Page 1

ANO III - Nº 14 - DISTRIBUIÇÃO DIRIGIDA E GRATUITA

NESTA EDIÇÃO Editorial. Pág. 2 • • • Realeza ganha uma nova Estação de tratamento de esgoto Pág. 3 • • • Parque da Gruta de Palmas passa por revitalização. Pág. 4 • • • Governo vai investir R$ 6 milhões no Parque Estadual de Vila Velha. Pág. 5 • • • Parque Linear do Barigui ganha 210 mil m². Pág. 8 • • • Parque Estadual do Monge será referência ambiental. Pág. 10

Água para 123 milhões de brasileiros depende da Mata Atlântica A Mata Atlântica apresenta hoje a área de vegetação nativa brasileira mais devastada do País. Reduzida a apenas 27% de sua cobertura original, ainda é uma das regiões do mundo mais ricas em diversidade biológica, embora dados apresentados pela SOS Mata Atlântica assegurem que apenas 7,26% de seus remanescentes permanecem bem conservados. Sua manutenção e preservação deixou de ser uma prioridade restrita aos ambientalistas. Agora, depende do envolvimento de todos os setores produtivos, econômicos e sociais do Brasil, uma vez que em seus limites vivem 123 milhões de pessoas - 67% de toda a população brasileira. Página 16

Rafel Augusto Scmitt)

Seminário mostra a importância da restinga para áreas litorâneas

Governo vai mapear remanescentes de floresta com Araucária no Paraná O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, e o presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Volnei Bisognin, assinaram uma parceria de cooperação técnica que garantirá o mapeamento de 4.014.531 de hectares de floresta com araucária, na região sudoeste do Paraná. A empresa Tractebel Energia está investindo R$ 154 mil no trabalho que será realizado pela Fundação de Pesquisas Flores-

Políticas públicas, ações e projetos para conservação e manutenção dos remanescentes de restinga no Litoral paranaense foram discutidos em Matinhos, no Seminário “Restinga – Que ‘matinho’ é esse?”. Pág. 6

tais (FUPEF) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Página 7.

PARA REFLETIR

Cuide bem da natureza Hoje acordei cedo, contemplei mais uma vez a natureza. A chuva fina chegava de mansinho. O encanto e aroma matinal traziam um ar de reflexão. Enquanto isso, o meio ambiente pedia socorro. Era o homem construindo e destruindo a sua casa. Poluição, fome e desperdício deixam o mundo frágil e degradado. Dias mais quentes aquecem o “planeta água”. Tenha um instante com a paz e a harmonia. Reflita e preserve para uma consciência coletiva. Ainda há tempo, cuide bem da natureza.


2

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

EXPEDIENTE APROMA

EDITORIAL

www.aproma.org.br

O rumo do MEIO AMBIENTE

Diretor Presidente Pedro Luiz Diretor Administrativo Leandro Luiz Diretor Financeiro: Tatiane Santos

“Fortalecer a proteção ao meio ambiente, reduzindo o desmatamento e impulsionando a matriz energética mais limpa do mundo; mantendo a vanguarda nacional na produção de biocombustíveis e desenvolvendo nosso potencial hidrelétrico; e cumprindo as metas voluntárias assumidas na Conferência do Clima, haja ou não acordo internacional”. Pois é… Essa é a proposta da presidenta eleita Dilma Rousssef no que diz respeito ao meio ambiente. Mas será que o Brasil,um país de dimensões continentais, não merecia uma atenção maior nesta área tão importante, ao ponto dela depender o futuro da humanidade? Fortalecer a proteção ao meio ambiente… É uma proposta tão ampla, e ao mesmo tempo tão vaga que nos leva a imaginar uma intensão proposital de não comprometimento com nenhum programa já existente ou pior, um desinteresse em garantir a sustentabilidade ecológica. Mesmo porque, a criação de programas sérios de proteção ao meio ambiente exigiria um preparo muito grande e principalmente a ousadia de ferir sucetibilidades. Nossa novo presidenta parece estar mais preocupada a exterminar a pobreza no país, a curto pra-

zo, e esquece que, se não tomadas medidas enérgicas, a longo prazo também estará contribuindo para a exterminação de toda humanindade. Não podemos compactuar com essa política de descaso para com o meio ambiente. É um setor dos mais relevantes do Governo Federal e merecia uma atenção especial. Já é tempo de deixar de tratar esse assunto como mero hobby de ambientalistas exóticos e com veemência, agir nos diversos setores de base. A autonomia na produção de biocombustíveis, o desenvolvimento do potencial hidrelétrico, sem dúvida são ações de extrema importância. Mas em momento algum pode-se deixar de combater o desmatamento da Mata Atlântica, investir em programas de fundo de vale, de matas ciliares, e tantos outros menores, mas que sobre eles recaem responsabilidades de sobrevivência.

Em dezembro do ano passado, a então ministra da Casa Civil Dilma Rousseff disse que “o meio ambiente é, sem duvida alguma, uma ameaça ao desenvolvimento sustentável, e isso significa que é uma ameaça para o futuro do nosso planeta e dos nossos países”. Esta declaração está gravada emvídeo e circula na internet para quem iestiver interessado. Agora, mais do que nunca, nós, ambientalistas de coração, mais do que por profissão, devemos acirrar a luta e impor prioridades em defesa do meio ambiente, desde simples campanhas de concientização de separação e reciclagem do lixo doméstico até ações concretas para amenizar o aquecimento global, passando por desmatamento, reflorestamento, água limpa, poluição sonora ou poluição do ar. Não nos cabe agora enumerar, mas são centenas, quando não milhares de programas dirigidos a preser-

vação do meio ambiente, desenvolvidos em todos os segmentos da sociedade.E todos merecem atenção do Governo Federal, da Presidência da República. E é com esse alerta que encerramos nossa jornada em 2010, no aguardo de que o próximo ano chegue com notícias alviçareiras, renovando nossa esperança na administração pública, já que a iniciativa privada já tem demonstrado inúmeras vezes intenção em investir na defesa do meio ambiente. Desejamos a todos um excelente final de ano, um Natal com muito amor e um Ano Novo com a certeza de que as mudanças que estão por vir sejam decididamente, excelente para todos. Feliz Natal Feliz Ano Novo E até o ano que vem A editoria

Endereço Verde Vida Sul

Edição, comercialização e redação:

Fone: (41) 3075-0708 Alameda Dr.Muricy nº 542 9º andar - Cj. 901 Cep: 80.010-120 Centro-Curitiba-Paraná e-mail: aproma@aproma.org.br Contatos Publicitários

Ataide de Jesus Andrade (Adm.) Ricardo Mateus Ibere Gabardo Celso Leite Martins Joel Poli Muller Wilson Roberto Silvério Venilton (Motoby) Gilberto (Motoby)

Fotolito e Impressão: Editora Jornal do Estado Jornalista Responsável: Mario José Sniecikoski DRT / PR 575 / 75 Os artigos e opiniões publicadas neste jornal são de inteira responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião de seus editores. A reprodução total ou parcial dos artigos do Jornal APROMA Verde Vida Sul, é permitida, desde que citada a fonte.

Reforbel Furgões Ltda. Fone: (41) 3668-1878

(42) 3227-4022

Fax: (41) 3668-2130 Rod. João Leopoldo Jacomel, 9192 Vila Maria Antonieta - Pinhais - PR e-mail: maderartltda@brturbo.com.br

Rua Marechal Hermes Fonseca Parque Industrial - Renascença - PR Fone: 3550-1497

Açúcar e Álcool Bandeirantes Rodovia BR 369 - s/nº - Km 53 - Fone: (43) 3542-8718 Zona Rural - Bandeirantes - PR


3

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL REALEZA

Prensa aumenta capacidade de reciclagem do lixo em Ivaiporã JOÃO HENRIQUE STAHLKE

Realeza ganha uma nova Estação de tratamento de esgoto

A nova estação da Sanepar libera 2.050 ligações de esgoto que serão interligadas beneficiando os moradores dos bairros Nossa Senhora Aparecida, João Paulo II, Padre Josimo e Centro.

Foi inaugurada em Realeza, município do Sudoeste do Estado, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Sarandi. A nova estação da Sanepar libera 2.050 ligações de esgoto que serão interligadas beneficiando os moradores dos bairros Nossa Senhora Aparecida, João Paulo II, Padre Josimo e Centro. Também participaram do evento, além do governador Orlando Pessuti, o presidente e diretores da Sanepar, e autoridades estaduais e municipais. Para a implantação do sistema de esgotamento sanitário em Realeza foram investidos R$ 4,3 milhões, com recursos da Sanepar e governos estadual e federal. Os investimentos possibilitaram a construção da ETE Sarandi, com capacidade de tratamento de 25 litros por segundo (l/s), e a execução de 1.790 metros de interceptores e 50.720 metros de redes coletoras. Durante a execução das obras 475 empregos diretos e indiretos foram gerados. Pessuti destacou o importante trabalho realizado no município de Realeza, onde mais R$ 4,4 milhões foram investidos de 2003 até o ano de 2010. “Esgoto coletado, tratado e destinado corretamente é uma ação em favor da vida. Tenho orgulho de inaugurar esta obra, feita por uma empresa

pública que leva a qualidade de vida à população”, ressaltou. Segundo o governador, no início de 2003, cerca de seis mil famílias estavam cadastradas no programa Tarifa Social. Hoje são mais de 320 mil, que pagam apenas R$ 7,50 pelos serviços de água e esgoto. Só em Realeza, 216 se beneficiam com o programa. Para o presidente da Sanepar, Hudson Calefe, todos os investimentos que a Sanepar tem levado aos municípios foram possíveis pelas parcerias entre os governos Estadual e Federal. Hudson também destacou o trabalho de todos os empregados da Sanepar que estavam diretamente ligados na conclusão da obra. Atualmente, Realeza possui cerca de 16 mil habitantes. De acordo com o prefeito, Eduardo Gaievski, a população tem sido prontamente atendida pelo atual governo e pela Sanepar. “Com o término da obra da ETE Sarandi, poderemos dar seqüência as obras do Parque Ecológico e do Lago Municipal”, afirmou. Pessuti também aproveitou a solenidade para assinar ordem de serviço que libera o início dos trabalhos para recapar cerca de 15 mil metros de asfalto da cidade, com recursos de aproximadamente R$ 280 mil.

Rua Capitão Virmond, 2401 - Centro Guarapuava - PR

Uma prensa hidráulica vai aumentar a capacidade de reciclagem do lixo e facilitar o trabalho dos recicladores da Cooperativa de Materiais Recicláveis de Ivaiporã – Copemari. O equipamento foi entregue pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não-Alcoólicas (ABIR) dia 10 de outubro. A prensa, adquirida pela empresa Tetra Pak, é uma ferramenta utilizada pelos recicladores para agilizar o processo de armazenamento das embalagens. A ação faz parte de uma parceria firmada pelo Governo do Estado, através do Programa Desperdício Zero da Sema, a ABIR e o município. O projeto também prevê a distribuição de cartilhas, que serão entregues nas escolas, voltadas à educação ambiental, a capacitação dos recicladores e o apoio técnico e administrativo para as cooperativas de reciclagem. Além da entrega do equipamento, o projeto “Multiplicadores Ambientais e Inclusão Social” reuniu cerca de 2,5 mil crianças da rede pública de ensino

Mais de 2 mil crianças da rede municipal de ensino do município de Ivaiporã receberam dicas ambientais e participaram de atividades relacionados ao tema da coleta seletiva.

Manutenção e Reforma em: Processadora de Raios-X, Aparelho de Raios - X, Camara Laser, Dry, CR

Fone/fax: (42) 3623-3935

Fone: (41) 3345-6064 Rua Curupaitis, 2162

web-site: www.flabel.com.br e-mail: flabel@flabel.com.br

Curitiba - PR aconsermed@aconsermed.com.br

IVAIPORÃ

Solenidade de entrega da prensa hidráulica que irá proporcionar melhores condições para os recicladores do município. que participaram do chamado circuito ambiental com atividades voltadas a educação ambiental. “Trata-se de uma iniciativa que irá proporcionar melhores condições de trabalho aos recicladores e também incentivar os nossos recicladores que desempenham um trabalho tão importante”, declarou o assessor especial da Sema, Maurício Frederico, que representou o secretário do Meio Ambiente na solenidade. “Estamos trabalhando junto com o setor privado para garantir que as embalagens vazias voltem para a cadeia produtiva da reciclagem, garantindo assim, o escoamento sustentável”, garante o coordenador do Programa Desperdício Zero da Sema, Laerty Dudas. MULTIPLICAÇÃO Os representantes dos municípios foram orientados sobre a formação dos monitores para o evento “Rumo ao Des-

perdício Zero”. Também foi discutida a capacitação de professores das redes pública estadual e municipal de ensino para a formação de agentes multiplicadores ambientais e inclusão social no Paraná. O projeto prevê ainda a capacitação de catadores de materiais recicláveis, para promover melhoria na qualidade de vida e desenvolver a capacidade empreendedora, com utilização adequada das técnicas necessárias à atividade, visão de negócio e de sustentabilidade. As ações de reciclagem no Paraná são coordenadas pelo Programa Desperdício Zero, que conta com a parceria do grupo G22 + 1 – formado por representantes dos municípios responsáveis por 90% dos resíduos gerados no Estado. O grupo reúne-se periodicamente com técnicos da Secretaria do Meio Ambiente para discutir ações e responsabilidades dos grandes geradores em todos os setores.

“A BASE DA SUA CONSTRUÇÃO” Comércio de Pedra de vários tamanhos e depósito de areia. Entrega em toda região.

Estrada Inúbia - km 15 - Fone: (44) 3543-2351 Pé de Galinha - Ubiratã - PR

Expresso Adorno Ltda. Rua Francisco Alves de Lima, 03 Costeira - São José dos Pinhais - PR Fone: 3016-9065


4

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

PALMAS

Parque da Gruta de Palmas passa por revitalização

Palmas é uma cidade com suas especificidades, e uma delas, é ter em seu perímetro central uma área arborizada propícia para se observar a natureza, fazer caminhadas e promover encontros. Porém, esse espaço necessitava de uma melhor atenção do poder público, que agora está desenvolvendo um amplo projeto de revitalização. Entre as obras desenvolvidas no Parque, estão o esgotamento e limpeza do lago, a construção do muro de contenção e a instalação de uma roda d’água possibilitando a oxigenação da água, propício à criação de peixes; A Casa dos Escoteiros em parceria com a diretoria dos escoteiros recebeu melhorias. As quadras de areia de voleibol e futebol, também sofreram melhorias, inclusive com a colocação de iluminação pública o que irá permitir a prática

esportiva durante a noite. O local onde esta a imagem de Nossa Senhora de Lourdes também está sofrendo várias modificações e melhorias, entre elas: pintura dos acessos, bancos, escadas e meio fio, inclusive com a iluminação interna do altar o que irá garantir à população um espaço para orações. As pontes sobre os acessos até a Gruta e quiosques estão sendo reformados. Apesar de insessantes apelos da municipalidade, das campanhas de conscientização, e do trabalho incansável de duas pessoas que fazem diariamente a manutenção e limpeza do parque, alguns moradores das proximidades insistem em jogar esgoto e lixo no córrego provocando a contaminação da água e trazendo muita sujeira.. Outro fator preocupante é a ação dos vândalos que insistem em destruir o patrimônio público.

Gincana Ecológica arrecadou uma tonelada de garrafas Pet No dia 24 de outubro, estiveram reunidas mais uma vez as Equipes participantes da I Gincana Ecológica de Palmas, para a contagem e recolhimento das garrafas Pet, tarefa nº 01 da gincana. Visando a conscientização dos educandos foi explicado que cada garrafa pet polui o meio ambiente por mais ou menos 400 anos, e que, além dessa poluição impermeabiliza certas camadas de lixo e acaba impedindo o fluxo de gases e líquidos da matéria orgânica no aterro sanitário do município. Uma garrafa pet pesa em torno de 54g, portanto, foi retirado do meio ambiente nessa etapa da gincana, evitando sobrecarga do aterro sanitário, uma tonelada de recipientes, ajudando a natureza a seguir seu ritmo natural. “ O objetivo da coleta, além da redução do volume do lixo no aterro sanitário, foi estimlar o espírito de competitividade e, a saber, que nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”, disse a coordenadora da Gincana, professora Joanita, que ainda agradeceu a participação da equipe da Divisão de Cultura na contagem dos pets e ao vereador Vilmar Borges na abertura e divulgação do resultado da prova relâmpago . E a equipe da Infraestrutura que mais uma vez foi parceira fazendo o transporte

dos pets das Escolas até ao local do armazenamento. RESULTADOS • A Equipe Guardiões arrecadou 5.676 pet • A Equipe Ecoação arrecadou 3.186 pet • A Equipe Anjos Verdes não pontuou. Os pets não estavam de acordo com o regulamento. • A Equipe Galerinha Verde arrecadou 2.417 pet • A equipe Arquitetos arrecadou 3.136 pet • A Equipe Econsciencia Arrecadou 6.876 pet mais 1.269 não estavam de acordo com o regulamento contou somente 5.607.

Indústria de Tintas e Vernizes Ltda Fone: (41) 3679-4139 Rod. do Caqui, 6970 área Indústrial Trevo Campina Grande do Sul - PR retintas@yahoo.com.br

Tecnologia para pecuária moderna. Desde 1960

A administração municipal orienta para que a população cuide desse local com todas suas riquezas ambientais e denuncie aos órgãos competentes os abusos.

O Parque da Gruta passou por uma grande obra de revitalização realizada pela Prefeitura Municipal. (Foto: Paulo Bannake- Assessoria de Comunicação)

PATO BRANCO

Prefeitura incentiva preservação ambiental durante realização da Expopato 2010 A preservação do meio ambiente será retratada pela Prefeitura de Pato Branco aos visitantes da Expopato 2010. Neste ano, o “Show Ambiental” abordará o consumo inadequado de recursos naturais, focando o desperdício da água potável no campo e na cidade. A estrutura já começou a ser montada e será concluída no prazo de 20 dias. O espaço está sendo elaborado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Para colorir os 6.000 m2 da área, além das árvores nativas já existentes, serão cultivadas 5 espécies diferentes de flores, que totalizarão 2.500 mudas. Os efeitos sonoros e de iluminação também darão um toque especial ao lugar. “Trabalharemos o paisagismo e a reflexão ecológica, transformando o local também num ponto para o lazer dos visitantes da feira”, frisa a secretária de Agricultura, Leunira Tesser. TRILHA ECOLÓGICA “Por que a água potável está cada

vez mais cara?”. Questionamentos como esse farão parte da Casa Ambiental, espaço com 600 m2, composto por árvores que formam uma trilha de 60 metros. “Na trilha, os impactos ambientais gerados pelo homem serão expostos em 60 cenários”, adianta Leunira. Além dos visitantes da Expopato 2010, o espaço será destinado à educação ambiental dos alunos da rede de ensino de Pato Branco. “Como nos outros anos, vamos organizar visitas para que nossas crianças possam aprender com esse local e levar para as famílias lições de respeito à natureza”, finaliza o prefeito de Pato Branco, Roberto Viganó.

Fone: (42) 3632-1033 Fax: (42) 3632-1077 Rua 2, 305 - Jordãzinho Entre Rios - Guarapuava - PR neribitarello@yahoo.com.br

Lajes pré-moldadas uni e bidirecionais. Cerâmica ou E.P.S. Soluções inteligentes para sua obra.

Fone: (42) 3642-2826 Rua Alcindo Matos, 465 - Distrito Industrial Guaratú - Guarapuava - PR

Fone/Fax: (42) 3238-8288 Rod. BR 376 - KM 499 Ponta Grossa - PR reformex@onda.com.br

Rede

Pedreira Britasul

(46) 3547-1150 sergio@gruposaocristovao.com.br

Rua Almiro Conto, 38 Zona Rural - Coronel Vivida - PR

Rodovia PR 182 - Km 59 Ampére - PR

Fone: 3232-2996

São Cristóvão

Fone: (42) 3635-1564 Rod. BR 277, KM 454, Trevo Laranjeiras do Sul - PR www.romancini.com.br alcedir@romancini.com.br

Cerâmica Sul Paraná Ltda. Rod. BR 373 - km 274 Centro Guamiranga - PR


INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

Colerbi - Cooperativa de Produtores de Leite Rio Bonito Rua Salvador Raimundo, s/n Cenro - Rio Bonito do Iguaçu - PR Fone: 3653-1256 Sindicato dos Empregados no Comércio de Ponta Grossa Rua General Carneiro, 740 Centro - Ponta Grossa - PR Fone: 3225-2544

Fone: (42) 3219-3300 Rod. Ponta Grossa Palmeira KM 3,5 - Aeroporto Ponta Grossa - PR

Fone: (41) 3373-0241 Fax: (41) 3373-0269 Rua Anselmo de Lima Filho, 431 CIC - Curitiba - PR steelalloy@steelalloy.com.br

Linha Iguaçu Sul, s/n Cruz Machado - PR Fone: 3554-1231

Gelo para Festas e Eventos

Fone: (42) 3222-8180 Rua Chopinzinho, 151 Ronda

Abertura e encerramento de firmas Contabilidade em geral. Imposto de Renda

Fone: (41) 3018-4148 Rua Nilo Cairo, 336 - Cj. 101/102 1° Andar - Centro Curitiba - PR jcn_assescont@terra.com.br

W3 Indústria Metalúrgica Ltda.

Serraria e Ervateira São Luis Ltda

Fone: (42) 3252-1347 Fax: (42) 3252-2274 Rua Vicente Machado, 476 Palmeira - PR contab-ideal @uol.com.br

Injeção eletrônica, código de chave supensão completa, troca de óleo motor mecânica em geral, freios, escapamentos amortecedores, balanceamento motor e câmbio

Fone: (45) 3277-1623

Rua áurea, 1329 - Centro - Toledo

Fone/Fax: (42) 3522-2942 Rua Manoel Estevão, 380 - Centro União da Vitória - PR zlkraemerdalfertil@sincronet.com.br

Especializados em Túmulos Capelas e Jazigos Fone/Fax: (45) 3277-1891 Av. Maripá, 6590 Ao lado do cemitério municipal Toledo - PR

Rua Arroio Trinta, 264 Cj. Atenas II - Campo Comprido Curitiba - PR calhasantaclara@hotmail.com

Fone/Fax: 3622-1652 Fone: (43) 3254-5379 Fax: (43) 3254-8101 Rua Niterói, 159 - Cambé - PR www.bellylustre.com.br

Fones: 9924-3251 9924-7140 Rua Antonio Stocheiro, 690 Campo Grande - Itaperuçu - PR

Fone: (41) 3373-4592

Há 30 anos atendendo com qualidade!

Comércio e Representações de Insumos Agrícolas Ltda.

Madeiras Brutas e Beneficiadas

Rua Trajano Reis, 828 - Alto da XV

Fones: (41) 3621-7646 (41) 3621-1752 Rua Curitiba, 43 - Jardim Curitiba Colombo - PR metametais@metametais.ind.br www.metametais.ind.br Linha Imobiliária, tinta acrílica semi-brilho, tinta acrílica fosca, selador pigmentado, selador repelente para infiltração, massa corrida, massa acrílica, massa cor para aplicação SB, reboco

(a 100 metros da XV)

Fone: (41) 3085-9339

eusebiopremoldadosltda@hotmail.com

Rua Fernado Souza Costa, 800 Fazendinha - Curitiba - PR

Guarapuava - PR

Granel Recuperadora de Carretas Fones: (45) 3273-1573 (45) 3273-1137 Estrada Linha Brasil, s/n Alto Sta. Fé Nova Santa Rosa - PR

Cooperativa Regional dos Produtores de Leite Rua Benjamin Constante, 1716 Centro Guarapuava - PR Fone: 3623-1925

O destino de quem ama... Atendimento totalmente eletrônico

Fone: (41) 3348-8657 Fax: (41) 3348-0754

Fone: (46) 3224-6804 BR 158 - KM 520 (em frente ao depósito da Copel) - Pato Branco

Estrada do Ganchinho, 239 Umbará - Curitiba - PR solind@brturbo.com.br

Parizoto & Cia Ltda.

Anhambi Alimentos Ltda.

PR 483 - Km 377 Trevo Renascença - PR Fone: 3550-1221

Fone: (41) 3666-8677 Av. Marginal Direito, 1688 Guaraituba - Colombo - PR

Reforma em Geral de Carretas Fone: (42) 3228-0015 Rua Izabel Ossowski, 92 Chapada - Ponta Grossa - PR

Volmir Caetano Simionato

Beneficiamento de Madeiras Dalcimar

Rod. PR 469 - km 32 Itapejara - PR

Rod. BR 280 - km 176 Parque Industrial Renascença - PR

Rua Floriano Peixoto, 155 - São Cristovão Chopinzinho - PR

Fone: 3526-1548

Fone: 3550-1105

Fone: 3242-1245


INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

Vexilium Construções e Empreendimentos

Cerâmica Sul Paraná Ltda. Rua Principal, 220 Guarapuava - PR Fone: 3438-1144

Fones: (41) 4114-0642 3643-0694 Araucária - PR iron_horsepneus@hotmail.com

Rua Marcos Nicolau Strapassini, 646 Parque Indusrial Campina Grande do Sul - PR Fone: 3679-1093

Cozinhas - Áreas de Serviço - Banheiros

Pedras Britadas Para Construções em Geral Fones: (42) 3623-5042 / 3623-5329 Fone/Fax: (42) 3623-5864 PR 170 - KM 7,5 Saida para Pinhão Guarapuava - PR

Fone/Fax: (41) 3335-8292 Rua Ney Leprevost, 121 Parque Barigui - Curitiba - PR

Av. Rio Grande do Sul, 522 Dois Vizinhos - PR

www.cglcondominiosfechados.com.br

Fone: (46) 3542-1263

Distribuidora de Petróleo LTDA. Fone: (47) 3372-8864 Fax: (47) 3372-8847

• Matriz: BR. 280 KM. 84 - Centro Corupá - SC - Fone: (47) 3375-1527

R. Manoel Francisco da Cosa, 2000 Vieiras - Jaraguá do Sul - SC

• Filial: Rua Jorge Lacerda, 125 Centro - Corupá - SC

Fone: (46) 3547-1683

Fone: (46) 3536-4431

Av. das Peróbas, s/n Santa Izabel do Oeste - PR

Fone: (45) 3251-1262 Rua Curitiba, 767 Ouro Verde do Oeste - PR

Fones: (46) 3536-3417 3536-3192 / 3536-3741 Rod. PR 469 - KM 69 Dois Vizinhos - PR nutriparpr@gmail.com

Rua Etelvino Delani, 11 Bairro Industrial II - Ampére - PR www.movelmar.com.br rude@movelmar.com.br

Fone: 3274-3333 Fax: 3274-3330 Rua Roberto Ziemann, 3733 Bairro Amizade Jaraguá do Sul - SC www.moldemaq.com.br moldemaq@moldemaq.com.br

Indústrias Maripá Ltda. Frigorífico e Laticínio Kinobresa LTDA Fone: (46) 3243-1249 Rua Principal Cumunidade São Bento Mangueirinha - PR kinobresa@yahoo.com.br

Mesas e Tacos de Bilhar, Móveis Aberturas e Madeiras Serradas Fone: (42) 3623-0785 Fax: (42) 3623-3713 Rua Xavier da Silva, 1970 - Centro Guarapuava - PR www.autocenteradrifer.com.br adrifer@autocenteradrifer.com.br

Madeireira Beira Rio LTDA. Serraria - Beneficiamento de Madeiras - Madeiras em Geral Fones: (47) 3653-2012 3653-2055 Fax: (47) 3653 2235

Lavagem, Lubrificação e Abastecimento Fone: (46) 3254-1131

Papanduva - SC

Av. Araucária, 3260

Rancho JE

Imobiliária BNI

Rod. BR 277 - km 05 Zona Rural Palmeira - PR

Rua Drongo, 1040 Centro Arapongas - PR

Fone: 9979-8804

Fone: 3252-1889

Av. Manoel Ribas, 325 - Centro Itapejara D’Oeste - PR

Silos, secadores, transportadores, máquinas de limpeza, usinas para biodesel, prensas para extração de oleo vegetal. Fone/fax: (46) 3225-2929 Av. das Indústrias, 250 - Distrito Industrial - Pato Branco - PR comercial@silofertil.com.br

Cargis Transporte Rodoviário Ltda. Rua Wilson Valdivia Domingues, 201 Jardim das Araucárias Curitiba - PR Fone: 3366-6599

Fone: (44) 3687-1212

Fones: (46) 3252-3433 3252-3676 - Fax: (46) 32521695

Avenida Farrapos, 335 Maripá - PR

Rua Alceu Carneiro Schereiner, s/n Parque Industrial Clevelândia - PR

Revendedor de Tratores e Colheitadeiras New Holland. • Chapecó - SC: R. Fernando Machado, 2282-D Fone: 3323-5099 • Xanxerê - SC: BR 282 - km 101 - Fone: 3433-0550

Autarquia dos Serviços Funerários de Apucarana Rua Gastão Vidigal, 777 - Centro Apucarana - PR Fone: 3423-3599

Indústria e Comércio de Madeiras Ltda. Fone/fax: (49) 3353-2510 BR282 - km 525 - Xaxim - SC madermoveis@desbrava.com.br

Auto Posto Consul Ltda. Rod. BR 376 - km 02 São José dos Pinhais - PR Fone: 3382-1233


5

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL PONTA GROSSA

Governo vai investir R$ 6 milhões no Parque Estadual de Vila Velha

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, por meio do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), pretende investir R$ 6 milhões para ampliar a infraestrutura de atendimento aos visitantes e fortalecer as ações ambientais dentro do Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa. O anúncio foi confirmado pelo secretário Jorge Augusto Callado Afonso durante a assinatura de um termo de cessão de uso entre o IAP e a Ecoparaná – autarquia da Secretaria de Turismo – para gerenciamento do Parque. Desta forma, O IAP ficará responsável pelo fortalecimento das ações ambientais e a Ecoparaná pelo gerenciamento turístico do parque. “Vamos repassar à Ecoparaná, por meio do IAP, recursos para ampliar o potencial turístico e fortalecer ações ambientais no parque. Desde 2004, quando o parque foi reaberto para visitação, a Secretaria do Meio Ambiente acumulava as responsabilidades de gerenciamento ambiental e turístico”, aponta o secretário Jorge Augusto. Segundo ele, o Paraná foi um dos quatro estados brasileiros que contribuíram para a publicação do Ministério do Meio Ambiente “Sustentabilidade Financeira Áreas Protegidas” – que traz um diagnóstico financeiro das Unidades de Conservação Estaduais. “A atual gestão tem dado uma especial atenção às unidades de conservação do Estado com o intuito de garantir a preservação e também proporcionar o contato saudável com a natureza para a população paranaen-

O IAP conta com profissionais capacitados que recebem os visitantes com orientações e educação ambiental por meio de palestras, apresentação de filme e visitação monitorada.

se”, destaca o secretário. O Parque de Vila Velha possui grande potencial turístico e está entre as Unidades de Conservação que mais recebem visitantes no Paraná. Desde o ano de 2006 até agora, passaram cerca de 60 mil pessoas no Parque. A arrecadação chega a R$ 400 mil por ano. Para o presidente do Instituto Ambiental do Paraná, José Volnei Bisognin, a celebração do novo termo irá contribuir para que as ações do IAP tornem-se mais efetivas e atenda a expectativa da população. “Estamos trabalhando para a reestruturação de modo atender os preceitos de conservação da biodiversidade e educação ambiental”, afirma Bisognin. CONSCIENTIZAÇÃO Desde a reabertura do parque, o

IAP conta com profissionais capacitados que recebem os visitantes com orientações e educação ambiental por meio de palestras, apresentação de filme e visitação monitorada. Segundo a gerente do parque, Maria Angela Dalcomune, aproximadamente 50% dos visitantes são estudantes em atividades de educação ambiental. “Temos uma grande demanda de grupos estudantis que vêm até o parque para esclarecimentos de modo geral sobre a flora e a fauna local”, declara. Além disso, o IAP também realiza e acompanha diversas atividades e pesquisas científicas, como exemplo, a retirada de pinus – espécie exótica invasora – atividade de manejo e educativa junto com a sociedade envolvendo diferentes públicos. No período, durante uma ação inédita, foi realizado um levantamento de todas as espécies existentes e também a retirada da regeneração de espécies exóticas: 540 mil de pinus e 27 mil outras arbóreas. AÇÕES Com o Programa de Manejo

tituições parceiras como a Associação dos Deficientes Físicos de Ponta Grossa, que contribui para a operacionalização da lanchonete e com a Associação dos Artesãos para operacionalização da loja de artesanatos. Com a assinatura do termo de cessão de uso o IAP também passará a contar com mais uma importante parceria da secretaria de turismo, que através da Ecoparaná, irá fortalecer a questão turística do parque.

O plano de prevenção e combate a incêndios florestais com uma brigada formada por funcionários, comunidade local em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Rodomar Veículos e Máquinas Ltda. Alameda Bom Pastor, 781 Zona Rural - São José dos Pinhais - PR Fone: 2169-0055

Zico Ferro e Aço Rua Bento Munhoz da Rocha, 250 Bairro Primavera - Guarapuava - PR Fone: (42) 3629-2121

implantado foi elaborado um plano de prevenção e combate a incêndios florestais com uma brigada formada por funcionários, comunidade local em parceria com o Corpo de Bombeiros. No período de 2006 a 2009 foram combatidos cerca de 26 focos de incêndio. Outra importante iniciativa foi o plano de fiscalização de caça e pesca em parceria com o Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde. Para o funcionamento do parque, o IAP também conta com diversas ins-

Herboeste Fone: (46) 3543-1544 Av. Rubem C. Caselani, 2191 Realeza - PR e-mail: veimoto@wln.com.br

Av. Parigot de Souza, 1327 Centro - Toledo - PR Fone: 2103-2284

Corujão Veículos Rua Guaianases, 400 Portão - Curitiba - PR Fone: 3340-4400


6

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL LITORAL

Seminário mostra a importância da restinga para áreas litorâneas Políticas públicas, ações e projetos para conservação e manutenção dos remanescentes de restinga no Litoral paranaense foram discutidos em Matinhos, no Seminário “Restinga – Que ‘matinho’ é esse?”. Representantes dos sete municípios litorâneos (Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Morretes, Guaraqueçaba e Paranaguá) compareceram ao evento promovido para mostrar à população o que é o bioma restinga, vegetação que, entre outros benefícios, forma uma barreira natural contra as ressacas e controla o avanço das dunas evitando que seus movimentos provoquem prejuízos urbanos. A programação incluiu palestras de biólogos sobre as espécies de fauna e flora encontradas na restinga; apresentação do projeto Restinga Viva; visita a campo; a experiência do município de Itapema, em Santa Catarina para proteção da restinga; conservação e manejo da restinga no Espírito Santo e técnicas de compostagem. Ao final, os participantes discutiram propostas e ações para proteção da restinga que deverão ser realizadas nos próximos meses que antecedem a temporada de verão. A iniciativa é uma parceria entre a Prefeitura de Matinhos e o Governo do Estado - por meio da Sanepar, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Emater e Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde. IMPORTÂNCIA Restingas são formações vegetais costeiras, extremamente adaptadas a condições adversas como ventos, terrenos arenosos, baixos níveis de fertilidade do solo e elevado grau de sali-

nidade. Tudo isso se deve à sua proximidade com o mar. Associadas à restinga estão as dunas, formadas pela areia e depositada nas praias pelas marés altas e transportadas pelos ventos, gerando elevações em constante mudança. Durante o seminário, a Prefeitura de Matinhos apresentou o projeto de engordamento da orla do município, prejudicado pelo avanço do mar e, em muitos casos, pela degradação das áreas de dunas e restinga. O projeto – com investimentos de R$ 22 milhões - consiste em aumentar 50 metros a faixa de areia na orla do município, recuperando áreas de erosão e a paisagem local. Será necessária a utilização de 1,3 milhão de metros cúbicos de areia retiradas de jazidas localizadas a 13 metros de profundidade em mar aberto. O prefeito Eduardo Dalmoura contou que sempre foi defensor da preservação do ecossistema. Segundo ele, a primeira fase do projeto é o engordamento da orla e o segundo a revitalização da praia e que inclui o plantio de espécies nativas da restinga. “Vamos construir um grande viveiro que vai aliar a produção de mudas de espécies nativas da restinga com e reciclagem do côco verde. A ideia é cortar o côco ao meio e utilizá-lo para o plantio de mudas, tendo em vista que o côco segura a umidade por até 30 dias, o que permite o plantio na areia”, antecipa Dalmoura. A construção do viveiro será uma parceria entre a prefeitura, IAP e Sanepar – idealizadora do projeto piloto Restinga Viva. As mudas produzidas no viveiro, localizado no Parque Estadual Rio da Onça, contribuirão para acelerar a recuperação das áreas degradadas no litoral

Políticas públicas, ações e projetos para conservação e manutenção dos remanescentes de restinga no Litoral paranaense foram discutidos em Matinhos, no Seminário “Restinga – Que ‘matinho’ é esse?” (Foto: Rafel Augusto Scmitt)

paranaense. O coordenador de biodiversidade e florestas da Secretaria, Leverci Silveira Filho, lembrou que as ações da Secretaria do Meio Ambiente tem sido focadas na orientação de turistas e veranistas. “Com o trabalho conjunto entre o IAP e a Força Verde garantimos a proteção integral das áreas de restinga em Pontal do Sul e Guaratuba, por exemplo, onde os turistas entravam com veículos na faixa de areia em temporadas anteriores”, relatou. “Precisamos agregar mais e avançar nesta política importante de recuperação e cuidado do nosso

litoral. Quanto mais protegida, maior será o porte da vegetação e mais protegida estará a nossa orla”, destacou. O Governo do Paraná apoia ações em torno da preservação da restinga. Os resultados são inéditos e podem ser comprovados nos municípios de Guaratuba e Pontal do Paraná, onde o isolamento da orla foi coordenado por Associações de Surfe e Bodyboard. O trabalho despertou o interesse das crianças e dos comerciantes que já estão ‘adotando’ áreas de restinga em frente aos seus estabelecimentos.

Fone/Fax: (46) 3542-1420 Rod. PR 281 - KM 592 área Industrial Santa Izabel do Oeste - PR

Fisioterapia Sta. Terezinha Atendimento com hora marcada: (41) 3458-6315 Convênios: Unimed, Fund. Copel, Fund. Sanepar, Cassi, Sinan, Magicel Vip Club, Daidallein do Brasil, Pass-Saúde, Correios e Assefaz.

Rua Itália, 180 - Bairro Nações - Fazenda Rio Grande - PR

PR 412, km 2,5 n. 2422 - Baln. Santa Terezinha - Pontal do Paraná - PR

41 3432-1240

IND. E COM. DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS SOTER LTDA. Av. Thiago Peixoto, 1788 - Batel - Antonina - PR


7

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL PARANÁ

Governo vai mapear remanescentes de floresta com Araucária no Paraná O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, e o presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Volnei Bisognin, assinaram uma parceria de cooperação técnica que garantirá o mapeamento de 4.014.531 de hectares de floresta com araucária, na região sudoeste do Paraná. A empresa Tractebel Energia está investindo R$ 154 mil no trabalho que será realizado pela Fundação de Pesquisas Florestais (FUPEF) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Durante quatro meses será feito o mapeamento das áreas, por meio da interpretação de imagens de satélites e verificação em campo, em 53 municípios – abrangendo os escritórios regionais do IAP de Guarapuava, Pato Branco, União da Vitória e Irati – região que contém o maior remanescente da Floresta com Araucária no Paraná. “Este mapeamento é fundamental para termos dados atualizados sobre os remanescentes de floresta com araucária que o Paraná ainda possui. Além disso, com os resultados do mapeamento poderemos propor estratégias cada vez mais eficazes para a conservação desta floresta”, afirmou Jorge Augusto Callado Afonso. Ele também agradeceu a empresa Tractebel pelo apoio ao órgão ambiental. “Esperamos que esta iniciativa da Tractebel de apoiar ações de sustentabilidade ambiental tenham reconhecimento dentro e fora do país”, completou. O gerente da Usina Hidrelétrica da Tractebel Salto Santiago, Júlio César Lunardi, ressaltou que a empresa tem interesse em parcerias com o IAP. “São ações eficazes e que contribuem para a preservação da biodiversidade, por isso estamos sempre abertos a parcerias”, mencionou Júlio.

CONTRIBUIÇÃO O trabalho auxiliará no projeto para criação das Áreas Estratégicas para a Conservação da Biodiversidade. No ano de 2007 o IAP e a Organização Não-Governamental (ONG) The Nature Conservancy definiram áreas estratégicas para conservação da biodiversidade no Paraná. São elas: Unidades de Conservação, entorno de Unidades de Conservação e corredores de biodiversidade. O presidente do IAP disse que o mapeamento será uma ferramenta para o planejamento da paisagem da região da Floresta com Araucária, indicando áreas mais importantes a serem conservadas. “É fundamental sabermos o que queremos proteger. Este convênio fará com que tenhamos em quatro meses a quantidade exata de floresta com araucária no Paraná”, relatou. Ele afirmou que o mapeamento indicará grandes áreas de florestas e com maior valor ecológico que poderão ser transformadas em áreas de proteção integral. “Além disso, vamos identificar áreas particulares de produtores rurais que poderão ser beneficiados, por meio de projetos de pagamentos por serviços ambientais”, finalizou Volnei. A diretora de biodiversidade e áreas protegidas do IAP, Márcia Pires Tussolino, lembrou que foi firmado um termo de cooperação entre o IAP e a Tractebel, com o objetivo de proteção com desenvolvimento sustentável. “Tendo em vista a importância da proteção da floresta com araucária no Paraná, resolvemos começar o mapeamento por ela”, explicou a diretora de biodiversidade e áreas protegidas do IAP, Márcia Pires Tussolino. ÚLTIMO LEVANTAMENTO O último levantamento da cobertura

Fones: (42) 3624-2002 (42) 3624-1828 Rua Alzino Carazzai, 279 - Bairro Primavera - BR 277 - Guarapuava postoplanalto@brturbo.com.br

O mapeamento será uma ferramenta para o planejamento da paisagem da região da Floresta com Araucária, indicando áreas mais importantes a serem conservadas. (Foto Denis Ferreira Neto)

florestal realizado especificamente para a Floresta com Araucária, em 2002, demonstrou a existência de apenas 0,8% de cobertura florestal em estágio avançado de regeneração, ou seja, de árvores mais antigas e que existiam originalmente no Paraná. Já a porcentagem de floresta em estágio médio de regeneração representa 14,47% da área total e em estágio inicial de regeneração representam 14,04%. O levantamento também indicou que apenas 190.627,31 hectares da Floresta Ombrófila Mista eram considerados áreas protegidas, dos quais 0,09% eram constituídos por unidades

Serviços de Terraplenagem em Geral Fone: (46) 3225-3647 Fax: (46) 3225-4547 BR 158 - KM 536, N° 8655 Pato Branco - PR email: patoterra@bol.com.br

de conservação de proteção integral, indicando a necessidade de mais áreas protegidas para a região. Em contrapartida o levantamento da Fundação SOS Mata Atlântica apontou a existência de 12% de remanescentes da floresta com Araucária no Brasil (FUNDAÇÄO SOS Mata Atlântica / INPE, 2008). “Assim, é importante o mapeamento dos últimos remanescentes da Floresta com Araucária no Paraná para futura adoção de estratégias para sua conservação”, completou a técnica do IAP, responsável pelo mapeamento, Mariese Muchailh.

• Laminadora: Fones: (47) 3655-1356 (47) 3655-1009 • Maderite: (47) 3655-1569 Rua Victor Fernandes de Souza, 2040 - Centro - Major Vieira - SC bimade@uol.com.br

• Bombas Hidráulicas • Comandos Hidráulicos • Juntas Universais (Cruzetas) • Mangueiras de Alta Pressão e Conexões • Tomadas de Força

(41) 3268-4651 Comércio e Manutenção de Hidráulicos Ltda.

Rua Omar Raymundo Picheth, 111 - Xaxim - Curitiba - PR riwashidraulicos@yahoo.com.br


8

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL CURITIBA

Parque Linear do Barigui ganha 210 mil m² O parque linear do Barigui, uma das metas do programa Viva Barigui, passará por mais uma etapa de consolidação. A Prefeitura incorporou 210 mil metros quadrados de área em dois trechos, proporcionando a recuperação e preservação de aproximadamente 2.526 quilômetros de margens do rio, numa faixa que varia de 20 a 50 metros. O parque linear interligará parques, bosques e áreas de lazer já existentes com novas unidades de conservação que serão instaladas, formando um corredor de biodiversidade e de infra-estrutura às margens do rio Barigui. VIVA BARIGUI O Viva Barigui, lançado em 2007, tem por objetivo reverter situações de degradação da bacia, adotando medidas de preservação de

nascentes, conservação de ambientes naturais ainda existentes na região, ordenamento das áreas de ocupação irregular às margens do rio, em ações acompanhadas da recomposição da vegetação nativa e, conseqüentemente, melhoria da qualidade hídrica da bacia. “ É uma soma de ações e tarefas a médio e longo prazo, seguindo um plano estratégico para recuperação da maior bacia hidrográfica da cidade”, diz o prefeito Luciano Ducci. Nos dois trechos, na Fazendinha e outro na CIC, foram incorporadas áreas ao patrimônio municipal por meio de diferentes instrumentos legais como pagamento de dívidas com o município, potencial construtivo, relocação de famílias em áreas de invasão e desapropriações.

DADOS GERAIS >> O rio Barigui tem 60 quilômetros de extensão. Nasce em Almirante Tamandaré, a 15 quilômetros de Curitiba, e atravessa a capital do Paraná até desaguar no rio Iguaçu, na divisa com Araucária. Percorre 45 quilômetros em Curitiba. >> Em Curitiba, a bacia do Barigui banha 144 quilômetros quadrados do território em 25 dos 75 bairros do município.

>> Ao longo da bacia do Barigui vivem 30% da população de Curitiba (457.571 habitantes). >> Os principais afluentes da bacia do Barigui são: rios Uvu, Ribeirão dos Miller, Campo Comprido, Vila Formosa, Cascatinha, Ribeirão do França, Campo de Santana, o córrego Vista Alegre e os arroios do Pulador e do Andrade.

90 mil metros quadrados. Nesse trecho, além da incorporação de áreas, a Prefeitura revitalizará a área de lazer Mané Garrincha, implantará pista compartilhada de pedestre e bicicleta nos dois lados da margem, além do plantio de vegetação nativa. O segundo trecho abrange um pedaço da Vila Nova Barigui, antiga área de invasão de onde a Prefeitura, por meio da Companhia de Habitação de Curitiba (Cohab), transferiu 150 famílias que vivam em condições de risco às margens do rio, para sobrados de alvenaria do empreendimento Moradias Aquarela, na mesma região. O trecho da Fazendinha, novo trecho do parque Linear terá 120 mil metros quadrados, numa extensão que vai beirando o rio desde a rua Dionira Klemtz até o parque Cambuí. (Foto Ilustração: SMMA)

LAZER No fim deste ano serão licitadas obras de implantação de equipamentos de lazer e ações de recuperação ambiental nos dois novos trechos do parque linear. Parte dos recursos para as obras, cerca de R$ 19 milhões, está no pacote de investimentos negociados pela Prefeitura com a Agência Francesa de Desenvolvimento. Na Fazendinha, o novo trecho do parque Linear terá 120 mil metros quadrados, numa extensão que vai beirando o rio desde a rua Dionira Klemtz até o parque Cambuí. Nesse trecho, uma grande área de

Induspel Embalagens e Artefatos de Papel Ltda.

Serraria Gaturamo Av. Gaturamo, 121 Centro - Arapongas - PR Fone: 3252-0340

Fone: (46) 3543-1235 Vila água Branca Realeza - PR email: ceramicarealeza@wln.com.br

Harbor Operadora Portuária Av. Gabriel de Lara, 1172 Bairro 29 de Julho - Paranaguá - PR Fone: 3425-6019

lazer será conectada ao Bosque da Fazendinha. Entre os equipamentos previstos estão pista de caminhada, quadras esportivas, playground, iluminação, além da recomposição da mata ciliar com vegetação nativa. “A infraestrutura para uso público ajuda a população a se apropriar de forma ordenada do espaço, e ajuda a evitar invasões”, destaca o secretário municipal do Meio Ambiente, José Antonio Andreguetto. O segundo trecho do Parque Linear do Barigui vai da avenida Senador Salgado Filho, perto do Contorno Sul, até a rua João Bettega, dos dois lados da margem do rio, num total de

RELOCAÇÃO A relocação de famílias de áreas de ocupação irregular é um dos componentes do Viva Barigui, coordenado pela Cohab e Secretaria Municipal do Meio Ambiente, para recuperação da faixa de preservação permanente do rio, com atuação em 13 vilas e transferência de um total de 807 famílias. Em 2011, a Prefeitura prevê a incorporação de outros 90 mil metros quadrados de áreas ao Parque Linear do Barigui, nas regiões do Mossunguê, CIC, Santa Quitéria, Seminário e Fazendinha. “É um processo que vem sendo construído dentro de um planejamento, onde a Prefeitura prioriza investimentos e ações conjuntas”, diz Andreguetto.

Estrada da Graciosa, km 07 - s/n Morretes - PR Fone: 3462-3747

Walter J. Gehrmann Chácara Margarete Estrada da Ilha, km 03 - Zona Rural Castrolanda - PR Fone: 3234-1304


INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

Indústria e Comércio de Madeira Ltda. Av. Prefeito Abrão, 225 Centro - Bituruna - PR Fone: 3553-1579

Representações Bedin Comércio de Insumos Agrícolas

Fone: (46) 3550-1122 Telefax: (46) 3550-1270 Av. Castelo Branco, 354 Renascença - PR bedin@wln.com.br

Reaproveitamento de Sucatas de Ferro A.A. Ltda. Av. Bento Munhoz da Rocha Neto, 250 Bairro Primavera - Guarapuava 0 PR Fone: 3624-2121

AUTO MECÂNICA DEPARIS LTDA. Reforma de Secadores e Elevadores de Cereais Fone: (46) 323-4741 Av. Getúlio Vargas, 454 Francisco Beltrão - PR

Fone: (46) 3252-3627 Rua Barão do Rio Branco, 2416 Clevelândia - PR CERÂMICA VICCARI LTDA. Atendemos toda região do Sudoeste do Paraná Fone: (46) 3252-1339 Trevo Clevelândia

Indústria de pré-moldados, estruturas metálicas, construção civil, projetos e execuções. Av. “A”, n. 4070 - Parque Industrial Dois Vizinhos - PR

Fone/fax: (46) 3536-173

Fone: (46) 3547-1455 Rua Romildo Bortoli, 473 Bairro Industrial II - Ampére - PR bertolini@bertolinipremoldados.com.br

Fone: (46) 3550-1121 Rod. PR 483 - Km 377 - Bairro Trevo - Renascença - PR

Erva-mate Chimarrão

FAPOLPA

www.bateriasreal.com.br Fone: (46) 3543-1178 Rod. PR 182 - Km 463,7 Bairro Industrial - Realeza - PR

Ind. de Papel e Embalagens Ltda. Papel para Embalagens www.fapolpa.com.br Rua Governador V. Parigot de Souza, 1063 Bairro Lagoão - Palmas Fone: (46) 3263-1116 email: estrela@proserv.com.br

(49) 3655-1834 Fones: (49) 3445-4512 3447-0025 / 3447-0028 Fazenda São José Abelardo Luz - SC oliveiradaluz@masterinfor.com.br

Fone/fax: (49) 3652-0152

Fone: (49) 3445-4000

Rod. SC 471 - Km 13 (Trevo) Palma Sola - SC

Abelardo Luz - SC prainha.campingabl@yahoo.com.br

Fone: (46) 3543-1287 Av. Bruno Zuttion, 3498 - Centro Realeza - PR e-mail: autopostoagd@hotmail.com

Cerâmica Boligon Ltda. Silos e secadores, máq. de pós e pré limpeza, transp. de cereais, ventiladores, filtros de manga, sist. de exaustão industrial, estruturas metálicas

Linha Fazendinha Mariópolis - PR

Estrada Geral - esquina Gaúcha Pérola do Oeste - PR

Fone: (46) 3223-5732

Fones: (46) 3556-5000 3556-5092

soberano@qualinet.com.br

Fone: (46) 3536-1718 Auto Posto V.W. Ltda. Av. Getúlio Vargas, s/n Fone: (46) 3242-1866

Av. Dorvalino Tosi, 240 e 255

Fone/fax: (46) 3223-4596

Chopinzinho - PR triangulo@chnet.com.br

Dois Vizinhos - PR

Jan de Boen Fazenda Horizonte

Mineração Pianaro Ltda.

Frigorífico Theilacher

Estrada Capão Alto Zona Rural Castrolanda - PR

Rua Caetanho Munhoz da Rocha, 2885 Guabiroba - Campo Largo - PR Fone 3292-1870

Rua Roberto Ziemman, s/n 3 Rios do Norte Jaraguá do Sul - SC Fone: 3371-2033

Fone/fax: (46) 3538-1112 Av. Bertino Warmlling, 1805 - Bairro Olaria - Salto do Lontra - PR

Fone: 3234-1150

Rua Maria Nelly T. Catusso, 797 Centro Campo Erê - SC

Comércio de Cereais GRANCAME Ltda.

www.sementescrestani.com.br

jocelito@sementescrestani.com.br

Fábrica de Tijolos de 6 e 8 furos

Av. Fernando Machado, 4001-D Chapecó - SC

Ervateira Soares

ESTRELA

Indústria de Papel Ltda. Papel, Papelão, Tubetes, Papéis Tissue www.estrelapapeis.com.br

Comércio de Combustíveis

Fone: (49) 3324-0191

Rua Eng. Guilherme Jorge Scheide, 755 - Bairro Parque Ind. Planalto - Pato Branco - PR e-mail: datasilos@datasilos.ind.br

Barras hidráulicas, lavra frascos, marcadores de linha Fone: (46) 3540-1789 e-mail: pramarc@rline.com.br Rua Leonardo Giongo, 671 Bairro Industrial - Pranchita - PR

Super Mercosul

Adalberto A.M. de Almeida (Casa do Agricultor)

Rua Augusto Thomas, 535 - Centro Canta Galo - PR

Av. Elvino Barczak, s/n Centro - Cruz Machado

Fone: 3636-1429

Fone: 3551-1129


INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

J.J. Scharm

Relí Alumínios Rua das Laranjeiras, 93 Colonia Gabriela Almirante Tamandaré - PR Fone: 3657-4916

Respeito por você e pela natureza! Fone: (46) 3234-1336 Est. Rancho Alegre, s/n° Bom Sucesso do Sul - PR quimicafortepr@gmail.com

Rua Alfredo Fabiane, 236 Bairro Primavera - Guarapuava - PR Fone: 3624-8579

Abastecimento, Lubrificação Lavagem, Conveniência

Fone: (46) 3542-1227 Fone: (46) 3523-4450 Av. Júlio Assis Cavalheiro, 58 Centro - Francisco Beltrão - PR postobalanca@hotmail.com

Rua Guamirin, s/n° B. São José Operário Santa Izabel do Oeste - PR

Fone: (46) 3550-1766 LInha Buriti PRT 280 - KM 245 Renascença - PR alberto@coopertradicao.com.b www.coopertradicao.com.br

Fone: (46) 3263-1272 Rua Augusto Guimarães / Esq. com Rua Cap. Frederico T. Guimarães Palmas - PR

Fone/Fax: (46) 3224-1715 3225-6933

Rua José Leonardi, 225 (acesso ao Aeroporto) Pato Branco - PR zanca25@hotmail.com www.terraplenagemzancanaro.com.br

Agendamos Consultas com Oftalmologista com desconto Ao meio dia: buffet livre e espeto corrido. À noite: festas e eventos. Fone: (46) 3224-8457 Rua Paraná, 368 (Ao lado da Fundação de Saúde) Pato Branco - PR

Fone: (46) 3524-7019 Rua Guerino Cella, 139 Bairro Padre Ulrico Fco. Beltrão - PR

Fone/Fax: (46) 3225-1515 3225-2782 Fones: (46) 3523-4093 / 3524-3554 Av. General Osório, 842 Francisco Beltrão - PR

Rua Ledovino Fasolin, 151 Bairro Dall Ross - Pato Branco - PR enerquimica@win.com.br

Fábrica de Telhas, Tijolos, Comércio varejista de materiais de construção Fone: (49) 3445-4500 Rod. SC 467 - KM 19 - s/n° Bairro Santa Luzia Abelardo Luz - SC basei@frosinet.com.br

Viepel Embalagens de Papel Rua João Vitorino, 237 Centro Ind. Mauá Colombo - PR Fone: 3675-0304

Fones: (49) 3645-0277 / 3645-0545 Rua 1° de Maio, 1567 Guaraciaba - SC

Gemel Com. de Artigos Médicos e Ortopédicos Ltda. Rua Marialva, 21 Pedro Demeterco Pinhais - PR Fone: 3633-6870

Fone/Fax: (46) 3550-1385 PR 280 - KM 176 Renascença - PR

Serviço e Comércio de Platores e Discos de Embreagens. Remanufaturados Leves e Pesados

Fone: (46) 3223-2895 Av. Tupi, 6700 Pato Branco - PR

Agropecuária - Veterinária Pet Shop

Comércio de Peças e Manutenção para Máquinas Pesadas e Serviços de Terraplagem

Fones: (46) 3536-7221 / 3536-1665

Fone: (46) 3524-3520

Rua 7 de Setembro , 325 Centro Norte - Dois Vizinhos - PR

Rua Nossa Senhora da Glória, 197 Francisco Beltrão - PR

Fone: (42) 3644-1388 Rua Vista Alegre, s/n° Vila Oliveira Santa Maria do Oeste - PR

Fone: (46) 3550-1415 Prolongamento Marechal Hermes da Fonseca - Área Industrial 2 Renascença - PR

Av. das Indústrias, 1.117 Parque Industrial Fazenda Rio Grande - PR Fone: (41) 3604-3929

Fones: (46) 3523-4014 / 3524-4485 Av. Antonio P. Cantelmo, 644 (Ao lado do Itaú) Fco Beltrão - PR

Compensados , Serrafeados, Serrados, Laminados, Painéis, Agropecuária, Importação, Exportação

Fone/Fax: (49) 3652-0245 3652-0067 Vila Capeinga - Campo Erê Palma Sola - SC dalligna@smo.com.br

Areal Estância da Graça Aterro, terraplenagem, limpeza de lotes, areia, pedra brita, saibro Fones: (41) 3458-6000 (41) 9672-2079

www.metalexpoente.com.br email: adm@metalexpoente.com.br

Trevo da Praia de Leste Pontal do Paraná construtora.graciosa@brturbo.com.br

Churrascaria Brescovit

D. Paula Auto Posto Ltda.

Ghoatto Portas e Madeiras

Rod. BR 277 - km 347 Jardim das Américas Guarapuava - PR Fone: 3624-7729

Rod. BR 376 - Km 627 São José dos Pinhais - PR

Rua Maria de Souza Coelho, 195 CIC - Curitiba - PR

Fone: 3384-3030

Fone: 3288-8051


9

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL LITORAL

INFORME PUBLICITÁRIO

Aranha Marrom ataca mais no calor. Cuide-se!

Comunidade de Ilha das Peças ganha galpão para triagem de material reciclável A comunidade de Ilha das Peças agora dispõe de um local apropriado para fazer a separação de resíduos. A unidade tem capacidade para separar até 150 quilos de resíduos por dia e o material coletado é enviado para o aterro sanitário de Paranaguá. A instalação do galpão foi parte das atividades realizadas durante a II Gincana Socioambiental Universitária. O evento, organizado pelo Instituto Chico Mendes e com apoio do Governo do Estado, promoveu também ações de separação de resíduos, palestras, oficinas, atividades culturais, teatro e distribuição de materiais educativos para a comunidade. A gincana teve como principal objetivo trabalhar com a comunidade tradicional caiçara de forma a promover melhores condições de vida. Além disso, contribuiu para a

extensão universitária com muita ação e o comprometimento por parte das instituições de ensino que aderiram a esta mobilização. O biólogo da Secretaria do Meio ambiente Leverci Silveira, um dos organizadores do evento, explicou que a gincana foi realizada com base no resultado de uma pesquisa aplicada junto aos moradores. Eles apontaram as principais dificuldades que enfrentam no cotidiano. “É muito gratificante porque as ações realizadas permanecem para o benefício da comunidade. Tivemos um significativo avanço da primeira para a segunda edição e estamos trabalhando para manter a sustentabilidade nas ações efetivas realizadas para a comunidade”, avaliou Silveira. GINCANA A gincana foi realizada entre os

A gincana teve como principal objetivo trabalhar com a comunidade tradicional caiçara de forma a promover melhores condições de vida.

dias 4 e 6 de setembro de 2010, na Ilha das Peças e município de Guaraqueçaba, região litorânea. Participaram estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, das Faculdades Integradas Camões, Faculdades Integradas Espírita, Faculdade Bagozzi e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. O evento foi realizado em três etapas, iniciado com o diagnóstico da realidade local. Com base neste reconhecimento, que envolveu uma pesquisa abrangente sobre a ilha, as equipes tiveram duas semanas para o desenvolvimento de ações práticas sustentáveis e pertinentes para a realidade da comunidade da Ilha das Peças. Por fim, uma disputa surpreendente pelo elevado nível de projetos, qualidade nas ações realizadas e muita disputa nas provas físicas e intelectuais encerrou a Gincana.

As aranhas marrons agressivas, vivem sob cascas de árvores, folhas secas de palmeiras e residências, onde abriagam-se em pilhas de tijolos, telhas e entulhos em geral, adaptando-se facilmente ao ambiente domiciliar, alojandose atrás de móveis, quadros, rodapés soltos, cantos de parede e outros locais que não são limpos com frequencia. As aranhas peçonhentas para o homem, em geral, não vivem em teias, e quando as fazem, são irregulares e não tem forma geométrica. As aranhas são animais peçonhentos, injetando veneno por meio de um par de glândulas que se encontra em suas peças bucais. A gravidade do envenenamento, varia de acordo com o local da picada, a sensibilidade individual, entre

outros, sendo indicado procurar assistência médica em caso de acidente. Os acidentes com a aranha marrom geralmente ocorrem no verão em ambiente domiciliar, quando a aranha escondida em uma vestimenta ou toalha é inadvertidamente prensada conra a pele da vítima ou enquanto esta dorme. Já os acidentes com aranhas armadeiras ocorrem em geral quando manipula-se frutas, ou no ato de calçar os sapatos. Chame a IMUNILAR, uma empresa especializada e com 27 anos de tradição. Orçamento sem compromisso, serviços com garantia e plantão 24 h. Disk para matar! (41) 3276-9821 9117-8976 3284-7435

Participaram estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, das Faculdades Integradas Camões, Faculdades Integradas Espírita, Faculdade Bagozzi e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Ricsen Ltda. Rua Deputado João Ribeiro Jr., 220 CIC - Curitiba - PR

e-mail: agropecuaria_pia@hotmail.com

Produtos Agropecuários Assistência Técnica 3254-1155

Fone: 3015-2888

Av. Araucária, 3363 Cel. Donmingos Soares - PR

Compensados Parmacenter Ltda. Rua Prefeito de Domingos Cunha Parque Industrial - Sengés - PR Fone: 3567-1332

Poliutil Rua Thomaz Wolski, 103 Jardim Monalisa - Araucária - PR Fone: 3642-2412

Capimar Industrial Ltda. Rodovia BR 476 - km 355 Centro - União da Vitória - PR Fone: 3524-5000


10

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL LAPA

Parque Estadual do Monge será referência ambiental A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e o Instituto Ambiental do Paraná estão desenvolvendo uma revitalização no Parque Estadual do Monge que irá proporcionar melhores condições para visitação e também tornar referência no ponto de vista ambiental. Hoje o parque é considerado um dos pontos turísticos mais importantes da região por atrair religiosos de todo o país. Ao todo serão investidos aproximadamente R$ 6 milhões que irão contribuir para a infraestrutura e proporcionar melhores condições para os visitantes. O investimento também prevê a retirada das espécies florestais exóticas, que é um risco para a biodiversidade.

O espaço denominado Visitação Religiosa, onde ficará Espaço Monge com uma área reservada para deixar objetos e velas deixados pelos fiéis. (Foto: Denis Ferreira Netto).

O secretário Jorge Augusto Callado Afonso diz que a revitalização no parque é uma importante intervenção para a biodiversidade local e que todas as ações estão sendo realizadas por compreender que a unidade é um dos pontos turísticos mais importantes da região. “Estamos trabalhando para melhor proteção do ambiente e melhor aproveitamento de lazer e educação ambiental dos visitantes”, diz o secretário. Em razão da necessidade de remoção das espécies exóticas florestais que estão ameaçando a vegetação nativa do local e também por questão de segurança o parque está fechado para visitação desde o mês de março de 2009, com previsão de reabertura para fevereiro de 2011. EXÓTICAS Cerca de 80% das espécies exóticas já foram retiradas do parque pela empresa que venceu a licitação. Com o trabalho de retirada concluído cerca de R$ 3,5 milhões serão depositados e investidos no próprio parque. A retirada do pinus faz parte do Programa Estadual de Erradicação de Espécies Exóticas Invasoras nas Unidades de Conservação, que o IAP desenvolve desde 2005. O Parque Estadual de Vila Velha foi o primeiro incluído no Programa que hoje é modelo para o país. O programa visa prevenir e controlar a introdução de espécies que não são típicas de um ambiente. Para a retirada das madeiras e demolições das obras que já existiam no local o parque foi temporariamente

Hans Jan Groenwold (Chácara Fine) Estrada do Cruso Zona Rural - Castrolanda - PR Fone: 3234-1124

fechado. Mas, recentemente, atendendo um pedido do governador Orlando Pessuti, o parque foi reaberto somente para atendimento aos romeiros vindos de outros Estados para visitação religiosa, mesmo assim todas as visitas são acompanhadas por monitores do IAP e o acesso é restrito. “O manejo inadequado aplicado ao Parque durante anos causou danos aos ambientes naturais, por isso como representantes dos órgãos ambientais não poderíamos permitir que permanecesse a visita desordenada colocando em risco o ambiente natural”, declara o presidente do IAP, José Volnei Bisognin. Segundo Volnei, a revitalização está sendo orientada pelo Plano de Manejo que foi discutida pelos representantes dos órgãos ambientais, prefeitura, instituições privadas e sociedade civil organizada dentro de um conselho gestor do próprio parque. “Este é um trabalho que tem um respaldo técnico e conta com a transparência e democratização das informações”, declara o presidente. OBRAS As obras de melhorias na infraestrutura do Parque Estadual do Monge, na Lapa, começaram em outubro. Entre as mudanças previstas está a inclusão de um Centro de Visitantes, onde serão feitas orientações aos turistas, o espaço denominado Visitação Religiosa, onde ficará Espaço Monge com uma área reservada para deixar objetos e velas deixados pelos fiéis. Além disso, também será feito o esgotamento de água adequado que deverá Completa para produção de Leite Carpper Implementos Ltda. Av. Attila Fontana, 3038 - Bairro Pinheirinho - Francisco Beltrão - PR Fone: (46) 3527-4030 e-mail: carpper@ carpperimplementos.com.br

A revitalização no Parque Estadual do Monge que irá proporcionar melhores condições para visitação e também tornar referência no ponto de vista ambiental. (Foto: Denis Ferreira Netto).

ser implementado pela Sanepar. A chefe do departamento de unidades de conservação do IAP, Maria do Rocio Lacerda Rocha, explica que o prazo previsto para o término das obras e revitalização não puderam ser cumpridos por causa dos trâmites burocráticos e os prazos legais estabelecidos na administração pública e em algumas situações as condições climáticas também foram desfavoráveis. “Temos a comunidade da Lapa como grande aliada neste processo. Em todas as reuniões do conselho gestor apresentamos o andamento dos processos e também as previsões orçamentárias”, diz Maria do Rocio. Parque O Parque Estadual do Monge possui 370 hectares e foi criado em 1960

para preservar a natureza, promover a educação ambiental e ser um espaço de lazer para a população. A cada final de semana, a área recebe mais de mil visitantes. São pessoas atraídas pela Gruta do Monge, pela contemplação dos animais silvestres e da beleza, cenário que se apresenta do alto da Escarpa. Por estar localizado a uma altitude de 1000 metros acima do nível do mar, o Parque está assentado sobre a formação do arenito furnas, dando-lhe característica especial de formações rochosas (paredões e escarpas). É nestas escarpas rochosas que se formam reentrâncias e ressaltos horizontais dos quais uma delas é conhecida por Gruta do Monge, de onde originou o nome do Parque.

Chácara Margriete Estrada Capão Alto - Zona Rural Castrolanda - PR Fone: 3234-1255

Roberto Gruslli E Cia. Ltda.

A.P.R. Greelle Ltda.

Av. Presidente Castelo Branco, 270

Rua Presidente Castelo Branco

Bituruna - PR

Linha Rosário - Bituruna - PR


11

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL VENTANIA

CÉU AZUL

Meio Ambiente promove oficinas sobre reciclagem de óleo de cozinha e confecção de sacolas com banner Moradores do município de Céu Azul e região (Oeste) participaram no final de semana (08 a 10 de outubro) de oficinas de reciclagem de óleo vegetal pós-consumo, oficina de aquecedor solar com materiais reciclados e oficina para aprender a confeccionar sacolas através da reciclagem de banners. Outra novidade é o ponto de coleta de isopor, iniciativa inédita de uma empresa da região, licenciada pelos órgãos ambientais. As oficinas em Céu Azul foram realizadas por técnicos do IAP de Foz do Iguaçu que contaram com o apoio do grupo de escoteiros Guairacá e o grupo de escoteiros Céu Azul. Ao todo, foram treinados jovens de 7 à 21 anos de ambos os grupos para atuarem como monitores ambientais dentro da tenda do meio ambiente. Durante a ação a população recebeu orientações sobre como re-

Oficinas sobre reciclagem de óleo de cozinha e confecção de sacolas com banner. (Foto: SEMA).

ciclar o óleo de cozinha já utilizado, transformando-o em sabão líquido ou em barra. Os jovens escoteiros foram responsáveis ainda pela distribuição de 2mil mudas de 10 espécies de plantas nativas da região. Segundo João Repossi Filho, técnico do Iap e coordenador da ação, as espécies foram cuidadosamente escolhidas. “Tivemos uma grande preocupação levantar junto a secretaria de agricultura do município de Céu Azul quais espécies de maior interesse para população e os agricultores. Com isso, garantimos a efetividade do plantio”, comentou Repossi. Os visitantes conheceram ainda todo o processo de reciclagem do material de difícil destinação. Atualmente o isopor acaba sendo levado pelas cooperativas e recicladores aos aterros sanitários, sem passar pela reciclagem.

Ao todo, foram treinados jovens de 7 à 21 anos de ambos os grupos para atuarem como monitores ambientais. (Foto: Carlos Antonio Soares/SECS)

Governo autoriza a construção de aterro sanitário em Ventania O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, e o presidente do Instituto das águas do Paraná, João Lech Samek, assinaram, na Câmara de Vereadores de Ventania - região dos Campos Gerais ordem de serviço para construção do aterro sanitário no município. O Governo do Estado está investindo R$ 219 mil para a construção do aterro, localizado em uma área de

cinco alqueires doada pela Prefeitura Municipal. A obra deverá ser concluída em um prazo de aproximadamente três meses e incluirá drenagem do sistema pluvial do chorume. Para garantir o aumento da vida útil do aterro - estimado para 15 anos - a prefeitura deverá implantar um sistema de coleta seletiva de lixo, diminuindo o volume de resíduos destinado ao aterro.

Com uma população de 10.277 habitantes, o município de Ventania não possui lugar adequado para destinar os resíduos gerados. “O investimento, a fundo perdido, tem como objetivo garantir a destinação correta do lixo em municípios que ainda não contavam com aterro e não tinham recursos para construí-lo”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, Jorge Augusto Callado Afonso.

FRANCISCO BELTRÃO

Secretaria e Associação dos Catadores de Papel trabalham em parceria

A secretaria municipal de Meio Ambiente e a Associação dos Catadores de Papel de Francisco Beltrão estão desenvolvendo diversos trabalhos em parceria. A administração municipal tem participado com doação de terreno, construção de barracão, repasse de recursos e aquisição de veículo.

Fone: 3635-1733

Rota Sul Indústria de Compensados Ltda. Rua B, s/n. - Bairro Industrial Atalaia Guarapuava - PR Fone: (42) 3629-4899

A secretaria municipal de Obras e Urbanismo, utilizando máquinas da secretaria municipal do Interior, está fazendo a limpeza do Córrego Progresso no bairro São Miguel. De acordo com o secretário de Obras e Urbanismo, Sérgio Baséggio o trabalho de limpeza do córrego se completa com a construção de duas pontes. “Além de preparar o córrego para receber as duas pontes, também queremos minimizar os problemas e dar mais segurança em época de chuvas,” argumenta o secretário. Durante a gestão da atual

Limpeza do Córrego Progresso no bairro São Miguel. (Foto: Neldo Claus - Assessor de Imprensa e Comunicação)

administração foi feito calçamento nos dois lados do córrego, melhorando o tráfego de veículos e a circulação de pessoas.

Coasul Cooperativa Agroindustrial

Coopergrão Rua XV de Novembro, 2363 Centro - Laranjeiras do Sul - PR

Secretarias atuam na limpeza no Córrego Progresso no bairro São Miguel

Fone: (46) 3246-1192 MC - Casa Bela Materiais de Construção Ltda. Av. Iguaçu, 1822 Saudade do Iguaçu - PR

Rodovia BR 158 - km 18 Zona Rural - Rio Bonito Iguaçu - PR Fone: 3653-1465

Fazenda Campo Alto Rua A, n. 435 - Centro Entre Rios - PR Fone: 3658-1028


12

INFORMATIVO APROMA - ASSOCIAÇÃO PROTETORA DO MEIO AMBIENTE VERDE VIDA SUL

MMA

Água para 123 milhões de brasileiros depende da Mata Atlântica A Mata Atlântica apresenta hoje a área de vegetação nativa brasileira mais devastada do País. Reduzida a apenas 27% de sua cobertura original, ainda é uma das regiões do mundo mais ricas em diversidade biológica, embora dados apresentados pela SOS Mata Atlântica assegurem que apenas 7,26% de seus remanescentes permanecem bem conservados. Sua manutenção e preservação deixou de ser uma prioridade restrita aos ambientalistas. Agora, depende do envolvimento de todos os setores produtivos, econômicos e sociais do Brasil, uma vez que em seus limites vivem 123 milhões de pessoas - 67% de toda a população brasileira. Esse número expressivo de habitantes necessita da preservação dos remanescentes de vegetação nativa, dos quais depende o fluxo de mananciais de águas que abastecem pequenas e grandes cidades. As áreas de cobertura vegetal nativa que ainda restam prestam serviços ambientais importantes, como a proteção de mananciais hídricos, a contenção de encostas, a temperatura do solo e a regulação do clima, já que regiões arborizadas podem reduzir a temperatura em até 2º C. As áreas bem conservadas e grandes o suficiente para garantir a biodiversidade e manutenção da Mata Atlântica a longo prazo não chegam a 8% de sua cobertura vegetal original. A região continua a sofrer sérias ameaças, que podem se agravar caso o Código Florestal brasileiro sofra alterações que não garantam a utilização responsável e sustentável de seus recursos naturais. Além de reduzidos, os remanescentes estão fragmentados e se distribuem de maneira não uniforme ao longo do território, fator que compromete a perpetuidade de espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção. HOTSPOT Especialistas estimam que a Mata Atlântica, considerada um hotspot (área prioritária para conservação, com alta biodiversidade e endemismo e

ameaçada no mais alto grau) possua mais de 20.000 espécies de plantas, aproximadamente 35% de toda a flora existente no País. Segundo dados da Conservação Internacional (CI), trata-se do hotspot número 1 entre as regiões monitoradas em todo o mundo. Levantamentos indicam que sua área abriga 849 espécies de aves, 370 de anfíbios, 200 de répteis , 270 espécies de mamíferos e cerca de 350 espécies de peixes. Outro dado alarmante: das 472 espécies ameaçadas de extinção em todo o território nacional, 276 (mais de 50%) estão na região. “As ações de proteção do MMA direcionadas à Mata Atlântica incluem o aperfeiçoamento da legislação, com a aprovação da Lei da Mata Atlântica e a instituição de projetos e programas de conservação e recuperação de mata nativa”, afirma o coordenador do núcleo Mata Atlântica do MMA, Wigold Schaffer. “Também envolvem o monitoramente e fi scalização dos desmatamentos e queimadas, a criação e implementação de unidades de conservação e a ampliação de parcerias com instituições públicas e privadas da sociedade civil.” Considerada por especialistas como um avanço na legislação ambiental brasileira, a Lei da Mata Atlântica (nº 11.428/2006) e sua regulamentação possuem regras claras e incentivos para que a conservação, proteção, regeneração e utilização sustentável de seus componentes sejam implementadas. Schaffer explica que uma das principais metas do Governo Federal é transformar pelo menos 10% da área total da região em unidades de conservação (UCs) de proteção integral e uso sustentável. Atualmente, existem 123 UCs federais e 225 estaduais na Mata Atlântica, o que resulta em quase 1,7 milhão de hectares transformados em áreas de proteção integral (3%) e pouco mais de 2 milhões de hectares de áreas de uso sustentável. AMEAÇA Dentre as espécies de flora ameaçadas em

SINDICATO DOS EMPREGADOS NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DE UMUARAMA E REGIÃO RUA GENERINO DELFINO COELHO, 3148 FONES: (44) 3056-6694 e 3056-6695 UMUARAMA – PR.

Fone/fax: (41) 3363-2108 Rua México, 1430 - Jardim Social - Curitiba - PR - gracisaraiva@bol.com.br

Outra grande área de preservação dentro dos limites da Mata Atlântica é o Corredor da Serra do Mar, que cobre cerca de 12,6 milhões de hectares, do Paraná ao Rio de Janeiro.

seus limites, destacam-se o pau-brasil, araucária, palmito-juçara, jequitibá, jaborandi, jacarandá e imbuia, além de orquídeas e bromélias. Com relação à fauna, das 202 espécies de animais consideradas oficialmente ameaçadas de extinção no País, 171 eram da Mata Atlântica. Das 20 espécies de répteis ameaçadas no Brasil, 13 ocorrem neste bioma. Entre os animais terrestres que ocorrem na região sob alto risco de extinção, 185 são vertebrados (quase 70% do total ameaçado no Brasil), entre eles 118 aves, 16 anfíbios, 38 mamíferos e 13 répteis. Além da perda de hábitat, as espécies da Mata Atlântica são vítimas do tráfico de animais, comércio ilegal que movimenta no mundo US$ 10 bilhões por ano. FATORES DE PERDA Entre os fatores de destruição da vegetação

nativa da Mata Atlântica constam a expansão da pecuária bovina, a implantação de monoculturas agrícolas, o reflorestamento com espécies exóticas, a abertura de novas fronteiras de agricultura e de ferrovias e rodovias sem estratégias sustentáveis. O avanço desordenado das cidades, empreendimentos e grandes obras de infraestrutura, bem como a mineração e a exploração madeireira também contribuíram para a degradação da cobertura vegetal original. De 2005 a 2008, os estados que mais desmataram foram Minas Gerais, Santa Catarina e Bahia, responsáveis por mais de 80% do total de desmatamento ocorrido no período. Em 2006, o MMA indicou 880 áreas prioritárias para conservação distribuídas em 429 mil km2 de Mata Atlântica. Desse total, 522 são áreas novas e 358 já possuem algum tipo de proteção.

Profile for Pedro aproma

Aproma Verde Vida Sul  

Associação Protetora do Meio Ambiente

Aproma Verde Vida Sul  

Associação Protetora do Meio Ambiente

Advertisement