Issuu on Google+

ENCANTADO

AMBULÂNCIA DO SAMU é guinchada

Após se envolver em acidente no centro da cidade, Brigada Militar constatou que o veículo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência estava com multas pendentes. Carro foi para o Depósito do Detran. PÁGINA 12

PÃO E VINHO Ministério do Turismo vem à região para conhecer o Roteiro Páginas 5 e 6

Página 14 A REFORMULAÇÃO

DO LA PELOTA

PÁGINA 16

ESTREIA HOJE 12 PÁGINAS R$ 902,70

Diogo Daroit Fedrizzi

Caminhão do Paraná tomba no Morro da Guabiroba


COLUNA

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

5

milton@rdencantado.com.br

Prefeitos retornaram a Brasília na quarta-feira (22) para mais um encontro com representante do Ministério do Turismo

Caminhos do Pão e do Vinho

Início em 2013 dependerá das

Ministras Ideli Salvatti e Miriam Belchior REPORTAGEM E FOTOS: Milton Fernando, direto de Brasília Brasília – Uma importante reunião com a comitiva de prefeitos e autoridades, interessados no início das obras do Roteiro Caminhos do Pão e do Vinho, foi realizada na quarta feira (22), no Ministério do Turismo na Capital Federal. O projeto visa o asfaltamento das estradas que ligam os municípios de Santa Tereza e Anta Gorda, cerca de 50 quilômetros, com dois importantes ramais localizados junto à Gruta de Nossa Senhora de Loudes, em Doutor Ricardo, e também um ramal que interligará a rodovia com o Viaduto Treze, o maior viaduto da Amé-

rica Latina,

Prefeitos Estiveram presentes nesta importante reunião, o primeiro mandatário de Anta Gorda, Vanderlei Moresco, que é o interlocutor do Roteiro Turístico Caminhos do Pão e do Vinho, os prefeitos Paulo Costi (Encantado), Niton Rolante (Doutor Ricardo), Amilton Fontana (Roca Sales), Tarso Bastiani (Muçum), Rubens Kremer (Marques de Souza), e o presidente da Associação de Municípios do Vale do Taquari (Amvat), prefeito de Taquari, Ivo Lauter.

Deputado federal Giovani Cherini, diretor de Roteiros da Amturvales, Rafael Fontana e prefeito de Doutor Ricardo, Nilton Rolante


6

COLUNA PINGA FOGO

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

Autoridades acompanham a comitiva do Vale Devido à importância deste roteiro para o Estado do Rio Grande do Sul e o Vale do Taquari estiveram presentes na audiência, o secretário estadual de Obras, Luiz Carlos Buzatto, responsável por ar-

ticular o encontro no Ministério, os deputados Ronaldo Nogueira, do PTB, José Stédile, do PSB, Giovane Cherini, do PDT, Dionilson Marcon do PT e Alceu Moreira do PMDB, além de representantes do

Detalhes da reunião no Ministério de Turismo

O prefeito Vanderlei Moresco, em nome dos municípios, explicou ao Secretário Executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simão, que o Projeto Ambiental e Técnico já está pronto para a obra iniciar, já que os seis municípios integrantes da rota para dar maior agilidade ao processo bancaram a demanda. O prefeito de Anta Gorda enfatizou que este projeto mudaria o turismo não só na região e sim no estado do Rio Grande do Sul, e bastando ver a representatividade da delegação, nada mais precisaria ser dito. O diretor de roteiros da Amturvales, Rafael Fontana, disse ao secretário executivo que o Vale do Taquari já é a terceira rota de turismo no Rio Grande do Sul, e que este projeto viria consolidar de vez os roteiros já instalados, e faria que a região tivesse um crescimento substancial na área. O Secretario Executivo do Ministério do Turismo disse que conhecia o Vale dos Vinhedos onde esteve há pouco tempo com o Ministro do Desenvolvimento Agrário Pepe Vargas, e que não conhecia o Vale do Taquari e a região em que o Roteiro do Pão e do Vinho está instalada. Ele ficou feliz em saber que existe um projeto pronto e que falta apenas a licitação da obra. Também ressaltou a importância de haver emendas de bancadas já aprovadas.

Emendas de R$ 4 milhões Valdir Simão foi informado pelo Secretário de Estado, Luiz Carlos Buzatto, que já existem emendas de R$ 4 milhões, e que falta apenas um valor a ser indicado para a obra e que a bancada gaúcha continuará a destinar emendas coletivas anualmente, o que foi referendado em nome dos deputados presentes, por Alceu Moreira do PMDB. Após saber disto foi dito que o Ministério tem apenas R$ 34 milhões para a infraestrutura, e este ano não existem mais valores a serem destinados.

Audiência com as ministras Ideli e Miriam Simão sugeriu que a comitiva marque audiência com a Ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Relações Institucionais, e que a verba possa ser liberada junto ao Ministério do Planejamento, que tem no comando Miriam Belchior. Ele se comprometeu de ir junto com a comitiva na audiência para reforçar a importância da obra.

Secretário virá ao RS no dia 30 No final da reunião ficou acertado, previamente, que Valdir Simão virá ao estado do Rio Grande do Sul, no dia 30 de agosto, e que ele deverá sobrevoar a área para conhecê-la melhor. O presidente da Amtuvales, Vanildo Roman, presenteou o secretario executivo, e também o Ministro Gastão Brito, com uma cesta de produtos que se encontra nos caminhos do Pão e do Vinho, entre estes produtos, estava a última edição do Jornal Opinião.

deputado Renato Molling, do PP, que é o coordenador da Bancada Gaúcha, e do deputado Osmar Terra, do PMDB. O presidente da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales

(Amturvales), Vanildo Roman, o diretor de Roteiros da Associação, Rafael Fontana, e o empresário Darci Giovanella, que representa a Associação de Construtoras Gaúchas, também acompanharam a audiência.

Thais Mendes, secretária executiva do Gabinete do Coordenador da Bancada Gaúcha, deputado Renato Molling, representou o parlamentar. O prefeito Paulo Costi também esteve presente

Darci Giovanella vai colocar um helicóptero à disposição para, no final do mês, o secretário geral do Ministério sobrevoar o roteiro do Pão e Vinho

Rafael Fontana e prefeito Vanderlei Moresco, coordenador do projeto Caminhos do Pão e Vinho

Simão (na foto cumprimentando o prefeito de Muçum, Tarso Bastiani, recebeu uma cesta com produtos da região e um exemplar do Opinião Secretário estadual de Obras, Luiz Carlos Busatto


TRADICIONALISMO

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

7

Rodeio fica para a história Divulgação

Resultados Provas Artísticas As entidades tradicionalistas da região conseguiram bons resultados no 7º Rodeio Crioulo. Confira os principais: Gaita Mirim 1º - WILLIAN GRASSI (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado) Gaita Adulto 3º - PAULO ROBERTO GRASS (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado) 2º - AUGUSTO DE VARGAS CASAGRANDE - (CTG Tropeiros da Amizade - Roca Sales) 1º - JULIANO RABAIOLII (CTG Giuseppe Garibaldi Encantado)

Danças tradicionais lotaram o Ginásio

Divulgação

Chula Juvenil 3º - HENRIQUE CANEPLLE (CTG Tropeiros da Amizade - Roca Sales) 2º - MAURO LEIDENS (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado) Chula Adulto 1º - TIAGO J. DA COSTA – (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado)

Intérprete Solista Vocal Feminino Mirim 2º - ANA LUIZA DEVITTE - (CTG Giuseppe Garibaldi Encantado)

Intérprete Solista Vocal Feminino Adulto 2º - ANDRESSA HUPPES (CTG Tropeiros da Amizade - Roca Sales)

Movimento intenso durante os dois dias de programação no Parque

Juvenil do Giuseppe ficou em 5º nas danças Divulgação

Intérprete Solista Vocal Masculino Mirim 1º - VITOR DELAZERI FER-

NANDES (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado)

Intérprete Solista Vocal Masculino Adulto 3º - JOEL FONTOURA (CTG Giuseppe Garibaldi - Encantado) 1º - RANIERI MORIGGI - (CTG Tiarayu - Porto Alegre - 1 RT) *Moriggi é de Muçum e competiu pela entidade da capital Danças Tradicionais Juvenil 5º - CTG GIUSEPPE GARIBALDI - ENCANTADO - 24 RT 4º - CTG LANCEIROS DE STA CRUZ - STA CRUZ DO SUL - 5 RT 3º - PTG ESTÂNCIA VELHA - AMARAL FERRADOR - 5 RT 2º - CTG RODEIO DA SAUDADE – RIO PARDO – 5 RT 1º - CTG ESTIRPE GAÚCHA - GUAPORÉ - 11 RT

Danças Tradicionais Adulto 5º - GRUPO TARCA DE ARTE NATIVA - MONTENEGRO - 15 RT 4º - CTG SENTINELA DO PAGO - MARAU - 7 RT 3º - CTG PORTEIRA DOS PAMPAS - TEUTONIA - 24 RT 2º - CTG ESTÂNCIA GAÚCHA - CANOAS - 12 RT 1º - GTCN VELHA CARRETA – CAXIAS DO SUL – 25 RT

Henrique Pedersini

Encantado - Mais de oito mil pessoas passaram pelo Parque João Batista Marchese, de sextafeira (17) até domingo (19), para acompanhar o 7º Rodeio Crioulo Estadual. O evento, considerado o maior dos últimos tempos, foi organizado pelo Grupo de Artes Nativas Anita Garibaldi e distribuiu mais de R$ 13 mil em premiação nas modalidades artísticas e campeiras. Na sexta-feira começaram as provas de laço, com a Taça Anita Garibaldi. Devido ao grande número de participantes, as disputas terminaram à meia noite e meia. As competições artísticas iniciaram no domingo de manhã. 32 entidades se inscreveram e 51 invernadas participaram. Nas provas individuais, entre chula, intérprete vocal, declamação e gaita foram mais de 200 inscritos. As apresentações terminaram na madrugada de segunda-feira (20). “Foi um evento histórico e satisfatório, pois foi possível reunir tradicionalistas dos mais variados municípios”, comentou Margarete Hammes, da patronagem do GAN Anita.

Henrique Pedersini

Simone Giongo

Organizado pelo GAN Anita Garibaldi, evento atraiu mais de oito mil pessoas ao Parque João Batista Marchese

Integrantes do GAN Anita ajudaram na organização

Patronagem do Anita: Margarete e Jerri Adriano ficaram satisfeitos com o resultado do Rodeio

Provas de laço tiveram grande número de participantes


JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

A partir desta edição, o Jornal Opinião inicia uma nova série de reportagens: “Gente que acredita no Turismo”. A ideia é acompanhar o trabalho de empresas da região Alta do Vale do Taquari que estão investindo em espaços e estruturas para atrair turistas. Começamos pela Agroindústria Pittol, de Anta Gorda.

série

8

Gente que acredita no

Turismo

parceria

Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales

Estamos na Rota do Pão e do Vinho

Quiosque no meio de um lago Agroindústria Pittol investe quase R$ 400 mil na construção de um espaço para vender os produtos à base de nozes e receber os visitantes Reportagem e fotos: Diogo Daroit Fedrizzi

Anta Gorda - Já na chegada, o cheiro do açúcar derretido que toma conta do ambiente é um convite para saborear as nozes carameladas da Agroindústria Pitol. Estamos na localidade de Linha Dr. Carlos Barbosa, interior de Anta Gorda, há poucos minutos do centro da cidade. A fabricação de guloseimas à base de nozes começou em julho de 2008. Tradicional produtora de mudas de nogueira pecã, desde a década de 60, a família Pitol resolveu apostar também na industrialização do fruto. O precursor foi Luizinho, 71 anos, um dos pioneiros a trabalhar com o enxertamento e viveiros de nogueiras. Hoje, o negócio é administrado pelos filhos Leandro e Lênio. São seis hectares de vivei-

ros e 25 hectares de nogueiras. A família Pitol sempre viveu da venda de mudas de nogueira. “Ainda é o nosso carro-chefe”, explica Luizinho. Porém, depois de perceber nos compradores incertezas sobre o destino da noz, resolveram instalar a agroindústria. “As pessoas que compravam as nossas mudas tinham dúvidas sobre o destino da noz, para quem elas iriam vender. A ideia da agroindústria nos oportunizou a venda de mais nogueiras e ainda fazermos o ciclo completo: vender a muda, comprar a noz, industrializar e comercializar o produto”, acrescenta Leandro. Em 2008, a Pitol produziu 30 toneladas. A projeção para esta temporada é de 130 mil quilos.

Família Pitol: Lênio, Leandro, Luizinho e Joana, 4 anos, filha de Lênio


SÉRIE ESPECIAL

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

9

Vista do lado de dentro do futuro quiosque

Showroom e Memorial Maioria dos funcionários integra a família Pitol

Noz caramelada Uma das primeiras receitas que saíram das panelas da agroindústria foi a noz caramelizada. Depois vieram a sovada, moída grossa e fina, rapadura, farinha, noz doce e salgada e chá. Hoje a linha de produtos chega a 14 variedades que são distribuídas para as redes de supermercados Walmart e Zaffari. Também são exportadas para Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. “A mais procurada é a moída pronta, vai direto para padarias e confeitarias”, explica Clarinda, esposa de Leandro. “No Rio de Janeiro, também comercializamos bastante para sorveterias”.

Etapas da produção

Antes de chegarem ao consumidor, as nozes passam por um processo de produção cansativo, que mistura trabalho manual com a ajuda de equipamentos. Após serem descarregadas do caminhão, as nozes com casca são lavadas e secadas. Depois, ficam armazenadas em sacos de 30 quilos numa câmara fria. Uma máquina descasca e os funcionários fazem a classificação manual. “É um trabalho minucioso, separamos as nozes em inteiras, pedaços e pedaços menores, de acordo com as características”, explica Clarinda. A próxima etapa é a cozinha. Clarinda é quem dá o ponto do açúcar que será misturado com as nozes. Ela também supervisiona as outras receitas. Dali, as nozes seguem para o departamento de empacotamento e, por fim, para a expedição. Ao todo, 14 funcionários trabalham na Agroindústria, a maioria é integrante da família Pitol. O prédio ocupa uma área de 350 metros quadrados.

Leonardo e Cintia no empacotamento

Na cozinha, Ana prepara as nozes carameladas

A Agroindústria Pitol é ponto de visitação de turistas que se deslocam até a região Alta. Na semana passada, por exemplo, uma excursão com 49 moradores de Imigrante desembarcou em Anta Gorda. “O perfil do visitante é variado, uns vêm por curiosidade, outros nem sabem o que é, outros têm as nozes em casa e querem ver como é feito, tem aqueles que vêm por causa do viveiro”, comenta Clarinda. Atenta ao crescimento do turismo, a Pitol espera finalizar nos próximos meses a construção de uma obra que deverá se transformar em mais um atrativo do Vale do Taquari. Um quiosque, erguido no meio de um buraco, que se transformará em lago, receberá turistas e com-

Curiosidades *O município de Anta Gorda ostentou na década dos anos 70 o título de capital nacional da nogueira pecan. O primeiro prefeito da localidade, senhor Arminho Miotto, introduziu o cultivo da nogueira no início dos anos 60 com sementes importadas dos Estados Unidos e Canadá. Ele acreditava que essa seria, no futuro, uma importante alternativa de renda nas propriedades rurais. *Ao longo dos 40 anos, a família Pitol selecionou e desenvolveu as quatro variedades de nogueira pecã que melhor se adaptaram às condições climáticas da região. São elas a Pitol 1 (melhorada), Pitol 2 (importada), Barton e Imperial. * Luizinho Pitol conta que só recentemente as pesquisas científicas sobre nogueira pecã começaram a se intensificar. Ele cita a participação da Emater e da Universidade de Santa Maria. “Os cursos de Agronomia nunca estudaram sobre nogueira, agora parece que está evoluindo”, diz. “No nosso tempo, sempre observamos mais no olho, até encontrarmos as variedades de mudas que melhor se adaptassem ao nosso clima”. Além de participar de feiras para comercializar os produtos, a família Pitol também acompanha congressos sobre a nogueira. No mês de junho, uma comitiva esteve na Argentina assistindo a palestras de especialistas na produção.

Visitantes podem adquirir produtos

pradores. A estrutura será fechada com vidro. “Quero fazer um memorial, colocar um showroom para vender os produtos e instalar um telão para reproduzir vídeos com a história da nogueira e de Anta Gorda”, destaca Leandro. Para preencher o espaço com água, Pitol canalizou os telhados próximos e mais duas nascentes. “Vamos colocar peixes, mas não para pescar”. O investimento se aproxima de R$ 400 mil. Para o futuro, a meta é manter os investimentos, mas sempre com cautela. “Temos condições de dobrar o nosso potencial. Já compramos uma máquina dos Estados Unidos para quebrar e descascar a noz. Sempre queremos crescer”, afirma Leandro.

Amturvales valoriza

Para a turismóloga da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), Liseli Bergamaschi, o turismo vem crescendo significativamente no Vale do Taquari. Segundo ela, de olho nesse mercado, empresários locais despertam para a atividade e iniciam investimentos para aproveitar este setor que é gerador de emprego e renda. “Podemos notar nos proprietários da Agroindústria Pitol, o interesse em investir num espaço que tornará a visita do turista ainda mais agradável. Eles já vêm recebendo muitos grupos de turistas e viram a necessidade, tanto de qualificação de mão de obra relacionada ao bem receber e atender, como também de investir na infraestrutura do local. Com isso cada vez mais turistas serão atraídos, fato que irá contribuir também com o desenvolvimento econômico da cidade”, comentou Liseli.

Produto comercializado para as redes Walmart e Zafari


Eleições

2012

Diogo Daroit Fedrizzi

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

11

Candidatos assumem

compromisso com entidades

Nestor Bergamaschi, Júlio Medeiros, Baixinho Orsolin, José Calvi, Denise Pretto e Airton Giordani Encantado - Na quarta-feira (22), o Conselho Encantadense Pró-Desenvolvimento, em parceria com a Associação Comercial Industrial Encantadense (ACI-E), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), reuniu os candidatos a prefeito, vice, coordenadores de campanha, além dos presidentes de partido para a entrega de um Termo de Conduta. Ao assinarem o documento, os candidatos assumiram o com-

promisso de estarem cientes das normas contidas no texto, além de se comprometerem a cumprilas na atuação política de Encantado durante o pleito eleitoral. A entrega da documentação aconteceu na sede da Associação Comercial e Industrial, onde o Conselho e demais entidades tiveram a oportunidade de apresentar uma síntese de Ações Estratégicas que consideram fundamentais para o crescimento e desenvolvimento em todos os setores do município. Entre os temas elencados

pelo conselho estão a Qualificação da Gestão pública, Mapeamento do Município, Capacitação profissional, Energia e Comunicação, infraestrutura Viária, Saúde, Turismo e Agronegócio. Após a realização dessa atividade, o Conselho Encantadense Pro desenvolvimento, em conjunto com a ACIE, CDL e STR trabalharam para contribuir com os demais poderes, no desenvolvimento do município, exercendo ações de cidadania e acompanhamento regular de sua execução.

Quatro normas fundamentais

Os candidatos Baixinho Orsolin, Denise Pretto e José Calvi assinaram o documento na noite de quarta-feira (22). Quatro tópicos são considerados prioritários pelas entidades: Ataques pessoais: os candidatos reconhecem (deverão reconhecer) que ofensas pessoais desviam a disputa eleitoral do debate de ideias para uma perigosa escalada de ofensas e de um clima tenso inadequado ao período eleitoral. Uso da violência: os participantes da eleição comprometem-se a não fazer uso da violência e a não silenciar quando dela tomar conhecimento. Territórios eleitorais: os candidatos comprometem-se a não realizar tal tipo de conduta e a impedir que sua militância ameace,

de qualquer forma, seus adversários políticos, renunciando, terminantemente, a prática de patrulhar qualquer região da cidade com a intenção de intimidar seus adversários. Compra de voto: os participantes reconhecem que a prática de compra de votos, além de ilegal, é imoral e inaceitável. Reconhecem seu dever de denunciar aos órgãos competentes sempre que tiverem conhecimento desta prática, comprometendo-se a não oferecer em troca de votos nem favores, nem dinheiro, nem benefícios materiais de qualquer natureza.

CONSULTOR DE MODA O consultor de moda é o profissional que tem conhecimento de todas as tendências de moda lançadas nos principais pólos industriais do mundo. Com isso, está apto a orientar e dar uma consultoria em termos de moda, cores, estilo, tecidos, silhuetas, etc tanto para pessoas físicas quanto para empresas. O consultor de moda é um profissional fundamental nos dias atuais, pode trabalhar em diversos lugares, como na Indústria de confecção do vestuário e acessórios, no varejo, nos meios de comunicação, produzindo eventos de moda,

atuando em blogs de moda ou até mesmo como autônomo. O curso de Consultor de Moda é um curso onde todos os princípios de moda são passados, sempre de modo agradável e prazeroso. Na Lume Centro de Ensino e Qualificação Profissional, este incrível curso inicia no dia 09/09/2012. As vagas são limitadas! Para mais informações acesse o site da escola www.lumeonline. com.br ou entre em contato com nossa equipe pelo telefone 51.3751 6812 ou pelo e-mail comercial@lumeonline.com.br.

Últimas

TRE mantém candidatura de Luciano Moresco Por 7x0, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve, na tarde de ontem, a candidatura de Luciano Moresco, do PT, para as próximas eleições. Os juízes negaram o recurso encaminhado pelo Ministério Público Eleitoral de Encantado, que pedia a impugnação do petista por entender que ele continuava atuando como secretário de Administração da prefeitura de Encantado, mesmo com o pedido de desincompatibilização. A defesa de Moresco foi feita pelos advogados Thiago Vian e Luciano Sandri.

Mesários podem fazer treinamento a distância

O Cartório Eleitoral de Encantado lembra os mesários que está disponível no site do TRE-RS (www.tre-rs.jus.br) o link Treinamento a distância para mesários. Conforme a Chefe do Cartório, Luciana Inês Gheno, o treinamento presencial será realizado somente com Presidente e 1º Mesário. “Por isso isso é muito importante que os demais mesários acessem o site para realizar este treinamento virtual”, disse. Os interessados devem entrar em contato com o Cartório Eleitoral de Encantado, pelo telefone (51) 3751-1590, pois será fornecido uma senha de acesso para o treinamento.

VAGA DE EMPREGO Malaggi Contabilidade disponibiliza uma vaga na área fiscal ou contábil. Requisito: de preferência, possuir conhecimentos nestas áreas. Interessados enviar currículo para o email malaggi@malaggi.com.br ou entregar no escritório, na Rua Júlio de Castilhos, 983, centro de Encantado.


12

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

Diogo Daroit Fedrizzi

Henrique Pe

dersini

Até a tarde de ontem, veículo ainda estava no Depósito do Detran Encantado - Na tarde da terça-feira (21), a Brigada Militar atendeu um acidente de trânsito no centro. A caminhonete Ducato do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Encantado transitava pela Rua Júlio de Castilhos, quando um automóvel Classic bateu na traseira da Ducato. Foram registrados apenas danos materiais. Entretanto, durante o atendimento da ocorrência pela Brigada Militar, em abordagem de rotina, foi constatado que o veículo do SAMU tinha multas por excesso de velocidade em aberto no sistema. A caminhonete foi recolhida pela BM. A situação causou grande repercussão, pessoas alegavam que os policiais não tiveram bom senso, pois deixaram a população sem os serviços da ambulância. O tenente Paulo César reitera que o procedimento realizado pelos policiais foi correto. “Fizemos o que tínhamos que fazer, é assim em todos os casos, independente de ser uma ambulância ou não, nosso trabalho é esse, não poderemos cobrar de outras pessoas se deixarmos passar uma situação como essa. As multas foram sofridas durante deslocamentos para atendimentos”, explicou. Henrique Pedersini

Tenente da Brigada Militar, Paulo César

Presidente do Consisa repercute Milton Fernando/De Brasília

De Brasília, onde esteve acompanhando a comitiva de prefeitos no Ministério do Turismo, em busca de recursos para o asfaltamento do Roteiro do Pão e Vinho, o presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde (Consisa), prefeito de Doutor Ricardo, Nilton Rolante, repercutiu o assunto. Segundo ele, os compromissos com IPVA e Licenciamento dos veículos do Samu são de responsabilidade do Estado, para quem o Governo Federal repassou o direito de propriedade, sendo que o seguro foi pago pelo Consórcio Regional. O motivo do recolhimento foi uma multa recebida pela ambulância por excesso de velocidade junto à lombada eletrônica da RS 129 em Encantado. O Governo do Estado do Rio Grande do Sul tem que dar baixa junto ao sistema do Detran, como é feito com as multas aplicadas a veículos de urgência em que os municípios tem o poder fiscalizador. “Não existe no Código de Trânsito Brasileiro nenhum item que isente de multas veículos de emergência, estas devem ser baixadas pelos órgãos arrecadadores, e o Consisa está esperando que o Governo do Estado o faça”, disse Rolante. Em paralelo a isto estão sendo juntados os documentos, e se não ocorrer o cancelamento

De Brasília, Rolante se manifestou da multa e a liberação do licenciamento, uma ação cautelar deverá ser movida perante a Justiça em Encantado visando a liberação do veículo junto ao Depósito do Detran. “Não é de responsabilidade do Consórcio o pagamento de multas e licenciamento”, afirmou Nilton Rolante. As unidades de Lajeado e Arvorezinha ficaram responsáveis por fazer a cobertura para o Samu de Encantado, enquanto o veículo fica retido no Depósito.


POLÍCIA

13

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

FURTOS NO CENTRO

Reunião no Fórum define criação de ONG Comerciantes que tiveram estabelecimentos invadidos nas últimas semanas mantêm pressão sobre órgãos de segurança pública em busca de soluções Fotos: Henrique Pedersini

Henrique Pedersini Encantado - Na tarde da quarta-feira (22) teve sequência o manifesto em virtude do significativo número de ocorrências de furto no comércio encantadense. Na primeira parte da manifestação, realizada na semana passada, o grupo reuniu-se com o Capitão da Brigada Militar, Ricardo Machado da Silva, que comentou que o trabalho da Brigada Militar tem fins mais preventivos. Silva aconselhou os manifestantes a procurar outros órgãos de segurança. A reunião dessa semana contou com a presença de 18 comerciantes, além de representantes da Brigada Militar e Polícia Civil, da juíza Juliane Pereira e da promotora Karina Mariotti. O grupo de lojistas que faz parte do movimento é formado por pessoas que foram vítimas de furto e outras que estão com medo de serem as próximas vítimas. A juíza Juliane salientou a importância da indignação dos manifestantes com a situação. “É bastante importante a movimentação da sociedade para combater esse problema, é o primeiro passo, isso mostra que não há uma acomodação com essa situação”, diz. A doutora ainda salientou que o Poder Judiciário irá colaborar diretamente nessa questão. “Estamos nos solidarizando com essa causa, faremos o que for possível para a solução desse problema de violência”, relata. Questionada pelos comerciantes sobre o que pode ser feito pela justiça para solucionar essa questão, a Juíza comenta que as questões que envolvem o Poder Judiciário acontecem em um segundo momento. “Na verdade, nosso trabalho ocorrerá em um segundo momento, por hora, os furtos que aconteceram estão registrados na Polícia Civil e no momento encontram-se em fase de investigação, portanto eu não tenho nem conhecimento formal do assunto, apenas no momento em que essa investigação estiver encerrada é que o processo vai para o Ministério Público e posteriormente é que entra o nosso trabalho”, afirma.

18 comerciantes estiveram no Fórum na tarde de quartafeira (22) e conversaram com a juíza Juliane Pereira Lopes e a promotora Karina Mariotti

Juíza Juliane Pereira Lopes

Promotora Karina Mariotti

Empresários cobram ações

O empresário Diogo Fontana relatou ter imagens das câmeras de segurança, onde teria sido flagrado um indivíduo cometendo um dos inúmeros delitos no comércio. “Eu tenho imagens do furto a minha loja, as imagens foram encaminhadas para Polícia Civil, onde me passaram que elas seriam usadas na investigação”, comenta Fontana. Em relação à importância das imagens, a Juíza classificou-as como fundamental para o sucesso da investigação. Os comerciantes indagaram as autoridades de segurança sobre a demora nas investigações. O inspetor de Polícia Pedro Barbosa esclareceu que a questão da demora está diretamente ligada à falta de efetivo tanto da Polícia Civil quanto da Brigada Militar. “Na minha

visão, o trabalho está sendo bem feito, o problema é que esbarramos na questão da falta de efetivo, pois quando focamos em uma ocorrência, deixamos desguarnecidos outros locais, além de que não há efetivo para aprofundar as investigações”, afirma o inspetor. A Juíza aconselhou os manifestantes a lutarem também pelo aumento de efetivo. José Eloi Labres, que também teve seu estabelecimento furtado nas últimas semanas, salientou o sentimento de insegurança. “Entendo a falta de efetivo, mas eu acredito que possa ser feito um trabalho de prevenção, eu mesmo gostaria de ser mais abordado, saberia que convivo em um espaço seguro, pois nesse momento quem devia estar atrás das grades seriam os criminosos, mas o que

realmente acontece é que nós trabalhadores estamos enjaulados”, desabafa.

ONG para ressocializar A Juíza garantiu aos manifestantes que definirá como prioridade a questão dos furtos. “Faremos essa ação de forma conjunta com a Brigada Militar e a Polícia Civil, faremos o possível para que isso seja nossa prioridade”, promete Juliane. De concreto na reunião, apenas a decisão de criação de uma Organização Não Governamental (ONG), buscando reeducar jovens que ingressaram no mundo do crime e são capturados pela polícia. A ideia é buscar apoio na Câmara de Vereadores para contratação de profissionais que necessariamente pre-

cisam ser remunerados. A Organização buscaria socializar os indivíduos, oportunizando-os a voltar à sociedade podendo aprender na área de esportes e até de informática. Uma reunião nas próximas semanas deve dar início à construção desse projeto. Diogo Fontana destaca que a solução é a longo prazo. “Caso der certo, é um projeto extraordinário a longo prazo, teremos a oportunidade de transformar um delinquente em cidadão novamente”, relata. Representando a Brigada Militar, o tenente Paulo César relatou um projeto que a Brigada Militar faria parte, o da implantação de câmeras de segurança com alta tecnologia. Seriam necessários sete equipamentos para monitorar a região central de Encantado.


COLUNA DE NILSON DEBORTOLI - Página 18

JORNAL OPINIÃO n 24 de agosto de 2012

15

Henrique Pedersini

LA PELOTA

Na nona reportagem da série, o Jornal Opinião apresenta o La Pelota. Clube vem fazendo reformulações no elenco.

PÁGINA 16

QUENTINHAS DO PEDA * Empresário Baidek tem interesse em adquirir o passe do encantadense Paulo Sérgio Dalmoro. O zagueiro campeão do mundo pelo Grêmio poderá vir a Encantado nos próximos dias. * O técnico Fernando Radaelli comentou que pretende seguir com os trabalhos no Futsal, pois os resultados estão sendo satisfatórios. * Após mais uma derrota, o Encantado volta às atenções para o segundo turno do Estadual. O grupo também está envergonhado com a campanha no primeiro turno. *Águia recomeça a temporada no sábado quando joga

contra a escolinha do CEM de Lajeado, em Encantado. *Torcedores mostraram-se revoltados com a campanha do Encantado no primeiro turno do Estadual. *Encantadense Gabriel Spessato, atleta do Grêmio, vai fazendo bons jogos pelo Grêmio B. O jogador trabalha para voltar aos planos do elenco principal do tricolor. *José Elói Labres tem um projeto para categorias de base moderno, eficiente e com consciência. Zezinho aguarda o momento certo para por em prática. *Machado, atleta do CFM que já foi do Grêmio, trabalha forte para voltar a integrar o elenco de grandes times.

*Amigos do Basquete intensifica preparação para competição estadual no mês de Novembro. *Duelo dos jogos de sábado à tarde acaba em empate com 12 gols. Arsenal e Juventude de Colinas empataram em 6 a 6. *Encantado foi derrotado nas cinco partidas que disputou. A defesa, que foi destaque na copinha, sofreu 13 gols em cinco jogos. Uma média de 2,6 gols sofridos por jogo. *Na quarta-feira (29), Encantado recebe o Lajeadense, já eliminado. O Leão buscará vencer o clássico para dar início a uma boa campanha.


Encantado, 24 de agosto de 2012 - Pรกgina 20


Jornal Opinião 24 de Agosto de 2012