Page 1


SUMÁRIO

CULTURA

EM RORAIMA, NATAL ENTRE INDÍGENAS TEM PEIXE NO LUGAR DE PERU | 18 Entre os Wapixanas, a cultura indígena divide espaço com a tradição cristã, Missa do Galo e confraternização à meia-noite

ARTIGOS

CAPA

É GLORIOSO | 10 Transmissão ao vivo feita pelo Amazon Sat encantou mais de um milhão de telespectadores

UNICEF | 6

SAÚDE | 15

Selo UNICEF terá mais de 600 municípios em 2014

Inauguração da Unidade Móvel do HEMOAM incentiva doação de sangue

SUSTENTABILIDADE | 8

RÁDIO | 16

Consumo consciente evita desperdícios

CBN Amazônia e as conexões da notícia

BASTIDORES | 9

INPA | 21

Concurso de roteiros do Amazon Sat apresenta 15 curta-metragens

Portal Amazônia firma parceria com o INPA para divulgação de notícias

CARREIRA | 12

RECONHECIMENTO|22

7 passos para sempre causar uma boa primeira impressão

Portal Amazônia e Amazon Sat conquistam grandes premiações em 2013

DESENVOLVIMENTO | 14

Amazon Sat recebe selo empresa amiga da criança

Amazon Sat Rondônia de olho no desenvolvimento socieconômico do Estado


APRESENTAÇÃO

Fazer a comunicação circular internamente, socializando a informação de forma simples e direta, é a missão do Sat Informa – o novo portal de notícias dos colaboradores do Amazon Sat. Aqui tudo vira pauta. Participe, contribua e dê sua sugestão. contato

juliana.pazuello@amazonsat.com.br

SAT INFORMA | 4


NOTAS

Treinamento Interno Prêmio Samuel Benchimol O Amazon Sat foi homenageado pelo décimo ano de apoio ao Prêmio Professo Samuel Benchimol e sexto ano do Prêmio Banco da Amazônia. Além do reconhecimento pelo trabalho de coordenação da Semana Global do Empreendedorismo. A solenidade de entrega do prêmio aconteceu em Boa Vista (RR). O evento tem como objetivo destacar as iniciativas que promovam o desenvolvimento sustentável da Amazônia em quatro parâmetros: economicamente viáveis, ecologicamente adequadas, politicamente equilibradas e socialmente justas

Reuniões de nivelamento Dando continuidade às ações de promoção da comunicação setorial da empresa, o diretor do Amazon Sat Phelippe Daou Junior participou de reuniões de nivelamento, durante o mês de dezembro com as equipes de jornalismo, edição, operações, cinegrafia, produção, cinema, esportes e transportes. As reuniões visam otimizar a comunicação entre a diretoria e os colaboradores do Sat, além de sanar falhas nessa área.

Durante o mês de dezembro o Amazon Sat teve uma pausa nas gravações dos programas. Neste período estão sendo exibidas algumas seleções de reprises que foram ao ar durante o ano de 2013. Essa pausa tem como objetivo avaliar o trabalho realizado e buscar melhorias para o conteúdo de 2014, além de oferecer oficinas de treinamento interno. Essas oficinas foram preparadas e ofericidas pelos próprios colaboradores e visam compartilhar o conhecimento de uma determinada área, aperfeiçoar técnicas e reciclar ideias e conceitos. Os temas que já foram abordados, são: “Produção”, “Como filmar com celulares, tablets, gopro e outras ferramentas”, “Noção de cinegrafia- Enquadramento de vídeo para TV / posicionamento, movimentos e angulações de câmera”, “Transmissões”. Durante a segunda quinzena de dezembro, os temas abordados foram: Curso básico Final Cut”, “Etapas de produção” e “ Viagens”. SAT INFORMA |5


UNICEF

SELO UNICEF terá mais de 600 municípios em 2014 texto

Ida Pietricovsky

Quase 600 municípios já estão formalmente inscritos no Selo Unicef Município Aprovado 2013-2016. O número consolidado foi divulgado esta semana e mostra um índice geral de 74% de adesões na Amazônia Legal, chegando a 80% no Pará, 91% no caso do Acre, 94% no Amapá, 85% no Amazonas, 78% no Tocantins, 83% em Rondônia e 100% em Roraima. Mato Grosso e Maranhão, que eram os estados com os percentuais mais baixos de adesão, também avançaram, chegando, respectivamente, 64% e 63% de adesões. Vale ressaltar que o Mato Grosso já duplicou a percentual de participação em relação à primeira edição do Selo. Apesar de as inscrições já estarem encerradas, o número ainda deve aumentar porque alguns municípios enviaram a documentação por correio. Esta semana, os municípios participantes já receberam as cartas de boas vindas e documentos que apresentam indicadores das condições iniciais de crianças e adolescentes em suas cidades. A partir de fevereiro, haverá os primeiros encontros, que inauguram uma agenda de eventos e mobilizações que vão ajudar os municípios SAT INFORMA | 6

a cumprirem as metas, envolverem gestores e sociedade civil, melhorarem os indicadores e chegarem, ao fim, à certificação do Selo Unicef Município Aprovado. O Selo UNICEF Município Aprovado é uma certificação internacional que reconhece o esforço dos municípios que mais avançam em termos de políticas públicas que promovem, protegem e realizam direitos de crianças e adolescentes. Podem aderir ao Selo os cerca de 800 municípios dos nove Estados da Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Ao aderir ao Selo, os gestores assumem o compromisso de desenvolver um conjunto de ações estratégicas de políticas públicas e de participação social. Elas têm o objetivo de promover os direitos das crianças e adolescentes de sobreviver e se desenvolver, aprender, proteger-se e ser protegido do HIV/Aids, crescer sem violência, ser adolescente, ser prioridade absoluta nas políticas públicas, praticar esportes, brincar e divertir-se. A metodologia do Selo prevê o desenvolvimento de ações de comunicação para o desenvolvimento e de

mobilização social, treinamento de atores locais para que apoiem o fortalecimento das políticas públicas, monitoramento de indicadores sociais, avaliação do desempenho, e atividades de participação social e certificação dos municípios que alcançam os melhores resultados e atividades de participação social.

Agenda Criança Amazônia O Selo é a principal contribuição do UNICEF a Agenda Criança Amazônia, compromisso assumido por governos (Federal, estaduais e municipais), sociedade civil, empresas e organismos internacionais, durante cerimônia de encerramento do Selo 2009-2012, em Brasília. A iniciativa contribui para que o Brasil alcance os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e reduza as disparidades regionais, por meio de garantia dos direitos das crianças, adotados na Convenção Internacional dos direitos das Crianças e do ECA. Como parte da Agenda, várias outras ações são desenvolvidas na região, que se somam ao Selo UNICEF.


Semana do Bebê Desde 2010 o UNICEF tem apoiado a realização das Semanas do Bebê, processo de mobilização municipal para discussão, engajamento, promoção e qualificação de diferentes atores sobre os direitos de crianças de 0 a 6 anos de idade. Atualmente, quase 300 municípios em todo o País já realizaram a Semana do Bebê e Rio de Janeiro, Ceará e Pará realizaram as Semanas Estaduais do Bebê. Mas duas Semanas inéditas foram realizadas na Amazônia: a Semana Quilombola e a Semana Indígena. A primeira Semana do Bebê Quilombola aconteceu no município de Bequimão, no litoral do Maranhão. Já a Semana do Bebê Indígena aconteceu em Tabatinga, no Amazonas, município que fica na fronteira com a Colômbia e o Peru, envolvendo os índios Ticuna, nas terras de Umariaçu I e II. Em ambas foram

implementadas várias ações que buscaram meios de garantir todos os direitos de crianças com até seis anos de idade nascidas nessas comunidades. O Unicef já apoia prefeituras que se propõem a realizar a Semana do Bebê, mas foi a primeira vez que o evento é direcionado às crianças quilombolas e indígenas. O oficial de Programa do Unicef, Antônio Carlos Cabral, lembrou que ainda há um índice elevado de mortalidade entre crianças menores de um ano, mas que muitos casos podem ser evitados com vacinação ou pelo acompanhamento do pré-natal. “Com esta semana, queremos incentivar o desenvolvimento integral desde a infância. Mais tarde, vamos olhar para os indicadores e ver o que está mudando na vida dessas crianças. Vamos perceber, então, que valeu a pena”.

Subregistro entre populações indígenas O UNICEF, a BEMFAM e a BEMFAM-Conapes apresentaram os resultados da pesquisa de Identificação dos Condicionantes do Sub-registro de Nascimento em Comunidades Indígenas na Amazônia Legal. Os dados apontam violações como a resistência em registrar as crianças com nomes indígenas, o desconhecimento da legislação básica sobre direitos civis, além de dificuldades de transporte entre as aldeias e as cidades, entraves de comunicação e preconceito contra os indígenas. A pesquisa foi realizada nos municípios de Barra do Corda (MA), Oiapoque (AP), São Felix do Xingu (PA) e Tabatinga (AM), em 2013, com populações das etnias Guajajara (MA), Kayapó (PA), Galibi Marworno e Karipuna (PA), e Tikuna e Kokama (AM). O sub-registro nega à criança o direito básico a um nome. Os registro de nascimento também é importante porque dá ao gestor a dimensão

exata de quantas crianças precisam ter acesso à saúde, educação e outros direitos no município, possibilitando o planejamento de políticas públicas. Além disso, sem a certidão, as famílias não conseguem ter acesso ao saláriomaternidade, aposentadoria ou Benefício da Prestação Continuada. Além das apresentações formais, a pesquisa está sendo apresentada a gestores estaduais, representantes de Ministério Público, Defensoria, Judiciário, Funai, Distritos Especiais de Saúde Indígena (DSEIs) e demais membros do Sistema de Garantia de Direitos (SGD) destes estados. Ainda em janeiro, esta pesquisa também será apresentada às comunidades indígenas e autoridades dos municípios onde o trabalho foi desenvolvido. O próximo passo será a construção de uma agenda para enfrentamento às questões apresentadas.

SAT INFORMA |7


SUSTENTABILIDADE

CONSUMO CONSCIENTE EVITA DESPERDÍCIOS Todos os hábitos do dia a dia, desde os mais simples como comer, assistir televisão, tomar banho e se locomover, estão ligados diretamente a uma relação de consumo. Somos seres consumistas por natureza, e essa ação precisa ser feita de modo consciente. Optar por uma atitude mais sustentável a princípio parece algo muito simples de ser feito, mas a prática exige constante autovigilância e reeducação. A grande maioria foi acostumada a abusar do uso de energia elétrica, papel e principalmente da água. Aprender a consumir apenas o necessário e evitar desperdícios é uma tarefa diária. Pensando no bem estar dos colaboradores

no ambiente de trabalho e também na vida pessoal, o setor de Sustentabilidade do Amazon Sat explica que “consumo consciente é ter em mente os impactos provocados pelo consumo. O consumidor pode, por meio de suas escolhas, maximizar os impactos positivos e minimizar os negativos dos seus atos de consumo, contribuindo para a construção de um mundo melhor. Em outras palavras, é um consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade. O consumidor consciente busca o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade do planeta, lembrando que a sustentabilidade implica um modelo ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável”.

Os 12 princípios norteadores do consumo consciente: consciente. Monte grupos 1 Planeje suas compras e não seja 7 Conheça e valorize as práticas de consumo para mobilizar seus familiares, amigos e impulsivo. A impulsividade é inimiga do consumo consciente. Planeje antecipadamente e, com isso, compre menos e melhor.

2 Avalie os impactos do seu consumo. Leve em consideração o meio ambiente e a sociedade, em suas escolhas de consumo.

3 Consuma apenas o necessário.

Reflita sobre as suas reais necessidades e procure viver com menos.

4 Reutilize produtos e embalagens.

Não compre outra vez o que você pode consertar, transformar e reutilizar.

5 Separe o lixo. Recicle e contribua

para a economia de recursos naturais, a redução da degradação ambiental e a geração de empregos.

6 Use crédito consciente. Pense bem

se o que você vai comprar a crédito não pode esperar e esteja certo de que poderá pagar as prestações.

SAT INFORMA | 8

responsabilidade social das empresas. Em suas escolhas de consumo, não olhe apenas preço e qualidade. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente.

8 Não compre produtos piratas ou

contrabandeados. Compre sempre do comércio legalizado e, dessa forma, contribua para gerar empregos estáveis e para combater o crime organizado e a violência.

9 Contribua para a melhoria de

produtos e serviços. Adote uma postura ativa. Envie às empresas sugestões e críticas sobre seus produtos e serviços.

10 Divulgue o consumo consciente. Seja um militante da causa: sensibilize outros consumidores e dissemine informações, valores e práticas do

pessoas mais próximas.

11 Cobre dos políticos. Exija de

partidos, candidatos e governantes propostas e ações que viabilizem e aprofundem a prática do consumo consciente.

12 Reflita sobre seus valores. Avalie constantemente os princípios que guiam suas escolhas e seus hábitos de consumo.

Repense seus hábitos e mude de atitude. Evite o disperdício.


BASTIDORES

CONCURSO DE ROTEIROS DO AMAZON SAT

APRESENTA 15 CURTAS-METRAGENS

O Cineteatro da Instalação foi palco do encerramento do primeiro concurso Amazon Sat cultural de roteiros. Dos quarenta inscritos foram selecionados 15 curtasmetragens, apresentados durante o evento e exibidos gratuitamente. Segundo o coordenador do Núcleo de Cinema do Amazon sat, Anderson Mendes, as produções ganharam melhorias em termos técnicos e artísticos. ‘’Estamos evoluindo e revelando bons talentos nas diversas áreas do audiovisual amazonense. Nossos filmes percorreram festivais de cinema e mostras pelo Brasil e também na Argentina’’, afirma Mendes. O concurso foi lançado em parceria com a Casa de Cinema, Amacine, Fazz.Art, Banca 3 Filmes, Adventus Filmes e Secretaria Municipal de Meio

Ambiente e Sustentabilidade (SEMMAS). Na ocasião, o Sat também homenageou os parceiros com a entrega de troféus personalizados. Um dos filmes que foi apresentado, o ‘’Verdade nua e crua’’ do estreante Wagner Santinny, que aborda o caos no transporte coletivo de Manaus, recentemente foi premiado com o troféu do júri popular no Amazonas Film Festival. O filme rodado em janeiro faz bastante sucesso em virtude das manifestações populares que surgiram em todo o país este ano. Outro destaque foi o curta ‘’Sonhos e pesadelos’’ do cineasta Moacy Freitas de 72 anos que aborda a poluição do igarapé do Mindú. No roteiro de Freitas um catador de sucatas constrói um barco com garrafas pet e sucata e navega

pelo leito do rio poluído, É um alerta para a destruição da natureza causada pelo homem. O Amazon Sat promove os curtas-metragens por meio de exibição no programa Cine Amazon Sat, divulga os trailers e making offs na internet por meio do canal desse programa no Youtube e também utiliza a rede social Facebook.

Lista de filmes exibidos: Lar doce Lar Geovane Brelaz Corre Judy Erismar Fernandes Segredos de Hellen Igor Matheus O último Curupira Rafael Rodrigues Submersos Castro Jr. Sonhos e pesadelos Moacy Freitas

SAT INFORMA |9


ESPECIAL

É GLORIOSO Transmissão ao vivo feita pelo Amazon Sat encantou mais de um milhão de telespectadores Um espetáculo de magia, sonhos e esperança foi assistido por mais de 100.000 pessoas ao redor do Teatro Amazonas. Glorioso – Desejo de Natal, encantou telespectadores, atores e profissionais envolvidos na realização desse evento. SAT INFORMA | 10

Promovido pelo Governo do Estado do Amazonas, em parceria com a produtora Hardrive, responsável por vários shows da Disney, o concerto foi transmitido ao vivo pelo Amazon Sat, que disponibilizou mais de 100 pessoas, durante um mês, trabalhando com muita dedicação e esforço, para que todo esse magnetismo fosse repassado com grande nível de qualidade e realidade.


No dia do evento foram utilizadas 30 câmeras de alta tecnologia para a transmissão para os canais na televisão (tv aberta, por assinatura e em HD). O telespectador também acompanhou o evento pela internet, no canal do Youtube e na fun page do Facebook, além do aplicativo do Amazon Sat para smartphone e tablets (iOS e Android). Cerca de 1.300 mil pessoas foram alcançadas com a transmissão pela internet, os principais Estados que assistiram o Glorioso pelo Facebook são Amazonas, Amapá, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraíba, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Pelo Youtube foi registrada grande audiência em países como Irlanda, Estados

Unidos, Portugal, Alemanha, 10 e apresentou como tema “O Inglaterra, Itália, Turquia, Desejo de Natal”. Espanha e Canadá. A primeira edição do Concerto de Natal aconteceu em 2003 e na época foi realizado na Grade Amazônia Catedral de Manaus. No ano seguinte o espetáculo foi transferido para o Centro O concerto foi encenado Cultural Povos da Amazônia, no Largo São Sebastião, em onde ficou por dois anos. Só um palco de 9 mil metros em 2006 que o show ganharia quadrados. O Teatro Amazonas um novo cenário, o Teatro foi transformado em um Amazonas, onde é realizado enorme telão. Mais de 27 mil até hoje. Mas foi em 2012 que pessoas estiveram envolvidas a magnitude do evento ganhou na produção, organização novo formato e passou a ser coe parte operacional do produzido pela empresa norteespetáculo, incluindo jovens e americana Hardrive, e ganhou crianças dos corais do Liceu de os moldes da Disney. Artes e Ofícios Claudio Santoro e 20 bailarinos do Corpo de Dança do Amazonas. O evento foi lançado oficialmente no dia SAT INFORMA |11


CARREIRA

7 passos para sempre causar uma BOA PRIMEIRA IMPRESSÃO fonte

Revista Você S/A

Segundo especialistas, trinta segundos é tudo o que temos para causar um impacto positivo nas pessoas logo de cara; veja as 7 atitudes para que isso aconteça Quanto tempo a “primeira impressão” leva para ser formatada pelo cérebro? Trinta segundos. Em alguns casos, até três minutos. O espaço de tempo é curto e o objetivo ambicioso: gerar empatia e convencer a pessoa do outro lado da conversa que vale a pena seguir mais alguns passos na sua direção. “A primeira impressão é uma emoção, um sentimento psicológico que a gente deixa na SAT INFORMA | 12

mente das pessoas”, diz a consultora de etiqueta Romaly de Carvalho. “É a imagem formada deste primeiro momento que irá determinar o que pensam sobre nós: se passamos credibilidade, somos confiáveis ou não. Por isso, precisamos caprichar”. Afinal, 

A pressão é tanta que, segundo a especialista, 71% das vendas bem sucedidas são resultado direto do que o comprador achou do vendedor logo de cara. “Quando a gente gerencia a nossa imagem, estamos cuidando de como os outros irão nos avaliar”, afirma a especialista. E não é necessário forçar a barra para ter uma boa reputação profissional.


CARREIRA

Veja algumas dicas sutis de como sempre causar um impacto positivo nas pessoas:

1

Invista no conteúdo “Não é preciso ser especialista, mas é preciso ter um bom entendimento do fluxo das coisas que acontecem a nossa volta”, afirma Romaly. Por isso, investir no conteúdo da mensagem que você transmitirá nas primeiras e demais impressões é essencial. A estratégia é simples: esteja por dentro do que acontece na sua área de atuação, mas não só. Acompanhe o noticiário, leia mais livros, participe de mais atividades culturais. Enfim, esteja aberto para aprender, sempre.

Em alguns momentos, isso significa que você terá que fazer um planejamento para encarar o encontro. E isso pode demandar consciência das expectativas, estudo e até treino. “A gente confunde criatividade com improviso. Ter jogo de cintura não anula que você precisa se preparar”, diz Caroline Pfeiffer, diretora de marketing e vendas da LLH|DBM.

2 Vista-se para o destino

Coco Chanel disse, certa vez, que não entendia como uma mulher poderia sair de casa sem se arrumar: “talvez este seja a o dia em que ela terá um encontro com o destino. E o melhor é estar o mais bonita possível para o destino”, completou. 

A mesma lógica vale para a vida profissional. Nunca se sabe quem você irá encontrar pelos corredores corporativos. “A roupa é um item importante de comunicação e não damos conta disso”, diz a especialista. Fique atento ao dress code da sua área de atuação e para os diferentes tipos de ambientes que você precisará circular. Mas não só.

3 Esbanje simpatia

4 Entre no ritmo

5 Fale menos

6 Seja bem educado (em todas ocasiões)

(mesmo com a timidez) Para os introvertidos, espantar a timidez em um primeiro contato pode parecer algo impossível. Mas não é. Basta mirar os olhos do outro e sorrir. “O sorriso informa que você aceita o outro. Quanto a gente não sorri e não fazemos contato visual revelamos que não estamos interessados”, diz Romaly.

Por isso, uma premissa básica para que a comunicação, de fato, aconteça é deixar o outro também falar. O fato que é, na tentativa alucinada de conquistar o olhar (neste caso, profissional do outro), a gente fala, fala e fala. Provamos por A mais B que não iremos frustrar expectativas. E, no fim, não abrimos espaço para que o outro se expresse – muito menos para checar qual é o feedback dele. “Precisamos dosar o quanto ouvir ouvir e o quanto falar. Não é por acaso que temos duas orelhas e uma boca”, brinca Caroline. “Talvez a gente devesse usar nesta proporção”.

Quer conquistar empatia logo de cara? Adapte o ritmo da sua fala ao da pessoa do outro lado da conversa. “Algumas pessoas processam a informação mais rápido, outros, de uma forma mais lenta. Cada um tem uma característica psicológica”, diz a consultora de etiqueta. 

Na prática, isso significa que quem fala mais rápido tende a atropelar o discurso do outro, completar a frase e mergulhar em ansiedade. O outro grupo, por sai vez, entra em angustia diante de quem “vomita frases”, como diz Romaly. Com isso, “a comunicação não acontece”, afirma a especialista.


Boa educação é essencial e jamais deve estar restrita ao círculo que você tem interesse. “Não cabe mais a diferenciação entre as pessoas. Não adianta ser cortês na reunião e tratar mal o manobrista”, afirma a especialista da LLH|DBM.

7

Não forçar a barra já é meio caminho andado A lista de dicas anteriores podem até assustar e dar a impressão de que, para conquistar o encanto alheio, você precisa encenar um outro tipo de personalidade. Ao contrário: quanto mais autêntico, melhor. “É preciso deixar a nossa personalidade fluir”, diz Romaly. 

Caroline completa: O essencial é ser você e se interessar, de fato, em conhecer o outro. “O interesse genuíno no outro já é um bom caminho”, diz a especialista. SAT INFORMA |13


DESENVOLVIMENTO

AMAZON SAT RONDÔNIA de olho no desenvolvimento socioeconômico do Estado texto

Wanga Vieira

Indícios da existência de civilizações há sete mil anos achados em Rondônia.

A produção do Amazon Sat em Rondônia, acompanhou e registrou a construção das duas hidrelétricas no rio Madeira, onde pesquisadores encontraram mais de 58 sítios arqueológicos. Só no entorno do patrimônio histórico, capela de Santo Antônio em Porto Velho, foram mais de 700 mil fragmentos de objetos que permitem resgatar o patrimônio cultural e histórico da cidade.

As obras tiveram início em 2008. A usina Santo Antônio é considerada a terceira maior usina hidrelétrica do País em energia assegurada e a sexta maior do Brasil em potência instalada, gerando 3.150 mw, energia suficiente para abastecer mais de 40 milhões de pessoas. Na área de construção e entorno da obra que parte da história de ocupação da Amazonia Legal foi encontrada. Sítio arqueológico na Vila do Teotônio, em Porto Velho, Rondônia, apresenta indícios da existência de civilizações há sete mil anos.

Com investimentos de R$ 15 milhões a usina hidrelétrica Santo Antônio integra o pacote de obras do programa de aceleração do crescimento (PAC). Projeto de construção exigiu pesquisas e estudos prévios detalhados dos destes achados você impactos socioambiental da área da Detalhes acompanha no maior acervo de vídeos construção e do entorno. da Amazônia: www.amazonsat.com.br. SAT INFORMA | 14


SAÚDE

Inauguração da Unidade Móvel do HEMOAM incentiva doação de sangue A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (HEMOAM) inaugurou a nova unidade móvel para coleta de doação de sangue, no último dia 19, no estacionamento da Rede Amazônica de Televisão. O evento foi promovido pelo Amazon Sat, em parceria com a fundação.

solidariedade. Segundo o HEMOAM “todos os dias um grande número de pessoas necessita receber transfusão sanguínea, geralmente são pacientes que dão entrada nas emergências dos hospitais e prontos-socorros da cidade, em outros casos são pacientes com alguma doença no sangue, como leucemia e hemofilia”.

Na oportunidade foi divulgada a Quem pode doar? Qualquer campanha “É Natal, presenteie pessoa com boa saúde, com à vida, doe sangue”. Estiveram idade entre 18 e 65 anos e presentes os diretores do peso a partir de 50 quilos. O HEMOAM e do candidato a Amazon Sat, Phelippe doação deve ações como essa Daou Junior, que estar bem ratificam todo o nosso declarou que “ações desejo de estar próximo a l i m e n t a d o como essa ratificam e munido de à comunidade todo o nosso desejo documento de de estar próximo à identidade. comunidade e, mais do que isso, estamos envolvendo a Quem não pode? A pessoa sociedade e, também, damos que teve hepatite depois o exemplo porque nossos dos 10 anos de idade, tem comportamento sexual de colaboradores estão aqui”. risco, usa drogas, teve malária, Para Nelson Frajii, diretor recebeu transfusão sanguínea do HEMOAM, “a unidade ou teve doenças sexualmente de coleta externa sintetiza o transmissíveis nos últimos 12 esforço do Hemoam de ir até meses ou teve febre nos últimos os doadores e oferece boas 30 dias. condições para quem deseja A ocasião também será uma doar um pouco da sua vida”. excelente oportunidade para Essa ação visa sensibilizar a esclarecer dúvidas e mitos população para a necessidade quanto a doação. Participe e e importância desse ato de seja doador!

SAT INFORMA |15


RÁDIO

CBN AMAZÔNIA E AS CONEXÕES DA NOTÍCIA O maior giro de reportagem sobre a região Norte todos os dias no seu rádio texto

Cristóvão Nonato

SAT INFORMA | 16


RÁDIO

Todos os dias os ouvintes da CBN Amazônia podem conferir o maior e mais diversidificado noticiário da região amazônica com o giro amazônico direto dos Estados de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima e Amapá, além de Brasília, com os acontecimentos do dia.

a rádio CBN Guajará tem sede, fronteira com a Bolívia. Os repórteres Aluizio da Silva e Leidy Melo, diariamente reportam o que acontece naquela cidade histórica, ponto final da lendária estrada de ferro Madeira Mamoré (EFMM) na fronteira com o município boliviano de Guayaramerim (Beni/Bolívia). A região de livre comércio brasileira em concorrência com o comércio boliviano atrai muitos aventureiros, compradores e sacoleiros brasileiros. “A atuação da Polícia e Receita federais também é muito intensa no município e temos um noticiário muito agitado na região”, comenta Nonato.

Os repórteres fazem entradas ao vivo com as primeiras informações do dia nos programas durante as seis horas de programação local dentro do jornal principal CBN Amazônia Notícias primeira edição (7h às 9h), Audiência Pública CBN (9h às 10h), CBN Amazônia Esportes (12h às 13h), CBN Visita (13h às 14:30h) e o CBN Amazônia Notícias segunda edição (14:30h às 15h). “Completando nosso giro diário pela maior fronteira internacional do país, O giro amazônico de notícias temos as participações dos estados de tradicionalmente começa pelos Roraima e Amapá, que se interligam com primeiros estados de atuação da CBN a Venezuela e a Guianas e Suriname, e Amazônia do Acre, em Rio Branco , no Brasil com os estado do Amazonas os repórteres Lidson Almeida e Rita e Pará”, destaca o coordenador de Pontes são os responsáveis por atualizar jornalismo, por ser uma sociedade o noticiário acreano do dia. Além da rica em cultura e ações internacionais participação da reportagem do canal que produz farto material jornalístico Amazon Sat. Com uma tríplice fronteira diariamente com participação do entre Brasil, Bolívia e Peru, muitos repórter David Diogo, da capital Amapá. acontecimentos têm um conteúdo internacional, além do rico noticiário A Conexão Brasília com o correspondente ambiental e político que o Estado na capital federal, Wellington Lopes, sempre proporciona. “Estamos neste faz um resumo diário da agenda princípio de atividades transmitindo política das bancadas estaduais do para a capital acreana, Rio Branco, que Norte no Congresso Nacional, com alcança as fronteiras com Rondônia, temas importantes e recorrentes como sul do Amazonas e Bolívia, através da a PEC dos Soldados da Borracha; rádio CBN Rio Branco (AM 740), e por a prorrogação da vigência da Zona isso, o peso do noticiário lá é maior em Franca de Manaus e Áreas de Livre nosso conteúdo jornalístico”, explica Comércio ; a reconstrução da BR 319 o coordenador regional de jornalismo, entre Manaus e Porte Velho; e atuação Cristóvão Nonato. dos parlamentares da Amazônia. Outras participações obrigatórias são do município de Guajará-Mirim (RO) , onde SAT INFORMA |17


As crianças indígenas da comunidade aguardam todos os anos doações de presentes de Natal.

Em Roraima, Natal entre indígenas tem peixe no lugar de peru Entre os Wapixanas, a cultura indígena divide espaço com a tradição cristã, Missa do Galo e confraternização à meia-noite texto

BOA VISTA - Originalmente cristão, o Natal é uma época de celebração para famílias de diferentes regiões, culturas e etnias. Na ceia dos Wapixanas da comunidade indígena Taba Lascada, Norte de Roraima, por exemplo, o peru dá lugar ao peixe e à caça como prato principal. Para esses indígenas, o Natal é época de confraternizar, celebrar o nascimento de Jesus, praticar o amor ao próximo e ao Deus Wapixana, o Aniké. Composta por mais de 680 indígenas, a comunidade absorveu os hábitos e costumes do não índio, por conta da proximidade com a capital roraimense. SAT INFORMA | 18

Camila Costa/Portal Amazônia

A tradicional troca de presentes natalina não é comum entre os indígenas da comunidade. No entanto, quando inicia o último mês do ano, cerca de 200 crianças ficam à espera dos brinquedos que chegam por meio de doações. A pouco mais de 25 quilômetros de Boa Vista, a comunidade da Taba Lascada possui apenas oito anos de homologação. A religião predominante é o catolicismo e, de acordo com o líder da comunidade, o Tuxaua César da Silva, mais de 80% da população é Wapixana. Por conta da proximidade com a


CULTURA

cidade, as tradições e costumes dessa população foram aos poucos dando espaço aos hábitos do chamado “homem branco”. No lugar do corpo nu, roupas e acessórios. Ao contrário de malocas, casas de alvenaria com antenas parabólicas no topo. Nas ruas, construções, residências, escolas públicas, secretarias, mercearias, quadras esportivas, igrejas, automóveis e telefones públicos. E nos rostos, que antes carregavam o olhar curioso e desconfiado, um sorriso receptivo. A celebração natalina da localidade é muito semelhante às comemorações do não índio. De acordo com o antropólogo e sanitarista Fernando Silveira, isso é comum por conta do contato frequente. “As comunidades que têm contato com a civilização branca também comemoram o Natal dentro do mesmo propósito, que é o nascimento de Jesus Cristo”, disse Silveira, ressaltando que ainda existem muitas comunidades em

regiões isoladas. “Por conta da pouca proximidade, essas comunidades isoladas realizam as festas de fim de ano apenas para comemorar a colheita, fazem gincanas, torneios, sempre com bastante comida e bebida típica”, explicou. Para o Tuxaua, a confraternização e união dos indígenas é o objetivo principal do Natal na comunidade. “Antes do festejo, à meia-noite, realizamos a Missa do Galo, celebrada por padres da capital. Depois nos reunimos no centro comunitário e cada família leva um prato para a ceia”, disse o Tuxaua em entrevista à reportagem do Portal Amazônia, que visitou a região na segunda-feira (23). Para a ceia da madrugada, os indígenas preparam Damurida, peixe com tucupi apimentado, Beiju, feito de farinha de mandioca, Caxiri, bebida alcoólica indígena, além das caças e pescas dos chefes de famílias. À esq.: As crianças indígenas da comunidade aguardam todos os anos doações de presentes de Natal. Abaixo: A família de Tarsila Wapixana tem como principal fonte de renda a produção de farinha e pesca. Durante o dia 22 de dezembro, a indígena preparou e torrou a farinha para a ceia de Natal.

SAT INFORMA |19


CULTURA

À espera do “Papai Noel” Mesmo com o silêncio predominante da comunidade, em algumas árvores, nos quintais das casas, nos arbustos e nas janelas, o riso alto de crianças ecoava. Com o olhar tímido, Cristiane Rocha, uma Wapixana de oito anos, ainda aguardava a chegada do presente de Natal. “Quero ganhar uma boneca ou um urso macetão [adjetivo popular do que é exageradamente grande]”, disse a menina. Para a comerciante Lucélia da Silva, é lamentável ver a comunidade sendo esquecida pela população da capital e, principalmente, pelas autoridades. “Não temos o costume de presentear, mas as crianças foram

acostumadas pelo governo anterior a receber doações de brinquedos nesse período. Ainda estamos aguardando uma surpresa”, desabafou a Wapixana indignada. “A gente acompanha no jornal [televisivo] as crianças carentes da cidade receberem diversas doações e dias de lazer, mas e as nossas crianças carentes da comunidade?”, indagou. Nas escolas públicas, oes pequenos indígenas aprendem, desde a primeira série, sobre o Natal cristão e a importância da família. Para a gestora da Escola Estadual Indígena Edinilson Lima Cavalcante, Nilzilene Pereira, é importante a socialização da cultura do indígena e do não índio. “Trabalhamos essa socialização na escola. Falamos muito sobre o Natal em família,

Quando inicia o último ano do mês, cerca de 200 crianças ficam à espera dos brinquedos que chegam por meio de doações.

SAT INFORMA | 20

Natal cristão do branco e sobre o nosso Deus Aniké”, disse a gestora, enaltecendo o trabalho da igreja católica na escola. “A igreja é nossa parceira. Ela reforça essa importância, principalmente da família, nas reuniões de domingo”.

Comunidade Taba Lascada A comunidade fica no município de Cantá, Norte de Roraima, na região da Serra da Lua. Apenas neste município há três comunidades. A população é dividida em Wapixana (mais de 80%) e Macuxi. No local há duas escolas públicas, uma estadual e uma municipal. De acordo com o Tuxaua César, todos os professores são indígenas. A principal fonte de renda são as roças, produção de farinha e derivados da mandioca. Ainda de acordo com o Tuxaua, a agricultura praticada é a de subsistência. “Recebemos também assistência do Governo Federal, através dos programas, mas isso tem gerado um impacto muito grande, as pessoas não querem mais trabalhar e ficam dependendo do assistencialismo”, disse o Tuxaua.


INPA

PORTAL AMAZÔNIA FIRMA PARCERIA COM O INPA PARA DIVULGAÇÃO DE NOTÍCIAS Visando otimizar a divulgação de pesquisas e notícias científicas produzidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), foi firmada uma parceria entre o instituto e o Portal Amazônia, para garantir maior visibilidade à revista “Ciência para todos”. A 11ª edição, com 64 páginas, já está disponível para visualização e download.

renda. A ciência é uma atividade social, mas também é uma atividade com fins sociais”, completou Val, na mesma entrevista concedida ao site.

Outro ponto positivo dessa parceria é o fato de que o INPA terá uma nova forma de apresentar o seu conteúdo jornalístico, aliado a textos e imagens produzidos por repórteres de toda a área de atuação do Portal: Manaus A parceria também proporcionará ao (Amazonas), Rio Branco (Acre), Porto leitor a possibilidade de acessar esse Velho (Rondônia), Macapá (Amapá) e conteúdo por meio do computador, Boa Vista (Roraima). tablet e smartphone. Em entrevista a formalização dessa concedida ao site, o diretor do INPA, Durante Alberto Luis Val, afirmou que “Esta cooperação, o INPA também promoveu cooperação com Portal Amazônia para o lançamento de cinco livros: Fruteiras divulgação do conteúdo científico da da Amazônia, de Lúcia Yuyama, Kaoru nossa revista é de extrema importância, Yuyama, Jaime Aguiar, Fernando porque com isso conseguiremos Hélio Alencar, Dionísia Nagahama e Helyde Marinho;
Aves do Pantanal, de alcançar um público bem maior”. Renato Cintra;
Introdução a Criação de Elaboradas pela assessoria de Abelhas Nativas sem Ferrão, de Helyde imprensa do órgão, mas matérias da Marinho, Maria Lúcia Absy, Maria Inês revista também estarão disponíveis, Gasparetto Higuchi e Maria da Glória individualmente, na editoria de Ciência Paiva de Assis;
 Vamos Conhecer os e Tecnologia do Portal Amazônia, Insetos Aquáticos?, de Enedi Luciana entre as reportagens da redação. É a Belmont;
Bicho de Casco, de Richard propagação do conhecimento científico Vogt;
Cadernos de Debates do Grupo da Região para o mundo. “Quanto mais de Estudos Estratégicos Amazônicos: instruída estiver a população, quanto Torno V e Vl, de Adalberto Val e Geraldo mais informação pudermos divulgar, Mendes do Santos. melhor serão os processos educacionais, de inclusão social e de geração de SAT INFORMA |21


RECONHECIMENTO

Portal Amazônia e Amazon Sat

conquistam grandes premiações em 2013 O reconhecimento por um trabalho bem feito pode acontecer de diversas formas. Para o Amazon Sat e Portal Amazônia veio por meio de indicações e prêmios recebidos durante o ano de 2013, entre eles o Fapeam de Jornalismo Científico, Milton Cordeiro, Onça Pintada e Amazonas Film Festival.

Para Isaac de Paula, coordenador de Conteúdo, o Portal Amazônia ter recebido várias indicações e ter vencido quatro delas é motivo de muito orgulho. “É o reconhecimento de um trabalho pautado em traduzir a Amazônia, de questões indígenas - como é o caso da matéria da pajelança - até o desenvolvimento sustentável - exemplificado na matéria da Jacqueline sobre as indústrias do PIM, é a resposta que temos sobre a nossa responsabilidade de continuar falando da Amazônia com uma dimensão ampliada, selecionadas 15 peças que aprofundada”, explica o foram exibidas no programa Cine Amazon Sat. coordenador.

A reporter Izinha Toscano, do Portal Amazônia, produziu a matéria “Bioinvasores representam ameaça à saúde e à biodiversidade” que rendeu os prêmios Fapeam de Jornalismo Científico, na categoria Estudantes e Onça Pintada. Ela também é finalista no Jornalistas & Cia, do HSBC Três curtas filmagens de Imprensa e Sustentabilidade, produzidos pela equipe do na categoria Fotografia. Amazon Sat foram selecionados para competir durante a Outro grande talento é a repórter décima edição do Amazonas Jacqueline Nascimento, que Film Festival: “Verdade nua foi a vencedora da categoria e crua”, “Lembranças do Profissionais, na disputa da amanhã” e “Eles podem voar”. Fapeam. A matéria escolhida Na categoria Melhor Filme foi “Pajés da Amazônia Júri Popular, o escolhido o foi mantêm medicina secular e “Verdade nua e crua”. atraem atenção da ciência”. Na categoria Webjornalismo, O Núcleo de Cinema foi criado do prêmio Milton Cordeiro, a em 2012 e uma das primeiras matéria escolhida foi “Indústrias atividades foi o lançamento em Manaus reduzem danos do concurso de roteiros, e economizam com ações em parceria com a Casa de sustentáveis”. Cinema, Amacine, Fazz.Art e Banca 3 Filmes, onde foram SAT INFORMA | 22

Os curtas “Peixe Monstro” e “H2O” foram selecionados para participar do IX Festival Brasileiro de Filmes de Aventura, Turismo e Sustentabilidade (FATU). “H2O” também participou do XV Festival Internacional de Direitos Humanos, em Buenos Aires. As produções “Lembranças do amanhã” e “Chá das cinco” foram premiadas na Mostra Competitiva Curta-Metragem do Amazonas 2012. O primeiro foi o vencedor nas categorias Melhor Ator e Melhor Fotografia, o segundo foi eleito o Melhor Filme.


RECONHECIMENTO

AMAZON SAT RECEBE SELO EMPRESA AMIGA DA CRIANÇA A Fundação Abrinq, em reconhecimento ao trabalho realizado pelo Amazon Sat, ofereceu ao canal o certificado Empresa Amiga das Crianças. Essa homenagem engaja o empresariado na defesa dos direitos da criança e do adolescente. Para o gestor de sustentabilidade do Amazon Sat, Menderson Coelho “a Fundação identificou valor nas ações realizadas pelo canal, isso traz orgulho em ver o reconhecimento dessas atividades e também aumenta a vontade de fazer sempre mais e melhor. O Amazon Sat é uma empresa que presa pela responsabilidade social”. Também afirma que “o relacionamento foi criado, agora é trabalharmos com inteligência e sabedoria de poder aproveitar as portas que se abrem”. Criada em 1990, a fundação Abrinq é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. SAT INFORMA |23

Sat Informa | Jan 2014  

nº 02

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you