Page 1

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

OJORNALZINHO

Tudo por uma vida

Tudo por um pássaro

Tudo pela solidariedade

Maria Olívia conta sua luta para se recuperar de um grave acidente.

A mobilização da comunidade para salvar a pequena maritaca.

As doações do povo rio-pardense foram entregues no Rio.

Página A-11

São José do Rio Pardo

Página A-12

5 de fevereiro de 2011 DIVULGAÇÃO

Página A-10

Ano 103

Morador de uma propriedade rural, próxima ao bairro Carlos Cassucci, denunciou nesta semana a existência de dezenas

de pneus nas margens de uma estrada rural. O agricultor responsável pela reclamação temia pela saúde, uma vez que

os pneus poderiam servir de criadouro do mosquito da dengue. A Prefeitura removeu o material. Página A-9

2.530

Inscrição para concurso de professores começa nesta segunda-feira A Prefeitura de São José do Rio Pardo informou ontem que no dia 7 de fevereiro, próxima segunda-feira, será retomado o concurso público para a con-

Crime ambiental

R$ 2,00

tratação de professores da rede municipal. O processo de seleção estava paralisado por decisão judicial, devido falhas no edital. São oferecidas 35 va-

Silvio Torres assume mandato na Câmara Página A-3

gas, mais o cadastro de reservas. Na tarde de ontem, professoras foram à Prefeitura protestar contra critérios de atribuição de salas. Página A-5

Pronto Socorro paga pouco aos plantonistas Página A-8


A-2 - 5 de fevereiro de 2011

Mudando de lado

Os comovidos pronunciamentos, os discursos emocionados e as mirabolantes propostas das últimas eleições ainda ecoam em nossa lembrança. Com eles, os candidatos e seus partidários buscavam (e muitos conseguiram) captar os nossos votos. Os novos governantes tomaram posse e os parlamentares serão empossados nos próximos dias – os federais em 1º de fevereiro e os estaduais entre 1º e 15, conforme a unidade da federação – e já se verifica intensa movimentação de ex-candidatos e de lideranças políticas (prefeitos, especialmente), que buscam reacomodação partidária e de grupo. Nem bem terminaram uma eleição, ansiosos, movimentam-se para a próxima, que só ocorrerá no segundo semestre de 2012. A reciclagem dos grupos é natural e consequência do resultado das urnas. Mas algumas mudanças hoje ensaiadas esbarram no absurdo e enveredam pelo ridículo. Candidatos derrotados e seus seguidores anunciam o interesseiro propósito de se separarem para garantir a sobrevivência política. Tomarão rumos diferentes para que, separados, cada

um possa abiscoitar a sua lasca de poder em agremiações opostas. É esse comportamento, entre outros, que infelizmente leva o descrédito à população que, em voz corrente e áspera, costuma afirmar que “político é tudo igual” ou “é tudo sem-vergonha”. Esses senhores deveriam ter um pouco mais de respeito ao eleitorado e, principalmente, coerência com as pregações que fizeram na tentativa de conquistar o voto. Não devem mudar de partido ou de posição com a mesma facilidade em que mudam de camisa ou cueca. O eleitor que acreditou em suas propostas e deulhe o voto certamente ficará ofendido se em seguida o encontrar no meio dos adversários de ontem e fazendo o discurso destes, diferente do que dizia antes. Quem perde a eleição, embora não assuma o cargo pretendido, ainda continua comprometido com o seu programa e, se tem juízo, permanece fazendo a mesma pregação e, através da base parlamentar do seu partido, exerce a oposição construtiva. Questiona o governante e procura orientá-lo e fazer o contraponto democrático. Cumprida essa tarefa, até pode vol-

tar a candidatar-se na próxima oportunidade. O carreirismo desenfreado só existe porque grande parcela do eleitorado não se interessa por política. Muitos fazem questão de verberar contra os políticos, esquecendo-se que, gostando ou não deles, continuarão vivendo num país, estado e município por eles governados. Por isso é importante votar consciente e acompanhar o desempenho – no mandato ou fora dele – dos candidatos em quem votamos. É desse acompanhamento que poderá surgir a decisão mais acertada e o aperfeiçoamento do voto nas próximas eleições. No dia em que o povo estiver exercendo conscientemente o seu direito do voto, deixarão de existir as barganhas de cargos, as trocas estapafúrdias de partido e toda a negociata que se faz com o dinheiro do povo em benefício de caciques e grupos, à revelia e prejuízo do próprio povo. Quando isso acontecer (e, certamente, vai acontecer), o político voltará a ser um cidadão respeitado e o povo terá condições objetivas para viver melhor.

Novo Congresso Nacional em funcionamento Na terça-feira, os deputados e senadores eleitos em outubro foram empossados, para cumprir mandato que irá até janeiro de 2015. Na Câmara, por 375 votos (73,7%), o deputado gaúcho Marco Maia (PT) foi eleito presidente, derrotando Sandro Mabel (PR-GO), com 106 votos, Chico Alencar (PSolRJ) e Jair Bolsonaro (PP-RJ), respectivamente, com 16 e 9 votos. Para a 1° vice-presidência foi eleita Rose de Freitas (PMDB-ES), e Eduardo Gomes (PSDB-TO) para secretário-geral, uma espécie de prefeito da casa. Rose de Freitas é a primeira mulher a ocupar cargo na Mesa na história da Câmara.

Dilma Roussef completou seu primeiro mês de governo na terça-feira última. Por suas ações neste período, ela começou a ditar seu estilo: rigidez no trabalho e discrição, com a obsessão de melhoria da qualidade dos gastos públicos. Nada de estar na mídia em todo momento e “nada de mão aberta com nosso dinheiro”, ao contrário do modo de governar de Lula. Tem chegado ao seu gabinete às 9 horas, de lá saindo depois das 20. Dilma Roussef, neste primeiro mês no Palácio do Planalto, passou a imagem de que vai realmente ser a “grande gerente” do Brasil. Demonstrou ser uma presidente afável e simpática, mais maleável, contrariando os que esperavam uma Dilma rabugenta, de mal com a vida, impressão essa que passou quando era ministra de Lula. Avisou aos seus ministros que não quer assuntos do governo sendo tratados pela imprensa. “Divergências são resolvidas internamente”é sua ordem.

No Senado, José Sarney (PMDB-AP) foi eleito presidente por 70 votos, contra 8, dados a Randolfo Rodrigues (PSOL), o senador mais jovem da Câmara Alta (38 anos) e adversário ferrenho de Sarney na política do Amapá. José Sarney é o parlamentar mais antigo da história republicana, com 56 anos de mandatos, dos quais 35 apenas no Senado. Ele ocupa a presidência dessa Casa pela quarta vez, e tem 81 anos de idade. Para a primeira vice-presidência foi eleita Marta Suplicy (PT-SP), e a Secretaria Geral será ocupada pelo senador tucano Cícero Lucena. Na quarta-feira, o Congresso Na-

Dilma se impõe

Dilma usou três ministros como porta-vozes: Antonio Palocci, da Casa Civil; Miriam Belchior, do Planejamento, e Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral. Foram eles os mensageiros de recados para o Congresso Nacional, Judiciário, movimentos sociais, além de passarem determinações aos colegas de governo. Várias foram as decisões tomadas pela nova presidente, mas sem alarde, sem o bumbo ser tocado, prática recorrente do ex-presidente Lula. Destaque para as seguintes: *Liberou R$ 780 milhões para ajudar os estados atingidos por enchentes. *Serão investidos R$ 600 milhões para melhorar a estrutura da Defesa Civil nos municípios vulneráveis a desastres ambientais. *Os municípios afetados pela seca no Rio Grande do Sul terão obras de irrigação semelhantes às já realizadas pelo governo no sertão nordestino. *Pediu estudos de medidas para erradicação da pobreza extrema em todo o país.

cional se reuniu para marcar a reabertura dos seus trabalhos, e receber da presidente Dilma Roussef a mensagem com o plano de seu governo. Na terça-feira, o Supremo Tribunal Federal retomou seus trabalhos, depois de 40 dias de férias de seus ministros. O Palácio do Planalto anunciou a indicação do jurista Luiz Fux para o cargo de ministro do STF, para preencher a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Eros Grau. Ele atualmente é ministro do Tribunal Superior de Justiça e professor de Direito no Rio de Janeiro.

*Determinou parcimônia com o cartão corporativo e com o uso de aviões da FAB. Dilma Roussef decidiu também que vai viajar pelo exterior. Na terça-feira já esteve na Argentina. No fim da próxima semana vai estar em Lima, no Peru, para participar da reunião da Cúpula America do Sul e Países Árabes (ASPA), um grupo criado em 2003, que reúne 32 países. Esse grupo ganha grande importância por conta de que dois de seus integrantes - Egito e Tunísia - passam por situações de graves conflitos internos. No dia 26 de março, Dilma vai ao Paraguai e no dia 12 de abril, estará na China, para a reunião das BRICS - Brasil, Rússia, Índia e China. Em março ela recebe a visita do presidente Obama, dos Estados Unidos, e em setembro fará sua estreia na Assembléia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. No segundo semestre, é seu desejo visitar a Bulgária, onde nasceu seu pai.

O tempo de Serra passou Para lideranças emergentes do PSDB, o cavalo arriado já passou para José Serra. Ele foi tudo o que quis dentro do partido, inclusive candidato à Presidência da República em duas eleições. Hoje, Serra continua sendo figura importante, respeitada, que obrigatoriamente tem de ser ouvida, como ocorre com o ex-presidente FHC. Mas o ex-governador paulista e seus seguidores têm que entender o momento atual, e que precisa abrir espaço para novas lideranças, transformar o PSDB numa legenda com alcance nacional, com uma nova dinâmica em suas ações e objetivos programáticos, fugindo de sua situação atual de restringir sua atuação a apenas oito ou dez estados. O primeiro passo dado para minimizar a influência de Serra no ninho

dos tucanos foi dado pelos 50 deputados federais que assumiram mandato na Câmara: eles elegeram o antiserrista Duarte Nogueira (deputado da região de Ribeirão Preto) para líder da bancada e o aecista Paulo Abi Ackel (MG) para comandar o bloco da minoria. Essas indicações foram articuladas em comum acordo pelo governador Geraldo Alckmin e o senador mineiro Aécio Neves, hoje as duas lideranças mais destacadas do PSDB. Na mesma reunião, os deputados tucanos aprovaram, por unanimidade, uma moção em favor da permanência de Sergio Guerra, hoje deputado federal por Pernambuco, na presidência nacional da legenda, jogando assim por terra as pretensões de José Serra de ocupar esse cargo, a partir de maio. Ao mesmo tempo, os senadores

da legenda manobram para colocar o ex-senador Tasso Jeiressatti na presidência do Instituto Teotônio Vilela, outra iniciativa para neutralizar as articulações dos serristas de manter seu líder em evidência. Há uma desconfiança entre os tucanos de que José Serra quer continuar em exposição para tentar viabilizar suas pretensões de disputar pela terceira vez o Palácio do Planalto. O presidente Lula não foi eleito presidente somente na quarta tentativa? E por que essa história não poderia se repetir com Serra? Por isso é que os anti-serristas querem tirá-lo da vitrine, que ele seja apenas um retrato na galeria dos tucanos, com o direito de apenas dar conselhos.

Estudo caro Pais e mães brasileiros que, na época da volta às aulas, sempre reclamam dos preços do material escolar, certamente não tem idea de quanto o governo é guloso nesse segmento, na contramão de sua ineficácia no ensino em geral. Por exemplo: no preço de uma borracha, 43,19% são impostos; numa caneta, 47,79%; num lápis, outros 34,99%; na mensalidade escolar, os impostos são de 26,32%; na mochila, 39,62%; e até numa pequena régua, 44,65% são tributos. Quando o assunto são os livros, a situação é ainda pior. Eis uns dos motivos da evasão escolar, da falta de leitura do brasileiro. E ninguém faz nada. Mais peixes A AES Tietê, empresa que administra as usinas hidrelétricas da região, promoverá no dia 18 de março mais uma soltura de alevinos no rio Pardo, dando continuidade ao programa para repovoamento do rio, que mantém com apoio da Prefeitura há vários anos. A previsão é de que sejam soltos mais de 55 mil exemplares de peixes próprios da bacia hidrográfica da região. Novos secretários Mais um rearranjo na gestão municipal. Na tentativa de colocar pessoas certas nos lugares certos, e não mais brincar com os cargos públicos, a administração acaba de nomear Walkyr Veronese Júnior, que respondia pela Secretaria de Assistência e Inclusão Social, para a Secretaria de Gestão Pública. No seu lugar, na Assistência, foi nomeado Antonio Carlos Alves Junior. Confirmado Um ofício assinado pelo procurador jurídico da Prefeitura, Antonio Celso Cardoso Filho, e encaminhado à Câmara Municipal, com data de 26 de janeiro, confirma que a empresa não é mesmo citada no Orçamento e que não tem direito a verba específica nas finanças do município. No documento, a administração informa à Câmara que “a dotação indicada na ficha 297 – Outros Serviços de Terceiros – Pessoa Jurídica, no QDD da Despesa, é suficiente para manter o quadro de funcionários atual da Companhia Municipal de Desenvolvimento de São José do Rio Pardo – COMDERP, pelo ano vigente”. Déficit Em entrevista à rádio Difusora, no final de 2010, o prefeito João Luís Soares da Cunha disse que o déficit da Prefeitura era de 3 a 4 milhões de reais e não de 9 milhões como Gazeta havia divulgado dias antes, com base em análise do vereador Márcio Zanetti ao balancete apresentado pela administração. O balancete final apresentado pela própria Prefeitura comprova que tanto o vereador quanto este jornal estavam corretos, ou quase, pois o déficit apontado é de aproximadamente 10 milhões de reais. Dívidas A administração municipal efetuou nos últimos dias o pagamento da dívida que tinha junto ao Instituto Municipal de Previdência (IMP). O fato vem sendo comemorado pelo prefeito na imprensa local como se fosse um grande feito. Talvez ele não saiba, mas pagar as contas em dia é dever de um bom administrador e não algo de outro mundo, motivo para se vangloriar. Ao pagar o IMP, a Prefeitura está cumprindo o seu papel, afinal, ela recolhe dos funcionários os recursos destinados à previdência. E, enquanto o IMP recebe, muitos fornecedores não têm o que comemorar. “Mui amigo” Ainda em seus pronunciamentos no rádio, o prefeito João Luís Cunha anunciou que São José do Rio Pardo não tem sofrido com enchentes devido aos trabalhos feitos em sua gestão. Fato curioso é que, até o momento, nenhum serviço realizado pela Prefeitura nesse sentido foi notado pela população. Será que ele é amigo de São Pedro? Audiência Moradores do Jardim Aeroporto e Algenor Taddei continuam indignados com as informações sobre o novo empreendimento imobiliário a ser construído pela iniciativa privada, com apoio da Prefeitura próximo aos dois bairros, dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida”. O assunto, claro, pautou as discussões na Câmara, na volta do recesso, sob argumentos de que o condomínio será construído sem nenhuma infraestrutura. A Câmara propôs realizar uma audiência pública com os moradores para discutir a questão. Distrito Industrial O Distrito Industrial voltou às manchetes na semana anterior. O prefeito diz que muitas melhorias foram feitas no local e que fará muito mais. A única verdade é que os empresários ali instalados continuam reclamando do descaso, principalmente com o mato alto e ruas que estão em péssimas condições. Há buracos por todo lado, ruas quase intransitáveis, escuridão à noite, enfim, um caos. Repercutiu Ao longo da semana foram vários os emails, telefonemas e abordagens de rua sobre as colocações do ex-prefeito Santurbano, em relação aos mandatos do PSDB na cidade. As considerações foram diversas, contudo, sempre enfatizando que a cidade reconstruída pelo PSDB acabou destruída pelo atual prefeito. Segundo um leitor, que encaminhou email, “Ele (o ex-prefeito) deveria ter falado sobre a escola técnica que o partido trouxe para a cidade; sobre a escola de música; sobre o apoio que a Prefeitura dava às entidades, às orquestras, equipes de futebol, evento dos carros antigos; festa das nações... Tudo isso com muito menos orçamento do que atualmente”. Corrigindo 1 Por conta da transcrição da entrevista de João Santurbano, na semana passada, uma declaração acabou grafada de forma errada, dando a entender que a Rádio Difusora receberia patrocínio da Prefeitura. Na verdade, a transcrição original é a seguinte: “Acho no mínimo estranho que o João Luís esteja na rádio fazendo propaganda patrocinada pela Prefeitura”. Corrigindo 2 Também na edição anterior, na notícia sobre a entrega das doações para famílias desabrigadas pelas chuvas, deixamos de informar que a entrega do material arrecadado pela Polícia Militar foi feita pela Transportadora Accord.

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 36085655 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Gilmar Ishikawa Redação: Eduardo Eron e Giselle Torres Biaco Diagramação: Marco Antônio Cassucci, Fagner Nasser. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


5 de fevereiro de 2011 - A-3

Vereadores aprovam ampliação do Distrito Para Márcio Zanetti, alteração de área institucional fere Constituição Estadual Com um placar de cinco votos favoráveis e quatro votos contrários, a Câmara aprovou na noite de terça-feira uma proposta do Executivo que prevê a transformação de área institucional no Distrito Industrial em lotes para implantação de novas empresas. A questão é polêmica porque, segundo o vereador Márcio Zanetti (PTB), afronta o artigo 180 da Constituição Estadual, e o caso pode parar no Ministério Público. Segundo o vereador, esta foi a quarta vez que o projeto para ampliação da área do Distrito Industrial tramitou na Câmara. “A primeira vez foi na gestão anterior, quando o então prefeito retirou após observar que havia uma vedação legal, por parte do artigo 180 da Constituição Estadual”, disse Márcio. “O prefeito João Luis já tentou por duas vezes o mesmo projeto e acabou retirando, nas duas vezes anteriores, por problemas jurídicos”, completou. Ele disse que o projeto deu entrada em regime de urgência sem que houvesse tempo hábil para análise e parecer das comissões internas do Legislativo. “Foi nomeada uma relatoria especial para analisar o projeto e o médico Cláudio de Lima deu parecer favorável à aprovação. Nossa preocupação é não produzir ilegalidade. Pelos dados e informações que colhemos, o projeto é inconstitucional e esta aprovação pode ser convertida em responsabilidade dos

vereadores que a aprovaram”. Apesar das contestações de Márcio Zanetti, o projeto recebeu parecer favorável da Procuradoria Jurídica da Câmara, o que para o vereador, se deu em função de informações erradas passadas para o advogado Márcio Riolli, procurador do Legislativo. “A Procuradoria acreditou nas informações errôneas transmitidas pela Prefeitura e deu parecer favorável”, afirma o vereador. Segundo ele, a Prefeitura informou que ocorreu um equívoco no registro imobiliário da área considerada institucional. “A Prefeitura diz que havia uma única matrícula de registro englobando a área institucional e a área do Distrito, mas tenho cópia de que há matrícula específica da área institucional e não uma única matrícula, como disseram ao procurador jurídico”, completa. “Será que o cartório de registro de imóveis ou órgãos que aprovam loteamentos se equivocariam de maneira tão simplória?”, indagou. Com as informações que possui sobre a área institucional, o vereador disse ter procurado o Ministério Público para dar ciência de que os vereadores aprovaram algo que fere o ordenamento jurídico. “A partir do momento em que se estabelece um loteamento, há exigência de que parte da área se destine a ruas, áreas institucionais e área verde. Se não houvesse essa vedação na Constituição Estadual, os

Prefeitura quer aumentar à área do Distrito para oferecer lotes a novas empresas

municípios expropriariam essas áreas, como neste caso tenta fazer o prefeito no Distrito Industrial”. Márcio reafirmou que caso o prefeito sancione o projeto, apesar das restrições constantes no artigo 180 da Constituição Estadual, deverá mover uma ação para que os vereadores que o aprovaram sejam responsabilizados. “Entendemos que precisamos de lotes para desenvolvimento industrial da cidade, mas de lotes com infraestrutura e não lotes criados em área de preservação”, completa. Caco reafirma cumprir Regimento Interno O vereador Marco Antonio Gumieri Valério – Caco (PSDB), presidiu na terçafeira, 1º de fevereiro, a

Silvio Torres assume na Câmara Federal Os deputados federais tomaram posse nesta semana e como alguns eleitos em 3 de outubro passaram a ocupar cargos em governos estaduais ou prefeituras, os suplentes assumem seus mandatos. É o que ocorre com o deputado Silvio Torres que, tendo recebido 107.035votos na eleição de outubro passado, ficou na terceira suplência da coligação PPS/DEM/PSDB. Apesar de ter sido nomeado como secretário estadual de Habitação pelo governador Geraldo Alckmin – pasta que passou a ocupar em 1º de janeiro deste ano, Silvio Torres assumirá o mandato de deputado na terça-feira (8), como suplente. Em seguida, ele se licencia para continuar na Secretaria, na condição de deputado licenciado, conforme prevê a legislação vigente.

ARQUIVO

DIVULGAÇÃO

primeira sessão ordinária da Câmara rio-pardense, após ser eleito para o posto no ano passado. “Apesar das sessões extraordinárias, esta foi, de fato, a estreia nas sessões ordinárias e avalio o trabalho de uma forma muito positiva, claro, também pela participação dos demais vereadores”. Ele lembra que ao assumir a presidência do Legislativo, no dia 4 de janeiro deste ano, destacou a necessidade de cumprir o Regimento Interno da Câmara e a Lei Orgânica do Município. E dentro des-

ta proposta, passou a aplicar a restrição de tempo para pronunciamentos, como prevê o Regimento. “O presidente é como se fosse um juiz, encarregado de administrar todos os eventuais conflitos que possam aparecer. Para fazer o melhor, em todos os detalhes, temos de ficar muito atentos, para não dar margens a questionamentos”, comenta. Caco diz reconhecer que sua gestão na presidência da Câmara deve ser acompanhada com expectativa no meio político, em razão

das circunstâncias vividas pelo município. “Temos hoje dois blocos na Câmara e procuro trabalhar para não dar margem a especulações sobre privilegiar este ou aquele grupo”. Conforme diz o vereador, o momento político vivido em São José do Rio Pardo é muito delicado. “Percebo que existe uma expectativa muito grande com relação à minha presidência e os olhares estão maiores sobre o Legislativo, diante das circunstâncias do município. Por isso, temos de estar muito atentos”.

Matemática – Português e Inglês para todas as idades

Kumon: A solução para melhorar as notas escolares! O QUE É KUMON? Kumon é um método de ensino individualizado, criado no Japão, que através dos cursos de Matemática e Línguas (Português, Japonês e Inglês) visa desenvolver no indivíduo o autodidatismo, ou seja, o aluno é estimulado a aprender por si só, fazendo-o expandir ao máximo seu potencial. Presente em 46 países, o Kumon possui 4.207.445 alunos em 24.875 unidades, o que o torna a maior instituição privada de ensino no mundo! QUEM PODE FAZER KUMON? Qualquer pessoa pode estudar pelo Kumon.Por ser um método individualizado, estamos preparados para atender alunos com dificuldades escolares e aqueles que já possuem uma certa facilidade e que querem se desenvolver ainda mais. QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DO MÉTODO? Algumas características do Método Kumon são: N Autocorreção: o aluno corrige os próprios erros; N Avanço somente depos de domínio total do conteúdo atual; N Avaliação do desempenho do aluno a cada aula – feedback; N Material didático exclusivo e autoinstrutivo; N Material adequado à capacidade do aluno em cada momento. O estudo do material é diário e bem dosado. O QUE DIFERE O KUMON DAS AULAS PARTICULARES? Kumon: verifica a capacidade atual do aluno e seu ponto ideal de estudo. À medida que avança nos estudos o aluno desenvolve a concentração, raciocínio, independência, entre outras habilidades. Aulas Particulares: O aluno tira dúvidas apenas do conteúdo que está vendo na escola naquele momento, sem resolver as deficiências anteriores que causaram a dificuldade atual. Corre-se o risco de o aluno ficar sempre dependendo de um “reforço”. QUAL É A RELAÇÃO ENTRE O KUMON E AS ESCOLAS REGULARES? O Kumon é um forte aliado das escolas, pois compartilha com elas a missão nobre de formar o ser humano. O Kumon ajuda a formar o tipo de aluno que todo professor gostaria de ter: um aluno responsável, interessado, capaz de acompanhar as aulas, que mostra iniciativa em aprender continuamente. A CAPACIDADE DE CÁLCULO COMO CAMINHO PARA DESENVOLVER O RACIOCÍNIO O material didático do Kumon faz com que o aluno desenvolva não somente a capacidade de cálculos, mas também a capacidade de raciocinar. Quando a criança avança a conteúdos ainda não vistas na escola, precisará entender os exemplos e, ainda que receba dicas do orientador, terá de pensar sozinho para encontrar uma forma de resolver os exercícios. Especialmente no treino de exercícios como 2346 + 85 é necessária relativa capacidade de raciocinar. Essa capacidade vai sendo cada vez mais lapidada conforme se avança a cálculos de frações, números positivos e negativos. Desejamos que as crianças burilem suas ferramentas e desenvolvam no Kumon uma sólida capacidade de pensar. Conteúdos Kumon de Matemática: Noção de quantidade e coordenação motora até o Cálculo Diferencial e Integral. A LEITURA É FUNDAMENTAL... É o primeiro passo para o pleno desenvolvimento do ser humano. Ao se desenvolver em Língua Pátria, o aluno aumenta seu vocabulário, adquire gosto pela leitura, mostra maior estabilidade emocional, aumenta sua capacidade de leitura e interpretação de textos. O aluno entende realmente o que lê. Conteúdo Kumon de Língua Pátria: Alfabetização e textos de até 15 palavras a clássicos da literatura mundial. CONHEÇA O KUMON DE INGLÊS Desenvolvido para proporcionar um aprendizado simples e eficaz! Associação som-imagem até interpretação de textos extraídos de clássicos da literatura mundial! LIGUE E AGENDE UMA ENTREVISTA GRATUITA!

Para informações: Unidade São José do Rio Pardo Professora Râmisa Jorge Praça Tiradentes, 53 – centro Fone (19) 3608-4703 São José do Rio Pardo - SP


A-4 - 5 de fevereiro de 2011

Estado alerta sobre vacina contra meningite Das 20.082 crianças em idade vacinal na região, apenas 42,45% foram aos postos

Um balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostra que metade das crianças menores de 2 anos ainda não se imunizaram contra a meningite C. A população nessa faixa etária é de 1,21 milhão de crianças, sendo que apenas 605 mil se vacinaram em todo o estado. A vacina está

disponível na rede pública gratuitamente. Em setembro de 2010, a Secretaria começou a disponibilizar, gratuitamente, pelo SUS (Sistema Único de Saúde), a vacina conjugada contra meningococo C, causador de uma das formas mais graves de meningite bacteriana. Para as crianças com idades entre 1 e 2 anos é

Rotaract Club São José do Rio Pardo Oeste Distrito 4590 Rotaract Club São José do Rio Pardo Oeste – distrito 4590. Rotaract Club é um programa para pessoas entre 18 e 30 anos de idade que consiste de clubes dedicados à prestação de serviços. Temos como objetivo: O Rotaract procura: N Desenvolver qualidades de liderança e perícia profissional; N Difundir o respeito pelo direito dos demais, com base no reconhecimento do valor de cada um; N Reconhecer o mérito de todas as ocupações úteis como oportunidade para servir a sociedade; N Reconhecer, praticar e promover padrões de ética, capacidade de liderança e responsabilidade profissional; N Estudar e compreender as carências, os problemas e as oportunidades de servir na comunidade e no mundo; N Propiciar oportunidades para atividades pessoais e em grupo com o objetivo de servir a comunidade e promover a boa vontade e a compreensão internacional. DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL As atividades desenvolvidas ampliam o entendimento acerca da profissionalização e oportunidades de trabalho na comunidade, valorizam o papel do rotaractiano no desenvolvimento socioeconômico local e exemplificam como as técnicas desenvolvidas por intermédio dos projetos de prestação de serviços podem ajudar a amenizar problemas surgidos no ambiente de trabalho. Rotaract Clubs oferecem oportunidades para o desenvolvimento profissional realizando eventos que abordem:

necessário apenas uma dose da vacina. Já as crianças menores de um ano precisam tomar duas doses da vacina e uma dose de reforço quando completarem 1 ano de idade para estarem completamente imunes à doença.

“Esta vacina tem um elevado índice de proteção, chegando a mais de 90%. Por isso é muito importante que as crianças menores de dois anos sejam levadas o quanto antes aos postos de saúde para serem

imunizadas.”, diz Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria. A vacina conjugada contra meningococo C é normalmente bem tolerada e não apresenta reações adversas graves. Somente crianças com histórico de

reação anafilática em dose anterior não deverão receber a vacina. Na região de São João da Boa Vista, das 20.082 crianças em idade de vacinar, apenas 42,45% procuraram pelas unidades de saúde.

XIX Jornada Mundial dos Doentes Todos os anos, – este já é o 19º – na memória da BemAventurada Virgem de Lourdes, que se celebra em 11 de fevereiro, a Santa Igreja propõe o Dia Mundial do Doente. Esta circunstância, como quis o venerável Servo de Deus, o Papa João Paulo II, torna-se ocasião propícia para refletirmos sobre o mistério do sofrimento e, sobretudo, para tornar as nossas comunidades e a sociedade civil mais sensíveis aos irmãos e irmãs doentes. Isso nos recorda a mensagem papal deste ano exortando às autoridades para que “invistam cada vez mais energias em estruturas médicas que sirvam de ajuda e apoio aos sofredores, sobretudo aos mais pobres e necessitados”. Se todos os homens são nossos irmãos, aquele que é debilitado, sofredor ou necessitado de cuidado deve estar mais no centro da nossa atenção, para que nenhum deles se sinta esquecido ou marginalizado. Com efeito, “a grandeza da humanidade determina-se essencialmente na relação com o sofrimento e com quem sofre. Isto vale tanto para o indivíduo como para a sociedade. Uma sociedade que não consegue aceitar os que sofrem e não é capaz de contribuir, mediante a compaixão, para fazer com que o sofrimento seja compartilhado e assumido, mesmo interiormente, é uma sociedade cruel e desumana” (Carta enc. Spe salvi, 38). Oportunamente, o Santo Padre Bento XVI coloca, neste ano, como tema para a nossa meditação: “Pelas suas chagas fomos curados”, retirado da 1Pd 2, 24. Lembrando de sua peregrinação a Turim para contemplar o rosto sofredor do Santo Sudário, nos recorda que Cristo levou consigo para a Cruz os nossos pecados, “carregou a paixão do homem de todos os tempos e lugares, inclusive os nossos sofrimentos, as nossas dificuldades e os nossos pecados”. Embora, para todos nós, o sofrimento, a dor, a enfermidade permaneçam sempre carregados de mistério, difícil de aceitar e suportar, tudo se torna possível na fé, dando um sentido ao sofrimento. Dentro do mistério pascal, nunca podemos nos esquecer de que não existe sexta-feira santa sem domingo de páscoa; não podemos chegar à páscoa sem que passemos pela paixão, cada um na medida que Deus concede! Citando São Bernardo, o Papa recorda: «Deus não pode padecer, mas pode compadecer». Deus, a Verdade e o Amor em

pessoa, quis sofrer por nós e conosco; fez-se homem para poder com-padecer com o homem, de modo real, em carne e sangue. Em cada sofrimento humano, portanto, entrou Aquele que partilha o sofrimento e a suportação; em cada sofrimento difunde-se a con-solatio, a consolação do amor partícipe de Deus para fazer surgir a estrela da esperança (cf. Carta enc. Spe salvi, 39). Nosso amado Papa recorda aos queridos jovens, que se preparam para a Jornada Mundial da Juventude, que olhem para as chagas de Cristo e que, quer sadios, quer enfermos, não se esqueçam de contemplar que “só Ele é capaz de libertar o mundo do mal e de fazer crescer o seu Reino de justiça, de paz e de amor ao qual todos aspiramos”. Que a Eucaristia, Pão da Vida, seja para todo cristão o “remédio para a vida, o antídoto para não morrer”, como alimento e bebida de salvação nos ajude a reconhecer e servir Jesus também nos pobres, nos doentes, nos irmãos sofredores e em dificuldade que precisam da nossa ajuda. Em nossa Arquidiocese queremos fazer um apelo para que seja implementada em todas as Paróquias a Pastoral da Saúde ou Pastoral da Visitação aos Enfermos. Presente nas paróquias, mas principalmente deve ser presença nas casas de saúde, hospitais, casas geriátricas. Esse é um momento riquíssimo da presença amorosa e misericordiosa da Igreja junto aos que sofrem e padecem do corpo e da alma, levando os remédios necessários do consolo e da paz que provêm da Sagrada Comunhão. Que Nossa Senhora da Saúde, a Consoladora dos Aflitos, nos conduza com sua intercessão a descobrir e cumprir, com generosidade e na força e unguento do Espírito Santo, a vontade do seu Filho, expressão da vontade do Pai, e a cumpri-la sempre, mesmo na dor e no sofrimento, tornando-nos solidários com aqueles que sofrem. Que “nos rostos dos doentes sabei ver sempre o Rosto dos rostos: o de Cristo.”

† Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

IN D I C A D O R PROFISSIONAL

N Fóruns vocacionais e profissionais N Tecnologia N Seminários de administração e marketing N Conferências sobre ética na profissão e nos negócios N Financiamento e opções de crédito para estabelecimento de empresas. Rotarianos podem contribuir ao desenvolvimento profissional dos rotaractianos oferecendo conselhos práticos para o ingresso no mercado de trabalho e superação de possíveis desafios. Para que haja maior interação entre rotarianos e rotaractianos, tais atividades vocacionais podem ser feitas em conjunto com Rotary Clubs. Fonte: (Manual do Rotaract atualização de 2010/2011) Contate o Rotary Club local para mais informações sobre o Rotaract em sua área. Visite nosso site www.rotaractsjrp.com para manter-se informado ou conversar com outros rotaractianos a respeito de projetos e atividades. Participe de nossas reuniões email: bruno_souza06@yahoo.com.br “Companheirismo através do serviço”.

SOS – CANIL

Deixa saudades...

Maria Aparecida Manetta Mansano Filha exemplar, esposa dedicada, mãe amorosa e avó protetora. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá... João 11:25-26

A Família aproveita e convida parentes e amigos para a missa de 7º dia que será realizada na Igreja Matriz de São José, às 19h30 do dia 05/02/2011.

Almoço churrasco em prol do canil Dia 13 de fevereiro no Cáritas Ajude adquirindo um ingresso Tel – (19) 3608-1512 / 3608-1025 / 9775-3395

Missa de 7º Dia A família de

Luis Pedro Bertolino Convida parentes e amigos para participarem da missa de 7º dia, que será celebrada por intenção de sua alma, dia 05 de fevereiro, sábado, às 18 horas, na Igreja de São Christovão.


5 de fevereiro de 2011 - A-5

Reabertas as inscrições para concurso Professoras protestam na Prefeitura contra critérios para atribuição de classes

A Prefeitura de São José do Rio Pardo informou ontem que no dia 7 de fevereiro, próxima segunda-feira, será retomado o concurso público para a contratação de professores da rede municipal. O processo de seleção estava paralisado por decisão judicial, devido falhas no edital. O concurso prevê o preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva. São oferecidas 35 vagas, mais os cadastros, para as funções de professor auxiliar de Educação Básica – Ensino Infantil e Fundamental I (30 vagas), professor auxiliar de Educação Especial (2 vagas), professor de Educação Infantil com curso superior (1 vaga), professor de Ensino Fundamental (1ª a 4ª série) com curso superior

(1 vaga), e professor de Ensino Fundamental (5ª a 8ª série) – Inglês (1 vaga). As inscrições deverão ser feitas somente pela internet, no site da Prefeitura (www.saojosedoriopardo.sp.gov.br), no período de 7 a 18 de fevereiro. A taxa de inscrição, a ser paga em agência bancária, tem o valor de R$ 50,00. Professoras pedem explicação Na tarde desta ontem, sexta-feira, um grupo de professoras municipais foi à Prefeitura pedir explicação sobre a informação, que correu durante toda a semana, de que a atribuição de aulas deste ano seguiria a lista de classificação do concurso realizado em 2009. Elas alegam que, desta forma, a atri-

buição não levaria em conta o número de pontos obtidos por cada profissional e assim professoras com grande quantidade de pontos correriam o risco de perder sua cadeira. Por essa razão, houve uma mobilização do professorado, que pedia a presença do prefeito para dar explicações sobre o assunto. No entanto, João Luís Cunha disse que tinha compromisso e não recebeu o grupo de manifestantes presentes à reunião de urgência, que foi conduzida pela secretária municipal de Educação Rita de Cássia Zanetti Manzoni. Após ouvir as reivindicações das professoras, outra reunião foi formada entre representantes das profissionais, Secretaria de Educação e o Departamen-

A Faculdade Euclides da Cunha (Feuc) deu início na terça-feira, 1º de fevereiro, ao processo para a escolha de seu novo diretor. A congregação, grupo que reúne professores, alunos e funcionários, se reuniu para indicar a lista tríplice que será remetida ao prefeito, e de onde ele indicará o nome do novo diretor da instituição. Durante o encontro, Ary Menardi Junior - que assumiu a direção da Feuc após a saída de Isabella Bozzini, no ano passado – comentou que a instituição espera pela aprovação dos cursos de engenharia junto ao Conselho Estadual de Educação, a fim de melhorar a oferta e atrair novos alunos. Segundo disse, tem havido dificuldade para formação de turmas em cursos de licenciatura, já que poucas pessoas se habilitam a entrar na carreira de professor. Para Menardi, o PSDB que há vários anos comanda o Governo do Estado de São Paulo promoveu a desvalorização da profissão de professor, e que isto tem desestimulado as pessoas a optarem pela carreira. A dificuldade para formar

turmas em cursos voltados à formação de professores, segundo comentou a professora Leiri Valentin, tem se apresentado também em outras instituições, como a Unifeg (Guaxupé) e a Unip, em São José do Rio Pardo. Na reunião de terça-feira, se candidataram ao cargo de diretor os professores Marcos De Martini, Edson Luiz da Silveira e Luiz Arcúrio Junior. Os três tiveram seus nomes ratificados na eleição da congregação, sendo que Marcos De Martini recebeu o maior número de votos 37 no total, contra 6 de Arcúrio e 5 de Silveira. Os nomes serão encaminhados ao prefeito João Luís Soares da Cunha, a quem cabe indicar o novo diretor, partindo da lista apresentada. Ao expor seu nome como candidato ao cargo, Marcos De Martini fez considerações sobre a situação da instituição - que enfrenta diminuição no número de alunos, além da falta de repasses de recursos por parte do município. “Sei das dificuldades. Para qualquer um, apenas o fato de oferecer o nome

já é uma atitude corajosa. Para quem não vive a rotina da faculdade, ela já deveria estar morta há tempos, mas se isto não aconteceu ainda é porque a congregação, a equipe, os funcionários, têm trabalhado”, comentou. De Martini disse também que o Governo Federal tem apontado uma escassez de professores nas redes de ensino, e que se a presidente do país levar adiante sua proposta de valorização dos profissionais da área, a faculdade pode se beneficiar disso. “O que precisamos agora é de alunos”, completou. Ele não descartou a possibilidade de buscar parcerias junto a outras instituições para melhorar as opções de cursos oferecidos pela Feuc. O professor citou especialmente o Instituto Federal de Educação de São João da Boa Vista. Segundo ele, pode ser que haja interesse daquela escola em montar salas de extensão em São José. Com a indicação dos nomes para a lista tríplice, o processo de escolha, a partir de agora, fica a critério do prefeito, segundo dispõe o estatuto da faculdade.

to Jurídico da Prefeitura, com o objetivo de informálas sobre a decisão do órgão. De acordo com informa-

ções da assessoria de imprensa, a Prefeitura garante que não haverá alterações nas atribuições relativas ao ano passado, ou

seja, “efetivos que lecionaram em 2010, continuam em 2011; isso está garantido até a realização do DIVULGAÇÃO concurso”.

Representantes do professorado municipal reunidos com o Jurídico e a secretária de Educação

Faculdade inicia escolha de novo diretor

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO LEI Nº 3.679, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2.011. Altera os anexos I, IV e VIII da Lei 2.633, de 6 de junho de 2003; altera a Lei 3.457, de 27 de novembro de 2009; revoga a Lei 3.485, de 5 de fevereiro de 2010; revoga o art. 1° da Lei 3.540, de 23 de abril de 2010; revoga a Lei 3.551, de 30 de abril de 2010, revoga a Lei 3.600, de 18 de agosto de 2010 e dá outras providências. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte lei: Art. 1° - Fica alterada a nomenclatura do cargo de Procurador Jurídico para Procurador Geral do Município, cargo em comissão, nível XXVIII, com carga horária de 40 horas semanais. § 1° – O anexo I e IV da Lei n° 2.633, de 6 de junho de 2003, quanto ao cargo de Procurador Jurídico, passará a vigorar com a seguinte redação: Código Título do Cargo/Função Lotação Nível Carga Horária Semanal Provimento 280 Procurador Geral do Municipio 01 XXVIII 40 CC § 2° - O anexo VIII da Lei 2.633, de 6 de junho de 2003, quanto a descrição do cargo de Procurador Jurídico passa a vigorar com a seguinte redação: I - Escolaridade: Curso Superior completo em Direito, com inscrição no respectivo órgão de classe. II - Atribuições: Compete ao Procurador Geral do Município, sem prejuízo de outras atribuições previstas em lei ou regulamento, chefiar a Procuradoria Jurídica do Município, superintender e coordenar suas atividades e orientar-lhe a atuação; propor ao Prefeito a declaração de nulidade de atos administrativos da Administração centralizada e descentralizada; propor ao Prefeito a argüição de inconstitucionalidade de leis, para os fins previstos na Constituição do Estado de São Paulo; desistir, transigir, responder, acionar, recorrer, firmar compromisso e confessar nas ações de interesse do Município e da Fazenda Pública Municipal, desde que autorizado pelo Prefeito; Art. 2° - Altera o artigo 2° da Lei n° 3.457, de novembro de 2009, caracterizando as atribuições de assessoria jurídica quanto ao cargo de Assessor Jurídico, cargo de indicação do Prefeito Municipal indicado dentre os servidores efetivos do Município: Código Título do Cargo/Função Lotação Nível Carga Horária Semanal Provimento 351 Assessor Jurídico 01 XXVIII 40 CC* (*) Cargos a serem exercidos por servidores do Quadro. I - Escolaridade: Curso Superior completo em Direito, com inscrição no respectivo órgão de classe. II - Atribuições: Além do elemento de confiança da autoridade nomeante, assessorar o superior hierárquico imediato em assuntos de natureza jurídica, como na elaboração de minutas Projetos de Lei, Decretos, Portarias, Regulamentos e outros atos da Administração Pública de interesse do Poder Executivo. No exercício de suas funções de assessoramento, emitir pareceres que subsidiem decisões superiores em consonância com a legislação e as normas regulamentares vigentes. Exercer outras atividades afins, determinadas pelo superior hierárquico. Art. 3° - Revoga-se a Lei 3.551, de 30 de abril de 2010, a Lei 3.485, de 5 de fevereiro de 2010 e o artigo 1° da Lei 3.540, de 23 de abril de 2010. Art. 4° - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação revogando-se as disposições em contrário. São José do Rio Pardo, 01 de fevereiro de 2.011. João Luis Soares da Cunha- Prefeito.

REPORTAGEM

Funcionários, professores e alunos se reuniram na noite de terça-feira para discutir a lista tríplice, de onde sairá o novo diretor

Os professores Edson Luiz da Silveira, Marcos De Martini e Luiz Arcúrio Junior compõem a lista de candidatos a diretor


A-10 - 5 de fevereiro de 2011

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro: 10443 - MARCELO DONIZETI DAMASCENO MESSIAS e SANDRA DOS REIS NASCIMENTO DOMINGOS, sendo o pretendente: solteiro, de nacionalidade brasileira, auxiliar geral, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP,nascido aos 08 de julho de 1986 filho de LUIS ANTONIO THOMÉ MESSIAS e de ALZIRA LUCIANA MAEJIMA DAMASCENO MESSIAS; e a pretendente: solteira, de nacionalidade brasileira, empregada doméstica, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, aos 25 /06/1980, filha de SEBASTIÃO DOMINGOS e de CÉLIA CÁSSIA DO NASCIMENTO DOMINGOS.10443

Precisa-se Fonoaudióloga para trabalhar no Centro Auditivo – Rua 13 de Maio, 655 Tratar fone (19) 3608-3753 ou 81780360

10446 - GERALDO MAGELA DE OLIVEIRA NETO e MARIA DE LOURDES AGUIAR, sendo o pretendente: divorciado, de nacionalidade brasileira, cabeleireiro, natural de ALFENAS - MG,nascido aos 13/10/1965, filho de JOÃO LOURENÇO DE OLIVEIRA e de MANOELINA RAMOS DE OLIVEIRA; e a pretendente: solteira, de nacionalidade brasileira, cabeleireira, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP,nascida aos 23/03/1968, filha de JOSÉ PINTO DE AGUIAR e de MARIA DA CONCEIÇÃO DAMIÃO DE AGUIAR. 10447 - FABIANO DA SILVA e LUCIANA CRISTINA DOS SANTOS, sendo o pretendente: solteiro, de nacionalidade brasileira, auxiliar de armazenagem, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP,nascido aos 17/11/1990, filho de SONIA MARIA DA SILVA LIMA; e a pretendente: solteira, de nacionalidade brasileira, do lar, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, nascida aos 04/05/1979, filha de MARCIONILIO DOS SANTOS e de SUELI MARIA CANDIDO. 10448- MÁRCIO JOSÉ DA SILA ALMODOVA e JAQUELINE TORLAI DA SILVA, sendo o pretendente: solteiro, de nacionalidade brasileira, vendedor, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, nascida aos 11/06/1979,filho de MIGUEL ARISTEU ALMODOVA SANCHES e de ROSA LUCIA FELIPE DA SILVA ALMODOVA; e a pretendente: solteira, de nacionalidade brasileira, DO LAR, natural de TAPIRATIBA - SP, nascida aos 30/07/1993,filha de ADEMIR DA SILVA e de MÁRCIA PRADO TORLAI. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 4 de fevereiro de 2011. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

Lua de Mel – A viagem inesquecível... E ela está na Roquetur, que tem a viagem que os noivos querem! Boa sorte e felicidades!

Lanchonete de cachorro quente em São José do Rio Pardo, oportunidade imperdível!!! Ótimos lucros, bom para investidor! Tratar (19) 8108-6355

VENDE-SE

10444 -LUÍS RICARDO ALVES PEREIRA e DÉBORA NICHIMURA DA CUNHA, sendo o pretendente: solteiro, de nacionalidade brasileira, Auxiliar de Câmara Fria, natural DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP,nascida aos 24/05/1985, filho de NELSON PEREIRA e de MARIA DE FÁTIMA ALVES PEREIRA; e a pretendente: solteira, de nacionalidade brasileira, Auxiliar geral, natural DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, nascida aos 24 /06/1988 filha de VALDIR DA CUNHA e de MARIA APARECIDA NICHIMURA. 10445- MARCO ANTONIO DA SILVA e ILDA APARECIDA ARANDA, sendo o pretendente: divorciado, de nacionalidade brasileira, motorista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP,nascido aos 07/08/1961, filho de JOÃO ANDRÉ DA SILVA e de MINERVINA CORDEIRO DE ARAUJO DA SILVA; e a pretendente: divorciada, de nacionalidade brasileira, do lar, natural de ITOBI - SP, nascida aos 07/04/1969, filha de JOÃO ARANDA e de NAIR DE LOURDES PEREIRA ARANDA.

VENDE-SE

Terreno no Domingos Sylos 10x20 – aceita-se carro no negócio Tratar (11) 8606-3549

ASILO DE INVÁLIDOS “PADRE EUCLIDES CARNEIRO” CONVITE A Diretoria do Asilo de Inválidos “Padre Euclides Carneiro” convida seus sócios, doadores, colaboradores e voluntárias para a realização da Assembléia Ordinária Geral no dia 13 de fevereiro de 2011, às 15 horas no salão de Festa da Entidade à Rua Anchieta, nº 10, bairro da Vila Pereira.

12345-

Ordem do Dia Apresentação do balancete de Receita e Despesa Apresentação do balanço geral Apresentação da Subvenção Municipal Apresentação da verba Fundo Municipal Ass.Social Apresentação da verba Federal

A Diretoria

05/02/2011 e 12/02/2011

ENVELOPADOR ETIQUETADOR (A) Precisa-se p/ trabalhar nas horas livres. R$1.200,00 por produção.Envie 3 selos de R$ 1 ,00 p/ Cx Postal 383 Cep:13256-000 -Itatiba SP. p/ resp. www.trabalheemcasaoverdadeiro.com.br/307047 A CWNOX MONTAGENS INDUSTRIAIS LTDA, torna público que recebeu da CETESB a licença prévia e licença de instalação nº 66000074 e requereu a licença de operação para atividade de montagem e instalação em máquinas e equipamentos em geral, sito à Rua Antônio Gimenes, 74, Distrito Industrial, São José do Rio Pardo/SP. HIDROMECANICA GERMEK LTDA, torna público que recebeu da CETESB Licença Prévia e Instalação – Ampliação Nº 66/00185/10 e requereu Licença de Operação, para fabricação de outras máquinas e equipamentos de uso geral, sito à Av. Brasil, 1001 – Vila Brasil - São José do Rio Pardo/SP. FOGÃO DE LENHA ALIMENTOS LTDA torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação nº 4003059, válida até 06/03/2012, para Beneficiamento de Arroz à Rua João Duva, 360, Distrito Industrial, São José do Rio Pardo. Conselho Comunitário de Segurança de São José do Rio Pardo CONVOCAÇÃO O Presidente do Conselho Comunitário de Segurança de São José do Rio Pardo CONVOCA os Senhores Conselheiros e a população em geral para a Reunião Ordinária deste Conselho que será realizada dia 09 de Fevereiro de 2011, (quarta-feira ), as 19:30 horas, na ACI, situada na Rua Treze de Maio, 25.

Roquetur fone: (19) 3608-4193 São José do Rio Pardo, 05 de Fevereiro de 2011. IZONEL APARECIDO TOZINI- Presidente

FALECIMENTOS José Carlos Pavan Junior – Dia 22 de janeiro, aos 49 anos de idade, casado com Magali Junqueira Nogueira. Filho de José Carlos Pavan e Nadyr Coelho Pavan. Antônio Teodoro – Dia 29 de janeiro, aos 64 anos de idade. Filho de Sebastião Teodoro e Benvinda Alves Caldas. Arlindo Rossetto – Dia 27 de janeiro, aos 73 anos de idade, casado com Marina de Fária Rossetto. Filho de Luiz Rossetto e Amelia Leandrinni, ambos falecidos. José Manoel D´Aflita – Dia 25 de janeiro, aos 64 anos de idade. Filho de Clemente D´Aflita e Maria Aparecida Andrade D´Aflita, ambos falecidos. Maria Aparecida Manetta Mansano – Dia 30 de janeiro, aos 52 anos de idade, casada com Antonio Carlos Mansano. Filha de Mário Manetta e Maria Rosária Godoi Manetta. Luís Pedro Bertolino – Dia 30 de janeiro, aos 26 anos de idade. Filho de Luís Carlos Bertolino e Neire Aparecida Bertolini. Nelson Antônio Voltarelli – Dia 02 de fevereiro, aos 79 anos de idade, casado com Elza Martin Voltarelli. Filho de Sante Antônio Voltarelli e Gilda Roque. Olívio Callegari – Dia 02 de fevereiro, aos 86 anos de idade, casado com Maria Aparecida Riboli Callegari. Filho de Fortunato Callegari e Maria Trevisan, ambos falecidos. Maria Aparecida de Faria Oliveira – Dia 29 de janeiro, aos 72 anos de idade, casada com Pedro Antonio de Oliveira. Filha de Antonio Augusto de Faria e Augusta Dobatte, ambos falecidos. Nelson Camargo – Dia 23 de janeiro, aos 61 anos de idade, casado com Iraídes dos Reis Camargo. Filho de João Pedro Camargo e Josina Ciriaco Camargo.

A Pastoral Social da Paróquia Santa Edwiges está aceitando doações de roupas e calçados (principalmente masculino), de adultos e crianças. Aceitamos também roupas de cama, mesa e banho, que estejam em condições de uso. Retiramos no local. Para doar disque: Fone: 3681-5643 3608-7315 ORAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA Querida Mãe Nossa Senhora da Aparecida, Vós que amais e nos guiais todos os dias, Vós que sois a mais bela das Mães, a quem eu amo com todo meu coração, eu vos peço que me ajudai a alcançar esta graça por mais dura e difícil que ela seja. Sei que vos me ajudareis e me acompanhareis até minha morte. Amém. Peça sua graça Rezar uma Ave Maria e um Pai Nosso e fazer um Sinal de Cruz. Rezar durante três dias ou em três horas e publicar três vezes. M.A.C.

CONVERSA COM JESUS Todos os dias - Durante 9 dias ORAR: Ó meu Jesus, em Vós depositei toda a minha confiança. Vós sabeis de tudo meu Pai; és o Senhor do Universo, sois o Rei dos Reis. Vós que fizeste o paralítico andar, o morto voltar a viver, o leproso sarar, fazei com que (pedir a graça). Vós que viste minha angústias e lágrimas, bem sabeis de tudo Divino Amigo, como preciso alcançar (pedir a graça com fé). Convosco Mestre, me dá ânimo e alegria para viver. Só de Vós espero, com fé e confiança (pedir a graça com fé). Fazei, Divino Jesus, que antes de terminar esta conversa que terei CONVOSCO durante 9 dias, eu alcance esta graça que peço com fé (pedir a graça). Como gratidão mando publicar 1000 orações, para outras pessoas que precisam de Vós, aprendam a ter fé e confiança na Vossa Misericórdia. Ilumina os meus passos, assim como o Sol ilumina todos os dias o amanhecer. E testemunhe o nosso diálogo, Jesus tenho confiança em Vós. Cada vez mais aumenta a minha fé, por graças alcançadas. Agradeço de coração. T.R.P.D


5 de fevereiro de 2011 - A-7

Jovem capota o carro e morre na SP 207 Lista de traficante tinha até “Tiririca” Por volta das 15h00 de sexta, dia 28, policiais militares compareceram ao bairro Fartura, próximo à Vila Brasil, para investigar suspeita de tráfico de drogas na rua Renato Ferraz. No local, encontraram T.A.B., 24 anos, que negou qualquer envolvimento com o fato denunciado. Os policiais pressionaram o suspeito, que entregou o jogo e confessou possuir droga na sua residência. Os policiais o acompanharam e localizaram, no interior da casa, três porções de crack, além de pedaços de sacolas plásticas que serviam de embalagens para a droga. No mesmo local, também foi apreendida uma folha de papel contendo uma lista com vários nomes, apelidos e números da seguinte forma: Richard–550, Tiago–580, Tiuipi–305, Bó–250, Nenê–80, Marco-10, Rafael-30, Paçoca-50, Francis-70, Bola60, Primo-50, Loco-40, Israel-250, Bruno-100, Roger-25, Ressadinha20, Bracen-35, Coxinha-20, Tiririca-20 e Camundongo-10. A polícia apura se a lista está relacionada ao movimento de venda da droga. Na abordagem ao rapaz também foi localizada uma folha de cheques, no valor de R$ 100, que não se sabe se é produto de furto ou fora utilizada para pagamento de droga.

Na Vila Formosa Na noite de sexta-feira, 28 de janeiro, policiais militares apuravam denúncia sobre movimentação suspeita na Avenida Olinda Ralston, na Vila Formosa. No local, andando pela rua, abordaram T.M.M., 24 anos, e após uma revista pessoal, localizaram com o rapaz 5 pedras de crack, embaladas em invólucro plástico, além de R$ 94 em dinheiro. Sem ter muito que explicar, o rapaz acabou detido. No Domingos de Sylos Durante patrulhamento na Alameda José Meneghetti, no Domingos de Sylos, policiais militares flagraram C.R.D., 19 anos, e W.C.R., de 15 anos, fazendo uma transação de drogas. Ao avistar a viatura policial, o menor de idade tentou se desfazer de um objeto que acabara de receber de C., jogando algo no chão e escondendo um objeto na boca. Os policiais revistaram os dois rapazes e no bolso da bermuda de C.R.D. localizaram onze (11) pedras de crack, além de duas outras pedras, no chão, próximo ao rapaz. Na revista, foi constatado que o menor W.C.R., tentou esconder na boca uma porção de maconha, e que jogou no chão um cigarro, também de maconha. Os dois foram levados à delegacia, onde afirmaram ser usuários de droga. O menor foi liberado com a presença do pai, enquanto C.R.D. permaneceu preso.

Crack na calcinha Na noite de terça-feira, dia 1º, A.M.G.S., de 24 anos, transitava de forma suspeita pela Avenida Perimetral, quando foi abordada pelos policiais que faziam ronda no local. Uma policial feminina, que participava do patrulhamento revistou a mulher e, com ela, foi encontrada uma porção de maconha dentro de uma bolsa, além de uma pedra de crack escondida na calcinha. Cocaína na Brasília Na segunda-feira, dia 1º, durante ronda pela rua Herostrato Dias Pinheiro, no Vale do Redentor, os policiais pararam uma Brasília, que era conduzida por T.C., de 18 anos, e que tinha como acompanhante B.B., de 24 anos. Os dois foram revistados, mas com eles nada foi encontrado de ilícito. Mas durante uma varredura no interior do veículo foram encontrados quatro (4) papelotes de cocaína. Os ocupantes da Brasília afirmaram ser usuários da droga. Foram levados à delegacia e após prestarem as informações de praxe, foram liberados. Cocaína no Natal Merli Na noite de quarta-feira, dia 2, uma denúncia anônima levou os policiais à rua Luís Cremasco, no bairro Natal Merli, para apurar suspeita de tráfico de drogas. No local, abordaram algumas pessoas e dois deles, M.H.M.C. e C.H.S., ambos de 18 anos, aca-

baram detidos. Próximo ao local onde os dois estavam, os policiais encontraram 14 papelotes de cocaína, escondidas em um frasco no meio do mato. Segundo a ocorrência, M.H.M.C. quis fugir e resistir à prisão, sendo necessário o uso de algemas. Cachimbo na bermuda Na noite de quinta-feira, 3 de janeiro, os policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) foram solicitados pela Guarda Municipal para se dirigirem à Área de Lazer. Após uma busca pessoal feita pela PM em dois rapazes sentados em um banco nos fundos do Tartarugão, foi encontrado com C.A.T.S., 39, um cachimbo artesanal no bolso de sua bermuda e com P.C.S.S., 19, nada havia. Os dois foram levados para o Boletim de Ocorrência na DP e liberados. Porte de arma no Vale Na madrugada de 4 de fevereiro, no Vale do Redentor, E.R.E., 21 anos, se desentendeu com seu tio e, após luta corporal, acabou por sofrer uma lesão no rosto e na cabeça. Socorrido ao Pronto Socorro, foi medicado e liberado em seguida. Ao retornar à sua casa, E.R.E. se desentendeu novamente com seu tio e, exaltado, somente foi contido com a chegada da Polícia Militar. Com ele foi apreendida uma faca. A ocorrência foi registrada no DP.

Furtos são maioria dos crimes em São José

As Estatísticas da Criminalidade divulgadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública nesta semana apontam diminuição da atividade criminosa em todo o Estado de São Paulo, onde em 2010, chegou-se a 10,47 homicídios dolosos para cada 100 mil habitantes. A taxa de homicídios no Estado caiu 4,5% em relação ao ano anterior, que era de 10,96/100 mil para 10,47/100 mil. A queda acumulada desde 1999, quando a taxa era de 35,27/100 mil, alcança a significativa marca de 70,3%. De lá para cá, os índices têm mostrado queda consistente, que, mesmo com oscilações, demonstram o acerto das medidas tomadas. A taxa de 10,47 em 2010 é menor do que a metade da taxa de homicídios brasileira, de 24,5 para cada 100 mil habitantes/ano. Segundo as autoridades, em números absolutos, São Paulo teve 4.320 casos de homicídios dolosos em 2010. Em 1999, foram

12.818 casos. Esta queda, segundo acreditam, se deve aos investimentos em segurança pública, com reforço dos efetivos policiais, aumento da tecnologia e aprimoramento das condições de trabalho dos homens e mulheres das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica. Outro reforço, segundo o governo, foi a disponibilização de helicópteros Águia da Polícia Militar, para ajudar no policiamento e operações especiais. Queda dos crimes contra o patrimônio Em 2009, a Secretaria de Estado da Segurança Pública estabelecera a meta de reverter a tendência de alta que então apresentavam os crimes contra o patrimônio. O fechamento dos indicadores de criminalidade de 2010 mostra que o objetivo foi plenamente alcançado. Os roubos seguidos de morte (latrocínios) caíram 16,5%, de 303 para 253 casos: 50 casos a menos. Também houve redução

dos roubos de cargas, de veículos e dos roubos em geral. Os roubos de cargas diminuíram 6,2%, com menos 482 casos que os registrados em 2009. Os roubos de veículos retrocederam 4,54%, com menos 3.262 casos em relação ao ano passado. Já os roubos em geral recuaram 9,47%, com menos 23.591 casos. Entre os crimes cometidos sob ameaça de armas, os roubos a banco tiveram a queda mais expressiva: caíram 16,6%, com registro de 211 casos em 2010, contra 253 em 2009. O total de roubos a banco é inferior em 42 casos ao registrado no ano anterior. Crimes de oportunidade Entre os crimes de oportunidade, sem uso aparente de armas, os furtos em geral tiveram queda de 4,26% em relação a 2009, com 22.530 casos a menos. Já o número de furtos de veículos em 2010 caiu 4,32%, com 4.552 casos a menos que o re-

gistrado no ano anterior. As ocorrências de tráfico de entorpecentes são consideradas pela Secretaria da Segurança Pública um indicador de atividade policial, pois dependem inteiramente da atuação das polícias. As Estatísticas da Criminalidade mostram que houve aumento de 9,09% deste trabalho, com 2.535 ocorrências a mais em relação ao ano anterior. Foram anotados 30.421 flagrantes de tráfico de drogas em 2010, contra 27.886 em 2009. Em São José do Rio Pardo, os crimes de furto e roubo dominam as ocorrências policiais, segundo os dados apresentados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. Em comparativo com outros municípios da região, o número de casos ainda é considerado menor. A reportagem tentou entrevista com o delegado Benedito Antonio Noronha Junior nesta semana, para comentar o assunto, porém, ele está em férias.

A SP-207, rodovia que liga São José do Rio Pardo a São Sebastião da Grama, foi palco de mais uma tragédia do trânsito. Na tarde de domingo, Luís Pedro Bertolino, o Tuti, de 26 anos, transitava no sentido Grama/São José, quando perdeu o controle do veículo que dirigia, capotou na pista e em seguida bateu em um barranco.

Com a colisão, o rapaz foi lançado para fora do Gol. Ele teve várias escoriações. Luís chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro Municipal, deu entrada no Hospital São Vicente, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Seu corpo foi sepultado na segunda-feira, no Cemitério Municipal, em clima de grande comoção entre amigos e familiares.

“Dez Real” morre após ser atropelado Na noite de sexta-feira, 28 de janeiro, Samuel Moraes Mantovani, de 21 anos, atropelou um pedestre quando passava sobre a ponte metálica Euclides da Cunha. Segundo o registro policial do caso, ele transitava no sentido Santo Antonio/ Centro, conduzindo um Astra, quando o pedestre subitamente entrou na frente do veículo e não foi possível parar. Com a batida, o homem caiu sobre o capô do carro. Samuel disse ter parado para socorrer a vítima, que sangrava bastante na face. A ambulância foi aci-

onada e o pedestre foi levado ao Pronto Socorro, sendo encaminhado para o Hospital São Vicente, onde acabou falecendo naquela madrugada. Mais tarde soube-se que a vítima do atropelamento era Antonio Teodoro, de 64 anos de idade, pessoa bastante conhecida na cidade. Vivendo nas ruas por um tempo, frequentador de bares e lojas do comércio, Teodoro acabou apelidado de “Dez Real” porque, a cada pessoa que ele encontrava, logo pedia: “Me dá dez real?”. Nos últimos tempos, ele vivia sob o amparo do Asilo Lar de Jesus.

Buraco provoca acidente na Perimetral

No domingo, dia 30, por volta das 19 horas, Ronaldo Caldeira trafegava pela Avenida Perimetral com uma Caravan Comodoro quando, ao passar por uma curva, no trecho entre a Avenida Belmonte e Avenida dos Lírios, tentou desviar de um buraco, perdeu o controle do carro,

invadiu a pista contrária, bateu contra a guia e capotou. O veículo ficou de rodas para cima. O motorista sofreu leves escoriações. Já a passageira Ernestina Aparecida Magaroto teve uma lesão no joelho e foi socorrida ao Pronto Socorro, onde permaneceu sob observação.

Confusão em partida de futebol A marcação de um pênalti, em um jogo “amistoso”, teve desfecho na delegacia, na tarde de sábado, 29 de janeiro. Segundo a ocorrência policial, o desentendimento começou quando Alexandre Dal Belo reclamou com o juiz da partida, Ézio Onofre Garcia, sobre a marcação da infração. Alexandre afirma na ocorrência que ao reclamar, jogadores da outra equipe o prensaram contra o alambrado, e o agrediram com socos e pontapés, provocando várias escori-

ações e hematomas. Marcos Roberto de Toledo, que testemunhou o ocorrido, disse que Alexandre agrediu verbalmente o juiz Garcia e que os dois trocaram empurrões, Depois disso, Alexandre saiu correndo e se lesionou no alambrado, sofrendo as escoriações. O juiz da partida disse que ao marcar o pênalti, foi ofendido por Alexandre e por se sentir constrangido os dois bateram boca. Assim, o que era para ser uma partida amistosa terminou de forma vergonhosa.

Câmera flagra furto em supermercado Na tarde de segunda-feira, dia 31, uma funcionária do Supermercado Fonseca viu pelas imagens do circuito interno de câmeras que M.A.M., de 29 anos, havia colocado alguns produtos do estabelecimento dentro da bolsa e não os pagou ao passar pelo caixa. O gerente foi acionado e abordou a mulher na rampa que leva ao estacionamento.

Com a acusada foram encontrados duas embalagens de salgado enrolado Tailand’s, seis pacotes de suco, uma bandeja de mussarela e uma bandeja de presunto. O gerente afirma que a mulher vem sendo observada constantemente pela segurança do supermercado e que, em outra ocasião, ela já foi flagrada furtando no estabelecimento

Na tarde de quarta-feira, 1º de fevereiro, o jovem J.V.P.N., 17 anos, e a adolescente J.D., 16 anos, transitavam pela rua Francisco Glicério, no centro da cidade, em uma moto Yamaha com placa BVK-3587. Ao avistar os policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), o condutor da Yamaha aumentou a velocidade e tomou rumo à Vila Pereira. Os policiais deram sinal sonoro para que o condutor parasse, mas foram ignorados. Após serem seguidos, o motociclista e a acompanhante finalmente pararam na

rua dos Expedicionários. Durante a abordagem aparentemente tudo estava regular, à exceção da falta de habilitação do motociclista. Entretanto, quando verificaram junto aos registros de trânsito a placa da moto, os policiais constataram que a placa era fria, ou seja, pertencia a outra motocicleta, uma Honda CG 125, de São José do Rio Pardo. O número do chassi da Yamaha também foi consultado e constatou-se que o veículo havia sido furtado em Mococa, em 2009. A moto foi apreendida e os dois menores de idade liberados.

Casal foge da PM em moto roubada


A-8 - 5 de fevereiro de 2011

Pronto Socorro paga pouco a plantonista

Baixos salários fizeram médicos deixar a unidade e trabalhar em outros municípios A situação do Pronto Socorro Municipal parece um pouco melhor se comparada ao caos vivido há alguns em meses, quando faltavam médicos, salários estavam atrasados, medicamentos estavam escassos e o material de consumo estava racionado. Segundo o médico Eliezer Gusmão, responsável pelo PS, a unidade tem trabalhado dentro da normalidade. “Temos algumas dificuldades com médicos, dificuldades de contratações já que plantões da região pagam melhor, mas temos tido poucas reclamações e, na maioria das vezes, até elogios”, afirma. De acordo com Gusmão, o Pronto Socorro conta atual-

mente com o trabalho de 15 médicos, sendo 10 de forma quase permanente. “Perdemos sim, dois ou três que foram para outros municípios que pagam melhor. Mas temos uma rotatividade de médicos muito grande”. Eliezer diz que embora paguem mais, alguns municípios não possuem a estrutura oferecida pelo Pronto Socorro rio-pardense. “Os médicos às vezes ficam ludibriados pelo valor que pagam na região mas às vezes estes lugares oferecem pouca estrutura. Aqui nós damos estrutura, laboratórios, uma equipe, exames de imagem. E o médico fica mais seguro para exercer o seu trabalho. Ganha um pouco menos no plantão,

mas tem mais segurança para trabalhar, coisa que às vezes não ocorre em outras cidades”. Em São José do Rio Pardo, os médicos plantonistas recebem cerca de R$ 700 por plantões durante a semana e R$ 750 em finais de semana. Em Tapiratiba, o valor é na ordem de R$ 900, Mococa R$ 1.000 e São João da Boa Vista, R$ 1.200. Situação está melhor Ainda de acordo com o responsável pelo Pronto Socorro, no ano passado, por conta de problemas com pagamentos, houve descontentamento no corpo de enfermagem. “Houve momentos em que fun-

cionários ficaram revoltados por conta de atraso em pagamentos. Alguns recebiam e outros não. Houve uma situação em que foram pagos todos os funcionários municipais, exceto os da saúde. Isso gerou problemas, reclamações, mas não afetou diretamente a população”. Um problema que ainda precisa ser equacionado, segundo Eliezer Gusmão, é a qualidade do material de consumo. “Talvez isto ocorra pelas dificuldades que a Prefeitura tem em contratar, em licitar estes materiais. Penso que isto deveria mudar. Acho que no Pronto Socorro não podemos ficar esperando licitações para ter um material de melhor qualidade”, comenta. Ainda segundo Eliezer, apesar da qualidade inferior, o material não compromete o tratamento dos pacientes. “O que ocorre é que às vezes você compra material de má qualidade e quando utiliza, ao invés de usar um, acaba utilizando dois. No fim, este que foi mais barato acaba ficando caro”, diz. O médico comentou ainda a falta de medicamentos ocorrida no ano passado quando, o Pronto So-

corro precisou pedir até soro emprestado na Santa Casa. “Passamos, sim, dificuldade durante um tempo. A quem a gente reclamava, nos setores competentes da Prefeitura, parece que não dava muita atenção, de maneira que nosso estoque foi reduzindo até o ponto de chegar final de semana e termos uma reserva baixa de soro. Não que isto tenha comprometido, mas tivemos que recorrer à Santa Casa para poder compor o estoque”. Gusmão diz que aos poucos a situação está melhorando, fato que ele atribui ao trabalho da atual secretária de Saúde, Heloisa Helena Ernesto. “Ela conhece bem os problemas do Pronto Socorro, e equacionou estes problemas, de maneira que hoje temos um estoque regular. Não está faltando medicamento de uso contínuo, não temos dificuldade. Neste ponto, o Pronto Socorro voltou a ter o funcionamento que era antes. Com mais segurança, com material melhor e em quantidades decentes”, afirma. De acordo com Eliezer Gusmão, durante a semana, o Pronto Socorro aten-

de uma média de 170 a 180 pacientes por dia, números que, segundo ele, quase dobram nos finais de semana. “Casos de urgência e emergência mesmo são poucos. A população utiliza mal o Pronto Socorro, porque o procura para assuntos ambulatoriais, que não são do Pronto Socorro. Talvez precisemos intensificar o atendimento ambulatorial nos PPAs para diminuir o aporte de pessoas. De qualquer forma estamos estruturados para dar o atendimento”. Segundo disse, o custo do Pronto Socorro de São José do Rio Pardo gira em torno de R$ 200 mil a R$ 250 mil por mês, entre médicos, exames, equipes de atendimentos. “É um Pronto Socorro regional e não há uma forma de dividir esta conta ou de restringir o atendimento, porque a Constituição garante o atendimento pelo SUS”, completa, observando que há vários anos a Prefeitura tenta parcerias com os municípios vizinhos para ratear os custos da unidade, porém, sem nenhum sucesso. “E quem paga essa conta é o cidadão riopardense, com os seus impostos”, finaliza.


5 de fevereiro de 2011 - A-9

Pneus são abandonados em estrada rural

Prefeitura diz ter feito acordo com empresa de São João para dar destino ao material No começo desta semana, morador de uma propriedade rural, próximo ao bairro Carlos Cassucci, procurou a Rádio Difusora para denunciar a existência de vários pneus nas margens de uma estrada rural que leva à região do Sítio Sertão Grande. Ele não soube informar quantos e nem quando os pneus foram deixados no local, bem como não identificou os responsáveis pelo acúmulo dos pneus. A reportagem da rádio entrou em contato com Denise Rondinelli Cossi Salvador, da Vigilância Epidemiológica, observando que o agricultor responsável pela reclamação temia pela saúde, uma vez que os pneus poderiam servir de criadouro do mosquito da dengue. Informado sobre o problema, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente Felipe Quessada solicitou que funcionários municipais fizessem a retirada dos pneus. “O problema está na falta de conscientização, algumas pessoas se esquecem do mal que estão fazendo para o meio ambiente e consequentemente para os moradores das proximidades, é uma falta

de respeito”, disse Quessada, por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura. Segundo o secretário, com frequência as pessoas jogam lixo naquela região. A Prefeitura informa que a empresa responsável pelo crime ambiental não foi identificada, e que firmou acordo com uma empresa de São João da Boa Vista para realizar o recolhimento de pneus em São José do Rio Pardo, o

que deverá ser feito semanalmente em empresas como lojas do setor, borracharias e recauchutadoras. Com a medida, a Prefeitura pretende acabar com o depósito de pneus a céu aberto, no antigo matadouro municipal. O comerciante que deseja ter o material coletado no seu estabelecimento deve se cadastrar junto ao Departamento de Serviços da Prefeitura (36827828 ou 3682-7859).

REPORTAGEM

Funcionários da Prefeitura recolhendo os pneus na estrada do Sertão Grande

Obras no Vale dependem de nova licitação Não são raros os questionamentos da população sobre a construção da praça em frente à igreja São Judas Tadeu, no Vale do Redentor. “A obra mal começou e já parou. Desde julho do ano passado isso está assim, só com um pedaço da escada construída”, diz V.H.F.Q., moradora do bairro há mais de 15 anos, que pediu para não ter seu nome revelado. A comunidade reclama que o terreno que deveria abrigar uma praça tem mato crescendo em toda sua extensão. Em 19 de maio do ano passado, o Diário Oficial do Estado de São Paulo pu-

blicou na página 187 do Caderno 1 a habilitação da empresa Kitano & Paula Engenharia e Construções Ltda. EPP, como vencedora da licitação pública aberta pela Prefeitura de São José do Rio Pardo. O Governo Federal repassaria à Secretaria Municipal de Planejamento, Obras e Serviços uma verba de R$ 238.599,48 mil, com previsão de 120 dias para o término da obra. Entretanto, isso não se confirmou. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, no ano passado “houve a suspensão de verbas federais por ocasião da eleição”. Ainda de acor-

do com a assessoria, as obras foram paradas e, em razão da demora para retomá-las, a empresa vencedora da licitação solicitou à Prefeitura um reajuste no valor acertado anteriormente. Por causa deste impasse, a Prefeitura decidiu abrir uma nova licitação para a habilitação de outra empresa, com a finalidade de dar continuidade às obras. Trocando em miúdos: a população do Vale ainda vai ter de esperar um pouco mais para que a praça saia do papel e passe a fazer parte do cotidiano da comunidade.

REPORTAGEM

Vale do Redentor: construção da praça é um exercício à paciência da comunidade


A-10 - 5 de fevereiro de 2011

Doações são entregues no Rio de Janeiro Rio-pardenses viram de perto a tragédia que devastou a região serrana do Rio

“O que a televisão nos mostra é muito pouco perto do que vimos pessoalmente”, afirmou Tatiana Ramos Antonialle, referindo-se à situação encontrada em Teresópolis/RJ, após a tragédia provocada pelas chuvas na região serrana do estado. Ela e outras cinco pessoas foram até o local no sábado, dia 29, para entregar pessoalmente as doações arrecadadas durante a campanha promovida pela Entidade Espiritual Grupo Socorrista Irmão Antônio Luiz. As 15 toneladas de donativos foram distribuídas à comunidade do bairro da Granja Florestal, onde, segundo a Defesa Civil, a ajuda havia chegado aos poucos e bem menor do que a necessidade do local.

“Quando abrimos o caminhão e as pessoas viram garrafas e galões de água, o desespero foi geral, tanto que a Polícia Militar precisou nos ajudar para nossa segurança. Uma mulher me disse que era uma alegria, para ela, colocar um sapato depois de tantos dias descalça.” Para Tatiana, o cenário era de devastação. “Não parecia uma cidade. Os momentos vividos ali me trouxeram uma nova visão da vida. A gente reclama de tudo e não olha para os lados, pois aquilo lá é sofrimento real.” Pelas ruas, muito lixo orgânico, escombros, barro; no ar, um cheiro insuportável. “Ainda há muitos corpos debaixo dos escombros, que talvez jamais sejam encontrados”,

DIVULGAÇÃO

disse. Ao andar pelos locais atingidos, Tatiana notou uma grande quantidade de animais perdidos, famintos e à procura de seus donos. “É um sofrimento só. Tinha uma cachorrinha que ficava todo o tempo sobre os escombros da casa de seus donos, que morreram soterrados e ainda não foram encontrados. Parecia que ela estava à espera de eles retornarem”, contou. De acordo com suas informações, muitas pessoas reclamaram que o poder público está dificultando o trabalho das equipes de socorro, como bombeiros, entidades e Defesa Civil. “Há muito jogo de interesses e tem ajuda que nem chega até lá, fica pelo caminho.”

A ajuda chegou ao Rio pelas mãos de rio-pardenses

"

Parte da equipe que esteve em Teresópolis, na Granja Florestal

O cenário, em Teresópolis, era de destruição total

Governo sobe valor do “Minha Casa, Minha Vida” Nesta semana, o Governo Federal divulgou um aumento no valor máximo dos imóveis, enquadrados no programa “Minha Casa, Minha Vida”. Imóveis novos e usados financiados com recursos do fundo também tiveram seu preço máximo elevado pelo Conselho Curador do FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. De acordo com informações do Conselho, desde 2007 não havia reajuste desses valores e, com a nova medida, o objetivo é proporcionar a equivalência aos valores praticados no mercado imobiliário e cobrir o déficit na habitação popular. O teto para imóveis localizados nas regiões metropolitanas de São Paulo,

Rio de Janeiro e Distrito Federal passou de R$ 130 mil para R$ 170 mil. Nas demais capitais, o valor máximo do imóvel dentro do programa foi elevado de R$ 100 mil para R$ 150 mil. Para municípios com população a partir de 250 mil habitantes ou integrantes de regiões metropolitanas, o valor máximo passará de R$ 80 mil para R$ 130 mil. No caso de São José do Rio Pardo, que se enquadra no teto de cidades com população a partir de 50 mil habitantes, esse valor máximo passou de R$ 80 mil para R$ 100 mil. Para os demais municípios, o valor segue em R$ 80 mil. Segundo a assessoria de imprensa do conselho, têm direito ao FGTS somente as famílias que ganham até

R$ 4.900 nas três capitais (São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro) e R$ 3.900 no resto do país. O FGTS pode financiar até 90% do valor de imóveis novos ou usados, sendo o prazo de pagamento em até 30 anos. O programa em São José As 262 casas do novo conjunto habitacional “Donato Caruso”, nas imediações do Vale do Redentor, são as primeiras na cidade que integram o programa “Minha Casa Minha Vida”, do Governo Federal. O projeto em andamento é da MKs Construtora e Empreendimentos Miguel Kraide Ltda., de Piracicaba, em parceria com a Caixa Econômica Federal. As casas têm

área de 36 m² de construção e se destinam a famílias com renda de 1 a 3 salários mínimos, que se enquadrarem em ou-

tros requisitos exigidos pelo programa. Outras informações podem ser obtidas junto à Secretaria de Assistência e

Inclusão Social, à rua Ananias Barbosa, 334, ou pelos telefones 3682-7892, 3682-7893, 3682-7894 e 3682-7895.

casa do conjunto habitacional “Donato Caruso” integram o programa “Minha Casa, Minha Vida”

REPORTAGEM


5 de fevereiro de 2011 - A-11

Vivendo após um acidente de automóvel Ela tinha pouca chance de sobreviver e, para os médicos, teria graves sequelas Gilmar Ishikawa O ano é 2003, o dia é 7 de dezembro. Maria Olívia Mantovani Breda é uma estudante de farmácia, na Unifenas de Poços de Caldas. Ela tem 20 anos de idade, completados há exatamente dois dias. É um domingo. Maria Olívia almoça com a família e, pouco depois, acompanhada de duas amigas, retorna para Poços de Caldas. Ela segue no banco traseiro do Ford KA, dirigido pela amiga. A viagem segue. A expectativa se volta para a semana de provas que estava por começar. Mas, no trecho da estrada entre Divinolândia e Campestrinho (MG), aquela viagem não termina. No meio do caminho, sem motivo aparente, a motorista perde o controle do veiculo, o carro capota. No banco de trás, Maria Olívia não usa cinto de segurança. Com o impacto o vidro traseiro se solta e ela é arremessada para fora do carro. Cai em uma ribanceira, cerca de cinco metros abaixo da pista, e bate com a cabeça em uma pedra. “Eu não me lembro de nada. Mas se tivesse usando cinto de segurança teria sido esmagada pelo carro”, conta Maria Olívia, hoje com 27 anos de idade. Ela sobreviveu a este grave acidente de automóvel e encara a vida como uma segunda chance, aproveitando esta oportunidade ao máximo. “Acredito que nada acontece por acaso. Eu tinha que passar por isso. Talvez para evolução pessoal, espiritual... E posso dizer que me tornei outra a pessoa.” No acidente, Maria Olívia sofreu traumatismo craniano, fraturou três costelas, teve deslocamento cerebral, sofreu hemorragia cerebral e teve lesão no terceiro nervo óptico. Do dia do acidente – 7 de dezembro - ao dia 23 de dezembro, ela permaneceu internada em Mococa, e seu estado era crítico. “Para os médicos, minhas chances de sobreviver eram mínimas. Eles diziam que eu não sobreviveria e, se sobrevivesse, teria graves sequelas. Ficaria em estado vegetativo.” Não bastassem os problemas diretamente atribuídos ao impacto do acidente, já em casa, Maria Olí-

via teve alergia medicamentosa, quadro diagnosticado como Síndrome de Stevens-Johnson (ver abaixo). Foi internada em estado grave na UTI do Hospital São Vicente. “Fiquei na UTI do dia 11 ao dia 20 de janeiro (2004) e hospitalizada por mais umas três semanas.” Por conta do problema, foi necessária a retirada de uma parte na lateral do crânio. De volta para casa, ainda debilitada, começou o período de recuperação. “Eu tive de reaprender a falar, reaprender a andar, a comer, e isso, aos 20 anos.” Para Maria Olívia, o fato de aceitar com naturalidade aqueles acontecimentos foi importante para a sua recuperação. “Eu fiquei sem cabelo. Careca mesmo. Imagina isso para uma mulher, e ainda mais para uma mulher com 20 anos de idade. Mas para mim não fazia diferença. Eu vi meu cabelo crescer, usava presilhas, mesmo com ele bastante curto. Eu não reclamava.” Durante o período de recuperação, fazer fisioterapia foi uma grande dificuldade. “Lembro que era muito difícil ficar em pé. Para dar um passo, era muito difícil, doía muito. Mas eu queria andar. Eu acreditava que iria andar novamente e mesmo sentindo cansaço eu continuava.” Em agosto de 2004, Maria Olívia surpreende a família ao dizer que retornaria à faculdade, onde já havia perdido um semestre. Sem permissão dos médicos, ela volta ao curso. “Todos sabiam do meu acidente, e minha mãe pediu à faculdade para que, se eu tivesse algum problema, ela fosse avisada para me buscar de volta. Mas deu tudo certo.” O tratamento continuava. Por vários meses ainda tomou muitos medicamentos. “Tomei muita cortisona. Muita mesmo.” Ela diz que quando voltou a sair, a ter uma vida social, as pessoas se admiravam de sua recuperação. “Muitas pessoas acreditavam que eu tivesse morrido.” Viver intensamente Maria Olívia mudou de faculdade e concluiu o curso no Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal (UniPinhal). Hoje, é pós-graduada em saúde

pública e pretende continuar estudando. Atualmente ela trabalha em uma farmácia no Vale do Redentor. “Hoje me considero uma pessoa muito melhor que antes. Aprendi a dar valor às pequenas coisas. Aprendi a dar valor às pessoas. Aprendi a dar valor à vida.” Ela conta que retornou ao local do acidente logo que teve oportunidade. “Quando voltei para Poços, pedi para a minha mãe me deixar ver onde aconteceu. Não senti nada.” Segundo Maria Olívia, outro fato que considera importante na sua recuperação foi o apoio da família. “Minha mãe nunca disse não. Nunca me impediu de fazer algo, mesmo com minhas limitações. Sempre me deu apoio. Lembro de uma vez que queria muito dirigir e, um dia, minha mãe parou o carro no centro e disse: dirija. Naquele dia eu andei muito de carro.” Hoje, dirige normalmente por ruas e rodovias. Vai a todos os lugares, curtindo o carro novo que ganhou do pai. Maria Olívia diz que não tem nenhuma restrição quanto a falar das consequências do acidente e, sempre que pode, procura passar algo da experiência que viveu na sua recuperação. “Do acidente mesmo, eu não recordo nada.” Mas já visitou pessoas com problemas semelhantes aos que sofreu para narrar sua persistência, como forma de incentivar para que as pessoas não desistam e se recuperem. “A luta é grande, mas quando você quer, quando você acredita, a vitória é maior.” Sem traumas do grave acidente, ela diz que leva uma vida normal, contudo, de forma intensa. “O amanhã é incerto, por isso, é preciso viver amando, respeitando, curtindo a família, os amigos de forma muito intensa.” Segundo ela, a vida deve ser encarada como ensina o refrão da música “Pais e filhos”, de Renato Russo: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã. Porque se você parar para pensar, na verdade não há.” Síndrome de Stevens-Johnson Segundo descrevem o site Bibliomed, a Síndrome de Stevens-Johnson é uma espécie de alergia que se

manifesta com gravidade, e às vezes fatal, sobre a pele ou mucosas do corpo, em forma de erupção cutânea, ocasionando processos de necrose. Esta reação alérgica pode ser causada por estímulos como drogas, infecções virais, entre outras. As drogas mais frequentemente suspeitas são a penicilina, os antibióticos contendo sulfa, os barbitúricos, os anticonvulsivantes, os analgésicos, os antiinflamatórios não esteróides ou o alopurinol. Em alguns casos, ocorre juntamente com outra doença grave, complicando o diagnóstico.

REPORTAGEM

Do acidente Maria Olívia não se lembra, mas fala da persistência que a levou à recuperação

EQM, a fronteira entre a vida e a morte Giselle Torres Biaco Embora seja alvo de muitos estudos e pesquisas nos dias atuais, o fenômeno da experiência de quase-morte - EQM aparece em várias culturas ao longo da história da humanidade. Mas foi a partir do século XX, que recursos financeiros e maior tempo em pesquisas científicas mundiais vêm sendo empregados na tentativa de explicá-lo. A medicina descreve a EQM como um tipo de projeção da consciência, forçada, compulsória, patológica, decorrente de traumas orgânicos causados por agentes físicos, químicos ou psicológicos. É comum a pacientes quase terminais, que sobreviveram à morte clínica. O fenômeno ocorre em situações extremas, como acidentes, intoxicação, traumatismo, choques durante anestesia, afogamento, entre outras. Nesses casos, é muito comum, por pessoas que tiveram a experiência da EQM, o relato da vivência de sensações como paz interior, ampliação de sentidos, sensação de viajar por um túnel intensamente iluminado no fundo, visão de luzes. À luz da medicina e na tentativa de explicar o que ocorre nesses casos, a Universidade George Washington, nos Estados Unidos, realizou recentes pesquisas que mostraram a existência de um aumento na atividade cerebral dos pacientes pouco antes de falecerem – o que é causado pela liberação de energia do cére-

bro quando ele fica sem oxigênio. Para a medicina e, segundo essas pesquisas, isso explicaria porque algumas pessoas que acordam após momentos de aparente morte descrevem luzes, sensações e visões. No campo da religião, muitas são as vertentes e explicações para esses relatos, no entanto, não cabe aqui o aprofundamento deste tema, trabalho que deve ser feito por estudiosos competentes, dotados de seriedade e livres de preconceito e pré-conceitos. Mais valor à vida Pesquisas, crenças e discussões à parte, o que se sabe é que o fato de ter a vida por um fio, e conseguir se recuperar, é algo maravilhoso! Geralmente, as pessoas que passam por uma EQM trazem na mente um novo sentido para a vida. Pesquisas indicam que 85% dos que passaram pela EQM parecem alterar o próprio ponto de vista em relação ao mundo e às outras pessoas. As mudanças comportamentais, na maioria dos casos, são significativamente positivas. O principal fator para a mudança é a perda do medo da morte e a valorização da vida. “Mais do que acreditar, quem passa pela EQM comprova pela própria experiência que a vida não se acaba com a morte, pois a alma é imortal. Por isso é que a vida passa a ter mais valor para estas pessoas”, opina a bancária aposentada M.L. Histórias de vida Em São José do Rio Pardo, há uma centena de casos de pessoas que,

após passarem pela experiência de quase-morte por diferentes situações traumáticas, passaram a viver a vida com muito mais intensidade. O representante comercial D.N.A., por exemplo, conta que sofreu um grave acidente de carro que o deixou quase um mês na UTI, parte desses dias em estado de coma. Desenganado pelos médicos em razão uma série de complicações, conseguiu se recuperar após dezenas de cirurgias e um longo caminho de sofrimento e persistência. “Minha vontade de viver sempre foi maior. Apesar das sequelas que ficaram, mudei minha maneira de pensar sobre muitas coisas”, diz. Depois da sua recuperação e de volta à vida, D.N.A. ainda encontrou forças para vencer o câncer. “Fui testado de todas as formas, mas sempre acreditei em Deus, na vida e na força que temos para fazer com que ela seja melhor a cada dia. Não tenho medo, não tenho preguiça, dou valor ao trabalho e à minha família. Se isso já existia em mim antes, depois de tudo que passei esses sentimentos são ainda mais fortes. A vida é o bem maior que temos”, conclui.

Nota da redação: este texto foi construído com base em pesquisas, relatos de várias pessoas e conversas com estudiosos do assunto. Os nomes dos entrevistados foram preservados em respeito à vontade dos mesmos.


A-12- 5 de fevereiro de 2011

Tuti Nosso menino

Não precisei te carregar no ventre os meses de gestação. Não foi preciso as dores do parto, e muito menos que te amamentasse, para te sentir meu filho. Apenas abri o coração e te coloquei ali. Você já estava pronto. Com alguns problemas de saúde, é verdade, e hoje, só hoje eu entendi o porquê; Deus quis precisar de mim para cuidar de você, e assim me dar a oportunidade de fazer algo de bom. Mas que chance maravilhosa, que instrumento lindo que ele usou; hoje também entendi porque o dia 31 de dezembro, para me mostrar que, do próximo ano em diante, tudo ia ser diferente. Só coisas boas aconteceriam na minha vida através de você. Eu e teu pai teríamos o segundo filho descartado pela medicina, e a sua irmã, o irmãozinho que ela tanto queria e pedia. Você encantou a todos, família, amigos, ninguém ficou questionando muito o porquê, aproveitaram a oportunidade para também amar você. Assim os anos foram passando e tudo correndo normalmente, menos a sua saúde que sempre inspirou cuidados e você nunca se prendendo no ter, sempre querendo viver o momento. Queria empinar a pipa, mas não conseguia então alguém a colocava lá em cima para você sentir a sensação da aventura. Era dono da bola, mas ela não ficava na nossa casa, sempre na casa de algum amiguinho para eles jogarem porque você só podia jogar um pouco, o pulmão não permitia muito esforço. E o seu caminhãozinho de madeira, até que tinha valor; ficou no quintal, sol e chuva. Depois de velho e desbotado, quando o valor maior era o sentimento, ele passou a ser guardado embaixo do sofá; e a bicicleta, o carrinho de rolimã, você sentava na calçada e todos podiam andar; e confesso, eu ficava brava. Como alguém podia ser tão tonto daquele jeito? E você crescendo; adolescente, rasgava roupas boas, respondia as minhas queixas: isso aí não foi nada mãe, costura que fica bom. Veio a juventude, a responsabilidade, o trabalho, a saída com os amigos e você já foi sendo mais do mundo do que meu. Saía de carro com eles, e depois a tua carta; saia com o nosso carro, ia para os rodeios, carnavais, shows, festas de peões e a mãe te entregava a Deus. Que medo das estradas, dos acidentes, das drogas, das brigas, dos assaltos, dos assassinatos. Você perdia chapéu novo e falava “não faz mal”; perdia celular, “não tem importância mãe, eu já iria trocar mesmo”; eu pedia para você ir à missa, na igreja, e você respondia: “mãe, eu rezo, converso com Deus, peço para São Miguel Arcanjo, eu só não vou na igreja”. Há alguns anos começou a usar o escapulário de Nossa Senhora do Carmo, vezes no braço, vezes no pescoço. A cada ano, no dia dela, me pedia para trocar, sempre valorizando as pessoas, os sentimentos e não as coisas. Emprestava tuas roupas para os amigos. Eu falava: TUTI cadê tua camisa? Você dizia, “tá por aí, não tô precisando dela”. Perdeu o cordão de ouro grosso. Nossa, falei até! E me lembro perfeitamente você respondendo: “mãe, a senhora esquenta a cabeça por pouca coisa”. Comprou seu próprio carro, com muita responsabilidade pelas prestações mensais. Saía, sujava de barro, eu de novo, e você: “que é que tem, tá bom”; eu sempre dizia, como é relaxado, não liga pra nada! Dava importância para os amigos, isso até me enciumava; saía com eles, jogava bola, ia aos barzinhos, para as festas, tocava violão nos ranchos; às vezes deitado, ou almoço pronto, quantas vezes um amigo te ligava, e tudo transformava. Buzinava na porta, você já saía, queria curtir o sentimento da amizade, conversar, tocar violão, dar risadas ou sair para tomar cerveja. Às vezes, percebia que estava sem grana e pedia para guardar dinheiro, ter uma reserva, e você não podia ouvir falar de uma festa, um acontecimento, que juntava os amigos e ia. Sabe TUTI, assisti ao DVD, li o livro do Padre Leo, mas quem me passou a mensagem foi você: estamos neste mundo para buscar as coisas do alto. Tudo o que era material se perdeu: teu carro, teu som, teus óculos, teu celular, tuas roupas, tua corrente; teu corpo se quebrou todinho, o que permaneceu intacto foi o escapulário da Nossa Senhora do Carmo, que te amparou na hora da morte, você levou com você. Filho, tudo de bom que aconteceu com a gente nesses últimos anos, veio de você; e como a gente não entendia as tuas dicas de buscar as coisas do alto tivemos a aula de vai ou racha, e com essa aula, você nos fez lembrar de todas as outras que a gente vinha tendo e não estava entendendo. Nessa última aula foi muito puxada a lição. Estamos perdidos, doidos demais, mais desesperados. Em alguns momentos chega a faltar o ar, mas nem mesmo tanta dor conseguiu nos impedir de enxergar que só quem se preocupa com o que vem do alto, e planta amor, amizade, ternura, meiguice, carinho, alegria, pode fazer a colheita que você fez na hora da despedida desse mundo. Filho, eu não sabia que fora dos portões da nossa casa você era tão amado. Vai ser muito difícil cada dia sem você, mas com a sua intercessão vamos conseguir. Mas aconteceu assim a tua história: dia 31 de dezembro de 1984, Deus disse: “ele está pronto para vocês, cuidem dele para mim”; e, 26 anos e 30 dias depois, no dia 30 de janeiro de 2011, Deus disse: “ele está pronto para mim, cuidarei dele para vocês”; e a história jamais terá fim. Será para sempre nosso menino amado. Beijos.

Pai, mãe, irmã, cunhado, sobrinhas, familiares e amigos.

FOTOS O JORNALZINHO

O resgate GILMAR ISHIKAWA As cidades avançam sobre os campos, cerrados, florestas e matas. Mas os canaviais, a tudo isso destroem. A máquina da agricultura revira o solo, lava, empobrece, enriquece com agrotóxico, defensivos e afins. E tudo vira pasto, canavial, sem nenhuma árvore, nenhum atrativo. Só a cidade atrai. Mas ela também trai com suas luzes, seus odores, suas cores, suas árvores frondosas - mesmo com raízes superficiais que não resistem aos temporais. A cidade atrai o homem que morava no campo, cuidava da mata. E que, ao morar na cidade apenas vive - de favor, de aluguel, debaixo do viaduto, passando aperto. Humilhação. E sobrevive catando material reciclável, ganhando trocado na esquina, guardando carro guardado. A cidade trai. A cidade atrai também os bichos que moravam nos campos, cerrados, florestas e matas cuidados pelo homem, que lá não existe mais. A cidade também trai os bichos que por aqui vivem em constante aventura. Fugindo do gato, do cachorro, do homem, do fogo. Não tem menino com estilingue, não tem homem caçador, mas tem perigo para todo lado. Atraída para a cidade, a pequena maritaca - ave psitaciformes, da família dos psitacídeos – foi traída pelo telhado da grande casa, ao fazer um vôo rasante em pleno centro da cidade. Sem GPS, torre de controle, instrumentos de vôo – coisa moderna, de cidade grande – apenas contando com

os dons divinos, calculou mal as coordenadas, meteu o pé na armadilha, coitada! E foi um sufoco danado. Um pedido de socorro ecoou pela praça. O bicho “gritava”. E todos olhavam para cima, desnorteados. O povo se mobilizou para salvar a criatura. Dependurada como se estivesse fazendo um rapel de cabeça para baixo. Aquela gente começou a confabular e surgiram as ideias. A primeira delas, claro, ligar para o poder público, afinal existe órgão que cuida de animais desgarrados, abandonados, em perigo. Que nada! Ninguém havia para ajudar, e nem como ajudar! Eis que surgiu a luz! Chamar um guindaste – mas para retirar do telhado uma criatura tão pequena, valeria a pena? Sim! E foi o que fizeram. Chamaram o guindaste. Que veio com a equipe completa. Um funcionário subiu para libertar o bicho, que àquela altura certamente não curtia em nada aquele rapel de cabeça para baixo. E todo mundo foi chegando. E todo mundo comemorando o bem sucedido resgate. Era tarde de quinta-feira, 27 de janeiro de 2011, precisamente às 15h57. Teve fim aquela agonia. Encaminhada para a Ilha

São Pedro, onde recebeu cuidados de um veterinário, a pequena ave sobreviveu. Permaneceu por lá até se restabelecer do susto e foi solta para mais uma aventura. Seja aqui na cidade, nos campos, cerrados, florestas ou matas, a natureza pede socorro. A vida pede socorro. Estavam lá, a tudo assistiram e colaboraram: Márcio Bertogna (2º Cartório de Notas); Flávio (Serralheria Bertogna); Diomerci; Cláudio (Guarda Municipal da Ilha São Pedro), Funcionário do Flávio, Rossana Maldonado, Mauro “Zinho” Boaro, Veterinário da Ilha.


5 de fevereiro de 2011 - A-13

Professora lança livro de histórias infantis Lançamento ocorre durante evento de incentivo à leitura, promovido pelo Rotary

Tatu Bala é o título do livro infantil que será lançado no dia 12 de fevereiro, próximo sábado, às 9h30, na praça XV de Novembro. De autoria da escritora e contadora de histórias Sônia Regina Rodrigues Possebon, a primeira edição terá seu lançamento vinculado ao projeto Leitura na Praça, promovido pelo Rotary International em todo o Brasil. A autora é professora de educação infantil da rede municipal de ensino há 29 anos e, a partir de experiências como contadora de histórias para seus alunos, surgiu a ideia de levar esse trabalho para fora da sala de aula. Foi assim que, há oito anos, Sônia passou a contar histórias em festas infantis e em projetos culturais realizados em São José e em cidades da região. E foi entrando no universo infantil que ela resolveu levar para a sala de aula linhas e agulhas de tricô. E em resposta à inevitável pergunta da reportagem de Gazeta sobre a relação entre o tricô e o livro, a professora explica. “Contei histórias aos meus alunos sobre as vovós e a arte de tricotar, inclusive, levei

algumas delas para falar a eles. Como eu não sei fazer muita coisa, disse às crianças que estava tricotando um bichinho, um tatu. Daí o nome e a ideia do livro, Tatu Bala.” Uma obra artesanal Para dar ao livro características de histórias contadas na escola, Sônia reuniu seus manuscritos, as ilustrações de Ciça Salvadori e, munida de pano, linha e agulha, costurou literalmente a capa – que ela mesma fez com linha de tricô – às demais folhas. Para ser impresso em gráfica, com a tiragem inicial de mil exemplares, o livro precisou ser inteiramente fotografado com lentes especiais, que passam a impressão de algo artesanal. “O nosso famoso tatu aparece no final do livro, feito manualmente de tricô para a alegria das crianças”, informa Sônia, que faz questão de dizer que “para ser viabilizada, a obra contou com o apoio cultural de empresas locais”. Leitura na Praça O projeto do Rotary International, Leitura na Praça, será lançado no próximo dia 12 pelos Rotary

Clubs de São José do Rio Pardo, por meio de todos os associados rotarianos e dos presidentes Mário Gusmão e Maria de Fátima Meirelles. “O objetivo é promover o encontro com o livro e abrir a perspectiva para a aventura da leitura”, disse Mario Gusmão. Estão programadas diversas atividades como “Hora do conto”, “Hora da poesia”, “Cantinho da leitura”, “Ciranda de livros”, “Teatro de fantoches”, com música e muitos animadores. O livro Tatu Bala será lançado durante o evento, com a presença da contadora de histórias que é vivida pela própria autora. Para participar, os interessados deverão adquirir seus convites em pontos de venda como Batista Folharini, Mundo Mágico Brinquedos e Ciça e Lú Artesanatos, a partir de terça-feira, dia 8. Cada convite terá direito a um livro, que será entregue durante o lançamento. Em caso de chuva, o evento será transferido da praça XV de Novembro para a sede social do Rio Pardo Futebol Clube. Mais informações pelos telefones 3681-4531 ou 9303-8554.

DIVULGAÇÃO

A contadora de histórias leva suas aventuras para crianças de São José e região

Com linha de tricô e tecido, o livro foi confeccionado pela própria escritora


A-14 - 5 de fevereiro de 2011

Cesarianas superam os 76% no município Índice acompanha a tendência do país, mas é um dos mais elevados da região Dos municípios vizinhos, São José do Rio Pardo é o que registrou o maior índice de cesarianas realizadas, 76,07% em 2009, segundo dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – Seade. O número é seguido por Tapiratiba, 72,48%; São João da Boa Vista, 68,26%; Itobi, 69,05%; Casa Branca, 63,69%; São Sebastião da Grama, 59,38% e Mococa, 56,74%. Dos nascimentos realizados em casa aos partos feitos sob os holofotes das salas cirúrgicas cercadas de tecnologia, a maioria das mulheres se esqueceu de um importante aliado da gestante e do recémnascido, o parto natural (normal). “Fiquei grávida por duas vezes e em nenhuma delas pensei sobre que tipo de parto eu faria, não tinha essa preocupação”, declara Adriane Fornari Rocha. Acabou fazendo cesariana nos dois partos e ainda se recorda do pósoperatório de ambos. “No primeiro parto minha recuperação foi rápida, no dia seguinte à cirurgia eu já estava andando. Mas, no segundo prto, sentia fortes dores no abdômen e tive uma recuperação mais lenta”, diz Adriane.

Ao reconhecer as vantagens do parto natural, ela diz que em sua primeira gravidez até tentou esperar sob os cuidados do seu médico, mas algumas complicações tornaram a cesárea absolutamente necessária. Seus filhos Leandro e Marina têm, hoje, 24 e 21 anos, respectivamente. Com os avanços da medicina, nas consultas de pré-natal, é possível obter informações sobre um parto seguro. É a oportunidade de confirmar que, embora a cesariana seja indicada em determinados casos, o método natural continua sendo a melhor forma. Mesmo assim, o índice de cesarianas registrado no Brasil supera os 15% recomendados pela Organização Mundial da Saúde - OMS. Ao contrário do que acontece no sistema público de saúde, o número de cesarianas realizadas na rede particular é muito superior à quantidade de partos normais. O Sistema Único de Saúde está dentro desta proporção, mas a razão de cesarianas realizadas no setor de saúde suplementar chega a 84% do total. No estado de São Paulo, em 2009, este índice foi de 57,56%.

Vantagens do parto natural Os benefícios do parto normal são inúmeros, tanto para a mãe como para o bebê. Vão desde uma melhor recuperação da mulher e redução dos riscos de infecção hospitalar até uma incidência menor de desconforto respiratório do bebê. Na cesariana, é mais frequente a ocorrência de infecção e hemorragias, além da possibilidade de laceração acidental de algum órgão. Segundo informações do Programa Nacional de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, a incidência de morte materna associada à cesariana é 3,5 vezes maior do que no método natural. Quando a cesárea é indicada Nos casos em que a cesárea é um procedimento importante para salvar a vida da mãe e do bebê quando um deles, ou os dois, está em risco. Por exemplo, quando existe desproporção céfalo-pélvica (quando a cabeça do bebê é maior do que a passagem da mãe); hemorragias no final da gestação; ocorrência de doenças hipertensivas na mãe específicas da gravidez; bebê transverso (atravessado); e sofrimento fetal.

REPORTAGEM

Adriane e o filho Leandro, que nasceu de cesariana

Recentemente, o Ministério da Saúde acrescentou como outra indicação o caso de gestantes portadoras do vírus HIV. Isso porque se descobriu que a hora do parto é o momento de maior troca sanguínea entre a mãe e o bebê. Dessa forma, a cirurgia programada reduz os riscos de transmissão do vírus. Outros casos devem ser analisados entre a gestante e o obstetra.

Ação Civil Pública O Ministério Público Federal em São Paulo entrou com ação civil pública para que a Justiça condene a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a expedir, dentro de um prazo a ser definido, uma regulamentação dos serviços obstétricos realizados por planos de saúde privados no país. O objetivo é que a regulamentação leve a uma diminuição ou evite a

realização de cirurgias cesarianas desnecessárias. Dentre as conclusões a que o MPF chegou, está a que diz respeito às elevadas taxas de cirurgia cesariana praticadas no setor privado de saúde, consideradas acima do índice dado pela OMS e que não encontram similar em qualquer outro lugar do mundo, segundo dados fornecidos pela própria ANS.


5 de fevereiro de 2011 - A-15

Cidade deve receber novos telecentros Estudantes da ETEC Paula Souza são treinados para atuar como monitores Por meio de parceria com a Caixa Econômica Federal, a Prefeitura de São José do Rio Pardo está discutindo a instalação de nove telecentros comunitários, em bairros da cidade. Pelo menos três postos já estão em fase final de preparativos para entrar

em funcionamento nos bairros Vale do Redentor, Carlos Cassucci e Domingos de Syllos, num total de 28 computadores à disposição dos usuários. De acordo com o coordenador do Centro de Processamento de Dados (CPD) da Prefeitura, Mar-

Servidores municipais têm de se recadastrar no Convênio Médico Funcionários da Prefeitura de São José do Rio Pardo que utilizam o Convênio Médico Municipal devem estar com sua documentação em dia para que não haja sua suspensão. Assim, segundo Fernanda Lúcia dos Santos, responsável pelo setor, o recadastramento dos conveniados torna-se algo obrigatório e deve ser feito o quanto antes. Para que ele seja concretizado, o funcionário deve comparecer ao Convênio com a cópia do RG, CIC, comprovante de residência, último holerite para comprovar o desconto da mensalidade, certidão de nascimento ou casamento e certidão de nasci-

celo de Paula, as instalações já foram finalizadas, e para que a inauguração aconteça faltam apenas pequenos detalhes a serem resolvidos. Ele afirma que o projeto beneficiará muitos rio-pardenses, oportunizando acesso à internet para que possam aprimorar estudos e informações diversas. No ano passado um telecentro entrou em funcionamento para atender moradores do Sítio Novo. Em 2008, a Prefeitura já havia equipado uma sala

de informática no Centro Comunitário do bairro Buenos Aires, para atender a comunidade e para os participantes do Projeto Tuca. A atual gestão não informa se a sala faz parte do projeto de telecentros, mas segundo as informações obtidas pelo jornal, os computadores estão sem utilização. O projeto já capacitou estudantes da Escola Técnica do Centro Paula Souza para atuarem como monitores nos telecentros. São alunos de in-

formática como Paula Teixeira, Ana Carolina, Mateus Vieira e João Francisco, que deverão auxiliar os usuários. “Em cada telecentro haverá um computador para portadores de necessidades especiais. O cadastro será feito pelos monitores e o tempo destinado ao acesso será decidido conforme cronograma. Os monitores também auxiliarão a população no uso correto dos programas. Crianças até 10 anos só poderão se cadastrar com

a autorização dos pais. Haverá também uma restrição de sites com sistema de segurança de navegação”, informa a assessoria de imprensa da Prefeitura. Ainda na área de informatização, desde 2009, a Prefeitura anuncia a implantação do programa “Cidade Digital”, que disponibilizaria internet gratuita para toda a população. Houve investimentos em alguns equipamentos, mas o projeto ainda não começou a funcionar. DIVULGAÇÃO

mento dos filhos. “Com o recadastramento o funcionário irá receber uma carteirinha que servirá para retiradas de guias de consultas e também para realização de exames médicos. Se for emergência, para internação, só irá realizar o procedimento com apresentação da carteirinha também” disse Fernanda. O Convênio Médico está localizado a rua José Andreoli, nº 132, junto ao prédio do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). O horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone 3682-7821. Os estudantes Paula Teixeira, Ana Carolina, Mateus Vieira e João Francisco serão monitores do projeto


A-16- 5 de fevereiro de 2011

Turismo oferece passeios ecológicos

Além de roteiro por áreas verdes do município atividade inclui pontos culturais Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, desde 2009, a Secretaria Municipal de Turismo vem oferecendo passeios ecológicos como opção de lazer para rio-pardenses e visitantes, que pretendem conhecer as belezas naturais e a riqueza cultural do município. As atividades acontecem de segunda a sábado e são gratuitas. Em nota distribuída nesta semana, a assessoria informa que no momento estão sendo oferecidos dois tipos de roteiros, um para a trilha da cachoeira da Santa Helena e outro para os pontos turísticos da cidade. Tanto um quanto o outro possuem, em mé-

dia, duas horas de duração. A saída é sempre às 9 horas, em frente à Biblioteca Municipal “Monteiro Lobato” e a chegada na praça XV de Novembro. O programa é viabilizado por meio de parceria entre as secretarias de Turismo e de Agricultura e Meio Ambiente, com monitoramento da educadora ambiental Elis Catalano. Em um dos roteiros estão o Recanto Euclidiano, o Cristo Redentor e a Ilha de São Pedro. Já no outro, este mais ecológico, constam os passeios pela Mata do Carneirinho, Fazenda Tubaca e trilha até a Cachoeira da Santa Helena. Segundo a monitora e edu-

cadora ambiental Elis Catalano, muitos grupos e famílias aproveitam para fazer piquenique antes de retornarem para a cidade. Geralmente isso acontece durante o passeio à Cachoeira. Ela explicou também que cada grupo é responsável por levar sua água e seu lanche, e que todo lixo produzido pelos visitantes é de inteira responsabilidade deles. “Em geral, os passeios são muito divertidos, além de oferecerem um contato único com a natureza. Na última semana tivemos dois grupos, um de Ribeirão Preto e outro de Casa Branca. Em um deles, a família aproveitou para

comemorar o aniversário de um dos filhos, com direito a bolo e tudo”. A educadora comenta ainda que durante o ano letivo há grande procura de escolas de São José do Rio Pardo e também da região.

“Esses passeios tornam-se interessantes, pois acabam se transformando em uma verdadeira aula de campo”. Para fazer as trilhas são necessários grupos de 10 a 30 pessoas. No momento, o agendamento é feito

na Ilha São Pedro de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, ou pelo telefone 3682-9371, com uma semana de antecedência. Os passeios podem ser feitos durante a semana ou aos sábados. DIVULGAÇÃO

Acompanhados por Gustavo Schiavon, estagiário da Secretaria de Turismo, uma família de Casa Branca visitou atrativos locais

Casa de Cidadania iniciará matrículas A partir desta segundafeira, dia 7, a Casa de Cultura e Cidadania “Professor Laércio Barbosa” dará início ao período de matrículas para seus cursos. As inscrições poderão ser feitas até o dia 12 de fevereiro. São oferecidos os cursos de artes digitais, área livre, artes visuais, circo, dança, ginástica artística, música, projetos, e formação inicial e continuada em cultura (ver abaixo a descrição de cada um). Para fazer matrícula de novos alunos, o responsável legal deve apresentar xerox de RG, CPF e comprovante de endereço, como conta de água, luz ou telefone; além de xerox do RG da criança ou do adolescente; declaração de que ela está matriculada em escola, cópia da carteira de vacinação, cópia da certidão de nascimento e duas fotos 3x4. Para os alunos que já participam do projeto, a rematrícula exige apresentação de declaração de matrícula escolar, duas fotos 3x4 e comprovante de endereço. As atividades do projeto são para crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos. As matrículas devem ser realizadas de

. segunda a sexta-feira, das 12h00 às 20 horas. E aos sábados, das 8h00 às 16 horas. Segundo a direção do projeto, para alunos dos Bairros Cassuci e Vale do Redentor que queiram frequentar as atividades da unidade é oferecido transporte gratuito. O início das atividades do projeto para a temporada de 2011 está previsto para o dia 17 de fevereiro. A Casa de Cultura e Cidadania está localizada na Avenida Benedito dos Reis Scigliani, 255, no bairro Buenos Aires. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3608-3031.

Confira os cursos Artes Digitais: arte e conteúdos de cultura e cidadania trabalhados por meio do computador; Área Livre: espaço de jogos e brincadeiras, construção de brinquedos e resgate da cultura local; Artes Visuais: trabalho com leitura, produção de imagens com lápis, animação de cinema e fotografia; Circo: arte circense, como malabarismo, saltos, contorcionismo; Dança: o participante tem acesso a diversos tipos de atividades que au-

xiliam na forma de se comunicar e perceber o próprio corpo; Ginástica Artística: conhecimento e desenvolvimento corporal, que são trabalhados por meio de técnicas de ginástica realizadas em aparelhos como cama elástica, pista olímpica e trampolim; Música: aspectos de educação musical como forma do participante descobrir os sons do próprio corpo e despertar a sensibilidade, expressão e capacidade de comunicação com o outro e com o mundo; Sala de Projetos: o participante pratica sua cidadania atuando em projetos relacionados ao meio ambiente, à escrita e à cultura; Formação Inicial e Continuada em Cultura (FIC): destinado a jovens entre 15 a 17 anos, o FIC é um curso profissionalizante na área cultural que trabalha com temas relacionados à produção cultural, como fotografia, recreação cultural, produção de eventos, realização e montagens de exposições. Os participantes também vivenciam na prática essas atividades em quase todas as apresentações realizadas pela Casa de Cultura e Cidadania.


5 de fevereiro de 2011 - A-17

AMADOR REGIONAL

Ponte Preta é grande favorita ao título Será conhecida neste domingo, 6, no estádio “José Sérgio Apolinário”, no Vale do Redentor, a equipe campeã do Campeonato Amador Regional de Futebol, versão 2010. A segunda partida da decisão acontece a partir das 16 horas entre Ponte Fura Olho Ponte Preta

0 1

Gol: Japão, aos 28 minutos do 1º tempo Arbitragem: José Norival Grassi; Representante: Gabriel Grassi. Auxiliares: Demauri Batista e Antonio Correia. Fura Olho: Marcolino, Michel, Ferrugem, Natalício e Serginho; Leandro, Leandro Marques e Platina (Gil); Paulinho (Rodrigo), Tarso (André) e Biju (Marcos Procópio). Técnicos: Hugo e Rodrigo Ponte Preta: João Victor, Ziquinho (Flozô), Buiu, Neno e William (Richard); David, Du Ferraz (Lisardo) e Amarelo (Helinho); Rafael, Japão e Pastel. Técnico: Jailton.

Preta e ‘Fura Olho’. A Ponte Preta tem a vantagem na partida podendo perder por até um gol de diferença que ainda assim garante o título da competição. Já a equipe de Tapiratiba precisa vencer por dois gols de diferença. A vantagem da Ponte Preta foi construída no primeiro jogo da final, disputado no domingo, dia 30, em Tapiratiba, casa da equipe ‘Fura Olho’, onde a Ponte venceu por 1 a 0, com gol de Japão cobrando pênalti. O destaque da partida foi a torcida pontepretana que compareceu em massa para prestigiar a equipe na cidade vizinha. O Campeonato Amador

Regional é uma realização da Liga Rioapardense de Futebol. Até o momento foram marcado 47 gols na competição. Com cinco gols, o jogador Tiago Cambuim (Ponte Preta) é o principal artilheiro. Jogo - Desde o início da partida, a Ponte Preta tomou iniciativa do jogo e conseguiu marcar o gol da vitória aos 28 minutos da etapa inicial. O pênalti foi cometido pelo goleiro Marcolino, em falta sobre o atacante pontepretano dentro da área. Com a vantagem no marcador, os jogadores da Ponte Preta se retrancaram na defesa, impedindo que a equipe ‘Fura Olho’

chegasse ao empate. Mesmo jogando maior parte na defesa, a Ponte Preta conseguiu criar boas oportunidades de gols em rápidos

São José da Barra ganha tudo e é líder Times 1º- São José da Barra 2º- Primus AIB 3º- Botafogo FC 4º- Cargill 5º- Vasco F/10 6º- João de Souza 7º Frango da Vila 8º- Germek

com 4 gols, seguido por Denis (Germek) e Bim (Barra) com 3 gols cada. A quarta rodada da competição acontece neste domingo, 6, com jogos a partir das 8h15, nos estádios do Botafogo e Grêmio Municipal. Perda de pontos - Dirigentes do Vasco F-10 e Germek, denunciaram na segunda-feira, 31, à Secretaria da Liga Riopardense de Futebol (LRF) que atletas teriam atuado de forma irregular na rodada de domingo. As duas equipes foram punidas com a perda de 3 pontos cada e os jogadores eliminados das competições de 2011 da LRF. “As duas equipes jogaram irregulares e os pontos não foram computados. Como infringiram o regulamento foram punidas com a perda de 3 pontos cada”, disse Hélio Escudero, presidente da entidade. O regulamento da competição em seu artigo 14

CLASSIFICAÇÃO P J V 9 3 3 5 3 1 4 3 1 3 3 1 1 3 1 1 3 0 1 3 0 3 3 2

E 0 2 1 0 1 1 1 0

D 0 0 1 2 1 2 2 1

GP 14 6 7 4 7 3 5 8

GC 3 4 8 9 5 8 12 5

SG 11 2 -1 -5 2 -5 -7 3

4ª rodada - Estádio do Botafogo 08h15 – Botafogo x Frango Vila 10h00 – São José da Barra x Primus AIB Estádio do Grêmio Municipal 08h15 – Cargill x Vasco F/10 10h00 – Germek x João de Souza diz que “Poderão participar do Campeonato somente equipes de São José do Rio Pardo com atletas de qualquer idade que não tenham participado (jogado) nos Campeonatos da Taça São José 1ª e 2ª divisão - 2010, aspirantes ou titulares e Campeonato Amador Regional – 2010 promovidos pela Liga Riopardense de Futebol”. A entidade divulgou nota informando que a equipe do Vasco F/10 protocolou denúncia contra a equipe da Germek, que teria utilizado o jogador Paulo Celso Lourenço Júnior, o qual participou da Taça São José da 2ª divisão de 2010, defendendo o Atlético São Luís. Da mesma forma, a Germek denunciou o Vasco F/10 por ter utilizado o

dades de gols, mas esbarrou na forte marcação pontepretana e numa tarde inspirada do goleiro João Victor.

Ponte Preta pode conquistar o título mais importante de sua história

DOMINGÃO DE FUTEBOL

O time da fazenda São José da Barra continua sendo a sensação do Campeonato “Domingão” de Futebol, organizado pela Liga Riopardense de Futebol (LRF). Nos três jogos realizados a equipe venceu todos, e por goleada, mantendo completo aproveitamento no certame. No domingo, dia 30, foram disputados quatro jogos, que tiveram duas goleadas e dois empates. No Grêmio Municipal, no Frango da Vila e Primus AIB empataram em 3 a 3. Alan marcou os três gols para o Frango da Vila; Rê Cremasco, Paulo Henrique e Pimpim marcaram para o Primus. A equipe São José da Barra goleou o time da Cargill por 5 a 1, com gols de Luís André, Luciano, Bim, Maguinho e Neto; enquanto André Balão descontou para a Cargill. No Botafogo, o time da Germek venceu fácil o Vasco F/10 por 4 a 1. Os gols da Germek foram de Maicon (2), Manabu e Denis, e Lucão descontou para o Vasco. Na outra partida, João de Souza e Botafogo empataram em 2 a 2. Os gols foram de Élcio e André (João de Souza), Demartini e Marquinhos (Botafogo). Em 12 jogos realizados, 54 gols foram marcados. O jogador Alan (Frango da Vila) é o principal artilheiro

contra-ataques, mas seus atacantes não souberam aproveitar. O time do Fura Olho também criou várias oportuni-

jogador Bruno Benedito Vitório, que participou da Taça São Jose da 2ª divisão de 2010, defendendo o Juventus. “Após verificações nos arquivos da Liga foi constatado que os atletas de fato participaram da Taça São José de 2010, participando inclusive dos jogos realizados no dia 16 de maio, Atlético São Luis x Santa Lúcia e no dia 21 de março Juventus x São Paulo”, diz a nota. Por este motivo, Vasco F/10 e Germek perdem três pontos do jogo realizado no último domingo, e os atletas Paulo Celso Lourenço Junior e Bruno Benedito Vitório estão suspensos de todos os campeonatos organizados pela LRF durante o ano de 2011.

Germek e Vasco F/10 foram penalizados por terem utilizado jogadores em situação irregular

PAULISTÃO

Cleber ultrapassa 100 jogos na série A10

Após grave contusão na panturrilha sofrida no ano passado durante jogo do Campeonato Brasileiro da série B entre Ponte Preta e Bragantino, Cleber Wellington Abade retornou aos gramados para participar de um jogo oficial. No dia 26, ele atuou na partida entre Portuguesa Desportos 1 x 3 Ponte Preta, que valeu pela quarta rodada do Paulistão 2011. Foi a partida de número 100 do árbitro rio-pardense na série A1 do Campeonato Paulista. Com esta marca, Cleber Abade pas-

sa a fazer parte do rol dos 37 árbitros que mais apitaram no campeonato estadual desde a primeira edição da competição, em 1902. Já no sábado, 29, Cleber Abade apitou seu jogo de número 101 na série A1 do Campeonato Paulista, entre Oeste 0 x 1 Mirassol, em Itápolis. Em jogos nacionais, no ano passado, Abade fez o jogo de número 100 pela série A do Brasileiro, na partida entre Vitória e Internacional.

Liga Rio-pardense de Futsal prepara campeonatos A Liga Rio-pardense de Futsal realizou na segundafeira, 31 de janeiro, um congresso técnico para tratar sobre a realização dos campeonatos regionais da temporada 2011. O encontro reuniu diretores esportivos de Andradas, Vargem Grande do Sul, Caconde, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Monte Santo de Minas, Aguai, Casa Branca, São Sebastião do Paraíso, Mococa, Santa Cruz das Palmeiras, São João da Boa Vista, Porto Ferreira, Leme e São José do Rio Pardo (Grêmio Nestlé, Vila Verde, Atlético Riopardense e DEC). Na oportunidade a entidade divulgou algumas competições previstas para começar neste mês de fevereiro como o torneio preparatória da Taça EPTV, campeonato masculino Sub-18 e Sub-21; campeonato feminino Sub13, Sub-15 e Sub-18; campeonato das categorias de base (Sub-09, Sub-11, Sub-13, Sub-15 e Sub-17) e campeonatos femininos Sub-21 e Livre. A diretoria da Liga informa que as equipes interessadas em participar das competições devem con-

firmar presença até a próxima quinta-feira, dia 10. As informações sobre as competições podem ser obtidas por e-mail: liga@ligariopardensedefutsal.com.br, ou fax (19) 3608-1267. A tabela, regulamento, critério e sistema de disputa estão no site da Liga: www.ligariopardensedefutsal.com.br Reciclagem - Em virtude das alterações na regra para o ano 2011, a Liga Rio-pardense estará realizando um curso de reciclagem para os árbitros, técnicos e jogadores. O evento acontece no próximo dia 19 de fevereiro, às 8 horas, em São José do Rio Pardo, e as inscrições vão até a próxima sexta-feira, 11, com taxa no valor de R$ 35,00. A diretoria da Liga trará um árbitro da Federação Paulista de Futebol de Salão para falar sobre as alterações, principalmente em relação ao goleiro. O participante terá direito a uma camiseta e certificado do curso. Mais informações na sede da Liga, à Rua Benjamim Constant, 548 – Centro, ou pelos telefones (19) 3608-1267, 9330-3598 ou 9707-0361.

acesse: www.boletimesportivo.com


A-18 - 5 de fevereiro de 2011

VETERANOS 35 ANOS

Segunda rodada não registrou nenhum empate Cinco jogos movimentam neste sábado, 5 de fevereiro, a terceira rodada do Campeonato Regional de Futebol Veteranos, 35 anos. A competição organizada pela Liga Riopardense de Futebol presta homenagem ao esportista João Marques (Ziquinho). Nos jogos de sábado passado, dia 29, destaque para as vitórias de Compensados Modelo/Rio Pardo Festas, Vasco FC, Decet/ Guará, Mogiana (Guaxupé) e Santa Maria do Juá (Vargem Grande do Sul).

Jogando no estádio do Grêmio Municipal, a equipe rio-pardense Compensados Modelo conquistou a segunda vitória no certame. Fez 2 a 0 sobre a Assoxupé, com gols de Celso Ferreira e Claudinho Zavatiero. No estádio da avenida Euclides da Cunha, o Vasco também conquistou sua segunda vitória, por 3 a 1, sobre o Operário (Tambaú). Os gols foram de Juliano (2) e Fernandinho (Vasco); e Loro (Operário). Em Casa Branca, o Decet/Guará fez sua estréia

3ª RODADA 16h00 - Assoxupé x Vasco FC (em Guaxupé) 16h00 - EC Operário x Decet/Guará (em Tambaú) 16h00 - Ico Cereais x Santa Maria Juá (em Divinolândia) 16h00 - União EC x Comp Modelo/RP Festas (em Caconde) 16h00 - Giro Kent SC x SC Giotto (em Guaxupé)

na competição e venceu o União de Caconde por 5 a 1, com gols de Chaguinha (2), Marcinho, Beto e Lica (Guará); João Carlos marcou para o União. Em São João da Boa Vista, a Santa Maria Juá venceu o Giro Kent (Guaxupé) por 4 a 1, gols de Tony (2), Emerson e Paulinho, para o Juá, e Amilton para o Giro Kent. Dos times visitantes o único que se deu bem na rodada foi a Mogiana (Guaxupé) que venceu o Ico Cereais, em Divinolândia, por 2 a 0, com gols de Rogério e Roger. Nas primeiras rodadas foram marcados 45 gols. Os jogadores Willian e Celso Ferreira (Compensados Modelo) e Maguinho (Vasco) são os artilheiros até agora, com 3 gols cada.

FUTSAL FEMININO

AAR e Aguaí se enfrentaram em jogo amistoso Equipes de futsal feminino da Associação Atlética Riopardense (AAR) jogaram amistoso contra a escolinha de Aguaí. As partidas foram no sábado, valendo pelas categorias 96/ 97, 98/99, 00/01, na quadra do clube tricolor. Na categoria 98/99, a equipe da AAR, formada por Jéssica, Livia Bagodi, Isabela, Elen, Isabela Peixoto e Maria Laura, em-

patou em 2 a 2, com gols de Isabela Peixoto e Maria Laura. Na categoria 96/97, jogando com Marininha, Beatriz, Isabela Peixoto, Júlia Caruso e Lívia Bagodi, o time riopardense venceu por 4 a 3, com gols de Marininha (2) e Beatriz (2). Na categoria 00/01, a equipe da AAR, que saiu perdendo por 3 a 0, conseguiu empatar em 3 a

3, mas nos instantes finais a goleira Sandy (AAR) se machucou e a equipe acabou sofrendo o quarto gol, terminando a partida em 4 a 3 para Aguaí. “Os jogos foram bem equilibrados mas as equipes da AAR mostraram que têm força”, disse o professor Alessandro Malaquias, que tem como auxiliar Pedrinho.

Veterano do Vasco FC mantém 100% de aproveitamento

JUDÔ

Caio Fornari assina contrato com a equipe do Palmeiras Caio Fornari começa a treinar na academia do Palmeiras na próxima terçafeira, dia 8, com o professor Henrique Guimarães, medalhista olímpico. Nos últimos meses ele vem fazendo preparação física com o professor Ricardo Avelino e treinando na Academia Master de Judô, em Mococa, com o professor César Merli. Em 2009, quando integrava a categoria infanto juvenil, Caio Fornari defendeu a equipe do Palmeiras por uma temporada e conquistou títulos no Campeonato Paulista e Sul Brasileiro por equipe. No ano passado ele competiu pela Academia Master em várias competições. Segundo Sérgio Fornari, pai do judoca, no ano passado ele teve uma lesão no joelho o que prejudicou

a temporada. Há duas semanas Caio Fornari iniciou sua pré temporada participando de palestras e treinamentos com os atletas olímpicos Carlos Honorato e Branco Zanol. As competições pelo Palmeiras serão na segunda quin-

zena de fevereiro, em Araraquara. Já nos dias 26 e 27 de março, Caio Fornari competirá na Copa São Paulo de Judô, em Praia Grande. Caio começou a competir aos 6 anos de idade, conquistando mais de 100 títulos em competições oficiais e torneios.

Caio Fornari mais uma vez vai defender a SE Palmeiras

BASQUETE

Felipe Taddei novamente na Seleção

Na quarta-feira desta semana, dia 2, o jogador Felipe Taddei foi convocado para compor a Seleção de Desenvolvimento Masculina, treinada por José Alves Neto, que chamou 16 atletas de todo o Brasil. O projeto tem por finalidade a formação de jogadores para a base da Seleção Brasileira de Basquete, e que podem chegar ao time principal, para disputar as Olimpíadas de 2016. Os convocados vão morar e treinar por seis meses no Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Base do Basquete, em

São Sebastião do Paraíso (MG). O grupo se apresenta neste sábado, 5 de fevereiro, e irá treinar na Arena Olímpica de São Sebastião do Paraíso. “Todos os meninos chegaram com boas atitudes e mostraram muita vontade. O objetivo agora é ver o desenvolvimento de cada um deles nessa seleção e a expectativa para esse grupo é desenvolver um bom trabalho nesse projeto que é novo e que tenho certeza que dará frutos para colhermos daqui para frente”, disse José Alves Neto, diz o técnico.

Felipe Taddei convocado mais uma vez para defender o Brasil

NATAÇÃO

Rio Pardo e Atletic Comp se unem O Rio Pardo FC e a Academia Atletic Comp iniciaram 2011 vislumbrando novos horizontes para a equipe de natação. O clube e a academia fizeram parceria para dividirem a utilização de estruturas que contribuam para melhorar o rendimento de atletas e equipes. Com a parceria, os treinamentos acontecem na piscina do Rio Pardo, possibilitando reforço no desempenho de nadadores já conhecidos e também o surgimento de novos talentos no cenário local. Desde novembro as atividades são acompanhadas pelo

técnico Iury Feres Abraão. Com bons resultados obtidos no ano passado, os nadadores Leonardo de Souza Baptistão, Cassandra Blaski Benício e Mariane Tiezzi Mantovani serão homenageados pela Federação Aquática Paulista, em evento que acontece neste sábado, 5 de fevereiro, em Jaboticabal. Na oportunidade serão homenageados também nadadores de São Carlos, São José do Rio Preto, Catanduva, Ribeirão Preto e Mococa. Os rio-pardenses se destacaram em várias etapas da temporada do ano pas-

sado, quando obtivera, boas classificações, medalhas e pontuações no ranking da 5ª região da FAP: Leonardo de Souza Baptistão (1º lugar no Juvenil II com 8 medalhas de ouro, 13 de prata, 6 bronze e 684 pontos somados em 8 torneios); Cassandra Blaski Benício (3º lugar no Infantil II com 12 medalhas de ouro, 3 de prata, 2 de bronze e 586 pontos somados em 7 torneios); Mariane Tiezzi Mantovani (4º lugar no Infantil I com 12 medalhas de ouro, 6 de prata, 4 de bronze e 630 pontos somados em 6 torneios).


5 DE FEVEREIRO DE 2011 - Pág. A- 19

Esportividade e sofisticação no Audi A7 A Audi se inspirou no Mercedes-Benz CLS, no segmento dos cupês de quatro portas IGOR MACÁRIO AUTO PRESS De olho na concorrência, a Audi resolveu vestir sua plataforma médio-grande com uma carroceria mais esportiva e atraente. Em sua apresentação no Salão de Paris de 2010, o A7 Sportback se mostrou uma alternativa para um segmento que não pode abrir mão de luxo e sofisticação, mas cujo desenho dos sedãs, como o A6, pode ser austero demais para certas garagens. Tanto que o A7 ostenta o design de um cupê de quatro portas, com a linha do teto formando um arco bem pronunciado, que praticamente elimina o terceiro volume do portamalas. De quebra, o modelo antecipou a plataforma usada na nova geração do A6, mostrada oficialmente no Salão de Detroit de 2011. As linhas do A7 são relativamente simples e têm traços muito semelhantes a outros carros da Audi – o A5 Sportback é praticamente uma versão do A7 em menor tamanho. Mas apesar da comedida originalidade, o cupê quatro portas não deixa de ser elegante e imponente. O perfil mais esbelto realça a esportividade do carro e a suavidade dos contornos, enquanto as vistosas rodas de 19 polegadas ajudam a compor o visual. A Audi claramente se inspirou no conceito usado no MercedesBenz CLS, que em 2004 inaugurou o segmento dos cupês de quatro portas. Entretanto a marca das

argolas injetou no A7 todo seu arsenal tecnológico visto antes somente no A8, topo de linha da fabricante de Ingolstadt, numa clara intenção de posicionar o modelo acima do Mercedes. O A7 vem sempre equipado com a tradicional tração integral Quattro. E pode oferecer como opcional a suspensão a ar adaptativa com quatro modos de operação – Confort, Auto, Dynamic e Individual –, que permite explorar melhor as potencialidades do carro. O controle eletrônico de estabilidade não pode ser totalmente desligado, apenas o controle de tração – uma performance mais extrema, “nervosa” e menos permissiva deve estar reservada aos futuros S7 e RS7. Os motores oferecidos trazem as últimas inovações da Audi. São dois propulsores a gasolina e dois a diesel. A versão de entrada é equipada com o 2.8 TFSI V6, que entrega 204 cv e 28,5 kgfm de torque entre 3 mil e 5 mil rpm. Há ainda outro V6 a gasolina, um 3.0 de saudáveis 300 cv. Segundo a Audi, 90% dos 44,8 kgfm de torque desta unidade estão disponíveis na faixa que vai das 2.900 até as 4.500 rpm. Os europeus também poderão optar por um V6 3.0 TDI a diesel que desenvolve 245 cv. Todos são equipados com o câmbio automatizado S-Tronic, de dupla embreagem e sete marchas. Com isso, o A7 Sportback reúne a tecnologia que

a Audi oferece em sua gama topo de linha só que em um pacote mais esportivo e atraente. Os preços na Europa começam nos 52 mil euros – R$ 119.000 – para as versões básicas, valor que pode aumentar consideravelmente com a adição de opcionais. Segundo a Audi, o A7 deve chegar ao Brasil em março desse ano apenas com o propulsor 3.0 TFSI V6 que rende 300 cv no A7 – mesmo motor usado no A6 lançado recentemente, só que com 10 cv a mais que o sedã.

cilidade no acesso ao habitáculo – mas a “concessão” feita ao estilo valeu a pena. A tampa de trás facilita muito na hora de colocar a bagagem no portamalas – que acomoda até 535 litros – e o pequeno aerofólio retrátil na extremidade da tampa traseira é mais um mimo estilístico deste modelo. O bom desempenho e o

comportamento em curvas incentivam a dirigir mais rápido, até que o motor 3.0 TDI de 245 cv faz lembrar que o regime máximo de funcionamento é inferior ao de um V6 a gasolina e a resposta aos comandos do câmbio também não é das mais rápidas. Talvez porque o A7 Sportback turbodiesel, apesar de ser lindíssimo,

não seja propriamente um esportivo. Mas nada leva a pensar que assim seja quando se olha para ele. Na verdade, trata-se de um automóvel com praticamente cinco metros de comprimento, mas que – graças à utilização de alumínio em várias áreas da carroceria e da estrutura –, mantém o peso abaixo dos 1.800 kg. DIVULGAÇÃO

Senhor dos Anéis POR RUI FARIA AUTOMOTOR/PORTUGAL Exclusivo para Auto Press A Audi sempre assumiu a filosofia esportiva dos seus modelos, mas o A7 oferece um nível de conforto raro para um modelo da marca. É quase um “tapete voador”, sobretudo quando equipado com a suspensão a ar opcional. Com o dispositivo, todas as irregularidades do piso são bem filtradas, mesmo com as rodas de 19 polegadas, o que transforma qualquer viagem em um bom momento de prazer. O interior prima pela construção impecável, com acabamentos e materiais agradáveis ao toque, e pelo espaço amplo, com boa liberdade para as pernas de quem vai sentado atrás. Nos bancos traseiros, o vão para a cabeça diminuiu em relação ao A6 por conta da curvatura do teto, o que também reduziu a fa-

Ficha Técnica Audi A7 Sportback V6 3.0 TDI Motor: Turbodiesel, dianteiro, longitudinal, 2.967 cm³, seis cilindros em V, quatro válvulas por cilindro com comando duplo no cabeçote e do tempo de abertura das válvulas e turbo de geometria variável com intercooler. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível. Transmissão: Câmbio automatizado com dupla embreagem, sete marchas à frente e uma a ré. Tração integral. Oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 245 cv a 4.500 rpm. Torque máximo: 50 kgfm entre 1.400 rpm e 3.250 rpm. Diâmetro e curso: 83 mm X 91,4 mm. Taxa de compressão: 16,8:1. Suspensão: Dianteira independente com triângulos sobrepostos, molas helicoidais, amortecedores a ar e barra estabilizadora. Traseira do tipo Multilink, com molas helicoidais, amortecedores a ar e barra estabilizadora. Oferece controle eletrônico de estabilidade. Freios: Discos ventilados na frente e atrás. Oferece

ABS e EBD. Carroceria: Cupê em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. Com 4,96 metros de comprimento, 1,91 m de largura, 1,42 m de altura e 2,91 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais dianteiros e do tipo cortina. Peso: 1.770 kg em ordem de marcha. Capacidade do portamalas: 535 litros. Tanque de combustível: 65 litros. Preço na Europa: 80.500 euros ou aproximadamente R$ 184.650.


A- 20- 5 de fevereiro de 2011

Por: Augusto Paladino Fotos: Divulgação

Na tomada O primeiro Peugeot iOn tem “dono” inglês. É que a marca francesa entregou na Inglaterra o exemplar número um do subcompacto elétrico. O modelo fará parte da frota da EDF Energy do Reino Unido, subsidiária britânica da empresa de eletricidade francesa EDF. O iOn é movido por uma unidade de força elétrica que gera 64 cv e tem torque máximo de 18,3 kgfm. Na Europa, o único rival do pequeno verde da Peugeot é o japonês i MiEV, da Mitsubishi, e o Citroën C-Zero, com quem compartilha a plataforma.

Nasceu A Pagani demorou, mas não falhou. Após longos sete anos de desenvolvimento, a marca italiana apresentou o substituto do Zonda. Tratase do Huayra, superesportivo equipado com um V12 de 6.0 litros biturbo da Mercedes-Benz. O modelo base terá 700 cv e 91,8 kgfm, enquanto o Huayra Sport terá 730 cv e espantosos 112,1 kgfm de torque. A máxima esperada é de 370 km/h, enquanto o zero a 100 km/h é cumprido em apenas 3,3 segundos. O câmbio, montado transversalmente atrás do motor, é automático de sete marchas. A suspensão dianteira tem altura regulável para direcionar o ar e melhorar a estabilidade em altas velocidades. A intenção da Pagani com o novo carro é dobrar as vendas da marca e expandir mercados nos Estados Unidos e na China.

Parem as máquinas As vendas da Volkswagen superaram as expectativas em termos de vendas na China e nos Estados Unidos, mas a fábrica de componentes e motores da marca alemã em Wolfsburg não foi capaz de acompanhar o ritmo. Tanto que a marca pretende parar a produção na planta pela falta de componentes. Em entrevista à agência americana Bloomberg, o presidente da Clepa – associação que representa os fornecedores de automóveis europeus –, Lars Holmqvist, afirmou que o problema é real e crescente, especialmente no que diz respeito aos componentes eletrônicos.

SUA MELHOR OPÇÃO EM LOCAÇÃO DE VEÍCULOS ! Avenida Brasil, 1050 Tel.:(19) 3608-8066 São José do Rio Pardo-SP www.gartenlocadora.com.br

RADAR Sem muita sede A corrida pela economia está cada vez mais acirrada. A sueca Volvo é a próxima a revelar no Salão de Genebra, em março, um protótipo híbrido plug-in da luxuosa station wagon V60. A versão de pré-produção se destaca pelo baixíssimo consumo de combustível e promete incríveis 52,6 km/l e emissões abaixo dos 50 g/km de gás carbônico. A versão verde do V60 foi desenvolvida em parceria com a também sueca Vattenfall e é prevista para 2012. O modelo é impulsionado por um motor 2.4 litros D5 turbodiesel que gera 215 cv e 44,8 kgfm. O bloco garante força ao eixo dianteiro, enquanto o traseiro recebe potência de um motor elétrico de 70 cv.

Renovação cromática Depois de um bom 2010, com quase 19 mil unidades comercializadas, a Honda Lead 110 chega às concessionárias da marca com novas cores disponíveis – preta, vermelha metálica, amarela metálica e rosa metálica – e preço de R$ 5.690 mantido. A scoo-

Feliz ano velho O grupo Renault-Nissan guarda boas lembranças de 2010. É que a aliança entre as marcas rendeu o emplacamento de 7.276.398 de unidades no mundo no ano passado, número 19,6% maior que o de 2009. A Renault vendeu 2.625.796 unidades em 2010, enquanto 4.080.588 unidades saíram das concessionárias da Nissan. A marca russa Lada – de quem a Renault detém 25% das ações – ainda somou 570.014 veículos. Com este resultado, a aliança franco-japonesa alcança uma quota de 10,3% do mercado mundial. Economia doméstica A Renault europeia tenta diminuir os custos de seus modelos e de sua manutenção. Para isso, lançou uma nova linha de pneus que levam a própria marca Renault. A partir deste mês, estarão disponíveis nas concessionárias da Europa duas versões. A Motrio Impulsion servirá para carros menores, como Twingo e Clio. Já a Motrio Impulsion+ promete um desempenho mais esportivo para carros mais potentes. Os pneus são oferecidos nas concessionárias inglesas por 36 libras, cerca de R$ 96 cada. LEIA E ASSINE A GAZETA DO RIO PARDO

ter da fabricante japonesa ainda tem um ano de garantia, sem limite de quilometragem.

Leão em desalinho A Peugeot do Brasil anunciou um recall envolvendo 253 unidades da pick-up compacta Hoggar. O chamado ocorre por conta de um problema na bomba de direção hidráulica que pode ocasionar desprendimento ou rompimento da correia de acessórios. Ainda de acordo com a montadora francesa, pode provocar uma fissura no suporte do alternador, gerando a perda de assistência da direção e risco de acidente. Os donos das unidades envolvidas podem esclarecer dúvidas através do site da marca ou pelo telefone 0800 703 2424.


5 de fevereiro de 2011 - A-21

Chevrolet apresenta Celta e Prisma 2012 Além da nomeclatura, mudanças nos modelos são mais notáveis na parte interna A GM apresentou oficialmente nesta semana, os novos modelos produzidos em solo gaúcho, em sua fábrica de Gravataí, o Celta e o Prisma. Segundo a montadora, importantes modificações nos modelos foram introduzidas. Uma das novidades está na nomenclatura do Chevrolet Celta 2012, disponível agora em duas versões: LS e LT. A LS está disponível com carroceria de duas e quatro portas, enquanto a LT, a mais completa da linha, com quatro portas. Há ainda uma ampla gama de acessórios que atende aos consumidores que desejam personalizar o modelo. As modificações do Celta 2012 começam pelo exterior: nova grade, tendo a barra central na cor do veículo e a gravata dourada ao centro, seguindo a nova identidade visual da Chevrolet, além dos faróis com superfície interna escurecida “Dark Chrome”, reforçando e destacando ainda mais a esportividade do modelo. Os parachoques (dianteiro e traseiro) são na cor do veículo para todas as versões e os emblemas “LS” ou “LT” que as identificam ficam no canto infe-

rior das portas dianteiras. Outras novidades são: design das calotas aro 13 polegadas, lanternas escurecidas e localização da gravata da Chevrolet, bem ao centro da tampa traseira, além da disponibilidade de uma nova cor: Cinza Orium, que complementa as outras opções sólidas e metálicas da linha. O painel do Chevrolet Celta também está diferente. Os instrumentos têm novos grafismos e iluminação “Ice Blue”, assim como em outros modelos da Chevrolet (Agile, Nova Montana, S10, Malibu e Camaro). Os botões de controle do ar-quente e arcondicionado possuem novo design e contornos com anéis cromados. O motor 1.0 Flexpower VHCE, que equipa o Chevrolet Celta é o mais potente da categoria dos compactos. Com esta motorização, o modelo desenvolve 78 cavalos de potência e tem 9,7 kgfm de torque, quando abastecido com o etanol. Com gasolina, ele desenvolve 77 cavalos de potência e oferece 9,5 kgfm de torque. O Chevrolet Celta 1.0 VHCE está entre os mais econômicos do mercado. Quan-

do abastecido com gasolina, sua autonomia pode chegar a 900 quilômetros, aspecto muito importante para os consumidores que querem um veículo econômico e com mais comodidade para o dia-a-dia. As mudanças no Prisma A linha 2012 do sedan de entrada da marca, o Chevrolet Prisma, passa a contar com nova grade dianteira bipartida, que segue o padrão global da Chevrolet, um leve retoque na parte traseira e mudanças mais visíveis na parte interna. O Chevrolet Prisma passa a adotar as denominações de acabamento LS e LT, também padrão mundial da marca. A versão LS será oferecida com o motor 1.0, enquanto a LT sai de fábrica com o motor 1.4 Econo.Flex que entrega até 97 cv quando abastecido com álcool. Em termos visuais, o Prisma 2012 ganha novos para-choques, que são pintados na cor do veículo nas duas versões, faróis com elementos internos escurecidos e nova grade dianteira bipartida e com moldura cromada. Na par-

te traseira, a novidade é uma barra cromada na tampa do porta-malas. As maçanetas e os retrovisores também passam a ser pintados na cor da carroceria Detalhe da tampa traseira com a lâmina cromada na tampa do porta-malas que simula a extensão das lanternas. Na parte interna, as mudanças são mais notáveis. O painel passa a ser oferecido em duas cores (combinação de cinza cla-

ro e cinza escuro), as saídas do ar condicionado são novas, o volante também tem novo desenho, o quadro de instrumentos tem novo grafismo com iluminação chamada “Ice Blue” (uma combinação de azul, branco e vermelho). Os comandos do ar condicionado também são novos. Outra novidade do acabamento interno são os revestimentos dos bancos. Na versão LS, os revestimentos tem grafismos com listras paralelas no assen-

to e no encosto. Na versão LT, a cor predominante é mais sóbria e as costuras são em azul. Nas portas, a versão LT também conta com um barra cromada. Os preços sugeridos do Chevrolet Prisma 2012 são: Prisma LS 1.0 – R$ 31.344; Prisma LT 1.4 – R$ 32.150 Ao equipar a versão LT com todos os opcionais, o preço final do sedan de entrada da Chevrolet chega a R$ 36.958. DIVULGAÇÃO


A-22 - 5 de fevereiro de 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Edital de retificação do Concurso Público nº 001/2010 A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, torna público que realizará através da CONSESP – Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda, na forma prevista no artigo 37 da Constituição Federal a abertura de inscrições ao CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS, para o preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva para os cargos abaixo especificados e os que vagarem dentro do prazo de validade previsto no presente Edital, providos pelo Regime Estatutário. O Concurso Público será regido pelas instruções especiais constantes do presente instrumento elaborado de conformidade com os ditames da Legislação Federal e Municipal vigentes e pertinentes. 1. NOMENCLATURA - CARGA HORÁRIA - REFERÊNCIA - VAGAS - VENCIMENTOS -TAXA INSCRIÇÃO REQUISITOS

2. DAS INSCRIÇÕES 2.1 - As inscrições serão feitas exclusivamente via internet, no site www.saojosedoriopardo.sp.gov.br no período de 07/02/ 2011 a 18/02/2011, respeitando para fins de recolhimento da taxa o horário bancário, devendo para tanto o interessado proceder da seguinte forma: a) Acesse o site www.saojosedoriopardo.sp.gov.br b) Clique no link “concurso” para abrir o Sistema de Inscrição On-line, selecione a aba “CADASTRO” e preencha a ficha de inscrição; c) Após preencher todos os campos corretamente, clique em “CONFIRMA” e será redirecionado para a aba “ENTRAR”; d) Digite em seguida seu CPF e e-mail, em seguida clique em “PROSSEGUIR” para entrar; e) Clique no cargo de seu interesse e finalize gerando o boleto bancário no botão da impressora – GERAR BOLETO/ IMPRIMIR para o recolhimento da taxa de inscrição. f) Aqueles que declararem na “inscrição on-line” ser Portadores de Necessidades Especiais deverão encaminhar via sedex o respectivo LAUDO MÉDICO constando o CID, bem como pedido de condição especial para a prova, caso necessite, até o último dia de inscrição na via original ou cópia reprográfica autenticada, para CONSESP, sita a Rua Maceió, 68 – Bairro Metrópole - CEP 17900-000 – Dracena – SP, acompanhado do respectivo Laudo Médico e explicitação do CID. g) Serão aceitas mais de uma inscrição por pessoa desde que para a realização das provas em horários diferentes. 2.1.1 - O pagamento por agendamento somente será aceito se comprovado sua efetivação dentro do prazo previsto para inscrição. 2.1.2 - A inscrição paga por meio de cheque somente será considerada após a respectiva compensação. 2.1.3 A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo não se responsabiliza por solicitação de inscrição via internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados. O descumprimento das instruções para inscrição via internet implicará na não efetivação da mesma. 2.2 - São condições para inscrição: 2.2.1 - Ser brasileiro nato ou naturalizado nos termos do Art. 12 da Constituição Federal. 2.2.2 Ter até a data da posse idade mínima de 18 anos; gozar de boa saúde física e mental; estar no gozo dos direitos políticos e civis e, se do sexo masculino, estar quite com o serviço militar. 2.2.3 - Estar ciente que se aprovado, quando da convocação deverá comprovar que preenche todos os requisitos exigidos para o cargo, constantes do presente Edital, sob pena de perda do direito à vaga. 2.2.4 - Não ter sido demitido por ato de improbidade ou exonerado “a bem do serviço público”, mediante decisão transitada em julgado em qualquer esfera governamental, ou ainda, demitido através de processo administrativo; 2.2.5 - Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alteração de cargos, seja qual for o motivo alegado. 2.3 - Se aprovado e nomeado o candidato, por ocasião da posse ou contratação deverá apresentar, além dos documentos constantes no presente Edital, os seguintes: Título Eleitoral e comprovante de ter votado nas últimas eleições ou procedido à justificação na forma da lei, Quitação com o Serviço Militar, CPF, Prova de Escolaridade e Habilitação Legal, duas fotos 3X4, declaração de não ocupar cargo público e remunerado, exceto os acúmulos permitidos pela Lei, atestados de antecedentes criminais e demais necessários que lhe forem solicitados, sob pena de perda do direito à vaga. 3. DOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS – PNE 3.1 - As pessoas PNE que pretendem fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal e pela Lei N.º 7.853/89 é assegurado o direito de inscrição para os cargos em Concurso Público, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. 3.1.1 - Em obediência ao disposto no Art. 18 da Lei Municipal nº 2633/2003, fica reservado aos candidatos portadores de deficiência, “inscritos com tal”, o percentual de 3% (três por cento) das vagas existentes para cada cargo, individualmente, das que vierem a surgir ou que forem criadas no prazo de validade do presente Concurso. 3.1.1.1 - Se na aplicação do percentual resultar número fracionado igual ou superior a 0,5 (cinco décimos), estará formada 01(uma) vaga para o PNE. Se inferior a 0,5 (cinco décimos) a formação da vaga ficará condicionada à elevação da fração para o mínimo de 0,5 (cinco décimos), caso haja aumento do número de vagas para o cargo ou função. 3.1.2 - Não havendo candidatos aprovados para as vagas reservadas a PNE, estas serão preenchidas pelos demais concursados, com estrita observância da ordem classificatória. 3.1.3 - Consideram-se pessoas PNE aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no art. 4º do Decreto Federal Nº 3.298/99. 3.1.4 - As pessoas PNE, resguardadas as condições especiais previstas no Decreto Federal Nº 3.298/99, particularmente em seu art. 40, participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao dia, horário e local de aplicação das provas, e a nota mínima exigida para todos os demais candidatos. Os benefícios previstos no artigo 40, §§ 1º e 2º, deverão ser requeridos por escrito, durante o período das inscrições, através de ficha de inscrição especial. 3.1.5 - O candidato deverá encaminhar via sedex ou carta com aviso de recebimento para a CONSESP, sita a Rua Maceió, 68 - Bairro Metrópole - CEP 17900-000 - Dracena - SP, até o último dia de inscrição, na via original ou cópia reprográfica autenticada: a.) Laudo Médico atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência, inclusive para assegurar previsão de adaptação de prova; - b.) Indicar o município para o qual se inscreveu; - c.) Solicitação de prova especial, se necessário. d.) A não solicitação de prova especial eximirá a empresa de qualquer providência. 3.1.6 S e r ã o indeferidas as inscrições na condição especial de PNE, dos candidatos que não encaminharem dentro do prazo e forma prevista no presente Edital o respectivo laudo médico. 3.1.7 - Aos deficientes visuais (cegos), serão oferecidas provas no sistema Braile e suas respostas deverão ser transcritas também em Braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim, no dia da aplicação da prova, reglete e punção, podendo ainda, utilizar-se de soroban. Aos deficientes visuais (amblíopes) serão oferecidas provas ampliadas, com tamanho e letra correspondente a corpo 24. 3.1.8 - Os candidatos que não atenderem aos dispositivos mencionados no presente Edital serão considerados como não PNE e não terão prova especial preparada, sejam quais forem os motivos alegados. 3.1.9 - O candidato PNE que não realizar a inscrição conforme instruções constantes neste Edital, não poderá impetrar recurso em favor de sua situação. 3.1.10 - A publicação do resultado final do Concurso Público será feita em duas listas, contendo a primeira, a pontuação de todos os candidatos, inclusive a dos PNE, e a segunda somente a pontuação destes últimos. 3.1.11 - Ao ser convocado para investidura no cargo público, o candidato deverá se submeter a exame médico oficial ou credenciado pela Prefeitura, que terá decisão terminativa sobre a qualificação do candidato como deficiente ou não, e o grau de deficiência capacitante para o exercício do cargo. Será eliminado da lista de PNE o candidato cuja deficiência assinalada na Ficha de Inscrição não se constate, devendo o mesmo constar apenas na lista de classificação geral. 3.1.12 - Após o ingresso do candidato portador de necessidades especiais, esta não poderá ser arguida para justificar a concessão de readaptação do cargo e de aposentadoria por invalidez. 4. DAS PROVAS E DOS PRINCÍPIOS 4.1 - O Concurso Público será de provas com valoração de títulos. 4.1.1 - A duração da prova será de 4h (quatro horas), já incluído o tempo para preenchimento da folha de respostas. 4.1.2 - O candidato deverá comparecer ao local designado, com antecedência mínima de 1 (uma) hora, munido de caneta azul ou preta, lápis preto e borracha e UM DOS SEGUINTES DOCUMENTOS NO ORIGINAL: - Cédula de Identidade – RG; - Carteira de Órgão ou Conselho de Classe; - Carteira de Trabalho e Previdência Social; - Certificado Militar; - Carteira Nacional de Habilitação, emitida de acordo com a Lei 9.503/97 (com foto); - Passaporte. 4.1.3 - As provas objetivas (escritas) desenvolver-se-ão em forma de testes, através de questões de múltipla escolha, na forma estabelecida no presente Edital. 4.1.4 - Em caso de anulação de questões, por duplicidade de respostas, falta de alternativa correta ou qualquer outro motivo, estas serão consideradas corretas para todos os candidatos e, os pontos correspondentes serão atribuídos a todos os candidatos que não os obtiveram, independente de recurso. 4.1.5 - Por prova dissertativa compreende-se a formulação de questões, sem opções de alternativas, oferecendo-se espaço suficiente para que se dê a devida resposta na forma dissertativa, ou, oferecimentos de temas para serem desenvolvidos em número mínimo de linhas, a ser estabelecido nas respectivas provas. 4.1.6 - Durante as provas não serão permitidas: consultas bibliográficas de qualquer espécie, utilização de máquina calculadora, agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, “WALKMAN” ou qualquer material que não seja o estritamente necessário para a realização das provas. Os aparelhos “celulares” deverão ser desligados e deixados sobre a mesa do fiscal de sala até o término da prova. 4.1.7 - Após adentrar à sala de provas e assinar a lista de presença, o candidato não poderá, sob qualquer pretexto, ausentar-se sem autorização do Fiscal de Sala, podendo sair somente acompanhado do Volante, designado pela Comissão de Concurso; 4.1.8 - O candidato só poderá retirar-se do local de aplicação das provas, após 1 hora do horário previsto para o início das mesmas e constante do presente Edital, devendo entregar ao Fiscal da Sala o caderno de questões e respectiva folha de respostas. Não serão computadas questões não respondidas, que contenham rasuras, que tenham sido respondidas a lápis, ou que contenham mais de uma alternativa assinalada. 4.1.9 - Por razões de segurança e direitos autorais, a CONSESP - Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda., não fornecerá exemplares do caderno de questões a candidatos ou a instituições de direito público ou privado, mesmo após o encerramento do Concurso Público, no entanto, se necessário, será dada vista do caderno de provas. 5. DA COMPOSIÇÃO DAS PROVAS E NÚMERO DE QUESTÕES

PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL I PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (1ª A 4ª SÉRIE) COM CURSO SUPERIOR PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª A 8ª SÉRIES) – INGLES Lïngua Portuguesa Matemática Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos Dissertativa 10 10 10 10 SIM 5.1- A classificação final obedecerá à ordem decrescente de notas ou média. 6. DOS TÍTULOS 6.1 - Serão considerados os seguintes Títulos: ESPECIFICAÇÃO DOS TÍTULOS VALOR Curso de aperfeiçoamento (mínimo de 180 horas), correspondente ao campo de atuação ou na área de Educação 01 (um) ponto - 01 curso Curso de especialização, correspondente ao campo de atuação ou na área de Educação. 03 (três) pontos – 01 curso Diploma de mestre, correspondente ao campo de atuação da inscrição, ou na área de Educação. 05 (cinco) pontos – 01 curso Diploma de doutor, correspondente ao campo de atuação ou na área de educação. 10 (dez) pontos – 01 curso Curso de extensão, com carga horária superior a 30 (trinta) horas, na área da Educação, realizados a partir de 2001 - 0,10 (dez décimos) por curso. Sem limites de títulos 6.1.1 - O candidato que se inscrever para mais de um cargo deverá entregar os títulos em envelopes separados, não sendo considerados em hipótese alguma os títulos apresentados para cargo diferente daquele descrito no envelope. 6.2 - Serão pontuados como títulos, Certificado/Declaração em papel timbrado da instituição, contendo assinatura e identificação do responsável e a respectiva carga horária, que ateste sobre a conclusão do curso. 6.3 - A soma total dos títulos não poderá ultrapassar “20 (vinte) pontos”. 6.4 - Sobre a nota obtida pelos candidatos será somado os pontos referentes aos títulos, para classificação final. 6.5 - Os pontos serão contados apenas para efeito de “classificação” e não de “aprovação”, ou seja, os candidatos que não obtiverem 50% dos pontos ou mais na prova objetiva e não obtiverem 20 pontos ou mais na prova dissertativa não terão os títulos contados. (Observar os critérios constantes dos itens 10 a 11.1.6). 6.6 - Os candidatos deverão apresentar na data das provas, até 30 (trinta minutos) após o encerramento das mesmas, em salas especialmente designadas, CÓPIA REPROGRÁFICA AUTENTICADA de eventuais títulos que possuam, conforme item 6.1 do presente Edital. Não serão considerados os títulos apresentados, por qualquer forma, fora do dia e horário acima determinados e estes deverão ser apresentados e entregues em envelope identificado com nome, cargo e número de inscrição do candidato, conforme modelo abaixo, que após conferência será fechado, emitindo-se comprovante de recebimento. 6.7 - Não serão aceitos protocolos de documentos referentes a títulos. Somente serão considerados os títulos comprovados

através de cópias reprográficas devidamente autenticadas por tabelião. 6.8 - Não haverá segunda chamada para entrega dos títulos, qualquer que seja o motivo de impedimento do candidato que não os apresentou no dia e horário determinados; 6.9 - Em que pese os títulos serem apresentados na data das provas, os pontos somente serão contados se o candidato obtiver a nota mínima para aprovação na prova objetiva. 6.10 - Os títulos entregues serão inutilizados após decorrido o prazo de 365 dias corridos, contado da data da divulgação oficial do resultado final do Concurso. 6.11 - Quando o título apresentado se constituir em um dos pré-requisitos para o cargo, o outro deverá ser também apresentado, sob pena de ser considerado como prérequisito e não como título. 7. DAS NORMAS 7.1 - LOCAL – DIA - HORÁRIO - As provas serão realizadas no dia 10 de abril de 2011, nos horários descritos abaixo, em locais a serem divulgados através de Edital próprio que será afixado no local de costume da Prefeitura, através de jornal com circulação no município e através dos sites www.consesp.com.br e www.saojosedoriopardo.sp.gov.br com antecedência

mínima de 3 (três) dias. 7.1.1 - Caso o número de candidatos exceda a oferta de lugares nas escolas localizadas na cidade, a CONSESP e a Prefeitura poderão alterar horários das provas ou até mesmo dividir a aplicação das provas em mais de uma data, cabendo aos candidatos a obrigação de acompanhar as publicações oficiais e através dos sites www.consesp.com.br e www.saojosedoriopardo.sp.gov.br.7.2 - Será disponibilizado no site www.consesp.com.br, com antecedência mínima de 3 (três) dias, o cartão de convocação. Essa comunicação não tem caráter oficial, e sim apenas informativo; 7.3 - COMPORTAMENTO - As provas serão individuais, não sendo tolerada a comunicação com outro candidato, nem utilização de livros, notas, impressos, celulares, calculadoras e similares. Reserva-se à Comissão Examinadora do Concurso Público e aos Fiscais, o direito de excluir da prova e eliminar do restante das provas o candidato cujo comportamento for considerado inadequado, bem como, tomar medidas saneadoras e restabelecer critérios outros para resguardar a execução individual e correta da provas. 7.4 - Em caso de necessidade de amamentação durante a realização das provas, a candidata deverá levar um acompanhante, que terá local reservado para esse fim e que será responsável pela guarda da criança. 7.5 - Não haverá sob qualquer pretexto ou motivo, segunda chamada para a realização das provas e os candidatos deverão comparecer, no mínimo 1 (uma) hora antes do horário marcado para o início das provas, após o que os portões serão fechados não sendo permitido a entrada de candidatos retardatários. 7.6 - É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este Concurso Público, os quais serão afixados também nos quadros de aviso da Prefeitura, devendo ainda manter atualizado seu endereço. 8. DAS MATÉRIAS 8.1 - As matérias constantes das provas a que se submeterão os candidatos são as seguintes: CONHECIMENTOS GERAIS (para todos os cargos) Cultura Geral; História e Geografia do Brasil e do Município; atualidades Locais, Nacionais e Internacionais; Curiosidades; Ecologia e Meio Ambiente. Fontes: Imprensa escrita, falada e televisiva; Almanaque Abril. Editora Abril - última edição; DUARTE, Marcelo. Guia dos Curiosos. Panda Books, 2005. Principais Jornais e Revistas do País. BRANCO, Samuel Murgel. Ecologia na cidade. São Paulo: Editora Moderna, 1991. Coleção Desafios) PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL I Professor Auxiliar de Educação Básica – Ensino Infantil e Fundamental I (1ª a 4ª série do ensino de 8 anos e 1º ao 5º ano do ensino de 9 anos) Língua Portuguesa: FONOLOGIA: Conceitos básicos Classificação dos fonemas Sílabas Encontros Vocálicos Encontros Consonantais - Dígrafos - Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos O Alfabeto Orientações ortográficas. ACENTUAÇÃO: Conceitos básicos - Acentuação tônica - Acentuação gráfica – Os acentos - Aspectos genéricos das regras de acentuação - As regras básicas - As regras especiais - Hiatos - Ditongos - Formas verbais seguidas de pronomes - Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras Conceitos básicos Processos de formação das palavras Derivação e Composição Prefixos Sufixos Tipos de Composição Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares - Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração Termos Integrantes da Oração Termos Acessórios da Oração - Período - Sintaxe de Concordância - Sintaxe de Regência - Sintaxe de Colocação - Funções e Empregos das palavras “que” e “se” - Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen - O uso da Crase - Interpretação e análise de Textos - Tipos de Comunicação: Descrição - Narração - Dissertação – Tipos de Discurso - Qualidades de defeitos de um texto – Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem - Vícios de Linguagem. Matemática: Radicais: operações simplificação, propriedade racionalização de denominadores; Equação de 2° grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2° grau; Equação de 1° grau: resolução - problemas de 1° grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contra-domínio e imagem; Função do 1° grau função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica operações; Expressões fracionárias operações simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2° grau; Trigonometria da la volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Conhecimentos Específicos: BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais. Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília: MEC/SEF, 1997 (1a a 4a séries). Todos os volumes, de 1 a 10. BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil (Volumes I, II e III) / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília: MEC/SEF, 1998. COLL, César; MAURI, Teresa; ZABALA, Antoni. Et alo : O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 2001. FREIRE, Madalena (org.). Rotina: construção do tempo na relação pedagógica. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1998. (Série Cadernos de Reflexão). Tarefa e a construção do Conhecimento. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1998. (Série Cadernos de Reflexão). FREIRE, M.; DAVINI, J.; CAMARGO, F. e MARTINS, M .. Observação Registro Reflexão. Instrumentos Metodológicos I. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1996. (Série Seminários). Grupo. Indivíduo, saber e parceria: malhas do conhecimento. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1997. (Série Seminários). Avaliação e Planejamento. A prática educativa em questão. Instrumentos Metodológicos lI. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1997. (Série Seminários). FREIRE, M. e DAVINI, J. ADAPTAÇÃO. Pais, educadores e crianças enfrentando mudanças. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1999. (Série Cadernos de Reflexão). FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996 (Coleção Leitura). LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem escolar. São Paulo: Editora Cortez; 2005. MARTINS, Mírian Celeste. Aprendiz da arte: trilhas do sensível olhar-pensante. São Paulo: Espaço Pedagógico: 1992. (Série Seminários). Revelações Pedagógicas. Ensaios, projetos e situações didáticas. São Paulo: Espaço Pedagógico; 2000. (Série Cadernos de Reflexão). SMOLE, Kátia Cristina Stocco; Patrícia. Brincadeiras Infantis na Matemática. Coleção Matemática de O a 6. Porto Alegre: Artmed, 2003. SOARES, Magda. Alfabetização e Letramento. São Paulo: Ed. Contexto. Resolução de Problemas. Coleção Matemática de 0 a 6. Porto Alegre: Artmed, 2003. ZABALA, Antoni. Como Trabalhar os Conteúdos Procedimentais em Aula. Porto Alegre ArtMed, 1999. A Prática Educativa : como ensinar. Porto Alegre; ArtMed 1998. TEBEROSKY, Ana e COLOMER, Teresa. Aprender a ler e a escrever – uma proposta construtivista. Porto Alegre: ArtMed, 2003.


5 de fevereiro de 2011- A-23

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO PROFESSOR AUXILIAR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Língua Portuguesa: FONOLOGIA: Conceitos básicos Classificação dos fonemas Sílabas Encontros Vocálicos Encontros Consonantais - Dígrafos - Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos O Alfabeto Orientações ortográficas. ACENTUAÇAo: Conceitos básicos - Acentuação tônica - Acentuação gráfica – Os acentos - Aspectos genéricos das regras de acentuação - As regras básicas - As regras especiais - Hiatos - Ditongos - Formas verbais seguidas de pronomes - Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras Conceitos básicos Processos de formação das palavras Derivação e Composição Prefixos Sufixos Tipos de Composição Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares - Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração Termos Integrantes da Oração Termos Acessórios da Oração - Período - Sintaxe de Concordância - Sintaxe de Regência - Sintaxe de Colocação - Funções e Empregos das palavras “que” e “se” - Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen - O uso da Crase - Interpretação e análise de Textos - Tipos de Comunicação: Descrição - Narração - Dissertação – Tipos de Discurso - Qualidades de defeitos de um texto - Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem - Vícios de Linguagem. Matemática: Radicais: operações simplificação, propriedade racionalização de denominadores; Equação de 2° grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2° grau; Equação de l° grau: resolução - problemas de 1° grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contra-domínio e imagem; Função do 1° grau função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica operações; Expressões fracionárias operações simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2° grau; Trigonometria da la volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Conhecimentos Específicos: BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares para a educação especial na educação básica. Secretaria da Educação Especial - MEC; SEESP, 2001. Brasil. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil (Volumes I, II e III) / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. FREIRE, Madalena (org.). Rotina: construção do tempo na relação pedagógica. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1998. (Série Cadernos de Reflexão). Tarefa e a construção do Conhecimento. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1998. (Série Cadernos de Reflexão). FREIRE, M.; DAVINI, J.; CAMARGO, F. e MARTINS, M.. Observação Registro Reflexão. Instrumentos Metodológicos I. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1996. (Série Seminários). Grupo. Indivíduo, saber e parceria: malhas do conhecimento. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1997. (Série Seminários). Avaliação e Planejamento. A prática educativa em questão. Instrumentos Metodológicos lI. São Paulo: Espaço Pedagógico; 1997. (Série Seminários). FREIRE, M. e DAVINI, J. ADAPTAÇÃO. Pais, educadores e crianças enfrentando mudanças. São Paulo Espaço Pedagógico; 1999. (Série Cadernos de Reflexão). FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996 (Coleção Leitura). LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da Aprendizagem escolar. São Paulo: Editora Cortez; 2005. MARTINS, Mírian Celeste. Aprendiz da Arte: trilhas do sensível olhar-pensante. São Paulo: Espaço Seminários); 1992. (Série Seminários). Revelações Pedagógicas. Ensaios, projetos e situações didáticas. São Paulo: Espaço Pedagógico; Reflexão). MANTOAN, M.T.E. A Integração de Pessoas com Deficiência: contribuições para uma reflexão sobre o tema. São Paulo: SENAC 1997. A Prática Educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998. PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL COM CURSO SUPERIOR Língua Portuguesa: FONOLOGIA: Conceitos básicos Classificação dos fonemas Sílabas Encontros Vocálicos Encontros Consonantais - Dígrafos - Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos O Alfabeto Orientações ortográficas. ACENTUAÇAO: Conceitos básicos - Acentuação tônica - Acentuação gráfica – Os acentos - Aspectos genéricos das regras de acentuação - As regras básicas - As regras especiais - Hiatos - Ditongos - Formas verbais seguidas de pronomes - Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras Conceitos básicos Processos de formação das palavras Derivação e Composição Prefixos Sufixos Tipos de Composição Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares - Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração Termos Integrantes da Oração Termos Acessórios da Oração - Período - Sintaxe de Concordância - Sintaxe de Regência - Sintaxe de Colocação - Funções e Empregos das palavras “que” e “se” - Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen - O uso da Crase - Interpretação e análise de Textos - Tipos de Comunicação: Descrição - Narração - Dissertação – Tipos de Discurso - Qualidades de defeitos de um texto - Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem - Vícios de Linguagem. Matemática: Radicais: operações simplificação, propriedade racionalização de denominadores; Equação de 2° grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2° grau; Equação de l° grau: resolução - problemas de 1° grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contra-domínio e imagem; Função do 1° grau função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica operações; Expressões fracionárias operações simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2° grau; Trigonometria da la volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Conhecimentos Específicos: Referências Bibliográficas: Idéias 14 (Experiências de desenvolvimento de pessoal na área do ensino pré-escolar no Estado de São Paulo); Idéias 7 – O cotidiano da pré –escola – F.D.E. 1990; Uma Nova Metodologia de Educação Pré-Escolar – Orly Zucatto Mantovani de Assis – Editora Artes Médicas; Piaget para a educação pré-escolar – Constance Kamii Rheta Devries – Editora Artes Médicas; A criança e o número – Constance Kamii – Editora Papirus; Avaliação Mediadora – Jussara Hoffmann – Editora Mediação; Lei 9394/96; Convivendo com a Pré-Escola (Teoria e Prática da Educação Pré-Escolar) - Denise Branco de Araújo, Célia Regina Mineiro, Nancy Trindade Kozoly, Editora – Ática; Atividades na Pré-Escola - Idalina Ladeira Ferreira; Sarah P. Souza Caldas, Editora Saraiva; Pré-Escola: Uma Nova Fronteira Educacional - Paulo Nathanael Pereira de Souza, Editora – Livraria Pioneira São Paulo; Modelo Pedagógico para Educação Pré-Escolar - Secretaria de Estado da Educação – São Paulo, Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas Fundação para o livro Escolar; Prática Psicomotora na Pré-Escola - Vera Miranda Gomes, Editora Ática; Pré Escola, tempo de educar - Maria Lucia Thiessen, Ana Rosa Beal, Editora Ática; A Educação Pré-Escolar (Fundamentos e Didática) - Marieta Lúcia Machado Nicolau, Editora Ática; Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil /Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998 – Volumes 1, 2 e 3; A Psicologia da Criança – Jean Piaget e B. Inhelder – Editora Bertrand Brasil S.A. – Rio de Janeiro – RJ; Plano Escolar – caminho para a autonomia – Akiko Oyafuso e Eny Maia – Esxtra Publishing Comf. Ltda; Por que Planejar? Como Planejar? – Maximiliano Menegolla e Ilza Martins Sant’Anna – Editora Vozes; Piaget. Vygotsky. Wallon – teorias Psicogenéticas em discussão – Yves De La Taille – Summus Editorial Ltda; Avaliação na Pré-escola – Jussara Hoffmann – Editora Mediação; O Educador e a Moralidade Infantil – Uma visão construtivista – Telma Pileggi Vinha – Mercado de Letras Edições e Livraria Ltda – Campinas – SP; Jogos em Grupo na Educação Infantil – Constance Kamii e outros; Conversando sobre Educação em Valores Humanos – Marilu Martinelli – Editora Peirópolis; Revisitando a Pré-escola – Regina Leite Garcia – Editora Cortez; Pensamento Pedagógico Brasileiro – Moacir Gadotti; Aprendizagem da Linguagem Escrita – Liliana Tolchinsky Landsmann; Piaget – O diálogo com a criança e o desenvolvimento do raciocínio – Maria da Glória Seber; Lei Federal nº 11.274, de 06 de fevereiro de 2006. Altera a redação dos artigos 29,30, 32 e 87 da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre a duração de nove anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos seis anos de idade. PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (1ª A 4ª SÉRIE) COM CURSO SUPERIOR Língua Portuguesa: FONOLOGIA: Conceitos básicos Classificação dos fonemas Sílabas Encontros Vocálicos Encontros Consonantais - Dígrafos - Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos O Alfabeto Orientações ortográficas. ACENTUAÇAo: Conceitos básicos - Acentuação tônica - Acentuação gráfica – Os acentos - Aspectos genéricos das regras de acentuação - As regras básicas - As regras especiais - Hiatos - Ditongos - Formas verbais seguidas de pronomes - Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras Conceitos básicos Processos de formação das palavras Derivação e Composição Prefixos Sufixos Tipos de Composição Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares - Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração Termos Integrantes da Oração Termos Acessórios da Oração - Período - Sintaxe de Concordância - Sintaxe de Regência - Sintaxe de Colocação - Funções e Empregos das palavras “que” e “se” - Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen - O uso da Crase - Interpretação e análise de Textos - Tipos de Comunicação: Descrição - Narração - Dissertação – Tipos de Discurso - Qualidades de defeitos de um texto - Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem - Vícios de Linguagem. Matemática: Radicais: operações simplificação, propriedade racionalização de denominadores; Equação de 2° grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2° grau; Equação de l° grau: resolução - problemas de 1° grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contra-domínio e imagem; Função do 1° grau função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica operações; Expressões fracionárias operações simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2° grau; Trigonometria da la volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Conhecimentos Específicos: Referências Bibliográficas: Psicologia na Educação – Davis, Claudia – Editora Cortez; Uma Escola para o povo – Nidelcoff, Maria Tereza – Editora Brasiliense; Avaliação Mediadora – Hoffmann, Jussara, – Editora Mediação; Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem – Luria, A.R. Vygostky – SP – Ícone – EDUSP/88; Lei Federal 9.394/96; Caderno idéias 19 e 20; Parâmetros Curriculares Nacionais – Vol. 1 a 10 – Séc. de Educação Fundamental Brasília – MEC/S; E;F; Temas Transversais e Educação – Maria Dolors Busquets e outros – Editora Ática; Avaliação da aprendizagem escolar – Cipriano Luckesi; A importância do ato de Ler – Paulo Freire – Editora Cortez; Lei n. º 8.069 – Estatuto da Criança e do Adolescente; Reflexões sobre alfabetização – Emília Ferreiro – Editora Cortez; Ensino: as abordagens do processo – Maria da Graça N. Mizukami; Planejamento: Plano de Ensino-Aprendizagem e Projeto Educativo – Celso dos Santos Vasconcelos; A formação social da mente – L. Vygotsky – Editora Martins Fontes – SP; O educador e a moralidade infantil – uma visão construtivista – Telma Pileggi Vinha – Mercado de Letras edições e Livraria Ltda. – Campinas – SP; Educação como prática da Liberdade – Paulo Freire – Editora Paz e Terra S/A; Construtivismo de Piaget a Emília Ferreiro – Maria da Graça Azenha – Editora Ática; Diagnóstico e tratamento dos Problemas de Aprendizagem – Sara Paín – Editora Artes Médicas Sul Ltda – Porto Alegre – RS; Violência e Educação – Regis de Morais – Papirus Editora - (Cap. 1, 2, 3 e 4); Aprendizagem Escolar e Construção do Conhecimento – César Coll Salvador – Editora Artes Médicas Sul Ltda – Porto Alegre – RS; Pensamento e Linguagem – L. S. Vygotsky – Livraria Martins Fontes Editora Ltda – São Paulo – SP; Escola – leitura e produção de textos – Ana Maria Kaufman e Maria Elena Rodríguez – Editora Artes Médicas Sul Ltda – Porto Alegre – RS; Os sete saberes necessários à Educação do Futuro – Edgar Morin – Editora Cortez – São Paulo – SP; A Organização do Currículo por projetos de trabalho – Fernando Hernandez Montserrat Ventura – Editora Artes Médicas - (Cap. 5, 6 e 7); Repensando a Didática – Antonia Osina Lopes, Ilma Passos Alencastro Veiga e outros – Papirus Editora; A criança na fase inicial da escrita – a alfabetização como processo discursivo – Ana Luiza Bustamante Smolka – Editora Cortez; Pensamento Pedagógico Brasileiro – Moacir Gadotti; Aprendizagem da Linguagem Escrita – Liliana Tolchinsky Landsmann; Piaget – O diálogo com a criança e o desenvolvimento do raciocínio – Maria da Glória Seber; Lei Federal nº 11.274, de 06 de fevereiro de 2006. Altera a redação dos artigos 29,30, 32 e 87 da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre a duração de nove anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos seis anos de idade. PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª A 8ª SÉRIES) – INGLÊS Língua Portuguesa: FONOLOGIA: Conceitos básicos Classificação dos fonemas Sílabas Encontros Vocálicos Encontros Consonantais - Dígrafos - Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos O Alfabeto Orientações ortográficas. ACENTUAÇÃO: Conceitos básicos - Acentuação tônica - Acentuação gráfica – Os acentos - Aspectos genéricos das regras de acentuação - As regras básicas - As regras especiais - Hiatos - Ditongos - Formas verbais seguidas de pronomes - Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras Conceitos básicos Processos de formação das palavras Derivação e Composição Prefixos Sufixos Tipos de Composição Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares - Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração Termos Integrantes da Oração Termos Acessórios da Oração - Período - Sintaxe de Concordância - Sintaxe de Regência - Sintaxe de Colocação - Funções e Empregos das palavras “que” e “se” - Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen - O uso da Crase - Interpretação e análise de Textos - Tipos de Comunicação: Descrição - Narração - Dissertação – Tipos de Discurso - Qualidades de defeitos de um texto – Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem - Vícios de Linguagem. Matemática: Radicais: operações simplificação, propriedade

racionalização de denominadores; Equação de 2° grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2° grau; Equação de 1° grau: resolução - problemas de 1° grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contra-domínio e imagem; Função do 1° grau função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica - operações; Expressões fracionárias operações simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2° grau; Trigonometria da la volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume. Conhecimentos Específicos: Texto Reading and Comprehension; General Vocabulary; Grammar; Greetings; Wh – questions (What?, Who?, Where?, etc.); How much / many?; Possessive Adjectives and Pronouns; Personal Pronouns; Objective Pronouns; Reflexive Pronouns; Demonstrative Pronouns; Indefinite / Definite Pronouns; Interrogative Pronouns; Relative Pronouns; Verb Tenses; Regular and Irregular Verbs; Affirmative / Negative / Interrogative Forms; Simple Present Tense; Simple Past Tense; Simple Future; Present / Past Continuous; Present / Past Perfect Tenses; Conditional; going to – Future; Modal Auxiliary Verbs; Genitive Case; Degree of Adjectives; Saying Time; Prepositions; Plural of nouns; Adverbs; Numerals; Quantitatives; Verb to be – Present tense; Articles; Colors; Fruit; Vegetables; Family relationship; Animals; Party; Occupations; Transportation Means; Toys; School Materials; Same & Different; Parts of the body; Parts of the house; Meals; If Clauses (1st Conditional – 2nd Conditional – 3rd Conditional); Passive and Active Voice; Used To x Be Used To; Reported Speech (direct and indirect speech); Opposites; Synonyms. 9. DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE 9.1 - Na classificação final entre candidatos com igual número de pontos, serão fatores de preferência os seguintes: A) idade igual ou superior a 60 anos, nos termos da Lei Federal 10.741/2003, entre si e frente aos demais, dando-se preferência ao de idade mais elevada, considerando-se, caso necessário, o horário de nascimento. B) maior idade. C) maior número de filhos menores de 18 anos ou incapazes. 9.1.1 - Persistindo o empate entre os candidatos, depois de aplicados todos os critérios acima, o desempate se dará através de sorteio. 9.1.2 - O sorteio será realizado ordenando-se as inscrições dos candidatos empatados, de acordo com o seu número de inscrição, de forma crescente ou decrescente, conforme o resultado do primeiro prêmio da extração da Loteria Federal do sorteio imediatamente anterior ao dia de aplicação da Prova Objetiva, conforme os seguintes critérios: A) se a soma dos algarismos do número sorteado no primeiro prêmio da Loteria Federal for par, a ordem será a crescente; B) se a soma dos algarismos da Loteria Federal for ímpar, a ordem será a decrescente. 10. DA FORMA DE JULGAMENTO DA PROVA OBJETIVA: 10.1 - A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 60 (sessenta) pontos e terá caráter eliminatório e classificatório. 10.1.2 - A nota da prova objetiva será obtida com aplicação da fórmula abaixo:

NPO =

60 xNAP TQP

ONDE: NPO - Nota da prova objetiva NAP - Número de acertos na prova TQP - Total de questões da prova 10.1.3 - Será considerado aprovado na prova objetiva o candidato que obtiver no mínimo 50% (cinquenta por cento) dos pontos. 10.1.4 - O candidato que não auferir no mínimo 50% (cinquenta por cento) dos pontos na prova objetiva será desclassificado do Concurso Público. 11. DA AVALIAÇÃO E FORMA DE JULGAMENTO DA PROVA DISSERTATIVA 11.1 - A prova dissertativa para os cargos cujo Edital prevê, será avaliada na escala de 0 (zero) a 40 (quarenta) pontos e terá caráter eliminatório e classificatório. 11.1.1 - A prova dissertativa consistirá no desenvolvimento de 01 (um) tema proposto pela Comissão, extraído do Conteúdo Programático e/ou Bibliografia de Conhecimentos Específicos, constante do presente Edital. 11.1.2 - O desenvolvimento do tema obedecerá ao seguinte critério: mínimo de 10 e máximo de 15 linhas. 11.1.3 - A avaliação das questões dissertativas será feita obedecendo-se aos seguintes critérios de correção: a – Desenvolvimento do tema proposto – 20 vinte) pontos; b – Gramática – 10 (dez) pontos; c – Análise de concordância – 10 (dez) pontos. 11.1.4 - Somente serão corrigidas, as provas dissertativas dos candidatos aprovados na prova objetiva. 11.1.5 - Será considerado aprovado na prova dissertativa o candidato que obtiver nota igual ou superior a 20 (vinte) pontos. 11.1.6 - O candidato que não auferir a nota mínima de 20 (vinte) pontos na dissertativa será desclassificado do Concurso Público. 12. DO RESULTADO FINAL 12.1 - O resultado final será a soma das notas obtidas nas provas objetiva e dissertativa, conforme constante dos itens de 10 a 11.1.6. 12.2 - Sobre a nota obtida pelos candidatos aprovados serão somados os pontos referentes aos títulos, para classificação final. 13. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 13.1 - A inscrição implica na aceitação por parte do candidato de todos os princípios, normas e condições do Concurso Público, estabelecidas no presente Edital e na legislação municipal e federal pertinente. 13.2 - A inexatidão das afirmativas, a não apresentação ou a irregularidade de documentos, ainda que verificados posteriormente, eliminará o candidato do Concurso Público, anulando-se todos os atos decorrentes da inscrição, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis à falsidade da declaração. 13.3 - A CONSESP, bem como o órgão realizador do presente certame não se responsabilizam por quaisquer cursos, textos, apostilas e outras publicações referentes ao concurso. 13.4 - Considerando que convivemos com dupla ortografia pelo prazo de 3 (três) anos de transição, serão aceitas como corretas as duas normas ortográficas. 13.5 - Caberá recurso à CONSESP – Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda., no prazo de 2 (dois) dias úteis, contados da data da divulgação oficial do resultado de classificação em jornal com circulação local, excluído-se o dia da publicação para efeito de contagem do prazo, mediante requerimento a ser protocolado no setor competente da Prefeitura, que deverá conter o nome do candidato, RG, número de inscrição, cargo para o qual se inscreveu e as razões recursais, inclusive sobre a necessidade de vista do gabarito e caderno de provas. 13.6 - Não serão aceitos recursos encaminhados via postal, via fax e/ou por via eletrônica, devendo ser digitado ou datilografado e estar embasado em argumentação lógica e consistente. Em caso de constatação de questões da prova, o candidato deverá se pautar em literatura conceituada e argumentação plausível. 13.7 Recursos não fundamentados ou interpostos fora do prazo serão indeferidos sem julgamento de mérito. A Comissão examinadora constitui última instância na esfera administrativa para conhecer de recursos, não cabendo recurso adicional pelo mesmo motivo. 13.8 - Após 180 (cento e oitenta) dias da divulgação oficial do resultado final do Concurso Público, as Folhas de Respostas serão digitalizadas, podendo após serem incineradas e mantidas em arquivo eletrônico, com cópia de segurança, pelo prazo de cinco anos. 13.9 - O candidato obriga-se a manter atualizado seu endereço para correspondência, junto ao órgão realizador, após o resultado final. 13.10 - A validade do presente Concurso Público será de “2” (dois) anos, contados da homologação final dos resultados, podendo haver prorrogação por igual período, a critério da Administração. 13.11 - A convocação para admissão dos candidatos habilitados obedecerá rigorosamente a ordem de classificação. 13.11.1- Para efeito de admissão, fica o candidato convocado sujeito a aprovação em exame de saúde, elaborado por médicos especialmente designados pela Prefeitura Municipal e apresentação de documentos legais que lhe forem exigidos. 13.12 - Nos termos do artigo 37, § 10º, da Constituição Federal, acrescido pela Emenda Constitucional nº 20, de 04/06/98, é vedada a percepção simultânea de salários com proventos de aposentadoria, salvo nas hipóteses de acumulação remunerada, expressamente previstos pela Lei Maior. 13.13 - Ficam impedidos de participarem do certame aqueles que possuam com qualquer dos sócios da CONSESP – Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda, a relação de parentesco disciplinada nos artigos 1591 a 1595 do Novo Código Civil. Constatado o parentesco a tempo o candidato terá sua inscrição indeferida, e se verificado posteriormente à homologação o candidato será eliminado do certame, sem prejuízo das medidas administrativas e judiciais cabível. 13.13.1- Não obstante as penalidades cabíveis, a Comissão Organizadora do certame, poderá, a qualquer tempo, anular a inscrição, a prova ou a admissão do candidato, desde que verificadas falsidades de declaração ou irregularidades na prova. 14.14 - Todos os casos, problemas ou questões que surgirem e que não tenham sido expressamente previstos no presente Edital e Lei Orgânica Municipal serão resolvidos em comum pela Prefeitura através de Comissão Fiscalizadora especialmente constituída pela Portaria nº 9.965, de 21 de dezembro de 2010 e CONSESP – Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda, através de Comissão Organizadora especialmente constituída pelo Decreto nº 3.922, de 21 de dezembro de 2010. 13.15 - A Homologação do Concurso Público poderá ser efetuada por cargo, individualmente, ou pelo conjunto de cargos constantes do presente Edital, a critério da Administração. 13.16 - A inexatidão das informações ou a constatação, mesmo posterior, de irregularidade em documentos ou nas provas, eliminarão o candidato do Concurso Público. 13.17 -Os vencimentos constantes do presente Edital, são referentes ao da data do presente Edital. REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE. São José do Rio Pardo - SP, 04 de fevereiro de 2011 . João Luis Soares da Cunha-Prefeito. A Prefeitura Municipal torna públicas as seguintes licitações : Pregão Presencial 06-11 – Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de atos oficiais desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, destinado a Secretaria Municipal de Gestão Pública, com encerramento dia 21 de fevereiro de 2011 às 13:30. Pregão Presencial 0711 – Sistema de Registro de Preço para aquisição de materiais de consumo (pó de pedra 3/16, pedrisco 5/16 e pedra marroada) destinado a recapeamento asfaltica em diversas ruas do município de São José do Rio Pardo, destinado a Secretaria Municipal de Gestão Pública, com encerramento dia 22 de fevereiro de 2011 às 13:30 Dispensa de Licitação 23/11 Em despacho consubstanciado o Sr Diretor do Departamento Administrativo, RATIFICOU dispensa de licitação para contratação da empresa COMDERP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE SÃO JOSE DO RIO PARDO, para a prestação de serviços de mão de obra por um período de 08 (oito) meses, sendo valor estimado de R$ 53.771,94 Mensal. De acordo com a Lei 8666/93 artigo 24. inciso VIII Republicado por incorreções publicado neste mesmo veículo no dia 29 de janeiro de 2011. Chamamento nº 01/2011 O objeto do presente Chamamento Público é o credenciamento para fornecedores de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural, para o atendimento ao Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE, pelo período de 6 (seis meses). Os Grupos Formais/ Informais deverão apresentar a documentação para habilitação a partir do dia 07 de fevereiro de 2010, das 12:30 às 17:30 hs, no setor de licitações, no endereço Praça dos Três Poderes, 01- Centro. Inexigibilidade 03/11 A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo comunica que em despacho consubstanciado o Sr Secretario Municipal de Gestão Pública, ratificou a inexigibilidade de licitação, ao amparo do artigo 25, ‘caput’, da Lei Federal 8666/93, em sua redação atual, para a Prestação de serviços com registro de imóveis, em favor do Registro de Imóveis e Anexos São José do Rio Pardo-SP, no valor total estimado de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), por um período de até 31 de dezembro de 2011. Dispensa de Licitação 25-2011 Em despacho consubstanciado, o Sr. Secretario Municipal de Gestão Administrativo RATIFICOU dispensa de licitação para Locação de um imóvel localizado na Rua São Domingos, nº 510, Vila Formosa, para o funcionamento da Residência Terapêutica, no valor de R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais) mensal, por um período de até 31 de dezembro de 2011, em favor do Sr. João Olinto Gusmão, de acordo com a Lei Federal 8666/93 artigo 24 inciso X. Dispensa de Licitação 26/11 Em despacho consubstanciado o Sr Diretor do Departamento de Adminstrativo, RATIFICOU dispensa de licitação para contratação da empresa COMDERP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE SÃO JOSE DO RIO PARDO, para a prestação de serviços de Locação de horas maquinas sendo uma carregadeira Fiat Allis FR 10 estimando-se em 90 horas mês no valor de R$ 95,00/hora e uma carregadeira Caterpilllar 966, estimando–se em 24 horas mês no valor de R$ 125,00/hora por um período de 06 meses, De acordo com a Lei 8666/93 artigo 24. inciso VIII EDITAL DE CONVOCAÇÃO A SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO, convoca os funcionários da Prefeitura de São José do Rio Pardo, lotados na Secretaria Municipal da Educação, classificados no Concurso de Remoção, de acordo com o artigo 7°, § 2°. do Decreto Municipal n°. 3.760 de 22 de junho de 2009 e comunicado conjunto S.M.E./DRHC n°. 01/2009, ambos publicados em 27/06/ 2009, a comparecerem no dia 09/02/2011, às 9h00 na Secretaria Municipal da Educação (EMEB Profª. Ada Parisi) para escolha (no Processo de Remoção) dos cargos de ADI, Apoio Operacional e Merendeira: Do n°. 01 ao n°. 16. São José do Rio Pardo, 04 de fevereiro de 2011. Profa. Rita de Cássia Zanetti Manzoni-Secretária Municipal de Educação.


A-24 - 5 de fevereiro de 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO EDITAL DE CONVOCAÇÃO A SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO, em conformidade com as Leis n°. 2.940/07, 2.981/07, 3.214/08, 3.261/08, Edital n°. 003/2009 (Processo Seletivo Classificatório), itens: 9.3.4; 9.3.5; 9.3.9, convoca os professores aprovados para atribuição de classes e ou aulas no dia, local e horários abaixo discriminados: Dia: 08/02/2011 - Local: Secretaria Municipal da Educação - Avenida dos Lírios, n°. 400 – Centro. HORÁRIO: 8h00 EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL CICLO I Do n°. 01 ao n°. 66. HORÁRIO : 11h00 EDUCAÇÃO ESPECIAL Do n°. 01 ao n°. 20 HORÁRIO: 12h00 LINGUA PORTUGUESA Do n°. 01 ao n°. 05 INGLÊS Do n°. 01 ao n°. 04 GEOGRAFIA Do n°. 01 ao n°. 04 HISTÓRIA Do n°. 01 ao n°. 04 CIÊNCIAS Do n°. 01 ao n°. 03 O candidato não contratado em 2010 deverá apresentar no dia da atribuição, os seguintes documentos: a) comprovação da escolaridade exigida para a inscrição; b) cópia da carteira de trabalho; c) cópia do título de eleitor e comprovante de que votou na última eleição; d) atestado de antecedentes criminais; e) cópia da carteira de identidade e CPF. São José do Rio Pardo, 04 de fevereiro de 2011. Rita de Cássia Zanetti Manzoni - Secretária Municipal da Educação COMUNICADO A SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA E INCLUSÃO SOCIAL, comunica que de acordo com as leis municipais nº 1.927 de 06 março 1995 e nº 1.928 de 06 março 1995 / Lei nº 2.931 de 07 maio 2007, os lotes dos Programas Habitacionais nos bairros Vila do Servidor e Conjunto Habitacional Professor Rehder foram reintegrados à Prefeitura de São José do Rio Pardo. Terrenos reintegrados da Vila do Servidor: Quadra J (lotes 69, 73 e 81) e da quadra K (lotes 3 e 4). Terrenos do Professor Redher: Quadra B (lote 6), Quadra C (lote 5), Quadra D (lotes 8, 10, 27), Quadra E (lote 13). Motivo - De acordo com a Secretaria de Assistência e Inclusão Social (SAIS), as famílias beneficiadas pelo Programas Habitacionais não construíram suas casas no tempo estimado. Mais informações na secretaria pelo telefone 3682-7892. REPUBLICAMOS, POR INCORREÇÃO, AS PORTARIAS Nº 9.993 E 9.987 e 9.988, PUBLICADAS NA EDIÇÃO DE 29 DE JANEIRO DE 2011. DESTE MESMO VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO. PORTARIA N.º 9.993, DE 28 DE JANEIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração do servidor MIGUEL AUGUSTO GONÇALVES DE PAULI, do cargo em comissão de ASSISTENTE DE PROCURADORIA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerado o servidor MIGUEL AUGUSTO GONÇALVES DE PAULI, do cargo em comissão de ASSISTENTE DE PROCURADORIA, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 31 de janeiro de 2011. São José do Rio Pardo, 28 de janeiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA Nº 9.987, 19 DE JANEIRO DE 2.011. Dispõe sobre a alteração portaria 9.257 de 19 de julho de 2.009, que nomeia o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação-FUNDEB. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, no uso de suas atribuições; RESOLVE: Art. 1º – Alterar os incisos I, II e IV, do artigo 1º, da portaria 9.257 de 19 de junho de 2009, que nomeia o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - FUNDEB, que passa a ter a seguinte redação: I - Representante da Secretaria Municipal de Educação: Titular: Rita de Cássia Zanetti Manzoni; Suplente: Maria Ester Cassussi Vieira; II - Representantes dos Diretores das Escolas Públicas Municipais: Titular: Neide Giacomini de Moraes; Suplente: Eni de Fátima Pedretti Viana; IV – Representantes dos Servidores Técnico Administrativos das Escolas Públicas Municipais: Titular: Nádia de Fátima Navarro Zonaro; Suplente: Nagla Cristiane Braz Silveira de Faria. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 19 de janeiro d e 2.011.João Luis Soares da Cunha-Prefeito Publicado por afixação em quadro próprio de editais, na sede da Prefeitura na mesma data. PORTARIA N.º 9.988, DE 19 DE JANEIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração, a pedido, da servidora SOLANGE CRISTINA TARDELLI PAVAN, do cargo em comissão de CHEFE DE SEÇÃO DE TRIBUTAÇÃO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E:Art. 1º - Fica exonerada, a pedido, a servidora SOLANGE CRISTINA TARDELLI PAVAN, do cargo em comissão de CHEFE DE SEÇÃO DE TRIBUTAÇÃO, nível XII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. São José do Rio Pardo, 19 de janeiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA Nº 9.994, DE 31 DE JANEIRO DE 2.011 Nomeia Comissão Fiscalizadora do Concurso Público nº 001/2011, para preenchimento de cargo na Administração Municipal. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, R E S O L V E :Art. 1º - Designar a COMISSÃO FISCALIZADORA do Concurso Público para preenchimento de cargos vagos regidos pelo Regime Estatutário constante do Edital nº 001/2011 afixado no local de costume na sede da Prefeitura Municipal, publicado no Jornal de circulação do Município de São José do Rio Pardo – SP a qual será formada pelos membros a seguir relacionados, os quais terão as atribuições de fiscalizar o trabalho a ser realizado pela CONSESP, empresa contratada para organização, aplicação e correção do Concurso. Carlos Alberto Gonzales - RG: 21.410.156; Izonel Tozini – RG: 6.706.310. Júlio César Cálipo - RG: 23.519.665-4Art. 2º - A Comissão Fiscalizadora terá a responsabilidade de cumprir e exigir que se cumpra as determinações do Regulamento do Concurso Público, estabelecida no Edital n.º 001/2011. Art. 3º - O Presidente da Comissão Fiscalizadora designada nesta Portaria será o Sr. Carlos Alberto Gonzales. Art. 4º - Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação revogadas as disposições em contrário. São José do Rio Pardo, 31 de janeiro de 2.011.João Luis Soares da Cunha-Prefeito-Publicado por afixação no quadro próprio na sede da Prefeitura, na mesma data. PORTARIA N.º 9.995, DE 31 DE JANEIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração do servidor AURÉLIO PEREIRA DE MAGALHÃES, do cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE RENDAS E FISCALIZAÇÃO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerado o servidor AURÉLIO PEREIRA DE MAGALHÃES, do cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE RENDAS E FISCALIZAÇÃO, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de janeiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal - Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA N.º 9.996, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a designação da Senhora MARTA MARIA MORAES, para o emprego público de AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica designada, através do Processo Seletivo nº 001/2009, a Senhora MARTA MARIA MORAES, para ocupar o emprego público de AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 01 de fevereiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito PORTARIA Nº 9.997, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre aposentadoria da servidora ROZELY MARIA DELLA TORRE, do cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º Aposentar a servidora ROZELY MARIA DELLA TORRE, por aposentadoria especial, do cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL, nível XXI–E, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 05 de janeiro de 2.011. São José do Rio Pardo, 01 de fevereiro de 2.011. João Luis Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA Nº 9.998, DE 26 01 DE FEVEREIRO DE 2.011. Altera o inciso I da Portaria nº 9.955, de 26 de novembro de 2010, que dispõe sobre a nomeação de membros para o Conselho de Alimentação Escolar do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo.O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais e considerando os termos da Lei nº 2.429 de 20 de Abril de 2001, que criou o Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e o Decreto nº 3.106 de 30 de Abril de 2001e a Medida Provisória nº 2.178 – 36/01, RESOLVE: Art. 1º – Fica alterado o inciso I da Portaria nº 9.955 de novembro de 2.010, que dispõe sobre a nomeação dos membros do Conselho de Alimentação Escolar, conforme composição abaixo: I - Representante do Poder Executivo:Titular: Rita de Cássia Zanetti Manzoni. Art. 2º- Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 01 de fevereiro de 2.011. João Luis Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA N.º 9.999, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração do servidor WALKYR VERONESE JÚNIOR, do cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DA PROMOÇÃO SOCIAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004,R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerado o servidor WALKYR VERONESE JÚNIOR, do cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DA PROMOÇÃO SOCIAL, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 31 de janeiro de 2011. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal- Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA N.º 10.000, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação do servidor WALKYR VERONESE JÚNIOR, no cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeado o servidor WALKYR VERONESE JÚNIOR, do cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA N.º 10.001, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação do Senhor ANTÔNIO CARLOS ALVES JÚNIOR, no cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DA PROMOÇÃO SOCIAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeado o Senhor ANTÔNIO CARLOS ALVES JÚNIOR, do cargo em comissão de SECRETÁRIO MUNICIPAL DA PROMOÇÃO SOCIAL, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior- Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.002, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração do servidor LUCIANO MAGALHÃES GOMES ALVES, do cargo em comissão de ASSISTENTE DA PROCURADORIA.O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E:Art. 1º - Fica exonerado o servidor LUCIANO MAGALHÃES GOMES ALVES, do cargo em comissão de ASSISTENTE DA PROCURADORIA, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 31 de janeiro de 2011. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em

quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.003, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação do servidor LUCIANO MAGALHÃES GOMES ALVES, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE RENDAS E FISCALIZAÇÃO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeado o servidor LUCIANO MAGALHÃES GOMES ALVES, do cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE RENDAS E FISCALIZAÇÃO, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação.São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.005, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora ANA ELISA DIAS NAHIME, do cargo em comissão de ASSISTENTE DA PROCURADORIA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004,R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora ANA ELISA DIAS NAHIME, do cargo em comissão de ASSISTENTE DA PROCURADORIA, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 31 de janeiro de 2011. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal- Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.006, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação da servidora ANA ELISA DIAS NAHIME, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE EMPREGO, CIDADANIA E EMPREENDEDORISMO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora ANA ELISA DIAS NAHIME, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE EMPREGO, CIDADANIA E EMPREENDEDORISMO, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação.São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. PORTARIA N.º 10.007, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração do servidor FILIPE AUGUSTO CAETANO SANCHO, do cargo em comissão de PROCURADOR JURIDICO ADJUNTO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerado o servidor FILIPE AUGUSTO CAETANO SANCHO, do cargo em comissão de PROCURADOR JURIDICO ADJUNTO, nível XXVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 31 de janeiro de 2011. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.008, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação do servidor FILIPE AUGUSTO CAETANO SANCHO, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeado o servidor FILIPE AUGUSTO CAETANO SANCHO, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação. São José do Rio Pardo, 1º de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal-Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.010, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora ROSANA PRIMINI FELTRAN, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora ROSANA PRIMINI FELTRAN, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, nível XVI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal.Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.011, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora SILVANA APARECIDA PIZANI CAVALLI, do cargo em comissão de VICE – DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora SILVANA APARECIDA PIZANI CAVALLI, do cargo em comissão de VICE DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL, nível XVI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese JúniorSecretário Municipal de Gestão Pública PORTARIA N.º 10.012, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora MÔNICA APARECIDA MARSULO FÉLIX, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora MÔNICA APARECIDA MARSULO FÉLIX, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL, nível XVI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.013, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora NEUSA MARIA POLICIANO, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora NEUSA MARIA POLICIANO, do cargo em comissão de PROFESSOR COORDENADOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL, nível XVI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito MunicipalPublicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese JúniorSecretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.014, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a exoneração da servidora ANA LÚCIA PORFÍRIO, do cargo em comissão de DIRETOR DE EMEIF. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora ANA LÚCIA PORFÍRIO, do cargo em comissão de DIRETOR DE EMEIF, nível XVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior - Secretário Municipal de Gestão Pública PORTARIA N.º 10.015, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação da servidora ROSEMARY APARECIDA RODRIGUES, no cargo em comissão de VICE DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora ROSEMARY APARECIDA RODRIGUES, no cargo em comissão de VICE DIRETOR DE ESCOLA MUNICIPAL, nível XVI, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior- Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.016, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a nomeação da servidora ROSANA PRIMINI FELTRAN, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEIF. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora ROSANA PRIMINI FELTRAN, no cargo em comissão de DIRETOR DE EMEIF, nível XVIII, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior- Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.017, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a designação da servidora MARIA LUISA VERGÍLIO DE JESUS, para retornar as funções de PROFESSOR. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica designada a servidora MARIA LUISA VERGÍLIO DE JESUS, para retornar as funções de Professor na Creche Natal Bortot, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha -Prefeito Municipal - Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.018, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a designação da servidora LUZIA APARECIDA DE SOUZA BREDA, para retornar as funções de PROFESSOR. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica designada a servidora LUZIA APARECIDA DE SOUZA BREDA, para retornar as funções de Professor na Creche Natal Bortot, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 10.019, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2.011. Dispõe sobre a designação do servidor SIDNEI DOS SANTOS, para retornar as funções de PROFESSOR. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica designado o servidor SIDNEI DOS SANTOS, para retornar as funções de Professor na EMEB “ Profª Stella Maris Barbosa Catalano”, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, com efeitos a partir de 02 de fevereiro de 2011. São José do Rio Pardo, 3 de fevereiro de 2.011. João Luís Soares da Cunha - Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública DECRETO N.º 3.935, DE 31 DE JANEIRO DE 2.011. Nomeia Comissão de Concurso Público n.º 001/2011 para provimento de cargo na Administração Municipal. JOÃO LUIS SOARES DA CUNHA, Prefeito de São José do Rio Pardo – SP, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o disposto no artigo 37, inciso II, da Constituição Federal, determinando que a investidura em cargo público seja precedida de aprovação em concurso público; CONSIDERANDO a existência, no quadro de pessoal da Administração, de vagas a serem preenchidas, gradualmente, de acordo com as necessidades de serviço, para o cargo constante no Edital; CONSIDERANDO o princípio constitucional da publicidade dos atos administrativos; D E C R E T A: Art. 1º - Fica nomeada uma Comissão de Concurso Público para organização, aplicação e correção de provas, bem como outros atos necessários para o processo de escolha de candidatos para provimento de cargos ou funções na Administração Municipal, composta pelos seguintes membros: VICTOR PEDRO STELATO, portador do RG SSP.SP 43.681.638-6 e inscrito no CPF sob nº 222.230.668-01, FERNANDO MONTEIRO, portador do RG. SSP.SP 23.504.393-X e inscrito no CPF sob n.º 110.855.88874 e MARCELO MEROTTI DE CARVALHO, portador do RG SSP.SP 23.998.500-X e inscrito no CPF sob nº 206.340.148-97.§ 1º - A Comissão será presidida pelo Senhor FERNANDO MONTEIRO. § 2º - A Comissão deverá instaurar procedimento administrativo, que contenha os documentos relativos às fases do concurso. Art. 2º - Serão selecionados candidatos para o provimento do cargo vago, cuja nomenclatura, número de vagas, carga horária e vencimentos constarão por inteiro teor do Edital do Concurso Público, observadas as exigência e condições prescritas na legislação Municipal e Federal pertinente. Art. 3º - O Concurso Publico reger-se-á pelas disposições específicas do Edital, cabendo à Comissão nomeada por este Decreto decidir sobre os casos eventualmente omissos. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. São José do Rio Pardo, 31 de janeiro de 2.011.João Luís Soares da Cunha-Prefeito-Publicado por afixação no quadro próprio na sede da Prefeitura, na mesma data.


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 29 de janeiro de 2011

EM FOCO “ In Vino Veritas “ – como afirmavam os romanos. Viabilizar o sonho colocando em prática o tino comercial e abrindo o leque de negócios, assim o empresário Márcio Vedovato Verrone, antes enófilo por diletantismo, passará a produzir seu rótulo em escala comercial, provando que nossas terras também têm vocação para a cultura da uva. Saiu na frente constituindo-se pioneiro de um ramo bastante promissor, obviamente tendo consigo a assessoria de uma equipe abalizada. A próxima empreitada será a produção do azeite, um desafio que, apoiado na tecnologia atual, tende ao sucesso. Vinho e azeite, pilares da dieta mediterrânea, em breve às nossas portas – A Europa é aqui!

Quais tipos de videiras foram plantadas? Em Itobi as uvas plantadas são Shiraz, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc para produção de vinhos tintos. Para produção de vinho branco, Sauvignon Blanc. Em Divinolândia para produção de espumante, a uva Chardonnay e Pinot Noir. Todas francesas. Quando aconteceu a vindima? O período foi escolhido devido a nossa posição geográfica? No ano de 2010, fizemos a colheita em julho em Itobi. Foi feita uma alteração na época de produção por indicação e técnica do consultor a fim de fazer colheita em dias ensolarados, noites frias e sem chuva, condições iguais às européias e ideais para produção de vinho por não haver problemas com doença. Em dezembro fizemos a colheita em Divinolândia, neste caso obedecendo ao ciclo normal da planta, onde neste momento está acontecendo a fermentação para o espumante.

Falando em números, quanto foi produzido e qual é a expectativa para os próximos anos? Neste ano, foi colhida a primeira produção a nível de experimento para validação da qualidade, produzimos entre vinhos branco e tinto 1525 garrafas. Estamos estimando em espumante, que está em vinificação, aproximadamente 1000 garrafas. Como as videiras são novas a produção ainda é pequena. Na atual área plantada chegaremos a 12 mil garrafas ano em produção máxima daqui há 3 anos. O projeto é para 300 mil garrafas ano com o plantio de novas áreas. Márcio, como surgiu a idéia de produzir vinho? O vinho para mim sempre foi uma paixão. Iniciei meus estudos em São Paulo em 2000 na associação Brasileira de Sommeliers. Fiz depois de um ano e meio de curso viagens para conhecer vinícolas tanto aqui no Brasil como no exterior. A cada uma que conhecia eu sonhava cada vez mais. Em junho de 2008, meu amigo Marcio Fonseca me apresentou o pesquisador Murilo Regina, hoje meu consultor e quem me falou de suas pesquisas e da grande possibilidade de se produzir uvas para produção de vinho na nossa região. Em dezembro de 2008 fizemos o primeiro plantio em Itobi. Confesso que não foi fácil pela inexperiência que tinha.

Podemos dizer que o Brasil tem a cultura da cerveja, esse panorama está mudando? Apesar do consumo brasileiro de vinho ser pequeno, apenas 2 litros por pessoa ano, na Europa em países como França e Itália isso chega a 60 litros, são 400 milhões de litros. O volume é grande. O que está acontecendo é uma mudança porque 80% deste volume é vinho de mesa (garrafão). Apenas 20 % é vinho fino. Tende a aumentar o consumo de vinhos finos sobre o de mesa. O espumante é a grande realidade no Brasil porque a qualidade está muito boa e o nosso clima é quente. Que tal ao invés de tomar uma cerveja trocar por um espumante bem gelado à beira da piscina. É muito bom!!!!!

Onde se localizam as vinhas? Existem dois vinhedos, um em Itobi que faz os vinhos tintos e brancos com colheita de inverno a uma altitude de 860 metros. O outro está em Divinolândia com colheita de verão onde estão sendo plantadas uvas para espumante a uma altitude de 1300 metros.

Onde está sendo produzido o primeiro vinho genuinamente rio-pardense? Estamos ainda em fase de validação de qualidade. Para isso estamos utilizando uma vinícola experimental da EPAMIG em Caldas, estado de Minas, para onde as uvas são levadas para o processamento.

Como foi colocada no mercado a produção da primeira safra? Na realidade não foi. Estamos apenas utilizando para a comemoração de 40 anos da Agrovecal e distribuímos para nossos clientes e colaboradores. Temos que melhorar ainda mais a qualidade antes de colocá-lo no mercado. Isso virá com o tempo porque as videiras ainda estão muito jovens. Márcio, você já “batizou” o seu vinho? Ainda não, estamos estudando um nome apropriado para registro no Ministério e posterior veiculação do nome. Porém meu pai disse que se o vinho fosse bom ele queria que fosse Verrone. Então vocês podem ter uma idéia. Como é composta a credenciada equipe que lhe presta apoio técnico? Em termos técnicos, a equipe da Agrovecal para a condução de problemas de doenças e pragas que são muito freqüentes em qualquer parte do mundo. O nosso Consultor, Murilo, fez doutorado e pós doutorado em cultivo de uva em Bordaux na França. A enóloga tem vários anos de produção em vinhos na Salton. Ela era responsável pelo vinho Talento, hoje o melhor da vinícola. O seu próximo empreendimento é a produção do azeite. Onde se localiza o olival e quais são os planos futuros? Iniciaremos neste mês o plantio de oliveiras em Divinolândia para produção de azeite. As oliveiras precisam de muitas horas de frio para produção dos frutos e a 1300 metros de altitude, sabemos que esse problema está resolvido. A cultura da oliveira é bem lenta, a produção plena é atingida em 7 anos. Temos um projeto inicial para 20 mil litros de azeite ano. Sabemos que o consumo de azeite por pessoa é apenas 150 ml por ano. Tem muito espaço para crescer. Suas considerações finais: Tudo que estamos fazendo no momento é novidade e para isso o pioneirismo reina. Sabemos que o Brasil tem um potencial ainda muito grande a ser explorado. Estamos dando um passo importante para isso, principalmente trabalhando na cadeia de Valor onde a Agrovecal é a mola mestra. Queremos que a nossa região seja referencia no país e quem sabe no mundo, como produtora de produtos de qualidade e trazendo para bem próximo de nós um pouco da Europa. De um sonho em 2000 para uma realidade em 2010. Isso me mostra que não devemos ficar só no sonho, lutemos pelo que sonhamos para trazer a realidade. Em breve brindaremos a isso com um excelente espumante genuinamente riopardense.


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO - 5 de fevereiro de 2011

Formatura  Maria Beatriz colou grau no Curso de Nutrição da PUC- Camp na noite de sexta-feira, 28 de janeiro. A Missa em Ação de Graças aconteceu no dia 27 e o Baile de Gala no dia 29. A jovem formanda é filha do casal Marli e Mário Gusmão.

A nova Nutricionista Maria Beatriz ladeada pelos pais Marli e Mário Gusmão e pelos irmãos Pedro Augusto e Andréia

Filipe, filho do casal Márcia Minussi Bini e José Carlos Bini formou-se no Curso de Medicina pela Faculdade de Medicina da USP-campus São Paulo e já garantiu vaga para Residência Médica no Hospital das Clínicas de São Paulo. A Colação de Grau aconteceu na noite de 6 de dezembro, no Via Funchal. A Missa, no dia 7, foi celebrada na Igreja Santa Terezinha, em Higienópolis e o Baile de Gala, 8, foi realizado no Expo Center Norte.

Gabriel Eduardo, filho de Silvia Isabel Fernandes Ortega e Rinaldo Farah Ortega, formou-se em Comunicação Social – Jornalismo durante Colação de Grau “Oficial” ocorrida na noite de 27 de janeiro, no Anfiteatro da Universidade Paulista – Unip, em Campinas. A Colação de Grau Festiva será realizada no próximo dia 18, no Campinas Hall.

Em noite de gala o Dr. Filipe com os pais, Márcia e José Carlos, mais os irmãos André Luís e Marcos Paulo

1º Sacramento Leonardo, filho do casal Giovanna Landini Basili e Eduardo Teixeiras Basili, nascido em 4 de janeiro do corrente ano, foi levado à pia batismal da Igreja Matriz Santuário São Roque acalentado pelo tio-padrinho Giuliano e por Maria Fernanda Drago Costa, onde recebeu o 1º Sacramento do Abade Dom Paulo Celso Demartini. De sorriso largo, os avós maternos, Maria Lúcia e Maurílio Edson Basili.

Gabriel com os pais, Silvia e Rinaldo, na noite da Colação de Grau

Mesa de Pista  O site www.carmemlofrano.com entrou no ar dia 11 de novembro de 2010. Trata-se de site pessoal, voltado à divulgação de São José do Rio Pardo e região, cujo diferencial é já ter sido divulgado em 8 países. (Argentina, Chile, EUA, França, Japão, México, Uruguai e Irlanda). Destina-se aos amigos e, por extensão, a outras pessoas de seu círculo de relacionamento. Muitas outras opções estão previstas no decorrer dos próximos meses, sendo que o objetivo fundamental continuará a ser o de divulgar a cidade por

sua privilegiada localização nos inícios da Serra da Mantiqueira, contemplada com belezas naturais e com seu potencial turístico, social e cultural. Associam-se a este site vários parceiros já conhecidos da mídia escrita e falada. Sempre inovando, o restaurante Empório sob a batuta do casal Júnior e Cecília, hoje, é também pizzaria. Desde o dia 27 de janeiro a casa conta com mais essa opção, capitaneada pelos pizzaiolos Alexandre e Moacir – Votos de sucessos constantes!

Parágrafo Único

Após o batizado, em pose para o álbum de família: Maurilinho, Eduardo e Giovanna com os filhos Leopoldo e Leonardo, Abade Dom Paulo Demartini, os padrinhos Fernanda e Giuliano, mais a avó Maria Lúcia

NCassinho Barbosa festejou idade nova na noite de sábado, 22 de janeiro, em torno de descontraída recepção organizada pela esposa Carola. No registro da objetiva, sentados, o aniversariante Cassinho ladeado pelo pequeno José Eduardo e por Marcelo Pivato. Atrás: Renato, Helena, Mariane, Flávio, Carola, Jôse, Tic, Lili, Alexandre e Kleber.

“Uma mulher que vivia perto da minha casa decretou a morte de um ipê que florescia à frente de sua casa porque ele sujava o chão, dava muito trabalho para a sua vassoura. Seus olhos não viam a beleza. Só viam o lixo”. (Ruben Alves)


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 5 de fevereiro de 2011

N Uma linda festa com muitos convidados organizada por Cristina Pereira de Lima para celebrar o nat do marido, Dr. Paulo Gaudencio, aconteceu na noite de segunda-feira, 24 de janeiro, no elegante apê do casal, na capital paulista. Petronio Cinque, o fotógrafo das estrelas, registrou o badalado encontro. Atente para os flashes:

Em Sociedade NCarismática e agregadora, a estilista Carmen Sylvia Barretto Ferreira da Silva (foto), presidente há longos anos da ARA – Ação Rio-Pardense de Amigos, foi a grande aniversariante do último dia 28 de janeiro, comemorando na intimidade de seu lar, na capital paulista, com os familiares e amigos – Parabéns, Carmen Sylvia!

Lúcia-Dr. Olyntho Dantas, presenças simpáticas do descontraído encontro

O aniversariante Dr. Paulo Gaudencio com a esposa Cristina, em noite de comemoração

Enlace RÀs 21 horas do dia 29 de janeiro, na Igreja Matriz Santo Antônio, aconteceu o enlace matrimonial de Vanessa e Carlos Ademar, unindo as famílias Sebastião Rogério-Sônia Maria Domingos Rogério e Carlos Ademar LemeSilvia Helena Xavier Leme. Os noivos receberam os cumprimentos durante a recepção que teve lugar nas novas dependências do Educandário São José. FOTO LÍDER

A ala jovem representada por Marcelo, Betânia, Graciela e Mauro

R Aline, filha de José Pedro Moreno Mansano e Maria Helena Melo Brandão Mansano, trocou aliança na mão esquerda com Matheus, filho de Pedro Stocco (in memoriam) e Joana Rossetti Stocco, durante cerimônia religiosa celebrada na Igreja Matriz Santuário São Roque, dia 22 de janeiro. FOTO MANSANO

Mesa de Pista  O conterrâneo Dr. Oddone Braghiroli Neto e sua esposa, Dra. Maria Clara, ultimando os preparativos da organização do matrimônio do filho João com a soteropolitana Naiara, filha do casal Hermenegildo Magalhães Fraga – Diacuí Abreu de Azevedo Fraga, a realizar-se às 20 horas do dia 25 do corrente mês, na Igreja de Santo Antônio da Barra, Ladeira da Barra, Sal-

vador – B.A.Os noivos receberão os cumprimentos no Solar Cunha Guedes, no Corredor da Vitória.

3608-6677

Curso Técnico Lilian Alexandra das Graças Curi participou do II Curso Técnico Sachê Collor realizado no período de 24 a 28 de janeiro, na grande São Paulo, sediado no Hotel Confort, em Guarulhos, especializando-se em Coloriometria, inteirando-se das mais modernas técnicas australianas.

Durante renomado curso de especialização em Coloriometria, a conterrânea Lilian Curi, a primeira da direita para a esquerda, ao lado do palestrante Tino e demais colegas técnicos


GAZETA DO RIO PARDO - 5 de fevereiro de 2011 - C- 4


Página C-5 - 5 de fevereiro de 2011 - GAZETA DO RIO PARDO

www.rjdg@terra.com.br

Pela Internet, outro texto de Maria Cecília Olá Rodolpho! Como você está? Aqui é a Cecília de São Bernardo, se lembra? Eu recebi a encomenda dos livros que eu fiz ao senhor Batista, eu acho que agora tenho todos os seus livros que estão á venda no momento. Meu pai, eu nem preciso dizer, está feliz com a leitura, ele se sente como

se nunca tivesse saído de São José do Rio Pardo. Lendo alguns deles, eu me senti inspirada e com muita vontade de fazer um resgate de memórias de uma banda da minha cidade na qual eu fiz parte quando criança e adolescente, Eu tocava saxofone. Era dessas bandas marciais que quase toda cidade tem. O maestro era

muito organizado, não sei se pelo fato de ser militar, ou se era uma característica pessoal dele; o fato é que ele deixou um arquivo bem grande de fotos, matérias de jornais da época, enfim tudo o que era relacionado a essa banda. Nós tocávamos muito, éramos bem conhecidos na região e mesmo fora, pois viajávamos muito também.

Tem os fatos curiosos e engraçados vividos por uma molecada com muita energia, sob um comando militar e paternal ao mesmo tempo. Essa banda se desfez da sua formação original, mas ela continua de outra forma, com o maestro atual sendo um dos integrantes daquela época. Um dia desses, eu fui assistir à uma apresentação

deles, e lá fiquei sabendo que todo o trabalho do nosso maestro quase foi parar no lixo: coisa de mudança de prefeito e descaso com a cultura. Aí me deu muita vontade de tentar fazer um trabalho inspirada no seu, claro Rodolpho, que guardadas as devidas proporções e sem nenhuma pretensão literária, mas eu gostaria de pelo

menos tentar. Eu gostaria de poder conhecê-lo pessoalmente e conversar sobre o assunto, para que eu crie coragem, ou tire essa idéia da cabeça. Caso você possa me receber para essa conversa me avise que irei até São José. Muito obrigada pela sua atenção e um abraço. Cecília.

Festa no G. E. Dr. Cândido Rodrigues, no Dia do Professor de 1957. Da esquerda para a direita, sentados: Ilda Figueiredo, Maria Augusta O. Celentano, Padre D. Guerico, Padre Adauto Vitali, Padre D. Bernardo, Isaura Manita e a menina Heloísa Junqueira. Em pé, no meio: n.i. atrás das flores, Helena Farah, Nicinha Navarro de Assis, Rosa Maria L. Silveira, Maria do Céu L. Silveira, Emília M. de Almeida, n.i., Glorinha Fernandes, Hilda M. de Almeida, Elza Z. Ferraz, Olga Bertoncini (atrás), Maria de Almeida, n.i. atrás, n.i., esposa do funcionário da Casa Euclidiana, n.i., Edith Kasten Rodrigues (atrás), Ricieri Marin (atrás), Nair Ristori, Inês Tobias (saia estampada) e dois n.i. Atrás: n.i., Julieta de Castro, Arlinda Viezzi, Zita Villelea Tobias, n.i., Marli Raddi Affarelli e Rosa Longo.

1957, em Guaxupé, uma recepção ao Bispo, Dom Hermínio. Da esquerda à direita, sentados: o prefeito Antônio Costa Monteiro, Mirtes Nasser Simonetti segurando uma das gêmeas e o bispo Dom Hermínio. Em pé: Sálvio Calicchio, Jamil Nasser, Floripes Portella Nasser segurando a outra gêmea (Mariliza ou Maurici) e Monsenhor Hilário. Os demais padres não foram identificados.

Nos anos 40, a família Carola Bertocco e Nhonhô Rondinelli. Da esquerda para a direita, sentados no chão: Joel Mendes, José Eduardo Vecchio e Gastão Mendes. Sentados: Zilda R. Mendes com Jair, José Maria, a mãe Carola, Nininha, o pai Nhonhô, Pedrinho, Zélia segurando Maria Zélia. Em pé: Américo Mendes, Zuré, Zenides, Zeli, Zizinha, Zilá e Goemy

Jogadores muito jovens, em 1930. Da esquerda para a direita, em pé: Carlito Landini, José Aguiar, Paschoal Frontera, Domingos Possebon, Braz Bortot (atrás), Leone Mazzarelli (gorro branco), Sebastião Rosa (pedreiro), 3 n.i. e Angelim Bortot (com chapéu). Os dois no meio n.i. Na frente, o último ajoelhado é Alemão Della Torre.

Na sede da AAR, professoras da Escola Tarquínio Cobra. Da esquerda para a direita: Miriam C. Casagrande, Izabel A. Cobra, Maria Moreira Ribeiro, Elza Travassos Rondinelli, Irmãzinha A. Cagnoni, Dorothy Dib e Edith Pinheiro Guimarães.

Promoções e preços imbatíveis Atendimento primoroso

Av. Com. Dr. Luiz Gonçalves Júnior, 69 -Fone: 3608-5734


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO -5 de fevereiro de 2011

Um espaço para seu amigo de estimação A partir desta semana, Matheus Mafepi – do Kantinho do Kriador - passa a assinar a coluna Amigo Bicho, trazendo uma galeria semanal do mundo pet, com mascotes e seus criadores. Por meio do Classificado Animal, os leitores também podem se informar sobre doação e adoção de cães, gatos, pássaros e outros mascotes. O objetivo é estimular os cuidados com bichos que, no dia a dia, são sempre amigos e inseparáveis companheiros do homem. Participe desta seção, mantenha contato pelos seguintes endereços: falecom@kantinhodokriador.com.br diagrama@gazetadoriopardo.com.br

Angel e Júlia Merli – pelas carinhas, dá para imaginar o trabalho que dão aos familiares!

Gustavo, em retorno de um cruzeiro, não via a hora de reencontrar o seu casal de calopsitas. Em toda viagem ele deixa seus pássaros sob responsabilidade do Kantinho.

Laura e Luísa acalentando o seu mais novo mascote:um filhote de Yorkshire

O adestrador Edson Greany e uma de suas pupilas, a Moa, um exemplar da raça Pastor Alemão

Marina e João Henrique procuravam um amigo pet, mais especificamente um hamster anão-russo. Antes, porém, aproveitaram para admirar o mascote Hector, um exemplar de jibóia, que faz muito sucesso no Kantinho do Kriador

Os irmãos Ângelo Antonio - 10 anos, e Ana Gabriela – 8 anos, filhos de José Zanetti e Ana Cláudia, redobram os cuidados com o mascotinho Snoopy, de 2 anos

Felipe de Carvalho e a Gianni são namorados. Ele, de São José do Rio Pardo, ela de Ibiá (MG). Os dois são estudantes de Veterinária, em Poços de Caldas, e adotaram a cadelinha Ypioka

Vende - se

Laura, que pretende cursar Medicina, também se aventurou a um contato com o Hector

Filhotes de Yorkshire disponíveis. Interessados devem entrar em contato pelo telefone 36841466 ou por email: falecom@kantinhodokriador.com.br


C-7 - 5 de fevereiro de 2011

Fonte: Terra Esotérico

Ingredientes

Torta de castanha de caju e damasco

Massa 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo 1/3 xícara (chá) de manteiga cortada em cubos 2 gemas 1 colher (sopa) de água gelada Numa tigela, misture as farinhas e o açúcar. Acrescente os cubos de manteiga e misture com as pontas dos dedos até obter uma farofa uniforme. Junte as gemas e a água. Trabalhe a massa até conseguir formar uma bola. Em uma superfície lisa e enfarinhada, com o auxílio de um rolo, abra a massa em formato redondo (25 cm de diâmetro) e com espessura de 6 mm. Transfira para a fôrma de torta redonda (20 cm de diâmetro) e pressione com os dedos, retirando o excesso da borda. Fure a massa com um garfo, para que não estufe. Reserve. Recheio 1/2 xícara (chá) de manteiga à temperatura ambiente 1/2 xícara (chá) de açúcar 2 ovos 1/2 xícara (chá) de castanhas de caju trituradas 1 xícara (chá) de damasco picado 2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro para decorar

“Zorra Total” espera Chico Anysio Quando deixar o hospital e se recuperar completamente, Chico Anysio já tem trabalho pela frente. A equipe do humorístico “Zorra Total” o espera para que ele possa voltar ao programa com um antigo personagem. Segundo o jornal Extra, estava previsto que o humorista voltasse este ano com a clássica personagem Salomé. No quadro, Chico conversaria com a presidente Dilma Rousseff. O humorista está internado desde o dia 2 de dezembro, quando apresentava falta de ar. Na ocasião, ele foi submetido a uma angioplastia para desobstruir a artéria coronariana. Desde então, apresentou algumas complicações, sendo diagnosticado com pneumonia, que foi curada recentemente. Atualmente, seu estado de saúde, embora inspire cuidados, é considerado bom. Ele já respira sem a ajuda de aparelhos. João Gordo terá mais espaço em “Legendários” O apresentador João Gordo vai ganhar um outro quadro na nova temporada do “Legendários”, da Record. De acordo com o colunista Flávio Ricco, João Gordo irá ganhar um quadro de entrevistas, onde irá conversar com celebridades diretamente em suas casas. O formato será similar ao extinto programa “Gordo Entrevista”, que ele apresentava na MTV. Outra novidade na volta de “Legendários” é a gravação de matérias especialmente para a internet, com a participação de Elcio Coronato. O programa comandado por Marcos Mion volta ao ar neste sábado, dia 5, a partir das 23h, na Record.

No trabalho, explore sua energia mental e criatividade. Mas, se quer atrair coisas positivas, terá que lutar contra o pessimismo. A dois, o momento é de sintonia. Ser útil vai te fazer feliz. No campo profissional, aproveite para batalhar pelos seus objetivos.

Como fazer Pré-aqueça o forno a 200°C (temperatura média). Na batedeira, junte a manteiga e o açúcar e bata até obter uma pasta branca. Pare de bater e raspe o fundo da tigela da batedeira com uma espátula. Coloque de volta, mude a velocidade para alta e acrescente os ovos, um a um, batendo até misturar bem. Adicione as castanhas trituradas e continue batendo por 2 minutos. Diminua a velocidade e acrescente os damascos. Espalhe o recheio na massa crua. Leve ao forno pré-aquecido para assar. Convém verificar fazendo o teste do palito, para ver se está pronto. Deixe esfriar e polvilhe com o açúcar de confeiteiro, passado por uma peneira fina. Dica: a xícara para as medidas corresponde a 200ml

Astros continuam ‘na geladeira’ A Globo ainda não tem projetos para os atores Márcio Garcia e Cláudia Rodrigues. Márcio, que voltou à emissora em 2008 com a promessa de apresentar um programa aos domingos, terá que se contentar em atuar nas tramas da casa. Nada de novo está previsto para o ator que já comandou as atrações “Ponto a Ponto”, “Gente Inocente” (na Globo), “Sem Saída” e “O Melhor do Brasil” (na Record). Cláudia Rodrigues, chegou a ensaiar a volta da “A Diarista” em 2010, mas não tem previsão de voltar ao ar este ano. Ela tem contrato até 2013 e no ano passado, a nova temporada de “A Diarista” não foi levada adiante devido ao agravamento da esclerose múltipla da atriz. Exibido entre os anos de 2003 e 2007, “A Diarista” teve 119 episódios produzidos e fez sucesso nas noites de terça-feira tendo no elenco nomes como Dira Paes, Sérgio Loroza, Helena Fernandes e Cláudia Mello. “Conexão Repórter” muda de horário O jornalista Roberto Cabrini avisou em seu Twitter que o programa “Conexão Repórter” irá voltar em março em novo dia em horário no SBT. Anteriormente, haviam circulado boatos de que o jornalístico teria sido cancelado, o que foi negado pela emissora. De acordo com o apresentador, o novo horário do programa na grade do SBT será uma ótima surpresa. Antes de entrar em férias, o programa estava sendo exibido às quintas, às 20h30. No ano passado, o “Conexão Repórter” ganhou o “Prêmio Esso” pela reportagem “Sexo, Intrigas e Poder na Igreja Católica”, que denunciou casos de pedofilia na igreja de Arapiraca, em Alagoas.

PENSAMENTOS DE PAULO COELHO

O discípulo impaciente Após uma exaustiva sessão matinal de orações no monastério de Piedra, o noviço perguntou ao abade: - Todas estas orações que o senhor nos ensina, fazem com que Deus se aproxime de nós? - Vou respondê-lo com outra pergunta – disse o abade. – Todas estas orações que você reza irão fazer o sol nascer amanhã? - Claro que não! O sol nasce porque obedece a uma lei universal! - Então, esta é a resposta à sua pergunta. Deus está perto de nós, independente das preces que fa-

zemos. O noviço revoltou-se: - O senhor quer dizer que nossas orações são inúteis? - Absolutamente. Se você não acorda cedo, nunca conseguirá ver o sol nascendo. Se você não reza, embora Deus esteja sempre perto, você nunca conseguirá notar Sua presença. Conselhos As pessoas que fazem parte de nosso dia-a-dia podem nos dar importantes pistas sobre decisões que precisamos tomar. É muito perigoso pedir um conselho. É muito arriscado dar um conselho. Se precisamos de ajuda, é melhor ver como as outras pessoas resolvem – ou não resolvem – seus proble-

Concentre-se nos objetivos que deseja alcançar. Estará consciente das suas responsabilidades e vai transmitir segurança no trabalho. No amor, avalie se os sonhos cabem em sua realidade. Ouça os conselhos de parentes mais velhos e só terá a ganhar.

mas. Nosso anjo muitas vezes usa os lábios de alguém para nos dizer algo, mas esta resposta vem de maneira casual, geralmente num momento em que – embora atentos – não deixamos que nossas preocupações escureçam o milagre da vida. Deixemos nosso anjo falar da maneira que ele está acostumado – com espontaneidade, e no momento em que ele julga necessário. Os conselhos são a teoria da vida – e a prática, em geral, é muito diferente. A falta de fé Às vezes criticamos a falta de fé dos outros. Não somos capazes de entender as circunstâncias em que esta fé foi perdida,

nem procuramos aliviar a miséria de nosso irmão, que gera a revolta e a incredulidade no poder divino. O humanista Robert Owen (1771-1858) percorria o interior da Inglaterra, falando de Deus. No século XIX, era comum usar a mão de obra infantil em trabalhos pesados, e Owen parou certa tarde em uma mina de carvão – onde um garoto de doze anos, subnutrido, carregava um pesado saco de minérios. “Estou aqui para ajudálo a falar com Deus”, disse Owen. “Muito obrigado, mas não o conheço. Ele deve trabalhar em outra mina”, foi a resposta do garoto.

Mergulhe em seus interesses profissionais e só terá a ganhar. Seu potencial pode e deve ser valorizado. Novos estímulos podem animar o romance. Reflita sobre o que realmente importa e se desfaça do que não serve mais. Confie em seus talentos e mostre do que é capaz. Inspiração não vai faltar para realizar suas atividades. É hora de se ligar para tirar proveito das oportunidades que vão aparecer na vida profissional. Integre-se mais com os interesses das pessoas próximas, em casa, no trabalho e também no amor. Não descuide da saúde!

Contará com um ótimo pique esta semana, sobretudo no trabalho. Tire proveito da sua energia física e mental para agilizar suas atividades profissionais. As estrelas prometem bons momentos no campo afetivo! Ouça o que os outros têm a contar, você pode ampliar sua visão de mundo. Com ótimas ideias, disciplina e espírito prático, vai tornar um projeto profissional viável. Alie-se a pessoas dinâmicas e não irá se arrepender. O cenário não poderia ser mais favorável para a sua vida sentimental. Na vida a dois, use e abuse do seu carisma.

Começará o mês com as atenções voltadas para a família e os acontecimentos do seu lar. O trabalho vai estar em destaque esta semana e a sua criatividade será alvo de elogios. Tudo de bom na vida amorosa. Invista na sua vida amorosa, os momentos prometem ser especiais. Ótimo momento para explorar sua energia mental. Seu raciocínio estará objetivo, ágil e prático. Reserve um tempo para se divertir com quem estima. Você merece! Mas cuidado com cobranças demais na vida afetiva. Não convém forçar o ritmo dos acontecimentos.

O anseio por estabilidade vai ficar mais nítido em seu astral esta semana. Declare seus sentimentos e vai inspirar romantismo no par. Curtir momentos tranquilos com sua cara-metade será a melhor pedida. Amplie seus conhecimentos e vai expandir seus horizontes. Explore sua habilidade para transformar pequenas oportunidades em grandes chances de sucesso. Pegue firme no trabalho e ampliará seus lucros. Um forte anseio por segurança afetiva deve marcar o romance. Saturno avisa que é hora de lutar por suas ambições. Trabalhos individuais e silenciosos estarão favorecidos no início da semana. Seu carisma radiante fará você brilhar nos contatos pessoais e profissionais. A dois, curta tudo que tem direito e seja feliz. Explore sua originalidade e coloque seus planos em ação.

Estará comprometido(a) com o trabalho e a produtividade e se sentirá mais confiante para batalhar pelo que deseja. Não deixe o romance em segundo plano, desligue-se de outros interesses e dê mais atenção ao par. No amor, não deixe a insegurança se manifestar.

HOJE – Jandyra Meneghetti, Letícia Del Ciampo Chelini, Rodrigo Octávio Celentano Barbosa, Egydio Mazzer, Nelson Vitor de Mello, Maria do Carmo E. do Prado, Eliana Aparecida Morais Curi, Carlos Alberto Gonçalez, Rildo Alves de Souza da Fonseca, Eduardo de Oliveira Alves, Letícia Melo Rodrigues, João Batista Martins. AMANHÃ - Priscila do Carmo Straceri, Luciana Faria Pestana da Silva, Samuel Aparecido de Andrade, Ana Maria Calegari Gurjão, Vivian Mustafé Stracieri, Joana Schiavon Callegari, Maria de Fátima Serrano Pimentel. DIA 7 - Pedro Jardim Filho, Marcelo Nasser Brocadello, Rafael de Ávila Maríngolo, Lourdes Elias Farah Ortega, Ana Lúcia Poggio Scoqui, Marina Martini Minussi, Thales José Alcântara Ribeiro, Mariane da Silva Pedretti, Rita Thiago Miguel, Rodrigo Andreata Rossetto. DIA 8 - William Antônio da Silva Biajotto, Madalena Podsiadlo Biajotto, Paulo

Roberto Marquitti, Rogério de Ávila Ribeiro Junqueira, José Francisco Fernandes, Rosana Cristina Minussi, Teresa Paula da Cruz Viana, Marinice Franchi Teixeira Andreghetto, Paulo Eduardo da Silva Mello, Terezinha de Jesus Urbano, Daniel Vital Cônsolo. DIA 9 - Antônio Bezerra Lins, Murilo de Barros Feltran, Fábio Henrique Barretto Palamedi, Paulo Maurício Baldo Rodrigues, José Ricardo Andreatta. DIA 10 - Marcos Perri Satorres, Neusa Helena Iotti Vital, Ana Virgínia da Silva, Fernando de Sá Pinto, Adailson Torres, Isabel Cristina B. Camargo, Maria de Lurdes Ribeiro Mutiaroni. DIA 11 - Ana Aparecida Belisário, Roberto Paulo Amato Ferreira, Ana Carolina Martimbianco Cabrera, Maria Bethânia B. de Oliveira, Maria de Lourdes Vigorito Quessada, Ismael Batista da Silva Jr., José Augusto Machado, Leandro Silva Barbosa, Jainer Souza Busso.

Para acrescentar ou retirar nomes nesta lista, ligue para

3608-5655 ou mande e-mail para redacao@gazetadoriopardo.com.br


C-8 - 5 de fevereiro de 2011

BÍBLIA

A igreja em Filadélfia (3) Foi muito bom viver o mês de Janeiro e estou também contente de entrar em fevereiro. Eu havia começado o ano com belos propósitos. Um deles, usar diariamente minha agenda, anotando o que me parecesse importante conservar; este, durou muito pouco... Felizmente existe

uma palavra que para mim é importantíssima: recomeçar. Então, no dia 2, Festa da Apresentação de Jesus no templo e da Purificação de Nossa Senhora, recomecei, disposta a fazê-lo quantas vezes for preciso. Hoje teremos em Tapiratiba nosso encontro da

Palavra de Vida; será o primeiro deste ano. Será ótimo reencontrar amigas que não vejo desde o ano passado. Tentarei perseverar na prática da oração, na freqüência à Eucaristia e na vivência da Palavra de Vida. Desejo que você receba muitas bênçãos de Deus neste mês e sempre.

“Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” (Rm 8, 14) Esta frase está no cerne do hino que são Paulo canta à beleza da vida cristã, à sua novidade e liberdade, efeitos do Batismo e da fé em Jesus que nos inserem plenamente Nele e , por Ele, no dinamismo da vida trinitária. Tornando-nos uma única pessoa em Cristo, compartilhamos com Ele o Espírito e todos os seus frutos, o primeiro dos quais é a filiação divina. Paulo fala em “adoção” (cf. Rm 8,15; Gl 4, 5), mas somente para distingui-la da posição de filho natural, que cabe somente ao Filho único de Deus. Nossa relação com o Pai não é meramente jurídica, como no caso dos filhos adotivos, mas é substancial, muda nossa própria natureza, como que por um novo nascimento. Pois toda a nossa vida passa a ser animada por um princípio novo, por um espírito novo, que é o próprio Espírito de Deus. E vem o desejo de cantar incessantemente, com Paulo, o milagre da morte e da ressurreição que a graça do Batismo realiza em nós. “Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.” Essa frase afirma algo que tem a ver com a nossa vida de cristãos, na qual o Espírito de Jesus introduz um dinamismo, uma tensão, resumida por Paulo na

contraposição entre carne e espírito. E ele entende por carne o homem inteiro (corpo e alma), com toda a fragilidade que o constitui e com o seu egoísmo, em luta contínua com a lei do amor, ou melhor, com o próprio Amor que foi derramado em nossos corações (cf. Rm 5, 5) De fato, aqueles que são guiados pelo Espírito precisam enfrentar todos os dias o “bom combate da fé” (1 Tm 6, 12) para conseguir dominar todas as inclinações do mal e viver de acordo com a fé que professaram no batismo. Mas como? Sabemos que o Espírito só poderá agir se correspondermos. São Paulo, ao escrever essa frase, pensava sobretudo naquele dever dos seguidores de Cristo que é justamente renegar-se a si mesmo, lutar contra o egoísmo nas suas mais variadas formas. Mas é essa morte a nós mesmos que produz vida, por isso, cada corte, cada poda, cada não ao nosso eu egoísta é fonte de nova luz, de paz, de alegria, de amor, de liberdade interior; é porta aberta ao Espírito. Se deixarmos o Espírito Santo, que habita em nossos corações, mais livre, Ele poderá nos conceder seus dons com mais abundancia e nos guiar e nos caminhos da vida. “Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito

de Deus são filhos de Deus.” Como podemos, então, viver essa Palavra de Vida? Antes de tudo, conscientizando-nos cada vez mais da presença do Espírito Santo em nós. Carregamos em nosso íntimo um tesouro imenso, mas não nos damos suficientemente conta disso. Possuímos uma riqueza extraordinária, que geralmente não utilizamos. Além disso, para que possamos ouvir e seguir a voz do Espírito Santo, devemos dizer não a tudo o que é contrário à vontade de Deus e sim a tudo aquilo que é sua vontade: não às tentações, cortando sem hesitar o que elas sugerem; sim às tarefas que Deus nos confiou; sim ao amor para com todos os próximos; sim às provações e dificuldades que encontramos... Se agirmos assim, o Espírito Santo nos guiará, dando à nossa vida cristã aquele sabor, aquele vigor, aquela força de atração, aquela luminosidade que ela não pode deixar de ter se for autêntica. Assim, também quem estiver ao nosso lado perceberá que não somos simples filhos de nossa família humana, mas somos filhos de Deus. Chiara Lubich Esta Palavra de vida foi publicada originalmente em junho de 2000

NEURÓTICOS ANÔNIMOS N/A São José do Rio Pardo

NA

Prontificar a mudar Prontificar a mudar, para mim, não é eu estar pronto para mudar mas ter disposição e boa vontade de buscar autoconhecimento através da leitura da literatura de N/ A; frequência às reuniões e atenção aos depoimentos dos companheiros (procurar aprender a a ter ouvidos espirituais ao que estão passando a mensagem através das suas experiências pessoais). Eu procuro refletir sobre os 7 lemas de N/A, na parte do ‘Só por hoje’ e praticar o que está escrito lá. É fácil ou foi fácil no começo? Não foi. É difícil, porque eu tenho preguiça mental; eu não quero ler, meditar e muito menos praticar o que vai me tirar do meu comodismo e paraíso imaginário desta pessoa idealista, falida, homem ou mulher com cabeça de menino. Mas a questão da prontifica-

ção para mudar é necessária, porque o caminho da doença é sanatório, a cadeia ou cemitério com morte prematura. Eu não posso mais alimentar a minha ansiedade; os meus sonhos infantis e egoístas. Não sou a última bolacha do pacote. Deus, ou Poder Superior, vive sem mim, mas eu não vivo sem ele. Eu estou neste programa porque cansei de dar vazão ao negativo e me prejudicar física, mental e espiritualmente. O mesmo trabalho que dá para alimentar a depressão – e que eu sou obrigado a me livrar dela ou ela me mata – é o mesmo que dá para fazer o movimento contrário à doença: aprender a ter aceitação e rendição ao que a vida me oferece aceitando as coisas, pessoas e Deus como eles são. Eu tenho alcançado níveis de sanidade que eu jamais

imaginava ser possível, pois alimentei a doença por 43 anos. Há dois anos estou levando este programa a sério para salvar minha vida e estou conseguindo ter momentos – cada vez mais, ampliados de uma vida útil, feliz e significativa. Hoje eu tenho esperança suficiente no Programa e não o utilizo de muleta em minha vida. Nem utilizo as pessoas, bebidas, cigarros, remédios psicotrópicos, comida, etc., para alimentarem a minha doença que pode me levar à loucura ou à morte. Estou agradecido por conhecer este Programa que me ensina a dar de graça o que de graça recebo. Leio, pratico, faço o máximo de movimento contrário a minha vontade deturpada, faço a vontade do Amor e sou feliz. 24 horas de paz e serenidade. Só por hoje. Anônimo

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Como dissemos, em 1825, em Dublin, capital da Irlanda, houve muitos crentes cujo coração foi movido por Deus para amar todos os filhos do Senhor, não importando em qual denominação estivessem. No inicio eram duas pessoas; mais tarde, quatro ou cinco. Esses crentes, aos olhos do mundo, eram inferiores e desconhecidos. Mas eles tinham o Senhor no meio deles e a consolação do Espírito Santo. Eles permaneceram sobre a base de duas claras verdades: primeiramente, que a igreja é o Corpo de Cristo e que este Corpo é apenas um; em segundo lugar, no Novo Testamento não havia sistema clerical. Portanto, todos os ministros da palavra estabelecidos pelos homens não são bíblicos. Eles acreditavam que todos os verdadeiros crentes são membros deste único Corpo. Recebiam calorosamente todos os que vinham para o seu meio, não importando a que denominação pertencessem. Não tinham preconceito contra qualquer encontro cristão. Eles criam que todos os verdadeiros crentes tinham a função de sacerdote; portanto todos podem entrar livremente no Santo dos Santos. Eles também acreditavam que o Senhor Ascenso concedera diversos dons à igreja para o aperfeiçoamento dos santos, para a edificação do Corpo de Cristo. Estes princípios capacitaram-nos a dar boas vindas a todos os que estão em Cristo como seus irmãos e a estarem abertos a todos os ministros

da Palavra ordenados pelo Espírito Santo para servir. Durante essa época, havia um clérigo na Igreja Anglicana, chamado John Nelson Darby, que estava muito insatisfeito com sua posição na sua própria igreja, acreditando que ela não era bíblica. Ele também se reunia freqüentemente com os irmãos de Dublin, embora nessa época ele ainda usasse as vestes do clero e fosse um clérigo da Igreja Anglicana. Ele era um homem de Deus, um homem de grande poder e um homem disposto a sofrer. Ele também era um homem espiritual que conhecia a Deus e a Bíblia, e julgava a carne. Em 1827 ele, oficialmente, deixou a Igreja Anglicana, tirou o uniforme de clérigo e tornou-se um simples irmão reunindo-se com os irmãos. Originalmente o que os irmãos viram foi um tanto limitado, mas quando Darby se juntou oficialmente a eles, a luz do céu verteu como uma torrente. Em muitos aspectos a obra de Darby foi parecida com a de Wesley, mas suas atitudes em relação à Igreja Anglicana foram totalmente diferentes. No século anterior, Wesley sentiu que não poderia ter paz deixando a igreja estatal; um século mais tarde, Darby sentiu que não poderia ter paz continuando na Igreja Anglicana. Mas quanto ao zelo, à sinceridade e à fidelidade, eles foram muito parecidos em muitos aspectos. Foi neste mesmo ano que J.G.Bellett também compareceu às reuniões. Ele também era um homem extraordinariamente profundo e espiritual. Essas reuniões, que eram simples, contudo

bíblicas, comoveram-no profundamente. A respeito da condição nessa época, ele disse: Um irmão acabou de dizer-me que lhe ficou óbvio nas Escrituras que os crentes reunindo-se juntos como discípulos de Cristo, eram livres para partir o pão juntos, como o Seu Senhor os advertira; e que, até onde a prática dos apóstolos pode ser um guia, todo domingo deve ser separado para assim lembrar a morte do Senhor e obedecer o que Ele exigiu ao partir. Em outra ocasião J.G. Bellett disse: Caminhando certa ocasião com um irmão, enquanto descíamos a rua Lower Pembroke, ele me disse: Não tenho dúvidas de que este é o propósito de Deus com relação a nós – devemos estar juntos com toda simplicidade como discípulos, não servindo em qualquer púlpito ou ministério, mas confiando que o Senhor nos edificará ministrando, uma vez que Ele se agradou de nós e nos viu com bons olhos. No momento que ele falou estas palavras, fiquei certo de que minha alma recebeu o entendimento correto, e aquele momento eu lembro como se fosse ontem, e posso descrever-lhe o lugar. Foi o dia da grande revelação da minha vida, permitamme falar assim, como um irmão. Foi assim que os irmãos gradativamente prosseguiam, recebiam revelação e viam a luz. (Watchman Nee em “A Ortodoxia da Igreja”. Reuniões em São José: rua dr. João Gabriel Ribeiro, 123, aos sábados e domingos, 19 horas).

COLUNA ESPÍRITA

Gosma escorrendo pelas paredes O pequeno garoto sofria há dias de uma difícil dor de cabeça que não lhe dava tréguas. Prostrado, preocupava os pais, pois se apresentava também febril e os medicamentos não surtiam efeito. Procuraram ajuda. A vinda daquela bondosa senhora, sempre disposta a atender e socorrer os dramas humanos decifrou o enigma. Ao adentrar a casa, com a ampliação de sua visão mediúnica, pode perceber pelas paredes da casa focos de lama, como verdadeiras gosmas que escorriam pelas paredes, pingavam do teto, causando grandes prejuízos ao ambiente doméstico. Ao entrar no quarto do garoto, percebeu-o fluidicamente atolado no líquido lamacento, causa da forte dor de cabeça e do estado febril. A causa desses focos fluídicos de lama? O palavreado do pai. Habituado a palavrões, projetava no ambiente da casa o resultado de suas emanações mentais. A cada agressão verbal a vibração de seus sentimentos projetava no ambiente do lar o resulta-

do de seus desequilíbrios. A prece no ambiente dava a sensação de uma pá que juntava o lixo, limpando aquelas vibrações pesadas espalhadas pelo pai descuidado. E com isso o garoto absorvia a agressividade do próprio ambiente. O cuidado com o que pensamos e falamos é vital para a paz interior e para a harmonia da família. O pensamento é capaz de construir o edifício grandioso de nossa felicidade ou o abismo de nossas perturbações. E o que pensamos acaba se transformando em ações... Cuidar da seleção de palavras que não firam a dignidade e que sintonizem com o bem geral que deve nortear nosso comportamento é mais importante do que imaginamos. O que fazemos, o que falamos, atrai para o ambiente onde vivemos vibrações que podem ser de harmonia ou de desarmonia, de paz ou de profundas perturbações. Trata-se apenas de selecionar o que é bom para que tenhamos conosco o mesmo bem que desejamos.

O Espírito Lucius através da psicografia de André L. Ruiz, no livro Despedindo-se da Terra, relata : “ (...) Cada palavrão desferido é comparável a um caminhão de lixo que verte sua caçamba no interior do ambiente, repercutindo, não apenas nas vibrações escuras, como atingem a cada um dos seus integrantes, produzindo mal-estar, revolta, depressão, sofrimento, lágrima, raiva. A degeneração fluídica, que uma única expressão é capaz de iniciar, pode abrir as portas do lar para o ingresso de um sem número de Espíritos inferiores. Desse jeito, a casa vai sendo ocupada por todo tipo de entidades sofridas ou maldosas que, por sua vez, saem em busca de seus amigos e os trazem para a nova moradia, piorando o estado geral da vibração coletiva (...)”. Nada mais tenho a acrescentar diante de tão lúcidos argumentos. Artigo de Orson P. Carrara sintetizado por Elizabeth R. G. Daud.

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de Al-Anon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa AlAnon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do Al-Anon vivem vidas significativas e sa-

tisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do AlAnon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terçafeira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista AlAnon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.alanon.org.br São José do Rio Pardo - SP

Gazeta do Rio Pardo 2530  

Gazeta do Rio Pardo 2530

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you