Page 1

maio 2012 ano IX nº 95

ESPECIAL CONCARH Congresso Catarinense de Recursos Humanos reúne empresários, líderes e gestores

ONDE ESTÃO? Veja as propostas de especialistas para sanar o déficit de profissionais no mercado causado pela rápida expansão da economia brasileira

R$12,00

portalmercadobrasil.com.br

NEGÓCIOS - GESTÃO - ASSOCIATIVISMO - DESTAQUE EMPRESARIAL - EMPREENDEDORISMO- LOGÍSTICA - MERCADO ECONÔMICO


editorial portalmercadobrasil.com.br

PESSOAS, PESSOAS E PESSOAS

A

s pessoas sempre estiveram presentes em todos os processos industriais e comerciais, mas até então, ao que se percebe, não eram tão valorizadas como deveriam. Um pouco por motivos educacionais, outro pouco por motivos econômicos e políticos. Enfim, chegou a vez de olhar para dentro das empresas, que sucumbem há anos de falta de gerenciamento dos colaboradores. Cada vez que nos deparamos com essa questão só conseguimos verificar, com o aval de especialistas, o quanto as pessoas são importantes para o bom andamento de uma empresa. E o quanto funcionários felizes trabalham com apreço e produzem muito mais, gerando, as-

sim, uma infinidade de melhorias internas à corporação. Nesse mês dedicamos a edição às questões de relações humanas e gestão de pessoas, a fim de entender como funciona esse universo de troca entre empresas e funcionários. Pesquisamos onde iniciou o processo inverso economia/gestão e principalmente, como manter a relação estreita entre as corporações e quem anda junto a elas. Espero que vocês apreciem e continuem a nos acompanhar! Boa leitura! Manoela Hoffmann

ERRATA: Na edição de número 94, o nome do empresário da construtora PROMA saiu equivocado, o correto é Paulo Obenaus. Além disso, a empresa mantém de área construída o total de 240.000m².

Impresso em papel certificado Suzano. Uma garantia de que este é um produto de base florestal que resultou de um processo de produção economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente correto.

expediente

fale conosco redação: Mande cartas para a editora, sugestões de temas, opiniões ou dúvidas: editor@revistamercadobrasil.com.br, jornalismo@revistamercadobrasil.com.br - Fone: (47) 3275-2277 publicidade: Quer anunciar na Mercado Brasil? Não perca tempo: comercial@revistamercadobrasil.com.br administração: Para falar com nossa administração: adm@revistamercadobrasil.com.br parceiros: CACB – Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil - FFM – Fundação Fritz Müller - FUNDABRINQ – Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente - FACISC - Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a opinião desta revista.


índice portalmercadobrasil.com.br

12

portal mb

14

mercado

22 capa como sanar a deficiência do mercado de trabalho causada pelo histórico da economia brasileira

29

especial concarh

62

liderança

64

gestão

conheça como funciona a gestão de pessoas dentro da Dudalina

67

artigo

68

entrevista

72

negócios universidades que oferecem opções para inserir os profissionais no mercado de trabalho

76

micro & pequenas

78

m&m

80

mercado & construção

82

lex

83

gestão de empresas

84

consumo

86

estante

07


mbonline

portalmercadobrasil.com.br Acesse revistamercadobrasil.com.br e veja a edição na íntegra

DESTAQUE

divulgação foto raul jr.

Facebook Além de ser uma ampla rede de relacionamentos, o Facebook também traz conteúdo inteligente para os usuários. Novidades sobre economia, gestão, sustentabilidade, negócios e tecnologia estão na página da Mercado Brasil. Curtir o perfil é garantia de conhecimento e informações de primeira mão sobre o novo portal.

O portal Mercado Brasil traz a entrevista do filósofo, mestre doutor em educação, e escritor Mario Sergio Cortella na íntegra. Na entrevista estendida, Cortella fala também sobre educação continuada, geração y e ensino superior no Brasil. O Autor de várias obras como : “Não nascemos prontos!”, “Vida e carreira: um equilíbrio possível?”, “Liderança em foco”, “Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética”, entre outras; é um dos destaques do Concarh 2012.

Twitter Os seguidores do Twitter da Mercado Brasil, além de receberem informações sobre as revistas, vão ser os primeiros a saber quais foram as mais recentes postagens no portal e notícias do mercado. E o melhor, ainda poderão repassar todas as informações aos seus seguidores através do Retweet. Siga @mercado_brasil.

Retomada Americana

Artigo

A notícia que mais chamou a atenção dos nossos leitores no mês de abril destacou a volta da estabilização econômica nos EUA, que tem influenciado no mercado catarinense. Segundo afirmação do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina – Fiesc, Glauco José Côrte, os segmentos que mais são beneficiados com essa retomada da economia norte americana são de alimentos, máquinas e equipamentos, além de cerâmica de revestimento.

O consultor da Unione, Victor Armbrust, compartilhou sua experiência no artigo “Certificações em TI: empresas valorizam profissional qualificado”, publicado no portal Mercado Brasil em abril. No artigo, Armbrust explora a importância da experiência e das certificações para o alcance do sucesso profissional na área de TI, já que este segmento está cada vez mais exigente quanto às características teóricas e práticas do empregado.

ASSINATURA Para aqueles que não dispensam uma boa revista impressa, ainda podem solicitar a assinatura da Mercado Brasil pelo novo portal. Na página inicial, é só clicar na seção “Assine” e preencher o formulário. O pagamento pode ser feito no cartão de crédito. E pronto! É só esperar a sua edição chegar pelos Correios.

12

maio2012


mercado portalmercadobrasil.com.br

Docol em Milão em todo o planeta. Presente em mais de 40 países dos cinco continentes, a Docol apresentará a Residencial Matic, inédita e exclusiva linha de metais economizadores de água para banheiros residenciais, além dos chuveiros Lumina, que integram design às cores.

divulgação

Entre os dias 16 e 21 de abril, aconteceu em Milão, na Itália, o Brazil S/A, que contou com a presença da empresa catarinense Docol Metais Sanitários. A ideia foi aproveitar o período para gerar oportunidades e fortalecer a imagem dos produtos brasileiros

Shoppings em alta Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Shopping Centers - Abrasce, as vendas no setor cresceram 9,63% em fevereiro. O crescimento do mercado de shopping centers registrou alta de 18,6% diante de 2010, resultado que superou as

expectativas da entidade, que previa um aumento de apenas 12%. A estimativa é que somente neste ano o crescimento atinja 12% e que sejam inaugurados 43 shoppings, dos quais 29 sejam construídos em cidades fora das capitais.

Otimismo na economia O BRASIL ASSUMIU A POSIÇÃO DE SEGUNDO LUGAR NO RANKING GLOBAL DE OTIMISMO EMPRESARIAL. UM ESTUDO FEITO COM 11.500 EMPRESAS EM 40 ECONOMIAS, PELA INTERNATIONAL BUSINESS REPORT - IBR 2012 DA GRANT THORNTON INTERNATIONAL, MOSTRA O AUMENTO DE 86% NO CARÁTER OTIMISTA DO EMPRESÁRIO BRASILEIRO NOS PRÓXIMOS 12 MESES. EM RELAÇÃO AO ÚLTIMO TRIMESTRE A PESQUISA APONTA O CRESCIMENTO DE 12 PONTOS PERCENTUAIS NO NÍVEL DE OTIMISMO.

14

maio2012

Sincronia na organização Com foco em uma gestão sólida, o grupo Breithaupt, que atua em várias cidades de Santa Catarina, está implantando o Sincronismo Organizacional em sua matriz de Jaraguá do Sul. A ideia surgiu da parceira com o professor Paulo Rocha, especialista no tema, que atua na Fundação Dom Cabral. O trabalho acontece em parceria entre a Fundação Fritz Müller e a Fundação Dom Cabral, e explora três fatores fundamentais: estratégias, processos e gestão de pessoas.


mercado portalmercadobrasil.com.br

Work Experience Um dos melhores programas de trabalho no exterior para universitários, o Work Experience USA possibilita ao estudante trabalhar em uma empresa americana no período de férias da faculdade, aperfeiçoando o domínio da língua inglesa e vivenciando uma nova cultura. No decorrer do ano são realizadas diversas feiras, conhecidas como “Job Fairs”, nas quais os participantes têm a oportunidade de entrar em contato com os empregadores americanos e garantir sua vaga. Já estão confirmados diretores de estações de esqui, hotéis e resorts para a Job Fair que acontece em Florianópolis, no dia 15 de setembro. A Intercultural é pioneira no programa e já enviou mais de 15 mil participantes para diversos destinos nos

Estados Unidos, como Nova Iorque, Orlando, Aspen, Park City, entre outros.

Prêmio à vista! A marca brasileira de equipamentos de ginástica Movement está entre as finalistas do prêmio Fibo Innovation Awards 2012, promovido pelos organizadores da europeia Feira Internacional de Bem-Estar, Fitness & Health. O evento, anual, teve sua edição deste ano realizada na cidade de Essen, na Alemanha, no período de 19 a 22 de abril. Segundo a Movement, é a primeira vez que uma empresa brasileira chega à final desse prêmio na categoria inovação e design. A disputa

do prêmio envolveu em sua primeira fase cerca de 80 dos mais conceituados fabricantes e marcas mundiais de equipamentos de fitness. Desses, foram selecionados dez para a final que acontecerá durante a feira mundial. A empresa brasileira conquistou a posição na finalíssima graças ao desenvolvimento da linha para musculação NEXT-E, cujo principal diferencial é o agregado de sistemas eletrônicos para seleção de pesos e monitoramento de exercícios, por exemplo.

Educação e Cidadania COM OITO ANOS DE EXISTÊNCIA O INSTITUTO CARLOS ROBERTO HANSE, DO GRUPO TIGRE, INVESTIU R$ 21,5 MILHÕES EM PROJETOS VOLTADOS PARA A EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E SAÚDE; E ATINGIU 820 MIL PESSOAS, COM FOCO NOS JOVENS E ADOLESCENTES. SÓ NO ANO DE 2011, FORAM DISTRIBUÍDOS 563 PROJETOS, QUE BENEFICIARAM 226.749 PESSOAS E 213 ENTIDADES, EM MAIS DE 100 MUNICÍPIOS DO PAÍS. A META DO INSTITUTO NESTE ANO DE 2012 É ALCANÇAR A MARCA DE 1 MILHÃO DE PESSOAS A SEREM BENEFICIADAS.

16

maio2012

Vendas Industriais Uma pesquisa da Federação das Indústrias de Santa Catarina – Fiesc, realizada com 200 indústrias nos primeiros três meses de 2012, revela um crescimento de 12,6% nas vendas industriais catarinenses. O resultado mostra um melhor desempenho dos setores de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (36,7%), máquinas e equipamentos (30%) e alimentos e bebidas (18,8%). Esse aumento se deve ao período de volta de férias coletivas e maior demanda em função da redução do IPI para eletrodomésticos.


mercado portalmercadobrasil.com.br

Exportação SC O primeiro trimestre de 2012 começou em alta para a exportação catarinense. Segundo dados da Federação das Indústrias de Santa Catarina – Fiesc, de janeiro a março houve um aumento de 11% nos produtos exportados do estado, comparado com o mesmo período em

Hora extra 2011. Esse percentual equivale a US$ 2,09 bilhões. Os produtos que mais se destacaram para contribuição desse aumento foram: motores e geradores elétricos (24,9%), blocos fundidos (27,8%) e carne de frango (14,2%). Os embarques de soja tiveram aumento de 511%.

Personalidade de Vendas O prêmio de Personalidade de Vendas, da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil em Santa Catarina - ADVB /SC, concedido à pessoa física, prestigia a melhor liderança empresarial, a excelência dos processos de vendas e marketing e a eficácia nos mercados em que o profissional atua. Neste ano, o vencedor do prêmio foi o CEO do

Westfield Almeida Junior Shopping Centers, Jaimes Almeida Junior. Com 55% do mercado, o grupo se destaca como a maior empresa do segmento. No estado são cinco grandes empreendimentos: Neumarkt Blumenau, Balneário Camboriú Shopping, Joinville Garten Shopping, Blumenau Norte Shopping e o Continente Park Shopping, ainda em construção.

Para compensar as horas que os profissionais passam utilizando elementos de comunicação como celular e e-mails corporativos fora do horário de trabalho; foi aprovada uma lei sancionada pela presidente Dilma Roussef, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT. A lei defende essas horas utilizadas fora do ambiente da empresa e fora do horário normal como horas extras, e que devem ser remuneradas como tais.

Investimento em publicidade CONSCIENTES DA NECESSIDADE DE DIVULGAÇÃO DO SEU PRODUTO, A CONCESSIONÁRIA DE CARROS LIFAN FRATELLO RESERVA 5% DE SEU FATURAMENTO PARA INVESTIR EM PUBLICIDADE EM 2012. ESSE INVESTIMENTO É APLICADO EM VEÍCULOS LOCAIS (RÁDIO, TV E JORNAIS). A NOVA REVENDEDORA INSTALADA HÁ CINCO MESES EM FLORIANÓPOLIS (SC) JÁ VENDEU 150 VEÍCULOS DOS MODELOS LIFAN 320 E LIFAN 620.

18

maio2012


Mais computadores Segundo pesquisas da Fundação Getúlio Vargas – FGV, o Brasil atingiu a marca de 99 milhões de computadores em uso, tanto domiciliar, quanto empresarial. Estes números equivalem à média de um

Investimentos em Logística Até 2012 está previsto no Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT. Trata-se de um investimento de mais de 12 milhões em obras de infraestrutura no setor de transporte e logística no Estado de Santa Catarina. O dinheiro será revertido para obras no terminal do aeroporto da cidade de Navegantes, que receberá R$ 521 milhões; revitalização das ferrovias catarinenses, com investimento de R$ 6,8 bilhões; R$ 2,6 bilhões para ampliação das instalações dos portos do estado e cerca de R$ 2 bilhões para pavimentação nas BR-470 e BR-282.

aparelho para cada dois brasileiros. Nos últimos quatro anos o uso de computadores dobrou no País. Em 2012, a FGV prevê a venda de cerca de 17 milhões de máquinas, ou uma por segundo.

A empresa blumenauense Baumgarten recebeu no 21° Prêmio Brasileiro de Embalagem, promovido pela revista Embanews, o troféu Roberto Hiraishi 2012. Os rótulos fabricados para a linha Baby Backyardigans garantiram a premiação. O produto também foi reconhecido na categoria de Marketing e outros três rótulos da Baumgarten fabricados aqui foram premiados na categoria Tecnologia.

divulgação

divulgação

Baumgarten premiada

Ampliação de serviços PARA PROMOVER MELHORIAS NA PLATAFORMA DO SISTEMA DE TELEFONIA MÓVEL, AMPLIAR A COBERTURA NACIONAL, E IMPLANTAÇÃO E EXPANSÃO DA QUALIDADE DA BANDA LARGA (3G); A OI INVESTIRÁ R$ 24 BILHÕES NO PAÍS ATÉ 2015. SÓ NESTE ANO O INVESTIMENTO DA EMPRESA FOI DE R$ 6 BILHÕES, DOS QUAIS R$ 3,6 BILHÕES SERÃO VOLTADOS PARA AMPLIAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA EMPRESA.

19


mercado portalmercadobrasil.com.br

Hotel Brasil e coral (produzida com corante que resiste às diversas lavagens e ação da água do mar e da piscina).

divulgação

A empresa Toalhas Atlântica, de Brusque (SC), lançou uma nova linha de cama, mesa e banho exclusiva para hotéis - a Hotel Brasil. Ela dispõe de toalhas e pisos que podem ser personalizados com a logomarca do hotel. A linha de banho é composta de peças produzidas com poliéster e algodão (proporcionando mais durabilidade); roupões e saídas de banho em tecido felpudo; e toalhas de praia nas cores azul turquesa, azul petróleo

Dia do Vinho

Tecnologia metroferroviária Promover interação entre profissionais do segmento, e apresentação de trabalhos técnicos desenvolvidos por profissionais e empresas sobre as novas tecnologias é o foco da 18ª edição da Semana de Tecnologia Metroferroviária. O evento ocorrerá em setem-

bro entre os dias 11 e 14. Em paralelo com a 18ª Semana de Tecnologia acontecerá a Metroferr 2012, feira de exposição de produtos e serviços de empresas do setor que mostrará o que há de mais moderno na área de transporte público sobre trilhos.

De 23 de maio a 3 de junho, é comemorado o Dia do Vinho no Vale dos Vinhedos, localizado no triângulo das cidades de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, e Garibaldi, no Rio Grande do Sul. O evento traça um roteiro de atrações turísticas; com mais de 30 vinícolas abertas para degustação, hotéis, pousadas e restaurantes com gastronomia regional. Além de preços diferenciados nos vinhos e produtos gastronômicos, algumas vinícolas oferecerão até 30% de desconto na compra de vinhos. Mais informações e programação completa: valedosvinhedos.com.br

Autoconhecimento e liderança SEGUNDO PESQUISA FEITA COM 1200 EMPRESÁRIOS EM TODO PAÍS, PELA FUNDAÇÃO DOM CABRAL, O LÍDER QUE SE ENTENDE TAMBÉM PODE ENTENDER O SEU FUNCIONÁRIO, E TER A CAPACIDADE DE ORGANIZAR A EQUIPE DE MANEIRA A PRODUZIR MAIS E COM QUALIDADE. O ESTUDO CONSIDEROU AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS QUE DEVEM MARCAR OS LÍDERES, BASEADA EM CONCEITOS DE DOIS AUTORES DA ÁREA, DANIEL GOLEMAN E RICHARD BOYATZIS. FORAM APONTADAS 18 COMPETÊNCIAS BÁSICAS, DESDE A NECESSIDADE DE BOA COMUNICAÇÃO ATÉ A CAPACIDADE DE ORIENTAR A EQUIPE PARA A CAPACITAÇÃO.

20

maio2012


capa portalmercadobrasil.com.br

ONDE ESTÃO OS

TALENTOS? COMO LIDAR COM A FALTA DE PROFISSIONAIS E BUSCAR POR SOLUÇÕES INOVADORAS PARA ATRAIR E RETER TALENTOS kamila schneider

O

Brasil enfrenta hoje as consequências de um déficit histórico no processo de educação e qualificação profissional. Pouco se investiu na educação como estratégia de desenvolvimento e, como resultado, o mercado sofre com a falta de mão de obra qualificada. O crescimento acelerado da economia veio para acentuar ainda mais este descompasso, refletindo em uma força de trabalho incapaz de suprir as demandas da nova conjuntura econômica. Tal fenômeno é um velho conhecido das empresas brasileiras e fez crescer uma concorrência já acirrada. Atrair e reter talentos se torna, cada vez mais, uma estratégia fundamental para a sobrevivência do negócio. Prova disso é a importância que o tema está ganhando na agenda dos gestores. A 8ª pesquisa de Líderes Empresariais Brasileiros, realizada pela consultoria PwC, veio para reiterar esta perspectiva: 72% dos CEOs brasileiros entre-

22

maio2012

vistados apontam a escassez de talentos como uma das principais preocupações e quase metade disse que deixou de aproveitar uma oportunidade de mercado ou precisou atrasar ou cancelar uma iniciativa estratégica por não possuir os talentos necessários na empresa. Além disso, 58% dos CEOs brasileiros apontam que as despesas com talentos aumentaram mais do que o esperado em 2011, mas 52% deles pretendem fazer investimentos em tecnologias e parcerias para


23


capa portalmercadobrasil.com.br

tados em todo o mundo estão modificando suas estratégias de gestão de talentos. Tudo para retê-los. “A razão está muito relacionada à dinâmica de mudanças no ambiente econômico e tecnológico. O conhecimento tem se tornado perecível de uma maneira cada vez mais rápida, temos uma dinâmica de mudanças que traz constantemente uma pressão por requalificação”, afirma Lins.

SEM PROFISSIONAIS QUALIFICADOS AS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS CAEM POR TERRA, EU ARRISCO OU SACRIFICO A SOBREVIVÊNCIA DA MINHA EMPRESA.” João Lins, sócio da PwC. EDUCAR E RETER Pesquisa da consultoria PwC aponta que 72% dos CEOs brasileiros entrevistados temem que a deficiência de talentos afetem as perspectivas de crescimento da empresa.

24

maio2012

Nos últimos 20 anos, o Brasil registrou avanços na universalização da educação, mas esta movimentação não foi suficiente para suprir a necessidade do mercado. Isso porque o País possui uma grande quantidade de universidades formando pessoas numa qualidade menor do que as empresas precisam. Lins explica que hoje o Brasil ainda tem que melhorar muito a qualidade do ensino para se equiparar a outros países em desenvolvimento, como China e Coreia. Para ele, esta melhoria precisa ser tratada como prioridade estratégica para o País. “Sem profissionais qualificados as estratégias empresariais caem por terra, eu arrisco ou sacrifico a sobrevivência da minha empresa”, enfatiza. Este processo, afirma o especialista, será ainda mais eficaz se houver uma integração maior entre setor público, setor privado e o terceiro setor, focalizando o desenvolvimento de acordo com as necessidades do mercado de trabalho. “Não iremos conseguir re-

solver o problema de educação e formação de maneira isolada”, aponta. A vice-presidente da ABRH-Nacional, Elaine Saad, acredita que as empresas têm assumido este papel de educadoras, mas limitando-se às suas próprias necessidades. É claro que inciativas como parcerias com instituições de ensino ampliam esta atuação envolvendo também a sociedade, explica Elaine. Mas, para a especialista, as empresas sempre acabam direcionando suas atenções àquilo que lhes é indispensável. “As empresas têm que ter a consciência de que educação é um investimento que vai trazer benefícios para elas, mas seria ingênuo acharmos que as empresas irão assumir o papel do estado de cuidar da educação. Elas podem cuidar da educação até onde cabe o interesse próprio. Mas a educação é uma obrigação do estado, é por isso que você paga imposto, para que o estado promova a educação para pessoas que não podem arcar com essa despesa”.

divulgação

contornar a falta de pessoal qualificado nos próximos três anos. Mas, apesar de ser mais “crônico” no Brasil, o problema não é exclusividade nossa: de acordo com o sócio da PwC, João Lins, este é um fenômeno global que atinge inclusive grandes potências. Segundo a 15th Annual Global CEO Survey, pesquisa também realizada pela PwC, 78% dos 1.258 CEOs entrevis-


capa portalmercadobrasil.com.br

TEMOS UMA PROLIFERAÇÃO MUITO GRANDE DE UNIVERSIDADES FORMANDO PESSOAS NUMA QUALIDADE INFERIOR DO QUE AS EMPRESAS NECESSITAM.” Elaine Saad, vice-presidente da ABRH-Nacional.

RETENÇÃO DE TALENTOS Além de investir em ações para atrair pessoas, as empresas precisam estar mais preparadas para retê-las. Afinal, não adianta trabalhar duro para conseguir um bom profissional e depois perdê-lo para uma oferta mais atrativa. Segundo Elaine, a rotatividade é um dos principais reflexos do apagão de profissionais no mercado. E ela traz consequências bastante sérias: primeiro, gera um custo muito alto para a corporação, porque contratar e demitir no Brasil é muito caro; e segun-

do, afeta a moral da empresa, porque desmotiva os profissionais que lá permanecem. “Então muitas empresas têm tentado reter pessoas através de outras iniciativas, voltadas a compreender o significado do trabalho para a pessoa, o que a motiva a permanecer lá e investir nisso”, explica Elaine. “Cada pessoa fica numa empresa por diferentes razões, elas não são motivadas pelas mesmas coisas. Se a empresa consegue descobrir as motivações pessoais para cada profissional ela consegue oferecer esse atrativo”.

ALTERNATIVAS CRIATIVAS Veja maneiras eficazes de suprir a demanda por profissionais qualificados: - INVESTIR NO DESENVOLVIMENTO E FORMAR PARCERIAS Quando um profissional se desenvolve, toda a empresa cresce. Investir no desenvolvimento interno e na criação de alianças é uma maneira de melhorar o ensino das gerações que virão a trabalhar na empresa. Uma boa forma de tornar estas ações efetivas é por meio de parcerias com entidades educacionais.

26

maio2012

- VALORIZAR O TALENTO DO PROFISSIONAL EXPERIENTE A população brasileira está envelhecendo rapidamente e estudos já apontam que a capacidade de aprendizado do ser humano permanece, pelo menos, até os 70 anos. Na prática, isso significa mais tempo dedicado à carreira e mostra que os profissionais experientes são extremamente aptos para trabalhar em prol da inovação.

- APROVEITAR A FORÇA DE TRABALHO FEMININA O aumento da presença feminina é uma realidade, mas ainda existem barreiras para o aproveitamento da mulher no mercado, o que é um desperdício de capital intelectual. Hoje, as mulheres estão mais bem capacitadas e, em algumas categorias, possuem níveis de estudos muito mais elevados do que os homens.


capa portalmercadobrasil.com.br

UNIVERSIDADE CORPORATIVA

28

maio2012

Algumas empresas encontram nas universidades corporativas a ferramenta necessária para formar os profissionais de que necessita. A Ernst & Young foi uma das organizações que apostou nesta ideia: hoje, ela é detentora da Ernst & Young University – EYU, eleita uma das três melhores universidades corporativas do Brasil. De acordo com o diretor da EYU, Armando Louren-

zo, a universidade é uma tentativa da empresa de desenvolver e treinar profissionais de maneira inovadora, com foco na qualidade. Só no ano passado, 17 mil pessoas passaram pela EYU, sendo que a mesma pessoa passa, em média, quatro vezes pela universidade, destaca Lourenzo. “O investimento de 5% da receita denota quanta importância esta atividade tem para a empresa. Para nós ela é vital”.

PARA RETER...

PARA ATRAIR...

Quando o mercado começou a se recuperar da crise econômica, em 2010, a Metalúrgica Riosulense, de Rio do Sul (SC), sentiu as contradições de um setor com grande oferta e procura, mas pouca mão de obra qualificada. Foi este cenário que incentivou a empresa a buscar soluções e parcerias para driblar a falta de profissionais, conta a gerente de recursos humanos, Suzana Derussi. Um bom exemplo destas iniciativas é o projeto Padrinhos: quando alguém entra na empresa, é “apadrinhado” por um funcionário, que o acompanha em seus primeiros 90 dias. “É preciso manter as pessoas que você tem na empresa ao mesmo tempo em que os novos profissionais precisam se integrar rapidamente ao processo”, explica a gerente. A ação resultou na diminuição da rotatividade de pessoas e ainda se mostrou uma ótima ferramenta de retenção de talentos. “Além de oferecer desenvolvimento aos profissionais, alcançamos os resultados desejados mais rapidamente. É benéfico para ambos os lados”.

Muitas vezes o desenvolvimento interno da empresa não basta para que ela supra suas demandas. Pensando nisso que a Portonave, de Navegantes (SC), destina parte de seus investimentos para projetos educacionais desde o início de suas operações, em 2007, trabalhando tanto o desenvolvimento interno quanto a integração de suas operações à comunidade local. O projeto Novos Rumos, que iniciou sua 5ª edição em abril deste ano, é uma das iniciativas que melhor permitem esta integração. Voltado para jovens da escola pública, o projeto trabalha temas voltados ao empreendedorismo, facilitando o ingresso dos jovens no mercado de trabalho, descreve a gerente de recursos humanos da Portonave, Alessandra Guilherme Santos. “Nem sempre as escolas ou universidades conseguem formar profissionais com a mesma velocidade que o mercado necessita. Este investimento por conta própria é mais assertivo, à medida que as necessidades são identificadas pela própria empresa”, afirma.


29


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

maio2012


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

Trabalho voluntário que fortalece a gestão de pessoas

A

edição do CONCARH 2012 nos toca de forma particular, pois este ano encerramos nossa gestão. Quando começamos, em janeiro de 2010, tínhamos como objetivos disseminar o conhecimento no mundo do trabalho e fortalecer as relações entre os profissionais de gestão humana e a atuação da ABRH no estado. Nosso plano de trabalho foi construído em conjunto com representantes de todas as regionais e estabelecemos cinco macro-objetivos. Além de fortalecer a marca ABRH, decidimos fortalecer a integração das regionais, a sustentabilidade financeira da entidade, a conexão das ações realizadas e a integração dos processos de comunicação. Priorizamos nosso trabalho para sermos referência em desenvolvimento e reconhecimento dos profissionais de RH do estado. Definimos nosso plano de ação com o envolvimento de cada regional. E cada qual cumpriu com excelência o papel de atuar localmente para atender às demandas de sua região. Tudo fluiu como planejado porque tivemos, em todos os momentos, o empenho e a dedicação de uma grande equipe, que mesmo trabalhando em separado, garantiu o sucesso do conjunto. Entre as atividades desenvolvidas nas regionais, destacamos os grupos de trabalho, eventos com palestrantes nacionais, workshops, encontros de ideias, cafés de negócios, Feirão de Emprego, ABRH na Praça, treinamentos, intercâmbio de experiências, entre outros, que multiplicaram conhecimentos e contribuíram para que chegássemos aqui fortalecidos. Todas estas atividades foram realizadas por mais de 120 voluntários que, em comitês de trabalho, constru-

* Luzia Fröhlich, presidente da ABRH Seccional Santa Catarina

32

maio2012

divulgação

Luzia Fröhlich*

DECIDIMOS FORTALECER A INTEGRAÇÃO DAS REGIONAIS, A SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA DA ENTIDADE, A CONEXÃO DAS AÇÕES REALIZADAS E A INTEGRAÇÃO DOS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO. íram os eventos a partir da diretriz da ABRH-SC. Desta forma a ABRH-SC evoluiu e fortaleceu a Gestão Humana no estado. A diretoria da ABRH-SC se sente honrada e privilegiada em poder contar com a dedicação destas pessoas, que se preocupam em fazer o melhor nesta área tão complexa, intrigante e encantadora que é a de Recursos Humanos. Na realização de mais um CONCARH, sabemos como tudo se entrelaça, flui e abre novos caminhos e possibilidades para o novo e para o melhor. Não entendemos que esta gestão se encerra, apenas serviu de passagem para novos começos. Um excelente Congresso para todos nós!


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

Um ano especial para a ABRH Blumenau Carmen Cristina Ittner* ano de 2012 é mais que especial para ABRH Blumenau. Em primeiro lugar por estarmos comemorando 45 anos de existência, de um trabalho focado na evolução dos profissionais de recursos humanos de nossa região. Depois, porque a ABRH Blumenau é anfitriã do Congresso Catarinense de Recursos Humanos, o CONCARH 2012, o que nos enche de orgulho e satisfação, porque não deixa de ser um reconhecimento ao nosso trabalho, nesses 45 anos de história. Comemorar 45 anos da nossa associação é celebrar uma conquista de toda a comunidade de Recursos Humanos. Chegar aos 45 é, ao mesmo tempo em que se olha para traz para ver o que já foi realizado, também poder afirmar que uma nova fase se inicia. Uma etapa de plena maturidade, de um modelo associativo que nasceu certo, cresceu bem cuidado e manteve-se na vanguarda associativa da região. Sediar o CONCARH 2012 é motivo de muita felicidade para a diretoria, associados, patrocinadores e parceiros, pois sabemos da relevância deste evento, que reúne profissionais interessados em refletir e potencializar o equilíbrio dinâmico nas organizações, partindo da crença de que a força ativa para a mudança e a inovação são as pessoas. Temos a certeza que faremos um congresso com muito êxito, com debates profícuos e de altíssimo nível, com o propósito de disseminarmos os conhecimentos que estejam em sintonia com as necessidades das empresas e dos profissionais associados à ABRH em todo o Estado de Santa Catarina. * Carmen Cristina Ittner, presidente da Regional Blumenau da ABRH-SC

34

maio2012

divulgação

O

CHEGAR AOS 45 É, AO MESMO TEMPO EM QUE SE OLHA PARA TRAZ PARA VER O QUE JÁ FOI REALIZADO, TAMBÉM PODER AFIRMAR QUE UMA NOVA FASE SE INICIA. Obrigada pela confiança e, em nome da diretoria da ABRH Blumenau desejo as boas-vindas a todos os congressistas e votos de um excelente e maravilhoso encontro.


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

CONCARH 2012

PORQUE AS PESSOAS SÃO MAIS IMPORTANTES CONGRESSO REÚNE EM BLUMENAU OS PROFISSIONAIS, GESTORES E CONSULTORES EM RH DO ESTADO, PARA PROMOVER A DIFUSÃO DO CONHECIMENTO EM GESTÃO DE PESSOAS

P

rofissionais que atuam na área de gestão de pessoas, empresários, líderes e gestores de empresas participam em Blumenau, nestes dias 17 e 18 de maio, do 22º Congresso Catarinense de Recursos Humanos, o CONCARH 2012. A proposta está centrada na equação “PESSOAS: ÷ = x SIMPLES ASSIM”, com o objetivo de promover a difusão de conhecimento em gestão de pessoas. Cerca de 600 profissionais participam. A escolha de Blumenau para sediar o evento é uma homenagem da ABRH Seccional SC aos 45 anos de atuação de sua mais antiga regional.

36

maio2012

Sede do evento

divulgação

A construção da grade temática do CONCARH 2012 contou com a participação de representantes de todas as regionais. Segundo a coordenadora do Comitê de Criação, Goreti Maestri (presidente da ABRH-Brusque), a grade é um complemento ao tema central, remetendo ao mundo da gestão de pessoas, em sua essência. “Refletir sobre a Gestão de Pessoas e questionar sua complexidade ou simplicidade passa por temas relacionados à liderança e pessoas, pelas organizações e pela área de Recursos Humanos. A conclusão do simples ou complexo exigirá um entendimento do congressista, pois ele formará sua resposta a partir da sua realidade”. Com duas palestras magnas e 15 simultâneas, o CONCARH 2012 permitirá uma reflexão quanto à identificação da fórmula e dos componentes para se obtiver melhores resultados na organização, através

da gestão de pessoas. “Gerir pessoas, respeitando suas particularidades e direcionando-as ao engajamento nas estratégias e ações parece complexo. Mas quando conseguimos entender esse universo e promover um alinhamento, a equação ganha significado e se torna ‘simples assim’”, afirma Goreti.


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

OS MAIS REQUISITADOS PALESTRANTES DO BRASIL Para dar o recado em cada um dos temas, a ABRH-SC reúne alguns dos melhores palestrantes e especialistas em gestão de pessoas do Brasil. A palestra magna de abertura, por exemplo, traz o consultor César Souza, guru em estratégia empresarial, gestão e liderança, com mais de 20 anos de experiência. Souza aborda o tema “Neogestão de Pessoas e o papel do Neorh”, com uma provocação: mostrar que a empresa pode se tornar uma “Fábrica de Líderes”. O consultor de empresas Karim Khoury conduz a palestra “Comunicação: eu me fiz entender?”, falando sobre as estratégias que contribuem para melhorar os relacionamentos interpessoais, exercer influência, prevenir e resolver conflitos, promover mudanças e aumentar a motivação. A palestra “Pessoas

saudáveis, organizações sustentáveis”, do administrador, professor e consultor Rogério Chér, aborda o prejuízo para as organizações quando as pessoas estão presentes de corpo, mas ausentes de alma. Ele foi fundador e presidente da primeira Empresa Junior do Brasil. Rogério Chér

César Souza divulgação

divulgação

PALESTRANTE INTERNACIONAL É DESTAQUE NA PROGRAMAÇÃO

divulgação

DOMENICO DE MASI

C

riatividade e ousadia são as duas palavras que conceituam a palestra de encerramento do CONCARH 2012 e expressam o trabalho da ABRH-SC, que a cada ano faz o evento se superar. Nesta edição, os congressistas têm a oportunidade de apreciar um dos mais importantes sociólogos internacionais, autor de conhecidos títulos direcionados ao universo do trabalho, entre eles “O Ócio Criativo”. Trata-se do italiano Domenico De Masi, que, no Congresso, vai falar sobre “A vida que vale a pena ser vivida”. Domenico é professor de Sociologia do Trabalho na Universidade La Sapienza de Roma e diretor da S3 Studim, escola de especialização em ciências organizacionais, fundada por ele. Escreveu diversos livros, alguns deles tidos como revolucionários, entre os quais se destacam: “Desenvolvimento Sem Trabalho”, “A Emoção e a Regra”, “O Ócio Criativo” e “O Futuro do Trabalho”. Segundo a jornalista italiana Maria Serena Palieri,

38

maio2012

cuja entrevista com o sociólogo se transformou no livro “O Ócio Criativo”, De Masi pode ser considerado um militante pela redistribuição do tempo, do trabalho, da riqueza, do saber e do poder. Em suas palestras o sociólogo costuma proferir frases de efeito do tipo “o homem que trabalha perde um tempo precioso”. Assim, ele leva todo o tipo de gente a questionar a respeito do por que correr tanto para ganhar dinheiro e acumular bens. Será esta a vida que vale a pena ser vivida? Confira com Domenico De Masi, no encerramento do CONCARH 2012.


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

COMITÊ DE CRIAÇÃO DEFINE A TEMÁTICA DO CONCARH Tão logo o CONCARH se encerra, a equipe do Comitê Técnico Científico, responsável pela organização da grade temática do evento, já começa a pensar a próxima edição. O grupo é chamado também de Comitê de Criação e é formado por aproximadamente 15 pessoas, criteriosamente selecionadas em todas as regionais catarinenses, para pensar e criar a grade temática. São profissionais com muita habilidade e grande vivência em RH, comprometidos em fazer deste, o melhor evento de gestão de pessoas. O trabalho do Comitê Técnico Científico começa sempre com uma análise geral do evento que se encerra, a partir da avaliação feita pelos congressistas e palestrantes. Esta avaliação é o ponto de partida para o início da organização e desenvolvimento da grade temática do próximo congresso. Porém, tudo tem início realmente com a definição do tema central. Segundo a coordenadora, Goreti Maes-

tri, a metodologia adotada é simples. “Nós levamos em consideração o que é mais debatido, trabalhado e vivenciado pelas pessoas do grupo, no desenvolvimento do seu trabalho e de suas práticas profissionais”, diz Goreti, que participa do Comitê de Criação há alguns anos e considera uma experiência ímpar. “Para mim tem sido um trabalho desafiador, em que adquiro cada vez mais conhecimento. É muito gratificante trabalhar com a equipe e ver a organização da temática evoluindo, começando do zero e se concretizando no que é a essência do congresso”. Foi com base nas percepções, observações e pesquisas realizadas pelo Comitê Técnico Científico que nasceram os três eixos do CONARH 2012: Liderança e Pessoas, Organizações e Recursos Humanos. “Estes caminhos levarão à reflexão sobre a Gestão de Pessoas e a questionar a sua complexidade ou simplicidade, tal qual a equação “: = X SIMPLES ASSIM”.

PRÉ-CONGRESSO UMA INOVAÇÃO DA ABRH-SC Neste ano, a ABRH-SC decidiu inovar ainda mais e propôs a realização do Pré-congresso CONCARH 2012, um dia antes do evento principal. Nesta primeira edição, o Pré-congresso trouxe um tema bastante promissor para as discussões no mundo corporativo: “A arte como agente transformador nas organizações”, sugerido e conduzido por Celina Joppert, especialista em Musicoterapia. “O Pré-congresso é uma novidade na ABRH-SC. Recebemos a proposta da Celina Joppert, que já havia desenvolvido este trabalho em outro estado e decidimos acatar a sugestão e colocá-la em prática”, explica Fábio Luís de Oliveira, vice-presidente da ABRH Joinville e coordenador do evento. Celina Joppert é também especialista em Comunicação Visual, Programação Neu-

rolinguística e Cantoterapia. O formato do evento foi desenvolvido para reunir até 200 profissionais que atuam em RH ou lideranças do mundo corporativo, artistas e meio social. O objetivo é desenvolver uma abordagem centrada no indivíduo e suas múltiplas habilidades, ajudando os participantes a se reinventarem e utilizarem seu potencial máximo como pessoa e como profissional. A programação contou também com a oficina de artes visuais, coordenada pelo artista plástico Ademar Cesar. Além disso, fez parte do projeto um talk show com a presidente da Dudalina, Sônia Hess de Souza, mediado por Celina Jopper. O Instituto Guga Küerten teve uma participação especial, mostrando o trabalho de inclusão que desenvolve por meio do esporte.

CONSIDERAMOS O CONCARH UM DOS PRINCIPAIS PONTOS DE CONTATO DE NOSSA MARCA COM A COMUNIDADE DE RECURSOS HUMANOS DO SUL DO BRASIL. A VAGAS TECNOLOGIA VEM PARTICIPANDO SISTEMATICAMENTE DESTA FEIRA E PRETENDE, A CADA ANO, TER UMA PRESENÇA AINDA MAIS EFETIVA NO FOMENTO DAS MELHORES PRÁTICAS EM RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NA INTERNET.”

Daniel Menin, gestor de Marketing da VAGAS Tecnologia

40

maio2012


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

Comunicação: eu me fiz entender? Karim Khoury* credito que a comunicação seja a ferramenta mais importante para liderar pessoas, pois contribui para melhorar os relacionamentos interpessoais, exercer influência positiva, prevenir e resolver conflitos, promover mudanças e aumentar a motivação das equipes. O RH tem uma importância fundamental neste processo e deve dar apoio para capacitar os colaboradores a desenvolverem um padrão de comunicação eficiente para todos na empresa. Além disso, pode criar mecanismos para que a informação chegue no tempo certo para as pessoas certas. Deve adotar uma comunicação que seja coerente com as suas ações, que transmita respeito aos colaboradores e capacitá-los. O processo da comunicação envolve palavras, gestos e tom de voz e pode exercer grande impacto. Ao se comunicar, você influencia pensamentos, atitudes, emoções e gera comportamentos e resultados. Para construir uma liderança consciente é preciso estar disposto a receber e a procurar informações que sirvam aos seus objetivos e projetos, o que é um desafio. Nem sempre estamos dispostos a conhecer o que nos desagrada. Entretanto, só é possível desenvolver um plano de ação para resolver um problema quando tomamos conhecimento do mesmo. Um dos pilares da liderança é a confiança. É impossível liderar um grupo que não confia em você. E para inspirar confiança é necessário ser coerente com o que se fala e faz, criando um ambiente seguro. Se não for capaz de desenvolver um ambiente seguro, no qual as pessoas se sintam bem para exprimir opiniões, elas se

divulgação

A

PARA INSPIRAR CONFIANÇA É NECESSÁRIO SER COERENTE COM O QUE SE FALA E FAZ, CRIANDO UM AMBIENTE SEGURO sentirão intimidadas e você não terá acesso ao que realmente está acontecendo. Perderá, assim, a oportunidade de prevenir problemas e de receber ótimas ideias. O que se pode fazer para inspirar confiança? Comece por falar a verdade e preste atenção se as palavras estão coerentes com o tom de voz e com os gestos. Sem esta sintonia, as pessoas não saberão no que acreditar. O essencial é desenvolver a habilidade de se comunicar de forma eficiente.

* Karim Khoury, consultor de empresas e diretor da Acordo Treinamento e Desenvolvimento

42

maio2012


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

DIVERSIDADE ORGANIZAÇÕES SE ESFORÇAM PARA AMENIZAR AS DIFERENÇAS

O

ambiente organizacional, no qual coexistem diferentes culturas e valores, está cada vez mais pressionado a promover locais de trabalho menos preconceituosos. No que se refere a colaboradores homossexuais, as organizações tendem a aceitar as diferenças, mas ainda são raras as políticas de inclusão deste público no planejamento corporativo. Segundo a psicóloga e psicanalista Carla Cumiotto, coordenadora do Serviço de Psicologia da Universidade Regional de Blumenau - FURB, ainda há um longo caminho a ser percorrido para que ocorram mudanças de hábito e a implantação de políticas que amenizem os conflitos no trabalho, por conta do preconceito que atinge direta ou indiretamente os homossexuais. Ela diz que os conflitos decorrentes da opção sexual envolvem aspectos muito sutis e complexos na empresa. “Há muitas questões a serem resolvidas também na sociedade em relação ao preconceito, ainda fortemente arraigado. Até por parte dos próprios homossexuais, que muitas vezes veem o preconceito apenas no outro”. Carla ressalta que é preciso superar a ideia de que as relações homoafetivas são pautadas unicamente pela sexualidade. “Não se pode resumir os homossexuais a pessoas que gostam do mesmo sexo. Igualmente aos heterossexuais, eles também desejam constituir família e seguir uma carreira profissional, só para citar dois exemplos”.

É preciso reconhecer, também, a forma diferente como as gerações atuais e as mais velhas lidam com a sua homossexualidade. “Os mais jovens já conseguem revelar às famílias e ficam mais livres para assumirem a opção sexual em outros grupos. Para as gerações mais antigas, tornar público uma relação homoafetiva é ainda muito difícil e isso se reflete nas organizações”, analisa a psicóloga. Para ela, uma receita simples de como as organizações podem discutir o preconceito e promover a inclusão dos colaboradores é o diálogo e permitir o acesso das famílias diferentes às atividades sociais da empresa. “Seria um bom começo para que os colaboradores pudessem entender e aceitar as diferenças. Não se trata de uma política burocrática e cartorial, mas uma política que elimine o preconceito, valorize a pessoa, seus talentos e caráter. É uma decisão de gestão”, sentencia.

O CONCARH SEMPRE FOI UM MOMENTO SINGULAR PARA TROCA DE VIVÊNCIAS ENTRE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS. NOSSA EXPECTATIVA É DE NOVAMENTE DISCUTIR E REFLETIR PARA INCREMENTAR AS PRÁTICAS DA VÉLI E AQUILO QUE LEVAMOS AOS NOSSOS CLIENTES.” Flávia Kurth, sócia-diretora da Véli Brasil

44

maio2012


AVANÇOS COMEÇAM A OCORRER, TIMIDAMENTE está alinhado ao princípio da valorização das pessoas. A escolha sexual faz parte da individualidade de cada um e não compete à empresa questioná-la”, diz a gerente de Desenvolvimento Humano e Organizaconal, Jussara Dutra. Aos poucos o preconceito está sendo eliminado das rodas de conversa dos funcionários do Bela Vista Country Club, em Gaspar. Durante os 15 minutos da ginástica laborial o gerente executivo, Ademir Graf, aproveita para conversar sobre diferentes assuntos com a equipe. Comentários maldosos que tenham surgido sobre a opção sexual de algum colega são motivo para uma orientação a respeito das diferenças.

divulgação

Algumas empresas já começam a perceber a necessidade de investir em políticas de aceitação, até como forma de reter e valorizar os talentos, independente de suas opções. A Unimed Blumenau avançou na discussão e possibilitou uma convivência praticamente livre do preconceito entre seus colaboradores e o público externo. Há cerca de 10 anos, a cooperativa lançou uma campanha publicitária oferecendo seus produtos também para casais homossexuais e o resultado foi impactante, principalmente no ponto de vista do marketing. A empresa ganhou prêmios e foi convidada para entrevistas em vários estados. Porém, o melhor resultado, de acordo com o diretor de Vendas, Reinaldo Cesar Fagundes, foi a contribuição desta publicidade para melhorar a aceitação das relações homoafetivas no ambiente colaborativo. A Unimed Blumenau não possui uma política específica para colaboradores homossexuais, mas, em seu Código de Conduta (para o qual todos os novos funcionários recebem uma capacitação) é vedada qualquer atitude de discriminação. De acordo com a gerente de Responsabilidade Social , Jeane Tomaz Pinheiro, não há barreiras para o homossexual assumir sua opção e ascender na carreira dentro da empresa. “Temos colaboradores homossexuais que ocupam cargos de chefia”. Outro exemplo vem da Senior Sistemas, uma das maiores desenvolvedoras de software para gestão no Brasil, que se preocupa mais em atrair talentos do que com as questões de orientação sexual. “Nosso posicionamento

HÁ MAIS DE 20 ANOS A SENIOR DISPONIBILIZA AO MERCADO DE RECURSOS HUMANOS, SOLUÇÕES DE PONTA PARA UMA GESTÃO COMPLETA. A EXPERIÊNCIA DOS PATROCÍNIOS ANTERIORES DO CONCARH SE MOSTROU BASTANTE ATRATIVA, POIS POSSIBILITA O RELACIONAMENTO COM OS PROFISSIONAIS DA ÁREA. PARA 2012 ESPERAMOS ESTREITAR AINDA MAIS ESSE CONTATO.” Hermínio Gastaldi, diretor de Mercado da Senior

45


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

ASSUMIR A BANDEIRA, UM PASSO PARA A INCLUSÃO A psicóloga Carla Cumiotto afirma que a inclusão só vai ocorrer de verdade nas organizações que assumirem a bandeira o que, segundo estudos recentes focados nesta temática no Brasil, ainda está longe de acontecer. Empresas consultadas pela reportagem da revista Isto É Dinheiro, em edição recente sobre o assunto, afirmam que não discriminam e não há preconceito, que todos têm o mesmo direito e tratamento igual. Porém, como constata a publicação, poucas são as organizações que têm documentada uma política de inclusão, que seja disseminada e cumprida como procedimento nos ambientes funcionais. Uma das empresas consultadas, por exemplo, declarou que permite incluir cônjuge do mesmo sexo no plano de saúde corporativo. Mas esta informação não está descrita nos manuais e nem é informada aos colaboradores. A organização parte do princípio que cabe ao funcionário interessado perguntar a respeito e solicitar o direito.

Mas há, nos estudos, relatos positivos quanto à política de integração e um deles vem da IBM. Um analista financeiro consultado diz que, quando chegou à multinacional, foi colocado frente a frente com o gerente do departamento para conversar abertamente sobre sua opção sexual. Na IBM, os cônjuges de homossexuais têm direito a convênio médico e odontológico e seguro de vida. E podem, a seu critério, escolher o nome que será colocado no crachá funcional, para se sentir confortável com a sua identidade de gênero. Na Dell do Brasil, fabricante de computadores e acessórios de informática, uma funcionária da área de Tecnologia da Informação lutou para que os funcionários homossexuais pudessem estender os benefícios aos parceiros. Ela é fundadora do grupo Pride, que uma vez por mês se reúne para discutir a integração do público GLS na empresa. “O fato de não ser discriminado e nem ter que esconder sua opção sexual ajuda muito no trabalho”, diz. Estas práticas e tentativas de amenizar o preconceito são as boas exceções e, a partir delas, pode-se lançar alguns questionamentos: a sua empresa tem uma política clara direcionada aos colaboradores homossexuais para evitar a discriminação? Inclui os cônjuges de relações homoafetivas nos planos de saúde e seguros de vida? Permite que o companheiro(a) acompanhe o colaborador(a) nas festas da empresa e nas viagens de premiação? Respeita a individualidade e a privacidade de cada um, em todas as situações? Há muito para se pensar, prever e fazer para tornar o ambiente organizacional mais igualitário e interessante, para reter talentos e contribuir para a qualidade de vida das pessoas, independente de suas escolhas pessoais.

PARTICIPAR DO CONCARH 2012 É UMA OPORTUNIDADE PARA O SESI/SC APRESENTAR AS SOLUÇÕES SOCIAIS PARA A ELEVAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E O BEM-ESTAR DO TRABALHADOR E, COM ISSO, FOMENTAR A INOVAÇÃO E CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE DAS INDÚSTRIAS CATARINENSES.” Hermes Tomedi, superintendente do SESI/SC

46

maio2012


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

Aproveite o CONCARH 2012 para se atualizar Leyla Nascimento* urante o Congresso Catarinense de Recursos Humanos, um dos maiores eventos da área na região, será possível compartilhar com profissionais altamente qualificados as novidades sobre o mercado de gestão e atualizar os conhecimentos, por meio das palestras que acontecerão nestes dois dias de evento. O tema desta edição, “÷ = x SIMPLES ASSIM”, é uma excelente oportunidade para que todos possam compreender a importância de disseminar os conhecimentos e multiplicá-los nas organizações. Diante dos atuais desafios do RH, urge no Brasil a necessidade de dotar as organizações de profissionais que atendam aos novos desafios do crescimento econômico. Dar ênfase à gestão, área cada vez mais próxima das estratégias de negócios das organizações, é imperativo e o CONCARH se reveste de extrema importância para a atualização e o acompanhamento das tendências no mundo corporativo. O mercado está cada vez mais exigente e necessita que os líderes revejam a qualidade e os vínculos entre empresas e profissionais, ou seja, é necessário preparar as pessoas para níveis mais altos e estratégicos, com avanços em patamares elevados nas empresas. As corporações precisam compreender que o ser humano, principalmente a nova geração, caminha por suas causas e valores aliados à carreira. O CONCARH, pela sua qualidade de conteúdo, seus palestrantes e especialistas de renome nacional e internacional, bem como os cases das empresas que apresentam as boas práticas em gestão de pessoas, tem um destaque dentro do Sistema Nacional ABRH. * Leyla Nascimento, presidente da ABRH Nacional

48

maio2012

divulgação

D

AS CORPORAÇÕES PRECISAM COMPREENDER QUE O SER HUMANO, PRINCIPALMENTE A NOVA GERAÇÃO, CAMINHA POR SUAS CAUSAS E VALORES ALIADOS À CARREIRA. Parabenizamos a ABRH de Santa Catarina e seus diretores voluntários por mais esta edição, de um evento que o Brasil muito se orgulha!


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

RH Social - O uso das redes sociais no alinhamento da identidade da empresa Celso Ricardo Salazar Valentim* relação entre Recursos Humanos e redes sociais envolve muitas questões, desde a utilização das redes como forma de recrutamento de novos profissionais, até o acompanhamento dos colaboradores nestes ambientes. A área de RH está ligada ao comportamento das pessoas. Para selecionar bons profissionais, a observação onde os fenômenos sociais acontecem é imprescindível. As mídias sociais são ferramentas que ajudam na busca por características humanas que vão ao encontro do perfil desejado. Em um ambiente corporativo, há diversos perfis de profissionais e estes canais sociais auxiliam na análise deste público. Segundo dados do ComScore, entre 2007 e 2011, as redes sociais cresceram mais de 170%. Os brasileiros passam, em média, seis horas conectados a redes como Facebook, LinkedIn e Twitter. Nenhuma organização pode ignorar isso, pois nas redes, todos consomem e produzem conteúdo. Clientes, fornecedores, parceiros, concorrentes e profissionais de todas as áreas já estão lá, inclusive os colaboradores de sua empresa. Estar atento à linguagem e abordagem utilizada nestas plataformas pode ser o caminho para identificar possibilidades de interação com os profissionais. As empresas inovadoras sabem identificar tendências de comportamento do público, interno e externo, e estão aproveitando o fenômeno social e digital. Alinhar o método de relacionamento utilizado nas redes sociais com os objetivos da empresa alavanca possibilidades de inovação e uma comunicação eficiente. Os gestores precisam entender que as redes sociais revolucionaram a comunicação e os relacionamentos.

divulgação

A

ENTRE 2007 E 2011, AS REDES SOCIAIS CRESCERAM MAIS DE 170% Essa mudança impacta nas atividades on-line e fora da internet, já que, como geradoras de conteúdo, as redes sociais potencializam as expressões humanas, estimulando a criatividade e a inovação. São ambientes em que as pessoas mostram seu lado pessoal e se expressam profissionalmente. Para empresas e colaboradores, o desafio é aliar o uso das redes sociais à formação de novas ideias e processos e, ao mesmo tempo, educar os profissionais para que utilizem a ferramenta de forma ética e produtiva.

* Celso Ricardo Salazar Valentim, CEO da Humantech Gestão do Conhecimento

50

maio2012


Oportunidade para conhecer as novidades em produtos e serviços

O fotos: marcos campos

s congressistas têm a oportunidade de visitar, junto ao CONCARH 2012, a maior vitrine de produtos e serviços para a área de RH de Santa Catarina. Trata-se da Exposição Catarinense de Recursos Humanos, a EXPOCARH 2012, na qual as empresas fornecedoras apresentam suas inovações. Neste ano a feira deve atrair 1.100 visitantes.

É O SEGUNDO ANO QUE PARTICIPAMOS E PARA NÓS TEM SIDO UMA OPORTUNIDADE ÚNICA PODER MOSTRAR NOSSOS SERVIÇOS A UM GRUPO TÃO SELETO DE PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS QUE DECIDEM E INFLUENCIAM DECISÕES EM SUAS EMPRESAS.” Paulo Sérgio de Souza, diretor executivo da Eleva Consultoria NOSSA EXPECTATIVA É QUE O EVENTO POSSA REUNIR PESSOAS DE DIVERSAS ÁREAS DE GESTÃO EMPRESARIAL COM O OBJETIVO DE TROCAR EXPERIÊNCIAS E CONTATOS E, QUEM SABE, FUTURAS NEGOCIAÇÕES COMERCIAIS.” Gisele Gomes, comercial da Risa Refeições Empresariais

51


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

EMPRESAS PARTICIPANTES - ABRA Coaching

Os expositores são empresas de Santa Catarina e outros estados, prestadores de serviços em saúde, segurança, medicina, bem-estar e alimentação, além de segmentos como desenvolvimento humano, organizacional, treinamento, recrutamento especializado, softwares, cultura e entretenimento, entre outros. A feira vem crescendo a cada ano. Em 2011, foram 23 empresas presentes. Neste ano são mais de 30 estandes. A ABRH-SC e as regionais também apresentam seu trabalho.

“Mais de um terço dos expositores de 2012 participou da feira em 2010 e 2011, o que prova que o evento traz resultados”, observa o coordenador da feira e diretor de Marketing da ABRH-SC, Paulo Sergio de Souza. A EXPOCARH é uma grande oportunidade para todos, pois coloca, num mesmo lugar, quem decide e influencia a compra nas empresas e quem oferece os produtos e serviços, facilitando o acesso dos profissionais de RH aos fornecedores e às novidades do mercado.

- Back Orcali - Banco Itaú - Tramontina Promo - DP Empresarial - Editora Bicho Esperto - Editora Segmento - Eleva Consultoria - Employer/Web Fopag - Fellipelli - Fly Tour - Fundação Fritz Müller - Grupo Alexandre Jacques - Grupo RBS - Komcorp/ Kombo - Link Talentos - Long Life Fisioterapia - Nova Era - Odontoprev - Pousada Pedra da Ilha - Rede Plaza - Revista Mercado Brasil - Risa Refeições - Rocha e Balestro - Senior - Sesi SC - União Saúde - Vagas Tecnologia - Véli RH

A DP EMPRESARIAL PARTICIPA DO CONCARH 2012 POIS É UMA HONRA RECEBERMOS UM EVENTO COMO ESTE EM BLUMENAU. ESPERAMOS A VISITA DOS NOSSOS CLIENTES E PARCEIROS NO ESTANDE DA EXPOCARH, DISCUTINDO NOVAS PRÁTICAS, TROCANDO IDEIAS E EXPERIÊNCIAS.” Alice Lopes, coordenadora de Marketing da DP Empresarial

CADA VEZ MAIS AS EMPRESAS COMPREENDEM A NECESSIDADE DO INVESTIMENTO NO CAPITAL HUMANO PARA MELHORIA DO SEU DESEMPENHO NO MERCADO. EVENTOS COMO O CONCARH CONTRIBUEM DE FORMA ASSERTIVA NA DIVULGAÇÃO E FORTALECIMENTO DA IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES.” Bianca de Aquino Müller, gerente geral da Komcorp

52

maio2012


divulgação

ABRH-SC

Construída com profissionalismo e voluntariado

A

ABRH Santa Catarina é considerada uma seccional de destaque dentro do Sistema ABRH Nacional, composto por 23 unidades em todo o Brasil. Seus diferenciais são a regionalização e o trabalho voluntário, feito com paixão por aqueles que integram a equipe de profissionais, com o único interesse de desenvolver a gestão humana em todas as regiões do estado. Instituição não-governamental e sem fins lucrativos, a ABRH tem a missão de disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do País. A ABRH-SC nasceu em 1976 e a cada ano se fortifica na representação da área de recursos humanos no estado, ampliando seu quadro associativo, que reúne respeitados executivos, consultores e técnicos, inseridos em um dos mais complexos e desafiantes segmentos do mundo organizacional: a gestão de pessoas. Além de sua administração central, agora sediada em Itajaí, a ABRH-SC possui oitos unidades regionais, situadas nas cidades de Blumenau, Brusque,

Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Criciúma e Tubarão. Estas duas últimas foram criadas recentemente: Criciúma há pouco mais de um ano e Tubarão em fevereiro deste ano. Uma grande conquista da ABRH-SC na atual gestão da presidente Luzia Fröhlich foi a aquisição de sua primeira sede própria, em Itajaí. A estrutura oferece uma secretaria para atendimento das regionais e de assuntos administrativos, além de sala para reuniões dos comitês de trabalho. A ABRH-SC sempre investiu na promoção de atividades e eventos, com destaque para o Fórum de Dirigentes de Recursos Humanos, o Prêmio Ser Humano Santa Catarina e o Congresso Catarinense de Recursos Humanos.

53


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

ENCONTRE A SUA REGIONAL MAIS PRÓXIMA E VENHA FAZER PARTE DA ABRH

FORTALEÇA SEU NETWORKING. SEJA UM ASSOCIADO DA ABRH-SC

ABRH BLUMENAU Presidente: Carmen Cristina Ittner Rua XV de Novembro, 759, sala 708 (Edifício Hering) (47) 3322-4481 Facebook: abrh.blumenau Twitter: @abrhblumenau Skype: abrh.blumenau abrh@abrhblumenau.com.br abrhblumenau.com.br

T

ABRH BRUSQUE Presidente: Goreti Maestri Rua Olímpio de Souza Pitanga, 04 - Jardim Maluche brusque@abrhsc.org.br abrhsc.org.br/brusque ABRH CRICIÚMA Presidente: Sirlei Tamanini Rua Ernesto Bianchini Góes, sala 202 (prédio da ACIC) – Bairro Próspera criciuma@abrhsc.org.br abrhsc.org.br/criciuma ABRH FLORIANÓPOLIS Presidente: Maria Teresinha Vicente de Medeiros Rua Antonio Dib Mussi, 473 - 1º Andar - Centro (48) 3288-0052 adm@abrhflorianopolis.com.br abrhflorianopolis.com.br ABRH LITORAL Presidente: Mariane Nicoloso Rua Henrique Vigarini, 163 (47) 3342-8877 administrativo@abrhlitoral.com.br abrhlitoral.com.br ABRH JARAGUÁ DO SUL Presidente: Rubinéia Carvalho Keil Rua Octaviano Lombardi, 100 (47) 3370-1862 secretaria@abrhjaraguadosul.org.br abrhjaraguadosul.org.br

ABRH JOINVILLE Presidente: Pedro Luis Pereira Avenida Aluisio Pires Condeixa, 2550 – Saguaçu (47) 3461-3369 / (47) 3461-3389 Facebook: Abrh Joinville Twitter: @abrhjoinville joinville@abrhsc.org.br abrhjoinville.com.br ABRH TUBARÃO Presidente: Ivana Anselmo Souza Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788 - Edifício Minas Center - 2º andar - Vila Moema (48) 3626-8695 tubarao@abrhsc.org.br abrhsc.org.br/tubarao

54

maio2012

rocar informações, ampliar os relacionamentos, ideias e experiências, manter-se informado e atualizado sobre o que acontece na área de recursos humanos. Estes são alguns motivos para ser associado da ABRH-SC. Tanto a Seccional como as oito regionais mantêm uma agenda intensa de atividades e eventos, promovendo debates e disseminando conhecimentos aos associados, das mais variadas formas. Muitos são gratuitos ou com preços subsidiados, facilitando o acesso de todos aos cursos, palestras, workshops e congressos. Outra vantagem do associado do sistema ABRH-SC é o acesso ao Banco de Currículos (nas regionais que contam com o serviço) e aos fornecedores de produtos e serviços para a área de RH. Mas o mais importante de ser um associado é o “networking”, uma vez que uma rede de relações ampla e fortalecida pode ser considerada um patrimônio profissional e pessoal. Ao ingressar nos sistemas associativos, a troca de experiências nos possibilita a criação e o desenvolvimento, como profissionais e como pessoas.

ONDE ENCONTRAR ABRH-SC - Rua Samuel Heusi, 463 – sala 813 – Centro – Itajaí/SC (47) 3348-6004 - abrhsc.org.br - secretaria@abrhsc.org.br


divulgação

O associativismo fortalece o ser humano Moacir Krambeck*

A

área de Gestão de Pessoas tem ampliado sua missão e seu papel nas organizações, tornando-se cada vez mais estratégica. É fundamental desenvolver novas competências de negócio, além das relacionais, sempre tão valorizadas, para os profissionais de RH. A ABRH é de suma importância para a integração, o desenvolvimento e a atualização de quem atua em gestão de pessoas, seja no RH ou demais setores da organização. A entidade tem contribuído, organizando eventos que nos permitem repensar nossa atuação e tomar conhecimento de novos conceitos, teorias e práticas em gestão de pessoas, preparando-nos para atender às novas demandas e expectativas do mundo empresarial. A entidade enaltece o associativismo no Brasil e no estado, por cumprir verdadeiramente o papel de direcionar o trabalho nas e para as pessoas. O associativismo tem como premissa social a valorização das virtudes individuais, transformando-o num grupo virtuoso e desenvolvendo as pessoas para uma qualidade de vida melhor.

Vale destacar que o cooperativismo é uma espécie de associativismo, que possui princípios e tem foco nas pessoas, pois nele ninguém é melhor do que ninguém. Acredito ser o cooperativismo o segmento da sociedade que mais cresce, especialmente a partir deste ano. A ONU declarou 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas, consagração que certamente contribuirá para o incremento do setor, hoje formado por aproximadamente 1 bilhão de pessoas em todo o mundo, representando 14% da população mundial. As pessoas precisam ser mais cooperativas, comprometendo-se com o desenvolvimento global, fortalecendo as comunidades e a democracia e protegendo a vida. Devem se preocupar mais com seus semelhantes, abandonar a intolerância, o individualismo e o egoísmo e se tornar mais solidárias. Somente desta forma encontraremos a felicidade, objetivo de todo ser humano, que se fortalece no coletivo. * Moacir Krambeck, presidente da Cooperativa Central de Crédito Urbano -CECRED


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

PRÊMIO SER HUMANO UM RECONHECIMENTO PARA QUEM INVESTE NOS COLABORADORES Empresas com boas experiências em agregar valor à gestão de pessoas, que estimulam o desenvolvimento humano e das organizações, devem inscrever seus programas ou projetos no 5º Prêmio Ser Humano Santa Catarina. O evento é uma promoção da Associação Brasileira de Recursos Humanos - ABRH-SC. As inscrições estão abertas até 2 de julho (veja no site abrhsc.org.br) e cada empresa pode participar com dois cases. As vencedoras são contempladas com troféus, certificados e autorização para usar o selo do prêmio durante o ano, além de estarem aptas para disputar a etapa nacional. O Prêmio Ser Humano contempla três categorias: projetos socioambientais, ges-

tão de pessoas e trabalhos acadêmicos. A coordenadora, Mônica Pietschmann Gonzaga, diz que a cada ano a iniciativa se fortalece. No ano passado foram 34 empresas inscritas, um aumento de 45% em relação a 2010. A qualidade dos projetos também melhora a cada edição. Pelo regulamento, apenas os cases que atingem percentual igual ou superior a 80% nos critérios de avaliação entram na lista de classificados. A cada ano, uma regional da ABRH-SC fica responsável por sediar e organizar o evento, que em 2012 será em Florianópolis, com festa de encerramento no mês de novembro. No ano passado a comemoração ocorreu em Brusque.

OS PREMIADOS EM 2011 O lançamento da 5ª edição do Prêmio Ser Humano SC, em março, em Florianópolis, reuniu cerca de 100 pessoas e duas empresas vencedoras de 2011 apresentaram seus cases. A Tractebel Energia S.A., de Florianópolis, trouxe o projeto “Recompensas além da Remuneração”. A coordenadora, Débora Carioni, contou como a empresa conseguiu reverter um quadro de acomodação, em que a remuneração já não servia de estímulo, ao revelar para o colaborador o quanto ele ganha em benefícios. A pesquisa mostrou que os benefícios somam mais de 50% do valor da remu-

62

maio2012

neração, se for levado em conta o que ele deixa de gastar para obter, por exemplo, atendimento de saúde. A Betha Sistemas Ltda, de Criciúma, foi premiada em 2011 em duas categorias: gestão de pessoas e projetos socioambientais. O case “Vida em Equilíbrio”, apresentado em Florianópolis, mostra como a empresa investiu na melhoria da qualidade de vida dos colaboradores, oferecendo atividades conforme a demanda apresentada pelos funcionários. Entre elas, atividades físicas (musculação, yoga, ginástica), aulas de gastronomia, encontros para degustação e harmonização de vinhos e alimentos e aulas de surf.


divulgação

VIACREDI APROVEITOU AS OPORTUNIDADES A Cooperativa de Crédito Vale do Itajaí - Viacredi concorreu nas duas últimas edições do Prêmio Ser Humano SC. Em 2010 não foi classificada, mas a simples participação foi um aprendizado e motivou a cooperativa a se inscrever no ano seguinte. Em 2011 venceu com o case “PPR: Participar + Envolver = Crescer”, que trata do Programa de Participação nos Resultados. E neste ano participará novamente. Segundo o gerente administrativo da Viacredi, Adelino Sasse, ter vencido o Prêmio Ser Humano SC

contribuiu em vários aspectos, como a retenção de talentos, o aperfeiçoamento do orçamento integrado com o PPR, o alinhamento dos colaboradores com a estratégia da cooperativa e o estímulo ao trabalho em equipe. O reconhecimento do prêmio Ser Humano SC estimulou a Viacredi a participar do evento nacional. “No cooperativismo é premissa compartilhar boas práticas e boas ideias. Vimos no prêmio, a oportunidade de socializarmos nossas ações com as empresas da região e do estado”, diz Sasse.


especial concarh portalmercadobrasil.com.br

OS PREMIADOS CATEGORIA PROJETOS SOCIAIS - ACTU - Associação Criciumense de Transportes Urbanos (Criciúma) - Unimed Litoral e Instituto Unimed SC (Filial Itajaí) - Unimed Brusque Cooperativa de Trabalho Médico (Brusque) - Betha Sistemas Ltda (Criciúma) - Weg Equipamentos Elétricos S.A. (Jaraguá do Sul) - Ghanem Laboratório Clínico (Joinville)

CATEGORIA CASES EM GESTÃO DE PESSOAS - Lojas Salfer S.A. (Joinville) - Duas Rodas Industrial Ltda (Jaraguá do Sul) - Transthur Transportes Ltda - Axel Operações de Transportes (Brusque) - Companhia Águas de Joinville (Joinville) - Tupy S.A. (Joinville) - Tractebel Energia S.A. (Florianópolis) - Betha Sistemas Ltda (Criciúma) - Cooperativa de Crédito do Vale Itajaí - Viacredi (Blumenau)

CATEGORIA TRABALHO ACADÊMICO - Trabalho realizado na empresa Comércio e Indústria Breithaupt S.A. (Jaraguá do Sul) por Simoni Jesus Batalha Deschamps Instituição FAE Centro Universitário - Trabalho realizado na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) pelos acadêmicos Alessandra Knoll Pereira, Marcos Fernandes Koshino e Talita Ribeiro Ferreira - UFSC - Trabalho realizado no Ghanem Laboratório Clínico (Joinville) pelos acadêmicos Amarilda Nass e Jonathan Thiago da Silva - FAJ (Faculdade Anhanguera de Joinville) Mais informações sobre o Prêmio Ser Humano estão no site abrhsc.org.br

58

maio2012


publieditorial

ACADEMIA DE LÍDERES – UMA NOVA OPÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇAS PROGRAMA INOVADOR ACELERA FORMAÇÃO DO NÚCLEO COMPETITIVO DAS EMPRESAS QUE ENFRENTAM O DESAFIO DE FORMAÇÃO DE LÍDERES EM TODOS OS NÍVEIS.

A

escassez de lideranças tem feito com que muitas empresas invistam mais na formação de funcionários, para garantir a expansão sustentável dos negócios. A demanda aquecida levou a Kienbaum, uma das maiores consultorias na área de recursos humanos e recrutamentos de altos executivos, a criar um programa inovador, a Academia de Líderes. “A Kienbaum tem como objetivo fazer com que seus clientes atinjam suas metas de curto, médio e longo prazo, com uma equipe de líderes capacitados e altamente comprometidos” comenta Fausto Alvarez, sócio da Kienbaum e Coordenador da Academia de Líderes. Para tanto, a Kienbaum desenvolveu competências únicas e ferramentas exclusivas de gestão como o Competence Check, Mapas de Sucessão, Coaching, Desenvolvimento de Lideranças, Estratégias de RH, Gestão de Performance, Governança Corporativa e Gestão de Negócios. A finalidade da Academia de Líderes é acelerar a formação de novos profissionais com a missão de assumirem maiores desafios. A metodologia destaca-se por ser 20% teórica e 80% prática, o que faz com que os executivos tenham um treinamento muito mais próximo à realidade que encontrarão. Há, também, flexibilidade e a possibilidade de customizar o conteúdo de acordo com a necessidade de cada empresa. A Academia de Líderes contempla atividades Pré-Work, que estimulam o interesse dos participantes por meio da criação de expectativas, exercícios em grupo e individuais, leituras, pesquisas e análises, e atividades Pós-Work que permitem o acompanhamento dos resultados dos conceitos apresentados em cada treinamento na prática. Para avaliar de forma objetiva a evolução individual,

a Kienbaum faz uma avaliação das competências que serão foco do desenvolvimento antes do programa e outra avaliação 12 meses após o treinamento. A efetividade de treinamentos pode ser mensurada, sendo outro diferencial. Esta também potencializa a gestão da energia organizacional, ou seja, a capacidade de ativar o potencial das pessoas em busca de objetivos comuns. A Academia de Líderes da Kienbaum oferece seis módulos de treinamento: Liderança para resultados, Disseminação de competências, feedback e PDI, Gestão de pessoas, Liderança e coaching, Equipes de alta performance, Aproprie-se de sua carreira e Pirâmide da comunicação. Os módulos podem ser selecionados de acordo com os objetivos e contexto de cada organização. Além do modelo in company, a Academia de Líderes também oferece o formato semi-aberto, no qual a organização tem a possibilidade de inscrever um menor número de funcionários e ter total liberdade de horários e datas para a realização dos módulos. A carga horária por módulo varia de 12 a 24 horas. A coordenação da Academia de Líderes está a cargo dos sócios Fausto Alvarez e Paula Laudares.

Matriz - São Paulo – contatosp@kienbaum.com.br | (11) 5186-8366 Escritório - Porto Alegre – contatopoa@kienbaum.com.br | (51) 3311-0444 Escritório - Blumenau – contatobnu@kienbaum.com.br | (47) 3322-5910 Escritório - Belo Horizonte – contatobh@kienbaum.com.br | (31) 3264-1362

59


publieditorial

divulgação

INTELIDATA CRIA SOLUÇÕES EM SISTEMAS E SOFTWARES

A

Intelidata Informática atua na cidade de Brusque, Santa Catarina, desde 1996 e fornece sistemas e softwares para gestão empresarial. Sua equipe é altamente qualificada para criar as melhores soluções para pequenas, médias e grandes empresas que atuam nos setores comercial e industrial. Seus produtos asseguram aos seus usuários condições superiores na utilização, manutenção e gerenciamento de seus recursos.

Atualmente, o mercado exige uma maior agilidade e controle de todas as ações do estabelecimento, independente de seu tamanho. Por esta razão, os softwares da Intelidata garantem uma adequação às necessidades do empreendedor, resultando em soluções específicas e funcionais para os diversos setores do mercado. Além disso, todos os softwares se encaixam dentro dos padrões fiscais, tornando os serviços completos e legais. “Depois de muita procura para revenda de sistemas,

60

maio2012

implantamos os softwares que Intelidata oferece. Isto foi possível após o nascimento do Sistema UNICO, produto versátil, completo, moderno e de fácil interação com os usuários. Hoje, podemos atender desde um pequeno estabelecimento comercial a uma grande rede de varejo. Os produtos são facilmente capazes de atender à legislação e à necessidade de controle de gestão empresarial”, Ciro Crispim, proprietário da Center System, de Brusque.


SISTEMA UNIPLUS Com milhares de usuários em todo o País, a Intelidata cria soluções de acordo com as necessidades do mercado. Por isso, o Sistema Uniplus une o que há de melhor na família UNICO, um conjunto de softwares já consolidados da empresa com diversas funções específicas. No Uniplus, está disponível tudo o que é necessário para exercer as tarefas cotidianas e fiscais, como o Sistema Unipaf. Este programa é a base para que a empresa atenda às legislações fiscais. Foi criado dentro dos padrões requisitados e é completo para que seu usuário realize as funções conforme o setor em que atua. É ideal para os mais diversos segmentos varejistas que precisam de sistemas ágeis e sem complicações. Além destes re-

cursos, ele conta com um amplo conjunto de ferramentas administrativas e analíticas, NFe, SPED, estoque, controles financeiros, entre outros. A Intelidata inova também na criação de um opcional totalmente inédito e focado nas necessidades de cada cliente: o Uniplus oferece a possibilidade de customização do sistema. Apesar da complexidade para seus criadores, esta opção é bastante prática para as empresas. O cliente expõe as necessidades, e a equipe da Intelidata cria estratégias para atender às questões e aprimorar as funções do sistema. Depois disso, estas novas características tornam-se disponíveis a todos os outros usuários do sistema, tendo suas funções melhoradas e maximizadas.

SISTEMA G-NIO Além de criar sistemas capazes de se adequarem aos mais diversos setores e empreendimentos, a Intelidata Informática cria também softwares específicos para segmentos do comércio, como é o caso do G-NIO Materiais de Construção. Este sistema atende todas as expectativas do comerciante que atua nesta área e chegou para suprir as necessidades de um dos setores que mais cresce no País, o

da construção civil. Dados levantados pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção - Anamaco apontam que o segmento é constituído por cerca de 138 mil lojas em todo o Brasil, e deste número, 77% são de pequenos e médios estabelecimentos. Isso mostra a garantia de sucesso em obter o G-NIO Materiais de Construção como opção para oferecer aos clientes.

Intelidata participa da 14ª AUTOCOM A Intelidata Informática participa, entre os dias 26 e 28 de junho, da 14ª Exposição e Congresso de Automação Comercial, Serviços e Soluções para o Comércio, AUTOCOM, que acontece, na cidade de São Paulo. O evento reúne os últimos lançamentos do mercado mundial de automação comercial, além de realizar conferências, painéis, cases de sucesso e debates para discutir as tendências do setor. A feira é promovida pela Associação Brasileira de Automação Comercial, AFRAC, e pelo IDETI, Eventos de Tecnologia da Informação. Na oportunidade, seguindo suas estratégias pensadas tanto para pequenas, como grandes empresas, a Intelidata apresentará suas soluções com foco especial no UNIPLUS e G-NIO Materiais de Construção. Seus recursos poderão ser conhecidos por todos os interessados presentes no evento.

61


liderança portalmercadobrasil.com.br

NÃO SEJA CHEFE, SEJA LÍDER ESPECIALISTA ADVERTE QUE APESAR DO ÍNDICE DE APROVAÇÃO, O PERFIL ARBITRÁRIO DE DILMA NÃO DEVE ESTAR PRESENTE NO MUNDO CORPORATIVO

da redação

Uma pesquisa da fundação Dom Cabral, com 1200 empresários aponta que a maioria ainda não está pronta para cargos de liderança.Os pontos mais importantes que os líderes brasileiros precisam desenvolver, conforme a pesquisa, são o autoconhecimento, o desenvolvimento da equipe (capacidade de formar seus sucessores), a comunicação e o equilíbrio emocional, especialmente diante de situações de pressão e estresse.

62

maio2012

A

pós a era Lula, marcada pelo envolvimento direto do carismático operário que virou presidente, Dilma foi eleita com status de braço direito do governo e pessoa de sua mais alta confiança. Com perfil técnico, centralizador e de forte rigor, ela assumiu o Brasil sob certa desconfiança de muitos e passado o primeiro ano de seu mandato, teve um dos maiores índices de aprovação da história, acima dos 70%. Porém, segundo Eliana Dutra, especialista em desenvolvimento organizacional, que também é diretora executiva da Pro-Fit Coaching, um profissional, independente do cargo que ocupar, com um perfil técnico e centralizador dificilmente se motivará a mudar de estilo se não houver um estímulo externo, porque resultados são de fato alcançados, como mostra o índice de popularidade de Dilma. No caso da Dilma, conhecida como “gerentona”, de pulso firme e extremamente centralizadora, a situação é delicada, pois o cargo que ocupa requer em algumas situações esta postura, mas devido a sua amplitude e complexidade, outras competências devem se somar para agregar uma eficácia que a posição exige, entre elas a capacidade de flexibilizar seu estilo de acordo com o interlocutor ou a situação. “Entre tantos comentários, dizem que Dilma na sua época à frente da Petrobrás fazia executivos literalmente chorar. Como presidente, os burburinhos de que ela despacha com os asses-

sores dos ministros diretamente, tomando decisões e medidas sem consultar o titular da pasta não param de chegar. Se essas e outras atitudes forem realmente praticadas, o Brasil está com sérios problemas de liderança e dificilmente ela fará seu sucessor”, afirma Eliana. “E, pior, a fonte de tantos escândalos, histórico brasileiro à parte, pode estar no sentimento destes ministros de que no fundo no fundo Dilma não é sua aliada, não tem espírito de equipe. Fica na postura daquele técnico de futebol que diz sobre seus jogadores - eles perderam, nós empatamos e eu venci o jogo - e com um técnico destes não há relação de lealdade, e se eu puder tirar uma casquinha , por que não?”, comenta. Para Eliana, essa forma de gestão centralizadora não pode ser utilizada no ambiente corporativo, pois propaga um modelo de conduta por parte de quem detém o poder máximo na empresa, que em geral dá resultados, mas no longo prazo deixa a empresa como “terra arrasada”. “É extremamente castradora


divulgação divulgação

A GESTÃO CENTRALIZADORA DIFICULTA A INOVAÇÃO NUM MOMENTO ONDE A CONCORRÊNCIA ACIRRADA IMPLORA PELA CAPACIDADE DE CRIAÇÃO DE NOVAS SOLUÇÕES.” Eliana Dutra, especialista em desenvolvimento organizacional essa maneira de lidar com o time. É uma forma de gestão que além do já descrito dificulta a inovação num momento onde a concorrência acirrada implora pela capacidade de criação de novas soluções”, afirma a especialista, acrescentando que a maioria desses líderes se comporta da mesma maneira no âmbito pessoal o que resulta em relacionamentos difíceis que são complicados de resolver. Segundo a especialista, os executivos mandões, tiranos e arrogantes são pessoas muitas vezes inseguras e, às vezes, tímidas. “Eles usam o poder de forma desfavorável até para a si próprios numa tentativa vã de auto-afirmação e, por consequência, contra os que os cercam”. Porém, apesar de especialistas afirmarem que novos conceitos de liderança são necessários no mundo moderno, e esses estão bem longe do modelo “gerentão” intrínseco na personalidade da presidente, o que se observa na realidade brasileira é bem diferente.

Em pleno século XXI, o ambiente corporativo está repleto de chefes autoritários e mandões, principalmente, entre os mais jovens executivos. Prova disso foi uma pesquisa desenvolvida pela PUC de Minas Gerais. O estudo mostrou que de 0 a 100 o índice de autoritarismo nas relações de trabalho no Brasil é de 75. Os dados apontaram ainda que 70% dos executivos brasileiros admitem que são autoritários e atuam em um ambiente de concentração de poder. De acordo com Eliana Dutra, “o ser humano é complexo e existem vários estilos de liderança, mas de fato há cada vez menos espaço para quem pensa em obter resultados aos gritos. Por mais eficiente que seja, o líder com essas características tende a sucumbir por um processo darwiniano de seleção natural. Só continuarão no mercado aqueles que tiverem equilíbrio, bom-senso, competência na delegação, capacidade de ouvir e tomar as melhores decisões”, adverte.

63


gestão portalmercadobrasil.com.br

Tem que vestir A CAMISA!

QUE A DUDALINA É ESSENCIAL NO GUARDA-ROUPA DOS EXECUTIVOS, ISSO NÃO É NOVIDADE. MAS COMO SE FAZ COM QUE OS COLABORADORES TAMBÉM ABSORVAM ESSA PAIXÃO PELA MARCA? manoela hoffmann

A

maior camisaria da América Latina, que, em 2011, faturou R$ 274 milhões, ganha cada vez mais projeção no mercado nacional. No ano passado, a companhia investiu cerca de R$ 10 milhões para estabelecer sua entrada no varejo, empregando recursos em processos produtivos, treinamentos e publicidade. Porém, além da expansão da marca, o desafio diário é manter os funcionários satisfeitos com a gestão da empresa. Até o final de 2012, a meta da Dudalina é chegar a 75 lojas exclusivas em território nacional

64

maio2012

A Dudalina conta com mais de 1,8 mil funcionários diretos, dos quais a grande maioria é composta por mulheres. A presidente, Sônia Hess, no comando da corporação desde 2003, garante que se a “flor de liz” (símbolo da empresa) não estiver constantemente na memória de quem trabalha por lá, não se consegue ser um funcionário completo. “Eu gosto muito de pessoas, gosto de estar perto das pessoas, e acho que as pessoas têm que ser incluídas em todos os processos da Dudalina. Afinal, são produtos feitos por pessoas, muitas vezes com uma vida em comum com a empresa”. Para manter um fluxo de colaboradores integrados com esses valores e certos do que significa o slogan da empresa “Amor à camisa e às pessoas”, o gestor de Recursos Humanos da empresa, Fábio Voelz, explica que a Dudalina utiliza o modelo de gestão participativa

e de alta performance, com foco no monitoramento do clima organizacional, na qualidade de vida e no desenvolvimento contínuo dos seus colaboradores. “O perfil da vaga, os valores e a cultura da empresa determinam os procedimentos de recrutamento e seleção e as fontes a serem utilizadas, bem como os processos seletivos e técnicas de avaliação realizadas, sejam entrevistas, testes, avaliação de potencial, dinâmicas de grupo etc.”, descreve. Segundo a presidente, esse modelo necessita de uma formação profissional que estimule o colaborador a refletir sobre tudo aquilo que está acontecendo ao seu redor. “Qualidade, responsabilidade social, ética e cidadania estão entre os motes da empresa e dos nossos colaboradores”, disse. Ela acredita que quem faz a história de uma empresa são as pessoas que


Acostumada desde cedo a lidar com pessoas, a presidente da Dudalina, Sônia Hess, cuida de perto de quem trabalha com ela.

divulgação

trabalham nela. “Alguns colaboradores estão a mais de 30 anos no nosso quadro de funcionários. É o caso do Ilton, nosso diretor-comercial, que iniciou seu trabalho na Dudalina no cargo de almoxarife. O motorista da empresa, seu Pedro, e a Darci, do financeiro, também completam 30 anos de empresa. E é incrível, mas eles têm o brilho no olhar que me incentiva a continuar”, conta. “Essas pessoas são sempre mencionadas, em um de nossos programas, que se chama ‘Quem faz a nossa história’, onde mostramos quem faz parte da Dudalina”, acrescenta Sônia. Mesmo com um pessoal já enraizado com os valores da empresa, a presidente pontua que a Dudalina está em constante renovação. “Temos que nos atualizar, e é para isso que temos um processo seletivo de pessoal muito profissional”, afirma.

EU GOSTO MUITO DE PESSOAS, GOSTO DE ESTAR PERTO DAS PESSOAS, E ACHO QUE AS PESSOAS TÊM QUE SER INCLUÍDAS EM TODOS OS PROCESSOS DA DUDALINA” Sônia Hess, presidente da Dudalina.

65


gestão

O PERFIL DA VAGA, OS VALORES E A CULTURA DA EMPRESA DETERMINAM OS PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E AS FONTES A SEREM UTILIZADAS” Fábio Voelz, gestor de RH da Dudalina.

A Dudalina possui 12 projetos que envolvem colaboradores na empresa, incluindo o recente programa de trainee.

A marca tem uma produção de 3,5 milhões de peças por ano e é responsável por 70% da exportação nacional de camisas.

66

maio2012

De acordo com Sônia, em uma empresa com 55 anos de mercado, gerenciar as pessoas de forma a torná-las parte do universo da corporação torna-se imprescindível. Um dos projetos da Dudalina para manter o processo de gestão saudável é o programa de trainee. “Essa ideia serve para trazer a renovação das novas gerações à empresa” , menciona a presidente. Para Fábio, a equipe de RH é responsável por atrair profissionais potencialmente qualificados com possibilidades de integrarem o quadro de pessoal da empresa a curto, médio e longo prazo. “No recrutamento, é importante que o gestor saiba identificar as competências dos candidatos analisando-as em relação ao perfil, cultura e valores da empresa. Entendo que a análise principal a ser feita é quanto aos aspectos comportamentais. E com relação à manutenção dos profissionais na empresa, além do atendimento à expectativas básicas do colaborador quanto à remuneração, benefícios, carreira, é fundamental a proximidade e o feedback constante do líder” , adianta. No que diz respeito aos projetos de RH para 2012, o Fábio é enfático e diz que a entrada no varejo é um dos focos do ano na Dudalina. “Esse novo pro

divulgação

RECRUTAMENTO DE PESSOAL

jeto envolve todas as áreas de empresa, exigindo dentre outras questões, o alinhamento das práticas, políticas e cultura organizacional da Dudalina.” Para Sônia, o varejo é mais uma oportunidade de gerar empregos para os brasileiros, com o aval de uma marca feita por mãos brasileiras.

divulgação

portalmercadobrasil.com.br


artigo

DIREITO TRIBUTÁRIO Roberto Cesar Schroeder *

O

s empresários e comerciantes brasileiros vivem constante insegurança jurídica, pois o governo tem o direito de mudar as regras fiscais durante o jogo, causando interferência nos contratos e comprometendo diretamente a vida e as finanças das empresas e comércios, colocando em risco suas atividades. Rapidamente, empresários, comerciantes e escritórios contábeis precisam adequar-se as súbitas alterações fiscais impostas, o que às vezes é impossível, forçando o contribuinte a optar, ou pelo pagamento dos impostos, ou pela sobrevivência de sua atividade empresarial. Assim, não há dúvidas de que prevalecerá o interesse pela sobrevivência de sua atividade econômica, onde empresários e comerciantes se expõem ao risco de sofrer as punições

comunitários, o que acabam sendo tarefas quase impossíveis, devido as necessidades impostas pelo mercado, vida social, etc., pois, além de pagar pesadas multas, exige-se do contribuinte a prestação de serviços à comunidade, durante uma ou duas horas diárias, o que resulta na limitação de sua atividades habituais por longo tempo. Porém, o que poucos empresários, comerciantes e profissionais liberais sabem, é que a lei faculta o

CONDENADOS POR CRIMES FISCAIS PODEM TER PERDÃO DA PENA

destes crimes tributários – assim compreendido aos olhos da lei. Estes crimes tributários, em sua maioria, consistem em pagar multas pecuniárias e a prestar serviços

perdão da pena de prestação de serviços comunitários e da pena pecuniária, desde que preenchidos alguns requisitos. Na grande maioria das vezes, não é necessário o cumprimento integral da pena imposta para se libertar dela, pois a lei dispõe de mecanismos para tornar menos árdua o seu cumprimento, sem cometer a desobediência na execução penal.

Buscando auxílio de profissionais do direito, especializados em crimes fiscais, haverá grandes chances de uma solução rápida e eficaz, facultando ao contribuinte voltar a ter plena liberdade em sua vida.

* Roberto Cesar Schroeder – Advogado OAB/SC 12.459 - robertocschroeder@ibest.com.br

67


entrevista portalmercadobrasil.com.br

Educar para

CRESCER

PALESTRANTE DO CONCARH FALA SOBRE A LIGAÇÃO ENTRE A EDUCAÇÃO E A ECONOMIA NO BRASIL

kamila schneider

A

quele que menos sabe, mais repete. Aquele que mais sabe, mais cria”. A frase do doutor em educação Mário Sergio Cortella resume bem a importância de um ensino de qualidade no Brasil, que cresce economicamente, mas continua com deficiências preocupantes quando o assunto é ensino. Em entrevista à Revista Mercado Brasil, o também filósofo e escritor, fala sobre o cenário educacional brasileiro e como ele se reflete no cenário econômico do País.

68

maio2012


divulgação foto raul jr.

Entre as obras mais famosas escritas por Cortella estão “O que a vida me ensinou”, “Liderança em foco” e “Qual é a tua obra?”

69


entrevista portalmercadobrasil.com.br

TODAS AS VEZES QUE SE CUIDA DO AGORA SEM LIDAR COM O NECESSÁRIO MAIS ADIANTE FORMA-SE ALGUMA FRATURA.”

Mercado Brasil - Quais problemas você considera mais preocupantes na educação brasileira e de que maneira eles poderiam ser amenizados? Mário Sergio Cortella - Antes de tudo não devemos confundir educação com escolarização, pois escolarização é parte da educação. O Brasil tem sérios problemas na área de escolarização e problemas menores na educação em geral. Somos a nação de número 66 em escolarização, de acordo com o IDH, mas somos a 6ª economia do planeta. Se tivéssemos uma fragilidade tão grande em educação não teríamos essa posição. Problemas sérios, temos sim, de escolarização e o principal é em relação à qualidade do conteúdo trabalhado na escola e à permanência dentro da escola. Nossos anos de escolarização são muito baixos em referência não só aos principais países do mundo, mas também em relação à América Latina, somos os últimos dentro do Mercosul, embora sejamos primeiros neste grupo do ponto de vista econômico. MB - Alguns especialistas defendem que não é preciso investir mais em educação no Brasil, mas sim investir melhor. Você concorda com este posicionamento? MSC - Temos sim recursos de grande monta, mas

70

maio2012

não são suficientes na medida em que nós estamos agora, apenas nos últimos 20 anos saindo da miséria educacional. Embora haja recursos, eles não são suficientes para quem ainda está decolando, eles seriam para quem está em “velocidade cruzeiro”. Mas quando se decola é preciso mais combustível. E uma parte desses recursos necessita de uma democratização maior da sua gestão para evitar o desperdício ou o desvio. MB - Fala-se muito em apagão de profissionais no mercado brasileiro. Em sua opinião, que fatores causam este problema? MSC - Porque temos um País que nem sempre investiu na formação estratégica de pessoas. Seja o mercado ou as políticas públicas, a vontade é formar o que atende o imediato, sem criar condições de médio e longo prazo com formação de base. É preciso ter senso de urgência, mas não perder a noção do futuro. Todas as vezes que se cuida do agora sem lidar com o necessário mais adiante forma-se alguma fratura. MB - De que maneira a constante busca pelo conhecimento reflete na caminhada de um profissional? MSC - Como a educação é contínua, nenhum de


nós pode imaginar que já está pronto, que já está educado. Um profissional que entende isso é o que faz a educação como uma estrutura do dia a dia da sua atividade, e não aquele que confunde educação com entrada nas salas de aula. MB - A USP é a única universidade da América Latina a figurar entre as 100 universidades mais bem avaliadas do mundo. O que este dado representa para um País com uma economia tão pulsante como o Brasil? MSC - Significa que ainda estamos no início de uma trajetória para a melhoria do ensino superior. Vamos completar 512 anos e a primeira universidade do Brasil é a de São Paulo, a USP, fundada em 1934. O País já tinha 434 anos quando foi fundada a primeira universidade, embora já houvesse faculdade antes disso. Por isso não é casual que a nossa primeira universidade tardou e ao mesmo tempo é ela que se encontra no estado mais desenvolvido de ascensão. É um indicador de que não podemos nos satisfazer com as nossas boas colocações no ranking de países bem desenvolvidos, porque embora nos alegre, essa postura funciona como uma ameaça em como sustentar esse desenvolvimento sem uma formação de pesquisa de extensão que seja mais sólida. A USP está no lugar

divulgação foto raul jr.

O LÍDER É AQUELE QUE PERMITE QUE HAJA A CAPACIDADE DE SUCESSO NO QUE SE FAZ.”

merecido, mas não nos basta a USP. Orgulha-nos, mas não nos conforta. MB - O que significa ser um bom líder no século 21? Qual é o papel do líder dentro das organizações? MSC - O papel da liderança é inspirar, motivar e animar ideias, pessoas e projetos, de maneira que se possa ter vitalidade, robustez, força de perenidade naquilo que se faz. Portanto, o líder é aquele que permite que haja a capacidade de sucesso no que se faz. Nesta hora a liderança é sempre aquela que se faz com um grupo, nunca pode ser uma atividade que se confunda com mera chefia. Um chefe precisa ser líder, um líder nem sempre é um chefe. Afinal de contas, a chefia está ligada a hierarquia, enquanto liderança é uma atitude, não é um cargo, e tem como principal movimento a capacidade de dar vitalidade a pessoas, ideias e projetos. MB - O nível de conhecimento afeta a proatividade de um profissional? MSC - A pessoa que conhece mais, que não se satisfaz com uma rarefação do conhecimento e aprendizado, com a pobreza cognitiva, é alguém que é capaz de se antecipar e, portanto, ter uma capacidade proativa ao invés de só tê-la de maneira reativa.

71


negócios portalmercadobrasil.com.br

RUMO À PRÁTICA UNIVERSIDADES APOSTAM EM AÇÕES INOVADORAS PARA AUXILIAR ENTRADA DE ALUNOS NO MERCADO DE TRABALHO kamila schneider

E

ncontrar um espaço no concorrido mercado de trabalho não é uma tarefa fácil para quem ainda frequenta os corredores da universidade. O início da carreira profissional é cheio de inseguranças que, muitas vezes, limitam iniciativas mais arrojadas. Foi pensando nesta transição entre a sala de aula e o escritório que a Universidade Estácio de Sá criou o projeto Espaço Estágio Emprego - E3, iniciativa que auxilia os alunos no processo de entrada no mercado.

Inaugurado em abril de 2011, o projeto dá uma roupagem inovadora às parcerias entre universidades e organizações. Com uma estrutura física dentro da instituição, o E3 é um espaço que disponibiliza tudo o que é necessário para um começo certeiro: além das vagas de emprego e estágio, oferece ajuda na confecção e aprimoramento do currículo, dá dicas para a entrevista e realiza palestras e oficinas de aperfeiçoamento profissional. Apesar de nova, a iniciativa se mostra eficiente. A cada mês novas unidades da Estácio inauguram o E3. Na unidade da capital catarinense, Florianópolis, o ano de 2011 fechou com números animadores: foram 7.747 vagas de estágio e 3.008 vagas de emprego divulgadas entre os alunos e a comunidade. Só entre fevereiro e março, o E3 da unidade cadastrou 1.783 vagas de estágio e 1.235 de emprego.

72

maio2012

A coordenadora do projeto E3 em Florianópolis (SC), Marilene Nascimento, conta que até abril deste ano o projeto já possuía 1.022 empresas parceiras, número que cresce a cada mês. No início, o cadastro de empresas exigiu perseverança da equipe, mas hoje é comum as próprias organizações procurarem a universidade para conhecer o espaço. Para Marilene, a iniciativa possibilita tanto ao aluno, quanto à comunidade, uma integração mais direta com as empresas, que encontram ali uma maneira eficaz de suprir a necessidade por novos talentos. “Em abril tivemos uma palestra aqui com autoridades e empresários e foi perguntado para os alunos quantos não estavam trabalhando. De mais de 200 estudantes, somente seis não estavam , ou seja, vemos que a ideia está dando certo. É muito gratificante”.


73


negócios portalmercadobrasil.com.br

SEGURANÇA PARA ENCARAR O MERCADO De olho nas tendências, a Faculdade Anhanguera abraçou a causa e resolveu investir pesado para auxiliar seus alunos: o resultado foi uma parceria com um dos maiores portais de empregos do País, a Catho Online. A iniciativa, anunciada no último mês, oferece aos alunos da instituição acesso a mais de 265 mil vagas de emprego, além de testes de autoconhecimento, discas de aperfeiçoamento, orientações para elaboração de currículos e preparação para entrevistas. A ação engloba o leque de iniciativas desenvolvidas pela faculdade para auxiliar os alunos em seus projetos de vida. Segundo a diretora da Faculdade Anhanguera de Jaraguá do Sul (SC), Karin Ramos, este tipo de iniciativa permite aos jovens iniciar sua caminhada profissional mais cedo e, com isso, estar mais preparado para en-

frentar os desafios do mercado. “O aluno precisa ter essa noção do que é o mercado de trabalho. A teoria também é extremamente importante, ela que dá a base, mas as universidades precisam fazer com que o aluno tenha essa vivência, se envolva em atividades práticas, promovendo o encontro com profissionais e a troca de ideias”, afirma. Para Karin, este apoio permite que o jovem sinta mais segurança e esteja mais preparado para sua entrada no mercado, sabendo que caminhos deseja percorrer. “Às vezes as pessoas entram no ensino superior só porque é o ciclo natural e quando entram em contato não só com a teoria, mas com essa vivência, têm mais subsídios para decidir o que desejam ou saber onde chegar e o que é preciso para isso”.

FORMAÇÃO NO SÉCULO 21 Conforme a coordenadora do curso de RH da Anhanguera de Jaraguá do Sul, Adriana Gaedke Afonso, a aproximação entre empresas e instituições de ensino permite um desenvolvimento mais completo dos profissionais que integram ou virão a integrar o mercado de trabalho. “Quanto mais as empresas estiverem junto das universidades, mais fácil formar profissionais mais competentes. É importante essa relação para entendermos o que o mercado está precisando e como gerar estes profissionais”. Para o presidente do Conselho estadual de Educação de SC, Maurício Fernandes Pereira, esta parceria está sendo bem desenvolvida no estado e mostra que tanto as empresas quanto as universidades estão preocupadas em formar bons profissionais. Mas, ainda assim, Maurício aponta que no ritmo acelerado em que as mudanças acontecem hoje o mercado precisa de profissionais com iniciativa para

74

maio2012

ir além do que as universidades ensinam. “O profissional do século 21 deve ter em mente que sua formação e a busca por conhecimentos que ofereçam a ele um diferencial, devem ser constantes”, argumenta. Segundo Maurício, cursos, palestras e seminários são ótimas maneiras de se atualizar e a leitura de jornais e revistas especializadas é obrigatória para todos que querem entender a fundo sua área. Outra questão importante, afirma ele, é estar ligado às novas tecnologias e utilizá-las para debater e gerar conhecimento, assim como estar aberto a novas experiências. “É necessário buscar o que vem além do estudo formal. Aquilo que o professor passa na sala de aula é o mínimo necessário, o bom profissional tem que sair disso, tem que surpreender o próprio professor. O bom aluno ensina o professor e o bom professor agradece o aluno quando ele ensina alguma coisa nova”, destaca.


PARA SEGUIR O CAMINHO CERTO... Faça um planejamento estratégico pessoal: pense o que quer para sua vida, aonde gostaria de chegar e o que precisa para alcançar estes objetivos. Depois, formule estratégias que o ajudarão nesta caminhada.

Verifique se a instituição em que você pretende estudar (seja para graduação ou especializações) é regularizada pelos órgãos oficiais. Prestar atenção na formação dos professores, em quantos alunos a instituição já formou e onde eles estão atuando é também uma ótima maneira de medir sua qualidade.

75


micro e pequenas portalmercadobrasil.com.br

divulgação

MPEs investem em TI

Aplicativo do Sebrae As micro e pequenas empresas brasileiras foram responsáveis pela criação de 203.152 vagas formais de trabalho em janeiro e fevereiro deste ano. No período, três em cada quatro trabalhadores foram contratados em empresas com no máximo 99 funcionários. Somente em fevereiro, 107 mil profissionais foram contratados com carteira assinada em empresas com até 99 funcionários, o equivalente a 71,5% dos empregos formais gerados no mês. Para se ter ideia

do avanço, janeiro e fevereiro do ano passado resultaram, juntos, em 66% das vagas com carteira assinada. Segundo o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, as MPE contribuem para aumentar a distribuição de renda no Brasil e para consolidar a nova classe média do País. As informações foram obtidas por meio da análise feita pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, do Ministério do Trabalho.

Juros menores para as MPE O BANCO DO BRASIL – BB E A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL – CEF INVESTIRAM EM AÇÕES QUE AUXILIAM NO DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS – MPE BRASILEIRAS. AS DUAS INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS APRESENTARAM INICIATIVAS PARA A DIMINUIÇÃO DE JUROS, AUMENTO DA OFERTA DE CRÉDITO E PRAZO DE PAGAMENTO ALONGADO PARA AS MPE. O BB ELEVOU O MONTANTE DE CRÉDITO PARA AS MPE EM R$ 26,8 BILHÕES E DIMINUIU EM 15%, EM MÉDIA, AS TAXAS DE JUROS PARA ESSA MODALIDADE DE NEGÓCIO. A CEF LANÇOU MEDIDAS DE REDUÇÃO DE JUROS PARA AS MPE DIMINUINDO AS TAXAS DE 2,72% AO MÊS PARA 0,94%.

76

maio2012

Segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira dos Distribuidores de TI – Abradisti, as micro e pequenas empresas representam 39% dos investimentos em Tecnologia da Informação do País, dentro do segmento corporativo. Os negócios de porte médio representam 13% do mercado e as grandes empresas, 48%. No consumo de servidores e de PCs, as MPEs representaram também 36% de consumo de servidores e 47% dos PCs, enquanto as médias ficaram com 20% e 15%, respectivamente. As grandes empresas possuem a maior fatia, respondendo por 44% em consumo de servidores e 38% dos PCs no mercado.


Sustentabilidade como aliada O Centro Sebrae de Sustentabilidade – CSS realizou um levantamento para identificar como práticas sustentáveis podem aumentar a competitividade das micro e pequenas empresas. O trabalho também aponta maneiras de fomentar os negócios sustentáveis, verificar as potencialidades de cada região e propor novas políticas públicas. O mapeamento está dividido em três partes: diagnóstico dos pontos críticos, onde são abordados fornecedores com práticas sustentáveis e planejamento das compras; incentivo às

MPE e consumidores, onde se levanta a questão da transformação cultural; e promoção do conhecimento entre empresários e colaboradores da instituição, que foca a geração e disseminação de conhecimento sobre o tema.

Mulheres de negócios Mulheres empreendedoras de todo o Brasil já podem se inscrever no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, inciativa que reconhece e premia empresárias de sucesso. As candidatas podem concorrer em três categorias: Pequenos Negócios (proprietárias de micro e pequenas empresas), Negócios Coletivos (grupos de produção formal) e Empreendedora Individual (nova cate-

goria, voltada para empreendedoras com renda anual de até R$ 60 mil). Para participar, basta preencher um formulário contando a trajetória da empreendedora. As vencedoras da etapa estadual irão disputar a etapa nacional, em Brasília (DF). As inscrições podem ser feitas gratuitamente até o dia 31 de agosto, no site mulherdenegocios.sebrae.com.br.

Auxílio competitivo De olho no potencial do mercado de leite catarinense, o Sebrae/SC iniciou a implantação do Sistema de Inteligência Setorial - SIS, que estimula a competitividade entre os empreendedores. O projeto vai coletar, monitorar e analisar informações ligadas ao ambiente de negócios das empresas, com o intuito de facilitar a tomada de decisões no dia a dia dos produtores de leite e laticínios do estado. Atualmente, Santa Catarina ocupa o 6º lugar na produção nacional de leite, com quase 100 mil produtores. As informações poderão ser consultadas no site sis. sebrae-sc.com.br de maneira gratuita, mediante cadastro.

77


mercado & marketing portalmercadobrasil.com.br

Na ponta do dedo visualize as diferenças entre as lentes padrão e as lentes fabricadas pela empresa, como a Varilux, a lente polarizada Xperio e o antirreflexo Crizal. Outra vantagem é que o usuário pode encontrar a lista das ópticas Varilux Especialista, onde são encontrados os produtos da empresa e é oferecido um atendimento diferenciado, localizadas mais perto de onde ele estiver.

divulgação

A multinacional francesa Essilor, fabricante das lentes Varilux e do antirreflexo Crizal, inova mais uma vez. Para tirar dúvidas dos usuários de óculos, a empresa acaba de disponibilizar um aplicativo na loja da Apple compatível para iPhone e iPad. Além de oferecer aos consumidores a oportunidade de experimentar diferentes soluções para vista cansada, o aplicativo permite ainda que a pessoa

Invista em SMS DADOS NA ANATEL INDICAM QUE O BRASIL TEM MAIS DE 143 MILHÕES DE CELULARES. POR ISSO, O ENVIO DE SMS, OS FAMOSOS TORPEDOS, É UM MEIO DE ALCANÇAR UM NÚMERO GRANDE DE CLIENTES POTENCIAIS. ALÉM DA TAXA DE ADESÃO, EM TORNO DE R$ 1.500, A EMPRESA USUÁRIA PAGA À INTEGRADORA (EMPRESA QUE DESENVOLVE O SOFTWARE USADO NO SISTEMA E FAZ A PONTE COM AS OPERADORAS) VALORES PROPORCIONAIS AO TAMANHO DAS MENSAGENS ENVIADAS. UM TEXTO DE 150 CARACTERES, POR EXEMPLO, É POSSÍVEL ESCOLHER APENAS UM GRUPO DE ASSINANTES, DE ACORDO COM O PERFIL ALMEJADO.

78

maio2012

divulgação

CUSTA ENTRE R$ 0,20 E R$ 0,30 POR ASSINANTE.

Eleições à vista A demanda em ano eleitoral por camisetas, bonés, chaveiros, panfletos, banners e tantos outros produtos aquecem a indústria têxtil e de comunicação visual. A Automatisa Tecnologia a Laser, líder na América Latina na produção de equipamentos de corte e gravação a laser, registra crescimento de 15% nas vendas de máquinas neste período. Para garantir que as empresas atendam os prazos e a quantidades do mercado a empresa tem criado máquinas que permitem, cada vez mais, agilidade, economia de tempo e de matéria-prima. É o caso da Mira 3 Eixos, que possui um eixo a mais dos concorrentes, o que intervém no foco do laser durante o trabalho, gera um feixe de laser de menor espessura e mais preciso que outras máquinas no mercado, permitindo um acabamento muito fino, ideal para o corte e a gravação de detalhes.


Aposta em marketing sustentável Nos próximos anos o banco deve realizar, nas 12 cidades sede, seminários que reunirão empresários, autoridades, entidades e universidades para debater sobre os impactos econômicos e oportunidades de negócios que serão gerados pela Copa do Mundo da FIFA 2014.

divulgação

A nova campanha do banco Itaú, criada pela agência Africa, de São Paulo, aposta no futebol como agente transformador do País nos próximos anos e convoca, por meio do slogan “Vamos Jogar Bola”, a todos que amam o esporte e o Brasil a acreditar nas mudanças e trabalhar para realizá-las. A ideia é colocar o banco como parceiro dos brasileiros, incentivando a busca pelo desenvolvimento e transformação, principalmente com a aproximação da Copa do Mundo 2014, já que o Itaú é patrocinador oficial da Seleção Brasileira.

Executivo da Nike

Investimento em novo produto A Melitta, empresa alemã conhecida pelos coadores de papel, investe na promoção de seu mais recente produto lançado no Brasil, a linha de bebida láctea UHT Wake. As novidades estão disponíveis desde o início de março nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com a plataforma de comunicação sob o tema “Tão diferente que não dá pra explicar. Tem que experimentar”. Os produtos, oferecidos nas

opções Toffee (chocolate e caramelo), Mocca (chocolate) e Chocoberry (chocolate branco e morango), vêm com um toque de café em sua composição. O público-alvo da nova bebida é o jovem-adulto, e a ideia do comercial é estimular o consumo no dia a dia. Além de materiais de ponto de venda e divulgação na TV, a empresa realiza ações na internet e criou um site específico para apresentar os produtos.

Outback em Florianópolis A APOIO COMUNICAÇÃO + MARKETING, DE FLORIANÓPOLIS (SC), CONQUISTOU A CONTA DO RESTAURANTE OUTBACK EM SANTA CATARINA E SERÁ RESPONSÁVEL PELA ASSESSORIA DE IMPRENSA DA FILIAL, QUE TEM PREVISÃO DE INAUGURAÇÃO EM MAIO, NO BEIRAMAR SHOPPING. O RESTAURANTE QUE REMETE AO ESTILO AUSTRALIANO, FUNDADO EM 1988 NOS ESCANTE E INSTALAÇÕES ACONCHEGANTES. A REDE FOI INAUGURADA NO BRASIL EM 1997 E O RESTAURANTE DA CAPITAL CATARINENSE SERÁ O 35º DO PAÍS.

divulgação

TADOS UNIDOS, TEM UMA CULINÁRIA DE SABOR MAR-

Arturo Nunez, diretor de Marketing para mercados emergentes da Nike USA, estará em Joinville (SC), em junho, para participar da Expogestão 2012. Estrela dos festivais de propaganda, a Nike tem um enorme desafio: manter uma trilha de sucesso e alargá-la no futuro. À frente dessa empreitada, Arturo é diretor para a região que tem sido considerada a tábua de salvação da economia global: os mercados emergentes. Ao definir o futuro do branding da Nike estará influenciando o branding de marcas em todo o mundo. Patrocinadora da seleção brasileira há uma década, o País é crucial na estratégia global da empresa. Como fará isso é o que poderá ser visto no congresso com a palestra “O futuro do branding”. Este ano o evento completa 10 anos e será realizado entre os dias 11 e 15 de junho, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville (SC).

79


mercado & construção portalmercadobrasil.com.br

PVC em alta foi de 49% nos primeiros dez meses do ano passado. A empresa, que é subsidiária de multinacional alemã presente em 80 países, investe agora na ampliação das suas instalações para atingir uma produção mensal de 170 toneladas de perfis de PVC. Entre as vantagens do uso do policloreto de vinila em portas e janelas estão a alta durabilidade, segurança e vedação térmica e acústica.

divulgação

Não é só pela valorização dos imóveis que se pode medir o bom momento da construção civil no País. A oferta de materiais mais qualificados, como as esquadrias de PVC, também é um indicador do aumento da competitividade no setor. A Veka Brasil, que tem fábrica em Santa Catarina, no município de Biguaçu, registrou incremento de 45% nas vendas para a América do Sul em 2011. Só no Brasil, este crescimento

Financiamento rápido A agilidade é um dos diferenciais do Itaú quando o assunto é financiamento de imóveis. A análise de crédito pode ser feita sem ter imóvel definido. A resposta será informada em até 1 hora, para financiamentos até R$ 800 mil. De acordo com a instituição, a contratação é rápida e simples. O Itaú tem a menor lista de documentos do mercado. O banco financia até 80% do valor do imóvel residencial, em até 30 anos. É possível utilizar o FGTS como entrada, para pagamento

80

maio2012

de parcelas futuras ou até para liquidar o financiamento. Vale lembrar que o valor das parcelas pode comprometer apenas até 35% da renda dos compradores, mas a renda líquida mínima para o financiamento pode ser composta por até duas pessoas.

Balanço Anual A Cyrela, maior incorporadora da América Latina, prevê aumento de 15% nas vendas deste ano, frente aos R$ 6,5 bilhões registrados em 2011. Em Florianópolis a terceira etapa do Condomínio Neoville, no bairro Coqueiros, com investimentos de R$ 100 milhões, foi antecipada em dois anos devido o sucesso de vendas. Com 50 anos de história, mais de 56 mil lares entregues e 200 canteiros de obras em andamento em 67 cidades brasileiras, a empresa aponta o mercado da construção civil de Florianópolis como um dos mais aquecidos do País.


Brasil no topo colocação entre as grandes metrópoles, superando a cidade de Frankfurt e todas as capitais dos países da zona do Euro. Segundo o levantamento, 18,6% dos entrevistados indicam que o Brasil oferece melhores oportunidades de retorno de investimento no setor. Em 2011, o número de entrevistados que tinham escolhido o País para investir era de 4,4%.

divulgação

Uma pesquisa, publicada em janeiro pela Associação de Investidores Estrangeiros no Setor Imobiliário, aponta o Brasil como o segundo melhor mercado imobiliário do mundo na atração de investidores estrangeiros, superando a China na lista de preferências. A cidade brasileira de maior destaque é São Paulo que passou de 26º lugar no ranking para a 4ª

Novas regras para acústica em construções A partir de março de 2013 entrará em vigor a Norma de Desempenho das Edificações (NBR 15.575), que estabelece padrões mínimos de qualidade na construção de edifícios. O diretor da Anima Acústica, Vítor Litwinczik, destaca que entre as novidades da NBR estão quesitos relacionados com o conforto ambiental, que são: conforto térmico, lumínico e acústico, itens até então não cobrados efetivamente. A norma também agrupou a construção em cinco sistemas construtivos principais: estruturais, de pisos internos, de vedações verticais internas

e externas, de coberturas e hidrossanitários que terão níveis de desempenho específico para cada situação. Isso tornou possível determinar qual o desempenho esperado de cada sistema construtivo e identificar os problemas mais críticos dentro da construção. Outro dado importante é que essa norma determina qual a incumbência de cada agente na construção como projetistas, construtores e incorporadores e usuário final. “Todos têm sua parcela de responsabilidade para garantir o desempenho das construções”, afirma Litwinczik.

Certeza da entrega O Núcleo de Seguros da Câmara Brasileira da Indústria da Construção - CBIC desenvolveu um seguro que garanta a entrega da obra no prazo, beneficiando diretamente o consumidor final. O seguro será adquirido pelas próprias construtoras. De acordo com Rossana Costa, coordenadora do Convênio Núcleo de Seguros da CBIC, a diferença entre o Seguro Garantia Imobiliário e o Seguro Garantia de Entrega da Obra, é que o primeiro existe como garantia financeira para o banco investidor, caso a obra não seja entregue. O seguro de entrega garante os direitos do consumidor final. O Seguro Garantia de Entrega da Obra deve começar a ser emitido em julho deste ano.

81


lex portalmercadobrasil.com.br

Murilo Gouvêa dos Reis advogado, mestre em Relações Internacionais e especialista em Direito do Trabalho. Sócio do Gouvea dos Reis Advogados murilo@gdr.adv.br

Cartilha ensina a evitar problemas com doações

U

m amigo que queira incentivar a campanha de um candidato imprimindo santinhos não poderá fazê-lo, a não ser que seja dono de uma gráfica. Caso contrário, o favorzinho poderá ser o motivo peloqual as contas do candidato não serão aprovadas. Essas e outras dicas estão na cartilha publicada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, com o intuito de explicar a Resolução 23.376 do Tribunal Superior Eleitoral. conjur.com.br/dl/cartilha-eleitoral-tre-rj.pdf

Banco é obrigado a informar sobre portabilidade O Banco Central informa que apenas 30 mil brasileiros fazem pedido de portabilidade de dívida, ou seja, fazem transferência de débito para instituições que ofereçam melhores condições de pagamento. Esse é um indicativo do desconhecimento de boa parte da população por seus direitos, uma vez que movimentações como essas são vantajosas. Outra hipótese para o baixo número de pessoas que utilizam desse serviço é a negligência dos bancos, que omitem informação ou dizem não oferecer a possibilidade da portabilidade. Os bancos não são obrigados a realizar a portabilidade, porém têm que informar da possibilidade ao cliente. Se a informação sobre a transferência não for fornecida pela instituição financeira, o cliente tem o direito de denunciar o banco em questão. bcb.gov.br/

82

maio2012

Estados pedem modulação de decisão sobre guerra fiscal Apesar de a guerra fiscal já ter sido declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal, ela ainda incomoda. Das 14 Ações Diretas de Inconstitucionalidade julgadas pelo STF sobre o tema no dia 1º de junho de 2011, quatro foram alvo de Embargos de Declaração. Os estados querem que a decisão tenha efeitos somente para frente, e não invalide benefícios fiscais já concedidos, o que pode provocar o pagamento em série de impostos atrasados por contribuintes. ADI 3674. ADI 3794.
 ADI 4152.
ADI 2549


gestão de empresas portalmercadobrasil.com.br

Como liderar uma equipe? Ricardo Mallet*

O

cenário atual no mundo dos negócios tem co- se não estiver disposto a compartilhar o controle. A locado grande responsabilidade nas mãos dos equipe empoderada toma decisões assertivas dislíderes ao exigir a formação de equipes compostas pensando, na maioria dos casos, a opinião e a apropor gerações, culturas e nacionalidades tão distin- vação do líder. tas. Somado a isso, objetivos audaciosos e prazos O segundo desafio é garantir que este grupo tenha cada vez mais curtos para a conclusão dos projetos sinergia, o verdadeiro modus operandi de uma equitornam imensamente complexa a tarefa de integrar pe, pois, proporciona resultados que não podem ser e alinhar o capital humano que precisa, mais do que alcançados individualmente. De acordo com os estudiosos, existem oito conceitos básicos para fomentar a nunca, trabalhar de forma sinérgica. São muitos os desafios que o gestor deve enfrentar e sinergia nas equipes: consciência, comunicação, cooperação, coordenação, convervencer para desenvolver uma gência, confiança, companheiequipe. A formação e a lideO LÍDER TEM DOIS rismo e criatividade. rança de equipes de trabalho DESAFIOS SE QUISER TER Liderar uma equipe exige copassam, inevitavelmente, por SUCESSO: EMPODERAR nhecimentos, habilidades e períodos turbulentos repletos OS LIDERADOS PARA atitudes para lidar, principalde incertezas e conflitos. ASSUMIREM A AUTOGESTÃO mente, com o subjetivo. ViO descontrole resultante do E GARANTIR QUE O GRUPO sões, crenças, valores e sentiprocesso faz com que o gestor, EVOLUA DO CONFLITO mentos individuais criam uma muitas vezes despreparado PARA A SINERGIA miscelânea que é, ao mesmo para lidar com variáveis subjetempo, importante e crítica tivas, tenha grande dificuldade para integrar as pessoas e desenvolver a maturidade do grupo. Por isso, é importante estar preparado para ser um líder. O líder tem dois desafios se quiser ter sucesso: empoderar os liderados para assumirem a autogestão e garantir que o grupo evolua do conflito para a sinergia. Talvez o mais difícil seja o líder compartilhar com seus liderados as responsabilidades. Ele deve aprender que nunca terá uma equipe responsável

para o funcionamento do grupo. Nessa situação, o líder deve desenvolver a maturidade dos liderados para que, juntos, assumam sua autogestão e, ao mesmo tempo, administrar os conflitos levando o grupo ao funcionamento sinérgico. Identificar o estágio de desenvolvimento da equipe e aplicar o estilo de liderança compatível é a técnica que visa induzir uma resposta comportamental em direção à maturidade.

* Ricardo Mallet - educador do Programa Liderança Diferenciada da empresa Souza Rocha Soluções Educacionais, parceira da Fundação Fritz Müller

83


consumo portalmercadobrasil.com.br

MOSTRAR E CARREGAR CONTEÚDO A Epson lançou o projetor portátil Presenter i+, que possibilita ao usuário a projeção do conteúdo de um iPod, iPhone ou iPad, por meio de uma base integrada de conexão com os aparelhos. Além disso, permite o compartilhamento de imagens de aplicativos como computadores, DVD, Blue Ray e tablets. O Presenter i+ tem resolução de alta definição, é equipado com dois alto-falantes estéreo integrados de 10W e possui entrada para microfone. O preço sugerido é de R$ 2.999. Mais informações: epson.com.br.

divulgação

SOM EM 360 GRAUS Apostando na ideia do “cinema em casa”, a LG traz ao mercado o Home Theater HX906TXW, com som 3D, que se propaga a 360º, criando a sensação de imersão já conhecida em imagens. O aparelho é formado por um sistema de 9.1 caixas acústicas distribuídas em quatro torres e tem as caixas traseiras equipadas com wireless, o que permite criar ambientes diversificados. O modelo traz ainda dock para iPod e iPhone e é compatível com HD Externo. O preço sugerido para venda é de R$ 3.999. Mais informações: lge.com.

Problemas com falta de espaço no computador? A empresa americana Western Digital desenvolveu uma solução para ninguém colocar defeito: os novos HDs portáteis da linha My Passport são os primeiros a oferecer 2 TB de capacidade de armazenamento. Com design renovado, o aparelho recebeu um acabamento melhorado e uma capa externa mais resistente, que ajuda a evitar arranhões, além de possuir o novo software de backup WD SmartWare, que garante segurança e liberdade ao usuário. O produto é vendido a US$ 249,99 nos EUA - cerca de R$ 472. Mais informações: wdc.com.

84

maio2012

divulgação

Espaço de sobra


estante portalmercadobrasil.com.br

Pessoas de Resultado Autor: Luiz Fernando Garcia Editora: Gente - R$ 22,40

divulgação

divulgação

“Estou lendo Pessoas de Resultado, de Luiz Fernando Garcia. O autor explica os sete pontos fortes de pessoas que se destacam em diversas áreas de sua vida. Para que isso fosse possível, Luiz entrevistou mais de 1.200 pessoas e através de uma metodologia da Organização das Nações Unidas - ONU constatou que 188 se destacavam das demais. Destas, 93% tinham qualidades em comum explicitadas nas páginas do livro.” Márcia Tavares, presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis - SESCON-RJ

Design thinking Brasil

Quem matou a mudança

Faça bem feito ou não faça

Autor(es): Tennyson Pinheiro e Luis Alt Editora: Elsevier 248 páginas – R$ 59,90

Autor(es): John Britt, Judd Hoekstra, Ken Blanchard, Pat Zigarmi Editora: Best Seller 160 páginas – R$ 19,90

Autor(es): MahanKhalsa e Randy Illig Editora: Novo Século 312 páginas – R$ 44,90

Na obra, os autores apresentam o conceito Design thinking, abordagem que permite que as pessoas sejam colocadas no centro das estratégias da empresa e assim criarem soluções de alto valor. O livro apresenta cases de empresas que adotaram o Design thinking no Brasil, fala sobre a importância da empatia, colaboração e experimentação no processo de inovação e mostra ferramentas que podem auxiliar na aplicação deste modelo.

Para explicar porque as mudanças quase sempre são encaradas negativamente dentro das empresas, os autores de “Quem matou a mudança” inserem o leitor em um universo fictício. Na história, três personagens são suspeitos de matar a mudança: Vitória Visão, Expedita Urgência e Clara Comunicação. De maneira bem humorada, eles apontam as atitudes que impedem a mudança e apresentam maneiras de liderar com sucesso.

Os especialistas em vendas Mahan Khalsa e Randy Illig acreditam que o maior problema relacionado à venda e compra é que elas normalmente se fundamentam no medo, tanto do cliente, de ser induzido ao erro, quanto do vendedor, de não alcançar suas metas. Neste livro, os autores propõem que estes profissionais foquem o desejo do cliente, criando novas oportunidades de negócios, e estabelecendo relações de confiança. 85


agenda portalmercadobrasil.com.br

MAIO

CURSOS E OFICINAS

22 a 26 29ª Feira Internacional da Mecânica Local Expo Center Norte, São Paulo (SP) Informações mecanica.com.br

Curso Rotinas de Departamento Pessoal Período 14 a 17 Local Ajorpeme - Associação de Joinville e Região de Pequeno, Micro, e Média Empresa Informações ajorpeme.com.br

29 a 2 8ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração Local Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo (SP) Informações mtexpo.com.br 31 a 3 Feira do Empreendedor Local Parque Vila Germânica, Blumenau (SC) Informações feiradoempreendedor.com.br

Curso Como Gerenciar, na Prática, Escritórios de Arquitetura para o Sucesso Período 24 a 26 Local Comfort Porto Alegre, Porto Alegre (RS) Informações (11) 2626-1594 Curso Empreendedorismo Período 28 a 29 Local Acic – Associação Empresarial de Criciuma, Criciúma (SC) Informações (48) 3461-0908

Feira do Empreendedor Local Parque Vila Germânica, Blumenau (SC) Com foco em incentivar a criação de novas empresas e a formação de melhores gestores o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Santa Catarina – Sebrae, promove a Feira do Empreendedor, que ocorre entre os dias 31 de maio e 3 de junho. O evento também da oportunidade para as empresas apresentarem seus produtos e serviços. A visitação é gratuita mediante inscrição pelo site até o dia 28 de maio, depois dessa data o preço do ingresso será de R$ 3, válido para todos os dias.

JUNHO

CURSOS E OFICINAS

11 a 15 Expogestão 2012 Local Centreventos Cau Hansen, Joinville (SC) Informações (47) 3481-8888

Curso Responsabilidade Social Corporativa e Sustentabilidade Período 1 a 2 Local ADVB - Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil, Florianópolis (SC) Informações www.advbsc.com.br

19 a 22 3ª Feira Internacional de Logística Local Parque da Uva, Jundiaí (SP) Informações feiradelogistica.com.br 26 a 29 41ª Feira Internacional de Calçados, Acessórios de moda, máquinas e componentes Local Pavilhão de exposições do parque Anhembi, São Paulo (SP) Informações feirafrancal.com.br

Curso Desenvolvimento de equipes Período 25 a 27 Local Cejas – Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, Jaraguá do Sul (SC) Informações (47) 3275-7017 Curso de Análise do Crescimento da Confiabilidade Avançado Período 27 a 29 Local ReliaSoft Brasil, São Paulo (SP) Informações reliasoft.com.br

3ª Feira Internacional de Logística Local Parque da Uva, Jundiaí (SP) A Feira Internacional de Logística é uma das únicas que engloba todos os setores da logística, desde a mão de obra até a movimentação de cargas e outros serviços. Em sua 3ª edição, o evento disponibiliza cerca de 100 expositores, criando um espaço de integração entre os investidores e profissionais da área e expondo novas tendências do mercado. A visitação é gratuita e a feira acontece nos dias 19, 20, 21 e 22 de junho.

86

maio2012


MB 95  

business, marketing

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you