Page 1

EDITORA

Ano III nº 13 Sorocaba | 2006 R$ 8,50

SPA em casa Ikebana

sinônimo de paz, descanso e lazer

harmonize sua casa

Vidros, espelhos e vitrais detalhes que fazem a diferença

ÁGUA economize, reutilize e trate do nosso maior bem


32

Capa Arquiteta Cláudia Gomes Foto Renata Rocha

Sumário

40

Pa i s agismo 12

Legislação incentiva qualidade ambiental e paisagística

Ike bana Traga mais harmonia para dentro de sua casa

32

H a b i t a r eM ondo 34

Zurique - Suíça: uma arquitetura singular

50

Água Alternativas e dicas para economizar, reutilizar e tratar nosso ouro azul

SPA em casa Desfrute de bons e agradáveis momentos em casa

Vi d r os , es pelhos e vitrais Eles fazem toda a diferença na decoração

P r od u t os e s e rviços Para construir, reformar ou decorar

habitare@editorasbc.com.br www.revistahabitare.com.br Diretora Editorial: Zi Cossermelli Direção de Arte e Produção: Nando Verga Editoração Gráfica e Arte: Daniel Eid Arte Final: André Luvizotto|Ileuza Maya Fotos: Renata Rocha e clientes Jornalistas: Fabiana Santa Joaquim | Luciane Fernandes Fogaça Departamento Comercial: Ana Carolina Ribeiro | Ana Paula Aleixo Celda Sanches | Ediça Madureira | Eliane Gaudino | Júlio Strassacapa Colaboradores: Mozart Araújo | Eliane Freitas Correspondente Internacional: Fabrízio Mott

40

50 60 94

EDITORA

Diretor Executivo | Editor: Salvador Ribeiro Diretora Financeira: Tiana Ribeiro Departamento Administrativo: Maria Filomena Freitas de Almeida Departamento Jurídico: Lucien Domingues Ramos (OAB/SP 132.502) Habitare é uma publicação trimestral da Editora SBC Ltda - Administração, Redação e Publicidade: Rua Manoel José da Fonseca, 301 | Centro | Sorocaba 18035 070 Tel: (15) 3233 9312 | 3012 4307 editorasbc@editorasbc.com.br Distribuição: RBC Distribuidora Ltda


Editorial A arte de morar bem Fizemos esta edição recheada de novidades e muita informação. Ela marca mais uma conquista da Editora SBC, a HighWay Expo Loft, uma mostra de decoração em parceria com a Pro Est Engenharia, que trará ao público sorocabano tendências em decoração de interiores, com 28 profissionais decorando lofts, sinônimo de liberdade de viver. Visite a mostra de 28/10 a 20/12, no edifício HighWay, Campolim, e se identifique com esse novo jeito de morar bem. E para morar bem, precisamos de qualidade de vida, cuidando do lugar em que vivemos, da nossa casa, da nossa cidade e do nosso planeta. O tema agora é muito importante para nossa sobrevivência na terra: a água. Nessa matéria, damos alternativas e dicas pra você economizar, reutilizar e tratar a água, a nossa riqueza, o nosso “ouro azul”.

E a arquitetura? Ela marca o espírito de uma época. Pode ser arte, urbanização, sociologia, paisagismo e respeito à natureza. A arquitetura não é simplesmente técnica, através dela podemos deixar marcas na história. E como na arquitetura e na arte a intenção é o grande diferencial, assim também acontece na confecção da Ikebana. Aprenda nesta matéria todo o seu significado, ele pode trazer mais harmonia para dentro da sua casa. E foi dentro de todo esse espírito que nós da Habitare preparamos esta edição, trazer para casa um pouco mais de paz e dicas da arte de morar bem. Um abraço !

Diretora Editorial

6

Foto: Ana Ribeiro

E para relaxar, uma boa alternativa é construir um SPA em casa. Você sabe o que significa a palavra SPA? “Sanus per aquam”, “saúde através da água”. Então, vamos lá, cuidar da nossa saúde, da nossa água e do nosso planeta.


Por Fabiana Santa Joaquim

H A B I TA R T

Tecendo formas

no espaço Lulé Castilho

T

ramas, rendas, texturas, transcender... Poderia ainda tecer mais um milhão de palavras para definir a arte e o perfil da artista plástica Lulé Castilho*, mas já sabendo de antemão que será em vão, vamos usar outra ferramenta. A arte e o papel do artista têm um ar romântico e missionário para Lulé. Através de uma linguagem poética, a arte é transformadora, eleva o espírito. Quando conversamos, me convenci de que a arte é um alimento, que mata a fome do artista e do interlocutor que com a ela se identifica. Saciar esta fome é tão importante quanto saciar a fome biológica. Questionando sempre qual seria sua contribuição, Lulé demorou assumir a importância do seu papel na sociedade. Tímida e muito quieta, desde criança desenhar foi seu alfabeto. Linguagem que nunca mais deixou de falar e, assim, unindo letras para tecer seu poema visual e poeticamente transmitir seu pensamento e releitura do mundo, Lulé cumpre sua missão, seu papel social. Formada em Belas Artes em São Paulo, mudou-se para Sorocaba logo após sua primeira exposição de desenho realizada na Prefeitura de Santos, sua cidade natal. Suas aparições começaram, efetivamente, na Oficina Cultural Grande Otelo. Seu primeiro trabalho foi uma instalação na entrada do prédio (antigo fórum): uma união de bonecos confeccionados em papel de jornal. Os materiais recicláveis são matérias-primas recorrentes em sua obra, principalmente o jornal. Aliás, o jornal já carrega em si uma metalinguagem belíssima e utilizando o papel onde foi impressa uma visão de mundo, ele é reutilizado para passar uma releitura deste mesmo mundo. Construindo estes novos mundos, Lulé tece formas no espaço e nos ensina um novo olhar. Há dois anos, dá aulas de artes para colegial e alfabetização adulta no Habiteto, experiência que desempenha com muito carinho e dedicação. Aprendizado mútuo, alunos e professora, esta relação tem sido muito gratificante para a artista, “extrair a estética deles”. “Divirta-nos, professora”. Assim repito e convido-os: “Divirtam-se!” “A arte existe para que a realidade não nos destrua.” Friedrich Nietzsche *Veja página 98. 8


H A B I TA R E AR Q UI T E T UR A

N

ão há como contar a história da cidade de São Paulo sem comentar sua arquitetura. Não há como contar a história da arquitetura de São Paulo sem falar sobre Francisco de Paula Ramos de Azevedo. Seus projetos se destacaram na cidade assim como a cidade se destacou no país. Durante a primeira República do Brasil, esse engenheiro/arquiteto projetou mais de 250 obras. Dentre elas, destacamos aqui apenas duas, sem querer, de forma alguma, desmerecer qualquer outro de seus projetos.

“Casa das Rosas” e Grupo Escolar de

Itapetininga Colaborador: Mozart Araujo - Arquiteto/Professor

Antes precisamos saber que, instaurada a República, um dos grandes desafios era lutar contra o analfabetismo no país, e para isso a criação de escolas era fundamental. A imagem da escola deveria ser monumental. As crianças deveriam orgulhar-se em freqüentar esses edifícios, e Ramos de Azevedo colaborou, sem dúvida, com o ideal republicano através de seus projetos. O projeto da Escola Modelo Preliminar de Itapetininga (1895) foi um marco na história da educação no interior do Estado de São Paulo. O edifício suntuoso pretendia seguir as normas que o Código da Higiene Sanitária impunha. Preocupava-se com a insolação, distribuição dos ambientes de acordo com o programa arquitetônico/pedagógico da época. O edifício foi exemplo de como deveria ser a nova escola da República. Apesar das suas falhas não se compara às existentes nos edifícios escolares de hoje, mesmo contando com toda a nova tecnologia.

“G.E. (Grupo Escolar) de Itapetininga”. Acima a fachada e abaixo o acesso da escada interna ao gabinete do diretor. Acesso “nobre” representado através dos arcos e colunas.

Tanto nos grandes edifícios públicos, como nos palacetes paulistanos, os materiais eram cuidadosamente escolhidos. Materiais importados da Europa, assim como o estilo arquitetônico. Detalhe: Piso hidráulico na “Casa das Rosas” e brasão da Escola Modelo, uma referência dos brasões dos castelos franceses. Acima: Vitral de Carlos Sorgenicht na “Casa das Rosas”. Abaixo: Detalhe do telhado da “ Casa das Rosas” . Abaixo à esquerda: Detalhe da varanda da “Casa das Rosas”, escada interna e detalhes das paredes da residência toda em estilo francês.

Já a “Casa das Rosas” (1935), residência projetada para uma das filhas de Ramos Azevedo, situada na Avenida Paulista, número 37, em São Paulo, podemos admirar os detalhes do estilo francês. Mármores italianos, cristais belgas, piso hidráulico, a elegância da escada interna, o vitral de Carlos Sorgenicht, a simetria dos jardins inspirado em Versailles, os detalhes da fachada, o acabamento interno das paredes, o banheiro Art Dèco com louças inglesas, entre outras surpresas mais. Passeio obrigatório para todo arquiteto e aqueles que apreciam arquitetura, paisagismo e decoração. A residência está aberta a visitações.


PAISAGISM O

Por Fabiana Santa Joaquim

Dicas de paisagismo

P

lantas tropicais ou apenas um gramado? Tenho espaço suficiente para uma cascata no meu jardim? Essas são as perguntas que você gostaria de ver respondidas de imediato, mas não é assim, e, que bom! Cada caso é um caso, e assim sendo você sempre terá a exclusividade a seu favor. A arquiteta e paisagista Patrícia Rodrigues da Silva* nos mostra alguns dos critérios a serem considerados na hora de fazer o projeto paisagístico. A difícil tarefa de conciliar sonho, espaço, clima, entre tantas outras variantes.

Paisagista Patrícia Rodrigues da Silva

Estilo a ser definido e dois pedidos dos proprietários: um caminho para a entrada principal e outro menos evidenciado conduzindo à área de lazer. Após conversa decidiu-se por plantas tropicais com volumes mais soltos e formas menos rígidas; no caminho principal, cacos de São Tomé entremeados com grama esmeralda e contorno de aspargo rabo de raposa. Ao fundo, cicas e bambus para amenizar a incidência de sol pela janela na sala de estar.

Paisagista Patrícia Rodrigues da Silva

Neste caso um único pedido: uma cascata na área destinada às mesas externas e para a qual a visão dos clientes, mesmo na área coberta desta pizzaria, está voltada. Para destacar as quedas d’água de aço inox curvadas, foi feito um painel de arenito vermelho alternado por xaxim com cacto macarrão, conferindo-lhe mais vida e integrando a cascata ao paisagismo. 12


Legislação incentiva qualidade ambiental e paisagística

Paisagismo Ana Boso Engenheira Viviane Maria França Carvalho – projeto de edificação

S

e a beleza de um belo jardim, flores, a utilidade de uma pequena horta e pomares, além dos benefícios ao meio ambiente não te convencem a ter um jardim, há dois anos existe uma lei que pode te incentivar. A Lei 7122 de 02 de junho de 2004 tem como objetivo garantir a qualidade ambiental, paisagística e espaço adequado às diversas funções e atividades, para isso prevê a proteção dos recursos hídricos, recursos naturais não renováveis locais e ocupação responsável do solo. Através de um “macrozoneamento ambiental”, a lei visa promover o crescimento sustentável da cidade. Cada zona está sujeita a diferentes restrições quanto à sua urbanização. 13


PA I SAG I SM O

Existem leis, há uma mídia comprometida, ongs, empresas e muitas pessoas que estão cientes da sua responsabilidade perante o meio ambiente e os recursos naturais. Com todo esse incentivo, queremos acrescentar mais um, ou melhor, dois: estética e bem estar. Uma residência, ou até mesmo um comércio, com um projeto paisagístico só agrega valores à propriedade. Existem projetos adequados a todas as necessidades: jardins com enfoque em plantas tropicais, árvores frutíferas, plantas aromáticas ou ainda optar por ter às mãos uma pequena horta. A visão sistêmica que nos ensina a perceber o movimento integrado entre o ambiente, as nossas decisões e o nosso futuro proporcionam a oportunidade de, arrumando o próprio espaço, contribuir para o bem estar de todo o planeta.

*Veja página 98.

Paisagismo Ana Boso

Informações no site www.sorocaba.sp.gov.br leis ordinárias - número 7122


SOROCABA

Confira as lojas associadas ao P贸lo Arqdec e tenha a certeza da melhor escolha! www.poloarqdec.com


Um lugar para o cliente sentir-se único. Um espaço voltado para pessoas de bom gosto, num conceito totalmente novo de loja. Atendimento altamente profissional para que o cliente tenha projetos inovadores e, acima de tudo, exclusivos. Assim é a Bella Casa. O lugar onde você encontra o que há de melhor em pastilhas de vidro, pisos atérmicos, bordas para piscinas, porcelanatos nacionais e importados, cerâmicas pintadas e rústicas, faixas e mosaicos importados, ladrilhos hidráulicos, além da consulta de arquitetos especializados que acompanham o cliente desde a compra até a instalação final do produto, possibilitando uma arquitetura única em cada projeto. Com profissionalismo, atendimento exclusivo e conceito de qualidade, a Bella Casa torna-se a melhor boutique da cerâmicas de Sorocaba e região.

15

3231.9990 - (fax) 3231.9998

Rua Antonio Carlos Comitre, 396 | Campolim | Sorocaba - SP bellacasa@terra.com.br | www.bellacasasorocaba.com.br


Ao desenvolver a coleção 2006/2007, a Florense conseguiu o que parecia impossível: ir ainda mais além em termos de conforto, arrojo e design no mobiliário de residências e escritórios. Com o Concept 24/7, a Florense apresenta soluções avançadas para o mobiliário contemporâneo internacional – nas 24 horas do dia, nos 7 dias da semana. E se projeta como uma das mais expressivas marcas de móveis do mundo. Todos os itens que formataram o conceito do mobiliário contemporâneo estão presentes na coleção: o minimalismo, as linhas retas, o design europeu, as matérias primas nobres e a alta tecnologia empregada na fabricação de cada produto. Tudo foi pensado de forma integrada. As cores, mesmo sendo fortes, são sóbrias, elegantes e modernas.

15

3233.9000

Av. Antonio Carlos Comitre, 1297 | Sorocaba - SP florense@florensesorocaba.com.br


A Foneplan Áudio e Vídeo, que já atua em Sorocaba há 10 anos, projeta, instala e faz toda assessoria, do cabeamento até a utilização de todos os equipamentos de áudio e vídeo em sua casa, escritório ou empresa. Com alta tecnologia em equipamentos como projetores, TV´s de plasma e double screen, atua no mercado residencial (home theater) e corporativo com montagem de auditórios e salas de vídeo conferência. Visando a satisfação total do cliente, a Foneplan possui em seu quadro de funcionários, engenheiro e arquiteto, garantindo um melhor atendimento tanto na parte técnica como no projeto do ambiente idealizado, permitindo assim que este se torne um local seguro e agradável. Com a Foneplan, você tem alta tecnologia em Home Theater e projeção em vidro.

15 3224.2316 Rua Tuiuti, 175 | Sorocaba - SP

comercial@foneplan.com.br | www.foneplan.com.br


A Hidráulica Rei possui uma grande variedade de produtos como louças, metais, tubos e conexões de PVC ou cobre e sistemas hidráulicos completos no seu estoque. Trabalhando, há mais de 22 anos com as melhores marcas, como Deca, Eluma e Tigre, entre outras, a loja oferece o melhor para sua construção, reforma ou manutenção. Investindo na capacitação de seu pessoal, racionalização do estoque e modernização de suas instalações, além dos ótimos produtos, a Hidráulica Rei garante um atendimento especializado desde o bom dia até a entrega.

15

3224.5400 (pabx) - 0800.101944 (fax)

Rua Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes 1290 | Sorocaba - SP alexandrefalcao@hidraulicarei.com.br | www.hidraulicarei.com.br


Com obras realizadas na capital, interior e litoral de São Paulo, a M2 oferece amplo estoque de mármores e granitos, nacionais e importados. Compromisso com o cliente, qualidade no atendimento, acabamento e colocação, além de respeito aos prazos de entrega: esse é o diferencial da M2 Marmoraria. Unindo a técnica com a harmonia, os clientes ainda contam com assessoria de arquiteto e decorador no desenvolvimento de suas idéias e projetos. Deixe a M2 Marmoraria fazer parte de sua obra e tenha a certeza do melhor resultado.

15

3237.3030

Rua Mário Thame 52/62 | Sorocaba - SP m2.marmoraria@terra.com.br


A satisfação do melhor produto na hora da escolha já tem endereço certo. Impossível falar em decoração e não pensar na Morarte. A loja possui a mais completa linha de móveis Masotti, adornos, persianas e toldos da Luxaflex (revenda Talent), cortinas, colchas e almofadas de confecção própria, além de tapetes, carpetes (nylon e madeira), e ainda, papéis de parede (nacionais e importados) e tapeçaria. Elegância, design arrojado e perfeito atendimento, tudo você encontra aqui na Morarte.

15

3231.1624

Rua Antonio Carlos Comitre, 481 | Sorocaba - SP morarte@globo.com


A MF Telhas, há 20 anos no mercado, oferece aos seus clientes um showroom diferenciado em telhados. O cliente MF Telhas conta com um atendimento personalizado: consultoria de engenheiros e arquitetos especializados e simuladores que possibilitam a visualização do projeto antes da compra, facilitando os testes e garantindo a melhor aquisição. Representando as melhores marcas do mercado: Alarcon, Tégula, Lopes, Coração de Jesus, Rainha, Top Telhas e as Telhas Espanholas, confeccionadas com argila nobre exclusivamente pela Cerâmica Alarcon - além da maior variedade em telhas brancas esmaltadas da cidade.

3211.2242 - (fax) 3211.2266 Rua Emygdia Campolim, 45 | Campolim | Sorocaba - SP 15

atendimento@mftelhas.com.br | www.mftelhas.com.br


Criar ambientes, oferecendo móveis com o estilo de cada cliente, com total conforto e soluções inovadoras, são algumas das prioridades da Marcenarial Artesanal. A sua constante busca por qualidade nos produtos, com padronização de processos e aperfeiçoamento dos profissionais, faz a empresa ser uma das mais respeitadas no setor de design de móveis da região. O trabalho em conjunto com os melhores e mais respeitados arquitetos e decoradores, conciliando qualidade, design exclusivo e prezando pela ecologia faz com que todo projeto realizado pela Marcenaria Artesanal seja um grande sucesso!

15

3227.3410

Rua Miguel Clemente, 63| Sorocaba - SP marcenariaartesanal@terra.com.br | www.marcenariaartesanal.com.br


Cada ambiente precisa ser único. Detalhes que ressaltem o gosto de cada cliente transformando espaços em obras de arte. A Napoli oferece amplo show-room em móveis e objetos que dão vida e acrescentam requinte e credibilidade a seus projetos. Conheça a Napoli Móveis e Design, o bom gosto e a exclusividade em móveis e acessórios a preços irresistíveis.

15

3211.1521

Rua Profª Izoraida Marques Peres, 440 Sorocaba - SP | napoli.moveis@terra.com.br


Foto: Lucas Munhoz

A Sierra é uma loja de móveis de alta qualidade. Ir até lá é obrigatório para quem está fazendo uma decoração residencial ou comercial. Você encontra móveis de variados estilos, do clássico ao moderno, distribuídos em 10 linhas diferentes, com várias opções de cores e acabamentos para madeira e também diferentes padronagens de tecidos. Na Sierra você tem a certeza do bom gosto e sofisticação com classe e exclusividade ao seu alcance.

15

3231.7791

Av. Professora Izoraida Marques Peres, 216 | Sorocaba - SP


Para obter sofisticação e estilo único, você precisa da iluminação perfeita. A Studio Luz oferece as melhores marcas com os melhores preços e a maior variedade de Sorocaba e região. Conheça nosso show-room ou solicite uma visita de um dos nossos projetistas. Teremos a satisfação e o cuidado de transformar seu sonho em bem estar. Studio Luz, mais que iluminação, uma evolução.

15

Sorocaba 3321.2020 |

11

Itu 4013.0870

www.studioluz.com.br | lustres@studioluz.com.br


Fotos: Renata Rocha

Berço da República

A

cidade é um atraente passeio pela história política, artística e religiosa do Brasil. Conhecida também pelos “exageros” e hoje atrai muito pela sua cultura, antiguidades, culinária e natureza.

Em Itu, podemos encontrar desde produtos manufaturados até as mais altas tecnologias e automação. No quesito construção e decoração, a cidade oferece muitas opções. Nesta edição, apresentamos alguns desses produtos e serviços. Você que está construindo ou decorando, Itu é uma parada essencial, aproveite as oportunidades e ainda faça um belo passeio pela história.


ESP E C I A L

Galpão do Rattan “A fibra natural não compromete a decoração e não se compromete, complementa”, afirma Atlas Lessa, proprietário do estabelecimento. Há cinco anos no mercado, o Galpão do Rattan oferece uma linha completa de produtos artesanais e manufaturados, oriundos especialmente do norte e nordeste. Cadeiras para varanda, poltronas para living, estantes, espreguiçadeiras, divãs, camas, entre outras opções, tudo confeccionado com as mais diversas fibras: junco, apuí, taboa e rattan. Além dos móveis, você pode encontrar tapetes de cizal feitos em tear manual.

Rua Paula Souza, 162- Centro | Itu - SP - Tel: (11) 4013.1453

Real Gesso Há oito anos no mercado de fabricação e instalação de artefatos de gesso, a loja oferece produtos com alta qualidade como molduras, forros, sancas, divisórias e drywall. A Real Gesso também oferece a seus clientes o “reboco em gesso”, garantindo uma economia de até 70%. Atendimento e projetos personalizados para cada ambientes e peças especiais são o diferencial que você encontra na Real Gesso.

Rua Sorocaba , 544 - Centro | Itu - SP - Tel: (11) 4013.0924

Boff Portões “Quem prefere qualidade não se arrepende depois”, Experiência de 18 anos no mercado, a Boff Portões está sempre buscando aprimorar seus produtos para oferecer o que há de melhor em qualidade num preço justo. Os portões são projetados e executados sob encomenda e na medida da sua empresa ou residência. Portões automatizados, tratamento anti-corrosivo, revestimento em aço, alumínio, madeira, entre outras facilidades, fazem da Boff uma líder no setor.

Rua Dom Manuel da Silveira Delbaux, 276 - Nova Itu Itu - SP Tel: (11) 4022.3102 | 4023.3597


L´Oficina Dell´Arte L’Oficina dell’Arte é um ateliê que há 12 anos trabalha com pintura em azulejos ao estilo português, em azul ou colorido contemporâneo. Porcelanas pintadas à mão, criação da artista plástica Maria Célia Bombana, que desenvolve uma linha sobre o patrimônio histórico de Itu. Os trabalhos são encontrados a pronta entrega ou sob encomenda. Outros trabalhos da artista em aquarela sobre papel e acrílica sobre tela também podem ser encontrados no seu ateliê.

Rua do Patrocínio, 3933 - Centro | Itu - SP Tel: (11) 4022.0114

Olaria 2 Córregos LS é a garantia de que você esta adquirindo um excelente produto, confeccionado artesanalmente com barro especial pela Olaria 2 Córregos. A olaria possui uma variedade de produtos: tijolo colonial, tijolo para revestimento aparente, tijolo para pisos e para colunas com cantos arredondados. Vários tamanhos e peças feitas sob medida são outras qualidades para atender sempre mais e melhor os seus clientes.

Rua José de Oliveira, 167 - Jd. Oliveira | Itu - SP - Tel: (11) 4022.4301

Antiquário Passado e Presente´s “Uma viagem ao passado em alto estilo”. “Começou como hobby e continua sendo, há mais de vinte anos”, esclarece Nilton Cardoso, que inaugurou o antiquário em 2003. Antiguidades como rádios, telefones, lustres; raridades como quadros com cenas de filme e curiosidades como objetos para colecionadores (carros antigos, brinquedos, miniaturas etc) são alguns dos atrativos da charmosa loja na Praça Padre Anchieta. Com certeza o amante de antiguidades e colecionadores em geral se sentirão em casa!

Rua Bom Jesus, 72 - Praça Padre Anchieta - Centro | tu - SP Tel: (11) 4022.0828


Por Fabiana Santa Joaquim | Fotos: Renata Rocha

PA I S AG I S M O

A arte de se fazer poesia com

A

arte da Ikebana nasceu na Índia, junto com o budismo, e os primeiros a conhecer a arte foram os chineses, por volta de 587 d.C., mas foi depois que chegou ao Japão que a arte espalhou-se pelo mundo. Praticada inicialmente pelos monges como uma forma de louvar Buda, conferindo à Ikebana uma característica religiosa. Com o passar dos anos, a arte ampliou-se do tradicional altar para ingressar no dia-a-dia do mundo moderno. Mais do que o simples arranjar de flores, galhos e folhagens, a Ikebana é uma filosofia de vida, um caminho. A natureza tem muito a nos ensinar, “um galho torto convive em harmonia em seu ambiente”, exemplifica Marlene Yabiko*, professora de Ikebana. Observando a natureza, descobrimos uma ordem harmônica, e as estações do ano são uma delas, infalível repetição. O desconhecimento, a indiferença ou ainda a insatisfação diante delas e suas conseqüências (frio, calor, chuva etc.) só trarão problemas e obstáculos, ao passo que, desfrutando do melhor de cada uma delas, você estará fazendo parte dessa harmonia natural. Marlene também nos explica que existem várias escolas que se diferenciam nas técnicas utilizadas para compor um arranjo floral, entre elas o Ikebono, estilo mais antigo, e o Sanguetsu, escola criada por Mokiti Okada (1882-1955), filósofo espiritualista nascido no Japão. Dedicou-se à purificação e à elevação do espírito do homem por meio de um Mundo Ideal. Valorizou a arte como fonte de elevação do espírito humano e força geradora de felicidade. Mokiti nutria profundo interesse pela Ikebana e criou, na década de 40, o estilo Sanguetsu, defendendo a simplicidade, o respeito pela natureza e o sentimento sincero na vivificação floral, e ainda ensinou o poder da natureza em transmitir energia e vibração positivas. Como em toda arte, ou ainda, em toda ação humana, a intenção é o grande diferencial, assim também acontece na confecção da Ikebana. Uma série de técnicas que passam pela escolha de galhos, folhagens e flores, até a forma de dispô-las, garantem a qualidade da arte, mas, mais do que isso, é necessário ter sensibilidade. Respeitar um outro tempo (natureza) e entender o perfil das flores e plantas são requisitos básicos para aprender Ikebana. O ato de fazer um arranjo de flores utilizando essas técnicas e sensibilidade é considerado uma forma de meditação, pois é um caminho de auto conhecimento e elevação da espiritualidade. Cada flor, folhagem ou planta tem suas características, uma personalidade e até uma face. É necessário um olhar atento para perceber, por exemplo, o lado mais bonito


as flores

da flor, com certeza esse é o lado que deve estar à vista para que todos possam apreciar sua beleza. Podemos trazer essa harmonia para dentro da nossa casa e coração. Experimente fazer um arranjo de flores colocando uma intenção para aquelas flores, trate-as como um ser vivo com suas particularidades (quem ama conhece) e você vai perceber a diferença da beleza e sua duração. *Veja página 98. Marlene Yabiko nos ensina uma técnica de corte dentro da água – Mizukiri. Esse corte proporciona melhor absorção de água pela flor e galhos delicados. Esta técnica permite a expulsão do ar contido no caule e a flor consegue absorver a quantidade de água suficiente para sua manutenção. “A arte da Ikebana Sanguetsu é uma reverência à sublime beleza da natureza. É como uma música, em que a melodia, as palavras e rimas são substituídas por flores, galhos e folhagens”. 33


H A B I TA R E M O N DO

O país rodeado por alpes e fabricante dos melhores relógios e chocolates do mundo, traz em sua capital Zurique uma arquitetura inigualável

F

abrizio Mott, correspondente da Habitare na Espanha, fez um tour por vários países da Europa, entre eles, a bem sucedida Suíça, e nos mostra um pouco da arquitetura de sua capital, Zurique. A diversidade de um país montanhoso cercado por alpes é a essência da Suíça, e proporciona sua identidade própria. Continua sendo mais conhecida pelas suas instituições financeiras, os finos queijos, chocolates e indústrias de fabricação de relógios, pelo seu cenário e uma rede excelente de transporte público. Na maior e mais popular cidade da Suíça existe uma energia no ar que não se encontra no resto do país. Zurique é o seu principal centro comercial e abriga o maior aeroporto. Antigamente a indústria mecânica era a base de sua economia. Hoje em dia é um centro de finanças, com seus bancos, galerias de arte, joalherias e também de empresas do setor de alta tecnologia. Zurique foi qualificada varias vezes como a cidade de maior qualidade de vida do mundo. Situa-se onde o rio Limmat deixa o Lago Zurique e é cercada por arborizadas montanhas. Juntamente com Londres e Nova York, Zurique está se tornando um dos maiores centros de arte contemporânea, oferecendo 50 museus. Durante o dia, as horas passam facilmente admirando-se o agradável e pitoresco centro antigo com sua singular arquitetura, ou passeando pelos arborizados parques ao redor do lago.

Acima: Uma das muitas paradas para barcos no Lago Zurique: Detalhe das jardineiras com flores vermelhas. Lateral acima: Ruas do pitoresco centro antigo de Zurique Lateral abaixo: Vista do Rio Limmat que atravessa a cidade. Um ponto de grande movimento e agitação da capital suíça.


Acima esquerda: Museu Nacional. Acima direita: Edifícios onde se destacam a beleza por suas formas e simplicidade.

Ao lado esquerda: Edifício sede da Prefeitura de Zurich. Na maioria dos edifícios públicos e particulares, pode-se observar o detalhe das jardineiras floridas, principalmente com o vermelho, cor representativa da bandeira do país. Ao lado direita: Igreja Fraumünster a mais importante da cidade, que tem vitrais do pintor francês Marc Chagall, impressiona pela simplicidade em um lugar tão rico. Abaixo esquerda: Dentre os muitos museus que possui, se destaca o Museu Nacional Suíço (Landesmuseum). É um dos mais importantes museus de arte de historia cultural na Europa e no mundo. O edifício do museu foi construído em 1898 por Gustav Gull nos moldes dos chateaus de cidades do renascentismo francês. Detalhe: o famoso arquiteto Le Corbusier

Le Corbusier Foi um dos mais influentes arquitetos suíços do século XX. Le Corbusier foi arquiteto, escultor, pintor, escritor e um pensador revolucionário e inovador. Nascido na Suíça, em 1887, recebeu o nome de Charles Édouard Jeanneret e só adotou o nome de Le Corbusier, tirado de sua mãe, muitos anos depois, já profissionalmente. Foi um visionário cheio de idéias e conceitos, que mexeu profundamente com o pensamento da sua época e definiu fortes inovações na arquitetura do seu tempo. Entre as contribuições de Le Corbusier à formulação de uma nova linguagem arquitetônica para o século XX se encontram estes cinco pontos: construção sobre pilotis, terraço-jardim, planta livre da estrutura, fachada livre da estrutura e janela em fita.

35


Por Luciane Fogaça | Fotos: Renata Rocha

N AVA R A N D ACO M

Cláudia Gomes

e toda sua sensibilidade Simples e ao mesmo tempo forte. Assim pode ser definido o jeito de ser da arquiteta e urbanista Cláudia Gomes*, uma mulher que, entre outras características, fala de si mesma com facilidade. Apaixonada pela natureza, bem provavelmente pelo fato de ter crescido numa chácara em Sorocaba (onde atualmente está localizado o SPA São Pedro), Cláudia recorda-se de que na infância o pai cuidava pessoalmente do jardim e do pomar da casa. “Tive bons exemplos vindos de meu pai e talvez seja esse o motivo do meu respeito pela natureza, que levo para as minhas obras, como a coleta de lixo seletiva e a reutilização da água”, comentou. Casada há sete anos, a profissional conta que ela e o marido Rogério curtem as coisas simples que a natureza oferece, como passeios que envolvem caminhada por trilhas para admirar a natureza, além do gosto por animais. Em se tratando de animais, o casal tem “por enquanto”, oito cães, sendo que a primeira e mais velha é a Vicky - uma golden retriever, de 9 anos. Além dela, os dois têm a companhia de cães que foram adotados por eles e daqueles que os adotaram, que é o caso do Billy, um pastor abandonado que resolveu seguir Rogério. “Os demais também foram adotados e cada um tem sua história. Se eu começar a contar, não paro mais”, brinca Cláudia. Longe do trabalho, um outro prazer na vida de Cláudia é cozinhar. Conhecer novos lugares também faz parte da vida da arquiteta. “Adoro viajar, conhecer lugares novos e a cultura local, seja na culinária, no artesanato ou no folclore. Geralmente escapamos nos finais de semana e procuramos fazer uma viagem um pouco mais longa uma vez por ano. Atualmente temos ido bastante para Ilhabela, no litoral Norte de São Paulo, pois o Rogério está acabando de realizar um sonho, o de construir uma casa na ilha e o projeto foi elaborado por mim”, contou. O cotidiano Cláudia Gomes vive e trabalha em Sorocaba, mas por algum tempo manteve um escritório em Sorocaba e um em São Paulo. “Costumo dizer que minha base agora esta em Sorocaba pois alguns clientes de outras cidades, principalmente os corporativos, nos atendem em seus próprios escritórios”. A arquiteta costuma ir para São Paulo uma vez por semana para atualização profissional, como participação em seminários, exposições e visitas a fornecedores. Como também é professora, uma vez por mês leciona cursos de aperfeiçoamento profissional na área de arquitetura na capital. Sonhos concretizados Além da casa em construção em Ihabela, Cláudia também está realizando o sonho de ter uma casa num condomínio fechado em Sorocaba. “Idealizar a casa da gente é bem diferente de projetar uma obra para um cliente. Antes de elaborar um projeto para um cliente eu procuro absorver todas suas ansiedades em relação ao seu espaço de morar, pois não acredito no sucesso de um projeto que impõe um modo de vida para os futuros moradores, acredito que o arquiteto deva ter um pouco de psicólogo para absorver as necessidades e compreender a rotina da família para criar esse espaço de lazer, convivência e descanso. Mas quando se trata de nossa própria casa, o assunto parece ser ainda mais complicado”.

*Veja página 98.


Ciclo de Palestras IAB-Núcleo Sorocaba Biênio 2006/2007 A IAB, com o apoio da revista Habitare, realizará no dia 13/09/2006 um ciclo de palestras com os renomados arquitetos Roberto Candusso, Gianfranco Vanucchi, Mirian Castanho, Claúdia Gomes e com a ergonomista Symone Miguez. A abertura do evento será comandada pelo vice-prefeito e arquiteto Geraldo Cauby, no auditório da Biblioteca Municipal e Sorocaba.

Data: 13 de Setembro Local: Auditório da Biblioteca Municipal de Sorocaba Informações e Inscrições: iabsorocaba@yahoo.com.br Vagas limitadas

Programação 8h30min

9h00min

credenciamento

9h00min

9h30min

abertura arqtº Geraldo Caiuby – vice-prefeito de Sorocaba

9h30min

10h30min

arqtª. Miriam Castanho (tema CADnorm)

10h30min

10h45min

coffee break

10h45min

11h45min

arqtº. Gianfranco Vanucchi (tema a definir)

11h45min

12h15min

perguntas

14h30min

15h00min

Claudia Gomes (tema Padrão de Excelência em Proj. de Arq. Res.)

15h00min

15h15min

perguntas

15h15min

16h15min

Symone Miguez (tema Ergonomia)

16h15min

16h30min

perguntas

16h30min

16h45min

coffee break

16h45min

17h45min

arqtº. Roberto Candusso (tema a definir)

17h45min

18h00min

perguntas

18h00min

18h15min

encerramento

37


SEGURANÇA

Sua vida e propriedade

em alerta

Uma das formas de proteger a família e os bens materiais é o investimento na segurança, com ferramentas acessíveis e de fácil manuseio. Nos dias de hoje, proteção passou a ser palavra-chave. É mais do que prioridade devido à onda de violência rodeando a todo momento. E as reclamações por falta de segurança são sempre as mesmas: experiências desagradáveis vividas, furtos, perigo na vizinhança, enfim, o fato de ter tido seus direitos violados deixa muitas pessoas indignadas, pensando em como melhorar a situação. Como proteger a casa, o patrimônio, as pessoas queridas? Qual seria a saída para tantas questões quando o assunto é a segurança? Mesmo longe de resolver esses problemas sociais, felizmente hoje existem algumas precauções para ajudar a diminuir esse grande problema. Uma delas é fazer uso dos alarmes residenciais – um método simples de proteção que pode ser facilmente instalado. Assim, as pessoas estão cada vez mais equipando as suas casas, com sistemas antifurtos, cercas elétricas, câmeras, entre outros equipamentos de alarmes. O que são alarmes? Os alarmes nada mais são do que sistemas de Vigilância Eletrônica que detectam a ‘’invasão’’ e o movimento num determinado ambiente, sem a autorização do responsável, desde que esteja com o seu sistema acionado. Podem ser colocados em residências, sendo de grande ajuda, já que funcionam muito bem, são eficazes e ‘’intimidam’’ a ação dos marginais. “A vantagem de se ter um sistema desse à disposição é poder dispor de um serviço que não cansa, não fica doente e não pode fazer reclamações trabalhistas. Trata-se de uma solução que atua como um ‘vigilante-remoto’, reduzindo custos com vigilância e auxiliando na proteção do imóvel”, explica Carlos Pimentel*, profissional da área de segurança. Ele informou que geralmente o público alvo do ramo são as instituições, os empreendimentos imobiliários, o comércio e redes de lojas. “Dificilmente você encontrará um grande armazém ou supermercado que ainda não tenha esses sistemas em pleno funcionamento. Mas também vem aumentando a procura pelo sistema em residências particulares”. Segundo Pimentel, o custo dos equipamentos varia de acordo com a dificuldade da instalação até a estética do equipamento.’


Modelos e função São muitos os modelos de alarmes no mercado, mas geralmente todos têm a mesma função. O mais simples tem menos vantagens, como tempo de uso e altos índices de disparos falsos. Daí a importância de se procurar profissionais com capacidade, que entendam do assunto, já que muitas empresas sem preparo correto, com técnicos sem qualificação profissional, estão à disposição no mercado (muitas vezes são até empresas clandestinas), gerando grandes problemas. Já os equipamentos mais sofisticados, para serem instalados devem ser comprados diretamente dos fabricantes, pois exigem que os responsáveis pelo manuseio sejam técnicos registrados, com CNPJ, nome limpo, trazendo assim vantagem e segurança para o consumidor. “Por isso é importante escolher empresas preparadas, com estrutura, imagem pública e notória’’, completa Pimentel. Para ele, o importante é trabalhar com equipamentos de ponta, para que seja garantida a assistência rápida e viável. Sistema de segurança ideal Alguns passos podem ser seguidos para ajudar na procura de um sistema de segurança ideal, entre eles, conversar com profissionais da área sobre o que se pretende, sua expectativa. Também é importante estudar a estrutura do imóvel onde será instalado, além de fazer um teste do equipamento. Para completar, é fundamental ter um contrato com a empresa responsável, com informações sobre os serviços e os monitoramentos a serem feitos após a compra do produto. Para Pimentel, é importante que as pessoas estejam alertas com a segurança e busquem profissionais capacitados para oferecer mais proteção aos seus bens. Seguro morreu de velho e imprevistos vivem acontecendo. Os mais preparados e cautelosos tendem a sofrer menos danos em suas vidas. *Veja página 98.


H A B I TA R

Por Fabiana Santa Joaquim - colaboração Tereza Debrassi

Ouro Azul Vale a pena repensar seu valor

N

o mundo de hoje, 1 bilhão de pessoas não têm acesso à água para consumo e 2 bilhões vivem sem saneamento básico, segundo a ONU. Mesmo com metade da humanidade situada abaixo da linha de pobreza, já se consome

20% a mais do que a Terra consegue renovar. Mas você pode estar pensando: “Isso eu já estou cansado de ouvir”. E talvez esse cansaço tenha sua raiz em dois pontos: o mito da abundância de água e o fato de que somos pequenos consumidores (principalmente diante das grandes empresas consumidoras e poluidoras). O primeiro passo é conscientizar-se do mito. Apesar de grande parte do planeta ser coberto de água, menos de 3% de todo esse volume é doce e apenas uma ínfima parcela desta água está disponível na superfície. O segundo passo é sensibilizar-se diante da responsabilidade e da força enquanto consumidores. O ato do consumo é um ato político por meio do qual se escolhem as características do mundo em que se vai viver. Esta é a nova mentalidade capaz de grandes mudanças. O exemplo de Ganghi (usado aqui de forma simplificada) é ilustrador desta força, quando, por meio do boicote a todos os produtos importados, especialmente os produzidos na Inglaterra e sua proposta para que todos os indianos vestissem o khadi - vestimenta caseira - ao invés de comprar os produtos têxteis britânicos, somado a outras ações, levou a Índia à conquista de sua independência. Muda-se o modo de como se consome e as empresas se adequarão às novas exigências: questão de sobrevivência. Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental, nas suas escolhas cotidianas, na forma como consome recursos naturais, produtos ou serviços.


Consumo consciente começa em casa Sabendo que a melhor forma de difundir uma idéia é através do exemplo, o consumo consciente começa em casa. Na casa como lar e na construção propriamente dita. Novos comportamentos aliados a novos meios de construção e de materiais colocam o ser humano nos trilhos da sustentabilidade, que, em outras palavras, pode se dizer: perpetua a experiência da humanidade na Terra. Como o tema é água, vamos citar alguns processos, alternativas e dicas para economizar, reutilizar e tratar nosso “ouro azul”. Pequenas atitudes podem contribuir para a redução do consumo da água: se ao escovar os dentes, lavar o rosto e fazer a barba, deixar a torneira fechada você pode economizar 20 litros por dia; se ao lavar a louça, usar a água somente para enxaguar a economia pode chegar a 200 litros por dia; torneira com vazamento, o conserto lhe ajudará a economizar em média 46 litros por dia. O vaso sanitário representa cerca de um terço do consumo de água de uma casa. Em uma residência de quatro pessoas, usando as bacias sanitárias comuns, ou seja, as que gastam de 30 a 40 litros por descarga, o consumo de água mensal em média será 14.400 litros. Trocando a bacia sanitária pelas bacias novas que estão no mercado e que consomem de 6 a 9 litros de água, você terá o retorno do investimento, por meio da economia na conta, em três meses. Feitos os cálculos da economia nacional, somente na troca das bacias sanitárias, será de 575 bilhões de litros, volume igual ao do Rio São Francisco. Em um ano seria possível encher uma Lagoa de Itaipu com “água poupada”.*


H A B I TA R

Captação de água da chuva A água da chuva não é indicada para o consumo direto, mas, se filtrada, pode ser utilizada nas descargas sanitárias, reserva de incêndio e rega de jardins. Outra vantagem da captação da água da chuva é a minimização do problema das canalizações, galerias e estações de tratamento de esgoto, sempre muito prejudicadas pelas fortes chuvas. A melhor maneira de armazenar águas pluviais é por meio de uma cisterna (reservatório) subterrâneo - sem luz e calor retarda-se a ação das bactérias. O reservatório pode ser confeccionado em polietileno e concreto. O sistema é simples e já vem sendo implantado em escolas, postos de gasolina e shopping centers; um exemplo é um shopping de São Paulo que possui 62 mil m2 de telhado e em chuvas fortes chega a captar cerca de 7 mil m3 de água. Mas o sistema de cisternas ainda é pouco utilizado em residências e condomínios, fator que muito surpreende já que muitos condomínios estão instalados em áreas de preservação ambiental e atraem os moradores oferecendo qualidade de vida.

O sistema ao lado é uma central de tratamento de esgoto. Por meio de um compacto e simples sistema, você pode baixar seu consumo de água em até 50%, salvando água potável para fins mais nobres como a higiene e o consumo humano e animal. O sistema pode ser instalado em qualquer momento da construção ou até mesmo depois de pronta.


SISTEMA DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO E DESCARTE DA ECO CASA

O sistema é eficiente e simples. Um dos modelos prevê a utilização do telhado e calhas como captadores da água de chuva, que é dirigida para um filtro autolimpante e levada para a cisterna ou tanque subterrâneo. Uma outra parte do sistema cuida de sugar a água armazenada. Antes da instalação do sistema, é feito um estudo dos índices pluviométricos da região, da capacidade de captação do telhado e do tamanho ideal da cisterna de armazenamento. Baseado nesses cálculos, é dimensionado o equipamento, composto basicamente de um filtro, um freio d’ água, o conjunto flutuante e o sifão-ladrão. *Veja página 98.

43


H A B I TA R

Paisagismo : ajuda invisível

Arquiteta Maria Luíza Aceituno Carneiro

O paisagismo é um fator muito importante quando o assunto é água. A vegetação é fundamental para a preservação do manancial de água potável do mundo. As raízes evitam a erosão e ajudam o solo a reter boa parte da água, evitando sua rápida evaporação. O próprio sombreamento das árvores diminui significativamente a temperatura com redução substancial da evaporação, dando tempo à água de se infiltrar no solo. Pelas funções que desempenha dentro do meio ambiente, o lençol freático, como tudo na natureza, tem um papel muito importante. É ele que alimenta os cursos d’água de superfície, os rios visíveis, geográficos, durante a estiagem. Sua existência e potencial, porém, depende da estrutura dos solos e da extensão das áreas revestidas por vegetação. “Quando o solo não pode ser coberto por vegetação, uma solução pode ser o piso intertravado”, sugere a arquiteta e paisagista Maria Luíza Aceituno Carneiro*, lembrando também que o paisagismo não é somente a vegetação. O projeto paisagístico compreende toda a parte externa: caminhos, passeios e entrada de veículos. O piso intertravado pode ser usado sempre, principalmente se considerarmos a questão ambiental. Assentado, geralmente, sobre um colchão de areia, ou seja, sem contrapiso de concreto, deixa a água penetrar no solo. *Veja página 98.

Arquiteta Maria Luíza Aceituno Carneiro

Piso grama é ideal para garagens, assentado sob um colchão de areia favorece a permeabilidade do solo. 44

Arquiteta Maria Luíza Aceituno Carneiro

Piso airado: muito utilizado em áreas externas e úmidas; abaixo do piso é instalado um dreno possibilitando que esta água seja facilmente estocada em uma cisterna.


Antes tarde do que nunca O ser humano mais consciente que encontramos hoje está redesenhando sua casa, sua escala de valores e até seu olhar. O lucro imediato e a qualquer custo está sendo repensado. Nunca a frase “o barato sai caro” teve tanta veracidade como nos dias de hoje - basta pensar que a conta a ser paga por essa exploração irresponsável dos recursos naturais pode chegar ao ápice da extinção humana. Empresas, condomínios e indivíduos que não estiverem assimilando este novo conceito e mudando seu comportamento estarão na contramão e consequentemente fora do mercado, cada vez mais exigente, e da vanguarda da história de uma nova humanidade. Nossas “cavernas” de hoje deverão traduzir o espírito da nossa época e, segundo especialistas, o custo de uma construção ecologicamente correta não difere tanto de um empreendimento usual, além do fato de que o conceito ecológico é flexível e pode ser integrado ao edifício, parcial ou totalmente. Fato que nos faz concluir que a maior limitação é a resistência de nossos pensamentos. (Fonte: Claudio Elias Conz, presidente do Instituto Brasileiro de Serviços Terceirizados na Habitação)


Arquitetura: o espírito de uma época

Por Fabiana Santa Joaquim Arte: Nando Verga

“ Arquitetura é música petrificada” – Goethe “A arquitetura é a instrumentalização e a formalização, por excelência, dos meios construídos para a vida. Vivemos constantemente e cotidianamente através da arquitetura, atravessando-a, ou sendo barrados por ela: na casa, na escola, no hospital, no shopping center, no aeroporto, na prisão, na cidade”, afirma Adriano Pedroso. Há quem considere uma grande salada russa colocar ciências exatas e humanas, artistas, arquitetos, filósofos e sociólogos, todos numa mesma mesa. Mas percebemos que a especialização, embora importantíssima, não dá conta de trazer à tona o melhor caminho para o desenvolvimento da nossa sociedade e cultura. Tudo isso é pra dizer que arquitetura pode ser arte, urbanização, sociologia, paisagismo, respeito à natureza. Estamos todos interligados e se não pensarmos globalmente e agirmos localmente, estaremos assinando nossa eutanásia. Feito o parêntese, vamos voltar ao assunto principal: arquitetura e arte. Entre várias concepções, destacaremos a concepção de Joaquim Cardozo. Conhecido como poeta, engenheiro e matemático, e não tão conhecido como o Teórico de Arquitetura. Cardozo atuou como engenheiro calculista de edifícios projetados por Oscar Niemeyer, mas não se limitou a isso e chegou a ser catedrático e responsável pela cadeira “Teoria e Filosofia da Arquitetura”, na antiga Escola de Belas Artes de Pernambuco. A concepção que Cardozo defendia era a arquitetura enquanto arte e manifestação do espírito humano, pensamento que repudia a idéia difundida na época - década de 60 – a qual colocava a arquitetura como simples atividade técnica e científica. Como nem todo verso é poesia, existem obras arquitetônicas que são exemplos da técnica e da ciência da construção civil e ponto. Mas, não é sobre estas obras que Cardozo descansa seu olhar; seu pensamento nos leva ao âmago da arquitetura como espelho de um povo, que através dela chega a concretizar o espírito de uma época: “Na arquitetura estão inscritas as vontades mais puras e duradouras do coração dos homens. A história da cultura e da sociedade repousa em grande parte nas formas arquitetônicas, pois a vontade de um povo se manifesta na forma dos templos de seus deuses, dos palácios de seus reis. Quando uma civilização desaparece no imenso decorrer dos tempos, somente nas pedras dos edifícios desmantelados é que


vão encontrar os marcos dessas culturas e, nas diferenciações dessas pedras, na maneira de erguê-las, é que estão as diferenças das raças, dos povos e das culturas. É por isto que podemos dizer que a primeira história, a primeira literatura, foi escrita nas pedras, nos muros e nas colunas, nas arquitraves e nas abóbodas. Desde a antiguidade, os muros das construções foram os primeiros órgãos de informação, resumos da vida social dos povos; o primeiro papel aonde se inscreveram as mensagens para o futuro. E escrever estas mensagens cabe ao arquiteto.” (Joaquim Cardozo). Outro grande defensor da arquitetura enquanto arte é Oscar Niemeyer. Na década de 50, quando o Racionalismo radical ainda influenciava o mundo inteiro, Niemyer afirmava que a “forma transcende a função”. “A arquitetura é a combinação entre arte e ciência humana e exata”, explica o arquiteto Musse Stefan*, “é um conhecimento específico que desenha no mundo o ‘modus vivendi’ do ser humano”. A grande revolução da arquitetura se deu com o modernismo que adotou a linha do “less is more” (menos é mais), frase célebre de Mies Van Der Hoe, que sintetiza todo o conceito do movimento, onde se apregoava a retirada dos ornamentos tão usados nos séculos anteriores e dava ênfase ao conceito da forma aliada à função, exemplifica Musse Stefan. O modernismo do qual Musse nos fala se deu em diversas áreas do conhecimento humano: literatura, escultura, pintura, design e música; e em outros países, principalmente Europa. Segundo ele, a arquitetura tem sido reconhecida, cada vez mais, pela sua importância enquanto instrumento capaz de trazer bem estar ao homem. A produção arquitetônica diversificada atual mostra a pluralidade do mundo contemporâneo e revelando, pela ausência de movimentos uniformes, a individualidade cada vez mais valorizada pela sociedade atual. Sendo a arquitetura um resumo da vida social, qual informação ou resumo social a arquitetura contemporânea nos revela? “Justamente essa ambivalência entre o globalizado e o pessoal, num país onde a população é formada por imigrantes de todas as partes do mundo, podemos encontrar de tudo um pouco, ou muito. Há construções que poderiam estar na Itália do século passado ou Miami dos tempos atuais. Temos, também, excelentes representantes da arquitetura contemporânea genuinamente brasileira, que valoriza as peculiaridades do homem totalmente adaptado a este solo e clima e resgata materiais e maneiras de fazer, tipicamente nacionais” – responde Musse. Ao concordar com Cardozo sobre o aspecto da concretização do “espírito de uma época” por meio da arquitetura, podemos deduzir que nossa casa reflete o nosso espírito, ou melhor, o nosso estilo e personalidade, ao mesmo tempo em que as construções e a urbanização do espaço em que vivemos tornam-se a moldura do nosso dia-a-dia. A arquitetura é uma ferramenta para analisarmos nosso passado, presente e projetar nosso futuro enquanto humanidade, metafórica e literalmente. *Veja página 98.


Arq u iteto s • E n ge n h e i ro s • Pa i s a gi s ta s • D es i gners

48


Arqui teto s • Eng enhei ro s • Pa i s a gi s ta s • D e signe rs

49


Por Luciane Fogaça

S PA E MC A S A

Relaxe no seu próprio SPA Ao contrário do que muitos pensam, é possível criar esse ambiente em casa e desfrutar de bons e agradáveis momentos

Arquiteta Claudia Gomes

A

palavra SPA significa, em sua designação em latim, “sanus per aquam”, que quer dizer: “saúde através da água” e vem dos tempos mais remotos. Os romanos já conheciam os benefícios dos banhos e da ingestão da água de determinadas nascentes, dando assim origem aos primeiros SPAs. O costume de freqüentar estes estabelecimentos mantém-se até os dias atuais, mas o conceito modernizou-se e, atualmente, são utilizados para designar os locais onde se efetuam os mais variados tratamentos do corpo, quer seja em hotéis, clínicas ou centros de estética, como dentro de casa, na companhia dos familiares ou sozinho. De acordo com o arquiteto Cássio Pinto*, SPA é sinônimo de paz, descanso, lazer, portanto, tanto faz se ele será instalado num espaço externo ou interno da casa. “O importante é que ele refleta essa idéia de descanso, de relaxamento”. Qualquer lugar, desde que se tenha um bom espaço, Arquiteto Cassio Pinto


permite que ele seja instalado. Por exemplo, a piscina, que além de ser um local agradável para se tomar sol ou bater um papo com os amigos, agrega perfeitamente um SPA. Nesse caso, pode se criar um desnível em relação à piscina fazendo com que a água do SPA forme uma pequena cascata. SPA no banheiro Dentro de um banheiro também é possível criar esse ambiente, mas é necessário que se tenha um bom espaço e, de preferência, que se tenha o piso rebaixado, porque o SPA tem profundidade bem maior que uma banheira simples e, se colocado no nível do piso, teremos um volume muito pesado dentro do banheiro. Outro local interes Projeto paisagístico arquieta Maria Luíza Aceituno Carneiro

Arquiteta Claudia Gomes

51


S PAE M C ASA

Arquiteto Cassio Pinto

sante, sugere, é o terraço, no andar superior, fechado ou aberto, ao lado de uma sala de tevê, por exemplo. “Só de imaginar dá para sentir um clima bem agradável”. O que o mercado oferece O mercado oferece inúmeras opções para quem quer ter um SPA em casa. Em se tratando de banheiras, por exemplo, existem modelos em fibra, ofurô em madeira ou até mesmo construídas sob medida. Cássio informa que deve haver uma preocupação especial com relação ao aquecimento e ao sistema de jatos de hidro massagem, que são fundamentais para essa sensação de conforto e paz necessários. Para quem acha que a banheira de ofurô está em desvantagem, por ser “monótona” devido à falta de jatos, hoje o mercado já oferece a banheira com hidromassagem incluída. A vantagem do ofurô é que ele requer menos espaço, pois a principal característica dele é não ser tão grande quanto os de fibra, por exemplo.


As cores não interferem muito, mas o ideal é que ele esteja de acordo com a decoração à sua volta. “Claro, o branco sempre é uma cor que transmite sensação de higiene e se mistura a qualquer ambiente. Quando próxima da piscina, o azul é um tom interessante”. Além da banheira, há outros elementos importantes para se caracterizar um SPA em casa, como o uso de esponjas, velas e toalhas, entre outros objetos. No exterior, a banheira pode ficar sob uma pérgola de madeira ou um gazebo de ferro. Um deck de madeira à sua volta também é um complemento interessante, assim como outros elementos naturais, como plantas, vasos e velas perfumadas, que dão ao ambiente uma atmosfera adequada.

Arquiteta Claudia Gomes


S PAE M C ASA

Projeto paisagístico arquiteta Maria Luíza Aceituno Carneiro

Se sua banheira é de hidromassagem, saiba que ela promove a utilização terapêutica da água, beneficiando da sua ação dinâmica e térmica. O corpo fica totalmente submerso enquanto os jatos de água exercem uma massagem. Os benefícios são: alivia dores musculares, reduz o stress, melhora a circulação sanguínea e reduz a celulite. As banheiras de hidromassagem dispõem de sistemas de injeção de ar através de múltiplas saídas orientáveis no fundo e nas partes laterais da banheira (suave para banhos relaxantes, forte para banhos enérgicos). Devido aos seus efeitos, a hidromassagem é muitas vezes recomendada pela classe médica como forma de prevenir problemas de circulação sanguínea. Mais do que um simples banho de imersão, os SPAs domésticos permitem usufruir de inúmeros tratamentos para uma maior sensação de bem-estar.

Projeto paisagístico arquiteta Maria Luíza Aceituno Carneiro

54


Arquiteta Claudia Gomes

Crie seu próprio ambiente Se você já tem uma banheira em casa - não necessariamente um SPA, mas também quer curtir momentos de relaxamento, aqui vão algumas dicas: Faça um banho de imersão: encha a banheira com água e coloque sais, óleos essenciais de sua preferência para obter um aroma agradável. Música: escolha um som calmo para ajudar a descontrair. Velas: apague as luzes e acenda as velas à volta da banheira. A luminosidade da chama é o suficiente para promover um ambiente relaxante. *Veja página 98.

Paisagismo Mario Augusto R. Azevedo


P R O J E TO D OA R Q UI T E TO

Arquiteto Cassio Pinto Por Fabiana Santa Joaquim Fotos Renata Rocha

U

ma casa atemporal, uma releitura da arquitetura italiana, assim define sua obra o arquiteto Cássio Pinto*. A prioridade do arquiteto foi alongar toda a casa para aproveitar ao máximo a largura do terreno e faze-la voltada para o amplo jardim. A majestosa porta, os arcos com dormentes e a fonte dão as boas vindas a quem chega a esse agradável e aconchegante lar. Sensação catalisada pela cor Terracal da fachada. A verticalidade da casa oferece uma maior integração entre os ambientes internos e externos, sendo esta a característica mais marcante do projeto. Assim, a cozinha está integrada com o espaço gourmet dotado de churrasqueira e forno a lenha; as salas de estar e jantar estão integradas com a varanda e toda a área de lazer e com o jardim de inverno. Os ambientes integrados funcionam quando a privacidade é uma variante concebível, fator necessário e solucionado com as portas corridas de vidro. A atmosfera dentro da casa e da área de lazer convida a estar, literalmente passar um tempo desfrutando da beleza das miniorquídeas, sentindo o aroma exalado pelo jasmim imperador, ler um livro no jardim de inverno; ou quando calor, no gazebo, sensações que nos fazem concluir: isto é qualidade de vida.


Tradução dos anseios da família Varanda e churrasqueira deveriam ser o local de maior convívio familiar. A proximidade com a cozinha fez tudo ficar muito prático e, após um ano de uso, o espaço tornou-se uma cozinha externa. Hoje quase todas as refeições são feitas na varanda, aproveitando o verde do belo cenário à volta. Quando a ocasião é receber os amigos – advinha para onde vão? Desde um lanche rápido, pizzas, churrascos e outras guloseimas são confeccionados e degustados na varanda. Como o espaço possui uma TV plasma para filmes e musicais, o ambiente é propício para todas as horas. A integração está presente também esteticamente, as pastilhas de vidro usadas na cozinha também estão no espaço gourmet. Evitando o contraste visual que muitas vezes separam os ambientes. As pastilhas conferem harmonia e bom gosto. Os móveis modulados também garantem a funcionalidade que uma cozinha precisa sem abrir mão da beleza. Há também o espaço da varanda propriamente dita, espaço recheado de pequenas surpresas: mosaicos em pequenas mesas, bonsai de primavera, orquídeas, candelabros, velas.

Na Studio Luz cada projeto é exclusivo. As lâmpadas dicróicas finalizam artisticamente cada detalhe.

57


Projeto paisagístico arquiteto Sérgio Gonzalez

P R O J E TO D OA R Q UI T E TO

Com a gama imensa de cores oferecida pela Opção Tintas o arquiteto tem a possibilidade de não repetir

Tudo que possa ajudar no relaxamento do corpo e da mente que, aliás, diante daquela paisagem a paz não pede licença. O home theater convida a ficar com sua lareira, TV plasma, som, entre outros entretenimentos. O piso de madeira escura e clara definem os espaços e se harmonizam com os móveis. As sancas de gesso produzem um efeito modelador na iluminação que desenha limites suaves e as lâmpadas dicróicas focalizam espaços destacando os nichos da lareira com seu estoque de madeira. A sala de estar e jantar com um pé direito alto dá a sensação de um grande e único espaço, como uma galeria

58

de arte. Atmosfera que é evidenciada pela iluminação geral e focalizada nos nichos de gesso, que funcionam como expositores das peças da proprietária – está caracterizado a galeria. A iluminação está a serviço do ambiente, cada situação pede um tipo diferente de projeto, criando as diversas atmosferas pretendidas. As cores claras das paredes ajudam a ampliar o espaço e alguns móveis remetem à antiga Itália renascentista, que interagem com a belíssima porta da entrada. O jardim de inverno octogonal é um espaço especial, embora no Brasil o inverno seja mais ameno, sempre chega o momento certo para usá-lo, independente do clima externo. Muitas vezes esses momentos dependem justamente do nosso clima interior de aconchego e intimidade. Piso de ladrilho hidráulico, grandes janelas, deixam a luz entrar ao mesmo tempo em que desnudam o verde da paisagem externa. O arquiteto Cássio Pinto considera esse projeto como uma das suas meninas dos olhos: “Acho que a integração da casa com o exterior foi o mais prazeroso, criar espaços que cada


Durabilidade, manutenção, acabamento e custo oferecidos pelo alumínio em esquadrias não se comparam a outros materiais e a Alus Aluminium é uma empresa que oferece versatilidade na hora do projeto

Na Florense o arquiteto tem a liberdade de criação em móveis planejados

um deles gostaria: os filhos com o home theater, o proprietário com sua saleta de troféus de golf e o espaço goumet na varanda, a proprietária com seu gazebo, jardim de inverno, seu orquidário e a bica defronte à casa, e para todos o conjunto externo com a piscina e o verde integrado podendo ser visto de todos os pontos da residência.” O arquiteto priorizou a funcionalidade e depois, agregou os detalhes estéticos. Assim, os proprietários vêem seus anseios traduzidos nos 445m2 de área construída, em cada forma, cor e ângulo. *Veja página 98.

Pastilhas vidrotil Bella Casa

Av. Antonio Carlos Cômitre, 396 - Campolim Sorocaba-SP - (15) 3231.9990

Cozinhas planejadas Florenseconcept247

Av. Antonio Carlos Comitre, 1.297 (15) 3233.9000

Esquadrias de alumínio Allus Aluminium

Av. São Bernardo do Campo, 150 - Jd. Leucádia (15) 3228.4040

Tintas Opção Tintas

Av.General Carneiro, 516 - Cerrado (15) 3221.3822

Pisos de madeira Disparquet

Av.General Carneiro,1.835 - Cerrado (15) 3222-2741

Iluminação Studio Luz

Av. Afonso Vergueiro, 2.990 - Sorocaba-SP (15) 3321.2020

59


VI D R O S

Por Fabiana Santa Joaquim | Fotos Renata Rocha

Vidros espelhos e vitrais:

grandes aliados na sua casa

H

á quem diga que a origem do vidro foi acidental. Como há contradições em muitos aspectos da história, até mesmo nas oficiais, com a origem do vidro não foi diferente. Algumas escavações arqueológicas datam o primeiro vidro de 2.500 anos a.C. o qual teria sido encontrado no Médio Oriente. Segundo o historiador romano Plínio, o vidro teria sido descoberto por mercadores fenícios por volta de 5000 anos a.C., quando, ao fazerem uma fogueira na areia verificaram que a areia e o sal misturados e fundidos deram origem a um liquido transparente – ops, Eureka!- que depois de frio se tornava duro e liso, semelhante a uma pedra preciosa. Independente da sua origem, sua evolução é bem conhecida. Desde metade do século XX, o seu emprego na arquitetura vem crescendo, juntamente com a tecnologia que permite, cada vez mais, seu uso em projetos arrojados, inclusive na decoração. Dentre as muitas características do vidro estão: comunicação entre exterior e interior, economia de energia, controle da luz, calor solar e acústico, além disso, o vidro é 100% reciclável. Cada ambiente pede características


diferentes. Existem vários tipos de vidro e escolhe-los bem faz toda a diferença. Outro detalhe importante que se deve levar em conta é o fator climático do nosso país. A transparência que permite maior incidência de luz natural e, consequentemente, a diminuição do uso de energia elétrica, também acarreta maior incidência térmica por radiação, que aquecerá o ambiente. Para responder às exigências do mercado, o vidro tem muitas funções e seu uso pode ser tão diversificado graças à sua propriedade multifuncional. Além da funcionalidade, ele agrega um valor decorativo, aumentando seu emprego nas mais variadas edificações. Hoje é possível fazer um envidraçamento amplo conservando um nível de isolamento térmico muito eficaz. Com o vidro duplo, podemos reduzir as despesas com ar condicionado ou com calefação, o que permite economia de energia além de proporcionar um maior conforto ambiental.

61


VI D R O S

Arquiteto Cassio Pinto

Arquitetos Rubens Cardieri e Tereza Debrassi

Vitrais Assim como o vidro, a origem dos vitrais é incerta, sendo possível que o seu aparecimento esteja relacionado com os conhecimentos e técnicas do mosaico e joalharia. Os primeiros vitrais surgem no Séc. X e XI, sobretudo em igrejas da França, Alemanha e Inglaterra. Os vitrais eram usados exclusivamente pelas igrejas e os temas de seus desenhos eram os motivos religiosos, contando a vida dos santos. Com o aparecimento do gótico, o vitral floresceu, começaram a ser maiores, mais desenhados e sofisticados. O vitral saiu da esfera religiosa e passou a embelezar os castelos e nos dias atuais são utilizados em residências, comércio, clínicas e bares, imprimindo um estilo personalizado ao ambiente, além das qualidades próprias do vidro. O mercado mostra-se um pouco arredio quanto ao uso dos vitrais, talvez pela própria história que o revestiu com um ar carregado no colorido, restringindo assim seu uso. Mas existe uma solução para cada projeto, dependendo da sua necessidade: segurança, privacidade,


Arquitetos Rubens Cardieri e Tereza Debrassi

personalização e discrição. Há opções quanto às cores, texturas, diferentes níveis de transparência, tamanhos e técnicas de lapidação. As técnicas mais modernas libertaram os vitrais para a época do contemporâneo e hoje podemos encontrar trabalhos de rara beleza artística e demonstrando grande flexibilidade criativa. Trabalho artesanal, feito sob medida e muita arte. É possível associar muitas das qualidades citadas em uma mesma peça. “Os vitrais funcionam como cortinas de vidro”, esclarece Celina A. de Arruda Camargo*, empresária do ramo. Funcionam como cortinas, pois deixam a luz entrar, mas mantêm a privacidade utilizando vidros com essa característica. A luz é um grande aliado dos vitrais. Ela faz com que o vitral se integre ao imóvel criando uma atmosfera especial, por isso muito usado antigamente nas igrejas. Hoje esse clima pode estar na sua casa e totalmente desvinculado da religiosidade. *Ver página 98.

Arquiteta Fernanda Caiuby

63


P R O J E TO D O A R Q U I T E TO

T

ransparĂŞncia foi a palavra chave no projeto desta ampla casa do arquiteto Beto Caiuby. Privilegiada com uma bela vista para o lago, os vidros estĂŁo presentes na jĂĄ entrada.


Usando um vidro duplo de 20mm, o arquiteto recortou uma das folhas de vidro e com esse recurso conferiu dinâmica ao parapeito. A coluna em pastilhas de vidro azul separa o lavabo, conferindo à sala um toque especial e faz um par perfeito com a porta e o vitral. O pé direito alto conferiu amplitude à casa e, juntamente com a transparência dos vidros da sala, ganha na iluminação natural. Para garantir essa amplitude, o arquiteto Beto Caiuby* criou uma divisória de alvenaria curva que funciona como um biombo que separa a sala dos quartos e escritório, mas não impede a entrada de luz, comunicação e a integração da casa se mantêm.


P R O J E TO D O A R Q U I T E TO

A marmoraria Comagra conferiu a elegância ao banheiro com sua bancada

O piso da Disparquet no tamanho 6,5x39 inova no conceito em pisos de madeira

Seguindo a linha da transparência e da integração com o exterior, o banheiro do casal conta a praticidade e a beleza do tijolo de vidro. Beleza reforçada pela cor clara das peças e contrastada com a bancada da pia em mármore escuro. O quarto aconchegante e espaçoso ganhou um belo closet em madeira escura feito sob medida. O taco pré-acabado em madeira marfim e as cores claras das paredes e portas balancearam tons claros e escuros. Para privilegiar a parte social e a bela vista, a casa foi construída um nível acima da rua, mantendo assim a privacidade da piscina e toda a área de lazer. A churrasqueira ganhou um acabamento na cor vermelha, conferindo mais vida ao paisagismo da área externa. O gradil da Serralheria Lopes combina segurança e beleza

Os animais têm registro no Ibama

Paisagismo André Galan


Os móveis da Roge Stylus personalizam e refletem o perfil dos proprietários

Ponto alto em qualquer casa, a cozinha é prática e o fogão está no centro. Os móveis colaboram na praticidade, as prateleiras abertas deixam produtos e objetos ao alcance dos olhos e das mãos, além de conferir elegância ao ambiente. Os móveis e a decoração são a reta final da casa, o bom gosto nesta hora é fundamental. Acompanhando o estilo “clean” e descontraído da construção, dado pela utilização do concreto aparente, os móveis e ornamentos dão o charme e refletem a identidade dos que ali residem. Projeto Arquitetônico: Beto Caiuby Estrutura: Eng° Ferrari Hidráulico: Prohidro - Eng° Bolina Elétrico: Eng° Celso Campanini Área do terreno: 1.129m2 Área construída: 460,48m2

Gradil Serralheria Lopes Piso de madeira Disparquet

Rua Humberto de Campos, 540 - Jd. Zulmira (15) 3222-2466

Mármore Comagra

Av. Dr. Luiz Mendes de Almeida, 1653 Vl. Espírito Santos (15) 3221-4033 3221-7820

Móveis Roge Stilus

Av. Izoraida M. Peres, 226 - Campolim (15) 2101-0600

Aquecedores RM Aquecedores

Rua Castanho Taques, 129 - Jd. Ana Maria (15) 3232-7070

Material de construção Primus

Av. Dr. Armando Pannuzio, 90 - Cerrado (15) 3221-3388

Av. General Carneiro, 1835 - Cerrado (15) 3222-2741

67


Por Fabiana Santa Joaquim

DE CO R AÇ ÃO

CABECEIRAS

moldura dos seus sonhos

Ferro pintado com couro ou madeira – Sonomio

Linha Kerala Madeira na cor castanho com aplicação de fibra na cabeceira da Masotti - Morarte

Cabeceira Estofada internamente construída em placas de madeira e revestidas por camadas de espuma e manta de fibra siliconada, a capa externa em couro natural na cor branca - Florense

68

Madeira maciça amapá com aplicações em palha – Sierra

A cama é o personagem principal do quarto e na maioria dos casos esta peça é a primeira a ser escolhida. A cama e a cabeceira ditam não só a disposição dos móveis do quarto, bem como o perfil do casal. Existem camas e cabeceiras para os mais diversos estilos e necessidades e ainda a opção sem cabeceira. As cabeceiras também inovam, confeccionadas com materiais cada vez mais inusitados, como acrílico e vidro colorido, fibras naturais, couro entre outros. Possibilidades bastante explorada são as “falsas” cabeceiras, utilizando painéis de madeira, tecido ou ainda somente uma pintura na parede, criando a moldura que você quiser para encostar sua cabeça no travesseiro. Estes são alguns dos modelos de cabeceiras garimpados pela cidade.

Ferro pintado (opção em inox) – Sonomio


Cabeceira-estante confeccionada 100% MDF, laqueada em poliuretano branco acetinado - Marcenaria Artesanal

Aço inox e couro – várias cores – Sonomio

Linha West Windes Madeira maciça na cor castanho da Masotti - Morarte

Confeccionada em 100% MDF, laminada em embuia com apliques em couro café com presponto - Marcenaria Artesanal


Arquiteto Fabiano Puglia Marin

P R O J E TO D OA R Q UI T E TO

Por Fabiana Santa Joaquim | Fotos Diego Rodrigues

Arquitetura e Cenografia

A Stúdio Luz com sua iluminação estática e focalizada da fachada e interior do clube complementam os desenhos da arquitetura.

O

Projeto acústico e de iluminação da pista e os equipamentos de som ficaram sob a responsabilidade da conceituada GP Som e Luz.

70

arquiteto, Fabiano Puglia Marin*, especializado em Arquitetura Cenográfica e “Light Design”, usou os conceitos utilizados nessa área para compor este belíssimo projeto. A reforma de um restaurante proporcionou esse modo de trabalho: aproveitar alguns espaços e fazer uma releitura do ambiente é realmente uma arte. A fachada, espaço que dá as boas vindas a quem chega, teve uma concepção nova. A imponência dos arcos em tijolo aparente e a iluminação localizada convidam. Aliás, não só convidam, como criam uma expectativa, expectativa que é superada. Uma mistura harmônica entre peças de demolição e alta tecnologia formam um coquetel de boas sensações. Um corredor pergolado de madeira acompanha os freqüentadores até o interior do clube. A arquitetura cumpre o papel de mexer com os seus sentidos. A pista é a mais exuberante do estado de São Paulo: vidros laminados e temperados deixam transparecer o jardim embaixo dos pés. Dançar nesta pista é uma


Os produtos elétricos, principalmente de uma casa noturna, são essenciais e a Ferrari & Ferrari forneceu todo o material elétrico para a casa.

A inusitada e sensacional “pista de cristal” foi a obra de arte da Requinte Box.

A Sete Belo forneceu as tintas para o colorido harmônico da casa.

das sensações novas que o clube oferece e além dessa qualidade o seu visual enche os olhos. Principalmente quando estão a todo vapor: laser, canhões de luz e toda a iluminação dinâmica do ambiente. Podemos nos preparar para a cascata de sensações que nos invadem. Situações inusitadas sempre aumentam a adrenalina! ”A idéia era criar algo inédito e original, que desafiasse qualquer categorização, celebrasse a simplicidade e a espiritualidade, tanto quanto a elegância e o refinamento”, afirma Fabiano, que contou com a colaboração do arquiteto André Stevaux no interior do projeto. O pé direito alto com seus desníveis cria uma dinâmica

no olhar. Os vários ambientes podem ser vistos de vários ângulos. A cabine do Dj e o telão acima dele destacam o comandante da nau, que dita os passos e o ritmo da viagem. Para quem quiser um “break”, o lounge oferece confortáveis poltronas e assim você recupera as energias. Há ainda os camarotes e o mezanino, espaços para um bate-papo mais reservado e degustação. Existem três pontos de bar, assim ninguém fica na sede. “São as pessoas que valorizam e completam a casa com humor, diversão e entretenimento. Um verdadeiro luxo cenográfico, não tanto em termos das coisas tangíveis ou dos bens materiais, mas em relação às sensações, vibrações e energia”.

*Ver página 98.

Projeto acústico e iluminação GP Som e Luz

R. Holanda, 36 - Jd. Europa (15) 3222.9090

Materiais elétricos Ferrari & Ferrari

Av.São Paulo, 679/685 Além Ponte (15) 3227-6943

Pista de cristal Requinte Box

R.Mascarenhas Camelo,74 V.Santana (15) 3212-1155

Iluminação Studio Luz

Av.Dr.Afonso Vergueiro, 2.493 Vila Costa Dias - (15) 3321.2020

Tintas 7 Belo Tintas

Av. Gal. Carneiro, 645 - Cerrado (15) 3234.5529

71


Por Fabiana Santa Joaquim

AN T E SE D E P O I S

Recriando

o seu dia-a-dia C

riar o seu espaço, a moldura do seu dia-a-dia, construir sua casa é um prazer. Mas, podemos mudar completamente o ambiente, a casa ou apenas um cômodo, fazendo algumas pequenas ou grandes mudanças. Se a casa é antiga, com certeza não reflete seu estilo ou a praticidade que você necessita. As arquitetas Bianca Mahuad* e Francine Yshizu* nos mostram suas proezas, suas dicas e mudanças capazes de uma surpreendente transformação. As arquitetas também trabalharam com um limite econômico, mas que não interferiu na criatividade. Reformar móveis e investir na decoração também fizeram parte dos cuidados. Através das imagens, acompanhe o resultado.

Depois Antes

A cozinha está irreconhecível! Piso, parede, móveis, praticamente tudo foi mudado, mas o principal foi o conceito. A cozinha agora está integrada com o dia-a-dia dos proprietários. Os armários sob medida conferiram praticidade, as pastilhas de vidro na pia e fogão foram um meio de economizar no revestimento e o desenho em gesso do teto faz a separação sutil entre os ambientes. A antiga bancada deu lugar para uma área de refeição rápida, ideal para lanches e café da manhã. A copa está ligada com a área de lazer, facilitando a integração, especialmente quando o menu inclui um churrasco.

Antes

O antigo jardim de inverno, que não era usado com muita freqüência, deu lugar a uma pequena área de lazer com churrasqueira. Uma das paredes foi substituída por vidro para integrar os ambientes: sala, cozinha e área de lazer. Mudança que proporcionou mais liberdade, funcionabilidade e sociabilização, qualidades necessárias para as reuniões com os amigos. 72

Depois


Depois

Antes O banheiro precisava de uma mudança radical, mas ao mesmo tempo os proprietários não queriam se desfazer das peças e queriam manter o azulejo. As arquitetas então optaram por trocar o piso; aproveitaram o desnível dentro do box e colocaram um deck de madeira imbuia impermeabilizada. O banheiro é mais utilizado como lavabo.

Um antigo quarto transformou-se em sala de TV e foi aberto para integrar e receber a claridade da área externa. O móvel de gesso com os nichos serve como estante para aparelhos de som e imagem e também como um pequeno bar. Antes

*Veja página 98.

Depois

73


HALL

Coquetel Konsulfree

1

Coquetel marca lançamento de mais uma loja 2

3

4

5

Inaugurada a Kolsulfree Decor na Galeria Dallas. Contamos agora com uma Kolsulfree voltada totalmente para decoração. Adoramos a idéia! Objetos para decoração, tapetes personalizados, exclusivos e toda a linha de enxovais. O coquetel de inauguração foi um sucesso e o atendimento de toda a equipe também!

1- Henrique, Isaías Dias e Julio Seishin 2- Claudia Rodrigues e Sérgio Magalhães 3- Teresa e Renata Mora 4João Alex e Emanueli Fischer 5- Salete, Débora Mussi e Will

Polo Arqdec

1

Jantar de confraternização O Polo Arqdec promoveu um jantar de confraternização entre os lojista, no restaurente Chácara Santa Vitória, para comemorar o sucesso da associação. As lojas participantes são identificadas com o selo do Polo Arqdec.

3

4 5

1- Paula Souza e Miguel Rocca 2- Luiz Carlos do Amaral e Ligia Leite do Amaral 3Nelson Francisco da Silva e Marcela Grimalt Pigozzo Silva 4- Francine Stefanelli Marques e João Marques 5- Nice Siqueira, Tereza Pinto e José Luiz R. Nittestainer

74


Simonetto

1

Inauguração Inaugurou no Campolim a loja de cozinhas planejadas Simoneto. O coquetel contou com a presença de amigos e profissionais da área que foram prestigiar o evento.

3

4

5

1- Maria Antonia, Julia Sallum e Paulo Freire 2- Bianca Mahuad, Francine Bello, Selma Vasconcellos e Daniel Cobo 3- Thiago Cobo e Natalia Grecov 4- Gê Nucci, José Cica e Patricia Bello 5- Horácio G. Althabe e Salvador Ribeiro

Portobello A mais nova loja de revestimentos

João Takach, Jeane Fogaça, Mirian Bonadia, Carlos Tinoco, Samara Fernandes, Iara Salles, Cristina dos Santos

Com muitas novidades e lançamentos, foi inaugurada a loja da Portobello em Sorocaba. A equipe foi totalmente treinada para dar um atendimento especial para os clientes. Confira a mais nova loja de revestimentos - agora você pode!

SCA Leva arquitetos à fabrica A SCA Ambientes Planejados leva arquitetos para passar um final de semana em Bento Gonçalves, RS, em visita à fabrica. A viagem agradou a todos. Sérgio Gonzalez, Beto Caiuby, Musse Stefan, Teresa Debrassi, Rubinho Cardieri, Moacir Canal


HALL

Disparquet

1

Novo Showroom

2

3

4

A Disparquet apresentou o seu novo “showroom” aos seus convidados.A empresa dispõe agora de um am biente mais agradável e com melhor disposição e variedade dos produtos apresentados. Parabéns à Disparquet pela inovação, sofisticação e qualidade. 1- Ricardo Bandeira, Marcia Leitão, Fábio Moraes e Cleber Uliana 2- Flávia Chagas e Luciana Bianchi 3- Tiago Cirezola, Camila Coelho e Cristine Figueiredo 4- André Paes, Engº Elias Deib, Lucídeo Francisco Pereira e Engº Helder Oliveira 5- Patricia Ghiotti, Cícero Toledo Martins, Danilo e Sandra Fellin 6- Oswaldo Uliana e Jose Moacir Uliana

Sierra

1

Tendência em tapetes A loja Sierra promoveu palestra com o artista plástico Alfredo de Oliveira sobre a utilização de cores e tendências em tapetes e convidou arquitetos e decoradores, que compareceram e aprovaram mais esta oportunidade oferecida pela loja. 1- Márcia Leitão, Alfredo de Oliveira e Maristela Honda 2- Zuremar Basso Maia e Márcio Pedrico 3Mônica Cirilo 4- Cassio Pinto e Ana Lúcia 5- Musse Stefan 6- Delmino de Souza

76

3

5

6


Por Eliane Freitas Colaboração: Nando Madureira Padaria Real Fotos: Patrícia Freire

Jantar à Francesa

N

o jantar francês, os pratos são servidos um a um na seguinte ordem: entrada, primeiro prato, segundo prato e sobremesa, podendo até ter um terceiro prato. Serve-se sempre pela esquerda e retira-se pela direita. A França detém o privilégio de possuir as 2 regiões vinícolas de maior prestígio em todo o mundo: Bordeaux e Borgogna, cada qual com suas tentações e mistérios. Mas ao contrário de Bordeaux, a Borgogna não é um grande e contínuo vinhedo, mas uma província com milhares de produtores com propriedades pequenas e, em sua maioria, desconhecidas.

Você não precisa de muito para criar uma atmosfera diferente. Basta mudar a toalha e o vaso que o clima fica sofisticado

Nesta matéria, optamos pela região da Borgogna, considerada o coração da França, por sua cozinha e vinhos, além de um passado de contos de fadas, com os duques que eram, na sua época, considerados mais importantes que os reis da França. É famosa por ter produtores ilustres e por fabricar o vinho mais caro do mundo: Romanée-Conti. Sua capital Dijon é igualmente a capital da mostarda dos duques. Aliás, lá podemos visitar os palácios e as tumbas desses duques. Conhecida desde a idade média, a mostarda de Dijon não é um condimento insípido, mas um condutor de apetite, resultado da trituração dos grãos negros e marrons que, depois de passados em uma peneira, são misturados a uma emulsão de “verjus” (vinhos branco e bem verde). Os grãos vêm do Canadá e da Borgogna e quase toda a produção francesa de mostarda é feita em Dijon. Sua característica é de ser extremamente forte, diferente da dos hot-dogs americanos.

79


RE C E BE R

Entrada Salade au Chèvre Chaud Sugestão de vinho: chateau de puligny-montrachet ou saint-aubin remilly blanc 2001 (premier cru)

Confit de Bacalhau Ingredientes: • 1 kg de bacalhau tipo porto em postas (já desalgado) • 1 kg de batatinhas tipo salada • 1 litro de azeite português extra virgem • 12 cebolinhas pequenas • 6 dentes de alho c/ casca • 12 ovos de codorna cozidos • 1 ramo de salsa • 4 folhas de louro • 1 colher de chá de grãos de pimenta do reino • 1 ramo de cebolinha verde • 100 gr de azeitonas verdes em rodelas • salsinha e cebouletes

Preparo: • Em uma frigideira, aqueça um pouco de azeite de oliva em fogo forte • Grelhe somente um lado da posta do bacalhau • Num caldeirão pequeno, coloque o bacalhau grelhado, pimenta do reino, alho, os ramos de salsinha, alecrim, cebolinha e o louro • Cubra com azeite de oliva • Deixe marinando por 2 horas • Após o marinado, leve o caldeirão ao fogo bem baixo por aprox. 40 min. • Retire cuidadosamente o bacalhau e reserve • No próprio azeite de oliva, cozinhe as cebolinhas e as batatinhas • Leve o bacalhau ao forno somente para aquecer • Retire as batatinhas do azeite e amásse-as delicadamente • Por fim, monte os pratos com uma posta de bacalhau em cada • Guarneça com batatinhas, cebolinhas, ovinho de codorna e as azeitonas • Regue com coulis de pimentão e o azeite do cozimento

80

1º Prato Confit de Bacalhau Sugestão de vinho: maison champy; bourgogne chardonnay 2004

2º Prato Carne - Boeuf Bourguignon com Champignon Sugestão de vinho: volmay clos des chenes 2000


Crepe de Crème Brûlée com Sorvete de Frutas Vermelhas Ingredientes Massa:

Preparo:

• 1 xícara (chá) de maisena • 1 xícara (chá) de farinha de trigo • 3 xícaras (chá) de leite • 1 colher (chá) de sal • 1 colher (sopa) de açúcar • 1/2 colher (chá) de casca de laranja e óleo • 4 ovos

• Pincele uma frigideira pequena c/ óleo e leve ao fogo moderado • Use uma colher (sopa) de massa de cada vez, virando a frigideira de uma lado para o outro • Vire o crepe com cuidado e frite o outro lado, do mesmo modo

Ingredientes Crème Brûlée:

Preparo:

• 10 gemas de ovos • 300 ml de creme de leite • 700 ml de leite • 200 ml de açúcar normal • 80 gr de açúcar cristal • 1 fava de baunilha • 8 folhas de hortelã

• Abra a fava de baunilha ao meio e raspe suas pequenas sementes dentro de uma caneca • Junte o leite, leve ao fogo até ferver e desligue. Esfrie rapidamente no gelo • Pré-aqueça o forno a 150o C • Bata as gemas até ficarem esbranquiçadas, juntando o açúcar e só no final leve ao fogo, em banho-maria, sem parar de mexer • Junte o creme de leite e o leite coado e bata até a mistura começar a ficar cremosa

81


MOLDURAS

conheça as várias opções de mercado e faça

a sua escolha A

Por Luciane Fogaça

Arquiteta Ana Andrézia - moldura de gesso

s molduras, em seus mais variados modelos e materiais, adornam paredes, tetos, portas e guarnições. Quando bem escolhidas, oferecem mais charme e harmonia aos ambientes. No mercado, existem algumas opções interessantes, mas é importante conhecê-las para escolher qual o tipo, o modelo e o preço adequados. O gesso continua liderando o mercado. Fácil de moldar, é ótimo para a arquitetura interna. Sua plasticidade permite produzir formas especiais e elementos diferenciados, que dependem da criatividade de quem trabalha com ele. Tais características o tornam ideal para a elaboração de sancas, rodatetos, forros e divisórias, além de bancadas, aparadores, nichos, arandelas, colunas, arcos e outros elementos, além de servir bem


Gesso

para esconder vigas e tubulações aparentes ou até mesmo disfarçar pequenos defeitos. “O gesso não é só bonito e barato. As peças confeccionadas com este material apresentam bom isolamento térmico e acústico, além de manter equilibrada a umidade do ar em áreas fechadas, especialmente naqueles onde há sistemas de condicionamento de ar”, afirma Francisco Emilliano*, profissional do ramo. Ele informou que a aplicação do gesso é rápida e limpa, porém deve ser sempre executada por profissionais especializados. Se o material for receber pintura haverá alguma sujeira, pois o gesso deverá ser lixado, gerando uma camada de pó, da mesma forma que a massa fina. Além da pintura, o gesso aceita outros acabamentos, como papel de parede, tecido, madeira, cerâmica ou laminado melamínico. “Ao contrário do que se diz, as paredes revestidas por gesso ou feitas de bloquetes permitem a colocação de quadros, desde que sejam obedecidas certas precauções. Recomendase o uso de buchas e parafusos no lugar de pregos”. Conheça o poliuretano Molduras, sancas, apliques, rosetas e colunas para acabamento, roda teto, guarnições e rodapés também podem ser confeccionados em poliuretano, que é uma resina de alto impacto e resistente, podendo substitutir o gesso. Além de manter a beleza estética, elimina inconvenientes, pois não lasca e não quebra, além de sua fácil aplicação, sem pó e sem sujeira. As molduras em poliuretano podem embutir a iluminação, dando bom acabamento e grande efeito visual em espaços como lareira, escada-ria, hall, circulação e terraço, e também nos adornos e paredes externas. Outra vantagem do poliuretano é que funciona como isolante térmico e acústico, com modelos flexíveis para superfícies curvas, aceitando todo o tipo de pintura. É imune a mofo e cupins e pode ser aplicado em azulejos, vidros 83


MOLDURAS e espelhos. O custo do poliuretano é superior ao do gesso, mas sua durabilidade é bem maior. “O poliuretano oferece a possibilidade de criação infinita de detalhes, molduras ou qualquer componente decorativo, sendo necessária apenas a confecção de um molde para a execução da peça, acompanhando assim qualquer estilo de residência, prédio, escritório e demais ambientes, indo tanto do moderno ao clássico”, informou Renata Riccioppo*.

Arquiteta Ana Andrézia - moldura de gesso

Molduras de concreto

84

A vez do concreto Outra opção é o concreto, que pode ser aplicado em portas, janelas, beirais, sancas, pingadeiras, muros e rodapés. Moderno e resistente, é um revestimento modular em concreto leve que pode ser aplicado em ambientes de interior e exterior. “Quem constrói se preocupa em não exceder os gastos e ao mesmo tempo quer manter a qualidade da obra. Com o concreto é possível obter economia, além do ganho do tempo da mão de obra”, comenta Ramiro Wey*, profissional da área. Na prática, as molduras têm inúmeras utilidades, pois fazem do lado de fora da casa o que o gesso faz do lado de dentro. Além disso, permite a confecção de colunas, até mesmo pisos, em vários tamanhos. A maioria das peças é fabricada e comercializada por metro linear. Sua fixação é feita com argamassa, parafusos ou pregos. Suas emendas são feitas com mistura de cimento, cal e bianco. Após a pintura, as emendas desaparecem. Além do acabamento em portas, janelas, rodapés e rodatetos, as molduras em concreto podem ser utilizadas para a confecção de colunas. As vantagens do isopor Entre os novos materiais utilizados na confecção de molduras, o isopor - o nome técnico do material é EPS (sigla em inglês de poliestireno expandido), vem chamando a atenção dos profissionais da área de arquitetura e construção. Com baixo custo, ele tem como principal atrativo a facilidade de aplicação - rápida e limpa, podendo ser trabalhada em qualquer ambiente - interno ou externo, sem sujeira ou desperdício de material. Outra grande vantagem do isopor é a sua remoção, quando houver o desejo de “repaginar” a decoração do ambiente. Isto porque o sistema de instalação consiste na aplicação de uma cola acrílica de fabricação própria, que permite a retirada da moldura sem danificar a estrutura onde ela estava aplicada, e de forma igualmente rápida e limpa.


As molduras são revestidas por uma manta especial e jateada por uma argamassa à base de cimento, própria para essa aplicação. A instalação não requer mão de obra especializada e é feita com argamassa para uso externo tipo ACII, a mesma usada na instalação das molduras em cimento e são encontradas em todas as lojas de materiais para construção. Assim como as de cimento, essas molduras podem ser aplicadas tanto na área externa quanto na interna, porém sua utilização é indicada para áreas onde não haja possibilidade de impacto. De acordo com Ramiro, entre as opções do mercado, o gesso, atualmente, é o mais barato para comprar, aplicar e não necessita de nenhum outro produto para dar acabamento, porém não tem tolerância à água, o que limita o seu uso na área interna. O cimento é bem mais pesado que o gesso e um pouco mais caro, porém sua resistência e sua tolerência as interpéries do tempo o tornam ideal para uso externo. O EPS (isopor), por sua vez, é mais barato que o cimento, tem tolerência às interpéries do tempo e é leve, porém não tem resistência à compressão; um roda pé feito de isopor, no caso de um impacto, pode sofrer deformação e por esse motivo esse material ganhou seu espaço substituindo molduras nas fachadas dos edifícios, aonde não existe contato humano com o material. O poliuretano, dos quatro materiais, é o que consegue unir as melhores caracterísiticas, pois é leve, resistente, tolera água e sua aplicação é limpa. O que impede hoje uma maior participação desse material no mercado é o preço. Além de ser bem mais caro que os outros, sua forma é feita de aço usinado, não dando ao consumidor e ao arquiteto a possibilidade de personalização. “Hoje o poliuretano ganhou espaço em reformas, onde era utilizado o gesso, por ser limpo e de fácil aplicação ele tem sido a opção de vários decoradores e arquitetos”. Numa breve comparação de preço entre os materiais, Ramiro informou que uma guarnição de 2x10 cm, por exemplo, custa R$ 18 em poliuterano, R$ 8,00 em concreto, R$ 6,00 em isopor e R$ 6,00 em gesso, já instalada.

*Veja página 98.

Gesso

Poliuretano

Gesso

Poliuretano


TA B EL AD E P R E ÇO MATERIAL BÁSICO Arame recozido Kg esp.18 ..................................................................................................... R$ Areia média lavada m3 ............................................................................................................ R$ Brita 1 m3 ..................................................................................................................................... R$ Cal hidratada (saco 20kg) um ................................................................................................ R$ Chapa de compensado resinado (1,10x2,20 m) esp. de 12m/m um ...................... R$ Cimento CPII 32 (saco 50 kg) um .......................................................................................... R$ Ferro p/ estrutura (barra de 10 mm x12m) um ................................................................ R$ Prego 18 x 27, c/ cabeça Kg .................................................................................................... R$ Barra de ferro 6,3mm c/12 mts............................................................................................... R$ Tábua de cedrinho p/ forma (2,5x30cm)............................................................................. R$

6,00 35,00 35,00 4,50 20,00 12,00 18,50 4,50 9,20 7,65

ALVENARIA Tijolo baiano (12x14x24 cm) mil .......................................................................................... R$ 245,00 Tijolo maciço comum (5x10x20 cm) mil ............................................................................ R$ 160,00 Bloco cerâmico (9x9x19 cm) mil .......................................................................................... R$ 240,00 Bloco concreto estrutural (14x19x39cm)um..................................................................... R$ 1,30

470,00 9,00 6,52 200,00 0,85

Carpete de madeira esp.7mm m2 .........................................R$ 83,00 Piso de granito cinza andorinha (40x40cm) m2 ...............R$ 51,36

ESQUADRIAS E FERRAGENS Caixilho de aluminio máximo-ar...........R$ 92,70 Depende da medida. Caixilho de madeira máximo-ar............R$ 84,20 Depende da medida projeto Caixilho de madeira c/ veneziana.........R$ 75,80

LOUÇAS E METAIS Bacia c/ caixa acoplada um.....................................................R$ 171,40 Lavatório de louça c/ coluna branco um............................R$ 51,03

TELHADO Telha cerâmica PLAM...................................................R$ Viga de peroba (6x16 cm) m.....................................R$ Viga de peroba (6x12 cm) m.....................................R$ Manta aluminizada, rolo c/ 50 m2 um....................R$ Ripa peroba (1,5x5cm) m...........................................R$

REVESTIMENTO DE PISO

HIDRÁULICA Tubo de PVC (esgoto diâmetro 100 mm) (barra de 6m) um..................................R$ 35,00 Tubo de PVC p/ água fria de 25 mm (barra de 6m) um............................................R$ 10,00

ELÉTRICA PINTURA Massa corrida ( 3,6 l) galão.....................................................R$ Tinta a oleo ( 1,6 l) galão.........................................................R$ Tinta acrilica p/ exterior ( 3,6 l) galão.................................R$ Tinta latex p/ interior ( 3,6 l) galão......................................R$ Esmalte sintético (3,6 l) galão...............................................R$ Pesquisa : Agosto/06

23,00 40,00 40,00 25,00 40,00

Disjuntor bipolar de 25 ampéres um............................................................................R$ 32,00 Fio isolado de 2,5 mm (rolo de 100 m) um.................................................................R$ 95,00 Fio isolado de 4 mm (rolo de 100 m) um ....................................................................R$ 160,00 OBS* existem variações nos valores quanto à marca do produto. PREÇO POR M2 DE ÁREA CONSTRUÍDA CLASSE MÉDIA M2 : R$ 931,20 CLASSE LUXO M2 : R$ 1.361,64

VALORES APROXIMADOS NA REGIÃO SUDESTE DO PAÍS


DI C A S&NOVIDADES

Aquatic Especialmente à prova d’àgua Aquatic é a única linha de tomadas e interruptores à prova d’água, desenvolvida para áreas externas e ambientes úmidos. Proteção contra os raios UV, evitando assim o desbotamento que a ação do tempo provoca. Instalação de embutir, diretamente na caixa de embutir convencional e, sobreposta com a caixa aquatic. A linha aquatic pode ser encontrada na Ferrari & Ferrari Materiais Elétricos - Av. São Paulo, 679 em Sorocaba (15) 32276943

Acrílico Divisória de gaveta Acrílico é um material termoplástico rígido e transparente. Por sua facilidade em adquirir formas, leveza e alta resistência, o acrílico está presente nos mais variados locais: residências, comércio, decoração, artes plásticas, etc. A Bonaire nos apresenta uma das utilizações do acrílico: divisória para organização de gavetas em acrílico transparente. Esta é uma das infinidades de produtos confeccionados sob medida e segundo sua necessidade. Sua imaginação encontra a cor e a forma certa nas mão dos designers da Bonaire Acrílicos & Cia - Rua Lituânia, 48 – Jd. Pagliato - Sorocaba – (15) 3222-4809.

Magic Screen Tela em Policarbonato Mais uma novidade a favor da imagem e do seu bem estar: a tela em policarbonato Magic Screen. As telas em policarbonato com película de projeção Front & Back são ideais para uso em ambientes internos e externos. As vantagens deste novo modelo no mercado são: a transmissão de luz acima de 90%, alta resistência a impactos (250 vezes superior à do vidro), alta resistência térmica e sem deformações quando usada em ambientes externos. Telas de policarbonato são na Sax Hi-Fi Projetos e Equipamentos para Home Teather – Praça Nove de Julho, 23 – Sorocaba (15) 3221-5896.

87


PROJE TODOENGENHEIRO

Engenheiro Paulo Sérgio de Souza Nogueira

Melhor ângulo, melhor vento, melhor luz

U

ma casa para ficar em pé conta com o talento de vários profissionais e o engenheiro civil é um deles. Responsável pela edificação e execução da obra, dos materiais aos fornecedores, dos orçamentos aos melhores ângulos. Orientado pelos proprietários, é o engenheiro que coloca na ponta do lápis todas as curvas, o melhor ângulo, melhor vento, melhor luz e tudo isso sob a ótica da matemática, da física, entre outras ciências exatas. Ferramentas que o engenheiro civil Paulo Sérgio de Souza Nogueira* usou no projeto desta casa. Atendendo aos pedidos dos proprietários como, por exemplo, uma casa arejada e clara, que tivesse muito verde e ambientes integrados, o engenheiro Paulo escolheu o estilo rústico campestre. Painéis em tijolo à vista, reforçam o estilo rústico. Foi criado um mezanino para fazer a integração da parte superior e inferior da casa e todos os ambientes voltados para a área de lazer, desde as

Produtos e materiais elétricas da Ferrari & Ferrari conferem qualidade da obra.

88


salas de estar e jantar, cozinha, quartos, cuja presença da natureza se deu através de uma grande varanda, que trouxe luz e ventilação naturais para dentro da casa. Em função da posição do sol, os dormitórios foram colocados em ângulo de 45º para que recebessem grande quantidade de luz solar nos horários apropriados. Seguindo a mesma concepção da integração entre casa e natureza, foi criado um grande jardim no amplo banheiro do casal . A casa é recuada dos dois lados, ao fundo e na frente, com área construída em torno de 380m2. Possui estrutura de concreto armado com vários jogos de telhados, sendo que os projetos de hidráulica e elétrica foram igualmente desenvolvidos pelo engenheiro, levando-se em conta o layout do mobiliário e sua distribuição. *Veja página 98.

Mármores da Marmoraria Mendes são o destaque da obra.

Esquadrias de alumínio da Soal dão leveza a todos os ambientes da casa.

Os mármores e granitos são naturalmente belos, mas são o polimento e tratamento que a Restaura, empresa especializada no ramo, disponibiliza a seus clientes que garantem que brilho e beleza perdurem.

Materiais elétricos Ferrari & Ferrari

Av.São Paulo, 679/685 - Além Ponte (15) 3227.6943

Mármores e granitos Marmoraria Mendes

R. Dorothy de Oliveira,855 - Jd. do Sol (15) 3227.4747

Tratamento e polimento de mármores Restaura

R. Aimorés, 987- V.Odim (15) 3224.2523

Esquadrias de alumínio Soal Esquadrias

R. Epitácio Pessoa,105 V.Hingst (15) 3227.4633

89


Arquiteta Bianca Mahuad

P R O J E TO D OA R Q UI T E TO

Por Fabiana Santa Joaquim

Quando a obra esta pronta,

ainda falta muito para terminar

A

arquiteta Bianca Mahuad* entrou na obra quando ela já estava edificada, o que não significava que o trabalho tinha acabado, para isso a arquiteta trabalhou no acabamento geral. Trabalho um pouco mais delicado, mas que não a impediu de atender às necessidades e aos desejos dos proprietários. A pedra São Tomé foi utilizada em alguns pontos da fachada e na escadaria da entrada social, o piso ficou por conta do granito Amarelo Viscenza com tratamento no ácido, também usado na garagem e no hall de entrada - neste último caso, polido. Texturas nos tons de verde valorizaram os materiais e revestimentos. O paisagismo seguiu o caminho da praticidade e manutenção: cicas, fênix, forração de casacas de árvores e pedriscos. Também no jardim, a iluminação foi pensada para cada área. A área de chuveiro foi projetada pelo engenheiro para ser ao mesmo tempo uma sauna úmida. Bianca então define um fechamento blindex até a altura do teto e portas de correr também na parte superior, assim o vapor pode sair e ao mesmo tempo servir de ventilação para o box. Para piso, box e paredes foram utilizados o Mármore Branco Piguês Indiano, na pia e banheira foi utilizado o Mármore Branco Especial. Com uma visão para a área externa, um paisagismo foi criado para aumentar a sensação de bem estar e relaxamento, utilizando a favor a luz natural.

Os vidros da Gil e Gil oferecem qualidade e beleza, principalmente se o resultado pretendido é a transparência.

Os tons de verde da 7 Belo Tintas deram o toque harmonioso para a fachada da casa.

92


Mármores da Marmoraria Mendes usados também na cozinha. Móveis da Marcenaria Marcele feitos sob medida facilitam o dia-a-dia na cozinha.

Na cozinha uma revolução: “ao invés do tradicional revestimento com azulejos, usamos placas de granito Santa Cecília Light nas paredes, nos tampos, no piso e nas áreas úmidas. Na copa foi utilizada pintura acrílica acetinada nas paredes para dar mais leveza ao ambiente”, esclarece Bianca. Todos os armários foram desenhados e executados sob medida, em madeira MDF nas cores branco e tabaco e revestidos com lâminas. Na área de lazer, o rústico foi conservado através do tijolo aparente usado na churrasqueira, forno e balcão. O piso é o granito Santa Cecília Light que foi utilizado na versão polida para facilitar a manutenção na área interna da churrasqueira e na versão flameado (tratamento no fogo) para a área externa. *Veja página 98.

Cozinha modulada Marcenaria Marcele

R.Fernandópolis, 594 - Jd. Iguatemi (15) 3228.2713

Espelhos e vidros Gil & Gil Decorações

R.Cel.Nogueira Padilha, 809 - V.Hortência (15) 3231.5114

Mármores Marmoraria Mendes

R.Dorothy de Oliveira,855 - Jd. do Sol (15) 3227.4747

Tintas 7 Belo Tintas

Av. Gal. Carneiro, 645 - Cerrado (15) 3234.5529

93


PRODUTOS & SERVIÇOS

ALARMES

CONSTRUTORAS E FUNDAÇÕES

DECORAÇÃO

ANDAIMES

CEASA

ACRÍLICO

CALHAS DEDETIZADORA

CONSTRUTORAS E FUNDAÇÕES


MADEIRAS

EQUIPAMENTOS P/ CONTRUÇÃO

MARCENARIA

CEASA

ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO

MÁRMORE

GRANITO

LADRILHOS HIDRÁULICOS

PEDRAS DECORATIVAS

PRODUTOS & SERVIÇOS

DRYWALL


PRODUTOS & SERVIÇOS 96

PERSIANAS

RESTAURADOR DE MÓVEIS

PISOS

VIDROS E BOX

PRODUTOS P/ LIMPEZA


ÍNDICE Acrílico Bonaire R.Lituânia, 481- Jd.Pagliato (15) 3222-4809 Aquecedores RM Aquecedores R.Castanho Taques, 129 Jd.Ana Maria (15) 3232-7070 Andaimes Degraus Av.Dr.Luiz Mendes de Almeida, 1.045 Jd.São Paulo (15) 3217-2800 Agroflora Agroflora Santos e Bernardes Av.Independência;4.703 Eden-Sorocaba (15) 3225-1001 Alarmes Altec Alarmes Cel.Cavaleiros,303 - Sala 01 (15) 3234-5590 Antenas Loja das Antenas Av.Itavuvu, 810 - Vl.Carol (15) 3232-1348 Arquiteto Ana Andrézia R,Capitão Grandino,77-Vergueiro (15) 3231-4721 Cícero Toledo Av.Armando Salles de Oliveira, 301 - Trujillo (15) 3233-1423 Claudia Gomes Av.Barão de Tatui, 540 - 8° andar - Vergueiro (15) 3233-7468 Fabiana Pierre Curi Alameda Sta. Clara,61-Cond. Jd.Theodora-Itu (11) 4022-8531 Fernanda Cardeal Santoro Cremasco Alameda Barão do Rio Branco,72 - Centro-Itu (11) 4023-3581 Fernando Carmona Poles (15) 3211-3424 Forioni China R.Oswaldo Cruz,66 Vl.Santana (15) 9772-7608 Marcelo Navarro R.Dr. Renato Massai, 302 - Ouro Fino (15) 9778-0628 Márcio Merguizo R.Antonio Dias Bastos, 882 Centro - São Roque (11) 4784-3010 / (11) 9617-9867 Mônica Cirillo Av. Mario Campolim, 335

Campolim (15) 3234-3139 Paulo Foot R.Barão de Cotegipe, 16 V.Leão - (15) 3234-3902 Ricardo Inforzato R.Professor Toledo, 556 Apto. 03 - Centro (15) 3211-0723 Rodrigo Latorre Av.Jucelino Kubithcek Oliveira, 753-Sala 74 (15) 3234-8367 Rodinei Pinto R.Saldanha Marinho,248 Centro - (15) 3224-3074 Ricardo Bandeira R.Canindé, 110 Jd.Paulistano (15) 3232-7788 Bar e Restaurante Crocodillo Av.Julio Marcondes Guimarães,75-Campolim (15) 3234-1374 Box Requinte Box R.Mascarenhas Camelo,74 V.Santana (15) 3212-1155 Calhas Expresso Calhas R.Alcides Soares, 298 Jd.Pacaembu (15) 3302-2351 Comunicação visual Vinil Design R.Guanabara, 61Vl.Santana (15) 3231-5891 Construtoras e Fundações FHC Construtora e Fundações R.Durvalino B.Affonso, 18 Vl. Carol - (15) 3012-7649 Construtoras SPA Com. e Construção Civil R.Com.Vicente Amaral, 1.544 - C.Parque (15) 3202-7963 Decoração Apliquê Tapeçaria e Decoração R.Cel.Nogueira Padilha, 58 Vl.Hortência (15) 3211-6173 Art Móbile Móveis e Decorações Av.Antonio Carlos Cômitre,1.155 - Campolim (15) 3234-1353 Ateliê Amor Sem Fim R.João Wagner Wey,2.030 Jd.São Carlos (15) 3222-0719 Casa Decor Interiores R. XV de Agosto, 10

Loja 02 - (15) 3218-1694 Gil & Gil Decorações R.Cel.Nogueira Padilha, 809 - V.Hortência (15) 3231-5114 Dedetizadora Control Cris Controle de Pragas R.Tocantins,575 Vl.Jardini - (15) 3217-1578 Drywall Comstrukin Av.São Paulo, 449 Além Ponte (15) 3237-5636 Elevadores Basic Elevarores (15) 3013-6018 Engenheiro Paulo Sérgio de Souza Nogueira Av.Caribe, 825 Pq.Campolim (15) 3232-1830 Equipamentos p/ construção Obra Fácil R.Maria Cinto de Biaggi,378 - Sta. Rosália (15) 3233-8622 Esquadrias de Aluminio Alucasa R.Luis Antonio de Carvalho,187 - Centro (15) 3262-9637 Empreiteiro de Obras L.O. Construção e Reforma R.Deodário Alves da Silva,400 Jd.Sta.Marina (15) 3239-4442 Escola de Música Musix Rua Pedro Molina, 70 Campolim -(15)3232.9744 Esquadrias de Aluminio Alucasa R.Luis Antonio de Carvalho,187-Centro (15) 3262-9637 Alus Aluminium Av.São Bernardo do Campo, 150 Jd.Leocádia (15) 3228-4040 Esquadrias de Aluminio Martins R.Belmira Loureiro de Almeida,899 - Jd.Redenção (15) 3227-4689 São Paulo Esquadrias de Aluminio R.Cap.Bento Mascarenhas Jequitinhonha,2.465 Jd.Europa (15) 3217-4488

Soal Esquadrias R.Epitacio Pessoa,105 V.Hingst - (15) 3227-4633 Ferro p/ construção Basseifer Av.Dr.Luiz Mendes de Almeida, 2.466 - Jd.São Paulo - (15) 3221-8486 Granitos Granitos JR R.Humberto de Campos,600 - Jd.Zulmira (15) 3321-2428 Gesso Gessaria Francesco Emilliano R.Isabel Machado Sizisnado,22 - Z. Industrial (15) 3325-5353 Hidráulica Hidráulica Rei Av.Eng° Carlos Reinaldo Mendes, 1.290 (15) 3218-1506 Hydra-Manutenção especializada Técnico - Celso R.Silva Barros, 207-V.Fiori (15) 3211-5455 / 9735-4436 Home Theather Foneplan Rua Tuiuti, 175 (15) 3224-2316 Sax Hi Fi Praça 9 de julho,23 Sobreloja - Centro (15) 3222-8960 Iluminação Studio Luz Av.Dr.Afonso Vergueiro, 2.493 - Vila Costa Dias (15) 3321-2020 Inox Divero R.Luiz Mendes de Almeida,136 - Jd.São Paulo (15) 3217-1965 Irrigação Irrigardem R.Adolfo Grizzi dos Santos,355 - Jd.Piratininga (15) 3227-6986 (15) 3237-5999 Jogos V B Snooker R.Cônego André Pieroni,492 - Jd.Guadalajara (15) 3221-4944 Ladrilhos hidráulicos São Francisco Fábrica de Ladrilho hidráulico Av.São Paulo, 2.525-São Domingos-Sorocaba (15) 3237-0796 Madeiras Disparquet Av.General Carneiro,1.835 Cerrado

(15) 3222-2741 Mil Madeiras de Sorocaba Rod.João Leme dos Santos, 841 - Vereda dos Bandeirantes - (15) 3217-4795 Madeireira San Diego Av.Rod.João Leme dos Santos, 2.110 - Sta. Maria (15) 3222-6546 Marcenaria Marcenaria Artesanal R.Miguel Clemente, 63 (15) 3227-3410 Idéialar R.Dr.Joaquim José Batista Ferreira,163- Cerrado (15) 3222-0422 Oficina da Madeira R.Miguel Clemente,270 Caputera - (15) 3227-5528 Marcenaria Marcele R.Fernandópolis, 594 Jd. Iguatemi - (15) 3228-2713 Marmoraria Carrara Marmoraria R.Comandante Salgado,1.486 - Vl.Hortência (15) 3227-1152 Comagra Av.Dr.Luiz Mendes de Almeida, 1.653 Vl.Espirito Santo (15) 3221-4033 / 7820 Gramartec Av.Cel. Nogueira Padilha, 1.928 - (15) 3237-2069 Marmoraria Indiana Av.Afonso Vergueiro,2.673 - Vl.Luci (15) 3417-1086 Marmoraria Mendes R.Dorothy de Oliveira,855 - Jd. Do Sol (15) 3227-4747 Marmoraria M2 R.Mário Thame, 52 / 62 (15) 3237-3030 Materiais elétricos Elétrica Vivalux Av. 31 de Março, 160 Centro - Votorantim (15) 3243-4344/3247 Ferrari & Ferrari Av.São Paulo, 679/685 - Além Ponte- (15) 3227-6943 Materiais p/ construção Primos Materiais p/constr. Av.Dr.Armando Pannunzio,90 - Cerrado (15) 3221-3388 Modulados Florense Av. Antonio Carlos Comitre, 1.297 - Campolim (15) 3233-9000

97


ÍNDICE Móveis Sierra Móveis Av.Profª Izoraida Marques Peres, 216 Campolim- (15) 3231-7791 Móveis W Decor R.Dr.Alvaro Soares,348 Centro - (15) 3211-5896 Móveis e Decoração Morarte Av.Antonio Carlos Comitre, 481 - Campolin (15) 3231-1624 N Napoli Móveis e Design Av.Profª Izoraida Marques Peres, 440 Campolim - (15) 3211-1521 Stylus Av.Profª Izoraida Marques Peres, 226 Campolim - (15) 2101-0600 SCA Av.Barão de Tatui, 286 Vergueiro - (15) 3211-7114 Paisagismo Agroflora Av.Independência, 4.703 Edem - (15) 3225-1001 Ana Boso R.Francisco Moron, 401 Campolim - (15) 32333833/ 8116-0501

Flora o Produtor Rod.Raposo Tavares,s/n° km 104 - Pq.Vereda dos Bandeirantes (15) 3222-6103 Rosangela Paisagismo R.Vivendas do Lago,501 Vivenda do Lago (15) 3222-5864 Pisos Cemitério dos Azulejos Av.Dom Aguirre, 100 Pinheiros - (15) 3211-5387 Pisocolor Av.Com.Pereirera Inácio, 455- Lageado (15) 3211-7478 Portões Automáticos Serrralheria Brasil R.Rubino de Oliveira,48 Vila Carvalho (15)3233-4298 Portas e Janelas em PVC Master Pró Esquadrias em PVC R.Custódio Pinto Sampaio Neto,10 - Jd. Corazza - Itu (11) 4022-3561 Polimento de mármore Restaura R.Aimorés, 987- V.Odim (15) 3224-2523

Pedras Decorativas Real Pedras Av.Cel.Nogueira Padilha, 2.056 - V.Hortência (15) 3227-6023 Pedras Decorativas Torres de Pedra Av.Roberto Simonsen, 1.408 - (15) 3232-5387 Persianas Decor Blinds Persianas Av.Washington Luiz, 567 Jd.Emilia - (15) 3231-6862 Pré-Moldados Olimpo Av.Fernando Stecca,611 Jd. Sta. Rosália (15) 3228-5248 Presentes Kolsulfree Av.Afonso Vergueiro,1.700 - Trujilo (15) 3231-2848 Produtos de Limpeza Sorolimp R.José Tótora,899 - Central Parque - (15) 3222-3389 Restaurador de Móveis Santos e Santos R.Artur Gomes, 583 - Centro (15) 3011-4071/3231-0396 Revestimentos Bella Casa Av.Antonio Carlos Comi-

tre,396 - Campolim (15) 3231-9990 Portobello Av.Barão de Tatui, 264 Vergueiro -(15) 3233-9401 Serralheria Serralheria Lopes R.Humberto de Campos,540 - Jd.Zulmira (15) 3222-2466 Serralheira Almirante R.Dorli Nunes, 65 Caputera - (15) 3237-6208/6308 Fermax Av. Eng° Carlos Reinaldo Mendes, 857 - V.Rica (15) 3237-3800 Serviços e Segurança Phenix Serviços e Segurança Patrimonial R.Eduardo de Campos,33 Vila Haro - (15) 3237-9500 Sistema de Segurança Suprema R.Nicolau Pereira de Campos Vergueiro,133 Sala 23 - Centro (15) 3211-7535 Som e Luz G P Som e Luz R.Holanda,36 - Jd.Europa (15) 3222-9090 Sondagens e Fundações Soenvil Engenharia

Av. Ipanema, 928 - Terra Vermelha - (15) 3223-1675 Tecidos p/ decoração Tecplast Av.São Paulo, 36 - Além Ponte - (15) 3233-4686 Telhas MF Telhas R.Emygdia Campolim, 45 Campolim - (15) 3211-2242 Tintas Opção Tintas Av.General Carneiro, 516 Cerrado - (15) 3221-3822 7 Belo Tintas Av.General Carneiro,645 Cerrado - (15) 3234-5529 Vidraçaria Index Vidros Al.França,40 - Jd. Europa (15) 3222-8686 Studio Vidro R.Vicenti Dias, 75 Piaza de Roma (15) 3202-1669 Vidraçaria Souza Av.Itavuvu,1.561- V.Carol (15) 3311-1074 Vidros e Box Requinte Vidros e Box R.Mascarenhas Camelo,74 - Vila Santana (15) 3212-1155

COLABORADORES SPA em Casa / Projeto do arquiteto Cassio Pinto - (15) 3234.0761 Habitareco - Água Tereza Debrassi - (15) 3232.2087 Maria Luíza A. Carneiro - (15) 3232.5356 Ecocasa R. Sta. Terezinha, 402 - Limeira (19) 3442.8434 - www.ecocasa.com.br Habitart Lulé Castilho - (15) 3221.3442

Paisagismo Patrícia Rodrigues da Silva (JCN) (15) 3232.7932 / 3228.8461 Arquitetura: Espírito de uma época Musse Stefan - (15) 3233.0977 Ikebana Marlene Yabiku - (15) 3217.6529 Na varanda com Claudia Gomes - (15) 3233.7468 Projeto do arquiteto Fabiano Puglia Marin (15) 3231.2574

Vidros, espelhos e vitrais Celina A. de Arruda Camargo (Vidrarte) (15) 3212.3162 Alarmes Carlos Pimentel - Altec Alarmes (15) 3234.5590 / 0800.161176 Antes e Depois Bianca Mahuad e Francine Ishizu (15) 3221.1335 e 3222.3474 Molduras Gessaria Francesco Emiliano (15) 3218.1380

Politech - Renata Riccioppo (15) 3227.8797 Ramiro Wey - Olimpo (15) 3228.5248 Projeto do engenheiro Paulo Sergio de Souza Nogueira (15) 3232.1830 Projeto do arquiteto Bianca Mahuad - (15) 3221.1335 Projeto do arquiteto Beto Caiuby (15) 3234.6406


Revista Habitare - nº 13  

Edição 13 da Revista Habitare. Tudo para construir, decorar e reformar. Mais informações: www.revistahabitare.com.br

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you