Page 1


www.avsibrasil.org.br

2


Uma história rica em crescimento profissional e humano Quando este balanço social for divulgado, 10 anos terão se passado desde a constituição da AVSI Brasil. Uma história importante, mas que parte de mais longe. Um grupo de pessoas que, no final dos anos noventa, através da Fundação AVSI, passou a atuar na difícil realidade de Alagados, na cidade de Salvador. Considerando o novo cenário internacional, mas com a certeza de poder ofertar uma importante contribuição para o desenvolvimento e de assumir uma responsabilidade plena na condução de um novo sujeito local, teve início, em fevereiro de 2007, a organização AVSI Bahia. Em seguida, a mesma se transformou em AVSI Nordeste e, em 2015, se concretizou a AVSI Brasil, tendo o território nacional como âmbito de atuação. Posso testemunhar que esta história foi rica em crescimento profissional e humano para os tantos que iniciaram esta aventura e para os muitos que se integraram a ela com o passar dos anos. Os desafios enfrentados, que não foram poucos, deram forma à organização. A AVSI hoje demonstra uma capacidade de resiliência, além de uma inteligência na leitura da realidade, respondendo às mudanças que vivemos nestes últimos anos e se preparando para aquelas que ainda chegarão. O fator que determinou este rico percurso não pode ser reduzido a uma capacidade de gerar iniciativas e envolver parceiros, mas sim à fidelidade ao ideal que gerou a AVSI Brasil e que a move cada dia: a paixão pelo ser humano, através da valorização da pessoa como criatura única. Essa é a originalidade da nossa organização. Com essa consciência, atuamos nas periferias do mundo através de projetos em vários setores, contribuindo para gerar melhores condições de vida para aqueles que encontramos. A árvore AVSI cresceu, porque cresceram as suas raízes — consciência ideal aliada ao capital humano. O desafio que percebemos para o futuro é estar dentro dessa mudança de época como protagonistas, tendo como hipótese principal contribuir para gerar um novo humanismo, como indicado pelo Papa Francisco, através da capacidade de integrar, dialogar e gerar. Integrar significa para AVSI realizar iniciativas nas favelas, inserindo-as no contexto da cidade; garantir, através de formação humana e técnica, a passagem dos trabalhadores informais ao mercado; possibilitar o acesso de agricultores familiares ao plantio para subsistência e a cadeias produtivas; reinserir ex-condenados, recuperados nos presídios APAC, às suas próprias famílias e a uma sociedade preconceituosa; ofertar aos mais vulneráveis o acesso à tecnologia e à energia elétrica. Integrar também significa contribuir para que os investimentos industriais ou de infraestrutura sejam sustentáveis gerando valor compartilhado para a sociedade. Dialogar significa gerar alianças através da criação de espaços de encontro entre as mais diversas realidades: sociedade civil, governo e empresa, unindo-as em prol de um objetivo comum, que é a construção do bem da pessoa e da sociedade, percebendo no outro o seu valor. Gerar significa criar condições de um futuro para os jovens, através de lugares para educação, formação e trabalho digno, que os permita entrar na realidade e experimentar a sua positividade. Significa também, para aqueles que encontramos durante o caminho, ser uma presença que abraça e incentiva o outro a implicar-se de maneira protagonista na própria vida. Significa, para os nossos colaboradores apostar em um novo modelo de relação entre o trabalho e o ideal. Só a partir disso podemos continuar por mais 10 anos a gerar projetos e multiplicar a nossa presença nas periferias do mundo.

Fraternalmente,

Fabrizio Pellicelli Diretor Presidente da AVSI Brasil

3


5

SUMÁRIO

Quem somos

8

Princípios norteadores

10

Setores de Atuação

13

Parceria para o desenvolvimento: atuação com setores público e privado e cooperação internacional

16

14 Atuação territorial

AVSI em números (2016)

41 42

Como você pode contribuir com a AVSI Brasil

Balanço AVSI

44

Depoimentos de parceiros

4

17

Projetos de referência


QUEM SOMOS A AVSI Brasil (Associação Voluntários para o Serviço Internacional - Brasil) é uma organização brasileira, sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), constituída em 2007 para desenvolver pessoas. Nasceu da experiência de profissionais vinculados à Fundação AVSI, fundada em 1972, os quais tinham o desejo de poder contribuir para seu crescimento no país. Essa estratégia permitiu que fosse transferida para a AVSI Brasil a motivação ideal, a riqueza curricular de colaboradores da Fundação e a experiência de projetos em diferentes áreas de atuação, trazendo, porém, o protagonismo e a responsabilidade de sujeitos brasileiros. A missão da AVSI Brasil é promover o desenvolvimento de pessoas por meio de iniciativas e projetos em diferentes setores e, para tal, estabelece parcerias na esfera privada, pública e com organismos de referência na cooperação internacional. Atualmente, conta com a matriz em Salvador (Bahia) e filiais em Recife (Pernambuco), em Belo Horizonte (Minas Gerais), no Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) e em Natal (Rio Grande do Norte).

Organização local em nexo com contexto internacional A Fundação AVSI, ONG de origem italiana que deu o impulso para a criação da AVSI Brasil, atua em solo brasileiro desde os anos 80, promovendo o desenvolvimento humano, com atenção especial à educação e à promoção da dignidade da pessoa humana em todas as suas expressões. Atualmente, a Fundação está presente em 30 países emergentes localizados na África, na América Latina e Caribe, no Leste Europeu, no Oriente Médio e na Ásia. Seus maiores financiadores são: União Europeia, Sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), Ministério das Relações Exteriores da Itália e instituições governamentais italianas, instituições locais, empresas privadas e cidadãos comuns. Desde 2015, a AVSI Brasil representa um dos sócios fundadores da Fundação AVSI, que é hoje formada por uma rede de 35 organizações espalhadas pelo mundo.

5


A AVSI Brasil e o investimento nos colaboradores Os colaboradores da AVSI Brasil são estimulados a uma contínua atualização do próprio conhecimento e ao aprofundamento dos temas de trabalho através de encontros formativos. O principal deles é o Encontro Anual, realizado desde 2012, inspirado no Annual Meeting, idealizado pela Fundação AVSI em 2006. O evento reúne parceiros, financiadores, beneficiários e parte dos colaboradores. O Encontro Anual, portanto, pretende ser o lugar onde aqueles que carregam mais responsabilidade possam reviver essa motivação que gerou a AVSI Brasil, sintetizada na centralidade da pessoa, de maneira a serem capazes de compartilhá-la. Além da formação, com a responsabilidade de garantir os direitos dos seus colaboradores, todos os contratos de trabalho na AVSI Brasil são regidos pela CLT (Consolidação das Leis de Trabalho). Também é colocado à disposição dos seus funcionários um pacote de benefícios, que ultrapassa disposições legais.

Organograma Diretor Presidente Fabrizio Pellicelli

Diretor Administrativo

Comitê Management Brasil (CMB)

Cesare Simioni

Assessora da Direção Paula Alves

Assessora da Comunicação

Silvana Moreira

Gerente Especial

Eficiência Energética

6

Escritório Parnamirim (RN)

Paola Gaggini

Filial Rio de Janeiro (RJ) Gerente Geral

Ana Bianchi

Filial Recife (PE) Gerente Geral

Jacopo Sabatiello

Gerente Geral

Filial Belo Horizonte(MG)

Lareyne Almeida

Focal Point Temático

Sede Salvador (BA) Gerente Geral

Márcia Ogando

Gerentes de Projetos

Gerentes de Projetos

Gerentes de Projetos

Gerentes de Projetos

Gerentes de Projetos

Equipes

Equipes

Equipes

Equipes

Equipes


GOVERNANÇA ASSEMBLEIA DOS SÓCIOS

A Assembleia é o órgão soberano da instituição, constituída por um número ilimitado de associados, sendo estes pessoas físicas ou jurídicas e entidades de qualquer natureza, sem distinção de nacionalidade ou cidadania, pessoas idôneas que compartilham os mesmos objetivos.

CONSELHO DIRETIVO

O Conselho Diretivo é nomeado pela Assembleia Geral, que elege, dentre os associados os membros do Conselho Diretivo, formado pelo Diretor Presidente; Diretor Vice-Presidente e Diretor Tesoureiro.

CONSELHO FISCAL

O Conselho Fiscal é constituído por três membros, sendo dois deles eleitos pela Assembleia Geral e um indicado pela Fundação AVSI. Esses membros devem ser dotados de competência para opinar sobre os relatórios de desempenho financeiro e contábil.

CONSELHO CONSULTIVO

O Conselho Consultivo é composto por seis integrantes e representa um órgão de avaliação da coerência e respondência aos princípios norteadores da organização, de apoio e orientação às atividades desenvolvidas pela AVSI Brasil, integrado por pessoas de destaque em suas áreas de atuação.

7


PRINCÍPIOS NORTEADORES 1. Centralidade da pessoa Nos projetos que realizamos, a pessoa é o ponto central da iniciativa, pois compreendemos que o objeto do desenvolvimento é o ser humano, único, não reduzível a qualquer categoria sociológica ligada a uma necessidade momentânea. A confiança no homem, independentemente da sua condição econômica, social ou física, deve ser o princípio norteador não apenas das ações que os programas realizam, mas também da forma com que as iniciativas são desenvolvidas. Apostamos na pessoa como protagonista da própria vida, porque acreditamos que o desenvolvimento se caracteriza como um caminho que, em primeira instância, é individual e nasce do movimento livre de um sujeito que tende à realização pessoal, espiritual e social. Assim, as iniciativas que realizamos buscam responder adequadamente ao desenvolvimento integrado e integral da pessoa, não limitado a soluções técnicas, mas baseado em uma visão subjacente do homem, da sua liberdade, do seu valor, da sua abertura ao transcendente.

2. Fazer com O “fazer com” define a modalidade com que se executa todo tipo de intervenção da AVSI. Nossa metodologia tem como base a participação e o estímulo ao diálogo. Buscamos construir uma relação de confiança entre os envolvidos, permitindo que a comunidade se engaje em uma iniciativa de modo operativo e se empenhe para sua realização. Assim, o envolvimento das pessoas, ou de suas formas associativas, nas ações é uma condição indispensável para a realização dos projetos.

3. Partir do positivo Cada pessoa ou comunidade, por mais vulnerável que seja, representa uma riqueza e apresenta um patrimônio. É preciso valorizar o que as pessoas construíram: suas histórias e relações, o tecido social e o conjunto de experiências que constituem a vida. Partir do positivo como método para o desenvolvimento não significa ignorar os problemas existentes em uma comunidade, ou não estudar sua vulnerabilidade, mas analisar junto às pessoas as potencialidades e fragilidades do território para, posteriormente, valorizar e fortalecer o patrimônio existente.

4. Parceria Nos programas e projetos, é fundamental estabelecer uma real colaboração entre entidades públicas, privadas e do terceiro setor. As parcerias entre sujeitos e instituições envolvidas favorecem sinergias e permitem o bom uso dos recursos disponíveis. A partir do envolvimento desses atores, é possível responder às inúmeras necessidades das pessoas. Para a AVSI, a parceria representa uma ocasião de colaboração e crescimento não apenas para a população envolvida nas intervenções, mas para financiadores e organizações da sociedade civil.

8


5. Desenvolvimento das organizações da sociedade civil e o princípio da subsidiariedade A sociedade nasce da livre agregação de pessoas. Agir no desenvolvimento social significa também favorecer a capacidade associativa, ou seja, reconhecer, valorizar e estimular a constituição de associações locais e de um tecido social rico em participação e corresponsabilidade. O direito de cada pessoa à liberdade de associação e de iniciativa se revela, na experiência, uma poderosa força de mudança. As organizações da sociedade civil são propulsoras do crescimento de suas comunidades, pois estão engajadas em buscar respostas para as necessidades encontradas. Acreditamos que o poder público deve contribuir para o desenvolvimento das associações, respeitar sua liberdade de atuação e oferecer apoio a suas iniciativas.

9


SETORES DE ATUAÇÃO Com os parceiros, desenvolvemos projetos em seis âmbitos transversais:

1. Desenvolvimento Local e Urbano A AVSI Brasil entende que o tema do desenvolvimento local e urbano é central em um mundo que cresce aceleradamente, concentrando-se cada vez mais nas cidades. Desenvolvemos, nesse âmbito, estudos e projetos de desenvolvimento urbano com uma visão integral e integrada, tanto em larga escala (parte de uma cidade) como em comunidade. A nossa metodologia nasce da capacidade de trabalhar em contato direto com a população mais vulnerável, com as associações atuantes no território e em parceria com as instituições públicas responsáveis pelo desenvolvimento de uma região (governos estaduais e prefeituras).

2. Direitos Humanos A missão da AVSI nos coloca cotidianamente em relação com pessoas privadas dos mais básicos direitos, como presidiários e moradores de comunidades de extrema pobreza. O poder público pode contribuir na defesa dos direitos humanos, mas o indivíduo demanda lugares que auxiliem no resgate da sua dignidade, através de encontros humanos que gerem um novo sujeito protagonista da própria vida. As metodologias para a real valorização da pessoa se baseiam em reconhecer o ser humano como ser integral, valorizando diversos aspectos da vida como a educação, o trabalho, a família, as relações comunitárias e suas exigências espirituais e materiais.

3. Energia e Meio Ambiente Desde os anos 90, a AVSI Brasil trabalha no tema da energia, enquanto fator determinante e limitante no desenvolvimento de uma sociedade, tendo influência direta nas atividades econômicas de um país. O impacto que interessa para a instituição, porém, é aquele gerado nas pessoas. Sem acesso a um sistema regular e seguro de energia, não se pode garantir direitos fundamentais como a saúde, alimentação, segurança e educação, tornando a temática uma das principais pautas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. As iniciativas desenvolvidas pela AVSI Brasil, em parceria com as empresas do setor energético, se desenvolvem em territórios de forte vulnerabilidade social e podem se resumir em: conhecimento das realidades socioeconômicas e do uso da energia em um território; engajamento e fortalecimento de comunidades; educação sobre o uso da energia elétrica a nível domiciliar, no âmbito escolar e comunitário; troca de equipamentos por outros mais eficientes; programas de coleta de resíduos para obtenção de desconto através de bônus; medição e avaliações sobre eficiência energética; fornecimento de energia residencial fotovoltaica, inclusive em comunidades tradicionais e indígenas.

10


4. Formação Profissional e Atividades Produtivas No atual contexto de crise econômica, a formação profissional não possui mais como finalidade direta o emprego, mas assume uma importante função de gerar sujeitos em condições de enfrentar os desafios da vida com uma solidez adequada. A nossa atuação é voltada para jovens de comunidades marcadas pela pobreza, o que implica um forte investimento na valorização humana e em relações interpessoais, para que possam gerar confiança em si mesmos, e, consequentemente, na sociedade. Além da formação direcionada à inserção no mercado, desenvolvemos iniciativas com o objetivo de fomentar o auto emprego, através de estimulo às atividades produtivas e de comercialização, com pequenos produtores rurais, bem como com microempresários em contextos urbanos, abordando também o tema de gênero com cooperativas.

5. Socioambiental Outro âmbito de atuação da AVSI Brasil se volta à execução de ações socioambientais, com enfoque na realização de atividades direcionadas às iniciativas de sustentabilidade das empresas ou de ações mitigatórias e compensatórias geradas por obras de infraestrutura, empreendimentos industriais e empresas de energia. Através de uma equipe multidisciplinar e especializada, capaz de agir em territórios muito específicos (comunidades quilombolas, indígenas, assentamentos de agricultores, comunidades urbanas informais), realizamos pesquisas qualitativas e quantitativas direcionadas ao conhecimento do território, além de executarmos programas que integram os pilares social, ambiental e econômico da sustentabilidade. A AVSI Brasil também realiza estudos de avaliação de efeito e de impacto das iniciativas, direcionados a verificar as consequências das mesmas sobre o território e as pessoas.

6. Socioeducativo, Desportivo e Cultural A educação é o motor do desenvolvimento. A AVSI Brasil desenvolve projetos relacionados ao percurso educativo de crianças e adolescentes em centros de educação infantil, reforços escolares e centros de orientação nutricional. Entendemos o esporte e a cultura como instrumentos pedagógicos capazes de agregar valor ao desenvolvimento das individualidades, à formação pessoal para a cidadania e à orientação para a prática social. Enquanto organização do terceiro setor, a AVSI Brasil possui experiência em elaboração e execução de projetos através da utilização de Fundos Incentivados (Fundo da Infância e da Adolescência, Lei do Esporte e Lei Rouanet).

11


CONTRIBUIÇÃO AOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL A atuação da AVSI Brasil se alinha com a nova agenda de ação do mundo contemporâneo até 2030: os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, das Nações Unidas. Atuamos diretamente em onze Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, na medida que os projetos que desenvolvemos incidem nas três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. Especificamente, contribuímos para Erradicação da pobreza; Fome zero e agricultura sustentável; Educação de qualidade; Igualdade de gênero; Água potável e saneamento; Energia limpa e acessível; Trabalho decente e crescimento econômico; Redução das desigualdades; Cidades e comunidades sustentáveis; Paz, justiça e instituições eficazes e Parcerias e meios de implementação.

12


PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO Para gerar desenvolvimento é imprescindível o envolvimento de atores públicos e privados, em parceria com o terceiro setor. A AVSI Brasil, como entidade sem fins lucrativos, se relaciona com diferentes parceiros com os quais constrói iniciativas para melhorar a condição de vida de milhares de pessoas.

1. Setor Público Algumas das iniciativas desenvolvidas pela AVSI Brasil estão fortemente ligadas às políticas públicas, através de projetos que garantam os serviços básicos para as pessoas, o que facilita o estreitamento da relação e a natural execução de ações em diversos estados. O título como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), fornecido pelo Ministério da Justiça, permite a ativação de Termos de Parceria em todas as esferas públicas (federal, estadual e municipal).

2. Setor Privado AVSI Brasil acredita que as empresas, além de contribuírem para a economia do território, criando riqueza e oportunidades de trabalho e renda, podem ampliar seu papel através de uma visão de sustentabilidade baseada na criação de valor para o negócio de forma a criar também valor para a sociedade. Nós oferecemos assistência às empresas com interesse em investir na Responsabilidade Social Corporativa, através do suporte na elaboração da estratégia empresarial e na execução dos projetos. A AVSI Brasil realiza diagnósticos socioeconômicos, aplica a metodologia Stakeholders Engagement e executa ações no âmbito socioeducativo, desportivo, formativo, produtivo, cultural, entre outros. Enquanto entidade sem fim lucrativo, podemos proporcionar benefícios fiscais às empresas e promover projetos através de Fundos incentivados.

3. Cooperação Internacional Por estar vinculada à Fundação AVSI, uma instituição fortemente atuante no cenário internacional, AVSI Brasil é capaz de interceptar parceiros globais para o desenvolvimento local através de projetos com diferentes instituições de referência: Agências das Nações Unidas, Bancos de Desenvolvimento, União Europeia, Agências governamentais e Instituições de cooperação. A partir da Agenda ONU 2030, a organização passa a se inserir no cenário que inclui novos mecanismos e esforços da cooperação, de maneira a garantir o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Essa tendência engloba o Brasil, que se apresenta como elemento de relevância, devido a sua grande extensão e potencialidade de recursos.

13


ATUAÇÃO TERRITORIAL Matriz

A AVSI Brasil iniciou sua atuação em 2007 através de sua matriz em Salvador, passando a contar com 4 filiais em 2016.

Filial

Natal Recife Salvador

Belo Horizonte

Bahia

Matriz: Salvador

Rio de Janeiro

Desde 2007

Pernambuco

Recife

Desde 2009

Minas Gerais Belo Horizonte Desde 2012

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro Desde 2013

Rio Grande do Norte

Natal

Desde 2014 14

Desenvolvimento Local e Urbano

Formação Profissional

Direitos Humanos

Energia e Meio Ambiente

Socioambiental

Socioeducativo, Desportivo e Cultural


INDICADORES Receita 2016:

R$ 26.988.913

R$ 30.000.000

BALANÇO

R$ 25.000.000

Através da diversificação de iniciativas e parceiros, a AVSI Brasil conseguiu, ao longo do tempo, manter equilibrado seu balanço anual.

R$ 20.000.000

R$ 15.000.000

R$ 10.000.000

Receita Despesa

R$ 5.000.000

Superávit do exercício

2010

2011

2013

2014

2015

2016

FINANCIADORES

6% 77%

2012

Setor Público Local

O principal financiador das nossas atividades é o setor privado local, parceiro em diversas iniciativas.

Setor Privado Local

17%

Recurso Internacional

RECEITA DAS SEDES

6%

Belo Horizonte

47%

6%

Natal

23% Recife

Salvador

18%

Rio de Janeiro

15


AVSI 2016 EM NÚMEROS atuação em

05

estados

319 2.795

.500 beneficiários diretos

crianças e jovens apoiadas em estruturas educativas

33 310

projetos

colaboradores

16


PROJETOS DE REFERÊNCIA 2016

PERÍODO DE REALIZAÇÃO FINANCIADOR

SETORES DE ATUAÇÃO OBJETIVO

PARCEIROS

PÚBLICO-ALVO

LOCAL

DEPOIMENTOS

Legenda dos ícones aplicados às fichas dos projetos de referência

17


AGRODAN - DIAGNÓSTICO Belém do São Francisco (PE) e Abaré (BA)

Agrodan

Moradores de São Francisco e Abaré

Socioambiental

Fev a Jun/2016

Contribuir para o conhecimento da realidade social das áreas de atuação da empresa Agrodan, possibilitando definir uma estratégia de Responsabilidade Social Corporativa

Categorias de atividades • •

E studo de conhecimento do território e da Sociedade Civil; Elaboração de diretrizes estratégicas para o desenvolvimento.

Resultados alcançados (2016) • • •

18

01 Diagnóstico socioeconômico e ambiental realizado em dois municípios; 01 Pesquisa realizada com as Organizações da Sociedade Civil; 01 Proposta elaborada com diretrizes para o desenvolvimento local com catálogo de projetos.


ALAGOINHAS SUSTENTÁVEL: ARRANJO PARTICIPATIVO PARA O DESENVOLVIMENTO Alagoinhas (BA)

Mar/2015 a Dez/2017

Promover a implementação de uma estratégia de desenvolvimento local sustentável, voltada para a área de influência do distrito industrial

Desenvolvimento local e urbano; Formação profissional e atividades produtivas União Europeia e Prefeitura de Alagoinhas

Moradores do município de Alagoinhas, jovens e adultos das comunidades do entorno da área industrial, além de empresas e Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

Categorias de atividades • • •

onhecimento da área de influência do distrito industrial; C Definição de uma estratégia de sustentabilidade da área do distrito industrial; Desenvolvimento das organizações locais e qualificação para o mercado de trabalho.

Resultados alcançados (2016) • • • • •

Curso de fortalecimento para 15 organizações da sociedade civil; Qualificação profissional para 147 jovens/adultos; Pesquisa aplicada através da metodologia Stakeholders Engagement com 44 atores mapeados no município de Alagoinhas; Um seminário realizado sobre o tema responsabilidade social corporativa; Diagnóstico Rápido Urbano Participativo (DRUP) realizado em duas comunidades.

19


ÁRVORE DA VIDA Betim (MG)

Socioeducativo, desportivo e cultural; Formação profissional e atividades produtivas

Desde 2004

Fiat Chrysler Automobiles (FCA)

FCA, ONG Cooperação para o Desenvolvimento e Morada Humana (CDM), Prefeitura Municipal de Betim, União Europeia e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Betim (CDMCA) Promover o desenvolvimento territorial, a inclusão social de crianças e adolescentes e a capacitação profissional de jovens e adultos da comunidade do Jardim Teresópolis, em Betim (MG) Crianças, jovens, instituições públicas e privadas da comunidade do Jardim Teresópolis

Categorias de atividades

Resultados alcançados (2016)

• •

• • •

Percurso socioeducativo para crianças e adolescentes com idades entre 10 e 15 anos; Atividades formativas para as famílias; Atividades de fortalecimento das instituições locais; Ações educativas de geração de trabalho e renda.

• •

240 Jovens beneficiados por oficinas culturais; 20 Jovens formados em curso técnico na área industrial; 20 Encaminhamentos ao mercado de trabalho; 14 Mulheres e homens trabalhando na Cooperativa Cooperárvore.

“O Árvore da Vida foi uma inovação para mim. Aprendi muitas coisas, conheci muitas coisas, etc. Fazer parte do Árvore da Vida é um orgulho porque há tantos jovens, adolescentes e crianças que querem ter oportunidades como essas, mas não conseguem. A Monitoria de Violão está sendo ótima, estou aprendendo muitas coisas novas. A formação humana está me formando para ser uma pessoa de caráter e que tenha o futuro melhor. Para mim é um prazer estar aqui.” Matheus Soares, beneficiário. “Estou participando do Programa Árvore da Vida há 03 anos e desde que entrei aqui aprendi muitas coisas novas, amadureci muito como pessoa e fiz muitas amizades. Vi que existe um universo além da humilde comunidade. Aprendi a ter confiança em mim e a acreditar nos meus sonhos. Esse projeto abriu meus olhos para enxergar um mundo diferente, um lugar onde desenvolvo meus talentos e encontro pessoas.” Rebeca Sena, beneficiária.

20


BAREFOOT COLLEGE - ESTUDO EX-POST Andaraí (BA)

Jul a Nov/2016

Socioambiental; Energia e meio ambiente

Grupo ENEL

Prefeitura de Andaraí e Instituto Chico Mendes de Conservação para a Biodiversidade (ICMBio)

Realizar um estudo de avaliação de impacto, identificando o efeito que o Projeto Barefoot College teve na região, através do reconhecimento das eventuais mudanças na comunidade em termos de uso e acesso à energia e o impacto da mesma no desenvolvimento das pessoas, fortalecimento das associações comunitárias, participação da componente feminina e envolvimento dos beneficiários no processo de preservação ambiental Comunidades tradicionais inseridas na poligonal do Parque Nacional da Chapada Diamantina

Categorias de atividades • • •

Mobilização de duas comunidades; Engajamento do município e órgão de controle do Parque (ICMBio); Pesquisas qualitativas e quantitativas.

Resultados alcançados (2016) • • •

Estudo de avaliação ex post elaborado; 40 Famílias beneficiárias participantes da pesquisa quantitativa; 8 Encontros de grupos focais e entrevistas em profundidade realizadas.

21


CAMARAGIBE MELHOR Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (PE)

Fev/2013 a Dez/2017

União Europeia, Governo de Pernambuco e Fundação AVSI

Fundação AVSI, Secretaria das Cidades de Pernambuco, Prefeitura de Camaragibe

Desenvolvimento local e urbano

Contribuir para a redução da pobreza urbana, integrando ações de urbanização e infraestrutura com as de desenvolvimento social, com enfoque no fortalecimento das organizações da sociedade civil e formação profissional e geração de renda de jovens Jovens, Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e moradores de Camaragibe na região metropolitana de Recife

Categorias de atividades • • • • •

Elaboração de estudos de contexto e do Plano de Intervenção para o Desenvolvimento; Promoção do desenvolvimento institucional das OSCs; Fomento do diálogo entre poder público e OSCs; Formação humana, capacitação técnica e inserção em empresas para jovens; Divulgação e sistematização da experiência.

Resultados alcançados (2016) • • •

22

46 Jovens, sendo 36 mulheres com formação básica de introdução ao mundo do trabalho; 87 Jovens, sendo 45 homens e 42 mulheres, inseridos em programas de aprendizagem nas áreas da construção civil, administrativo, vendas e logística; 15 OSCs participando de encontros de diálogo com o poder público.


CAPACITAÇÃO EM ARAÇÁS Araçás (BA)

Mai/2016 a Mar/2017

Formação profissional e atividades produtivas

Ferbasa

Ex-funcionários da Ferbasa e moradores da região

Prefeitura Municipal de Araçás

Contribuir para a reinserção no mercado de trabalho de 25 ex-funcionários e moradores da região, no Município de Araçás (BA), oferecendo capacitação profissional na área de Pintura de obras, incluindo aulas de Formação Humana e Empreendedorismo

Categorias de atividades • •

Capacitação em pintor de obras, com módulos de empreendorismo e formação humana, totalizando 234 horas/aula; Planejamento participativo de intervenções comunitárias.

Resultados alcançados (2016) • • • • •

25 Alunos formados, capacitados a oferecer serviços de pintura profissional externa e interna de edifícios e outras obras civis, pintura em madeira, parede e ferro; Formandos já atuando, como pintores, em outros municípios; Alunos informados sobre técnicas e uso de equipamentos de proteção individual e coletiva, ferramentas e materiais de pintura e segurança do trabalho; Formandos com possibilidade de serem empreendedores, com conhecimento sobre gestão de negócio; Intervenção comunitária em fase de planejamento.

23


CIRANDA VIVA RECÔNCAVO Catu (BA)

Socioeducativo, desportivo e cultural

Abr/2013 a Dez/2017

PetroReconcavo S/A e Ferbasa

Prefeitura Municipal de Catu e Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

Promover a melhoria da qualidade de vida dos moradores na área rural do Município de Catu, através da oferta de atividades socioeducativas, da geração de trabalho e renda e do fortalecimento da sociedade civil Moradores (crianças, jovens e adultos) das comunidades de Pedras, Flechas e Veadinho no Município de Catu (BA) e representantes de OSCs

Categorias de atividades • •

Articulação de parcerias para o desenvolvimento das comunidades através do envolvimento dos diversos stakeholders; Construção de uma quadra desportiva.

Resultados alcançados (2016) • •

24

Inauguração de quadra poliesportiva coberta na zona rural do município de Catu; Aprovação dos projetos adaptados pelas Leis de Incentivo por meio do Ministério do Esporte e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Catu.

“Há 4 anos, através da Petro, iniciou o projeto Ciranda Viva. Esta iniciativa, junto com a AVSI, trouxe um excelente trabalho à região. Inicialmente tivemos a capacitação em Corte e Costura, na comunidade de Veadinho. Depois, aprendemos a fazer salgados tendo como base a mandioca. Esse projeto gerou renda para a população. Eu tenho o meu trabalho por conta do Ciranda Viva.” Lânia Santos, beneficiária.


CRECHE LUIGI GIUSSANI AVSI Brasil, Fundação AVSI e Secretaria de Educação da Prefeitura de Salvador

Salvador (BA)

Socioeducativo, desportivo e cultural

Desde 2006

Mesa Brasil, pais e comerciantes locais

Crianças e suas famílias

Oferecer serviços de creche e pré-escola em tempo integral, contribuindo para o desenvolvimento físico, psicológico, cognitivo e social de crianças de 1 a 5 anos do bairro Lobato e arredores do Subúrbio Ferroviário de Salvador, apoiando a ação da família e da comunidade

Categorias de atividades • • •

Articulação de parcerias para sustentabilidade dos serviços da creche; Capacitação em educação infantil para a equipe docente da creche; Desenvolvimento de ações educativas para crianças e suas famílias.

Resultados alcançados (2016) • •

Reforma da creche; 120 Crianças atendidas em tempo integral, com oferta diária de 4 refeições (café da manhã, almoço, lanche e jantar), durante todo o ano letivo.

25


DESENVOLVER São Gonçalo (RJ)

Socioeducativo, desportivo e cultural; Formação profissional e atividades produtivas

Jul/2013 a Jun/2018

Grupo ENEL

ONG Viva Rio

Estimular o desenvolvimento socioeconômico de famílias em situação de vulnerabilidade social, através de ações que promovam a geração de renda, além da consciência ecológica, cultural e social Famílias em vulnerabilidade social residentes na área de concessão do Grupo ENEL e indicadas pelo Projeto Enel Compartilha

Categorias de atividades • • •

Conhecimento da realidade e elaboração de um plano de trabalho; Mobilização das famílias e qualificação para geração de renda; Encaminhamento ao mercado de trabalho.

Resultados alcançados (2016) • • •

26

134 Beneficiários atendidos; 20 Beneficiários acompanhados para inserção ao mercado de trabalho; Acompanhamento social para inscrição no Bolsa Família, Tarifa Baixa Renda e acesso ao CRAS.

“Participar do Programa Desenvolver me ajudou bastante a voltar a pensar em estudar. Hoje vejo o quanto não ter estudado me prejudicou para entrar no mercado de trabalho e também me impediu de ajudar meu filho Vitinho nos deveres de casa.” Patrícia Medeiros, beneficiária. “Eu gosto muito de participar das atividades do Programa Desenvolver, principalmente das palestras que sempre trazem temas importantes para a nossa vida como cidadãos. Estamos participando do Desafio Eco Enel, onde podemos trocar os nossos resíduos por desconto na nossa conta de luz. Ajudando na economia em casa e, como aprendemos também, ajudando o meio ambiente.” Vera Miranda, beneficiária.


EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte

Energia e meio ambiente

Clientes das concessionárias caracterizados pelo baixo poder aquisitivo

Desde 2009

Grupo ENEL e Grupo NEOENERGIA

Oferecer serviços especializados em eficiência energética para garantir o acesso seguro e eficiente à energia elétrica para comunidades socioeconomicamente vulneráveis, permitindo gerar desenvolvimento, além de trazer relevantes ganhos para a sociedade com a redução do impacto no meio ambiente

Categorias de atividades

Resultados alcançados (2016)

• • • • •

Orientação aos consumidores quanto ao uso eficiente e seguro de energia elétrica, contribuindo para a mudança de hábitos de consumo; Troca de materiais recicláveis por descontos na conta de energia; Substituição de equipamentos ineficientes por novos com selo Procel de economia; Medição e verificação de resultado dos programas de eficiência energética; Programas socioeconômicos para melhoria das condições de vida dos clientes das concessionárias; Relacionamento e fortalecimento de organizações sociais comunitárias.

• • •

306.388 Clientes beneficiados diretamente pelas ações; 121.110 Clientes participaram de ações educativas sobre eficiência energética e meio ambiente; 136.788 Clientes beneficiados pela doação de equipamentos; 15.598 Clientes beneficiados com bônus concedidos para compra de equipamentos.

“Eu trabalho na AVSI há 14 anos e esse foi meu primeiro emprego. Cresci dentro da empresa. Para trabalhar como agente de campo, você tem que saber servir. Faz um tempo que um cliente me procurou. Eu não sou mais agente, mas eu fiz o serviço, eu ajudei, porque isso é o que temos que fazer. Nossa alma se engrandece. Aprendi que ajudar e servir é o verdadeiro motivo do projeto. Outra coisa que me satisfaz é o sorriso do cliente. Ajudar, receber abraços e saber que, de algum jeito, mudei a vida de alguém para melhor. Isso é incrível! Consigo fazer o bem, isso me faz bem. Sou feliz em trabalhar aqui.” Luis Fernando Batista, supervisor de campo “Fico muito feliz, pois essas iniciativas podem chegar a pessoas que realmente precisam. Eu estava com minha geladeira escorada com um tijolo e não tinha condição nenhuma de comprar um equipamento novo. A doação veio para fazer a diferença na minha vida. Agradeço a todos que tornaram essa iniciativa possível.” Viviane Izabel de Araújo, cliente de concessionária parceira

27


JOVENS APRENDIZES Pernambuco Abril/2012 a Jun/2016

Formação profissional e atividades produtivas Odebrecht Realizações Mobiliárias

Impulsionar programas de aprendizagem, priorizando a entrada no mundo do trabalho formal de jovens em situação de vulnerabilidade Jovens em situação de vulnerabilidade social de 18 a 23 anos

Categorias de atividades • • • •

Realização de processo seletivo; Formação humana, com foco no mundo do trabalho; Apoio psicopedagógico; Acompanhamento do desenvolvimento pessoal e profissional do jovem.

Resultados alcançados (2016) • •

28

Estruturação e realização do processo seletivo; 33 Jovens aprendizes de Pedreiro de Alvenaria e Assistente Administrativo acompanhados.


JUCATI SUSTENTÁVEL

ol Tecn

Socioambiental

Jun/2016 a Ago/2017

oc i a l d o

Bi

gu a

Município de Jucati (PE)

ia S

og

CERTIFICADA

PELA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL

Fundação Banco do Brasil e AVSI Brasil

Contribuir para o desenvolvimento sustentável (social, ambiental e econômico) do Agreste de Pernambuco, através da promoção de práticas relacionadas à segurança alimentar em Jucati Agricultores familiares e escolas

Categorias de atividades • • •

Construção de sistemas de Bioágua familiar; Assistência técnica para uso e manutenção de Bioágua, Agroecologia e Educação Nutricional; Campanhas escolares voltadas à Segurança Alimentar.

Resultados alcançados (2016) • • • •

Diagnóstico da realidade local elaborado, com a identificação das comunidades e famílias a serem beneficiadas pelo Projeto; 40 Horas de capacitação voltada à construção do Sistema de Bioágua; 22 Sistemas de bioágua familiar construídos com a participação direta de agricultores familiares; 22 Agricultores beneficiados com capacitação voltada ao uso e manutenção do sistema de bioágua, oficinas de agroecologia e Assistência técnica e extensão rural (ATER); 22 Famílias participando do diagnóstico dos hábitos alimentares.

29


NOSSAS CRIANÇAS DE VALOR Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo Desde 2007

Fundação AVSI e AVSI Brasil

Contribuir para o desenvolvimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, através da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos por instituições educativas, através de recurso de famílias apadriadoras Socioeducativo, desportivo e cultural Crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade socioeducativa

Categorias de atividades • • •

Comunicações sobre as crianças para os apoiadores; Acompanhamento do desenvolvimento das crianças; Fortalecimento das entidades parceiras por meio de apoio institucional, pedagógico e financeiro.

Resultados alcançados (2016) • •

30

2.795 Crianças e jovens beneficiados; 26 Instituições educativas favorecidas pela contribuição econômica e melhoria na qualidade dos serviços oferecidos.


PLANO BÁSICO AMBIENTAL INDÍGENA (PBAI) Pernambuco

Socioambiental

IE Garanhuns (Chesf e Isa CTEEP)

Jan/2014 a Fev/2017 BIOCEV, Projetos inteligentes

Desenvolver ações sociais e ambientais que apoiem o desenvolvimento da população indígena e contribuam para o diálogo entre o empreendimento da Linha de Transmissão Luiz Gonzaga/ Garanhuns da IE Garanhuns e das comunidades do entorno Aldeias Indígenas Pankararu, Entre Serras e Pankaiwka

Categorias de atividades • • • • • • •

Conservação da vegetação com resgate de sementes e manutenção de viveiro; Monitoramento de fauna; Capacitação de Associações para gestão de projetos e recursos; Implementação de Fundo Rotativo de Projetos; Implementação de sistemas de Bioágua comunitário; Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER); Campanhas escolares voltadas à segurança alimentar.

Resultados alcançados (2016) • • • • • •

40 Horas de capacitação voltada à construção de sistemas de Bioágua realizada; 2 Sistemas de Bioágua comunitários implementados; 30 Famílias beneficiadas com Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER); 32 Horas de oficinas voltadas ao uso e manutenção do sistema de Bioágua realizados para 30 adultos; 20 Horas de capacitação voltada à agroeologia; 60 Indígenas participando de campanha educativa escolar voltada à segurança alimentar.

31


PROTAGONISMO FEMININO EM JARDIM TERESÓPOLIS Betim (MG)

Formação profissional e atividades produtivas

Fev/2014 a Jan/2017

União Europeia e Fundação AVSI

ONG Cooperação para o Desenvolvimento e Morada Humana (CDM), Cooperativa Social de Mulheres (Cooperávore) e Fiat Chryler Automobiles (FCA) Contribuir para o desenvolvimento social, político e econômico de mulheres de baixo poder aquisitivo, por meio de ações de mediação familiar e de incremento de oportunidades de trabalho digno, reforçando o diálogo entre atores não estatais e instituições locais Mulheres de baixo poder aquisitivo moradoras do município de Betim e suas famílias, além de instituições públicas ou privadas

Principais atividades • • • • •

Serviços gratuitos de orientação familiar e de mediação de conflitos; Realização de campanhas de sensibilização e seminários; Assessoria comercial e de comunicação para a Cooperárvore; Assistência técnica para o apoio de qualidade na produção da Cooperárvore; Realização de curso de formação humana e educação ao trabalho.

Resultados alcançados (2016) • • • • •

32

Campanha sobre empoderamento feminino realizada; 232 Mulheres beneficiadas por acompanhamento comunitário e individual; 24 Parcerias públicas e privadas; 2 Visitas com as Cooperadas e suas famílias em lugares ecológicos e culturais, totalizando 6 visitas no decorrer do projeto; 3 Cursos de requalificação para as cooperadas.


REQUALIFICAÇÃO DA ÁREA GUERREIRA ZEFERINA Salvador (BA)

Desenvolvimento local e urbano; Formação profissional e atividades produtivas

Nov/2015 a Mar/2018

Prefeitura de Salvador

Instituto Araketu, Senai, Sebrae

Contribuir para a melhoria das condições de vida da população da Comunidade Guerreira Zeferina, por meio de ações sociais, complementando as ações promovidas pela prefeitura Moradores da comunidade Guerreira Zeferina, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, bairro de Periperi

• • • •

Acompanhamento e gestão social da intervenção; Educação ambiental e patrimonial; Mobilização, organização e fortalecimento social; Capacitação profissional.

Resultados alcançados (2016) • • • • • • • • •

Foto: Jacson Estrela

Principais atividades

334 Cadastros de famílias residentes na comunidade atualizados; Elaboração do Plano de Reassentamento Involuntário; Elaboração do Plano Social a ser implantado na comunidade; Criação de aplicativo para celular com as informações do projeto; Elaboração e distribuição de informativo sobre as ações do projeto; 38 Visitas domiciliares; 17 Moradores contemplados com curso de Iniciação para Pedreiro, abordando empreendedorismo, formação humana e atualização de currículos; Encaminhamento de famílias para o auxílio moradia; 11 Reuniões com o comitê de moradores.

33


SEGURANÇA ALIMENTAR PARA O SEMIÁRIDO DE PERNAMBUCO Agreste de Pernambuco

Out/2014 a Mar/2016

Socioambiental

IE Garanhuns (Chesf e Isa CTEEP, com financiamento do BNDES) Prefeituras de Garanhuns, Calçado, Lajedo, Jupi e Caetés/PE, Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, ProRural (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Rural Sustentável de Pernambuco) e Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN) Contribuir para o desenvolvimento sustentável (social, ambiental e econômico) de municípios do semiárido de Pernambuco

Famílias, agricultores familiares e escolas

Categorias de atividades • • •

Construção de sistemas de Bioágua familiar; Assistência técnica para uso e manutenção de Bioágua, agroecologia e educação nutricional; Campanhas escolares voltadas à segurança alimentar.

Resultados alcançados (2016) • • • •

34

131 Sistemas de Bioágua familiar construídos; 131 Famílias com assistência técnica para uso e manutenção de Bioágua, agroecologia e educação nutricional; 200 Famílias participando de oficinas de educação nutricional; 2000 Alunos participando de campanhas escolares voltadas à segurança alimentar.


SEMENTE DE CIÊNCIA Bahia

Formação profissional e atividades produtivas

Arquidiocese de São Salvador da Bahia

Set/2015 a Set/2017

Governo do Estado da Bahia através da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e AVSI BRASIL

Garantir um processo de desenvolvimento educativo e social para jovens residentes em comunidades vulneráveis de Salvador, através da qualificação profissional e do acesso à ciência de forma didática, lúdica e interativa Jovens de 16 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social

Principais atividades • • • • •

Formação profissional para jovens em Suporte ao Usuário de Informática (Help Desk) e Construção Civil; Reforço de disciplinas elementares (formação humana, português e matemática); Realização de atividades culturais e esportivas; Preparação e inserção de jovens no mercado de trabalho; Promoção da ciência, através do Centro de Difusão da Ciência e do trailer de experimentos científicos.

Resultados alcançados (2016) • • • •

260 Jovens matriculados e frequentando as aulas de Help Desk, Pedreiro e Elétrica na edição 2016.1; Centro de Difusão de Ciência em funcionamento e visitado por 1.377 alunos; 24 Escolas públicas visitaram o Centro de Difusão de Ciência; 40 Escolas públicas receberam visitas do Trailer de Ciência.

“Sou formado em Biologia, sempre trabalhei na área de educação. O Trailer de Ciência me realiza. Levar conhecimento didático em forma de experimentos práticos é gratificante. Aprendi uma nova modalidade de aula, melhorando o ensino das ciências naturais na escola. Eu ganho novos conhecimentos, troco informações e rompo fronteiras.” Cláudio Queiroz, professor “Sou aprendiz no Semente de Ciência, iniciei com a formação profissional em pedreiro e consegui o emprego como Jovem Aprendiz. Hoje faço parte da equipe de monitoração e auxiliares dos professores. A experiência tem sido nova, construtiva e gratificante. Além disso, estudo Arquitetura e Urbanismo e meu primeiro contato com a área foi através do projeto. A partir do curso, consegui unir a teoria e a prática, tendo uma visão melhor dos ensinamentos em sala. O conhecimento que adquiri será levado por toda a minha vida.” Karine Lima, jovem aprendiz

35


SUPERANDO FRONTEIRAS Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Rondônia, Maranhão e Ceará Dez/2015 a Jun/2018

Direitos humanos

União Europeia e Fundação AVSI

Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e Minas Pela Paz (MPP)

Contribuir para promover os direitos humanos da população carcerária, fortalecendo a participação política e o diálogo com os defensores dos direitos humanos, envolvendo a sociedade civil, bem como atores nacionais e internacionais, públicos e privados. Reforçar a atuação das APACs na defesa dos direitos humanos dos condenados, promovendo um salto de escala da experiência e da sua metodologia como política pública no Brasil População carcerária, recuperandos e funcionários das APACs

Categorias de atividades • • • •

Sistematização da metodologia e da experiência APAC; Assessoria técnica, jurídica, metodológica e formativa às APACs; Unidade Produtiva piloto em co-gestão com setor privado, formação e qualificação profissional dos recuperandos; Visibilidade e capacidade de diálogo das APACs com Governo Nacional e organizações.

Resultados alcançados (2016) • • • • • • •

36

APAC regulamentada no estado de Rondônia através de aprovação de lei; 3 Novos estados manifestando interesse em adotar a metodologia - Bahia, Piauí e Mato Grosso; 552 Pessoas participantes de 07 seminários regionais de divulgação do método, envolvendo sociedade civil, empresariado e poder público local em Minas Gerais, Bahia, Maranhão e Paraná; 151 Administradores e gestores das APACs participantes de cursos sobre a metodologia e gestão; 215 Recuperandos formados na metodologia APAC; 15 APACs assessoradas na implantação do método em 5 estados brasileiros; Reestruturação física da APAC de Santa Bárbara-MG para ampliação e melhoria da estrutura.


“Eu liderava uma gangue do meu bairro, me entreguei ao mundo do crime e sofri muito nos presídios tradicionais. Cada vez que saia de um presídio, voltava pior. Até que tive a chance de ir para a [unidade prisional] APAC e lá aprendi a ser um ser humano de bem. Hoje trabalho como inspetor de metodologia da FBAC e serei eternamente grato a todos que me acolheram por acreditarem em mim.” Daniel Luiz da Silva, ex-recuperando da APAC de São João Del Rei (MG)

Comparativo APACs x Sistema Prisional Convencional (Fonte: TJMG) ÍNDICE DE REINCIDÊNCIA

CUSTO ADMINISTRATIVO APAC

APAC

30%

Sistema Prisional Convencional

Sistema Prisional Convencional

x

3x

70%

37


NOVOS HORIZONTES, NOVAS OPORTUNIDADES Belo Horizonte (MG)

Vara de Execução Penal de Belo Horizonte, TJMG, Recursos de Penas Pecuniárias

Ago/2015 a Abr/2016

Direitos humanos

Instituto Minas pela Paz e Centro de Educação para o Trabalho Virgilio Resi (CEDUC) Promover a cidadania das pessoas que estão em cumprimento de pena privativa de liberdade no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto (PIEP), em Belo Horizonte (MG), visando criar alternativas para inserção profissional e a preparação para o mercado de trabalho Mulheres em pena privativa de liberdade, no regime semiaberto do PIEP, com aptidão ou interesse para o empreendedorismo

Categorias de atividades

Resultados alcançados (2016)

• • •

38

Formação humana buscando a valorização da pessoa e compreensão do sentido do trabalho; Formação ao empreendedorismo, como alternativa à discriminação na empregabilidade formal das presas; Estruturação de um Plano de Desenvolvimento de Vida com as mulheres; Articulação com parceiros e acompanhamento psicopedagógico e social.

• • • •

52 Mulheres certificadas nos cursos de empreendedorismo e formação humana; 16 Empresas prospectadas para abertura de vagas de trabalho; 47 Planos de Desenvolvimento de Vida (PDV) elaborados; Parceria firmada com o Programa de Inclusão do Egresso do Governo de MG - PRESP; Melhoria no comportamento, postura, aspectos relacionais e de aptidão das alunas.


STAKEHOLDER ENGAGEMENT Ceará

Desenvolvimento local e urbano

Nov/2015 a Jan/2016

Grupo ENEL

Aplicar a metodologia Stakeholders Engagement, de maneira a identificar e envolver os atores locais, levantar os aspectos socioeconômicos do território e fomentar o diálogo, criando meios para a elaboração de propostas de intervenções que atendam às necessidades e expectativas da comunidade, ao mesmo tempo que criem valor para o negócio da Central Geradora Térmica Endesa Carnaúba, através de uma perspectiva de sustentabilidade baseada no Valor Compartilhado Empresas locais, associações da sociedade civil, instituições públicas, universidades, escolas e demais atores envolvidos no contexto do Complexo Industrial e Portuário do Pecém e da atuação da UTE Carnaúba

Categoria de atividades • • •

Conhecimento do território; Mobilização da comunidade, setor público e privado; Planejamento das ações de intervenção.

Resultados alcançados

• • • • •

Diagnóstico socioeconomico realizado; Mapeamento e seleção dos stakeholders locais; 39 Stakeholders envolvidos; Matriz de materialidade elaborada; Catálogo de propostas de projetos para a fase de construção e operação do empreendimento, com identificação de potenciais parceiros e montante a ser investido, realizado.

“É evidente a relação entre a competitividade de uma empresa e a condição de vida das comunidades no seu entorno. Uma empresa necessita de uma comunidade desenvolvida, não só para garantir a demanda de produtos, mas também para suprir ativos públicos essenciais e um ambiente favorável para desenvolver suas atividades. Por outro lado, uma comunidade precisa de empresas prósperas que possam criar oportunidades de emprego e de riqueza. É essa interligação que evidencia que a metodologia Stakeholders Engagement é o caminho para geração de valor compartilhado.” Paula Alves, gerente do projeto.

39


TRATAMENTO DE DESNUTRIÇÃO, SOBREPESO E OBESIDADE Bahia

Desde 2004

Socioeducativo, desportivo e cultural

Fundação AVSI

Contribuir para a erradicação da desnutrição infantil, bem como favorecer a manutenção da recuperação nutricional e a diminuição da insegurança alimentar, por meios de ações educativas com crianças e seus familiares, na comunidade de Novos Alagados, em Salvador Crianças de 0 a 10 anos e suas respectivas famílias

Principais atividades • • • •

Atendimentos ambulatoriais individuais com as crianças e seus familiares, pelos serviços de nutrição, psicologia e serviço social; Organização de oficinas culinárias; Promoção de palestras sociais; Realização de visitas domiciliares.

Resultados alcançados (2016) • • • • • • • • • •

40

221 Crianças acompanhadas no percurso de recuperação nutricional; 137 Crianças acompanhadas no percurso de recuperação psicológica; 466 Atendimentos sociais às famílias; 212 Crianças com melhora do estado nutricional; 08 Oficinas educação alimentar com a participação de 72 beneficiados; 6 Cafés da manhã saudáveis (115 beneficiados no total); 9 Encontros/palestras (99 participantes no total); 07 encontros/cinema (269 participantes no total); 1 Atividade recreativa (91 participantes no total); 29 Encaminhamentos de famílias para serviços de saúde e Centros de Referência (CRAS, Ministério Público, Defensoria Pública e Conselho Tutelar).


COMO VOCÊ PODE CONTRIBUIR COM A AVSI BRASIL

Apoio à Creche Luigi Giussani Através de uma contribuição financeira estável e duradoura, você pode apadrinhar uma criança acolhida pela Creche Luigi Giussani, localizada no Lobato, no subúrbio de Salvador (Bahia). Esse apoio colaborará para complementar o custeio com alimentação, material didático, manutenção da infraestrutura e salário dos educadores. Periodicamente, você receberá informações da criança apoiada e o destino da sua contribuição.

Doação não vinculada A AVSI Brasil desenvolve iniciativas em diversos setores em prol do desenvolvimento humano e parte desse recurso é oriundo de doações de pessoas físicas. O seu apoio pode nos ajudar a fazer ainda mais!

Voluntariado Ao longo do ano, necessitamos do apoio de pessoas que livremente se proponham a contribuir com a realização das nossas iniciativas nos diferentes setores onde atuamos. Se você deseja dedicar uma parte do seu tempo para essas atividades, a AVSI Brasil ficará feliz em recebê-lo.

SUA EMPRESA TAMBÉM PODE CONTRBUIR As empresas são muito bem-vindas na construção de parcerias e a AVSI Brasil também recebe doações de pessoas jurídicas. Além disso, temos projetos desenvolvidos através dos incentivos fiscais, benefícios que permitem o direcionamento de parte do imposto de renda devido para diferentes fundos.

Para mais informações, entre em contato pelos e-mails: apoio@avsi.org.br ou ascom@avsi.org.br 41


BALANÇO AVSI BRASIL

DEMONSTRAÇÃO DO EXERCÍCIO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 EM REAIS

2016

2015

2014

2013

2012

RECEITAS DAS ATIVIDADES Receita de contratos

21.527.492

21.394.570

17.921.167

12.481.769

11.819.385

Receita de convênios

3.497.153

2.140.821

1.481.030

2.993.743

1.779.791

Receita de doações

1.964.269

2.462.055

3.053.671

85.631

311.116

26.988.913

25.997.446

22.455.867

15.561.143

13.910.293

Total

DESPESAS DAS ATIVIDADES Despesas com contratos, convênios e doações Despesas gerais e administrativas Depreciação Outras receitas não operacionais Total

-23.449.579

-23.234.114

- 19.525.986

- 12.722.823

- 11.951.791

-3.060.783

-2.612.826

- 2.453.865

- 1.899.328

- 890.410

-415.492

-98.999

- 58.413

-

-

18.000

3.797

30.800

21.100

-

-26.907.855

-25.942.141

- 22.007.465

- 14.601.051

- 12.842.201

RESULTADO FINANCEIRO Receitas financeiras

160.598

154.933

88.565

74.485

63.717

Despesas financeiras

-146.003

-225.737

- 200.006

- 108.345

- 53.251

14.596

-70.804

- 111.441

- 33.860

10.466

926.232

1.078.558

Total

SUPERÁVIT DO EXERCÍCIO Total

42

95.655

-15.500

336.961


RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Administradores da ASSOCIAÇÃO VOLUNTÁRIOS PARA O SERVIÇO INTERNACIONAL - AVSI BRASIL Salvador – BA Examinamos as demonstrações financeiras da ASSOCIAÇÃO VOLUNTÁRIOS PARA O SERVIÇO INTERNACIONAL –AVSI BRASIL (“Entidade”), que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2016 e as respectivas demonstrações do superávit, das mutações do patrimônio social e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações financeiras A administração da Entidade é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. Opinião Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da ASSOCIAÇÃO VOLUNTÁRIOS PARA O SERVIÇO INTERNACIONAL – AVSI BRASIL em 31 de dezembro de 2016, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Recife, 18 de abril de 2017

AXIS AUDITORIA E CONSULTORIA S/S LTDA. CRC nº PE001171/O “S” BA

Francisco de Assis Gomes Silva CT-CRC PE Nº 013.920/O-0 “S” BA

43


DEPOIMENTOS DE PARCEIROS Me sinto sempre grata ao ver a realidade e a forma tomada pelo network da AVSI, somente possível devido à especial relação que existe entre a Fundação AVSI e os seus 35 membros fundadores. A ligação entre a Fundação e AVSI Brasil é um fator de constante estímulo: dois sujeitos bem distintos e geograficamente distantes, mas que compartilham uma origem comum a qual continuamente atingem, ajudando-os a permanecerem fieis ao ideal a partir do qual nasceram. E esse ideal sempre tem um rosto de pessoas vivas, com suas próprias necessidades e seus próprios desejos. Alda Vanoni, Presidente da Fundação AVSI

Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente as numerosas atividades da AVSI Brasil, entre as quais as APACs em MG e o projeto para o semiárido de Pernambuco, percebendo com quanta generosidade, realismo e audácia a AVSI constrói do nada experiências de cooperação positivas, qualificadoras e inclusivas. A AVSI ajuda os mais fracos e os marginalizados para que eles sejam promotores de uma radical mudança na qualidade da própria vida e, como reflexo, os transforma em um motor de desenvolvimento de longo prazo dos bairros nos quais habitam: um modelo para o Brasil e um ensino para o nosso país. Antonio Bernardini, Embaixador da Itália no Brasil

A AVSI Brasil tem sido uma parceira de extrema importância na efetivação da ação social e comunitária da PetroReconcavo. Nossa parceria se estende desde a primeira avaliação das necessidades e anseios das comunidades situadas no âmbito da nossa operação, na região produtora de petróleo a norte de Salvador, até o desenho e implementação dos programas. Temos aprendido muito com a equipe da AVSI. Essa parceria é fundamental para evoluirmos como uma empresa socialmente responsável, ajudando no progresso do nosso país. Marcelo C. Magalhaes, Presidente da PetroReconcavo S/A

A AVSI Brasil é uma instituição parceira da Prefeitura Municipal de Salvador no Projeto de Requalificação da Guerreira Zeferina em Periperi. A participação da AVSI neste projeto, além de aportar sua conhecida competência técnica, trouxe o reforço do comprometimento humano com os beneficiários do projeto. Isso não é pouco. O esforço de capacitação profissional, de preparação para uma vivência coletiva, ganha uma riqueza particular com a capacidade que tem a AVSI de comprometer-se com o outro na busca da construção da cidadania. Paulo Sérgio Hermida Gonzalez, Diretor Geral de Projetos Estratégicos da Prefeitura Municipal de Salvador

A Fundação BB prioriza a atuação com outras instituições, pois acredita que os resultados são potencializados e aderentes às demandas sociais com a integração de ações e a participação ativa dos públicos interessados. A parceria com a AVSI tem contribuído significativamente para promover a segurança hídrica e alimentar em Jucati (PE), por meio da reaplicação de tecnologias sociais que permitem a inclusão social e o desenvolvimento sustentável no agreste pernambucano. Rogério Bressan Biruel, Diretor Executivo de Desenvolvimento Social da Fundação Banco do Brasil

44


Balanço Social 2016  

Uma obra que reúne todos os feitos e resultados dos trabalhos da AVSI Brasil durante o ano de 2016.

Balanço Social 2016  

Uma obra que reúne todos os feitos e resultados dos trabalhos da AVSI Brasil durante o ano de 2016.

Advertisement