Page 1

Edition #393

EDIÇÃO #705

THE BRAZILIAN NEWSPAPER 13 A 19 DE ABRIL DE 2018

pagina - 32

WWW.JORNALASEMANA.COM

Sasha Meneghel revela desejo de ter 3 filhos: “Filha única por muito tempo”

Anitta é aplaudida de pé em palestra em Harvard. Cantora falou sobre sua vida

FAMOSOS 28

Celebrity Series of Boston anuncia Jazz ao longo do Charles River: A Walkable Concert EVENTOS 16

local 03

“4 NOVOS CASOS” Aumenta os número de Brasileiros presos pelo ICE Foto: Reprodução

ESPORTE

FifaFilme discute punições de terror mais severas brasileiro alcança acabar com a 1para milhão de views violência nas torcidas GERAL 10 esporte 19

POLÍCIA

Policiais começam Bruno eque exaGoleiro usar máquina mulher são julgados descobre a senha do noiPhone Fórum de Contagem POLICIA 25

Brasileiros presos à imigração somam 4 histórias em uma semana Pelo menos quatro brasileiros foram presos recentemente pela imigração em casos que mostram es-

pecialmente para as duas maiores comunidades de brasileiros nos Estados Unidos localizadas na Flóri-

da e Massachusetts, as mudanças da política imigratória atual. No primeiro deles, uma brasileira que vivia em Pompano Beach foi presa no dia 18 de março por “abrir a porta na hora errada pela pessoa errada”, disse um amigo. “Maria Fernanda Leitão dos Santos estava em sua casa as 6am de domingo e foi levada pelo Immigration and Customs Enforcement, que procurava pelo antigo morador do apartamento. Infelizmente eles a levaram alegando esclarecimentos e ela foi presa por estar fora de status”, disse um texto da campanha do site GoFundMe criada por amigos para ajudar. De acordo com amigos, Maria Fernanda não tinha antecedentes criminais. Esse caso parece estar conectado com uma operação do ICE que foi de 18 a 22 de março na Flórida, que realizou 65 detenções em Broward, de acordo com o ICE. Ao todo 271 imigrantes foram presos, dos quais 99 tinham antecedentes criminais. IMIGRAÇÃO 08


2

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

LOCAL Anitta é aplaudida de pé em palestra em Harvard

Cantora falou sobre sua vida e carreira, da rotina no subúrbio carioca à fama internacional Anitta foi aplaudida de pé ao fim de sua palestra na Brazil Conference, evento organizado pelos alunos brasileiros da Universidade de Harvard e do Massachusetts Institute of Technology. A cantora foi recebida para a palestra que tinha como tema “Music as an instrument for transformation” (música como instrumento de transformação) em Harvard. Anitta contou sua história, da vida no subúrbio do Rio de Janeiro antes da fama à carreia internacional, além de cantar um trecho de Downtown, música lançada em parceria com J

Balvin, ao final de sua palestra. Falou das dificuldades antes do sucesso, mas disse que sempre acreditou que conseguiria viver da música. “Sempre quis ser artista, desde pequena, mas a gente era muito pobre na minha família. Quando a gente é pobre sempre tem medo de não conseguir pagar as contas”, disse. Passou por um estágio na Vale e em uma loja de roupas antes de decidir largar tudo para investir na carreira. Em determinado momento, disse que ajudava o irmão a pagar o ônibus para ele poder ir para a faculdade. “As pessoas não entenderam

3 Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006 Foto: Reprodução / Divulgação

muito bem aquela passeata quando o ônibus aumentou vinte centavos, mas vinte centavos fazem muita diferença, podiam impedir meu irmão de ir para a faculdade”, disse, sendo bastante aplaudida pela plateia. Anitta também contou como foi decidir que ia cuidar da própria carreira ela rompeu contrato com a antiga empresária, Kamilla Fialho, em 2014 – e que precisou aprender a administrar uma empresa na marra. “Decidi fazer sozinha, senão iria parar”, contou. Ela também disse que traçou uma estratégia para começar a ser conhecida fora do Brasil, que incluía o lançamento de um remix da música Ginza, de J Balvin, e a participação na cerimônia de abertura da Rio 2016 ao lado de Gilberto Gil e Caetano Veloso. A Brazil Conference, organizada desde 2015 na região de Boston, é uma iniciativa da comunidade brasileira de estudantes na cidade para

Anitta revelou detalhes da sua estratégica trajetória e opinou sobre a marginalização do funk debater os mais variados assuntos sobre o Brasil. A edição deste ano vai discutir iniciativas em execução no momento que tentam promover

mudanças no país. Nesta sexta-feira, falaram nomes como Ciro Gomes, Fernando Haddad, Fernanda Gentil, Rafaela Silva, Alexandre Pa-

dilha e Drauzio Varella. No sábado, são esperados nomes como Ilan Goldfajn, Jorge Paulo Lemann, Luciano Huck e Luís Roberto Barroso.


4

CHARGE - OPINIÃO OPINIÃO

Toninho Mindball

O Jornal A SEMANA é uma publicação semanal e independente. Distribuído gratuitamente em todo o estado de Massachusetts.

QUANTO CUSTA UMA GUERRA!

Claudio Santos Presidente / Head of Operation

Sara Santos Diretora de Redação

Tania Jota Diretora Comercial

Diagramação Marcos Soares

Graphic Design Frederico J Dos Santos

Colaboradores Flavia Leal Moda & Beleza

Antônio Machado Ponto de Vista

Eliana Barbosa Alto Astral

Angela Cardoso Fatos & Fotos

Central de Vendas Mônica Prado (617)863-7979 Claudio Santos (617) 417-6006 Escritório Central (617) 955 0043

Impressão Gráfica SMG

Distribuição Guerreiros da Rota DBA

Termos e Responsabilidades A responsabilidade pela qualidade dos produtos, serviços e promoções divulgadas nesse jornal é exclusiva dos anunciantes. As opiniões expressas em artigos publicados são de responsabilidade de autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. Os interessados em publicar seus artigos podem remeter o material para avaliação do editor chefe deste jornal através do email geral asemana@ME.com. Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (617) 417-6006.

Milhão bilhão ou trilhão e a interessante trilogia “MBT”, mas antes de pontuar sobre os custo de uma guerra é interessante conhecer quanto custa um “soldado” ou um veterano de guerra. Mas, o interessante deste assunto passa pela dificuldade de se ter essa contabilidade disponível. Porém, dezenas de estudos revelam que 25% dos sem-teto dos EUA são veteranos de guerra com problemas de saúde mental. Deixaram a guerra, mas a guerra ficou neles. Eua, Afeganistão, Iraque. Vietnã, Alemanha, Japão e outros países formam um continente entre lamas e sangue. Para entender estes custos os departamentos sobre assuntos de “guerras” tem registro sobre pesquisas que identificou 1.500 veteranos sem-teto das guerras atuais e afirma que 400 deles participaram de seus programas especialmente voltados às pessoas que moram nas ruas. O fato de viver nas ruas não é um problema somente entre os veteranos de guerra idosos ou de meia-idade. Os críticos temem que o intenso e repetido posicionamento de soldados deixe veteranos mais jovens particularmente vulneráveis. Eventualmente, teremos um tsunami de soldados, pois o número de vítimas de saúde mental dessa guerra é enorme,

com absurdo agravante em relação aos altíssimos investimentos para o treinamento destes soldados de guerra, investimentos estes que não têm aplicação fora do universo da guerra. Chegamos ao exemplo dos 15.000 leitos de reabilitação residencial, de transição e permanentes para os veteranos sem-teto de todo o país. O departamento gasta cerca de US$ 265 milhões anualmente em programas específicos para os semteto e cerca de US$ 1,5 bilhão com todos os custos de atendimento de saúde para os veteranos que vivem nas ruas. Mais da metade dos 2,6 milhões de americanos enviados para as guerras do Iraque e do Afeganistão debatem-se com problemas mentais e físicos resultantes do serviço militar prestado, sentem-se desligados da vida civil e acham que o governo não satisfaz as necessidades desta geração de veteranos, indica uma sondagem conduzida pelo Washington Post e pela Kaiser Family Foundation. Estamos em temporada de pré-guerra que poderá ter desdobramento de uma guerra com estimativa do “Banco de Compensações Internacionais – BIS”, espécie de banco dos bancos centrais, que aponta a existência de uma “dívida global oculta” que pode chegar a US$ 14 trilhões.

13 A 19 DE ABRIL DE 2018 Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

5 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


6

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

LOCAL

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

Filhote de raposa ‘invade’ casa em New Bedford e polícia faz alerta em rede social Raposinha foi para um centro de vida selvagem de New Bedford e será devolvida para a natureza em alguns meses Foto: City of New Bedford Police Department (Official)

Você não espera que uma raposa bebê de cinco semanas entre na portinha de cachorro, mas foi o que aconteceu na semana passada em uma casa da região. Um filhote de raposa entrou em uma casa pela portinhola do cachorro da família na cidade New Bedford, em Massachusetts, informou a polícia local em sua página no Facebook nesta terça-feira (10). A página da polícia afirmou que os moradores ficaram assustados com a ‘visitante’ e liga-

ram para o departamento de controle animal, que retirou a raposa e a levou para o Cape Wildlife Center em Barnstable, ainda no estado de Massachusetts. Segundo os veterinários da cidade, a raposinha tem apenas cinco semanas e será cuidada por eles, até que tenha força e possa voltar para a vida selvagem. Ainda na página do Facebook da polícia de New Bedford, eles afirmaram que nesta época do ano é bastante comum que as pessoas

encontrem filhotes de animais selvagens pelas redondesas ou até mesmo dentro de suas casas. Eles fizeram um alerta para os moradores da região que diz “deixe o filhote lá. Você pode pensar que o animal foi abandonado, mas em quase todos os casos, suas mães estão por perto”. As autoridades ainda contaram o abandono de filhotes faz parte do desenvolvimento animal e ensina aos animais a “cuidar de si mesmos e a manter o mundo natural em equilíbrio”.

Neste caso, abandonar os filhotes faz parte do desenvolvimento animal


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

7 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


8

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

IMIGRAÇÃO

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006 Foto: Reprodução

As mudanças da política imigratória atual dos Estados Unidos vem obrigando as autoridades a fazer deportações em grande escala

Brasileiros conduzidos à imigração somam 4 histórias tristes em uma semana Ao todo 271 imigrantes foram presos, dos quais 99 tinham antecedentes criminais. De acordo com o ICE, havia brasileiros entre os detidos Pelo menos quatro brasileiros foram presos recentemente pela imigração em casos que mostram especialmente para as duas maiores comunidades de brasileiros nos Estados Unidos localizadas na Flórida e Massachusetts, as mudanças da política imigratória atual.

Maria Fernanda No primeiro deles, uma brasileira que vivia em Pompano Beach foi presa no dia 18 de março por “abrir a porta na hora errada pela pessoa errada”, disse um amigo. “Maria Fernanda Leitão dos Santos estava em sua casa as 6am

de domingo e foi levada pelo Immigration and Customs Enforcement, que procurava pelo antigo morador do apartamento. Infelizmente eles a levaram alegando esclarecimentos e ela foi presa por estar fora de status”, disse um texto da campanha do site GoFundMe criada por amigos para ajudar. De acordo com amigos, Maria Fernanda não tinha antecedentes criminais. Esse caso parece estar conectado com uma operação do ICE que foi de 18 a 22 de março na Flórida, que realizou 65 detenções em Broward, de acordo com o ICE. Ao todo 271 imigrantes foram presos, dos quais 99 tinham antecedentes criminais. De acordo

com o ICE, havia brasileiros entre os detidos.

Batista G.C. Ecrasante Já o cabeleireiro Batista G.C. Ecrasante, natural de Mantena (MG), mora na região de Boston, em Massachusetts, e foi levado pela segunda vez por agentes do ICE na quarta-feira, 11. No dia 20 de março, ele também foi abordado pela polícia rodoviária estadual e, por não ter documentos legais para dirigir, foi conduzido para a imigração. Ecrasante conta que só não ficou detido porque apresentou uma passagem aérea de volta para o Brasil. Ecrasante con-

firmou ao Gazeta News que já está com passagem comprada para o dia 1º de maio. Enquanto ocorria a detenção nesta quarta-feira, o brasileiro fez um vídeo em sua página do Facebook onde explicou que alguém o denunciou ao ICE pela segunda vez. “Acabei de sair do ICE, não fui, nem vou ficar preso. Disseram que foi mesmo denúncia”, disse.

uma ordem de deportação em aberto há anos, foi conduzido à imigração. De acordo com informações do Departamento de Polícia de Stoughton, “o policial checou a placa do veículo em que estava o brasileiro e viu que o proprietário registrado não tinha uma licença para dirigir”. Ele permanece detido e aguarda o processo de uma possível deportação.

Frilei Bras

Elvécio Viana

Em outro caso, após ser parado no trânsito, Frilei Bras, radialista popular em Framingham (MA), foi preso pela Polícia de Stoughton no domingo, 8, e, por ter

Em meio a um caso de pedido de legalização por sua filha, está o brasileiro Elvécio Viana, de Nashua, New Hampshire, que está nos EUA há 27 anos, onde tem

sua filha e netos. Seu caso ficou famoso quando ele venceu um recurso de uma corte federal para bloquear sua deportação horas antes do embarque. No entanto, seu recurso foi negado novamente. Na ocasião do cancelamento de sua deportação, o Primeiro Circuito de Apelações em Boston havia dito que precisava de 10 dias úteis para rever o caso do mineiro, e determinou, no dia 9 de abril, que ele tem 10 dias para deixar o país. “Em vez do ‘welcome letter’ ele recebeu uma visita de agentes do ICE”, disse a filha. Créditos para por Arlaine Castro da Gazeta News


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

9 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


10

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

GERAL

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006 Foto: Reprodução

Filme de terror brasileiro alcança 1 milhão de views na Netflix O terror nacional dirigido por Renato Siqueira, ‘Diário de um Exorcista – Zero’ chegou direto à Netflix em agosto de 2017 e alcançou a marca notável de 1 milhão de views no serviço de streaming. Lucas Vidal é um homem que decide dedicar sua vida à obra da igreja após uma tragédia envolvendo seus pais. Ele, entretanto, não estava preparado para enfrentar o seu maior inimigo: o próprio Diabo, que cruza seu caminho através de uma violenta possessão do tinhoso para o qual, Lucas é chamado à trabalhar de exorcista. O caso, entretanto, sai do controle, e ele irá enfrentar sérios problemas para distinguir quem são os que estão sob a influência do cramunhão. A história (baseada em fatos reais) do padre Lucas Vidal um dos maiores exorcistas da América Latina é contada em aterrorizantes

detalhes. Conheça batalha dos padres exorcistas contra esses terríveis seres profanos que crescem em número e poder a cada dia. O mal foi liberto e não se sabe mais quem é humano e quem é demônio. Como poderão, os padres exorcistas, enfrentarem o inconcebível poder das trevas?

Sobre o filme Diário De Um Exorcista - Zero é um filme brasileiro do gênero terror, suspense e sobrenatural dirigido por Renato Siqueira e produzido de forma independente por Siqueira e Beto Perocini.[1] Foi lançado em 25 de maio de 2016 pela distribuidora Europa Filmes e em 10 de agosto de 2017, teve seu lançamento mundial, sendo o primeiro filme brasileiro sobre possessões demoníacas a ser distribuído para 86 pa-

íses ao entrar para Netflix. Inspirado em fatos reais, “Diário de um Exorcista” narra a terrível história de Lucas Vidal (Renato Siqueira), um padre nascido no interior cujo início da adolescência foi marcado por uma terrível tragédia: o suicídio de seu pai, Jonas Vidal (Edson Rocha). Teria essa horrível morte alguma ligação com o sobrenatural? Cercado por manifestações estranhas, a vida do jovem Lucas é milagrosamente direcionada ao sacerdócio. Quando adulto, em uma sinistra tarde de inverno, um antigo professor lhe apresenta a missão que sempre desejou, tornarse assistente e aprendiz dos mais famosos padres exorcista, Pedro Biaggio (Luiz Marigo) e Thomas Biaggio (Fábio Tomasini). O que Lucas jamais imaginaria é que esse convite o colocaria de frente ao maior inimigo de Deus: o próprio Diabo.


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

11

PUBLICIDADE

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

Companhia de Comédia “Os Melhores do Mundo” com apresentação em Boston

Depois do sucesso de público em 2016, eles estão de volta para apresentações em Boston e Nova York

Os Melhores do Mundo comemoram em 2018, vinte três anos de historia e vinte anos de existência de “Noticias Populares”, Criada em 1998 a peça teve repercussão nacional em junho de 2006 durante uma entrevista no Programa do Jô. Os Melhores do Mundo apresentaram a esquete de Joseph Klimber, o homem que não desistia nunca, porque afinal de

contas “a vida é uma caixinha de surpresas”! Alguns dias depois, essa cena iria parar na internet, inaugurando uma nova era no humor digital e transformando Os Melhores do Mundo no grupo teatral de maior sucesso do Brasil. Por conta da popularidade alcançada pelo vídeo, o grupo se apresentou em todas as capitais do país, estabelecendo recordes de público

em lugares tão distintos como o Canecão no Rio de Janeiro, o Teatro Castro Alves em Salvador, o Hangar em Belém, o Teatro Positivo em Curitiba, o Palácio das Artes em Belo Horizonte e o Citibank Hall em São Paulo, onde ganhou uma placa pelas 130 apresentações e pelos mais de 120.000(cento e vinte mil) espectadores. Além disso, o grupo fez quatro temporadas

em Portugal e uma nos Estados Unidos, onde em 2013 gravou o DVD “Sexo in the city” Os Melhores do Mundo ao vivo em Nova Iorque. Em 2016, tivemos “sold out” em Boston e NY, devido ao grande sucesso voltamos para mais uma temporada em NY, dia 15 de junho, no Frank Sinatra School of the Arts e Boston, dia 16 de junho, no Teatro Chevalier em Medford.


12

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

GUIA BOA MESA

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

Oasis Restaurante & Oasis Bakery

373 Main Street - Medford, MA 02155 781.396.8337 / 781.396.8303

O tradicional nome Oasis de Medford oferece um restaurante com BBQ, bar completo e também uma padaria lanchonete ao lado. A clientela fiel a opção de uma tradicional churrascaria brasileira seguindo os conceitos de qualidade com excelentes produtos e preços baixos. O ambiente agradável com espaço aconchegante e atendimento personalizado logo atraiu uma grande clientela brasileira e americana ampos abertos ate as 10pm.

Labaredas sob nova administração

500 Boston Post Rd. Marlboro, MA (508) 281-6555

O Labaredas Restaurante, um dos melhores representantes da culinária brasileira no estado, serve churrasco e buffet em Marlborough e tem notado a crescente demanda por reservas para as festividades de fim de ano. Aberto todos os dias de 11 da manhã até às 8 da noite (aos domingos de meio dia às 5 da tarde) procura manter o preço acessível e otimizar o serviço sempre, e com ambiente bem arejado e climatizado. O Melhor da região!

Picanha na chapa é no Central Grill

315 Main St. Woburn, MA 01801 (781) 281-1652

Central Grill serve autênticos pratos brasileiros em um ambiente relaxante e confortável. Uma experiência gastronômica com o melhor da comida brasileira oferecendo pratos exclusivos como o Picanha na tábua ou o Churrasco Misto, bife a cavalo, costeletas de porco, peito de frango e muita mais. Aberto para almoço e jantar todos os dias com Buffet completo. (jantar, take-out e entrega) Venha com a família e os amigos.

Terra Brasilis 14 anos de tradição

480 Shrewsbury St, Worcester, MA (508) 752-0390

Quem não gosta de relembrar os sabores brasileiros tendo um cardápio especialmente elaborado? Se a comida tiver ingredientes mineiros e um mix de sabores, melhora ainda. Com dois restaurantes em Framingham, Bridgeport(CT) e agora também em Worcester o rede Terra Brasilis tem um cardápio específico para cada dia da semana, com 60 funcionários treinados para um atendimento personalizado. Venha conferir!

Brazilian Grill-Hyannis & N.Dartmouth

680 Main Street - Hyannis, MA 464 State Rd.-N.Dartmouth, MA

A churrascaria Brazilian Grill de Hyannys e N.Dartmouth (MA) reúne o melhor da comida mineira, churrasco gaúcho e o típico tempero brasileiro, com centenas de opções. Ambiente estrategicamente planejado, carnes selecionadas, equipe treinada e clima brasileiro do mais alto padrão. Os restaurante já são referência na região, a primeira churrascaria foi inaugurada há 16 anos em Hyannis (MA). Reservas (508) 771-0109

Mineiros Bar e Steak House

371 Union Street - Rockland, MA 02370 (781) 421-3454

No Mineiros Bar e Steak House você vai saborear um delicioso churrasco e aquela comida tipicamente caseira. Venha e traga sua família para curtir momentos agradáveis em um ambiente aconchegante, com bar completo e telões ligados na programação brasileira. Desde já convidamos você para vir conhecer de perto o que ingredientes gastronômicos refinados agregados à experiência no ramo da culinária têm a oferecer.

Panela de Barro é comida caseira

229 Newton St, Waltham, MA (781) 209-1888

Para você que adora comida caseira então venha conhecer o ‘Panela de Barro’, servindo a comunidade brasileira desde 2000 tem como objetivo em oferecer aos seus clientes a qualidade e o sabor tradicional da comida mineira. Ambiente familiar com um Buffet e churrasco todos os dias da semana, sucos naturais, refrigerantes e uma variedade de sobremesas. Venha se juntar a nós para o almoço ou jantar e matar a saudade de Minas.

Royal Catering sua festa em boas mãos

1268 BROADWAY - SAUGUS 01906 (617) 804-7477

Royal Taste Catering é uma empresa especializada em celebrações familiares, casamentos formais e grandes eventos corporativos, café da manhã, almoçar e jantar. Certificamos de que cada detalhe da sua próxima reunião, festa ou evento seja organizada com profissionalismo de alta qualidade. Colocamos todos os nossos esforços para satisfazer os nossos clientes e certifiquemos de que nossos clientes estejam 100% satisfeitos.


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

13

MUNDO

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Putin fala em ‘caos’ mundial se Ocidente voltar a atacar Síria Russia e China são os países aliados do regime de Bashar al-Assad.Os ataques são “inaceitáveis ​​e sem lei” Foto: Photo/Hassan Ammar

Céu de Damasco se ilumina durante ofensiva dos EUA na Síria nas primeiras horas do dia 14 de abril

O pesidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou neste domingo (15) que mais ataques ocidentais contra a Síria trariam o caos aos assuntos mundiais. Putin fez as declarações em uma conversa por telefone com seu colega iraniano, Hassan Rouhani, depois que os Estados Unidos, a França e o Reino Unido lançaram mísseis contra a Síria no sábado, por suspeita de um ataque com gás venenoso. Em comunicado, o Kremlin disse que Putin e Rouhani concordaram que as ações ocidentais prejudicaram as chances de se chegar a uma solução política para o conflito de sete anos que já matou pelo menos meio

milhão de pessoas. “Vladimir Putin, em particular, enfatizou que, se tais ações cometidas em violação à Carta da ONU continuarem, isso inevitavelmente levará ao caos nas relações internacionais”, diz o texto. Os mísseis atingiram o coração do programa de armas químicas da Síria, disse Washington, em retaliação a um suspeito ataque com gás venenoso há uma semana. Os três países insistiram que o ataques não visavam derrubar o presidente Bashar al-Assad ou intervir no conflito. Os atentados, saudados pelo presidente dos EUA, Donald Trump como um sucesso, mas denunciados por Damasco e seus aliados

como um ato de agressão, marcaram a maior intervenção dos países ocidentais contra Assad e a Rússia. Os ataques foram considerados pelo ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, “inaceitáveis​​ e sem lei”. Os comentários de Putin foram publicados logo após o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, divulgar uma nota mais conciliatória dizendo que Moscou faria todos os esforços para melhorar as relações políticas com o Ocidente. Segundo o comunicado da presidência iraniana, Hassan Rohani disse na conversa que “os Estados Unidos e alguns países ocidentais não querem estabilidade na Síria” e que os bombardeios de ontem contra este país árabe não devem ficar impunes. Ele classificou o ataque conjunto como “um ato de agressão para levantar o espírito dos terroristas”. “Se a agressão e a violação flagrante das leis internacionais são feitas facilmente e sem pagar nenhum preço, seremos testemunhas de instabilidade em nível internacional e regional”, advertiu.


14

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

ESPECIAL Livro de ex-diretor do FBI compara Trump a chefe de máfia e presidente retruca: ‘mentiroso comprovado’

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Relato de James Comey descreve um Trump antiético e ‘desvinculado da verdade’ conduzindo um governo que mais parece um ‘incêndio florestal’. ‘Foi uma grande honra demiti-lo’, respondeu o presidente Foto: AP Photo/Manuel Balce

Foto: Associated Press

James Comey fala em comitê de inteligência do Senado, em junho de 2017 A divulgação pela imprensa do conteúdo do livro do ex-diretor da polícia federal americana (FBI) James Comey irritou o presidente americano Donald Trump, que atacou o autor nas redes sociais. Em “A Higher Loyalty”, Comey detalha conversas com o presidente e o compara a um chefe de máfia, além de descrever seu governo como um “incêndio florestal”. Acusa Trump tam-

bém de ser antiético e “desvinculado da verdade”. O livro conta que o mandatário andou obcecado nos primeiros dias de sua administração em fazer o FBI desmentir rumores obscenos sua mulher Melania que ele afirmava serem falsos sobre. “James Comey é um vazador e mentiroso comprovado. Praticamente todos em Washington achavam que ele deveria ser demiti-

do pelo terrível trabalho que fez - até que foi de fato demitido. Ele vazou informações confidenciais, pelo que deveria ser processado. Ele mentiu para Congresso sob juramento”, twittou Trump. “Ele é um asqueroso fraco e mentiroso que foi, como o tempo tem provado, um diretor do FBI terível. Seu tratamento do caso da desonesta Hillary Clinton, e os eventos que o cercam, vão sucumbir

Donald Trump fala sobre política tributária, na Casa Branca, nesta quinta (12) como um dos piores trabalhos da história. Foi uma grande honra demitir James Comey!” A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, fez coro com Trump ao atacar o livro: “Uma das poucas áreas de verdadeiro consenso bipartidário em Washington é que Comey não tem credibilidade”. A conselheira da Casa Branca, Kellyanne Conway, por sua vez, disse que Comey “tem

uma visão revisionista da história e parece um ex-empregado descontente”. Comey foi demitido em maio por Trump sob a alegação de que não teria tradado da forma devida a investigação sobre o uso de e-mail pessoal por Hillary Clinton para assuntos de governo quando esta era secretária de Estado na administração Obama. Comey admitiu durante um audiência no

Senado após ser demitido que vazou o conteúdo de algumas de suas conversas com Trump para um amigo, de modo que ele pudesse enviá-las para a imprensa e aumentar dessa forma a pressão sobre a Casa Branca para nomear um procurador independente para investigar a suposta interferência russa nas eleições de 2016, o que de fato ocorreu poucos dias depois. Por G1


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

15 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


16

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

EVENTOS

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Celebrity Series of Boston anuncia Jazz ao longo do Charles River: A Walkable Concert O evento será realizado no domingo 23 de setembro de 2018 25 bandas de jazz. 25 locais. Aplicações de banda estão sendo aceitas Em uma única tarde de outono, 25 conjuntos de jazz se reunirão em uma série de locais conectados ao longo da Charles River, interpretando a mesma lista de músicas relacionadas a Boston em um concerto coletivo gratuito. Celebrando a grande comunidade de jazz em Boston hoje. Essa é a visão de Jazz ao longo do Charles: Um Concerto “Walkable” produzido pela série Celebrity of Boston. No domingo, 23 de setembro de 2018, 25 bandas de jazz se reunirão simultaneamente para interpretar uma lista de curadoria de músicas relacionadas à Boston, cada uma em seu próprio estilo. Conjuntos de diferentes tamanhos, representando uma variedade de gêneros, terão um papel importante, criando uma experiência de concerto de jazz dinâmico e em evolução musical. A plateia passeará ao longo do Charles River em um circuito de três quilômetros, envolvendo-se em uma experiência auditiva que evoluirá à medida que encontrarem um conjunto após o outro. Cada conjunto executará a mesma música, mas em muitos estilos diferentes, com uma grande variedade de instrumentos e artistas, criando assim um evento de desempenho único e de grande escala. “Jazz é uma parte essencial da temporada de celebridades programando todos os anos e Jazz Along the Charles vai destacar a gama de talentos locais, criando uma experiência de concerto acessível a todos”, disse Gary Dunning, presidente da série celebridades e diretor executivo. “Esta performance continua o compromisso da série Celebrity de garantir que as artes performáticas sejam uma experiência valiosa e compartilhada ao longo da vida. Construindo o

Foto: Poster Divulgação

Jazz Along the Charles é patrocinado por Leslie & Howard Appleby, a Fundação Stephanie L. Brown, Amy & Joshua Boger, Donna e Michael Egan e o Barr Fundação. O concerto é produzido em cooperação com o Departamento de Conservação e Recreação e a Associação Esplanade. Para mais informações, visite www. jazzalongthecharles.org

Celebrity Series of Boston

Conjuntos de jazz locais de todos os estilos e gêneros são encorajados a se inscrever para participar do show e as inscrições estão sendo aceitas até 16 de abril de 2018 sucesso do Let’s Dance Boston! e Street Pianos Boston, Jazz ao longo do Charles River nos permitirá trazer uma experiência de concerto para todos, que expõe uma nova audiência às maravilhas do jazz. ” Conjuntos de jazz locais de todos os estilos e gêneros são encorajados a se inscrever para participar do show e as inscrições estão sendo aceitas até 16 de abril de 2018. Grupos amadores, colegiados, pré-profissionais e profissionais interessados em fazer parte da experiência compartilhada e da comunidade de um evento de grande escala são bem-vindos. As inscrições serão analisadas

por um comitê de seleção de educadores, músicos e administradores. Conjuntos selecionados tocarão simultaneamente dois sets de 45 minutos, com curadoria do compositor, saxofonista e líder da banda Ken Field. As listas de conjuntos selecionadas incluirão músicas inspiradas em Boston ou com uma conexão da Grande Boston. Cada grupo é incentivado a interpretar o material à sua maneira e a escolher uma música no final de cada série a partir de seu próprio repertório. Mais informações e inscrições estão disponíveis no site www.jazzalongthecharles.org

“Jazz Along the Charles mostrará a diversidade e a unidade da comunidade de jazz da área de Boston, enquanto celebra a energia e a espontaneidade da música improvisada em uma ampla gama de estilos”, disse Ken Field. Para participar do que certamente será uma experiência compartilhada única e poderosa para artistas e público. ” Jazz Along the Charles reforça o compromisso da Celebrity Series em liberar experiências de performance pública para o povo de Boston. Jazz Along the Charles faz parte do Arts for All da Celebrity Series! Programas de engajamento

comunitário, que atingem milhares de pessoas anualmente através de máster classes com artistas de palco principal em escolas públicas e conservatórios; workshops práticos interativos para jovens liderados por um grupo central de artistas da área de Boston; concertos gratuitos na comunidade nos bairros de Boston; bilhetes gratuitos e com desconto para performances da série Celebrity; e eventos públicos participativos em grande escala, como o Street Pianos Boston em 2013 e 2016, Le Grand Continental em 2014 e Let’s Dance Boston! em 2015 e 2017.

A Celebrity Series of Boston foi fundada em 1938 pelo pianista e empresário Aaron Richmond. Ao longo de seus 79 anos de história, Celebrity Series apresentou uma série de artistas de maior desempenho do mundo, incluindo Herbie Hancock, Dizzy Gillespie, Diana Krall, Sergei Rachmaninoff, Arturo Toscanini, Ignace Paderewski, Artur Rubenstein, Vladimir Horowitz e Glenn Gould. Fritz Kreisler, Jascha Heifetz, Isaac Stern, Andrés Segóvia, Kirsten Flagstad, Anderson Mariano, Luciano Pavarotti, Béla Bartók, Igor Stravinsky, Martha Graham, Ballet Russe De Monte Carlo, Mikhail Baryshnikov, Mstislav Rostropovich e a Companhia de Ópera de Nova Iorque. . De orquestras e conjuntos de câmara, música vocal e de piano a companhias de dança, jazz, palavra falada e mais, a Celebrity Series tem trazido grandes artistas para as principais salas de concertos de Boston por quase oito décadas. A série Celebrity de Boston acredita no poder de excelência e inovação nas artes performáticas para enriquecer experiências de vida, transformar vidas e construir comunidades melhores. Através de suas artes para todos!


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

17 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

18

PUBLICIDADE

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

ALTO ASTRAL FIQUE DE BEM COM A VIDA ELIANA BARBOSA Escritora / Apresentadora

www.elianabarbosa.com.br

Ter amigos, para o ser humano, é um fator relevante para sua autoestima e autoconfiança. Entretanto, é preciso saber “separar o joio do trigo”, porque o que vemos, dia após dia, são “amigos” que, na realidade, são piores do que inimigos. Eis alguns exemplos: Sabe aqueles maridos e pais de família, sentados em uma mesa de bar, regados a garrafas e mais garrafas de cervejas, porque cederam, como sempre, aos convites dos “amigos da onça” para um “happy hour”? Que amigos são esses que estão participando da desagregação da família destes homens? São colegas de vícios, isso sim, mas amigos verdadeiros, jamais! Outro exemplo: Quando um jovem ou mesmo adulto aceita experimentar as drogas lícitas e as ilícitas, elas lhes são apresentadas por aqueles que eles consideram seus “amigos” ou por aqueles que eles veem como seus desafetos ou inimigos? Se você observar bem, todos os desregra-

mentos e os caminhos errados são tomados na companhia dos chamados “amigos”, que de amigos só tem mesmo o rótulo. Como diz um provérbio chinês, “As más companhias são como um mercado de peixe; as pessoas acabam por se acostumar ao mau cheiro”. Como isso é sério! É preciso muito bom senso na escolha das pessoas com quem você vai compartilhar sua história, porque, infelizmente, as decepções e traições, quando acontecem, são oriundas daqueles relacionamentos para os quais você abriu seu coração e entregou sua confiança. Portanto, para escolhas mais sensatas e, em consequência, uma vida mais serena, procure ser criterioso em relação àquele que vai ser premiado com sua amizade: pesquise a vida dele desde a infância; observe como ele trata as pessoas (familiares e estranhos) e se ele é sincero (geralmente, o maledicente age com falsidade e, quanto ao hábito da mentira, saiba que é um indício de caráter deso-

Como fazer as “ Escolhas sensatas

nesto). Com as respostas em mãos, fortaleça sua autoestima e seu senso de valor, praticando o “não!” e o “basta!”, quando necessário for, sem culpas e sem medo de desagradar, porque se o outro for um amigo de verdade, ele entenderá e respeitará suas razões. E daqui para frente, pare de amaldiçoar o inimigo ou aquele que fala mal de você, porque ele representa um desafio abençoado em seu caminho, impulsionando-o a buscar o seu melhor, a um crescimento que mostre a ele que você tem valor, sim! Por isso, em relação aos afetos, todo cuidado: Amigo que é amigo de verdade não desencaminha! Pelo contrário, está sempre pronto para encaminhar suas amizades para vivências sadias, prósperas e felizes. Chegou a hora, então, de você se desapegar de quem não lhe faz bem e, aprender, de uma vez por todas, a selecionar suas amizades. Afinal, quem são seus amigos?

Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.

19 Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

20

BRASIL Há uma semana preso, Lula já sente isolamento político

Segundo um integrante da cúpula da sigla, Lula considera “inaceitável” não poder receber visitas. Nove governadores e três senadores foram barrados Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Uniforme usado por Lula na prisão Na primeira noite, Lula desfez a mala de roupas e acessórios de higiene e pessoais preparada pela família. Levou predominantemente peças de agasalho, roupas íntimas, camisetas – na PF não há uniforme de preso – e as organizou no armário embutido da sala que lhe serve de cela, entre sua cama e a parede do banheiro. Fechou a porta quando passava da 1h de domingo. Foi chamado às 8h, quando chegou o desjejum dos presos: café preto, pão com manteiga e uma bolacha – nos dias da semana, o café é servido mais cedo, antes das 7h. Foi no domingo que Lula comeu as primeiras marmitas, as chamadas quentinhas: arroz, feijão, carne, macarrão, chuchu e salada de cenoura. Com garfo e faca de plástico. E um copo de suco de laranja. O ex-presidente não reclamou do cardápio. Além de banheiro próprio, armário e cama, a cela de Lula

Lula não reclama da condição do espaço físico, mas do que considera um isolamento total a que foi submetido Após 48 horas de refúgio no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de fazer o “comício” final em ato religioso e negociar o roteiro de sua prisão – estabelecendo algumas condições -, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, permaneceu calado e sério durante o percurso de São Bernardo do Campo (SP) até Curitiba. O documento de rendição de Lula chegou em um envelope de papel. O ofício foi trazido por um policial federal que voou com o ex-presidente no helicóptero que aterrissou na sede da PF na noite de sábado, 7 de abril. A prisão de Lula foi o desfecho de uma tensa, desgastante e lon-

ga negociação entre policiais e emissários petistas iniciada na véspera – ainda no prazo “ofertado” pelo juiz federal Sérgio Moro para Lula se apresentar espontaneamente em Curitiba, o berço da Lava Jato, para início de cumprimento da pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP). O ato oficial de rendição assinado por Lula, o mandado de prisão n.º 700004720527, data 6 de abril de 2018. Nele consta também o registro de ciência do advogado Cristiano Zanin Martins, defensor do expresidente e genro de Roberto Teixeira, amigo de longa data do petista. O envelope com o

documento e o exame de corpo de delito feito ainda na capital paulista foram entregues ao superintendente da PF no Paraná, Maurício Valeixo, logo depois de Lula ser visto pela última vez desembarcando do helicóptero da PF, escoltado por policiais de terno. Aos 72 anos, o expresidente, que ainda buscava disputar mais um mandato no Palácio do Planalto, desceu as escadas do heliponto para desaparecer na porta que dá acesso à “sala de Estado-Maior” preparada para recebê-lo, no quarto andar do prédio – bem abaixo do heliponto. Valeixo e os delegados Roberval Vicalvi e

Igor Romário de Paula, além da equipe operacional da PF, foram os responsáveis por recepcionar e efetivar o recolhimento do petista à sua “cela” especial nas primeiras horas do domingo. Lula planejava receber frequentemente na prisão aliados e correligionários, em especial a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR). À partir dali, iniciavase uma nova fase da execução da pena de Lula, condenado por unanimidade em 24 de janeiro pela Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) – a segunda instância da Lava Jato – a 12 anos e 1 mês de reclusão em regime fechado.

tem mesa, cadeira e televisão. As portas e janelas não possuem grades, nem trancas. O local fica isolado da carceragem, o petista passou a maior parte dos dias assistindo TV. O aparelho é até então único “privilégio” concedido pela Justiça. O ex-presidente levou na mala o livro A Elite do Atraso – da Escravidão à Lava Jato, do sociólogo Jessé Souza. Mas a leitura preferida, no entanto, são a das cartas de militantes enviadas por intermédio do advogado ou encaminhadas diretamente para a Polícia Federal. Lula passa o dia com a porta fechada e dois policiais fazem a segurança do lado de fora da porta. A limpeza da sala especial não será feita pelo ex-presidente – na carceragem são os presos que limpam as celas, principalmente por questão de segurança. Funcionárias que fazem os serviços no prédio da PF cuidarão do cárcere de Lula.

Antonio Palocci, um “traidor” Fisicamente as condições da cela especial reservada à Lula são bem distintas da enfrentada pelo antigo companheiro de partido – Antonio Palocci, hoje considerado um “traidor”. Também preso na Superintendência da PF, o ex-ministro dorme em um colchão no chão do corredor da carceragem (por opção) sem privilégios. Na quinta-feira, Lula viu pela primeira vez a família. Três filhos e um neto passaram parte da manhã e da tarde com ele. Além de comida, levaram um cobertor para as frias madrugadas de Curitiba. Anteontem, o ex-presidente foi autorizado a sair da cela para tomar seu primeiro banho de sol. Pela

manhã, pôde ouvir o grito de “Bom dia, Lula” dos militantes em vigília no entorno do prédio da PF. O ex-presidente Lula fez chegar aos seus correligionários a mensagem de que o mais importante não é o lugar onde ele está, mas o acesso a ele. Lula não reclama da condição do espaço físico, mas do que considera um isolamento total a que foi submetido. Os petistas classificam o local como uma “solitária”. Segundo um integrante da cúpula da sigla, Lula considera “inaceitável” não poder receber visitas. Nove governadores e três senadores foram barrados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

21

BRASIL

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

Sem regra, précampanha vira ‘vale tudo’ eleitoral No período anterior à data estipulada pelo TSE para o início da fiscalização, em 16 de agosto, pré-candidatos se apresentam, viajam e fazem atos sem precisar prestar conta Na primeira eleição presidencial com 35 dias de propaganda eleitoral na TV e no rádio, a maioria dos pré-candidatos ao Palácio do Planalto tem ignorado os prazos legais e colocado suas campanhas na rua sem qualquer fiscalização ou prestação de contas. Nesse vale tudo eleitoral, os concorrentes só não têm pedido voto, o que, na prática, não impede a exposição de seus projetos e até mesmo a realização de comícios, caravanas e anúncios em

outdoors. E sem levar em conta o teto de gastos, de R$ 70 milhões. A antecipação informal da campanha vai contra a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que estipula a data de 16 de agosto para o início oficial do período no qual os concorrentes podem fazer propaganda eleitoral nas ruas e na internet. O mesmo calendário, no entanto, não estipula regras para a fase de précampanha, o que abre brecha para os postulan-

tes montarem estruturas profissionais de assessoria e marketing, usarem jatinhos (ou cota parlamentar para pagar passagens) e participarem de atos eleitorais. A menos de seis meses da eleição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato, e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSLRJ) foram os pré-candidatos que até aqui mais tiveram contato com os eleitores em eventos públicos que nada diferem dos realizados na campa-

nha oficial. + Eleições 2018: título de eleitor deve ser regularizado até 9 de maio O PT ainda afirma manter a candidatura de Lula, mas ele, além de preso, está inelegível conforme a Lei da Ficha Limpa. Nas caravanas que fez pelo País, a equipe de Lula, por exemplo, contou com um aparato profissional, formado por seguranças, assessores, fotógrafos, políticos, técnicos para montagem de palco e som e transporte assegurado por ônibus e aviões fretados. No dia em que foi preso, 7 de abril, o petista ainda discursou por 55 minutos do alto de um carro de som. O roteiro de Bolsonaro também segue padrões dignos de uma campanha. Na véspera de qualquer viagem, o parlamentar avisa seus apoiadores pelas redes sociais sobre o horário em que vai desembarcar no aeroporto e os compromissos agendados. A estratégia faz com que o parlamentar seja recebido nas cidades com carros de som, fogos de artifícios e outdoors espalhados pelas ruas, o que é vedado pela Lei Eleitoral. Mas, neste caso, a punição só pode ser aplicada a partir de 16 de agosto

– multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil por dia. Brecha que é ‘comemorada’ por Bolsonaro nas redes sociais. Em seu perfil no Facebook, o deputado agradece a quem instala outdoors com seu rosto – os exemplos mais recentes são de Marataízes (ES) e Chã Grande (PE). Mas o mesmo perfil não cita, por exemplo, como as viagens são pagas, se com a verba da Câmara dos Deputados ou com recursos do Fundo Partidário, seja do PSL, atual sigla do deputado, ou do PSC, de onde se desfiliou mês passado. O dinheiro usado para custear a pré-campanha de Lula, segundo o PT, vem da arrecadação de filiados pela internet e também do Fundo Partidário. A legenda não revela os custos. Também sem informar os recursos já empregados em suas viagens, o senador Álvaro Dias, do Podemos, visitou ao menos 11 cidades no mês passado, em oito Estados, como Rio Grande do Sul, Goiás e Ceará. Mesmo com uma estrutura pequena – afirma viajar só com o assessor do partido e em voos de carreira –, Dias registra cada passo seu de olho na campanha.

No dia em que o Supremo Tribunal Federal negou o habeas corpus preventivo a Lula, por exemplo, o pré-candidato foi à Avenida Paulista, em São Paulo, gravar um depoimento em defesa da prisão em segunda instância. Preocupado em se posicionar como austero, o agora ex-governador paulista Geraldo Alckmin, presidente nacional do PSDB, tem optado por voos comerciais e por viajar sozinho, sem assessores. Nos bastidores, porém, uma equipe experiente formada por marqueteiros e jornalistas grava todas as suas falas para abastecer as redes sociais do tucano, que também afirma pagar os gastos com verba do Fundo Partidário. As viagens de cunho eleitoral, no entanto, começaram antes mesmo de Alckmin deixar o cargo. Assim que assumiu o partido, em dezembro de 2017, o tucano já passou a dividir a agenda de governador com a de líder partidário, participando de reuniões quase semanais em Brasília.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


22

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

ESPORTE

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Neymar relembra conselho de Messi e conta como começou amizade com argentino Na época recém chegado no Barcelona, atacante brasileiro contou com a ajuda do craque argentino Em 2013, Neymar deixou o Santos rumo ao Barcelona para jogar ao lado de grandes nomes do futebol mundial e do icônico Lionel Messi. Na Espanha , apesar de ter sido recebido com bastante status, foi atuar ao lado de um dos mais importantes nomes do esporte. Em entrevista ao programa Altas Horas do apresentador Serginho Groisman, o bra-

sileiro relembrou sua chegada ao clube catalão e admitiu ter tido vergonha. “No meu primeiro ano do Barcelona, eu estava em um momento muito ruim, de adaptação, jogando mal e não estava tão confiante. Eu me lembro de um jogo do Barcelona no qual eu estava meio chorando, porque eu não tinha feito um bom primeiro tempo. E o Messi viu

que eu estava triste, completamente cabisbaixo, e começou a falar comigo: ‘Você tem que ser você, seja você, como você era no Santos, jogue o seu futebol, dribla, chuta, não precisa ficar intimidado porque eu estou aqui, ou porque o Iniesta, Chaves...’”, contou Neymar Jr. “E querendo ou não, você fica um pouco retraído. Eu cheguei no Barcelona , estavam os meus ídolos, o Messi, que era o maior deles. Você fica com um pouco de vergonha de falar com eles. E depois que ele me falou isso, eu comecei a me soltar, fiquei feliz e comecei a demonstrar meu futebol, a ter confiança. Imagina o principal jogador do time te dando total confiança para você fazer o que você tem que fazer. E foi onde eu relaxei e a gente começou uma amizade muito grande.

Foto: Reprodução

De Arrascaeta marcou o primeiro gol do Cruzeiro no Mineirão Eu levo isso junto comigo, porque você vê a humildade de um cara que ganhou tudo, que é o melhor de todos”, completou. No mesmo programa, o camisa 10 do Paris Saint-Germain ainda comentou sobre os desentendimentos que teve com o uru-

guaio Edinson Cavani. “Se fala mais do que é, na verdade. Claro que a gente teve um certo atrito, mas resolvemos isso logo após. Três dias depois, a gente sentou e conversou. Somos dois grandes jogadores, mas também somos homens e tínhamos que resol-

ver isso no pessoal, sem contar para ninguém. Mas as coisas aumentam, acho que porque o que vende é isso: as pessoas aumentarem as histórias, falarem coisas que não devem. E isso te tira do foco, tira a sua concentração”, afirmou Neymar .


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

23 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


24

POLICIA

13 A 19 DE ABRIL DE 2018 Edição # 705 Edição # 540 WWW.JORNALASEMANA.COM asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Um mês após mortes, passeata refaz trajeto de Marielle e Anderson Caminhada contou com a irmã da vereadora e parlamentares, que cobraram uma resposta das autoridades sobre a investigação do crime Foto: Reprodução

Concentração de ato em memória de Marielle Franco e Anderson Gomes, no Rio Um mês após os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes, manifestantes se reuniram no centro do Rio, neste sábado (14), para refazer o trajeto de 4,5 km realizado pela vereadora e o motorista na noite em que o carro onde estavam foi atingido por 13 tiros. A caminhada contou com a presença da irmã de Marielle, Anielle Franco, e parlamentares. Muito emocionados, eles cobraram uma resposta das autoridades sobre a investigação do crime. Até o momento, a polícia não apontou os responsáveis pelas mortes. A concentração do ato “Marcha e Tambores por Marielle e Anderson — 1 mês de luta” teve início às 17h, nos Arcos da Lapa, na

região central do Rio. Diversos movimentos culturais manifestaram indignação com o caso por meio de atividades artísticas, musicais e religiosas. Um painel idealizado pelo integrante do coletivo Juntos pela Escola Kawan Lopes, 18 anos, chamou a atenção. É uma ilustração para mostrar a cultura e o movimento negro. Eu tinha uma relação pessoal com Marielle. Minha irmã participa da comissão de negritude da OAB na zona oeste. Sempre que estávamos com Marielle agradecíamos pelas pautas que ela discutia e as lutas que defendia. Tive a oportunidade de entregar um desenho a ela e estou me manifestando com o

dom que tenho. Às 19h, a caminhada começou com gritos de “Marielle Presente” e “Quem mexeu com Marielle atiçou o formigueiro”. O percurso passou pelas avenidas Mem de Sá e Salvador de Sá. A chegada à rua João Paulo I, onde Marielle e Anderson foram mortos, ocorreu por volta de 21h. A placa da rua foi substituída por outra com o nome da vereadora. O local do crime recebeu flores, cartazes e velas. Em um muro, foram projetadas a frase “Marielle vive” e também uma imagem da parlamentar. Durante as homenagens, os manifestantes silenciaram por alguns minutos. Ellan Lustosa Estadão conteúdo


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

25

POLICIA

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM Foto: Divulgação/MalwareBytes

GrayKey, equipamento que descobre senha de iPhone

Policiais começam a usar máquina que descobre a senha do iPhone

GrayKey faz cópia de todos os dados do smartphone. FBI se recusa a dizer se comprou equipamento A segurança prometida pela Apple para as informações salvas no iPhone podem estar com os dias contados. Segundo uma reportagem do site Motherboard, departamentos de polícia nos Estados Unidos passaram a usar uma ferramenta que burla o código de bloqueio no celular com a marca da maçã. Relativamente barato, o equipamento chamado de GrayKey engana a criptografia do iOS – inclusive em versões mais recentes do sistema, como as usadas no iPhone 8 e iPhone X. O FBI teria se recusado a responder se comprou ou não o dispositivo da Grayshift – fabricante que teria na sua administração membros de algumas agências de inteligência americanas e um ex-engenheiro de segurança da Apple. As investigações foram feitas com base em registros online, conversas com agentes e documentos internos das polícia americana. Entre os departamentos nominalmente citados que já efetuaram a compra do GrayKey estão as polícias estaduais

de Maryland e de Indiana, além da polícia local do Condado de Miami-Dade. A reportagem também descobriu que algumas agências que ainda não adquiriram o dispositivo receberam cotações da Grayshift. Além disso, emails mostram que o Serviço Secreto planeja comprar diversas unidades do GrayKey para desbloquear iPhones, interesse manifestado também pelo órgão nacional de combate às drogas. Ainda segundo o site, o Departamento de Estado possui a mesma tecnologia. A notícia vem à tona quando o FBI e o Departamento de Justiça reanimam o debate sobre a introdução de backdoors em dispositivos de consumo. O sistema permitiria às autoridades acessar mais rapidamente o conteúdo de celulares bloqueados, mas vem sendo rejeitado pela Apple. Segundo a fabricante, os usuários do iOS estariam comprometidos caso o backdoor fosse implementado. O mecanismo foi proposto porque os policiais e agentes estariam “incapazes de acessar” evidências armazena-

das em dispositivos criptografados, nas palavras do diretor do FBI, Christopher Wray.

Como funciona o GraKey? O GrayKey é um dispositivo que se conecta ao iPhone pela porta Lightining. Ele utiliza o método de invasão conhecido como força bruta, que consiste em efetuar milhares de tentativas de descoberta do código de acesso em pouco tempo. Normalmente, o sistema leva duas horas para desvendar a senha, mas o tempo pode ser maior caso a sequência tenha mais de seis dígitos. Após o desbloqueio do iPhone, seu conjunto de arquivos é baixado para o GrayKey, podendo ser acessado em uma plataforma web ou pelo computador conectado diretamente com o dispositivo. Ele é encontrado em duas versões, com preços de US$ 15 mil e US$ 30 mil, cerca de R$ 50 mil e R$ 100, respectivamente, segundo a cotação do dia e sem impostos.


26

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

POLICIA

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

Atirador do massacre da Flórida quer doar herança às vítimas Nikolas Cruz, autor do tiroteio na escola Marjorie Stoneman Douglas, quer doar herança da mãe aos sobreviventes e familiares de vítimas Foto: Créditos AFP

Quando fizer 22 anos, Cruz terá direito a receber uma quantia ainda não determinada, entre 800 mil e 1 milhão de dólares Nikolas Cruz, 19, o atirador que cometeu o massacre na escola secundária Marjorie Stoneman Douglas, em Parkland, na Flórida, há dois meses, disse à justiça norte-americana que quer doar a herança que receberá de sua mãe para sobreviventes e familiares das vítimas. Quando fizer 22 anos, Cruz terá direito a receber uma quantia ainda não determinada, entre 800 mil (cerca de R$ 2,4 milhões) e 1 milhão de dólares (cerca de R$ 3,14 milhões), de um seguro de vida e um fundo de investimentos feitos em nome da mãe,

Lynda Cruz, que morreu em novembro do ano passado. Audiência Durante uma audiência, na última quarta-feira, para determinar se Cruz tem direito a um defensor público para representá-lo no julgamento pelo tiroteio do dia 14 de fevereiro, a advogada Melissa McNeill falou sobre a intenção de seu cliente. “Ele não quer esses fundos, seja qual for o dinheiro a que ele tem direito. Ele não quer. Ele gostaria que o dinheiro fosse doado para uma entidade à escolha das famílias das vítimas,

uma que eles acreditem que possam ajudar a facilitar a cura de nossa comunidade”, disse McNeill. Diante da juíza Elizabeth Scherer, as advogadas de Cruz, que permaneceu calado e de cabeça baixa o tempo todo, tentaram um acordo com a promotoria, pelo qual o atirador confessaria todos os crimes em troca de não receber a pena de morte. “O estado da Flórida não vai permitir que o sr Cruz escolha sua própria punição por assassinar 17 pessoas”, afirmou a procuradora Shari Tate, na audiência.


27 27 27

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

BIZARRAS

Bar belga abre guerra contra ladrões de copo e pede sapato como garantia Quem entra no bar precisa deixar os sapatos na porta, como uma espécie de “resgate” Muitos turistas visitam a Bélgica em busca das famosas cervejas fabricadas neste país europeu. Mas, para alguns deles, não basta apenas beber. Eles querem levar como lembrança o copo para casa. E isso (sinto lhe dizer caso você também já tenha feito) chama-se furto.

Entre as estratégias, há até bares que exigem o sapato como “garantia” dos copos. Claro que nem só a cerveja belga é de boa qualidade. Os copos, tulipas e taças também são bem caprichados. O que faz com que o turista adote as mais diversas táticas para levá-los embora

sem que o garçom perceba. O problema é que o furto de copos está causando muito prejuízo para os donos de bares na Bélgica. Em Bruges, o bar Bruges Beerwall, no centro turístico da cidade, decidiu adotar um sistema de alarmes de segurança para evitar o sumiço de copos.

Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006 Foto: Reprodução

Perdemos cerca de 4.000 copos todos os anos. Por alguma razão, os turistas acham que como pagaram para beber algo, eles têm direito de levar o copo como presente”, disse Philip Maes, dono do bar, ao jornal inglês “The Guardian”. Ele não pestanejou em gastar 4000 euros para instalar o sistema em todo seu bar. Além de evitar o furto de copos, o alarme também evita que os ladrões furtem cerveja da loja que fica ao lado do bar. Na cidade de Gent, o bar Dulle Griet oferece 500 tipos diferentes de cervejas, mas para alguns clientes isso não é suficiente. Eles querem mesmo os copos. Por isso, o estabelecimento decidiu tomar uma atitude radical. Quem entra no bar precisa deixar os sapatos na porta, como uma espécie de “resgate”.

Furto de copos está causando muito prejuízo


28

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

FAMOSOS

Edição # 613 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006

Sasha Meneghel revela desejo de ter 3 filhos: “Filha única por muito tempo” Sasha também fala sobre sua infância sendo filha da Xuxa uma pessoa da mídia

Sasha Meneghel sempre foi super-reservada, mas as coisas mudaram depois que a gata entrou na faculdade. Afinal, a filha da Xuxa abriu seu perfil no Instagram e começou a falar mais sobre sua vida. Inclusive, foi o que aconteceu recentemente: a loira falou mais sobre si mesma no programa “Vai, Fernandinha”, do Multishow, e

Sasha Meneghel Modelo e atriz brasileira

Anitta volta a Miami e exibe cabelo cacheado em programa de rádio Foto: Reprodução

Anitta divulgou o clipe ‘Indecente’, seu funk em espanhol Anitta está novamente em Miami e vai poder finalmente matar as saudades do marido, Thiago Magalhães. Após vinda ao Brasil para seu programa no Multishow e gravação do clipe “Romance com Safadeza”, com Wesley Safadão, a funkeira retomou aos Estados Unidos para

divulgar no “iHeartRadio” sua atual música de trabalho, o hit “Indecente”, cujo clipe foi gravado em sua mansão no Rio de Janeiro e no dia de seu aniversário de 25 anos. No dia 14 de abril, a poderosa também estará no festival “Miami Bash”, na American Airlines Arena.

surpreendeu! Durante o papo, a namorada do ator Bruno Montaleone assume a quantidade de filhos que quer ter: “Três. Fui filha única por muito tempo”. Além disso, a gata não gosta do rótulo de princesa. “Ela (Xuxa) sempre me educou de forma que eu tivesse noção das coisas que aconte-

cem em volta. Ela nunca me blindou sempre me mostrou desde tragédias do mundo, ao que está certo e errado, mas muita gente acha que sim e eu acho isso incrível. Ela não fez de forma que me deixou traumatizada, sempre foi muito clara. Então, foi importante na minha criação. Se eu conseguir ser um terço da mãe que ela é...”,

declara. Sasha também fala sobre sua infância sendo filha de uma pessoa da mídia: “No começo, não entendia porque outra criança estava abraçando ela. ‘Ela é minha mãe, por que estão querendo beijar ela? Por que ela está segurando outra criança?’. A galera acha que eu sou meio antipática, sei lá”, relembra.


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

CLASSIFICADOS

29 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


30

DIVERTIR

13 A 19 DE ABRIL DE 2018 Edição # 705 asemana@icloud.com Dept. Comercial: 617-417-6006


13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

31 Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM


32

13 A 19 DE ABRIL DE 2018

PUBLICIDADE

Edição # 705 WWW.JORNALASEMANA.COM

A SEMANA - The Brazilian Newspaper  

13 a 19 de Abril de 2018

A SEMANA - The Brazilian Newspaper  

13 a 19 de Abril de 2018