Issuu on Google+

Encantado, 21 de setembro de 2012

VEÍCULOS

classi NEGÓCIO$ MAIS OFERTAS EM NOSSO SITE

www.covelrs.com.br veículos

ECOSPORT FREESTYLE 1.6 PRETA/2008

FIELDER 1.8 AT PRATA/2006

Pensou em consórcio?

temos as melhores taxas! 36 x com parcelas fixas, confira: CRÉDITO (fixo) PARCELAS (fixas) 11.000,00 36 X 342,22 15.500,00 36 X 482,22 18.500,00 36 X 575,55 22.000,00 36 X 684,44 * assembléias mensais na Covel; * sem burocracias na contemplação; * primeira parcela com vencimento em 10/11/2012. * primeira assembléia em 15/11/2012.

CONSÓRCIOS SPENGLER

TRABALHAMOS COM TODAS MARCAS DE VEÍCULOS 0KM * descontos para vendas diretas: desconto CNPJ e talão de produtor; * vários modelos com pronta entrega, consulte. * melhor avaliação do seu usado na troca.

PUNTO ELX 1.4 PRETO/2010

CIVIC LXL-AT DOURADO/2003

VELOSTER TOP PRATA/2013

FIESTA 1.0 BRANCO/2011

FOCUS SEDAN GHIA PRATA/2010

FUSION PRATA/2009

Rua Julio de Castilhos, 1783 - Fone: 3751.1721 - contato@covelrs.com.br


VEÍCULOS

02

Carro híbrido que atingir 136 km/h no modo elétrico O veículo multiuso C-MAX Energi é o primeiro Ford híbrido “plug-in”, movido a gasolina ou eletricidade que pode ser recarregado na tomada. Ele será lançado no mercado dos Estados Unidos nos próximos meses como o único da categoria capaz de atingir a velocidade de 136 km/h usando somente a propulsão elétrica, simplesmente com o acionamento de um comando existente no painel. "Entendemos que as pessoas valorizam o prazer de dirigir, também em se tratando de carros elétricos com emissões zero", diz Joe Bakaj, vice-presidente de Engenharia de Powertrain da Ford. "Isso inspirou nosso time de engenharia a equipar o C-MAX Energi com um botão que permite ao motorista rodar somente no modo elétrico com uma velocidade maior", completa. Com uma carga completa da bateria, o C-MAX Energi desenvolve 198 CV, contra 190 CV do Toyota Prius. No modo elétrico, sua autonomia é de mais de 32 km – mais que o triplo do concorrente e dentro da média de deslocamento dos motoristas americanos. O

híbrido da Ford também tem autonomia total superior – 885 km contra 869 km na comparação direta. O botão EV, no centro do painel, permite ao motorista selecionar três modos de operação: híbrido normal (Auto), somente elétrico (Now) ou com economia de bateria (Later). No modo "Auto", o computador de bordo seleciona automaticamente a melhor combinação de uso da bateria e do motor a gasolina, com base na potência exigida e carga disponível. Já no modo "Now", o veículo opera somente com a bateria. O motor a gasolina não é usado a menos que o motorista acione um comando. Por fim, o modo "Later" economiza energia elétrica da bateria para ser usada mais tarde; por exemplo, quando se vai de uma rodovia para uma área residencial, de menor velocidade. O veículo opera no modo híbrido, usando o motor a gasolina e o motor elétrico, mas poupa a bateria até que se selecione os modos "Now" ou "Auto".

Assinante!

Ganhe anúncio Ganhe de linha

GRÁTIS!

Ligue 3751.1580

classificados@opiniaojornal.com.br Jornal REGIONAL

(*) Anúncio máximo de 04 linhas

s CLa

si f ic A s Do

Fenabrave: venda de carros cai 2,3% na 1ª metade do mês

Divulgação

O total de veículos emplacados na primeira quinzena de setembro caiu 2,30% em relação ao mesmo período do mês anterior, para 172.368 unidades, informou nesta quarta-feira a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Sobre a primeira metade de setembro de 2011, as vendas avançaram 13,56%. Os dados referem-se à venda de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. No acumulado do ano, os emplacamentos somaram 2.673.461 veículos até a primeira quinzena deste mês, o que representa uma alta de 5,99% sobre igual período do ano passado. Os licenciamentos de automóveis e comerciais leves totalizaram 166.139 unidades na primeira metade de setembro, queda de 2,19% sobre os quinze primeiros dias de agosto e avanço de 16,62% sobre o mesmo período

do ano passado. As vendas de caminhões e ônibus no período apresentaram queda de 5% ante a metade inicial de agosto e recuo de 33,19% sobre o mesmo período de 2011. Foram 6.229 unidades comercializadas na primeira quinzena deste mês em todo o País. Em relação a motos, os emplacamentos no período somaram 68.253 veículos, alta de 2,28% sobre a primeira quinzena de agosto e recuo de 25,52% ante a metade inicial de setembro de 2011. As vendas de implementos rodoviários caíram 8,41% na primeira quinzena de setembro na comparação com a metade inicial de agosto e diminuíram 23,45% em relação a igual período de setembro de 2011. Ao todo, foram vendidos 2.135 implementos nos primeiros 15 dias de setembro, informou a Federação dos Distribuidores.

Fiat lidera ranking em agosto

A Fiat liderou as vendas de automóveis e de comerciais leves em agosto, seguido pela Volkswagen e General Motors. A montadora italiana vendeu 81.460 automóveis, o que representou 25% do mercado, e 16.752 comerciais leves, ou 21,01% do total de unidades comercializadas no mês passado. Segunda colocada, a alemã Volkswagen teve 76.495 automóveis vendidos em agosto, o que representou 23,48% do movimento do mercado. A General Motors foi a terceira empresa que mais vendeu automóveis e comerciais leves no mês. Foram 64.251 (19,72%) de automóveis e 11.613 (14,57%) de comerciais leves. A venda de automóveis e comerciais leves em agosto, de acordo com a Fenabrave, foi o melhor mês da história do setor com um total de 405.518 emplacamentos. A Ford fechou o grupo das quatro maiores montadoras nacionais com 8,53% do mercado em agosto, o que significou 27.789 automóveis vendidos.


IMÓVEIS e CONSTRUÇÃO Locação

Inquilino e proprietário devem cumprir o contrato Preenchido o contrato de aluguel e toda a burocracia no que se refere ao fiador, o aluguel não precisa significar dor de cabeça. É possível conviver pacificamente desde que se cumpra a política da boa vizinhança: o compromisso do inquilino é pela conservação do imóvel. Já os reparos na estrutura da casa ou apartamento são de responsabilidade do proprietário. Alugar um imóvel pode ser um bom negócio, sobretudo para os que não desejam se fixar em um determinado imóvel ou não pretendem desembolsar um alto investimento na compra da casa própria. Para evitar imprevistos na hora de entregar o imóvel, o indicado é proceder com responsabilida-

de desde a leitura do laudo de vistoria até o cumprimento dos direitos e deveres. O mau uso ou o desgaste natural contam como despesa obrigatória do inquilino ao deixar a locação. O cliente na hora que efetuar a locação deve prever tais gastos e contar como despesa certa na hora de deixar o imóvel do jeito semelhante que encontrou. São da obrigação do dono do imóvel os casos em que houver um problema e for preciso reparar uma parte estrutural do imóvel, que coloque em risco a qualidade de moradia, como uma infiltração, problemas na rede elétrica ou hidráulica, no esgoto, telhado, vícios ocultos e imperfeições pré-existentes, por exemplo.

03

Caixa divulga nova distribuição de R$ 46,7 bilhões do FGTS A Caixa Econômica Federal divulgou no mês que passou a nova distribuição de recursos do orçamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para 2012, em um total de R$ 46,7 bilhões, segundo circular publicada no Diário Oficial da União. Segundo a publicação, a alocação dos recursos aos agentes financeiros será feita com base na comprovação de que respectivos planos de contratações estejam em consonância com o comprimento das metas do Programa Minha Casa, Minha Vida para o período de 2011/2014, que incluem 600 mil unidades habitacionais, para famílias com renda mensal bruta de até R$ 3,1 mil e 200 mil moradias para famílias com renda de até R$ 5 mil. Os termos publicados incluem R$ 5,345 bilhões para "produção ou aquisição de imóveis novos" que se enquadrem nas regras do Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU) e

Divulgação

Mais recursos para o Minha Casa, Minha Vida

do Minha Casa, Minha Vida. Além disso, R$ 1,1 bilhão serão destinados a financiamento de moradias em áreas urbanas que não se qualificam para os programas. O orçamento também prevê 4 bilhões de reais para propostas de operação de crédito de empreendimentos de mobilidade urbana, diretamente associados à realização da Copa do Mundo de futebol

de 2014, "e/ou à execução de ações vinculadas à segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, eixos Mobilidade Grandes Cidades e Pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas". Além disso, o orçamento definiu R$ 2,5 bilhões para investimentos em Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) e R$ 1 bilhão para financiamentos da linha Pró-Cotista.

Caixa lança programa que permite adiar prestação por um mês A Caixa Econômica Federal lançou na última segunda-feira (17) a campanha "Crédito com Pausa", através do Programa Caixa Melhor Crédito. Com foco no crédito consciente e no incentivo à fidelização do cliente, a campanha tem como objetivo facilitar a reorganização financeira de famílias e empresas com eventuais e momentâneas dificuldades financeiras. Em todos os créditos que possuírem o selo

"Tem Pausa", o cliente poderá solicitar à Caixa pular o pagamento de uma prestação mensal, retomando os pagamentos no mês seguinte, sem que isso gere multas ou encargos adicionais. A prestação mensal que deixou de ser paga permanecerá no saldo remanescente da dívida e haverá o acréscimo de um mês no prazo da operação. A campanha "Crédito com Pausa" engloba produtos como crédito pessoal, CDC, capital de giro, financiamento de veículos e crédito

Anuncie aqui! Milhares de leitores querem conhecer a sua empresa, os seus serviços e os seus produtos!

3751.1580 classificados@opiniaojornal.com.br

habitacional. Para aderir ao "Crédito com Pausa" nos produtos com o selo, o cliente deve estar adimplente e ter pago pelo menos três prestações consecutivas, no caso das operações comerciais, e no mínimo 11 prestações, no caso dos contratos habitacionais. Após o primeiro pedido de pausa, os demais poderão ser solicitados pelo cliente a cada 11 parcelas pagas. - No contexto da reeducação financeira e reorganização financeira das famílias, o "Crédito com Pausa" é um respiro, um fôlego que, em momentos de imprevistos, pode ser um enorme diferencial para equilibrar o orçamento familiar ou da empresa - comentou o presidente da Caixa, Jorge Hereda. Segundo a Caixa, o "Crédito com Pausa" poderá beneficiar em torno de sete milhões de clientes, sendo 5,4 milhões com empréstimos comerciais (crédito pessoal, CDC e financiamento de veículos), incluindo empresas e famílias, e 1,6 milhão de clientes com financiamentos com a casa própria. A campanha terá duração de 24 meses.


IMÓVEIS e CONSTRUÇÃO

04

MERCADO IMOBILIÁRIO VAI CONTINUAR AQUECIDO Estudo divulgado essa semana pela agência de classificação de risco Fitch Rating diz que a valorização no setor deverá permanecer até o ano de 2013. Entre os fatores estão a manutenção do mercado interno aquecido, devido ao crédito imobiliário de longo prazo, as mudanças demográficas, o aumento da renda familiar, baixas taxas de desemprego e o elevado déficit habitacional. Uma característica do mercado imobiliário é que não pode ser analisado como commodity – isto é, com elevação ou queda de preços de maneira uniforme. Para a agência, haverá moderada desaceleração no crescimento. De fato, nos últimos anos o mercado tornou-se bastante aquecido para compensar a pasmaceira que vigorou até 2007. Após os saltos iniciais, o mercado tende a se acomodar a taxas mais moderadas de crescimento.

Av. Antônio De Conto, 515 - Fones: 3751-4376 e 3751-3799 Encantado RS

PROMOÇÃO ESPECIAL

TELHA GRES ICETEC

Conj. balcão 60 cm Ref. 601 - R$ 199,00

Piso 47 x 47 Ref. 4728C - R$ 9,90 Promoções válidas enquanto durarem os estoques

Por outro lado, o elevado volume de entregas de imóveis previsto para os próximos 18 meses deverá melhorar o fluxo de caixa das construtoras em virtude da demanda ainda reprimida por imóveis novos; baixa relação crédito imobiliário/PIB; índice “loanto-value” (relação entre hipoteca e valor do imóvel) baixo. Por esses fatores, em relação aos preços dos imóveis, a Fitch “não espera queda acentuada (…) até 2013. Porém, na média acredita que os preços devem começar a estabilizar”.


ClassiNegócios 21 de Setembro de 2012