Page 1

Veja onde votar e a lista de candidatos a vereador ADE

Tiragem desta edição

L A AN

M E S

6.500

exemplares

A

ID

ST

Oeste

AC

PÁGINAS 9, 10 E 11

EM REV

I

Preço do exemplar

R$ 1,00

Ano II ❑ Nº 83 ❑ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

Pesquisa indica reeleição 52% de Humberto

HUMBERTO

OZIEL

35%

Pesquisa do Instituto Vox Populi, realizada nos últimos sábado e domingo, aponta o prefeito Humberto Santa Cruz com 52% das intenções de voto e Oziel Alves de Oliveira, com 35%. Mantido o quadro apurado pela pesquisa, o prefeito será reeleito neste domingo, 7. Páginas 8 e 9

JAIME

3%

Humberto e Oziel travam duelo verbal PÁGINAS 4, 5, 6 E 7

Dois são vítimas de homicídio e dois, de acidente de trânsito PÁGINA 21

PROCURANDO IMÓVEL? (77) 3628-6782 / 9116-0605


2 INFORMAÇÃO

E OPINIÃO

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

PREZADO LEITOR Eleitor enterra o clientelismo P

esquisa Vox Populi mostra que, mantido até este domingo, 7, o quadro político apurado em Luís Eduardo Magalhães, no sábado, 29, e domingo, 30, o prefeito Humberto Santa Cruz (PP) será reeleito prefeito. Como a vantagem do prefeito sobre o segundo colocado é significativa – de 17 pontos percentuais -, a inversão de tendência do eleitorado é remotíssima. Estamos em cima da eleição e o periscópio político não vislumbra fato que possa provocar  mudança de preferência do eleitorado suficiente para tirar a liderança de Humberto nas urnas. A confirmação do que a pesquisa retrata tem significados relevantes:            1. mostra que,  amadurecida, parte sensível do eleitorado  não mais se deixa seduzir pelo clientelismo de novos senhores de velhos engenhos; 2. indica que a Cidade, como já fez o Estado em duas eleições, vai sepultar em cova profunda  antigas práticas de favores e paternalismo feudal durante anos praticados por donatário-mor, de quem o  principal adversário do prefeito se diz discípulo; 4. alicerça o entendimento do eleitorado de que o futuro da Cidade que cresce acima dos índices chineses exige administração com responsabilidade fiscal, sem o endividamento que a impedia de receber recursos federais quando Humberto Santa Cruz assumiu o cargo, em janeiro de 2009; 5. a pesquisa indica também que a maioria do eleitorado quer a continuidade da administração que começou – e continuará – a tornar Luís Eduardo Magalhães a melhor cidade da Bahia. Para viver e com ela progredir – acima dos índices chineses.

Katerine prefeita Celular de Oziel exibe na tela ‘Katerine prefeita’. Leitor que viu a mensagem suspeita que Oziel pretenda renunciar e colocar Katerine Rios em seu lugar.  

163 querem a Câmara Cento e sessenta e três candidatos disputam as 15 cadeiras da Câmara de Vereadores de Luís Eduardo neste domingo, 7. Vários deles ainda apareciam no site do Tribunal Superior Eleitoral, nesta quinta-feira, 4, como ‘indeferido com recurso’, o que quer dizer que podem ser votados e terão votos contados na apuração oficial, mas a validade das candidaturas ainda depende de decisão sobre questões partidárias. Os indeferimentos são relacionados a disputas em torno de comando de partidos e das convenções de julho passado.

Prejudicados Candidatos a vereador foram prejudicados pelo troca-troca de partidos em coligações, decorrente de recursos à Justiça Eleitoral. O fotógrafo Hélio Lima, do PR, é um dos queixosos. “A espera por julgamentos de

Publicação da Oeste Comunicação Integrada Ltda. Rua Jorge Amado, 1.327 – Jardim Paraíso – CEP 47.850-000 – Luís Eduardo Magalhães/BA Inscrição municipal 007132/10 CNPJ 12.835.627/0001-41 - Telefone (77) 3628-0686

oestesemanal@diariodooeste.com.br

nova iluminação nas principais avenidas da Cidade. A colocação de postes e lâmpadas, a cargo da Premium, contratada pela Coelba, deveria ter ficado pronta no último dia 30 de setembro, e nada. Há suspeita de ter havido dedo na desacelerada do vice-governador e secretário de Infraestrutura, Otto Alencar, adepto da candidatura Oziel Alves de Oliveira.

Paulinelli & Paolinelli A imprensa sempre grafou Alysson Paulinelli em notícias sobre o ex-ministro da Agricultura do Governo Ernesto Geisel. Ao informar sobre o evento que homenagearia o grande incentivador da agricultura no Cerrado, o Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães usou o ‘o’ no lugar do ‘u’ no sobrenome. Aqui, se achou que o sindicato errara. Engano. O próprio ex-ministro confirmou a Oeste Semanal que o correto é Paolinelli. A troca de letras não é só da imprensa. Na galeria de ex-deputados, a Câmara federal usa o Paulinelli. Na Wikipedia em português, se encontra Paulinelli e, na versão em inglês, Paolinelli. Verdade é que, como Paulinelli ou como Paolinelli, o engenheiro agrônomo e professor foi o melhor ministro da Agricultura para o Cerrado.

recursos afetou a campanha e estou correndo para recuperar o tempo perdido”, disse.

Aos leitores

Cinco em Barreiras

Excepcionalmente, esta edição de Oeste Semanal é impressa na noite de quinta-feira, em vez da de sexta-feira, em razão de anúncios de campanha eleitoral. A legislação eleitoral proíbe anúncios em jornal na véspera e no dia das eleições.

Antonio Henrique Moreira (PP), José (Zito) Barbosa (PMDB), Jusmari Oliveira (PSD), José (Zé) Roberto Araújo Batista (PSDB) e Renato José dos Santos (Psol) disputam os votos dos eleitores de Barreiras neste domingo, 7. A única candidatura pendente de julgamento de recurso é a da prefeita Jusmari. Jornalista daquela praça diz que a disputa deve ficar entre Antonio Henrique e Zito.

Dois em São Desidério Em São Desidério, Demilton (Demir) Barbosa dos Santos (PMDB) e Saul Pedroza de Souza (PT) são os candidatos. O petista também está sob pendência de julgamento de recurso pela Justiça Eleitoral.

Coletes para guardas A Prefeitura precisa urgentemente comprar coletes refletivos para guardas municipais que passaram a controlar o trânsito da Cidade. Na quarta-feira, 3, dia em que os sinais de trânsito foram ligados, guardas eram vistos no meio de cruzamentos mal iluminados. Sem coletes, corriam o risco de serem atropelados.

Valor do voto

Houve gente na Cidade que não entendeu a desacelerada ocorrida na instalação de

SÓCIOS-DIRETORES Antonio Calegari / Pedro Callegari

CIRCULAÇÃO Aroldo Vasco de Souza

REDAÇÃO João Penido (editor), Antonio Calegari, Luciano Demetrius Leite, Raul Beiriz Marques, Rafael Dias, Sebastião Nery, Tizziana Oliveira, Henrique Cabelo (fotógrafo e diagramação), Paulo Cezar Goivães (projeto gráfico)

IMPRESSÃO Imprima Editora & Gráfica Csg 09 – LOTE 03 – GALPÃO 03 – Taguatinga Sul – Distrito Federal – Fone (61) 3356-7654

PUBLICIDADE Juliana Cadore

A concorrência no mercado brasileiro de motocicletas vai ganhar mais algumas cilindradas. A Bramont, per tencente ao grupo chileno Gildmeister, está perto de fechar uma joint venture com a chinesa QianJiang para operar no país. Cerca de 70% da nova empresa deverão ficar em mãos sul-americanas. A associação prevê a construção de uma fábrica e a produção e distribuição de motos com as marcas Keeway e Benelli, ambas per tencentes ao grupo asiático. A prioridade da dupla é concorrer com os principais fabricantes de modelos mais populares, casos, por exemplo, da Dafra e da CR Zongshen, dona da Kasinski. Neste caso, o cavalo de batalha será a marca Keeway. A produção de motos da linha Benelli, acima de 600 cilindradas, terá um peso menor na operação. Bramont e QianJiang discutem, inclusive, a possibilidade de o início da montagem de produtos com a marca Benelli, de maior valor agregado, ficar apenas para um segundo momento - inicialmente, o mercado brasileiro seria atendido por motos impor tadas da China. Procurada pelo RR, a Bramont não se pronunciou. Bramont e QianJiang vão investir cerca de R$ 200 milhões na construção de uma fábrica no Pólo Industrial de Manaus. Os planos preveem ainda a instalação de dois centros de distribuição e a montagem de uma rede de revenda, que começará com algo em torno de 50 concessionárias. Segundo um executivo que par ticipa do projeto, a meta é triplicar o número de lojas até 2015. Na primeira leva, chilenos e chineses deverão produzir cinco modelos no país.

www.relatorioreservado.com.br

Jornal do Leitor

“Nós elegemos Jusmari para defender Luís Eduardo em Salvador e ela virou prefeita de Barreiras; depois, elegemos Oziel deputado federal, na esperança de que trouxesse recursos para melhorar nosso

Dedo na desacelerada

Bramont e QianJiang sobem na garupa do Brasil

TIRAGEM* 6.500 mil exemplares *Tiragem jurada pela editora, comprovável quando da

Município e agora ele quer abandonar Brasília no meio do mando. Qual o valor dado a nós, eleitores? Queremos candidato que venha somar e não dividir. O tempo do voto de cabresto já passou. Vercelino Perini” ■

impressão do jornal, na Imprima Editora & Gráfica LTDA, a par tir das 23 horas das sextas-feiras e quando do início da distribuição das edições, na Rua Jorge Amado, 1.327 – Jardim Paraíso – Luís Eduardo Magalhães, a par tir das 7 horas da manhã dos sábados. As publicações da Oeste Comunicação – Oeste Semanal e DiariodoOeste.com.br não publicam matérias redacionais pagas sem caracterizá-las como Informe Publicitário. A Oeste Comunicação também edita o site online DiariodoOeste.com.br.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

3


4

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012 HENRIQUE CABELO

OS CANDIDATOS a prefeito Oziel Oliveira, Jaime Cappellesso e Humberto Santa Cruz, que tenta a reeleição, em suas bancadas no estúdio da Rádio Cultura. Atrás, o advogado Mário Machado Júnior, diretor jurídico, o tesoureiro José Carlos de Souza e a vice-tesoureira Angela Simone Costa Araújo, da Associação dos Moradores do Aracruz (AMA), e o radialista Roger Santos.

Farpas para todos os lados Humberto e Oziel travam duelo verbal no debate de candidatos a prefeito na Rádio Cultura JO‹O PENIDO E LUCIANO DEMETRIUS Da Redação de Oeste Semanal sto não é verdade” foi a frase mais pronunciada pelos candidatos a prefeito Humberto Santa Cruz (PP) e Oziel Oliveira (PDT), que polarizaram o debate realizado na manhã de quarta-feira, 3, na Rádio Cultura, também com a participação, mais comedida, do candidato da Terceira Via, Jaime Cappellesso (PTB). Oziel passou todo o debate atirando farpas e provocando Humberto, que se viu obrigado a revidar na mesma moeda. O prefeito, candidato à reeleição, ressaltou durante todo o debate as obras realizadas em três anos e nove meses de sua administração, quando “se fez muito mais do que nos oito anos da administração anterior” (de Oziel, primeiro prefeito de Luís Eduardo Magalhães, por dois mandatos, de 2000 a 2008), insistindo no bordão “o que fizemos é a garantia do que vamos continuar fazendo”. Oziel Oliveira, atualmente deputado federal, usou seu tempo procurando minimizar as obras de seu sucessor, que teriam caráter meramente eleitoral. Além disso, alegou, teriam sido feitas com recursos do governo federal, ou de empresários beneficiados com

„I

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

a aprovação, pela Prefeitura, de loteamentos, em troca de apoio político. “Tudo que ele fez foi com recurso federal. Só 1% foi feito com dinheiro da Prefeitura”, disse. A frase “isto não é verdade” ecoou por quase todos os temas sorteados para serem debatidos. Por exemplo, quando Humberto disse que foi o único prefeito que construiu casas populares, Oziel pediu direito de resposta para assinalar que construiu casas na área rural (Muriçoca) e no loteamento Conquista. Na tréplica, Humberto disse que só ele construiu casas “no perímetro urbano”. Em outro momento, Oziel atacou a atuação de Humberto na área de saúde, “que está doente” e disse que não há mais pediatras nos postos de saúde. Humberto pediu direito de resposta para esclarecer que há 53 médicos trabalhando para a Prefeitura, dos quais quatro são pediatras. Já no final do debate, Humberto disse que tudo que ali fora dito por Oziel “não é verdade”. Oziel procurou atacar Humberto em cada bloco do debate. Já no início, quando cada candidato teve três minutos para se apresentar aos eleitores, Oziel, que foi o primeiro a falar, disse que iria atrair indústrias para Continua na página 5 ➧


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

CIDADE

5

HENRIQUE CABELO

Farpas para todos... Continuação da página 4 gerar empregos em Luís Eduardo, acrescentando que “nos últimos quatro anos não veio nenhuma indústria nova para o município”. Disse ainda que iria “acabar com a perseguição a funcionários” (da Prefeitura). Mais adiante, após o prefeito destacar sua atuação na área de Saúde, com a instalação da Policlínica, da UPA 24 anos e do Samu e a reforma da maternidade Gileno de Sá, que tornou-se um hospital, com duas salas cirúrgicas e outra para partos, Oziel disse que as obras no Gileno, “que não é hospital, mas maternidade, foram apenas na fachada”. No terceiro bloco, disse que Humberto “não cumpriu 90% do que constava em seu plano de governo da última eleição”, citando especificamente a construção de um hospital em Luís Eduardo. Humberto retrucou que não poderia ficar “aceitando provocações”, e devolveu a crítica na mesma moeda. Disse que a construção de um hospital com 50 leitos em Luís Eduardo constava no programa de governo de Oziel de 2004, enquanto ele, Humberto, já havia transformado o Gileno em um hospital com 40 leitos. Aproveitou para ressaltar que se for eleito para um segundo mandato, construirá um hospital municipal de porte, ao lado da UPA, em terreno já reservado para tal. Em seguida, passou da defesa ao ataque, criticando a administração de Oziel. “Ele não fez nada e deixou uma dívida de R$ 11 milhões com o INSS, impossibilitando a Prefeitura de obter recursos junto aos governos estadual e federal, por falta de certidões negativas”. Oziel retrucou, dizendo que “larguei todas as certidões ao sair da Prefeitura e renegociei o pagamento de R$ 8 milhões da dívida com o INSS”. Jaime Cappellesso focou sua participação nas propostas de seu plano de gestão, constantes no site www.jaime14.com.br, entre elas levar habitação para todos, melhorar os serviços de comunicação, de fornecimento de água e energia, informatizar todas as escolas, acabar com filas nos bancos e correios, e até a instalação de canal de televisão na Cidade. Em poucos momentos, criticou as obras de Humberto, “feitas nos últimos 45 minutos de jogo”, afirmando, por exemplo, que as passarelas em construção na BR 020/242 “não são passarelas, pois não permitem o acesso de idosos e deficientes.

Atraso. Previsto para começar às 10h, o debate, com a mediação dos radialistas Scheilla Bernardes e Douglas Batista, começou somente às 10h21 devido à chegada de dois candidatos em cima da hora ou após a hora à sede da emissora, que fica no bairro Santa Cruz. Por volta das 9h30 havia cerca de 200 correligionários de Humberto Santa Cruz e de Oziel Oliveira portando bandeiras, cantando jingles das campanhas e ecoando palavras de ordem na praça em frente ao prédio da rádio, no Santa Cruz. Quando o debate terminou, os manifestantes eram mais de 400. Todos ficaram sob sol forte, em pé na praça em frente à rádio .

jaumat.const@hotmail.com

Não havia nenhuma bandeira ou faixa de Jaime Cappellesso. Havia mais corregelionários de Humberto do que Oziel, mas estes últimos eram mais ruidosos. Devido a provocações dos dois lados, o grupo que apoia Oziel Oliveira afastou-se um pouco do grupo rival, para evitar conflito. “É uma medida preventiva, para evitar o pior”, disse uma mulher que empunhava a bandeira de Oziel Oliveira. O primeiro candidato a chegar foi Humberto Santa Cruz, às 9h50, em companhia da esposa e secretária de Saúde Maira de Andrada Santa Cruz e de assessores. Até aquele momento, não havia nenhum policial fazendo a segurança do lado externo da emissora. Seguranças particulares controlavam a entrada no prédio da Rádio de pessoas credenciadas. Às 9h56, foi a vez de Oziel Oliveira chegar à frente do prédio, acompanhado do candidato a vereador Bispo Ricardo e da viceprefeita Katerine Rios. Ao desembarcar do carro, Oziel abraçou eleitores e fez o sinal do “V” da vitória, demorando 10 minutos para entrar no prédio. O último candidato a chegar foi Jaime Cappellesso, às 10h, em companhia da esposa e de um assessor. Contudo, ele entrou no prédio da rádio, bem antes de Oziel. Ao chegar a uma das salas reservadas para as assessorias de cada candidato, encontrou Humberto e o cumprimentou.

Primeiro bloco. Às 10h21, o programa começou, tocando os hinos Nacional e de Luís Eduardo. Em seguida, foram apresentados convidados que estavam no estúdio, como o padre Ubirajara Oliveira, da Paróquia de São José, no Santa Cruz, o major Camilo Uzêda, comandante da Cipe Cerrado, o presidente e o diretor jurídico da Associação dos Moradores do Aracruz (AMA), proprietária da rádio, respectivamente Diego Alves Souza e Mário Machado. Somente às 10h30 é que foi iniciado o primeiro bloco, reservado para que cada candidato se apresentasse aos eleitores, durante três minutos cada. Isto fez com que um dos blocos previstos no debate fosse suprimido. O primeiro a falar foi Oziel Oliveira que após cumprimentar os adversários e agradecer aos organizadores do debate e aos seus eleitores, disparou críticas à atual gestão para apresentar suas propostas. “Nós temos projetos importantes. Vamos cuidar da saúde com a construção de um hospital, concluir o esgotamento sanitário e trazer as indústrias para a Cidade, pois nos últimos quatro anos não chegou nenhuma empresa nova em Luís Eduardo. Isso sem contar os trabalhos na segurança e no trânsito”, disse. Oziel prometeu, também, um asfaltamento de qualidade, dedicar-se aos agricultores e a dar atenção aos funcionários públicos. Segundo ele, “estes profissionais precisam ser respeitados e vamos acabar com as perseguições dentro da prefeitura”. Por fim, disse que em sua campanha verificou cenas que o chocaram. “Nas visitas às casas dos

TINTAS SHERWIN WILLIAMS COM ÓTIMOS PREÇOS

HUMBERTO é carregado no ombro de correlegionários ao deixar o debate. eleitores, percebi as mazelas de quem está abandonado pela atual gestão”. Humberto Santa Cruz começou sua fala frisando que vai dar sequência ao que classifica de “continuidade do trabalho da renovação”. Para ele, é preciso que a Cidade tenha mais investimentos em saúde e educação e destacou o seu plano de governo. “Um prefeito tem que dar exemplo de seriedade. Ao falar do Plano 11 (propostas de campanha) é preciso que ele represente a vontade da maioria da população”. Em seguida, lembrou seus feitos à frente da Prefeitura, com destaque para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da Escola Modelo e o asfaltamento de 40 quilômetros de ruas. “Nossas obras falam mais do

que qualquer projeto”. Antes de encerrar, citou a recente pesquisa de intenção de voto, do Instituto Vox Populi, que o coloca em primeiro lugar, com 52% de preferência dos entrevistados (contra 35% de Oziel e 2% de Jaime Cappellesso). O terceiro a se apresentar, de acordo com sorteio , da diretoria da Rádio Cultura e dos representantes das candidaturas, em agosto, foi Jaime Cappellesso. O candidato do PTB disse que sua vivência como vereador e secretário de Agricultura lhe permitiu conhecer as necessidades da Cidade. Para ele, os setores que necessitam de mais atenção são trânsito, saúde, educação e segurança. Continua na página 6 ➧

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.


6CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012 HENRIQUE CABELO

Farpas para todos... Continuação da página 5 Nem mesmo as empresas privadas foram poupadas por Cappellesso. “Temos que cobrar melhor sinal das linhas por parte das operadoras de telefonia e exigir que haja menos tempo de espera nas filas dos bancos, dos Correios e até para votar”, disse. Até a instalação de emissora de televisão na Cidade consta em seu programa. “Queremos um canal de tv até para que políticos possam fazer campanha eleitoral”. Quando ia abordar as propostas à habitação, foi interrompido por ter esgotado o seu tempo para as considerações iniciais.

Segundo bloco. O candidato Humberto Santa Cruz teve direito de resposta aceito para o início do segundo bloco, em que foi realizada a primeira rodada de perguntas. A assessoria de campanha do atual prefeito solicitou o tempo de um minuto por entender que Oziel Oliveira havia cometido abuso ao afirmar que havia entregue 200 casas populares em sua gestão. “É apenas para restabelecer a verdade que quero o direito de resposta. Na gestão anterior à minha, foram feitos cadastros de reserva e não foram entregues as 200 casas populares citadas pelo outro candidato (Oziel Oliveira)”, disse. Nos 30 segundos para a tréplica, Oziel Oliveira acusou o atual prefeito de fazer propaganda com seu trabalho em prol da habitação. “Não é verdade o que ele (Humberto) fala. Eu vi pela tv, a propaganda de que construiu e entregou lotes e casas à população, em um cadastramento feito por mim. Dizer a verdade é o que importa”, disse.

Já na fase de perguntas, com uma pergunta para candidato com direito a três minutos para resposta, Oziel Oliveira foi sorteado para ser o primeiro a responder. O padre Ubirajara, da Paróquia São José, sorteou o tema habitação. A pergunta versava sobre o risco da especulação imobiliária avançar no mesmo ritmo do crescimento da Cidade. Para Oziel, será preciso regularizar os loteamentos populares. “Hoje estamos visitando os bairros e o que vemos são muitas pessoas sem a garantia de um lote. Em contrapartida, há lotes no Centro sem estrutura, mas que ficam nas mãos de poucos para a especulação imobiliária. Isso tem que acabar”. O presidente da Associação dos Moradores do Aracruz (AMA), Diego Alves de Souza, sorteou o tema saúde para Humberto Santa Cruz. A pergunta era como resolver os problemas na área de saúde do município. Humberto aproveitou para rebater as críticas que recebeu durante a apresentação dos adversários. “Muito se fala em saúde, mas nossa município está entre os 100 melhores dos 5 mil existes no país nesta área e vamos receber, em breve, um prêmio em Santa Catarina pelo nosso desempenho”. Em seguida, enumerou obras feitas na área, como a criação da Policlínica e da UPA, a implantação do Samu e do Centro de Atenção Psicossocial à Saúde (Caps) e a reforma e ampliação do Hospital e Maternidade Gileno de Sá Oliveira. “Além disso, passamos de três para oito postos de saúde em três anos e meio e vamos terminar nossa gestão com 11 unidades”, destacou. “Na próxima administração vamos construir outros cinco postos de saúde, implan-

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

OZIEL é carregado nos ombros de correlegionários ao deixar o debate na Rádio Cultura. tar o programa de saúde do homem e do adolescente e montar academias de ginástica em todas as praças; faremos o recrutamento e trabalharemos pela fixação de médicos na Cidade; criaremos um Caps no bairro Santa Cruz para atender dependentes de drogas e álcool, a pedido das mães;e vamos construir um hospital ao lado da UPA, em terreno já reservado para tal”. A pergunta para Jaime Cappellesso foi formulada pelo Conselho Comunitário de Apoio à Segurança Pública de Luís Eduardo Magalhães (Conseg-LEM) que abordou a questão da segurança na Cidade. “Em nossa gestão, vamos apoiar os trabalhos da CipeCerrado e das Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal. Apesar da segurança ser responsabilidade do Estado e da União, o município tem a sua parcela de participação”, afirmou. “Quando fui vereador, fiz indicação pela instalação de um posto da Polícia Rodoviária Federal em Luís Eduardo”. Jaime questionou a atual administração municipal por entender que os recursos vindos do ICMS e do IPVA poderiam ser melhor investidos em segurança pública. “Em 2011, a Cidade recebeu R$ 150 milhões relativos ao ICMS (75% ficam com o Estado e 25% são repassados aos municípios) e outros R$ 4,3 milhões de IPVA (50% ficam com o Estado e 50% são repassados ao município). Cadê os investimentos em segurança?”. Ele prometeu construir casas para policiais civis e militares, pois muitos vêm de outros municípios e não podem pagar aluguéis caros em Luís Eduardo. Criticou, também, o Governo do estado. “Quero que me mostrem uma obra que o Estado fez em nosso município nesta área (segurança)”.

Terceiro bloco. O terceiro bloco também começou com direito de resposta, desta vez para Oziel Oliveira. Ele disse que antes de vir ao debate havia lido o plano de governo de Humberto para as eleições de 2008, e que nele havia o projeto para construção de um hospital. “Porém, 90% do prometido não foi cumprido. Hoje, a população enfrenta fila para pegar ficha para ser atendida ou para arrancar um dente. Agora mesmo, assim que cheguei à rádio, fui abordado por uma mulher que me disse que aguarda um ano para ser atendida”, afirmou. Nos 30 segundos a que teve direito para rebater Oziel, Humberto disse que em sua gestão foi entregue o novo Gileno de Sá, que há 53 médicos contratados e que a construção de um hospital com 40 leitos estava prevista no plano de governo de Oziel de 2004. Humberto não pôde concluir sua fala por ter ultrapassado o tempo permitido. Nesta parte do debate, foi realizada a rodada de perguntas entre os candidatos. A duração de cada pergunta era de um minuto e a resposta, de dois minutos. A pergunta que Oziel Oliveira fez a Jaime Cappellesso foi sobre meio ambiente, tema sorteado pelo Major

Camilo Uzêda, comandante da Cipe-Cerrado. Oziel perguntou a Cappellesso como explicaria o fato de processos de licenciamento ambiental ficarem tanto tempo engavetados. Jaime respondeu que a Secretaria de Meio Ambiente foi criada na atual gestão, mas ainda está longe de funcionar como a sociedade precisa. Disse que em São Desidério uma licença leva apenas dois meses para ser concedida, “mas nossa secretaria é muito morosa, precisando de mais técnicos e melhores condições de trabalho”. Acrescentou que Meio Ambiente envolve tudo, da saúde à educação, e que é preciso colocar as pessoas como a parte mais importante desse processo. “De que adianta ter uma licença ambiental se não há condições de trabalho?”. A segunda pergunta, de Humberto para Oziel, tratou da educação, tema sorteado pelo padre Ubirajara. Humberto citou seus feitos na área, como a construção da escola modelo e de uma escola de tempo integral, a reforma de inúmeras escolas, e disse que recebeu a Cidade com duas creches, já fez outras cinco e serão 13 as em funcionamento até o fim do ano, e perguntou por que o ex-prefeito é contrário às escolas em tempo integral. “Sou defensor da escola em horário integral”, respondeu Oziel. “O que eu quero é que haja critérios para todas as escolas da rede”. Oziel aproveitou para criticar a atual gestão, afirmando que há escolas fechadas e superlotadas e que não foram construídas creches. “Quando assumi a Prefeitura, o orçamento anual era de R$ 323 mil e fiz a maioria das escolas. Hoje, o orçamento é de R$ 500 milhões e só foram feitas duas escolas”. Humberto solicitou direito de resposta. Sem contestar o dado sobre o Orçamento, bastante inflado por Oziel (o de 2012 é de R$ 189 milhões), disse: “Recebi apenas duas creches e agora temos sete funcionando. Conseguimos uma das melhores médias da região Oeste no Ideb e reformamos várias escolas; muitas eu recebi destruídas”.

Habitação. Em seguida, foi a vez de Jaime perguntar a Humberto, sobre habitação “Durante a campanha, visitei todos os bairros e 90% das pessoas de camada mais baixa não têm escritura. O que o senhor fará para melhorar essa situação?” Humberto disse que estava à vontade para responder sobre o tema, devido à regularização dos lotes que foram desmembrados para entrega a usuários de baixa renda. “Nas regiões destes loteamentos, fiz asfalto, implantei água e energia elétrica. Entreguei 260 casas populares. Fui o único prefeito a construir casas populares. Temos, ainda, 500 casas em construção e outras 500 começarão a ser construídas no mês que vem. E há também outras 170 casas com recursos pré-aprovados”. Continua na página 7


CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

7

HENRIQUE CABELO

Farpas para todos... Conclusão da página 6 Jaime pediu um aparte dos mediadores pois, segundo ele, Humberto não entendeu a sua pergunta. “Eu perguntei sobre a regularização dos lotes”. Humberto admitiu que poderia não ter sido claro em sua resposta e disse. “Eu já estou regularizando estes lotes, inclusive os com área abaixo de 125 metros quadrados” (estes lotes, segundo Jaime, não poderiam ser regularizados por força de lei, mas Humberto garantiu que a legislação permite a regularização). Oziel pediu direito de resposta para contestar a afirmação de Humberto de que foi o único prefeito a construir casas populars. Disse ter construído casas populares na Muriçoca e no loteamento Conquista, no Santa Cruz. Humberto, então, disse que foi o único a construir casas populares no perímetro urbano. Disse também que Oziel não construiu casas no Santa Cruz, apenas deixou um cadastro de reserva de 200 casas.

Quarto bloco. Devido ao atraso em seu início, o debate precisou ter seu tempo abreviado. Em comum acordo entre os representantes das campanhas dos três candidatos, durante o intervalo do terceiro para o quarto bloco, ficou acertado que este seria o último, já com as considerações finais. Isso porque já se aproximava do meio-dia, horário da veiculação da propaganda eleitoral gratuita. Assim, foi formulada uma pergunta a cada candidato, sobre tema escolhido por cada um. Oziel escolheu o tema saúde. A pergunta, formulada pela diretoria da AMA, citou os altos índices de cesarianas, de obesos e adolescentes grávidas existentes no país e indagou o que faria para evitar que Luís Eduardo Magalhães enfrente tais problemas. “Vamos colocar mais médicos e ampliar os postos de saúde”, disse Oziel. Em seguida, atacou a atual gestão. “O Novo Paraná está com obra de saúde abandonada há quatro anos. A maternidade (Gileno de Sá) foi reformada apenas em sua fachada. Sei de jovens que estão há uma semana à espera de atendimento. Há também casos de mortalidade de recém-nascidos, de pais que vão para ver seus filhos nascer, mas que voltam com os bebês em um caixão”. Humberto pediu direito de resposta e disse que até três anos e meio atrás, a realidade do Gileno de Sá era diferente da atual. “Antes, nossas crianças nasciam ou na estrada ou em Barreiras. Não faltam médicos aqui na Cidade. Portanto, não aceito esse tipo de provocação”. Em seguida, em tréplica, Oziel disse que em sua gestão havia convênios da prefeitura com clínicas particulares para atender as gestantes. Esporte e Lazer foi o item escolhido por Humberto. A pergunta foi sobre apoio ao atletismo local, uma vez que a Cidade não teria espaço para a prática desta modalidade. “Já existe local para o atletismo no Centro de Tradições Gaúchas, em convênio firmado com a Prefeitura. Fora isso, temos o projeto para construção do Complexo Esportivo

para várias modalidades”, disse. Oziel, em tréplica, disse que as obras de Humberto para o esporte e lazer foram feitas com recursos federais ou por meio de emendas de sua esposa, a prefeita de Barreiras Jusmari Oliveira. “O ginásio (José Alberto Lauck) e o balneário (Alcides Trento Júnior) foram construídos graças a uma emenda da deputada Jusmari Oliveira. O estádio de futebol está parado há quatro anos. O atual prefeito fez muitas obras, em cima da hora, com propósito eleitoreiro”. Em tréplica, Humberto Santa Cruz disse que precisou atrasar muitas de suas obras em função de Oziel ter deixado dívida de R$ 11, 8 milhões com o INSS, o que deixou o município sem as certidões negativas necessárias para obter recursos estaduais e federais. Jaime Cappellesso também escolheu o Esporte e Lazer. Foi-lhe perguntado se teria propostas para ampliar os espaços reservados a esta área. “Sim, pois precisamos lembrar dos mais jovens e evitar que muitos deles se entreguem às drogas. Precisamos construir mais espaços públicos para a prática desportiva. E também vamos colocar um campo de futebol de grama em cada bairro da Cidade”.

Considerações finais. Com redução de tempo de três para dois minutos, cada candidato fez suas considerações finais. Oziel aproveitou para responder sobre a dívida de R$ 11,8 milhões com o INSS. Disse que ao sair da prefeitura deixou todas as certidões e que renegociara R$ 8 milhões da dívida, e que Humberto contraiu dívida de R$ 15 milhões junto ao Desenbahia para fazer asfaltamento. Oziel acusou a atual gestão de ter contratado consultoria de um dos envolvidos no mensalão, Emerson Palmieri. “Ele usava o telefone da Prefeitura, que pagava suas diárias no Hotel Solar, bem como passagens de avião . Como deputado federal tenho um nome a zelar, não me envolvo com pessoas envolvidas em escândalos. Eu, sim, sou o único ficha limpa. Fui julgado e absolvido por 7 a O”. Esta foi uma referência ao fato de o Tribunal Regional Eleitoral ter deferido sua candidatura, anteriormente impugnada pelo juiz eleitoral de Luís Eduardo, Pedro Godinho. O deferimento ocorreu devido ao fato de Oziel ter conseguido no Tribunal de Justiça da Bahia liminar que suspende a reprovação das contas da Prefeitura de 2008, quando era prefeito, pelo Tribunal de Contas da Bahia. Oziel simplesmente ignorou o fato de responder a dez inquéritos e ações no Supremo Tribunal Federal\. Humberto garantiu, em sua fala final, a instalação de uma grande indústria têxtil em Luís Eduardo, bem como de uma indústria de laticínios, no Assentamento Rio de Ondas, e de um entreposto frigorífico, no Mercado Municipal. “O ouvinte é testemunha de que fizemos muito mais, em apenas três anos e meio, do que nos oito anos anteriores. Nossa vitória é fruto do esforço coletivo, nosso melhor argumento é

JAIME é cumprimentado ao deixar o debate sob aplausos. tudo o que fizemos pela Cidade”, finalizou. Jaime, ao encerrar sua participação, disse que sua gestão será pautada no trabalho conjunto do prefeito com o vice. “Seremos uma administração transparente. A cada três meses vamos apresentar à população uma prestação de contas”. Ele alertou os eleitores para não venderem seu voto – “há uma chuva de gente tentando comprar votos” - e criticou Humberto. “Por que as obras foram feitas apenas nos últimos 45 minutos de jogo? E a qualidade de algumas delas é duvidosa, como é o caso da passarela em construção na BR, que não é passarela, pois não permite o acesso de idosos ou deficientes”.

Saída. O primeiro a deixar o prédio da Rádio Cultura foi Oziel Oliveira, às 12h09.

Ovacionado por seus eleitores, ele subiu ao muro da emissora e gesticulava em menção ao número 12, de sua candidatura. Protegido por policiais da Cipe Cerrado, Oziel foi carregado nos ombros por seus correligionários em direção à rua Irara, no Santa Cruz, onde estava seu carro. Eleitores de Humberto gritavam “ficha suja” e vaiavam o adversário. Às 12h14, Jaime Cappellesso deixou a Rádio em companhia da esposa, sendo aplaudido e cumprimentado, até mesmo por simpatizantes de Humberto. Às 12h17 foi a vez de Humberto sair da sede da emissora, também protegido por policiais, e ser carregado nos ombros por seus simpatizantes, alguns dos quais portavam cartazes com o resultado da pesquisa Vox Populi, aos gritos de “já ganhou, já ganhou”. ■

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.


8

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

Humberto tem 52% Vantagem de 17 pontos percentuais indica reeleição do prefeito DA REDAÇ‹O DE OESTE SEMANAL

P

esquisa do Instituto Vox Populi indica que o prefeito Humberto Santa Cruz (PP), candidato à reeleição, tem 52% das intenções de votos, na pesquisa estimulada – o pesquisador apresenta os nomes dos candidatos ao pesquisado. Oziel Alves de Oliveira (PDT) tem 35% e Jaime Cappellesso (PTB), 3%. A diferença a favor de Humberto em relação a Oziel é de 17 pontos percentuais. Os indecisos somam 9% e o percentual de nulos e brancos é de 1%. A pesquisa foi realizada nos últimos sábado, 29, e domingo, 30, e ouviu 500 eleitores no município. Considerados os votos válidos - descontados brancos e nulos -, o percentual de Humberto sobe para 58% na pesquisa estimulada. Oziel chega a 39% e Jaime mantém os 3%. Na pesquisa espontânea – o pesquisador não apresenta os nomes dos candidatos ao pesquisado -, o prefeito tem 51% da preferência do eleitorado e Oziel mantén os 35% da pesquisa estimulada. Jaime

permanece nos 3%. Os indecisos continuam em 9% e os brancos e nulos sobem para 2%.

INTENÇÃO DE VOTO ESTIMULADA Se a eleição para prefeito de Luís Eduardo Magalhães fosse hoje, em qual destes candidatos você votaria?

Expectatica de vitória. Quando perguntado se, independentemente de seu voto, qual candidato ganharia a eleição, 59% apontaram Humberto; 29%, Oziel; e 1%, Jaime. Não sabem ou não responderam somaram 14%. Quando indagados sobre a certeza do voto, 90% disseram não pretender mudar o voto decidido por Humberto; 91%, em Oziel; e 71%, em Jaime. No quesito “está pensando em votar, mas ainda pode mudar de idéia”, o percentual do prefeito é de 10%; de Oziel, 7%; e de Jaime, 29%. A pesquisa aponta Oziel com a maior taxa de rejeição – 33%. Humberto aparece com 21% e Jaime, com 18%. O prefeito lidera em todos os itens da pesquisa, incluindo classificação por sexo, faixa etária, escolaridade e renda. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA-00347/2012 e divulgada nesta quintafeira, 4.

Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) Ninguém/Branco/Nulo NS/NR TOTAL BASE

52% 35% 3% 1% 9% 100% 500

VOTOS VÁLIDOS Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) TOTAL BASE

58% 39% 3% 100% 451

INTENÇÃO DE VOTO ESPONTÂNEA Se a eleição para prefeito de Luís Eduardo Magalhães fosse hoje, em quem você votaria?

Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) Outros nomes Ninguém/Branco/Nulo NS/NR TOTAL BASE

51% 35% 3% 0% 2% 9% 100% 500

EXPECTATIVA DE VITÓRIA Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

Independente do seu voto, na sua opinião, se a eleição fosse hoje, qual destes candidatos você acha que ganharia a eleição para prefeito aqui de Luís Eduardo Magalhães?

Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) NS/NR TOTAL BASE

A maior e melhor linha de Implementos Agrícolas do Brasil Peças originais - Silobag Ipesa - Produtos Nogueira - Piccin Rua Kiichiro Murata, nº 388 Qd 28 Lt 04 Jardim Imperial - LEM - BA Fones: 77 3628-4780 - 3628-9605 - 3639-0189

56% 29% 1% 14% 100% 500


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

CIDADE

CERTEZA DO VOTO X INTENÇÃO DE VOTO ESTIMULADA Está decidido a votar e não pretende mudar de ideia Está pensando em votar, mas ainda pode mudar de ideia NS/NR TOTAL BASE

Humberto Santa Cruz (PP)

Jaime Cappellesso (PTB)

Oziel Oliveira (PDT)

Ninguém/Branco/Nulo

90% 10% 100% 260

71% 29% 100% 14

91% 7% 2% 100% 177

67% 17% 16% 100% 6

Total

89% 10% 1% 100% 457

Base: entrevistados que citaram algum candidato ou ninguém/branco/nulo anteriormente

CRUZAMENTO POR SEXO E IDADE Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) Ninguém/Branco/Nulo NS/NR TOTAL BASE

Masc.

Fem.

16 a 24 anos

25 a 34 anos

35 a 44 anos

45 anos ou mais

Total

57% 33% 2% 2% 7% 100% 246

48% 37% 4% 1% 11% 100% 254

47% 39% 2% 3% 9% 100% 100

51% 38% 4% 1% 8% 100% 168

59% 30% 3% 8% 100% 117

51% 35% 2% 2% 10% 100% 115

52% 35% 3% 1% 9% 100% 500

CRUZAMENTO POR ESCOLARIDADE E RENDA FAMILIAR Humberto Santa Cruz (PP) Oziel Oliveira (PDT) Jaime Cappellesso (PTB) Ninguém/Branco/Nulo NS/NR TOTAL BASE

Até 4ª série do ens. fund.

De 5ª à 8ª série do ens. fund.

Ensino médio

Superior

Até 1 SM

Mais de 1 até 2 SM

Mais de 2 até 3 SM

Mais de 3 até 5 SM

Mais de 5 SM

Total

47% 37% 2% 2% 11% 100% 131

50% 40% 2% 1% 8% 100% 131

53% 36% 2% 1% 8% 100% 182

64% 20% 9% 2% 5% 100% 56

53% 33% 2% 1% 11% 100% 85

45% 40% 2% 2% 11% 100% 147

50% 37% 3% 1% 9% 100% 117

55% 39% 2% 4% 100% 56

63% 26% 4% 1% 5% 100% 95

52% 35% 3% 1% 9% 100% 500

REJEIÇÃO Em qual destes candidatos você não votaria de jeito nenhum?

Oziel Oliveira (PDT) Humberto Santa Cruz (PP) Jaime Cappellesso (PTB) Poderia votar em qualquer um deles Não votaria em nenhum deles NS/NR TOTAL BASE

33% 21% 18% 14% 1% 13% 100% 500

Jaime intensifica campanha na reta final Da Assessoria de Imprensa da Terceira Via O candidato da terceira via Jaime Cappellesso, acompanhado de seu vice Michel Brito, intensificou a campanha nestes últimos dias e participou de caminhadas por diversos bairros da cidade. Durante as visitas aos moradores e comerciantes ele explicou seu plano de governo e

sua forma de administrar. “Tivemos um trabalho muito intenso para fazer com que nossa população conhecesse nossas propostas, para transformar Luís Eduardo Magalhães em uma cidade melhor para todos, pois sabemos que é possível fazer melhor”, disse Jaime. Jaime e Michel agradeceram o apoio recebido por toda a população durante esse curto processo.

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

9


10

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

ONDE VOTAR Escola Municipal São Paulo Novo Paraná Seção

Nº eleitores

01 02

294 298

Escola Municipal Fabio Johnner Nº eleitores

03

233

Grupo Escolar Henrique de Freitas Moreira - Colégio 02 Reforma Seção

04 05

Nº eleitores

236 233

Colégio Estadual de Mimoso do Oeste

Colégio Municipal José Cardoso de Lima Rua Paraíba N.° 397 - Centro

19 20 21 22 23 24 26 27 28 29

06 07 08 09 10 11 12 13 14

Nº eleitores

380 382 380 378 382 381 383 379 381

Nº eleitores

353 352 355 358 353 352 350 349 353 349

Escola Municipal Onero Costa da Rosa Rua João Dourado N.° 230 - Santa Cruz

Rua Paraná - Centro Seção

376 383 385

Seção

Comunidade Bela Vista Seção

15 16 17

Seção

30 31 32 33 34 35 36 75

Nº eleitores

365 365 363 370 362 365 379 362

Escola Municipal Ivo Hering Rua Rui Barbosa N.° 321 Centro Seção Nº eleitores

37 38 39 40 41 42 85

389 389 378 372 374 380 367

Escola Municipal Ottomar Schwengber Rua Pernambuco Nº 1241 - Mimoso I Seção

Nº eleitores

43 44 45 46 47 48 49 50 71 77 89 98

393 393 393 390 389 384 394 392 391 393 399 139

Escola Munipal Amélio Gatto

Rua Teixeira de Freitas N.° 1020 - Santa Cruz Seção

Nº eleitores

51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 72 74 91

383 385 381 384 385 376 391 380 376 385 381 382 385 383 346

Escola Municipal São Francisco de Assis Vila Buriti Agronol Seção

Nº eleitores

63 64

344 28

Especial Escola Municipal Ivo Hering Rua Rui Barbosa N.° 321 - Centro Seção

Nº eleitores

65*

118

Escola Municipal Vânia Aparecida Santos Ribeiro Rua Ceará N° 993 Mimoso II Seção

66 67 68 69 70 76 82 88 96 100 103

Nº eleitores

393 396 393 394 394 389 400 400 385 348 20

Escola Municipal Cezer Pelissari Rua Baurú N.° 1169 Jd. Acácias Seção

73 79 83 90 97 102

Nº eleitores

396 397 399 399 365 37

Escola Municipal Aldori Luis Tolazzi Rua Cafarnaum N.° 622 - Santa Cruz

Seção

Nº eleitores

78 80 81 84 86 92 93

390 395 399 400 398 400 318

Escola Municipal Marlei Teresinha Pretto Rua A Quadra 2 Setores W3 e W4 Jardim das Oliveiras Seção

Nº eleitores

87

320

Escola Municipal Jardim Paraíso Rua Glauber Rocha, Qd 06, Lt 15 - Jardim Paraiso Seção

Nº eleitores

94

146

Escola Municipal Ângelo Bosa Avenida Ayrton Sena Qd. 14 a 17 - Santa Cruz Seção

Nº eleitores

95 99 101

385 342 326

FONTE: CARTÓRIO ELEITORAL DA COMARCA E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Eleitores vão escolher 5,3 mil vereadores a mais Agência Brasil

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

Nas eleições deste domingo, 7, serão elei tos 10,4% mais verea do res que em 2008. O aumento no número de vagas nas câmaras de Vereadores se deve à Emenda Constitucional 58, aprovada pelo Congresso, e que resultou em 5.390 novas cadeiras nos legislativos municipais. A emenda modificou a fórmula de cálculo da quantidade de vagas nos legislativos municipais e estabeleceu que, agora, elas variam de nove cadeiras para cidades com até 15 mil habitantes até 55 cadeiras para municípios com mais de 8 milhões de pessoas. Pelo novo cál cu lo, ape nas cinco municípios tiveram reduzido o número de vereadores que serão eleitos, enquanto 1.695 aumentaram o número de cadeiras. De acordo com o Censo 2010, o país tem 5.564 municípios. Proporcionalmente, os esta dos com municípios que mais criaram vagas foram o Pará (24,5%), Ceará (23,8%) e Maranhão (18,6%). Já os municípios do Tocantins foram os que menos criaram vagas, com aumento de apenas 2,7%.

De acordo com levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), dis pu tam as 57.434 vagas de vereador, em todo o país, 432.867 candidatos. As mulheres ainda são minoria entre eles, somando 31,5% das candidaturas. Ao todo, 296.810 homens disputam as câma ras muni ci pais, enquan to 136.057 mulheres são candidatas. O partido que mais tem mulheres disputando uma vaga em câmaras de vereadores é o PSTU, com 42%. O PCO, com 38,5%; o PCB, com 27,1%; e o PSD, com 29,9% são os que têm menos mulheres concorrendo. Os dois últimos partidos não estão aten den do às obri ga ções da legislação eleitoral, que estabelece cotas mínimas de 30% para um dos sexos. Em núme ros abso lu tos, São Paulo é o esta do com mais can di da tos a verea do res: são 75.160 ao todo. Minas Gerais segue em segun do lugar com 67.865. Já Roraima é o esta do com menos can di da tos em seus muni cí pios, com 1.508 pes soas con cor ren do às câma ras muni ci pais nas elei ções que ocor re rão em 7 de outu bro. ■

PROCURO APTO. OU CASA Procuro para alugar apartamemto ou casa mobiliado, com no minimo 2 quartos e demais dependencias. Bem localizado, em LEM; Aluguel por 4 ou 6 meses, no minimo. Tratar com Ari, pelo telefone 9161 9116.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

CIDADE

11

CANDIDATOS A VEREADOR POR ORDEM ALFABÉTICA Nome para Urna ADAILTON FERREIRINHA BORJÃO ADILSON NEGUINHO GONZAGA ADRIANA RECICLA AIR ALAIDIO ALBANO SARACURA PROFESSOR ALCINDO ALEX FANFARRA ALINE FERREIRA ALVINO DA PICK UP AMADOR ARAÚJO ANA CELIA ANA BARBOSA CARLINHOS CAPOEIRA ANTONIO MAGALHÃES ARISTON ARAGAO ARLINDO MINEIRO ZE DO PEIXE JARBAS BENITA DA FÉ CANDIDO TRILHA CARLA DA ARACRUZ CAROL TRIACA CASSIMIRO CICERO OLIVEIRA DOUTOR CLAUDIONOR CLEIDE BOSA CRISTINA BARRETO DAMIÃO DELANDIO OLIVEIRA IRMÃO DEUSDETE DIEGÃO DIOMAR CABO CARLOS DR. EDER EDITH EDIVAN DO TRIBUTOS MÃE NALVA BOLAÇHÃO EDSON JAMANTA ELIANA BETE PROFESSOR ELSON ELTINHO FIUZA ERIK CAFE ESTER SOUZA GARÇOM FABIANO FÁBIO ROCHA FABIOLA BONFIM FRACIENE OLIVEIRA FRANCIS FRANCISCO CHICA CHIQUINHO JUNIOR DA CIVIL GIL GERALDO MOTO BOY GILBERTÃO GILDO GILMAR CARDOSO GILSON SENA GIRSON KARECA GRAZIELY BRITO HELIO LIMA GRINGO KIKI DINHO GALEGO DOS TECLADOS IVETE ENFERMEIRA JACIRA JACO DA SAUDE JAIME DE OLIVEIRA JAKELINE DO NOVO PARANA JANETE DA SAÚDE JAQUELINE JEANNE JOÃO BATISTA JOÃO ALMEIDA

Nº do Candidato 44456 55222 36777 65222 70112 36000 12013 55555 14000 15100 14222 14016 44123 13333 20200 20444 13100 12171 20333 65000 22123 31111 36444 19000 12222 12789 44444 14024 12580 55610 17777 65535 70000 36333 31000 55012 15678 22789 65612 40456 17611 65111 13000 17890 65668 17000 11333 12100 14100 17321 36199 65444 12000 20888 44777 25000 11654 14133 55111 44555 55147 13999 13222 15222 25123 12456 14444 22345 43000 10110 20100 22456 19222 19333 20222 11234 55678 36456 10111 11888 22222 43333

Sigla do Partido PRP PSD PTC PC DO B PT DO B PTC PDT PSD PTB PMDB PTB PTB PRP PT PSC PSC PT PDT PSC PC DO B PR PHS PTC PTN PDT PDT PRP PTB PDT PSD PSL PC DO B PT DO B PTC PHS PSD PMDB PR PC DO B PSB PSL PC DO B PT PSL PC DO B PSL PP PDT PTB PSL PTC PC DO B PDT PSC PRP DEM PP PTB PSD PRP PSD PT PT PMDB DEM PDT PTB PR PV PRB PSC PR PTN PTN PSC PP PSD PTC PRB PP PR PV

Nº do Partido 44 55 36 65 70 36 12 55 14 15 14 14 44 13 20 20 13 12 20 65 22 31 36 19 12 12 44 14 12 55 17 65 70 36 31 55 15 22 65 40 17 65 13 17 65 17 11 12 14 17 36 65 12 20 44 25 11 14 55 44 55 13 13 15 25 12 14 22 43 10 20 22 19 19 20 11 55 36 10 11 22 43

Nome para Urna JORGE BARBOSA HOMEM DO CINTURAO FOGUINHO ZEZE DA FARMACIA NILDO CORUJINHA JUCA JUDITE CRESTANI ROSANA JUSARA FAEDO JUVENAL CANAÃ LECI OLIVEIRA SOUZA LEO DO PT KATERINE LUCIANO SANTOS CHIQUINHO LUIS RIBAS LUSENITA LU DA EDUCAÇÃO MADALENE MAECE MANOEL MOTO TAXI MANOEL MARCELO DA POLICIA CIVIL DR. MARCIO ROGÉRIO MARDONIO DELIAN DO POVO CORRINHA DO POVO EUDES DA CONTABILIDADE MARIAS FARIAS MARIA GORETTI LIA MARILENE COSTUREIRA MARILENE TECNOPEL MARIO MARI DE MORAES NEIDE NEY PROF. NESTOR NEUMA AGUIAR MANGA OLINDA RAMOS ONDUMAR MARABA PC SANTANA PAULINHO PAULO SERGIO PROFESSOR PEDRO PAULO ABREU PROFESSORA PERPETUA RAIMUNDO REGINALDO ZAGUE REGIS REINALDO FERREIRA REINALDO SENA RENILDO SINDICATO BISPO RICARDO JHONY SOUZA SAILA SANDRA MARTINI SANDRA LAUCH SANDRA SANTIL PASTOR SERGIO CÉSAR SIDNEI JERONIMO TEREZA LEITE THAYS GROMANN TIAGO GRAMACHO VALDERI DA REFORMA VALERIO VALTAIR FONTANA VANDER DA SAÚDE VANDERLEY BADOTTI VILMA RIBEIRO VITOR NETO VÔGA PELISSARI PASTOR VONEI GUINHO DA CONTEM DR. WILSON PROFESSOR WSCICLEITON

Nº do Candidato

Sigla do Partido

14111 14003 43123 15123 25333 12444 19999 22300 12123 14123 65123 14237 13199 55123 31222 17444 23123 14014 70222 13300 17123 13500 65823 45765 25555 15555 36222 65654 20234 14015 19998 11456 13013 17007 13456 25100 65777 11123 10222 40467 11000 12555 20111 12333 65555 14333 13133 70123 40123 70698 36123 11222 55623 19777 15015 65333 12345 20112 19997 22015 12111 22100 17888 10234 11111 55888 31234 11011 55777 36044 55789 13123 17500 27123 36144 25111 11444 20456 55000 14567 14212

PTB PTB PV PMDB DEM PDT PTN PR PDT PTB PC DO B PTB PT PSD PHS PSL PPS PTB PT DO B PT PSL PT PC DO B PSDB DEM PMDB PTC PC DO B PSC PTB PTN PP PT PSL PT DEM PC DO B PP PRB PSB PP PDT PSC PDT PC DO B PTB PT PT DO B PSB PT DO B PTC PP PSD PTN PMDB PC DO B PDT PSC PTN PR PDT PR PSL PRB PP PSD PHS PP PSD PTC PSD PT PSL PSDC PTC DEM PP PSC PSD PTB PTB

Nº do Partido 14 14 43 15 25 12 19 22 12 14 65 14 13 55 31 17 23 14 70 13 17 13 65 45 25 15 36 65 20 14 19 11 13 17 13 25 65 11 10 40 11 12 20 12 65 14 13 70 40 70 36 11 55 19 15 65 12 20 19 22 12 22 17 10 11 55 31 11 55 36 55 13 17 27 36 25 11 20 55 14 14 FONTE: TSE


12

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012 JOÃO PENIDO

O que pode e o que não pode nas eleições JO‹O PENIDO Da Oeste Comunicação uís Eduardo Magalhães terá lei seca – proibição de venda de bebidas alcoólicas – das 20 horas de sábado, 6, às 8 horas de segunda-feira, 8. Portanto, a proibição se mantém durante todo o domingo, 7, inclusive à noite, quando o nome do próximo prefeito municipal deverá ser conhecido. O vencedor deve cuidar para que não sejam consumidas bebidas alcoólicas durante provável comemoração com seus correligionários. A Polícia Militar está encarregada de coibir a venda de bebidas alcoólicas, inclusive por ambulantes que levam caixas de isopor com cervejas para locais onde há aglomerações de pessoas. Esta foi uma das recomendações feitas pelo juiz eleitoral Pedro Rogério Castro Godinho e pelo promotor eleitoral Ícaro Bezerra para cerca de uma centena de candidatos a vereador, fiscais de coligações e cabos eleitorais que foram ao auditório do Sindicato Rural para ouvir orientações em relação tanto ao dia da eleição quanto aos dias que a antecedem. Também estavam presentes o comandante e o sub-comandante da Cipe Cerrado, major Camilo Uzêda e capitão Geovani. Comícios só puderam ser realizados até esta quinta-feira, 4. Carreatas ocorrerão nestas sextas, 5, e sábado, 6. Por sorteio realizado na presença de representantes das coligações, na sede do Fórum, também na terça-feira, 2, ficou definido que nesta sexta-feira o prefeito Humberto Santa Cruz, candidato à reeleição, realizará carreata partindo do Posto Paraíso até o Santa Cruz, a partir das 17 horas, e o can-

L

Dez milhões de baianos aptos a votar Da Assessoria de Imprensa do TRE/BA A Bahia é o 4º estado do país com maior número de eleitores. Nessas eleições, 10.110.122 eleitores estão aptos a votar em todo o Estado. Desse total, 4.861.806 são homens e 5.240.652 são mulheres. Os dados

didato Oziel Alves de Oliveira, no Centro, das 16 às 20 horas. No sábado inverte-se a ordem. Humberto realiza carreata que sairá às 15 horas do Jardim das Acácias, terminando no Centro, e Oziel, no Santa Cruz. A regra estabelecida foi que os candidatos não poderiam realizar carreatas do mesmo lado da BR 020/242 e que não poderiam cruzá-la, devendo percorrer apenas bairros do mesmo lado da rodovia. O candidato da Terceira Via, Jaime Cappelleso, realizará apenas caminhadas, na sexta-feira, a partir das 16 horas, e no sábado, das 8 às 11h30, ambas no Santa Cruz.

JUIZ Pedro Godinho e promotor ícaro Bezerra prestam escalarecimentos a candidatos Propaganda. A propaganda em jornais e na internet termina nesta sexta-feira, 5. Todas as placas e cartazes de candidatos devem ser retirados até às 22 horas de sábado, véspera da eleição. A multa para o candidato que não retirar suas placas e cartazes neste prazo é de R$ 2 mil a R$ 8 mil. Pinturas eleitorais em paredes de casas podem permanecer no dia da eleição. Há prazo de cinco dias após a eleição para serem removidas. A utilização de carros de som termina também às 22 horas de sábado. No domingo, 7, não será tolerada nenhuma propaganda. Santinhos, adesivos e broches não poderão ser distribuídos. Qualquer propaganda, e não apenas a “boca de urna” será considerada crime eleitoral. Os que infrigirem a lei estarão sujeitos a pena de prisão de seis meses a um ano e ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil a R$ 15 mil. Perturbar o trabalho eleitoral nas sessões também é crime. Fiscais só poderão entrar nas sessões eleitorais portanto apenas um crachá padrão de identificação. Não poderão usar camisetas, bonés ou broches

refletem o perfil do eleitorado baiano cujos números, já consolidados, estão acessíveis a todo o público no campo “Estatísticas” do site do Tribunal Regional Eleitoral (TREBA), acessado pelo menu “Eleições”. Os números podem ser consultados também na compilação de informações das Eleições 2012, produzida pela Assessoria de Comunicação do TRE-BA. Nesse pleito, o número de eleitores analfabetos será um pouco menor, comparado às eleições municipais de 2008. Há quatro anos, o grupo era de 3.361.340 pessoas, diminuindo em 2012 para 3.289.191.  Já os índices dos que tiveram acesso à educação escolar e estão inclusos nos níveis dos ensinos fundamental, médio e

com propaganda de candidatos. Qualquer manifestação de eleitores só será admitida se for “individual e silenciosa”. Por exemplo, um eleitor poderá entrar em uma sessão eleitoral com bandeira de candidato, mas não poderá agitá-la para chamar a atenção dos demais.

Compra de votos. Uma grande preocupação manifestada pelo juiz e pelo promotor foi em relação à compra de votos. Eles advertiram que o candidato flagrado em tentativa de compra de voto poderá até ser eleito, mas não assumirá o cargo e ainda ficará inelegível por oito anos. Os candidatos não poderão fornecer benefícios como vales ou refeições, nem distribuir camisetas, nem transportar pessoas. Dar carona é possível, mas só para parentes. Caminhonetes e caminhões não poderão circular com ninguém na carroceria. Carros com propaganda eleitoral não poderão ficar circulando pela Cidade. Admite-se apenas que um superior completo e incompleto cresceram para 6.806.149. Antes, eles eram 5.775.387. De acordo com os dados, em relação à evolução do eleitorado por estado civil, os solteiros são maioria - 7.686.612 pessoas -, seguido pelos casados, 2.211.019. Divorciados, separados judicialmente e viúvos somam 187.898. O número de jovens de 16 e 17 anos aptos a comparecer às urnas é de 270.756. Eleitores com idade de 18 a 69 anos, totalizam 9.129.891. Idosos com mais de 70 anos chegam a 709.453 eleitores.

Municípios. Os dados do TRE baiano são replicados nacionalmente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e destacam Salvador

candidato vá com seu carro até a sessão eleitoral para votar e se retire rapidamente. Não será permitido deixar carro com propaganda eleitoral estacionado por horas em frente a sessões eleitorais. Carros que contenham propaganda também não poderão ficar circulando pela Cidade. Os carros que infrigirem essas normas serão apreendidos e levados à Delegacia de Polícia. Só poderão ser retirados pelos proprietários, se estiverem com toda a documentação em dia e com os impostos pagos. O transporte irregular no dia da eleição é crime, com pena de quatro a seis anos de prisão. O juiz Pedro Godinho chegou a ironizar a bondade que candidatos costumam manifestar no dia da eleição. “De repente, o espírito de madre Teresa de Calcutá ou Mahatma Gandhi baixa em todo mundo. Deixem as bondades para depois da eleição”, disse. Ele informou que já pediu a abertura de dois inquéritos na Delegacia de Polícia para apurar episódios de compra de votos.

como o município da Bahia com maior número de eleitores, 1.881.544. Em segundo lugar está Feira de Santana, 373.753, e em terceiro, Vitória da Conquista, 215.299. Lajedinho, localizado a 355 km de Salvador, é o local com menor número de eleitores do estado, 3.027. A Seção de Informações Eleitorais, ligada à Coordenadoria de Cadastro Eleitoral, coletou também dados referentes às estatísticas de atendimentos de requerimentos de alistamento eleitoral (RAE). Em 2012, 824.269 atendimentos foram realizados, sendo 86.898 na Capital e 737.371 no interior. Os serviços prestados tratam de 422.370 alistamentos, 207.952 transferências, 149.163 revisões e 44.784 emissões de 2ª via.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

CIDADE

13

FOTOS DE LUCIANO DEMETRIUS

SOB SOL FORTE, frequentadores ficaram à sombra de tendas e de lanchonete. A maior parte preferiu se refrescar nas águas do balneáreio.

Balneário é aberto ao público LUCIANO DEMETRIUS Da Oeste Comunicação

F

oi aberto ao público na tarde de sábado, 29 de setembro, o Balneário Alcides Trento Júnior, ao lado do Rio de Pedras, na BR 020. No local há três lanchonetes (que ainda atendem em espaços improvisados) e três lojas de artesanato, que ainda não foram abertas ao público. Há ainda duas quadras de futebol, duas de vôlei de areia, seis churrasqueiras e banheiros. A Prefeitura realizou a obra com recursos da Caixa Econômica Federal, no total de R$ 454 mil. No início da tarde de domingo, 30, o público se protegia do sol forte embaixo das árvores, na área gramada de um hectare, ou sob as tendas próximas às barracas de comidas e bebidas. A banda Mulek Travesso se apresentava em um palco improvisado, tocando um repertório com sucessos do pagode, axé, sertanejo e pop rock. Apesar de várias mesas terem sido colocadas próximas ao palco, entre uma das lanchonetes e uma das quadras de futebol de areia, o público preferiu ficar à distância, sob as tendas de lanchonetes ou de barracas para fugir do forte calor. Casal. O classificador de grãos Joel Freire e sua esposa, a telefonista Fleide Almeida, estavam com as filhas Pâmela, de um ano e nove meses, e Paloma , de sete meses, que brincavam à sombra de uma das árvores próximas a uma das lanchonetes. O casal frequenta o Rio de Pedras há três anos. Agora, com a inauguração do balneário, leva as filhas devido às instalações do local, que garantem mais conforto e segurança. “Antes, as pessoas ficavam somente na parte oposta do rio, próximo ou embaixo das barracas que vendem bebidas. Era muita aglomeração, principalmente nos dias de calor”, disse leide. “Agora, você tem mais opções para ficar o dia todo. Aqui,

temos como trazer as filhas, deixá-las correr, brincar e também nos divertir com elas e ainda descansar embaixo das árvores”, disse Joel. Uma das que se protegia do sol e curtia a banda era a atendente Rayane Guimarães, que estava em companhia de amigos, em uma mesa sob a tenda de uma barraca de bebidas. “O balneário é mais uma opção de lazer para se divertir nos dias de folga. O local está melhor porque tem mais espaços que permitem nos reunirmos com amigos. E o melhor, é de graça”, disse Rayane, que prefere ir ao balneário após o almoço, “porque antes disso é muita gente para disputar uma churrasqueira”. Há seis churrasqueiras no local. Em uma das lanchonetes, a maioria dos clientes dividia-se entre usufruir as opções do cardápio e dançar ao som da banda. No local são vendidas bebidas (cervejas, drinks, refrigerantes e água mineral), carne de sol com mandioca, frango a passarinho, batata frita, caldos (de carne e de frango), salgadinhos em pacotes e doces e peixes como dourado, piranha e pacu (moqueca ou fritas). “As vendas estão dentro das expectativas. A correria é grande para atender aos pedidos, mas pelo cliente e pela alegria do local a nossa equipe nem reclama do esforço que faz”, disse Valnei Martins França, proprietário do espaço, que ainda funcionava somente no balcão externo. “Os pratos à base de peixe são os mais procurados”, informou. Churrasco.O auxiliar de serviços gerais Paulo Sérgio Marchado Barbosa não encontrou espaço disponível para fazer o churrasco com os amigos Francisco Pedroso, Francisco Pedroso Júnior e Wagner de Oliveira da Silva, mas nem por isso desanimou. “Chegamos aqui já depois das 13h30 e como não encontramos nenhum local disponível, foi preciso dar um jeito de montar uma churrasqueira em cima da hora’”, disse. “Garanto que a carne está ótima e

O CASAL Joel e Fleide com as filhas Paloma e Pâmela

RAYANE Guimarães

que não estamos sujando nada”, disse. O grupo de amigos é de Barretos (SP) e está em Luís Eduardo para atuar nas obras de sinalização de trânsito. O responsável pelo churrasco era Francisco Pedroso, que elogiou a Cidade: “Sem dúvida Luís Eduardo é uma das melhores

cidades que visitamos entre as que estão em crescimento no Brasil. Como trabalhamos com empresa terceirizada, viajamos muito e não vimos um lugar tão acolhedor e com tantas perspectivas quanto Luís Eduardo”. ■

VALNEI França


14

CIDADE

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012 FOTOS DE PEDRO CALLEGARI

Com sinais, trânsito muda em vias no Centro DA REDAÇ‹O DE OESTE SEMANAL Com a sinalização de trânsito implantada pela Prefeitura no Centro da Cidade, ruas e avenidas tiveram sentido de trânsito de veículos alterado e muitas delas passaram a ter mão única. A mudança começou com a colocação de placas de sinalização e a instalação de sinais de trânsito em cruzamentos. A fase de teste iniciou-se na quartafeira, 3, com motoristas ainda não observando as mudanças. A partir da próxima semana, a Prefeitura intensificará a campanha educativa sobre as mudanças. O engenheiro Rafael Freire e o técnico em trânsito Reginaldo Souza, do Detran do Estado, monitoram as mudanças.

Mão única. Passaram a ter mão única as seguintes vias, da

BR no sentido Centro: Pará, Paraíba e Piauí. Do Centro no sentido da BR: Mato Grosso, Paraná, Pernambuco e Rondônia. Paralelamente à BR, terão mão única, no sentido Barreiras, a José Cardoso de Lima e a Rui Barbosa. No sentido Brasília, a Clériston Andrade e Castro Alves. Os trechos das vias em mão única ocorrem em quadrilátero formado pelas avenidas JK, Salvador, Barreiras e Brasília.

Sinais. Os sinais de trânsito foram instalados nos cruzamentos da Rua Paraíba com as ruas José Cardoso de Lima, Clériston Andrade e Castro Alves; da Rua Paraná com Clériston Andrade e Castro Alves; da Rua Pará com a José Cardoso de Lima; da Mato Grosso com Clériston Andrade. PREFEITURA MUNICIPAL

OS PRIMEIROS quatro apartamentos do Minha Casa, Minha Vida já com paredes, no Solar dos Buritis.

Moradias populares começam a ser erguidas DA REDAÇ‹O DE OESTE SEMANAL s paredes dos quatro primeiros apartamentos do Minha Casa, Minha Vida, em Luís Eduardo Magalhães, já podem ser vistas no loteamento Solar dos Buritis, ao lado do novo aeroporto. “Estamos com alicerce pronto para 128 unidades e concluindo base para outras 124”, disse Jailton José dos Santos, mestre geral de obras da Atrium Construtora, encarregada da construção de 500 unidades habitacionais na primeira fase e de outras quinhentas na fase II. As moradias serão destinadas a famílias de baixa renda, com subsídios de até 90% do valor. A construção das mil habitações populares foi conquistada pelo prefeito Humberto Santa Cruz em dezembro do ano passado, quando da adesão da Bahia ao programa Minha Casa, Minha Vida 2, que garantiu ao Estado a construção de 160 mil residências em 55 municípios até o final de 2014.

As unidades em Luís Eduardo terão 48 metros quadrados, com sala, cozinha, dois quartos e banheiro. São construídas em dois andares, em dois conjuntos de oito apartamentos, formando bloco de 16 oito no primeiro piso e oito no segundo.

A

VERSILENE PONTEL Naquela ocasião, o prefeito fizera reivindicação de 3 mil unidades. É provável que a Cidade seja beneficiada com pelo menos mais mil, além das mil conquistadas. O pedido das 3 mil está em análise na Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur), que avalia as reivindicações das prefeituras e as encaminha à Caixa Econômica Federal, financiadora do Minha Casa, Minha Vida.

Rapidez. Como a maior parte da base já está pronta, a obra ganhará ritmo acelerado a partir de agora. Bloco de oito unidades pode ficar pronto em apenas quatro dias, segundo o mestre de obras Jailton. Mais operários serão incorporados à obra a partir da próxima semana, segundo informou a gerente administrativa Versilene Pontel. Dos 25 atuais a Atrium passará o número para 70. Todo o projeto dos mil apartamentos custará R$ 50 milhões, incluindo instalação de rede de esgoto, drenagem e asfaltamento e áreas de esporte e lazer. A construção dos apartamentos é de qualidade, com paredes de concreto.■

SINAIS em funcionamento na esquina das ruas Paraíba e Clériston Andrade.

PEDIDO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO AGROSUL MÁQUINAS LTDA., inscrita no CNPJ nº 40.512.337/0001-00, com sede a Av. Dioclécio Severino Ramos, 224, Bairro Jardim Primavera - Luis Eduardo Magalhães, torna público que requereu à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, LICENÇA SIMPLIFICADA e LICENÇA DE OPERAÇÃO, conforme processos ambientais nº 201200358/TEC/LS-012 e 2012-0050/TEC/LO-007. A DIREÇÃO.

BASE para conjuntos de 128 moradias está pronta; para outras 124, em fase final.


AGRONEGÓCIO

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

15

FOTOS DE HENRIQUE CABELO

Paolinelli critica Código Florestal ao ser homenageado JO‹O PENIDO

do território, muito mais do que qualquer país do mundo, inclusive os Estados Unidos e os da Europa, onde muitos plantam até às o ser homenageado na noite de sexta- margens dos rios, sem, no entanto, degradáfeira, 28, com a inauguração de um los. “O Brasil produz 180 milhões de tonelabusto seu na sede do Sindicato dos das por safra; os Estados Unidos, com pratiProdutores Rurais de Luís Eduardo camente o mesmo território que o Brasil, Magalhães, por ter sido um dos responsáveis produzem três vezes e meia mais, pois lá os pela abertura do cerrado brasileiro à agricul- produtores já abriram tudo” (todas as áreas tura, transformando-o em nova fronteira que podiam ser abertas), disse. agrícola do país, ainda na década de 70 (no Durante a homenagem, Vanir Kölln fez Oeste da Bahia, na década de 80), o ex-mi- longa explanação, que também durou 40 nistro da Agricultura Alysson Paolinelli fez minutos, sobre a atuação de Paolinelli em dura crítica ao novo Código Florestal, à falta prol do agronegócio – termo que Kölln não de segurança jurídica no campo e à falta de considera apropriado, e que, a seu ver, deveestratégias do Governo para o desenvolvi- ria ser substituído por “cadeia produtiva” -, mento da agropecuária. desde a formatura como engenheiro agrôno- É uma vergonha para um país que tem a mo na Escola Superior de Agricultura de Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Lavras, em Minas Gerais, da qual foi profesAgropecuária) ver a presidente da República sor e diretor, até o Ministério da Agricultura, impor goela abaixo do Congresso as mesmas após exercer, por três vezes, o cargo de secreregras, germinadas em gabinetes com ar tário de Agricultura de Minas. refrigerado e em ONGs internacionais, para Paolinelli também foi deputado federal biomas tão diversos – disse o ex-ministro do por Minas Gerais, eleito em 1986 e integrou a Governo Geisel (de 1974 a 1979), acrescen- Assembleia Nacional Constituinte de 1987tando que, “proibiram a Embrapa de se 1988. Foi presidente da Confederação manifestar” (sobre o novo Código). Nacional da Agricultura (CNA), de 1987 a Sem entrar em detalhes, Paolinelli, que foi 1990. Em 2006, recebeu o World Food Prize responsável pela estruturação da Embrapa, (Prêmio Mundial da Alimentação, consideracriada em 1973, um ano antes de ele assumir do “o Nobel da Agricultura”), como uma das o Ministério da Agricultura, personalidades que contridisse que o país “trava uma buíram para o aumento da discussão horrenda dos prooferta mundial de alimentos. blemas ambientais” e conclaAtualmente, Paolinelli é “O produtor só é mou os 470 presentes à presidente-executivo da bem sucedido homenagem que assinaram a Associação Brasileira de lista de presença a se unirem Produtores de Milho da por teira para para “enfrentar novos desa(Abramilho). Mineiro de dentro. É precifios e, juntos, estabelecermos Bambuí, ele tem fazenda em so nos organinovas lutas para que o Brasil Baldim, município do Oeste continue a dar ao mundo os de Minas Gerais que tinha zarmos melhor alimentos de que precisa”. apenas 8 mil habitantes no politicamente.” De acordo com Paolinelli, Censo de 2010. Ele é um os produtores são eficientes e entusiasta da técnica de probem sucedidos da porteira dução sustentável para dentro, mas derrotados “Integração Lavourada porteira para fora. “Temos tecnologia e Pecuária-Floresta (iLPF)”, que contribuiu conhecimento suficiente para competir com para a preservação do meio ambiente. Sua qualquer agricultura do mundo e uma classe fazenda também aderiu ao Programa ABC empresarial ativa e inovadora. Mas o produ- (Agricultura de Baixo Carbono) do tor brasileiro só é competente da porteira Ministério da Agricultura, que concede para dentro. É preciso nos organizarmos financiamentos a baixo custo aos produtores melhor politicamente”, disse. para que adotem técnicas visando a redução O que o Brasil mais precisa, a seu ver, é de das emissões de gás carbônico. competitividade. Referindo-se ao Oeste baiaKölln lembrou que em 1973 ocorreu a prino, Paolinelli disse que a região tem ainda meira crise do petróleo, quando, durante a muito a fazer. “Vocês desenvolveram aqui guerra do Yom Kipur, a Organização dos tecnologia própria, transformando o cerrado Países Produtores do Petróleo (Opep), que já mais árido em um celeiro. Não podemos detinha 2/3 das exportações mundiais de parar por aqui”, afirmou, ao encerrar palestra óleo bruto, reduziu as exportações e aumende 40 minutos em que relembrou episódios tou enormemente o preço do produto, como de sua trajetória profissional. medida de retaliação aos países pró Israel. O presidente do Sindicato dos Produtores Entre outubro de 1973 e março de 1974, o Rurais, Vanir Kölln, disse a Oeste Semanal, preço do petróleo aumentou 400%, desestaapós a solenidade, que a crítica de Paolinelli bilizando a economia por todo o mundo. Em ao Código Florestal tem a ver, sobretudo, 1975, acrescentou, os preços dos combustícom a preservação ambiental nas margens de veis praticamente inviabilizavam a atividade rios. “Aqui no Oeste, onde a argila no solo dos produtores rurais, que utilizavam óleo atinge média de 23%, a preservação deve ser diesel. Paolinelli, destacou, conseguiu que o feita em 15 metros, mas em Maringá, no Governo brasileiro passasse a subsidiar o Paraná, por exemplo, onde a média é de 73%, preço do adubo em 40%, de forma a compenbastariam 5 metros”. De acordo com Kölln, o sar o prejuízo dos agricultores e viabilizar a Brasil já tem a legislação ambiental mais produção. avançada do planeta e preserva mais de 60% Kölln contou que nesta época trabalhava

Da Redação de Oeste Semanal

A

ALYSON PAOLINELLI fala a produtores rurais durante homenagem recebida do Sindicato Rural visava desenvolver os cerrados no setor de contabilidade da para se abastecer de soja, como Coopervale (hoje Cevale), cooalternativa ao fornecimento dos perativa agrícola de Palotina, no Estados Unidos, que haviam Oeste do Paraná. Ele relatou que imposto severas restrições às um agricultor local que plantava exportações, obrigando os japo6 hectares e utilizava um saco e neses a sair em busca de outros meio de adubo por hectare, havia fornecedores. Além da contricomprado da cooperativa, mas buição tecnológica da Embrapa, ainda não havia pago, 10 sacos de o aporte de capital japonês foi adubo. “Ele guardava aqueles essencial para iniciar a agriculdez sacos como um tesouro e, tura no cerrado, que recebeu com o subsídio, teve que pagar grande incentivo do governo somente seis sacos, economizanfederal a partir de 1975, quando do cerca de R$ 300, o que na VANIR KÖLLN Paolinelli era o ministro da época era muito dinheiro”, disse. Agricultura. O Prodecer estruApós a solenidade, Kölln confidenciou que esse agricultor era um tio seu, turou-se em etapas, incorporando uma área Auri Kölln, já falecido, cuja propriedade fica- total de 350 mil hectares nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato va na localidade Vila Florestinha. Grosso do Sul, Bahia, Tocantins e Maranhão. Ocupação do cerrado. O presidente do Prêmios e presenças. Durante a homenaSindicato Rural destacou ainda a contribuição de Paolinelli, desde quando foi secretário de gem a Paolinelli, o Sindicato realizou sorteio Agricultura de Minas, a programas que permiti- para premiar quatro entre os 292 agricultores ram a ocupação dos cerrados, como o que contribuíram para a construção de sua Polocentro (Programa de Desenvolvimento dos sede e do Centro de Treinamento, inauguraCerrados), criado em 1975, para o desenvolvi- dos há um ano e meio, em março de 2011. O mento e a modernização das atividades agrope- primeiro prêmio, um conjunto de agricultura cuárias da região Centro-Oeste e do oeste de de precisão oferecido pela indústria Montana Minas Gerais, e o Prodecer (Programa de Agriculture, com sede em São José dos Cooperação Nipo-Brasileira para Pinhais (PR), no valor de R$ 38 mil, saiu para Desenvolvimento dos Cerrados), criado em Gilmar Hoff. O segundo prêmio, e o único adquirido pelo Sindicato, um carro Corsa, 1978. Conforme relato do ex-diretor da saiu para Deoclides Colombo, da Fazenda Cooperativa Agrícola de Cotia (CAC), Renascer, em Barreiras, que não estava preAmérico Utumi, ao jornal O Estado de São sente; o terceiro, uma distribuidora de aduPaulo, as primeiras ocupações dos cerrados bos, saiu para Adriano Janjar; e o quarto, uma ocorreram em Minas Gerais, no município de grande de arresto, para Arlei Machado. Estiveram presentes à solenidade, entre ouSão Gotardo. “A CAC instalou ali, em 1973, cem cooperados nikkeis, numa época em que tros, o pecuarista Almir Moraes, proprietário valia o ditado: Terra de cerrado, só dado ou da Captar Confinamento, recentemente inauherdado”, disse. Os cultivos iniciais eram gurada em Luís Eduardo Magalhães, o emprecafé, soja e milho. “O Instituto Brasileiro do sário Jair Francisco, sócio da Jaraguá Bahia Café não quis financiar os primeiros plantios, Máquinas e Implementos Agrícolas, a presipois achava que era coisa de louco produzir dente da Associação Baiana dos Produtores de café no cerrado”, lembra Utumi. “Tivemos o Algodão e diretora de Marketing do Sindicato, apoio do então secretário de Agricultura de Isabel da Cunha, os produtores Moacir Hope, Minas Alysson Paulinelli, que, quando virou Alceu Vicenzi e Odacil Ranzi, o secretário de Agricultura de Barreiras, Celito Breda, e o ministro, incentivou o Prodecer”. ■ O Prodecer foi financiado pelo Japão, que deputado federal Oziel Oliveira.

TRANSPORTES

COMERCIALIZAÇÃO E TRANSPORTE DE GESSO AGRÍCOLA E CALCÁRIO. TRANSPORTE DE ALGODÃO E SOJA. (77) 3628-2317 transcerrado@uol.com.br

(77) 3628-0324 comercial@transcerrado.com.br


16

VARIEDADES

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

VE¸CULOS

PEUGEOT 308 THP CHEGA AO PAÍS EM NOVEMBRO PEUGEOT.COM.BR

RAFAELA BORGES/AE

O

s órfãos do finado Volkswagen Golf GTi terão, a partir de 5 de novembro, um motivo para comemorar. Ou, pelo menos, para ficar mais felizes. Nessa data as concessionárias Peugeot do País passam a vender o 308 THP, o mais próximo de um hatch com apelo esportivo oferecido no Brasil nos últimos anos. Ainda não há informações sobre preços, mas a tabela deve ficar em torno dos R$ 70 mil. O carro feito na Argentina não tem aquela pegada temperada do Golf - ante as versões do 308 vendidas até agora, não há mudanças na suspensão, por exemplo. Mas, quando o assunto é acelerar, seu desempenho é imbatível diante dos rivais. O destaque é o motor 1.6 turbo a gasolina de 165 cv, fruto da parceria entre PSA Peugeot Citroën e BMW. O câmbio é automático sequencial de seis marchas. A versão THP representa um salto de qualidade, velocidade e prazer ao dirigir em comparação com as versões com o 2.0 flexível (até 151 cv) e o câmbio automático de quatro marchas. Como a opção de topo do 308, Feline, tabelada a R$ 65.990. Além da alta potência, o quatro-cilindros tem bom torque de 24,5 mkgf a 1.400 rpm, o que se traduz em muito impulso quando se pisa com força no acelerador. A transmissão,

FICHA TÉCNICA PEUGEOT 308 THP

Preço sugerido Motor Potência (cv) Torque (mkgf) Câmbio 0 a 100 km/h Porta-malas Peso

R$ 70 mil 1.6, turbo, 4 c., 16V, gas. 165 a 6.000 rpm 24,5 a 1.400 rpm Automático, 6 marchas 8,3 segundos 354 litros 1.342 quilos

PRÓS TREM DE FORÇA Motor 1.6 turbo tem bom torque em baixa rotação e, junto com o câmbio, garante ótimo desempenho e prazer de guiar. CONTRAS SUSPENSÃO O conjunto deixa o carro muito diver tido em cur vas, mas é barulhento, principalmente ao passar sobre pisos irregulares. FONTE: PEUGEOT

Peugoet 308 THP com opções de trocas manuais (na própria alavanca) é rápida, precisa e se comporta com suavidade em condução mais mansa. Bem diferente dos trancos da irritante caixa de quatro marchas, que, ainda por cima, é um tanto confusa na hora de efetuar as mudanças. A suspensão é bem ajustada para encarar curvas, situação em que o 308 THP se com-

SPIN, DA GM, E C3 PICASSO, DA CITROEN, VENCEM IDEA, DA FIAT LUÍS FELIPE FIGUEIREDO/AE O segmento de monovolumes, que estava sem grandes novidades no País nos últimos tempos, ficou mais agitado. A Chevrolet lançou o Spin e a Citroën colocou o novo motor 1.5 de até 93 cv no C3 Picasso. Os resultados vieram em seguida, especialmente no caso do substituto de Meriva e Zafira, que tem obtido números expressivos de vendas. Colocamos os dois novatos frente a frente com o Fiat Idea, o monovolume mais vendido do País (o Honda Fit está mais para hatch) em dois momentos: nas versões de entrada e de topo. Nas de base, a configura-

ção GL do Citroën C3 Picasso, tabelado a R$ 45.600, enfrentou o Idea Attractive, que, a R$ 42.370 vem com o 1.4 de até 81 cv. O Spin traz o quatro-cilindros 1.8 de até 108 cv e, na versão de topo, LTZ, tem preço sugerido de R$ 55.840 com o câmbio automático de seis marchas, que é opcional. Ele encara o Idea Essence 1.6 (117 cv) com a caixa automatizada Dualogic, a R$ 47 130. E as duas novidades surpreenderam, derrotando a veterana em suas respectivas divisões. Entre as de entrada, o C3 Picasso venceu com maior folga. O modelo fabricado em Porto Real (RJ) foi melhor em aspectos como desempenho, favorecido pelo motor

porta com desenvoltura e mostra que é bom de guiar. Porém, o conjunto é um tanto barulhento, principalmente em pisos irregulares. Aliás, nesse tipo de superfície (principalmente em paralelepípedos), é comum o volante dá contragolpes.

No acabamento, o THP é o melhor do segmento no mercado brasileiro. Completo, inclui itens como o belo teto solar panorâmico e navegador GPS. De itens visuais exclusivos há as rodas pretas e os retrovisores externos pintados na cor grafite.

12 cv mais forte e de torque superior, equipamentos e qualidade da suspensão. Apesar de sensível quando sobre piso irregular, o conjunto é mais bem acertado que o do mineiro Idea, muito macio. A carroceria do Fiat se inclina bastante em curvas, característica presente em todas as suas versões. Nas opções mais sofisticadas a disputa foi bem acirrada. O Chevrolet Spin, feito em São Caetano do Sul, no ABC paulista, faturou a parada por apenas dois pontos por ser mais agradável de guiar, ter peças de manutenção mais em conta e oferecer maior espaço para bagagens. Essa é uma das vantagens de ter sido desenvolvido tendo a Zafira como "molde".

O Idea também tem suas qualidades. Uma das principais é a relação custo-benefício. Ser mais em conta não faz do Fiat um carro "pelado". Ele oferece boa combinação de itens de série ( já na Attractive há freios ABS, dois air bags e direção hidráulica, entre outros). Na configuração de topo, considerando a diferença de R$ 8.710 entre os modelos, a vantagem é maior. Outro diferencial é ter, na versão Essence, o motor mais potente - e um dos mais modernos - entre esses rivais. Por falar em propulsor, este é um dos destaques do Citroën, que mostra mais agilidade que o Idea Attractive no trânsito urbano. Falta fôlego ao Fiat em sua opção de entrada.

FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA

SPIN LTZ

IDEA ESSENCE

PRÓS SUSPENSÃO Bem acer tada, é confor tável e filtra bem as irregularidades do piso. A direção tem boa resposta e a estrutura transmite solidez.

PRÓS CUSTO-BENEFÍCIO Bom motor (o mais potente, com até 117 cv abastecido com etanol) e lista recheada de itens de série fazem dele uma boa opção.

CONTRAS ESPAÇO Para um veículo desse porte e categoria, acomodação deixa a desejar. Joelhos de quem vai atrás raspam nos bancos dianteiros.

CONTRAS CÂMBIO Caixa Dualogic dá trancos nas mudanças e às vezes não obedece o motorista. Melhoraria com a Plus, mas não há previsão para este ano.

FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA

C3 PICASSO GL

IDEA ATRACTIVE

PRÓS PACOTE Bem acabado e equipado (há ar-condicionado entre itens de série) tem motor adequado para o uso urbano: conjunto é atraente.

PRÓS TABELA Preço inicial de R$ 42.370 é o menor desse trio. Posição de dirigir, embora não seja per feita, é melhor que a do C3 Picasso.

CONTRAS POSIÇÃO DE GUIAR Apesar dos ajustes de altura e distância do volante, é difícil achar boa posição. Franquias do seguro são mais altas que as dos rivais.

CONTRAS SUSPENSÃO Com acer to muito macio, faz a carroceria inclinar em demasia nas cur vas, o que transmite insegurança para o motorista.


Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

VARIEDADES

17

TECNOLOGIA

CLUBES DE ELETRÔNICA SE ESPALHAM PELO PAÍS WWW.LINKEDIN.COM

MURILO RONCOLATO/AE

F

elipe Sanches era mais um entre os jovens estudantes de engenharia da Universidade de São Paulo (USP). E o privilégio de estudar na universidade mais bem conceituada do País virou uma decepção. As aulas o desmotivavam e havia muita burocracia para usar os laboratórios. Ele já considerava abandonar a graduação. Um dia, um professor o impediu de continuar seu projeto de desenvolver uma máquina de pinball completa: "Aqui a gente não faz brinquedo!", lhe disse o professor. Foi a gota d’água. Felipe largou o curso, viajou para os Estados Unidos e, em São Francisco, conheceu um espaço cheio de pessoas usando equipamentos típicos de oficinas ou fábricas, destruindo e criando todo tipo de coisa. Era o Noisebridge, um dos principais grupos do mundo que reúne interessados em eletrônica e programação - conhecidos como hackerspaces. "Quando vi aquilo, pensei: ‘Isso é tudo o que a USP não é’. No hackerspace, o modelo é anárquico e ninguém precisa de autorização para fazer as coisas", relata. Sanches, hoje com 28 anos, passou ainda pela Europa e, no fim, havia conhecido 15 lugares como aquele. Quis trazer a ideia para o Brasil. Meses depois, nascia o Garoa Hacker Clube, o primeiro hackerspace do Brasil, inspirando outras duas dezenas de grupos que surgiriam depois. Hackerspaces, literalmente, são espaços hackers. Na prática, funcionam como um local independente que oferece todo tipo de equipamento - de mecânica, eletrônica e marcenaria. Associados pagam periodicamente uma taxa para usar livremente o espaço. O local pode ser uma garagem no Rio de Janeiro ou um enorme galpão do meio de Viena, na Áustria. Há hackerspaces com qua-

acelerando uma ideia de comtro membros, como o partilhamento de conhecimento Fundação.cc, da zona leste de "hacker" que chegaria ao seu São Paulo, e outros com cerca de auge com a internet. 450 associados, caso do C-base, Daniel Quadros, de 53 anos, de Berlim, inaugurado em 1995. acompanhou essa história. O C-base começou com sete Engenheiro eletrônico de formapessoas, em um cômodo decoração, começou a frequentar do com elementos de ficção alguns encontros na Escola científica de um flat alugado. Politécnica da USP que acabaDez anos depois, eles se mudaram dando origem ao Garoa, do ram para um espaço com pouco qual faz parte desde a fundação. mais de 700 m2 que imita uma "Antes era comum as pessoas nave espacial, com um grande fazerem coisas em casa. Depois a salão para eventos, um bar (que Felipe Sanches indústria começou a fornecer ajuda a equilibrar as contas), além de um espaço externo para churrascos. aparelhos domésticos por um preço menor e, Eles também organizam desde aulas e expo- com isso, diminuiu o número de ‘hobbistas’", diz ele. "Mas esse gosto está voltando. Às sições de arte a festas à fantasia. O porta-voz do C-base, que prefere se vezes não fica tão bonito quanto o (eletrôniidentificar pelo seu apelido E-punc, se diz co) da fábrica, mas foi a gente que fez." Dado Sutter, engenheiro de 52 anos, está à feliz por ver o "movimento hackerspace" crescer, principalmente no Brasil. Ele frente de dois hackerspaces no Rio de manda uma mensagem para quem quer se Janeiro. Ou melhor, dois "makerspaces". É aventurar na área: "Sejam compatíveis com um termo ainda novo lá fora, usado para difeo futuro, encontrem algumas pessoas renciar espaços de gente que trabalha com legais, uma sala e comecem! Deem a todos a software, com os de quem constrói outras chance de se tornar parte disso, é uma coisas. "Agora, se é hacker ou maker, no experiência social, por isso esperem se fundo não interessa. A verdade é que é muito deparar com gente estranha com ideias difícil fazer qualquer um desses funcionar no esquisitas, assim como outras bem educa- Brasil", diz. "As pessoas ficam tentando organizar demais, falta gente para arrumar um das, geniais e com objetivos claros." lugar, juntar pessoas comprometidas e fazer EVOLUÇÃO. Hackerspaces podem ser vistos a coisa acontecer". como uma evolução dos antigos grupos de Em alguns casos, a palavra "maker" é usada "makers" (criadores) ou "hobbistas", gente para contornar o preconceito que ainda que construía coisas por pura diversão. Um acompanha o termo "hacker". desses grupos ficou famoso por ter tido Steve No livro "Hack This" (Que Publishing, 2011, Jobs e Bill Gates entre seus frequentadores, o inédito no Brasil), Emmanuel Goldstein, ediHomebrew Computer Club. O avanço da tor da revista "2600" dá a sua versão do coninformática e a circulação de publicações ceito: "Um hacker é simplesmente alguém como Phrack, de 1985, e 2600, de 1984, fez que mexe em coisas. Não tem de ter um comcom que "receitas" técnicas se espalhassem, putador. Nem tem de ser relacionado à tec-

nologia. Um hacker é alguém que contorna obstáculos, que não aceita não como resposta, faz inúmeras perguntas e acredita em compartilhar a informação que descobre." "Hackerspace é um termo político", diz Felipe Sanches. "Por trás, está a ideia da apropriação tecnológica, da busca pela liberdade do conhecimento, das pessoas que estão cansadas de tecnologia caixa-preta." Alguns hackerspaces levam seu posicionamento político a fundo. Um exemplo é o Le Loop, espaço em Paris que ajuda ativistas na Síria a se manter online e a se comunicar anonimamente. Outro grupo do tipo é a Gemsi, organização que instala hackerspaces em países como Líbano e Iraque. "Hackerspace é a bandeira que expressa a vontade obsessiva de entender como as coisas funcionam e como construir outras ainda mais legais a partir dela", diz Sanches.

O QUE SE FAZ Impressora 3D - Do tamanho de um micro-ondas, essa máquina constrói objetos de plástico. O desafio dos hackers é fazer seu próprio modelo de impressora 3D; A laser - Com peças de um gravador de DVD, por exemplo, dá para criar máquinas que cortam a laser qualquer superfície com muita precisão; Arduino - Essa placa de hardware livre é o cérebro de tudo o que esses hackers criam. Todo hackerspace que se preza tem uma.

WIKIMEDIA.ORG

AMIR TAAKI: EM BUSCA DE UMA MOEDA ÚNICA PARA A INTERNET ROBERTO ALMEIDA, LONDRES, ESPECIAL PARA A AE Amir Taaki é um dos principais apoiadores do projeto Bitcoin, uma moeda digital cheia de controvérsia. Aos 24 anos, ele é uma pilha de nervos. Seu jeitão anárquico entra em conflito com a responsabilidade de organizar a Conferência Bitcoin 2012, que ocorreu nos dias 15 e 16 de setembro, em Londres. Foi o primeiro evento para discutir os temas que envolvem a moeda digital que surgiu de um experimento na internet em 2009. Taaki não tem nem celular: pegou o telefone emprestado da mãe. E na conferência não havia roteiro pronto, então a regra era não ter regra, é claro. No discurso de abertura, Taaki recomendou apenas que o experimento continue. "Mesmo com suas falas grandiosas, não são os políticos que estão ajudando os mais pobres, e sim os humildes hackers e cientistas diligentes", declamou ele, com um capricho na escolha das palavras que expõe o seu tom profético. "A rebeldia tecnológica trouxe conhecimento aos mais pobres. A tecnologia está erodindo as estruturas clássicas de autoridade." Propagador e colaborador do Bitcoin, Taaki flerta há anos com o ativismo. Quando ainda estudava em Kent, no sudeste da

Inglaterra, chegou a ser proibido de chegar perto de um computador da escola. Andava destruindo os sistemas e rindo à toa, mas sem objetivo. Perdeu o fio da meada, começou a programar games e se deu mal. Quando lhe restavam 500 libras esterlinas (cerca de R$ 1,5 mil), tentou se tornar jogador profissional de pôquer online e, de novo, perdeu o fôlego. Foi quando Melvin Carvalho, do W3C, lhe enviou um link do projeto Bitcoin. Taaki analisou o códigofonte do experimento e se interessou pelo sistema de pagamentos. "Quando o quebracabeças estava montado, eu pensei: p***, isso é incrível!", disse à reportagem. A excitação levou-o a torrar os últimos trocados para comer e dormir em um prédio ocupado em Londres. Foi ali que, no início de 2011, preparou a primeira apresentação do Bitcoin para o público europeu, durante a conferência da Associação Europeia de Consultoria em Pagamentos (EPCA, em inglês), em Amsterdã, na Holanda. Chamou a atenção de empresários e o negócio se desenvolveu rapidamente. Hoje, as transações financeiras P2P (de pessoa a pessoa) de "bitcoins" alimentam doações, por exemplo, ao Wikileaks e à Free Software Foundation, com a vantagem de não serem rastreadas.

passa por uma conturbada infância e nem chega a fazer cócegas no poder dos bancos mesmo com os diversos escândalos que assolam o sistema financeiro desde 2008. Wall Street e a City of London, regiões que concentram essa força, dependem de comportamentos arraigados na sociedade. Taaki assenta e baixa o tom. "Uma tecnologia não pode se FUTURO. O sonho, Taaki deixa basear em idealismo - apesar de explícito. Ele imagina que daqui Amir Taaki eu ser bastante idealista. O fato é a cem anos o Bitcoin, ou algo que o sucesso de qualquer tecnoparecido, com outro nome ou outra estrutu- logia não depende apenas dela mesma. ra, possa formar a base de uma rede monetá- Depende de sua aceitação por parte da socieria globalizada, de Washington a Teerã, sem dade", disse. "As pessoas trocam liberdade taxas nem intermediários Nas palavras dele, por conveniência e remar contra essa correnesta rede estaria em uma verdadeira coesão te é difícil." universal: "Um mundo em plena união Apesar dos problemas, é inegável que o siseconômica. Um mundo definido pela inte- tema do Bitcoin cresceu em infraestrutura e gração, cooperação e colaboração." número de usuários. A conferência londrina Utopias à parte, a pergunta é: como perver- reuniu colaboradores e curiosos, que se ter de fato o sistema financeiro? A resposta, divertiriam depois em uma festa com mixapara Taaki, passa por essa moeda digital des- gem de músicas de games. No horizonte, uma centralizada, que entre altos e baixos já dri- eventual quebra de paradigma. No presente, blou bandeiras de cartão de crédito. algumas frustrações. Uma criptomoeda alternativa pode, quem "Os bancos não são mais confiáveis", reclasabe, ser criada com base no Bitcoin em um mou Taaki. "Minha conta ficou congelada por futuro não tão distante. "O desenvolvimento um erro interno dias antes do evento. O de uma moeda multidimensional ou pura- dinheiro serviria para pagar o aluguel do hotel mente contratual está dentro das nossas pos- que sediou a conferência", explicou, nervoso sibilidades reais", sublinha. com a situação. Mesmo dizendo que nunca Apesar do evidente tempero sonhador, os mais quer organizar eventos, ele sorri. Porque pés estão firmes no chão O Bitcoin ainda o que mais ele quer é organizar o próximo.

Estima-se que haja cerca de US$ 130 milhões em bitcoins hoje, mas as fortes flutuações do câmbio da criptomoeda (o nome é referência à criptografia usada no seu funcionamento) geram desconfiança. O sistema sofreu um ataque no ano passado que derrubou as cotações, mostrando que o caminho ainda não está pavimentado.

O QU


18

VARIEDADES

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

CINEMA ADRIANA DEL RÉ

DIVULGAÇÃO

SÃO PAULO, O CENÁRIO PREFERIDO DE UGO GIORGETTI U sar São Paulo como cenário de suas produções é um processo natural para o cineas ta pau lis ta no Ugo Giorgetti, de 70 anos. Por isso, todos os seus filmes, sem exceção, foram rodados na cida de - desde o curta-metragem "Bairro dos Campos Elísios" (1973), passando pelo divertido "Sábado" (1995) e pelo elogiado "Boleiros" (1998), até seu mais recente trabalho, "Cara ou Coroa". Giorgetti cresceu no bairro de Santana, na zona norte de São Paulo, e se mudou de lá, aos 25 anos, para ficar mais perto do emprego, no centro. Na época, iniciava sua carreira na publicidade, na qual desenvolveu suas habilidades de roteirista e diretor - mais tarde, as colocaria em prática no cinema. Em seu novo filme, "Cara ou Coroa", ele aborda alguns aspec tos pouco explo ra dos sobre a Ditadura no País, como o dos cidadãos comuns, que não eram de esquerda nem de direita, mas que acabavam pendendo para um lado ou para o outro. O cineasta falou com a reportagem. - Quando você definiu o tema de "Cara ou Coroa", existia uma preocupação com que o filme não fosse considerado mais uma produção sobre a Ditadura no Brasil? - Sem dúvida, mas não só nesse filme. Acho que a primeira preocupação quando você vai fazer uma coisa é tentar fazê-la com uma nova mirada. Senão, por que fazer? Eu queria mostrar esse período por um recorte não habitual. - Sobre pessoas que viveram nesse período que não estavam ligadas politicamente com a direita ou a esquerda, mas que tinham de tomar partido de certa forma? - É, você está vivendo em um momento histórico que não escolheu. Aquelas pessoas vagam por aquele período tentando sobreviver da melhor maneira possível, entender o que está acontecendo, viver as contradições. Uma coisa é você falar sobre a Ditadura em termos de manuais de História, outra é ter vivido nela. - Nessa época, você estava com qual idade? Você se posicionou de alguma maneira? - Em 1964 (ano do Golpe Militar), eu estava com 22 anos. Eu fazia faculdade de Filosofia (da USP), na Rua Maria Antônia. Nos anos em que estive lá, de 63 a 65, nunca

vi uma arma dentro da faculdade. Eu me posicionei, claro, até na medida que não me levasse a ser preso. - Você fez três anos de faculdade? - Sim, não terminei. Não era o que eu queria. Em 1964, 65, consegui um emprego na Gessy Lever (atual Unilever), no departamento pessoal, no qual trabalhei por 1 ano e meio.

- Gilberto Gil também trabalhou nessa empresa antes de ficar famoso. Foi na mesma época? - Sim, a empresa trouxe algumas pessoas da Bahia para trabalhar em São Paulo. Acho que ele foi parar em uma agência de propaganda da empresa, porque nunca o vi no prédio em que eu ficava. Com o tempo, ouvi falar de um cara que trabalhava lá e cantava à noite. Cheguei a ver ficha dele, já que eu era do departamento pessoal, mas só me dei conta disso anos depois, quando ele tinha se tornado conhecido. - Depois de trabalhar lá, você foi para onde? - Na Alcântara Machado Publicidade, hoje AlmapBBDO, e lá comecei na parte de atendimento, que não era exatamente o meu forte, mas rapidamente passei a escrever roteiros para comerciais e, logo depois, a dirigir. Eu estava com 25, 26 anos. Ali, passei dois anos. Fiquei em outra importante agência por mais dois anos e fui para a agência Denison, que tinha contas grandes e onde permaneci uns seis anos. - Como foi esse período atuando em publicidade? - Na época, todas as pro du to ras de comerciais eram feitas por pessoas que já tinham trabalhado na Vera Cruz (estúdio cine ma to grá fi co famo so na déca da de 1950). Era um desses habituais períodos em que o cine ma bra si lei ro morre. Comecei a trabalhar com eles. Quando estava na Almap, eu já ia atrás do inglês Chick Fowle, que foi fotógrafo de filmes como "O Cangaceiro e O Pagador de Promessas". Ele era o diretor técnico da Lynx Filmes, a maior produtora de comerciais na época. Passávamos horas conversando, sobre planos, negativos... Mas o que sei até hoje sobre cinema aprendi com outro diretor de comerciais, Julio Xavier

Ugo Giorgetti da Silveira. Eu ficava olhando ele trabalhar. - Esse contato com o pessoal do cinema foi importante, não? Quando sentiu vontade de fazer a transição para o cinema? - Alguns meses depois de ter começado (na publicidade) (risos). Quando fiz um curta, sobre o bairro Campos Elísios, eu já estava fazendo comerciais havia uns cinco anos. Mas eu sentia muito medo de cinema. - Por quê? - Porque cinema é difícil. É que é outra coisa ter o controle da equipe. As pessoas têm de confiar em você inteiramente. Hoje, a equipe de cinema - e estou dizendo de maquinistas, eletricistas, assistentes entra nos sets e, não mais do que dez minutos depois, percebe ‘esse cara (o diretor) sabe o que quer’, ou ‘ele não sabe o que quer’. E aí fica difícil, começa tudo a se dispersar, cada um para o seu lado. E tem de ser o contrário. - Como era sua relação com o cinema quando criança? - Eu frequentava cinema. Mas meu interesse era muito maior pela literatura. Aliás, uma das minhas grandes decepções foi com o cinema. Aprendi a ler para conseguir ler sozinho "A Ilha do Tesouro", livro que meu pai já havia lido muitas vezes para mim. Com uns 8 anos, ele me avisou que estava passando "A Ilha do Tesouro" no cinema. Eu nem dormi. Quando assisti, fiquei profundamente decepcionado. Era de um reducionismo absoluto. Muita coisa foi retirada, porque filme tem de ter duas horas. - Muito se fala sobre a importância de São Paulo no seu cinema. Já pensou em filmar em outros lugares? - Se eu sair daqui, sempre vai ser mais caro do que em São Paulo Mas não teria

nenhum problema em filmar fora de São Paulo, se tivesse dinheiro. Mas não é uma coisa que me é familiar. Sei lá, vou para o Nordeste fazer um filme com uma geografia que não conheço. Esquisito isso. - Você já disse que existe um grupo no cinema, talvez mais comercial, do qual você não faz parte. Isso, de alguma maneira, prejudica você? - Faço muito público, o que não faço é muito dinheiro. Todos os meus filmes vão para a TV. E todos eles foram lançados em DVD. Não faço público nas salas, ou porque a distribuição é tímida ou por outras razões. O público se desenvolve depois. Já estou recebendo proposta para "Cara ou Coroa" ir para a TV. Então, sim, isso me dificulta muito. Às vezes, me vejo em dificuldades financeiras sérias. Mas você escolhe seu caminho. Eu escolho minha própria dificuldade. Reclamo, chuto parede, xingo todo mundo, mas escolhi fazer isso. - Você disse que o cinema acabou. Por quê? - O cinema acabou, eu acho, quanto à manifestação que havia até o fim dos anos 1970, em grandes salas de projeção. Isso acabou, não existe mais. A sala que a gente tem é um espectro do que havia. São telas diminutas, são salas diminutas, que não favorecem nem um pouco o produtor, de modo algum, porque o cinema tinha 1.200 lugares e passou a ter 200. O que era 1.200 virou 200 para você. - Já pensou em desistir do cinema e voltar à publicidade? - Nunca, é impossível. Chutar tudo, penso todo dia (risos), mas vol tar à publicidade, não dá. Ela mudou muito. Eu faria TV, desde que me propusessem algu ma coisa sensata. Não tenho nenhum roman tis mo em rela ção à tela grande. Bobagem. Eu trabalharia em TV sem nenhum problema.


V A R I E D A D E S 19

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

DESTAQUES DA TV IVA OLIVEIRA

SÁBADO, 06/10

EMICIDA NO "MANOS E MINAS"

N

este sábado, a partir das 16h45, no programa "Manos e Minas", exibido pela TV Cultura, Max B.O. recebe o grupo Mão de Oito. O programa ainda conta com a presença de Kamau, Emicida e DJ Nyack, que apresentam uma música junto com o grupo convidado da atração. DOMINGO, 07/10

NOVO EPISÓDIO DE "MONSUNO" No episódio de "Monsuno" deste domingo, a partir das 11h30, no canal Nickelodeon, Chase e os adolescentes estão em Mandala à procura de pistas. Eles têm que encontrar Jeredy e colocar um fim a toda esta loucura de uma vez por todas. Mas, em vez disso, encontram algo um pouco diferente quando Dax finalmente conta sobre o seu trabalho secreto com Jeredy. Eles descobrem que um fim a toda essa insanidade está chegando... SEGUNDA-FEIRA, 08/10

"NOVA YORK CONTRA O CRIME" EM NOVO HORÁRIO A partir desta segunda-feira, o seriado "Nova York Contra o Crime" passa a ser apresentado diariamente às 11h, no canal por assinatura Viva. As quatro temporadas programadas pelo canal chegam ao fim no dia 19. A alteração se estende a todo o conteúdo da faixa "Clássicos em Série". A versão original de "Dallas" passa a ir ao ar às

13h, de segunda a sexta-feira. No horário nobre, o canal vai exibir a "Sessão Viva", diariamente, às 21h30, sempre com filmes dublados.

“SUPERBONITA’ REPRISA PROGRAMA SOBRE ÓCULOS DIVULGAÇÃO

Às 19h30, o canal por assinatura GNT reprisa o episódio do programa "Superbonita" sobre óculos. A apresentadora Luana Piovani recebe a atriz F e r n a n d a Vasconcellos, que usa o acessório há anos e adora. Ela acredita que uma das vantagens é a LUANA PIOVANI diversidade de peças e formatos para cada tipo de rosto.

logo após a novela "Avenida Brasil". QUARTA-FEIRA, 10/10

FILME "O LOBISOMEM" NO UNIVERSAL CHANNEL

GAROTAS LINDAS À VISTA EM “GIRLS NEXT DOOR”

O canal por assinatura Universal Channel exibe nesta quarta-feira, às 22h, o longa "O Lobisomem", que traz no elenco Benicio Del Toro (Traffic: Ninguém Sai Limpo), Anthony Hopkins (Dragão Vermelho) e Emily Blunt (O Diabo Veste Prada). No enredo, Lawrence Talbot (Benicio Del Toro) perdeu a mãe quando criança e deixou de morar com o pai. Muito tempo depois, sua cunhada, Gwen Conliffe (Emily Blunt), o procura para avisálo que seu irmão está desaparecido. Ao voltar para a casa do pai para ajudar a encontrar o irmão, ele se envolve em uma investigação sobre mortes que acontecem sempre nas noites de lua cheia e é nesse momento que ele descobre um grande segredo.

No episódio de "Girls Next Door", do canal VH1, a partir das 21h, as garotas ganham certificação em scuba diving: a "aula" é realizada na mesa da sala de jantar, seguida pela primeira lição na piscina da mansão e um mergulho na costa do mar de Catalina. Finalmente, há um mergulho livre pelo mar no iate com Hef e um bote cheio de garotas lindas à vista.

QUINTA-FEIRA, 11/10

EX-MULHER DE SHEEN EM "TRATAMENTO DE CHOQUE"

TERÇA-FEIRA, 09/10

CONFLITOS CONJUGAIS EM "TAPAS & BEIJOS" Parece que a paz acabou mesmo para as amigas Sueli (Andréa Beltrão) e Fátima (Fernanda Torres), que agora vivem em crise em seus casamentos. No episódio de "Tapas & Beijos" desta semana a confusão continua e Sueli decide lutar pela salvação do seu casamento recorrendo até a rituais religiosos para garantir o marido. Já para Fátima, o maior problema de não estar debaixo do mesmo teto do marido é ter que arcar com o aluguel sozinha. "Tapas & Beijos" vai ao ar

Esponja, a partir das 16h. São seis aventuras para deixar os pequenos com os olhos presos à tela.

Nesta quinta-feira, a partir das 21h30, o canal TBS muito divertido apresenta mais um episódio da série "Tratamento de Choque", protagonizada por Charlie Sheen. Neste mês haverá a participação especial da ex-mulher de Sheen, Denise Richards. SEXTA-FEIRA, 12/10

BOB ESPONJA PARA A CRIANÇADA Nesta sexta-feira comemora-se o Dia das Crianças e o canal Nickelodeon preparou uma programação cheia de episódios de Bob

"GRUPO ESCOLACHO" NO CANAL VIVA DIVULGAÇÃO

Formado por Chico Anysio, Xuxa, Paulo Silvino e Bruno Mazzeo, o "Grupo Escolacho" chega ao canal por assinatura Viva nesta sexta-feira, às 21h30. Originalmente exibido em 1988, pela TV Globo, o especial vai ao ar para celebrar o Dia das Crianças. O "Grupo Escolacho" é uma escola para alu- CHICO ANYSIO nos dos ensinos fundamental e médio comandada por uma diretora linha dura interpretada pela atriz Yolanda Cardoso. Ela lidera um grupo bem eclético de professores: entre os mestres estão a professora Lindona, interpretada por Xuxa; uma quarentona carente vivida por Patricya Travassos e um instrutor de Educação Física (Eduardo Dusek). DIVULGAÇÃO

NOTAS AE

fase de teste, terá as séries "A Cura" e "Os Normais" em seu cardápio inicial. Segunda Luiz Cláudio Latge, do comitê de internet da emissora, os telejornais estarão disponíveis assim que forem ao ar e as novelas poderão ser baixadas após a meia-noite.

"SALVE JORGE" TERÁ MAIS DE 80 ATORES

FILME INSPIRADO EM CHICO

Gloria Perez precisará ser ainda mais criativa para criar as tramas de "Salve Jorge", que substituirá "Avenida Brasil" na Globo, em 22 de outubro. A autora escalou mais de 80 atores para a nova novela das 9, quase o triplo de "Guerra dos Sexos", com 32. Só na lista de personagens divulgada nesta terça para a imprensa, no Rio, há mais de 70 nomes.

Com inspiração nos versos da canção "A Rita", de Chico Buarque, a TV Cultura produzirá, em parceria com a Gullane Filmes, o telefilme "E Além de Tudo, Me Deixou Mudo o Violão". Ainda em fase de roteiro, a produção terá uma personagem com o nome da música. Dirigido por Anna Muylaert, o telefilme deve estrear na emissora em 2013.

IBOPE DO "FANTÁSTICO"

CLEO E OS NÚMEROS

A barriga de Ronaldo Fenômeno tem chamado a atenção do público para o "Fantástico". O segundo episódio do "Medida Certa", no último domingo, fez a Globo marcar a média de 23 pontos no Ibope, dois a mais que a semana anterior. A média deste ano até agora é de 20 pontos, mas a atração estava na casa dos 18 em setembro.

A atriz Cleo Pires, que completou 30 anos nesta terça-feira (02) e ganhou Parabéns a Você do elenco de "Salve Jorge", revelou que está fazendo um curso online de introdução ao pensamento matemático. "Por que as pessoas riem quando falo? Eu amo matemática."

SÉRIES EM APLICATIVO

Evando Santo, colega de Sabrina Sato, que busca um namorado em reality do "Pânico na Band", diz que já descobriu o perfil de companheiro de que ela precisa. "Sabrina é do interior e muito corajosa. Ela gosta de

O Globo TV+, serviço de vídeo sob demanda da Globo em celulares e tablets, ainda em

COISA DE MACHO

Eriberto Leão, que aparecerá em cenas de luta com Malvino Salvador nos próximos episódios de "Guerra dos Sexos" (Globo), contou à coluna que alguns golpes foram verdadeiros. "A gente não teve cerimônia. Sempre saio com algo machucado", confessou.

Fortaleza, também é gaúcha como sua antecessora, Priscila Machado, que lhe passou a faixa. Em dezembro, ela vai para Las Vegas, nos Estados Unidos, para participar da final do Miss Universo.

EMPREENDEDORES

ESPALHADOS POR AÍ

Emílio Eric, ex-"TV Globinho", e Dudu Surita, ex-"Estação Teen" (RedeTV!), ambos filhos de Emílio Surita, do "Pânico na Band", estão escrevendo o roteiro e produzindo um seriado. Os irmãos estão em negociação com um canal pago para estrear em 2013.

A equipe de produção do programa de Hebe na RedeTV! havia sido desfeita em setembro, quando a loira rescindiu o contrato com a emissora. Ninguém havia sido levado para o SBT quando ela assinou com o canal. A produção foi divida entre as atrações da RedeTV!.

homem que mata barata com o pé descalço "

FOI PARA VALER

GABRIELA MARKUN

PERRENGUE BÓSNIO Ao gravar o Adnet Viaja (MTV) na Bósnia, Marcelo Adnet teve de viajar de Londres até o Leste Europeu carregando 11 malas com roupas e equipamentos de gravação. Enquanto esperava o restante da equipe chegar, ele tinha de ficar esperto para não ser roubado.

GAÚCHAS DE SORTE www.casadaspedrasba.com.br astradiotti@uol.com.br

Gabriela Markun, de 23 anos, que venceu o Miss Brasil 2012, no último sábado, em


20

VARIEDADES

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

TELEVIS‹O MÁRCIO MELLO

DIVULGAÇÃO/AE

THIAGO FRAGOSO: "APRENDI QUE NADA NA VIDA É TÃO URGENTE" A inda recuperando-se do acidente sofrido durante a apresentação do musical "Xanadu", em janeiro deste ano, no Rio de Janeiro, Thiago Fragoso está no ar na pele do advogado Edgar, da novela "Lado a Lado". Na trama de João Ximenes Braga e Claudia Lage, o personagem vive uma grande paixão por Laura, uma jovem contestadora e à frente de seu tempo Perto de completar 31 anos e com vários papeis marcantes na carreira como o Nando, de "O Clone"; Capitão Estevão, de "A Casa das Sete Mulheres"; e Marcos, de "O Profeta"; o ator afirma que se entregou de corpo e alma ao novo trabalho. Mais uma vez vivendo um mocinho na tevê, Thiago brinca e diz não se ver dessa forma. Mais experiente após o episódio em "Xanadu", Thiago afirma que sua visão sobre a vida mudou e hoje ele dá ainda mais valor à família e não dispensa momentos importantes com a esposa Mariana Vaz e o filho Benjamin.

Em "Lado a Lado", a relação entre seu personagem, Edgar, e Laura (Marjorie Estiano) começa morna, mas depois esquenta. O que faz os sentimentos mudarem? THIAGO - O tempo que o Edgar passou em Portugal acabou o afastando de Laura e o sentimento entre eles dá uma esfriada por conta desse distanciamento. Mesmo se casando sem estar apaixonado, Edgar, com o tempo, começa a gostar dela. Ele vê que Laura é uma mulher generosa, à frente do seu tempo. Ele se encanta pela forma como ela luta por seus ideais. Quando percebe que os dois têm uma similaridade nos pensamentos e nos sentimentos, Edgar começa a se apaixonar de verdade por ela.

Apesar de ser avesso ao rótulo, você é considerado um dos galãs da sua geração e, mais uma vez, vive um mocinho em uma novela. Isso lhe incomoda? Eu não me considero um galã. Mas sei que as pessoas acham e me dão papel de galã. Acho estranho porque essa coisa de galã está associada ao cara que é bonitinho e que não tem talento. Mesmo eu tendo a cara de bonzinho, consigo fazer papeis fortes como o Márcio Hayalla, um cara bipolar, que via fantasmas, em 'O Astro'. Assim como outros personagens que fogem desse perfil como o Marcos, de 'O Profeta'; o Nando, em 'O Clone'. Eu sempre me coloquei na obrigação de mudar o meu processo a cada trabalho. E isso me dá flexibilidade até mesmo para eu me tornar um ator versátil.

Thiago Fragoso

Você sofreu um grave acidente durante o musical "Xanadu" - teve fraturas nas costelas após a queda de cinco metros de altura, enquanto encenava um voo. Você tem tomado alguns cuidados específicos durante as gravações das cenas da novela? Preciso fazer as sessões de fisioterapia, mas isso já era esperado. Porém, comecei a trabalhar pesado. Claro que respeitando os meus limites durante as gravações. Ainda bem que o Edgar não me exige correr atrás de cavalo, de ter que montar e fazer muitos movimentos bruscos, rápidos. É importante deixar claro que o meu tratamento não representa nenhum tipo de empecilho.

O saldo que fica disso tudo é que hoje eu estou consciente dos meus atos, do meu tamanho, do que realmente eu posso fazer. Agora, eu me respeito mais. Durante o meu período de recuperação, fiquei mais grudado com a minha família. Aprendi que nada na vida é tão urgente, nada é tão importante, apesar de a gente achar que a nossa vida depende disso ou daquilo. E isso não é verdade. Hoje tenho mais fluidez, mais tranquilidade, e estou num momento muito feliz com a minha mulher, com o meu filho, com a nossa casinha.

Mudou a sua maneira de enxergar a vida depois do acidente?

Por falar em família, você é pai de Benjamin. Quando está em casa fica gruda-

HORŁSCOPO

do com o seu filho o tempo inteiro? Sou um pai presente, troco as fraldas, dou banho, levo para a creche, faço tudo com o meu filho. Ele é muito grudado comigo. Quando chego em casa, ele adora fazer xixi em cima de mim. Por isso é que digo que não sou um galã (risos), até porque fico na fila para pagar as minhas contas, assim como qualquer outra pessoa. Apesar do susto no musical "Xanadu", você ainda pensa em voltar ao teatro? Vou voltar ao teatro, até porque é a minha grande paixão, mas na próxima peça eu quero que a produção seja de minha responsabilidade (risos).

DE 8 A 15/10

PATRYCIA TORRES/AE

LUA EM SIGNO DE CÂNCER MOSTRA ONDE ESTÃO NOSSAS FRAGILIDADES A Lua circulando pelo signo de câncer, que é um signo de água, naturalmente afeta nosso emocional e mostra onde estão as nossas fragilidades. Mesmo que haja uma resistência, é interessante usar esse período para fortalecer nossa vontade. Áries (20/03 a 19/04) De repente tudo aquilo em que você acreditou, amigo ariano, começa a ser questionado. Novas crenças vão surgindo e consequentemente, sua realidade começa a ganhar novas cores. Use a flexibilidade neste momento e permita-se inovar. Touro (20/04 a 20/05) Sucesso é a palavra chave deste seu momento, amigo de Touro. Avalie as formas como você quer

chegar a ele, tenha um plano claro em mente e deixe que as oportunidades vão lhe direcionando para o que deve ser feito. Confie nos "acasos". Gêmeos (21/05 a 20/06) Atrasos nos seus planos farão parte desta semana e eles estarão ocorrendo com objetivos bem claros. O principal deles é fazer você retornar ao seu passado e buscar as respostas que precisa para os dias de hoje. Confuso? Experimente ser sincero consigo mesmo. Câncer (21/06 a 22/07) Com a sensibilidade a flor da pele, o amigo de Câncer é impulsionado a ver com mais clareza aquilo que precisa ser mudado dentro de si mesmo. Quanto mais você jogar suas frustrações no outro, mais demorada será a sua evolução. Leão (23/07 a 22/08) Vivendo um período de intensa emotividade, acredito que o principal de todo o ano, o leonino agora começa a associar seus relacionamentos a questões existenciais e isso pode ser extremamente produtivo e diria até entusiasmante.

Virgem (23/08 a 22/09) Muitas associações são feitas neste dias e elas podem promover um lado seu que está diretamente ligado a novos começos. Você que normalmente é bem conservador, neste período tende a se sentir mais livre e mais confiante. Siga em frente. Libra (23/09 a 22/10) Você começa a ganhar um novo fôlego já que o Sol entra no seu signo e Saturno já não está mais tão presente. Provável que os questionamentos das semanas anteriores, ligados aos assuntos familiares, agora possam ser vistos com mais clareza e caminhem para a paz. Escorpião (23/10 a 21/11) Entre a casa, um lar, constituir algo e ter liberdade absoluta, existe um espaço que pode ser grande ou não. Esse questionamento deve estar na sua mente, querer se comprometer ou permanecer livre. Pense mais a respeito, sua liberdade não depende disso. Sagitário (22/11 a 21/12) Se o seu momento profissional estiver passando por uma fase onde é exigido bastante de você, tenha em mente que cuidar da sua saúde é fundamental.

Neste período você está mais vulnerável e descansar lhe fará muito bem. Capricórnio (22/12 a 20/01) Momento muito bom ligado aos relacionamentos afetivos. Você que normalmente tem uma certa dificuldade para expressar o que sente, neste período conta com uma ajuda extra e saberá se posicionar e até mesmo se abrir com a pessoa amada. Aquário (21/01 a 18/02) É muito claro que o aquariano precisa mudar. Mudanças surgem pelo trabalho, pela família, pelos amigos. O ideal para este momento, é que essa mudança venha pelos seus relacionamentos afetivos, ouça mais as pessoas pelas quais você tem um interesse verdadeiro. Peixes (19/02 a 19/03) O caminho que você percorreu até agora e que lhe dava tanta segurança e plenitude, de repente começa a não ser mais suficiente. Sua intuição tenta lhe mostrar isso mas você ainda está resistindo. Abra sua mente e seu coração e deixe que eles lhe mostrem a direção.


C I D A D E 21

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

Novo delegado em Luís Eduardo DA REDAÇ‹O DE OESTE SEMANAL Delegacia de Polícia de Luís Eduardo Magalhães terá mais um delegado. O delegado Leonardo de Almeida Mendes Júnior chega na próxima semana e vai dividir os trabalhos com Rivaldo Luz, atual delegado. A delegacia também terá mais um escrivão. Já em 1º de dezembro, encerra-se o prazo estipulado pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc) ao Governo do Estado para a contratação de carcereiros para a Delegacia de Luís

A

Duplo assassinato no Santa Cruz Areta Carla Lacerda Torres, 27 anos, e Wanderson Nascimento Silva, 21, morreram após serem atingidos por dois tiros, cada um, na Patativa Show, no bairro Santa Cruz, na madrugada de domingo, 30 de setembro. Areta Torres morreu no local e Wanderson Silva chegou a ser levado para o Hospital do Oeste, mas não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu por volta das 5h no estabelecimento que fica na Avenida Ayrton Senna. Ninguém no local soube informar aos PMs as características ou a identidade do autor dos tiros e se Areta e Wanderson se conheciam. A Polícia Civil acredita em acerto de contas. O duplo homicídio elevou para cinco o número destes casos em setembro, em Luís Eduardo Magalhães. No ano, 30 pessoas foram assassinadas na Cidade.

Carro recuperado em abordagem policial Durante abordagem de rotina, policiais militares recuperaram a Saveiro placa EMC 3840, conduzida por José Roberto dos Santos, 54 anos, na rua São Francisco, no Mimoso I, por volta das 20h de sábado, 29. O veículo constava como roubado no banco de dados da Polícia Civil e a Polícia Militar já tinha informações sobre o caso. O condutor da Saveiro não soube informar aos PMs a procedência do veículo. Ele e o carro foram levados à Delegacia de Polícia.

Flagrado com drogas em seu apartamento Daniel Cardoso de Souza foi flagrado na madrugada de domingo, 30, com pedras de crack e cocaína escondidas no apartamento em que reside no Santa Cruz. Policiais militares chegaram até o suspeito via denúncia anônima. Por volta das 3h30, ao chegar ao apartamento, os PMs perceberam que Daniel de Souza tentou esconder as drogas, mas descobriram que ele guardava 58 pedras de crack e uma sacola com 43 gramas de cocaína.

Motociclista morre ao bater em Escort O motociclista Claudinei dos Santos

Eduardo Magalhães. Em setembro, o Sindpoc enviou ofício ao Governo solicitando a vinda de carcereiros, devido à falta de profissionais capacitados para a função. Por enquanto, os policiais civis - que deveriam prestar serviços de atendimento ao público e de investigação – dividem-se na vigília aos presos. Os policiais já suspenderam os trabalhos de retirada dos presos para levá-los a audiências ou manter contato com advogados. Somente são realizadas as atividades de entrega de alimentos e de deslocamento dos detentos em caso de atendimento médico.

Carvalho, 28 anos, morreu após bater sua Honda CG FAN 125 placa JPU 4014, de Luís Eduardo Magalhães, no Escort placa IIP 8599, na BR 020, nas proximidades do Rio de Pedras, na noite de domingo, 30 de setembro. Segundo testemunhas, por volta das 19h o condutor da moto seguia sentido Luís Eduardo Magalhães e, ao tentar atravessar a rodovia, invadiu a pista contrária. O motorista do carro não conseguiu frear a tempo para evitar o acidente. O motociclista morreu na hora e o motorista fugiu a pé deixando o veículo no local do acidente. Até a quinta-feira, 4 , o nome do proprietário do carro não havia sido identificado. O trecho na BR ficou interditado em meiapista por mais de uma hora. O corpo de Claudinei Carvalho foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, em Barreiras.

Morre atropelado na BR 020/242 Adão de Souza Farias, 38 anos, morreu ao ser atropelado na noite de terça-feira, 1º, pelo Honda Civic placa MBS 0267, conduzido por Josué Soares do Amaral. O acidente aconteceu por volta das 22h30, na BR 020/242, próximo ao Posto Ursa. Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, o motorista do carro alegou que não teve tempo de frear, pois Adão Farias atravessou a rodovia quando o carro se aproximava dele. O homem morreu na hora e seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, em Barreiras. Ninguém soube informar aos PMs se Adão Farias trabalhava ou residia próximo ao local do acidente. Josué do Amaral foi levado à Delegacia de Polícia para prestar depoimento, sendo em seguida liberado.

Ladrão arromba loja e leva caixa registradora Para não perder tempo, o ladrão que arrombou uma loja na madrugada de terçafeira, 2, no Centro, levou a caixa registradora com R$ 690. A proprietária do estabelecimento, que fica na rua José Cardoso de Lima, disse que ao chegar pela manhã ao seu comércio – cuja atividade não foi descrita no boletim de ocorrência da Delegacia de Polícia -, encontrou a porta principal arrombada. Ao entrar no imóvel, notou que a caixa registradora havia sido levada com todo o dinheiro. A Polícia Civil acredita que o arrombador conhecia a rotina da loja.

Seis motos furtadas; uma é recuperada

estão custodiados na carceragem da 9ª Coorpin/Jequié, à disposição da Justiça Criminal.

Entre a terça-feira, 2, e a quinta-feira, 4, seis motocicletas foram furtadas em Luís Eduardo Magalhães. Destas, uma foi recuperada horas depois de ter sido levada da casa de seu proprietário, no Jardim Paraíso. Os três primeiros casos aconteceram em menos de 24 horas, na terça-feira, 2. Por volta das 2h, Patrícia dos Santos Conceição percebeu que sua moto Honda Biz placa JRX 5472 havia sido levada da garagem de sua casa, que fica na rua Idalina Schwengber, no Jardim Imperial. Logo depois, às 2h30, a Honda CG 125 Titan placa JQE 2119 de Felipe Melo Araújo não estava mais no pátio de sua residência, na rua Barbatimão, no Jardim das Acácias. Mais tarde, por volta das 12h30, Sebastião José de Santana não encontrou mais sua Honda 100 Biz placa JUL 2364 que estava em frente a sua residência, na rua Utinga, no Santa Cruz. A onda de furtos a motocicletas afetou duplamente o vigilante Wires de Oliveira Peres, 31 anos, que na manhã de quarta-feira, 3, descobriu que ladrões furtaram duas motocicletas da garagem de sua casa. Por volta das 7h, ao sair para o trabalho ele percebeu que a Honda NXR 150 Bros preta placa JQQ 9757 e a Yamaha YBR 125 prata placa NVS 4508 haviam sido levadas durante a madrugada. Ele disse, em depoimento na Delegacia de Polícia, não ter escutado nenhum barulho. O único a ter sorte foi Emerson Santos Barros, 18 anos, que teve sua moto Honda CG Fan 150, de placa NZS 4003, furtada de sua residência no bairro Jardim Paraíso, no início da manhã de quinta-feira, 4, por volta de 6h. Policiais militares que atenderam a ocorrência realizaram buscas pela região e encontraram a moto em um matagal no Florais Léa. De acordo com os PMs, o ladrão abandonou a motocicleta para buscá-la mais tarde, provavelmente à noite, para não ser visto com ela. A Polícia Civil afirma que estes casos têm relação com outros furtos de motocicletas já registrados nos últimos dias na Cidade e que provavelmente as motos são as usadas em assaltos, principalmente a pedestres.

Polícia elucida triplo homicídio

Desarticulado bando de roubo de cargas Uma operação conjunta das polícias Civil e Rodoviária Federal desarticulou uma quadrilha que praticou pelo menos 30 roubos de cargas somente este ano, no Km 575 da BR116, trecho entre os municípios de Brejões e Jequié. A operação envolveu 80 policiais e 25 viaturas e resultou na captura de 15 envolvidos no esquema de roubo de cargas, em cumprimento a mandados de prisão. A polícia investigava a quadrilha, que havia montado um esquema de roubo, saques, armazenamento e receptação de mercadorias, revendidas a pequenos comerciantes da região sudoeste. Algumas delas eram levadas pelos criminosos para cidades maiores, seguindo até lojas em Salvador. Pneus e eletroeletrônicos faziam parte das duas últimas cargas roubadas. Segundo informou o coordenador regional da 9ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior/Jequié), delegado André Aragão Lima, a logística criada pelo bando possibilitava o esvaziamento dos caminhões em apenas 20 minutos. Os ladrões chegavam a provocar acidentes durante os assaltos na rodovia. Os mandados de prisão cumpridos durante a “Operação Carga Segura” foram expedidos pela comarca de Brejões. Os 15 criminosos

Com a prisão de seis traficantes na localidade da Baixa da Égua, no Engelho Velho da Federação, em Salvador, a polícia elucidou o triplo homicídio ocorrido no dia 11 de setembro passado e desarticulou uma das ramificações da quadrilha liderada por Kléber Pereira Nóbrega, o ‘Kekeu’, que se encontra custodiado no Complexo Penitenciário do Estado da Bahia, na Mata Escura. A organização criminosa é especializada na venda e distribuição de drogas para todo o estado. Foram presos os traficantes André Vinícius Santana dos Santos, 25 anos, Rafael das Neves Trindade, 24, Luís Eliomar dos Santos Cunha, 22, o ‘Téo’, Jadson Chagas dos Santos, 32, conhecido como ‘Mocotó’, João Vitor Bonfim Santos Sacramento, 24, e Reinaldo Souza Santos Filho, 31, o ‘Fofão’. A operação foi integrada pela Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) e a 41ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e descobriu que ‘Fofão’ tinha o papel na quadrilha de ensinar aos comparsas o manuseio de determinados armamentos, graças à experiência adquirida nos três anos que serviu à Aeronáutica.

Pontos de venda. Os presos dominavam pontos de vendas de drogas da localidade do ‘Forno’, no Engelho Velho da Federação, e confessaram que cometeram o triplo homicídio a mando de Kekeu. A ação fazia parte de um plano para tomar as bocas de fumo da localidade da Lajinha, situada naquele mesmo bairro. “Demos uma resposta a esse crime que chocou a população com um trabalho integrado, contando inclusive com o apoio da Secretaria de Administração Prisional e Ressocialização”, explicou o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), delegado Arthur Gallas. O titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Odair Carneiro, responsável pela investigação, esclareceu que todos os presos já tinham passagens por roubos, tráfico de drogas e homicídios. “Vamos aprofundar as investigações para precisar como ‘Kekeu’ vem influenciando as ações da quadrilha, mesmo estando custodiado, e indiciá-lo por mais crimes”, afirmou. O comandante da 41ª CIPM (Federação), major PM Jutamar José Oliveira, ressaltou que as diligências continuarão em busca dos outros integrantes da organização criminosa e que, além do triplo homicídio desvendado, a polícia “quebrou um braço” da principal quadrilha que atua naquela região.

Apreendido material para arrombar cofre Policiais da 62ª CIPM/Camacã apreenderam na quarta-feira, 3, em São José da Vitória, um maçarico com botijão pequeno, um pé-de-cabra, quatro chaves de fenda de tamanho grande, um alicate de pressão, uma chave de boca regulável e duas bolsas grandes no interior da agência dos Correios da cidade. Após serem acionados pelo gerente da agência, no dia anterior, por causa do disparo do alarme, os policiais retornaram ao local para nova averiguação, quando viram por uma janela os acessórios, que normalmente são usados por criminosos para arrombar cofre e caixa eletrônico. O material foi levado à delegacia. ■


22

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

SEBASTIÃO NERY As duas Argentinas BUENOS AIRES – Quando chego aqui (e, desde 1955, venho quase todos os anos, sempre me lembro do francês gordinho do simpático hotel de Andorra, no pé dos Pirineus soprados pela nevasca, em pleno dezembro. Três mil metros de neve e precipícios, frio de menos 30 graus, em cima o pico de Estats como um véu de noiva, embaixo o desfiladeiro, e o carro, com correntes nos quatro pneus, deslizando devagar a madrugada inteira, à beira dos abismos, na estrada branca e mal iluminada.

O jardim Ao amanhecer, afinal, um hotel. Chamava-se Argentina. Por que Argentina, ali embaixo da França, se ele era francês e a Argentina tão longe? - É uma homenagem ao Brasil. Morei um ano no Rio, trabalhei lá em hotéis de Ipanema e tenho muita saudade das praias e das brasileiras. - E o que é que a Argentina tem com isso, se não é Brasil? - É porque Argentina é a palavra mais bonita da língua portuguesa.

A Prata A orgulhosa Argentina fez com que lhe pintassem um universal retrato de arrogância, geralmente injusto. Buenos Aires, o “Puerto de Nuestra Señora Santa Maria Del Bueno Aire”, foi fundada em 1536 pelo espanhol Pedro de Mendoza e refundada pelos espanhóis em 1580,onde hoje é a Plazza de Mayo.

A independência é de 1816, com San Martin, o grande herói nacional. Passaram séculos antes de a chamarem de Argentina. Em documentos antigos, já se falava em “civitas argentea”, depois falaram em “argentópólis” e “argyrópolis”, até que o poeta Martin del Barco Centenera criou a “definitiva, bela e melodiosa, maravilhosamente poética” palavra “Argentina”, por causa da prata encontrada com os nativos: nome de mulher, do latim “argentinus”, deus das minas de prata (em latim “argentum”, cujo adjetivo é “argentinus”). - “Na Argentina, onde se cospe nasce uma flor”, diziam os argentinos. Os não argentinos achavam petulância. Darwin esteve aqui em 1833: - “Os habitantes respeitáveis do pais sempre ajudam os contraventores a escapar. Acham que eles pecaram contra o governo e não contra o povo”. O comediante mexicano Cantinflas popularizou uma frase invejosa : - “Os argentinos querem afundar a Argentina mas não conseguem”. Einstein disse algo parecido quando

passou por aqui em 1922: - “Como é que um pais tão desorganizado pode progredir”? Os espanhóis, pais da Argentina, vingavam-se deles : - Um argentino dirigia em Madrid, avançou um sinal, o guarda o deteve: - “Você é argentino, não é”? – “Sou. E daí? Só os argentinos furam o sinal vermelho”? – “Não. Mas só os argentinos fazem isso sorrindo”. O brasileiro resumiu tudo na definição italiana : - Compre um argentino pelo que vale e venda pelo que acha que vale.

O milagre Na campanha eleitoral de 2003, que elegeu Nestor Kirchner vi aqui a Argentina falida, afundada e humilhada pelo picareta Menem, que a vendeu ao FMI e aos banqueiros. Homens elegantes, de paletó e gravata, cabelos brancos bem penteados, a cabeça baixa envergonhada, oferecendo ninharias na Calle Florida, para poderem comer. Um dos escritores mais lidos e respeitados do pais, Marcus Agnis, que já tinha sido ministro da Cultura, tentava explicar : - “Excelente notiícia é que os argentinos começam a exercer a autocrítica. A Argentina encontra-se mergulhada no sofrimento e chora como nunca ao ritmo de seu tango erótico, descarnado e cruel”. Agora, começa nova campanha eleitoral para as eleições parlamentares do outono

AGENDA Rodeio Show Será realizado entre a quinta-feira, 11, e o domingo, 14, sempre a partir das 20h, o Luís Eduardo Rodeio Show, ao lado do Mercado Municipal. Durante as quatro noites, rodeio profissional com touro, show pirotécnico, prova dos três tambores e apresentação do Palhaço Chulé. A cada dia, na Boate Arena Country uma atração: na quinta-feira, o cantor Gabriel Silva; na sexta-feira, Toinho e Cia; no sábado, Hugo Guimma; no domingo, André Felipe. Reservas e informações pelos telefones (77) 9960-6799 e (62) 9674-3251.

Iniciação científica Estão abertas as inscrições para a quarta edição do Encontro de Iniciação Científica do Oeste da Bahia (Enicob), promovido pela Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira (Faahf ), que acontece nos dias 24 e 25 de outubro. Os trabalhos deverão ser nas áreas de ciências biológicas e saúde, ciências exatas e da terra, ciências humanas, ciências

sociais e engenharias e tecnologias. O acadêmico interessado pode se inscrever viaemail enicob@faahf.edu.br, na secretaria da coordenação da Faahf ou pelo fone 77 3628 9900 até o período de 10 de outubro. A Faahf também está com inscrições abertas para os cursos em MBA em gestão estratégica do Agronegócio (início em 19 de outubro) e de especialização em Metodologia do ensino superior (início em 26 de outubro). Mais informações pelo telefone (77) 3628-9900.

Show de Léo e Lian A dupla Léo e Lian se apresenta na terça-feira, 9, no Espetinho do Gaúcho (rua Pará, ao lado da Comercial Mimoso), a partir das 20h.

Palestra O consultor Waldez Luiz Ludwig, ex-colunista da Globo News, ministra a palestra O que você é capaz de fazer com o que tem

de 2013. Em quatro anos, aconteceu o milagre. A Argentina levantou a cabeça, deu a volta por cima e uma banana presidencial para o FMI.

O FMI As manchetes dos jornais diziam por que : 1. - “Papel Argentino Rendeu até 282% em 2006 - Títulos do governo com remuneração atrelada ao crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), estavam entre os mais rentáveis. – Mercado de ações e títulos privados colocou o país entre os emergentes com ativos de maior rentabilidade. 2. – “O bom desempenho da economia do país cresceu a taxas superiores a 8% desde 2003: em 2006, 8,5%; em 2007, continuou crescendo a mais de 8%”. Qual o milagre? A Argentina derrotou o FMI. A Argentina havia enquadrado e expulso o FMI (Fundo Monetário Internacional), pagando apenas 25% da dívida. O resto eram juros sobre juros, que o país se negou a pagar. Até hoje o FMI e os banqueiros esperneiam e a Argentina cresce este ano mais de 5% (o Brasil luta para chegar a 1%). Sebastião Nery, baiano de Jaguaquara, é jornalista político. Foi comentarista do Jornal Nacional, colunista da Folha de S. Paulo e da Tribuna da Imprensa, correspondente de jor nais brasileiros em Moscou, Praga e Varsóvia. Fundou o jornal Politika no início dos anos 70, fechado pela ditadura militar. É autor de 19 livros, entre eles a antológica série Folclore Político. Nery foi também vereador em Belo Horizonte, deputado estadual na Bahia e deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro. Foi ainda adido cultural do Brasil na França e na Itália.

Informações para esta seção: oestesemanal@diariodooeste.com.br

em mãos?, na quarta-feira, 17 de outubro, às 19h, no auditório do Hotel Saint Louis. Mais informações pelo telefone (77) 36282790 e 3628-3353.

Lembrete ● Neste sábado, 6, às 12h, no Centro de Eventos Nossa Senhora Aparecida (Gruta), acontece o almoço beneficente com música ao vivo promovido por amigos do soldado Adriano, da Polícia Militar. O evento visa arrecadar fundos para aquisição da prótese de uma perna para o policial. Mais informações e vendas de cartelas pelo telefone (77) 8825-6109. ● O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) realiza na quarta-feira, 17 de outubro, o 5º Seminário de Agricultura de Precisão, na sede do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães. O professor colaborador da Escola de Engenharia de São Carlos (SP) Ricardo Inamasu ministrará a palestra

Conceitos básicos de agricultura de precisão; o professor adjunto da Universidade Federal de Santa Maria Telmo Andrade abordará o tema Manejo de lavouras para alto rendimento, a experiência de produtores. Mais informações e inscrições pelo telefone (77) 3628-2777 ou pelo blog www.canaldoprodutor.com.br/agricultura-precisao. ● Também na quarta-feira, 17 de outubro, a Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (Acelem) promove o Seminário Regional de Marketing, no Hotel Saint Louis, a partir das 20h. Mais informações pelo telefone (77) 3628-2790. ● Será realizada na sexta-feira, 19 de outubro, a Exclusive Party (festa de Electro House), na Toca do Urubu (Avenida Salvador com rua José Cardoso de Lima), a partir das 22h. Shows com a Banda Groove Live, que vai lançar seus dois primeiros single, e com o DJ Marciano. Os 100 primeiros ingressos custarão R$ 15. Mais informações pelo telefone (77) 9924-7887. ■

Acompanhe o noticiário policial da Cidade no site DiariodoOeste.com.br


ESPORTES

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

23

Sérgio e Eustáquio, de novo Campeã da primeira competição de futevôlei da Cidade, dupla agora vence a Copa Uniagro FOTOS DE LUCIANO DEMETRIUS

LUCIANO DEMETRIUS Da Redação de Oeste Semanal m jogo que entrou pela noite de domingo, 30 de setembro, a dupla Serginho e Eustáquio derrotou Renato e Rogério por 2 a 1 (18-16; 15-18 e 15-9) e conquistou o título da I Copa Uniagro de Futevôlei, na Praça do Jardim Paraíso. A competição, que teve início no sábado, 29, teve a participação de dez duplas e, na decisão, cerca de 150 pessoas assistiram ao duelo que durou cerca de uma hora. “A participação do público é uma demonstração do interesse que o futevôlei desperta nas pessoas. Durante os dois dias de torneio, tivemos a presença de público semelhante à da partida final”, disse um dos organizadores, Alexsandro Santos. Serginho, que pratica a modalidade há dez anos, e Eustáquio, que ingressou no futevôlei há dez meses, já venceram a primeira competição oficial do esporte em Luís Eduardo Magalhães, a I Open Vento em Popa, realizada em maio, no JC Society. “Antes, quando ganhei meu primeiro título dizia que, com pouca experiência, era com surpresa que eu comemorava o primeiro lugar. Agora, já posso dizer que estou experiente tanto no futevôlei como na conquista de campeonatos”, disse Eustáquio, brincando. De acordo com ele, “a final foi difícil, com uma dupla que surpreendeu, pois no torneio do JC (Open Vento em Popa) nem havia ultrapassado a primeira fase. Isso só faz com

E

EUSTÀQUIO E SERGINHO comemoram conquista da Copa Uniagro

NATALIA Fagundes, Rogério Oliveira, Renato Lobo e Luís Mascarenhas

que eu e o Serginho já nos preparemos para os próximos torneios”. Assim que terminou o jogo que valeu o título, Serginho fez questão de lembrar a cãibra que o fez cair em quadra no terceiro set. “Jogamos um torneio inteiro sem nenhum problema. Justamente no último set da final eu tenho esse problema. Mas ainda bem que consegui me manter em quadra e ajudar o Eustáquio a segurar a dupla adversária”, afirmou. “Essa segunda conquista foi a mais difícil, porque o nível das duplas, em geral, estava acima das que disputaram a primeira competição”. A trajetória rumo ao título começou no

sábado, 29, durante a fase classificatória com vitórias sobre Renato e Roney por 21 a 7 e Elvis e Inácio, por 21 a 6. No domingo, já pelas semifinais, vitória diante de Bimbo e Paulinho por 2 a 0 (18-14 e 18-17). De acordo com o regulamento da competição, os jogos da primeira fase eram disputados em set único, até 21 pontos. A partir das semifinais, os jogos eram em melhor de três sets (nos dois primeiros, até 18 pontos; casou houvesse necessidade de um tie break, venceria quem chegasse primeiro aos 15 pontos). Na disputa pelo terceiro lugar, Bimbo e Paulinho derrotaram Jeferson e Belmário por 2 a 1 (18-17; 12-18 e 15-14). Para outro inte-

grante da comissão organizadora, Eduardo Oliveira, a realização do torneio na Praça do Jardim Paraíso contribuiu para a boa presença de público nos dois dias. “Os jogos em um local onde já existe um hábito da prática do lazer favoreceu para apresentar o futevôlei aos frequentadores da praça”. O vice-campeão Renato aposta que a modalidade será uma das mais praticadas na Cidade. “O futevôlei vai ter mais notoriedade que o futebol aqui em Luís Eduardo”. Ao menos em público, o futevôlei, com apenas dois torneios, já supera o dos jogos disputados por equipes da Cidade e pela seleção de futebol de Luís Eduardo Magalhães.

Boa Vista goleia e se classifica na Série A

última vaga da chave B com o Saqueiro. Na segunda fase, o Flamenguinho vai enfrentar o Valência (terceiro da chave A). Já Roma ou Saqueiro vai enfrentar o Vento em Popa (primeiro da chave A), nas quartas de final.

mento de uma equipe a um jogo na competição. O primeiro aconteceu no dia 22 de setembro, pela quinta e última rodada da Chave A, quando o Ipiranga não foi ao Campo da Bunge para enfrentar o Juventus. Porém, apesar de não ter jogado diante do Portelinha, o Saqueiro ainda pode se classificar, pois tem um jogo atrasado por fazer contra o Roma. As duas equipes se enfrentam em partida transferida da terceira rodada neste sábado, 6, no Campo da Bunge, às 15h30. O Roma (quatro pontos) precisa apenas de um empate para se classificar às quartas de final da Série A, enquanto o Saqueiro (um ponto) necessita de uma vitória de qualquer placar para avançar à próxima fase. Se o Saqueiro vencer, empata em número de pontos com o Roma, mas supera o concorrente no saldo de gols.

Ao golear o Mangueirão por 5 a 2 na tarde de domingo, 30 de setembro, no Campo da Bunge, o Boa Vista garantiu a terceira vaga da chave B para as quartas de final da Série A do Campeonato Municipal de Futebol Amador. Com a vitória, o Boa Vista chega a nove pontos, não pode mais ser alcançado por Roma e Saqueiro (que têm um jogo a menos) e juntase a Portelinha e Flamenguinho, que já estavam classificados. Por ter ficado em terceiro

lugar na chave B, o Boa Vista enfrentará o Juventus (segundo da chave A) na próxima fase da competição. No outro jogo do domingo, pela manhã,Roma e Flamenguinho empataram por 1 a 1, no Campo da Vila Buriti. Assim, o Flamenguinho terminou a primeira fase em segundo lugar na chave B, com 11 pontos e o Roma, que ainda tem um jogo por fazer, está em quarto, com quatro pontos, e disputa a

Muller e Francisco Júnior vencem em Roda Velha Os pilotos Sidnei Muller e Francisco Júnior foram os campeões da V Etapa da Fórmula Turismo e da IX Etapa do Kartcross da Copa Bahia de Velocidade em Terra, respectivamente, disputadas no domingo, 30, na pista de Roda Velha. Segundo os organizadores do evento, o forte calor e o vento secaram rapidamente a pista, levantando poeira durante as provas e prejudicando alguns pilotos. Sidnei Muller, que venceu a primeira bateria de sua categoria, ficou empatado em pontos com Kenni Henke, vencedor da segunda bateria. No desempate, Sidnei Muller levou a

melhor pelo critério tomada de tempo. Já Francisco Júnior venceu a prova mesmo sem ter chegado em primeiro lugar nas duas baterias (ficou em terceiro, na primeira, e em segundo, na segunda). O que o beneficiou foi a queda de rendimento de Marçal Júnior, primeiro na primeira bateria, mas que caiu para sexto, na segunda; e de Júnior Closs, vencedor da segunda bateria, mas que havia cruzado na sexta posição, na primeira bateria. Na Fórmula Turismo, na primeira bateria, Sidnei Muller chegou em primeiro, seguido por Juliano Teles; Kenni Henke; Bruno Canavezzi; Chico Moreno; Sérgio Hanauer.

Ausente. Alegando falta de transporte para levar seus jogadores ao Campo da Vila Buriti, o Saqueiro não compareceu para enfrentar o Portelinha no sábado, 29 de setembro, em jogo da última rodada da primeira fase da Chave B da Série A do Campeonato Intermunicipal de Futebol Amador. Assim, o Portelinha deu a saída de bola para confirmar os três pontos (de acordo com o regulamento, a equipe que não comparecer para disputar a partida é punida com a derrota por 1 a 0 para o adversário). Este é o segundo caso de não compareciVitor Closs não completou a prova. Na segunda bateria, o vencedor foi Kenni Henke. Em seguida, Bruno Canavezzi; Sidnei Muller; Juliano Teles; Chico Moreno e Sérgio Hanauer. Vitor Closs não pontuou. Na Kartcross, a primeira bateria foi vencida por Marçal Júnior, seguido por Vitor Closs; Francisco Júnior; André da Veiga; Alan Bordin; Júnior Closs; Victor Carvalho; Iradir “Gauchinho”; Marcelo Primo; Luís Kasuya; Márcio Ney; Eliomar Basílio; Zigmar Gotz; Wesley Cancelier. Na segunda bateria, o vencedor Júnior Closs foi seguido por Francisco Júnior; Marcelo Primo; André da Veiga; Iradir “Gauchinho”; Marçal Júnior; Eliomar Basílio; Alan Bordin; Zigmar Gotz; Wesley Cancelier e Luís kasuya. Na classificação final das duas baterias, na Fórmula Turismo, Sidnei Muller foi seguido por Kenni Henke, Juliano Telles, Bruno Canavezzi, Chico Moreno, Sérgio Hanauer e Vitor Closs. Já na Kartcross, o pódio foi for-

mado, pela ordem de pontuação, por Francisco Júnior, Marçal Júnior, Júnior Closs, André da Veiga e Vitor Closs.

Classificação. Na classificação geral, na Fórmula Turismo, o líder é Sidnei Muller (163 pontos), seguido por Juliano Teles (147); Kenni Henke (113); Bruno Canavezzi (88); Sérgio Hanauer (76); Marcelo Fraga (70); Roberto Fedrizzi (58); Marcos Lúcio (41); Chico Moreno (40) e Vitor Closs (18). Na Kartcross, a liderança é de Marçal Júnior (134 pontos), seguido por Júnior Closs (116); Francisco Júnior (100); André da Veiga (87); Iradir Júnior “Gauchinho” (86); Eliomar Basílio “Mineiro” (70); Victor Carvalho (68); Vitor Closs (61); Luis Kasuya (47); Marcelo Kappes (42); Augusto Montani (35); Marcelo Primo (33); Vitor Canassa (30); Alan Bordin (24); Altair Galego (19); Lucas Kazuki (14); Zigmar Gotz (11); Márcio Ney (9); Marcelo Batista (5); Rafael Ramos (3); Wesley Cancelier (2). ■


24

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

SOCIEDADE TIZZIANA OLIVEIRA tizzianaoliveira@diariodooeste.com.br

MAYCO SÉRGIO

Festa de São Francisco paróquia São Francisco de Assis, no bairro Jardim Paraíso, realizou no sábado, 29, às 18h, a Grande Festa de São Francisco de Assis, em comemoração ao dia do santo, (4 de outubro), fundador da Ordem Franciscana, protetor dos pobres, enfermos, animais e da natureza. Às 18h houve missa em celebração Eucarística, com 43 catequizandos, celebrada por Dom Josafá Menezes da Silva, bispo de Barreiras, e pelos padres Ubirajara Oliveira (Bira) e João Cleilson. A partir das 20h, houve galinhada, servida em nove tendas diferentes, a R$ 15. O dinheiro arrecadado e as doações são destinados à paróquia, para serem aplicados nas obras de construção da Igreja. Mais de 100 voluntários trabalharam nas barracas para atender ao público, estimado em 1.500 mil pessoas.

A

DOM JOSAFÁ Menezes da Silva, bispo de Barreiras, celebrou a missa em comemoração ao dia de São Francisco.

LÚCIA HELENA Capeleto Francisco, Leonardo Antônio Alves e Karen

Capeleto Francisco

MÀRCIA Canzi e Rute Gatto

NEUZA Becker e Jovi Franciosi

INDIANARA Padilha Bondan, Alice e Fabiano Carneiro

CÁSSIA Casanova e Luana Sartori

FABIO e Giovana Ricardi

NÁDIA e Alaor Schuck

PEDRO Brugnera e Neuza Brugnera

DÉBORA Francisco, Juliana dos Santos Francisco e Marilda

Francisco

ADEMIR e Carin Danzer


25

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

Divas Shoes Na terça-feira, 2, às 18h, a empresária Aparecida Lima Shirabe inaugurou a loja “Divas Shoes” na Cidade, com coquetel para clientes. Lilly’s Closet, Loucos e Santos, Tabita, Carrano, Guilhermina, Vicenza e Mezzo Punto são algumas das marcas de sapatos à venda na loja. Há ainda uma coleção de sapatos exclusiva, chamada “Divas”, da Werner. Ela optou por uma loja multimarcas, em vez de uma franquia. Entre as convidadas para o coquetel de lançamento estavam Terezinha Bordin, Dávila Kess, Rute Pacheco Granich, Nara Tomé, Eliana Fiuza Cerqueira, Sandra Grippe, Aliny Grippe, Shirley Harumi Shirabe, Akemi Shirabe e Alice Shirabe. A nova loja fica na Rua Castro Alves, n. 1377, atrás da Igreja Matriz, Centro.

Danzer

PING-PONG

viajaram de férias na quinta-feira, 27, para Miami e Ilhas Caribenhas.  

CATIUSSA WELZEL

Encontro de Kumon Delaine Barros viajou na quarta-feira, 26, para Foz do Iguaçu. Delaine foi participar do XXIV Encontro Sul-americano de orientadores do Kumon, realizado nos dias 26, 27 e 28 de setembro. O encontro, realizado anualmente, tem como objetivo a busca constante de aprimoramento na orientação dos alunos através de palestras e apresentação de relatos de experiências de orientadores de diversas regiões do Brasil e da América do Sul. O evento aconteceu no Mabu Thermas & Resort.

Projeto Verão

Carin Danzer e Fabiene Silva inauguram a loja Danzer na segunda-feira, 8, com roupas femininas e acessórios. A loja fica na Rua Paraíba, quadra 89, lote 1, sala 1, no Centro Comercial São Francisco, em frente à loja Dantas.

Neste sábado, 6, o Spa Carpe Diem fará coquetel de lançamento do “Programa Projeto Verão”. Às 8h haverá atividades físicas, no jardim; às 10h, coquetel de abertura; às 10h30 ,apresentação dos programas (com momento perguntas e respostas) e às 12h haverá o sorteio de um programa “Projeto Verão”.

Encontro das Grifes

Aniversariantes

A loja Encontro das Griffes apresentou no sábado, 29, a coleção Primavera-Verão 2013, durante coquetel para clientes. A loja existe há cinco anos e está localizada na Rua Pará Quadra 19 Lote 9. A loja trabalha com moda masculina e feminina. Entre as que prestigiaram o evento estavam Francisca Pereira, Vanessa Pereira, Flavia Rizkalla, Márcia Ribeiro e Victoria Ribeiro.

Karla Friscth comemorou seu aniversário, na sábado, 29, com um jantar em sua residência no bairro Jardim Paraíso. Jujubas Festas organizou a festa com o tema “Floral”. O marido Jaime Friscth e os filhos Gabriel e Eduardo estavam presentes.

Fisioterapeuta

VAL e Denis Guirra com a filha Maria Valentina ● O casal Val Guirra e Denis Guirra comemorou no domingo, 30, às 17h30, o primeiro ano de vida da filha Maria Valentina. O tema escolhido para a festa, que aconteceu na residência do casal, no bairro Jardim Imperial, foi “Bonecas Marrom com Rosa”. ● Neila Beatriz Pereira, Tanise Bocalon e Eva Fiuza comemoraram aniversário na segunda-feira, 1°. Ivete Miott Cappellesso na terça-feira, 2. Rafael Schmidt na quarta-feira, 3. Vivian Closs comemora nesta sexta-feira, 5. Amanda Dalla Nora e Juliane Trevisan, neste sábado, 6. NEIVA SEHN

Miami e Caribe Rosiele Favoto e o marido Sérgio Favoto

NAOYA Kitagawa, presidente do Kumon América do Sul, Delaine Barros e Akio Tsunoda, presidente do Kumon Mundial.

KARLA FRISCTH

APARECIDA Lima Shirabe, Dávila Kess e

Terezinha Bordin

AS FUNCIONÁRIAS da Loja Encontro das Grifes Renylla Barbosa, Coquinha Rosa, Raquel Oliveira, Gil Fernandes, Ivanete Santana.

Espaço para anúncio de candidato às eleições de 7 de outubro, retirado da edição impressa de Oeste Semanal, para cumprimento da legislação eleitoral.

Por que sua profissão? A arte de poder reabilitar alguém é muito gratificante. Poder melhorar a qualidade de vida de uma pessoa, tornando-a mais funcional e de bem consigo mesma, não tem preço. Qual o grande feito da sua vida? A oportunidade de poder ter aberto a minha própria clinica de fisioterapia e estética (Fisio Corpu’s). Por que Luís Eduardo Magalhães? Meu pai se mudou para a Cidade por causa da empresa, quando eu tinha 13. Qual foi o lugar mais interessante ao qual foi em 2011? Praia do Francês e Maragogi, em Maceió. Como você se vê em dez anos? Casada e com filho, uma carreira profissional estável e com tempo para poder viajar mundo a fora. Inspiração: Deus Saudade: Da minha prima Priscila que mora no Rio Grande do Sul. Sonho: Viajar para o Caribe. Filhos: Quero dois. Paixão: Pilates. Filme: O óleo de Lorenzo. É um filme que mostra que quase nada é impossível quando realmente queremos. Quais lugares gostaria de conhecer: Fernando de Noronha, os Lençóis Maranhenses, Caribe e a Serra Gaúcha no inverno. Medo: De magoar as pessoas. Comida preferida: Pizza. Pessoa: Meu pai Loureno Welzel. Arrependimento: Aprendemos com eles e nos tornamos pessoas melhores. Não Vive Sem: Animal de estimação, adoro cachorros. Frase: “Nunca subestime as pessoas, elas sempre têm algo para acrescentar!” ■


26

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

GENTE JOVEM RAFAEL DIAS rafaeldias@diariodooeste.com.br

redes sociais, criam-se grupos fechados de amigos para discussão e organização da viagem para o evento.

Ingresso na mão II

NO SHOW DE THIAGO BRAVA. Karine Follmann, Rogério Honório, Kellyane Alves, Thiago

Bortolozzo, Kau Amaral e Charles Andrade...

Show de Thiago Brava cantor de arrocha Thiago Brava, que tem um das músicas de maior sucesso da atualidade, chamada “180, 180, 360”, fez show na Cidade no último sábado, 29, na Estação Gê. Foi um sucesso. Camarotes e pista estavam lotados. No palco, não faltou a animação do cantor, que empolgou a todos com as músicas de maior sucesso, e até ensinou a dançar quem não sabia. Não houve quem reclamasse do show.

O

O gremista Kenny Henke já está com o ingresso na mão para assistir ao jogo entre Grêmio e São Paulo, em Porto Alegre. O jogo é válido pelo Campeonato Brasileiro de 2012. O motivo da escolha é a demolição do Estádio Olímpico, que acontecerá no ano que vem. O jogo entre as duas equipes será a penúltima partida oficial do Grêmio no estádio. A partir de 2013 o Grêmio disputará as partidas no seu novo estádio, que está em fase final de construção. O último jogo será contra o rival Internacional, mas Kenni prefere o jogo contra o São Paulo, pois acredita que os ingressos para o último jogo serão mais difíceis de comprar.

Baile dos Agrônomos Finalizando a 9ª Edição da Semana Agronômica, que foi organizada pela Faahf e Associação dos Agrônomos de Luís Eduardo Magalhães (Agrolem), foi realizado o Baile dos Agrônomos, com o tema “Uma noite em Acapulco 8”. O evento ocorreu no Centro de Eventos N. Sra. Apareida (Gruta) na noite de sábado, 29. A noite, bastante animada, reuniu muita gente de várias faixas etárias. Com animação da banda Voice, de Goiânia, a festa entrou pela madrugada. ● Muitas pessoas da área agronômica reclamaram da escolha da banda, pois em anos anteriores a mesma já havia sido chamada. Mas na noite da festa a banda mostrou qualidade e justificou o fato de ter sido novamente escolhida.

Noite de rock Mais uma edição do Rock no Kart aconteceu na noite de sábado, 29. Mais de 100 pessoas estiveram presentes, entre elas os fiéis roqueiros Rudy Argolo, Luciano Dalmolin, Felipe Zarpelon, Amanda

...Thialla Gomes e o cantor Thiago Brava. Shinoda, Daniele Brondani e Carol Pereira.Todos curtiram o som das bandas Âncora, que tocou um repertório pop rock, e Disputa Vulgar, que fez um cover da banda Pantera. Foi a terceira edição do Rock no Kart, que vai recebendo cada vez mais um público alternativo e que gosta do rock´n roll.

Visita à Cidade

PAULA ABRAÃO

RENATA CANZI

TATIANE FONTANA

THIFANI WALKER

Nas cachoeiras Os amigos Mônica Zanotto, Luciano Dalmolin, Vanky Ramos e o casal Kasthiony Trentin e Glórinha Akemi fizeram um tour pelas cachoeiras da região. No domingo, 30, acordaram cedo e partiram para a Cachoeira do Ouro, local que alguns ainda não conheciam. Em seguida foram à Cachoeira do Acaba Vida para fechar o dia. Ambas as cachoeiras estão localizadas no Anel da Soja, a do Ouro a 90 quilômetros de Luís Eduardo, e a do Acaba Vida a pouco mais de 40 quilômetros.

Aniversariantes ...Juliana Oliveira, Camila Garcia, Kalyanny Perian...

● Ademar Costa convidou amigos para comemorar seu aniversário em sua casa, no Mimoso 2, no sábado, 29. A festa teve início na tarde e adentrou a madrugada, com muita animação dos presentes.

Maria Clara Fontana comemorou mais um ano de vida ao lado de familiares e amigos. A comemoração aconteceu na Escola Mundo da Escrita, local onde estuda. ● Luana Closs comemorou aniversário na segunda, 1°. A universitária comemorou ao lado dos pais e do namorado Johnni Henke, que preparou um churrasco em sua residência. ● Daniel Luiz Kuhn e Pedro Fagundes comemoraram aniversário no sábado, 29. Os dois foram surpreendidos com uma festa surpresa organizada por pais e amigos, na casa de Daniel, no Residencial Soya. O aniversário de Daniel foi no próprio dia 29 e o de Pedro, no dia 27.

● Em Destaque na semana: na segunda, 1, Eva Fiuza, Luiz Octavio Comparin, Elisangela Roos, Jack Monteiro, Lucio Umpierre, Ingrid Spies e Tatiana Barcé; na terça, 2, Matheus Garcia, Adriano Oliveira, Vinicius Fernandes e Simone Feitosa; na quarta, 3, Hellen Fernanda Gomes, Ana Raquel Melo, Paula Szczepaniuk, Carol Marques, Yanna Fernanda Novaes, Ana Paula Portella e Letícia Nogueira; na quinta, 4, Alexandre Seiji Fukuda Ribas, Rita Pedrollo Bittencourt, Patrícia Riffel Scapini e Carolina Stresser. Nessa sexta, 5, comemoram Laryssa Thayna, Thifani Martins Walker, Paula Morais Abrão, Elves Batista Souza, Tatiane Fontana, Bruna Gado e Renata Canzi. No sábado, 6, Fábio Junior Medeiros, Juliane Trevisan e Rozana Silva. No domingo, 7, é a vez de Aléx Rezende, Michele Walker e Maisa Coelho. ■

Quem esteve na Cidade foi Saimon Biselo. Ele veio para uma visita aos pais e amigos que residem em Luís Eduardo. Atualmente Saimon mora em Goiânia, onde se formou em Psicologia.

Ingresso na mão I Um dos maiores festivais sertanejos do país está se aproximando. O Caldas Country Show, que acontece em novembro, em Caldas Novas (Goiás), reúne fãs de sertanejo de todo o país. Na Cidade muitos reservam a data do evento para ir a Goiás e aproveitar a festa. Um deles é Vitor Hugo Torales, que garantiu seu ingresso há poucos dias e já é presença garantida. Nas

BAILE DOS AGRÔNOMOS. Monique Ficanha e

Tiago Belarmino

ANIVERSARIANTE. Beatriz e Cléder Fontana com as filhas Dani e Maria Clara.


27

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

L I N H A S D E ATA Q U E

Enfim, seleção vence no Intermunicipal DA REDAÇ‹O DE OESTE SEMANAL esmo tendo que contar com resultado de outro jogo e precisando da vitória, a seleção de Luís Eduardo Magalhães superou dificuldades como a restrição de atletas – atuou apenas com os 11 titulares, sem nenhum jogador no banco de reservas - e venceu Macaúbas, no Estádio Municipal de Macaúbas, por 3 a 1, no domingo, 30 de setembro. A vitória, após cinco rodadas sem vencer, e a derrota de Condeúba por 2 a 0 para Itambé, formaram a combinação que resultou na classificação de Luís Eduardo para a segunda fase do Campeonato Intermunicipal. Luís Eduardo ficou em quarto lugar no grupo 6, na primeira fase, com 11 pontos. Os gols que garantiram a vitória e a permanência da seleção luiseduardense na competição foram marcados, pela ordem, por Rebolation, Erivelton e Leonardo. Agora, os luiseduardenses enfrentarão a seleção de Ipiaú. O primeiro jogo será no domingo, 14, às 15h30, no Estádio Ocival Rodrigues, em São Desidério.

M

Indignação. O técnico Sebastião da Silva disse que os problemas para a equipe começaram já no embarque para Macaúbas, devido à ausência de jogadores que completariam o elenco. Segundo ele, a participação da seleção B em outra competição (Campeonato Intermunicipal de Seleções Amadoras do Oeste) comprometeu a sua convocação. Apesar de a seleção B folgar na competição da região Oeste, Sebastião da Silva criticou o que considera “articulações de outro lado”. “Mesmo sem ter jogo da outra seleção (B), houve articulação para influenciar jogador a não ir conosco para Macaúbas. Existem interferências de algumas pessoas que acabam prejudicando a seleção da Cidade”, afirmou sem, no entanto, citar nomes. O treinador prega, para a segunda fase, a união entre dirigentes dos clubes e da Liga Desportiva de Luís Eduardo Magalhães (LDLEM), a fim de que o trabalho da seleção principal não seja afetado. “Iremos para uma fase mais difícil, que é bem mais disputada, contra um adversário mais bem preparado (Ipiaú). Não vamos desmanchar um trabalho que entrou para a história da Cidade, pois pela primeira vez Luís Eduardo consegue se classificar à segunda fase de uma competição estadual”, disse. “Vou convocar todos os atletas que estiveram conosco até agora para irem treinar, para participarem dos nossos encontros semanais. Quero refazer a nossa seleção, reanimar o grupo e incentivar os jogadores a vestirem a camisa da seleção, acima de qualquer diferença entre os dirigentes dos clubes”, acrescentou.

Conclusão da página 28 Na geral masculino, houve 343 participantes. No total, 1.300 corredores participaram da prova nas categorias masculina e feminina.

Para refletir Qual medida deve ser tomada contra Ipiranga e Saqueiro, que não compareceram para jogar contra Juventus e Portelinha, respectivamente, pela última rodada da primeira fase da Série A do Campeonato Municipal de Futebol Amador? Em 2011, a Liga Desportiva de Luís Eduardo Magalhães (LDLEM) corretamente excluiu por um ano o Florais Léa por não ter entrado em campo para o confronto com o Santa Cruz, pelo então Seletivo Amador. Perda de pontos e elevada multa, além do rebaixamento, seriam medidas mínimas que evitariam o abuso por parte dos dirigentes das equipes fujonas.

Justifica ? A diretoria do Ipiranga, inicialmente, avisou a LDLEM que não iria atuar diante do Juventus, no dia 23 de setembro, no Campo da Bunge. Porém, cerca de 30 minutos após o horário marcado para o início da partida, a equipe do Ipiranga apareceu para jogar (mas já havia perdido por WO). No sábado, 29, a diretoria do Saqueiro alegou que sua equipe não compareceu para enfrentar o Portelinha, no Campo da Vila Buriti, por não ter transporte disponível. Desculpa que não convence.

Intermunicipal do Oeste A seleção de São Desidério derrotou a de Santana por 2 a 1 na noite de sábado, 29 de setembro, no Estádio Ocival Rodrigues, em São Desidério. O jogo marcou a estreia de Santana no Campeonato Intermunicipal de Seleções Amadoras do Oeste. Barreiras é a líder da competição, com quatro pontos. Luís Eduardo está em último lugar, sem nenhum ponto ganho (duas derrotas em duas partidas).

Futsal O ginásio de esportes da Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira (Faahf ) será o local dos jogos da zonal de Luís Eduardo Magalhães do Campeonato Baiano de Futsal entre 9 e 11 de novembro. Também sediarão as etapas preliminares da compe-

tição as cidades de Salvador, Vitória da Conquista e Miguel Calmon. A equipe campeã estadual terá vaga garantida na Liga do Nordeste e na Taça Brasil em 2013.

Música e bola Na segunda-feira, 1º, foi comemorado o dia mundial da música. Para celebrar a data, a coluna relembra canções cujo tema é o futebol. A mais recente e famosa entre as gerações mais novas é a do grupo Skank (É uma partida de futebol). Dificilmente alguém ainda não cantaralou “Bola na trave não altera o placar, bola na área sem ninguém pra cabecear, bola na rede pra fazer o gol, quem não sonhou em ser um jogador de futebol?”. No início dos anos 80, o baiano Pepeu Gomes fez “Fazendo música, jogando bola”, cujo tema não era o futebol, mas fazia uma referência ao esporte preferido dos brasileiros. Chico Buarque, nos anos 70, em oposição à ditadura militar cantava que “Aqui na terra tão jogando futebol, tem muito samba, muito choro e rock’n’roll, uns dias chove, noutros dias bate o sol, mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta”.

Música e bola II Clubes de futebol também são lembrados pelos compositores. Em 1980, Francis Hime compôs “E se”, canção que ironizava vários acontecimentos que pareciam impossíveis de acontecer. Em uma das estrofes, “e se o Botafogo for campeão” uma vez que o alvinegro estava, na ocasião, há muitos anos na fila à espera de um título. Em outra estrofe até o ASA, de Arapiraca (AL) foi lembrado (“e se o Arapiraca for campeão”). De lá para cá, as duas equipes já ergueram a taça. O Bahia foi lembrado por meio de seu hino por Caetano Veloso e Gilberto Gil no disco Barra 69, ao vivo, em interpretação ímpar da dupla. Porém, o mais lembrado é o Flamengo cantado por Wando, em 1982, em Mengo (“quem faz a alegria do povo? Mengooo...”); por Bebeto, também em 1982, em “Arigatô Flamengo”, em alusão ao título do Mundial de Interclubes, no Japão, em 1981; pelo sambista João Nogueira, em 1979, em “Samba rubro-negro” (“Flamengo joga amanhã, eu vou pra lá, vai haver mais um baile no Maracanã”); por Ney Matogrosso, em “Jhony pirou” (“Foi gol, gol do mengão foi gol”); e por Gilberto Gil, que saúda a torcida rubro-negra em “Aquele abraço”, de 1969 (“Alô torcida do Flamengo, aquele abraço!”). Mas é o hino do América (composto por Lamartine Babo, na voz de Tim Maia) a obra de arte

Falar com: Francisca Américo Vanessa

Ao lado das Lojas Americanas

inigualável, em termos de letra e interpretação , quando futebol e música se unem.

Taça Lauck Dez equipes em três modalidades estrearam na IV Taça Fábio Lauck de Futsal, no Ginásio Terra Agrícola, no sábado, 29. Pela pré-mirim, Bar e Bola 15 x 1 Acelem; na mirim, Terra Agrícola 5 x 1 Acelem e Projeto Semeando o Futuro 6 x 9 Escola José Cardoso de Lima; na infantil, Escola Angelo Boza 1 x 5 Escola José Cardoso de Lima e Metalúrgica Mimoso 2 x 4 Terra Agrícola. Pela categoria mirim, a equipe do Terra Agrícola venceu por WO a Projeto Semeando o Futuro, que chegou ao Ginásio com 45 minutos de atraso do início do jogo. Pela categoria adulto, no sábado, 29, Udinese 10 x 5 Acadêmicos; Santa Cruz 14 x 4 Grêmio do Oeste. No domingo, 30, Mec-Agrovita 4 x 8 Asmeg; Young Boys 10 x 3 Olcatrans. Neste sábado, 6, pela categoria pré-mirim, Grupo Unidos x Bar e Bola, às 8h; Rio de Pedras x Semeando o Futuro, às 11h; pela categoria mirim, Grupo Unidos x Terra Agrícola, às 9h; Bar e Bola x Semeando o Futuro, às 13h; pela infantil, Semeando o Futuro x Escola Angelo Bosa, às 10h; pela adulto, Asmeg x Santa Cruz, às 13h45; Acadêmicos x Vento em Popa, às 15h15; Mec-Agrotiva x Roma, às 16h46; Udinese x Young Boys, às 18h15. ■


28

Oeste Semanal ❒ Luís Eduardo Magalhães, 5 a 12 de outubro de 2012

L I N H A S D E ATA Q U E LUCIANO DEMETRIUS lucianodemetrius@diariodooeste.com.br

ARQUIVO PESSOAL

Selem tem registro na FBF

A

Sociedade Esportiva Luís Eduardo Magalhães (Selem), primeira equipe profissional de Luís Eduardo Magalhães, está oficialmente registrada na Federação Baiana de Futebol (FBF), o que a credencia a disputar qualquer competição promovida pela entidade. A assinatura do registro aconteceu na quinta-feira, 28, na sede da Federação. “A partir de agora, a Selem existe com documento que a comprova como uma equipe profissional”, disse o presidente Sebastião Alves da Silva. A Selem foi fundada em 3 de maio de 2012 e já disputou, de forma amadora,a Série B do Campeonato Municipal de Luís Eduardo Magalhães, além de ter disputado amistosos durante o primeiro semestre. O primeiro passo da Selem no futebol profissional é a participação no Torneio Seletivo, com início previsto para janeiro de 2013, que vai apontar uma ou duas equipes (a definir pela FBF) para a Série B do Campeonato Baiano. “Nossa equipe já confirmou participação na competição (Torneio Seletivo) e está em busca de parcerias com clubes e empresários para fortalecer o elenco e lutar por uma lugar na Série B do (Campeonato) Baiano ainda no próximo ano”, disse

Sebastião da Silva. Segundo o presidente da equipe, já foram mantidos contatos com dirigentes de Bahia, Ceará e Cruzeiro para firmar parceria que resulte no empréstimo de atletas para a Selem. “Teremos atletas da base destas três equipes em nosso elenco”. Segundo Sebastião da Silva, até o final de outubro a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deve confirmar o registro da Selem o que permite a participação da equipe em competições nacionais. “O registro também permite a contratação de jogadores e a negociação com vários clubes brasileiros”, disse. Um empresário, cujo nome e empresa a qual é ligado não foram revelados pelo presidente da Selem, mostrou-se disposto a investir no primeiro clube profissional de futebol de Luís Eduardo. “Por ora, não vamos revelar nomes para não comprometer os contatos. Mas garanto que é um grupo reconhecido na região e que vai, certamente, atrair outros investidores”.

MOUNTAIN BYKE. A dupla de ciclistas de Luís Eduardo Magalhães Fausto Oliveira (primeiro, à frente) e Anderson Oliveira (segundo), da Equipe Dague Paia Bike Team, ficou em 43º lugar na classificação da Ultramaratona de Mountain Bike – Brasil Ride 2012, disputada entre os dias 23 e 30 de setembro, na Chapada Diamantina. Eles completaram as sete etapas dos quase 600 km de percurso da prova em 32 horas 59 min15seg. Entre os ciclistas brasileiros, Fausto Oliveira e Anderson Oliveira ficaram em 20º lugar. Na categoria que disputaram, a Open, ocuparam a 29º colocação. A dupla campeã geral foi Luís Leão Pinto e Tiago Ferreira, com o tempo acumulado de 23 horas, 24min58seg.

Meia maratona O corredor Cleriston Alves Dourado, da equipe Atlântica, de Luís Eduardo Magalhães, venceu a prova dos 6 quilômetros (popular) da

12ª Meia Maratona do Tocantins, realizada em Palmas no domingo, 30 de setembro. Ele correu pela categoria Academias e conseguiu a melhor marca também na classificação geral

(popular) com o tempo de 22 minutos e 34 segundos. Na categoria Academias, 91 corredores disputaram a prova. Continua na página 27 ➧

Oeste Semanal Edição 83  

Oeste Semanal Edição 83

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you