Issuu on Google+

 Valor análise setorial

Indústria Farmacêutica

Apresentação

Apresentação O Valor Análise Setorial “Indústria Farmacêutica” aborda os principais movimentos do setor no Brasil e no mundo, relando as atuais tendências de mercado. Assim como a última versão deste estudo, publicada em 2006, a análise está dividida em duas partes. A primeira trata das principais mudanças ocorridas no setor e as estratégias dos laboratórios. A segunda traz perfis das principais empresas farmacêuticas que estão instaladas no Brasil. O trabalho apresenta o desempenho das vendas da indústria farmacêutica no mundo e as principais transformações pelas quais o setor vem passando. Discorre sobre aspectos como o avanço global dos genéricos, a perda de capacidade de inovação, a aposta na biotecnologia e o crescente aumento da importância dos mercados emergentes. Também aborda o mercado brasileiro, informando sobre o seu desempenho recente, inclusive os impactos da crise econômica recente sobre os negócios dos laboratórios. Ainda mostra que o principal atrativo do mercado brasileiro, assim como de outros emergentes, é o potencial de crescimento de seu consumo doméstico, apesar das restrições que o País apresenta em relação ao acesso da população aos medicamentos. O setor de genéricos é destacado pela análise em virtude da sua crescente importância para a indústria farmacêutica local. Ele é o mais dinâmico do setor no Brasil, registrando taxas bem acima das alcançadas pelo mercado de medicamentos em geral. O trabalho mostra como o País construiu um aparato legal que


Indústria Farmacêutica

Valor análise setorial 

contribuiu para um ambiente propício para o desenvolvimento dos genéricos. Indica que as maiores beneficiadas foram as empresas de capital nacional, que alcançaram posições importantes no ranking das maiores instaladas no Brasil. Como ainda apresenta uma participação pequena em comparação a outros países, o segmento de genéricos deve continuar a ter taxas de expansão significativas nos próximos anos. O estudo também trata dos movimentos da balança comercial de produtos farmacêuticos: o crescimento das exportações, o déficit crônico do setor. Ainda faz um balanço dos impactos da política industrial para o setor, que tem como principal iniciativa o Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Cadeia Produtiva Farmacêutica (Profarma), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A análise apresenta os mecanismos utilizados pelo governo brasileiro para incrementar o acesso da população aos medicamentos, abordando suas limitações e como o marco regulador tem gerado embates entre o governo e os laboratórios. A segunda parte do trabalho traz perfis dos principais laboratórios instalados no País. Mostra informações como desempenho, movimentos recentes, investimentos, estratégias das empresas etc. Para elaborar os perfis, foram enviados questionários para dezenas de empresas. As que não responderam estão ausentes do estudo. Por fim, o estudo traz um anexo estatístico, com dados da balança comercial do setor: exportações e importações de produtos farmacêuticos e os destinos mais relevantes das exportações e as principais origens das importações.


aprender