Issuu on Google+

RELVADO

PREFEITO DENUNCIA

BO IC OT E PO LÍT IC O

Adroaldo Dacroce está indignado com vereadores da oposição que não compareceram à sessão extraordinária para votar a liberação de recursos para o Rodeio. Parlamentares reagem e chamam prefeito de ditador.

Páginas 14 e 15

Diogo Daroit Fedrizzi

S.O.S TERRENOS Depois das calçadas, Opinião mostra o estado de áreas mal cuidadas no centro de Encantado

Páginas 6e7 Vitória Stürmer Bortoletti

CONVITE PARA MISSA DE UM ANO DE FALECIMENTO DE ANIDES ANA DALLA VECCHIA BERTÉ

Querida Mãe, já faz um ano que partiste e a saudade cada dia aumenta mais, fazendo nosso coração doer. Sentimos sua falta em todos os momentos. Se alegres, lembramos sua risada. Caso sejam momentos tristes, lembramos sua coragem, sua força, suas palavras de consolo, sua luta, pois você foi uma guerreira, tudo o que você viveu e compartilhou nos serve de exemplo. Isso nos dá ânimo para continuarmos nossa jornada. Você superou todos os obstáculos, viveu uma vida simples, sempre foi humilde, honesta, batalhadora, religiosa e cheia de projetos e planos. Sempre muito ativa e disposta, gostava muito de cantar e estar entre amigos e familiares. Foi uma bênção ter tido a oportunidade de participar da sua vida e de ouvir seus conselhos. Ainda temos tanto a lhe dizer, tantas palavras guardadas para serem ditas quando nos reencontrarmos. A sua partida foi tão repentina que não nos permitiu despedidas. Gostaríamos de ter mais tempo para poder lhe dar mais atenção, mais carinho, desfrutar mais sua companhia... O amor que semeou no coração dos que lhe conheciam vai ficar guardado para sempre dentro de cada um de nós. Sentimos sua presença e proteção como um anjo da guarda a nos guiar. Jamais a esqueceremos. Com esta mensagem, os familiares de Anides Ana Dalla Vecchia Berté convidam a todos para a missa de um ano de falecimento na Igreja Matriz São Pedro, de Encantado, neste sábado, 18 de janeiro de 2014, às 19h.

PESQUISA Muçum tem a cesta básica mais cara da região Páginas 8 e 9

RODOVIAS DA EGR Reunião em Encantado vai discutir faixas de domínio Página 4 SUINOFEST Organização divulga valores dos ingressos Página 4 PROMOÇÃO Você merece ir à festa do novo Beira-Rio? Páginas 5 e 19 CANTO DA LAGOA A opinião de quem já coordenou o Festival Páginas 10 e 11 DOUTOR RICARDO Festa da Gruta é dia 2 de fevereiro Página 12 GAROTA VERÃO As vencedoras da região CAPA MIX


2

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Empossados novos secretários em Muçum O prefeito Lourival de Seixas anunciou dois novos secretários municipais. As mudanças ocorreram nas secretarias de Educação e Agricultura. Osmar Patussi, ex-diretor e professor aposentado da Escola Estadual Souza Doca, assumiu a pasta de Educação, cargo que antes era ocupado por Marilurdes Trojan. Já na Agricultura e Produção, quem assumiu foi o suplente de vereador, Pedro Antônio Mulinari, cargo que antes era ocupado pelo atual vice-prefeito Lauro Fronchetti. Fotos: Divulgação

De Seixas e Mulinari

Marilurdes e Patussi

Escola do Leite da Dália retoma aulas em março O ano de 2013 marcou o início da Escola do Leite. O projeto da Dália Alimentos, que inova o conceito de assistência técnica, iniciou as aulas no mês de outubro do ano passado. Foram três módulos realizados na região de Anta Gorda, sede inicial para o projeto que retoma as atividades no mês de março. As aulas reiniciam no dia 5 de março, na propriedade de Gilberto Lodi, em Linha Santos Filho, interior do município de Anta Gorda. O quarto módulo será ministrado pelo Técnico em Agropecuária e Nutrição do Gado Leiteiro, Paulo Roman, sobre o tema Produção de Alimentos Volumosos. Conforme o coordenador da Escola do Leite, o zootecnista Fernando Oliveira de Araujo, os objetivos estabelecidos para 2013, que compreendiam a implantação do projeto e o início das aulas para capacitação dos associados, foram alcançados. “Os três módulos realizados no ano que se encerrou – Gestão e Planejamento da Atividade Leiteira, Melhoramento Genético e Conforto e Bem-Estar de Vacas Leiteiras – foram muito bem recebidos pelos associados, devido à importância dos assuntos no processo de produção de leite”, informa. Para 2014, Araujo acredita que os módulos a serem ministrados também terão boa aceitação e serão úteis para incrementar a produção de leite nas propriedades do quadro social. De acordo com ele, a participação dos associados que compareceram às aulas foi um fator determinante para o sucesso das atividades em 2013. “Esse novo modelo de assistência técnica está permitindo que o associado adquira o conhecimento, interaja com outros produtores e observe na prática como as atividades devem ser desenvolvidas”, considera. O zootecnista reconhece que muitos associados procuraram a equipe técnica da Dália Alimentos após os encontros para esclarecer algumas dúvidas. “Essa relação entre os pro-

Devolução de livros sem multa vai até dia 21

2166

A Biblioteca Pública de Encantado reforça aos leitores que retiraram livros do acervo e passaram do prazo de devolução, que o período do perdão sobre multas se estende até terçafeira (21).. Posteriormente, será cobrada multa de R$ 1,00 por dia de atraso. Quem está em débito fica impossibilitado de retirar novos livros por empréstimo em seu nome. A renovação do cadastro de leitores custa R$ 5,00. O dinheiro arrecadado é revertido para a compra de novos livros. Desde o início da campanha de devolução de livros sem multa, apenas 30 volumes, de mais de uma centena que está fora do prazo, retornou às estantes da Biblioteca.

FALECIDOS DA SEMANA 09/01/2014 até 16/01/2014 Divulgação na Rádio Encantado AM

11/01- Marcos Antônio Fedrizzi - 49 anosCemitério de Linha Ernesto Alves, Nova Bréscia. 15/01 - Inez Tramontini Capra - 87 anosCemitério São Pedro/Encantado- Funerária Mazzarino.

dutores e os técnicos durante os encontros é o principal fator de geração de conhecimento.” O calendário de aulas para 2014 iniciase em março e encerra-se em setembro. Os municípios que já receberam a Escola do Leite, e também deverão receber, são Anta Gorda, Relvado, Arvorezinha e Putinga. “Esperamos que os associados sigam comparecendo às reuniões, adquirindo conhecimento, tendo acesso às novas tecnologias e, assim, continuem melhorando os índices de produtividade de seus rebanhos leiteiros”, considera Araujo. Saiba mais A Escola do Leite consiste em uma sala de aula montada sobre rodas, em um veículo Sprinter. O veículo instala-se em propriedades estratégicas de cada região assistida pela Dália Alimentos. Nos locais, são ministradas aulas práticas e teóricas para todos os produtores de leite. Durante o encontro, realizado uma vez ao mês, os produtores de leite tem a oportunidade de sanar dúvidas e observar na prática como qualificar a produção, além de interagir com os demais produtores e parceiros da atividade. A sala de aula motorizada é equipada com um toldo aéreo de proteção para sol e chuva, televisor de 65 polegadas, sistema de áudio e vídeo e retroprojetor. A capacidade é para 50 pessoas sentadas, que recebem todo material apresentado em apostilas, incluindo cada módulo e assunto estudado durante os encontros. Ao término de dez meses, o produtor que frequentar todas as aulas receberá um certificado de conclusão do curso. Inicialmente, participam da Escola do Leite produtores de Anta Gorda, município-sede da região que está recebendo as primeiras aulas do projeto, e também de Arvorezinha, Doutor Ricardo, Ilópolis, Itapuca, Nova Alvorada, Putinga e Relvado.

CRONOGRAMA DAS AULAS Anta Gorda I e Doutor Ricardo 05/03 - Produção de Alimentos Volumosos- Gilberto Lodi 02/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Arlei Parisotto 07/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Gilberto Lodi 04/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Ismael Andreolli 02/07 - Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- Ismael Andreolli 06/08 - Controle de Mastites- Ismael Andreolli 03/09 - Sanidade do Rebanho- Mauro Casagranda Anta Gorda II 11/03 - Produção de Alimentos Volumosos- Gilberto Lodi 09/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Arlei Parisotto 13/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Gilberto Lodi 10/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Ismael Andreolli 08/07 - qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- Ismael Andreolli 12/08 - Controle de Mastites- Ismael Andreolli 09/09 - Sanidade do Rebanho- Mauro Casagranda Putinga I 13/03 - Produção de Ali-

mentos Volumosos- Volmar Camilotti 16/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Vinícius Guilardi 15/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Rudimir Secco 12/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Rudimir Secco 15/07 - Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- João Favini 14/08 - Controle de Mastites- Volmar Camilotti 11/09 - Sanidade do Rebanho - Rudimir Secco Putinga II 19/03 - Produção de Alimentos Volumosos- Volmar Camilotti 22/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Vinícius Guilardi 21/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Rudimir Secco 18/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Rudimir Secco 17/07 - Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- João Favini 19/08 - Controle de Mastites- Volmar Camilotti 17/09 - Sanidade do Rebanho- Rudimir Secco Arvorezinha, Ilópolis, Ita-

puca e Nova Alvorada 25/03 - Produção de Alimentos Volumosos- Genir Mignoni 24/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Luis Carlos Marchese 27/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Luis Carlos Marchese 24/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Genir Mignoni 22/07 - Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- Leonardo Naibo 26/08 - Controle de Mastites- Leonardo Naibo 23/09 - Sanidade do Rebanho- Luis Carlos Marchese Relvado 27/03 - Produção de Alimentos Volumosos- Vilso Cagliari 30/04 - Manejo Nutricional do Rebanho- Vilso Cagliari 29/05 - Reprodução de Vacas Leiteiras- Vilso Cagliari 26/06 - Criação de Terneiras e Novilhas- Renato Santer 24/07 - Qualidade do Leite e Manejo de Ordenha- Leandro Delazari 28/08 - Controle de Mastites- Leandro Delazari 25/09 - Sanidade do Rebanho- Vilso Cagliari


GERAL

3

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Limpeza nas ruas e bairros Mande sua reclamação, sugestão, elogio para bocanotrombone@opiniaojornal.com.br

Roca Sales - O município iniciou um novo roteiro de limpeza das vias públicas e bairros. O serviço de varredura mecanizada e manual, recolhimento de sujeiras e capinas começou na Rua Darci Azambuja e estradas próximas à empresa Beira-Rio. Esta é a segunda etapa de limpeza. A primeira ocorreu entre maio e junho de 2013. Os serviços são realizados pela empresa Lenan Urbanizadora, de Lajeado, vencedora da licitação. O objetivo da ação é embelezar a cidade e oferecer locais mais limpos e seguros à população e uma melhor qualidade de vida. A Administração alerta as pessoas para que recolham os utensílios expostos nas ruas, como areia, brita, tijolos e demais materiais de construção, a fim de evitar transtornos e facilitar o trabalho.

Morador da Avenida Antonio de Conto reclama da quantidade de lixo acumulado nas bocas de lobo. A preocupação maior é nos dias de chuva. A água acumula, provocando pequenos alagamentos.

Fotos: Vitória Stürmer Bortoletti

Serviço de varredura mecanizada

Homenagem a empresas com mais de 60 anos Para a Semana do Município, que ocorrerá de 31 de março a 06 de abril, a Casa de Cultura Dr. Pedro José Lahude, vai homenagear várias empresas e entidades do município que já completaram 60 anos de fundação. Segundo o coordenador Airto Francisco Gomes, haverá uma exposição com fotos de 10 empresas contempladas e o histórico de cada uma. A programação marca também o lançamento de mais uma obra do escritor e historiador Gino Ferri, a biografia de Agenor Peretti. Está previsto também a exibição de um filme a ser apresentado por uma distribuidora de Santa Maria, que tem a participação do ator Agenor Peretti como protagonista. Este evento, em vista da filmagem, deverá ocorrer no dia 3 de abril, no Auditório Itália, com entrada gratuita.

Milharal no centro

Um proprietário de terreno localizado na Rua Duque de Caxias, no centro de Encantado, aproveitou o espaço para plantar uns pés de milho e cultivar uma horta. É o contraste do ambiente rural com o urbano.

Diogo Daroit Fedrizzi

Concurso público em Nova Bréscia A Prefeitura de Nova Bréscia abre as inscrições para concurso público. São quatro vagas para os cargos de Fonoaudiólogo, Merendeira, Monitor de Escola e Professor de Educação Infantil. Os salários variam de R$ 939,88 a R$ 2.193,03. As inscrições são aceitas até o dia 24 de janeiro. As provas serão aplicadas no dia 8 de fevereiro. A divulgação do gabarito será feita no dia 10 e o resultado sai no dia 21. Outras informações podem ser obtidas no site da Prefeitura (www.pmnovabrescia.com.br). CARGOS

Fonoaudiólogo Merendeira

Monitor de Escola Professor de Educação Infantil

VAGAS 1 1 1 1

Horas Semanais

Salário

20h

R$ 2.193,03

32h

R$ 1.566,45

35h 32h

R$ 1.183,50 R$ 939,88

Taxa de Inscrição

Horário da Prova

R$ 50,00

8h30min

R$ 80,00 R$ 40,00 R$ 70,00

8h30min 8h30min 8h30min

ASSINE O OPINIÃO LIGUE 3751-1580


4

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

SUINOFEST 2014

Divulgados valores dos ingressos Uma das novidades é a Noite dos Espumantes em duas sextas-feiras

Henrique Pedersini

Encantado - Faltando menos de seis meses para o evento, a Suinofest 2014 intensifica os preparativos. Nesse ano, a presidência será de Admir Lorenzon e algumas novidades estão sendo providenciadas pela organização tanto para o interior do Salão Gastronômico quanto para área externa em relação a shows e feira comercial. A programação acontece nos dias acontece nos dias 6, 7, 8 e 13, 14 e 15 de junho. Os valores dos ingressos já foram divulgados e serão disponibilizados a partir de fevereiro para as empresas credenciadas na Associação Comercial de Industrial de Encantado. Uma das principais novidades será a Noite do Espumante nas duas sextas-feiras. De acordo Lorenzon, a iniciativa visa dar um enfoque diferente para cerimônia de abertura. “A ideia é propiciar ao grande público a oportunidade de acompanhar a abertura, de uma forma mais light. Claro que um evento desse porte requer uma formalidade, mas o objetivo de realizar mais

Henrique Pedersini

uma Noite do Espumante também no primeiro dia é mudar um pouco esse contexto formal”, explica. Considerado um dos principais acontecimentos da última edição, o Fashion Show, realizado na parte externa do Parque, será realizado novamente. Uma comissão está organizando esse evento que reuniu bom público em 2013. Novos valores Sobre o preço dos ingressos, o coordenador geral, Thiago Fachinetto, ressalta que houve um acréscimo natural. Enquanto empresas associadas pagam R$ 42,00 para o meio-dia, os valores para não conveniados ficam em R$ 48,00. Sócios pagam R$ 44,00 para o período da noite e o restante R$ 53, 00. “Em comparação com eventos da natureza, o valor do ingresso da Suinofest é 30% mais barato. Nós da organização procuramos oferecer um preço justo se feita uma relação com o cardápio”, garante Rafael Fontana, da Lume Eventos. O festival de compras é considerado um dos responsáveis pela consoli-

dação do evento. Conforme o responsável pela feira, foram feitas mudanças nas últimas edições para que ela tornasse referência nesse tipo de evento, oportunizando as pessoas a visitarem mais de 140 espaços comerciais em um mesmo local. “Acontecerão ampliações na parte externa, com mais espaço para shows. Todos os associados foram visitados para que possamos trazer mais do comércio local para o Parque João Batista Marchese. Criamos um ambiente diferenciado para os comerciantes, pois são mais de 40 mil visitas em seis dias de eventos nesse espaço comercial”, avaliou Fontana. Em 2013, o volume de negócios girou em torno de R$ 2 milhões. O presidente Admir Lorenzon ressaltou ainda que a comissão esteve presente recentemente em Gramado onde ocorreu um encontro de Turismo reunindo as maiores festas do Estado. O que chamou atenção foi o reconhecimento do evento em Encantado. “A Suinofest está fora dos limites territoriais do Estado e até do país”, concluiu.

Júlio Medeiros, Rafael Fontana, Admir Lorenzon e Tiago Fachinetto foram entrevistados por Milton Fernando na Rádio Encantado AM

Rodovias pedagiadas

Reunião em Encantado vai discutir faixas de domínio Encontro será na quarta-feira (22). Nesta semana, EGR anunciou obras para Estrela

Henrique Pedersini

Encontro teve participação de membros da EGR e entidades da região Henrique Pedersini Região - Uma possível redução das faixas de domínio nas rodovias administradas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) no Vale do Taquari proporcionará estudo por parte das cidades por onde passam as rodovias. Uma reunião acontecerá nessa quarta-feira (22) no auditório Brasil da Prefeitura Municipal de Encantado. Nesse encontro estarão membros equipes técnicas das prefeituras e técnicos da EGR. A ideia é construir um planejamento para ser apresentado ao Conselho Comunitário das Regiões de Rodovias Pedagiadas (COREPE). A iniciativa da reunião com caráter técnico foi firmada na última terça-feira (14), durante encontro realizado na Câmara de Vereadores em Estrela. De Encantado, participaram o prefeito Paulo Costi, os vereadores Jonas Calvi e Sander Bertozzi, além do vereador e presidente do Corepe, Luciano Moresco, e mais o secretário da Administração, Fredi Camargo, e o secretário de Planejamento, Roberto Turatti. A próxima reunião ordinária dos conselheiros do Corepe ocorre no dia 26 de fevereiro às 9h em Arroio do Meio Encontro do Corepe em Estrela O assunto que predominou na reunião da terça-feira (14) foi a alteração da faixa de domínio e área não edificante. Uma Lei Federal normatiza a faixa não edificante em 15 metros de margem. A reclamação dos prefeitos é de que construções aprovadas pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) anteriormente, não recebem alvará por ter sido construídas sobre a concepção anterior, de quatro metros pelo menos. O presidente da EGR assegura que o impasse será resolvido. “Estamos verificando que há diferenças entre o tratamento que vinha sendo feito pelo Daer e que está sendo realizado pela EGR. Há uma lei que trabalha em 15 metros áreas não edificadas. Nós queremos fazer isso em conjunto com os municípios, estamos buscando uma maneira de acertar as faixas de domínio pela capacidade da rodovia”, explicou. Bertotto acha que no bom senso deve prevalecer e não serão necessárias demolições. O presidente do Corepe que tem abrangência das praças de pedágio de Cruzeiro do Sul, Encantado e Boa Vista do Sul. Luciano Moresco ressaltou que a alteração de 11 metros da faixa acarretaria na invasão de propriedades “Isso traz um enorme transtorno para pessoas, administrações, prefeitos e os cidadãos querendo receber o mesmo tratamento do que os que construí-

ram no ano passado”, afirma. Na quarta-feira serão apresentados ainda locais críticos das rodovias, onde serão instaladas lombadas eletrônicas. A EGR ressaltou que comprará os equipamentos e repassará ao Daer. A melhoria na sinalização também está entre os próximos trabalhos da concessionária, incluindo a colocação de placas e pintura. Bertotto mostrou preocupação quanto a possibilidade de redução da faixa de domínio quanto a uma futura duplicação das rodovias ERS-129 e ERS-130, de Venâncio Aires a Muçum. A reunião em Encantado servirá para estruturar áreas que precisam de adequação. A instalação de redutores de velocidade também foi assunto da reunião dessa semana. Estuda-se a possibilidade de instalar lombadas eletrônicas, pardais, quebra-molas ou semáforos. A lista de locais críticos nos municípios está sendo entregue pelos chefes de Executivo para que a EGR faça a avaliação do redutor mais eficaz em cada um dos casos.

Prazo maior para melhorias solicitadas em 2013 Através do presidente Bertotto, a EGR solicitou mais 10 dias de prazo para analisar obras prioritárias encaminhadas pelo COREPE no final do ano passado, São elas o projeto de melhorias no trevo próximo ao Posto Peteba em Encantado; construção de rótula e asfaltamento no acesso à rodovia em Boa Vista do Sul e recuo em um via de Cruzeiro do Sul; ampliação das vias laterais para facilitar acesso ao bairro Santa Clara; instalação de semáforo no trevo de acesso em Arroio do Meio e mais pojeto para desafogar o trânsito próximo a rótula da BRF no acesso a Santa Clara do Sul. O Presidente da EGR revelou que existem R$ 8 milhões em caixa para investimentos no Vale do Taquari. No dia 17 de fevereiro deverá ser concluído o processo de licitação para contratar empresa de engenharia que realizará os projetos técnicos, visto que faltam engenheiros na instituição estadual. No último concurso público apenas duas das 18 vagas foram ocupadas. EGR anuncia obras em Estrela O Presidente Luiz Carlos Bertotto confirmou a realização de obras no acesso do bairro Boa União em Estrela. O investimento será de aproximadamente R$ 240 mil para um alargamento de pista que liga o centro do município ao viaduto sobre a BR-386, no início da Rota do Sol. Segundo Bertotto, a obra contribuirá para melhoria do fluxo de veículos. A previsão é que as obras iniciem no mês e março.


COLUNA

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

5

milton@rdencantado.com.br

Vamos lá, colorado!!! O Grupo Encantado de Comunicação lança mais uma promoção: "Eu quero conhecer o novo Beira-Rio e levar um acompanhante". O vencedor vai assistir de graça aos dois dias de festa no novo estádio colorado e com direito a levar um acompanhante. Confira o regulamento abaixo e participe deste momento histórico. Regulamento da promoção EU QUERO CONHECER O NOVO BEIRA RIO E LEVAR UM ACOMPANHANTE 1. Objeto e Prazo do Concurso Cultural 1.1. O Concurso Cultural “EU QUERO CONHECER O NOVO BEIRA RIO E LEVAR UM ACOMPANHANTE” será promovido, pelo GRUPO ENCANTADO DE COMUNICAÇÃO (RÁDIO ENCANTADO AM 1580, LB SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DO VALE LTDA, CNPJ 04.432.643/001-65, RUA SETE DE SETEMBRO 792, ENCANTADO RS, RÁDIO ENERGIA POP FM 97.7, RÁDIO ENERGIA DOS VALES LTDA, CNPJ 03.777.407/0001-18, AVENIDA GENERAL DALTRO FILHO 1127, SALA 06, ROCA SALES RS, JORNAL OPINIÃO REGIONAL, OPINIÃO REGIONAL EDITORA JORNALÍSTICA LTDA, CNPJ 13.314.874/0001-65,, RUA SETE DE SETEMBRO 792 SALA 1, ENCANTADO RS, de acordo com o artigo 3º, inciso II, da Lei nº 5.768/71 e artigo 30, do Decreto nº 70.951/72.

1.2. O Concurso será realizado, no período compreendido entre às 9h do dia 16 de janeiro de 2014 até as 24 horas do dia 31 de março de 2014, e consistirá na premiação de 01 (um) participante, que enviar a melhor frase, PORQUE QUERO CONHECER O NOVO BEIRA RIO, e terá direito a levar uma acompanhante. 1.3. A premiação será seguinte: 1.1.1. – Ingresso Cadeira Superior ou Inferior para o vencedor e acompanhante que este indicar, para os dias 05 de abril, festa de abertura e 06 de abril, jogo Internacional e Penharol; 1.1.2. – Deslocamento a Porto Alegre no dia 05 de abril a tarde e retorno após o jogo do dia 06 de abril, inclusive com tranfers Hotel/Estádio e vice-versa. 1.1.3.- Um pernoite para duas pessoas, quer será determinado pelas organizadoras da promoção, no dia 05 de abril; 1.1.4- Jantar no dia 05 de abril, almoço e jantar no dia 06 de abril, em local a ser determinado pelas promotoras do evento; 2. Mecânica do Concurso Cultural 2.1. O concurso é aberto a todas as pessoas maiores de 16 (dezesseis) anos.

2.2. Para participar, todas as pessoas interessadas, deverão acessar as paginas Rádio Encantado, Energia POP, Jornal Opinião e Grupo Encantado de Comunicação, na rede social Facebook, curtir uma das páginas, se

já não fizer parte da comunidade, e, lá se identificar e dizer porque “EU QUERO CONHECER O NOVO BEIRA RIO E LEVAR UM ACOMPANHANTE”, ou preencher cupom que estará circulando junto com o Jornal Opinião Regional, nas edições de 18, 25 e 31/01/2014, 07, 14, 21, 28/02/2014, 07, 14, 21, 28/03/2014, que deverão ser entregues na Rua Sete de Setembro, 792 sala 01, Encantado RS, até o dia 31.03.2014 as 24 horas . 2.2.1.- O regulamento será publicado na edição do dia 17 de janeiro de 2014 do Jornal Opinião, no dia 15 de janeiro nas paginas da rede social Facebook citadas no item 2.2 do regulamento, no site da WWW. energiapop.com.br. 2.3. Será premiado o participante que enviar a frase mais criativa, selecionada por uma comissão interna das Realizadoras, a seu exclusivo critério, segundo parâmetros determinados pela referida Comissão. 3. Das Condições de Participação

3.1. Estar identificado, nas páginas do Facebook conforme o item 2.2 do regulamento, ou nos cupons do Jornal Opinião Regional. 3.2. Não terão validade as respostas que não preencham as condições do Concurso estabelecidas neste Regulamento, ou que não estejam adequadas ao tema proposto. 3.3. O(a) interessado(a) em participar do concurso declara, desde já, ser responsável pela autoria da resposta encaminhada e que a mesma não constitui plágio ou violação de quaisquer direitos de terceiros. 3.4. Os participantes serão excluídos automaticamente do Concurso em caso de fraude comprovada, ou em caso de envio de respostas com teor grosseiro, ofensivo, discriminatório ou que violem qualquer lei municipal, estadual ou federal, ou, ainda, com teor comercial (propaganda de produtos e serviços que não sejam relacionados as Realizadoras).

3.5. Em momento algum poderá as Realizadoras ser responsabilizada por inscrições perdidas, atrasadas, enviadas erroneamente, incompletas, incorretas, inválidas ou imprecisas. As Realizadoras não serao responsáveis por problemas, tais como, mas sem excluir outros semelhantes a estes: falhas ou funcionamento técnico, de qualquer tipo, em redes de computadores, servidores ou provedores, equipamentos de computadores, hardware ou software, ou erro, interrupção, defeito, atraso ou falha em operações ou transmissões para o

correto processamento de inscrições, incluindo, mas não se limitando, a transmissão imprecisa de inscrições ou falha da Realizadora em recebêlas, em razão de problemas técnicos, congestionamento na internet ou no site ligado ao Concurso, vírus, falha de programação (bugs) ou violação por terceiros (hackers).

3.6. Não serão aceitas respostas maliciosas, preconceituosas ou contrárias à moral ou que não se refiram ao tema proposto, bem como não poderão conter, em seu conteúdo, palavras de baixo calão, palavrões ou ofensas ao nome, imagem ou moral de qualquer pessoa ou instituição.

3.7. Da mesma forma, serão automaticamente desclassificadas as respostas que fizerem referência desonrosa a pessoas, instituições, locais, obras culturais ou quaisquer outras protegidas por direitos autorais, ou ainda, que promovam o uso de drogas ilícitas, bebidas alcoólicas, tabaco, sexo ou armas de fogo. 3.8 O acompanhante deverá ter a idade de 16 anos ou mais na data dos eventos; 4. Do Julgamento Pela Comissão Julgadora

4.1. O julgamento da melhor resposta será feito na Rua Sete de Setembro 792, no dia 02 de abril entre 14h e 17h. 4.1.1. A Comissão será composta por 3 (três) membros da Realizadora.

4.1.2. Na hipótese do concurso receber duas ou mais respostas idênticas, a Realizadora estabelece o "sorteio" como critério de eleição. 4.2. Os parâmetros que serão utilizados pela Comissão Julgadora na escolha das melhores respostas são: criatividade, originalidade, adequação ao tema proposto.

4.3. As respostas escolhidas serão divulgadas a partir das 8h30min, na programação das Rádios, Encantado AM, Energia POP 97.7 FM e no dia 04 de abril na páginas do Jornal Opinião, e no mesmo horário da rádios, na páginas da rede social Facebook citadas no item 2.2 deste regulamento. 4.4. Os vencedores serão comunicados via e-mail ou telefonema, no e-mail ou telefone que constarem do seu formulário de inscrição, ou via rede social Facebook, a partir do horário estabelecido no item 4.3 do Regulamento.

5. Do Prêmio 5.1. Conforme estabelecido no item 1.3, 1.3.1 a 1.3.4 deste regulamento 5.2. O prêmio é pessoal e intransferível e não poderá ser convertido em dinheiro, nem trocado por outro item. 6. Da Entrega Do Prêmio

6.1. A entrega do Prêmio acontecerá, no dia 03 de abril de 2014, a partir das 17h. A produção das realizadoras entrará em contato com os vencedores. Veiculo indicado pelas realizadoras,, que terá seguro, que sairá as 14 horas do dia 05 de abril, da Rua Sete de Setembro, 792, Encantado-RS.

6.2. A Realizadora não se responsabilizará pela autenticidade dos dados fornecidos pelo participante no ato da inscrição, ou pelo fornecimento de informações incorretas, imprecisas ou incompletas, que impossibilitem a entrega do prêmio. 6.3. O prêmio será entregue livre e desembaraçado de qualquer ônus para o contemplado.

6.4. O prêmio será entregue ao vencedor, sem qualquer sorteio ou operação assemelhada, nem vinculação de seus participantes à aquisição de qualquer bem e/ou utilização de qualquer serviço ou mediante pagamento. 7. Das Considerações Gerais

7.1. Este Concurso possui cunho exclusivamente cultural e a participação nele não está subordinada a qualquer modalidade de álea ou pagamento pelos concorrentes, nem vinculada à aquisição ou uso de qualquer bem, direito ou serviço, de acordo com o disposto no art. 3º, II, da Lei nº 5.768/71 e art. 30, do Decreto nº 70.951/72. 7.2. Ao inscrever-se para participar do Concurso, nos termos deste Regulamento, o participante estará automaticamente autorizando as Realizadoras a utilizar, de modo gratuito, definitivo e irrevogável, de seu nome, imagem e som de voz em qualquer veículo de imprensa, mídia ou Internet, para divulgação do Concurso, cedendo também as Realizadoras todos os direitos autorais por tempo indeterminando relativos à resposta criada, que passará a ser de sua propriedade.

7.2.1. As autorizações descritas acima não implicam qualquer obrigação de divulgação ou de pagamento de qualquer quantia por parte da Realizadora.

7.3. Pelo simples ato de inscrição neste Concurso, o participante, ainda, autoriza, reconhece e aceita que os dados pessoais e demais informações, inclusive os submetidos por meio do formulário de participação, passam a ser de propriedade da Realizadora, que poderá utilizá-los para os fins necessários à adequada realização deste Concurso, sem que qualquer valor seja devido ao participante. 7.4. O participante reconhece e aceita expressamente que a Realizadora não poderá ser responsabilizada por qualquer dano ou prejuízo oriundo da participação neste Concurso ou da eventual aceitação do prêmio.

7.5. O presente Regulamento poderá ser alterado e/ou o Concurso suspenso ou cancelado, sem aviso prévio, por motivo de força maior ou por qualquer outro ou motivo que esteja fora do controle da Realizadora e que comprometa a realização do Concurso de forma a impedir ou modificar substancialmente a sua condução como originalmente planejado.

7.6. Para esclarecer eventuais dúvidas sobre o presente Concurso, os participantes poderão entrar em contato a Realizadora. 7.7. Quaisquer dúvidas, divergências ou situações não previstas neste Regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrecorrível pela Comissão Julgadora mencionada no item 4 acima.

7.8. Não poderão participar da promoção empregados de toda e qualquer empresa do denominado “Grupo Encantado de Comunicação, nominadas no item 1 do Regulmento, empresas coligadas, seus familiares ou pessoas que de alguma forma participem, direta ou indiretamente, na produção e avaliação da promoção. 7.9. A participação neste Concurso implica a aceitação total e irrestrita de todos os itens deste Regulamento.

7.10. A decisão da comissão julgadora é soberana e não comporta qualquer espécie de recurso. 7.11 Cópia deste Regulamento poderá ser obtida no site das Realizadoras, e cópia estará a disposição na Rua Sete de Setembro, 792 em Encantado RS, para ser lida por participantes ou interessados. Encantado, 02 de janeiro de 2014. Comissão Organizadora.


6

ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

S.O.S. TERRENOS Na edição passada, o Opinião mostrou a condição precária de algumas calçadas de Encantado. Agora, é a vez de expormos a situação dos terrenos localizados na região central da cidade. A pauta atende a um pedido dos leitores, que semanalmente ligam para a redação do Jornal e revelam indignação com a falta de cuidado. A exemplo dos passeios públicos, há vários pontos que mostram si-

nais de abandono, em que o mato toma conta, contribuindo para o acúmulo de lixo e entulhos, a proliferação de animais peçonhentos e insetos, além de deixar a aparência desagradável. Analisamos sete ruas: Duque de Caxias, Sete de Setembro, Júlio de Castilhos, João Sanna, Monsenhor Scalabrini, Coronel Sobral e Antonio de Conto.

Diogo Daroit Fedrizzi

duque de caxias

Na Duque de Caxias, a uma quadra Júlio de Castilhos e da Padre Anchieta, no centro, há dois terrenos abandonados, um do lado do outro. Entulho de restos de construção, lixo, mato e até um tronco de árvore caído revelam o descaso.

CORONEL SOBRAL

Na Coronel Sobral, próximo ao Hospital Santa Teresinha, a vegetação começa a invadir o prédio construído para receber o Centro Regional de Fisioterapia.

MONSENHOR SCALABRINI Na Monsenhor Scalabrini, o terreno está cercado, mas pede uma roçada urgente.


ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

7

^ ANTONIO DE CONTO

~ SANNA JOAO

Na Antonio de Conto, o mato já está mais alto que a cerca. Há restos de lixo e entulho.

JULIO ´ DE CASTILHOS

A extensão da João Sanna apresenta vários pontos de terrenos abandonados. Há locais em que o mato chega a superar os muros e invadir as calçadas.

Na Júlio de Castilhos, a uma quadra da Praça da Bandeira, a vegetação ocupa todo o terreno. O visual é desagradável.

Denúncias aumentam no verão

SETE DE SETEMBRO

Na Sete de Setembro, após a demolição de uma casa, o local ficou abandonado.

O Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Encantado recebeu em 2013 cerca de 50 denúncias sobre terrenos mal cuidados. Os problemas se concentram na cidade e nos bairros. Conforme a fiscal do setor, Luciana Gonçalves, o número de casos é maior nos meses de verão, em que o período de chuva intercalado com o forte calor, favorece o crescimento do mato. Após receber a reclamação, que quase sempre é feita pelos vizinhos, a primeira providência é conversar com o proprietário e solicitar a limpeza. Luciana explica que 70% dos contatos são feitos para pessoas que moram fora de Encantado. "Elas até nos agradecem pelo aviso, muitos esquecem por não morar na cidade. Poucos nos questionam ou reclamam", explica. Após o aviso via telefone, os donos dos terrenos têm prazo de uma semana para fazera limpeza. Caso contrário, são notificados. Há três tipos de multa para os que não cumprem com a determinação: grau leve (R$ 106,00), médio (R$ 232,00) e máximo (R$ 532,00). "Para esse tipo de notificação nunca precisamos multar ninguém", diz a fiscal. Luciana revela que o departamento não possui equipe suficiente para intensificar a fiscalização no município, por isso procura trabalhar em cima das denúncias que chegam até a Prefeitura. "Já temos um livro que lista os vários proprietários de terrenos baldios", acrescenta.

Limpeza é obrigação, diz lei O Capítulo III do Código de Meio Ambiente e de Posturas de Encantado fala sobre a manutenção dos terrenos. O texto fala das obrigações dos proprietários.

CAPÍTULO III DAS HABITAÇÕES E TERRENOS Art. 89 - Os proprietários ou inquilinos têm obrigação de manter livres de macegas, resíduos, dejetos e águas estagnadas os seus quintais, pátios, terrenos e edificações, a fim de evitar a proliferação de insetos e ratos. Parágrafo Único - Decorrido o prazo dado para que os quintais, pátios, terrenos ou edificações sejam limpos adequadamente, a Prefeitura Municipal, através do órgão competente, executará a limpeza cobrando do proprietário ou inquilino os gastos respectivos, acrescidos de 10% (dez por cento) a título de administração. Art. 93 - Os proprietários ou responsáveis pelos terrenos e edificações devem evitar a formação de focos ou viveiros de insetos nocivos e outros vetores.


8

ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

BOLSO DO CONSUMIDOR

Preço da cesta básica varia mais de 10% na região Jornal Opinião pesquisou valores dos produtos em supermercados de Encantado, Roca Sales e Muçum Vitória Stürmer Bortoletti

Dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgados neste mês revelam que o valor da cesta básica aumentou, em 2013, nas 18 capitais pesquisadas pelo instituto. De acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, Porto Alegre foi a cidade que apresentou o maior valor (R$ 329,18), mesmo sendo a terceira menor variação positiva (0,14%). No acumulado do ano, o leite, a farinha de trigo, a banana, o pão francês e a batata

Vitória Stürmer Bortoletti

tiveram aumento em todas as regiões em que foram pesquisados. O leite mostrou variações entre 6,18% e 28,24%. Em 2013, a farinha de trigo teve variações que chegaram a 67,06%. A principal queda foi de -5,57%. Já o pão francês subiu, em 2013, em todas as regiões pesquisadas, com variações que oscilaram entre 2,13% e 24,17%. Em 2013, o preço da batata subiu nas dez localidades do CentroSul, onde é pesquisada. As taxas variaram entre 4,41% e 45,60%. A banana apresentou

altas acumuladas em todas as cidades em 2013, com taxas que variaram de 73,89% a 4,46%. O óleo de soja foi o único produto da cesta que teve seus preços reduzidos em todas as cidades, com taxas que oscilam entre -27,10% e -13,66%. Para coleta de dados, a pesquisa nacional aplica questionário com a população das capitais, a fim de definir os locais, como supermercados, padarias e açougues, e as marcas a serem analisados.

PRODUTOS QUE COMPÕEM A CESTA BÁSICA • • • • • • • • • • • • •

SAIBA MAIS Cesta básica é o nome dado a um conjunto formado por produtos utilizados por uma família durante um mês. Este conjunto, em geral, possui gêneros alimentícios, produtos de higiene pessoal e limpeza. Cesta Básica Nacional, ou Ração Essencial Mínima, é composta de treze gêneros alimentícios com a finalidade de monitorar a evolução do preço deles através de pesquisas mensais em algumas capitais dos estados brasileiros. A quantidade dos gêneros na cesta varia conforme a região.

Carne Leite Feijão Arroz Farinha Batata Legumes (Tomate) Pão Café em pó Açúcar Óleo/Banha Manteiga Frutas (Banana)

Mínimo deveria ser de R$ 2.765 para suprir despesas Com o encarecimento da cesta, o Dieese calculou quanto deveria ser o salário mínimo no país com base na cesta básica de Porto Alegre, que registrou o maior aumento em dezembro. Pela lei, o salário mínimo deve ser capaz de suprir a despesa com alimentação, habitação, vestuário, higiene e transporte do trabalhador e sua família. Com isso, o departamento mostrou que o menor salário pago deveria ser de R$ 2.765,44, quase quatro vezes maior do que o que está em vigência atualmente, de R$ 724. A jornada de trabalho necessária para se pagar os alimentos essenciais de um trabalhador que receba o salário mínimo deveria ser de 94 horas e 47 minutos, pelo resultado das médias das capitais brasileiras em dezembro de 2013.


ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

9

MUÇUM TEM A CESTA MAIS CARA O Opinião elaborou a lista com os 13 produtos que compõem a cesta básica e pesquisou, na terça-feira (14), os preços em quatro estabelecimentos do ramo nos municípios: dois em Encantado, um Muçum e um Roca Sales. No estudo oficial do Dieese são estipulados os bens e as quantidades

Roca Sales - Estabelecimento 1 Produto Carne Leite Feijão Arroz Farinha Batata Tomate Pão Café em pó Banana Açúcar Óleo Manteiga

Quantidade/MÊS

6,6kg 7,5L 4,5kg 3kg 1,5kg 6kg 9kg 6kg 600g 90un (1,4kg) 3kg 900g 750g

Preço Kg/L R$ 8,25kg R$ 1,79L R$ 3,98 R$ 1,99kg R$ 2,49kg R$ 1,79kg R$ 1,70kg R$ 6,95kg R$ 7,99 (200g) R$ 1,60kg R$ 1,59kg R$ 2,99 R$ 3,99 (200g)

Total: R$ 226,07

Preço Total R$ 54,45 R$ 13,42 R$ 17,91 R$ 5,97 R$ 3,73 R$ 10,74 R$ 15,30 R$ 41,70 R$ 23,97 R$ 20,16 R$ 4,77 R$ 2,99 R$ 10,96

ENCANTADO - Estabelecimento 3 Produto Carne Leite Feijão Arroz Farinha Batata Tomate Pão Café em pó Banana Açúcar Óleo Manteiga

Quantidade/MÊS

6,6kg 7,5L 4,5kg 3kg 1,5kg 6kg 9kg 6kg 600g 90un (14 kg) 3kg 900g 750g

Preço Kg/L R$ 7,79kg R$ 1,55L R$ 3,99kg R$ 2,19kg R$ 2,19kg R$ 1,49kg R$ 2,19kg R$ 4,70kg R$ 7,99 (200g) R$ 1,59kg R$ 1,59kg R$ 2,59 R$ 3,69 (200g)

Total: R$ 211,14

Preço Total R$ 51,14 R$ 11,62 R$ 17,95 R$ 6,57 R$ 3,28 R$ 8,94 R$ 19,71 R$ 28,20 R$ 23,97 R$ 22,26 R$ 4,77 R$ 2,59 R$ 10,14

diferenciados por região. Os Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul fazem parte da Região 3, conforme Decreto de Lei nº 399, de 1938, que converte as quantidades diárias em mensais.

ENCANTADO - Estabelecimento 2 Produto Carne Leite Feijão Arroz Farinha Batata Tomate Pão Café em pó Banana Açúcar Óleo Manteiga

Quantidade/MÊS

6,6kg 7,5L 4,5kg 3kg 1,5kg 6kg 9kg 6kg 600g 90un (1,4 kg) 3kg 900g 750g

Preço Kg/L R$ 7,60kg R$ 1,69L R$ 3,95kg R$ 2,05kg R$ 2,50kg R$ 1,60kg R$ 2,62kg R$ 5,50kg R$ 9,91 (200g) R$ 1,65kg R$ 1,66kg R$ 2,99 R$ 4,03 (200g)

Total: R$ 230,27

Preço Total R$ 50,16 R$ 12,67 R$ 17,77 R$ 6,15 R$ 3,75 R$ 9,60 R$ 23,58 R$ 33,00 R$ 29,73 R$ 20,79 R$ 4,98 R$ 2,99 R$ 15,10

MUÇUM - Estabelecimento 4 Produto Carne Leite Feijão Arroz Farinha Batata Tomate Pão Café em pó Banana Açúcar Óleo Manteiga

Resultado final

Quantidade/MÊS

6,6kg 7,5L 4,5kg 3kg 1,5kg 6kg 9kg 6kg 600g 90un (14 kg) 3kg 900g 750g

Preço Kg/L R$ 8,49kg R$ 1,69L R$ 3,99kg R$ 2,16kg R$ 2,49kg R$ 1,80kg R$ 2,40kg R$ 6,45kg R$ 8,60 (200g) R$ 1,79kg R$ 1,49kg R$ 2,89 R$ 3,99 (200g)

Total: R$ 237,14

Preço Total R$ 56,03 R$ 12,67 R$ 17,95 R$ 6,48 R$ 3,73 R$ 10,80 R$ 21,60 R$ 38,70 R$ 25,80 R$ 25,06 R$ 4,47 R$ 2,89 R$ 10,96

A pesquisa encontrou variação de preço superior a 10% entre os estabelecimentos 4 e 3. O item que apresentou maior diferença foi o tomate, com taxa de 54,11%. A menor oscilação foi o quilo do feijão, que registrou apenas 1% de diferença entre os estabelecimentos 2, 3 e 4.

OPINIÃO NAS RUAS "Está tudo caro. O feijão e a carne subiram muito. Nós que trabalhamos no ramo da alimentação sentimos isso".

Fátima Zandonotto, 55 anos, comerciante, Encantado

- Que avaliação você faz dos preços dos produtos alimentícios? "Não observo muito os preços dos alimentos. Para mim, estão estabilizados. Não vejo diferença".

Beno Chiesa, 63 anos, aposentado, Roca Sales

"Acho tudo caro, principalmente a erva e o arroz. Porém, deixa de comprar não dá".

Cristina da Silva, 17 anos, serviços gerais, Roca Sales

"Os preços estão dentro do normal. Às vezes, vale a pena pagar mais caro pelo atendimento prestado".

Eraci Patuzzi, 80 anos, aposentada, Muçum


10

CANTO DA LAGOA

JORNAL OPINIÃO Q17 de janeiro de 2014

Ex-coordenadores do Festival se manifestam Integrantes da organização de edições anteriores do Festival comentam sobre os últimos acontecimentos em relação ao evento de 2014

Fotos: Ranieri Moriggi, Divulgação e Arquivo Pessoal

ĆēĎĊėĎĔėĎČČĎ

Encantado - Em conseqüência dos últimos acontecimentos que envolvem a 14ª edição do Canto da Lagoa de Encantado, que ocorre de 26 a 30 de março, no Parque João Batista Marchese, a reportagem do Jornal Opinião esteve em contato com ex-coordenadores do Festival, a fim de um posicionamento em relação às críticas dos artistas ao formato do evento deste ano. Para a maioria dos entrevistados há um leque amplo de opções para que o Festival consiga agradar a todos os públicos. Eles afirmam ainda que os maiores prejudicados com a atual situação são os espectadores que perdem com os possíveis rumos que esta edição possa tomar.

“Deve-se repensar o Festival”

Gilson Conzatti foi o coordenador da primeira edição do Canto da Lagoa, onde não foram executadas músicas inéditas, mas sim composições já conhecidas do público. Conforme Conzatti, na época, Gilson Conzatti a premiação girava em torno de R$ 5 mil. A partir da segunda edição é que o Festival ganhou dimensões maiores, com a participação de canções inéditas. Foi nesta edição que a prefeitura organizou uma programação com recursos próprios, e que na época, segundo Gilson, não haviam recursos de incentivo a cultura estadual ou federal. “Lembro que era feita cobrança de ingressos que eram vendidos antecipadamente. Dávamos dois automóveis, um como premiação e outro em forma de sorteio para o público que prestigiava o festival”. Conzatti questiona a diminuição da ajuda de custo aos participantes. “O objetivo do Canto da Lagoa é o incentivo aos talentos locais, regionais, do estado e do país. Porém, da maneira como estamos vendo, o evento tomou outros rumos, entre eles, a inserção de shows e os artistas que fazem acontecer o festival não estão sendo valorizados. Acho um absurdo isso”. “ Segundo Conzatti é necessário repensar o objetivo do festival, desde a sua origem, onde a ideia principal era valorizar os músicos e suas obras. “Esses valores altíssimos que estão sendo utilizados estão servindo para inserir um monte de coisas que na verdade não condizem com a essência do Canto da Lagoa e colocam o músico, que faz o evento, em última opção”, afirma. Em relação ao possível boicote artístico, Conzatti afirma que quem perde com tudo isso é o público que prestigia o evento.

“Os concorrentes são a principal atração do evento” Coordenador do Canto da Lagoa no ano de 2004 e apresentador de 12 edições do Festival, Evaldo Lang lembra da preocupação em buscar informações nos órgãos competentes para que o Canto da Lagoa pudesse estar enquadrado nos moldes e pagamentos de valores de ajuda de custo que eram oferecidos em outros eventos de música. “Tivemos algumas divergências porque cortamos do projeto o pagamento de hospedagem e alimentação que eram feitos nas edições anteriores, mas aí aumentamos o valor pago para as músicas classificadas em todas

O advogado Cali Schaffer, coordenador do Festival em 2002, diz entender que o Canto da Lagoa é um evento Cali Schaeffer que deveria ser terceirizado. “Quando estive à frente da coordenação do Festival eu era secretário do município. Para se ter uma noção, na época eu convidei a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Encantado – ACIE para assumir a organização da Suinofest, com uma colaboração da prefeitura. Eles se interessaram e o

as fases (Regional e Nacional)”. Outro ponto que Lang lembra é a inclusão de músicos e escritores junto ao corpo de jurados o que, segundo ele, contribuiu também para a formatação do projeto apresentado para a LIC e posteriormente executado. “Fomos homenageados na Assembleia Legislativa como um dos melhores festivais do Estado”. Para Lang, a principal atração do Festival são os músicos que concorrem no Canto da Lagoa. Ele lembra ainda que na época em que presidiu a coordenação o evento lotava o ginásio de esportes, mesmo sem a inserção de shows.

Para Lang, a Administração Municipal, a exemplo da Suinofest, deEvaldo Lang veria repassar o Canto da Lagoa a iniciativa privada ou a uma fundação cultural. Quanto às divergências entre organização do evento e artistas, Lang diz que são contratempos e acredita que certamente haverá um entendimento entre a coordenação do Festival com os músicos e espera a realização um grande evento.

“Terceirizar o evento”

evento é sucesso de público até hoje, reconhecido em todo o estado e no país como um dos maiores festivais do ramo da gastronomia. Acho que o Canto da Lagoa deveria ser terceirizado nesses modos, talvez com a criação de uma associação cultural que se encarregasse de executar o projeto”. Schaffer lembra que a organização optou pela terceirização do evento. “Contratamos uma empresa de Porto Alegre, promotora de eventos, que organizou tudo. Deu certo. A administração colaborou com uma parcela e essa empresa fez o evento. É muito trabalho para o pessoal da Administração executar, contratar, organizar” afirma. Quanto ao formato do Festival, Scha-

ffer considera importante a participação dos músicos regionais na formatação do projeto. “Os músicos que participam do Canto da Lagoa, em especial, os de Encantado e da Região deveriam participar da comissão organizadora, a fim de aprimorar o evento”. Questionado sobre o possível boicote cultural, o advogado considera uma situação lamentável. “Caso ocorra este boicote vai se perder toda a finalidade do evento. Será um desperdício de dinheiro para executar o Canto da Lagoa. É necessário sentar e conversar para ajustar os detalhes. Sempre há tempo de ajeitar as coisas, que ao meu ver, são menos importantes do que o evento em si”, finaliza.

“Não se mudam as regras quando o jogo está em adamento” Coordemadora da 5ª a 8ª edição do Canto da Lagoa (1997 a 2000), a relações públicas Renira Turatti Ost destaca que pelo sucesso alcançado nas edições do Festival foi eleita presidente da Associação dos Festivais do Rio Grande do Sul. Renira publicou em sua coluna no jornal Força do Vale de 10 de janeiro de 2014, que os festivais viviam um grande momento no Estado pois havia clima de festival, e, também por isso acontecia todos os anos. Mas a realidade é outra não apenas para Canto da Lagoa. Segundo Renira, essa exposição negativa que alguns músicos e compositores estão dando ao festival prejudica sim a edição que vem por aí. “Ou alguém vai querer me convencer de que, em tempo de captação de recursos teremos facilidade para tal diante do anúncio de boicote por parte de alguns candidatos a participantes?”, questiona. Para Renira, lamentar o valor da ajuda de custo é justo. Reivindicar mais também

é, mas para a próxima edição, pois para a 14ª já existe um regulamento em vigor que tem que ser respeitado a bem de resguardar a seriedade conquistada pelo Canto da Lagoa ao longo dos anos e principalmente a classe musical. Ela afirma que reclamar dos shows é normal, sempre houveram reclamações, e sempre haverá porque graças a Deus as pessoas gostam de coisas diferentes e ninguém é obrigado aceitar ou a ir ao festival. “A propósito, o show muitas vezes é o ‘fim que justifica o meio’ e na época em que coordenamos não foi diferente. Lembro que recebi duras críticas por parte dos músicos, notadamente os gaúchos, por trazer para Encantado Belchior, Jorge Ben Jor, Gian e Giovani entre outros e o fizemos atendendo ao apelo do público que lotava o ginásio”, disse. A coordenadora de quatro edições do Festival acredita que todos são importantes e o público tem o mesmo valor que o músico, pois os dois se completam.

“Quem organiza vem em último plano, é passageiro, está a serviço! Mas veja bem, os mesmos que criticaram os shows Renira Turatti Ost nacionais (que ocupavam apenas uma das quatro noites) elogiavam os da terra, que infelizmente, não recebiam o mesmo público”. “Eu torço pelo Canto da Lagoa, penso que deve ser repaginado, mas não se mudam as regras quando o jogo já está em andamento”, afirma. Renira aponta que ninguém é obrigado a ter o mesmo pensamento que o seu ou ao do Fernando Graciola (músico). “Quem organiza um festival não pode supervalorizar o músico em detrimento do público e vice-versa, sem esquecer que o circo custa tanto quanto o pão, a saúde, a obra da sua rua. Não falo apenas de custo, falo de valor”, conclui.


CANTO DA LAGOA

JORNAL OPINIÃO Q17 de janeiro de 2014

“Buscar um acordo entre organização e artistas” Quando convidado a participar do Festival como coordenador nos anos de 2005, Mauro Daros 2007 e 2008, Mauro Daros lembra que não possuía conhecimento para a execução de um festival. Ele foi orientado a procurar algumas pessoas para conversar sobre o assunto, entre eles, o coordenador de festivais Glênio Reis. “Ele norteou a equipe na organização do Festival, de que maneira teríamos que atuar. Conseguimos organizar, sem problema algum”, lembra. Segundo Daros, em paralelo ao evento, foram criadas atividades voltadas às escolas, entre elas, no ano de 2006, o envio das composições selecionadas para a fase final do Festival, onde os alunos criaram desenhos sobre as canções integrantes daquela edição. “Lembro-me de um dos desenhos, que foram feitos em cima da música ‘Casinha Azul’. Eles ficaram expostos no ginásio do Parque João Batista Marchese”. Daros lembra ainda que durante a semana, os alunos iam ao local para conhecer como funcionava a organização do Canto da Lagoa. Em 2007, a organização buscou via Lei de Incentivo à Cultura verba para a execução do projeto. “Naquele período estavam iniciando as investigações de irregularidades no sistema de cultura do estado, desvio de dinheiro. Havíamos solicitado R$ 160 mil, onde fomos contemplados com cerca de R$ 110 mil. A prefeitura disponibilizou mais R$ 50 mil para que pudéssemos executar o evento e mesmo assim conseguimos trabalhar com uma ajuda de custo aos músicos”. Ainda na edição de 2007 foi criado o Canto da Lagoa Estudantil com o intuito de, após o encerramento, o Festival ir para as escolas do município a fim de despertar o

gosto pela música, pela cultura. “Sempre procuramos conversar com os músicos, afinal, quem faz o festival acontecer e dá qualidade ao Canto da Lagoa são os músicos”. Questionado sobre a atual situação do evento, Daros foi enfático em afirmar que ainda há tempo das partes conversarem para entrarem em acordo, a fim de manter o evento, já tradicional na comunidade. Ele recorda que nas ocasiões em que foi coordenador havia sido criada a Associação Canto da Lagoa com o objetivo de angariar recursos de empresas para auxiliar nas despesas do Festival. “Foi o que salvou o evento naquele momento”, disse. Sobre um possível boicote, ele afirma que o maior prejudicado com essa decisão vai ser o público que gosta de cultura e prestigia o evento, desde a primeira até a última música a ser apresentada. Diz ainda, em relação aos shows, que a escolha das atrações é uma decisão da organização. “Deve haver um bom senso entre os envolvidos e ainda há tempo para resolver as divergências desta edição. Existem pessoas que gostam do festival, apreciam as músicas ali apresentadas, porém, gostam das atrações que vão se apresentar após o evento. A manifestação dos artistas talvez seja uma forma de alertar os rumos do Festival. Isso é sadio. Não é nada fora do normal. Se realmente esse boicote vier a acontecer temo que seja um caminho para a extinção do Canto da Lagoa de Encantado”, afirma. Para Mauro, a solução para o impasse entre artistas e organização é o diálogo. “Se há necessidade de corrigir o evento, que se faça essa revisão. Não é nada vergonhoso tu ter que sentar e mudar alguma coisa. Se precisar, que se busque ajuda. O Canto da Lagoa é todos, não só de Encantado, mas de todos que apreciam a cultura como um todo”.

11

“Comissão formada por administração, artistas e comunidade” A coordenadora da última edição do Festival, realizada em 2011, Angélica Schroeder Moretto, lembra que ouve certa dificuldade na organização do evento. “Foi bem difícil a questão de coordenação. A gente se empenha ao máximo, quanto poder público, mas tu não tens o conhecimento que os artistas têm. Nos esforçamos muito. A comissão se empenhou muito. Acredito que a ideia em ter uma maior participação dos músicos e das pessoas que conhecem o Canto da Lagoa e sua história, seria fundamental. Se eu organizasse hoje o evento eu faria dessa forma”, afirma. Ela comenta ainda que, na época, havia um projeto encaminhado e aprovado pela Lei de Incentivo a Cultura (LIC), onde era necessário realizar o Canto da Lagoa dentro das diretrizes contempladas no projeto. “Dentro desse projeto tinham coisas que poderiam ter sido feitas diferente se tivéssemos consultado antes”. Angélica afirma que se voltasse a coordenar o evento buscaria criar uma comissão, na sua maioria, formada por músicos e também por representantes da comunidade, além de inserir o Canto da Lagoa no calendário de eventos do município. “Os músicos são importantes, mas acho que os shows também, pois a população espera isso. Acredito que fundamental seria inserir o evento no calendário de eventos do município, para que se tenha tempo hábil para organizá-lo e evitar contratempos”. Em relação à divisão da verba entre shows, premiação e ajuda de custo, a coordenadora da última edição do Canto da Lagoa afirma que em 2011, a ajuda de custo foi considerada boa. “Tentou se deixar um valor

justo”, afirma. “Sabemos que os shows têm um custo e exigências. Angélica S. Moretto Porém, nesta edição, os músicos não estão sendo valorizados. É muito difícil eles se deslocarem para cá com uma ajuda de custo tão baixa. É inviável. No ano em que trabalhei chegamos a fazer uma pesquisa em outros festivais para ver qual era a ajuda de custo a fim de montarmos o projeto”, lembrou. Quanto ao possível boicote iniciado na discussão via rede social Facebook, Angélica teme pelo futuro do evento. Ela acredita que é possível comissão organizadora e artistas entrarem em um consenso. “Até março talvez possam ser feitas adequações. Acho que o boicote não é uma boa saída. Acredito que o melhor seria reformular esse regulamento, pelo menos para quem em 2014, o Festival saia num bom padrão. Sugiro haver uma união entre músicos e poder público. E para a próxima edição deve-se pensar isso de uma forma diferente”. Ela salientou ainda a importância da criação de uma organização do festival formada por poder público, músicos e Conselho Municipal de Cultura a fim de elaborar o projeto para a LIC, regulamento, shows e demais definições. “Deve haver uma união de todos para agradar não só aos músicos, mas a população, a fim de todos saírem satisfeitos. Pouca gente é ouvida, mas não é por má vontade da organização. É porque tu tem que fazer e o Canto da Lagoa tem que acontecer”, finalizou.

Organizadores e artistas se reúnem na próxima segunda-feira Em decorrência das discussões sobre os rumos da 14ª edição do Canto da Lagoa, a comissão organizadora do Festival se reúne na próxima segunda-feira, 20, às 8h30min, no Auditório Brasil, no Centro Administrativo, com membros da administração municipal, músicos, compositores e o público em geral, a fim de apresentar informações sobre a edição deste ano, ouvir as ideias dos artistas e buscar uma solução para as divergências que pautaram a discussão. Conforme a secretária da Juventude, Turismo e Desporto de Encantado, Anapaula Gotardi, a Administração Municipal recebeu na última segunda-feira (13), dois representantes da classe dos músicos – Gustavo Ghisleni e Maurício Horn, que apresentaram as reivindicações levantadas nas manifestações via redes sociais e também veiculadas na imprensa nos últimos dias, acerca da realização do 14º Canto da Lagoa. Estiveram presentes Anapaula Gotardi, o assessor jurídico João Fernando Vidal e o prefeito Paulo Costi. Os participantes terão a oportunidade de conhecer mais sobre a edição deste ano, apresentar ideias para a realização do mesmo, bem como solucionar divergências. O festival nacional de música será realizado de 26 a 30 de março, no Parque Municipal João Batista Marchese.

Segundo Anapaula, “isso faz parte da democracia, se eles querem voz, nós os ouviremos. E se há algo que possamos fazer para sanar algumas questões, não vamos nos omitir. Afinal, nosso maior objetivo é fazer um grande Canto da Lagoa”, afirmou. O músico encantadense Fernando Graciola acredita que o debate através da rede social Facebook, bem como todas as reportagens veiculadas nos jornais surtiram efeito, pois, aparentemente, a classe artística e a comunidade ganharam parte do merecido respeito. Entretanto, ele aguarda os próximos passos para saber se existe uma real preocupação por parte da organização em atender à todas as reivindicações no que tange à organização do Canto da Lagoa. Graciola, assim como todos os músicos e comunidade em geral, foi convidado para a reunião da próxima segunda-feira, através de chamada pública feita por rádios e jornais de Encantado e região. “Espero que a reunião seja esclarecedora e que a organização do Canto da Lagoa tenha a verdadeira intenção de reverter a lamentável situação do Festival, ouvindo e acatando as fundamentadas sugestões dos músicos e comunidade. Além disso, espera-se que tenham entendido que o Canto da Lagoa é patrimônio cultural de Encantado, e como tal deve ser encarado

e respeitado, contando com a participação de pessoas realmente capacitadas na sua organização”, diz Questionado sobre a sua possível participação no Festival, Graciola afirma que iria participar, dentro da programação inicial, ministrando Oficinas de Musicalização para as crianças, Secretária além da apresentação das Anapaula Gotardi músicas inéditas, como compositor, enviando músicas. De acordo com o músico, se ocorrerem todas as mudanças que a classe artística reivindicou com tanta propriedade, é possível que ainda participe, mesmo tendo tão pouco tempo hábil para desenvolver um trabalho que Músico encantadense considera minimamente Fernando Graciolla decente para competir.


12

DOUTOR RICARDO

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Festa da Gruta acontece no dia 2 de fevereiro Procissão e show com o Padre Osmar Coppi integram a programação

Fotos: Divulgação

Doutor Ricardo - Uma das maiores concentrações religiosas da região acontece no dia 2 de fevereiro. A Festa da Gruta deste ano trabalha o lema "Há 55 anos caminhando com Maria". A Administração Municipal e a comunidade ricardense convidam a todos a participar.

Levantamento de talões de produtor

Programação: 10h15min – Procissão até a Gruta e missa festiva presidida pelo bispo diocesano Dom Canísio Klaus, animada pelo Pe. Osmar Coppi e benção da saúde; 12h30min - Almoço: churrasco de rês, carne suína e galinha recheada; 15h - Show com o Pe. Osmar Coppi; 16h30min - Banda Paradigma.

Padre Osmar é natural de Coronel Pillar

Cátia Ribeiro é a Garota Verão Cátia Ribeiro, 18 anos, foi escolhida no sábado à noite, na cidade de Muçum, a Garota Verão de Doutor Ricardo. Parabéns a Catea pela conquista e o agradecimento e carinho da Administração Municipal às candidatas Denise Bonkoski de Souza e Julia Alexandre que também representaram o município, aos familiares e à torcida presente no concurso. Na etapa de Muçum, as candidatas estavam acompanhadas pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, Cristiana Dadalt, e pela Secretária de Educação, Vânia Cima. A etapa regional do concurso da RBS TV Santa Cruz será no dia 14 de fevereiro, em Lajeado.

História A gruta foi descoberta no dia 21 de novembro de 1957, num passeio ao longo do riacho pelo padre Victorio Scopel acompanhado do proprietário do local, João Mariotti e um morador vizinho, Ferdinando Valentini. Eles desciam da sede em direção à capela do Zeferino e, acompanhando o riacho, descobriram “uma gruta natural, de extraordinária beleza”, nas palavras do Padre Scopel registradas no livro da paróquia. Do descobrimento até o final do ano de 58, o tempo foi para fazer limpeza do local, pois existia“grande sujeira acumulada à água que corre em abundancia dentro da mesma gruta”. No mês de julho os trabalhos se intensificaram, sendo usados 150kg de dinamite e um compressor para auxiliar os voluntários nos trabalhos. “Deus sabe e há de recompensar tantos sacrifícios. Dias de chuva, frio. Turmas e turmas de voluntá-

rios. Se Deus quiser ficará pronta!”, dizia o padre. A inauguração foi no dia 11 de fevereiro de 1959, quando foi levada a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, onde todos os anos acontece a já tradicional Festa da Gruta. No segundo domingo de cada mês, às 14h, ocorre a missa no interior da gruta. Até hoje a gruta recebe visitantes durante o ano todo, principalmente no período do verão, dispondo de grande área verde com sombra, churrasqueiras, piscinas onde os visitantes curtem a mesma água da queda da gruta. É o símbolo da fé de Doutor Ricardo, é a beleza natural irmanada com a fé. Nos anos de 2002 e 2003 foi construída parte da escadaria que da acesso à gruta. A segunda etapa da estrutura foi concluída no final do ano de 2006. São cerca de 125 degraus. A cascata possui aproximadamente 60 metros.

Encerramento do curso de danças

O DTG Querência Nova convida para o fandango de encerramento do curso de danças de salão e posse da nova patronagem. O evento será no dia 24 de janeiro, às 19h, no Ginásio Esportes, com animação da Banda Art Biss e vários DJs.

Carteiras da UNIMED

As carteirinhas da UNIMED já estão disponíveis na Prefeitura. Para quem tiver interesse em renovar o valor é de R$ 76,00. Para inscrições de novos documentos são necessários os seguintes documentos: CPF, RG e cartão SUS. O valor é de R$ 90,00. Benefícios da carteirinha: desconto de 50% nas consultas com médicos conveniados – Vale do Taquari e Rio Pardo.

Inseminação artificial

A Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente de Doutor Ricardo informa aos produtores rurais que a empresa Fraporti Inseminações Ltda, através do Pregão Presencial nº 053/2013, é a empresa que prestará serviços especializados de inseminação artificial em bovinos e suínos. O contato com a empresa para solicitar o serviço pode ser feito pelos fones: (51) 96411058 e 9538-5061.

O setor de Arrecadação e Fiscalização da Prefeitura de Doutor Ricardo comunica aos produtores rurais que o levantamento dos talões de produtor, para o valor adicionado fiscal, inicia no dia 20 de janeiro, nos salões comunitários das respectivas comunidades, iniciando às 13h30min até as 16h30min, com o seguinte roteiro:

- 20 de janeiro, segunda-feira - Linha Zanella; - 21 janeiro, terça-feira Linha Bonita Alta; - 22 janeiro, quarta-feira - Linha Barra do Zeferino; - 23 janeiro, quinta-feira - Linha Santa Lucia; - 24 janeiro, sexta-feira Linha São Paulo; - 27 de janeiro, segundafeira - Linha São Braz –Palacin; - 28 de janeiro, terça feira - Linha Leopolda; - 29 de janeiro, quartafeira - Linha Bonita Baixa.

Os produtores de outras comunidades poderão fazer o levantamento de valor adicionado fiscal nas comunidades acima determinadas. No período de 30 de janeiro a 07 de fevereiro, o atendimento será efetuado na secretaria, anexo ao setor de fiscalização, para produtores da sede do município. É importante salientar que deverão ser apresentados todos os talões com movimento em 2013. Quem não apresentar os talões em tempo hábil, perderá os direitos a Lei de Bonificação de horas máquinas, Lei n°817/07, além de estar sujeito ao cancelamento da inscrição estadual e não poder participar de programas de incentivo agrícola da secretaria da agricultura. Quem apresentar o talão em tempo hábil terá direito a cinco cartelas na campanha sua nota vale prêmios.


REGIÃO

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

13

Fotos: Dilamar dos Passos

Muçum fecha 2013 com superávit de R$ 1,1 milhão Números foram apresentados pela Administração Municipal para autoridades e imprensa

Prefeito Lourival e equipe da Administração Muçum - Na sexta-feira (10), a Administração Municipal realizou um café da manhã com vereadores, representantes de entidades, instituições e imprensa regional, onde o prefeito Lourival Seixas e sua equipe de secretários realizaram um balanço sobre as atividades do ano de 2013 apresentando, através de números, as aplicações de recursos, o resultado da dívida ativa do município, tributária e a não tributária. Na pasta da Saúde, Leonardo Bastiani ressaltou as várias dificuldades da área, principalmente pela falta de profissionais, mas destacou que mesmo assim a população foi atendida. A secretária do Meio Ambiente, Marisa Patussi, falou sobre as liberações de licenças de operação, sobre o Plano de Saneamento e Resíduos Sólidos, a destinação das lâmpadas e das embalagens de agrotóxicos e também sobre a questão das APP´s, tendo em vista que a maioria da área do município é de preservação permanente. Marisa destacou as leis ambientais e também os onze projetos protocolados no Sincov, beneficiando várias áreas da administração. Na pasta da educação, Marilurdes Trojan, relatou suas atividades e agradeceu a oportunidade, dizendo que deixa a secretaria por motivos particulares, a qual foi assumida pelo professor Osmar Patussi. Destacou o trabalho realizado com os 522 alunos desde a creche até o EJA, as reformas e adequações nas escolas e creches, bem como a aquisição de mobiliários, splits, ventiladores,

livros e jogos pedagógicos. Ressalta que, um dos principais investimentos que colherá fruto no futuro foi a adoção do programa Aprende Brasil da Editora Positivo, que engloba livros, palestras, atendimento on-line 24 horas, apoio via internet para 465 alunos e 80 professores da rede municipal. A primeira-dama e secretária da Assistência Social, Cultura, Turismo e Desportos, Jacinta Casagrande, explanou rapidamente os trabalhos realizados a frente de cada departamento, destacando que cada ação teve como objetivo dar qualidade de vida à população muçunense e, por isso, vários foram os projetos desenvolvidos, envolvendo idosos, crianças, adolescentes e as pessoas com maior vulnerabilidade social. Projetos de esportes e cidadania, oficinas de artesanato, culinária, atividades com idosos, implantação de fisioterapia para a melhor idade entre outras ações. Na questão de eventos foi reativado o carnaval de rua, incrementado a Semana Farroupilha e a Semana do Município, além da realização da I Mostra Fotográfica entre outros. Também houve a reativação do museu, a criação da Associação de Canto e Dança e desenvolvido um Plano de Cultura que busca recursos federais para aplicar no município. O secretário de Obras, Paulo Belotti, ressaltou os trabalhos realizados na recuperação das estradas do interior, as melhorias na tubulação do bairro Fátima e Cidade Alta, bem como os trabalhos de limpeza da cidade. Belotti frisou ainda que

Autoridades assistiram à apresentação dos números a falta de maquinários prejudicou sua pasta, mas que em 2014 novos investimentos da administração farão a diferença. O representante da Emater, Jairo Belini, também fez sua explanação falando do trabalho desenvolvido em conjunto com a secretaria da Agricultura, onde destacou os incentivos junto aos produtores de suínos, frangos e demais culturas, enaltecendo o cultivo da uva que neste ano é de 600 toneladas, o que agrega valor ao produtor.

Receita superou R$ 15 mi Muçum fecha 2013 com um superávit de R$ 1.154.342,74, conforme os dados financeiros apresentados pelo secretário da Administração Rodiney Bortolucci. A receita bruta fechou em R$ 15.600.400,56, sendo a soma da receita líquida em R$ 13.821.797,19 e os recursos do Fundeb em R$ 1.778.603,37. Na receita estão inclusos valores recebidos de emendas parlamentares, programas estaduais e federais. A despesa do município fechou em R$ 12.765.829,51. Encerrando a explanação, o prefeito Lourival de Seixas falou o trabalho realizado em equipe. Agradeceu a todos pelo empenho e dedicação ao município, ressaltando que todos que amam seu município devem trabalhar para erguê-lo novamente e colocá-lo em posição de destaque na região, através do pagamento dos impostos e taxas, do cuidado na limpeza e embelezamento, no controle à sonegação fiscal, etc.

PROJETOS PARA 2014 1 - Ampliação da EMEI Pingo de Gente; 2 - Aquisição de Equipamentos para todas as secretarias; 3 - Projeto e início das obras do parque de máquinas; 4 - Melhorias no prédio administrativo; 5 - Trem Regional; 6 - Asfalto Muçum/Santa Tereza; 7 - Continuação dos Serviços do Cadastro Imobiliário; 8 - Recuperação de salários; - Vencimentos no quadro geral - Piso dos professores e outras categorias 9 – Busca do incremento da arrecadação; 10 – cobrança das dívidas ativas – Hoje em torno de R$ 1.505.625,77; 11 – Redução de custos na manutenção da máquina administrativa; 12 – Qualificação de servidores e do magistério; 13 – Obras de melhorias viárias; 14 – Recuperação de praças; 15 – Manutenção do Carnaval/Semana Farroupilha/ Natal entre outros eventos; 16 – Manutenção de auxílio as entidades; 17 – Aquisição de terrenos para busca de recursos para construção de escola e UBS; 18 – Manutenção dos programas nas áreas de saúde e ampliação dos serviços/medicamentos; 19 – Ampliação e qualificação na aquisição de equipamentos escolares, material pedagógico e merenda escolar; 20 – Manutenção e ampliação dos programas do CRAS; 21 – Parceria com o poder legislativo.


14

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

PÁGINA DO DILAMAR Dilamar dos Passos - dilamar@rdencantado.com.br

RELVADO Projeto do CTG estremece relação entre Executivo e Legislativo O prefeito de Relvado, Adroaldo Dacroce, declarou insatisfação com a bancada de oposição da Câmara de Vereadores do município durante entrevista sábado no programa Panorama 1580, da Rádio Encantado AM, realizado diretamente do 25º Rodeio Crioulo Estadual no município, promovido pelo CTG Porteira da Amizade, com a colaboração da administração municipal. A manifestação do chefe do Executivo foi direcionada ao não comparecimento

Arquivo JO

dos quatro vereadores de oposição em uma sessão extraordinária, realizada no início da tarde de 07 de janeiro. Na oportunidade seria votado projeto visando liberação de recursos para realização do rodeio. O prefeito rechaçou qualquer desentendimento da Administração Municipal com a patronagem do CTG Porteira da Amizade, responsável pela organização do evento, e ainda criticou os vereadores de oposição.

Tempo de tramitação

Segundo Adroaldo Dacroce, não foram disponibilizados recursos para o rodeio, uma vez que o projeto enviado pelo Poder Executivo ficou por 10 dias no Legislativo sem que tivesse uma definição quanto a sua aprovação. Na sessão do dia 07 de janeiro os quatro vereadores do PMDB não estiveram presentes, impossibilitando a votação da matéria. “Propositalmente quatro vereadores não foram à sessão da Câma-

ra para travar ações do Executivo. Infelizmente acabaram mostrando para comunidade que abdicaram de fazer o papel de um vereador”. Conforme o prefeito, os vereadores tomaram a decisão de forma maliciosa ou infeliz. Segundo o gestor, o projeto foi enviado ao Poder Legislativo no dia 27 de dezembro e nenhum membro da oposição foi até a Casa para a retirada e ou tomada de conhecimento dos proje-

Ofício do prefeito solicitando a realização da sessão extraordinária foi protocolado na Câmara dia 27 de dezembro de 2013

tos em tramitação. Como os vereadores do PMDB de Relvado não assinaram a documentação, tomando ciência da sessão para o dia 07 de janeiro, não houve possibilidade da votação do projeto. “Os vereadores de oposição imaginavam que era algo diferente, por isso fugiram da sessão e depois querem dizer que o prefeito se nega a repassar os valores para o CTG para a realização do evento”, reclamou Dacroce.

Prefeito de Relvado, Adroaldo Dacroce

Rodeio no início do ano dificulta repasse e ações Dacroce também relata que a data do rodeio, realizado anualmente no segundo final de semana de janeiro, requer que o município tenha como primeira ação do ano o rodeio crioulo estadual. “Trabalhamos com transparência e legalidade. Tudo o que ocorreu foi uma infelicidade da oposição, e agora querem empurrar o problema para baixo do tapete”, finalizou o prefeito.

Ofício do presidente da Câmara do dia 3 de janeiro de 2014 convocando os vereadores para a sessão extraordinária

Ofício do vereador Odi Paulo Lorenzini pedindo o cancelamento da sessão. O documento foi recebido pela Câmara no dia 7 de janeiro de 2014


DILAMAR DOS PASSOS

15

Fotos: Juremir Versetti

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Vereadores relvadenses: Odi Lorenzini, Marciana Dabroi, Anadir Nardi e Clenir Marques

Vereadores do PMDB rebatem críticas Em contato com os vereadores do PMDB de Relvado, ouvimos que o motivo do não comparecimento na sessão do dia 07 de janeiro se deve à não apresentação da pauta, o que seria obrigatório divulgar até 48 horas antes da sessão. O líder da bancada oposicionista, Odi Paulo Lorenzini, ressaltou que o projeto que gerou a polêmica foi criado de última hora e que não há obrigação nenhuma dos edis participarem de sessões durante o período de recesso sem saber da pauta. “Toda sessão extraordinária tem a obrigatoriedade de ofício indicando a matéria”, explica. “Como o oficio não esclarecia qual a matéria a ser discutida e votada fizemos uma petição solicitando a anulação da sessão, pois não sabíamos o que iríamos tratar na sessão, isso é um direito nosso”.

Quarto mandato

“Sou um vereador de quarto mandato. Fui vereador de situação e vereador de oposição. Sabemos que o rodeio ocorre sempre no início do ano. Por que o projeto não foi enviado anteriormente se já estava no calendário de eventos? Por que o projeto foi colocado de última hora”, pergunta Odi. O vereador ainda questiona o porquê do projeto se o auxílio já está incluído no orçamento. “Estamos de recesso e nada nos obriga a participar de sessão que não tenha pauta definida sendo que o ofício tem que ser bem claro”, argumenta. “Não fomos para não cair em armadilha. Como nós vamos chegar em uma sessão sem saber o que vamos votar ou não? Temos um projeto de adequação do regime dos servidores que precisa ser votado, mas antes precisamos de maiores esclarecimentos e este projeto poderia muito bem ser colocado em votação e aprovado. Nós não sabíamos o que era a pauta. Como participar de uma sessão desta forma? Não é o prefeito que vai nos empurrar um projeto goela a baixo. Temos que discutor melhor, ouvir os servidores”, acrescenta.

Democracia?

O vereador de oposição questiona os atos democraticos do prefeito. “Não conseguimos nem fazer recesso, pois o prefeito quer fazer as coisas como ele quer. Temos um ano inteiro para discutir o novo regimento do regime dos servidores e precisamos votar logo. Que democracia é esta? Nós temos a minoria na Câmara, mas esta minoria faz a diferença e aí está ocorrendo a perseguição”, aponta Odi.

Novo horário das sessões

Outra indignação do vereador é sobre uma possível alteração nos horários

das sessões, passando para o horário de expediente. Odi explicou que é servidor público há 22 anos e vereador por 16 anos e as sessões sempre foram realizadas à noite. “ Isto é perseguição política e pressão psicológica”. Para finalizar Odi questiona: “Que prefeito é este que não respeita o Legislativo? Ele mexeu com gente séria, aqui ninguém é bobo, não estamos aqui para brincar. Estamos vivendo uma ditadura em Relvado”.

Desrespeito ao Legislativo

A vereadora Marciana Dabroi também saiu em defesa da bancada de oposição. Conforme a vereadora, se ouve falhas na condução do projeto, elas foram da bancada de situação. “No dia 30 de dezembro foi realizada uma sessão extraordinária em que o presidente abriu a sessão e simplesmente encerrou, alegando falta de quórum. Nós não conhecíamos a existência deste projeto. Se ele protocolou junto à Casa, o erro foi da bancada de situação. Não fomos informados da pauta da sessão, o que é uma obrigatoriedade”, diz. A vereadora destaca que a bancada do PMDB, inclusive, protocolou documento junto à Câmara solicitando a pauta da sessão, o que foi negado. (O documento foi solicitado pela reportagem, mas não foi repassado). Marciana prossegue: “Não tínhamos nada dizendo que a sessão era para a aprovação do auxílio ao CTG. Tínhamos medo de termos que votar o projeto do regime dos servidores, que precisa ser melhor discutido, por isso não fomos à sessão. Nunca negamos nenhum auxílio para o CTG. Votamos mais de 50 projetos durante o ano. Eu particularmente votei contra um projeto de auxílio, pois tinha um parecer que o projeto era ilegal. Na verdade, o prefeito é quem não estava querendo fazer o repasse e está jogando contra os vereadores do PMDB”. E diz mais: “No dia 30, quando foi aberta e encerrada a sessão, bancamos palhaços. O PMDB não fugiu e não vamos fugir de qualquer sessão. Se tívessemos a pauta, com certeza, iríamos para a sessão. Sempre aprovamos auxílio para todas as entidades”. Para finalizar, Marciana destaca: “Executivo que não respeita Legislativo, não respeita população”. A vereadora também confirma que a bancada do PMDB vai entrar na Justiça buscar reparar os direitos constitucionais, além de alegar perseguição política.

“Não recebemos o projeto”, revela Anadir

Segundo a vereadora Anadir Scatolla Nardi, no dia 30 de dezembro,

deveria ser realizada uma sessão com assuntos polêmicos, que foi encerrada pela falta de um vereador. “O prefeito está dizendo que enviou o projeto para repasse ao CTG no dia 27 de dezembro, mas nós vereadores do PMDB não recebemos este projeto, já que no dia 30 de dezembro foi realizada sessão extraordinária. Não estamos entendendo o porquê? Foi então convocada mais uma sessão extra para o dia 7 de janeiro, portanto, faltando apenas dois dias para o início do rodeio. Isso que no calendário de eventos do município, o rodeio estava agendado desde o começo do ano de 2013”. A parlamentar também confirma solicitação de cancelamento da sessão. “ Mandamos um ofício solicitando o cancelamento da sessão pelo motivo de violação da Lei Orgânica do município conforme artigo 13 (Art 13- A convocação da Câmara de Vereadores para a realização de Sessões Extraordinárias caberá ao Presidente, a maioria dos seus membros ou pelo Prefeito Municipal), mas não fomos respeitados, e ainda fomos detonados. A sessão foi aberta e fomos colocados contra a comunidade. Faltou organização e ainda querem nos culpar por isso”, finalizou Anadir.

“Que prefeito é este que não respeita o Legislativo? Ele mexeu com gente séria, aqui ninguém é bobo, não estamos aqui para brincar. Estamos vivendo uma ditadura em Relvado”,

Odi Lorenzini vereador do PMDB

“Executivo que não respeita Legislativo, não respeita população”, Marciana Dabroi, vereadora do PMDB.

Convocação dos vereadores

A presidente da Câmara de Vereadores em 2013, Clenir Rosa Marques Martini, justifica o cancelamento da pauta da sessão extraordinária no dia 30 de dezembro. “ Pela Lei Orgânica, todos os vereadores precisam ser comunicados da sessão extra na sessão imediatamente anterior , ou se não comapreceram a sessão anterior devem ser oficiados. Como nós não conseguimos localizar o vereador Odi Lorenzini fomos orientados pela assessoria jurídica para que a pauta de projetos não fosse posta em discussão ou votação. Se colocássemos em pauta, corríamos o risco de uma ação e até mesmo a sessão poderia se anulada, pois um vereador não foi convocado para participar da sessão”. Clenir também destaca que 48 horas antes das sessões todos os projetos estão protocolados na Mesa Diretora e à disposição dos vereadores. “Cabe a cada vereador retirar e ou tomar ciência dos projetos e ou matérias da Casa”, justifica.

Prefeito se diz democrático

“Democracia é respeitar a vontade da maioria quando não se é maioria”. Foi com esta frase que o prefeito Adroaldo Dacroce rechaçou qualquer tipo de represália contra os vereadores de oposição. “Ser maioria a vida inteira não permitiu enxergar o outro lado da moeda”, comenta o prefeito. O gestor se mostra tranquilo quanto ao embate entre os dois poderes. Conforme Dacroce, o Poder Legislativo é um poder independente e tem toda a liberdade de tomar as decisões. “Tudo tem o seu tempo. Os poderes são autonômos e sempre respeitamos esta autonomia. Enviamos os projetos e esperamos pela votação para posterior encaminhamentos dos recursos, estamos cumprindo todos os prazos”. Ele também faz questionamentos. “Como falar em democracia, se negam a receber os documentos? É a primeira vez na história do muncípio que todos tem vez e voz”. Na questão do projeto de mudança do regime dos servidores o prefeito esclarece que foi realizada uma reunião onde foram convidados os servidores, o sindicato dos servidores, representantes da federação, advogado sindical, representantes do sindicato estadual. “Estamos respeitando todos os prazos. Este conjunto de

projetos é um procedimento legal, que visa atender a legislação, visa dinamizar o atendimento. Queremos padronizar o atendimento. Com este projeto vamos produzir um novo tempo em Relvado, vamos melhorar as funções, vamos corrigir as disparidades existentes atualmente. Precisamos ter uma administração sustentável, são ações administrativas e baseadas na legislação”.

Dacroce confirma recursos ao CTG

Mesmo com todo o embrólio envolvendo o repasse de recursos para o CTG Porteira da Amizade, o prefeito garantiu que em nenhum momento ficou preocupado com a não aprovação do projeto que permitia o repasse dos recursos para a realização do Rodeio Crioulo Estadual. “Vamos criar mecanismos para que a entidade seja autossustentável. Seremos parceiros, não mediremos esforços e vamos buscar a legalidade das ações. Chega de mascarar situações e ações. Sempre respeitamos a sempre vamos continuar respeitando a Câmara de Vereadores, pois entendemos que é um poder independente”. Para finalizar, Dacroce sentencioa: “Talvez as represálias provém do grande volume de recursos captados em Brasília, mas com certeza vamos prosseguir com a mudanças”.


16

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

TRADICIONALISMO

Rodeio Crioulo movimenta três mil pessoas em Relvado 276 duplas participaram das competições durante o último final de semana

Henrique Pedersini Relvado - Nem mesmo a chuva diminuiu o ímpeto dos participantes da 26ª edição do tradicional rodeio Crioulo Estadual no município. O evento, promovido pelo CTG Porteira da Amizade, movimentou a cidade durante o último final de semana. Iniciado na sexta-feira (10) com algumas provas e fandango na parte da noite, o rodeio teve no total 276 duplas inscritas. Para o patrão do CTG Porteira da Amizade, Celito Toniollo, levandose em conta as condições climáticas, o evento ficou dentro das expectativas esperadas. “A estrutura e os shows foram elogiados. Mesmo com tempo ruim tivemos boa presen-

ça de público”, analisou. Estima-se que aproximadamente três mil pessoas passaram pelo Parque de Eventos nos três dias. Vários prefeitos da região marcaram presença. Uma das novidades foi o churrasco campeiro que, de acordo com a organização, foi bem aceito entre os visitantes. Foram distribuídos aos vencedores R$ 10 mil como premiação das provas do tiro de laço. Segundo o prefeito Adroaldo Dacroce, o evento está consolidado no calendário de Relvado. “É sempre uma satisfação receber os tradicionalistas em nossa cidade”, mencionou. O show de encerramento com Chiquito & Bordoneio também contou com boa presença de público.

Prefeitos e tradicionalistas da região prestigiaram o evento

Fotos: Juremir Versetti

Provas de tiro de laço reuniram 270 duplas


SEGURANÇA Condutores flagrados com CNH suspensa

Na noite da quinta-feira (09) a Polícia Rodoviária Estadual de Encantado abordou um motorista com Carteira Nacional de Habilitação suspensa por um caso de embriaguez ao volante no ano passado na ERS129. O jovem de 26 anos, residente em Encantado, conduzia um Celta e foi parado em fiscalização na altura do quilômetro 72, imediações da lombada eletrônica. O motorista responderá a Termo Circunstaciado por violar a suspensão di direito de dirigir. Na mesma noite outro motorista foi flagrado com Carteira Nacional de Habilitação suspensa em frente ao Comando Rodoviário de Encantado na ERS-129. O homem de 38 anos, residente em Anta Gorda, conduzia um veículo Pálio e está com a CNH suspensa por excesso de pontos perdidos.

MP lacra bomba de etanol em Putinga

O Ministério Público cumpriu uma medida cautelar em prol da defesa do consumidor em um posto de combustível no Cento de Putinga na quintafeira (09). A ação lacrou uma bomba de etanol que, segundo laudo técnico, continha adição de água. De acordo com o promotor de Justiça Paulo Estevam Araújo, o MP possui um convênio operacional com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), e sempre que há suspeita de um estabelecimento estar comercializando combustível fora das especificações o MP é alertado sobre o fato para que averigue e tome as providências legais.

Brigada encontra R$ 204 em moedas com jovem

Na madrugada da sexta-feira (10) a Brigada Militar de Encantado desconfiou de atitude suspeita de um jovem na Rua Júlio de Castilhos centro de Encantado. Na abordagem foi localizado próximo do acusado uma sacola contendo saquinhos com moedas. O acusado disse não saber e quem era e nem procedência das moedas. O jovem foi ouvido e liberado. O total de 204 reais em moedas não tem procedência reconhecida pela polícia.

Acidente deixa condutor ferido em Encantado

Por volta das 3h15min da madrugada, Eduardo Civardi, 25 anos, perdeu o controle do veículo Hyundai i30 e acabou colidindo contra uma estrutura de fornecimento de energia elétrica na Rua Imigrantes, proximidades do Parque João Batista Marchese. O SAMU deslocou Civardi até o Hospital Santa Teresinha de Encantado, onde foi medicado e liberado posteriormente. O veículo sofreu danos de grande monta.

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014 Três pessoas morrem eletrocutadas em Estrela

Três homens da mesma família morreram eletrocutados em uma propriedade na Linha Geraldo, Estrela na madrugada do domingo (12). Décio José Walter, 63 anos, o genro Charles Thomas, 32 anos, e o irmão de Charles Virgílio Thomas, 37 anos, foram encontrados mortos pela filha de Décio no início da manhã do domingo. Segundo informações da Brigada Militar, SAMU e de familiares, Walter mora em uma casa no mesmo terreno, mas em uma descida, cerca de 150 metros da estrada. No fim de tarde, teria faltado energia em casa e ele foi até um mato, nos fundos da residência, verificar a situação. A vítima encostou-se no fio que chega da rua e teria recebido a descarga elétrica. A segunda vítima foi Virgílio, que dorme na mesma casa de Décio. Após a meia-noite, ao voltar do minimercado, ele não encontrou o homem e foi com uma lanterna até o mesmo local, também sofrendo um choque. Notando a falta dos familiares Charles desceu até o ponto onde estavam os familiares e, do mesmo modo teria sido eletrocutado.. Segundo familiares, em diversas oportunidades Walter já teria emendado o fio que leva energia elétrica para a casa.

Tumulto em boate na cidade de Guaporé

A lembrança da Boate Kiss veio à tona durante a madrugada do domingo (12) na cidade de Guaporé. Uma pessoa acionou um spray de pimenta no interior da boate Absolut Music Hall, localizada no centro de Guaporé. A situação causou pânico e desespero aos frequentadores do estabelecimento. O local foi evacuado em poucos minutos pelas três saídas da boate. Quinze pessoas precisaram de atendimento no Hospital de Guaporé, devido à inalação do gás, que causou dificuldade de visão e de respiração. Segundo os bombeiros, o local tem capacidade para 482 pessoas, mas seriam mais de 500 jovens que estariam na boate. O frasco do spray foi encontrado e entregue à polícia, sendo que deve passar por perícia. O proprietário da boate informou às autoridades que testemunhas teriam visto quem acionou o spray. O suspeito teria sido inclusive identificado. Bombeiros e Brigada Militar estiveram no local. Rivalidade entre empresários pode ter motivado uso de gás de pimenta em boate de Guaporé. Conforme a delegada Graciela Foresti, uma das linhas de investigação revela que a rivalidade entre empresários proprietários de casas noturnas pode ter motivado o crime. A polícia já tem um suspeito e o caso será investigado. Aberto inquérito, o acusado pode pegar mais de quatro anos de prisão. A casa noturna está habilitada pra funcionar.

Veículo abandonado

Um automóvel Captiva, cinza placas IST-1115 de Encantado foi abandonado por um motorista que realizava PEGAS e manobras perigosas nas proximidades da rótula na Avenida Antônio de Conto e João sana na noite do domingo (12). Na tentativa de abordagem o motorista fugiu da guarnição e abandonou o carro em uma estrada vicinal na subida da Lagoa da Garibaldi. O condutor e um caroneiro foram vistos saindo do carro e fugiram para o mato. No veículo foi encontrado um cigarro de maconha. O carro que não tem registro de furto ou roubo foi recolhido para o depósito oficial.

Briga durante festa em Encantado

Um casal precisou de atendimento no hospital de Encantado após uma briga ocorrida em frente ao Bailão da Amizade, na Avenida Antônio de Conto, Encantado no domingo (12). A Brigada Militar foi informada que havia uma briga envolvendo muitas pessoas no local, por volta das 23h. Foi solicitado reforço de Roca Sales para atender a ocorrência. Um suspeito das agressões ao casal foi detido e assinou um Termo Circunstanciado por desacato.

Arrombamento

A porta frontal do Bocatinho Lanches foi arrombada durante a madrugada da segunda-feira (13). Do caixa foram levados cerca de R$ 300. De acordo com informações, o indivíduo conhecido como Ratinho estaria solto novamente, sendo um dos suspeitos por esse arrombamento.

Abordagens

Quatro motoristas foram autuados por embriaguez ao volante no último final de semana: Na ERS-332, no bairro Jacarezinho foi abordado um Fiat Uno, sendo que o bafômetro apontou 0,19 miligramas por litro de ar expelido resultando em autuação administrativa. No mesmo local também foi abordado um Monza, guiado por um homem de 39 anos. O carro estava com o licenciamento vencido e o condutor não tem habilitação. No bafômetro, 0,41 miligramas por litro de ar expelido. Ele foi levado à delegacia de Lajeado e liberado sem lavratura do flagrante. Também foi abordado o motorista de um Citroën C4, que tentou fugir de fiscalização em frente ao posto policial, na ERS-129. O bafômetro acusou 0,27 miligramas por litro de ar expelido e o condutor de 43 anos foi autuado de forma administrativa. Foi parado na ERS-129 um motorista de 30 anos, morador de Capitão, conduzindo um Prisma. O etilômetro registrou percentual de 1,08. O condutor foi levado à delegacia de Lajeado, pagando fiança de um salá-

rio mínimo para não ser recolhido ao presídio.

ni

Na tarde da terça-feira (14), a Polícia Rodoviária Estadual de Encantado parou uma mulher de 38 anos na condução de um gol, placas de São Paulo. A abordagem aconteceu na altura do quilômetro da ERS-130 em Arroio do Meio. Ela havia realizado ultrapassagem em local proibido, estava sem cinto de segurança e com o licenciamento do veículo vencido. Diante da situação teve o carro guinchado. A mulher entrou em contato com o pai para buscá-la no posto de Encantado. Ao chegar no local, em outro Gol, com placas de Brasília, os policiais desconfiaram do idoso de 65 anos e convidaram-no a soprar o etilômetro. O teste apontou 0,17 miligramas por litro de ar expelido. O homem foi autuado administrativamente e teve a CNH recolhida. Uma terceira pessoa precisou ser mobilizada para buscar pai e filha.

Acidente no Morro da Guabiroba

Um acidente com danos materiais foi registrado na quarta-feira (15) na ERS-332, em Encantado. Conforme a Polícia Rodoviária Estadual um homem de 38 anos, guiava um Palio com placas de Getúlio Vargas quando perdeu o controle do veículo no sentido Doutor Ricardo para Encantado, altura do Morro da Guabiroba. O carro saiu da pista e colidir

i rs de

e

P Acusados de e qu i r furtos presos en :H pela BM o ã iç Dois homens Ed acusados de praticar diversos furtos e arrombamentos nos municípios de Encantado e Arroio do Meio, foram presos na noite da terça-feira (14) no bairro Navegantes em Encantado. Vinícius Dutra Zanatta, 23 anos, foi preso no inicio da noite pela Brigada Militar, após ter furtado bolas de futebol, par de tênis em uma casa do bairro Navegantes. No final de semana, Vinicius teria furtado um micro-ondas da mesma casa. Após prestar depoimento o acusado foi conduzido ao presídio estadual de Encantado Na comunidade da Barra do Forqueta, em Arroio do Meio, a BM deteve Alex Fabiano Trindade, 34 anos. Conforme a Brigada Militar, Alex foi flagrado furtando objetos no galpão de uma propriedade. Alex Trindade tem inúmeros antecedentes por furto e roubo, sendo que já esteve recolhido ao presídio em diversas oportunidades.

Duas autuações na mesma família

17

em um barranco. Do acidente foram registrados apenas danos materiais de grande monta.

Acidente resulta em duas mortes em Serafina Corrêa

A rodovia ERS-129, trecho entre os municípios de Serafina Corrêa e Casca, registrou um gravíssimo acidente de trânsito no início da noite da terça-feira (14), por volta das 18h15min. Na comunidade de Evangelista, quilômetro 154, dois caminhões colidiram frontalmente, sendo que um deles, carregado com óleo vegetal pegou fogo, gerando um incêndio de enormes proporções. Os dois condutores dos veículos, identificados pelo Grupo Rodoviário de Casca sendo Doraci Marques de Lima, 47 anos, e Carlos Eloir Leonhardt, 39 anos, morreram carbonizados. Segundo os policiais rodoviários, duas pessoas, identificadas como Joaquim Leonhardt, 8 anos, filho de Carlos, e Modou-Gueye, passageiro do caminhão dirigido por Lima, sobreviveram ao acidente. Segundo informações preliminares, a carreta, placas AEO-5518, de Canoas, conduzida por Carlos Eloir Leonhardt, 39 anos, trafegava no sentido Casca/Serafina Corrêa, quando chocou-se em um caminhão, placas IUT-2500, de Marau, pertencente a empresa Eco Verde, que carregava lixo e transitava no sentido contrário. Ao volante estava o motorista Doraci Marques de Lima, 47 anos. Com o choque os caminhões pegaram fogo. O menino de 8 anos foi arremessado para fora do caminhão, bateu a cabeça, mas passa bem. Gueye, conseguiu livrar-se do cinto de segurança sofrendo apenas queimaduras em um dos braços. Ele foi atendido no Hospital de Casca e já recebeu alta. O Corpo de Bombeiros de Guaporé guarnição foi acionado para atender a ocorrência e combateu, com dificuldades, o incêndio e posteriormente realizando o rescaldo dos veículos. Os Bombeiros Voluntários de Serafina Corrêa, também colaboraram com os trabalhos, assim como os policiais militares do município. As causas do acidente ainda não foram apuradas. Informações dão conta que a colisão ocorreu no momento em que uma forte chuva atingia a região.


18

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Bombeiros treinam resgate e salvamento em elevadores

Sábado tem Festival do Sorvete e Encantado em Ação na Praça da Bandeira

Divulgação

Encantado - Os bombeiros de Encantado realizaram na terçafeira (14), o treinamento técnico de busca, resgate e salvamento em elevadores. A atividade se desenvolveu em duas etapas: a teórica, realizada no Quartel, e a prática, no prédio do Centro Clínico de Encantado. A qualificação foi ministrada pelo técnico em Segurança do Trabalho no Rio Grande do Sul da Empresa Thyssenkrupp Elevadores SA, Hilário Emídio Moraís, auxiliado pelo Consultor Técnico, Pedro Vicente Lorde. O profissional enfatizou que é prática da empresa desenvolver os treinamentos visando capacitação das Corporações de Bombeiros no Brasil, pois o objetivo máximo é executar a tarefa de resgate e salvamento de pessoas nos elevadores adotando procedimentos seguros por pessoas capacitadas e, assim, evitar acidentes.

Rosalia Valandro, Rua Ehlers Paretti, 75, Encantado

Ele salientou ainda que a medida segue normativa conforme NBR 16083 de 30/08/2012, item 6. "O resgate de pessoas presas em elevadores deve ser executado somente pela empresa de manutenção, ou pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar ou órgão que o substitua", estabelece a norma.

Neiva Numer, Rua José Brock, 575, Roca Sales

Aulas práticas foram feitas no Prédio do Centro Clínico

Gentil Radaelli, Rua Ijuí, 974, Encantado

Encantado - O Festival do Sorvete e Encantado em Ação ocorre neste sábado, dia 18, na Praça da Bandeira. Sorvetes e picolés serão vendidos a preços especiais pelos sorveteiros locais. O evento é uma realização da Associação Comercial e Industrial de Encantado (Aci-E), em parceria com a Administração Municipal, e as empresas sorveteiras Sabory, Sorvelatto e Ki Gostoso, além de apoiadores e expositores. A programação inicia às 8h, com a Feira de Saúde, Feira do Peixe Vivo, Feira do Agricultor/Agroindústrias e Salão do Automóvel. A partir das 13h, as primeiras duas mil pessoas que chegarem no local ganham um vale-picolé sabor de fruta. Para a diversão da garotada, haverá brinquedos infláveis e camas elásticas, presença de mascotes, sorteio de bicicletas e brindes. Haverá mateada durante todo o dia. A partir das 14h30min inicia o Festival de Bandas com os shows do Luauê, No Brake, de Teutônia, e Nova Estação.

Líbera Porto, Rua Rio Grande do Sul, Encantado


Jornal Opiniรฃo 17 de janeiro de 2014 - Pรกgina 19

Participe: facebook.com/JornalOpiniaoEncantado facebook.com/RadioEncantadoAM facebook.com/energiapop


20

Edição: Henrique Pedersini (henrique@opiniaojornal.com.br)

Especial Gauchão 2003 O Campeonato Gaúcho 2014 começa neste final de semana. 16 clubes participam da competição. Com formato remodelado pela Federação Gaúcha de Futebol, o Gauchão será disputado em um turno único, com 16 times, divididos em dois grupos. Todos os clubes irão se enfrentar entre si: primeiro o Grupo

A x Grupo B e depois as partidas entre os integrantes de cada chave. Os quatro primeiros colocados de cada grupo disputarão as quartas de final, e mais tarde as semifinais, em jogos únicos. Apenas a grande final, marcada para os dias 05 e 13 de abril, terá partida de ida e volta.

Grupo A Aimoré está de volta após 19 anos

O Aimoré será o representante de São Leopoldo no Campeonato Gaúcho 2014. O clube está de volta a principal divisão do futebol gaúcho após 19 anos. O técnico para o estadual que inicia nesse final de semana será Bem Hur Pereira que já foi inclusive jogador da equipe do Vale do Sinos. Dentro de campo o principal nome é Diego Torres, meia articulador, que já foi eleito melhor do campeonato em sua posição no ano de 2011, quando atuava pelo Cruzeiro de Porto Alegre. A estreia será contra o Brasil de Pelotas.

Esportivo tem grupo com jogadores desconhecidos Carinhosamente apelidado de Polenta Mecânica, o Esportivo é uma das equipes mais tradicionais dessa competição. Émerson Ávila será o treinador em 2014. Ele tem passagens bem sucedidas no futebol mineiro e um trabalho realizado como técnico da seleção brasileira sub-17. O time base, de acordo com os treinamentos é Vinícius, Afonso, Ladeira; Reginaldo e Baroni; Agenor, Cássio, Vini e Igor; Ulissese Clayton.

Artilheiro da segundona em 2013 é aposta do Alviazul Vice-campeão no ano passado, o Lajeadense tem a responsabilidade de defender o simbólico título do interior no Gauchão série A 2014. O técnico Fabiano Daitx conta com alguns reforços importantes. Os atacantes Japa e Geílson, ex-Santos e Internacional são as principais apostas. O experiente goleiro Eduardo Martini permanece. O atacante

Cléverson também é uma das armas do representante do Vale do Taquari no estadual. Time para estreia diante do deve ter: Eduardo Martini; Márcio Gabriel; Oliveira; Gabriel Artz e Márcio Goiano. Rudiero, Mateus, Éverton, Renan Oliveira e Luis Felipe. Cléverson.

Zulu é o trunfo do Juventude

O grande nome dentro do campo é o centroavante Zulu, com 110 partidas pelo time e 55 gols ele está em Caxias do Sul desde 2011. O técnico Geraldo Delamore poderá usar o estadual como preparação visando a série C. O meia Diogo Oliveira também é uma aposta. O time base tem: Fernando; Rodrigo Heffner, Rafael Pereira, Diogo e Julinho; Fabrício, Jardel e Diogo Oliveira; Douglas, Rogerinho e Zulu.

Chiquinho é o principal jogador do São José-POA

Comandado pelo experiente técnico Beto Campos, o São José de Porto Alegre aposta no temido gramado sintético do estádio Passo D’areia. São poucas mudanças em relação ao grupo que ficou com o vice-campeonato na Copa Willy Sanvito no segundo semestre do ano passado. O principal jogador é Chiquinho, velho conhecido da torcida colorada. O jogador de 30 anos já foi promessa no Beira-Rio e teve o sucesso na carreira dificultado pelo alto número de lesões. O novo zagueiro é Júlio Santos que passou pelo Mazembe e ainda o lateraldireito Bindé, com passagens por diversos clubes do Rio Grande do Sul.

Brasil de volta a elite após quatro anos

Atacante Japa reforça o Lajeadense

Dentro de campo, o grupo conta com algumas atrações. Uma delas é o goleiro Luis Muller, 32 anos, um dos líderes entre os jogadores. O ex-colorado Fernando Cardoso é o mais conhecido no sistema defensivo. Raulen, exJuventude e Atlético Paranaense é uma peça importante na lateral direita. Um dos personaCapela, 19 anos, é natural de Muçum

gens da Batalha Dos Aflitos, o volante Nunes, é considerado o “cão de guarda’ da defesa Xavante. O “interminável” Márcio Hahn também é titular indiscutível do Brasil de Pelotas. Outro conhecido é o meia Elton, que jogou no Grêmio no início dos anos 2000. No ataque, além dos experientes Alex Amado e Gustavo Papa, há um muçunense: Eduardo Capella, 19 anos. O time base é: Luis Muller; Raulen; Fernando Cardozo; Ricardo e Forster. Nunes; Leandro leite; Márcio Hahn e Elton; Alex Amado e Gustavo Papa.

Veranópolis terá Julinho Camargo no comando Natural de Doutor Ricardo, Leandro Dagostini teve passagem recente pelo Paysandu, onde jogou a série B o brasileirão. Aos 29 anos, ele será presença certa no time do VEC. Os volantes Bruno Coutinho e Glauber com passagem pelo Grêmio são apostas da diretoria. O meia Eduardinho também é uma das figurinhas carimbadas do futebol gaúcho. Mas as principais atrações da equipe estão mesmo no ataque. Juba, que já foi vice-artilheiro do estadual é uma das atrações. Com uma extensa lista de clubes atuados, Lê será o número nove do Veranópolis. O atacante é o grande nome da equipe para a competição. Além deles, há ainda Soares que passou por Grêmio, Fluminense e Cruzeiro. O técnico será o ex-comandante do Grêmio Julinho Camargo. O time base tem: Cesar, Fininho, Dagostini, Gasparetto e Romano. Bruno Coutinho, Glauber; Eduardinho e Matheus. Juba e Lê.

Inter pretende mesclar grupos A e B durante gauchão

O maior campeão do Gauchão é o Internacional. O colorado começará a competição com o time B, visando preparar melhor o grupo principal para toda temporada. Nas primeiras rodadas, o colorado mandará a campo uma equipe repleta de garotos. Nomes como Bertotto, Rodrigo Dourado e Nathan poderão ser observados pela diretoria. A ideia é que o grupo principal intercale apresentações com o time B. Clemer comanda o time emergente, enquanto Abel Braga cuida do grupo principal. Para 2014, o colorado tem no sistema defensivo suas principais novidades. O goleiro Dida, contratado após passagem pelo Grêmio, os zagueiros Paulão e Ernando, lateral direito Gilberto e volante Aranguiz, além do atacante Wellington Paulista são algumas das novidades coloradas. A ideia foi reforçar o setor mais prejudicado em 2013: a defesa. Alisson; Claudio Winck, Jean, Thales e Raphinha; Rodrigo Dourado, Bertotto, Gladestony, Aylon Reis e Nathan.


JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

21

Grupo B Sobrinho de Ronaldinho é aposta do Cruzeiro Pertence a família Assis Moreira a principal aposta do Cruzeiro de Porto Alegre para o gauchão 2014: Diego Assis é sobrinho do jogador Ronaldinho Gaúcho do Atlético Mineiro. Filho de Assis, o jogador esteve pro muito tempo na base do internacional. A estreia será contra Pelotas vem motivado pela conquista da Recopa o Brasil de Pelotas. O time que deve jogou em grandes equipes brasileiras como Náutico, Figueicomeçar a partida do final de semana tem rense e Atlético Goianiense. O atacante teve sua primeira Túlio; Thiago Matos, Talis, Otávio e Douglas; Rogério Patrola, passagem pelo Passo Fundo no ano de 1998 e ficou até 2000. Carlos Carioca, Diego Assis e Matheus; Leandro Rodrigues e Edinilson. Outra opções são Bernardo, Benhur, Glênio, Claudio Outro jogador conhecido pelo estado é o zagueiro Ediglê, com passagem pelo Internacional. Outro jogador que o técnico Junior e Henrique. Técnico será Luiz Antonio Zaluar Luis Carlos Winck aposta é o atacante Gustavo, que passou pela base do Grêmio. A estreia do Passo Fundo será contra o Lajeadense.

Anderson Pico tenta recomeço no Novo Hamburgo

O Anilado é uma das equipes que mais investe em categorias de base pelo estado. Para o gauchão 2014 o reforço mais reconhecido é o lateral ex-Grêmio Anderson Pico. O jogador tenta mais uma vez vencer um duelo particular com a balança. Além dele, o goleiro Marcelo Pitol, o volante Juca e os atacantes Jonatas Belusso e Douglas que passou pelo Grêmio em 2007. A estreia do Novo Hamburgo será contra o Aimoré. O time base deve ter: Marcelo Pittol; Rafael Mineiro; Luiz Henrique; Sosa e Anderson Pico. Chicão; Alberto; Juca e Eliomar. Jonatas Belusso e Douglas. O técnico Será Itamar Shulle

Pelotas quer manter bom aproveitamento de 2014 Comandado pelo técnico Paulo Porto, o Pelotas começou 2014 em alta. O time conquistou a Recopa Gaúcha nessa semana ao vencer o Internacional pelo placar de 3 a 2. Dentro de campo, Mithyuê, Fabiano Gadelha e Felipe Garcia são as referências no meio-campo. No ataque se destaca o centroavante Rafael Santiago. O Pelotas estreia diante do Esportivo fora de casa.

São Luiz quer surpreender adversários no estadual

e Everaldo. No último teste antes da estreia, o Grêmio goleou o Sindicato dos Atletas por 13 a 1. No grupo principal, destaque para os novos reforços Edinho, Geromel e Alán Ruiz. O novo técnico Enderson Moreira quer um time com maior velocidade em 2014.

Caxias mantém 17 jogadores do grupo de 2013 O Caxias foi o último time do interior a conquistar o Campeonato Gaúcho, no ano 2000. Para essa temporada o grande objetivo é subir para série B do brasileirão. Para isso o time conta com algumas novidades no grupo. O meia Júlio Madureira regressa a serra gaúcha após passagem pelo próprio Caxias em 2009. O lateral esquerdo Cauê também é uma das caras novas. O volante Otávio e o meio-campista Jajá também são reforços. A estreia do Caxias será contra o Veranópolis. Luciano Brandalise será o técnico.

São Paulo de Rio Grande quer surpreender favoritos Comandado pelo treinador Agenor Piccinin, o São Paulo de Rio Grande é um dos menores investimentos da competição. A equipe conta com jovens jogadores e apenas um nome conhecido do futebol gaúcho, o atacante Gilian. No último teste antes da estria no gauchão, derrota por 2 a 0 para o Novo Hamburgo. O time começou jogando com Pablo; Vinícius; Reinaldo, Cesinha; Guilherme e Vanderley; Balduíno, Vasconcelos, Gilian, Ray, Jeferson Chumbinho. A estreia será contra o Juventude.

O representante de Ijuí no gacuhão 2014 não tem sequer um nome badalado para disputa. A expectativa do grupo e do técnico Beto Almeida. Os jogadores mais “rodados” do grupo são o meia Ademir Sopa, 35 anos, e o atacante Fábio Alemão, 33 anos. Uma das apostas está no atacante Gabriel Mattana, 18 anos, que passou pelo Lajeadense. A estreia será diante do Internacional nesse sábado.

Pico tem mais uma chance no Novo Hamburgo

Atacante Felipe está de volta ao Passo Fundo O Passo Fundo fez alto investimento para essa temporada. O atacante Felipe, que passou pelo Goiás, tem 34 anos e já

Grêmio quer voltar a vencer a competição

O tricolor gaúcho também se utiliza de uma equipe da base para disputa das primeiras rodadas do campeonato estadual. O grupo principal faz a preparação visando a Libertadores 2014. O último título do Grêmio nessa disputa foi em 2010, sob o comando de Silas. O time para estreia deverá ter Folmann, Tinga, Rafael Thyere, Canavésio e Breno; Moises; Matheus Biteco e Jeferson. Luan, Yuri Mamute

Mamute tem chance no Grêmio

São Paulo de Rio Grande retorna à Série A


22

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

Esta semana estava observando meu filho Brayan e seu amigo Rafael, e notei como a amizade é importante e, ao mesmo tempo, nos educa. A cumplicidade e o respeito são as maiores virtudes, mas o que amizade nos ensina é saber respeitar a individualidade de cada um. Lembro-me de quando eu ainda estava na ativa, tive muitos amigos desses, aprendi muitas coisas diferentes, pois todos eram de culturas diferentes, famílias diferentes, enfim, mundos diferentes. O esporte te proporciona isso, a convivência com pessoas das mais diversas culturas. O atleta muitas vezes desponta, se torna um ídolo, mas a sua essência não desaparece. Vejam o caso do astro Cristiano Ronaldo, logo após ter ganho a Bola De Ouro como melhor jogador, não conteve a emoção, vendo seu filho e sua mãe; tenho certeza que rapidamente passou um filme da sua infância, lembranças de seus amigos, das dificuldades que teve para chegar até aquele momento, isso só o esporte consegue proporcionar, uma retrospectiva frequente das pessoas que fizeram parte do seu sucesso. Seguindo nesta mesma linha, o nosso Rei Pelé, mesmo acostumado a receber prêmios, ainda se emociona e nos mostra que a humildade é a chave do sucesso. Nos últimos anos vemos muitos ex-jogadores se tornando treinadores. Vejo com bons olhos este tipo de tendência. O caso mais recente é o de Seedorf, que teve uma ótima carreira como atleta e agora está assumindo o todo poderoso Milan. Sei que a transição de jogador para treinador ou dirigente é muito complicada, o pensamento deve ser diferente, isso que muitas vezes se torna complicado, mas a vivência adquirida facilita em muito a comunicação entre atletas, torcida e diretoria. Garrincha dizia que para falar de futebol, a pessoa deveria pelo menos ter colocado um par de chuteiras nos pés! Concordo com ele. O tricolor vem se preparando na serra gaúcha. A base já vem pré-

“Boa sorte à dupla Grenal, pois o Gauchão poderá ser o único título do ano.”

estabelecida desde o término do ano, isto faz do Grêmio uma equipe mais bem preparada do que a equipe colorada. Mesmo não tendo peças de reposição de um bom nível, as apostas em Barcos e Kléber podem ser um bom caminho, pois se tratam de grandes atacantes, e a continuidade de Maxi e a permanência de Rhodolfo, podem fazer o tricolor uma equipe forte nesta temporada. Já Alex Telles está com seus dias contados. A equipe turca do Galatasaray ofertou cerca de 5 milhões de euros ao lateral, faltando alguns detalhes para que o negócio se concretize. No Inter, o assunto é a saída de Scocco e Forlán. Scocco insatisfeito com a pouca continuidade que teve no ano de 2013 tem sondagem do Newell's por empréstimo e do Sunderland da inglaterra. Forlán, com um péssimo desempenho, tem propostas do Cerezo Osaka do Japão e West Ham da Inglaterra. Bom, com estas duas saídas, o colorado irá diminuir sua folha de pagamento em torno de R$ 1 milhão, e como consequência eliminará dois atletas que não estão com a cabeça voltada para o clube. A permanência de Clemer no comando da equipe Sub-23 do Inter, dá indício que o colorado vai olhar mais para a base em 2014. Torço muito para que isso aconteça. O Gauchão tem início neste sábado (18) com o jogo entre Inter x São Luíz, e no domingo (19) teremos o jogo entre São José x Grêmio. Boa sorte à dupla Grenal, pois o Gauchão poderá ser o único título do ano. Por isso é bom manter o foco. Vou fazer um parênteses e falar sobre o BBB que teve seu início esta semana. Eu particularmente não sou adepto a este tipo de programa, mas sei que é um programa de muita audiência, até porque é transmitido em um horário nobre. Mas o ponto que eu quero chegar é o motivo pelo qual não há programas mais culturais em horários ditos nobres, muitas vezes é mais oportuno desligar a TV e ler um bom livro.

Reforços O Grêmio contratou apenas três jogadores para temporada 2014 até o momento. Não quero discutir qualidade, mas sim quantidade. O tricolor gaúcho tem outras carências. A defesa, a armação, o ataque. Economizar é o correto, eu concordo, mas abrir mão do futebol é inviável.

Vergonha Vou confessar que deixei de lado uma série de adjetivos que usaria aqui se pudesse, mas ficarei no tempo vexame para descrever o fim do Campeonato Brasileiro de 2013. Siglas como STJ e TJD tomam conta dos noticiários. Preferia que as manchetes fossem os dribles do Everton Ribeiro ou a qualidade do Seedorf, mas infelizmente estamos protagonizando o maior fiasco dos últimos anos nessa luta jurídica. Razão Sempre posicionei-me em favor da Portuguesa. Tenho certeza de que se fosse um Bahia que cairia para segunda divisão (Com todo respeito ao Bahia), ninguém falaria nada. Acho um amadorismo o que fez a Portuguesa colocando o jogador sem ter certeza da sua condição, mas é evidente que a ideia não é punir a Lusa mas salvar os cariocas. Solução Não gostaria de ver um campeonato com 24 times em 2014, mas deve ser o que acontecerá. Será a maior vergonha da história, em pleno 2014 uma virada de mesa na “cara dura”. E mais... As vésperas de uma Copa do Mundo. Algumas entidades subestimam o poder da imprensa. O mundo está de olho no Brasil e estamos dando espaço para críticas e desconfiança.

E o bom senso? Quer dizer que o tal movimento bom senso futebol clube só atende questões financeiras? Não vejo um jogador indignado com a situação do campeonato. Só ouço argumentos de quem está envolvido coma causa.

Esclarecimento Na semana passada divulgamos que o trabalho do roca-salense Giovani Marasca com o Lajeadense trabalhando ações de marketing era pro contrato. Na verdade a prática é voluntária do estudante de Publicidade e Propaganda da UNIVATES. A informação foi confirmada pelo Presidente do Lajeadense Mário Dutra. Ressalto uma vez mais a importância desse trabalho tanto para o estudante quanto para o clube, esmo que de forma voluntária. Sucesso ao Lajeadense e ao Giovani Marasca! Merece Acessei o site do Brasil de Pelotas e fiquei muito feliz com a presença do muçunense Eduardo Capella no grupo principal do Xavante. Ele disputará o Gauchão ao lado de jogadores rodados, que podem acrescentar muito ao promissor atacante.


MUNDO JURÍDICO

Aposentados que ganham acima do mínimo terão reajuste de 5,56% Aposentados e pensionistas do INSS que recebem benefícios com valor acima de um salário mínimo, de R$ 724, terão seus benefícios reajustados em 5,56% em 2014, segundo portaria dos ministérios da Fazenda e da Previdência Social publicada no "Diário Oficial da União" de segunda-feira (13). O valor refere-se à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado, divulgado na sexta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - que serve de referência para a correção dos benefícios previdenciários. Com isso, o teto da Previdência Social para 2014 fica em R$ 4.390,24. No ano passado, o reajuste dos benefícios havia sido de 6,20%. Os benefícios acima do mínimo não tiveram reajuste real neste ano, ou seja, acima do INPC de 2013. A política de não conceder reajuste real para os benefícios acima do salário mínimo foi defendida pelo governo em abril de 2012 no envio da proposta da LDO de 2013 ao Congresso Nacional. Impacto nos cofres De acordo com o governo, os 9,5 milhões de benefícios acima do piso previdenciário representarão impacto líquido de R$ 8,7 bilhões. O reajuste do salário mínimo a partir de janeiro deste ano atinge 20,8 milhões de benefícios previdenciários e assistenciais e custará R$ 9,2 bilhões aos cofres. O Ministério da Previdência informa ainda que o mesmo piso vale também para os benefícios da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) para idosos e pessoas com deficiência, para a renda mensal vitalícia e para as pensões especiais pagas aos dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE).

JORNAL OPINIÃO n 17 de janeiro de 2014

23

Exigir contribuição sindical para liberar alvará é ilegal É ilegal condicionar a outorga de autorização para exploração do serviço de táxi à comprovação do pagamento da contribuição sindical, previsto no artigo 608 da Consolidação das Leis do Trabalho. Trata-se de limitação injustificada à liberdade de profissão assegurada na Constituição. O entendimento levou a 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul a impedir que a Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) exigisse o recolhimento de contribuição sindical para liberar o alvará a um taxista da capital do Estado. Na Apelação, a EPTC discorreu a cerca da diferença entre contribuição confederativa e sindical. Sustentou que a contribuição sindical está prevista nos artigos 545, 578 e seguintes da CLT, tratando-se, portanto, de prestação pecuniária compulsória. Alegou que, ao exigir o comprovante da quitação da contribuição sindical,

para a renovação do alvará de tráfego, o fez com fundamento no artigo 608, também da CLT. Ao denegar a Apelação, desembargadorarelatora Marilene Bonzanini citou a literalidade do artigo 5º, inciso XIII, da Constituição, para justificar o seu entendimento. Diz o dispositivo: ‘‘É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissio-

nais que a lei estabelecer”. Escreveu também no acórdão que o livre exercício de qualquer atividade econômica é assegurado pelo artigo 170, da Constituição. Este diz, em seu parágrafo único: ‘‘É assegurado a todos o livre exercício de qualquer atividade econômica, independentemente de autorização de órgãos públicos, salvo nos casos previstos em lei” . Assim, concluiu, é indevida a exigência de comprovação do recolhimento da contribuição sindical para renovação do alvará de tráfego pela EPTC.

Tribunal dos EUA anula julgamento por parcialidade de jurado

Um tribunal de recursos dos EUA anulou uma sentença de 14 anos de prisão e ordenou novo julgamento porque o juiz de primeiro grau manteve no júri um jurado que não pôde julgar o réu de forma justa e imparcial. As informações são do National Law Journal. O americano Trent Shepard foi condenado por envolvimento com pornografia infantil. O material colhido, que exibia sexo explícito entre menores, foi apresentado aos jurados. Para um deles, as imagens eram fortes demais e, por isso, ele não olhou as provas. No processo de voir dire (inquirição dos jurados para a seleção do júri), o jurado em questão respondeu “sim” a uma pergunta escrita do juiz David Dowd Jr. sobre a possibilidade de apresentarem material de sexo explícito entre menores durante o julgamento. O juiz perguntou, especificamente, se isso o levaria a se predispor em favor ou contra o réu ou à acusação. O jurado respondeu que não via qualquer razão para não ser justo e

imparcial. Porém, mais tarde, no mesmo dia, deixou uma mensagem telefônica para o oficial do tribunal, dizendo que não poderia olhar aquelas imagens, por uma questão pessoal. No dia seguinte, questionado pelo juiz, o jurado declarou a ele e ao promotor que iria fechar seus olhos quando as imagens fossem apresentadas. Afirmou então que, por isso, não poderia servir como jurado. Argumentou que tinha duas crianças em casa e não queria ficar com aquelas imagens na cabeça. No primeiro dia de julgamento, em agosto de 2011, o juiz rejeitou um pedido da defesa de anulação do julgamento, com base nas declarações feitas pelo jurado. Depois do veredicto desfavorável ao réu, o juiz escreveu um memorando explicando suas razões: alegou que não dispunha de jurados alternativos no painel e havia a possibilidade de outros jurados pedirem dispensa, o que complicaria todo o processo. No tribunal de recursos, porém, o entendimento foi outro. “O papel do juiz

não é minimizar problemas sérios, a fim de evitar mais trabalho para o tribunal”, escreveu a juíza do tribunal de recursos Martha Craig Daughtrey, em nome do painel de três juízes que declarou a nulidade do julgamento. “Em julgamentos criminais, o juiz precisa salvaguardar os direitos constitucionais do réu contra os caprichos da opinião pública, contra o pré-julgamento e as conveniências”, ela declarou. Para o tribunal de recursos ficou claro que aquele jurado não poderia integrar o júri e, portanto, o julgamento deveria ser anulado “para preservar a santidade do direito constitucional do réu de ter um julgamento justo e imparcial”. A sentença, agora anulada, incluía cinco anos de liberdade condicional supervisionada e proibição de acesso a computadores, câmeras ou equipamentos de vídeo, sem autorização por escrito do tribunal ou de uma autoridade da liberdade condicional, além de um pagamento de US$ 3 mil como indenização à criança vítima da pornografia.


17 de janeiro de 2014

Gauchão 2014 começa neste final de semana Páginas 20 e 21

INSCRIÇÕES

ENTAR COMPLEM PROVA UNICA DE REDACAO: 9 de fevereiro INSCRICOES: 22 de janeiro a 3 de fevereiro www.univates.br vestibular Administração de Empresas | Adm. Comércio Exterior | Arquitetura e Urbanismo | Biomedicina | Ciências Biológicas Bacharelado | Ciências Biológicas Licenciatura | Ciências Contábeis | Design de Moda* | Design | Direito - Matutino | Educação Física - Bacharelado | Educação Física - Licenciatura | Enfermagem | Engenharia Ambiental | Engenharia Civil | Engenharia da Computação | Engenharia de Alimentos | Engenharia de Controle e Automação | Engenharia de Produção | Engenharia de Software | Engenharia Elétrica | Engenharia Mecânica | Engenharia Química | Farmácia | Fisioterapia | Gastronomia* | Gestão de Micro e Pequenas Empresas** | Gestão de Recursos Humanos* | História - Licenciatura | Jornalismo | Letras - Licenciatura | Logística* | Pedagogia - Licenciatura | Nutrição | Psicologia | Publicidade e Propaganda | Química Industrial | Redes de Computadores* | Relações Internacionais | Sistemas de Informação *Curso Superior de Tecnologia

**Curso de Formação Específica

20 DE JANEIRO A 10 DE FEVEREIRO PELO WWW.UNIVATES.BR/VESTIBULAR OU NO CÂMPUS DA UNIVATES

PROCESSO SELETIVO O CANDIDATO CONCORRERÁ SOMENTE COM A NOTA DO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO (ENEM) DOS ANOS DE 2011, 2012 OU 2013.

FUNDO DE FINANCIAMENTO ESTUDANTIL (FIES) OS ESTUDANTES QUE OPTAREM PELO FIES TÊM A POSSIBILIDADE DE ABATIMENTO DO FINANCIAMENTO POR MEIO DO TRABALHO NA REDE PÚBLICA DE SAÚDE.* *Previsto pela Lei nº - 12.202/2010 e regulamentada pelo Ministério da Saúde através das Portarias nº - 1.377/2011 e nº 203/2013.


Caderno Mix - 03/janeiro/2014 - Pรกg 07


Jornal Opinião 17 de Janeiro de 2014