Issuu on Google+


Editorial Nuno Santos Oliveira (NSO)

Realizadores de sonhos Em Portugal, com o fecho sucessivo das várias revistas em papel dedicadas ao universo da transformação automóvel, que iniciou em meados de 2009, todos aqueles que ambicionavam um dia ver o seu projeto e a sua história naquelas páginas ficaram desiludidos. Era o sonho de muitos. Embora alguns não o admitissem. A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine fez renascer essa possibilidade. Agora que publicamos a nossa oitava edição, apresentamos mais quatro projetos que representam a realização de um sonho para os respetivos proprietários. Desde que a primeira revista digital dedicada ao mundo da personalização automóvel surgiu, já mostrámos perto de 40 preparações, assentes nos mais diversos estilos. Sim, porque defendemos, acima de tudo, a diversidade. Custa-nos muitas vezes ler certos e determinados comentários em fóruns e redes sociais a “trucidar” por completo o carro A, B ou C, apenas porque o estilo adotado é «azeiteiro», no caso dos projetos mais extremos, ou porque «está de origem», no caso dos projetos OEM+, por exemplo. O tipo de modificação pode causar opiniões divergentes, isso é um facto. A verdade é que não teria piada se fossemos todos iguais, pois faríamos tudo o que os outros fazem, andaríamos todos vestidos da mesma maneira, compraríamos todos o mesmo automóvel, as mesmas jantes, os mesmos acessórios... Regressando ao título deste editorial, realizar o sonho dos leitores é, de facto, um dos nossos desafios constantes, entre muitos outros. Vamos continuar a cumprir o papel de divulgar projetos exclusivos e que refletem a personalidade única do seu proprietário. Infelizmente, não conseguimos dar resposta a todos os pedidos que nos chegam das mais variadas formas, mas vamos fazendo os (im)possíveis. Para terminar, uma vez que continuamos a receber mensagens de pessoas a dizer que não encontram a BEDIFERENT à venda nas bancas, nunca é demais relembrar o nosso conceito: de distribuição gratuita, esta publicação está única e exclusivamente disponível na internet, podendo o leitor visualizá-la através de uma aplicação concebida especificamente para o efeito. Pode, ainda, fazer o download da edição em formato PDF, imprimir ou partilhar com os amigos. nso@bediferent.com

Propriedade Nuno Alexandre Pires e Edição: dos Santos Oliveira NIF: 210542276 Sede Praça do Município e Redação: n.º 16, 3.º andar 4700-435 Braga Periodicidade: Bimestral ERC N.º: 126098/11 Diretor: Nuno Santos Oliveira Colaboradores Filipe Monteiro, (nesta edição): Jonny Fraga, Nuno Fernandes e Pedro Cardoso Fotografia: Nuno Santos Oliveira Design: BEDIFERENT – Online Tuning Magazine Contactos Telm.: 967 736 253 / 915 254 070 Diretor: Redação: Informações: Design: Publicidade:

nso@bediferent.com bediferent@bediferent.com info@bediferent.com design@bediferent.com pub@bediferent.com

www.bediferent.com Os textos desta revista são apresentados segundo o novo Acordo Ortográfico.

JAN/FEV

3


destaques

BEDIFERENT – Online Tuning Magazine I N.º 8 I Janeiro / Fevereiro 2013

Drive In – Krossover

12

PRO Zone «Vontade de crescer»

40

Opel Corsa

TUNE iT Zone Extreme Tuning

Auto History – Mazda MX-5

50

H Zone Roadster de Culto

64

Nissan Live

FAN Zone Nismo chega à Europa

PUB

4

JAN/FEV


Índice

03 Editorial 07 PRO Zone On Fire 12 Drive In – Krossover 16 www 20 TUNE iT Zone 28 Especial LOW – VW Bora Especial LOW – Peugeot 106 34 Especial LOW – Seat Ibiza 40 Opel Corsa 46 Nissan Juke Nismo 50 H Zone Auto History – Mazda MX-5 58 Brand History – Bridgestone

64 FAN Zone Live 70 Nissan 8.º Braga Tuning Motor Show Inverno 74 CPD / CPTA 2013 – “Ronda 0” 78 4 Tempos Etc. 80 Copyright 82 Atualidade 84

88 Lista de Clubes

92 Diretório de Empresas

90 Agenda

93 Passatempo Japan Racing JAN/FEV

5


Temos todas as ferramentas necessárias para a sua empresa se destacar num mercado cada vez mais exigente e competitivo.

SERVIÇOS: DESIGN

- Branding - Design Gráfico - Editorial - Projectos especiais TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

- Internet - Multimédia - Digital Signage MARKETING

- Serviços - Planeamento de Marketing - Planeamento de Comunicação

GABRIELCOSTA.eu FREELANCER GRAPHIC DESIGNER

INFO@GABRIELCOSTA.EU


PRO Zone On Fire

Nissan 370Z Nismo

O “senhor” que se segue

O Juke foi o primeiro Nissan a receber o tratamento Nismo, mas a espera pelo próximo modelo com este logótipo não será longa. Revelado em exclusivo aos visitantes do evento Nissan Live em Barcelona (ver reportagem nas páginas 64-68), o 370Z Nismo mostra aquilo que o derradeiro Z tem para oferecer. A potência do motor V6 aumenta dos 328 cv para os 344 cv, enquanto o binário cresce de 363 Nm para 371 Nm. O resultado é uma melhor capacidade de resposta em todos os regimes de rotações e apenas 5,2 segundos para chegar dos 0-100 km/h. Disponível apenas como um coupé com caixa de velocidades manual de seis velocidades, possui um grande número de alterações em termos de engenharia e estilo. Já se encontra à venda uma versão na América do Norte e no Japão, todavia, foi desenvolvida uma nova especificação para a Europa. O 370Z de tração traseira proporciona uma experiência ainda mais entusiasmante na versão Nismo. Os condutores vão sentir todo o prazer da aceleração, bem como a tranquilidade de uma excecional estabilidade a alta velocidade. A sensação de travagem melhorada é igualmente uma parte crucial no desenvolvimento do Z, razão pela qual os engenheiros adotaram a

tubagem flexível de elevada rigidez e o fluido dos travões do GT-R. Além disso, o sistema de escape duplo da Nismo melhora e amplifica o som característico do motor V6 de 3.7 litros. Essencial para o seu apelo é o novo design exterior. A frente possui um estilo mais agressivo que melhora o fluxo de ar sob o automóvel. Esta força descendente adicional é complementada por uma configuração da suspensão e da carroçaria redesenhadas, melhorando a estabilidade e a

condução dinâmica, tanto em estrada como em pista. As melhorias a nível do design incluem as características listas vermelhas da Nismo. Foram adotadas jantes em liga leve de 19 polegadas, de cor cinzento-escuro e superleves, com pinças dos travões em vermelho, assim como pneus mais largos e de elevado desempenho. Na traseira, o novo defletor proporciona um acabamento visual que também melhora o desempenho aerodinâmico. No interior, o design dá ainda maior importância ao condutor. Os bancos desportivos são totalmente elétricos, possuindo uma insígnia Nismo especial e costuras vermelhas. O toque final é uma placa numerada da Nismo, que proporciona um toque de exclusividade a cada exemplar. O segundo membro da nova gama de automóveis europeus Nissan Nismo estará à venda a partir de junho.a

JAN/FEV

7


Pro Zone - On Fire

Ford Fiesta ST

O Fiesta de produção mais rápido de sempre

A Ford deu início à produção do novo Fiesta ST na sua fábrica em Colónia, na Alemanha. Desenvolvido pela Ford Team RS, é alimentado pelo motor a gasolina EcoBoost de 1.6 litros, oferecendo 182 cv e um binário de 240 Nm. A velocidade máxima é de 220 km/h. Estamos perante o Fiesta de produção mais rápido de sempre, que vai dos 0-100 km/h em 6,9 segundos.

Este Fiesta ST de elevada performance segue na linha de icónicos modelos do Fiesta, incluindo o XR2, o XR2i, o RS1800, o RS Turbo e a primeira geração do ST. O novo modelo possui uma grelha exterior exclusiva em forma de favo de mel e um imponente difusor traseiro. O interior de alto contraste deve-se ao facto de estar equipado com bancos Recaro de

Cabos e acessórios

Cerbase aposta forte na Evus Muitas vezes menosprezados, os cabos e os acessórios são elementos muito importantes em qualquer instalação de car audio e multimédia que aspire bons resultados finais. Ciente desse facto, a Cerbase aposta forte na marca Evus para oferecer aos audiófilos a melhor das experiências. Desde que foi fundada, em 2003, a Evus tem estado na vanguarda, oferecendo com a sua gama de cabos aquela que afirma ser «a melhor qualidade e conectividade». Nos acessórios, a prata é um dos componentes principais utilizados pela marca, distinguindo-se assim da concorrência. Os porta fusíveis, os distribuidores de corrente, os blocos de distribuição e os terminais de bateria, entre outros, integram várias melhorias tecnológicas centradas na redução da perda de corrente e na maior conectividade, por isso a sua construção em prata reduz ao mínimo a

8

JAN/FEV

resistência elétrica. O exterior em policarbonato protege as “pequenas joias”, tornando os acessórios mais resistentes a golpes e a altas temperaturas. Os cabos e acessórios Evus estão disponíveis nos vários agentes autorizados espalhados pelo país.a

série pela primeira vez. A Ford refinou o aclamado chassis global dos veículos de segmento B com nova direção, suspensão, componentes de travagem, configuração e afinação. Uma versão melhorada do sistema de controlo de binário e três diferentes modos de controlo eletrónico de estabilidade contribuem para uma experiência de condução gratificante e segura.a

Cerbase Tel.: 217 957 256 E-mail: cerbase@cerbase.com Distribuidor de corrente Evus BD3 AFC

Porta fusíveis Evus ANL3

Bloco de distribuição Evus BP4


JAN/FEV

9


Pro Zone - On Fire

Clean Kult assinala o lançamento com um passatempo imperdível

Novas jantes Japan Racing

De cariz nipónico, as jantes Japan Racing JR-1 estão disponíveis de 15 a 18 polegadas e numa infinidade de cores.

Com o P Zero Nero GT

Pirelli renova

gama P Zero Nero

A Japan Racing acaba de se juntar ao já vasto leque de marcas exclusivas da Clean Kult. Ao todo, o importador e distribuidor nacional disponibiliza 11 modelos, nove dos quais apresentados em 2013. Os novos modelos de jantes, que pretendem destacar-se pela relação qualidade/preço, estão disponíveis em várias medidas e cores. Apesar de ser um nome recente no mercado, a Japan Racing já conta com vários anos de experiência no fabrico de jantes e tem neste momento modelos que atraem um público vasto, desde o apreciador do estilo alemão ao drift, passando pelo racing, entre outros. A Clean Kult preparou um desconto de 15% em todos os modelos desta marca até ao próximo dia 10 de março. Mas não é tudo! Para assinalar o lançamento dos novos modelos da Japan Racing, a Clean Kult e a BEDIFERENT – Online Tuning Magazine organizaram um passatempo imperdível. Oferecemos a um dos nossos leitores um conjunto de quatro jantes Japan Racing de 15 polegadas. Vejam como participar na página 93. Todos os modelos da Japan Racing, assim como os das restantes marcas comercializadas pela Clean Kult, são apresentados em www.cleankult.eu.a Clean Kult Telm.: 919 999 570 E-mail: geral@cleankult.eu 10

JAN/FEV

A Pirelli apresentou o novo P Zero Nero GT, que amplia e reforça a gama P Zero Nero. A marca já começou a distribuir este pneu de ultra alta performance em todo o mundo. No decurso deste ano, a série será ampliada até 60 medidas, 11 das quais completamente novas, para equipar carros que utilizam jantes de 17, 18 e 19 polegadas. Com recurso a novos materiais e a um aumento da área de contacto do pneu com o solo, que, em conjunto, melhoram a sua durabilidade (um adicional de 20% na quilometragem), sem afetar o prazer de condução, a segurança e a performance tradicionalmente associadas a esta gama, o Pirelli P Zero Nero GT pode ser utilizado como equipamento de substituição desde as versões desportivas de carros dos segmentos B e C até às berlinas de maiores dimensões do segmento E. Por exemplo, é adequado para veículos mais pequenos, como o VW Golf e o Audi A3, e em modelos maiores, como o VW Passat, o Opel Insignia, o Mercedes-Benz Classe C, etc.a


PRO Zone

Drive In > Krossover - Ricardo Paulo

«Vontade de crescer» Nesta edição, cabe à Krossover ocupar o lugar na rubrica em que damos a conhecer a realidade de quem trabalha neste setor. Liderada pela dupla Ricardo Paulo e Marco Inácio, esta empresa sedeada em Santarém atua principalmente na área do car audio, sendo representante nacional da JL Audio, entre outras marcas. Sinal dos tempos, tem vindo a alargar a sua oferta de serviços e promete mais novidades para breve. BEDIFERENT

BEDIFERENT: A Krossover dedica-se à representação comercial, importação e distribuição das marcas Cerwin Vega, Diamond Audio e JL Audio. Além disso, tem uma loja online e presta diversos serviços, sendo a ”especialidade da casa” a realização de projetos de car audio, sejam para competição ou não. Em que ano é que surgiu esta empresa? Quais foram os motivos que vos levaram a apostar neste mercado tão específico? Ricardo Paulo (RP): A Krossover nasceu em fevereiro de 2010, após largos meses de preparação e estudo. Apostámos neste mercado porque é a área que nos uniu desde muito cedo e sempre fomos “difíceis” de satisfazer enquanto clientes, o que nos obrigou a meter mãos à obra e procurar dar aos outros aquilo que queríamos também para nós: qualidade.

BEDIFERENT: Muito resumidamente, quais foram os momentos mais importantes para o crescimento da empresa? RP: Todos os momentos têm sido importantes, embora haja alguns marcos que nos ajudaram a fortalecer dia após dia, tais como a aposta nas marcas que comercializamos e representamos, os nossos resultados em competição e, acima de tudo, todos os nossos projetos são importantes para nós. Cada um representa a nossa vontade de crescer, o gosto pessoal e a satisfação total do cliente. 12

JAN/FEV

BEDIFERENT: Quais são as marcas representadas pela Krossover em Portugal? RP: A JL Audio é neste momento a nossa marca principal, representada em exclusividade e com uma rede de agentes ainda em expansão.

BEDIFERENT: Quais são os artigos mais vendidos? E os serviços mais solicitados? RP: Quase todos os produtos têm uma boa procura, mas neste momento o maior número de vendas é de telas de insonorização Dynamat. Os autorrádios da Kenwood, principalmente o KDC-BT92SD, são um dos nossos maiores

sucessos de vendas a par com os Pioneer 2DIN. As colunas da JL Audio têm também tido muita procura, sobretudo a gama de entrada (TR650-CSi) e a gama média (C2-650). A nível de amplificadores, o nosso campeão de vendas é o JL Audio JX360/4. Os serviços mais solicitados são as insonorizações e as instalações mais simples de sistemas (autorrádio, colunas, amplificador e subwoofer).

BEDIFERENT: O que distingue os vossos produtos e serviços da concorrência? RP: Os preços são um forte argumento, mas acima de tudo é a nossa


BEDIFERENT: Como caracterizam os vossos clientes? RP: Temos clientes de várias faixas etárias, muitos não sabem o que procuram e têm muitas dúvidas porque leram online, outros porque foram mal aconselhados. Mas tudo se resume a quererem algo decente.

BEDIFERENT: Têm parcerias com outras empresas? RP: Sim, neste momento a nossa área de competição conta com o apoio da CompetiSport, uma empresa que nos acompanha desde o início em eventos e muito mais. Ajudamo-nos mutuamente, o que nos permitiu expandir mais a nossa área de negócio e assim ajudar mais o cliente.

BEDIFERENT: Em termos de atividades, costumam participar em concentrações, salões ou outro tipo de eventos? RP: Estamos presentes nas principais concentrações, como Braga e Santarém, e noutros eventos, como o LOW – Life on Wheels. Acima de tudo, estamos também presentes no campeonato European Mobile Media Association (EMMA) a nível de Sound Quality. Futuramente iremos estar presentes noutros eventos que serão divulgados oportunamente.

BEDIFERENT: Comparativamente com os anos anteriores, como está o negócio? Têm sentido os efeitos da crise económica e financeira?

dedicação e a nossa paixão pelo car audio que nos faz destacar dos restantes. Lutamos pelos resultados e, o mais importante, pela satisfação do cliente, que passa a ser um amigo e não apenas mais um cliente.

BEDIFERENT: Atualmente, a Krossover conta com quantos revendedores espalhados pelo país? Pretendem alargar esta rede? RP: Não são muitos, ao manter uma

rede pequena damos a hipótese de quem trabalha connosco não estar preocupado que o mesmo produto esteja disponível na loja ao lado. A rede está em expansão, embora tenhamos pontos de venda no Porto, Lisboa e Algarve. Assim damos uma melhor garantia ao nosso revendedor e também ao cliente final, que irá ter o acompanhamento na aquisição e o serviço pós-venda do produto.

RP: Embora se fale de crise, e realmente se note que os números não são os que gostaríamos, não posso deixar de dizer que temos cumprido desde o início com os nossos objetivos. Anualmente estabelecemos metas e este último ano foi o mais importante para nós com a abertura da nova loja ao público. O futuro é incerto, contudo temos novos objetivos para este ano de 2013 e algumas novidades que iremos anunciar e que nos vão certamente ajudar a destacar na área.

BEDIFERENT: A Krossover inaugurou recentemente as suas novas instalações. Contando agora com um espaço mais amplo, a empresa absorJAN/FEV

13


Drive In > Krossover veu a OverClean. Desta forma, passou a ter uma oferta mais alargada para os seus clientes. Como é que surgiu esta parceria e quais são os serviços prestados? RP: Por incrível que pareça, esta parceria surgiu de uma brincadeira e por amizade ao Pedro Botelho, que ficou com o negócio das lavagens automóveis sem água quando já anteriormente usávamos este serviço. Por querermos expandir a nossa área, vimos aqui um serviço diferente e de elevada qualidade. Apostámos nele e aí nasceu a OverClean, que integra o Grupo Krossover.

BEDIFERENT: Qual é o segredo do vosso sucesso? RP: Ser quem somos e continuar a fazer as coisas por gosto. Somos clientes, acima de tudo. Porque não ser para o nosso cliente aquilo que gostamos que sejam quando somos nós a comprar? O car audio, para nós, é uma paixão. A amizade que se estabelece com o cliente é a prova disso.

BEDIFERENT: Entre os amantes de Sound Quality, existe quem defenda que a disciplina se deve afastar das concentrações tuning, ganhar autonomia. Qual é a vossa opinião a este respeito? Não consideram que a presença neste tipo de eventos serve, além da competição, para divulgar os projetos das empresas e, consequentemente, atrair novos clientes?

Morada Rua Brigadeiro Lino Dias Valente, n.º 45 C | 2005-172 Santarém Telemóvel: 917 330 222 E-mail: geral@krossover.pt Site: www.krossover.pt Facebook: www.facebook.com/krossovercaraudio 14

JAN/FEV

RP: As opiniões são divididas. O car audio estará sempre ligado às concentrações tuning, bem ou mal vai da mentalidade da pessoa que a frequenta. Ganhar autonomia não me parece que seja possível, é um país pequeno, mas que tem alguns entusiastas da área a lutar para lados diferentes. Qualquer evento servirá sempre para divulgar os trabalhos feitos, embora alguns mais vocacionados para a estética, outros para o Sound Quality e outros para o SPL. Basta pensar, pois existem mais eventos, que não apenas concentrações tuning, onde o Sound Quality consegue facilmente ser divulgado... mas é preciso quererem.

RENT – Online Tuning Magazine. Que balanço fazem do primeiro ano de existência desta revista digital?

BEDIFERENT: A Krossover também patrocina o EMMA Portugal. Falem-nos um pouco desta competição, dos motivos que vos levam a participar e dos títulos conquistados.

BEDIFERENT: Projetos para o futuro?

RP: Apoiamos e estamos sempre presentes. É uma competição justa e sob parâmetros de avaliação que nos levam a um desafio tanto de instalação como do som. Participamos para que nos possamos avaliar também a nós próprios. Os títulos são alguns com projetos que nos distinguiram, o caso do Seat Ibiza Bocanegra com Focal. O nosso VW Passat Focal 19” foi a prova de como uma instalação perfeita pode ser feita, sendo premiado em julho de 2012 na concentração de Santarém.

BEDIFERENT: Como veem o estado atual do ramo do car audio e da competição existente no nosso país? RP: Existe falta de apoio dos importadores. As respostas são sempre as mesmas: esperam números, mas fazer por eles não fazem. São sempre os mesmos que estão presentes e que, dia após dia, continuam a lutar pelo car audio. Se não forem as empresas instaladoras, os eventos de car audio acabam por se perder. Existirão sempre rivalidades e é isso que ainda faz mexer um pouco a competição. Nos últimos dois/três anos surgiram algumas novidades e novas vontades. Existe chama, é preciso mantê-la acesa.

BEDIFERENT: Ultimamente, a Krossover tem vindo a apoiar a BEDIFE-

RP: Apoiamos porque acreditamos no projeto. Sabemos o que custa crescer no primeiro ano e a divulgação é o principal meio de fazer crescer a revista. Aliada a notícias atuais, aos melhores projetos, às melhores fotografias e aos apoios corretos, esperamos que a BEDIFERENT continue por muitos mais anos. A meu ver, o primeiro ano é o mais crítico, existem sempre arestas por limar, mas ao longo destas primeiras edições consegue-se ver que tem havido muito esforço para subir o nível da magazine.

RP: Existem alguns. Está a ser feito um demo car da JL Audio, que alguns estão muito curiosos para ver, e outros projetos de clientes já agendados. Novos serviços a indicar oportunamente, pois são surpresa.

BEDIFERENT: Querem deixar um convite aos leitores para visitarem o vosso sítio de internet, o fórum e a loja online? RP: Sim, claro. A Krossover tem uma loja online onde podem pesquisar pelos produtos mais recentes aos melhores preços. Enviamos para Portugal Continental, Açores e Madeira. A loja online foi agora renovada, com nova imagem e mais fácil de utilizar. O nosso fórum é não só o ponto de encontro dos nossos clientes como também o local ideal para nos contactar, tirar dúvidas e ver os nossos trabalhos. O portal é um espaço que, resumidamente, apresenta os projetos mais recentes, serviços, parcerias e notícias. Tudo isto a partir do endereço www.krossover.pt.

BEDIFERENT: A Krossover é sinónimo de... RP: Qualidade, ajuda e amizade.

BEDIFERENT: Palavras finais... RP: Queremos agradecer à BEDIFERENT pela oportunidade de divulgar a nossa posição. Defendemos que os melhores projetos são os que inovam e mostram resultados.a


JAN/FEV

15


PRO Zone WWW

Xtreme Tuning

´ Formula simplificada Após 12 anos de existência, eis que surge a renovação mais radical do website Xtreme Tuning, em que a fasquia se elevou para patamares mais altos. Foi precisamente há um ano atrás que se projetou a ideia de revolucionar o conceito deste projeto e, após vários meses para estudar a atual estrutura e convertê-la numa nova identificação visual, o resultado está à vista. O website foi desenvolvido recorrendo às práticas valorizadas pelo Google, de forma a tornar-se rápido de carregar, apesar de apresentar uma estrutura generosa em conteúdos, animações e imagens. Ao lançar esta nova versão, trouxe outras novidades que serão do agrado dos utilizadores. Agora é possível consultar um mapa com os melhores eventos da Europa, segundo os estilos adotados pelo website, ou seja, Euro Look, OEM+, Drift, JDM, etc., e consultar um mapa com as empresas anunciantes. O ponto comum é reunir informação com qualidade e não em quantidade. Já por isso mesmo, existe uma secção onde haverão análises e críticas aos eventos realizados em Portugal, com o intuito de sugestão e colaboração para que hajam melhoramentos nas edições seguintes. Além disso, promove também a divulgação dos melhores projetos tuning nacionais e internacionais, devidamente categorizados pelos estilos adotados. Igualmente, os adeptos de tuning virtual também podem enviar os seus trabalhos, comparando-os antes e depois da sua edição visual. Uma vez que a atualidade está fortemente relacionada com as redes sociais, o Xtreme Tuning marcará forte presença em diversos meios, incluindo o Facebook, onde conta com mais de 15 mil fãs, para além do Twitter. Estas redes sociais já faziam parte do leque do projeto, mas a novidade desta nova versão passa pela integração e utilização de novas plataformas: Instagram, Pinterest, Google+ e Foursquare. Para mais tarde, prevê-se a implementação de programação destinada à divulgação de vídeos exclusivos relacionados com desporto automóvel, eventos, filmes e outros temas. O Xtreme Tuning não vai deixar de parte a vertente solidária, abrindo um espaço próprio para colaborar com instituições de solidariedade. Espera, assim, reunir contributos para auxiliar pessoas e famílias mais carenciadas. Paralelamente, o Xtreme Tuning alterou por completo a imagem da marca, apresentando um novo logótipo e um novo slogan: «simplicidade é tudo». Aliados às novas cores,

é de prever que consiga obter um melhor posicionamento da marca junto dos utilizadores. Torna-se mais fácil identificar quais os estilos de tuning que o website promove e divulga, para que a qualidade de conteúdos suba e traga satisfação a quem pesquisa por este tipo de informação. «Temos muitas ambições com esta renovação. Queremos diferenciação e colocar um posicionamento ainda mais alto neste projeto. Queremos competir com os websites mais informativos, tanto em Portugal como na Europa. Queremos tornar o Xtreme Tuning uma referência mundial, para que os outros países reconheçam a qualidade dos projetos nacionais, de forma gradual e consistente. Estar na linha da frente é um dos nossos objetivos e queremos marcar o ritmo, para incentivar outros projetos a seguirem a nossa visão e a tornarem-se também eles mais competitivos nesta modalidade», explicou Ricardo Miranda, responsável pelo conceito. «Queremos proporcionar aos nossos utilizadores todos os incentivos para se manterem junto de nós e acompanharem o desenrolar deste projeto que já dura há mais de 12 anos», rematou.a

www.xtremetuning.org 16

JAN/FEV


Líder mundial em produtos de eletrónica dedicados ao mercado automóvel

4Interfaces de comando de volante para autorrádios aftermarket e para as principais marcas de kits mãos-livres4Adaptadores iPod, iPhone, USB e MP3

PRODUTOS UNIVERSAIS COMPATÍVEIS COM A MAIORIA DOS MODELOS Importador e Distribuidor

Cerbase

Rua Tenente Espanca, 39-A I 1050-221 Lisboa Telm.: +351 933 695 444 . Tel.: +351 217 957 256 JAN/FEV sapo.pt 17 Fax: +351 214 784 153 . E-mails: cerbase@cerbase.com I cerbase@


Pro Zone - www

Tuning Online

“Fairlady Z Nismo” repete a vitória Já estão encontrados os vencedores do Concurso Tuning Online 2012. Depois de uma votação animada (e muitas vezes polémica...), o Nissan 300ZX “Fairlady Z Nismo”, do user “Sky”, conquistou, pelo segundo ano consecutivo, o prémio principal com um total de 153 pontos. A este projeto, que no passado foi apresentado nas páginas da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine, seguiram-se outros dois bastante conceituados, o Audi

A4 B8, do user “Bari” (84 pontos), e o Audi Green RS4 TDI, do user “Professor” (52 pontos). Este ano participaram perto de 30 projetos, entre eles dois que estão em destaque nesta edição: o VW Bora “ZEN” (ver reportagem nas páginas 20-26) e o Opel Corsa “Revelation Blue” (ver reportagem nas páginas 4045). Os restantes resultados do sétimo concurso promovido pelo Tuning Online estão disponíveis no website.a

www.tuning.online.pt NGP – Next Generation Performance

À mediada de cada cliente Responsável pela reprogramação da centralina do VW “Scirroco Oettinger”, cuja reportagem exclusiva publicámos na última edição da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine, a NGP – Next Generation Performance presta vários serviços no ramo automóvel. A empresa surgiu com o objetivo de proporcionar aos clientes a melhor experiência possível ao volante dos seus veículos, desenvolvendo eletrónicas para centralinas à medida das necessi-

dades de cada um. Em www.ngp.com.pt podemos ficar a saber o que é uma reprogramação e quais são as suas vantagens. Na secção “Chiptuning” são apresentados, por marca e motorização, os ganhos que se podem obter em cada automóvel, existindo uma tabela com a potência original e a potência após a intervenção. A NGP – Next Generation Performance tem vários representantes a nível nacional e, além das reprograma-

ções de centralina, oferece serviços de diagnóstico automóvel, redução do consumo de combustível, reparação de componentes elétricos, etc.a

www.ngp.com.pt FaceDo Tuning

Jovens fanáticos pelo tuning O FaceDo Tuning celebrou o seu segundo aniversário no passado dia 19 de fevereiro. Este projeto, criado por dois jovens fanáticos pelo tuning, Diogo Dias e Pedro Rodrigues, dá o seu contributo para a divulgação dos eventos nacionais e dos veículos personalizados de todos aqueles que seguem esta página do Facebook, através da realização de pequenos vídeos e trabalhos de design gráfico.

No FaceDo Tuning, a componente solidária é também uma prioridade. Por exemplo, para a 15.ª edição do Santarém TuningParty Internacional Motor Show & Car Audio, a página conseguiu reunir 50 garrafões com tampinhas de plástico para oferecer a uma criança necessitada tendo em vista a aquisição de uma cadeira de rodas. Se tudo correr dentro do previsto,

o Diogo e o Pedro acreditam que o ano de 2013 vai trazer muitas novidades. A organização do primeiro convívio FaceDo Tuning é uma delas.a

www.facebook.com/facedotuning2011 18

JAN/FEV


100% Tuning

“Festa do Tuning” com novo formato Ao contrário do inicialmente previsto, o 100% Tuning não conseguiu marcar presença em grande parte dos eventos nacionais durante o ano de 2012. Esta situação obrigou o website a alterar a base da iniciativa denominada “Festa do Tuning”. Agora, para participar, os proprietários terão de enviar por email algumas fotografias da viatura, a lista completa com as alterações efetuadas e os seus dados pessoais, até ao próximo dia 31 de março. Os projetos serão avaliados pela

equipa do 100% Tuning que apresentará posteriormente a lista dos premiados. Os critérios de avaliação serão baseados nos seguintes aspetos: kit de carroçaria ou partes individuais alteradas no exterior; pintura, aerografia e autocolantes; interior; sistema de car audio e multimédia; jantes; pneus; motor; limpeza e conservação geral do veículo. Os materiais, os acabamentos, a qualidade do trabalho e a criatividade são pontos que também contam para a nota final.a

www.100porcentotuning.com Camber, Pneus e Gasolina

Para todos os gostos Apresentamos nesta edição o Camber, Pneus e Gasolina, um novo website com atualizações e artigos diários sobre desporto motorizado, história automóvel, projetos “do it yourself” (faça você mesmo), etc. Contando com «um grupo de entusiastas que gostam de tudo aquilo que faça barulho, fumo e sirva de meio de transporte», como eles próprios descreveram, este projeto pretende juntar pessoas com gostos variados e criar um ambiente rico em

conhecimento, onde cada um possa partilhar as suas histórias, experiências e sabedoria. «A nossa ideia inicial era, para além do website, onde partilhamos informação diária, termos um fórum onde as pessoas poderiam expor dúvidas, problemas e resoluções dos projetos que os rodeiam, desde a mais simples mudança de óleo até ao setup ideal para correr no Autódromo do Algarve», explicaram.a

www.camberpneusegasolina.wordpress.com PUB


tune iT Zone VW Bora

Euro Style

Z N by carlos viegas

20

JAN/FEV


Os gostos e interesses evoluem com o nosso crescimento enquanto seres humanos. Esta é uma daquelas histórias que provam a teoria. No seu segundo projeto, a simplicidade e a exclusividade foram os grandes aliados do Viegas. O VW Bora “ZEN” é um dos carros do momento. JAN/FEV

21


TUNE iT ZONE - VW Bora

N

esta edição, a BEDIFERENT – Online Tuning Magazine preparou o Especial LOW – Life on Wheels 2012, no qual apresenta três automóveis que estiveram em exposição. O VW Bora “ZEN”, que se estreou em primeira-mão neste evento, dando um importante contributo para o seu sucesso, é o primeiro deles.

«Mudar de ares» Longe vão os tempos em que o Viegas percorria os quiosques da sua área de residência à procura das revistas de tuning. Foi em 2002 que adquiriu a primeira, uma MAXI tuning espanhola. Acreditem ou não, ainda a tem guardada na garagem. «Tenho essa e muitas outras. No total são dois caixotes repletos», certificou. Para o proprietário do primeiro projeto algarvio a brilhar nas nossas páginas, «o tuning é uma extensão da personalidade da pessoa». O nosso entrevistado avançou com uma excelente comparação: «Tal como as pessoas que decoram a casa ao seu gosto, nós os tuners decoramos as viaturas para uma imagem única e mais ao nosso gosto.» Como sabemos, a maioria das concentrações são realizadas entre o norte e o centro do país. Sendo de Olhão, torna-se bastante dispendioso para o Viegas marcar presença em muitas delas. Mesmo assim, tenta participar sempre que possível. De facto, para quem aprecia tuning, viver no Algarve é uma grande desvantagem. Palco outrora de alguns eventos bem mediáticos, esta região do país tem estado fora do calendário nacional de concentrações. Nos últimos anos temos assistido a promessas de organizações, mas ainda não se concretizaram. Segundo o condutor distribuidor de 28 anos, esta realidade, aliada a outra, tem uma consequência direta: «A qualidade nos projetos tem descido bastante por aqui, talvez pela falta de eventos tuning, mas especialmente pela falta de uma legislação que nos “proteja”. Ter uma viatura tuning nos dias de hoje e circular com ela é um perigo para a nossa carteira. Se é que me faço entender...» O estado do tuning em Portugal foi outro dos temas abordados na nossa conversa. Na sua opinião, «a imagem do tuning está nas mãos de todos os que têm um carro alterado. A imagem que passarem como o utilizam é a imagem com que as pessoas nos rotulam. Para mim, o segredo passa por saber respeitar o próximo e unir toda a comunidade». Interrogado sobre o seu estilo de personalização favorito, não hesitou: «Simples e com uma imagem marcante, o German Style e o Euro Style, sem dúvida. Quando descobri o tuning nem sonhava com estes estilos, seguia a tendência das fibras na altura.» Assim que tomou contacto com esta realidade, deixou-se conquistar. «Estes estilos cativaram-me logo», confessou, esclarecendo que conheceu «este novo lado do tuning» através da extinta comunidade GermanBrutal. Fruto da referida «tendência das fibras», desenvolveu o seu primeiro projeto, um VW Golf III. «No final tinha mais fibra do que chapa e não na melhor forma», revelou. Porque estava na hora de «mudar de ares», uma vez que «esse carro encontrava-se num estado de alterações profundas e tinha chegado ao ponto em que já não me identificava com ele», em 2008 começou a olhar para outros automóveis. 22

JAN/FEV

“ZEN” Com a ideia de fazer «algo mais discreto», descobriu o VW Bora, «uma base com linhas mais modernas mas mantendo o estilo clássico». Um certo dia, encontrou o “ZEN”. O episódio que deu origem a este nome é, no mínimo, curioso: «Apelidei-o assim desde a primeira vez que o conduzi por me ter transmitido uma calma e um estado super-relaxado numa altura algo complicada. Naqueles dez minutos de test drive esqueci tudo.» Mantendo esse nome para o projeto, «decidi enquadrá-lo no German Style. A ideia inicial era colocar umas jantes e um rebaixamento simples». Ao longo dos anos, o Viegas foi refinando o gosto e, no final de 2012, com um aspeto clean, um rebaixamento mais “abusado” e umas jantes bem exclusivas, o carro acabou tal como agora exposto, «fugindo mais para o Euro Style». As jantes 3SDM contribuem decisivamente para o sucesso desta proposta. Em vez de “jogar pelo seguro”, optando por marcas e modelos mais comuns, apostou na diferença. «Foram umas jantes que fizeram o “clique” quando as vi pela primeira vez», divulgou. Este foi o primeiro set do modelo 0.05 a ser comercializado em Portugal. Até ao momento em que escrevemos estas linhas, a Clean Kult (www.cleankult. eu), empresa responsável pela importação nacional da marca britânica, comercializou apenas mais um conjunto. Com um design retro, inspirado nos «supercarros intemporais», de acordo com a própria 3SDM, surgem aqui no acabamento cinzento com face polida. Em 8,5x18 polegadas, na dianteira, e 9,5x18 polegadas, na traseira, “calçam” pneus Nankang Ultra Sport NS-II, nas medidas 215/35 R18 e 225/35 R18, respetivamente. De sublinhar que para albergar o novo set foram retirados os plásticos interiores das cavas de roda, mantendo-se a carroçaria original. Apesar do Viegas admitir que «por vezes pode causar alguns momentos mais caricatos», o rebaixamento agressivo (mais de 100 mm), conseguido através do kit de coilovers V-Maxx, convenientemente alterados, é outro dos pormenores que valorizam o “ZEN”. Em termos de chassis, conta ainda com uma barra antiaproximação original, discos de travão Brembo e pastilhas de travão Ferodo Racing. Esteticamente, as modificações foram muito bem conseguidas. A supressão dos frisos de ambos os para-choques e das portas é fundamental para o aspeto clean da carroçaria, reforçado pela ausência dos símbolos VW, do lettering e da antena. A própria saliência subtil da mala desapareceu. Ao contrário do que possa parecer, o spoiler dianteiro PD150, um acessório Original Equipment Manufacturer (OEM) que encontramos nas versões mais desportivas do Bora ou do Golf (quarta geração), não foi fibrado no para-choques de origem. Foi, sim, soldado a plástico e pintado na cor da carroçaria. O mesmo sucedeu na traseira do veículo com o compartimento inferior do para-choques, originalmente separado da parte superior e em preto. Na dianteira destacam-se ainda os faróis de nevoeiro, embutidos nas aberturas do para-choques, e a grelha FK sem símbolo. Devido à ausência deste último, foi necessário modificar o capot, completando o centro. Os faróis originais foram


As 3SDM contribuem decisivamente para o sucesso desta proposta. Este foi o primeiro set do modelo 0.05 a ser comercializado em Portugal. personalizados pelo proprietário, que explicou todo o processo: «Proporcionaram-me uma bela tarde de paciência e dor. Comprei um novo conjunto e assim que cheguei a casa perdi uma hora a abrir cada um. Depois, retirei o farol de nevoeiro, que vem incluído no conjunto da ótica, e troquei-o pelo pisca dos antigos, ficando assim com um pisca duplo. De seguida, pintei a máscara do farol em preto, fiz as novas ligações para que os dois piscas funcionassem em simultâneo e voltei a selar tudo de novo.» As embaladeiras do VW Golf 25.º aniversário, devidamente adaptadas, percorrem a lateral do “ZEN”. Já o espelho retrovisor do lado do condutor, proveniente do modelo inglês, é mais pequeno comparativamente com o original. O spoiler de mala do BMW M3 (E46) e os farolins FK Euro Style em LEDs são as restantes alterações registadas na traseira. À cor cinza (Artic Silver), que integra o catálogo da Lotus, juntam-se os componentes em preto, nomeadamente a grelha central, o tejadilho e os espelhos retrovisores. A pintura ficou a cargo da Auto Pedro. O logótipo da Clean Kult no tejadilho foi uma surpresa que o proprietário preparou para o Pedro Oliveira, que colaborou afincadamente na realização deste projeto. JAN/FEV

23


TUNE iT ZONE - VW Bora

O primeiro projeto algarvio a brilhar nas páginas da BEDIFERENT sobressai pelo aspeto clean, o rebaixamento “abusado” e as jantes bem exclusivas.

24

JAN/FEV


Altamente exclusivo, o VW Bora “ZEN” brilhou no LOW – Life on Wheels 2012 e está agora em exposição nas novas instalações da Clean Kult. Vale bem a visita! Altamente exclusivo O VW Bora 1.6 Highline (105 cv), de 2000, já vinha bem equipado de série. Algo notório no interior. Mesmo assim, o Viegas fez questão de lhe incutir um cunho mais pessoal através da aplicação de alguns acessórios, como o volante do VW Scirocco, os pedais e o apoio de pé do Audi TT, a manete da caixa de velocidades Race Sport e os manómetros FK, introduzidos no pilar A. Várias peças (puxadores das portas, consola central, aros, frisos, etc.) foram pintadas em preto piano ou creme, garantindo uma imagem mais harmoniosa. Para acolher a fonte duplo DIN Scott foi necessário adaptar a consola central, tarefa que também teve que ser executada nas portas de modo a receberem as colunas Pioneer. O sistema de car audio fica completo com o amplificador Blaupunkt e o subwoofer Vtrek. Existe ainda um monitor de 7 polegadas destinado aos passageiros do banco traseiro. O Viegas é um membro ativo no Lowered (www.lowered. eu), sendo responsável pelo departamento de merchandising. Obviamente que tem o seu projeto exposto nesta comunidade. Ultimamente tem vindo a inscrever-se noutros fóruns «para tentar divulgar este lado do tuning, não tanto o carro». No futuro, pretende estofar e remodelar os interiores, assim como dar um pouco mais de “alma” ao motor. O modelo que serviu de base para esta preparação pode não ser consensual entre os amantes da transformação automóvel. O mesmo não se pode dizer do resultado final deste projeto. Numa palavra, imponente! Altamente exclusivo, este VW Bora é o mais recente “ocupa” das instalações da Clean Kult. A empresa inaugurou a sua nova casa no final de janeiro e o “ZEN” encontra-se lá em exposição desde essa altura.a JAN/FEV

25


TUNE iT ZONE - VW Bora

VW Bora “ZEN” Proprietário: Carlos Viegas Localidade: Olhão

Carroçaria Para-choques originais soldados a plástico / Spoiler dianteiro VW Bora PD150 na cor da carroçaria / Capot modificado / Grelha dianteira FK sem símbolo / Embaladeiras VW Golf 25.º aniversario (adaptadas) / Espelho retrovisor lado do condutor mais pequeno / Spoiler de mala BMW M3 (E46) / Faróis originais personalizados / Faróis de nevoeiro no para-choques dianteiro / Piscas laterais originais / Farolins traseiros FK Euro Style em LEDs / Supressão frisos para-choques e portas, símbolos, saliência na mala, lettering e antena / Cor Lotus Artic Silver / Grelha dianteira, tejadilho e espelhos retrovisores em preto / Autocolante Clean Kult no tejadilho

Chassis Kit coilovers V-Maxx (alterados) / Barra antiaproximação original / Discos de travão Brembo / Pastilhas de travão Ferodo Racing / Jantes 3SDM 0.05 de 8,5x18 polegadas (dianteira) e 9,5x18 polegadas (traseira) / Pneus dianteiros Nankang Ultra Sport NS-II 215/35 R18 / Pneus traseiros Nankang Ultra Sport NS-II 225/35 R18

Motor 1.6 (105 cv)

Interior Volante VW Scirocco / Pedais e apoio de pé Audi TT / Manete caixa de velocidades Race Sport / Manómetros FK / Adaptação consola central e portas / Várias peças pintadas em preto piano e creme / Caixa de subwoofer artesanal

Car Audio / Multimédia Fonte Scott / Monitor para banco traseiro / Amplificador Blaupunkt / Colunas Pioneer / Subwoofer Vtrek 26

JAN/FEV

NSO

Agradecimentos do proprietário «Quero agradecer em especial ao Pedro Oliveira (Clean Kult), sem ele nunca teria chegado onde cheguei, a todos os amigos do Lowered, que sempre me ajudaram e aconselharam, aos meus pais e irmão, que muitas vezes não entendendo o porquê de gastar dinheiro no carro sempre me apoiaram, ao “Cous” e namorada, pela paciência e dores de cabeça que lhes provoquei várias vezes. Agradeço também à BEDIFERENT pela oportunidade e realização de um pequeno sonho, desejando o melhor para toda a equipa.»

Agradecimento A BEDIFERENT agradece à Plurimármores (www.plurimarmores.pt) as facilidades concedidas para a realização desta sessão fotográfica.


tune iT Zone Peugeot 106

Pérola Azul by Tweeter

Este Peugeot 106 XSi pertence a Luís Miguel Rodrigues, sendo um dos mais recentes projetos da Tweeter, empresa onde desempenha a função de mecânico automóvel. A tatuagem que exibe no antebraço é prova do afeto que tem pelo pequeno e irrequieto francês. 28

JAN/FEV


Adquirido em 2006, o Peugeot 106 XSi estava de origem e em mau estado. Ap贸s muitas horas de trabalho, foi JAN/FEV 29 recuperado em termos de mec芒nica, chapa, pintura e interior.


TUNE iT ZONE - Peugeot 106

R

econhecida no mercado da transformação automóvel sobretudo pelos projetos de car audio, a Tweeter tem vindo a diversificar a sua oferta de serviços e prova com o Peugeot 106 “Pérola Azul” que está pronta para novos desafios. O carro marcou presença no LOW – Life on Wheels 2012, estando exposto ao lado do nosso bem conhecido VW Scirocco “R wanna be”. A respeito deste evento, o Luís mostrou-se orgulhoso pela participação do veículo. Na sua opinião, «tratou-se de uma excelente iniciativa para o panorama nacional. Ficou provado que ainda há quem tenha bom gosto e brio naquilo que faz».

Inspiração germânica «O tuning, para mim, é arte sobre rodas, ou seja, é algo que não existe, faz-se», explicou o Luís. Acompanhando a modalidade há mais de uma década, começou a interessar-se mais intensamente em 2006, aquando da aquisição do seu primeiro carro, precisamente este Peugeot 106. Por essa altura, o jovem iniciou a carreira de mecânico automóvel e, progressivamente, foi aprofundando os seus conhecimentos. Agora, aos 26 anos, o proprietário do “Pérola Azul”, assim batizado pelo próprio, é adepto de «estilos mais simples e marcantes». O German Style é presentemente a sua “corrente artística” preferida, pois gosta de carros «bem preparados e bem conseguidos, baixos ou muito baixos e com jantes largas». Foi neste estilo que tentou inspirar-se. «Acho que se enquadra bem, apesar de ser francês», referiu, lamentando o facto de existirem poucos automóveis do Grupo PSA assentes nesta vertente de personalização em Portugal. Residente em Odivelas e presença assídua em diversos eventos nacionais, pertence ao PSA Maniacs (www.psamaniacs.in-goo.net). «Neste fórum já aprendi imensas coisas, ensinei outras e fiz muitos amigos», confessou. Porque «gosto de partilhar a minha arte e é sempre bom receber elogios e críticas», tem o seu 106 XSi exposto nesta comunidade online. «É positivo e uma mais-valia para crescermos e evoluirmos na vida», acrescentou. Para que esta modalidade continue a crescer e a desenvolver-se, o nosso entrevistado avançou que «não deviam de existir tantas restrições ao nível das alterações nos veículos». Além disso, lembrou que «não se deve confundir arte com street racing».

Paixão eterna O afeto pelo Peugeot 106 “Pérola Azul” é tanto que o Luís decidiu eternizá-lo, tatuando a sua matrícula no antebraço. «Sempre ouvi dizer que uma tatuagem representa algo marcante. Serve para lembrar os momentos mais importantes da nossa vida. Este carro acompanha-me há muitos anos e tem muitas histórias para contar. Marcou-me, sem dúvida. Acho que é uma homenagem bastante forte, uma forma de agradecimento e de demonstrar o carinho que tenho por ele. Existe muita gente que não percebe, mas ele faz realmente parte de mim e da minha vida», justificou. Matriculado em 1996, o 106 XSi foi adquirido pelo 30

JAN/FEV

German Style. Foi nesta “corrente artística” que o atual proprietário tentou inspirar-se. «Acho que se enquadra bem, apesar de ser francês», referiu. atual proprietário passados dez anos, completamente de origem e em mau estado. Após muitas horas de trabalho, foi todo recuperado em termos de mecânica, chapa, pintura e interior. Evoluindo bastante, já passou por diversos tipos de rebaixamento e outros três sets de jantes. Esteticamente, mantém os para-choques originais. No entanto, ambos contam com a parte superior na cor da carroçaria. O mesmo sucede nos frisos laterais. Original da Peugeot, o azul Neysha integra a lista de alterações efetuadas e serviu de inspiração para o nome do projeto: “Pérola Azul”. «Adoro a nova cor e como já gastei alguns milhares de euros nele acho que lhe assenta bem», comentou. De momento, as jantes em ferro são um dos pormenores favoritos do Luís. Provenientes do 106 Rallye e em 5,5x14 polegadas, foram primeiramente alargadas para 8,5x14 polegadas. Depois de pintadas em branco pérola e de pigmentadas de azul, passaram a fazer dupla com os pneus Uniroyal RainSport 2, nas medidas 195/45 R14. As tampas das válvulas dos pneus em forma de dados, também visíveis no interior do veículo e no piercing que o nosso entrevistado tem na orelha, garantem um conjunto ainda mais individualizado. Os autocolantes com a inscrição “Neck Breaker” também têm a sua razão de ser, garantiu: «Por onde passa, toda a gente olha e tira fotografias. Dão-me os parabéns e alguns até “partem pescoços” na estrada a olhar!» Na dianteira, o Peugeot 106 recebeu um lip do Renault Clio II, metade dele devidamente personalizado com sticker bomb, e um engate para reboque da TRS. O aileron do 206 GTi tomou conta da traseira, de onde foram removidos a escova e o lettering. Os conjuntos óticos originais também foram modificados. Enquanto os faróis e os faróis de nevoeiro foram pintados em amarelo, os piscas dos farolins traseiros ganharam lâmpadas azuis. O sticker bomb presente no tampão do combustível e noutros acessórios, os espelhos retrovisores originais em preto, os piscas laterais escurecidos e a película de proteção solar (30%) nos vidros completam as alterações no exterior.

Sinal + Originalmente, o 106 XSi estava equipado com o motor 1.3 8v (103 cv). Este deu o seu lugar ao também PSA 1.6 8v, entretanto alvo de muitas afinações. Entre elas destacamos o chip de potência Peugeot Sport Grupo N, a admissão artesanal, o regulador de pressão de gasolina (FSE) do VW Polo GTi, os injetores do Citröen AX GTi, os


JAN/FEV

31


TUNE iT ZONE - Peugeot 106 proprietário. O Peugeot 106 XSi vai continuar a evoluir. Com o objetivo de melhorar o consumo e o binário da sua “Pérola Azul”, o Luís pretende trocar de motor. A alteração das jantes também está a ser equacionada.a NSO

Peugeot 106 “Pérola Azul” Proprietário: Luís Miguel Rodrigues Localidade: Odivelas

Carroçaria Para-choques originais / Lip Renault Clio II / Engate para reboque TRS / Aileron Peugeot 206 GTi / Espelhos retrovisores originais em preto / Frisos laterais e parte superior dos para-choques na cor da carroçaria / Faróis, faróis de nevoeiro e farolins traseiros originais personalizados / Piscas laterais escurecidos / Supressão escova e lettering traseiros / Cor azul Neysha / Lip, tampão do combustível e outros acessórios com sticker bomb / Tampas das válvulas dos pneus em forma de dados / Película de proteção solar

Chassis Kit coilovers V-Maxx / Barra antiaproximação Peugeot 106 GTi / Barra estabilizadora eixo dianteiro Citröen Saxo Cup / Barra estabilizadora eixo traseiro Peugeot 106 GTi / Barra inferior eixo dianteiro artesanal réplica OMP / Pinças de travão dianteiras Peugeot 206 CC 1.6 HDi na cor da carroçaria / Jantes Peugeot 106 Rallye alargadas (de 5,5x14 para 8,5x14 polegadas) e personalizadas / Pneus Uniroyal RainSport 2 195/45 R14 / Etc.

Motor coletores de escape em inox Raceland, a linha de escape artesanal em inox (55 mm) e a panela de escape réplica Piper. A cabeça do motor foi trabalhada e polida. Fruto dos ajustamentos, anuncia uma potência de 137 cv. Por outro lado, o chassis também foi amplamente revisto. Entre os reforços encontram-se o kit de coilovers V-Maxx, as pinças de travão dianteiras do 206 CC 1.6 HDi, pintadas na cor da carroçaria, e a barra antiaproximação do 106 GTi, modelo que fornece ainda a barra estabilizadora do eixo traseiro (24 mm). Já o eixo dianteiro conta com uma barra estabilizadora do Citröen Saxo Cup (22 mm) e uma barra inferior artesanal réplica OMP. O interior teve de ser concertado e estofado de novo, contando ainda com alguns acessórios desportivos. O volante Isotta com centro Peugeot e a manete da caixa de velocidades do 206 CC são apenas dois exemplos. Enquanto o centro dos bancos foi forrado com tecido, o fole da caixa de velocidades e o travão de mão são em pele e apresentam uma costura azul, a condizer com as várias peças pintadas na cor que domina a carroçaria. O sticker bomb dá um ar da sua graça no fundo da consola central e na peça onde se encontram instalados os tweeters Hertz. A fonte Alpine, o amplificador Powerstation, as colunas dianteiras Kipus, as colunas na chapeleira e o subwoofer Vieta finalizam o sistema de car audio. Esta visão para a primeira geração do “leãozinho” marca pontos pela simplicidade e pela dedicação do 32

JAN/FEV

Motor PSA 1.6 8v / Chip potência Peugeot Sport Grupo N / Admissão artesanal / Cabeça do motor trabalhada e polida / Regulador de pressão de gasolina (FSE) VW Polo GTi / Injetores Citröen AX GTi / Borboleta trabalhada e polida / Velas de três polos Eyquem / Cabos de velas em silicone Beru / Coletores de escape em inox Raceland / Linha de escape artesanal em inox / Panela de escape réplica Piper / Etc.

Interior Centro dos bancos forrado com tecido / Volante Isotta com centro Peugeot / Manete caixa de velocidades Peugeot 206 CC / Fole caixa de velocidades e travão de mão em pele com costura azul / Várias peças pintadas na cor da carroçaria ou com sticker bomb

Car Audio / Multimédia Fonte Alpine / Amplificador Powerstation / Colunas dianteiras Kipus / Tweeters Hertz / Colunas chapeleira e subwoofer Vieta

Preparador / Instalador Tweeter Site: www.tweeter.com.pt

Agradecimentos do proprietário «Quero agradecer a todos aqueles que me apoiaram desde o início deste projeto, nos momentos altos e baixos que tive, e à minha família e namorada. Obrigado também à BEDIFERENT por esta oportunidade.»


www.tweeter.com.pt

Liquidação Total Contacta-nos!

Junta-te a nós também no

www.facebook.com/tweeter.com.pt Estrada da Serra da Mira, 171 - 2700-799 Amadora – Sintra Tel.: 214 910 909 I E-mail: tweeter@tweeter.com.pt

JAN/FEV

33


tune iT Zone Seat Ibiza

by ODC Customs

Concluímos o Especial LOW – Life on Wheels 2012 com o Seat Ibiza “Carbon Project”. Proveniente da ODC Customs, foi apetrechado com acessórios Original Equipment Manufacturer (OEM) e um sistema de car audio Kipus que deu boa conta do recado em provas de Sound Quality.

D

epois do Ford Focus “Game Over” e do Smart Fortwo “Muito Smart”, este Ibiza 6L 1.9 TDI (105 cv), de 2005, é o terceiro projeto da ODC Customs a chegar às páginas da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine. O cunho pessoal da empresa de Odivelas, que presta os mais diferentes serviços, desde tuning ao car audio e multimédia, passando pela venda de acessórios, instalação de películas, kits xénon e sensores de estacionamento, está bem patente nesta proposta que no decorrer do LOW 2012 esteve em exposição no espaço da Cerbase, importador e distribuidor nacional da marca Kipus.

34

JAN/FEV

Efeito carbono O Seat Ibiza “Carbon Project” pertence ao Bruno Costa. Residente em Queluz, “despertou” ainda muito jovem para o tuning. Estávamos em 1998, tinha ele pouco mais de dez anos de idade. «Ao ver carros alterados nas ruas e nas concentrações, a paixão nasceu e foi crescendo até aos dias de hoje», avançou, lamentando o facto da nossa lei ser muito restritiva quanto a alterações nos veículos. Sempre na companhia dos amigos do Devil’s Team, o fiel de armazém não falta às grandes concentrações do calendário nacional. Perante o seu primeiro projeto, o jovem de 26 anos,


confesso apreciador do estilo OEM+, apostou numa personalização que vai de encontro às exigências de uma utilização diária. Ciente de que ao optar por acessórios provenientes do Ibiza Cupra dificilmente conseguiria alcançar uma proposta diferenciadora, pois seria “mais do mesmo”, criou juntamente com a ODC Customs um conceito que gira em torno da película imitação de carbono cinzento 3M, aplicada em vários componentes do carro: teto, capot, moldura da grelha central, pilar B, aileron, antena e símbolos da Seat. O resultado final é muito positivo, criando um contraste interessante com o preto que prevalece no exterior, reforçado pelas jantes MAK de 17 polegadas, personalizadas e equipadas com pneus Kumho, nas medidas 205/40 R17. Na dianteira, o para-choques de origem foi substituído pelo do Ibiza Cupra. Bem mais desportivo e imponente que o anterior, este acessório recebeu a lâmina inferior do Leon FR. Os compartimentos dos faróis de nevoeiro e da matrícula foram pintados de cinzento, para combinar com a referida película. Os novos faróis Dayline com fundo preto e kit xénon e a rede em favo de mel são outras das modificações registadas nesta secção. Visto de traseira, os elementos do Ibiza Cupra, nomeadamente o para-choques e o aileron, têm a companhia dos farolins tipo Lexus com fundo preto e a ponteira de escape Iepower. O lettering foi suprimido. O “Carbon Project” ostenta ainda pormenores que passam praticamente despercebidos, como os espelhos retrovisores e os puxadores das portas cromados, ou os piscas laterais escurecidos. A película de proteção solar é da marca Llumar e está devidamente homologada. Este projeto progrediu ainda ao nível do chassis (barra antiaproximação Seat Sport, kit de coilovers V-Maxx e pinças de travão Brembo) e do motor (reprogramação, filtro de ar K&N, anulação da válvula EGR e linha de escape artesanal em inox de 60 mm). Fruto das alterações, a potência máxima situa-se nos 160 cv. De sublinhar que a tampa do motor foi personalizada, recebendo uma aerografia.

Sistema premiado

No exterior, os acessórios provenientes do Ibiza Cupra e a película imitação de carbono cinzento 3M são os principais elementos diferenciadores.

À semelhança dos dois projetos citados no início desta reportagem, também este Seat Ibiza é um demo car da Kipus. Ao longo dos últimos anos, a Cerbase tem vindo a realizar um trabalho que merece ser realçado, contribuído decisivamente para a notoriedade que a marca espanhola de car audio tem no nosso mercado. A ODC Customs assume-se como um dos fortes aliados do importador nacional. Em 2012, este sistema participou na final do European Mobile Media Association (EMMA) Portugal, tendo conquistado o terceiro lugar na categoria Master 4000. Na última edição do Braga Internacional Tuning Motor Show (BITMS) alcançou o lugar mais alto do pódio na classe Profissional -500W. Os dois subwoofers F-12 são os elementos que mais se destacam na mala. Ao centro da caixa em fibra e nas mesmas tonalidades de cor da carroçaria, o emblema que resulta da junção dos logótipos da ODC Customs e da Kipus garante a exclusividade da instalação, pois existe apenas mais um automóvel com o mesmo: o afamado Ford Focus “Game Over”. Enquanto o amplificador Carbono-1200, personalizado JAN/FEV

35


TUNE iT ZONE - Seat Ibiza

36

JAN/FEV


Enquanto demo car da marca de car audio Kipus, o Seat Ibiza “Carbon Project” tem dado boa conta do recado em provas de Sound Quality. NSO

Seat Ibiza “Carbon Project” Proprietário: Bruno Costa Localidade: Queluz

Carroçaria Para-choques e aileron Ibiza Cupra / Lâmina dianteira Leon FR / Rede em favo de mel / Espelhos retrovisores e puxadores das portas cromados / Faróis Dayline com fundo preto e kit xénon / Farolins traseiros tipo Lexus com fundo preto / Piscas laterais escurecidos / Supressão lettering traseiro / Cor preto / Teto, capot, moldura grelha central, pilar B, aileron, antena e símbolos Seat com película imitação carbono cinzento 3M / Neons Undercar Kit / Película de proteção solar Llumar

Chassis Barra antiaproximação Seat Sport / Kit coilovers V-Maxx / Pinças de travão Brembo / Jantes MAK de 17 polegadas personalizadas / Pneus Kumho 205/40 R17

Motor Reprogramação (+/- 160 cv) / Filtro de ar K&N / Anulação válvula EGR / Linha de escape artesanal em inox / Ponteira de escape Iepower / Tampa do motor com aerografia

com película imitação de carbono cinzento 3M e logótipo da Kipus aplicado ao meio, está visível no chão da mala, o amplificador NT-480 foi escondido debaixo do primeiro. Em cada uma das paredes laterais foram instalados monitores de 7 polegadas. O kit de três vias separadas PRO-6.3 tomou conta da dianteira, com o instalador a construir postiços para as portas (woofers) e os pilares A (médios e tweeters). Já o kit de duas vias separadas PRO-6.2 encontra-se na parte posterior do habitáculo. A fonte duplo DIN JVC KW-AVX840 comanda todas as operações, tendo a ODC Customs procedido à necessária adaptação da consola central. O efeito carbono também se manifesta no interior do veículo, uma vez que várias peças, como o centro do volante e alguns pormenores das portas, foram forradas com a mesma película que sobressai no exterior. Existem ainda uma série de neons distribuídos pelo Ibiza 6L. As soleiras das portas Seat Sport e a câmara de marcha-atrás são outros dos equipamentos extra. A próxima etapa em termos de personalização passa por trocar a cor da carroçaria e estofar o interior a condizer. Como sucede com os restantes projetos da ODC Customs, o Seat Ibiza “Carbon Project” está exposto na página do Facebook da empresa, disponível em www.facebook.com/odc.customs. a

Interior Postiços nas portas e pilares A / Adaptação consola central / Peças com película imitação carbono cinzento 3M / Soleiras das portas Seat Sport / Neons / Mala em fibra

Car Audio / Multimédia Fonte JVC KW-AVX840 / Amplificador Kipus NT-480 / Amplificador Kipus Carbono-1200 personalizado / Kit de três vias separadas Kipus PRO-6.3 / Kit de duas vias separadas Kipus PRO-6.2 / Dois subwoofers Kipus F-12 / Cablagem Connection Audison / Dois monitores de 7 polegadas na mala / Câmara marcha-atrás

Preparador / Instalador ODC Customs Telm.: 968 019 263 E-mail: geral@odccustoms.com

Agradecimentos do proprietário «Gostava de agradecer à ODC Customs, pelo trabalho realizado no carro e pelo apoio e amizade durante todo este tempo, à Cerbase / Kipus, pelo apoio e acompanhamento, e à BEDIFERENT, pela oportunidade.» JAN/FEV

37


tune iT Zone Opel Corsa

Extreme Tuning by NR Designs Tuning

Sendo uma das mais recentes atrações nas concentrações tuning nacionais, o Opel Corsa “Revelation Blue” sobressai pela excentricidade, uma das particularidades dos show cars. Nuno Rocha (NR Designs Tuning) foi o autor deste projeto que envolveu várias empresas.

40

JAN/FEV


Amante da personalização automóvel há 15 anos, Nuno Rocha conseguiu o apoio necessário e avançou para uma preparação desta envergadura.

JAN/FEV

41


TUNE iT ZONE - Opel Corsa

E

m tempos, as marcas apostavam forte neste tipo de projetos para publicitar os seus produtos. Caracterizados pelas alterações exclusivas e pelo avultado investimento, eram o centro das atenções em qualquer evento. Nos últimos anos, passaram a ser cada vez mais raros. Amante da personalização automóvel há 15 anos, Nuno Rocha conseguiu o apoio necessário e avançou para uma preparação desta envergadura. A apresentação oficial do “Revelation Blue” ocorreu no passado dia 25 de agosto. Para o efeito, realizou-se uma festa nas instalações da Glassdrive Figueira da Foz, onde foi exibido um vídeo produzido para a ocasião e disponível em www.youtube.com/FepaMovies. Antes disso, este automóvel integrou o Super Top 15 no Braga Internacional Tuning Motor Show (BITMS) 2012, apesar de ainda não ter o interior definitivo. Desde então, as distinções são uma constante. De Pataias a Paços de Ferreira, onde foi eleito Best Of Show, passando por Aveiro, tem ganho em todas as categorias que concorre.

O conquistador Residente na Figueira da Foz, Nuno Rocha descobriu o tuning em 1998. «Foi por esta altura que o meu grupo de amigos começou a fazer as primeiras alterações nos carros», recordou, acrescentando que «participei em concentrações durante vários anos e conquistei muitos troféus, tanto em Portugal como no estrangeiro». Entretanto, teve um intervalo de quatro anos para fazer este projeto e

42

JAN/FEV

regressar ao ativo. No entanto, durante esse tempo acompanhou sempre a modalidade, revelando ter «bastantes saudades dos bons velhos tempos». Aos 33 anos, o professor de educação física também tem saudades de circular despreocupadamente com o seu Opel Corsa B Van 1.7 D, de 1996, nas estradas. «Devido a diversas multas de que fui vítima, resolvi não circular na via pública. Comprei um reboque e assim ando descansado. O meu carro deixou de ter inspeção e seguro», referiu, deixando uma pergunta no ar, em jeito de crítica às autoridades e aos governantes: «Quem é que perde com isto tudo?» Recuando no tempo, o seu primeiro projeto foi um Citröen AX Sport, no qual efetuou pequenas alterações. Nuno Rocha começou a produzir peças em fibra precisamente para este Opel Corsa. Tratou-se da primeira de três fases de transformação. A seguinte consistiu na criação do kit de carroçaria. A mais recente, agora apresentada ao mundo através da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine, deu-lhe «muito trabalho», mas «valeu bem a pena».

“Revelation Blue” Encarando o tuning como «uma forma de estar na vida», Nuno Rocha tem dois estilos de personalização preferidos e que o acompanham há vários anos. Um deles é o OEM+, «para andar no dia a dia, porque gosto de ter um carro “limpinho” e com aquele toque pessoal que marca a diferença», o outro é o Extreme Tuning, «para participar em concentrações, pois gosto de coisas bastante alteradas e de apresen-


O kit artesanal saiu da imaginação da NR Designs Tuning. O para-choques dianteiro é o elemento mais impactante, sobressaído pela sua agressividade e exuberância. tar componentes que mais ninguém tem». Neste caso, a aposta recaiu numa personalização extrema, repleta de pormenores e inspirada nos demo cars da Alpine. O objetivo foi fazer um show car para participar em eventos nacionais e internacionais, promovendo os produtos das diversas empresas e marcas envolvidas. «Esta alteração começou por uma brincadeira. Queria fazer uma estética de mala simples e foi-me lançado um grande desafio pelo Sr. José Carlos, antigo proprietário da Roady Figueira da Foz e grande impulsionador do projeto. Além de oferecer algum material, ainda contactou outras empresas para ajudarem», avançou o proprietário e preparador. Assim, decidiu-se fazer «algo em grande». O plano foi apresentado

a diversas marcas, entre elas a Blaupunkt, que disponibilizou grande parte do material de car audio e multimédia utilizado. A equipa começou de imediato a trabalhar. A.Loureiro (peças em inox), CDesign (ajuda na preparação da carroçaria e do interior), Emile Design (estofamento completo do interior), Glassdrive Figueira da Foz (oferta e instalação dos vidros), Júlio Simões (oferta de alguma tinta), LLumar (oferta e colocação da película de proteção solar), Quicarmotors (cedência de instalações para a pintura), Roady Figueira da Foz (cedência de instalações e oferta de material), Serson (ligações de car audio e multimédia), Smile Publicidade (oferta da decoração do veículo) e V.M.C. (trabalho de chaparia) foram alguns dos nomes envolvidos nesta preparação.

JAN/FEV

43


TUNE iT ZONE - Opel Corsa «Demore o tempo que demorar, tem é que ficar perfeito» foi o lema adotado e, passados quatro anos, Nuno Rocha está «satisfeitíssimo» com o resultado final, admitindo que o esboço inicial sofreu alterações porque, na prática, algumas ideias não foram concretizáveis. Quanto ao nome “Revelation Blue”, explicou o motivo da escolha: «Acho que foi o grande projeto que apareceu em 2012. Tenho plena consciência que com a conjuntura económica do nosso país é difícil fazer projetos desta dimensão.» O kit de carroçaria completo artesanal, composto pelos para-choques, abas laterais, embaladeiras duplas e aileron duplo, saiu da imaginação da NR Designs Tuning. O para-choques dianteiro é o elemento mais impactante, sobressaído pela sua agressividade e exuberância. Para acolher os faróis do Peugeot 306, o capot e os painéis laterais tiveram de ser adaptados. Por outro lado, o primeiro elemento conta com duas entradas de ar e foi alongado em chapa, fazendo desaparecer a grelha central. Toda a carroçaria foi alisada. Não só se procedeu à remoção dos frisos laterais, dos símbolos da Opel e da matrícula traseira, que passou para o para-choques, como também dos puxadores das portas e da mala. A abertura das portas é feita através do botão introduzido nos espelhos retrovisores do BMW M3 em preto matte. Na traseira, bem mais simples, os farolins em cristal fumados e as duas saídas de escape Remus dominam. A cor escolhida para o exterior é um dos pontos fortes do “Revelation Blue”. O azul OPC capta a nossa atenção, tendo sido sugerido por Ricardo Miranda, que, confessou o responsável pelo projeto, «foi incansável a dar ideias». Para albergar as jantes Speedline de 17 polegadas, personalizadas com a mesma cor, foi necessário aplicar alargadores de vias de 90 mm no eixo dianteiro e 100 mm no eixo traseiro. Os autocolantes dos patrocinadores, presentes no tejadilho e nas embaladeiras, não podiam faltar.

O projeto Opel Corsa “Revelation Blue” levou quatro anos a ser preparado. Apresentamos algumas fotografias que confirmam o longo processo.

44

JAN/FEV


O projeto foi apresentado a diversas marcas, entre elas a Blaupunkt, que disponibilizou grande parte do material de car audio e multimédia utilizado. 100% artesanal Todo o interior de origem foi removido, sendo substituído por um feito de raiz e em exclusivo para este projeto. O árduo trabalho de fabricar artesanalmente os novos componentes, nomeadamente o tablier, a consola central, as forras das portas e a mala, ficou a cargo da NR Designs Tuning e da CDesign. A Emile Design responsabilizou-se pelo estofamento do teto e das baquets OMP, em preto e cinzento para combinar com as colunas, assim como do volante, foles, pilares, chão e tapetes. As vertentes de car audio e multimédia estão em plano de evidência. A quantidade de material da Blaupunkt que o Opel Corsa exibe é impressionante: fonte multimédia, 13 monitores (dois deles nas palas do sol), seis amplificadores, oito pares de colunas e três subwoofers. A Phonocar fornece três amplificadores de vídeo, três condensadores, 15 cabos RCA, etc. Outros números curiosos são aqueles referentes aos metros de cabos utilizados: 60 de vídeo, 60 de áudio e 30 de alimentação. No tablier foram instalados dois pares de colunas de 13 polegadas, um par de colunas de 16 polegadas, um subwoofer de 10 polegadas, dois monitores, a PlayStation 2 e a máquina de fumo. O conta-quilómetros está no lado do passageiro. Cada porta inclui um amplificador, duas colunas (16 e 13 polegadas) e um monitor. Nas costas dos bancos encontram-se um par de colunas de 13 polegadas e um amplificador. A mala conta com três amplificadores, dois subwoofers de 15 polegadas, seis monitores, dois deles virados para as janelas laterais, e três condensadores. Os acessórios desportivos da SRacing (volante, pedais e manetes da caixa de velocidades e do travão de mão) também marcam presença. Tal como sucede no exterior, a fita de neons percorre todo o interior. Quer se goste ou não do estilo adotado, uma coisa é certa: ninguém fica indiferente ao Opel Corsa “Revelation Blue”. O propósito com que foi projetado e desenvolvido pelo Nuno Rocha foi conseguido, isto é, dar visibilidade aos patrocinadores.a NSO

Filipe Monteiro e Pedro Cardoso

Agradecimento A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine agradece ao Filipe Monteiro (www.facebook.com/filipemonteirofotografia) e ao Pedro Cardoso (www.facebook.com/pedrocardosofotografia) a cedência das imagens que acompanham esta reportagem.

Opel Corsa “Revelation Blue” Proprietário: Nuno Rocha Localidade: Figueira da Foz

Carroçaria Kit de carroçaria artesanal (para-choques, abas laterais, embaladeiras e aileron) / Capot alongado em chapa e com duas entradas de ar / Espelhos retrovisores BMW M3 com botão para abertura das portas / Faróis Peugeot 306 / Farolins traseiros em cristal fumados / Piscas laterais escurecidos / Carroçaria alisada (supressão dos puxadores das portas e mala, frisos laterais, símbolos da Opel e matrícula da mala) / Matrícula traseira no para-choques / Cor azul OPC / Fita de neons / Película de proteção solar Llumar / Autocolantes patrocinadores

Chassis Barra antiaproximação Sparco / Amortecedores Kayaba / Alargadores de vias (90 mm eixo frontal e 100 mm eixo traseiro) / Jantes Speedline de 17 polegadas personalizadas / Pneus Dunlop SP Sport FM901 205/40 R17

Motor Filtro de admissão / Bomba injetora trabalhada / Duas saídas de escape Remus

Interior Interior artesanal em preto matte (tablier, consola central, forras das portas e mala) / Estofamento completo e tapetes Emile Design / Baquets OMP personalizadas / Volante, pedais, manetes caixa de velocidades e travão de mão SRacing / Máquina de fumo / Fita de neons

Car Audio / Multimédia Fonte Blaupunkt Aspen IVDM-7003 / PlayStation 2 / 13 monitores Blaupunkt (2 nas palas do sol) / 2 amplificadores Blaupunkt THA 280 / 2 amplificadores Blaupunkt Velocity VA1400 / Amplificador Blaupunkt Velocity VA4100 / Amplificador Blaupunkt GTA / 3 amplificadores de vídeo Phonocar / 4 pares de colunas Blaupunkt Velocity 13’’ / 3 pares de colunas Blaupunkt Velocity 16’’ / Par de colunas Blaupunkt ODx / 2 subwoofers Blaupunkt Velocity 15’’ / Subwoofer Blaupunkt GTA 10’’ / 3 condensadores Phonocar / 30 metros de cabos de alimentação Caliber / 60 metros de cabos de áudio Phonocar / 60 metros de cabos de vídeo Phonocar / 15 cabos RCA Phonocar / 4 baterias Bosch / Insonorização Phonocar

Preparador / Instalador NR Designs Tuning Telm.: 918 760 511 E-mail: nrdesigns69@hotmail.com

Agradecimentos do proprietário «Quero agradecer a todos os patrocinadores e amigos por todo o empenho e dedicação para a concretização deste mega-projeto. Empresas: A.Loureiro, Blaupunkt, CDesign, Emile Design, Glassdrive Figueira da Foz, Júlio Simões, LLumar, NR Designs Tuning, Quicarmotors, Roady Figueira da Foz, Serson, Smile Publicidade e V.M.C. Amigos: Álvaro Melo, Filipe Monteiro, Filipe Vale, João Martins, Jorge Monteiro, José Carlos, Nuno Duarte, Pedro Cardoso, Pedro Santos, Ricardo Miranda e Rui Vieira.» JAN/FEV

45


tune iT Zone Nissan Juke Nismo

by Nismo A Nismo chega à Europa com o lançamento do primeiro de uma nova gama de automóveis de estrada, o Nissan Juke Nismo. Equipado a rigor, o bem sucedido crossover compacto entra numa nova dimensão e vai certamente causar sensação em qualquer evento tuning. nome Nissan Motorsports International (Nismo) é daqueles que fazem sonhar qualquer amante da transformação automóvel. Explorando um vazio no mercado, desenvolveu um negócio de preparação muitíssimo respeitado que levou ao aparecimento de peças de alta performance no mercado de pós-venda no Japão. Várias décadas depois, eis que decide conquistar o “velho continente”. Uma decisão sensata que só peca por tardia! A Nissan junta-se assim a outras marcas que disponibilizam modelos com siglas representativas de emoções fortes ao volante. A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine participou num evento Nissan Live em Barcelona (ver reportagem nas páginas 64-68) e teve o seu primeiro contacto com o Juke Nismo, que após a apresentação em salões automóvel internacionais durante 2011 e 2012 enquanto protótipo, estreou-se oficialmente no formato de produção perante milhares de fãs de corridas nas 24 Horas de Le Mans, em junho de 2012.

Aerodinâmica apurada Longe de serem apenas alterações cosméticas, todas as mudanças na carroçaria do Juke foram concebidas para apurar a sua aerodinâmica, tomando partido do estilo e engenharia do automóvel de corridas Nissan GT-R. Em comparação com o modelo de série, a mudança mais evidente ocorreu na dianteira, que possui uma envolvente mais baixa e agressiva. O formato com cinco círculos na secção da base foi trocado por uma grelha de malha horizontal. Isso significa que as luzes de nevoeiro foram substituídas por luzes de presença diurnas em LED, posicionadas na extremidade superior das novas aberturas laterais de ventilação da grelha. A grelha inferior apresenta uma lista vermelha que desce para fazer uma curva à volta do para-choques. Este toque característico Nismo dá à frente uma maior amplitude e presença, enfatizando o estilo atlético do Juke. No topo, o espaço circundante do símbolo Nissan possui um acabamento exclusivo num tom mais escuro. À direita encontra-se o logótipo Nismo. 46

JAN/FEV


O cativante Nissan Juke Nismo estรก na linha de partida do lanรงamento de uma nova gama de automรณveis de desempenho na Europa.

JAN/FEV

47


TUNE iT ZONE - Nissan Juke Nismo

O modelo de tração dianteira e transmissão manual de seis velocidades que conduzimos vai dos 0-100 km/h em 7,8 segundos e atinge uma velocidade de 215 km/h.

48

JAN/FEV


Focado no condutor

A lista vermelha continua nos flancos do automóvel. As saias laterais foram redesenhadas para fazer sobressair o desempenho aerodinâmico, encaminhando o fluxo de ar em torno das rodas traseiras e afastando-o do automóvel com o máximo de rapidez e eficiência. Para aumentar a dimensão visual, os guarda-lamas dianteiros são mais musculados e possuem um acabamento na cor da carroçaria, Pearl White no caso do exemplar aqui apresentado (está também disponível nos tons Metallic Black e Silver Grey). Para indicar de modo claro e imediato ao observador casual que este não é um Juke “normal”, os espelhos retrovisores são vermelhos e o pilar B passou a ter um acabamento em preto brilhante. Na traseira, o para-choques possui mais profundidade, sendo a lista vermelha também visível no friso preto. Acima, um sofisticado defletor está pintado na cor da carroçaria e aloja uma luz do travão. Algo que partilha com todas as outras modificações no exterior é que foi concebido para aumentar a força descendente na dianteira e traseira, melhorando o desempenho dinâmico e a eficiência do Juke Nismo. As jantes em liga leve de 18 polegadas possuem um design de dez raios duplos com acabamento em antracite escuro e corte em diamante, recorrendo a pneus Continental ContiSport Contact 5, nas medidas 225/45 R18. As novas rodas proporcionam uma maior aderência e dão um impulso superior à presença do carro na estrada. Sendo a personalização um componente crucial no ADN da marca Nismo, a este exemplar foi acrescentado um opcional: as faixas autocolantes. Uma delas vai do meio do capot ao defletor traseiro, percorrendo o tejadilho, a outra ocupa as laterais, enfatizando a poderosa linha de cintura do automóvel.

200 cv Sob o capot encontra-se uma nova versão do motor a gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbo (DIG-T) de 1.6 litros da Nissan. Solidificando a associação da Nismo às atividades em pista, o motor, cuja sonoridade é excelente, apresenta as mesmas tecnologias que a unidade instalada no revolucionário automóvel de corridas DeltaWing. A potência e o binário aumentaram, dos 190 cv para os 200 cv e dos 240 Nm para os 250 Nm, respetivamente. O modelo de tração dianteira e transmissão manual de seis velocidades que conduzimos vai dos 0-100 km/h em 7,8 segundos e atinge uma velocidade de 215 km/h. Algo essencial para o apelo deste Juke é também a sua melhor experiência em termos de dinâmica. Firme mas confortável, a suspensão foi alvo de modificações para proporcionar uma condução mais direta e desportiva.

Inspirado nos desportos motorizados e recheado de tecnologias inovadoras, o habitáculo conta com o mesmo tratamento Nismo. Acessórios como o volante, os pedais, a manete da caixa de velocidades ou os forros das portas foram redesenhados para reforçar a personalidade de desempenho do automóvel. Destaque ainda para os bancos desportivos. Forrados a cabedal e com costuras vermelhas, estes garantem a aderência e o conforto necessários durante as curvas. Esta cor surge ainda como fundo do conta-rotações e no volante, o qual possui um acabamento em alcantara e pele e inclui um marcador que indica o ponto médio superior, outra característica que provém dos desportos motorizados. Os elementos do habitáculo fora da linha de visão do condutor foram escurecidos, um toque de estilo Nismo que permite ao condutor focar-se no mais importante: os indicadores, a alavanca de velocidades e os controlos. No espaço para os pés, os pedais apresentam um acabamento metalizado, estando uma insígnia Nismo visível no pedal do travão. A mesma marcação está presente nos encostos dos bancos e nas soleiras das portas. O Juke Nismo encontra-se entre os primeiros veículos Nissan a montar uma versão melhorada do sistema de infoentretenimento Nissan Connect, disponibilizando um pacote de navegação por satélite, audio e comunicação de série. Com um design derivado das pistas, um melhor desempenho e uma condução apelativa, o Nissan Juke Nismo está disponível a partir dos 28.700 euros. A Nissan Portugal lançou uma campanha promocional (válida até ao final do mês de março) que inclui, entre outros, 1.200 euros de desconto imediato. Para mais informações: www.nissan.pt. a

Nissan Juke Nismo

BEDIFERENT Oficiais

Carroçaria Kit de carroçaria Nismo (spoiler para-choques dianteiro, saias laterais, difusor traseiro e aileron) / Guarda-lamas dianteiros mais musculados e na cor da carroçaria / Logótipos Nismo / Luzes diurnas em LED no para-choques dianteiro / Espelhos retrovisores em vermelho / Pilar B em preto brilhante / Cor Pearl White / Faixas autocolantes opcionais

Chassis Suspensão desportiva / Jantes Nismo de 18 polegadas / Pneus Continental ContiSport Contact 5 225/45 R18

Motor Motor 1.6 DIG-T (200 cv) / Sistema de escape desportivo com uma ponteira

Interior Bancos dianteiros, volante, pedais, manete caixa de velocidades, conta-rotações e soleiras das portas Nismo

Car Audio / Multimédia Sistema infoentretenimento Nissan Connect JAN/FEV

49


H Zone

Auto History - Mazda

Roadster de Culto Objeto de culto, o MX-5 tem beneficiado de uma reputação constante desde o seu lançamento em 1989. O roadster mais popular do mundo, cuja quarta geração está prevista para 2015, mantém-se até à data como o modelo mais duradouro da gama de produtos globais da Mazda.

O

Mazda MX-5 transformou-se rapidamente numa história de sucesso da indústria automóvel. Após três gerações, conta com fanáticos entusiastas nos cinco continentes. Os proprietários têm constantemente elogiado o roadster por ter um preço acessível, pela sua durabilidade e por ser um desportivo extremamente divertido de conduzir.

Fenómeno único A caminho dos 25 anos de sucesso, o MX-5, também conhecido por Miata, já é um clássico absoluto. Desde 2000, o sucessor dos roadsters britânicos tem figurado no Guinness World Records na qualidade do desportivo de dois

50

JAN/FEV

lugares mais vendido de sempre. Um total de 531.890 unidades construídas entre abril de 1989 e outubro de 1999 fizeram dele o mais bem sucedido modelo da sua classe na história do automóvel. Desde então, continuou a ser muito popular. Até julho de 2005, a Mazda produziu 724.667 unidades. Do número total, 350.411 foram vendidos nos Estados Unidos da América (EUA), 199.542 na Europa, 149.400 no Japão e 11.334 na Austrália. O dia 4 de fevereiro de 2011 ficou marcado pela produção da unidade número 900 mil. O feito notável foi atingido 21 anos e 10 meses após o início da produção em massa da primeira geração. Este volume de fabrico do MX-5 foi certificado e consta no

famoso livro dos recordes. A fasquia do primeiro milhão de unidades é o próximo objetivo. Desde o lançamento do MX-5 original, o roadster foi literalmente submerso em galardões, perto de 200 até à data. A maior parte premeia os elevados níveis de prazer de condução, o design, a relação qualidade/preço, a fiabilidade e o valor de retoma. O conceito de colocação dianteira central do motor, tração traseira e distribuição de peso ideal pelos dois eixos (50:50), assim como o design clássico de bilugar, com capot alongado, traseira abreviada e capota de lona, não perdeu nenhum do seu encanto desde que o primeiro MX-5 provocou uma revolução no mercado.


A filosofia do chassis foi baseada no ritual japonês “Jinba Ittai” – a simbiose entre cavalo e cavaleiro (neste caso, entre condutor e automóvel). O conceito serviu de trave-mestra para todo o desenvolvimento dinâmico com vista a obtenção dos atributos que caracterizam o MX-5. Em vez de se focarem na velocidade pura, os engenheiros esforçaram-se para criar um veículo com uma condução equilibrada, que oferece aos condutores mais habilidosos elevadas doses de prazer de condução, sem que para tal necessitem de motores de altas cilindradas.

Voltar às origens Durante os anos 60 e 70, surgiram vários pequenos desportivos assentes em estruturas leves, fáceis de conduzir e que permitiam uma comunhão entre condução e liberdade, com os cabelos ao vento. No entanto, em meados de 1980, era um passo arriscado quando se pensou na construção de um roadster, de tal forma que levou quase uma década a ser materializado. A ideia original foi simples. Aspeto de carro clássico, mas fiável e acessível. Os roadsters britânicos que servi-

ram de inspiração para o MX-5 tinham um carisma fantástico e eram divertidos de conduzir. «Porque não fazer um roadster moderno que pudesse ser utilizado todos os dias?» Alguns anos após o jornalista do setor automóvel Bob Hall ter mencionado esta ideia a um executivo da Mazda, surgiu o primeiro MX-5. Quanto ao nome, as letras derivaram do conceito “Mazda eXperimental” e o 5 era o número sequencial na série de protótipos da marca. Em 1986, após vários anos de cuidadosa avaliação, a Mazda decidiu construir um veículo com motor central dianteiro, tração traseira, carroçaria compacta e baixo peso. A 9 de fevereiro de 1989, a primeira geração (NA) do MX-5 foi lançada no Salão de Chicago, nos EUA. Tinha todas as características de um roadster perfeito, provando que a condução ainda podia ser divertida, mesmo tendo em conta as cada vez mais restritas regras em termos de

segurança e qualidade. Com uma linha engraçada e faróis escamoteáveis, foi um imediato sucesso em todo o mundo. A notícia do seu lançamento deixou o setor automóvel meio aturdido. Originalmente apenas destinado aos mercados americano e japonês, o modelo gerou tanto entusiasmo que a sua fama varreu o Atlântico e a Mazda foi forçada a estender a sua comercialização à Europa, apesar de não conseguir satisfazer a crescente procura. Desesperados para receber o modelo, os fanáticos europeus do MX-5 começaram a gizar esquemas para importá-lo diretamente dos EUA. Até hoje, estas unidades podem ser identificadas pela presença

Os primeiros esboços daquele que viria a tornar-se o roadster mais popular do mundo. JAN/FEV

51


Auto History - Mazda O pequeno MX-5 promoveu o renascimento do segmento dos roadsters, ficando no caminho certo para se transformar num automóvel de culto. Com 431.506 unidades, a primeira geração tem a maior fatia do total da produção.

do nome Miata na secção traseira, um logótipo que parece ser o código de entrada numa sociedade secreta. Quando foi lançado na Europa em 1990, não havia outro carro igual. Numa era de linhas vincadas e formas em cunha, o MX-5 surgiu arredondado, giro e muito divertido. Lançado com um motor de 1.6 litros que debitava 115 cv, era capaz de um desempenho extraordinariamente ágil. Seguiu-se o motor de 1.8 litros, com mais potência e performance mais empolgante. O pequeno MX-5 promoveu o renascimento do segmento dos roadsters, ficando no caminho certo para se transformar num automóvel de culto. Com 431.506 unidades, a primeira geração tem a maior fatia do total da produção.

Refinar a fórmula original A segunda geração (NB) foi lançada em janeiro de 1998, refinando a fórmula original. Nesta evolução, apenas os faróis mudaram radicalmente. Embora muitas pessoas tenham lamentado o desaparecimento dos faróis rebatíveis, poucos são os que não acabaram por concordar que os designs subsequentes personificam o estilo roadster. A segunda geração do MX-5 foi lançada em 1998, refinando a fórmula original. Esta evolução levou ao desaparecimento dos faróis escamoteáveis. 52

JAN/FEV

Atingiu um volume de produção de 290.123 unidades.

”Estratégia da grama” Em novembro de 2005, após 16 anos de alterações de pormenor e de muitos sucessos, a terceira geração (NC) do recordista de vendas MX-5 chegou aos concessionários da Mazda. Seguindo as peugadas dos dois predecessores, cujo sucesso surpreendeu até as mais otimistas das previsões, esta versão é a mais espaçosa e bem equipada. A grande prioridade no seu desenvolvimento foi a de produzir um roadster muito leve. Como resultado desse esforço, e apesar de ter uma carroçaria mais rígida e estar mais apetrechada,

esta geração não é muito mais pesada do que a anterior. Durante a fase inicial do desenvolvimento deste MX-5, os engenheiros compilaram uma lista de 573 ideias com potencial para reduzir o peso do veículo. Se todas tivessem sido aplicadas, seria 43,5 kg mais leve do que o precedente. A dieta mais radical não foi integralmente aplicada, por questões relacionadas com a durabilidade a longo prazo ou com a segurança dos ocupantes, contudo o objetivo de peso em ordem de marcha foi alcançado. Graças à “estratégia da grama”, o bilugar reteve a aura original de autêntica agilidade e resposta pronta.

Testes exigentes Apesar da equipa de desenvolvimento ter feito o grosso do trabalho de apuro do desempenho e fiabilidade do chassis na pista de testes de Miyoshi, no Japão, o Circuito de Nürburgring Nordschleife não foi dispensado como local privilegiado de validação e acerto final do chassis do MX-5. As 73 curvas espalhadas ao longo dos 21 km do “inferno verde” colocam verdadeiros desafios aos chassis e suspensões, mas a Mazda foi compensada


Após 16 anos de alterações de pormenor e de muitos sucessos, a terceira geração do recordista de vendas MX-5 chegou aos concessionários da Mazda. Estávamos em 2005. pelo facto de ter decidido testar naquele que é um dos mais belos e exigentes circuitos do mundo. No final dos testes, a terceira geração do MX-5 conseguiu completar uma volta em menos 15 segundos do que a sua antecessora. A conjugação de motores mais potentes, pneus e travões maiores, uma carroçaria mais rígida e um chassis especialmente bem equilibrado tornou possível este progresso. A Mazda alargou os testes aos arredores do circuito, pois a região alemã de Eifel tem as suas vantagens. Enquanto as autoestradas contam com pouco trânsito e não têm limites de velocidade, as estradas secundárias são irregulares e têm diferentes tipos de asfalto. Na autoestrada, os pilotos testaram a estabilidade durante a condução a alta velocidade, principalmente nas rápidas mudanças de direção. Em vias de duas faixas, foram realizados testes com os travões, direção e resposta do pedal do acelerador, conforto a baixa velocidade, além de acertos finais de transmissão e diferenciais. O programa de testes levou ainda o MX-5 à província de Essex, a leste do Reino Unido. Aqui, numa área utilizada regularmente pelos roadsters mais clássicos, existem pequenas vielas repletas de curves apertadas, revestidas com superfícies duras e porosas.

MX-5 Roadster Coupé Ao MX-5 de capota em lona juntou-se, em 2006, uma versão de tejadilho rígido retráctil. Sem nunca perder a sua aparência clássica de roadster, o MX-5 Roadster Coupé é tão ágil e dinâmico como o MX-5 Roadster, assegurando a mesma distribuição de peso 50:50. A versão foi lançada com os mesmos motores de quatro cilindros. Ambos pertencem à família de motores MZR, têm quatro válvulas por cilindro e uma cilindrada de 1.8 litros e 2.0 litros. Ao serem instalados longitudinalmente, estão colocados mais próximo

do centro de gravidade do veículo do que num veículo com motor montado lateralmente. O motor MZR 2.0 debita uma potência de 160 cv e um binário de 188 Nm. Pelo menos 90% desses valores estão constantemente disponíveis entre as 2.500 e as 6.700 rpm. O motor base MZR 1.8 debita um máximo de 126 cv e um binário de 167 Nm. Graças às afinações aerodinâmicas do design exterior do Roadster Coupé, a velocidade máxima chegou aos 215 km/h (mais 5 km/h comparativamente com o Roadster). JAN/FEV

53


Auto History - Mazda Facelift. Em 2009, ambas as carroçarias passaram a ter um design mais dinâmico, robusto e harmonioso com a restante gama Mazda.

Facelift

Desde 2000, o sucessor dos clássicos roadsters britânicos dos anos 60 tem figurado no Guinness World Records na qualidade do desportivo de dois lugares mais vendido de sempre. O dia 4 de fevereiro de 2011 ficou marcado pela produção da unidade número 900 mil.

Desde que a Mazda lançou o MX-5 original, o modelo passou por dois programas completos de reformulação em termos de design e sofreu uma série de evoluções. 54

JAN/FEV

Em 2009, ambas as carroçarias passaram a ter um design mais dinâmico, robusto e harmonioso com a restante gama Mazda. Tanto o Roadster como o Roadster Coupé integraram também uma evolução do conceito de diversão na condução “Jinba Ittai”. Neste facelift, as melhorias incluíram novos para-choques, embaladeiras e guarnições para um aspeto mais aerodinâmico, reforçando o porte musculado. As óticas também foram revistas e passaram a existir duas novas cores para a carroçaria. No interior, destaque para os novos mostradores e o esquema de cores mais desportivo. Assistiu-se ainda à estreia europeia da caixa automática de seis velocidades com patilhas no volante, que veio juntar-se às transmissões manuais de cinco ou seis velocidades. Os equipamentos adicionais não originaram um aumento do peso, continuando a ser um roadster leve (cerca de 1.080 kg). Muito recentemente, foi alvo de novos upgrades exteriores e interiores.

Série especial 20.º aniversário A Mazda celebrou duas décadas de sucesso roadster com a estreia mundial da série especial MX-5 20.º aniversário no Salão de Genebra, na Suíça, em março de 2010. Com uma produção limitada a 2 mil unidades, este modelo só esteve disponível na Europa. Baseado na variante com capota em lona e motor 1.8 litros, esta série tinha um pacote de estilo exterior composto por grelha dianteira, puxadores das portas e contorno dos faróis cromados, juntamente com faróis de nevoeiro com aspeto prateado, jantes de 17 polegadas específicas e logótipos do 20.º aniversário. Podia ser encomendado em três cores, uma delas exclusiva para esta versão (azul Aurora), em combinação com elementos decorativos pintados no interior. Para garantir um comportamento mais desportivo e um maior prazer de condução foi adicionada uma barra antiaproximação nas torres de suspensão. Ao longo das várias gerações foram


A Mazda celebrou duas décadas de sucesso roadster com a estreia mundial da série especial MX-5 20.º aniversário.

lançadas outras séries limitadas e alguns protótipos. Por exemplo, o MX-5 é presença assídua com propostas exclusivas no SEMA Show, o maior evento tuning do mundo que, todos os anos, transforma a cidade norte-americana de Las Vegas na capital mundial de peças, componentes e acessórios em geral. Exclusivo, também, é o kit de carroçaria fabricado pela marca portuguesa Ibherdesign para a terceira geração (pré-facelift), devidamente apresentado na quarta edição da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine. Os proprietários têm constantemente elogiado o roadster por ter um preço acessível, pela sua durabilidade e por ser um desportivo extremamente divertido de conduzir.

MX-5 GT4 & MX-5 GT Concept Na senda do sucesso dos MX-5 GT4 de competição, a Mazda UK e os especialistas da Jota Sport estão a construir versões de cliente para encomenda para a época de 2013. A marca nipónica entrou no British GT Championship de 2012 para desenvolver ainda mais o MX-5 GT que, no ano anterior, havia participado com sucesso no Britcar Production GTN Championship, batendo-se com os modelos de GT4 de renome da Aston Martin, Ferrari, Ginetta e Lotus. Equipado com um bloco MZR 2.0, o MX-5 GT4 pesa 1.000 kg e debita 320 cv. O mais potente e mais rápido MX-5 de sempre atinge uma velocidade má-

xima de 257 km/h e cumpre os 0-100 km/h em apenas 3,0 segundos. Está dotado de uma célula de sobrevivência de acordo com o regulamento de segurança da FIA, portas em fibra de carbono, spoiler frontal, difusor traseiro e asa traseira. No interior, conta com o painel e a consola central em fibra de carbono, instrumentação Pi Omega D2 com recolha de dados e uma caixa de velocidades sequencial com patilhas no volante. O veículo custa 125 mil libras (valor sem IVA) e está homologado para inúmeros campeonatos de GT e GT4 que se correm em todo o mundo. Paralelamente, foi também desenvolvido o MX-5 GT Concept. Inspirado no bem sucedido programa de competição MX-5 GT da Mazda, debita 205 cv a partir do bloco MZR 2.0, associado à tradicional caixa de velocidades manual do modelo. A suspensão foi desenvolvida para melhorar a maneabilidade e é ajustável de acordo com as diferentes condições de estrada,

O MX-5 GT4 de competição e o MX-5 GT Concept são os mais recentes produtos de um processo iniciado há mais de 20 anos, desde que a Mazda tomou a corajosa decisão de reinventar os desportivos de baixo peso, quando todas as outras marcas já haviam abandonado o segmento. JAN/FEV

55


Auto History - Mazda

Em 2011, a Mazda convidou jornalistas de todo o mundo para participarem no MX-5 Ice Race, que decorreu na Suécia. 20 unidades do MX-5, afinadas para condução no gelo, competiram numa prova com quatro horas de duração, disputada num percurso com 5 km de extensão.

MX-5 Superlight. Uma versão extrema que capta a essência do MX-5 foi apresentada no Salão de Frankfurt, na Alemanha, em setembro de 2009. Este protótipo levou até outro nível a famosa tecnologia de baixo peso da Mazda. Isto combinado com o estilo exterior radical, que dispensa o para-brisas, e as afinações desportivas do chassis para proporcionar puro prazer de condução.

enquanto a aerodinâmica foi aperfeiçoada pela adoção de peças em carbono, como um dispersor de ar à frente, um difusor traseiro e um spoiler na tampa da mala. A sonoridade do escape foi incrementada a partir de um sistema específico de características desportivas. Os bancos Recaro melhoram a estabilidade a bordo e as restantes características interiores incluem uma série de detalhes em carbono que ajudam na redução do peso.

Mazda MX-5

Cilindrada (cc) Potência (cv/rpm) Binário (Nm/rpm) Velocidade máxima (km/h) 0-100 km/h (s) Peso (kg) Dados anunciados pela marca

56

JAN/FEV

Popularidade Enquanto o MX-5 / Miata sempre foi um ícone para os amantes de automóveis desportivos nos EUA e no Japão, a popularidade do modelo tem vindo a crescer de forma significativa na Europa ao longo da última década. Aqui, cerca de 80% dos modelos estabeleceram residência na Alemanha e na Inglaterra, países onde o sol é muito apreciado. O MX-5 tem também um vastíssimo grupo de admiradores a nível mundial,

NA (1.6) 1989

NB (1.8) 1998

NC (2.0) 2005

1.598 115/6.500 135/5.500 188 8,8 970

1.840 146/7.000 168/5.000 205 8,5 1.065

1.999 160/6.700 188/5.000 210 7,9 1.095

existindo mais de 200 clubes de fãs. Em Portugal, o Club MX-5 (www.clubmx-5.com) existe desde 2000 e conta com mais de um milhar de membros, registando uma atividade assinalável ao longo destes anos. Os fãs podem ainda partilhar a sua paixão pelo aclamado roadster através do site www.mx-5.com, que oferece aos seus membros uma vasta panóplia de opções fáceis de usar em rede. Existe também um fórum para discutir todos os aspetos de ser proprietário de um dos mais excitantes veículos do mundo. Por outro lado, a popularidade deste desportivo desenvolveu raízes no desporto automóvel, servindo de base aos mais variados campeonatos nacionais disputados em redor do globo. No nosso país existiu um troféu monomarca que colocou à prova o comportamento do MX-5. O Mazda Cup disputou-se durante três épocas, entre 2001 e 2003, assistindo-se a cerradas lutas pela vitória.a BEDIFERENT

Oficiais


H Zone

Brand History -

Na linha da frente No ano em que celebra 50 anos ao serviço do desporto motorizado, a Bridgestone é um nome de referência. Mas a Bridgestone Motorsport é apenas uma parte da empresa global, com fábricas, sedes e escritórios em mais de 150 países e empregando perto de 140 mil pessoas em todo o mundo.

A

Bridgestone Corporation fabrica pneus para praticamente todos os veículos que se deslocam sobre rodas, sendo hoje considerada a maior fabricante do mundo de produtos de borracha e pneus para automóveis, motociclos, camiões, autocarros, máquinas agrícolas, veículos industriais e aviões.

No topo do desporto automóvel A Bridgestone está na linha da frente em inovação e desenvolvimento no desporto automóvel desde a sua estreia em Suzuka, no longínquo ano de 1963. Os pneus fornecidos para essa corrida eram pneus comuns, mas dentro de três anos desenvolveu um pneu 58

JAN/FEV

específico e começou a sua escalada em direção ao topo do desporto automóvel. A década de 70 foi uma época de rápido crescimento económico para o Japão e a competição doméstica cresceu a olhos vistos. A Bridgestone forneceu pneus para muitas categorias, utilizando o automobilismo para promover a venda de produtos. A Europa tornou-se o próximo alvo para o seu desenvolvimento, com a Bridgestone a entrar na Fórmula 2, em 1981, monopolizando a primeira fila da grelha de partida logo na corrida inaugural. A primeira vitória surgiu na prova seguinte e a temporada memorável foi concluída quando um piloto com pneus Bridgestone ganhou o título. Este sucesso europeu foi uma contribuição importante para o Potenza se tornar a

marca de topo no Japão em pneus para automóveis de alta performance. A Mercedes-Benz AMG reconheceu a superioridade dos pneus de corrida Bridgestone ao escolher a marca como parceiro para o Deutsche Tourenwagen Meisterschaft (DTM). Em 1992, no segundo ano de competição, forneceu os pneus vencedores. A AMG decidiu que os Bridgestone eram ideais para os seus automóveis de série. Quando a marca começou a competir na Fórmula 1, esta confiança esteve na base para a sua seleção pela McLaren Mercedes. Entretanto, nos Estados Unidos da América (EUA), fruto da fusão entre as duas marcas, a Bridgestone esteve por detrás do retorno da Firestone à IndyCar Series, depois de uma ausência prolongada. Verdadeira lenda da Indy


Desde sempre, o desporto motorizado tem sido uma área crucial para a Bridgestone expressar a sua identidade corporativa a nível global.

500, a Firestone começou imediatamente a dominar. As vitórias foram-se acumulando e, hoje, fornece pneus para as séries de topo do desporto motorizado americano.

Fórmula 1 Em 1995, o presidente da Bridgestone Yoichiro Kaizaki deu o sinal verde para a empresa avançar para a Fórmula 1. No ano de estreia, em 1997, os modelos equipados com o Potenza conseguiram quatro lugares no pódio. Na segunda temporada, conquistou o seu primeiro título mundial da especialidade, graças a Mika Häkkinen, que venceu entre os pilotos, e à McLaren Mercedes, que proporcionou à Bridgestone o seu

primeiro campeonato de construtores. Quando a Goodyear se retirou em 1999, a marca tornou-se o único fornecedor. A “batalha” no desenvolvimento dos pneus foi retomada passados dois anos, com o regresso da Michelin. Em julho de 2002, no Grande Prémio de França, Michael Schumacher contribuiu para que a Bridgestone conquistasse o seu quinto título mundial consecutivo de pilotos. Duas corridas mais tarde, graças a uma “dobradinha” da Ferrari Marlboro, celebrou mais uma vitória no campeonato de construtores, também pela quinta vez consecutiva. O domínio da Bridgestone continuou com Michael Schumacher e a Ferrari nos anos seguintes. A título de curiosidade,

o alemão começou a sua carreira nos karts com pneus Bridgestone... talvez o destino já estivesse traçado! Em 2007, após a saída da Michelin da competição, a Bridgestone tornou-se novamente o único fornecedor de pneus para as 11 equipas. A Scuderia Ferrari continuou a produzir excelentes resultados, chegando ao seu 15.º título de construtores, e Kimi Räikkönen conseguiu o seu primeiro título mundial de pilotos usando a borracha japonesa. Em 2008, a Bridgestone celebrou a 200.ª participação em Grandes Prémios de Fórmula 1. A marca também participa no MotoGP, onde, em setembro de 2012, alcançou a sua 100.ª vitória. Recentemente, Valentino Rossi, nove vezes campeão mundial, renovou o seu contrato com a Bridgestone Europe como conselheiro de desenvolvimento de pneus.

Dos sapatos de borracha aos pneus Mesmo antes de se aventurar no setor dos pneus, Shojiro Ishibashi provou as suas capacidades de empreendedor. Em 1906, com apenas 17 anos de idade, assumiu o negócio de roupas da família na cidade de Kurume. O seu sonho era contribuir para a prosperidade do Japão. Em 1925, foi pioneiro na produção em larga escala do Tabi (um calçado tradicional japonês). Impulsionado pelo elevado ritmo da No início dos anos 90, a Mercedes-Benz AMG reconheceu a superioridade dos pneus de corrida Bridgestone ao escolher a marca como parceiro para o DTM. JAN/FEV

59


Brand History Os primeiros títulos da Bridgestone na Fórmula 1 foram conquistados em 1998, graças a Mika Häkkinen e à McLaren Mercedes.

industrialização nipónica, usou o capital acumulado no negócio do calçado e levou a cabo pesquisas na indústria dos pneus, que não existia no país naquela época. Acreditando no futuro dos transportes, foi inflexível na produção de pneus para o mercado interno. O seu primeiro modelo foi produzido em 1930. Logo no ano seguinte, tornou-se o primeiro fabricante japonês de pneus ao fundar a Bridgestone Tire Co. Ltd. O nome não surgiu por acaso, sendo O compromisso com a tecnologia automóvel de vanguarda fica marcado pelo fornecimento de pneus de competição às equipas de Fórmula 1, entre as épocas de 1997 e 2010. A Bridgestone tem igualmente fornecido as equipas de MotoGP desde a época de 2002 e é o seu fornecedor exclusivo desde 2009.

60

JAN/FEV

cuidadosamente estudado por Shojiro Ishibashi. Naqueles tempos, os produtos britânicos e americanos tinham uma elevada procura e decidiu capitalizar isso a seu favor numa perspetiva internacional. Na verdade, Bridgestone é a tradução literal para inglês do apelido “Ishibashi”, que significa “Stone Bridge” (em português, ponte de pedra). Por uma questão de melhor sonoridade, o nome foi invertido. As atividades da companhia sofreram uma enorme expansão nas décadas de 30 e 40, quando se iniciou a produção de pneus em grande escala na novíssima fábrica de Kurume, em 1934. Um ano mais tarde, deu-se a entrada no mercado do lazer, com a produção em massa de bolas de golfe, que continua a gozar de um sucesso tremendo. De forma a satisfazer o aumento da procura na capital, Shojiro Ishibashi mudou a sede da empresa para Tóquio em 1937, onde continuou a sua expansão em novos setores. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) entraram em vigor medidas excecionais no Japão, levando a que quase toda a produção da empresa se destinasse a satisfazer a demanda militar. O edifício-sede da Bridgestone chegou mesmo a ser destruído durante um bombardeamento aéreo e todos os seus ativos foram perdidos. Felizmente, as plantas em Kurume e Yokohama escaparam ilesas e a companhia foi capaz de retomar a produção após o fim do conflito armado.

O início dos anos 50 registou um rápido crescimento na organização, com as vendas a ascenderem a 10 biliões de ienes em 1953. O fundador nunca esqueceu as suas raízes e comemorou as bodas de prata da empresa com a construção do Centro Cultural Ishibashi, em Kurume, que acabou por doar à cidade.

Expansão internacional O lema corporativo «Servir a sociedade com qualidade superior» foi adotado na década de 60, marcada pelos primeiros pneus radiais para veículos ligeiros. Com fábricas em Kurume, Yokohama e Tóquio, a empresa produzia uma vasta gama de produtos em borracha, para além de pneus. Era igualmente o primeiro fabricante japonês de bicicletas e tinha uma empresa de produção automóvel, que construía mais de 5 mil veículos de passageiros e camiões por mês. O rápido crescimento da indústria automóvel em todo o mundo encorajou a Bridgestone a expandir a sua produção além-fronteiras. Em 1965, inaugurou uma fábrica na Malásia, a sua primeira unidade de produção no estrangeiro desde a Segunda Guerra Mundial. Seguiu-se a criação de uma empresa subsidiária nos EUA, em 1967. O choque petrolífero dos anos 70 trouxe uma estagnação económica no Japão. Apesar disso, durante este período a Bridgestone colocou ainda mais ênfase no desenvolvimento da sua tecnologia para fabricação de


Em 2008, a Bridgestone celebrou a 200.ª participação em Grandes Prémios de Fórmula 1. À direita, o primeiro pneu com carimbo da Bridgestone. pneus radiais e na construção de novas fábricas. O Bridgestone Corporation European Office foi criado em Bruxelas, na Bélgica, em 1972. Shojiro Ishibashi faleceu em 1976, mas o seu legado continuou vivo, com

a atividade da organização a entrar em mercados cada vez mais importantes. A companhia começou a comercializar jantes de alumínio e, em 1979, lançou o pneu radial de alto desempenho Potenza. A década de 80 iniciou-se com a celebração do 50.º aniversário da Bridgestone, embora essa data tivesse sido apenas o começo de uma série de sucessos, assentes na expansão da atividade, na tecnologia revolucionária e nas novas aquisições. Os primeiros passos em termos de expansão foram dados com a abertura do primeiro centro de retalho Cockpit Bridgestone para pneus e acessórios. Em 1982, lançou o primeiro pneu japonês para neve sem pregos e, cinco anos mais tarde, concebeu uma mistura original multicelular para utilização neste pneu. O árduo trabalho tendo em vista avanços tecnológicos no desenvolvimento e no desenho dos pneus acabou por dar os seus frutos quando, em 1986, a Porsche passou a utilizar o Potenza RE71 de ultraelevada performance como equipamento de origem no 959, um desportivo de edição limitada. A Bridgestone deu um grande passo para a solidificação da sua posição na indústria mundial de pneus ao comprar à Firestone Tire & Rubber Co. a priShojiro Ishibashi (1889-1976), fundador da Bridgestone Corporation.

meira fábrica no Tennessee, nos EUA. Mas não se ficou por aqui. A aquisição total da Firestone, o segundo maior fabricante de pneus norte-americano, foi concretizada em 1988 por um valor de 2,6 biliões de dólares. Isto marcou a transformação da Bridgestone numa verdadeira companhia global.

80 anos Na entrada do novo milénio, a Bridgestone foi considerada pelos construtores de automóveis como uma das principais marcas na tecnologia Runflat com o Potenza RE040 RFT. Como consequência dessa distinção, a BMW e a Lexus equiparam os seus modelos Z8 e SC430, respetivamente, com este pneu. No mesmo ano, a empresa inaugurou a sua sexta fábrica na Europa, situada em Poznan, na Polónia. Com o objetivo de marcar o seu 80.º aniversário, em março de 2011, a Bridgestone Corporation, que também tem investido na redução do impacto sobre o meio ambiente, colocando uma grande importância no uso de materiais 100% sustentáveis, aprimorou o logótipo e adotou um novo slogan: «A sua viagem, a nossa paixão». Hoje, a Bridgestone Corporation é o maior fabricante de pneus e borracha do mundo. Paralelamente, fabrica uma ampla gama de produtos diversificados, incluindo borracha industrial, produtos JAN/FEV

61


Brand History Em 1986, a Porsche passou a utilizar o Potenza RE71 de ultraelevada performance como equipamento de origem no 959, o carro de série mais rápido da sua geração. químicos e artigos desportivos. Os seus produtos são vendidos em mais de 150 países. A Bridgestone Europe é uma subsidiária regional e conta com um centro de investigação e desenvolvimento (I&D), nove fábricas e escritórios em mais de 30 países, empregando perto de 13 mil funcionários.a BEDIFERENT

Oficiais

A Bridgestone é um importante fornecedor de equipamento de origem dos principais fabricantes de automóveis. Entre os veículos mais recentes estão o Ferrari FF (Potenza S001), o Mazda 6 (Turanza T001) e o Renault Clio RS Red Bull Racing RB7 (Potenza RE050A).

Centro técnico da Bridgestone, nos arredores da capital italiana, Roma.

62

JAN/FEV

A maioria dos consumidores não está ciente da importância da manutenção do pneu na segurança rodoviária. Em www.tyresafety.eu, a Bridgestone mostra as consequências de conduzir com pneus desgastados, danificados ou com baixa pressão.


FAN Zone

Nissan Live

Nismo

chega à Europa

A convite da Nissan Portugal, viajámos até à cidade espanhola de Barcelona para assistir ao lançamento oficial da Nismo na Europa. Num evento muito exclusivo, experimentámos o novíssimo Juke Nismo e ficámos a conhecer tudo sobre a divisão de performance da Nissan. 64

JAN/FEV


JAN/FEV

65


Fan Zone - Nissan Live Nas atividades em pista, contámos com a companhia de duas estrelas do bem sucedido programa de competição GT Academy: Wolfgang Reip e Lucas Ordoñez.

Nissan Juke-R

Nissan Leaf Nismo RC

A

Nissan Motorsports International (Nismo) foi um dos nomes ligados ao universo tuning em destaque na nossa rubrica Brand History. Publicámos o artigo na sexta edição, assim que tivemos conhecimento que a Nissan se preparava para lançá-la no mercado europeu. Antes disso, já tínhamos apresentado um projeto português que recorre a vários componentes da icónica marca japonesa, o Nissan 300ZX “Fairlady Z Nismo”, desenvolvido pelo Lúcio Silva. Apesar da sua enorme reputação no Japão, a Nismo ainda não goza do mesmo estatuto na Europa. Tirando os amantes da performance automóvel e os fanáticos dos videojogos, a marca continua por ser descoberta. Ciente desse facto e aproveitando o lançamento do Juke Nismo (ver reportagem nas páginas 46-49, a Nissan organizou um evento com o objetivo de transmitir aos convidados o espírito da sua divisão 66

JAN/FEV

de desportos motorizados. Além de termos a oportunidade de conduzir em estrada a nova proposta da marca, participámos num vasto conjunto de atividades preparadas para a ocasião. Assim que chegámos ao Aeroporto

de Barcelona e depois das instruções iniciais por parte do staff da Nissan, seguimos ao volante do Juke Nismo rumo ao Parcmotor de Castellolí, localizado nos arredores da cidade catalã. Em jeito de curiosidade, foi precisamente


A versão mais performante do Juke Nismo, que está atualmente a ser desenvolvida, deve chegar ao mercado nos próximos tempos.

neste circuito que, em 2012, o Always Drift Team (ADT) defendeu as cores nacionais no decorrer do Hell King of Europe Drift Series. Entre as atividades propostas, as de pista foram sem dúvida as mais emocionantes. Nestas contámos com a companhia de duas estrelas do bem sucedido programa de competição GT Academy, que tem transformado talentosos jogadores de corridas virtuais em pilotos de circuitos reais. O belga Wolfgang Reip e o espanhol Lucas Ordoñez, o mais recente vencedor europeu e o primeiro campeão, respetivamente, apoiaram o lançamento da marca de alta performance da Nissan, identificando algumas sugestões de condução antes de

assumirmos o controlo do Leaf Nismo RC e de nos sentarmos no lugar do passageiro do Juke-R para duas voltas inesquecíveis ao divertido circuito. Em fibra de carbono e pronto para a pista, o Leaf Nismo RC está equipado com um grupo motopropulsor 100% de iões de lítio com emissões zero, gerando uma potência de 109 cv e um binário de 280 Nm. RC significa “Racing Competition” e este Leaf especial foi criado para mostrar o potencial dos veículos com uma consciência ecológica nas séries de desportos motorizados. Com 938 kg, pesa aproximadamente 40% menos do que o veículo de produção. A tração é feita às rodas traseiras e o automóvel chega aos

100 km/h em 6,9 segundos, possuindo uma velocidade de ponta de 150 km/h e uma autonomia de 20 minutos em condições de corrida. Já o Juke-R é um crossover ultraexclusivo. Inicialmente pretendia-se que fosse um protótipo único, todavia suscitou uma reação sem precedentes desde que foi revelado. O interesse dos potenciais clientes rapidamente se transformou numa procura palpável, sendo dada luz verde à produção de uma série limitada. Utilizando a transmissão e a suspensão do GT-R, assim como um arco de segurança de especificação FIA, numa carroçaria musculada e redefinida do Juke, este é um carro verdadeiramente único. A JAN/FEV

67


Fan Zone - Nissan Live versão de produção é mais impressionante que o protótipo, produzindo 545 cv a partir do seu motor V6 twin-turbo de 3.8 litros. É garantido um desempenho excitante, pois são necessários apenas 3,7 segundos para ir dos 0-100 km/h, com uma velocidade máxima de 257 km/h. Pelo meio, ensaiámos uma versão mais performante do Juke Nismo, que está atualmente a ser desenvolvida. Esta variante proporciona uma experiência de condução ainda mais vibrante, com uma configuração única da suspensão e um aumento da potência, e deverá chegar ao mercado nos próximos tempos. Neste evento Nissan Live, pudemos também apreciar um GT-R Nismo GT3, um 350Z S-Tune GT e dois protótipos Juke Box. Depois de uma tarde muito bem passada no circuito e já no complexo do hotel, decorreu a apresentação oficial do Juke Nismo. No espaço reservado para as perguntas dos jornalistas, quando questionados sobre a possibilidade dos acessórios Nismo (kits

Neste evento Nissan Live foi ainda revelado o próximo automóvel a beneficiar do tratamento Nismo: o 370Z.

A BEDIFERENT acompanhou de perto o acontecimento, lado a lado com os mais prestigiados meios dedicados ao setor automóvel.

aerodinâmicos, jantes, componentes de suspensão, upgrades de motor, interior, etc.) serem comercializados na Europa, à semelhança do que se verifica noutros mercados, os responsáveis da Nissan avançaram que essa questão está a ser estudada. Foi ainda revelado o próximo automóvel a beneficiar do tratamento Nismo: o 370Z (ver notícia na página 7). Porque a Nismo é sinónimo de competição, a organização preparou um desafio ao estilo da GT Academy para os convidados, com o videojogo “Gran Turismo 5”. Na final, à espera dos vencedores das eliminatórias, estavam Wolfgang Reip e Lucas Ordoñez. Para espanto geral, um jornalista espanhol surpreendeu esta dupla de experts, conquistando o primeiro lugar. Para os interessados, havia ainda um simulador de corrida virtual baseado no DeltaWing. E foi assim que a Nismo escreveu o primeiro capítulo da história de uma nova gama de modelos de produção influenciada por um ADN de desportos motorizados. A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine acompanhou de perto o acontecimento, que decorreu nos dias 28 e 29 de janeiro, lado a lado com os mais prestigiados meios dedicados ao setor automóvel. Resta-nos agradecer à Nissan Portugal o convite que muito nos honrou.a NSO

68

JAN/FEV

NSO e Oficiais


FAN Zone

8.º Braga Tuning Motor Show Inverno

Adeus012! 2

,a Inverno é, por tradição ow Sh or ot M ng ni Tu a ento natalício, o Brag o consecutivo, este ev an vo Marcado pelo espírito ta oi lo pe do za ni ção da tração do ano. Orga a conhecer a nova dire u de e s última grande concen te an ip ic rt pa s centenas de de Tuning (FPT). da Bypower atraiu vária Federação Portuguesa NSO

70

JAN/FEV


nin o consecutivo, o Braga Tu an vo Tal como em 2011, o ta oi lo pe o ad niz ga Or s tração Parque de Exposiçõe o, a última grande concen içã ad tr r o po foi é, B) no (PE er a ag Inv Br de palco escolhido pela Bypower para encerncentrações. A rar a temporada de co mparecer, no co de ão est chuva fez qu a iniciativa, pois entanto não estragou rcou presença ma a comunidade tuning iável. Seja rec ap nte sta em número ba es climatéricas e como for, as condiçõ g Motor Show o facto do Braga Tunin lizado apenas rea o sid Inverno 2012 ter Natal, afastou uma semana antes do muitos visitantes. e decorreu Este evento indoor, qu ro, tendo mb ze de de 16 e nos dias 15 nin e Tu g Maa BEDIFERENT – Onlin rtner, começou pa gazine como media ado. Enquansáb de ã logo pela manh ravam os seus to as empresas prepa dos primeiros stands, os automóveis m a colorir o va ça me participantes co arrancou com pavilhão. A animação de Pedro Sousa. o show de moto trial ior, o drift tomou ter ex Pouco depois, no entos. A tripla que conta dos acontecim ços de Ferreira já havia brilhado no Pa tor Show, no Mo g Internacional Tunin u à carga. lto vo ro, mb início de nove (Nissan Skyline Os pilotos André Silva (Toyota AE86) e R33), Firmino Peixoto E30) ofereceram W (BM João Gonçalves culo à assistência, um excelente espetá não arredou pé. que, apesar da chuva, u o seu contride m bé Pedro Sousa tam continua a evoluir buto, mostrando que ss. ao volante do kart cro a uma sessão O car wash deu lugar ervenientes a int as m co de fotografias, ículos em exposiposarem junto dos ve nto dos respetivos ção, para contentame perderam tempo o nã e proprietários qu A noite de sábapara se juntar à festa! passeio noturno do ficou marcada pelo Minho e pelas do al pit pelas ruas da ca al e drift. A prova exibições de moto tri sempre muito de neons antecedeu os gerie e striptealin de apreciados shows co mais adulto. se, destinados ao públi dos encheram Os carros transforma te a tarde de ran du por completo o PEB , os espetáculos domingo. No exterior de escape mais motorizados e a prova nções dos ate ruidoso centraram as e durante o qu ar nh bli visitantes. De su lizaram ainda as fim de semana se rea o de 2012 do finais referentes ao an de SPL Power e l na Campeonato Nacio eleração Bypodo Campeonato de Ac o decorrido no wer, tendo este últim . iro Circuito Vasco Same verificaram-se o ng mi do no Também va direção da FPT, as eleições para a no praticamente ram que, contudo, passa ortado na últirep mo Co despercebidas.

T

g Motor Show do ano.

JAN/FEV

71


Fan Zone - 8.º Braga Tuning Motor Show Inverno ENT, a Lista A, a Os carros ma edição da BEDIFER arrecadou 100% única que concorreu, domingo. u a trabalhar. dos votos e já começo e ad tid raiva, a en atenções Presidida por Pedro Sa municado co um dia o pri pró no publicou et (www.fptuning. no seu sítio de intern objetivos para o os tam pt) no qual cons ometemos estar presente mandato. Pr senvolvido pela atentos ao trabalho de incitativas. as as FPT e divulgar tod ram presenrca ma sas pre Várias em er faz as últimas ça neste evento para divulgar os seus ra vendas do ano ou pa l, que se dedica serviços. A Gold Detai automóvel, e a sobretudo ao detalhe s, especializaito Carbon Work Compós em fibra de s ça pe de da na conceção s exemplos. Por carbono, foram algun s de preparações, outro lado, em termo estreias absolutas s ria registaram-se vá a delas estará em concentrações, um a edição da em destaque na próxim do Ford Musar fal revista. Estamos a aço da RFR esp no ão siç tang em expo tante nacional da MotorSport, represen tras novidades Rockford Fosgate. Ou s vistas foram na nte que deram basta apresentado aos um VW Golf I, que foi sábado, conquisvisitantes na noite de st Of Style, e um Be o tando a taça para desenvolvido pela Peugeot 205, projeto tre os preparaMecanAudio. Ainda en Auto 2000 e a s, dores e instaladore ceram com are mp co ms a ODC Custo e já passaram pealgumas propostas qu ENT. Enquanto ER las páginas da BEDIF ou até Braga lev a ad us Lo a empresa de “Snow White” e o BMW 320d Touring de Odivelas reo VW Golf IV “997”, a ssaindo nesse bre so , us presentou a Kip “Game Over”. espaço o Ford Focus , foi precisaA propósito da Kipus rbase anunCe a e qu mente em Braga e criou grandes ciou uma iniciativa qu s amantes dos expectativas junto do r e distribuidor do decibéis. O importa de car audio vai rca ma nacional desta em dinheiro a oferecer 1.000 euros , registar o 13 quem, ao longo de 20 numa série ’s DB em valor mais alto r ela certificadas. de concentrações po quiser participar Informamos que quem ir um sistema ssu po de nesta ação, terá adores e subwoocomposto por amplific entar o respetivo fers da Kipus e apres ra, entregue mp comprovativo de co torizados espaau tes en ag pelos vários disso, a empresa lhados pelo país. Além os em vários mi promete distribuir pré u nesta edição de ce su mo eventos, tal co Show Inverno. do Braga Tuning Motor Bypower e Foi desta forma qu a rada de po tem a encerrou mais um r da entrega rre co de No es. concentraçõ 72

JAN/FEV

o PEB durante a tarde de transformados encheram m as los motorizados centrara No exterior, os espetácu dos visitantes.


las é es para 2013. A primeira de ad vid no as um alg m co u março. A Bypower avanço Show, já nos dias 9 e 10 de r to Mo g nin Tu s elo rc Ba a realização do

rlos Silva avançou dos prémios, José Ca es para 2013. A com algumas novidad lização do Barprimeira delas é a rea ow, no Estádio Sh celos Tuning Motor nos dias 9 e 10 já , los Cidade de Barce ito aguardada de março. Sobre a mu a Internacional décima edição do Brag TMS), o respon(BI ow Tuning Motor Sh carense prometeu sável da empresa bra calendário provi«algo memorável». O o corrente ano ra pa sório de eventos gina 90.a está disponível na pá JAN/FEV

73


FAN Zone

CPD / CPTA 2013 – “Ronda 0”

Arranque de

temporada

74

JAN/FEV


A

A CPDrift – Associação Desportiva Recreativa organizou a “Ronda 0” para os dois campeonatos que gere, essencialmente para apresentar a caravana e atribuir licenças aos novos pilotos de drift. Foi o arranque para uma temporada de competição que traz algumas novidades.

ntes de começar com as jornadas pontuáveis, a entidade responsável pelo Campeonato Português de Drift (CPD) e pelo Campeonato Português de Time Attack (CPTA) promoveu um evento para reunir a família. Para a grande maioria dos pilotos e das equipas, esta “Ronda 0” foi a derradeira oportunidade para melhorarem os seus dotes ao volante e afinarem as respetivas máquinas antes de iniciar a competição mais a sério. A iniciativa decorreu no Eurocircuito de Lousada, no fim de semana de 2 e 3 de fevereiro, e reuniu 21 pilotos, inscritos maioritariamente no CPTA. João Pereira (MINI – LusoMotors), da Classe Super PRO, foi o piloto mais rápido da sessão, com o tempo de 36,667 segundos. Pedro Santos (Suzuki Swift – Fisgas Motorsport), com 38,833 segundos, André Ferreira (Peugeot 106 – Reboques Ribas), com 38,334 segundos, José Martins (Mazda 323 – VPN Estrela e Martins), com 41,000 segundos, e Cláudio Baessa (Renault Super 5), com 41,167 segundos, venceram na Classe 1, Classe 2, Classe 3 e Classe 4, respetivamente. Já no CPD, quatro drifters entraram em pista, três dos quais com um objetivo bem traçado: obter a licença que lhes permite competir na época de 2013. Os bravos pilotos tentaram a todo o custo ganhar o tão desejado prémio, contudo apenas um conseguiu: José Luíz “Brazuca” (BMW E36 Compact – Rotação Perfeita). Raphael Fulco (Nissan Skyline R33 – Fulco Pneus), o piloto brasileiro radicado em Portugal que teve um final de ano inesquecível, pois venceu a classe amadora do KD European Drift DNY Racing 2012 e obteve o terceiro lugar na última etapa do CPD 2012, também marcou presença naquela que é conhecida como a “catedral do drift”, contudo devido a um imprevisto acabou por não poder mostrar todo o seu potencial. A “Ronda 0” do CPD / CPTA 2013, que contou com a animação das CPD Pit Babes e as demonstrações de freestyle em duas e quatro rodas de Hélio Pereira “Flax”, campeão nacional de Stunt Riding, atraiu cerca de 600 pessoas. Ricardo Pessoa Santos, um JAN/FEV

75


Fan Zone - CPD / CPTA 2013 – “Ronda 0” dos rostos da CPDrift, fez «um balanço positivo» desta jornada, salientando «o sangue novo no drift» e «a caravana de time attack muito dedicada». O responsável destacou ainda todo o staff, «rotinado nas tarefas e com capacidade de agir em função das mudanças de cenário».

Novidades para 2013 No CPD, a principal novidade para 2013 diz respeito ao regresso da classe amadora, que se junta à profissional. Na nossa opinião, estamos perante uma decisão acertada e que vai certamente trazer novos pilotos para a modalidade. Sendo assim, passam a existir a classe PRO e a classe EVO. Em entrevista concedida à BEDIFERENT - Online Tuning Magazine, Ricardo Pessoa Santos adiantou que «contamos ter este ano entre seis a oito pilotos em cada categoria». O sistema de telemetria, introduzido na última prova do ano transato e cuja finalidade passa por inovar na forma de avaliar a performance dos pilotos em pista, será mantido. Por outro lado, e ao contrário daquilo que se verificou no passado, as etapas do CPD serão distribuídas de forma mais uniforme pelo território nacional. Paralelamente, a CPDrift promete levar a cabo um plano de promoção e divulgação do campeonato e da modalidade. O CPD arranca no FunPark – Kartódromo Fátima, já nos dias 2 e 3 de março. As restantes quatro etapas decorrem no Aeródromo de Santarém (4 e 5 de maio), no Autódromo do Estoril (6 e 7 de julho), no Queimódromo do Porto (7 e 8 de setembro) e no Eurocircuito de Lousada (26 e 27 de outubro). De sublinhar que a Taça CPD está agendada para 3 e 4 de agosto, no Kartódromo de Tortosendo, na Covilhã. Relativamente ao CPTA, a organização decidiu diminuir o número de classes para tornar o campeonato mais competitivo. «A redução de categorias era uma necessidade, assim como a alteração de regras que condicionavam

a participação de alguns concorrentes. Além disso, adquirimos à Data Racing um sistema de cronometragem e incluímos dois novos circuitos no calendário», avançou o nosso entrevistado. O Circuito Vasco Sameiro, em Braga, acolhe a primeira etapa do CPTA, no dia 17 de março. O Kartódromo de Viana do Castelo (7 de abril), o Eurocircuito de Lousada (9 de junho), o Autódromo Internacional do Algarve (29 de setembro) e o Autódromo do Estoril (20 de outubro) serão também visitados pela caravana do time attack. Ricardo Pessoa Santos lançou boas perspetivas para 2013: «Aumentar o número de participantes em ambas as modalidades, formar novos pilotos para o drift, chegar aos mass media, promover as modalidades para chegar a uma audiência maior, para, com isso, conseguir uma maior notoriedade e os necessários apoios para as épocas vindouras.» O responsável lembrou que «isto não é uma sprint race, mas sim uma corrida de endurance». Além da BEDIFERENT, os parceiros da CPDrift para este ano são os seguintes: CPD Pit Babes, Data Racing, Expomotor, Hélio Pereira “Flax”, Karaoke Rasteirinho, RPM Foto e TSS Motorsport. A Q&F – Comércio de Automóveis e Acessórios, Lda. assume-se como o patrocinador oficial.

BEDIFERENT oferece convites Enquanto parceiro do CPD e do CPTA, a BEDIFERENT vai oferecer convites para todas as jornadas de ambos os campeonatos, ao longo de 2013. Para garantirem entradas gratuitas nos eventos organizados pela CPDrift, basta estarem atentos à página de Facebook da primeira revista digital dedicada ao mundo da personalização automóvel, disponível em www.facebook.com/bediferent.otm. Os calendários completos do CPD e do CPTA estão disponíveis na página 90.a

Em 2013, o CPD assiste ao regresso muito esperado da classe amadora. No CPTA, o número de categorias foi reduzido para tornar o campeonato mais competitivo. 76

JAN/FEV


A BEDIFERENT vai oferecer convites para todas as jornadas de ambos os campeonatos. Estejam atentos à nossa página de Facebook!

NSO JAN/FEV

77


FAN Zone

4 Tempos

«Na minha posição actual de exilado das lides de organização de eventos de drift, constato a decomposição da modalidade com muito pesar. Os pilotos em competição são escassos, juntam-se consagrados com amadores no mesmo saco em circuitos demasiado exigentes, o descrédito e desrespeito pelo público que é sistematicamente enganado...»

78

JAN/FEV

Uma

heranca cheia de nada

N

o dia em que se escrever a história do drift nacional, espero que haja a generosidade e o bom senso de não se deixar ficar de fora um dos nomes que mais contribuiu para a fomentação e evolução da modalidade em Portugal, falo obviamente da Drift Unit (DU). Fundada em 2006, a DU começou as suas actividades como uma comunidade online, organizando encontros regulares de membros do fórum. Cedo cresceu em número de apoiantes, seguidores e praticantes e, com um ano de existência apenas, organizou o primeiro drift day em Portugal, no Autódromo do Estoril. Uma etapa de cada vez, a DU ia cimentando a divulgação da modalidade e arrecadando cada vez mais interessados em ajudar, aprender, ensinar e vestir a camisola. Os eventos iam-se multiplicando: drift days de norte a sul do país sempre com entrada livre para o público e preços simbólicos para os pilotos; presenças em eventos desportivos, incluindo salões internacionais de tuning; demonstrações, showcases e Taxi Drift em concentrações e provas de karting; encontros casuais... eram raros os meses do calendário em que não houvesse alguma actividade da DU, a família crescia a olhos vistos e todos os envolvidos contribuíam incessantemente para o fortalecimento da modalidade e crescimento da comunidade, suportando as despesas envolvidas nos seus contributos a título voluntário. A DU partiu então para um novo desafio com a realização do seu primeiro Campeonato Nacional de Drift, algo que já estava no estirador há alguns anos e que teve finalmente lugar aquando da consolidação da DU como Associação Desportiva e Recreativa. O campeonato contou com mais de duas dezenas de pilotos e três rondas, nomeadamente Montalegre, Braga e Estoril. Todos os juízes de prova eram sócios da DU devidamente credenciados pela associação numa iniciativa inédita: um curso de juízes de drift tutelado pelo Campeonato Europeu de Drift. Com então quatro anos de actividade ao serviço do drift nacional, uma panóplia

de eventos realizados, cobertura mediática por parte de várias revistas, patrocínio de empresas e alianças obtidas com os principais organizadores de track days e concentrações, a DU enfrenta os seus primeiros problemas ao tentar juntar esforços com o recém-criado Campeonato Português de Drift (CPD). Por detrás desta organização estavam pessoas que tiveram o apoio da DU durante a realização do primeiro KD Race, no Eurocircuito de Lousada, um evento que em muito catapultou a visibilidade do drift português no cenário internacional, e os projectos para um futuro de cooperação entre as duas entidades traziam uma promessa refrescante para o panorama da modalidade. No entanto, nada disso aconteceu. Um consenso de ideias não foi de todo possível, facto registado logo após as primeiras reuniões entre os dirigentes das duas associações. Desenrolou-se então toda uma novela de facções num “pugilato” sem limites nem moral que obrigou a existência de dois campeonatos distintos, prerrogativa que a DU sempre tentou evitar no interesse dos pilotos e do público. Findo o campeonato, os então dirigentes da DU são “convidados” a abandonar os cargos. Elaboram-se listas de eleições, fazem-se promessas vãs. Escusado será fazer o desenho que os senhores que se seguiram nada fizeram a não ser permitir um descarte total do trabalho até então realizado. Na minha posição actual de exilado das lides de organização de eventos de drift, constato a decomposição da modalidade com muito pesar. Os pilotos em competição são escassos, juntam-se consagrados com amadores no mesmo saco em circuitos demasiado exigentes, o descrédito e desrespeito pelo público que é sistematicamente enganado... Está na altura de se fazer uma reflexão, enterrar quezílias do passado e devolver a dignidade ao drift nacional. Heranças, façam-nas aos vivos! Depois será tarde demais. Fica o aviso. Jonny Fraga * Por opção do autor, esta crónica é apresentada na grafia anterior ao novo Acordo Ortográfico.


FAN Zone

etc Shopping Autocolantes BEDIFERENT

Mostra que és diferente! Preço

1 autocolante = 1,50 euros 3 autocolantes = 3,00 euros * Para Portugal, o preço já inclui o envio em correio normal (entrega até 3 dias úteis). Para outros países da Europa, acresce 0,50 euros por encomenda (entrega até 5 dias úteis). Para o resto do Mundo, acresce 0,50 euros por encomenda (entrega até 7 dias úteis).

Como encomendar

A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine ainda tem disponíveis para entrega imediata algumas unidades dos seus autocolantes exclusivos. Existem seis versões distintas, todas elas com a marca inconfundível da primeira revista digital dedicada ao mundo da personalização automóvel.

Envia um email para info@bediferent.com com a referência do/s autocolante/s pretendidos e os teus dados pessoais (nome e morada). Seguidamente, serás informado sobre a sua disponibilidade e receberás a informação necessária para efetuares a transferência bancária. Uma vez concluída, envia o respetivo comprovativo para darmos seguimento à encomenda.a

Shopping T-shirt GTI35.com

Para os verdadeiros O VW Golf GTI, cuja primeira geração surgiu em 1976, é uma referência na indústria e no design automóvel. A GTI35.com tem vindo a produzir vários acessórios destinados exclusivamente aos proprietários e fãs do lendário modelo e apresenta agora a t-shirt “GTI 2FAST4U Racing Team”. A mais recente proposta da GTI35.com está disponível em quatro cores, sempre com o slogan à frente: preto e azul-escuro com o logótipo em prata; vermelho e verde-azeitona com o logótipo em preto. Para os homens, os tamanhos vão 80

JAN/FEV

do M ao 3XL. Já para as mulheres, as camisolas são mais estreitas na cintura e existem nos tamanhos XS, S, M, L e XL. Cada nova t-shirt “GTI 2FAST4U Racing Team” custa 20 euros (envio incluído) e a encomenda pode ser feita online, em www.gti35. com. A BEDIFERENT – Online Tuning Magazine já recebeu o seu exemplar e certifica a qualidade do mesmo. Informamos ainda que em www.nordschleife. us encontrarão t-shirts e acessórios da Nordschleife, que presta homenagem ao mítico Circuito de Nürburgring, na Alemanha.a


FAN Zone

Copyright

Stance, Euro Look e 3-step theory Nuno Fernandes Lowered / LOW

Partilhar o conhecimento Mentor da comunidade Lowered (www.lowered.eu), que surgiu em abril de 2009, Nuno Fernandes tem contribuído decisivamente para a divulgação e subsequente implementação de diversos estilos de personalização automóvel no nosso país. O convidado desta edição, que no passado já colaborou com a BEDIFERENT – Online Tuning Magazine, é um grande entendido nas vertentes muito em voga Euro Style e OEM+, entre outras. Sempre com um sentido crítico muito apurado, tem lutado para elevar o tuning nacional para além dos moldes atuais. Nesse sentido, juntamente com Pedro Oliveira (Clean Kult) e Márcio Capito (Capito Tuning), organizou a primeira edição do LOW – Life on Wheels, o evento revelação de 2012 e cuja reportagem publicámos no número anterior. Agora, partilha alguns dos seus conhecimentos que acreditamos serem uma mais-valia para os leitores da primeira revista digital dedicada ao mundo da personalização automóvel, principalmente para aqueles que pretendem apostar nas vertentes supracitadas. Para quem ainda procura o seu rumo, este artigo pode servir de inspiração! 82

JAN/FEV

A

ntes de mais, quero agradecer à BEDIFERENT a oportunidade que me ofereceu nesta edição. É uma honra conseguir partilhar os meus pensamentos sobre o assunto em epígrafe convosco, através desta publicação que, com o tempo, tem vindo a afirmar-se positivamente pela sua cobertura de eventos diversos e pelos seus artigos elucidativos e, acima de tudo, imparciais, algo que nós tuners não tínhamos verificado nos últimos tempos de vida de outras publicações. O que nos define enquanto tuners tem muito a ver com todo o universo que frequentamos, tanto pessoal como virtualmente, e isso fez com que a modificação automóvel em Portugal, felizmente, entrasse nos últimos anos por um caminho que a leva à aplicação do Euro Look e de outros em voga, falando apenas de um dos que sou afeto. No entanto, quantos tuners que insistem em se incluir em alguns estilos realmente os praticam? Esta é uma pergunta pertinente. O Euro Look caracteriza-se, em parte, pelo minimalismo e perfecionismo aplicados à arte da personalização automóvel. É, em poucas palavras, uma mescla dos estilos clean e OEM+ aplicados a bases (viaturas) diversas, sendo caracterizado, na sua vertente mais pura, pelos rebaixamentos a um ponto que muitos consideram excessivos, pelo uso de jantes que muitas vezes custam tanto ou mais que o carro em si, pela aplicação de interiores exclusivos de marcas de renome ou mesmo pela eliminação de particularidades na carroçaria consideradas dispensáveis. Não é incomum também a conjugação de tudo isso com detalhes únicos, pertencentes a viaturas idênticas mas de gamas superiores. É um estilo que, quando bem aplicado, pode ser bastante dispendioso (ou não, dependendo da vontade de encontrar bons

negócios), no entanto, que permite que cada viatura seja única a um ponto que quase parece ter sido criada pelo fabricante, e não um resultado de modificação. Não se pode dizer que qualquer jante e qualquer acessório são «dignos de nota». Há inúmeras marcas de culto para os puristas. Borbet, Rota, BBS, Artec, PLS, Schmidt, Brock, bem como diversas jantes OEM. Dentro de cada marca, uma variedade enorme de modelos e medidas fazem as delícias dos mais aficionados. O truque para uma boa preparação Euro Look é, sem sombra de dúvidas, a boa conjugação de um conjunto de fatores no set rolante. A correta escolha de pneumáticos, tendo em consideração a largura das jantes e o rebaixamento, é o santo graal deste estilo de personalização. Não é qualquer combinação que resulta. Vemos isso diariamente com alguns tuners que escolhem jantes exclusivas e depois deitam tudo a perder no acerto do conjunto, com pneumáticos sobredimensionados e com rebaixamentos que disso apenas têm o nome. Com esta pequena explicação, seguimos para o verdadeiro motivo do artigo, a desmistificação do Euro Style, ou, para alguns, do erradamente designado “Stance”. Já agora, o que é realmente o Stance? Temos observado nos últimos tempos que muita gente tem usado essa palavra livremente, sem saber o que quer dizer ou de onde provém. Tal uso da expressão está, pouco a pouco, a desgastar a imagem positiva a que era associada e a incutir-lhe uma imagem algo depreciativa para alguns. Stance é, traduzindo literalmente, postura. É a afirmação de algo ou alguém dentro de uma ideologia. Aplicando ao tuning, dizer que um carro «tem Stance» quer dizer que o mesmo está alterado a um ponto que lhe permite ser admirado por um grupo de pessoas que conhecem e praticam o estilo que o carro apresenta.


Mentor da comunidade Lowered e coorganizador do LOW, Nuno Fernandes surge na imagem juntamente com a sua esposa, Marisa. «Sem dúvida um colosso de pessoa, pois apoia-me em tudo no que toca a carros», confessou o autor deste artigo. Vamos então explorar a chamada “3-step theory”, que nos permite mudar radicalmente o aspeto de um carro apenas com três simples passos: Em primeiro lugar, o rebaixamento. Coilovers são sem dúvida o melhor, ou para os mais entusiastas, o suprassumo air ride; em segundo lugar, a escolha de jante. Deve-se ter em atenção o offset, largura e tamanho final das jantes, relativamente ao veículo; em terceiro lugar, a escolha de uma boa medida de pneus que permita mostrar a jante em todo o seu esplendor. Aí entra em cena um dos fatores essenciais, o stretch, do qual falaremos mais à frente. Sem estes passos aplicados convenientemente, todo o trabalho vai por água abaixo e um carro perde a totalidade do aspeto que poderia ter. Passemos então a explicar um pouco a parte técnica por trás de um bom fitment. A primeira fase tem de ser sempre o rebaixamento. Com a nova suspensão no lugar podemos acertar o rebaixamento para algo dentro do desejado e escolher as jantes que, com as medidas corretas, melhor acertam com o novo look do carro e com o espaço disponível na cave da roda. É de notar que coilovers são, na generalidade, mais finos que uma suspensão normal, pois não contam com os pratos que seguram a mola e ocupam um espaço considerável que pode ser aproveitado para montar jantes mais largas ou offsets diferentes. Como calcular então a largura das jantes a aplicar? É uma dúvida que muitos têm, mas devido à falta de conhecimentos, acabam por descurar, ficando-se por meias soluções que não lhes garantem um mínimo de exclusividade, exce-

tuando certos casos em que “medidas ao calhas” até ficam minimamente bem. Fica então uma maneira extremamente simples de saber como, para novatos e para quem não tem conhecimento de medidas, acertar o fitment. Para esta solução precisamos apenas de uma fita métrica. Com a roda original montada, meçam o espaço que “sobra” da beira interior da jante até ao coilover (daí a importância de ser necessário primeiro a montagem dos “coils”) e assim têm o máximo em centímetros que podem ter para dentro. Para o exterior, façam exatamente o mesmo, mas tendo como referência a chapa do carro, ou o local onde pretendem que a roda trabalhe. Repitam para a traseira. Com essas medidas, e tendo em conta as jantes originais, terão o fitment das novas jantes meio estudado. O próximo passo é encontrar um conjunto de jantes que estejam dentro desses parâmetros. De ressalvar que as medidas resultantes terão de ser convertidas em polegadas e que a largura de uma jante em polegadas é medida não no rebordo exterior mas no interior do lip onde assentam os pneus. Agora que já temos a medida das jantes a aplicar, fazemos um test-fit, montando as mesmas no carro sem pneus para verificar se as medidas foram corretamente acertadas. Baixa-se o carro com os coilovers montados e a jante no lugar, assente por exemplo num bloco de madeira, e teremos um preview do resultado final. Convém dizer que é nesta fase que podemos efetuar mais um acerto nos coilovers para atingir a altura desejada. Se tudo correr bem, o rebordo da jante poderá encontrar-se a cerca de 4 centímetros da chaparia para um fitment que começa a ser algo interessante. Se tudo estiver de acordo com o pretendido, avançamos para a escolha dos pneumáticos. «E se roçar?», bom, é uma outra dúvida/problema que muitos têm. E também, a solução que praticamente todos encontram é subir o carro uns poucos centímetros. Nada mais errado. Na maior parte das situações, os pneumáticos resolvem o resto sem problemas! Não vou dizer que resolvam tudo, tanto que muitos veículos terão de trabalhar as cavas. Vamos então escolher um conjunto interessante para as jantes, sempre tendo em consideração uma regra muito simples: rebaixamento, jante e pneu,

quando bem escolhidos, modificam radicalmente o aspeto de um carro. Quanto ao pneu em si, convém ser um modelo com uma parede lateral diminuta mas extremamente resistente. Há diversas marcas referência no que toca aos adeptos do Euro Style, nomeadamente Toyo, Yokohama e mesmo a marca budget Nankang, na lista das mais escolhidas. O motivo? Principalmente porque alguns dos seus modelos são conhecidos por “esticar” bem em jantes mais largas, vulgo “stretch”. Dando alguns exemplos de setups com larguras e aspetos interessantes, para iniciantes que não tenham prática a conduzir com pneus baixos, temos o “OEM Stretch”. Porquê o nome? Porque são as medidas máximas (ou mínimas, dependendo do ponto de vista) que os fabricantes recomendam para a largura de jante a utilizar. Ora, em 8x15 polegadas podem-se montar 185/45, em 9x16 ficam bem 215/40, em 8x17 ficam bem, por exemplo, 205/40, e por aí em diante. Para quem queira realmente entrar noutro patamar, o do verdadeiro stretch, podemos começar por falar em 165/40 em 8 polegadas ou mesmo de 195/40 em 9. Outra das questões que muita gente coloca é se o stretch é fiável a nível de segurança. A resposta é simples. Sim, embora não pareça, é. Um dos pontos essenciais é subir a pressão dos pneus para uma algo superior à de origem, por exemplo, 2,5 bar em 205/40 (OEM Stretch) numa jante de 8 polegadas frontal, subindo dos 2,2 bar originais (alguns modelos de carro). As pressões são depois acertadas consoante as necessidades e tipo de condução. Contrariamente ao que se pensa, não é por ter o pneu esticado que uma viatura é insegura ou que deixa de curvar. Tal como quando se rebaixa o carro, a condução tem de ser modificada para uma mais suave e com muito mais atenção a buracos e desníveis da estrada, pois com pneus baixos todos os buracos são prejudiciais a todo o conjunto rolante. Terminando, tenham como referência a 3-step theory. Uma boa escolha de pneumáticos, uma boa e exclusiva jante e um rebaixamento interessante são a regra a seguir. Sem esses elementos perfeitamente conjugados, até o mais interessante dos carros cai nos meandros da banalidade.a JAN/FEV

83


FAN Zone

Atualidade FPT

CPA 2013

Aceleração em novo formato

Tomada de posse e apresentação de propostas

A tomada de posse da nova direção da Federação Portuguesa de Tuning (FPT) está marcada para o dia 30 de março, pelas 15h00, no Centro Cultural de Alfena. Os responsáveis vão assim dar início à atividade desta entidade. Durante a tarde serão apresentadas as atas redigidas até ao momento e divulgadas as propostas para o valor das quotas a pagar pelos sócios (clubes e empresas) e os respetivos benefícios. Aberta ao diálogo, a FPT fez saber que tenciona abordar outros assuntos e que todos os interessados podem comparecer e participar no debate, avançando com ideias e propostas.a

A aceleração está de volta com a Bypower. Porque “a força está na união”, em 2013, a empresa bracarense estabeleceu uma parceria com a +Racing para a organização conjunta do Campeonato Português de Aceleração (CPA), que será realizado no Circuito Vasco Sameiro, em Braga, e no Aeródromo de Águeda. No sentido de tornar este campeonato mais competitivo e abrangente, a organização introduziu 11 classes distintas e preparou um prémio final bastante apetecível: uma viagem a Inglaterra para o participante com mais pontos, independentemente da classe (em caso de empate, vence quem tiver o melhor tempo). O CPA arrancou em Braga, a 17 de fevereiro, e segue agora para Águeda, a 17 de março. Em www.facebook.com/ CPAceleracao pode aceder ao regulamento do campeonato e ficar a par de todas as notícias. Já o calendário completo desta competição está disponível na página 90.a

Antevisão

Barcelos Tuning Motor Show 2013 O Estádio Cidade de Barcelos foi o palco escolhido para acolher a primeira edição do Barcelos Tuning Motor Show, já nos dias 9 e 10 de março. São esperados centenas de carros personalizados neste evento organizado pela Bypower, que promete «diversão, adrenalina e muita animação». Do programa constam várias atividades pensadas para o público, com destaque para os shows de drift, a cargo dos pilotos André Silva, Firmino Peixoto e João Gonçalves. Todos aqueles que preferem as duas rodas não foram esquecidos, pois o freestyler Humberto Ribeiro entrará em ação. As provas de aceleração 400 metros e de SPL Power também estão inseridas no Barcelos Tuning Motor Show. No sábado à noite, é de prever que o passeio noturno pelas ruas da cidade atraia muitos participantes. Best Of Show, Best Of Style, Top 25 Nacional e Internacional, Top 10 Tuning Clássico, Top 5 Neons e Top 3 Clubes são apenas alguns dos tops a concurso. Durante o fim de semana haverá ainda car wash e striptease. Estão reunidas todas as condições para o primeiro grande evento do ano a norte do país!a 84

JAN/FEV

Barcelos Tuning Motor Show 2013 Data: 9 e 10 de março Local: Estádio Cidade de Barcelos Organização: Bypower Telm: 964 999 613 E-mail: bypowertuning@gmail.com Site: www.bypowertuning.com


2012

André Silva

2010

Maioridade André Silva comemorou, no dia 26 de janeiro, o seu 18.º aniversário. O Bypower Drift Team assinalou a data com uma festa no Kartódromo de Viana do Castelo, tendo convidado todos os amigos e fãs para a ocasião. Agora, o jovem prodígio pode, finalmente, tirar a carta de condução... até porque tem um VW Golf GTI Pirelli (primeira geração) à sua espera! Muitos parabéns de toda a equipa da BEDIFERENT – Online Tuning Magazine.

Percurso Nascido em Braga a 26 de janeiro de 1995, André Silva, que tem como referências máximas os mestres do drift japonês Daigo Saito e Masato Kawabata, começou a praticar esta modalidade com apenas 14 anos. Estávamos em 2009. No ano seguinte, participou pela primeira vez numa prova do Campeonato Português de Drift (CPD) e no KD European Drift DNY Racing. Até ao momento, é o mais jovem piloto inscrito na história de ambas as competições. Em 2011, completou as cinco etapas do CPD (Classe PRO). Apesar da sua tenra idade, terminou o campeonato em terceiro lugar da geral. Mas o melhor ainda estava para vir... o terceiro lugar na Taça Ibérica 2011, surpreendendo tudo e todos! No KD European Drift DNY Racing (Classe PRO) desse mesmo ano voltou a estar em plano de evidência, alcançando um honroso oitavo lugar. Foi o terceiro melhor português nesta prova que contou com 33 pilotos inscritos, vindos de toda a Europa. Já em 2012, lutou pelo título nacional do CPD (Classe

PRO) até à quinta e última etapa, terminando em terceiro lugar. Ao longo da temporada, alcançou o segundo posto nas provas de Lousada, Paços de Ferreira e Montalegre. Apesar de ter sofrido uma lesão inesperada, participou na Taça Ibérica 2012 e no KD European Drift DNY Racing 2012 (Classe PRO). Na primeira sagrou-se vice-campeão e na segunda foi obrigado a desistir devido a uma avaria mecânica. Regressando a 2011, marcou presença no Autoworks Festival, na capital francesa, Paris. Contando com 46 participantes, provenientes de nove países (França, Bélgica, Suíça, Itália, Inglaterra, Espanha, Portugal, Austrália e Japão), o piloto do Bypower Drift Team ficou em 22.º lugar. No seu currículo tem ainda diversos shows de demonstração em eventos tuning. Também já participou na Rampa Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, e na Rampa da Falperra, em Braga.a JAN/FEV

85


Fan Zone - Atualidade

Encontro Portugal German Style

Juntar os apaixonados do estilo

O Portugal German Style (www.portugalgermanstyle. foruns.com.pt) organizou, no dia 2 de fevereiro, um encontro junto ao Estádio Nacional do Jamor. Estiveram presentes mais de 100 viaturas, provenientes, na sua grande maioria, da zona de Lisboa e da Margem Sul e assentes em vários estilos, desde o German Style ao Rat Style, passando pelo Euro Style, Old School e OEM+. De acordo com Bruno Amaro, «o ambiente foi extremamente agradável, pena o frio que se fez sentir. A adesão nesta primeira iniciativa foi excelente, pois não se esperava ver tanta diversidade de estilos». Este encontro já estava a ser pensado há algum tempo. «A nossa ideia passou por juntar as pessoas que frequentam o fórum para se conhecerem melhor», explicou o membro da organização. No futuro, os responsáveis pretendem organizar mais iniciativas deste género, apostando na rotatividade dos locais. Assim sendo, o 1.º Encontro Anual Portugal German Style

86

JAN/FEV

está agendado para o dia 14 de julho, na Figueira da Foz. Bruno Amaro fez a antevisão do evento: «As perspetivas são muito boas. O programa está a ser preparado ao pormenor. Queremos juntar os apaixonados deste estilo, e não só, para que se conheçam e possam trocar ideias, opiniões e ajudas. Porque, acima de tudo, a finalidade deste fórum é ajudar e não criticar os gostos de cada pessoa inscrita no mesmo.» Resta referir que o fórum nasceu a 10 de abril de 2012. Neste momento, existem três administradores (Bruno Amaro, Gino “VonMonster” e Vitor Santos) e um moderador (Gabriel).a


FAN Zone

Lista de Clubes Nome

Sede

Lixa Aveiro Matosinhos Moura Gaia Odivelas V.N. Gaia Viana do Castelo Lousada Braga Alfena Sintra Porto Vila Real Ourém Maia Viana do Castelo Ponte de Lima Leiria Aveiro Ultimate Performance Team Joane Penafiel WSC ADA – Amigos do Aço Aveiro Elite Club CTM Clube Tuning Moura Daily Driver’s Devil’s Team D’ouro Tuner’s Friend’s Team Furious Racers Club Guppik Team GTR Alfena Neon Team Car NewLife Tuning Club Nortuning Team Poweradical Club Tuning Shark Design Clube Sombras da Noite Team4990 TNT Tuning Club Tun’Mania

Presidente

Telefone

E-mail

Site

Carla Silva António Alves Miguel Rocha David Caeiro Hernâni Silva Rui Nunes Fábio Ribeiro Pedro Cardoso Tiago Martins Guppik Gonçalves Daniel Rebelo Carlos Loureiro Filipe Pereira Nuno Carvalho Luis Carvalho Ricardo Cardoso Sombras da Noite Luis Sousa Saúl Coelho Raul Loura Edinho Daniel Ribeiro

915 172 099 969 994 375 964 570 554 926 123 116 913 000 235 968 019 263 913 455 116 925 915 736 913 356 456 911 111 780 916 948 714 912 229 651 918 293 283 918 916 746 916 922 425 910 813 775 964 043 897 926 161 539 916 928 264 912 118 052 914 108 546 917 430 004

carlanatalia.silva@sapo.pt geral@aveiroeliteclub.com

www.aveiroeliteclub.com

ctm@clubetuningmatosinhos.com

www.clubetuningmatosinhos.com

ctuningmoura@gmail.com

-

dailydrivers.pt@gmail.com

-

devilsteam@netcabo.pt douro-tuners@hotmail.com friendsteam@sapo.pt furiousracersclub@hotmail.com guppik@hotmail.com gtralfena@gmail.com geral@neonteamcar.com geral@nlt.pt nortuning@hotmail.com poweradical@hotmail.com shark_designrt@sapo.pt sombradanoite09@hotmail.com team4990@hotmail.com tnt@xtremetuning.org tunmania@hotmail.com

www.odccustoms.com www.furiousracersclub.webnode.pt www.guppik.com www.tropastuningalfena.net www.neonteamcar.com www.nlt.pt www.shark-designrt.webnode.pt www.sombrasdanoitetuningclube.webs.com

www.team4990.wix.com/pt www.xtremetuning.org ultimateperformanceteam@hotmail.com danielribeiro_850@hotmail.com -

Estrangeiro Spirit of Infinity

Genebra – Suíça Nuno Soares

0041-786348764 spirit-of-infinity@hotmail.com

www.spiritofinfinity.com

Se fazes parte de um clube tuning e queres vê-lo inserido nesta lista, envia os dados completos (nome do clube, sede, nome do presidente, telefone, e-mail e site) para bediferent@bediferent.com Informações e imagens sobre as vossas atividades (concentrações, encontros, jantares, passeios, etc.), a realizar ou já realizadas, também são bem-vindas!

Dados fornecidos pelos clubes PUB

88

JAN/FEV


FAN Zone Divulguem os vossos eventos!!! Basta enviar um e-mail com toda a informação para

Agenda

bediferent@bediferent.com

*Informação fornecida pelas organizações

Eventos 2013 Marco

Dia 2 Track Day Drivers Legion / Comval Racing Circuito Vasco Sameiro, Braga Organização: Drivers Legion / Comval Racing Telm: 966 862 803 E-mail: geral@driverslegion.com Site: www.driverslegion.com Dias 2 / 3 5.º Montijo Tuning Show Pavilhão de Exposições do Montijo Organização: Capito Tuning Telm: 919 198 368 Email: capito.tuning@live.com.pt Site: www.facebook.com/tuningmontijocapito Dias 9 / 10 Barcelos Tuning Motor Show Estádio Cidade de Barcelos Organização: Bypower Telm: 964 999 613 E-mail: bypower@gmail.com Site: www.bypowertuning.com Dia 10 Keep Drifting Fun Kartódromo de Abrantes Organização: LUDA Telm: 965 858 526 Email: jay.dsgz@gmail.com Site: www.facebook.com/LisbonUndergroundDrivingAction

Maio Dias 4 / 5 Batalha TuningParty Motor Show 2013 Parque Desportivo, Batalha Organização: TuningParty Telm: 919 168 161 E-mail: info@tuningparty.com Site: www.tuningparty.com

Junho Dias 8 / 9 5.º Elite Tuning Weekend Kartódromo de Oiã, Oliveira do Bairro, Aveiro Organização: Aveiro Elite Club Telm: 969 994 375 E-mail: geral@aveiroeliteclub.com Site: www.aveiroeliteclub.com

90

JAN/FEV

Dias 15 / 16 Viana Internacional Tuning Motor Show Kartódromo de Viana do Castelo Organização: Bypower Telm: 964 999 613 E-mail: bypower@gmail.com Site: www.bypowertuning.com

Julho Dias 5 / 6 / 7 Santarém TuningParty Internacional Motor Show e Car Audio 2013 CNEMA, Santarém Organização: TuningParty Telm: 919 168 161 E-mail: info@tuningparty.com Site: www.tuningparty.com Dia 14 Encontro Anual Portugal German Style Figueira da Foz Organização: Portugal German Style Telm: 913 807 987 E-mail: bamaro28@gmail.com Site: www.portugalgermanstyle.foruns.com.pt

Agosto Dias 9 / 10 / 11 10.º Braga Internacional Tuning Motor Show Circuito Vasco Sameiro, Braga Organização: Bypower Telm: 964 999 613 E-mail: bypower@gmail.com Site: www.bypowertuning.com

Setembro Dias 7 / 8 9.ª Concentração Tuning Pataias Recinto da antiga discoteca Babooshka, Pataias Organização: GT Pataias Telm: 917 844 400 E-mail: grupotuningpataias@hotmail.com

Novembro Dias 9 / 10 Paços de Ferreira Tuning Motor Show Parque de Exposições Organização: Bypower Telm: 964 999 613 E-mail: bypower@gmail.com Site: www.bypowertuning.com

Campeonato Português de Drift (CPD) Organização: CPDrift – Associação Desportiva Recreativa Jornada 1 – Fátima: 2 / 3 de Março Jornada 2 – Santarém: 4 / 5 de Maio Jornada 3 – Estoril: 6 / 7 de Julho Jornada 4 – Porto: 7 / 8 de Setembro Jornada 5 – Lousada: 26 / 27 de Outubro Taça CPD – Covilhã: 3 / 4 Agosto

Campeonato Português de Time Attack (CPTA) Organização: CPDrift – Associação Desportiva Recreativa Jornada 1 – Braga: 17 de Março Jornada 2 – Viana do Castelo: 7 de Abril Jornada 3 – Lousada: 9 de Junho Jornada 4 – Portimão: 29 de Setembro Jornada 5 – Estoril: 20 de Outubro

Campeonato Português de Aceleração (CPA) Organização: Bypower / +Racing Jornada 2 – Águeda: 17 de Março Jornada 3 – Braga: 14 de Abril Jornada 4 – Águeda: 12 de Maio Jornada 5 – Braga: 16 de Junho Jornada 6 – Águeda: 7 de Julho Jornada 7 – Braga: 10 / 11 de Agosto Jornada 8 – Águeda: 1 de Setembro Jornada 9 – Braga: 20 de Outubro Jornada 10 – Águeda: 3 de Novembro Jornada 11 – Braga: 14 de Dezembro


NOV/DEZ

91


Diretório de Empresas Importadores / Distribuidores Cerbase Marcas: Evus, Kipus e Radiovox (car audio); Paser (interfaces multimédia); MIPA e V.I.P. – Very Important Paint (repintura automóvel); Tecnimaster e Gemini (alarmes); etc. Sede: Lisboa Tel.: 217 957 256 | Telm.: 933 695 444 E-mail: cerbase@cerbase.com Clean Kult Marcas: 3SDM, Dare Wheels, Japan Racing, Tomason, Ultralite e XXR Wheels (jantes); Lowtec (suspensões); Clean Kult e Lampa (acessórios); etc. Sede: Sintra |Telm.: 919 999 570 E-mail: cleankult@gmail.com Site: www.cleankult.eu

Preparadores / Instaladores Auto 2000 Serviços: tuning, car audio, kits e malas em fibra, manutenção automóvel, etc. Sede: Lousada Telm.: 917 482 988 E-mail: auto2000.lousada@hotmail.com

PUB

92

JAN/FEV

Bypower Serviços: tuning, car audio, competição, manutenção automóvel, etc. Sede: Braga Tel.: 253 923 345 | Telm.: 964 999 613 E-mail: bypowertuning@gmail.com Site: www.bypowertuning.com

Venda de acessórios

Krossover Serviços: car audio, multimédia e navegação Sede: Santarém | Telm.: 917 330 222 E-mail: geral@krossoverpt.com Site: www.krossoverpt.com

Organização de Eventos

ODC Customs Serviços: personalização automóvel, car audio, multimédia, películas homologadas, kits xénon, etc. Sede: Odivelas Tel.: 211 912 636 | Telm.: 968 019 263 E-mail: geral@odccustoms.com Site: www.odccustoms.com

TuningParty Eventos: Santarém, Batalha, Pombal, etc. Sede: Batalha Telm.: 919 168 161 E-mail: info@tuningparty.com Site: www.tuningparty.com

Tweeter Serviços: car audio, multimédia, personalização e manutenção automóvel, detalhe, etc. Sede: Amadora | Tel.: 214 910 909 E-mail: tweeter@tweeter.com.pt Site: www.tweeter.com.pt

CompetiSport Sede: Cartaxo Telm.: 932 702 363 / 918 450 250 E-mail: competisport@hotmail.com Site: www.competisport.com

Bypower Eventos: Braga, Paços de Ferreira, Viana do Castelo, etc.

Estrangeiro OISHI Performance + Grafix Especialidade: clássicos Toyota Sede: Inglaterra E-mail: jonnyfraga86@gmail.com Site: www.oishi.co.uk


Passatempo Para assinalar o lançamento dos novos modelos da Japan Racing, a Clean Kult e a BEDIFERENT – Online Tuning Magazine prepararam um passatempo no qual poderás ganhar um dos quatro conjuntos de jantes disponíveis. O Passatempo Japan Racing está dividido em duas fases 4Para participar, tens de primeiro colocar ”Gosto” nas páginas de Facebook da Clean Kult (www.facebook.com/cleankult) e da BEDIFERENT (www.facebook.com/bediferent.otm). Depois, até ao próximo dia 31 de março, envia as respostas às cinco perguntas, juntamente com uma fotografia do teu carro e um pequeno texto (máximo de 100 palavras) em que explicas o motivo pelo qual deves ser o vencedor do passatempo. Com base na originalidade dos textos recebidos, a nossa equipa vai selecionar os cinco finalistas. 4Na segunda fase, os textos dos cinco finalistas são colocados no Facebook da Clean Kult e da BEDIFERENT. Entre os dias 8 e 21 de abril, quem no somatório das duas páginas alcançar mais ”Gostos” vence o passatempo. As cinco perguntas do Passatempo Japan Racing 4A Japan Racing entrou em 2013 com nove novos modelos de jantes. Atualmente, quantos modelos existem desta marca? 4Além da Japan Racing, quais são as outras marcas representadas pela Clean Kult no nosso país? (indica, pelo menos, mais cinco marcas) 4Em que ano surgiu a Clean Kult? 4Quantas categorias principais de produtos existem na loja online da Clean Kult? 4A Clean Kult foi a empresa em destaque na rubrica Drive In em qual edição da BEDIFERENT?

Encontra todas as respostas em www.cleankult.eu e www.bediferent.com

Prémio Conjunto de quatro jantes Japan Racing. Um dos seguintes modelos, medidas e cores: JR-1 (6,5x15 polegadas, ET 38 4/100 ou 4/114,3)

JR-2 (6,5x15 polegadas, ET 38 4/100 ou 4/114,3)

JR-8 (6,5x15 polegadas, ET 38 4/100 ou 4/114,3)

TF-1 (7,0x15 polegadas, ET 35 4/100 ou 4/114,3)

Como participar: Envia as respostas, o texto, a fotografia e os teus dados pessoais (nome completo, idade, morada e contacto telefónico) para bediferent@bediferent.com Data limite de participação: 31 de março de 2013 Informações adicionais: - O prémio é pessoal e intransmissível, não podendo ser reembolsado ou trocado pelo equivalente em dinheiro - O vencedor poderá optar por jantes de dimensões superiores, desde que suporte o valor da diferença - O vencedor será divulgado no Facebook da Clean Kult e da BEDIFERENT, no dia 22 de abril de 2013 - O prémio terá que ser levantado nas instalações da Clean Kult (pode ser enviado por transportadora, desde que o vencedor suporte as despesas) - Todos os participantes recebem autocolantes da Clean Kult e da BEDIFERENT - Idade mínima de participação: 18 anos - Mais informações: info@bediferent.com

* Este passatempo não carece de licenciamento do Governo Civil.


Não percas a Próxima edição abril 2013


Bediferent // Edição 8