Edição nº 16 | #MERGULHOSEGURONOCONHECIMENTO – Natal Sustentável

Page 1

Sustentabilidade e Ambiente Edição nº 16 | #MERGULHOSEGURONOCONHECIMENTO – Natal Sustentável

Notícia

Nesta Edição

Com o início da Época Natalícia, aproxima-se um período no qual o estímulo ao consumo provoca um maior impacto ambiental, com o desgaste de recursos e a consequente produção de resíduos, aumento do uso energético e produção de gases com efeito de estufa.

PG. 2

Nesta newsletter, o Pavilhão da Água pretende demonstrar, como poderemos ter um Natal mais Sustentável que promova o respeito pelo Ambiente, o apoio a projetos Sociais e a redução de custos.

PG. 3

Exemplo eficaz de redução do consumo energético e sustentabilidade ambiental na cidade do Porto, foi a que resultou da decisão de substituição da iluminação de Natal implementada em 2017 pela Câmara Municipal do Porto, ao substituir as lâmpadas normais por mais de dois milhões de microlâmpadas led. Cerca de 95% das lâmpadas então utilizadas foram de baixo consumo, o que permitiu uma poupança de cerca de 80% de consumo energético comparativamente com as lâmpadas tradicionais. Feliz Natal para Todos…

 Natal Sustentável – a tradição do futuro  Sabia que…

 Bacalhau – História e Sustentabilidade  A Solidariedade pode ser Ecológica? PG. 4  Árvore de Natal Ecológica  Atividade em Família – Decorações Ecológicas  Sugestões


Natal Sustentável – a tradição do futuro

Sabia que… A tradição do uso da árvore de Natal, símbolo do culto pagão dos povos da Europa do Norte, teve início na região da atual Alemanha durante o século XVI.

Sabia que… A figura do Pai Natal inspira-se em S. Nicolau, antigo bispo de Mira (Turquia). À semelhança do que sucedeu com a utilização da árvore, a transformação da figura do bispo em “Pai Natal” dá-se na Alemanha. A difusão da imagem torna-se global com um anúncio da Coca-Cola em 1931. Um Natal sustentável significa um Natal sem desperdício, preservando o ambiente e apelando à consciência de cada pessoa. É verdade que o Natal é um momento de festa e até mesmo de alguns exageros, mas é preciso começar a ter peso e medida, especialmente numa altura como esta, em que o Planeta Terra vive já acima da sua capacidade. Pronto para ter um Natal mais amigo do Planeta? Então aqui ficam algumas sugestões. Sugestões para um Natal mais sustentável Árvore de Natal Opte por uma árvore que possa guardar e voltar a usar para o ano. Decorações Opte por fazer as suas próprias decorações recorrendo, a produtos naturais ou reaproveitados. Luzes de Natal Utilize lâmpadas eficientes e de menor consumo (LEDs) e não deixe as luzes acesas sem necessidade. Presentes Opte por oferecer presentes educativos e livres de substâncias perigosas. Dê algum do seu tempo e participe em campanhas solidárias. Ceia de Natal Reduza ao máximo o desperdício alimentar. Faça uma lista do que realmente precisa e evite demasiados produtos embalados. Resíduos Reutilize laços e papel de embrulho. Separe os resíduos por género e coloque-os no ecoponto correto.

Sabia que… A data do nascimento de Jesus Cristo é ainda um mistério para os investigadores. O Imperador Constantino fixou o Natal a 25 de dezembro, antiga data da Saturnália (festa romana que envolvia a troca de presentes), num gesto de apropriação cultural que facilitou a instauração do Cristianismo como religião oficial do Império.

Sabia que… O peru ocupa a mesa dos portugueses há mais tempo do que o bacalhau. No século XVI, a introdução do bacalhau foi também consequência duma causa religiosa: a proibição do consumo de carne nos dias que antecediam o Natal.

Edição nº 16 | #MERGULHOSEGURONOCONHECIMENTO – Natal Sustentável

2


Bacalhau – História e Sustentabilidade

A Solidariedade pode ser Ecológica?

O bacalhau é atualmente, rei e senhor na mesa de Natal das famílias portuguesas. A partir de dado momento histórico, o “fiel amigo” (Eça de Queiroz) entrou para nunca mais sair da tradição gastronómica portuguesa. A ampla costa marítima nacional contribuiu decisivamente para o rumo expansionista, para as trocas comerciais e para as atividades piscatórias. Hoje, coloca-se a questão da sustentabilidade da pesca industrial num oceano acossado pelas grandes pragas ambientais: perda de biodiversidade, aumento da temperatura global e poluição.

É certo que ainda não sabemos como vai ser o Natal, mas uma coisa sabemos; vai existir e vamos celebrá-lo.

É indelével a ligação dos portugueses ao mar e às atividades piscatórias, e o nosso território sempre foi rico em sal, bem primário para a conservação do bacalhau: devido a esta permuta com os Vikings – pioneiros nesta pesca – o bacalhau entrou na alimentação portuguesa. No século XVI, a sua pesca no Mar do Norte torna-se mais ativa e o seu consumo expande-se, sendo alvo de um imposto nos portos entre o Douro e Minho. O consumo generaliza-se no século XVIII. No entanto, a fixação no imaginário coletivo nacional dar-se-ia em meados do século XX, quando o Estado Novo procurou recriar a imagem dos Descobrimentos na sua dimensão épica e dramática. Os anos 50 e 60 do século XX foram o pico da frota bacalhoeira portuguesa: Portugal era o maior produtor mundial de bacalhau, gerando 70% do que consumia. Sendo Portugal um dos maiores consumidores de peixe do mundo e as atividades piscatórias fundamentais para as comunidades costeiras, a alteração de comportamentos é premente. A defesa do oceano passa pela diversificação e proteção das espécies, pela ação pedagógica junto da comunidade e pela reversão de comportamentos danosos.

Não parece que é Natal até começar a preparar as suas decorações e a espalhar iluminações e ornamentos pela casa. E há muito para fazer sem ser apenas montar a árvore de Natal. Depois de um ano de tantas mudanças, restrições, perdas, medo e incertezas, não há razão para não encher a sua casa de cor e brilho. As tendências mostram que, este ano, existe um aumento de procura por decorações acessíveis, recicladas e feitas à mão. A procura de produtos de Natal sustentáveis subiram 150% nas pesquisas e isto aplica-se desde os embrulhos às decorações. Este ano, sem dúvida, o Natal é green. E esta é também uma forma de manter os mais novos entretidos e incentiválos a participar na decoração, a reutilizar materiais ou a dar nova vida a decorações antigas. Mostramos, com alguns conselhos, que a solidariedade pode ser ecológica:  Pense bem sobre as prendas que vai oferecer, opte por produtos úteis;  Em caso de dúvida sobre a prenda a oferecer, opte pelos cheques-prenda já disponíveis em inúmeras lojas (livrarias, teatros; lojas de roupas ou de outros bens);  Seja solidário e ofereça prendas no âmbito de campanhas de solidariedade social ou use as plataformas de doações para dar coisas que perderam utilidade;  Ofereça a inscrição em associações cívicas (como por exemplo associações de defesa do ambiente) ou um donativo a uma determinada causa (apadrinhando um animal selvagem, por exemplo); Feliz Natal e Bom Ambiente…

Edição nº 16 | #MERGULHOSEGURONOCONHECIMENTO – Natal Sustentável

3


Árvore de Natal Ecológica A quadra que se aproxima é uma altura de festa, alegria, de estar com a família e muita diversão na criação das decorações para as nossas casas. Em família podemos criar os enfeites de Natal mantendo a nossa preocupação com o planeta. O Pavilhão da Água nas suas atividades de Natal costuma realizar ateliers de reciclagem e decoração natalícias. As crianças dão asas à sua imaginação e criam os seus próprios enfeites para a sua árvore de Natal, recorrendo a materiais recicláveis de casa. Os técnicos do Pavilhão da Água decoraram no Natal de 2016 a sua Árvore com flores feitas de garrafas de plástico, dando continuidade ao seu trabalho como responsáveis pela área de Educação Ambiental. Deixamos aqui mais alguns exemplos de árvores ecológicas que podemos criar para termos um Natal mais ambiental:  Criar uma árvore em cartão reciclado, com algumas decorações em tecido, árvore em madeira, decorada com objetos reciclados.  Utilizar uma árvore artificial, embora feita muitas vezes de materiais de plástico, deverá como contrapartida ser reutilizada durante muitos anos.

Atividade em Família – Decorações Ecológicas Aproveite o fim de semana prolongado que se avizinha, e com todo o espírito natalício, utilize todos os produtos recicláveis e em família, faça as suas decorações ecológicas. Aqui deixamos algumas sugestões: Aproveite uma manhã para passear no parque, aproveitar o ar livre e recolha algumas pinhas, alguns ramos de pinheiro e tragaos para casa. Pinte as pinhas com as cores prateadas, douradas, ou deixe mesmo ao natural e com mais alguns materiais, que possa ter, crie uma coroa de Natal diferente para colocar na sua entrada. Com cápsulas de café pode dar asas à imaginação e conceber bonitos enfeites, crie anjinhos para decorar a sua árvore com ráfia, palha, cartolina e muita imaginação. Não se esqueça, neste Natal recicle e pense no ambiente. Quando receber uma prenda, e sempre que possível reaproveite os laços e os sacos dos presentes. A sustentabilidade depende das nossas ações!

Podcast Verdes Hábitos – Natal Sustentável https://bit.ly/NatalSustentávelTSF H2Online – A Estrela Mágica https://bit.ly/EstrelaMágica

Ofereça presentes originais da Loja do Pavilhão da Água!

Sugestão de Filme Arthur Christmas Natal Mais Uma Vez https://bit.ly/NatalMaisUmaVez Edição nº 16 | #MERGULHOSEGURONOCONHECIMENTO – Natal Sustentável

4


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.