Page 1

SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM TRABALHO DE MONITORAMENTO GEOQUÍMICO NO RIO PARAOPEBA JANEIRO/MARÇO - 2019 Eduardo Viglio DEGET - RJ


SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM • •

• •

Trabalhos anteriores Levantamento Geoquímico do rio Paraopeba • Campanha 1 em 17 estações • Amostragem do Rejeito em 6 estações • Campanha 2 em 18 estações Monitoramento Geoquímico em 3 estações Monitoramento Hidrológico em 3 estações fluviométricas e mais pontos extras ao longo do rio Paraopeba– Ação CPRM e ANA


SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM •

Monitoramento Hidrológico em 3 estações fluviométricas e mais pontos extras ao longo do rio Paraopeba– Ação CPRM e ANA – Emissão de boletins diários no SACE – Sistema de Alerta de Eventos Críticos

*http://www.cprm.gov.br/sace/index_rio_paraopeba.php ATIVIDADE

QUANTIDADE(UN)

MEDIÇÕES DE DESCARGA LÍQUIDA

141

AMOSTRAGEM DE SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO

118

ANÁLISES GRANULOMÉTRICAS DE SEDIMENTO FLUVIAL

39

QUALIDADE DA ÁGUA Análises in loco

2985

TURBIDEZ Análises de laboratório

271

QUALIDADE DA ÁGUA Análises de laboratório

25

CONCENTRAÇÃO DE SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO

BOLETINS DE MONITORAMENTO - BACIA DO RIO PARAOPEBA* RELATÓRIO DE HIDROLOGIA*

124 60 1


SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM Atlas da Bacia do São Francisco em Minas Gerais Dados 2009/2011

Recorte da Bacia do Paraopeba 103 amostras de água 103 de sedimento de fundo 36 de solo


SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM Levantamento

Tipo

Total

amostras

determinações

água sedimento água sedimento

20* 20* 1 6

680 1060 34 318

água sedimento água sedimento água sedimento água sedimento

21 14 23 6 15 4 59 24

720 742 828 318 540 212 2088 1272

água

80

2802

sedimento

50

2650

Amostras Segunda Campanha Rejeito

Determinações

40

1740

7

352

35

1462

29

1146

19

752

83

3360

130

5452

Monitoramento Mario Campos Ponte Nova Ponte da Taquara

Total Monitoramento

Total Geral * incluindo duas duplicatas

Levantamento Segunda Campanha Rejeito Monitoramento Total Geral

Tipo água (680) sedimento (1060) água (34) sedimento (318) água (2088) sedimento (1272) água (2802) sedimento (2650)

Violações CONAMA 357 454 (N1 e N2) 25 54 - 10 1 3-3 19 112 - 28 45 169 - 41

Prncipais elementos Alumínio e Ferro, Pb e Zn As, Cd, Cr, Hg, Pb e Zn Manganês As, Cu e Ni Al, Ba, Fe, Mn, Pb e Zn As,Ni, Cd, Cr, Hg, Pb e Zn 1,60% 6,4 % - 1,55%


Mediana SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL –Elemento CPRM rejeito

Al_pct As Ba Be Bi Ca_pct Cd Ce Co Cr Cs Cu Fe_pct Fe2O3_pct Ga Ge Hf Hg In K_pct La Li Lu Mg_pct

1.365 17 159.5 2 0.25 0.04 0.405 22.055 29.75 10.5 0.305 88.75 68.45 6.85 1.1 0.265 0.145 0.07 0.03 6.45 15 0.445 0.065

Conama 454 5.9 0.6 37.3 35.7 0.17 -

Mediana rejeito Mn 6831 MnO_pct 1.63 Mo 1.675 Nb 1.095 Ni 23.1 P 936 Pb 25.85 Rb 3.05 Sb 0.93 Sc 7.8 Sn 1.3 Sr 28.5 Tb 0.42 Te 0.08 Th 3.85 Ti_pct 0.035 Tl 0.32 U 9.945 V 19 W 1.1 Y 21.255 Yb 2.75 Zn 71.5 Zr 18.3

Elemento

Conama 454 18 35 123 -


SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL – CPRM Mediana do Sedimento do rio Paraopeba - Março / 2019 Sedimento

Mn_ppm

Co_ppm

Cd_ppm

Mo_ppm

Be_ppm

In_ppm

Sr_ppm

Lu_ppm

à montante

1896

18,4

0,1

0,75

0,9

0,03

10,5

0,15

sem rejeito

784

9,8

0,05

0,57

0,8

0,02

6,7

0,12

com rejeito

16700

36,9

0,5

1,905

2,25

0,09

40,85

0,49

12180,5

29,75

0,405

1,675

2

0,07

28,5

0,445

só rejeito Sedimento

Cu_ppm

Pb_ppm

P_ppm

Li_ppm

Zn_ppm

Ba_ppm

Hg_ppm

Fe_%

à montante

27,4

15,7

385

7

53

101

0,04

15,09

sem rejeito

19,7

15,1

303

4

42

76

0,02

8,73

com rejeito

104,25

33

1015,5

19

91,5

224,5

0,14

34,755

só rejeito

88,75

25,85

936

15

71,5

159,5

0,145

47,915


Ferro Carvão

ÁGUA - CONAMA 357 = 0,10 mg/L

Montante Retiro Baixo


Cu

Cd

Co

Hg


Monitoramento - Estação Mario Campos - CCA015 - parâmetros fisico-químicos 10000 9000

140,00

8000 120,00 7000 100,00

6000

80,00

5000 4000

60,00

Turbidez (NTU)

Valores OD (mg/L) , Condutividade (µS/cm) e pH

160,00

3000 40,00 2000 20,00

1000

0,00

0 1-fev

2-fev

3-fev

4-fev

5-fev

6-fev

7-fev

8-fev 16-fev 17-fev 18-fev 19-fev 20-fev 24-fev 26-fev 2-mar 4-mar 6-mar 8-mar 10-mar

Condut.

1-fev 127

2-fev 95

3-fev 103

4-fev 85

5-fev 91

6-fev 85

7-fev 89

8-fev 73

16-fev 72

17-fev 66

18-fev 65

19-fev 54

20-fev 58

24-fev 51

26-fev 63

2-mar 60

4-mar 65

6-mar 65

8-mar 65

10-mar 74

OD

6,45

7,19

6,95

7,35

7,32

7,75

8,02

8,13

7,63

7,70

7,76

7,84

7,55

7,41

7,19

7,45

7,47

7,45

7,38

7,11

pH

7,82

7,31

7,80

7,74

7,08

7,28

7,43

7,46

7,25

7,07

7,05

7,07

7,11

6,81

7,00

7,12

7,27

7,19

7,16

7,54

Turbidez

6792

2451

1008

1836

4457

8936

3726

1050

700

5680

5838

2916

1032

867

526

913

567

754

595

472


Estação Mário Campos - CCA015 - Cátions 0,300

10000 9000 8000

Turbidez (NTU)

7000

0,200

6000 0,150

5000 4000

0,100

3000 2000

0,050

1000

17-fev

18-fev

19-fev

20-fev

24-fev

2-fev 0,016

3-fev 0,000

4-fev 0,046

5-fev 0,175

6-fev 0,172

7-fev 0,014

8-fev 0,129

16-fev 0,043

17-fev 0,000

18-fev 0,080

19-fev 0,062

20-fev 0,091

24-fev 0,048

26-fev 0,028

2-mar 0,032

4-mar 0,069

6-mar 0,023

8-mar 0,036

10-mar 0,032

Ba mg/L

0,000

0,000

0,000

0,000

0,015

0,011

0,000

0,012

0,000

0,000

0,000

0,000

0,000

0,000

0,000

0,000

0,014

0,000

0,000

0,000

Fe mg/L

0,050

0,027

0,011

0,052

0,262

0,192

0,025

0,108

0,099

0,000

0,086

0,126

0,188

0,112

0,081

0,086

0,135

0,102

0,181

0,162

Mn mg/L

0,032

0,053

0,095

0,086

0,096

0,098

0,066

0,086

0,035

0,254

0,095

0,058

0,030

0,024

0,028

0,016

0,022

0,023

0,026

0,031

8-mar

6-mar

2-mar

10-mar

16-fev

1-fev 0,013

4-mar

8-fev

Al mg/L

26-fev

7-fev

6-fev

5-fev

4-fev

3-fev

0

2-fev

0,000

1-fev

Al, Ba, Fe, Mn, Sb e Sr (mg/L)

0,250

Sb mg/L

0

0

0

0

0

0,002808

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

Sr mg/L

0,012

0,037

0,028

0,034

0,056

0,051

0,037

0,060

0,033

0,024

0,027

0,033

0,037

0,025

0,030

0,024

0,029

0,028

0,032

0,037

Turbidez

6792

2451

1008

1836

4457

8936

3726

1050

700

5680

5838

2916

1032

867

526

913

567

754

595

472


Estação Mario Campos - CCS015 - Sedimento - Al, Fe, Mn e Turbidez 50

35000

45

25000

Al e Fe em %

35 30

20000

25 15000

20 15

10000

10 5000

5 0

0

Al_%

1-fev 1-fev 3,05

3-fev 3-fev 3,41

4-fev 4-fev 3,33

5-fev 5-fev 3,62

6-fev 6-fev 3,64

7-fev 7-fev 2,42

8-fev 8-fev 3,15

9-fev 9-fev 1,43

10-fev 10-fev 1,04

11-fev 11-fev 2,74

12-fev 12-fev 4,01

13-fev 13-fev 2,54

14-fev 14-fev 2,26

15-fev 15-fev 2,13

20-fev 20-fev 2,56

Fe_%

27,37

31,64

33,95

33,74

39,69

21,7

28,91

17,57

8

31,22

38,08

27,3

42,84

42,77

43,12

Turbidez

3651

1008

1836

4457

8936

3726

1050

1735

820

429

386

371

8527

1279

1032

Mn_ppm

8339

20700

16200

20100

26300

7801

15700

2983

1047

17200

23400

8618

21900

26700

30800

Turbidez em NTU e Mn em ppm

30000

40


Elementos Limites

As_ppm

Cd_ppm

Cr_ppm Cu_ppm Hg_ppm Ni_ppm Pb_ppm Zn_ppm

454 Nível 2

17

3.5

90

197

0.486

35.9

91.3

315

454Nível 1

5.9

0.6

37.3

35.7

0.17

18

35

123

Quantidades de violações aos patamares legais da CONAMA 454

Elementos Mario Campos Ponte Nova Ponte da Taquara Total

454 Nível 2 454 Nível 1 454 Nível 2 454 Nível 1 454 Nível 2 454 Nível 1 454 Nível 2 454 Nível 1

As

Cd

Cr

Cu

Hg

Ni

Pb

Zn

Total

13 15 3 7 0 5 16 27

0 7 0 2 0 0 0 9

0 9 0 5 0 5 0 19

0 13 0 3 0 0 0 16

0 6 0 2 0 0 0 8

10 13 2 3 0 2 12 18

0 9 0 2 0 0 0 11

0 3 0 1 0 0 0 4

23 75 5 25 0 12 28 112


Rejeito Valores de As, Cu e Ni acima do nível 2 da resolução CONAMA 454, apresentando ainda altos valores de Ferro (> 49%) e Manganês (>12mil ppm). Ferro, Manganês, Mercúrio, Cádmio, Cobalto e Cobre podem ser usados para definir a presença de rejeito no sedimento de fundo. O líquido denso do ribeirão Ferro Carvão só apresenta o cátion Manganês em concentrações acima do CONAMA 357. Campanha 2

26 medidas > CONAMA 357 em 638 determinações em água. Aumento de 1% na Campanha 1 para 4,1% na Campanha 2. 54 medidas > CONAMA 454 em 1060 determinações em sedimento. Aumento de 1,2% na Campanha 1 para 5,1% na Campanha2. Ampliação da presença de rejeito a 75 km da foz do ribeirão Ferro Carvão. Maior importância da porção física (sedimento) do que da porção líquida (água) relacionada à contaminação


Monitoramento

19 violações ao CONAMA 357 nas 2088 medidas em 59 amostras de águas, incidência de 0,9%, principalmente para Al, Fe e Mn. 112 violações ao nível 1 do CONAMA 454 nas 1272 medidas em 24 amostras de sedimento, incidência de 8,8%. Para o nível 2 são 28 violações, incidência de 2,2%, para As e Ni. Parâmetros físico-químicos permaneceram constantes independente da turbidez ou pluviosidade. Apenas o cátion Mn mostra correlação positiva com a turbidez na estação Mario Campos.

Como conclusão mais geral, pode-se considerar que a deposição de partículas pertencentes ao rejeito nos sedimentos de fundo do rio Paraopeba é muito mais importante que a contaminação da água - que não está ocorrendo. A parte mais grosseira do rejeito dificilmente chegará à estação Mario Campos e a parte fina dificilmente formará uma “pluma de rejeito” e chegará a represa de Retiro Baixo.


Obrigado Eduardo Viglio eduardo.viglio@cprm.gov.br

Profile for Canoa Docs

Monitoramento geoquímico no Rio Paraopeba – Jan/mar 2019  

Apresentação da CPRM – Serviço Geológico do Brasil em reunião promovida pela ANA - Agência Nacional de Águas a respeito do monitoramento apó...

Monitoramento geoquímico no Rio Paraopeba – Jan/mar 2019  

Apresentação da CPRM – Serviço Geológico do Brasil em reunião promovida pela ANA - Agência Nacional de Águas a respeito do monitoramento apó...

Profile for canoadocs
Advertisement