Page 1

“Gestão interna e projetos: a aliança para o desenvolvimento”


Sumário

Sumário ...................................................................................................................................... 1 EMEJ 2013 ................................................................................................................................. 2 A parceria................................................................................................................................ 2 Tema ....................................................................................................................................... 2 Data ........................................................................................................................................ 3 Número de congressistas ...................................................................................................... 3 Estrutura do Organograma ........................................................................................................ 4 Funções das Coordenadorias ................................................................................................ 4 Responsáveis ......................................................................................................................... 6 Financeiro ................................................................................................................................... 7 Controle financeiro ................................................................................................................. 7 Inscrições e faixas de preço .................................................................................................. 7 Cenários .................................................................................................................................. 8 Infraestrutura do evento ............................................................................................................ 8 Metodologia de Captação de Patrocínios ............................................................................... 11 Plano de Comunicação ............................................................... Erro! Indicador não definido.4 Mapa de divulgação ...........................................................................................................133 Estratégias de divulgação ..................................................................................................133 Ações de divulgação ..............................................................................................................155 Tecnologia da Informação .....................................................................................................177 Integração................................................................................................................................. 18 Conteúdo e Programação ......................................................................................................211 Gestão Interna........................................................................................................................255 Planejamento Estratégico ..................................................................................................255 Sistema de Gestão .............................................................................................................255 Transparência e Gestão do Conhecimento .......................................................................255 Por que nossa proposta deve ser escolhida? .......................................................................266

1


EMEJ 2013

A parceria A união entre as empresas juniores Acesso, Campe, Ecofarma, Mais e Masci apenas foi possível devido ao grande interesse de todas elas em organizar o maior evento do MEJ mineiro, o EMEJ. Desta forma, nos unimos para apresentar a proposta a seguir, que esperamos que seja do agrado de todos. Juiz de Fora (JF), cidade das cinco Empresas Juniores, atualmente conta uma grande infraestrutura hoteleira e toda a comodidade que o congressista merece. Além disto, JF se destaca, devido aos eventos já realizados, no histórico de suas empresas juniores e de seus respectivos membros, em todo o Movimento Empresas Júnior. A parceria trouxe diversos benefícios, como a maior integração entre as EJ’s, os pensamentos/opiniões diferentes e inovadores e o envolvimento de um maior número de pessoas em prol de um só ideal: organizar o EMEJ 2013. Durante a elaboração da proposta foram realizadas diversas reuniões presencias, nas próprias EJ’s, e virtuais, via skype, fator determinante para garantir a sinergia de toda a equipe, necessária para um bom desenvolvimento de um EMEJ.

Tema O tema escolhido para o evento permite abordar as duas vertentes que norteiam as empresas juniores no que tange a estrutura organizacional. A decisão entre destinar membros para a gestão e para a realização de projetos ou apenas para uma dessas duas áreas deve ser vista como um ponto altamente estratégico nas organizações. Isto ocorre devido a três pontos fundamentais: a área de atuação da empresa, a complexidade das atividades realizadas tanto em projetos quanto na gestão e a capacitação dos membros. Analisando esse paradigma e os pontos essenciais abordados, temos que o desempenho da Empresa Júnior perante as outras, quando avaliada por meio do SMD (Sistema de Medição de Desempenho) e Metas Compartilhadas, tanto da FEJEMG quanto da Brasil Júnior, serve de informação gerencial para a tomada de decisões, porque o mesmo aborda amplamente a gestão interna da empresa e a realização de projetos. Sendo assim, as empresas juniores avaliadas por meio desse sistema de medição, que conseguem atingir boas colocações na classificação feita ao final,

2


são exemplos de empresas que conseguiram conciliar a Gestão Interna com a realização de Projetos da melhor forma, considerando suas especificidades. Com base na descrição do tema supracitada, a programação do EMEJ 2013 tem o objetivo de abranger o tema por completo e deixar uma mensagem para os congressistas ao final do evento, levando os mesmos a refletirem sobre as duas vertentes (Gestão Interna e Projetos) nos diferentes tipos de abordagem que ocorrerão. Com isso, o evento tem como objetivo auxiliar o congressista a aplicar na sua Empresa Júnior o conhecimento compartilhado ao longo evento, fazendo com que essas informações sejam de grande valia para o desenvolvimento da EJ e do Empresário Júnior.

Data A realização do evento está prevista para os dias 02, 03, 04 e 05 de maio de 2013. A data proposta foi escolhida com o objetivo de se atender a especificação da FEJEMG de que o evento deveria ocorrer em abril ou maio de 2013 e para evitar conflitos com outros eventos do MEJ nacional ou internacional. Além disso, a realização do EMEJ 2013 em uma data pós-feriado pode atuar como fator facilitador para a vinda dos congressistas até o evento.

Número de congressistas O número de participantes estimado para o evento é de 400 a 450 inscritos. Esse número foi pensado com base na infraestrutura proposta e nos dados históricos dos últimos eventos realizados, levando em consideração alguns fatores que poderão influenciar na adesão ou não ao evento, assim como data, custo, local, dentre outros. Destaca-se que, caso tenhamos uma demanda maior, ela poderá ser atendida, pois estamos trabalhando com uma margem de segurança e o orçamento do evento está sendo planejado com custo por pessoa.

3


Estrutura do Organograma

A organização do EMEJ2013 será formada por cinco empresas juniores (Acesso, Campe, Ecofarma, Mais e Masci), sendo todas situadas na cidade de Juiz de Fora e federadas à FEJEMG. Propomos uma estrutura com cinco coordenadorias, cada uma possuirá a quantidade de membros que demandar, sendo que o Coordenador Geral exercerá um papel de liderança e gerenciamento, a fim de deixar o trabalho mais organizado, eficaz e transparente para as partes interessadas.

Funções das Coordenadorias Coordenadoria Geral      

Responsabilidade pelo EMEJ; Gerenciar as demais coordenadorias, com foco em resultado; Representação frente aos stakeholders; Zelar pela qualidade do projeto como um todo; Gerenciar possíveis riscos; Integrar e informar todos os setores.

4


Coordenadoria de Finanças e Infraestrutura  Responsável pelo Planejamento Financeiro;  Sanar pendências jurídicas para manter-nos legalizados;  Elaborar contratos e aprovação/reprovação de orçamentos/propostas;  Responsável pela localização do evento;  Responsabilidade pela hospedagem dos congressistas e organização do local do evento. Coordenadoria de Parcerias    

Responsabilidade pela captação de recursos e patrocínios; Zelar pelos benefícios das parcerias; Definição das cotas de patrocínios; Gerenciamento de contatos.

Coordenadoria de Conteúdo e Programação  Definição do tema do evento;  Planejar e selecionar toda a programação científica e cultural do evento;  Definição dos editais de cases, painéis, workshops, mini-cursos e mesas redondas;  Controlar a qualidade das apresentações que serão realizadas;  Manutenção da programação planejada, bem como sua formatação;  Responsabilidade pela organização da Integração do evento. Coordenadoria de Comunicação      

Responsável pelo desenvolvimento do Plano de Comunicação; Gerenciamento da marca e da imagem do evento; Divulgação do evento nos moldes descritos pelo planejamento; Produção de materiais de textos e áudios-visuais; Manutenção e acompanhamento do site e das mídias; Desdobramento de toda tecnologia de informação do evento.

5


Responsáveis Coordenadoria Geral Coordenador: Victor Balbi Telefone: (32) 9108-3261 E-mail: victor.balbi@masciconsultoria.com.br Empresa: MASCI Coordenadoria de Finanças e Infraestrutura Coordenadora: Fernanda Ottoni Telefone: (32) 9151-9234 E-mail: fernandaottoni@ecofarmajr.com.br Empresa: Ecofarma Coordenadoria de Parcerias Coordenadora: Anna Luísa Rabelo Telefone: (32) 8813-3172 E-mail: anna.luisa@campe.com.br Empresa: CAMPE Consultoria Jr. Coordenadoria de Conteúdo e Programação Coordenador: Leonardo David de Mattos Silva Telefone: (32) 8834-5531 E-mail: leonardo@maisconsultoria.com.br Empresa: Mais Coordenadoria de Comunicação Coordenador: Daniel Aguiar Telefone: (32) 9981-2516 E-mail: danielaguiar@acessojr.com Empresa: Acesso

6


Financeiro Controle financeiro O controle financeiro do evento envolverá a criação de um CNPJ próprio após a aprovação da proposta sendo que este auxiliará na execução de tarefas burocráticas, transações envolvendo patrocinadores e fornecedores e prestação de contas à Diretoria Administrativo-financeira e ao conselho da FEJEMG, bem como ao Estado. A criação de uma conta bancária facilitará a emissão dos boletos para pagamento das inscrições feitas pelos congressistas.

Inscrições e faixas de preço O público do evento é estimado entre 400 e 450 pessoas com a disponibilização de 436 inscrições. Conforme as diretrizes da FEJEMG e da Brasil Júnior expostas no edital, o evento disponibilizará 5 inscrições para a diretoria da FEJEMG, 4 inscrições para a diretoria da Brasil Júnior e 5 inscrições para os coordenadores da Comissão Organizadora. Serão disponibilizados 3 lotes de inscrições, sendo que o valor destas obedecerá as diretrizes propostas e poderá ser pago em até 3 vezes sem alteração no preço final através de boleto bancário. Os preços das inscrições serão diferenciados de acordo com o lote e com as seguintes categorias dispostas a seguir: 1) Membros e ex-membros de empresas federadas à Brasil Júnior com hospedagem; 2) Membros e ex-membros de empresas não federadas à Brasil Júnior com hospedagem; 3) Membros e ex-membros de empresas federadas à Brasil Júnior sem hospedagem 4) Membros e ex-membros de empresas não federadas à Brasil Júnior sem hospedagem A partir das categorias oferecidas, os congressistas poderão optar por pacotes com ou sem inclusão de hospedagem. 1º lote

2º lote

3º lote

Federadas

R$ 300,00

R$ 330,00

R$ 360,00

Não Federadas

R$ 330,00

R$ 360,00

R$ 390,00

Federadas sem hospedagem Não Federadas sem hospedagem

R$ 150,00

R$ 170,00

R$ 200,00

R$ 180,00

R$ 200,00

R$ 230,00 7


Cenários Baseado na captação de recursos e patrocínios e nos prováveis gastos do evento foram montados três possíveis cenários de acordo com o orçamento proposto: otimista, realista e pessimista. Os cenários foram feitos a partir de um valor médio calculado concordando com os gastos de cada situação proposta. o Cenário pessimista: Considerando uma menor captação de recursos nessa situação, foram propostas reduções no número de inscritos no evento (com e sem hospedagem) além de cortes de gastos em infraestrutura e comunicação, em que a divulgação ocorreria basicamente e principalmente através de mídias sociais. o Cenário realista: Neste cenário consideramos um número de 450 inscritos e aumento de recursos destinados à divulgação e comunicação além da melhoria de infraestrutura no que se refere a locais e equipamentos utilizados. o Cenário otimista: Ao considerar um maior valor arrecadado foi proposto o aumento de recursos de divulgação, melhoria ainda maior na infraestrutura e um número de 500 inscritos. Poderão ser realizados mais investimentos pelas coordenadorias. Segue abaixo o quadro que demonstra os três cenários propostos, seus gastos e suas arrecadações a partir de um valor médio por inscrição de R$252,34:

Valor médio Gasto total Receita total

Cenário otimista R$ 252,34 R$ 182.140,00 R$ 126.170,00

Meta de Captação -R$ 55.970,00

Cenário realista R$ 252,34 R$ 161.975,00 R$ 113.553,00

Cenário pessimista R$ 252,34 R$ 141.360,00 R$ 100.936,00

-R$ 48.422,00

-R$ 40.424,00

8


Infraestrutura do evento As opções de locais para o evento foram priorizadas de acordo com a possibilidade de que ele fosse realizado em um único local facilitando a coordenação e execução do mesmo, a sua localização na cidade, a disponibilidade de salas e refeições e o seus custos. Sendo assim a primeira opção de local para a realização do evento seria o Victory Hotel com possibilidade de utilização do Victory suítes dependendo do número de congressistas inscritos.

9


A segunda opção seria o uso dos hotéis Ritz Plaza e Constantino sendo que todos se localizam na área central da cidade. As festas que serão realizadas ao final de cada dia têm como primeira opção o próprio salão do Victory Hotel com capacidade para até 500 pessoas. Além disso, dispomos de uma segunda opção para as integrações que seria o clube AABB com capacidade para até 900 pessoas.

10


Metodologia de Captação de Patrocínios

Selecionar a equipe de Parcerias Primeiramente, definiremos uma equipe na qual cada integrante será responsável por realizar parcerias, com o intuito de diminuir os gastos das coordenadorias de comunicação, infraestrutura e conteúdo e programação. Além disso, teremos pessoas responsáveis pela captação de recursos financeiros.

Levantar empresas-chave A ideia é levantar, com cada coordenadoria, empresas que sejam potenciais patrocinadores, parceiros ou apoiadores. Estas empresas serão capazes de suprir necessidades de todas as áreas do evento e também trarão recursos financeiros ao evento.

**Parceiros a vista**

A Coordenadoria de Parcerias já está em contato com possíveis patrocinadores e apoiadores para viabilizar o evento. Veja alguns deles:

11


Criar estratégias de captação Por se tratar de um evento grande, devemos definir algumas estratégias de captação de patrocínios. Entretanto, algumas delas já podem ser destacadas, como:     

Envio de editais para empresas, como SEBRAE e Banco do Brasil; Envio de propostas a grandes empresas; Formalização parcerias institucionais que possam nos fornecer alguns benefícios como bons palestrantes e sem custo para o evento; Busca de apoio com parceiros da FEJEMG e da Brasil Junior; Busca por contatos em Juiz de Fora que as EJs organizadoras possuam.

Definir orçamento ideal de trabalho e metas de captação Definir, juntamente com a Coordenadoria Financeira e de Infraestrutura, o orçamento ideal do evento através de levantamento de custos e análise financeira do evento. Após, serão definidas as metas de captação da Coordenadoria de Parcerias.

Montar planilha de cotas e benefícios As cotas patrocínio serão divididas em: Diamante (exclusiva) e Platina, destinadas a grandes empresas; e Ouro e Prata, para empresas de médio e pequeno porte. Além destas, utilizaremos um sistema diferenciado e extremamente maleável para o oferecimento e retirada de benefícios avulsos. Desta forma, os benefícios terão preços específicos e poderão ser adicionados às cotas prédefinidas ou poderão ser criadas novas cotas, de acordo com as reais necessidades da empresa em questão. Assim, garantiremos a satisfação dos patrocinadores e teremos subsídios para os cortes e adições de benefícios.

Modelar a maneira de exposição das marcas Para maior visibilidade das empresas, faz-se necessário um estudo sobre exposição das marcas para melhor expor nossos patrocinadores e parceiros, de acordo com a cota adquirida por cada um deles.

Elaborar a proposta e apresentação de patrocínio Estes documentos servirão de base para o envio de propostas e apresentação para potenciais patrocinadores, parceiros e apoiadores, visando mostrar os objetivos do evento, suas características e os benefícios que podem ser adquiridos em cada cota.

Buscar apoiadores A busca por apoiadores se dará a partir do momento em que estivermos com a proposta completa e pudermos oferecer as contrapartidas. Antes disso, os contatos já serão iniciados com as empresas para que possamos começar a construção de um relacionamento com elas. 12


Elaborar contratos Os contratos de parcerias deverão estar assinados até 1 (um) mês antes do evento.

Gerenciar através da planilha de acompanhamento dos contatos A planilha auxiliará tanto no gerenciamento do envio de propostas e na manutenção de contatos, quanto no gerenciamento do cumprimento dos benefícios cedidos como contrapartidas.

Plano de comunicação Mapa de divulgação

Confeder adas

Não Federa Confederad das Govern as Empresas o Juniores

Parceir os

Instituições de ensino

EME J 201 3Sociedade

Não Federadas Empresas Juniores Mineiras Patrocinad ores Mídia

civil

Universitár ios Estratégias de divulgação 1. EMPRESAS JUNIORES DE MINAS GERAIS 1.1 FEDERADAS À FEJEMG O contato com as empresas federadas é facilitado pelas ferramentas de comunicação da própria área de comunicação da Fejemg. Por isso a divulgação para as empresas juniores da federação será por meio do mailing, 13


do boletim da Fejemg, pedido de matérias no site da federação, e postagem nas redes sociais da federação. Para começar a divulgação, será enviado um teaser, por e-mail, avisando o local e a data do evento. Quando o inicio das inscrições estiver próximo, um novo teaser será enviado, junto com uma postagem na Fan Page do evento (que será criada) atentando os empresários juniores para as datas importantes como abertura e encerramento de inscrições, e o valor do investimento. Será também lançada a postagem indicando a abertura das inscrições, será lançado um vídeo teaser divulgando o tema do evento e a estrutura da programação. Com a mesma intenção de usar ferramentas já eficientes da própria federação, será solicitado que o vídeo teaser seja apresentado nas reuniões da FEJMG e disponibilizado para as EJ’s. Haverá, como material impresso, cartazes em formato A3 para serem enviados às EJ’s federadas. Ainda no EMEJ 2012 o evento terá sua divulgação por meio do vídeo teaser e uma campanha de marketing de guerrilha, para que o mesmo fique marcado entre os participantes do EMEJ 2012 incentivando a participação na edição 2013. A Fan Page será o meio pelo qual o público se sentirá representado. Será usada a lógica do CGU – Conteúdo Gerado pelo Usuário – através de campanhas, promoções e enquetes. 1.2 NÃO FEDERADAS Para atingir as empresas juniores não federadas, usaremos a mesma ideia de utilização de ferramentas de comunicação da própria FEJMG, enviando um teaser único, mas que esteja completo, contendo data, local, inicio e encerramento das inscrições, com direcionamento para o vídeo de divulgação. Também serão enviados os cartazes A3 e buscaremos articular com os núcleos regionais para que divulguem localmente o evento. 2. EMPRESAS JUNIORES DE OUTROS ESTADOS 2.1 EMPRESAS CONFEDERADAS O EMEJ não é restrito às Empresas Juniores do Estado de Minas Gerais, pelo contrário, a presença de empresas juniores de outros Estados enriquece muito a troca de conhecimento e o aprendizado. Pensando nisso, através do mailing, será usada a mesma divulgação empregada para empresas juniores não federadas. Também serásolicitada divulgação, pela Brasil Júnior, do conteúdo digital, vídeo teaser, alimentação da Fan Page. 2.2 EMPRESASJUNIORES NÃO CONFEDERADAS Será feito um levantamento, dentro do possível, de contato com essas empresas para que o mesmo material de divulgação enviado para as outras empresas juniores chegue até elas. Uma vez contatadas, a aproximação, e continuação da divulgação do evento com essa empresas se dará pelas mídias sociais. 3 PARCEIROS A divulgação para os parceiros do EMEJ 2013 será guiada pela visibilidade proporcionada pelo evento e pelo movimento Empresa Júnior, além da capacidade de agregação de valor ao EMEJ e pela publicidade que a parceria

14


poderá gerar. Serão confeccionados materiais de captação para apresentação aos possíveis parceiros, em conjunto com a Coordenadoria de Parcerias. 4 PATROCINADORES Tendo em vista que o Movimento Empresa Júnior não conta com muitos recursos financeiros, buscar patrocinadores importantes é fundamental para a realização de um bom evento. Para prospectar e ganhar esse apoio, a visibilidade do movimento será levantada, bem como a visão de que os futuros empreendedores saem do movimento. Serão elaboradas estratégias de contato para atingir certeiramente bons patrocínios. Serão confeccionados materiais de captação para apresentação aos possíveis patrocinadores. 5 SOCIEDADE CIVIL Focando na visibilidade e inserção dos valores do movimento na sociedade, os veículos de comunicação do EMEJ 2013 serão usados como forma de propagação de conhecimento. A interação nas mídias sociais, principalmentea Fan Page, também servirá para de familiarizar os conceitos do MEJ na sociedade. Além desse canal de contato direto com a equipe organizadora do evento, a sociedade também será atingida através de divulgação nas rádios e emissoras de TV. 6 INSTITUIÇÕES DE ENSINO Visando prospectar o público alvo do Movimento Empresa Junior, os universitários, a busca por apoio dos veículos de comunicação universitários, tais como rádio, TV e web TV, será a maneira de levar os valores do movimento e a promoção do evento. 7 GOVERNO A busca por parceria e/ou divulgação nas diversas instâncias de Governo se valerá do aproveitamento da função educativa exercida pelo Movimento Empresa Junior. Serão confeccionadas cartas de apresentação ressaltando os valores do movimento. Pelo reconhecimento espera-se a conquista de apoio na realização de eventos. 8 MÍDIA Buscando a projeção regional, estadual e nacional do MEJ, os veículos de comunicação deverão ser atualizados com releases sobre o evento, o andamento, a própria realização do mesmo, além dos valores do Movimento Empresa Junior que possibilitam o encontro de grande número de empresários juniores.

Ações de divulgação MAILING O uso do mailing viabiliza a propagação de informações sobre o evento de uma maneira que não carece de recursos financeiros. Para mensurar a 15


efetividade da publicidade feita dessa forma, será usada a ferramenta MailChimp que indica o número de pessoas que abriram o email com as informações enviadas. Por meio do mailing que serão enviados os teasers contendo local, data, programação, inicio e encerramento de inscrições do evento.

FAN PAGE NO FACEBOOK E TWITTER Criar uma FanPage para o evento é abrir um canal direto de comunicação com o público interessado no evento. A ligação com o público também contará com uma conta própria no Twitter que deverá ter constância de atualizações, bem como a FanPage, sendo que o primeiro, pela linguagem do veículo, deverá manter uma freqüência diária de informações. Ambos os veículos serão ferramentas que levarão ao público matérias sobre assuntos relacionados ao tema do evento, divulgação dos palestrantes, chamada para promoções, enquetes e, inclusive, pedido para o público gerir conteúdo. Essas serão importantes ferramentas para que o público seja ouvido e demonstre a opinião sobre o que espera do evento e até mesmo de palestrantes que gostariam de ter no evento. Serão escalados responsáveis específicos para cada veículo e estes deverão ter conhecimento ou estar em constante contato com quem tenha conhecimento das questões relacionadas ao evento para suprir possíveis dúvidas que surjam nessas redes. Essas são as ferramentas que serão utilizadas na cobertura audiovisual do evento. HOTSITE E VIDEO TEASER A página do evento na internet deverá constar de todas as informações inerentes ao mesmo e que sejam de interesse direto do público. Esse espaço deverá agregar informações sobre o Movimento Empresa Junior, a cidade de Juiz de Fora, o processo de inscrições, soluções em transporte, informações sobre edições anteriores, parceiros e patrocinadores. Nesse espaço também será o local onde ficará fixo do vídeo teaser. O site deverá entrar no ar em Dezembro de 2012. CARTA CONVITE Entendendo a importância de ter o apoio de autoridades políticas, bons parceiros e patrocinadores para a realização, uma das formas de contato com esse público será através da carta convite, falando do Movimento Empresa Junior, apresentando o evento, e deixando a abertura para o contato. INSTITUCIONAL Pensando na necessidade de apresentar a seriedade e importância do EMEJ, como recurso na captação de parceiros e patrocinadores será confeccionado um vídeo institucional contendo dados de edições anteriores, planejamento e projeção da edição 2013. RELEASE Buscando a divulgação regional, estadual e nacional, releases serão enviados para a imprensa escrita, radiofônica e televisiva, sempre que houver novidades relevantes para o público. FLYER As reuniões e demais encontros que acontecem na federação são momentos em que uma parte considerável dos empresários juniores federados 16


estão juntos, ou seja, um ótimo espaço para divulgação. Aproveitando essa possibilidade, essa ferramenta será uma oportunidade para relembrar o públicoalvo a respeito do EMEJ 2013, alem de fornecer informações importantes que também serão encontradas na página do evento, para qual será direcionada por QR Codes impressos nos flyers. SPAM Assim que as inscrições estiverem encerradas, os inscritos no EMEJ 2013 receberão periodicamente um spam com um boletim virtual sobre as novidades e informações pertinentes ao público participante. A prática visa manter o inscrito interessado, sem deixar que se perca a vontade da participação e mantê-lo ciente de tudo que está acontecendo. BANNER A divulgaçãocontará também com banner pré-evento que deverá ficar exposto nos encontros da federação pós-EMEJ 2012, já preparando o público para uma nova edição do evento. O Banner pré-evento, juntamente com os flyers, serão utilizados em visitas de membros da equipe organizadora a outras cidades fora do Estado, corroborando na divulgação do evento em outros territórios. Também será confeccionado banner para o evento, constando identidade visual, e informações da edição e cidade sede, bem como a logo dos patrocinadores e das EJs organizadoras.

Tecnologia da Informação Contando com o domínio do site pertencente ao evento, é firmada parceria com a Tripé Criação, empresa experiente na área de programação de sites. O site será criado para melhorar a comunicação, transparência e a comodidade dos envolvidos e terá como responsável da manutenção tal empresa que possuí experiência, ainda, na utilização de sistemas de inscrição para eventos com grandes públicos.

17


Integração Considerando a grande importância do networking para os empresários juniores, formando oportunidades de troca de experiência e desenvolvendo uma maior rede de contatos, a integração do EMEJ 2013 foi elaborada baseada nesses conceitos. As três integrações que serão realizadas durante todo o evento serão temáticas e os temas poderão ser escolhidos pelos votos dos próprios congressistas por meio da página do evento no Facebook. Essa prática será adotada para que haja um maior envolvimento dos participantes antes mesmo do evento e para que os mesmos se sintam mais satisfeitos ao poder participar de uma festa personalizada, ao estilo do Empresário Júnior. Para a primeira noite do evento, o EMEJ 2013 contará com um Coquetel logo após a Palestra Magna. E, sucedendo o Coquetel, haverá no mesmo hotel uma Festa para os congressistas. Já na segunda e terceira noites, acontecerá uma grande Festa após o horário de jantar. A primeira opção de local para realização das festas é o Espaço Lounge do próprio Victory Business Hotel, o que traria conforto aos participantes e evitaria maiores transtornos e gastos envolvendo a logística dos congressistas.

Uma segunda opção dos espaços previstos para a realização das Festas é a AABB (Associação Atlética Banco do Brasil) de Juiz de Fora, que possui espaço para cerca de 700 pessoas e realiza eventos como festas de formatura e outras celebrações em geral.

18


A comissão organizadora do evento está estudando uma parceria com o Grupo VIVA, que gerencia o espaço para festas da AABB, visando a troca de algum benefício no evento para a organização e o aluguel do salão de festas que poderá ser utilizado para as integrações do EMEJ.

Uma terceira opção para as integrações seria a boate Privilège, que é uma casa que cresce a cada dia em público, conceito e programação. O chalé centenário e restaurado que abriga o club é cercado por uma reserva ambiental e possui sete ambientes: duas pistas de dança, dois bares, jardins, pub e o Café da Mata, um espaço aconchegante e acolhedor que provê conforto e sofisticação para quem quer se divertir.

19


A quarta opção considerada pelos organizadores do evento é a área para eventos e confraternizações do próprio Victory Business Hotel, que comporta cerca de 3000 pessoas com conforto e comodidade. O mesmo está sendo considerado como uma quarta opção, porque ainda não foi inaugurado, apesar de estar previsto para ser lançado no início de maio de 2012. Está sendo estudada uma parceria entre o evento e a UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora) para o aluguel de ônibus para os congressistas se locomoverem do Hotel até o local da integração e vice-versa. Como a AABB, a boate Privilège e a área para eventos do Victory Hotel se localizam a menos de quatro quilômetros do Hotel, a movimentação será bem tranquila e disponível para os participantes.

20


Conteúdo e Programação

21


Tema: “Gestão Interna e Projetos: a aliança para o desenvolvimento”

22


Conteúdo e Programação Tema: “Gestão Interna e Projetos: a aliança para o desenvolvimento”

Com base no do tema Gestão Interna e Projetos, a programação do EMEJ 2013 tem o objetivo de abranger o tema por completo e deixar uma mensagem para os congressistas ao final do evento, levando os mesmos a refletirem sobre as duas vertentes (Gestão Interna e Projetos) nos diferentes tipos de abordagem que ocorrerão. Com isso, o EMEJ 2013 terá como objetivo auxiliar o congressista a aplicar na sua Empresa Júnior o conhecimento compartilhado no evento, fazendo com que essas informações sejam de grande valia para o desenvolvimento do empresário júnior. O EMEJ 2013 não foge da linha dos eventos nacionais e estaduais, sendo consideradas as seguintes formas de abordagem:  Cases: compartilhamento de práticas, experiências e atitudes inovadoras que geraram resultados para uma empresa júnior e que tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento das outras empresas juniores em Gestão e Projetos e reconhecer o trabalho bem-sucedido dos empresários juniores.  Painéis: forma de apresentação voltada para a exposição visual de trabalhos, onde o confeccionador do mesmo se situa ao lado da mostra para maiores informações e discussões com os interessados. Os painéis são visualmente autoexplicativos e voltados para debates informais.  Workshops:aplicações práticas de metodologias e técnicas que abordam o tema proposto e tem como objetivo prover um conhecimento mais palpável ao congressista. Esses workshops deverão ser ministrados por pessoas mais ligadas às áreas que abrangem o tema do evento.Um dos Workshops apresentados já está definido como sob responsabilidade da Bain&Company, parceira da FEJEMG e com direito à participação no evento.  Minicursos: momentos destinados ao repasse de conhecimentos acerca do tema, realizados por especialistas no assunto, tendo como objetivo a capacitação dinâmica dos congressistas, para que os mesmos possam receber o máximo de informações acerca do objeto de estudo. Esse tipo de abordagem visa proporcionar um maior embasamento aos participantes para formar sua opinião e participar de discussões relativas ao assunto.  Palestras: formas de apresentação que visam repassar conhecimentos acerca de assuntos relacionados Gestão e Projetos, com a finalidade de compartilhar experiências e prover uma reflexão aos empresários juniores. Alguns nomes já estão sendo estudados para realizar a palestra com, por exemplo, Vicente Falconi, Engenheiro especialista em Gestão com Foco em Qualidade e conhecido mundialmente por suas práticas de gestão com foco em resultados.

23


Conteúdo e Programação Tema: “Gestão Interna e Projetos: a aliança para o desenvolvimento”

 Mesas-Redondas: essa forma de exposição tem como objetivo gerar um debate entre pessoas experientes e com grande conhecimento prático e teórico acerca de Gestão e Projetos nas empresas atuais. Com a participação dos congressistas em forma de perguntas para os palestrantes, o conhecimento adquirido será valioso

O Café da Manhã estará incluso no pagamento da diária e sendo assim, aqueles que se inscreverem como congressistas sem hospedagem não terão direito a essa refeição no hotel. O Almoço e o Jantar serão fornecidos mediante vales alimentação que deverão ser usados em restaurantes da região parceiros do evento. A Atividade de Integração que será realizada no último dia tem o objetivo de não deixar o momento de despedida ser monótono e nostálgico para os congressistas. Por isso, será um espaço para a descontração e entretenimento, sendo que a comissão organizadora ainda está trabalhando com a possibilidade de confeccionar algum conteúdo de divulgação para que os participantes deixem o evento refletindo sobre os assuntos e o tema tratado no mesmo.

24


Gestão Interna Planejamento Estratégico Com o objetivo de tornar o evento cada vez mais estratégico, a comissão do EMEJ 2013 irá desenvolver um Planejamento Estratégico para o evento. Com base no BSC, o encontro mineiro terá sua missão e visão definida e a partir delas serão traçados objetivos, metas e indicadores. A vantagem de ter o Planejamento é melhorar o gerenciamento, visualizar resultados parciais, explanar pontos que não pode se cuidar para o sucesso e garantir a transparência de todo o EMEJ.

Sistema de Gestão Com o objetivo de garantir a troca de informações em tempo real e possibilidade e visualização de todo andamentos dos processos ligados ao evento, por intermédio do software Dropbox, serão compartilhadas as pastas de cada coordenadoria, contendo todos os documentos importantes. Esse processo, além de garantir a transparência, possibilita a revisão de documentos e sugestão por parte dos outros coordenadores. Na linha de praticidade do Dropbox, serão criados os e-mails @emej2013.com, pelo servidor do gmail, com o intuito de montar um canal de comunicação entre os coordenadores, bem como a troca de informações e documentos. Com o e-mail a possibilidade de repasses é expandida, principalmente pelo recurso de compartilhamento de documentos do sevidor.

Transparência e Gestão do Conhecimento Visando garantir a transparência do EMEJ Juiz de Fora mensalmente serão desenvolvidos relatórios detalhados das atividades desenvolvidas em cada coordenadoria a ser entregue a diretoria e ao conselho administrativo da FEJEMG, garantindo um melhor repasse de informações e a transparência do encontro. Trimestralmente será entregue um relatório estratégico com os resultados das metas definidas no planejamento do evento. Além disso, o coordenador geral do evento será responsável por tirar as dúvidas dos conselheiros via fórum. A Gestão do Conhecimento será feita pela prestação de contas e por um copilado de informações julgadas importantes por cada uma das coordenadorias. Ao final do evento, será desenvolvido um Relatório de Boas Práticas, além do Relatório Final, para que no futuro a FEJEMG possa utilizar essas informações.

25


Por que nossa proposta deve ser escolhida?

Por que selecionar esta proposta? Por vários motivos, mas deixaremos um breve depoimento de cada coordenador sobre suas expectativas para o EMEJ 2013: “Trabalhamos para que o EMEJ 2013 se torne um marco para a vida de todos os participantes deste grandioso evento. Entre suas características, destacamos a Viabilidade, Desenvolvimento, Acessibilidade e Comodidade para os todos os congressistas.” Victor Balbi – Coordenador Geral “A cidade de Juiz de Fora irá agregar qualidade ao EMEJ 2013 e proporcionar grandes trocas de experiências entre empresários juniores. Esperamos vocês!” Anna Luísa – Coordenadora de Parcerias “Focamos na participação ativa de todos os interessados em termos um evento proveitoso. O EMEJ 2013 será um evento tanto profissionalmente quanto pessoalmente inesquecível, um local de aprendizado duradouro e prático.” Daniel Aguiar – Coordenador de Comunicação e T.I. “As empresas juniores de Juiz de Fora estão ganhando grande visibilidade em cenário nacional e, como sede do EMEJ, poderemos mostrar qual a capacidade da cidade em desenvolver um grande evento e proporcionar uma experiência enriquecedora para os participantes.” Leonardo Mattos – Coordenador de Conteúdo, Programação e Integração. “Os empresários juniores só tendem a ganhar conhecimento e experiências inigualáveis com a participação no EMEJ 2013. Nós trabalhamos para a organização de um evento que marque Juiz de Fora como sua sede e que seja inesquecível para todos os participantes!” Fernanda Ottoni – Coordenadora financeira e de infraestrutura. Diante de todos estes depoimentos, podemos concluir que todos nós estamos bastante motivados em realizar um evento inesquecível e de qualidade para todos os participantes. Vamos juntos rumo ao EMEJ 2013 em Juiz de Fora!

Juiz de Fora, 05 de abril de 2012.

26

Proposta EMEJ 2013 - Acesso, Campe, Ecofarma, Mais e Masci  

Proposta a ser apresentada para organização do EMEJ 2013