Issuu on Google+

Nova Equipa de Responsáveis e Pré – Responsáveis Este ano de 2011 a equipa de Responsáveis foi reforçada. Grandemente reforçada!!! Alguns bons elementos da equipa deixaram de colaborar com a mesma, devido a outras prioridades nas suas vidas, no entanto, a vida da Mediateca continua, e as portas estão sempre abertas para quem queira desenvolver projectos e crescer nesta ―família‖. Assim, as mudanças são enormes! Multimédia: Entrou para Responsável o Mário Marques e para pré-responsável a Katarina Chalaça.

Destaque

Entrevista a...

Torneios: Entrou para Responsável o João Rodrigues e mantémse o Carlos Pinto e o Mário Leandro. Decoração: Entrou para Pré-responsável o Rúben Neves e mantém-se o Cláudio Fernandes. Jornal: Entrou para Pré-responsável a Joana Silva e mantém-se a Ana Pinto. Bar: Mantém-se o Diogo Domingues. Audioteca: Mantém-se o Gerson Nogueira como Responsável e mantém-se o André Rodrigues como Pré-responsável.

Quem o viu… e quem o vê!!

p Mantém-se o Ricardo Sousa como Responsável e definiu-se também a situação do Pedro Rodrigues na equipa, como Responsável também. Desejamos a todos os Responsáveis um bom desempenho e que aproveitem ao máximo de modo a desenvolverem todas as suas potencialidades e criatividade. Agora que os nossos leitores já sabem quem são os Responsáveis do espaço, sabem também que podem contar com eles para qualquer questão relacionada com os sectores a nível de actividades, sugestões ou outras!

Centro Social da Musgueira

Drogas na Adolescência


Curtas… Cá Dentro - Lanche na Mediateca — Espontaneamente realizaram-se dois lanches na Mediateca com uma grande adesão por parte dos leitores, tendo estes lanches a característica de serem à luz de velas com chá e torradinhas!! E sabem tão bem nestes dias de inverno. Bela iniciativa! Pinturas Faciais — No passado dia 1 e 3 de Fevereiro, realizou-se na Mediateca um WorkShop de Pinturas Faciais. Nele participaram as nossas monitoras, as educadoras e auxiliares do jardim de Infância e do ATL. Foram momentos de grande aprendizagem e criatividade, que bem podemos testemunhar pelas fotos. No final da noite eram vários os rosto que, naqueles dias, tinham outra cor. Não faltaram candidatos às mãos das aprendizes de ... "maquilhadoras" de fantasias …

- Sector da Decoração em grande — Têm-se realizado vários ateliers com o intuito não só da expressão artística como também para uma exposição de trabalho a realizar-se no dia de aniversário do C.S.M., a saber dia 19 de Março. - Mediação de Conflitos — Têm decorrida duas vezes por semana na Mediateca o curso de Mediação de conflito, onde vários leitores e técnicos da Mediateca e Salas de Estudo estão inscritos. É bem presente o entusiasmo e a partilha daqueles que frequentam esta formação pela troca de experiências e realização de trabalhos de grupo. Bom trabalho!!

Quem o viu… e quem o vê!!

O André Rodrigues tem crescido não só a nível físico, como é visível nas fotos, mas também a todos os outros níveis. Reparem só no ambiente que ele cria em torno da Audioteca... Sempre rodeado de amigos e amigas... Com todo o seu profissionalismo até já dá workshops de DJ. É ainda bem visível a sua desenvoltura relacional, o seu sorriso simpático e a sua postura sempre pronta para ajudar quem precisa! Obrigada André! Continua assim no bom caminho, inspirado e a inspirar bons ventos! :)

Centro Social da Musgueira


Entrevista... Ana: Qual foi o principal motivo que te levou a aceitar o desafio de seres Responsável? Ricardo: Foi um desafio muito interessante e aceiteio porque gostava das pessoas que cá andavam e quando o Constante me fez o desafio aceitei-o de imediato. Ana: Para ti é importante estares na equipa de Responsáveis? Ricardo: Sim é importante, é uma muito boa experiência, dou-me bem com toda a gente e não tenho problemas com ninguém aqui. Além disso é uma oportunidade de me relacionar com pessoas totalmente diferentes de mim. Ana: É fácil trabalhares com a equipa de Responsáveis? Ricardo: Sim é fácil dou-me bem com todos… é um bocado difícil trabalhar com alguns monitores (risos). Ana: Qual a tua melhor experiência desde que entraste na equipa? Ricardo: Foi o Campo de Formação. Aprendi muito. Aprendi a gerir conflitos, apesar de não ser muito conflituoso. Gostei. Senti-me à vontade na equipa. Ana: Que actividades fazes para dinamizar o espaço? Ricardo: Ajudo no Sector das Festas, faço os cartazes das festas e vou aprendendo coisas novas por exemplo estive agora a fazer uma base de dados dos leitores da Mediateca e aprendi a trabalhar com o Excel. Ana: De que sentirias falta, se deixasses de vir à Mediateca? Ricardo: Sentia falta das pessoas, dos Responsáveis, dos Monitores, do tempo que passo cá, das actividades... Ana: Se te dessem oportunidade para mudares alguma coisa na Mediateca, o que mudarias? Ricardo: O espaço é bom mas acho que mudava qualquer coisa. Acho que a Mediateca merecia um espaço físico maior e melhor.

Obrigada Ricardo!!!!

Centro Social da Musgueira


Receita: Creme de Espargos 4 Doses Ingredientes:

Preparação:

2 colheres de sopa de manteiga 2 colheres de sopa de azeite 1 cebola média, finamente picada ½ colher de chá de sal ½ colher de chá de caril em pó ¼ colher de chá de gengibre ralado Sumo de ½ limão 400 gramas de batatas 500 ml de caldo de legumes 200 ml de leite de coco 250 gramas de espargos 50 gramas de creme fraîche Sal (q.b.) Pimenta preta (q.b.)

Derreta a manteiga e o azeite numa panela em lume médio, sem deixar queimar. Junte a cebola e o sal e deixe saltear até dourar, cerca de 5 minutos. Junte o caril em pó, o gengibre e as batatas cortadas aos cubos , mexendo ocasionalmente para misturar os sabores, por 10 minutos. Junte o caldo, o leite de coco e os espargos, e deixe cozinhar em lume médio, parcialmente coberto, até os legumes cozerem. Reduza a sopa a puré com uma misturadora e acerte o sal. Sirva. Misture o crème fraîche com o sumo de limão e a salsa e despeje uma colher de sopa deste preparado no centro do prato.

Conto Oriental O Acrobata e a sua Aprendiza Era uma menina de olhos imensos como luas e de belo sorriso como um suave amanhecer. Órfã desde que se lembra, tornara-se na aprendiza de um acrobata, em companhia do qual percorria, de cá para lá, as hospitaleiras aldeias da Índia. Ambos se tinham especializado num atractivo número que consistia em circense que consistia em a menina trepar numa longa vara, que o homem suportava sobre os ombros, e no extremo superior da mesma, executava os seus equilíbrios. A prova não era, nem pouco mais ou menos, isenta de risco. Por que razão, o acrobata indicou à mesma: - Pequena amiga, para evitar que nos aconteça um acidente, o melhor será que, enquanto fazemos o nosso número, eu esteja atento ao que tu fazes e tu estejas atenta ao que eu faço. Deste modo não haverá perigo, minha pequena. Mas a menina, cravando os seus belos e expressivos olhos nos do mestre, replicou: - Não Babu, isso não é nada acertado. Enquanto fazemos o número, eu estarei concentrada em mim e tu estarás concentrado em ti. Assim evitaremos qualquer acidente.

Centro Social da Musgueira


Drogas na Adolescência Os adolescentes de hoje estão mais sujeitos ao contacto com as drogas devido ao ambiente em que estão inseridos. Um dos grandes factores de risco é a pressão do grupo. A isso, acrescente-se a frequente ausência dos pais, que assim criam condições favoráveis para que os filhos adolescentes se sintam ―livres‖ para aventuras deste tipo, sem pensar muito nas consequências que isso lhes trará para a vida. Nesta fase da vida, os adolescentes afirmam a sua personalidade: novas descobertas, novo corpo, explosões de emoção e temperamento contribuem para o surgimento de novos e difíceis problemas e procuram nas drogas uma saída para estes conflitos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), "droga é toda a substância que, introduzida num organismo vivo, pode modificar uma ou mais das suas funções". É compreendida também como o nome genérico de substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que podem causar danos físicos e/ou psicológicos a quem as consume. O seu uso constante pode levar à mudança de comportamento e à criação de uma dependência, um desejo compulsivo de usar a droga habitualmente, ao mesmo tempo que o consumidor passa a apresentar problemas orgânicos decorrentes da sua falta. A lei diferencia as drogas lícitas (cigarro, álcool, medicamentos) das ilícitas (cocaína, crack, ecstasy, entre outras). Do ponto de vista médico, porém, esta diferença não existe. E sendo assim, vamo-nos apenas referir às drogas ilícitas pois são as mais perigosas, embora, o álcool e o tabaco são temas que também merecem o nosso destaque e debruçaremo-nos nestes temas noutras publicações. Alguns dos principais problemas do universo dos adolescentes estão associados à queda do desempenho escolar, dificuldades de aprendizagem, prejuízo no desenvolvimento e estruturação das habilidades cognitivo-comportamentais e emocionais. Estes vícios podem levar a problemas ainda mais graves que provocam a morte do consumidor seja através de acidentes rodoviários, overdose, depressão, etc. Por isso, segue o lema ―Resistir é Vencer‖ e não cedas às más influências pois só assim podes tentar fugir a estes problemas e às consequências que estes trazem. Assim: resiste, e sê Saudável!

Centro Social da Musgueira


Telef. : 217 591 775 Fax. : 275 60 415 Email: mediateca@mail.telepac.pt Lg. Pe. Rocha e Melo 1750-204 Lisboa

Passatempo Matemático

Corrige a equação, apenas usando um traço 5 + 5 + 5 = 550

Completando espaços Complete utilizando parênteses e os sinais +, -, X e : de forma a obteres afirmações verdadeiras: 2____2____2____2 = 0 2____2____2____2 = 1 2____2____2____2 = 2 2____2____2____2 = 3

Orientadora: Inês Lobão Jornalista: Ana Pinto Centro Social da Musgueira

Colaboradores: Ricardo Sousa


Jornal On Off Jovem - 81 Fev 11