Page 1

Cobertura Colaborativa de Campinas O Grupo de Cobertura Colaborativa de Campinas é um projeto de construção e aplicação da cobertura colaborativa em eventos socioculturais da região. O conceito se baseia no exercício de produção multimídia coletiva, ou seja, indivíduos com diferentes habilidades e conhecimentos técnicos interagem entre si para desenvolver conteúdos próprios para a veiculação na internet. A construção de um produto multimídia demanda conhecimentos técnicos de diferentes linguagens: texto, fotografia, audiovisual etc, por isso a importância de agregar indivíduos dispostos a expandir e compartilhar sua bagagem.


A cobertura colaborativa possibilita e potencializa a prática de conteúdos das áreas de comunicação, design e artes, apreendidos durante a formação individual, proporcionando dessa maneira o compartilhamento de experiências e conhecimento entre aqueles que colaboram com a produção. Além disso, o projeto traz a oportunidade da experimentação, o que é fundamental para criação de novas estéticas e conceitos. Esse exercício permite o incremento da formação individual de colaboradores multimídias por meio da construção de diferentes linguagens. O Grupo de Cobertura Colaborativa também explora as redes sociais para divulgação dos seus produtos, como retorno à sociedade, produtores, público e artistas.


Objetivo O objetivo do Grupo de Cobertura Colaborativa de Campinas é criar uma plataforma independente para a produção de conteúdo sociocultural relevante para a cidade. O conteúdo bem trabalhado, alinhado a um formato multimídia atraente e bem divulgado, tem papel importante na fomentação da cena cultural da cidade. A intenção é cada vez mais, construirmos, de maneira integrada com outros agentes, um cenário mais acessível e com mais visibilidade perante o público. O Grupo de Cobertura Colaborativa busca juntar pessoas interessadas em compartilhar habilidades e experiências e, por meio dessa troca, criar possibilidades para um olhar diferenciado e reflexivo dos eventos socioculturais da região. O foco da cobertura é a imersão na pauta, é a construção (ou reprodução), usando os meios técnicos à nossa disposição, das sensações captadas durante a cobertura.


A ideia é produzir conteúdo midiático diferente do que estamos acostumados a ver nas mídias tradicionais. Traríamos, então, uma maneira diferente de se relacionar com a agenda sociocultural de Campinas, explorando possibilidades de registro e divulgação das mais diversas expressões culturais que por aqui passarem e, por consequência, oferecendo a oportunidade de diferentes formas de consumo da informação. Ainda, criaremos um acervo de conteúdo para que os eventos e suas sensações não se percam simplesmente no momento de seu fim. A captação, e armazenamento de conteúdos multimídia funcionam como memória digital dos acontecimentos e também podem auxiliar, de alguma forma, em algum momento, a inspiração para que a cena cultural campineira esteja em constante construção, difusão e aprimoramento.


Mas e ai? A ideia é bonita, mas precisamos colocar em prática. Para dar inicio ao Grupo de Cobertura Colaborativa de Campinas algumas pessoas estão sendo convidadas, e se isso chegou até você, sinta-se convidado. Em primeiro lugar, precisamos de um nome mais bonito, né? Algo que tenha a ver com o grupo e com a cidade. Além do nome, toda a cara do grupo, estilo, objetivo será decidido de maneira colaborativa, pois esse é o nosso principio fundamental. Nome, identidade visual, logo, plataforma, equipe, calendário. Você está convidado a decidir isso conosco. Garçom, traz mais uma, que a prosa vai longe.


Saiba + A Cobertura Colaborativa teve seu inicio em 2008, em Cuiabá (MT). O nome do grupo era MIC, Midias Integradas de Cuiabá. E a partir desse grupo, outros foram se formando pelo país. Em 2010 nasceu o e-Colab, Grupo de Cobertura Colaborativa de Bauru, que se tornou referência na área. Conheça algumas coberturas realizada pelo e-Colab nos anos de 2010 e 2011.


Cobertura Audiovisual Clique nas imagens para ver os videos

Canja Hip Hop (2011) Resumo da programação Hip-Hop durante o Festival Canja 2011, realizado pelo Enxame Coletivo

Canja no Parque (2011) Resumo da programação que levou cerca de 5 mil pessoas ao Parque Vitória Régia durante o Festival Canja 2011, realizado pelo Enxame Coletivo

Trupe Chá de Boldo (2011)

Noite Fora do Eixo 10 (2011)

Entrevista com a banda Trupe Chá de Boldo, que se apresentou no SESC Bauru

Cobertura da Noite Fora do Eixo #10 na sede do Enxame Coletivo com show da banda Cabana Café e Proyecto Gomez


Cobertura de Texto Clique nas caixas para ler os textos


Cobertura de Texto Clique nas caixas para ler os textos


Cobertura Fotografica Clique nas fotos para ver os albuns

Quarta Dimensรฃo

Rock do Bem

Cortejo na Praรงa - Lume

Grito Rock 2011

Grupo de Cobertura Colaborativa de Campinas  

O Grupo de Cobertura Colaborativa de Campinas é um projeto de construção e aplicação da cobertura colaborativa em eventos socioculturais da...