Page 1

Relat贸rio Pr锚mio Klauss Vianna 2011 proponente: Paula Regina Bueno Netto Nascimento


índice 04 06 08 10 12 14 16 18

introdução contrução pesquisa divulgação apresentações bate-papo com os alunos clipping ficha técnica


introdução

O 04

primeiro estímulo para a criação deste trabalho veio em 2006, quando os organizadores do lançamento da edição comentada do livro INOCÊNCIA, por Hildebrando Campestrini, entraram em contato com a Ginga Cia de Dança para pedir uma colaboração para o evento. Eu fazia parte do elenco da Cia e tinha uma relação de carinho com o livro porque meu pai, Esacheu, coleciona edições antigas desta obra de Taunay. O projeto não aconteceu, mas aquele estímulo ficou guardado e nos anos seguintes, ressurgiu em criações de videodança e trabalhos para a pós-graduação. Algumas tentativas foram feitas para a construção deste espetáculo, com colaboração de Júlia Aissa, Renata Leoni, Mary Saldanha. Em 2011 engatamos pesquisas para Inocência, eu e a Renata, em estudos teórico-práticos, além de aulas de kung fu com o Dirceu Coelho. Havia também debates com a Mary, que já pensava a cenografia e figurino dessa proposta. Neste momento a figura da Re ganhou peso no imaginário do espetáculo: tínhamos ali uma mulher madura, em contraponto com a figura adolescente da personagem do livro. Se estávamos falando da passagem do tempo (o livro foi publicado em 1872), a presença da Re trazia o debate para a cena contemporânea. Um dia, ela veio ao ensaio contando que o seu filho, Guilherme, tinha dito pra ela: «mãe, deixa eu te explicar de um jeito que você entenda..» Conheço o Guilherme desde 2001. Ele entrava no carro explicando cientificamente as coisas, e a sua sabedoria ‘inquestionável’ nos fez refletir sobre o lugar da inocência dos dias de hoje. O «Nauth» (seu


apelido), aceitou o convite para entrar no espetáculo, sua primeira experiência cênica, dizendo: «ok, eu não me importo em subir no palco». Recebemos com entusiasmo o resultado do Prêmio Klauss Vianna no fim de 2011. Junto com ele, a notícia de que eu estava grávida: me transformei em casulo. Essa metamorfose abriu espaço para a Camila Emboava, bailarina que chamamos para construir o trabalho porque ela acompanhava a trajetória do Corpomancia, e é uma pessoa com quem temos grande afinidade. Na primeira conversa estava claro: ela era a própria Inocência. Ao longo da nossa convivência, fomos descobrindo suas questões e trazendo-as para o corpo, para o debate, para a composição da dança. Foi bonito acompanhar esse processo da Camila, e constatar mais uma vez que a arte surge do esforço. A Franciella Cavalheri veio somar ao processo com seu olhar sempre atento às questões do corpo, preparando estímulos para aprimorar o conteúdo gerado nos ensaios. Todas nós fizemos aulas de tai chi e kung fu com o Dirceu Coelho e assim podemos afirmar que este trabalho surgiu a partir da pesquisa de movimento, em um processo colaborativo de criação, em todas as suas camadas (design, cenário, figurino, dança, produção). Contamos com a colaboração de alguns especialistas para aprofundar os conteúdos que estávamos tratando. Conversamos com Hildebrando Campestrini sobre a sua pesquisa do livro e de Taunay; com a dra. Nazira Scaffi, que além de nos dizer sobre o açúcar, trouxe indagações filosóficas sobre o trabalho e

o livro; com a professora Maria Adélia Menegazzo, contextualizando a obra na literatura brasileira, e com Clarissa Araújo, bióloga que realizou uma pesquisa sobre borboletas e espécies encontradas aqui em MS especialmente para o Inocência. A produção da Arado Cultural, liderada neste projeto pelo Marcos Mattos, nos trouxe uma organização fundamental para o Inocência: eles correram atrás de tudo! E sempre com um carinho tão grande que deram um ar de leveza para os malabarismos necessários em um projeto como esse. Ralfer Campagna foi um assistente minucioso na montagem frequente do cenário projetado e solucionado pela Mary Saldanha.A parceria cultural com a Cia Dançurbana nos garantiu também um local de trabalho que nos aconchegou. Contamos com o detalhe e preciosismo do Adriel Santos na filmagem do teaser e imagens do espetáculo, com a sensibilidade da Franciella Cavalheri em fotografias importantes para o trabalho e com a parceria incansável do Helton Pérez e sua Vaca Azul na filmagem e fotografia também. Ele é nosso parceiro de longa data e vem entendendo as possibilidades da dança ao nosso lado. Temos agora mais uma obra em dança que, como o livro de Taunay, olha para questões de pessoas que vivem neste lugar que muitos enxergam como um «vácuo», como era chamado o atual Mato Grosso do Sul. Esta é uma tentativa de preencher com matéria corporal o espaço que habitamos. Com afeto, tentando escapar das armadilhas dos nossos casulos de açúcar.

05


construção

1 2

3

4

06

5

8

6

7


10

N

a construção do espetáculo, vários assuntos vieram à tona, na transposição dos temas do livro para a realidade dos intérpretes-criadores. Alguns deles tiveram mais força na construção do discurso que trouxemos para o espetáculo, principalmente:

9

- Açúcar: molécula de sacarose, reações no organismo, indústria, dependência. - Tempo: teoria geral da relatividade, passagem do tempo, idade. - Indivíduo: reconhecer-se, ter autonomia, a relação com o outro, comandos. Ao lado, alguns momentos da construção do espetáculo, durante os meses de fevereiro a agosto de 2012 1. Paula (direção) coreografando com Renata Leoni (intérprete-criadora) 2. Debate durante os ensaios, com Guilherme Leoni (intérprete-criador), Renata Leoni e Franciela Cavalheri (assistente de direção) 3. Ensaio, com Camila Emboava, Renata Leoni e Guilherme Leoni (intérpretes-criadores)

11

4. Camila Emboava pesquisando a relação com a roupa 5. Proposta de preparação corporal trazida por Franciella Cavalheri 6. Renata Leoni em pesquisa para cena 7, 8,9. Visita ao Museu das Culturas Dom Bosco, na seção da coleção de borboletas, com Mary Saldanha (figurino e cenário) e equipe. 10. Estudo para construção do cenário, uma molécula de sacarose. 11. Aula de kung fu e tai chi chuan, com professor Dirceu Coelho: além dos intérpretes, diretora, cenógrafa e assistente de direção partiram da pesquisa corporal para suas criações.

07


pesquisa

A

lém da leitura do livro “Inocência”, estudos dos temas tratados e conversas entre a equipe, buscamos o aprofundamento de alguns assuntos com “autoridades” locais, com quem pudemos dialogar e trocar ideias durante a construção do espetáculo. Gravamos nossa conversa com três deles e publicamos no youtube para compartilhar o conteúdo deste processo, que pode servir para outros pesquisadores e para o aprofundamento do próprio público do espetáculo em relação à obra.

Os vídeos foram gravados e dirigidos por Adriel Santos e Franciella Cavalheri

08

Entrevisca com a profª drª Maria Adélia Menegazzo, que tem em sua linha de pesquisa os temas “literatura e memória regional” e “poéticas modernas e contemporâneas”. Não tinha uma pessoa melhor pra falar do livro Inocência, contextualizando pra gente a obra no panorama da literatura brasileira. Além disso, ela falou de produção em arte contemporânea, em ciência, em fricções entre linguagens artísticas.... um prato cheio para a nossa pesquisa. A entrevista pode ser acessada em : http://corpomancia.blogspot.com.br/2012/08/conversacom-maria-adelia-menegazzo.html ou em http://www. youtube.com/watch?v=LtL4hToajQw&feature Visualizações até 24/10/2012: 347


Na conversa com a médica drª Nazira Scaffi, além de aprofundarmos os mecanismos do açúcar no organismo, contamos com interpretações de uma leitora do livro Inocência, e falou também sobre amadurecimento, maturidade, fazendo pontes com as nossas relações de consumo contemporâneas. A entrevista pode ser acessada em : http://corpomancia.blogspot.com.br/2012/08/estudospara-inocencia-entrevista-com.html ou em http://www. youtube.com/watch?v=OOd839cdsOw Visualizações até 24/10/2012: 229

09

O dr. Hildebrando Campestrini recheou nosso imaginário falando sobre sua pesquisa, que culminou na edição comentada do “Inocência”. Curiosidades sobre o autor, contexto histórico e pessoas que inspiraram as personagens fizeram parte da conversa. A entrevista pode ser acessada em : http://corpomancia.blogspot.com.br/2012/08/estudospara-inocencia-conversa-com.html ou em http://www. youtube.com/watch?v=I1aKZNgX09o&feature=relmfu Visualizações até 24/10/2012: 61

A pesquisa para o espetáculo contou também com a colaboração da bióloga Clarissa Araújo, que realizou uma pesquisa especialmente para este projeto sobre o desenvolvimento das borboletas e das diferentes espécies existentes no estado de MS.


divulgação

10

Teaser publicado no youtube e compartilhado nas redes sociais. Pode ser acessado em: http://www.youtube.com/ watch?v=jYozAybpGzM&feature=g-upl número de acessos até 28/10/2012: 478

À esquerda, material de divulgação impresso. Na página ao lado, a arte aproximada: acima, programa frente e verso, com duas dobras, tamanho 20X60. Abaixo, cartaz de divulgação nas escolas e postal (frente e verso)


11


apresentações

A

s primeiras oito apresentações foram realizadas em três escolas estaduais em Campo Grande-MS, para as turmas do ensino médio, que têm em seu currículo a obra Inocência, da qual partimos para a criação do espetáculo. Inicialmente, a proposta era dar uma palestra sobre o livro Inocência para então iniciarmos cada apresentação, mas na construção do espetáculo ele se configurou como um espetáculo-palestra, principalmente pela figura do Guilherme Leoni, que além de contextualizar o livro para o público, fala sobre diversos outros assuntos que são conectados ao contexto do corpo no desenrolar da obra. Inserimos então nas atividades uma conversa com os alunos após cada apresentação.

12

Encontramos alguns alunos do 2° e 3º ano já familiarizados com o livro Inocência, principalmente na primeira escola, a E.E.José Maria Hugo Rodrigues, e em geral, os alunos fizeram perguntas pertinentes, reagiram bem às cenas que precisam de mais concentração e estavam atentos à nossa proposta. Sabemos que tudo isso é mérito também do ambiente criado pelos educadores, e sentimos diferença entre as escolas em relação à disponibilidade inicial dos alunos ao trabalho: quanto mais interessados estavam os diretores e professores, mais interessados estavam os alunos. Terminamos a experiência acreditando que o resultado final do espetáculo dialoga diretamente com este público, mesmo tendo como pano de fundo um tema denso como a maturidade. As duas últimas apresentações foram realizadas no teatro Aracy Balabanian, em parcerias com o projeto CENA SOM, da Fundação de Cultura de MS e com a Bienal de Teatro - CenaAgora.


Dia 1º DE AGOSTO de 2012.

Escola Estadual José Maria Hugo Rodrigues Rua Hugo Pereira do Vale,468 Conjunto Mata do Jacinto. Campo Grande MS

sessão 01: 13h30 Público direto: 150 alunos sessão 02: 19h30 Público direto: 250 alunos Dia 2 DE AGOSTO de 2012.

EE Maria Constança de Barros Machado Rua Marechal Candido Mariano,451 Bairro Amambaí Campo Grande MS sessão 03: 09h45 Público direto: 250 alunos sessão 04: 15h45 Público direto: 130 alunos sessão 05: 21h10 Público direto: 80 alunos Dia 3 DE AGOSTO de 2012.

EE Lúcia Martins Coelho Rua Bahia, 355 Jardim dos Estados Campo Grande MS

sessão 06: 09h45 Público direto: 100 alunos sessão 07: 15h45 Público direto: 120 alunos sessão 08: 21h10 Público direto: 70 alunos Dia 9 DE AGOSTO de 2012.

Teatro Aracy Balabanian Parceria com projeto CENASOM, da Fundação de Cultura de MS. sessão 09: 20h Público direto: 183 pessoas Dia 15 DE SETEMBRO de 2012.

Teatro Aracy Balabanian Parceria com Bienal de Teatro - CenaAgora sessão 10: 20h Público direto: 96 pessoas PÚBLICO DIRETO TOTAL: 1579 pessoas

13


bate-papo com os alunos

Eu queria saber se esse algodão doce representa o casulo da borboleta no espetáculo? Aproveitando eu adorei o espetáculo, vocês estão de parabéns, obrigado.

14

O que é o cenário? Eu gostei demais do espetáculo. E gostaria de saber o que eles sentem quando estão dançando?

Queria saber qual a relação com o livro Inocência com a idéia do espetáculo? O que o livro tem a ver com idéia do algodão doce, com golfinho, com essas coisas todas?

Achei que a música acaba despertando um sentimento ou outro, principalmente pelas idéia de falar de um romance da região e das moças da região por se tratar de um romance regionalista, a maneira pela qual elas foram criadas, acostumadas era de um repressão muito grande e seguindo esse contato, que o único homem que ele tem esse contato mais forte, acaba desabrochando nela sentimentos, visões e pensamentos novos, que até então ela não tinha. E eu senti isso na expressão corporal, e por isso quero parabenizar o grupo.

Primeiro agradecer a presença de vocês, o espetáculo foi ótimo Campo Grande precisa disso, porque o incentivo para cultura é pouco, mas eu sinto que tem melhorado bastante. Eu gostaria de saber como surgiu o grupo? Como vocês se conheceram? Porque a gente sabe que qualidade e coordenação tem, então eu gostaria de saber como surgiu?


O que é dança contemporânea? Os movimentos têm nome?

Queria saber sobre essa questão do consumismo que vocês falaram, dela ficar presa, dela não ter convivência com os mais velhos, o livro trouxe essas questões de antigamente, refletiu e repercutiu com os problemas atuais, vocês pensaram nisso? Ou foi só o acaso? Queria saber quantas horas de ensaio e quantas vezes por semana pra chegarem a esse produto? Ela é cantora profissional? Se foi ela que cantou?

Primeiramente eu queria saber o que influenciou vocês a escolherem a obra e o porque?

Como e quanto tempo durou o processo para o espetáculo ficar pronto? Qual é a preparação física realizada para o espetáculo?

Essas questões que estão no espetáculo como casulo, tempo, borboleta, isso vem do livro ou foi uma ideia de vocês mesmo?

Eu queria saber quem é que faz as coreografias? porque é bem diferente e eu gostei muito.

Eu queria saber como foi o preparo da intérprete em relação a ela ter que ficar seminua, se ela teve um preparo antes?

Queria saber quando vocês vão voltar?

15


clipping

Jornal O Estado de MS, de 08 de agosto de 2012.

16 Jornal Correio do Estado, de 07 de agosto de 2012. MatĂŠria de Thiago Andrade.

Jornal O Estado de MS, de 09 de agosto de 2012. MatĂŠria de Naiane Mesquita.


Jornal O Estado de MS, de 08 de agosto de 2012. Por Naiane Mesquita.

Jornais impressos

Correio do Estado

07 de agosto de 2012 (capa e página interna caderno b) http://flip.siteseguro.ws/pub/correiodoestado/?date=2012-08-07 15 de setembro de 2012 (página interna caderno b) http://flip.siteseguro.ws/pub/correiodoestado/?date=2012-09-15

O Estado

08 de agosto de 2012 (página interna Artes e Lazer) http://www.oestadoms.com.br/flip/08-08-2012/p18b.pdf 09 de agosto de 2012 (capa Artes e Lazer) http://www.oestadoms.com.br/flip/09-08-2012/p17b.pdf 09 de agosto de 2012 (página interna Artes e Lazer) http://www.oestadoms.com.br/flip/09-08-2012/p22b.pdf 11 de agosto de 2012 (página interna Artes e Lazer) http://www.oestadoms.com.br/flip/11-08-2012/p22b.pdf 15 de setembro de 2012 (página interna Artes e Lazer) http://www.oestadoms.com.br/flip/15-09-2012/p22b.pdf

Jornal Correio do Estado, de 15 de setembro de 2012.

Jornal O Estado de MS, de 15 de setembro de 2012. Por Laís Camargo

Sites

Campo Grande News http://www.campograndenews.com.br/lado-b/artes/inocencia-de-viscondede-taunay-e-espetaculo-de-danca-hoje-no-aracy Midiamax News http://www.midiamax.com.br/ noticias/809815-conectivo+corpomancia+apresent a+espetaculo+danca+escolas+estaduais.html http://www.midiamax.com.br/noticias/810335-co nectivo+corpomancia+apresenta+inocencia+projet o+cena+som+fundacao+cultura.html http://www.midiamax.com.br/noticias/809815 http://midiamax1.tempsite.ws/noticias/810648-co nectivo+corpomancia+apresenta+inocencia+projet o+cena+som+nesta+quinta+feira.html Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul http://www.fundacaodecultura.ms.gov.br/index. php?templat=vis&site=150&id_comp=1411&id_ reg=182316&voltar=lista&site_reg=150&id_comp_ orig=1411 G1 MS http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/ noticia/2012/09/espetaculos-inspirados-na-literatura-nacional-serao-apresentados-em-ms.html Jornal de Domingo http://www.jornaldedomingo. com.br/noticia/5756/conectivo-corpomanciaapresenta-espetaculo-inocencia-hoje-no-teatroaracy-balabanian.html http://www.jornaldedomingo.com.br/noticia/5716/conectivo-corpomancia-apresenta-espetaculo-de-danca-inocencia-esta-semana.html Ensaio Geral http://ensaiogeral.com.br/noticias/ danca/conectivo_corpomancia_apresenta_inocencia_no_projeto_cena_som_da_fcms Clic News http://www.clicnews.com.br/noticias/ conectivo-corpomancia-apresenta-inocencia-noprojeto-cena-som-da-fundacao-de-cultura/148757

17


ficha técnica

concepção e direção PAULA BUENO intérpretes-criadores CAMILA EMBOAVA GUILHERME LEONI RENATA LEONI

18

cenário e figurino MARY SALDANHA assistente de direção FRANCIELLA CAVALHERI produção ARADO CULTURAL (MARCOS MATTOS) assistente de produção RALFER CAMPAGNA parceria cultural CIA DANÇURBANA assossoria de imprensa CAMILA EMBOAVA design gráfico BUENNAS (PAULA BUENO E MARY SALDANHA) vídeo e fotografia ADRIEL SANTOS FRANCIELLA CAVALHERI HELTON PÉREZ (VACA AZUL)


19


outubro de 2012 WWW.CORPOMANCIA.COM.BR

Relatório INOCÊNCIA - Prêmio Klauss Vianna 2011  

Relatório para a FUNARTE sobre a criaçao do espetáculo INOCÊNCIA, pelo Conectivo Corpomancia, em nome de Paula Bueno, em Campo Grande, MS, B...