Page 1

ECOEFICIÊNCIA Vamos Reduzir, Reutilizar e Reciclar

Preservar o

meio ambiente

é cuidar

do

nosso

Junho/2003

futuro


Índice Cuidando do futuro ....................................................................................4 Conheça alguns conceitos ambientais .....................................................6 O que é ecoeficiência? ..........................................................................6 O que são os 3 Rs? ................................................................................7 O que é consumo consciente? ............................................................. 7 O que é coleta seletiva? ........................................................................8 Quatro passos para implementar a coleta seletiva de lixo .................. 12 1 - Organize um grupo de funcionários interessados em aprender fazendo o que é Ecoeficiência ..................................... 13 2 - Sensibilize as demais pessoas para o conceito dos 3 Rs ........... 14 3 - Providencie coletores seletivos .................................................... 14 4 - Contate entidades que possam receber os materiais separados em sua coleta seletiva ..................................... 15 Algumas dicas para ser ecoeficiente em qualquer lugar ...................... 17 Como reduzir o consumo de água .................................................... 17 Como reduzir o consumo de energia ................................................ 18 Como gerar menos resíduo ............................................................... 19 Como ser mais ecoeficiente ............................................................... 19 Saiba mais sobre outras iniciativas ........................................................ 21 Microcrédito ........................................................................................ 21 Financiamentos Socioambientais ...................................................... 21 Fundo Ethical ....................................................................................... 22 Diversidade ..........................................................................................22 Meio Ambiente ....................................................................................22 Fornecedores ....................................................................................... 23 Academia ............................................................................................. 23 “Brincando na Rede” .......................................................................... 23 Instituto Escola Brasil ......................................................................... 23 Outras ações de interesse comunitário ............................................. 24 Como saber mais .....................................................................................25 Perguntas e Respostas ............................................................................28


Cuidando do futuro “Desenvolvimento sustentável define-se como aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade das gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades.” Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Comissão Brundtland), 1988.

A frase acima diz uma coisa muito simples: se nós não cuidarmos do presente, nosso futuro estará comprometido. Um dos desafios do BANCO REAL/ABN AMRO é contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, onde o respeito e a preservação do meio ambiente sejam uma realidade. Neste sentido, estão sendo implementadas várias ações, tanto em negócios, como por exemplo o Fundo Ethical, Financiamentos Socioambientais, Microcrédito, como na relação com os funcionários (Diversidade) e com a comunidade (ex.: Instituto Escola Brasil). O Programa de Ecoeficiência faz parte deste conjunto de ações. Ele nasceu do interesse e da iniciativa de um grupo de funcionários incentivados pelo posicionamento da Organização. Estamos implementando este Programa em diversos locais em todo o Brasil, e a cada dia estamos aprendendo um pouco mais sobre como sermos responsáveis na utilização dos recursos naturais e na disposição do lixo que geramos. Queremos compartilhar esse aprendizado com você através desta cartilha, fornecendo alguns conceitos, dicas e informações.

4


Fique à vontade para utilizar esta cartilha onde houver oportunidades: em sua casa, no seu local de trabalho, no condomínio, em associações de bairro, em projetos sociais ou em ações com parentes e amigos. Desta forma, você vai praticar aquilo que talvez você já saiba: preservar o meio ambiente é cuidar da vida, do nosso presente e do nosso futuro.

Você pode adotar práticas ecoeficientes sem grandes transtornos. Por exemplo, você sabia que podem ser usados os dois lados do papel, de várias formas? A maneira mais simples é usar o papel uma vez, com texto impresso de computador, e a segunda vez para fazer anotaCaia na real:

ções à mão. Um outro jeito é, na hora de fazer fotocópias de documentos em grande volume, tirar cópias nos dois lados do papel. Ainda outro, já usado por alguns departamentos da Organização, é ter duas impressoras para duas finalidades: uma impressora que é abastecida com papel que já foi impresso num lado e uma outra máquina abastecida com papel novo. Nesta situação, os computadores do departamento têm a sua programação montada para imprimir na impressora com papel usado. O usuário seleciona a segunda impressora quando quer imprimir em papel novo. São formas fáceis de reduzir o desperdício de papel!

5


Conheça alguns conceitos ambientais Eles podem ajudar você a cuidar melhor do meio ambiente.

O que é ecoeficiência? Você já parou para pensar no que consome e em que quantidades? Em que local está sendo depositado todo o lixo que você produz? Será que você precisa fazer tantas fotocópias para as suas reuniões? Na verdade, a ecoeficiência é um conceito muito simples que você já entende: produzir mais com menos recursos naturais. Nós podemos viver e trabalhar usando menos recursos naturais, tais como água, energia, papel, metais, entre outros, e manter o nosso padrão de vida. Eco é uma palavra derivada de “oikos”, que em grego significa “casa”. Ecoeficiência tem a ver com cuidar da nossa casa, do lugar onde vivemos e de onde extraímos os recursos para viver. Cuidar significa tomar conta com carinho. Eficiência tem a ver com a capacidade de obter maior rendimento com o mínimo de desperdício. Portanto, estamos falando do cuidado e da eficiência com o planeta, a nossa casa comum.

O Brasil gera diariamente 161.827 toneladas/dia de resíduos sólidos urCaia na real:

banos (Fonte: Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, IBGE, 2000), sendo que, deste total, 55% são destinados a lixões que, sem tecnologia e sem tratamento, contaminam reservas de água potável do subsolo. De todas essas toneladas, menos de 1% é reciclado. Você já havia pensado que água e lixo estavam tão ligados?

6


O que são os 3 Rs? Os 3 Rs referem-se às palavras Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Esse conceito é amplamente aceito por diversos segmentos da sociedade, pois sintetiza as atitudes práticas que podemos ter no nosso dia-a-dia para preservar a vida no planeta. Reduzir: repensar a vida, ver realmente o que é essencial para “minha vida” e diminuir o consumo. Por exemplo: use a vassoura para limpar a calçada na frente de sua casa, em vez de utilizar jatos de água. Reutilizar: ser criativo, inovador, usar um produto de várias maneiras. Por exemplo: reutilize potes de vidro para armazenar alimentos ou outros objetos. Reciclar: transformar, ter capacidade de imaginar, criar e renovar. Um exemplo muito comum é o de transformar o material do lixo em outros produtos: você pode separar os papéis que já foram utilizados e encaminhar para a reciclagem. Você também pode comprar papéis reciclados.

CUIDADO! Note que há uma seqüência lógica na apresentação dos 3Rs: primeiro você Reduz para depois pensar em Reutilizar e Reciclar. Cuidado para não aumentar o consumo só para ter mais material para reutilizar e reciclar. Utilizar os 3 Rs depende também do consumo consciente.

O que é consumo consciente? O consumo consciente é o consumo de produtos de uma forma em que a pessoa está ciente dos impactos que ela pode causar no meio ambiente e na sociedade em função do seu estilo de vida. Significa estar consciente sobre a origem dos produtos, sua matéria-prima, o processo de produção, a maneira como são comercializados e o que acontece com eles depois de utilizados.

7


Por exemplo, você pode privilegiar o consumo de cosméticos feitos com produtos naturais da Amazônia. Você pode evitar a compra de produtos feitos com mão-de-obra infantil. Você pode prestar atenção ao monte de coisas que compra sem realmente precisar. Seu bolso vai agradecer

Caia na real:

e o planeta também.

O Brasil é líder mundial na reciclagem de latas de alumínio (85%). E você sabia que a reciclagem de uma lata de alumínio economiza 95% da energia envolvida na fabricação de uma mesma lata cuja matéria-prima seria a bauxita? Qual é o seu consumo de latinhas? Onde você as deposita? Fonte: CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), Fichas Técnicas, 2001

O que é coleta seletiva? É um sistema de recolhimento de materiais recicláveis, tais como papéis, plásticos, vidros, metais e materiais orgânicos previamente separados nas casas, estabelecimentos comerciais e escritórios. Os materiais recicláveis podem ser vendidos ou repassados a programas de coleta seletiva da prefeitura, a cooperativas de catadores, associações de bairro ou entidades assistenciais. No Brasil, existe uma padronização de cores para cada tipo de material reciclável: • Papel: azul • Plástico: vermelho • Vidro: verde • Metais: amarelo A coleta seletiva é uma prática que incentiva o movimento dos 3 Rs e do consumo consciente. É um sistema que começa com a sua atitude de separar no seu lixo tudo o que for reciclável.

8


PAPEL

RECICLÁVEL

NÃO RECICLÁVEL

jornais e revistas

etiqueta adesiva

folhas de caderno

papel carbono

formulários de computador

fita crepe

caixas em geral

papéis sanitários

aparas de papel

papéis metalizados*

fotocópias

papéis plastificados*

envelopes

papéis sujos

rascunhos

guardanapos

cartazes velhos

tocos de cigarro

papel timbrado

fotografias

copos descartáveis papel de fax embalagem longa-vida* (*) Embalagens cartonadas, para produtos como leite longa vida e sucos, são recicláveis.

METAL

RECICLÁVEL

NÃO RECICLÁVEL

lata de aço (folha de flandres), clips**

grampos (quando misturados com papel)

latas de óleo, salsicha,

esponjas de aço

leite em pó lata de alumínio (refrigerante) outras sucatas de reformas (**) Somente em grandes quantidades.

Fonte: CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), Coleta Seletiva nas Escolas - 3ª edição, 2001

9


VIDROS

RECICLÁVEL

NÃO RECICLÁVEL

garrafas de bebidas em geral

vidraças

frascos em geral

copos de cristal

lâmpadas**

vidros de automóveis

remédios, perfumes e produtos de limpeza

tubos de TV

copos “cacos” de vidros

ampolas de remédios, fôrmas, travessas e utensílios de mesa de vidro temperado

(**) Somente em grandes quantidades.

espelho

PLÁSTICOS

RECICLÁVEL

NÃO RECICLÁVEL

embalagem de refrigerante, alimentos, produtos de limpeza e cosméticos

cabo de panela

embalagem de material de limpeza

tomadas

copos de café

misturas de papel, plásticos e metais*

embalagem de margarina canos e tubos sacos plásticos em geral (*) Embalagens cartonadas, para produtos como leite longa vida e sucos, são recicláveis.

Fonte: CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem), Coleta Seletiva nas Escolas - 3ª edição, 2001

10


Quem é o catador? As pessoas costumam pensar que os catadores são pessoas que recolhem o lixo. Este conceito está errado. Os catadores só reco-

Caia na real:

lhem materiais que podem ser reciclados. É muito bom quando conseguem se organizar em associações ou cooperativas, pois a atividade se torna mais rentável. Este aumento de renda ocorre porque os catadores, atuando em conjunto, conseguem negociar preços melhores na venda dos materiais recicláveis. Onde você costuma ver um catador? Que tipo de material reciclado você poderia organizar para ele recolher?

11


Quatro passos para implementar a coleta seletiva de lixo Estas orientações indicam algumas ações inspiradas nos “3Rs” que contribuem para promover uma revisão no nosso estilo de vida. São um incentivo a uma ação de cidadania. Por isso, estes passos foram pensados, preferencialmente, para as pessoas que trabalham na Organização (BANCO REAL/ABN AMRO, REAL SEGUROS, BANDEPE, AYMORÉ FINANCIAMENTOS), mas podem ser adotados por qualquer outro indivíduo, em qualquer outro ambiente. 1 - Organize um grupo de funcionários do escritório ou da agência interessados em aprender fazendo o que é Ecoeficiência. 2 - Sensibilize as demais pessoas sobre o conceito dos “3 Rs”. 3 - Providencie coletores seletivos. 4 - Contate entidades que possam receber os materiais separados em sua coleta seletiva. Além destes quatro passos, você pode começar a organizar e implementar outras ações de Ecoeficiência que sejam adequadas ao seu contexto de ação.

E lembre-se: no caso de dúvidas ou para obter informações complementares, ligue para 0800-7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

12


1 - Organize um grupo de funcionários interessados em aprender fazendo o que é Ecoeficiência Dentre as pessoas que você conhece, você saberia dizer quem é mais interessado em temas ambientais nas suas relações? É com estas pessoas que seria interessante começar um grupo, não importa área, cargo ou função. Você deve conhecer quem são elas (talvez você seja uma delas!). Dica: Você também pode reunir sua família (filhos, pais, avós), seus amigos e vizinhos!!! Proponha uma reunião com estas pessoas para discutir a implantação de um Programa de Ecoeficiência conforme explicado nesta cartilha. É recomendável que todos os participantes leiam os Quatro Passos para implementar o Programa de Ecoeficiência. Nesta reunião pode-se definir quem vai coordenar este programa no local. Organize uma conversa sobre como melhorar os processos para reduzir o desperdício de materiais e ampliar as ações do grupo. Registre todas as sugestões. Elas podem dar origem a um plano de ação.

Lâmpadas fluorescentes contêm mercúrio, um metal pesado lâmpada fluorescente e inalar o ar próximo a ela, pode ingerir

Caia na real:

um gás que contém mercúrio. O mercúrio, uma vez ingerido, nunca mais sai do corpo. Portanto, é importante encaminhar estas lâmpadas para a reciclagem. O BANCO REAL/ABN AMRO está começando a coletar as lâmpadas fluorescentes em alguns prédios administrativos, para encaminhá-las a empresas recicladoras que são credenciadas pelo Banco. Embora o volume de lâmpadas fluorescentes gerado pelo Banco seja pequeno em relação a outros itens como papel e copinhos, o seu impacto ambiental é desproporcionalmente grande.

13

Foto: Christopher Wells

que é nocivo para o ser humano. Se uma pessoa quebrar uma


2 - Sensibilize as demais pessoas para o conceito dos 3 Rs Marque uma reunião com todos os funcionários do escritório ou da sua agência bancária para explicar o conceito dos 3 Rs. Inclua este tema nas suas conversas, afinal, trata-se de preservar a vida! Faça cartazes incentivando a prática dos 3 Rs. Por exemplo, crie cartazes com frases que estimulem a redução (o primeiro “R”) de consumo de água, reutilização (o segundo “R”) do papel usado ou reciclagem (o terceiro “R”) dos copos plásticos. Dica: Você pode incluir este assunto na pauta de reunião do seu condomínio, por exemplo.

Foto: Nicola Labate

3 - Providencie coletores seletivos

Busque fornecedores de coletores seletivos em sua região. Embora a coleta seletiva normalmente se divida em quatro materiais, em escritórios e agências bancárias os materiais predominantes são papel e plástico. Informe as pessoas sobre o tempo que demora para que cada material se degrade no meio ambiente:

14


Tempo previsto para que cada material se degrade no meio ambiente MATERIAL

DURABILIDADE

Sobras de alimentos

De 2 meses até décadas

Papel

De 2 meses até décadas

Plásticos

Pelo menos 100 anos

Metais ferrosos

Pelo menos 100 anos

Metais não-ferrosos (alumínio)

Pelo menos 500 anos

Vidro

Indeterminado

Pneus

Indeterminado

4 - Contate entidades que possam receber os materiais separados em sua coleta seletiva Sua escolha vai depender da cidade onde você mora. Existem cidades no Brasil onde a prefeitura reaFoto: Christopher Wells

liza coleta seletiva semanalmente. Em outras cidades, talvez seja mais interessante doar os materiais para uma cooperativa de catadores, associação de bairro, instituição religiosa ou vendê-los para um sucateiro.

Entre em contato com a prefeitura para saber se existe um programa municipal de coleta seletiva. Se houver, verifique se este programa abrange o bairro onde está localizado o seu escritório, agência ou sua casa. Se não houver programa da prefeitura, uma alternativa é doar os materiais para uma cooperativa de catadores de sua região. Uma outra opção é doar os resíduos para outras associações sem fins lucrativos, como por exemplo, associações de bairro e igrejas.

15


Se o material for doado, é recomendável acertar com a entidade como será o cronograma de retirada dos resíduos em seu local e qual a destinação. Isto é importante, pois se a entidade não fizer a coleta regularmente, haverá acúmulo de resíduos no seu escritório, na sua agência ou na sua casa, gerando inconvenientes. Se você não souber qual o destino do material doado, você não vai saber se seu programa de ecoeficiência está tendo resultados positivos. É importante decidir antecipadamente qual será o destino da receita e é recomendável exigir do comprador comprovantes de retirada dos resíduos e também um relatório de acompanhamento semanal ou mensal. É fundamental averiguar as condições de trabalho e os cuidados ambientais praticados pelo comprador dos resíduos. Por exemplo, o comprador pode estar empregando menores de idade de forma irregular, ou jogando alguns materiais não recicláveis em locais impróprios. Se você não sabe como encontrar um sucateiro, as listas telefônicas lo-

Caia na real:

cais geralmente contêm os nomes e telefones destas empresas.

Um sucateiro compra materiais recicláveis, faz uma separação mais apurada e revende para outros comerciantes ou indústrias recicladoras.

16


Algumas dicas para ser ecoeficiente em qualquer lugar Começe hoje mesmo! Como reduzir o consumo de água • No banheiro, não acione a descarga à toa e adquira o sistema de Volume de Descarga Reduzido (V.D.R.), que consome menos água. • Faça um esforço para se acostumar a fechar a torneira enquanto se ensaboa, passa xampu, escova os dentes e se barbeia. • Para agilizar a lavagem dos pratos, tire restos de comida antes de laválos e feche a torneira enquanto os lava. • Use a máquina de lavar louça e a máquina de lavar roupa apenas quando estiverem com toda a capacidade preenchida. • Conserte vazamentos e instale redutores de vazão nas torneiras e chuveiros. • Substitua a mangueira pelo balde na hora de lavar a calça-

Caia na real:

da, o carro e de regar as plantas.

Uma mangueira aberta por 30 minutos gasta cerca de 500 litros de água. Com três baldes de 10 litros, um para molhar o veículo e dois para enxaguá-lo, é possível fazer o mesmo serviço economizando 80% de água.

17


Como reduzir o consumo de energia • Quando não estiver muito frio, deixe a chave de temperatura do chuveiro na posição menos quente (morno), que já é suficiente para um banho bem gostoso! • Junte a maior quantidade possível de roupas para passá-las de uma só vez. Cada vez que você liga o ferro de passar, gasta-se uma carga de energia muito maior do que mantê-lo ligado por algum tempo. • No caso da geladeira e do freezer, coloque-os em locais bem ventilados, longe do fogão, do aquecedor e de áreas expostas ao Sol. Evite, também, abrir a porta da geladeira por tempo prolongado e conserve limpas as serpentinas (grades) da parte de trás do aparelho (não as utilize para secar panos, roupas, etc.). • Quanto ao uso do ar-condicionado, escolha um modelo adequado ao tamanho do ambiente, proteja a parte externa da incidência do Sol, sem bloquear as grades de ventilação, e mantenha as janelas e portas fechadas quando o aparelho estiver funcionando. Desligue-o quando o ambiente estiver desocupado e evite o frio excessivo, regulando o termostato. Limpe os filtros para manter a circulação de ar. Se não fizer isso a sujeira pode também causar doenças. • Sempre apague a luz nos ambientes que estiverem desocupados. Evite acendê-la durante o dia, aproveitando a luz do Sol, abrindo janelas, cortinas e persianas. A renovação do ar no ambiente é super saudável, assim como a luz do Sol. • Ao viajar, desligue a chave geral da casa. • Desligue o aparelho de televisão se ninguém estiver assistindo e, se você se acostumou a dormir com a TV ligada, recorra ao timer (temporizador) para que o aparelho desligue sozinho.

18


• Evite benjamins ou “Ts”, pois quando mal fixados ou com carga excessiva, as tomadas esquentam e desperdiçam energia. Prefira a utilização de extensões elétricas. • Fique atento à fiação da sua residência, os fios devem estar bem encapados, isolados e emendados adequadamente.

Como gerar menos resíduo • Evite embrulhos e embalagens supérfluas, como sacos plásticos para itens avulsos. É sempre mais lixo! • Combata o desperdício de alimentos, preparando a quantidade correta. Aproveite talos e folhas de verduras, cascas de frutas, etc. Desperdiçar o que você não utiliza é ignorar que aquilo poderia ser muito útil para outra pessoa. • Racionalize o consumo de papel. Utilize os dois lados do papel. • Faça apenas o número necessário de cópias de documentos. • Prefira produtos a granel, em embalagens econômicas e concentradas, evitando porções individuais de açúcar, sal, maionese, mostarda, chá, adoçante, etc. • Acostume-se a revisar os textos na tela do computador em vez de imprimir várias versões.

Como ser mais ecoeficiente • Faça uma revisão nos seus hábitos. Há coisas que a gente faz sem nunca ter parado para pensar se precisa ser deste jeito. • Habitue-se a lavar o que você utiliza. Sem ter este hábito, quase tudo precisa ser descartável.

19


• Habitue-se a compartilhar suas coisas com os outros: dê carona, empreste o jornal e aproveite para fazer muitos outros amigos. • Não pense que tudo isso é perda de tempo. Ao contrário, ser ecoeficiente é otimizar o tempo. • Acredite que suas ações causam impacto. Um consumidor consciente tem um enorme poder de mudar o mundo. Um cidadão consciente tem o enorme poder de preservar a vida. • Ações conscientes não são ações extraordinárias. São aquelas que a gente deveria fazer no cotidiano. • Não se esqueça de que seu exemplo educa centenas de pessoas e de que seu estilo de vida mexe com a vida de outras pessoas.

20


Saiba mais sobre outras iniciativas (Dados de maio/2003)

Microcrédito O objetivo é contribuir para o desenvolvimento econômico e social de pequenos empresários, oferecendo crédito voltado para o crescimento de seus negócios. Acreditamos que, dessa forma, estamos contribuindo para a geração de empregos e para a melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes. As atividades do Microcrédito são geridas por uma empresa independente, a Real Microcrédito, que tem como sócia a ACCIÓN, Organização Não-Governamental especializada neste tipo de negócio. Além das agências já em operação em Heliópolis e Paraisópolis (São Paulo), em 2003 o programa está sendo expandido para outras comunidades.

Financiamentos Socioambientais Os processos de concessão de crédito e financiamento do Banco foram reestruturados a partir da incorporação de princípios de desenvolvimento sustentável. Três pilares sustentam esta inovação: a elaboração da Política Geral de Riscos Socioambientais, através da qual se aperfeiçoa a avaliação dos impactos socioambientais de empresas tomadoras de crédito; a criação de linhas de financiamento que ajudam as empresas na prática de ações socioambientais responsáveis, como por exemplo, linhas de crédito para reflorestamento, saneamento básico e educação; preparação, em conjunto com a Organização não-governamental Amigos da Terra e com a IFC (International Finance Corporation - Banco Mundial), de 1.800 funcionários que têm relacionamento com estas empresas para a aplicação destes novos critérios no processo de concessão de crédito.

21


Fundo Ethical É o primeiro fundo de ações da América Latina a utilizar critérios de responsabilidade social e governança corporativa. O objetivo é valorizar as empresas que adotam princípios éticos em seus negócios. A análise e seleção das empresas são realizadas por um Conselho multidisciplinar, que conta com a participação de profissionais de entidades especializadas em responsabilidade social e governança corporativa: Instituto Ethos, Intituto Brasileiro de Governança Corporativa e a ONG Amigos da Terra.

Diversidade A Organização busca, no dia-a-dia, promover e valorizar a diversidade no trabalho. Além dos debates internos, para sensibilizar os funcionários, estão sendo revistos os processos de seleção e carreira com o objetivo de aumentar a presença, dentro da Organização, de grupos em desvantagem social, como por exemplo, portadores de deficiência e negros. Além disso, tem sido feito um trabalho junto às entidades representativas da sociedade civil para capacitar pessoas, entre elas deficientes físicos, para o mercado de trabalho. Também tem se estreitado a relação com entidades do movimento negro, com o objetivo de facilitar o acesso desse grupo étnico ao quadro de funcionários da Organização.

Meio Ambiente Em nosso compromisso com a preservação do meio ambiente, têm sido desenvolvidas várias ações de conscientização dos funcionários. Além disso, processos organizacionais estão sendo revistos com o objetivo de contribuir para a preservação do meio ambiente. Internamente, estamos implementando um sistema de gestão ambiental que prevê o uso racional dos recursos naturais e a reutilização e reciclagem de materiais. Este sistema, que está sendo chamado de Programa de Ecoeficiência, já está sendo usado por cinco prédios administrativos e cerca de 30 agências.

22


Fornecedores Desde novembro de 2001, estamos mobilizando nossos fornecedores para a adoção de práticas de responsabilidade social e adotando critérios socioambientais na contratação de novos fornecedores. Um grupo piloto formado por 14 empresas fornecedoras vinha se reunindo para compartilhar planos de ação de práticas socioambientais. Neste ano, este grupo foi ampliado para 50 empresas. Desde a licitação até o monitoramento da qualidade dos serviços prestados, são levados em conta critérios socioambientais.

Academia A Academia ABN AMRO Brasil tem como objetivo criar experiências educativas que promovam e estimulem o desenvolvimento dos funcionários, contribuindo para o cumprimento da missão da Organização. Além do público interno, a Academia começa a disponibilizar seus conteúdos para a rede de relacionamentos da Organização. Nesse sentido, foram lançados, por exemplo, cursos multimídia de Inglês e de informática e um ciclo de palestras de preparação para aposentadoria, destinados a parentes de funcionários das unidades da Grande São Paulo.

“Brincando na Rede” É um espaço comunitário destinado às crianças no portal do BANCO REAL/ ABN AMRO, que oferece oportunidade de diversão e aprendizado ao mesmo tempo.

Instituto Escola Brasil Através do Instituto Escola Brasil, funcionários promovem ações que visam propiciar melhorias nas condições da prática esportiva em escolas públicas, com o objetivo de estimular a permanência dos alunos na escola

23


e reduzir o índice de evasão escolar. Além disso, os funcionários desenvolvem uma série de iniciativas voltadas para as questões sociais de suas comunidades.

Outras ações de interesse comunitário Além do Instituto Escola Brasil, destacam-se os projetos: “Banco na Escola”, “Alfabetização Solidária”, “Prêmio Banco Real Universidade Solidária”, “Prêmio Banco Real de Talentos da Maturidade”, além de patrocínios culturais e esportivos.

Para obter mais informações, acesse o site www.bancoreal.com.br e entre no portal de Responsabilidade Social.

24


Como saber mais Selecionamos alguns textos, sites e livros que tratam dos assuntos responsabilidade social, meio ambiente e desenvolvimento sustentável e que poderão ser uma importante fonte de pesquisa. Acompanhe abaixo:

Sites Ambiente Brasil: www.ambientebrasil.com.br Amigos da Terra: www.amazonia.org.br Cempre – Compromisso Empresarial para Reciclagem: www.cempre.org.br Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável: www.cebds.com Ecol News: www.ecolnews.com.br Greenpeace – Green Dicas: www.greenpeace.org.br/greendicas Instituição para o Desenvolvimento da Habitação Ecológica: www.idhea.com.br Instituto Akatu pelo Consumo Consciente: www.akatu.net Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola: www.imaflora.org Ministério do Meio Ambiente: www.mma.gov.br Planeta Orgânico: www.planetaorganico.com.br

25


Livros/Textos • Ética e Responsabilidade Social nos Negócios. Ashley, Patrícia Almeida. Editora Saraiva • O Desafio da Sustentabilidade. Um Debate Socioambiental no Brasil. Viana, Gilney Amorim; Silva, Marina Diniz e Diniz, Nilo. Editora Perseu Abramo • O Negócio é Ser Pequeno. Shumacher, E.F. Editora Jorge Zahar • Macrotransição. Laszlo, Erwin. Axis Mundi, 2001 • O Bom Negócio da Sustentabilidade. Almeida, Fernando. Editora Nova Fronteira, 2002 • Conexões Ocultas, Ciência para uma Vida Sustentável. Capra, Fritjof. Editora Cultrix Amanakey, 2002 • Gestão da Água. Tocci, Carlos E.M.; Hespanhol, Ivanildo; Cordeiro Netto, Oscar de M. Unesco • Capitalismo Natural: Criando a Próxima Revolução Industrial. Hawken, Paul. Editora Cultrix, 2000 • As Organizações e a Biosfera: Ecologia e Meio Ambiente. Egri, Carolyn P. Editora Atlas, 1999 • Cumprindo o Prometido: Casos de Sucesso de Desenvolvimento

Sustentável. Holliday Jr., Charles O. Editora Campus, 2002 • Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa. Tachizawa, Takeshy. Editora Atlas, 2002 26


Para esclarecimentos de dúvidas e encaminhamento de sugestões, ligue para 0800-7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

Há um grupo de funcionários da Organização que pode ajudar você na implementação de um Programa de Ecoeficiência, resolvendo dúvidas, fornecendo mais informações. A disposição de ajudar é grande, portanto, conte com eles! Você também pode obter esta cartilha em arquivo eletrônico. Acesse o site www.bancoreal.com.br e entre no portal de Responsabilidade Social.

27


Perguntas e Respostas Ser ecoeficiente é valorizar a vida e investir no futuro. Para isso temos que renovar a nossa maneira de ser: mudar hábitos, rever prioridades, criar novas práticas. Muitas dúvidas vão surgir. Algumas respostas já estão sendo construídas – estas, estamos disponibilizando, com base nas práticas que já estão acontecendo na Organização. Esperamos que outras questões apareçam e que muitas novas respostas sejam compartilhadas. Vamos construir, no dia-a-dia, uma Organização cada vez melhor. E, se precisar de mais informações sobre Ecoeficiência, ligue para 08007702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

Começando pela Coleta Seletiva Lembre-se de que o Programa de Ecoeficiência envolve a coleta seletiva, cujo foco é reciclar e também os outros dois “Rs”: reduzir o consumo e reutilizar. A ordem dos “Rs” tem sua importância. Por exemplo, não basta reciclar sem reduzir o consumo ou criar possibilidades de reutilização. Uma possibilidade é começar por ações de redução de consumo e reutilização (os papéis são um bom começo) e depois implementar a coleta seletiva. Leve a idéia do Programa de Ecoeficiência para todos os ambientes com os quais você se relaciona. É sempre o início de uma onda transformadora. Quem ou qual departamento é responsável pela compra dos coletores para a coleta seletiva? Cada agência ou área é responsável pela compra e manutenção dos coletores. Existem diferentes tamanhos e formatos de coletores, você pode escolher o melhor para o seu local. O investimento é baixo e o resultado muito grande e duradouro.

28


Há algum padrão de coletor para todas as agências ou posso adquirir de qualquer tipo? A escolha é sua! Não há um padrão específico. É importante observar a necessidade da agência ou do local, para escolher os tipos e tamanhos de coletores mais adequados. A única exigência é que os coletores fiquem ao abrigo da água e da luz do Sol e que sejam colocados em um lugar que não atrapalhe as áreas de circulação ou de segurança.

Os coletores podem ficar expostos ao público? Sim, podem. Esta é uma ação de cidadania. Este programa ultrapassa os limites da Organização e pretende tornar-se uma prática de toda a comunidade. Procure colocar os coletores em lugares estratégicos, de fácil acesso e utilização, ao abrigo da água e luz do Sol. Por exemplo, coloque o coletor de copos plásticos ao lado do galão de água. Tome cuidado para não obstruir áreas de circulação ou áreas de segurança. O processo de coleta deve estar funcionando bem pois, se a coleta não for feita durante alguns dias, pode haver problemas com o cheiro dos resíduos que ficaram dentro dos coletores. Fique atento a eventuais disputas de catadores pelos resíduos (os resíduos recicláveis valem dinheiro para eles), para não ter problemas com a continuidade do processo.

O volume de lixo coletado diariamente é pequeno. Podemos armazenar em nossa agência ou nosso local para coleta semanal? Esse prazo é variável, dependendo do tipo de resíduo. O papel pode ficar armazenado por uma semana assim como latas de refrigerantes e embalagens tipo “Tetra Pak”, desde que sejam enxaguadas com água após o uso. Não é recomendável armazenar materiais perecíveis durante muito tempo.

O cuidado com a confidencialidade das informações interfere no processo de coleta seletiva? Os papéis que não serão utilizados e que contêm informações de clientes, tais como dados cadastrais, movimentações de contas correntes, contratos de negócios, relatórios mostrando negócios com clientes, informações do próprio banco/área/agência e outros papéis que tragam informações confi-

29


denciais devem ser incinerados ou fragmentados de modo que se tornem ininteligíveis, ou seja, que se tornem incompreensíveis. Se forem fragmentados, podem ir para o processo de reciclagem de papéis. Se forem incinerados, não podem ir para a reciclagem. O item 3.5 da Política Corporativa de Privacidade/Confidencialidade de Informações trata sobre esse assunto. Esta Política pode ser acessada via /Normas ou por meio da Intranet.

Possuímos um PAB (posto de atendimento bancário) dentro de uma empresa. Podemos também implantar a coleta seletiva? Se a empresa onde o PAB está instalado já tiver um programa de coleta seletiva, ótimo. Basta se integrar ao movimento. Se não houver nenhuma iniciativa desse tipo no local, leve a idéia do Programa de Ecoeficiência para a empresa ou instituição. Pode ser um bom começo. Caso a empresa não autorize esta prática pelo PAB, lembre-se que sempre dá para começar de alguma forma: um bom início são as ações de redução de consumo e reutilização de materiais.

Nossa agência ou nosso local quer participar apenas economizando água e energia. É possível? Já é um ótimo começo, mas por que não continuar? Faça essa pergunta ao seu grupo. Geralmente uma ação leva a outra, deixe esse caminho fluir e vamos ver o que mais acontece. O ideal é que consigam abordar os 3 Rs: Reduzir o consumo, Reutilizar e Reciclar, principalmente em relação ao papel e copos plásticos, que são os materiais mais utilizados pela Organização.

Na minha cidade não há coleta seletiva de lixo. Como posso participar? Essa é uma ótima oportunidade para estimular algo novo. Faça contatos com a Prefeitura de sua cidade, colocando a intenção de iniciar e estimular a comunidade local nesta prática. Converse também com pessoas que lideram projetos sociais em sua cidade. Caso você esteja diante de alguma situação absolutamente nova e sem nenhuma possibilidade de continuidade, converse com seu grupo, busque alternativas e sinta-se à vontade para usar nosso telefone de apoio (0800 7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h).

30


Podemos realizar parcerias, convênios, acordos com qualquer empresa de coleta seletiva ou precisamos da aprovação da Organização? As ações de Ecoeficiência estão inspiradas no princípio de distribuição participativa de responsabilidades. Cada agência ou local pode realizar as parcerias, de forma responsável e ética, levando em consideração as seguintes recomendações: 1. As instituições não podem ter restrições no Serasa ou SPC. 2. É recomendado que se faça uma visita à instituição. 3. Verifique se a instituição não utiliza mão-de-obra infantil. 4. Verifique o que a instituição faz com os resíduos que ela não utiliza e qual o destino que dá a eles, ou seja, onde ela lança estes resíduos. Na Grande São Paulo, a empresa que realiza reciclagem no Ed. Paulista, por exemplo, fará um levantamento da situação atual, em função da taxa do lixo, cobrada pela Prefeitura.

Se uma agência ou um local precisar de um suporte, a quem deve procurar? Podem ligar para o número 0800 7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Há um grupo de funcionários da Organização preparados para ajudar na implementação do Programa de Ecoeficiência. Mas não se esqueçam de fortalecer sua rede local de relacionamentos. Busquem saber se na sua cidade há ONGs (organizações não-governamentais), instituições, órgãos públicos, que também podem informar, apoiar ou estabelecer uma parceria.

31


Mudando o destino do lixo Muito do que descartamos no cesto de lixo não é lixo!!!! Essa é uma revelação transformadora. Muitos produtos, materiais e resíduos pósconsumo podem ainda ser reutilizados ou reciclados. Alguns necessitam passar por um processo específico, porque são tóxicos e perigosos se deixados simplesmente soltos por aí. Existem empresas e instituições especializadas nisso. Todos têm a possibilidade de mudar o caminho do seu lixo permitindo que ele possa ser reciclado e que cause menos impacto ao meio ambiente. Infelizmente nem sempre o caminho do lixo é uma rota responsável. São inúmeros os impactos e repercussões negativas a respeito do encaminhamento e depósito do lixo em diversos lugares. Programas como esse podem ajudar, e muito, a melhorar e transformar essa realidade! Qual o problema das lâmpadas fluorescentes? As lâmpadas fluorescentes contêm mercúrio dentro delas. Quando se rompem, o mercúrio vaza para o meio ambiente contaminando o ar, a terra e a água. O cuidado com o descarte das lâmpadas é um ponto crítico para escritórios e agências. No Brasil, as lâmpadas de mercúrio são recicladas por empresas especializadas neste resíduo. Contate estas empresas para recolherem as lâmpadas fluorescentes usadas. Se possível, peça que o fabricante das lâmpadas as recolham.

Pilhas e baterias são recicláveis? Depende do tipo de pilha ou bateria. De uma maneira geral, as pilhas e baterias que contêm um teor mais alto de metais pesados são mais perigosas quando dispostas no meio ambiente, mas também são mais fáceis de reciclar (justamente por possuírem um alto grau de metal valioso). As baterias de celulares, que contêm metais pesados, são recicláveis e devem ser devolvidas às empresas de telefonia celular. Já no caso das pilhas para eletrodomésticos, depende muito do tipo. Aquelas que contêm níquel, cádmio, chumbo ou outros metais devem ser separadas para reciclagem. Já aquelas que não contêm metais pesados, sendo do tipo alcalina, podem ser dispostas no lixo comum. Com relação aos locais para entregar, recomendamos

32


levar as baterias de celular para as empresas de telefonia celular e as pilhas recicláveis para postos de entrega especificamente montados para isto. Se não existir um posto deste tipo na sua cidade, pode juntar as pilhas para entregar numa viagem a uma outra cidade.

O que são resíduos orgânicos? Que destino dar a estes resíduos? Resíduos orgânicos são, na sua maioria, restos alimentares. O Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), gera diariamente 140 mil toneladas de lixo doméstico, dos quais 55% são resíduos orgânicos. O Composto Urbano, denominação dada para o processo de transformação de resíduos orgânicos não perigosos em adubo, é o melhor destino para estes resíduos. Se você tem um jardim, ou sítio, pode fazer uma composteira e fabricar seu próprio adubo. Saiba mais sobre isso ligando para 0800 7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, ou visitando alguns dos sites indicados nessa cartilha.

O que é compostagem? Compostagem significa reciclar a matéria orgânica. É a denominação que se dá para um processo de transformação de resíduos sólidos orgânicos não perigosos - restos vegetais e animais - em um adubo chamado composto. Este material, que parece terra, é um fertilizante que otimiza as propriedades físicas, químicas e bioquímicas do solo. No Brasil, segundo o Cempre, apenas 1,5% do lixo sólido orgânico (ou seja, o lixo que pode degradar) gerado foi reciclado em 2001.

O que são lixões, aterros controlados e aterros sanitários? No Brasil, o lixo está sendo depositado no meio ambiente de três formas: lixão, aterro controlado e aterro sanitário. O mais comum, e pior, é o lixão. Um lixão é um local onde o lixo é depositado sem nenhum cuidado para diminuir o seu alto impacto na água e nas comunidades em volta. Os lixões geram um líquido, chamado chorume, que contém metais pesados e outros contaminantes que descem até o lençol freático, causando problemas com a qualidade da água e provocando mau cheiro. Muitas vezes, os lixões encontram-se perto de mananciais e mangues, locais que abrigam nascentes e ecossistemas que são como berçário de muitas espécies, sendo justa-

33


mente os piores lugares para se dispor do lixo. Lixões também geram muitos vetores de doenças, como ratos, insetos e urubus. Uma segunda opção, melhor, mas ainda não satisfatória, é o aterro controlado. Este tipo de aterro consiste em, diariamente, cobrir com terra o lixo que é colocado no local. Esta cobertura reduz a presença de vetores, mas não reduz o impacto do chorume no lençol freático. A melhor opção, geralmente encontrada nas maiores cidades, é o aterro sanitário. Trata-se de um projeto de engenharia que envolve um cuidadoso planejamento anterior. Geralmente, o local escolhido é longe de um curso de água e é revestido em baixo por uma lona de plástico grande. Esta lona capta o chorume e ajuda a canalizá-lo para uma estação de tratamento de água. Há também cobertura diária do lixo. O aterro sanitário possibilita ainda a canalização e utilização comercial dos gases produzidos pelo lixo acumulado nos aterros. Esta prática, por enquanto, não está implantada em todos os projetos, mas já é uma tecnologia disponível de reutilização, possibilitando a geração de renda.

O que são Postos de Entrega Voluntária (PEV)? Onde encontrá-los? A coleta seletiva pode concretizar–se através dos postos de entrega voluntária (PEV), que são contêineres colocados em pontos fixos pré-determinados pelo município, onde o cidadão, espontaneamente, deposita os materiais recicláveis. Algumas empresas, como supermercados, também colocam contêineres à disposição do público. Para localizar postos de entrega voluntária, acione órgãos públicos municipais que tenham por função o gerenciamento do lixo de sua cidade, ou ainda associações ou organizações não-governamentais que reúnam informações sobre o assunto.

O que é uma cooperativa de catadores? Como encontrá-la? Uma cooperativa de catadores é resultado da união de catadores organizados num sistema de trabalho em que manuseiam e vendem os materiais recicláveis na estrutura do mercado de sucatas, formado por sucateiros e recicladores. Para localizar cooperativas, acione órgãos públicos municipais que tenham por função o gerenciamento do lixo de sua cidade, ou ainda associações ou organizações não-governamentais que reúnam informações sobre o assunto. Em caso de dúvidas, ligue para 0800-7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

34


Sobre a Reciclagem Reciclar não resolve todos os problemas, mas ajuda bastante. Quais são os símbolos da coleta seletiva?

Lixo

Papel Reciclável

aço

al Aço

Alumínio

Vidro

Tipos de plásticos:

1

2

3

4

5

6

7

PET

PEAD

V (PVC)

PEBD

PP

PS

Outros

Fonte: www.cempre.org.br

Qual é a diferença entre conteúdo reciclado pré-consumo e pós-consumo? Material de pré-consumo é o material desviado do fluxo de resíduos durante um processo de produção. Neste sistema de produção, não há a reutilização de materiais gerados no processo tais como retrabalho, retrituração ou sucata gerados em um processo e capazes de serem aproveitados dentro do mesmo processo que os gerou. Material de pós-consumo é o material gerado nos lares ou instalações comerciais, industriais e institucionais em seu papel de usuários finais do produto, que já não pode mais ser usado para o fim a que se destina. Isso inclui devoluções de material da cadeia de distribuição. Fonte: ISO 14021

A Organização, nas suas publicações, vai usar cada vez mais papel reciclado. Para estarem em conformidade com uma norma internacional sobre declarações ambientais, a ISO 14021, estas publicações vão conter os dizeres

35


“material pré-consumo” e “material pós-consumo”. Com isto, a Organização visa ser transparente sobre a origem da matéria-prima do papel. A norma ISO 14021 pode ser obtida na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), no site www.abnt.org.br

O que é análise do ciclo de vida? Esse conceito, conhecido internacionalmente pela sigla LCA - Life Cycle Assessment, é muito mais abrangente do que um estudo de balanço de energia e massa. A análise do ciclo de vida de um produto ou serviço compatibiliza os impactos ambientais decorrentes de todas as etapas envolvidas: desde sua concepção mercadológica, planejamento, extração e uso de matérias-primas, gasto de energia, transformação industrial, transporte, consumo, até seu destino final - disposição em aterro sanitário, reciclagem, compostagem ou incineração. Desta forma, o acompanhamento da vida de um produto é feito de seu “berço ao túmulo”. Note-se que, nessa avaliação, são considerados também os impactos indiretos. A série de normas ISO 14040 abrange esse importante aspecto de produção. Fonte : www.cempre.org.br

O que mais dá para fazer agora Imagine como gostaria que as coisas fossem e o caminho que pode trilhar para chegar lá. Não importa o tamanho da ação, o importante é começar. Lembre-se de que realizar alguma coisa junto com outras pessoas é mais gostoso e você contribui para a formação da teia de sustentação da vida. A coleta seletiva já foi implementada na agência. O que mais pode ser feito? Muita coisa pode ser feita! O Programa de Ecoeficiência não está baseado num manual ou roteiro restrito. O foco de ação dos 3 Rs é amplo e criativo. Reciclar é apenas um dos aspectos, você pode também Reduzir e Reutilizar. Faça reuniões com a equipe para propor ações que atuem nos 3 Rs, como por exemplo, reutilizar papéis que só foram utilizados em um lado. Talvez

36


seja possível reduzir o consumo de água e energia na agência, ou ainda, separar as lâmpadas fluorescentes para encaminhá-las para reciclar em empresas especializadas. Libere sua criatividade, exercite sua responsabilidade e deixe as idéias tornarem-se ações.

Como implementar a utilização de canecas de cerâmica em meu local de trabalho ? A idéia da caneca surgiu a partir da preocupação em reduzir a produção de resíduos: o primeiro “R” - reduzir. O primeiro passo é estimular que cada pessoa tenha a sua caneca e se disponibilize a usá-la. Para isso, a agência ou o local pode se organizar para comprar canecas para todos, ou cada pessoa pode trazer a sua de casa, ou ainda fazer um amigo secreto onde o presente é uma caneca. Cada grupo decide o que acha melhor: ter canecas padronizadas ou cada um ter a SUA caneca. Caso decidam pela padronização, canecas com o logotipo do Programa de Ecoeficiência estão à venda nas lojas do Instituto Escola Brasil. No lançamento do Programa de Ecoeficiência, estas canecas foram distribuídas em alguns locais. Mas não basta ter as canecas. É preciso ter a disposição de usá-las, entender a relevância dessa atitude e providenciar um local para as pessoas lavarem as canecas após o uso.

A relação com os Nossos Clientes Nossos clientes são cidadãos assim como nós. Essa ação da Organização está em sintonia com um interesse geral. Posso envolver clientes em alguma ação ? Pense sempre na totalidade do processo. Planeje como identificar o foco e o objetivo desta ação e crie uma estratégia para que esta relação seja duradoura e sustentável. Consulte a Diretoria responsável pela agência ou local e integre ao seu plano suas recomendações e contribuições.

37


Se um cliente solicitar uma cartilha de ecoeficiência, como proceder? O cliente pode acessar a cartilha pelo site do Banco: www.bancoreal.com.br - Portal de Responsabilidade Social. Se ele precisar de mais alguma informação ou quiser contribuir com suas opiniões, abra esse espaço na sua relação com ele, verifique a melhor maneira de organizar e difundir essas informações e se é possível colocá-las em prática.

Organizando os resultados Estabeleça premissas claras e uma postura ética em seus projetos: esta é uma ação voltada para a construção do bem-comum. A ação responsável é aquela que mantém o foco sobre o impacto e a repercussão de seu trabalho. A análise dos resultados tem que contemplar sempre essa dinâmica ética e responsável. Podemos doar o material reciclável ou a verba gerada a partir da venda deste material a qualquer entidade? Sim, o material ou a verba podem ser doados ao Instituto Escola Brasil ou a qualquer outra instituição de sua confiança. Em qualquer uma das alternativas, é importante que a Diretoria responsável pela agência ou local esteja ciente. Ao vender o material reciclável, solicite um recibo da instituição que comprou. Essa é uma livre negociação pautada numa postura ética e em sintonia com os valores da Organização.

38


Para dar continuidade Esta iniciativa é parte de um processo. Mais do que uma tarefa a cumprir, é um estilo de vida consciente a se adotar. Cuidar de si, dos outros e do planeta é uma maneira de contribuir para garantir a continuidade da vida. Estamos todos juntos nesse projeto. Para onde encaminhar idéias e sugestões ? Ligue para o telefone 0800-7702001, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, ou envie uma mensagem via Memo - memoid BOASPRAT. Este movimento de retorno, contribuição, acompanhamento e troca de melhores práticas é essencial. O compromisso de manter o programa vivo é de todos nós, porque é de todos nós a responsabilidade com uma herança ambiental mais saudável para a nossa geração e para as próximas.

39


Material para Comunicação Interna

NOSSA MISSÃO

Satisfazer o cliente, gerando valor para os acionistas, funcionários e comunidade, através de uma postura ética nos negócios, diferenciando-nos pela qualidade dos produtos, serviços e, especialmente, Preservar o meio ambiente é cuidar do nosso futuro.

pelo atendimento

cartilha_ecoeficiencia  

é do Vamos Reduzir, Reutilizar e Reciclar meio cuidar Preservar o Junho/2003

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you