.SSALITRE.

Page 1





.fernando gomes.








































.

S

S

A

L

V

E

.


.

L

E

G

A

L

L

.



























071
































































134


135


.manifesto.

.remamos e deslizamos no concreto de uma cidade conhecida pela beleza do mar. convivemos cotidiana e diretamente com a beleza e a corrosão de salvador. interagimos e reinterpretamos as ruas dessa cidade nos divertindo e trabalhando nelas. .ssalve os skatistas de todas as áreas que não esperaram o estado e construíram seus obstáculos para andar nas quadras ou vias públicas. ssalve todos ambulantes, poetas de buzu, capoeiristas, b.boys, pessoas em situação de rua, caboclos e todo mundo com quem compartilhamos as vivências de rua dessa cidade. .como em 2 de julho de 1823, a busca continua sendo por se libertar da colonização que ainda hoje nos aflige. outros tempos, outras armas para lutar e escolhemos o skate para ser a nossa.

136


somos o skate anti-colonial que grita pelas ruas e picos do nordeste de um país que não se enxerga e tampouco nos enxerga. somos o elemento indesejado do mar, que interfere na paisagem, chega pelo ar e corrói, assim como o barulho de nossas rodas no asfalto. .somos o skate que incomoda, pelo barulho, marcas nas bordas e paredes ou apenas por estar nas ruas fazendo algo que foge aos padrões atrasados de uma sociedade adoecida. somos o elemento indesejado das cidades litorâneas. somos o skate que dá trabalho à guarda municipal e não é bem visto aos olhos do estado. estado sempre retrocedendo, enquanto o skate é vanguarda. skate é futuro. futuro pra muita gente que não se encaixa no atraso.

137


sessões no solo sagrado do jarda finalizadas com geladi-

nho ou acarajé de dois conto. ignorar as placas de proibido transitar de skate no campo grande, praça que mais parece um pedaço de barcelona na bahia. poucas skateshops, quase nenhuma marca e mercado enfraquecido. pôr do sol na pista da ribeira. pôr do sol na pista de são tomé de paripe. andar suado, vestindo calça e tênis na beira da praia. colar à noite no spot do rio vermelho e ficar de cara com a cena de skate-arte-cultura que tá em ebulição. dar risada com as resenhas de tapó na pista dos barris, conhecer a gangueiragem de kino, saudar fred sillmamm com um salve legal, explorar a cidade com a fdn crew e seus anzóis, conhecer a potência das piveta da dendê crew ou filmar uma linha com charles maker. ver vários skatistas andando muito sem visibilidade. ver algumas pessoas lutando pra conseguir dar visibilidade e fortalecer o cenário local. trocar ideia com a galera em situação de rua nas sessões na aquidabã, desviar dos turistas na praça da sé e encerrar a sessão de rolé pelo pelô. pular o banquinho dos aflitos com vista pra baía de todos os santos e depois descer o ladeirão pra um mergulho na gamboa. se divertir nos wallrides da praça nossa senhora da luz, seguir manobrando pela avenida manoel dias e lembrar dos vídeos da select na praça brasil. saber que você está manobrando em solo pavimentado por várias gerações, de primitivo a jefinho, da fonte nova ao parque da cidade, de mc kiko a mcdo, passando por cardosos e muitos anos de san kate crew. descer corrimão com o elevador lacerda ao fundo. sofrer com o calor que às vezes é um obstáculo a mais e também com os dias de chuva, agora salvos pelos picos cobertos construídos pelos locais da bonocô. remar tranquilo pela orla, se sentir à vontade porque ninguém está medindo seu rolé, ver a criatividade no skate fervendo numa cidade que já ferve por si só. ser skatista em salvador é tudo isso e muito mais; é algo que se conecta à energia singular dessa cidade e que, assim como ela, só vivendo pra sentir.

138


139


140


.skatistas. .alex cardoso. .allana almeida. .aline rodrigues. .álvaro koringa. .cairé brasil. .claudio souza. .dan reis. .dandara novato. .daniel lisboa. .david eric. .débora santos. .felipe brandão. .felipe goveia. .felipe munhoz. .felipe oliveira. .fred sillmann. .fubu. .ian aragão. .iure almeida. .jamex.

141

.jeferson santos. .jojo ducrois. .jonatas freitas. .joseval tapó. .luis moschioni. .mike veloz. .md vieira. .murilo romão. .nathan vianna. .pedro lima. .ralph silva. .rafael gomes. .rafael ferreira. .rafael oliveira. .rodolfo gabriel. .rodrigo pereira. .ruan robert. .seco. .val nascimento. .vitória mendonça. .wesley dente.


.SSALITRE. .SKATEBOARD. .SALVADORBAHIANORDESTE.

142


Esse projeto foi contemplado pelo Prêmio Riachão – Projetos de Pequeno Porte, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, destinado pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

.ssalitre. salvador, 2022. © editora gris © fernando gomes direção criativa, fotos e textos

fernando gomes

projeto gráfico e composição

rafa moo edição

fernando gomes lara perl rafa moo

editoragris.com.br editoragris@gmail.com

identidade visual e ilustrações

rafael oliveira produção

lara perl

mídias sociais

dandara novato edit reels

seco adriano brazão skatistas reels/lives

allana almeida dan reis felipe brandão iure almeida jeferson santos mcdo md vieira

isbn

Apoio financeiro

978-65-990217-7-0