Page 1

Jornal da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Maio de 2014 | Ano 25 | N° 243 | abccc.com.br | IMPRESSO*

Inéditos finalistas

Igualita da Reconquista (E) e Emblema Bertolini garantiram no Bocal a vaga na final do Freio de Ouro Páginas 14 e 15 Crioulaço

Final Nacional leva emoção à pista de Esteio

Paleteada

Classificatórias definem quem segue no páreo

Marcha

Mão de obra

xX Decisão reuniu laçadores no Parque Assis Brasil e confrontou as melhores armadas da temporada

Semifinais xXxX realizadas em Esteio e Alegrete apontaram 18 duplas que já estão garantidas na Final

Largada da tradicional prova do xXxXxX município da fronteira do Rio Grande do Sul ocorreu no dia 26 de abril

XxXXxXx de pessoas capacitadas para Escassez trabalhar com cavalos é considerada um entrave à expansão da raça

Página xX Páginas 48 e 49

Página xX Páginas 50 e 51

x Página 53

Maio, Páginas xX2014 e xX Página 66

Jaguarão sedia mais um teste de resistência

Meio equestre sofre com falta de profissionais | Cavalo Crioulo

1


02. Opini達o 03. Por dentro da ABCCC 14. Freio de Ouro 28. Morfologia 36. Centrais 48. Eventos 63. Geral 70. Gente

2

Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Por dentro da ABCCC

ABCCC firma parceria com mais de 40 empresas conveniadas

P

ensando em oferecer um apoio ainda mais diferenciado à comunidade crioulista, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) está ampliando sua rede de empresas conveniadas. Ao todo mais de 40 estabelecimentos das mais variadas áreas

integram a parceria que oferece uma série de descontos para os associados. Para garantir o benefício basta apresentar a carteira de sócio da ABCCC junto às empresas identificadas. São hotéis, restaurantes, farmácias, revendas e locadoras de veículos em diversas cidades do país.

Confira as empresas conveniadas Araranguá/SC

Campo Grande/MS

Caverá Park Hotel Rodovia Municipal ARA 227 km 05 Araranguá - SC (48) 3524 1222 www.caveracountry.com.br reservas.cavera@contato.net

Hotel Harbor Self Buriti Suítes Rua Antônio Maria Coelho, 2.301 B Campo Grande - MS (67) 3026 2211 buritisuites@harborhoteis.com.br

Novo Hotel Tourist Avenida Padre Antônio Luiz Dias, 10 Araranguá - SC (48) 3522 0592 www.novohoteltourist.com.br contato@novohoteltourist.com.br

Bagé/RS Bagé City Hotel Avenida 7 de Setembro, 1.052 Bagé - RS (53) 3242 8455 www.bagecityhotel.com.br cityh@alternet.com.br Fenícia Hotel Rua Coronel Juvêncio Lemos, 45 Bagé - RS (53) 3242 8222 www.feniciahotel.com.br fenicia@alternet.com.br Hotéis Obino Avenida 7 de Setembro, 901, sala 814 Bagé - RS (53) 3242 8211 / (53) 8428 7278 www.hoteisobino.com.br bage@hoteisobino.com.br

Brasília/DF Bristol Hotel Setor Hoteleiro Sul, Q.4, Bloco F Brasília - DF (61) 3204 6162 www.bristolhotel.com.br reservas@bristolhotel.com.br

Camaquã/RS Bartz Hotel Rua José Loureiro da Silva, 1.012 Camaquã - RS (51) 3671 4244 www.bartzhotel.com.br reserva@bartzhotel.com.br

Cascavel/PR Harbor Querência Hotel Rua 13 de Maio, 710. Cascavel - PR (45) 3218 1818 querencia@harborhoteis.com.br

Chapecó/SC Galpão Grill Avenida Fernando Machado, 1.353 D Chapecó - SC (49) 3324 6575 www.galpaogrillepizza.com.br galpão.grill@bol.com.br Hotel Chapecó Plus Avenida Nereu Ramos, 1.390 E. Chapecó - SC (49) 3361 1700 www.hotelchapeco.com.br/plus/ reservasplus@hotelchapeco.com.br Mogano Hotel Av. Fernando Machado, 574 E. Chapecó - SC (49) 3321 6300 www.moganohotel.com.br vendas@moganohotel.com.br

Medianeira/PR Harbor Self Inn Medianeira Avenida 24 de Outubro (BR 277 Km 67) Medianeira - PR (45) 3264 1919 medianeira@harborhotéis.com.br

Pelotas/RS Alles Blau - Hotel Rua 7 de setembro, 354. Pelotas - RS (53) 3222 2223 www.hotelallesblau.com.br alesblau@uol.com.br Curi Palace Hotel Rua General Neto, 1.279. Pelotas - RS (53) 3227 7377 www.curipalacehotel.com.br reservas@curipalacehotel.com.br Daisul Renault - Revenda de automóveis Avenida Augusto Simões Lopes, 6 Pelotas - RS (53) 3025 8400 www.daisul.com.br andre.glenzel@daisul.com Farmácias Khautz Rua Marechal Floriano Peixoto, 19 Pelotas - RS (53) 3301 3301 tomas@khautz.com.br Quevedo Autolocadora Marechal Deodoro, 927. Pelotas - RS (53) 3027 7474 / 3222 6219 autolocadoraquevedo@hotmail.com www.autolocadoraquevedo.com.br

Porto Alegre/RS Harbor Regent Suítes Rua Vigário José Inácio, 700 Porto Alegre - RS (51) 3025 3200 regentsuites@harborhoteis.com.br Restaurante Santo Antônio Rua Doutor Timóteo, 465. Porto Alegre - RS (51) 3222 3130 www.restaurantesantoantonio.com.br

Curitiba/PR

Quatro Barras/PR

Harbor Hotel Batel Avenida do Batel, 1.162. Curitiba - PR (41) 3523 5800 batel@harborhoteis.com.br

Hotel Harbor Self Graciosa Hotel Rua Alberto Santos Dummont, 747 Quatro Barras - PR (41) 3672 4101 graciosa@harborhoteis.com.br

Erechim/RS Hotel Harbor Self Erechim Avenida Tiradentes, 509. Erechim - RS (54) 3520 1800 erechim@harborhoteis.com.br

Rio Grande/RS

Esteio/RS

Autolocadora Guanabara Avenida Presidente Vargas, 483 Rio Grande - RS (53) 3233 4640 www.autolocadoraguanabara.com.br locadora@autolocadoraguanabara.com.br

Restaurante Santo Antônio Espaço de Convivência ABCCC (Boulevard) Parque de Exposições Assis Brasil. Avenida Celina Chaves Kroeff, s/n Esteio - RS

Hotéis Atlântico Rua Duque de Caxias, 55 Rio Grande - RS (53) 3231 3833 www.hoteisatlantico.com.br rschwartz@hoteisatlantico.com.br

Guarapuava/PR Hotel Harbor Baroni Guarapuava Rua Capitão Rocha, 1.822 A. Guarapuava - PR (42) 3304 1213 guarapuava@harborhoteis.com.br

Londrina/PR Harbor Self Inn Londrina Rua José Monteiro de Mello, 400 Londrina - PR (43) 3377 4455 londrina@harborhoteis.com.br

Hotéis Atlântico Cassino Avenida Rio Grande, 387. Rio Grande - RS. (53) 3236 1350 www.hoteisatlantico.com.br Hotel Villa Moura Rua General Neto, 165. Rio Grande - RS (53) 3231 3933 www.hotelvillamoura.com.br reservas@hotelvillamoura.com.br Hotel Villa Moura Executivo Rua General Neto, 333. Rio Grande - RS (53) 3231 3933 www.hotelvillamoura.com.br

Rondonópolis/MT Harbor Self Inn Rondonópolis Rua 1º de Abril, 235. Jd. Belo Horizonte Rondonópolis - MT (66) 3421 0220 rondonópolis@harborhoteis.com.br

São Borja/RS Almanara Hotel Rua Presidente Vargas, 1.903. São Borja - RS (55) 3430 3436 almanara.depositos@gmail.com Executivo Parque Hotel BR 285 saída para Florianópolis/SC São Borja - RS (55) 3431 4081 contato@executivoparkhotel.com.br www.executivoparkhotel.com Hotel Executivo Avenida Presidente Vargas, 2.069 São Borja - RS (55) 3431 3741 hotelexecutivo@brturbo.com.br

São Leopoldo/RS Hotel 10 BR 153, Km 511. São Borja - RS. (51) 3579 4810 reservassaoleo@hotel10.com.br www.hotel10.com.br

Santa Maria/RS Itaimbé Palace Hotel Rua Venâncio Aires, 2.741. Santa Maria - RS (55) 3220 1144 www.hotelitaimbe.com.br reservasitaimbe@hoteisobino.com.br

Santo Antônio da Patrulha/RS Joias Crioulas

Estrada Canto dos Guilhermes, Caixa Postal 132 Sto. Antônio da Patrulha - RS. (43) 3356 0066 (51) 9626 8411 www.joiascrioulas.com joiascrioulas@yahoo.com.br

Uruguaiana/RS Farmácia Fronteira Avenida Domingos de Almeida, 1.914. Uruguaiana - RS. (55) 3413 3535 E-mail: goia@farmaciasfronteira.com.br

Vacaria/RS Pampa Hotel Rua Júlio de Castilhos, 1.560. Vacaria - RS (54) 3232 1333 www.pampahotel.com.br pampahotel@pampahotel.com.br Posto da Júlio - Combustíveis Rua Júlio de Castilhos, 629. Vacaria - RS. (54) 3232 9857 (54) 3232 9861 posto@postodajulio.com.br

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

3


Por dentro da ABCCC

NCCC do Capão do Leão assume o desafio de integrar crioulistas Foto Divulgação

Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Capão do Leão Diretoria Jarbas Rosa Xavier João Arthur do Nascimento Victor Falson João Rouget Wrege Nélio Falcão Luís Fernando Magalhães Rodrigo Gonzales Eduardo Falson Endereço: Avenida Narciso Silva, 1.566 - no Sindicato Rural de Capão do Leão Telefone: (53) 3275-1021 Presidente: Jarbas Rosa Xavier Secretário: João Arthur do Nascimento

Atualmente o Núcleo funciona em um espaço cedido pelo Sindicato Rural mas mudança de endereço está nos planos Andressa Barbosa

D

a necessidade de unir os criadores radicados no território leonense, nasceu o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Capão do Leão. Prestes a completar o seu primeiro ano de atuação, a entidade trabalha para obter o seu espaço e mostrar aos crioulistas do município a sua força. Fundado em 11 de maio de 2013, o núcleo ainda tem poucos associados e conta hoje com apro-

ximadamente 30 criadores. Mas é exatamente a conquista da confiança da comunidade Crioula local o maior desafio assumido pelo grupo. De acordo com o presidente do NCCCCL, Jarbas Rosa Xavier, Capão do Leão conta com cerca de 600 criadores, mas até o ano passado não dispunha de um órgão de representação na cidade. Sem ter uma organização para reunir proprietários e expositores, muitos precisaram recorrer aos núcleos das cidades próximas. Agora, a intenção é oferecer o apoio mais perto das

propriedades. Ao caracterizar uma ferramenta de integração entre crioulistas iniciantes e os mais antigos, o objetivo do NCCCCL é proporcionar um novo ambiente de fomento à raça. Utilizando a organização de eventos como estratégia para ganhar visibilidade, o núcleo aposta na realização de eventos. O maior deles foi a Final de Enduro em 2013. Já os segmentos como morfologia, campereada, resenhas coletivas, concentrações de machos e cavalgadas integram com frequência a agenda da agremiação.

Sede própria está em negociação Outra meta para 2014 é o estabelecimento em uma sede própria. As tratativas para a saída da entidade de um espaço cedido pelo Sindicato Rural (que abriga a estrutura) estão em andamento e a expectativa é conseguir a liberação de uma área para a construção do empreendimento em breve. Porém, o endereço que deverá comportar também grupos de outras raças ainda não foi divulgado. Até lá, as reuniões continuarão acontecendo no imóvel atual, nas quartas-

-feiras, a partir das 19h.

Conheça nossos funcionários Integrante da família ABCCC há dois anos, Bruna Garcia Afonso é a prova de que bons profissionais podem se revelar cedo. Com apenas 22 anos, a auxiliar administrativa é a funcionária mais antiga do Setor de Transferências e também a maior multiplicadora atual do conhecimento na área. Tendo o senso de cooperativismo como uma marca forte, a jovem ensinou a maioria dos profissionais que atuam no departamento vinculado ao Setor de Registro Genealógico.

Bruna Garcia Afonso

4

Cavalo Crioulo | Maio, 2014

Sua colaboração dentro da entidade começou como estagiária em 2010 quando ainda não tinha uma função exclusiva e desempenhava várias atividades diferentes. Mas em pouco tempo a estudante de Administração mos-

trou a profissional dedicada que viria a fazer a diferença futuramente. “Sou a mais nova em idade e a mais velha na função”, enfatiza. Efetivada dois meses após seu ingresso no estágio, Bruna passou a atuar especificamente na análise de documentos, verificação de possíveis irregularidades e o encaminhamento adequado das solicitações dos criadores Crioulos, atividade desempenhada até hoje. “A gente está ali há tanto tempo que ajuda passando o conhecimento, até para ser auxiliada de volta”, comenta. Segundo a auxiliar administrativa, no início a identificação de erros nas transferências levava mais tempo, po-

rém, a experiência de quem conseguiu reunir o conjunto de técnicas da área inclusive, para passar o conhecimento das tarefas adiante - mostra agora os olhos treinados na avaliação do material recebido. Até pouco tempo, Bruna trabalhava nos turnos da tarde e noite para conciliar sua rotina de trabalho com os estudos pela manhã. Entretanto, com a formatura da graduação se aproximando (a conclusão do curso está prevista para agosto deste ano), Bruna começou a trabalhar somente no período diurno. Com a mudança, passou a dividir os compromissos do Setor de Transferências com os do Registro Definitivo, onde tornou-se colaboradora durante as tardes.


Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

5


Por dentro da ABCCC

ABCCC convoca associados para votarem em Assembleia Extraordinária no dia 16 Douglas Saraiva

A

Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) publicou edital de convocação para Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 16 de maio, na sede da entidade em Pelotas/RS. O documento, com a íntegra das matérias a serem debatidas, está disponível no site da ABCCC desde o dia 14 de abril e foi ainda publicado no jornal Zero Hora no dia 15 do mesmo mês, conforme o estatuto da Associação.

Entre os temas que estarão em pauta está a proposta de supressão de uma das letras “C” da sigla ABCCC. O objetivo da proposta é adequar a nova identidade visual da Associação de forma a vincular a forma escrita da sigla a sua pronúncia habitual.

6

Cavalo Crioulo | Maio, 2014

Outro assunto a compor as deliberações é a proposta de inserção de provas esportivas no estatuto da entidade. O intuito é possibilitar que a instituição obtenha verbas destinadas ao esporte.

Foto Divulgação/ Arquivo ABCCC

Além das alterações estatutárias, na mesma ocasião estão previstos a apreciação e o julgamento da conduta do associado envolvido em episódio em São Lourenço do Sul/ RS de 21 a 23 de fevereiro deste ano. Na oportunidade devem ser ouvidos os criadores presentes no evento e a defesa do associado. Estão aptos a votar todos os associados em dia com a entidade, maiores de 16 anos, presentes ou representados na Assembleia mediante procuração. O encontro está agendado para ocorrer às 18h, em primeira convocação, e às 18h30min, em segunda.

Todos os associados em dia com a entidade poderão participar das votações


Por dentro da ABCCC

Há dez anos na televisão, programa Cavalos Crioulos comemora sucesso Fotos Alexandre Teixeira

Francine Neuschrank e Maysa Maciel

L

evar as mais diversas informações do universo crioulista ao público de todo o Brasil já é uma marca registrada do programa Cavalos Crioulos, que neste ano completa dez anos de trabalho na televisão. A atração vai ao ar nas manhãs de sábado pelo Canal Rural, com reprises alternativas aos domingos e às segundas-feiras, sempre às 9h. Nascida de uma experiência bem-sucedida no país vizinho, a Argentina, a atração teve papel pioneiro em território nacional, já que foi o primeiro programa brasileiro dedicado especificamente a uma raça. De acordo com o diretor da BR Filmes, Jonio Salles, o início da trajetória não foi fácil, já que não existiam referências do formato na televisão brasileira. “Depois que trilhamos esse caminho, outros atrações similares surgiram, mas nunca deixamos de procurar novidades e interatividade com os telespectadores. Por isso, os blocos do programa são muito assistidos, já que falamos diretamente com o nosso público e sanamos dúvidas que todos os criadores ou admiradores de cavalos possuem”, conta o produtor. O diretor da BR Filmes também atribui grande parte do sucesso alcançado à equipe que integra a produção. Além do próprio, a apresentadora da atração, Valéria Maciel, também se dedica ao programa desde a primeira edição, que foi ao ar no dia 7 de novembro de 2004. Já o profissional responsável pela edição do programa, Márcio Reis, ocupa a função há seis anos enquanto a jornalista Aline Schmidt trabalha no programa desde 2009.

Com toda essa trajetória construída, hoje o programa Cavalos Crioulos ocupa o papel de importante impulsionador da expansão da raça pelo país, tanto através da exibição na televisão quanto pela veiculação dos vídeos pela internet. “Sabemos da nossa responsabilidade e esperamos poder continuar auxiliando em todo este processo, contribuindo para a evolução da raça e ajudando novos criadores a se apaixonarem pelo cavalo”, afirma Salles.

Momentos marcantes Em uma década de exibição, reportagens sobre os mais diversos assuntos já foram ao ar para o público crioulista. Acompanhando todas as produções do programa, Salles diz que a tarefa de definir apenas uma reportagem para representar toda a trajetória da atração é difícil, mas relembra dois momentos

Comemoração reuniu criadores, expositores e admiradores da raça de todo o Brasil na Associação Rural de Bagé/RS marcantes na história do programa. “Particularmente, fico feliz de poder ter registrado o aniversário do criador Luiz Martins Bastos, na Cabanha Nazareth, em Uruguaiana. Não sabíamos que era o aniversário dele e, para nossa surpresa, toda família estava reunida, falando de cavalos, em frente ao portão da localidade”, recorda. Outra cobertura que ficou na memória do produtor foi a estreia da raça nos Jogos Equestres Mundiais (World Equestrian Games), realizado nos Estados Unidos, em 2010. “Foi outro momento repleto de emoção que acredito termos conseguido registrar na sua plenitude, pois, quando retornamos ao Brasil a reação do público foi de como se tivesse acompanhado tudo de perto, graças à cobertura que realizamos para o programa e para o site da ABCCC”, garante Salles.

Soledad Pastorutti. As comemorações foram promovidas na Associação Rural de Bagé, no Rio Grande do Sul, e fizeram parte da Semana Crioula do município. A festa começou com uma homenagem às principais entidades que auxiliaram o sucesso do programa, incluindo as associações Brasileira, Argentina e Uruguaia de Criadores de Cavalos Crioulos e seus patrocinadores oficiais. A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) foi representada pelo presidente Mauro Raimundi Ferreira, que recebeu uma faca do artista Cássio Selaimen em gratidão à parceria entre as duas entidades. O presente foi entregue pelas mãos do diretor da BR Filmes Jonio Salles, do diretor do programa Caballos Criollos da Argentina,

Walter Albornoz, e da apresentadora Valéria Maciel. Seguido às homenagens, foi iniciado o leilão comemorativo, que também contou com transmissão ao vivo e exclusiva pelo Canal Rural e C2Rural, a partir das 21h. O remate contou com 50 lotes de animais da raça e o comando dos negócios ficou com a Crioulo Remates, em parceria com a Programa Leilões. O eventou alcançou a cifra de um R$ 1,080 milhão em comercialização. O lote mais valorizado foi a égua Bala Certeira da Estiva, vendida ao criador Jefferson de Souza Casagrande por R$ 100 mil. A festa foi encerrada pelo show da cantora Soledad Pastorutti ou La Sole, famosa artista argentina que nos últimos dez anos que deu nova vida ao folclore de seu país.

Neste ano, inclusive, o cavalo Crioulo volta a estar representado na Copa do Mundo do Cavalo, que será realizada entre os dias 24 de agosto e 7 de setembro na Normandia Francesa. O cavaleiro Wellington Teixeira (Eltinho) montando SJ Rodopio integra a equipe brasileira que irá disputar o mundial.

Comemoração em grande estilo

Para consagrar a conquista, o programa Cavalos Crioulos celebrou sua primeira década de trabalho em uma grande festa realizada no dia 5 de abril. O evento reuniu criadores e proprietários de várias partes do país e contou com um remate e show da cantora argentina

Presidente Mauro Ferreira representou a ABCCC e foi homenageado na festa

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

7


Por dentro da ABCCC

Reunião de núcleos reforça agendamento prévio de provas Foto Débora Borba

Catarina e Paraná. “Temos o Brasil para conquistar”, enfatizou Ferreira. Outras reuniões acontecerão igualmente nas demais regiões durante as classificatórias do Freio de Ouro. A próxima conferência entre núcleos está marcada para o dia 18 de maio quando as regiões um e dois devem se encontrar em Pelotas/RS. Depois, é a vez dos núcleos da Região 3 se reunirem em Uruguaiana/RS no dia 6 de junho. Os últimas a se reunirem são a Região 4 em Vacaria/RS em 20 de junho e a Região 5 que deve deliberar em Araranguá/SC em 27 de junho.

Fique atento aos agendamentos

Encontro realizado no Parque Assis Brasil durante o Bocal de Ouro reuniu representantes das unidades da região 6 Andressa Barbosa

R

eforçar a importância da apresentação prévia dos calendários de provas foi o principal assunto discutido na primeira reunião de núcleos da Região 6. O tradicional evento crioulista aconteceu em Esteio/ RS - paralelo ao Bocal de Ouro - na noite de 18 de abril. Além de contar com presidentes e representantes de 15 núcleos, o encontro se destacou pela nomeação do novo coordenaABCCC adota canteiro no Parque Assis Brasil O espaço localizado em frente aos escritórios da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) dentro do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS, ganhará uma atenção especial a partir de agora. A ABCCC adotou o canteiro e o transformará em um espaço verde que enriquecerá a vista dos visitantes do local. Segundo o gerente geral da ABCCC, Vagner Studzinski, a ação foi realizada para embelezar o local que abriga várias disputas do cavalo Crioulo por ano. “Gostaríamos de colaborar com a valorização do Parque Assis Brasil, já que ele abriga a maioria das finais da raça Crioula”, diz Studzinski.

8

Cavalo Crioulo | Maio, 2014

dor. Aclamado por unanimidade, José Everton Dihl ficará responsável por receber as reivindicações e o agendamento das provas das entidades. Liderada pelo presidente da ABCCC, Mauro Ferreira, a reunião de trabalho frisou a importância da apresentação antecipada dos calendários de Morfologia e credenciadoras ao Freio de Ouro para evitar coincidências de eventos entre os núcleos. A revisão de sedes das classificatórias também pautou a agenda. Além de possibilitar que

cidades em condições de abrigar eventos maiores da raça, o fortalecimento da presença da ABCCC em âmbito nacional também esteve entre os assuntos abordados. Acompanhado do vice-presidente de Núcleos, Álvaro Dumoncel, e do gerente geral da entidade, Vagner Studzinski, Ferreira aproveitou para reforçar a necessidade de fomentar também outras áreas do país para expandir a raça e atender os criadores fora do eixo Rio Grande do Sul, Santa

- 30 de julho é o prazo máximo para cada núcleo enviar os calendários de eventos de primavera. - 30 de novembro é o limite para os núcleos encaminharem a agenda dos eventos de outono. - Algumas provas podem ser marcadas junto à ABCCC com, no mínimo, 30 dias de antecedência. Entretanto, o mesmo não vale para as credenciadoras ao Freio de Ouro e Morfologias cujas datas só poderão ser oficializadas através do agendamento prévio.

Novos sócios

André Giuliano Santos de Souza Montenegro / RS

Fabio Cazaubon Soares Pelotas / RS

Marcelo Antônio Fontoura Irigaray Dom Pedrito / RS

Brainer Weber Chaves São Gabriel / RS

Feliz Gurgacz Junior Cascavel / PR

Miguel Scarpellini Campos Cruz Alta / RS

Cesar Pereira Itapoá / SC

Johne Marvin Hamm Carambei / PR

RST Emp. Imob. e Agronegócios Ltda – ME - Garibaldi / RS

Christian Koeche Duarte Lages / SC

José dos Santos Vieira Filho Apucarana / PR

Tiago Paulo Souto Quaraí / RS

Diego Lima dos Santos Esteio / RS

Leandro Quincoses Neto Ijuí / RS

Valentina Rorig Cantú São Leopoldo / RS

Fabio Adriano Stürmer Kinsel Porto Alegre / RS

Lindonézio de Castilhos Stumpf Jaquirana / RS

Waldomiro N. Jacques/ Miguel A. Barroco - Rio Grande / RS


Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

9


Por dentro da ABCCC

Calendário de eventos | 2014 Maio 10

24

Bom Jesus/RS

Porto Alegre/RS

Revisão Coletiva, Palestra Técnica

Palestra Técnica, Revisão Coletiva

Morfologia

Cruz Alta/RS

Tijucas/SC

24 a 25

Morfologia Passaporte

Vacaria/RS

25

Camaquã/RS

29 a 1º

Pelotas/RS

30 16

Torres/RS

30 a 1º

Aceguá/RS

17

16 a18

18

Campereada

Morfologia, Crioulaço, Campereada Lages/SC

Vacaria/RS

Pato Branco/PR

31 31 e 1º

Vacaria/RS

Porto Alegre/RS

8

11 a 15

Esteio/RS

Ponta Grossa/PR

13

14

15

19 a 22

20 a 22

Canoinhas/SC

26 a 29

Pedras Altas/RS

10/5

12/5

13/5

Classificatória Vacaria/RS

14/5

Morfologia

Santo Ângelo/RS

Classificatória, Morfologia Passaporte, Classificatória Paleteada Força A

16/5

22

Camaquã/RS

Palestra Técnica, Revisão Coletiva

22/5

Junho

22 a 25

23

Paleteada, Prova de 21 dias, Campereada

Morfologia Incentivo, Rédeas, Freio Jovem, Freio do Proprietário

Vacaria/RS

Joinville/SC

Revisão Coletiva, Palestra Técnica

Palestra Técnica, Revisão Coletiva

Canguçu/RS

Lavras do Sul/RS

Prova de 21 dias

28 e 29

Campereada, Crioulaço

23 a 25

Freio do Proprietário, Freio Jovem, Credenciadora Passo Fundo/RS

10 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

5a8

Classificatória Uruguaiana/RS

23/5

30/5 Morfologia Passaporte, Crioulaço

Campo Verde/MT

Arroio do Sal/RS

Agosto 2

Crioulaço

Palmas/PR

Freio de Ouro 28 a 31 Esteio/RS

30/5

Pelotas/RS Técnico a definir

31/5

Canoinhas/SC Técnico Adolfo José Martins Neto

1º/6

Canguçu/RS Técnico Frederico Vieira Araújo

5/6

Vacaria/RS Técnico Ricardo Guazelli Martins Pato Branco/PR Técnico Jorge Aginelo do Nascimento

Uruguaiana/RS Técnico a definir São José/SC Técnico Romeu Koch

13/6

Ponta Grossa/PR Técnico a definirr São Ludgero/SC Técnico Adolfo José Martins Neto

Passo Fundo/RS Técnico Jorge Aginelo do Nascimento

Viamão/RS Técnico Marcelo Montano Coelho

Osório/RS Técnico Felipe Caccia Maciel Imbituba/SC Técnico Adolfo José Martins Neto

Camboriú/SC Técnico Adolfo José Martins Neto

Rio Pardo/RS Técnico Felipe Caccia Maciel

Julho 3a6

26

Lages/SC Técnico Adolfo José Martins Neto

Joinville/SC Técnico a definir

Vacaria/RS

Osório/RS

Morfologia

Lages/SC Técnico Ricardo Guazelli Martins

Esteio/RS

Passo Fundo/RS

Credenciadora, Morfologia

27 e 28

Bagé/RS Técnico a definir

Aceguá/RS Técnico Henrique Litchina González

Araranguá/SC

Palestra Técnica, Dia de Campo

Classificatória Aberta, Morfologia Passaporte Brasília/DF

Otacílio Costa/SC Técnico Romeu Koch

Palestra Técnica Cordeiro/RJ

24 a 27

Calendário de Concentrações

São Ludgero/SC

Júlio de Castilhos/RS

Marcha da Integração

Uruguaiana/RS

Crioulaço

Campereada

Freio do Proprietário Tijucas/SC

Revisão Coletiva

Osório/RS

Crioulaço

19 a 20

Santa Maria/RS

Classificatória, Morfologia Passaporte

Classificatória Freio do Proprietário, Classificatória de Campereada, Final Nacional de Campereada Cachoeira do Sul/RS

Revisão Coletiva

Morfologia

Revisão Coletiva, Dia de Campo

Campereada

Soledade/RS

20 a 3

Imbituba/SC

Credenciadora, Morfologia

17 a 20

Revisão Coletiva

Campereada, Paleteada Força A

Classificatória Aberta, Morfologia Passaporte Esteio/RS

São Pedro do Sul/RS

Pato Branco/PR

Crioulaço

8 a 13

Revisão Coletiva

Classificatória

Morfologia Passaporte

Revisão Coletiva, Palestra Técnica

Júlio de Castilhos/RS

7

Osório/RS

Crioulaço Palestra Técnica, Revisão Coletiva

6

Revisão Coletiva Lavras do Sul/RS

Morfologia, Credenciadora, Freio do Proprietário, Paleteada Força A São José/SC

Rio Pardo/RS

28 14 a18

Classificatória Paleteada Força A e Final Campeonato Nacional de Paleteadas Força B

Campereada

Revisão Coletiva

Classificatória, Morfologia Passaporte, Classificatória Paleteada Força A

5 a9

Lavras do Sul/RS

Bagé/RS

Campereada, Crioulaço

14

Viamão/RS

Movimiento a La Rienda

Dia de Campo, Palestra Técnica

Lapa/PR

10 e 11

Morfologia

19/6 20/6

26/6 1º/8

Vacaria/RS Técnico a definir Santo Ângelo/RS Técnico Jorge Aginelo do Nascimento Araranguá/SC Técnico a definir Palmas/PR Técnico Jorge Aginelo do Nascimento


Por dentro da ABCCC

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

11


12 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

Fotos: Felipe Ulbrich e Alexandre Freitas


Há mais de 60 anos, o cavalo Crioulo já era vislumbrado como uma raça em expansão e destaque na pecuária do país. Na edição de número 20 dos Annaes da ABCCC, apresentada em janeiro de 1953, uma reportagem retrata que o então intitulado “cavalo de peão” ou “cavalo de soldado” se destacou como um marco histórico ao participar da XIX Exposição Nacional de Animais e Produtos Derivados - realizada em setembro de 1952, em Porto Alegre. Com a colaboração de um corpo de jurados tríplice internacional - sob a avaliação de um argentino, um uruguaio e um brasileiro - outra feira também chamou a atenção, a XVI Exposição de Equinos Crioulos. O evento paralelo à programação nacional foi um referencial ao bater todos os recordes de vendas em mostras oficiais. Porém, mais do que evidenciar o conhecido “cavalo dos pampas”, a união de representantes do Uruguai, da Argentina e do Brasil já mostrava sinais de que o Crioulo tinha potencial para transpor fronteiras. Já naquela década era possível perceber como a raça tinha qualidade para alavancar cada vez mais o interesse pela preservação e o desenvolvimento do que se chamou na época como o “pequeno grande cavalo das Américas”.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

13


Freio de Ouro Fotos Felipe Ulbrich

Estreantes no circuito do Freio de Ouro promoveram uma disputa muito equilibrada em busca das vagas na decisão, com muita alternância de posições

Esteio/RS

Final do Bocal de Ouro conhece vencedores em provas acirradas Nestor Tipa Júnior e Andressa Barbosa

O

Bocal de Ouro conheceu seus vencedores na manhã do dia 20 de abril, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Entre as fêmeas, o primeiro lugar ficou com a égua Emblema Bertolini, da Fazenda Bertolini, de Minas do Leão/RS. Já nos machos o título foi do cavalo Festejo 1061 Maufer, da Cabanha Maufer do município de Cruzeiro do Sul/RS. Os quatro machos e quatro fêmeas que ficaram nas primeiras posições garantiram vaga para a grande final do Freio de Ouro em agosto. Emblema Bertolini assumiu a ponta da categoria fêmeas a partir das etapas funcionais e manteve a posição até o momento final. A proprietária Jaquiele Olga Bertolini destacou que os criadores estão

14 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

trabalhando forte para buscar a excelência no trabalho de campo. “A gente vem trabalhando com genética e acreditamos que estamos no rumo certo. A morfologia dela também é boa e ajudou, mas esta égua é excelente em função. Temos certeza que estamos no caminho certo”, salienta. Entre os machos, a disputa foi de alternância de posições até o final. O proprietário da Cabanha Maufer, Fernando Weiand, ressalta que esta disputa acirrada pelo primeiro lugar valorizou ainda mais o título. “Foi o Bocal mais disputado dos últimos anos que participamos. O cavalo mostrou que é competitivo funcional e morfologicamente”, destaca.

Jurados destacam alto nível e equilíbrio Na avaliação de Rodrigo Py, jurado da categoria fêmeas ao lado de Daniel Melo e José Pereira de Moura, a disputa foi acirrada e confrontou competidores de muita qualidade. “Não lembro de um Bocal de Ouro com nível tão alto de fêmeas quanto esse”, diz. Sobre a vencedora, comentou que a considera um animal de excelente temperamento e doma. “Ela responde quando é exigida e quando para, desliga”, comenta Py. “Se destacou pela aptidão vaqueira e pelo condicionamento físico”, complementou Melo. Entre os jurados da categoria machos, Ricardo Borges, Cesar Hax e Ciro de Freitas, a opinião é de que a disputa

foi em geral muito equilibrada. “Tivemos algumas variações de colocação ao longo da prova e, inclusive, animais que tiveram dificuldades e que depois conseguiram se recuperar. Em um nível equilibrado, qualquer erro pode gerar uma inversão no resultado”, diz Borges. Sobre o vencedor, Hax o classificou como “um animal diferenciado pela rapidez e facilidade nos movimentos laterais”. Para o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Mauro Ferreira, esta alteração nas posições ao longo de todas as etapas mostra que os competidores estão cada vez mais demonstrando um alto padrão de competição. “Tivemos um nível de provas espetacular e muito parelho. A alternância nas primeiras colocações refletiu esta paridade dos úl-


Freio de Ouro timos para os primeiros lugares. Acre- macho Buzzo da Maya, conseguiu, junditamos que será assim para o Freio de to com Emblema, uma conquista com um sabor ainda mais especial, princiOuro também”, analisa. palmente, pelo elevado nível dos comComemoração sobre a sela petidores na 15ª edição do Bocal. “Serve como exemplo de trabalho e impulsioPara o ginete Raul Lima, garantir o 1º na a carreira no objetivo de procurar a lugar na categoria de Fêmeas é o reflexo vitória”, comemora. do trabalho desenvolvido nos dois últiNa avaliação do ginete Nei Eduardo mos anos no qual ele e Emblema Berto- Rodrigues Lima, que ficou o título de lini afinaram a sintonia no treinamento Bocal de Ouro entre o machos, o trapara colocar a égua entre os melhores balho ao lado de Festejo 1061 Maufer estreantes de 2014. O cavaleiro que le- começou ainda na doma e foi coroado vou o Bocal de Prata e garantiu o Freio com o título na pista. Além disso, ele de Bronze no ano passado montando o destaca o ritmo intenso ao qual o ga-

ranhão vinha sendo submetido já que há menos de um mês havia participado da última credenciadora que o levou rumo à posição mais alta do pódio dos inéditos. “É um animal diferente, com certeza um dos melhores que já montei”, enfatiza. O troféu de destaque na categoria fêmeas ficou com Raul Lima enquanto que, entre os machos, a distinção foi entregue a José Fonseca Macedo. O Freio de Ouro 2014 tem patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Banrisul e Vivo e apoio de Supra e Biscoitos Zezé. A promoção é de ABCCC e Canal Rural.

Conheça os classificados

Confira o resultado Fêmeas Bocal de Ouro Emblema Bertolini, filha de Butiá Leopardo e Princesa Solimas Bertolini; criador e expositor Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão/RS Ginete: Raul Lima Nota: 21,719

Bocal de Prata Igualita da Reconquista, filha de BT Delantero e Macega da Reconquista; criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Maria da Glória e Marcelo Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária Ltda, Alegrete/RS Ginete: Daniel Waihrich Marim Teixeira Nota: 20,854

Bocal de Bronze

Fêmeas

Uma Uva do TNT, filha de Chicão de Santa Odessa e Rio Claro Ponderacion; criador Stud TNT e expositor Cabanha Cola Crioula, Cabanha Cola Crioula, Pantano Grande/RS Ginete: Lindor Collares Luiz Nota: 20,579

4° lugar

Bocal de Ouro - Emblema Bertolini

Bocal de Prata - Igualita da Reconquista

Butiá Zagaia, filha de Butiá Olodum e Butiá Nevoa; criador e expositor Sementes e Cabanha Butiá Ltda, Cabanha Butiá, Passo Fundo/RS Ginete: Cézar Augusto Schell Freire Nota: 20,572

Machos Bocal de Ouro Festejo 1061 Maufer, filho de Capanegra Jacarta e Capanegra Alegria; criador e expositor Maurício e Fernando Lampert Weiand, Cab. Maufer, Cruzeiro do Sul/RS

Bocal de Bronze - Uma Uva do TNT

4º Lugar - Butiá Zagaia

Ginete: Nei Eduardo Rodrigues Lima Nota: 21,160

Bocal de Prata

Machos

Harmonia Temprano, filho de Ganadero da Harmonia e Coral Sombra; criador e expositor Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda, Cabanha Harmonia, Santa Vitória do Palmar/RS Ginete: José Fonseca Macedo Nota: 21,129

Bocal de Bronze Bocal de Ouro - Festejo 1061 Maufer

Bocal de Prata - Harmonia Temprano

JA Impecável, filho de Equador de Santa Edwiges e JA Andorinha; criador e expositor José Antônio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS Ginete: Mílton Castro Nota: 21,093

4º lugar Viragro Rio Bravo, filho de Viragro Rio Tinto e Capella La Pataya; criador e expositor Viragro Agropecuária Ltda, Cabanha A Tala, Dom Pedrito/RS Ginete: Lindor Collares Luiz Nota: 21,025

Bocal de Bronze - JA Impecável

4º Lugar - Viragro Rio Bravo

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

15


Freio de Ouro

Minutos que valem ouro antes de mostrar o melhor da raça em pista Foto Divulgação / Arquivo ABCCC

vão desde uma caminhada leve até um galope, tudo para que o animal já entre aquecido na competição. Em alguns casos, um pequeno trote pode ser suficiente. “Cada cavalo tem exigências diferentes”, observa Cariolato. Na mesma linha, o ginete Charles Sum Fagundes chama a atenção para que não se entre diretamente com o cavalo na avaliação. Segundo ele, é preciso um intervalo para a concentração antes do início do julgamento, tanto para tranquilizar o cavalo quanto o cavaleiro. “Eu prefiro fazer esse trabalho com a parte da calma. Procuro fazer isso em todas as etapas”, comenta.

Atrás da arena oficial, a pista de aquecimento caracteriza a peça-chave para garantir uma prova tranquila

Andressa Barbosa

A

nsiedade e concentração podem parecer sensações completamente diferentes, mas quando o assunto é competição Crioula esses dois elementos andam lado a lado. Tão importante quanto o momento em que ginete e animal tentam mostrar as habilidades em pista, os instantes que antecedem essa entrada também são fundamentais. Mas, o que realmente acontece nos minutos em que competidores humanos e equinos permanecem na pista de aquecimento antes de surgir diante de todos? Para mostrar como são os últimos preparativos antes julgamento das provas, o Jornal Cavalo Crioulo conversou com alguns cavaleiros minutos antes deles entrarem na pista do Bocal de Ouro em Esteio/ RS este ano. Nesta reportagem o JCC traz aos leitores um pouco do panorama que passa desde a identificação dos últimos acertos, passando pelo frio na barriga até a devoção de cada ginete rumo ao espetáculo da seleção dos melhores exemplares da raça. A importância em confiar no treinamento realizado e evitar exigir do 16 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

animal na entrada da pista é uma postura praticamente unânime. Isso porque na maior parte das vezes poucas coisas podem ser feitas à beira da prova sem prejudicar a saúde do animal. O veterinário Carlos Anselmo dos Santos deixa claro que a preservação do cavalo está sempre em primeiro lugar e não é indicado permitir que os cavalos corram riscos caso algum problema maior seja identificado. Segundo ele, ao chegar à competição o trabalho precisa estar concluído e basicamente o aconselhável é fazer apenas um check-list para confirmar a aptidão do equino. “O ideal é vir até com as ferraduras prontas”, orienta. A checagem prévia geralmente é anterior ao aquecimento nos “bastidores” e compreende a avaliação das condições físicas e também o grau de tensão do animal, ainda na cocheira. “O cavalo também fica nervoso. Pode ter alterações alimentares como diarreia ou não querer comer”, exemplifica o veterinário ao reforçar que estes são indícios com peso na liberação ou não do cavalo. Entre os exemplos de situações comuns que podem ser facilmente identificadas estão claudicação e

sensibilidades no casco. Mesmo assim é necessária uma avaliação para determinar se o animal está em condições de fazer a prova.

Confiança no treinamento para um bom desempenho O tempo de aquecimento, para tranquilizar o animal e ambientá-lo com a área e o barulho do local pode variar de cavalo para cavalo. Esse intervalo pode levar de dez minutos até uma hora. Além de acostumar o atleta Crioulo ao ritmo que será imposto durante o julgamento, alguns precisam de aquecimento diferenciado, até mesmo para não sentirem nada indesejado ou sofrer alguma lesão durante a prova. Em sintonia com a concepção do veterinário, o ginete Paulo Cariolato afirma que o ideal é preparar o animal o máximo possível antes do evento deixando o mínimo para ser adequado na última hora. Outro ponto importante levado em consideração entre os competidores é a necessidade, em alguns casos, do animal liberar uma parte da energia acumulada. Os métodos utilizados

O ginete José Fonseca Macedo também defende a confiança no treinamento realizado ao invés de exigir correções de movimentos do animal minutos antes de colocá-lo à prova. “Busco deixar o mínimo para os últimos momentos. Treino em casa para ter segurança”, fala o cavaleiro que diz ficar mais tenso quando é preciso recorrer a adequações inesperadas. De acordo com Macedo, nessa hora o suporte da equipe de apoio também é fundamental, principalmente, na individualização dos animais quando o ginete corre com mais de um cavalo.

Habilidade e devoção correm juntas Com relação à concentração às margens da pista oficial, Macedo não abre mão de desfrutar desses instantes cujo objetivo é focar na prova e buscar confiança e segurança para fazer um bom trabalho na pista. “Eu rezo muito e o momento até na cocheira é muito importante”, frisa. Devoto de Nossa Senhora Aparecida, o ginete Charles Fagundes carrega sempre a imagem da santa em cada competição. Uma o acompanha no pescoço e a outra vai presa na cela. “É difícil dizer que vamos entrar tranquilos. Sempre vai ter um friozinho na barriga e a reza é para pedir proteção e estar o mais calmo possível dentro da prova”, enfatiza.


Freio de Ouro

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

17


Jaraguá do Sul/SC 25 a 27 de abril Técnico: Adolfo José Martins Neto Jurados: Fábio Camargo, João Luiz Arísio e Lauro Martins

Fêmeas Fotos César Braga Oliveira

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Presilha Preciosa, filha de Nobre Tupambaé e Presilha Honra; criador e expositor Marco Antônio Stumpf, Cabanha Presilha, Santo Antônio da Patrulha/RS

Viragro Fina Estampa, filha de Viragro Rio Tinto e Capella 437 Onza; criador e expositor Viragro Agropecuária Ltda, Cabanha A Tala, Dom Pedrito/RS

PO Ucrania, filha de Lutador do Purunã e Garbosa da 3J; criador Gonçalo Porto Silva, expositor Volmir José Colla, Cabanha Cola Crioula, Pantano Grande/RS

Seresteira de São Manoel, filha de Santa Teresa Ambicioso e Ibiza de São Manoel; criador Ricardo Alvarez, expositor Monaliza Flores Sorato Mezzari; Nobreza Crioula Administração de Bens, Eireli, Morro da Fumaça/SC

Ginete: César Augusto Freire Nota: 19,406

Ginete: Lindor Collares Luiz Nota: 19,157

Ginete: Leonardo Collares Nota: 19,134

Ginete: Fagner Espíndola Nota: 17,871

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Campana Sello, filho de Campana Guasquero e Campana Lechuga, criador Mário Móglia Suñe, expositores Mário Móglia Suñe e Denis Silveira - Cabanhas Campana e Sabiendas, Bagé/RS e Porto Alegre/RS

Detetive do Macanudo, filho de Pergaminho AA e BT Julia do Junco; criador Mauro e Telmo Ferreira, expositor Dean Jaison Eccher; Cabanha Furna Crioula, Rio do Sul/SC

PO Ybirapuitã, filho de Lutador do Purunã e Indaiá do Purunã, criador Gonçalo Porto Silva, expositor José Luiz Benvenutti, Estância Caledônia, Camboriú/SC

Minuano do Salero Velho, filho de Itaqui do Salero Velho e OK Fivela; criador e expositor Eldiomar Benedito Chipanski; Cabanha Salero Velho, Campo Largo/PR

Ginete: Raul Lima Nota: 19,033

Ginete: Hércules Meduna de Almeida Nota: 18,745

Ginete: Daniel Cunha Nota: 18,588

Ginete: Felipe Chipanski Nota: 18,452

Machos

18 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Cachoeira do Sul/RS 4 a 6 de abril Técnico: Carlos Marques Gonçalves Neto Jurados: Gustavo Weiand, Luiz Mierzynski Neto e Roberto Crespo

Fêmeas Fotos Marcus Tatsch

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

1º Lugar Jóia da Tracioneira, filha de Rodopio de São Pedro e Que Linda do Purunã; criador Júlio de Araújo Lara & filhos e expositor Fernando Alberto Scholze, Cabanha Dom Alberto, Santo Cristo/RS

SR Reculuta, filha de San Baldomero Puestero e SR Legenda; criador Luiz Maggi Linhares e expositor Nelso Cibulski, Cabanha Turuna, Palmares do Sul/RS

JT Quellinda, filha de Quebracho do Purunã e BT Hilda; criador José Otávio Ferreira Telles e expositor Criadero Los Reiunos

Excelência Filhas do Vento, filha de Pozo Azul Deslinde e Estrela Chirua da Escondida; expositor Derlei Alves de Souza

Ginete: Fábio Teixeira Nota: 18,090

Ginete: André Cibulski Nota: 17,366

Ginete: Rodrigo Castell Nota: 16,625

Ginete: Elisandro Dutra Nota: 16,002

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Rodopio de São Pedro, filho de BT Lucero e Jóia de São Pedro; criador Eduardo Macedo Linhares e expositor Fernando Alberto Scholze, Cabanha Dom Alberto, Santo Cristo/RS

Campana Rumo Certo, filho de BT Faceiro do Junco e Gringa do Aceguá; criador Mário Móglia Suñe e expositores Cabanha Santa Angela e Cabanha Miramont, Uruguaiana/RS

Compadre Capeta 678 Maufer, filho de Buenacho de Santa Lúcia e Segovia Cimarron; criadores e expositores Maurício Weiand e Fernando Weiand, Cabanha Maufer, Cruzeiro do Sul/RS

Pisco do Infinito, filho de Cônsuelo do Infinito e BT Ostra do Junco; criador Roberto Davis Júnior e expositor Fausto Dagô Oltramari Manica, Cabanha BCM, Eldorado do Sul/RS

Ginete: Fábio Teixeira Nota: 19,415

Ginete: Raul Lima Nota: 19,017

Ginete: Fernando Fischer Nota: 17,484

Ginete: Júlio César Nota: 16,831

Machos

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

19


Santa Rosa/RS 26 a 28 de abril Técnico: Fernando Segala Gravina Jurados: Álvaro Dumoncel, Jaime Bica e Telmo Ferreira

Fêmeas Fotos Fernanda Ribeiro Kencht

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

BT Basteira, filha de BT Napoleão II e BT Rendilha II; criador Condomínio Flávio Bastos Telechea, expositor Marcelo Teixeira Cairoli, Reconquista Agropecuária Ltda, Alegrete/RS

Hermosa Mapocho, filha de Mano a Mano do Itapororó e Presilha do Igiquiquá; criador e expositor Sérgio Sant’Anna e Filhas, Cabanha Mapocho, Pelotas/RS

Dormida Cala Bassa, filha de Verso da Ramada e Capija Cala Bassa, criador e expositor Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé/RS

FM Fortuna do Cinco Salsos, filha de Desgarrado do Recanto Crioulo e FM Sabrina II do Cinco Salsos, criador e expositor Felipe Mário Martins, Agropecuária Cinco Salsos, Bagé/RS

Ginete: Juan Pablo Rodrigues Nota: 18,778

Ginete: Daniel Marim Teixeira Nota: 18,180

Ginete: Sérgio Augusto Ferras Nota: 18,048

Ginete: Felipe Silveira Nota: 17,133

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Cafumango do Barulho, filho de Índio do Boeiro e EF Erança, criador e expositor Francisco Martins Bastos Sobrinho, Estância Ipê, Uruguaiana/RS

BT Ufano II, filho de BT Haragano e BT Pepita, criador Flávio Bastos Tellechea, expositor Everson Boeira Machado, Cabanha Pôr do Sol, Uruguaiana/RS

Feitiu Bueno da Charqueada, filho de General de Santa Angélica e Garnacha do Iguaçu; criador Motolândia Agropecuária Ltda; expositor Suzana Teresinha Pelegrini Moraes, Cabanha SP Favorita, Viamão/RS

Doge do Laço Fino, filho de Santa Elba Cogollo e DC Esmeralda de Mi Flor; criador e expositor João Manoel Antônio dos Reis, Cabanha Santa Cruz, São Borja/RS

Ginete: Eder Pires Nota: 16,799

Ginete: Daniel Martins Nota: 16,549

Ginete: Daniel Marim Teixeira Nota: 16,549

Ginete: Vagner Almeida Nota: 16,279

Machos

20 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Freio de Ouro

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

21


Itaqui/RS 11 a 13 de abril Técnico: Paulo Armando Rebello Solheid Jurados: Iran Francisco Barros, João Albino de Medeiros Farias e Marcelo Ferreira da Silva

Fêmeas Fotos La Rural Foto e Vídeo

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Alpargata do Bacudo, filha de Jotace João Balaio e Peruana do Mata-Olho; criador e expositor Leandro Silva Neto, Cabanha Posto Branco, Barra do Quaraí/RS

Floreio Laila, filha de LS Balaqueiro e Floreio Baronesa, criador e expositor Luiz Alberto Martins Bastos, Estância Nazareth, Uruguaiana/RS

Uapê do Itapevy, filha de Baluarte do Itapevy e Iandu do Itapevy; criador e expositor Ana Maria Matas e Vicente Matas, Cabanha Tarumã, Itaqui/RS

Sabrina do Itapevy, filha de BT Harmônico e Espoleta do Itapevy; criador e expositor Ana Maria Matas e Vicente Matas, Cabanha Tarumã, Itaqui/RS

Ginete: Gabriel Trindade Nota: 16,710

Ginete: Evandro Souza Nota: 16,585

Ginete: Adilson Escobar Nota: 16,122

Ginete: Adilson Escobar Nota: 16,007

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Achado do Parque, filho de Buenacho do Infinito e Tangara Tupambaé; criador e expositor Amauri Savio de Souza, Cabanha El Milongueiro, Orleans/SC

Quebra Vento de Santa Angélica, filho de General de Santa Angélica e Lenda de Santa Angélica; criador Paulino e Agenor Ávila Costa, expositor Alan Bucker, CT Anderson Nunes

Sendeiro do Purunã, filho de Santa Elba Señuelo e BT Ordem do Junco; criador Mariano Lemanski, expositor Fábio Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF

Lampejo do Recanto Crioulo, filho de Atração do Recanto Crioulo e Talandia da Loni; criador E.H. Hess Administração e Participação, expositor Magno Martim de Melo, Cabanha Estância Caledônia, Camboriú/SC

Ginete: Braian de Souza Nota: 16,843

Ginete: Anderson Nunes Nota: 16,189

Ginete: Fábio Sales Nota: 16,080

Ginete: Daniel Cunha Nota: 15,393

Machos

22 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Freio de Ouro

Canguçu/RS 11 a 13 de abril Técnico: Frederico Vieira Araújo Jurados: Felipe Ribeiro Moraes, Lúcio Fontoura e Manoel Vanderlei Braz Gonçalves

Fêmeas Fotos Fagner Almeida

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Dama Alegre do Rebuliço, filha de Sultão do Purunã e Campana Montura; criador e expositor César Augusto Rabassa Hax, Cabanha Rebuliço, Pelotas/RS

Basca Paineiras, filha de BT Haragano e BT Alegria; criador e expositor Mariana Franco Tellechea e filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Odilo Treinta Y Tres, filha de JA Colibri e Odilo Batalha; criador e expositor Gilberto Gonçalves, Cabanha Odilo Gonçalves, Jaguarão/RS

Guanabara Intuição, filha de Santa Elba Señuelo e BT Mandinga; criador e expositor Luiz Carlos da Silva Carvalho Júnior, Estância Guanabara, Rio Grande/RS

Ginete: Júlio Hax Nota: 19,028

Ginete: Lindor Collares Luiz Nota: 18,459

Ginete: Thomáz Gonçalves Nota: 17,594

Ginete: Tiago Goulart Nota: 17,186

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Po Corazonazo, filho de BT Era Uma Vez e BT Gorra Basca; criador e expositor Gonçalo Porto Silva, Estância Don Marcelino, Lavras do Sul/RS

Palanque do Canto do Mato Grande, filho de Mano a Mano do Itapororó e Rubia do Telho Chico; criador José Paulo Machado dos Santos, expositor Carlos Amorin e Antônio Carlos de Souza, Cabanha Monte Sinai, São José do Norte/RS

Montecristo 40 da Recalada, filho de BT Faceiro do Junco e Hermosa de Santa Angélica; criador Fábio Langlois Ruivo, expositor Cláudio Luiz de Lima Curi Hallal, Cabanha Lagoa do Sol, Santa Vitória do Palmar/RS

Jotace Destaque do Trinta e Oito, filho de Jotace Destaque e La Amanecida Esponja; criador e expositor Cabanha do 38 Agropecuária Ltda, Arroio Teixeira/RS

Ginete: Antonieto Rosa Nota: 18,594

Ginete: Heber Pereira Nota: 17,741

Ginete: Flávio de Borba Pereira Nota: 16,900

Ginente: Francisco Kras Alves Nota: 16,799

Machos

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

23


24 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Freio de Ouro

Jaguarão/RS 25 a 27 de abril Técnico: Luciano Correa dos Passos Jurados: André Luiz Narciso Rosa, César Augusto Rabassa Hax e João Francisco Silveira da Silveira

Fêmeas Fotos Ceni Adriano Alves

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Sananduva do Salton, filha de AS Malke Cartucho e Setária do Rincão do Barreto; criador e expositor Paulo Murilo Barreto Dias Lopes, Cabanha Salton, Dom Pedrito/RS

Capanegra Oña Guinda, filha de Mackenna Guindo e Capanegra Alegria, criador e expositor Fernando Dornelles Pons, Cabanha Capanegra, Dom Pedrito/RS

Vincha Colorada da Granja, filha de Destaque de Santa Adriana e Guapa da Granja; criador e expositor Ricardo Rocha e Anna Theresa Rodrigues, Agropecuária Santa Teresa, Jaguarão/RS

Dinastia do Entroncamento, filha de Dilúvia de Entre Rios e FCB Andarilha; criador Jorge André dos Reis Jardim, expositor Valter Camargo, Cabanha Herval, Capão da Canoa/RS

Ginete: Marcio Maciel Nota: 21,333

Ginete: Roberto Carlos Duarte Nota: 19,229

Ginete: Pedro Móglia Nota: 18,083

Ginete: Everton de Deus Valim Nota: 17,671

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Capanegra Jacarta, filho de Hilário do Purunã e Capanegra Ana Terra; criador e expositor Fernando Dornelles Pons, Cabanha Capanegra, Dom Pedrito/RS

Duerme Negrito da Tamanca, filho de Xiru Velho da Tamanca e Zorra da Tamanca; criador Lauro Cardoso Terra e Filhos, expositor Estância Tamanca e Cabanha ABO, Estância Tamanca, Santa Vitória do Palmar/RS

Las Misiones Missioneiro, filho de Las Missiones Couro Cru e Querência de São Martim; criador e expositor Fernando Gonçalves do Nascimento, Cabanha Las Misiones, São Luiz Gonzaga/RS

De Don Juanito da Reservada, filho de Osorno do Itaó e Raio de Sol; criador e expositor João Carlos Medeiros, Cabanha Reservada, Capela de Santana/RS

Ginete: Roberto Carlos Duarte Nota: 20,136

Ginete: Marcos Silveira Nota: 20,102

Ginete: Marcio Maciel Nota: 19,489

Ginete: Adriano Streck Nota: 18,944

Machos

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

25


26 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Freio de Ouro

Brasília/DF 4 a 6 de abril Técnico: Rafael Fagundes Sant’Anna Jurados: Abel Dourado Filho, Cláudia Py e Lauro Martins

Fêmeas 1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Amarula de São Pedro, filha de Pampa de São Pedro e Tina de São Pedro; criador Eduardo Macedo Linhares e expositor Luiz de Alencar Araripe Junior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ

Imagem da Charqueada, filha de BT Delantero e LS Tieta; criador Jacó Edmundo Weiand e expositor Diogo Ramos Ribas, Cabanha 21, Brasília/DF

Natividade Harmonia, filha de BT Jade e Jararaca do Mata-Olho; criador e expositor Sylvio Gomes Ribas, Fazenda Sossego, São João da Aliança/GO

Saudade do Amanhecer, filha de Laçador do Purunã e Ocasião do Amanhecer; criador e expositor Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF

Ginete: Tiago Beltrão Nota: 18,634

Ginete: Ernesto Wairich Nota: 18,134

Ginete: Felipe Melo Silva Nota: 17,749

Ginete: Nederson Soares Nota: 16,441

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Campana Pasamano, filho de Campana Guasquero e Campana Lechuga; criador Mário Móglia Suñe e expositor Rodrigo Pereira Moreira, Carla Musa e Onécio Prado Junior, Cabanha Riacho do Mocambo e Haras Tamareira, Matozinhos/MG e Santa Rita do Passa Quatro/SP

Butiá Bertax, filho de Butiá Olodum e Lembrança de Santa Angélica; criador Sementes e Cabanha Butiá Ltda e expositor Sylvio Gomes Ribas, Fazenda Sossego, São João da Aliança/GO

OK Carabina, filho de Imperador do Purunã e Mostarda da Fascinação; Cezar Roberto Oliveira Krüger e expositor Sebastião Rodrigues dos Santos e filhos, Cabanha Humaitá, Guarapuava/PR

Jubilado da Reconquista, filho de BT Haragano e Vingança da Reconquista; criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Sylvio Gomes Ribas e Fábio Bellotti Moura, Fazenda Sossego e Cabanha Nova Querência, São João da Aliança/GO

Ginete: Ernesto Wairich Nota: 18,675

Ginete: Filipe Melo Silva Nota: 17,919

Ginete: Valdevino dos Santos Nota: 17,086

Ginete: Filipe Melo Silva Nota: 16,547

Machos

São Gabriel/RS (Inéditos) 28 a 30 de março Técnico: Gilberto Rieth Jurados: Eduardo Neto de Azevedo, Luiz Antero de Oliveira Peixoto e Ciriaco Py

Fêmeas 1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Estrela da Maya, filha de Chicão de Santa Odessa e Los Maquis Maliciosa; criador e expositor Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Bagé/RS

PF Batuíra, filha de Las Missiones Couro Cru e Las Missiones Buenacha; criador Manuel Francisco Ferro e expositor Pietro e Giuliano Zanetti, Fazenda Liscano, Arroio Grande/RS

Brahma Extra do Macanudo, filha de Pergaminho AA e Relíquia do Macanudo; criador Antônio Augusto Brum Ferreira e expositor Mauro e Telmo Ferreira, Cabanha Macanudo, Lavras do Sul/RS

Butia Zabumba, filha de Santa Elba Comediante e Butiá Gaivota; criador e expositor Sementes e Cabanha Butiá Ltda., Cabanha Butiá, Passo Fundo/RS

Ginete: Raul Lima Nota: 18,331

Ginete: Maurício Idiarte Nota: 17,631

Ginete: César Lopes Nota: 17,482

Ginete: Valério de Moura Nota: 17,307

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Sendero Canteado, filho de El Palo Rejoneo e Vaidade 424 Maufer; criador e expositor Jader Luís Piccin, Cabanha Sendero, Esmeralda/RS

Comanche Fortacho, filho de Aqui Estoy Fortacho e BT Ideia; criador e expositor Thiago Schilling de Ávila, Cabanha Fortacho, Campo Bom/RS

Anay Mate Amargo, filho de Chicão de Santa Odessa e Sorrita Santa Bárbara; criador Érico Oliveira Machado e filho e expositor Maurício Fernandes Machado

SI Altivo, fiho de Candidato Simpatia e Mañanero Baya de Un Lao; criador e expositor Ivan e Sandro Vesprini, Cabanha Santa Ana, Dom Pedrito/RS

Ginete: Fabio Silveira Nota: 17,998

Ginete: Éverton Valim Nota: 16,779

Ginete: Filipe Silveira Nota: 16,338

Ginete: Darone Cardoso Nota: 15,833

Machos

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

27


Morfologia Fotos Felipe Ulbrich

Durante a Expointer 2014, os exemplares selecionados na Expo Outono voltarão à pista de Esteio para competir na grande final morfológica da raça

Esteio/RS

Expo Outonal carimba mais oito passaportes para a decisão Douglas Saraiva

A

s três cores das rosetas que adornaram os Grandes Campeões da Exposição Outonal de cavalos Crioulos simbolizaram a conquista de uma vaga na concorrida decisão da modalidade, realizada na Expointer em agosto. O julgamento, que confirmou o passaporte de oito exemplares à decisão, foi realizado durante todo o dia 16 de abril, na pista da raça no parque Assis Brasil em Esteio/RS. A avaliação do jurado Ciro Manoel Canto de Freitas apontou, entre os 98 exemplares que se apresentaram em pista, o potranco menor Campana Zangano, de Mário Suñe, como o Grande Campeão entre os machos. Nas fêmeas o destaque foi a potranca menor VV 28 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

Zoada, de Victor Volkweis, escolhida a Grande Campeã e o Melhor Exemplar da Raça. Segundo o jurado, os potrancos se destacaram inclusive por características semelhantes. “A potranca tem ótima linha superior, está bem desenvolvida para a sua idade e é muito bem aprumada. O potranco, assim como ela, está em ótimo preparo para a sua idade, é um animal muito correto, de muito selo racial e que caminhou bem. Vejo um grande futuro para esses dois animais”, observou. Depois da confirmação do passaporte, Mário Suñe comentou sobre a conquista de Zangano. “Acreditamos muito nesse potranco, inclusive no seu potencial funcional. É

um animal muito correto, de muito bons aprumos, que fez campanha na categoria incentivo e conseguiu chegar bem preparado aqui na Outonal. Considero um dos bons filhos do Triunfo do Purunã”, diz. Para o proprietário de VV Zoada, Victor Volkweis, o prêmio foi uma confirmação da sua aposta como criador. “Nosso diferencial sempre foi a constância nos cruzamentos. As éguas base da nossa produção são todas do Cartucho e em cima dessa base usamos o Delantero. Nessa nossa linha de cruzamento, estamos conseguindo produzir animais de grande qualidade, assim como essa potranca que mostrou potencial desde o pé da égua”, afirma.

Além desses, também conseguiram a vaga Campana Vicuña, Basca uma Piedra e Infância do Caçador, entre as fêmeas, e Caratuva Campo Santo, Hóspede do Caçador e Niazzi Improviso na categoria Machos. Na categoria Incentivo, os animais indicados por Freitas como os mais promissores entre os 25 concorrentes foram a Campeã Incentivo Menor Bien Venida do Itapororó, a Campeã Incentivo Maior Butiá Estampa II e os machos Buenacho do Itapororó, Campeão Incentivo Menor e Vianna Duke, Campeão Incentivo Maior. O circuito da Morfologia do cavalo Crioulo conta com o patrocínio de Vetnil e o apoio da Supra.


Morfologia Conheça os classificados

Confira o resultado Fêmeas

Fêmeas

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Potranca Menor VV Zoada, filha de BT Delantero e Piaçaba de Santa Edwiges; criador e expositor Victor Inácio Volkweis, Cabanha das Figueiras, Triunfo/RS

Reservada Grande Campeã e Campeã Égua Adulta

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Potranca Menor - VV Zoada

Reservada Grande Campeã e Campeã Égua Adulta BT Dulce

BT Dulce, filha de BT Haragano e BT Nata; criador Condomínio Flávio Bastos Tellechea e expositor Mariana Franco Tellechea e filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

3ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor Basca Una Piedra, filha de Basco Onássis e BT Rocha; criador e expositor Mariana Franco Tellechea e Filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

4ª Melhor Fêmea e 3ª Melhor Potranca Menor Infância do Caçador, filha de Del Oeste Mutante e Poderosa de São Pedro; criador e expositor Sandoval Caramori, Cabanha Caçador, Água Doce/SC

3ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor Basca Una Piedra

4ª Melhor Fêmea e 3ª Melhor Potranca Menor Infância do Caçador

Machos

Machos

Grande Campeão e Campeão Potranco Menor Campana Zangano, filho de Triunfo do Purunã e Campana Pátria Gaúcha; criador e expositor Mário Moglia Suñe, Cabanha Campana, Bagé/RS

Reservado Grande Campeão e Campeão Cavalo Menor

Grande Campeão e Campeão Potranco Menor Campana Zangano

Reservado Grande Campeão e Campeão Cavalo Menor Caratuva Campo Santo

Caratuva Campo Santo, filho de Viragro Rio Tinto e Que Buena do Purunã; criador Eliseu da Silva Taborda Ribas e expositor Eliseu T. Ribas, Ouro Fino Agronegócios e Augusto Mascarenhas Souza, Parceria Campo Santo, Araucária/PR

3º Melhor Macho e Reservado Campeão Cavalo Menor Hóspede do Caçador, filho de Del Oeste Mutante e Quebra Luz do Purunã; criador e expositor Sandoval Caramori, Cabanha Caçador, Água Doce/SC

4º Melhor Macho e 3º Melhor Cavalo Menor Niazzi Improviso, filho de Oitão de Rancho da Escondida e Tarrafa do Purunã; criador e expositor Tiago Antoniazzi, Cabanha Niazzi, São Gabriel/RS

3º Melhor Macho e Reservado Campeão Cavalo Menor Hóspede do Caçador

4º Melhor Macho e 3º Melhor Cavalo Menor Niazzi Improviso

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

29


Morfologia Fotos Ceni Adriano Alves

Através do julgamento realizado no Parque Agrícola e Pastoril de Uruguaiana, mais oito exemplares garantiram vaga na grande decisão da Morfologia

Uruguaiana/RS

Passaporte comprova qualidade local na Fronteira Oeste gaúcha Maysa Maciel

N

ão é mistério ou segredo que o Rio Grande do Sul é o berço do cavalo Crioulo. Com mais de 94% da manada de todo o país, o Estado foi o berço para o desenvolvimento da raça, que hoje ganha as pistas do Brasil inteiro. Assim, é também possível afirmar que há regiões ímpares na criação e no desenvolvimento destes cavalos, sendo importantes polos de exportação de animais para diversos pontos. Este fato não foi somente reafirmado como comprovado na pista de uma das mais fortes exposições classificatórias à Expointer no ciclo 2014 neste mês. A Exposição Morfológica Passaporte de Uruguaiana, no Rio 30 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

Grande do Sul, foi realizada entre os dias 24 e 25 de abril no Parque Agrícola e Pastoril da cidade gaúcha. Com a presença de mais de 30 criatórios, os donos da casa dificultaram a vida dos visitantes, colocando seis dos oito animais habilitados na final da modalidade. De acordo com Eduardo Móglia Suñe, jurado da disputa, a região fez parte da história do cavalo e é destino para aqueles que procuram cavalos de boa qualidade. “Além das famílias consagradas aqui da região, que ajudaram a construir a história da raça, vemos também vários criatórios novos que se utilizaram desta boa experiência, começando sua criação já com um diferencial”, diz.

Já na visão do presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Flávio Bastos Tellechea, Luís Alberto Martins Bastos, que é promotor e organizador da mostra, o destaque dos criadores da cidade vem da experiência passada dos mais velhos aos mais jovens na região. “Temos uma das maiores exposições passaporte do circuito da Morfologia e isso se dá pela cooperação do Núcleo com as cabanhas que são de sua região”, completa. Entre as cabanhas em destaque da disputa, estão Cabanha Ipê, Cabanha Basca, Cabanha KT, Agropecuária Reconquista, Cabanha Santo Antônio de Askatasuna e a Cabanha Nazareth, todas da fronteira.

Julgamento difícil nos grandes campeonatos A disputa entre os melhores de cada categoria teve início às 14h da sexta-feira, 25 de abril. A maior disputa, porém, ficou na fila dos machos. Entre os campeões de categoria, vários cavalos se destacavam por suas visíveis qualidades. Entretanto, mesmo com o alto nível dos cavalos mais velhos, Suñe optou pelo frescor e a modernidade do potranco maior Mujeriego da Reconquista, filho de Hijo Bueno da Reconquista e Nuvem do Igiquiquá. Já entre as fêmeas a qualidade entre os animais era tão alta quanto a


Morfologia dos machos, porém, Camb Chula 333 conquistou a atenção do jurado desde o julgamento das primeiras categorias. “A égua se destacou por sua conformação, modernidade e características muito visíveis da raça. Mesmo com uma fila parelha e de alto nível, seus diferenciais a colocaram desde o início como uma das minhas favoritas”, coloca Eduardo Móglia Suñe.

A mostra terminou com o julgamento entre os melhores, para definir quem ficava com a escarapela de Melhor Exemplar da Raça. “Ambos os grandes campeões, macho e fêmea, eram excepcionais. Então foi um pequeno detalhe na cabeça de um dos animais que me fez optar pelo outro”, conta Suñe para justificar sua escolha pela égua Camb Chula 333.

Na lista de finalistas do Campeonato Nacional de Morfologia da ABCCC também estão BT Dulce, BT Estrela Chirua e Caratuva Amistad entre as fêmeas e Dom Juan de São Pedro, Caratuva Alcapone e Santa Alice Moyordomo na categoria machos. O circuito da modalidade conta com o patrocínio master da Vetnil e apoio da Supra.

Confira o resultado Fêmeas Melhor Exemplar da Raça Grande Campeã - Campeã Égua Adulta Camb Chula 333, filha de Índio da Escondida e Chula do Strass; criador e expositor Irmãos Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana/RS

Reservada Grande Campeã Campeã Égua Menor

Conheça os classificados

BT Dulce, filha de BT Haragano e BT Nata; criador Condomínio Flávio Bastos Tellechea e expositor Mariana Franco Tellechea e filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Fêmeas

Terceira Melhor Fêmea Campeã Potranca Menor BT Estrela Chirua, filha de BT Apache e BT Maragata; criador Condomínio Flávio Bastos Tellechea e expositor Mariana Franco Tellechea e filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Melhor Exemplar da Raça - Grande Campeã Camb Chula 333

Reservada Grande Campeã - Campeã Égua Menor BT Dulce

Quarta Melhor Fêmea Reservada Campeã Égua Adulta Caratuva Amistad, filha de Viragro Rio Tinto e Dengosa JB de Palermo; criador Eliseu Taborda Ribas e expositor Valmor Cardoso e filhos e Jeferson Casagrande, Cabanha Três Corações e Agropecuária Casagrande, Gramado e Lavras do Sul/RS

Machos Grande Campeão - Campeão Potranco Maior Terceira Melhor Fêmea - Campeã Potranca Menor BT Estrela Chirua

Quarta Melhor Fêmea - Reservada Campeã Égua Adulta Caratuva Amistad

Machos

Mujeriego da Reconquista, filho de Hijo Bueno da Reconquista e Nuvem do Igiquiquá; criador Marcelo Tellechea Cairoli e expositor Marcelo Tellechea Cairoli e Maria da Glória Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária, Alegrete/RS

Reservado Grande Campeão Campeão Cavalo Menor Dom Juan de São Pedro, filho de BT Delantero e Morena de São Pedro; criador Eduardo Macedo Linhares e expositor Eduardo Macedo Linhares e José Schwanck, Cabanha São Pedro e Cabanha Malke, Uruguaiana/RS

Grande Campeão - Campeão Potranco Maior Mujeriego da Reconquista

Reservado Grande Campeão - Campeão Cavalo Menor Dom Juan de São Pedro

Terceiro Melhor Macho Campeão Cavalo Adulto Caratuva Alcapone, filho de Viragro Rio Tinto e BT Quero Mana; criador Eliseu Taborda Ribas e expositor Valmor Cardoso e filhos e Eliseu Taborda Ribas, Cabanha Três Corações e Cabanha Caratuva, Gramado/RS e Araucária/PR

Quarto Melhor Macho Campeão Potranco Menor

Terceiro Melhor Macho - Campeão Cavalo Adulto Caratuva Alcapone

Quarto Melhor Macho - Campeão Potranco Menor Santa Alice Moyordomo

Santa Alice Moyordomo, filho de Aqui Estoy da Santa Juvita e Santa Alice Aragana; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

31


Morfologia Fotos Fagner Almeida

Pela primeira vez na 76ª Expogrande, o Crioulo se destacou no Parque de Exposições Laucídio Coelho como a raça mais expressiva ao levar 126 exemplares

Campo Grande/MS

MS indica mais oito animais para a Morfologia da Expointer Débora Borba

C

om mais de cem animais em pista, Campo Grande/MS garantiu na manhã do dia 26 de abril a vaga de oito animais na grande final da Morfologia, que ocorre em setembro, na Expointer, em Esteio/ RS. O melhor exemplar da raça ficou com a Balaquera Tranqueador, da Cabanha Norte Velho, de Conselheiro Mairinck/PR. A égua, que no ano passado foi a 3ª Melhor Potranca Maior da Expointer, venceu o grande campeão Nobre do Recanto Crioulo, da Estância Três Cochilhas, Barra velha/SC, por ser bastante equilibrada, muito feminina e muito pisteira na opinião do jurado Jorge Aginelo do Nascimento. Feliz com o resultado, o proprietário de Balaquera Tranqueador, Daniel Driessen, conta que a partir de agora vai só manter o preparo da colorada à 32 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

espera da final. Adquirida em setembro passado, de lá para cá a égua já conquistou esse mesmo título nas pistas de Campina Grande do Sul e Londrina/ PR. O responsável técnico pela prova foi o veterinário, Rafael Sant’Anna.

Lugar da pecuária Presente ao evento, que aconteceu pela primeira vez junto à programação da 76ª Expogrande, no Parque de Exposições Laucídio Coelho, o presidente da Associação dos Criadores do Mato Grosso do Sul (Acrissul), Francisco Maia, aponta que a raça Crioula foi a que contou com a maior participação de animais na feira – 126 na morfologia, dez deles na incentivo – e outros 42 no remate previsto para logo mais a noite. No ano passado a Passaporte de

Campo Grande teve a participação de apenas 41 exemplares. “São animais belíssimos e que tem tudo haver com a cultura e história do nosso povo. Com certeza o novo parque precisará dedicar um espaço exclusivo para o cavalo Crioulo”, argumentou Maia ao se referir ao projeto de construção do Parque do Cavalo, que terá 42 hectares. Segundo o presidente da Acrissul, a Expogrande é o maior evento de comercialização de animais do país. Em uma semana de feira são comercializados 25 mil cabeças de bovinos em cerca de 40 leilões. Ele aponta ainda que o estado é o maior exportador de carne do Brasil.

O valor das pessoas

De peito estufado, o presidente do Núcleo de Criadores de Cavalo Cria-

dores de Cavalos Crioulos do Mato Grosso do Sul, Edmundo Rodrigues Filho, estava orgulhoso com o número de pessoas no entorno da pista. “Um evento só tem valor quando tem a presença de criadores”, explica Rodrigues Filho ao complementar que a exposição deverá ficar na história do Núcleo. Na análise dele, o MS é muito forte na pecuária e até então o cavalo Crioulo era um gigante adormecido no estado e que agora começa a despertar. O vice-presidente de Eventos da ABCCC, Leandro Amaral, também fez referência às pessoas. Em sua avaliação, o evento teve esse crescimento graças ao empenho e dedicação do Núcleo o qual parabenizou pela iniciativa de inclusão da mostra à tradicional feira da cidade. Outro ponto destacado por Amaral foi o nível elevado dos exemplares, segundo ele, bastante competitivos.


Morfologia Conheça os classificados

Confira os resultados Fêmeas

Fêmeas

Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça - Campeã Égua Menor Balaquera Tranqueador, filha de Marca Três Pecado e Três Cerros Soledade; criador Guilherme Leão Stefani, expositor Daniel Hungaro Driessen; Cabanha Norte Velho, Conselheiro Mairinck/PR.

Reservada Grande Campeã Campeã Potranca Menor

Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça Campeã Égua Menor - Balaquera Tranqueador

Reservada Grande Campeã - Campeã Potranca Menor Flor de Liz do Barrozo

Flor de Liz do Barrozo, filha de Macanudo do Itapororó e Zambia do Barrozo; criador e expositor Marcos Gomes Antunes; Fazenda Barrozo, Castro/PR.

3ª Melhor Fêmea - Reservada Campeã Égua Menor Nobreza do Recanto Crioulo, filha de Mañanero Manicero e Hegira da Vila Velha, criador e expositor Adelmo Hess; Estância Três Coxilhas, Barra Velha/SC.

4ª Melhor Fêmea - Reservada Campeã Potranca Menor Baioneta da Rossato, filha de Herói do Recanto Crioulo e OK Revolta; criador e expositor Fabricio de Assis Rossato; Cabanha do Rossatto, Curitiba/PR.

3ª Melhor Fêmea - Reservada Campeã Égua Menor Nobreza do Recanto Crioulo

4ª Melhor Fêmea - Reservada Campeã Potranca Menor Baioneta da Rossato

Machos Grande Campeão Campeão Cavalo Menor

Machos

Nobre do Recanto Crioulo, filho de Mañanero Manicero e Buenaça do Recanto Crioulo, criador e expositor Adelmo Hess; Estância Três Coxilhas, Barra Velha/SC.

Reservado Grande Campeão Campeão Potranco Menor Estribillo da Fazfar, filho de Uruguaio do Purunã e ARC Aparecida; criador e expositor Ricardo Pinto Faria e Outro; Fazenda Faria, Registro/SP.

Grande Campeão - Campeão Cavalo Menor Nobre do Recanto Crioulo

Reservado Grande Campeão - Campeão Potranco Menor Estribillo da Fazfar

3º Melhor Macho - Reservado Campeão Potranco Menor Favorito do Barrozo, filho de Macanudo do Itapororó e Buena Sorte do Barrozo, criador Marcos Gomes Antunes, expositor Marcos Gomes Antunes E Ricardo Gonzales Sant´Anna; Fazenda Barrozo, Castro/PR.

4º Melhor Macho - Reservado Campeão Cavalo Menor

3º Melhor Macho - Reservado Campeão Potranco Menor Favorito do Barrozo

4º Melhor Macho - Reservado Campeão Cavalo Menor Jesus Maria da Bela Aliança

Jesus Maria da Bela Aliança, filho de Taqui do Salero Velho e Altaneira da Bela Aliança; criador e expositor Francisco Carlos Habowsky; Cabanha Bela Aliança, São Bento do Sul/SC.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

33


34 Cavalo Crioulo | Maio, 2014


Morfologia

Pedras Altas/RS apresenta suas fêmeas criadas a campo Fotos Nívea Oliveira

Francine Neuschrank

N

Segundo o presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Pedras Altas, Alfredo da Silva Tavares, a ideia de convidar os três célebres criadores para julgar a mostra partiu da própria diretoria da en-

Campeonato de Trio de Éguas Melhor Exemplar dos Trios SC Serra Azul, filha de Favorito da Boa Vista e SC 36; criador e expositor Carlos Santos Silveira de Ávila - Fazenda São Carlos, Pedras Altas/RS

Campeonato de Trio de Potranca Menores

o dia 13 de abril, parte da história da raça esteve representada na primeira Mostra Morfológica de Fêmeas a Campo da cidade de Pedras Altas, no Rio Grande do Sul. Os criadores Manuel Rossel (Lito) Sarmento e Bayard Sarmento Jacques, dupla que idealizou e deu nome à prova Bayard-Sarmento, acompanhados de Luiz Carlos Cassal de Albuquerque, um dos crioulistas precursores da Marcha de Resistência, formaram o júri responsável por avaliar os exemplares que entraram soltos na mangueira do Parque de Eventos Rurais do município. Mais de 60 animais concorreram na exposição sob o olhar atento dos avaliadores. Para Lito Sarmento, participar do julgamento da primeira mostra da cidade foi uma honra, já que o local abriga cabanhas importantes do cenário gaúcho. Sobre a prova realizada, o jurado tem uma visão positiva e projeta um futuro promissor para o evento. “No outono, a cavalhada já começa a sentir um pouco, mas o nível dos animais apresentados foi muito bom. Espero que outras mostras como esta se repitam, pois o lugar tem ótimo futuro, tanto comercial quanto turístico”, avalia Sarmento.

Confira o resultado

Campeãs Trio de Potrancas Menores Escolhida do Jaredo, filha de Vinho Branco Dom Mendonça e Estela da Carovy; Encantada do Jaredo, filha de Vinho Branco Dom Mendonça e Gambeta do Jaredo; Eterna do Jaredo, filha de Vinho Branco Dom Mendonça e Constância do Camaquã; criador e expositor Condomínio Jaredo, Cabanha Jaredo, Pedras Altas/RS

Campeonato de Trio de Éguas Adultas Campeãs Trio de Éguas Adultas

Entre as mais de 60 éguas, cerca de 80% eram de criatórios do município tidade. “Foi uma forma de relembrar a trajetória desses homens campeiros, que têm muita vivência e experiência no meio e, por isso, conhecem o cavalo de cima a baixo”, justifica o criador, que atribui grande parte do sucesso da exposição à presença do trio de avaliadores. A mostra não oficial também contou com a participação de Carlos Neto de Azevedo, supervisor credenciado à Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), que atuou como técnico voluntário. De acordo com o profissional, acompa-

Apesar de não ser oficial, a prova contou com renomado trio de jurados

nhar a interação do trio de jurados durante a prova foi um momento ímpar para os presentes. “Foi possível perceber que eles estavam julgando com muita vontade e satisfação, por isso, foi emocionante vê-los atuando”, relata Azevedo, que também destacou a importância da troca de experiências e conceitos destes criadores com o público participante.

Mostra destaca éguas da região Contando com um número expressivo de exemplares, a exposição destacou a qualidade e a diferenciação dos Crioulos da região de Pedras Altas, já que cerca de 80% dos exemplares participantes eram originados dos criatórios do próprio município. De acordo com Tavares, a proposta do evento foi valorizar as características da criação da cidade. “Temos aqui muitas cabanhas fortes voltadas para a criação dos animais soltos, a campo, e essa exposição foi feita para dar espaço a elas”, justifica o presidente do Núcleo. Na competição, o maior destaque ficou com a égua colorada SC Serra Azul, de propriedade da Cabanha Timbaúba, que foi escolhida como Melhor Exemplar dos Trios. Juntamente com o julgamento das categorias, a qualidade dos jovens exemplares também foi colocada à prova na disputa da categoria Incentivo.

SC Serra Azul, filha de Favorito da Boa Vista e SC 36; SC Uma Flecha, filha de Favorito da Boa Vista e SC 36; SC Tarde Buena, filha de Favorito da Boa Vista e São João do Juncal Pilcha; criador e expositor Carlos Santos Silveira de Ávila, Fazenda São Carlos, Pedras Altas/RS

Reservadas Campeãs Trio de Éguas Adultas Açucena da Timbaúba, filha de Lustro Tupambaé e Rosa da Timbaúba; Lara da Timbaúba, filha de BT Mandrake e Lyra da Timbaúba; Siesta da Timbaúba, filha de BT Impar do Junco e Itapema da Timbaúba; criador e expositor Alfredo da Silva Tavares, Cabanha Timbaúba, Pedras Altas/RS

Campeonato de Éguas Prenhe Campeã Égua Prenhe Pedida de Santa Angélica, filha de General de Santa Angélica e Solita de Santa Angélica; criadores Paulino e Agenor Ávila Costa e expositor Ramiro Madruga Costa

Reservada Campeã Égua Prenhe Cinchador Roseta Calada, filha de Campana Guasquero e Cinchador Esquila; criador e expositor Aldo José Tavares dos Santos, Cabanha Cinchador, Bagé/RS

Campeonato de Éguas com Cria Melhor Exemplar ao Pé e Campeã Égua com Cria Cinchador Opereta, filha de Campana Guasquero e Embolada do Reponte; criador e expositor Aldo José Tavares dos Santos, Cabanha Chinchador, Pedras Altas/RS

Reservada Campeã Égua com Cria Cinchador Quiñela, filha de Campana Naco e Cinchador Madrugada; criador e expositor Aldo José Tavares dos Santos, Cabanha Cinchador, Pedras Altas/RS

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

35


Especial Fotos Fagner Almeida

Luiz Carlos Cassal de Albuquerque defende que a preservação do cavalo Crioulo depende da manutenção de critérios rígidos e objetivos de seleção

Pelo respeito à tradição Douglas Saraiva

N

a sala de casa, em meio a livros, quadros e diferentes objetos ligados ao cavalo e à vida no campo, ele aponta aquilo que considera o registro mais importante de tudo o que acumulou ao longo de uma vida. Uma foto da época em que ainda era um estudante de Zootecnia na PUC de Uruguaiana, tirada pelo amigo Paulo Bastos, na qual posa ao lado de Emílio Solanet. Em sua opinião, poucos deixaram registros como o criador argentino. “Sou do tempo em que o cavalo andava na frente do homem. Hoje em dia é o pódio, a champanhe e o homem na frente do cavalo. O homem é o maior predador que anda por aí. Não podemos mudar tanto o cavalo, ele está aí há 500 anos. Tem que respeitar a formação histórica dele. Muita serpentina, purpurina, não combinam com a raça”, diz ele. E é assim, de opinião forte, embasada no respeito à tradição, valorizando aqueles que no início deram o norte te-

36 Cavalo Crioulo | Maio, 2014

órico daquilo que na prática se buscará eternamente, é que se pode descrever Luiz Carlos Cassal de Albuquerque. Seja ele o Magrão, apelido pelo qual é chamado entre os mais próximos, ou o doble chapa Fierro, para quem o conhece apenas pelo pseudônimo, não se manifesta com meias palavras nem tampouco abre mão de seus conceitos particulares. E esses critérios e convicções que o caracterizam como criador também foram influentes na construção da sua história pessoal. Uma trajetória de forte identificação com a raça, que começou quase que de surpresa. Aos 68 anos, ainda recorda com detalhes a ocasião em que, quando ainda menino, assistiu ao desembarque de seis cavalos Crioulos na estação ferroviária de Jaguarão, recém-comprados por um pecuarista do município em uma exposição da raça no Menino Deus, em Porto Alegre. Ainda viva na memória, aquela cena dos animais sendo descarrega-

dos foi o primeiro contato de Luiz Carlos com a raça, com a qual desenvolveria forte identificação e que dali em diante, assim como a sombra, permaneceria ao seu lado. Depois disso, lembra ele, o segundo “choque” ocorreu no início dos anos 60, na estância El Aguila, da família Furest, que havia vindo da França para o Uruguai. “Era uma tarde quente de janeiro quando trouxeram aquela eguada como se estivesse saindo do banho, molhadas, gordas. Foi um impacto natural”, conta. Mais tarde, uma nova experiência com a raça injetou por definitivo o crioulismo em suas veias. Dois cavalos argentinos que participavam de uma exposição em Pelotas chamavam a atenção e não passaram despercebidos ao seu olho. “Mal Criado Guampa e Peteriby Cardal eram diferentes do que tínhamos aqui. Peteriby era um cavalo atualíssimo e até hoje seria. Lembro de vê-lo atado embaixo de um salso e era uma coisa de louco a exuberância dele.”

Apesar da origem no campo e da infância na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, a tradição da família na criação de ovinos manteve o seu envolvimento e contato com o cavalo um tanto limitado durante a juventude. Entretanto, a vontade de criar e o incentivo da mãe e do cunhado Bayard Bretanha Jacques o fizeram continuar em busca do seu objetivo. “Minha mãe era quem gostava mesmo de cavalos, montava muito bem, e o Bayard também, por todo o seu histórico militar. Aprendi muito com ele, tanto na questão teórica quanto prática”, afirma. Zootecnista formado, deu início a sua criação de cavalos Crioulos na propriedade da família, a estância São Luiz - nome que faz referência ao avô paterno, Luiz Cândido de Albuquerque - e em paralelo seguiu atuando na área em que o costume lhe fazia habitual, permanecendo durante muito tempo como inspetor da Arco.


Especial Ferramentas de seleção Defensor de critérios rígidos e objetivos na seleção da raça, Albuquerque mantém uma posição firme a respeito do formato e das práticas adotadas por alguns criadores em determinadas provas. Contrário às exposições da categoria Incentivo, o criador alerta para o perigo existente na antecipação do preparo. “Há que evoluir, porém, com paciência”, diz ele, lembrando ainda das palavras do doutor Luís Bastos que, segundo ele, sustentava que um cavalo não está pronto antes dos seis anos. Em relação às provas de função, o selecionador recorda a origem das disputas, nascidas das primeiras exposições funcionais realizadas em Jaguarão, criadas com o intuito de valorizar a boca dos cavalos. Segundo descreve, a primeira delas ocorreu no fim dos anos 70, foi julgada por Flávio Bastos Tellechea e teve boa participação dos criadores da região. Naquela época, apesar das dificuldades naturais geradas tanto pela pouca experiência na organização e condução da disputa quando dos próprios criadores e participantes, a metodologia prática e eficaz de avaliação era um fator positivo, em sua opinião. “Hoje em dia temos que assistir à prova com uma tábua de logaritmos, calculando 0,25. Não sei o que pode valer 0,25. Na Argentina se julga provas complexas como a paleteada com uma mão só, levantando e apontando as notas com os dedos”, comenta. Albuquerque ainda opina a respeito dos julgamentos e sugere uma flexibilidade maior aos regulamentos. “Hoje tem muita égua premiada que não al-

cança a vaca na retomada. Égua que não alcança é como arma que não dá tiro. Ou dá zero ou tira fora. Ficamos escravos das regras.” Na opinião do criador, a evolução das provas funcionais do cavalo Crioulo se deu de forma lenta, sendo a Marcha a primeira delas a amadurecer como ferramenta de seleção. Para ele, a proposta de utilizar o teste de resistência como complemento da seleção funcional e vice-versa é bem elaborado e tem fôlego, mas ressalta: “A Marcha não vende cavalo. Ela é um estado de espírito, uma convicção”.

O cavalo mediano Em pouco mais de 40 anos de seleção, tempo considerado curto por Albuquerque, o foco da triagem feita no criatório sempre teve um objetivo bastante simples. “Procuro animais do meio: nem tanto, nem pouco. Tem que ter tipo e servir para alguma coisa. Como dizia Solanet - busco um cavalo de formas e medidas medianas. Um cavalo mediano, de tipo e produção”, resume. Nessa busca pelo mediano, alguns acima da média salientaram o afixo Sombra - que o criador garante não ser uma referência ao personagem argentino Don Segundo Sombra - entre os animais da raça. Dessa linha, destaque para os Grandes Campeões da Expointer, Guarani Sombra e Bordona Sombra, o Grande Campeão do Prado no Uruguai, Batedor Sombra, e as 3ªs Melhores Éguas da Expointer, Chacay Sombra e Aguila Sombra. Funcionalmente, Chacay Sombra também mostrou bom desempenho

Selecionador busca animais considerados medianos de tipo e produção sendo finalista do Freio de Ouro, assim como Guarani, Mascate, Destino, Iguaçu, Temporal Sombra entre outros. Já na seleção de resistência a cabanha participou de quase todas as edições da Marcha realizada em Jaguarão, obtendo o segundo lugar geral com Perilha Sombra, Casco Duro Sombra e Paso Doble Sombra, entre outros bem colocados. Entre os garanhões utilizados nesse trabalho, a confiança nos reprodutores da casa sempre se confirmou como uma aposta positiva. Na atualidade, os principais são o filho de Fulano de Tal da Escondida, Coimero Sombra

e ainda Charque Biguá, Cachimbo Sombra e Ahi Veremos Shaman. Já o plantel de matrizes é composto por 30 éguas, todas selecionadas com os mesmos preceitos e convicções. “A essência de tudo é a filosofia. É como se encara a criação. Ter respeito pela raça. São valores, virtudes que os antigos preservaram. Está lá escrito no cabeçalho do catecismo: rusticidade, resistência, capacidade de recuperação e trabalhar pelo melhoramento morfológico sem desvirtuar dos aspectos raciais”, conclui.

A estância São Luiz já produziu Grandes Campeões da Expointer e do Prado além de animais de destaque no Freio de Ouro e na Marcha de Resistência

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

37


Morfologia

Catálogo de Resultados - Passaporte * ainda sujeitos à homologação

Esteio/RS 16 de abril 98 animais Técnico: Luiz Francisco Quadros Leite Jurado: Ciro Manoel Canto de Freitas

Fêmeas 4ª Melhor Potranca Menor Espanhola do Mako, filha de Aqui Estoy da Santa Juvita e Berabevu Neblina; criador e expositor Agropecuária do Mako Ltda, Cabanha do Mako, São Lourenço do Sul/RS

Campeã Potranca Maior BT Decisão II, filha de BT Lucero e BT Comadreja; criador Condomínio Flavio Bastos Tellechea e expositor Mariana Franco Tellechea e Filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Reservada Campeã Potranca Maior

Campeã Égua Menor

Las Callanas B Grandeza, filha de BT Delantero e Maquena Caturra; criador e expositor Criadero Las Callanas, Criadero Las Callanas,Jaguarão/RS

La Piedra Estampa, filha de Bugre do Piratini e Timoneira do Cadeado; criador Felipe Dalcin Frizon e expositor Leonardo Bandeira Coracini, Cabanha do Rincão, Ijuí/RS

Reservada Campeã Égua Menor

3ª Melhor Égua Menor

4ª Melhor Égua Menor

Reservada Campeã Égua Adulta

JA Jóia, filha de Equador de Santa Edwiges e JA Cordeona; criador e expositor José Antonio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS

As Malke Ventania, filha AS Malke Sedutor-TE e Solita de Santa Angélica; criador e expositor José Schutz Schwanck, Cabanha Malke, Uruguaiana/RS

Jabuticaba de Santa Edwiges, filha de Equador de Santa Edwiges e Tocaia de Santa Edwiges; criador e expositor Daniel Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS

Camb Chula 333, filha de Índio da Escondida e Chula do Strass; criador e expositor Irmãos Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana/RS

3ª Melhor Égua Adulta

4ª Melhor Égua Adulta

Campeã Égua Prenhe

Reservada Campeã Égua Prenhe

Princesa do Itapororó, filha de Mañanero Zapatazo e Fortunata do Itapororó; criador Nestor M. Jardim Neto/Maria L. F. Jardim e expositor Condomínio Rural Itapororó/Santa Marta, Cabanha Itapororó Santa Marta, Alegrete/RS

Camb Fortuna 383, filha de Camb Toncho e Fortuna 3066 da Tradição; criador e expositor Irmãos Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana/RS

Basca Sorte Grande, filha de BT Apache e Balaca do Igiquiquá; criador e expositor Mariana Franco Tellechea e Filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Napa II do Itapororó, filha de El Trapiche T Maqui e Havana do Itapororó; criador Nestor de Moura Jardim Filho e expositor Condomínio Rural Itapororó/ Santa Marta, Cabanha Itapororó Santa Marta, Alegrete/RS

3ª Melhor Égua Prenhe

4ª Melhor Égua Prenhe

Campeã Égua com Cria

Reservada Campeã Égua com Cria

Caratuva Alalá, filha de Viragro Rio Tinto e PO Uhlalá; criador e expositor Eliseu da Silva Taborda Ribas, Cabanha Caratuva, Araucária/PR

Espora de Santa Edwiges, filha de Tinajera Buen Abrigo e Xuxinha de Santa Edwiges; criador e expositor Daniel Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS

Garbosa do Resplendor, filha de Destaque da Boa Vista e Quantia do Capão Redondo; criador e expositor Juliano Fonseca Motter, Cabanha Resplendor, São Francisco de Paula/RS

3ª Melhor Égua com Cria

4ª Melhor Égua com Cria

Queridona do Itapororó, filha de Macanudo do Itapororó e Dama Alegre do Itapororó; criador Nestor M. Jardim Neto/ Maria L. F. Jardim e expositor Condomínio Rural Itapororó/Santa Marta, Cabanha Itapororó Santa Marta, Alegrete/RS

VV Querida, filha de Fulano De Tal da Escondida e Beleza Laragro; criador Victor Inácio Volkweis e expositor Felipe Eusébio Marques, Cabanha Don Felipe, São Leopoldo/RS

Excência do Resplendor, filha de Santa Teresa Ambicioso e Touro Passo Lili; criador e expositor Juliano Fonseca Motter, Cabanha Resplendor, São Francisco de Paula/RS

Machos Reservado Campeão Potranco Menor

3° Melhor Potranco Menor

4º Melhor Potranco Menor

Campeão Potranco Maior

Feitiço Cavalera, filho de AS Malke Sedutor-TE e Quilero Nuvem Rara; criador e expositor Rafael Grimm Vaz e Eliana Sussenbach Vaz, Cabanha Cavalera, Bagé/RS

Itaipu do Curupá, filho de Índio do Boeiro e Iansã da Escondida; criador e expositor Ricardo de Freitas Labrêa, Cabanha Curupá, Alegrete/RS

Damasco da Baronesa, filho de Maragato dos Alpes e Peleia da Baronesa; criador e expositor Luís Fernando e Rogério A. Magalhães, Estância da Baronesa, Capão do Leão/RS

Don Juan do Debochado, filho de Índio do Boeiro e EF Dançarina; criador e expositor Everson Boeira Machado, Cabanha Pôr do Sol, Uruguaiana/RS

Reservado Campeão Potranco Maior

3° Melhor Potranco Maior

4º Melhor Cavalo Menor

Campeão Cavalo Adulto

Sendero da Escondida, filho de Índio da Escondida e Joaninha da Escondida; criadores José Inácio e Vinícius Freitas e expositor Paulo Fernando Victor Pereira, Cabanha Torena, Viamão/RS

Divórsio do Debochado, filho de BT Harmônico e Raíz de Pai Passo; criador e expositor Everson Boeira Machado, Cabanha Pôr do Sol, Uruguaiana/RS

Hilário da Dom Manoel, filho de Touro Passo Piloto e Flechada 15 da Alfama; criador e expositor Sérgio Roberto da Silva Nunes, Cabanha Dom Manoel, Gravataí/RS

Furacão do Ribeirão Bonito, filho de Viragro Rio Tinto e Alegria Sombra; criador e expositor Arison Jung, Cabanha Ribeirão Bonito, Guarapuava/PR

Reservado Campeão Cavalo Adulto

3° Melhor Cavalo Adulto

Domínio 857 Maufer, filho de BT Delantero e Turca 266 Maufer; criadores e expositores Maurício e Fernando Lampert Weiand, Cabanha Maufer, Cruzeiro do Sul/RS

Justiceiro do Phoenix, filho de Costa Quente de Santa Edwiges e Dama do Phoenix; criador e expositor José Francisco Seabra Mendes, Cabanha Phoenix, Taquara/RS

38 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Morfologia

Catálogo de Resultados - Passaporte * ainda sujeitos à homologação

Uruguaiana/RS 24 a 25 de abril 113 animais Técnico: Paulo Armando Solheid Jurado: Eduardo Móglia Suñe

Fêmeas Reservada Campeã Potranca Menor

3ª Melhor Potranca Menor

4ª Melhor Potranca Menor

Campeã Potranca Maior

Estampa de São Pedro-TE, filha de Índio da Escondida e Hornada Simpatia; criador e expositor Eduardo Macedo Linhares, Estância São Pedro, Uruguaiana/RS

Farpa Cavalera, filha de Índio da Escondida e ASMalke Quadrilha; criador e expositor Rafael Grimm Vaz e Eliana Sussenbach Vaz, Cabanha Cavalera, Bagé/RS

É Linda de São Pedro, filha de ASMalkeSedutor-TE e Soraia de São Pedro; criador e expositor Eduardo Macedo Linhares, Estância São Pedro, Uruguaiana/RS

KT Utopia, filha de BT Hospedeiro e Capincha 2247 da Tradição; criador e expositor Alfredo, Guilherme e Diego Tellechea, Cabanha KT, Uruguaiana/RS

Reservada Campeã Potranca Maior

3ª Melhor Potranca Maior

Reservada Campeã Égua Menor

3ª Melhor Égua Menor

Santa Alice La Rienda, filha de Aqui Estoyda Santa Juvita e Santa Alice Serenata; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

Hermosa Maligno, filha de Índio do Boeiro e Taipa de Pai Passo; criador e expositor Japeju Agricultura e Pecuária, Cabanha de La Cepa, Uruguaiana/RS

MisionImposible 548 da Reconquista, filha de BTLucero e BT Hera; criador Marcelo TellecheaCairoli e expositor Marcelo TellecheaCairolie Maria da Glória TellecheaCairoli, Reconquista Agropecuária Ltda., Alegrete/RS

PPPicaflorda Renascer, filha de Nico do Itapororó e Delicada da Camila; criador e expositor Paulo Roberto Pavin, Estância Renascer, Uruguaiana/RS

4ª Melhor Égua Menor

3ª Melhor Égua Adulta

4ª Melhor Égua Adulta

Basca Tehuana, filha de BTDelantero e Basca Onda; criador e expositor Mariana Franco Tellecheae filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Camb Fortuna 383, filha de CambToncho e Fortuna 3066 da Tradição; criador e expositor Irmãos Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana/RS

Donzela do Jundiá, filha de Nico do Itapororó e Necada Judiá; criador e expositor Frederico OrmazabalSastre, Estância Anjo da Guarda, Uruguaiana/RS

Reservado Campeão Potranco Menor

3° Melhor Potranco Menor

4º Melhor Potranco Menor

Reservado Campeão Potranco Maior

Capataz do Purunã-TE, filho de Vingador do Purunã e Faceira IIdo Itapororó; criador Mariano Lemanski e expositor Condomínio Capataz do Purunã-TE

Santa Alice MuchasGracias, filho de Ganadero da Harmonia e Santa Alice Cambona; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

ASMalke Acalanto, filho de ASMalkeSedutor-TE e ASMalke Inspiração; criador José SchutzSchwanck e expositor Cabanha São Bibiano, Cabanha TST e Condomínio Pai Passo, Uruguaiana/RS e Barra do Quaraí/RS

Don Juan do Debochado, filho de Índio do Boeiro e EF Dançarina; criador e expositor Everson Boeira Machado, Cabanha Pôr do Sol, Uruguaiana/RS

3° Melhor Potranco Maior

Reservado Campeão Cavalo Menor

3° Melhor Cavalo Menor

4º Melhor Cavalo Menor

Divórsio do Debochado, filho de BT Harmônico e Raízde Pai Passo; criador Everson Boeira Machado e expositor Juliano Freitas Wernz, Cabanha Três Irmãos, Uruguaina/RS

BTDomero, filho de BTLucero e BT Bandeira Branca; criador Condomínio Flavio Bastos Tellechea e expositor Mariana Franco Tellecheae filhos, Cabanha Basca, Uruguaiana/RS

Cheiro Verde Cala Bassa, filho de Piraí 1569 do Brazão e Firmeza 1155 do Palanquero; criador Marcelo Rezende Móglia e expositor Diego Lutzky, Marcelo Rezende Móglia e Rodrigo Bastos Silva, Cabanha Passo da Lage, Uruguaiana/RS

Halcón Liberal, filho de TanTanCimarron e Desatinada Liberal; criador e expositor Augusto Ormazabalde Faria Corrêa, Estância Aurora, Uruguaiana/RS

Reservado Campeão Cavalo Adulto

3° Melhor Cavalo Adulto

4º Melhor Cavalo Adulto

KT Trabalhador, filho de ASMalke Oferecido e BT Trabalhista do Junco; criador e expositor Alfredo, Guilherme e Diego Tellechea, Cabanha KT, Uruguaiana/RS

Honrado da Tradição, filho de Charque Justo Jose e Saia Curta 2692 da Tradição; criador e expositor Paulo Martins Bastos, Estância Nazareth, Uruguaiana/RS

Santa Alice Ibirocai, filho de Peleadordo Itapororó e Santa Alice Debochada; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

Machos

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

39


Morfologia

Catálogo de Resultados - Passaporte * ainda sujeitos à homologação

Campo Grande/MS

24 a 26 de abril 105 animais Técnico: Rafael Fagundes Sant’Anna Jurado: Jorge Aginelo do Nascimento

Fêmeas 3ª Melhor Potranca Menor

4ª Melhor Potranca Menor

Campeã Potranca Maior

3ª Melhor Égua Menor

Marconi Jade, filha de Festejo de Santa Edwiges e Zangada de Santa Edwiges; criador Alexandre Espindola Araújo e expositor Felipe Silva de Vasconcelos, Vasconcelos Rural, Soledade/RS

Escultura da Fazfar, filha de Hijo Bueno da Reconquist e BT Sonhada; criador e expositor Ricardo Pinto Faria, Fazenda Faria, Registro/SP

Bonita EFC, filha de Quebra Freio de Santa Angélica e São João do Juncal Parola; criador e expositor Eduardo Folley Coelho, Fazenda Cabeceira do Prata, Jardim/MS

Jade da Bela Aliança, filha de Luxemburgo do Monte Verde e Capanegra La Boehme; criador e expositor Francisco Carlos Habowsky, Cabanha Bela Aliança, São Bento do Sul/SC

4ª Melhor Égua Menor

Campeã Égua Adulta

Reservada Campeã Égua Adulta

3ª Melhor Égua Adulta

Estirpe do Barrozo, filha de Del Silencio Ombu e Baliza do Barrozo; criador Marcos Gomes Antunes e expositor Ricardo Gonzalez Sant’anna, Cabanha Conquista, Chapadão do Sul/MS

Linda Prenda do Recanto Crioulo, filha de Mañanero Manicero e Buenaça do Recanto Crioulo; criador E. H. Hess Administração e Participação e expositor Adelmo Hess, Estância Três Coxilhas, Barra Velha/SC

Holanda da Bela Aliança, filha de Hilário do Purunã e Brastemp do Pinhal, criador e expositor Francisco Carlos Habowsky, Cabanha Bela Aliança, São Bento do Sul/SC

Canhafé Espora, filha de Urano do Purunã e Ibisa de São Pedro; criador e expositor Flaviano Junior Saibro, Cabanha Canhafé, Trindade do Sul/RS

4ª Melhor Égua Adulta

Campeã Égua Prenhe

Reservada Campeã Égua Prenhe

3ª Melhor Égua Prenhe

Sol de Maio Chilenera, filha de Lugano do Infinito e TJ Relíquia; criador Paulo Affonso Dumoncel e filhos e expositor Gladir Tomazelli, Rancho Campeiro, Campo Verde/MT

Estirpe do Caçador, filha de Quatrilho do Purunã e CAC-F-126; criador e expositor Sandoval Caramori, Cabanha Caçador, Água Doce/SC

Favorita do Infinito, filha de Nobre Tupambaé e BT Taipa; criador Roberto Sidney Davis Júnior e expositor Genética Aditiva Agropecuária Ltda, Fazenda Remanso Alegre, Rio Brilhante/MS

Bandida da Genética Aditiva, filha de Revenida Carancho e Carmen La Pasión, criador e expositor Genética Aditiva Agropecuária Ltda, Fazenda Remanso Alegre, Rio Brilhante/MS

4ª Melhor Égua Prenhe

Campeã Égua com Cria

Reservada Campeã Égua com Cria

3ª Melhor Égua com Cria

Dilema 835 Maufer, filha de Santa Isabel Calamar e Pólvora 95 Maufer; criadores Maurício e Fernando Lampert Weiand e expositor Eduardo Folley Coelho, Fazenda Cabeceira do Prata, Jardim/MS

TJ Sentinela, filha de BT Bailongo e Janota de Santa Angélica; criador Telmo Motta Júnior e expositor Luiz Fernando Silva Guerreiro, Estância Lagoa Funda, Campo Verde/MT

AS Malke Jangada, filha de BT Jurado e Pipoca 1662 da Tradição; criador Agro Pecuária Schwanck Ltda e expositor Eduardo Folley Coelho, Fazenda Cabeceira do Prata, Jardim/MS

Yancamil Dadal, filha de Veleta Cadenero e Quelu Aguardiente; criador Horácio Daniel Ferrari S.A. e expositor Roberto Folley Coelho, Fazenda San Francisco, Miranda/MS

3° Melhor Potranco Menor

4° Melhor Potranco Menor

3° Melhor Cavalo Menor

Campeão Cavalo Adulto

Damasco da Equitana, filho de RZ Rastilho da Carapuça e Amandina da Equitana; criador e expositor Beabisa Agricultura Ltda, Fazenda Vassoural, Pontal/SP

Xote Antigo do Itapororó, filho de Roncador do Itapororó e Pitinga do Itapororó; criador Condomínio Rural Itapororó/Santa Marta e expositor Eduardo Folley Coelho, Fazenda Cabeceira do Prata, Jardim/MS

Hebreu JB de Palermo, filho de CRT Guapo e Ugauga do Novo Horizonte; criador e expositor Otto Jayme Beckert, Rancho JB, Palmeira/PR

Guaco JB de Palermo, filho de CRT Guapo e Serenata JB de Palermo; criador e expositor Otto Jayme Beckert, Rancho JB, Palmeira/PR

Reservado Campeão Cavalo Adulto

3° Melhor Cavalo Adulto

4° Melhor Cavalo Adulto

Golpe Seco JB de Palermo, filho de CRT Guapo e Esmeralda da Rio Bonito; criador e expositor Otto Jayme Beckert, Rancho Jb, Palmeira/PR

Olé II da Escondida, filho de Jacaré da Escondida e Gambeta II da Escondida; criadores José Inácio e Vinícius Freitas e expositor Daniel Hungaro Driessen, Cabanha Norte Velho, Conselheiro Mairinck/PR

Napoleão do Nhocorotó, filho de Napoleão do Purunã e Joaquina do Inhanduvá; criador e expositor Nelson Lopes da Silva e filhos, Cabanha Ventania, Vila Nova do Sul/RS

4ª Melhor Égua com Cria Jade do Carrachi, filha de La Invernada Pascuero e Faceira de São Bibiano; criador Altemo Gomes de Oliveira e expositor Felipe Mário Martins, Agropecuária Cinco Salsos, Bagé/RS

Machos

40 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Morfologia

Catálogo de Resultados * ainda sujeitos à homologação

Brasília/DF 4 de abril 50 animais Técnico: Rafael Fagundes Sant’Anna Jurado: Abel Dourado Filho

Fotos Juliana Trindade e Rita de Cássia de Souza

Melhor Exemplar da Raça, Grande campeã e Campeã Égua Menor

Reservada Grande Campeã e Campeão Potranca Menor

Grande Campeão e Campeão Cavalo Adulto

Reservado Grande Campeão e Campeão Potranco Menor

Xixa do Amanhecer, filha de Taco da Escondida e Atrevida do Iguariaçá; criador e expositor Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF

Yasmin do Amanhecer, filha de BT Lamborguine e Cullaima Aleta; criador e expositor Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF

DKP Embaixador, filho de EF Darkman e Taleira 1469 de São Bibiano; criador e expositor Délcio Rodrigues Pereira, Haras Anchieta, Gama/DF

El Matador Sierra Bessa, filho de Butiá Presidente e Maria Bonita II da Escondida; criador Thor Construtora Ltda e expositor Condomínio El Matador Sierra Bessa, Estâncias Sierra Bessa e Tamareira, Itabirito e Santa Rita do Passa Quatro/SP

3ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Égua Menor

4ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor

3º Melhor Macho e Reservado Campeão Cavalo Adulto

4º Melhor Macho e 3º Melhor Cavalo Adulto

Garrucha do Morotim, filha de Gatilho da Jacuí e Pipoca dos Cinamomos; criador e expositor Pedro Augusto Scarpellini Wilke, Agropecuária Santa Amélia, São João da Aliança/GO

DKP Grampola, filha de DKP Brazão e BT Usura; criador e expositor Délcio Rodrigues Pereira, Haras Anchieta, Gama/DF

Aragano da Maria Santa, filho de BT Lamborguine e Kaiala do Capão Grande; criador e expositor Sérgio Rodrigues Prestes, Fazenda Santa Maria, Encruzilhada do Sul/RS

KT Quilate, filho de Índio da Escondida e BT Generosa do Junco; criadores Alfredo, Guilherme e Diego Tellechea e expositores Parceria Cabanha KT e Cabanha dos Cinamomos, Fazenda Jatobá, São João da Aliança/GO

Alegrete/RS 5 de abril Técnico: Christina Freitas Bandeira de Mello Jurado: Rafael Pons Suñe Fotos La Rural Foto e Vídeo

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Égua Adulta

Reservada Grande Campeã e Campeã Égua com Cria

Grande Campeão e Campeão Potranco Menor

Reservado Grande Campeão e Reservado Campeão Potranco Menor

Napa II do Itapororó, filha de El Trapiche T Maqui e Havana do Itapororó; criador Nestor de Moura Jardim Filho e expositor Condomínio Rural Itapororó/Santa Marta, Cabanha Itapororó Santa Marta, Alegrete/RS

Queridona do Itapororó, filha de Macanudo do Itapororó e Dama Alegre do Itapororó; criador Nestor de Moura Jardim Neto/Maria L. F. Jardim e expositor Condomínio Rural Itapororó/Santa Marta, Cabanha Itapororó Santa Marta, Alegrete/RS

Santa Alice Mayordomo, filho de Aqui Estoy da Santa Juvita e Santa Alice Haragana; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

3ª Melhor Fêmea e Campeã Égua Menor

4ª Melhor Fêmea e Campeã Potranca Menor

3º Melhor Macho e Campeão Cavalo Adulto

4º Melhor Macho e Campeão Cavalo Menor

Mision Imposible 548 da Reconquista, filha de BT Lucero e BT Hera; criador e expositor Marcelo Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária Ltda., Alegrete/RS

Xalalá do Inhanduvá, filha de Sargento do Itapororó e Maravilha 2327 da Tradição; criador e expositor Nestor De Moura Jardim Neto, Fazenda Itapororó, Alegrete/RS

Santa Alice Ibirocai, filho de Peleador do Itapororó e Santa Alice Debochada; criador expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

Huracán do Curupá, filho de Índio da Escondida e Peona do Itapororó; criador e expositor Ricardo de Freitas Labrêa, Cabanha Curupá, Alegrete/RS

Itaipu do Curupá, filho de Índio do Boeiro e Iansã da Escondida; criador e expositor Ricardo de Freitas Labrêa, Cabanha Curupá, Alegrete/RS

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

41


42 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Morfologia

Ponta Grossa/PR 5 e 6 de abril 40 animais Técnico: Romeu Koch Jurado: Felipe Caccia Maciel Fotos Sérgio Hoeldtke

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Potranca Menor

Reservada Grande Campeã e Campeã Égua Menor

Grande Campeão e Campeão Potranco Menor

Reservado Grande Campeão e Reservado Campeão Potranco Menor

Herança 303 da Vendramin-TE, filha de São João do Juncal Pandemônio e Herança do Carrachi; criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Ponta Grossa/PR

Gata Ligeira 206 da Vendramin, filha de Macanudo do Itapororó e Moça Bonita do Purunã; criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Ponta Grossa/PR

Favorito do Barrozo, filho de Macanudo do Itapororó e Buena Sorte do Barrozo; criador e expositor Marcos Gomes Antunes, Fazenda Barrozo, Castro/PR

Clavada do Purunã, filho de Dom Carrasco do Purunã e Quartela do Inhanduvá; criador Mariano Lemanski e expositor Ger Administração e Participações S/A, Cabanha Valente, Porto Amazonas/PR

3ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor

4ª Melhor Fêmea e 3ª Melhor Potranca Menor

3ª Melhor Macho e 3ª Campeão Cavalo Menor

4º Melhor Macho e Reservado Campeão Cavalo Menor

Flor de Liz do Barrozo, filha de Macanudo do Itapororó e Zambia do Barrozo; criador e expositor Marcos Gomes Antunes, Fazenda Barrozo, Castro/PR

Obra Prima do Poncho Negro, filha de Insólito da Fascinação e Dadiva da Vila Velha; criador e expositor Altair Menosso da Costa, Cabanha dos Lagos, São José dos Pinhais/PR

MT Justiceiro da Maria Thereza, filho de MT Exibido da Maria Thereza e Baioneta JB de Palermo; criador Mário Maciel Camargo Filho e expositor Emerson Diogo Presaniuk Machado, Ponta Grossa/PR

JA Jatobá, filho de Alto Astral de Santa Edwiges e JA Amapola; criador José Antonio Anzanello e expositor Wlademir Bernardi, Estância Barro Preto, Curitiba/PR

Santa Vitória do Palmar/RS 11 e 12 de abril 41 animais Técnico: Carlos Marques Gonçalves Neto Jurado: Juan Montans Fotos Gabriel Oliveira

Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeã

Reservada Grande Campeã

Grande Canpeão

Reservado Grande Campeão

Estância da Tamanca, filha de BT Lado a Lado e lagartixa Del Arroyo; criador e expositor Lauro Cardoso Terra e Filhos, Estância Tamanca, Santa Vitória do Palmar/RS

Hereford da Tamanca, filho de Senhor de Santa Thereza e Zorra da Tamanca; criador e expositor Lauro Cardoso Terra e Filhos, Estância Tamanca, Santa Vitória do Palmar/RS

Harmonia Señuelito, filho de Santa Elba Señuelo e Harmonia Noite de Estância; criador e expositor Harmonia Agricultura e Pecuária, Cabanha Harmonia, Santa Vitória do Palmar/RS

3ª Melhor Fêmea

4ª Melhor Fêmea

3º Melhor Macho

4º Melhor Macho

Harmonia Xacarera, filha de Ganadero da Harmonia e Coral Sombra; criador e expositor Harmonia Agricultura e Pecuária, Cabanha Harmonia, Santa Vitória do Palmar/RS

Zorra da Tamanca, filha de BT Lampião e Palma do Retiro; criador e expositor Lauro Cardoso Terra e Filhos, Estância Tamanca,Santa Vitória do Palmar/RS

Osorno do Ângelo, filho de Festeiro do Itapororó e Afamado do Jaredo; criador e expositor Paulo da Silva Quadros e Fabrício Quadros, Fazenda Santo Ângelo, Santa Vitória do Palmar/RS

Calibre da Tamanca, filho de Xiru Velho da Tamanca e Última Instância da Tamanca; criador e expositor Lauro Cardoso Terra e Filhos, Estância Tamanca, Santa Vitória do Palmar/RS

Canjibrina da Tamanca, filha de BT Cara e Corôa e Garufa da Tamanca; criador e expositor Lauro Cardoso Terra e Filhos, Estância Tamanca, Santa Vitória do Palmar/RS

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

43


44 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Morfologia

Catálogo de Resultados * ainda sujeitos à homologação

Itaqui/RS 11 de abril Técnico: Paulo Armando Rebello Solheid Jurado: Iran Barros Fotos La Rural Foto e Vídeo

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Égua Menor

Reservada Grande Campeã e Campeã Égua Adulta

Grande Campeão e Campeão Cavalo Adulto

Reservado Grande Campeão e Campeão Cavalo Adulto

PP Picaflor da Renascer, filha de Nico do Itapororó e Delicada da Camila; criador e expositor Paulo Roberto Pavin, Estância Renascer, Uruguaiana/RS

Patroa do Boeiro Branco, filha de Carqueja Lucero e Clementina do Itapororó; criador e expositor Bráulio Dinarte da Silva Pinto, Cabanha Boeiro Branco, Itaqui/RS

Tiro Largo do Itapororó, filho de Mañanero Zapatazo e Quadra do Itapororó; criadores Nestor M. Jardim Neto e Maria L. F. Jardim e expositores Leandro e Diego Arregui, Cabanha Pingo Arregui, Itaqui/RS

Relâmpago do Boeiro Branco, filho de Comandante da Velho Pedro e Harpa do Boeiro Branco; criador e expositor Bráulio Dinarte da Silva Pinto, Cabanha Boeiro Branco, Itaqui/RS

3ª Melhor Fêmea e Campeã Égua com Cria

4ª Melhor Fêmea

3º Melhor Macho e Campeão Cavalo Menor

4º Melhor Macho e Reservado Campeão Cavalo Menor

Têmpera do Purunã, filha de OK Mandrake e Novena do Purunã; criador Mariano Lemanski e expositor Maurício Bastos Molina, Cabanha Passo Novo, Uruguaiana/RS

Quilero Uva Colorada, filha de Cancioneiro do Portal Gaúcho e Patera Chico; criador Eduardo Móglia Suñe e expositor Cabanha Anunciada, Cabanha Anunciada, Uruguaiana/RS

RZ Calígula da Carapuça, filho de BT Lamborguine e Lo Miranda Desdicha; criador Rubens Elias Zogbi e expositor Juliano Freitas Wernz, Cabanha Três Irmãos, Uruguaiana/RS

Lucero da Charqueada, filho de BT Delantero e Ubatinga 300 Maufer; criador Jacó Edmundo Weiand e expositor Cabanha Caledônia, Cabanha Caledônia, Camburiú/SC

Londrina/PR 12 de abril 40 animais Técnico: Jorge Aginelo do Nascimento Jurado: Francisco Martins Bastos Sobrinho

Fotos Jonas Pereira

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Égua Menor

Reservada Grande Campeã e Reservada Campeã Potranca Menor

Grande Campeão e Campeão Cavalo Adulto

Reservado Grande Campeão e Reservado Campeão Cavalo Adulto

Balaquera Tranqueador, filha de Marca Três Pecado e Três Cerros Soledade; criador Guilherme Leão Stefani, expositor Daniel Húngaro Driessen, Cabanha Norte Velho, Conselheiro Mairinck/PR

Caratuva Donzelita, filha de Viragro Rio Tinto e Donzela do Iguaçu; criador e expositor Eliseu Taborda Ribas, Cabanha Caratuva, Araucária/PR

Confidente da Maior, filho de JLS Hermoso e Touro Passo Piava; criador André Ricardo Souto Maior, expositor Antônio Luciano Lobacz, Estância Barra Mansa, Tibagi/PR

Olé II da Escondida, filho de Jacaré da Escondida e Gambeta II da Escondida; criadores José Inácio e Vinícius Freitas, expositor Daniel Húngaro Driessen, Cabanha Norte Velho, Conselheiro Mairinck/PR

3ª Melhor Fêmea e Campeã Égua com Cria

4ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor

3º Melhor Macho e Campeão Campeão Cavalo Menor

4º Melhor Macho e Campeão Potranco Menor

Pintura do Barulho, filha de Carqueja Lucero e Intriga 580 do Barulho; criador Francisco Martins Bastos Sobrinho, expositor Eliete Vignaga Tónus, Cabanha Tradição Crioula, Pato Branco/PR

Caratuva Dama de Copa, filha de Viragro Rio Tinto e Ing de Rosazul; criador e expositor Eliseu Taborda Ribas, Cabanha Caratuva, Araucária/PR

AS Malke Valete, filho de Mackenna Guindo e AS Malke Jóia Rara; criador José Schutz Schwank, expositores Caio Amaral, Daniel Driessen e Ricardo Pereira, Conselheiro Mairinck/PR

Caratuva Ditador, filho de Viragro Rio Tinto e BT Escaramuça; criador Eliseu Taborda Ribas, expositor Condomínio Caratuva Ditador, Araucária/PR

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

45


Morfologia

Santa Maria/RS 12 de abril Técnico: Fernando Segala Gravina Jurado: Fábio Ruivo

Fotos Daniela Peixoto e Thiane Peixoto

Melhor Exemplar da Raça, Grande Campeã e Campeã Égua com Cria

Reservada Grande Campeã e Campeã Potranca Menor

Grande Campeão Potranco Menor

Campeão

Reservado Grande Campeão e Campeão Cavalo Adulto

Marconi Gata Manhosa, filha de Alto Astral de Santa Edwiges e Amorosa de Santa Edwiges; criador e expositor Alexandre Espíndola Araújo, Cabanha Marconi, Santana do Livramento/RS

História do Taboão, filha de Piraí 1040 do Brazão e Carqueja Urtiga, criador e expositor Conrado Bañolas Ferreira, Agropecuária Taboão, Boa Vista do Cadeado/RS

Santa Alice Mayordomo, filho de Aqui Estoy da Santa Juvita e Santa Alice Haragana; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

Santa Alice Ibirocai, filho de Peleador do Itapororó e Santa Alice Debochada; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

3ª Melhor Fêmea e Campeã Égua Menor

4ª Melhor Fêmea e Reservada Campeã Potranca Menor

3º Melhor Macho e Reservado Campeão Potranco Menor

4º Melhor Macho e 3º Melhor Potranco Menor

JA Jóia, filha de Equador de Santa Edwiges e JA Cordeona; criador e expositor José Antônio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul/RS

Niazzi Justiceira, filha de Oitão de Rancho da Escondida e Tarrafa do Purunã; criador e expositor Tiago Antoniazzi, Fazenda Santa Marta, São Gabriel/RS

Santa Alice Muchas Gracias, filho de Ganadero da Harmonia e Santa Alice Cambona; criador e expositor Marcelo Bomfiglio Marçal, Estância Santa Alice, Rosário do Sul/RS

RJ Del Fuego, filho de RZ Rouxinol da Carapuça e BT Teimosa II; criador e expositor Rosangela Fração e Juliano Flores, Cabanha da Pedra, Itaara/RS

46 Cavalo Crioulo | Maio

2014

e


Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

47


Fotos Felipe Ulbrich

Decisão reuniu 169 duplas e mais 67 criadores, além dos competidores nas categorias Veterano, Feminino e Guri, que promoveram um espetáculo de Laço

Esteio/RS

Final Nacional do Crioulaço encerra com disputa sem erros Douglas Saraiva

A

precisão das armadas na disputa da Final Nacional do Crioulaço constituiu um verdadeiro espetáculo que encerrou sem laçada em branco. Na prova que decidiu os vencedores da temporada 2014, realizada no Parque Assis Brasil em Esteio/RS no dia 27 de abril, as 169 duplas e 67 criadores correram mais de 36 voltas cada até encerrarem a competição com sorteio entre os primeiros colocados. Realizada na pista P1 em excelentes condições, com arquibancada coberta e reformulada, a disputa levou emoção ao público que prestigiou em bom número a competição. Além das finais do Crioulaço em duplas e do Laço Criador, o evento ainda contou com o encerramento do ciclo nas categorias Laço Guri, Veterano e Feminino. 48 Cavalo Crioulo | Maio

2014

Os narradores da prova foram Márcio Bataglin e Lúcio Evandro enquanto que Luciano Camargo, Manlio Bomfiglio, Evandro Reis e Luan Silva foram os juízes das armadas. O técnico da ABCCC Marcelo Coelho supervisionou a prova e ainda concedeu o Selo de Raça ao cavalo Freio de Prata, Desafio de Santa Edwiges, de propriedade de Cássio Bonotto. Além do coordenador da subcomissão de Crioulaço da ABCCC, Lúcio Rigon Stacowski, a entrega de prêmios ainda contou com a presença do membro da Comissão de Provas Funcionais da ABCCC, Luis Rodolfo Machado, do vice-presidente de Eventos, Leandro Amaral, do presidente da Associação, Mauro Ferreira, e ainda de Márcio Müller, diretor do Parque Assis Brasil.

Guri, Veterano e Feminino abrem a disputa A integração entre as diferentes categorias do Crioulaço mostrou que esta é uma modalidade democrática e agregadora. A presença de muitas famílias, tanto fora quanto dentro da pista, comprovou uma das principais características do laço: a de unir diferentes gerações. Seguindo os passos do pai, o jovem Luiz Miguel de Souza, 10 anos, já lança as suas armadas com muita precisão. Apesar do pouco tempo de treinamento com a égua China Linda da Alcatraz, a sua técnica apurada lhe rendeu o título na categoria Guri, em sua primeira apresentação como competidor. “Foi uma estreia boa. Estava nervoso porque cheguei atrasado para a prova, mas depois deu tudo certo. Treino duas

ou três vezes por semana e comecei a laçar bois mesmo em outubro do ano passado”, conta. Sobre o potencial da égua, elogiou. “Ela encosta bastante e sempre faz o movimento certo”, diz. Entre os veteranos, a vitória ficou com o laçador Ernane Almeida, de 69 anos, que montou Catanduva Odisseia. Com o primeiro lugar Almeida levou para casa o troféu da categoria e mais o prêmio de R$ 500 oferecido pela ABCCC. “Foi a minha primeira vez na final. Laço desde 1974, mas passei a trabalhar com cavalo Crioulo nos últimos 15 anos. Essa égua tem muito boa função, foi bem domada e é muito mansa. Já ganhamos um carro com ela no Laço”, conta. Na categoria Feminino, as armadas certeiras de Taiane Zochetto, de 25 anos, renderam a ela o prêmio principal da categoria. A comemoração foi espe-


cial para ela justamente pela conquista se constituir sobre o seu RP01, o filho de Santa Elba Comediante, Alumiado da Taimã. “Ele é um mimoso, um cavalo de muita confiança. Temos uma afinidade grande e ele retribui todo o carinho que a gente passa para ele. Acho que isso faz toda a diferença”, comentou a laçadora que ainda elogiou as melhorias da pista e o excelente gado utilizado na final.

Jovens estrelas no Criador Em meio a laçadores mais acostumados com a pista, o grande destaque da categoria foram três jovens competidores que mostraram muita técnica, apesar da pouca experiência. Rodada a rodada, enquanto muitos laçadores com cancha iam ficando pelo caminho, três deles permaneceram na disputa e ficaram entre os seis melhores da decisão. O gaúcho Carlos Felipe, de 14 anos, e os catarinenses Ricardo Nicolau Ribas, 11 anos, e Yan Schnaider Batista, 13, ficaram entre os seis melhores conjuntos da final. Depois

de 36 voltas, um recorde de armadas no Laço Criador, Carlos acabou ficando com o 5° lugar e Ricardo com o 4°, enquanto Yan ficou com o primeiro lugar da disputa definitiva e levou o principal prêmio da categoria.

mos colocar os cavalos em risco. Eles já são vencedores por aguentar até agora. Foi uma disputa muito forte, com a pista e o gado bons”, completou Henrique Oliveira.

“A prova estava difícil, o gado era muito bom. Laço desde os seis anos mas foi a primeira vez que consegui esse título. A minha égua ajudou pois ela é muito boa, bem calma”, comemorou o vencedor.

Definida Cabanha Laço de Ouro 2014

Sem armada branca no Laço em duplas Depois de cansativas 36 rodadas de armadas confirmadas, a decisão de quem seria a dupla Laço de Ouro do circuito 2014 do Crioulaço foi definida em sorteio. E a sorte apontou como vencedores Leandro Reis e José Fernando, Vinícius Cezar e Marcus Vinícius como segundo colocados e Henrique Oliveira e Gustavo Foques em terceiro lugar. “Optamos por preservar os nossos animais”, justificou Vinícius Cezar. “Somos todos amigos e não quise-

Após finalizado o circuito 2014 da modalidade, a subcomissão de Crioulaço da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) definiu uma das maiores premiações da modalidade. Com 24 pontos, a Cabanha Pretto, de propriedade de Otávio Luiz Pretto, foi consagrada a Cabanha Laço de Ouro pela participação e destaque nas disputas do ciclo. A listagem das cabanhas que se destacaram no Crioulaço conta com mais de mil estabelecimentos que contribuíram para enriquecer e abrilhantar as classificatórias e a Final da modalidade. Confira a relação completa no site da ABCCC.

Confira o resultado

Confira o resultado Laço Guri 1º lugar Luiz Miguel de Souza montando China Linda da Alcatraz

Laço Veterano 1º lugar Ernane Almeida montando Catanduva Odisseia

Laço Feminino 1º lugar Taiane Zocchetto montando Alumiado da Taimã

2º lugar Amanda Dal Piva montando Bruxa II do Junco

3º lugar Bruna Teixeira montando Emblema da Cabanha Santa Fé

Laço Criador 1° lugar Yan Schnaider Batista montando Paulo Afonso Elenita

1º lugar Laço Feminino - Taiane Zocchetto

1º Lugar Laço Guri - Luiz Miguel de Souza

2° lugar Gustavo Azevedo montando Luna da São Calistro

3° lugar Maicon Delfos Oliveira Preciosa do Herdeiro

montando

Crioulaço Laço de Ouro 1º lugar Laço Veterano - Ernane Almeida

1º Lugar Laço Criador - Yan Schnaider Batista

Leandro Reis montando Santa Adriana Osasco e José Fernando montando La Funcion El Jefe

Laço de Prata Vinícius Cezar montando Almada do Capataz e Marcus Vinícius montando Gurupa do Capataz

Laço de Bronze Henrique Oliveira montando Caruncho da Tradição e Gustavo Foques montando Palmeira da São Sebastião

1º Lugar Crioulaço - José Fernando

1º Lugar Crioulaço - Leandro Reis

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

49


Esteio/RS

Primeira Classificatória de Paleteada garante quatro duplas na grande final Foto Felipe Ulbrich

Douglas Saraiva

A

chuva, o gado corredor, os competidores de alto nível e ainda as inovações no regulamento da prova proporcionaram um grande espetáculo de “corridas de vaca”, no início da noite de 19 de abril. A pista do Parque Assis Brasil foi sede da primeira etapa classificatória do Campeonato Nacional de Paleteada do cavalo Crioulo e encerrou com a habilitação de quatro duplas. Na avaliação dos jurados Eduardo Suñe e Eduardo Azevedo, o novo regulamento que inclui a retomada na última fase da semifinal tornou a disputa mais concorrida. “A prova teve um nível muito bom, com gado excelente e com duplas bastante qualificadas”, diz Azevedo. “Com a retomada, a Paleteada exigiu que além de bem treinados e corredores os cavalos também sejam bons de doma”, completou Suñe. A retomada na última fase das disputas classificatórias foi implementada no regulamento da prova pelo CDT a pedido da própria comissão da modalidade, com o objetivo de tornar a semifinal mais dinâmica e exigente.

Dupla com história em família Apesar de formada somente há dois anos a dupla Aluísio Perez e

No centro, o coordenador Carlos Loureiro de Souza ao homenagear os jurados Eduardo Azevedo e Eduardo Suñe

Carlos de Souza, primeira colocada nessa classificatória, mantém um entrosamento que tem origem em uma história de parceria em família. “Nossos pais corriam vaca juntos e foram campeões interregionais aqui em Esteio”, diz Souza. “No ano passado ganhamos em Arambaré e

Bagé, não entramos para a final por meio ponto”, completa Perez. Sobre a habilidade dos animais apresentados em pista, Souza credita ao treinamento e à dedicação. “A minha égua é um animal de muita coragem, bem domada, de confian-

ça. É um animal perto do chão, que acredita ser maior do que realmente é. E a égua do Aluísio eu debutei correndo nela com o meu irmão e abri mão de competir com ela para trazer uma dupla forte. É uma égua forte, que escora bem a vaca. Acho que as duas se completam”, finaliza.

Confira o resultado

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

4º Lugar

Aluísio Perez montando Alma Pampa Chimarrão e Carlos Loureiro de Souza montando Manta Pampa Tupambaé

Vasco da Costa Gama montando Escravo do Bomfim e Marcelo Fioravante montando Favorita do Bomfim

Ricardo Peres montando Norteña da Morada Nova e João Vítor Dutra montando Lembrança da Morada Nova

Luís Vaqueiro montando CJA Chinoca e Cristiano Kinzel montando RZ Santana da Carapuça

Pontos: 66,50

Pontos: 50,75

Pontos: 49,13

Pontos: 44,50

50 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Alegrete/RS

Disputa alegretense define mais duplas classificadas à final da Paleteada Maysa Maciel

T

rezentas e sessenta e quatro corridas, realizadas em 540 minutos definiram as 12 duplas que representarão a Região 03 de provas funcionais da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) na grande final do Campeonato Nacional de Paleteada. Os números são impressionantes e comprovam a dificuldade que paleteadores tiveram de enfrentar para garantir sua vaga na final. A Classificatória foi realizada na cidade de Alegrete, no extremo oeste do Rio Grande do Sul, no dia 25 de abril (sábado) e foi a segunda disputa deste caráter no ciclo. Contando com a participação de 52 duplas (104 conjuntos), o evento reuniu participantes das cidades gaúchas de Uruguaiana, Aceguá, Barra do Quaraí, Santana do Livramento e Alegrete. A dupla José Carlos Silveira e Renato Gonçalves, responsável pelo julgamento do evento, teve um grande trabalho na hora de diferenciar as boas corridas. Não teve conjunto fazendo feio, mesmo assim, nenhuma nota dez saiu da caixa de notas. Destacaram-se aqueles que conseguiram fazer um trabalho sem erros e sem penalizações. De acordo com Gonçalves, a profissionalização da modalidade faz com que os julgamentos se tornem mais rígidos e isso só tende a se intensificar com o passar dos anos. “Os paleteadores ficam cada vez melhores, então, para diferenciar os bons dos excelentes, precisamos começar a prestar mais atenção nos detalhes”, diz. Já para Silveira, mesmo sem notas dez, a competição superou as expectativas e habilitou ótimas equipes para a próxima fase da disputa. “Estamos realmente felizes com a qualidade dos exemplares que estiveram nesta pista. Acredito que todos possam se destacar na final”, completa. O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) com o apoio do Núcleo de Criadores de

Cavalos Crioulos de Alegrete. A supervisão técnica da classificatória ficou a cargo da inspetora Christina Bandeira de Melo, que consagrou a égua Dinamite da Reconquista com o Selo de Raça.

Os grandes vencedores Quem puxa a fila de finalistas do Campeonato de Paleteada é a dupla Tiago Teixeira montando Encarnación Cala Bassa e Guilherme Abascal montando Lanquera Cala Bassa. A parceria já dura quase três anos e é a segunda vez que eles garantem vaga na grande final. A dupla começou a montar junta em 2011. “Convidei o Tiago para participar de uma credenciadora três dias antes dela acontecer. A classificatória era no mesmo final de semana e, mesmo assim, ele topou. Era a última credenciadora da modalidade no ciclo e conseguimos entrar no circuito na última hora”, conta Guilherme Abascal. Desde então, os dois correm o circuito juntos. A expectativa para a final é grande e agora o trabalho só aumenta. “Vamos seguir trabalhando para aperfeiçoar a dupla e chegar bem na grande final. Esperamos chegar em

Esteio/RS prontos para a vitória”, diz Teixeira.

Retomada aprovada Com a mudança de regulamento, a região teve sua primeira semifinal dentro dos novos padrões, incluindo a última corrida com retomada. Com um maior grau de dificuldade, os conjuntos tiveram de treinar para se habituar às novas regras. Segundo o jurado José Carlos Silveira, mesmo sendo uma novidade para os participantes - poucas disputas na região foram realizadas com o novo regulamento - as duplas surpreenderam e as corridas foram muito bem efetivadas. “Ficamos surpresos com o alto nível das corridas finais. Foi notável que os conjuntos se prepararam para a semifinal”, diz. A corrida com retomada, uma das mudanças mais significativas, foi aprovada também pelos ganhadores. “A modificação demonstra aperfeiçoamento e crescimento da modalidade. Ficou mais difícil e precisamos estar mais preparados para as disputas, o que é bom, aumenta o nível”, comenta Abascal.

A próxima semifinal da Paleteada se realizará entre os dias 24 e 25 de maio, na cidade gaúcha de Lavras do Sul. O evento receberá os habilitados na Região 02.

Confira os demais classificados Sílvio Ribeiro montando Zelador de Pai Passo e Leonardo Maidana montando Zangado de Pai Passo Maurício Costa montando PP Juramento da Renascer e Leonardo Pavin montando PP Jeitosa da Renascer Guinter de Quadros montando Camb Nevasca e Rodrigo Rivero montando Bolero Maleva Eduardo Bittencourt montando Touro Passo Paisano e Cristiano Hasse montando Homenageado do Boeiro Luís Alberto Martins Bastos montando Floreio Hércules e Gabriel Marty montando Floreio Licurgo Carlos Goulart montando Aurora da Altaneira e Manoel Rodrigues montando Zico de São Pedro Rafael Suñe montando Capanegra Nimbo e Tiago Teixeira montando Firmeza 1423 do Brazão Tiago Piaggio montando Fogo Cruzado 16 da Alfama e Renan Saldanha montando Gostoso da Barragem Maico Manoel Soares montando Samurai do Manantial e Orlando Bandeira montando Opaco do Itaó

Confira o resultado Fotos La Rural Foto e Vídeo

1º Lugar

2º Lugar

3º Lugar

Tiago Teixeira montando Encarnación Cala Bassa e Guilherme Abascal montando Lanquera Cala Bassa

Manoel Pons montando Touro Passo Otoncho e Tiago Bagé montando Touro Passo Ocaso

Luís Bastos Neto montando Faceiro da Ronda e Alair Junior montando Felizardo da Ronda

Pontos: 65,75

Pontos: 64

Pontos: 62,25

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

51


52 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Jaguarão/RS

Em Jaguarão é tempo de testar a rusticidade e a resistência Crioulas Foto Alexandre Freitas

Correndo aproximadamente 50 quilômetros diários durante 15 dias, as marchas são apontadas como a melhor forma de avaliar a capacidade equina Andressa Barbosa

D

epois de passarem 30 dias concentrados na Estância Os Tuco-Tuco, 26 concorrentes começaram a percorrer os 750 quilômetros da 22ª Marcha de Resistência de Jaguarão/RS na manhã do dia 26 de abril. A largada foi dada por volta das 7h30min quando os marcheiros começaram a testar a rusticidade, a capacidade de recuperação e a resistência do cavalo Crioulo. De acordo com um dos membros da Subcomissão de Marcha de Resistência, João Pedro Albuquerque Jacques, a concentração aconteceu sem problemas e todos os competidores admitidos conseguiram permanecer até a largada. Entretanto, na sequência uma égua apresentou forte sensibilidade em uma das patas e a competição continuou com um animal a menos, retirado da prova pela Comissão Veterinária para preservar sua integridade.

Segundo Jacques, cada cavalo ganhou a média de 22 quilos durante o período de reunião prévia da manada. Alimentando-se a campo livremente, o peso extra deve servir como energia reserva para os animais completarem o teste com a duração de 15 dias. “O que se ganha de peso é o combustível para o resto da prova”, comenta Jacques. A concentração da marcha foi uma promoção do Núcleo Eudóxio Corrêa. Entre os participantes estão ginetes e cavalos dos municípios de Uruguaiana/RS, Dom Pedrito/ RS, Bagé/RS, Aceguá/RS, Barra do Ribeiro/RS, Canguçu/RS, Jaguarão/ RS e Balsa Nova/PR. A expectativa é de os equinos correrem aproximadamente 50 quilômetros por dia até completarem o percurso total no dia 10 de maio. O Sindicato Rural de Jaguarão é a base onde ocorre o evento conhecido como uma corrida contra o relógio na qual cavalo e ginete precisam apenas completar a

prova, independente da posição alcançada na chegada.

minhe bem. Tem que ser bom para tudo”, diz.

Outra característica marcante é a total ausência de subjetividade. Sem envolver julgamentos, o alvo principal é conhecer as características do animal e avaliar sua recuperação.

Também participante desta edição da Marcha de Jaguarão, o criador e ginete Tiago Souza de Freitas, da Cabanha Salamandra, de Uruguaiana/RS, é outro corredor que sabe o potencial da prova para identificar as habilidades do Crioulo. Na opinião de Freitas, que é veterinário, através das marchas é possível conhecer mais profundamente os animais criados nas propriedades. “Não tem nenhuma prova igual a essa, que dê essas informações”, enfatiza.

Termômetro para comprovar habilidades Conseguir viajar grandes distâncias e ser forte para qualquer atividade exigida. Estes são alguns dos elementos que se espera comprovar durante uma marcha. De acordo com o ginete Eliezer Soares, a modalidade é ótima para apontar aos criadores se eles estão no caminho certo na busca por um animal capaz de aguentar o trabalho campeiro ou as provas de seleção da raça. “Serve para mostrar o rumo, para saber se ele (criador) tem um cavalo que ca-

Com o objetivo de formar boas éguas reprodutoras, Freitas prefere correr sempre com fêmeas para saber se elas serão capazes de gerar bons filhos. “Procuramos selecionar animais com bom cômodo, que se mantenham gordos, não sejam muito nervosos e que se recuperem fácil”, complementa.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

53


54 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Jurados das semifinais de Paleteada em Pelotas e Lavras do Sul já estão definidos

Regulamento do Crioulaço traz mudanças na promoção de classificatórias do ciclo 2015

Foto La Rural Foto e Vídeo

Luísa Garcia

O

s Núcleos de Criadores de Cavalos Crioulos devem atentar para as modificações dispostas no artigo 23 do Regulamento do Crioulaço, para promoção de classificatórias da modalidade no ciclo 2015. As novas determinações já estão em vigor desde o dia 29 de abril e valem para as seletivas realizadas a partir de então.

De acordo com o coordenador da subcomissão de Crioulaço da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Lúcio Stacowski, na nova propos-

ta, as rodadas iniciais das disputas classificatórias serão feitas com raia completa (100m a 120m). No entanto, após apurados os classificados, com a disputa passando à definição dos vencedores, será feita uma rodada com raia de 80m e as demais com raia de 60m.

Os Crioulaços realizados entre os dias 25 e 27 de abril, mesmo pertencentes ao ciclo 2015, ainda obedeceram o regulamento antigo. Mais informações com o Setor de Eventos da ABCCC através do telefone (53) 3284-1450 ou pelo e-mail núcleos@abccc.com.br.

Seletivas em Esteio e Alegrete (foto) já definiram os primeiros finalistas Andressa Barbosa

O

momento de selecionar os melhores paleteadores do ciclo se aproxima. A apenas três classificatórias da grande final em Esteio/RS, já estão definidos os jurados das semifinais que irão carimbar o passaporte dos 40 finalistas na disputa do grande título no Parque de Exposições Assis Brasil, na Expointer. A próxima delas acontece em Pelotas/RS, na Região 1, no dia 18, e contará com a avaliação de Daniel de Souza Mello e Hélder Longaray. Na sequência, equinos e cavaleiros da Região 2 disputam as vagas em Lavras do Sul/RS sob o olhar atento de Torquato Petrarca e Carlos Sá Azambuja Neto, que também devem estar a cargo do julgamento da final nacional da Paleteada B entre os dias 24 e 25 de maio. A última semifinal está marcada para 29 de junho em Araranguá/ SC, na Região 5. A classificatória será aberta a todas as regiões e o

trabalho de selecionar as duplas que continuam na disputa ficará sob responsabilidade de Jorge Rosas Demiati Júnior e Darlei Hess. O diferencial neste ano será o retorno da retomada, movimento que volta a ser exigido para a conclusão das provas. De acordo com o coordenador da Subcomissão de Paleteada, Carlos Loureiro de Souza, ao ser caracterizada pelo alto nível dos competidores esta etapa precisa de critérios mais rigorosos tanto para desempate quanto para selecionar os melhores da raça. “Esse ano com a retomada vai ter uma dificuldade maior”, observa. Inscrições e mais informações podem ser obtidas com o Setor de Eventos da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), através do telefone (53) 3284-1450 ou pelo e-mail eventos@abccc.com.br.

Kety Kayser Jóias de Autor

Kety Kayser Jóias de Autor

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

55


Catálogo de Resultados * ainda sujeitos à homologação

Crioulaço

Evandro Brum montando Quirera do Nhocorotó e Filomel de Matos montando Cambona do Passo do Espinilho

Camaquã/RS

Maicon Becker montando EF Marcela e Mateus Becker montando Manilha da Fama

4 de abril Técnico: Frederico Vieira Araújo Jurados: Ricardo Ribeiro e Dioges Ferreira 1º Lugar João Batista Noviski montando Estrela Malcorra e Adriano Silveira montando Senhora do Galpão Grande

2º Lugar Alex Santos montando Princesa da Lagoa Azul e Maurício Rolim montando Alaska da Lage de Pedra

Júnior Peixoto montando Gardênia do Recreio e Vilmar Caciano montando Garça do Abaeté Eduardo Zazique montando Seriema dos Três Marcos e Saimon Cavali montando Compadre do Abaeté Fabrício Miranda montando Dom Alberto Korajuda e André Machado montando Conchita da Taimã

3º Lugar

Cleitel Dornelles montando Batalha do Rio Largo e Mateus Rosselent montando Sol de Maio Bariloche

Eduardo Ferraz montando Bolacha da Figueira e Matheus Silva montando Apache da Coxilha Dois Irmãos

Adilson Araújo montando Morena do Kavaju Porã e Renildo Schuckel montando Salamandra do Éden

Demais classificados Diego Longaray montando JPR Bersa e Alexandre Bakaus montando Roseta do Chapadão Igor Feoravante montando FV Gaiteiro e Maicom Ramos montando Guarani do Jacaré

Cesar Araújo montando Carpeta do Bagualismo e Claudiomiro Schuckel montando Ita Lambança Cleitel Dornelles montando Alma Nova do Ibicuá e Mateus Rosselent montando SMF Ginete

Carlos Freitas montando Rosa da Figueira e Sérgio Lepper montando Curticeira da Guaviyu

Laço Criador

Laço Criador

Taiane Letícia Zocchetto montando Conchita da Taimã

1º Lugar Alecsandro de Paula montando Coroado da Luz do Sol

1º Lugar

2º Lugar Maico Becker montando Ventania da Eurosul

Santo Ângelo/RS 4 de abril Técnico: Jorge Aginelo do Nascimento Jurados: João Albino Farias, Amador Camargo Ramos e Ilson Roque Santana Leal

São Gabriel/RS 4 de abril Técnico: Luiz Francisco Quadros Leite Jurado: Fabrício Leonardo Azambuja

1º Lugar Fabrício Miranda montando Faceiro da Guaimbé e André Machado montando Garoa da Taimã

2º Lugar Tita Ramos montando Ibaré Rima e Luciano Batista montando Aco Carol

1º Lugar Rafael Rodrigues montando Entreveiro do Taboado e Douglas Lemos montando Querência da Quitaúna

2º Lugar

3º Lugar

Demais classificados Fernando Weber montando Risca do Rincão do Barreto e Cristian Espindola montando Sol Quente da Meia Lua Douglas Nunes montando Santa Adriana Tina e Júlio Napoleão montando JN Nefertine Eduardo Vanhove montando Doriana Bertolini e Márcio Antunes montando Jumbo 162 do Cerro Velho Izanes Cavalheiro montando Todos Os Santos Teimosa e Cristiano Guerra montando Todos Os Santos Viola Jerusalém Machado montando Florida do Quinto e Régis Bannaspue montando Sassá do Infinito Eduardo Zergano montando Opulento do HB e Ricardo Rangel montando Evita da Cola Crioula

Rodrigo Baldissera montando Santa Alice Corralero e Valter Ribeiro montando Índia Pulquéria da Três G Juliano Souza montando Santo Izidro Dallas e Jonatan Castro montando Santo Izidro Encantada Fernando dos Santos montando Galpão do Pinhal e Cristiano Riighi montando Geada da Nobleza Gaucha Jorge Nunes montando NV Hortência e Luan Moreira montando NV Fandango

Rodrigo Baldissera montando Lampião do Vagalume e Valter Ribeiro montando Índia Estrela da Três G

Laço Criador

Carlos Henrique montando RZ Barranquito da Carapuça e Roger Ramos montando Campana dos Troncos

1º Lugar

Felipe Quevedo montando Improviso da Dois C e Diego Batista montando Tortolita da Sede Velha

2º Lugar

Rafael Alves montando Desaforo da Marca de Espora e Gabriel Teixeira montando Relincho do Gilar Belo Becker montando Calavera da Laço Bonito e Jonatas Fontana montando Sendero Firmeza Alécio Silva montando CM Duran do Cinco Salsos e Jordana Ferreira montando MR Empada Roberto Martins montando Toranaga do Infinito e Paulo Barreto montando Minuano do Rincão Bonito Alex Almeida montando Carrasco da Quinhéca e Jessie Dutra montando Marconi Boa Vista Artur Camargo montando Santa Adriana Orlando e Gilberto Mello montando Cerração da Santa Roberta Alzevir Rodrigues montando Santa Adriana Recuerdo e Rodrigo Rodrigues montando Premiada III do Rincão dos Xucros

Demais classificados

3º Lugar

André Batisti montando Madame da Lembrança e Mário Iago montando Quaresma do Morro Grande

Rafael Rodrigues montando Sota da Meia Lua e Douglas Lemos montando Malacara da Meia Lua

Carlos Henrique montando Vilão Quatro F e Roger Ramos montando Jóia da Rincha

2014

Luís Carlos Costa montando Tirana da Meia Lua e Rafael Brito montando Bienvenida da Concórdia

Lucian Moreira montando Curincho da Cabanha Colorado e Romualdo Menezes montando Macarena Tapa Boca

Mozar Filho montando Fandango da Ressaca e Mozar Rodrigues montando Ouriço da Escondida

56 Cavalo Crioulo | Maio

Arnaldo Arend montando NV Hilacha e Fabiano Furtado montando Rosário Junco

Denio Rocha montando História da Nobleza Gaucha e Luciano Costa montando Honoluzu 109 do Cerro Velho

Norton Batista montando Tropeiro da Orqueta e Gabriel Teixeira montando Ibérico do Pinhal

Lucas Peronio montando Las Misiones Pantumina e Luciano Batista montando Aco Espoleta

Paulo Roberto montando Dominique do Aipo e Antônio Machado montando Rochedo do Nhocorotó

Diarlon Pereira montando Idaue da Rincha e Geder Ramos montando NV Lambada

Reger Ramos montando Jóia da Rincha

Edgar Machado Ramos montando Ramos Aragano

3º Lugar Diego de Oliveira Castro montando Maragata do Rosul

Santa Maria/RS 5 de abril Técnico: Fernando Segala Gravina Jurados: Luiz Francisco Piccini Borges e Marcelo Malezan 1º Lugar Felipe Quevedo montando Mistério Badana e Diego Batista montando Tortolita da Sede Velha

2º Lugar Felipe Bueno montando Jacutinga dos Baios e João Paulo montando Coral do Rancho Pampeano

3º Lugar João Almiro montando Ostra do Nhocorotó e Marcus Vinícius montando Garça 46 FVS

Demais classificados Felipe Quevedo montando Juruna do Pinhal e Diego Batista montando Que Bala do Nhocorotó


Demais classificados (cont.) Felipe Dias montando Badalado do Tevo Branco e Dagoberto Pereira montando Capitão da Sucuri Lucas Antonello montando Bela Dama da Santa Emília e Lucas Pereira montando Ordeiro do Nhocorotó Lucas Pereira montando Boa Vida da Tuna e Lucas Antonello montando Ouro Branco do Vagalume Fernando dos Santos montando Galpão do Pinhal e Cristiano Righi montando Geada da Nobleza Gaucha Elison Parcianello montando Farrapo da Rafaela e Leonardo Pedroso montando KT Salvador Fernando dos Santos montando Magrinho da Don Picucho e Cristiano Righi montando Desgarrado da Marca Casco Leandro Cassenote montando OC Fortaleza e Leonardo Borges montando KB Canastra Cleberson Marion montando Ferro e Fogo 1075 Maufer e Fernando Costa montando Princesa 11 da Lugra Vinícius Cezar montando Almada do Capataz e Marcus Vinícius montando Gurupa do Capataz Juarez Silva montando Vitória de Santa Elisa e Hugo Pache montando Passo Blanco Inácia Sérgio Ávila montando Gambeta de São Lucas e Rogério Savian montando TSH Buenacho Giovani Oliveira montando Dom Dido Havana e André Aguiar montando Quebranto Ico

Guilherme Danke montando Ala Maula do Capataz e Marcus Ferrari montando Domingueira do Barulho

Rogério Santos montando Jari Perau e Júlio Santos montando Marca Três Perfume

Mauro Fagundes montando Farrapo da Santa Juvita e Diogo Melo montando Quinzena do Nhocorotó

Ângelo Freitas montando Camoati Supra e Dirceu Guterres montando Claro de Luna da Cola Crioula

João Almiro montando Galpão da São Januário e Juarez Silva montando Têmpera de Santa Elisa

Sandro Rosa montando Astengo das Três Lagoas e Paulo César montando Ansina Sombra

Jovani de Oliveira montando Eremita das Quatro Estações e André Aguiar montando AR Apolo

Juliano Carvalho montando Acordeon Estribillo e Juliano Vargas montando El Fuego Filhos do Vento

Mauro Fagundes montando Beladona do Quintal e Rodrigo Melo montando Engano da Ressaca

Paulo Pereira montando Hospedeiro do Gilar e Marcelo Campos montando Palmeira do Salimar

Laço Criador

Eber Leite Ricca montando Fuleiro da Aliança e Alex Leite Bicca montando Tarancón Tucumano

1º Lugar Leonardo Borges montando KB Dinastia

2º Lugar Lúcio Stacowski montando Upa e Truco da Querência

Vítor Ferraz montando Glorioza do Liscano e Diego Rosa montando Pulga da Caunina

3º Lugar

José Souza montando Caborteira 1156 da Capororoca e Taironi Vargas montando Dúvida da Merial

Leandro Cassenote montando OC Fortaleza

Demais classificados Diego Muller montando Espoleta da Viga

Encruzilhada do Sul/RS

Paulo Badke montando Cordeiro da VR e Maicon Rossato montando Garrucha de São Valério

5 de abril Técnico: Henrique Litchina González Jurados: Téo Santos e Francisco Claudiomar Pacheco da Silva

Guilherme Danke montando Louca de Buena da Ressaca e Marcus Ferrari montando Gata da Dom Candido

1º Lugar

Leandro Braga montando Oriental Las Flechas e Eder Xisto montando Moleque da Aruana Tales Mendes montando Delegado de Dom Luiz e Fabiano Arruda montando Acalanto do Balacobaco Sérgio Ávila montando Quebracho de Las Flechas e Hed Machado montando Paisana do Irapuá João Pedro Silveira montando Niazzi Hijo de Guapo e Thomas Carvalho montando Urso do Xiniquá

Leandro Freitas montando Serrilhada Ibérica e Maurício Becker montando Guaycuru La Giralda II

João Adam montando Pretto 581 Escoces e Alfredo do Carmo montando Pretto 603 Cincerro

2º Lugar Jaime Severo montando Estabanada da Merial e Eduardo Rassier montando Milongueiro do Pontal

3º Lugar João Adam montando Pretto 484 Ametista e Alfredo do Carmo montando Tirana do Arroyto

Demais classificados

Luciano Castro montando Joca dos Minérios e Felipe Silva montando Barulho Guairacá

Jonatas Sodré montando Barão II de San Marino e Fabrício Becker montando Dourado do Milionário

Lucas Costa montando Notícia Boa da Quatro C e Eduardo Baptista montando Alvorada do Sorriso

Antônio Caetano montando Camoati Satiro e Alisson Souza montando Odig do Catete

Jonatas Sodré montando Finado do Talumã e Fabrício Becker montando Um Xirú do Tronco da Figueira Flávio Keller montando Dezoito Maria Pinto e Paulo Henrique Lima montando Harmonia Xanguita Leandro Freitas montando Guria do Baobá e Maurício Becker montando Melodia Campeira do Cerro Frio Fernando Almeida montando Gabiru do Rio Pizon e Santiago Lucena Montando General do Trinta e Oito Cristiano Rodrigues montando LLQ Bailanta e Rafael Freitas montando Galena do Pantano Grande

Laço Criador 1º Lugar Marcelo Couto de Guterres montando Buena Marca do Passo da Estefânia

2º Lugar

Palmas/PR 12 de abril Técnico: Henrique Litchina González Jurados: Valdir Bitencourt e Rafael Cruz 1º Lugar Valdinei Cardoso montando Gazela Rabicana da Beira Itú e Anderson Gonçalves montando Capela da Perpétuo

2º Lugar Alceu Araújo montando A7 Amanhecido em Domingo e José Antônio montando Angélica da Renascença

3º Lugar Samir Cardoso montando Hermom Alado e Jonas Pinheiro montando Entonada da Ouro Negro

Demais classificados Renato Dalgallo montando Loro Tupambaé e João Rafael Gobi montando Mercosul Tupambaé

Laço Criador 1º Lugar Alceu Araújo montando A7 Amanhecido em Domingo

2º Lugar André Tonial montando Independência Alt

Santa Cruz do Sul/RS (ciclo 2015) 18 de abril Técnico: Jorge Aginelo do Nascimento 1º Lugar Alexandre Silva montando Maria da Penha do Cerro Frio e Jeferson Invernisc montando Pretto La Corralera

2º Lugar Diego Barbosa montando Aquárius Barbarela e Iure Moraes montando Atrevida do Mano Velho

3º Lugar

Natalício Pereira de Barros montando Espoleta do Pantano

Douglas Santana montando Costalarga Flexilha e Ricardo Severo montando Jaçanã 172 do Cerro Velho

3º Lugar

Demais classificados

Ernani Almeida montando Costeiro Faísca

Anderson Machado montando Indeciso 130 do Cerro Velho e Maicon Júnior montando Lívia 239 do Cerro Velho

Demais Classificados Gustavo Mota Franz montando Andorinha da Lacerda

Gilson Moraes montando Pretto 496 Birigui e Jarbas Junker montando Pretto 562 Alegria

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

57


Santa Cruz do Sul/RS (cont.) Demais classificados (cont.) Jonata Sodré montando Finado do Talumã e Fabrício Bequi montando Xirú do Tronco da Figueira Bernardo Silva montando Pretto 545 Medialuna e Adilson Ramos montando Pretto 529 Batendo Água Vítor Ferraz montando JV La Mancha e Juliano Carvalho montando Acordeon Estribillo Bernardo Silva montando Borracha do Pinhal e Adilson Ramos montando Jamiroquai 159 do Cerro Velho Maiquel Pena montando Imparcialidade Del Rey e Antonio Severo montando Ae Hombre Macho Diego Barbosa montando Candieiro de Torres e Alex Silva montando Manu da Coxilha do Fogo Júnior Birqui montando Estúpida da Capão Formoso e Zeca Eider montando Bagana Tropeiro Mateus Santos montando Hospedeira da Auxiliadora e Mauricio Becker montando Ansina Sombra

3º Lugar

1º Lugar

2º Lugar

Diego Merten montando Intuito 136 do Cerro Velho e Luís Henrique montando Caliterra Amistad

Vinícius Terra montando Igs Doctor e Vanderlei Mateus montando Dom Alberto Kolorado

Pedro Nunes montando Hino Gaúcho da Auxiliadora, Marcelo Azeredo montando Impulsiva do Rastreador e Dioni de Bastiani montando Siciliana da Quitaúna 6 bois – 3’23”80

Demais classificados Mateus Steinhaus montando Mañana Gris da Carol e Edemar Antônio de Lima montando Bonitinho da Chácara da Figueira

Laço Criador 1º Lugar Everson Limberger montando Astro do Lembéia

2º Lugar

25 de abril Técnico: Thiago Andreolla Persici Jurado: Rogério Zaniboni 1º Lugar

Igor Mal montando Pretto 603 Cincerro e Gilson Moraes montando Pretto 573 Ambiciosa

2º Lugar

Marlom Beneli montando Fiador 52 do Cerro Velho e Tiago Carvalho montando Miss Cachita do Espinilho Milton Sérgio montando Desenhada do Cerro dos Lopes e Elton Caprioli montando Inveja Miramont

Lagoão/RS (ciclo 2015) 19 de abril Técnico: Jorge Aginelo do Nascimento

Itamar Botega montando Aristocrata dos Castanheiros e Mauro Coelho montando Sanga Funda Querência

3º Lugar Luiz Carlos Passarela montando RZ Sempre Alegre da Carapuça e Alex Passarela montando La Encruzilhada Guitarra

Demais classificados Tiago Goulart montando TJ Bugio e Guilherme Goulart montando Fandangaço da Princesa do Jacuí

Laço Criador

2º Lugar Luís Eduardo Vaz montando Capitão Negro do Galpão de Pedra e Luís Camargo montando Astro do Lembéia

58 Cavalo Crioulo | Maio

2014

Demais classificados

Demais classificados

Emerson Machado montando Ñachi do Infinito e Alex Lessa montando Lady Gaga da Garceira

Douglas Barros montando Fiestero do Rastreador, Adriano Saraiva montando Baltazan do Cerro Alto e Erly Saraiva montando Quimera do Cuentrilho 6 bois – 3’40”49

Santa Rosa/RS 27 de abril Técnico: Fernando Gravina Jurados: Jaime Bicca e Maycon Colpo 1º Lugar Tiago Borges montando Água Azul Fortacha e Jordão Andrade montando Quatro de Paus da Hulha Negra

2º Lugar Sérgio Rodrigues montando Deputado do Itapororó e Gustavo Dornelles montando Gumercindo 75 do Cerro Velho

3º Lugar Guilherme Carvalho montando Condor do Garrucho e Paulo Henrique montando Retiro de Santa Clara

Jailson Effting Ricken montando Buenacha do Destak

2º Lugar Jailson Effting Ricken montando Dama Nobre do Destak

Porto Alegre/RS (ciclo 2015) 26 de abril Técnico: Felipe Caccia Maciel Jurados: Paulo Henrique da Silva Keanes e Cristiano Lima Pereira

1º Lugar Pablo Fialio montando Chamullenta Cala Bassa, Sérgio Augusto Ferraz montando Guindo Cala Bassa e Eliton Pinto e Entusiasmo Cala Bassa

2º Lugar Lucas Friderich montando Araçá do Rolador, Leones dos Santos montando Delegado do Rolador e Edson de Paula montando Costeira da Invernada Bugre

Demais classificados

3º Lugar

Vagner Costa montando Chacarera da Alcatraz e Alexandre Jardim montando Estancieira da Alcatraz

Rodrigo Henrique Pukall montando Guará Dom Olmiro, Rene Dutra montando Viturino Tangará e Joel Waldow montando DPA Bandoleiro

Leandro Andrade montando Firmeza 1582 do Sigilo e Iran Andrade montando Esfera 980 Maufer Guilherme Zimer montando Buena Suerte do Garrucho e Denis Valim montando Chisme da Estiva Ronei Deneti montando Buenacho do Carrachi e Marcos Oliveira montando Caritraiguen da Terra Costa

1º Lugar

1º Lugar Salvador Vítor Nunes montando És Buena da Capão Formoso e Leandro Nunes montando Vagalume 362 Maufer

Emerson Machado montando Espada dos Baios e Alex Lessa montando Muringa da Boa Ventura

Maurício Narchi montando Mañana Gris da Carol

Jaguaruna/SC (ciclo 2015)

3º Lugar Derli Moraes montando Cawall Colherita, Clodoaldo Farias montando Rio Ligeiro Guaiaca e Carlos Vieira montando Aquerenciado da Santa Juvita 6 bois – 3’34”07

3º Lugar

3º Lugar

Rids Júnior montando Lagarto da Hulha Negra e Júnior Simão montando Mac Nuvem

Mateus Santos montando Konan 220 do Cerro Velho e Mauricio Becker montando Tirano Mescalero

Leonel Falcão montando Juta do Simanso e Renan Duarte montando Gajo das Três Coxilhas

Júlio César Vieira montando Bazuca da Alaju

Vinícius Reginato montando Vereda da Fé e Douglas Santana montando Pretto 426 Irlanda

Ezandro Hurguer montando Fumaça 64 do Cerro Velho e Gelson Heffer montando Moicano da Curitiba

2º Lugar

Campereada Rio Pardo/RS

Viamão/RS 24 de abril Técnico: Marcelo Montano Coelho 1º Lugar Cândido Dutra montando Lembrança da Morada Nova, João Vítor Dutra montando Norteña da Morada Nova e Ricardo Perez montando Orquídea da Morada Nova 6 bois – 1’33”00

2º Lugar

12 de abril Técnico: Felipe Caccia Maciel Jurados: Enio Mundstock, Tiago Nunes e Pedro Py

Cândido Dutra montando Lembrança da Morada Nova, João Vítor Dutra montando Norteña da Morada Nova e Ricardo Perez montando Orquídea da Morada Nova 6 bois – 1’53”00

1º Lugar

3º Lugar

Carlos A. Souza montando Forastero do Errevê, Paulo R. da Silva montando Alarido da Shambala e Hendrik Platte montando Cimarron da Dois B 6 bois – 2’46”02

João Vítor Dutra montando Obra Prima da Morada Nova, Renato Rodrigues montando Milonga Buena da Morada Nova e Ricardo Perez montando Sonho Carancho da Quinta 6 bois – 2”45”00


Freio do Proprietário Brasília/DF 4 de abril Técnico: Rafael Fagundes Sant’Anna Jurados: Abel Dourado Filho, Cláudia Py e Lauro Martins

Amador

2º Lugar El Trapiche Guarany, filho de Cônsuelo do Infinito e El Trapiche Ganosa II; criador João Vicente Brasil Sá e expositor Daniel Martins Costa Schneider, Cabanha La Maestria, Mostardas/RS Ginete: Daniel Martins Schneider Nota: 9,860

3º Lugar Enrosco 1038 Maufer, filho de Muchacho de Santa Angélica e BT Hamburguesa; criador Maurício e Fernando Lampert Weiand e expositor Thiago Mombach Pinheiro Machado Ginete: Thiago Mombach Pinheiro Machado Nota: 8,230

1º Lugar

4º Lugar

Natividade Baiana, filha de BT Fiador e Bolicheira da Escondida; criador Sylvio Gomes Ribas e expositor Maurício Dorneles Marques Ginete: Maurício Dorneles Marques Nota: 3,353

Gata da Dom Manoel, filha de Queijeiro de Santa Angélica e Flechada 15 da Alfama; criador Sérgio Roberto da Silva Nunes e expositor Vinícius Barcelos Oliveira Ginete: Vinícius Barcelos Oliveira Nota: 6,486

Master 1º Lugar Hortência da Charqueada, filha de BT Neno e Gralha 179 de Nazareth; criador Jacó Edmundo Weiand e expositor Luiz de Alencar Araripe Júnior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ Ginete: Luiz Alencar de Araripe Júnior Nota: 9,019

2º Lugar Espoleta do Cerro da Cruz, filha de Riacho Frio Don Casmurro e Baioneta do Cerro da Cruz; criador e expositor Heitor Cheuiche Coelho, Cabanha Cerro da Cruz, Brasília/DF Ginete: Heitor Cheuiche Coelho Nota: 7,338

3º Lugar Reserva do Amanhecer, filha de Nácar do Purunã e BT Raia do Junco; criador e expositor Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF Ginete: Fábio Bellotti Moura Nota: 6,715

Master 1º Lugar Escopeta do Mapa Gaúcho, filha de Pergaminho AA e Curandeira da Escondida; criadores Leandro Mosmann e André Arnecke Angeli e expositor Sílvio André Wasen Ginete: Sílvio André Wasem Nota: 8,162

Canguçu/RS 12 e 13 de abril Técnico: Frederico Vieira Araújo Jurados: Cláudia Py, Douglas Gonçalves e Mateus Gularte

Amador 1º Lugar

Rio Pardo/RS 12 de abril Técnico: Felipe Caccia Maciel Jurados: Amílcar Pereira Rego Neto, Daian Reche e Leonel Severo

Amador 1º Lugar Diamante da Cola Crioula, filho de Santa Elba Señuelo e Menina de São Pedro; criador Volmir José Colla e expositor Gabriel Prado Colla Ginete: Gabriel do Prado Colla Nota: 10,587

Santa Eulália 358, filha de BT Martin Fierro e Melissa de Pai Passo; criador e expositor Joaquim Francisco de Assumpção Mello, Estância Santa Eulália, Pelotas/RS Ginete: Daniel de Souza Mello Nota: 12,278

2º Lugar Vira Vira 360 Maufer, filha de Natan do Itapororó e Querida 123 Maufer; criadores Maurício e Fernando Lampert Weiand e expositores Marcos e Marcelo Lopes, Cabanha Campo Aberto, Arroio do Sal/RS Ginete: Marcelo Lopes Nota: 10,135

3º Lugar CM Fanático do Cinco Salsos, filho de Afamado de Santa Angélica e Atalaia dos Fresnos; criador Cláudio Nery Martins e expositor Glênio R. Alves e Renata F. F. da Silva Ginete: Eugênia Dornelles Nota: 8,579

Master 1º Lugar Talero Cala Bassa, filho de Verso da Ramada e Aurora Cala Bassa; criador Marcelo Rezende Móglia e expositor Rogério Krüger Fialho, Estância Pitangueira, Rosário do Sul/RS Ginete: Rogério Kruger Fialho Nota: 11,185

2º Lugar Poderosa Sam, filha de Sultão do Purunã e BT Última Valsa; criador e expositor Cláudio Alves Pimentel, Haras Santa Anita do Minuano, Capão do Leão/RS Ginete: Cláudio Alves Pimentel Nota: 8,237

2º Lugar Meu Jeito do Pontal, filho de Senhor de Santa Thereza e HF Safira; criador Ac Agropecuária Ltda e expositor Marcelo da Costa Gambogi, Fazenda Capão da Lagoa, Porto Alegre/RS Ginete: Marcelo da Costa Gambogi Nota: 9,827

3º Lugar As de Espada da Terrabella, filho de BT Lamborguine e Viruta 2925 da Tradição; criador Estevão Stobiênia e expositor André Araripe Guesser, Cabanha Pouseiro da Jararaca, Camaquã/RS Ginete: João Carlos Passos Nota: 9,190

3º Lugar Temporal da Liberdade, filho de Três F Sinuelo e Liberdade F 98; criadores Jaime, Luiz Carlos e Arthur Luiz Silveira e expositores Samuel R. Farias/Carlos L. G. Amorim Ginete: Carlos Amorim Nota: 8,043

Jaguarão/RS 25 a 27 de abril Técnico: Luciano Correa dos Passos Jurados: Gustavo Silveira Rodrigues, João Alberto Dutra Silveira e Thiago Piúma

Freio Jovem Rio Pardo/RS 12 de abril Técnico: Felipe Caccia Maciel Jurados: Amílcar Pereira Rego Neto, Daian Reche e Leonel Severo

Infantil Masculina

Amador

1º Lugar

1º Lugar

Caboré das Caieiras, filho de Veneziano 479 do Peñarol e Jamaica do Piá; criador Delbar Abreu Fanfa Nunes e expositor Delbar Abreu Fanfa Nunes, Fazenda das Caieiras, Pantano Grande/RS Ginete: Juliano dos Santos Oliveira Nota: 3,798

Sapatilha do Purunã, filha de BT Butiá e Gruta Azul de Santa Angélica; criador Mariano Lemanski e expositor Marcelo da Costa Gambogi, Fazenda Capão da Lagoa, Porto Alegre/RS Ginete: Gabriel Gambogi Nota: 11,943

2º Lugar Invernada Torgelo, filho de Picumã Torgelo e Cambona Torgelo; criador José Inácio Gonçalves de Freitas e filhos e expositor Victor Mattos Pinz Ginete: Victor Mattos Pins Nota: 8,575

3º Lugar Basco Montero, filho de BT Delantero e Inocência do Igiquiquá; criador Mariana Tellechea Pinto e filhos e expositor Sérgio Roberto da Silva Nunes, Cabanha Dom Manoel, Gravataí/RS Ginete: Tobias Nunes Nota: 8,485

Master 1º Lugar Harmonia Trovador, filho de Ganadero da Harmonia e TS Malicia; criador Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda e expositor Luciana e Alice Borges Ferreira, Cabanha Mutá, Minas do Leão/RS Ginete: Anthero Sarmento Nota: 11,498

Juvenil Feminina 1º Lugar RZ Talantero da Carapuça, filho de BT Lamborguine e Tropicália do Elebê; criador e expositor Rubens Elias Zogbi, Estância da Carapuça, Cristal/RS Ginete: Eduarda Marques Dale Tese Nota: 11,117

2º Lugar King Kong 209 do Cerro Velho, filho de Baita Bric do Cerro Velho e Cucaracha 11 do Cerro Velho; criador e expositor Lizandro Paz Lopes, Cabanha Cerro Velho, Santa Cruz do Sul/RS Ginete: Brenda Nunes dos Santos Nota: 8,781

3º Lugar Xara do Campo Sêco, filho de Chimarrão 09 do HV e Safada do Campo Seco; criador e expositor Fernando Camps Dominguez, Estância Santa Ambrosina, Rosário do Sul/RS Ginete: Brenda Nunes dos Santos Nota: 8,392

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

59


Juvenil Masculina

Aspirante Masculina

1º Lugar

1º Lugar

Acuerdo Cala Bassa, filho de Piraí 1569 do Brazão e Parranda II Cala Bassa; criador Marcelo Rezende Móglia e expositor Luciano Pinheiro Vaz Ginete: Pedro Medeiros da Silva Nota: 9,108

Piraí 1802, filho de Candidato Simpatia e Firmeza 1255 do Palanqueiro; criador Paulo Tavares Móglia e expositor José Fonseca Macedo Ginete: Júlio Danielski Nota: 9,822

Aspirante Feminina 1º Lugar Estribillo Manotaço, filho de General de Santa Angélica e Estribillo Debochada; criadores Ramiro e Déborah Madruga Costa e expositor Reges Henrique Foss Maciel Ginete: Letícia Bandeira Nota: 8,018

Aspirante Masculino 1º Lugar Ramada da Quitaúna, filha de Ortega do Infinito e Ousadia Pampeira; criador e expositor Paola Bacchin Schneider, Agropecuária Quitaúna, Rio Pardo/RS Ginete: Fernando Rodrigues Nota: 9,235

2º Lugar Piraí 1660 do Candidato, filho de Candidato Simpatia e Firmeza 1392 do Brazão; criador Paulo Tavares Móglia e expositor Renan Zingano da Cunha Lima Ginete: Renan da Cunha Lima Nota: 9,209

3º Lugar

Artilheiro da Ouro e Prata, filho de FRT Artilheiro e Jaçanã da Canhada; criador Antônio Felipe de Souza/Rafaela Giordani e expositor João Valmir Greiner Ginete: Leandro Becker Eisenhardt Nota: 9,106

2º Lugar Queimada II da Escondida, filha de Agua de Los Campos Y Maquena Mequetrefe e La Pampa da Escondida; criadores e expositor José Inácio e Vinícius Freitas, Estância Escondida, Alegrete/RS Ginete: Henrique Silva Nota: 8,194

3º Lugar Balaço da Baronesa, filho de Seresteiro do Purunã e Ópera da Baronesa; criadores e expositores Luís Fernando e Rogério A. Magalhães, Estância da Baronesa, Capão do Leão/RS Ginete: Felipe Bachieri Nota: 7,650

Infantil Masculina 1º Lugar Itaí da Sia’dona, filho de Acalanto do Strass e BT Estranha; criadora e expositora Deolinda Helena Coelho Dourado Cabanha Sia’dona, Canguçu/RS Ginete: Abel Dourado Neto Nota: 7,531

2º Lugar Passarinho do Mar, filho de Sete Belo de Santa Edwiges e Pozo Azul Enaguita; criadores e expositores Luiz Carlos Macedo e Filhos, Pecuária Águia do Mar, Rio Grande/RS Ginete: João Pedro Macedo Nota: 6,899

Juvenil Masculina

Canguçu/RS 12 e 13 de abril Técnico: Frederico Vieira Araújo Jurados: Cláudia Py, Douglas Gonçalves e Mateus Gularte

Aspirante Feminina Ouro Preto de Santa Angélica, filho de Jalisco de Santa Angélica e Estilista de Santa Angélica; criadores Paulino e Agenor Ávila Costa e expositor William Gelain Rotta, Cabanha Beira Mar, Rio Grande/RS Ginete: Camila Lobato Nota: 10,941

2º Lugar Amorosa II do Jaredo, filha de JA Macanudo e Itapeva do Jaredo; criador Condomínio Jaredo e expositor Condomínio Jaredo, Cabanha Jaredo, Pedras Altas/RS Ginete: Méri Brasil Nota: 7,892

60 Cavalo Crioulo | Maio

2014

25 a 27 de abril Técnico: Luciano Correa Passos Jurados: André Luiz Narciso Rosa, César Augusto Rabassa Hax e João Francisco Silveira da Silveira

Infantil feminino 1º Lugar Lutador II Charrua, filho de Las Callanas Impostor e Escolta II Charrua; criador João Rouget Pérez Wrege e expositor Roque Augusto Pereira Schuster Ginete: Cinthia Schuster Nota: 8,438

2º Lugar Maragata das Três N, filha de Maragato dos Alpes e Labareda da Barra Negra; criador e expositor Neri Nereu Nunes, Cabanha Três N, Arroio Grande/RS Ginete: Valéria Teixeira Nota: 6,422

Juvenil Feminina Data Venia Cimarron, filho de Senhor de Santa Thereza e Morena do Saibro; criador Marcelo da Costa Gambogi e expositor Marcos Bretanha Gonçalves da Silva, Cabanha Patuá, Jaguarão/RS Ginete: Helena Silveira Nota: 9,307

2º Lugar Usina de São Pedro, filha de BT Hospedeiro e Labareda de São Pedro; criador Eduardo Macedo Linhares e expositor Clarice Costa Caldas, Fazenda Nossa Senhora da Gruta Pecuária Ltda, Herval do Sul/RS Ginete: Flávia Reis Nota: 7,853

Juvenil Masculino 1º Lugar

Maria Bassa Colombina, filha de Igualito Cala Bassa e Firmeza 154 do Insolito; criadores e expositores Marcelo Móglia/ Alcibíades J. Pereira, Cabanha Cala Bassa, Bagé/RS Ginete: Rian Valadão Nota: 7,909

Docientos y Trinta Mala Bruja, filha de Liberdade M 230 e SJ Estranha; criador e expositor Igor da Silveira Chaves, Cabanha Mala Bruja, Pelotas/RS Ginete: Lutierre Silva Nota: 8,544

Docientos Y Trinta Mala Bruja, filho de Liberdade M 230 e SJ Estranha; criador e expositor Igor da Silveira Chaves, Cabanha Mala Bruja, Pelotas/RS Ginete: Lutierre Silva Nota: 7,556

3º Lugar Taco do Campestre, filho de Rebuliço da Tradição e Hemacea da Palmeira; criador e expositor Edilon Xavier de Almeida, Cabanha Campestre, Morro Redondo/RS Ginete: Nathan Valadão Nota: 6,582

3º Lugar Galego Torgelo, filho de Picumã Torgelo e Tafona Torgelo; criador e expositor José Inácio Gonçalves de Freitas e filhos, Cabanha Torgelo, Arroio Grande/RS Ginete: Eduarda Freitas Nota: 3,772

Aspirante Masculino 1º Lugar Balaço da Baronesa, filho de Seresteiro do Purunã e Ópera da Baronesa; criador e expositor Luís Fernando e Rogério A. Magalhães, Estância da Baronesa, Capão do Leão/RS Ginete: Felipe Bacchieri Nota: 9,021

2º Lugar SC Boleadeira, filha de Missioneiro de Santa Angélica e SC Patrulha; criador e expositor Carlos Santos Silveira de Ávila, Fazenda São Carlos, Pedras Altas/RS Ginete: Antônio Lipollis Nota: 8,947

1º Lugar

1º Lugar

2º Lugar

1º Lugar

Jaguarão/RS

Aspirante Feminina 1º Lugar Almirante Sobradinho da Ponta Alegre, filho de Butiá Universo e Perla Sobradinho da Ponta Alegre; criador Valmor Busato e expositor Denilson de Lima Machado. Ginete: Priscila Machado Nota: 9,578

2º Lugar Amorosa II do Jaredo, filha de Ja Macanudo e Itapeva do Jaredo; criador e expositor Condomínio Jaredo, Cabanha Jaredo, Pedras Altas/RS Ginete: Méri Brasil Nota: 6,081

Jaraguá do Sul/SC 25 a 27 de abril Técnico: Adolfo José Martins Neto Jurados: Fábio Camargo, João Luís Arísio Araújo e Lauro Martins

Aspirante Feminina 1º Lugar Dom Faceiro do Refugiado, filho de BT Faceiro do Junco e Quizomba de Santa Angélica; criador Carlo Lazzeri e expositor Carlo Lazzeri, Cabanha Lazzeri, Vacaria/RS Ginete: Calínthia Cunha Nota: 10,896

2º Lugar HH Cigana, filha de Pessuelo Do Purunã e RG Ananda; criadores Helmuth e Harold Duhatschek e expositor Dario Caldas Serpa, Estância Dom Chiquito, Pinhão/PR Ginete: Mariana Serpa Nota: 7,853

Infantil Feminina 1º Lugar Pandillera Cordobez, filha de Imperador do Purunã e Juanita Cordobez; criadores Rodrigo e Thiago Cordova Silva e expositor Rodrigo Cordova Silva, Cabanha Cordobez, Guarapuava/PR Ginete: Lívia Portes Cordova Silva Nota: 5,733


Juvenil Masculina

Amador

1º Lugar

1º Lugar

Chalana do Velho Pago, filha de Sussurro do Purunã e Melindrosa do Beherega; criador e expositor Andrei Marcelo Figueiredo Andrade, Cabanha Bom Jesus, Urupema/SC Ginete: Fábio de Carvalho Gonçalves Nota: 10,720

OEA Sarrafo, filho de BT Hospedeiro e OEA Olívia; criador Olavo Epaminondas de Almeida e expositor Paulo Roberto Salles Ginete: Reinaldo Kreusch Nota: 51,50

2º Lugar

NMJ Castelhana, filha de Húngaro Vencedor e Garrucha Alegre; criador e expositor Nelso Mees Júnior, Cabanha Entre Rios, Pouso Redondo/SC Ginete: Mateus Fernandes Verde Nota: 9,774

3º Lugar

Cambona da Villa Verde, filha de Hilário do Purunã e JA Zaina; criador Décio Bogo e expositor Edoardo Maes Schulz, Cabanha Campo Alegre, Campo Alegre/SC Ginete: Heitor Augusto Gomes Nota: 8,727

Movimiento a La Rienda Pomerode/SC 5 e 6 de abril Técnico: Adolfo José Martins Neto Jurado: Vicente Mafra

Profissional

2º Lugar

Bruxo da Villa Verde, filho de Imperador do Purunã e OK Macumba; criador Décio Bogo e expositor Délcio Luís Spézia, Cabanha ASD, Jaraguá do Sul/SC Ginete: Miguel Voss Ouriques Nota: 49,50

Quadrilheiro do Itapororó, filho de Macanudo do Itapororó e Lâmina do Itapororó; criador Nestor M. Jardim Neto e Maria L. F. Jardim e expositor Sérgio Roberto Arruda, Fazenda Cajurú, Lages/SC Ginete: Marcelo Renato de Souza Nota: 54

11 a 13 de abril Técnico: Jorge Aginelo do Nascimento Jurado: Ronaldo Kreusch

Aspirante Feminina 1º Lugar Mapuche Duquesa, filha de Inverno de Santa Angélica e Mapuche Añera; criador e expositor Osvaldo e Renato Vacinaletti, Cabanha Mapuche, Pomerode/SC Ginete: Gonzalo Javier Nevas Nota: 52

Carlos Goularte montando Aurora da Altaneira e Manoel Rodrigues montando Zico de São Pedro Carlos Camargo montando BT Rioja e Marcelo Cairoli montando Dinamite da Reconquista Rodrigo Rivero montando Camb Meia Lua 245 e Guinter de Quadros montando Camb Lança 311 Willian Reis montando Quilapy Quilombo e Onildo Nunes montando PO Ybaré

2º Lugar

Quaraí/RS

Haragano de São Cristovão, filho de Buenacho 04 do HV e Januária de Santa Angélica; criador Tiago Peretto e expositor João Justino Accioli de Vasconcellos Ginete: João Justino Accioli de Vasconcellos Nota: 44,50

Mapuche A-Guatana, filho de Santa Elba Señuelo e Tranqueadora Hechicera; criador Cabanha Mapuche e expositor Osvaldo e Renato Vacinaletti, Cabanha Mapuche, Pomerode/SC Ginete: Odair José do Amaral Nota: 50,50

13 de abril Técnico: Manoel de Macedo Pons Neto Jurados: José Carlos Silveira e Taison Pontes

Iniciante

3º Lugar

Força A

3º Lugar

1º Lugar Capanegra Foxtrot, filho de BT Faceiro do Junco e Jurista Tupambaé; criador Fernando Dornelles Pons e expositor Thiago Côrtes Linhares Ginete: Tiago Cortês Linhares Nota: 53

2º Lugar Harmonia Puchero, filho de Capella El Trapiche T e Capela Espada; criador Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda e expositor João Justino Accioli de Vasconcellos Ginete: Jeferson Hoffmann Nota: 46,50

3º Lugar 1º Lugar

Londrina/PR

Favorito do Encanto Crioulo, filho de Aqui Estoy da Santa Juvita e Manduara Chico; criador Cleones Raniere dos Santos e expositor Jean Carlo Cardozo Ginete: Jean Carlo Cardoso Nota: 33

Potros Novos

2º Lugar

1º Lugar

OEA Tamoio, filho de BT Hospedeiro e OEA Pólvora; criador Olavo Epaminondas de Almeida e expositor Luciano Rodrigues Ginete: Marcelo Renato de Souza Nota: 52

Mapuche Guinda, filha de San Pedro Cauquen e Mapuche Domitila; criador e expositor Osvaldo e Renato Vacinaletti, Cabanha Mapuche, Pomerode/SC Ginete: Cesar Hardt Nota: 43,50

3º Lugar

2º Lugar

OEA Manduca, filho de BT Hospedeiro e Vesper de Pai Passo; criador e expositor Olavo Epaminondas de Almeida, Cabanha OEA, Uruguaiana/RS Ginete: Ronaldo Kreusch Nota: 49,50

Mapuche Galatea, filha de San Pedro Cauquen e Mapuche Desdemona; criador Osvaldo e Renato Vacinaletti e expositor João Justino Accioli de Vasconcellos Ginete: João Justino de Vasconcelos Nota 32,50

Mapuche Garufa, filho de Calfiao Pandillero e Olinda de Santa Angélica; criador e expositor Osvaldo e Renato Vacinaletti - Cabanha Mapuche, Pomerode/SC Ginete: Jairo Ferreira Rodrigui Nota: 49,50

1º Lugar Flávio Piegas montando Garoa 456 de Nazareth e Nelson Perez montando Jóia da Ouro Branco

2º Lugar

Paleteada Alegrete/RS 6 de abril Técnico: Christina Freitas Bandeira de Mello Jurados: Gustavo Ribeiro e Luciano Amaral

Força A 1º Lugar Carlos Goulart montando Faceira II da Camila e Carlos Ratz montando Saludo de Santa Angélica

2º Lugar Luiz Bastos Neto montando Faceiro da Ronda e Alair Júnior montando Felizardo da Ronda

3º Lugar Edson da Rosa montando Tohuela do Itapororó e Carlos Loureiro de Souza montando Querência II do Itapororó

Demais habilitados Valdoir Pinto montando Último Rigoroso 106 do Jarau e Orlando Bandeira montando Paysano 65 do Jarau Adão Lopes montando AV Vinho Tinto e Rafael Mota montando Sorro Baio da Tropilha Mansa Carlos Teles montando Sorro II de Pai Passo e Alessandro Brum montando Princípio Ilusão

Ivan Carvalho montando Uca Tropeiro e Márcio Carvalho montando Sendero Criollo Candidato II

3º Lugar Rodrigo Riveiro montando Camb Meia Lua 245 e Guinter de Quadros montando Camb Lança 311

Demais habilitados Tiago Saldanha montando Antúrio do Manantial e Renan Saldanha montando Atrevido da Rama Negra Renan Saldanha montando Gostoso da Barragem e Tiago Piaggio montando Fogo Cruzado 16 da Alfama Cristiano Hasse montando Íntegro do Boeiro e Everton Souza montando Homenageado do Boeiro João Carlos Giupe montando La Esperanza Cadenero e Marcelo Carvalho montando Laçador 184 do Jarau Márcio Arce montando We Intrusa e Fabiano Nunes montando We Isis Orlando Bandeira montando Bugio da Tradição e Martin Gadret montando Ibirocai do Guapitangui Naco Lopes montando Dom Camurra da Rama Negra e Rodrigo Chaves montando Mercenário da Branca

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

61


Santa Vitória do Palmar/RS 12 e 13 de abril Técnico: Carlos M. Gonçalves Neto Jurados: Pedro Bastos e Carlos Sá Azambuja

Hildo Quevedo montando Concertina do Mate Doce e Rude Penso montando Carmensita do Mate Doce Cassio Souza montando SE Tradição e Renato Morroni montando Dorado da Umbelina Conrado Amaral montando Domingueira do Kantão e Igor Feijó montando Outono dos Campos Neutrais

Força A 1º Lugar João Vítor Dutra montando Milonga Buena da Morada Nova e Ricardo Peres montando Obra Prima da Morada Nova

2º Lugar

Dom Pedrito/RS

José Terra Cardoso montando Enlace da Dona Silvina e João Terra Cardoso montando Fiadora da Dona Silvina

13 de abril Técnico: Daniel Rossato Costa Jurados: Torquato Petrarca e Pedro Móglia

3º Lugar

Força A

Leonardo Teixeira montando Harmonia Señuelito e Renan Florio montando Paisano do Purunã

1º Lugar

Demais habilitados Paulo Barbosa montando Herdeiro da Ouro Branco e João Carlos Passos montando Truco da Pousada Ricardo Peres montando Norteño da Morada Nova e João Vítor Dutra montando Lembrança da Morada Nova

62 Cavalo Crioulo | Maio

2014

Mario Suñe montando Campana Obra-Prima e Armando Duarte montando Campana Resolana

3º Lugar Léo Marques montando Capanegra Guaraná e Walter Marques montando Lord Cala Bassa

Demais classificados

Mario Suñe montando Campana Chimarrão e Guilherme Abascal montando Campeira do Macanudo Aluízio Perez montando Querencia II do Itapororó e Carlos Loureiro de Souza montando Torhuela II do Itapororó

Santa Rosa/RS 27 de abril Técnico: Fernando Segala Gravina Jurados: Jaime Bicca e Maycon Colpo

Força B 1º Lugar

Mário Saldanha montando Entonado do Recomeço e Jaime Molina montando Operário do Pedro

Eliton Pinto montando Chamullenta Cala Bassa e Sérgio Augusto Ferraz montando Abadia Cala Bassa

Força B

2º Lugar

1º Lugar

Eliton Pinto montando Entusiasmo Cala Bassa e Sérgio Augusto Ferraz montando Guindo Cala Bassa

Caroline Santos montando Caudilho do Capão Bonito e Walter Souza montando Posteiro da Rama Negra

2º Lugar Michele Machado montando Retorno de Pai Passo e Marcos Jacques montando Indio Armelin

2º Lugar

3º Lugar

Thiago Teixeira montando Encarnacion Cala Bassa e Guilherme Abascal montando Lanquera Cala Bassa

Gustavo Martins montando Gato Pardo Cala Bassa e Felipe Rockembach montando Campana Muy Amigo

3º Lugar Sandro Dorneles montando Pivete de Pai Passo e Pablo Fialio montando Floteador da Matarazzo

Demais classificados Adelar Almeida montando Jeitoso de Santa Angélica e Felipe Scherer montando Dengosa da Santa Juvita


Geral

Cavalos mais mansos, obedientes e adestrados são a marca do La Rienda Foto Felipe Ulbrich/Arquivo ABCCC

Andressa Barbosa

A

união do adestramento ideal com a equitação perfeita. Essas são algumas das principais nuanças trazidas pelo Movimiento a La Rienda, categoria que desde 2010 vem conquistando cada vez mais adeptos no Brasil. Consolidada como a principal prova de adestramento argentina e chilena há décadas, a aposta brasileira é de evidenciar aqui também a relevância e as colaborações que podem ser encontradas na categoria hermana. Sob o objetivo de provar as condições de adestramento do cavalo Crioulo, a prova consiste na avaliação de oito movimentos, considerados como básicos da equitação: andaduras, esbarradas, troia, oito, volapie, giro de patas, desmontar e montar e, por último, recuo. Olhando assim pode-se perceber que alguns desses itens são cobrados na maior prova da raça, o Freio de Ouro. Entretanto, apesar de muitos corredores reforçarem essas semelhanças, o julgamento do La Rienda é ainda mais técnico e minucioso ao priorizar a correção do movimento antes da velocidade. Atualmente quatro categorias avaliam a capacidade do ginete e do cavalo em conseguir executar as manobras com a maior correção possível: profissional, amador, iniciante e potros novos. Campeão da edição 2012, o ginete Vicente Mafra, da Cabanha Mapuche uma das maiores incentivadoras da categoria no Brasil - é um dos defensores da importância da categoria no país. Com a experiência de quem se dedica há 11 ao Freio de Ouro e outros quatro ao La Rienda, além de correr, Mafra também julga a modalidade importada. “Às vezes tem gente que olha de fora e acha que é fácil por não ter boi, mas é uma prova muito difícil”, explica. Conforme Mafra, é importante escolher um animal com força e expressão evitando os cavalos mais apáticos. Ao mesmo tempo, exemplares agitados demais precisam ser domados para aprenderem a obedecer os comandos do ginete com precisão, pois isso é o que vale na hora da prova. Apesar dos admiradores e participantes da modalidade buscarem seu próprio treinamento - pois não há capacitações específicas para “formar ginetes especializados em La Rienda” - Mafra

Bicampeão na modalidade, Pedro Móglia sugeriu a criação da categoria Potros Novos para ampliar o leque de avaliações

ministrou um curso recentemente no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande/MS. O encontro aconteceu durante a classificatória da categoria na cidade no final de abril e as informações foram apresentadas a estudantes para difundir a modalidade.

novo tem que montar um cavalo velho, pois ele já vai te ensinando alguma coisa”, aponta Móglia. Da mesma forma, a troca de aprendizados acontece também da forma inversa, pois quando o cavaleiro é mais experiente é interessante aprender novas situações que somente um potro poderia proporcionar.

Foco nos mínimos detalhes

A relevância desse panorama é tanta que o treinador sugeriu à Comissão do Movimiento a La Rienda a criação de uma categoria exatamente para possibilitar que o cavaleiro seja submetido a situações inesperadas. Incorporada neste ano, a categoria Potros Novos promete colocar esses elementos à prova. “Um cavalo mais velho tem muito mais vantagens, um novo pode fazer algo diferente”, declara Móglia ao defender o fator surpresa como um elemento importante a ser considerado nos testes.

De acordo com o bicampeão na categoria, Pedro Móglia, os treinamentos do Freio de Ouro e o do La Rienda são semelhantes e quem já atua com o foco na maior competição Crioula está um passo à frente. “É parecido com o treinamento do Freio, a diferença é na hora de correr a prova”, diz. As divergências estão no adestramento que deve ser mais focado na disciplina e na conclusão mais criteriosa e detalhada dos movimentos. “O grande segredo é ter um adestramento bem feito”, indica.

A criação da categoria Potros Novos Outro ponto levantado é a contribuição da idade do animal para o treinamento. Como um cavalo mais velho pode ter passado por várias preparações, certamente ele terá uma bagagem maior, inclusive, com capacidade para ensinar o ginete iniciante. “O cavaleiro

Flexibilidade Outro diferencial da modalidade é não precisar ter um cavalo com perfil de campeão funcional ou destaque em morfologia. Como a exigência é o adestramento, a conformidade do animal é o que menos conta. “O cavalo não precisa ser bonito, tem que ser bom, manso, ligeiro, com boa andadura”, afirma Móglia. Se o cavalo já tiver passado por algum

treinamento anterior, cerca de quatro meses de dedicação podem prepará-lo para competir no La Rienda. Já com os animais novos é necessário aproximadamente um ano. Por ser uma prova cujas exigências são sempre os mesmos movimentos, a atividade é caracterizada por um roteiro destinado a conseguir um cavalo manso e obediente. Desta maneira não envolve riscos e, portanto, pode ser praticada até mesmo por cavaleiros iniciantes. A dica para quem está pensando em ingressar na modalidade é conhecer bem a prova e focar na correção dos movimentos.

Equitação aperfeiçoada Campeão da edição 2013 do Movimiento a La Rienda no lombo de CAC Cajuru Barão, Golbery Vasconcellos é outro ginete com adoração pela modalidade hermana. Segundo ele, a maior contribuição para os treinamentos brasileiros é a melhoria da qualidade da equitação. “Depois de um ano até o ginete se porta melhor”, destaca. Já a opinião de Vasconcellos diverge das demais no que se refere ao perfil morfológico do animal. Em sua avaliação a morfologia do cavalo interfere sim e a escolha de um animal com um biotipo mais equilibrado seria o mais indicado.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

63


64 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Geral

Desempenho em provas de resistência pode indicar padrões Foto Felipe Ulbrich/Arquivo ABCCC

Andressa Barbosa

Q

uando se fala em cavalos competidores pensa-se muito no excelente desempenho da raça Crioula. Entretanto, como qualquer tipo de atleta, esses animais também estão sujeitos a processos inflamatórios devido ao alto esforço nas provas. Em uma de suas linhas de pesquisa, o coordenador do Grupo de Medicina de Equinos e responsável pela Clínica de Equinos da UFPel, Carlos Eduardo Wayne Nogueira, avaliou o perfil das proteínas inflamatórias e o padrão metabólico dos cavalos Crioulos antes e depois de competições. Dentro do conjunto de projetos destinados a fornecer dados científicos sobre a raça, o objetivo era determinar marcadores de desempenho dos finalistas e apontar como os cavalos se comportam durante as provas de resistência e velocidade. O estudo iniciou em 2012 com a Marcha de Resistência de Santo Antônio da Patrulha. Na sequência, os mesmos parâmetros foram analisados no Freio de Ouro 2013. Nogueira esclarece a necessidade de definir o padrão metabólico como ferramenta para detectar processos inflamatórios não identificados na clínica veterinária. No conjunto das variáveis consideradas uma das dúvidas era qual o comportamento dos cavalos ao ficarem 30 dias sem exercícios, mantidos apenas a pasto e sem suplementação alimentar. Neste caso, uma das constatações sobre a influência metabólica da raça Crioula - em uma competição de 750 quilômetros em condições naturais, por exemplo - foi a de que os cavalos utilizam a energia reserva como metabolismo para a prova.

Precisão nas informações Nogueira afirma que a intenção é utilizar os conhecimentos existentes em outras espécies para determinar os medidores na raça Crioula. Dessa forma, no campo das proteínas figuram nomes como ceruloplasmina, albumina, transferrina, imuglobina A e G, glicoproteína e haptoglobina, mas a amiloide A ocupa destaque. Alvo de outros estudos que fazem

Leilões do Bocal de Ouro superam os R$ 6,5 milhões Nestor Tipa Júnior

E

m cinco leilões realizados durante o Bocal de Ouro, o faturamento chegou a R$ 6,54 milhões. Ao todo foram vendidos 216 lotes da raça Crioula nos eventos realizados durante os dias da competição.

Estudos iniciaram em 2012 durante a Marcha de Santo Antônio da Patrulha/RS

a mesma conexão, a amiloide A é considerada uma marca importante relacionada ao desempenho de cavalos atletas. “É o melhor marcador de performance”, destaca o pesquisador. Se as hipóteses forem confirmadas, a medição dos níveis de proteínas de fase aguda pode não só ajudar a compreender a sua influência no desempenho da raça em atividades físicas de longa duração, como também ser um instrumento para avaliar processos inflamatórios agudos antes e depois de exercícios prolongados. Por enquanto, o que se pode divulgar mais concretamente é de que na Marcha foi verificado que os piores resultados nas provas correspondiam aos animais com o valor mais elevado das proteínas de fase aguda. Já as conclusões das amostras coletadas no Freio de Ouro ainda precisam ser convertidas, pois a pesquisa utilizou um tipo diferenciado de sistema métrico. A expectativa é de que o resultado completo seja divulgado em breve. Além do acompanhamento do Jornal Cavalo Crioulo, a estimativa é de que o material seja publicado em revistas científicas nacionais.

Radiografia do projeto Nome Freio de Ouro Objetivo Determinar marcadores de desempenho dos animais através da avaliação de proteínas inflamatórias e perfil metabólico dos cavalos antes e depois do Freio de Ouro Animais avaliados 59 cavalos finalistas Pesquisadores envolvidos cerca de 35 Duração Análises entre 2012 e 2013 Execução Apuração concluída, está em fase de finalização das conclusões Responsáveis Carlos Eduardo Wayne Nogueira, Lorena Alvariza Amaral e Bruna dos Santos Suñé de Moraes Investimento R$ 4,4 mil

Abrindo a comercialização, o evento da Cabanha Reservada faturou R$ 691 mil. No dia seguinte foi a vez do Condomínio Itapororó e Santa Marta, com o evento de maior faturamento do Bocal, fechando em R$ 2.107,5 milhões. No terceiro dia as cabanhas 3J, La Castellana e Don Marcelino tiveram resultado de R$ 851,5 mil. Já a Cabanha Malke chegou a R$ 1,727 milhão em vendas. Fechando os leilões do Bocal de Ouro, o remate Sol de Maio e Convidados finalizou a comercialização em R$ 1,165 milhão. Para os leiloeiros que estiveram nos remates do Bocal de Ouro, as vendas estão refletindo o momento de um mercado aquecido e em expansão da raça Crioula. Marcelo Silva considerou positivo o resultado dos leilões realizados no evento que mostraram que apesar da grande oferta há uma demanda forte pelos animais da raça. “Tínhamos projetado um resultado entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões e superamos este objetivo. Isto nos deixa muito alegres com este belo desempenho da raça e com grande expectativa para os leilões que vêm na sequência”, destaca. Já o leiloeiro Fábio Crespo avalia que os resultados das pistas de provas também repercutem nas pistas de vendas de animais, inclusive atraindo interesses de criadores de todo o Brasil. “Tivemos provas maravilhosas aqui no Bocal que mostram a evolução da raça e que refletem também na comercialização. Tem mais gente entrando neste mercado e buscando os melhores animais. De janeiro até agora, nas empresas que eu faço leilão, vendemos para 17 estados. Estamos com grandes leilões pelo país”, salienta.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

65


Expansão da raça fora do RS esbarra na falta de profissionais Foto Débora Borba/ Arquivo ABCCC

mente um apoio institucional forte seria capaz de reverter o panorama. “A ABCCC tinha que começar a pensar como uma montadora de veículos. Ninguém vai comprar um carro sem manutenção”, apontou. Takis enfatizou ainda o sentimento que diz ser partilhado por muitos criadores de outras regiões do país que alegam se sentir desamparados de uma assistência mais próxima e atuante em defesa da valorização fora do eixo Rio Grande do Sul Paraná. “Existem dois mundos, um do Paraná para baixo e outro do Paraná para cima”, finalizou.

Dificuldade está em encontrar mão de obra qualificada para o manejo campeiro Andressa Barbosa

D

iferente dos estados como Paraná, Santa Catarina e, principalmente, o Rio Grande do Sul, em outras regiões do país a cultura do cavalo Crioulo não nasceu no berço. Esta distinção poderia parecer simples ou até sem importância, se não fosse o forte impacto que provoca. Para os criadores de outros estados não dispor “da veia campeira” é sinônimo de não ter quem exerça com qualidade as atividades do setor que tem tudo para se expandir e crescer cada vez mais, exceto, mão de obra qualificada. O criador do município de Montes Claros de Goiás/GO, Felipe Takis, trabalha com cavalo Crioulo há cerca de três anos e meio e desde seu ingresso na atividade enfrenta o mesmo problema: a falta de bons profissionais. Ele conta já ter perdido um animal de R$ 80 mil devido ao quadro de funcionários ter conhecimento muito limitado do manejo com o cavalo Crioulo. Somente no ano passado três potros também morreram por falta de cuidado especializado.

Além da perda de um de seus exemplares mais caros, não é apenas o prejuízo financeiro que precisa ser gerenciado, o tempo para a realização de cada atividade também é outro agravante. “Quando não sabem o que estão fazendo levam mais tempo“, afirmou. 66 Cavalo Crioulo | Maio

2014

Sem profissionais até para formar os novos Entre as alternativas já arriscadas, Takis chegou a pensar em incentivar a formação de peões em seu próprio estado. Ele tentou, inclusive, oferecer um estágio remunerado para formar os profissionais para o trabalho, mas nem mesmo pessoas para repassar as técnicas foram encontradas. Profissionais de qualidade naturais de municípios fora do Sul são praticamente nulos e nem mesmo a importação dessa mão de obra serve como alternativa. “Para cavalo Crioulo não existe mão de obra qualificada fora do Rio Grande do Sul”, reclama. Segundo Takis os poucos trabalhadores do ramo com interesse em aceitar as vagas ofertadas também não solucionam o problema, pois na maioria dos casos exigiram remunerações exorbitantes para o grau de competência apresentado. “Os peões estão querendo salários altos demais. Eles não têm conhecimento nenhum para o pagamento que querem”, reclamou. Neste conjunto o prejuízo é ainda maior quando mesmo depois de importar mão de obra e, portanto, mais cara, o peão não corresponde à função, precisa ser demitido e enviado de volta a seu estado de origem. Ciente de que não pode contar com o apelo cultural gaúcho fora de seu solo, na opinião do criador so-

Reforço na valorização fora do Sul Durante a reunião de Núcleos da Região 6, em 18 de abril, durante o Bocal de Ouro em Esteio/RS, o presidente da ABCCC, Mauro Ferreira, falou da importância em fomentar a raça Crioula fora do eixo Sul do país. Na ocasião o gestor defendeu a necessidade de criar mais credenciadoras ao Freio de Ouro e morfologias passaporte fixas em outras regiões brasileiras. Segundo o presidente, a ideia é reforçar a presença da entidade junto aos criadores fora dos estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A primeira estratégia é o oferecimento de provas mais próximas das propriedades. “Do Paraná para cima tudo é área de fomento”, declarou. De acordo com Ferreira, a ABCCC está ciente da necessidade de elevar a presença da entidade em outras regiões. Com este foco vem implementando uma série de alternativas. “Há ações muito mais do que planos”, afirmou o presidente referindo-se ao aumento das morfologias passaporte fora do Sul do país - em 2012 havia apenas uma seletiva fora do RS e em 2014 passou para cinco provas. Também sobre o crescimento da demanda institucional em outras regiões, Ferreira projeta a melhoria do atendimento em loco dos criadores com o aumento da cobertura do território. “Estudamos que mais cedo ou mais tarde vamos ter que ter um escritório da ABCCC radicado mais no centro do país”, argumenta. A expectativa é de São Paulo ser a possível escolha e se torne um elo mais perto dos criadores de outras regiões com a associação.

Mestrando realiza pesquisa sobre doma Luísa Garcia

I

ncentivado pelo ambiente no qual cresceu e na relação com cavalos que mantém desde muito jovem, o mestrando do programa de pós-graduação em Antropologia na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Daniel Vaz Lima iniciou um estudo sobre doma em 2013. A pesquisa, que segue uma linha da antropologia, faz uma análise da relação do homem campeiro com o cavalo e os instrumentos de doma, aprofundando o estudo na técnica e expressão da doma e suas atualizações. Na Universidade, Lima participa do grupo INRC (Inventário Nacional de Referências Culturais), com foco nas lidas campeiras da região. Depois de ter escrito a monografia de conclusão de curso com base na relação do homem com o cavalo na doma, optou por manter o âmago de seu projeto de mestrado no mesmo caminho. A sequência da pesquisa terá como principais focos a expressão da doma, o papel do cavalo na lida e a atualização da técnica de doma. Segundo o pesquisador, a doma tradicional é vista, por alguns, de forma agressiva e parte dos domadores mais tradicionais considera a doma racional pouco funcional. “As pessoas têm a impressão de que só porque as lidas campeiras em geral estão sendo atualizadas conforme demanda a sociedade, elas estão no fim e o modo de vida gaúcho está sendo extinto. Na verdade o mundo rural está sendo transformado para que haja maior adaptação, uma vez que atualmente há tantos centros de doma no interior quanto no meio urbano”, conta. Ainda assim, lembra que há domadores que utilizam a doma racional e a tradicional simultaneamente, então também há a aceitação dos novos métodos. Lima afirma que há diversos aspectos a serem estudados sobre a doma e que os principais, além da atualização e das técnicas, são a questão de centros de doma no campo e na cidade, da aceitação dessas mudanças no mundo rural, a visão social da lida e a mulher na doma. Conforme conta o pesquisador, há poucos trabalhos sobre doma e lidas campeiras na área das ciências humanas. “Essa é uma desvantagem, mas ao mesmo tempo uma vantagem. O assunto da minha pesquisa possui muito a ser explorado, no entanto, não há muito no que eu possa me basear para o estudo.” A previsão de resultado do trabalho é para setembro deste ano e até então o pesquisador pretende incluir em sua pesquisa os principais objetos utilizados para a doma.


Geral

Publicação resgata a história do campeiro Maneco Pereira, o ginete que laçava com o pé Reprodução ABCCC

com o pé, a obra foi escrita pelo historiador Osório Santana Figueiredo e já está em sua terceira edição. O exemplar chegou à entidade por meio de um tetraneto de Maneco, Geonir Edvard Fonseca Vincensi, que enviou o material após conferir a pequena memória dos feitos do laçador resgatada pelo JCC. Publicado pela primeira vez em 1967, o livro traz conteúdos recolhidos e elaborados pelo autor através de pesquisa documental e também baseado na convivência com familiares próximos e conterrâneos de Maneco. Vincensi, que traz no sangue e na origem o gosto pela lida campeira, também é criador de Crioulos e proprietário da Cabanha Maneco Pereira, localizada no município paranaense de Francisco Beltrão. A estância, que possui registro junto à ABCCC, foi criada no ano de 2004 em homenagem ao ilustre familiar.

O homem que ficou na história

Biografia mostra a trajetória do campeiro e suas curiosas habilidades como ginete Francine Neuschrank

P

ublicado na seção Memória ABCCC do Jornal Cavalo Crioulo (JCC), na edição de dezembro 2013, o resgate da história da célebre e curiosa figura de Manoel Bento (Maneco) Pereira, o campeiro

que laçava até com os dedos dos pés, chamou a atenção de alguns leitores. Em resposta ao conteúdo divulgado, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) recebeu um livro dedicado a contar parte da biografia do famoso ginete. Intitulada Maneco Pereira: o homem que laçava

A hábil prática na arte de laçar e a intimidade com o cavalo elevaram a figura de Maneco Pereira ao status de personagem lendário da cultura campeira, principalmente no cenário gaúcho. O ginete alcançou a fama a partir de suas exímias exibições com o laço nas mãos - ou no pé, neste caso. Símbolo de dedicação e valentia, inclusive por manter a prática da atividade aos 70 anos de idade, o laçador hoje é considerado o patrono do campeirismo no Rio Grande do Sul.

Segundo os dados levantados pela obra de Figueiredo, Maneco nasceu no ano de 1948, na cidade gaúcha de Rio Pardo, mas logo sua família se mudou para o município de Rosário do Sul, localizado no mesmo estado. Também junto aos registros, conta-se que grande parte de sua reputação foi construída em São Gabriel/ RS, local onde passou seus últimos dias de vida - período em que não abandonou o hábito de montar seu tordilho de confiança - e onde faleceu no dia 11 de fevereiro de 1926. Como homenagem ao ginete, o movimento tradicionalista gaúcho passou a comemorar o Dia do Campeiro na data da morte do laçador.

Habilidade compartilhada entre gerações A obra que conta trechos da vida do ginete de habilidades singulares também revela que a aptidão para a montaria e o amor pelos cavalos foram herdados pela neta materna de Maneco, Maria Manoela Pereira de Moura, nascida no ano de 1913, natural de São Gabriel/RS. Chamada de Maneca Pereira, em alusão e homenagem ao avô, a campeira demonstrou, desde jovem, o interesse e a vocação para as atividades campeiras. Para dominar a arte da equitação e da doma, a ginete contou com o treinamento do próprio Maneco, que se dedicou a ser o mentor da neta e teve nela refletidos seus feitos memoráveis e suas habilidades conservadas por mais tempo na história.

Declaração anual de rebanho obrigatória deve ser feita até 31 de maio Luísa Garcia

P

roprietários ou responsáveis pela criação animal, de qualquer tipo, têm até o dia 31 de maio para fazer a declaração de rebanho junto à Inspetoria Veterinária e Zootécnica de sua cidade. A atualização, que é obrigatória e anual, gera multa ao estabelecimento que perder o prazo.

Em 2001, foi decretada a lei que tornou obrigatória a declaração anual de rebanho. Porém, uma novidade é que neste ano as multas estarão um pouco

mais altas. Os valores variam conforme a quantidade de animais que o criador possuir e não cadastrar, sendo que a nova taxa mínima é de R$ 916,39.

atualizavam seus cadastros. Em maio de 2013 mudamos a situação, principalmente devido ao grande crescimento da imagem do cavalo na sociedade”, conta.

eventos, trabalho e qualquer outro tipo de serviço com o equino o cadastro é necessário e quanto mais animais, mais cara é a multa.

A funcionária da Inspetoria Veterinária e Zootécnica de Pelotas, Jaqueline Fadrique, conta que até maio de 2013 o preço da multa era consideravelmente menor e havia mais facilidades, no entanto, foi necessária maior rigidez e foi implantado um novo decreto estadual. “Até ano passado a multa cobrada custava em torno de R$ 30,00 mas os criadores, principalmente de equinos, não

Segundo Jaqueline, a quantidade de eventos, empregos e indústrias voltados ao cavalo fez com que a lei se tornasse mais rígida. Outro foco da mudança é o objetivo de acabar com a compra e venda de animais sem documentação, o que é proibido. No entanto, o criador não pode se enganar: a isenção de taxa e cadastro para os cavalos é válida apenas para o trânsito do animal. Para

Portanto, os criadores de cavalos Crioulos devem estar atentos ao prazo de atualização do cadastro de seu rebanho ou de seu animal, mesmo se possuir apenas um exemplar. É necessário que o proprietário procure a Inspetoria Veterinária e Zootécnica de seu município e solicite o serviço dentro do prazo para evitar o pagamento de taxas adicionais.

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

67


Geral

Programa de rádio Pelos e Procedência fomenta o cavalo Crioulo pela internet Foto Divulgação

entrevistas, uma série de quadros com temáticas diferentes integram a produção, combinando atualização de informações, agenda de eventos, participações ao vivo via internet e interação com criadores e demais ouvintes por telefone e também pelas redes sociais.

E

m plena expansão por todo o país, a raça Crioula cada vez mais marca presença nos meios de comunicação e, há pouco menos de um ano, o cavalo Crioulo passou também a ocupar um espaço semanal na rádio on-line. Todas as quintas-feiras, das 20h às 23h, temáticas ligadas à raça vão ao ar no Programa Pelos e Procedência

Do estúdio ao campo Além das transmissões tradicionais, a produção conta com edições itinerantes, quando o programa sai do estúdio e vai às propriedades ou a localidades específicas, de onde é transmitido ao vivo. Em uma dessas edições diferenciadas, inclusive, o programa alcançou sua maior audiência. Feita diretamente do Sindicato Rural da cidade de Guaíba, a edição que contou com a presença do cavaleiro multicampeão das Rédeas, Jango Salgado, conseguiu reunir 15 mil ouvintes acompanhando a entrevista.

da rádio Tertúlia, com apresentação e produção de Rodrigo Alegrete e Clóvis Souza Prates.

Idealizador do programa, Alegrete é proprietário da raça e sócio do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos da Sexta Região. Interessado em propiciar um espaço para falar sobre os Crioulos, o apresentador buscou parceria com a rádio nativista Tertúlia e desde o dia 10 de junho de 2013 - data em que a primeira edição foi ao ar - conduz três horas semanais de programação voltada à discussão da raça na emissora. “Sempre tive muitos conhecidos ligados à raça, como criadores, ginetes, treinadores, veterinários e técnicos da ABCCC. Então, sempre tive todo o suporte desses profissionais em suas participações no programa”, conta ele.

Contando com uma audiência de cerca de seis mil ouvintes por programa, a produção semanalmente traz um entrevistado do mundo crioulista, que aborda assuntos como regulamentação da raça, modalidades, doma, técnicas de manejo, treinamento e cuidados com a saúde dos animais. Além das

Único membro do programa em sua criação, o apresentador acompanhou o rápido crescimento da produção e a grande proporção alcançada motivou a ampliação da equipe. Fotógrafo profissional e responsável por coberturas de eventos do cavalo Crioulo, Clóvis Souza Prates passou de ouvinte à integrante da atração e,

Dia 10

Dia 17

Junho

21h – Leilão Criadero Las Callanas Pelotas/RS

Dia 7

A cada edição um crioulista fala sobre o mundo da raça para seis mil ouvintes Francine Neuschrank

há cerca de dois meses, começou a fazer parceria com Alegrete na produção dos conteúdos e também durante as transmissões.

Programa Pelos e Procedência Quando? Nas quintas-feiras, das 20h às 23h Onde? www.radiotertulia.com

CALENDÁRIO DE REMATES Maio

19h – II Leilão de Potros Três Corações Gramado/RS

Dia 2

II Remate Capoense de Cavalos Crioulos Muitos Capões/RS

21h – Leilão Raça e Função – Bagé/RS

20h – Cavalos Crioulos Guarda Velha Água Santa/RS

Dia 11

21h – 3º Leilão Laço de Ouro Fenii Ijuí/RS

Dia 3

19h – Leilão de Potros Cabanha Judá e Cabanha Passo a Passo – Glorinha/RS 20h – Leilão Cabanha Rio Bonito Ponta Grossa/PR

12h – 20º Remate Campeiro – Bagé/RS 21h – V Remate Quatro C Santa Maria/RS

Dia 24

21h – Leilão Maufer – Esteio/RS

Dia 14

Leilão Estância Liberdade – Esteio/RS

Dia 20

Remate Dom Alberto 20 anos Vacaria/RS

Dia 16

Leilão Cabanha São Marcos – Vacaria/RS 21h – Remate Saff e Mapuche Joinville/SC Noite do Cavalo Crioulo – Leilão de Coberturas – Santo Ângelo/RS

VI Remate Redomão Crioulo Pelotas/RS

Dia 6

Dia 17

2014

21h – Remate Raça – Pelotas/RS

Dia 13

Dia 13

25º Remate Santa Edwiges 2014 Pelotas/RS

68 Cavalo Crioulo | Maio

12h30min – Shopping Pelotas – Pelotas/RS

21h – 1 º Remate Premiado Santa Cinilda e Convidados – Santa Rosa/RS

20h – 4º Leilão Sorte Crioulo Veranópolis/RS

21h – Leilão Virtual Crioulos de Livramento – Leilão Virtual

Dia 18

Cabanha Escondida e Convidados – Uruguaiana/RS

21h – Leilão do NCCC da Serra Catarinense – Lages/RS

Dia 21

Dia 25

Dia 27 21h – Remate Capão da Lagoa Esteio/RS 1º Leilão Estância Rio da Pedra e Amigos – Araranguá/SC Dia 28 21h – Leilão Cabanha Mapa Gaúcho Esteio/RS

Saiba mais em: www.abccc.com.br


Geral MURAL

O

Blog Repórter Farroupilha, do G1 - O Portal de Notícias da Globo, acompanhou os lances da raça Crioula do Bocal de Ouro 2014 em Esteio/RS no mês de abril. Entretanto, a cobertura não deve parar por aí, pelo contrá-

rio, o veículo passará a oferecer as notícias do Cavalo Crioulo frequentemente. Confira no site www.g1.com. br/reporterfarroupilha e na fan page www.facebook.com/reporterfarroupilha.

* Curso com Jango Salgado

C

avaleiros, amadores ou principiantes terão a oportunidade de aprender com Jango Salgado - dez vezes campeão brasileiro de rédeas e duas vice-campeão mundial - como montar e controlar um cavalo. O curso acontece de 16 a 18 de maio e é voltado tanto para participantes montados como para ouvintes. A capacitação deve mostrar como os cavalos se movimentam e como o cavaleiro pode controlar a arrancada, a velocidade, a direção e

a parada dos equinos, por exemplo. O destaque ficará por conta do ensinamento das manobras específicas da modalidade de rédeas. O local é a Fazenda Primor que fica no município de Sapopema, Norte Pioneiro do Paraná - na região de Londrina. Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (14) 32276326, (43) 8442-7668, (43) 8419-6229, (14) 99652-3445 ou do e-mail contato@ fazendaprimor.com.br.

* Twitter oficial da ABCCC

A

lém do site e da fan page no facebook, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) também está no Twitter. Com mais esta ferramenta de comunicação em rede

social, os apaixonados pela raça também poderão encontrar informações e interagir neste canal. Siga o @ABCCCoficial e fique por dentro das notícias do universo Crioulo.

* Loja do Cavalo Crioulo oferece presente de Páscoa durante o Bocal de Ouro

C

om a coincidência da realização do Bocal de Ouro com o feriado de Páscoa a Loja do Cavalo Crioulo preparou uma surpresa para seus clientes. Neste ano, quem fez compras na loja instalada no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil em Esteio/RS recebeu um chocolate personalizado com a marca da ABCCC.

A ideia surgiu através da auxiliar da loja, Gabriela Branco, que sugeriu o presente temático à gerência geral da entidade. Além de priorizar pela qualidade dos produtos e do atendimento especializado, a ABCCC encontrou mais uma forma de agradar o seu público ao colocar a proposta em prática.

* Funcionários da ABCCC promovem Campanha do Agasalho

N

a contramão do clima, que com a proximidade do inverno passa a registrar temperaturas cada vez mais baixas, aumenta exponencialmente o número de pessoas carentes de solidariedade e sensibilidade. Pensando em mobilizar a atuação social dos seus colaboradores e levar um pouco mais de conforto a esses necessitados é que a ABCCC está promovendo a sua Campanha do Agasalho.

Verticais

A iniciativa partiu dos próprios colaboradores que se articularam e estabeleceram um ponto de coleta para doações de agasalhos e roupas de cama no salão da entidade. A campanha ainda não definiu quem serão os beneficiados dos donativos e também não tem prazo para encerrar. Interessados em contribuir podem entrar em contato com o Grupo Gaio pelo e-mail gaio@ abccc.com.br.

1

2

1. Cavalo que representará a raça nos Jogos Equestres Mundiais

3

2. Qualidade da raça Crioula importante nas provas de Enduro e Marcha 3. Página no Twitter com links para acompanhamento das notícias da raça Crioula 5. Pista de (...), local onde cavalos e ginetes se preparam antes da prova

4

Horizontais 6. Principal característica considerada na hora de comprar um cavalo,

8. Elemento avaliado nas provas do Movimiento a La Rienda

5

6 7 8

segundo pesquisa 7. Prova de resistência que exige a concentração prévia de 15 dias

Verticais: . 1.SJ Rodopio, 2. Resistência, 3. ABCCCoficial, 4. Cola, 5. Aquecimento;

4. O seu movimento, sem naturalidade, é penalizado

9

10

9. Movimento que passou a ser exigido nas classificatórias de Paleteada 10. Critério de seleção decisivo na triagem de cavalos

11

11. Único princípio ativo permitido no regulamento do antidoping é o anti-(...) 12. Guia de (...), a popular GTA

12

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

Horizontais: 6. Morfologia, 7. Marcha, 8. Adestramento, 9. Retomada, 10. Temperamento, 11. Inflamatório, 12. Trânsito Animal;

* Universo Crioulo no G1

69


José Schwanck prestigiou o Bocal de Ouro 2014 em Esteio/RS

Andreia Coelho assistiu à Morfologia Passaporte em Campo Grande/MS

Denise Maciel também esteve em Esteio/RS

Decio e Lucas Fonseca acompanharam a mostra do Mato Grosso do Sul

Fábio Camargo, Décio Bogo, Luciano Ghisleri, Lauro Martins, João Arísio e Adolfo Martins em Jaraguá do Sul/SC

Emília Motta e sua mãe em Campo Grande/MS

Em Campo Grande/MS também estiveram Ana Lúcia Coelho Paiva e Cynthia Todeschini Vieira Tannous

Onécio Prado Junior e Leandro Amaral assistiram a Exposição Passaporte do MS

Ciro Manoel Canto de Freitas julgou a Expo Outonal em Esteio/RS

Fabricio Rossatto e Carlos Alberto Marcondes também prestigiaram a passaporte do MS

Felipe Moraes, Lúcio Fontoura e Manuel Gonçalves foram jurados em Canguçu/RS

Sandoval Caramori comemorou duas vagas em Esteio/RS

Fotos: Felipe Ulbrich, Fagner Almeida, La Rural Foto e Vídeo, César Braga Oliveira, Fernanda Ribeiro Kencht 70 Cavalo Crioulo | Maio

2014


José Antônio Anzanello e Glauco Xavier no Bocal de Ouro

Bruna Teixeira, Amanda Dal Piva e Taiane Zocchetto foram vencedoras no Laço Feminino

Luiz Alberto Martins Bastos na passaporte em Uruguaiana/RS

Mauro Ferreira e Lucio Stacowski com o vencedor do Laço Criador, Yan Schnaider

Jorge Aginelo Nascimento e Estanislau Ciasca em Campo Grande/MS

A passaporte em Uruguaiana/RS teve a presença de Newton Alvin

Mariana Tellechea e Luiz Bastos Neto também acompanharam e mostra de Uruguaiana/RS

Iran Barros, João Medeiros e Marcelo Ferreira foram jurados em Itaqui/RS

O criador Eduardo Linhares prestigiou a mostra de Uruguaiana/RS

João Fontes, Thiago e Caio Habowsky assistiram a passaporte de Campo Grande/MS

Os jurados da prova de Santa Rosa/RS foram Telmo Ferreira, Álvaro Dumoncel e Jaime Bicca

Luiz Martins Bastos também assistiu o julgamento em Uruguaiana/RS

Fotos: Felipe Ulbrich, Fagner Almeida, La Rural Foto e Vídeo, César Braga Oliveira, Fernanda Ribeiro Kencht

Maio, 2014 | Cavalo Crioulo

71


72 Cavalo Crioulo | Maio

2014


Jornal Cavalo Crioulo - Maio 2014  

Edição nº 243 do JCC

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you