Issuu on Google+

REALIDADE NA REGIÃO

ONDE ESTÃO

os TR AB AL HA DO RE S? Reportagem especial revela a dificuldade das empresas da região em contratar mão de obra. Só no SINE de Encantado são 250 vagas disponíveis Páginas 12 e 13

MILTON FERNANDO Rótula no Trevo Peteba é prioridade da EGR Página 5 FAÇANHA Churrasco mais longo do mundo leva 80 mil a Nova Bréscia Páginas 8 e 9

Jornal Opinião

CANTO DA LAGOA Jurados escolhem músicas neste fim de semana Página 10 FUTEBOL Municipal de Encantado começa dia 23 de março Página 19

MUÇUM

Uma cidade sem táxi à noite Página 16

VEREADOR AFIRMA "Esse grupo que governa é uma máfia" Página 7

R$ 2,5 MILHÕES PMAT não convence empresários Página 6

DOUTOR RICARDO Novo ônibus para o transporte escolar Página 14

NA FRANÇA Atletas do CFM representam o Brasil em torneio Página 22


2

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Mensagem de 7º Dia de Falecimento

TEREZINHA DOLORES DO SANTOS

Dolores, Já faz uma semana que partiste para a vida eterna, e a cada dia que passa, sentimos ainda mais a tua ausência. Deixaste entre nós saudades e lembranças dos bons momentos que vivemos juntos. A dor de tê-la perdido é grande, mas acreditamos que onde quer que estejas, estás com Deus. Filho Jailton, os irmãos Clair, Vera, Jair, Cleusa e Ivair e demais familiares agradecem a todas as manifestações de carinho recebidas neste momento de tristeza e dor.

Convite para a Missa de 10 anos de falecimento

Ivo Rizzi

Ninguém morre enquanto está vivo no coração de alguém. A tua lembrança nos preenche o vazio de tua ausência. Em algum lugar muito além da nossa imaginação continuas existindo mesmo que todo silêncio nos separe. Esposa Cerenita, filhos Gilmar, Gilberto e Adriana convidam para a celegração religiosa que acontece no dia 5 de março de 2014, às 18h30min, na Igreja Matriz São Pedro de Encantado.

Mensagem e Convite para Missa de 30º dia de falecimento

GERAL QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Horário normal no Sicredi As unidades de atendimento do Sicredi Região dos Vales terão expediente normal no dia 5 de março, quarta-feira de cinzas. O horário na Cooperativa será das 9h30min às 15h, mesmo com a sugestão da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) de iniciar o atendimento somente a partir do meio-dia. O Sicredi Região dos Vales há anos mantém os turnos normais após o carnaval, pois possibilita mais tranquilidade e um tempo maior para os associados realizarem suas movimentações financeiras, já que na segunda e terça-feira, dias 3 e 4 de março, a Instituição estará fechada em função do feriado prolongado. As contas de consumo (água, energia, telefone, etc.) e carnês que tiverem essas datas de vencimento poderão ser pagos no primeiro dia útil após o feriado, sem acréscimo. Os associados podem utilizar ainda os meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, Sicredi Total Internet e Sicredi Mobi e também agendar nas Unidades de Atendimento os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos próprios caixas automáticos. O Sicredi Região dos Vales abrange os municípios de Encantado, Guaporé, Ilópolis, São Valentim do Sul, Roca Sales, Coqueiro Baixo, Anta Gorda, Dois Lajeados, Nova Bréscia, Relvado, Capitão, Muçum, Arroio do Meio, Vespasiano Corrêa, Putinga, União da Serra, Vista Alegre do Prata e Doutor Ricardo. Divulgação

Atendimento será das 9h30min às 15h

Mario Rissi

2172

Pai querido, saudades desse pai, avô e bisavô, amigo, confidente e companheiro. Saudades daquele canto na cozinha onde jogávamos conversa fora. Obrigado por ter sido nosso pai e nos ter amparado nas horas difíceis. Descanse em Paz, pois ficamos com a certeza que cumpristes teu papel nesse mundo. Com esta mensagem, as filhas Elaine, Rosane, Marisa, Iliane e Silvana convidam a todos para a Missa de 30º dia de falecimento de Mario Rissi, que será celebrada no dia 1º de março (sábado), às 18h30min, na Igreja Matriz São Pedro, de Encantado.

FALECIDOS DA SEMANA

20/fevereiro a 27/fevereiro Divulgação na Rádio Encantado AM

21/02 - Terezinha dos Santos - 57 anos - Cemitério Lajeadinho/Encantado - Funerária Mazzarino; 26/02 - Alzira Cavali - 81anos - Cemitério Linha 28 de Setembro/Muçum - Funerária Garibotti; 27/02 - Agnese Albina Frigeri Lanzini - “Nona Inez” - Cemitério São Pedro/ Encantado - Funerária Mazzarino; 27/02 - Josefina Scottá - 92 anos - Cemitério de Muçum - Funerária Pezzi.

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE ROCA SALES OFÍCIO DOS REGISTROS PÚBLICOS SERVIÇO DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS EDITAL DE PROCLAMAS

DANIELA GRANDEAUX, registradora desta Serventia Registral de Roca Sales-RS, vem informar que se habilitaram para casar:

DIEGO WIANEY HABERKAMP E SHEILA CRISTIANE GARCIA DE VARGAS. Ele é solteiro, auxiliar comercial, natural deste Estado. Ela é solteira, auxiliar administrativo, natural deste Estado. Ambos brasileiros, residentes e domiciliados na Rua 31 de Março nº 618, Casa 22, nesta cidade de Roca Sales-RS.

Se alguém souber de algum impedimento, apresente-o, na forma da Lei. Roca Sales, 24 de fevereiro de 2014


GERAL

3

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Divulgação

Mande sua reclamação, sugestão, elogio para bocanotrombone@opiniaojornal.com.br

Na contramão

Henrique Pedersini

Governador Tarso Genro recebeu convite oficial

Comitiva divulga 6ª ExpoRoca e 9ª Fecarpa na capital Porto Alegre - Autoridades estaduais receberam, na segunda-feira (24) a visita da comitiva da 6ª ExpoRoca e 9ª Fecarpa No Palácio Piratini, o grupo foi recebido pelo governador Tarso Genro, deputado estadual Edgar Pretto (PT) e pelo secretário de Estado do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco. Na Secretária de Turismo a comitiva foi recepcionada pela chefe de Gabinete, Córa Chiappetta. Participaram da divulgação o prefeito Nélio José Vuaden, as soberanas (rainha Natália Volken Lutz, 1ª princesa Bruna Kautzmann e 2ª princesa Helén Schüssler), o mascote Carpito, o representante do Vale do Taquari no Conselho Estadual de Turismo, Rafael Fontana, o presidente

da festa, Kurt Koste, e o coordenadora de eventos do município, Luisa Hünning. A 6ª ExpoRoca e 9ª Fecarpa ocorrem nos dias 7, 8 e 9 de março, no Centro Social Urbano. São promovidos pela CICRoca Sales, com a parceria da Administração Municipal e Câmara Municipal de Vereadores, a organização é da Lume Eventos, o apoio da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul, Emater-RS/Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Associação Rocasalense de Piscicultura. O evento tem o patrocínio de: Sicredi, Corsan, Benoit, Bremil, Calçados Beira Rio, Posto Parada Obrigatória – Charrua, Banrisul, Unimed, Fecundo e Caixa Econômica Federal.

Carnês do IPTU

Encantado – Os carnês do IPTU 2014 começaram a ser entregues nesta semana através dos Correios. O vencimento da primeira parcela e da cota única com desconto de 10% à vista será no dia 18 de março. Neste ano, o pagamento deverá ser realizado exclusivamente nas lotéricas, agências bancárias e no próprio Banco Postal dos Correios. A quitação deste imposto não poderá ser feita na Tesouraria da prefeitura. A previsão de entrega dos carnês é até o dia 12 março pelos Correios. Os contribuintes que não receberem o imposto até esta data devem procurar o setor de Cadastro na prefeitura. As pessoas que optarem pelo parcelamento podem quitar a primeira parcela, presente no carnê, e após solicitar a impressão das demais vias na prefeitura. Também é possível ter acesso ao carnê do IPTU 2014 através do site www.encantado-rs.com.br.

Leitores alertam para situação na Rua Júlio de Castilhos, centro de Encantado. Muitas pessoas por não conhecer o local ou não atentar para sinalização acabam invadindo um curto trecho de mão única na contramão. A situação acontece nas proximidades da Lojas Marvan e da Delegacia de Polícia. Algumas colisões já foram registradas no local. Proprietários de empresas nas proximidades afirmam que diariamente pessoas transitam em contramão. Os empresários ainda garantem que se existisse uma melhor sinalização, o problema seria menor. A placa que aponta o fim da possibilidade de seguir em linha reta está normalmente acima do ângulo de visão dos motoristas.

Volta às aulas em Muçum A semana foi marcada pelo início do ano letivo. Com uma calorosa recepção, os estudantes retornaram na segundafeira (24) às salas de aula nas três escolas municipais: Castelo Branco, Jardim Cidade Alta e Alternativo. De acordo com o secretário de Educação, Osmar Patussi, a volta foi tranquila. “Os pais colaboraram, os professores e os diretores receberam os alunos muito bem. Estamos trabalhando para melhorar a educação, precisamos que a comunidade nos ajude, que os educadores entendam que agora é o momento em que temos que pensar em uma construção coletiva, uma educação de qualidade para

ASSINE O OPINIÃO LIGUE 3751-1580

as crianças do nosso município, onde todos nós só temos a ganhar”, afirma. As três instituições farão feriado de Carnaval, enceram as atividades nesta sexta (28) e retornam quinta-feira (6). A creche Família Feliz está atendendo normalmente e não fechará no feriado. Já a Pingo de Gente retoma as atividades dia 5 de março.

Juliana Pisoni

Secretário Patussi

Ponto facultativo no Carnaval Encantado – A Administração Municipal decretou ponto facultativo nos órgãos públicos municipais nos dias 3 e 4 de março, segunda e terça-feira de Carnaval. A carga horária será recuperada durante as promoções e eventos do município em 2014.


4

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Grupos do Cras participam de integração

Secretaria de Obras conclui construção de quebra-molas Encantado – A Secretaria Municipal de Obras concluiu nesta semana a construção de seis quebra-molas nas ruas Severino Augusto Pretto, Estrada dos Imigrantes e Antônio de Conto. Devido à chuva dos últimos dias, a pintura dos mesmos será realizada na próxima semana. Entretanto, o Departamento de Trânsito alerta que as placas indicativas dos quebra-molas foram instaladas há mais tempo. O secretário municipal de Obras, Odocir Bagatini, também informa que nesta semana entrou em contato com o gerente da Corsan, Nédio Giovanella, para que sejam feitos os reparos na vala aberta na Avenida Antônio De Conto, próximo ao quebra-molas. “A responsabilidade desta obra é da Corsan, uma vez que no local foram feitas melhorias na rede água”, explica Bagatini. Interior As equipes da Secretaria de Obras deram continuidade nesta semana aos reparos na estrada da Linha São Luiz, onde estão sendo realizadas a limpeza de valas e da via, roçada e colocação de saibro e brita.

Encantado – O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) realizou dia 20 de fevereiro uma viagem de integração ao Parque Aquático Itapema Park, na cidade de Alvorada, com as integrantes dos grupos de mulheres e adolescentes que participam dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. O objetivo do trabalho foi oferecer uma oportunidade de lazer, conhecimento e cultura, bem como estimular a integração entre os grupos e, consequentemente, a vinculação familiar e comunitária.

Secretaria oferece duas vagas em curso de eletricista

Encantado – A Secretaria de Assistência Social está oferecendo duas vagas gratuitas no curso de Eletricista Residencial e Predial, promovido pela empresa Sispe Cursos. As aulas serão ministradas no Auditório Imigrante do Centro Administrativo todas as segundas-feiras, das 20h às 22h. Os interessados nas vagas gratuitas devem se inscrever na Secretaria de Assistência Social até esta sexta-feira (28). Os contemplados serão escolhidos por sorteio no dia 5 de março. O critério para se habilitar à vaga é estar inscrito no Cadastro Único.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA O Presidente da Associação Comercial e Industrial de Encantado, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas no Estatuto Social, artigos 19, 21 e 22, convoca os senhores associados para participarem da Assembléia Geral Ordinária, a realizar-se no dia 20 de Março de 2014, às 19 horas, em primeira convocação, e às 19h30min, em segunda convocação, nas dependências do Clube Comercial de Encantado, sito a rua Coronel Sobral s/nº, Encantado – RS, para apreciarem a seguinte ORDEM DO DIA 1) Apreciação de Contas do exercício 2013 2) Apresentação do Relatório de Atividades. 3) Posse da Nova Diretoria – gestão 2014/2016.

Encantado, 28 de fevereiro de 2014. Júlio Cesar Farias Medeiros Presidente

MUNICÍPIO DE ENCANTADO Extrato do Edital n° 03/2014, do Processo Seletivo Simplificado para contratação por prazo determinado. O PREFEITO MUNICIPAL DE ENCANTADO, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO, que estarão abertas, no período de 05 a 11 de março de 2014, das 8 às 11h30min, no Departamento Pessoal do Município de En-cantado, situado a Rua Monsenhor Scalabrini, 1047, Sala 202, as inscrições ao PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, visando a contratação, por prazo determinado, para os car-gos de Coordenador do Projeto Segundo Tempo e Monitor do Projeto Segundo Tem-po, devidamente reconhecido por Lei Municipal específica de contratação temporária, com fulcro no art. 37, IX, da Constituição da República, e art. 196 a 200 da Lei Municipal n°2.737/2006 – Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos do Município, que será regido pelas normas estabelecidas no Edital 03/2014 e no Decreto nº 67/2011. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE ENCANTADO, 27 DE FEVEREIRO DE 2014 PAULO COSTI Prefeito Municipal


COLUNA

Rótula do Peteba O COREPE se reuniu em Arroio do Meio na última terça-feira para definir prioridades de investimentos da EGR no Vale do Taquari. Conforme os conselheiros que representam o município de Encantado e a região Alta do Vale, Luciano Moresco (Presidente) e Jonas Calvi, ambos vereadores, a prioridade número um que a Empresa Gaúcha de Rodovias recebeu Ê a construção da sonhada rótula junto ao Trevo do Peteba. Este local jå foi palco de um grande número de acidentes. Uma boa notícia para a comunidade encantadense e regional. Pergunta 1

Aos que sĂŁo a favor - O que ĂŠ o PEMAT, e quais os benefĂ­cios que irĂĄ trazer a comunidade encantadense? Pergunta 2

Aos que são contra – Por quais os motivos que o PEMAT não deve ser aprovado? Constatação

AtĂŠ que se prove o contrĂĄrio ninguĂŠm falou sobre o Programa (PEMAT), e se realmente ĂŠ bom ou ruim. Apenas falou-se sobre R$ 2,5 milhĂľes, projeto nĂşmero “talâ€?, chamem os empresĂĄrios e o conselho encantadense, “sou contraâ€?, “sou a favorâ€?. Falem do projeto, por favor, o que ele vai beneficiar nos prĂłximos 5, 10 anos. Por que ele nĂŁo deve ser implementado, fundamentos, fundamentos, fundamentos, fundamentos. Apenas fundamentos. Encontro de churrasqueiros

Na minha humilde opinião, porque o Encontro foi um sucesso: 1- Nasceu de uma ideia gerada numa roda de amigos; 2- Teve o apoio integral da comunidade; 3- Os vereadores de oposição se juntaram ao evento e falaram dele como uma grande festa e um momento único da comunidade; 4- O prefeito foi receber pessoalmente o presidente da Assembleia Legislativa, que participara de um encontro do PDT (partido que foi oposição na eleição municipal), fez uso da palavra e tudo, saudando os visitantes; 5- A festa na cidade foi de todos. Pergunta: tinha como dar errado?

5

JORNAL OPINIĂƒO Q28 de fevereiro de 2014

EGR O quadro abaixo mostra que em torno de 185 mil veículos passam por mês no pedågio de Encantado. Arrecadação mÊdia mensal Ê de R$ 950 mil e a despesa com a Praça de Pedågios, e os trabalhos realizados neste período foi de R$ 735 mil na mÊdia. Com uma sobra mensal que gira em torno de R$ 215 mil. Novembro / 13

Dezembro / 13

Janeiro / 14

Total

NÂş VeĂ­culos

192.894,00

190.557,00

181.210,00

371.767,00

Valor Arrec.

828.227,55

1.008.450,11

1.033.368,52

2.870.046,18

Valor Despesa

361.036,19

1.228.639,64

615.425,32

2.205.101,15

VocĂŞ sabia que... Čˆ —‹Â?–ƒ ‡•–‡‹–‡ǥ“—‡Â?–ƒ ‘”†ƒ‹”ž”‡ƒŽ‹œƒ”†‡Í´Íś a 27 de abril deste ano, nĂŁo tem mais espaço na feira comercial, e que mais de cem pessoas estĂŁo trabalhando para receber bem os visitantes. Lista de espera de expositores que dificilmente serĂŁo atendidos. Čˆ ‹Â?’ו‹‘†‘‡‹–‡†‡˜‡”ž–‡”ƒ’”‡•‡Â?­ƒ͚͡Ͳ’‡••‘ƒ• do setor para discutir a cadeia produtiva. Čˆ ”‡ˆ‡‹–‘‡—”‹ƒŽŽƒ‡……Š‹ƒ‡•–žÂ?—‹–‘•ƒ–‹•ˆ‡‹–‘ com os resultados obtidos atĂŠ agora. Čˆ ‘œ‡…ƒÂ?—Â?ƒ†ƒ•…—Ž–—”ƒ•“—‡–‡Â?ƒŒ—†ƒ†‘ƒ†‡nj senvolver Anta Gorda, tambĂŠm serĂĄ destaque na FestLeite. Čˆ Â?—–‹Â?‰ƒÂ?‘†‹ƒͲ͜†‡ÂƒÂ„”‹Žǥƒ…‘Â?–‡…‡ǥÂ?•ͳ͝Š‘”ƒ• ƒƒ„‡”–—”ƒ†ƒ‡š–ƒ‡‹– ‘ ‡•–ǥ‡Â?•ʹͲŠ‘”ƒ•‰ƒ•–”‘Â?‘Â?‹ƒ tĂ­pica. Čˆ ‘Â?‡•Â?‘†‹ƒƒ…‘Â?–‡…‡‘‡Â?‹Â?ž”‹‘†ƒ—‹Â?‘…—Ž–—”ƒǤ Čˆ ‡•–ƒ‡†‹­ ‘†ƒˆ‡•–ƒ•‡”ž‹Â?ƒ—‰—”ƒ†‘‘‡Â?‘”‹ƒŽ†‘ CinquentenĂĄrio e haverĂĄ visitação ao Memorial do LeitĂŁo. Para ser apurado

Uma concessĂŁo de tĂĄxi que foi entregue pelo Poder PĂşblico Municipal de um municĂ­pio da regiĂŁo Alta do Vale, seria para o interior, onde com certeza havia a necessidade, e a pessoa que ĂŠ detentora da concessĂŁo nem mora mais no municĂ­pio, sendo que familiares estĂŁo fazendo uso do mesmo, como veĂ­culo de passeio. Por muito menos que isto a Policia Federal andou intimando alguns detentores de concessĂľes para taxis, e, nĂŁo os estavam usando de maneira correta tiveram que ”‡•’‘Â?†‡”’”‘…‡••‘‡‡Â?–”‡‰ƒ”ƒ…‘Â?…‡•• ‘Ǥ—‡Â?•ƒ„‡–‡Â? alguma investigação em andamento vai saber. Lembrando que a isenção de IPI quando nĂŁo usada de maneira correta, vira crime federal.


6

ENCANTADO

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Projeto de R$ 2,5 milhões gera incertezas entre empresários

COLUNA DO POSTAL Ainda a renegociação da dívida do RS com a União ... Existem situações e … situações! O noticiário do momento tem destacado a preocupação do governador Tarso com o quadro que envolve a renegociação do dívida gaúcha com a União – o PL 238, que muda os critérios de indexação das dívidas estaduais e municipais junto ao governo central, tramita no Congresso. A imprensa ressalta as manifestações do governador, alertando quanto à inviabilidade administrativa do Rio Grande do Sul, caso este projeto não seja aprovado. Disse, em entrevistas, que o RS viraria um caos. Anunciou, inclusive – ameaçou, na verdade – que não será candidato à reeleição, se a dívida pública não for revista. No entanto, ao que parece, este posicionamento chegou tarde. O Palácio do Planalto dá cada vez mais sinais que não está disposto a ceder. E isso ficou claro por parte da presidente Dilma que, tendo vindo ao Rio Grande do Sul para a abertura da Festa da Uva, em Caxias, não disse uma palavra sobre o tema, mesmo sabedora da sua importância, deixando seu companheiro de partido, o governador Tarso, frustrado pela falta de alinhamento, tão utilizado na campanha que o elegeu, e já no primeiro turno, tal a expectativa da sociedade rio-grandense. A presidente e seus ministros da área econômica têm frisado que o país não quer criar dúvidas nas chamadas agências de risco em relação ao Brasil (organismos que medem a confiabilidade externa quanto à estabilidade econômica), isso em meio à dependência dos cenários externos em razão da economia global. E, se a situação já estava ruim, ficou pior, bem pior com a decisão de Brasília em cortar R$ 44 bilhões no orçamento de 2014. A vaca está indo, com corda e tudo, para o brejo ... Ao que tudo indica, o governador Tarso acreditava que a sua ligação partidária com o Planalto era fator garantidor para a revisão dos indexadores, ou seja, o PL 238 seria aprovado. Na realidade, faltou ao governador uma mobilização mais incisiva, e antecipada. Na Assembleia, o tema foi exaustivamente tratado, em especial em 2012. Também, ao que tudo indica, a atual administração estadual endividou o Rio Grande, como nunca, por conta desta aproximação ideológica com a União e, quem sabe, com o governador já prevendo-se reeleito. Os debates que serão oportunizados por conta das eleições deste ano serão importante espaço para uma avaliação aprofundada de todo este contexto. O fato é que a modelagem atual inviabiliza as administrações dos entes federados, impondo um torniquete financeiro sem precedentes, cuja base é o centralismo arrecadatório, sem a contrapartida na mesma proporção. Evidente que patrolas e caminhões são importantes para os municípios mas, vamos combinar, é muito pouco diante daquilo que é confiscado.

Alexandre Postal, Deputado Estadual

Audiência pública debateu proposta de financiamento para a implantação de Programa de Modernização na Prefeitura de Encantado Diogo Daroit Fedrizzi

Encantado - Uma audiência pública na noite de terça-feira (25), na Câmara de Vereadores, debateu sobre o Projeto de Lei 115/2013, que trata de um financiamento de até R$ 2,5 milhões por parte do Executivo, para a implantação do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Socias Básicos (PMAT). A matéria está na Casa Legislativa desde 14 de novembro de 2013. O secretário de Administração, Fredi Camargo, e o consultor do Instituto Matriz, empresa responsável pela elaboração do projeto, Antonio Dávila, prestaram esclarecimentos aos vereadores e a lideranças encantadenses. Camargo fez um relato das ações específicas que serão desenvolvidas no programa (veja quadro). Segundo ele, o PMAT vai promover uma mudança de paradigmas culturais dentro da gestão pública, com treinamento e preparação do funcionalismo público. “Vai proporcionar resultados importantes para os próximos governos”, disse. Uma das situações beneficiadas envolve a atualização das plantas imobiliárias do município por meio de um sistema de georreferenciamento. Conforme Camargo, a medida vai garantir a justiça fiscal na cobrança do IPTU, por exemplo. “Hoje temos casos de ampliações de construções na planta que não são atualizadas em nosso cadastro. Há cobrança de IPTU diferente do que deveria ser feita”, comentou. "Além disso, a revisão do código tributário poderá provocar a redução em algumas alíquotas" O secretário ressaltou que a previsão inicial indica que serão necessários R$ 2,1 milhões, dos R$ 2,5 milhões disponíveis. Fredi Camargo enfatizou ainda que os resultados poderão ser percebidos já em 2015. “Temos uma estimativa no aumento da arrecadação de R$ 1,180 milhão”, afirmou, citando que na cidade catarinense de Navegantes, onde o PMAT é tido como case de sucesso, só com a ação de georreferenciamento, as receitas saltaram de R$ 10 milhões para R$ 25 milhões em um ano. “É a justiça fiscal. É um investimento que, em no máximo três anos ,trará retorno considerável. A próxima admi-

nistração, com certeza, já vai navegar no rendimento”. Antonio Dávila afirmou que as ações do PMAT não representam gastos para a Prefeitura, mas sim investimentos. Segundo ele, o diagnóstico feito no Centro Administrativo de Encantado constatou precariedade. “Os equipamentos de Tecnologia de Informação (TI) estão no limite. Daqui um ano podem entrar um colapso. Se não fizermos hoje, poderemos ter que fazer amanhã de forma atropelada. E aí vai custar mais caro”, salientou. “O financiamento é favorável, são juros de 4% ano ano, evita que sejam utilizados recursos do orçamento, hoje destinados para saúde e educação”.

Dúvidas dos empresários Entidades como a Associação Comercial e Industrial e o Conselho Pró-Desenvolvimento acompanharam a discussão. André Bergamaschi demonstrou preocupação sobre o retorno financeiro para o município. A futura presidente da Acie, Renata Galiotto, considerou o conteúdo do projeto muito genérico. “Somos a favor da modernização, mas que seja transparente”. O presidente do Conselho, Raul Castoldi, revelou que a capacitação dos servidores públicos é uma necessidade do município. O médico Nestor Bergamaschi questionou uma melhor discriminação do destino do dinheiro. O empresário Ricardo Fontana cobrou maior detalhamento das ações. “Hoje, não temos como opinar”. Fredi Camargo disse que a ideia é realizar audiências públicas ao longo da execução do programa para deixar a população a par das ações.

Vereadores Jonas Calvi (PTB) considera prioridade a elaboração de um novo Plano Diretor. Já a oposição rechaçou qualquer possibilidade de votar a favor. “Não temos como analisar, os dados são imprecisos”, argumentou Cláudio Roberto da Silva (PMDB). “É muito dinheiro em jogo. Em 2003/2004 foram instalados pontos de georreferenciamento no Centro Administrativo e, na época, foram gastos R$ 80 mil. Não estou convencido ainda”, afirmou Valdecir Gonzatti (PMDB).

Diogo Daroit Fedrizzi

Lideranças se manifestaram durante o debate realizado na terça-feira (25)

AÇÕES ESPECÍFICAS DO PMAT • • • • • • • • • • • • • • •

Implantação do Sistema de Informações Geográficas (SIG) para a atualização e integração do Cadastro Técnico Imobiliário = JUSTIÇA FISCAL E REDUÇÃO DE CUSTOS A LONGO PRAZO NESTA ATIVIDADE; Digitalização dos Boletins de Informação Cadastral; Levantamento em campo das economias com divergências às informações do Cadastro; Elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano; Implantação do Serviço de Atendimento ao Cidadão – concentração do atendimento de serviços tributários e sociais; Modernização das ferramentas digitais com maior interatividade com o cidadão; Modernização da administração tributária com aquisição de equipamentos de campo e de escritório para o apoio à fiscalização; Revisão do Código Tributário Municipal; Informatização do processo de suprimento de bens e serviços (compras, contratos e licitações); Implantação de Data Center com a reforma e adequação da infraestrutura de TI do Centro Administrativo; Rede de F. O. (em instalação) – há a possibilidade de reembolso dos recursos próprios já aplicados; Implantação de sistema de telefonia VOIP com redução de custos e aumento de produtividade; Adequação de ambiente físico para instalação de sala de treinamentos para o funcionalismo público municipal; Digitalização dos documentos cadastrais; Treinamento e capacitação dos funcionários, principalmente nas áreas compreendidas pelo PMAT,


CÂMARA DE VEREADORES

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

7

"Esse grupo é uma máfia" ^

Declaração do vereador Celso Cauduro (PMDB) voltou a agitar a sessão da Câmara de Encantado nesta semana

Fotos: Diogo Daroit Fedrizzi

Diogo Daroit Fedrizzi

Encantado - A sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira (24) manteve o ritmo dos outros encontros do ano, com cobranças fortes da oposição contra as ações do governo. Na segundafeira (24), quem levantou a voz foi Celso Cauduro (PMDB), que chegou a caracterizar o grupo político que está no poder de máfia. O peemedebista voltou a cobrar explicações sobre o destino de verbas repassadas pelo governo federal para as agentes de saúde. Segundo o político, as servidoras já haviam comprometido o dinheiro. "Muitas deram cheque prédatado para o dia que viesse o benefício. O dinheiro sumiu", relatou. "A única coisa que receberam até agora, desde 2011, foram dois vales de R$ 100,00". Para Cauduro, o município tem a obrigação de devolver o valor. E foi mais longe: "Pelo voto de vocês (agentes de saúde), eles estão aí. Para mim, é uma máfia esse grupo. Pessoa que usa o di-

Energia elétrica

No dia 26 de março está agendada uma audiência pública com representantes da AES SUL e lideranças do setor rural de Encantado para discutir melhorias no fornecimento de energia elétrica no interior;

Falta de ousadia

Valdecir Gonzatti (PMDB) comparou ações do governo de Encantado com as de municípios como Nova Bréscia e Roca Sales. Segundo ele, as administrações das cidades vizinhas agem com mais ousadia, referindo-se à promoção dos eventos Encontro de Churrasqueiros e Expocarpa. "É isso que faltou para Encantado em relação ao Canto da Lagoa. Se não fosse a mobilização dos músicos em questionar a organização, poucos participariam", salientou. Gonzatti também questionou a incapacidade do governo em administrar o orçamento. "Encantado não cresce porque investe mal. Arrecada muito, mas investe mal. É lamentável", acrescentou.

Pórtico

Jonas Calvi (PTB) questionou o uso uma verba de R$ 250 mil, oriunda de emenda parlamentar, para a construção do pórtico no acesso a Encantado, no Bairro Santa Clara. "Não vejo necessidade de se investir tanto para um pórtico. Há outros setores que precisam de verbas, como as estradas do interior", afirmou.

nheiro dos outros sem pedir, para mim é uma máfia", atacou. "Essa administração precisa aprender a lidar com o dinheiro público". A reação do lado da situação partiu de Jonas Calvi (PTB), que chegou a falar em falta de decoro parlamentar. "Ao mesmo tempo que me chama de bando, de quadrilha, chama também os que votaram em mim. Isso é falta de respeito". Luciano Moresco (PT) considerou infeliz a manifestação de Celso Cauduro. "Custo acreditar que alguém do grupo do Celso alimente esse tipo de discurso. Acredito que parta só dele", argumentou. O presidente Sander Bertozzi (PP) pediu respeito dos colegas quando utilizam a tribuna. "É preciso ter responsabilidade naquilo que falamos. O respeito tem que vir em primeiro lugar. Vamos investigar se houve falta de decoro parlamentar", destacou. Para Waldir Grooders (PTB), o vereador foi infeliz. "Ele pensou alto. Para nós vereadores não fica bom a comunidade ouvir isso".

do estacionamento rotativo na segundafeira (24). O petista relatou que ela foi hostilizada e agredida por ser de cor negra. "E o motorista, quando saiu, tentou atropelar a menina. Quero que pessoas desse nível sofram todas as consquências de um ato desse porte", falou Moresco.

Esclarecimentos

Marcelo Deves (PT) pediu que a Mesa Diretora convoque o secretário de Saúde, Marino Deves, para prestar esclarecimentos sobre o dinheiro das agentes de saúde. "Não podemos julgar a secretaria e afirmar que está usando mal os recursos públicos. Não é certo ficar jogando ao vento, para a torcida, um assunto que talvez não condiz com a realidade", disse.

Obras

Sandra Vian (PP) citou o trabalho de roçada e melhorias nas estradas das Linhas Berlina e São Brás. Conforme ela, o cronograma da Secretaria de Obras prevê ainda atividades na Linha São Luis. "Será feito o mesmo serviço da Linha Alegre, onde a comunidade ficou muito satisfeita", comentou. Sandra ressaltou ainda os R$ 100 mil destinados pela senadora Ana Amélia Lemos para a atenção básica do município.

Humilhação

Luciano Moresco (PT) lamentou as ofensas contra uma jovem funcionária

Sandra Vian e Luciano Moresco

Cauduro questionou mais uma vez o destino de dinheiro para as agentes de saúde

Chance para Jonecir Turatti O quinto suplente do PSDB, Jonecer Turatti, assumiu a vaga de Adroaldo Conzatti, em período de licença. Nas eleições, Turatti fez 31 votos. No discurso da tribuna, ele cobrou da EGR obras na RS 129, sobretudo, nas proximidades do Trevo Peteba. "Já dá para fazer uma plantação de bananeiras de tanto buraco que tem", citou. O político lembrou o ano de 2009, Jonecir Turatti quando liderou um abaixo-assinado encaminhado à concessionária Sulvias pedindo a reformulação dos trevos. "O projeto já existe, está pronto. A EGR está levando nosso dinheiro embora e não vejo aplicação nenhuma". O tucano também sugeriu que o Canto da Lagoa seja realizado na Lagoa da Garibaldi e não no Parque João Batista Marchese.

Pagar a campanha política Cláudio Roberto da Silva (PMDB) afirmou que a Administração gasta mal o dinheiro público . Lamentou despesas, segundo ele, de 50% do orçamento com folha de pagamento, fora os serviços terceirizados. Para ele, o projeto 115, que trata do financiamento de R$ 2,5 milhões, é indecente. Todo esse dinheiro para fazer uma reforma administrativa que não é nítida, é muito nebulosa". Cláudio fez insinuações a respeito da postura do atual governo. "O Executivo trabalha para arrecadar impostos a fim de sustentar meia dúzia de famílias que são companheiros. Tudo para acomodar companheiro e pagar a campanha política", disse. "Não se faz absolutamente nada com

esses valores arrecadados. Encantado está pendurado nas emendas parlamentares. O restante do nosso orçamento só serve para manter a equipe política, pagar a campanha que terminou e bancar a que está vindo". Já Gustavo Scatolla (PMDB) alertou que caso seja aprovado o financiamento de R$ 2,5 milhões, só de juros, o valor vai ser acrescido de R$ 1 milhão. "Se exonerasse metade dos 114 CCs, a Prefeitura iria economizar os R$ 2,5 milhões e poderia pagar esse programa", afirmou. "Aqui não temos dinheiro para nada. Somos escravos das emendas parlamentares, se não vierem as emendas, Encantado fica parado".


8

REGIÃO

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Fotos: Jaime Mocellin

Equipe organizadora comemorou brindou o fim do maior evento que o município já presenciou

Façanha bresciense Nova Bréscia cumpre promessa de passar 192 horas assando e degustando churrasco. Agora, é aguardar a avaliação do Guiness Book Henrique Pedersini

Nova Bréscia - O Secretário da Administração no município de Nova Bréscia, Juarez Giovanaz, fez uma avaliação positiva sobre o Encontro dos Churrasqueiros, evento que encerrou-se no domingo (23) e teve por objetivo colocar a cidade no Guiness Book, através do churrasco mais longo da história. Estima-se que aproximadamente 15 toneladas de carne tenham sido consumidas durante 192 horas ininterruptas do evento. Segundo Giovanaz, a comissão organizadora montou uma estrutura para um público de 300 pessoas por dia, contudo especula-se que o público médio diário tenha sido de 10 mil pessoas. “Não temos dúvida de que o público total passou de 80 mil, o livro ponto teve 30 mil assinaturas para se ter uma ideia. Inclusive precisamos da colaboração da Brigada Militar para organização do tráfego de carro nas ruas, tamanho o número de pessoas”, comenta. A organização ainda relatou que pretende conseguir projetos do Governo Federal para viabilizar recursos por um evento ainda mais amplo.

Volta olímpica na Praça da Matriz marcou o encerramento do evento


REGIÃO

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Fotos: Jaime Mocellin

Ruas ficaram lotadas de veículos

Boi chegou a ser assado inteiro

Orgulho de quem é da terra Diogo Daroit Fedrizzi

Para Giovani Laste, um amigos, familiares e tenho dos apoiadores do evento certeza que esse evento vai e empresário do ramo de ser maior em cada oportuchurrascarias, a busca do nidade”, disse. município pelo recorde Seu Alvino, um dos deixou de ser uma missão churrasqueiros que trade Nova Bréscia e passou balhou durante o evento, a ser um anseio de todo possui 35 anos de experiRio Grande do Sul. Natuência no ramo de churrasAlvino, 35 anos no ramo ral da cidade e residindo caria. Ele relatou que nem atualmente em São Paulo, mesmo os brescienses ele ressalta a satisfação em ver o município esperavam tamanha repercussão sobre o buscando reconhecimento através de um evento e ainda fez questão de lembrar o ramo que ele tem direta ligação. “Fico muito privilégio em colaborar na divulgação do feliz em ver essa realidade em Nova Bréscia. nome da sua cidade natal “É trabalhoso mas Não é só o churrasco e sim a chance de rever é muito gostoso”, descreveu.

9

Prefeito Gilnei Agostini cortou o último pedaço na tarde do domingo (23)

Lembranças da Terra dos Churrasqueiros Ao mesmo tempo em que se preocupavam em registrar as principais imagens do evento, os fotógrafos Norton Mezacasa e Jaime Mocellin ficaram responsáveis pela barraca das lembranças. Diversos produtos com a marca "Terra dos Churrasqueiros" foram comercializados para os visitantes, entre eles, réplicas de acrílico do monumento ao Churrasqueiro, canecas e relógios de pedra.

Diogo Daroit Fedrizzi

Norton Mezacasa e Jaime Mocellin

Ministério da Cultura apresenta o Projeto Cultural Circuito para a Cidadania II na 6ª Exporoca e 9ª Fecarpa Roca Sales - O município realiza de 7 a 9 de março a 6ª Exporoca e a 9ª Fecarpa, no Centro Social Urbano. Na ocasião acontecerá mais uma etapa do projeto cultural Circuito para a Cidadania II. A atração será a Orquestra de Marques de Souza, que fará o espetáculo no sábado (8), às 19h. A Orquestra iniciou os trabalhos em agosto de 2009. No mesmo ano, em dezembro realizou a primeira apresentação tendo na época sete integrantes. Com a direção musical, arranjos e regência do professor de música, Gustavo Luís Rauber, o grupo atualmente conta com mais de 20 integrantes e apresenta um repertório eclético, envolvendo ritmos como baião,

disco, dance, trazendo também ritmos da cultura alemã e italiana. A iniciativa visa aproximar a música clássica e instrumental da população do interior do Estado, promovendo sua difusão nos principais eventos do Rio Grande do Sul, através do acesso facilitado para as pessoas da comunidade, sem cobrança de ingressos. O projeto cultural Circuito para a Cidadania II tem o estímulo da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e conta com o patrocínio de Benoit, Bremil, Calçados Beira Rio e Charrua. A realização é da Lume Eventos e do Governo Federal.

Orquestra de Marques de Souza começou os trabalhos em 2009


10

GERAL

JORNAL OPINIĂƒO Q28 de fevereiro de 2014

Triagem do Canto da Lagoa inicia nesta sexta-feira ‘Â?‹•• ‘˜ƒŽ‹ƒ†‘”ƒ•‡”‡ïÂ?‡’ƒ”ƒƒ‡•…‘ŽŠƒ†ƒ•…‘Â?’‘•‹­Ù‡•“—‡˜ ‘•—„‹”ƒ‘’ƒŽ…‘†‘ƒÂ?–‘†ƒƒ‰‘ƒǤ ‡•–‹˜ƒŽ”‡…‡„‡—Â?ƒ‹•†‡;ͺͲ…‘Â?’‘•‹­Ù‡•Ǥ

ĆēĎĊėĎǤĔėĎČČĎ

Encantado - Faltando menos de um mĂŞs para o inĂ­cio de um dos maiores festivais de mĂşsica do interior do estado, o corpo de jurados do 14Âş Canto da Lagoa iniciou, na manhĂŁ desta sexta-feira (28), a triagem das 38 mĂşsicas classificadas para as fases regional e nacional do ‡˜‡Â?–‘Ǥ‡—Â?ܠԥÂ?‘ÂƒÂ—Â†Â‹Â–Ă—Â”Â‹Â‘Â”ÂƒÂ•Â‹ÂŽÇĄÂ?‘ Centro Administrativo, a previsĂŁo ĂŠ que os cinco jurados concluam o trabalho no •ž„ƒ†‘Č‹Í˛ÍłČ€Í˛ÍľČŒÇ¤ƒÂ?–‘†ƒƒ‰‘ƒƒ…‘Â?ÇŚ tece em Encantado, nos dias 27 a 30 de Â?ÂƒÂ”Â­Â‘ÇĄÂ?‘ƒ”“—‡ ‘ ‘ƒ–‹•–ƒƒ”…Š‡•‡Ǥ ˆ‡•–‹˜ƒŽÂą’”‘Â?‘˜‹†‘’‡ŽƒÂ’Â”Â‡ÂˆÂ‡Â‹Â–Â—Â”ÂƒÇĄ por meio da Secretaria da Juventude, Desporto e Turismo de Encantado, com

ˆ‹Â?ƒÂ?…‹ƒÂ?‡Â?–‘†‘”×njÂ—ÂŽÂ–Â—Â”ÂƒÇĄ‡‹†‡ Â?ÇŚ …‡Â?–‹˜‘Â?Â—ÂŽÂ–Â—Â”ÂƒÇĄ†‘ ‘˜‡”Â?‘†‘•–ƒ†‘Ǥ A secretĂĄria da Juventude, Desporto e Turismo, Anapaula Gotardi, divulgou que ˆ‘”ƒÂ?”‡…‡„‹†ƒ•Â?ƒ‹•†‡;ͺͲÂ?ĂŻÂ•Â‹Â…ÂƒÂ•Ç¤ AtĂŠ o fechamento desta edição, a organização nĂŁo divulgou o nĂşmero total de inscriçþes, uma vez que vale a data de postagem nas AgĂŞncias dos Correios, que estavam em greve, alĂŠm das inscriçþes ˆ‡‹–ƒ•ÂƒÂ–Â”ÂƒÂ˜ÂąÂ•†‘ Â?•–‹–—–‘ ÂƒĂŻÂ…ÂŠÂ‘†‡ ”ƒ†‹­ ‘‡ ‘Ž…Ž‘”‡Č‹

 ČŒÇ¤•‹Â?•…”‹­Ù‡• ‡Â?…‡””ƒ”ƒÂ?Â?ƒ‹Â?ƒ•‡‰—Â?Â†ÂƒÇŚÂˆÂ‡Â‹Â”ÂƒČ‹Í´ÍśČŒÇ¤ …‘”’‘†‡Œ—”ƒ†‘•Âą…‘Â?•–‹–—À†‘’‘” ƒ”…‘Â”ÂƒĂŻÂŒÂ‘ÇĄ‹”‹•…ƒ ”‡……‘ǥ—…‹ƒÂ?‘ ÂƒÂ‹ÂƒÇĄ ÂƒÂ„Â”Ă€Â…Â‹Â‘ ƒ”†‡Â?‡—‹œ‹Â?Š‘ƒÂ?–‘•Ǥ

No total, serĂŁo selecionadas 12 composiçþes para a fase regional e 16 para a Â?ƒ…‹‘Â?ÂƒÂŽÇĄ†‹˜‹†‹†ƒ•‡Â?†—ƒ•‡Ž‹Â?‹Â?ÂƒÂ–Ă—ÇŚ Â”Â‹ÂƒÂ•ÇĄÂ?‘•†‹ƒ•Í´Íş‡Í´Íť†‡Â?ƒ”­‘Ǥ’ו ĥ‡Ž‹Â?‹Â?ÂƒÂ–Ă—Â”Â‹ÂƒÂ••‡” ‘†‹˜—Ž‰ƒ†ƒ•ĥ 12 mĂşsicas que, em apresentação final na noite de domingo, dia 30 de março, concorrerĂŁo Ă  premiação oferecida pelo festival e estarĂŁo automaticamente no †‘‡˜‡Â?–‘Ǥ A secretĂĄria Anapaula, pondera que o Canto da Lagoa ĂŠ um dos maiores festivais abertos Ă s diversas linhas mu•‹…ƒ‹•†‘‹Â?–‡”‹‘”†‘‡•–ƒ†‘ǤDzÂŽÂąÂ?†‡ ser uma referĂŞncia cultural para toda a RegiĂŁo Sul, trazendo grande pĂşblico

’ƒ”ƒÂ?…ƒÂ?Â–ÂƒÂ†Â‘ÇłÇĄƒˆ‹”Â?‘—Ǥ

Inscriçþes para o Canto Estudantil seguem atÊ o dia 7

;͑ƒÂ?–‘†ƒƒ‰‘ƒ•–—†ƒÂ?–‹Ž•‡”ž realizado na quinta-feira, dia 27 de março, e podem participar alunos da rede pĂşblica e privada, do ensino fundamen–ƒŽ‡Â?¹†‹‘Ǥ•‹Â?•…”‹­Ù‡•ˆ‘”ƒÂ?’”‘””‘nj ‰ƒ†ƒ•’‡Žƒ‘Â?‹•• ‘”‰ƒÂ?‹œƒ†‘”ƒÂƒÂ–Âą‘ †‹ƒͲ͚†‡Â?ƒ”­‘Ǥ—–”ƒƒŽ–‡”ƒ­ ‘Â?‡•–ƒ fase foi a abertura da participação no festival para composiçþes de todo o Estado, ƒÂ?–‡••×‡”ƒÂ?ƒ…‡‹–ƒ•“—‡ˆ‘••‡Â?†‘ƒŽ‡ †‘ƒ“—ƒ”‹Ǥ

Começa a restauração das pinturas na Igreja Matriz de Muçum Fotos: Ranieri Moriggi

Pinturas devem ficar prontas em 90 dias ’וƒ‹Â?ƒ—‰—”ƒ­ ‘†ƒ•”‡ˆ‘”Â?ĥ ”‡ƒŽ‹œƒ†ƒ•Â?ƒ ‰”‡Œƒƒ–”‹œ†‡—­—Â?ÇĄ em outubro do ano passado, iniciou na segunda-feira (24), o processo de pintura e restauro das imagens do teto e paredes Žƒ–‡”ƒ‹•†‘–‡Â?’Ž‘Ǥ Com as obras definidas, a direção †ƒÂ’ÂƒÂ”Ă—Â“Â—Â‹Âƒ‘••ƒ‡Â?Š‘”ƒ†ƒÂ—Â”Â‹ÂˆÂ‹Â…ÂƒÇŚ ção deu o sinal verde para o inĂ­cio das ’‹Â?–—”ƒ•Ǥ’”‘Œ‡–‘‡•–ž•‡Â?†‘ˆ‡‹–‘’‡Žƒ ‡Â?’”‡•ƒƒÂ?–‹Â?”–‡ÂƒÂ…Â”ÂƒÇĄ†‡ Â”ÂƒÂ…Â‡ÇŚ

Â?‹Â?ÂŠÂƒÇĄƒÂ?–ƒƒ–ƒ”‹Â?ƒǤ‡ƒ…‘”†‘…‘Â? ‘’ž”‘…‘ǥ‡Ǥƒ”…‹ ƒ”‹„ƒŽ†‡ Â”ÂƒÂ•Â‡ÂŽÇĄƒ Â’ÂƒÂ”Ă—Â“Â—Â‹Âƒ˜ƒ‹‹Â?˜‡•–‹”…‡”…ƒ†‡Í„͚͚Â?‹Ž neste trabalho que deve levar cerca de ͝Ͳ†‹ƒ•ÂƒÂ–Âą•—ƒ…‘Â?…Ž—• ‘Ǥ‘Â?ˆ‘”Â?‡‘ padre, a diretoria da igreja vai se reunir para estudar a possibilidade de outros acabamentos artĂ­sticos no templo e que Â? ‘‡•– ‘‹Â?…Ž—•‘•Â?‡•–‡–”ƒ„ƒŽŠ‘Ǥ Uma vida dedicada Ă  arte, tĂŁo ampla que nĂŁo se restringe a compor obras se-

MedalhĂľes laterais serĂŁo restaurados letas, mas pretendendo tambĂŠm que elas encantem o pĂşblico e torne os ambientes mais belos, harmoniosos e aconchegan–‡•Ǥ‘Â?॥ĥ…”‡†‡Â?Â…Â‹ÂƒÂ‹Â•ÇĄ‘’‹Â?–‘”•ƒ…”‘ ƒŽ…‹”ƒÂ?–‹Â?ÇĄŒ—Â?–ƒÂ?‡Â?–‡…‘Â?•‡—ˆ‹ŽŠ‘ FĂĄbio, dedicam-se basicamente a decorar –‡Â?’Ž‘•†‡ ‰”‡Œƒ•Â…ÂƒÂ–Ă—ÂŽÂ‹Â…ÂƒÂ•Ç¤ žÂ?ƒ‹•†‡ 20 anos dedicado nesta profissĂŁo, desenhando grandes cenĂĄrios religiosos, pai e filho jĂĄ realizaram trabalhos em mais de 150 igrejas de Santa Catarina, Rio

”ƒÂ?†‡†‘—Ž‡ƒ”ƒÂ?žǤ ƒ”–‹•–ƒƒŽ…‹”ƒÂ?–‹Â?ÇĄÂ?ƒ•…‡—‡Â? Casca-RS, de famĂ­lia humilde com boa formação religiosa, foi seminarista du”ƒÂ?–‡–”²•ƒÂ?‘•Ǥ‡••‡’‡”À‘†‘†‡•…‘„”‹— que por intermĂŠdio de tintas e pinceis –ƒÂ?„¹Â?’‘†‡”‹ƒ‡˜ƒÂ?‰‡Ž‹œƒ”Ǥ‘Â?ˆ‘”Â?‡ Santin, como se repetisse a passagem de qualquer profissĂŁo, ele passou por situaçþes difĂ­ceis, antes de se tornar um Š‘Â?‡Â?“—‡†žƒ˜‹†ƒÂ?•‹‰”‡Œƒ•Ǥ


ROCA SALES

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

EJA inicia 2014 com reorganização do regime escolar Roca Sales – A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) reorganizou o regime escolar do Ensino Fundamental na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA). O ano letivo, iniciado na segunda-feira (17), apresenta algumas mudanças. Para 2014, a SMEC realizará avaliação e acompanhamento dos alunos. A reestruturação está baseada no Regimento Escolar Parcial da Educação de Jovens e Adultos de acordo com a Resolução nº 11 do Conselho Municipal de Educação, de 15 de julho de 2013, e Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que rege o funcionamento da modalidade.

A modalidade funciona na parte da noite, estruturada em quatro ciclos: Ciclo I - 1º, 2º e 3º anos Ciclo II - 4º e 5º anos – Alfabetização nos anos iniciais; Ciclo III - 6º e 7º anos; Ciclo IV - 8º e 9º anos – Anos Finais do Ensino Fundamental. O ciclo I e II tem um ano de duração, com 100 dias letivos e 400 horas cada, distribuídos em dois semestres, somando 800 horas ao final dos Anos Iniciais. Cinco alunos estão matriculados neste ciclo. O ciclo III e IV tem um ano de duração, com 200 dias letivos e 800 horas cada, distribuídos em dois semestres, totalizando 1.600 horas ao final. Cinquenta e dois alunos frequentam o ciclo III e IV. Informações sobre o EJA podem ser obtidas através do telefone (51) 3753-2668, ou na Escola Municipal de Ensino Fundamental

Ponte na Linha 21 de Abril recebe pintura

Fotos: Vitória Stürmer Bortoletti

Professora Bernardete Maria Vuaden Severico leciona para o EJA de Roca Sales Dom Pedro I nas segundas–feiras à tarde e à noite, de segunda a quinta-feira. As aulas seguem até 19 de dezembro.

Saiba mais O EJA tem como objetivo oportunizar acesso, permanência e aprendizagem aqueles que não tiveram, na idade própria, oportunidades educacionais, considerando as características de cada educando, seus interesses, ritmo, condições de vida e trabalho, através da construção de currículo flexível, assegurando a articulação entre os saberes vividos e os escolares. Pretende desenvolver capacidades e competências adequadas para que todos possam enfrentar as novas transformações científicas, técnicas e tecnológicas, melhorando suas condições de desempenho no mercado de trabalho e respondendo satisfatoriamente aos desafios que a vida lhe apresenta.

Ponte foi construída na década de 70 Roca Sales – Após a recuperação da ponte na Linha 21 de Abril, ocorrida em janeiro, a Administração Municipal, através do Departamento de Trânsito, finalizou sua pintura. A estrutura é acesso à ERS-129 em direção a Colinas. O local foi danificado devido à passagem frequente de caminhões. Entre as melhorias, a instalação de novos corrimões, pintura e limpeza do acesso. A ponte foi construída na década de 1970, época em que era utilizada somente para travessia de carroças e de produtores rurais, facilitando o

acesso às demais áreas. Há cerca de 10 anos não havia manutenção da mesma.

Proibida a passagem de caminhões Placas de sinalização foram instaladas no local pelo Departamento Municipal de Trânsito a fim de orientar os motoristas de caminhões sobre a proibição da passagem pela ponte. O acesso ideal para Colinas por meio de passagem sobre a linha férrea. Os demais veículos e pedestres podem continuar utilizando a via.

11


Google Images

12

ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Região sofre com falta de mão de obra Reportagem: Henrique Pedersini

Enquanto empresas apresentam vagas de trabalho, SINE dispõe de 250 vagas. Superintendente regional fala em condições ruins para empregados. Professor de sociologia vê desleixo de jovens

Empresas apontam motivos para escassez de profissionais Há 34 anos no setor de Recursos Humanos e Departamento Pessoal da empresa Fontana SA, Odelar Cimadon, 55 anos, acumula diversas experiências com os mais variados tipos de profissionais. Ele acredita que o momento é um dos piores nos últimos anos no que se refere à contratação de mão de obra qualificada ou não. Entre as causas apontadas para o mau momento, destaca a falta de interesse do governo municipal e estadual em proporcionar treinamentos visando qualificar pessoas que já trabalham em determinadas áreas ou formação de novos profissionais. “Antigamente recebíamos currículos e a gente podia arquivar e fazer um banco de dados, pois todas vagas estavam preenchidas, mas agora procuramos acelerar o processo para não perder profissionais. Sempre existem disponibilidade de serviço”, revela. Atualmente, a empresa Fontana possui vagas para seis pessoas, todas para o setor de produção. Mensalmente são admitidos de oito a 10 funcionários. Cimadon acredita que a Construção Civil abocanha boa parte da mão de obra em virtude de grande parte trabalhar de forma autônoma, sem a necessidade de cumprir horários. Ele ainda considera a alta rotatividade com um problema grave principalmente nas indústrias. “Muitas vezes novos funcionários chegam sem saber nada e demoram um mês ou mais para aprender e logo depois acabam saindo por qualquer motivo”, conta. Na indústria, boa parte dos funcionários faz parte do público jovem. O vice-coordenador

do Grupo de RH da região do Vale do Taquari e responsável pela área de Recursos Humanos da empresa Baldo SA, Paulo Padilha, também percebe uma alta rotatividade. Ele considera ser mais fácil encontrar mão de obra para o setor administrativo do que produção. Durante o período de safra (metade de março até final de abril com relação a Soja e Junho, Julho e Agosto com a Erva-Mate) a empresa contrata cerca de 20 profissionais para atender a demanda de trabalho e no restante do ano não faltam profissionais normalmente. Em conversa com Júlio Betinardi, que representa o RH da Decibal Móveis em Muçum, ele opinou que a quantidade significativa de benefícios oferecidos pelo governo encoraja as pessoas a abrir mão do trabalho sempre que possível. A Dália Alimentos contratou, nos últimos tempos, cerca de 300 haitianos para trabalhar no setor de produção em Encantado, devido à falta de mão de obra na cidade e região. A Beira Rio Calçados divulga semanalmente vagas para a filial de Roca Sales. A gerência da empresa foi contatada, mas não quis manifestar-se sobre o assunto.

Henrique Pedersini

Cimadon: um dos piores momentos

Condições precárias oferecidas No Ministério do Trabalho Gaúcho há mais de seis anos e desde dezembro de 2013 ocupando o cargo de titular da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), Flávio Zacher atribui aos empregadores a responsabilidade pela dificuldade em contratar mão de obra seja qualificada ou não. De acordo com ele, a maioria das empresas não oferece condições necessárias aos funcionários. Zacher relaciona diretamente a alta rotatividade e a dificuldade em contratar profissionais a fatores como calor excessivo, carga horária elevada e baixa remuneração. “Fico imaginando qual a motivação de alguém que trabalha nesses galpões onde a sensação térmica chega aos 70ºC. Entendo que por vezes há uma necessidade, mas não há compensação nem reduzindo a carga horária e muito menos financeira”, especifica. Zacher admite que a gama de benefícios oferecidos pelo governo contribui para que algumas pessoas não estejam empregadas, mas argumenta que se existisse melhores condições para os trabalhadores, especialmente aos industri-

Divulgação

Zacher: problema nacional ários que são a classe com a maior defasagem no que diz respeito à mão de obra, o impasse seria menos significativo. Sobre as ações da Superintendência do Trabalho para buscar amenizar o problema, cita o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec) como uma ferramenta na formação de novos profissionais. “A qualificação é um fator que apostamos muito para que se tenha mão de obra com melhores recursos. Acreditamos que a qualificação poderá forçar os empregadores a disponibilizar melhores condições de trabalho”, projeta. Ele ainda lembrou que no setor administrativo cada vez há menos vagas pro todo estado e

que o grande impasse está mesmo nos cargos com maior exigência de atividades braçais. O Superintendente ainda argumenta que a necessidade de profissionais é um problema nacional e que pode estar relacionada também com uma mudança de concepção por parte das pessoas, que há alguns anos não tinham outras oportunidades a não ser o emprego conhecido como "chão de fábrica", mas que a globalização trouxe novas oportunidades de mercado. “Hoje existem funções que o esforço físico é menor e o salário é praticamente o mesmo. Natural que as pessoas também analisem uma melhor qualidade de vida”, conclui.


ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

SINE de Encantado possui 250 vagas para emprego

Opinião: Jandir Passaia, professor de Sociologia

Henrique Pedersini

Um dos prinlhando. Esperamos cipais caminhos que esse número para quem esta aumente”, diz. à procura de emOutro fator que prego é ir até uma é considerado Agência FGTAS/ positivo é o grande SINE. No Estado, o número de pessoas Programa SINE é já empregadas que coordenado pela vão até a agência Fundação Gaucha FGTAS/SINE em do Trabalho e Ação busca de uma nova Social (FGTAS). Os segunda oportunitrabalhadores que dade para compleprocuram as Agênmentar sua renda. cias são cadastraSobre as condições Carvalho: alta rotatividade no emprego dos no Portal Mais ofertadas pelas de Trabalho e Previdência Emprego, administrado empresas, Carvalho vê Social e documentos pessoais. pelo Ministério do Trabalho e alguns fatores positivos como Após o cadastro, o sistema Emprego. o salário e a oportunidade de Os serviços de intermedia- irá confrontar os dados do crescimento. trabalhador com os requisitos ção são oferecidos gratuitaUm dos poucos aspectos pré-estabelecidos pela emmente, tanto ao empresário negativos flagrados é o índice presa contratante e indicará quanto ao trabalhador. Em de pessoas com alta rotatiquais são as oportunidades Encantado, a Agência trabalha vidade de empregos, o que, oferecidas. em convênio com a Prefeitura segundo ele, muitas vezes De acordo com o agente Municipal de Encantado. Está pode prejudicar na busca do administrativo do serviço em localizada junto ao Centro emprego. “Normalmente as Encantado, Vilson Carvalho, Administrativo e atende diapessoas precipitam-se ao sair a região é privilegiada em riamente cerca de 90 pessoas. do seu emprego”. O elevado razão do grande interesse das Entre as empresas que número de cadastros feitos pessoas em trabalhar e vagas disponibilizam vagas, a maiopor pessoas inclusive de ouofertadas. “Um número exria são de Encantado, porém tros estados também chama pressivo das pessoas que são há também contratantes das atenção. A agência FGTAS/ encaminhadas para nós abdicidades de Roca Sales, Muçum SINE de Encantado conta cam do seguro desemprego ao e até Lajeado. Para que o atualmente com mais de 250 indicarmos uma oportunidade vagas para diversos setores trabalhador possa buscar de trabalho melhor. Isso mosoportunidades, o mesmo deve do mercado de trabalho, tra que boa parte das pessoas ir à agência para se cadastrar entre vagas administrativas e tem interesse em seguir traba- operacionais. munido com sua Carteira

Conselho Pró-Desenvolvimento não descarta estudo sobre tema O presidente do Conselho de Pró-Desenvolvimento de Encantado, Raul Castoldi, destaca que o assunto é de importância para o município, mas lembra que o estudo feito recentemente na cidade não contempla a questão da falta de mão de obra. “Evidentemente alguma medida precisa ser tomada em relação a esse problema. Sejam estudos ou ações mais aprofundadas. Mas é uma pauta importante e que merece ser abordada com todo cuidado que precisa”, destacou.

Henrique Pedersini

Castoldi: discussão necessária

FALTA DE MÃO DE OBRA OU DESINTERESSE DO JOVEM PELO TRABALHO? Muito ouvimos falar cotidianamente em nosso meio sobre a falta de mão de obra, tanto qualificada, como não qualificada. De modo geral em todo o Brasil, principalmente nos centros e também no Vale do Taquari. Não é diferente em nossa cidade. Escutamos de empreendedores que um dos problemas que impedem o aumento da produção e o desenvolvimento é a falta de mão de obra em geral, mas especialmente a qualificada. A carência existe tanto na execução das atividades bem simples como nas mais complexas. Dentre as causas elencadas pelos empresários, um dos componentes que dificulta o preenchimento das vagas de emprego disponíveis no mercado seria o desinteresse dos jovens pelo trabalho, dado que não desejam submeter-se a regras de horários, disciplina, avessos que seriam a essas exigências. “se ofereço vaga, mas condiciono que tem de trabalhar em feriados e aos sábados de manhã, não consigo nenhum interessado”, enfatiza um deles. Outro alega que há desinteresse dos jovens até no aspecto financeiro. Sabemos que o maior percentual da força de trabalho, hoje, está na mão dos jovens, mão de obra mais desejada quer pela dinâmica, vivacidade e ousadia peculiar da idade, também pela facilidade de aprendizagem e operação das novas tecnologias e até, não raro, pelo salário mais baixo (muitos estágios). Os jovens não querem compromisso. Querem liberdade. Podemos dizer que as afirmações são verdadeiras, mas com certa dose de prudência. A juventude é a fase da liberdade, ou melhor da aprendizagem da liberdade. O que mexe com o jovem é o novo, o inesperado, o imediato. O mundo gira rápido tudo deve ser experimentado. Estuda ouvindo Funk, ao mesmo tempo que recebe e envia mensagens pelo celular. “Fica” por que não quer

Arquivo JO

compromisso. Divide as despesas da festa com a “Mina”. Segundo estudo dos Sociólogos Gustavo Venturi e Helena Abramo do Núcleo de Opinião Pública da Fundação Perseu Abramo: ter liberdade para se divertir, com o adiamento ou minimização de responsabilidades familiares e financeiras é, para a maioria dos jovens, o elemento central da condição juvenil: é quando as responsabilidades impedem a diversão (26%) ou quando se casa ou passa a ter compromissos conjugais e filhos (26%) que acabaria a juventude. A diversão, uma sociabilidade mais livre e a vivência cultural – elementos positivos, vale lembrar – caracterizam a juventude para a maioria de seus protagonistas. Na pesquisa perguntados sobre “qual é a melhor coisa em ser jovem”, aparece com força a ideia de que essa é uma fase em que se pode “aproveitar a vida, curtir, se divertir” A essa resposta se juntam outras onde a dimensão do prazer também aparece como central: namorar sem compromisso, ter amigos, dançar etc. A ausência de responsabilidades e compromissos com cônjuges e filhos, “poder estudar, só estudar” e “ser livre” também surgem entre as principais citações positivas da condição jovem. Assim, o comportamento dos jovens em relação aos compromissos e ao trabalho deve ser entendido como próprio da sociedade atual e dos componentes culturais que a permeiam e ser compreendido como “fase de aprendizagem”. A seu tempo os jovens certamente estarão preparados para o trabalho, para o empreendedorismo na busca do desenvolvimento econômico e social.

"Os jovens não querem compromisso, querem liberdade".

13


14

DOUTOR RICARDO

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Município recebe caminhão do PAC 2 O prefeito Alvimar Lisot esteve em Caxias do Sul, na quinta-feira (20), para receber o caminhão basculante. O veículo será utilizado para atender demandas das secretarias e dos produtores rurais. A entrega simbólica do veículo aconteceu em cerimônia no primeiro dia da Festa da Uva de Caxias do Sul pela presidente Dilma Rousseff. O veículo chegou ao município através do PAC2 Equipamentos, do Ministério do Desenvolvimento Agrário. O valor da caçamba é de R$ 248.300,00, Na sexta-feira (21), o caminhão chegou a Doutor Ricardo. Dois motoristas, servidores municipais, já receberam a capacitação e treinamento.

Fotos: Divulgação

Vice-prefeito Adagir reúne-se com gerente regional da Aes Sul Na manhã de segunda-feira (24), o viceprefeito Adagir Pellegrini esteve reunido com o gerente regional da Aes Sul Ricardo Slaghenaufi Neto e com o secretário de Obras e Trânsito, Valentin Radaelli. Na pauta esteve o encaminhamento de protocolos e pleitos para projetos de melhorias da infraestrutura de energia elétrica das áreas urbana e rural do município. “A reunião foi produtiva, pois os projetos visam atender os anseios da comunidade ricardense e que, apesar das dificuldades, fica o comprometimento do gerente da Aes Sul na adequação e execução das melhorias das redes elétricas do município”, disse Adagir. "O período entre janeiro e fevereiro foi de muito trabalho em função do grande número de intempéries. Contudo, gradativamente, os serviços de melhorias e da qualidade de energia elétrica estão sendo retomados”, acrescentou o gerente.

Prefeito Alvimar e vice Adagir com o novo veículo

Novo ônibus escolar Adagir, Slaghenaufi e Radaelli

Jorge Trevisol na abertura dos programas do CRAS

Veículo tem capacidade para 55 lugares A Secretaria de Educação recebeu mais um ônibus escolar, Modelo Ônibus Escolar ORE 3 do Ministério da Educação, através do Programa de Ações Articuladas (PAR) na ação do Programa Caminho da Escola. O programa é uma resolução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O veículo é de fabricação 2013, modelo 2014, com capacidade para 55 lugares e está equipado com elevador. A marca é Mercedes-Benz e o valor do ônibus é de R$ 250.500,00. Na manhã de segunda-feira (24), o prefeito Alvimar Lisot, o vice Adagir Pellegrini, a secretária de Educa-

ção Vania Maria Cima, a diretora da EMEF Olavo Bilac, Ivete Paliosa Tassi, professores e alunos conheceram o ônibus que será utilizado para qualificar o transporte escolar municipal de estudantes. Em novembro de 2013, a Administração Municipal já havia recebido um microônibus para o transporte dos alunos. “É importante essa parceria com o Governo Federal e poder pactuar ações públicas que beneficiam a comunidade escolar com o objetivo de melhorar o transporte dos estudantes e também qualificar a educação do município”, salienta Vânia.

São Brás A comunidade São Brás, da Linha Palacim, convida para a festa em honra ao padroeiro São Brás, que será no dia 9 de março. A programação é seguinte: 10h30min: missa com a bênção individual da garganta; 12h: churrasco com a compra de espetos e saladas, bebidas em geral.

Festa de Nossa Senhora das Graças A comunidade do Rio Verde convida a todos para a Festa em honra à Nossa senhora das Graças que acontece neste domingo (2). Às 10h30min acontece a missa festiva em homenagem à santa. No almoço haverá churrasco de rês, suíno e frango, saladas, maionese, além de sobremesas. À tarde a animação musical está a cargo do Grupo Os Gaudérios.

A Secretaria da Assistência Social convida a todos os que utilizam serviços do CRAS para a abertura do ano de 2014 que será no dia 6 de março, quinta-feira, às 13h30min. Grupo da Melhor Idade Felicita, beneficiários do Bolsa Família, PCDs e suas famílias, projetos de artesanato, pintura, teatro, Conselho da Assistência Social, diretoria da ARI estão convidados para uma tarde festiva com sorteio de brindes e a presença especial de Jorge Trevisol. O transporte será como de costume.

Cursos Pronatec

A Secretaria da Assistência Social informa aos interessados em participar de cursos do Pronatec que as pré-inscrições estão abertas para os cursos de Cuidador de Idosos, com idade mínima de 17 anos; Trabalhador Doméstico, 15 anos; Auxiliar de Recursos Humanos, 18 anos; e Eletricista Industrial, 18 anos. As pré-inscrições estão abertas com o intuito de formar grupo mínimo para iniciar as atividades. Vale destacar que os referidos cursos poderão ser ofertados a população caso houver número suficiente de inscritos. Os interessados devem comparecer ao CRAS para fazer suas pré-inscrições até dia 07 de março de 2014.


JORNAL OPINIÃO Q28 de fevereiro de 2014

Relvado Nenhuma novidade sobre a conclusão das obras de acesso entre Relvado e Encantado. Na reunião da Amvat o secretário do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco confirmou que os atuais prefeitos terminarão os mandatos com os acessos concluídos. Novo prazo Se confirmou a conclusão das obras também referendou uma nova data para a inauguração do acesso para Relvado. Segundo o secretário a ERS será inaugurada oficialmente no mês de junho.

Peteba Na reunião da semana realizada pelo Corepe foram definidas as prioridades em obras para o Vale do Taquari. Felizmente, entendendo a necessidade e principalmente a questão de segurança os integrantes do conselho aprovaram a Rótula no trevo do Posto Peteba. Próximo passo Será a elaboração de um novo projeto ( aquele desenho do Governo e ou Sulvias não serve) e posterior inicio das obras pela EGR.

Dificuldade O prefeito de Muçum esta enfrentado problemas para atendimento médico e fornecimento de água para os moradores do inicio da Linha Pinherinho e Fernando Abbott, Roca Sales.

Lourival De Seixas

Nélio J. Vuaden

Impostos Os moradores das duas localidades limítrofes dos municípios desempenham as atividade da princisa das pontes, mas contribuem com os impostos na cidade da amizade.

Atendimento O fornecimento de água é realizado pelo município de Muçum e o atendimento médico, através de um convênio, também é efetuado no Hosptal Nossa Senhora Aparecida. Acordo Depois de inúmeras tentativas em busca de um acordo a administração de Muçum está enfrentado dificuldades para manter este serviços, seja pela falta de pagamento da taxa dagua por alguns moradores, seja pela falta de empenho da adminstração de Roca Sales, quanto ao repasse para a saúde . Convênio Pelo convênio o Hospital de Muçum recebe algo em torno de 3 mil reais para atendimento das comunidades, o que segundo apurado é um valor irrisório.

Água Em alguns momentos, pela falta de um reservatório, falta água para as comunidades. O prefeito

Lourival inclusive teria repassado orçamento para a construção e/ou colocação de uma caixa de água. Mas a instalação ainda não foi efetuada pela administração de Roca Sales

Ilegal A administração de Muçum não tem legalidade para a construção ou colocação deste reservatório. Saúde Recentemente uma moradora da referida área em Roca Sales, teve um sério problema de saúde e foi conduzida ao hospital de Muçum onde por falta de acordo entre os municípios não recebeu o atendimento adequado provocando inclusive risco de morte. O procedimento Foi realizado em outro hospital da região, pois não foi autorizado pela secretaria de saúde Rocasalense. Medicamentos Falando a reportagem da Rádio Encantado o secretário de sáude de Muçum Leonardo Bastinai destacou que diariamente recebe inúmeros pedidos de medicamentos de uso contínuo distruidios pelo governo federal

Preocupante Conforme Maninho alguns pacientes estão utilizando os medicamentos há mais de 20 anos, sem um novo diagnóstico ou exame médico.

Jonas Caron Utilizando a tribuna na sessão desta semana o vereador de Muçum Jonas Caron manifestou indignação quanto ao tratamento despendido pela administração em diversos setores : Saúde: “Fui procurado pelo senhor João Abílio residente nas proximidades da estação ferréa, que solicitou minha intervenção junto a secretaria de obras para a recuperação da estrada de acesso a residência. A estrada está em péssimo estado de conservação. Ele já solicitou inúmeras vezes o trabalho de recuperação e simplesmnete foi ignoJonas Caron rado”. Conforme Jonas, “muitas vezes ele se ve impossibilitado de realizar os exames médicos e laboratoriais em tempo hábil para apresentar aos médicos em Lajeado”. Paciente foi esquecido. Jonas também ressaltou que “Por várias vezes o paciente foi esquecido pela Toppic ou carro do município após o tratamento em Lajeado, inclusive passando fome e não tendo a condição de ingerir os medicamentos no horário estabelecido. Isso é um aburdo. O tratamento é cruel, não encontro outra palavra a não ser cruel para manifestar o descontentamento”. Carga de brita. Jonas prossegue “Uma simples carga de brita resolveria o problema de recuperação da estrada. Aliás foram licitados mais de 4 mil metros de brita o que daria para tapar toda a cidade com esta quantidade”. Aparte Solicitando aparte o vereador Mauro Cipriani ressaltou que abriu a excessão para manifestação

15

do vereador Jonas tendo em vista a urgência e importância do assunto, e que Jonas deveria falar apenas do assunto. Quanto ao pedido de informações, Mauro ressalta que foi encaminhado ao executivo e o legislativo está aguardando resposta. Retomando A palavra Caron destaca “Que o papel do vereador é exatamente este de fiscalizar, que é oportuno falar na tribuna ao invés de simplesmnete jogar palavras pelos bares, e esquinas”. Jonas possegue: “ Estou aguardando a resposta do executivo de onde foram utilizados os 4 mil metros cúbicos de brita, quero um relatório detalhados dos locais e datas que foram utilizados”. Jonas fala em perseguição. “Já fui perseguido e pressionado para desistr destes pedidos, mas não vou desistir. Conheço as dificuldades do município e se não nos empenharmos na atividade de fiscalização dos recursos tenho certeza que estes valores farão falta amanhã”.

Mais informações O vereador também destaca que no ano passado solicitou informações sobre os gastos com combustível, óleo diesel e quilomentragem dos veículos e que até o momento ainda não foi atendido. “Não entendo porque a administração e a mesa diretora da casa, em muitas oportunidades se sente receosa em repassar as informações que são asseguradas por lei. Se tudo estiver correto não tem o porque esconder”. Outro exemplo, segundo Jonas é a folha de pagamento detalhada solicitada por diversas vezes e que também não foi enviada. Conforme o vereador Jonas “A folha de pagamento no portal de transparência não tem validade para nós vereadores para fins de fiscalização”.

Aplicação dos recursos O edil falou que o problema relatado é a falta de recuros, mas “não podemos ser ingenuos ao ponto de não sabermos que o problema esta relacionado, na verdade, a má aplicação dos recursos públicos. Percebo que a administração não esta fazendo nada para mudar esta realidade e inverter esta lógica. Percebemos que os simples pedidos de informações tem dificuldades de ser atendidos”. Caron prossegue “precisamos de transparência, precisamos de diálogo. O executivo tem que fazer o seu papel que é o de administrar, mas nós temos o dever e o executivo precisa nos proporcionar o direito e condições de fiscalizar”. Para finalizar Jonas destacou.”Precisamos de mais transparência na coisa pública que é o grando problema do Brasil”.

“Já fui perseguido e pressionado para desistir destes pedidos, mas não vou desistir. Conheço as dificuldades do município e se não nos empenharmos na atividade de fiscalização dos recursos tenho certeza que estes valores farão falta amanhã”. Jonas Caron Vereador do PP de Muçum


16

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Táxis em Muçum

12 horas têm, 12 horas não têm Município possui 15 concessões. Administração define lei como omissa. Previsão para reformulação é primeiro semestre do ano.

Muçum - A comunidade de Muçum entrou em contato com o Grupo Encantado de Comunicação reclamando da falta de táxis durante à noite em Muçum. Hoje, 15 veículos compõem a frota do município. Porém, raramente aceitam transportar passageiros após às 19h. Em relação ao horário de serviço, a Lei Municipal 2968/2009 prevê que o horário diurno é das 7h às 19h. Porém, sobre o noturno nada consta. Em relação ao ponto de táxi, deve aparecer o número de telefone e o nome do proprietário para contato fora do horário de serviço O assunto foi pauta de sessão ordinária da Câmara de Vereadores em 2013. O vereador Gilmar Marcolin (PSDB) solicita, em novembro, a relação das placas de táxi em atividade no município, assim como o nome dos responsáveis pelas mesmas. Não atendido, em dezembro pediu um aditivo na Lei Municipal para que seja colocado em cada ponto de táxi uma placa indicativa com o número de telefone do responsável pelo ponto e o devido registro de licença. Além disso, solicitou identificação nos veículos, sugerindo que a partir da renovação da frota seja implantado uma cor padrão para caracterização do veículo. Segundo o vereador, até o fechamento dessa edição o Poder Executivo não forneceu os documentos solicitados. "Estou ainda sem resposta", diz. Segundo o assessor jurídico da prefeitura de Muçum, Felipe Henrique Giaretta, a lei é omissa em relação ao horário noturno. Segundo ele, a administração municipal está providenciando um estudo pra sanar essa omissão, alterando a legislação, regulamentando o serviço de táxi, inclusive com a efetiva fiscalização dos requisitos regidos pela lei para

manutenção da licença. "A nossa Lei não prevê nem a obrigatoriedade nem a punição. A Administração não tem como cobrar sem estar baseada na Lei", diz O primeiro passo será a reformulação da lei. "Precisamos reformulá-la para depois regularizá-la, regulamentá-la, colocando-a em efetivo cumprimento. Tudo isso requisita tempo, pois existem outras demandas de relevância parecidas que também estão em execução pela administração", comenta. Segundo ele, mesmo de acordo com a Lei antiga, considerada inadequada, houve uma determinação do prefeito para pôr em prática a fiscalização até que a Lei seja refeita. Sobre a indicação do vereador Marcolin, Giaretta explica a resposta à indicação não é obrigação do Poder Executivo. "Recebemos o documento, que será considerado a partir do momento que em efetivarmos a atualização da legislação", afirma. Questões burocráticas, a complexidade da questão e a grande quantidade de situações diversas pendentes, como o cadastro imobiliário e a reforma do código tributário, são empecilhos para a lei ainda não ter sido reformulada. Ele garante que a alteração na lei será concluída no primeiro semestre do ano.

Fotos: Jornal Opinião

Ponto localizado na Estação Rodoviária. Sem táxi à noite

Ponto no Supermercado Signori

Ponto na Rua Barão do Rio Branco

Três ligações O Jornal Opinião percorreu seis pontos de táxis espalhados pelo centro da cidade. Entre às 20h05min e às 20h51min desta terça-feira (25), nenhum dos taxistas estava no seu local. Na quarta (26), a reportagem telefonou para três proprietários solicitando "corrida" para a Linha Alegre, interior de Muçum: um disse não fazer a "corrida", um não atendeu a ligação e outro não estava trabalhando. Os horários das ligações foram: 20h, 20h45min e 21h, respectivamente.

"Corrida", sem concessão

Vanderlei Flores, popularmente conhecido como Shrek, está no aguardo da concessão de uma placa de táxi. Mesmo assim, transporta passageiros. Segundo ele, independente do horário e local, a "corrida" acontece. "Me prometeram uma placa de táxi antes da campanha e até agora nada. Eles não querem me dar", indigna-se. Flores diz que realiza entre oito e 10 "corridas" das 20h às 4h. Ele atende no ponto próximo à garagem da prefeitura.


SEGURANÇA Homem preso por abuso de menores Uma investigação e ação rápida da Delegacia da Mulher de Lajeado em parceria com a Brigada Militar prendeu mais um abusador de menores na sexta-feira (21). O suspeito é acusado de aliciar duas meninas que eram enteadas dele. Conforme a Delegada da Mulher, Márcia Bernini, o suspeito de 49 anos teria se aproximado da mãe das crianças há um ano e meio e começaram um relacionamento amoroso. Depois disso, aos poucos, criou uma amizade com as enteadas com idades inferiores a 14 anos. As duas afirmam em depoimento que adoravam ficar perto do homem porque ele era muito querido e atencioso com elas. No entanto essa aproximação teria se estremecido há algumas semanas, quando ele começou a acariciar as meninas de forma e em regiões diferentes. Elas aceitaram a ação poucas vezes e logo contaram para a mãe. De acordo com a Delegada, a mulher logo procurou ajuda da polícia e trouxe as meninas para contar a história. O acusado foi preso e recolhido ao Presídio Estadual de Lajeado. Saída de pista Na manhã da sexta-feira (21), a Polícia Rodoviária Estadual de Encantado atendeu a uma saída de pista na ERS 129, altura do quilômetro 97 no município de Vespasiano Corrêa. Um caminhão frangueiro sem carga acabou saindo da pista durante a madrugada. Do acidente foram registrados apenas danos materiais.

Cumprimento de mandado Em uma ação realizada pela Polícia Civil, foi cumprido um mandado de busca e apreensão em Encantado no início da manhã da sexta-feira (21).

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

O objetivo era recolher uma arma de fogo, porém na casa vistoriada nada foi localizado

Homem impede fuga de assaltantes O condutor de uma Ecosport, 36 anos, impediu dois homens de realizar um roubo de malote da empresa Benoit no final da manhã da sextafeira (21) no Centro de Estrela. Conforme registro a dupla rendeu a vítima. Na tentativa de fuga com uma moto, ambos foram atingidos pela caminhonete. Após o atropelamento o condutor estacionou o carro e conseguiu imobilizar um dos acusados até a chegada da Brigada Militar. Após buscas, o outro envolvido também foi detido. Os autores do crime: Fernando Eli Ehlers Flores, 33 anos e morador de Santa Cruz do Sul além de Luís Fernando Wiland, 26 anos, conhecido pro Fred e morador de Fazenda Vilanova, foram levados ao Hospital Estrela onde receberam atendimento e na sequência, foram conduzidos à Delegacia de Polícia onde foram autuados em flagrante e recolhidos ao Presídio Estadual de Lajeado. Dois acidentes simultâneos na ERS 130 A Polícia Rodoviária Estadual atendeu dois acidentes simultâneos no quilômetro 79 da ERS 130, próximo ao Supermercado Dália, em Arroio do Meio durante a sexta-feira (21). Quatro pessoas ficaram feridas. Uma motocicleta CG 150 colidiu em um bovino, no sentido Arroio do Meio – Lajeado. Os dois ocupantes do veículo, de 55 e 24 anos, moradores de Cruzeiro do Sul, foram encaminhados ao Hospital Bruno Born para atendimento. O animal morreu no local. O outro acidente envolveu três automóveis e revelou um motorista embriagado. Um Gol seguia no sentido Lajeado

e teve a frente obstruída por um Peugeot 307, que tentava atravessar a pista. O Peugeot ainda atingiu um Fiat Prêmio, que estava parado no acostamento. Feridos os condutores do Gol e do Prêmio, de 31 e 58 anos. Acidente deixa condutor ferido em Arroio do Meio Um acidente na VRS-811 em Rui Barbosa, Arroio do Meio, no fim da tarde do sábado (22) provocou fraturas em um adolescente de 16 anos de idade que guiava uma motocicleta. Conforme o Comando Rodoviário da Brigada Militar de Encantado, o adolescente conduzia uma Honda CG 150 Titan e foi ultrapassar um Corolla. O adolescente foi atendido no local e encaminhado para o hospital pelo SAMU.

Suspeito de furto preso em Encantado A Brigada Militar de Encantado foi comunicada no início da madrugada da segunda-feira (24) quando dois jovens invadiram o Bar do Biondo localizado na Avenida Antônio de Conto. A guarnição esteve no local e deteve um dos acusados. Estava sendo furtada pequena quantia em dinheiro, carteiras de cigarro e um telefone celular. Rafael Danieli, 20 anos, foi encaminhado a Delegacia para efetuar registro e posteriormente ao Presídio Estadual de Encantado. O outro acusado fugiu. Homem capturado em Roca Sales Ainda na segunda-feira (24) um homem foi capturado pela Brigada Militar, acusado de furtar estruturas metálicas no centro do município. O acusado foi visto carregando os objetos em via pública. A vítima reconheceu o material e o homem foi levado para Delegacia, mas acabou liberado

17

ni

si er

: ão

d pe

q

ri

n he

ue

ç di

E

sem a lavratura do flagrante

Incêndio em Arvorezinha O Corpo de Bombeiros de Encantado foi acionado para combater um incêndio durante a madrugada da segunda-feira (24). Uma casa de alvenaria com aproximadamente 200 metros foi totalmente destruída pelo sinistro. Ninguém ficou ferido. Morte após acidente em Guaporé Um homem morreu após acidente de trânsito durante o sábado (22). Elói Betanin, 67 anos, perdeu o controle do Corolla, rodou na pista e chocou-se contra árvores em frente ao Centro Comercial Guaporé, na ERS-129. Betanin morreu no local. Pessoas que passavam pelo local no momento do acidente acreditam que a forte chuva tenha atrapalhado a visão do motorista.

Multas por alta velocidade A Polícia Rodoviária Estadual de Encantado multou 173 condutores de veículos por dirigir acima da velocidade permitida. O radar móvel que consegue captar o movimento com mais de um quilômetro de distância foi recebido pela polícia no mês de fevereiro. A operação foi realizada no domingo (23). De acordo com a polícia, o trecho de monito-

ramento foi na ERS-130, entre os municípios de Arroio do Meio e Encantado. Além das penalidades aplicadas quanto a velocidade, a polícia de Encantado autuou 16 condutores por ultrapassagem em local proibido. Colisão na ERS-130 Um motociclista sofreu ferimentos após acidente de trânsito na ERS-130 em Arroio do Meio na última quarta-feira (26). Conforme a Polícia Rodoviária Estadual, o muçunense Everton Roberto Pezzi, 27 anos, seguia com uma Kasinski no sentido Encantado – Lajeado quando no bairro Novo Horizonte teve a frente obstruída por um Logus conduzido por uma mulher, que saia do bairro. O motociclista sofreu escoriações, sendo socorrido pelo SAMU e encaminhado para atendimento no Hospital São José de Arroio do Meio.

Saída de pista na Barra do Guaporé Uma saída de pista foi atendida pela Polícia Rodoviária Estadual de Encantado no final da tarde da quarta-feira (26) em Encantado. Pablo Cardoso, 26 anos, residente em Muçum, perdeu o controle do veículo Gol saiu da pista e colidiu em uma árvore à beira da estrada. Pablo foi medicado no HSBT e liberado.


18

Edição: Henrique Pedersini (henrique@opiniaojornal.com.br)

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Amistoso

Seleção de Roca perde para os juniores do Novo Hamburgo Roca Sales - A tarde do sábado (22) foi de amistoso no campo do Concórdia no centro de Roca Sales. Em campo um combinado da Cidade da Amizade tendo por base a seleção do Campeonato Municipal de 2013 e mais desportistas locais, enfrentou a categoria Junior do Novo Hamburgo. Quem levou a melhor foi o time visitante que venceu por 4 a 1 com gols de Anderson, Mateus Chaves, Frederico e Vinícius. Junico descontou para o combinado roca-salense. A partida faz parte da preparação do Novo Hamburgo para o Campeonato Estadual de Juniores que inicia em março. Equilíbrio nos primeiros minutos Ainda buscando um melhor condicionamento físico, os Juniores do clube da região Metropolitana tiveram bastante trabalho para chegar ao ataque no começo do jogo. Sob o comando do técnico Osmar Kappler, eleito melhor técnico no último amador, o combina-

do de Roca Sales conseguiu conter as iniciativas do adversário até a metade do primeiro tempo. Aos 25 minutos, Clauber acertou o travessão do goleiro roca-salense Sérgio Benini, no rebote, Mateus Chaves teve tranquilidade para abrir o marcador. Sem atacar no jogo, o time da casa sentiu o desgaste de apenas tentar marcar seu adversário. O segundo gol aconteceu após troca de passes do Novo Hamburgo pelo lado direito de ataque. O lateral Carlos Matheus cruzou da linha de fundo e Anderson conseguiu dominar e chutar de dentro da área, ampliando a vantagem ainda no primeiro tempo. Preparo físico faz diferença no segundo tempo Enquanto a equipe local fez poucas alterações, o técnico do Anilado Leandro Machado trocou todos os jogadores de linha. O predomínio dos juniores do Noia ficou mais evidenciado pelo

aspecto físico no segundo tempo. O terceiro gol do jogo saiu dos pés de Frederico que se aproveitou da bobeira do sistema defensivo adversário e ampliou. Na metade do segundo tempo Vinícius chutou de longe e acertou o ângulo, marcando o quarto gol. O combinado de Roca Sales conseguiu descontar no placar. Deslocado para lateral direita no final do jogo, Ricardinho Bronca recuperou a bola e lançou Dudu, o atacante serviu Junico que chutou na saída do goleiro para fechar o placar em 4 a 1 para os visitantes. Para o coordenador das categorias de base do Novo Hamburgo, o roca-salense Diego Ziegg, o jogo foi um bom teste para a categoria Junior. “Vários jogador do time local já tiveram ou tem experiências no futebol de base ou até profissional. Foi um bom teste, onde tivemos a chance de avaliar jogadores recém-chegados e analisar a preparação de nosso grupo mesmo com pouco tempo de trabalho em 2014”, ressalta.

Henrique Pedersini

Jogo aconteceu na tarde do sábado (22) FICHA TÉCNICA Combinado Roca Sales – Sérgio Benini; Sapo; Ebeling; Paulo Sérgio Dalmoro e Leocádio. Isaías; Leonardo Kappler; Jeferson Gedoz e Júlio Bernardo; Ricardinho Bronca e Edelvan. Atuaram ainda: Ismael Kummer, Guilherme Redecker; Macau; Junico; Arthur; Thiago Paloski e Dudu. Técnico: Osmar Kappler; Novo Hamburgo - Inácio; Carlos Matheus, Leomir, Renan e João Bosco; Lucas, Jeferson, Clauber e Mateus Chaves; Igor e Anderson. Atuaram ainda: Matheus; Passarin, Douglas Scherer, Sapé e Cristian; Djon, Pepê, Vinicius e Tamujo; Matheus e Frederico.

Pilotos de Encantado em ritmo final de treinos Os pilotos Jorge Moreira Neto (#400) e Alexandre Luzzi (#700) se preparam para mais um ano de competições. Eles irão representar o município de Encantado nos Campeonatos Gaúcho e CentroSerra de Veloterra e também em algumas etapas do Motocross. Na pré-temporada, os competidores treinam três vezes por semana, porém, segundo eles, a maior dificuldade é a falta de uma pista para treinos na cidade. “Le-

vamos o nome de Encantado por todo o Estado e não temos sequer uma pista de Veloterra para treinar na cidade, temos que nos deslocar para outras cidades menores, como Roca Sales, Capitão, Cruzeiro do Sul. Isso dificulta muito e inviabiliza a participação de outros pilotos encantadenses". A 1ª etapa do Campeonato Centro-Serra será em Itapuca no dia 16 de março. Já as abertura do Gaúcho será dia 30 de março, em Candelária.

Divulgação

Conceição l Em minha profissão o aspecto emocional é uma das coisas mais perigosas que pode existir. Seja alegria, tristeza, orgulho, prazer, raiva ou até medo, tudo representa um perigo quando não se sabe fazer a dosagem correta. Confesso que me marcou bastante a conversa por telefone com o atleta Carlos Eduardo Conceição, segundo colocado no Campeonato Estadual de Triathlon. Foram aproximadamente 10 minutos, pouco tempo, mas o suficiente para entender o que representa o esporte para certas pessoas. Conceição ll A cada etapa do Campeonato Estadual de Triathlon, o atleta vive a aflição no aspecto financeiro. A distância das viagens torna os valores elevados. Alguns apoiadores contribuem para a participação do atleta, mas é necessário mais apoio. Não sei se na esfera pública ou privada, o que eu posso dizer é que Encantado/Roca Sales pode ter o campeão Estadual de Triathlon e acredito que isso seja importante para propagar outros esportes na região. Conceição lll Carlos Eduardo Conceição teve uma despesa de R$ 600 em Rio Grande. Para competir, ele precisou completar as despesas com dinheiro do próprio bolso. Um tanto aborrecido, ele me confessou que precisou atrasar algumas contas para seguir na batalha pelo sonho de conquistar o título do Estadual de Triathlon.

Conceição IV Antes que me perguntem, eu tenho uma opinião clara para o argumento óbvio nesse tipo de situação. Vão me dizer que todas as pessoas teriam o direito de serem ajudadas financeiramente para participar competições em outros locais. Eu discordo, acho que resultado também é importante e Cadu já mostrou que pode levar o nome da região para muito longe com esses resultados expressivos que vem obtendo. Conceição V E por final eu imagino o que se passa na cabeça do atleta, que precisa fazer uma epopéia a cada prova que pretende disputar na busca por valores em dinheiro ou até mesmo condicionamento físico. Me atrevo a dizer que passa por aí a questão de Encantado/ Rio Grande do Sul/ Brasil não avançar praticamente nada a cada Olimpíada. Viabilizar A tarefa é árdua para comissão técnica do Esporte Clube Encantado em 2014. Após conseguir uma parceria com a Chapecoense onde jogadores serão enviados para testes ao longo desse ano, a busca nesse momento é por recursos financeiros para o custeio de viagens, arbitragem e outras despesas.

Luzzi e Neto, expectativa da estreia


19

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

Municipal de Futebol de Encantado 2014

Galácticos vai defender título e Hoolygans é a surpresa Organização confirma oito clubes e define fórmula da competição. Jogos começam no dia 23 de março

Encantado - Oito equipes disputarão o Campeonato Municipal de Futebol em Encantado nesse ano de 2014. A definição ocorreu na noite da segunda-feira (24) no Auditório Brasil da Prefeitura. A principal novidade é a participação do Hoolygans no certame. A equipe ainda não havia participado de nenhuma das reuniões, mas confirmou a participação no encontro dessa semana bem como o Galácticos, que vai defender o título, após a conquista em 2013. Além deles, o Juventude do Lambari, Cruzeiro do Lajeadinho, Bohemios, Clube Atlético Navegantes, Arsenal e o Sackmaihouse também brigarão pelo título. A organização será da Liga Encantadense de Futebol Amador (LENFA) em parceria com a Administração Municipal através da Secretaria da Juventude, Desporto e Turismo. O início está previsto para o dia 23 de março, antes disso irá ocorrer um coquetel para lançamento do torneio e entrega do restante da premiação referente ao ano de 2013. Quatro jogos a cada domingo Com oito clubes, serão realizados quatro jogos a cada final de semana, sendo dois em cada campo. O time da casa atua sempre no segundo jogo. Nesse ano não acontecem partidas na parte da manhã. A fórmula de disputa prevê que todas as equipes se enfrentem na primeira fase, sendo que as quatro primeiras colocadas fazem as semifinais em jogos de ida e volta. As duas melhores campanhas tem o direito de sediar o

segundo duelo e ainda garantir a classificação com dois resultados iguais. Na primeira fase, os dois primeiros critérios de desempate a serem observados são o número de vitórias e os gols sofridos. Não haverá rodada durante a realização do Canto da Lagoa em Encantado.

Marrom deverá ser responsável por arbitragem Está bem encaminhada a designação do desportista Lisandro Lourenço, o Marrom, para organizar a escala de arbitragem. Uma das medidas é de que a grande maioria dos juízes serão da própria cidade de Encantado. O argumento da organização é de que esses mesmos árbitros locais que por vezes são contestados no município, apitam cada vez mais em outras cidades sem maiores problemas. O presidente de cada clube poderá formalizar um veto quanto aos escolhidos para escala. Outra medida para o campeonato amador de 2014 é a possibilidade de o juiz do jogo concluir seu relatório até 48h após o término do jogo. A arbitragem ainda terá que fazer a fiscalização das pessoas que ficam à beira do campo em cada jogo. Treinador e massagista além dos jogadores reservas são os únicos que poderão ficar no lado de dentro do campo. Uma reunião com todos os árbitros a serem pré-estabelecidos pela comissão será feita antes do início da competição. Na oportunidade serão repassadas orientações além de oferecer espaço para ouvir os apitadores sobre questões relacionadas ao certame.

JOGOS DA PRIMEIRA RODADA - Dia 23 de março Arsenal x Sackmaihouse CAN x Galacticos Juventude x Cruzeiro Bohemios x Hoolygans

Henrique Pedersini

Reunião definitiva aconteceu na segunda-feira (24)

Rigidez na disciplina

Anestesiados com os acontecimentos no amador do ano passado, a organização do campeonato primou por uma maior rigidez no aspecto disciplinar. Além de obrigar todos os atletas a assinar o regulamento comprovando que estão cientes da punições pré-estabelecidas, houve mudanças na penalização por cartões. Um cartão vermelho direto deixa o jogador fora de ação por duas partidas. Dois amarelos equivalem a suspensão automática. Em caso de reincidência o jogador cumprirá duas partidas de pena. Uma das principais novidades nesse quesito é a utilização de uma pessoa de outra cidade para julgar possíveis questões de indisciplina. O cheque-caução no valor de R$ 3.000 também

foi recolhido de cada time participante.

Outras definições

Quem sedia a rodada precisa disponibilizar quatro seguranças, sendo que dois deles podem acumular a função de maqueiro. Mesário e gandulas também são responsabilidade do dono da casa. Nessa primeira fase o ingresso custará dois reais. Os cartões amarelo e vermelho custa cinco e vinte reais respectivamente. No próximo dia 11 de março, os times precisam entregar a lista de jogadores para análise. Em caso de alguma irregularidade, o clube tem até 48h para comprovar o vínculo do atleta com Encantado. Podem atuar no amador, jogadores nascidos na cidade, que trabalham, votam ou residem no município.

Divulgação

Futebol Sete de Roca Sales

Partidas do Campeonato retornam dia 12 de março Roca Sales – Em função da 6ª ExpoRoca e 9ª Fecarpa o Campeonato Municipal de Futebol Sete em Roca Sales voltará a ter jogos a penas no dia 12 de março. O complexo do Centro Social Urbano está à disposição do evento, o que impossibilita a continuidade do campeonato. Durante a sexta-feira (21), ocorreu mais uma rodada

da disputa. O destaque foi para o clássico entre Glicose e Copalto que terminou em 3 a 2 para o Glicose. Para o Coordenador de Esportes do município, Renato Bianchi, a boa presença de público é um fator a ser destacado. “Estamos extremamente felizes pela participação do público. Nas duas primeiras rodadas o tempo aca-

bou espantando o pessoal, mas mesmo assim houve participação. Isso mostra que estamos no caminho certo. A promoção da saúde e do bem-estar social através do esporte é fundamental”, ressalta o coordenador de Esportes, Renato Bianchi. O campeonato é realizado pela Prefeitura e conta com o apoio da Sicredi.

Toma 10 venceu com tranquilidade por 3 a 0

Resultados da última rodada

Glicose 3 x 2 Copalto JB Couros 1 x 5 LH Reciclagem/Sular Esquadrias Toma 10 3 x 0 Cevada Metropolitano 2 x 6 Conexão Lanches

Próxima rodada – 12 de março

Copalto x Glicose JB Couros x LH Reciclagem/Sular Esquadrias Toma 10 x Cevada Conexão Lanches x Metropolitano


20

JORNAL OPINIテグ n 28 de fevereiro de 2014

Participe: facebook.com/JornalOpiniaoEncantado facebook.com/RadioEncantadoAM facebook.com/energiapop


JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

21

Notas do Xandão Por Alexandre dos Santos Tricolor na Libertadores Sem maiores dificuldades o Grêmio fez três a zero na equipe do Nacional, da Colômbia, pela Copa Libertadores da América, e lidera o Grupo 6, com seis pontos ganhos. O próximo compromisso do Tricolor será no dia 13 de março contra o Newell’s Old Boys, na Arena, em Porto Alegre.

Luan O grande nome da partida da vitória do Grêmio sobre o Nacional-COL foi o meia-atacante Luan. O garoto de apenas 20 anos vem se consolidando como o grande destaque desta temporada. A multa rescisória prevista no contrato de Luan com o Grêmio, é de 60 milhões de euros.

Conceição conseguiu seu melhor resultado até então no Estadual de Triathlon

Conceição fica em segundo no Triathlon em Rio Grande O domingo (23) foi de boa notícia para o roca-salense Carlos Eduardo Conceição, o Cadu, na disputa do Campeonato Estadual de Triathlon. Na terceira etapa da competição, realizada em Rio Grande, ele voltou a ter um bom desempenho e conseguiu seu melhor resultado até então: o segundo lugar na categoria Elite, composta pelos melhores do Triathlon. O grande diferencial de Conceição nessa terceira etapa foi a melhoria do desempenho na natação. Nas duas primeiras provas do estadual o

desempenho dentro da água tinha ficado abaixo do esperado, por essa razão o atleta passou a realizar uma preparação junto à Univates em Lajeado auxiliado por uma profissional. Os resultados já ficaram evidenciados na primeira prova após o treinamento. “Quando completei o trajeto de 750 metros e notei que estava na sexta posição percebi que o resultado seria bom, pois a modalidade onde tenho os resultados menos expressivos já havia terminado”, explicou. Os 750 metros de natação foram completados em 13min15seg. Os 20 quilômetros de ciclismo foram completados em 33min10seg e os cinco quilômetros de corrida foram concluídos em 20min7seg. A segunda posição na classificação geral foi conquistada com o tempo de uma hora nove minutos com mais trinta e sete segundos. A primeira posição ficou com Ricardo Nilson, que pertence a equipe Gusch, a mesma de Carlos Eduardo Conceição. O resultado positivo retirou o atleta de Roca Sales da categoria entre 30 e 34 anos e promoveu-o para a divisão Elite. Com os 90 pontos obtidos em Rio Grande, ele assume a segunda colocação na classificação com 277,5 pontos, 70 atrás do líder na principal categoria da modalidade. No próximo dia 09 de março acontece a quarta etapa do Estadual de Triathlon na cidade de Osório. Já a quinta etapa acontece no dia 30 de março em Torres. Depois disso, a disputa volta apenas em novembro em razão da queda de temperatura e da decisão da organização em deixar a fase decisiva para o final de 2014. “O objetivo é ficar entre os primeiros até a parada e voltar para reta decisiva com um preparo ainda melhor para brigar pelo título estadual”, projetou. No final do ano serão mais duas provas antes do encerramento da competição. Para não perder o ritmo de prova, considerado indispensável para os atletas, Cadu estará participando do Campeonato Estadual de Duathlon, que possui o ciclismo e a corrida como atividades. Para competir em Rio Grande, o roca-salense contou com o apoio de Fernando Multimarcas, JB Couros, Musclemania, Clínica de Fisioterapia Arcari e do quiropraxista Mazuel Rabaiolli.

Talentos indo embora Três jogadores vão deixar o Grêmio após a Copa Libertadores da América. O lateral Wendell, que foi negociado com o Bayer Leverkusen (Alemanha), e, o zagueiro Bressan e o volante Ramiro, que tiveram parte de seus direitos adquiridos por um grupo de empresários, que deve colocar os atletas no futebol do exterior. O lateral Wendell (FOTO) teve apenas dez partidas pelo time titular do Grêmio nesta temporada e já foi envolvido numa transação milionária. Já se foi o tempo que os clubes conseguiam reter os jogadores por quatro ou cinco temporadas.

Fotos: Google Images

Touca O Veranópolis venceu o Internacional por 1 a 0 no último domingo no Estádio Antônio Davi Farina e tirou a invencibilidade colorada no Gauchão 2014. O pentacolor da Serra está virando “touca” do Internacional. Desde 2007 o colorado venceu apenas uma partida contra o VEC, em Veranópolis.

Necessidade de reforços Os últimos jogos do Internacional estão deixando bem claro que o clube precisa de reforços para disputa do Campeonato Brasileiro. O time do Internacional está carente em alguns setores e também precisa de um grupo mais qualificado para encarar o Brasileirão. Alguns jogadores estão rendendo muito abaixo do esperado, um dos casos é Alex (FOTO), que depois que voltou do exterior não conseguiu dar uma boa resposta.

Lajeadense 1 O CE Esportivo Lajeadense tem um jogo importantíssimo neste sábado, às 17 horas, contra o São José, em Porto Alegre. O Alviazul para continuar na briga pela classificação no Gauchão terá que obter um resultado positivo contra o Zequinha. Para o jogo contra o São José o Lajeadense tem quatro desfalques: Márcio Gabriel, Marabá, Rudiero e Cléverson, todos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Lajeadense 2 A dificuldade maior do Lajeadense no Campeonato Gaúcho é que três equipes do seu grupo, Internacional, Brasil e Veranópolis, já encaminharam classificação. Os outros cinco times, São José, Lajeadense, Juventude, Aimoré e Esportivo, disputam a última vaga.

Municipal com oito equipes O Campeonato Municipal de Encantado terá um acréscimo de um clube em relação a competição do ano passado. Neste ano, oito equipes disputarão o certame: Arsenal, Sackmaihouse, Juventude (Lambari), Bohêmios, Clube Atlético Navegantes, Cruzeiro (Lajeadinho), Galácticos e Hooligans. O campeonato inicia no dia 23 de março, com jogos no Lajeadinho e nas Cabriúvas. Spessatto O encantadense Gabriel Spessatto (FOTO) que atua no Grêmio, inclusive tendo jogado nos primeiros jogos do Gauchão 2014 esteve em Encantado na semana passada. Spessatto aguarda a definição de seu futuro e não descarta uma saída para outro clube.


22

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

CFM estará na França no mês de abril Divulgação

Vou abrir um espaço nessa coluna e falar da palavra superação, algo tão corriqueiro na vida de muita gente, inclusive a minha.

se tivesse disputando a Maratona“, declarou posteriormente Raymond. Na semifinal, ele largou bem e estava entre os primeiros nos 150m iniciais quando sofreu uma distensão muscular na coxa direita. Redmond parou, mancou e então caiu ao chão. Em lágrimas, só pensava que havia sofrido outra lesão, e de novo não teria chances de disputar uma medalha olímpica. Quando ia ser atendido pelos médicos e retirado na maca, resolveu levantarse e recusou ajuda. Todos imaginavam que ele sairia da pista e se arrastaria para a grama. Mas Derek seguiu adiante. Pulando em uma só perna, com dores lancinantes, o atleta faz um esforço supremo para completar a etapa. Quando já estava quase desistindo, um velho gordo, de bermuda e camiseta, dribla a segurança e invade a pista. Era seu pai, Jim Redmond, que disse: “Você não precisa fazer isto“. ”Eu preciso completar a corrida“, replicou Derek. “Se você vai completar a prova, então vamos fazer isto juntos“, respondeu Jim. O velocista declarou: “Eu odiei o mundo. Tudo que havia feito, trabalhado, tinha sido em vão. Odiava distensões. Odiava tudo. Estava tão furioso por ter me machucado de novo. Mas eu tinha que terminar a prova. Continuei mancando até faltarem 100m, e então senti uma mão em meu ombro. Era meu pai“. Na reta final, quase sem forças, o velocista se apoia no ombro de Jim, chorando muito. De dor e frustração por mais um objetivo não alcançado por causa de uma inesperada lesão. Ambos chegam abraçados à linha de chegada, ovacionados pelos quase 70 mil espectadores no estádio Olímpico de Montjuich.Em lágrimas, Jim declarou após a corrida: “Sou o pai mais orgulhoso do mundo. Nem se ele tivesse ganho a medalha de ouro eu estaria tão honrado“. Depois da prova, Derek afirmou: “Podiam me achar um herói ou um idiota. Não estava nem aí. Não fiz pela ovação. Fiz por mim. Seria eu que teria que conviver com o fato de não ter terminado a corrida pelo resto de minha vida“. Derek e Jim Raymond. Filho e pai. Campeões da superação e do esporte. Pierre de Coubertin, idealizador dos Jogos Olímpicos da era moderna, ficaria orgulhoso do mais puro e absoluto lema do espírito olímpico. Aquele que diz: “O Importante é competir“

* Superação pode ser muitas coisas. Podemos avaliá-la como um jogo de palavras que nos diz super + ação. Vamos entender o que foi escrito. Uma super + ação normalmente gera um resultado diferenciado, acima da média. Uma ação super é normalmente necessária quando encontramos alguns obstáculos que desafiam a nossa crença de quanto somos capazes de realizar, situações que acabamos por experimentar em nossas vidas, dos mais diversos tipos e nos mais diversos momentos. Vamos olhar por outro ângulo agora, vamos observar o verbo superar, o que significa: vencer, subjugar, dominar; livrar-se de; afastar, remover; passar além de; exceder, ultrapassar; passar por cima de; passar além de; sobrelevar. Superar então pode ser entendido como uma ação que nos leva ao êxito, a vitória, a realização, a liberdade. Temos por referência de superação, fantásticos exemplos que superaram obstáculos para realizar o que desejavam. Encontramos esses exemplos no esporte, nas empresas, nas comunidades, nas histórias de tantos homens e mulheres que fizeram coisas que não imaginávamos ser possível. Sabemos que problemas fazem parte da vida de todos nós. Convido você agora a pensar em quantas coisas você já superou na sua vida. Quantas situações difíceis você já vivenciou? Talvez você esteja vivenciando algo assim hoje? Quantas vezes você já se encontrou em situações que não achava que não seria capaz de superar? Olhe para o passado, olhe para a sua história. Perceba que longo caminho você já trilhou. Às vezes valorizamos tanto o que as outras pessoas fizeram, o quanto elas foram capazes de realizar, que esquecemos o quanto cada um de nós fez. O caminho da superação tem sido utilizado por milhões e milhões de pessoas. Infelizmente, preocupados com algumas situações muitas vezes temporárias, esquecem de perceber o quanto já foram capazes de realizar, de superar, de ir além. Acredito que temos o direito de viver. - NÃO DEIXE NUNCA DE SUPERAR SEUS Muitas vezes conseguimos apenas sobreviver. LIMITES, SEUS MEDOS, POIS DEUS LHE DEU Porém não se permita jamais subsistir - viver O PODER DE SER MUITO MAIS DO QUE VOCÊ abaixo da existência. Mais que um evento, PENSA. superação é estar conectado com os mais altos padrões de excelência e realização pessoal Google Images e profissional. * Vou relatar uma história de superação que resume muito o que eu penso dessa palavra. “Derek Redmond não chegou em primeiro na prova de 400m rasos nos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992. Ele também não ficou em segundo lugar. Aliás, sequer foi o terceiro. Honestamente, Redmond foi o último colocado disparado em sua bateria na prova. Porém ele chegou”. Redmond foi um ótimo atleta da Grã-Bretanha, o melhor de seu tempo. Campeão europeu e mundial no revezamento 4x400m, era um dos favoritos à medalha de ouro nos 400m rasos. Favorito na Olimpíada de Seul-1988, Redmond sofreu uma lesão no aquecimento da prova de 400m, dez minutos antes da prova. Ficou fora da Olimpíada e sofreu cinco cirurgias no tendão de aquiles. O sonho olímpico foi adiado em quatro anos… Em 1992, Redmond era novamente um dos favoritos à medalha de ouro. O britânico fez o melhor tempo nas duas primeiras baterias. “Estava eufórico sobre minhas possibilidades naquele dia. Achava que ganharia mesmo

A escolinha rapidez com que encantadense se aproxima a CFM está perto de marcação. alavancar ainda No discurso mais seu nome de abertura nacionalmente e da temporada até internacional2014, o técnico mente, como nessa do CFM Feroportunidade, nando Radaelli quando estará sencomentou com do representada os garotos que na França em uma o dinamismo competição na do trabalho categoria sub-13. em campos Pelo menos cinco reduzidos Categoria 2002 é uma das melhores do CFM jogadores nascidos será aplicado no ano 2002 estarão juntando-se a destaques também em Encantado. Sobre a oportunidade do Juventude de Caxias do Sul para representar de levar o nome do CFM até o velho continente, o país em uma cidade do interior da França. Radaelli é direto. “É uma honra. Mesmo que não A viagem está marcada para o final do mês seja o nome de nossa escolinha lá, são os nossos de abril. Antes de rumar para a Europa, os atlegarotos, que foram formados pela gente tendo tas irão ficar em preparação dois dias em um a chance de representar o futebol brasileiro no Centro de Treinamento pertencente ao Atlético país onde o futebol é uma potência”, descreveu Paranaense. O terceiro dia será em Paris e deo treinador que acompanhará a delegação. pois o trajeto final até o local onde o combinado Denominado Brasil Sul, o grupo brasileiro gaúcho disputará seus jogos. tem pela frente o RC Paris, Lannion, PloudalmeAssim como em outros países de tradição zeau, ST Roger e Plouzane, todos da França. A no futebol europeu, a França investe muito com expectativa é adaptar-se o mais rápido possível formação de jogadores nos principais times do ao estilo de jogo com oito atletas e conquistar país. Uma tendência que vem sendo trabalhada resultados jogo a jogo para sonhar com o título é a utilização de campos menores, reduzindo do torneio. o espaço e aumentando o leque de funções de Ainda restam algumas questões a cerca cada jogador. No torneio que o combinado do da viagem para serem providenciadas, mas a Rio Grande do Sul disputará, atuam o goleiro participação dos gaúchos está confirmada. A e mais sete jogadores de linha. Por isso os empresa organizadora de eventos esportivos jogadores são obrigados a cumprirem mais Planeta Bola Eventos é uma das parceiras para de uma função e acelerar o toque de bola, pela disputa na França.

Parapentes vão colorir o céu do Vale do Taquari em março

Associação Vale do Taquari de Voo Livre prepara a Primeira Etapa do Sul Brasileiro e Segunda Etapa do Campeonato Gaúcho de Parapente a realizarem-se nos municípios de Encantado e Roca Sales nos dias 08 e 09 de março. Com decolagens para todas as direções – Rampas Norte, Sul, Leste, e a recém inaugurada, Oeste, com o Vale do Taquari como cenário de fundo. A associação conta com o apoio das prefeituras municipais de Encantado e de Roca Sales para a realização dos eventos, com suporte, infraestrutura e parceria na divulgação dos mesmos. A expectativa, com clima favorável, é de mais de 100 pilotos vindos de todas as partes CRONOGRAMA

Derek e Jim Raymond

Sábado - (08/03) 9h - Credenciamento e carga de "Waipoints" no GPS 10h - Subida para as rampas de decolagem 12h - Briefing da prova 13h - Abertura da "janela" de decolagens 16h - Início da prova de Permanência e Pouso 18h - Encerramento dos voos com show de

do Brasil para participarem desta competição. O Sul Brasileiro tradicionalmente recebe os melhores pilotos do país pelo seu alto nível de competitividade, o que requer muita perícia dos participantes para superar seus adversários. Com provas estimadas entre 40 quilômetros e 60 quilômetros de distância, várias cidades do Vale terão o céu mais colorido durante o evento. Para acompanhar de perto as decolagens e pousos, basta se dirigir ao campo de pouso de Roca Sales, junto à pista de veloterra. Haverá show de acrobacias e voos duplos acompanhados de instrutores da Latitude. acrobacias 20h - Jantar de confraternização Domingo - (09/03) 10h - Subida para as rampas de decolagem 12h - Briefing da prova 13h - Abertura da "janela" de decolagens 16h - Início da prova de Permanência e Pouso 18h - Encerramento dos voos com show de acrobacias 19h - Premiação


MUNDO JURÍDICO

JORNAL OPINIÃO n 28 de fevereiro de 2014

23

Impedir empregado de fazer concurso interno gera dano moral Como não pagar Imposto de Renda na venda de imóveis residenciais O lucro obtido na venda de um imóvel residencial é tributado atualmente pelo Fisco em 15%, mas o proprietário pode reduzir ou até mesmo anular o valor da cobrança se ficar atento aos benefícios fiscais. Há quatro tipos de isenções totais de Imposto de Renda (IR) sobre o chamado ganho de capital – a diferença entre o valor recebido na venda e o custo de aquisição. Há também fatores que geram reduções parciais ou ainda conhecimentos tributários que ajudam o contribuinte a pagar menos. A isenção mais conhecida é a que envolve a compra de outro bem. Isto é, quem aplicar todo o dinheiro da venda na aquisição de um ou mais imóveis residenciais, no prazo de 180 dias após a celebração do contrato, fica livre da cobrança de IR. Caso haja aplicação apenas parcial, a tributação será proporcional à parcela não aplicada. O benefício, no entanto, é válido somente a cada cinco anos. “Importante ressaltar que a compra deve ser feita em nome do contribuinte. Se sair em nome do filho, por exemplo, não haverá isenção”, explica Antonio Teixeira, consultor da IOB Folhamatic EBS, empresa do Grupo Sage. Outra observação relevante é que o imposto precisa ser recolhido até o último dia útil do mês seguinte ao da venda, e não durante o período de declaração de ajuste anual. Se o prazo não for respeitado, haverá a cobrança de juros de 1% (mais a Selic acumulada no período de atraso) e ainda multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% do imposto devido. O primeiro passo é fazer o download do Programa de Apuração dos Ganhos de Capital (GCap), no qual deverão ser informados os dados da transação – como valores, forma (a prazo ou à vista) e datas de aquisição e alienação. O próprio software fará o cálculo do imposto. “Para não se perder, é aconselhável imprimir um histórico da declaração de bens, pois ela servirá de base para as informações, principalmente referentes às reformas”, diz Teixeira. No programa, há campos para o contribuinte informar as datas e os valores das eventuais benfeitorias. Quanto maior o número de ampliações ou restaurações, menor o imposto. Mas atenção: é necessário guardar todos os comprovantes de pagamento e um fiscal ainda poderá averiguar o imóvel. “O Fisco tem o direito de fiscalizar as benfeitorias em um prazo de cinco anos a partir da venda. É raro acontecer, mas a Receita vem se aprimorando e apertando o cerco”, alerta o advogado tributarista Samir Choaib. Além das reformas, também é possível acrescentar ao custo de aquisição da propriedade as quantias gastas com o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), a corretagem e os juros do financiamento. Isso ajudará a reduzir o ganho de capital e, consequentemente, o valor do tributo pago ao governo. BENEFÍCIO DOS 180 DIAS A intenção de compra de um novo imóvel, para a obtenção do benefício, deve ser informada durante o preenchimento do programa da Receita, o chamado GCap. Se a aquisição não se concretizar no prazo de 180 dias, o contribuinte ainda terá 30 dias após esses seis meses para recolher o IR somente com juros, sem multa. Neste caso, no entanto, a Lei entenderá que ele já usufruiu da isenção, a qual só poderá ser usada novamente após cinco anos. Se não quiser abrir mão do benefício, basta pagar o IR com juros e multa. Segundo os tributaristas, o ideal é fazer uma operação casada, para evitar essas futuras complicações tributárias. Ou seja, a orientação é planejar a compra já durante a venda. Caso o período de 180 dias comece em um ano e termine em outro, e a compra não se concretize neste intervalo, haverá ainda outro incoveniente: a retificação da declaração anual do IR. Isso ocorre porque a Receita utiliza os dados informados no GCap. Se considerarmos, então, que a venda ocorreu em novembro de 2013, o prazo se encerrará em maio de 2014 e na declaração de ajuste constará que o proprietário se utilizou do benefício. Portanto, se quiser pagar o IR com multa para não perder a isenção, o caminho é corrigir o GCap e depois entregar uma retificadora. OUTRAS ISENÇÕES Além dessa, ainda há três isenções totais de IR sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais. São elas: imóvel de até R$ 35 mil, propriedade adquirida antes de 1969 e único imóvel de até R$ 440 mil. Esta última, assim como a dos 180 dias, só é válida a cada cinco anos. Há, ainda, reduções gradativas para imóveis comprados antes de 1988, as quais são calculadas automaticamente pelo software.

A restrição à participação em processo seletivo em razão da natureza do plano de benefício do empregado causa dano moral ao candidato. Para os ministros da Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho, o ato, previsto em norma da Caixa Econômica Federal, é discriminatório e deve ser reprimido. Na ação trabalhista ajuizada junto à 7ª Vara do Trabalho de Goiânia, o bancário explicou que presta serviços ao banco público há mais de 20 anos, após sujeitar-se a uma disputa pública das mais concorridas do país. De acordo com a inicial, o trabalhador não quis renunciar às conquistas obtidas pelo seu plano de benefício denominado "Reg/ Replan sem saldamento" e, por isso, em retaliação, não pode ascender profissionalmente na CEF já que ficou impedido de participar de processos seletivos e ser candidato a substituições, dentre outras dis-

criminações sofridas no ambiente de trabalho. O Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) considerou que a vedação da CEF à participação de empregados vinculados a certa modalidade de plano de benefícios em disputa interna para o exercício de cargo em comissão, não teria causado abalo moral ao autor da ação. Todavia, para os ministros que analisaram o recurso de revista do

trabalhador, a restrição prevista em regulamento interno da reclamada gera ofensa moral. Segundo o ministro Maurício Delgado Godinho, o dano moral pode ser classificado como toda dor física ou psicológica injustamente provocada em uma pessoa humana, que também abrange situações ocorridas no âmbito do trabalho. Em relação ao caso, o relator considerou que o ato da empresa pública ofendeu princípio isonômico, garantido pela Constituição Federal (artigo 3º, IV e 5º). Para os julgadores, o fato do empregado participar de um determinado programa de benefícios não pode ser justificativa para impedimento de exercício de cargo comissionado. Desse modo, reconhecida a responsabilidade da CEF pelo ato ofensivo à moral do empregado, os ministros condenaram a empresa pública ao pagamento de indenização no valor de R$ 10 mil.

Comissionado de empresa pública receberá verbas trabalhistas A denominação “cargo em comissão” dirige-se a todos que ocupam posto transitório por conta da relação de confiança com o responsável pela nomeação, incluindo os empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho. Este foi o entendimento adotado pela 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao não conhecer do Recurso de Revista do Centro de Processamento de Dados do Estado de Mato Grosso (Cepromat) e manter a obrigação de pagamento do FGTS a um ex-comissionado. O homem foi contratado sem concurso público em 2004 para atuar como assessor da presidência do Cepromat, cargo comissionado e com possibilidade de exoneração a qualquer momento, como prevê o artigo 37, inciso II, da Constituição. Ele foi exonerado em 2008 sem o pagamento de qualquer verba

rescisória, mesmo com adoção do regime celetista pela empresa. Ao analisar a situação, o Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) apontou que vale para a situação o mesmo regime de pessoal da empresa pública, devendo o regime celetista ser aplicado aos comissionados do Cepromat. A empresa apresentou recurso ao TST afirmando que os cargos comissionados têm natureza administrativa, o que impede tanto o reconhecimento do vínculo como o pagamento de verbas trabalhistas. Relatora do caso, a ministra Delaíde Miranda Arantes informou que as companhias públicas submetemse às mesmas regras de empresas privadas no que diz respeito às obrigações trabalhistas. Assim, segundo ela, “o regime a que se submetem seus trabalhadores é o da CLT e, por isso mesmo, o vínculo

jurídico que se firma tem natureza contratual”. De acordo com a relatora, mesmo que o termo "cargo em comissão" aparente referir-se apenas a quem ocupa o cargo, e não aos empregados, ele abarca quem tem ocupação transitória e é nomeado por conta da relação de confiança. No caso em questão, afirmou Delaíde, o exercício da função sem a aprovação em concurso público e o atrelamento ao regime da CLT impedem que o contrato entre as partes seja tido como nulo. Ela votou por não conhecer do recurso, sendo acompanhada pelos integrantes da 7ª Turma. Ao acompanhar o voto, o ministro Vieira de Mello Filho disse que a decisão "corrige uma distorção gravíssima", pois é injustificável que uma empresa pública, com regime celetista, não pague verbas como o FGTS aos comissionados.


JORNAL OPINIÃO - 28 de fevereiro de 2014

A maior feira do Brasil voltada` à agricultura familiar. `

Patrocínio:

Apoio:

FETAG-RS

BR 471 - Km 143 - Rincão Del Rey - Rio Pardo / RS - Informações: (51) 3713-7715 - www.afubra.com.br


Jornal Opinião 28 de fevereiro de 2014