Page 36

a

ARQUEOLOGIA al-madan online | adenda electrónica

Figura 1 Acesso Poente ao povoado da Picota.

2 Em cartografia da década de

1940 aparece com a designação Cavaleiros. al-madan online adenda electrónica

A selecção das áreas a prospectar por cada ano obedeceu a critérios de ordem prática e estratégica. Procedia-se a uma análise da cartografia correspondente às áreas seleccionadas e iniciavam-se as primeiras recolhas de informação oral. Dependendo das condições do terreno, procedia-se à batida de campo. Os critérios utilizados neste último processo visaram os pressupostos definidos no projecto inicial: 1. Exclusão total de áreas onde a prospecção seria impraticável, tanto terrenos de difícil progressão como terrenos de visibilidade nula. 2. Privilégio de áreas típicas de ocupação: 2.1. Zonas de destaque paisagístico e de grande defensibilidade natural. 2.2. Locais próximos a cursos de água, importantes ou relevantes na paisagem, nomeadamente Mondego, Cavalos 2 e Alva. 2.3. Zonas de transitabilidade. 2.4. Solos de maior capacidade agrícola. 2.5. Locais com emergente definição toponímica. A estratégia adoptada não revelou grandes dificuldades de aplicabilidade, sendo que o primeiro ano de trabalhos de campo correspondeu ao ano em que se identificaram e registaram mais sítios arqueológicos, não só pelo número de participantes, uma vez que contámos com o apoio do IPJ (Instituto Português da Juventude) e nos comprometemos à organização de um campo de férias, como também pela própria ausência de investigação. Houve situações em que considerámos necessária a alteração ao plano de trabalhos inicial. A primeira correspondeu à execução de sondagens arqueológicas, inicialmente previstas para os 3º e 4º anos de projecto. Porém, no final do 2º ano vimo-nos forçados a uma intervenção de emergência para avaliar o nível de destruição do sítio arqueológico da Picota, em resultado de plantações de eucaliptal. A segunda alteração foi a da campanha de prospecção sistemática prevista para o Vale do Mondego (dentro dos limites do Concelho), justificada com base na análise da Carta Geológica 17-C e respectiva nota explicativa e em áreas onde a metodologia proposta fosse aplicável. Dentro destes pressupostos, optou-se pela margem direita do Rio Alva pois, com base em análise bibliográfica e recolha de informação oral, haveria nesta área locais de extracção mineira romana, situação que se confirmaria em Meda de Mouros e Mouronho, envolvendo respectivamente as áreas definidas na toponímia por Mangação / Castelo dos Mouros, Areias de Fontão e Fontão (Pousadouros).

Toda a informação recolhida em campo foi objecto de tratamento e entregue ao IPA (IGESPAR) sob a forma de relatórios de progresso anuais, onde se apresentaram as respectivas fichas de sítio arqueológico. Para o levantamento das sepulturas, foram elaboradas fichas específicas e apresentados os respectivos desenhos. Também as fotografias dos sítios arqueológicos identificados, inéditos ou relocalizados, foram entregues nos respectivos relatórios de progresso.

Levantamento toponímico O levantamento toponímico, para um trabalho que tem por base a prospecção, constitui um ponto de partida para a compreensão de uma malha de povoamento, caracterizada nos dias de hoje por um abandono da actividade agropastoril e cuja própria toponímia do concelho cremos constituir exemplo. Por outro lado, as indicações da toponímia para o povoamento de épocas mais antigas, poderão corresponder no presente ao reflexo de actividades desenvolvidas no passado. Salientam-se, por exemplo, os topónimos relacionados com exploração agrícola, Quintas e Casais, ou actividades de transformação, como Pisão ou Vale Lagar, só para citar alguns. Poucos são, no caso do concelho de Tábua, os que remetem in stricto sensus para a possibilidade de sítios arqueológicos. De acordo com a nossa opção de estruturação do respectivo levantamento, baseada no trabalho de Maria Mulize Ferreira e A. Manuela Ferreira (FERREIRA e FERREIRA 1993), observamos que a maioria dos sítios arqueológicos se concentra em locais onde a toponímia remete para o que se designou de ambiente humanizado, distribuindo-se os sítios anteriores ao período romano, com excepção de Picota, e romano, por topónimos que remetem para a organização do território, enquanto que os medievais, na maior

VI

2

CENTRO DE ARQUEOLOGIA DE ALMADA

al-madan online adenda electrónica ISSN 0871-066X | IIª Série (16) | Dezembro 2008

Al-Madan Online 16  

16 - Al-Madan Online (ISSN 2182-7265), n.º 16, apresentada publicamente a 28 de Julho de 2009, em paralelo com edição em papel - Al-Madan (I...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you