Vieiro da Silveira. Art. 2º – Nomear membros para compor o Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade: - José Fernando Paiva Fernandes de Lima; - Marilza Aparecida de Paiva; - Maria Helena de Paiva Tangerina; - Magda Fernanda Paiva Fernandes de Lima; - Cecília Helena Dias Yasbeck; - Lucia Helena Trinca Zanetti; - Geracy Nakamura Guimarães; - Regina de Fátima Santurbano Folchetti; - Wanda de Souza Marsulo. Art. 3º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. São José do Rio Pardo, 19 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretaria Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.256, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação de membros para compor Comissão para apreciar as prestações de contas das Entidades Assistenciais de São José do Rio Pardo. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º – Nomear os servidores abaixo qualificados, para receber, examinar e julgar as comprovações apresentadas pelas Entidades Assistenciais e emitir parecer conclusivo. a) José Humberto Tardelli; b) Henrique Pansani Rodrigues; c) Simone Maria de Resende Bueno. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, ficam revogadas as portarias nº 7.599/2005 e 9.677/2010. São José do Rio Pardo, 19 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretaria Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.257, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a exoneração do servidor MARCELO DONIZETI PRIMINI, do cargo em comissão de CHEFE DE DIVISÃO DE MANUTENÇÃO VIÁRIA E URBANA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerado o servidor MARCELO DONIZETI PRIMINI, do cargo em comissão de CHEFE DE DIVISÃO DE MANUTENÇÃO VIÁRIA E URBANA, nível XV, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 19 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.258, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. Altera Portaria nº 10.920, de 12 de julho 2012, que constitui a Comissão para análise de requerimentos com pedido de baixa de contas de água do exercício de 2010 e seguintes, e assuntos correlatos. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: I - Alterar Comissão para análise de requerimentos com pedido de baixa de contas de água do exercício de 2010 e seguintes, e assuntos correlatos. II – Nomear como membros os servidores: Marco Antonio Matarazzo, Luis Francisco Pisani, Paulo Tadeu Curi, Juliana Andrade da Silva e Gislaine Cristina Fagundes Sampaio, para sob a presidência do primeiro, dar cumprimento ao item precedente. III - Nomear como suplentes os servidores: Libercio Donizete Martins, Marcelo Batistela Moreira, Marcelo Primini e Vanusa Graciano. IV – Estabelecer que os suplentes, pela ordem do item anterior, substituirão os titulares em caso de óbito, enfermidade própria ou enfermidade grave de ascendente, descendente, cônjuge ou companheiro, férias, impedimento legal e suspensão. V – Para secretariar os trabalhos fica designada a servidora Gislaine Cristina Fagundes Sampaio. A comissão verificará as seguintes irregularidades, dentre outras: a) Divergência na data de vencimento dentro do mesmo mês; b) Divergência na data de vencimento em meses distintos; c) Valores divergentes, faturas com débitos maiores dos lançados em Divida Ativa e faturas com débitos menores do que os lançados em Dívida Ativa; d) Diferença de 0,01 entre a fatura e o lançamento em Divida Ativa; e) Requerimentos protocolados por pessoa diversa do titular do cadastro. f) Pedidos de revisão de contas de água, com erro de leitura e ou consumo. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.259, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a concessão de licença sem remuneração para tratar de assuntos de interesse particular ao servidor LUIZ CELSO FERREIRA DIAS. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º Conceder, a pedido, licença sem remuneração, por um período de até dois anos, de acordo com o Art. 81 e seus parágrafos, da Lei Municipal nº 2.712 de 16 de março de 2004, ao servidor LUIZ CELSO FERREIRA DIAS, desta Prefeitura Municipal. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 18 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.260, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre aposentadoria da servidora CARMEN LUCIA JUNQUEIRA DE ANDRADE FERREIRA DA SILVA, do cargo de PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª a 8ª série) – HISTÓRIA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar a servidora CARMEN LUCIA JUNQUEIRA DE ANDRADE FERREIRA DA SILVA, aposentadoria por idade, do cargo de PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª a 8ª série) - HISTÓRIA, nível XXII-F, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 05 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.261, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre aposentadoria da servidora JOSELI DO CARMO TRINCA, do cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar a servidora JOSELI DO CARMO TRINCA, aposentadoria integral por tempo de contribuição especial professor, do cargo de

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR, nível XXI-E, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 20 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.262, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a exoneração da servidora SILVANA APARECIDA PIZANI CAVALLI, do cargo de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora SILVANA APARECIDA PIZANI CAVALLI, do cargo de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.263, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da servidora LUCIANA DE OLIVEIRA, no cargo em comissão de VICE-DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora LUCIANA DE OLIVEIRA, no cargo em comissão de VICE-DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.264, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da servidora ANA PAULA DONTALO, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora ANA PAULA DONTALO, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI, nível XXVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 28 de janeiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.265, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da servidora MÔNICA APARECIDA MARSULO FELIX, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora MÔNICA APARECIDA MARSULO FELIX, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI, nível XXVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 28 de janeiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.266, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a exoneração da servidora NEIDE BENEDITA GIACOMINI DE MORAES, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora NEIDE BENEDITA GIACOMINI DE MORAES, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEI, nível XXVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 28 de janeiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.267, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre aposentadoria do servidor VALDEMAR SBERCE, do cargo de AJUDANTE GERAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar o servidor VALDEMAR SBERCE, aposentadoria por idade, do cargo de AJUDANTE GERAL, nível I, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 11 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.268, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre aposentadoria da servidora NEIVA MARIA CREMASCO XAVIER, do cargo de AUXILIAR CONSULTÓRIO DENTÁRIO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar a servidora NEIVA MARIA CREMASCO XAVIER, aposentadoria por idade, do cargo de AUXILIAR CONSULTÓRIO DENTÁRIO, nível V, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 06 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.269, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. KARINA DE FATIMA FRANCISCO AMARO, para o cargo de TÉCNICO EM ENFERMAGEM. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada, através do Concurso Público nº 002/2012, a Sra. KARINA DE FATIMA FRANCISCO AMARO, para ocupar o cargo de TÉCNICO EM ENFERMAGEM, nível X, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 19 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.270, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. LILIANE MARIA CASTOLDO BITTENCOURT, para o cargo de ASSISTENTE SOCIAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada, através do Concurso Público nº 002/ 2012, a Sra. LILIANE MARIA CASTOLDO BITTERNCOURT, para ocupar o cargo de ASSISTENTE SOCIAL, nível XXVI-B, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.271, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. LAIS LETICIA DE MELO, para o cargo de ASSISTENTE SOCIAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada, através do Concurso Público nº 002/2012, a Sra. LAIS LETICIA DE MELO, para ocupar o cargo de ASSISTENTE SOCIAL, nível XXVI-B, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação,, com efeitos retroativos a 19 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública.


23 de fevereiro de 2013 - A-17

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO PORTARIA N.º 11.272, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. MARISTELA DE SORDI, para o cargo de PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO BÁSICA-ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL I – PNE. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada, através do Concurso Público nº 001/2010, a Sra. MARISTELA DE SORDI, para ocupar o cargo de PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO BÁSICAENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL I - PNE, nível XXI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.273, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da Sra. ANA CRISTINA COTRIN, para o cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada, através do Concurso Público nº 001/ 2010, a Sra. ANA CRISTINA COTRIN, para ocupar o cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR, nível XXI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 19 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.274, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da servidora BERNADETE TARDELLI, no cargo em comissão de DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora BERNADETE TARDELLI, no cargo em comissão de DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 18 de fevereiro de 2013. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.266, DE 21 DE FEVEREIRO DE 2013. “Reedita a Instituição da Nota Fiscal Eletrônica de Serviço – NFS-e, que vigorará, através de novo Sistema Eletrônicio Municipal – SIMPLISS, a partir de 01 de fevereiro de 2013.O Prefeito de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais D E C R E T A: Art. 1º - Fica instituída a Nota Fiscal Eletrônica de Serviço no município de São José do Rio Pardo – SP, que deverá seguir as especificações e regulamentos instituídos por este Decreto. Capítulo I – Definição. Art. 2º - Considera-se Nota Fiscal Eletrônica de Serviço - NFS-e o documento emitido e armazenado eletronicamente em sistema próprio da Prefeitura do Município de São José do Rio Pardo – SP, com o objetivo de registrar as operações relativas a prestação de serviços. Capítulo II Informações Necessárias. Art. 3º - A NFS-e deve conter as seguintes indicações: I – número sequencial; II – código de verificação de autenticidade; III – data e hora da emissão; IV – identificação do prestador de serviços, com: a) nome ou razão social; b) endereço; c) “e-mail”; d) inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ; e) inscrição no Cadastro de Contribuintes Mobiliários - CCM; V – identificação do tomador de serviços, com: a) nome ou razão social; b) endereço; c) telefone; d) “e-mail”; e) inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas - CPF ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ; VI – discriminação do serviço; VII – valor total do serviço prestado; VIII – valor da dedução, se houver; IX – valor da base de cálculo; X – enquadramento do serviço na lista de serviços conforme à Lei (Municipal) 3.475, de 22 de dezembro de 2009.;XI – enquadramento do serviço no CNAE; XII – alíquota e valor do ISS; XIII – indicação de isenção ou imunidade relativa ao ISS, quando for o caso; XIV – indicação de serviço não tributável, quando for o caso; XV – indicação de retenção de Imposto na fonte, quando for o caso; XVI – indicação do regime tributário do prestador (MEI, Simples Nacional, outro) XVII – número e data do Recibo Provisório de Serviços RPS emitido, nos casos de sua substituição. § 1º - A NFS-e conterá, no cabeçalho, as expressões “Prefeitura do Município de São José do Rio Pardo – SP” e “Nota Fiscal Eletrônica de Serviço de Serviços - NFS-e”. § 2º - O número da NFS-e será gerado pelo sistema, em ordem crescente sequencial, e será específico para cada estabelecimento do prestador de serviços. § 3º - A identificação do tomador de serviços de que trata o inciso V do “caput” deste artigo é opcional: I – para as pessoas físicas; II – para as pessoas jurídicas, somente quanto à alínea “c” do mesmo inciso V. Capítulo III – Emissão. Art. 4º - Os prestadores de serviços inscritos no Município, enquadrados na lista de serviço da Lei (Municipal) 3.475/2009, estão obrigados à emissão de NFS-e. Art. 5º - A NFS-e deve ser emitida “on-line”, por meio da Internet, no endereço eletrônico http://187.45.245.217/saojose_contrib, e/ou outro sítio determinado pela Prefeitura Municipal, somente pelos prestadores de serviços estabelecidos no Município de São José do Rio Pardo – SP., mediante a utilização da Senha Web. § 1º - O contribuinte que emitir NFS-e deverá fazê-lo para todos os serviços prestados. § 2º - A NFS-e emitida deverá ser impressa em via única, a ser entregue ao tomador de serviços, salvo se enviada por “e-mail” ao tomador de serviços por sua solicitação. Art. 6° - No caso de eventual impedimento da emissão “on-line” da NFS-e, o prestador de serviços emitirá RPS (Recibo Provisório de Serviço), conforme modelo constante do anexo I, que deverá ser substituído por NFS-e na forma deste regulamento. § 1º - O RPS poderá, alternativamente, se autorizado pela Auditoria Fiscal do Município, ser emitido através de sistema desenvolvido pelo contribuinte. § 2º - O RPS emitido pelo sistema do contribuinte deverá manter, no mínimo, todas as informações constantes do modelo estipulado no anexo I. Art. 7º - Alternativamente ao disposto no artigo 5º deste regulamento, o prestador de serviços poderá emitir Recibo Provisório de Serviços (RPS) a cada prestação de serviços, podendo, nesse caso, efetuar a sua substituição por NFS-e, mediante a transmissão em lote dos RPS emitidos. Parágrafo único - O procedimento disposto no “caput” se restringirá as atividades que façam serviços de pequenos valores e deverá ser autorizado previamente pelo Departamento de Auditoria Fiscal do município. Art. 8º - O RPS será impresso e numerado de acordo com a Autorização para Impressão de Documentos Fiscais - AIDF, devendo conter todos os dados que permitam a sua substituição por NFS-e. § 1º - O RPS deve ser emitido em 2 (duas) vias, sendo a 1ª (primeira) entregue ao tomador de serviços, ficando a 2ª (segunda) em poder do emitente. § 2º - O RPS deve ser emitido com a data da efetiva prestação dos serviços. § 3º - O RPS será numerado obrigatoriamente em ordem crescente sequencial a partir do número 1 (um). Art. 9º - As notas fiscais convencionais já confeccionadas, quando da opção do contribuinte pela NFS-e, deverão ser devolvidas à unidade competente do Departamento de Auditoria Fiscal do Município a fim de que sejam inutilizadas. Art. 10 - O RPS deverá ser substituído por NFS-e, antes da emissão de qualquer outra nota ou até o 5º (quinto) dia útil ao de sua emissão não ultrapassando o dia 5 (cinco) do mês subsequente. § 1º - Os prazos previstos neste artigo iniciam-se no dia seguinte ao da emissão do RPS, não podendo ser postergados caso vença em dia não útil. § 2º - A não substituição do RPS pela NFS-e, ou a substituição fora dos prazos estabelecidos no parágrafo anterior, sujeitará o prestador de serviços às penalidades previstas na legislação em vigor. § 3º - A não substituição do RPS pela NFS-e equipara-se à não emissão de nota fiscal convencional. Capítulo IV - Documento de Arrecadação. Art. 11 - O recolhimento do Imposto, referente às NFS-e, deverá ser feito exclusivamente por meio de documento de arrecadação emitido pelo sistema. Parágrafo único - Não se aplica o disposto no “caput” deste artigo: I – às ME ou EPP optante pelo Simples Nacional, relativamente aos serviços prestados e não retidos na fonte; II – às instituições financeiras que terão sistema próprio de declaração e recolhimento. Subseção V – Cancelamento. Art. 12 - A NFSe poderá ser cancelada pelo emitente, por meio do sistema da NFS-e, até o último dia útil do mês de referência, indicando os motivos e o número da nota substituída. Parágrafo único – Vencido o prazo de que trata o “caput” a NFS-e somente poderá ser cancelada por meio de processo administrativo. Capítulo VI - Disposições Gerais. Art. 13 - A NFS-e poderá ser emitida com data retroativa, desde que a ordem cronológica seja mantida. Art. 14 - As NFS-e emitidas poderão ser consultadas em sistema da Prefeitura do Município de São José do Rio Pardo – SP. Parágrafo único - A critério do Departamento de Auditoria Fiscal, depois de transcorrido o prazo decadencial, na forma da lei, a consulta às NFS-e emitidas poderá ser realizada mediante a solicitação de envio de arquivo em meio magnético. Art. 15 - O Imposto não pago, relativo às NFS-e emitidas, será enviado para inscrição em Dívida Ativa do Município com os acréscimos legais devidos a partir do encerramento do exercício civil a que se refere o crédito. § 1º A Administração Tributária poderá efetuar cobrança amigável do valor apurado, previamente à inscrição em Dívida Ativa do Município, na conformidade do que dispõe a legislação. Art. 16 - A adesão à NFS-e junto ao Sistema Eletrônico de Declaração e Arrecadação – SIMPLISS, no município de São José do

Rio Pardo, será obrigatória a partir de 01 de fevereiro de 2013. Art. 17 - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01 de fevereiro de 2013. Art. 18 - Revogam se as disposições em contrário. São José do Rio Pardo, 21 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito Municipal. Publicado por afixação no quadro próprio de editais, na sede da Prefeitura, na mesma data. Antonio Cláudio Faria, Secretário Municipal de Gestão Pública. obs. Anexo encontra-se disponível no site. LEI N.º 4.024, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Autoriza o Executivo Municipal a celebrar convênio com a Associação das Filhas Nossa Senhora do Monte Calvário(Educandário São José), entidade beneficente, sem fins lucrativos, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica autorizado o Executivo Municipal de São José do Rio Pardo a celebrar convênio com a Associação das Filhas Nossa Senhora do Monte Calvário(Educandário São José), entidade beneficente, sem fins lucrativos, objetivando o atendimento de até 100 jovens de 15 a 24 anos, encaminhados pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social do Município. Art. 2º - O presente convênio visa a capacitação profissional de jovens no ramo de construção civil, marcenaria, vestuário, estética (cabeleireiro e manicure) entre outros. Art. 3º - Do instrumento de formalização do convênio, constarão as cláusulas e condições próprias deste ajuste, bem como as obrigações e encargos das partes convenentes, podendo se assim for de interesse das partes firmar aditivos. Art. 4º - As despesas decorrentes desta lei, correrão por conta de dotações próprias no orçamento, suplementadas se necessário. Art. 5º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. LEI Nº 4.025, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013. Cria o Programa Municipal Aluguel Social e dispõe sobre o seu funcionamento. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º -Fica criado no âmbito da administração pública municipal de São José do Rio Pardo-SP, o Programa Municipal Aluguel Social, com a finalidade de atender a situações excepcionais e temporárias de:I - famílias removidas em decorrência de vulnerabilidade social; II famílias que vítimas de Infortúnio Público, (enchentes, conflagrações desabamentos e outros) que tenham sido removidas de áreas sem condições de retorno imediato, comprovadas por laudo técnico do órgão municipal competente; III - idosos, pessoas portadoras de necessidades especiais e mórbidas, moradores da zona rural e ribeirinhos, afetados por inclemência do tempo e vulnerabilidade social. § 1º - O auxílio será concedido às pessoas que se encontrem nas situações excepcionais e temporárias descritas neste artigo, pelo período de seis meses, prorrogáveis por igual período. Art. 2º - O Programa Aluguel Social será executado pela Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo por intermédio da Secretaria de Assistência e Inclusão Social . Art. 3º - O Programa Aluguel Social abrangerá as situações apontadas no art. 1º desta Lei, para aquelas famílias que não disponham de meios materiais para adquirir ou alugar moradia, de acordo com os critérios da Política Municipal de Habitação, conforme laudos emitidos pela Secretaria Municipal de Planejamento, Obras e Serviços e/ou pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social. Art. 4º - A Secretaria Municipal de Assistência e Inclusão Social utilizará o CAD (Cadastro Único), que centralizará as informações sociais dos beneficiários do Programa, elaborado com base em dados disponíveis nos

órgãos municipais envolvidos e, caso necessário, em novos levantamentos e pesquisas. Art. 5º - As diretrizes para a inclusão de beneficiários no Programa Aluguel Social são as seguintes: I – ser morador do município de São José do Rio Pardo, no mínimo, 24 (vinte e quatro) meses ; II – encontrar-se desabrigado ou ser morador de áreas definidas como “sem condições de retorno imediato”, conforme laudo técnico emitido por órgão competente, indicando a remoção; III - encontrar-se em situação de risco social que justifique a inclusão no Programa, conforme laudos emitidos pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social; IV – ter aprovada pelo órgão executor a concessão do Aluguel Social, com a confirmação da existência de recurso financeiro específico. § 1º - Deverá constar no processo de inclusão no Programa: I - laudo técnico sobre a estrutura física do imóvel ou da área em que se encontra a família e que justifique a sua remoção, assinado por profissionais com registro em conselho específico; e II - laudo técnico social informando a condição sócio-econômica da família, com parecer favorável à concessão do benefício, devidamente assinado por profissional com registro em conselho específico. Art. 6º - São obrigações do beneficiário do Programa Aluguel Social: I – prestar as informações e realizar as providências solicitadas pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social ; II - assinar o termo de compromisso expedido pela Secretaria Municipal de Planejamento, Obras e Serviços e/ou pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social; III - participar e ser frequente aos Programas Sociais Complementares prescritos pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social. Parágrafo único. O não atendimento das obrigações contidas neste artigo, conforme o caso concreto, sem prejuízo de outras previstas em contrato ou regulamentos do órgão executor, poderá ensejar, a critério deste: I - advertência por escrito; II - exclusão do Programa. Art. 7º - O valor do Aluguel Social não poderá ultrapassar um salário mínimo vigente, devendo ser promovido pesquisa de preços com no mínimo três cotações para escolha do menor, considerados os valores praticados no mercado imobiliário local e as disponibilidades financeiras e orçamentárias do Município. Art. 8º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 22 de fevereiro de 2013. João Batista Santurbano, Prefeito. Fica cancelada a publicação veiculada neste mesmo veículo dia 16 de fevereiro de 2013 referente ao Distrato: CA= Arthur Auto Peças Ltda Me; O= Por mútuo consenso, amigavelmente, com base no artigo 79, II da Lei 8.666/93 os CONTRATANTES resolvem rescindir o referido contrato. DA=18/01/2013. Errata Por um lapso, Inexigibilidade 01/2013 publicada neste mesmo veiculo de comunicação, em sua edição de 12 janeiro de 2013, apresentou erro de digitação: onde se Lê: por um período de 200 (duzentos) dias letivos, o correto é ler: por um período de 100 (cem) dias letivos, até 30 de junho de 2013. Contratos firmados no mês de janeiro/2013 P= Período Errata Por um lapso o contrato de Nº 13/13; publicado neste mesmo veículo de comunicação em sua edição de 16 de fevereiro de 2013; apresentou um erro de digitação: onde se Lê: P= até 31 de dezembro de 2013, o correto é P= até 30 de junho de 2013.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO


A-18 - 23 de fevereiro de 2013

Osmar: mais de meio século em farmácia Com 54 anos neste ramo, ele acha difícil as drogarias menores sobreviverem REPORTAGEM

EDUARDO ERON O farmacêutico Osmar Baptista de Oliveira, de 64 anos de idade, estará completando no dia 6 de março 54 anos de atividades no setor, 50 dos quais em São José do Rio Pardo. É, seguramente, o mais antigo farmacêutico em atividade no município. Os primeiros quatro anos ele vivenciou em sua cidade natal, Divinolândia, onde começou a trabalhar quando era menino e tinha apenas 9 anos. Ele foi admitido como lavador de vidro na Farmácia Internacional, de João Baptista Martins, conhecido pelo apelido de Praxedes e já falecido. Em pouco tempo Osmar aprendeu a aplicar injeção e, aos poucos, foi adquirindo experiência nas demais atividades farmacêuticas. O pai de Osmar, Osório de Oliveira, era auxiliar de enfermagem no extinto serviço de saúde chamado Samdu, em São José do Rio Pardo. Por causa

disso, Osmar mudou-se para cá em 1963 e, aos 13 anos de idade, arrumou emprego na Farmácia N.S.Aparecida, de Galileu Rondinelli e Hermenegildo Landini (Nenê). Doze anos depois, em 1975, montou sua primeira empresa particular, a Farmácia Popular, na rua Francisquinho Dias, no local onde hoje funciona uma das lojas Binga. Ali permaneceria até 2002, quando então instalou sua primeira Drogaria D´Osmar ao lado do Bradesco. Hoje ele é proprietário das Drogarias D´Osmar I, II e III, nas quais emprega um total de 16 pessoas. “Quando vim para São José do Rio Pardo havia cinco farmácias em atividade, hoje são cerca de vinte e com tendência a aumentar na medida em que o curso de Farmácia da Unip for formando e colocando no mercado mais farmacêuticos”, previu. “Por outro lado, as farmácias menores já estão tendo enormes difi-

plo, não posso me ausentar daqui porque, do contrário, o movimento de vendas cai muito. É uma atividade difícil, que não recomendo para quem não gosta. Tem que gostar realmente para se manter nela”.

Osmar Baptista de Oliveira trabalha em farmácia desde os 9 anos de idade

culdades para se manter abertas porque a competição com as grandes redes é cada vez mais difícil”. Concorrência muito desigual Essas grandes redes, segundo ele explicou, têm condições de adquirir dos fabricantes e atacadistas remédios e produtos em geral sob condições financeiras muito melhores que as pequenas farmácias, caracterizando uma concorrência muito desigual. “Está muito difícil se man-

ter neste segmento, que é bastante oneroso, e com essa concorrência cada vez maior fica ainda mais complicado. É provável que algumas farmácias menores não aguentem muito tempo”. O diferencial que Osmar e sua família vêm insistindo muito nas três drogarias que dirigem é o atendimento ao público. “Não temos condições de competir com elas (grandes redes) em preço, mas em atendimento sim. Temos clientes aqui que nos acompanham há

dezenas de anos, inclusive de cidades da região, graças sobretudo ao atendimento”. Vários foram os períodos difíceis pelos quais ele passou nesses 54 anos como farmacêutico. O fim de uma sociedade mantida durante anos neste mesmo segmento foi um deles. O outro, Osmar prefere definir como “dificuldade diária, constante, sem descanso”, ou seja, a própria atividade em si. “Farmacêutico trabalha 365 dias por ano, não tem férias. Eu, por exem-

Família toda está envolvida O filho Fábio Henrique, segundo Osmar, tem esse dom: gosta de trabalhar neste segmento e já administra as duas outras drogarias da família, sendo formado em Farmácia. Já a filha Patrícia formouse em Direito e depois resolveu fazer também Farmácia. A esposa Rosa Helena é o braço direito de Osmar, dividindo com ele e os funcionários o contato direto com os clientes. Boa parte destes, aliás, não vai à farmácia atrás de remédios, ainda que ela tenha um bom estoque de medicamentos, e sim de outros produtos que passaram a ser vendidos em drogarias nos últimos anos. “Este ramo mudou muito nos últimos anos, diversificou demais. Hoje o setor de cosméticos representa quase a metade dos itens vendidos numa farmácia e com tendência a aumentar ainda mais nos próximos anos”, concluiu Osmar.

Saúde confirma mais um caso de dengue Esta semana, a Vigilância em Saúde local confirmou mais um caso de dengue, desta vez importado, ou seja, adquirido em outro município. “A pessoa mora na região central e ela esteve em Mato Grosso, uma área que vive grande epidemia de dengue. Então eu quero alertar e pedir para munícipes que façam a sua parte, ou seja, combater a dengue é um trabalho de todos nós”, declara Denise Rondinelli Cossi Salvador, coordenadora da Vigilância em Saúde. É o segundo caso de dengue registrado em 2013, sendo um adquirido do próprio município e o mais recente, que é importado. Há apenas um caso suspeito aguardando exame e, até o momento, a Vigilância confirma que foram seis casos notificados no ano. De acordo com Denise, as ocorrências indicam que o município mantém criadouros do mosquito. “A equipe de Zoonoses, durante visitação casa a casa, em pontos estratégicos que são visitados a cada 15 dias, tem encontrado muitas larvas e elas têm sido positivas para o Aedes, o mosquito transmissor da dengue. Isso reforça a importância desse trabalho de cada um de nós. Uma vez por semana, olhar calha, ver se não tem nenhum saquinho plástico jogado no quintal, tampinha, casca de ovo, objeto de boca para cima. Acumulou água, é um criadouro para a fêmea colocar seus ovinhos.” Denise explica que, apesar de saber que o mosquito circula no município, ainda não foi possível identificar o tipo de vírus. “Pro-

vavelmente deva ser o vírus 4, por isso é possível que as pessoas sejam infectadas por este vírus, que foi introduzido novamente em 2011. Isso significa que as pessoas não têm proteção contra este vírus.” Dengue Denise explica que a dengue é uma infecção viral provocada por um vírus transmitido pela fêmea do Aedes aegypti. “Entre você ser picado e começar a manifestar os sintomas, a gente fala que leva em média de três a cinco dias, mas pode levar até 10 dias. Os sinais são febre que começa de repente, dor no corpo, dores nas juntas, a pessoa pode apresentar manchas pelo corpo, pode ter náusea, vômito, diarreia, sangramentos. Em caso de febre e mais duas queixas dessas, é preciso lembrar a dengue. O quadro é semelhante a uma virose, porque na verdade ela é uma virose. Só tem uma forma de saber se é dengue, que é através de um exame de sangue específico. É importante procurar médico para ser avaliado e acompanhado. A dengue tem quatro tipos de vírus diferentes e a cada um deles a infecção pode ser ainda mais grave, pode ter mais complicações. Ela pode ser de forma clássica (leve) ou de forma grave, podendo levar à morte.” Segundo ela, sempre quando há suspeita da doença, a equipe da Vigilância em Saúde faz um trabalho de prevenção (bloqueio), indo à casa do suspeito, local de trabalho, local de estudo, e realiza uma varredura de possí-

veis criadouros e pessoas com as mesmas queixas, em uma área de 200 metros. Se houver um suspeito, esta área é ampliada para mais 200 metros. É uma forma de se evitar a transmissão da doença no município. “A dengue tem tratamento, o que não pode é fazer automedicação. Seu

tratamento envolve repouso, hidratação, acompanhamento com exame de sangue e uso de analgésico e antitérmico prescritos pelo médico. Em caso de suspeita, procure atendimento com seu médico de confiança, ou na unidade de saúde mais próxima do seu endereço”, conclui.

Município promove evento sobre diabetes São José do Rio Pardo realiza, no próximo dia 9 de março, o “Dia D/ Ação Diabetes”, voltado a atividades de conscientização e orientação sobre o diabetes Tipo 2, doença que, segundo a pesquisa Vigitel, atinge quase 6% da população brasileira. O evento tem apoio da Prefeitura, por meio de parceria entre Rotary Club e Secretaria Municipal de Saúde, e acontece no Mercado Cultural (Praça barão do Rio Branco - centro), das 9 às 18 horas, com variada programação. Estão previstas palestras e atividades físicas, além do lançamento da caderneta “SuperAção, MotivAção, EducAção em Diabetes”, com informações sobre o assunto. Segundo o coordenador do evento, Fabiano Xavier Terevisan, as atividades são abertas ao público e os interessados podem se inscrever na recepção da Secretaria

Municipal de Saúde (Rua Cel. Alípio Dias, 693) ou no Centro de Saúde (Rua Adolfo Bacci, 50), mediante doação de 1 kg de alimento não perecível. Além de promover atividades físicas, medição de glicemia, levantamentos sobre fatores de risco, o “Dia D/Ação Diabetes” será composto por palestras com profissionais de renome na área, como a endocrinologista Walkyria Mara Gonçalves Volpini (Unicamp), a nutricionista Maria Helena Sindlinger, a especialista em endocrinologia e metabologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), Márcia Nery. Na parte de atividades físicas, participa do evento o professor Marcelo Callegari Zanetti, da Unip Rio Pardo. Informações sobre o evento podem ser obtidas pelos telefones (19) 3682-9388 e 3682-9389.


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 23 de fevereiro de 2013

Em Sociedade

Rito Maronita

* Dinalva Dib Dias, empresária de modas pioneira na sociedade rio-pardense, celebrou 83 Profícuos Anos de Vida na tarde de sábado, 16 de fevereiro, durante recepção ocorrida na residência da filha Cecilia Helena, organizada pela filha Chu. O elogiado cardápio levou a assinatura da neta Fernanda, assim como da filha Cecília- Confira os flashes:

Comemorando antecipadamente o Aniversário de São José do Rio Pardo, 19 de março, a Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia celebrará Missa com o Rito Maronita no domingo, dia 17, às 9 horas, presidida pelo Bispo Maronita Dom Edgard, o qual trará a imagem de Nossa Senhora do Líbano. A Igreja Maronita é uma Igreja Cristã do rito oriental, em plena comunhão com a Sé Apostólica, contando com vários de seus religiosos beatificados e canonizados, possuindo ritual próprio, diferente do rito latino adotado pelos católicos ocidentais, que prevê a celebração na língua aramaica. Na oportunidade estará presente o Diácono Lucio, apresentador do JC da Rede Vida de Televisão. A aniversariante com os sobrinhos Paulo e Carlos.

Na hora do “Parabéns a Você” com os familiares e amigos

Daniel, Chu, Dinalva, Gabriel, Flávia, Renata, Rafael e Fabinho

* Walter Cenci completou 85 Anos de Vida dia 9 de fevereiro, comemorando domingo, 17, durante Almoço organizado pela filha Maria Carmen, servido na residência de campo da família.

Anfitriã e convidados em torno do violão de Tadeu Nogueira


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO - 23 de fevereiro de 2013

Formatura * Giuliano, filho do casal Lúcia e Flávio Gonçales, formou-se no Curso de Propaganda e Marketing Empresarial da Unip-campus Ribeirão Preto, durante cerimônia ocorrida sábado p., 17 de fevereiro, à meia noite, na Quinta Linda. O formando Giuliano acaba de ser contratado por empresa multinacional de tecnologia de ponta, devido ao seu desempenho na universidade.

Giuliano com o irmão Marcelo.

* Adriano Ribeiro da Silva com a esposa Malu e a filha Camila, formanda do Curso de Direito da PUC São Paulo, durante Baile de Gala. Atualmente Camila trabalha na Defensoria Pública do Estado.

Durante Baile de Gala, o formando com os pais, Lúcia e Flávio

Desfile das Campeãs Na Marquês de Sapucaí as amigas Zuleide, Helen Rose, Dulce e Elsa, durante o Desfile das Campeãs do apoteótico Carnaval carioca.

Batizado p As gêmeas Mariana e Helena, filha do casal Juliana Feltran Lázaro e Denis Lemes Lázaro, foram levadas à pia batismal da Igreja Matriz Santuário São Roque pelo Pe. Jorge, no dia 17 de fevereiro, às 11 horas, acalentados pelos respectivos padrinhos: Marina Vieira Liberador-João Vinícius Missura Feltran e Daniela Missura Feltran Salvadori - Evandro Salvadori. SORAYA FOTO METRO

Entre Nós Manoel Divino Andreatta e a esposa Maria Aparecida receberam os primos, o conterrâneo Torquato Colli Neto e família, há anos residindo no eixo LondresSão Paulo, em período de férias na terrinha, matando saudades dos familiares e amigos. Durante circulada pela cidade, alertados pela objetiva da coluna, Divino ciceroneando os primos: Torquato com a filha Cláudia e os netos Beatriz e Alper. Torquato ainda tem os filhos Vanessa e Ricardo, que residem na Inglaterra. * No dia 23 de dezembro Yasmin, filha de Patrícia Figueiredo Peres Prado e Daniel de Souza Prado, recebeu o 1º Sacramento no Batistério da Igreja Matriz São Cristovão, apadrinhada pelo casal Josiane Prado de Mello e Rodrigo de Mello. FOTO OSWALDO

Happy Hour no Tricolor Reiniciando a temporada de happy hour, ao cair da tarde de sábado, 16, a atlética arregimentou sócios às bordas das piscinas de seu poliesportivo (foto), ao som da Banda Statuss, que volta a se apresentar hoje, a partir das 18:30 – Prestigie!

Mesa de Pista

Parágrafo Único

* Lazara dos Santos Fornari comemorou idade nova dia 10 de fevereiro, durante Almoço preparado pelo filho Márcio, chef por diletantismo, servido em sua residência.

“PRINCÍPIO DO VAZIO Tens o hábito de juntar objectos inúteis, acreditando que um dia, não sabes quando, poderás precisar deles? Tens o hábito de juntar dinheiro, pois pensas que no futuro te poderá fazer falta? Tens o hábito de guardar roupas, brinquedos, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outras coisas que já não usas há bastante tempo? … E dentro de ti? Tens o hábito de guardar o que sentes, discussões, ressentimentos, tristezas, medos, pessoas, etc? Não faças isso! É anti-prosperidade! É preciso criar um espaço, um vazio, para que as coisas novas cheguem à tua vida. É preciso eliminar o que é inútil em ti e na tua vida, para que a prosperidade venha. É a força desse vazio que absorverá e atrairá tudo o que tu desejas. Enquanto estiveres material ou emocionalmente carregado de coisas velhas e inúteis, não haverá espaço aberto para outras oportunidades. Os bens precisam circular. Limpa as gavetas, os armários, o teu quarto, a garagem, dá tudo o que já não usas. A atitude de guardar um montão de coisas inúteis, amarra a tua vida. Não são os objectos guardados que param a tua vida, mas o significado da atitude de guardar. Quando se guarda, considera-se a possibilidade de falta, de carência. É acreditar que amanhã poderá faltar e tu não tens meios de prover as tuas necessidades. Com essa postura tu estás a enviar uma mensagem para o teu cérebro e para a tua vida. 1 – Tu não confias no amanhã. 2 – Tu crês que o novo e o melhor, não são para ti, já que te alegras em guardar as coisas velhas e inúteis. Renova-te… Limpa a tua alma, joga fora os ressentimentos, as mágoas, os medos, os desentendimentos, as tristezas. Essas coisas amarram a tua vida. Guarda somente alegrias, carinhos, felicidade, confiança, fé, amigos, bondade, amor… Coisas que te fazem voar bem alto. Sê feliz. “ (Joseph Newton)


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 23 de fevereiro de 2013

Em Sociedade Dr. Olyntho Dantas aniversariou dia 18 de fevereiro comemorando antecipadamente no domingo, 17, em torno de Almoço organizado pela esposa Lúcia, que teve lugar na linda residência do casal, na capital paulista. O fotógrafo Petronio Cinque registrou o movimentado encontro:

Marina-João e Ana Paula-Alfred

Olyntho com a esposa Lúcia, em tarde de festa

Dica

O aniversariante Olyntho Dantas sendo presenteado pelo amigo José Olimpio Dias de Faria com livro de Engenharia

Noite dessas jantei com um grupeto de amigos no recém-inaugurado restaurante MOMO (Mogiana-Mococa), uma grata surpresa! Ambiente requintado, cozinha de chef e preços honestos - Uma casa para se tornar habitué... Confira a dica!

3608-6677 Palestra

Enlace Às 18 horas do dia 16 de fevereiro, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Frades), em Piracicaba, aconteceu o enlace matrimonial de Ana Paula e André, unindo as famílias Marcos Reinaldo Corazza-Rosana P. Pavanelli e Elcio Rodrigues FilhoMaria Rita Cherbino Rodrigues. Uma fina recepção ocorrida no Beira Rio Eventos selou o acontecimento.

A Agente de Investimentos Dra. Queli Andréa Miranda Nogueira proferiu palestra no Salão Verde do Centro Cultural Ítalo Brasileiro na noite de segunda-feira, 18, abordando o tema “Educação Financeira” para seleta platéia atenta, participativa e interessada. O enfoque maior ficou por conta do Fundo de Investimento Imobiliário, aplicação do momento no mercado financeiro brasileiro- Fique atento à nova oportunidade de investimento!

André e Ana Paula com a avó Nininha Rondinelli Rodrigues

Os noivos com a família alertados pela objetiva


GAZETA DO RIO PARDO - 23 de Fevereiro de 2013 - C- 4


Página C-5 - 23 de fevereiro de 2013 - GAZETA DO RIO PARDO

rjdg@terra.com.br

Meu gambá Olhei para as fezes pretas no quintal e para o gato que me encarava.— Cagão!... Você está com tifo, safadinho? — pergunteilhe, acariciando-o. No montículo de areia, os excrementos eram normais. E eu me perguntava o porquê daquela dualidade de cor e consistência: as pretas eram pastosas. Intrigava-me, também, o seu prato limpo, como que lambido, todas as manhãs, o que se tornou uma constante. Sempre joguei restos fora. Falei-lhe mais uma vez: — O que está acontecendo com você, gato morto de fome?... Bucho fundo... É por isso que você está cocosando mole e preto! É de tanto comer! Ele me olhava e me acariciava, passando seu corpo e sua cauda macios pelas minhas pernas. Os dias e meses passaram. As fezes pretas e o prato lambido continuavam e me intrigavam. Enfim, meu gato era um caso raro, mas saudável... Eu tinha certeza de que não estava doente. — Qualquer dia, eu te levo ao “Sílvio Santos”, ou ao “Fantástico”, seu animal anormal!... Vou te levar ao veterinário! Choveu à noite. Na manhã seguinte, abri os quartinhos do quintal, onde se amontoavam materiais de

construção para uma próxima reforma na minha casa. O gato entrou comigo. Ficou estático, olhando fixo num ponto sobre as caixas de pisos cerâmicos. Nem meu insistente chamado o demovia daquele posto. Aproximeime. Um misto de asco, receio e preocupação cresceu em mim. Um animal grande dormia enrolado em si mesmo, como um gato. O que seria? Seu couro, com poucos pêlos duros e espetados, parecia pelado. A cauda comprida, sem pelo, era de rato... Mas rato não era. Seu focinho estava sob seu corpo. Queria vê-lo. Mexi numa caixa que lhe servia de amparo. Sonolento, levantou a cabeça em nossa direção, mostrando dentes pequenos, numa boca rasgada que acompanhava seu longo e fino focinho, com pêlos espetados e mal distribuídos, como arame, à guisa de bigode... Enrolouse, novamente. Perturbeio mais uma vez. Ele abriu seus olhos sonolentos, castanhos como a cabeça, que se distinguiam apenas pelo brilho, olhando-nos com novos protestos. Enovelou-se mais uma vez e dormiu... Seria um gambá? Pela reação calma do gato, deduzi que ambos deveriam estar convivendo em harmonia, no mes-

As irmãs de Rosa: Ana (à esquerda), Rina e Amélia.

mo espaço, havia tempo. Era um gambá. No início, meu desejo era me livrar rapidamente daquele hóspede indesejável, que me causava temor e repulsa. Mas o que fazer?... Pelas fezes pretas e o prato limpo, ele deveria estar ali havia mais de dois meses. Entrava e saía do cômodo por uma abertura inferior da velha porta, corroída pela umidade e pelo tempo. No dia em que o descobri, joguei-lhe pão e restos de carne. Continuou dormindo. Quando voltei, o alimento havia sido consumido pelo dorminhoco... Conversei com um amigo caçador. — Eu vou lá matá-lo! — Nunca!... Eu gostaria de pegá-lo numa caixa e devolvê-lo à natureza, ao mato, que deve ser o seu lugar. O tempo passava. Ele se habituou a comer sempre num mesmo lugar, no quintal. O difícil era conciliar o espaço para os dois animais. À noite, eu colocava o gato no telhado para seus noturnos passeios, permitindo que o gambá saísse livremente para alimentação, exercícios e fazer suas mal-cheirosas necessidades no monte de areia a ele reservado... Com chuva, o gato virava prisioneiro dentro de casa... Passaram-se meses. Levei as crianças para ver meu estranho hóspede. Depois disso, ele sumiu do seu costumeiro canto. Até pensei que ele se mudara, mas na manhã seguinte, os escrementos negros, agora sólidos, me diziam o contrário. Escolheu um novo esconderijo. Nem o procurei. Tinha-lhe dó por

estar em minha casa, encurralado entre muros, que o separavam dos cães vizinhos. Era um coitado... Durante muitas noites, eu dormi com os portões que ligavam o quintal à rua abertos, torcendo para que meu hóspede, não mais indesejável, procurasse o seu mundo e vivesse a sua vida de gambá... Não saiu. Sabia que ele me conhecia e conhecia a minha voz. Eu o chamava de Gâmba e, ao entardecer, eu batia à porta do seu esconderijo, anunciando-lhe a refeição. Bem alimentado, preferia carne, começando a desprezar a papa de leite... Via-o sempre do vitrô da cozinha, solitário, comendo, ou deitado ao luar, fugindo célere ao ouvir o latir dos cães... Habituei-me com o Gâmba. Tinha-lhe afeição e pena. O gato mudou seus hábitos... Certo entardecer, atrasado para as aulas noturnas, não lhe preparei a refeição.

Quando cheguei, às onze, ele me esperava à porta da cozinha. Ao ouvir minha voz, alegre, subiu no aparadouro de madeira e escorregou pelo varal, fazendo mil acrobacias, rodopiando e prendendo-se pelo pelado rabo. Sua situação me angustiava. Era um prisioneiro bem tratado, mas um prisioneiro... Li sobre seus hábitos... Procurava uma gatoeira para prendê-lo e levá-lo ao mato. Com quem conversava sobre o Gâmba era uma gozação: “Gambá, a gente mata, não cria!... Dá uma paulada no focinho dele que ele morre... Ou senão, dá pinga: ele bebe e cai ali mesmo. Aí, você afoga ele...” O tempo e a convivência fazem a gente se apegar até mesmo a um gambá, tão repulsivo e discriminado. Foi uma dor imensa quando armei uma armadilha emprestada, compri-

da, de ferro, no local onde ele tomava suas refeições. Preso, sob o luar, ele me olhava como a um protetor. Eu lhe falava com voz amiga e embargada, como se me entendesse... Ele me ouvia. — Você vai embora, Gâmba... Sua felicidade está próxima... Você vai conviver com os seus iguais... Ainda bem que, ali, ninguém estava para presenciar meu pranto... Chegou meu amigo que o levaria em seu carro. Gâmba estranhou o recém-chegado e mostroulhe os dentes, eriçando-se. Acalmei-o com o meu falar. Numa clareira, além da cidade, abri a porta do alçapão. — Vai, Gâmba!... Vai... Tchau, amigo. Ele saiu da caixa de ferro. Sem se voltar, correu sobre folhas e entre galhos da mata perfumada. — Tchau, Gâmba!... Tchau!...

Em 11 de abril de 1958, no aniversário de Vicente F. Dias Neto, algumas convidadas; Cileta Tessari Flamínio (com saia preta), Virma Flamínio, Ivone Tessari Scali com as filhas Vera (a seu lado) e Sônia, na frente, à esquerda.

Na Rua Dr. Costa Machado, da esquerda para a direita: o menino Fábio Figueiredo Buosi, Cleide Marsula, Flora Flamínio Costa, Zezé Machite e a menina Sílvia Machite

Em 1949, Sílvio e Sílvia Rondinelli, Ruth Meringolo e Selma Poggio.


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO - 23 de Fevereiro de 2013

Prestação de contas Pessoal, vocês se lembram daquela rifa da toalha, usada para ajudar a cachorrinha MEL? Pois então, havia uma sobra de troco no valor de R$ 217,75. Como dissemos em outra edição, íamos usar essa verba para cobrir futuros gastos com animais de rua. Com esse recurso pagamos R$ 78,00 para o início do tratamento do Bartô, cachorrinho resgatado no Cassucci com a pata totalmente mutilada. Depois atendemos um filhote muito debilitado que encontramos na rua, gastando mais R$ 70,00. Graças a Deus, ele já foi adotado e está super bem. Ou seja, esses dois tratamentos ficaram no valor de R$ 148 (temos as respectivas notas dos serviços). Assim, ficamos com uma sobra de R$ 69,75, que usamos para comprar vacinas e vermífugos para os bebezinhos que estão para adoção. Todos eles, pelo menos, irão sair com a primeira dose de vacina. A mesma toalha rifada foi depois doada a nós novamente. Assim, iremos começar uma nova campanha com a rifa para custear futuros cães que possam vir a precisar de ajuda. Quero agradecer a todos, mais uma vez, pela confiança que depositam em nossa turma!

“Dando aquela arribada” Abandonados em Fazenda

Essa cadelinha estava prestes a morrer quando nossa amiga Mauren Spina a encontrou. Estava completamente debilitada e com muita bicheira em sua perninha. Está sob cuidados veterinários e, infelizmente, teve que ter sua patinha amputada. A única solução encontrada foi esta. Está provisoriamente na casa de Mauren para

dar aquela “arribada”, pois todos sabem que a nossa amiga Henryett Spina cuida bem de seus cães. Em redes sociais sua imagem já está sendo divulgada até acharmos um lar definitivo, onde ela encontrará muito amor e carinho! Contamos com o apoio dos leitores da Gazeta para nos ajudar a encontrar este lar!

Márcio adotou e fez a sua parte! E você? quando vai fazer a sua? Nos procure, diariamente recebemos informações / filhotes de vários estilos para doação!! Participe desta corrente do bem !

Há cerca de um ano, 13 desses cães foram abandonados em uma fazenda. Machos e fêmeas todos encontrados em péssimas condições de saúde, muito magros, debilitados. Durante esse período a ONG UNIR está realizando um trabalho árduo. Agora que os cães

estão se recuperando, todos estão sendo castrados e serão colocados para ADOÇÃO! São muito lindos, merecem uma chance de felicidade. Estou realizando uma matéria completa sobre os cães e em próximas edições será publicada!

Pessoal!!! Está chegando a data para a entrega das Pizzas!! Ainda temos unidades para serem vendidas. Participe da 1ª Festa da Pizza! Vale lembrar que todo dinheiro arrecadado será revertido para a ONG UNIR, para dar continuidade nos resgates e atendimentos de animais em sofrimento, em vias públicas! Não fique fora dessa!

PARA REFLETIR GATINHOS PARA DOAÇÃO! Interessados entrar em contato pelo telefone: (19) 3608-8122

“Olhe no fundo dos olhos de um animal e, por um momento, troque de lugar com ele. A vida dele se tornará tão preciosa quanto a sua e você se tornará tão vulnerável quanto ele. Agora sorria, se você acredita que todos os animais merecem nosso respeito e nossa proteção, pois em determinado ponto eles são nós e nós somos eles.” Algum delinquente abandonou esse bebezinho nas proximidades do córrego Macaú-

bas. Resgatamos e ele está provisoriamente comigo. Está para adoção. Sairá daqui de banho to-

mado, vermifugado e vacinado. Interessados podem me ligar (19) 3684 1466.

DIGA NÃO AO ABANDONO! Envie a foto de seu animalzinho de estimação para os seguintes e-mails diagrama@gazetadoriopardo.com.br falecom@matheusmafepi.com.br


C-7 - 23 de fevereiro de 2013 Fonte:UOL Esotérico

USP: casca de romã previne o mal de Alzheimer Uma pesquisa realizada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo, em Piracicaba, demonstrou que a casca da romã pode prevenir o surgimento do mal de Alzheimer. “Isso se deve ao fato de que a quantidade de antioxidante presente na romã é elevada”, comenta a autora do trabalho, a pesquisadora Maressa Caldeira Morzelle, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição. A pesquisa, uma dissertação de mestrado, foi feita sob a orientação da professora Jocelem Mastrodi Salgado, também da Esalq. Morzelle identificou uma enzina com atuação específica na prevenção do mal de Alzheimer, doença degenerativa e atualmente incurável que afeta, na maioria dos casos, idosos com idade entre 60 e 70 anos. No Brasil, cerca de 900 mil pessoas já foram diagnosticadas com a doença. Morzelle elaborou, em sua pesquisa, uma forma de processamento para que o produto seja industrializado em cápsulas. Ela buscou alternativas que pudessem concentrar todo o extrato da casca, em pó, para ser diluído ou adicionado a sucos de outros sabores, levando em consideração os desafios do processamento e armazenagem, e o fato de que a adição do composto bioativo não poderia afetar as propriedades sensoriais do produto final. Segundo ela, os testes já permitem dizer que o produto foi aprovado e estará disponível para uso industrial. Poder antioxidante Antioxidantes são essenciais para a prevenção dos radicais livres, substâncias que produzimos em nosso organismo e que contribuem para o envelhecimento e

surgimento de doenças. De acordo com a pesquisa, apenas na casca da romã é possível encontrar mais antioxidantes do que no suco e na polpa da fruta. Segundo Morzelle, a casca da romã, quando industrializada, não teve sua atividade anticolinesterásica (inibidora de enzimas associadas ao Alzheimer) e sua capacidade antioxidante afetadas. “Desta forma, verifica-se o potencial para a indústria no emprego das microcápsulas à base do extrato da casca de romã como um ingrediente a ser incorporado na dieta, sendo um aliado na prevenção do mal de Alzheimer”, conclui a pesquisadora. Benefícios Originária do sudeste asiático, a romã ganhou fama, no Brasil, graças às simpatias de fim de ano. Segundo o dermatologista Claudemir Peixoto, porém, os benefícios da fruta são desconhecidos da maioria das pessoas. Segundo ele, os antioxidantes atuam no combate aos radicais livres que causam envelhecimento precoce, flacidez da pele, celulite, perda da elasticidade, rugas etc. “Por ter muito antioxidante, a romã também inibe a proliferação de melanócitos, prevenindo manchas na pele causadas pelo sol”, comenta. O chá da casca também é popularmente utilizado contra infecções de garganta, já que as cascas e sementes da fruta possuem propriedades anti-inflamatórias capazes de aderir à mucosa, protegendoa e aliviando as dores. “Consumir romã, certamente, é um excelente ganho para a saúde”, comenta o clínico geral Joaquim Ribeiro. Fonte: UOL

No trabalho, não é um bom período para acumular atividades, pois poderá se sobrecarregar. Entre familiares, tente falar mais de suas expectativas e evite ocultar suas opiniões. O diálogo será um grande aliado no convívio em seu lar. O clima é de cumplicidade e envolvimento na união. Paquera favorecida.

A semana pede agilidade com as suas tarefas: nada de enrolar ou poderá se ver em apuros mais adiante. O universo familiar estará no centro das suas atenções e você estará mais à vontade entre o pessoal de casa. Você tende a esquentar seu romance e seu amor vai adorar! Trace novos rumos com seu par. É tempo de seguir em busca dos seus anseios profissionais e cumprir suas metas! Em casa, demonstre o seu carinho e ajude um familiar que precise, assim, você ainda aumenta sua popularidade com os demais. No amor, fuja da rotina! Viagens e passeios a dois devem esquentar o clima e quebrar a monotonia.

Concentre-se em suas atividades profissionais, pois além de aumentar a sua produtividade, você vai simplificar os problemas. Viagem ou mudança vai mexer com os ânimos dos seus parentes. Mantenha discrição nos assuntos do coração e tudo vai fluir melhor entre você e sua cara-metade. Erotismo em alta!

No trabalho, faça suas tarefas sem chamar a atenção dos demais. No cenário familiar, alguém pode mudar de comportamento e te surpreender. Aprenda a ceder um pouquinho e os momentos em casa serão mais felizes. Sexualidade em alta na paixão. Caso esteja só, um colega pode finalmente fisgar seu coração.

Mudanças não estão descartadas no ambiente de trabalho, mas aceiteas sem se rebelar ou poderá se prejudicar depois. Entre as pessoas da sua estima, principalmente seus familiares, aproveite ao máximo os momentos juntos e traga qualidade ao convívio. No amor, dedique-se mais àquela pessoa especial. Tudo o que fizer em grupo tende a render mais neste momento, então, prefira trabalhar em conjunto com os colegas. Em casa, o convívio estará harmonioso, mas é preciso cuidado com perdas, inclusive financeiras. Não faltarão cumplicidade e companheirismo com sua alma gêmea, aproveite e declare seu amor! Manter a discrição no emprego será sua melhor alternativa nesta semana, pois assim conseguirá descobrir soluções para os problemas que vem enfrentando. O contato com os familiares mais velhos não será dos melhores, mas exercite a compreensão e evite brigas. A dois, priorize os momentos de privacidade. Há uma certa tendência a levar trabalho para casa neste período. Reserve um tempo para relaxar e pensar em ideias para melhorar seus rendimentos. Divergências podem se fazer presente em seu lar, mas com carinho e cooperação, tudo tende a se resolver. Sensualidade em alta: curta os momentos a dois. Invista no diálogo com seus colegas de trabalho e melhore o relacionamento com as pessoas ao seu redor. Questões familiares merecem mais atenção neste momento: ofereça ajuda aqueles que precisam. Na paixão, abra-se ao seu amor e fale de suas inseguranças. Assim, o romance ganhará mais cumplicidade. Tarefas desenvolvidas com a ajuda dos colegas de trabalho tendem a fluir com facilidade. Você sentirá necessidade de estar perto de seus familiares, mas cuidado para não fazer muitas críticas e prejudicar a relação com eles. No amor, conflitos não estão descartados. Mas convém baixar suas expectativas.

Filé Mignon Béarnaise Ingredientes Molho 2 tablete(s) de manteiga sem sal de 200 gramas cada 1/2 xícara(s) de chá de vinagre de jerez (ou de vinho tinto de boa qualidade) 2 echalotas picadas em rodelas (ou cebolas roxas) pimenta do-reino inteira a gosto 6 gemas sal a gosto 1/2 maço(s) de estragão Espinafre 1 maço(s) de espinafre 2 colher(es) de sopa de manteiga sem sal 2 dentes de alho picados Montagem 4 medalhão(ões) de filé mignon de 200 gramas cada Sal e pimenta a gosto Modo de preparo Molho Coloque os dois tabletes de manteiga em banhomaria, para aquecer. Clarifique a manteiga retirando toda a espuma que se soltar com ajuda de uma escumadeira. Quando a manteiga ficar com uma cor dourado-transparente, estará pronta. Em uma outra panela, reduza o vinagre com a echalota e alguns grãos de pimenta-do-reino. Reserve. Prepare outra panela e leve ao banho-maria as gemas, batendo-as com um batedor até que fiquem firmes. Adicione pouco a pouco a manteiga clarifcada até obter uma consistência firme. Tempere com a redu-

ção de vinagre e corrija o sal. Adicione o estragão picado, mexendo para agregar bem os ingredientes. Espinafre Desfolhe o maço de espinafre e lave bem as folhas. Leve para refogar com as duas colheres de manteiga e o alho picado. Reserve. Montagem Tempere o filé mignon a gosto e grelhe até o ponto desejado. Sirva acompanhado do espinafre, com o molho béarnaise à parte.

Você conta com a força do Sol em seu signo neste período, aumentando suas capacidades no trabalho. Quando o assunto é família, você vai querer retomar contato com parentes distantes. Bons ventos sopram em sua vida sentimental e, mesmo que esteja só, você vai atrair o seu amor facilmente: aproveite!

HOJE – Lucas Eduardo Boaro Rosseto, Zenon Silva, Gláucia Maria Tessari, Denise Maria Torres, Maria Aparecida Bordon Alves, Elizabeth Gatti Collino, Vanessa Garcia Risso, Isabel Cristina de Souza, José Mauro Boaro, Thaiane Gualiotto, Daniel Araújo Silva, Fernando Maida Calegari, Felipe Rodrigues Magalhães. AMANHÃ - Maria de Lourdes Rachid, Marcos Germek, Cecília Lúcia Machado Fonseca, Paulo Ferreira de Castro, Fernanda Rodrigues Cuerva, Geni Dessimoni Perri. DIA 25 – Larissa Zuliani Mantovani, Fátima Regina de Moraes Catalano, Vera Gláucia Ristori Dias Soares, João Batista Dias de Souza, Carlos Eduardo Marquitti Feijó, Tatiana Cristina de Jesus Rocha, Vitor Sebastião da Silva, João César Filho, Mário Batista Dias, Edivaldo Carlos Fructuoso, Marina de Faria Rossetto, Bruno Felipe Barretto de França. DIA 26 - Regina Torres de Souza, Rogério Viana Paredes, Edna de Souza Moraes, Gisele Assumpção de Resende, Osvaldo Palópoli, Ana Paula Raddi Noronha, Letícia Breda Busso, Aparecida de Souza Cesário, Ana Maria Pereira de Almeida. DIA 27 - Hélio Paduelli, Leo-

poldina Mafalda Marques de Oliveira De Sordi, Luiz Fernando Maschietto Júnior, Marcella Marinelli Salvadori, Elaine Cristina Vieira, Maria Aparecida Soares Fernandes, Leonardo Dassan Emídio, Adilson Franchi Filho, Denis Guisso Busso. DIA 28 - Ana Laura Folchetti Garcia, Alexandre Possebon da Silva, Diogo Fagiolo Schoqui, Maria Paula Zanatta Egreja, Maria José de Paiva Corsini, Rosângela Balarin Amaral, Cássio K. de Oliveira, Pedro Augusto Breda Fontão, Baptista Zanitti, Murilo Scali Rippi, Fernando Ferreira da Silva. DIA 29 - Maria Sílvia Ferreira da Silva Dias, Maria Helena Ferreira da Silva Dias, Fernando Lutti Battoni. DIA 1º DE MARÇO - Anna Laura Jarreta Folharini, José Ricardo Risso, Mieko Shirakawa Sasahara, Irma Parisi Poggio, Regina Helena Damaceno Trento, Maria Grazia Celentano, Francisco Gabriel Capelari, Ronaldo José da Silva Filho, Luís Filipe Maríngolo Piccinelli, Rosa Maria Franchi Junqueira, Maria Angélica Calsoni Corsi, Eni Pedretti, Antônio Carlos de Martini, Fátima Cristina de Jesus, Marina Soares, Laira Isabella B. Fogliarine.

Para acrescentar ou retirar nomes nesta lista, ligue para

3 6 ou8mande 2 -e-mail 8 para 879 redacao@gazetadoriopardo.com.br


C-8 - 23 de Fevereiro de 2013

BÍBLIA

Recapturando a mente humana cativa WATCHMAN NEE No novo testamento grego, a palavra noema (noemata no plural) é usada seis vezes: Filipenses 4.7; 2 Corintios 2.11, 3.14, 4.4, 10.5 e 11.3. Em português é traduzida por “entendimento”, “intenções”, “mente”, “argumento”, e o significado é “desígnios da mente”. A “mente” é a faculdade; o “desígnio” é sua ação – o produto da mente humana. O homem, por meio da faculdade da mente, pensa e decide livremente, e isso representa o próprio homem. Assim, se alguém deseja preservar sua liberdade, deve dizer que todos os seus pensamentos são bons e corretos. Não se atreve a expô-los a interferência e, portanto, deve cercá-los com muitas argumentações. Eis por que os homens falham em crer no Senhor: ficam, habitualmente, aprisionados na fortaleza de alguma argumentação. Um incrédulo pode dizer: “Vou esperar até ficar bem velho”; ou: “Muitos cristãos não se comportam bem. Por isso não posso crer”; ou: “Ainda não. Vou esperar até que meus pais morram”. Semelhantemente, há razões que os cristãos apresentam para não amar ao Senhor: os estudantes dirão que estão ocupados demais com seus estudos; os homens de negócios ocupados demais com seus negócios; o doente acha que sua saúde é fraca demais, e assim por diante. Se Deus não destruir essas fortalezas, os homens jamais ficarão livres. Satanás aprisiona os homens utilizando a fortaleza dos argumentos. A maioria dos homens colocase atrás de tantas linhas de defesa que são incapazes de atravessá-las para a liberdade. Só a autoridade de Deus pode levar cativo cada pensamento para obedecer a Cristo. Para reconhecer a autoridade, as argumentações humanas devem ser primeiramente lançadas ao chão. Só depois que o homem começa a ver que Deus é Deus,

conforme declarado em Romanos 9, é que suas argumentações são destruídas. E quando as fortalezas de Satanás são destruídas, nenhuma argumentação permanece, e os pensamentos humanos podem ser, portanto, levados cativos, para que obedeçam a Cristo. Só depois que os pensamentos são recapturados é que o homem pode verdadeiramente obedecer a Cristo. Podemos perceber se alguém já tomou conhecimento da autoridade observando se suas palavras, seus argumentos e pensamentos já foram devidamente reestruturados. Quando uma pessoa depara com a autoridade de Deus, sua língua não se atreve a se agitar livremente, suas argumentações e, ainda mais profundamente, seus pensamentos já não podem mais ser livremente expressos. Naturalmente, o homem tem numerosos pensamentos, todos fortalecidos com muitas argumentações. Mas chega o dia em que a autoridade de Deus derruba todas as fortalezas da argumentação que satanás levantou e recaptura todos os pensamentos do homem, para torná-lo escravo espontâneo de Deus. Por conseguinte, já não pensa mais independentemente de Cristo: é totalmente obediente a Ele. Isso é libertação total. Aquele que ainda não tomou conhecimento da autoridade geralmente aspira a ser conselheiro de Deus. Tal pessoa não tem, ainda, os pensamentos cativos a Deus. Aonde quer que vá, seu primeiro pensamento é descobrir como melhorar a situação. Seus pensamentos jamais foram disciplinados, pois são muitas e incessantes suas argumentações. Devemos permitir que o Senhor faça em nós uma operação de corte, penetrando nas profundezas de nosso pensamento até que sejam todos levados cativos por Deus. Depois disso, reconheceremos a autoridade de Deus e não nos atreveremos a livremente argumentar ou aconselhar. Agimos como se existissem duas pessoas no universo que são oniscientes: Deus e eu. Eu

sou um conselheiro que sabe tudo! Tal atitude indica claramente que meus pensamentos precisam ser levados cativos, que não sei nada sobre autoridade. Se eu fosse alguém cujas fortalezas da argumentação estivessem realmente tomadas pela autoridade de Deus, não ofereceria mais conselhos nem teria interesse em fazê-lo. Meus pensamentos ficariam subordinados a Deus, e eu já não seria mais uma pessoa livre. (A liberdade natural é o solo para o ataque de satanás e deve ser renunciada.) Eu deveria estar pronto a ouvir. Os pensamentos do homem são controlados por um destes dois poderes: pela argumentação ou pela autoridade de Cristo. Na verdade, ninguém neste universo pode exercer livremente sua vontade, porque é cativo ou das argumentações ou de Cristo. Por conseguinte, ou serve a satanás ou serve a Deus. Observando-se o seguinte, é fácil perceber se uma pessoa reconhece ou não a autoridade: 1) se ela pronuncia palavras rebeldes, 2) se argumenta diante de Deus e 3) se emite muitas opiniões. A derrota da argumentação é simplesmente o aspecto negativo; o positivo é ter todos os pensamentos cativos para obedecer a Cristo, de modo que a opinião pessoal não mais se manifeste. Antes, tinha muitos argumentos para sustentar meus muitos pensamentos; agora não tenho mais nenhum argumento, pois fui capturado. O cativo não tem liberdade. Quem prestaria atenção a opinião de um escravo? O escravo deve aceitar os pensamentos de outra pessoa sem jamais emitir opinião própria. Portanto, nós, que fomos capturados por Cristo, estamos prontos a aceitar os pensamentos de Deus, em vez de oferecer qualquer conselho que seja nosso. (Reuniões da igreja em S.J.Rio Pardo: terças às 20 horas, sábados e domingos, 19h30. Rua João Gabriel Ribeiro, 123)

NEURÓTICOS ANÔNIMOS NA N/A São José do Rio Pardo A minha vida no N/A (antes e depois) Antes, eu era: rebelde, agressivo, prepotente, arrogante, sabia tudo, não errava, enfim, eu era o melhor de tudo. Tive vários convites e oportunidades para conhecer esta maravilhosa Irmandade de N/A, porém achava que não era para mim, era para pessoas loucas, que necessitam de um psiquiatra, pois eu estava ótimo, ignorando assim os meus problemas. No decorrer dos anos, me isolei da família, fiquei sozinho, com um carro do ano, vários imóveis, uma boa casa, dinheiro de sobra e, algo mais, para ser feliz sozinho e sem depender dos outros. A partir daí, comecei a procurar uma princesa para ficar ao meu lado, e que não tivesse defeitos, que fosse perfeita. Outrossim, por um bom tempo não encon-

trando esta princesa perfeita, me tranquei num quarto da minha casa e veio a depressão, a qual não conhecia. Esta depressão chegou com tudo, como um furacão e, quase me destruindo totalmente, se não fosse nossa Irmandade, que me salvou. Quando apareceu a depressão o mundo para mim tinha acabado, eu estava no fundo do poço, sem saída, cheio de rancores, sentimento de culpa por tudo, no meu passado, atritos e mais atritos com a família e outros; culpava todo mundo pelos meus erros. Então, eu comecei a sentir que iria morrer, minha vida tinha acabado e que era o meu fim. Porém, guiado pelo Poder Superior, vim a conhecer esta maravilhosa Irmandade, que me salvou e a quem devo minha

vida. Depois de conhecer e sem faltar às reuniões por alguns anos, me aprofundar nas literaturas, hoje sou uma pessoa feliz, tendo assim outra visão do mundo e vejo que o amor a Deus e ao próximo está em primeiro lugar; tomando conhecimento de que a parte financeira ajuda, mas não resolve os meus problemas. O egoísmo foi meu fundo do poço e quase me levou à morte. Mais uma vez, repito, devo minha vida à Irmandade, aos companheiros de N/A, a Grover B., fundador da Irmandade e, acima de tudo, a Deus, por estar salvo e feliz com tudo e com todos. Paz e Serenidade a todos. LUIZ (POÇOS DE CALDAS/MG)

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de Al-Anon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa Al-Anon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do Al-Anon vivem

vidas significativas e satisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do Al-Anon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terça-feira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista Al-Anon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.al-anon.org.br São José do Rio Pardo - SP

O tempo da graça de Deus Cada vez mais eu percebo que o tempo da graça de Deus é sempre. Elas – as graças - continuam “chovendo”. Neste final de semana, a Paróquia de Tapiratiba realizou seu retiro anual, que é realizado no 1º Domingo da Quaresma. A introdução foi feita no sábado, no Salão Dom Tomás Vaquero, de Tapiratiba; Pe. Lu falou da importância e necessidade de fazer um retiro – oportunidade para uma meditação e revisão de vida -, apresentou-nos o Pe. Mássimo, missionário do PIME, que foi o pregador; ele contou um pouco de sua história, falou sobre o Papa, e o programa do domingo em que os participantes se reuniriam na capela de Itaiquara, das 7:30 às 16:30. Fiz parte do grupo e aproveitei muito. Éramos aproximadamente 140 pessoas. Padre Massimo, falou-nos de Deus que é AMOR, de seu amor por cada um de seus filhos, da Bíblia, da Fé, da oração, da Eucaristia, da missão a que todos os batizados são enviados. Penso que todos nós voltamos para casa dispostos a cumprir, tentando melhorar sempre, nossos compromissos de cristãos batizados. *** Na paróquia de Tapiratiba estamos fazendo as reuniões da Campanha da Fraternidade seguindo o roteiro apresentado por Dom João Bosco, ofm, Presidente da CNBB Regional Sul 2. Vou transcrever aqui a introdução escrita por Dom João Bosco. A Quaresma e a Páscoa do Ano da Fé e da prioridade à juventude Prezados irmãos e irmãs Participantes dos grupos de famílias Os grupos que se reúnem em torno da Palavra de Deus aumentam cada vez mais em todo brasil como expressão de uma nova fisionomia da Igreja. Ligados à Paróquia pelo sacramento da Eucaristia, os participantes formam células de

vida fraterna, encontro com Cristo vivo, discípulos comprometidos com sua fé. Seguem o modelo da primeira comunidade cristã (cf At 2, 46-47) que se reunia nas casas com alegria e simplicidade. Os pequenos grupos são um espaço de relações mais próximas, fonte de catequese permanente, formam missionários capazes de atrair, mas também em busca dos que estão afastados da Igreja, fazem parte da paróquia a sonhada “comunidade de comunidades” que o Documento de Aparecida tanto insistiu (DAp 99e). A CNBB Regional Sul 2 oferece aos grupos este roteiro de reuniões para a Quaresma e Páscoa, levando em conta a necessidade de uma sólida formação e atualizada compreensão da Igreja atual. Os roteiros sugerem que o coordenador do grupo, ou um dos membros, prepare com antecedência as reflexões e, sobretudo, as dinâmicas (muitas pessoas não estão acostumadas com esta linguagem nova, mas ela é muito atraente para jovens e adolescentes). Se forem difíceis podem ser modificadas, mas a nossa sugestão é que sejam convidados os jovens para preparar essa parte, também como forma de envolvê-los nos temas da Campanha da Fraternidade e na preparação próxima do encontro com o Papa na Jornada Mundial da Juventude.. A fé é um dom de Deus; mas cabe a nós acolher, alimentar e cultivar esse dom. Queira Deus seja este livrinho um bom instrumento para que a Palavra, o verbo Encarnado, pela graça deste Ano da Fé, nos leve a uma vida de ressuscitados. Na terça feira desta semana que está terminando, no setor do qual participo, fizemos o primeiro encontro; foi ótimo. O título era: ANO DA FÉ – CRER, CONFIAR E AMAR “vós sois o sal da terra e a luz do mundo”

(cf. Mt 5, 13-14) Aas falas eram simples e simpáticas, distribuídas de forma a envolver vários participantes. Rezamos o Salmo 99 (100), foi proclamado o Evangelho que contém a citação do título (Mt 5, 13-16), que procuramos comentar e relacionar à nossa vida. Rezamos a Oração da Campanha da fraternidade em dois coros, fizemos as preces da comunidade e depois rezamos o Pai Nosso. Ouvimos a história do mártir São Policarpo, contada de maneira participada e, depois, foi a vez da dinâmica: Cinco jovens colocaramse fora do grupo com uma cruzinha na mão direita e o livrinho dos roteiros, aberto na página certa, na esquerda. Os demais integrantes da reunião, um a um passaram pelos cinco que os tocavam com a cruz pronunciando as palavras: O primeiro, ao tocar os ouvidos: Receba nos ouvidos o sinal da cruz, para que você ouça a Palavra de Deus. O segundo, ao tocar próximo aos olhos: Receba nos olhos o sinal da cruz, para que você veja a glória de Deus. O terceiro, ao tocar a boca: Receba na boca o sinal da cruz, para que você anuncie a Palavra de Deus. O quarto, ao tocar o peito: Receba no peito o sinal da cruz, para que Cristo habite pela fé em vosso coração. O quinto, ao tocar os ombros: Receba nos ombros o sinal da cruz, para que você carregue o jugo suave de Cristo. Para terminar, a sugestão de um gesto concreto para colocar na vida o que foi meditado e uma oração. Todo encontro foi permeado por cantos bem conhecidos, sugeridos para cada momento. O nosso plano é continuarmos a nos encontrar às terças feiras seguindo estes roteiros.

COLUNA ESPÍRITA

A Bênção do Recomeço “Todos os espíritos tendem à perfeição e Deus lhes fornece os meios para as provações da vida corporal; mas, pela sua justiça ele lhes reserva a oportunidade de cumprir, em novas existências, aquilo que não puderam fazer ou acabar numa primeira provação. Não estaria nem segundo a equidade, nem segundo a bondade de Deus, castigar sem remissão aqueles que não vencem seus obstáculos para progredirem por falta de vontade ou por influência mesmo do meio onde se inseriram. O dogma da reencarnação, isto é, aquele que consiste em admitir para o homem muitas existências, é o único que responde à ideia que fazemos da justiça de Deus para os homens colocados em uma posição moral inferior, o único que pode nos explicar o futuro e ampara nossas esperanças porque nos oferece o meio de resgatar nossos erros por meio de novas provas. A razão nos indica e os espíritos nos ensinam. É o que Jesus entendia por estas palavras que não foram compreendidas: eu fui, eu sou, eu serei.” Este texto tem por fonte “O Livro dos Espíritos” – primeira edição – cuja dissertação foi efetuada por Kardec sob a ótica dos ensinos dos Benfeitores Espirituais. Transcrevo a história a seguir, do livro Alvorada Cristã sob o título O Servo Feliz, que nos leva à reflexão do assunto. “Certo dia, chegaram ao Céu um Marechal, um Filósofo, um Político e um Lavrador. Um Emissário Divino recebeu-os, em elevada esfera, a fim de ouvi-los. O Marechal aproximou-se, reverente, e falou: - Mensageiro do Comando Supremo, venho da Terra distante. Conquistei muitas me-

dalhas de mérito, venci numerosos inimigos, recebi várias home-nagens em monumentos que me honram o nome. - Que deseja em troca de seus grandes serviços? -indagou o Enviado. - Quero entrar no Céu. O Anjo respondeu sem vacilar: - Por enquanto, não pode receber a dádiva. Soldados e adversários, mulheres e crianças chamam no insistentemente da Terra. Verifique o que alegam de sua passagem pelo mundo e volte mais tarde. O Filósofo acercou-se do preposto divino e Anjo do Criador Eterno, venho do acanha-do círculo dos homens. Dei às criaturas muita ma-téria de pensamento. Fui laureado por academias diversas. Meu retrato figura na galeria dos dicio-nários terrestres. - Que pretende pelo que fez? - perguntou o Emissário. - Quero entrar no Céu. - Por agora, porém respondeu o mensageiro sem titubear, não lhe cabe a concessão. Muitas mentes estão trabalhando com as ideias que você deixou no mundo e reclamamlhe a presença, de modo a saberem separar-lhe os caprichos pessoais da inspiração sublime. Regresse ao velho posto, solucione seus problemas e torne oportunamente. O Político tomou a palavra e acentuou: - Ministro do Todo-Poderoso, fui administrador dos interesses públicos. Assinei várias leis que influenciaram meu tempo. Meu nome figura em muitos documentos oficiais. - Que pede em compensação? perguntou o Missionário do Alto. - Quero entrar no Céu. O Enviado, no entanto, respondeu, firme: - Por enquanto, não pode ser atendido. O povo mantém opiniões divergentes a seu res-

peito. Inúmeras pessoas pronunciam-lhe o nome com amargura e esses clamores chegam até aqui. Retorne ao seu gabinete, atenda às questões que lhe interessam a paz Íntima e volte depois. Aproximou-se, então, o Lavrador e falou, hu-milde: - Mensageiro de Nosso Pai, fui cultivador da terra... plantei o milho, o arroz, a batata e o feijão. Ninguém me conhece, mas eu tive a glória de conhecer as bênçãos de Deus e recebê-las, nos raios do Sol, na chuva benfeitora, no chão abençoado, nas sementes, nas flores, nos frutos, no amor e na ter-nura de meus filhinhos... O Anjo sorriu e disse: - Que prêmio deseja? O Lavrador pediu, chorando de emoção: - Se Nosso Pai permitir, desejaria voltar ao campo e continuar trabalhando. Tenho saudades da contemplação dos milagres de cada dia... A luz surgindo no firmamento em horas certas, a flor desabrochando por si mesma, o pão a multiplicarse!... Se puder, plantarei o solo novamente para ver a grandeza divina a revelar-se no grão, trans-formado em dadivosa espiga... Não aspiro a outra felicidade senão a de prosseguir aprendendo, se-meando, louvando e servindo!... O Mensageiro Espiritual abraçou-o e exclamou, chorando igualmente, de júbilo: - Venha comigo! O Senhor deseja vê-lo e ou-vi-lo, porque diante do Trono Celestial apenas com-parece quem procura trabalhar e servir sem re-compensa. “ Louvado seja Nosso Criador que na sua infinita Misericórdia não nos condena eternamente, proporcionando a nós a benção do recomeço. MARIA LÚCIA ANDREATA MARTINS

Gazeta do Rio Pardo 2638  

Gazeta do Rio Pardo 2638

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you