Issuu on Google+

M A P A S

CARTOGRAFIA SENSÍVEL


CARTOGRAFIA SENSÍVEL MAPAS E TERRITÓRIOS POÉTICOS A arte nos ajuda a enxergar a vida com outros olhos. Nestes territórios poéticos, os espaços são representados com parâmetros completamente distintos daqueles utilizados na interpretação de um mapa tradicional e tecnicamente perfeito. É um “mapa-não-mapa”, onde espaços físicos e sentimentais se transformam em lugares da memória, territórios de criação. Os autores desses trabalhos refletiram sobre o lugar que ocupam no espaço cotidiano, seus territórios de afeto e entenderam o sentido e a carga de expressão que a inscrição desses caminhos alcança no trabalho artístico. Os trabalhos deste catálogo foram realizados pelos alunos de Artes Visuais dos nonos anos e oitavo ano D, através de pintura e colagem, em telas no tamanho 40 x 40 cm. Como títulos para os trabalhos, os alunos pensaram em pequenos poemas, haikais ou frases poéticas. Professora Ana Helena Grimaldi Novembro de 2013


O mapa para os pensadores

Quando eu estiver velho, gostaria de ter no corredor da minha casa Um mapa de Berlim Com uma legenda Pontos azuis designariam as ruas onde eu morei Pontos amarelos, as ruas onde moravam minha namoradas Triângulos marrons, os túmulos Nos cemitérios de Berlim onde jazem os que foram próximos a mim E linhas pretas redesenhariam os caminhos No Zoológico ou no Tiergarten Que percorri conversando com as garotas E flechas de todas as cores apontariam os lugares nos arredores Onde repensava as semanas berlinenses E muitos quadrados vermelhos marcariam os aposentos Do amor da mais baixa espécie ou do amor mais abrigado do vento. (GS VII, p. 714) Walter Benjamim


O mapa para os poetas Quando eu morrer quero ficar, Não contem aos meus inimigos, Sepultado em minha cidade, Saudade. Meus pés enterrem na rua Aurora, No Paissandu deixem meu sexo, Na Lopes Chaves a cabeça Esqueçam. No Pátio do Colégio afundem O meu coração paulistano: Um coração vivo e um defunto Bem juntos. Escondam no Correio o ouvido Direito, o esquerdo nos Telégrafos, Quero saber da vida alheia, Sereia. O nariz guardem nos rosais, A língua no alto do Ipiranga Para cantar a liberdade. Saudade... Os olhos lá no Jaraguá Assistirão ao que há de vir, O joelho na Universidade, Saudade... As mãos atirem por aí, Que desvivam como viveram, As tripas atirem pro Diabo, Que o espírito será de Deus. Adeus. De Lira Paulistana

Quando eu Morrer Mário de Andrade


O mapa para os artistas

The Map (1978) by Jasper Johns

Vik Muniz Vik Muniz

Wesley Duke Lee Adirana Varej達o


Os mapas para os alunos de Artes Visuais

Trabalho Coletivo


Outras dimensões Lares invertidos mudam de dimensão, nos significados em meu coração.

Guilherme Q. Casati


Mapa da Mem贸ria Ch茫o da minha casa, mapa da minha mem贸ria. Ilhas de saudade... Lucca Bazi Vaggioni


A grande mancha Um grande enigma, com grande significado, que eu desejo desvendar... Leonardo F. Gianfagna


Mapa dos Caminhos Por mais que sejam confusos, fique forte e respire fundo. Deixe que eles te guiem e vocĂŞ nĂŁo vai se arrepender.

Larissa Gasparini


A grande onda A grande onda chega e devasta os povos, mas não seus corações. Victor Sarti Rodrigues


Mapa da Criatividade A criatividade ĂŠ como um rio. Nele, nunca corre a mesma ĂĄgua.

Maria Gabriela de A. G. Pires


Mapa do Tesouro Aqui vai a verdade: nĂŁo ĂŠ preciso um mapa para encontrar a felicidade. Felipe L. de Oliveira


Mapa Estelar Quando estiver na escurid達o, na noite brilhar達o... Alimentando seus sonhos com a maior exatid達o.

Nathalia F. Burini


A Uni達o A Uni達o pode ter acabado. Mas seus ideais continuam a viver. Pedro B. Tiago


Distância 28,5 Km 29 minutos 36 risquinhos Letícia B. C. de Camargo


Muro O muro que tudo separava caiu. Antes, eram dois caminhos. Agora, existe um atalho. Pedro P. Juli達o


Meu lugar para morar Aqui ĂŠ minha terra, terra querida, caminhos da minha vida. Sofia G. Jacoby


Metrô As linhas subterrâneas me levam até a superfície das férias inesquecíveis. Paola A. de Castro


Sonho Sonhos sonhados, Sonhos realizados. Sonhos que ainda ser達o conquistados.

Laura M. Camargo


Lugar Às vezes, para se encontrar, Ê preciso se isolar, em um lugar tão distante, que te faz chorar.

Esther G. N. da R. Duarte


Imensid達o Terra verde cercada pela imensid達o azul. Mar de calmaria. Giulia Serra Guimar達es


Lembranรงa Uma terra em sofrimento, chora por medo e fome, temendo o esquecimento. Rafael V. de A. Ferreira


Ligações Uma conexão de mares que me levam à rota perfeira. A ligação do mundo que me trouxe até aqui.

Laura Rapeli


Pausa Uma fronteira, um universo de notas e uma pausa para o que te cerca. Uma pausa que te cerca em um campo de harmonias. Uma fronteira limitada pela arte. JĂşlia M. Schmidt


Encontros do Mundo Novo Neste mundo fragmentado, sete partes se encontram, dando cor ao apagado. Marina Raya Marcucci


O Real Mapa Mundi Um estĂĄ dentro de outro, politica e economicamente. NĂŁo fisicamente. Victor P. Mariano


ArquipĂŠlagos Separava as ilhas em quadrantes... Quando me dei conta, tingi o meu mar.

Gabriel Kimaid Gomes


Westersia Uma terra imaginรกria que desperta a fantasia de um aperto de curiosidades, interna e externa. Diana B. Pelegrini


Selva de Concreto, Memórias de Algodão Momentos inesquecíveis numas férias de verão. Da cidade que nunca dorme, restam memórias de algodão. Daniela de A.C. Orlandi


Paraíso O paraíso só existe em nossos sonhos, pois se vivêssemos em um, não faríamos mais nada na vida. Isabela N. dos Santos


Destino Meu pensamento ĂŠ livre. Em caminhos inventados, viajo para o meu destino. VinĂ­cius F. Baracat


Mem贸ria O tempo passa, as cores mudam. Mas os caminhos mant锚m suas Hist贸rias.

Daniel C.N. Resende Neto


NYL De lรก pra cรก, em NY estou, pois estou sonhando... Ana Carolina F. Amaral


Territ贸rio A via 茅 cheia de escolhas. Por caminhos e mundos diferentes, decidimos nosso territ贸rio.

Thiago M. Abdalla


Sentimento A cada sonho e a cada sopro, um sentimento de esperança Ê traçado, junto ao desejo de conquistar o mapa que a vida nos oferece.

Isabela C.F. Pereira


Escolha

Caminhos aleat贸rios com escolhas diversas. Diferentes territ贸rios. Gabriel Farias Guimar茫es


Cruzamento

Destinos diferentes, caminhos cruzados. Prontos para serem entrelaรงados. Gabriel C. Matias


Artes Visuais 2013 Professora: Ana Helena Grimaldi

Coordenação de Artes: Tina Gonçalez Coordenação de Curso: Marcos Roberto Márcio e Maria José Ferraz Direção: Sandra Maria Salgado Galli

Escola Comunitária de Campinas


Catálogo cartográfico1