Issuu on Google+

http://paredespsvencera.blogspot.com/

COMUNICADO

VEREADORES DO PS ABANDONAM REUNIÃO DE CÂMARA EM PAREDES Mais uma vez e perante o intratável e insuportável comportamento do presidente da câmara de Paredes, os vereadores eleitos pelo Partido Socialista, em sinal de protesto, abandonaram a última reunião do Executivo. O comportamento de Celso Ferreira, prepotente, autoritário e violador das mais elementares regras democráticas, não se acomoda ao exercício democrático do cargo para o qual foi eleito. Sempre que lhe faltam argumentos para justificar as ações que pratica, a coberto da brejeirice e da má educação, desata a insultar os seus adversários e, também, os seus opositores internos. Desta vez e perante mais uma das muitas intervenções dos vereadores socialistas, que não lhe agradam, porque contrariam os seus propósitos, atreveu-se a proferir insinuações torpes, maldosas e impróprias dos deveres inerentes ao cargo para o qual foi eleito. Na câmara de Paredes, o rigor, a isenção e o respeito pela Lei são coisas desprezíveis. O autarca local pensa que está a gerir uma das suas coutadas. As atas das reuniões raramente traduzem as efetivas posições dos vereadores do PS. Casos há em que se distorcem os acontecimentos vividos, com a finalidade de subverter os reais acontecimentos. RIGOR, ISENÇÃO E RESPEITO PELA LEI SÃO COISAS DESPREZÍVEIS EM PAREDES A título de exemplo, há dias atrás, a propósito da discussão do Orçamento para 2013, os vereadores do Partido Socialista apresentaram um requerimento – que propunha a eliminação da taxa de Derrama para as micro e pequenas empresas com faturação até 150.000€ - e esta medida surgiu na ata como sendo iniciativa do presidente de câmara. No momento em que os vereadores socialistas condenaram veementemente tão ignóbil e reprovável comportamento, presidente e vereadores eleitos pelo PSD não foram capazes de se defender e muito menos de reconhecer o erro e o atropelo. É claro que, esta como outras situações aberrantes, da responsabilidade de um poder completamente salazarento, não ficará no anonimato – a DGAL já está informada das

Sede do PS PAREDES Avenida da República, n.º 136, 1º Andar, Esc. 3 4580-193 Paredes

Paredes


violações perpetradas por Celso Ferreira, restando-nos aguardar que aquele Organismo tome medidas para repor a legalidade. Mas, os desmandos dos praticantes da “asfixia democrática” não têm fim. Não há reunião do Executivo sem que seja aprovado um ou mais ajustes diretos. O ajuste direto, como bem sabem os cidadãos, discrimina os operadores económicos que não estão, ou não caíram nas boas graças de um poder que não pratica a transparência, nem ambiciona ser rigoroso na gestão da coisa pública. As obras e outros serviços são sempre entregues aos mesmos e, apesar das sistemáticas condenações do Partido Socialista, o autoritarismo do presidente da câmara e o seu desprezo pela legalidade democrática, levam-no a fazer ouvidos moucos e a prosseguir métodos muito pouco transparentes e, quem sabe, prejudiciais ao município e ao erário público. O PERCURSO DE CELSO FERREIRA: NÃO É CAPAZ DE LEVAR UMA EQUIPA ATÉ AO FIM Que Celso Ferreira é intolerante, irrascível e incapaz de respeitar os semelhantes, já ninguém estranha. Aliás, para sustentar esta ideia basta ver o seu percurso. Ali se constata que não é capaz de levar uma equipa até ao fim do mandato. Depois de se afastar de Granja da Fonseca e de anunciar uma candidatura independente contra ele, por razões táticas e por pressões que alguns conhecem, mas ainda não foram capazes de revelar, conseguiu afastá-lo. Depois, seguiu-se o exvereador Joaquim Neves e outros autarcas de freguesia. Mas, para não perder o jeito de destruir quem se atravessa no seu caminho, surgiu a mais recente dissensão no seio da vereação – Raquel Moreira da Silva bateu com a porta e acusou Celso Ferreira de práticas muito pouco abonatórias (nada que os socialistas não digam há mais de uma década) que traduzem falta de respeito, má educação, falta de solidariedade e desrespeito pela pessoa humana. O Partido Socialista lamenta e denuncia o comportamento de um eleito local que não tolera oposição e está permanentemente a violar e a desrespeitar a legalidade democrática. Perante tão intolerável e segregador comportamento, que impede a discussão livre e aprofundada dos assuntos da câmara, aos vereadores socialistas só resta um caminho: denunciar, verberar e condenar a prepotência de Celso Ferreira.

Os vereadores do Partido Socialista/Paredes Artur Penedos Alexandre Almeida Natália Jorge Sede do PS PAREDES Avenida da República, n.º 136, 1º Andar, Esc. 3 4580-193 Paredes

Paredes


VEREADORES DO PS ABANDONAM REUNIÃO DE CÂMARA EM PAREDES