Page 1

Carta da madrinha

Alessandra CecĂ­lio Fonseca


Visitei meu afilhado… No dia 01 de maio, depois de um mês de planejamento, tive a grande felicidade e a honra de conhecer pessoalmente meu afilhado Alberto, sua família e a equipe maravilhosa da ASCOMED – Associação Comunitária de Medina, cidade do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Sem dúvida foi um dos momentos mais especiais da minha vida. Fui recebida na rodoviária de Medina pela Paula (coordenadora da ASCOMED) e pela coordenadora pedagógica. Duas pessoas iluminadas, que dedicam suas vidas àquela comunidade. Ao chegar à ASCOMED fui surpreendida por uma recepção calorosa, cheia de carinho e cuidados em todos os detalhes, desde a entrada (decorada com fotos de Alberto) até o delicioso café da manhã preparado com amor pelas cantineiras. O espaço estava todo enfeitado com fitas coloridas, faixa de boas-vindas e o melhor: em pleno feriado todos os funcionários estavam lá, com sorrisos nos olhos e de braços abertos para me receber. A ASCOMED estava cheia de crianças acompanhadas de suas famílias.


O encontro Alberto saiu de surpresa de uma sala, tímido e com um buquê de flores artesanais nas mãozinhas. Quando o vi senti uma felicidade tão grande que nem consigo descrever. Logo depois fiquei conhecendo sua família: mãe. tios, primos, irmãos e Dona Maria Rita, a avó. Mulher iluminada, bonita e forte, que representa perfeitamente as mulheres guerreiras do Vale, sempre com um sorriso no rosto apesar de todas as dificuldades. Naquele momento senti um orgulho danado de fazer parte da história dessas pessoas. O dia passou cheio de surpresas e alegrias, a equipe da ASCOMED preparou uma programação intensa, com apresentações de música, teatro, judô, capoeira e brincadeiras. Fiquei encantada com o trabalho desenvolvido naquela comunidade e com o carinho empenhado em cada atividade pelos educadores. Pude conhecer também outras crianças, cada uma com sua história, mas todas muito amadas pela equipe.


Seca e dificuldades As surpresas não pararam por aí, Paula me levou para conhecer a área rural de Medina, onde as famílias também são atendidas pela Associação. Este passeio me trouxe emoções variadas: fiquei impressionada com a secura do lugar, sem uma gota de chuva há um ano, fiquei encantada com a beleza natural, apesar das dificuldades do clima e por fim, fiquei extremamente comovida com a força das pessoas que moram ali. Em nenhum momento vi alguém reclamando, conheci três casas e suas famílias guerreiras, com sorrisos abertos. Conheci também a Casinha de Cultura que foi estrategicamente pensada para atender às comunidades mais distantes, sendo administrada pelos próprios moradores.


Lágrimas de alegria De volta à ASCOMED: almoço comunitário, mais apresentações culturais e uma fala emocionada da equipe sobre a importância da atuação dos padrinhos para o trabalho desenvolvido. Nessa hora não teve jeito, a Madrinha aqui deixou as lágrimas rolarem. Quando olhava para o rostinho de Alberto, que faz parte da minha vida há cinco anos e via como ele cresceu, como é inteligente e como esse projeto tem feito bem a ele, era impossível não me emocionar.


Hora de despedir Aqui vem a parte mais difícil: a despedida! Ah, que momento complicado! Mais uma vez fui surpreendida, dessa vez por uma cesta repleta de quitutes e artesanato do Vale e por um presente lindo da vó Maria Rita e da mãe Juscilene. Tive que voltar pra casa, o dia passou rápido mas recheado de emoções fortes. Valeu cada minuto de planejamento e cada segundo que passei no avião e no ônibus, ansiosa como uma criança que sabe que vai ganhar um presente.


Agradecimentos Agradeço à todos, um por um, que me receberam com tanta generosidade e carinho. Mentalizo diariamente energias positivas para o trabalho de vocês. Como eu disse naquele dia: Vocês - equipe ASCOMED - são anjos, com uma linda missão nesse mundo maluco. Força sempre! Nunca desistam e contem sempre comigo. Agradeço também à família de Alberto por me deixar participar da vida de vocês e do crescimento dele. Continuem participando do dia-a-dia da ONG, pois vocês são muito importantes. Agradeço ao meu amor Jack Lucas, pelo companheirismo e generosidade de sempre, que me acompanhou por essa linda viagem ao Sertão Mineiro. E, finalmente, agradeço ao ChildFund Brasil – Fundo para Crianças por me proporcionar essa oportunidade de fazer a diferença.


Apadrinhamento Quero deixar registrado aqui a importância e a relevância que tem essa pequena ação de doar uma quantia mensalmente, pois nossa atuação como padrinhos se desdobra em algo bem maior e mais bonito.

Alessandra Cecílio Fonseca Madrinha de Alberto Junior Soares Diasz

Carta da Madrinha Alessandra  

Carta de uma madrinha do ChildFund Brasil contando suas experiências com o apadrinhamento.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you